Autor Tópico: Sobre Linux...  (Lida 48021 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:Sobre Linux...
« Resposta #850 Online: 19 de Janeiro de 2017, 12:44:40 »
Por que não conseguiu o Arch?

Vou trocar o Gentoo do meu Raspberry Pi por Arch quando votlar de férias.

Por que os linuxers precisam trocar tanto assim de distro?

Boa pergunta.


O único fator que me faz (ainda) preferir o Windows é que o Linux parece um meta-sistema-operacional, ou seja, parece mais coisa de quem "gosta" de ficar labutando com o funcionamento do PC do que simplesmente usá-lo sem se preocupar com o que rola por trás de tudo.

Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Wowbagger, o Infinitamente Prolongado

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.684
Re:Sobre Linux...
« Resposta #851 Online: 19 de Janeiro de 2017, 12:47:55 »
Por que não conseguiu o Arch?

Vou trocar o Gentoo do meu Raspberry Pi por Arch quando votlar de férias.

Por que os linuxers precisam trocar tanto assim de distro?

Boa pergunta.


O único fator que me faz (ainda) preferir o Windows é que o Linux parece um meta-sistema-operacional, ou seja, parece mais coisa de quem "gosta" de ficar labutando com o funcionamento do PC do que simplesmente usá-lo sem se preocupar com o que rola por trás de tudo.

No meu caso foi mais curiosidade mesmo. Eu tenho um outro notebook com o Mint que é a minha distro "oficial".

Offline SnowRaptor

  • Webmaster
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 17.947
  • Sexo: Masculino
Re:Sobre Linux...
« Resposta #852 Online: 19 de Janeiro de 2017, 13:04:07 »
O único fator que me faz (ainda) preferir o Windows é que o Linux parece um meta-sistema-operacional, ou seja, parece mais coisa de quem "gosta" de ficar labutando com o funcionamento do PC do que simplesmente usá-lo sem se preocupar com o que rola por trás de tudo.

Aí que tá. O linux é o kernel. É o software que dá acesso ao hardware: acessar arquivos no HD e coloca na memória, coloca processos para executarem no processador etc. O resto do sistema operacional (interface do usuário, ambiente gráfico, configuração dos recursos de hardware que o kernel acessa, etc) é por conta do usuário. O que as distribuições fazem é empacotar essas outras coisas junto com o kernel, para satisfazer as necessidades de usuários de um certo perfil.

Existe o perfil "ficar labutando com o funcionamento do PC" e existe o perfil "PC do que simplesmente usá-lo sem se preocupar com o que rola por trás de tudo". Para cada perfil tem uma distribuição.

A coisa é que as distros em que se fica labutando são as mais fáceis para deixar o sistema afinado do jeito que se quer. As distros que simplesmente funcionam são mais genéricas, tipo Ubuntu e Mint, talvez Fedora. Só que nem sempre o hardware é suportado (por razões que são um tópico á parte, mas os fabricantes não ajudam) e às vezes precisa dar uma afinada por baixo do capô. Essa necessidade não existe no Windows porque nenhum fabricante de hardware pra consumidor é louco de lançar produto sem suporte ao Windows.

Sobre trocar de distro: primeiro porque a possibilidade existe. No Windows, você vai do Starter capado pro Home, pro Entreprise, pro  Professional, pro Ultimate. No OSX não tem opção, você atualiza pra versão mais nova e pronto. No Linux você tem todos esses perfis de usuários atendidos por diferentes distros. Se uma não te satisfaz você pode trocar.


No meu caso: eu uso Gentoo, que é uma (meta-)distribuição nem do tipo ficar labutando, mas que eu deixo do jeito exato que eu quero. Uma característica dela é que em vez de baixar os programas em pacotes binários, o gerenciador de pacotes baixa o código fonte e eu compilo na minha máquina. O kernel eu tenho que configurar e compilar do zero (existe uma ferramente que olha seu hardware e marca as opções do kernel pra você, mas de resto, é só você e o Handbook. No Raspberry pi tem o problema do hardware não ser muito legal pra compilar os pacotes tudo. E eu não consegui otimizar os programas para rodar do jeito que eu gostaria. Por isso vou pro Arch nele, que tem uma grande parte da flexibilidade do Gentoo, mas com programas binários já compilados de maneira otimizada para o RPi, me poupando o trabalho.
Elton Carvalho

Antes de me apresentar sua teoria científica revolucionária, clique AQUI

“Na fase inicial do processo [...] o cientista trabalha através da
imaginação, assim como o artista. Somente depois, quando testes
críticos e experimentação entram em jogo, é que a ciência diverge da
arte.”

