Autor Tópico: 'Brexit' ou o Reino Unido separado da União Européia  (Lida 8642 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 23.838
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re:Inglaterra independente
« Resposta #25 Online: 24 de Junho de 2016, 11:52:13 »
Importante lembrar que o Reino Unido manifestou o desejo de sair mas ainda não saiu, o que vai envolver muita negociação com pelo menos uns 2 anos pela frente. Pode ser que nem saia diante da possível separação da Escócia e da Irlanda no Norte que já manifestaram o desejo de permanecer na EU. No final vai sair mais caro do que ficar.

Eles têm dois anos, mas a economia já está antecipando essa decisão. A verdade é que o Reino Unido sempre foi um "estranho no ninho" na UE e quando os bancos europeus saírem de Londres e começarem a optar por Alemanha e França, veremos o verdadeiro efeito disso tudo.
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.672
  • Love it or Hate it
Re:Inglaterra independente
« Resposta #26 Online: 24 de Junho de 2016, 11:54:30 »
E Portugal manteve em boa parte do sec XX a sua soberania "européia" sob a ditadura de Salazar.

Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 23.838
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re:Inglaterra independente
« Resposta #27 Online: 24 de Junho de 2016, 12:07:21 »
Considerando as jogadas de medo dos "Brexiters", essa imagem é bem conveniente:



A resposta mais comum dos ingleses é de que "não foi só por uma questão de imigração". Talvez, mas nas últimas 3 semanas que o assunto virou unanimidade em todos os podcasts que ouço, a palavra "imigrante" era dita pelo menos umas 20x pelo pessoal pró-saída.
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.105
  • Sexo: Masculino
Re:Inglaterra independente
« Resposta #28 Online: 24 de Junho de 2016, 12:14:36 »
Um colega de trabalho falou que os jogadores britânicos de um game online que ele também joga comentaram num chat que acharam positivo a saída, principalmente porque não terão um imposto específico para importar produtos do Japão, por exemplo.

Talvez pro cidadão comum isso será benéfico.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Pagão

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.445
  • Sexo: Masculino
Re:Inglaterra independente
« Resposta #29 Online: 24 de Junho de 2016, 12:53:39 »
Quando Portugal teve uma política externa que não pedisse primeiro autorização a alguma grande potência?

Para não ir mais longe, você parece esquecer que Portugal combateu sozinho uma guerra de 13 anos (1961-1974) num território muito mais vasto do que o Vietname em defesa de uma noção país (pluricontinental e plurirracial) contra a vontade de todo o mundo... os escassos apoios vinham de países que também queriam que Portugal deixasse de lutar, mas se conformavam.

Também foi o último a sair da Índia e saiu com mortos e feridos em combate. E foi o último a sair da China até depois do poderoso Reino Unido.

Foi um poder significativo no contexto da África Austral só superado pela África do Sul, até 1974-

Também teve um regime político até 1974 que ninguém queria que existisse aqui (exceto Espanha).

Ou seja, não pedia autorização a "alguma potência".... Independentemente do juízo de cada um sobre a natureza do regime e das suas políticas internas e externas.

Hoje "pede autorização"..., sem dúvida.

PS: também durante a 2ª Guerra Mundial a política externa de Portugal não resultou de "pedidos de autorização" a nenhuma potência.
« Última modificação: 24 de Junho de 2016, 13:02:40 por Pagão »
Nenhuma argumentação racional exerce efeitos racionais sobre um indivíduo que não deseje adotar uma atitude racional. - K.Popper

Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 23.838
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re:Inglaterra independente
« Resposta #30 Online: 24 de Junho de 2016, 14:04:06 »

Para não ir mais longe, você parece esquecer que Portugal combateu sozinho uma guerra de 13 anos (1961-1974) [...] em defesa de uma noção país [...]

É isso que ensinam nas escolas aí? Que o nobre Portugal tentou levar aos africanos teimosos e arredios um pouco de civilidade?
:histeria:

"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline Jack Carver

  • Nível 25
  • *
  • Mensagens: 1.133
  • Sexo: Masculino
Re:Inglaterra independente
« Resposta #31 Online: 24 de Junho de 2016, 14:21:32 »
<a href="https://www.youtube.com/v/VqMMiOv3z6s" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/VqMMiOv3z6s</a>

O Brasil é um país de sabotadores profissionais.

