Autor Tópico: Qual o sentido ?  (Lida 8182 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #50 Online: 10 de Setembro de 2015, 03:34:35 »
Talvez ajude com uma resposta investigar qual é a orientação inata pela vida, presente em todos os tipos de seres vivos desde o passado mais remoto. Eu aposto em reverter ou ao menos anular a entropia.
Local?...    Universal?...       ...Reduzir a variação positiva, de fato?
Sei lá, mi Capitan, Entropia é um termo antropocêntrico.
Mi Chefian...                ...HEIN???!!!!!!!!!

Os sentidos, que são tato, gustação, olfato, audição e visão, tem a função de interpretar a realidade de forma a orientar o indivíduo nela.
Caro mi Chefian, interfacear e transduzir o ambiente na fronteira. Realidade é tudo, e não pode, "o indivíduo", "se orientar nela".
Mas se de fato é "tudo", também pode o "poder se orientar nela".
Mi Chefian...           ...HEIN???!!!!!!!!!!!!!

Mi Chefian...         hahahahahahahahahhaha...

Um detalhinho que não comentei da última vez é que não há somente os mencionados 5 sentidos. Há o vestibular, sensoriado por órgãos nos ouvidos internos. Pode haver/serem até improvisados outros.

Caro mi Chefian, os sentidos são fundamentais para a formação da consciência e, mesmo, para sua manutenção de longo prazo, mas registros substitutivos dos mesmos podem manter a consciência, (já, uma vez) formada, por tempo indeterminado.
Bom, eu duvido disso, acho que há uma incessante necessidade de alimentação dos sensores, se estes cessam, acaba tudo. Não sei se há como saber se há "algo " lá sem visão, tato, paladar, olfato e audição.
Mi Chefian...             IIIIIIH, mi Chefian!!!! Embrenhaste-te num espinheiro... Não sei se o MESTRE tem disposição agora para entrar e te salvar dele...    hahahahahahahahahaah...   A coisa é dura, vasta...  Ele vai iniciar uma 'entradinha', de leve, pra num machucá... Pra começo, tuas aspinhas ali deveriam, pelo menos, estar em "há", não em " "algo" ", porque o "algo" é desgarantido por completo. E é PELO MENOS porque não é nada disso, de fato. Trata-se de funcionamento, não "existência de algo". Já se monitoram, sem interfaceamento com as redes conectivas neuronais, atividades cerebrais correlacionadas a processos de interação com o ambiente. Pode-se, perfeitamente, verificar, desligando-se conexões sensitivas, se tais processos permanecem na parte central. Tu estás filosofando com tua "dúvida", caro mi Chefian. Estás aderindo à mesma crendice mística do garoto Bucka em coisas 'quálicas', supondo que "nunca iremos saber"...

Larga disso, mi Chefian!!!!   hahahahahhahahahahahahaha...

A propósito... leste as postagens posteriores do MESTRE Capitan? Nelas ele desenvolveu um pouquito mais os princípios. Atente bem! É questão de formulares as perguntas certas, que, não só encurtam explicações com as fazem eficazes com as questões.







De novo?!!!!!!!!      É divertido!!!!!  hahahahhahahahahahahaha...

Você vive:
 Por você mesmo ?
 Pelos outros?
 Por ambos?

Se crê que todos deixarão de existir, então qual o sentido disso tudo ?  ::)
O MESTRE Cientista não crê que "todos" (as ilusões conscientes das máquinas mentais humanas) deixarão de existir. O MESTRE SA-BE que não existe um sequer desses.


 :shock: hã ? agora voce me surpreendeu!
Só agora?!!!!!!    Quanto atraso...    hahahahahahahahaha...

estaria eu trocando ideias com um Buda?
Com certeza não estás trocando com um mole, é o que posso garantir-te!   hahahahahahahah...

neste caso você ja sabe que a individualização dos seres é uma ilusão necessária ?
ou o mais provável: " a sabedoria pode ser manifestada na ausência de consciência ".
CUMA????!!!!!!!!      A única coisa desse novelo que dá para o MESTRE responder com alguma dignidade é que não tem nada de "necessário" nes(s/t)a ilusão. Pode ser necessário entender que trata-se de ilusão, ou não dá para desenvolver nada de tecnológico a respeito e vai-se ficar filosofando direeeeeeto, assim como fazes,    hahahahahahahahahahaha...

mas algo pode viver sem sentidos ?
Tás brincando (mais exageradamente) com essa, fio?!!!!  hahahahahahahaahah Tu sabes que há formas de vida sem aparelhos sensoriais dos que falas. Não sabes?...
plantas?
mas suas folhas  procuram pela luz solar, logo sentem a luz .
Estava o MESTRE pensando em coisas mais elementares, como vírus, intracelulados, que sejam... Mas plantas servem bem, já que, observes bem!!!!, o MESTRE disse "aparelhos sensoriais dos que falas, meu caro jovem fio!

Daqui a pouco, vais delirar para ideias 'fractossensoriais', como que "corpos de Ruffini e bastonetes, axônios, dendritos... também sentem, além de serem sensores e condutores"...    Larga mão disso, fio!!!   hahhahahahahahahaha...

Se queres partir logo para certos (errados) níveis de alopração, abrace logo o 'termostatismo' e comece a crer que um termopar também sente porque ele pode vergar-se ao Sol "na direção certa"...     "Plantas"...     Não são mais conscientes (nem mais vivas) que termopares...      ...só mais esnobes as metidas!   hahahahahahahahahaahahaha...

Neste caso dor e prazer seria um equilíbrio dos sentimentos e  por consequência da vida ?
(SÓ)Mecanismos direcionadores de sobrevivência. Precisas de mais, fio?!
voce é um crente do "gênio egoísta" de Dawkins?
O Dawkins pode ser egoísta, mas de "gênio" só teve a memética, o que não é grande coisa, no fim das contas...        hahahahahahahahahahahaha

Genes podem ser tão egoístas quanto egoístas -- não podem.

E Cientista, por definição, não pode ser crente,               fio...

Sim precisamos acrescentar a principal função para que haja vida, ela tem que ser individualizada
em outras palavras dor e prazer  possuem a função de formar a individualização do ser "eu"  (EGO)
mas Ué! Voce não havia dito que : O MESTRE Cientista não crê que "todos" (as ilusões conscientes das máquinas mentais humanas) deixarão de existir. O MESTRE SA-BE que não existe um sequer desses. ?
Essa o MESTRE passa, porque não intindiu PPPPP niuma!!!!    hahahahahahahaaha...

