Autor Tópico: Sobre Linux...  (Lida 49279 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Fabulous

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.425
Re: Sobre Linux...
« Resposta #50 Online: 31 de Outubro de 2006, 22:12:52 »
ainda
bem lembrado... ou melhor, ressaltado.
MSN: fabulous3700@hotmail.com

Offline Andre

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 4.072
  • Sexo: Masculino
    • Aletéia
Re: Sobre Linux...
« Resposta #51 Online: 01 de Novembro de 2006, 19:13:18 »
O "engraçado" é os usuários de Linux [ok, não todos] dizerem que apoiam a liberdade de escolha, mesmo fazendo de tudo para as pessoas não usarem Windows
Se Jesus era judeu, então por que ele tinha um nome porto-riquenho?

Offline Luis Dantas

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.195
  • Sexo: Masculino
  • Morituri Delendi
    • DantasWiki
Re: Sobre Linux...
« Resposta #52 Online: 01 de Novembro de 2006, 19:15:01 »
É uma questão de compaixão, André... :)
Wiki experimental | http://luisdantas.zip.net
The stanza uttered by a teacher is reborn in the scholar who repeats the word

Em 18 de janeiro de 2010, ainda não vejo motivo para postar aqui. Estou nos fóruns Ateus do Brasil, Realidade, RV.  Se a Moderação reconquistar meu respeito, eu volto.  Questão de coerência.

Offline Fabulous

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.425
Re: Sobre Linux...
« Resposta #53 Online: 01 de Novembro de 2006, 22:33:19 »
O "engraçado" é os usuários de Linux [ok, não todos] dizerem que apoiam a liberdade de escolha, mesmo fazendo de tudo para as pessoas não usarem Windows

Fazendo de tudo, como oquê por exemplo?
MSN: fabulous3700@hotmail.com

Offline Oceanos

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.924
  • Sexo: Masculino
Re: Sobre Linux...
« Resposta #54 Online: 01 de Novembro de 2006, 23:46:10 »
O "engraçado" é os usuários de Linux [ok, não todos] dizerem que apoiam a liberdade de escolha, mesmo fazendo de tudo para as pessoas não usarem Windows
Apoiam a liberdade das mesmas escolhas que eles fizeram....

Offline Andre

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 4.072
  • Sexo: Masculino
    • Aletéia
Re: Sobre Linux...
« Resposta #55 Online: 02 de Novembro de 2006, 09:46:37 »
Fazendo de tudo, como oquê por exemplo?

Críticas e mais críticas ao SO do tio Gates, partindo algumas vezes até mesmo para a agressão, tanto dos usuários como dos desenvolvedores
Se Jesus era judeu, então por que ele tinha um nome porto-riquenho?

Offline Luis Dantas

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.195
  • Sexo: Masculino
  • Morituri Delendi
    • DantasWiki
Re: Sobre Linux...
« Resposta #56 Online: 02 de Novembro de 2006, 10:23:37 »
Critícas sem dúvida há, nada mais natural, e concordo que algumas são até inapropriadas.  Mas alguma delas tira a sua liberdade de preferir o Windows?
Wiki experimental | http://luisdantas.zip.net
The stanza uttered by a teacher is reborn in the scholar who repeats the word

Em 18 de janeiro de 2010, ainda não vejo motivo para postar aqui. Estou nos fóruns Ateus do Brasil, Realidade, RV.  Se a Moderação reconquistar meu respeito, eu volto.  Questão de coerência.

Offline Andre

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 4.072
  • Sexo: Masculino
    • Aletéia
Re: Sobre Linux...
« Resposta #57 Online: 02 de Novembro de 2006, 11:28:02 »
Critícas sem dúvida há, nada mais natural, e concordo que algumas são até inapropriadas.  Mas alguma delas tira a sua liberdade de preferir o Windows?
Não, mas é contraditório dizer que eles apoiam a liberdade e depois chamar alguém de burro por preferir o Windows.
Se Jesus era judeu, então por que ele tinha um nome porto-riquenho?

