Autor Tópico: Hipnose  (Lida 6841 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.218
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Hipnose
« Resposta #75 Online: 12 de Janeiro de 2015, 17:23:32 »
A hipnose não funciona em animais porque ela depende da colaboração do hipnotizado. Nas galinhas, o que acontece é o que se chama de morte aparente ou thanatosis que é uma paralisia que funciona como mecanismo de defesa diante do perigo. A thanathosis acontece em todos os animais, incluindo peixes e répteis e humanos. Pessoas podem ficar paralisadas em situações de traumas, aparentando um estado de hipnose profunda ou até um estado de coma. Não confundir com myotonia congenita, que é um distúrbio genético, presente em caprinos e raramente em humanos.

No vídeo abaixo, se simula uma mordida de um predador no pescoço de um gato que entra imediatamente em thanatosis.

Algo parecido com o comportamento observado em gatinhos ao serem transportados pela mâe, quando adotam uma postura de submissão quase como em um transe hipnótico.

Offline Skeptikós

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.871
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Hipnose
« Resposta #76 Online: 12 de Janeiro de 2015, 19:16:29 »
Citar
Sim, existem alguns sinais que indicam um estado alterado de consciência. Em hipnose isto é conhecido como sintomologia do transe hipnótico.

Não, nem sempre existem sinais nas sugestões pós-hipnóticas, que podem se manifestar dias, semanas ou até anos após o transe hipnótico com a pessoa levando uma vida normal, de plena consciência.
Me referia a sugestões seguidas ainda durante o estado de transe.

Isso é muito comum em terapias anti-tabajismo. O paciente não entra em transe quando a sugestão pós-hipnótica acontec
Pode não estar quando a executa, horas, dias ou meses depois, mas ainda está quando a internaliza (no momento em que ela é feita).

simplesmente ele sente uma reação de desconforto diante do cigarro, por exemplo, sem que isso afete sua consciência ou capacidade mental. É por isso que nem sempre um estado de consciência é um "estado alterado de consciência".
Eu não disse que todo estado de consciência seja um estado alterado de consciência, a definição de estado alterado de consciência é muito estrita para não permitir generalizações deste tipo.

Abraços!
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.539
Re:Hipnose
« Resposta #77 Online: 12 de Janeiro de 2015, 19:28:42 »
Nem sempre o paciente precisa entrar em transe para aceitar uma sugestão hipnótica, basta ver o funcionamento de algumas técnicas ericksonianas.
.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.539
Re:Hipnose
« Resposta #78 Online: 12 de Janeiro de 2015, 19:32:35 »
Sképtikos, por curiosidade, você tem alguma experiência prática de hipnose? Já hipnotisou alguém? Já conduziu algum experimento?
.

Offline Skeptikós

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.871
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Hipnose
« Resposta #79 Online: 12 de Janeiro de 2015, 19:42:16 »
Nem sempre o paciente precisa entrar em transe para aceitar uma sugestão hipnótica, basta ver o funcionamento de algumas técnicas ericksonianas.
As técnicas ericksonianas também eliciam estados alterados de consciência, no entanto mais sutis, e seu próprio estilo informal ajuda a mascarar as intenções do hipnotista e a diminuir a resistência consciente do hipnotizado.

Sképtikos, por curiosidade, você tem alguma experiência prática de hipnose? Já hipnotisou alguém? Já conduziu algum experimento?
Um pouco, mas nunca fiz curso presencial, já participei de um curso online, assisti a cursos gravados em DVDs e li livros e apostilas sobre o assunto. Meu primeiro contato com hipnose foi lendo a respeito de PNL. Já hipnotizei amigos e familiares, mais coisas pequenas, nada com objetivo de realizar mudanças terapêuticas ou com resultado imediato surpreendente como aqueles observados em  espetáculos de hipnose de palco.

Abraços!
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!