Autor Tópico: Governo Temer/Pós Dilma  (Lida 48783 vezes)

0 Membros e 2 Visitantes estão vendo este tópico.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.360
  • Haters are losers.
Re:Governo Temer/Pós Dilma
« Resposta #1450 Online: 20 de Maio de 2017, 00:11:32 »
Sorte que essa gravação do Temer não foi submetida à perícia de cientistas espíritas especializados em transcomunicação instrumental (TCI). Se tivessem feito as partes inaudíveis possivelmente teriam revelados segredos da política no além.
Gossip is a sort of smoke that comes from the dirty tobacco-pipes of those who diffuse it: it proves nothing but the bad taste of the smoker. George Eliot





.

Offline Gabarito

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.359
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Temer/Pós Dilma
« Resposta #1451 Online: 20 de Maio de 2017, 07:52:59 »
Isso está muito animado!
Eu até podia nem dar bola às hipóteses levantadas a seguir, uma vez que seriam muito difíceis de serem postas em prática.
Mas, pensando bem, não seriam assim tão remotas suas chances, uma vez que ambos os citados no texto são alvo de muito desafeto de uma grande quantidade de senadores sob investigação.

Citar
Uma vez confirmada edição da gravação, Janot e Fachin impichados
Caso se confirme a adulteração, estamos diante de dois crimes: falsidade material, prevista nos artigos 297 e 298 do Código Penal, e obstrução da Justiça
20 maio 2017, 01h12 - Atualizado em 20 maio 2017, 06h20

Se estiverem certos os peritos que asseveram à Folha que o áudio que registra a conversa entre Joesley Batista e Michel Temer sofreu mais de 50 cortes, estamos falando de dois crimes. Nesse caso, o sr. procurador-geral da República, Rodrigo Janot, tem de ser alvo de um processo de impeachment no Senado. E aproveito para pedir também o de Edson Fachin, ministro do Supremo. Sim, explicarei as duas coisas. Até porque há uma diferença entre mim e “eles”: nunca me descuido da lei.

Fachin declarou que a gravação de Joesley é legal porque, afinal, seu conteúdo foi “ratificado e elucidado” em depoimento. É mesmo? Belo conceito de direito, que legitima a tortura caso se confirme, depois, que a realidade é compatível com a confissão do seviciado. O sol nas bancas de revista enchia Caetano de alegria e preguiça. Fachin só me enche de preguiça.

Insisto: um ministro do Supremo aceitou em juízo um elemento que ele sabe fatalmente ilegal: ou é ilegal porque gravações clandestinas não são aceitas em juízo (a não ser em circunstâncias que não estão dadas) ou é ilegal porque parte de um flagrante forjado.

Aí, algum recalcitrante do MST, amigo de Fachin, poderia dizer: “Ah, mas ele não decidiu com base na gravação, só na delação…”.

É mesmo? Então decidiu que o presidente tem de ser investigado por corrupção passiva, organização criminosa e obstrução da Justiça apenas em decorrência de depoimentos que listaram a bagatela de 1.890 políticos? E, pior, o faz asseverando a legalidade de um material que, sem edição, já seria ilegal?

E Janot?

Bem, dizer o quê? A fita foi editada pela Procuradoria-Geral da República ou já chegou cheia de cortes às mãos do Ministério Público Federal?

É aceitável que o chefe do Ministério Público Federal peça a investigação de um presidente sem nem se ocupar em saber se existe ou não fraude no material que a justifica?

“Ah, mas o pedido foi feito com base em depoimentos também…” É? Porque será que Temer merece tanta celeridade quando se compara o caso com o de outros famosos? Com tal rapidez, a Lava Jato estaria bem mais adiantada.

Crimes
Caso se confirme a adulteração, estamos diante de dois crimes — e aí será preciso saber quem os cometeu: a. Falsidade material, prevista nos Artigos 297 e 298 do Código Penal:

Art. 297 – Falsificar, no todo ou em parte, documento público, ou alterar documento público verdadeiro:

Pena – reclusão, de dois a seis anos, e multa.

Art. 298 – Falsificar, no todo ou em parte, documento particular ou alterar documento particular verdadeiro:

Pena – reclusão, de um a cinco anos, e multa.

b. obstrução da Justiça: eis aí! Esta, sim, é verdadeira caso se confirme a edição do material. Afinal, a coisa foi alterada. Quem o fez pretendia o quê? A resposta é óbvia: derrubar o presidente.

