Autor Tópico: Imagens políticas  (Lida 96008 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.519
  • Sexo: Masculino
Re:Imagens políticas
« Resposta #100 Online: 15 de Janeiro de 2015, 13:14:19 »
Acho que esta estampa da camisa do Jovem Nerd é uma boa imagem política:

"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Rhyan

  • Visitante
Re:Imagens políticas
« Resposta #101 Online: 15 de Janeiro de 2015, 13:19:16 »
A foto do cara é uma imagem de militares da ditadura URSS com a foto do ditador Lenin e ele quer criticar o fascismo?

O que a teoria de Mises tem a ver com a frase fascista de Mussolini?
"Tudo no estado, nada contra o estado, nada fora do estado.”

E por fim eu pergunto: Essa é a liberdade neoliberal tucana?

Offline Jurubeba

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.035
  • Sexo: Masculino
  • CHAMEM OS ANARQUISTAS!!!
Re:Imagens políticas
« Resposta #102 Online: 15 de Janeiro de 2015, 13:28:25 »
Mas o Estado burguês é o balcão de negocio da burguesia, não vejo como isso tem alguma coisa a ver com o socialismo, já que em uma economia socialista há socialização dos meios de produção e fim da propriedade, não existe monopólios privados corporativistas no socialismo, por isso essas grandes empresas financiaram os fascistas evitando uma revolução marxista em um momento de crise do capitalismo e mantendo os privilégios de sua classe, Mises pelo jeito também se deixou levar por essa comunistofobia.
Fascismo e nazismo surgem justamente da proposta socialista de intervenção estatal para socialização do capital. No entanto, como é praxe em movimentos monopolistas, onde se concentra todo o poder nas mãos de um suposto estado bonzinho que irá ajudar os cidadãos, uma vez que a riqueza e as liberdades individuais são suprimidas da sociedade quem está no poder vira a casaca, cria sua elite particular em detrimento do resto da população e instala a ditadura para seu deleite em nome de uma sociedade mais justa.

Procure na história e você verá que é sempre assim. Você fala em Estado burguês ser o balcão, eu digo que qualquer que seja o Estado é o balcão e o pior é o socialista.

Em um mundo capitalista não se vive sem capital, sem dinheiro. Ignorar essa verdade e desejar uma ilha da fantasia inexistente é pura alienação. O socialista não sabe criar capital, tampouco ganhar dinheiro. Por isso o Estado socialista é o pior que existe, pois só gera pobreza, escassez e atraso. As pessoas precisam de comércio para suprir e ser suprido. Numa utopia socialista isso é impossível, mesmo que no papel tudo seja maravilhoso.

Você fala na inexistência de monopólios privados no socialismo, mas existe o monopólio estatal, que é o mais vil, já que pertence a todos e é usado e abusado por poucos. Vide a Petrobras. Quando empresas privadas quebram ou são levadas à bancarrota por fraude, má gestão ou qualquer merda que os seus donos façam, elas simplesmente fecham as portas. Quando estatais quebram, os donos por conveniência são chamados a pagar a conta, ou seja, nós, idiotas, pagadores de impostos.

O que socialistas não conseguem ver é que o capitalismo precisa de consumidores, de pessoas com dinheiro para fazer a riqueza circular. Um capitalista, um liberal, jamais vai fomentar a pobreza, pois assim serão menos clientes. Não é preciso perder muito tempo com essa besteira de revolução marxista, basta estudar a história da URSS para ver como isso só funciona nas cabeças alienadas da Esquerda Caviar. Privilégios de sua classe, como você diz, só existem com consumidores, o que significa dizer que, na pobreza, todos perdem. Apenas os totalitários socialistas é que precisam de proteção nesse sentido, já que não sabem criar riqueza e, por isso, precisam de panelinhas que os sustentem. Daí o fascismo!

Mas, para deixar tudo simples, nos apresente um case de sucesso dessa maravilha chamada socialismo, onde seus argumentos foram aplicados. E mais uma vez você cita Mises demonstrando total desconhecimento sobre seu pensamento...

