Forum Clube Cetico

Discussões => Ceticismo => Tópico iniciado por: 4 Ton Mantis em 11 de Fevereiro de 2010, 21:14:34

Título: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: 4 Ton Mantis em 11 de Fevereiro de 2010, 21:14:34
Frente a acontecimentos "sobrenaturais",como um cético faz a análise dos fatos ? Simplesmente descarta,nega enfaticamente ?
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Gaúcho em 11 de Fevereiro de 2010, 21:35:22
Que acontecimentos "sobrenaturais"?
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Gigaview em 11 de Fevereiro de 2010, 21:54:13
Que acontecimentos "sobrenaturais"?

 :histeria:

Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Moro em 11 de Fevereiro de 2010, 22:06:48
e o tópico terminou. Pronto.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: _Juca_ em 11 de Fevereiro de 2010, 22:52:34
e o tópico terminou. Pronto.

Uia!!!!  :parede:
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: diego_h em 12 de Fevereiro de 2010, 01:47:16
Geralmente meu humor se eleva...

Essa é minha unica reação.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Flavia em 12 de Fevereiro de 2010, 01:52:27
Ora, é só usar a principal ferramenta de um cético: a dúvida.
:)
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Leafar em 12 de Fevereiro de 2010, 08:13:54
Frente a acontecimentos "sobrenaturais",como um cético faz a análise dos fatos ? Simplesmente descarta,nega enfaticamente ?
Eu iria responder: "E quando é que cético analisa alguma coisa? O ônus da prova não lhes cabe."

Mas os amigos acima já responderam por mim. Obrigado!

Um abraço.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: 4 Ton Mantis em 12 de Fevereiro de 2010, 09:03:42
Que acontecimentos "sobrenaturais"?

Deixe eu perguntar melhor...cientificamente,como se analisa fatos que têm o rótulo de "sobrenaturais" ?
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Gigaview em 12 de Fevereiro de 2010, 09:54:19
Que acontecimentos "sobrenaturais"?

Deixe eu perguntar melhor...cientificamente,como se analisa fatos que têm o rótulo de "sobrenaturais" ?

Quem rotula alguma coisa de sobrenatural é um crente por definição pois acredita que existe uma outra natureza.  Os céticos podem (e devem) admitir que existem fenômenos que não podem ser explicados (e a natureza está repleta deles), mas jamais considerar um fenômeno sobrenatural por mais estranho e desconcertante que ela possa ser. Em outras palavras, tudo é natural, porque apesar de não conhecermos as leis que regem esses fatos, eles fazem parte da nossa realidade, da nossa natureza, do nosso universo.

A aplicação do método científico ainda é o melhor caminho para se lidar com os fatos (naturais), embora isso possa lhe parecer redundante considerando a forma da sua pergunta.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Gigaview em 12 de Fevereiro de 2010, 10:09:48
Frente a acontecimentos "sobrenaturais",como um cético faz a análise dos fatos ? Simplesmente descarta,nega enfaticamente ?
Eu iria responder: "E quando é que cético analisa alguma coisa? O ônus da prova não lhes cabe."

Mas os amigos acima já responderam por mim. Obrigado!

Um abraço.

Presumo que você se refere a sobrenatural = espiritual.

Os céticos usam a metodologia científica como sua ferramenta de investigação e análise e isso envolve critérios e condições bastante rigorosas que o os seus espíritos se recusam a aceitar. Evidências anedóticas não se encaixam na metodologia científica, apesar de serem bem acolhidas na pseudociência espiritóide.

Convença os seus espíritos a se materializarem num laboratório de notoriedade científica e eles serão analisados. Por que não fazem isso? Será que é só para fazer crentes como você passarem vexame defendendo o que não pode ser provado?
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Mr. Mustard em 12 de Fevereiro de 2010, 10:17:50
Que acontecimentos "sobrenaturais"?

 :histeria:



[2]
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Gigaview em 12 de Fevereiro de 2010, 10:24:19
Ora, é só usar a principal ferramenta de um cético: a dúvida.
:)

Não é duvidar apenas por duvidar. Isso não é ceticismo. A dúvida deve ser criteriosa, isto é, baseada em perguntas que seguem uma metodologia de investigação. Como disse acima, pode acontecer que nos deparamos com fatos estranhos, sem respostas. Nesse ponto é necessário disciplina para não embarcar em especulações sem fundamentos. Nessa hora devemos estar preparados para dizer NÃO SEI e reiniciar todo o processo com novas perguntas num ciclo que vai se repetir sempre que necessário. Com o crente é diferente. O crente não faz perguntas, é assim por que deus quis, os espíritos disseram, Amon Rá ditou etc e por isso é verdade. Alguns fingem que fazem perguntas que só servem para reforçar verdades dogmáticas.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Moro em 12 de Fevereiro de 2010, 10:55:18
Frente a acontecimentos "sobrenaturais",como um cético faz a análise dos fatos ? Simplesmente descarta,nega enfaticamente ?
Eu iria responder: "E quando é que cético analisa alguma coisa? O ônus da prova não lhes cabe."

Mas os amigos acima já responderam por mim. Obrigado!

Um abraço.

deixa eu ver.. quando um cientista quer provar algo ele não analisa nada porque o ônus da prova não lhe cabe??

Cara, um cético pode querer provar a existência do espírito e aí lhe caberá o ônus da prova. O que não pode é um religioso querer provar a existência de um espírito através de "filosofia" (muito) barata

Eu acho que realmente o Leafar não consegue entender as coisas.. sério.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Rios em 12 de Fevereiro de 2010, 11:01:04

Convença os seus espíritos a se materializarem num laboratório de notoriedade científica e eles serão analisados. Por que não fazem isso? Será que é só para fazer crentes como você passarem vexame defendendo o que não pode ser provado?

COMO é possível alguem acreditar que espíritos podem aparecer à vontade para:

Assombrar casas, girar mesas, mover copos, escrever livros inteiros, se comunicar via internet, etc...
Mas ao mesmo tempo são proibidos de aparecer em um laboratório de pesquisa!

caramba, é muita contradição!

Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Dbohr em 12 de Fevereiro de 2010, 11:11:37
Sabe o que me deixa curioso, Leafar? Que em todo o mundo espiritual, que até os espíritas admitem ser povoados por espíritos baixos e zombeteiros, não tenha aparecido um só disposto a quebrar essa regra não-escrita (não-psicografada? :hihi:) e que queira se mostrar para um cientista.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: _Juca_ em 12 de Fevereiro de 2010, 11:36:22
Frente a acontecimentos "sobrenaturais",como um cético faz a análise dos fatos ? Simplesmente descarta,nega enfaticamente ?
Eu iria responder: "E quando é que cético analisa alguma coisa? O ônus da prova não lhes cabe."

Mas os amigos acima já responderam por mim. Obrigado!

Um abraço.

deixa eu ver.. quando um cientista quer provar algo ele não analisa nada porque o ônus da prova não lhe cabe??

Cara, um cético pode querer provar a existência do espírito e aí lhe caberá o ônus da prova. O que não pode é um religioso querer provar a existência de um espírito através de "filosofia" (muito) barata

Eu acho que realmente o Leafar não consegue entender as coisas.. sério.

Mais um que precisa ser mais honesto consigo mesmo. É pura autoenganação.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Gigaview em 12 de Fevereiro de 2010, 13:39:30
O caso é mesmo patológico.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Flavia em 12 de Fevereiro de 2010, 14:22:37
Ora, é só usar a principal ferramenta de um cético: a dúvida.
:)

Não é duvidar apenas por duvidar. Isso não é ceticismo. A dúvida deve ser criteriosa, isto é, baseada em perguntas que seguem uma metodologia de investigação. Como disse acima, pode acontecer que nos deparamos com fatos estranhos, sem respostas. Nesse ponto é necessário disciplina para não embarcar em especulações sem fundamentos. Nessa hora devemos estar preparados para dizer NÃO SEI e reiniciar todo o processo com novas perguntas num ciclo que vai se repetir sempre que necessário. Com o crente é diferente. O crente não faz perguntas, é assim por que deus quis, os espíritos disseram, Amon Rá ditou etc e por isso é verdade. Alguns fingem que fazem perguntas que só servem para reforçar verdades dogmáticas.

Eu não disse que era duvidar só por duvidar em momento algum. Se me faltou especificar, faço-o agora: a dúvida para saber, entender, e não um simples questionamento para ser "do contra". Se há algum evento que eu não entendo, investigo e procuro sobre o que ocorreu. E não havendo explicações, aí cabe admitir a ignorância ante o acontecido.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Leafar em 12 de Fevereiro de 2010, 16:20:39
Sabe o que me deixa curioso, Leafar? Que em todo o mundo espiritual, que até os espíritas admitem ser povoados por espíritos baixos e zombeteiros, não tenha aparecido um só disposto a quebrar essa regra não-escrita (não-psicografada? :hihi:) e que queira se mostrar para um cientista.
Eu sei que a resposta não vai satisfazê-lo, mas lá vai assim mesmo, porque eu não tenho outra. Os zombeteiros e baixos podem até querer fazê-lo, mas são proibidos pelos mais altos de se manifestarem fora das condições que lhes são permitidas. Há uma citação da Revista Espírita que ilustra bem essa situação:

17. Poderíeis prestar-vos a uma pequena experiência de prova, não motivada pela curiosidade, mas pelo desejo de nos instruirmos?
Resp. – De modo algum; isto me é expressamente proibido.

18. Era para lerdes a pergunta que acabam de me trazer e respondê-la sem que eu a dissesse.
Resp. – Eu o poderia, mas, repito, isto me é proibido.

19. Como tendes consciência da proibição que vos fizeram?
Resp. – Pela comunicação do pensamento do Espírito que mo proíbe.

20. Pois bem! Eis a pergunta:.... (Revista Espírita março/1860, Estudo sobre o Espírito de pessoas vivas - Dr. Vignal, pág. 133)

http://www.opiniaoespirita.org/downloads/re_1866_feb.pdf

Portanto, os espíritos só se manifestam aonde são permitidos pelos superiores. Os bons não se manifestam indevidamente por persuasão, e os outros por constrangimento (proibição).

Um abraço.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: 4 Ton Mantis em 12 de Fevereiro de 2010, 16:48:47
Ora, é só usar a principal ferramenta de um cético: a dúvida.
:)

Não é duvidar apenas por duvidar. Isso não é ceticismo. A dúvida deve ser criteriosa, isto é, baseada em perguntas que seguem uma metodologia de investigação. Como disse acima, pode acontecer que nos deparamos com fatos estranhos, sem respostas. Nesse ponto é necessário disciplina para não embarcar em especulações sem fundamentos. Nessa hora devemos estar preparados para dizer NÃO SEI e reiniciar todo o processo com novas perguntas num ciclo que vai se repetir sempre que necessário. Com o crente é diferente. O crente não faz perguntas, é assim por que deus quis, os espíritos disseram, Amon Rá ditou etc e por isso é verdade. Alguns fingem que fazem perguntas que só servem para reforçar verdades dogmáticas.

Quer dizer que o fato de um cientista pesquisar fatos ditos "sobrenaturais" o torna um crente/religioso enrustido ?
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: _Juca_ em 12 de Fevereiro de 2010, 17:27:09
Nem os fatos sobrenaturais fogem à ciência. O que os religiosos não percebem é que qualquer fato religioso, como por exemplo, a criação do mundo em 7 dias por um ser mágico ou a sua própria existência  como um todo poderoso,se comprovado, mudaria tudo aquilo que até hoje a ciência produziu, como muitas das leis da física.
Nada poderia ser como é no mundo da ciência se o mundo da religião fosse de verdade.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Gigaview em 12 de Fevereiro de 2010, 18:01:17
Ora, é só usar a principal ferramenta de um cético: a dúvida.
:)

Não é duvidar apenas por duvidar. Isso não é ceticismo. A dúvida deve ser criteriosa, isto é, baseada em perguntas que seguem uma metodologia de investigação. Como disse acima, pode acontecer que nos deparamos com fatos estranhos, sem respostas. Nesse ponto é necessário disciplina para não embarcar em especulações sem fundamentos. Nessa hora devemos estar preparados para dizer NÃO SEI e reiniciar todo o processo com novas perguntas num ciclo que vai se repetir sempre que necessário. Com o crente é diferente. O crente não faz perguntas, é assim por que deus quis, os espíritos disseram, Amon Rá ditou etc e por isso é verdade. Alguns fingem que fazem perguntas que só servem para reforçar verdades dogmáticas.

Quer dizer que o fato de um cientista pesquisar fatos ditos "sobrenaturais" o torna um crente/religioso enrustido ?

Veja este exemplo.

Se vemos uma mesa levitando no espaço por sí mesma estamos diante de um fenômeno que contraria a gravidade (fenômeno natural) e portanto merece ser explicado.

Se vemos uma mesa levitando no espaço e acreditamos que ela é sustentada por espíritos invisíveis estamos diante de um fenômeno sobrenatural para o qual já temos uma explicação.

Cientistas de verdade observam apenas que um objeto levitou  (fato) e tentam se cercar de todas as evidências que ele levitou por sí mesmo para descobrir como e por que isso acontece depois de realizar todas análises e experimentos necessários.

Pseudocientistas poderiam partir do princípio que existem espíritos capazes de levitar coisas e tentar descobrir como eles levitam a mesa. Quando querem repetir o experimento, não hesitariam em suplicar aos espíritos que seus pedidos sejam atendidos. (Note que nas "pesquisas" de "transcomunicação instrumental" os experimentos são precedidos de sessões espíritas para chamar os agentes "responsáveis" pelo fenômeno.)

Cientistas de verdade não deixam suas crenças interferirem em suas pesquisas, que devem ser conduzidas sob o rigor da metodologia científica, por outro lado, na pseudociência vale tudo e por isso ela não vale nada.