-- François Jacob, 1997

Offline Shadow

  • Nível 28
  • *
  • Mensagens: 1.446
  • "Alguns teóricos dos antigos astronautas...."
Re:Sobre Linux...
« Resposta #853 Online: 19 de Janeiro de 2017, 13:05:09 »
Por que não conseguiu o Arch?

Vou trocar o Gentoo do meu Raspberry Pi por Arch quando votlar de férias.

Por que os linuxers precisam trocar tanto assim de distro?

Boa pergunta.


O único fator que me faz (ainda) preferir o Windows é que o Linux parece um meta-sistema-operacional, ou seja, parece mais coisa de quem "gosta" de ficar labutando com o funcionamento do PC do que simplesmente usá-lo sem se preocupar com o que rola por trás de tudo.

No meu caso foi mais curiosidade mesmo. Eu tenho um outro notebook com o Mint que é a minha distro "oficial".

Usei Linux por mais um menos 15 minutos antes de mandar tudo para o inferno, arrancar tudo e instalar o Windows. Coisa de adoradores do Unix....



"Who knows what evil lurks in the hearts of men? The Shadow knows..."

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.620
  • Sexo: Masculino
Re:Sobre Linux...
« Resposta #854 Online: 19 de Janeiro de 2017, 13:10:10 »
Eu achei a iniciativa do Ubuntu bem interessante. Tanto é que ganhou força e virou uma distro de referência mundial. Mas fico me perguntando se é necessário lançar uma versão nova por ano e ainda manter suporte às antigas, por exemplo. Parece um excesso de trabalho que só confunde, inclusive o usuário final.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline SnowRaptor

  • Webmaster
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 17.947
  • Sexo: Masculino
Re:Sobre Linux...
« Resposta #855 Online: 19 de Janeiro de 2017, 13:27:45 »
Eu achei a iniciativa do Ubuntu bem interessante. Tanto é que ganhou força e virou uma distro de referência mundial. Mas fico me perguntando se é necessário lançar uma versão nova por ano e ainda manter suporte às antigas, por exemplo. Parece um excesso de trabalho que só confunde, inclusive o usuário final.

Isso é uma maneira de se manter atualizado ao mesmo tempo em que mantém a herança de "estabilidade" do Debian.

Pra mim, Rolling release  é a solução, mas pra uso corporativo, ocê precisa de estabilidade por mais tempo.
Elton Carvalho

Antes de me apresentar sua teoria científica revolucionária, clique AQUI

“Na fase inicial do processo [...] o cientista trabalha através da
imaginação, assim como o artista. Somente depois, quando testes
críticos e experimentação entram em jogo, é que a ciência diverge da
arte.”

-- François Jacob, 1997

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 32.678
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Sobre Linux...
« Resposta #856 Online: 19 de Janeiro de 2017, 18:34:41 »
Transtorno obsessivo-compulsivo de alguns.

Quando está tudo instalado e configurado no PC, e não tem atualizações massivas por algum tempo, começam a ficar inquietos, e resolvem então construir um outro "do zero", tanto que tem uma "distribuição" de linux que se chama mesmo "linux from scratch".

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.620
  • Sexo: Masculino
Re:Sobre Linux...
« Resposta #857 Online: 19 de Janeiro de 2017, 20:43:38 »
Transtorno obsessivo-compulsivo de alguns.

Quando está tudo instalado e configurado no PC, e não tem atualizações massivas por algum tempo, começam a ficar inquietos, e resolvem então construir um outro "do zero", tanto que tem uma "distribuição" de linux que se chama mesmo "linux from scratch".

Às vezes é justamente isso. Há muito tempo um forista daqui (talvez o Snow) postou um "depoimento" do site do Gentoo de um cara que dizia adorar a possibilidade de mexer no sistema mesmo que o ganho de performance fosse de 0,5%.

Gasta-se uma eternidade para melhorar levemente a performance, mas acho que tudo isso só serve para rodar aplicativos básicos.

O que merece crédito é um cara brasileiro, que por ser muito pobre na infância e ter um PC muito defasado, teve o trabalho de reescrever um emulador do Master System todo em Assembly para poder rodar com mais performance que os existentes na época.

Esse cara já participou de podcasts de ciência, acho que o Dragões de Garagem.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 32.678
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Sobre Linux...
« Resposta #858 Online: 19 de Janeiro de 2017, 22:43:42 »
As diferenças entre as distribuições também são superestimadas. No fim das contas praticamente todo o resultado final que você consegue com uma, você deve poder conseguir com outra, embora os caminhos possam ser significativamente diferentes. Em alguns casos uns mais fáceis que outros, mas em boa parte as diferenças são mais cosméticas do que uma diferença significativa em facilidade.

