Autor Tópico: A Terra é plana como diz o corão, diz estudo de físico iraquiano  (Lida 4661 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 25.774
  • Sexo: Masculino
Re:A Terra é plana como diz o corão, diz estudo de físico iraquiano
« Resposta #150 Online: 12 de Setembro de 2017, 01:23:54 »
Muita coisa foi arremessada para fora da Terra após o impacto.



A segunda imagem, à direita, é hilária.
Foto USGS

Offline Pedro Reis

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.923
Re:A Terra é plana como diz o corão, diz estudo de físico iraquiano
« Resposta #151 Online: 12 de Setembro de 2017, 19:14:18 »
Por que devemos nos preocupar com a Terra Plana?

Eu tenho certeza, não importa o quanto você tenha vivido e todas as idiotices que você já possa ter visto, você nunca viu nada mais idiota que isso. Bom, talvez um ou dois daqueles discursos sem pé nem cabeça da Dilma, mas em termos de idiotice de massas, de milhões de oligoides uníssonos e síncronos em uma besteira desse tamanho, aí estamos diante de algo que nunca se viu.

O infeliz, em pleno séc. XXI, achando que a Terra tem forma de pizza com uma baixela de vidro gigante por cima girando com as estrelinhas. É surreal.

Então por que dar importância?

As pessoas que apresentam esse grau de dissociação da realidade normalmente estão sob tratamento psiquiátrico, mas quando a loucura é coletiva damos a ela o nome de religião. Este sistema - o religioso - desde tempos pré-históricos vem empiricamente desenvolvendo e aperfeiçoando técnicas e ferramentas de manipulação coletiva que nos dias atuais parecem ter atingido o estado da arte.

À milênios de práticas que são utilizadas porque se sabe que funcionam, a moderna psicologia agregou o conhecimento de alguns "defeitinhos" nos cérebros humanos que os vigaristas prontamente aprenderam a explorar de maneira muito criteriosa, científica. Provavelmente não irei aqui abordar tais técnicas, embora pessoalmente venha me interessando já há algum tempo e classificando e catalogando estes "truques", mas vou me concentrar em tentar demonstrar como isso foi usado, por "quem", e com quais objetivos, para gerar esta súbita e espantosa massa de zumbis terrachatistas.

Estou convencido que não se trata de um fenômeno que cresceu de maneira espontânea e desorganizada. Até porque, analisando bem, é difícil apontar algum fenômeno social exatamente análogo e que tenha surgido assim, de maneira completamente desorganizada e espontânea. Mas em parte sim, claro. Porém só depois que a coisa ganhou um certo "momentum" e então passa a se reproduzir e evoluir memeticamente, porém esse impulso inicial parece ter sido o resultado de um esforço dirigido e muito bem pensado. Um empreendimento ainda em operação, embora hoje já a imensa maioria destes cretinos não estejam diretamente estimulados ou orientados pelos idealizadores e financistas desse bizarro... plano. ( Sem intenção de trocadilho ).

Eu estou convencido também que é muito importante convencer disso a parte consciente da sociedade. Tanto quanto é importante a opinião pública se conscientizar da corrupção ou de que o nosso moderno estilo de vida é uma ameaça ao equilíbrio do meio ambiente.

Acha absurdo? Viagem na maionese? Espero que depois de refletir sobre inúmeros fatos e evidências convergindo para as mesmas conclusões, você possa mudar de opinião.

A 1ª vez que eu li algo sustentando a ideia de que o planeta não deveria ser essa bola azul flutuando na órbita de uma estrela foi por volta do ano 2000. Isso, já há bastante tempo, e por acaso: não sei como, sem querer, encontrei no Geocities ( que era um serviço de hospedagem de webpages ) um site denominado The Contradictions of the Mathematicians, que era simplesmente dedicado a "provar" que a Terra era plana e todos haviam sido induzidos por uma conspiração orquestrada por sionistas, o Vaticano e a maçonaria ( de alguma forma estranhamente associados ) a crer em uma ilusão.

Fiquei ali um bom tempo me divertindo com aqueles argumentos ( todos estes que estão repetindo atualmente ) imaginando que fosse obra de algum maluco ou desocupado brincalhão. Mas como na época eu mexia um pouco com HTML de repente notei que o site era muito bem elaborado, um trabalho bem caprichado. Em seguida descobri que era também imenso! Nunca cheguei a ver o site inteiro, mesmo tendo acessado várias vezes. Quem poderia ter feito aquilo?

