Autor Tópico: Não vejo evidências que corroborem a existência de Deus,diz Neil Degrasse Tyson  (Lida 2999 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline 4 Ton Mantis

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.313
  • Sexo: Masculino
http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/nao-vejo-evidencias-que-corroborem-a-existencia-de-deus


O astrofísico nova-iorquino Neil deGrasse Tyson é um dos rostos mais conhecidos da ciência por saber traduzir, com graça e elegância, o intrincado linguajar de estudiosos. Em suas palavras, "mostra as reais maravilhas do conhecimento". Ele faz isso por meio de livros best-sellers, a exemplo do mais famoso deles, Origens, lançado em 2004 nos Estados Unidos, mas que só na semana passada chegou ao Brasil. Dr. Tyson - como é chamado - se assume como herdeiro de Carl Sagan, astrofísico que popularizou a exploração espacial com o programa televisivo Cosmos, dos anos 80. Não por acaso, é dele a reedição da série, que apresenta na Fox. Tyson é defensor ferrenho do método científico como a melhor forma de explicar a origem de tudo o que existe.

Seu livro busca compreender a origem de tudo, seja a vida, seja o universo. Por que esse tema é tão recorrente na ciência? Se queremos analisar uma laranja, por exemplo, podemos verificar que ela é redonda, tem gosto cítrico. Se na experiência de laboratório destruímos a fruta, basta buscar outro exemplar e o trabalho prossegue. Essa lógica, de estudar a existência, vale para tudo, de organismos a estrelas. Mas e se decidirmos compreender a origem da laranja? Aí a situação se complica. Primeiro, é simples notar que ela vem de uma árvore. E de onde veio a árvore? De uma semente. E a semente? Mais complicação. Quando se pergunta sobre a origem de qualquer coisa, os questionamentos não param. Em dado momento, é inevitável chegarmos a essa indagação filosófica clássica: "Qual é a origem da vida?". Para responder a essa questão, é preciso elaborar argumentos cuidadosos, factíveis, mas extraordinariamente imaginativos. Por isso, tantas das mentes brilhantes da humanidade se dedicaram ao desafio.

Diante da dificuldade de chegarmos à origem de tudo o que está aí, uma busca infindável, aparentemente eterna, não seria o caso de aceitar com mais naturalidade e compreensão as interpretações religiosas? A religião de cada um tira conclusões precipitadas sobre o funcionamento do universo. A ciência, no entanto, realiza medições capazes de mostrar que essas impressões são falsas. Até hoje as pessoas dizem "God bless you" (Deus te abençoe, em inglês) quando alguém espirra. Por quê? No passado, acreditava-se, para valer, que, quando isso ocorria, a alma saía do corpo e deixava a pessoa vulnerável a demônios. Um religioso pode ver o mundo dessa maneira. A ciência verifica que há bactérias que causaram o espirro, e ponto. Um religioso pode aceitar as descobertas e passar a usar passagens de suas escrituras, a exemplo da Bíblia, como metáfora, fonte de inspiração. Ou entrar em conflito conosco. Há muitos, contudo, que souberam separar os tópicos, ver a religião como motivação moral, e a ciência como a forma de realmente explicar a natureza. Exemplo contemporâneo é o geneticista Francis Collins, cristão e um dos intelectuais mais respeitados da atualidade. Ele tira sua base moral da Bíblia, mas jamais responderá a uma pergunta sobre a origem do universo dizendo: "Bem, vamos verificar no Gênesis".

Os religiosos veem a aparente ordem do universo, regida pelas leis da física, como prova de que há uma lógica superior organizando tudo... Sim, a natureza se repete, e por isso definimos regras, como a lei da gravidade. Mas é preciso tomar cuidado com essa abordagem. O.k., Deus então fez as leis da física, como já definia o filósofo Baruch Espinosa no século XVII. Só que isso quer dizer que Ele ouve suas preces? Ou que ajuda religiosos a vencer guerras contra outros religiosos? Ou que Ele tem barba? Foi esse Deus que falou com Moisés? Se tudo isso for tomado como verdade, então podemos dizer que Deus deixa pessoas inocentes ser atropeladas na rua. Ele permite, portanto, que uma criança morra de leucemia. Ou ainda faz vista grossa diante de furacões e vulcões que matam milhões, incluindo jovens e humanitários. Para acreditar em Deus, é preciso levar tudo em conta. Se Ele está por trás de tudo, é muito bom em matanças. Afinal, mais de 99,9% das espécies de seres vivos que passaram pela Terra foram extintas. Isso é o acaso da natureza? Ou é Deus? Seja qual for a resposta escolhida, é preciso assumi-la tanto para o lado belo como para o terrível.

O senhor acredita em Deus?Dediquei tempo para pesquisar listas de deuses na internet. Demora muitos minutos só para passar com o mouse, sem ler, por um compilado de divindades nas quais a humanidade acredita. São milhares! Quer dizer que a escolha de um desses deuses pressupõe, sem escapatória, a ilegitimidade de todos os outros? Esse conflito de ideias não é tranquilo, levou a muitas guerras. Indo além, debrucei-me sobre o Deus mais popular do Ocidente, o judaico-cristão. Quais são suas propriedades celebradas? A bondade, o poder absoluto e a onisciência. Visto quanto a natureza mata, quer dizer que Ele é assassino? Se sim, não é bondoso. Se não, Ele não é onisciente, ou todo-poderoso. Para mim, essas escolhas parecem randômicas. Não vejo evidências que corroborem a existência de Deus. Se há um terremoto, não é fúria divina. Geólogos avisaram que a área era vulnerável. Não adiantava rezar pelo Haiti. O terremoto que abalou o país recentemente ocorreria de qualquer jeito. Não me importo se acreditam em deuses. Só acho que quem segue essa linha cega não pode distribuir culpas por aí.

O senhor utiliza frequentemente o termo "polícia do pensamento". É uma forma de definir a postura religiosa que ignora solenemente o pensamento científico? Quando emprego essa definição, é para falar das pessoas que tentam ter e exercer poder pela força de seus pensamentos. Ou seja, impondo o que todos podem, ou devem, acreditar. Essa é a "polícia". Na ciência, não fazemos isso. A ciência é inimiga da "polícia do pensamento".
\"Deus está morto\"-Nietzsche

\"Nietzsche está morto\"-Deus

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.591
  • Love it or Hate it
Re:Não vejo evidências que corroborem a existência de Deus,diz Neil Degrasse Tyson
« Resposta #1 Online: 05 de Julho de 2015, 12:01:45 »
Mais um que vai arder eternamente no fogo do inferno. Coitado.

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:Não vejo evidências que corroborem a existência de Deus,diz Neil Degrasse Tyson
« Resposta #2 Online: 07 de Julho de 2015, 01:13:18 »
Oh! Que grande visão tem esse cara! Tem alguém no mundo que *ve-ja* evidência do que não existe? Vejo (e o ULTRA Cientista também!) evidências de que NÃO(!!!!!!!) existeM(!) dEUSES! (o 'd' aqui é que tem que ser minúsculo, hahahahahhahaha...)

Essescara...    Levanta-te da tumba, Sagan!!!  Tuas bobagens eram menos bobagentas.

Offline Brienne of Tarth

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.067
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:Não vejo evidências que corroborem a existência de Deus,diz Neil Degrasse Tyson
« Resposta #3 Online: 07 de Julho de 2015, 11:18:50 »
Lembra-te de Giordano, o Bruno, caríssimo Cientista, e saberás porque sábios dizem bobagens...
GNOSE

Offline Pedro Reis

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.905
Re:Não vejo evidências que corroborem a existência de Deus,diz Neil Degrasse Tyson
« Resposta #4 Online: 07 de Julho de 2015, 16:52:22 »
Lembra-te de Giordano, o Bruno, caríssimo Cientista, e saberás porque sábios dizem bobagens...

Quando questionado: "O senhor acredita em Deus?"

O sujeito simplesmente respondeu:

Citar
Não vejo evidências que corroborem a existência de Deus.

Sem evidência, sem razão para crença. Simples assim.

Nem Giordano, nem Degrasse, nem Sagan ou qualquer um dotado das capacidades cognitivas mais elementares, DEVERIA ter a menor dificuldade em perceber que:

"VEJO EVIDÊNCIAS DE QUE DEUS NÃO EXISTE"

é uma assertiva sem equivalência lógico-estrutural com

"NÃO VEJO EVIDÊNCIAS DE QUE DEUS EXISTE"

Confundir-se com algo tão primário é claramente uma idiotice. O que não é suficiente para classificar alguém como idiota, porque afinal não-idiotas também cometem idiotices.

O inteligente economiza tempo e palavras e refuta didaticamente duas asneiras em um só tópico. O menos inteligente nem vai notar a dica.

Porque o que faz alguém ser realmente ser percebido como bobo é a sua consistência em fazer e dizer bobagens, não os eventuais e humanos deslizes.

Você só é de fato um bobo quando cotidianamente se ridiculariza dizendo estultícias com certeza professoral, do tipo: "Se pobreza tivesse alguma relação com criminalidade TODO pobre seria criminoso."

Mas se for realmente um pateta irrecuperável demonstra flagrante e indisfarçável incapacidade de apreender que o exemplo abaixo, pedagogicamente escolhido, reproduz a exata estrutura lógica da bobagem acreditada acima.

"SE SEXO TIVESSE ALGUMA RELAÇÃO COM GRAVIDEZ TODA TREPADA GERARIA UM FILHO."

Logo, está provado, são mesmo as cegonhas que trazem os bebês.

Se o Neil Degrasse fosse alguém que demonstrasse consistentemente essa incapacidade de construir e perceber a validade de estruturas lógico-formais ele, sequer, jamais teria sido solicitado a dar uma entrevista.

Mas ainda assim poderia ser um anônimo ocioso se auto-intitulando cientista, e com o muito tempo livre que a incapacidade de significantes realizações proporciona, buscando em vão superar as mais profundas frustrações na total entrega solitária e quase desapercebida a um processo patológico de ego-onanismo.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.591
  • Love it or Hate it
Re:Não vejo evidências que corroborem a existência de Deus,diz Neil Degrasse Tyson
« Resposta #5 Online: 07 de Julho de 2015, 19:51:17 »
A frase que abre o tópico fica clara a partir do esclarecimento que o Neil faz no vídeo abaixo e que no final das contas ele não está nem aí para o que os ateusinhos de araque pensam a respeito.

<a href="https://www.youtube.com/v/CzSMC5rWvos" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/CzSMC5rWvos</a>

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:Não vejo evidências que corroborem a existência de Deus,diz Neil Degrasse Tyson
« Resposta #6 Online: 08 de Julho de 2015, 02:52:19 »
Lembra-te de Giordano, o Bruno, caríssimo Cientista, e saberás porque sábios dizem bobagens...
hmmm...  Façamos o seguinte, caricíssima Brienne... Deixe-me antecipar o atendimento ao jovem a seguir, já que é visível o evidente nervoso do rapaz e se faz urgente o socorro. Deixe-me (tentar) tranquilizá-lo. Depois volto a ti.






Hahahahahahahahahahahahahahahhaha...