Saudações

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.519
  • Sexo: Masculino
Re:Imagens políticas
« Resposta #103 Online: 15 de Janeiro de 2015, 13:33:13 »
A gente está assistindo ao vivo um Estado que quanto mais reprime o capitalismo, mais se afunda em miséria: A Venezuela.

E mesmo assim as pessoas não aprendem...

E não é que os venezuelanos estão deixando de comprar iphones, eles estão sem remédios e produtos básicos de higiene.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Jurubeba

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.035
  • Sexo: Masculino
  • CHAMEM OS ANARQUISTAS!!!
Re:Imagens políticas
« Resposta #104 Online: 15 de Janeiro de 2015, 13:51:00 »
Nem tirando do contexto o Daniel conseguiu ridicularizar Mises.

O Brasil é um país influenciado pelo fascismo até hoje, vide as CLTs que os soças tanto apoiam!
Libertário, você está errado! O Brasil é um país fascista!

O fascismo é o sistema de governo que carteliza o setor privado, planeja centralizadamente a economia subsidiando grandes empresários com boas conexões políticas, exalta o poder estatal como sendo a fonte de toda a ordem, nega direitos e liberdades fundamentais aos indivíduos e torna o poder executivo o senhor irrestrito da sociedade.

Veja se esse não é o retrato do Brasil?

Faltou citar a cooptação dos sindicatos, que enganam o trabalhador com discursos de ordem mas que, no fundo, implementam as políticas desejadas pelo governo.

A consequência?
E se o fascismo é invisível para nós, então ele é um assassino verdadeiramente silencioso.  Assim como um parasita suga seu hospedeiro, o fascismo impõe um estado tão enorme, pesado e violento sobre o livre mercado, que o capital e a produtividade da economia são completamente exauridos.  O estado fascista é como um vampiro que suga a vida econômica de toda uma nação, causando a morte lenta e dolorosa de uma economia que outrora foi vibrante e dinâmica.

Em suma, apenas uma variante socialista de modelo de miséria!

Saudações
« Última modificação: 15 de Janeiro de 2015, 13:53:42 por Jurubeba »

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 25.783
  • Sexo: Masculino
Re:Imagens políticas
« Resposta #105 Online: 15 de Janeiro de 2015, 17:31:24 »
Mas o Estado burguês é o balcão de negocio da burguesia, não vejo como isso tem alguma coisa a ver com o socialismo, já que em uma economia socialista há socialização dos meios de produção e fim da propriedade, não existe monopólios privados corporativistas no socialismo, por isso essas grandes empresas financiaram os fascistas evitando uma revolução marxista em um momento de crise do capitalismo e mantendo os privilégios de sua classe, Mises pelo jeito também se deixou levar por essa comunistofobia.

Você pode, por favor, citar exemplos de "economias socialistas", seja do passado ou do presente?
Foto USGS

Offline Pagão

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.470
  • Sexo: Masculino
Re:Imagens políticas
« Resposta #106 Online: 15 de Janeiro de 2015, 18:03:51 »
Nenhuma argumentação racional exerce efeitos racionais sobre um indivíduo que não deseje adotar uma atitude racional. - K.Popper

Offline Rocky Joe

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.742
  • Sexo: Masculino
Re:Imagens políticas
« Resposta #107 Online: 15 de Janeiro de 2015, 18:59:51 »
Lorentz, eu não concordo muito com esta imagem (a do Jovem Nerd). Ela é engraçada, mas eu acho coerente alguém criticar um sistema mas, enquanto viver nele, ser um cidadão normal. Se algum dia ele tiver a chance de ir para outro sistema, ele escolhe, ué. Você pode criticar que ele não está procurando criar outro sistema - mas há um tipo de gente que nunca foi feito para a militância, e mesmo assim tem preferência política... (eu, por exemplo!)

O mesmo vale para libertários, para mim. Não acho incoerente que alguns aceitem benefícios governamentais.

