Autor Tópico: Qual o sentido ?  (Lida 5571 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Criaturo

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 3.010
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #25 Online: 08 de Setembro de 2015, 14:55:44 »
Conseguiu entender que ausência de crença não é a mesma coisa do que crença na ausência?


ateísmo também é crença de que seja possível a ausência  da consciência do "eu"

Não, não entendeu.

seja possível a ausência  da consciência do "eu"mas ironicamente esse tipo de pensamento só é possível graças a existência de ao menos um "eu"
Hein?

Qual seria o maior grau de complexidade, passar a existir ou permanecer existindo ?
Como algo pode passar a inexistir ?
Você não sabe precisar  o momento exato que passou a sentir-se viva, como então saberia precisar o momento que deixará de sentir ? Sem ter que apelar para o uso da fé ?
mais precisamente qual seria o sentido da sua consciência, sendo efêmera qual seria importância a ser dada por você e pelo outros ?

Que confusão é essa, Criaturo? Se você não consegue elaborar uma pergunta, como quer obter respostas?

As perguntas são simples de valor inestimáveis, estamos falando de ser ou não ser, eis a questão ? vida e morte , existência e inexistência e qual o sentido disso?
você vê no ateísmo um porta de fuga para a realidade de uma vida que não te agrada ? Tambem  acredita que o seu descanso será eterno? :biglol:
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Brienne of Tarth

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.010
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #26 Online: 08 de Setembro de 2015, 15:07:33 »
você vê no ateísmo um porta de fuga para a realidade de uma vida que não te agrada ?

Não.

Também  acredita que o seu descanso será eterno?

Não. Assim como não acredito no tormento eterno.
GNOSE

Offline Criaturo

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 3.010
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #27 Online: 08 de Setembro de 2015, 15:32:50 »
e o pensamento é tambem um sentido ?

Pensamentos são a computação dos dados auferidos pelos sentidos. Sem os sentidos, sem dados para computar, logo, sem pensamentos.

neste caso ,podemos afirmar que uma pessoa em estado vegetativo, em que o cérebro perdeu totalmente ligação com os sentidos  do corpo , esta pessoa esta inconsciente ?
Se uma pessoa está em estado vegetativo, o cérebro dela por excelência não perdeu totalmente "ligação com os sentidos", pode estar inconsciente, mas não não-ciente. Porém, quando ela morre, fica além de inconsciente, também, não-ciente.

qual seria a diferença entre inconsciente e não-ciente ?

essa sua "computação " seria a capacidade de interpretar informações dos sentidos, ou seja a consciência ?

Voce entende a consciência como um processador de memória vazia, ou seja se não houverem dados para serem computados, ela  torna-se inoperante?

Essa visão faz do ser apenas um fruto da realidade externa, seria  a formação do ser a posteriori , ou seja toda consciência ´seria adquirida , melhor dizendo sendo imposta pela realidade externa ao ser ?
seria o caso de um ser isolado de toda realidade humana ser totalmente inconsciente  da sua própria existência?

Seriam parcialmente conscientes,  humanos criados por animais ?

Mas e o instinto, a priori não seria uma espécie de consciência interna  alheia a realidade externa ?

Como ja nascemos  conscientes de muitas coisas?

Seria isso o que, apenas  transmissão de consciência genética ?
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Criaturo

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 3.010
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #28 Online: 08 de Setembro de 2015, 15:48:19 »
você vê no ateísmo um porta de fuga para a realidade de uma vida que não te agrada ?

Não.

então lamenta-se por acreditar que em breve irá perder totalmente a consciência ?

Também  acredita que o seu descanso será eterno?

Não. Assim como não acredito no tormento eterno.

Entendo! a dor realmente incomoda, então justamente o ateísmo seria criado como uma espécie de  porta de fuga para uma realidade que não nos agrada.
Disso posso concluir que o ateísmo é "desumano" :'( :chorao:

Mas se  não acredita que terá um descanso eterno, então acredita  que sua atividades é que serão eternas?
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Terráqueo

  • Nível 16
  • *
  • Mensagens: 415
  • Sexo: Masculino
  • Não me acho um gênio, mas também não um jêneo.
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #29 Online: 08 de Setembro de 2015, 18:23:01 »
Criaturo (puxa, já faz um tempo que não dou as caras), sugiro que você pesquise um pouco sobre neurologia, pode ser útil para algumas questões (apesar de que, admito, não sou especialista). :ok:
É até melhor para que esta discussão não 'desembeste" para aquelas outras, que tinham o mesmo resultado de querer parar a rotação da Terra (tenho até medo do resultado disso) com o "poder da mente". |(
"A Terra é o berço da humanidade, mas ninguém pode viver no berço para sempre" - Konstantin Tsiolkovsky.

Offline AlienígenA

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.907
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #30 Online: 08 de Setembro de 2015, 18:41:07 »
O mesmo sentido que faz levar horas para preparar um delicioso prato de que será consumido em minutos. Vale a pena. Viver é muito bom!
neste caso se o sentido é sentir ?
o que pensa das dores ?

Não, o sentido é simplesmente viver, com seus ônus (dores) e bônus (prazeres), da melhor maneira possível, inclusive do ponto de vista moral - um bônus extra.
1) Mas algo pode viver sem sentidos ? Existe vida sem sentidos ?
2) Neste caso dor e prazer seria um equilíbrio dos sentimentos e  por consequência da vida ?
3) E como podemos  simplesmente viver da melhor maneira possível ?
4) Qual seria a importância de uma moral efêmera ?

