Forum Clube Cetico

Diversão => Papo Furado => Tópico iniciado por: Týr em 30 de Setembro de 2005, 14:57:37

Título: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Týr em 30 de Setembro de 2005, 14:57:37
Mulheres céticas

Bem, crio esse tópico, porque andei olhando a relação de membros neste fórum, e a algum tempo venho percebendo que existe uma desproporcionalidade entre o número de homens e de mulheres neste fórum e em comunidades céticas ou atéias do orkut.
A dúvida é: Por que o número entre homens e mulheres é tão diferente?
Existe algum desinteresse das mulheres por esse tipo de assunto?

Peço desculpas se já existir outro tópico sobre esse mesmo assunto.
Título: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: Südenbauer em 30 de Setembro de 2005, 15:06:52
Diversos fatores, entre eles, as mulheres não usam muito o computador, e as que usam não usam para flogs, orkut, MSN ou para trabalho.

Pensando agora: Quem deve assina mais uma revista como a Sciam? Provavelmente são os homens. As mulheres, apesar d eterem capacidade e estarem crescendo no meio científico ainda não predominam na área. No ceticismo, que envolve algo além do conhecimento científico, a peneira fica mais curta ainda.
Mas oltando a Sciam, as mulheres, em sua maioria preferem revistas femininas, como Caras, Capricho, essas coisas.

A razão é social, a maioria da mulherada não pensa muito nessas coisas. O importante é casar, fazer bem o cabelo e provocar inveja nas vizinhas.  :D
Título: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: Marcelo Terra em 30 de Setembro de 2005, 15:12:44
Fernando, foi bom ter te conhecido. Você é um bom rapaz, falaremos bem de você para as futuras gerações. Descanse em paz. :hihi:  :hihi:  :hihi:  :hihi:

Tão jovem! hehehehehe
Título: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: Südenbauer em 30 de Setembro de 2005, 15:28:53
Pois é, espero que as meninas do fórum não fiquem chateadas, até porque não há motivos para isso...

 :twisted:
Título: Re: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 30 de Setembro de 2005, 15:41:09
Citação de: Fernando
Pois é, espero que as meninas do fórum não fiquem chateadas, até porque não há motivos para isso...

 :twisted:


Nem fico chateada, outro motivo pra eu preferir os homens às mulheres. Sei bem o que é isso, tenho milhares de amigos céticos e 1 amiga cética.
Título: Re: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: Ruy em 30 de Setembro de 2005, 16:55:22
Citação de: Fernando

A razão é social, a maioria da mulherada não pensa muito nessas coisas. O importante é casar, fazer bem o cabelo e provocar inveja nas vizinhas.  :D


Realmente. Exceto raras e honrosas exceções, a maioria das mulheres se preocupa apenas com isto mesmo...
Título: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 30 de Setembro de 2005, 17:04:25
A teoria da seleção sexual das faculdades mentais humanas também prevê que os homens sejam mais exibidos.... não necessariamente intencionalmente ou conscientemente exibidos, apenas mais propensos a agir de forma a serem avaliados pelas mulheres....

Acho que isso vai de acordo com além de haverem menos mulheres por aí, em grupos de discussão em geral, parece que observam mais do que comentam.... no orkut, por exemplo.... tem comunidades em que eu estou que direto quando entro vejo mais mulheres do que homens naquele quadro dos visitantes recentes.... mas a maior parte dos tópicos e das mensagens é de autoria de homens....
Título: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: Diego em 30 de Setembro de 2005, 17:11:53
Mas pelo menos as mulheres q tem aqui no forum tem posição de destaque!

e não ficam nada atraz dos homens!
Título: Re: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: Týr em 30 de Setembro de 2005, 17:23:28
Citação de: Danniel
A teoria da seleção sexual das faculdades mentais humanas também prevê que os homens sejam mais exibidos.... não necessariamente intencionalmente ou conscientemente exibidos, apenas mais propensos a agir de forma a serem avaliados pelas mulheres....


Em parte acho que pode ser exibicionismo masculino mesmo. Mas acredito também que assuntos científicos ainda não atraem muito as mulheres em geral, mas não me perguntem porque!

Aqui em casa mesmo sou muito criticado pelas mulheres por "discutir" no orkut, pois tanto minhãs irmãs quanto minha mãe, entram em comunidades apenas por achar "legalzinha" uma foto, ou se tiver um nome bonito. Eu mesmo acho o nome "Ceticismo Brasil", ou "Política" pouco atrativo, mas ainda bem mais interessante que uma comunidade com o nome de "Hello Kitty" (não sei se escreve assim).
Título: Re: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: Südenbauer em 30 de Setembro de 2005, 18:02:24
Citação de: Copenhagen
Citação de: Danniel
A teoria da seleção sexual das faculdades mentais humanas também prevê que os homens sejam mais exibidos.... não necessariamente intencionalmente ou conscientemente exibidos, apenas mais propensos a agir de forma a serem avaliados pelas mulheres....

Em parte acho que pode ser exibicionismo masculino mesmo. Mas acredito também que assuntos científicos ainda não atraem muito as mulheres em geral, mas não me perguntem porque!


Por motivos sociais. Até a pouco tempo a mulher só servia para enfermeira, professora, manicure, empregada ou simplesmente dona de casa.
Título: Re: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: rizk em 30 de Setembro de 2005, 20:06:11
É algo que igualmente me assusta.

A impressão que eu tenho é a mulherada não dá muito valor pra uma coisa ser verdade ou não. É claro que tem suas razões... Prefiro dar mais ênfase à seguinte: mulher AINDA não é senhora da própria vida.

Acho engraçado homem que vira e fala "bah, mas trabalha fora e pode ser mãe solteira e etc"... como se isso fosse liberdade! É acréscimo de responsabilidade, pura e simplesmente; responsabilidade que homem em geral não se incomoda em dividir. Nisso acaba ficando mais necessitada de suporte/consolo.
Então acaba importando mais a versão útil da coisa à verdadeira.

Mas cá pra mim, tenho que ninguém que não se livre da própria criação e educação e papá mereça ser chamado de pessoa adulta e madura.

Citação de: Fernando
A razão é social, a maioria da mulherada não pensa muito nessas coisas. O importante é casar, fazer bem o cabelo e provocar inveja nas vizinhas.  :D


CUZÃÃÃÃÃÃO!!!!!!  :lol:  :lol:  :lol:
Título: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: OldSkull em 30 de Setembro de 2005, 20:36:19
Eu acho intelegência extremamente atraente
É fantástico qd se está conversando com uma mulher, com ou sem segundas intenções, e ela demonstra inteligência, cultura, CETICISMO, lógica, etc, etc...
Pena que não tenho tido muita sorte nesses aspectos, geralmente ou se conversa com uma porta, ou alguém já chegou antes de vc
Título: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: Südenbauer em 30 de Setembro de 2005, 21:17:15
Realmente, mulher inteligente dá tesão.
Título: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: rizk em 30 de Setembro de 2005, 22:50:24
Curioso como a maioria das mulheres mais inteligentes que conheço é extremamente religiosa.

É muito chauvinismo achar que isso é questão de "inteligência". Decepção com vocês, meninos.  :depre:
Título: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: Sky Kunde em 30 de Setembro de 2005, 23:51:20
Tadinha da minha mãe, ela parece ser inteligente, mas lhe falta cultura. Às vezes ele me faz umas perguntas tão sem noção... :(
Título: Mulheres céticas
Enviado por: Zibs em 01 de Outubro de 2005, 05:51:10
Citar
Curioso como a maioria das mulheres mais inteligentes que conheço é extremamente religiosa.


E aquele papo, sem generalizacoes, que as mulheres tem maior atividade emocional cerebral - coletoras, bla bla bla - e talvez por isso se fiem mais a assuntos desta ordem?

Acho que isso tem a ver um pouco, pois numa sala de psicologia, para cada 30 mulheres, vê-se 1 homem - ao menos onde estudei.E já em matematica, lembro que era o contrario.Veja, nao estou a comparar a capacidade logicas das mulheres, mas sim a questao do "gosto".

Tambem nao podemos negar o fator cultural/educacional :roll: , conforme citado por Fernando.
Título: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: Týr em 01 de Outubro de 2005, 07:07:17
O mais interessante é que mesmo as mulheres sendo ao longo da história desfavorecidas pela religião , elas ainda são mais devotas que os homens.  :?
Título: Re: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: OldSkull em 01 de Outubro de 2005, 08:08:38
Citação de: rizk
Curioso como a maioria das mulheres mais inteligentes que conheço é extremamente religiosa.

É muito chauvinismo achar que isso é questão de "inteligência". Decepção com vocês, meninos.  :depre:


Tem que ser o conjunto da obra, só ser inteligente mas sem "usar isso pra pensar" nas coisas não adianta nada... A religião parece que faz um bloqueio contra isso, as vezes pessoas inteligentíssimas simplesmente não reveêm seu conceitos sobre religião, não precisa, está automaticamente certo, entende?
E surje aquele boçal frase, dita sempre com ar intelectual e apaziguador de discussões, "Religião, política e futebol não se discute"  :roll:
Título: Re: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: OldSkull em 01 de Outubro de 2005, 08:11:51
Citação de: Copenhagen
O mais interessante é que mesmo as mulheres sendo ao longo da história desfavorecidas pela religião , elas ainda são mais devotas que os homens.  :?


INteressante e terrível, diga-se de passagem...
Aí dou um pouco de crédito ao feminismo, que ajudou isso a diminuir pra caramba.. Mas tanto feminismo qt machismo são idiotas 8-)
Título: Re: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: Týr em 01 de Outubro de 2005, 08:33:25
Citação de: OldSkull
INteressante e terrível, diga-se de passagem...
Aí dou um pouco de crédito ao feminismo, que ajudou isso a diminuir pra caramba.. Mas tanto feminismo qt machismo são idiotas 8-)


O feminismo na minha percepção é um movimento invejoso, pois os homens quando não tinham direito a voto conseguiram por tanto reivindicar, logo conseguiram outros direitos, tudo que o feminismo faz é copiar. (Deixo claro que é minha opinião, e não sou machista)
Título: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: Luis Dantas em 01 de Outubro de 2005, 09:34:52
Tradicionalmente se espera que a mulher esteja presente em casa e seja fator de união e acolhida, enquanto que o homem pode ser mais independente.  A religiosidade se ajuste melhor à primeira proposta do que à segunda.

Ou seja, para mim é influência dos papéis culturais.
Título: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: Nina em 01 de Outubro de 2005, 12:29:49
Tenho duas amigas atéias que simplesmente não curtem fórum... entram no orkut pra "brincar"...  :|

O que significa ou induz a isso eu não sei.  :(
Título: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: Rodion em 01 de Outubro de 2005, 12:35:37
sei lá por que. talvez o homem leve mais em conta o ego. e o ego está muito envolvido com discussões ou auto-aprimoramento.
vai saber....
Título: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: Sky Kunde em 01 de Outubro de 2005, 14:04:13
Vi uma pesquisa mostrando que mais homens chegam ao níveis altos em testes de Q.I.  do que as mulheres.
Título: Re: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 01 de Outubro de 2005, 14:15:40
Citação de: Sky Kunde
Vi uma pesquisa mostrando que mais homens chegam ao níveis altos em testes de Q.I.  do que as mulheres.


Normal, meu Q.I é zero. Não tenho paciência pra testes, ainda mais os que não servem pra nada.
Título: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: Týr em 01 de Outubro de 2005, 15:51:51
De novo esse assunto dos testes de QI?
Eu também não dou muita importância para esses testes de QI, porém é fato que há uma diferença considerável entre os resultados masculinos e femininos, não podemos apenas criticá-lo, deve-se avaliar o porque dessa diferença, pois ela existe! Perguntemos quais os motivos? porque?
Talvez se a pesquisa fosse voltada para outros tipo de conhecimentos o resultado seria inverso.
 :wink:
Título: Mulheres céticas
Enviado por: rizk em 02 de Outubro de 2005, 14:17:20
Copenhagen e Bruno, é curioso como homens céticos e de alto QI podem passar décadas neste mundo sem nem se INTERESSAR em entender o que é, verdadeiramente, o feminismo. FALTA ESTUDO, né?
Título: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: Marcelo Terra em 02 de Outubro de 2005, 15:20:42
Testes de QI são extremamente importantes ao fornecer a algumas pessoas motivos para se sentirem superiores às outras sem precisar de nenhum mérito para isso. :hihi:  :hihi:  :hihi:
Título: Re: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 02 de Outubro de 2005, 15:39:54
Citação de: Marcelo Terra
Testes de QI são extremamente importantes ao fornecer a algumas pessoas motivos para se sentirem superiores às outras sem precisar de nenhum mérito para isso. :hihi:  :hihi:  :hihi:


Que tal fazer um tal teste. Alguém se submente ao teste antes e depois de estudar lógica. Imagino que os resultados serão muito diferentes!:D

Nem me importo com testes que confirmem ou não minha inteligência, deixo isso para os necessitados!:D
Título: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: Sky Kunde em 02 de Outubro de 2005, 16:08:24
Ah, sem essa de politicamente correto. Os homens são mais inteligentes e ponto.
Título: Mulheres céticas
Enviado por: Týr em 02 de Outubro de 2005, 16:31:19
Citação de: rizk
Copenhagen e Bruno, é curioso como homens céticos e de alto QI podem passar décadas neste mundo sem nem se INTERESSAR em entender o que é, verdadeiramente, o feminismo. FALTA ESTUDO, né?


E o que é verdadeiramente o feminismo?  :wink:
Título: Re: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 02 de Outubro de 2005, 22:04:19
Citação de: Sky Kunde
Ah, sem essa de politicamente correto. Os homens são mais inteligentes e ponto.


É seleção natural! Pra aturar certos homens, só mesmo com um cérebro de ameba! :lol:
Título: Mulheres céticas
Enviado por: Sky Kunde em 02 de Outubro de 2005, 22:30:07
:?
Título: Re: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: rizk em 02 de Outubro de 2005, 22:36:03
Citação de: PSYCHOCANDY
Citação de: Sky Kunde
Ah, sem essa de politicamente correto. Os homens são mais inteligentes e ponto.


É seleção natural! Pra aturar certos homens, só mesmo com um cérebro de ameba! :lol:


Não é à toa que a mulherada em peso reclama que tá faltando homem no mercado  :lol:
Título: Re: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 02 de Outubro de 2005, 22:53:50
Citação de: rizk
Citação de: PSYCHOCANDY
Citação de: Sky Kunde
Ah, sem essa de politicamente correto. Os homens são mais inteligentes e ponto.


É seleção natural! Pra aturar certos homens, só mesmo com um cérebro de ameba! :lol:


Não é à toa que a mulherada em peso reclama que tá faltando homem no mercado  :lol:


Não é que esteja faltando, é que essas mulheres modernas se tornaram mais exigentes, não querem qualquer coisa!:D
Título: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: Rodion em 02 de Outubro de 2005, 22:58:21
:roll:
Título: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: Sky Kunde em 02 de Outubro de 2005, 23:23:40
:conversa:  

- E aí, galera?! Vamu catá umas mina da hora pá dá uns pega hoje?
- Ô, só vamu, né?! É só contá uns lero que elas cai na nossa!

:tintin:
Título: Re: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 03 de Outubro de 2005, 17:13:47
Citação de: Sky Kunde
Ah, sem essa de politicamente correto. Os homens são mais inteligentes e ponto.


Eu acho que até pode ser, mas não tem necessariamente muito de biológico nisso, não é que os testículos dêem alguma inteligência extra. É mais ou menos como as pessoas de classes sociais mais altas tendem a ser mais inteligentes que as de classes mais baixas.

Se de repente uma criança cresce no meio do mato sozinha, pode até ter um irmão (ou irmã) gêmeo super gênio, mas vai ser burra, porque nunca aprendeu nada com ninguém, não desenvolveu a inteligência. Não é que tivesse genes para ser burro(a) e ir viver no mato como animal.
Título: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: Rodion em 03 de Outubro de 2005, 18:08:23
temos duas cabeças, ora!
Título: Re: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: Diego em 03 de Outubro de 2005, 19:07:24
Citação de: bruno
temos duas cabeças, ora!


hehehehe

e o pior: só conseguimos pensar com 1 delas por vez  :P
Título: Re: Re.: Mulheres céticas
Enviado por: Stern em 08 de Outubro de 2005, 01:26:43
Citação de: Sky Kunde
Vi uma pesquisa mostrando que mais homens chegam ao níveis altos em testes de Q.I.  do que as mulheres.


