Autor Tópico: Deixe aqui sua pergunta para anarquistas... ou responda  (Lida 2159 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Deixe aqui sua pergunta para anarquistas... ou responda
« Online: 20 de Maio de 2016, 12:53:09 »
1 - Como o anarco-capitalismo não seria automaticamente sinônimo de plutarquia em vez de anarquia?


2 - Como anarco-proprietaristas privariam os bens/"propriedade" que consideram ser seus dos anarco-comunistas/aproprietaristas/mutualistas, sem ferir o princípio da não-agressão?


2b - As diversas outras propostas/sufixos para anarquismos, são geralmente compatíveis entre si, como opções voluntárias de grupos dentro da anarquia, ou cada uma delas requer nano-estados (ou "outra coisa", como quer que se chame... o que quer que seja... e o que seria?) para garantir que a anarquia seja de acordo com os ideais rotulados pelo próprio sufixo, que, por sua vez, poderiam ou deveriam ser destruídos de acordo com os ideais de outra variante/sufixo?


3 - a emergência espontânea de organizações voluntárias proto-estatais -- acordos voluntários entre moradores, pessoas, limitando as externalidades, sem fins lucrativos, visando a melhoria de condições sociais (ou evitar deterioração) -- deveria ser de alguma forma policiada e coibida para não evoluir num estado de fato, por alguma espécie de anti-estado? Há esboço de legislação/constituição nesse sentido? Ou a idéia é que em comunidades anarquistas as pessoas já seriam naturalmente avessas a fazer compromissos para o suposto benefício coletivo?

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Deixe aqui sua pergunta para anarquistas... ou responda
« Resposta #1 Online: 20 de Maio de 2016, 13:34:22 »
Plutocracia só é possível com estado organizado garantindo a ordem.

Em anarquia (ausência de estado), não há como o dinheiro por si só garantir poder. O poder fica com os 'warlords' ou os 'capos'.
Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Deixe aqui sua pergunta para anarquistas... ou responda
« Resposta #2 Online: 20 de Maio de 2016, 13:58:51 »
Por plutocracia eu imaginava poder se incluir a compra de segurança/força coerciva. Feudos e monarquias não são de certa forma plutocracias?

Acho que eventualmente ordem se estabelece ainda que seja na forma de tréguas entre gangues, numa espécie de guerra-fria.

Pode não ser o mais lucrativo ou mesmo seguro aos braços armados tentarem ser eles mesmos os chefes de tudo, por simplesmente não ser bem a especialidade deles, e estarem já confortáveis o bastante como capangas fiéis.

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.344
  • Sexo: Masculino
Re:Deixe aqui sua pergunta para anarquistas... ou responda
« Resposta #3 Online: 20 de Maio de 2016, 14:01:17 »
3 - a emergência espontânea de organizações voluntárias proto-estatais -- acordos voluntários entre moradores, pessoas, limitando as externalidades, sem fins lucrativos, visando a melhoria de condições sociais (ou evitar deterioração) -- deveria ser de alguma forma policiada e coibida para não evoluir num estado de fato, por alguma espécie de anti-estado? Há esboço de legislação/constituição nesse sentido? Ou a idéia é que em comunidades anarquistas as pessoas já seriam naturalmente avessas a fazer compromissos para o suposto benefício coletivo?

Há muitos anos eu dizia algo assim para os anarquistas em outros fóruns, que com o fim do Estado as pessoas se organizariam em formas que muito lembrariam o Estado. Não me lembro se havia alguma resposta a isso.

Talvez essas organizações sejam mesmo apoiadas pelos anarquistas, porque não seriam um poder centralizado e toda forma de contribuição financeira seria voluntária.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Gauss

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.658
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Deixe aqui sua pergunta para anarquistas... ou responda
« Resposta #4 Online: 20 de Maio de 2016, 14:08:35 »
4- Se para termos a garantia da segurança pública devêssemos pagar por ela, qual seria a lógica de acabarmos com o estado e o imposto? Se a resposta for a questão voluntária(paga quem quer, recebe quem paga), não haveria de alguma forma uma pressão das prestadoras de serviço para quem não paga começar a pagar? Como evitar isso?
“A matemática é a rainha das ciências.”
Carl Friedrich Gauss.