“Dêem-me controle sobre o dinheiro de uma nação e não me importa quem faz as suas leis. - Mayer Amschel Rothschild

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 33.747
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Inglaterra independente
« Resposta #32 Online: 24 de Junho de 2016, 14:24:52 »

Para não ir mais longe, você parece esquecer que Portugal combateu sozinho uma guerra de 13 anos (1961-1974) [...] em defesa de uma noção país [...]

É isso que ensinam nas escolas aí? Que o nobre Portugal tentou levar aos africanos teimosos e arredios um pouco de civilidade?
:histeria:



Os brasileiros contra separatismo o são por tentarem levar aos outros brasileiros teimosos e arredios um pouco de civilidade? :hein:


(PS.: onde o Pagão escreveu "noção" eu entendi "nação", pelo contexto. Talvez essa colocação se deva a interpretação literal em vez dessa "auto-correção")

Offline Pagão

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.445
  • Sexo: Masculino
Re:Inglaterra independente
« Resposta #33 Online: 24 de Junho de 2016, 14:32:11 »

Para não ir mais longe, você parece esquecer que Portugal combateu sozinho uma guerra de 13 anos (1961-1974) [...] em defesa de uma noção país [...]

É isso que ensinam nas escolas aí? Que o nobre Portugal tentou levar aos africanos teimosos e arredios um pouco de civilidade?
:histeria:



Você levantou uma questão sobre "pedir autorização a grandes potências" e julgo que respondi... O resto é desvio da questão...

PS. os "africanos teimosos" ficaram com dois grandes países na África Austral onde antes só existiam tribos em conflito... Julgo que não estão desagradados...
« Última modificação: 24 de Junho de 2016, 14:40:21 por Pagão »
Nenhuma argumentação racional exerce efeitos racionais sobre um indivíduo que não deseje adotar uma atitude racional. - K.Popper

Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 23.838
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re:Inglaterra independente
« Resposta #34 Online: 24 de Junho de 2016, 15:09:44 »

Para não ir mais longe, você parece esquecer que Portugal combateu sozinho uma guerra de 13 anos (1961-1974) [...] em defesa de uma noção país [...]

É isso que ensinam nas escolas aí? Que o nobre Portugal tentou levar aos africanos teimosos e arredios um pouco de civilidade?
:histeria:



Os brasileiros contra separatismo o são por tentarem levar aos outros brasileiros teimosos e arredios um pouco de civilidade? :hein:

Você realmente quer comparar a relação Portugal e colônias, que não tem qualquer tipo de integridade cultural, social ou étnica e a formação do Brasil como Estado único, que envolveu vários momentos que serviram para sedimentar a noção de Brasil como um único país?

Você compara o desejo de autonomia de várias colônias que foram usadas com benefício único e exclusivo da metrópole, sem qualquer contrapartida ou qualquer poder decisório nas questões próprias ou da metrópoles com o sistema que temos no Brasil como Estado-Nação?

Sério?
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 23.838
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re:Inglaterra independente
« Resposta #35 Online: 24 de Junho de 2016, 15:10:25 »

PS. os "africanos teimosos" ficaram com dois grandes países na África Austral onde antes só existiam tribos em conflito... Julgo que não estão desagradados...

"Ficaram"? Nossa... quanta bondade de Portugal.
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline Pagão

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.445
  • Sexo: Masculino
Re:Inglaterra independente
« Resposta #36 Online: 24 de Junho de 2016, 15:36:48 »

PS. os "africanos teimosos" ficaram com dois grandes países na África Austral onde antes só existiam tribos em conflito... Julgo que não estão desagradados...

"Ficaram"? Nossa... quanta bondade de Portugal.

Desvio da questão... Desde que reconheça o absurdo de "500 anos de política externa autorizada por alguma grande potência" o resto é outra conversa.
Nenhuma argumentação racional exerce efeitos racionais sobre um indivíduo que não deseje adotar uma atitude racional. - K.Popper

Offline Jack Carver

  • Nível 25
  • *
  • Mensagens: 1.133
  • Sexo: Masculino
Re:Inglaterra independente
« Resposta #37 Online: 24 de Junho de 2016, 15:47:12 »
Crítica liberal à UE.

https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=2040958846129591&id=1614894922069321

Nigel Farage após o Referendo:
<a href="https://www.youtube.com/v/sLCb1cGROAw" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/sLCb1cGROAw</a>
O Brasil é um país de sabotadores profissionais.

