Forum Clube Cetico

Discussões => Laicismo, Política e Economia => Tópico iniciado por: Feliperj em 14 de Agosto de 2014, 16:38:08

Título: Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 14 de Agosto de 2014, 16:38:08
Pessoal,

Em função das criticas ao Olavo e aos seus leitores, tinha proposto, em um outro topico, debatermos seus textos. Porém, os seus delatores trouxeram os textos e videos onde já se tem um consenso de que ele comete equivocos (posicionamento sobre ciencia), para justificar que tudo o que ele escreve é ruim e não deve ser considerado. Sou um defensor que, na área politica-ideologica ele é o principal filosofo brasileiro.

Aqui segue um artigo dele, onde critica a questão de que o remédio para democricia seja mais democracia :



A metonímia democrática

Olavo de Carvalho
Jornal da Tarde, 21 de janeiro de 1999

 
Devo aos leitores, talvez, uma explicação sobre o artigo anterior, que saiu muito compacto. O que eu dizia ali é o seguinte: ao contrário do que afirma Bobbio (repetindo Jefferson, segundo me lembra um amável missivista), mais democracia não é o remédio para os males da democracia: é o começo da ditadura.

Explico-me.

Com tanta freqüência e de boca tão cheia os tolos e os espertalhões falam de “democracia social”, de “democracia cultural” e até de “democracia sexual”, que acabamos esquecendo que o uso da palavra “democracia” fora do estrito domínio político-jurídico é apenas uma figura de linguagem – a qual, tomada ao pé da letra, resulta em completo nonsense .

Democracia é o nome de um regime político definido pela vigência de certos direitos. Como tal, o termo só se aplica ao Estado, nunca ao cidadão, à sociedade civil ou ao sistema econômico, pois em todos os casos o guardião desses direitos é o Estado e somente ele. Só o Estado pratica – ou viola – a democracia. A sociedade civil vive nela e se beneficia de seus direitos, mas nada pode fazer a favor ou contra ela, exceto através do Estado. O homem que oprime seu vizinho não atenta contra “a democracia”, mas apenas contra um direito individual, o qual existe só porque o oprimido e o opressor são ambos cidadãos de um Estado democrático: democracia é o pressuposto estatal desse direito, não o exercício dele pelo sr. fulano ou beltrano. Se o mesmo direito não existisse, isto é, se o Estado não o reconhecesse, não é o opressor individual que seria antidemocrático, mas sim o Estado. Quando se diz que um cidadão “pratica a democracia” porque respeita tais ou quais direitos, o uso da palavra é rigorosamente metonímico: democrática não é a ação individual em si, mas sim o quadro jurídico e político que a autoriza ou determina.

Do mesmo modo, se uma empresa decide nivelar as diferenças de salários entre seus empregados de funções idênticas, ela não está “praticando a democracia”, mas apenas pondo em prática um direito que existe porque o Estado democrático o assegura. E se ela fizer o mesmo fora de um Estado democrático, nem por isto estará implantando uma democracia, pela simples razão de que age por iniciativa isolada, incapaz, por si, de estatuir direitos. Democrático ou antidemocrático é o Estado e somente o Estado; os cidadãos e os grupos sociais são apenas obedientes ou desobedientes à ordem democrática. A democracia é nada mais que a ordem política e jurídica na qual certos atos são possíveis – e dizer que estes atos são “democráticos” é tomar o condicionado pela condição que o possibilita: é metonímia.

Mas o erro em que incorre quem toma literalmente a sério expressões como “democracia econômica” ou “democracia social” vai muito mais fundo do que um mero deslize semântico. Pois a transposição da idéia democrática para outros campos além do político-jurídico, em vez de estender a esses domínios os benefícios que a democracia assegura no seu domínio próprio, resulta apenas em ampliar o domínio político-jurídico: tudo se torna objeto de lei, tudo fica ao alcance da mão da autoridade. Mas a democracia, por essência, consiste justamente em limitar o raio de ação do governante: estendê-la é destruí-la.

Daí que a vitória mundial da idéia democrática traga, consigo, a tentação suicida de tudo democratizar, que no fim das contas é tudo politizar, dando àquele que tem o poder político um poder ilimitado sobre todos os outros domínios e esferas da vida. Só por uma ilusão verbal é que se pode imaginar uma “democracia sexual”, por exemplo, como um paraíso libertário: a submissão da vida sexual aos critérios democráticos é a universal invasão de privacidade – e esse grão-hierofante da democracia ilimitada, que é o sr. Bill Clinton, está finalmente sentindo na carne os efeitos da sua própria bruxaria.

O remédio para os males da democracia não está em mais democracia: está em reconhecer que a democracia não é o remédio de todos os males.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Skorpios em 14 de Agosto de 2014, 17:08:02
Pessoal,

Em função das criticas ao Olavo e aos seus leitores, tinha proposto, em um outro topico, debatermos seus textos. Porém, os seus delatores trouxeram os textos e videos onde já se tem um consenso de que ele comete equivocos (posicionamento sobre ciencia), para justificar que tudo o que ele escreve é ruim e não deve ser considerado.

Não seriam detratores?
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Barata Tenno em 14 de Agosto de 2014, 17:20:07
E ele ainda pergunta porque as pessoas não gostam de OdC. Texto que chove no molhado explicando o óbvio. Todo mundo sabe que quando se fala em democracia cultural, sexual ou atc, esta se usando uma figura de linguagem.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 14 de Agosto de 2014, 17:57:39
Pessoal,

Em função das criticas ao Olavo e aos seus leitores, tinha proposto, em um outro topico, debatermos seus textos. Porém, os seus delatores trouxeram os textos e videos onde já se tem um consenso de que ele comete equivocos (posicionamento sobre ciencia), para justificar que tudo o que ele escreve é ruim e não deve ser considerado.

Não seriam detratores?

Hehehe
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: _Juca_ em 14 de Agosto de 2014, 18:00:58
Pessoal,

na área politica-ideologica ele é o principal filosofo brasileiro.


Parei de ler aqui.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 14 de Agosto de 2014, 18:04:29
E ele ainda pergunta porque as pessoas não gostam de OdC. Texto que chove no molhado explicando o óbvio. Todo mundo sabe que quando se fala em democracia cultural, sexual ou atc, esta se usando uma figura de linguagem.

Ola Barata,

O problema não é a figura de linguagem em si, isto é o que tem de mais rasteiro do artigo!!!

O problema é o uso dessa "figura de linguagem", de forma desonesta, em uma população despreparada, para manobrá-la (vc pode saber, mas para a grande massa, com certeza isso não é verdade), para os fins de aumento de controle do estado e fins revolucionários. Vc realmente se ateve somente ao mais rasteiro do artigo, espero que por puro preconceito!

Um outro exemplo : já discuti com esquerdistas que falaram que democracia de verdade é a de Cuba, pois é uma Democracia Social!!! E para entender um pouco mais o artigo dele, dessa postura desse esquerdista que falei,leia algo sobre Laclau.

Abs
Felipe
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 14 de Agosto de 2014, 18:06:34
Pessoal,

na área politica-ideologica ele é o principal filosofo brasileiro.


Parei de ler aqui.

O que vc já leu dele ?
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 14 de Agosto de 2014, 18:07:04
É impressionante como o expediente não se altera......
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: _Juca_ em 14 de Agosto de 2014, 18:10:05
Pessoal,

na área politica-ideologica ele é o principal filosofo brasileiro.


Parei de ler aqui.

O que vc já leu dele ?

O suficiente pra saber que 90% do escreve é pura merda religiosa, facista, conspiratória e ultradireitista.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Barata Tenno em 14 de Agosto de 2014, 18:11:47
E ele ainda pergunta porque as pessoas não gostam de OdC. Texto que chove no molhado explicando o óbvio. Todo mundo sabe que quando se fala em democracia cultural, sexual ou atc, esta se usando uma figura de linguagem.

Ola Barata,

O problema não é a figura de linguagem em si, isto é o que tem de mais rasteiro do artigo!!!

O problema é o uso dessa "figura de linguagem", de forma desonesta, em uma população despreparada, para manobrá-la (vc pode saber, mas para a grande massa, com certeza isso não é verdade), para os fins de aumento de controle do estado e fins revolucionários. Vc realmente se ateve somente ao mais rasteiro do artigo, espero que por puro preconceito!

Um outro exemplo : já discuti com esquerdistas que falaram que democracia de verdade é a de Cuba, pois é uma Democracia Social!!! E para entender um pouco mais o artigo dele, dessa postura desse esquerdista que falei,leia algo sobre Laclau.

Abs
Felipe

E eu já discuti com direitistas que acham que a ditadura militar foi para salvar a democracia, já ouvi direitista dizer que opressão da maioria é democracia. Isso só quer dizer que pessoas deturpam termos de acordo com seus interesses. Desde quando isso é novidade? Isso é conhecido desde os primórdios, já foi dito, debatido, demonstrado a exaustão. OdC não é nenhum gênio, ele é tipo um escritor de auto-ajuda, pega um conceito ou fato já existente, torce, mete uma fantasia no meio e vende como novidade.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Gaúcho em 14 de Agosto de 2014, 18:17:53
Gostei como o texto termina com uma frase de efeito que não ajuda em nada. :lol:
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 14 de Agosto de 2014, 18:18:11
E eu já discuti com direitistas que acham que a ditadura militar foi para salvar a democracia, já ouvi direitista dizer que opressão da maioria é democracia. Isso só quer dizer que pessoas deturpam termos de acordo com seus interesses. Desde quando isso é novidade? Isso é conhecido desde os primórdios, já foi dito, debatido, demonstrado a exaustão. OdC não é nenhum gênio, ele é tipo um escritor de auto-ajuda, pega um conceito ou fato já existente, torce, mete uma fantasia no meio e vende como novidade.

Vc não está entendendo uma coisa básica : existe uma diferença monstruosa entre posicionamento individual e estratégia de um grupo politico. Suas consequências são bem distintas!!!O artigo trata do segundo caso, claro.

Se quiser podemos discutir 64 em outro post.....
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 14 de Agosto de 2014, 18:20:20
Gostei como o texto termina com uma frase de efeito que não ajuda em nada. :lol:

Não vejo assim. O reconhecimento proposto por ele é justamente o remédio contra esse tipo de estratégia.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 14 de Agosto de 2014, 18:26:31
O suficiente pra saber que 90% do escreve é pura merda religiosa, facista, conspiratória e ultradireitista.

Juca,

Discurso padrão esquerdista, que já até citei (uso de Adorno, no fascismo e Lenin, na estratégia das tesouras). Rotulos, rotulos e mais rotulos.

Me coloque aqui algum artigo ou livro dele com coisas fascistas ou ultra-direitista (e o que vc considera como fascista ou ultradireitista). Ele é de direita, mas está longe de ser ultra-direitista. Vamos discutir isso racionalmente.

Abs
Felpe
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Barata Tenno em 14 de Agosto de 2014, 18:30:48
E eu já discuti com direitistas que acham que a ditadura militar foi para salvar a democracia, já ouvi direitista dizer que opressão da maioria é democracia. Isso só quer dizer que pessoas deturpam termos de acordo com seus interesses. Desde quando isso é novidade? Isso é conhecido desde os primórdios, já foi dito, debatido, demonstrado a exaustão. OdC não é nenhum gênio, ele é tipo um escritor de auto-ajuda, pega um conceito ou fato já existente, torce, mete uma fantasia no meio e vende como novidade.

Vc não está entendendo uma coisa básica : existe uma diferença monstruosa entre posicionamento individual e estratégia de um grupo politico. Suas consequências são bem distintas!!!O artigo trata do segundo caso, claro.

Se quiser podemos discutir 64 em outro post.....


Existe um grupo político de direita que usa isso frequentemente, Bolsonaro, pastores políticos, etc. E são hoje o grupo que mais representa risco a democracia. A esquerda não consegue se organizar pra nada, existem tantos grupelhos espalhados brigando por coisas diferentes que esse medo de golpe, esse medo de conspiração não passa de paranóia de gente que vê sombra e jura que viu fantasma.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 14 de Agosto de 2014, 18:44:38
Existe um grupo político de direita que usa isso frequentemente, Bolsonaro, pastores políticos, etc. E são hoje o grupo que mais representa risco a democracia. A esquerda não consegue se organizar pra nada, existem tantos grupelhos espalhados brigando por coisas diferentes que esse medo de golpe, esse medo de conspiração não passa de paranóia de gente que vê sombra e jura que viu fantasma.

Ola Barata,

Vc só pode estar brincando!!!!! Quem está totalmente desfigurarda e desorganizada é a direita! Como, meia dúzia de conservadores, podem representar ameaça a democracia? Me explica, por favor!

A esquerda não ´so está organizada nacionalmente (leia Lenin, por favor....), como está organizada INTERNACIONALMENTE!!! O Foro de SP, criação do PT, Fidel e Chaves, negada veementemente pelo Lula em entrevista ao Casoi


com participação de todos, eu disse todos os partidos de esquerda do Brasil e AL influencia diretamente a politica e economia do Brasil!

E se vc quer saber o que é risco à democracia, veja isso :



E mais, a ideologia que está por trás da direita e da social-democracia é democracia, o livre mercado e a liberdade individual. Os golpes na america latina foram quase todos decorrentes da disputa URSS x USA.

Abs
Felipe
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: _Juca_ em 14 de Agosto de 2014, 18:54:13
O suficiente pra saber que 90% do escreve é pura merda religiosa, facista, conspiratória e ultradireitista.

Juca,

Discurso padrão esquerdista, que já até citei (uso de Adorno, no fascismo e Lenin, na estratégia das tesouras). Rotulos, rotulos e mais rotulos.

Me coloque aqui algum artigo ou livro dele com coisas fascistas ou ultra-direitista (e o que vc considera como fascista ou ultradireitista). Ele é de direita, mas está longe de ser ultra-direitista. Vamos discutir isso racionalmente.

Abs
Felpe


Só o medinho dele da liberação sexual, implícito nessa artimanha que ele usou para atacar, chamando de democracia sexual  :stunned:, já mostra o quão fascista, ultradireitista e religioso é o discurso do velho. Ele faz um malabarismo muito ruim pra chegar no conservadorismo religioso que tenta julgar a vida sexual do outro, e tudo muito raso.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 14 de Agosto de 2014, 19:15:36
Ola Juca,

Pelo visto vc não conhece a escola de frankfurt, que estou colocando nos meus textos. O "medinho" dele, não é "medinho", é reconhecimento de que isso tudo é uma estratégia revolucionária desenvolvida por Herbert Marcuse, Gramsci cia e que deve ser desmascarada.

"Mas com relação a contaminação cultural, não sei se vc conhece, mas é importante se informar sobre Gramsci e Escola de Frankfurt. Por exemplo : da escola de frankfurt temos Adorno e Marcuse.

- Adorno:  ao desembarcar nos USA, apos fugir da Alemanha Nazista, percebeu que os americanos tinham verdadeira abominação pelo
Fascismo; que fez ele então, tratou de "provar" para os americanos que a sua sociedade era fascista. Para isso, escreveu "Personalidade Autoritária", onde identifica as caracteristicas das pessoas que tinham tendencia a apoiar regimes fascistas. Criou uma Escala F, para identificar o quão "fascista" era a pessoa (já numa clara tentativa de disvirtuar o conceito para aplica-lo a pessoas e sociedades). Claro que grande parte das caracteristicas fascistas adotadas por ele para sua escala F estavam relacionadas à cultura ocidental e a valores "burgueses" (familia partiarcal, por exemplo - a família e a moral judaico-cristã são os alvos principais, desde Marx. Se quiser, podemos falar disso depois), numa petição de princípios sem precedentes!! Ou seja, todo o julgamento esqeurdoide de pessoas fascistas, extremamente comum no Brasil, por exemplo, vem desse cara;

- Marcuse : este é o mais influente em todo o mundo!!! Em resumo : após a falha da "teoria" marxista, na sua predição do espalhamento da revolução do proletariado no mundo todo, varios Marxistas tentaram uma explicação. Marcuse identificou que nos paises capitalistas, a qualidade de vida do proletariado era bem superior a qualidade de vida das populações dos paises socialistas. Ao invés de abandonar esse lixo ideologico, como fazemos nas cienticas naturais, e reconhecer que o capitalismo tinha conseguido dar qualidade de vida ao proletariado,e  que deveria continuar sendo trabalhado para redução das desigualdades e inclusão (o que Hume falava, de trabalhar os negativos), concluiu que o proletariado já não poderia ser o agente revolucionário.

Então, identificou os novos excluídos do capitalismo, como agentes revolucionários : gays, mulheres, criminosos, negros, latinos, etc. Ou seja, a esquerda revolucionária deveria usar esses excluídos para promover a destruição da sociedade ocidental, dos valores "burgueses", da moral judaico-cristã.

Então, todos os movimentos que surgiram no mundo (tudo começou nos EUA, com a ação direta do Marcuse), o famoso "politicamente correto", tem como origem Hebert Marcues (é dele a frase "Não faça guerra, faça amor", que culminou no abandono da guerra do Vietna e na tomada comunista da região, resultando em mais de 2 milhões de mortes).

Então, feminismo, sexo livre (ele escreveu Eros e Civilização, onde coloca a questão da liberação do homem e sua sexualidade), "gayzismo", politicas raciais, defesa dos criminosos como vítimas da sociedade burguesa opressora, tudo isso tem como pai Hebert Marcuse (que usou ideias iluministas, que não resistem a primeira "coleta empírica" - a visão de que o homem é bom, e de que é a sociedade e suas instituições que o corrompem)."


Abs
Felipe
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: _Juca_ em 14 de Agosto de 2014, 19:44:00
Que grande merda conspiratoria essa Felipejr, me admira alguém acreditar nisso, que a liberalização sexual é um instrumento de revolução marxista, agora já não me espanto mais você admirar o Olavo de Carvalho. Que bulshit mais bulshit, Putz.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Lorentz em 14 de Agosto de 2014, 20:12:26
Lendo este texto eu me lembrei daquela ocupação da reitoria da USP, acho que foi a de 2011 (não lembrava que isso era tão recorrente e me deparei com várias ocupações na minha pesquisa). Os alunos eram contra o reitor atual e exigiam uma votação para escolher um novo reitor, afinal, o Brasil era um país democrático e tal. Esse é o tipo de confusão que gente na universidade(!) ainda faz com o termo "democracia", achando que ela se estende a qualquer setor da sociedade.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Temma em 14 de Agosto de 2014, 20:45:30
Costumo ignorar completamente a direita da ala olavete quanto da ala mimimises, afinal, o único ponto  em que concordam é no ódio à esquerda, e nem por isso vejo-os tentando doutrinar seus "afins" no espectro político.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Geotecton em 14 de Agosto de 2014, 23:07:21
Lendo este texto eu me lembrei daquela ocupação da reitoria da USP, acho que foi a de 2011 (não lembrava que isso era tão recorrente e me deparei com várias ocupações na minha pesquisa). Os alunos eram contra o reitor atual e exigiam uma votação para escolher um novo reitor, afinal, o Brasil era um país democrático e tal. Esse é o tipo de confusão que gente na universidade(!) ainda faz com o termo "democracia", achando que ela se estende a qualquer setor da sociedade.

Frequento o ambiente universitário há mais de 30 anos e ainda me espanto com o grau de ignorância e estupidez que ouço nos corredores, especialmente dos estudantes mais "politizados" (leia-se, esquerdistas) querendo que a eleição de reitor ocorra por voto paritário dos professores, funcionários e do próprio corpo discente.

Seria o fim da incipiente meritocracia dos pesquisadores e a instalação definitiva da burocratização e ideologização esquerdista.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Geotecton em 14 de Agosto de 2014, 23:10:17
Que grande merda conspiratoria essa Felipejr, me admira alguém acreditar nisso, que a liberalização sexual é um instrumento de revolução marxista, agora já não me espanto mais você admirar o Olavo de Carvalho. Que bulshit mais bulshit, Putz.

A liberalização sexual e o feminismo foram instrumentos usados pela esquerda contra o statu quo da (ridícula) moral sexual judaico-cristã, especialmente nos anos 60. E, ao mesmo tempo, tais movimentos foram intensamente reprimidos nos países comunistas.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 15 de Agosto de 2014, 11:55:01
Que grande merda conspiratoria essa Felipejr, me admira alguém acreditar nisso, que a liberalização sexual é um instrumento de revolução marxista, agora já não me espanto mais você admirar o Olavo de Carvalho. Que bulshit mais bulshit, Putz.

Ola Juca,

Que grande merda de argumento é esse? Seira mais adequado vc me acusar de Blasfêmia, Heresia. Sério, está parecendo que estou discutindo evolução com um fanático religioso!

Eu coloco o que os Marxistas pregaram e fizeram (não, isto não é interpretação do Olavo, nem  minha!! Eles falam isso LITERALMENTE em suas obras em suas declarações), mostro que, após a ida da escola de frankfurt para os EUA, isto tem início e, no Brasil, está em fase de pleno vapor, e vc me vem com esse "argumento"?

Assim eu sou levado a concluir que vc nunca leu absolutamente nada sobre a Escola de Frankfurt, Laclau, Gramsci. Que não sabe nada da esquerda que defende!

Se vc quer acusar algo ou alguem de conspiracionista. Aponte os fundamentos dessa acusação. Simplesmente afirmar, e rotular é adotar a tática mais básica e desonesta da prática da esquerda marxsita.

Curiosidade : vc é marxista, social democrata (que é uma evolução do capitalismo), anarquista?

Abs
Felipe
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: João da Ega em 15 de Agosto de 2014, 12:10:06
Felipe, trouxe do outro tópico a mensagem abaixo, já que lá tava off topic.
Fui verificar de novo o que prega o padre-teórico Paulo Ricardo, e bate igualzinho com essa tese do OC e sua.

Somente tenha ciência dos objetivos reias que estão por trás das ações que vc apóia :

"Obs : a grande sacada está em usar problemas reais da sociedade para implantar soluções que não tem como proposito resolver o problema, mas sim acabar com todos os valores e cultura existentes."

Curiosidade: você é contra a união civil de gays, a luta por igualdade das mulheres, sexo antes do casamento, laicismo do Estado e na educação, a luta dos negros contra a discriminação?

Depois continuamos. Agora vou beber!!!  :lol:

Abs
Felipe

Tenha ciência das consequências dessa ação, pois ela também destrói famílias.  :P
Agora a sério: que inveja, trabalho no interior, não curto beber sozinho, e só vou poder tomar umas amanhã.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: _Juca_ em 15 de Agosto de 2014, 12:13:44
Que grande merda conspiratoria essa Felipejr, me admira alguém acreditar nisso, que a liberalização sexual é um instrumento de revolução marxista, agora já não me espanto mais você admirar o Olavo de Carvalho. Que bulshit mais bulshit, Putz.

Ola Juca,

Que grande merda de argumento é esse? Seira mais adequado vc me acusar de Blasfêmia, Heresia. Sério, está parecendo que estou discutindo evolução com um fanático religioso!

Eu coloco o que os Marxistas pregaram e fizeram (não, isto não é interpretação do Olavo, nem  minha!! Eles falam isso LITERALMENTE em suas obras em suas declarações), mostro que, após a ida da escola de frankfurt para os EUA, isto tem início e, no Brasil, está em fase de pleno vapor, e vc me vem com esse "argumento"?

Assim eu sou levado a concluir que vc nunca leu absolutamente nada sobre a Escola de Frankfurt, Laclau, Gramsci. Que não sabe nada da esquerda que defende!

Se vc quer acusar algo ou alguem de conspiracionista. Aponte os fundamentos dessa acusação. Simplesmente afirmar, e rotular é adotar a tática mais básica e desonesta da prática da esquerda marxsita.

Curiosidade : vc é marxista, social democrata (que é uma evolução do capitalismo), anarquista?

Abs
Felipe

Felipe, seguinte, primeiro que acreditar que negros, mulheres, gays ou qualquer outra minoria ou classe historicamente subjugada seja fruto do capitalismo em si, já é tolice sem tamanho, desculpe. Gays são discriminados fruto do machismo e da religião, negros por causa do racismo, mulheres também pelo machismo, etc... Se você colocasse que pobres são excluídos pelo capitalismo, eu até aceitaria, mas até isso é uma meia verdade.

Pior ainda é acreditar que a defesa dos interesses das minorias é usada para uma revolução marxista e também global pelo jeito, já que essa defesa hoje em dia faz parte da linha de governo da grande maioria dos países e governos do mundo, principalmente dos países mais desenvolvidos e mais capitalistas. É teoria da conspiração elevada a milésima potência.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 15 de Agosto de 2014, 12:14:06
Costumo ignorar completamente a direita da ala olavete quanto da ala mimimises, afinal, o único ponto  em que concordam é no ódio à esquerda, e nem por isso vejo-os tentando doutrinar seus "afins" no espectro político.

Duvido muito que já tenha lido algo da obra do Olavo, muito menos de Mises!! Vou deixar o próprio Olavo te responder :

Ps : a esquerda (inclusive a extrema esquerda, marxsita) existe e atua politicamente em paises  capitalistas democraticos. Aliás, a alternancia de poder entre esquerda (claro que não a marxista)  e direita é a espinha dorsal da democracia!!! Agora, me de um exemplo de direita em paises que seguiram o Marxismo, somente um!!!

Língua dupla e estratégia

Olavo de Carvalho
O Globo, 2 de fevereiro de 2002

 

Os “lugares-comuns” foram assim nomeados pelos retóricos greco-romanos, que os comparavam a depósitos públicos de lixo mental, onde o mais pobre dos argumentadores poderia sempre encontrar alguma ferramenta usada que o tirasse do aperto no confronto desvantajoso com o adversário mais sábio. Cada vez que alguém lança mão de um desses utensílios para dar impressão de pensamento quando não pensou coisa nenhuma, todo mundo sai perdendo: o idioma é lesado, a inteligência aviltada, a opinião pública ludibriada. No entanto, longe de mim desprezar a força dessas velhas armas.

A potência inesgotável de lugares-comuns, clichês ou frases feitas assemelha-se à do moto-perpétuo: quanto mais gastos tanto mais persuasivos; quanto mais deslocados do assunto tanto mais eficazes. Sua maior virtude reside precisamente em desviar a discussão de um tema difícil e mal conhecido para o terreno firme das banalidades costumeiras, onde as conclusões se produzem com o automatismo fácil das secreções orgânicas. O preço, evidentemente, é escapar por completo da questão em debate -- mas que importa isso a quem quer apenas dar boa impressão?

Não há hoje em dia lugar-comum mais comum do que descartar in limine qualquer alegação contra o esquerdismo sob o pretexto de que ela nasce do “ódio”. Mais tipicamente: do ódio “visceral”. Você diz que os comunistas promoveram os maiores genocídios da História? É “ódio visceral”. Você afirma que eles criaram o Gulag e o Laogai, redes de campos de concentração que superaram as mais macabras ambições dos nazistas? “Ódio visceral”. Você se queixa de que eles bloqueiam a divulgação de seus crimes? “Ódio visceral”. Depois de eles repetirem isso umas centenas de vezes, você ficará parecendo mais mau do que aqueles que mataram cem milhões de seres humanos, prenderam outros tantos e hoje proíbem você de tocar no assunto. Pensando bem, você é que é um genocida, um tirano, um monstro. Eles mataram apenas uns quantos milhões de pessoas, conservando mediante prodígios de inventividade lógica uma linda auto-imagem de almas santas e bem-intencionadas. Aí vem você e, impiedosamente, rasga essa auto-imagem. Você é muito malvado, rapaz. Você não tem amor no coração.