E como podemos  simplesmente viver da melhor maneira possível ?
"Simplesmente", é difícil...    Só em ser difícil, já não pode mais ser "simplesmente". A regra mais abrangente para viver (o) melhor é não filosofar. Não filosofando, sem esse grilhão degenerado da linguagem, desenvolve-se tecnologia ao máximo. Daí...?
ta maluco ?
Devo...    Estou aqui!!!   KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK...

por que abandonar a posição comoda que permite questionamentos e conjecturas ilimitados?
Que alívio...   Agora o MESTRE viu que num tá maluco não...   Ele não...    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...

onde a ciência para a filosofia avança ou prevê soluções!
ONDE que ciência pára???!!!!!!!!!!  Não pára nunca!!!!!  A paralítica é a filosfofia, (filoso)fio!!!!

hahahhahahahahahahahahahaha...

Qual seria a importância de uma moral efêmera ?
(Guardado o significado quantitativo de "efêmera"...)

É a única.
que morre com o(s) individuo(s), é relativa a ciência do ser.
Só com a (morte) de todos de uma vez. E continuaria sendo a única que houve.

Já disse o MESTRE (..ali atrás em algum lugar por aí ao Feynman...): vida é frente de reação caótica ao caos. Nada de especial nisto, não é mesmo?!
Agora entendi! sua aversão a filosofia é adepto da pseudo ciência simplista. :hihi:
HEINNNNNNNNN??????!!!!!!!!!!!!   Que raios é isso?!!!!!!!!!!!    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...

Enquanto tu "entendeste", o MESTRE, com certeza...                                             entendeu mais ainda!!!                              ...a trágica situação...                hahahahahahahahahaha...

Meu caro jovem Criaturo...   Está isto longe dessa simplicidade...  Por óbvio, não podes fazer ideia. Apenas NUM aspecto, "anestesiado" exige determinação rigorosa de significado. Onde a "anestesia" atua? Na periferia? No sistema central?...  Muito mais precisão que isso é necessária. OUTRO aspecto está relacionado à complexidade de uso dos sentidos, seja como para simples sensações, ou como portas linguísticas para dados complexos. Tua "pergunta" é nada a boiar num tudo a que te alheias por completo.
a questão é se  alguém com todos os seus sentidos anestesiados pode manter ciência do seu "eu" ?
Já tinha ficado claro que era o que querias questionar! A resposta do MESTRE ficou mais clara ainda!!!! Troquemos (o 'termo') "anestesia" ("sem sensação", mas deteriorado para "substância/técnica para suspender sensação") por 'desconexão dos sensores'. Desconectados os sensores, não é "o indivíduo mantém ciência do seu "eu" "; não há um "indivíduo (alguém)" E um "eu", é só o "eu", que, sim, permanece(rá), por algum tempo.

é impossível a perda dos sentindo mantendo a consciência do "EU" ?
Claro que não!!! Desconheces anestesias locais???!!!
não entendi, anestesia local inibi impede apenas localmente a informação de dor bloqueando o  envio de pulso eletroquímicos, creio que a anestesia geral da um off-line no cérebro, ou seja os eletro pulsos chegam informando que ha dor, mas o cérebro não consegue absorver tal informação,mas permanece a questão o individuo nesta situação pode continua mantendo a consciência do seu "eu" ? por que ?

Não, meu caro, a consciência é que é formatada pelos sentidos. A consciência surge por demanda dos sentidos.
e o instinto não é uma espécie de consciência ?
Mas que confusão citatória, fio!!!!! Esse aí que citaste não é o MESTRE Cientista; trata-se do sublimoso grande mi Chefian Sergiomgbr!!!!   E, mais acima, tu mesmo, fio!

Quando deres mais atenção às "coisas pequenas", perceberás que não existem as "coisas grandes".

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #51 Online: 10 de Setembro de 2015, 07:15:29 »

neste caso ,podemos afirmar que uma pessoa em estado vegetativo, em que o cérebro perdeu totalmente ligação com os sentidos  do corpo , esta pessoa esta inconsciente ?
Se uma pessoa está em estado vegetativo, o cérebro dela por excelência não perdeu totalmente "ligação com os sentidos", pode estar inconsciente, mas não não-ciente. Porém, quando ela morre, fica além de inconsciente, também, não-ciente.

EQMS evidenciam ao contrario
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #52 Online: 10 de Setembro de 2015, 07:20:25 »
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #53 Online: 10 de Setembro de 2015, 07:28:42 »


Caro mi Chefian, os sentidos são fundamentais para a formação da consciência e, mesmo, para sua manutenção de longo prazo, mas registros substitutivos dos mesmos podem manter a consciência, (já, uma vez) formada, por tempo indeterminado.

Bom, eu duvido disso, acho que há uma incessante necessidade de alimentação dos sensores, se estes cessam, acaba tudo. Não sei se há como saber se há "algo " lá sem visão, tato, paladar, olfato e audição.

que tal os sonhos ?

discordo deste conceito de que a formação da consciência humana seja exclusivamente sensorial devido exsisitir a ciência inata ao ser, a menos que fique provado  heranças de memórias  geneticas
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #54 Online: 10 de Setembro de 2015, 07:48:16 »
Citar
apesar de não possuir esses conhecimentos químicos biológicos, suponho que refere-se algo semelhante ao "Gênio Egoísta" do Dawkins ? :hihi: tipo a "casual " preservação das espécies ?

Não, não tinha intenção em chegar no Gene Egoísta e no Clinton R. Dawkins. Na verdade, é mais uma tirada de humor entre biólogos/bioquímicos.  :P

O "sentido da vida" é a direção em que uma das fitas do DNA é duplicada, sempre em direção 3' para 5'OH (porque o conjunto de enzimas que fazem isso se "deslocam" apenas no sentido oposto), enquanto o resto foi outra tirada porque uma das grandes ideias da bioquímica é o "Dogma Central da Biologia Molecular", um nome extremamente pomposo para uma generalização em como informação é repassada no interior da célula (DNA -> RNA -> Proteínas), mas como toda generalização ela tem suas exceções, que eu listei (e por serem 'exceção" a um "dogma", são "heréticas").

