Autor Tópico: Parece Brincadeira...Mas não é...  (Lida 594 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Rina

  • Nível 23
  • *
  • Mensagens: 983
Parece Brincadeira...Mas não é...
« Online: 25 de Junho de 2005, 23:07:02 »
Parece brincadeira... mas  naõ é... :cry:

Os 24%

Demorou muito para o escândalo do mensalão atingir o presidente Lula. A pesquisa do Ibope, manchete desta TRIBUNA de ontem, deixa claro que a expressiva impressão da opinião pública não foi obtida sob o calor dos acontecimentos. Já havia uma percepção de que a ciência do caso tinha chegado ao principal personagem da República.

Do contrário, a sondagem relacionada ao fato de que Lula tem envolvimento, em algum nível, com o mensalão mostraria um índice bem menor. Refletiria o susto pelas denúncias do deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ) e um raciocínio incompleto, que aumentaria o percentual dos entrevistados que não sabem ou não opinaram.

24% num universo de 1.400 pessoas assuntadas é um juízo considerável. São mais ou menos 300 entrevistados. O depoimento de Jefferson apenas reforçou uma observação que já vinha sendo exposta pela imprensa: a de que uma questão destas não pararia na barreira palaciana em torno de Lula.

Se o governador de Goiás, Marconi Pirillo, sabia - ele que está a 200 quilômetros de Brasília - , como é que outros interlocutores do presidente, com trânsito livre no Congresso, não sabiam? Ou não tinham ouvido falar? O presidente da Câmara, deputado Severino Cavalcanti (PE), um dos próceres do PP - partido acusado por Jefferson de levar o mensalão - , jamais soube de coisa alguma? Pelo tanto de contato que teve com Lula não teve tempo de lhe relatar o episódio?

São estas perguntas, por exemplo, que os 24% que responderam ao Ibope afirmando que Lula de alguma forma tem conexão com o mensalão se fazem. Mesmo porque a perversidade da sondagem embute outra constatação: 34% dos entrevistados se mostram decepcionados com as promessas não cumpridas pelo presidente.

Uma coisa puxa outra, já que quem se sente traído tende a acreditar que o mensalão vai bem mais além do que aquilo que Jefferson quis mostrar. Se vão chegar até lá é outra pergunta, cuja resposta será dada pelo passar dos dias. E que será fundamental para os rumos do governo.

Coincidência das coincidências, na exata quinta-feira em que foi divulgada a pesquisa que respingava na faixa presidencial, Lula vem à TV em cadeia nacional dar satisfações sobre o combate do governo à corrupção.

Naturalmente que se aumentou a percepção de que, ultimamente, a Polícia Federal e o Ministério Público têm trabalhado intensamente. Mas tais prisões e processos passam longe do Palácio do Planalto. O que Lula não respondeu é por quê não agiu mais rapidamente contra auxiliares próximos, para que a suspeita não o contaminasse.
Daí os 24%.
Aldo fica

Nesta reforma que está completando nove meses - mas que ainda pode viar gestação de baleia e levar mais 90 dias para nascer - , parece haver o consenso entre o presidente Lula e o PMDB de que a coordenação política deve continuar nas mãos de Aldo Rebelo. Afinal, sem a sombra de José Dirceu no Palácio, aquilo que acertar com a base no Congresso será cumprido.

O que os peemedebistas temem mesmo é que se a coordenação voltar para um petista, será gente demais dando ordens. Acham que Dilma, Dulci, Gushiken vão querer meter a colher.
"Escanteado"

Assim, o ex-ministro Jaques Wagner cada vez mais se candidata a continuar onde está - no Conselho de Desenvolvimento. Segundo as línguas, dizem que foi "limado" pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Wagner até aceita não mudar de status, mas não esconde que espera contar com a força "expontânea" do governo na sua candidatura ao governo da Bahia.
Espaçoso

Por sinal, tem gente se sentindo incomodada com a desenvoltura de Renan Calheiros. Acham que vai valorizar a subida do PMDB ao governo para arrancar tudo o que for possível e se cacifar. O olho estaria no governo de Alagoas ou numa eventual vice-presidência de Lula - como já chegou a ser comentado meses atrás.

Aliás, a troca de palavras duras entre Renan e o senador Aloízo Mercadante (PT-SP), ontem, no Senado, por conta da CPI dos Bingos, foi a prova que são dois bicudos que não se beijam politicamente.
Pode não

O promotor Carlos Frederico Saturnino, titular da 1ª Promotoria de Tutela Coletiva do Meio Ambiente, ingressou na 16ª Vara Cível com ação civil pública contra a Vivo e o Botafogo de Futebol e Regatas. Solicita, em liminar, retirada de painel publicitário da empresa de telefonia, segundo ele instalado ilegalmente desde 2003 no parque aquático do clube.

Na petição, argumenta que a legislação municipal proíbe expressamente a fixação de engenhos publicitários naquele local.
Pelo respeito

Parentes de vítimas da violência que estão com processos parados devido a falta de investigação, promovem hoje manifestação contra a impunidade, em Queimados. Protestam contra a morosidade da Justiça e o fato de os criminosos continuarem livres, leves e soltos.

A caminhada começa às 9h e a concentração é na Praça Nossa Senhora da Conceição.
Menos dois

O prefeito de São Francisco do Itabapoana, Pedro Jorge Cherene (PMDB), e o vice, Cláudio Luiz Henrique, foram cassados pela Justiça Eleitoral. A acusação que pesava contra eles era de utilizar programas sociais do governo federal para conquistar votos nas últimas eleições.

Foi constatado que, entre os dias 14 e 17 de setembro de 2004 - dentro do período eleitoral, portanto - a Prefeitura cadastrou 708 famílias para receber cestas básicas. E outras 900 receberam senha para um futuro atendimento.
Cercando tudo

Os integrantes da Comissão Especial da Alerj sobre coleta de lixo domiciliar encaminharam pedido de ajuda ao Ministério Público do Meio Ambiente. Segundo o presidente da comissão, deputado José Bonifácio (PDT), agora ficará mais fácil investigar tais contratos de terceirização.

Além disso, enviará ofício ao Tribunal de Contas do Estado solicitando cópia de todos os contratos e os editais de contratação de serviço de coleta de lixo.
Bola cheia

Desde que anunciou a saída do PMDB, o deputado estadual José Távora (sem partido) está sendo mais assediado do que moça bonita em baile na roça. Parlamentares do PPS, PT e do PSDB o teriam convidado para engrossar as fileiras.

A saída do PMDB deu-se por não ter digerido o fato de o partido tê-lo preterido em 2004 para concorrer à Prefeitura de Nova Iguaçu. Botaram o ex-prefeito Mário Marques para concorrer à reeleição e deu no que deu - a eleição de Lindberg Farias.

  :quevedo:  :pensativo:  :cry:
" O medo de sofrer é pior do que o próprio sofrimento. E nenhum coração jamais sofreu quando foi em busca de seus sonhos.”
http://cantinhodarina.blogspot.com/

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!