O mais curioso é que essa rotulação venha justamente de adeptos, simpatizantes e colaboradores passivos de uma ideologia que, em família, jamais escondeu a motivação última que a movia. Ainda ressoa nesta página o conselho de Górki, escritor oficial da revolução russa, citado aqui na semana passada, que ensinava aos militantes a repulsa física ao inimigo. Talvez o leitor recorde também a observação de Brecht, de que, se os acusados dos Processos de Moscou eram inocentes, tanto mais mereciam ser fuzilados pelo bem do socialismo. Talvez conheça a declaração de Eldridge Cleaver, de que estuprar mulheres brancas é um mérito revolucionário. E talvez não tenha sumido da sua memória a fórmula de Che Guevara, que aconselhava “o ódio intransigente ao inimigo, ódio que impulsiona além das limitações naturais do ser humano e converte o guerrilheiro numa eficiente e fria máquina de matar”. Mas, naturalmente, nenhum desses cavalheiros disse ou praticou essas coisas por ódio. Odiento é você, que sai contando para todo mundo que eles as disseram e praticaram.

É com base na peculiar lógica comunista dessa conclusão que, por exemplo, o Fórum Social Mundial pode ostentar a bandeira da “paz”, entendendo por paz a suspensão das ações americanas no Afeganistão, que mataram umas centenas de pessoas, mas não a da ocupação chinesa no Tibete, que já matou mais de um milhão.

Quando Orwell disse que os comunistas inventaram um novo idioma no qual amor é ódio, paz é guerra, sim é não e não é sim, ele não exagerou em nada.

Duplicidade, diversionismo, camuflagem são o cerne mesmo da alma comunista. E quem quer que, discutindo com comunistas ou similares, atenha-se ao conteúdo literal de seu discurso, sem perceber que ele se destina apenas a encobrir a lógica profunda de suas ações, estará sendo feito de otário. Diga francamente o caro leitor: se um visitante, imbuído da manifesta intenção de seduzir sua esposa, começa a freqüentar sua casa sob o pretexto de jogar cartas, você acha que o melhor que tem a fazer com o intruso é empenhar-se em ganhar o jogo?


Assim procede quem, diante de organizações políticas envolvidas até a goela num movimento revolucionário continental associado ao narcotráfico, discuta com elas programas de governo e remédios para os problemas nacionais, ajudando-as a fingir uma atmosfera democrática de paz e normalidade.

Para o revolucionário, todo discurso público, sobretudo eleitoral, é apenas utensílio. Utensílio tão provisório, tão descartável quanto uma tira de papel higiênico ou uma camisinha. A conquista definitiva do poder, o controle absoluto do Estado, a destruição completa das oposições — tais são, hoje como sempre, os únicos objetivos daqueles que se dizem esquerdistas de um novo tipo, convertidos à democracia, mas continuam cúmplices do regime de Fidel Castro e usam, como se fossem instrumentos legítimos do processo democrático, as mesmas armas comunistas de sempre: incentivar e legitimar a violência das massas (denunciando histericamente a reação dos agredidos), desmantelar desde dentro e desde cima o aparato militar, policial e judiciário, manipular e alterar o sentido das leis, controlar os meios de informação, o ensino, as fontes de energia e a rede viária, fomentar o banditismo e depois culpar por ele a sociedade capitalista.

Discutir economia e administração com esses farsantes é cair num jogo sujo, é desempenhar na pantomima precisamente o papel que eles reservaram para suas futuras vítimas. Só o que cabe é desmascarar, por trás de suas alegações variadas, artificiosas e desnorteantes, a constância e a lógica implacável da sua estratégia de conquista.

Pelas mesmas razões, é inútil tentar combatê-los com acusações de corrupção banal, idênticas àquelas com que eles destroem facilmente as reputações de seus adversários. Primeiro, porque a parcela ideologicamente intoxicada do eleitorado, que constitui o contingente dos seus votantes fixos, não se escandaliza com atos desonestos cometidos por seus líderes, que lhe parecem vir em proveito da revolução. Segundo, porque a organização empenhada na luta por um objetivo geral que é mau, desonesto e pérfido em essência há de tratar sempre de ser a mais honesta possível nos detalhes instrumentais da política diária, não só para evitar problemas de percurso mas também para poder prevalecer-se de uma aparência enganosa de superioridade moral: nada mais rígido que o moralismo interno das máfias e dos partidos revolucionários. Não, a perfídia esquerdista não será jamais vencida por meio de tímidas mordidas nas beiradas. É preciso feri-la no coração, e esse coração chama-se: estratégia. Ou a desmascaramos, ou nos conformamos em vir a ser governados por um Pol-Pot, um Fidel Castro, um Ceaucescu.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 15 de Agosto de 2014, 12:58:04
Felipe, seguinte, primeiro que acreditar que negros, mulheres, gays ou qualquer outra minoria ou classe historicamente subjugada seja fruto do capitalismo em si, já é tolice sem tamanho, desculpe. Gays são discriminados fruto do machismo e da religião, negros por causa do racismo, mulheres também pelo machismo, etc... Se você colocasse que pobres são excluídos pelo capitalismo, eu até aceitaria, mas até isso é uma meia verdade.

Pior ainda é acreditar que a defesa dos interesses das minorias é usada para uma revolução marxista e também global pelo jeito, já que essa defesa hoje em dia faz parte da linha de governo da grande maioria dos países e governos do mundo, principalmente dos países mais desenvolvidos e mais capitalistas. É teoria da conspiração elevada a milésima potência.

Juca,

Vc está colocando a coisa no nível de incredulidade pessoal, não da análise dos fatos! Isso é uma falácia.

Não interessa o real motivo da "exclusão", mas sim do potencial desses excluidos poderem ser usados como agentes revolucionarios!

Vamos lá :

1 - Pessoas (Marxistas) desenvolvem "teorias" sociais envolvendo "excluidos" do capitalismo, manipulação cultural, do discurso, etc;

2 - Esse grupo fala que vai aplicar isso para destruir a sociedade capitalista;

3 - Infiltra isso no meio academico americano, sempre mais receptivo (aliás, não fugiram da Alemanha para a URSS, mas sim para os EUA. Das duas uma : ou como agentes revolucionarios, ou para se tornarem os primeiros esquerdistas-caviar da história :hihi:);

4 - Tempos após (se não me engano 10 ou 15 anos), exatamente esse grupo propõe, acontece.

Opções : coincidência ou ação deliberada.

Claro está que é impossível que se saiba todos os desdobramentos desse tipo de ação socio-cultural (o aumento do controle do estado é obvio - Lembre-se do texto sobre "mais democracia"), mas o fato de estar em paises capitalistas não quer dizer absolutamente nada, simplesmente por ter começado exatamente no maior de todos os capitalistas, os EUA, e pelo fato da esquerda (marxista) ser articulada internacionalmente.

Em tempo : quando critico a esquerda, me refiro aos marxistas-leninistas-maoistas, etc (que são, infelizmente, com excessão do PSDB, a nossa esquerda - leiam o que está escrito nos sites do PT, PSOL, PSTU, PC do B e afins e vejam como estão atuando aqui) .

Não tenho nada contra a esquerda que entende que o capitalismo (democracia, livre iniciativa, liberdade individual) é o único sistema que pode propiciar riqueza, e que atua tentando minimizar as distorções deste sistema (o que se chama de social democracia). Na realidade, minhas idéias estão bem mais alinhadas aos sociais democratas do que a direita. Mas sou contra todo e qualquer tipo de Marxismo. Considero que quando alguém se declara Socialista/Comunista (Marxsita) seja tão ou mais moralmente condenável que aquele que se declara Nazista.

Pergutna : vc já leu as obras da escola de Frankfurt? Já viu entrevistas e artigos do Marcuse? Gramsci ?

Abs
Felipe
 
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Sergiomgbr em 15 de Agosto de 2014, 13:16:38
Aliás, a alternancia de poder entre esquerda (claro que não a marxista)  e direita é a espinha dorsal da democracia!!! Agora, me de um exemplo de direita em paises que seguiram o Marxismo, somente um!!!

Eu tenho uma teoria pessoal de que a consciência ampla, que leva ao esclarecimento e à individualidade no  ser humano é forçosamente uma espécie de sofrimento para o ser humano médio. Que o ser humano médio, exemplar típico do pensamento engajado socialmente, hedonista passivo encastelado mentalmente em na zona de conforto do bem estar subjetivista, que forma a esmagadora maioria da humanidade tende a formar sociedades cooperativas coletivistas tipicamente que repelem ao máximo o pensamento crítico e iniciativas individuais.

O comunismo e as religiões, principalmente os regimes teocráticos parecem ser, não uma construção cultural, mas já efeitos notórios de uma tendência das grandes massas humanas a se aglutinar em torno do pensamento fácil e diluído no lugar comum das conclusões reconfortantes para as vastas hordas crescentes de preguiçosos mentais de todo tipo, de que focinho de porco é tomada. Um inevitável e sombrio futuro da abelhização do mundo, com a extinção da individualidade como a conhecemos hoje, se nada for feito para reverter o que parece ser uma tendência, a longo prazo.

Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: _Juca_ em 15 de Agosto de 2014, 17:28:37


Juca,

Vc está colocando a coisa no nível de incredulidade pessoal, não da análise dos fatos! Isso é uma falácia.

Não é uma questão pessoal, é questão de lógica mesmo, afirmar que o capitalismo é responsável pela exclusão de negros, mulheres, gays, não faz o menor sentido, a premissa começou errada, a conclusão então...


Citar
Não interessa o real motivo da "exclusão", mas sim do potencial desses excluidos poderem ser usados como agentes revolucionarios!

Interessa sim. Sua argumentação parte do um pressuposto totalmente equivocado para associá-lo a uma conclusão sem a menor evidência, transformando todos os defensores dos interesses das minorias em revolucionários marxistas que querem acabar com o capitalismo, isso aí está pra lá do fundamentalismo que vemos em marxistas ou libertários, ou religiosos fundamentalistas, porque maioria das vezes eles ou estão certos na premissa e errados na conclusão ou vice-versa, você está se equivoca nas duas.


Citar
1 - Pessoas (Marxistas) desenvolvem "teorias" sociais envolvendo "excluidos" do capitalismo, manipulação cultural, do discurso, etc;

Certo, mas onde isso se aplica na questão? Demonstre e evidencie que as pessoas que defendem os direitos  das minorias e dos excluídos na sociedade hajam para que isso seja instrumento de uma revolução e não apenas uma questão de solidariedade e noção de justiça social?

Citar
2 - Esse grupo fala que vai aplicar isso para destruir a sociedade capitalista;

Então, vale a mesma coisa. Demonstre como os defensores dos excluídos na sociedade estão sendo cooptados para essa suposta revolução com o intuito de destruir a sociedade capitalista, incluso aí todos os candidatos a presidente do Brasil nas ultima eleições...

Citar
3 - Infiltra isso no meio academico americano, sempre mais receptivo (aliás, não fugiram da Alemanha para a URSS, mas sim para os EUA. Das duas uma : ou como agentes revolucionarios, ou para se tornarem os primeiros esquerdistas-caviar da história :hihi:);

...e demonstre como revolucionários marxistas implementaram idéias revolucionárias em pleno EUA e ainda mais dentro de sua elite intelectual, de preferência como agiram, o modus operandi, quando agiram, quem foram o intelectuais influenciados, etc

Citar
4 - Tempos após (se não me engano 10 ou 15 anos), exatamente esse grupo propõe, acontece.

Opções : coincidência ou ação deliberada.

Estarei esperando suas evidência, sem apelos a autoridade, com fatos concretos, e premissas e conclusões factíveis e que sigam uma lógica falseável e verificável.

Citar
Claro está que é impossível que se saiba todos os desdobramentos desse tipo de ação socio-cultural (o aumento do controle do estado é obvio - Lembre-se do texto sobre "mais democracia"), mas o fato de estar em paises capitalistas não quer dizer absolutamente nada, simplesmente por ter começado exatamente no maior de todos os capitalistas, os EUA, e pelo fato da esquerda (marxista) ser articulada internacionalmente.

Aumento do controle do estado não quer dizer que seja uma tentativa de implementação do marxismo e nem a flexibilização do controle quer dizer que seja do livre mercado absoluto, 99% dos países passam longe tanto de um quanto de outro, incluso seus intelectuais, líderes e formadores de opinião e principalmente, você ignora que num país como o nosso o debate de idéias é livre, as pessoas podem defender o marxismo e ou o livre mercado absoluto sem nenhum pudor e até podem  alimentar teorias conspiratórias como essas que você propõe, não tem nenhum sentido prático tentar usar ações subliminares para influenciar intelectuais, líderes e até mesmo a população, a crítica é livre.

Citar
Em tempo : quando critico a esquerda, me refiro aos marxistas-leninistas-maoistas, etc (que são, infelizmente, com excessão do PSDB, a nossa esquerda - leiam o que está escrito nos sites do PT, PSOL, PSTU, PC do B e afins e vejam como estão atuando aqui) .


Adivinha? O PSDB defende as minorias tanto quanto o PT, inclusive os programas sociais tão questionados pelos conservadores tem a paternidade reivindicada por eles.

Citar
Não tenho nada contra a esquerda que entende que o capitalismo (democracia, livre iniciativa, liberdade individual) é o único sistema que pode propiciar riqueza, e que atua tentando minimizar as distorções deste sistema (o que se chama de social democracia). Na realidade, minhas idéias estão bem mais alinhadas aos sociais democratas do que a direita. Mas sou contra todo e qualquer tipo de Marxismo. Considero que quando alguém se declara Socialista/Comunista (Marxsita) seja tão ou mais moralmente condenável que aquele que se declara Nazista.

Na verdade você parece alinhado com o pior que a direita brasileira já produziu em termos de "intelectuais", como o Olavão e o Reinaldo Azevedo.

Citar
Pergutna : vc já leu as obras da escola de Frankfurt? Já viu entrevistas e artigos do Marcuse? Gramsci ?

Não sou especialista, mas conheço seus conceitos.


 
[/quote]
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Barata Tenno em 15 de Agosto de 2014, 17:57:32
Só lembrando que esses partidos de esquerda citados, a maioria não se da nada bem e vivem brigando entre si por espaço. aliás, o PSOL é um dos  maiores criticos do PT e esta na oposição.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 15 de Agosto de 2014, 18:58:57
Só lembrando que esses partidos de esquerda citados, a maioria não se da nada bem e vivem brigando entre si por espaço. aliás, o PSOL é um dos  maiores criticos do PT e esta na oposição.

Leia Lenin, por favor. Isso que vc está falando não significa nada!! Continuam organizadinhos em seus objetivos finais! Nacionalmente e internacionalmente (Foro de SP).
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Osler em 15 de Agosto de 2014, 19:15:06
Desista, é impossível convencer um conspiracionista, ainda mais depois de Gramsci.  Qualquer coisa a favor é uma comprovação, qualquer coisa contra também o é pois faz parte da tática Gramscista.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 15 de Agosto de 2014, 19:15:49
Ola Juca,

Me desculpe, mas enquanto vc não ler sobre Gramsci, sobre a escola de frankfurt, sobre a Teoria Revolucionária de Marcuse, esse debate vai ser inócuo. Vc está cobrando "evidencias" que estão colocadas de forma LITERAL, nas obras dessas pessoas ! E vc está confundindo a veracidade de algo, com o uso desse algo para fins ideologicos, quando foca a discussão dos excluidos do capitalismo. Se são produtos ou não, do capitalismo, isso não tem a menor importância!

E não, eu não preciso descrever exatamente como foi a operação toda feita pela escola de frnakfurt nos EUA para estabelecer a correlação da teoria x fatos. Da mesma forma que a teoria da evolução não precisa (e não é capaz)  de explicar todos os caminhos evolutivos para estar correta. 

Novamente, só temos duas opções : coincidencia ou ação deliberada. Faça a sua escolha racional!

Obs : toda a influencia dele se deu, primeiramente, no meio Universitário, dado que eles foram acolhidos no meio universitário americano (eram professores de universidades americanas), meio onde idéias liberais (la são chamadas assim) tem alta receptividade (sim, existia e existe esquerda nos EUA, se vc não sabe). Do meio universitário, como o tempo, isso foi se espalhando para a sociedade.

Abs
Felipe
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 15 de Agosto de 2014, 19:21:17
Desista, é impossível convencer um conspiracionista, ainda mais depois de Gramsci.  Qualquer coisa a favor é uma comprovação, qualquer coisa contra também o é pois faz parte da tática Gramscista.

O grande problema e´que vcs não conhecem  nada da ideologia que defendem!!!

Eu estou apresentando evidência concreta da articulação desses partidos, em nível Internacional! Aqui nos Brasil, ocorre exatamente o que Lenin defendia na URSS : eles se batem,se batem, mas todos bem alinhados ao objetivo maior (e não é conspiracionista meu caro, está as claras nos sites desses partidos).

Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Osler em 15 de Agosto de 2014, 19:49:56
O grande problema e´que vcs não conhecem  nada da ideologia que defendem!!!

Qual ideologia eu defendo?

Eu estou apresentando evidência concreta da articulação desses partidos, em nível Internacional!
Que partidos de esquerda tem pontos em comuns com outros partidos de esquerda?

Aqui nos Brasil, ocorre exatamente o que Lenin defendia na URSS : eles se batem,se batem, mas todos bem alinhados ao objetivo maior (e não é conspiracionista meu caro, está as claras nos sites desses partidos).
Aí é minha vez de falar:  Você não conhece esses partidos por dentro, não conhece seus quadros, não conhece as diferentes correntes em cada partido, e como algumas são antagônicas, não conhece as diferenças entre os alinhamentos programaticos, taticos e conceituais de cada corrente, etc...
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Lorentz em 15 de Agosto de 2014, 19:54:08
Eu estou apresentando evidência concreta da articulação desses partidos, em nível Internacional! Aqui nos Brasil, ocorre exatamente o que Lenin defendia na URSS : eles se batem,se batem, mas todos bem alinhados ao objetivo maior (e não é conspiracionista meu caro, está as claras nos sites desses partidos).

Mas eles se batem de maneira intencional, para disfarçar então?

Bom, uma coisa deve ser reconhecida, muitos desses partidos de esquerda não querem uma democracia, ou melhor, querem a democracia deles, e isso eles tem em comum.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: _Juca_ em 15 de Agosto de 2014, 20:30:43
Ola Juca,

Me desculpe, mas enquanto vc não ler sobre Gramsci, sobre a escola de frankfurt, sobre a Teoria Revolucionária de Marcuse, esse debate vai ser inócuo. Vc está cobrando "evidencias" que estão colocadas de forma LITERAL, nas obras dessas pessoas ! E vc está confundindo a veracidade de algo, com o uso desse algo para fins ideologicos, quando foca a discussão dos excluidos do capitalismo. Se são produtos ou não, do capitalismo, isso não tem a menor importância!

E não, eu não preciso descrever exatamente como foi a operação toda feita pela escola de frnakfurt nos EUA para estabelecer a correlação da teoria x fatos. Da mesma forma que a teoria da evolução não precisa (e não é capaz)  de explicar todos os caminhos evolutivos para estar correta. 

Novamente, só temos duas opções : coincidencia ou ação deliberada. Faça a sua escolha racional!

Obs : toda a influencia dele se deu, primeiramente, no meio Universitário, dado que eles foram acolhidos no meio universitário americano (eram professores de universidades americanas), meio onde idéias liberais (la são chamadas assim) tem alta receptividade (sim, existia e existe esquerda nos EUA, se vc não sabe). Do meio universitário, como o tempo, isso foi se espalhando para a sociedade.

Abs
Felipe

Não preciso ler a Bíblia pra saber que tem muita merda escrita ali entre conceitos de amor ao próximo, solidariedade, compaixão, etc. Não preciso ler Olavo de Carvalho e muito menos ser um intelectual pra desmontar a argumentação dele com uma mão nas costas, como fiz com o conceito que você postou sobre os excluídos do capitalismo e os esquerdistas gramscianos que usam eles para implementar um revolução marxista global. É muito fácil fazer isso, Felipe. Na verdade, dentro de um fórum cético, se você não apresenta evidências daquilo que diz, ainda mais alegações extra fantásticas como as que você postou, tudo isso vai passar a ser visto como pura ilusão e fantasia. Você precisa demonstrar essas coisas, evidências, provas verificáveis e não apenas idéias subjetivas, que só quem entende aquilo que está escrito, certos iluminados, podem saber. Somente quem leu Gramsci, escola de Frankfurt, Olavo de Carvalho vai entender. Pode ser, mas você tem que apresentar provas e evidencias falseáveis sobre a questão, senão é só groselha.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Cumpadi em 15 de Agosto de 2014, 21:11:24
Não preciso ler a Bíblia pra saber que tem muita merda escrita ali entre conceitos de amor ao próximo, solidariedade, compaixão, etc. Não preciso ler Olavo de Carvalho e muito menos ser um intelectual pra desmontar a argumentação dele com uma mão nas costas, como fiz com o conceito que você postou sobre os excluídos do capitalismo e os esquerdistas gramscianos que usam eles para implementar um revolução marxista global. É muito fácil fazer isso, Felipe. Na verdade, dentro de um fórum cético, se você não apresenta evidências daquilo que diz, ainda mais alegações extra fantásticas como as que você postou, tudo isso vai passar a ser visto como pura ilusão e fantasia. Você precisa demonstrar essas coisas, evidências, provas verificáveis e não apenas idéias subjetivas, que só quem entende aquilo que está escrito, certos iluminados, podem saber. Somente quem leu Gramsci, escola de Frankfurt, Olavo de Carvalho vai entender. Pode ser, mas você tem que apresentar provas e evidencias falseáveis sobre a questão, senão é só groselha.
Em linhas gerais não discordo. Eu mesmo nunca li um livro sequer da escola liberal. Tiro meus conhecimentos dos dados, de textos sobre história da internet, do que observo, dos dados divugados e de uma lógica "subjetiva" (mas bem óbvia e intuitiva). Mas ao mesmo tempo sei que você analisa dados muito mal, chegando a dizer que certos dados provam o que você disse quando não provam é nada. Você critica tanto poder econômico baseado em trocas volunárias, mas não dar um pio em relação a poder político e uso da força para se adquirir poder econômico (quando é da Dilma, ditadores comunistas e afins). Por fim, você é abertamente comunista puro mas fica com lero lero de defender a "democracia" (que tem contradições práticas e teóricas com o igualitarismo econômico puro). Um comunista puro defende ou a tal da anarquia que se organiza sem dinheiro ou a ditadura. Bem, já discutimos isso diversas vezes aqui e não irei me alongar. Considero esses pontos aí que citei uma falta de honestidade tremenda (de você para nós, ou para você mesmo se realmente acredita nas coisas que posta).
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: _Juca_ em 15 de Agosto de 2014, 21:28:14
Não preciso ler a Bíblia pra saber que tem muita merda escrita ali entre conceitos de amor ao próximo, solidariedade, compaixão, etc. Não preciso ler Olavo de Carvalho e muito menos ser um intelectual pra desmontar a argumentação dele com uma mão nas costas, como fiz com o conceito que você postou sobre os excluídos do capitalismo e os esquerdistas gramscianos que usam eles para implementar um revolução marxista global. É muito fácil fazer isso, Felipe. Na verdade, dentro de um fórum cético, se você não apresenta evidências daquilo que diz, ainda mais alegações extra fantásticas como as que você postou, tudo isso vai passar a ser visto como pura ilusão e fantasia. Você precisa demonstrar essas coisas, evidências, provas verificáveis e não apenas idéias subjetivas, que só quem entende aquilo que está escrito, certos iluminados, podem saber. Somente quem leu Gramsci, escola de Frankfurt, Olavo de Carvalho vai entender. Pode ser, mas você tem que apresentar provas e evidencias falseáveis sobre a questão, senão é só groselha.
Em linhas gerais não discordo. Eu mesmo nunca li um livro sequer da escola liberal. Tiro meus conhecimentos dos dados, de textos sobre história da internet, do que observo, dos dados divugados e de uma lógica "subjetiva" (mas bem óbvia e intuitiva). Mas ao mesmo tempo sei que você analisa dados muito mal, chegando a dizer que certos dados provam o que você disse quando não provam é nada. Você critica tanto poder econômico baseado em trocas volunárias, mas não dar um pio em relação a poder político e uso da força para se adquirir poder econômico (quando é da Dilma, ditadores comunistas e afins). Por fim, você é abertamente comunista puro mas fica com lero lero de defender a "democracia" (que tem contradições práticas e teóricas com o igualitarismo econômico puro). Um comunista puro defende ou a tal da anarquia que se organiza sem dinheiro ou a ditadura. Bem, já discutimos isso diversas vezes aqui e não irei me alongar. Considero esses pontos aí que citei uma falta de honestidade tremenda (de você para nós, ou para você mesmo se realmente acredita nas coisas que posta).

Comunista puro?  :rola:

Ok, mostre um post meu em que eu defendo o comunismo, um ditador comunista ou qualquer outro ponto nesse sentido. Eu sou esquerdista, voto no PT (nem sempre) por afinidade ideológica, mas ser acusado de comunista puro é novidade pra mim.  :lol:
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Cumpadi em 15 de Agosto de 2014, 21:30:13
Não preciso ler a Bíblia pra saber que tem muita merda escrita ali entre conceitos de amor ao próximo, solidariedade, compaixão, etc. Não preciso ler Olavo de Carvalho e muito menos ser um intelectual pra desmontar a argumentação dele com uma mão nas costas, como fiz com o conceito que você postou sobre os excluídos do capitalismo e os esquerdistas gramscianos que usam eles para implementar um revolução marxista global. É muito fácil fazer isso, Felipe. Na verdade, dentro de um fórum cético, se você não apresenta evidências daquilo que diz, ainda mais alegações extra fantásticas como as que você postou, tudo isso vai passar a ser visto como pura ilusão e fantasia. Você precisa demonstrar essas coisas, evidências, provas verificáveis e não apenas idéias subjetivas, que só quem entende aquilo que está escrito, certos iluminados, podem saber. Somente quem leu Gramsci, escola de Frankfurt, Olavo de Carvalho vai entender. Pode ser, mas você tem que apresentar provas e evidencias falseáveis sobre a questão, senão é só groselha.
Em linhas gerais não discordo. Eu mesmo nunca li um livro sequer da escola liberal. Tiro meus conhecimentos dos dados, de textos sobre história da internet, do que observo, dos dados divugados e de uma lógica "subjetiva" (mas bem óbvia e intuitiva). Mas ao mesmo tempo sei que você analisa dados muito mal, chegando a dizer que certos dados provam o que você disse quando não provam é nada. Você critica tanto poder econômico baseado em trocas volunárias, mas não dar um pio em relação a poder político e uso da força para se adquirir poder econômico (quando é da Dilma, ditadores comunistas e afins). Por fim, você é abertamente comunista puro mas fica com lero lero de defender a "democracia" (que tem contradições práticas e teóricas com o igualitarismo econômico puro). Um comunista puro defende ou a tal da anarquia que se organiza sem dinheiro ou a ditadura. Bem, já discutimos isso diversas vezes aqui e não irei me alongar. Considero esses pontos aí que citei uma falta de honestidade tremenda (de você para nós, ou para você mesmo se realmente acredita nas coisas que posta).

