Autor Tópico: "Racismo"  (Lida 17543 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Marcel

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 158
"Racismo"
« Online: 22 de Novembro de 2006, 00:18:36 »
     Uma mulher chamou uma funcionária da Infraero de "sua negrinha". Ela foi presa pela polícia federal e vai ser processada por racismo. Um professor ( negro ) chamou meu amigo de "branco azedo". Meu amigo foi à delegacia fazer boletim de ocorrência, mas o delegado riu dele e disse que aquilo não era racismo. Então eu pergunto: Porque só é considerado ( na prática ) racismo, ofensas contra negros? E se a mulher fosse negra e chamasse uma funcionária branca de "sua branquinha", ela seria presa e processada por racismo?

Offline Tash

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.191
  • Sexo: Masculino
    • http://about.me/alganet
Re: "Racismo"
« Resposta #1 Online: 22 de Novembro de 2006, 00:23:48 »
Talvez porque os negros sofreram muito preconceito no passado e agora que por lei eles tem os mesmos direitos que nós, fazem questão de fazê-los valer mais.

Offline Marcel

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 158
Re: "Racismo"
« Resposta #2 Online: 22 de Novembro de 2006, 00:46:22 »
     Por exemplo, eu tenho vários amigos negros. Entre eles três são irmãos, e as pesooas chamam eles de nego, neguinho e negão ( 20, 17 e 23 anos respectivamente ) . Eles não se entem nem um pouco ofendidos com isso. De tanto eles serem chamados assim, a própria mãe deles chama eles assim. Então porque "sua negrinha" é ofensa?

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 32.366
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re: "Racismo"
« Resposta #3 Online: 22 de Novembro de 2006, 09:45:14 »
Eu não acho que isso possa ser tão difícil de imaginar, é o contexto... meio como se pode falar de "droga", de forma neutra, como substância química, que pode ser até benéfica, e se pode dizer que tal coisa "é uma droga", e etc. Ou imagine que acidentalmente por algum descuido, você ou alguma pessoa branca fizesse qualquer coisa que atrapalhasse uma outra série de pessoas, uma delas, negra, reclama, referindo-se a você como branquelo ou branco, meio num contexto "tinha que ser um branco mesmo".

rizk

  • Visitante
Re: "Racismo"
« Resposta #4 Online: 22 de Novembro de 2006, 09:55:51 »
Colega, chamam a MIM de neguinha. Aparentemente é algo carinhoso - espero. Como o nego, neguinho e negão - haha que da hora, eu quero eles de meus amigos tbm.

Agora, imagina a cena. 2 mulheres, 1 passageira outra funcionária, com a crise da aviação nos grandes aeroportos. A passageira já está possessa com o atraso. Tenho certeza que não foi no "ô minha neguinha, quanto tempo falta?".

Esse delegado aí tá abusando. Seu amigo tinha que ir lá na corregedoria(?) e reclamar dele, viu.

Offline N3RD

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.493
  • Sexo: Masculino
  • O tal do "não querer"
Re: "Racismo"
« Resposta #5 Online: 22 de Novembro de 2006, 11:57:00 »
Aff os negos são super protegidos. To pensando em fazer igual o michael e mudar de cor só pra passar no vestiba hahahah.

Eu acho que sou racista.
Não deseje.

Offline Zizou

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 120
  • Sexo: Masculino
Re: "Racismo"
« Resposta #6 Online: 22 de Novembro de 2006, 12:17:29 »
Tentar comparar a situação dessa maneira, não apresenta o contexto que os colegas acima já citaram, fica claro que o "neguinha" tem um teor pejorativo, ainda mais na nossa sociedade.
" Meu objetivo é ensinar minhas aspirações a se conformarem com os fatos, em vez de tentar fazer com que os fatos se harmonizem com elas." Thomas Henry Huxley
"Vai lá, vai lá, vai lá, vai lá de coração...vamo São Paulo, vamo São Paulo, vamo se campeão!!!"

Offline Mussain!

  • Contas Excluídas
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.228
  • Sexo: Masculino
Re: "Racismo"
« Resposta #7 Online: 22 de Novembro de 2006, 12:21:48 »
O legal é que se vc andar com uma camisa "100% Branco!" imediatamente vc é mal visto.... mas não tem problema nenhum em andar com uma "100% Negro"...