1) Achei que você estivesse se referindo a "sentir" no sentido figurando. Foi mal. Vou pular essa questão, portanto.  :ok:
2) Não, dor e prazer são apenas o que são - fatos da vida, às vezes, resultado de nossas escolhas, outras, independente delas.
3) A melhor maneira de viver é procurar minimizar a dor, principalmente a dor inútil, maximizando assim o prazer, principalmente o duradouro - pesando as consequências. 
4) Moral eleva a auto estima, o que é por si só uma fonte de prazer.

Offline El Elyon

  • Nível 18
  • *
  • Mensagens: 503
  • Sexo: Masculino
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #31 Online: 08 de Setembro de 2015, 18:48:45 »
O sentido da vida é algo facílimo de responder:  5'->3', embora as DNA polimerases se movam no sentido 3'->5', um dos adendos mais importantes do Dogma Central, mas infelizmente, existem diversos hereges e infiéis como RNAs Trancriptases e RNA-dependentes RNA-Polimerases que violam o Dogma e impingem dor e sofrimento aos Fiéis.  :)
« Última modificação: 08 de Setembro de 2015, 18:57:47 por El Elyon »
"Thy word, El, is wise;
Thou art wise unto eternity;
Lucky life is Thy word.
Our king is Aliyan Baal,
Out judge, and none is above Him.
Let both of Us drain His chalice;
Both of Us drain His cup!"

Declaração de Asherah ao Compassivo El anunciando a ascensão de Baal.

Offline Enjolras

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.659
  • Sexo: Masculino
  • Question not thy god, for thy god doth not respond
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #32 Online: 08 de Setembro de 2015, 19:50:03 »
Você vive:
 Por você mesmo ?
 Pelos outros?
 Por ambos?

Se crê que todos deixarão de existir, então qual o sentido disso tudo ?  ::)

Uma de suas premissas é válida, e pessoalmente considero verdadeira. A premissa de que, para viver, é necessário haver algum sentido.

No entanto, sua argumentação considera tbm a premissa de que a vida, em si, tem algum sentido. Disso resulta uma aparente contradição, o que dá força a sua dialética. Mas o fato é que a vida, por si, não tem sentido. Somos nós que criamos algum sentido para nossas vidas. O que é importante e essencial para um viver, pode ser completamente supéfluo para outro.

Pensando de forma universal, no todo, a sua pergunta "qual o sentido disso tudo" tem como resposta "nenhum", uma vez que o sentido da vida de cada é determinado por cada um. Como diriam os budistas, vivemos um mundo de ilusoes. Criamos expectativas e desejos que queremos saciar, ao mesmo tempo que tentamos evitar tudo que nos causa dor e sofrimento. Isso nos mantem "vivos"

A religião cristã, por exemplo, criou a ilusão de que teremos uma vida de alegrias, livre de sofrimento, após uma vida de infelicidades. Isso mantém o mais miserável vivo, mesmo que seja uma vida de escravidão.

Qualquer sistema de pensamento pode ser racional, pois basta que as suas conclusões não contrariem as suas premissas.

Mas isto não significa que este sistema de pensamento tenha correspondência com a realidade objetiva, sendo este o motivo pelo qual o conhecimento científico ser reconhecido como a única forma do homem estudar, explicar e compreender a Natureza.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.245
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #33 Online: 08 de Setembro de 2015, 22:11:31 »
e o pensamento é tambem um sentido ?

Pensamentos são a computação dos dados auferidos pelos sentidos. Sem os sentidos, sem dados para computar, logo, sem pensamentos.

neste caso ,podemos afirmar que uma pessoa em estado vegetativo, em que o cérebro perdeu totalmente ligação com os sentidos  do corpo , esta pessoa esta inconsciente ?
Se uma pessoa está em estado vegetativo, o cérebro dela por excelência não perdeu totalmente "ligação com os sentidos", pode estar inconsciente, mas não não-ciente. Porém, quando ela morre, fica além de inconsciente, também, não-ciente.


qual seria a diferença entre inconsciente e não-ciente ?

Compartilhar a ciência de algo com alguém é o que torna o ser consciente.

Inconsciente é um estado ou condição daquele que supostamente tenha ciência de algo mas não compartilha momentaneamente a ciência desse algo com alguém. Não-ciente é o finado, é aquele que morreu ou está supostamente desprovido do sistema cognitivo  para a apreensão da ciência de algo, como um anencéfalo.

essa sua "computação " seria a capacidade de interpretar informações dos sentidos, ou seja a consciência ?

Não, consciência é o compartilhamento da ciência de algo com alguém. A computação das informações sensoriais é o ordenamento das informações colhidas pelos sentidos em forma operacional.

.
Voce entende a consciência como um processador de memória vazia, ou seja se não houverem dados para serem computados, ela  torna-se inoperante?

A consciência, que é a ciência de algo quando compartilhada com alguém,  não ocorre sem dados dos sentidos, mas tenho a impressão que isso já foi respondido.

Essa visão faz do ser apenas um fruto da realidade externa, seria  a formação do ser a posteriori , ou seja toda consciência ´seria adquirida , melhor dizendo sendo imposta pela realidade externa ao ser ?
Não há uma realidade externa, só a realidade.

 Mas do que está falando mesmo? Que visão? Não entendi.

seria o caso de um ser isolado de toda realidade humana ser totalmente inconsciente  da sua própria existência?

A realidade do ser humano é a realidade humana. A realidade do cão é a realidade canina, e a realidade canina e do ser humano, ou de qualquer outro ser é a realidade.