Não havia nenhuma indicação do autor ( ou autores ), se era uma pessoa, um grupo ou instituição. Bisbilhotei o código pra ver se achava uma pista mas não encontrei nada. Mas parecia haver algum tipo de motivação ou inspiração religiosa: alguns versículos e referências bíblicas eram citados eventualmente. Daí acabei dando uma "fuçada" em mecanismos de buscas pra ver se encontrava algum outro material semelhante mas naquela época aparentemente não tinha nada, só o que achei foi um link para essa mesma página, que estava catalogada em um site especializado em encontrar e listar os sites mais bizarros da web.

Este site era o crank.net, e a propósito é a única prova que tenho do que estou relatando porque o crank.net ainda está no ar, embora não seja mais atualizado há anos. E lá você ainda pode ver o link e a descrição para essa página planista, que por acaso foi rankeada como "crankiest". Super bizarra.

Putz, um momento depois de escrever isso vou buscar a página do Crank Dot Net e descubro que também não está mais ativa...

Mas ainda pode ser visualizada no cache do Google no link:

http://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:http://www.crank.net/maths.html

Citação de: www.crank.net/maths


The Contradictions of the Mathematicians 2003 Oct 30
     ... mathematics . geology ...

"As we saw before, its planar surface being the very nature of liquid water, how can mathematicians claim that the earth is a sphere when they also affirm that a sphere is the opposite surface of a plane: The reader must be aware of the evil mathematicians, because most of them are engaged in their fantasies, really believing that mathematics is 'the Science that doesn't lie, the mother of all Sciences, the owner of the truth', and so on. If they were lovers of the truth they would reject the monstrous marriage of reality and unreality. The roots of this evil math spring out of Kabbalah, Sorcery, and Freemasonry ..." 


Como você pode ver este gigantesco site planista foi catalogado pelo Crank em 30/10/2003. Portanto há 14 anos! Mais de 10 anos antes ao início dessa onda terrachatista. E se o Crank ainda estivesse ativo você poderia conferir algo que percebi na época visitando vários dos links listados (apenas por passatempo...): é a coisa mais comum alguém criar um site para divulgar coisas descabidas, absurdas, malucas... mas o site da terra plana era diferente de todos os outros que vi. Quase sempre estes sites são toscos, confeccionados de forma amadora, e sempre indicam o autor porque são criados pela própria pessoa com sua ideia bizarra, e ela teve evidentemente a intenção (ao fazer o site) tanto de divulgar este conhecimento à humanidade quanto de receber o crédito por isso.

Mas o site planista era, além de anônimo, muito mais profissional e com muito mais conteúdo. Parecendo improvável ser trabalho de uma só pessoa, o que me levou de repente a perceber que o mais trabalhoso não era nem construir o site. Não!, o incrível mesmo é alguém gastar seu tempo bolando e elaborando todas aquelas centenas de argumentos falaciosos.

Pense bem: você, por exemplo, sabia ou sabe que o dia solar de 24 horas difere em alguns segundos do dia sideral, ou que se o sistema solar for representado em escala desproporcional ( como geralmente é ) Vênus vai parecer que não pode ser vista jamais da Terra?

Saber centenas de detalhes como estes, e imaginar como informações como estas podem ser exploradas sutilmente para induzir alguém a pensar que a terra é plana requer algum conhecimento em inúmeras áreas ( matemática, geometria, astronomia, geologia, física... ) além de tempo e disposição. Muito tempo e muita disposição.

A pessoa ( ou pessoas ) não é analfabeta, não tem como pensar que a Terra é plana, está tendo um gigantesco trabalho para mentir deliberadamente, e não havia ( no caso deste site há 15 anos ) nenhuma indicação de que pudesse de alguma forma estar ganhando dinheiro com isso.

Mas tem que haver alguma explicação razoável para tamanha dedicação...

Interrompo este depoimento por aqui mas adianto alguns temas que pretendo ainda abordar na busca por essa explicação razoável:

- O porquê do fundamentalismo cristão e suas estratégias. Quem ou o quê eles identificam como principal ameaça.

- Quanto dinheiro e de onde vem o dinheiro que financia instituições como o ICR e o Discovery Institute. Mostrar projetos faraônicos como o Museu da Criação no Kentucky, e a "réplica" da Arca de Noé que segundo seus próprios construtores custou $100 milhões. Quem paga essa conta e como esse investimento deve valer a pena?