Comunista puro?  :rola:

Ok, mostre um post meu em que eu defendo o comunismo, um ditador comunista ou qualquer outro ponto nesse sentido. Eu sou esquerdista, voto no PT (nem sempre) por afinidade ideológica, mas ser acusado de comunista puro é novidade pra mim.  :lol:
Tenho que procurar o post onde você diz que abdicaria de tudo para viver em uma sociedade plenamente comunista?
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: _Juca_ em 15 de Agosto de 2014, 21:40:39
Não preciso ler a Bíblia pra saber que tem muita merda escrita ali entre conceitos de amor ao próximo, solidariedade, compaixão, etc. Não preciso ler Olavo de Carvalho e muito menos ser um intelectual pra desmontar a argumentação dele com uma mão nas costas, como fiz com o conceito que você postou sobre os excluídos do capitalismo e os esquerdistas gramscianos que usam eles para implementar um revolução marxista global. É muito fácil fazer isso, Felipe. Na verdade, dentro de um fórum cético, se você não apresenta evidências daquilo que diz, ainda mais alegações extra fantásticas como as que você postou, tudo isso vai passar a ser visto como pura ilusão e fantasia. Você precisa demonstrar essas coisas, evidências, provas verificáveis e não apenas idéias subjetivas, que só quem entende aquilo que está escrito, certos iluminados, podem saber. Somente quem leu Gramsci, escola de Frankfurt, Olavo de Carvalho vai entender. Pode ser, mas você tem que apresentar provas e evidencias falseáveis sobre a questão, senão é só groselha.
Em linhas gerais não discordo. Eu mesmo nunca li um livro sequer da escola liberal. Tiro meus conhecimentos dos dados, de textos sobre história da internet, do que observo, dos dados divugados e de uma lógica "subjetiva" (mas bem óbvia e intuitiva). Mas ao mesmo tempo sei que você analisa dados muito mal, chegando a dizer que certos dados provam o que você disse quando não provam é nada. Você critica tanto poder econômico baseado em trocas volunárias, mas não dar um pio em relação a poder político e uso da força para se adquirir poder econômico (quando é da Dilma, ditadores comunistas e afins). Por fim, você é abertamente comunista puro mas fica com lero lero de defender a "democracia" (que tem contradições práticas e teóricas com o igualitarismo econômico puro). Um comunista puro defende ou a tal da anarquia que se organiza sem dinheiro ou a ditadura. Bem, já discutimos isso diversas vezes aqui e não irei me alongar. Considero esses pontos aí que citei uma falta de honestidade tremenda (de você para nós, ou para você mesmo se realmente acredita nas coisas que posta).

Comunista puro?  :rola:

Ok, mostre um post meu em que eu defendo o comunismo, um ditador comunista ou qualquer outro ponto nesse sentido. Eu sou esquerdista, voto no PT (nem sempre) por afinidade ideológica, mas ser acusado de comunista puro é novidade pra mim.  :lol:
Tenho que procurar o post onde você diz que abdicaria de tudo para viver em uma sociedade plenamente comunista?

Pode ser, mas deixa eu facilitar pra você, eu abdicaria de tudo para viver numa sociedade plenamente socialista, desenvolvida, rica, sem divisão de classes, sem religião, democrática e sem o menor teor de totalitarismo, sem discriminação, inovadora, com o estado atendendo plenamente os anseios e as necessidades da população de forma justa, mas adivinha? Isso não existe, é utopia, não é factível. Aposto que o Geo, o Madiba e o Arcanjo viriam ser meus vizinhos se essa sociedade socialista perfeita existisse um dia.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Cumpadi em 15 de Agosto de 2014, 21:51:07
Não preciso ler a Bíblia pra saber que tem muita merda escrita ali entre conceitos de amor ao próximo, solidariedade, compaixão, etc. Não preciso ler Olavo de Carvalho e muito menos ser um intelectual pra desmontar a argumentação dele com uma mão nas costas, como fiz com o conceito que você postou sobre os excluídos do capitalismo e os esquerdistas gramscianos que usam eles para implementar um revolução marxista global. É muito fácil fazer isso, Felipe. Na verdade, dentro de um fórum cético, se você não apresenta evidências daquilo que diz, ainda mais alegações extra fantásticas como as que você postou, tudo isso vai passar a ser visto como pura ilusão e fantasia. Você precisa demonstrar essas coisas, evidências, provas verificáveis e não apenas idéias subjetivas, que só quem entende aquilo que está escrito, certos iluminados, podem saber. Somente quem leu Gramsci, escola de Frankfurt, Olavo de Carvalho vai entender. Pode ser, mas você tem que apresentar provas e evidencias falseáveis sobre a questão, senão é só groselha.
Em linhas gerais não discordo. Eu mesmo nunca li um livro sequer da escola liberal. Tiro meus conhecimentos dos dados, de textos sobre história da internet, do que observo, dos dados divugados e de uma lógica "subjetiva" (mas bem óbvia e intuitiva). Mas ao mesmo tempo sei que você analisa dados muito mal, chegando a dizer que certos dados provam o que você disse quando não provam é nada. Você critica tanto poder econômico baseado em trocas volunárias, mas não dar um pio em relação a poder político e uso da força para se adquirir poder econômico (quando é da Dilma, ditadores comunistas e afins). Por fim, você é abertamente comunista puro mas fica com lero lero de defender a "democracia" (que tem contradições práticas e teóricas com o igualitarismo econômico puro). Um comunista puro defende ou a tal da anarquia que se organiza sem dinheiro ou a ditadura. Bem, já discutimos isso diversas vezes aqui e não irei me alongar. Considero esses pontos aí que citei uma falta de honestidade tremenda (de você para nós, ou para você mesmo se realmente acredita nas coisas que posta).

Comunista puro?  :rola:

Ok, mostre um post meu em que eu defendo o comunismo, um ditador comunista ou qualquer outro ponto nesse sentido. Eu sou esquerdista, voto no PT (nem sempre) por afinidade ideológica, mas ser acusado de comunista puro é novidade pra mim.  :lol:
Tenho que procurar o post onde você diz que abdicaria de tudo para viver em uma sociedade plenamente comunista?

Pode ser, mas deixa eu facilitar pra você, eu abdicaria de tudo para viver numa sociedade plenamente socialista, desenvolvida, rica, sem divisão de classes, sem religião, democrática e sem o menor teor de totalitarismo, sem discriminação, inovadora, com o estado atendendo plenamente os anseios e as necessidades da população de forma justa, mas adivinha? Isso não existe, é utopia, não é factível. Aposto que o Geo, o Madiba e o Arcanjo viriam ser meus vizinhos se essa sociedade socialista perfeita existisse um dia.
Como você disse, essa sociedade aí é impossível (não dar para ser rica sendo igualitária total, além de que ela é incompatível com seres humanas). O anarcocapitalismo por outro lado não depende de todo mundo acreditar nele e que as pessoas sejam perfeitas...
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Barata Tenno em 15 de Agosto de 2014, 21:53:21
Sério, esse tópico deveria estar em "Religiões, Crenças e Mitos".
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Cumpadi em 15 de Agosto de 2014, 21:58:12
Sério, esse tópico deveria estar em "Religiões, Crenças e Mitos".
E seu nome deveria ser Troll Tenno.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: _Juca_ em 15 de Agosto de 2014, 21:58:44
Como você disse, essa sociedade aí é impossível (não dar para ser rica sendo igualitária total, além de que ela é incompatível com seres humanas). O anarcocapitalismo por outro lado não depende de todo mundo acreditar nele e que as pessoas sejam perfeitas...

Anarcocapitalismo, sério? E vem falar mal do comunismo?  :teehee:
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Cumpadi em 15 de Agosto de 2014, 23:23:19
Como você disse, essa sociedade aí é impossível (não dar para ser rica sendo igualitária total, além de que ela é incompatível com seres humanas). O anarcocapitalismo por outro lado não depende de todo mundo acreditar nele e que as pessoas sejam perfeitas...

Anarcocapitalismo, sério? E vem falar mal do comunismo?  :teehee:
Bem, para se iniciar uma sociedade anarcocapitalista não precisa-se meter a porrada em ninguém. Para se iniciar e manter uma sociedade comunista, por outro lado... Na hora que um cidadão tiver a ideia genial de trocar meio saco de arroz que cultivou no meio da terra "pública" (no caso toda a terra seria pública) por meio saco de mandioca, ia tomar uma porrada coletiva por estar indo contra a igualdade geral.

Agora vejamos, uns comunistas dentro de um sistema anarcocapitalista decidem se unir, compram uma terrinha e vão viver sua vida comunista. Ninguém vai enxer o saco deles e poderiam perfeitamente viverem felizes para sempre, apesar de que viver ao lado de uma sociedade capitalista possivelmente faria mal a alto-estima deles.

Enfim, do ponto de vista moral e prático, o anarcocapitalismo é infinitamente superior ao comunismo.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: _Juca_ em 15 de Agosto de 2014, 23:30:03
Como você disse, essa sociedade aí é impossível (não dar para ser rica sendo igualitária total, além de que ela é incompatível com seres humanas). O anarcocapitalismo por outro lado não depende de todo mundo acreditar nele e que as pessoas sejam perfeitas...

Anarcocapitalismo, sério? E vem falar mal do comunismo?  :teehee:
Bem, para se iniciar uma sociedade anarcocapitalista não precisa-se meter a porrada em ninguém. Para se iniciar e manter uma sociedade comunista, por outro lado... Na hora que um cidadão tiver a ideia genial de trocar meio saco de arroz que cultivou no meio da terra "pública" (no caso toda a terra seria pública) por meio saco de mandioca, ia tomar uma porrada coletiva por estar indo contra a igualdade geral.

Agora vejamos, uns comunistas dentro de um sistema anarcocapitalista decidem se unir, compram uma terrinha e vão viver sua vida comunista. Ninguém vai enxer o saco deles e poderiam perfeitamente viverem felizes para sempre, apesar de que viver ao lado de uma sociedade capitalista possivelmente faria mal a alto-estima deles.

Enfim, do ponto de vista moral e prático, o anarcocapitalismo é infinitamente superior ao comunismo.

Não vou mais bater palma pra louco dançar, um vem com teorias do Olavão, outro é anarcocapitalista e vem me chamar de comunista... :P
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Cumpadi em 15 de Agosto de 2014, 23:37:27
Como você disse, essa sociedade aí é impossível (não dar para ser rica sendo igualitária total, além de que ela é incompatível com seres humanas). O anarcocapitalismo por outro lado não depende de todo mundo acreditar nele e que as pessoas sejam perfeitas...

Anarcocapitalismo, sério? E vem falar mal do comunismo?  :teehee:
Bem, para se iniciar uma sociedade anarcocapitalista não precisa-se meter a porrada em ninguém. Para se iniciar e manter uma sociedade comunista, por outro lado... Na hora que um cidadão tiver a ideia genial de trocar meio saco de arroz que cultivou no meio da terra "pública" (no caso toda a terra seria pública) por meio saco de mandioca, ia tomar uma porrada coletiva por estar indo contra a igualdade geral.

Agora vejamos, uns comunistas dentro de um sistema anarcocapitalista decidem se unir, compram uma terrinha e vão viver sua vida comunista. Ninguém vai enxer o saco deles e poderiam perfeitamente viverem felizes para sempre, apesar de que viver ao lado de uma sociedade capitalista possivelmente faria mal a alto-estima deles.

Enfim, do ponto de vista moral e prático, o anarcocapitalismo é infinitamente superior ao comunismo.

Não vou mais bater palma pra louco dançar, um vem com teorias do Olavão, outro é anarcocapitalista e vem me chamar de comunista... :P
Então somos dois, há três posts atrás você diz que é comunista, que gostaria de viver na tal da sua sociedade igualitária imaginativa. Você é UM BOSTA DESONESTO QUE NÃO SABE ARGUMENTAR E NEM AO MENOS FICA CALADO AO INVÉS DE COMETER ADHOMINEM.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: _Juca_ em 16 de Agosto de 2014, 00:03:29
Como você disse, essa sociedade aí é impossível (não dar para ser rica sendo igualitária total, além de que ela é incompatível com seres humanas). O anarcocapitalismo por outro lado não depende de todo mundo acreditar nele e que as pessoas sejam perfeitas...

Anarcocapitalismo, sério? E vem falar mal do comunismo?  :teehee:
Bem, para se iniciar uma sociedade anarcocapitalista não precisa-se meter a porrada em ninguém. Para se iniciar e manter uma sociedade comunista, por outro lado... Na hora que um cidadão tiver a ideia genial de trocar meio saco de arroz que cultivou no meio da terra "pública" (no caso toda a terra seria pública) por meio saco de mandioca, ia tomar uma porrada coletiva por estar indo contra a igualdade geral.

Agora vejamos, uns comunistas dentro de um sistema anarcocapitalista decidem se unir, compram uma terrinha e vão viver sua vida comunista. Ninguém vai enxer o saco deles e poderiam perfeitamente viverem felizes para sempre, apesar de que viver ao lado de uma sociedade capitalista possivelmente faria mal a alto-estima deles.

Enfim, do ponto de vista moral e prático, o anarcocapitalismo é infinitamente superior ao comunismo.

Não vou mais bater palma pra louco dançar, um vem com teorias do Olavão, outro é anarcocapitalista e vem me chamar de comunista... :P
Então somos dois, há três posts atrás você diz que é comunista, que gostaria de viver na tal da sua sociedade igualitária imaginativa. Você é UM BOSTA DESONESTO QUE NÃO SABE ARGUMENTAR E NEM AO MENOS FICA CALADO AO INVÉS DE COMETER ADHOMINEM.

Você notou o smile? Apelou, perdeu.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Geotecton em 16 de Agosto de 2014, 00:09:43
Como você disse, essa sociedade aí é impossível (não dar para ser rica sendo igualitária total, além de que ela é incompatível com seres humanas). O anarcocapitalismo por outro lado não depende de todo mundo acreditar nele e que as pessoas sejam perfeitas...

Anarcocapitalismo, sério? E vem falar mal do comunismo?  :teehee:
Bem, para se iniciar uma sociedade anarcocapitalista não precisa-se meter a porrada em ninguém. Para se iniciar e manter uma sociedade comunista, por outro lado... Na hora que um cidadão tiver a ideia genial de trocar meio saco de arroz que cultivou no meio da terra "pública" (no caso toda a terra seria pública) por meio saco de mandioca, ia tomar uma porrada coletiva por estar indo contra a igualdade geral.

Agora vejamos, uns comunistas dentro de um sistema anarcocapitalista decidem se unir, compram uma terrinha e vão viver sua vida comunista. Ninguém vai enxer o saco deles e poderiam perfeitamente viverem felizes para sempre, apesar de que viver ao lado de uma sociedade capitalista possivelmente faria mal a alto-estima deles.

Enfim, do ponto de vista moral e prático, o anarcocapitalismo é infinitamente superior ao comunismo.

Não vou mais bater palma pra louco dançar, um vem com teorias do Olavão, outro é anarcocapitalista e vem me chamar de comunista... :P
Então somos dois, há três posts atrás você diz que é comunista, que gostaria de viver na tal da sua sociedade igualitária imaginativa. Você é UM BOSTA DESONESTO QUE NÃO SABE ARGUMENTAR E NEM AO MENOS FICA CALADO AO INVÉS DE COMETER ADHOMINEM.

Caro parcus

Você tem plena capacidade de argumentar sem partir para agressões pessoais.

Então você recebe agora um cartão amarelo por ofensa direta e ostensiva ao forista _Juca_.

Sugiro que pense bem antes de transformar sua frustração em textos dirigidos para outras pessoas.

E este tópico ficará trancado por algum tempo para evitar mais punições.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Geotecton em 16 de Agosto de 2014, 15:05:33
O tópico foi reaberto.

Solicito aos foristas que foquem nos argumentos, não façam ad hominen e evitem 'piadas e brincadeiras' que possam gerar reações destemperadas.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Rhyan em 16 de Agosto de 2014, 21:10:21
Hans-Hermann Hoppe >>>>>>>>>>>>>> OdeC

E nem sou tão fã do alemão, hein.

Pra quem não sabe ele é o autor do livro Democracia - O Deus que Falhou.

http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=139

A democracia não é a solução; é o problema
http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=398
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 16 de Agosto de 2014, 23:58:07
Qual ideologia eu defendo?

Realmente não sei se vc defende ou não; isto foi na inércia da discussão com o Juca. Mas pelo que falou, o que falei pode ser mantido. É muito mais que Gramsci:  é conhecer a historia da URSS, após a revolução, a escola de frankfurt, Laclau e o que se iniciou nos EUA e está atualmente em pleno vapor no Brasil.

Que partidos de esquerda tem pontos em comuns com outros partidos de esquerda?

Ora: PT, PSOL, PC do B, PSTU, PCB e outros "vermelhos", todos esses partidos são MARXISTAS, LENINISTAS. E todos eles estão muito bem alinhados; todos participam e "assinam" as atas do foro de SP. O objetivo final deles, é o mesmo. O grande erro do Brasil é acreditar que essa esquerda é a mesma esquerda dos países europeus.

Aí é minha vez de falar:  Você não conhece esses partidos por dentro, não conhece seus quadros, não conhece as diferentes correntes em cada partido, e como algumas são antagônicas, não conhece as diferenças entre os alinhamentos programaticos, taticos e conceituais de cada corrente, etc...

1 - como eu disse, são todos Marxistas Leninistas, independentes das correntes internas. Ou seja, a ideologia que está por trás de todos os programas, de todas as correntes, desses partidos é a mesma.

Podem exsitir diferenças, sim. Mas o basicão e o objetivo final, está sempre presente : polarização da sociedade e luta de classes, uso da palavra democracia para ocultar todas as ações visando o totalitarismo (ja coloquei um texto do Olavo sobre isso aqui), implantação do Socialismo no Brasil, etc. Basta ter um pouco de paciencia para ler o que está escrito nos sites desses partidos  e observar o que está sendo feito aqui.

2 - estão todos, sem excessão, alinhados ao (e no) Foro de SP, que por sua vez é totalmente alinhado com as FARC, maior organização de tráfico do mundo.

Abs
Felipe
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Osler em 17 de Agosto de 2014, 00:48:04
Qual ideologia eu defendo?

Realmente não sei se vc defende ou não; isto foi na inércia da discussão com o Juca. Mas pelo que falou, o que falei pode ser mantido. É muito mais que Gramsci:  é conhecer a historia da URSS, após a revolução, a escola de frankfurt, Laclau e o que se iniciou nos EUA e está atualmente em pleno vapor no Brasil.

Se facilita o debate, foi uma das ideologias que já defendi no passado

Que partidos de esquerda tem pontos em comuns com outros partidos de esquerda?

Ora: PT, PSOL, PC do B, PSTU, PCB e outros "vermelhos", todos esses partidos são MARXISTAS, LENINISTAS. E todos eles estão muito bem alinhados; todos participam e "assinam" as atas do foro de SP. O objetivo final deles, é o mesmo. O grande erro do Brasil é acreditar que essa esquerda é a mesma esquerda dos países europeus.
Acho que interpretou de maneira errônea minha frase, desculpe se não ficou claro.  O que quis dizer é que partidos políticos pertencentes ao mesmo "espectro" se filiarem e participarem de grupos internacionais comuns não significa que eles estao se articulando internacionalmente (no sentido de uma grande conspiração internacional).  O Democratas participa da União Internacional Democrata, junto com outros partidos conservadores, daí a se dizer que existe uma articulação internacional para promover o domínio conservador no mundo vai uma distância muito grande.

Aí é minha vez de falar:  Você não conhece esses partidos por dentro, não conhece seus quadros, não conhece as diferentes correntes em cada partido, e como algumas são antagônicas, não conhece as diferenças entre os alinhamentos programaticos, taticos e conceituais de cada corrente, etc...

1 - como eu disse, são todos Marxistas Leninistas, independentes das correntes internas. Ou seja, a ideologia que está por trás de todos os programas, de todas as correntes, desses partidos é a mesma.

Não, não são todos Marxistas, e nem todos os Marxistas são Leninistas; apesar de ser inegável a influência do Velho na maioria desses que você citou.  O Pt, que é o maior dele, é dividido em diversas correntes, algumas delas Marxistas só no nome (fonte:  Experiência própria), outras trotkistas, outras Maoistas...

Podem exsitir diferenças, sim. Mas o basicão e o objetivo final, está sempre presente : polarização da sociedade e luta de classes
Não, a grande maioria

, uso da palavra democracia para ocultar todas as ações visando o totalitarismo (ja coloquei um texto do Olavo sobre isso aqui),
Não, várias correntes são frontalmente contra os métodos Gramcistas

implantação do Socialismo no Brasil, etc.
Acho que quase todos lá defendem ideologicamente isso, apesar de muitos no fundo no fundo se contentam com uma Social Democracia Morena.

Basta ter um pouco de paciencia para ler o que está escrito nos sites desses partidos  e observar o que está sendo feito aqui.
Não só já lí, como já observei, já participei e já debati internamente essas ideias, e por isso afirmo que apontar esse grau de unidade, inteligência e coerência da extrema esquerda brasileira é algo próximo ao delírio

2 - estão todos, sem excessão, alinhados ao (e no) Foro de SP, que por sua vez é totalmente alinhado com as FARC, maior organização de tráfico do mundo.
Isso se dá por uma mistura de convicção de alguns, centralismo democrático de outros, e do jogo interno do PT com suas diversas correntes (nesse caso é como a política externa ser anti-americana, parte ranço de alguns, parte concessão para apaziguar os radicais)

Abs
Felipe
Abraços
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 17 de Agosto de 2014, 17:33:46
Não preciso ler a Bíblia pra saber que tem muita merda escrita ali entre conceitos de amor ao próximo, solidariedade, compaixão, etc. Não preciso ler Olavo de Carvalho e muito menos ser um intelectual pra desmontar a argumentação dele com uma mão nas costas, como fiz com o conceito que você postou sobre os excluídos do capitalismo e os esquerdistas gramscianos que usam eles para implementar um revolução marxista global. É muito fácil fazer isso, Felipe. Na verdade, dentro de um fórum cético, se você não apresenta evidências daquilo que diz, ainda mais alegações extra fantásticas como as que você postou, tudo isso vai passar a ser visto como pura ilusão e fantasia. Você precisa demonstrar essas coisas, evidências, provas verificáveis e não apenas idéias subjetivas, que só quem entende aquilo que está escrito, certos iluminados, podem saber. Somente quem leu Gramsci, escola de Frankfurt, Olavo de Carvalho vai entender. Pode ser, mas você tem que apresentar provas e evidencias falseáveis sobre a questão, senão é só groselha.

Ola Juca,

Primeiramente, não sei de onde vc tirou que amor ao proximo, solidariedade e compaixão são conceitos "merdas". Mas tudo bem, opinião é opinião.

Segundamente :) A partir do momento que vc coloca a sua ignorancia no assunto, como um argumento, quando venho repetindo que é exatamente essa ignorância que o impede de encontrar as evidências que vc solicita, fica difícil de continuar a argumentação. Isso é puro sofismo, somente superável pela célebre frase do principal filosofo sofista (não lembro o nome), ao perder uma argumentação com Aristoteles (acho que foi contra ele). Ele falou mais ou menos o seguinte : "O fato de vc ter argumentado melhor que eu, não significa que vc tenha razão".

Terceiramente, vc não desmontou conceito nenhum do Olavo ou meu. O que vc está fazendo basicamente é a falácia do pombo enxadrista, mais uma vez, um sofismo.

Além do mais, esse embuste que vc falou ter desmontado  é obra dos seus amigos esquerdistas (Escola de Frankfurt, Gramsci, etc), não do Olavo, muito menos minha - aliás, o Olavo sempre falou que o Marxismo e suas derivações são a ideologia do engodo, da mentira. Não acreditava nessa afirmação, mas cada vez que leio as fontes primárias, artigos de esquerdistas, os livros dos ex-agentes da KGB e de dissidentes, mais difícil fica contestá-lo.

E o que vc se recusa a entender é : não interessa que gays, criminosos, negros, chicanos, mulheres, etc não sejam exlcuidos do capitalismo em si. O importante é que possam ser usados como agentes revolucionários em países capitalistas (novamente, isso não é teoria do Olavo; isso vem da Escola de Frankfurt, de seus amigos Marxistas)

A questão não é ser iluminado Juca. É ter informação mínima para discutir o assunto. Então, novamente :

1 - Pessoas (Marxistas) desenvolvem "teorias" sociais envolvendo "excluidos" do capitalismo, manipulação cultural, do discurso, etc;

2 - Esse grupo fala que vai aplicar isso para destruir a sociedade capitalista;

3 - Infiltra isso no meio academico americano (e sim, o meio academico americano, é repleto de esquerdistas), sempre mais receptivo (aliás, não fugiram da Alemanha para a URSS, mas sim para os EUA. Das duas uma : ou como agentes revolucionarios, ou para se tornarem os primeiros esquerdistas-caviar da história :hihi:);

4 - Tempos após (se não me engano 10 ou 15 anos), exatamente esse grupo propõe, acontece.

Opções : coincidência ou ação deliberada.

Abs
Felipe

Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Daniel_1993 em 17 de Agosto de 2014, 17:39:54
TEORIA: Como refutar Olavo de Carvalho e seus asseclas

Existe um mistificador barato chamado Olavo de Carvalho, já desmascarado noutro texto de A Página Vermelha e esculachado por vários intelectuais de esquerda e até mesmo de direita no Brasil, sendo conhecido de muitos internautas um vídeo onde o economista liberal Rodrigo Constantino não apenas o refuta como o ridiculariza. Esse artigo procura demonstrar alguns recursos e contradições empregados pelo grande mestre... da escatologia!



Vitimização

O formador de fascistas é sem dúvidas um homem esperto, ele defende um sistema hegemônico, mas se o sistema capitalista e anticomunista é hegemônico, por que alguém precisaria defendê-lo, se ele já se mantém por si só? É aí que entra o blefe de Olavo, como mágico(astrólogo) que é, ele inverte a percepção da realidade do seu telespectador, não é "a sociedade capitalista que oprime o comunista", é o "Estado aparelhado por comunistas que persegue aqueles que o combatem". Tal como numa seita, para a organização político-intelectual de Olavo de Carvalho todos aqueles que não são suficientemente anticomunistas(diferente de muitos ele se declara abertamente como tal) são automaticamente comunistas ou "idiotas úteis" funcionais ao comunismo. Para Olavo, todo e qualquer meio de comunicação que não propaga abertamente um golpe totalitário é "filocomunista", deste modo, não é raro ver as "olavettes" alardearem que "a Globo é comunista", ou melhor, que é "satano-comuno-gayzista". Esse método de "identificação de comunistas" foi comumente empregado pelo FBI durante era do McCarthismo e nada tornaria o farsante mais feliz do que assistir no Brasil a uma ressurreição do McCarthismo.

Olavo alega que o Brasil está cercado de comunistas, apesar de suas ruas carregarem nomes de presidentes americanos, filmes americanos e anticomunistas, ter em suas leis o direito de propriedade e forte ideologia anticomunista, sendo essa papagueada inclusive em igrejas. O debatedor deve elucidar todos esses fatos a fim de destruir a máscara de "oprimido" carregado pela trupe olaviana. Deve ele, ainda, mostrar que os principais veículos de comunicação sempre deram espaço para anticomunistas e nomes como Chumbinho, Alboghetti, Paulo Martins, Rachel Sheharazade, além do próprio Olavo, que já teve colunas em várias publicações jornalísticas, são uma prova cabal disso.


Black propaganda

Joseph Smith, especialista da CIA em black propaganda, isto é, a ciência da mentira, advertiu certa vez que não basta chamar os comunistas de maus, isso é mera tagarelice, é preciso denunciar atos maus como sendo atos comunistas. Recentemente um almofadinha seguidor do embusteiro paulista alegou que o Khmer Vermelho jogava bebês para o alto para matá-los na ponta da baioneta. Curiosamente, relatos sobre "empalamento em ponta de baioneta" são descritos pelos chineses como tendo sido empregados pelos japoneses em sua guerra de ocupação, os britânicos também o fizeram a respeito dos alemães, e os austríacos descreveram o mesmo por parte dos turcos. Nada prova que o Khmer Vermelho tenha feito isso. Além disso, o Khmer Vermelho nem mesmo se considerava "comunista", mas "revolucionário", e isso não era algo "da boca pra fora", eles eram anti-industrialistas, postura incompatível com o comunismo. Para fechar com chave de ouro, nenhum grande ou mesmo pequeno partido comunista defende o Khmer Vermelho.

É fácil pegar Olavo ou uma olavette na mentira desafiando-lhe para que mostre as fontes de sua informação, caso este mostre apenas uma, então que mostre mais. O ônus da prova cabe a quem acusa, e não a quem é acusado!