Já seria grave se o presidente tivesse sido alvo só de “entrapment”, de uma cilada armada, de um flagrante forjado. Mas, e isto é espantoso, tudo indica que se trata de algo ainda mais grave.

Afirmei nesta quinta que seria necessário investigar a investigação. Confirmados os cortes, é a hora de um duplo impeachment no Senado: de Janot e de Fachin. As consequências de seus respectivos atos, ignorando o devido processo legal, são muito graves.


Acho que vou buscar mais:

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.766
Re:Governo Temer/Pós Dilma
« Resposta #1452 Online: 20 de Maio de 2017, 10:07:41 »
Parece que, por enquanto, o Tucanaldo Azevedo vai ter que guardar os fogos de artifício. Joesley Batista parece que não é tão ingênuo quanto ele pensava...

Citar

Exclusivo: Joesley tem gravação original de diálogo com Temer

Brasil 20.05.17 08:56
O Antagonista apurou que Joesley Batista tem a gravação original do diálogo criminoso que travou com Michel Temer na noite de 7 de março.
Mas, se houve mesmo edição, por que Temer simplesmente não vem a público contar o que foi editado de sua conversa?

http://www.oantagonista.com/posts/exclusivo-joesley-tem-gravacao-original-de-dialogo-com-temer

Offline Lorentz

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.960
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Temer/Pós Dilma
« Resposta #1453 Online: 20 de Maio de 2017, 12:01:56 »
Parece que, por enquanto, o Tucanaldo Azevedo vai ter que guardar os fogos de artifício. Joesley Batista parece que não é tão ingênuo quanto ele pensava...

Citar

Exclusivo: Joesley tem gravação original de diálogo com Temer

Brasil 20.05.17 08:56
O Antagonista apurou que Joesley Batista tem a gravação original do diálogo criminoso que travou com Michel Temer na noite de 7 de março.
Mas, se houve mesmo edição, por que Temer simplesmente não vem a público contar o que foi editado de sua conversa?

http://www.oantagonista.com/posts/exclusivo-joesley-tem-gravacao-original-de-dialogo-com-temer


Ingênuo é a gente. Ele é esperto e bilionário.
"Amy, technology isn't intrinsically good or bad. It's all in how you use it, like the death ray." - Professor Hubert J. Farnsworth

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.766
Re:Governo Temer/Pós Dilma
« Resposta #1454 Online: 20 de Maio de 2017, 12:14:00 »
Citar

Temer e Joesley: as conclusões dos nossos peritos

Brasil 20.05.17 11:21
Eis as conclusões dos peritos de O Antagonista:
a) Michel Temer recebeu o investigado Joesley Batista na garagem do Palácio do Jaburu, em encontro clandestino;
b) Se a gravação foi editada, isso não apaga o fato que Michel Temer teve um encontro clandestino com o investigado Joesley Batista na garagem do Palácio do Jaburu;
c) Mesmo com edição da gravação, Michel Temer ouviu do investigado Joesley Batista, em encontro clandestino na garagem do Palácio do Jaburu, que o empresário tinha juízes e um procurador no bolso -- e o presidente nada fez para impedir a obstrução da Justiça;
d) Se a JBS lucrou ilegalmente com a compra de dólares e a venda e compra de ações da companhia, às vésperas de a delação vir a público, isso mostra o tipo de empresa que ajudava a sustentar políticos de praticamente todos os partidos -- e que foi por eles beneficiada. Inclusive Michel Temer, que teve um encontro clandestino com o investigado Joesley Batista na garagem do Palácio do Jaburu.

http://www.oantagonista.com/posts/temer-e-joesley-as-conclusoes-dos-nossos-peritos

Offline Gabarito

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.359
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Temer/Pós Dilma
« Resposta #1455 Online: 20 de Maio de 2017, 14:14:55 »
Parece que, por enquanto, o Tucanaldo Azevedo vai ter que guardar os fogos de artifício. Joesley Batista parece que não é tão ingênuo quanto ele pensava...

Citar

Exclusivo: Joesley tem gravação original de diálogo com Temer

Brasil 20.05.17 08:56
O Antagonista apurou que Joesley Batista tem a gravação original do diálogo criminoso que travou com Michel Temer na noite de 7 de março.
Mas, se houve mesmo edição, por que Temer simplesmente não vem a público contar o que foi editado de sua conversa?

http://www.oantagonista.com/posts/exclusivo-joesley-tem-gravacao-original-de-dialogo-com-temer


O que Reinaldo está dizendo não fica invalidado com o comentário de O Antagonista.

