Autor Tópico: Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?  (Lida 4660 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
« Resposta #75 Online: 21 de Fevereiro de 2016, 05:18:51 »
Obrigado por deixarem o Alquimista ser o único a responder o seguinte questionamento:

...a crença é algo irracional?

Para os gregos (os Filósofos) que inventaram o conceito de logos/razão para substituir a narrativa mitológica (crença), antes de saber qual seria a resposta deles, vai aí uma análise for dummies para que ninguém manifeste dúvidas:

_Todo humano sabe o que é um assento e sabe para o que ele serve, independente do lugar ou da cultura onde vivem, todos reconhecem um e concordam sobre qual é a sua função.

_Todo humano que conhece um cavalo sabe o que é um cavalo e claro que ele esperará que cavalos sejam cavalos independente do lugar ou da cultura onde esses animais vivem. Ninguém apostaria que em algum lugar do mundo existam cavalos que falem ou que cantem como Tony Bennett. Quem fizer isso será tido como ridículo pelos demais humanos (racionais). Agora quanto a acreditar nisso (crença), é possível que ocorra.

_Todo humano sabe que 2+2 é 4. Ninguém espera chegar numa cultura onde exista uma forma possível de se calcular 2+2 igual a 5. Isso iria contrariar a razão, não é mesmo?

_Alguém aqui ACREDITA que o Sol vai ''nascer'' na sua cidade na próxima manhã? Se alguém fizer essa pergunta, o que você acharia? Que a pessoa deve estar maluca, né? Pois é, ninguém aqui acredita que o Sol vai nascer a cada manhã na sua cidade porque todos aqui SABEM que isso vai acontecer, independente de qualquer coisa, assim como sabem que assentos são assentos, cavalos são cavalos, amarelo é amarelo e fogo é fogo em qualquer parte do mundo. (E as Leis de Newton? Você ACREDITA nelas? kkkkkkkkkkkkk)


Então, o fato é: acreditar em algo já pressupõe que esse algo seria algo duvidoso, pois todos naturalmente SABEM que o Sol vai nascer na próxima manhã e que não existe um jeito de 1+1 ser igual a 17. Todos sabem naturalmente dessas coisas porque a RAZÃO HUMANA simplesmente reconhece a naturalidade óbvia das mesmas, mas quanto a ACREDITAR que em Reykjavík há cavalos especialistas em fazer cover do Tony Bennett... 

Acreditar nisso ou naquilo são subjetividades que variam muito de cultura a cultura e de ser para ser, e as diferenças entre as crenças mundiais são totalmente discrepantes umas com as outras. Ninguém concorda com a fé do outro. Não são como os cavalos, como os assentos ou como o nascimento do Sol.

E como uma coisa pode Ser e Não-Ser ao mesmo tempo? É com este argumento que os Filósofos Racionais da Grécia Antiga, que foram quem inventaram o conceito de Racional/Irracional (eles tinham até números que satisfaziam tais características rss), encerrariam a questão e diriam que o ato de crer é em si uma contradição e o classificariam como algo IRRACIONAL.

Então a respostas deles seria: Sim, a crença é algo irracional.

Mãããs... cientificamente falando...

O ato de crer decorre de algumas características psicológicas e neurológicas. O cérebro humano funciona como um simulador... um simulador de realidade. Daí a questão das origens ser algo tão relevante. Jogue uma ''pedra'' perto de um animal (irracional) e ele nem dará bola para isso. Mas jogue o objeto perto de um humano (racional, é óbvio) e o mesmo procurará de onde (a origem) veio a rochinha.
E quanto às crenças, elas nunca abstrairão como é a realidade em si, aliás, elas nem fazem parte do que é real. Estão condicionadas somente a modelos e moldes moldados conforme o cérebro simula a realidade, mas sujeitas a mudanças e alterações caso o funcionamento neural seja prejudicado (daí ter gente que escuta vozes do além e enxerga entes sobrenaturais). Mas acreditar em deuses, no eterno e na vida após a morte é culpa justamente de o cérebro se comportar como um simulador virtual.     