Ainda utilizando o mesmo exemplo...

Mesas que levitam depois do jantar, diante a vovó, da titia e do cachorrinho são consideradas evidências anedóticas. Não existe lugar para evidências anedóticas na Ciência pois carecem de informações para serem consideradas com seriedade. Por outro lado, mesas não levitam em laboratórios como costumam fazer nas salas de jantar das vovós. Os crentes têm explicação pronta para isso e acusam a ciência de não levar a sério o fenômeno da levitação das mesas. E é para levar a sério?
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Moro em 12 de Fevereiro de 2010, 21:23:37
Sabe o que me deixa curioso, Leafar? Que em todo o mundo espiritual, que até os espíritas admitem ser povoados por espíritos baixos e zombeteiros, não tenha aparecido um só disposto a quebrar essa regra não-escrita (não-psicografada? :hihi:) e que queira se mostrar para um cientista.
Eu sei que a resposta não vai satisfazê-lo, mas lá vai assim mesmo, porque eu não tenho outra. Os zombeteiros e baixos podem até querer fazê-lo, mas são proibidos pelos mais altos de se manifestarem fora das condições que lhes são permitidas. Há uma citação da Revista Espírita que ilustra bem essa situação:

17. Poderíeis prestar-vos a uma pequena experiência de prova, não motivada pela curiosidade, mas pelo desejo de nos instruirmos?
Resp. – De modo algum; isto me é expressamente proibido.

18. Era para lerdes a pergunta que acabam de me trazer e respondê-la sem que eu a dissesse.
Resp. – Eu o poderia, mas, repito, isto me é proibido.

19. Como tendes consciência da proibição que vos fizeram?
Resp. – Pela comunicação do pensamento do Espírito que mo proíbe.

20. Pois bem! Eis a pergunta:.... (Revista Espírita março/1860, Estudo sobre o Espírito de pessoas vivas - Dr. Vignal, pág. 133)

http://www.opiniaoespirita.org/downloads/re_1866_feb.pdf

Portanto, os espíritos só se manifestam aonde são permitidos pelos superiores. Os bons não se manifestam indevidamente por persuasão, e os outros por constrangimento (proibição).

Um abraço.

e o bondoso deus permite espíritos obsediarem(SIC) as pessoas e não permitem que se mostrem?
E os merdas dos espíritos evoluídos fazem um livro inteiro (cheio de besteiras) e não conseguem ver o objeto de um quarto fechado e assim ajudar toda a humanidade?

Cadê o senso do ridículo?
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Gigaview em 12 de Fevereiro de 2010, 21:35:15
Sabe o que me deixa curioso, Leafar? Que em todo o mundo espiritual, que até os espíritas admitem ser povoados por espíritos baixos e zombeteiros, não tenha aparecido um só disposto a quebrar essa regra não-escrita (não-psicografada? :hihi:) e que queira se mostrar para um cientista.
Eu sei que a resposta não vai satisfazê-lo, mas lá vai assim mesmo, porque eu não tenho outra. Os zombeteiros e baixos podem até querer fazê-lo, mas são proibidos pelos mais altos de se manifestarem fora das condições que lhes são permitidas. Há uma citação da Revista Espírita que ilustra bem essa situação:

17. Poderíeis prestar-vos a uma pequena experiência de prova, não motivada pela curiosidade, mas pelo desejo de nos instruirmos?
Resp. – De modo algum; isto me é expressamente proibido.

18. Era para lerdes a pergunta que acabam de me trazer e respondê-la sem que eu a dissesse.
Resp. – Eu o poderia, mas, repito, isto me é proibido.

19. Como tendes consciência da proibição que vos fizeram?
Resp. – Pela comunicação do pensamento do Espírito que mo proíbe.

20. Pois bem! Eis a pergunta:.... (Revista Espírita março/1860, Estudo sobre o Espírito de pessoas vivas - Dr. Vignal, pág. 133)

http://www.opiniaoespirita.org/downloads/re_1866_feb.pdf

Portanto, os espíritos só se manifestam aonde são permitidos pelos superiores. Os bons não se manifestam indevidamente por persuasão, e os outros por constrangimento (proibição).

Um abraço.

e o bondoso deus permite espíritos obsediarem(SIC) as pessoas e não permitem que se mostrem?
E os merdas dos espíritos evoluídos fazem um livro inteiro (cheio de besteiras) e não conseguem ver o objeto de um quarto fechado e assim ajudar toda a humanidade?

Cadê o senso do ridículo?

Só faltava essa...ditadura espiritual com direito a censura. Fico tentando imaginar o que poderia acontecer ao espírito desobediente...é muita xaropada mesmo!!!!

Como é que esse pessoal leva essas porcarias a sério? Como disse antes, só pode ter origem patológica é a única explicação aceitável.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Leafar em 12 de Fevereiro de 2010, 22:06:48
e o bondoso deus permite espíritos obsediarem(SIC) as pessoas e não permitem que se mostrem?
Nem sempre permitem obsediarem e nem sempre proíbem que se mostrem.

E os merdas dos espíritos evoluídos fazem um livro inteiro (cheio de besteiras) e não conseguem ver o objeto de um quarto fechado e assim ajudar toda a humanidade?
Se eu achasse que isso ajudaria a humanidade, eu concordaria com você.
Só faltava essa...ditadura espiritual com direito a censura. Fico tentando imaginar o que poderia acontecer ao espírito desobediente...é muita xaropada mesmo!!!!
Não é possível a desobediência. O espírito desobediente seria impedido de agir antes mesmo de tentar.

274. Da existência de diferentes ordens de Espíritos, resulta para estes alguma hierarquia de poderes? Há entre eles subordinação e autoridade?
“Muito grande. Os Espíritos têm uns sobre os outros a autoridade correspondente ao grau de superioridade que hajam alcançado, autoridade que eles exercem por um ascendente moral irresistível.”

a) - Podem os Espíritos inferiores subtrair-se à autoridade dos que lhes são superiores?
“Eu disse: irresistível.” (O Livro dos Espíritos)

Um abraço.

P.S.: Editei só para inserir a referência, que eu havia esquecido.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Spitfire em 12 de Fevereiro de 2010, 22:12:17
Citar
274. Da existência de diferentes ordens de Espíritos, resulta para estes alguma hierarquia de poderes? Há entre eles subordinação e autoridade?
“Muito grande. Os Espíritos têm uns sobre os outros a autoridade correspondente ao grau de superioridade que hajam alcançado, autoridade que eles exercem por um ascendente moral irresistível.”

(http://reformedcovenanter.files.wordpress.com/2008/07/tropas-nazis.jpg)
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Leafar em 12 de Fevereiro de 2010, 22:13:35
Aff.... Lei de Godwin!
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Moro em 12 de Fevereiro de 2010, 22:13:52
e o bondoso deus permite espíritos obsediarem(SIC) as pessoas e não permitem que se mostrem?
Nem sempre permitem obsediarem e nem sempre proíbem que se mostrem.

E os merdas dos espíritos evoluídos fazem um livro inteiro (cheio de besteiras) e não conseguem ver o objeto de um quarto fechado e assim ajudar toda a humanidade?
Se eu achasse que isso ajudaria a humanidade, eu concordaria com você.
Só faltava essa...ditadura espiritual com direito a censura. Fico tentando imaginar o que poderia acontecer ao espírito desobediente...é muita xaropada mesmo!!!!
Não é possível a desobediência. O espírito desobediente seria impedido de agir antes mesmo de tentar.

274. Da existência de diferentes ordens de Espíritos, resulta para estes alguma hierarquia de poderes? Há entre eles subordinação e autoridade?
“Muito grande. Os Espíritos têm uns sobre os outros a autoridade correspondente ao grau de superioridade que hajam alcançado, autoridade que eles exercem por um ascendente moral irresistível.”

a) - Podem os Espíritos inferiores subtrair-se à autoridade dos que lhes são superiores?
“Eu disse: irresistível.”

Um abraço.

então não é proibido obsediar? E não é proibido se mostrar, desde que a demonstração não seja cabal...

que interessante ... parece até a explicação de uma crença estúpida que não pode se sustentar e fica inventando regras idiotas para continuar se escondendo dos fatos..  mas só parece
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Moro em 12 de Fevereiro de 2010, 22:15:54
os espíritos são tão idiotas quanto deus. Eles podem proibir o mal (obsessão) mas estão cagando para isso. Mas ficam P da vida e usam sua autoridade moral quando algum espírito quer dar uma prova de sua existência a um cientista por exemplo.

Esses espíritos malandrinhos...
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Leafar em 12 de Fevereiro de 2010, 22:27:13
então não é proibido obsediar? E não é proibido se mostrar, desde que a demonstração não seja cabal...

que interessante ... parece até a explicação de uma crença estúpida que não pode se sustentar e fica inventando regras idiotas para continuar se escondendo dos fatos..  mas só parece
Um dos motivos das encarnações é o desenvolvimento da inteligência. Se os espíritos se mostrassem constantemente por provas banais, não existiria nenhum esforço intelectual. Então, não é por aí que se deve caminhar.

Os fatos não estão escondidos e eles se mostram mais frequentemente do que supõe. Mas a percepção de sua existência precisa se dar por via racional, e não somente por via dos 5 sentidos, pelo menos para a maioria das pessoas. É bastante natural crer que os espíritos, em existindo, esperariam mais da nossa inteligência.

os espíritos são tão idiotas quanto deus. Eles podem proibir o mal (obsessão) mas estão cagando para isso.
Pior do que proibir o mal seria proibir o livre-arbítrio. O mal não é impedido sempre, mas é sempre mantido sob controle, para que não ultrapassem os limites a eles impostos. E além do mais, os maus só atingem os maus, ou aqueles que estão em provas. Só isso. Então, não há problemas morais nisso.

Um abraço.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: _Juca_ em 12 de Fevereiro de 2010, 22:30:56
Citar
Um dos motivos das encarnações é o desenvolvimento da inteligência. Se os espíritos se mostrassem constantemente por provas banais, não existiria nenhum esforço intelectual.

Estou fazendo um esforço danado pra entender, e não estou conseguindo. Onde está a lógica?
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Leafar em 12 de Fevereiro de 2010, 22:37:40
Se esforce um pouco mais então. Pode perfeitamente não concordar comigo, mas acho que me fiz bastante claro a quem quer que queira entender.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: _Juca_ em 12 de Fevereiro de 2010, 22:47:21
Se esforce um pouco mais então. Pode perfeitamente não concordar comigo, mas acho que me fiz bastante claro a quem quer que queira entender.

Não foi claro não, me explique como se eu fosse uma criança, por favor. Onde é que está a lógica dos espíritos se revelarem com relação ao seu crescimento intelectual que se dá através das reencarnações?
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Gigaview em 12 de Fevereiro de 2010, 22:48:25
Citar
Um dos motivos das encarnações é o desenvolvimento da inteligência. Se os espíritos se mostrassem constantemente por provas banais, não existiria nenhum esforço intelectual.

Estou fazendo um esforço danado pra entender, e não estou conseguindo. Onde está a lógica?

Quer dizer então que a métrica da superioridade espiritual é o QI? Espíritos superiores são mais inteligentes porque desenvolvem a inteligência nas sucessivas encarnações?

Logo todos os espíritos superiores encarnados estão na MENSA (http://www.mensa.org/index0.php?page=10).

Essa é a maior xaropada dos últimos 10 minutos. Isso já está ficando doentio. Estamos entrando no terreno da vigilância sanitária.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Leafar em 12 de Fevereiro de 2010, 23:01:41
Se esforce um pouco mais então. Pode perfeitamente não concordar comigo, mas acho que me fiz bastante claro a quem quer que queira entender.

Não foi claro não, me explique como se eu fosse uma criança, por favor. Onde é que está a lógica dos espíritos se revelarem com relação ao seu crescimento intelectual que se dá através das reencarnações?
Em supondo-se as reencarnações uma realidade, seria fato que esquecemos, enquanto estamos por aqui, uma parte da realidade, que precisaria ser "redescoberta". É nesse esforço intelectual/moral para a "redescoberta" que as individualidades progrediriam. Se os espíritos se mostrassem para nós tal qual se mostram no próprio mundo espiritual, para que então o esquecimento temporário? Por isso as provas esdrúxulas e simplóreas que têm sido requisitadas seriam proibidas pelos espíritos de ordem mais elevada, porque isso anularia o esforço racional. Por isso também os espíritos não revelariam descobertas científicas, etc...

Os dados necessários para fundamentar a crença estão já disponíveis. Basta garimpá-los e tirar-lhes as consequências lógicas. É do seu próprio interesse a solução dessa questão, e não dos espíritos em fazer que você creia neles. Reflita sobre isso e vai entender.

Um abraço.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Leafar em 12 de Fevereiro de 2010, 23:06:15
Citar
Um dos motivos das encarnações é o desenvolvimento da inteligência. Se os espíritos se mostrassem constantemente por provas banais, não existiria nenhum esforço intelectual.

Estou fazendo um esforço danado pra entender, e não estou conseguindo. Onde está a lógica?

Quer dizer então que a métrica da superioridade espiritual é o QI? Espíritos superiores são mais inteligentes porque desenvolvem a inteligência nas sucessivas encarnações?
Mas é claro!

Mas o desenvolvimento intelectual por si só não é suficiente para a superioridade espiritual. É preciso também o desenvolvimento moral, que também é exercitado nas encarnações, e que se sucede ao desenvolvimento intelectual. Os inteligentes e maus são só medianamente desenvolvidos.

Um abraço.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Gigaview em 12 de Fevereiro de 2010, 23:16:51
Citar
Um dos motivos das encarnações é o desenvolvimento da inteligência. Se os espíritos se mostrassem constantemente por provas banais, não existiria nenhum esforço intelectual.

