Autor Tópico: [VIDEO]Chico Xavier: o deturpador do Espiritismo  (Lida 7659 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Johnny Cash

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.891
Re:[VIDEO]Chico Xavier: o deturpador do Espiritismo
« Resposta #50 Online: 22 de Agosto de 2016, 23:33:54 »
Citar
Mas avançando, como você pode verificar que isso que você falou é verdade? Ou, porque alguém deveria acreditar no que você fala?
Gostaria de ter estas respostas, meu caro.
Quando escrevo respondendo a perguntas ou a provocações não faço com a intenção de convencer alguém. Apenas esclarecer os pontos questionados.
Compreendo que para um cético ou ateu as palavras, por mais sensatas, serão insuficientes; necessita-se algo mais.
Apenas não acredito que as religiões do mundo possam oferecer este algo mais.
 

 :ok:

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.303
  • Haters are losers.
Re:[VIDEO]Chico Xavier: o deturpador do Espiritismo
« Resposta #51 Online: 23 de Agosto de 2016, 01:02:07 »
Citar
Mas avançando, como você pode verificar que isso que você falou é verdade? Ou, porque alguém deveria acreditar no que você fala?
Gostaria de ter estas respostas, meu caro.
Quando escrevo respondendo a perguntas ou a provocações não faço com a intenção de convencer alguém. Apenas esclarecer os pontos questionados.
Compreendo que para um cético ou ateu as palavras, por mais sensatas, serão insuficientes; necessita-se algo mais.
Apenas não acredito que as religiões do mundo possam oferecer este algo mais.
 



Não respondeu. Parece óbvio que você acredita porque resolveu acreditar, mesmo sem saber se é verdade e sendo sincero você deve concordar que não há motivo algum para alguém acreditar nas bobagens que você escreve.

Gossip is a sort of smoke that comes from the dirty tobacco-pipes of those who diffuse it: it proves nothing but the bad taste of the smoker. George Eliot





.

Offline Spencer

  • Nível 28
  • *
  • Mensagens: 1.409
Re:[VIDEO]Chico Xavier: o deturpador do Espiritismo
« Resposta #52 Online: 23 de Agosto de 2016, 07:28:34 »
Citar
Mas avançando, como você pode verificar que isso que você falou é verdade? Ou, porque alguém deveria acreditar no que você fala?
Gostaria de ter estas respostas, meu caro.
Quando escrevo respondendo a perguntas ou a provocações não faço com a intenção de convencer alguém. Apenas esclarecer os pontos questionados.
Compreendo que para um cético ou ateu as palavras, por mais sensatas, serão insuficientes; necessita-se algo mais.
Apenas não acredito que as religiões do mundo possam oferecer este algo mais.

Não respondeu. Parece óbvio que você acredita porque resolveu acreditar, mesmo sem saber se é verdade e sendo sincero você deve concordar que não há motivo algum para alguém acreditar nas bobagens que você escreve.
Não, Giga; eu não quis me estender sobre a resposta ao Johnny porque nada parecerá mais piegas (ou falso) do que depoimentos do tipo "Deus falou comigo" ou "eu tinha perdido tudo e Deus salvou minha vida"... etc.

Duas coisas eu não gosto e sei que vcs também não: ser enfadonho ou parecer tolo.
Mas há que se correr o risco, pois a concisão é virtude que não se coaduna com a necessidade de uma explicação clara neste assunto.

Raras pessoas, na mocidade, são verdadeiros crentes, pois a fé não é como o líquido nos vasos comunicantes e o jovem, livre pensador, quer mais é aproveitar a vida. A religião é um estorvo.

Mas uma forte motivação chega, muitas vezes com a idade, com o sofrimento ou com a maturidade espiritual adquirida no somatório das vivências.
Então passamos a observar, a analisar a realidade que nos envolve; os muitos acontecimentos inexplicáveis, agora, com um olhar diferente.
Este é o processo.

Mas eu poderia resumir tudo o que foi dito acima apenas afirmando que as numerosas reencarnações predispõem o homem a crer, cedo ou tarde, naquilo que nos intervalos entre o túmulo e o berço, ele vê mas esquece ante as contingências da vida.

Embora esta seja a verdade, que eu testo diariamente, nada que eu possa dizer os convencerá, mas isto acontecerá.




Offline homemcinza

  • Nível 21
  • *
  • Mensagens: 774
Re:[VIDEO]Chico Xavier: o deturpador do Espiritismo
« Resposta #53 Online: 23 de Agosto de 2016, 11:09:11 »
Claro que vai acontecer Spencer, aí dentro da sua cabeça vai acontecer tudo isso e muito mais. Fique tranquilo. Torço por isso. Já vimos que você é muito criativo. Deveria escrever um livro. Tá perdendo tempo aqui tentando convencer ceticos cabeça dura com a desculpa de que esta aqui pra aprender algo. Se tivesse aprendido algo ja teria largado dessa besteirad afaz tempo
Foque no publico alvo: aqueles que adoram frases de almanaque e livros de auto-ajuda. Vai ficar rico.  Pode doar tudo no Centro Espirita que frequenta. Já pensou nisso?

Offline Spencer

  • Nível 28
  • *
  • Mensagens: 1.409
Re:[VIDEO]Chico Xavier: o deturpador do Espiritismo
« Resposta #54 Online: 23 de Agosto de 2016, 16:55:29 »
Claro que vai acontecer Spencer, aí dentro da sua cabeça vai acontecer tudo isso e muito mais. Fique tranquilo. Torço por isso. Já vimos que você é muito criativo. Deveria escrever um livro. Tá perdendo tempo aqui tentando convencer ceticos cabeça dura com a desculpa de que esta aqui pra aprender algo. Se tivesse aprendido algo ja teria largado dessa besteirad afaz tempo
Foque no publico alvo: aqueles que adoram frases de almanaque e livros de auto-ajuda. Vai ficar rico.  Pode doar tudo no Centro Espirita que frequenta. Já pensou nisso?
Grey, criativo é vc... dá de dez a zero no Alquimista. :histeria: :histeria: :histeria:

