Autor Tópico: Charlie Hebdo: liberdade de expressão para tudo?  (Lida 1857 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.


Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.955
  • Sexo: Masculino
Re:Charlie Hebdo: liberdade de expressão para tudo?
« Resposta #1 Online: 21 de Setembro de 2015, 03:58:34 »
A real intenção das caricaturas foi criticar a Europa,  fazer uma ironia ao sentimento cristão europeu,  mas o cartunista foi incompreendido em sua real intenção,  recebendo duras críticas,  sendo acusado de racista e xenófobo.

Sou contra esse tipo de humor, ainda mais com esse triste caso, mas, obviamente continuo defendendo e logicamente sempre defenderei o direito do cartunista de ter mau gosto.

Offline Dr. Manhattan

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.342
  • Sexo: Masculino
  • Malign Hypercognitive since 1973
Re:Charlie Hebdo: liberdade de expressão para tudo?
« Resposta #2 Online: 21 de Setembro de 2015, 08:49:52 »
Os cartuns são grosseiros e de mau gosto. Mas se alguém não quiser ver esses cartuns, basta não comprar o jornal. Simples.
You and I are all as much continuous with the physical universe as a wave is continuous with the ocean.

Alan Watts

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.823
  • Sexo: Masculino
Re:Charlie Hebdo: liberdade de expressão para tudo?
« Resposta #3 Online: 21 de Setembro de 2015, 09:32:30 »
Os cartuns são grosseiros e de mau gosto. Mas se alguém não quiser ver esses cartuns, basta não comprar o jornal. Simples.

Exato. Pode criticar também.
"Deus prefere os ateus"

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.102
Re:Charlie Hebdo: liberdade de expressão para tudo?
« Resposta #4 Online: 21 de Setembro de 2015, 10:09:58 »
Liberdade de expressão ou é completa ou não é liberdade, exceto em casos previsto em lei como incitação à violência, fraude ou calúnia, o que não aconteceu aqui.

Eles são livres para fazer piadas grosseiras e inoportunas. Você é livre para não ler o "Charlie Hebdo". É livre para criticá-los.

 

Offline Skeptikós

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.590
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Charlie Hebdo: liberdade de expressão para tudo?
« Resposta #5 Online: 21 de Setembro de 2015, 11:19:12 »
Liberdade de expressão ou é completa ou não é liberdade, exceto em casos previsto em lei como incitação à violência, fraude ou calúnia, o que não aconteceu aqui.

Eles são livres para fazer piadas grosseiras e inoportunas. Você é livre para não ler o "Charlie Hebdo". É livre para criticá-los.
Concordo, a crítica também é livre, se é para impedi-los de publicar, que seja na base do debate e do convencimento, e não por proibições em forma de lei ou algo assemelhado.

Obs: Da mesma forma que muitas pessoas no ocidente ficaram chocadas e ofendidas com esta publicação, no oriente médio pessoas ficaram ainda mais chocadas e ofendidas com as charges que zoavam o profeta Maomé, que como muitos de vocês sabem, é mais importante do que a própria vida destas pessoas ou de seus familiares e amigos. Para muitos religiosos, zoar com símbolos religiosos, é pior e mais grave do que zoar com pessoas próximas a eles.

Abraços!
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar.

Offline O Grande Capanga

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.669
Re:Charlie Hebdo: liberdade de expressão para tudo?
« Resposta #6 Online: 21 de Setembro de 2015, 17:18:07 »
Realmente tem de haver a liberdade de expressão. Podendo ser grosseira, escrachada etc.

Skorpios

  • Visitante
Re:Charlie Hebdo: liberdade de expressão para tudo?
« Resposta #7 Online: 19 de Janeiro de 2016, 07:26:09 »
Ressuscitando...

Citar
Charlie Hebdo passa dos limites em nova charge e revolta o mundo

Charge divulgada em nova edição do Charlie Hebdo é desnecessária e de péssimo gosto. Jornal satírico francês provocou a revolta de milhões de internautas em todo o mundo ao comparar menino refugiado morto a estuprador

A revista francesa Charlie Hebdo, onde 12 pessoas morreram durante um ataque à sua redação em represália por caricaturas do profeta Maomé em janeiro do ano passado, semeou mais polêmica esta semana com uma charge sobre a morte do pequeno Aylan Kurdi e a crise dos refugiados.

Laurent Sourisseau “Riss”, caricaturista e diretor da publicação, aproveita o recente alerta pelos abusos sexuais e roubos maciços registrados na noite de Ano Novo na Alemanha, entre cujos supostos autores há solicitantes de asilo, para imaginar o hipotético futuro da menino sírio caso sua viagem à Europa tivesse sido bem sucedida.