Estou fazendo um esforço danado pra entender, e não estou conseguindo. Onde está a lógica?

Quer dizer então que a métrica da superioridade espiritual é o QI? Espíritos superiores são mais inteligentes porque desenvolvem a inteligência nas sucessivas encarnações?
Mas é claro!

Mas o desenvolvimento intelectual por si só não é suficiente para a superioridade espiritual. É preciso também o desenvolvimento moral, que também é exercitado nas encarnações, e que se sucede ao desenvolvimento intelectual. Os inteligentes e maus são só medianamente desenvolvidos.

Um abraço.

Então se a métrica do desenvolvimento espiritual é o QI, espíritos superiores devem ser extremamente inteligentes, e se o são, por que é que dizem tanta merda? Por que erram tanto? Por que ditaram uma DE racista e insustentável do ponto de vista científico? Será que é porque são brincalhões?

Leafar, mentes inteligentes, lógicas e racionais jamais assimilariam idéias tão burras e fantasiosas quanto essas. Tem muita coisa errada aí, e você insiste em não enxergar.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Gigaview em 12 de Fevereiro de 2010, 23:22:39
Os ateus são mais inteligentes?
A pergunta é provocadora. De acordo com um artigo que será publicado neste mês no jornal britânico de psicologia "Intelligence", a resposta é sim. Foram comparados 137 países: em 60% deles, os crentes são os de QI menor.

http://en.octopop.com/Community_-Pensar-o-Mundo-_1446476_-Os-ateus-sao-mais-inteligentes-_24406575.html

Quer dizer, os espíritos reencarnam ficam mais inteligentes e se tornam ateus e voltam como espíritos superiores superinteligentes que só dizem merda.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: _Juca_ em 12 de Fevereiro de 2010, 23:22:57
Se esforce um pouco mais então. Pode perfeitamente não concordar comigo, mas acho que me fiz bastante claro a quem quer que queira entender.

Não foi claro não, me explique como se eu fosse uma criança, por favor. Onde é que está a lógica dos espíritos se revelarem com relação ao seu crescimento intelectual que se dá através das reencarnações?
Em supondo-se as reencarnações uma realidade, seria fato que esquecemos, enquanto estamos por aqui, uma parte da realidade, que precisaria ser "redescoberta". É nesse esforço intelectual/moral para a "redescoberta" que as individualidades progrediriam. Se os espíritos se mostrassem para nós tal qual se mostram no próprio mundo espiritual, para que então o esquecimento temporário? Por isso as provas esdrúxulas e simplóreas que têm sido requisitadas seriam proibidas pelos espíritos de ordem mais elevada, porque isso anularia o esforço racional. Por isso também os espíritos não revelariam descobertas científicas, etc...

Os dados necessários para fundamentar a crença estão já disponíveis. Basta garimpá-los e tirar-lhes as consequências lógicas. É do seu próprio interesse a solução dessa questão, e não dos espíritos em fazer que você creia neles. Reflita sobre isso e vai entender.

Um abraço.

Hmmm, tá! Mas porque você sabe tudo isso, então.  Essa "revelação" não deveria ser proibida para todos, já que esquecer é vital para a evolução? Não seria mais fácil saber quais foram os meus erros para aprender com eles ? Porque não ter provas cabais e materiais dos espíritos seria banal? Não seria muito melhor se todos tivessem a certeza da existência de espíritos e suas doutrinas, e assim caminhassem mais rápido para a evolução, sabendo onde evitar os obstáculos ?

Porque fazer mistério da verdade, se somente a verdade nos salvará?  A lógica continua torta pra mim, e aí?
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Leafar em 12 de Fevereiro de 2010, 23:24:33
Então se a métrica do desenvolvimento espiritual é o QI, espíritos superiores devem ser extremamente inteligentes, e se o são, por que é que dizem tanta merda? Por que erram tanto? Por que ditaram uma DE racista e insustentável do ponto de vista científico? Será que é porque são brincalhões?
Primeiro que não dizem "tanta m..." e nem erram tanto, conforme eu já demonstrei em outros tópicos. As análises é que têm sido parciais. Segundo porque não ditaram uma doutrina racista e nem sequer insustentável do ponto de vista científico. A crítica é que tem sido, mais uma vez, parcial, maldosa e malevolente. Kardec e os espíritos estão sendo condenados nesse sentido simplesmente por não serem cegos, como se "ver" fosse um pecado mortal. E os brincalhões têm em todo lugar, mas esses não são os realmente superiores.

Um abraço.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: _Juca_ em 12 de Fevereiro de 2010, 23:24:49
Os ateus são mais inteligentes?
A pergunta é provocadora. De acordo com um artigo que será publicado neste mês no jornal britânico de psicologia "Intelligence", a resposta é sim. Foram comparados 137 países: em 60% deles, os crentes são os de QI menor.

http://en.octopop.com/Community_-Pensar-o-Mundo-_1446476_-Os-ateus-sao-mais-inteligentes-_24406575.html

Quer dizer, os espíritos reencarnam ficam mais inteligentes e se tornam ateus e voltam como espíritos superiores superinteligentes que só dizem merda.

Falar que ateus são mais inteligentes beira o preconceito, eu acho que ateus são mais esclarecidos, e só.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: FxF em 12 de Fevereiro de 2010, 23:25:04
Aff.... Lei de Godwin!
Leafar, você devia dar uma olhada no que a falácia significa, antes de sair falando.

- Eu não bebo e não como muita carne, quero manter minha saúde!
- Ah, mas Hitler praticava a abstinência e era vegetariano!!


Isso é um exemplo de Lei de Godwin. "Hitler fazia X, portanto X é ruim" Agora, um exemplo de algo que NÃO é Lei de Godwin:

- Eu acho que vale a pena um mundo melhor mesmo se precisarmos eliminar alguns povos para isso.
- Hitler tinha a mesma filosofia


Percebeu a diferença?
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: FxF em 12 de Fevereiro de 2010, 23:33:40
Primeiro que não dizem "tanta m..." e nem erram tanto, conforme eu já demonstrei em outros tópicos. As análises é que têm sido parciais.
A SUA análise é parcial. Você não vê o quão contraditório é a sua mensagem?

Não falaram besteira do ponto de vista de um fiél que interpreta a bíblia livros espíritas a seu belo favor.
Segundo porque não ditaram uma doutrina racista e nem sequer insustentável do ponto de vista científico. A crítica é que tem sido, mais uma vez, parcial, maldosa e malevolente.
Coitadinho... <_<
Kardec e os espíritos estão sendo condenados nesse sentido simplesmente por não serem cegos, como se "ver" fosse um pecado mortal.
"Ver"? Engraçado que nada disso foi provado cientificamente. Pensando bem, "ver" é algo que pastor da Igreja Universal gosta de falar...
E os brincalhões têm em todo lugar, mas esses não são os realmente superiores.
Essa é nova! Acho que eu nunca ouvi um evangélico falar "Deus estava só brincando quando escreveu essa passagem da bíblia" :histeria:
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: FxF em 12 de Fevereiro de 2010, 23:39:06
Lista de descobertas científicas graças aos espíritos superiores:
- Piramides conservadoras de giletes;
- Cristáis que detectam espíritos;
- Ajudem...

Tá meio ruimzinho esses espíritos evoluídos, né não?
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Leafar em 12 de Fevereiro de 2010, 23:45:28
Se esforce um pouco mais então. Pode perfeitamente não concordar comigo, mas acho que me fiz bastante claro a quem quer que queira entender.

Não foi claro não, me explique como se eu fosse uma criança, por favor. Onde é que está a lógica dos espíritos se revelarem com relação ao seu crescimento intelectual que se dá através das reencarnações?
Em supondo-se as reencarnações uma realidade, seria fato que esquecemos, enquanto estamos por aqui, uma parte da realidade, que precisaria ser "redescoberta". É nesse esforço intelectual/moral para a "redescoberta" que as individualidades progrediriam. Se os espíritos se mostrassem para nós tal qual se mostram no próprio mundo espiritual, para que então o esquecimento temporário? Por isso as provas esdrúxulas e simplóreas que têm sido requisitadas seriam proibidas pelos espíritos de ordem mais elevada, porque isso anularia o esforço racional. Por isso também os espíritos não revelariam descobertas científicas, etc...

Os dados necessários para fundamentar a crença estão já disponíveis. Basta garimpá-los e tirar-lhes as consequências lógicas. É do seu próprio interesse a solução dessa questão, e não dos espíritos em fazer que você creia neles. Reflita sobre isso e vai entender.

Um abraço.

Hmmm, tá! Mas porque você sabe tudo isso, então.  Essa "revelação" não deveria ser proibida para todos, já que esquecer é vital para a evolução? Não seria mais fácil saber quais foram os meus erros para aprender com eles ? Porque não ter provas cabais e materiais dos espíritos seria banal? Não seria muito melhor se todos tivessem a certeza da existência de espíritos e suas doutrinas, e assim caminhassem mais rápido para a evolução, sabendo onde evitar os obstáculos ?

Porque fazer mistério da verdade, se somente a verdade nos salvará?  A lógica continua torta pra mim, e aí?
O vento sopra aonde quer e quando quer, jucavini. As verdades integrais deslumbram ao invés de esclarecer, principalmente quando a nossa razão não é suficientemente esclarecida para entendê-las. As revelações parciais são necessárias conforme a humanidade avança. É muito mais fácil para os espíritos perceberem o que a humanidade precisa do que nós que estamos mergulhados dentro dela, e por isso fariam as revelações na medida do que é necessário, conforme vamos caminhando. O Espiritismo mesmo, poderia ter vindo antes, mas ele morreria no nascedouro, porque as pessoas estavam satisfeitas com o que tinham. Ele veio no momento em que era mais apropriado. Assim é com tudo:

628. Por que a verdade não foi sempre posta ao alcance de toda gente?

“Importa que cada coisa venha a seu tempo. A verdade é como a luz: o homem precisa habituar-se a ela, pouco a pouco; do contrário, fica deslumbrado.
“Jamais permitiu Deus que o homem recebesse comunicações tão completas e instrutivas como as que hoje lhe são dadas. Havia, como sabeis, na antigüidade alguns indivíduos possuidores do que eles próprios consideravam uma ciência sagrada e da qual faziam mistério para os que, aos seus olhos, eram tidos por profanos. Pelo que conheceis das leis que regem estes fenômenos, deveis compreender que esses indivíduos apenas recebiam algumas verdades esparsas, dentro de um conjunto equívoco e, na maioria dos casos, emblemático. Entretanto, para o estudioso, não há nenhum sistema antigo de filosofia, nenhuma tradição, nenhuma religião, que seja desprezível, pois em tudo há germens de grandes verdades que, se bem pareçam contraditórias entre si, dispersas que se acham em meio de acessórios sem fundamento, facilmente coordenáveis se vos apresentam, graças à explicação que o Espiritismo dá de uma imensidade de coisas que até agora se vos afiguraram sem razão alguma e cuja realidade está hoje irrecusavelmente demonstrada. Não desprezeis, portanto, os objetos de estudo que esses materiais oferecem. Ricos eles são de tais objetos e podem contribuir grandemente para vossa instrução.” (O Livro dos Espíritos)

E não é a verdade que "salva". Se fosse assim, todos os que não a detivessem estariam irremissivelmente condenados. Entretanto, constitui-se em falta grave não buscar a verdade.

Um abraço.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Moro em 12 de Fevereiro de 2010, 23:47:38
então não é proibido obsediar? E não é proibido se mostrar, desde que a demonstração não seja cabal...

que interessante ... parece até a explicação de uma crença estúpida que não pode se sustentar e fica inventando regras idiotas para continuar se escondendo dos fatos..  mas só parece
Um dos motivos das encarnações é o desenvolvimento da inteligência. Se os espíritos se mostrassem constantemente por provas banais, não existiria nenhum esforço intelectual. Então, não é por aí que se deve caminhar.

Os fatos não estão escondidos e eles se mostram mais frequentemente do que supõe. Mas a percepção de sua existência precisa se dar por via racional, e não somente por via dos 5 sentidos, pelo menos para a maioria das pessoas. É bastante natural crer que os espíritos, em existindo, esperariam mais da nossa inteligência.

os espíritos são tão idiotas quanto deus. Eles podem proibir o mal (obsessão) mas estão cagando para isso.
Pior do que proibir o mal seria proibir o livre-arbítrio. O mal não é impedido sempre, mas é sempre mantido sob controle, para que não ultrapassem os limites a eles impostos. E além do mais, os maus só atingem os maus, ou aqueles que estão em provas. Só isso. Então, não há problemas morais nisso.

Um abraço.

Lógica para Leafar:
1- Os espíritos permitem o livre arbítrio dos obsessores
2- Os espíritos permitem o livre arbítrio dos espíritos que se mostram em filmes toscos do youtube. Ou que aparece em casa a noite...sei la.
3- Os espíritos não permitem o livre arbítrio dos espíritos que querem se mostrar para um cientista.
4- Os espíritos permitem o livre arbítrio dos espíritos que querem se mostrar para um cientista crente, desde que esse não faça testes.

Por coincidência, é o mesmo dragão na garagem de toda a crença.
Por coincidência, para se crer em tal racional tem que ser uma tosqueira absoluta.