Joesley pode ter o original que for.
Acontece que o Procurador Geral e o Ministro do SFT abriram um inquérito com uma prova ilegal.
Isso demonstra o alvoroço, a pressa e a tremenda falta de cuidado/responsabilidade em se abrir inquérito contra a maior autoridade do país sem, ao menos, fazer uma perícia básica.
O que consta agora do inquérito aberto não é mais nenhuma gravação original, mas um áudio cortado, editado e imprestável para fins jurídicos, no fim, uma prova ilegal.

Foi isso o que ele comentou no seu artigo.

E, sendo assim, PGR Janot e Ministro Fachin deram uma bela mostra de como as coisas são feitas "nas coxas" nessa república bananeira.

Isso tudo não inocenta Temer, não.
Ele teve um diálogo completamente condenável com uma figura investigada e suspeita, algo totalmente contrário ao que se espera de um presidente.
Pode ter cometido todos os crimes dos quais o procurador o acusa.
Maaassss...
PGR e Fachin, na ânsia de pegar Temer pelas orelhas, correram e tropeçaram em tudo pela frente.
Prova ilegal num inquérito dessa importância depõe fortemente contra os dois.
Um por propor o inquérito e o outro por aceitá-lo.

Daí a possibilidade, e os motivos, para que ambos sofram impeachment, a depender do humor dos senadores.

(mesmo assim, eu não creio que chegue a tanto)
« Última modificação: 20 de Maio de 2017, 14:16:58 por Gabarito »

Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 23.997
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re:Governo Temer/Pós Dilma
« Resposta #1456 Online: 20 de Maio de 2017, 17:41:41 »
A prova não é ilegal. Você pode gravar uma conversa com um interlocutor sem que ele tenha conhecimento e utilizar isto como prova.

https://lfg.jusbrasil.com.br/noticias/2023759/o-pleno-do-stf-se-manifesta-sobre-a-admissibilidade-da-gravacao-ambiental-como-prova-info-568
« Última modificação: 20 de Maio de 2017, 17:45:42 por Diegojaf »
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.106
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Governo Temer/Pós Dilma
« Resposta #1457 Online: 20 de Maio de 2017, 17:55:42 »
Não estou "defendendo Temer", apenas apontando fraquezas na substância da acusação.

Citação de: O Antagonista
a) Michel Temer recebeu o investigado Joesley Batista na garagem do Palácio do Jaburu, em encontro clandestino;
b) Se a gravação foi editada, isso não apaga o fato que Michel Temer teve um encontro clandestino com o investigado Joesley Batista na garagem do Palácio do Jaburu;

Os pontos A e B são o mesmo. Isso é em si ilegal, ou apenas "suspeito"?


Citar
c) Mesmo com edição da gravação, Michel Temer ouviu do investigado Joesley Batista, em encontro clandestino na garagem do Palácio do Jaburu, que o empresário tinha juízes e um procurador no bolso -- e o presidente nada fez para impedir a obstrução da Justiça;

Não é possível afirmar isso. Se houve adulteração na gravação (não tendo sido produzida pela políca, mas clandestinamente por alguém cujos escrúpulos são questionáveis), Joesleyson pode ter falado qualquer outra coisa. O ideal seria se ter a gravação da resposta de Temer falando algo indissociável da colocação anterior, como "você tem dois juízes no bolso? Ótimo, quanto mais juízes no bolso, melhor".


Citar
d) Se a JBS lucrou ilegalmente com a compra de dólares e a venda e compra de ações da companhia, às vésperas de a delação vir a público, isso mostra o tipo de empresa que ajudava a sustentar políticos de praticamente todos os partidos -- e que foi por eles beneficiada.

Sem dúvidas. Infelizmente o MP já "comprou" a delação em troca de impunidade.













A prova não é ilegal. Você pode gravar uma conversa com um interlocutor sem que ele tenha conhecimento e utilizar isto como prova.

https://lfg.jusbrasil.com.br/noticias/2023759/o-pleno-do-stf-se-manifesta-sobre-a-admissibilidade-da-gravacao-ambiental-como-prova-info-568



Acho que não, ao menos esse texto não parece acrescentar nada além daquele do conjur que postei antes.

O Joesleygleyson está usando a gravação como defesa própria (provar sua inocência)? Mesmo no texto do seu link parece que isso seria condição.