A imagem também é um pouco ruim por outro motivo, porque já sugere que quem critica o capitalismo é comunista, e coloca num dualismo que não necessariamente existe.

Mas é engraçada.

Offline Pagão

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.470
  • Sexo: Masculino
Re:Imagens políticas
« Resposta #108 Online: 15 de Janeiro de 2015, 19:23:34 »
Nenhuma argumentação racional exerce efeitos racionais sobre um indivíduo que não deseje adotar uma atitude racional. - K.Popper

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.519
  • Sexo: Masculino
Re:Imagens políticas
« Resposta #109 Online: 15 de Janeiro de 2015, 19:34:29 »
Lorentz, eu não concordo muito com esta imagem (a do Jovem Nerd). Ela é engraçada, mas eu acho coerente alguém criticar um sistema mas, enquanto viver nele, ser um cidadão normal. Se algum dia ele tiver a chance de ir para outro sistema, ele escolhe, ué. Você pode criticar que ele não está procurando criar outro sistema - mas há um tipo de gente que nunca foi feito para a militância, e mesmo assim tem preferência política... (eu, por exemplo!)

O mesmo vale para libertários, para mim. Não acho incoerente que alguns aceitem benefícios governamentais.

A imagem também é um pouco ruim por outro motivo, porque já sugere que quem critica o capitalismo é comunista, e coloca num dualismo que não necessariamente existe.

Mas é engraçada.

A imagem é engraçada. Mas você é chato.  ;P
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Jurubeba

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.035
  • Sexo: Masculino
  • CHAMEM OS ANARQUISTAS!!!
Re:Imagens políticas
« Resposta #110 Online: 15 de Janeiro de 2015, 20:47:33 »
Lorentz, eu não concordo muito com esta imagem (a do Jovem Nerd). Ela é engraçada, mas eu acho coerente alguém criticar um sistema mas, enquanto viver nele, ser um cidadão normal. Se algum dia ele tiver a chance de ir para outro sistema, ele escolhe, ué. Você pode criticar que ele não está procurando criar outro sistema - mas há um tipo de gente que nunca foi feito para a militância, e mesmo assim tem preferência política... (eu, por exemplo!)

O mesmo vale para libertários, para mim. Não acho incoerente que alguns aceitem benefícios governamentais.

A imagem também é um pouco ruim por outro motivo, porque já sugere que quem critica o capitalismo é comunista, e coloca num dualismo que não necessariamente existe.

Mas é engraçada.

A imagem é engraçada. Mas você é chato.  ;P
Sobre o negritado, realmente não é incoerente. Mas aí estamos no âmbito daquilo que eu comentei noutro tópico e que, embora pareça socialismo, não pertence a este e nem é feito de maneira coerente por este: as ditas políticas de bem-estar social. Os sociais-democratas são excelentes nessa prática, vide os países Escandinavos.

Dentre as características de regimes socialistas, duas se destacam com vigor: políticas de bem-estar social e (essa é que é a desgraça) planejamento centralizado. No que diz respeito à esta última, é o que chamamos de intervencionismo estatal e, não por acaso, é o grito de guerra que ecoa na boca de todo esquerdista: mais Estado!

Lamentavelmente os idiotas úteis continuam a fazer o trabalho sujo para os totalitaristas. Esses militantes inocentes não conseguem nem perceber que quanto maior o estado menor sua liberdade individual. É tão absurda a falta de abstração que não percebem a incoerência de estar num dia pedindo leis e regulamentação e noutro solicitando direitos e liberdades. Vai ser bipolar assim em Cuba!

Saudações

Offline Jurubeba

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.035
  • Sexo: Masculino
  • CHAMEM OS ANARQUISTAS!!!
Re:Imagens políticas
« Resposta #111 Online: 15 de Janeiro de 2015, 20:51:25 »
Essa vale?