Seriam parcialmente conscientes,  humanos criados por animais ?

Humanos são animais. E são parcialmente conscientes por definição.

Mas e o instinto, a priori não seria uma espécie de consciência interna  alheia a realidade externa ?

Não instinto só é uma "consciência"(ciência de algo compartilhada com alguém) se for de uma "realidade externa", se for de uma "realidade interna" é só 'ciência de algo compartilhada com ninguém'.

Como ja nascemos  conscientes de muitas coisas?

Acho que no máximo, se nasce ciente de alguma coisa, não há como estar consciente de algo sem se saber que se compartilha a ciência desse algo com alguém.

Seria isso o que, apenas  transmissão de consciência genética ?
Trata-se só da fórmula para a replicação do hardware.

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #34 Online: 09 de Setembro de 2015, 02:56:06 »
De novo?!!!!!!!!      É divertido!!!!!  hahahahhahahahahahahaha...

Você vive:
 Por você mesmo ?
 Pelos outros?
 Por ambos?

Se crê que todos deixarão de existir, então qual o sentido disso tudo ?  ::)
O MESTRE Cientista não crê que "todos" (as ilusões conscientes das máquinas mentais humanas) deixarão de existir. O MESTRE SA-BE que não existe um sequer desses.





O mesmo sentido que faz levar horas para preparar um delicioso prato de que será consumido em minutos. Vale a pena. Viver é muito bom!
neste caso se o sentido é sentir ?
o que pensa das dores ?
Não, o sentido é simplesmente viver, com seus ônus (dores) e bônus (prazeres), da melhor maneira possível, inclusive do ponto de vista moral - um bônus extra.
mas algo pode viver sem sentidos ?
Tás brincando (mais exageradamente) com essa, fio?!!!!  hahahahahahahaahah Tu sabes que há formas de vida sem aparelhos sensoriais dos que falas. Não sabes?...

Existe vida sem sentidos ?
Por que vocês adoram redundar perguntas (gratuitamente)?...  O profícuo é redundar respostas.

Neste caso dor e prazer seria um equilíbrio dos sentimentos e  por consequência da vida ?
(SÓ)Mecanismos direcionadores de sobrevivência. Precisas de mais, fio?!

E como podemos  simplesmente viver da melhor maneira possível ?
"Simplesmente", é difícil...    Só em ser difícil, já não pode mais ser "simplesmente". A regra mais abrangente para viver (o) melhor é não filosofar. Não filosofando, sem esse grilhão degenerado da linguagem, desenvolve-se tecnologia ao máximo. Daí...?

Qual seria a importância de uma moral efêmera ?
(Guardado o significado quantitativo de "efêmera"...)

É a única.





Talvez ajude com uma resposta investigar qual é a orientação inata pela vida, presente em todos os tipos de seres vivos desde o passado mais remoto. Eu aposto em reverter ou ao menos anular a entropia.
Local?...    Universal?...       ...Reduzir a variação positiva, de fato?

Já disse o MESTRE (..ali atrás em algum lugar por aí ao Feynman...): vida é frente de reação caótica ao caos. Nada de especial nisto, não é mesmo?!





O mesmo sentido que faz levar horas para preparar um delicioso prato de que será consumido em minutos. Vale a pena. Viver é muito bom!
neste caso se o sentido é sentir ?
o que pensa das dores ?
Os sentidos, que são tato, gustação, olfato, audição e visão, tem a função de interpretar a realidade de forma a orientar o indivíduo nela.
Caro mi Chefian, interfacear e transduzir o ambiente na fronteira. Realidade é tudo, e não pode, "o indivíduo", "se orientar nela".





O mesmo sentido que faz levar horas para preparar um delicioso prato de que será consumido em minutos. Vale a pena. Viver é muito bom!
neste caso se o sentido é sentir ?
o que pensa das dores ?
Os sentidos, que são tato, gustação, olfato, audição e visão, tem a função de interpretar a realidade de forma a orientar o indivíduo nela.
Não seria a função da consciência interpretar os sentindo ?
Não, meu caro, a consciência é que é formatada pelos sentidos. A consciência surge por demanda dos sentidos.
Como demonstra o modelo de implementabilidade de nosso caríssimo ausente Gilberto.





O mesmo sentido que faz levar horas para preparar um delicioso prato de que será consumido em minutos. Vale a pena. Viver é muito bom!
neste caso se o sentido é sentir ?
o que pensa das dores ?
Os sentidos, que são tato, gustação, olfato, audição e visão, tem a função de interpretar a realidade de forma a orientar o indivíduo nela.
Não seria a função da consciência interpretar os sentindo ?
Não, meu caro, a consciência é que é formatada pelos sentidos. A consciência surge por demanda dos sentidos.
anestesiado os sentindo a consciência passa inexistir ?
Meu caro jovem Criaturo...   Está isto longe dessa simplicidade...  Por óbvio, não podes fazer ideia. Apenas NUM aspecto, "anestesiado" exige determinação rigorosa de significado. Onde a "anestesia" atua? Na periferia? No sistema central?...  Muito mais precisão que isso é necessária. OUTRO aspecto está relacionado à complexidade de uso dos sentidos, seja como para simples sensações, ou como portas linguísticas para dados complexos. Tua "pergunta" é nada a boiar num tudo a que te alheias por completo.

é impossível a perda dos sentindo mantendo a consciência do "EU" ?
Claro que não!!! Desconheces anestesias locais???!!!