Junto a isso, uns devem estar numa busca pela distribuição "bala mágica" que resolve todos os problemas, mesmo que seja uma distribuição que tem só doze usuários, feita a partir de Ubuntu, por um adolescente, em uma semana.

Offline Lightman

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 129
  • Sexo: Masculino
Re:Sobre Linux...
« Resposta #859 Online: 30 de Janeiro de 2017, 18:31:35 »
Arch Linux é, para mim, um passo muito maior que as pernas. Eu peguei alguns tutoriais lá no vivaolinux e tentei seguir passo a passo, mesmo assim eu não fiu muito longe. Não consegui ligar a rede.
Caindo de para-quedas no tópico, se quiser usar o Arch sem complicações para instalar tente uma distro chamada Antergos, escolha o ambiente gráfico e alguns outros ajustes no modo live e pronto.

A política KISS do Slackware e Arch não tem mais razão de ser, fazia sentido quando se tinha 512mb de RAM e 4 GB de espaço em disco, hoje o que você sacrifica pela instalação automatizada é irrelevante e o impacto na performance é tão pequeno que não superam nem a margem de erro de benchmarks, sobretudo se você tiver um SSD e um processador dessa década.
"Seja você a mudança que quer ver no mundo." Gandhi

Offline SnowRaptor

  • Webmaster
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 17.947
  • Sexo: Masculino
Re:Sobre Linux...
« Resposta #860 Online: 30 de Janeiro de 2017, 19:01:07 »
Nada que roda Systemd tem política KISS.
Elton Carvalho

Antes de me apresentar sua teoria científica revolucionária, clique AQUI

“Na fase inicial do processo [...] o cientista trabalha através da
imaginação, assim como o artista. Somente depois, quando testes
críticos e experimentação entram em jogo, é que a ciência diverge da
arte.”

-- François Jacob, 1997

Offline Lightman

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 129
  • Sexo: Masculino
Re:Sobre Linux...
« Resposta #861 Online: 30 de Janeiro de 2017, 19:44:02 »
Nada que roda Systemd tem política KISS.
O que ainda não roda Systemd? Gentoo? Se não me falha a memória criaram uma distro do Debian cuja a única diferença era não adotar o novo padrão.
"Seja você a mudança que quer ver no mundo." Gandhi

Offline SnowRaptor

  • Webmaster
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 17.947
  • Sexo: Masculino
Re:Sobre Linux...
« Resposta #862 Online: 30 de Janeiro de 2017, 20:12:56 »
Gentoo e Slack, das grandes.
Elton Carvalho

Antes de me apresentar sua teoria científica revolucionária, clique AQUI

“Na fase inicial do processo [...] o cientista trabalha através da
imaginação, assim como o artista. Somente depois, quando testes
críticos e experimentação entram em jogo, é que a ciência diverge da
arte.”

-- François Jacob, 1997

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 32.678
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Sobre Linux...
« Resposta #863 Online: 08 de Março de 2017, 07:47:37 »
Tem algum "daemon" que "universalize" os controles de multimídia do teclado (ou qualquer associação de teclas desejada)? Isso é, "detecta" se tem algo tocando -- inclusive vídeos ou áudio em navegadores -- e controla este "ativo"?

Com talvez algo como opção de alternar para um padrão, com "alt" ou outra combinação, por exemplo.




Pergunta extra: alguém sabe de algum "userstyle" ou qualquer coisa assim, que faça sumir no firefox um pixel que fica sobrando à direita da barra de rolagem? Eu tendo sempre a clicar nele quando quero mover a página com o mouse, e ele se move erraticamente, como se tivesse clicado em cima ou embaixo do retângulo que a gente "segura" para arrastar.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 32.678
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Sobre Linux...
« Resposta #864 Online: 14 de Maio de 2017, 19:21:24 »
Benchmarks de um monte de linux, 15:

http://www.phoronix.com/scan.php?page=article&item=15-way-linux&num=10

De modo geral o Debian leva alguma vantagem, seguido de Ubuntu, geralmente perdendo do Intel Clear Linux, com mais otimizações "de fábrica" em alguns aspectos.

Fiquei surpreso com isso, o Debian tem alguma fama de lerdo por ser mais voltado para servidores, mas não só ficou bem adiante de coisas como CentOS, como Ubuntu, que seria uma derivação mais desktópica de si mesmo. Mas principalmente, achava que esses zen linux e sabayon da vida, derivados de slackware, fossem ser os xunados fast && foorious.