Metafísica

Não é preciso ser de esquerda para confrontar Olavo de Carvalho e a sua turba de coprófagos, qualquer racionalista se dá conta rapidamente de suas mentiras, não raramente recheadas com discursos religiosos. Carvalho e seus seguidores acreditam piamente agirem "em nome do cristianismo", para tal evocando como argumento mitos sobrenaturais como o de Fátima. Cabe ao interlocutor provar a impossibilidade do sol se mexer dadas as consequências trágicas para o sistema solar, bem como o fato de que isso seria naturalmente percebido por todo o planeta, e não apenas alguns milhares de fanáticos católicos, além da inexistência de uma observação científica do fenômeno e o erro das previsões, pois enquanto teria sido revelado que a guerra acabaria em 1917, ela acabou em 1918.

Argumentos religiosos só fazem algum sentido para quem crê em dada religião.


Hipérbole

Para o olaviado, os comunistas mataram centenas milhões, curiosamente já mais demonstraram qualquer estudo carcerário ou mesmo demográfico que sustentasse, ainda que minimamente tal tese.

O mito dos absurdos números de vítimas do comunismo podem ser encarados apenas como mitologia, ele é facilmente refutado pelos próprios anticomunistas, que frequentemente se contradizem. A contradição é uma das evidências mais salientes de uma mentira. Um artigo de Vladimir Tavares, em A Página Vermelha, demonstra os próprios anticomunistas se contradizem:

http://apaginavermelha.blogspot.com.br/2011/02/historia-afinal-quantos-milhoes-o.html

Outra forma de refutar o mito é a demografia soviética e russa. Diferente do que ocorre com o Holocausto, onde é comprovada redução populacional de judeus na Alemanha e fora dela, não há nada, isto é, nada(!!!) que comprove o mesmo no tocante à demografia soviética e russa. Os dados apresentados pela União Soviética inclusive batem com os números da ONU e até mesmo da CIA, conforme bem apresentado num artigo de A Página Vermelha:

http://apaginavermelha.blogspot.com.br/2011/02/especial-anticomunismo-e-terrorismo-por.html
http://apaginavermelha.blogspot.com.br/2011/11/mundo-nao-se-derruba-um-colosso-com.html

É um fato irrefutável que hoje na Rússia capitalista morrem mais russos do que na Rússia socialista. Além disso, outra fonte que refuta as mentiras contadas por Olavo de Carvalho, o olaviado, esquerda festiva e cia(e CIA também!) são os estudos acerca do sistema penal soviético divulgados pela American History Review, renomada publicação acadêmica de história, no qual estão reunidos estudos conclusivos formulados por diversos historiadores, dentre os quais o renomado sovietólogo ocidental J. A. Getty, professor doutor, Zemskov, historiador russo, dentre outros. Nele são mostrados que o número de "mortos pelo comunismo" na União Soviética chegam a milhares, e não a milhões, num país que lidou durante décadas com a Guerra Civil, a ameaça de invasão estrangeira, sabotagem, terrorismo, além da mais sangrenta campanha militar da história, a Operação Barbarrossa.

http://sovietinfo.tripod.com/GTY-Penal_System.pdf

Esse estudo foi brilhantemente reproduzido em 5 diferentes línguas estrangeiras pelo comunista sueco Mário Sousa:

http://mariosousa.se/MentirassobreahistoriadaUniaoSovietica.html


Argumentum ad stalinum

Muitos intelectuais de esquerda são facilmente esculachados e desmoralizados por Olavo de Carvalho por causa de seus preconceitos pessoais contra o modelo soviético, especialmente o de Stalin, e por sua preguiça em estudar seu período ou mesmo má fé ao capitular ante a ideologia reacionária da burguesia. Esses não são apenas alvo de crítica do olaviado, como também dos marxistas-leninistas, seguindo o princípio do grande Lenin segundo o qual é necessário denunciar tanto o oportunismo de esquerda quanto o de direita. Lenin atacou tanto a direita reacionária quanto chamou os sociais-democratas de sociais-traidores e espinafrou os "marxistas" europeus.



É essa postura dúbia, é seu posicionamento sem bases sólidas que faz com que os anticomunistas de esquerda sejam ludibriados ou esculachados por Olavo de Carvalho. É nesse momento que cabe ao interlocutor usar expor os fatos elucidados pelos artigos to tópico anterior, além de citar a própria contribuição do governo de Stalin para a vida atual na União Soviética. Vários artigos de A Página Vermelha já demonstraram isso, assim como vídeos traduzidos direto do russo para o português pelo autor deste sítio virtual. Aqui alguns deles:

http://apaginavermelha.blogspot.com.br/2013/11/canal-da-vitoria-opiniao-de-notaveis.html
http://apaginavermelha.blogspot.com.br/2013/11/historia-desestalinizacao-e.html

Olavo de Carvalho promove o neonazismo quando diz que "Stalin foi pior que Hitler". Quando alguém diz tamanha excrescência, ele está dizendo que um líder que combateu o racismo é pior do que um líder que promoveu o racismo. Ele está alegando que um líder que promoveu a integração entre mais de 100 diferentes nacionalidades, que recebeu fugitivos de guerra da China, é pior do que um líder que tinha como objetivo maior o extermínio das "raças inferiores" e a guerra total para a conquista do mundo. Não é nenhum segredo que Olavo de Carvalho apoia Salazar e Franco, cujo governo colaborou com o efetivo de guerra do III Reich.


Apelo ao falso moralismo

É comum que Olavo e seus seguidores tentem ganhar o debate no grito, eles insistem na completa desumanização de seus oponentes, chamando-os de homossexuais pervertidos, depravados e também de uma série de outros termos de baixo calão. Eles aproveitam a ocasião para expor publicamente sua coprolalia, sua Síndrome de Tourette! É curioso, como ainda assim se dizem cristãos, embora no cristianismo, no universo ortodoxo, essa prática seja tida pela religião como uma "oração ao diabo", condenada por São João Crisóstomo, mas comum entre os crentelhos olavistas.

Numa coisa Olavo entra em acordo com os comunistas, a educação brasileira é muito ruim! Nos países socialistas, tomando como exemplo a União Soviética, é possível assistir a filmes de guerra sem ouvir um único palavrão! A queda de Berlim, por exemplo, filme de 1948, feito logo após a Grande Guerra, possui em mais de duas horas de filme apenas 2 ou 3 palavrões. Não se desenvolveu nos países socialistas ou de orientação marxista uma "cultura da coprolalia", o palavrão era tido como pornografia e combatido nos coletivos comunistas, na instituição escolar e acadêmica. Até os dias atuais os russos segregam os "reis do palavrão". Ainda me recordo quando, ao perguntar o significado de um status numa rede social, uma garota ucraniana me recomendou não se relacionar com outra ucraniana por que ela usava palavrão. Embora seja empregado por pessoas com pouca educação, o palavrão no socialismo e nos países ex-socialistas é algo vergonhoso, e não motivo de reclame. É nesse momento que o comunista deve estar pronto para usar os argumentos do olavista contra ele próprio, isto é, apresentá-lo como um degenerado, um pervertido, descontrolado, um imoral!

É interessante mostrar ainda, para desmoralizá-lo de vez, que não são os comunistas que promovem "boca da garrafa", programações pornográficas, canções pornográficas ou o desrespeito, mas sim os capitalistas donos da indústria audiovisual!


Puritanismo

Olavo de Carvalho e sua camarilha adoram posar de puros, castos. Assim, quando Olavo fala de revolucionários como Stalin, Che, Lenin ou mesmo de ativistas por direitos civis como Nelson Mandela, é imperativo que ele irá citá-los como "assassinos", dizer que suas revoluções "mataram muita gente" e, o pior, apresentar isso como se isso fosse uma exclusividade de revoluções comunistas. Ora, como esses hipócritas apedeutas acham que aconteceu a Revolução Americana, no país queridinho de Olavo de Carvalho, ele acha que George Washington convidou o rei da Inglaterra para tomar chá, trocar beijinhos e abraços e depois dizer que a América era livre e independente? Como ele acha que aconteceram as cruzadas? Que padres católicos foram apenas rezar missa em latim nas Arábias e as forças árabes se retiraram de Jerusalém? Ou será que isso foi feito com guerra e banhos de sangue? Aliás, não apenas contra muçulmanos, como também contra cristãos ortodoxos na infame e criminosa cruzada contra Constantinopla, onde não apenas saquearam riquezas estimadas em bilhões de reais, como também fizeram sentar uma prostituta no trono do patriarca! Como também contra cristãos da República de Novgorod(Rússia), onde os Cavaleiros Teutônicos arrasaram cidades e queimaram crianças, até serem derrotados e humilhados pelas tropas do príncipe(knyaz) Aleksander Nevsky, que mais tarde tornou-se santo ortodoxo.

A quem esses crentelhos e hipócritas pensam que enganam?


Hipocrisia

O guru de direita e suas concubinas ideológicas costumeiramente associam comunismo ao consumo de drogas. Ora, qualquer comunista verdadeiro condena o uso e o tráfico de narcóticos, recordo-me, como ao participar de uma reunião num sindicato com um de seus dirigentes e alguns operários no Sindipetro-RN, um operário espinafrou outro por que este último usava drogas e era pelego, duas ações duramente condenadas. Os países socialistas e de orientação marxista jamais tiveram uma febre narcótica nas mesmas proporções dos países capitalistas, especialmente quando comparamos estes aos Estados Unidos, país idolatrado por Olavo de Carvalho. Aliás, na União Soviética, a cocaína era conhecida como "veneno do ocidente". O tráfico de drogas no país aumentou, entretanto, após a CIA intervir no Afeganistão. Quando o talibã, apoiado pela CIA, chegou ao poder, em 1994, o Afeganistão tornou-se o maior centro de produção de heroína do mundo! A Fox News, cuja credibilidade é aceita por Olavo de Carvalho, noticiou que o Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos(USMC), os marines, faziam a guarida de campos de produção de ópio no Afeganistão. Nos EUA, o FBI inundou bairros negros com drogas durante o seu Cointelpro destinado à destruição do Partido dos Panteras Negras.

No Oriente, o Império Britânico, capitalista, conservador vitoriano, a menina dos olhos de Olavo de Carvalho, não hesitou em iniciar uma guerra contra o povo de Zhong Guô, a China, para obrigar os chineses a fumar ópio, após as medidas anti-narcóticos tomadas pelo seu imperador, essa foi talvez a mais criminosa guerra da história da humanidade! Apesar de conhecer a arte milenar do kung fu, ela não foi suficiente para deter as balas e canhões do Império Britânico.

As drogas sustentam e sempre sustentaram o capitalismo!


Conclusão

Não é difícil retirar o palhaço Olavo de Carvalho de seu picadeiro! Ele não é filósofo, e nem mesmo faz jornalismo, ele é um fascista que se apoia num fascismo cultural predominante na sociedade brasileira, reforçando-o com doses de mccarthismo americano. O que Olavo de Carvalho quer no Brasil é um golpe fascista, é uma histeria totalitária coletiva! Os comunistas precisam desmascarar Olavo e seus asseclas, precisam destruir o fascismo cultural e exigir extradição deste criminoso neonazista, responsável por uma sociedade mais intolerante, reacionária e pelo insucesso de diversas organizações de esquerda. O Brasil precisa colocar esse bandido em seu devido lugar, que é num hospício ou na cadeia!


Deixe a famosa canção de Busch inspirar você:

https://www.youtube.com/v/ira9VdPFVtc
 
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Geotecton em 17 de Agosto de 2014, 17:50:03
Defenestrar o senhor OdC usando argumentos e fontes pró-stalinistas é simplesmente auto-contraditório.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Cumpadi em 17 de Agosto de 2014, 18:08:19
Daniel, compartilhe algo sobre a Coréia do Norte, por favor.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Sergiomgbr em 17 de Agosto de 2014, 18:10:15
Defenestrar o senhor OdC usando argumentos e fontes pró-stalinistas é simplesmente auto-contraditório.
O que me impressiona mais é alguém tentar difamar o dito cujo mas sem contra argumentar ponto  por ponto aquilo que ele diz. Coisas do tipo: não perco tempo com as besteiras que ele diz, ou, tudo o que ele diz é desonestidade intelectual, ou, ele não aguenta 1 minuto com um debatedor sério, ou, o nariz dele é muito grande por isso ele é farsesco, e coisas afins, não são argumentos, não passam de trolagens  e não esclarecem nada.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 17 de Agosto de 2014, 18:25:02
Ola Osler,

Se facilita o debate, foi uma das ideologias que já defendi no passado

E atualmente, qual seu posicionamento ?

Citar
Acho que interpretou de maneira errônea minha frase, desculpe se não ficou claro.  O que quis dizer é que partidos políticos pertencentes ao mesmo "espectro" se filiarem e participarem de grupos internacionais comuns não significa que eles estao se articulando internacionalmente (no sentido de uma grande conspiração internacional).  O Democratas participa da União Internacional Democrata, junto com outros partidos conservadores, daí a se dizer que existe uma articulação internacional para promover o domínio conservador no mundo vai uma distância muito grande.

O problema é que o objetivo do Foro de SP é exatamente espalhar a revolução socialista bolivariana na AL. Isto está dito e escrito em suas atas. É com base nessa evidência que afirmo: apesar das divergencias entre os partidos e dentro dos proprios partidos (o que não é novidade, pois isso ocorria no inicio da própria URSS, por isso falo sempre em Lenin e Stalin. Era a única "democracia" partidária permitida): a ideologia base e o objetivo final são os mesmos.

Citar
Não, não são todos Marxistas, e nem todos os Marxistas são Leninistas; apesar de ser inegável a influência do Velho na maioria desses que você citou.  O Pt, que é o maior dele, é dividido em diversas correntes, algumas delas Marxistas só no nome (fonte:  Experiência própria), outras trotkistas, outras Maoistas...

Ok. fiquei so no Marxismo-Leninismo por ser o mais "famoso", mas apesar disso, Trotkismo, Leninismo, Stalinismo, Maoísmo são todas correntes do Marxismo, que é a ideologia base de todos esses partidos. Cada uma delas se auto atribui ser representante do verdadeiro Marxismo.

Esse vídeo é legal  :hihi:


Citar
Não, a grande maioria

Quais dos citados não apoia ou usa a questão da luta de classes?

Citar
Não, várias correntes são frontalmente contra os métodos Gramcistas

Vc está falando de correntes internas dos partidos, é isso ? Mas isso está de acordo com o que eu falei lá em cima; da "democracia" partidária que é tolerada. Apesar das divergencias, todos eles estão seguindo o que a Escola de Frankfurt pregava.

Citar
Acho que quase todos lá defendem ideologicamente isso, apesar de muitos no fundo no fundo se contentam com uma Social Democracia Morena.

Todos eles. Isto está nos sites dos partidos que coloquei. E é o objetivo do Foro de São Paulo, como já expus.
O que seria uma social democracia morena?

Citar
Não só já lí, como já observei, já participei e já debati internamente essas ideias, e por isso afirmo que apontar esse grau de unidade, inteligência e coerência da extrema esquerda brasileira é algo próximo ao delírio

Aqui volto com o que já coloquei sobre as divergencias internas e entre os partidos, mas a manutenção da linha ideologica basica e objetivo final.


Abs
Felipe
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 17 de Agosto de 2014, 18:28:53
Defenestrar o senhor OdC usando argumentos e fontes pró-stalinistas é simplesmente auto-contraditório.
O que me impressiona mais é alguém tentar difamar o dito cujo mas sem contra argumentar ponto  por ponto aquilo que ele diz. Coisas do tipo: não perco tempo com as besteiras que ele diz, ou, tudo o que ele diz é desonestidade intelectual, ou, ele não aguenta 1 minuto com um debatedor sério, ou, o nariz dele é muito grande por isso ele é farsesco, e coisas afins, não são argumentos, não passam de trolagens  e não esclarecem nada.

Sérgio,

Isso é que mais me impressiona!!E mais ainda, por ocorrer aqui, pois todos aqui tem ciência que este tipo de "difamação" é uma mera falácia. Repare que nunca falei que concordo com tudo o que ele fala, mesmo nos tópico onde o admiro, mas mesmo assim, eu sou um "Olavete".

Mas sou perseverante!!! :)

Abs
Felipe
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 17 de Agosto de 2014, 18:39:37
Existe um mistificador barato chamado Olavo de Carvalho, já desmascarado noutro texto de A Página Vermelha e esculachado por vários intelectuais de esquerda e até mesmo de direita no Brasil, sendo conhecido de muitos internautas um vídeo onde o economista liberal Rodrigo Constantino não apenas o refuta como o ridiculariza. Esse artigo procura demonstrar alguns recursos e contradições empregados pelo grande mestre... da escatologia!

Estratégia muito básica dos vermelhos, desde a antiga URSS : difamação, destruição da reputação!! Me parece que com isso, conseguem tocar os corações dos vermelhos, revoltados por natureza. :)


Citar
Vitimização

O formador de fascistas é sem dúvidas um homem esperto, ele defende um sistema hegemônico, mas se o sistema capitalista e anticomunista é hegemônico, por que alguém precisaria defendê-lo, se ele já se mantém por si só?

Isso é sério? Isso que está aí não faz o menor sentido. Alguém poderia me explicar o que está se tentando argumentar aqui?

Citar
É aí que entra o blefe de Olavo, como mágico(astrólogo) que é, ele inverte a percepção da realidade do seu telespectador, não é "a sociedade capitalista que oprime o comunista", é o "Estado aparelhado por comunistas que persegue aqueles que o combatem".

Peraê!! A sociedade capitalista oprimi o comunista e não o contrário? Me de um exemplo de um, somente um pais comunista onde pode existir partidos, ou mesmo pessoas, que defendesse o sistema economico captalista!

Chega!!!

Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 17 de Agosto de 2014, 18:43:39
Daniel Vermelho,

Sobre o seu herói, Stalin :


E além do livro citado por ele (que é da década de 1980), leia esse aqui, de um ex oficial da inteligencia do exercito da URSS, que corrobora o que é afirmado no livro anterior : O Grande Culpado (Viktor Suvorov)

Abs
Felipe
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 17 de Agosto de 2014, 19:00:39
Alguem aqui viu o vídeo que o Daniel postou?

Daniel,

Vc acredita mesmo nisso? Não ve o quão fascista é esse vídeo?

Abs
Felipe
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 17 de Agosto de 2014, 19:19:53
Daniel Vermelho,

Sobre o seu herói, Stalin :


E além do livro citado por ele (que é da década de 1980), leia esse aqui, de um ex oficial da inteligencia do exercito da URSS, que corrobora o que é afirmado no livro anterior : O Grande Culpado (Viktor Suvorov)

Abs
Felipe


O cara mandou prender e matar em campos de prisioneiros os irmãos, primos, cunhados, sobrinhos, apoiadores em geral...

Mandou matar todos da própria família, eu vi um programa onde entrevistaram a secretária dele, ela disse que tinha medo de errar alguma transcrição das ordens dele pois isso já seria mais que suficiente para ser morta.

O marido dela era um militar, um dia invadiram a casa dela e prenderam o cara sem que nem soubessem os motivos, tb foi morto em um campo.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Cumpadi em 17 de Agosto de 2014, 19:45:50
Alguem aqui viu o vídeo que o Daniel postou?

Daniel,

Vc acredita mesmo nisso? Não ve o quão fascista é esse vídeo?

Abs
Felipe
Facista não, esse video é comunista mesmo.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 17 de Agosto de 2014, 20:01:18
Alguem aqui viu o vídeo que o Daniel postou?

Daniel,

Vc acredita mesmo nisso? Não ve o quão fascista é esse vídeo?

Abs
Felipe
Facista não, esse video é comunista mesmo.

 :biglol:

Mas pela definição, o Comunismo tb é um regime fascista!!!

E o engraçado é pregar a luta armada, o extermínio do mundo capitalista, e depois virem com esse historinha de "Deturparam" Marx....
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Jovem Cético em 17 de Agosto de 2014, 20:07:27
Pelo menos o vídeo foi honesto e mostra o que eles querem(por pior que seja), agora tem gente que desonestamente fala que a bíblia prega só o amor ao próximo, solidariedade e compaixão. ::)
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Cumpadi em 17 de Agosto de 2014, 20:32:23
Mas pela definição, o Comunismo tb é um regime fascista!!!
Facismo é quando há propriedade privada sob quase completo controle estatal. Comunismo é quando há a estatização de tudo. Então no caso o vídeo é comunista mesmo.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Lorentz em 17 de Agosto de 2014, 21:01:46
Mas pela definição, o Comunismo tb é um regime fascista!!!
Facismo é quando há propriedade privada sob quase completo controle estatal. Comunismo é quando há a estatização de tudo. Então no caso o vídeo é comunista mesmo.

Dá pra levar à sério marxistas que chamam defensores do livre-mercado e Estado enxuto de fascistas?
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: _Juca_ em 17 de Agosto de 2014, 21:11:39
Não preciso ler a Bíblia pra saber que tem muita merda escrita ali entre conceitos de amor ao próximo, solidariedade, compaixão, etc. Não preciso ler Olavo de Carvalho e muito menos ser um intelectual pra desmontar a argumentação dele com uma mão nas costas, como fiz com o conceito que você postou sobre os excluídos do capitalismo e os esquerdistas gramscianos que usam eles para implementar um revolução marxista global. É muito fácil fazer isso, Felipe. Na verdade, dentro de um fórum cético, se você não apresenta evidências daquilo que diz, ainda mais alegações extra fantásticas como as que você postou, tudo isso vai passar a ser visto como pura ilusão e fantasia. Você precisa demonstrar essas coisas, evidências, provas verificáveis e não apenas idéias subjetivas, que só quem entende aquilo que está escrito, certos iluminados, podem saber. Somente quem leu Gramsci, escola de Frankfurt, Olavo de Carvalho vai entender. Pode ser, mas você tem que apresentar provas e evidencias falseáveis sobre a questão, senão é só groselha.

Ola Juca,

Primeiramente, não sei de onde vc tirou que amor ao proximo, solidariedade e compaixão são conceitos "merdas". Mas tudo bem, opinião é opinião.

Segundamente :) A partir do momento que vc coloca a sua ignorancia no assunto, como um argumento, quando venho repetindo que é exatamente essa ignorância que o impede de encontrar as evidências que vc solicita, fica difícil de continuar a argumentação. Isso é puro sofismo, somente superável pela célebre frase do principal filosofo sofista (não lembro o nome), ao perder uma argumentação com Aristoteles (acho que foi contra ele). Ele falou mais ou menos o seguinte : "O fato de vc ter argumentado melhor que eu, não significa que vc tenha razão".

Terceiramente, vc não desmontou conceito nenhum do Olavo ou meu. O que vc está fazendo basicamente é a falácia do pombo enxadrista, mais uma vez, um sofismo.

Além do mais, esse embuste que vc falou ter desmontado  é obra dos seus amigos esquerdistas (Escola de Frankfurt, Gramsci, etc), não do Olavo, muito menos minha - aliás, o Olavo sempre falou que o Marxismo e suas derivações são a ideologia do engodo, da mentira. Não acreditava nessa afirmação, mas cada vez que leio as fontes primárias, artigos de esquerdistas, os livros dos ex-agentes da KGB e de dissidentes, mais difícil fica contestá-lo.

E o que vc se recusa a entender é : não interessa que gays, criminosos, negros, chicanos, mulheres, etc não sejam exlcuidos do capitalismo em si. O importante é que possam ser usados como agentes revolucionários em países capitalistas (novamente, isso não é teoria do Olavo; isso vem da Escola de Frankfurt, de seus amigos Marxistas)

A questão não é ser iluminado Juca. É ter informação mínima para discutir o assunto. Então, novamente :

1 - Pessoas (Marxistas) desenvolvem "teorias" sociais envolvendo "excluidos" do capitalismo, manipulação cultural, do discurso, etc;

2 - Esse grupo fala que vai aplicar isso para destruir a sociedade capitalista;

3 - Infiltra isso no meio academico americano (e sim, o meio academico americano, é repleto de esquerdistas), sempre mais receptivo (aliás, não fugiram da Alemanha para a URSS, mas sim para os EUA. Das duas uma : ou como agentes revolucionarios, ou para se tornarem os primeiros esquerdistas-caviar da história :hihi:);

4 - Tempos após (se não me engano 10 ou 15 anos), exatamente esse grupo propõe, acontece.

Opções : coincidência ou ação deliberada.

Abs
Felipe



Cara, é fácil você demonstrar que está certo, é só mostrar uma evidência de que as pessoas que combatem o racismo de forma organizada são agentes ou são usados como agentes revolucionários marxistas. Se o que você escreve está certo, não é difícil você encontrar aqui na internet farto material comprovando seu ponto de vista. Poderia começar pelo PSDB (http://www.psdb.org.br/tucanafro/) por exemplo, quem são os agentes, como eles estão agindo ali, de que forma, o que nos textos contra o racismo inseridos ali são ações subliminares gramnscianas usadas por esses agentes?

Edit, e leia direito meu post quando eu falo que na Bíblia entre compaixão, etc, há muita merda escrita ali.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: _Juca_ em 17 de Agosto de 2014, 21:18:30
O que eu acho engraçado aqui, é que desde o comunista até o libertário do Fórum esculacham o OdC facilmente. :lol:
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Lorentz em 17 de Agosto de 2014, 21:22:55
O que eu acho engraçado aqui, é que desde o comunista até o libertário do Fórum esculacham o OdC facilmente. :lol:

Existem dois tipos de liberais, o liberal conservador e o liberal "liberal". O Olavo é conservador assim como o Reinaldo, e o Libertário, assim como o Rodrigo Constantino, é liberal. Esses dois grupos divergem bastante em vários aspectos, e isso é saudável.

O que me incomoda é quando um grupo grande concorda com tudo.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Rhyan em 17 de Agosto de 2014, 22:56:02
Existem dois tipos de liberais, o liberal conservador

NÃO!!!

http://www.institutoliberal.org.br/blog/nao-existe-liberal-conservador/

Citar
e o liberal "liberal". O Olavo é conservador assim como o Reinaldo, e o Libertário, assim como o Rodrigo Constantino, é liberal.

Rodrigo constantino? Aquele da Veja? Jesus cristo, não fale uma coisa dessas. O RC agora só escreve coisas do tipo: pessoas que fazem tatuagem no olho são loucas, casamento entre 3 lésbicas é bizarro, cartas para globais, que achar que conservadorismo é importante, que o Olavo é seu novo amiguinho, etc.. Ele presta quando fala de economia, mas nem é dos melhores.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Rhyan em 17 de Agosto de 2014, 22:57:32
Não sei o que é pior, adorar o pai do Holodomor ou achar que ele foi inspirado pelo ateísmo.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 18 de Agosto de 2014, 00:01:41
Cara, é fácil você demonstrar que está certo, é só mostrar uma evidência de que as pessoas que combatem o racismo de forma organizada são agentes ou são usados como agentes revolucionários marxistas. Se o que você escreve está certo, não é difícil você encontrar aqui na internet farto material comprovando seu ponto de vista. Poderia começar pelo PSDB (http://www.psdb.org.br/tucanafro/) por exemplo, quem são os agentes, como eles estão agindo ali, de que forma, o que nos textos contra o racismo inseridos ali são ações subliminares gramnscianas usadas por esses agentes?

Edit, e leia direito meu post quando eu falo que na Bíblia entre compaixão, etc, há muita merda escrita ali.

Juca,

Enquanto vc continuar tentando argumentar, sem conhecer a estratégia e a operacionalização do Marxismo Cultural, isso aqui vai ser inútil.

Agentes de mudança, no sentido dado por Gramsci, existem muitos : nos colégios, nas universidades,  no meio intelectual, na produção cultural (mini séries, como Anos Rebeldes, novelas como Amor e Revolução, Roque Santeiro, etc. O cinema americano é cheio de exemplos de filmes).

