Autor Tópico: "Racismo"  (Lida 23540 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Dr. Manhattan

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.342
  • Sexo: Masculino
  • Malign Hypercognitive since 1973
Re: "Racismo"
« Resposta #50 Online: 27 de Novembro de 2006, 14:53:50 »
Um dado interessante:

Lembro de ter lido um estudo (não tenho a fonte  :oops: ) em que os pesquisadores colocaram voluntários
em uma máquina de ressonância magnética e exibiram a eles fotos de pessoas enquanto observavam a
sua atividade cerebral. Não lembro dos detalhes, mas uma das conclusões desse estudo foi que, quando
eles mostravam, digamos, uma foto de um branco a um branco, certas áreas no cérebro "acendiam". Áreas
associadas ao reconhecimento de faces, etc. Já quando eles mostravam a face de um negro ao branco, além
dessas áreas, outras também mostravam atividade. Áreas (se não me falha a memória) associadas a reações
de medo. O curioso é que isso acontecia mesmo para pessoas que se declaravam não-racistas. Outro
dado curioso é que esse efeito desaparecia (acho) se o branco em questão tivesse sido criado junto com
negros. Vou dar uma googlada sobre esse assunto pra ver se desencavo o artigo.
You and I are all as much continuous with the physical universe as a wave is continuous with the ocean.

Alan Watts

rizk

  • Visitante
Re: "Racismo"
« Resposta #51 Online: 27 de Novembro de 2006, 14:54:56 »
Hmmm... deixa ver se eu entendi o seu raciocínio:

A biologia definiu que não existem raças humanas diferentes. Logo, se uma pessoa agride física ou moralmente outra baseando-se na cor diferente de sua pele, o agressor não cometeu crime de RACISMO. Assim, se for processado, deveria ser pela natureza específica da agressão física ou moral, não pelo fato de ser "racista".

É isso?
Seria até certo. Se xingar preto não fosse uma coisa TÃO DISSEMINADA, nem teria necessidade de tratamento especial.

Eu não sei COMO acontece na lei: até onde sei, existe "crime de racismo" e existe injúria qualificada por preconceito, mas que as fronteiras são complicadas e eu realmente não saberia dizer. Que venham os drs. 

Eu aqui acho que não devia ser lei, que injúria e calúnia e difamação devia ser resolvido na porrada. Subjetivo demais. Mas enfim.

E etnia conta os componentes culturais, né? Nem dá pra usar de eufemismo.

Offline Rodion

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.871
Re: "Racismo"
« Resposta #52 Online: 27 de Novembro de 2006, 15:00:23 »
Citar
Eu aqui acho que não devia ser lei, que injúria e calúnia e difamação devia ser resolvido na porrada. Subjetivo demais. Mas enfim.
agree. como eu já disse. se alguém me chama de babaca e me empurra eu dou tapa. se eu fosse negro e alguém me chamasse de macaco, eu dava tapa também, nada de ir atrás de juiz.
"Notai, vós homens de ação orgulhosos, não sois senão os instrumentos inconscientes dos homens de pensamento, que na quietude humilde traçaram freqüentemente vossos planos de ação mais definidos." heinrich heine

Offline Rodion

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.871
Re: "Racismo"
« Resposta #53 Online: 27 de Novembro de 2006, 15:03:08 »
Citar
E etnia conta os componentes culturais, né? Nem dá pra usar de eufemismo.

mimi, fala sério. você acha que não dá pra falar em raça, mesmo? não estou falando de nenhum tipo de superioridade racial, mas um japonês, um bantu e um eslavo são muito diferentes entre si. o termo adquiriu um carga meio negativa, mas faz sentido, ainda que não queira significar 'pureza' genética.
e não é só cor de pele. é estrutura muscular, altura... po, um cavalo parece mais com uma mula do que um japonês com um escandinavo.
"Notai, vós homens de ação orgulhosos, não sois senão os instrumentos inconscientes dos homens de pensamento, que na quietude humilde traçaram freqüentemente vossos planos de ação mais definidos." heinrich heine

Offline Dbohr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.179
  • Sexo: Masculino
  • 無門關 - Mumonkan
    • Meu blog: O Telhado de Vidro - Opinião não-solicitada distribuída livremente!
Re: "Racismo"
« Resposta #54 Online: 27 de Novembro de 2006, 15:41:13 »
Até onde entendo, os biólogos resolveram contribuir como podiam para esvaziar ainda mais os conceitos racistas, demonstrando de uma vez por todas que não se pode falar em "raça", a não ser uma só - a humana.