Offline homemcinza

  • Nível 21
  • *
  • Mensagens: 774
Re:[VIDEO]Chico Xavier: o deturpador do Espiritismo
« Resposta #55 Online: 23 de Agosto de 2016, 18:20:57 »
Claro que vai acontecer Spencer, aí dentro da sua cabeça vai acontecer tudo isso e muito mais. Fique tranquilo. Torço por isso. Já vimos que você é muito criativo. Deveria escrever um livro. Tá perdendo tempo aqui tentando convencer ceticos cabeça dura com a desculpa de que esta aqui pra aprender algo. Se tivesse aprendido algo ja teria largado dessa besteirad afaz tempo
Foque no publico alvo: aqueles que adoram frases de almanaque e livros de auto-ajuda. Vai ficar rico.  Pode doar tudo no Centro Espirita que frequenta. Já pensou nisso?
Grey, criativo é vc... dá de dez a zero no Alquimista. :histeria: :histeria: :histeria:

Que bom que encontrei a frequencia de comunicação. Sempre soube que era por ai! :P

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:[VIDEO]Chico Xavier: o deturpador do Espiritismo
« Resposta #56 Online: 23 de Agosto de 2016, 20:03:36 »
Raras pessoas, na mocidade, são verdadeiros crentes, pois a fé não é como o líquido nos vasos comunicantes e o jovem, livre pensador, quer mais é aproveitar a vida. A religião é um estorvo.

Mas uma forte motivação chega, muitas vezes com a idade, com o sofrimento ou com a maturidade espiritual adquirida no somatório das vivências.
Então passamos a observar, a analisar a realidade que nos envolve; os muitos acontecimentos inexplicáveis, agora, com um olhar diferente.
Este é o processo.

Deveria ser o contrário, quanto mais idade se tem, mais experiência e sensatez se adquiri ao invés de ficar acreditando em estórias bobas de fantasmas. Mas fico de cara com o grande número de senhores que, depois de tanta bagagem acumulada, chegam à conclusões absurdas sobre a (única!) realidade que nos cerca. Lamentável...


Claro que vai acontecer Spencer, aí dentro da sua cabeça vai acontecer tudo isso e muito mais. Fique tranquilo. Torço por isso. Já vimos que você é muito criativo. Deveria escrever um livro. Tá perdendo tempo aqui tentando convencer ceticos cabeça dura com a desculpa de que esta aqui pra aprender algo. Se tivesse aprendido algo ja teria largado dessa besteirad afaz tempo
Foque no publico alvo: aqueles que adoram frases de almanaque e livros de auto-ajuda. Vai ficar rico.  Pode doar tudo no Centro Espirita que frequenta. Já pensou nisso?

Inclusive já até indiquei o mesmo para o Spencer. Me dispus até a ser seu agente. O convite ainda tá de pé!  hahahahahahahahahahaha...

Ótima sugestão para uma sinopse de um futuro livro do Spencer:

Depois de abalar a Europa com suas palestras espíritas nas mais renomadas universidades, Luís de Almeida (PhD), ex-cientista da NASA, encontra evidências irrefutáveis de pensamento espírita nas entrelinhas da Bíblia e escondidas em código nas mais sublimes obras de arte da Europa Renascentista e logo se descortina um grande segredo que aponta para um suposto artefato construído pelos Templários que teria a finalidade de se comunicar com o mundo espiritual.
Seria essa a prova científica definitiva da existência dos espíritos que teria o poder de abalar os alicerces da Igreja Católica Romana?
Entra em jogo então um verdadeiro soldado de Deus, um santo da Opus Dei, que é o único capaz de conter as investigações de Luís de Almeida e impedir que o tesouro templário seja revelado à humanidade.
Junte-se a nós nessa trama envolvente cheia de suspense e mistério de tirar o fôlego!!!!!!!!



Claro que vai acontecer Spencer, aí dentro da sua cabeça vai acontecer tudo isso e muito mais. Fique tranquilo. Torço por isso. Já vimos que você é muito criativo. Deveria escrever um livro. Tá perdendo tempo aqui tentando convencer ceticos cabeça dura com a desculpa de que esta aqui pra aprender algo. Se tivesse aprendido algo ja teria largado dessa besteirad afaz tempo
Foque no publico alvo: aqueles que adoram frases de almanaque e livros de auto-ajuda. Vai ficar rico.  Pode doar tudo no Centro Espirita que frequenta. Já pensou nisso?
Grey, criativo é vc... dá de dez a zero no Alquimista. :histeria: :histeria: :histeria:

É porque o SIRE 9ALQUIMISTA9 nunca dá... ELE é macho!!!!!
« Última modificação: 23 de Agosto de 2016, 20:30:35 por Alquimista »
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Offline Spencer

  • Nível 28
  • *
  • Mensagens: 1.409
Re:[VIDEO]Chico Xavier: o deturpador do Espiritismo
« Resposta #57 Online: 24 de Agosto de 2016, 07:35:54 »
Vocês dois são "the icing on the cake" no fcc. :hihi: :hihi: :hihi:

A propósito, Alquímio, vc leva jeito para romancista. Escreveu somente aquele ou algum outro mais? Gostaria de saber.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:[VIDEO]Chico Xavier: o deturpador do Espiritismo
« Resposta #58 Online: 24 de Agosto de 2016, 10:36:28 »
"Pesquisas experimentais independentes" como as da ciência astrológica, da ciência ovniógica, da gigantopodontropologia, antropohematofagia, licantropia, etc. (As últimas duas talvez subespecialidades das ciências espirituais).
No passado o Espiritismo atraiu um número considerável de pensadores e cientistas que se encantaram com uma proposta totalmente inovadora no tocante à Religião, e que trouxeram consigo o viés da pesquisa e experimentação.
Com o tempo, os aspetos filosóficos e religiosos assumiram maior dimensão e a pesquisa perdeu forças.
Contrariamente, o metapsiquismo com Richet, G. Delanne e Lombroso prosseguia, centralizando atenções, dada a notoriedade daqueles nomes.

Está confundindo rivailismo/kardecismo, vulgo "espiritismo", com o espiritualismo europeu do qual ele deriva.

Sim, o espiritualismo, junto a essas coisas que mencionei, junto ainda à fatalogia ("fadologia"), gnomologia, duendologia, etc, são um corpo teórico que atraiu e atrai a essa atenção toda, e teve no rivailismo/kardecismo, uma de suas ramificações religiosas.