Sinceramente, onde está o senso do ridículo aqui?
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Leafar em 12 de Fevereiro de 2010, 23:52:42
Os ateus são mais inteligentes?
A pergunta é provocadora. De acordo com um artigo que será publicado neste mês no jornal britânico de psicologia "Intelligence", a resposta é sim. Foram comparados 137 países: em 60% deles, os crentes são os de QI menor.

http://en.octopop.com/Community_-Pensar-o-Mundo-_1446476_-Os-ateus-sao-mais-inteligentes-_24406575.html

Quer dizer, os espíritos reencarnam ficam mais inteligentes e se tornam ateus e voltam como espíritos superiores superinteligentes que só dizem merda.
Peço aos foristas que leiam o link inteiro citado pelo Giga.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Gigaview em 12 de Fevereiro de 2010, 23:57:43
Então se a métrica do desenvolvimento espiritual é o QI, espíritos superiores devem ser extremamente inteligentes, e se o são, por que é que dizem tanta merda? Por que erram tanto? Por que ditaram uma DE racista e insustentável do ponto de vista científico? Será que é porque são brincalhões?
Primeiro que não dizem "tanta m..." e nem erram tanto, conforme eu já demonstrei em outros tópicos. As análises é que têm sido parciais. Segundo porque não ditaram uma doutrina racista e nem sequer insustentável do ponto de vista científico. A crítica é que tem sido, mais uma vez, parcial, maldosa e malevolente. Kardec e os espíritos estão sendo condenados nesse sentido simplesmente por não serem cegos, como se "ver" fosse um pecado mortal. E os brincalhões têm em todo lugar, mas esses não são os realmente superiores.

Um abraço.

Já provamos que a DE é racista.
Já provamos que a DE é insustentável do ponto de vista científico e que contém erros crassos.
Já mostramos que espíritos superiores só dizem merdas sem sentido.
A DE é ignorada pelos filósofos e pelos cientistas e só é citada como referência histórica.
O espiritismo é ignorado ou inexistente na maioria em todos os países desenvolvidos, inclusive na França, sua terra natal porque não há nada que se aproveite nele.

Portanto a DE não pode ser obra de espíritos superiores superinteligentes. É obra de um idiota, humano.

Só você é que não quer admitir isso.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Leafar em 13 de Fevereiro de 2010, 00:01:51
Então se a métrica do desenvolvimento espiritual é o QI, espíritos superiores devem ser extremamente inteligentes, e se o são, por que é que dizem tanta merda? Por que erram tanto? Por que ditaram uma DE racista e insustentável do ponto de vista científico? Será que é porque são brincalhões?
Primeiro que não dizem "tanta m..." e nem erram tanto, conforme eu já demonstrei em outros tópicos. As análises é que têm sido parciais. Segundo porque não ditaram uma doutrina racista e nem sequer insustentável do ponto de vista científico. A crítica é que tem sido, mais uma vez, parcial, maldosa e malevolente. Kardec e os espíritos estão sendo condenados nesse sentido simplesmente por não serem cegos, como se "ver" fosse um pecado mortal. E os brincalhões têm em todo lugar, mas esses não são os realmente superiores.

Um abraço.

provamos que a DE é racista.
provamos que a DE é insustentável do ponto de vista científico e que contém erros crassos.
mostramos que espíritos superiores só dizem merdas sem sentido.
A DE é ignorada pelos filósofos e pelos cientistas e só é citada como referência histórica.
O espiritismo é ignorado ou inexistente na maioria em todos os países desenvolvidos, inclusive na França, sua terra natal porque não há nada que se aproveite nele.

Portanto a DE não pode ser obra de espíritos superiores superinteligentes. É obra de um idiota, humano.

Só você é que não quer admitir isso.
Eu já lhe disse alguma vez que você não é cético coisa nenhuma e que você (e também outros aqui) é tão ou mais crente quanto eu? A única diferença entre nós é que nossas crenças divergem.

Ah.... em tempo (editando): e que eu admito ser crente, e você não. Pelo contrário, você fica aí se disfarçando de cético.

Um abraço.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Gigaview em 13 de Fevereiro de 2010, 00:22:43
Então se a métrica do desenvolvimento espiritual é o QI, espíritos superiores devem ser extremamente inteligentes, e se o são, por que é que dizem tanta merda? Por que erram tanto? Por que ditaram uma DE racista e insustentável do ponto de vista científico? Será que é porque são brincalhões?
Primeiro que não dizem "tanta m..." e nem erram tanto, conforme eu já demonstrei em outros tópicos. As análises é que têm sido parciais. Segundo porque não ditaram uma doutrina racista e nem sequer insustentável do ponto de vista científico. A crítica é que tem sido, mais uma vez, parcial, maldosa e malevolente. Kardec e os espíritos estão sendo condenados nesse sentido simplesmente por não serem cegos, como se "ver" fosse um pecado mortal. E os brincalhões têm em todo lugar, mas esses não são os realmente superiores.

Um abraço.

provamos que a DE é racista.
provamos que a DE é insustentável do ponto de vista científico e que contém erros crassos.
mostramos que espíritos superiores só dizem merdas sem sentido.
A DE é ignorada pelos filósofos e pelos cientistas e só é citada como referência histórica.
O espiritismo é ignorado ou inexistente na maioria em todos os países desenvolvidos, inclusive na França, sua terra natal porque não há nada que se aproveite nele.

Portanto a DE não pode ser obra de espíritos superiores superinteligentes. É obra de um idiota, humano.

Só você é que não quer admitir isso.
Eu já lhe disse alguma vez que você não é cético coisa nenhuma e que você (e também outros aqui) é tão ou mais crente quanto eu? A única diferença entre nós é que nossas crenças divergem.

Um abraço.

Você já foi refutado em todos esses pontos por mim e pelos demais foristas. Os argumentos estão aí registrados nos tópicos anteriores. Quem quiser ver é só pesquisar.

Além disso, você ainda não sabe o que é Ciência; não sabe distinguir bullshit de filosofia; mistura sistematicamnte religião e pseudociência e cria suas próprias evidências. Portanto não tem moral para dizer o que disse neste Clube Cético, onde você é apenas um intrometido que insiste em divulgar suas besteiras.

Já virou piada, há muito tempo. Volta pro Orkut - lá você vai virar herói.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Leafar em 13 de Fevereiro de 2010, 00:25:22
Você já foi refutado em todos esses pontos por mim e pelos demais foristas. Os argumentos estão aí registrados nos tópicos anteriores. Quem quiser ver é só pesquisar.
Faço minhas as tuas palavras grifadas acima.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Gigaview em 13 de Fevereiro de 2010, 00:30:19
Você já foi refutado em todos esses pontos por mim e pelos demais foristas. Os argumentos estão aí registrados nos tópicos anteriores. Quem quiser ver é só pesquisar.
Faço minhas as tuas palavras grifadas acima.

Todos aqui sabem que você já tem uma tradição em ser refutado - e até parece que você gosta disso. Cara, sério, procure ajuda. Você está precisando. Leia os seus posts de 2 anos para cá e você vai perceber o que estou dizendo.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Moro em 13 de Fevereiro de 2010, 00:41:19
Não sei o que o Leafar faz aqui. Puro troll, sério. Se não consegue entender o método científico e cético e quer argumentar sobre espirtismo, poderia ir para um fórum religioso.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Gigaview em 13 de Fevereiro de 2010, 00:55:42
Não sei o que o Leafar faz aqui. Puro troll, sério. Se não consegue entender o método científico e cético e quer argumentar sobre espirtismo, poderia ir para um fórum religioso.

O Leafar é um missionário que age como evangelhizador, aqui, de céticos. Vai despejando bullshit ao vento na esperança de ser ouvido e entendido sem se dar conta do rídiculo daquilo que diz, até porque ele acredita sinceramente nessas bobagens todas. Só, talvez, esteja começando a perceber que estamos ficando cansados dessa xaropada e principalmente dessa missão evangelhizadora.

Daqui para frente não hesitarei em denunciá-lo à moderação por proselitismo e espero que outros foristas também assumam esse compromisso. De fato, encheu o saco e as discussões estão longe de serem interessantes e são cada vez menos produtivas.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: FxF em 13 de Fevereiro de 2010, 04:59:24
Os ateus são mais inteligentes?
A pergunta é provocadora. De acordo com um artigo que será publicado neste mês no jornal britânico de psicologia "Intelligence", a resposta é sim. Foram comparados 137 países: em 60% deles, os crentes são os de QI menor.

http://en.octopop.com/Community_-Pensar-o-Mundo-_1446476_-Os-ateus-sao-mais-inteligentes-_24406575.html

Quer dizer, os espíritos reencarnam ficam mais inteligentes e se tornam ateus e voltam como espíritos superiores superinteligentes que só dizem merda.
Peço aos foristas que leiam o link inteiro citado pelo Giga.
E?

O texto mostra opiniões divergentes. Mas nada no texto que refute a relação entre QI e ateísmo...
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Dbohr em 13 de Fevereiro de 2010, 06:34:12
Eu gostaria de ter um semblante de discussão racional neste tópico, então vou pedir duas coisas:

1 - que o Leafar tente responder com mais isenção à linha de questionamento sobre a proibição dos espíritos de se mostrarem em laboratório em vez de se esquivar. Porque, sério, desse jeito é trollagem mesmo.

2 - que os demais colegas evitem xingar. Sim, ver a outra parte se esquivando é irritante, mas manter a compostura é de bom tom.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: _Juca_ em 13 de Fevereiro de 2010, 08:42:51
Citar
“Importa que cada coisa venha a seu tempo. A verdade é como a luz: o homem precisa habituar-se a ela, pouco a pouco; do contrário, fica deslumbrado.

É muita conveniência, não acha? O espírito precisa procurar o conhecimento,mas só é possível chegar a ele com sofrimento, só é possível chegar a ele se esquecendo do sofrimento quando encarnado, só é possível chegar a ele, lembrando do sofrimento quando desencarnado, só é possível chegar a ele se sabendo da verdade quando desencarnado e não revelá-la a quem mais precisa os desencarnados.

Você percebe o jogo de manipulação? Deixe a ingenuidade de lado e comece a ser mais crítico com sua doutrina, quem sabe você não se liberta e passa a viver em paz com as probabilidades da verdade.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: _Juca_ em 13 de Fevereiro de 2010, 08:44:16
Os ateus são mais inteligentes?
A pergunta é provocadora. De acordo com um artigo que será publicado neste mês no jornal britânico de psicologia "Intelligence", a resposta é sim. Foram comparados 137 países: em 60% deles, os crentes são os de QI menor.

http://en.octopop.com/Community_-Pensar-o-Mundo-_1446476_-Os-ateus-sao-mais-inteligentes-_24406575.html

Quer dizer, os espíritos reencarnam ficam mais inteligentes e se tornam ateus e voltam como espíritos superiores superinteligentes que só dizem merda.
Peço aos foristas que leiam o link inteiro citado pelo Giga.
E?

O texto mostra opiniões divergentes. Mas nada no texto que refute a relação entre QI e ateísmo...

Isso é rótulo Fox, não precisamos disso.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Leafar em 13 de Fevereiro de 2010, 12:51:36
1 - que o Leafar tente responder com mais isenção à linha de questionamento sobre a proibição dos espíritos de se mostrarem em laboratório em vez de se esquivar. Porque, sério, desse jeito é trollagem mesmo.
Eu não me esquivei, mas apenas dei respostas "suscintas" demais, em parte porque já tratei desse assunto em outras ocasiões, e a brevidade talvez tenha sido entendido como "fuga" do assunto.

Mas ok, vamos começar lá de trás novamente então, devagarinho.

A investigação da suposta existência dos espíritos é uma investigação científica como outra qualquer, porém com a diferença de que o objeto investigado não está submetido ao homem, e mais, teria poder sobre ele.

Quando investiga-se o comportamento de ratos de laboratório, ou animais, por exemplo, é fácil porque podemos subjugar os animais e observá-los até que demonstrem o comportamento que desejamos observar. Nesse caso, o ratinho fica lá na gaiola, submetido às vontades do observador. E mesmo assim é preciso esperar pacientemente que o bichinho se comporte da forma esperada (ou não), porque com todo o nosso poder não conseguimos obrigá-lo a fazer uma pirueta contra a vontade dele.

A observação dos espíritos é a mesma coisa, com a diferença capital de que agora seria o observador é que estaria na "gaiola", e sob o jugo do objeto a ser investigado, em outras palavras, estaríamos investigando seres que, em existindo, teriam poderes acima do da humanidade. Se os animais, que estão sob o nosso jugo, precisamos adestrar e esperar que eles tenham a boa vontade de se comportarem, imagine os espíritos. Então, em existindo, eles precisariam ser persuadidos a se manifestarem, e é intelectualmente desonesto afirmar que não existem só porque não se manifestam na hora em que queremos que eles se manifestem. O observador precisa se colocar nas condições apropriadas de observação, e não exigir que essa  condição lhes seja atendida. O engraçado é que muitos cientistas se contorcem e se colocam em posições às vezes as mais ridículas a fim de flagrar algum comportamento espontâneo de animais ou outras coisas na natureza, mas acham que devem ser obedecidos quando investigam espíritos: "Espírito: deita, rola, pula, mexe a mesa, leia o papelzinho, etc..." Não dá, concordam?

Coloquem-se no lugar do objeto observado. Se fosse eu, eu jamais me prestaria a experiências de adivinhação, pegando palavras e letrinhas como se eu fosse um cachorrinho bem treinado que pega o gravetinho e traz para o dono. Não é assim que as coisas devem ser conduzidas. Como eu já disse, é do nosso próprio interesse a solução dessa questão, porque tem a ver com o próprio futuro da humanidade e o nosso próprio futuro. Então nós é que deveríamos ser pró-ativos na investigação, e não exigirmos que o objeto investigado (os espíritos) o sejam.

Ainda pensando empaticamente, se eu fosse um espírito, eu ajudaria os pesquisadores sérios e persistentes, e ignoraria os que quisessem me submeter às suas vontades. Eu sinceramente não acho que estejamos abandonados pelos espíritos (em eles existindo), porque há bastante evidências materiais que podem ser investigadas e podem levar à convicção, como os desse vídeo abaixo.