Um exemplo, com relação à educação, que já coloquei aqui no forum :


E repare que essa doutrinação nos colégios e universidades no Brasil, vem desde 1980!
 
Fora isso, vc não está entendendo o que significa a questão do uso dos "excluidos", dos direitos humanos (vide o plano nacional). Essa estratégia é meio que complementar ao Gramscismo. Mas no fundo, quando a esquerda (partidos, governo, militantes) usam essa estratégia, temos :

- aceitação, por parte desses "excluídos", das idéias marxistas;

- uso dessas ações como ferramenta para mudança cultural e moral (revolução sexual, agenda de genero, destruição da família patriarcal, etc);

- aumento do controle do estado, através de "mais democracia" (democracia social, sexual, racial, etc. Por isso coloquei aquele texto do Olavo);

- polarização da Sociedade, tentativa que, no Brasil, é assombrosamente clara .

Obs: respondendo a sua colocação especifica, a luta racial vai entrar na questão de "mais democracia" e de polarização (elite branca, moralista, partiarcal x negros)


Edit :
Um vídeo interessante sobre as ações Afirmativas nos EUA :


Preste atenção, que ambos (THomas Sowell e Walter William) desmentem que as ações afirmativas tenham sido as responsaveis pela inserção do negro americano na sociedade.

Aqui, mais sobre a questão cultural :

Entrevista com Hector Babenco

Abs
Felipe
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 18 de Agosto de 2014, 00:24:10
Não sei o que é pior, adorar o pai do Holodomor ou achar que ele foi inspirado pelo ateísmo.

Ola Libertário,

Ele não foi inspirado pelo ateísmo, foi inspirado pelo Marxismo, que é uma ideologia atéia.

Nesse caso, neste sentido, podemos falar em uma ideologia atéia assassina. Longe de se falar que o ateismo seja, em si, uma ideologia assassina.

Da mesma forma, podemos falar que nas Cruzadas, existia uma ideologia religiosa assassina. Mas não podemos generalizar e falar que o cristianismo (ou qqer outra religiao) seja uma religião assassina.

Abs
Felipe
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Jovem Cético em 18 de Agosto de 2014, 00:40:04
Cinco números para entender a desigualdade racial nos EUA.

http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2014/08/140817_desiguladade_eua.shtml (http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2014/08/140817_desiguladade_eua.shtml)

 Felipe, explique como os negros devem lutar pelos seus direitos, para não serem usados pelos comunistas? ou eles já tem direitos iguais e devem só trabalhar duro para conquistar um lugar ao sol?
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Daniel_1993 em 18 de Agosto de 2014, 11:34:57
Daniel Vermelho,

Sobre o seu herói, Stalin :


E além do livro citado por ele (que é da década de 1980), leia esse aqui, de um ex oficial da inteligencia do exercito da URSS, que corrobora o que é afirmado no livro anterior : O Grande Culpado (Viktor Suvorov)

Abs
Felipe

 Sobre o Pacto secreto há um artigo em A Página Vermelha que derruba esse mito pedra sobre pedra, "A União Soviética invadiu a Polônia em 1939" ?:

http://apaginavermelha.blogspot.com.br/2011/10/historia-uniao-sovietica-invadiu.html

 O que ocorre é que a Alemanha invadindo a Polônia se aproximou mais da URSS. Para um país não ser invadido por terra por outro com quem não faz fronteira, precisa ter no país vizinha (que fica entre ambos) um governo que lhe é favorável e aliado (para impedir a aproximação do inimigo) ou precisa ter este país sob controle ou anexado. Com base nisso, a ocupação da Polônia ampliou a fronteira da URSS, fazendo com que Moscou e outras cidades não estivessem a fácil alcance. As potências ocidentais viam com entusiasmo o avanço de Hitler rumo ao leste. Áustria e Tchecoslováquia já estavam incorporadas ao império nazista e a anexação da Polônia não seria problema, já que todos sabiam que os inimigos de morte de Hitler eram os Bolcheviques. O pacto de não agressão significava que, pelo menos temporariamente, os alemães não atacariam a URSS. Já que a Alemanha demonstrava que não mais serviria de cão de guerra contra a URSS era hora de atacar Hitler, haja vista que excluindo o país de Lênin restava a França como próximo alvo. Lembremos que a França era a grande inimiga do povo alemão, por conta das humilhações de Versalhes.

 A URSS foi atacada primeiro, os planos de Stalin e do alto-comando era atacar primeiro, foram mais de 2 milhões de agressores, aviões bombardeiros... 3 diferentes grupos de Exército. Se o Exército Vermelho fosse bater de frente com o alemão, aconteceria o que houve na França e na Grécia, isto é, suas forças seriam penetradas, cercadas e então derrotadas. Nisso consistia a Blitz Krieg.

 
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Daniel_1993 em 18 de Agosto de 2014, 11:46:39
Não sei o que é pior, adorar o pai do Holodomor ou achar que ele foi inspirado pelo ateísmo.

A fome ucraniana não foi culpa de Stalin, havia uma falha na colheita da URSS em 1932. Foi o que aconteceu. Agora, podemos discutir sobre o porquê da falha. Uma das razões foi uma epidemia de ferrugem do trigo que se espalhou pela área até a Bulgária. As pessoas passaram fome por toda parte, incluindo 1 milhão na Sibéria. A URSS levou menos de grãos da Ucrânia do que já fez antes ou depois.  É verdade que havia mais fome na Ucrânia do que na maioria dos outros lugares, mas isso é porque a colheita foi pior do que em qualquer outro lugar. De qualquer forma, não havia tanta fome no Baixo Volga.   Além disso, os camponeses ucranianos mataram 50% do rebanho na URSS como forma de protesto contra coletivização. Isso fez com que a fome fosse muito pior, porque eles não tinham cavalos para trabalhar nos campos. Além disso, os ucranianos tentaram prejudicar todo o país, destruindo a safra de grãos. Eles atearam fogo e deixou-a apodrecer nos campos. Além disso, um lote estava sendo desviada para o mercado negro. É por isso que o estado entrou e agarrou o que restou da colheita. A maioria das pessoas morreram de doença, não de fome. Eles foram enfraquecidos pela falta de alimentos. As pessoas começaram a fugir das zonas de fome, e é verdade que depois de um tempo, o Estado tentou impedi-los de fugir, porque eles precisavam de pessoas para ficar por perto para colher a safra de grãos no próximo ano. Se eles teriam que deixar todo mundo fugir das zonas de fome, não haveria ninguém por perto para colher a safra do próximo ano. Condenam o governo soviético por fazer alguma coisa, assim como também condenariam se não fizesse nada .

  Dushnyck, o pioneiro da mentira do "holocausto ucraniano", era nazista assumido, e isso é visto claramente em seu panfleto denominado "The Famine Holocaust in Ukraine", com a capa contendo uma caveira branca sobre a foice e o martelo. Segundo o mentiroso Dushnyck, a taxa de natalidade permanecera constante durante treze anos (1926 - 1939) de industrialização e desenvolvimento pesado na URSS. Só um ignóbil pra não perceber a contradição aí... Um país que outrora fora agrário e dobrado aos pés do clero, com uma população em grande maioria analfabeta, que após se tornar uma república comunista, torna-se um potência a nível dos EUA, permanecer com taxa de natalidade constante, só se fosse bruxaria. Através desse cálculo absurdo, que é um desrespeito a inteligência do ser humano, a consequência é que aqueles que nunca nasceram foram considerados mortos por um genocídio. Ele omitiu também a morte por causas naturais, tais como velhice. E omitiu também que durante esse período, ocorreu um surto epidêmico de tifo e malária. E entre 1926 e 1939 houve um aumento real da população ucraniana, que foi ocultado por Dushnick em seu cálculo ridículo que mostrava uma projeção fantasiosa da população ucraniana, baseada em suposições carentes de fundamento
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Daniel_1993 em 18 de Agosto de 2014, 11:52:11
Excelente crítica sobre Olavo de Carvalho e o mito do "marxismo cultural" o desmascarando como oque realmente é - um fruto do capitalismo liberal e sobre o "modelo de Estado" que advoga e vem crescendo mundo a fora.

Excelente análise.
"Sem entrar na questão do Sionismo, Olavo de Carvalho é incapaz de perceber que muito mais do que seria capaz o mero propagandismo de alguns marxistas que provavelmente seriam mortos se pisassem na Rússia (a tal Escola de Frankfurt, que na realidade ficava nos EUA), o próprio capitalismo - sua real preocupação - é dezenas de vezes mais capaz de promover a exata decadência ocidental que ele atribui a uma atividade propagandística soviética.

Primeiro porque a mera masturbação ideológica não é capaz de subverter os valores de uma sociedade do mesmo modo que mudanças econômicas o fazem: as pessoas são dezenas de vezes mais alienadas quanto a ideologias do que o são de sua vida econômica. Caso contrário, Foucault venderia mais que iPod. A economia, e em particular no Ocidente a economia de consumo, tem um impacto muito maior na vida diária e ocupa muito mais espaço mental, e condiciona muito mais o comportamento das pessoas.

Segundo porque as mudanças que Olavo atribui a propagandismo Soviético, como "sex lib", atendem muito mais aos interesses de uma economia de mercado do que qualquer outro. Não existe outra razão por exemplo para que feministas tivessem ganho o microfone senão o fato de que a entrada da mulher no mercado de trabalho significar expansão do mercado consumidor, em todos os níveis. Diversas implementações sociais como a noção de "saúde pública" que visa otimizar os gastos do Estado em saúde, por exemplo combatendo o tabaco, derivam muito mais de Gerencialismo advindo da mentalidade de Governança das empresas, do que de um plano totalitário Soviético.

Não estamos tendo uma sovietização no Ocidente. O que estamos vendo é o nascimento de um Estado-Empresa que assumiu para si o molde de gestão característico do empreendimento privado, só que ainda com poder de polícia para essa implementação. Nem sequer estamos caminhando, como ele poderia objetar, para um tipo "Soviético" de economia planificada: esse mesmo estado é tão à imagem e semelhança do modelo corporativo de gestão de recursos, que comporta-se como mais um "player" na economia de mercado, fornecendo, concorrendo, terceirizando, e influindo na cultura através do marketing. Quando e SE ele usa de expedientes politicamente corretos, não indifere das campanhas de marketing das empresas privadas que procuram vincular seus produtos a um estilo de vida e um set de crenças ou uma mentalidade específica; e quando e SE esse Estado permite, promove ou corrobora os "assassinatos de caráter", prisões e sanções por motivos ideológicos, o faz muito ao modo que um Gerente de Recursos Humanos que implementa um seminário de "sensibilização à diversidade" para os funcionários, ou pura e simplesmente "os demite" (o que do ponto de vista do Estado significa não uma expatriação, mas a tirada de circulação de alguém por força policial).

Para cabeçudos perpetuamente impressionados com a Guerra Fria como Olavo, o profeta do futuro foi Orwell. Isso não me convence. O modelo que vejo em operação vai mais ao encontro de Huxley - o momento atual levado às últimas consequências não é o EngSoc, e sim um Estado-Empreendedor que, ao otimizar seu gerenciamento da população ao máximo, decide que é hora de fornecer um comprimido para amortecer as angústias e originalidades da individuação, de modo a criar uma massa de niilistas eficientes."(...)
via Marcelo R. Rodrigues

https://www.facebook.com/uri.irigaray/posts/583418255078415
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Barata Tenno em 18 de Agosto de 2014, 14:00:36
Agora ficou divertido, Olavete, anarco e comuna no mesmo tópico. Alguém com conhece algum crente nos iluminatis pra convidar?
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Lorentz em 18 de Agosto de 2014, 14:12:49
Agora ficou divertido, Olavete, anarco e comuna no mesmo tópico. Alguém com conhece algum crente nos iluminatis pra convidar?

Seríamos "governetes", que achamos que somente o governo pode resolver nossos problemas com canetadas?
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Cumpadi em 18 de Agosto de 2014, 14:17:37

A fome ucraniana não foi culpa de Stalin, havia uma falha na colheita da URSS em 1932. Foi o que aconteceu. Agora, podemos discutir sobre o porquê da falha. Uma das razões foi uma epidemia de ferrugem do trigo que se espalhou pela área até a Bulgária. As pessoas passaram fome por toda parte, incluindo 1 milhão na Sibéria. A URSS levou menos de grãos da Ucrânia do que já fez antes ou depois.  É verdade que havia mais fome na Ucrânia do que na maioria dos outros lugares, mas isso é porque a colheita foi pior do que em qualquer outro lugar. De qualquer forma, não havia tanta fome no Baixo Volga.   Além disso, os camponeses ucranianos mataram 50% do rebanho na URSS como forma de protesto contra coletivização. Isso fez com que a fome fosse muito pior, porque eles não tinham cavalos para trabalhar nos campos. Além disso, os ucranianos tentaram prejudicar todo o país, destruindo a safra de grãos. Eles atearam fogo e deixou-a apodrecer nos campos. Além disso, um lote estava sendo desviada para o mercado negro. É por isso que o estado entrou e agarrou o que restou da colheita. A maioria das pessoas morreram de doença, não de fome. Eles foram enfraquecidos pela falta de alimentos. As pessoas começaram a fugir das zonas de fome, e é verdade que depois de um tempo, o Estado tentou impedi-los de fugir, porque eles precisavam de pessoas para ficar por perto para colher a safra de grãos no próximo ano. Se eles teriam que deixar todo mundo fugir das zonas de fome, não haveria ninguém por perto para colher a safra do próximo ano. Condenam o governo soviético por fazer alguma coisa, assim como também condenariam se não fizesse nada.
Pensei em responder ponto a ponto. Mas acho que posso sintetizar melhor nas seguintes frases:
- Havia uma falha na colheita - "Então era só comprar os alimentos de outro lugar, garanto que uma sociedade comunista produzirá tanto que não irá faltar coisas para trocarem por alimentos com os capitalistas ineficientes que só roubam e parasitam a produção."
- Não foi a fome, foram as infecções! - "Não foi a bala, foi a hemorragia".

- Os camponeses reagiram a coletivização da sua propriedade. "Coletivização é um eufenismo neste caso. Eles reagiram a tomada a força por soldados armados de seus bens? Quem diria em? Quer dizer que as pessoas reagem quando são agredidas e não simplesmente dão tudo em prol de uma ideologia na qual elas não acreditam? Uma ideologia que promova a guerra civil me parece se encaixar muito bem como a causa da fome." E talvez este ponto seja o mais importante. Imaginem o nível de desespero das pessoas quando começaram a coletivizar a produção para que elas destruissem a própria propriedade. Vidas inteiras de trabalho construindo um patrimônio sendo tomados a força, em uma época em que um pouco de patrimônio poderia significar a diferença entre a vida e a morte.

- Se não tivesse ninguém na Ucrania ninguém ia colher a próxima colheita. - "por que não distribuiram a fome por igual na união soviética? Porque uns eram mais iguais que outros devido a estarem do outro lado de uma linha imaginária fronteiriça?" E principalmente: "Porque os cidadãos foram tratados como propriedade particular do governo, que decidiu que os ucranianos poderiam morrer para que a crise não atingisse mais outras pessoas? Como mortos iam colher a próxima safra (milagre socialista? Até os mortos trabalham em prol do socialismo?)"

São somente perguntas, mas as respostas são óbvias. Enfim acho que isso aqui resume bem a sua explicação da fome na Ucrânia: "O problema do socialismo são os seres humanos! Se eles se comportassem como abelhas ou formigas ele funcionaria muito bem". Agora resta saber a lógica de alguém querer implantar um sistema para seres humanos que não funciona com seres humanos.
  Dushnyck, o pioneiro da mentira do "holocausto ucraniano", era nazista assumido, e isso é visto claramente em seu panfleto denominado "The Famine Holocaust in Ukraine", com a capa contendo uma caveira branca sobre a foice e o martelo. Segundo o mentiroso Dushnyck, a taxa de natalidade permanecera constante durante treze anos (1926 - 1939) de industrialização e desenvolvimento pesado na URSS. Só um ignóbil pra não perceber a contradição aí... Um país que outrora fora agrário e dobrado aos pés do clero, com uma população em grande maioria analfabeta, que após se tornar uma república comunista, torna-se um potência a nível dos EUA, permanecer com taxa de natalidade constante, só se fosse bruxaria. Através desse cálculo absurdo, que é um desrespeito a inteligência do ser humano, a consequência é que aqueles que nunca nasceram foram considerados mortos por um genocídio. Ele omitiu também a morte por causas naturais, tais como velhice. E omitiu também que durante esse período, ocorreu um surto epidêmico de tifo e malária. E entre 1926 e 1939 houve um aumento real da população ucraniana, que foi ocultado por Dushnick em seu cálculo ridículo que mostrava uma projeção fantasiosa da população ucraniana, baseada em suposições carentes de fundamento
Não duvido, mas tenho uma análise meio off topic para fazer. É interessante isso do nazismo também condenar matanças dessa forma. Mostra que eles também "tinham coração" (mesmo com quem não era alemão ariano). Tenho curiosidade em ler mais obras dos nazistas para identificar os fatores que explicam o duplipensar em relação aos judeus e outras raças. Fico com a impressão de que no caso dos judeus esse ódio tem as mesmas raízes do ódio dos comunistas as pessoas mais ricas (não pagam todos os impostos, só parasitam o estado, etc).
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Barata Tenno em 18 de Agosto de 2014, 14:17:58
Agora ficou divertido, Olavete, anarco e comuna no mesmo tópico. Alguém com conhece algum crente nos iluminatis pra convidar?

Seríamos "governetes", que achamos que somente o governo pode resolver nossos problemas com canetadas?

Esses seriam os comunas, que como os anarco, acreditam em fórmulas mágicas, no 8 ou 80.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Cumpadi em 18 de Agosto de 2014, 14:19:56
Agora ficou divertido, Olavete, anarco e comuna no mesmo tópico. Alguém com conhece algum crente nos iluminatis pra convidar?

Seríamos "governetes", que achamos que somente o governo pode resolver nossos problemas com canetadas?

Esses seriam os comunas, que como os anarco, acreditam em fórmulas mágicas, no 8 ou 80.
Barata vai trolar o tópico sem adicionar NADA a discussão com a falácia do meio termo até o fim dos tempos. Ainda bem que ao contrário de você algumas pessoas precisam mais do que o rótulo de extremista para julgar uma ideia.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Barata Tenno em 18 de Agosto de 2014, 14:30:34
Sim, os novatos, pra quem tudo isso é novidade. Depois de alguns anos de estrada cética a maioria já cansou de rebater argumentos religiosos.  Anarco, comunistas, criacionista, homeopatia, conspiracionistas, quacks, nada disso é novidade, toda hora aparece um desses aqui achando que descobriu a roda e que tem argumentos novos pra trazer, a maioria fica num copia-cola dos textos religiosos, alegando que os céticos são ignorantes, que não conhecem os roteiros sagrados a fundo, outros só conhecem a superfície do que pregam. A minha atitude para com esses é a mesma que eu tenho com espíritas, terra jovem, iluminatis, etc. Não dá pra levar a sério. Mas é legal ver todos no mesmo tópico brigando entre si.

Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Cumpadi em 18 de Agosto de 2014, 14:42:31
Sim, os novatos, pra quem tudo isso é novidade. Depois de alguns anos de estrada cética a maioria já cansou de rebater argumentos religiosos.  Anarco, comunistas, criacionista, homeopatia, conspiracionistas, quacks, nada disso é novidade, toda hora aparece um desses aqui achando que descobriu a roda e que tem argumentos novos pra trazer, a maioria fica num copia-cola dos textos religiosos, alegando que os céticos são ignorantes, que não conhecem os roteiros sagrados a fundo, outros só conhecem a superfície do que pregam. A minha atitude para com esses é a mesma que eu tenho com espíritas, terra jovem, iluminatis, etc. Não dá pra levar a sério. Mas é legal ver todos no mesmo tópico brigando entre si.
E agora é a parte que você adiciona algo para a discussão ou é a parte em que você sai voando cantando vitória?
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: _Juca_ em 18 de Agosto de 2014, 15:10:07
Cara, é fácil você demonstrar que está certo, é só mostrar uma evidência de que as pessoas que combatem o racismo de forma organizada são agentes ou são usados como agentes revolucionários marxistas. Se o que você escreve está certo, não é difícil você encontrar aqui na internet farto material comprovando seu ponto de vista. Poderia começar pelo PSDB (http://www.psdb.org.br/tucanafro/) por exemplo, quem são os agentes, como eles estão agindo ali, de que forma, o que nos textos contra o racismo inseridos ali são ações subliminares gramnscianas usadas por esses agentes?

Edit, e leia direito meu post quando eu falo que na Bíblia entre compaixão, etc, há muita merda escrita ali.

Juca,

Enquanto vc continuar tentando argumentar, sem conhecer a estratégia e a operacionalização do Marxismo Cultural, isso aqui vai ser inútil.

Agentes de mudança, no sentido dado por Gramsci, existem muitos : nos colégios, nas universidades,  no meio intelectual, na produção cultural (mini séries, como Anos Rebeldes, novelas como Amor e Revolução, Roque Santeiro, etc. O cinema americano é cheio de exemplos de filmes).

Um exemplo, com relação à educação, que já coloquei aqui no forum :


E repare que essa doutrinação nos colégios e universidades no Brasil, vem desde 1980!
 
Fora isso, vc não está entendendo o que significa a questão do uso dos "excluidos", dos direitos humanos (vide o plano nacional). Essa estratégia é meio que complementar ao Gramscismo. Mas no fundo, quando a esquerda (partidos, governo, militantes) usam essa estratégia, temos :

- aceitação, por parte desses "excluídos", das idéias marxistas;

- uso dessas ações como ferramenta para mudança cultural e moral (revolução sexual, agenda de genero, destruição da família patriarcal, etc);

- aumento do controle do estado, através de "mais democracia" (democracia social, sexual, racial, etc. Por isso coloquei aquele texto do Olavo);

- polarização da Sociedade, tentativa que, no Brasil, é assombrosamente clara .

Obs: respondendo a sua colocação especifica, a luta racial vai entrar na questão de "mais democracia" e de polarização (elite branca, moralista, partiarcal x negros)


Edit :
Um vídeo interessante sobre as ações Afirmativas nos EUA :


Preste atenção, que ambos (THomas Sowell e Walter William) desmentem que as ações afirmativas tenham sido as responsaveis pela inserção do negro americano na sociedade.

Aqui, mais sobre a questão cultural :

Entrevista com Hector Babenco

Abs
Felipe

Beleza, aceito que você não tem evidência de como eles agem dentro do tucanafro e quem seriam eles, ok? Só os mesmos textos, vídeos e literatura sagradas de sempre... Você não tem evidência alguma de quem são, quando agiram e como esses movimentos vão levar a uma revolução marxista.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Barata Tenno em 18 de Agosto de 2014, 15:16:42
Sim, os novatos, pra quem tudo isso é novidade. Depois de alguns anos de estrada cética a maioria já cansou de rebater argumentos religiosos.  Anarco, comunistas, criacionista, homeopatia, conspiracionistas, quacks, nada disso é novidade, toda hora aparece um desses aqui achando que descobriu a roda e que tem argumentos novos pra trazer, a maioria fica num copia-cola dos textos religiosos, alegando que os céticos são ignorantes, que não conhecem os roteiros sagrados a fundo, outros só conhecem a superfície do que pregam. A minha atitude para com esses é a mesma que eu tenho com espíritas, terra jovem, iluminatis, etc. Não dá pra levar a sério. Mas é legal ver todos no mesmo tópico brigando entre si.
E agora é a parte que você adiciona algo para a discussão ou é a parte em que você sai voando cantando vitória?

Eu não preciso, como todos os religiosos que vem aqui, eles não duram muito, quando tem sua crença desafiada perdem a linha, partem para ofensas pessoais e logo vem os cartões a trás. Isso te parece familiar?
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Cumpadi em 18 de Agosto de 2014, 15:38:04
Sim, os novatos, pra quem tudo isso é novidade. Depois de alguns anos de estrada cética a maioria já cansou de rebater argumentos religiosos.  Anarco, comunistas, criacionista, homeopatia, conspiracionistas, quacks, nada disso é novidade, toda hora aparece um desses aqui achando que descobriu a roda e que tem argumentos novos pra trazer, a maioria fica num copia-cola dos textos religiosos, alegando que os céticos são ignorantes, que não conhecem os roteiros sagrados a fundo, outros só conhecem a superfície do que pregam. A minha atitude para com esses é a mesma que eu tenho com espíritas, terra jovem, iluminatis, etc. Não dá pra levar a sério. Mas é legal ver todos no mesmo tópico brigando entre si.
E agora é a parte que você adiciona algo para a discussão ou é a parte em que você sai voando cantando vitória?

Eu não preciso, como todos os religiosos que vem aqui, eles não duram muito, quando tem sua crença desafiada perdem a linha, partem para ofensas pessoais e logo vem os cartões a trás. Isso te parece familiar?
Já disse, nojento essa atidude de vocês moderadores me darem cartão, o Juca claramente me ofendeu com Ad hominem e não retiro a meu ad hominem de volta.

E não vou mais bater palma para retardado mental dançar.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Geotecton em 18 de Agosto de 2014, 15:50:12
Sim, os novatos, pra quem tudo isso é novidade. Depois de alguns anos de estrada cética a maioria já cansou de rebater argumentos religiosos.  Anarco, comunistas, criacionista, homeopatia, conspiracionistas, quacks, nada disso é novidade, toda hora aparece um desses aqui achando que descobriu a roda e que tem argumentos novos pra trazer, a maioria fica num copia-cola dos textos religiosos, alegando que os céticos são ignorantes, que não conhecem os roteiros sagrados a fundo, outros só conhecem a superfície do que pregam. A minha atitude para com esses é a mesma que eu tenho com espíritas, terra jovem, iluminatis, etc. Não dá pra levar a sério. Mas é legal ver todos no mesmo tópico brigando entre si.
E agora é a parte que você adiciona algo para a discussão ou é a parte em que você sai voando cantando vitória?

Eu não preciso, como todos os religiosos que vem aqui, eles não duram muito, quando tem sua crença desafiada perdem a linha, partem para ofensas pessoais e logo vem os cartões a trás. Isso te parece familiar?
Já disse, nojento essa atidude de vocês moderadores me darem cartão, o Juca claramente me ofendeu com Ad hominem e não retiro a meu ad hominem de volta.

Vossa Senhoria já solicitou uma revisão do cartão junto à Moderação?


E não vou mais bater palma para retardado mental dançar.

Por favor, modere a linguagem ou use smileys.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Rhyan em 18 de Agosto de 2014, 16:10:53
Agora ficou divertido, Olavete, anarco e comuna no mesmo tópico. Alguém com conhece algum crente nos iluminatis pra convidar?

Tem você também que não entende nada de economia.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Daniel_1993 em 18 de Agosto de 2014, 19:25:42

São somente perguntas, mas as respostas são óbvias. Enfim acho que isso aqui resume bem a sua explicação da fome na Ucrânia: "O problema do socialismo são os seres humanos! Se eles se comportassem como abelhas ou formigas ele funcionaria muito bem". Agora resta saber a lógica de alguém querer implantar um sistema para seres humanos que não funciona com seres humanos.