- A incompatibilidade irremediável entre Design Inteligente e Criacionismo Científico mas observando a completa inexistência de debate entre estas duas correntes contraditórias, mostrando até que há muitos que se dedicam a divulgar e defender ambas. Argumentar que o financiamento destas duas correntes ( assim como agora a do terraplanismo ) provém das mesmas fontes, e constituem diferentes estratégias que trabalham em conjunto em prol de um mesmo objetivo. Daí aparentemente nunca se observar nenhum tipo de "atrito" entre os promotores destas propostas incompatíveis.

- Discutir o documento "A estratégia da cunha". Um memorando interno do Discovery Institute que "vazou" em 1999, delineando a agenda do Instituto assim como rascunhando as estratégias para atingir estes mesmos objetivos. Apresentar evidências de que essa agenda está sendo cumprida, ou que pelo menos há um grande esforço nesse sentido.

Uma prévia:

(Editei para grafar na citação abaixo alguns objetivos que requerem especial atenção.)

Citação de: Wikipedia
A estratégia da cunha é um plano de ação político e social elaborado pelo Discovery Institute, o núcleo do movimento do design inteligente. A estratégia foi apresentada em um manifesto do Discovery Institute conhecido como o documento da cunha[1], que descreve uma ampla agenda social, política e acadêmica cujo objetivo último é "derrotar o materialismo [científico]" representado pela evolução, "reverter a sufocante visão de mundo materialista e substituí-la por uma ciência consoante com as convicções cristãs e teístas"[2] e "afirmar a realidade de Deus".[3]. Seu objetivo é "renovar" a cultura americana moldando a política pública para refletir os valores cristãos conservadores.[4]
O design inteligente é a conjectura controversa de que certas características do universo e dos seres vivos são melhor explicadas por uma causa inteligente, e não por processos naturalísticos tais como a seleção natural. A conjectura do design inteligente traz implícita uma redefinição da ciência e de como ela é conduzida. Os proponentes da estratégia da cunha se opõem dogmaticamente ao materialismo[5][6][7], ao naturalismo[6][8] e à evolução[9][10][11][12] e fizeram da remoção de cada um deles do modo como a ciência é conduzida e ensinada um objetivo explícito.[13][14]

Citar
O documento apresenta os objetivos de curto e longo prazo com metas para o movimento do design inteligente, com seus objetivos diretores declarados no parágrafo de abertura:
"Derrotar o materialismo científico e seus destrutivos legados moral, cultural e político"
"Substituir explicações materialísticas pelo entendimento teísta de que a natureza e os seres humanos são criados por Deus"
Há três "projetos-cunha", referidos na estratégia como três fases projetadas para atingir um objetivo diretor:
Fase I: Pesquisa científica, publicação & propaganda,
Fase II: Propaganda & formação de opinião, e
Fase III: Confrontação e renovação cultural.

Reconhecendo a necessidade de apoio, o instituto afirma a orientação evangélica cristã da estratégia:
“   "Juntamente com um foco nos influentes formadores de opinião, nós também buscamos construir uma base popular de apoio entre nosso {constituency} natural, a saber, os cristãos. Faremos isto principalmente através de seminários de apologética. Planejamos que estes encoragem e equipem os crentes com novas evidências científicas que apóiam a fé, assim como "popularizem" nossas idéias na cultura mais ampla."

Citar
De acordo com Phillip E. Johnson, o movimento da cunha, se não o termo, começou em 1992: "O movimento que agora chamamos de cunha fez sua estréia pública em uma conferência de cientistas e filósofos realizada na Southern Methodist University em março de 1992, em seguida à publicação de seu livro Darwin on Trial. A conferência reiuniu figuras chave da cunha e do design inteligente, particularmente Michael Behe, Stephen Meyer, William Dembski e eu mesmo." [4]. Johnson estabeleceu um "{cadre} de proponentes do design inteligente (DI) para os quais o Sr. Johnson atuou como um fulcro primordial... ele fez contato, trocou {flurries} de e-mail e arranjou encontros pessoais. Johnson enquadrou estas alianças como uma 'estratégia da cunha', com ele mesmo como um {lead blocker} e os cientistas do DI carregando a bola atrás dele."[5] Em 1993, um ano após a conferência na SMU, "o {cadre} de acadêmicos {Johnson-Behe} se reuniu em Pajaro Dunes.... Aqui, Behe apresentou pela primeira vez os pensamentos seminais que ele esteve preparando em sua mente por um ano — a idéia do maquinário molecular 'irredutivelmente complexo'."

