Autor Tópico: Arte contemporânea - Nexus Vomitus  (Lida 6332 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline AleYsatis

  • Nível 19
  • *
  • Mensagens: 584
  • "I went out to the insane asylum"
Re:Arte contemporânea - Nexus Vomitus
« Resposta #50 Online: 24 de Dezembro de 2012, 19:34:19 »
Acabei de rever um filme lindo aqui, Pina Bausch... LINDO LINDO LINDO!!  :oba:

Já viram? Recomendo!!

O, Death
O, Death
Won't you spare me over 'til another year?

Offline Gabarito

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.595
  • Sexo: Masculino
Re:Arte contemporânea - Nexus Vomitus
« Resposta #51 Online: 23 de Abril de 2014, 21:44:34 »
Uma representação artística:

<a href="https://www.youtube.com/v/wKFZOIv5sS0" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/wKFZOIv5sS0</a>

Mas, convenhamos, possui valor artístico?
Até que ponto vai a expressão do artista?
Ou isso não tem limite? Mesmo que adentre o campo do banal e apelativo?

Offline João da Ega

  • Nível 21
  • *
  • Mensagens: 735
Re:Arte contemporânea - Nexus Vomitus
« Resposta #52 Online: 23 de Abril de 2014, 23:26:51 »

Sinto falta do forista AleYsatis. Discordo de muito do que ele dizia, das ideias dele, mas era um provocador interessante. Teve uma época que os tópicos que ele abria eram garantia de 'popularidade" aqui no fórum. Era uma voz dissonante, e é isso que gera debate. Sobre essa "arte" comtemporânea, muito é empulhação. Tô com Affonso Romano Sant'anna (cf. Desconstruir Duchamp)

Talvez, quem sabe, por um acaso, etc e talz, as regras de punição, em especial a de banimento, poderiam ser revistas, pra que foristas dissonantes da maioria não acabassem expulsos, diminuindo a diversidade (sei, ele não foi expulso por ter opinião divergente, mas por ter duas contas, mas acho que antes da expulsão direta pudesse ser dada uma segunda chance. Bem, é só uma proposta)

Imagino por exemplo uma eventual expulsão do _juca_. Os tópicos de política iam ficar: Arcanjo: O PT é uma merda. - DDV: é mesmo. Agnóstico: certamente.
« Última modificação: 23 de Abril de 2014, 23:31:19 por João da Ega »
"Nunca devemos admitir como causa daquilo que não compreendemos algo que entendemos menos ainda." Marquês de Sade

Offline homemcinza

  • Nível 22
  • *
  • Mensagens: 804
« Última modificação: 25 de Julho de 2017, 19:56:35 por homemcinza »

Offline homemcinza

  • Nível 22
  • *
  • Mensagens: 804

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.057
  • QI (Quociente de Inteligência) = 98
Re:Arte contemporânea - Nexus Vomitus
« Resposta #55 Online: 25 de Julho de 2017, 20:13:35 »
Achei genial como caracterizaram o medo e a opressão como consequência da impermanência do relativismo subjetivista que reside no cerne das inquietações da sobrevivência do capitalismo selvagem. Apesar de crítica política, o vídeo se revela também uma plêiade de metáforas que exploram a escatologia de uma representação pluralista de significados inerciais de dinâmica antropocêntrica para mergulhar no âmago de questões centradas no ajuizamento de conotações adimensionais de clara reverberação existencial.
Não passei no teste da MENSA mas completei o 2o. Grau.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 26.552
  • Sexo: Masculino
Re:Arte contemporânea - Nexus Vomitus
« Resposta #56 Online: 25 de Julho de 2017, 20:15:35 »
Tirou o 'gerador de lero-lero' do depósito?
Foto USGS

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.057
  • QI (Quociente de Inteligência) = 98
Re:Arte contemporânea - Nexus Vomitus
« Resposta #57 Online: 25 de Julho de 2017, 20:23:55 »
Tirou o 'gerador de lero-lero' do depósito?

Não, ela estava com o Gorducho. Peguei de volta.

http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=30119.msg944439#msg944439
Não passei no teste da MENSA mas completei o 2o. Grau.

Offline homemcinza

  • Nível 22
  • *
  • Mensagens: 804
Re:Arte contemporânea - Nexus Vomitus
« Resposta #58 Online: 26 de Julho de 2017, 19:06:16 »
Achei genial como caracterizaram o medo e a opressão como consequência da impermanência do relativismo subjetivista que reside no cerne das inquietações da sobrevivência do capitalismo selvagem. Apesar de crítica política, o vídeo se revela também uma plêiade de metáforas que exploram a escatologia de uma representação pluralista de significados inerciais de dinâmica antropocêntrica para mergulhar no âmago de questões centradas no ajuizamento de conotações adimensionais de clara reverberação existencial.


hahahha é bem nessa vibe o conceito deles.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!