Mas palavras e idéias morrem devagar. Algumas devagar demais, infelizmente. No mais:

Citar
Seria até certo. Se xingar preto não fosse uma coisa TÃO DISSEMINADA, nem teria necessidade de tratamento especial.

Concordo absolutamente! Por isso queria entender o raciocínio do colega novo.

Offline Felius

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.746
  • Sexo: Masculino
Re: "Racismo"
« Resposta #55 Online: 27 de Novembro de 2006, 16:06:29 »
Um dado interessante:

Lembro de ter lido um estudo (não tenho a fonte  :oops: ) em que os pesquisadores colocaram voluntários
em uma máquina de ressonância magnética e exibiram a eles fotos de pessoas enquanto observavam a
sua atividade cerebral. Não lembro dos detalhes, mas uma das conclusões desse estudo foi que, quando
eles mostravam, digamos, uma foto de um branco a um branco, certas áreas no cérebro "acendiam". Áreas
associadas ao reconhecimento de faces, etc. Já quando eles mostravam a face de um negro ao branco, além
dessas áreas, outras também mostravam atividade. Áreas (se não me falha a memória) associadas a reações
de medo. O curioso é que isso acontecia mesmo para pessoas que se declaravam não-racistas. Outro
dado curioso é que esse efeito desaparecia (acho) se o branco em questão tivesse sido criado junto com
negros. Vou dar uma googlada sobre esse assunto pra ver se desencavo o artigo.
Nao era que mesmo os negros tinham essa resposta um tanto racista com negros?

Mas de qualquer forma, sempre tem o fator subconsciente. Na parte racional e consciente do meu cerebro, sei que as chances de um branco e de um negro serem ladroes, sao pela cor de pele iguais, ignorando classe social, sei que dois homens se beijando nao deveria ser nonjento, e eu nao tenho nada a ver com isso.

Mas na parte emocional e inconsciente eu sofri das influencias da nossa cultura, e acabo relacionando mais os negros com os atributos negativos que os brancos, sinto asco e me parece simplesmente errado o beijo homosexual masculino. Esta parte esta normalmente sob controle e evito esse tipo de pensamento, mas certas vezes eles passam embutidos em outras coisas, e entao nao percebo.
"The patient refused an autopsy."

Offline FxF

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.720
  • Sexo: Masculino
  • Yohohoho!
Re: "Racismo"
« Resposta #56 Online: 27 de Novembro de 2006, 20:04:20 »
Hmmm... deixa ver se eu entendi o seu raciocínio:

A biologia definiu que não existem raças humanas diferentes. Logo, se uma pessoa agride física ou moralmente outra baseando-se na cor diferente de sua pele, o agressor não cometeu crime de RACISMO. Assim, se for processado, deveria ser pela natureza específica da agressão física ou moral, não pelo fato de ser "racista".

É isso?
Mais ou menos.

Filho, acalma e respira.
Assim o mundo não melhora. É preciso criticar.

Se for pelo seu raciocínio, a gente, sei lá, não poderia processar um médico que me tratou para curar meu câncer, porque todo mundo deveria saber que a cura do câncer não existe. Então, se a cura do câncer não existe, ninguém devia estar prometendo, e ninguém pode ser punido. Assumir que o médico é um charlatão significa dizer que existe cura pro câncer.
Existe tratamento. Agora, se for para curar a Banana Esteriótipa, aí sim, concordo.

mas o preconceito é.
E o fato da sociedade ter leis contra o preconceito entituladas racismo, dá argumento para o pré-conceito, pois o racismo então admite a existência da raça, e que não é mais um pré-conceito.

e passar a reprimi-las, vai continuar acontecendo.
Será? Será que com o avanço da sociedade não vai simplesmente desaparecer? Agora, se continuarmos na onda do crime envolvendo raças imaginárias, aí sim, vai demorar muito para ser extinto.