É humor tolo? Claro. Mas abre espaço para mencionar algo interessante, ao invés de um velho debate não-resolvido (e se me lembro bem, segundo Wittgenstein, irresolvível, porque envolve uma não-questão) que repousa em "quais pressupostos tenho como verdadeiros, mas que meu adversário os rejeita terminalmente". E pior ainda, esse tipo de discussão atrai a atenção de um duo de foristas que superaram Deepak Chopra na arte de escrever muito e não dizer cousa alguma, quando não transformam o tópico em um monólogo em dupla ou no que Cícero chamaria de asinus asinum fricat (a saber, você não é um deles).

ok mas lembrando que que direção e sentido  são coisas diferentes

 a --------------->
 b---------------->

a e b  mesma direção e  sentido


c < ----------------
d  ---------------->

c e d   mesma direção e sentidos contrários

http://www.mundoeducacao.com/fisica/direcao-sentido.htm



existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Skorpios

  • Visitante
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #55 Online: 10 de Setembro de 2015, 07:52:26 »
Ainda não sei qual o sentido, mas gostaria de saber.
Se surgimos de um evento natural da evolução do universo, nossa vida não tem sentido algum.

Bem vindo ao clube, TheRealBuggy. Se quiser, dê uma passada no tópico de apresentações.

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #56 Online: 10 de Setembro de 2015, 07:55:31 »
então lamenta-se por acreditar que em breve irá perder totalmente a consciência ?

Não.

Mas se  não acredita que terá um descanso eterno, então acredita  que sua atividades é que serão eternas?

Não.

ai fica difícil, não acredita no trabalho nem no descanso eterno, então acredita na existência da eterna  inatividade ?
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #57 Online: 10 de Setembro de 2015, 08:36:52 »

vejamos consciência seria a capacidade de  compartilhar uma mesma realidade,mas se levarmos este conceito ao pé da letra , ninguém pode garantir que  compactua da mesma realidade do outro(ciência-consciência), ja que possuem órgãos sensoriais e capacidade interpretativa distintos, individualizados ,é nisto que consiste a crença da ilusão física a que se referem os budistas.
Pois é, já que é assim, na verdade você não está falando com ninguém. Você acha que o Sergiomgbr, o forista Cientista, os demais foristas, o fórum Clube Cético, são ilusões? Eu acho isso uma loucura!
  :tease: longe de  mim tal loucura, não disse que somos loucos e sim "iludidos" pelos sentidos,mas lembre-se que quando todos compartilham da mesma ilusão ela passa ser a "realidade" tipo  filme MATRIX.
imagine se um cientista maluco alterasse o genes da humanidade para que toda nova geração só consiga enxergar cor de rosa, viverão a ilusão de que não existe outra realidade alem de um mundo "cor de rosas" ha...ha..ha.ha.ha.ha
mas pior do que isto afirmarão que não existem cores por falta de outras referencias.



mas como voce enquadraria o  autista  dentro deste seus conceitos ?
O autista talvez não tenha tanta consciência dos sons e da melodia quanto o baixista. Eu prefiro o som do baixo.

algumas vezes prefiro o som do calado! :biglol:

o amigo ta confundindo artista com autista, que expressam seres contrários o primeiro sente necessidade de "aparecer" o outro de se "esconder"
veja que a questão foi pertinente aos seus conceitos de Consciência, inconsciência e não-ciência.

em alto grau o autista não compartilha ciência, de acordo com seus conceitos ele teria que ser enquadrado como inconsciente ?




 a luz não faz parte da realidade  dos cegos de  nascença , assim como também sons não pertencem a realidade dos surdos.
tai uma ciência que não pode ser compartilhada!

É verdade, a falta de sensores de luz para cegos, e de áudio para surdos, limita a apreensão da realidade deles. Eles não tem consciência, nem mesmo são cientes da luz e dos sons.

disso resulta que realidades são relativas a capacidade das percepções



Este seu conceito de que o nascimento do ser vem do inconsciente, ou seja sem consciência, a espera de receber a luz da ciência externa, implica em uma formação do ser a posteriori, ou seja nascemos "zé ninguém"  até que passamos a compartilhar da ciência do nome que nos foi dado . :biglol:
ou seja implicaria nascermos inconscientes evoluindo para o consciente até aqui tudo bem,mas o fato de que recém nascidos ainda não possam compartilhar ciência, não implica serem não-cientes, ou desprovidos de uma ciência a priori, ou seja inata por exemplo como o  instinto de procurar alimento, comprimindo os mamilos maternos.
Tai um bom exemplo de consciência não humana que os céticos fingem ignorar ou tentam desvirtua-la.
Mas como "consciência não humana" se ambos, bebê e mãe o são? Todavia, o bebê que nasce já sabendo algo por instinto, não o implica consciente por este motivo, e sim ciente, para que se torne consciente nessa condição é preciso que ele compartilhe a ciência disso com alguém. Para supor que ele compartilha alguma ciência de algo com a mãe é preciso lembrar que a mãe também precisa estar previamente ciente da mesma ciência dele, o ato seguinte, de ambos partilharem a mesma ciência de algo é que é consciência.
Certo! o Bebê poderia apenas ter um instinto ciente, que por si só ja implicaria em ter um pre conhecimento uma pre ciência anterior a realidade humana, exatamente isso que desbanca que toda ciência humana é obtida exclusivamente no mundo humano.
quanto a consciência do instinto, podemos dizer que são sim, compartilhadas a ciência do bebê  ( animal) a procura dos mamilos e  a da mãe que tambem ja sabe que deverá facilitar a amentação.

existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #58 Online: 10 de Setembro de 2015, 10:56:58 »
Ainda não sei qual o sentido, mas gostaria de saber.
Se surgimos de um evento natural da evolução do universo, nossa vida não tem sentido algum.
manter a vida existente faz algum sentido ?
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #59 Online: 10 de Setembro de 2015, 11:01:47 »
Ainda não sei qual o sentido, mas gostaria de saber.
Se surgimos de um evento natural da evolução do universo, nossa vida não tem sentido algum.

Seja bem vindo TheRealBuggy.

As perguntas mais importantes podem perfeitamente ser:

Há alguma necessidade da "vida ter um sentido"?

ou

Qual é o significado de "sentido" que a vida deveria ter?

talvez para os loucos não ha. :tease:

para a vida faz sentindo continuar existindo
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #60 Online: 10 de Setembro de 2015, 11:04:24 »
Alguém quotou um post meu uma ocasião, dizendo que "parou de ler ali", na altura em que me referia a um paradoxo com a ideia de um argumento válido, e desde então sempre colhi conceitos similares nesse sentido com a ideia de os usar alhures, nesse momento me ocorre que é exatamente a situação. A vida não ter sentido é paradoxalmente o único sentido possível.
exatamente não ter vida é o mesmo que não ter sentido
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #61 Online: 10 de Setembro de 2015, 11:05:41 »
O sentido da vida é um mi-mi-mi que os crentes criam para justificar a existência de Deus e outras bobagens.