Enxergo os testes de Q.I com muita restrição, tenho dúvidas sobre o equilíbrio dos testes , cada pessoa costuma ter sua própria forma de raciocinar podendo chegar a conclusões semelhantes através de caminhos diferentes , pode ser que os testes tendam a favorecer quem raciocina através de um determinado caminho mas não necessariamente seja mais inteligente do que os outros.

No caso das mulheres, existem algumas diferenças cognitivas em relação aos homens , parece que a noção de espaço é diferente e as mulheres possuem maior dificuldade de rotacionar mentalmente formas 3d , pode ser também que exista diferenças na facilidade para perceber determinados tipos de padrões.

Neste sentido, um ponto a ser levado em consideração é quem elabora os testes de QI, eles são elaborados por homens ? Mulheres possuem participação decisiva na elaboração dos testes ? Se não costumam participar da elaboração, seria interessante avaliar como os homens se sairiam em testes elaborados por mulheres :-)

MAs tudo isto é especulação já que não conheço os critérios utilizados na elaboração de um teste de QI.
Título: Mulheres céticas
Enviado por: Karl Rove em 08 de Outubro de 2005, 10:48:09
Acho que isso não tem nada a ver com ceticismo em si.

Se pegarmos fóruns evangélicos, veremos uma maior proporção de homens por lá também.

Acho que é mais ou menos o que o usuário "Danniel" disse.

Homens tendem a apresentar comportamentos mais fanáticos, tanto por um lado quanto por outro. Talvez isso tenha alguma explicação evolutiva reducionista, ou talvez venha a ser explicado via contingências históricas. Mas acredito que seja um fato.

É uma caracteristica masculina tentar impor sua opinião, tanto que mulheres que apresentam esse tipo de comportamento são vistas como masculinizadas.

Um fórum de discussões nada mais é do que, de um modo mais ou menos organizado, pessoas querendo colocar suas opiniões através de uma argumentação.

As mulheres costumam usar de outros atributos que não a argumentação para fazer suas opiniões valerem. Quantas vezes elas se vangloriam de ter controle total sobre os homens? Esse controle, com certeza, não vem de argumentação racional, mas de apelos sexuais e emotivos.

Nesse sentido, elas aprenderam a usar dessa demanda a seu favor, e não precisam gritar mais alto que os machos para serem ouvidas.
Título: ---
Enviado por: CuritibaCetica em 07 de Maio de 2006, 22:17:49
---
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Sharon em 07 de Maio de 2006, 23:15:20
Eu li! Uma famosa matemática foi questionada sobre o motivo de tão poucas mulheres se destacarem nas ciências exatas. A resposta dela foi algo do tipo:

"Realmente, as mulheres tendem a ser medianas. Os homens, por sua vez, tendem aos extremos: ou são gênios completos ou são idiotas completos"

É uma opinião. Já eu, não sei.

Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 09 de Maio de 2006, 17:22:37
Ah, sem essa de politicamente correto. Os homens são mais inteligentes e ponto.

De fato, é obvio que o raciocionio logico do homen é melhor que o da mulher.

Dentre outras coisas o cerebro do homem é maior que o da mulher. Isso nao necessariamente implica em ter maior capacidade, mas pode dar uma dica sobre.

E vale lembrar que isso mede a inteligencia segundo padroes pré-estabelecidos. Principalmente o raciocinio logico, que segundo alguns pesquisadores nao representa nem a metade da inteligencia.

Mas com certeza que o raciocinio logico contribui para o pensamento cético e critico das coisas. Assim como a facilidade com qualquer coisa relacionada a exatas.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Diegojaf em 09 de Maio de 2006, 17:47:34
Ah, sem essa de politicamente correto. Os homens são mais inteligentes e ponto.

Óbvio que somos Rizk, afinal de contas, gostamos de mulher, não é? :lol:

Bem, a maioria pelo menos... ou a maioria declarada...:hein:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 09 de Maio de 2006, 17:59:29
Sem isso de politicamente correto...(conheço mulheres extremamente tapadas) mas concordo com a "hipótese" de inteligência mediana, e que homens são a maioria nas áreas de exatas.

Mas, os que defendem a superioridade intelectual masculina, como explicam a maior porcentagem de mulheres nas universidades?!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: rizk em 09 de Maio de 2006, 19:48:44
ei ei EU NAO DISSE ISSO diego, ALTO LA.

Eu tenho uma tese sobre tao poucas mulheres no forum: as meninas estao mais preocupadas em ter vida social. Os meninos, as visitas deles no CC sao feitas entre uma punheta e outra.  Nao adianta negar molecada, nos ja sabemos. :lol:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 09 de Maio de 2006, 19:49:37
 :hihi:
Faz sentido!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Nightstalker em 09 de Maio de 2006, 20:01:00
Isso é normal.

Homens são mais ligados à ciência do que as mulheres.

Mas de uns anos para cá as mulheres estão entrando no meio científico.

Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Rhyan em 09 de Maio de 2006, 20:07:44
Agora que eu vi que o Karl saiu fora. Percebi que ele estava bem ausente, uma pena...

Ah sobre esse assunto chato... prefiro ficar em cima, mas fica embaixo também é bom!
:hihi:

[]'s
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 10 de Maio de 2006, 01:38:11
Sem isso de politicamente correto...(conheço mulheres extremamente tapadas) mas concordo com a "hipótese" de inteligência mediana, e que homens são a maioria nas áreas de exatas.

Mas, os que defendem a superioridade intelectual masculina, como explicam a maior porcentagem de mulheres nas universidades?!

Sem querer ser chato, mas isso nada tem haver com o QI, pelo fato de que ele seria inato.

E a superioridade masculina no raciocinio logico é fato. Mas lembre-se que é uma media e nao uma regra.

Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 10 de Maio de 2006, 02:46:26
QI não é inato
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Sharon em 10 de Maio de 2006, 08:05:58
As mulheres sempre tiveram um "papel na sociedade" que as afastou das ciências como um todo... Afinal, é preciso muita inteligência, paciência e bom humor pra criar 5, 6 filhos e ainda cuidar de um marido!!!

Hoje nós temos tempo para nossa própria cabeça.

(e quem disse que ser cético é sinônimo de inteligência??? Eu? Vocês? Alguma autoridade?)
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 10 de Maio de 2006, 10:05:18
Sem isso de politicamente correto...(conheço mulheres extremamente tapadas) mas concordo com a "hipótese" de inteligência mediana, e que homens são a maioria nas áreas de exatas.

Mas, os que defendem a superioridade intelectual masculina, como explicam a maior porcentagem de mulheres nas universidades?!

Sem querer ser chato, mas isso nada tem haver com o QI, pelo fato de que ele seria inato.

E a superioridade masculina no raciocinio logico é fato. Mas lembre-se que é uma media e nao uma regra.



Q.I é apenas um método pra estimar os conhecimentos lógicos. Provavelmente um aluno de matemática que viu várias disciplinas de lógicas, se sairá melhor num exame de Q.I!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 10 de Maio de 2006, 10:53:51
as meninas estao mais preocupadas em ter vida social.
e como voce explica que voce poste mais que o CArlos? :D :D :D :D :D
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Pregador em 10 de Maio de 2006, 11:15:16
Sem isso de politicamente correto...(conheço mulheres extremamente tapadas) mas concordo com a "hipótese" de inteligência mediana, e que homens são a maioria nas áreas de exatas.

Mas, os que defendem a superioridade intelectual masculina, como explicam a maior porcentagem de mulheres nas universidades?!

Quem ainda não sabe tem que estudar né...para tentar equiparar-se... tentar né...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Pregador em 10 de Maio de 2006, 11:20:33
Sem ser chato mas já sendo. De fato tem muito mais mulheres nas universidades, mas de todos os alunos, tanto homens quanto mulheres beiram a idiotisse. Pelo que tenho visto a quantidade de homens e mulheres que se destacam é sempre bem proporcional, mas em geral, os CDFs superstars são homens, tem algumas mulheres também, mas a maioria é homem e quando não é idiota normalmente possui inteligência bem acima da média. Joguem pedras mas me aprece que as mulheres são muito mais esforçadas, digo estudam setenta mil vezes uma matéria e tiram uma nota boa, já boa parte dos CDFs homens, mal estudam e cravam um 10 na prova sem maiores problemas. Agora homem hiper dedicado é muitíssimo raro.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 10 de Maio de 2006, 12:39:22
Eu tenho quase certeza que isso é cultural, pra mulher muitas vezes é chique ser burrinha, tipo o estereótipo "loira burra", já vi muita menina dizer "ai, nao entendo nada" se fazendo de gostosa. Os meninos pro outro lado, fazem de tudo pra fingir que estao entendendo tudo.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 10 de Maio de 2006, 12:57:38
Eu tenho quase certeza que isso é cultural, pra mulher muitas vezes é chique ser burrinha, tipo o estereótipo "loira burra", já vi muita menina dizer "ai, nao entendo nada" se fazendo de gostosa. Os meninos pro outro lado, fazem de tudo pra fingir que estao entendendo tudo.


Vejo isso também. Algumas mulheres acham que estudando serão estereotipadas de nerds, e sabe, nerd não pode se cuidar ou ser bonita, tem que ser obesa, cheia de espinhas e usar óculos com fundo de garrafa! :hihi:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 10 de Maio de 2006, 12:58:47
Aos Gênios, nem respondo mais, que fiquem com sua genialidade acima da média!:D
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Pregador em 10 de Maio de 2006, 14:20:08
Aos Gênios, nem respondo mais, que fiquem com sua genialidade acima da média!:D

Isso prova tudo, sempre faltam argumentos... :hihi:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 10 de Maio de 2006, 14:30:14
Algumas coisas a gente prova, não fica falando aos 4 ventos! :hihi:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Sharon em 10 de Maio de 2006, 20:29:19
Sem ser chato mas já sendo. De fato tem muito mais mulheres nas universidades, mas de todos os alunos, tanto homens quanto mulheres beiram a idiotisse. Pelo que tenho visto a quantidade de homens e mulheres que se destacam é sempre bem proporcional, mas em geral, os CDFs superstars são homens, tem algumas mulheres também, mas a maioria é homem e quando não é idiota normalmente possui inteligência bem acima da média. Joguem pedras mas me aprece que as mulheres são muito mais esforçadas, digo estudam setenta mil vezes uma matéria e tiram uma nota boa, já boa parte dos CDFs homens, mal estudam e cravam um 10 na prova sem maiores problemas. Agora homem hiper dedicado é muitíssimo raro.

Onde??? Ué! Quem não se esforça, seja homem ou mulher, vai mal. A não ser que seja matéria muito fácil... Mas pega uma química orgânica ou uma física de partículas pra ver se os tais "gênios" que aprendem por osmose se saem bem...

Ciência é estudo, universidade séria exige tempo e dedicação. Imbecis existem em todo lugar, são homens, são mulheres... eu realmente não entendi o é que QI, inteligência e esforço intelectual tem a ver com fóruns de internet ou ceticismo.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: rizk em 11 de Maio de 2006, 02:29:09
as meninas estao mais preocupadas em ter vida social.
e como voce explica que voce poste mais que o CArlos? :D :D :D :D :D
vc quer me colocar numa situacao complicada, mocinha. O micro dele pifou e agora soh na lan house.  a maior parte do meu tempo online eh trabalhando. e alem disso eu acho a maior parte do conteudo pornografico disponivel uma coisa de mau gosto haha.



Ok, vcs querem definir o que eh inteligencia, esforco e cultura/ilustracao, depois a gente fala do ceticismo.

Acho que ilustracao eh aquilo que a gente obtem atraves de estudo. Nesse sentido, a pessoa pode ter uma aptidao natural ou pode ser esforcada ou ambos. Sao estes os que mais se sobressaem.

Mas sempre achei que inteligencia tem a ver com descobrir solucoes para os problemas. Nao sei de nenhuma estatistica que diga que um genero eh superior a outro nisso. Tem aquelas que a empatia feminina resolve conflitos entre as pessoas, que o senso de localizacao masculino acha o caminho quando se estava perdido, etc, mas nao tem nada no geral.  Nem sempre uma decisao acertada eh tomada via logica, e eh so isso que teste de QI mede.

Nesse sentido, o cetico e o credulo ambos acham solucoes.




Mulher CDF eh da hora. Li alguma vez em revista masculina que varios % dos leitores tinham tesao em mulher tipo professora, de coque e oculos. :D

Sharon, ai de nos se realmente houvesse tempo pra nossa cabeca. Acho que eh uma pressao imensa ter de ser excelente nos papeis de mae, amante, esposa, dona de casa, profissional, estudante. Uma mulher que deixe qualquer destes aspectos de lado eh ainda tida como alguem que "falhou" e isso nao eh legal.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 11 de Maio de 2006, 09:57:47
Acho que o melhor conceito de inteligência que encontrei foi esse:
"Capacidade de agir e adaptar-se diante de situações novas"

Vendo sites de psiquiatria percebi que existem muitos conceitos de inteligência! A complexidade da definição é bem maior que um simples teste de Q.I ou capacidade de armazenar informações!

Outra coisa. Essa múltipla função desenvolvida por mulheres de certa forma nos limitou bastante intelectualmente durante milênios! Os poucos exemplos de mulheres que se dedicaram intensamente (como homens) à ciência são muito bem sucedimos, posso citar Marrie Curie, Mary Lyon e Rosalind Franklin. Sendo que as duas primeiras tiveram a honra de receber Nobel, e a última participou de uma das maiores descobertas biológicas do século XX!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Oliver em 11 de Maio de 2006, 18:46:28
Acredito que a sabia natureza fez o homem completamente diferente da mulher por uma razão simples...preservação da especie...

Enquanto o homem se preocupa com diferentes questões...a mulher está mais atenta a principal questão da continuidade da especie humana...a natalidade...

Esta enorme diferença entre homens e mulheres é na realidade a dualidade necessaria para que haja esta "tensão" que provoca uma irresistivel atração...um tesão que  é a chave deste grande negocio...a sobrevivencia humana...

Porisso, acredito que as mulheres, na sua maioria, se preocupam sim com o seu cabelo, a sua aparencia, a sua sensualidade...e como formar uma boa familia...

Ceticismo, religiosidade?...são atualmente secundarios para a (maioria) das mulheres....
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 11 de Maio de 2006, 19:00:37
A única coisa relacionada à natalidade que me interessa é o controle! :hihi:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Oliver em 11 de Maio de 2006, 21:34:05
A única coisa relacionada à natalidade que me interessa é o controle! :hihi:

Acredito, minha cara PsychoCandy...mas o perfil de mulher que eu postei não é de todas, mas sim da maioria...

É claro que existem mulheres que "pensam"...aliás, uma ótima combinação são as mulheres que além de exibirem sua sensualidade, possam tb desenvolver plenamente a inteligencia...ou pelo menos a vontade de interagir com o mundo intelectual...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: rizk em 11 de Maio de 2006, 21:45:41
Oliver, voce escreveu a coisa mais misogina que eu li nos ultimos 4 meses.

EXIJO reiteracao.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Diegojaf em 11 de Maio de 2006, 21:59:02
Oliver, voce escreveu a coisa mais misogina que eu li nos ultimos 4 meses.

EXIJO reiteracao.

O que você leu 4 meses atrás que era mais? :hein:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Oliver em 11 de Maio de 2006, 22:05:44
Oliver, voce escreveu a coisa mais misogina que eu li nos ultimos 4 meses.
EXIJO reiteracao.

Menos Rizk...nem a minha mulher EXIGE reiteração pelas coisas que eu faço ou digo à ela...

Como o pensamento é livre...me dou ao direito de dizer o que penso...e não aceito exigencias, mesmo partindo de uma pessoa tão doce como vc...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: rizk em 11 de Maio de 2006, 22:21:00
menos, entao. mas vc note que, se sua mulher nao te exige isso, nao eh a toa que vc tem uma visao tao ruim a respeito do meu genero.

pensamento eh livre, expressao tbm, mas preconceito eh crime. e esse tipo de coisa, como a que vc escreveu, eh bem aquilo que da base para atitudes discriminatorias.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Oliver em 11 de Maio de 2006, 22:32:48
menos, entao. mas vc note que, se sua mulher nao te exige isso, nao eh a toa que vc tem uma visao tao ruim a respeito do meu genero.

pensamento eh livre, expressao tbm, mas preconceito eh crime. e esse tipo de coisa, como a que vc escreveu, eh bem aquilo que da base para atitudes discriminatorias.