No texto do conjur, Ives Gandra Martins ao menos diz que, "ah, mas depois daquilo, decidimos que se o MP pedir, tá valendo". Mas parece que ainda naquele caso ainda precisa ser "montado pelas autoridades", que não é a alegação de como se deram essas gravações. (Reinaldo Azevedo diz que essa versão é "conto da carochina")

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.766
Re:Governo Temer/Pós Dilma
« Resposta #1458 Online: 20 de Maio de 2017, 18:03:51 »
Parece que, por enquanto, o Tucanaldo Azevedo vai ter que guardar os fogos de artifício. Joesley Batista parece que não é tão ingênuo quanto ele pensava...

Citar

Exclusivo: Joesley tem gravação original de diálogo com Temer

Brasil 20.05.17 08:56
O Antagonista apurou que Joesley Batista tem a gravação original do diálogo criminoso que travou com Michel Temer na noite de 7 de março.
Mas, se houve mesmo edição, por que Temer simplesmente não vem a público contar o que foi editado de sua conversa?

http://www.oantagonista.com/posts/exclusivo-joesley-tem-gravacao-original-de-dialogo-com-temer


O que Reinaldo está dizendo não fica invalidado com o comentário de O Antagonista.

Joesley pode ter o original que for.
Acontece que o Procurador Geral e o Ministro do SFT abriram um inquérito com uma prova ilegal.
Isso demonstra o alvoroço, a pressa e a tremenda falta de cuidado/responsabilidade em se abrir inquérito contra a maior autoridade do país sem, ao menos, fazer uma perícia básica.
O que consta agora do inquérito aberto não é mais nenhuma gravação original, mas um áudio cortado, editado e imprestável para fins jurídicos, no fim, uma prova ilegal.

Foi isso o que ele comentou no seu artigo.

E, sendo assim, PGR Janot e Ministro Fachin deram uma bela mostra de como as coisas são feitas "nas coxas" nessa república bananeira.

Isso tudo não inocenta Temer, não.
Ele teve um diálogo completamente condenável com uma figura investigada e suspeita, algo totalmente contrário ao que se espera de um presidente.
Pode ter cometido todos os crimes dos quais o procurador o acusa.
Maaassss...
PGR e Fachin, na ânsia de pegar Temer pelas orelhas, correram e tropeçaram em tudo pela frente.
Prova ilegal num inquérito dessa importância depõe fortemente contra os dois.
Um por propor o inquérito e o outro por aceitá-lo.

Daí a possibilidade, e os motivos, para que ambos sofram impeachment, a depender do humor dos senadores.

(mesmo assim, eu não creio que chegue a tanto)

Fachin já desmontou a "tese de ilegalidade" alegada por Temer:

"Convém registrar, ainda e por pertinência, que a Corte Suprema, no âmbito de Repercussão Geral, deliberou que 'é lícita a prova consistente em gravação ambiental realizada por um dos interlocutores sem conhecimento do outro'. - Veja mais em https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/agencia-estado/2017/05/19/nao-ha-ilegalidade-em-audios-gravados-por-joesley-diz-fachin.htm

Ademais, veja o meu post de hoje às 12:14:00 que mostraram o que os peritos de O Antagonista disseram. A gravação do áudio, mesmo editada, consegue provar crimes de Temer. E o artigo de abaixo tem um argumento ainda melhor...

Citar
Os cortes da narrativa de Temer

Brasil 20.05.17 15:17
Após o pronunciamento de Michel Temer, Gerson Camarotti observou na Globonews o que O Antagonista comentou pela manhã: os supostos cortes apontados pelo perito judicial contratado pela Folha não são nos trechos mais comprometedores para o presidente da República.
Obviamente, no entanto, Temer não entrou nesses detalhes, muito menos na matéria do Globo sobre a duração do diálogo ser igual à do programa de rádio ouvido na gravação ao começo e ao final.
O presidente preferiu posar de vítima de conspiração.

http://www.oantagonista.com/posts/os-cortes-da-narrativa-de-temer

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.766
Re:Governo Temer/Pós Dilma
« Resposta #1459 Online: 20 de Maio de 2017, 18:09:39 »
O artigo "Os cortes da narrativa de Temer" consegue explicar o ponto c) de outro artigo de o Antagonista ("Temer e Joesley: as conclusões dos nossos peritos").


Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.106
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Governo Temer/Pós Dilma
« Resposta #1460 Online: 20 de Maio de 2017, 18:20:28 »
A perícia da FOLHA teve acesso aos áudios originais? :hein:

Ou estão fazendo "perícia" puramente sonora só das n-reencodificações disponíveis na internet?