Meu caro jovem fio... Os sentidos estão envolvidos, como nosso caro Chefian apontou, na FORMA(TA)ÇÃO da consciência. Já o MESTRE esclareceu-te melhor a respeito, não lembras?




O mesmo sentido que faz levar horas para preparar um delicioso prato de que será consumido em minutos. Vale a pena. Viver é muito bom!
neste caso se o sentido é sentir ?
o que pensa das dores ?
Os sentidos, que são tato, gustação, olfato, audição e visão, tem a função de interpretar a realidade de forma a orientar o indivíduo nela.
Não seria a função da consciência interpretar os sentindo ?
Não, meu caro, a consciência é que é formatada pelos sentidos. A consciência surge por demanda dos sentidos.
anestesiado os sentindo a consciência passa inexistir ?
Anestesiar os sentidos apenas os anestesia.

é impossível a perda dos sentindo mantendo a consciência do "EU" ?
"Consciência" são os sentidos.
Caro mi Chefian, os sentidos são fundamentais para a formação da consciência e, mesmo, para sua manutenção de longo prazo, mas registros substitutivos dos mesmos podem manter a consciência, (já, uma vez) formada, por tempo indeterminado.





e o pensamento é tambem um sentido ?
Pensamentos são a computação dos dados auferidos pelos sentidos. Sem os sentidos, sem dados para computar, logo, sem pensamentos.
Não está essencialmente errado, senão pela necessidade de frisar que os (dados dos) sentidos podem ser 'cacheados' (nada de mechinhas, hahahahhahahahaha) em registros que permitem desconexão com manutenção indeterminada do processo consciente. Obviamente, uma vez que esses registros são reescrevíveis pelos processos conscientes, é corolarial que a consciência, em condições de inacessibilidade permanente ao ambiente, deve degenerar até a extinção. De certa forma, em grau incompleto, é o que ocorre com as máquinas filosofantes, extremamente limitadas na referenciação sensorial direta ao ambiente, fazendo intensivo prolongado uso de registros internos. De um filósofo para um vegetal, é um pulinho!   hahahahhahahahahahahahaha...

neste caso ,podemos afirmar que uma pessoa em estado vegetativo, em que o cérebro perdeu totalmente ligação com os sentidos  do corpo , esta pessoa esta inconsciente ?
Se uma pessoa está em estado vegetativo, o cérebro dela por excelência não perdeu totalmente "ligação com os sentidos", pode estar inconsciente, mas não não-ciente. Porém, quando ela morre, fica além de inconsciente, também, não-ciente.
Nem sempre, em muitos casos, é preciso chegar a morrer para tanto...     hahahahahahahahahaha...
« Última modificação: 09 de Setembro de 2015, 02:58:48 por Cientista »

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.245
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #35 Online: 09 de Setembro de 2015, 04:07:16 »
Talvez ajude com uma resposta investigar qual é a orientação inata pela vida, presente em todos os tipos de seres vivos desde o passado mais remoto. Eu aposto em reverter ou ao menos anular a entropia.
Local?...    Universal?...       ...Reduzir a variação positiva, de fato?

Sei lá, mi Capitan, Entropia é um termo antropocêntrico.

Os sentidos, que são tato, gustação, olfato, audição e visão, tem a função de interpretar a realidade de forma a orientar o indivíduo nela.
Caro mi Chefian, interfacear e transduzir o ambiente na fronteira. Realidade é tudo, e não pode, "o indivíduo", "se orientar nela".

Mas se de fato é "tudo", também pode o "poder se orientar nela".


Caro mi Chefian, os sentidos são fundamentais para a formação da consciência e, mesmo, para sua manutenção de longo prazo, mas registros substitutivos dos mesmos podem manter a consciência, (já, uma vez) formada, por tempo indeterminado.

Bom, eu duvido disso, acho que há uma incessante necessidade de alimentação dos sensores, se estes cessam, acaba tudo. Não sei se há como saber se há "algo " lá sem visão, tato, paladar, olfato e audição.

Offline Criaturo

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 3.010
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #36 Online: 09 de Setembro de 2015, 09:47:41 »
Criaturo (puxa, já faz um tempo que não dou as caras), sugiro que você pesquise um pouco sobre neurologia, pode ser útil para algumas questões (apesar de que, admito, não sou especialista). :ok:
É até melhor para que esta discussão não 'desembeste" para aquelas outras, que tinham o mesmo resultado de querer parar a rotação da Terra (tenho até medo do resultado disso) com o "poder da mente". |(

e parar relógios, queimar lampadas,derreter metais ? transformar agua em vinho? telepatia? prever o futuro nada disso é possível ? :twisted:
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Criaturo

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 3.010
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #37 Online: 09 de Setembro de 2015, 10:06:30 »
O mesmo sentido que faz levar horas para preparar um delicioso prato de que será consumido em minutos. Vale a pena. Viver é muito bom!
neste caso se o sentido é sentir ?
o que pensa das dores ?

Não, o sentido é simplesmente viver, com seus ônus (dores) e bônus (prazeres), da melhor maneira possível, inclusive do ponto de vista moral - um bônus extra.
1) Mas algo pode viver sem sentidos ? Existe vida sem sentidos ?
2) Neste caso dor e prazer seria um equilíbrio dos sentimentos e  por consequência da vida ?
3) E como podemos  simplesmente viver da melhor maneira possível ?
4) Qual seria a importância de uma moral efêmera ?