“No que teria se transformado o pequeno Aylan se ele tivesse crescido? Apalpador de bundas na Alemanha”, assinala o desenho, no qual se vê uma imagem do menino afogado em setembro do ano passado nas praias da Turquia junto à de um par de jovens perseguindo meninas.

As redes sociais se encheram esta semana de críticas contra essa charge, nas quais vários internautas, franceses e de outras nacionalidades, disseram não entender o sentido da ilustração e acusaram a revista satírica de racismo.

As brincadeiras da revista sobre Aylan já tinham causado em setembro do ano passado um outro escândalo, depois que parodiou a imagem do menino, de três anos.

“A prova de que a Europa é cristã. Os cristãos caminham sobre as águas e as crianças muçulmanas se afogam”, dizia então o texto de uma charge também assinada por Riss, atual diretor da revista após o assassinato de seu antecessor, Stépahne Charbonnier “Charb” no ataque jihadista de um ano atrás.

Esta nova sátira, no entanto, encontrou também defensores que mencionam o particular humor da publicação. “E agora as pessoas descobrem que na Charlie Hebdo o humor pode ser negro e de mau gosto”, ironizou um internauta, enquanto outros elogiaram sua forma de denunciar “com força” o racismo contra os refugiados.

Em seu editorial do último dia 4 de janeiro, com o qual a revista lembrou o primeiro aniversário da tragédia, Riss já havia comentado que “a morte sempre fez parte da publicação”, em primeiro lugar porque estava ameaçada de fechar por razões econômicas.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Charlie Hebdo: liberdade de expressão para tudo?
« Resposta #8 Online: 19 de Janeiro de 2016, 08:28:12 »
Eles fizeram alguma charge de "bem feito" quanto ao próprio ataque sofrido? Tipo, "hahaha, olha, que otários, mortos por terroristas só por fazerem desenhinhos bestas".

Offline Johnny Cash

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.891
Re:Charlie Hebdo: liberdade de expressão para tudo?
« Resposta #9 Online: 19 de Janeiro de 2016, 09:23:09 »
Talvez o mais próximo disso seja aquela de um dos cartunistas tomando champagne, todo furado de bala.

Interessante como a revolta parece ser menor com o fato em si, como o problema dos imigrantes, do que com alguém que brinca com o problema, qualquer que seja.

<comentarista antenado feicebuqueano>o garoto morreu lá na praia, pô... muito triste... o pessoal lá vai dar um jeito nisso aí... agora, a Europa não pode abrir as pernas, senão depois vão ver o que é bom pra tosse... Opa, que que é isso?! Tão brincando com uma cena triste dessa? Aí já é demais!! Vou denunciar isso... Não sou Charlie mais...</comentarista antenado feicebuqueano>

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Charlie Hebdo: liberdade de expressão para tudo?
« Resposta #10 Online: 19 de Janeiro de 2016, 10:29:42 »
Tem esse lado também. O cúmulo disso acho que foi umas muçulmanas protestarem contra protestos topless de algum grupo como "femen" (ou o próprio) a favor de muçulmanas / contra a execução de uma muçulmana no Irã ou por aquelas bandas (a execução seria por lá; mas acho que os protestos topless não foram por lá, arriscariam acabar só entrando na fila). Isso enquanto alegavam não apoiar a execução ou a própria opressão em geral.

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Charlie Hebdo: liberdade de expressão para tudo?
« Resposta #11 Online: 19 de Janeiro de 2016, 12:06:49 »
As pessoas tendem a protestar mais contra o alvo "mais fraco" (ou mais "bonzinho", ou mais "justo"), ou contra coisas que acham que podem ser mudadas. Não costumam protestar muito contra o que é difícil mudar ("o que não tem remédio, remediado está").

Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Johnny Cash

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.891
Re:Charlie Hebdo: liberdade de expressão para tudo?
« Resposta #12 Online: 19 de Janeiro de 2016, 12:22:32 »
Tem esse lado também. O cúmulo disso acho que foi umas muçulmanas protestarem contra protestos topless de algum grupo como "femen" (ou o próprio) a favor de muçulmanas / contra a execução de uma muçulmana no Irã ou por aquelas bandas (a execução seria por lá; mas acho que os protestos topless não foram por lá, arriscariam acabar só entrando na fila). Isso enquanto alegavam não apoiar a execução ou a própria opressão em geral.

putz.