Offline Luis Dantas

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.195
  • Sexo: Masculino
  • Morituri Delendi
    • DantasWiki
Re: Sobre Linux...
« Resposta #58 Online: 02 de Novembro de 2006, 11:39:27 »
Contraditório, não.  Ofensivo, talvez.
Wiki experimental | http://luisdantas.zip.net
The stanza uttered by a teacher is reborn in the scholar who repeats the word

Em 18 de janeiro de 2010, ainda não vejo motivo para postar aqui. Estou nos fóruns Ateus do Brasil, Realidade, RV.  Se a Moderação reconquistar meu respeito, eu volto.  Questão de coerência.

Offline Snake

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.049
  • Sexo: Masculino
Re: Sobre Linux...
« Resposta #59 Online: 02 de Novembro de 2006, 11:57:44 »
Criticar e até mesmo xingar usuários faz parte da liberdade.
Newton's Law of Gravitation:
What goes up must come down. But don't expect it to come down where you can find it. Murphy's Law applies to Newton's.

Offline Andre

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 4.072
  • Sexo: Masculino
    • Aletéia
Re: Sobre Linux...
« Resposta #60 Online: 02 de Novembro de 2006, 12:21:51 »
Criticar o SO, desde que com argumentos válidos, OK. O problema é começar a xingar alguém por não ter feito a mesma escolha que a sua, você está desrespeitando a liberdade dessa pessoa.
Se Jesus era judeu, então por que ele tinha um nome porto-riquenho?

Offline Unknown

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.313
  • Sexo: Masculino
  • Sem humor para piada ruim, repetida ou previsível
Re: Sobre Linux…
« Resposta #61 Online: 07 de Abril de 2007, 03:59:27 »
Citar
Linux: seis distribuições para usuários que querem usar o sistema no desktop
 
São Paulo - Quer migrar para o Linux mas ainda teme o sistema aberto? Confira seis das mais populares distribuições para usuários leigos.

Nunca houve um período mais propenso para que usuários leigos com curiosidade sobre o Linux se aventurassem pelas bandas do código livre.

Recém-lançado, o novo Windows Vista, além de carregar uma pesada etiqueta de preço, exige configurações muito aquém das máquinas de usuários brasileiros.

Aliado a isto, as distribuições estão adotando posturas ainda mais didáticas, o que torna ações como o programa Computador para Todos, do Governo Federal, um enorme empurrão para o sistema.

Até mesmo a tradicionalmente radical comunidade entusiasta vem trocando seu fervor por uma postura mais tolerante e simpática a quem vê o Linux com desconfiança.

Antes de tomar o primeiro passo, é bom que o usuário tenha claro que, por mais que se pareçam graficamente com o Windows, sistemas em Linux ainda trazem diferenças substancias em relação ao sistema da Microsoft.

A diferença, caro leitor, não é ruim. O esforço em se adaptar a novos comandos (bastante simples) deve compensar para usuários cansados com vírus e lentidões, por exemplo.

A seleção detalhada pelo IDG Now! segue a pesquisa de popularidade realizada entre a comunidade Linux pelo blog BR-Linux, com a exclusão do Slackware, distribuição apontada como técnica demais para usuários leigos.

A relação abaixo incluiu também dois sistemas pagos não presentes na seleção do BR-Linux: o Dual OS (ex-Freedows) e o Mandriva Linux 2007.

Red Hat Fedora
Quando chegar aos colégios do terceiro mundo no segundo semestre deste ano, o XO, conhecido como “notebook de 100 dólares”, introduzirá os alunos no Linux por meio da interface Sugar, adaptação que a Red Hat vem fazendo do seu Fedora.

Aposta da Red Hat no mercado de desktop domésticos após o fim do Red Hat Linux, o Fedora está em sua sexta versão estável, com previsão de lançamento da sétima ainda para 2007.

Ainda que não traga a mesma riqueza de aplicativos que distribuições como o Ubuntu, o Fedora é popular o suficiente para contar com uma extensa biblioteca de aplicativos.

A própria Red Hat promete enriquecer os softwares integrados ao Fedora, que vem acompanhado pelo pacote OpenOffice, o navegador Firefox e o editor de imagens Gimp, na versão 6.

Ainda assim, a interface Gnome do Fedora 6 oferece muitas das mesmas funções de navegação presentes no Windows.

Caso queria testar o sistema sem apelar para o Live CD, o Fedora 6 pode ser instalado no disco rígido do usuário a partir do próprio Windows, oferecendo uma ferramente no boot onde o usuário escolhe qual sistema será carregado.