O DiegoJaf havia dito que a perícia (imagino que a oficial) tinha detectado apenas "enhancement" das falas do Joswashington, e não do Temer, por algum motivo. Eu me pergunto o quão distinguível isso poderia ser de acréscimos, mesmo num suposto original.

Se o MP pré-autorizou isso, acho que fizeram um tremendo de um papelão. Além de talvez passar outra versão possivelmente ser um crime também.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.360
  • Haters are losers.
Re:Governo Temer/Pós Dilma
« Resposta #1461 Online: 20 de Maio de 2017, 18:41:13 »
Isso está muito animado!
Eu até podia nem dar bola às hipóteses levantadas a seguir, uma vez que seriam muito difíceis de serem postas em prática.
Mas, pensando bem, não seriam assim tão remotas suas chances, uma vez que ambos os citados no texto são alvo de muito desafeto de uma grande quantidade de senadores sob investigação.

Citar
Uma vez confirmada edição da gravação, Janot e Fachin impichados
Caso se confirme a adulteração, estamos diante de dois crimes: falsidade material, prevista nos artigos 297 e 298 do Código Penal, e obstrução da Justiça
20 maio 2017, 01h12 - Atualizado em 20 maio 2017, 06h20

Se estiverem certos os peritos que asseveram à Folha que o áudio que registra a conversa entre Joesley Batista e Michel Temer sofreu mais de 50 cortes, estamos falando de dois crimes. Nesse caso, o sr. procurador-geral da República, Rodrigo Janot, tem de ser alvo de um processo de impeachment no Senado. E aproveito para pedir também o de Edson Fachin, ministro do Supremo. Sim, explicarei as duas coisas. Até porque há uma diferença entre mim e “eles”: nunca me descuido da lei.

Fachin declarou que a gravação de Joesley é legal porque, afinal, seu conteúdo foi “ratificado e elucidado” em depoimento. É mesmo? Belo conceito de direito, que legitima a tortura caso se confirme, depois, que a realidade é compatível com a confissão do seviciado. O sol nas bancas de revista enchia Caetano de alegria e preguiça. Fachin só me enche de preguiça.

Insisto: um ministro do Supremo aceitou em juízo um elemento que ele sabe fatalmente ilegal: ou é ilegal porque gravações clandestinas não são aceitas em juízo (a não ser em circunstâncias que não estão dadas) ou é ilegal porque parte de um flagrante forjado.

Aí, algum recalcitrante do MST, amigo de Fachin, poderia dizer: “Ah, mas ele não decidiu com base na gravação, só na delação…”.

É mesmo? Então decidiu que o presidente tem de ser investigado por corrupção passiva, organização criminosa e obstrução da Justiça apenas em decorrência de depoimentos que listaram a bagatela de 1.890 políticos? E, pior, o faz asseverando a legalidade de um material que, sem edição, já seria ilegal?

E Janot?

Bem, dizer o quê? A fita foi editada pela Procuradoria-Geral da República ou já chegou cheia de cortes às mãos do Ministério Público Federal?

É aceitável que o chefe do Ministério Público Federal peça a investigação de um presidente sem nem se ocupar em saber se existe ou não fraude no material que a justifica?

“Ah, mas o pedido foi feito com base em depoimentos também…” É? Porque será que Temer merece tanta celeridade quando se compara o caso com o de outros famosos? Com tal rapidez, a Lava Jato estaria bem mais adiantada.

Crimes
Caso se confirme a adulteração, estamos diante de dois crimes — e aí será preciso saber quem os cometeu: a. Falsidade material, prevista nos Artigos 297 e 298 do Código Penal:

Art. 297 – Falsificar, no todo ou em parte, documento público, ou alterar documento público verdadeiro:

Pena – reclusão, de dois a seis anos, e multa.

Art. 298 – Falsificar, no todo ou em parte, documento particular ou alterar documento particular verdadeiro:

Pena – reclusão, de um a cinco anos, e multa.

b. obstrução da Justiça: eis aí! Esta, sim, é verdadeira caso se confirme a edição do material. Afinal, a coisa foi alterada. Quem o fez pretendia o quê? A resposta é óbvia: derrubar o presidente.

Já seria grave se o presidente tivesse sido alvo só de “entrapment”, de uma cilada armada, de um flagrante forjado. Mas, e isto é espantoso, tudo indica que se trata de algo ainda mais grave.