Preconceito é crime!
Das perolas que ouvi hoje, essa é umas das melhores...
Por acaso vc é uma militante petista?...desculpe, foi uma brincadeira
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Siegfried em 11 de Maio de 2006, 22:58:27
Considero a tradição cultural a responsável por essas diferenças entre o homem e a mulher. Mas é uma posição minha um pouco precipitada para não ficar só "em cima do muro".  :confuso:

Sempre tive a seguinte especulação na minha mente:

Pensando a racionalidade como uma capacidade de encontrar o conhecimento verdadeiro independente de qualquer tipo de influência externa que nossa consciência pensante possa sofrer. Então, posso considerar que alguém de racionalidade mais desenvolvida melhor conduzirá sua vida nos caminhos da lógica. Pergunto, então, se homens e mulheres são racionalmente iguais por que eles escolhem caminhos diferentes para a sua vida?

Nunca gostei muito da idéia de influências externas, principalmente as culturais. Seria puro empirismo pensar que algo não é o que realmente é devido aos fatores externos, como se não tivéssemos uma consciência pensante e independente. Os fatores externos são diversos e, no entanto, os homens sempre foram os mais destacados no conhecimento.

Uma mulher pode chegar à conclusão que não quer ter filhos, como muitas, e se preocupar apenas em crescer como pessoa (como qualquer homem). O que impede essa decisão de ser tomada? Instintos? Se penso que são instintos, de certa forma, estou colocando uma característica biológica (inata) que prejudica potencialmente a racionalidade feminina.

Mesmo que a tradição cultural seja a grande responsável: A cultura é uma criação humana. Por que a mulher sempre aceitou esse tipo de cultura que a deixa em segundo plano na vida social?

Afinal, racionalidade significa, necessariamente, uma maior capacidade de interagir com a vida? A racionalidade é o único caminho verdadeiro para o conhecimento? (Pronto! Já começo a delirar!  :?).

Espero não ter especulado muita bobagem aqui!  :hihi:
E mulheres, vocês são seres divinos para mim, perdão qualquer coisa!  :vergonha:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: rizk em 11 de Maio de 2006, 23:01:43
opa, desculpe. DISCRIMINACAO eh crime. esqueci desta etapa.
estereotipo>preconceito>discriminacao, discriminacao eh punivel.

E agora, quantos posts faltam pra vc se corrigir?




So pra me poupar um pouco, nao se esqueca do que segue.
CF-88, Art 5º,
I - homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações, nos termos desta Constituição.
X - são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação;

http://www.trt02.gov.br/geral/tribunal2/legis/CF88/Titulo_2.html

Valeu.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: rizk em 11 de Maio de 2006, 23:15:52
Nao tem de que pedir desculpas, pelo menos nao pra mim.

Sigfried, talvez seja um pouco complicado isso. Tbm tenho meus receios em falar de "instintos" tbm, acho que todo mundo quer ter filhos e tal. Podia escrever paginas sobre isso, mas vcs ja sabem. Eu peco desculpas pelo "curto e grosso", mas olha so.

O fato eh que o conhecimento de que as mulheres podem sim ser mais que reprodutoras, e que podem preferir uma atividade a outra, e que nao devem julgar a outra como "incompleta" e "fracassada" porque abriu mao de um projeto... por incrivel que pareca, isso ainda nao foi disseminado. So disseminaram que mulher tbm tem que trabalhar, porque faz bem pouco tempo que a mulher tem possibilidade de ser comunicadora para pessoas que nao sejam seus proprios filhos.

A gente le pra caramba a respeito de "como ser uma boa profissional e uma boa mae ao mesmo tempo", e eu acho que podemos nos restringir a isso por enquanto. Oras. Se a mulher eh apontada como fracassada em alguma coisa, menores ainda as chances de ela reverter a situacao.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 12 de Maio de 2006, 01:07:10
Oliver, voce escreveu a coisa mais misogina que eu li nos ultimos 4 meses.

EXIJO reiteracao.

(reiteração?????? Não seria retratação?)

Não vi nada demais no que ele disse.... quer dizer... se eu digo que a África é o continente mais pobre, ou que os negros no Brasil são mais pobres, estou sendo racista ou algo assim? Não se pode dizer que há diferenças culturais (ou outras) entre sexos, porque seria feio, só pode-se dizer que há diferenças culturais, desde que apenas entre povos??? Ou grupos de pessoas, desde que não se faça distinção de sexo?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 12 de Maio de 2006, 01:41:25

Pensando a racionalidade como uma capacidade de encontrar o conhecimento verdadeiro independente de qualquer tipo de influência externa que nossa consciência pensante possa sofrer. Então, posso considerar que alguém de racionalidade mais desenvolvida melhor conduzirá sua vida nos caminhos da lógica. Pergunto, então, se homens e mulheres são racionalmente iguais por que eles escolhem caminhos diferentes para a sua vida?

Nunca gostei muito da idéia de influências externas, principalmente as culturais. Seria puro empirismo pensar que algo não é o que realmente é devido aos fatores externos, como se não tivéssemos uma consciência pensante e independente.
Mas não temos uma consciência independente dos fatores externos. Não é que "algo não é o que realmente é, devido a fatores externos", mas os fatores externos somados aos fatores intrínsecos que determinam o que algo é.

Citar
Os fatores externos são diversos e, no entanto, os homens sempre foram os mais destacados no conhecimento.

Uma mulher pode chegar à conclusão que não quer ter filhos, como muitas, e se preocupar apenas em crescer como pessoa (como qualquer homem). O que impede essa decisão de ser tomada? Instintos? Se penso que são instintos, de certa forma, estou colocando uma característica biológica (inata) que prejudica potencialmente a racionalidade feminina.

Mesmo que a tradição cultural seja a grande responsável: A cultura é uma criação humana. Por que a mulher sempre aceitou esse tipo de cultura que a deixa em segundo plano na vida social?

Minhas especulações...

A cultura é sim criação humana, mas não é um "criacionismo humano", ou não é uma "criação especial" humana, totalmente independente da biologia. Num exemplo exagerado, por isso todas civilizações andam de pé em vez de plantando bananeira. Fatores biológicos diversos acabam servindo de ponto de partida para a construção da cultura. E a partir do momento que uma comportamento é determinado culturalmente, tende a se preservar, simplesmente porque a cultura se transmite de uma geração à próxima.

A divisão de trabalho entre homens e mulheres muito provavelmente permite ter mais filhos em melhores condições, em diversas situações, ou seja, seria algo "selecionado naturalmente". Mas não precisa ser algo instintivo, geneticamente hereditario para isso. Se a tradição é transmitida, é o que basta.

Assim, as características consideradas mais tipicamente femininas, de procurar um bom marido, ser uma boa mulher, ter filhos, etc, não é necessariamente algo biologicamente determinado, mas algo imbuido pelo meio cultural desde a infância (e o mesmo com homens, no caso do papel masculino). Vale lembrar, que por exemplo, que tanto em sociedades mais tradicionais quanto hoje em dia, no decorrer de sua vida, as mulheres conviverâo muito mais com mulheres, mãe, tia, irmãs e amigas, do que com homens. E o mesmo com homens. Daí é mais provavel que mulheres tenahm principal influência das mulheres no desenvolvimento da personalidade, e os homens se influenciem por outros homens.

Por que é culturalmente predominante que as mulheres são as "donas de casa", e os homens os provedores? Porque as mulheres são fêmeas, e provavelmente antes do advento de contraceptivos passavam muito mais tempo grávidas, naturalmente. Grupos familiares que tentassem inverter os papeis ou ser mais sexualmente igualitarios, teriam menos filhos para passar essa tradição. Sem falar que, parece quase que universal alguma discriminação, abominação ao incomum. As pessoas, mesmo hoje, estando acumulada muito mais ideologia sobre se ser-você-mesmo-seja-lá-o-que-for, ainda se sentem tentadas a ir com a maré, se não apenas porque a cultura realmente exerceu papel determinante no desenvolvimento da personalidade, e de fato desejam ser o que a sociedade determinou e espera dele(a), por dificuldade em lidar com as críticas de se ser diferente. E acho que novamente razôes biológicas tornam isso pior ainda para mulheres, se for pensar que agressão física pode estar envolvida na aversão do grupo social ao que é diferente.

Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Rodion em 12 de Maio de 2006, 01:51:40
opa, desculpe. DISCRIMINACAO eh crime. esqueci desta etapa.
estereotipo>preconceito>discriminacao, discriminacao eh punivel.

E agora, quantos posts faltam pra vc se corrigir?




So pra me poupar um pouco, nao se esqueca do que segue.
CF-88, Art 5º,
I - homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações, nos termos desta Constituição.
X - são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação;

http://www.trt02.gov.br/geral/tribunal2/legis/CF88/Titulo_2.html

Valeu.

pra enquadrar a discriminação, eu não iria por aí.
há leis mais específicas no código penal :)

aliás, não vi discriminação nesse tópico. e concordo com o amon. mulher geralmente é mais esforçada, muitas vezes pra atingir os mesmos resultados que alguns sujeitos. digo, conheço muitos "gênios", mas até hoje não conheci nenhuma "gênia".
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Siegfried em 12 de Maio de 2006, 04:23:19
"Mas não temos uma consciência independente dos fatores externos”.

Concordo, desculpas se fiz você pensar diferente.
Quis ressaltar a nossa liberdade de escolha, de consciência. Por isso falei em potencial de racionalidade. Uma cultura que valoriza o senso crítico terá membros com potencial de racionalidade maior do que uma cultura dogmática. Não se perde o potencial de escolha, mas a alienação cultural não dá muitas opções para escolher. Como se o conhecimento fosse ferramenta da razão para alcançar uma maior liberdade de consciência.

Só não concordo muito em "culpar" totalmente a cultura. A vida oferece possibilidades infinitas. Uma pessoa não reflete simplesmente a cultura vigente, como consciência livre faz reflexões sob sua própria maneira de ser e agir: se existe conformismo é uma escolha. A cultura é um meio para se viver e não o próprio fim.

Por exemplo, pensando nossa cultura. Alguém duvida que a violência urbana é um absurdo desnecessário? Penso que nossa cultura diga essa mesma idéia todos os dias. Bem, é por que até agora ninguém resolveu fazer nada?

Bem, agora vou é dormir!  :hihi:
(Estou com a sensação que saí do tema do tópico)
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: rizk em 12 de Maio de 2006, 07:49:41
O que eu li na mensagem do sigfried eh:

"mulher foi feita pela natureza para ser mae, apenas e tao somente. o resto dos assuntos tem que ser cuidado pelos homens porque a sabia natureza nos fez assim. e nos adequarmos aos papeis da sabia natureza eh o que faz com que a civilizacao continue e etc. assim, eh natural que elas se preocupem mais com a familia e coma propria aparencia que os homens, e por isso ceticismo e religiosidade sao assuntos de homem, secundarios para elas"

Se isso nao eh no minimo uma representacao simplista e ridicula e torta da realidade, eu nao sei mais do que estou falando. Se bem que eu ja errei em duas coisas aqui: "retratacao". hehe, desculpem novamente.


Bruno, as coisas do CC e CP so podem ser feitas se tiverem apoio no texto da constituicao, e, portanto, nada mais natural para uma leiga que recorrer aa CF. Sei que aas vezes a constituicao indica mas a lei especifica nao eh feita, e isso eh um problema. Enfim, se vc quiser nos contar quais leis podem servir, sempre vai ser bom. Eu so sei daquela que regula o crime de racismo.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Diegojaf em 12 de Maio de 2006, 09:31:06
É só uma opinião do cara...

Machista, chauvinista e besta... mas é...:lol:
Rizk, dá uma olhada nesse link. Tem coisas legais...

http://copodeleite.rits.org.br/apc-aa-patriciagalvao/home/legislacao.shtml
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 12 de Maio de 2006, 10:44:42
Citar
Por que é culturalmente predominante que as mulheres são as "donas de casa", e os homens os provedores? Porque as mulheres são fêmeas, e provavelmente antes do advento de contraceptivos passavam muito mais tempo grávidas, naturalmente. Grupos familiares que tentassem inverter os papeis ou ser mais sexualmente igualitarios, teriam menos filhos para passar essa tradição. Sem falar que, parece quase que universal alguma discriminação, abominação ao incomum. As pessoas, mesmo hoje, estando acumulada muito mais ideologia sobre se ser-você-mesmo-seja-lá-o-que-for, ainda se sentem tentadas a ir com a maré, se não apenas porque a cultura realmente exerceu papel determinante no desenvolvimento da personalidade, e de fato desejam ser o que a sociedade determinou e espera dele(a), por dificuldade em lidar com as críticas de se ser diferente. E acho que novamente razôes biológicas tornam isso pior ainda para mulheres, se for pensar que agressão física pode estar envolvida na aversão do grupo social ao que é diferente.

Concordo que a cultura de certa forma foi influencia por fatores biológicos! A testosterona garante aos homens maior massa muscular e maior agressividade, variáveis que vejo como totalmente ou parcialmente intimidadores do potencial feminino! Portanto, não são muitas que, assim como aquela macaca-japonesa que lavava as batatas antes de comer e criou uma nova cultura dentro de seu grupo!

Quem já leu Macbeth de Shakespeare, conhece bem o caráter e as estratégias de Lady Macbeth, e acreditem, muitas mulheres são exatamente como ela, possuem potencial e genialidade, mas muitas vezes são limitadas a ocupar um cargo secundário simplesmente por imposição cultural!

Quanto à maternidade, até o momento o instinto materno de ter o corpo deformado por causa de um bebê sanguessuga ainda não se manifestou em mim, e duvido muito que um dia ele apareça! :hihi:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 12 de Maio de 2006, 14:21:45
O que eu li na mensagem do sigfried eh:
Foi do Oliver :hihi:

Citar
"mulher foi feita pela natureza para ser mae, apenas e tao somente. o resto dos assuntos tem que ser cuidado pelos homens porque a sabia natureza nos fez assim. e nos adequarmos aos papeis da sabia natureza eh o que faz com que a civilizacao continue e etc. assim, eh natural que elas se preocupem mais com a familia e coma propria aparencia que os homens, e por isso ceticismo e religiosidade sao assuntos de homem, secundarios para elas"

Se isso nao eh no minimo uma representacao simplista e ridicula e torta da realidade, eu nao sei mais do que estou falando. Se bem que eu ja errei em duas coisas aqui: "retratacao". hehe, desculpem novamente.
Eu estava em duvida se se referia a essa ou a mensagem imediatamente anterior a sua resposta... realmente isso de "sábia natureza" deixa a coisa meio ruim... ao sugerir que realmente essa divisão é "certa"...

Fora isso outro trecho um tanto questionável é
Citar
Esta enorme diferença entre homens e mulheres é na realidade a dualidade necessaria para que haja esta "tensão" que provoca uma irresistivel atração...um tesão que  é a chave deste grande negocio...a sobrevivencia humana...
Não sei se a futilidade exatamente atrativa... o que acho é que talvez entre aí o fator de que muitos homens prefeririam uma mulher que ficasse em segundo plano mesmo (ou seja, pra uns a futilidade delas é segurança pro ego deles)... sem contar que a dedicação a outras coisas menos tipicamente femininas em muita parte dos casos (não todas) acabaria comprometendo algo da "feminilidade"... dessa especialização cultural em sedução e cuidados com o lar...




Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 12 de Maio de 2006, 14:35:39

Quanto à maternidade, até o momento o instinto materno de ter o corpo deformado por causa de um bebê sanguessuga ainda não se manifestou em mim, e duvido muito que um dia ele apareça! :hihi:

Eu não acho que haja instinto materno também.... não tanto no sentido de querer ser mãe... acho que a garantia da procriação fica por conta de desejo sexual, sem nem pensar em bebês... se existir algum instinto materno acredito que vem depois... realmente materno, depois que já se teve algum filho...

