Autor Tópico: Quem gosta de poesia?  (Lida 34307 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.857
  • Love it or Hate it
Re:Quem gosta de poesia?
« Resposta #275 Online: 08 de Maio de 2016, 15:20:53 »
O problema com a poesia é transpor a sua fronteira tênue com a pieguice e o risco de se envolver com sentimentalismo barato através de frases ilógicas ou de jogos de palavras que não fazem o menor sentido na forma de verborragia exibicionista.


Offline Spencer

  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.318
Re:Quem gosta de poesia?
« Resposta #277 Online: 08 de Maio de 2016, 19:39:33 »
Embora a arte goze de certa liberdade em relação à cadeia lógica do pensamento, nossos companheiros ainda trazem as idéias agrilhoadas à preconceitos.
Se estivéssemos na IdMédia, seriam inquisidores, com certeza. :histeria: :histeria:

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Quem gosta de poesia?
« Resposta #278 Online: 08 de Maio de 2016, 21:43:26 »
https://en.wikipedia.org/wiki/Rhyme-as-reason_effect



De qualquer forma:


<a href="https://www.youtube.com/v/XAAp_luluo0" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/XAAp_luluo0</a>

Offline Spencer

  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.318
Re:Quem gosta de poesia?
« Resposta #279 Online: 09 de Maio de 2016, 10:38:37 »
Não deixa de ter sua razão, Buck; principalmente porque a rima tem também um efeito, diríamos, estético/emocional. Tanto que, não raras vezes pode levar às lágrimas ou ao êxtase.
Por falar neste efeito colateral, ocorreu-me que o homem anda sempre a busca da emoção e costuma pagar bom preço por ela.
O que varia é apenas a natureza da emoção; de baixo nível ou, por vezes , de grande sublimidade.

Neste ponto, o indefectível Giga dirá: bullshit!  :histeria:

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:Quem gosta de poesia?
« Resposta #280 Online: 25 de Junho de 2016, 01:22:38 »
Spencer, isso que é poesia. Leia, aprenda e se inspire:

''Dos altos prédios,
  os sinos tocam.
  Olho para meu dedo médio,
  mas eles não me olham.

  Prédios, prédios, arranha-céu;
  pessoas levantam a cabeça para olhar.
  Extrairia das flores todo o mel,
  se soubesse voar.''
 
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Offline Spencer

  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.318
Re:Quem gosta de poesia?
« Resposta #281 Online: 25 de Junho de 2016, 06:03:55 »
Spencer, isso que é poesia. Leia, aprenda e se inspire:

''Dos altos prédios,
  os sinos tocam.
  Olho para meu dedo médio,
  mas eles não me olham.

  Prédios, prédios, arranha-céu;
  pessoas levantam a cabeça para olhar.
  Extrairia das flores todo o mel,
  se soubesse voar.''

Muito bom, de fato.
Não imaginava!

Tenho pouca coisa nesta área, mas gosto particularmente desta:


TU E EU

sou um pedregulho com dois olhos
tu és a pedra filosofal
em meio a rochas e abrolhos
vês-me adamantino cristal

Se em minhas noites, hão desejos
em dias claros, tu te vais
levas então os sonhados beijos
desperto, eu cá, em doridos ais

imaginar-te aqui, amada e bela
e assim reter-te um pouco mais
tornaria em lágrimas as procelas
e de saudades choro, mais e mais

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:Quem gosta de poesia?
« Resposta #282 Online: 25 de Junho de 2016, 07:11:50 »
Spencer, isso que é poesia. Leia, aprenda e se inspire:

''Dos altos prédios,
  os sinos tocam.
  Olho para meu dedo médio,
  mas eles não me olham.

  Prédios, prédios, arranha-céu;
  pessoas levantam a cabeça para olhar.
  Extrairia das flores todo o mel,
  se soubesse voar.''

Muito bom, de fato.
Não imaginava!

Obrigado! O Alquimista tem muitos segredos bem guardados.


Citar
Tenho pouca coisa nesta área, mas gosto particularmente desta:


TU E EU

sou um pedregulho com dois olhos
tu és a pedra filosofal
em meio a rochas e abrolhos
vês-me adamantino cristal

Se em minhas noites, hão desejos
em dias claros, tu te vais
levas então os sonhados beijos
desperto, eu cá, em doridos ais

imaginar-te aqui, amada e bela
e assim reter-te um pouco mais
tornaria em lágrimas as procelas
e de saudades choro, mais e mais

Bonito, Spencer. Muito bom!
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Offline Pagão

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.451
  • Sexo: Masculino
Re:Quem gosta de poesia?
« Resposta #283 Online: 16 de Setembro de 2016, 17:46:09 »
Eu detesto.

Pra mim, poesia é coisa de mulherzinha!

Difícil manter essa opinião após ler o primeiro livro europeu... A ILÍADA !...



O livro que uso é o acima... Comecei hoje uma nova leitura... acabei o canto I... O desentendimento entre Aquiles e Agamémnon

Nenhuma argumentação racional exerce efeitos racionais sobre um indivíduo que não deseje adotar uma atitude racional. - K.Popper

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.301
  • Sexo: Masculino
Re:Quem gosta de poesia?
« Resposta #284 Online: 16 de Setembro de 2016, 22:46:05 »
Tenho muito interesse em ler a versão original. Eu li um romance sobre a guerra de Troia e gostei muito.

http://www.lpm.com.br/site/default.asp?Template=../livros/layout_produto.asp&CategoriaID=717472&ID=847073

Achei muita mais completa que o conto original, explicando melhor os motivos da guerra, dando mais profundidade aos personagens, etc.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Spencer

  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.318
Re:Quem gosta de poesia?
« Resposta #285 Online: 29 de Outubro de 2016, 22:11:15 »
Há alguns dias fiz uma visita à região sinistrada pela Samarco, no Rio Doce.
Conversei com algumas pessoas, algumas muito simples.
Quando voltei, lembrei me de uma delas, realmente engraçada e escrevi isto?

JOAQUIM E SEUS MORTOS
         - Um Conto de Assombração

Nossa história começou assim:
Todo flagelo, chega de repente
E o Rio Doce não teve piedade

levou toda a família do Joaquim
Seu amado pai, Clemente
Seu filho, Serafim, 
e o irmão, Zé Trindade

Joaquim era um homem bom e puro
Via seus trespassados em todo lugar
Por isso tinha horror ao escuro
E estava sempre a orar

Naquela tarde de breu,
Ele estava mais cismado,
Depois de cuidar da  horta
E do porquinho Camafeu
Voltou pra casa, apressado,
E quase trombou na porta

com os olhos arregalados,
as botas sujas de lama
Mal se benzeu, e do banho foi pra cama
Dirigiu me estranhas palavras,
Sem mesmo olhar pra mim
Mas ouviu-se um grande estalido
 e um grito do Joaquim

Um raio caiu ali perto e apagou a nossa luz
A escuridão assombrava o lugar
Foi aí que, baixinho, ouvi a voz do Joaquim
Por certo, estava a rezar
 
Ele sempre, começava assim:
“Sinhô do Céu, meu amado Jesus”
“me iscuta, se faz o favor”
“Aqui quem fala é o Joaquim”
“Ajuelhado na iscuridão”
“Ti peço  duas coisa pra mim”
“Anímo pra levá minha dor”
“E luz pro meu barracão”

“Assinados eu, Joaquim” 
“Seu pai, seu filho e seu irmão”



 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!