A lei está é admitindo que as pessoas são bestas a ponto de discriminar os outros em função de coisas bestas, e que isso tudo é TÃO BESTA que não deve mais acontecer. O que é verdade, né?
Que a lei então tivesse leis normais sobre ofensas, não sobre o racismo para ser tal.

Offline Dbohr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.179
  • Sexo: Masculino
  • 無門關 - Mumonkan
    • Meu blog: O Telhado de Vidro - Opinião não-solicitada distribuída livremente!
Re: "Racismo"
« Resposta #57 Online: 27 de Novembro de 2006, 21:38:50 »
Citar
Que a lei então tivesse leis normais sobre ofensas, não sobre o racismo para ser tal.

Não sou advogado, então não sei quão difícil é para tipificar uma ofensa como racista ou não -- vide o exemplo que abriu o tópico. Me parece, entretanto, que a lei serve para punir uma reação extremada que simplesmente não aconteceria se a vítima pertencesse ao grupo étnico em questão.

Citar
E o fato da sociedade ter leis contra o preconceito entituladas racismo, dá argumento para o pré-conceito, pois o racismo então admite a existência da raça, e que não é mais um pré-conceito.

Primeiro, as leis contra o racismo foram escritas antes da Biologia bater o martelo em definitivo sobre a existência ou não de raças.

Segundo, certas palavras num campo do conhecimento têm outro significado em âmbitos diversos. Energia, por exemplo, ou Força -- ou raça. Originalmente, inclusive, podia-se usar a palavra "raça" com significado de família. É natural que as palavras evoluam, mas não o fazem com a mesma velocidade em todos os campos do saber. Notavelmente o Direito...

Terceiro, seu argumento está de cabeça para baixo. Existe e sempre existiu preconceito e discriminação - muitas vezes violenta - baseada em percepções de diferenças étnicas. Uma vez que existe e não gostamos disso, escrevemos leis específicas para combater essas discriminações.

Quarto, é possível sim melhorarmos o texto da lei -- qualquer lei. Talvez enquadrá-la como agravante de ofensas morais ou agressão física; mas de novo, não sendo advogado, não saberia dizer se esse seria o melhor caminho. 

Quinto e final, acredito que além das leis e punições precisamos debater intensamente esse tema em vez de fingir que ele não existe. Ainda bem que o estamos fazendo aqui :ok:

rizk

  • Visitante
Re: "Racismo"
« Resposta #58 Online: 27 de Novembro de 2006, 23:05:12 »
mimi, fala sério. você acha que não dá pra falar em raça, mesmo?
Acho, ué. A gente tem que se adaptar aos novos tempos. Pode até ser a coisa da mula, aí, mas é muito subjetivo. Podia dizer que um japonês parece mais com um banto que com um chimpanzé. Até aí...
E dizer "discriminação por etnia" é muito vago, né? Nem serviria pra qualificar injúria, né?

E tem que ter vendetta! "Crime contra a honra" é muita frescura. Honra se limpa com sangue meus filhos. :D



Tails. Acalma e respira pra ajudar a cabeça a funcionar bonitinha. Sem cabeça funcionando, não tem crítica boa. Ok com a cura pro câncer - eu substituiria por AIDS se não tivesse pensado numa analogia melhor: discriminação por religião.

Se for pelo seu raciocínio, eu não poderia processar um pastor que me acusou de macumbeira que tem pacto com o demônio, porque todo mundo deveria saber que macumba não funciona e o capeta não existe. Se essas coisas são mentira, eu não deveria ter me ofendido. Assumir que o pastor me ofendeu significa que o capeta existe. E se uma terceira pessoa concluir que eu fui xingada, então ela está alimentando a crença no capeta. 

O que é patentemente absurdo. Não INTERESSA se o capeta existe, nem interessa se "raça" é uma realidade. O que existe e interessa é a vontade de fazer o outro se sentir mal.

Citar
Será que com o avanço da sociedade não vai simplesmente desaparecer? Agora, se continuarmos na onda do crime envolvendo raças imaginárias, aí sim, vai demorar muito para ser extinto.
Cara, desde quando a sociedade avança sozinha? Você mesmo, agora, ressaltou a importância da indignação e da crítica. Se não houver isso, e se não houver incentivo e punição, não muda não. E você sabe!
Ainda mais quando é uma coisa tão freqüente.