Independemente das múltiplas explicações mais ou menos acertadas que foram dadas para o fenômeno, reparem que há provas materiais muito difíceis de se negar (16 pessoas feridas). Esse é um dos casos que eu sem medo de errar reputo a espíritos, até porque há casos semelhantes relatados em O Livro dos Médiuns e na Revista Espírita. A farsa seria a segunda possibilidade, mas à medida que o número de pessoas envolvidas aumenta, a farsa torna-se cada vez mais insustentável, pois todos têm que contar a mesma mentira e é muito raro que pessoas simples sejam capazes de sustentá-la sem se traírem. Esse é um dos casos em que a manifestação é espontânea e pode ser investigado. Mas há milhares de outros, e eu já citei vários aqui. Então, não estaríamos abandonados, não. Mas daí a achar que eles vão se colocar sob o jugo de pessoas que querem que eles se manifestem na hora que querem, vai longa distância.

Na Revista Espírita de janeiro de 1858 (a primeira) há um artigo e uma explicação sobre isso, na página 49: Os Médiuns Julgados. Refere-se a um artigo publicado pela Scientific American em 11 de julho de 1857 com respeito a médiuns (entre eles as irmãs Fox) que não conseguiram mostrar "suas habilidades" perante um certo número de professores da Universidade de Cambridge, nos Estados Unidos.

http://www.opiniaoespirita.org/downloads/re_1858_feb.pdf

Eu não sei... eu acho que esse assunto já se esgotou, e se não tiver nada mais de novo, encerro. Senão não vamos mais sair desse "concordo", "não concordo", "creio", "não creio". Acho que todo mundo aqui já deixou bem claro como é que pensa.

Um abraço.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Moro em 13 de Fevereiro de 2010, 14:07:14
1 - que o Leafar tente responder com mais isenção à linha de questionamento sobre a proibição dos espíritos de se mostrarem em laboratório em vez de se esquivar. Porque, sério, desse jeito é trollagem mesmo.
Eu não me esquivei, mas apenas dei respostas "suscintas" demais, em parte porque já tratei desse assunto em outras ocasiões, e a brevidade talvez tenha sido entendido como "fuga" do assunto.

Mas ok, vamos começar lá de trás novamente então, devagarinho.

A investigação da suposta existência dos espíritos é uma investigação científica como outra qualquer, porém com a diferença de que o objeto investigado não está submetido ao homem, e mais, teria poder sobre ele.

Quando investiga-se o comportamento de ratos de laboratório, ou animais, por exemplo, é fácil porque podemos subjugar os animais e observá-los até que demonstrem o comportamento que desejamos observar. Nesse caso, o ratinho fica lá na gaiola, submetido às vontades do observador. E mesmo assim é preciso esperar pacientemente que o bichinho se comporte da forma esperada (ou não), porque com todo o nosso poder não conseguimos obrigá-lo a fazer uma pirueta contra a vontade dele.


A observação dos espíritos é a mesma coisa, com a diferença capital de que agora seria o observador é que estaria na "gaiola", e sob o jugo do objeto a ser investigado, em outras palavras, estaríamos investigando seres que, em existindo, teriam poderes acima do da humanidade. Se os animais, que estão sob o nosso jugo, precisamos adestrar e esperar que eles tenham a boa vontade de se comportarem, imagine os espíritos. Então, em existindo, eles precisariam ser persuadidos a se manifestarem, e é intelectualmente desonesto afirmar que não existem só porque não se manifestam na hora em que queremos que eles se manifestem. O observador precisa se colocar nas condições apropriadas de observação, e não exigir que essa  condição lhes seja atendida. O engraçado é que muitos cientistas se contorcem e se colocam em posições às vezes as mais ridículas a fim de flagrar algum comportamento espontâneo de animais ou outras coisas na natureza, mas acham que devem ser obedecidos quando investigam espíritos: "Espírito: deita, rola, pula, mexe a mesa, leia o papelzinho, etc..." Não dá, concordam?

Coloquem-se no lugar do objeto observado. Se fosse eu, eu jamais me prestaria a experiências de adivinhação, pegando palavras e letrinhas como se eu fosse um cachorrinho bem treinado que pega o gravetinho e traz para o dono. Não é assim que as coisas devem ser conduzidas. Como eu já disse, é do nosso próprio interesse a solução dessa questão, porque tem a ver com o próprio futuro da humanidade e o nosso próprio futuro. Então nós é que deveríamos ser pró-ativos na investigação, e não exigirmos que o objeto investigado (os espíritos) o sejam.

Ainda pensando empaticamente, se eu fosse um espírito, eu ajudaria os pesquisadores sérios e persistentes, e ignoraria os que quisessem me submeter às suas vontades. Eu sinceramente não acho que estejamos abandonados pelos espíritos (em eles existindo), porque há bastante evidências materiais que podem ser investigadas e podem levar à convicção, como os desse vídeo abaixo.

Então quer dizer que nenhum cientista que morreu até hoje se dá o trabalho de ajudar seus pobres pares vivos para fazer um mísero teste?
Se eu morresse e meu espírito permanecesse, eu com certeza iria voltar para ajudar em um teste... mas seria censurado moralmente por um bosta de espírito...
Quer dizer que os espíritos permitem que um livro todo seja escrito como "prova cabal" da existência de espíritos APENAS PARA IGNORANTES e não aceita que provas cabais sejam dadas aos céticos?
Quer dizer que espíritos evoluidos aceitam que espiritos interfira muito negativamente (como as dezenas de groselhas espiritas do chico/kardec que li dizem) na vida de alguém mas não permitem um mísero teste científico??
Quer dizer que podem dar provas a ignorantes e não a instruidos que respeitem os critérios científicos e duvidem (como todos deveríamos) de sua própria capacidade cognitiva e então se submetem a epistemologia condizente com a nossa condição?

A questão leafar, ´é a seguinte. Tudo o que você diz é besteira. PONTO. Seus argumentos são iguais aos de todos religiosos que vêm para esse site, com a diferença é que você é ainda mais fundamentalista e surdo.

Sua presença atrapalha a parte de religião do site, porque você não consegue entender que o que você diz são apenas evidências para você mesmo. Se você não consegue entender que quando você diz que "Na Europa os espíritos eram mais egoistas..." e a partir disso, explica uma série de coisas... se você não percebe que isso é merda você não deveria sequer estar nesse site. Isso é LIXO. Essa sua afirmação, é LIXO.

Então, você deveria discutir sobre evidências. E se não as têm, deveria parar de falar LIXO.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: FxF em 13 de Fevereiro de 2010, 15:10:52
Os ateus são mais inteligentes?
A pergunta é provocadora. De acordo com um artigo que será publicado neste mês no jornal britânico de psicologia "Intelligence", a resposta é sim. Foram comparados 137 países: em 60% deles, os crentes são os de QI menor.

http://en.octopop.com/Community_-Pensar-o-Mundo-_1446476_-Os-ateus-sao-mais-inteligentes-_24406575.html

Quer dizer, os espíritos reencarnam ficam mais inteligentes e se tornam ateus e voltam como espíritos superiores superinteligentes que só dizem merda.
Peço aos foristas que leiam o link inteiro citado pelo Giga.
E?

O texto mostra opiniões divergentes. Mas nada no texto que refute a relação entre QI e ateísmo...
Isso é rótulo Fox, não precisamos disso.
Também acho. Mas ainda acho que o Leafar viajou na colocação dele...
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Gigaview em 13 de Fevereiro de 2010, 15:44:21
Citar
Na Revista Espírita de janeiro de 1858 (a primeira) há um artigo e uma explicação sobre isso, na página 49: Os Médiuns Julgados. Refere-se a um artigo publicado pela Scientific American em 11 de julho de 1857 com respeito a médiuns (entre eles as irmãs Fox) que não conseguiram mostrar "suas habilidades" perante um certo número de professores da Universidade de Cambridge, nos Estados Unidos.

(1) Por que o Leafar continua citando as irmãs Fox quando já é público e notório que se tratava de uma fraude?

A Confissão de Margaret Fox

Minha irmã Katie foi a primeira a descobrir que por esfregar os dedos podia produzir certo ruído com as juntas e que o mesmo efeito podia ser produzido com os artelhos. Descobrindo que podíamos criar ruídos com nossos pés-primeiro com um pé, depois com ambos-praticamos até poder fazer isso com facilidade quando a sala estava às escuras. Ninguém suspeitava de que fosse um truque nosso pois éramos crianças ainda tão novas. . . . todos os vizinhos julgavam que havia algo, e desejaram descobrir do que se tratava. Estavam convencidos de que alguém havia sido assassinado na casa. Perguntaram-nos a respeito, e praticávamos as pancadas, sendo uma para "sim", três para "não", como passamos fazer daí por diante. Nada sabíamos sobre espiritismo então. O assassinato, concluíram, devia ter sido cometido na casa. Finalmente, encontraram um homem chamado Bell e disseram que o pobre inocente havia cometido um assassinato na casa, e que aqueles sons procediam dos espíritos das pessoas assassinadas. O pobre Bell passou a ser evitado e visto como assassino por toda a comunidade. No que tange a espíritos, nem eu nem minha irmã pensávamos a respeito disso. . . . Tenho visto tanto engano danoso que estou disposta a prestar assistência o quanto puder e positivamente declarar que o espiritismo é uma fraude da pior descrição. Faço isso perante Deus, e minha idéia é denunciá-lo. . . . Estou convicta de que esta declaração, partindo solenemente de mim, a primeira e mais bem sucedida nesse engano, romperá a força do rápido crescimento do espiritismo e comprovará ser tudo uma fraude, hipocrisia e engano". New York World Newspaper, 21 de outubro de 1888.


(2) Por que o Leafar nao admite que os espíritos superiores só falam besteira se na própria revista que ele citou como fonte para seus argumentos encontramos esses exemplos de bobagens:

 - "Segundo os Espíritos, o planeta Marte seria ainda menos adiantado que a Terra. Os Espíritos ali encarnados parecem pertencer quase que exclusivamente à nona classe, a dos Espíritos impuros, de sorte que o primeiro quadro, que demos acima, seria a imagem desse mundo." pg 114

- " Juno e Urano seriam ainda superiores a estes últimos. Pode supor-se que os elementos morais desses dois planetas são formados das primeiras classes da terceira ordem e, em sua grande maioria, de Espíritos da segunda ordem. Os homens são ali infinitamente mais felizes que na Terra, em razão de não terem de sustentar as mesmas lutas, nem sofrer as mesmas tribulações, assim como não se acham expostos às mesmas vicissitudes físicas e morais." pg 116

- "A superioridade de Júpiter não está somente no estado moral de seus habitantes; está também na sua constituição física. "

- "Enquanto rastejamos penosamente na Terra, o habitante de Júpiter transporta-se de um a outro lugar, deslizando sobre a superfície do solo, quase sem fadiga, como o pássaro no ar ou o peixe na água."pg 116

- "Quando se comunicam conosco, os Espíritos que habitam Júpiter geralmente sentem prazer em descrever o seu planeta; ao se lhes pedir a razão, respondem que o fazem com o fito de nos inspirarem o amor do bem, com a esperança de lá chegarmos um dia." pg 118

- Descrição de Jupiter - "Sabíamos, por evocações anteriores, que Bernard Palissy, o célebre oleiro do século XVI, habita Júpiter. As respostas seguintes confirmam, por todos os pontos, o que em diversas ocasiões nos foi dito sobre esse planeta, por outros Espíritos e através de diferentes médiuns. Pensamos que serão lidas com interesse, a título de complemento do quadro que traçamos em nosso último número. Fato notável, a identidade que apresentam com as descrições anteriores é, no mínimo, uma presunção de exatidão." pg 171

- "As respostas seguintes foram dadas pelo Espírito São Luís; concordam com o que nos havia sido dito anteriormente por outros Espíritos.

1. Como pode um Espírito aparecer com a solidez de um corpo vivo?
Resp. – Ele combina uma parte do fluido universal com o fluido que o médium libera, próprio a esse efeito. À sua vontade, esse fluído toma a forma que o Espírito deseja; mas em geral a forma é impalpável.

2. Qual é a natureza desse fluido?
Resp. – Fluido; está dito tudo.

3. Esse fluido é material?
Resp. – Semimaterial.

4. É esse fluido que compõe o perispírito?
Resp. – Sim, é a ligação do Espírito à matéria.

5. É esse fluido que dá vida, o princípio vital?
Resp. – Sempre ele; eu disse ligação.

6. Esse fluido é uma emanação da Divindade?
Resp. – Não.

7. É uma criação da Divindade?
Resp. – Sim, tudo é criado, exceto o próprio Deus.

8. O fluido universal tem alguma relação com o fluido elétrico, do qual conhecemos os efeitos?
Resp. – Sim; é o seu elemento."
....

e por aí vai....tanta sabedoria!!!! Exemplo de um espírito superinteligente.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Spitfire em 13 de Fevereiro de 2010, 20:13:13
(http://lab.think4.com.br/wp-content/uploads/2009/09/wifi_4.jpg)

Uma "analise" "séria" sobre o "sobrenatural"... é a radiestesia wi-fi.  :histeria:
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Rios em 13 de Fevereiro de 2010, 21:51:41


Se os animais, que estão sob o nosso jugo, precisamos adestrar e esperar que eles tenham a boa vontade de se comportarem, imagine os espíritos.

esse argumento é muito fraco, o leafar é muito ingênuo.
Espíritos são pessoas e pessoas tem prazer em ajudar, se fosse assim seria impossível fazer qualquer pesquisa de opinião por que ninguém teria a boa vontade de participar de uma pesquisa, mas ao contrário, sempre aparecem vários voluntários. O mesmo deveria acontecer apos a morte, os voluntários deviam aparecer.
Eu mesmo se morresse e continuasse existindo iria querer provar cientificamente que ainda estou vivo, não só para abrir um novo campo científico mas principalmente para tranquilizar minha famila e até porque não custa nada fazer um teste como aquele proposto pelo agnostico.