O que comumente chamam de instinto materno no sentido de vontade de ser ter filhos também acho que é uma coisa criada culturalmente... toda uma floreação em torno da maternidade... falando que é algo bonito, mágico, blablabla... mais ou menos como "espírito do natal"... em muitos casos as pessoas entram num estado de espírito diferente no natal... se sintam mais generosas e etc... querem ver a família, amigos... o mesmo ocorre com umas outras datas comemorativas... cria-se uma necessidade psicológica desses rituais... não é algo que ocorre com todos, mas muitos se deixam tomar pela atmosfera dessas situações... dessas idéias... e acredito que o mesmo ocorre em torno de maternidade e paternidade. Só que como os últimos são mais biológicos, estão ligados diretamente a reprodução, há essa associação fácil e pouco questionada com instintos.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Pregador em 12 de Maio de 2006, 16:34:02

Bruno, as coisas do CC e CP so podem ser feitas se tiverem apoio no texto da constituicao, e, portanto, nada mais natural para uma leiga que recorrer aa CF. Sei que aas vezes a constituicao indica mas a lei especifica nao eh feita, e isso eh um problema. Enfim, se vc quiser nos contar quais leis podem servir, sempre vai ser bom. Eu so sei daquela que regula o crime de racismo.

Nada disso. Só por que algo está escrito na Constituição não quer dizer que seja crime. Para ser crime é imperativo a existência de uma lei dizendo que a conduta X é crime. Chama-se tipificação, por força do princípio da legalidade: "não hé crime sem lei anterior que o define e não há pena sem prévia cominação legal". Este princípio está estampado na Constituição, art. quinto, inciso XXXIX. Outra questão, os direitos fundamentais do artigo quinto foram elaborados de forma a garantir a proteção dos cidadãos frente ao Estado, ou seja, numa relação vertical. A aplicação horizontal destes direitos previsto no art. quinto é visto de forma restritiva.

Não vejo como enquadrar o que o Oliver disse em algum crime. Seria forçar demais a barra para um crime de injuria, afinal de contas ele não se dirigiu a você de forma específica e nem de difamação.  Racismo também não vejo como. Acho que é fricote seu. As pessoas tem direito de serem desagradáveis e terem opiniões que não agradem você.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 12 de Maio de 2006, 20:48:25
Sem isso de politicamente correto...(conheço mulheres extremamente tapadas) mas concordo com a "hipótese" de inteligência mediana, e que homens são a maioria nas áreas de exatas.

Mas, os que defendem a superioridade intelectual masculina, como explicam a maior porcentagem de mulheres nas universidades?!

Sem querer ser chato, mas isso nada tem haver com o QI, pelo fato de que ele seria inato.

E a superioridade masculina no raciocinio logico é fato. Mas lembre-se que é uma media e nao uma regra.



Q.I é apenas um método pra estimar os conhecimentos lógicos. Provavelmente um aluno de matemática que viu várias disciplinas de lógicas, se sairá melhor num exame de Q.I!

De forma alguma, a principal proposta do QI é avaliar um coisa inata. E Existem diversos testes provando que o teste de QI nao pode ser aprendido. Senao nao existiria o teste.

Voce poderia ter o prazer de ler a Superinteressante que tem a capa sobre o assunto, mas como ela é meio velha eu acho dificil voce achar.

Mas sabe pq mto gente critica ele? Porque ele mostra a VERDADE, ele mostra que nego da mongolia tem menos raciocionio logico que o pessoal do brasil por exemplo, ele mostra que mulher tbm tem menos.

Ele mostra na verdade o obvio mas isso atinge a vaidade de muita gente, principalmente pelo fato de que as pessoas confunde raciocionio logico com IMPORTANCIA, veja que o preconceito nao é meu e sim de que fica ofendido com os testes. Voce como boa cetica, deveria aceitar as provas, e assumir, doque querer ficar baseada em crenças de que todos sao iguais.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Siegfried em 12 de Maio de 2006, 21:44:17
O que eu li na mensagem do sigfried eh:

"mulher foi feita pela natureza para ser mae, apenas e tao somente. o resto dos assuntos tem que ser cuidado pelos homens porque a sabia natureza nos fez assim. e nos adequarmos aos papeis da sabia natureza eh o que faz com que a civilizacao continue e etc. assim, eh natural que elas se preocupem mais com a familia e coma propria aparencia que os homens, e por isso ceticismo e religiosidade sao assuntos de homem, secundarios para elas"

Se isso nao eh no minimo uma representacao simplista e ridicula e torta da realidade, eu nao sei mais do que estou falando. Se bem que eu ja errei em duas coisas aqui: "retratacao". hehe, desculpem novamente.


Bruno, as coisas do CC e CP so podem ser feitas se tiverem apoio no texto da constituicao, e, portanto, nada mais natural para uma leiga que recorrer aa CF. Sei que aas vezes a constituicao indica mas a lei especifica nao eh feita, e isso eh um problema. Enfim, se vc quiser nos contar quais leis podem servir, sempre vai ser bom. Eu so sei daquela que regula o crime de racismo.

Rizk, caramba! Como você foi pensar isso a partir do que falei!?  :confuso:

Igualei o homem e a mulher como consciências racionais. Disse que a cultura é uma criação humana. Falei da nossa liberdade de escolhas, inclusive expressei que a mulher poderia escolher não ter filhos e viver como qualquer homem. Critiquei a alienação cultural como escravista da racionalidade. E outras coisas...

Não acredito em "Sábia Natureza", o universo para mim é apenas o caos absoluto de possibilidades infinitas em devir eterno. E o que dá ordem temporária ao caos são "forças de vontade" em constante conflito. Ou seja, o universo é apenas como um grande computador para ser programado! (Acho que delirei novamente).

Espero agora desfazer de vez essa idéia de "papel social da mulher para a continuidade da humanidade". Até porque eu não tenho a falsa ilusão que a humanidade durará para sempre. Temos a nossa "validade" como tudo que existe (Delirei novamente?). Ou você aprecia a vida ou a perde, e cada segundo é uma oportunidade irrecuperável (um depressivo falando isso; vai entender).

Toda crítica é sempre muito bem-vinda! Um das maiores razões para estar nesse tópico é para descobrir o tamanho da minha ignorância diante de pessoas tão inteligentes como vocês.

Ah, mas não entendi mesmo você! Sou tão demente assim com as palavras?  :chorao:
(Caramba, que lerdeza minha, já escreveram até respostas)
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 12 de Maio de 2006, 21:50:14
ela trocou o nome do Oliver pelo seu.... só isso...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Siegfried em 12 de Maio de 2006, 22:28:42
Não sei se a futilidade exatamente atrativa... o que acho é que talvez entre aí o fator de que muitos homens prefeririam uma mulher que ficasse em segundo plano mesmo (ou seja, pra uns a futilidade delas é segurança pro ego deles

Mas assim a mulher estaria subordinada a vontade do homem. Por que o homem também não poderia ficar em segundo plano para dar segurança ao ego delas? :confuso:

"A testosterona garante aos homens maior massa muscular e maior agressividade, variáveis que vejo como totalmente ou parcialmente intimidadores do potencial feminino!"

Sei que você apenas citou um exemplo de fator biológico que influência a cultura. Gostaria de fazer uma pergunta a respeito do seu exemplo:

A maior agressividade do homem impediria a mulher de lutar pela sua própria liberdade? Um lutador de boxe sarado é bem mais agressivo e forte do que eu, mas prefiro morrer na luta ao ser um escravo de sua vontade. Como poderia pensar essa liberdade de escolha diante dos fatores biológicos?  :/
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Siegfried em 12 de Maio de 2006, 22:35:08
ela trocou o nome do Oliver pelo seu.... só isso...

Quando li a mensagem da Rizk não vi as mensagens posteriores do tópico. Notei que em uma delas você me salvou de um infarto! :ok: (É... eu dramatizo tudo  :()

Valeu!  :hihi:

O que eu li na mensagem do sigfried eh:
Foi do Oliver :hihi:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 13 de Maio de 2006, 02:19:26
Não sei se a futilidade exatamente atrativa... o que acho é que talvez entre aí o fator de que muitos homens prefeririam uma mulher que ficasse em segundo plano mesmo (ou seja, pra uns a futilidade delas é segurança pro ego deles

Mas assim a mulher estaria subordinada a vontade do homem. Por que o homem também não poderia ficar em segundo plano para dar segurança ao ego delas? :confuso:
Não é que não possa, ou não pudesse... mas mais provavelmente, levando em conta essas coisas como vantagem reprodutiva dessa divisão de trabalho, maior aceitação dos que agem mais de acordo com os ideais estereotipados, o ego da mulher será mais comumente satisfeito por ser bem sucedida "como mulher", o que não inclui ter um homem que seja menos qualificado que ela para realizar o papel masculino esperado pela sociedade.


"A testosterona garante aos homens maior massa muscular e maior agressividade, variáveis que vejo como totalmente ou parcialmente intimidadores do potencial feminino!"

Sei que você apenas citou um exemplo de fator biológico que influência a cultura. Gostaria de fazer uma pergunta a respeito do seu exemplo:

A maior agressividade do homem impediria a mulher de lutar pela sua própria liberdade? Um lutador de boxe sarado é bem mais agressivo e forte do que eu, mas prefiro morrer na luta ao ser um escravo de sua vontade. Como poderia pensar essa liberdade de escolha diante dos fatores biológicos?  :/

Não é algo que impede de maneira "absoluta", tanto que está mudando, apesar desse tipo de violência ainda ocorrer.

Outra coisa acho que é uma situação vista como natural e essa sua situação meio surreal, de um boxeador mandando na sua vida. Enquanto "é maluquice" aceitar um boxeador de repente comandando sua vida, essa insubordinação feminina na maior parte do tempo foi vista como o jeito que as coisas são... pelas próprias mulheres, inclusive... sem existir outra opção aparente, sem inspiração para ser diferente... nada de ideais de liberdade, de lutar "contra a opressão"... e talvez mesmo sem muita vontade de que fosse diferente. Não é como se fosse uma situação terrível e desumana a das mulheres exercendo o "papel natural"... não teriam porque desejar ardentemente começar a fazer o que tipicamente só os homens faziam e lutar por isso... acredito que isso começou a acontecer não tanto por simples vontade pessoal, mas por necessidade para sobrevivência na sociedade em mudanças mesmo.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Wladimir em 13 de Maio de 2006, 11:41:52
As mulheres estão mais propensas a ter uma religião ou crença que lhes forneça um conforto espiritual devido ao fato delas estarem mais vulneráveis às circunstâncias da vida de uma sociedade machista, como necessidade de arrumar marido, gestação, parto, possibilidade de aborto, viuvez, mãe solteira e ainda a grande influência psicológia na infância do pai (ou da sua ausência) torna propício a formação de um DEUS-PAI.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 13 de Maio de 2006, 12:06:17
Bem vindo Wladimir. Seria bom que voce se apresentasse pra nós, tem um tópico lá pras isso.
As mulheres estão mais propensas a ter uma religião ou crença que lhes forneça um conforto espiritual devido ao fato delas estarem mais vulneráveis às circunstâncias da vida de uma sociedade machista
Voce tem provas disso, algum estudo, etc? Ou é só achismo?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 13 de Maio de 2006, 13:10:49
uma vez li algo interessante num livro, que até mencionei brevemente, implicitamente, aqui... era citado um trabalho de uns caras que não lembro o nome, que sugeria que as mães tem maior importância na determinação da religiosidade dos filhos... por essa mesma lógica, das mães estarem mais em contato com os filhos que os pais, de modo geral, acredito que as mães influenciem ainda mais as filhas que os filhos.

Isso não explica ainda porque as mulheres "para começar" seriam mais freqüentemente religiosas... mas explicaria esse suposto desnível como simples conservação...

Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Siegfried em 14 de Maio de 2006, 03:47:46
(...) Não é que não possa, ou não pudesse... mas mais provavelmente, levando em conta essas coisas como vantagem reprodutiva dessa divisão de trabalho

Por que uma vantagem reprodutiva?
(Tenho uma vaga idéia da razão para você dizer isso.)

(...) maior aceitação dos que agem mais de acordo com os ideais estereotipados, o ego da mulher será mais comumente satisfeito por ser bem sucedida "como mulher".

Ideais estereotipados por quem? Pelas mulheres? É uma escolha quando uma mulher quer estar de acordo com o perfil de mulher imposto culturalmente. Outras mulheres escolhem viver a vida da sua maneira, ter a sua liberdade de pensamento. Ainda sim, são escolhas livres e de consciências pensantes.

(...) essa sua situação meio surreal, de um boxeador mandando na sua vida. Enquanto "é maluquice" aceitar um boxeador de repente comandando sua vida.

Meu exemplo foi ridículo mesmo! :hihi: Apenas questionei que uma desvantagem de força física não vai tirar a liberdade de escolha de ninguém, poderia até reduzir o número de escolhas, porém temos a escolha de recusar qualquer coisa até mesmo a liberdade de escolher. Não sei também se uma força física maior superaria o espírito corajoso de combate.

(...) essa insubordinação feminina na maior parte do tempo foi vista como o jeito que as coisas são... pelas próprias mulheres, inclusive... sem existir outra opção aparente, sem inspiração para ser diferente... nada de ideais de liberdade, de lutar "contra a opressão"... e talvez mesmo sem muita vontade de que fosse diferente.

Como você mesmo disse não havia vontade que fosse diferente. Ou seja, foi escolhido o conformismo. Um exemplo seria a própria maneira de pensar a naturalidade do mundo: você pode aceitar o mundo dado mastigado ou optar pelo esforço reflexivo e buscar o conhecimento verdadeiro.

(...) não teriam porque desejar ardentemente começar a fazer o que tipicamente só os homens faziam e lutar por isso.
(...) acredito que isso começou a acontecer não tanto por simples vontade pessoal, mas por necessidade para sobrevivência na sociedade em mudanças mesmo.

Também penso que a mulher não tem que ser igual ao homem, mas traçar suas próprias características.

"Necessidade de sobrevivência na sociedade".
Mas além de participar da sociedade também poderíamos escolher: mudar, destruir, explorar, abandonar; atrapalhar, trair, etc.
Um outro exemplo ridículo: O Brasil enfrenta graves problemas de corrupção, educação, violência e emprego. Se nada é feito para mudar este país é porque ninguém quer. Desejar somente é fácil, mas e ESCOLHER trabalhar por isso? Cada um escolheu lutar apenas pelos seus próprios interesses, como esperar um país diferente?


Basicamente, o que estou dizendo é o seguinte: homens e mulheres são iguais na faculdade da racionalidade e ambos possuem a mesma liberdade de escolha. O que ainda não consigo entender bem é porque a mulher praticamente sempre ficou em segundo plano? Não tenho uma resposta definida, é provável que seja devido à cultura. Só penso que existam muitos pontos questionáveis na idéia de apenas "um reflexo cultural". (espero não ter criado uma confusão ainda maior com este resumo)

Valeu pela paciência, Danniel!  :ok:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 14 de Maio de 2006, 19:48:12
(...) Não é que não possa, ou não pudesse... mas mais provavelmente, levando em conta essas coisas como vantagem reprodutiva dessa divisão de trabalho

Por que uma vantagem reprodutiva?
(Tenho uma vaga idéia da razão para você dizer isso.)
Bem, se as mulheres se especializando também culturalmente em reprodução têm mais filhos e filhas, também transmitem essa especialização cultural, para filhos, filhas, irmãs, amigas... que serão também mais numerosas... enquanto que se por acaso existissem famílias ou povoados em que as mulheres inventassem algum jeito primitivo de não engravidar tão freqüentemente, passariam essa cultura para menos filhos e filhas, ou menos amigas e parentes...

Ainda assim, parece que há alguns povos que tem métodos primitivos de controle de natalidade.... já ouvi falar algo como abstinência sexual por 3 anos depois de cada filho.... é como um tabu, parece que tem embasamento místico/religioso, acho... seria interessante ver nessas sociedades se há alguma diferença quanto a outros aspectos da divisão de trabalho entre homens e mulheres, em decorrência disso... (se bem que, não tendo mais filhos por três anos não garante uma liberdade total do lar, apenas diz que terá que se cuidar de apenas um bebê (ou dois, se gêmeos) até os três anos, talvez juntamente com uma criança anterior que já tenha 3, e quem sabe algum irmâo ou irmã de 6, antes de ter mais outro filho...)


(...) maior aceitação dos que agem mais de acordo com os ideais estereotipados, o ego da mulher será mais comumente satisfeito por ser bem sucedida "como mulher".