Skorpios

  • Visitante
Re:[VIDEO]Chico Xavier: o deturpador do Espiritismo
« Resposta #59 Online: 24 de Agosto de 2016, 13:44:55 »
"Pesquisas experimentais independentes" como as da ciência astrológica, da ciência ovniógica, da gigantopodontropologia, antropohematofagia, licantropia, etc. (As últimas duas talvez subespecialidades das ciências espirituais).
No passado o Espiritismo atraiu um número considerável de pensadores e cientistas que se encantaram com uma proposta totalmente inovadora no tocante à Religião, e que trouxeram consigo o viés da pesquisa e experimentação.
Com o tempo, os aspetos filosóficos e religiosos assumiram maior dimensão e a pesquisa perdeu forças.
Contrariamente, o metapsiquismo com Richet, G. Delanne e Lombroso prosseguia, centralizando atenções, dada a notoriedade daqueles nomes.

Está confundindo rivailismo/kardecismo, vulgo "espiritismo", com o espiritualismo europeu do qual ele deriva.

Sim, o espiritualismo, junto a essas coisas que mencionei, junto ainda à fatalogia ("fadologia"), gnomologia, duendologia, etc, são um corpo teórico que atraiu e atrai a essa atenção toda, e teve no rivailismo/kardecismo, uma de suas ramificações religiosas.

Puxa, que susto. Li outra coisa. Ufa!!!

Offline Spencer

  • Nível 28
  • *
  • Mensagens: 1.409
Re:[VIDEO]Chico Xavier: o deturpador do Espiritismo
« Resposta #60 Online: 24 de Agosto de 2016, 16:12:22 »
Não sei se é óbvio para vc mas Espiritismo e Espiritualismo são duas coisas completamente diferentes.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.303
  • Haters are losers.
Re:[VIDEO]Chico Xavier: o deturpador do Espiritismo
« Resposta #61 Online: 24 de Agosto de 2016, 18:30:01 »
O Spencer e os espiritóides em geral fazem uma ginástica enorme para colocar Kardec  e seus espíritos amestrados como a coisa mais importante que aconteceu naquela época. Na verdade, fora de Paris Kardec era um mero desconhecido. Apesar de citarem Crooks, Conan Doyle e outros espiritualistas famosos para reforçarem a propaganda do espiritismo como se eles fossem espíritas, esquecem ou ignoram que o espiritismo não é a mesma coisa coisa que o espiritualismo, tanto que os espiritualistas europeus e americanos não acreditam na reencarnação. Na época da morte de Kardec, o movimento já estava financeiramente quebrado e disputas internas pelo comando enfraqueceram o que já era tosco. Tanto que D. D.Home, o médium favorito de Kardec e de Crooks psicografa uma carta de arrependimento de Kardec por ter criado o espiritismo para surpresa dos espíritas e céticos.
Gossip is a sort of smoke that comes from the dirty tobacco-pipes of those who diffuse it: it proves nothing but the bad taste of the smoker. George Eliot





.

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:[VIDEO]Chico Xavier: o deturpador do Espiritismo
« Resposta #62 Online: 24 de Agosto de 2016, 19:13:44 »
Vocês dois são "the icing on the cake" no fcc. :hihi: :hihi: :hihi:

A propósito, Alquímio, vc leva jeito para romancista.

EU levo jeito para muuuuuuitas, muitas coisas!!!

 
Citar
Escreveu somente aquele ou algum outro mais? Gostaria de saber.

Nessa reencarnação???!!!!! Só aquele! hahahahahahahahahahahaha...  Mas não foi best-seller porque a humanidade ainda não está preparada. É por demais complexo...
Fora o romance, já escrevi outras coisas também, como matérias para um jornal, poemas, contos de fadas...


O Spencer e os espiritóides em geral fazem uma ginástica enorme para colocar Kardec  e seus espíritos amestrados como a coisa mais importante que aconteceu naquela época. Na verdade, fora de Paris Kardec era um mero desconhecido. Apesar de citarem Crooks, Conan Doyle e outros espiritualistas famosos para reforçarem a propaganda do espiritismo como se eles fossem espíritas, esquecem ou ignoram que o espiritismo não é a mesma coisa coisa que o espiritualismo, tanto que os espiritualistas europeus e americanos não acreditam na reencarnação. Na época da morte de Kardec, o movimento já estava financeiramente quebrado e disputas internas pelo comando enfraqueceram o que já era tosco. Tanto que D. D.Home, o médium favorito de Kardec e de Crooks psicografa uma carta de arrependimento de Kardec por ter criado o espiritismo para surpresa dos espíritas e céticos.

Kardec era tipo o Santos Dumont então...
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Offline Spencer

  • Nível 28
  • *
  • Mensagens: 1.409
Re:[VIDEO]Chico Xavier: o deturpador do Espiritismo
« Resposta #63 Online: 25 de Agosto de 2016, 07:16:49 »
O Spencer e os espiritóides em geral fazem uma ginástica enorme para colocar Kardec  e seus espíritos amestrados como a coisa mais importante que aconteceu naquela época. Na verdade, fora de Paris Kardec era um mero desconhecido. Apesar de citarem Crooks, Conan Doyle e outros espiritualistas famosos para reforçarem a propaganda do espiritismo como se eles fossem espíritas, esquecem ou ignoram que o espiritismo não é a mesma coisa coisa que o espiritualismo, tanto que os espiritualistas europeus e americanos não acreditam na reencarnação. Na época da morte de Kardec, o movimento já estava financeiramente quebrado e disputas internas pelo comando enfraqueceram o que já era tosco. Tanto que D. D.Home, o médium favorito de Kardec e de Crooks psicografa uma carta de arrependimento de Kardec por ter criado o espiritismo para surpresa dos espíritas e céticos.
Kardec era um ilustre desconhecido fora de Paris????? Para vc ter uma ideia são duas brochuras somente sobre os relatos das viagens que era obrigado a fazer, conferencias, congressos,etc. Leon Denis sempre era convocado a substituir Kardec em viagens dado o acúmulo de compromissos. (Viagens de Kardec, 1862 -  Viagens de Kardec 1867).
Giga, vc faz afirmativas de internet baseado em depoimentos de inimigos, contraditores do Espiritismo; naturalmente não haverá imparcialidade. A pouco tempo postei uma msg no fcc sobre este tipo de problema: o conteúdo da Internet na elucidação de assuntos que geram polêmicas.

Noto o relativo desconhecimento da diferença entre Espiritualismo e Espiritismo. O primeiro, genericamente é o oposto de materialismo.
As religiões de um modo geral são espiritualistas pois admitem a existência da alma.
Na Inglaterra o Espiritismo era conhecido como Espiritualismo Experimental ou Espiritualismo Moderno, exatamente para fugir do genérico Espiritualismo.