Porém, se perguntarem ao Alquimista o que Ele acha, a resposta d'Ele será:

Sim, a crença é algo totalmente irracional e é o apanágio dos fracotes. (e Ele tem toda a RAZÃO, quer acreditem ou não)

hahahahahahahahahaha
« Última modificação: 21 de Fevereiro de 2016, 06:05:30 por Alquimista »
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
« Resposta #76 Online: 21 de Fevereiro de 2016, 05:35:38 »
''Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?''

E não é que o sensacional Alquimistão respondeu também essa indagação...
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
« Resposta #77 Online: 22 de Fevereiro de 2016, 14:06:27 »
Obrigado por deixarem o Alquimista ser o único a responder o seguinte questionamento:


_Todo humano que conhece um cavalo sabe o que é um cavalo e claro que ele esperará que cavalos sejam cavalos independente do lugar ou da cultura onde esses animais vivem. Ninguém apostaria que em algum lugar do mundo existam cavalos que falem ou que cantem como Tony Bennett. Quem fizer isso será tido como ridículo pelos demais humanos (racionais). Agora quanto a acreditar nisso (crença), é possível que ocorra.


é verdade alguns acreditam que a mula de Balaão e a serpente falaram no entanto estes pensamentos são existentes , então no mundo da imaginação eles são tão reais quanto os personagens do monteiro lobato.
no entretanto se voce tivesse sido criado na realidades de outro mundo por exemplo em uma ilha desconectada do mundo onde todos os pássaros não falam, difícil mente acreditaria na existência de papagaios falantes, assim como hoje tambem não acredita em grilos falantes. 

Citar
_Todo humano sabe que 2+2 é 4. Ninguém espera chegar numa cultura onde exista uma forma possível de se calcular 2+2 igual a 5. Isso iria contrariar a razão, não é mesmo?
se o conceito 2 for uma ilusão voce estará se iludindo cheio de razão
a lei da gravidade não esta sendo contrariada pela força do empuxo?
veja que não é possível  descriar a ação de uma lei,mas é possível usar a ação de outra para podermos manipular o efeito da primeira.


Citar
_Alguém aqui ACREDITA que o Sol vai ''nascer'' na sua cidade na próxima manhã? Se alguém fizer essa pergunta, o que você acharia? Que a pessoa deve estar maluca, né? Pois é, ninguém aqui acredita que o Sol vai nascer a cada manhã na sua cidade porque todos aqui SABEM que isso vai acontecer, independente de qualquer coisa, assim como sabem que assentos são assentos, cavalos são cavalos, amarelo é amarelo e fogo é fogo em qualquer parte do mundo. (E as Leis de Newton? Você ACREDITA nelas? kkkkkkkkkkkkk)[/i]

admiro muito a sua fé cientifica,mas creio que ela ainda não é onisciente, sua dedução baseada em memorias de fatos anteriores poderá esta equivocada, quem te garante que o sol estará presente no outro dia?
ja esta começando acreditar na razão da eternidade ? poemos fechar o tópico ?

Citar
E como uma coisa pode Ser e Não-Ser ao mesmo tempo? É com este argumento que os Filósofos Racionais da Grécia Antiga, que foram quem inventaram o conceito de Racional/Irracional (eles tinham até números que satisfaziam tais características rss), encerrariam a questão e diriam que o ato de crer é em si uma contradição e o classificariam como algo IRRACIONAL.
Então a respostas deles seria: Sim, a crença é algo irracional.

vejamos o animal quando sente sede não raciocina , se beber água será bom ou ruim, ele vai e bebe, ja humanos raciocinam quando devem tomar água, comer isso ou aquilo.
veja que animais substituem a razão pelos sentidos e conseguem se harmonizar com o planeta de uma forma mais natural, ja os homens tendem acabar com ele.
ser racional é matar o ser menos racional ?
nosso sistema autono irracional cumpre muito bem com suas funções inteligentes ?