Ideais estereotipados por quem? Pelas mulheres? É uma escolha quando uma mulher quer estar de acordo com o perfil de mulher imposto culturalmente. Outras mulheres escolhem viver a vida da sua maneira, ter a sua liberdade de pensamento. Ainda sim, são escolhas livres e de consciências pensantes.
Eu não estou dizendo que não sejam escolhas de consciências pensantes... mas são consciências formadas de acordo com os padrões da sociedade em que essa consciência se formou (os estereótipos são criados pela sociedade em geral, homens, mulhres, idosos e crianças). Ou seja, desde pequena a menina está aprendendo que deve ser mulher, que deve ter um marido assim e assado, que deve cuidar dos filhos, etc... só mais tarde, depois da infância, e apenas em raros casos, que algumas pessoas começam a filosofar sobre os papéis sutilmente impostos pela sociedade e se é aquilo que realmente desejam... no geral, todos vâo com a maré.

Pense por exemplo, no caso oposto... hoje muitas mulheres querem ser independentes e etc... mas pense na dificuldade de se achar um homem que queira viver como mulher à moda antiga, que queira ser sustentado por uma mulher de sucesso, e viver totalmente as custas dela, apenas cuidando do lar e dos filhos, preparando almoço e jantar para a mulher... isso pode até ocorrer em alguns casos, mas acaba sendo mais por acaso, por ter tido já filhos, por ter tido azar na carreira profissional enquanto sua mulher se saia muito bem, do que por um ideal individual desse cara. A maior oposição a essa inversão total de papéis é justamente as pessoas terem crescido aprendendo os ideais inversos ditados pela sociedade... qualquer cara que dissesse que tenha esse ideal invertido, seria em boa parte do tempo visto como vagabundo, talvez pensassem que fosse gay, etc, teria vários problemas. Ou seja, além das pessoas que pensam diferentemente serem raras por causa da "maré" da sociedade que leva a maioria das pessoas, ainda esses poucos tem os problemas de ir contra a maré. A realidade não é tão simples como uma pessoa ter um pensamento totalmente individual e decidir o que quer para si, sem qualquer influência do contexto cultural...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Siegfried em 14 de Maio de 2006, 23:00:36
Bem, se as mulheres se especializando também culturalmente em reprodução têm mais filhos e filhas, também transmitem essa especialização cultural, para filhos, filhas, irmãs, amigas... que serão também mais numerosas... enquanto que se por acaso existissem famílias ou povoados em que as mulheres inventassem algum jeito primitivo de não engravidar tão freqüentemente, passariam essa cultura para menos filhos e filhas, ou menos amigas e parentes...

Basicamente você está dizendo: A cultura que faz a mulher ter mais filhos predomina, já que há mais representantes.

Citação de: Danniel
(..) Eu não estou dizendo que não sejam escolhas de consciências pensantes... mas são consciências formadas de acordo com os padrões da sociedade em que essa consciência se formou.
(...) Ou seja, além das pessoas que pensam diferentemente serem raras por causa da "maré" da sociedade que leva a maioria das pessoas, ainda esses poucos tem os problemas de ir contra a maré. A realidade não é tão simples como uma pessoa ter um pensamento totalmente individual e decidir o que quer para si, sem qualquer influência do contexto cultural..."

Concordo em parte, até adoto a mesma opinião. Mas pensar tudo apenas como reflexo cultural é o que não me satisfaz :confuso:. Penso que ter uma atitude reflexiva ou não é uma escolha ("ir ou não contra a maré").

Eu poderia imaginar outro exemplo de cultura:

Pensemos uma sociedade arcaica em que as mulheres são consideradas seres divinos. Ao homem cabe trabalhar (sempre uma tarefa específica sem questionar), lutar como soldado da fé e realizar os rituais divinos (que reforçam a dominação cultural). Toda a vida do homem é racionalizada pelas mulheres: tempo para dormir, para viver, para trabalhar, para os rituais, para procriar, etc. Toda a diversão do homem tem alguma ligação com a sua alienação cultural. As mulheres cabem as atividades contemplativas e administrativas da sociedade.

Parte das mulheres é responsável por gerar e cuidar das crianças em grandes centros infantis, o que permite que uma mulher cuide de várias crianças. Crianças do sexo feminino são criadas por mulheres. Crianças do sexo masculino depois de alguns anos nos centros de alienação recebem seus trabalhos (no início bem leve). E apenas alguns homens são escolhidos para a reprodução.

A responsabilidade da mulher de cuidar de seus filhos é praticamente tirada com os grandes centros de criação e com a "escravidão divina" do trabalho do homem que auxilia nos cuidados.

Se a cultura é o faz a mulher ficar em segundo plano, então a mulher também pode criar uma cultura que a faça predominar.

O que torna complicada a formação dessa sociedade imaginária é pensar sua origem. Realmente, no início dos tempos, antes do advento do mito ou da razão (meio para controle mental), o homem tinha vantagens sobre a mulher, e aos poucos foi consolidando seu domínio sobre ela e criando uma cultura difícil de ser destruída. Exemplo: Em toda cultura o exército que protege as leis é feito de homens. Bem, isso se pensar a cultura como uma sucessão de acontecimentos (o que muito historiador nega existir). Porém, não sei se uma cultura de alienação pode realmente paralisar o senso crítico, a liberdade de escolha e vontade de cada um (o que também acabaria com a minha sociedade imaginária :hihi:).

Bem, considerando novamente que tudo é uma questão cultural. Hoje em dia, o senso crítico, o ideal de liberdade e o racionalismo estão sendo mais valorizados e a mulher a cada dia ganha mais direitos e espaço na sociedade. Espero que essa tendência continue! :) E tenho certeza que tudo está mudando devido à força de vontade da mulher que escolheu lutar, não foi uma liberdade dada pelos homens.

E este assunto já está pifando meus 3 neurônios! :confuso:
Perdão se delirei muito neste tópico. :confuso:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: rizk em 15 de Maio de 2006, 01:22:24
A cada dia das maes que passa, mais evidencia de que nao existe tal coisa como "instinto materno" aparece. Existe, sim, preocupacao em deixar descendencia. Entao vamos parar de uma vez com essa historia da sabia natureza, sim.



Siegfried, vc diz que "Hoje em dia, senso crítico, o ideal de liberdade e o racionalismo estão sendo mais valorizados". Cara, faz favor. O que a gente faz com a ascensao do Islam no final do XX, esconde debaixo da cama?!? O projeto moderno iluminista etc nao chegou onde deveria, entao nao da nem pra dizer que os nossos tempos sao um retorno ao obscurantismo (nao digo isso por causa exclusivamente do islam, claro).

De todo modo, eu achei legal o seu delirio hehe. Isso que vc escreveu me lembra um mito indigena da America que tem na introducao do "historia do novo mundo": a lua instruiu as mulheres a se fanstasiarem de monstros e assim fantasiadas elas assustavam os homens pra eles fazerem todo o trabalho enquanto elas vagabundavam, mas o sol teve pena deles e dedurou a pilantragem, e ai foram os homens que passaram a se fantasiarem de monstros para assustar as mulheres, e assim tudo comecou.

Sempre tem um ou outro que ve a luz, que ve que as coisas estao esquisitas... e a ameaca aa ordem que estes representam eh o motivo dos mecanismos de repressao. Esses mitos, como esse que eu contei agora, ou o de pandora, ou o de eva, qualquer outro (porque isso ABUNDA), a meu ver, sao a maneira de repressao par excellence. Sao aquelas coisas que vc ouve desde pequeno, que voce usa pra construir o seu acervo de opinioes e posicionamentos. Como a gente se livra disso?

Como eu disse, os conhecimentos que nos aqui temos nao sao acessiveis aa maioria das mulheres. Eu ainda acho que a gente tem que dar sequencia ao projeto da modernidade, e acho que disponibilizar a informacao e as condicoes de entende-la sao as unicas coisas que funcionam pra gente tornar a sociedade mais justa, em todos os ambitos.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 15 de Maio de 2006, 11:30:06
Meu Q.I não permite ler coisas como Superinteressante, ele me permite ler e aceitar coisas ditas em revistas do estilo Scientific American, Ciência Hoje, Science, Nature, PNAS!! Prefiro deixar essas leituras estilo SI pra homens intelectuais como v3n0w!! :biglol:

Uma dica pra você e pros jornalistas da SI: Jay Gould tem um ótimo livro sobre testes de Q.I e similares. Neste, ele mostra como testes desse tipo foram manipulados e usados para justificar todo tipo de preconceito!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 15 de Maio de 2006, 16:17:31
Meu Q.I não permite ler coisas como Superinteressante, ele me permite ler e aceitar coisas ditas em revistas do estilo Scientific American, Ciência Hoje, Science, Nature, PNAS!! Prefiro deixar essas leituras estilo SI pra homens intelectuais como v3n0w!! :biglol:

Uma dica pra você e pros jornalistas da SI: Jay Gould tem um ótimo livro sobre testes de Q.I e similares. Neste, ele mostra como testes desse tipo foram manipulados e usados para justificar todo tipo de preconceito!


Essa frase acho que serve para o Jay Gould: "É algo que acarreta uma fé passional por parte dos biólogos e antropólogos 'politicamente corretos' o fato de que o tamanho do cérebro não tem correlação alguma com a inteligência; que a inteligência não tem nada a ver com os genes; e que os genes são provavelmente só umas coisinhas fascistas". Richard Dawkins, sem mais.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 15 de Maio de 2006, 16:18:47
PelamordeGod, prove que teste de QI funciona, alias prove que ele faz sentido, ou cale-se p[ara sempre.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 15 de Maio de 2006, 16:30:48
A razão tamanho do cérebro pela massa corpórea tem relação com inteligência, sim. Caso não tivesse, o Homo sapiens e cetáceos não possuíriam um cérebro mais complexo que de outros organismos!

Mas, essa razão está longe de ser definida por um teste de lógica! E até o momento não foi isolado qualquer gene relacionado com inteligência, e se existisse, ele provavelmente não seria inibido ou expresso por maiores taxas de testosterona! Tal gene hipotetico não está no diminuto cromosso Y, esse já foi bastante mapeado. E só faria sentido falar em um gene masculino pra inteligência se ele estivesse no Y, caso não estivesse, qualquer mulher o teria!

Não é questão de ser politicamente correta ou não. É apenas perceber as diferenças biológicas e culturais!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 15 de Maio de 2006, 16:34:47
Mas cuidado gênio do Q.I! Seria mais ou menos isso:  você pesa 80kg e seu cérebro tem em média 1,4 kg...você espera mesmo que eu com 48kg tenha o cérebro do tamanho do cérebro de um homem?! Não, você precisa calcular o tamanho do meu cérebro pelo meu peso!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 15 de Maio de 2006, 17:40:10
Mas cuidado gênio do Q.I! Seria mais ou menos isso:  você pesa 80kg e seu cérebro tem em média 1,4 kg...você espera mesmo que eu com 48kg tenha o cérebro do tamanho do cérebro de um homem?! Não, você precisa calcular o tamanho do meu cérebro pelo meu peso!

Quem dera... Quanto a parte genetica dexo para voce. Mas tem mulheres com QI de 180, como eu disse antes, nao é uma regra, e sim uma média. Entao acho que nao seria o caso de um gene da inteligencia.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 15 de Maio de 2006, 17:43:37
Quem dera o que?!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 15 de Maio de 2006, 17:45:17
PelamordeGod, prove que teste de QI funciona, alias prove que ele faz sentido, ou cale-se p[ara sempre.

O onus da prova nao cabe a mim, e já foi feito.

Agora vale tem em mente que o teste é feito com a suposição de que inteligencia, significa raciocionio logico, oque para voce, pode nao fazer sentido.

Agora, nao existe prova maior, doque voce mesmo pegar alguem que seja muito bom em matematica e fazer o teste e comparar com alguem que tenha estudado a mesma coisa, mas como dificuldades. A diferença vai ficar bem clara no teste.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 15 de Maio de 2006, 17:46:24
Quem dera o que?!

Eu fosse o gênio do QI, nao foi disso que voce me chamou? :)
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 15 de Maio de 2006, 17:49:32
Se fosse, tiraria 10 nas provas de lógica! Mas isso não garantiria um bom desempenho em situações novas ou capacidade de armazenar informações!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 15 de Maio de 2006, 17:55:30
Se fosse, tiraria 10 nas provas de lógica! Mas isso não garantiria um bom desempenho em situações novas ou capacidade de armazenar informações!

Depende das novas situaçoes.  E realmente armazenar informaçoes nao tem nada haver com QI.

Por falar em prova de logica eu to querendo brigar com um professor que cobrou o teste de QI do Einstein em uma prova da faculdade. Um absurdo na minha opiniao.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 15 de Maio de 2006, 18:06:50
Essas coisas estão incluídas em alguns conceitos de inteligência segundo a neurologia!   
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 15 de Maio de 2006, 23:15:53
Essas coisas estão incluídas em alguns conceitos de inteligência segundo a neurologia!   

Segundo o teste, nao. Como eu já disse, ele analiza o proposto.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 16 de Maio de 2006, 00:13:55
Mas cuidado gênio do Q.I! Seria mais ou menos isso:  você pesa 80kg e seu cérebro tem em média 1,4 kg...você espera mesmo que eu com 48kg tenha o cérebro do tamanho do cérebro de um homem?! Não, você precisa calcular o tamanho do meu cérebro pelo meu peso!

mas isso não é QE? Quociente de Encefalização??? Nada a ver com QI, ou ao menos muito parcamente relacionado (serve mais para apontar a inteligêncie entre espécies do que dentro de uma)
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 16 de Maio de 2006, 10:17:15
Não tem nada a ver com Q.I, Danniel. É apenas a resposta a frase de Dawkins, pra mostrar que biólogos não afirmam que tamanho de cérebro e complexidade cerebral não são relacionados!

v3n0w: Q.I é teste de inteligência lógica apenas (que pode ser aumentando mediante testes  treinamento), se pesquisar um pouco mais sobre o assunto verá que existem vários tipos de inteligência!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 16 de Maio de 2006, 10:51:17
Me lembro de um teste que vi, nao sei se era de QI da Veja ou se era o que, mas serve pra ilustrar meu ponto. A pergunta tinha a ver com uma progressao geometrica de razao dois.

Tipo assim: 2, 4, 8, 16, 32...

Se alguem sem estudar matematica respondesse ela em 10 segundos, essa pessoa certamente eu iria considerar inteligente. Mas pra quem faz ciencia da computacao e/ou mexe com programação, código binário... bate o olho e sem pensar já sabe quanto é 2 elevado a 16, entende?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Diegojaf em 16 de Maio de 2006, 11:11:55
Essa questão caiu em uma prova psicotécnica que eu fiz não faz muito tempo pra um concurso.

Por ter estudado Lógica da computação, eu fiz muitas das questões rapidamente... além de outras que eu já vi em testes pela net.

A questão é, eu me saí muito bem na prova porque estava preparado, sabia como funcionavam alguns e outros que não conheciam, foram fáceis justamente por lógica.

Acho que treinamento é tudo nessa questão de testes de Q.I....
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 16 de Maio de 2006, 12:13:56
Algumas questões repetem nesses testes, ou são muito muito parecidas, mais ou menor como um camundongo que aprende a apertar os mesmos botões em situações similares!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 16 de Maio de 2006, 12:47:17
Mas como esse cara acha que pode exisitir um teste de intenligência que não possa ser aprendido se inteligencia depende da capacidade de aprender???
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 16 de Maio de 2006, 13:44:31
Não tem nada a ver com Q.I, Danniel. É apenas a resposta a frase de Dawkins, pra mostrar que biólogos não afirmam que tamanho de cérebro e complexidade cerebral não são relacionados!

v3n0w: Q.I é teste de inteligência lógica apenas (que pode ser aumentando mediante testes  treinamento), se pesquisar um pouco mais sobre o assunto verá que existem vários tipos de inteligência!

Querida, to dizendo isso desde o começo, agora veja, que na minha opiniao, o raciocio logico é o mais importante, e com certeza para quem fez o teste de QI tambem, eu conheco a teoria das multiplas inteligencias sim.

Se se voce reparar, uma pessoa ruim em raciocionio logico acaba sendo burra em tudo, repare tambem que o QI, esta relacionado diretamente com o ceticismo, escritores famosos, atores bem sucedidos, cientistas e assim por diante...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 16 de Maio de 2006, 13:52:26
Mas como esse cara acha que pode exisitir um teste de intenligência que não possa ser aprendido se inteligencia depende da capacidade de aprender???