O Espiritismo, admite a comunicação com os espíritos, sua reencarnação, etc.
Ou seja, todos espíritas são espiritualistas mas nem todos espiritualistas são espíritas.
Admitir ou não a reencarnação é próprio do Espiritualismo.

Se vc pesquisar sobre o Espiritismo no mundo verá que todos os países contam com suas Federações Espíritas, promovendo simpósios e congressos internacionais. A Bélgica, por exemplo, tem um movimento espírita dos mais ativos em toda a Europa. Portugal é quase como uma filial do Brasil, neste sentido.
O Espiritismo na França tomou o caminho da experimentação e perdeu seus laços com o Kardecismo, mas isto não ocorreu em toda a Europa como vc supõe.

Quanto à carta de DDHome é a mesma história daquela das irmãs Fox, A primeira nunca existiu e a segunda é parte de uma novela em que, uma das irmãs, alcoólatra, perdeu a guarda da filha por denuncia de sua outra irmã e para se vingar escreveu a tal carta, e posteriormente, abandonando a bebida, se retratou através da imprensa, pois a repercussão da primeira carta foi enorme. Isto é documentado, mas para a mídia é conveniente ignorar.

Mas afinal, sempre tive muita curiosidade sobre sua atitude, como inimigo visceral do Espiritismo.
Homem inteligente e culto, sabe que fraudes e aproveitadores existem em todo lugar. Nos tempos de Kardec era mais comum do que atualmente e os espíritas eram os primeiros a alertar para tal coisa. Mas vc não leva isto em consideração esquecendo de analisar, criticamente, a Doutrina; seus ensinos, sua filosofia.
Já sei, Kardec era racista... embora não seja verdade e a conotação não ser a mesmo dos dias de hoje, e daí?
Você não pode condenar os Evangelhos de Jesus, por causa de Judas, certo?

 

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.303
  • Haters are losers.
Re:[VIDEO]Chico Xavier: o deturpador do Espiritismo
« Resposta #64 Online: 25 de Agosto de 2016, 08:59:54 »
O espiritismo, nem Kardec são citados na The History of Spiritualism de Conan Doyle que cita D.D.Home, as Fox, Crookes e toda a trupe espiritóide. Por que será? O engraçado é que Doyle conhecia o espiritismo mas  certamente concluiu que não merecia ser citado.

Desafio você a procurar Kardec e o espiritismo em outras obras não espíritas que descrevem a origem do pensamento espiritualista na Europa. Busque também em obras francesas e liste aqui os resultados. Veja o que dizem os raros achados. Também desafio você a encontrar citações de Kardec ou do espiritismo em enciclopédias de filosofia ou livros de história da filosofia.

As federações espíritas internacionais, com raríssimas excessões, sempre têm a participação de brasileiros. Já mostrei isso aqui. Sem eles o espiritismo fora do Brasil não prospera. Desafio você a listar livros espíritas escritos ou psicografados por estrangeiros no exterior em língua estrangeira.

Aproveite e veja o que os livros de história dizem das irmãs Fox. Leia o que dizem os jornais da época.

Você está cego. Precisa ler mais em inglês e francês em obras que descrevem com imparcialidade a realidade dos fatos e então vai perceber as bobagens que você acredita.

A diferença entre nós é que já fiz esse exercicío e não pretendo mais perder tempo com essas besteiras.
« Última modificação: 25 de Agosto de 2016, 09:03:21 por Gigaview »
Gossip is a sort of smoke that comes from the dirty tobacco-pipes of those who diffuse it: it proves nothing but the bad taste of the smoker. George Eliot





.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:[VIDEO]Chico Xavier: o deturpador do Espiritismo
« Resposta #65 Online: 25 de Agosto de 2016, 14:24:24 »
Realmente o status quo tende a resistir muito à aceitação de novas teorias unificadas, que revolucionam a forma como se entende os fenômenos naturais (ou, sobrenaturais). Foi assim com Galileu, Newton, Darwin, Einstein, etc.

Nisso estão envolvidos tanto um ceticismo natural quanto a capacidade da teoria em explicar aquilo que se propõe a explicar, quanto um jogo de egos, orgulho ferido, em não ter sido necessariamente alguém do estabelecimento a ter formulado a resposta que todos buscavam. Mesmo no darwinismo temos algo que se aproxima, que é a relativa obscuridade de Alfred Russell Wallace, de origens muito mais humildes do que Charles Darwin.

Offline Spencer

  • Nível 28
  • *
  • Mensagens: 1.409
Re:[VIDEO]Chico Xavier: o deturpador do Espiritismo
« Resposta #66 Online: 25 de Agosto de 2016, 15:07:33 »
Respeito muitíssimo sua opinião, Giga, mas nada disso tem importância no mérito do que discutimos.
Citar
Desafio você a listar livros espíritas escritos ou psicografados por estrangeiros no exterior em língua estrangeira. 
Autores estrangeiros sobre o tema espiritismo: RDale Owen, Ernesto Bozzano, Gabriel Delanne, Amália Domingo Sóler, etc   

As teses espíritas servem de base à inúmeros filmes e romances estrangeiros, não como menção a fantasmas e casas mal-assombradas.
Filmes de grandes bilheterias  como o Sexto sentido, O Amor Além da Vida, Os Outros, Além da Eternidade, Ghost,  etc... cansativo enumerar, se inspiram em conceitos espíritas.

Mas, afinal
A DE merece seu antagonismo, maior que em relação às outras doutrinas e filosofias espiritualistas?
Ela apresenta conceitos amorais e anti éticos e tem objetivos que não condizem com os costumes das sociedades civilizadas? 

 
Por que Conan Doyle não cita kardec -
Aqui vc vai encontrar dados interessantes, leia com imparcialidade.
post a seguir

« Última modificação: 25 de Agosto de 2016, 15:23:00 por Spencer »

Offline Spencer

  • Nível 28
  • *
  • Mensagens: 1.409
Re:[VIDEO]Chico Xavier: o deturpador do Espiritismo
« Resposta #67 Online: 25 de Agosto de 2016, 15:20:47 »
Citar
Este material resulta de uma palestra por ocasião da comemoração de aniversário de fundação de uma Casa Espirita em Londres, que homenageia Conan Doyle em seu nome.
Faz referências externas e documentos de outras fontes não espiritas.