Offline Dbohr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.179
  • Sexo: Masculino
  • 無門關 - Mumonkan
    • Meu blog: O Telhado de Vidro - Opinião não-solicitada distribuída livremente!
Re: "Racismo"
« Resposta #8 Online: 22 de Novembro de 2006, 12:31:40 »
Tudo fosse igual, não faria diferença vestir uma camiseta "100% branco". Mas as coisas não são iguais. O raciocínio não se sustenta.

Apesar de eu achar que as sensibilidades andam muito facilmente atingidas...

Offline Mussain!

  • Contas Excluídas
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.228
  • Sexo: Masculino
Re: "Racismo"
« Resposta #9 Online: 22 de Novembro de 2006, 12:43:03 »
Todos sabem do sofrimento em que os negros passaram durante séculos, mas o que eu quero destacar aqui é aquela história do: "Os quadros pintados por Hitler são horríveis" (Sendo que este até pintou quadros bonitos).

É horrível esse costume de associar tudo a um único item.

Offline Tash

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.191
  • Sexo: Masculino
    • http://about.me/alganet
Re: "Racismo"
« Resposta #10 Online: 22 de Novembro de 2006, 13:33:02 »
O legal é que se vc andar com uma camisa "100% Branco!" imediatamente vc é mal visto.... mas não tem problema nenhum em andar com uma "100% Negro"...

Eu acho que as duas pessoas tem problemas. Não pela questão racial, mas por questão de lógica, já que uma camiseta 100% negra não poderia ter as letras em branco.

Offline Mussain!

  • Contas Excluídas
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.228
  • Sexo: Masculino
Re: "Racismo"
« Resposta #11 Online: 22 de Novembro de 2006, 14:16:53 »
 :histeria:



Boa observação.  :hihi:

Offline Marcel

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 158
Re: "Racismo"
« Resposta #12 Online: 22 de Novembro de 2006, 16:02:08 »
Só por curiosidade: As cotas nas universidades são para "pretos e pardos" ou são para os "afro-descendentes" ????

Offline N3RD

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.493
  • Sexo: Masculino
  • O tal do "não querer"
Re: "Racismo"
« Resposta #13 Online: 23 de Novembro de 2006, 02:14:48 »
È porque eu já vi gente morena escura que pode entrar na cota mas é índio.
Não deseje.

danieli

  • Visitante
Re: "Racismo"
« Resposta #14 Online: 23 de Novembro de 2006, 02:22:38 »
Não sei o que pensar, passei a vida toda sendo chamada de leite azedo, alemoa batata e sempre me disseram que não era racismo, era uma maneira de tratamento.
Assim como eu também fui educada (olha o nível intelectual e educacional dos meus pais  :olheira:) a perguntar para qualquer negro que aparecesse na minha frente quem tirou o rabo dele e o ensinou a falar... Nunca tratei ninguém dessa maneira depois que me dei conta do que significava a afirmação, mas por favor, tem negro que se prevalece da condição de desfavorecido da sociedade.