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Deixe aqui sua pergunta para anarquistas... ou responda
« Resposta #5 Online: 20 de Maio de 2016, 14:18:12 »
Por plutocracia eu imaginava poder se incluir a compra de segurança/força coerciva.

Só é algo vantajoso ou seguro se esses mercenários forem forças auxiliares, não as principais.

Citar
Feudos e monarquias não são de certa forma plutocracias?

Não. Longe disso.

Os 'homens do dinheiro' nessa época apitavam pouco ou nada. E os senhores feudais mais poderosos não necessariamente eram ricos, ou os mais ricos.

Citar
Acho que eventualmente ordem se estabelece ainda que seja na forma de tréguas entre gangues, numa espécie de guerra-fria.

Essa ordem não seria suficiente para proteger e muito menos dar poder a uma pessoa que tivesse apenas dinheiro e nada mais.

Citar
Pode não ser o mais lucrativo ou mesmo seguro aos braços armados tentarem ser eles mesmos os chefes de tudo, por simplesmente não ser bem a especialidade deles, e estarem já confortáveis o bastante como capangas fiéis.

Eles se tornam capangas fiéis de 'warlords', não de almofadinhas com dinheiro (se ainda existir algum).
Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Deixe aqui sua pergunta para anarquistas... ou responda
« Resposta #6 Online: 20 de Maio de 2016, 14:23:12 »
4- Se para termos a garantia da segurança pública devêssemos pagar por ela, qual seria a lógica de acabarmos com o estado e o imposto? Se a resposta for a questão voluntária(paga quem quer, recebe quem paga), não haveria de alguma forma uma pressão das prestadoras de serviço para quem não paga começar a pagar? Como evitar isso?

Em uma anarquia geralmente não há a opção de "não pagar" por segurança se o indivíduo não for ele próprio um warlord ou associado.

Quem estiver desprotegido irá eventualmente ser 'engolido' por algum grupo armado. Na melhor das hipóteses, será extorquido.

Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Gauss

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.658
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Deixe aqui sua pergunta para anarquistas... ou responda
« Resposta #7 Online: 20 de Maio de 2016, 14:24:45 »

Citar
Pode não ser o mais lucrativo ou mesmo seguro aos braços armados tentarem ser eles mesmos os chefes de tudo, por simplesmente não ser bem a especialidade deles, e estarem já confortáveis o bastante como capangas fiéis.

Eles se tornam capangas fiéis de 'warlords', não de almofadinhas com dinheiro (se ainda existir algum).

Os almofadinhas com dinheiro não seriam os próprios 'warlords'? Mais dinheiro=mais poder. Essa seria a lógica.
“A matemática é a rainha das ciências.”
Carl Friedrich Gauss.

Offline Gauss

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.658
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Deixe aqui sua pergunta para anarquistas... ou responda
« Resposta #8 Online: 20 de Maio de 2016, 14:25:08 »
4- Se para termos a garantia da segurança pública devêssemos pagar por ela, qual seria a lógica de acabarmos com o estado e o imposto? Se a resposta for a questão voluntária(paga quem quer, recebe quem paga), não haveria de alguma forma uma pressão das prestadoras de serviço para quem não paga começar a pagar? Como evitar isso?

Em uma anarquia geralmente não há a opção de "não pagar" por segurança se o indivíduo não for ele próprio um warlord ou associado.

Quem estiver desprotegido irá eventualmente ser 'engolido' por algum grupo armado. Na melhor das hipóteses, será extorquido.

Imagina a baderna.