Ih, fio! Carece ficar nervoso e desesperado assim só por o SUPERFEDERUNIVERSAL ter exposto, por MAIS OUTRA vez, uma de tuas inumeráveis inconsistências, erros e desatinos, acarretando, inclusive, em mais desses nesse imediato texto enrolado sem sentido e propósito no local errado para o fim errado que tu aqui postaste. Tome aquela observação Científica LÁ como algo jovial e torne-a proveitosa corrigindo-se por ela e não afundando-se ainda mais em direção ao fundo do atoleiro do erro. Tantos aqui já seguiram esse caminho compulsivo vicioso e só perderam. Aprenda com eles também. Mas se não quiseres... o problema não é do SUPERMESTRE Cientista!   hahahahahahhahahahaha...

Agora, o SUPER vai até de dar umas notas...  para veres como ele é generoso contigo!

Lembra-te de Giordano, o Bruno, caríssimo Cientista, e saberás porque sábios dizem bobagens...

Quando questionado: "O senhor acredita em Deus?"

O sujeito simplesmente respondeu:

Citar
Não vejo evidências que corroborem a existência de Deus.

Sem evidência, sem razão para crença. Simples assim.
Não! "Razão para crença" encontra-se exatamente em falta de evidência. Quando há evidência, não há crença -- há reconhecimento e aceitação.

Nem Giordano, nem Degrasse, nem Sagan ou qualquer um dotado das capacidades cognitivas mais elementares, DEVERIA ter a menor dificuldade em perceber que:

"VEJO EVIDÊNCIAS DE QUE DEUS NÃO EXISTE"

é uma assertiva sem equivalência lógico-estrutural com

"NÃO VEJO EVIDÊNCIAS DE QUE DEUS EXISTE"

Confundir-se com algo tão primário é claramente uma idiotice. O que não é suficiente para classificar alguém como idiota, porque afinal não-idiotas também cometem idiotices.
Tuas viajadas "lógico-estruturais" aqui não têm qualquer sentido e pertinência à questão, de modo a serem sobrepassadas. Vou apenas comentar que a definição de idiota inclui, se bem lembrado estou, um valor numérico de QI tão baixo quanto 20 ou 30, inclusive tal variação sendo distinguidora entre idiota e imbecil. É evidente que tal classificação descartável é idiota, imbecil, burra e pior, porque o que define idiota é exatamente a idiotice e estabelecer um valor numérico correlacionável é arbitrário e complicador. A estupidez deve ser gradualizada, não bi(tri)nariezada. Então, não existem "idiotas e não-idiotas", tão simples assim.

O inteligente economiza tempo e palavras e refuta didaticamente duas asneiras em um só tópico. O menos inteligente nem vai notar a dica.
(E por que não no tópico certo?... É mais ou menos?  hahahahahahah)

O "inteligente" é só "inteligente"? Ou é apenas "mais inteligente" que o "menos inteligente"? Quanto? Ele nota as dicas?   hahahahahahahhahaha...

Porque o que faz alguém ser realmente ser percebido como bobo é a sua consistência em fazer e dizer bobagens, não os eventuais e humanos deslizes.
Sim, quanto mais, mais!    Menos!!!   hahahahahahahahahahah

Você só é de fato um bobo quando cotidianamente se ridiculariza dizendo estultícias com certeza professoral, do tipo: "Se pobreza tivesse alguma relação com criminalidade TODO pobre seria criminoso."
Ainda nisso, fio?!!!   hahahahahahahahahaha...

Volte lá, de onde fugiste com estranha ameaça com chapéu alheio, e responda o que está lá para tentares te ilustrar e te corrigires em tua "lógica".

Mas se for realmente um pateta irrecuperável demonstra flagrante e indisfarçável incapacidade de apreender que o exemplo abaixo, pedagogicamente escolhido, reproduz a exata estrutura lógica da bobagem acreditada acima.

"SE SEXO TIVESSE ALGUMA RELAÇÃO COM GRAVIDEZ TODA TREPADA GERARIA UM FILHO."

Logo, está provado, são mesmo as cegonhas que trazem os bebês.
Hahahahahahahahahhaahhaahah... O negritado foi uótimo!!! Bela "pedagogia" para funcionar com ence'falicamente' desprivilagiados!  hahahahahahhahahahaha...  A "exata estrutura lógica" não responde, em cada caso, o que causa a não causação, mas tu vais responder, não, meu caríssimo jovem?! Afinal, vais provar aqui que não és irrecuperável. Mas... melhor não aqui...  LÁ! Volte lá!

Se o Neil Degrasse fosse alguém que demonstrasse consistentemente essa incapacidade de construir e perceber a validade de estruturas lógico-formais ele, sequer, jamais teria sido solicitado a dar uma entrevista.
Tipo assim...    assim...    assim...     a  Dilma?!

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK...

Lá também tu cometeste essa declaração dessa tua crença nessa falácia de 'mundo perfeitamente seletivo-depurador'. Mas não se engane, meu caro fio, não é só o tal deus que ama os idiotas extremos e faz tanto deles. Os idiotas extremos amam-se a sim mesmos. Pululam e tangem o mundo.  hahahahahahahahhahahahahahahahaahha...

Mas ainda assim poderia ser um anônimo ocioso se auto-intitulando cientista, e com o muito tempo livre que a incapacidade de significantes realizações proporciona, buscando em vão superar as mais profundas frustrações na total entrega solitária e quase desapercebida a um processo patológico de ego-onanismo.
Ah, mas se é sem Csão maiúsculo, devidisê até tudim issu aí que delineaste de perfii meis!   HAHAHAHAHHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAH...

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:Não vejo evidências que corroborem a existência de Deus,diz Neil Degrasse Tyson
« Resposta #7 Online: 09 de Julho de 2015, 01:24:17 »
Puxa vida, caríssima Brienne! Eu disse que voltaria a ti depois (e quis dizer logo depois) e esqueci. Desculpe. Na verdade, gostei muito da tua postagem, porque me divertiu demais. Agora que voltei para ver se o rapaz se acalmou (e, pelo visto, não apenas isso, como rendeu-se à realidade dos duros fatos...), te digo o que tenho para dizer-te:

Lembra-te de Giordano, o Bruno, caríssimo Cientista, e saberás porque sábios dizem bobagens...
Ri muito disso! hahahahahhahahahaha... Chamar o Desgrasse, o Cêgão, mesmo o Gior(au/lto)dano de "sábios" foi encantadoramente anedótico. Meu conceito de sábio não os inclui. O Cientista sabe porque "sábios" dizem bobagens. É porque "sábios" não são *sábios*. Os *sábios* são apenas limitados por um ("sub")contexto muito específico do chamado 'cultural' humano: o tecnológico (nem o científico). Os "sábios" são totalmente temporais; os *sábios*, quando pouco, **produzem** 'temporais'.

Agora, vamos a alguns (RE)esclarecimentos (já falei diversas vezes isto por aqui):

Quando alguém pergunta "crês em (algum/ns) deus/es?", já mostra a que veio. É um crente. Crentes se interessam muito por opiniões e já formulam as questões para respostas opinativas. Quem responde, salvo o caso de ser conveniente e necessário mentir (como faço tantas e tantas vezes), qualquer coisa além de "NÃO", ou algo irônico como "não acho que deuses sejam mentirosos, apenas descubro que não existem", é crente.

Quando alguém pergunta o que realmente pode minimamente interessar quanto ao "assunto": "algum deus existe?", quem responder, salvo o caso de ser conveniente e necessário mentir (como faço tantas e tantas vezes) qualquer coisa diferente de "NÃO", é crente.

Então... o Desgrasse, o Cêgão...      hum???   hahahahahahahaha...

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.591
  • Love it or Hate it
Re:Não vejo evidências que corroborem a existência de Deus,diz Neil Degrasse Tyson
« Resposta #8 Online: 09 de Julho de 2015, 08:22:40 »
Todo ateu, ou pior, todo ateísta que se envolve em discussão sobre a existência de Deus é um ateu/ateísta de araque. A manifestação do interesse dos ateusinhos por esse tema absurdo já é em si uma confissão subliminar da dúvida de crentes enrrustidos que nas profundezas de seus armários desejam provas da existência D'Ele.

Saiam do armário ateus de araque, fundem suas próprias religiões e sejam felizes.

Offline Pedro Reis

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.905
Re:Não vejo evidências que corroborem a existência de Deus,diz Neil Degrasse Tyson
« Resposta #9 Online: 09 de Julho de 2015, 08:53:37 »
Citação de: Cientista

Ih, fio! Carece ficar nervoso e desesperado assim só por o SUPERFEDERUNIVERSAL ter exposto, por MAIS OUTRA vez, uma de tuas inumeráveis inconsistências, erros e desatinos


Você terá compreendido melhor o significado de inconsistência ao final deste "post", fartamente ilustrado por certos erros bem simplórios, alguns deles já antes gentilmente corrigidos, mas que o senhor insiste em cometer.

Citação de: Cientista
]
, acarretando, inclusive, em mais desses nesse imediato texto enrolado sem sentido

Aqui deve ter se confundido com alguma das suas próprias algaravias.

Citação de: Cientista
e propósito no local errado para o fim errado que tu aqui postaste.

Conforme profetizado alhures, nem o encadeamento dos assuntos o menos inteligente seria capaz de perceber.

Citação de: Cientista
Tome aquela observação Científica LÁ como algo jovial e torne-a proveitosa corrigindo-se por ela e não afundando-se ainda mais em direção ao fundo do atoleiro do erro. Tantos aqui já seguiram esse caminho compulsivo vicioso e só perderam. Aprenda com eles também. Mas se não quiseres... o problema não é do SUPERMESTRE Cientista!   hahahahahahhahahahaha...

De antemão tomo a liberdade de me emprestar destas palavras e devolvê-las ao emissário, que, como se verá, é tão mais necessitado destes próprios conselhos do que qualquer outra pessoa que eu já tenha conhecido.


Citação de: Cientista
Agora, o SUPER vai até de dar umas notas...  para veres como ele é generoso contigo!

Generosidade é qualidade que aprecio. Farei ótimo proveito dela.


Citação de: Cientista

Citação de: Pedro Reis

Quando questionado: "O senhor acredita em Deus?"

O sujeito simplesmente respondeu:

Citar
Não vejo evidências que corroborem a existência de Deus.

Sem evidência, sem razão para crença. Simples assim.


Não! "Razão para crença" encontra-se exatamente em falta de evidência. Quando há evidência, não há crença -- há reconhecimento e aceitação.


O senhor está confundindo crença com fé. E evidência com prova.

Seriam deslizes imperdoáveis em um verdadeiro cientista como Neil Degrasse por exemplo, mas compreensíveis e até previsíveis em um leigo tentando impressionar pomposamente sobre o que não entende.

"A fé é o firme fundamento das coisas que se esperam e a prova do que não se vê." ( Hebreus 11:1 )

Esta é a mais sucinta e perfeita definição de fé que eu conheço: fé = a crença sem evidência.

Fé, por definição, é o reconhecer sem ver, o aceitar sem provas, a crença que prescinde de evidências.