1) Achei que você estivesse se referindo a "sentir" no sentido figurando. Foi mal. Vou pular essa questão, portanto.  :ok:
2) Não, dor e prazer são apenas o que são - fatos da vida, às vezes, resultado de nossas escolhas, outras, independente delas.
3) A melhor maneira de viver é procurar minimizar a dor, principalmente a dor inútil, maximizando assim o prazer, principalmente o duradouro - pesando as consequências. 
4) Moral eleva a auto estima, o que é por si só uma fonte de prazer.
1) sentir: órgãos sensoriais enquanto físico razão pura de origem externa ainda  incompreendida, Sentir independente de órgãos intuição pura, sentindo = razão = objetivo pre definido
2)Não possuem objetivo físicos nem morais ?
3)exemplos de dores inúteis ? Tipo um orgasmo infinito ? Mas não seria a busca pelo prazer a qualquer custo que cria o ser egoísta (EGO), isso é bom ? ironicamente  não é a busca pelo prazer  que causa inúmeros tipos de sofrimentos, disto não resulta o  equilíbrio prazer x dor ?
4) Moral cada um tem a sua e sem uma Referencia Absoluta, todas possuem o mesmo peso e sendo efêmeras tornam-se menos importantes.
« Última modificação: 09 de Setembro de 2015, 10:11:38 por Criaturo »
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Criaturo

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 3.010
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #38 Online: 09 de Setembro de 2015, 10:15:43 »
O sentido da vida é algo facílimo de responder:  5'->3', embora as DNA polimerases se movam no sentido 3'->5', um dos adendos mais importantes do Dogma Central, mas infelizmente, existem diversos hereges e infiéis como RNAs Trancriptases e RNA-dependentes RNA-Polimerases que violam o Dogma e impingem dor e sofrimento aos Fiéis.  :)
apesar de não possuir esses conhecimentos químicos biológicos, suponho que refere-se algo semelhante ao "Gênio Egoísta" do Dawkins ? :hihi: tipo a "casual " preservação das espécies ?
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Criaturo

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 3.010
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #39 Online: 09 de Setembro de 2015, 11:05:52 »
Você vive:
 Por você mesmo ?
 Pelos outros?
 Por ambos?

Se crê que todos deixarão de existir, então qual o sentido disso tudo ?  ::)
Uma de suas premissas é válida, e pessoalmente considero verdadeira. A premissa de que, para viver, é necessário haver algum sentido.

objetivo ok! mas para haver vida é tambem necessários haver sentimentos disso concluímos que plantas podem possuir algum tipo de sentimento ?

No entanto, sua argumentação considera tbm a premissa de que a vida, em si, tem algum sentido. Disso resulta uma aparente contradição, o que dá força a sua dialética.

As naturais evidências não apontam para manutenção da vida dentro dos seus limites ?Mal grado nossas queixas, e tentativas suicidas não sobrevivemos por milênios ?
Mas o fato é que a vida, por si, não tem sentido. Somos nós que criamos algum sentido para nossas vidas. O que é importante e essencial para um viver, pode ser completamente supéfluo para outro.

Exatamente esse é o ponto! Se não houver uma  Referência de um Sentido Universal, qualquer sentido se torna valido ou tão importante quanto o  do outro,mesmo que totalmente contrários, a favor e contra a manutenção da vida que seria o Sentido Universal.

Pensando de forma universal, no todo, a sua pergunta "qual o sentido disso tudo" tem como resposta "nenhum", uma vez que o sentido da vida de cada é determinado por cada um. Como diriam os budistas, vivemos um mundo de ilusoes. Criamos expectativas e desejos que queremos saciar, ao mesmo tempo que tentamos evitar tudo que nos causa dor e sofrimento. Isso nos mantem "vivos"
Sim vivemos em um mundo de ilusões, quando a realidade machuca inventamos uma porta de fuga para inexistência ou para um mundo magico onde a dor deixará de existir,mas pior do que isso é a ilusão da eterna busca pelo prazer ja  que ironicamente esta é  a causa dos maiores sofrimentos.
Mas tambem penso como os budistas dor , sofrimentos e prazeres, sentimentos são necessários a existência de vidas e dos seres individualizados.
A religião cristã, por exemplo, criou a ilusão de que teremos uma vida de alegrias, livre de sofrimento, após uma vida de infelicidades. Isso mantém o mais miserável vivo, mesmo que seja uma vida de escravidão.
Pior! ao descobrirem que o céu é construído de trabalho e por algum tipo de descontentamento, irão pensar que foram parar no inferno, ja que não mais poderão idealizar portas de fugas pra longe da dura  realidade que incomoda muita gente, sejam ateus ou crentes.

existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Criaturo

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 3.010
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #40 Online: 09 de Setembro de 2015, 13:06:29 »

 Compartilhar a ciência de algo com alguém é o que torna o ser consciente.

Inconsciente é um estado ou condição daquele que supostamente tenha ciência de algo mas não compartilha momentaneamente a ciência desse algo com alguém. Não-ciente é o finado, é aquele que morreu ou está supostamente desprovido do sistema cognitivo  para a apreensão da ciência de algo, como um anencéfalo.

no popular inconsciente seria  um "egoísta inseguro" escondendo tecnologias, normalmente desenvolvidas por outras pessoas!  :biglol:

mas ok! vamos seguir por esse caminho:

Consciência capacidade de compartilhar ciência
Inconsciente quem não  compartilha ciência
Não-ciênte incapaz de absorver ciência


vejamos consciência seria a capacidade de  compartilhar uma mesma realidade,mas se levarmos este conceito ao pé da letra , ninguém pode garantir que  compactua da mesma realidade do outro(ciência-consciência), ja que possuem órgãos sensoriais e capacidade interpretativa distintos, individualizados ,é nisto que consiste a crença da ilusão física a que se referem os budistas.

mas como voce enquadraria o  autista  dentro deste seus conceitos ?