Offline Skeptikós

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.590
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Charlie Hebdo: liberdade de expressão para tudo?
« Resposta #13 Online: 19 de Janeiro de 2016, 14:13:05 »
Tem esse lado também. O cúmulo disso acho que foi umas muçulmanas protestarem contra protestos topless de algum grupo como "femen" (ou o próprio) a favor de muçulmanas / contra a execução de uma muçulmana no Irã ou por aquelas bandas (a execução seria por lá; mas acho que os protestos topless não foram por lá, arriscariam acabar só entrando na fila). Isso enquanto alegavam não apoiar a execução ou a própria opressão em geral.
Eu já acho totalmente coerente, já que são contra o topless e a execução, nada mais lógico do que protestarem contra a execução e também contra protestos que se apresentam contrários a estas execuções, mas que usem o topless para chamar a atenção.

Abraços!
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Charlie Hebdo: liberdade de expressão para tudo?
« Resposta #14 Online: 19 de Janeiro de 2016, 14:17:49 »
A única forma de eu achar isso algo que não justifique legalmente mandar ir pentear macaco, seria se tais protestos em topless estivessem sendo contraproducentes na sociedade alvo, pelo radicalismo extremado da exposição ao ar livre de mamilos femininos.

Fora isso, acho que deveriam se limitar a protestar contra as roupas/falta delas nos protestos contra contra a própria execução. "Chega, não quero gente topless protestando para salvar a minha vida, não preciso disso! Muito obrigada, mas por favor, vão vestir alguma coisa ou vão embora".

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.955
  • Sexo: Masculino
Re:Charlie Hebdo: liberdade de expressão para tudo?
« Resposta #15 Online: 19 de Janeiro de 2016, 14:43:35 »
As pessoas tendem a protestar mais contra o alvo "mais fraco" (ou mais "bonzinho", ou mais "justo"), ou contra coisas que acham que podem ser mudadas. Não costumam protestar muito contra o que é difícil mudar ("o que não tem remédio, remediado está").

Você me lembrou do modus operandi dos terroristas: atacam mais democracias do que ditaduras pois estas são pouco sensíveis aos ataques.

Offline Johnny Cash

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.891
Re:Charlie Hebdo: liberdade de expressão para tudo?
« Resposta #16 Online: 19 de Janeiro de 2016, 14:48:36 »
As pessoas tendem a protestar mais contra o alvo "mais fraco" (ou mais "bonzinho", ou mais "justo"), ou contra coisas que acham que podem ser mudadas. Não costumam protestar muito contra o que é difícil mudar ("o que não tem remédio, remediado está").

Você me lembrou do modus operandi dos terroristas: atacam mais democracias do que ditaduras pois estas são pouco sensíveis aos ataques.

Não, são apenas mais alarmantes ao ocidente os ataques a "democracias" ou a "pessoas brancas", que seja. Os ataques mais frequentes são feitos em países que dificilmente são democracias de verdade.




Offline Skeptikós

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.590
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Charlie Hebdo: liberdade de expressão para tudo?
« Resposta #17 Online: 19 de Janeiro de 2016, 15:03:56 »
A única forma de eu achar isso algo que não justifique legalmente mandar ir pentear macaco, seria se tais protestos em topless estivessem sendo contraproducentes na sociedade alvo, pelo radicalismo extremado da exposição ao ar livre de mamilos femininos.

Fora isso, acho que deveriam se limitar a protestar contra as roupas/falta delas nos protestos contra contra a própria execução. "Chega, não quero gente topless protestando para salvar a minha vida, não preciso disso! Muito obrigada, mas por favor, vão vestir alguma coisa ou vão embora".
Eu não entendi, elas protestaram contra mulheres que usam o topless para chamar a atenção em protestos contrários a execução de mulheres muçulmanas, ou elas protestaram contra mulheres que usam o topless para chamar a atenção em protestos de maneira geral, com objetivos diversos, que não apenas os que são contrários a execução de mulheres muçulmanas?
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Charlie Hebdo: liberdade de expressão para tudo?
« Resposta #18 Online: 19 de Janeiro de 2016, 15:26:52 »
Não lembro dos detalhes, mas foi algo nas linhas de posar em fotinhas na internet segurando "não precisamos que protestem em topless por nós", coincidentemente quando algum femen/femenóide estava fazendo protestos topless contra a execução de uma mulher.









http://www.demotix.com/news/6122305/topless-femen-activists-protest-front-iranian-embassy-germany


Segundo as a polícia do Irã, a mulher de fato planejava assassinar o marido, não agiu em ímpeto de auto-defesa, e foi executada.

https://en.wikipedia.org/wiki/Reyhaneh_Jabbari

Citar
http://freethoughtblogs.com/maryamnamazie/2014/04/01/this-is-my-body-i-will-do-whatever-i-want-with-it-interview-with-amina-sboui-and-aliaa-magda-elmahdy/

...
Maryam Namazie: What would you say to Muslim women activists who say: “don’t force your nudity on me? I find my hijab liberating”.