Examinemos o exemplo de Tomé, que teria sido o apóstolo que exigiu evidências para CRER.

"Disseram-lhe pois: vimos o Senhor. Mas Tomé replicou: se não tocar suas chagas e não meterminha mão no seu lado, de modo algum o CREREI." ( João 25 )

Um par de versículos depois o discípulo Tomé tem sua prova, então diz-lhe Jesus:

"Por que me viste, CRESTE. Bem aventurados os que NÃO VIRAM e CRERAM." ( João 29 )

Ou seja, Tomé foi capaz de crer apenas por evidências, muito mais valor terá aquele que crer pela FÉ.

Esta breve ilustração introduz e demonstra o significado e a distinção que sempre existiu entre estes dois termos.

Portanto, se Fé é crer pelo crer, o que é a crença que não é FÉ?

No âmbito da Ciência a crença deve estar embasada em evidências. Se o Homem tem necessidade de escalar para um grau de certeza maior deve optar por religião, pois crença baseada em evidência é tudo que a Ciência pode oferecer.

Se a crença tem origem na observação meticulosa de fenômenos mensuráveis, é construída com uma argumentação sem contradições internas, tão testada quanto possível dentro dos rigores estabelecidos pelo método científico, e todas as evidências que a corroboram são passiveis de verificação independente,  então esta crença galga o posto de Teoria: o mais alto grau de confiabilidade que uma crença científica pode alcançar. Mas será para sempre uma teoria, a menos que novas evidências em contrário a joguem por terra provando ( aí sim, PROVANDO! )  que durante todo o tempo a teoria não foi mais que uma CRENÇA equivocada.

E quantas, e quantas vezes isto já não ocorreu na história da Ciência? Os cientistas de verdade sabem.

Por isso um cientista de verdade chamado Albert Einstein desdenhou quando os primeiros experimentos confirmaram previsões da sua teoria: "Nenhum experimento poderá confirmar a minha teoria. Um único experimento poderá descarta-la".

Por quê? Porque EVIDÊNCIA não é prova! E para as Ciências Naturais não exista tal coisa como prova, nada é mais anti-científico - uma decorrência imediata da própria definição de Ciência - que declarar certeza, mesmo que a falta de coragem rotule a imaturidade intelectual de tais "certezas" com eufemismos como o de "aceitação" ou "reconhecimento".

Se "aceitação" e "reconhecimento" estivessem sendo usados como sinônimos de "popularidade" e "prestígio" de uma teoria, até salvaria de ser uma bobagem. Mas ACREDITAR que um conjunto de evidências que concordem com uma hipótese representem o reconhecimento da veracidade da hipótese, implicando na sua aceitação como fato e não mais hipótese, é o tipo de besteira que - de tão besteira que é - eu nem posso supor como fruto de simples ignorância. Deve ter sido mais o resultado do afã egóico, infantilóide, de achar que tem que arranjar uma respostinha qualquer... Mas aí o raciocínio descuidado, desprovido da sistemática própria das mentes treinadas no exercício dos desafios científicos, acaba por produzir excrecências deste tipo.

Citação de: Cientista
Citação de: Pedro Reis
Nem Giordano, nem Degrasse, nem Sagan ou qualquer um dotado das capacidades cognitivas mais elementares, DEVERIA ter a menor dificuldade em perceber que:

"VEJO EVIDÊNCIAS DE QUE DEUS NÃO EXISTE"

é uma assertiva sem equivalência lógico-estrutural com

"NÃO VEJO EVIDÊNCIAS DE QUE DEUS EXISTE"

Confundir-se com algo tão primário é claramente uma idiotice. O que não é suficiente para classificar alguém como idiota, porque afinal não-idiotas também cometem idiotices.



Tuas viajadas "lógico-estruturais" aqui não têm qualquer sentido e pertinência à questão, de modo a serem sobrepassadas.


"Sem sentido e pertinência"? Sério? Ou é uma fuga desavergonhada da minha demonstração clara e irrefutável do quão sem sentido e sem pertinência foi a sua ridícula crítica ao que você DESENTENDEU que fosse a declaração do Neil Degrasse Tyson, ou, homem, você obinubilou de vez.

Mas isso a gente resolve...

Quando o repórter perguntou: " O senhor acredita ( crê, tem crença ) em Deus? ". Dr. Tyson foi perfeito ao responder: "Não vejo ( ainda não vi ) evidências que corroborem a existência de Deus."

Como cientista ( de verdade! ) ele não pode crer sem indícios. Indício, sinônimo de evidência, algo que indica, sugere, de preferência fortemente, com alta probabilidade, mas não PROVA.

Aí você vem com essa pérola: " O quê?! O cara vê evidências do que não existe!" Kakakakaka hahahaha huauaua HoHOHOhoho

Mas quem lê apenas faz:"Tsc, tsc, tsc..."

Percebe que a estrutura lógica dessa afirmação não é equivalente à primeira?

Não sabe o que é estrutura lógica? Daqui a pouco eu explico.

Citação de: Cientista
Vou apenas comentar que a definição de idiota inclui, se bem lembrado estou, um valor numérico de QI tão baixo quanto 20 ou 30, inclusive tal variação sendo distinguidora entre idiota e imbecil. É evidente que tal classificação descartável é idiota, imbecil, burra e pior, porque o que define idiota é exatamente a idiotice e estabelecer um valor numérico correlacionável é arbitrário e complicador. A estupidez deve ser gradualizada, não bi(tri)nariezada. Então, não existem "idiotas e não-idiotas ", tão simples assim.

Já que você escolheu tergiversar com essa encheção de linguiça me obrigo a perder tempo corrigindo os equívocos de mais um argumento descuidado, muito comum às mentes pouco habituadas ao rigor necessário ao raciocínio cientifico.

A estupidez ou a inteligência são conceitos de impossível definição, mas ainda assim atributos facilmente reconhecíveis. E você nem diz muita besteira quando afirma que essa "coisa", esse atributo, a inteligência, pode ocorrer em graus variados, sendo observados desde os muito pouco inteligentes até os de inteligência extrema, passando-se por uma infinidade de indivíduos que seriam qualitativamente relacionados a muitos pontos entre estes dois extremos. Eu só não concordaria muito com a ideia de que se pode gradualizar num continuum, no sentido de ser de alguma forma possivel determinar que Fulano seja um pouquinha mais ( ou menos ) inteligente que Sicrano.

Mas a bobagem mesmo surge quando você força para contestar algo tão óbvio e pra isso apresenta mais essa pérola: "Então, não existem idiota e não-idiotas, tão simples assim."

Tão simples quanto errado. Primeiro é uma idiotice interpretar em algo do que eu disse que, no que tange à habilidades cognitivas, só existam duas categorias de pessoas: os idiotas e os não-idiotas. Eu não disse que existem idiotas e não-idiotas, mas sim que existem idiotas e não-idiotas.

E supõe-se que um não-idiota seja capaz de perceber a diferença.

Senão, talvez alguns exemplos exatamente análogos sirvam de ajuda:

Do nascimento à velhice o tempo de uma vida ( cronológico e biológico ) transcorre em um continuum. Por ser um processo gradual não classificamos as pessoas apenas como idosos e não-idosos. Mas um homem de 90 anos é inquestionavelmente um idoso, e um bebê de 3 meses indubitavelmente não é idoso. É um não-idoso. Então há o idoso e o não-idoso, e entre estes todas as faixas etárias, inclusive aquela faixa nebulosa, onde, dependendo do critério que se queira adotar, as pessoas não estão claramente definidas como idosas e nem como não-idosas.

No entanto acima e abaixo destas áreas de sombra identificamos idosos e não-idosos. Tão simples assim.

Mas isto foi a propósito do quê mesmo? Ora, uma moça de excelente nível sócio-cultural, que ainda jovem domina 3 idiomas, formando-se por uma instituição conceituada, essa pessoa não é uma idiota.

Mas sim, ela cometeu UMA idiotice. Sabe-se lá por quê... mas não há nenhuma inconsistência em ver alguém como inteligente e reconhecer que essa pessoa fez uma burrice.

Um perfeito exemplo de inconsistência mesmo, e tão embaraçosa que chegaria a ser patética, realmente constrangedora, hilária, e no atual contexto dessa conversa risivelmente desmoralizante, seria se eu colasse lá no referido tópico o "post" de um certo sujeito incensando o Schrodinger como o supra-sumo dos gênios para em seguida taxar de imbecil o paradoxo que o notabilizou.KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!! Porque uma mente acientífica é tão contraditória em suas convicções de ocasião...


Citação de: Cientista
Citação de: Pedro Reis
Você só é de fato um bobo quando cotidianamente se ridiculariza dizendo estultícias com certeza professoral, do tipo: "Se pobreza tivesse alguma relação com criminalidade TODO pobre seria criminoso."

Ainda nisso, fio?!!!

Mas eu é que espanto. Ainda nisso? Quanto tempo é necessário para suas sinapses processarem a nesciedade expressa pelo argumento(!?) acima?

Citação de: Cientista
Citação de: Pedro Reis
Mas se for realmente um pateta irrecuperável demonstra flagrante e indisfarçável incapacidade de apreender que o exemplo abaixo, pedagogicamente escolhido, reproduz a exata estrutura lógica da bobagem acreditada acima.

"SE SEXO TIVESSE ALGUMA RELAÇÃO COM GRAVIDEZ TODA TREPADA GERARIA UM FILHO."

Logo, está provado, são mesmo as cegonhas que trazem os bebês.


Hahahahahahahahahhaahhaahah... O negritado foi uótimo!!! Bela "pedagogia" para funcionar com ence'falicamente' desprivilagiados!  hahahahahahhahahahaha...  A "exata estrutura lógica" não responde, em cada caso, o que causa a não causação, mas tu vais responder, não, meu caríssimo jovem?! Afinal, vais provar aqui que não és irrecuperável. Mas... melhor não aqui...  LÁ! Volte lá!

Eu vou mostrar o que "causa a não causação", mas como você logo vai entender ( tenho esperança ), é irrelevante.

Mas antes cumpro a promessa feita parágrafos acima e explico o que quer dizer "estrutura lógica". Fundamental para você entender o que causa a não causação assim como a completa irrelevância disso na invalidade da falácia prestes a ser dissecada.

Alguns definem a Lógica como a Ciência que investiga as leis do pensamento. Acho mais simples dizer que a Lógica é o estudo dos argumentos, porque ARGUMENTO ( no contexto da Lógica ) é algo bem definido.

De maneira bem simples, um argumento consiste em um conjunto de afirmações que podem ser ou verdadeiras, ou falsas. Sendo que uma das afirmações é a conclusão e as demais chamadas de premissas.

Qualquer Lógica é um sistema para determinar se a CONCLUSÃO pode ser inferida das PREMISSAS. Em outras palavras, se podemos dizer que a afirmação da CONCLUSÂO é sempre verdadeira quando as PREMISSAS são verdadeiras. Quando isso ocorre diz-se que o argumento é "válido". Se não é "inválido".

Note-se que a Lógica NÃO é uma ferramenta para determinar se a conclusão é verdadeira, e nem se as premissas são verdadeiras. Apenas investiga se a conclusão decorre logicamente das premissas NO CASO DESTAS SEREM AFIRMAÇÕES VERDADEIRAS.