Não, consciência é o compartilhamento da ciência de algo com alguém. A computação das informações sensoriais é o ordenamento das informações colhidas pelos sentidos em forma operacional.

raciocínio


Essa visão faz do ser apenas um fruto da realidade externa, seria  a formação do ser a posteriori , ou seja toda consciência seria adquirida , melhor dizendo sendo imposta pela realidade externa ao ser ?
Não há uma realidade externa, só a realidade.
 Mas do que está falando mesmo? Que visão? Não entendi.

discordo que só ha uma realidade,
 a própria individualização dos seres ja evidência isto, "a realidade que se vive é a realidade que se sente"
 a luz não faz parte da realidade  dos cegos de  nascença , assim como também sons não pertencem a realidade dos surdos.
tai uma ciência que não pode ser compartilhada!
Veja que a percepção da  realidade é relativa a capacidade de sentimento de cada ser, se todos seres da terra fossem cegos e surdos  não teriam ciência nem consciência da luz/som, ou seja todos terráqueos afirmariam ser estas realidades inexistentes, alias ceticamente falando, toda realidade existente que foge aos nossos limitados sentidos é considerada "inexistente"
Este seu conceito de que o nascimento do ser vem do inconsciente, ou seja sem consciência, a espera de receber a luz da ciência externa, implica em uma formação do ser a posteriori, ou seja nascemos "zé ninguém"  até que passamos a compartilhar da ciência do nome que nos foi dado . :biglol:
ou seja implicaria nascermos inconscientes evoluindo para o consciente até aqui tudo bem,mas o fato de que recém nascidos ainda não possam compartilhar ciência, não implica serem não-cientes, ou desprovidos de uma ciência a priori, ou seja inata por exemplo como o  instinto de procurar alimento, comprimindo os mamilos maternos.
Tai um bom exemplo de consciência não humana que os céticos fingem ignorar ou tentam desvirtua-la.


seria o caso de um ser isolado de toda realidade humana ser totalmente inconsciente  da sua própria existência?
A realidade do ser humano é a realidade humana. A realidade do cão é a realidade canina, e a realidade canina e do ser humano, ou de qualquer outro ser é a realidade.
ok mas, argumento que realidade cada um tem a sua ou por acaso voce pode sentir minhas dores e alegrias ?
Garanto que seres menos evoluídos como os vermes, desconhecem a nossa realidade humana, assim como nós tambem desconhecemos a realidades de outros seres mais evoluídos, para nossa ignorância é como se não existissem, mas nossos limites não possuem poder determinantes sobre a existência.



Mas e o instinto, a priori não seria uma espécie de consciência interna  alheia a realidade externa ?
Não instinto só é uma "consciência"(ciência de algo compartilhada com alguém) se for de uma "realidade externa", se for de uma "realidade interna" é só 'ciência de algo compartilhada com ninguém'.

isso ficou engraçado!
Fica claro que se o instinto  for uma ciência inata não pode ser fruto da realidade nem de consciência externa, a não ser que obrigatoriamente se possa provar o compartilhamento da ciência através da genética, caso contrario isso evidencia haver uma pré Consciência ao ser humano, ou seja antes de sermos humanos ja possuímos uma Consciência compartilhando conhecimento,segundo seus conceitos. ::)


Como ja nascemos  conscientes de muitas coisas?
Acho que no máximo, se nasce ciente de alguma coisa, não há como estar consciente de algo sem se saber que se compartilha a ciência desse algo com alguém.
por que não? o conhecimento do recém nascido de comprimir os mamilos maternos é inato,mas tambem ja é compartilhado pela mãe, neste caso ha sim! uma Pré Consciência compartilhada.

« Última modificação: 09 de Setembro de 2015, 14:43:58 por Criaturo »
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Criaturo

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 3.010
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #41 Online: 09 de Setembro de 2015, 15:42:21 »
De novo?!!!!!!!!      É divertido!!!!!  hahahahhahahahahahahaha...

Você vive:
 Por você mesmo ?
 Pelos outros?
 Por ambos?

Se crê que todos deixarão de existir, então qual o sentido disso tudo ?  ::)
O MESTRE Cientista não crê que "todos" (as ilusões conscientes das máquinas mentais humanas) deixarão de existir. O MESTRE SA-BE que não existe um sequer desses.


 :shock: hã ? agora voce me surpreendeu!
estaria eu trocando ideias com um Buda?
neste caso você ja sabe que a individualização dos seres é uma ilusão necessária ?
ou o mais provável: tambem  " a sabedoria pode ser manifestada na ausência da consciência humana " isso só evidência uma ciência extra humana, tipo instinto, intuição.


mas algo pode viver sem sentidos ?
Tás brincando (mais exageradamente) com essa, fio?!!!!  hahahahahahahaahah Tu sabes que há formas de vida sem aparelhos sensoriais dos que falas. Não sabes?...
plantas?
mas suas folhas  procuram pela luz solar, logo sentem a luz .