Pra entender tudo, é bom que você tenha uma noção das relações dos camponeses com o poder soviético. Durante a guerra civil russa, os camponeses em geral e o poder soviético tiveram sérias desavenças(e lutas corporais) devido as requisições de grãos que o ultimo fazia para os primeiros - os primeiros pouco se importavam com a guerra civil ou com a fome nas cidades e se recusavam a vender os grãos, até porque o dinheiro com que eles iam ser pagos eram inúteis na época(era tempo de guerra, a indústria não produzia bem de consumo nenhum), nisso o poder soviético mandava destacamentos de operários armados para fazer as requisições - e com eles não tinha conversa(convenhamos que existe uma diferença entre um intelectual do partido comunista e um jovem operário semi analfabeto voluntário na Guarda Vermelha). Daí saiu muita violência, especialmente no SUDESTE DA UCRÂNIA onde os camponeses eram um pouco mais ricos e onde um movimento anarquista(Makhnovtchina) ganhou muita força. Ai veio a NEP, os camponeses ficaram mais calmos e etc... Até que chegou a coletivização das terras. Os camponeses mais pobres adoraram a ideia, mas os ricos e parte dos médios não - e nisso incluimos os ucranianos, especialmente os do sudeste da Ucrânia. E pra completar, os grandes agentes da coletivização eram os chamados "20 mil" - esses foram os grandes heróis daquela geração, eram em geral operários que foram para o campo como voluntários para conduzir a coletivização. Em alguns casos era tranquilo, em outros não. No tal sudeste da Ucrânia os camponeses revoltosos matavam comunistas, queimavam plantações, matavam gado - obviamente sofriam retaliações e por vezes isso era a morte. É como disse Stálin a Churchill "foram tempos dificeis, foi como a segunda guerra civil". Na coletivização houveram alguns abusos de forma geral, tipo camponês médio sendo deportado como camponês rico - um exemplo é o Mikhail Kalashnikov, que nunca guardou mágoa nenhuma pela sua deportação e perseguição que sofreu e é um entusiasta do stalinismo. E é bom lembrar: a coletivização foi conduzida basicamente por comitês formados por camponeses pobres e voluntários da cidade, não eram incomum, por exemplo, os locais denunciaram para os voluntários pessoas que elas simplesmente consideravam inconvenientes, bêbados e etc.

O que se tinha acontecido na URSS no começo da década de 1930 foi uma grande luta de classes em que os camponeses pobres e sem terra se levantaram contra os grandes agrários ricos, os kulaks, e iniciaram a luta pelos coletivos agrícolas, os kolchozes. Essa luta de classe envolvia direta ou indiretamente 120 milhões de camponeses causou instabilidade na produção agrícola e em algumas regiões falta de produtos alimentares. A falta de comida enfraquecia as pessoas, o que contribuiu para um aumento de vitimas de epidemias infecciosas.

O regime soviético não considerava os camponeses propriedades do Estado, mas apenas interferiu e tomou medidas para conter o conflito civil e o caos da região, tanto é que essa foi a última grande fome da região ("holodomor" não foi a primeira). 

Não duvido, mas tenho uma análise meio off topic para fazer. É interessante isso do nazismo também condenar matanças dessa forma. Mostra que eles também "tinham coração" (mesmo com quem não era alemão ariano). Tenho curiosidade em ler mais obras dos nazistas para identificar os fatores que explicam o duplipensar em relação aos judeus e outras raças. Fico com a impressão de que no caso dos judeus esse ódio tem as mesmas raízes do ódio dos comunistas as pessoas mais ricas (não pagam todos os impostos, só parasitam o estado, etc).

Não condenaram nada, eles inventaram essa matança para ter o que condenar na nação multicultural do proletariado. Os nacionalistas ucranianos que invadiram a URSS juntamente com os nazistas mataram milhões de pessoas, incluindo muitos ucranianos. Sua única “desculpa” é propagandear a mentira de que eles “lutaram pela liberdade” contra os comunistas soviéticos, que eram “piores”
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 18 de Agosto de 2014, 22:00:31
Agora ficou divertido, Olavete, anarco e comuna no mesmo tópico. Alguém com conhece algum crente nos iluminatis pra convidar?

Ola Barata,

Não se esqueça dos "engraçadetes"  :). Aqueles que vem por aqui vez e outra, fazem uma ou outra colocação genérica falaciosa ou uma piadinha e vão embora, somente para voltar mais tarde e repetir o padrão!!

Abs
Felipe
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 18 de Agosto de 2014, 22:03:24
Beleza, aceito que você não tem evidência de como eles agem dentro do tucanafro e quem seriam eles, ok? Só os mesmos textos, vídeos e literatura sagradas de sempre... Você não tem evidência alguma de quem são, quando agiram e como esses movimentos vão levar a uma revolução marxista.

Ola Juca,

Vc fez Pos doutorado em sofismo? Pombo enxadrista de novo?

Abs
Felipe


Abs
Felipe
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Cumpadi em 18 de Agosto de 2014, 23:28:50
Vossa Senhoria já solicitou uma revisão do cartão junto à Moderação?
Solicitei no tópico das reclamações.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Geotecton em 18 de Agosto de 2014, 23:30:03
Vossa Senhoria já solicitou uma revisão do cartão junto à Moderação?
Solicitei no tópico das reclamações.

Então ele será analisado.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Cumpadi em 19 de Agosto de 2014, 00:21:01
Pra entender tudo, é bom que você tenha uma noção das relações dos camponeses com o poder soviético. Durante a guerra civil russa, os camponeses em geral e o poder soviético tiveram sérias desavenças(e lutas corporais) devido as requisições de grãos que o ultimo fazia para os primeiros - os primeiros pouco se importavam com a guerra civil ou com a fome nas cidades e se recusavam a vender os grãos, até porque o dinheiro com que eles iam ser pagos eram inúteis na época(era tempo de guerra, a indústria não produzia bem de consumo nenhum), nisso o poder soviético mandava destacamentos de operários armados para fazer as requisições - e com eles não tinha conversa(convenhamos que existe uma diferença entre um intelectual do partido comunista e um jovem operário semi analfabeto voluntário na Guarda Vermelha). Daí saiu muita violência, especialmente no SUDESTE DA UCRÂNIA onde os camponeses eram um pouco mais ricos e onde um movimento anarquista(Makhnovtchina) ganhou muita força. Ai veio a NEP, os camponeses ficaram mais calmos e etc... Até que chegou a coletivização das terras. Os camponeses mais pobres adoraram a ideia, mas os ricos e parte dos médios não - e nisso incluimos os ucranianos, especialmente os do sudeste da Ucrânia. E pra completar, os grandes agentes da coletivização eram os chamados "20 mil" - esses foram os grandes heróis daquela geração, eram em geral operários que foram para o campo como voluntários para conduzir a coletivização. Em alguns casos era tranquilo, em outros não. No tal sudeste da Ucrânia os camponeses revoltosos matavam comunistas, queimavam plantações, matavam gado - obviamente sofriam retaliações e por vezes isso era a morte. É como disse Stálin a Churchill "foram tempos dificeis, foi como a segunda guerra civil". Na coletivização houveram alguns abusos de forma geral, tipo camponês médio sendo deportado como camponês rico - um exemplo é o Mikhail Kalashnikov, que nunca guardou mágoa nenhuma pela sua deportação e perseguição que sofreu e é um entusiasta do stalinismo. E é bom lembrar: a coletivização foi conduzida basicamente por comitês formados por camponeses pobres e voluntários da cidade, não eram incomum, por exemplo, os locais denunciaram para os voluntários pessoas que elas simplesmente consideravam inconvenientes, bêbados e etc.

O que se tinha acontecido na URSS no começo da década de 1930 foi uma grande luta de classes em que os camponeses pobres e sem terra se levantaram contra os grandes agrários ricos, os kulaks, e iniciaram a luta pelos coletivos agrícolas, os kolchozes. Essa luta de classe envolvia direta ou indiretamente 120 milhões de camponeses causou instabilidade na produção agrícola e em algumas regiões falta de produtos alimentares. A falta de comida enfraquecia as pessoas, o que contribuiu para um aumento de vitimas de epidemias infecciosas.

O regime soviético não considerava os camponeses propriedades do Estado, mas apenas interferiu e tomou medidas para conter o conflito civil e o caos da região, tanto é que essa foi a última grande fome da região ("holodomor" não foi a primeira).
Você não pode negar o que o comunismo stalinista pregou. Está claro pelo seu post de que ele foi o grande culpado pela guerra civil. Não se pode simplesmente dizer que a culpa das mortes foi a guerra, ignorando-se que o culpado pela guerra. No fundo você não diz nada que contradiga que o comunismo defendeu e executou essa guerra. A violência e fome assim foram consequências de Stalin e sua guerra de classes sim. Garanto que o estado sovietico tinha muitas terras e não precisaria sair tomando as terras e bens privados se o comunismo realmente funcionasse.

Em segundo lugar, não creio que tenha havido uma grande fome no Brasil, nem nos EUA, nem na Argentina, nem na Austrália, nem em Hong Kong e nem em vários outros países dos mais diversos espectros políticos. Está claro que a fome nesse nível é causada principalmente por guerras. Mas tem um país que segue em paz sobre o qual não se houve boas coisas da situação alimentar, uma tal de Coréia do Norte.

Pensei em procurar uma fonte anti-stalin para ver o outro lado mas é interessante que seus próprios textos pro-Stalin já cumprem essa função.

Agora acho que uma análise da USSR pós segunda guerra/ guerra de classes seria muito mais reveladora e interessante. Depois talvez eu procure algo a respeito.

Não condenaram nada, eles inventaram essa matança para ter o que condenar na nação multicultural do proletariado. Os nacionalistas ucranianos que invadiram a URSS juntamente com os nazistas mataram milhões de pessoas, incluindo muitos ucranianos. Sua única “desculpa” é propagandear a mentira de que eles “lutaram pela liberdade” contra os comunistas soviéticos, que eram “piores”
Você não parece fazer muito esforço para tentar entender a percepção das pessoas. Se os nazistas usavam a matança de ucranianos (que eu saiba ucranianos não são bem arianos) como propaganda anti-comunista, era porque o grosso da população nazista/alemã não via com bons olhos os atos crueis de matança (que acabaram sendo praticados pelos próprios nazistas). O que contradiz um pouco a caricatura que fazem dos nazistas de animais completamente desumanos. Mas isso é off-topic como eu disse, é mais curiosidade minha saber como funcionava o nazismo e como o povo enxergava o próprio governo e suas ações.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 19 de Agosto de 2014, 01:10:19
Ola Daniel,

Vc pode tentar sintetizar um pouco mais os seus post? Ou reduzir os parágrafos.

Não sei se esse fenômeno acontece com todos aqui, mas quando pego muitos posts com paragrafos muito grandes (provavelmente já incorri no que estou reclamando), fico desanimado para ler.

Umas perguntas para reflexão : se o comunismo é tão bom assim, como vc coloca,  porque a URSS construiu o muro de Berlim? Pq os paises comunistas não permitem a imigração? Pq tantas pessoas preferiram morrer, tentando uma fuga, ao continuar sob esse regime?

Abs
Felipe
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: _Juca_ em 19 de Agosto de 2014, 07:08:52
Beleza, aceito que você não tem evidência de como eles agem dentro do tucanafro e quem seriam eles, ok? Só os mesmos textos, vídeos e literatura sagradas de sempre... Você não tem evidência alguma de quem são, quando agiram e como esses movimentos vão levar a uma revolução marxista.

Ola Juca,

Vc fez Pos doutorado em sofismo? Pombo enxadrista de novo?

Abs
Felipe


Abs
Felipe

Você consegue responder objetivamente minha questão sobre o tucanafro? Sim ou não?
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 20 de Agosto de 2014, 01:02:58
Vc está fazendo confusão entre :

1 - A hipótese de que ações propostas nas Teorias do Marxismo Cultural (Gramsci , Escola de Frankfurt) estão sendo postas em prática, de forma deliberada.

E repare que coincidência : o movimento do politicamente correto só aparece após a Escola de Frankfurt ir para os EUA, infectar o meio academico , social e politico. E mais, fazendo exatamente o que era proposto pela EF!!!!

Quanto a isso, já apresentei n evidências. Vc tem que decidir (claro, se informando sobre isso antes) : o que está ocorrendo é coincidência (um surgimento espontâneo do politicamente correto ou ação deliberada?

2 - Se a Teoria Proposta pelos "Marxistas" Culturais vai funcionar (a do Marx todos sabemos que é um grande MICO). Agora, a forma como eles esperam que funcione está mais do que documentada e o mecanismo básico eu já descrevi aqui e em outros posts.

Abs
Felipe
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: _Juca_ em 20 de Agosto de 2014, 07:14:53
Eu queria só uma evidência concreta que não aquilo que saí da mente de pessoas como você e OdC para poder acreditar minimamente nessa crendice, mas como você não tem nenhuma, então é só teoria da conspiração elevada à milésima potência anticomunista.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Geotecton em 20 de Agosto de 2014, 08:33:35
Eu queria só uma evidência concreta que não aquilo que saí da mente de pessoas como você e OdC para poder acreditar minimamente nessa crendice, mas como você não tem nenhuma, então é só teoria da conspiração elevada à milésima potência anticomunista.

Apenas por curiosidade, meu caro _Juca_.

Você chegou a ler alguns dos autores indicados pelo Feliperj, como o Marcuse, por exemplo?

Pergunto isto, porque se você não ler pelo menos um trabalho dele (e dos outros), não há como você avaliar se está ocorrendo (ou não) o que está sendo preconizado pelo OdC, independentemente deste cavalheiro ser um completo imbecil em diversas áreas do conhecimento humano, principalmente em Ciências Naturais.

Resumindo: Dispa-se da 'roupa do preconceito', leia as fontes, compare com aquilo que você conhece da 'realidade' e aí tire a sua conclusão.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: _Juca_ em 20 de Agosto de 2014, 09:06:02
Eu queria só uma evidência concreta que não aquilo que saí da mente de pessoas como você e OdC para poder acreditar minimamente nessa crendice, mas como você não tem nenhuma, então é só teoria da conspiração elevada à milésima potência anticomunista.

Apenas por curiosidade, meu caro _Juca_.

Você chegou a ler alguns dos autores indicados pelo Feliperj, como o Marcuse, por exemplo?

Pergunto isto, porque se você não ler pelo menos um trabalho dele (e dos outros), não há como você avaliar se está ocorrendo (ou não) o que está sendo preconizado pelo OdC, independentemente deste cavalheiro ser um completo imbecil em diversas áreas do conhecimento humano, principalmente em Ciências Naturais.

Resumindo: Dispa-se da 'roupa do preconceito', leia as fontes, compare com aquilo que você conhece da 'realidade' e aí tire a sua conclusão.

Sim li, e não faz a menor diferença para saber se há de fato uma revolução marxista em pleno curso vigente dentro dos movimentos sociais que defendem as minorias e os excluídos, ou você acha que há e quem quem participa dos movimentos negros, feministas, etc são revolucionários e que haja uma revolução "escondida" neles?
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Rocky Joe em 20 de Agosto de 2014, 09:12:08
Citar
E repare que coincidência : o movimento do politicamente correto só aparece após a Escola de Frankfurt ir para os EUA, infectar o meio academico , social e politico. E mais, fazendo exatamente o que era proposto pela EF!!!!

Feliperj, uma das contribuições dos pesquisadores associados ao Instituto para Pesquisa Social foi mostrar como uma ética universal como a de Kant pode ser cruel. Sua crítica não procede.

Não esqueça que antes de qualquer coisa, Horkheimer e Adorno são filósofos. A dialética do iluminismo é principalmente um comentário sobre a filosofia de Hegel, muito inspirado em pensadores como Marx (como filósofo!), Freud e Weber.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Geotecton em 20 de Agosto de 2014, 09:26:21
Eu queria só uma evidência concreta que não aquilo que saí da mente de pessoas como você e OdC para poder acreditar minimamente nessa crendice, mas como você não tem nenhuma, então é só teoria da conspiração elevada à milésima potência anticomunista.

Apenas por curiosidade, meu caro _Juca_.

Você chegou a ler alguns dos autores indicados pelo Feliperj, como o Marcuse, por exemplo?

Pergunto isto, porque se você não ler pelo menos um trabalho dele (e dos outros), não há como você avaliar se está ocorrendo (ou não) o que está sendo preconizado pelo OdC, independentemente deste cavalheiro ser um completo imbecil em diversas áreas do conhecimento humano, principalmente em Ciências Naturais.

Resumindo: Dispa-se da 'roupa do preconceito', leia as fontes, compare com aquilo que você conhece da 'realidade' e aí tire a sua conclusão.
Sim li, e não faz a menor diferença para saber se há de fato uma revolução marxista em pleno curso vigente dentro dos movimentos sociais que defendem as minorias e os excluídos, ou você acha que há e quem participa dos movimentos negros, feministas, etc são revolucionários e que haja uma revolução "escondida" neles?

Eu avalio que a imensa maioria dos participantes não conhece e ou não compartilha dos ideais socialistas, especialmente dos mais perniciosos. Mas o ponto principal não é este e sim se tais movimentos foram instrumentalizados pela ideologia socialista/comunista e usados contra diversos aspectos das democracias liberais do Ocidente.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Rocky Joe em 20 de Agosto de 2014, 09:31:22
Eu queria só uma evidência concreta que não aquilo que saí da mente de pessoas como você e OdC para poder acreditar minimamente nessa crendice, mas como você não tem nenhuma, então é só teoria da conspiração elevada à milésima potência anticomunista.

Apenas por curiosidade, meu caro _Juca_.

Você chegou a ler alguns dos autores indicados pelo Feliperj, como o Marcuse, por exemplo?

Pergunto isto, porque se você não ler pelo menos um trabalho dele (e dos outros), não há como você avaliar se está ocorrendo (ou não) o que está sendo preconizado pelo OdC, independentemente deste cavalheiro ser um completo imbecil em diversas áreas do conhecimento humano, principalmente em Ciências Naturais.

Resumindo: Dispa-se da 'roupa do preconceito', leia as fontes, compare com aquilo que você conhece da 'realidade' e aí tire a sua conclusão.
Sim li, e não faz a menor diferença para saber se há de fato uma revolução marxista em pleno curso vigente dentro dos movimentos sociais que defendem as minorias e os excluídos, ou você acha que há e quem participa dos movimentos negros, feministas, etc são revolucionários e que haja uma revolução "escondida" neles?

Eu avalio que a imensa maioria dos participantes não conhece e ou não compartilha dos ideais socialistas, especialmente dos mais perniciosos. Mas o ponto principal não é este e sim se tais movimentos foram instrumentalizados pela ideologia socialista/comunista e usados contra diversos aspectos das democracias liberais do Ocidente.

Alguns diriam que esta é a verdadeira democracia liberal do Ocidente, no entanto, a que cumpre o que prometeu.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Geotecton em 20 de Agosto de 2014, 09:56:48
Eu queria só uma evidência concreta que não aquilo que saí da mente de pessoas como você e OdC para poder acreditar minimamente nessa crendice, mas como você não tem nenhuma, então é só teoria da conspiração elevada à milésima potência anticomunista.

Apenas por curiosidade, meu caro _Juca_.

Você chegou a ler alguns dos autores indicados pelo Feliperj, como o Marcuse, por exemplo?

Pergunto isto, porque se você não ler pelo menos um trabalho dele (e dos outros), não há como você avaliar se está ocorrendo (ou não) o que está sendo preconizado pelo OdC, independentemente deste cavalheiro ser um completo imbecil em diversas áreas do conhecimento humano, principalmente em Ciências Naturais.

Resumindo: Dispa-se da 'roupa do preconceito', leia as fontes, compare com aquilo que você conhece da 'realidade' e aí tire a sua conclusão.
Sim li, e não faz a menor diferença para saber se há de fato uma revolução marxista em pleno curso vigente dentro dos movimentos sociais que defendem as minorias e os excluídos, ou você acha que há e quem participa dos movimentos negros, feministas, etc são revolucionários e que haja uma revolução "escondida" neles?

Eu avalio que a imensa maioria dos participantes não conhece e ou não compartilha dos ideais socialistas, especialmente dos mais perniciosos. Mas o ponto principal não é este e sim se tais movimentos foram instrumentalizados pela ideologia socialista/comunista e usados contra diversos aspectos das democracias liberais do Ocidente.
Alguns diriam que esta é a verdadeira democracia liberal do Ocidente, no entanto, a que cumpre o que prometeu.

Sim.

Mas é, ao mesmo tempo, objeto de contestação por alguns filósofos que alertam para o perigo dela ser destruída por causa desta mesma 'liberdade'.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 20 de Agosto de 2014, 12:02:24
Ola Joe,

Citar
Feliperj, uma das contribuições dos pesquisadores associados ao Instituto para Pesquisa Social foi mostrar como uma ética universal como a de Kant pode ser cruel. Sua crítica não procede. “

Assim como todos eram Marxistas, e uma oura “contribuição” foi exatamente  o Marxismo Cultural, proposto para ser aplicado em países capitalistas, devido ao mico histórico da revolução pregada por Marx.

Então, sim, minha crítica não só procede, como estabeleço relações entre as proposições feitas por eles, por Gramsci e o que aconteceu (e está acontecendo) na sociedade americana e na nossa.

Citar
Não esqueça que antes de qualquer coisa, Horkheimer e Adorno são filósofos. A dialética do iluminismo é principalmente um comentário sobre a filosofia de Hegel, muito inspirado em pensadores como Marx (como filósofo!), Freud e Weber. “
São filósofos sim, e ambos Marxistas. E, se não me engano, uma das sementes do pensamento Socialista/Comunista de Marx está exatamente no Iluminismo.


Juca,

Citar
Sim li, e não faz a menor diferença para saber se há de fato uma revolução marxista em pleno curso vigente dentro dos movimentos sociais que defendem as minorias e os excluídos, ou você acha que há e quem quem participa dos movimentos negros, feministas, etc são revolucionários e que haja uma revolução "escondida" neles?

Já respondi diversas vezes a isso que vc está falando, que é quase um “espantalho”: não, não é todo mundo que participa dos movimentos dos “excluídos” que tem em mente fazer (ou estar participando) de uma revolução marxista de longo prazo. Mas a maior parte das lideranças e politicos envolvidos nesse processo está.
 
E entenda que essa revolução tem com ponto de partida o ataque à cultura/valores (por isso o nome marxismo cultural) e se dá pelos efeitos da atuação desses movimentos sociais na cultura, moral e sociedade; no arrebatamento de militantes engajados que é realizado por essas organizações e no aprofundamento do controle, por parte do estado (já comandado, faz tempo, pela esquerda, no caso brasileiro – centro e agora, extrma).

Além disso,  a multiplicação de movimentos sociais dá, a esquerda radical, uma imensidade de idiotas úteis, de massa de manobra, para serem utilizados ao longo desse processo revolucionário, inclusive em um possível momento de “acirramento” da disputa (violência mesmo).


Geo,

Citar

Eu avalio que a imensa maioria dos participantes não conhece e ou não compartilha dos ideais socialistas, especialmente dos mais perniciosos. Mas o ponto principal não é este e sim se tais movimentos foram instrumentalizados pela ideologia socialista/comunista e usados contra diversos aspectos das democracias liberais do Ocidente.

Estou tentando dizer isso ao longo de todo a discussão. Mas o Juca, ou não está entendendo (e aí tem sim que ler a história da escola de Frankfurt e  o que ela e Gramsci pregavam) ou não está querendo entender!

Citar
Mas é, ao mesmo tempo, objeto de contestação por alguns filósofos que alertam para o perigo dela ser destruída por causa desta mesma 'liberdade'.

Esse é o ponto principal! E é exatamente o ponto inicial do post "Mais Democracia"!!! Pois o ponto principal são as intenções que estão por trás do processo, não o processo em si.

Abs
Felipe
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: _Juca_ em 20 de Agosto de 2014, 12:19:53


Já respondi diversas vezes a isso que vc está falando, que é quase um “espantalho”: não, não é todo mundo que participa dos movimentos dos “excluídos” que tem em mente fazer (ou estar participando) de uma revolução marxista de longo prazo. Mas a maior parte das lideranças e politicos envolvidos nesse processo está.
 
E entenda que essa revolução tem com ponto de partida o ataque à cultura/valores (por isso o nome marxismo cultural) e se dá pelos efeitos da atuação desses movimentos sociais na cultura, moral e sociedade; no arrebatamento de militantes engajados que é realizado por essas organizações e no aprofundamento do controle, por parte do estado (já comandado, faz tempo, pela esquerda, no caso brasileiro – centro e agora, extrma).

Além disso,  a multiplicação de movimentos sociais dá, a esquerda radical, uma imensidade de idiotas úteis, de massa de manobra, para serem utilizados ao longo desse processo revolucionário, inclusive em um possível momento de “acirramento” da disputa (violência mesmo).


É a ultima vez que vou pedir, porque pra mim você não tem a menor idéia da realidade, então demonstre quais são esses movimentos sociais, quem são os agentes e como eles estão agindo através de suas respectivas organizações, quais são as organizações, e como a esquerda radical está dentro da maioria desses movimentos e quem são os agentes dentro deles. O principal pra mim e você pegar exemplos concretos, demonstrar que são maioria, dar nomes e explicitar que esses movimentos são de fato usados para essa sua suposta revolução.

Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 20 de Agosto de 2014, 22:24:01
Ola Juca,

Aquele post foi meu ultimo para responder a vc. O dia da marmota já acabou!!

Abs
Felipe
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: _Juca_ em 20 de Agosto de 2014, 22:32:37
Ola Juca,

Aquele post foi meu ultimo para responder a vc. O dia da marmota já acabou!!

Abs
Felipe

Não fique preocupado, não esperava que você soubesse responder essas crendices olavianas de forma objetiva como pedi.

Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 20 de Agosto de 2014, 22:35:04
Não fique preocupado, não esperava que você soubesse responder essas crendices olavianas de forma objetiva como pedi.

Juca,

Vc devia troca o seu "avatar" por uma foto de um pombo, em cima de um tabuleiro, com as peças todas derrubadas e de peito estufado. :)

Abs
Felipe
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: _Juca_ em 20 de Agosto de 2014, 22:45:48
Não fique preocupado, não esperava que você soubesse responder essas crendices olavianas de forma objetiva como pedi.

Juca,

Vc devia troca o seu "avatar" por uma foto de um pombo, em cima de um tabuleiro, com as peças todas derrubadas e de peito estufado. :)

Abs
Felipe

Porque?
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 20 de Agosto de 2014, 22:59:15
Ola Juca,

Foi só brincadeira. Uma forma irônica de te acusar de estar incorrendo na falacia do pombo enxadrista.

Abs
Felipe
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: _Juca_ em 20 de Agosto de 2014, 23:50:10
Ola Juca,

Foi só brincadeira. Uma forma irônica de te acusar de estar incorrendo na falacia do pombo enxadrista.

Abs
Felipe

Esse negócio de pombo enxadrista não é uma falácia, é um fato que ocorre em discussões na internet.

Repare que eu não fiz alegações fantásticas, não fiz afirmações sobre fatos, foi você quem fez e não conseguiu prova-las. Eu só pedi evidências objetivas e não obtive resposta, somente as mesmas alegações subjetivas sobre Gransci, Marcuse, etc. Eu poderia estar errado na minha deconfianca de que suas alegações são crendices, para isso bastava você responder, mas não parece ter essa capacidade.

E pare com essa viadagem de mandar abraços em todos os posts :lol:
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 21 de Agosto de 2014, 00:20:22
99% dos meus posts começam com Ola e Abs! Educação, somente.

Seria viadagem se eu terminasse mandando um beijo! Ou pior, Beijinho no Ombro!!Aí já seria bichonisse aguda!!!! :)

Edit : eu já postei essas evidencias.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Reginaldo brasileiro em 21 de Agosto de 2014, 00:44:22
E entenda que essa revolução tem com ponto de partida o ataque à cultura/valores (por isso o nome marxismo cultural) e se dá pelos efeitos da atuação desses movimentos sociais na cultura, moral e sociedade; no arrebatamento de militantes engajados que é realizado por essas organizações e no aprofundamento do controle, por parte do estado (já comandado, faz tempo, pela esquerda, no caso brasileiro – centro e agora, extrma).