E isto nos remete à discussão anterior sobre como a Ciência, inescapavelmente, também é um sistema desenvolvedor de crenças, porém crenças o mais rigorosamente possível embasadas em evidências. Porque a própria Lógica que é o alicerce de todas as Ciências, até da Matemática, não é capaz de determinar se qualquer afirmação ( premissa ou conclusão ) é falsa ou verdadeira. Uma incerteza filosoficamente estabelecida no reconhecimento dos limites da razão e dos sentidos humanos.

Mas parece que foi Aristóteles o primeiro a perceber ou propor que a validade lógica de um argumento só dependia da sua estrutura, quer dizer, da sua forma. A semântica, ou seja, o que dizem as premissas e a conclusão, é irrelevante, a validade ou não de um argumento só depende da sintaxe ( não a sintaxe da gramática, a sintaxe da Lógica ). Isto é, da forma, da sua estrutura.

Mas nem é preciso saber o básico do elementar da Lógica para reconhecer que o argumento abaixo é ESTRUTURALMENTE INVÁLIDO. Até porque a Lógica, diferentemente de outras Ciências, é intuitiva para todo ser humano.

"Se pobreza fosse uma causa da criminalidade todo pobre seria criminoso"

Neste caso a conclusão não decorre da premissa, portanto o argumento é INVÁLIDO. E não decorre porque a premissa não é uma afirmação de que a pobreza é a CAUSA ÚNICA da criminalidade, mas sim que é pelo menos UMA DAS CAUSAS Portanto tem relação, influi, contribui, mas a premissa não afirma que é um determinante.

A estrutura do argumento não tem - como se costuma dizer - lógica, por isso, para qualquer semântica com esta mesma estrutura teremos um argumento igualmente inválido.

Podemos facilmente dar infinitos exemplos de conclusões ridiculamente absurdas que se podem produzir com argumentos com esta mesma estrutura lógica:

- "Se o cigarro fosse uma causa do câncer todo fumante seria canceroso"

- "Se a guerra fosse uma causa da morte de soldados todo soldado morreria na guerra"

- "Se sexo fosse uma causa de gravidez toda relação sexual resultaria em gravidez."

A combustão é uma reação que produz CO2 e H2O quando se reúnem 3 e somente 3 fatores: oxigênio, material combustível e calor.

Qualquer bombeiro sabe que basta remover uma destas causas para extinguir umi ncêndio. Agora tente imaginar alguém lesado o bastante para refutar o oxigênio como uma das causas do fogo usando o seguinte argumento:

- "Se oxigênio tivesse alguma relação com fogo toda a atmosfera esataria incendiando".

É difícil imaginar... mas não é que a gente encontra uns tipos assim... KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!

Por outro lado, se o argumento é ESTRUTURALMENTE VÁLIDO, então a semântica também é irrelevante. Qualquer argumento com a mesma estrutura faz sentido.

- "Todo homem é mortal. Sócrates é homem. Logo Sócrates é mortal."

- "Toda flor é um vegetal. A margarida é uma flor. Logo a margarida é vegetal."

Ninguém consegue produzir um argumento com essa estrutura que seja absurdo. Ninguém é capaz de produzir um argumento como aquele outro que NÃO SEJA ABSURDO.

O que não significa ( e eu tenho que dizer isto para estes que parecem demonstrar extreeeeeemaaaaa dificuldade em entender as coisas... ) que argumentos inválidos não possam ter conclusões verdadeiras ou vice-versa.

EXEMPLO:

Penso, logo existo.
Repolhos não pensam.

REPOLHOS NÃO EXISTEM!


Argumento inválido e uma conclusão absurda.


Penso, logo existo.
Unicórnios não pensam.

UNICÓRNIOS NÃO EXISTEM.

De fato, não existem. Mas o argumento é absurdo mesmo assim.


Entendeu?

Citação de: Cientista
Citação de: Pedro Reis
Se o Neil Degrasse fosse alguém que demonstrasse consistentemente essa incapacidade de construir e perceber a validade de estruturas lógico-formais ele, sequer, jamais teria sido solicitado a dar uma entrevista.


Tipo assim...    assim...    assim...     a  Dilma?!

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK...


A Dilma é cientista? Pense um pouco... A DILMA É CIENTISTA???

A Dilma não precisa pensar como cientista. Nem saber pensar precisa. Ela é solicitada porque é presidentA da república!

Já se fosse a terceira suplente de algum vereador de Iracatu do Norte...

O Neymar dá muitas entrevistas, já o reserva do segundo zagueiro do Bragantino não.

Mas e o Carl Sagan, o que precisou para construir sua reputação como cientista? Marcar muitos gols como o Neymar?

Cientista é quem deu alguma contribuição para o acréscimo da Ciência. Entre os pré-requisitos está o de saber pensar. Homens como Sagan, Dawkins, Tyson, por serem cientistas de verdade entendem que a única postura verdadeiramente cientifica é a crença embasada mas que também deixa espaço para o auto-questionamento. Certezas taxativas são profissões de fé.

A fé é que é cega.

Offline Skeptikós

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.323
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Não vejo evidências que corroborem a existência de Deus,diz Neil Degrasse Tyson
« Resposta #10 Online: 09 de Julho de 2015, 11:32:44 »
Belas respostas Pedro Reis, mas como de praxe não acho que o forista Cientista ira refletir sobre elas, ele irá como sempre discordar apenas por discordar, por isso debater com ele é na grande maioria das vezes uma perda de tempo, já que sua intenção é apenas causar tumulto, e jamais chegar a uma conclusão comum e razoável. A única coisa proveitosa que podemos tirar disso é nos divertimos com as asneiras ditas por ele, como nas suas definição infundadas de "crença" e "conhecimento", por exemplo.

Abraços!
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar.

Offline Pedro Reis

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.905
Re:Não vejo evidências que corroborem a existência de Deus,diz Neil Degrasse Tyson
« Resposta #11 Online: 11 de Julho de 2015, 02:41:59 »
Belas respostas Pedro Reis, mas como de praxe não acho que o forista Cientista ira refletir sobre elas, ele irá como sempre discordar apenas por discordar, por isso debater com ele é na grande maioria das vezes uma perda de tempo, já que sua intenção é apenas causar tumulto, e jamais chegar a uma conclusão comum e razoável. A única coisa proveitosa que podemos tirar disso é nos divertimos com as asneiras ditas por ele, como nas suas definição infundadas de "crença" e "conhecimento", por exemplo.

Abraços!

Já eu acredito que ele vá discordar apenas por concordar.

Porque para o processo de masturbação egóica para o qual o personagem foi construído a concordância é inaceitável.

E o tumulto tem o seu valor - na minha opinião - porque aqui não é seminário ou congresso científico, também ninguém está defendendo tese, de modo que um certo grau de caos intelectual pode ser intelectualmente instigante. Ou psicologicamente estimulante. Ou, em termos mais simples, se dentro de certos limites algum tumulto torna as coisas menos chatas.

É por isso que eu incoerentemente simpatizo com este personagem que considero profundamente antipático. O personagem está no seu papel, o que ele escolheu e desenvolveu, o único problema ( e aí não é culpa do personagem ) é quando você se deixa cair na armadilha e se arrastar para a lama do narcisismo, do embate egóico.

Já cometi esse deslize mas não há lugar para dois personagens assim. Em uma comédia cada um tem seu papel.

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:Não vejo evidências que corroborem a existência de Deus,diz Neil Degrasse Tyson
« Resposta #12 Online: 11 de Julho de 2015, 03:34:39 »
"Já eu acredito, já eu acredito..." Acredite no que quiser. Isso não é de meu interesse. Tua crença cega de que "o personagem" tem a concordância como algo inaceitável, também não me interessa; é toda tua para se ver sozinho no espelho. O Cientista já concordou e concorda com algumas poucas coisas aqui, com o Jovem Skep, inclusive, e outros. Num mundo em que o erro, o desconhecimento, a crença imperam, a concordância entre um certo e os errados é evento raro. Contigo, não lembro se alguma vez encontrei algo para concordar. Deliras demais.

Quero registrar que ainda aguardo as respostas que solicitei, que não se encontram em meio a esse palanfrório religioso todo, não obstante muito engraçado! Não estou reclamando não, viu?! (Enquanto isso, quero também agradecer pois estou divertindo-me a valer! hahahahahahahahaha)

Hoje, que o efeito das gargalhadas deram uma arrefecida no SUPERFEDERU, vou conseguir ao menos expôr...

Vamos lá, meu fio! Deixemos uma(s) coisa(s) bem clara(s): o MESTRE Cientista não está interessado em tuas professações das tuas crendices logicistas. Ele já viu demais dessa baboseirada durante uma vida. O MESTRE não está interessado em ver-te desfiando teus profundos desconhecimentos na tua própria religião -- és muito fracamente versado nela,   ...nossa matriz de Proteus... TE enrolaste para tentar enrolar...

Entretanto, podes despejar bastante disso tudo, que é engraçado! Só não é o que solicito, OK?!

O MESTRE Cientista não está interessado em tuas exposições de (mais) completo desconhecimento de noções básicas de química, de não saber que O(2) não é o único comburente, que nem toda combustão é de hidrocarbonos, que nem todo incêndio se completa na ternariedade sugerida, que bombeiros "sabem" o que você não sabe... Eu já avaliei-te em teus desconhecimentos quando tu disseste aquelas... 'bobaginhas' sobre tuas crenças a respeito das possibilidades de tecnologias propulsoras, por exemplo. E o que deverias saber, por exemplo, sobre flúor, só a título de irrisoríssimo exemplo para a compleição duma cultura fraca a respeito, já reexpões aqui.

Também, o MESTRE Cientista não está predisposto a ter que ensinar coisas básicas; não tem inclinação natural para o magistério. E já, todavia, teve que ensinar de tudo por aqui, coisas ridículas, como desde o que é atrito, até o porquê de LED não poder ser conceituado como lâmpada, uma provação para quem faz mas não ensina.

O que o SUPERUNIVERSAL quer saber é, 'desenhando' bem (para você ter alguma chance mais de entender   ...ou menos de fugir, hahahahahahah):

Quando o pobresitinho não é "gerado" (pela pobreza) numa máquina criminosa assassina (de não estrita sobrevivência), o que ocorreu?

Quando a 'trepada' não gera bebê, o que aconteceu?


Dou-te até uma questão auxiliar, para reafirmar a generosidade do ULTRAMESTRE: o que seria equivalente a um anticoncepcional para o caso da pobreza? Para que "filhos"(bandidos) não se gerem a realistas custos de não se extinguirem as 'trepadas'(pobreza)? Porque...  não obstante tua crença tão desejosa, não há qualquer comparabilidade entre uma coisa e outra...   fio...     hahahahahahahahaha...

Não estou interessado em tua crendice de que "seja irrelevante". Quero tuas respostas. Que, aliás, afirmaste ali que as forneceria, a despeito de creres "irrelevante", e após toda tua enrolação pseudopedagogista de jovem ideologista que pensa que entendeu o mundo porque acabou de ler umas bobaginhas logicóides e aprendeu a discursar jornalisticamente um pouquinho, não forneceste. CA-DÊ?!  EU QUERO, EU QUERO! hahahahahahahahahahhahahahahahahaha...