Citar
O ato de crer decorre de algumas características psicológicas e neurológicas.

o ato de crer decorre de fato na irracionalidade intuitiva
quando correta só comprova haver a  existência de uma razão extra humana
Citar
O cérebro humano funciona como um simulador... um simulador de realidade. Daí a questão das origens ser algo tão relevante.
na verdade o cerebro  apenas memoriza a realidade material inserida através dos sentidos, é nossa consciência que tenta dar alguma razão a eles


Citar
Jogue uma ''pedra'' perto de um animal (irracional) e ele nem dará bola para isso. Mas jogue o objeto perto de um humano (racional, é óbvio) e o mesmo procurará de onde (a origem) veio a rochinha.
na pratica o cachorro quase comeu o menino que deu uma pedrada nele  :hihi:
 
Citar
E quanto às crenças, elas nunca abstrairão como é a realidade em si, aliás, elas nem fazem parte do que é real. Estão condicionadas somente a modelos e moldes moldados conforme o cérebro simula a realidade, mas sujeitas a mudanças e alterações caso o funcionamento neural seja prejudicado (daí ter gente que escuta vozes do além e enxerga entes sobrenaturais). Mas acreditar em deuses, no eterno e na vida após a morte é culpa justamente de o cérebro se comportar como um simulador virtual.     

talvez seu cérebro tambem te ilude fazendo acreditar que possui razão diante do mundo material, quando sua mente é manipulada por uma IA deus..uahahahahahahahha!

Citar
Porém, se perguntarem ao Alquimista o que Ele acha, a resposta d'Ele será:

Sim, a crença é algo totalmente irracional e é o apanágio dos fracotes. (e Ele tem toda a RAZÃO, quer acreditem ou não)

hahahahahahahahahaha

concordo que a crença seja algo irracional do ponto de vista humano, porem isto não implica a inexistência de um maior Razão.
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
« Resposta #78 Online: 22 de Fevereiro de 2016, 20:06:15 »
Amigo Criaturo, tuas filosofadas são pertinentes (tá aprendendo com o Mestre, né?), porém o Mestre deve fazer apenas algumas ressalvas:

O contexto em que escrevi a análise for dummies foi a de ponto de vista da Filosofia Racional da Grécia Antiga, como ficou bem salientado, logo, seus argumentos, apesar de válidos, estão mais dentro do contexto da Filosofia Moderna. 

a lei da gravidade não esta sendo contrariada pela força do empuxo?

Não seria a energia escura??? O Mestre não entendeu bem a sua indagação retórica.

poemos fechar o tópico ?

Di maneira nynhuma... The show must go on...
« Última modificação: 22 de Fevereiro de 2016, 20:33:11 por Alquimista »
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
« Resposta #79 Online: 23 de Fevereiro de 2016, 00:21:12 »
...no entretanto se voce tivesse sido criado na realidades de outro mundo por exemplo em uma ilha desconectada do mundo onde todos os pássaros não falam, difícil mente acreditaria na existência de papagaios falantes, assim como hoje tambem não acredita em grilos falantes. 

Criaturo, papagaios não ''falam'' no seu estado natural (vida selvagem), e mesmo em cativeiro estas simpáticas e cativantes criaturas também não falam, apenas imitam os sons humanos (essa é a real capacidade que eles possuem), portanto, esqueça esse negócio de papagaios falantes.  :hihi:


Por falar em ''criaturas'' fabulosas, alguns exemplos na história reforçam o argumento de como a crença é irracional.
Quando os espanhóis aportaram na América, os nativos pensaram que eram deuses (pois nunca tinham visto humanos assim) e os cavaleiros, pior ainda, acharam que eram seres híbridos, metade homem, metade animal.   

Antes das explorações, o populacho ignorante acreditava que o além-mar, essas terras longínquas e desconhecidas, era habitado por toda a sorte de entes fabulosos, como serpentes marinhas gigantes, monstros e humanos sem cabeça e com a face no abdómen. hahahahahahahahaha

(O Brasil, é claro, também possui a sua lista ilustre de seres fabulosos como: o Boitatá, o Caipora, o Curupira, a Mãe do Ouro, a Mula sem cabeça, o Saci, que, por increça que parível, tem até sociedade secreta, e o Lula.)   