Só consigo imaginar algo nesses moldes:

http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/noticia/2016/04/mp-faz-ofensiva-contra-empresa-de-seguranca-suspeita-de-tortura-em-pelotas-5754679.html

Citar
Para os investigadores, há indícios de que a Nasf — iniciais do proprietário Nelson Antonio da Silva Fernandes — atuava como uma milícia. Denúncias indicaram que moradores e empresários de Pelotas seriam chantageados em duas situações: quando rejeitavam os serviços da empresa ou tentavam cancelar o contrato. Houve relatos às autoridades de pessoas que sofreram ataques nas suas residências após uma dessas situações. Ameaças verbais também foram feitas, algumas por telefone, interceptadas no curso das investigações com autorização judicial.
« Última modificação: 20 de Maio de 2016, 14:28:00 por Gauss »
“A matemática é a rainha das ciências.”
Carl Friedrich Gauss.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 25.720
  • Sexo: Masculino
Re:Deixe aqui sua pergunta para anarquistas... ou responda
« Resposta #9 Online: 20 de Maio de 2016, 14:31:00 »
[...]
Quem estiver desprotegido irá eventualmente ser 'engolido' por algum grupo armado. Na melhor das hipóteses, será extorquido.

Ou seja, exatamente o que acontece hoje com a polícia em diversos locais deste país e no mundo.
Foto USGS

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Deixe aqui sua pergunta para anarquistas... ou responda
« Resposta #10 Online: 20 de Maio de 2016, 14:32:04 »

Citar
Pode não ser o mais lucrativo ou mesmo seguro aos braços armados tentarem ser eles mesmos os chefes de tudo, por simplesmente não ser bem a especialidade deles, e estarem já confortáveis o bastante como capangas fiéis.

Eles se tornam capangas fiéis de 'warlords', não de almofadinhas com dinheiro (se ainda existir algum).

Os almofadinhas com dinheiro não seriam os próprios 'warlords'? Mais dinheiro=mais poder. Essa seria a lógica.

Não necessariamente.

Dinheiro só trás poder se houver uma garantia de que sua propriedade será respeitada, ou seja, uma organização armada que garanta que o seu dono poderá dispor dele como quiser e não será extorquido ou saqueado.

Para adquirir proteção numa anarquia, não basta ter o dinheiro apenas, é necessário fazer parte ou servir a um grupo armado (milícia, bando, máfia, feudo, etc), tendo com ele ligações mais 'pessoais' e confiáveis (moral, respeito, 'conceito', amizade, parentesco, etc) do que um contrato verbal de serviço que ninguém será obrigado a cumprir.

Se o cara tiver apenas dinheiro, poderá ser facilmente saqueado e morto pela milícia que ele "contratar" pra protegê-lo.

Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.344
  • Sexo: Masculino
Re:Deixe aqui sua pergunta para anarquistas... ou responda
« Resposta #11 Online: 20 de Maio de 2016, 14:34:23 »
4- Se para termos a garantia da segurança pública devêssemos pagar por ela, qual seria a lógica de acabarmos com o estado e o imposto? Se a resposta for a questão voluntária(paga quem quer, recebe quem paga), não haveria de alguma forma uma pressão das prestadoras de serviço para quem não paga começar a pagar? Como evitar isso?

Talvez isso fosse feito por bairro. Alguns bairros se organizam para que toda residência pague, outros não. Você é obrigado a pagar, mas tem a liberdade de morar em um lugar da cidade onde não seja necessário, mas paga para chamar a polícia, ou paga algum tipo de seguro.

Que tal?
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Deixe aqui sua pergunta para anarquistas... ou responda
« Resposta #12 Online: 20 de Maio de 2016, 14:42:10 »
4- Se para termos a garantia da segurança pública devêssemos pagar por ela, qual seria a lógica de acabarmos com o estado e o imposto? Se a resposta for a questão voluntária(paga quem quer, recebe quem paga), não haveria de alguma forma uma pressão das prestadoras de serviço para quem não paga começar a pagar? Como evitar isso?

Talvez isso fosse feito por bairro. Alguns bairros se organizam para que toda residência pague, outros não. Você é obrigado a pagar, mas tem a liberdade de morar em um lugar da cidade onde não seja necessário, mas paga para chamar a polícia, ou paga algum tipo de seguro.

Que tal?

Não entendi. Você paga para chamar "a polícia" (o que dá a entender que haveria apenas uma), mas seria paga e ainda haveria a 'segurança' do bairro (o que dá a entender o oposto).

Com duas ou mais "polícias" atuando num mesmo território, qual teria autoridade (ou mais autoridade) para prender, interrogar, conduzir investigações, com busca e apreensão, conduções coercitivas, aplicação de multas ou fianças, etc?

