Forum Clube Cetico

Discussões => Laicismo, Política e Economia => Tópico iniciado por: Agnoscetico em 25 de Fevereiro de 2017, 20:28:36

Título: Fake news: como identificar?
Enviado por: Agnoscetico em 25 de Fevereiro de 2017, 20:28:36
   Já vi muitos anti-liberais americanos criticando certas mídias como fake news usando uma espécie de ad hominem contra agências de notícias como bode expiatório. Exemplo: CNN

   Mas ao mesmo tempo tem uam tonelada de paginas de internet chove sites, blogs, canais, etc anti-liberais que se dizem fontes confiáveis de notícias.

Nem todas as mídias podem ser tachadas de fake usando maniqueísmo de fake ou fato, até porque tem mídias que cometem erros mas são vitos como manipulação de notícias.

   Então eu queria saber se essas mídias (e notícias) listadas abaixo costumam (ou são) tendenciosas e confiáveis ou não [se quiser pode listar mais outros sites; pode ser nacional também]:

https://www.youtube.com/user/vice (https://www.youtube.com/user/vice)

https://www.youtube.com/user/AssociatedPress (https://www.youtube.com/user/AssociatedPress)

https://www.youtube.com/user/TheAtlantic (https://www.youtube.com/user/TheAtlantic)



Notícias

   How Sweden became an example of how not to handle immigration

http://www.spectator.co.uk/2016/09/how-sweden-became-an-example-of-how-not-to-handle-immigration (http://www.spectator.co.uk/2016/09/how-sweden-became-an-example-of-how-not-to-handle-immigration)

   From an Anchor’s Lips to Trump’s Ears to Sweden’s Disbelief

https://www.nytimes.com/2017/02/20/world/europe/trump-pursues-his-attack-on-sweden-with-scant-evidence.html (https://www.nytimes.com/2017/02/20/world/europe/trump-pursues-his-attack-on-sweden-with-scant-evidence.html)

   DOJ confirms Holder OK'd search warrant for Fox News reporter's emails

http://investigations.nbcnews.com/_news/2013/05/23/18451142-doj-confirms-holder-okd-search-warrant-for-fox-news-reporters-emails (http://investigations.nbcnews.com/_news/2013/05/23/18451142-doj-confirms-holder-okd-search-warrant-for-fox-news-reporters-emails)

   Obama: Let’s Clear Reporters Out So We Can Take Questions

http://www.huffingtonpost.com/2013/02/25/obama-press-transparency-questions_n_2760104.html (http://www.huffingtonpost.com/2013/02/25/obama-press-transparency-questions_n_2760104.html)

   Obama Was Banning Unfriendly Media Long Before Trump

https://pjmedia.com/election/2016/06/18/obama-was-banning-unfriendly-media-long-before-trump (https://pjmedia.com/election/2016/06/18/obama-was-banning-unfriendly-media-long-before-trump)
Título: Re:Fake news: como identificar?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 25 de Fevereiro de 2017, 20:53:57
"Fake news" no sentido mais estrito listados aqui:

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_fake_news_websites

Mas algumas vezes as pessoas, da direita ou esquerda, usarão o termo de forma mais "solta" para tentar desacreditar opiniões ou focos que não lhes interessam, dizendo que algo "não é realmente uma notícia".

Vice, Associated Press, e The Atlantic têm todos uma boa reputação, simplesmente não tem nada como um histórico de "fake news", embora possam, como qualquer noticiário, cometer erros (e ter algum viés ideológico). Comumente não darão a erratas o mesmo destaque das notícias originais, o que levará também a alguns acusarem de "fake news" ou tentar desacreditar de modo geral a fonte. Mais raramente, poderão não corrigir algo que outros veículos eventualmente desmentiram.

Desses três primeiros citados, "Vice" foge um pouco da linha mais tradicional para algo meio "MTV", mas nem tanto. Na verdade menos informais até do que The Young Turks ou coisas no gênero, acho. Mas me parecem ir mais atrás de coisas um pouco mais sensacionalistas, como toda aquela coisa de armas impressas em "impressoras 3d".