Ubuntu
O Ubuntu se assume inteiramente voltado a usuários leigos a começar pelo seu mote - “Linux para seres humanos”. Lançado pelo sul-africano Mark Shuttleworth em 2004, o Ubuntu se apóia na interface gráfica Gnome para atrair atenção dos iniciantes.

Quem está acostumado com a interface do Windows não deve ter dificuldades em se guiar pelos menus na barra superior da sua área de trabalho, que leva aos aplicativos e configurações do sistema.

Melhor: funções de acessibilidade, como teclado na tela e pronúncia oral de comandos são habilitados como padrão, o que o torna uma opção ainda mais vantajosa para usuários com necessidades específicas.

Outro atrativo para quem nunca usou Linux é a presença nativa de softwares como o pacote corporativo OpenOffice, o comunicador Gaim, o editor de imagens Gimp e o navegador Firefox, que emulam muito bem as principais funções presentes no Windows.

Caso queira, a instalação padrão do Ubuntu ainda permite que o usuário habilite diversos outros softwares multimídia e para internet sem o trabalho de baixar e instalar pacotes - mesmo bastante simples, o Ubuntu instala aplicativos de uma maneira bem diferente do Windows.

Com ótimo desempenho até mesmo em máquinas enxutas, o Ubuntu ainda permite a criação de diferentes áreas de trabalho para o usuário - algo que a Apple pretende integrar ao seu Mac OS X 10.5, prometido para este ano.

Kurumin
Apresentado como “uma das distribuições Linux mais fáceis de usar”, o Kurumin é o melhor exemplo de distribuição desenvolvida no Brasil dentro de um setor dominado por softwares estrangeiros.

Criado e atualizado pela comunidade Guia do Hardware, o Kurumin se mostra amigável ao usuário graças à sua interface KDE (K Desktop Environment) com pequenos ajustes para parecer ainda mais com o sistema Windows.

Se antes apostava na portabilidade de CDs em miniatura distribuídos com o sistema, o Kurumin resolveu integrar softwares, como o pacote OpenOffice e o aplicativos de virtualização VMWare, a ponto do Kurumin 7 ocupar uma mídia inteira.

E que mal há nisto? Nenhum. Pelo contrário. Aliada aos chamados “ícones mágicos”, a função de instalação de novos programas no Kurumin saiu na frente de outras distribuições pela ótima exploração de recursos gráficos.

Outra vantagem é a possibilidade de usar o Kurumin pelo Live CD, assim como o Ubuntu. Ao invés de instalar no HD, o usuário pode experimentar o Kurumin a partir do drive do PC.

Mandriva
A francesa Mandrakesoft comprou a Conectiva em 2005 e, além de mudar o nome para Mandriva, incorporou a seu sistema operacional muito da usabilidade para usuário final da empresa curitibana que revelou Marcelo Tosatti ao mundo.

Mais recente distribuição da empresa, o Mandriva Linux 2007 continua a apostar na pluralidade de maneiras de chegar ao usuário final.

Não bastasse a versão gratuita, o Mandriva Linux pode ainda ser encontrado em memory keys (uma mão na roda para quem precisa usar PCs públicos sem Linux) ou nos seus três pacotes pagos.

Pagar por Linux? Sim, e com gosto. Como paga taxas referentes a plug-ins proprietários que rodam aplicações multimídia, os pacotes PowerPack (79 euros), PowerPack+ (179 euros) e Discovery (49 euros) chegam redondinhos ao usuário final - tocar DVDs, emular games para Windows e suportar novos modos de exibição exigem configurações nem tão simples do usuário.

Com visual parecido ao Ubuntu graças à interface Gnome ou no modo padrão de exibição com KDE, a versão gratuita traz navegação simples e acompanha os softwares Mozilla Firefox, OpenOffice, Gimp, AmaroK, KMPlayer, Ekiga.

Dual OS
Em 2002, a Microsoft processou a desenvolvedora por trás do sistema operacional Lindows alegando que o software de código aberto era exageradamente copiado do Windows.

Quase três anos depois, o processo terminou com a Microsoft pagando uma multa e o sistema renomeado como Linspire.

Considerando esta história, é um grande mistério como a mesma Microsoft também não correu para acionar os desenvolvedores do Dual OS (150 reais), sistema operacional em Linux com interface claramente copiada do Windows.