Veja que é muito poder. De onde viria a legitimidade desse poder? Da força apenas? Nesse caso, como evitar o conflito armado entre as "empresas de segurança" rivais pelo controle de territórios? O que fazer se um réu contestar a ação ou a sentença de um 'empresa' tendo o apoio de outra?

Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Gauss

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.658
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Deixe aqui sua pergunta para anarquistas... ou responda
« Resposta #13 Online: 20 de Maio de 2016, 14:44:27 »
4- Se para termos a garantia da segurança pública devêssemos pagar por ela, qual seria a lógica de acabarmos com o estado e o imposto? Se a resposta for a questão voluntária(paga quem quer, recebe quem paga), não haveria de alguma forma uma pressão das prestadoras de serviço para quem não paga começar a pagar? Como evitar isso?

Talvez isso fosse feito por bairro. Alguns bairros se organizam para que toda residência pague, outros não. Você é obrigado a pagar, mas tem a liberdade de morar em um lugar da cidade onde não seja necessário, mas paga para chamar a polícia, ou paga algum tipo de seguro.

Que tal?

E se uma pessoa quisesse parar de pagar, ela teria que deixar a sua propriedade(que deveria ser protegido num capitalismo, já que teríamos um anarco-capitalismo) e ser obrigado a comprar outra em outro bairro? Não faria sentido igual. E não seria nada voluntário.
“A matemática é a rainha das ciências.”
Carl Friedrich Gauss.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Deixe aqui sua pergunta para anarquistas... ou responda
« Resposta #14 Online: 20 de Maio de 2016, 14:51:49 »
Por plutocracia eu imaginava poder se incluir a compra de segurança/força coerciva.

Só é algo vantajoso ou seguro se esses mercenários forem forças auxiliares, não as principais.

Imagino algo meio mafioso. "Núcleos" de chefes mais respeitados, que não necessariamente precisam por a mão na massa, podem ser mais "cabeças" dos negócios propriamente ditos, não baseados só em pilhagem e extorsão, ou, em coordenar isso de forma particularmente eficiente, que fosse vista como benéfica a todos.



Citar
Citar
Feudos e monarquias não são de certa forma plutocracias?

Não. Longe disso.

Os 'homens do dinheiro' nessa época apitavam pouco ou nada. E os senhores feudais mais poderosos não necessariamente eram ricos, ou os mais ricos.

Mas serem os donos das terras não é "riqueza"?

Bem, os senhores feudais eram de qualquer forma, "warlords", não? Porém feudalismo é algo que ainda evoca algo mais civilizado do que o termo "warlords".


Citar
Citar
Acho que eventualmente ordem se estabelece ainda que seja na forma de tréguas entre gangues, numa espécie de guerra-fria.

Essa ordem não seria suficiente para proteger e muito menos dar poder a uma pessoa que tivesse apenas dinheiro e nada mais.

"Magicamente" não, mas acho que o interesse em dinheiro sempre existiria (ou tenderia a existir conforme as coisas se estabilizam após qualquer episódio mais selvagem), e poderia ser mais negócio servir a quem ganha dinheiro do que só roubá-lo uma vez, especialmente se ele já tem seguranças armados.



Citar
Citar
Pode não ser o mais lucrativo ou mesmo seguro aos braços armados tentarem ser eles mesmos os chefes de tudo, por simplesmente não ser bem a especialidade deles, e estarem já confortáveis o bastante como capangas fiéis.

Eles se tornam capangas fiéis de 'warlords', não de almofadinhas com dinheiro (se ainda existir algum).

Talvez os almofadinhas tenham "braços direitos" warlords, que os valorizem extremamente por sua capacidade em tocar as coisas de forma a fortalecer à "dupla"/grupo (podendo eles mesmos desfrutar do estilo de vida de almofadinha do que ser só capanga), e não por que, se saíssem no braço com ele, perderiam.











4- Se para termos a garantia da segurança pública devêssemos pagar por ela, qual seria a lógica de acabarmos com o estado e o imposto? Se a resposta for a questão voluntária(paga quem quer, recebe quem paga), não haveria de alguma forma uma pressão das prestadoras de serviço para quem não paga começar a pagar? Como evitar isso?