CONAN DOYLE

Nasceu 1859 – Faleceu em 7 de Julho de 1930, aos 71 anos – Parada cardíaca

Era atleta amador: jogador de futebol, criquete, natação, box, equitação, etc.

Escreveu 60 livros, 10 dos quais relacionados à realidade espiritual, 12 de Sherlock Holmes

Membro da The London Spiritualist Aliiance – The College of Psychic Science (1955) e The College of Psychic Studies (1970)


O obtuário de Conan Doyle, publicado na Time Magazine na segunda-feira, 31 de março de 1930, mostra o uso das palavras Spiritist’ e ‘Spiritism’ para descrever suas crenças, em vez de ‘Spiritualist’ e ‘Spiritualism’. Não sabemos se isso se deve ao fato de Conan Doyle ter usado mais o termo em palestras proferidas nos últimos anos de sua vida ou em entrevistas, mas conversas entre ele e a irmã, registradas no livro Arthur & George, de Julian Barnes, mostram que ele usava as palavras ‘Spiritist’ e ‘Spiritism’, assim como ‘Spiritualist’ e ‘Spiritualism’. A tradução a seguir é nossa para os trechos relevantes, destacados na apresentação:

Obituário
“Sir Arthur Conan Doyle, criador de Sherlock Holmes e espírita notável, morreu hoje em sua casa, Windlesham, em Crowborough, Sussex. Ele tinha 71 anos. (…)
Ao seu lado quando faleceu estava Lady Doyle, seus dois filhos e filha. A doença de Sir Arthur era atribuída ao trabalho na Escandinávia em outubro passado, quando deu uma série de palestras sobre o espiritismo.(…)
Não havia nenhuma dúvida na mente de Sir Arthur sobre a existência dos espíritos. Uma de suas provas da existência dos espíritos era uma enorme fotografia de si mesmo que mostrava o rosto de seu filho morto olhando por cima do ombro. Ele mostrou essa imagem para o correspondente e disse, simplesmente:
“Eu mesmo controlei a placa da foto. Ninguém mais a tocou. Como as pessoas podem duvidar quando se tem uma prova como essa?”
Pouco tempo atrás, Sir Arthur disse:
“Comprometo a minha honra na veracidade do espiritismo, e eu sei que o espiritismo é infinitamente mais importante do que a literatura, arte, política, ou em qualquer fato no mundo.”
(…) Mas de todos os seus vários trabalhos, Sir Arthur considerou sua devoção ao espiritismo, que ocupou a maior parte do seu tempo após a guerra, como o esforço mais importante de sua vida. (…)
Seu filho, da primeira esposa,  foi morto na  Primeira Guerra Mundial, e foi essa tragédia a grande responsável para o interesse quase exclusivo de Sir Arthur no espiritismo, durante seus últimos anos. (…)
Nos últimos anos, ele dedicou praticamente todo seu tempo à propagação do espiritismo, e foi reconhecido como um dos grandes líderes da crença do mundo. Por causa de sua associação com esta cruzada que ele próprio caracterizou como um impopular, ele gradualmente perdeu alguns de seus velhos amigos do tempo da literatura, que não viam nenhuma força no espiritismo e tendiam a vê-lo como um excêntrico. (…)
Ele até abriu uma “livraria psíquica” e um museu espírita em Victoria Street, à sombra da Abadia de Westminster. Lá ele criou um centro para a literatura espírita e distribuía em boa parte do mundo.” 

Depois de sua morte, teria aparecido em espírito em reunião privada na casa de Mrs Osborne Leonard, em 1937, a única que a família confirmou com autêntica.

Envolvimento em polêmicas

Em 1876, envolveu-se no caso George Edalji, advogado de origem indiana, alvo de preconceito racial, que foi acusado injustamente de ter sacrificado, de forma brutal, vários animais numa provinciana região inglesa. Ele escreveu da prisão para o detetive Sherlock Holmes e teve caso elucidado pelo próprio Sir Arthur, que levantou todos os erros feitos durante o julgamento. Logo em seguida, utilizando seu nome e sua conceituada visibilidade em jornais para causar um polêmica de repercussão nacional. Essa história é contada no romance Arthur & George, de Julian Barnes.

Em 1909, Oscar Slater, um judeu alemão, foi setenciado a morte pelo assassinato de Marion Gilchrist. Doyle investigou o caso, descobriu novas evidências, ouviu testemunhas ignoradas pelo promotor público e publicou um livro com um apelo ao perdão. O caso ficou conhecido como um dos mais escandalosos erros da justiça escocesa.

História do Espiritualismo

Considerado o “São Paulo do Espiritualismo”, Conan Doyle deixou a tradição católica jurando que nunca mais acreditaria em nada que não pudesse ser provado. Era materialista, mas acreditava em uma força inteligente por trás do universo, embora não na sobrevivência da alma após a morte. Fez muitas brincadeiras com os crédulos, com os que acreditavam em “fantasmas”, na vida após a morte, e inclusive, por meio de Sherlock Holmes, chegou a recomendar um polêmico livro que achincalhava a crença na realidade espiritual. Sentia, contudo, um vazio interior.

Em 1880 Conan Doyle começou a participar de palestras sobre estpiritualismo e, reuniões mediúnicas, assunto sobre o qual escreveu um artigo para a revista espiritualista The Light contando sobre uma reunião mediunica onde um médium o aconselhou – ‘Não leia o livro de Leigh Hunt’. Ninguém mais sabia que ele estava debatendo consigo mesmo se deveria ou não ler o Comic Dramatists of the Restoration, do autor citado pela entidade. Considerou, na época, evidência de telepatia e continuou estudando o fenômeno.

Só em 1897 ele declarou-se convertido ao Espiritualismo, em cartas escritas ao editor da revista Light, depois de ler e ponderar sobre livros de John W. Edmonds, Camille Flammarion, Alfred Russel Wallace e Alfred Drayson. Querendo atestar o que esses escritores que tanto respeitava haviam visto, ele organizou sessões de mesas girantes e mediunidade. No entanto, apenas em 1916 ele começou a divulgar o Espiritualismo, por causa da guerra. O primeiro livro sobre o assunto, The New Revelation, foi publicado em 1918.

Não era médium, mas teve várias experiências que o convenceram. Disse que apenas lunáticos não acreditariam tendo a evidência que ele teve. Ouviu “a voz inconfundível do filho”, viu a mãe e o sobrinho “tão nítidos como sempre os vi em vida!”

No polêmico livro “A Chegada das Fadas” (1921) reproduziu teorias sobre a natureza e a existência de fadas e espíritos.