Combustão, até dá para dizer que precisa de comburente, eu acato essa para ti, meu jovem, por uma própria definição internalizante de tudo, mesmo que não seja oxigênio. Mas comparar "a atmosfera não estar toda e sempre em chamas deduzir-se de que comburente não é comburente" (PUTZ...) com o que está aqui em questão foi uma de doê, fio!  KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK...

Vais ou não vais responder o que TU MESMO DISSESTE QUE IAS????? Se tua esperança era de que eu abraçasse tua crença, desse mãos contigo e fôssemos juntos ao horizonte, melhores que tu já tentaram, meu jovezito! Aqui mesmo até! Esqueça. Caia na real quanto ao MESTRE! hahahahahahahahahhahahahaha...


Enquanto isso, vou aproveitando aquilo por que muito agradeço!!!!! hahahahahahahahahhahahahahahahaha...
« Última modificação: 12 de Julho de 2015, 03:13:24 por Cientista »

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:Não vejo evidências que corroborem a existência de Deus,diz Neil Degrasse Tyson
« Resposta #13 Online: 12 de Julho de 2015, 03:32:32 »
Compreendo perfeitamente que deves estar engasgado, travado, com imensa dificuldade para encontrar uma esquiva pseudodignificante, mas, vendo que ainda não respondeste, dei uma relida para ver se eu teria falhado em ser suficientemente compreensível. Localizei uma pequenina falha não crítica que já corrigi com um TE. No mais, entendo que há o suficiente para a clareza da requisição.

Adendos que faço são:

- Se conseguires encontrar uma esquiva que consideres razoável, poste-a no tópico sobre pena de morte, onde mais concerne. Foi lá, inclusive, que te direcionei as questões primeiramente. Assim, esse desvio de tópico interrompe-se, o que é importante mesmo para a organização.

- Não é necessário que apresentes um estudo completo com listagens exaustivas de todas as possibilidades, por todos os fatores. Apresente ao menos um intrínseco e um extrínseco para cada caso, mas mais de um será melhor, ao teu alvitre. Depois, avaliamos, se suficientes.

O SUPER Cientista fica no aguardo.

Offline Pedro Reis

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.905
Re:Não vejo evidências que corroborem a existência de Deus,diz Neil Degrasse Tyson
« Resposta #14 Online: 12 de Julho de 2015, 06:25:42 »
Desculpe, mas acho que devo postar aqui. Afinal, é tamanha a cara de pau que juro que até eu fiquei na dúvida.

Por que diabos eu iria falar em... FLÚOR?????

Eu tinha certeza, mas como memória é coisa traiçoeira fiz uma busca para ver quando o usuário Pedro Reis teria se interessado por "flúor", "fluoretação", "tratamento de água", "dentista", "cárie", etc... Para minha nenhuma surpresa nunca falei sobre nada relacionado com nada disso.

E a única coisa que eu consegui ligar a "tecnologias propulsoras" foi um vídeo que postei de um chinês que pôs um ventilador no para-choque achando que era uma boa ideia para recarregar um carro movido a bateria. Mas nisso, até mesmo o mais famoso dos cientistas completamente desconhecidos há de reconhecer que a bobagem é do chinês, e não minha.

Eu já cometi muitos erros, inúmeros equívocos, talvez não tantos quanto você conseguiu só neste tópico, mas certamente centenas... portanto podia ao menos ter se dado ao trabalho de buscar um engano verdadeiro em vez de inventar alguns.

Ora, além de mentiroso é preguiçoso. Qualquer um após mínimo esforço, dois cliques de mouse e meia dúzia de teclas depois, pode encher a tela com equívocos, bobagens, contradições e inconsistências de quem quer que seja.

Assim, só a título de exemplo:

Citação de: Cientista
E já, todavia, teve que ensinar de tudo por aqui, coisas ridículas, como desde o que é atrito,
 até o porquê de LED não poder ser conceituado como lâmpada

Citação de: Cientista
[...] fazendo com que a lâmpada esfriasse rápido demais até que chegasse lá, tão longe o banheiro possa estar da sala, especialmente se for uma lâmpada experimental feita de LED[...]


Mas esse tipo de futrica não me interessa... então, indo direto ao ponto... a pergunta já havia sido respondida e muito bem respondida. O que "causa a não causação" é a conclusão não se inferir da premissa. Esta explicação abrange a generalidade de todas as instâncias de falácias com a mesma estrutura lógica que foi demonstrada inválida. De modo que o que atende ao caso geral é evidentemente aplicável ao caso particular. Tendo sido demonstrada a generalidade torna-se irrelevante a prova da particularidade.

Mas se você não se satisfez ( ou não entendeu ) com esta explanação vou tentar me esforçar um pouco mais.

Sabe, caro, a pergunta que você fez ( faz ) não tinha nenhuma relação com a minha argumentação, que especificamente era a de apontar o absurdo do seu argumento.

Só pra recapitular:

Eu, e outros foristas também lúcidos, chamávamos a atenção para o fato óbvio, exaustivamente comprovado por todos os dados estatísiticos disponíveis, de que a pobreza é a principal causa da criminalidade violenta. Não causa necessária, nem causa suficiente, mas a principal.

Então, como se a realidade fosse apenas um detalhe inconveniente que às vezes você acha que precisa ser descartado a fim de fazer funcionar suas brilhantes teses sobre o mundo, você saiu-se com essa:" Se pobreza levasse ao crime todo pobre era criminoso."

Uma apelação como essa, de tão ridícula, nem deveria render tanto assunto, apenas as duas linhas requeridas para demonstrar que existir um pobre que não cometeu crimes não é a prova de que a pobreza não tem relação com a criminalidade. Assim como existir um fumante que viveu até os 110 anos não é a prova de que o tabagismo não faz mal à saúde.

De forma que entender ( que é que você me solicita, né? ) o conjunto de milagres que fizeram de Amarildo um homem bom , esforçado, trabalhador e honesto, apesar de viver ao lado do tráfico com a família em um barraco de 10m² sem água corrente, não dá nenhuma esperança de que sob estas mesmas condições sub-humanas e diante da mesma falta de perspectiva, muitos jovens não irão valorizar tão pouco a própria vida a ponto de não valorizar em nada a vida do outro.

Mas mesmo assim, como muitos outros inocentes, Amarildo foi vítima da pena de morte vigente no Brasil, com espancamento, tortura, e sem direito à família de enterrar o corpo. Isso vai além até do barbarismo que você chamaria de "experimento", mais ou menos no mesmo sentido que Joseph Mengele entendia o que era um "experimento". Porém há décadas o experimento é repetido mas o resultado teima em não corresponder ao imaginado.

Bom, esse foi o meu melhor esforço para responder uma pergunta descabida, desnecessária, originalmente formulada fora de contexto e agora repetida até fora de tópico e cuja resposta não acrescenta ou esclarece nada porque não é a pergunta que tem que ser feita. Contudo, e apenas em consideração à nossa velha amizade, tentei atender à insistência da sua solicitação na medida dos possíveis.

Offline Skeptikós

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.323
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Não vejo evidências que corroborem a existência de Deus,diz Neil Degrasse Tyson
« Resposta #15 Online: 12 de Julho de 2015, 14:18:48 »
A impressão que tenho é a de que o forista Cientista tem como norma de conduta aqui no fórum a sofistica (no sentido pejorativo da palavra), e como manual os 38 estratagemas de Schopenhauer, cujo o objetivo é vencer um debate mesmo sem ter razão. Fica óbvio quando se encontra a grande variação de falácias usadas por ele nos debates, uma delas é esta de justamente mudar de assunto, como ficar procurando errinhos bobos que não tem relação direta com a resolução do tópico principal em questão, ou ficar lembrando de assuntos passados com pouca ou nenhuma relação com o tópico atual. Ele quase sempre recorre a este estratagema falacioso quando esta a ser completamente refutando no tópico atual. Outro forista que faz muito isso é o Sergiombr, aliás, os dois são como unha e carne aqui neste fórum. Mas como eu já cansei de repetir, são péssimos na arte da sofistica, que tanto respeito, pois aqui não conseguem convencer a ninguém a respeito de suas asneiras, acho que nem a eles próprios, muito diferente de como era os verdadeiros peritos desta arte surgida na antiguidade, como os antigos sofistas da Grécia antiga, a exemplo: os grandes Górgias e Protágoras (Cientista, faça um favor a si mesmo e pesquise mais sobre estes nomes, antes de voltar aqui para destilar mais de suas asneiras sem qualquer poder de convencimento).

Abraços!
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar.

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:Não vejo evidências que corroborem a existência de Deus,diz Neil Degrasse Tyson
« Resposta #16 Online: 13 de Julho de 2015, 04:44:56 »
Era por volta das duas e meia da tarde do dia anterior quando por aqui passei última vez antes desta e, juro por tudo quanto possa haver de mais sagrado ao nível Protêuico neste e noutros mundos, pensei que quando voltasse encontraria modificações nos comentários 14 e 15 (imediatos acima). Cheguei a contar com/oferecer a possibilidade de se reverem os jovens na enxurrada de absurdos que despejaram depois de terem tido a chance dada pelo MESTRE Cientista de se ilustrarem mais na vida e refletirem.   ...Não aconteceu...   O outro ali não entendeu "a coisa do flúor"! Expondo o nível informacional que "detém"... Fico estarrecido com a queda na qualidade de ensino para essa garotada de hoje... É apavorante. Vou explicar o "caso com o flúor" e outras coisas mais, mas, PELO MENOS ISSO!, que já perguntei posts atrás e não foi respondido, quero melhor esclarecido: aquela coisa do "menos inteligente nem notar -- a(s) dica(s)". Como é isso mesmo?...    hahahahahahahahahah...

Quero não deixar de agradecer ao meu sempre caríssimo mancebo jovem Skep ter vindo aqui nesse tópico, por DUAS vezes, para nada mais que tecer considerações honrosas sobre o MESTRE Cientista. Meeesmo vindo de meu caro jovem Skepinho, me faz sentir pela distinção! hahahahahahahaha

Agora...   o que me dá uma   RRRRRRRRRRRRRRevolta, mas uma   RRRRRRREEEEEEEE-

-EEEEEEEE-

-VOOOOOOOLLL-

-TAAAAAAAAAAAAAA    A    A     A          A!!!!!!!!!!!!

É não ter recebido as respostas que pedi!


Hahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahaahah...

Brincadeira, meu caro Pedrinho! Não esperava, o MESTRE, que pudesses cometer suicídio diante de todos. Sabia, o MESTRE, que fugirias com mais das tuas algaravias. O máximo que pode revoltar o FEDERALDOUNIVERSO é ter que me condoer por jovens contra os quais queria sentir outra coisa, mas...   fazer o que? Cês tão dando pena no ULTRAMESTRE, e essas coisas não são controladas; cês não tão oferecendo ao MESTRE nem um gosto de desafiiinho, e, aos demais, desejosos por alguém que realmente um dia combata o MESTRE, o gosto da saciação.