E EXISTEM "leis normais", são os crimes contra a honra: calúnia, injúria e difamação. Agora eu não sei qual é qual, mas tem diferenças por atentado à honra objetiva e subjetivamente e se outras pessoas ouvem e se a acusação é verdadeira. Acho. Bruno, pra que é que você serve? Explica isso aí de novo haha.

Offline Rodion

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.871
Re: "Racismo"
« Resposta #59 Online: 28 de Novembro de 2006, 00:37:26 »
Um dado interessante:

Lembro de ter lido um estudo (não tenho a fonte  :oops: ) em que os pesquisadores colocaram voluntários
em uma máquina de ressonância magnética e exibiram a eles fotos de pessoas enquanto observavam a
sua atividade cerebral. Não lembro dos detalhes, mas uma das conclusões desse estudo foi que, quando
eles mostravam, digamos, uma foto de um branco a um branco, certas áreas no cérebro "acendiam". Áreas
associadas ao reconhecimento de faces, etc. Já quando eles mostravam a face de um negro ao branco, além
dessas áreas, outras também mostravam atividade. Áreas (se não me falha a memória) associadas a reações
de medo. O curioso é que isso acontecia mesmo para pessoas que se declaravam não-racistas. Outro
dado curioso é que esse efeito desaparecia (acho) se o branco em questão tivesse sido criado junto com
negros. Vou dar uma googlada sobre esse assunto pra ver se desencavo o artigo.
Nao era que mesmo os negros tinham essa resposta um tanto racista com negros?

Mas de qualquer forma, sempre tem o fator subconsciente. Na parte racional e consciente do meu cerebro, sei que as chances de um branco e de um negro serem ladroes, sao pela cor de pele iguais, ignorando classe social, sei que dois homens se beijando nao deveria ser nonjento, e eu nao tenho nada a ver com isso.

Mas na parte emocional e inconsciente eu sofri das influencias da nossa cultura, e acabo relacionando mais os negros com os atributos negativos que os brancos, sinto asco e me parece simplesmente errado o beijo homosexual masculino. Esta parte esta normalmente sob controle e evito esse tipo de pensamento, mas certas vezes eles passam embutidos em outras coisas, e entao nao percebo.

eu acredito que o preconceito brasileiro seja mais social do que racial propriamente dito.

Citar
E EXISTEM "leis normais", são os crimes contra a honra: calúnia, injúria e difamação. Agora eu não sei qual é qual, mas tem diferenças por atentado à honra objetiva e subjetivamente e se outras pessoas ouvem e se a acusação é verdadeira. Acho. Bruno, pra que é que você serve? Explica isso aí de novo haha.
não sei, eu não tenho penal ainda hehe
"Notai, vós homens de ação orgulhosos, não sois senão os instrumentos inconscientes dos homens de pensamento, que na quietude humilde traçaram freqüentemente vossos planos de ação mais definidos." heinrich heine

Offline FxF

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.720
  • Sexo: Masculino
  • Yohohoho!
Re: "Racismo"
« Resposta #60 Online: 01 de Dezembro de 2006, 03:00:16 »
Citar
Se for pelo seu raciocínio, eu não poderia processar um pastor que me acusou de macumbeira que tem pacto com o demônio, porque todo mundo deveria saber que macumba não funciona e o capeta não existe. Se essas coisas são mentira, eu não deveria ter me ofendido. Assumir que o pastor me ofendeu significa que o capeta existe. E se uma terceira pessoa concluir que eu fui xingada, então ela está alimentando a crença no capeta.
É diferente da comparação com o racismo.
Em ambos pode abrir um processo por ofensas, mas a relação do racismo em si seria um processo de "Falsa alegação de possessão demoníaca", ou seja, uma crença sem fundamentos científicos, que quando haja alguma lei com esse nome justifica o ato em si o qual o processo seja contra.

Offline Dbohr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.179
  • Sexo: Masculino
  • 無門關 - Mumonkan
    • Meu blog: O Telhado de Vidro - Opinião não-solicitada distribuída livremente!
Re: "Racismo"
« Resposta #61 Online: 01 de Dezembro de 2006, 09:55:22 »
Raça só tem uma, a humana. Sabemos disso, graças à biologia. Mas muito antes da biologia determinar tal coisa, centenas de anos antes, já havia preconceito e animosidade entre culturas diferentes. Esse preconceito era "justificado" por cor da pele, crenças e costumes diferentes etc.