Em 1924 traduziu o livro de Leon Denis – Jeanne D’Arc Medium (Paris: Librairie des Sciences Psychiques, 1910).

Em 1926, publicou The History of Spiritualism, onde apresenta o Espiritualismo em perspectiva histórica. Esse livro foi traduzido no Brasil como “A História do Espiritismo”, embora trace o histórico do movimento espiritualista como um todo.

Em 1928 demitiu-se da London Spiritualist Alliance, da qual tinha sido presidente, e no princípio de 1930 saíu da Society for Psychic Research. Para os detratores do Espiritualismo, essa demissão, pouco antes de sua morte, significaria que Doyle teria renegado a filosofia. No entanto, a saída dele deve-se ao fato de que Conan Doyle achava que ambas as sociedades estavam a ser demasiadamente rigorosas nos seus critérios, engessando o Espiritualismo e impedindo o seu avanço.

Prova do contrário é que ainda na semana anterior à sua morte, Doyle integrou uma delegação que foi requerer ao Home Office, ministério do interior britânico, a revogação do Witchcraft Act – ou Ato da Bruxaria – lei de 1733 que originalmente visava reprimir a feitiçaria e a vagabundagem, mas que nas últimas décadas do séc XIX e nas primeiras do séc XX foi usada pelas autoridades britânicas para condenar um grande número de médiums.

Como Allan Kardec, Conan Doyle acreditava que o Espiritualismo era ciência, filosofia e religião – tinha um respeito profundo por Jesus, que considerou o homem e o médium mais perfeito a descer na terra. “Não há nada que exija mais dedução do que a religião… ela pode ser construída como ciência exata por aquele que usar a razão”.

Transcrição do vídeo

Na apresentação, há um raro vídeo que Sir Arthur Conan Doyle gravou em outubro de 1928 para testar a “nova invenção”. A gravação foi feita no jardim de sua casa em Windlesham e nela aparece também o cãozinho Paddy, da raça Terrier irlandês. [Fonte: “The Adventures of Arthur Conan Doyle” de Russell Miller, 2008, Thomas Dunne Books, ISBN-13: 978-1-61523-180-5]


Na primeira parte, ele fala sobre a criação do detevive Sherlock Holmes. A seguir, o trecho em que ele fala de sua crença na sobreviência da alma, a partir do minuto 5’05”:

“O outro ponto, que é para mim, claro, o mais sério dos dois temas, é sobre eu ter abraçado assuntos psíquicos. Minhas primeiras experiências naquela direção começaram mais ou menos na época em que Sherlock Holmes estava sendo construído em minha mente, entre 1886 e 1887, então ninguém pode dizer que eu formei minha opinião em assuntos psíquicos de forma apressada. São agora 41 anos desde que eu escrevi um artigo sobre o assunto, publicado em uma revista chamada Light. Portanto eu me coloco com experiência de 41 anos, onde nunca perdi nenhuma oportunidade de ler, estudar e testar o assunto.

As pessoas me perguntam se voltarei a escrever mais alguma história de Sherlock Holmes, o que certamente não acho que seja provável, pois a medida que envelheci, os assuntos espirituais também cresceram em intensidade, comecei a levar mais a sério e acredito que nos anos que me restam eu provavelmente me devotarei mais, seguindo mais naquela direção do que na direção da literatura, a menos, claro, que precise voltar a escrever. Mas minha ideia principal é estender, se puder o conhecimento que já tenho de assuntos psíquicos e espalhar o máximo que puder esse conhecimento para que o mundo seja menos desventurado.

Não creia por um momento sequer, claro, que os estou tomando para mim, nem que quero dizer que sou o inventor do espiritualismo, eu sou apenas o principal exponente dele. Conheci vários grandes médiuns, muitos receptores de fenômenos psíquicos, muitos investigadores de todos os tipos, o máximo que posso fazer é ser um amplificador do assunto, saindo e conhecendo pessoas cara a cara, para tentar fazê-las entender que não é a besteira que é normalmente apresentada, onde as pessoas não sabem o que é de fato: uma grande filosofia, e acho eu, a base de todos os aprimoramentos religiosos do futuro da raça humana.

Suponho, como já disse, que haja mais médiuns, bons e ruins e medíocres, do que qualquer outro ser vivo, conheço uma grande diversidade pois viajo muito, e em todo o mundo, onde quer que eu vá, na Austrália, América, África do Sul, os melhores salões de conferência são colocados à minha disposição.Quando pessoas que não têm experiência nenhuma, ou muito pouca, ou talvez nunca tenham frequentado uma seance, vêm me contradizer, não levo a oposição delas muito a sério, como se pode imaginar. Quando eu falo deste assunto, não falo sobre que eu acredito, nem sobre o que acho. Falo sobre o que sei – entre acreditar e achar, há o saber. Falo de coisas com as quais lido todo o tempo, que há anos vejo, ouço, e sempre na presença de testemunhas, nunca arrisco alucinações. Geralmente, na na maioria dos meus experimentos há 6, 8 ou 10 testemunhas, todas vendo e ouvindo as mesmas coisas.

Gradualmente, fui ficando mais e mais convencido sobre o fenômeno, à medida que estudei, ano após ano. Mas foi apenas durante os tempos de guerra, quando todos esses esplêndidos jovens companheiros estavam desaparecendo de nossas vistas, e o mundo inteiro se  perguntando ‘o que aconteceu com eles? Onde estão? Que estão fazendo agora? Dissiparam-se no nada, ou ainda são os grandes companheiros que conhecíamos?’. Foi apenas naquela época que eu me dei conta da grande importância que era para a raça humana saber mais sobre esse assunto. Foi então que mergulhei me dedicando mais a isso tudo e encontrei o maior propósito ao qual eu poderia me dedicar os anos que restam de minha vida, que seria tentar trazer para outras pessoas algo como o conhecimento e a certeza que eu mesmo obtive.

Certamente que não foi algo injustificado para mim. Eu tenho certeza que posso encher uma sala de minha casa com as cartas que recebi de pessoas me contando sobre a consolação que minhas palestras e escritos sobre o assunto trouxeram para elas. Tudo o que eles têm, mais uma vez, como eu tive, é o som de uma voz desaparecida ou o toque de uma mão que sumiu.”
 