“Dêem-me controle sobre o dinheiro de uma nação e não me importa quem faz as suas leis. - Mayer Amschel Rothschild

Offline Skorpios

  • Tesoureiro
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.028
  • Sexo: Masculino
  • Homenagem a mais um amigo morto.
Re:Inglaterra independente
« Resposta #38 Online: 24 de Junho de 2016, 15:50:50 »
Acho que a Inglaterra fez um mau negócio. Vamos ver o desenrolar da história.
Se você agir sempre com dignidade pode não melhorar o mundo, mas uma coisa é certa: haverá na Terra um canalha a menos.

Millôr Fernandes

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 33.747
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Inglaterra independente
« Resposta #39 Online: 24 de Junho de 2016, 16:30:40 »

Para não ir mais longe, você parece esquecer que Portugal combateu sozinho uma guerra de 13 anos (1961-1974) [...] em defesa de uma noção país [...]

É isso que ensinam nas escolas aí? Que o nobre Portugal tentou levar aos africanos teimosos e arredios um pouco de civilidade?
:histeria:



Os brasileiros contra separatismo o são por tentarem levar aos outros brasileiros teimosos e arredios um pouco de civilidade? :hein:

Você realmente quer comparar a relação Portugal e colônias, que não tem qualquer tipo de integridade cultural, social ou étnica e a formação do Brasil como Estado único, que envolveu vários momentos que serviram para sedimentar a noção de Brasil como um único país?

Você compara o desejo de autonomia de várias colônias que foram usadas com benefício único e exclusivo da metrópole, sem qualquer contrapartida ou qualquer poder decisório nas questões próprias ou da metrópoles com o sistema que temos no Brasil como Estado-Nação?

Sério?

Não, perguntei se o desejo de não-separatismo/independência teria necessariamente essa motivação de estarem "levando aos teimosos e arredios um pouco de civilidade".

Talvez os defensores de saparatismo (ou não) coloquem a condição de estados ou regiões brasileiros ante à união como bastante análoga a de colônias injustamente subordinadas, de qualquer forma.

Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 23.838
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re:Inglaterra independente
« Resposta #40 Online: 24 de Junho de 2016, 18:40:41 »

Não, perguntei se o desejo de não-separatismo/independência teria necessariamente essa motivação de estarem "levando aos teimosos e arredios um pouco de civilidade".

No caso europeu, é o motivo declarado nas conferências de Berlim de 1884-85. Não entendi como o caso brasileiro tem qualquer coisa a ver com isso.


Talvez os defensores de saparatismo (ou não) coloquem a condição de estados ou regiões brasileiros ante à união como bastante análoga a de colônias injustamente subordinadas, de qualquer forma.

Até onde eu sei, uma parte bem considerável dos defensores do separatismo brasileiro são um bando de neo-nazistas que acham que o "resto" do Brasil, mestiço, é inferior ao sul "puro-sangue-europeu". Eu já tiraria esses indivíduos, colocaria em um cantinho denominado: "idiotas".

Então, sobream os demais. Você tem números para demonstrar quantos restam depois da separação do grupo e me dizer se eles são estatisticamente mais relevantes do que os malucos que querem inundar o ES e dar uma praia pra MG?
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline El Elyon

  • Nível 19
  • *
  • Mensagens: 554
  • Sexo: Masculino
Re:Inglaterra independente
« Resposta #41 Online: 24 de Junho de 2016, 19:24:05 »
Citar
Talvez os defensores de saparatismo (ou não) coloquem a condição de estados ou regiões brasileiros ante à união como bastante análoga a de colônias injustamente subordinadas, de qualquer forma.

Eu já ouvi (evidência completamente anedótica) termos como "Império de Brasília" ou "Feudos Unidos de Brasília" serem utilizados por secessionistas. Então, baseado em um espaço amostral ínfimo e enviesado, eu posso dizer que são sentimentos ao menos similares.

Citar
Até onde eu sei, uma parte bem considerável dos defensores do separatismo brasileiro são um bando de neo-nazistas que acham que o "resto" do Brasil, mestiço, é inferior ao sul "puro-sangue-europeu". Eu já tiraria esses indivíduos, colocaria em um cantinho denominado: "idiotas".

Como um "sulista" e com simpatias a governos mais auditáveis e em menor escala (seja por via federalista ou secessionista), o melhor argumento existente contra a "Independência da Nação Sulista" são seus próprios representantes e defensores.