Ou seja: preconceito racial é uma coisa que existe na humanidade há séculos. Felizmente, a ciência demonstrou que não existem raças, mas não é abolindo a palavra "racismo" que o racismo vai sumir de um dia para o outro.

As leis anti-racismo são necessárias - mas insuficientes, como diriam os matemáticos - para combater esse pensamento. Educação e mudança de costumes é que vai causar essa mudança.

danieli

  • Visitante
Re: "Racismo"
« Resposta #62 Online: 02 de Dezembro de 2006, 17:40:33 »
(...)Educação e mudança de costumes é que vai causar essa mudança.

Quanto tempo mais ainda Dbohr, a sociedade parece estar meio engessada para uma mudança tão significativa...

Offline Zaratustra

  • Nível 06
  • *
  • Mensagens: 67
  • Sexo: Masculino
  • Assim falou Zaratustra
Re: "Racismo"
« Resposta #63 Online: 03 de Dezembro de 2006, 12:06:56 »
Primeiramente, eu acredito que se todos os afro-descendentes fossem beneficiados pelo sistema de cotas, sendo negros ou não, então isso anularia o sistema, já que grande parcela da população se encaixa no quesito. Então isso já torna o sistema falho.

Eu particularmente acho essa necessidade de afirmação de raça uma falta de segurança sem igual. Mas essa falta de segurança é vista em qualquer tribo. Todos tem que tentar aparecer, para que os olhos do mundo vertam para sua causa. Darei um exemplo: Aqui em Brasília, existe um grande shopping, mais ou menos no centro do Plano Piloto. Toda sexta-feira, as figuras mais bizarras que escutam rock se encontram lá para se encachaçar na frente do shopping e mostrar seus estilos medonhos. Tem gente de todos os tipos: emos, góticos, punks, etc (inclusive, brigando entre si de vez em quando). Eles não podem ir para a casa dos seus amigos ou para um lugar onde possa escutar um bom rock, tomar umas e bater um bom papo, não. Eles tem que ir para o CENTRO DA CIDADE, na frente de um SHOPPING, mostrar ao mundo que eles são revoltadinhos, que são diferentes.

Eu acho que é assim que funciona mais ou menos com os negros, ou com os brancos, ou com qualquer outra etnia que saia por aí dizendo "100% isso", "Aquilo com muito orgulho". Necessidade de aparecer.
"Todo isolamento é um erro. Assim fala o rebanho."

Offline Marcel

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 158
Re: "Racismo"
« Resposta #64 Online: 03 de Dezembro de 2006, 18:47:31 »
       É...são os famosos rebeldes sem causa.

Offline Oceanos

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.924
  • Sexo: Masculino
Re: "Racismo"
« Resposta #65 Online: 27 de Março de 2007, 17:38:27 »
A notícia sobre a ministra e as mensagens subsequentes foram movidas para cá: http://clubecetico.org/forum/index.php/topic,10797.msg187102.html#msg187102

Offline Skeptikós

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.589
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:"Racismo"
« Resposta #66 Online: 15 de Maio de 2015, 19:05:43 »
Hehe, estou desenterrando este tópico para não ter que abrir outro sobre o mesmo assunto. Agora vamos ao assunto, vejam esta postagem da página do Facebook Humaniza Redes:


Fonte: Facebook

Não acham que isso é um tanto exagerado? Primeiro que a premissa deles parece estar errada, na internet algumas das explicações que encontrei para a origem da expressão nada tem haver com a raça negra, e sim com o fato do preto estar associado ao luto, e por tanto, a algo negativo, e que teria sido dai que nasceu a expressão. (ORIGEM E SIGNIFICADO DE EXPRESSÕES POPULARES, Parte 1, Acervo do Saber)

Além disso, daqui a pouco estarão proibindo o uso de palavras como "denegrir" ou "judiar", por que estas de fato possuem origem racista, apesar de praticamente ninguém as usarem hoje com este sentido.
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:"Racismo"
« Resposta #67 Online: 15 de Maio de 2015, 20:30:33 »
PC LEXICON


       "Insensitive Term"         "Preferred Term"                     
    ETHNICITY (PC people do not recognize the term "race" as valid)       