Associated Press é uma agência de notícias, e você lerá textos que são deles em diversos jornais por aí, algumas vezes abreviado como "AP".
Título: Re:Fake news: como identificar?
Enviado por: Agnoscetico em 25 de Fevereiro de 2017, 21:03:33
"Fake news" no sentido mais estrito listados aqui:

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_fake_news_websites

Mas algumas vezes as pessoas, da direita ou esquerda, usarão o termo de forma mais "solta" para tentar desacreditar opiniões ou focos que não lhes interessam, dizendo que algo "não é realmente uma notícia".

Vice, Associated Press, e The Atlantic têm todos uma boa reputação, simplesmente não tem nada como um histórico de "fake news", embora possam, como qualquer noticiário, cometer erros (e ter algum viés ideológico). Comumente não darão a erratas o mesmo destaque das notícias originais, o que levará também a alguns acusarem de "fake news" ou tentar desacreditar de modo geral a fonte. Mais raramente, poderão não corrigir algo que outros veículos eventualmente desmentiram.

Desses três primeiros citados, "Vice" foge um pouco da linha mais tradicional para algo meio "MTV", mas nem tanto. Na verdade menos informais até do que The Young Turks ou coisas no gênero, acho. Mas me parecem ir mais atrás de coisas um pouco mais sensacionalistas, como toda aquela coisa de armas impressas em "impressoras 3d".

Associated Press é uma agência de notícias, e você lerá textos que são deles em diversos jornais por aí, algumas vezes abreviado como "AP".

Ok. mas e os links citados na parte notícias, conhece algum deles e sabe qual reputação eles costumam ter.

E tem mais esse também:

http://thefederalist.com/2017/02/06/16-fake-news-stories-reporters-have-run-since-trump-won (http://thefederalist.com/2017/02/06/16-fake-news-stories-reporters-have-run-since-trump-won)











Título: Re:Fake news: como identificar?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 26 de Fevereiro de 2017, 15:26:12
https://www.youtube.com/v/OCsp31lSQ2A

O ponto de viés para proteção do "capitalismo" vale também para apenas "o estado", mesmo que este não fosse capitalista, mas, podendo também evidentemente serví-lo mesmo que seja. Todo o tópico "anti-comunismo", poderia ser também chamado "anti-capitalismo".

Os links recomendados:

https://www.wnyc.org/story/breaking-news-consumer-handbook-fake-news-edition/

https://thesocietypages.org/cyborgology/2017/01/10/fake-news-and-the-aesthetic-of-objectivity/

https://www.theguardian.com/media/2016/dec/18/what-is-fake-news-pizzagate
Título: Re:Fake news: como identificar?
Enviado por: Agnoscetico em 26 de Fevereiro de 2017, 19:07:21
Achei esse site que "determina" o alinhamento de uma mídia esquerda/direita:

https://mediabiasfactcheck.com (https://mediabiasfactcheck.com)

Mas acho que é baseado em votação, e se for isso, votações podem ser tendenciosas. Se certa mídia fizer crítica a alguém de certo posicionamento pode ser votado em massa como oposição.





Título: Re:Fake news: como identificar?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 26 de Fevereiro de 2017, 22:36:19
Legal que, além de só classificar de acordo com o viés, ainda tem a nota de acordo com "factual reporting". Ou seja, deve se encontrar fontes factualmente confiáveis, mesmo nos extremos de viés político, em vez disso ficar implícito como centrista.
Título: Re:Fake news: como identificar?
Enviado por: Agnoscetico em 13 de Março de 2017, 22:18:27
Legal que, além de só classificar de acordo com o viés, ainda tem a nota de acordo com "factual reporting". Ou seja, deve se encontrar fontes factualmente confiáveis, mesmo nos extremos de viés político, em vez disso ficar implícito como centrista.