« Última modificação: 25 de Agosto de 2016, 15:34:20 por Spencer »

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:[VIDEO]Chico Xavier: o deturpador do Espiritismo
« Resposta #68 Online: 25 de Agosto de 2016, 15:45:40 »
Respeito muitíssimo sua opinião, Giga, mas nada disso tem importância no mérito do que discutimos.
Citar
Desafio você a listar livros espíritas escritos ou psicografados por estrangeiros no exterior em língua estrangeira. 
Autores estrangeiros sobre o tema espiritismo: RDale Owen, Ernesto Bozzano, Gabriel Delanne, Amália Domingo Sóler, etc   

As teses espíritas servem de base à inúmeros filmes e romances estrangeiros, não como menção a fantasmas e casas mal-assombradas.
Filmes de grandes bilheterias  como o Sexto sentido, O Amor Além da Vida, Os Outros, Além da Eternidade, Ghost,  etc... cansativo enumerar, se inspiram em conceitos espíritas.

Provas? O único filme que me lembro que era bem compatível com espiritismo mesmo é a comédia Defending Your Life (1991) (br: Um Visto Para o Céu / pt: Em Defesa da Vida), com toda aquela coisa de um mundo espiritual que é como se fosse uma espécie de cidade/comunidade hippie-hare-crishna-futurista, imitando perfeitamente o mundo material, com roupas, almoços, sono para descanso, ruas, transporte público, sistema de esgotos, e etc. Bem como a "defesa" em questão ser de suas ações em vida, estando em jogo evoluir para outro planeta ou ficar na mesma, ou talvez ser rebaixado.

Os demais deverão ser suficientemente apenas espiritualistas. Quando não, não é incomum que possa ter sido invenção independente dos mesmos conceitos.




Citar

Por que Conan Doyle não cita kardec -
Aqui vc vai encontrar dados interessantes, leia com imparcialidade.
post a seguir

Poderia tentar ser mais sucinto?

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.303
  • Haters are losers.
Re:[VIDEO]Chico Xavier: o deturpador do Espiritismo
« Resposta #69 Online: 25 de Agosto de 2016, 15:50:24 »
Quem escreveu isso não sabe o que está dizendo, também confunde convenientemente espiritismo com espiritualismo e coloca Doyle a serviço daquilo que já estava morto na França, portanto é falso.  Volto a insistir que a fama de Kardec é outra farsa espírita.

Aceite o meu desafio e pare de se enganar.
« Última modificação: 25 de Agosto de 2016, 15:54:14 por Gigaview »
Gossip is a sort of smoke that comes from the dirty tobacco-pipes of those who diffuse it: it proves nothing but the bad taste of the smoker. George Eliot





.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:[VIDEO]Chico Xavier: o deturpador do Espiritismo
« Resposta #70 Online: 25 de Agosto de 2016, 15:54:37 »
Gigaview,

Saberia se esses conceitos tipicamente espíritas de "cidades-fantasma" imitando completamente o mundo material também existiram em invenções independentes do rivailismo? Com algum contraste suficiente disso eventualmente ser uma visão do "paraíso" definitivo para alguns, em vez daqueles cenários onde aparentemente todos vivem ou no mato, ou nas nuvens mesmo, sem-teto. Se bem que mesmo isso seria interessante de se ver, qualquer que seja a direção de influência, se houver.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.303
  • Haters are losers.
Re:[VIDEO]Chico Xavier: o deturpador do Espiritismo
« Resposta #71 Online: 25 de Agosto de 2016, 19:15:48 »
Os espíritas "organizam" o mundo espiritual em comunidades segundo a descrição dos bestsellers psicografados e imitam o mundo real. Quem dá orientação básica para se imaginar o além é Chico Xavier e toda sua turma. O resto dos delírios espiritóides, se não combinam com a descrição básica são questionados ou rejeitados, como fazem com as descrições da família Gasparetto.

O espiritualismo moderno, que entra na onda da física quântica, diz que o mundo espiritual é moldado sob o comando da mente. O filme "Amor além da vida" retrata como isso funciona e é radicalmente diferente do ambiente do "Nosso Lar", um clássico espírita que exige uma mente tosca para ser levado a sério.

As idéias divergem bastante de acordo com o grau maiosenístico. Swedenborg, por exemplo, uma espécie de Kardec melhor preparado e nem por isso deu certo, de certa forma preparou o terreno para as futuras gerações espiritóides.


Citar
Swedenborg describes creation as made up of two separate and yet coexisting “worlds”: the natural world and the spiritual world. The natural world includes everything you see around you—the grass, the sky, houses, other people, your own body, and so on. The spiritual world consists of the unseen realities that we do not fully encounter until after death: heaven, hell, and the world of spirits in between.

In the spiritual world, people have bodies, live in houses, enjoy community life, and are surrounded by landscapes are like those of Earth, with familiar plants and animals. However, things work very differently in spiritual reality. Everything there is vivid and much more alive. What we see responds to what we are thinking. We always have all the time we need. Particular individuals are only as near or as far away as our thoughts of them, and thinking of a person or place can actually bring us there.



http://www.swedenborg.com/emanuel-swedenborg/explore/spiritual-world/
« Última modificação: 25 de Agosto de 2016, 19:21:29 por Gigaview »
Gossip is a sort of smoke that comes from the dirty tobacco-pipes of those who diffuse it: it proves nothing but the bad taste of the smoker. George Eliot





.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:[VIDEO]Chico Xavier: o deturpador do Espiritismo
« Resposta #72 Online: 25 de Agosto de 2016, 19:49:34 »
Interessante. Ele também teve contato com espíritos de outros planetas, assim como os rivailistas:

Citar
https://en.wikipedia.org/wiki/Emanuel_Swedenborg#Visions_and_spiritual_insights
...

In Earths in the Universe, it is stated that he conversed with spirits from Jupiter, Mars, Mercury, Saturn, Venus, and the Moon, as well as spirits from planets beyond our solar system.[57] From these 'encounters' he concluded that the planets of our solar system are inhabited, and that such an enormous undertaking as the universe could not have been created for just one race on a planet; nor one 'Heaven' derived from its properties per planet. Many Heavenly societies were also needed to increase the perfection of the angelic Heavens and Heaven, to fill in deficiencies and gaps in other societies. He argued: "What would this be to God, Who is infinite, and to whom a thousand or tens of thousands of planets, and all of them full of inhabitants, would be scarcely anything!".[58] Swedenborg and the life on other planets question has been extensively reviewed elsewhere.[59]

...