Podemos estender essas crendices irracionais dos anais da história para a bizarrice da terra plana, infelizmente ressuscitada por alguns animais irracionais crentes por aí.

concordo que a crença seja algo irracional do ponto de vista humano, porem isto não implica a inexistência de um maior Razão.

Então tá! Diga aí, qual é a razão da Razão, então?

Em outras palavras, reiteremos a pergunta que o Grande Alquimista fez para o garoto Spencer lá no outro tópico (e que aparentemente ele fugiu de responder), mas há de se ter muito cuidado e precaução com a resposta para não ser alvo do escárnio dos colegas, em se tratando de um fórum como este (sem pandegarias dessa vez):

''qual era a intenção do criador divino ao criar o universo? O que ele esperava com tudo isso?''
« Última modificação: 23 de Fevereiro de 2016, 01:05:07 por Alquimista »
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Offline Onsigbare

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 282
  • Os crentes, não dizendo nada, explicam tudo.
Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
« Resposta #80 Online: 23 de Fevereiro de 2016, 13:35:47 »
Quando um dia questionei um religioso sobre ter saco de viver uma vida eterna, a resposta dele, foi que é eterna mas que há mortes e renascimentos.... Boa guinada à direita gingando para esquerda e caminhando pelo centro. Como sempre choveu no molhado.

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
« Resposta #81 Online: 23 de Fevereiro de 2016, 16:09:33 »
Quando um dia questionei um religioso sobre ter saco de viver uma vida eterna, a resposta dele, foi que é eterna mas que há mortes e renascimentos.... Boa guinada à direita gingando para esquerda e caminhando pelo centro. Como sempre choveu no molhado.
tem razão amigo boa sacada, concluiu com chave de ouro : a chuva é um ótimo exemplo do natural ciclo das existências,nela não ha morte,nem nilismo apenas inevitáveis transformações impulsionando vidas....... :'( :'( :chorao: :chorao: :chorao: :chorao: desculpe-me isso é bonito de mais!
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Onsigbare

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 282
  • Os crentes, não dizendo nada, explicam tudo.
Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
« Resposta #82 Online: 24 de Fevereiro de 2016, 17:16:27 »
eterno que morre e renasce para sempre |(  tirando o "para sempre" morrer e renascer já fazemos, e "para sempre" é uma definição de enrolação por não saber até quando.
 Os crentes sempre dão um jeitinho de não dizendo nada explicar alguma coisa
« Última modificação: 24 de Fevereiro de 2016, 17:18:29 por Onsigbare »

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.411
  • Sexo: Masculino
Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
« Resposta #83 Online: 24 de Fevereiro de 2016, 20:19:35 »
Quando um dia questionei um religioso sobre ter saco de viver uma vida eterna, a resposta dele, foi que é eterna mas que há mortes e renascimentos.... Boa guinada à direita gingando para esquerda e caminhando pelo centro. Como sempre choveu no molhado.


Se esse religioso respondeu assim, isto não significa que seja a única resposta possível, muito pelo contrária. Eu mesmo posso responder de maneira muito diferente.

Você considera que viver eternamente seria um "saco", e projeta esse sentimento nos outros, eu não considero de modo algum que seria um "saco" muito pelo contrário desde que fosse uma boa vida (sem sofrimento e sim prazerosa), viver eternamente seria maravilhoso, fantástico.

Falar que  quer  uma vida limitada a alguns anos me parece uma forma de auto engano para se proteger da ideia péssima da morte. Pessoas com saúde normal querem viver e não morrer.  Pessoas muito doentes e/ou muito tristes por causa de uma grande perda é que normalmente perdem a vontade de viver.








« Última modificação: 24 de Fevereiro de 2016, 20:31:16 por JJ »

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
« Resposta #84 Online: 25 de Fevereiro de 2016, 10:17:45 »
Amigo Criaturo, tuas filosofadas são pertinentes (tá aprendendo com o Mestre, né?), porém o Mestre deve fazer apenas algumas ressalvas:

O contexto em que escrevi a análise for dummies foi a de ponto de vista da Filosofia Racional da Grécia Antiga, como ficou bem salientado, logo, seus argumentos, apesar de válidos, estão mais dentro do contexto da Filosofia Moderna. 

a lei da gravidade não esta sendo contrariada pela força do empuxo?