Eu não conheço muito desse site Snopes, mas foi considerado segundo o site https://mediabiasfactcheck.com (https://mediabiasfactcheck.com) como o menos tendencioso:

https://mediabiasfactcheck.com/2017/02/26/snopes-is-a-least-biased-source-despite-what-you-may-have-read (https://mediabiasfactcheck.com/2017/02/26/snopes-is-a-least-biased-source-despite-what-you-may-have-read)

Mas aí eu vi num post por aí (de um pró-Trump) que esse site aí não presta porque disse que Snopes é fonte de fake news pois noticiou que acusação de que os Clintosn roubaram algo da Casa Branca era falso:

Bullshit. Snopes says the Clintons didn't steal shit from the WH. Their reasoning is;
because they returned some of it, and paid for the rest (after the fact) that means they
never stole it. That is the worst type of lame bullshit, and it is only one example of many.



Ele devia ta falando sobre isso:

http://www.snopes.com/hillary-clinton-stole-white-house-furniture (http://www.snopes.com/hillary-clinton-stole-white-house-furniture)

Título: Re:Fake news: como identificar?
Enviado por: Gabarito em 15 de Março de 2017, 15:11:50
Tem jornal fechando, Folha demitindo colaboradores, grandes corporações de mídia enxugando quadros.
Não vai acabar, mas vai virar o rádio do século 21.

Citar
Marine Le Pen responde as perguntas formuladas em novilíngua por uma jornalista em desespero...

"Por que as pessoas insistem em buscar a verdade por si próprias em vez de confiar essa tarefa à grande mídia?"

72 mil visualizações
2.457 compartilhamentos

Citar
Alberto Rodriguez
Que surra!!! Quanto mais a repórter foi tentar consertar, mais apanhou
A internet permite sim idiotices mas também permite informação e aprendizado
E é essa fonte alternativa de informações que tem deixado a grande mídia esquerdista doidinha
Nem depois da grande mídia ter dado a vitoria da Hillary Clinton como quase certa e de ter quebrado a cara com a vitoria do Trump eles se ligam que muita gente só acredita na TV depois que vai conferir na internet
Curtir · Responder · 55 · 17 h

Flavia S. Araujo
Madame Le Pen, se eu pudesse requerer a dupla nacionalidade( sou casada com um francês) em forma de urgência, o faria só para votar na senhora! Magnífica!

Vídeo (https://www.facebook.com/embaixadaresistencia/videos/1780899182226359/)

Título: Re:Fake news: como identificar?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 15 de Março de 2017, 18:38:27
Comentário idiota. A grande mídia apenas relatou as melhores pesquisas de que se dispunha, e acertaram quanto ao voto popular, mais preciso por números maiores. A "torcida" que apostava no outro lado e por sorte acertou não é por isso fonte mais fidedigna. Essas pessoas tem uma noção literalmente futebolística da coisa.
Título: Re:Fake news: como identificar?
Enviado por: Lorentz em 15 de Março de 2017, 20:47:04
Comentário idiota. A grande mídia apenas relatou as melhores pesquisas de que se dispunha, e acertaram quanto ao voto popular, mais preciso por números maiores. A "torcida" que apostava no outro lado e por sorte acertou não é por isso fonte mais fidedigna. Essas pessoas tem uma noção literalmente futebolística da coisa.

Mas vou te falar que hoje vi algo na Globo que me fez concordar com essa onda de críticas. No jornal do meio-dia estavam comentando daquele candidato holandês com cabelo meio estilo Trump, e o reporter fez inúmeras comparações dele com Trump, e encerrou a reportagem dizendo algo como não cair no papo desses políticos populistas e cabeludos.

Foi uma indireta no Trump que todo mundo critica, mas nunca vi eles criticando os populistas daqui, que é o que importa para nós. Bater no Trump é fácil. Queria ver a grade imprensa bater no Lula e na Dilma no auge de seus mandatos.
Título: Re:Fake news: como identificar?
Enviado por: Gauss em 15 de Março de 2017, 21:00:08
Fácil. Eles não recebem dinheiro do Trump como recebiam dos governos Lula/Dilma.
Título: Re:Fake news: como identificar?
Enviado por: Geotecton em 15 de Março de 2017, 22:10:59
Fácil. Eles não recebem dinheiro do Trump como recebiam dos governos Lula/Dilma.