Afirmei nesta quinta que seria necessário investigar a investigação. Confirmados os cortes, é a hora de um duplo impeachment no Senado: de Janot e de Fachin. As consequências de seus respectivos atos, ignorando o devido processo legal, são muito graves.


Acho que vou buscar mais:


Quem escreveu o artigo acima?
Gossip is a sort of smoke that comes from the dirty tobacco-pipes of those who diffuse it: it proves nothing but the bad taste of the smoker. George Eliot





.

Offline Gabarito

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.359
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Temer/Pós Dilma
« Resposta #1462 Online: 20 de Maio de 2017, 18:46:52 »

Offline Gabarito

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.359
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Temer/Pós Dilma
« Resposta #1463 Online: 20 de Maio de 2017, 18:49:22 »
Só pra me resguardar, o meu comentário acima é uma resposta direta à pergunta feita, sem nenhuma intenção de fazer gracinha ou ironia a quem perguntou.
Portanto, creio que não sou candidato a cartão-amarelo, certo?
 |(

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.106
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Governo Temer/Pós Dilma
« Resposta #1464 Online: 20 de Maio de 2017, 19:05:32 »
Acho que deve ser improvável o cenário desses impeachments, mas, supondo que não, como é que se sucederiam? Quem daria início aos processos, e tudo mais? Qual é o alinhamento destes?



"É aceitável que o chefe do Ministério Público Federal peça a investigação de um presidente sem nem se ocupar em saber se existe ou não fraude no material que a justifica?"

O processo de investigação "do presitene" por definição já dá como definitiva essa prova apresentada, ou poderia ela ser o primeiro objeto de investigação? :hein:




Essas gravações foram noticiadas como vazamento, ou foi legal? Em qualquer caso, não estaria aí também algo potencialmente incriminador, ainda mais nesse cenário de conspiração/trocas?

O Lorentz em algum post falou algo nas linhas de "usar podridão para acabar com podridão"... meu temor é que ela só se multiplique e acabe com o pouco que estava funcionando contra podridão... :/

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Governo Temer/Pós Dilma
« Resposta #1465 Online: 20 de Maio de 2017, 19:12:30 »
Que tremenda lástima essa realidade que se descortina de total descrédito dos poderes da república, principalmente dessa malta do legislativo, e desse executivo ridículo com essa figura da presidência da República sendo enxovalhada desse jeito.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Governo Temer/Pós Dilma
« Resposta #1466 Online: 20 de Maio de 2017, 19:14:24 »

Quem escreveu o artigo acima?


Se eu não soubesse de quem se trata ia achar que era o Kiko.

Offline Gabarito

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.359
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Temer/Pós Dilma
« Resposta #1467 Online: 20 de Maio de 2017, 19:18:59 »
Acho que deve ser improvável o cenário desses impeachments, mas, supondo que não, como é que se sucederiam? Quem daria início aos processos, e tudo mais? Qual é o alinhamento destes?

"É aceitável que o chefe do Ministério Público Federal peça a investigação de um presidente sem nem se ocupar em saber se existe ou não fraude no material que a justifica?"

O processo de investigação "do presitene" por definição já dá como definitiva essa prova apresentada, ou poderia ela ser o primeiro objeto de investigação? :hein:

Essas gravações foram noticiadas como vazamento, ou foi legal? Em qualquer caso, não estaria aí também algo potencialmente incriminador, ainda mais nesse cenário de conspiração/trocas?

O Lorentz em algum post falou algo nas linhas de "usar podridão para acabar com podridão"... meu temor é que ela só se multiplique e acabe com o pouco que estava funcionando contra podridão... :/

Pelo pouco que sei, mas pelo muito que gostaria de saber, arrisco-me a tentar responder e torcer para não falar bobagens.

Um processo de impeachment começa com um pedido protocolado na secretaria da Câmara Federal.
Isso até já foi feito por vários parlamentares e até por uma bancada inteira, se não me engano.
Está sob o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, o poder de aceitar ou arquivar qualquer um desses pedidos.
Para isso, ele pode solicitar assessoria jurídica da mesa que emitiria um laudo recomendando ou não.
Apesar dessa assessoria, cai sobre Rodrigo Maia todo o poder de aceitar ou arquivar o pedido, até quando o laudo indica posição contrária.

Consta que hoje Rodrigo Maia é aliado e não receberá nenhum desses pedidos de impeachment.
A oposição já se prepara para todas as armas de pressão para que ele acabe aceitando, o que inclui barulho e histeria na sociedade e em plenário.