A interface do desktop do Dual OS é idêntica ao Windows XP, com direito a Menu Iniciar, barra de tarefas com relógio e até ícones muito parecidos aos desenhados pela Microsoft.

Por este motivo, o Dual OS é uma bela ponte para quem quer migrar para Linux sem muito esforço em se adaptar a novas funções e comandos - um dos possíveis motivos pelos quais foi incluído no programa Computador para Todos.

Junto ao Dual OS, o usuário pode usar o DualOffice, pacote corporativo com aplicações abertas que imitam com fidelidade assustadora o Word, Excel e PowerPoint, do pacote Office, da Microsoft.

Assim como o Madriva Linux 2007, o Dual OS vem com funções multimídia e de navegação completamente configuradas por ser pago.

Debian
Em uma comparação rasteira, o Debian está para o Ubuntu como o Netscape está para Firefox.

O sistema em Linux nascido na homenagem de um programador à sua namorada hoje serve de base para outras distribuições, como a popular Ubuntu.

Aliado à extensão lista de ferramentas disponíveis para programadores, o Debian serviu de ponto de partida também para dezenas de outras distribuições que exploram sua estabilidade e as interfaces amigáveis KDE ou Gnome.

Graças à sua longevidade (a primeira versão do Debian foi lançada em 1996), o Debian goza de popularidade entre a comunidade Linux principalmente por sua estabilidade e pela vasta biblioteca de aplicativos disponível.

Aliada à extensão de ferramentas disponíveis para programadores, a longevidade transformou o Debian no primeiro passo para diversas outras distribuições de Linux - confira a lista da Wikipedia.

http://idgnow.uol.com.br/computacao_pessoal/2007/03/02/idgnoticia.2007-03-02.8987983615

Achei as comparações interessantes, mas acho que eles poderiam ter comparado também o Slackware (que tanto ouço falar) e o Novell Linux (ex-SUSE, que também já ouvi falar muito).

"That's what you like to do
To treat a man like a pig
And when I'm dead and gone
It's an award I've won"
(Russian Roulette - Accept)

Offline Andre

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 4.072
  • Sexo: Masculino
    • Aletéia
Re: Sobre Linux…
« Resposta #62 Online: 07 de Abril de 2007, 12:12:11 »
O openSuse não posso falar nada pois nunca testei, mas o Slack não é indicado para o usuário padrão (deve ser por isso que não está nesse artigo). Aposto que a maioria acharia no mínimo estranho após reiniciar o computador ver uma tela preta escrito "Login: ".
Se Jesus era judeu, então por que ele tinha um nome porto-riquenho?

Offline J Ricardo

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.203
  • Sexo: Masculino
  • trolling mode
Re: Sobre Linux…
« Resposta #63 Online: 08 de Abril de 2007, 19:45:55 »
Ubuntu está bem famoso, uso ele desde final de 2006.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 33.329
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re: Sobre Linux...
« Resposta #64 Online: 08 de Abril de 2007, 20:17:08 »
Estou usando o kurumin há algum tempo.... vou eventualmente fazer experiências paralelas com kubuntu e um ou outro a mais.... inclusive slackware, que dizem servir de base para qualquer um praticamente... aprende-se a usar esse, e os detalhes dos outros são menores... ou foi isso que entendi.

Offline Eremita

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.755
  • Sexo: Masculino
  • Ecce.
Re: Sobre Linux…
« Resposta #65 Online: 08 de Abril de 2007, 20:38:56 »
O "engraçado" é os usuários de Linux [ok, não todos] dizerem que apoiam a liberdade de escolha, mesmo fazendo de tudo para as pessoas não usarem Windows
Engraçado… eu estou usando Windows agora mesmo, mesmo sendo pró-Linux. (é que eu tava jogando). Embora eu já tenha xingado o Windows hoje três vezes: pela lerdeza, porque o Nero travou, e de novo pela lerdeza… rsrsrs. A gente embirra pro pessoal ao menos conhecer o Linux, coisa que muita gente tem preguiça de fazer. Depois, se quiser usar Linux, Windows ou ambos, é questão de gosto.

Alenônimo, a parada é a seguinte: dá pra reparticionar sem tirar os dados SIM. Mas eu sugiro fazer becape - pode dar merda e você vai querer se matar, rsrsrs.

Vou lhe ensinar, já com a instalação do Kurumin, ok?