Saudações

Offline Jurubeba

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.035
  • Sexo: Masculino
  • CHAMEM OS ANARQUISTAS!!!
Re:Imagens políticas
« Resposta #112 Online: 15 de Janeiro de 2015, 21:17:35 »
Eis a perfeição socialista:

A máxima forma de coerção governamental é o socialismo. Sob o planejamento central socialista, a burocracia planejadora carece de um sistema de preços para a terra e para bens de capital. Até mesmo socialistas como Robert Heilbroner agora admitem que a burocracia planejadora socialista não tem como calcular preços ou custos, nem tem como investir capital de maneira que toda a rede de produção possa se harmonizar e saldar. A recente experiência soviética, onde uma abundante safra de trigo não conseguia chegar até os mercados varejistas, é um exemplo instrutivo da impossibilidade de se operar uma moderna e complexa economia na ausência de um livre mercado. Não havia incentivos nem meios de calcular preços e custos para que veículos de transporte pudessem chegar ao trigo, para que fábricas de farinha recebessem e processassem o trigo, e assim por diante passando por um grande número de etapas necessárias para se chegar ao consumidor final em Moscou ou Sverdlovsk. Todo o investimento em trigo era quase que totalmente desperdiçado.

Sugiro a leitura do artigo.

Saudações

Offline Jurubeba

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.035
  • Sexo: Masculino
  • CHAMEM OS ANARQUISTAS!!!
Re:Imagens políticas
« Resposta #113 Online: 15 de Janeiro de 2015, 21:22:31 »
 :histeria: :histeria: :histeria: :histeria:

Tem a ver com política:



Saudações

Offline Daniel_1993

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 246
  • Sexo: Masculino
  • Sou ex-socialista
Re:Imagens políticas
« Resposta #114 Online: 15 de Janeiro de 2015, 21:29:48 »
Mas o Estado burguês é o balcão de negocio da burguesia, não vejo como isso tem alguma coisa a ver com o socialismo, já que em uma economia socialista há socialização dos meios de produção e fim da propriedade, não existe monopólios privados corporativistas no socialismo, por isso essas grandes empresas financiaram os fascistas evitando uma revolução marxista em um momento de crise do capitalismo e mantendo os privilégios de sua classe, Mises pelo jeito também se deixou levar por essa comunistofobia.
Fascismo e nazismo surgem justamente da proposta socialista de intervenção estatal para socialização do capital. No entanto, como é praxe em movimentos monopolistas, onde se concentra todo o poder nas mãos de um suposto estado bonzinho que irá ajudar os cidadãos, uma vez que a riqueza e as liberdades individuais são suprimidas da sociedade quem está no poder vira a casaca, cria sua elite particular em detrimento do resto da população e instala a ditadura para seu deleite em nome de uma sociedade mais justa.

Procure na história e você verá que é sempre assim. Você fala em Estado burguês ser o balcão, eu digo que qualquer que seja o Estado é o balcão e o pior é o socialista.

Em um mundo capitalista não se vive sem capital, sem dinheiro. Ignorar essa verdade e desejar uma ilha da fantasia inexistente é pura alienação. O socialista não sabe criar capital, tampouco ganhar dinheiro. Por isso o Estado socialista é o pior que existe, pois só gera pobreza, escassez e atraso. As pessoas precisam de comércio para suprir e ser suprido. Numa utopia socialista isso é impossível, mesmo que no papel tudo seja maravilhoso.

Você fala na inexistência de monopólios privados no socialismo, mas existe o monopólio estatal, que é o mais vil, já que pertence a todos e é usado e abusado por poucos. Vide a Petrobras. Quando empresas privadas quebram ou são levadas à bancarrota por fraude, má gestão ou qualquer merda que os seus donos façam, elas simplesmente fecham as portas. Quando estatais quebram, os donos por conveniência são chamados a pagar a conta, ou seja, nós, idiotas, pagadores de impostos.