Acho que a maneira mais civilizada disso não-ocorrer é em comunidades fechadas. Moradores pagam, ou são despejados (talvez com ressarcimento de algum título, bem como não-confisco de propriedades, a menos que tenham dívidas para quitar). Mas ainda fica um pouco problemática a questão de assentamentos adjacentes, que podem talvez ainda ser free-riders ou mesmo vistos como fontes de problema/atratores de problemas.

Teoricamente "não poderiam" fazer nada, supondo ser "ilegal" pela "lei não-estatal" banir pessoas de morar em terras adjacentes às suas. A resposta mais civilizada deve ser fortificações bem fechadas no perímetro protegido, de forma a minimizar tanto o free-riding quanto o potencial de problemas vindo dos arredores.


Mas isso tudo pressupõe que mesmo sem o estado ainda haveria problemas diversos como pobreza e criminalidade, etc. Anarco-capitalistas talvez suponham que sem o estado, um mercado mais livre conduziria a uma prosperidade muito maior, sendo naturalmente muito mais verdadeiro que "o crime não compensa", até porque as práticas de prevenção e punição não-estatais poderiam ser muito mais desencorajadoras e eficientes.


Afinal, esses problemas já ocorrem sob o estado:



Morumbi: o contraditório bairro-região de São Paulo

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-49792010000200005









Uma das respostas minarquistas:

https://en.wikipedia.org/wiki/Night-watchman_state

Offline Jurubeba

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.034
  • Sexo: Masculino
  • CHAMEM OS ANARQUISTAS!!!
Re:Deixe aqui sua pergunta para anarquistas... ou responda
« Resposta #15 Online: 20 de Maio de 2016, 19:36:29 »
E se caminhássemos na direção inversa: o que poderia ser retirado do rol de monopólios do Estado que traria benefícios para a sociedade?

Não sei como os libertários (perceba que não é simplesmente anarquia) chegaram às conclusões que chegaram. Mas desconfio que nesse exercício de verificar os "por quê" que justificam os monopólios estatais, eles chegaram às suas conclusões que defendem.

Saudações

P.S: é só um off-topic. Não é pra mudar o foco do tópico.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Deixe aqui sua pergunta para anarquistas... ou responda
« Resposta #16 Online: 20 de Maio de 2016, 19:52:25 »
Seria um tópico interessante.

Eu tenho a impressão que muito mais do que uma "desconstrução do estatismo" o pensamento libertário e anarquista deve partir de tentar derivar as coisas dos princípios de liberdade e não-agressão.

Até talvez defendam essa abordagem nas linhas de "você parte do princípio errado quando se pergunta sobre a utilidade prática de reduzir a tirania; antes disso, deveria se perguntar o quão minimamente precisa, se é que precisa, se aproximar dela, a partir de um estado onde todos desfrutem de plena liberdade, na ausência de qualquer tirania". Não quero "espantalhar" com isso, é só como muitas vezes me soam, bastante idealistas, talvez ingenuamente idealistas.



Eu acho curioso que a Ayn Rand, que 99% das pessoas colocaria no mesmo saco de libertários e anarquistas, descia pesado a lenha em cima deles, dizendo serem menos intelectualmente respeitáveis até do que comunistas. Mas parece que os seguidores, tanto do objetivismo quanto libertários, não compartilham dessa mesma aversão mútua.

Offline Jurubeba

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.034
  • Sexo: Masculino
  • CHAMEM OS ANARQUISTAS!!!
Re:Deixe aqui sua pergunta para anarquistas... ou responda
« Resposta #17 Online: 20 de Maio de 2016, 20:12:42 »
Seria um tópico interessante.

Eu tenho a impressão que muito mais do que uma "desconstrução do estatismo" o pensamento libertário e anarquista deve partir de tentar derivar as coisas dos princípios de liberdade e não-agressão.

Até talvez defendam essa abordagem nas linhas de "você parte do princípio errado quando se pergunta sobre a utilidade prática de reduzir a tirania; antes disso, deveria se perguntar o quão minimamente precisa, se é que precisa, se aproximar dela, a partir de um estado onde todos desfrutem de plena liberdade, na ausência de qualquer tirania". Não quero "espantalhar" com isso, é só como muitas vezes me soam, bastante idealistas, talvez ingenuamente idealistas.