Além disso,  a multiplicação de movimentos sociais dá, a esquerda radical, uma imensidade de idiotas úteis, de massa de manobra, para serem utilizados ao longo desse processo revolucionário, inclusive em um possível momento de “acirramento” da disputa (violência mesmo).

Se não me falha a memória,estes marxistas que você mencionou desistiram da "luta armada" e da violência faz mais de 30 anos . Eles comprovaram na prática o que este estudo,cujo titulo "Why Terrorism does not work" mostrou:

http://www.mitpressjournals.org/doi/abs/10.1162/isec.2006.31.2.42

Resumo Rápido deste estudo: A taxa de sucesso das organizações terroristas é próxima de 7%,considerando apenas os objetivos principais .
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: _Juca_ em 21 de Agosto de 2014, 06:52:44
99% dos meus posts começam com Ola e Abs! Educação, somente.

Seria viadagem se eu terminasse mandando um beijo! Ou pior, Beijinho no Ombro!!Aí já seria bichonisse aguda!!!! :)

Edit : eu já postei essas evidencias.

Não postou evidência nenhuma, só postou coisas relacionadas com sua fé gramsciana.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Osler em 09 de Setembro de 2014, 15:19:43
Descupe a demora em responder, normalmente acesso o fórum de dispositovos móveis, o que torna penoso qualquer digitação mais longa.

E atualmente, qual seu posicionamento ?

Não sou um Marxista, acredito que a dita Democracia Liberal e o Estado Democrático de Direito já são um fim em si próprio e não uma mera Ditadura da Burguesia, apesar de todas as críticas que se possa fazer em relação ao poder econômico e sua capacidade de distorção do sistema.  Penso que o capitalismo por si só não atende uma série das ditas questões sociais e se impõe medidas além do Mercado para atendê-las.

O problema é que o objetivo do Foro de SP é exatamente espalhar a revolução socialista bolivariana na AL. Isto está dito e escrito em suas atas. É com base nessa evidência que afirmo: apesar das divergencias entre os partidos e dentro dos proprios partidos (o que não é novidade, pois isso ocorria no inicio da própria URSS, por isso falo sempre em Lenin e Stalin. Era a única "democracia" partidária permitida): a ideologia base e o objetivo final são os mesmos.
Não, alguns tem como ideologia base o COmunismo, outros o Socialismo Democrático, outros até a Social Democracia Ajunção ao Foro de São Paulo no caso do PT tem a ver com distribuição de forças internas da legenda e seu delicado equilíbrio interno 

Ok. fiquei so no Marxismo-Leninismo por ser o mais "famoso", mas apesar disso, Trotkismo, Leninismo, Stalinismo, Maoísmo são todas correntes do Marxismo, que é a ideologia base de todos esses partidos. Cada uma delas se auto atribui ser representante do verdadeiro Marxismo.
Sim, mas o próprio PT não é um partido Marxista na sua concepção, apesar de vários militantes primevos o serem e vários dos atuais, não é classicamente um partido de intelectuais no papel de vanguarda revolucionária  Nem o PT auto-intitula marxista, pois vários personagens internos não o são, mas sim um representante de Esquerda (justamente para caber mais gente no mesmo balaio).

Quais dos citados não apoia ou usa a questão da luta de classes?
Como discurso ou praxis?


Vc está falando de correntes internas dos partidos, é isso ? Mas isso está de acordo com o que eu falei lá em cima; da "democracia" partidária que é tolerada. Apesar das divergencias, todos eles estão seguindo o que a Escola de Frankfurt pregava.
POis é, esse é o problema dos conspiracionistas, eu sou contra alguma coisa mas é óbvio que sou a favor, me digo contra mas no fundo isso não faz diferença porquê 1)eu não sou contra verdadeiramente 2) sou contra verdadeiramente mas sou usado como massa de manobra 3)A psicohistoria de Seldon os metodos Gramcistas são historicamente infalíveis


Todos eles. Isto está nos sites dos partidos que coloquei. E é o objetivo do Foro de São Paulo, como já expus.
O que seria uma social democracia morena?
A não passagem pela Ditadura do Proletariado como forma intermediária para o Socialismo, uma democracia com forte componente da dita Democracia Diretaeo florescimento dos Movimentos Sociais Organizados levando progressivamente e lentamente a uma sociedade proto-socialista.

Aqui volto com o que já coloquei sobre as divergencias internas e entre os partidos, mas a manutenção da linha ideologica basica e objetivo final.


Abs
Felipe
Felipe, partidos de esquerda naturalmente querem o mesmo objetivo, uma sociedade de esquerda  :)  Assim como os partidos de direita querem um modelo de sociedade de direita  :)
Qual é o ponto?
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 09 de Setembro de 2014, 18:18:20
E pare com essa viadagem de mandar abraços em todos os posts :lol:
:biglol:
É mesmo curioso. Lembra um pouco um vídeo nas linhas de "e se o facebook fosse real", com os "friend requests" e "likes" reais, ao vivo. Uma versão "ao vivo" literal desses debates, com as pessoas se abraçando a cada fala. Muito esquisito. Pareceria algo no mínimo hippie. Muito suspeito vindo de alguém que supostamente se opõe tão incisivamente ao comunismo. [/OT]
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: pqdrochabm em 11 de Setembro de 2014, 19:19:28
Pessoal,

na área politica-ideologica ele é o principal filosofo brasileiro.


Parei de ler aqui.
2
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 12 de Setembro de 2014, 00:20:54
~OT: qual era o nome daquele personagem que parodiava o Olavo de Carvalho? Tinha um website com o design parecido até. Acho que um dos nomes, o sobrenome, parecia em algo com "Krugman", mas o primeiro certamente não era "Paul". A foto que usaram como sendo essa pessoa fictícia era de um anão.



Re: "Stephen Krugman". Achei um blog. Não é tão engraçado. Algumas vezes forçado demais, "a democracia deve ser combatida como inimiga do capitalismo", e, quando não, ironicamente uma coisa ou outra acaba sendo meio como um a lei de Poe reversa; a paródia acaba soando algo próximo do razoável.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Feliperj em 17 de Setembro de 2014, 23:22:22
Não sou um Marxista, acredito que a dita Democracia Liberal e o Estado Democrático de Direito já são um fim em si próprio e não uma mera Ditadura da Burguesia, apesar de todas as críticas que se possa fazer em relação ao poder econômico e sua capacidade de distorção do sistema.  Penso que o capitalismo por si só não atende uma série das ditas questões sociais e se impõe medidas além do Mercado para atendê-las.

Bom, pensamos igual, então! Porém, eu sou totalmente anti marxista (qqer "linhagem" )

Citar
Não, alguns tem como ideologia base o COmunismo, outros o Socialismo Democrático, outros até a Social Democracia Ajunção ao Foro de São Paulo no caso do PT tem a ver com distribuição de forças internas da legenda e seu delicado equilíbrio interno 

Repare que estou falando dos partidos do FORO. E todos eles são marxistas, é só olhar o que escrevem e defendem nos seus sites. Não tem nenhum partido brasileiro que seja social-democrata no foro, até pq, o Foro não é social democrata (e o comunismo era o objetivo final do marxismo). Isto, não é opinião, é fato, pois está registrado nas atas.

Também estão nas atas a implantação do socialismo bolivariano, onde a tal da democracia direta é uma meta que aparece desde a 1a. ata do foro (como foi implementada, ou tentado, nos outros paises onde o foro tomou o poder) e o apoio incondicional dos partidos do FORO,  às FARC, MIR e outros movimentos "democraticos" da AL.

Te pergunto, como o PT pode jurar apoio incondicional às FARC e impedir que as mesmas façam suas atividades criminosas em nossas fronteiras?

Sim, mas o próprio PT não é um partido Marxista na sua concepção, apesar de vários militantes primevos o serem e vários dos atuais, não é classicamente um partido de intelectuais no papel de vanguarda revolucionária  Nem o PT auto-intitula marxista, pois vários personagens internos não o são, mas sim um representante de Esquerda (justamente para caber mais gente no mesmo balaio).

Como pode um partido que enxerga a historia como luta de classes (e estimula isso) e usa o marxismo cultural em nossa sociedade, não ser marxista? Além dos fatos acima, é só ler as declarações que estão no proprio site do PT, que fica clara seu vies esquerdista revolucionario.

Como discurso ou praxis?

Os dois! O problema é que o momento ainda não permite a praxis. Isso eles aprenderam direitinho, com Gramsci e EF.

POis é, esse é o problema dos conspiracionistas, eu sou contra alguma coisa mas é óbvio que sou a favor, me digo contra mas no fundo isso não faz diferença porquê 1)eu não sou contra verdadeiramente 2) sou contra verdadeiramente mas sou usado como massa de manobra 3)A psicohistoria de Seldon os metodos Gramcistas são historicamente infalíveis

Não, o que estou falando é da estratégia conjunta da esquerda, que fica evidenciada no FORO de SP! Ou seja, que existem divergencias entre partidos de esquerda, sim. Mas além do alinhamento ideológico basico, existe o alinhamento estratégico. Isto é fato, não é teoria da conspiração.

A não passagem pela Ditadura do Proletariado como forma intermediária para o Socialismo, uma democracia com forte componente da dita Democracia Diretaeo florescimento dos Movimentos Sociais Organizados levando progressivamente e lentamente a uma sociedade proto-socialista.
Citar

O grande problema é que o socialismo e o comunismo (controle dos meios de produção, ausência da iniciativa privada, do mercado) já são comprovadamente falho, tanto teoricamente (ambos), pela questão do preço (Ludwig Von Mises), quanto na pratica (socialismo), pelas experiencias que tivemos, o que evidencia que Mises estava certo.

Felipe, partidos de esquerda naturalmente querem o mesmo objetivo, uma sociedade de esquerda  :)  Assim como os partidos de direita querem um modelo de sociedade de direita  :)
Qual é o ponto?

O ponto é : vc quer viver em uma Venezuela? Em uma Bolívia ou em uma Cuba?

Esquerda não é igual em todos os lugares. A nossa e a da AL nem de longe são parecidas com as esquerdas dos paises nordicos (que, alias, estão entre os melhores indicadores de liberdade economica, alguns a frente dos EUA, indicador que mostra o quão regulado é o mercado, e também estão entre os melhores em um indicador de facilidade de se fazer negocios.

É esse tipo de sistema que acredito! Apesar de já não ter a ilusão de que são perfeitos, pois antes, realmente pensava que eram perfeitos e que poderiam ser implementado em qqer pais.

Abs
Felipe
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 18 de Setembro de 2014, 19:15:53
Queria lembrar onde li e qual é a citação exata, algo nas linhas de que "o problema com os extremistas crackpots não é tanto o que eles defendem, mas como isso pode tirar a atenção dos problemas de verdade".
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Jack Carver em 27 de Março de 2016, 18:40:26
OLC sobre mais e mais liberdade... ou da série CONSERVADORES X LIBERTÁRIOS.

https://www.youtube.com/v/zGvE_1BRa74
https://www.youtube.com/v/uNsM-lCzh6Y

"Inconcebível, inconcebível!"  :lol:
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Lorentz em 27 de Março de 2016, 19:40:42
https://www.youtube.com/v/zGvE_1BRa74

Esse cara tá falando que para os anarco-capitalistas tudo se resume a mercado. Que o anarco-capitalismo não trata das questões sobre espiritualidade e ética. Então ele quer um Estado com um ministério da espiritualidade e da ética? Que mala!
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Agnoscetico em 28 de Março de 2016, 21:47:51
https://www.youtube.com/v/zGvE_1BRa74

Esse cara tá falando que para os anarco-capitalistas tudo se resume a mercado. Que o anarco-capitalismo não trata das questões sobre espiritualidade e ética. Então ele quer um Estado com um ministério da espiritualidade e da ética? Que mala!

Esse ai é um tal chamado de Maro filosofo.
Olha com quem ele costuma trocar ideia (a versao careca e desbarbada dele):

https://www.youtube.com/v/mnaG0SUJ4T4



 


Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Lorentz em 28 de Março de 2016, 23:21:28
Eu acho esse cara do Cassando o Verbo muito bom, pra falar a verdade. Mas só vi um vídeo dele.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Agnoscetico em 14 de Maio de 2016, 15:41:24
Eu acho esse cara do Cassando o Verbo muito bom, pra falar a verdade. Mas só vi um vídeo dele.

Entao precisa ver mais, talvez mude de ideia. Ele tem horas que parece um Olavo mais educado (ou pelo menos tenta passar imagem de bonzinho)

_________________

Agora voltando falar sobre Olavo, aqui ta perolas que ele disse. nao sei se voces ja viram esse video:

https://www.youtube.com/v/U0mXFAWw6KE





Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: JJ em 30 de Outubro de 2018, 11:13:47
Pessoal,

Em função das criticas ao Olavo e aos seus leitores, tinha proposto, em um outro topico, debatermos seus textos. Porém, os seus delatores trouxeram os textos e videos onde já se tem um consenso de que ele comete equivocos (posicionamento sobre ciencia), para justificar que tudo o que ele escreve é ruim e não deve ser considerado. Sou um defensor que, na área politica-ideologica ele é o principal filosofo brasileiro.




No que diz respeito a filosofia política, ele tem, sim,  muito conhecimento. 

Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: JJ em 30 de Outubro de 2018, 11:15:07
Olavo de Carvalho, o 'parteiro' da nova direita que diz ter dado à luz flores e lacraias


João Fellet
Enviado especial da BBC Brasil a Petersburg (EUA)
15 dezembro 2016



Direito de imagemJOÃO FELLET
Image caption


Olavo de Carvalho tornou-se 'porta de entrada' para novos conservadores no Brasil e se diz responsável manifestações de rua recentes
Quando se mudou há alguns meses para que sua casa fosse reformada, o escritor e filósofo Olavo de Carvalho fez questão de levar toda a sua coleção de armas para a residência temporária, no sul do Estado da Virgínia (EUA).


Sobre a cama onde dorme, afixou uma espingarda Remington calibre 12. No cômodo vizinho, ao lado de uma caixa com brinquedos, espalhou mais de 30 rifles de caça. Em frente à mesa onde trabalha, pendurou pistolas e revólveres.


É dali que Carvalho faz as transmissões diárias de seu curso de filosofia, escreve para cerca de 500 mil seguidores nas redes sociais e trava os embates que o tornaram uma das figuras mais conhecidas e controversas da corrente que vem sendo chamada de nova direita brasileira - grupo ao qual, paradoxalmente, diz não pertencer.


"Eu quis que uma direita existisse, o que não quer dizer que eu pertença a ela. Fui o parteiro dela, mas o parteiro não nasce com o bebê", afirma. "Estou contra o comunismo e quero que o Brasil tenha uma democracia representativa efetiva", diz.


Nascido em Campinas (SP) há 69 anos, professor de filosofia sem jamais ter concluído um curso universitário e adepto da teoria de que a "a entidade chamada Inquisição é uma invenção ficcional de protestantes", Carvalho acumula desafetos com a mesma intensidade com que é defendido por seus admiradores.


Talvez também te interesse
O Brasil que Bolsonaro vai herdar em 10 gráficos
Os obstáculos de Bolsonaro para concretizar 10 de suas propostas mais polêmicas
Temor pelo futuro da democracia é 'choro de perdedores', diz Mourão
Quem serão os quatro homens fortes no governo Bolsonaro
O filósofo recebeu a BBC Brasil na casa modesta de dois andares onde está morando num bairro arborizado de Petersburg, cidade histórica com 30 mil habitantes. Crítico feroz do PT, ele reagiu à queda de Dilma Rousseff com ceticismo. No Facebook, escreveu que o impeachment não passou de uma "manobra para a salvação da classe política".


Elogia Michel Temer ao mesmo tempo em que diz considerar seu governo ilegítimo. "Sem dúvida, é melhor que a Dilma - pelo menos sabe falar português, é um homem de uma certa cultura - e não se pode negar que na área econômica está fazendo aguma coisa que tem de fazer mesmo."


Mas diz que, vice na chapa de Dilma, o presidente "não tem rabo preso, ele é um rabo preso", e que a dupla se reelegeu num pleito com "transparência nenhuma". "O governo é 100% ilegítimo. Não estou dizendo que há ou houve fraude eleitoral, o sistema que montaram já era uma fraude."


Estrutura de poder


Expulso o PT do governo, Carvalho diz que a direita brasileira começa a se organizar nas ruas. Perguntado a que se deve a transformação, responde em francês: "C'est moi" (Sou eu).


Segundo o escritor, foram seus livros que encorajaram outros conservadores a sair do armário. Mas ele diz que o país ainda não tem uma "representação institucional da direita", como jornais diários, universidades ou partidos que defendam o liberalismo econômico e valores tradicionais.


"Você tem de um lado 20 partidos de esquerda e do outro um ou outro cara que se diz de direita, mas nem sabe direito o que é isso", afirma, entre goles de café e cigarro entre os dedos.


Segundo Carvalho, a esquerda dominou a imprensa e as universidades brasileiras há várias décadas em estratégia que seguia o suposto ideário do marxista italiano Antonio Gramsci (1891-1937). O objetivo, diz ele, era criar uma "atmosfera mental" em que a população se tornasse socialista sem perceber.



"No fim, conquistaram tudo: os partidos políticos um por um, eliminaram todas as opções possíveis através de denúncias de corrupção, queimaram milhares de reputações, ficaram sozinhos no meio do campo e conquistaram a cereja do bolo, a Presidência da República", diz.


O filósofo afirma que "atualmente é obrigatório estar na direita", mas que não mantém "compromisso com nenhuma política em particular".


Para ele, mais importante que tirar o PT do poder é "quebrar o sistema" e implantar no Brasil uma "democracia plebiscitária", em que o governo submeta suas propostas a referendos constantes. O filósofo diz que o modelo foi aplicado na França por Charles de Gaulle, nos anos 1960.


Direito de imagemJOÃO FELLET
Image caption
Filósofo mora atualmente em Petersburg, cidade com 30 mil habitantes vizinha a Richmond, no Estado de Virgínia
Racha na direita
As opiniões de Carvalho sobre o impeachment agravaram um racha entre o escritor e outras vozes influentes da direita com quem ele manteve boas relações no passado, como o colunista da revista Veja Reinaldo Azevedo e o economista Rodrigo Constantino.


Para Azevedo, ao defender uma democracia plebiscitária, Carvalho propõe a mesma agenda que o PT gostaria de implantar no Brasil. Alguns analistas compararam o modelo ao que foi adotado por Hugo Chávez na Venezuela.


Em artigo em que chama o filósofo de "mascate da paranoia" e de "Aiatolavo" (em referência ao aiatolá, líder religioso dos muçulmanos xiitas no Irã), Azevedo diz que Carvalho "se alimenta do insucesso dos que lutam contra a esquerda".


Para Carvalho, Azevedo e outros desafetos almejam ser representantes da direita e têm ciúmes de seu pioneirismo. "O pessoal comunista nunca mentiu a meu respeito tanto quanto essa turma da direita emergente", diz.


"Eu não quero ser representante de direita nenhuma, só fiz meu serviço que era abrir o espaço para eles poderem falar. Naturalmente, quando você destampa, aparecem junto com as flores as cobras, aranhas, lagartos, lacraia, toda a porcaria vem junto."


Carvalho também critica o Movimento Brasil Livre (MBL), que após militar pela queda de Dilma teve alguns de seus membros se lançando na política institucional. De acordo com o site do MBL, nove de seus integrantes se elegeram por cinco partidos diferentes (um deputado federal e oito vereadores).


Segundo o escritor, a direita deveria se concentrar em ocupar espaços não no Estado, mas "na igreja, nas escolas, nas sociedades de amigos do bairro, no clube: é ali que está o poder".


"Os comunistas sempre souberam disso. O pessoal da direita chegou agora, leu três artigos do Olavo de Carvalho, já acha que sabe tudo e quer ser senador, presidente da República. Um bando de palhaços, evidentemente."


O MBL não respondeu ao pedido da BBC Brasil para comentar a fala do filósofo. O Instituto Liberal e o Vem pra Rua, outras organizações influentes entre conservadores, tampouco quiseram se pronunciar sobre Carvalho e sua obra.


'Pai espiritual'


Para o filósofo Pablo Ortellado, professor de políticas públicas da USP, o escritor é uma espécie de "pai espiritual da nova direita" brasileira. "Num momento em que ninguém se reivindicava como direita, ele foi um cavaleiro solitário, e essa pregação no deserto rendeu grandes frutos", afirma.


Mas ele diz que Carvalho perdeu influência por ter "brigado com todo mundo" e não ter participado da construção dos grupos que hoje ditam os rumos do movimento.


Para a cientista política Camila Rocha, que estuda a história de think tanks (centros de pesquisa e debates) conservadores no Brasil, Carvalho "foi e ainda é a porta de entrada para boa parte da militância da direita" brasileira e soube usar a internet para se projetar.


Além de um site em que divulga entrevistas e artigos, ele fundou o portal "Mídia Sem Máscara" e já teve um podcast. Hoje mantém contas no Facebook, no Twitter e no YouTube (a filha Leilah Carvalho o ajuda nos vídeos, e Roxane Andrade de Souza, sua terceira esposa, lhe dá o "apoio logístico"). Em várias transmissões, interage com o músico Lobão, a quem já elogiou não pelas canções, mas pelos atributos como escritor.


"De todos os autores que vêm aparecendo no mercado editorial, o Lobão é de longe o que escreve melhor", disse no Facebook.


Em seu último livro, Em busca do rigor e da misericórdia, Lobão dedica um capítulo ao filósofo e comenta a "improbabilidade do encontro entre um roqueiro tido como doidão e Olavo de Carvalho dar certo".


"Porém, para minha agradável surpresa, desde nossa primeira conversa percebi que falava com alguém doce, afetuoso, atencioso, engraçadíssimo e, como já sabia, absolutamente brilhante."


Quando um vídeo do filósofo saiu do ar em abril, Lobão protestou no Twitter: "A AULA DO OLAVO DE CARVALHO SOFREU UM ATAQUE DEVASTADOR E SAI DO AR! ESPALHEM! CENSURA DO PT".


Revolução Comunista


Um dos pilares do discurso político de Carvalho trata do papel do Foro de São Paulo, conferência criada em 1990 pelo PT para debater os rumos da esquerda latino-americana após o fim da União Soviética.


Entre vários outros movimentos de esquerda, o foro abriga os partidos que hoje governam os membros da Aliança Bolivariana para os Povos de Nossa América (Alba), entre os quais Cuba, Equador, Bolívia, Nicarágua e Venezuela. Segundo o filósofo, o foro deu ao PT o "comando estratégico da revolução comunista na América Latina".


Para Carlos Melo, professor de ciência política do Insper, em São Paulo, a ideia de que o foro articula a esquerda latino-americana é um "mito criado para tentar aglutinar o lado oposto". Ele diz que derrotas recentes da esquerda em vários países da região mostram que o foro não é tão poderoso assim.


"Houve uma onda da esquerda na América Latina e agora, ao que tudo indica, haverá uma onda conservadora. São processos naturais, a história funciona dentro de ciclos."


O discurso que identifica o PT com o comunismo, porém, se espalhou. Em abril de 2015, num protesto contra Dilma na avenida Paulista, uma pesquisa de Pablo Ortellado e da socióloga Esther Solano revelou que 64,1% dos presentes concordavam com a afirmação de que o "PT quer implantar um regime comunista no Brasil", e 55,9% respaldaram a frase "O Foro de São Paulo quer criar uma ditadura bolivariana" no país.


Naquele dia e em outros protestos, manifestantes portavam cartazes com a expressão "Olavo tem razão", difundida por fãs do escritor nas redes sociais.


Direito de imagemMATHEUS BAZZO/DIVULGAÇÃO
Image caption
Carvalho é tema de documentário que acompanha sua rotina, mas filme foi recusado em festivais
Esoterismo islâmico e astrologia
Nos anos 1980, antes de se projetar no debate político brasileiro, Carvalho flertou com a Escola Tradicionalista, corrente de pensadores e estudiosos da religião preocupados com o que consideravam um declínio das formas tradicionais de conhecimento do Ocidente.


"Ao longo da minha vida, fui me abrindo a tudo quanto é influência que pudesse de algum modo me ajudar a compreender as coisas", afirma.


Naquela época, ele aderiu à tariqa (ordem mística muçulmana) liderada pelo alemão Frithjof Schuon (1907-1998), um dos expoentes do movimento e que aceitava em seu grupo adeptos de diferentes religiões.


Carvalho deixou a tariqa tempos depois, mas diz que a experiência foi "absolutamente indispensável" para sua formação. Hoje, lamenta a expansão do islã na Europa e nos Estados Unidos.


Em outro desvio na carreira, no fim dos anos 1970, trabalhou como astrólogo em São Paulo. Do signo de Touro, diz que a astrologia "é um tremendo problema científico que nunca foi tratado seriamente".


"Algo na astrologia tem algum fundamento - algo, não sei exatamente o quê", diz. No fim, chegou à conclusão "de que o problema era grande demais para mim".


Hoje Carvalho se reaproximou da Igreja Católica, onde diz ter sido criado. Assiste à missa, reza o Pai Nosso antes das refeições e diz praticar a caridade. "Não me lembro ao longo da minha vida de alguém ter pedido minha ajuda e eu ter recusado."


As opiniões do filósofo sobre o papel da Igreja Católica na Inquisição lhe renderam críticas entre evangélicos. Carvalho escreveu no Twitter em 2013 que "a entidade chamada Inquisição é uma invenção ficcional de protestantes".

"Até mesmo na imagem popular das fogueiras da Inquisição a falsidade domina. Todo mundo acredita que os condenados 'morriam queimados', entre dores horríveis. As fogueiras eram altas, mais de cinco metros de altura, para que isso jamais acontecesse."


De acordo com ele, os hereges - "menos de dez por ano em duas dúzias de países" - morriam sufocados antes que as chamas os atingissem. Criticado nas redes sociais pela afirmação, indicou uma "bibliografia mínima" sobre o assunto.


Dois anos depois, xingou Lutero e Calvino, principais líderes da Reforma Protestante. "A Igreja Católica superlotou-se de filhos da puta ao longo dos séculos, mas a protestante já nasceu fundada por dois."

Amizade com José Dirceu


Os mergulhos no esoterismo e na astrologia afastaram Carvalho do jornalismo, onde começou a carreira. Um ano após o golpe militar de 1964, ele escreveu para o jornal do centro acadêmico da Faculdade de Direito da USP, que se opunha à ditadura.


Em retribuição pelo trabalho, diz que foi convidado a dividir um apartamento com Rui Falcão, então aluno de direito e hoje presidente nacional do PT. Ele conta que os dois sempre recebiam visitas do ex-ministro José Dirceu, que cursava direito na PUC-SP. "Éramos muito, muito amigos na época."


Entre 1966 e 1968, militou no Partido Comunista. "Durante todo o tempo da ditadura, estive contra ela - quando não estava militando, estava ajudando a esquerda, escondendo foragido do governo, escondendo arma. Fiz o diabo", recorda.


Com o tempo, afastou-se da esquerda e passou a achar que os militares que tomaram o poder em 1964 fizeram um trabalho "genial" ao barrar o que, segundo ele, seria "a maior revolução comunista da história das Américas".


Quando Dirceu foi preso em 2013, Carvalho diz que já não mantinham laços. "Mas uma coisa eu sabia: ele não ia entregar ninguém, porque não é um homem de geleia como esses aí, é um homem de ferro", afirma.


Nos últimos anos, em nova reviravolta, voltou a criticar as Forças Armadas, agora acusando-as de omissão por não intervir para impedir outra revolução comunista, tramada no Foro de São Paulo. Hoje diz à BBC Brasil que não é "nem a favor nem contra uma intervenção militar".


"Sem um longo 'trabalho de base'", afirmou em novembro no Facebook, "nem as Forças Armadas em peso podem levar este país a dias melhores sem o risco de um retorno cruel à desordem e à roubalheira".