O documento é autêntico: Stephen C. Meyer, um dos fundadores do Discovery reconheceu publicamente que a origem do documento é mesmo o instituto.

O Discovery Institute já publicou o documento "Wedge Document: So What?" ("Documento da Cunha: E daí?"), reconhecendo que o memorando foi elaborado no instituto mas evidentemente minimizando sua importância.


- Ainda consonante com as fases propostas do Wedge Document mostrar casos de indivíduos que se dedicam quase "full time" ao discurso de desacreditar a Ciência e apoiar ideias fundamentalistas ( de maneira clara ou dissimulada ) e demonstrar que pelo menos algumas destas pessoas não são fanáticas e dão provas de estarem mentindo deliberadamente. Demonstrar que nesses casos estas pessoas não obtém nenhuma vantagem material direta dessa atividade, o que nos levaria a indagar se não estariam sendo financiados....

Exemplos:

O gigantesco blog Desafiando a Nomenklatura Científica mantido pelo impostor juramentado Enézio de Almeida.

As centenas de vídeos postados compulsivamente pelo geólogo "terraplanista" PhD, ex-professor da USP, Afonso, em que ele delira conscientemente os mais inacreditáveis absurdos, como neste abaixo:

t=70s

- Examinar as evidências de que a teoria da conspiração "o homem não foi a lua" foi originada e marionetada pelas mesmas fontes que geraram a onda terrachatista, e criada como etapa necessária para esta assim como para servir de balão de ensaio para as técnicas que seriam utilizadas.

- Imagine você descobrir por acaso 3 pessoas diferentes que não se conhecem mas que, ao rastrear suas atividades na internet, você fica sabendo que todas elas se dedicam bastante ( de formas diferentes ) a defender os seguintes temas nas webmídias como Youtube, blogs e redes sociais:

1 - A farsa do aquecimento global.
2 - A monarquia como o sistema ideal para o Brasil.
3 - Apologia a Bolsonaro.
4 - Defender a volta de uma ditadura militar no Brasil.
5 - A Terra é plana!

Poderia haver um link entre estas pessoas que, tudo indica, nem se conhecem, e os 5 tópicos discrepantes e de escassa popularidade listados acima?

Que link poderia ser?

** Acho que nem vou postar sobre nada disso porque listados assim percebo que é tanto assunto, e eu teria que documentar tanto, que dá preguiça. Mas sei lá... vamos ver.
« Última modificação: 12 de Setembro de 2017, 20:23:15 por Pedro Reis »

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.102
Re:A Terra é plana como diz o corão, diz estudo de físico iraquiano
« Resposta #152 Online: 18 de Setembro de 2017, 17:07:22 »
Não sei se já postaram em algum lugar, mas segue trecho de artigo da BBC sobre os "terraplanistas" brasileiros.

Citar
Quem são e o que pensam os brasileiros que acreditam que a Terra é plana

Globalista, Terraplanista ou neutro?". "Você consegue provar que a Terra é um globo, uma bola?". "Você tem conhecimento de que o Sol e a Lua estão próximos da nossa Terra e 'dentro' da nossa atmosfera, (ou no firmamento) e são menores, bem menores que a Terra?"

É com perguntas como estas que grupos brasileiros de "terraplanistas" - pessoas que acreditam que a Terra é plana - no Facebook avaliam a solicitação de entrada de um novo membro no fórum virtual. Na rede social, há pelo menos 30 grupos do tipo em português.

Há também diversas páginas sobre o tema no Facebook - a maior delas, "A Terra é plana", tem mais de 77 mil membros. Os terraplanistas também estão no YouTube, com vários canais dedicados a mostrar experimentos e discutir o que chamam de "falácias" dos "globalistas" - e versões alternativas para a explicação de fenômenos como fusos horários, estações e eclipses.
http://www.bbc.com/portuguese/brasil-41261724?SThisFB


Offline André Luiz

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.369
  • Sexo: Masculino
    • Forum base militar
Re:A Terra é plana como diz o corão, diz estudo de físico iraquiano
« Resposta #153 Online: Ontem às 13:57:16 »
Logo a BBC dando espaço pra estes malucos

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!