Não seria a energia escura??? O Mestre não entendeu bem a sua indagação retórica.

não, isto é coisa de star wars!
a a força  gravitacional puxa o avião para baixo, o empuxo do motor apoiando-se no ar o empurra para o alto e avante, só não consigo entender como isso funciona para o super homem 
« Última modificação: 25 de Fevereiro de 2016, 21:29:59 por Criaturo »
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
« Resposta #85 Online: 25 de Fevereiro de 2016, 10:40:34 »

Criaturo, papagaios não ''falam'' no seu estado natural (vida selvagem), e mesmo em cativeiro estas simpáticas e cativantes criaturas também não falam, apenas imitam os sons humanos (essa é a real capacidade que eles possuem), portanto, esqueça esse negócio de papagaios falantes.  :hihi:




Citar
Antes das explorações, o populacho ignorante acreditava que o além-mar, essas terras longínquas e desconhecidas, era habitado por toda a sorte de entes fabulosos, como serpentes marinhas gigantes, monstros e humanos sem cabeça e com a face no abdómen. hahahahahahahahaha
não estavam totalmente errados :hihi:
Citar
(O Brasil, é claro, também possui a sua lista ilustre de seres fabulosos como: o Boitatá, o Caipora, o Curupira, a Mãe do Ouro, a Mula sem cabeça, o Saci, que, por increça que parível, tem até sociedade secreta, e o Lula.)   
alem de sociedade secretas o Lula tambem mantem um instituto pilantrópico

Citar
Podemos estender essas crendices irracionais dos anais da história para a bizarrice da terra plana, infelizmente ressuscitada por alguns animais irracionais crentes por aí.
ai não! agora serei obrigado a defender os manos
veja que por mais ilógico que seja o resultado da crença ela é formada por partes racionais, pois a razão humana formada e limitada pelos sentidos. :ok:

concordo que a crença seja algo irracional do ponto de vista humano, porem isto não implica a inexistência de um maior Razão.

Então tá! Diga aí, qual é a razão da Razão, então?

Em outras palavras, reiteremos a pergunta que o Grande Alquimista fez para o garoto Spencer lá no outro tópico (e que aparentemente ele fugiu de responder), mas há de se ter muito cuidado e precaução com a resposta para não ser alvo do escárnio dos colegas, em se tratando de um fórum como este (sem pandegarias dessa vez):
Citar
''qual era a intenção do criador divino ao criar o universo? O que ele esperava com tudo isso?''

o DiSpencer ta se saindo um belo bagre ensaboado , até agora só enrolou!
a redundância criando criadores é uma bela de uma furada, prefiro crer na existência desde sempre,no entanto de fato algo inteligente tende a vir de algo inteligente.
Não existe um criador nem criadores no sentido do poder de trazer algo do nada para a existência, somente é possível transmutar o ja Existente esta é a constante divina.
Algo só pode existir para alguma consciência e o sentido da vida é sentir!
« Última modificação: 25 de Fevereiro de 2016, 10:43:02 por Criaturo »
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
« Resposta #86 Online: 25 de Fevereiro de 2016, 10:49:28 »
eterno que morre e renasce para sempre |(  tirando o "para sempre" morrer e renascer já fazemos, e "para sempre" é uma definição de enrolação por não saber até quando.
 Os crentes sempre dão um jeitinho de não dizendo nada explicar alguma coisa
se conhecêssemos os limites inicio e fim  não teríamos este conceito de eterno
depois os crentes que são irracionais, como podemos sem dizer nada conseguir explicar algo , voce se refere a livros ?
Ja ouviu falar na teoria das cordas que vibram desde sempre ?
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
« Resposta #87 Online: 25 de Fevereiro de 2016, 10:54:40 »
Quando um dia questionei um religioso sobre ter saco de viver uma vida eterna, a resposta dele, foi que é eterna mas que há mortes e renascimentos.... Boa guinada à direita gingando para esquerda e caminhando pelo centro. Como sempre choveu no molhado.