Caso o processo prossiga, há que se formar Comissões Especiais e seguir todo o rito que já vimos há pouco tempo.
Tem que aprovar o processo na Comissão da Câmara para seguir para o plenário.
O quórum é alto, 2/3.
Acredito que, dificilmente, seria alcançado.
É um quórum muito difícil.
DilMentira alcançou-o por que foi ruim, e bote ruim, em gingado político.
Temer é animal político.
Esses tantos deputados não ficariam em número suficiente para destituí-lo.
O mesmo no Senado.
É um quórum muito difícil.

Quase a mesma coisa se dá com um processo no STF.
Há que ser aprovado no Congresso e a minha visão é a mesma: precisa-se da mesma maioria difícil que não passaria.

Mas está havendo conversações para que se pressione Temer a renunciar e que se concentrem esforços em torno de um nome de continuidade dos projetos do governo.
Mas eu acho que Temer não vai topar.

Quem trouxe mais pipoca?
A minha acabou.
 :)

Offline Gabarito

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.359
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Temer/Pós Dilma
« Resposta #1468 Online: 20 de Maio de 2017, 19:22:49 »
Esqueci de dizer: o inquérito correrá com a prova que já foi apresentada, ou seja, uma gravação, ao que tudo indica, adulterada.
Aceitar esse tipo de prova é muito grave.
Ainda mais contra a autoridade máxima do país.
Pode ser que a acusação requeira juntar uma possível gravação original ao inquérito, mas seria um remendo tosco que evidenciaria o descuido gritante inicial.
O presidente parece que já requereu a interrupção do inquérito.

A responsabilidade do PGR e do ministro que acolheu o inquérito é grande.
Num país sem bananas, eles seriam, fatalmente, chamados a responder por isso.

Mas sobram bananeiras na nossa querida terrinha.

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.932
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Temer/Pós Dilma
« Resposta #1469 Online: 20 de Maio de 2017, 19:51:55 »
A gravação é bem inconclusiva. Se é verdade que foi editada, então não daria mesmo para aceitar como prova (na opinião do grande jurista Fabrício, que fique bem claro, não sei como funciona na Justiça de verdade).

O que me chateia é que, mesmo que a gravação seja falsa, é óbvio que o Temer está e sempre esteve envolvido em negociatas com esses Batista e outros. Não ver isso porque a gravação é frágil é o mesmo que acreditar na inocência do Lula e cia.

Não tenho a menor idéia de como essa situação toda teria que ser conduzida legalmente, mas de qualquer maneira que seja, é bem óbvio que ninguém é inocente nessa história.
"Deus prefere os ateus"

Offline Gabarito

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.359
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Temer/Pós Dilma
« Resposta #1470 Online: 20 de Maio de 2017, 20:21:12 »
A gravação é bem inconclusiva. Se é verdade que foi editada, então não daria mesmo para aceitar como prova (na opinião do grande jurista Fabrício, que fique bem claro, não sei como funciona na Justiça de verdade).

O que me chateia é que, mesmo que a gravação seja falsa, é óbvio que o Temer está e sempre esteve envolvido em negociatas com esses Batista e outros. Não ver isso porque a gravação é frágil é o mesmo que acreditar na inocência do Lula e cia.

Não tenho a menor idéia de como essa situação toda teria que ser conduzida legalmente, mas de qualquer maneira que seja, é bem óbvio que ninguém é inocente nessa história.


É também o que eu venho dizendo:


...

Isso tudo não inocenta Temer, não.
Ele teve um diálogo completamente condenável com uma figura investigada e suspeita, algo totalmente contrário ao que se espera de um presidente.
Pode ter cometido todos os crimes dos quais o procurador o acusa.
Maaassss...
PGR e Fachin, na ânsia de pegar Temer pelas orelhas, correram e tropeçaram em tudo pela frente.
Prova ilegal num inquérito dessa importância depõe fortemente contra os dois.
Um por propor o inquérito e o outro por aceitá-lo.

Daí a possibilidade, e os motivos, para que ambos sofram impeachment, a depender do humor dos senadores.

(mesmo assim, eu não creio que chegue a tanto)

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.360
  • Haters are losers.
Re:Governo Temer/Pós Dilma
« Resposta #1471 Online: 20 de Maio de 2017, 20:44:42 »
A Globo foi irresponsável quando enfatizou a compra do silêncio sem ouvir a fita e certamente também teve a oportunidade de comprar um bocado de dólares através de seu laranjal.