O que socialistas não conseguem ver é que o capitalismo precisa de consumidores, de pessoas com dinheiro para fazer a riqueza circular. Um capitalista, um liberal, jamais vai fomentar a pobreza, pois assim serão menos clientes. Não é preciso perder muito tempo com essa besteira de revolução marxista, basta estudar a história da URSS para ver como isso só funciona nas cabeças alienadas da Esquerda Caviar. Privilégios de sua classe, como você diz, só existem com consumidores, o que significa dizer que, na pobreza, todos perdem. Apenas os totalitários socialistas é que precisam de proteção nesse sentido, já que não sabem criar riqueza e, por isso, precisam de panelinhas que os sustentem. Daí o fascismo!

Mas, para deixar tudo simples, nos apresente um case de sucesso dessa maravilha chamada socialismo, onde seus argumentos foram aplicados. E mais uma vez você cita Mises demonstrando total desconhecimento sobre seu pensamento...

Saudações

Você igualiza todas as ideologias não liberais ao estatismo, desvirtuando os seus conceitos, tanto que disse ao seu amigo "Libertário" que até nossa democracia representativa-liberal é fascista. Se for considerar todos aqueles países que possuem direitos trabalhistas como sendo "fascista" então o "welfare state" seria ultra-fascista.

O fascismo não é simplesmente estatismo, sim  fruto de um processo específico e cada uma de suas características é condicionada por ele, por necessidades da classe burguesa, ele não se propunha a ser um estado bonzinho e sim uma reação autoritária contra os males da sociedade para manter a ordem e evitar revolução, ou seja, extrema direita anticomunista. No caso italiano necessidade de um "risorgimento", retornar a "pátria" à sua grandeza, conciliação de classe em prol desses interesses (universalizando ideologicamente os interesses da classe burguesa, uma prática da burguesia desde 1789), fortalecer a economia contra a crise, um "grande líder" que represente os interesses da classe e governe com mão de ferro. Até o próprio estatismo, tipico do fascismo dos anos 30 na europa, não pode ser considerada como uma característica "essencial" do fascismo, visto que no Chile de Pinochet a politica econômica foi liberal.  Havia grandes diferenças entre o fascismo italiano e o espanhol, e destes com o alemão. Destes também existem com a ditadura brasileira, e desta com a chilena.

Já o socialismo ao qual estava ligado os partidos socialistas europeus vieram da II Internacional (1889-1914), defendiam a união dos trabalhadores(as) do mundo todo, não possuíam pretensões nacionalistas. Só após a Primeira Guerra Mundial (1914-1918) é que os desentendimentos entre os PS da Europa levaram ao fim da II Internacional e a Revolução Russa de 1917 impulsionou a criação da III Internacional (1919-1935).

Assim não há relação histórica e ideológica entre o surgimento dos socialistas de cunho internacionalista com o nazismo. Quando procuram lhe pregar esta peça contam com sua ignorância em relação à História do Socialismo. Muitos agem assim por má fé (o mais comum), outros por pura falta de conhecimento.
“You will never be happy if you continue to search for what happiness consists of. You will never live if you are looking for the meaning of life.”
― Albert Camus

“The way to love anything is to realize that it may be lost.”
― G.K. Chesterton

“The first duty of a man is to think for himself”
― José Martí

Não sou mais um marxista-stalinista: http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=30157.0

Offline Jurubeba

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.035
  • Sexo: Masculino
  • CHAMEM OS ANARQUISTAS!!!
Re:Imagens políticas
« Resposta #115 Online: 15 de Janeiro de 2015, 21:40:08 »
Você igualiza todas as ideologias não liberais ao estatismo, desvirtuando os seus conceitos, tanto que disse ao seu amigo "Libertário" que até nossa democracia representativa-liberal é fascista. Se for considerar todos aqueles países que possuem direitos trabalhistas como sendo "fascista" então o "welfare state" seria ultra-fascista.