Citar
Here are more details on each of the distributions tested and a few notes about their default configuration:


- Fedora 23 was tested that with currently available updates pushes it to Linux 4.4, GNOME Shell 3.19.3, Mesa 11.1.0, and a GCC 5.3.1 compiler. Fedora 23 defaults to an EXT4 file-system, P-State CPU scaling driver, and CFQ I/O scheduler.
- Ubuntu 14.04.4 LTS has the Linux 4.2 kernel, Mesa 11.0.2, GCC 4.8.4, EXT4, P-State driver, and deadline I/O scheduler.
- Ubuntu 15.10 has the Linux 4.2 kernel, Mesa 11.0.2, GCC 5.2.1, and EXT4 file-system.
- Ubuntu 16.04 LTS in its current development form with the Linux 4.4 kernel, Unity 7.4, Mesa 11.1.2, and GCC 5.3.1. Ubuntu 16.04 used the P-State driver and defaulted to the deadline I/O scheduler.
- Debian 8.3 has the Linux 3.16 kernel, Mesa 10.3.2, GCC 4.9.2, and it defaulted to the CPUFreq scaling driver with ondemand governor for this system. CFQ was the default I/O scheduler.
- Debian Testing for 9.0 Stretch had the Linux 4.3 kernel, Mesa 11.1.2, GCC 5.3.1, and defaulted to the CFQ I/O scheduler.
- CentOS 7 has the Linux 3.10 kernel, Mesa 10.6.5, GCC 4.8.5, and defaults to an XFS file-system. CentOS 7 was using CFQ and ACPI CPUFreq.

- OpenSUSE Tumbleweed has the Linux 4.4 kernel, Mesa 11.1.2, and on the partition tested was using XFS. OpenSUSE defaulted to the CFQ I/O scheduler and P-State CPU scaling driver.
- The Arch-based Antergos 16.2-rolling distribution had Linux 4.4.3, Mesa 11.1, and GCC 5.3.0 with its EXT4-based file-system. Antergos was another Deadline and P-State system by default.
- The Gentoo-based Sabayon 16.03 distribution had the Linux 4.4 kernel, Mesa 11.1.2, GCC 4.9.3, and an EXT4 file-system. Sabayon defaulted to the CFQ I/O scheduler.
- Void Linux was one of the distributions requested by readers that I test. This from-scratch rolling release shipped with the Linux 4.2 kernel, GCC 4.9.3, EXT4 file-system, NOOP I/O scheduler, and used the CPUFreq Ondemand governor.
- The Slackware-based Zenwalk 8.0 Beta 2 release had the Linux 4.4.1 kernel, Mesa 11.1.1, GCC 5.3.0, and EXT4 file-system. Zenwalk defaulted to the NOOP I/O scheduler and P-State CPU scaling driver.
- The KaOS rolling Linux distribution had Linux 4.3, Mesa 11.1, GCC 4.9.3, and an XFS file-system.
- Intel's Clear Linux 6640 distribution had the Linux 4.4.4 kernel, GCC 5.3.0, and EXT4 file-system. Clear Linux defaulted to CFQ and was using the CPUFreq Performance governor.
- The lightweight Alpine Linux has the Linux 4.1 kernel, GCC 5.3.0, and EXT4 file-system.


Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.918
Re:Sobre Linux...
« Resposta #865 Online: 15 de Maio de 2017, 09:43:37 »
Benchmarks de um monte de linux, 15:

http://www.phoronix.com/scan.php?page=article&item=15-way-linux&num=10

De modo geral o Debian leva alguma vantagem, seguido de Ubuntu, geralmente perdendo do Intel Clear Linux, com mais otimizações "de fábrica" em alguns aspectos.
As versões dos kernels são bem diferentes. Não sei até que ponto isto pesa.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 32.678
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Sobre Linux...
« Resposta #866 Online: 15 de Maio de 2017, 11:40:37 »
Bem, são os resultados com as configurações padrão da distribuição, é esse exatamente o "peso". Se for considerar alterações disso, então praticamente deixa de fazer sentido a comparação entre distribuições, já que você pode efetivamente transformar uma em outra de tanto customizar.

Offline Eremita

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.755
  • Sexo: Masculino
  • Ecce.
Re:Sobre Linux...
« Resposta #867 Online: 19 de Maio de 2017, 21:20:24 »
Velhidade, eu sei, mas...

RIP in pieces Unity (2010-7). Que o seu código apodreça em paz e vire comida de gnomos. (Ou de ratos, ou de dragões, ou mesmo iluminação...)
É uma aflição das mais estressantes ter um coração sentimental e uma mente cética. - Naguib Mahfouz

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!