Primeiro, você desfragmenta a partição, pelo Windows mesmo…
Depois, você inicia o CD do Kurumin e pede pra instalar no HD. Ele vai fazer um monte de perguntas… quando ele perguntar por dois programas de particionamento, escolha o Gparted.
Aí você escolhe quanto do HD quer deixar pro Windows, quanto pro Linux. Eu fiz assim:
PARTIÇÃO 1 - NTFS, 21GB. É aonde tá o Windows;
PARTIÇÃO 2 - REISERFS, 21GB. É aonde tá o Linux. Use ReiserFS pois é mais seguro que EXT3;
PARTIÇÃO 3 - FAT32, 32GB. É aonde guardo meus arquivos, pois fica acessível pra leitura E escrita tanto do Linux quanto do Windows. Só não fiz maior porque aí o Windows não reconhece.
PARTIÇÃO 4 - SWAP, 1GB. O Swap faz o papel de "memória virtual" do Linux. Faça a Swap com o dobro da sua RAM, ok?

O resto é tudo bem automatizado, a Kurumin é uma das distros mais simples que tem. Você vai ter que configurar o LILO, que é o "iniciador" do computador, e daí quando quiser usar ou Linux ou Windows, você escolhe. Mas isso o Kurumin explica como fazer.
É uma aflição das mais estressantes ter um coração sentimental e uma mente cética. - Naguib Mahfouz

Offline Eremita

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.755
  • Sexo: Masculino
  • Ecce.
Re: Sobre Linux…
« Resposta #66 Online: 08 de Abril de 2007, 20:44:32 »
Ah, e uma coisa... Linux vicia. Cada vez mais, você vai querendo mexer com "distros" mais brutas, menos automatizadas, mais "se vira" mesmo, rsrsrs.

Comecei pelo Kurumin, tentei Conectiva (não gostei), usei o Ubuntu por uns tempos, depois fui pro Debian,  depois fiz um "Debiuntu" (instalei o Ubuntu e por cima os programas que eu queria dos DVDs do Debian), depois voltei ao Debian puro. E não me arrependo.
É uma aflição das mais estressantes ter um coração sentimental e uma mente cética. - Naguib Mahfouz

Offline Andre

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 4.072
  • Sexo: Masculino
    • Aletéia
Re: Sobre Linux…
« Resposta #67 Online: 09 de Abril de 2007, 12:51:02 »
Eu não devia ter generalizado, mas você provavelmente conhece um ou outro que inventa teorias conspiratórias contra o Windows.

Vicia mesmo. Meu primeiro contato com o Linux foi o LiveCD do Kurumin, versão 3.0. Depois tomei coragem e instalei o Slackware 11.0, inclusive tirando o Windows do PC (meu HD é pequeno :( ). Agora estou usando o ArchLinux, é basicamente um slack com resolução de dependências, o que mais me irritava.
Se Jesus era judeu, então por que ele tinha um nome porto-riquenho?

Offline Oceanos

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.924
  • Sexo: Masculino
Re: Sobre Linux…
« Resposta #68 Online: 09 de Abril de 2007, 13:00:48 »
Cada vez mais, você vai querendo mexer com "distros" mais brutas, menos automatizadas, mais "se vira" mesmo, rsrsrs.
Mas depois que aprende tudo, volta a querer o mais fácil. Eu já usei Slackware, Gentoo e duvido muito que vou largar o Ubuntu tão cedo… Plugar sua webcam e ela funcionar também pode ser legal, mais legal que ter que compilar o driver e subir o módulo na mão…

Sei lá, depois de um tempo você acha que é melhor gastar cérebro nos problemas de verdade…

Offline Pregador

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.898
  • Sexo: Masculino
  • "Veritas vos Liberabit".
Re: Sobre Linux…
« Resposta #69 Online: 09 de Abril de 2007, 13:17:35 »
No PC aqui do escritório tem o Win XP e o Kurimim. Uso o XP pra quase tudo e o Kurumim para me salvar quando dá pal no XP...
"O crime é contagioso. Se o governo quebra a lei, o povo passa a menosprezar a lei". (Lois D. Brandeis).