Exatamente!
Título: Re:Fake news: como identificar?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 16 de Março de 2017, 07:17:49
Não entendi bem como isso se encaixa com o que havia no comentário...

Bem, crítica ao Bolsonaro também não deve faltar, e talvez até peque em exagero, por mais anti-bolsonaro que eu seja.

Mas de modo geral a imprensa não-Fox e não-"alternativa" deles parece pelo menos um pouco melhor que a nossa nesse quesito.

Ainda assim, tanto direitistas quanto esquerdistas reclamam da mídia daqui dizendo ter o viés oposto ao próprio ("golpismo midiático" ou "ditadura esquerdista na mídia"), inclusive com a Veja sendo comunista/fabiana, recentemente (será que a Carta Capital é "fascista neoliberal" para alguns?), então também não devem estar tão mal.

A favor, por mais leniente que fossem quanto ao PT durante a era PT, ele ainda se viu tendo a necessidade de criar toda essa imprensa paralela, e flertando sempre com censura "controle social da mídia". A expressão "apedeuta" deve estar na boca do povo principalmente graças a uma entrevista de um ator como o Jô Soares, que junto com suas "meninas" eram também colocados como golpistas, embora pareça que talvez tenham virado a casaca, se eu for me guiar pelos comentários.

E recentemente teve até algum ou alguns veículos grandes que fizeram comparação entre Dilma e Trump.

http://politica.estadao.com.br/blogs/joao-bosco/o-ciclo-populista-do-pt/

https://noticias.terra.com.br/mundo/populismo-de-trump-tem-a-ver-com-o-de-lula-diz-sociologo,ebcf5d894859f0c42a884fe0cef59878iu8fue4h.html

http://www.bbc.com/portuguese/internacional-37922729

http://veja.abril.com.br/blog/cacador-de-mitos/trump-ou-dilma-de-quem-sao-estas-propostas-economicas/

http://www.valor.com.br/internacional/4785523/para-washington-post-pior-cenario-sob-trump-pareceria-o-governo-dilma




Como será que é a diferença em termos de anúncios federais e dos governos em geral, aqui e nos EUA?




De qualquer forma, por pior que seja a grande imprensa nos dois países, ainda está consideravelmente adiante dos sites de teorias conspiracionistas colocados como alternativa. Na verdade o pior lado é que, enquanto esses últimos e seus defensores se colocam como alternativa superior, o problema real é já estar havendo alguma sobreposição entre esses últimos e o jornalismo que deveria supostamente ser sério.
Título: Re:Fake news: como identificar?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 16 de Março de 2017, 19:28:20
:?: Vocês que dão alguma atenção a fontes como "filósofo Gandalf", "tradutores direitistas", e esses demais mais recentes satélites do Olavo de Carvalho, saberiam dizer se vem aumentando significativamente a popularidade das teorias conspiratórias anti-vacinação por aqui? Ou isso não está sendo tão "importado"?

Sempre tive a impressão de ser algo um pouco mais "light" no meio desse conservadorismo meio esquisito/teórico-conspiratório do Brasil, comparativamente aos EUA (em menor grau, mesmo "ceticismo" ao aquecimento global parece ser), muito embora haja essa estranha tendência a polarização que parece forçar mesmo as pessoas mais razoáveis a tentar se aproximar mais dos ídolos do seu lado. Lembro de no "religião é veneno" terem em algum momento diminuído a importância dessas posições (acho que de flertes de Olavo de Carvalho com a idéia), mas ao mesmo tempo, como aparente tentativa de aproximação, acrescentado que vacinas não precisariam ser fornecidas pelo estado, cada um poderia comprar a sua, além de não ser obrigatória.