O fascismo não é simplesmente estatismo, sim  fruto de um processo específico e cada uma de suas características é condicionada por ele, por necessidades da classe burguesa, ele não se propunha a ser um estado bonzinho e sim uma reação autoritária contra os males da sociedade para manter a ordem e evitar revolução, ou seja, extrema direita anticomunista. No caso italiano necessidade de um "risorgimento", retornar a "pátria" à sua grandeza, conciliação de classe em prol desses interesses (universalizando ideologicamente os interesses da classe burguesa, uma prática da burguesia desde 1789), fortalecer a economia contra a crise, um "grande líder" que represente os interesses da classe e governe com mão de ferro. Até o próprio estatismo, tipico do fascismo dos anos 30 na europa, não pode ser considerada como uma característica "essencial" do fascismo, visto que no Chile de Pinochet a politica econômica foi liberal.  Havia grandes diferenças entre o fascismo italiano e o espanhol, e destes com o alemão. Destes também existem com a ditadura brasileira, e desta com a chilena.

Já o socialismo ao qual estava ligado os partidos socialistas europeus vieram da II Internacional (1889-1914), defendiam a união dos trabalhadores(as) do mundo todo, não possuíam pretensões nacionalistas. Só após a Primeira Guerra Mundial (1914-1918) é que os desentendimentos entre os PS da Europa levaram ao fim da II Internacional e a Revolução Russa de 1917 impulsionou a criação da III Internacional (1919-1935).

Assim não há relação histórica e ideológica entre o surgimento dos socialistas de cunho internacionalista com o nazismo. Quando procuram lhe pregar esta peça contam com sua ignorância em relação à História do Socialismo. Muitos agem assim por má fé (o mais comum), outros por pura falta de conhecimento.
Claro que há! Aliás, a principal característica do socialismo (intervencionismo) é a marca registrada tanto do fascismo quanto no nazismo. Agora foi você que entrou em contradição. Se você leu a definição resumida de fascismo que citei, me diga se o Brasil não é exatamente assim! Se não vivemos sob regime fascista então temos que modernizar o termo. Quem sabe lulismo? Mas o fato é que, excetuando a influência militar, nosso governo tem todas as características fascistas. Resta dúvida?

Todo socialismo, depois de implementado, se transforma em direita! E aqui cabe um desafio: me aponte um único caso onde o socialismo chegou ao poder e que não tenha resultado, em resumo, em mordaça para o povo, pobreza e supressão de direitos! Onde pode ser encontrada essa utopia tão perseguida pela Esquerda Caviar?

Saudações

Offline Daniel_1993

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 246
  • Sexo: Masculino
  • Sou ex-socialista
Re:Imagens políticas
« Resposta #116 Online: 15 de Janeiro de 2015, 22:00:37 »
Eu não neguei o intervencionismo nazista ou fascista, só discordo de resumir essas ideologias ao seu intervencionismo. Também não acho que o Mises seja um fascista, apenas coloquei o meme para mostrar até um liberal 100% antiestatismo pode ser enganado por seu ódio ao comunismo, fazendo elogios até a ideologias que ele abomina.
“You will never be happy if you continue to search for what happiness consists of. You will never live if you are looking for the meaning of life.”
― Albert Camus

“The way to love anything is to realize that it may be lost.”
― G.K. Chesterton

“The first duty of a man is to think for himself”
― José Martí

Não sou mais um marxista-stalinista: http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=30157.0

Offline Daniel_1993

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 246
  • Sexo: Masculino
  • Sou ex-socialista
Re:Imagens políticas
« Resposta #117 Online: 15 de Janeiro de 2015, 22:02:19 »
Acho que esta estampa da camisa do Jovem Nerd é uma boa imagem política:



“You will never be happy if you continue to search for what happiness consists of. You will never live if you are looking for the meaning of life.”
― Albert Camus

“The way to love anything is to realize that it may be lost.”
― G.K. Chesterton

“The first duty of a man is to think for himself”
― José Martí

Não sou mais um marxista-stalinista: http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=30157.0

Offline Jurubeba

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.035
  • Sexo: Masculino
  • CHAMEM OS ANARQUISTAS!!!
Re:Imagens políticas
« Resposta #118 Online: 15 de Janeiro de 2015, 22:13:59 »
Eu não neguei o intervencionismo nazista ou fascista, só discordo de resumir essas ideologias ao seu intervencionismo. Também não acho que o Mises seja um fascista, apenas coloquei o meme para mostrar até um liberal 100% antiestatismo pode ser enganado por seu ódio ao comunismo, fazendo elogios até a ideologias que ele abomina.
Não acredito que Mises nutria ódio ao comunismo. Do que já li dele fica claro que ele era contra por um motivo muito simples: não funciona!