Parece que, talvez por seu pioneirismo, ele foi também vítima de espíritos zombeteiros.


Será que isso chega a ter uma popularidade considerável, um nível demográfico, na Suécia? LMGTFM: parece que na Suécia em si leis anti-heresia acabaram minando o sucesso, mas há igrejas nos EUA, França e Inglaterra:

Citar
https://en.wikipedia.org/wiki/The_New_Church

The New Church (or Swedenborgianism) is the name for several historically related Christian denominations that developed as a new religious movement, informed by the writings of Swedish scientist and theologian Emanuel Swedenborg (1688–1772).

...

The Swedenborgian Church of North America, with headquarters in Newton, Massachusetts, now has 37 active churches with about 1,500 members in the U.S. today. The General Church of the New Jerusalem, with headquarters in Bryn Athyn, has about 5,000 members in 33 churches. The Lord's New Church Which Is Nova Hierosolyma, also in Bryn Athyn, now has about 28 active churches with about 1900 members worldwide.[citation needed]

The Lord's New Church is primarily associated with South Africa, although roughly 200 members are found in the United States. It is noted for its concern for social justice. Australia and Germany are estimated to have 504 and 200 members, respectively. Counting additional members in Asia, Africa, and South America, current sources put the total number of Swedenborgians between 25,000 and 30,000.[citation needed]

É bem provável que sejam então a inspiração mesmo de filmes como "defending your life", em vez do rivailismo.

"Swendenborg" + "defending your life": About 750 results (0.39 seconds)

"kardec"|"rivail" + "defending your life": About 369 results (0.39 seconds)


E boa parte dos últimos resultados parecem ser brasileiros.



Arthur "Sherlock Homles" Conan Doyle:

Citar
...Some term must be fixed for a commencement of the narrative, and perhaps no better one can be found than the story of the great Swedish seer, Emanuel Swedenborg, who has some claim to be the father of our new knowledge of supernal matters.

When the first rays of the rising sun of spiritual knowledge fell upon the earth they illuminated the greatest and highest human mind before they shed their light on lesser men. That mountain peak of mentality was this great religious reformer and clairvoyant medium, as little understood by his own followers as ever the Christ has been.

In order fully to understand Swedenborg one would need to have a Swedenborg brain, and that is not met with once in a century. And yet by our power of comparison and our experience of facts of which Swedenborg knew nothing, we can realize some part of his life more clearly than he could himself. The object of this study is not to treat the man as a whole, but to endeavour to place him in the general scheme of psychic unfolding treated in this work, from which his own Church in its narrowness would withhold him.

Swedenborg was a contradiction in some ways to our psychic generalizations, for it has been the habit to say that great intellect stands in the way of personal psychic experience. The clean slate is certainly most apt for the writing of a message. Swedenborg's mind was no clean slate, but was criss-crossed with every kind of exact learning which mankind is capable of acquiring. Never was there such a concentration of information. He was primarily a great mining engineer and authority on metallurgy. He was a military engineer who helped to turn the fortunes of one of the many campaigns of Charles XII of Sweden. He was a great authority upon astronomy and physics, the author of learned works upon the tides and the determination of latitude. He was a zoologist and an anatomist. He was a financier and political economist who anticipated the conclusions of Adam Smith.

Finally, he was a profound Biblical student who had sucked in theology with his mother's milk, and lived in the stern Evangelical atmosphere of a Lutheran pastor during the most impressionable years of his life. His psychic development, which occurred when he was fifty-five, in no way interfered with his mental activity, and several of his scientific pamphlets were published after that date.
...
We have to face the fact that in the main the spiritual observations which he made have been confirmed and extended since his time by innumerable psychic observers. The true verdict is that he was the first and in many ways the greatest of the whole line of mediums, that he was subject to the errors as well as to the privileges which mediumship brings, that only by the study of mediumship can his powers be really understood, and that in endeavouring to separate him from Spiritualism his New Church has shown a complete misapprehension of his gifts, and of their true place in the general scheme of Nature. As a great pioneer of the Spiritual movement his position is both intelligible and glorious. As an isolated figure with incomprehensible powers, there is no place for him in any broad comprehensive scheme of religious thought.
...
A notice of Swedenborg from the Spiritualistic standpoint may be best concluded by an extract from his own diary. He says: "All confirmations in matters pertaining to theology are, as it were, glued fast into the brains, and can with difficulty be removed, and while they remain, genuine truths can find no place." He was a very great seer, a great pioneer of psychic knowledge, and his weakness lay in those very words which he has written.

The general reader who desires to go further will find Swedenborg's most characteristic teachings in his "Heaven and Hell," "The New Jerusalem," and "Arcana Coelestia." His life has been admirably done by Garth Wilkinson, Trobridge, and Brayley Hodgetts, the present president of the English Swedenborg Society. In spite of all his theological symbolism, his name must live eternally as the first of all modern men who has given a description of the process of death, and of the world beyond, which is not founded upon the vague ecstatic and impossible visions of the old Churches, but which actually corresponds with the descriptions which we ourselves obtain from those who endeavour to convey back to us some clear idea of their new existence.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.303
  • Haters are losers.
Re:[VIDEO]Chico Xavier: o deturpador do Espiritismo
« Resposta #73 Online: 25 de Agosto de 2016, 21:36:27 »
Citação de: Buckaroo Banzai
É bem provável que sejam então a inspiração mesmo de filmes como "defending your life", em vez do rivailismo.

Com certeza. Filmes como Ghost, O Amor Além da Vida, Os outros, etc... certamente foram escritos e produzidos sem o conhecimento do espiritismo. A inspiração foi espiritualista desenvolvida a partir das idéias de Swedenborg. O espiritismo é praticamente desconhecido no exterior e está agonizando em direção à extinção. O próprio Kardec se inspirou nele adicionando a idéia da reencarnação e outros bullshits supostamente ditados por seus espíritos amestrados.
Gossip is a sort of smoke that comes from the dirty tobacco-pipes of those who diffuse it: it proves nothing but the bad taste of the smoker. George Eliot





.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:[VIDEO]Chico Xavier: o deturpador do Espiritismo
« Resposta #74 Online: 25 de Agosto de 2016, 21:52:41 »
A teosofia deriva do swedenborgismo e adiciona a reencarnação, acho que importada do oriente/Índia. Também tem em comum com espiritismo esse discurso de tentar não-ser religião.

https://en.wikipedia.org/wiki/Is_Theosophy_a_Religion?

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!