Já que não vais jamais responder duas ou três simples perguntas, vamos conversar um pouquinho no nível 'boteco' (o que dá para aqui contigo...) para te dar uma ajudadinha que careces muito muito muito. E para, claro, divertir muito o ULTRAMEGAMASTERFEDERALMAISQUEUNIVERSAL!

HAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH...


Desculpe, mas acho que devo postar aqui.
Não é com o MESTRE que te deves desculpar...  Por outro lado, como o MESTRE solicitou que postasse no outro tópico a esquiva que encontrasses RA---ZO-Á-VEL, a solicitação não poderia mesmo ser atendida.  hahahahahahahahahah...

Afinal, é tamanha a cara de pau que juro que até eu fiquei na dúvida.
Não tenho dúvida alguma quando alguém enrola, despeja verborreia para não responder o que é perguntado, fio. Entretanto...  que diabos teria que ver tal "observação" com a solicitação supramencionada?!...  ...  ?...  HÃ?!   hahahahhahahahahaha...

Por que diabos eu iria falar em... FLÚOR?????
ORA, FIO!!!!!  Para não verter (MAAAAAAIS) esse condensado de asneiras:

A combustão é uma reação que produz CO2 e H2O quando se reúnem 3 e somente 3 fatores: oxigênio, material combustível e calor.

ENTENDEEEEEU?!   hahahahahahahahahah...


...Mas ópá...

Eu tinha certeza, mas como memória é coisa traiçoeira fiz uma busca para ver quando o usuário Pedro Reis teria se interessado por "flúor", "fluoretação", "tratamento de água", "dentista", "cárie", etc... Para minha nenhuma surpresa nunca falei sobre nada relacionado com nada disso.
Sem dúvida, exatamente! Nos teus expostos limitadíssimos conhecimentos, oxigênio é invariável sinônimo de comburente. Mas não termina nem no flúor, saibas!

E a única coisa que eu consegui ligar a "tecnologias propulsoras" foi um vídeo que postei de um chinês que pôs um ventilador no para-choque achando que era uma boa ideia para recarregar um carro movido a bateria. Mas nisso, até mesmo o mais famoso dos cientistas completamente desconhecidos há de reconhecer que a bobagem é do chinês, e não minha.
Eras mais confiante em ti mesmo não muito atrás...  Agoras sais à cata, em visível sofreguidão, apreensão e dúvida, de tuas próprias bobagens... É (possível) sinal de progresso! Seriamente! Sigas assim, meu jovem!

(...Um aparte aqui para eu não esquecer de (re)perguntar...

...Como é mesmo aquela que disseste que o "menos inteligente"...? Eu cheguei a perguntar ali atrás mas te esquivaste. Quero muito saber do que falas...   hahahahahahahaha...)

VOOO-ltaaando do aparte!...    ...era sobre o que mesmo antes?...    Ih, melhor deixar prá lá!   hahahahahahhahahaha...  Ah, não! Já dissestes umas bobagens sobre tuas crenças a respeito de uma "estagnação no desenvolvimento de tecnologias de propulsão, notadamente para 'possibilidades futuras não (tão) remotas' ". Embora o setor em que haja havido menos desenvolvimento inovador seja o de combustíveis, e, nas tecnologias de combustão, os comburentes (porque **técnicas** de combustão sofreram avanços significativos desde as Apollo, ao contrário de tuas crenças), entre os muitos experimentos, está(va) lá o F como comburente. Só issozinho...   fio.

Eu já cometi muitos erros, inúmeros equívocos,
Puxa, ninguém imaginaria se não dissesses...  hahahahahahahhahaahha...

talvez não tantos quanto você conseguiu só neste tópico,
Sem dúvida alguma que não cometeste a mesma quantidade de erros que o ULTRAMESTRE Cientista...

Mas, olhe pelo lado bom! Uma aqui você acertou! Já não sais invicto...  hahahahahahahahah...

mas certamente centenas...
Autoindulgeeente...   hehehehehehe...

portanto podia ao menos ter se dado ao trabalho de buscar um engano verdadeiro em vez de inventar alguns.
É impossível ter trabalho na busca por enganos (verdadeiros) do jovem Pedro Reis, lamento...

Ora, além de mentiroso é preguiçoso.
És isso tudo?!  Ó, dó...   Te esforces mais e corrijas-te, fio! Vá que o MESTRE te confere força!

...M..m.as...  peraí...

Ora, além de mentiroso
!? Ora, foi o MESTRE que alguma vez colocou letras em teu texto que não eram tuas?!  hahahahahahahhahaha...

é preguiçoso.
!? Ora, foi o MESTRE quem disse errada vez que "não está para ter trabalho procurando/confirmando quem citou o que, preferindo deixar para os outros"?!  hahahahahahahahahhahaha...

Querer ser "esperto" sem cacife tem revés, fio!

Qualquer um após mínimo esforço, dois cliques de mouse e meia dúzia de teclas depois, pode encher a tela com equívocos, bobagens, contradições e inconsistências de quem quer que seja.
...É bom crer nisso?    É que não entendo de ser crente; não sei como é. De fato, nem crente me explicando, consigo chegar lá... Não deverá adiantar tentares...

Assim, só a título de exemplo:
Sim, vamos lá!

Exemplo...    de que?


Citação de: Cientista
E já, todavia, teve que ensinar de tudo por aqui, coisas ridículas, como desde o que é atrito,
 até o porquê de LED não poder ser conceituado como lâmpada

Citação de: Cientista
[...] fazendo com que a lâmpada esfriasse rápido demais até que chegasse lá, tão longe o banheiro possa estar da sala, especialmente se for uma lâmpada experimental feita de LED[...]

Dois fragmentos luminosos dos valiosíssimos ainda que não objetivacio-intencionais ensinamentos do SUPERUNIVERSAL Cientista!!! Os trouxeste aqui para a finalidade de te ilustrares mais em algo que conseguiste perceberes-te falho?! Meus parabéns!!!

Diante disso, mesmo o MESTRE não sendo afeito ao ensinismo, vai te dar mais umas luzes aqui, para te ilustrares mais!

Veja esse interessante post que encontrei de um menino forista daqui, que nos servirá de apoio para algumas úteis observações:

Ora, temos na Wiki que Lâmpada pode ser:

Lâmpada incandescente
Lâmpada fluorescente
Lâmpada halógena
Lâmpada photoflood
Lâmpada a arco voltaico
Lâmpada de descarga
Lâmpada de lava
Lâmpada a óleo

http://pt.wikipedia.org/wiki/L%C3%A2mpada

Como não menciona lâmpada LED, então esta não existe!     :lol:

LED é um diodo que emite luz.

A lâmpada incandescente é um filamento aquecido que emite luz.

A lâmpada de Aladim é uma chama de óleo de baleia que emite luz.

Lâmpadas não existem!

Antes de mais nada, não exijamos muito dele, uma vez que visivelmente jovem iniciante que merece respeito e não ser alvo de escárnios, OK?!

Observe, a título de detalhe, como ele se mostra crente em que inscrevendo tudo numa estruturinha lógica simples, pode esquadrinhar, descrever, entender e resolver toda a realidade. É normal de mentes mágicas, filosofosas.

Ele diz que "lâmpada incandescente é um filamento aquecido que emite luz". Com isso, inadvertidamente, ele estabelece coisas curiosas por absurdas! Exploremos: uma lâmpada fluorescente convencional seria uma 'trilâmpada'! Uma vez que possui dois filamentos que se incandescem na partida, mais o percurso da descarga iônica! E os dois filamentos, embora incandesçam apenas na partida, "são lâmpadas"! Já que "ela é só o filamento" e "prescinde de demais partes como o envoltório e microatmosferas próprias", algumas com funções complexas, como nas halógenas! "É só o filamento a lâmpada"! Também, válvulas eletrônicas...   "são lâmpadas"! Ou melhor... "contêm lâmpadas" -- filamentos que aquecem seus cátodos ou que são os próprios! Interessante, não?...

Entretanto... lembremos que trata-se de um jovem leigo que nada sabe do que falou, tendo como "ferramenta de análise" uma logiquinha de primário. Então, devemos relevar que não sabe que o filamento de per si não constitui uma lâmpada de forma alguma. As lâmpadas incandescentes DE filamento são lâmpadas DE filamento, não filamentos. Assim, como bem transmitiu o ULTRAMESTRE Cientista, uma lâmpada DE LED não um O LED, como uma A arco não é um O arco, e como tudo mais no mundo: uma cadeira DE madeira não é A madeira... Mas o que esse jovem obviamente também não sabia quando daquele pequenino despejo típico é que existe um subramo da ciência elétrica chamado eletrônica onde há símbolos e conceituações específicas para elementos componentes. Nela, há símbolos para lâmpadas, para diodos (para cada de cada de diversos tipos) e, sempre com a mais alta especificidade simbólico-representativa possível, o reservado para LED! Não há para simples filamentos "como lâmpadas" (há, por exemplo, para os de válvulas, mas são só os *filamentos* delas)...

Então, se o jovem tiver a oportunidade de ver e chegar a entender uma representação diagramática de uma lâmpada comercial DE LED (jamais o MESTRE faz a crocodilagem de pluralizar siglas com o ridículo --'--s), poderá entender que cada um (não há um que, no estado da arte, dê conta do suficiente para iluminar um ambiente típico) deles ali onde estão são LED, não lâmpadas. De curso que não se diz que se vai comprar "umas lâmpadas" quando se vai comprar UMA DE LED, apenas porque há um cluster de vários LED nela.

Vê como o ULTRAMESTRE é mesmo generosíssimo contigo, jovem fio?! A maioria nunca recebeu tanto assim dele aqui. Muito poucos! Mas a verdade é que é alguma recompensa do MESTRE por o divertires tanto!  hahahahahahahahahhahahaha...

Se quiseres te ilustrar algo mais, vá lá to tópico de onde o post desse ("outro") jovem iniciante veio e aprendas o que puderes. Só dar uma clickadinha...

Mas esse tipo de futrica não me interessa...
Não identifico do que intentas falar...   ...mas não deve interessar ao MESTRE também, que só espera pelas simples diretas objetivas respostas que, AINDA, após mais verborreia, não vieram.

então, indo direto ao ponto...
UUUUXA!!! Isso seria bom!                   ...SE  fosse... 
hahahahahahahahahahha...

a pergunta já havia sido respondida e muito bem respondida.
ONDE???!!! Muito interesse o MESTRE tem!

O que "causa a não causação" é a conclusão não se inferir da premissa. Esta explicação abrange a generalidade de todas as instâncias de falácias com a mesma estrutura lógica que foi demonstrada inválida. De modo que o que atende ao caso geral é evidentemente aplicável ao caso particular.
Essa bobagem já repetiste. Quero saber o que ocorre com o pobre que a pobreza não faz bandido. SÓ     ISSO!   Há um interesse muito prático para o MESTRE nisto, mas só faz sentido ser exposto se esclarecido o(s) fator(es)/não-fator(es).

CONSEGUES RESPONDER   OOOOU NÃO???