Aff cara para de viajar, o teste de QI provou sua validade sendo INATO. Medir uma coisa que se aprende qualquer professor faz.


E agora me diz uma coisa, vc nunca viu ninguem que estuda pouco e tira nota boa e alguem que estuda mto e vai mal? Em que planeta voce esta?

Vo te conta uma historia, na minha sala de ciencias da computacao tem um nerd, que foi destaque escolar no 1º periodo, passou com tudo acima de 98. O cara só estuda, nao faz mais nada da vida.
Dai agora que estamos no segundo periodo veio a materia de Progamacao, que é quase que pura logica, ou seja é MUITO mais dificil ser aprendida por alguem que nao tenha raciocionio logico mto bom, ai oque aconteceu? O cara me tira 5/25, na prova.

Oque eu quero dizer com isso? Exatamente a diferença que o raciocinio logico faz, e o cara sem duvidas que estudou feito um loko né.

O ceticismo ensina a ser critico, mas ensina tambem a dar o braço a torcer quando as provas estao na mesa, e ISSO é o principal da ciencia. É oque difere a ciencia da religiao. E pelo visto voce esta muito mais para religiao. A religiao dos politicamente corretos.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Diegojaf em 16 de Maio de 2006, 13:55:56
Se se voce reparar, uma pessoa ruim em raciocionio logico acaba sendo burra em tudo, repare tambem que o QI, esta relacionado diretamente com o ceticismo, escritores famosos, atores bem sucedidos, cientistas e assim por diante...

Duas palavras...: Tom Cruise :lol:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 16 de Maio de 2006, 13:57:16
Mas como esse cara acha que pode exisitir um teste de intenligência que não possa ser aprendido se inteligencia depende da capacidade de aprender???

Aff cara para de viajar, o teste de QI provou sua validade sendo INATO. Medir uma coisa que se aprende qualquer professor faz.
Antes de a gente continuar, será que voce poderia esclarecer o que é que voce entende por testes de QI???
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 16 de Maio de 2006, 13:59:03
Se se voce reparar, uma pessoa ruim em raciocionio logico acaba sendo burra em tudo, repare tambem que o QI, esta relacionado diretamente com o ceticismo, escritores famosos, atores bem sucedidos, cientistas e assim por diante...

Duas palavras...: Tom Cruise :lol:

hehe mas religiao fode a cabecinha do povo mesmo...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 16 de Maio de 2006, 14:05:51
Mas como esse cara acha que pode exisitir um teste de intenligência que não possa ser aprendido se inteligencia depende da capacidade de aprender???

Aff cara para de viajar, o teste de QI provou sua validade sendo INATO. Medir uma coisa que se aprende qualquer professor faz.
Antes de a gente continuar, será que voce poderia esclarecer o que é que voce entende por testes de QI???

Mede o raciocinio logico de uma pessoa, que é provadamente inato.  Cara le esse textinho aqui da wikipedia... Acho que voce vai conseguir as provas que esta querendo.

"Segundo Jared Diamond, em seu livro "Armas, germes e aço", o resultado e a validade de testes de QI devem ser relativizados: segundo ele, qualquer ocidental teria certamente péssimos resultados em um teste de QI elaborado por aborígenes australianos, por exemplo. O leitor há de se perguntar por que um teste de inteligência deveria exigir algum tipo de cultura mínima, e se isso é realmente necessário, de que cultura está-se a falar. E como resposta óbvia, constatará que precisa de uma forma de comunicação, de um sistema de contagem e de operações aritméticas, que são alguns dos elementos culturais que enriquecem as possibilidades de articulação consistente de idéias apropriadas para fiéis representações dos fatos senscientes, para análises e sínteses, sem as quais não se pode atingir níveis mais elevados de compreensão. Em média, os metropolitanos são mais inteligenets do que os tribais. Estudos de Richard Lynn indicam QI médio 100 para os metropolitanos e 70 para os tribais, em testes que consistem no reconhecimento e reprodução de padrões visuais. Os mesmos testes também já foram aplicados em chimpanzés e gorilas, sendo que a gorila com melhor performance (chamada "Koko") alcançou QI 95, portanto, se até mesmo um gorila, cuja cultura é radicamente diferente da nossa, pode ter escores semelhantes aos humanos num teste "culture fair", é evidente que o fator cultural nestes testes não tem peso tão importante e não é suficiente para explicar o baixo desempenho de tribos aborígenes. Além disso, pessoas que nasceram em tribos, como Philip Emeagwali, alcançam escores acima de 180 e até acima de 190 em testes baseados em cultura diferente daquela em que eles nasceram e cresceram. Estes são fatos amplamente documentados, não são meras opiniões de Jared Diamond."
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 16 de Maio de 2006, 14:09:46
Mede o raciocinio logico de uma pessoa, que é provadamente inato.

Eu perguntei o que é, e não o que mede. Isso você já tinha falado.

Me diga o que voce entende por testes de QI. Nao me parece que voce e as outras pessoas neste tópico estejamos falando da mesma coisa.

Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 16 de Maio de 2006, 14:13:39
Mede o raciocinio logico de uma pessoa, que é provadamente inato.

Eu perguntei o que é, e não o que mede. Isso você já tinha falado.

Me diga o que voce entende por testes de QI. Nao me parece que voce e as outras pessoas neste tópico estejamos falando da mesma coisa.



É um teste que mede... Ou "Quociente de inteligência (abreviado para QI, de uso geral) é uma medida derivada da divisão da idade mental pela idade cronológica, obtida por meio de testes desenvolvidos para avaliar as capacidades cognitivas (inteligência) de um sujeito, em comparação ao seu grupo etário."

E leia mais esse textinho sobre o politicamente correto:

"É importante ter em mente que o uso de eufemismos para mascarar determindas deficiências não diminui as gravidade das deficiências propriamente ditas. Por outro lado também é importante ter em mente que palavras desestimulantes (como as classificações nominais propostas inicialmente por Terman, como "idiota", "imbecil" etc.) podem ter efeitos traumáticos e prejudicar o desempenho, a sociabilização e a autoestima. Alguns educadores e psicólogos pecam pelo excesso de cuidados ao tentar evitar o uso de termos ou sentenças que possam ser encarados como "politicamente incorretos", enquanto outros pecam por agir da maneira oposta. O ideal é procurar compreender como são fatos, de forma nua e crua, quando se lida com dados científicos, e procurar ser sensível quando se comunica estes fatos às pessoas envolvidas. Crianças que necessitam de atenção especial para acompanhar o ritmo dos colegas de mesma idade é porque possuem menor aptidão para o aprendizado, e isso é um fato bastante evidente. Porém ao lidar com os pais destas crianças pode ser mais apropriado atenuar a gravidade do problema, na medida que isto for possível e desde que isso não implique prejuízos para a criança. Em casos de QI abaixo de 70 ou abaixo de 60, é praticamente impossível mascarar o problema sem causar prejuízos à criança, já que esta criança terá seríssimas dificuldades para acompanhar o ritmo normal e poderia ter um acompanhamento mais apropriado se estudasse numa instituição especializada."
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Diegojaf em 16 de Maio de 2006, 14:14:13
Como foi com a gorila?!? Chegaram no meio do bando e pediram "Aqui, preenche esse formulário por favor..." ou ela foi intensivamente treinada antes de se submeter aos testes?

O tal Philip naceu em uma tribo, mas ele cresceu e foi educado nessa mesma tribo? (o nome não parece tribal)

Que eu me lembre, o teste de Q.I. é tão polêmico visto seu constante uso anterior para provar supremacias raciais, étnicas e justificar alguns atos passados...:?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 16 de Maio de 2006, 14:21:06
Citar
É um teste que mede... Ou "Quociente de inteligência (abreviado para QI, de uso geral) é uma medida derivada da divisão da idade mental pela idade cronológica, obtida por meio de testes desenvolvidos para avaliar as capacidades cognitivas (inteligência) de um sujeito, em comparação ao seu grupo etário."
falou falou e nao respondeu o que eu perguntei.

Citar
leia mais esse textinho sobre o politicamente correto:
Porque eu deveria ler isso?

Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 16 de Maio de 2006, 14:21:11
Como foi com a gorila?!? Chegaram no meio do bando e pediram "Aqui, preenche esse formulário por favor..." ou ela foi intensivamente treinada antes de se submeter aos testes?

O tal Philip naceu em uma tribo, mas ele cresceu e foi educado nessa mesma tribo? (o nome não parece tribal)

Que eu me lembre, o teste de Q.I. é tão polêmico visto seu constante uso anterior para provar supremacias raciais, étnicas e justificar alguns atos passados...:?

É, como eu já tinha dito ele é polemico mesmo, a verdade é polemica, ou voce acha que um teste que mostra a mulher mais burra que o homem ia ser normal? As mulheres caem matando no teste, e os politicamente corretos tambem. Mas como mostra a ultima frase do textos, as evidencias sao inegaveis.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 16 de Maio de 2006, 14:22:17
Mas como mostra a ultima frase do textos, as evidencias sao inegaveis.
Até agora não vi evicência nenhuma.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 16 de Maio de 2006, 14:22:26
Citar
É um teste que mede... Ou "Quociente de inteligência (abreviado para QI, de uso geral) é uma medida derivada da divisão da idade mental pela idade cronológica, obtida por meio de testes desenvolvidos para avaliar as capacidades cognitivas (inteligência) de um sujeito, em comparação ao seu grupo etário."
falou falou e nao respondeu o que eu perguntei.

Citar
leia mais esse textinho sobre o politicamente correto:
Porque eu deveria ler isso?



Voce ta querendo me irritar só porque leu os textos e nao quer dar o braço a torcer... No fundo voce sabe quem ta certo.... hehe
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 16 de Maio de 2006, 14:23:55
Não.

Você está cuspindo textos fora do tema em discussao e quer que eu leia, e não responde o que eu pergunto.

Citar
No fundo voce sabe quem ta certo.... hehe
essa frase merecia cartão, mas vou ficar calada.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 16 de Maio de 2006, 14:24:07
Mas como mostra a ultima frase do textos, as evidencias sao inegaveis.
Até agora não vi evicência nenhuma.
O pior cego é aquele que nao quer enxergar... ;)
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 16 de Maio de 2006, 14:24:48
Mas como mostra a ultima frase do textos, as evidencias sao inegaveis.
Até agora não vi evicência nenhuma.
O pior cego é aquele que nao quer enxergar... ;)
Voce é kardecista?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 16 de Maio de 2006, 14:26:02
Não.

Você está cuspindo textos fora do tema em discussao e quer que eu leia, e não responde o que eu pergunto.

Citar
No fundo voce sabe quem ta certo.... hehe
essa frase merecia cartão, mas vou ficar calada.

Cuspindo texto? Eu to discutindo aqui faz 4 paginas sem postar texto nenhum, e o povo só duvidando de mim, dai quando posto um textinho que deixa evidente a coisa nego fala que o texto nao tem nada haver....

Voce é mulher?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 16 de Maio de 2006, 14:27:55
Voce é mulher?
Não sei. É sério.

Por que a pergunta?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 16 de Maio de 2006, 14:30:23
Voce é mulher?
Não sei. É sério.

Por que a pergunta?

Porque achei que fosse homem até eu ler "calada"
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 16 de Maio de 2006, 14:32:06
Porque achei que fosse homem até eu ler "calada"
Jura? eu escrevo que nem homem???? Oh, nãoooooo....

 :chorao: :chorao: :chorao: :chorao: :chorao:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 16 de Maio de 2006, 14:33:16
Mas como esse cara acha que pode exisitir um teste de intenligência que não possa ser aprendido se inteligencia depende da capacidade de aprender???

Aff cara para de viajar, o teste de QI provou sua validade sendo INATO. Medir uma coisa que se aprende qualquer professor faz.
Antes de a gente continuar, será que voce poderia esclarecer o que é que voce entende por testes de QI???

Mede o raciocinio logico de uma pessoa, que é provadamente inato. 
Quem provou que o raciocínio lógico é inato e com que?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 16 de Maio de 2006, 14:37:11
Mas como esse cara acha que pode exisitir um teste de intenligência que não possa ser aprendido se inteligencia depende da capacidade de aprender???

Aff cara para de viajar, o teste de QI provou sua validade sendo INATO. Medir uma coisa que se aprende qualquer professor faz.
Antes de a gente continuar, será que voce poderia esclarecer o que é que voce entende por testes de QI???

Mede o raciocinio logico de uma pessoa, que é provadamente inato. 
Quem provou que o raciocínio lógico é inato e com que?

Provou mostrando que o estudo nao altera o resultado do teste. Quem provou? Foram feitos diversos testes em relacao a isso e por diversas pessoas.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 16 de Maio de 2006, 14:39:25
Olha, com treinamento com certeza o índice de raciocínio lógico de qualquer um aumenta! O que um cético baseado em ciência como você não percebe é que não existem verdades absolutas!

Você defende esse teste com uma fé cega, que confesso só vejo em religiosos fundamentalistas! Não lembra que todo exame testa apenas uma coisa característica, não várias ao mesmo tempo! Que eu saiba por enquanto não foi criado um teste que mensure a complexidade do cérebro humano!

E acho que você não mostrou qualquer cacife intelectual que prove sua superioridade cerebral perante qualquer mulher, principalmente as presentes.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 16 de Maio de 2006, 14:39:37
Porque achei que fosse homem até eu ler "calada"
Jura? eu escrevo que nem homem???? Oh, nãoooooo....

 :chorao: :chorao: :chorao: :chorao: :chorao:

Nao por isso, mas pelo nick, apesar que tem indicando mulher la, mas nem reparo direito.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 16 de Maio de 2006, 14:42:01
MAs Guinevere é nome de mulher!! Nossa, eu sou um fracasso, mesmo! Acho que vou mudar meu nick pra "Maria"...

Você não respondeu se é kardecista.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 16 de Maio de 2006, 14:43:31
Olha, com treinamento com certeza o índice de raciocínio lógico de qualquer um aumenta! O que um cético baseado em ciência como você não percebe é que não existem verdades absolutas!

Você defende esse teste com uma fé cega, que confesso só vejo em religiosos fundamentalistas! Não lembra que todo exame testa apenas uma coisa característica, não várias ao mesmo tempo! Que eu saiba por enquanto não foi criado um teste que mensure a complexidade do cérebro humano!

E acho que você não mostrou qualquer cacife intelectual que prove sua superioridade cerebral perante qualquer mulher, principalmente as presentes.

Voce leu os textinho que eu postei pra sua amiga? A cultura da pessoa pode fazer uma diferença de 5% no teste, mas nada que seja relevante.

E estou longe de fazer isso, e pela milesima vez eu digo que é uma media e nao uma regra, portanto é perfeitamente normal que voce seja mais inteligente que eu. E eu nao ligaria que fosse, mas que voce tem certa dificultade de dar o braço a torce como a sua amiga, aaa tem...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 16 de Maio de 2006, 14:45:10
MAs Guinevere é nome de mulher!! Nossa, eu sou um fracasso, mesmo! Acho que vou mudar meu nick pra "Maria"...

Você não respondeu se é kardecista.

Eu nem sei oque é isso...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 16 de Maio de 2006, 15:35:58
Citar
Além disso, pessoas que nasceram em tribos, como Philip Emeagwali, alcançam escores acima de 180 e até acima de 190 em testes baseados em cultura diferente daquela em que eles nasceram e cresceram.
Isso demonstra grandemente que o QI não é em grande parte biologicamente herdado.

Se ele nasceu numa tribo, como explicar que os outros indivíduos da tribo não tenham QI aproximado, ao mesmo tempo em que se tenta sustentar grande determinação biológica?

E para confrontar mais ainda com o que quer sustentar, diferentemente do que esse texto indica (texto que, diga-se de passagem, está na wikipédia, que qualquer um pode editar e teoricamente colocar qualquer sandice lá, e que de qualquer modo, está marcado como controverso e imparcial), pode-se achar que Emeagwali é geólogo e "cientista de computadores", ele fez faculdade nos EUA. Não é exatamente um bom exemplo de cultura não influenciando o QI.

Fora isso, achei uma citaão dele: "Henri Poincare, considered one of the world's greatest mathematicians, had an extremely low IQ"... não sei qual era o QI do Poincaré, de qualquer forma...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 16 de Maio de 2006, 15:36:17
Mas como esse cara acha que pode exisitir um teste de intenligência que não possa ser aprendido se inteligencia depende da capacidade de aprender???