Mas isso era quando os maiores sites de teóricos da conspiração ainda eram pequenos ou talvez nem existissem, hoje em dia eles estão praticamente só com o pescoço de desvantagem do mainstream. Com esse aumento, junto com esses disseminadores no Brasil, me parece fatal que alguns não vão ter aquilo que se poderia supor ser um rudimento de crivo racional que tendia a reduzir popularidade dessas sandices anteriormente.
Título: Re:Fake news: como identificar?
Enviado por: Agnoscetico em 17 de Março de 2017, 20:52:51
Comentário idiota. A grande mídia apenas relatou as melhores pesquisas de que se dispunha, e acertaram quanto ao voto popular, mais preciso por números maiores. A "torcida" que apostava no outro lado e por sorte acertou não é por isso fonte mais fidedigna. Essas pessoas tem uma noção literalmente futebolística da coisa.

Mas vou te falar que hoje vi algo na Globo que me fez concordar com essa onda de críticas. No jornal do meio-dia estavam comentando daquele candidato holandês com cabelo meio estilo Trump, e o reporter fez inúmeras comparações dele com Trump, e encerrou a reportagem dizendo algo como não cair no papo desses políticos populistas e cabeludos.

Foi uma indireta no Trump que todo mundo critica, mas nunca vi eles criticando os populistas daqui, que é o que importa para nós. Bater no Trump é fácil. Queria ver a grade imprensa bater no Lula e na Dilma no auge de seus mandatos.

Mais aí vai se cair na falácia Tu quoque.
Muitos criticaram Lula e Dilma sim, mas pra muitos que não gostam deles, parece ter memoria seletiva não lembra de nenhuma critica relevante porque não tenha tido impacto muito forte pra abalar credibilidade de Lula/Dilma


Título: Re:Fake news: como identificar?
Enviado por: Agnoscetico em 17 de Março de 2017, 21:23:53
Postaram sobre ess mídia Politicususa, resolvi ir lá no site https://mediabiasfactcheck.com/politicususa (https://mediabiasfactcheck.com/politicususa) pra descobrir mais sobre e deu resultaod que eles são extremamente tendenciosos pra esquerda:

Citar
(https://mediabiasfactcheck.files.wordpress.com/2016/09/extremeleft05.png)

LEFT BIAS

These media sources are moderately to strongly biased toward liberal causes through story selection and/or political affiliation.  They may utilize strong loaded words (wording that attempts to influence an audience by using appeal to emotion or stereotypes), publish misleading reports and omit reporting of information that may damage liberal causes. Some sources in this category may be untrustworthy. See all Left Bias sources.

Factual Reporting: MIXED

Notes: PolitiusUsa is an overtly left wing biased news and opinion website.  They use strong loaded words and sensationalized headlines to get attention.  While PoliticusUsa does attempt to source their information, they sometimes link to other very biased sites. The stories on this website need to be read with caution and be prepared to fact check.

Source: http://www.politicususa.com


Título: Re:Fake news: como identificar?
Enviado por: Agnoscetico em 02 de Abril de 2017, 14:18:02

Quiz: É ou não é?
Você sabe dizer se uma notícia é falsa? Teste o seu "desconfiômetro" e diga o que é verdade e o que não é verdade.


http://especiais.g1.globo.com/e-ou-nao-e/2017/quiz-e-ou-nao-e (http://especiais.g1.globo.com/e-ou-nao-e/2017/quiz-e-ou-nao-e)
Título: Re:Fake news: como identificar?
Enviado por: Gabarito em 12 de Junho de 2017, 18:15:43
New York Times está virando freguesa...
 :twisted:

Citar
A audiência de James Comey desmente Fake News
Embaixada da Resistência · 322 vídeos
25 mil
636 visualizações
Publicado em 12 de jun de 2017 · 1 hora atrás

Mark Dice comenta audiência de ex-diretor do FBI.

Depois de vários dias alucinantes acusando infundadamente o Trump de afastar o elemento que o investigava por "associação russa" na mega conspiração que retirou a presidência a Hillary Clinton, Comey (a marionete nomeada por Obama), foi obrigado a admitir publicamente que jamais existiu investigação à pessoa de Trump.