Citar
Então, em existindo, eles precisariam ser persuadidos a se manifestarem, e é intelectualmente desonesto afirmar que não existem só porque não se manifestam na hora em que queremos que eles se manifestem.

E os voluntários leafar, e os voluntários...


Citar
Ainda pensando empaticamente, se eu fosse um espírito, eu ajudaria os pesquisadores sérios e persistentes, e ignoraria os que quisessem me submeter às suas vontades.

Exato, todos nós ajudaríamos, mas até agora ainda não aconteceu. por que?


Citar
Eu sinceramente não acho que estejamos abandonados pelos espíritos (em eles existindo), porque há bastante evidências materiais que podem ser investigadas e podem levar à convicção, como os desse vídeo abaixo.


Independemente das múltiplas explicações mais ou menos acertadas que foram dadas para o fenômeno, reparem que há provas materiais muito difíceis de se negar (16 pessoas feridas). Esse é um dos casos que eu sem medo de errar reputo a espíritos, até porque há casos semelhantes relatados em O Livro dos Médiuns e na Revista Espírita.

Esse vídeo é uma piada, não tem nada nele, só relatos. Não vemos espíritos, não vemos objetos sendo arremessados, não vemos as pessoas sendo feridas, não vemos a casa pegando fogo, só temos os relatos de pessoas ignorantes.
E isso só pesa contra os espíritas, porque afinal de contas, espíritos podem se manifestar a vontade para assombrar casas mas não podem se mostrar num teste científico.
Que legal né?
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Moro em 13 de Fevereiro de 2010, 21:55:46
exato... o espiritismo vive a partir dos relatos de ignorantes.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Leafar em 13 de Fevereiro de 2010, 22:19:27
esse argumento é muito fraco, o leafar é muito ingênuo.
Espíritos são pessoas e pessoas tem prazer em ajudar, se fosse assim seria impossível fazer qualquer pesquisa de opinião por que ninguém teria a boa vontade de participar de uma pesquisa, mas ao contrário, sempre aparecem vários voluntários. O mesmo deveria acontecer apos a morte, os voluntários deviam aparecer.
Eu mesmo se morresse e continuasse existindo iria querer provar cientificamente que ainda estou vivo, não só para abrir um novo campo científico mas principalmente para tranquilizar minha famila e até porque não custa nada fazer um teste como aquele proposto pelo agnostico.
Se essas manifestações esdrúxulas fossem úteis, tenho certeza que a fariam. E às vezes a fazem, como a história registra.

Citar
Então, em existindo, eles precisariam ser persuadidos a se manifestarem, e é intelectualmente desonesto afirmar que não existem só porque não se manifestam na hora em que queremos que eles se manifestem.

E os voluntários leafar, e os voluntários...
Já expliquei isso mais atrás... Presta a atenção. Eu não tenho outra resposta para dar.


Citar
Ainda pensando empaticamente, se eu fosse um espírito, eu ajudaria os pesquisadores sérios e persistentes, e ignoraria os que quisessem me submeter às suas vontades.

Exato, todos nós ajudaríamos, mas até agora ainda não aconteceu. por que?
Não?  :hein: Será que eu perdi algo?

Esse vídeo é uma piada, não tem nada nele, só relatos. Não vemos espíritos, não vemos objetos sendo arremessados, não vemos as pessoas sendo feridas, não vemos a casa pegando fogo, só temos os relatos de pessoas ignorantes.
E isso só pesa contra os espíritas, porque afinal de contas, espíritos podem se manifestar a vontade para assombrar casas mas não podem se mostrar num teste científico.
Que legal né?
Vê se esse aqui é melhor para você:


Não é porque eu cito um que eu só tenho um caso.

Um abraço.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Moro em 13 de Fevereiro de 2010, 22:24:24
outra dramatização ridícula...  já foi contestada pelo Manhatan a última do Leafar..

Leafar, porque pessoas como eu, milhões, absolutamente dispostas a ajudar em um teste depois de mortos, não poderiam fazer um teste?
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Leafar em 13 de Fevereiro de 2010, 22:34:37
Por que não podem? O que os impede?
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Moro em 13 de Fevereiro de 2010, 22:37:00
Pois é... porque não podem fazer um único teste na frente de cientistas e dar uma prova cabal? Tipo o teste que propus? (ver um objeto em uma sala e contar para um medium na frente de cientistas. Pronto).
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Gigaview em 13 de Fevereiro de 2010, 22:37:20
Esse tipo de vídeo é ridículo. Por que um espírito precisaria mover objetos quando não há ninguém presente?

Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Leafar em 13 de Fevereiro de 2010, 22:38:24
Por que não podem? O que os impede?
Desculpem, eu entendi mal a pergunta. Eu já havia respondido antes a pergunta feita pelo Agnóstico num post dirigido ao Dbohr. Ignorem a minha resposta anterior.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Moro em 13 de Fevereiro de 2010, 22:40:39
então o que impede é uma regra moral que diz que não podemos fazer esse teste, é isso?
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Gigaview em 13 de Fevereiro de 2010, 22:46:55
Pois é... porque não podem fazer um único teste na frente de cientistas e dar uma prova cabal? Tipo o teste que propus? (ver um objeto em uma sala e contar para um medium na frente de cientistas. Pronto).

Ainda assim haverá a dúvida, em caso de sucesso, que a informação poderia ter sido conseguida através de meios anômalos que não envolvem necessariamente espíritos. É preciso um experimento diferente. Lembra dos casos visão remota do Vítor? Claro, todos discutíveis, mas nenhum deles envolve a hipótese espírita.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Rios em 13 de Fevereiro de 2010, 22:52:12
 O segundo vídeo tambem não prova nada, se vocês perceberem quem fez o vídeo foi a própria família, que pode muito bem ter fraudado tudo. A cena da criança sendo empurrada é ridícula!
De qualquer forma, quem eles chamaram para investigar o fenômeno? um cientísta ou um mágico cético? não, um padre e um parapsicólogo.
Eu aposto que é fraude mal intencionada, esse truque de mover objetos provavelmente é feito com fios de nylon preso aos objetos.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Moro em 13 de Fevereiro de 2010, 22:52:34
lembro sim.. mas os casos eram por analogias "eu vejo algo que se parece com ... meio que...."

Aqui é diferente.. os espíritas afirmam coisas distintas.. o teste para eles deveria ser ridículo de simples. Escrevem livros, obsediam(SIC), levantam objetos, fazem de tudo... menos uma prova muito simples.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Moro em 13 de Fevereiro de 2010, 22:53:47
Leafar, o que me impede de retornar depois de morto e fazer um teste com supervisão de cientistas é...uma regra moral dos espíritos evoluidos, correto?
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Leafar em 13 de Fevereiro de 2010, 22:55:19
então o que impede é uma regra moral que diz que não podemos fazer esse teste, é isso?
Agnóstico,

Regras podem ser quebradas. O que existiria, segundo a DE, que é uma opinião que eu compartilho, é uma proibição formal de manifestações fora das condições permitidas pelos outros espíritos de hierarquias mais altas. Os Espíritos, em existindo, seriam como os homens: teriam as suas hierarquias, as suas leis e têm que cumpri-las. Não é opcional; é obrigatório, repito.

Eu sinceramente vou parar de responder a perguntas cujas respostas já podem ser encontradas num mesmo tópico em um post anterior. Não me levem a mal, mas essa foi a última vez. Só vou responder a questionamentos novos.

Um abraço.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Moro em 13 de Fevereiro de 2010, 22:58:39
então porque nenhum espírito, dentro dos milhões de mortos que gostariam de fazer esse teste, porque nenhum o fez?

Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Moro em 13 de Fevereiro de 2010, 22:59:49
e essas regras permitiriam obsediar, escrever livros inteiros, participar em zilhões de centros espíritas... mas não fazer um testinho?
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Leafar em 13 de Fevereiro de 2010, 23:07:52
Como eu já disse, o "vento sopra aonde quer". A sua noção de bom e justo difere da minha, que por sua vez pode divergir da dos espíritos superiores e do próprio Deus. E eu, por exemplo, não concordo que a recusa em se prestar a esse papel fosse um erro. Se eu fosse um espírito, e estivesse numa hierarquia alta, eu não permitiria também, pelo menos para os casos ordinários, pois cada caso é um caso, e talvez houvesse uma utilidade nisso que eu não esteja neste momento vislumbrando.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Gigaview em 13 de Fevereiro de 2010, 23:17:18
Por que os espíritos são permitidos de se materializar e fazer outras demonstrações e curas no Lar Frei Luiz com dia certo e hora marcada mas não podem oferecer uma prova irrefutável aos cientistas?

http://multy.com/freiluiz/lar_de_frei_luiz.htm
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Leafar em 13 de Fevereiro de 2010, 23:19:14
Evoque-os e pergunte a eles. Por que acha que eu deveria saber sobre cada situação específica?
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: _Juca_ em 13 de Fevereiro de 2010, 23:23:31
Por que os espíritos são permitidos de se materializar e fazer outras demonstrações e curas no Lar Frei Luiz com dia certo e hora marcada mas não podem oferecer uma prova irrefutável aos cientistas?

http://multy.com/freiluiz/lar_de_frei_luiz.htm


E porque não chamam alguns cientistas lá e não tentam evidenciar como verdadeiros esses fatos?
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: _Juca_ em 13 de Fevereiro de 2010, 23:24:55
Evoque-os e pergunte a eles. Por que acha que eu deveria saber sobre cada situação específica?

Porque não faz a pergunta do Giga a si mesmo e tenta ser honesto com você mesmo?
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Gigaview em 13 de Fevereiro de 2010, 23:30:29
Evoque-os e pergunte a eles. Por que acha que eu deveria saber sobre cada situação específica?

Você não sabe? Isso é curioso. Esvaziou a cartola?
Por que os espíritos são permitidos de se materializar e fazer outras demonstrações e curas no Lar Frei Luiz com dia certo e hora marcada mas não podem oferecer uma prova irrefutável aos cientistas?

http://multy.com/freiluiz/lar_de_frei_luiz.htm


E porque não chamam alguns cientistas lá e não tentam evidenciar como verdadeiros esses fatos?

Eles não permitem. Certas performances são reservadas a platéias escolhidas no meio espiritóide. Isso é bem controlado.

Por que será?
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Leafar em 13 de Fevereiro de 2010, 23:32:39
Evoque-os e pergunte a eles. Por que acha que eu deveria saber sobre cada situação específica?
Porque não faz a pergunta do Giga a si mesmo e tenta ser honesto com você mesmo?
Eu já me fiz todas as perguntas possíveis e já tenho as respostas que preciso. Eu não sou cético a respeito da existência dos espíritos, eu sou crente, e eu tenho tanta certeza da existência deles como tenho certeza do dia e da noite. As razões que me levam à crença eu também já expliquei diversas vezes e não vou repetir.

Mas se eu estivesse ainda em dúvidas, com certeza seria um questionamento útil, me ocupar de um caso específico a fim de tentar constatar uma lei geral.

Um abraço.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: _Juca_ em 13 de Fevereiro de 2010, 23:33:18

Eles não permitem. Certas performances são reservadas a platéias escolhidas no meio espiritóide. Isso é bem controlado.

Por que será?

Porque são uns cretinos charlatões, e se algum espírita se ofendeu, basta ir lá e pedir pra abrir as portas escancarem pra qualquer um que queira provar que é falso ou verdadeiro.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: _Juca_ em 13 de Fevereiro de 2010, 23:36:03
Evoque-os e pergunte a eles. Por que acha que eu deveria saber sobre cada situação específica?
Porque não faz a pergunta do Giga a si mesmo e tenta ser honesto com você mesmo?
Eu já me fiz todas as perguntas possíveis e já tenho as respostas que preciso. Eu não sou cético a respeito da existência dos espíritos, eu sou crente, e eu tenho tanta certeza da existência deles como tenho certeza do dia e da noite. As razões que me levam à crença eu também já expliquei diversas vezes e não vou repetir.

Mas se eu estivesse ainda em dúvidas, com certeza seria um questionamento útil, me ocupar de um caso específico a fim de tentar constatar uma lei geral.

Um abraço.

Ok, mas não tem nenhuma dúvida, nenhuminha sequer?
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Gigaview em 13 de Fevereiro de 2010, 23:41:19
Evoque-os e pergunte a eles. Por que acha que eu deveria saber sobre cada situação específica?
Porque não faz a pergunta do Giga a si mesmo e tenta ser honesto com você mesmo?
Eu já me fiz todas as perguntas possíveis e já tenho as respostas que preciso. Eu não sou cético a respeito da existência dos espíritos, eu sou crente, e eu tenho tanta certeza da existência deles como tenho certeza do dia e da noite. As razões que me levam à crença eu também já expliquei diversas vezes e não vou repetir.

Mas se eu estivesse ainda em dúvidas, com certeza seria um questionamento útil, me ocupar de um caso específico a fim de tentar constatar uma lei geral.

Um abraço.

Leafar, por que simplesmente você não vai embora? Procure um fórum espírita, vai ser melhor para você.

Está fazendo o que aqui? Se você não precisa mais discutir, tchau, bye bye, e não encha mais o nosso saco com essas groselhas.

Se você tentar nos convencer da verdade da DE será proselitismo e isso não é permitido aqui no fórum.

Despeça-se Leafar, saia com a sua cabeça de crente erguida, de novo TCHAU.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Leafar em 13 de Fevereiro de 2010, 23:48:40

Eles não permitem. Certas performances são reservadas a platéias escolhidas no meio espiritóide. Isso é bem controlado.

Por que será?