              Black               African-American (Note: does not     
                                  include Libyans, Egyptians, white     
                                  Africans. Does include people with   
                                  dark skin regardless of where they   
                                  are from or where they live.)         
            Oriental              Asian-American (Note: not             
                                  considered "real" minorities since   
                                  they tend to do well.)               
             Indian               Native American Indigenous Peoples   
                                  of the North American continent       
                                  (Note: the following teams are not   
                                  PC: Atlanta Braves, Cleveland         
                                  Indians, Washington Redskins. Avoid   
                                  these cities!)                       
             Chicano              Hispanic (Note: the following are     
                                  not PC: Cheech and Chong, Chico and   
                                  the Man, the Cisco Kid, Rosarita     
                                  Salsa, Speedy Gonzales.)             
           White Trash            PC Unaware Rustically Inclined       
       WASP (white male)          Insensitive Cultural Oppressor     
 
                                GENDER            
                       
             Woman                Womyn, Vaginal-American               
              Girl                Pre-Womyn                             
           Housewife              Domestic Engineer                     
            Fireman               Fire Fighter                         
           Stewardess             Flight Attendant                     
           Meter Maid             Parking Enforcement Officer           
            Postman               Postperson                           
            Mailman               Personperson                         
      Policeman (cop, pig)        Law Enforcement Officer Baton Boy     
                                  California Clubber                   
           Prostitute             Sex Surrogate (Teen Victim, see       
                                  Broken Home)                         
     Mankind, human, person       Earth Children     
                   
                          PEOPLE (subgroups)   
                         
           Handicapped            Differently Abled Handicapable       
                                  (Blind: optically darker; Deaf:       
                                  visually oriented)                   
              Poor                Economically Unprepared               
               Bum                Homeless Person Displaced Homeowner   
                                  Philosophy Major                     
             Hunter               Animal Assasin Meat Mercenary Bambi   
                                  Butcher                               
      Commercial Fisherman        Flipper Whipper                       
             Whaler               Blubber Lover                         
       Old Person Elderly         Senior Citizens Time-extended         
                                  Gerontologically Advanced             
          Conservative            Right Wing Extremist Fascist Pig     
          Drug Addict             Chemically Challenged                 
              Bald                Comb-free                             
           Vegetable              Noble Unconscious Hero               
            Bisexual              Sexually Nonpreferential             
          Midget Dwarf            Little People Vertically Challenged   
             Insane               Selectively Perceptive Mental         
                                  Explorer                             
          Tree-hugger             Environmental Activist               
             Logger               Wood Weasel Paper Pirate Treeslayer   
           Obese Fat              Differently Weighted People of Mass   
                                  Gravitationally Challenged           
                               ACADEMIC                                 
            Far East              Asia                                 
           Censorship             Selective Speech                     
               BC                 BCE                                   
         Older Students           Non-traditional Students             
                                  New-traditional Students             
      Learning Disability         Self-paced Cognitive Ability         
            Cheating              Academic Dishonesty                   
            Library               Information Center                   
           Used book              Recycled book                         
              Dorm                Residence Hall                       
            Berkeley              Mecca       
                         
                             MISCELLANEOUS        
                       
          Broken Home             Dysfunctional Family                 
         Mercy Killing            Euthanasia Putting down               
          Cattle Ranch            Cattle Concentration Camp             
                                  "Moo-shwitz"                         
         Ghetto Barrio            Ethnically Homogeneous Area           
                                  Pre-integrated Pre-Nirvana           
           Hamburger              Seared, Mutilated Animal Flesh       
          Cheeseburger            Adding Insult to Injury               
              Tree                Oxygen Exchange Unit                 
              Gang                Youth Group                           
      Pimpmobile Low-rider        Culturally Responsive Transportation 
      Drunk Trashed Wasted         Spatially Perplexed                 
              Slum                Economic Oppression Zone             
             China                Porcelain                             
          Delicatessen            Corpse Farm


Citar
SOCIALLY INTOLERABLE WORDS

These are some, but unfortunately not all, words that are used to describe people. Remember, there are much more eloquent PC ways to say the same thing (and mean the same thing) without offending any of Earth's Children.