Neste caso dor e prazer seria um equilíbrio dos sentimentos e  por consequência da vida ?
(SÓ)Mecanismos direcionadores de sobrevivência. Precisas de mais, fio?!
voce é um crente do "gênio egoísta" de Dawkins?
Sim precisamos acrescentar a principal função para que haja vida, ela tem que ser individualizada
em outras palavras dor e prazer  possuem a função de formar a individualização do ser "eu"  (EGO)
mas Ué! Voce não havia dito que : O MESTRE Cientista não crê que "todos" (as ilusões conscientes das máquinas mentais humanas) deixarão de existir. O MESTRE SA-BE que não existe um sequer desses. ?

E como podemos  simplesmente viver da melhor maneira possível ?
"Simplesmente", é difícil...    Só em ser difícil, já não pode mais ser "simplesmente". A regra mais abrangente para viver (o) melhor é não filosofar. Não filosofando, sem esse grilhão degenerado da linguagem, desenvolve-se tecnologia ao máximo. Daí...?

ta maluco ? por que abandonar a posição comoda que permite questionamentos e conjecturas ilimitados?
onde a ciência para a filosofia avança ou prevê soluções!

Qual seria a importância de uma moral efêmera ?
(Guardado o significado quantitativo de "efêmera"...)

É a única.

que morre com o(s) individuo(s), é relativa a ciência do ser.



Já disse o MESTRE (..ali atrás em algum lugar por aí ao Feynman...): vida é frente de reação caótica ao caos. Nada de especial nisto, não é mesmo?!

Agora entendi! sua aversão a filosofia é adepto da pseudo ciência simplista. :hihi:


Meu caro jovem Criaturo...   Está isto longe dessa simplicidade...  Por óbvio, não podes fazer ideia. Apenas NUM aspecto, "anestesiado" exige determinação rigorosa de significado. Onde a "anestesia" atua? Na periferia? No sistema central?...  Muito mais precisão que isso é necessária. OUTRO aspecto está relacionado à complexidade de uso dos sentidos, seja como para simples sensações, ou como portas linguísticas para dados complexos. Tua "pergunta" é nada a boiar num tudo a que te alheias por completo.


a questão é se  alguém com todos os seus sentidos anestesiados pode manter ciência do seu "eu" ?


é impossível a perda dos sentindo mantendo a consciência do "EU" ?
Claro que não!!! Desconheces anestesias locais???!!!
não entendi, anestesia local inibi impede apenas localmente a informação de dor bloqueando o  envio de pulso eletroquímicos, creio que a anestesia geral da um off-line no cérebro, ou seja os eletro pulsos chegam informando que ha dor, mas o cérebro não consegue absorver tal informação,mas permanece a questão o individuo nesta situação pode continua mantendo a consciência do seu "eu" ? por que ?

Não, meu caro, a consciência é que é formatada pelos sentidos. A consciência surge por demanda dos sentidos.

e o instinto não é uma espécie de consciência ?


« Última modificação: 10 de Setembro de 2015, 07:59:12 por Criaturo »
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Brienne of Tarth

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.010
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #42 Online: 09 de Setembro de 2015, 17:13:17 »
então lamenta-se por acreditar que em breve irá perder totalmente a consciência ?

Não.

Mas se  não acredita que terá um descanso eterno, então acredita  que sua atividades é que serão eternas?

Não.
GNOSE

Offline El Elyon

  • Nível 18
  • *
  • Mensagens: 503
  • Sexo: Masculino
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #43 Online: 09 de Setembro de 2015, 17:26:06 »
Citar
apesar de não possuir esses conhecimentos químicos biológicos, suponho que refere-se algo semelhante ao "Gênio Egoísta" do Dawkins ? :hihi: tipo a "casual " preservação das espécies ?

Não, não tinha intenção em chegar no Gene Egoísta e no Clinton R. Dawkins. Na verdade, é mais uma tirada de humor entre biólogos/bioquímicos.  :P

O "sentido da vida" é a direção em que uma das fitas do DNA é duplicada, sempre em direção 3' para 5'OH (porque o conjunto de enzimas que fazem isso se "deslocam" apenas no sentido oposto), enquanto o resto foi outra tirada porque uma das grandes ideias da bioquímica é o "Dogma Central da Biologia Molecular", um nome extremamente pomposo para uma generalização em como informação é repassada no interior da célula (DNA -> RNA -> Proteínas), mas como toda generalização ela tem suas exceções, que eu listei (e por serem 'exceção" a um "dogma", são "heréticas").

É humor tolo? Claro. Mas abre espaço para mencionar algo interessante, ao invés de um velho debate não-resolvido (e se me lembro bem, segundo Wittgenstein, irresolvível, porque envolve uma não-questão) que repousa em "quais pressupostos tenho como verdadeiros, mas que meu adversário os rejeita terminalmente". E pior ainda, esse tipo de discussão atrai a atenção de um duo de foristas que superaram Deepak Chopra na arte de escrever muito e não dizer cousa alguma, quando não transformam o tópico em um monólogo em dupla ou no que Cícero chamaria de asinus asinum fricat (a saber, você não é um deles).
"Thy word, El, is wise;
Thou art wise unto eternity;
Lucky life is Thy word.
Our king is Aliyan Baal,
Out judge, and none is above Him.
Let both of Us drain His chalice;
Both of Us drain His cup!"