Se esse religioso respondeu assim, isto não significa que seja a única resposta possível, muito pelo contrária. Eu mesmo posso responder de maneira muito diferente.

Você considera que viver eternamente seria um "saco", e projeta esse sentimento nos outros, eu não considero de modo algum que seria um "saco" muito pelo contrário desde que fosse uma boa vida (sem sofrimento e sim prazerosa), viver eternamente seria maravilhoso, fantástico.

Falar que  quer  uma vida limitada a alguns anos me parece uma forma de auto engano para se proteger da ideia péssima da morte. Pessoas com saúde normal querem viver e não morrer.  Pessoas muito doentes e/ou muito tristes por causa de uma grande perda é que normalmente perdem a vontade de viver.

tanto eu quanto o autor do filme matrix discordamos, ou você abriria mão de poder continuaria vivendo eternamente aqui mesmo na terra exatamente do jeito que te foi concedido a vida com lagrimas e sorrisos?
mesmo sem doenças continuaria havendo sofrimentos e descontentamentos porque essa é a eterna natureza do ser humano.
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Brienne of Tarth

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.066
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
« Resposta #88 Online: 25 de Fevereiro de 2016, 14:11:18 »
Não seria a energia escura??? O Mestre não entendeu bem a sua indagação retórica.

não, isto é coisa de star wars!

Não, não é:

 A chamada "energia escura" ("dark energy") surgiu com novas teorias, que tentam explicar recentes observações astronômicas, as quais evidenciam fatos não explicados pelas teorias atualmente aceitas pelos físicos.
 Uma destas evidências é o fato da densidade total de matéria encontrada no universo na forma de matéria bariônica (toda matéria constituída de prótons e nêutrons) ser muito menor, da ordem de 5%, que a massa predita para um universo plano. Várias medidas, realizadas desde a década de 30, indicam que deva existir um outro tipo de matéria no universo, para explicar, por exemplo, como estrelas têm orbitas rápidas em torno de galáxias e a forma como galáxias orbitam aglomerados de galáxias.
     Este outro tipo de matéria, chamada de matéria escura, poderia ser constituída de exóticas partículas elementares propostas por teorias da física de partículas; e deveriam constituir os 95% de matéria restantes para atingir a densidade crítica. Entretanto, uma série de medidas realizadas têm chegado a uma mesma conclusão: se a matéria escura existe, ela deve somar menos que a metade da densidade crítica. Uma destas medidas leva em consideração o fato de os aglomerados de galáxias serem os maiores objetos no universo, devendo assim constituir uma boa amostra para se obter proporções relativas de matéria escura e bariônica. Essa relação pode ser inferida da massa do aglomerado (que soma matéria escura e bariônica) e da sua luminosidade (que dá uma idéia da quantidade de matéria bariônica). A razão esperada seria de vinte para um, mas a razão observada é da ordem de dez para um. Desta forma, a quantidade de matéria de todos os tipos, no universo, contabiliza menos que a metade da massa crítica.

Fonte
GNOSE

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
« Resposta #89 Online: 26 de Fevereiro de 2016, 07:43:48 »
aprecio todo esse seu cabedal de conhecimentos científicos ,mas para mim ja fica muito dificil entender coisas bem mais próximas. :alien:
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Brienne of Tarth

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.066
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
« Resposta #90 Online: 26 de Fevereiro de 2016, 09:56:58 »
Entendo. Mas não fica tristinho não, há muito conhecimento disponível, basta se libertar da superstição e as portas estarão sempre abertas. :ok:
GNOSE

Offline André Luiz

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.307
  • Sexo: Masculino
    • Forum base militar
Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
« Resposta #91 Online: 27 de Fevereiro de 2016, 01:25:32 »
Viver eternamente seria um saco porque precisamos de experiências novas para dar sentido as nossas vidas, sem isso seria como ouvir a sua música favorita para sempre.


Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.567
  • Love it or Hate it
Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
« Resposta #92 Online: 28 de Fevereiro de 2016, 00:56:46 »
Viver eternamente seria um saco porque precisamos de experiências novas para dar sentido as nossas vidas, sem isso seria como ouvir a sua música favorita para sempre.



O nome disso é inferno. Tem um episódio do Twilight Zone baseado no Fausto de Goethe em que o inferno é um estado de eternidade em que todos os desejos são automaticamente atendidos e uma fonte inesgotável de prazer. No início é ótimo, mas aos poucos tudo perde o sentido e fica eternamente chato.
« Última modificação: 28 de Fevereiro de 2016, 00:59:45 por Gigaview »

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.411
  • Sexo: Masculino
Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
« Resposta #93 Online: 28 de Fevereiro de 2016, 11:31:10 »


Lindas racionalizações para tentar  lidar com a falta de poder para evitar a decadência e a morte.




Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
« Resposta #94 Online: 29 de Fevereiro de 2016, 11:05:54 »
Viver eternamente seria um saco porque precisamos de experiências novas para dar sentido as nossas vidas, sem isso seria como ouvir a sua música favorita para sempre.
e oque impede a vida de continuar sendo como ja é  ?
alias é o mais provável as leis fisicas e morais sejam imutaveis, tanto la como cá
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
« Resposta #95 Online: 29 de Fevereiro de 2016, 11:09:11 »
Viver eternamente seria um saco porque precisamos de experiências novas para dar sentido as nossas vidas, sem isso seria como ouvir a sua música favorita para sempre.



O nome disso é inferno. Tem um episódio do Twilight Zone baseado no Fausto de Goethe em que o inferno é um estado de eternidade em que todos os desejos são automaticamente atendidos e uma fonte inesgotável de prazer. No início é ótimo, mas aos poucos tudo perde o sentido e fica eternamente chato.

não! inferno tem nome "Lost"

existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Agnoscetico

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.706
  • Sexo: Masculino
Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
« Resposta #96 Online: 06 de Março de 2016, 03:26:22 »
Viver eternamente seria um saco porque precisamos de experiências novas para dar sentido as nossas vidas, sem isso seria como ouvir a sua música favorita para sempre.






O nome disso é inferno. Tem um episódio do Twilight Zone baseado no Fausto de Goethe em que o inferno é um estado de eternidade em que todos os desejos são automaticamente atendidos e uma fonte inesgotável de prazer. No início é ótimo, mas aos poucos tudo perde o sentido e fica eternamente chato.

Há quem discorde, eu sou um deles, isso depende mais da vida que se leva do que vida eterna em si. Isso aí é mais questão de gosto mesmo, não tem certobom ou ruim.



Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 33.255
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
« Resposta #97 Online: 06 de Março de 2016, 09:30:11 »
Viver eternamente seria um saco porque precisamos de experiências novas para dar sentido as nossas vidas, sem isso seria como ouvir a sua música favorita para sempre.



O nome disso é inferno. Tem um episódio do Twilight Zone baseado no Fausto de Goethe em que o inferno é um estado de eternidade em que todos os desejos são automaticamente atendidos e uma fonte inesgotável de prazer. No início é ótimo, mas aos poucos tudo perde o sentido e fica eternamente chato.

Acho que é uma crença judaica sobre o inferno. Se não me engano inclusive é [spoiler de filme de 2001].

E acho que existe a hipótese disso ocorrer literalmente em ciclos determinísticos de big-bangs e big crunches do universo. Só que felizmente você não lembra que já fez tudo que está fazendo infinitas vezes.

Offline Criaturo

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.292
  • Sexo: Masculino
  • "sinto logo existo"
Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
« Resposta #98 Online: 06 de Março de 2016, 17:40:57 »
ja vi esse é o "Feitiço do tempo".
existência é igual a  ciência, sem nenhuma ciência sem existência.

Amo sofia mas, ela parece fugir de mim, de tão longe faz o meu amor platônico.

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
« Resposta #99 Online: 06 de Março de 2016, 17:46:49 »
ja vi esse é o "Feitiço do tempo".

hahahahaha... Feliz Dia da Marmota!
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!