Amina Sboui: we are not forcing our nudity. The pictures that they did of Muslim women against FEMEN made me laugh. It makes me feel that when Aliaa was in Egypt or I was in Tunisia, I was forcing women to get naked, telling them to take off their clothes in the street or with guns saying “take off your clothes”. We are not forcing any women.

Aliaa Magda Elmahdy: I did a campaign before to publish photos of women who willingly took off their hijab with their stories and how they were forced to put it on or how people reacted to it when they took it off. And people said “you want to force women to take off their hijab”. I said “No I want to give them a space to talk about how they are forced to wear it.”

Also the “Muslimah Pride” group posted pictures of children in hijab and then they are talking about us forcing people to take off their clothes!

...

Offline Skeptikós

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.590
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Charlie Hebdo: liberdade de expressão para tudo?
« Resposta #19 Online: 19 de Janeiro de 2016, 15:37:19 »
Neste caso, continuo achando coerente a posição das muçulmanas em questão. Como elas são contrárias ao topless, faz todo sentido ser contrárias a protestos contrários a uma execução de uma muçulmana, que usem o topless como forma de chamar a atenção.

Abraços!
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar.

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.955
  • Sexo: Masculino
Re:Charlie Hebdo: liberdade de expressão para tudo?
« Resposta #20 Online: 19 de Janeiro de 2016, 15:41:18 »
As pessoas tendem a protestar mais contra o alvo "mais fraco" (ou mais "bonzinho", ou mais "justo"), ou contra coisas que acham que podem ser mudadas. Não costumam protestar muito contra o que é difícil mudar ("o que não tem remédio, remediado está").

Você me lembrou do modus operandi dos terroristas: atacam mais democracias do que ditaduras pois estas são pouco sensíveis aos ataques.

Não, são apenas mais alarmantes ao ocidente os ataques a "democracias" ou a "pessoas brancas", que seja. Os ataques mais frequentes são feitos em países que dificilmente são democracias de verdade.





Tem razão, mais frequentes mas menos efetivos para atingir seus objetivos.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Charlie Hebdo: liberdade de expressão para tudo?
« Resposta #21 Online: 19 de Janeiro de 2016, 16:23:40 »
Neste caso, continuo achando coerente a posição das muçulmanas em questão. Como elas são contrárias ao topless, faz todo sentido ser contrárias a protestos contrários a uma execução de uma muçulmana, que usem o topless como forma de chamar a atenção.

Abraços!

Bem, e eu continuo achando que elas tinham mais é que ir catar coquinho, se a crítica ao protesto dos outros é nesse nível pífio.

...

Quase saindo do assunto, parece que pelas fotos que vi, e julgando por essa integrande, está mais frágil a teoria de que o Femen seria uma conspiração neonazista-reacionária de feminismo bogus-espantalho. Mas, bem poderiam de qualquer forma aceitar maior diversidade etno-racial entre as militantes para disfarçar, também.

Não que o grupo em si seja lá essas coisas, de qualquer forma. Só é uma hipótese que achei curiosa e lembrei disso agora há pouco.

Offline Skeptikós

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.590
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Charlie Hebdo: liberdade de expressão para tudo?
« Resposta #22 Online: 19 de Janeiro de 2016, 17:15:17 »
Neste caso, continuo achando coerente a posição das muçulmanas em questão. Como elas são contrárias ao topless, faz todo sentido ser contrárias a protestos contrários a uma execução de uma muçulmana, que usem o topless como forma de chamar a atenção.

Abraços!

Bem, e eu continuo achando que elas tinham mais é que ir catar coquinho, se a crítica ao protesto dos outros é nesse nível pífio.
Pífio para você, mas não para quem repudia a nudez explicita em público, como os muçulmanos de modo geral.

Abraços!
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Charlie Hebdo: liberdade de expressão para tudo?
« Resposta #23 Online: 19 de Janeiro de 2016, 18:56:31 »
Sim. Tudo depende da escala de valores. Para alguns é "vida humana >>>> vestuário/ausência em protestos", para outros estas coisas se equilibram, ou até se revertem, com a nudez justificando a execução.

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Charlie Hebdo: liberdade de expressão para tudo?
« Resposta #24 Online: 19 de Janeiro de 2016, 20:41:42 »
As muçulmanas provavelmente acham contraproducente receberem apoio de mulheres nudistas, pois isso daria munição aos seus adversários internos ("olha aí, tá vendo! só mulher vagabunda/slut/prostituta apóia a causa de vocês blá blá blá").

Seria como a marcha pró-ateísmo que propunham aqui anos atrás, onde juntariam tudo quanto é tranqueira na mesma, o que a faria ter efeito contrário se o objetivo dela for adquirir maior respeitabilidade/aceitação para os ateus.
Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!