Declaração de Asherah ao Compassivo El anunciando a ascensão de Baal.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.245
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #44 Online: 09 de Setembro de 2015, 17:28:23 »

vejamos consciência seria a capacidade de  compartilhar uma mesma realidade,mas se levarmos este conceito ao pé da letra , ninguém pode garantir que  compactua da mesma realidade do outro(ciência-consciência), ja que possuem órgãos sensoriais e capacidade interpretativa distintos, individualizados ,é nisto que consiste a crença da ilusão física a que se referem os budistas.
Pois é, já que é assim, na verdade você não está falando com ninguém. Você acha que o Sergiomgbr, o forista Cientista, os demais foristas, o fórum Clube Cético, são ilusões? Eu acho isso uma loucura!

mas como voce enquadraria o  autista  dentro deste seus conceitos ?

O autista talvez não tenha tanta consciência dos sons e da melodia quanto o baixista. Eu prefiro o som do baixo.


 a luz não faz parte da realidade  dos cegos de  nascença , assim como também sons não pertencem a realidade dos surdos.
tai uma ciência que não pode ser compartilhada!

É verdade, a falta de sensores de luz para cegos, e de áudio para surdos, limita a apreensão da realidade deles. Eles não tem consciência, nem mesmo são cientes da luz e dos sons.

Este seu conceito de que o nascimento do ser vem do inconsciente, ou seja sem consciência, a espera de receber a luz da ciência externa, implica em uma formação do ser a posteriori, ou seja nascemos "zé ninguém"  até que passamos a compartilhar da ciência do nome que nos foi dado . :biglol:
ou seja implicaria nascermos inconscientes evoluindo para o consciente até aqui tudo bem,mas o fato de que recém nascidos ainda não possam compartilhar ciência, não implica serem não-cientes, ou desprovidos de uma ciência a priori, ou seja inata por exemplo como o  instinto de procurar alimento, comprimindo os mamilos maternos.
Tai um bom exemplo de consciência não humana que os céticos fingem ignorar ou tentam desvirtua-la.
Mas como "consciência não humana" se ambos, bebê e mãe o são? Todavia, o bebê que nasce já sabendo algo por instinto, não o implica consciente por este motivo, e sim ciente, para que se torne consciente nessa condição é preciso que ele compartilhe a ciência disso com alguém. Para supor que ele compartilha alguma ciência de algo com a mãe é preciso lembrar que a mãe também precisa estar previamente ciente da mesma ciência dele, o ato seguinte, de ambos partilharem a mesma ciência de algo é que é consciência.

argumento que realidade cada um tem a sua ou por acaso voce pode sentir minhas dores e alegrias ?
Ciência de algo cada um tem a sua. Consciência de algo dois ou mais podem ter de algo. "Realidades" individuais, Realidade universal, ainda quem nem todos a tenham experimentado.

Garanto

Que bobagem.

Garanto que seres menos evoluídos como os vermes, desconhecem a nossa realidade humana, assim como nós tambem desconhecemos a realidades de outros seres mais evoluídos, para nossa ignorância é como se não existissem, mas nossos limites não possuem poder determinantes sobre a existência.
Ciência de algo cada um tem a sua. Consciência de algo dois ou mais podem ter de algo. "Realidades" individuais, Realidade universal, ainda quem nem todos a tenham experimentado.


 se o instinto  for uma ciência inata não pode ser fruto da realidade nem de consciência externa, a não ser que obrigatoriamente se possa provar o compartilhamento da ciência através da genética, caso contrario isso evidencia haver uma pré Consciência ao ser humano, ou seja antes de sermos humanos ja possuímos uma Consciência compartilhando conhecimento,segundo seus conceitos. ::)

Uma parte confusa, outra retetè...


« Última modificação: 09 de Setembro de 2015, 17:36:15 por Sergiomgbr »

Offline TheRealBuggy

  • Nível 00
  • *
  • Mensagens: 1
  • Hi
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #45 Online: 09 de Setembro de 2015, 18:58:31 »
Ainda não sei qual o sentido, mas gostaria de saber.
Se surgimos de um evento natural da evolução do universo, nossa vida não tem sentido algum.
Qual a origem das origens? Talvez nunca iremos descobrir, mas podemos tentar.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 25.215
  • Sexo: Masculino
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #46 Online: 09 de Setembro de 2015, 19:23:57 »
Ainda não sei qual o sentido, mas gostaria de saber.
Se surgimos de um evento natural da evolução do universo, nossa vida não tem sentido algum.

Seja bem vindo TheRealBuggy.

As perguntas mais importantes podem perfeitamente ser:

Há alguma necessidade da "vida ter um sentido"?

ou

Qual é o significado de "sentido" que a vida deveria ter?
Foto USGS

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.245
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #47 Online: 09 de Setembro de 2015, 19:35:15 »
Alguém quotou um post meu uma ocasião, dizendo que "parou de ler ali", na altura em que me referia a um paradoxo com a ideia de um argumento válido, e desde então sempre colhi conceitos similares nesse sentido com a ideia de os usar alhures, nesse momento me ocorre que é exatamente a situação. A vida não ter sentido é paradoxalmente o único sentido possível.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.360
  • Love it or Hate it
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #48 Online: 09 de Setembro de 2015, 19:56:30 »
O sentido da vida é um mi-mi-mi que os crentes criam para justificar a existência de Deus e outras bobagens.

"Buscar" o sentido da vida é um processo de masturbação mental que não leva a lugar algum.

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.683
  • Sexo: Masculino
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #49 Online: 09 de Setembro de 2015, 20:19:37 »
Nós somos menos do que um bilionésimo de um grão de poeira em relação ao universo, por que diabos nossa vida teria algum "sentido"? A vida só tem sentido se inventarmos um pra ela.
"Deus prefere os ateus"

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!