Offline Zizou

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 120
  • Sexo: Masculino
Re: "Racismo"
« Resposta #15 Online: 23 de Novembro de 2006, 11:33:21 »
Só por curiosidade: As cotas nas universidades são para "pretos e pardos" ou são para os "afro-descendentes" ????
Dei uma olhada no site da UERJ que segue uma lei estadual (nº4151)
Citar
Art. 1º - Com vistas à redução de desigualdades étnicas, sociais e econômicas, deverão as universidades públicas estaduais estabelecer cotas para ingresso nos seus cursos de graduação aos seguintes estudantes carentes:
I - oriundos da rede pública de ensino;
II - negros;
III - pessoas com deficiência, nos termos da legislação em vigor, e integrantes de minorias étnicas.
§ 1º - Por estudante carente entende-se como sendo aquele assim definido pela universidade pública estadual, que deverá levar em consideração o nível sócio-econômico do candidato e disciplinar como se fará a prova dessa condição, valendo-se, para tanto, dos indicadores sócio-econômicos utilizados por órgãos públicos oficiais.
§ 2º - Por aluno oriundo da rede pública de ensino entende-se como sendo aquele que tenha cursado integralmente todas as séries do 2º ciclo do ensino fundamental em escolas públicas de todo território nacional e, ainda, todas as séries do ensino médio em escolas públicas municipais, estaduais ou federais situadas no Estado do Rio de Janeiro.
§ 3º - O edital do processo de seleção, atendido o princípio da igualdade, estabelecerá as minorias étnicas e as pessoas com deficiência beneficiadas pelo sistema de cotas, admitida a adoção do sistema de auto-declaração para negros e pessoas integrantes de minorias étnicas, cabendo à Universidade criar mecanismos de combate à fraude.
§ 4º - O candidato no ato da inscrição deverá optar por qual reserva de vagas estabelecidas nos incisos I, II e III do presente artigo irá concorrer.
" Meu objetivo é ensinar minhas aspirações a se conformarem com os fatos, em vez de tentar fazer com que os fatos se harmonizem com elas." Thomas Henry Huxley
"Vai lá, vai lá, vai lá, vai lá de coração...vamo São Paulo, vamo São Paulo, vamo se campeão!!!"

Offline Zizou

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 120
  • Sexo: Masculino
Re: "Racismo"
« Resposta #16 Online: 23 de Novembro de 2006, 11:47:30 »
Não sei o que pensar, passei a vida toda sendo chamada de leite azedo, alemoa batata e sempre me disseram que não era racismo, era uma maneira de tratamento.
Assim como eu também fui educada (olha o nível intelectual e educacional dos meus pais :olheira:) a perguntar para qualquer negro que aparecesse na minha frente quem tirou o rabo dele e o ensinou a falar... Nunca tratei ninguém dessa maneira depois que me dei conta do que significava a afirmação, mas por favor, tem negro que se prevalece da condição de desfavorecido da sociedade.
Maneiras pejorativas de tratamento são erradas em qualquer situação, mas creio que a cor clara de pele, não irá diminuir suas chances de conseguir um emprego em uma entrevista. Vale lembrar que a aparência é levada em conta em vários empresas, mas acho que a situação do negro nesse caso é bem pior. Quanto ao "desfavorecido", não sei qual a idéia que você quer passar, mas desse modo, podemos incluir os alunos cotistas como exemplos desses negros.
" Meu objetivo é ensinar minhas aspirações a se conformarem com os fatos, em vez de tentar fazer com que os fatos se harmonizem com elas." Thomas Henry Huxley
"Vai lá, vai lá, vai lá, vai lá de coração...vamo São Paulo, vamo São Paulo, vamo se campeão!!!"

Offline Marcel

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 158
Re: "Racismo"
« Resposta #17 Online: 23 de Novembro de 2006, 11:57:45 »
   Valeu pelo esclarecimento zizou. Mas por exemplo, se um cara branco provar, através de exame genético, que ele tem ancestralidade negra (africana), eu acho que seria uma incoerência impedir esse cara de ingressar pelo sistema de cotas, afinal, mesmo sendo branco, ele é afro-descendente. Só lembrando que uma grandíssima parcela dos brasileiros brancos é afrodescendente. Mesmo que esse ancestral seja, sei lá, de 400 anos atrás.

Offline Dbohr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.179
  • Sexo: Masculino
  • 無門關 - Mumonkan
    • Meu blog: O Telhado de Vidro - Opinião não-solicitada distribuída livremente!
Re: "Racismo"
« Resposta #18 Online: 23 de Novembro de 2006, 12:53:34 »
Seria uma distorção do espírito da lei. Além do mais, não precisa dessa ginástica toda: o único critério pedido (e de fato, o único aceito) é a auto-declaração da etnia.

Offline N3RD

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.493
  • Sexo: Masculino
  • O tal do "não querer"
Re: "Racismo"
« Resposta #19 Online: 23 de Novembro de 2006, 12:59:09 »
Então seu eu chegar lá na hora do vestiba e falar que meu avo e bisavô eram negros eu entro na cota ?
Não deseje.