"Buscar" o sentido da vida é um processo de masturbação mental que não leva a lugar algum.
e viver sem sentido leva ?
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #62 Online: 10 de Setembro de 2015, 11:07:22 »
Nós somos menos do que um bilionésimo de um grão de poeira em relação ao universo, por que diabos nossa vida teria algum "sentido"? A vida só tem sentido se inventarmos um pra ela.
sem sentidos não ha vida!

inventarmos não ! Descobrirmos!
« Última modificação: 10 de Setembro de 2015, 11:12:54 por Criaturo »
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.853
  • Sexo: Masculino
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #63 Online: 10 de Setembro de 2015, 12:06:27 »
Nós somos menos do que um bilionésimo de um grão de poeira em relação ao universo, por que diabos nossa vida teria algum "sentido"? A vida só tem sentido se inventarmos um pra ela.
sem sentidos não ha vida!


Claro que há. Prova disso é que os animais vivem tranquilamente sem inventar sentido nenhum para a vida deles. Assim como nós, que afinal de contas somos animais também. O problema é que o cérebro humano se desenvolveu e, ao lado de coisas úteis como ferramentas, agricultura, ciência, criou também crendices como religiões e inventou que a vida tem que ter "sentido", para tentar dominar ou atenuar o medo da morte.
"Deus prefere os ateus"

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #64 Online: 10 de Setembro de 2015, 12:21:30 »
Talvez ajude com uma resposta investigar qual é a orientação inata pela vida, presente em todos os tipos de seres vivos desde o passado mais remoto. Eu aposto em reverter ou ao menos anular a entropia.
Local?...    Universal?...       ...Reduzir a variação positiva, de fato?
Sei lá, mi Capitan, Entropia é um termo antropocêntrico.
Mi Chefian...                ...HEIN???!!!!!!!!!

Ué, pensei que estavas sendo askeador retórico.

Os sentidos, que são tato, gustação, olfato, audição e visão, tem a função de interpretar a realidade de forma a orientar o indivíduo nela.
Caro mi Chefian, interfacear e transduzir o ambiente na fronteira. Realidade é tudo, e não pode, "o indivíduo", "se orientar nela".
Mas se de fato é "tudo", também pode o "poder se orientar nela".
Mi Chefian...           ...HEIN???!!!!!!!!!!!!!

Mi Chefian...         hahahahahahahahahhaha...

Pois é.


Um detalhinho que não comentei da última vez é que não há somente os mencionados 5 sentidos. Há o vestibular, sensoriado por órgãos nos ouvidos internos. Pode haver/serem até improvisados outros.

Uai, mas é. Capaz que tem ate o dobro, o que meu refiro são os X sentidos. Sei que sabes.

Caro mi Chefian, os sentidos são fundamentais para a formação da consciência e, mesmo, para sua manutenção de longo prazo, mas registros substitutivos dos mesmos podem manter a consciência, (já, uma vez) formada, por tempo indeterminado.
Bom, eu duvido disso, acho que há uma incessante necessidade de alimentação dos sensores, se estes cessam, acaba tudo. Não sei se há como saber se há "algo " lá sem visão, tato, paladar, olfato e audição.
Mi Chefian...             IIIIIIH, mi Chefian!!!! Embrenhaste-te num espinheiro... Não sei se o MESTRE tem disposição agora para entrar e te salvar dele...    hahahahahahahahahaah...   A coisa é dura, vasta...  Ele vai iniciar uma 'entradinha', de leve, pra num machucá... Pra começo, tuas aspinhas ali deveriam, pelo menos, estar em "há", não em " "algo" ", porque o "algo" é desgarantido por completo. E é PELO MENOS porque não é nada disso, de fato. Trata-se de funcionamento, não "existência de algo". Já se monitoram, sem interfaceamento com as redes conectivas neuronais, atividades cerebrais correlacionadas a processos de interação com o ambiente. Pode-se, perfeitamente, verificar, desligando-se conexões sensitivas, se tais processos permanecem na parte central. Tu estás filosofando com tua "dúvida", caro mi Chefian. Estás aderindo à mesma crendice mística do garoto Bucka em coisas 'quálicas', supondo que "nunca iremos saber"...

Larga disso, mi Chefian!!!!   hahahahahhahahahahahahaha...

Num largo. Num largo não sô. Num dianta sistí queu queu num largo.

Caro mi Capitan, o Sergiomgbr duvidador é um simulacro motivacional.

A propósito... leste as postagens posteriores do MESTRE Capitan? Nelas ele desenvolveu um pouquito mais os princípios. Atente bem! É questão de formulares as perguntas certas, que, não só encurtam explicações com as fazem eficazes com as questões.

Sim, mi emblemático mi Capitan é bem coerente ai.



Offline Brienne of Tarth

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.117
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #65 Online: 10 de Setembro de 2015, 13:48:15 »
e pela a perda dos outros ?

O que os outros perdem ou ganham não é da minha conta...
GNOSE

Offline Brienne of Tarth

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.117
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #66 Online: 10 de Setembro de 2015, 13:49:55 »
ai fica difícil, não acredita no trabalho nem no descanso eterno, então acredita na existência da eterna  inatividade ?

Não.
GNOSE

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #67 Online: 10 de Setembro de 2015, 13:54:27 »

Se crê que todos deixarão de existir, então qual o sentido disso tudo ?  ::)

O MESTRE Cientista não crê que "todos" (as ilusões conscientes das máquinas mentais humanas) deixarão de existir. O MESTRE SA-BE que não existe um sequer desses.