Offline Paulo José

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 280
  • Sexo: Masculino
  • Ouça Shania Twain!
    • Casa Twain
Re: Sobre Linux…
« Resposta #70 Online: 10 de Abril de 2007, 03:47:06 »
Ei, no tópico sobre o Windows Vista o Spitfire postou:
Vai uma dica que peguei em outro lugar…

Citar
Linux ja com a ultima versao do Beryl e alem do mais completamente GRATIS e NACIONAL!

Link Video do OS:

e eu gostaria de saber, agora que estou baixando o Kurumim, o que eu preciso pra ter esses efeitos aí do Beryl. Meu PC tem 512 de RAM, só 40GB, P4 2.0.... ou seja, nada d+.

Poço ter esperanças num futuro bonito, sem o vista e sem um pc novo e caro?
Ciência da Computação!

Offline CyberLizard

  • Nível 17
  • *
  • Mensagens: 498
  • Lagartos são os melhores
Re: Sobre Linux…
« Resposta #71 Online: 10 de Abril de 2007, 21:20:20 »
Eu estou usando o Beryl+AIGLX no meu PC com 512 MB de RAM. Roda tranqüilo e de forma bastante leve. E olhe que estou usando vários efeitos:



Mas não sei se eu poderia ajudar você a instalar esse negócio. Pra instalar no meu PC, eu apenas baixei um script do wiki do Ubuntu (minha distribuição) e o script fez tudo automaticamente para mim… Não sei se este script iria funcionar no kurumin… Mas se não funcionar com certeza tem como instalar, você só tem que pesquisar um pouco sobre como fazer isso.

Offline Paulo José

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 280
  • Sexo: Masculino
  • Ouça Shania Twain!
    • Casa Twain
Re: Sobre Linux…
« Resposta #72 Online: 11 de Abril de 2007, 03:24:00 »
O Ubuntu é distribuído em que línguas, cyber lizard? Até hoje só tive contato com o kurumim. E valeu pela força, acho que estou mais tranqüilo agora.

Abraços
Ciência da Computação!

Offline CyberLizard

  • Nível 17
  • *
  • Mensagens: 498
  • Lagartos são os melhores
Re: Sobre Linux…
« Resposta #73 Online: 11 de Abril de 2007, 10:22:48 »
O Ubuntu vem em um monte de idiomas diferentes. Tem inglês, português, esperanto, japonês, chinês, etc. É só escolher o idioma na hora da intalação. A diferença entre ele e o kurumin é que ele usa a interface gráfica GNOME ao invés do KDE (muitos a consideram mais feia, mas eu não concordo e gosto mais dela devido à maior simplicidade) e ele não vem com os codecs para MP3, para assistir DVDs e coisa do tipo, já que eles usam formatos proprietários. Então, dá um pouco mais trabalho para instalar. Mas assim como o Kurumin, o Ubuntu é considerado uma distro fácil de usar por possuir documentação farta na internet e por possuiralguns recursos gráficos extras para facilitar montagem de CDs, DVDs e instalação de programas. Dependendo da sua placa de vídeo, também é possível que o Ubuntu não instale o driver de aceleração em 3D, que é necessária para usar o AIGLX. Mas apesar disso, existem vários scripts já prontos que instalam os codecs e os drivers certos para você. Enfim, dá mais trabalho para configurar e instalar que o Kurumin, mas também não é difícil conseguir ajuda e informações na internet sobre como prosseguir caso as coisas dêem errado. Essa é minha opinião à respeito do Ubuntu.

Offline Paulo José

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 280
  • Sexo: Masculino
  • Ouça Shania Twain!
    • Casa Twain
Re: Sobre Linux…
« Resposta #74 Online: 12 de Abril de 2007, 01:17:38 »
Acho que justamente por eu ainda estar no início de pegar os conceitos do linux, esse papo de scripts e pacotes baixados se tornaria um problema pra mim. Ainda que o Ubuntu seja um dos mais populares, ainda preciso que as coisas já cheguem "mastigadas" pra mim (codecs... etc), pelo menos por enquanto. Então acho que vou continuar com o kurumim mesmo.
Mas ainda quero o Beryl, rs. Vc saberia me indicar um fórum onde o pessoal já saiba algo sobre isso? Sei lá, eu já vi tantos, mas acabaria me perdendo se chegasse lá perguntando como instalar isso no kurumim. Eu queria ler antes sobre a instalação de "pacotes" e tal, mas ainda assim, algo direto com o beryl.

Abraços e valeu
Ciência da Computação!

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!