Offline Dbohr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.179
  • Sexo: Masculino
  • 無門關 - Mumonkan
    • Meu blog: O Telhado de Vidro - Opinião não-solicitada distribuída livremente!
Re: "Racismo"
« Resposta #20 Online: 23 de Novembro de 2006, 13:03:21 »
O critério é auto-declaração. Ancestralidade não é pedida ou indagada.

Mas é responsabilidade da UERJ (neste caso específico) se resguardar de fraudes.

Offline Zizou

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 120
  • Sexo: Masculino
Re: "Racismo"
« Resposta #21 Online: 23 de Novembro de 2006, 16:05:20 »
Valeu pelo esclarecimento zizou. Mas por exemplo, se um cara branco provar, através de exame genético, que ele tem ancestralidade negra (africana), eu acho que seria uma incoerência impedir esse cara de ingressar pelo sistema de cotas, afinal, mesmo sendo branco, ele é afro-descendente. Só lembrando que uma grandíssima parcela dos brasileiros brancos é afrodescendente. Mesmo que esse ancestral seja, sei lá, de 400 anos atrás.
O Dbohr disse tudo, o lance é auto-declaração, portanto não é necessário nenhuma justificativa. Mas vale lembrar que o conceito de raça não se sustenta em termos biológicos.

Existe uma posição de boa parte dos grupos que defendem as ações afirmativas, que diz se justificar o uso de cotas, pela retratação histórica, ou seja, devemos tentar reparar um erro que vem de 500 anos atrás, da época da escravidão, acredito que esse não seja o caminho, pois as pessoas podem não apresentar mais a cor negra, mas seus antepassados (pais, avós) ter sofrido discriminação. Isso implicaria que muitas pessoas também teriam direito as cotas.
" Meu objetivo é ensinar minhas aspirações a se conformarem com os fatos, em vez de tentar fazer com que os fatos se harmonizem com elas." Thomas Henry Huxley
"Vai lá, vai lá, vai lá, vai lá de coração...vamo São Paulo, vamo São Paulo, vamo se campeão!!!"

Offline Felius

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.746
  • Sexo: Masculino
Re: "Racismo"
« Resposta #22 Online: 23 de Novembro de 2006, 20:01:13 »
Pergunta: tem algum modo de se impedir algum branco azedo, quase albino que nem eu, de simplesmente se declarar negro e entrar por cota?

A sim, e por segundo ciclo do ensino fundamental, que dizer o que? 5-8?

E mais uma coisa: Quem e cotista, concorre APENAS as vagas da cota, ou tambem as vagas normais e as vagas da cota ao mesmo tempo?
"The patient refused an autopsy."

Offline N3RD

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.493
  • Sexo: Masculino
  • O tal do "não querer"
Re: "Racismo"
« Resposta #23 Online: 23 de Novembro de 2006, 20:12:27 »
Eu também não entendo esse sistema de cota direito se alguém souber. :)
Não deseje.

Offline Dbohr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.179
  • Sexo: Masculino
  • 無門關 - Mumonkan
    • Meu blog: O Telhado de Vidro - Opinião não-solicitada distribuída livremente!
Re: "Racismo"
« Resposta #24 Online: 23 de Novembro de 2006, 21:13:33 »
Cada universidade tem um sistema diferente. Aqui na UERJ o que acontece é que existe uma reserva de 45% das vagas dos cursos assim distribuída:

I - 20% (vinte por cento) para estudantes oriundos da rede pública de ensino;
II - 20% (vinte por cento) para negros; e
III - 5% (cinco por cento) para pessoas com deficiência, nos termos da legislação em vigor e integrantes de minorias étnicas.

Não é possível se colocar em mais de um critério de Cota, conforme previsto nas regras do vestibular:

http://www.vestibular.uerj.br/vest2007/files/Orientacao_sistema_de_cotas.pdf

Repare que se a renda per capita bruta (incluindo crianças) for superior a R$630.00, ou se o aluno estudou em escolas particulares, o pedido é indeferido. Há uma comissão na Universidade que julga isso, bem como tentativas de fraude.

Pessoalmente, sou contra o sistema de cotas permanente, mas não sou de todo antipático à noção de mecanismos compensatórios como este. Contanto que seja temporário. E como estamos no Brasil, onde político usa band-aid para tratar gangrena... :-(

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!