Na queda do mercado, só não entendi porque Itaú/Unibanco desabou daquele jeito.
Gossip is a sort of smoke that comes from the dirty tobacco-pipes of those who diffuse it: it proves nothing but the bad taste of the smoker. George Eliot





.

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.766
Re:Governo Temer/Pós Dilma
« Resposta #1472 Online: 20 de Maio de 2017, 20:54:55 »
Esqueci de dizer: o inquérito correrá com a prova que já foi apresentada, ou seja, uma gravação, ao que tudo indica, adulterada.
Aceitar esse tipo de prova é muito grave.
Ainda mais contra a autoridade máxima do país.
Pode ser que a acusação requeira juntar uma possível gravação original ao inquérito, mas seria um remendo tosco que evidenciaria o descuido gritante inicial.
O presidente parece que já requereu a interrupção do inquérito.

A responsabilidade do PGR e do ministro que acolheu o inquérito é grande.
Num país sem bananas, eles seriam, fatalmente, chamados a responder por isso.

Mas sobram bananeiras na nossa querida terrinha.


Acabou de sair no Jornal Nacional. Dois peritos consultados pelo JN não constataram QUALQUER edição no áudio original gravado. George Sanguinetti e Nelson Massini foram os dois peritos consultados.
« Última modificação: 20 de Maio de 2017, 20:59:31 por -Huxley- »

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.766
Re:Governo Temer/Pós Dilma
« Resposta #1473 Online: 20 de Maio de 2017, 21:05:42 »
Ainda estou para confirmar se todos os detalhes estão certos, mas lembro de ter ouvido falar a palavra "original" sobre o áudio. Alguém mais assistiu o Jornal Nacional para poder me corrigir ou reiterar o que eu disse?

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.106
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Governo Temer/Pós Dilma
« Resposta #1474 Online: 20 de Maio de 2017, 21:17:49 »
Eu acho curioso redes de TV terem acesso ao material orignal dessa classe. Aposto/espero que não estejam tendo acesso ao hardware/software original, mas apenas inferindo a partir de reproduções/recodificações distribuídas na net.

Citação de: WP
George Samuel Sanguinetti Fellows (Recife, 1º de abril de 1945) é um médico, legista, professor, escritor e político brasileiro.

Citação de: newsrondonia
Nelson Massini, perito criminal e médico legista, fez fama mundial ao ter elucidado o caso das ossadas do carrasco nazista Josef Mengele.

Quem tinha que analisar isso é perito "hacker" (forense computacional) não médico legista. :hein:

Fica parecendo aquelas de "oitocentos cientistas contra evolução/aquecimento global"...











O que me chateia é que, mesmo que a gravação seja falsa, é óbvio que o Temer está e sempre esteve envolvido em negociatas com esses Batista e outros. Não ver isso porque a gravação é frágil é o mesmo que acreditar na inocência do Lula e cia.

Vai falar isso para os pemedebistas nas ruas, urrando "fica Temer", "não vai ter golpe", e pedidos de soltura de Cunha, herói do povo...



Se Fachin fosse sofrer impeachment, quem ficaria como relator da LJ?

Na blogosfera petistóide já havia especulações ainda em 2016 de que Maia pretendia "um golpe dentro do golpe".


Citar
http://www1.folha.uol.com.br/poder/2017/04/1875140-odebrecht-detalha-valor-do-passe-de-rodrigo-maia-o-botafogo.shtml

...

Segundo o pedido de Janot, Rodrigo Maia "em sua atuação parlamentar, apresentou contrapartida aos pagamentos ilícitos feitos pela Odebrecht". Ele afirma pagamentos feitos aos políticos "tinham sim o caráter de propina" e não eram "mera contribuição irregular de campanha".

Como o ministro Edson Fachin aceitou o pedido de abertura de inquérito da PGR (Procuradoria-Geral da República), o presidente da Câmara e seu pai serão investigados por corrupção ativa, passiva, e lavagem de dinheiro.

OUTRO LADO

O presidente da Câmara afirmou que "o processo vai comprovar que são falsas as citações dos delatores, e os inquéritos serão arquivados". Já seu pai declarou nunca ter recebido "um tostão da Odebrecht. Ela doava ao partido e o partido entregava aos candidatos".

:maluco:


Queria um gráfico de todas essas teias de relações e potenciais benefícios de cada um fazer o que...

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!