Eu, em particular, tenho é medo. Se o Brasil, que ainda é um Frankstein entre o capitalismo e o socialismo, já me assusta pelo tamanho do estado, seu intervencionismo e arbitrariedades monárquicas, imagina um estado comunista! Seria verdadeiramente um inferno na terra (e olha que eu sou ateu).

Saudações

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Imagens políticas
« Resposta #119 Online: 15 de Janeiro de 2015, 22:17:05 »
Daniel V.

1 - A piada do Wifi nada tem a ver com distribuição, tem a ver apenas com o reconhecimento que o modo de produção socialista era não competitivo e não foi capaz de trazer os avanços que o capitalismo trouxe. Está mais como "vai para coréia do norte morar naquele paraíso" do que questionar algo sobre a desigualdade.

2- Ué, o capitalismo não era um jogo de soma zero? Se tirar dos ricos e dar para os pobres não ficará tudo bem? Não? Então quer dizer que a supressão dos ricos é a chave?

Desenvolva mais, por favor.
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Imagens políticas
« Resposta #120 Online: 15 de Janeiro de 2015, 22:53:43 »


A completa supressão de ricos e pobres, ou de feios e bonitos não existe, Daniel Vermelho. O que pode ser feito é a "completa"(claro, trocando o significado de "ricos" e "bonitos" para "dirigentes do sistema") supressão de ricos e bonitos só sobrando a miséria e a feiura sem qualquer referência comparativa.

Offline Pagão

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.470
  • Sexo: Masculino
Re:Imagens políticas
« Resposta #121 Online: 16 de Janeiro de 2015, 08:21:47 »


Propriedade "coletiva do povo trabalhador" ou de facto propriedade da classe dirigente de revolucionários profissionais que ela e só ela decide sobre os empregos, salários, despedimentos, liberdades e detenções da restante população?

Fim de proprietários privados igual a fim das desigualdades? Então passem todos os bens para as mãos da Igreja ou de um partido político (PC), acabando com o proprietário privado, e tenham muita, muita fé, de que daí resultará a "igualdade"... e, por favor, não leiam nada sobre Clerocracia nem Nomenklatura...


« Última modificação: 16 de Janeiro de 2015, 08:30:25 por Pagão »
Nenhuma argumentação racional exerce efeitos racionais sobre um indivíduo que não deseje adotar uma atitude racional. - K.Popper

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.519
  • Sexo: Masculino
Re:Imagens políticas
« Resposta #122 Online: 16 de Janeiro de 2015, 09:41:34 »
:histeria: :histeria: :histeria: :histeria:

Tem a ver com política:



Saudações

Bem, todos eles carregam o DNA do mesmo dono...
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Jurubeba

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.035
  • Sexo: Masculino
  • CHAMEM OS ANARQUISTAS!!!
Re:Imagens políticas
« Resposta #123 Online: 16 de Janeiro de 2015, 10:22:26 »
Bem, todos eles carregam o DNA do mesmo dono...
?

Elabore  :hein:

Saudações

Offline Pagão

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.470
  • Sexo: Masculino
Re:Imagens políticas
« Resposta #124 Online: 16 de Janeiro de 2015, 10:25:10 »
:histeria: :histeria: :histeria: :histeria:

Tem a ver com política:



Saudações

Acabou derrotado... Certo?



Num navio inglês rumo ao exílio
« Última modificação: 16 de Janeiro de 2015, 10:33:02 por Pagão »
Nenhuma argumentação racional exerce efeitos racionais sobre um indivíduo que não deseje adotar uma atitude racional. - K.Popper

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!