 :shock: hã ? agora voce me surpreendeu!
Só agora?!!!!!!    Quanto atraso...    hahahahahahahahaha...

sim! por um momento pensei que voce ja tivesse experimentado a pilula azul a que desperta da Matrix ,mas vejo que foi só mais uma ilusão!



neste caso você ja sabe que a individualização dos seres é uma ilusão necessária ?
ou o mais provável: " a sabedoria pode ser manifestada na ausência de consciência ".
CUMA????!!!!!!!!      A única coisa desse novelo que dá para o MESTRE responder com alguma dignidade é que não tem nada de "necessário" nes(s/t)a ilusão. Pode ser necessário entender que trata-se de ilusão, ou não dá para desenvolver nada de tecnológico a respeito e vai-se ficar filosofando direeeeeeto, assim como fazes,    hahahahahahahahahahaha...

estou falando de intuição através dela é possível obter ciência sem raciocínio,mas então explique isso:
O MESTRE Cientista não crê que "todos" (as ilusões conscientes das máquinas mentais humanas) deixarão de existir. O MESTRE SA-BE que não existe um sequer desses


mas algo pode viver sem sentidos ?


 plantas suas folhas  procuram pela luz solar, logo sentem a luz .
Daqui a pouco, vais delirar para ideias 'fractossensoriais', como que "corpos de Ruffini e bastonetes, axônios, dendritos... também sentem, além de serem sensores e condutores"...    Larga mão disso, fio!!!   hahhahahahahahahaha...

só colocando-se no lugar deles para saber o que sentem ou não,  voce ignora o sentimento deles e eles ignoram o seu, é justo eles viverem a realidade deles e nós a nossa.
Se queres partir logo para certos (errados) níveis de alopração, abrace logo o 'termostatismo' e comece a crer que um termopar também sente porque ele pode vergar-se ao Sol "na direção certa"...     "Plantas"...     Não são mais conscientes (nem mais vivas) que termopares...      ...só mais esnobes as metidas!   hahahahahahahahahaahahaha...
termopares se  nascem, crescem e se reproduzem ?
termopares são seres mecânicos e  plantas seres vivos.
meu cachorro tambem procura por luz do sol e água,  faz isso por vontade própria pois ja percebeu que isto é bom e mantem sua vida saudável.
Materialistas não conseguem ver sentido algum na insistência da vida criando mecanismo complexos para continuar existindo.

E Cientista, por definição, não pode ser crente,               fio...
não crê em si mesmo?


ta maluco ?
Devo...    Estou aqui!!!   KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK...
querer responsabilizar o  o fórum não vai diminuir suas dificuldades :hihi:

s?
Que alívio...   Agora o MESTRE viu que num tá maluco não...   Ele não...    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...

essa sua crença só evidência que todas consciências são ilusórias


onde a ciência para a filosofia avança ou prevê soluções!
ONDE que ciência pára???!!!!!!!!!!  Não pára nunca!!!!!  A paralítica é a filosofia, (filoso)fio!!!!

hahahhahahahahahahahahahaha...

que nada ! a ciência humana é limitada pela intuição (Ciência Externa), na verdade somos mais metidos que as "suas plantas a procura do sol", pois nos limitamos a descobrir (compartilhar) a ciência dos outros é assim desenvolvemos nossa consciência,mas por puro orgulho materialistas dizem não haver nada alem da ciência humana.


Qual seria a importância de uma moral efêmera ?
É a única.

que morre com o(s) individuo(s), é relativa a ciência do ser.

Só com a (morte) de todos de uma vez. E continuaria sendo a única que houve.

negativo, moral cada um tem a sua segundo o  materialista morreu acabou.
conclusão todos morrem, toda moral morre com eles.
Qual importância que devemos dar para moral alheia ou a nossa, se considerarmos  que elas deixarão de existir?Mais uma da ilusões do ser humano ?


Já disse o MESTRE (..ali atrás em algum lugar por aí ao Feynman...): vida é frente de reação caótica ao caos. Nada de especial nisto, não é mesmo?!
Agora entendi! sua aversão a filosofia é adepto da pseudo ciência simplista. :hihi:
HEINNNNNNNNN??????!!!!!!!!!!!!   Que raios é isso?!!!!!!!!!!!    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...

Enquanto tu "entendeste", o MESTRE, com certeza...                                             entendeu mais ainda!!!                              ...a trágica situação...                hahahahahahahahahaha...
:biglol:

o homem não conseguindo explicações para obras  dos outros, simplificam dizendo que eles não existem, assim  se a obras não forem humanas então só poderão ser casuais.


a questão é se  alguém com todos os seus sentidos anestesiados pode manter ciência do seu "eu" ?
Já tinha ficado claro que era o que querias questionar! A resposta do MESTRE ficou mais clara ainda!!!! Troquemos (o 'termo') "anestesia" ("sem sensação", mas deteriorado para "substância/técnica para suspender sensação") por 'desconexão dos sensores'. Desconectados os sensores, não é "o indivíduo mantém ciência do seu "eu" "; não há um "indivíduo (alguém)" E um "eu", é só o "eu", que, sim, permanece(rá), por algum tempo.

antes poderia diferenciar o "EU" do individuo ?
E as EQMS ?



Quando deres mais atenção às "coisas pequenas", perceberás que não existem as "coisas grandes".

este negócio de filosofia ta pegando! :hihi:
Quando começar prestar atenção nas coisas pequenas, perceberá que não existe um fora, nem dentro, nem grande nem pequeno que o Todo é uma unica coisa! conhecida apenas em partes!
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #68 Online: 10 de Setembro de 2015, 14:05:14 »
Nós somos menos do que um bilionésimo de um grão de poeira em relação ao universo, por que diabos nossa vida teria algum "sentido"? A vida só tem sentido se inventarmos um pra ela.
sem sentidos não ha vida!


Claro que há. Prova disso é que os animais vivem tranquilamente sem inventar sentido nenhum para a vida deles. Assim como nós, que afinal de contas somos animais também. O problema é que o cérebro humano se desenvolveu e, ao lado de coisas úteis como ferramentas, agricultura, ciência, criou também crendices como religiões e inventou que a vida tem que ter "sentido", para tentar dominar ou atenuar o medo da morte.

o sentido deles quanto o de todos seres vivos é o de  continuar vivendo!
mas não seria a crença  em uma falta de sentido, que tenta atenuar o medo da morte? Ateísmo não seria uma porta de fuga para a realidade da dor  que não nos agrada ?


existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.853
  • Sexo: Masculino
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #69 Online: 10 de Setembro de 2015, 15:15:41 »
Nós somos menos do que um bilionésimo de um grão de poeira em relação ao universo, por que diabos nossa vida teria algum "sentido"? A vida só tem sentido se inventarmos um pra ela.
sem sentidos não ha vida!