Aff cara para de viajar, o teste de QI provou sua validade sendo INATO. Medir uma coisa que se aprende qualquer professor faz.
Antes de a gente continuar, será que voce poderia esclarecer o que é que voce entende por testes de QI???

Mede o raciocinio logico de uma pessoa, que é provadamente inato.  
Quem provou que o raciocínio lógico é inato e com que?

Provou mostrando que o estudo nao altera o resultado do teste. Quem provou? Foram feitos diversos testes em relacao a isso e por diversas pessoas.
Cite referências, conheço testes diversos indicando o oposto, e esse parece ser o mais consensual, sem falar, de que é o mais simples de se explicar.

Vou tentar esclarecer uma coisa, não estou acompanhando toda a discussão, então talvez seja redundante.

QI não é inato, pela simples razão que muda no decorrer da vida, ou seja, exige desenvolvimento. Tudo que exige desenvolvimento está suscetível a variações do meio ambiente no qual esse desenvolviemnto ocorre. Assim o desenvolvimento afeta sim o QI, a menos que o desenvolvimento do cérebro fosse algo mágico, isolado do mundo exterior de alguma forma.

E na realidade, as capacidades cerebrais são justamente as mais suscetíveis a influência ambiental do que qualquer outra. Por exemplo, um brasileiro tende a falar português, e chineses tendem a falar mandarim. Mas isso não está determinado no cérebro de nenhum deles, se troca-se os bebês, o chinês criado no Brasil fala português sem sotaque, e idem o brasileiro na China. Outra coisa. Pode-se ensinar a ler e a escrever qualquer idioma até certa idade com consideravel facilidade. Até mais de um idioma. Mas passada uma certa idade, a pessoa tem maior dificuldade em se alfabetizar ou aprender um segundo idioma. Ou seja, é como se houvesse uma janela temporal para o desenvolvimento de um "QI lingüístico". Assim gêmeos, se criados diferentemente, terão habildades lingüísticas diferentes.

Há outras coisas como, estudos estatísitcos demonstrando que o QI varia numa família de acordo com a quantidade de filhos de modo peculiar. Quanto menos irmãos, de modo geral, mais inteligente são; e os últimos filhos tendem a ter os QIs mais baixos. Isso é inexplicável geneticamente, ou por QI inato de qualquer outra forma. Teria que se dizer que os gametas com genes para menor QI tendem a ser produzidos mais tarde, mas não há mecanismo possível para algo assim. O que isso sugere  principalmente é a diferença de inteligência como resultado de diferentes divisôes de recursos por pessoa, incluindo alimentação, atenção dos pais, etc. Porque é algo que diminui progressivamente conforme se tem mais filhos, e ao mesmo tempo, os filhos que nasceram primeiro são beneficiados por mais tempo, como se largassem na frente.

Não estou dizendo que QI não tenha qualquer influência genética, que a hereditariedade seja totalmente cultural. Assim como há variações extremas de inteligência (e outras características) certamente atribuíveis a algum fator genético, não há porque supor que houvesse simplesmente ou anomalias totalmente restritivas (retardamento puro), benéficas (como as de superdotados), as meio-a-meio (superdotados com deficiências em outras áreas), tendo base genética e toda o restante da variação genética modal não influenciar em absolutamente nada o desenvolvimento da inteligência. Assim como a altura: há anões e gigantes, em boa parte geneticamente determinados, a variação da altura normal das populações também é em boa parte geneticamente herdada. Mas mesmo aí, não apenas. Nutrição também influencia muito. Os genes não tem como forçar uma determinada altura apesar do organismo ser desnutrido, a determinação genética não é algo como "tenha  1,80m de altura", ou "tenha QI 130". O resultado de um gene que influencie a altura ou a inteligência é de certa forma apenas incidental, depende de todos os demais genes e fatores ambientais influentes no desenvolvimento se manterem consideravelmente iguais.

Assim, uma pessoa pode ter genes genes que a predisporiam a ser alta e forte, mas ela pode mesmo assim ser baixa e fraca se não se nutrir e exercitar. E uma pessoa com uma genética simplesmente normal ou até pouco desfavorável nesse sentido pode acabar sendo mais alta e mais forte. Casos raros, de qualquer forma, podem alterar mais fundamentalmente a coisa e ou comprometer ou favorecer a força e altura de forma muito mais determinante - mas sempre necessitando de variáveis ambientais mínimas satisfeitas. Com inteligência, é muitp provavelmente o mesmo na maior parte do tempo, ou seja, não é porque alguém é inteligente que teria um "gene para inteligência" ou porque é burro que teria um "gene para burrice". Pode até ser o oposto, dentro da faixa mais modal de variação genética, e mesmo casos mais extremados podem ter forte influência do desenvolvimento, de aprendizado, simplesmente porque é assim que o cérebro funciona. Não existe inteligência totalmente inata, existem potenciais inatos para a inteligência, que podem ou não ser desenvolvidos.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 16 de Maio de 2006, 16:15:54
Mas como esse cara acha que pode exisitir um teste de intenligência que não possa ser aprendido se inteligencia depende da capacidade de aprender???

Aff cara para de viajar, o teste de QI provou sua validade sendo INATO. Medir uma coisa que se aprende qualquer professor faz.
Antes de a gente continuar, será que voce poderia esclarecer o que é que voce entende por testes de QI???

Mede o raciocinio logico de uma pessoa, que é provadamente inato. 
Quem provou que o raciocínio lógico é inato e com que?

Provou mostrando que o estudo nao altera o resultado do teste. Quem provou? Foram feitos diversos testes em relacao a isso e por diversas pessoas.
Cite referências, conheço testes diversos indicando o oposto, e esse parece ser o mais consensual, sem falar, de que é o mais simples de se explicar.

Vou tentar esclarecer uma coisa, não estou acompanhando toda a discussão, então talvez seja redundante.

QI não é inato, pela simples razão que muda no decorrer da vida, ou seja, exige desenvolvimento. Tudo que exige desenvolvimento está suscetível a variações do meio ambiente no qual esse desenvolviemnto ocorre. Assim o desenvolvimento afeta sim o QI, a menos que o desenvolvimento do cérebro fosse algo mágico, isolado do mundo exterior de alguma forma.

E na realidade, as capacidades cerebrais são justamente as mais suscetíveis a influência ambiental do que qualquer outra. Por exemplo, um brasileiro tende a falar português, e chineses tendem a falar mandarim. Mas isso não está determinado no cérebro de nenhum deles, se troca-se os bebês, o chinês criado no Brasil fala português sem sotaque, e idem o brasileiro na China. Outra coisa. Pode-se ensinar a ler e a escrever qualquer idioma até certa idade com consideravel facilidade. Até mais de um idioma. Mas passada uma certa idade, a pessoa tem maior dificuldade em se alfabetizar ou aprender um segundo idioma. Ou seja, é como se houvesse uma janela temporal para o desenvolvimento de um "QI lingüístico". Assim gêmeos, se criados diferentemente, terão habildades lingüísticas diferentes.

Há outras coisas como, estudos estatísitcos demonstrando que o QI varia numa família de acordo com a quantidade de filhos de modo peculiar. Quanto menos irmãos, de modo geral, mais inteligente são; e os últimos filhos tendem a ter os QIs mais baixos. Isso é inexplicável geneticamente, ou por QI inato de qualquer outra forma. Teria que se dizer que os gametas com genes para menor QI tendem a ser produzidos mais tarde, mas não há mecanismo possível para algo assim. O que isso sugere  principalmente é a diferença de inteligência como resultado de diferentes divisôes de recursos por pessoa, incluindo alimentação, atenção dos pais, etc. Porque é algo que diminui progressivamente conforme se tem mais filhos, e ao mesmo tempo, os filhos que nasceram primeiro são beneficiados por mais tempo, como se largassem na frente.

Não estou dizendo que QI não tenha qualquer influência genética, que a hereditariedade seja totalmente cultural. Assim como há variações extremas de inteligência (e outras características) certamente atribuíveis a algum fator genético, não há porque supor que houvesse simplesmente ou anomalias totalmente restritivas (retardamento puro), benéficas (como as de superdotados), as meio-a-meio (superdotados com deficiências em outras áreas), tendo base genética e toda o restante da variação genética modal não influenciar em absolutamente nada o desenvolvimento da inteligência. Assim como a altura: há anões e gigantes, em boa parte geneticamente determinados, a variação da altura normal das populações também é em boa parte geneticamente herdada. Mas mesmo aí, não apenas. Nutrição também influencia muito. Os genes não tem como forçar uma determinada altura apesar do organismo ser desnutrido, a determinação genética não é algo como "tenha  1,80m de altura", ou "tenha QI 130". O resultado de um gene que influencie a altura ou a inteligência é de certa forma apenas incidental, depende de todos os demais genes e fatores ambientais influentes no desenvolvimento se manterem consideravelmente iguais.

Assim, uma pessoa pode ter genes genes que a predisporiam a ser alta e forte, mas ela pode mesmo assim ser baixa e fraca se não se nutrir e exercitar. E uma pessoa com uma genética simplesmente normal ou até pouco desfavorável nesse sentido pode acabar sendo mais alta e mais forte. Casos raros, de qualquer forma, podem alterar mais fundamentalmente a coisa e ou comprometer ou favorecer a força e altura de forma muito mais determinante - mas sempre necessitando de variáveis ambientais mínimas satisfeitas. Com inteligência, é muitp provavelmente o mesmo na maior parte do tempo, ou seja, não é porque alguém é inteligente que teria um "gene para inteligência" ou porque é burro que teria um "gene para burrice". Pode até ser o oposto, dentro da faixa mais modal de variação genética, e mesmo casos mais extremados podem ter forte influência do desenvolvimento, de aprendizado, simplesmente porque é assim que o cérebro funciona. Não existe inteligência totalmente inata, existem potenciais inatos para a inteligência, que podem ou não ser desenvolvidos.

Sem duvidas amigo, até concordo com voce, mas acredito eu que esse desenvolvimento nao traria uma diferença substancial para a tendencia inata, como voce citou.

De qualquer forma eu me prendi mais ao termo inato para dizer que o teste nao apresenta diferença substancial quando se estuda para fazer ele. Isso que eu afirmo é um fato.

Agora o fato de ser estritamente inato talvez nao seja verdade, mas deixei minha intençao clara.

Voce quer mais fontes? Eu nao tenho mais fontes, alias nunca tinha visto oque o wikipedia falava, c vc  quiser eu posso procurar, mas é um coisa que voce tambem pode fazer, e posso te asseguarar que nenhuma vai diferir mto doque diz o wikipedia.

Quanto ao matematico "low QI", eu odeio que citem fatos isolados em um forum, oque só acaba gerando discucao, e desviando do assunto.

Agora se vc quiser matematico bom com QI alto, eu te posto todos os bons que eu conheco pelo fato de que todos tem QI alto.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 16 de Maio de 2006, 16:24:35
Citar
Além disso, pessoas que nasceram em tribos, como Philip Emeagwali, alcançam escores acima de 180 e até acima de 190 em testes baseados em cultura diferente daquela em que eles nasceram e cresceram.
Isso demonstra grandemente que o QI não é em grande parte biologicamente herdado.

Se ele nasceu numa tribo, como explicar que os outros indivíduos da tribo não tenham QI aproximado, ao mesmo tempo em que se tenta sustentar grande determinação biológica?

E para confrontar mais ainda com o que quer sustentar, diferentemente do que esse texto indica (texto que, diga-se de passagem, está na wikipédia, que qualquer um pode editar e teoricamente colocar qualquer sandice lá, e que de qualquer modo, está marcado como controverso e imparcial), pode-se achar que Emeagwali é geólogo e "cientista de computadores", ele fez faculdade nos EUA. Não é exatamente um bom exemplo de cultura não influenciando o QI.

Fora isso, achei uma citaão dele: "Henri Poincare, considered one of the world's greatest mathematicians, had an extremely low IQ"... não sei qual era o QI do Poincaré, de qualquer forma...

Só pq ele é da mesma tribo ele nao pode ter uma tendencia inata diferente???
Ah cara se voce continuar tirando esse tipo de conclusao vai ficar dificil de discutir.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 16 de Maio de 2006, 16:42:45
Citar
Sem duvidas amigo, até concordo com voce, mas acredito eu que esse desenvolvimento nao traria uma diferença substancial para a tendencia inata, como voce citou.
Mas como não. Só se o aprendizado fosse uma espécie de ilusão, que temos a impressão das pessoas aprenderem o que lhes ensinam, mas na realidade inventariam por si próprias mesmo que se fossem criadas sozinhas no meio do mato. E que coincidentemente, a maioria das pessoas não ensinadas, não inventam...


Citar
De qualquer forma eu me prendi mais ao termo inato para dizer que o teste nao apresenta diferença substancial quando se estuda para fazer ele. Isso que eu afirmo é um fato.
O que tem de mágico nesse teste, que impede que as pessoas melhorem com a prática, diferentemente de praticamente todas as demais atividades existentes?



Citar
Quanto ao matematico "low QI", eu odeio que citem fatos isolados em um forum, oque só acaba gerando discucao, e desviando do assunto.
Acho que o problema maior foi citar um fato isolado contra o que você defende, porque você não viu problema em citar o fato isolado do Emeagwali.


Citar
Só pq ele é da mesma tribo ele nao pode ter uma tendencia inata diferente??? Entao nao pode ter nenhum genio na minha cidade, ou seja ninguem com o Qi mto diferente do meu né? Ou melhor nenhum parente meu pode ser genio?? Ah cara se voce continuar tirando esse tipo de conclusao vai ficar dificil de discutir.
Podem sim haver essas diferenças, como deve ter ficado claro pelo meu outro post.

O problema é que o caso dele, interpretado como indício de que o QI não é fortemente influenciado pelo estudo, é absurdamente tendencioso se você simplesmente despreza todo o estudo dele.

Ninguém afirma que apenas porque alguém nasce numa aldeia ou cidade e é criado alguns anos lá terá o mesmo QI médio dos demais habitantes, como se fosse uma contaminação viral nos primeiros anos de vida, não é simples assim, tem muito mais relevância o fato dele ter estudado para ir cursar faculdade.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 16 de Maio de 2006, 17:14:30
Citar
Sem duvidas amigo, até concordo com voce, mas acredito eu que esse desenvolvimento nao traria uma diferença substancial para a tendencia inata, como voce citou.
Mas como não. Só se o aprendizado fosse uma espécie de ilusão, que temos a impressão das pessoas aprenderem o que lhes ensinam, mas na realidade inventariam por si próprias mesmo que se fossem criadas sozinhas no meio do mato. E que coincidentemente, a maioria das pessoas não ensinadas, não inventam...


Citar
De qualquer forma eu me prendi mais ao termo inato para dizer que o teste nao apresenta diferença substancial quando se estuda para fazer ele. Isso que eu afirmo é um fato.
O que tem de mágico nesse teste, que impede que as pessoas melhorem com a prática, diferentemente de praticamente todas as demais atividades existentes?



Citar
Quanto ao matematico "low QI", eu odeio que citem fatos isolados em um forum, oque só acaba gerando discucao, e desviando do assunto.
Acho que o problema maior foi citar um fato isolado contra o que você defende, porque você não viu problema em citar o fato isolado do Emeagwali.


Citar
Só pq ele é da mesma tribo ele nao pode ter uma tendencia inata diferente??? Entao nao pode ter nenhum genio na minha cidade, ou seja ninguem com o Qi mto diferente do meu né? Ou melhor nenhum parente meu pode ser genio?? Ah cara se voce continuar tirando esse tipo de conclusao vai ficar dificil de discutir.
Podem sim haver essas diferenças, como deve ter ficado claro pelo meu outro post.

O problema é que o caso dele, interpretado como indício de que o QI não é fortemente influenciado pelo estudo, é absurdamente tendencioso se você simplesmente despreza todo o estudo dele.

Ninguém afirma que apenas porque alguém nasce numa aldeia ou cidade e é criado alguns anos lá terá o mesmo QI médio dos demais habitantes, como se fosse uma contaminação viral nos primeiros anos de vida, não é simples assim, tem muito mais relevância o fato dele ter estudado para ir cursar faculdade.


O raciocinio logico nao é aprendido, nao vo mais fica batendo nessa tecla mil vezes, se eu to falando que é provado é pq é provado, se voce nao acredita em mim, na wikipedia, na superinteressante,  procure uma fonte que voce acredita.