Do not use these words.(except when telling other people not to use them). If you hear anyone use these words, regardless of context, respond immediately:

"Alky, Babe, Beaner, Belgian-Bastard, Betty, Bimbo, Bitch, Blonde, Broad, Bum, Canuck, Chick, Chink, Coolie, Coon, Commie, Crip, Dego, Dike, Dot-head, Druggie, Fag, Fairy, Four-Eyes, Fudgepacker, Greaser, Hebe, Hippie,Honky, Hooknose, Indian, Injun, Jap, JAP, Jesus-Freak, Kike, Kraut, Lez, Lush, Nazi, Nigger, Nudnick, Pinko, Polock, Raghead, Redneck, Redskin, Retard,Ruskie, Sambo, Skirt, Spic, Spook, Tart, Toots, Uncle Tom, Vegetable, Wetback, Whore, White-Trash, Wop"
http://www.fiction.net/tidbits/politics/pc.html

Comb free.  :biglol:

No tópico antigo discorre-se ainda (em português) sobre termos racistas contra brancos, como "dar branco" denotando não saber algo. Alguns dos outros são "carta branca", "arma branca", "alvo", etc. Expressões ofensivas a outros grupos prejudicados também são discutidas

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:"Racismo"
« Resposta #68 Online: 16 de Maio de 2015, 00:33:36 »
Me lembro da Novilíngua de 1984.

Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Skeptikós

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.589
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:"Racismo"
« Resposta #69 Online: 16 de Maio de 2015, 14:08:41 »
Tópico interessante este iniciado pelo forista Worf, na próxima postarei exemplos como este de cima lá.
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar.

Offline Feliperj

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.138
Re:"Racismo"
« Resposta #70 Online: 17 de Maio de 2015, 01:09:08 »
Consequências dos movimentos progressistas raciais nos EUA :



Offline Feliperj

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.138
Re: "Racismo"
« Resposta #71 Online: 17 de Maio de 2015, 01:22:38 »
Um dado interessante:

Lembro de ter lido um estudo (não tenho a fonte  :oops: ) em que os pesquisadores colocaram voluntários
em uma máquina de ressonância magnética e exibiram a eles fotos de pessoas enquanto observavam a
sua atividade cerebral. Não lembro dos detalhes, mas uma das conclusões desse estudo foi que, quando
eles mostravam, digamos, uma foto de um branco a um branco, certas áreas no cérebro "acendiam". Áreas
associadas ao reconhecimento de faces, etc. Já quando eles mostravam a face de um negro ao branco, além
dessas áreas, outras também mostravam atividade. Áreas (se não me falha a memória) associadas a reações
de medo. O curioso é que isso acontecia mesmo para pessoas que se declaravam não-racistas. Outro
dado curioso é que esse efeito desaparecia (acho) se o branco em questão tivesse sido criado junto com
negros. Vou dar uma googlada sobre esse assunto pra ver se desencavo o artigo.

Pode ser uma questão totalmente simétrica, o que seria evidenciado mostrando-se fotos de Brancos para Negros (nesse caso, podemos especular que seja algo evolutivo, para proteção de grupos), ou então explicadas tanto por questões heurísticas geradas por condições sociais de convívio e econômicas (maior ocorrência de crimes em uma determinada etnia).

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:"Racismo"
« Resposta #72 Online: 17 de Maio de 2015, 14:26:29 »
De imageamento cerebral eu não sei, mas o "teste de associação implícita" mostra justamente esse tipo de coisa, e me lembro de ter lido ou ouvido que negros também têm maior "preconceito" contra negros.

https://implicit.harvard.edu/implicit/


Outra coisa que lembro de ter lido era que o efeito do teste era reduzido ou anulado se antes é feito um "imprinting" mais positivo com negros (talvez possa até reverter se usar algo ruim com brancos). "Imprinting" é o nome que dão em inglês para uma influência inconsciente que pode ser causada por coisas triviais, como nesse caso, ver um vídeo antes de uma família negra fazendo um piquenique num parque, no estilo comercial de margarina (só que com negros, o que é um bocado mais raro).