Porque são uns cretinos charlatões, e se algum espírita se ofendeu, basta ir lá e pedir pra abrir as portas escancarem pra qualquer um que queira provar que é falso ou verdadeiro.
As portas são normalmente fechadas para curiosos que já vêm com ideias pré-concebidas. Esse tipo de sessão não é feito com a intenção de convencer ninguém e, por isso, fecham as portas a quem consideram que não vai com objetivos úteis. Por isso é que eu defendo que o tipo de atendimento que presta o Lar de Frei Luis jamais seja cobrado, porque aí não se deve satisfações a ninguém. Eu não sei se essa instituição cobra, mas se cobrar, realmente precisa se submeter a fiscalizações ou inspeções públicas.

Aliás, só abrindo um parênteses, as manifestações físicas são os meios mais fracos de formar convicção, porque podem ser sempre imitados e falsificados. Por mais que eu tenha dito que acreditava na veracidade de alguns vídeos e fotos que coloquei (e eu creio mesmo que sejam verídicas), o fato é que eles sempre podem mesmo serem falsificados, embora em alguns casos a chance seja muito pequena.

A literatura, contudo, é o meio mais seguro, porque aí é que se reconhece o estilo, o gênio ou a estupidez de quem escreveu. E esse tipo de evidência está disponível às milhares de obras, ao gosto de cada freguês. Uma coisa que não posso me queixar é da falta de evidências materiais para crer nos espíritos.

Um abraço.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Leafar em 13 de Fevereiro de 2010, 23:54:59
Leafar, por que simplesmente você não vai embora? Procure um fórum espírita, vai ser melhor para você.
Eu participo também de fóruns espíritas, e por incrível que pareça eu tenho tantas divergências lá quanto como com vocês aqui. Basta observar as discordâncias frontais que tenho com o Correio aqui mesmo.

Vocês são críticos e eu sou um apologista do Espiritismo. Isso não é um fórum de debates? Vocês atacam, e eu defendo. Vocês têm dúvidas a respeito da DE, e eu sou um dos que me proponho a respondê-las. É assim que funciona, até o dia em que me disserem que não é assim ou que não é mais assim. Parem de abrir tópicos de ataque ou de dúvidas a respeito do Espiritismo e eu realmente não terei nada que fazer aqui, pois eu não abro tópicos sobre o assunto.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: _Juca_ em 13 de Fevereiro de 2010, 23:58:41
Leafar, por que simplesmente você não vai embora? Procure um fórum espírita, vai ser melhor para você.
Eu participo também de fóruns espíritas, e por incrível que pareça eu tenho tantas divergências lá quanto como com vocês aqui. Basta observar as discordâncias frontais que tenho com o Correio aqui mesmo.

Vocês são críticos e eu sou um apologista do Espiritismo. Isso não é um fórum de debates? Vocês atacam, e eu defendo. Vocês têm dúvidas a respeito da DE, e eu sou um dos que me proponho a respondê-las. É assim que funciona, até o dia em que me disserem que não é assim ou que não é mais assim. Parem de abrir tópicos de ataque ou de dúvidas a respeito do Espiritismo e eu realmente não terei nada que fazer aqui, pois eu não abro tópicos sobre o assunto.

Tenho que concordar, chamam o cara com os tópicos, depois mandar embora não é educado.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: _Juca_ em 13 de Fevereiro de 2010, 23:59:26

Eles não permitem. Certas performances são reservadas a platéias escolhidas no meio espiritóide. Isso é bem controlado.

Por que será?

Porque são uns cretinos charlatões, e se algum espírita se ofendeu, basta ir lá e pedir pra abrir as portas escancarem pra qualquer um que queira provar que é falso ou verdadeiro.
As portas são normalmente fechadas para curiosos que já vêm com ideias pré-concebidas. Esse tipo de sessão não é feito com a intenção de convencer ninguém e, por isso, fecham as portas a quem consideram que não vai com objetivos úteis. Por isso é que eu defendo que o tipo de atendimento que presta o Lar de Frei Luis jamais seja cobrado, porque aí não se deve satisfações a ninguém. Eu não sei se essa instituição cobra, mas se cobrar, realmente precisa se submeter a fiscalizações ou inspeções públicas.

Aliás, só abrindo um parênteses, as manifestações físicas são os meios mais fracos de formar convicção, porque podem ser sempre imitados e falsificados. Por mais que eu tenha dito que acreditava na veracidade de alguns vídeos e fotos que coloquei (e eu creio mesmo que sejam verídicas), o fato é que eles sempre podem mesmo serem falsificados, embora em alguns casos a chance seja muito pequena.

A literatura, contudo, é o meio mais seguro, porque aí é que se reconhece o estilo, o gênio ou a estupidez de quem escreveu. E esse tipo de evidência está disponível às milhares de obras, ao gosto de cada freguês. Uma coisa que não posso me queixar é da falta de evidências materiais para crer nos espíritos.

Um abraço.

COMO NÃO DEVE SATISFAÇÃO A NINGUÉM? Quem se presta a atender a um público mesmo que de graça, tem sim que prestar satisfação, a toda a população de um modo geral, pode ser minha mãe que vai lá, ou meu filho, irmão, que história é essa? Charlatões, é isso que são e você incluído.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Rios em 14 de Fevereiro de 2010, 00:00:04
Como eu já disse, o "vento sopra aonde quer". A sua noção de bom e justo difere da minha, que por sua vez pode divergir da dos espíritos superiores e do próprio Deus. E eu, por exemplo, não concordo que a recusa em se prestar a esse papel fosse um erro. Se eu fosse um espírito, e estivesse numa hierarquia alta, eu não permitiria também, pelo menos para os casos ordinários, pois cada caso é um caso, e talvez houvesse uma utilidade nisso que eu não esteja neste momento vislumbrando.

resumo da ópera, os espíritos evoluídos querem que todos nós sejamos crentes igual ao leafar, eles vêem com mals olhos o metodo científico e por isso não se submetem a testes e nem deixam os os outros espíritos se submeterem. Temos que crer, eles não querem que tenhamos certeza, temos que crer cegamente.
Com essa atitude IMBECIL dos espíritos superiores, o charlatanismo pode rolar solto porque ninguem precisa provar nada mesmo, é só escrever um livro idiota sobre colônias espirituais e dizer que foi psicografado pelo espírito "lucios" e depois recolher a grana no final do mês.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: FxF em 14 de Fevereiro de 2010, 00:01:06
Como eu já disse, o "vento sopra aonde quer". A sua noção de bom e justo difere da minha, que por sua vez pode divergir da dos espíritos superiores e do próprio Deus. E eu, por exemplo, não concordo que a recusa em se prestar a esse papel fosse um erro. Se eu fosse um espírito, e estivesse numa hierarquia alta, eu não permitiria também, pelo menos para os casos ordinários, pois cada caso é um caso, e talvez houvesse uma utilidade nisso que eu não esteja neste momento vislumbrando.
"Deus escondeu as evidências para testar sua fé"

Isso é uma desculpa esfarrapada. Os espíritos tem vontade de próprio, e por isso só podem ser provados através de relatos, já que se recusam a fazer testes científicos...
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: FxF em 14 de Fevereiro de 2010, 00:04:17
Vê se esse aqui é melhor para você:


Não é porque eu cito um que eu só tenho um caso.

Um abraço.
(http://www.saindodamatrix.com.br/archives/mat-josefa-peixotinho.jpg)
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Leafar em 14 de Fevereiro de 2010, 00:07:32
COMO NÃO DEVE SATISFAÇÃO A NINGUÉM? Quem se presta a atender a um público mesmo que de graça, tem sim que prestar satisfação, a toda a população de um modo geral, pode ser minha mãe que vai lá, ou meu filho, irmão, que história é essa? Charlatões, é isso que são e você incluído.
Não seriam charlatães porque não cobram (nem mesmo indiretos). Se cobrarem, aí eu mesmo sou a favor que sejam inspecionados.

Também não são passíveis de inspeção médica porque não fazem manobras intrusivas, não receitam remédios, não solicitam que abandonem os seus respectivos médicos oficiais e nem deixem de tomar os remédios por eles receitados. Logo, o problema deixa de ser da conta da medicina também e, se descumprirem qualquer dessas coisas listadas acima, eu mesmo seria a favor que fossem inspecionados.

P.S.: Eu não estou a par se o Lar de Frei Luis cumpre ou não todas essas condições que citei. Mas se não cumpre, seria justo que fosse obrigado a abrir as portas.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Leafar em 14 de Fevereiro de 2010, 00:12:29
Como eu já disse, o "vento sopra aonde quer". A sua noção de bom e justo difere da minha, que por sua vez pode divergir da dos espíritos superiores e do próprio Deus. E eu, por exemplo, não concordo que a recusa em se prestar a esse papel fosse um erro. Se eu fosse um espírito, e estivesse numa hierarquia alta, eu não permitiria também, pelo menos para os casos ordinários, pois cada caso é um caso, e talvez houvesse uma utilidade nisso que eu não esteja neste momento vislumbrando.

resumo da ópera, os espíritos evoluídos querem que todos nós sejamos crentes igual ao leafar, eles vêem com mals olhos o metodo científico e por isso não se submetem a testes e nem deixam os os outros espíritos se submeterem. Temos que crer, eles não querem que tenhamos certeza, temos que crer cegamente.
Eu já disse de outras vezes que vocês é que têm uma visão restrita e limitada do método científico. Mas isso é uma discussão homérica para um outro tópico, apesar de eu já ter discutido esse assunto antes aqui no fórum em outras ocasiões.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: _Juca_ em 14 de Fevereiro de 2010, 00:23:06
COMO NÃO DEVE SATISFAÇÃO A NINGUÉM? Quem se presta a atender a um público mesmo que de graça, tem sim que prestar satisfação, a toda a população de um modo geral, pode ser minha mãe que vai lá, ou meu filho, irmão, que história é essa? Charlatões, é isso que são e você incluído.
Não seriam charlatães porque não cobram (nem mesmo indiretos). Se cobrarem, aí eu mesmo sou a favor que sejam inspecionados.

Também não são passíveis de inspeção médica porque não fazem manobras intrusivas, não receitam remédios, não solicitam que abandonem os seus respectivos médicos oficiais e nem deixem de tomar os remédios por eles receitados. Logo, o problema deixa de ser da conta da medicina também e, se descumprirem qualquer dessas coisas listadas acima, eu mesmo seria a favor que fossem inspecionados.

P.S.: Eu não estou a par se o Lar de Frei Luis cumpre ou não todas essas condições que citei. Mas se não cumpre, seria justo que fosse obrigado a abrir as portas.

Você consegue perceber o tamanho da besteira que disse. É muito desonesto, Leafar, as pessoas que vão lá esperam a cura, um milagre, não é brincadeira a saúde de uma pessoa, vender ilusão é a pior merda que alguém pode fazer. Depois os idiotas que conseguem se curar vão dar crédito aos milagreiros e não aos médicos e aos tratamentos sérios que se submeteram.
Essa merda toda é uma mentira deslavada. É crime protegido por lei.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Rios em 14 de Fevereiro de 2010, 00:28:14
Citar
Você consegue perceber o tamanho da besteira que disse. É muito desonesto, Leafar, as pessoas que vão lá esperam a cura, um milagre, não é brincadeira a saúde de uma pessoa, vender ilusão é a pior merda que alguém pode fazer. Depois os idiotas que conseguem se curar vão dar crédito aos milagreiros e não aos médicos e aos tratamentos sérios que se submeteram.
Essa merda toda é uma mentira deslavada. É crime protegido por lei.

Pior que é mesmo, curandeirismo é crime e rola solto no meio espírita mas ninguém faz nada...
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Rios em 14 de Fevereiro de 2010, 00:31:47
Como eu já disse, o "vento sopra aonde quer". A sua noção de bom e justo difere da minha, que por sua vez pode divergir da dos espíritos superiores e do próprio Deus. E eu, por exemplo, não concordo que a recusa em se prestar a esse papel fosse um erro. Se eu fosse um espírito, e estivesse numa hierarquia alta, eu não permitiria também, pelo menos para os casos ordinários, pois cada caso é um caso, e talvez houvesse uma utilidade nisso que eu não esteja neste momento vislumbrando.

resumo da ópera, os espíritos evoluídos querem que todos nós sejamos crentes igual ao leafar, eles vêem com mals olhos o metodo científico e por isso não se submetem a testes e nem deixam os os outros espíritos se submeterem. Temos que crer, eles não querem que tenhamos certeza, temos que crer cegamente.
Eu já disse de outras vezes que vocês é que têm uma visão restrita e limitada do método científico. Mas isso é uma discussão homérica para um outro tópico, apesar de eu já ter discutido esse assunto antes aqui no fórum em outras ocasiões.

por que você não nos explica então...

Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Gigaview em 14 de Fevereiro de 2010, 00:34:06
Citar
Você consegue perceber o tamanho da besteira que disse. É muito desonesto, Leafar, as pessoas que vão lá esperam a cura, um milagre, não é brincadeira a saúde de uma pessoa, vender ilusão é a pior merda que alguém pode fazer. Depois os idiotas que conseguem se curar vão dar crédito aos milagreiros e não aos médicos e aos tratamentos sérios que se submeteram.
Essa merda toda é uma mentira deslavada. É crime protegido por lei.

Pior que é mesmo, curandeirismo é crime e rola solto no meio espírita mas ninguém faz nada...