Admitiu ainda que vazou informação secreta aos jornalistas, e foi confrontado com uma excelente questão de Rubio:
Porque é que com tanto vazamento de informação confidencial nunca a imprensa conseguiu tomar conhecimento do facto elementar de que Trump não estava de facto a ser investigado?
Será que é possível que a imprensa não seja de facto séria e profissional? Deixo a questão no ar...

Ainda assim e apesar do desastre para a mídia que se revelou ser a audiência de Comey, se você ligar qualquer canal das Fake News, em especial aquelas financiadas com os seus impostos, ficará com a clara ideia de que a audiência de Comey "comprometeu bastante o Presidente Trump".

A realidade é algo que lhes passa ao lado e ao lado de quem ainda tem a falta de discernimento e estrutura mental suficiente para confiar em quem diariamente e comprovadamente lhes mente.

https://www.youtube.com/v/cyhSnhVLod4
Título: Re:Fake news: como identificar?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 12 de Junho de 2017, 20:39:08
Isso está parecendo mais "real fake news".

Há e havia sim investigação sobre interferência russa e qualquer conexão com indivíduos na campanha de Trump, apenas não de Trump especificamente.

Comey afirma não haver dúvida sobre tal interferência e não poder falar sobre as investigações ainda em andamento.

Não dá para ler os depoimentos como favoráveis a Trump sem uma seletividade absurda ao extremo.

E questionar a honestidade de Comey e não de Trump é de cair no chão gargalhando mesmo.


É impressionante como conseguiu fãs fora dos EUA o mais impopular, desonesto, baixo, e hipócrita presidente desse país. E não por anti-americanistas, como seria de se esperar (bem, estes ainda se deleitarão por muito mais tempo, sem a necessidade de lidar com a dissonância cognitiva de defendê-lo). Deve ser resultado de ter sido astro de TV. Ter sido oposto a Hillary Clinton (mulher), e suceder Obama (negro) ainda também deve favorecer à adesão de toda a parcela incomodada com pessoas desses grupos no poder. Ainda assim impressiona, imagino que aqueles no(s) último(s) grupos não sejam tantos, e achava que ser astro de TV não teria tanto efeito.

Título: Re:Fake news: como identificar?
Enviado por: Gauss em 12 de Junho de 2017, 20:44:19
O mais engraçado é que Comey era republicano até ano passado. Mas para os TrumPETISTAS ele é uma marionete do  democrata Obama. Esperar o que de quem comparava Obama à Hitler?
Título: Re:Fake news: como identificar?
Enviado por: Sergiomgbr em 12 de Junho de 2017, 20:45:10
Onde estaria o crime a priori em um país influenciar as eleições em um outro? 
Título: Re:Fake news: como identificar?
Enviado por: Gauss em 12 de Junho de 2017, 20:47:42
Onde estaria o crime a priori em um país influenciar as eleições em um outro?
Viola a Lei de Segurança Nacional dos EUA. E mais algumas coisas, como crimes de Fraudes Eleitorais e outras.
Título: Re:Fake news: como identificar?
Enviado por: Sergiomgbr em 12 de Junho de 2017, 20:49:29
Onde estaria o crime a priori em um país influenciar as eleições em um outro?
Viola a Lei de Segurança Nacional dos EUA. E mais algumas coisas, como crimes de Fraudes Eleitorais e outras.
O que se tem de consistente até agora? Universo elusivo = discurso político.
Título: Re:Fake news: como identificar?
Enviado por: Gauss em 12 de Junho de 2017, 20:53:50
Onde estaria o crime a priori em um país influenciar as eleições em um outro?
Viola a Lei de Segurança Nacional dos EUA. E mais algumas coisas, como crimes de Fraudes Eleitorais e outras.
O que se tem de consistente até agora? Universo elusivo = discurso político.
Ataques aos e-mails democratas, comprovadamente feito por hackers russos. Houve também o hackeamento de registros eleitorais em dois estados.Essas suspeitas começaram ainda antes das eleições. Há outras evidências que não lembro agora.
Título: Re:Fake news: como identificar?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 12 de Junho de 2017, 20:57:38
Onde estaria o crime a priori em um país influenciar as eleições em um outro?
Viola a Lei de Segurança Nacional dos EUA. E mais algumas coisas, como crimes de Fraudes Eleitorais e outras.