(A propósito, achava que o comercial daquela margarina "all day", em que um garoto cantava "oh, happy day", era com um menino negro... mas não... devo ter misturado na minha cabeça com aqueles filmes em que a Woopy Goldberg era uma "freira gospel")







Consequências dos movimentos progressistas raciais nos EUA :






Esse vídeo parece extremamente tendencioso e racista. A maior parte de crimes violentos de negros contra brancos não precisa ser explicada por racismo de negros contra brancos, diferentemente da violência policial (não em todos os casos) e das diferenças de julgamentos. Eu não sei se isso é burrice ou pura desonestidade, é como dizer que os crimes violentos de pobres contra ricos são "classismo", e então que o verdadeiro classismo não é de ricos contra pobres mas mais significativamente vice-versa.

Offline Skeptikós

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.589
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:"Racismo"
« Resposta #73 Online: 17 de Maio de 2015, 17:41:30 »
Consequências dos movimentos progressistas raciais nos EUA :



Esse vídeo parece extremamente tendencioso e racista. A maior parte de crimes violentos de negros contra brancos não precisa ser explicada por racismo de negros contra brancos, diferentemente da violência policial (não em todos os casos) e das diferenças de julgamentos.
Talvez a maioria dos abusos policiais praticados nos EUA em relação aos negros também possam ser explicados por outros fatores, que se não o racismo. Na minha opinião estão dando grande atenção para casos de abusos policiais quando as vítimas deste abuso são negros, não havendo muitos outros indícios que apontassem para o fato de que a motivação era racista, que se não o fato do policial ser branco e a vítima negra.

Eu não sei se isso é burrice ou pura desonestidade, é como dizer que os crimes violentos de pobres contra ricos são "classismo", e então que o verdadeiro classismo não é de ricos contra pobres mas mais significativamente vice-versa.
Acho que os exageros acontecem dos dois lados, entre ativistas do movimento negro qualquer crime cometido por autoridades de pele branca contra negros já é logo rotulado como racismo. Em casos de abuso, a ação do policial é injustificada, e como não há justificação aparente, logo se admite que seja racismo, sem qualquer evidência que garanta esta conclusão com segurança. Mas e os abusos que brancos sofrem da força policial, não são tão noticiados quanto os casos que envolvem vítimas negras, e quando o são muito raramente (ou nunca) são rotulados como caso de discriminação racial.

Agora, eu não acho absurdo a ideia de que o ativismo de alguns movimentos negros, ao invés de combater o racismo, o alimente, por incitar a violência e o antagonismo com os brancos, visto que é comum nestes movimentos a polarização de, eles contra nós, o nós representando os negros, como os oprimidos e as vítimas indefesas, enquanto eles, os brancos, como os opressores, os verdadeiros criminosos, bem desta forma generalizante mesmo.

Abraços!
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:"Racismo"
« Resposta #74 Online: 17 de Maio de 2015, 17:53:29 »
Além das abordagens com negros serem muitas vezes injustificavelmente mais violentas ou mesmo apenas prisões sem justificação alguma (ou, perder no basquete de rua), com brancos acontecem coisas como, o policial decidir se uma menina branca é levada ou sai livre com um jogo de pedra, tesoura e papel.

E nem é só policiiais, é o sistema todo, postei em algum lugar que um cara quebra o queixo de um taxista veterano de guerra que disse que os muçulmanos não são todos terroristas, e isso é apenas "misdemeanor", enquanto que uma menina negra faz um experimento daqueles de vulcão com vinagre ou algo do tipo que faz mais bagunça/barulho do que deveria, por acidente, vai presa, e é "felon".

Um negro autista é preso por um ano ou mais, por esperar uma biblioteca abrir enquanto negro, e um branco rico rouba bebidas e atropela pessoas que ajudavam outras pessoas em acidente de trânsito ou problema com o carro, e sai livre, pela condição de "affluenza".

Praticamente por "necessidade lógica" não será tudo sempre racismo, mas parece que se esforçam um bocado para chegar a essa totalidade. 

As coisas chegam no nível de ser difícil de parodiar. Comediantes como o Chris Rock e o Chapelle tentam, mas o cara branco dizendo "desculpe, seu guarda, eu não sabia que não podia apostar corrida" e ficar por isso mesmo nem parece tão pior que alguns desses casos.

Mas sim, sem dúvida não será tudo racismo, e sim, existem muito risco de estar se pecando em defesa exagerada dos atacados pela polícia em diversos casos. E também existe racismo contra brancos, possivelmente mais impune.

 

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!