Não podes, claro...   hahahahahahahahahahah...

Tendo sido demonstrada a generalidade
Mas... PUTZ, fio! Ali, quando defendeste, a base de absurdos incríveis, a crença do Desgrasse como "verdadeira posição científica", asseveraste que "nenhuma generalidade pode jamais ser demonstrada"!!!!  Que diabos!? Como ficamos????!!!!

Isto a despeito de, sequer em "não generalidade", essa "demonstração" aí em que crês, só tu daqui de nós dois crê, fio! A mim pouco importa. Só quero aquelas respostinhas, com objetividade, sem enrolismos!

torna-se irrelevante a prova da particularidade.
Tu podes acreditar nisso, mas ali n'outro post, prometeste que irias provar ainda que sob essa tua crença. Vais cumprir ou não?!

Mas se você não se satisfez ( ou não entendeu ) com esta explanação vou tentar me esforçar um pouco mais.
Só não queima a mufla, fio!  hahahahaha Mas vá lá!!!

Vamos ver agora...

Sabe, caro,
Sei! Basicamente é minha 'profissão'; nasci pra isso!

Vamos lá!?

a pergunta que você fez ( faz ) não tinha nenhuma relação com a minha argumentação,
Talvez isso seja o que "enxergas" do ponto de vista de tua crença e, principalmente, conveniência evasiva. Porém, como o MESTRE já iterou, ele não está interessado.

Sigamos!

que especificamente era a de apontar o absurdo do seu argumento.
Um "argumento absurdo" do MESTRE?????!!!!!!    Vejamos...

Só pra recapitular:
Sim, isso é sempre bom, vamos lá...      ...Mas   ...de......onde?.....o....que?...       Vamos ver!

O MESTRE tá ficando animado com tua promessa de esforço...

Eu, e outros foristas também lúcidos,
Hahahahahahahhahahahaha... Também pedindo help quasisubliminar assim como o jovem Skep?!!!

chamávamos a atenção para o fato óbvio, exaustivamente comprovado por todos os dados estatísiticos disponíveis,
(É, "estatisíticos" pode até ser mesmo, talvez...   Costumo dizer 'estatitiquísticos'.  kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...)

Ah, mas isso só "enxerga" quem é "lúcido". Se tu "qualificas" os cara de partida, já tá tudo qualificado!   hahahahahhahahahahahahah... O MESTRE não é "lúcido" não..., ele é só lúcido só mesmo...  'tadinho...   ele não vê essa "obviedade" e "comprovação" de nada disso não...

Simboradiante?!

de que a pobreza é a principal causa da criminalidade violenta. Não causa necessária, nem causa suficiente, mas a principal.
Você pode continuar crendo que é a "principal". Estou interessado nas "outras".     ...Que vais me dar agora...

Vamos adiante!

Então, como se a realidade fosse apenas um detalhe inconveniente que às vezes você acha que precisa ser descartado
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK...  E não é que essa é, basicamente, a "pregação" do MESTRE!  Todos os "lúcidos" sabem!  hahahahahahahahahaha

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:Não vejo evidências que corroborem a existência de Deus,diz Neil Degrasse Tyson
« Resposta #17 Online: 13 de Julho de 2015, 04:47:35 »
a fim de fazer funcionar suas brilhantes teses sobre o mundo, você saiu-se com essa:" Se pobreza levasse ao crime todo pobre era criminoso."
(Uma curiosidade... Qual a tua "brilhante tese" sobre o ULTRAFEDERUNIVERSALMEGAMASTERILUMINADOSABEDOR Cientista?...  KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK. ..)

EU...   ou o ULTRAMEGAMASTER?!!!  De quem falas?! Essas aspas aí são mesmo citatórias??? De onde as tiraste???  Pobre fio...  Isso é cegueira de crença. Deixa o MESTRE te ajudar a afugentar teus fantasmas, fio. Olhe isso aqui:






O que você está escancaradamente negando ( ao não afirmar ) é a gritante relação que existe no Brasil entre a criminalidade violenta e a origem social do criminoso.
Essa relação só existe na tua crença e nos outros seguidores. Tirando os atos forçados pela estrita sobrevivência, nada mais sobra de "extrínseco"* à ingenitude do indivíduo.

*Porque mesmo a luta pela sobrevivência é caráter inato nas espécies. Mas só a 'maldade pura' dizem pertencer à espécie humana, obviamente não manifestada em mais que alguns, felizmente, raros exemplares. Do contrário, se a "origem social" fosse fator considerável sequer o suficente, o caos seria incontornável. Felizmente, o esmagador contingente dos da tua (alegada) "origem social" são seres humanos que se pode chamar bem pertinentemente de 'gente', a despeito de tuas ofensas a eles em chamá-los de bandidos hediondos só porque são pobres. É do comportamento normal do ser humano não ser hediondo, pelo tua própria análise, já que, mesmo "forçando tanto" para isso, só alguns bem poucos "cedem".  hahahahahahaha

Gostou dessa?!
Olha só isso!

É o Amaral Neto em estilo barroco.
Caramba...  "Amoral Nato, o repórter!" É esse? Faz tempo que não ouço menção... Eu já ri muito com esse cara, quando ele fez uma reportagem "explorando terras inexploradas do Brasil, com perigosos nativos primitivos que nunca viram o homem (branco)". Ele dizia, descendo de um avião!, "agora estou me aproximando para dar a primeira pisada do homem na L..hahahahahah terra inexplorada...". E uma câmera já em terra filmava a descida do avião!  hahahahahahahahahhaah

Vou traduzir para quem não tem paciência para decifrar hieróglifos.
Vai na linha de teu ativismo social! Bacana, rapaz! Todos agradecem ofertares teus talentos aos necessitados.

Uma tradução honesta seria a citação "ipsis litteris" do argumento chavão do falecido ( morreu com a ditadura mas só enterraram muito depois ) Amaral Neto.
IH!!! O cara sabe falar " "ipis litris" "!  hahahahahahaha...

"Criminalidade não tem nada a ver com problema social. Se fosse assim todo mundo na favela era bandido." ( Amaral Neto  * 1618 - † 1995 )
Mas...  Criminalidade É   problema social! Nem se trata de "correlação"!  Nããão... então, lamento, mas a tua tradução não tá boa não, fio! Que diabos significa "problema social" para ti? Além disso, "todo mundo na favela" tem o que com "problema social". Normalmente, admite-se que o "pessoal na favela" é pobre. E pobreza não é "problema social", é problema do pobre, que pode receber atos filantrópicos mas não obrigatórios.

É sério que esse esforço verbodiarréico todo foi pra isso?!
Eu não devo imaginar porque disseste tudo isso para nada... Tu é que tens que te explicar!

Eu fico até constrangido de insultar a inteligência deste fórum respondendo,
Hahahahahahhahahahahahahaha...  Mas... pra que respondeu, então?! Ah, lembrei! Precisavas descarregar...  Desculpe.
hahahahhahahahahahahahahahah...

Foi daquele destaque negrito ali que alucinaste tua descambada, fio?

Hahahahahahahahahahahahaa...

Agora, pergunte a ti mesmo: "por que será que vi, nas palavras do MESTRE, algo que ele NUNCA disse?..." É algo típico de uma classe de máquinas pensadoras humanas, vai a dica...    hahahahahahhahahahaha...






Uma apelação como essa, de tão ridícula,
Realmente...   E...

...Se estás verdadeiramente reconhecendo-se nessa grave falha, congratulo-o! Mas, melhores, fio, melhores mais!!! hahahahahahahahaha...

nem deveria render tanto assunto,
Aí já discordo! Tuas apelações, disparates, inconsistências, autoconvencimentos insustentados de jovem iniciante, rendendo assim, são fonte de diversão para o MESTRE, e para todos mais! Não te diminuas, fio! Ainda tens valor!

apenas as duas linhas requeridas para demonstrar que existir um pobre que não cometeu crimes
Só um????!!!!!  OH, PROTEUS!!!

não é a prova de que a pobreza não tem relação com a criminalidade.
É... E nem todos os outros sendo bandidos prova(m) que a pobreza os tornou assim. De fato, nem que todos os pobres mesmo, sem nem mesmo sobrar esse tal herói da resistência, fossem bandidos, seria demonstração de que a pobreza seria a causa. Para chegar a essa conclusão sem o objetivo mecanismo, só crença, como a tua, invenciona a "ligação causal".

...Mas, não tô nem ligando mais para nada disso! -- Se estás me informando de que apenas UM (1!) pobre no mundo não é bandido (e do tipo hediondo, que é o de que tratávamos!), nem sei mais o que deliberar agora. Tenho que fazer um recesso e repensar as estratégias e táticas nesse mundo.  SAAAAAANTO Prot amado!!!!!!!

Assim como existir um fumante que viveu até os 110 anos não é a prova de que o tabagismo não faz mal à saúde.
E ainda bem que não dependemos de pura crendice lógico-estatística associada a desejosidades para estabelecer os fatos...

Muito bem, fio!

De forma que entender ( que é que você me solicita, né? )
NÃO! Onde solicitei isso?????!!!!!!   De novo, fio?!!!! Quando vais parar de inventar coisas que eu teria dito, solicitado...?

Não quero saber de "milagres". São perguntas bem simples e objetivas. Estão ali em bom negrito. Responda-as! E as outras também!

o conjunto de milagres que fizeram de Amarildo um homem bom , esforçado, trabalhador e honesto, apesar de viver ao lado do tráfico com a família em um barraco de 10m² sem água corrente, não dá nenhuma esperança de que sob estas mesmas condições sub-humanas e diante da mesma falta de perspectiva, muitos jovens não irão valorizar tão pouco a própria vida a ponto de não valorizar em nada a vida do outro.
Esse tal de "Amarildo" (não é hipotético não, é?...) é o tal "único pobre não bandido do mundo(/Brasil)"????!!!! Puxa, esse cara tem valor!

Mas mesmo assim, como muitos outros inocentes, Amarildo foi vítima da pena de morte vigente no Brasil, com espancamento, tortura, e sem direito à família de enterrar o corpo.
Aaaaah, estou sabendo...  o Amariiiiildo...  suspeita de policiais terem-no matado e sumido com o corpo?...  Eu não sei o que esse cara era. Você tem evidências? É claro que evidências teriam que ser apresentadas numa ou noutra direção e SE ele foi morto e ocultado pelos policiais, não sendo comprovável que ele fosse bandido da variante hedionda OU QUE os policiais não tinham tal informação, os policiais, numa sociedade civilizada, deveriam ser todos executados da forma como fizeram com ele ou pior. Mas...    bom, é chato o MESTRE já ser TÃÃÃO repetitivo assim, mas... é isso: não vivemos num MUNDO civilizado.

Agora... pô, é esse Amarildo o tal "único pobre não bandido" que tu disseste existir??? Como sabes??? Eu só sei dele o que vi nos noticiários. Repórteres e funcionários públicos, além da família que o afirmam não bandido. Como sabes que não é?! Aliás, de fato, que não É mesmo! Porque, se nem o corpo apresenta-se, como sabes, e sabem outros, sequer que ele esteja morto?!