Claro que há. Prova disso é que os animais vivem tranquilamente sem inventar sentido nenhum para a vida deles. Assim como nós, que afinal de contas somos animais também. O problema é que o cérebro humano se desenvolveu e, ao lado de coisas úteis como ferramentas, agricultura, ciência, criou também crendices como religiões e inventou que a vida tem que ter "sentido", para tentar dominar ou atenuar o medo da morte.

o sentido deles quanto o de todos seres vivos é o de  continuar vivendo!

Bom, se você chama isso de "sentido", então tá.

mas não seria a crença  em uma falta de sentido, que tenta atenuar o medo da morte? Ateísmo não seria uma porta de fuga para a realidade da dor  que não nos agrada ?

Não. Minha vida não tem que ter nenhum "sentido", eu simplesmente vou tentar viver da melhor maneira que puder. Quando morrer, acabou. Não me agrada a idéia da morte, como não agrada a nenhum ser humano, religioso ou não. Mas como ateu, sei que quando morrer acabou, não tenho ilusões de ir para o céu, reencarnar, ou outras fantasias criadas pelas religiões para me dar a falsa sensação de que viverei para sempre.

Ateus não gostam da idéia de morrer, mas admitem que quando morrerem, acabou. Não há falsas esperanças de fugir da morte.

Religiosos sim, inventam mil justificativas para não terem que encarar o fato de que a morte é o fim. São religiosos que procuram crer em ilusões de vida eterna.

Agora me diga, Criaturo, que está fugindo da dor da morte, aqueles que admitem que ela é o fim definitivo ou aqueles que criam ilusões de que viverão para sempre, sem nenhuma evidência palpável disso além da fé?
"Deus prefere os ateus"

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #70 Online: 10 de Setembro de 2015, 15:50:07 »
ai fica difícil, não acredita no trabalho nem no descanso eterno, então acredita na existência da eterna  inatividade ?

Não.
Huashhashuash Vida eterna e eterna inatividade são variações do mesmo tema.

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #71 Online: 10 de Setembro de 2015, 16:01:47 »
ai fica difícil, não acredita no trabalho nem no descanso eterno, então acredita na existência da eterna  inatividade ?

Não.
Huashhashuash Vida eterna e eterna inatividade são variações do mesmo tema.
unica direção com sentidos contrarios ateus & crentes
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #72 Online: 11 de Setembro de 2015, 02:28:59 »
Talvez ajude com uma resposta investigar qual é a orientação inata pela vida, presente em todos os tipos de seres vivos desde o passado mais remoto. Eu aposto em reverter ou ao menos anular a entropia.
Local?...    Universal?...       ...Reduzir a variação positiva, de fato?
Sei lá, mi Capitan, Entropia é um termo antropocêntrico.
Mi Chefian...                ...HEIN???!!!!!!!!!
Ué, pensei que estavas sendo askeador retórico.
Só porque o MESTRE gostou do "askeador", tá zerada a Entropia entre nós aqui!  hahahahahahahahah...

Os sentidos, que são tato, gustação, olfato, audição e visão, tem a função de interpretar a realidade de forma a orientar o indivíduo nela.
Caro mi Chefian, interfacear e transduzir o ambiente na fronteira. Realidade é tudo, e não pode, "o indivíduo", "se orientar nela".
Mas se de fato é "tudo", também pode o "poder se orientar nela".
Mi Chefian...           ...HEIN???!!!!!!!!!!!!!

Mi Chefian...         hahahahahahahahahhaha...
Pois é.
É pois...  Difícil é aquilatar da Entropia aí...


Um detalhinho que não comentei da última vez é que não há somente os mencionados 5 sentidos. Há o vestibular, sensoriado por órgãos nos ouvidos internos. Pode haver/serem até improvisados outros.
Uai, mas é. Capaz que tem ate o dobro, o que meu refiro são os X sentidos. Sei que sabes.
Sim. Mas podem chegar a ser Y, Z sentidos. Algumas improvisações poderiam ser bem surpreendentes...

Caro mi Chefian, os sentidos são fundamentais para a formação da consciência e, mesmo, para sua manutenção de longo prazo, mas registros substitutivos dos mesmos podem manter a consciência, (já, uma vez) formada, por tempo indeterminado.
Bom, eu duvido disso, acho que há uma incessante necessidade de alimentação dos sensores, se estes cessam, acaba tudo. Não sei se há como saber se há "algo " lá sem visão, tato, paladar, olfato e audição.
Mi Chefian...             IIIIIIH, mi Chefian!!!! Embrenhaste-te num espinheiro... Não sei se o MESTRE tem disposição agora para entrar e te salvar dele...    hahahahahahahahahaah...   A coisa é dura, vasta...  Ele vai iniciar uma 'entradinha', de leve, pra num machucá... Pra começo, tuas aspinhas ali deveriam, pelo menos, estar em "há", não em " "algo" ", porque o "algo" é desgarantido por completo. E é PELO MENOS porque não é nada disso, de fato. Trata-se de funcionamento, não "existência de algo". Já se monitoram, sem interfaceamento com as redes conectivas neuronais, atividades cerebrais correlacionadas a processos de interação com o ambiente. Pode-se, perfeitamente, verificar, desligando-se conexões sensitivas, se tais processos permanecem na parte central. Tu estás filosofando com tua "dúvida", caro mi Chefian. Estás aderindo à mesma crendice mística do garoto Bucka em coisas 'quálicas', supondo que "nunca iremos saber"...

Larga disso, mi Chefian!!!!   hahahahahhahahahahahahaha...
Num largo. Num largo não sô. Num dianta sistí queu queu num largo.
Três locais do Rio de Janeiro, em versões burlescas:

(lenhador/assassino serial de cinema)
"Num largo do machado!"

(tarado por gatas da cidade do Rio)
"Num largo da carioca!"

(fervoroso católico devoto)
"Num largo de São Francisco!"

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...

Caro mi Capitan, o Sergiomgbr duvidador é um simulacro motivacional.
Ah, esse é um grande trabalho! Até para o próprio! Das camadas geológicas às camadas da mente, duvide sempre do que não podes constatar diretamente! Quando trabalhas em desenvolvimentos, encontras o lugar certo para a dúvida, não faz mal.