Citar
Você tem números para demonstrar quantos restam depois da separação do grupo e me dizer se eles são estatisticamente mais relevantes do que os malucos que querem inundar o ES e dar uma praia pra MG?

Por outro lado, eu fico curioso como seria um Plebiscito ao moldes do realizado pela Escócia/Reino Unido no Brasil - o que creio ser impossível devido a cláusulas pétreas constitucionais.
"As long as the Colossus stands, Rome will stand, when the Colossus falls, Rome will also fall, when Rome falls, so falls the world."

São Beda.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 25.625
  • Sexo: Masculino
Re:Inglaterra independente
« Resposta #42 Online: 24 de Junho de 2016, 19:39:40 »
A proibição separatista, constante em uma das cláusulas pétreas, já é, no meu entender, uma forte evidência que existe um forte sentimento de fragmentação, ainda que em estado latente.
Foto USGS

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.672
  • Love it or Hate it
Re:Inglaterra independente
« Resposta #43 Online: 24 de Junho de 2016, 19:51:51 »
Bairrismo é sub produto do nacionalismo.

Offline Pagão

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.445
  • Sexo: Masculino
Re:Inglaterra independente
« Resposta #44 Online: 24 de Junho de 2016, 20:02:44 »
Bairrismo é sub produto do nacionalismo.

Vejo o nacionalismo como uma superação do bairrismo, julgo que assim terá sido com a sua eclosão na Revolução Francesa... Justificou a centralização parisiense, a uniformização linguística e cultural e do ensino, a construção de um verdadeiro Estado-Nação.
O bairrismo não será mais antigo do que o nacionalismo? Julgo que sim...
Nenhuma argumentação racional exerce efeitos racionais sobre um indivíduo que não deseje adotar uma atitude racional. - K.Popper

Offline Pagão

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.445
  • Sexo: Masculino
Re:Inglaterra independente
« Resposta #45 Online: 24 de Junho de 2016, 20:31:57 »
http://www.rtp.pt/noticias/mundo/merkel-e-hollande-tentam-evitar-efeito-domino-do-brexit_v928929

Convocada reunião entre 6 países da UE..., quando há mais 21... Depois admiram-se... 
Nenhuma argumentação racional exerce efeitos racionais sobre um indivíduo que não deseje adotar uma atitude racional. - K.Popper

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 33.747
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Inglaterra independente
« Resposta #46 Online: 24 de Junho de 2016, 20:37:10 »
Bairrismo é subproduto do municipalismo, este do estadismo, este do nacionalis

Não, perguntei se o desejo de não-separatismo/independência teria necessariamente essa motivação de estarem "levando aos teimosos e arredios um pouco de civilidade".

No caso europeu, é o motivo declarado nas conferências de Berlim de 1884-85. Não entendi como o caso brasileiro tem qualquer coisa a ver com isso.

Essas guerras de independência mencionadas já são do meio para a segunda metade do século XX, não do XIX. A motivação "nacional" pode já não ser exatamente a mesma.

Não tem bem "um caso" brasileiro, só coloquei que poderia ser que a preferência por união nacional não terá necessariamente como motivação "levar civilidade aos teimosos e arredios".


Citar
Talvez os defensores de saparatismo (ou não) coloquem a condição de estados ou regiões brasileiros ante à união como bastante análoga a de colônias injustamente subordinadas, de qualquer forma.

Até onde eu sei, uma parte bem considerável dos defensores do separatismo brasileiro são um bando de neo-nazistas que acham que o "resto" do Brasil, mestiço, é inferior ao sul "puro-sangue-europeu". Eu já tiraria esses indivíduos, colocaria em um cantinho denominado: "idiotas".

Então, sobream os demais. Você tem números para demonstrar quantos restam depois da separação do grupo e me dizer se eles são estatisticamente mais relevantes do que os malucos que querem inundar o ES e dar uma praia pra MG?

:hein: ...não... e mal consigo entender com por que isso importaria para o que eu disse. Resumindo: ser contra independência/separatismo não seria necessariamente com a motivação de "levar civilidade aos teimosos e arredios", pode-se perfeitamente contestar as motivações separatistas, seja por insignificância numérica, comunismo, racismo, ou o que for.

Pode até ser por desejar "levar civilidade", também, que não acho que dá para dizer serem más intenções, ainda que possa bem ser uma máscara para elas.

Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 23.838
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re:Inglaterra independente
« Resposta #47 Online: 24 de Junho de 2016, 20:57:23 »
Bairrismo é subproduto do municipalismo, este do estadismo, este do nacionalis

Não, perguntei se o desejo de não-separatismo/independência teria necessariamente essa motivação de estarem "levando aos teimosos e arredios um pouco de civilidade".

No caso europeu, é o motivo declarado nas conferências de Berlim de 1884-85. Não entendi como o caso brasileiro tem qualquer coisa a ver com isso.

Essas guerras de independência mencionadas já são do meio para a segunda metade do século XX, não do XIX. A motivação "nacional" pode já não ser exatamente a mesma.

Não tem bem "um caso" brasileiro, só coloquei que poderia ser que a preferência por união nacional não terá necessariamente como motivação "levar civilidade aos teimosos e arredios".


As independências começam a ocorrer imediatamente após o fim da II GM, já que alguns países foram arrastados para a guerra por suas colônias com promessas de autonomia. Após o término do conflito e com a criação da ONU, que restaurou o discurso Wilsoniano, em especial quanto à autodeterminação dos povos, os processos de independência começaram, nem todos foram violentos, mas os que foram se deram exatamente porque as metrópoles se recusavam a admitir a capacidade destes povos de se autogovernar ou de não receberem nada por "tudo o que haviam feito nas colônias". Isso é um reflexo direto do pensamento vigente durante a reunião em Berlim.

O caso português é ainda mais emblemático quanto a essa ideia de que eles sabiam o que era melhor pras colônias do que elas próprias. O resultado foi uma guerra longa, burra e que só serviu para terminar de queimar o filme de Portugal.

Citar
Talvez os defensores de saparatismo (ou não) coloquem a condição de estados ou regiões brasileiros ante à união como bastante análoga a de colônias injustamente subordinadas, de qualquer forma.

Até onde eu sei, uma parte bem considerável dos defensores do separatismo brasileiro são um bando de neo-nazistas que acham que o "resto" do Brasil, mestiço, é inferior ao sul "puro-sangue-europeu". Eu já tiraria esses indivíduos, colocaria em um cantinho denominado: "idiotas".

Então, sobream os demais. Você tem números para demonstrar quantos restam depois da separação do grupo e me dizer se eles são estatisticamente mais relevantes do que os malucos que querem inundar o ES e dar uma praia pra MG?

:hein: ...não... e mal consigo entender com por que isso importaria para o que eu disse. Resumindo: ser contra independência/separatismo não seria necessariamente com a motivação de "levar civilidade aos teimosos e arredios", pode-se perfeitamente contestar as motivações separatistas, seja por insignificância numérica, comunismo, racismo, ou o que for.

Pode até ser por desejar "levar civilidade", também, que não acho que dá para dizer serem más intenções, ainda que possa bem ser uma máscara para elas.
[/quote]

Um grupo tão pequeno e tão mal motivado é irrelevante para o assunto.
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Inglaterra independente
« Resposta #48 Online: 24 de Junho de 2016, 22:52:58 »
A proibição separatista, constante em uma das cláusulas pétreas, já é, no meu entender, uma forte evidência que existe um forte sentimento de fragmentação, ainda que em estado latente.

Não é evidência de "sentimento separatista", é coisa de praxe mesmo. Nenhum estado no mundo, em nenhuma época, permite ou permitiu a separação ou secessão por vias legais.

A integridade territorial e soberania do estado é tratada como a mais alta das prioridades do poder político e militar.
« Última modificação: 24 de Junho de 2016, 22:55:07 por DDV »
Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Sdelareza

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 180
Re:Inglaterra independente
« Resposta #49 Online: 24 de Junho de 2016, 22:55:43 »
Deve-se lembrar que a relação do Reino Unido com a União Europeia sempre foi meio conturbada e não foi um verdadeiro
romance.

O Reino Unido não aderiu:
- ao euro ou a qualquer política monetária da UE.
- ao espaço Schengen (que previa a eliminação dos controles de fronteira entre os estados membros)

Também não aderiu completamente a política agrícola da UE. Sob Margaret Tatcher, o Reino Unido exigiu e obteve uma diminuição de sua contribuição ao orçamento da UE, sob pretexto que boa parte desse orçamento é destinada a política agrícola da UE, que não a beneficiava.

Penso que o fato de ser uma "ilha" incentivou muitos dos seus cidadãos a manter o "esplêndido isolamento" da Grã-Bretanha.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!