Também tem umas frescuras dos globalistas da U "SSR" N:

Declaration on the Inadmissibility of Intervention in the Domestic Affairs of States and the Protection of Their Independence and Sovereignty

http://www.un-documents.net/a20r2131.htm

Título: Re:Fake news: como identificar?
Enviado por: Gauss em 12 de Junho de 2017, 20:59:10
Onde estaria o crime a priori em um país influenciar as eleições em um outro?
Viola a Lei de Segurança Nacional dos EUA. E mais algumas coisas, como crimes de Fraudes Eleitorais e outras.


Também tem umas frescuras dos globalistas da U "SSR" N:

Declaration on the Inadmissibility of Intervention in the Domestic Affairs of States and the Protection of Their Independence and Sovereignty

http://www.un-documents.net/a20r2131.htm
Verdade, mas isso é coisa de socialista fabiano.
Título: Re:Fake news: como identificar?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 09 de Julho de 2017, 17:48:46
https://www.youtube.com/v/2RqglwnF4AI
Título: Re:Fake news: como identificar?
Enviado por: Zero em 24 de Julho de 2017, 20:19:49
Tratando da questão da Fake News...

(https://scontent.fcxj1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/20245627_454467281603881_601320644619833692_n.png?oh=8094354b3e325e27483773c62de2e077&oe=59EC0C95)

Em alguns esclarecimentos da página em relação à possibilidade de ter sido apagada a mensagem e por isso não encontrada.
"- A conta twitter.com/amanda mencionada por eles como "autora" da mensagem não usa a rede social há semanas;
- Essa conta é de uma canadense que mora em Toronto e escreve em inglês; não faz o menor sentido ela enviar uma mensagem em português para um programa brasileiro;
- A ausência do tweet foi mencionada por outros usuários no próprio Twitter durante o programa;
- Não haveria motivo para apagar uma mensagem que apareceu na Rede Globo.
https://twitter.com/amanda"

Via Caneta Desesquerdizadora

https://www.facebook.com/CanetaDesesquerdizadora/photos/a.260350511015560.1073741828.260346504349294/454467281603881/?type=3



Título: Re:Fake news: como identificar?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 24 de Julho de 2017, 20:26:20
"You're fake news" é citação de Trump, que faz uma distorção novilingüística do termo "fake news", usando para qualquer notícia  que for inconveniente (como esquerdistas falam de "PiG" aqui), mas se aproveitando da polêmica das "verdadeiras" fake news (estas geralmente a favor de Trump) nos EUA.
Título: Re:Fake news: como identificar?
Enviado por: Jack Carver em 01 de Janeiro de 2018, 18:18:24
https://www.youtube.com/v/PnSYEz2hPfQ
Título: Re:Fake news: como identificar?
Enviado por: Agnoscetico em 03 de Janeiro de 2018, 20:16:19
https://www.youtube.com/v/PnSYEz2hPfQ

Esse aí é o mesmo noticiou fake news sobre Pizzagate e depois pediu desculpas

https://www.youtube.com/v/SneaI4ZIxjc

https://www.youtube.com/v/lKOT80eiMzw

https://www.youtube.com/v/3rP81EC2iZI
Título: Re:Fake news: como identificar?
Enviado por: Agnoscetico em 03 de Janeiro de 2018, 20:23:11
Em português não achei nada que fosse do mesmo estilo que https://mediabiasfactcheck.com (https://mediabiasfactcheck.com) , só o http://www.boatos.info (http://www.boatos.info) (que já teve notícia tendenciosa) e http://www.e-farsas.com (http://www.e-farsas.com) mas esses não são mais focados em mostrar alinhamento ideológico das mídias mas mais em notícias falsas gerais.