...Fio...  Agora desmoronaste tudo... Caramba! O MESTRE nem quer exemplos. Ele quer os me-ca-nis-mos! O que acontece na cabecinha doS pobreS (porque agora vi que não tem nada disso de "um só"! ó pá!) quando a tal "pobreza embandidadora" não 'funfa'????  HEIN????!!!!

..Quase me deixei levar...    'COOOOOOOOrda MESTRE Cientista!!!!  hahahahahahahahhahaha...

Isso vai além até do barbarismo que você chamaria de "experimento",
AAAAAAAAAAAAh, entendeste o experimento proposto pelo MESTRE, fio! Faz um favorzinho?...  Explica praquele rapaz, o Bucka! Ele tem uma uma dificuldAAAAAAAAde de entender... De repente, cês dois se entendem...

E, sim, isso NÃO é o experimento. O experimento é para bandidos, e esse indivíduo, não sei o que era (se era, se está morto! como se pode saber se não há -- suficiente -- evidência da morte, não é mesmo?). Nem tenho acesso a elementos investigativos. Tu tens?

mais ou menos no mesmo sentido que Joseph Mengele entendia o que era um "experimento".
Não, é completamente diferente a suposta ação desses policiais daquilo que o Mengele fazia...   Fio, pelamordiProteus...  manera nos absurdos...

Porém há décadas o experimento é repetido mas o resultado teima em não corresponder ao imaginado.
Que experimento?! Onde?!

Bom, esse foi o meu melhor esforço para responder uma pergunta
Só consegues isso?... tsc tsc tsc...

Então, com isso, estou recebendo a notificação de que não receberei as respostas?!   hmmmmmm...   Fazer o que, né, fio? Não tens, não sabes, só crês...

descabida, desnecessária,
Isso na tua crença...  Para os interesses práticos do Cientista, totalmente o contrário disso.

originalmente formulada fora de contexto
Originalmente lá no tópico Pena de Morte, perfeitamente contextualizada. Fugiste apenas, lá. Aqui, encurralado, degringolaste.

e agora repetida até fora de tópico
Para que tu começaste o extravio, fio? Solicitei-te várias vezes que te corrigisses.

e cuja resposta não acrescenta ou esclarece nada
Em tua crença, não só "não acrescenta/esclarece" como é assustadoramente devastadora. Compreendo tua dramática situação até...

porque não é a pergunta que tem que ser feita.
E qual seria?

Contudo, e apenas em consideração à nossa velha amizade,
Hahahahahahhahahahhahahahahahaha...

tentei atender à insistência da sua solicitação na medida dos possíveis.
Não existe possível a ti nessa seara. Seria teu suicídio e, obviamente, não estás aquinhoado para esse grande passo.


UFA!!!

Agradeço-te por toda essa diversão e aviso-te que não mais nesse tópico responderei qualquer coisa não relacionada ao titular crente sobre a crença dele.

Offline Pedro Reis

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.905
Re:Não vejo evidências que corroborem a existência de Deus,diz Neil Degrasse Tyson
« Resposta #18 Online: 14 de Julho de 2015, 04:15:04 »
Pela virgemãesantissima!, você quer transformar isso em uma corrida onde só aquele com fôlego para ser mortalmente chato cruza a linha de chegada.

Citação de: Cientista
UFA!!!

Respira... Só de assistir ao seu esforço já caí pelas tabelas.

Citação de: Cientista
Agradeço-te por toda essa diversão e aviso-te que não mais nesse tópico responderei qualquer coisa não relacionada ao titular crente sobre a crença dele.

Mas peraê... eu vou te dar o "gancho" que desejas... afinal, você não desperdiçou toda uma madrugada de sono para nós dois ficarmos sem o "gran finale".

A minha curiosidade é ainda maior que a sua disposição incansável em ser maçante, de maneiras que estou até capaz e disposto a aturar um tanto mais dessa estopada só pra ver onde o mestre pareceu tanto desejar chegar.

Se tivesses confessado antes que tinhas um sofisma pré-fabricado, mas desses que só funcionam com a "deixa" certa, eu não teria sido involuntariamente sádico, frustrando as suas expectativas todo esse tempo com a clareza e a coerência da minha argumentação, só por essa bobagem de prezar alguma honestidade intelectual.

Agora entendi... a sua conclusão precisava de um "gancho". Não seja por isso, se precisar até invento um.

E nem precisa se preocupar com o desvirtuamento do tópico. Não reparou? Ninguém tá lendo mesmo! Por Mum Há! você acha mesmo que tem alguém masoquista o bastante neste CC para ter prazer nesta tortura de tergiversações prolixas que precisam se estender por dois dos "posts" mais caceteantes já concebidos para ser uma ponte conectando o nada ao lugar nenhum?

Eu li, não pelo prazer da auto-flagelação do tédio, mas porque foi dedicado a mim, dispendeu tempo e trabalho - ainda que improdutivo - portanto seria de uma indelicadeza indesculpável o  bom senso de ignora-lo. E claro,  pela obrigação de retribuir a gentileza do seu estoicismo em ser o meu único e fiel leitor.

E também porque, perdidos no meio de tantos infantilismos, tem sempre uma ou outra coisa que eu gosto no que escreves e que talvez até valha uma reflexão, uma conversa, um debate, uma discussão... um troca de ofensas que seja... Uns pontos interessantes que me agradaria a continuidade.

Depois a gente volta ao Degrasse... ok?  ninguém tá acompanhando o tópico mesmo. A minha chatice multiplicada pela sua já afugentou até o bravo Skep.

Offline Pedro Reis

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.905
Re:Não vejo evidências que corroborem a existência de Deus,diz Neil Degrasse Tyson
« Resposta #19 Online: 14 de Julho de 2015, 05:08:05 »
Ah, só um pouco de paciência. Eu vou te dar o "gancho".

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 25.538
  • Sexo: Masculino
Re:
« Resposta #20 Online: 14 de Julho de 2015, 08:34:36 »
[...]
Depois a gente volta ao Degrasse... ok?  ninguém tá acompanhando o tópico mesmo. A minha chatice multiplicada pela sua já afugentou até o bravo Skep.

Eu leio tudo o que vocês postam. Aqui e em outros tópicos.  :)
Foto USGS

Offline Johnny Cash

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.891
Re:Não vejo evidências que corroborem a existência de Deus,diz Neil Degrasse Tyson
« Resposta #21 Online: 14 de Julho de 2015, 09:59:25 »
[...]
Depois a gente volta ao Degrasse... ok?  ninguém tá acompanhando o tópico mesmo. A minha chatice multiplicada pela sua já afugentou até o bravo Skep.

Eu leio tudo o que vocês postam. Aqui e em outros tópicos.  :)

Então, se puder, Geo, resume aí: quais foram os avanços até agora?

Pq eu aprecio os foristas, mas tenho dificuldade em ler tanto.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.591
  • Love it or Hate it
Re:Não vejo evidências que corroborem a existência de Deus,diz Neil Degrasse Tyson
« Resposta #22 Online: 14 de Julho de 2015, 19:13:45 »
[...]
Depois a gente volta ao Degrasse... ok?  ninguém tá acompanhando o tópico mesmo. A minha chatice multiplicada pela sua já afugentou até o bravo Skep.

Eu leio tudo o que vocês postam. Aqui e em outros tópicos.  :)

Então, se puder, Geo, resume aí: quais foram os avanços até agora?

Pq eu aprecio os foristas, mas tenho dificuldade em ler tanto.

Difícil resumir masturbação mental provocada por vaidade.

Offline Skeptikós

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.323
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Não vejo evidências que corroborem a existência de Deus,diz Neil Degrasse Tyson
« Resposta #23 Online: 14 de Julho de 2015, 21:02:15 »
[...]
Depois a gente volta ao Degrasse... ok?  ninguém tá acompanhando o tópico mesmo. A minha chatice multiplicada pela sua já afugentou até o bravo Skep.

Eu leio tudo o que vocês postam. Aqui e em outros tópicos.  :)

Então, se puder, Geo, resume aí: quais foram os avanços até agora?

Pq eu aprecio os foristas, mas tenho dificuldade em ler tanto.

Difícil resumir masturbação mental provocada por vaidade.
A maior parte do que o forista Cientista escreve (e não só neste tópico, mas de forma geral, é um padrão que se repete tópico a tópico) são elogios hiperbólicos a si próprio feitos na terceira pessoa, e criticas em tom de desprezo direcionados aquele com quem debate; Uma tendência comum em seus discursos é também a falácia de mudar de assunto fingindo que esta a refutar a questão atual colocado pelo oponente. Sempre que ele começa a se perder na questão atual, não demora muito e puxa algum assunto debatido dias ou meses atrás em outro tópico, que tenha pouca ou nenhuma relação com a questão atual. Ou então procura algum erro conceitual no discurso do oponente, mas que não tenha impacto significativo na questão principal, e começa a implicar com isso, esquecendo ou ignorando a questão principal.

Basicamente, este é um resumo padrão que se aplicaria com certa precisão na maioria (se não todos) os discursos já feitos pelo forista Cientista neste fórum.

Abraços!
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar.

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:Não vejo evidências que corroborem a existência de Deus,diz Neil Degrasse Tyson
« Resposta #24 Online: 15 de Julho de 2015, 01:04:38 »
Quero deixar declarado para todos os leitores, os que leem e os que "não leem" (KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK...), que, muito embora eu não mais vá responder a impertinências (ao tópico      ...e de outras variantes também, como as dos 'mordidinhos'...   hahahahahahahahahah), particularmente não me oponho e não terei problema algum em LER as RESPOSTAS às minhas perguntas já aqui deixadas, quaisquer sejam. Como o jovem ali insinuou crer em milagres quando sugeriu que um pobre não ser bandido seria um desses eventos 'além-metafísicos', quase decretanto que um pobre "teria (como que...) a obrigação de ser bandido" apenas por ser pobre, concluindo, por ele (o próprio jovem Pedro Reis), que "não haveria explicação para um pobre não ser bandido" (o que bem pode ser a crença-razão da incapacidade de responder...), talvez ele possa nos apresentar um exemplar desse fantástico evento só ao divino possível e...        RESPONDA!!!    hahahahahahahahahahahaha...

Aparte: há uma interseção entre a digressão e o tema próprio do tópico. Como o jovem é inteligente e culto ("mais"  "que"  --?-- até...   embora não tenha atendido minha requisição de melhores esclarecimentos sobre essa questão interessantíssima... hahahahahaha), não deverá ter dificuldade em localizar do que falo. Se desejar, peço até que pegue dali e responda, voltando do desvio ao tema do tópico, numa união das partes. Vamos lá, fio! Alguma tu tens que responder! Tem uma nação torcedora aflita por ti! Não os decepcione!!!  hahahahahahahahahahahahah...


Enquanto isso, aguardo aqui confortável e tranquilamente em minha posição altaneira, invulnerável a pobres risíveis natiderrotadas "investidas", para o que venha de RESPOSTAS       ...ou não!  hahahahahahhahahahahahahahahahahahahhahahaha

Recebendo o devido agradecimento de todos por mais estas palavras galhardamente ofertadas, fica por aqui o

MESTRE Cientista

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!