Retorno ao jornalismo


Em 2005, dois meses após se mudar para os EUA e perder a coluna que tinha no jornal O Globo, o escritor passou a dar cursos de filosofia pela internet. Desde então, diz que 12 mil pessoas passaram por suas aulas.


O filósofo cita entre os alunos que têm se destacado o colunista da Veja Felipe Moura Brasil, que organizou do último livro de Carvalho, O mínimo que você precisa para não ser um idiota, coletânea de artigos publicada pela Record em 2013.


Carlos Andreazza, editor de não-ficção da Record, diz que o livro se aproxima dos 320 mil exemplares. Segundo ele, Carvalho "está entre os pouquíssimos autores brasileiros que poderiam viver de direitos autorias". Andreazza diz que o filósofo se revelou "um dos autores mais cavalheiros, cordiais, agradáveis e generosos da minha carreira de editor".


Amigos do escritor dizem que Carvalho não deixa que os embates virtuais contaminem sua vida pessoal. Segundo o cineasta Josias Teófilo, o filósofo está sempre bem humorado e leva um "estilo de vida completamente original", sem ter hora para dormir ou acordar.


"Um dia a filha dele disse: 'Vamos ter que botar rotina nessa casa, quando der meia noite todo mundo vai para a cama'. Nesse mesmo dia ele ficou contando histórias até as quatro da manhã."


Teófilo, que se mudou para Petersburg e está morando a poucas quadras de Carvalho, diz ter arrecadado R$ 300 mil por meio de doações para gravar o documentário Jardim das Aflições (mesmo título de um livro do filósofo), em que entrevista o escritor e acompanha sua rotina. Ele afirma que o documentário foi recusado pelos principais festivais brasileiros e que estuda meios de lançá-lo em 2017.


Direito de imagemJOÃO FELLET
Image caption
Escritor chegou a militar no Partido Comunista na época da Ditadura militar, e já se envolveu com esoterismo muçulmano e astrologia
Desdém pela academia
Carvalho passou a ensinar filosofia sem jamais ter se formado academicamente nesse campo - nem em qualquer outro. Conta que aprendeu sobre o tema por conta própria ao longo de vários anos, longe das "ideologias" que cerceiam o ensino universitário.


O desdém de Carvalho pela filosofia da academia é recíproco. Para o filósofo e professor da PUC-MG Danillo Bragança, ele "quer ocupar dois espaços carentes no Brasil: o de pensador de direita e o de filósofo de multidão".


Coordenador do curso de filosofia da PUC-PR, Geovani Moretto diz que conheceu Carvalho quando era estudante e se admirou com sua capacidade de "debater a filosofia a partir de questões cotidianas, da política e da economia". Hoje Moretto diz que ele "virou aquilo que tanto criticava: um dogmático".


Um dos raros defensores de Carvalho na academia é o jurista Ives Gandra Martins. Outros admiradores ilustres são o senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) e o deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP), que já o citaram em discursos no Congresso.


No Facebook, ao menos dez grupos agregam "olavetes", termo com que o próprio Carvalho se refere aos seguidores. Há ainda páginas que satirizam o escritor e seus fãs. No site Desciclopédia, os "olavetes" são descritos como "zumbis do mestre Olavo" e comparados aos "bolsominions", como são apelidados provocativamente os admiradores do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ).


Muitas das críticas que Carvalho recebe nas redes sociais tratam da maneira com que ele se refere a movimentos de negros, de mulheres e de minorias sexuais. Em seu último livro, ele exalta artistas negros brasileiros que "entendiam que suas remotas origens africanas tinham sido neutralizadas pela absorção na cultura ocidental" e que não ficavam "choramingando coletivamente as saudades de culturas tribais extintas".


Em outro episódio, foi criticado ao defender que o deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) fizesse um exame "para verificar se sua saliva não transmite o vírus da Aids", após o parlamentar tentar cuspir em Bolsonaro na votação do impeachment.


Em resposta, a Associação Brasileira Interdisciplinar de Aids sugeriu que o escritor fosse examinado "para verificar se sua saliva não transmite o vírus da ignorância e do preconceito".


Amigos e família


Carvalho afirma que um dos motivos para se mudar para a Virgínia foi a hospitalidade de seus habitantes. "Os rednecks são o melhor povo do mundo", ele diz, referindo-se aos americanos brancos de zonas rurais, numerosos na vizinhança de sua casa em Richmond. Em Petersburg, onde está temporariamente, negros são 80% da população.


Outro motivo para a mudança foi o cenário no Brasil após a chegada do PT à Presidência. "Pensei: 'Isto aqui está tão louco, tão louco, que se eu continuar aqui vou ficar louco também."


Carvalho recebe visitas frequentes dos filhos e dos netos - que calcula em "uns 15 ou mais" - e vive rodeado de alunos e amigos brasileiros, entre as quais a escritora Stella Caymmi, o crítico literário Rodrigo Gurgel e o jornalista Edson Camargo.


Quando não está nas redes sociais, vê filmes, relê livros e ouve música. Entre seus artistas preferidos cita Heitor Villa-Lobos, Luiz Gonzaga e o americano Waylon Jennings, cantor de música country. Não gosta de samba ("uma criação do governo Getúlio Vargas, que decidiu fazer da cultura carioca um emblema da cultura brasileira") nem de jazz ("coisa de intelectual").


No tempo livre, gosta ainda de testar as armas da coleção. Ele diz manter apenas uma arma para defesa pessoal (a espingarda que guarda sobre a cama) e se interessar principalmente por equipamentos de caça.


Seu xodó é um rifle austríaco Steyr Mannlicher, ideal para abater ursos. Ele conta que, alguns anos atrás, viajou com o filho Pedro para o Estado de Maine, onde a caça de ursos é autorizada para controlar a espécie. "Fiquei uma semana encarapitado na árvore debaixo de chuva, no frio, e o filho da puta do urso não apareceu", lembra.


O filho teve mais sucesso: o urso abatido virou um tapete e hoje adorna a sala da casa. Quando uma foto em que Carvalho e o filho posam atrás do animal morto circulou pela internet, muitos protestaram. "Eles acham lindo você comer uma vaca morta com uma martelada na cabeça ou choque elétrico numa fila de onde não pode escapar, mas você correr o risco de ir lá e matar, isso não pode", rebate.


Ressuscitar a alta cultura


Ao decidir dar seus cursos virtuais, Carvalho diz que também buscava reagir à "morte da alta cultura brasileira" e formar uma nova elite intelectual no país.


"Acredito que sou o único sujeito que está fazendo a ponte entre a última grande geração de escritores brasileiros - que eram Herberto Sales, Josué Montello, Lêdo Ivo - e a geração seguinte", diz.


"Se dos meus 12 mil alunos aparecerem cem capacitados para produzir bons livros, bons espetáculos de teatro, renovamos a cultura brasileira, está feito o serviço."


Carvalho afirma que sua avó foi profética ao batizá-lo de Olavo, que, segundo ele, quer dizer "sobrevivente" em norueguês. "Morreu todo mundo e sobrou eu."



https://www.bbc.com/portuguese/brasil-38282897


Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 30 de Outubro de 2018, 17:46:22
Eu queria que nunca tivesse me sido impingida a imagem mental desse velho dando a luz a flores e lacraias. Desgraçado.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: JJ em 30 de Outubro de 2018, 19:51:19


 :biglol:
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: JJ em 21 de Novembro de 2018, 14:09:14

Caetano Veloso denuncia guru político de Bolsonaro após ele sugerir que opositores do candidato devem não apenas ser derrotados, mas totalmente destruídos enquanto grupos, organizações e até indivíduos após a eleição


Conselheiro de Bolsonaro Olavo de Carvalho destruição de opositores eleição

 
Olavo de Carvalho sugere em texto que, caso Bolsonaro se eleja, imediatamente à sua posse seus opositores sejam não apenas derrotados mas totalmente destruídos enquanto grupos, organizações e até indivíduos.


Ele diz que os que consideram Jair Bolsonaro uma ameaça à democracia não estão lutando para vencer uma eleição e sim “pela sobrevivência política, social e até física“. Isso é anúncio de autoritarismo matador.


Bolsonaro já disse que a ditadura matou pouco, já apareceu usando tripé de câmera como fuzil a metralhar petistas, já louvou o torturador e assassino coronel Brilhante Ustra. Quando atacado a faca por um maníaco, todos os outros concorrentes à presidência condenaram veementemente o atentado e seu autor; quando um eleitor seu matou um artista baiano que declarara voto no PT, Bolsonaro disse que não tinha nada a ver com isso.


Esse texto de Olavo anuncia uma escalada de ações violentas e conclama seus seguidores a perpetrá-las tão logo Bolsonaro chegue (se ele chegar) ao Alvorada.


É evidente que todo cidadão brasileiro que mereça esse nome –seja ele Fernando Henrique Cardoso, Roberto Carlos, Roberto Schwartz, Suzana Vieira, Chico Buarque, Luiz Tenório de Oliveira Lima, Letícia Sabatela, Fernando Haddad, Zezé de Camargo, Miriam Leitão ou ACM Neto– deve agir contra a possibilidade de eleição de Bolsonaro. A não ser que este desautorize publicamente o texto de Olavo. Único modo, aliás, de dar credibilidade a suas tentativas de amenizar o sentido de seus antigos brados.


Olavo, o sub-Heidegger do nosso sub-Hitler (ou sub-Spengler do nosso sub-Goebels), diz que petistas, artistas, mídia, professores, jornalistas e intelectuais apelam a recursos ilícitos e imorais para obter vitória. No entanto, acabo de ler um texto em letras grandes, produzido pelos correligionários do capitão, que diz: “o PT quebra imagens, esfrega o crucifixo nos órgãos genitais, urinam (sic) na Bíblia e agora quer apoio católico“.


Deve ser a milionésima fake news expedida pela campanha bolsonarista. Olavo é figura histórica da anti-esquerda. Catequizou gerações de jovens brasileiros a um anticomunismo delirante e ressentido.




Faz décadas uma jovem conhecida minha tinha se convertido ao islamismo através dos ensinamentos de Olavo, seu carismático professor. A força dos parágrafos de Frithjof Schuon, autor que li fascinado, devem ter chegado com beleza aos ouvidos da moça, através das explanações brilhantes de Olavo. Mas desconfio de que o que o animava não era a beleza do Islã, sua tradição, sua riqueza espiritual. O que o entusiasmava eram as teocracias tardias que o desfiguram.


Olavo hoje posa nos EUA segurando arma pesada. Quão útil será sua cruzada para a indústria armamentista? É-se inocente útil mesmo quando se torna paranoicamente suspicaz. Para ele, o que há na aventura da modernidade é necessariamente o mal.


Intelectual erudito e mente insana, nem sabe que eu só sei de um caso de artista que masturbava-se com um crucifixo (ele o declarou em entrevista na TV) –e era justamente um que hoje aparece ao seu lado.


Eu nunca fui petista. Nunca fui comunista. Odeio ter ouvido de Dirceu que o caso não é de ganhar eleição mas de tomar o poder. Meu pai me ensinou a ser anti-stalinista e, vendo a discrepância entre a vida real dos trabalhadores e os planos das “vanguardas” políticas, aprendi a ser anti-leninista (diante das filas para ver a múmia de Lenin em Moscou, reafirmou-se meu desprezo: detesto o mais ínfimo resquício de culto à personalidade que ronda Lula). Mas farei o que me for possível para vencer o crescimento da desigualdade e, acima de tudo, defenderei os direitos da pessoa humana.


Considero o texto de Olavo incitação à violência. Convoco meus concidadãos a repudiá-lo. Ou vamos fingir que o candidato dele já venceu a eleição e, por isso, pode mandar matar quem não votou nele?


Respeitarei como presidente quem quer que se eleja. Mas exijo dele que exiba compromisso com os direitos da pessoa humana e, como os outros cidadãos, rejeite o que foi sugerido por Olavo de Carvalho.


https://www.pragmatismopolitico.com.br/2018/10/conselheiro-de-bolsonaro-destruicao.html

Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: JJ em 21 de Novembro de 2018, 14:15:58
Artigo escrito para o Diário do Comércio em 11 de Junho de 2015 por Olavo de Carvalho


Volto a explicar, agora ponto por ponto, a catástrofe estratégica monstruosa com que o PT destruiu a si mesmo e à nação.


1. No incipiente capitalismo brasileiro, as grandes empresas são quase sempre sócias do Estado, o único cliente que pode remunerá-las à altura dos serviços que prestam.


2. Por isso elas acabam se incorporando ao “estamento burocrático” de que falava Raymundo Faoro: o círculo dos “donos do poder”, que fazem da burocracia estatal o instrumento dócil dos seus interesses grupais, em vez da máquina administrativa impessoal e científica que ela é nas democracias normais.


3. Nesse sentido, o sistema econômico brasileiro não é capitalista nem socialista, mas sim patrimonialista, como destacaram, além do próprio Faoro, vários estudiosos de orientação liberal, entre os quais Ricardo Velez Rodriguez, Antonio Paim e o embaixador J. O. de Meira Penna.


4. Nos anos 70 do século passado os intelectuais de esquerda que sonhavam em formar um grande partido de massas tomaram conhecimento do livro de Raymundo Faoro, Os Donos do Poder. Formação do Patronato Político Brasileiro, então lançado em aumentadíssima segunda edição, e entenderam que o curso normal da revolução brasileira não deveria ser propriamente anticapitalista, mas antipatrimonialista: o ponto focal do combate já não seria propriamente “o capitalismo”, e sim – com nomes variados — o “estamento burocrático”.


5. A definição do alvo era corretíssima, mas, ao mesmo tempo, o partido, como aliás toda a esquerda nacional, estava intoxicado de gramscismo e ansioso por tomar o poder por meio dos métodos do fundador do Partido Comunista Italiano, que preconizavam a infiltração generalizada e a “ocupação de espaços” destinadas a criar a “hegemonia”, isto é o controle do imaginário popular, da cultura, de modo a fazer do partido “o poder onipresente e invisível de um imperativo categórico, de um mandamento divino”.


6. A aplicação do esquema gramscista obteve mais sucesso no Brasil do que em qualquer outro país do mundo. Por volta dos anos 80, o modo comunopetista de pensar já havia se tornado tão habitual e quase natural entre as classes falantes no país, que os liberais e conservadores, inimigos potenciais dessa corrente, abdicaram de todo discurso próprio e, para se fazer entender, tinham de falar na linguagem do adversário, reforçando-lhe a hegemonia ideológica, mesmo quando obtinham sobre ele alguma modesta vitória eleitoral em troca. Entre os anos 90 e a década seguinte, toda política “de direita” havia desaparecido do cenário público, deixando o campo livre para a concorrência exclusiva entre frações da esquerda, separadas pela disputa de cargos apenas, sem nenhuma divergência séria no terreno ideológico ou mesmo estratégico.


7. O sucesso da operação produziu sem grandes dificuldades a vitória eleitoral de Lula numa eleição presidencial na qual, como ele próprio reconheceu, todos os candidatos eram de esquerda, o que canalizava os votos quase espontaneamente na direção daquele que personificasse o esquerdismo da maneira mais consagrada e mais típica.


8. Com Lula na Presidência, intensificou-se formidavelmente a “ocupação de espaços”, fortalecendo a hegemonia ao ponto de levar ao completo aparelhamento da máquina estatal pelo comando comunopetista, que ao mesmo tempo precisava da ajuda das grandes empresas para cumprir o compromisso assumido no Foro de São Paulo, coordenação estratégica da política comunista no continente, no sentido de amparar e salvar do naufrágio os regimes e movimentos comunistas moribundos espalhados por toda parte.


9. Inevitavelmente, assim, o próprio partido governante se transformou no “estamento burocrático” que ele havia jurado destruir. E, imbuído da fé cega nos altos propósitos que alegava, atribuiu-se em nome deles o direito de trapacear e roubar em escala incomparavelmente maior que a de todos os seus antecessores, sem admitir acima de si nenhuma autoridade moral à qual devesse prestar satisfações. O próprio sr. Lula expressou esse sentimento com candura admirável, afirmando-se o mais insuperavelmente honesto dos brasileiros, ao qual ninguém teria o direito de julgar – e isso no momento em que seu partido, abalado por uma tremenda sucessão de escândalos, já era conhecido no país todo como o partido-ladrão por excelência.


10. Assim, não apenas o PT fortaleceu o patrimonialismo, como frisou o cientista político Ricardo Velez Rodriguez, mas se transformou ele próprio na encarnação mais pura e aparentemente mais indestrutível do poder patrimonialista, soldando numa liga indissolúvel a ilimitada pretensão esquerdista ao monopólio da autoridade moral, os anseios do movimento comunista continental, os interesses de grandes grupos industriais e bancários, o aparato cultural amestrado (mídia, show business, universidades) e, last not least, o instinto de sobrevivência da classe política praticamente inteira.


11. Tal foi o resultado da síntese macabra que denominei faoro-gramscismo — a tentativa de realizar por meio da estratégia de Antonio Gramsci a revolução antipatrimonialista preconizada por Raymundo Faoro: na medida em que, ao mesmo tempo, instigava o ódio popular ao “estamento burocrático” e, por meio da “ocupação de espaços”, se transfigurava ele próprio no inimigo odiado, personificando-o com traços repugnantes aumentados até o nível do absurdo e do inimaginável, o PT acabou por atrair contra si próprio, em escala ampliada, a hostilidade justa e compreensível da população aos “donos do poder”, aos príncipes coroados do Estado cleptocrático.


“NÓS ENCONTRAMOS O INIMIGO E ELE SOMOS NÓS”, DIZ O PERSONAGEM POGO, CRIADO POR WALT KELLY(1913-1973)


12. Ao longo do processo, a “ocupação de espaços” reduziu o sistema de ensino e o conjunto das instituições de cultura a instrumentos para a formação da militância e a repressão ao livre debate de ideias, destruindo implacavelmente a alta cultura no país e, na mesma medida, estupidificando a opinião pública para desarmar sua capacidade crítica. Ao mesmo tempo, no desejo de agradar a vários “movimentos de minorias” enxertados no Brasil por organismos internacionais, o governo petista fez tudo o que podia para desmantelar o sistema dos valores mais caros à maioria da população, contribuindo para espalhar a confusão moral, a anomia e a criminalidade, esta última particularmente favorecida por legislações que não se inspiravam propriamente em Antonio Gramsci, mas numa fonte mais remota do pensamento esquerdista, a apologia do Lumpenproletariat como classe revolucionária, muito em voga nos anos 60 do século XX.


O Brasil que o PT criou é feio, miserável, repugnante, tormentoso e absolutamente insustentável. Cumprida a sua missão histórica de encarnar, personificar e amplificar o mal que denunciava, o único partido da História que fomentou uma revolução contra si mesmo tem a obrigação de ser coerente e desaparecer do cenário o mais breve possível.


Por isso a mensagem que o povo lhe envia nas ruas, nos panelaços, nas vaias e nas sondagens de opinião é hoje a mesma que, em circunstâncias muito menos deprimentes e muito menos alarmantes, surpreendeu o desastrado e atônito presidente João Goulart em 1964:

– Basta! Fora!


Also published on Medium.



https://jornaldoempreendedor.com.br/destaques/politica-e-economia/basta-fora-por-olavo-de-carvalho/


Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: JJ em 23 de Novembro de 2018, 17:07:44



“O olavismo passou de piada a doutrina oficial do governo”


Brasil  23.11.18 12:47


Bernardo Mello Franco, colunista de O Globo, não gostou da escolha de Ricardo Vélez Rodríguez para ministro da Educação.

Leia um trecho da sua coluna:


“O lobby evangélico bateu na trave (ao apoiar Guilherme Schelb). À noite, Bolsonaro anunciou a nomeação de Ricardo Vélez Rodríguez. Apresentou-o como ‘filósofo autor de mais de 30 obras, atualmente professor emérito da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército’. Esqueceu de apontar o pai da indicação: o ideólogo e polemista Olavo de Carvalho.

O guru ultraconservador já havia emplacado o trumpista Ernesto Araújo nas Relações Exteriores. Agora apadrinha o ministro da Educação, que repete suas teses reacionárias com a vantagem de não usar palavrões. O olavismo passou de piada a doutrina oficial de governo. Parece ser a hora de adaptar um lema de outros tempos: ‘Chega de intermediários, Olavo para presidente!’.”


https://www.oantagonista.com/brasil/o-olavismo-passou-de-piada-doutrina-oficial-governo/

Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: JJ em 23 de Novembro de 2018, 17:10:36


Quem diria, há alguns anos atrás, quando este tópico foi criado, que o Olavo seria o mentor intelectual do Presidente da República e da família dele ! ?



 :biglol:
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: -Huxley- em 23 de Novembro de 2018, 17:23:32
A alegação é um exagero. O próprio Olavo confessou, em entrevista a O Globo, que só se encontrou com Jair três vezes e com Eduardo cinco vezes. E a influência de Olavo em Jair não deve ser muito grande. Na economia, Olavo é parecido com Mises, mas Jair não quer privatizar a Petrobras, a Eletrobrás e os principais bancos estatais. Olavo defende democracia direta como pilar para reformar nosso sistema político, mas Bolsonaro aparentemente não dá importância significativa a esse assunto. É mais provável que Paulo Guedes seja sua principal influência intelectual direitista, já que o contato entre eles é maior.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Sergiomgbr em 23 de Novembro de 2018, 17:32:25
O Bolsonaro é muito mais inteligente e com intelecto muito superior ao do OC(O Orvalho de Cavalo), Não tem como creditar ao OC tamanho protagonismo, no máximo o OC é um mote do Boslonaro, quem insiste nessa tecla de OC mentor de um cara como o Bolsonaro é patético.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: JJ em 23 de Novembro de 2018, 17:42:54


O  Bolsonaro mais inteligente ?   Poderia mostrar textos e/ou livros do Bolso que sejam indícios de  tal alegação ?


Ou você está chegando nessa brilhante conclusão  só porque o Bolsonaro  tem algum estudo formal em escola do exército ?


Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Sergiomgbr em 23 de Novembro de 2018, 18:06:42


O  Bolsonaro mais inteligente ?   Poderia mostrar textos e/ou livros do Bolso que sejam indícios de  tal alegação ?
Ah, não! Mas você quer uma falácia de argumento de autoridade...

Ou você está chegando nessa brilhante conclusão  só porque o Bolsonaro  tem algum estudo formal em escola do exército ?
Tá, só pra começar responde ai, o Bolsonaro fuma?
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Gigaview em 23 de Novembro de 2018, 19:47:14


O  Bolsonaro mais inteligente ?   Poderia mostrar textos e/ou livros do Bolso que sejam indícios de  tal alegação ?


Ou você está chegando nessa brilhante conclusão  só porque o Bolsonaro  tem algum estudo formal em escola do exército ?




A Academia Militar das Agulhas Negras é uma escola excelente e sempre teve um exame de admissão difícil e disputado.

O OC escreveu uma porção de livros, alguns sobre Astrologia, mas não tem curso superior. Portanto saber escrever não é um bom critério para atestar inteligência.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Gigaview em 25 de Novembro de 2018, 18:26:45
Um olhar diferente sobre Olavo de Carvalho. Interessante. Agora não sei mais quando o Olavo está falando sério.

Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Gigaview em 25 de Novembro de 2018, 18:44:16
A biografia é para chorar de rir. O episódio da barca egípcia é surreal. :histeria: Vale a pena ver tudo até o fim.


Que cara doido....nunca poderia imaginar.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Freyia em 02 de Dezembro de 2018, 09:46:25
A alegação é um exagero. O próprio Olavo confessou, em entrevista a O Globo, que só se encontrou com Jair três vezes e com Eduardo cinco vezes. E a influência de Olavo em Jair não deve ser muito grande. Na economia, Olavo é parecido com Mises, mas Jair não quer privatizar a Petrobras, a Eletrobrás e os principais bancos estatais. Olavo defende democracia direta como pilar para reformar nosso sistema político, mas Bolsonaro aparentemente não dá importância significativa a esse assunto. É mais provável que Paulo Guedes seja sua principal influência intelectual direitista, já que o contato entre eles é maior.

Não influencia nada, só tem o poder de indicar ministros, inclusive da educação, que é claramente a favor do projeto "escola com partido único e perseguição de professores"...

https://www.huffpostbrasil.com/2018/11/23/olavo-de-carvalho-o-guru-dos-bolsonaro-que-emplacou-2-ministros_a_23598216/
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Sergiomgbr em 02 de Dezembro de 2018, 10:03:27
Mas a quem interessa afinal  a ideia  Olavo de um Carvalho um intelectualoide de terceira, mentor do Bolsonaro? Isso já está com cara de esquerdismo. Pelo menos as fontes que fazem essa conexão tem sido de viés esquerdista. Intrigante. Ou melhor, como diria o dr. Spock, fascinante!
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Freyia em 02 de Dezembro de 2018, 10:10:27
Mas a quem interessa afinal  a ideia  Olavo de um Carvalho um intelectualoide de terceira, mentor do Bolsonaro? Isso já está com cara de esquerdismo. Pelo menos as fontes que fazem essa conexão tem sido de viés esquerdista. Intrigante. Ou melhor, como diria o dr. Spock, fascinante!

Globo é esquerdista? O próprio ministro da educação é esquerdista?

"Nascido em Bogotá (Colômbia), Rodríguez escreveu em um blog no último 7 de novembro que havia sido indicado para o Ministério da Educação pelo filósofo Olavo de Carvalho.

"Amigos, escrevo como docente que, através das vozes de algumas pessoas ligadas à educação e à cultura (dentre as quais se destaca o professor e amigo Olavo de Carvalho), fui indicado para a possível escolha, pelo Senhor Presidente eleito Jair Bolsonaro, como ministro da Educação", publicou.


https://g1.globo.com/politica/noticia/2018/11/22/bolsonaro-anuncia-ricardo-velez-rodriguez-como-ministro-da-educacao.ghtml
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Freyia em 02 de Dezembro de 2018, 10:16:07
O astrólogo Olavo de Carvalho, que a direita chama de filósofo, é o guru de toda a direita conservadora cristã, incluso o palhaço presidente da república.

Vejam a autoridade com que ele critica as decisões do parlamento brasileiro, que não traduziram as ideias dele corretamente  corretamente no PL, apesar de citarem o nome dele:

Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Sergiomgbr em 02 de Dezembro de 2018, 10:20:41
Mas a quem interessa afinal  a ideia  Olavo de um Carvalho um intelectualoide de terceira, mentor do Bolsonaro? Isso já está com cara de esquerdismo. Pelo menos as fontes que fazem essa conexão tem sido de viés esquerdista. Intrigante. Ou melhor, como diria o dr. Spock, fascinante!

Globo é esquerdista? O próprio ministro da educação é esquerdista?

"Nascido em Bogotá (Colômbia), Rodríguez escreveu em um blog no último 7 de novembro que havia sido indicado para o Ministério da Educação pelo filósofo Olavo de Carvalho.

"Amigos, escrevo como docente que, através das vozes de algumas pessoas ligadas à educação e à cultura (dentre as quais se destaca o professor e amigo Olavo de Carvalho), fui indicado para a possível escolha, pelo Senhor Presidente eleito Jair Bolsonaro, como ministro da Educação", publicou.


https://g1.globo.com/politica/noticia/2018/11/22/bolsonaro-anuncia-ricardo-velez-rodriguez-como-ministro-da-educacao.ghtml
A Rede Globa? kkkkkkk só tem virado à esquerda desde sempre, e o gorpi de misericórdia foi falar que o apoio ao regime militar de exceção fora um erro.
Título: Re:Olavo de Carvalho Sobre "Mais Democracia"
Enviado por: Freyia em 02 de Dezembro de 2018, 10:32:40
Taokei, então. rsrsrs

O ministro da educação é "comunista esquerdalha vai pra cuba" a que está mentindo que foi indicado pelo Olavo.

Entendi... ::)