O Leafar não reconhece isso como atividade espírita pois não encontra referência para isso (curas) nas "escrituras" de Rivail.
Bastante conveniente, não é?
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Gigaview em 14 de Fevereiro de 2010, 00:40:52
Como eu já disse, o "vento sopra aonde quer". A sua noção de bom e justo difere da minha, que por sua vez pode divergir da dos espíritos superiores e do próprio Deus. E eu, por exemplo, não concordo que a recusa em se prestar a esse papel fosse um erro. Se eu fosse um espírito, e estivesse numa hierarquia alta, eu não permitiria também, pelo menos para os casos ordinários, pois cada caso é um caso, e talvez houvesse uma utilidade nisso que eu não esteja neste momento vislumbrando.

resumo da ópera, os espíritos evoluídos querem que todos nós sejamos crentes igual ao leafar, eles vêem com mals olhos o metodo científico e por isso não se submetem a testes e nem deixam os os outros espíritos se submeterem. Temos que crer, eles não querem que tenhamos certeza, temos que crer cegamente.
Eu já disse de outras vezes que vocês é que têm uma visão restrita e limitada do método científico. Mas isso é uma discussão homérica para um outro tópico, apesar de eu já ter discutido esse assunto antes aqui no fórum em outras ocasiões.

por que você não nos explica então...



Pegue os paradigmas de Kuhn misture com pitadas do cinturão de proteção de Lakatos e adicione Popper a gosto. Essa é a receita do xarope que o Leafar vai preparar para nos explicar o método científico leafarniano.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Rios em 14 de Fevereiro de 2010, 00:48:04
Citar
Você consegue perceber o tamanho da besteira que disse. É muito desonesto, Leafar, as pessoas que vão lá esperam a cura, um milagre, não é brincadeira a saúde de uma pessoa, vender ilusão é a pior merda que alguém pode fazer. Depois os idiotas que conseguem se curar vão dar crédito aos milagreiros e não aos médicos e aos tratamentos sérios que se submeteram.
Essa merda toda é uma mentira deslavada. É crime protegido por lei.

Pior que é mesmo, curandeirismo é crime e rola solto no meio espírita mas ninguém faz nada...

O Leafar não reconhece isso como atividade espírita pois não encontra referência para isso (curas) nas "escrituras" de Rivail.
Bastante conveniente, não é?


Muito conveniente, como todas as respostas que ele tem nos dado. Mas se não me engano kardec fala sim sobre magnetizar a agua, passes magneticos e coisas parecidas, vou procurar depois...
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Tupac em 14 de Fevereiro de 2010, 01:19:16
Aff.... Lei de Godwin!
Leafar, você devia dar uma olhada no que a falácia significa, antes de sair falando.

- Eu não bebo e não como muita carne, quero manter minha saúde!
- Ah, mas Hitler praticava a abstinência e era vegetariano!!


Isso é um exemplo de Lei de Godwin. "Hitler fazia X, portanto X é ruim" Agora, um exemplo de algo que NÃO é Lei de Godwin:

- Eu acho que vale a pena um mundo melhor mesmo se precisarmos eliminar alguns povos para isso.
- Hitler tinha a mesma filosofia


Percebeu a diferença?
Eu tentei, e não vi diferença. Pode ser o sono, mas não vi...
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Leafar em 14 de Fevereiro de 2010, 01:25:01
Citar
Você consegue perceber o tamanho da besteira que disse. É muito desonesto, Leafar, as pessoas que vão lá esperam a cura, um milagre, não é brincadeira a saúde de uma pessoa, vender ilusão é a pior merda que alguém pode fazer. Depois os idiotas que conseguem se curar vão dar crédito aos milagreiros e não aos médicos e aos tratamentos sérios que se submeteram.
Essa merda toda é uma mentira deslavada. É crime protegido por lei.

Pior que é mesmo, curandeirismo é crime e rola solto no meio espírita mas ninguém faz nada...

O Leafar não reconhece isso como atividade espírita pois não encontra referência para isso (curas) nas "escrituras" de Rivail.
Bastante conveniente, não é?


Muito conveniente, como todas as respostas que ele tem nos dado. Mas se não me engano kardec fala sim sobre magnetizar a agua, passes magneticos e coisas parecidas, vou procurar depois...
Não precisa se dar ao trabalho de procurar, porque tem mesmo. Mas com as reservas que eu disse acima, quando executados em nome do Espiritismo, a fim de que não seja considerado charlatanismo ou curandeirismo.

Já as práticas espontâneas, fora do Espiritismo, ainda que fora das conveniências, o Espiritismo também reconhece a eficácia quando ela ocorre de fato, embora não recomende a prática em nome da doutrina, a fim de que esta não se vulnerabilize desnecessariamente perante a lei. Quem quiser usar canivetinhos não esterilizados para fazer cirurgias espirituais a la Dr. Fritz, por exemplo, que o faça em seu próprio nome e não no nome do Espiritismo. Mas se uma cura ocorrer de fato por esse processo, o Espiritismo não deixará de reconhecer, pois admite a possibilidade. O Espiritismo apenas não toma para si esse tipo de risco, que ele não quer e não precisa.

E esses passes magnéticos, águas fluidificadas, etc... são sempre considerados como tratamentos alternativos. Se a cura ocorre, cabe a medicina provar que foi por seu intermédio, pois é um direito inalienável do paciente atribuir a cura a quem quer que ele queira.

Um abraço.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Moro em 14 de Fevereiro de 2010, 09:36:06
Leafar, por que simplesmente você não vai embora? Procure um fórum espírita, vai ser melhor para você.
Eu participo também de fóruns espíritas, e por incrível que pareça eu tenho tantas divergências lá quanto como com vocês aqui. Basta observar as discordâncias frontais que tenho com o Correio aqui mesmo.

Vocês são críticos e eu sou um apologista do Espiritismo. Isso não é um fórum de debates? Vocês atacam, e eu defendo. Vocês têm dúvidas a respeito da DE, e eu sou um dos que me proponho a respondê-las. É assim que funciona, até o dia em que me disserem que não é assim ou que não é mais assim. Parem de abrir tópicos de ataque ou de dúvidas a respeito do Espiritismo e eu realmente não terei nada que fazer aqui, pois eu não abro tópicos sobre o assunto.

você não defende... você fala LIXO. Espera que explicações como "Porque nasceram espíritos egoistas na europa" seja algo aceitável para outras pessoas que não sejam ignorantes.

Espera que suas explicações como "se eu fosse um espírito superior eu também iria proibir testes" enquanto iria deixar livros idiotas serem escritos e espíritos  inferiores obsediar(SIC) pobres coitados.

O que você fala é um desrespeito a esse fórum Leafar. È um desrespeito a pessoas minimamente inteligentes e você deveria discutir entre espíritas apenas. Como você disse, você faz apologia ao espiritismo, e esse não é lugar para fazer esse tipo de coisas, principalmente com o LIXO que você fala e chama de lógica.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Leafar em 14 de Fevereiro de 2010, 12:09:23
você não defende... você fala LIXO. Espera que explicações como "Porque nasceram espíritos egoistas na europa" seja algo aceitável para outras pessoas que não sejam ignorantes.
Só uma retificação: eu não disse que a Europa era composta de elementos egoístas. Eu disse que o mundo, em maioria, era composto por elementos egoístas.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Gigaview em 14 de Fevereiro de 2010, 12:14:46
você não defende... você fala LIXO. Espera que explicações como "Porque nasceram espíritos egoistas na europa" seja algo aceitável para outras pessoas que não sejam ignorantes.
Só uma retificação: eu não disse que a Europa era composta de elementos egoístas. Eu disse que o mundo, em maioria, era composto por elementos egoístas.

Piorou.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Contini em 14 de Fevereiro de 2010, 12:34:16
Citar
vocês é que têm uma visão restrita e limitada do método científico
Errado de novo, Leafar, voce deve estar confundindo com o método espírita.
Ou visão limitada é aquela que não corrobora as ilusões e canalhices espíritas? Nesse caso voce estaria certo.
Em todo caso. Voce NUNCA conseguiu provar ou demonstrar que sua visão distorcida e preconceituosa do método cientifico é verdeadeira, apesar de enrolar posts homéricos, talves na velha falácia de tentar vencer pelo cansaço.
De qualquewr forma, veja alguma coisa séria a respeito do MC, para não repetir tamanha asneira:
http://ciencia.hsw.uol.com.br/metodos-cientificos.htm

Está em linguagem simples, não é difícil de entender...
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Contini em 14 de Fevereiro de 2010, 12:37:00
Giga, voce sabia que se eu usar de uma visão não limitada e restrita do método científico, assim como o Leafar, eu posso provar a existencia de Sacis??   :histeria:
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: FxF em 14 de Fevereiro de 2010, 12:43:10
"Mantenha a mente aberta, mas não deixe o cérebro cair"
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Gigaview em 14 de Fevereiro de 2010, 12:56:59
Giga, voce sabia que se eu usar de uma visão não limitada e restrita do método científico, assim como o Leafar, eu posso provar a existencia de Sacis??   :histeria:

Sacis, boitatás e curupiras.... :histeria:

O Agnóstico já disse tudo...
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Moro em 14 de Fevereiro de 2010, 13:34:05
você não defende... você fala LIXO. Espera que explicações como "Porque nasceram espíritos egoistas na europa" seja algo aceitável para outras pessoas que não sejam ignorantes.
Só uma retificação: eu não disse que a Europa era composta de elementos egoístas. Eu disse que o mundo, em maioria, era composto por elementos egoístas.

Não.. você falou no hemisfério norte... justificando porque nesses lugares o espiritismo não pegou.

Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Rios em 14 de Fevereiro de 2010, 18:25:15
Sobre a cura espiritual, olha só que bosta, basicamente os espíritas acreditavam que a coisa funcionava, os "passes magnéticos" curavam pessoas, então eles lançaram uma previsão de um futuro próximo anunciada pelos espíritos superiores.
A ciência seria obrigada a aceitar a realidade espiritual e o espiritismo iria triunfar...


Citar
Os médiuns curadores tendem a se multiplicar, assim como os Espíritos anunciaram, e isto tendo em vista propagar o Espiritismo pela impressão que essa nova ordem de fenômenos não pode deixar de produzir sobre as massas, porque não há ninguém que não pense em sua saúde, mesmo os mais incrédulos. Quando, pois, se verá obter com o concurso dos Espíritos o que a ciência não pode dar, seria preciso muito convir que há uma força fora de nosso mundo; a ciência será assim conduzida a sair da via exclusivamente material onde permanece até este dia; quando os magnetizadores anti-espiritualistas, ou anti-espíritas, virem que existe um magnetismo mais poderoso do que o seu, serão muito forçados a remontar à verdadeira causa.



Ele continua...


Citar
daqui a poucos anos se revelará em algumas pessoas predestinadas a esse efeito, com uma força que triunfará de muitas obstinações; mas não são esses os únicos fatos que o futuro nos reserva, e pelos quais Deus confundirá os orgulhosos e os convencerá da impotência. Os médiuns curadores são um dos mil meios providenciais para alcançar esse objetivo de acelerar o triunfo do Espiritismo.

revista espírita 1864


É engraçado ler essas coisas anos após o acontecido, porque você percebe como eles só falavam merda.

1- As curas espirituais não são superiores ao placebo.
2- A ciencia continua materialista
3- Nunca apareceram pessoas predestinadas a cura espiritual
4- O espiritismo não triunfou
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Rios em 14 de Fevereiro de 2010, 18:44:39

Não precisa se dar ao trabalho de procurar, porque tem mesmo. Mas com as reservas que eu disse acima, quando executados em nome do Espiritismo, a fim de que não seja considerado charlatanismo ou curandeirismo.

Pera aí! como assim? curandeirismo não é considerado curandeirismo quando é executado em nome do espiritismo???  :hein:


Citar
Já as práticas espontâneas, fora do Espiritismo, ainda que fora das conveniências, o Espiritismo também reconhece a eficácia quando ela ocorre de fato, embora não recomende a prática em nome da doutrina, a fim de que esta não se vulnerabilize desnecessariamente perante a lei.

Não, o espiritismo recomenda a prática, como mostrei acima, os médiuns curadores iriam se multiplicar, muitos nasceriam predistinados a este fim e o espiritismo triunfaria. coisa que não aconteceu  :?


Citar
E esses passes magnéticos, águas fluidificadas, etc... são sempre considerados como tratamentos alternativos. Se a cura ocorre ...

Não, a cura não ocorre, trata-se de curandeirismo e deve ser banido.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Gigaview em 14 de Fevereiro de 2010, 19:00:03
O Leafar foi novamente refutado.
Título: Re: Análise cética do "sobrenatural",como se faz ?
Enviado por: Sergiomgbr em 26 de Outubro de 2018, 01:27:17
então o que impede é uma regra moral que diz que não podemos fazer esse teste, é isso?
Agnóstico,

Regras podem ser quebradas. O que existiria, segundo a DE, que é uma opinião que eu compartilho, é uma proibição formal de manifestações fora das condições permitidas pelos outros espíritos de hierarquias mais altas. Os Espíritos, em existindo, seriam como os homens: teriam as suas hierarquias, as suas leis e têm que cumpri-las. Não é opcional; é obrigatório, repito.


Um abraço.
Bom, acho que o Leafar está falando de coisas do mesmo universo porém, de forma distinta dos demais querelantes dele. Quase como dimensões diferentes, quase como a Altura falando sobre altura, enquanto o Comprimento e a Largura se irritam e se altercam com a Altura, injuriando a Altura por ser um fórum de  largura e comprimento, enfim, não compreendendo a Altura, questionando a Altura por critérios de compreensão que só explicam a largura e o comprimento.

Arriscaria dizer que o paragrafo quotado, por exemplo poderia ter alguma analogia com a ideia que para alguns, o  entusiasmo seja o espírito santo. Indo por essa linha, a alegria poderia ser um espírito intermediário proibido de se manifestar pelo espírito da prudência, um pouco superior... e assim por diante.

A coisa chega quase as raias de um nonsense como monte de zumbís atacando os que não são zumbis. Por isso é sempre válido questionar o argumento, não o argumentador, pra começo de conversa, e rever certos conceitos na medida do possível.