Eu acho curioso que a Ayn Rand, que 99% das pessoas colocaria no mesmo saco de libertários e anarquistas, descia pesado a lenha em cima deles, dizendo serem menos intelectualmente respeitáveis até do que comunistas. Mas parece que os seguidores, tanto do objetivismo quanto libertários, não compartilham dessa mesma aversão mútua.
Quando comecei a ler o tópico eu fiquei com uma vontade gigantesca de responder às questões. Mas depois de respirar fundo e relembrar de minhas experiências anteriores aqui no CC sobre esse tema, decidi não me arvorar a dar uma de expert. Por motivos simples:
  • Reconheço não deter o conhecimento suficiente para responder de forma conclusiva.
  • Estou aprendendo aqui no CC que preciso aprender mais  :biglol:
Esse tema me motivou a pesquisar sobre as perguntas da primeira mensagem do tópico. Comecei pela 1. Encontrei esse texto, que poderia ser acrescentado como item 3 na lista que citei acima:

Citar
O libertário que alegremente se empenhar em expor sua filosofia política, com convicções gloriosas, será quase que certamente encurralado por uma artimanha infalível de um estatista. Se o libertário estiver condenando a educação pública ou os Correios, ou dizendo que a taxação é simplesmente um roubo legalizado, o estatista invariavelmente o desafiará: "Bom, então você é um anarquista?" O libertário estará reduzido a alguma resposta vacilante do tipo "Não, não, é claro que não sou um anarquista". "Bem, então quais medidas do governo você aprova? Quais tipos de impostos você gostaria de impor?" O estatista passou irremediavelmente para a ofensiva e, sem ter uma resposta para a primeira pergunta, o libertário irá entregar os pontos e abandonar sua conjetura.
fonte: http://mises.org.br/Article.aspx?id=69

Como já passei e tenho passado por isso, vou ficar na minha para não prestar um desserviço ao Libertarianismo.

Saudações

P.S.: esse esclarecimento que fiz é totalmente desnecessário. No entanto, como em diversos momentos eu me declarei (e continuarei a me declarar) libertário, seria muito estranho se eu não desse as caras por aqui  :hihi:

Offline Jurubeba

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.034
  • Sexo: Masculino
  • CHAMEM OS ANARQUISTAS!!!
Re:Deixe aqui sua pergunta para anarquistas... ou responda
« Resposta #18 Online: 20 de Maio de 2016, 20:49:22 »
Confesso que é muito filosófico, mas é mais um aprendizado para minhas ideias:
Citação de: IMB
Devemos então concluir que a pergunta "os libertários são anarquistas?" simplesmente não pode ser respondida em bases etimológicas. A imprecisão do termo é tal que o sistema libertário seria considerado anarquista por algumas pessoas e arquista por outras. Por isso, devemos recorrer à história em busca de iluminação; e aí descobriremos que nenhum dos declarados grupos anarquistas corresponde a uma posição libertária, e que mesmo os melhores deles têm elementos irrealistas e socialistas em suas doutrinas. Além disso, descobriremos que todos os atuais anarquistas são coletivistas irracionais, estando portanto em pólos opostos aos nossos. Assim, devemos concluir que nós não somos anarquistas, e que aqueles que nos chamam de anarquistas não se baseiam em uma etimologia séria, e estão historicamente errados. Por outro lado, fica claro que também não somos arquistas: não defendemos a criação de uma autoridade central tirânica que irá coagir tanto os não-agressores como os agressores. Talvez, então, devemos nos classificar com um termo novo: não-arquistas. E, então, quando estivermos no combate e o inevitável desafio "você é um anarquista?" surgir, poderemos, talvez pela primeira e última vez, nos darmos ao luxo de "ficar em cima do muro" e dizer: "Senhor, eu não sou nem anarquista e nem arquista; estou me equilibrando em cima de um muro não-arquista".

http://mises.org.br/Article.aspx?id=69

E, mais uma vez, uma lição motivada pelas inteligentes provocações dos membros do CC  :ok:

Saudações

Offline Gauss

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.658
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Deixe aqui sua pergunta para anarquistas... ou responda
« Resposta #19 Online: 20 de Maio de 2016, 21:04:11 »
Libertarismo não é sinônimo de anarquismo. Já vi tretas entre libertários minarquistas e anarquistas.
“A matemática é a rainha das ciências.”
Carl Friedrich Gauss.