A propósito... leste as postagens posteriores do MESTRE Capitan? Nelas ele desenvolveu um pouquito mais os princípios. Atente bem! É questão de formulares as perguntas certas, que, não só encurtam explicações com as fazem eficazes com as questões.
Sim, mi emblemático mi Capitan é bem coerente ai.
O MESTRE esperava que mi Chefian lembrasse ao menos que uma das condições fundamentais defendidas pelo MESTRE para a eventualização de consciência é a de que é absolutamente necessária essa independência desconectiva dos sentidos. Procures nas sabedorias técnicas do MESTRE por aí...
« Última modificação: 11 de Setembro de 2015, 02:36:13 por Cientista »

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #73 Online: 11 de Setembro de 2015, 03:50:51 »
Se crê que todos deixarão de existir, então qual o sentido disso tudo ?  ::)
É embaraçoso (não para o MESTRE, claro!!!  hahahahahahahah) ter que repetir isto, mas... o MESTRE (sim-ples-men-te) não crê. É um conceito 'de fora do universo' para uma máquina crente, claro, mas... é um fato. Fatos não se discutem!  hahahahahahahahah...

E... o MESTRE não afirma que todos deixarão de existir; afirma que não existem. Olha ali, ó... Dói, mas considere como uma injeçãozinha.  hahahahahahahahahahaha...

O "sentido"?...   Pode ser aquele do soldado...(?)    hahahahahahahahaah...




O MESTRE Cientista não crê que "todos" (as ilusões conscientes das máquinas mentais humanas) deixarão de existir. O MESTRE SA-BE que não existe um sequer desses.





:shock: hã ? agora voce me surpreendeu!
Só agora?!!!!!!    Quanto atraso...    hahahahahahahahaha...
sim! por um momento pensei que voce ja tivesse experimentado a pilula azul a que desperta da Matrix ,mas vejo que foi só mais uma ilusão!
Nãããão...  o MESTRE nasceu com a enzima que desperta da crença!





neste caso você ja sabe que a individualização dos seres é uma ilusão necessária ?
ou o mais provável: " a sabedoria pode ser manifestada na ausência de consciência ".
CUMA????!!!!!!!!      A única coisa desse novelo que dá para o MESTRE responder com alguma dignidade é que não tem nada de "necessário" nes(s/t)a ilusão. Pode ser necessário entender que trata-se de ilusão, ou não dá para desenvolver nada de tecnológico a respeito e vai-se ficar filosofando direeeeeeto, assim como fazes,    hahahahahahahahahahaha...
estou falando de intuição através dela é possível obter ciência sem raciocínio,mas então explique isso:
O MESTRE Cientista não crê que "todos" (as ilusões conscientes das máquinas mentais humanas) deixarão de existir. O MESTRE SA-BE que não existe um sequer desses
Intuição de máquina científica É raciocínio (científico); intuição de máquina filosófica (mágica, crente) é delírio.  Já explicado.






mas algo pode viver sem sentidos ?

 plantas suas folhas  procuram pela luz solar, logo sentem a luz .
Daqui a pouco, vais delirar para ideias 'fractossensoriais', como que "corpos de Ruffini e bastonetes, axônios, dendritos... também sentem, além de serem sensores e condutores"...    Larga mão disso, fio!!!   hahhahahahahahahaha...
só colocando-se no lugar deles para saber o que sentem ou não,  voce ignora o sentimento deles e eles ignoram o seu, é justo eles viverem a realidade deles e nós a nossa.
Hahahahahahahahahahahahahahaah... Da próxima vez que eu bater um papinho maneiro como meus ruffinis e pacinis e coninhos... vou propor a eles uma troca de lugar temporária par ver como eles vivem a vida dura deles!!! Nunca pretendeu, o MESTRE, magoá-los com descaso.  hahahahahahahaahaha...






Se queres partir logo para certos (errados) níveis de alopração, abrace logo o 'termostatismo' e comece a crer que um termopar também sente porque ele pode vergar-se ao Sol "na direção certa"...     "Plantas"...     Não são mais conscientes (nem mais vivas) que termopares...      ...só mais esnobes as metidas!   hahahahahahahahahaahahaha...
termopares se  nascem, crescem e se reproduzem ?
Nascem! De projetos (POR EXEMPLO!). Crescem! É, de fato, assim que funcionam! Uma parte cresce mais que a outra e curvam-se! Se reproduzem! Aos milhões nas fábricas!  Que mais?...




termopares são seres mecânicos e  plantas seres vivos.
E seres vivos são seres mecânicos! Isso aí, fio!





meu cachorro tambem procura por luz do sol e água,
'Inda bem que não tem hidrofobia!



faz isso por vontade própria pois ja percebeu que isto é bom e mantem sua vida saudável.
Foi uma longa jornada de estudos e conhecimento?...  Lutando contra os instintos?...  ahhahahahahahahahaah...




Materialistas não conseguem ver sentido algum na insistência da vida criando mecanismo complexos para continuar existindo.
Materialistas são os crentes, de fato. Os descrentes são realistas, qualquer seja a realidade. E a realidade é que não há "insistência" alguma dessa aí "criando" nada.





E Cientista, por definição, não pode ser crente,               fio...
não crê em si mesmo?
Nem teria como. Primeiro, porque sou máquina científica (de fato, A máquina, por excelentíssima excelente excelência -- O Cientista!). Segundo, porque não existe mais que a máquina aqui.






ta maluco ?
Devo...    Estou aqui!!!   KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK...
querer responsabilizar o  o fórum não vai diminuir suas dificuldades :hihi:
"Dificuldades" DO MESTRE?!!!!...                    hahahahahahahahahahahahah...





s?
Que alívio...   Agora o MESTRE viu que num tá maluco não...   Ele não...    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...
essa sua crença só evidência que todas consciências são ilusórias
PUUUUUUUUUXA!!!!! Sério?!!!!!!! Se for para evidenciar esse fato, então, o MESTRE até admite, provisoriamente, que é crente!!!!             hahahahahahahahahaha...





onde a ciência para a filosofia avança ou prevê soluções!
ONDE que ciência pára???!!!!!!!!!!  Não pára nunca!!!!!  A paralítica é a filosofia, (filoso)fio!!!!

hahahhahahahahahahahahahaha...
que nada ! a ciência humana é limitada pela intuição (Ciência Externa), na verdade somos mais metidos que as "suas plantas a procura do sol", pois nos limitamos a descobrir (compartilhar) a ciência dos outros é assim desenvolvemos nossa consciência,mas por puro orgulho materialistas dizem não haver nada alem da ciência humana.
Caro fio Criaturo... Discerna a devida diferença entre a 'ciência' geral compartilhada por consciência e a Ciência (com Czão só para destaque aqui), em forma primacial só compartilhável por ALGUMAS ESPECÍFICAS consciências.