Offline Jurubeba

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.034
  • Sexo: Masculino
  • CHAMEM OS ANARQUISTAS!!!
Re:Deixe aqui sua pergunta para anarquistas... ou responda
« Resposta #20 Online: 20 de Maio de 2016, 21:16:16 »
Não responde nenhuma das perguntas levantadas aqui, mas esclarece muita coisa dita noutros tópicos e pode ajudar a entender o ponto-de-vista:
Citar
[...]É logicamente possível não haver qualquer tipo de crime? Claro que sim.  Todas as pessoas poderiam voluntariamente escolher respeitar os direitos das outras.  Assim, não haveria crime algum.  É fácil imaginar.  Porém, dada a nossa experiência com a natureza humana e suas interações, é seguro dizer que sempre haverá crimes.  Contudo, mesmo em face da inevitabilidade de sua recorrência, ainda consideramos que o crime é algo maligno e injustificável.  Portanto, à minha afirmação de que o crime é imoral seria estupidez e hipocrisia redarguir dizendo que "trata-se de uma visão impraticável" ou "mas isso não funcionaria," "uma vez que crimes sempre existirão".  O fato de que sempre existirão crimes — que nem todos irão voluntariamente respeitar os direitos alheios — não significa que é algo impraticável se opor a eles;  também não significa que o crime é justificável.  Não há qualquer "falha" na proposição de que o crime é errado e imoral.

Da mesma maneira, à minha afirmação de que o estado e suas agressões são injustificáveis seria hipocrisia redarguir dizendo que "a anarquia não vai funcionar" ou que ela é "impraticável" ou que "é improvável que ela venha a ocorrer".  A idéia de que o estado é injustificável é uma posição normativa e ética.  O fato de não serem muitas as pessoas que estão dispostas a respeitar o direito de seus vizinhos permitirem que a anarquia surja — ou seja, o fato de haver um grande número de pessoas que (erroneamente) apoiam a legitimidade do estado, permitindo que ele exista — não significa que o estado, e suas agressões, sejam justificáveis.[...]

http://mises.org.br/Article.aspx?id=215

Saudações

Offline Gauss

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.658
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Deixe aqui sua pergunta para anarquistas... ou responda
« Resposta #21 Online: 01 de Julho de 2016, 19:57:52 »
Estava pensando...O que substituiria o sistema judiciário nos sistemas anarco-qualquer-coisa?
“A matemática é a rainha das ciências.”
Carl Friedrich Gauss.

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Deixe aqui sua pergunta para anarquistas... ou responda
« Resposta #22 Online: 01 de Julho de 2016, 23:51:57 »
Estava pensando...O que substituiria o sistema judiciário nos sistemas anarco-qualquer-coisa?

É uma pergunta tão útil e necessária quanto "o que substituiria o sistema de preços em uma economia planificada".

Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Gauss

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.658
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Deixe aqui sua pergunta para anarquistas... ou responda
« Resposta #23 Online: 02 de Julho de 2016, 00:01:14 »
Estava pensando...O que substituiria o sistema judiciário nos sistemas anarco-qualquer-coisa?

É uma pergunta tão útil e necessária quanto "o que substituiria o sistema de preços em uma economia planificada".

Pois é. Não existiria justiça portanto.
“A matemática é a rainha das ciências.”
Carl Friedrich Gauss.

Offline Pagão

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.455
  • Sexo: Masculino
Re:Deixe aqui sua pergunta para anarquistas... ou responda
« Resposta #24 Online: 02 de Julho de 2016, 09:21:05 »
"Entre o rico e o pobre, entre o fraco e o forte é liberdade que oprime e a lei que liberta"... e quem diz império da lei, diz segurança, diz Estado... ou não?
Nenhuma argumentação racional exerce efeitos racionais sobre um indivíduo que não deseje adotar uma atitude racional. - K.Popper

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!