O único limite para (a C)ciência é a realidade.

E...   o ULTRAMEGAMASTERFEDERUNIVERSAL MESTRE Cientista não tem nada de metido, 'viu...   De onde isso, fio?!!!!!!...                  hahahahahahahahahahhahaah...







Qual seria a importância de uma moral efêmera ?
É a única.
que morre com o(s) individuo(s), é relativa a ciência do ser.

Só com a (morte) de todos de uma vez. E continuaria sendo a única que houve.
negativo, moral cada um tem a sua
Positivo, cada um tem a sua e há uniformidades entre essas "suas de cada um", ensejando a formação de nichos gregários! Acertou mais outra, fio!





segundo o  materialista morreu acabou.
O que? Moral? Sim, morreu todo mundo, acabou. Mas isso é segundo descrentes em moral absoluta universal.




conclusão todos morrem, toda moral morre com eles.
IIIIIIIIIIIIISSO!!!!!!!!!!  Tá vendo?! Criaturo já nem precisa mais do MESTRE!!!!   hahahhahahahahahahaha...





Qual importância que devemos dar para moral alheia ou a nossa, se considerarmos  que elas deixarão de existir?Mais uma da ilusões do ser humano ?
Ah, mas elas só vão deixar de existir quando todo mundo estiver morto ou o equivalente... Não é para se preocupar...  Nossa meta nesse mundo deve ser tão só batalhar para impor nossa moral sobre os que tendem a outras divergentes o bastante para outros quadrantes! À luta!!!!!   hahahahahahahahahhahha...





Já disse o MESTRE (..ali atrás em algum lugar por aí ao Feynman...): vida é frente de reação caótica ao caos. Nada de especial nisto, não é mesmo?!
Agora entendi! sua aversão a filosofia é adepto da pseudo ciência simplista. :hihi:
HEINNNNNNNNN??????!!!!!!!!!!!!   Que raios é isso?!!!!!!!!!!!    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...

Enquanto tu "entendeste", o MESTRE, com certeza...                                             entendeu mais ainda!!!                              ...a trágica situação...                hahahahahahahahahaha...
:biglol:

o homem não conseguindo explicações para obras  dos outros, simplificam dizendo que eles não existem, assim  se a obras não forem humanas então só poderão ser casuais.
[/quote]
Ah, mas quem tem a prerrogativa de explicar essas tais "obras" são os tais "outros". Cadê???





a questão é se  alguém com todos os seus sentidos anestesiados pode manter ciência do seu "eu" ?
Já tinha ficado claro que era o que querias questionar! A resposta do MESTRE ficou mais clara ainda!!!! Troquemos (o 'termo') "anestesia" ("sem sensação", mas deteriorado para "substância/técnica para suspender sensação") por 'desconexão dos sensores'. Desconectados os sensores, não é "o indivíduo mantém ciência do seu "eu" "; não há um "indivíduo (alguém)" E um "eu", é só o "eu", que, sim, permanece(rá), por algum tempo.
antes poderia diferenciar o "EU" do individuo ?
Não! Pois se o MESTRE acaba de dizer que não existe mais que o "eu", se chamares o "eu" de "indivíduo", é só outro nome para a mesma coisa!    Fiiiiiiio Criaturo...   mais atenção!!!!!  hahahahahahahahahahahha...





E as EQMS ?
Caramba...   já tem mais um S no final?...   O MESTRE só conhecia até o M...   ...Quer dizer...  será que é de EQM que falas?! Isso tá seguindo pela via das 'gaylesbiançassimpatizâncias' siglescas?! LGBTDFESGQERGWJKLIUYFLZCTDSDFJKL<>...

Ih, caramba...   agora o MESTRE suspeitou que o Criaturo só pluralizou a sigla...  é isso?!!!

De qualquer forma...

O que tem as 'EQMS'? No que tange(ria) as questões aqui?...






Quando deres mais atenção às "coisas pequenas", perceberás que não existem as "coisas grandes".
este negócio de filosofia ta pegando! :hihi:
Intão, fio...  se sentes que não vais bem filosofando, larga mão disso!!!!   kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...





Quando começar prestar atenção nas coisas pequenas, perceberá que não existe um fora, nem dentro, nem grande nem pequeno que o Todo é uma unica coisa! conhecida apenas em partes!
Parabéns!!!







Agora, leia como puderes, até que dês mais atenção às coisas pequenas...

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Qual o sentido ?
« Resposta #74 Online: 11 de Setembro de 2015, 07:37:14 »


Não. Minha vida não tem que ter nenhum "sentido", eu simplesmente vou tentar viver da melhor maneira que puder. Quando morrer, acabou. Não me agrada a idéia da morte, como não agrada a nenhum ser humano, religioso ou não. Mas como ateu, sei que quando morrer acabou, não tenho ilusões de ir para o céu, reencarnar, ou outras fantasias criadas pelas religiões para me dar a falsa sensação de que viverei para sempre.

Ateus não gostam da idéia de morrer, mas admitem que quando morrerem, acabou. Não há falsas esperanças de fugir da morte.

Religiosos sim, inventam mil justificativas para não terem que encarar o fato de que a morte é o fim. São religiosos que procuram crer em ilusões de vida eterna.

Agora me diga, Criaturo, que está fugindo da dor da morte, aqueles que admitem que ela é o fim definitivo ou aqueles que criam ilusões de que viverão para sempre, sem nenhuma evidência palpável disso além da fé?

Não entendendo como podemos querer viver sem nenhum sentido? por acaso somos maquinas ?
o que seria viver da melhor maneira  ?
por que se a morte não agrada se afirmam que ela será a cura da doenças, um  remédio para o sofrimento ?
você diz não possuir a ilusão que viverá para sempre,mas na verdade voce vive sempre na esperança que terá um amanhã, essa sua fé não seria instinto que a vida é eterna?
o instinto de sobrevivência inato a todos os seres, seria uma intuição na continuidade da vida que viverão para sempre , ou pelo contrario que ela será passageira?
ha um elo de crença entre ateus e religiosos onde  ao meu ver ambos estão equivocados:
Ambos imaginam a morte  como uma porta de fuga para realidade que não lhes agrada, ateus pela  inatividade e crentes pelo gozo de um paraíso  eterno sem dores.
Assim crentes e ateus erroneamente enxergam a morte como um  final para suas dores.
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!