Fato isolado que eu postei? Eu só trabalho com concensos, tudo que eu postei até agora se refere a um concenso.

De magico o teste nao tem nada, foi muito trabalho e estudo para se chegar em algo que nao se altera com "estudo".
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 16 de Maio de 2006, 17:59:52
O raciocinio logico nao é aprendido,
De onde, meu DEus!, vocÊ tirou essa afirmação maluca?

nao vo mais fica batendo nessa tecla mil vezes,

Ainda bem

se eu to falando que é provado é pq é provado,
/me se poca de rir com esse "apelo a auto aturidade"


se voce nao acredita em mim, na wikipedia, na superinteressante,  procure uma fonte que voce acredita.

Eu chuto 14 anos. E vocÊs, pessoal? Não, não tenho nada contra adolescentes participando do fórum nem vou tratar ele diferente por causa disso. Mas eu chuto 14. É divertido.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 16 de Maio de 2006, 18:35:05
Gostaria que você colocasse fontes de suas conclusões v3n0w, por enquanto tá me soando fé!

Vamos imaginar a hipótese que um teste de Q.I tria a capacidade mental das pessoas, e é inato! Então, a dieta não tem qualquer relação com o desenvolvimento cerebral, e as sinapses não se estabelecem ao longo da vida!! OK!? Mas, várias pesquisas indicam que a falta de alguns nutrientes
reduzem o desenvolvimento cerebral na infância, e sinapses se estabelecem ao longo da vida devido experiências e aprendizado! Os neurônios aprendem, e não tem como experiências serem inatas (pra um Kardecista, quem sabe), mas esse é um raciocínio que reduz o Q.I de qualquer um!:D
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 16 de Maio de 2006, 18:36:08
Chuto 12!! PQ sim mãe, sim, sim, e pronto!!!!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 16 de Maio de 2006, 18:47:35
O raciocinio logico nao é aprendido, nao vo mais fica batendo nessa tecla mil vezes, se eu to falando que é provado é pq é provado, se voce nao acredita em mim, na wikipedia, na superinteressante,  procure uma fonte que voce acredita.
Simplesmente não vou encontrar isso (talvez na superinteressante, ou na wikipédia, se alguém copiar algo da superinteressante), porque é absurdo. O cérebro se desenvolve ao longo da vida, raciocínio é aprendido, não é algo fixo como tipo sangüíeo. Crianças de 5 anos vão ter um QI, mas essas mesmas pessoas vão ter um QI mais elevado mais tarde, a menos que tenham algum retardamento mental grave.



Citar
Fato isolado que eu postei? Eu só trabalho com concensos, tudo que eu postei até agora se refere a um concenso.
Você ciitou o caso do nigeriano, falando que ele tinha um QI mais alto do que o da tribo em que nasceu. Isso não é um "consenso", mas um fato histõrico, ok, não contesto. Mas esse mesmo nigeriano disse que o Poincaré tinha QI baixo, só coloquei esse fato, que não é "mais" fato isolado do que esse do nigeriano.


Citar
De magico o teste nao tem nada, foi muito trabalho e estudo para se chegar em algo que nao se altera com "estudo".
Esses testes não foram desenvolvidos para se chegar a um teste que não se alteraria com estudo, apenas para se medir a inteligência, que não é fixa ao longo da vida, nem determinada tão simplesmente quanto tipo sangüíneo, por tudo que se sabe do cérebro, pelamor de Vênus. Se fosse, bastaria um exame genético simples e corresponderia gritantemente com testes de QI, como se houvessem "gene para QI 80", "gene para QI 90", "gene para QI 100", etc o que simplesmente não ocorre.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 16 de Maio de 2006, 19:10:55
O raciocinio logico nao é aprendido,
De onde, meu DEus!, vocÊ tirou essa afirmação maluca?

nao vo mais fica batendo nessa tecla mil vezes,

Ainda bem

se eu to falando que é provado é pq é provado,
/me se poca de rir com esse "apelo a auto aturidade"


se voce nao acredita em mim, na wikipedia, na superinteressante,  procure uma fonte que voce acredita.

Eu chuto 14 anos. E vocÊs, pessoal? Não, não tenho nada contra adolescentes participando do fórum nem vou tratar ele diferente por causa disso. Mas eu chuto 14. É divertido.

Tenho 19 aninhos querida, depois eu posto meu orkut, pq senao a imaginaçao vai longe.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 16 de Maio de 2006, 19:15:37
Sei lá, você nem reparou que eu tinha nome de mulher,  nem nada... pareceu que não tinha entrado na puberdade ainda. hehehehh

Estou brincando.

Ok, ok, falando sério: você precisa aprender a debater direito, está cometendo vários erros...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 16 de Maio de 2006, 19:19:53
Gostaria que você colocasse fontes de suas conclusões v3n0w, por enquanto tá me soando fé!

Vamos imaginar a hipótese que um teste de Q.I tria a capacidade mental das pessoas, e é inato! Então, a dieta não tem qualquer relação com o desenvolvimento cerebral, e as sinapses não se estabelecem ao longo da vida!! OK!? Mas, várias pesquisas indicam que a falta de alguns nutrientes
reduzem o desenvolvimento cerebral na infância, e sinapses se estabelecem ao longo da vida devido experiências e aprendizado! Os neurônios aprendem, e não tem como experiências serem inatas (pra um Kardecista, quem sabe), mas esse é um raciocínio que reduz o Q.I de qualquer um!:D

Superinteressante e wikipedia, mas qualquer site sobre QI vai falar a mesma.

Digamos que voce nao esteja levando tudo ao pé da letra pra me irritar.

"Então, a dieta não tem qualquer relação com o desenvolvimento cerebral, e as sinapses não se estabelecem ao longo da vida!! OK!? Mas, várias pesquisas indicam que a falta de alguns nutrientes
reduzem o desenvolvimento cerebral na infância, e sinapses se estabelecem ao longo da vida devido experiências e aprendizado! Os neurônios aprendem"

De fato, mas como eu falei ele nao é estritamente inato, e essas alteraçoes que ocorrem como vc citou nao fazem uma diferença substancial no resultado do teste. Normalmente...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 16 de Maio de 2006, 19:26:23
Não fazem diferença nos testes?! Você está entrando em contradição! Como disse o Danniel, mesmo esses testes detectam a diferença entre um adulto e uma criança, e esses índices variam bastante ao longo da vida! Mas pelo que vejo essa discussão não vai a lugar algum, pois você não parece entender bem o que é correlação entre variáveis, foram citadas 3, dieta, idade e sinapse, e você não entendeu nenhuma!

Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 16 de Maio de 2006, 19:30:53
E eu desisto de tentar explicar porque considero os testes de QI um absurdo conceitual do calibre de determinar que a chuva é mais pesada cortar as unhas.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 16 de Maio de 2006, 19:33:32
O raciocinio logico nao é aprendido, nao vo mais fica batendo nessa tecla mil vezes, se eu to falando que é provado é pq é provado, se voce nao acredita em mim, na wikipedia, na superinteressante,  procure uma fonte que voce acredita.
Simplesmente não vou encontrar isso (talvez na superinteressante, ou na wikipédia, se alguém copiar algo da superinteressante), porque é absurdo. O cérebro se desenvolve ao longo da vida, raciocínio é aprendido, não é algo fixo como tipo sangüíeo. Crianças de 5 anos vão ter um QI, mas essas mesmas pessoas vão ter um QI mais elevado mais tarde, a menos que tenham algum retardamento mental grave.



Citar
Fato isolado que eu postei? Eu só trabalho com concensos, tudo que eu postei até agora se refere a um concenso.
Você ciitou o caso do nigeriano, falando que ele tinha um QI mais alto do que o da tribo em que nasceu. Isso não é um "consenso", mas um fato histõrico, ok, não contesto. Mas esse mesmo nigeriano disse que o Poincaré tinha QI baixo, só coloquei esse fato, que não é "mais" fato isolado do que esse do nigeriano.


Citar
De magico o teste nao tem nada, foi muito trabalho e estudo para se chegar em algo que nao se altera com "estudo".
Esses testes não foram desenvolvidos para se chegar a um teste que não se alteraria com estudo, apenas para se medir a inteligência, que não é fixa ao longo da vida, nem determinada tão simplesmente quanto tipo sangüíneo, por tudo que se sabe do cérebro, pelamor de Vênus. Se fosse, bastaria um exame genético simples e corresponderia gritantemente com testes de QI, como se houvessem "gene para QI 80", "gene para QI 90", "gene para QI 100", etc o que simplesmente não ocorre.
O raciocinio logico nao é aprendido, nao vo mais fica batendo nessa tecla mil vezes, se eu to falando que é provado é pq é provado, se voce nao acredita em mim, na wikipedia, na superinteressante,  procure uma fonte que voce acredita.
Simplesmente não vou encontrar isso (talvez na superinteressante, ou na wikipédia, se alguém copiar algo da superinteressante), porque é absurdo. O cérebro se desenvolve ao longo da vida, raciocínio é aprendido, não é algo fixo como tipo sangüíeo. Crianças de 5 anos vão ter um QI, mas essas mesmas pessoas vão ter um QI mais elevado mais tarde, a menos que tenham algum retardamento mental grave.



Citar
Fato isolado que eu postei? Eu só trabalho com concensos, tudo que eu postei até agora se refere a um concenso.
Você ciitou o caso do nigeriano, falando que ele tinha um QI mais alto do que o da tribo em que nasceu. Isso não é um "consenso", mas um fato histõrico, ok, não contesto. Mas esse mesmo nigeriano disse que o Poincaré tinha QI baixo, só coloquei esse fato, que não é "mais" fato isolado do que esse do nigeriano.


Citar
De magico o teste nao tem nada, foi muito trabalho e estudo para se chegar em algo que nao se altera com "estudo".
Esses testes não foram desenvolvidos para se chegar a um teste que não se alteraria com estudo, apenas para se medir a inteligência, que não é fixa ao longo da vida, nem determinada tão simplesmente quanto tipo sangüíneo, por tudo que se sabe do cérebro, pelamor de Vênus. Se fosse, bastaria um exame genético simples e corresponderia gritantemente com testes de QI, como se houvessem "gene para QI 80", "gene para QI 90", "gene para QI 100", etc o que simplesmente não ocorre.

Por isso que o teste de QI é feito por idade, e a tendencia inata se refere a uma idade, e nao é estatica logicamente né...

Citei nada, a wikipedia citou. hehe

"Esses testes não foram desenvolvidos para se chegar a um teste que não se alteraria com estudo"

Que isso??? Se ele pudesse ser aprendido ele nao teria validade alguma... A inteligencia nao é fixa ao longo da vida MESMO, nunca falei isso.

E NAO estou falando de genetica.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 16 de Maio de 2006, 19:39:14
Não fazem diferença nos testes?! Você está entrando em contradição! Como disse o Danniel, mesmo esses testes detectam a diferença entre um adulto e uma criança, e esses índices variam bastante ao longo da vida! Mas pelo que vejo essa discussão não vai a lugar algum, pois você não parece entender bem o que é correlação entre variáveis, foram citadas 3, dieta, idade e sinapse, e você não entendeu nenhuma!



Estou falando na diferença que uma pessoa pode chegar aos 20 anos, com uma dieta e de outra chegar aos 20 anos com uma dieta diferente... To escrevendo Grego?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 16 de Maio de 2006, 19:49:50
Parece que sim, você fala grego!

Vou colocar algumas das contradições:

1- Antes você disse que mulheres eram menos inteligentes que homens, visto que o teste estima a inteligência. Se não existe relação com genética, e o gene da inteligência não esta no cromossomo Y, não faz sentido falar em diferença entre os gêneros;

"E NAO estou falando de genetica."

2- Antes não falava em dieta, agora diz que falou sobre;
 
"De fato, mas como eu falei ele nao é estritamente inato, e essas alteraçoes que ocorrem como vc citou nao fazem uma diferença substancial no resultado do teste. Normalmente..."

3- Aprendizado! A tendência inata que muda com a idade. Se muda com a idade não é inata, é adquirida!

"Por isso que o teste de QI é feito por idade, e a tendencia inata se refere a uma idade, e nao é estatica logicamente né.."
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 16 de Maio de 2006, 19:57:24
Parece que sim, você fala grego!

Vou colocar algumas das contradições:

1- Antes você disse que mulheres eram menos inteligentes que homens, visto que o teste estima a inteligência. Se não existe relação com genética, e o gene da inteligência não esta no cromossomo Y, não faz sentido falar em diferença entre os gêneros;

"E NAO estou falando de genetica."

2- Antes não falava em dieta, agora diz que falou sobre;
 
"De fato, mas como eu falei ele nao é estritamente inato, e essas alteraçoes que ocorrem como vc citou nao fazem uma diferença substancial no resultado do teste. Normalmente..."

3- Aprendizado! A tendência inata que muda com a idade. Se muda com a idade não é inata, é adquirida!

"Por isso que o teste de QI é feito por idade, e a tendencia inata se refere a uma idade, e nao é estatica logicamente né.."

A tendencia para ter xx QI com 18 anos é inata. O fato de mudar no quer dizer que nao é inato. Só quer dizer que o cerebro ta desenvolvendo.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 16 de Maio de 2006, 20:02:34
De onde você tirou isso?! Você não aprendeu nada até os 18 anos?! Isso já tá virando comédia!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 16 de Maio de 2006, 20:05:51
"I studied the most influential scientists and inventors to learn what made them different from ordinary people and discovered that the most creative people in the world scored lower than expected in SAT and IQ tests and most only earned high school diplomas."
Philip Emeagwali
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 16 de Maio de 2006, 20:17:51
duplicado
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 16 de Maio de 2006, 20:30:26
A tendencia para ter xx QI com 18 anos é inata. O fato de mudar no quer dizer que nao é inato. Só quer dizer que o cerebro ta desenvolvendo.

ter uma tendência inata para um QI com uma certa idade não significa que o QI seja inato, que não se desenvolva. A tendência é se ter um dado QI com toda uma série de variáveis satisfeitas, variáveis que incluem aprendizado.

Crie uma criança com uma educação adequada e seu irmão gêmeo como se fosse um chimpanzé, e terão diferentes QIs, com diferenças que não podem ser atribuidas simplesmente a "ruido" de desenvolvimento morfológico, supondo que a inteligência seja inata.

Isso significa que QI não é inato, que apenas há tendências inatas para QI, que tem que ser desenvolvido, e esse desenvolvimento não é algo autônomo, isolado do mundo, mas é influenciado por diversos fatores, dentre eles, estudo.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 16 de Maio de 2006, 20:42:44
duplicado
A tendencia para ter xx QI com 18 anos é inata. O fato de mudar no quer dizer que nao é inato. Só quer dizer que o cerebro ta desenvolvendo.

ter uma tendência inata para um QI com uma certa idade não significa que o QI seja inato, que não se desenvolva. A tendência é se ter um dado QI com toda uma série de variáveis satisfeitas, variáveis que incluem aprendizado.

Crie uma criança com uma educação adequada e seu irmão gêmeo como se fosse um chimpanzé, e terão diferentes QIs, com diferenças que não podem ser atribuidas simplesmente a "ruido" de desenvolvimento morfológico, supondo que a inteligência seja inata.

Isso significa que QI não é inato, que apenas há tendências inatas para QI, que tem que ser desenvolvido, e esse desenvolvimento não é algo autônomo, isolado do mundo, mas é influenciado por diversos fatores, dentre eles, estudo.


Até o gorilla foi bem no teste deixando evidente que isso nao acontece...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 16 de Maio de 2006, 20:44:41
De onde você tirou isso?! Você não aprendeu nada até os 18 anos?! Isso já tá virando comédia!

lol... Voce vai longe assim...

Me espanta ter tantos crentes em uma comunidade cética.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 16 de Maio de 2006, 21:13:37
Parece que sim, você fala grego!
Pera lá! Não apela! Tenho uma Bíblia em grego em casa e as vezes eu até consigo entender algumas palavras...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 16 de Maio de 2006, 22:07:07
Parece que sim, você fala grego!
Pera lá! Não apela! Tenho uma Bíblia em grego em casa e as vezes eu até consigo entender algumas palavras...

Eu sou dificil de ser entendido ou vcs que nao querem entender?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: rizk em 16 de Maio de 2006, 22:46:22
agora com a Belissima todo mundo fala grego :D
BIA NAO MORREU! ALACRISTEQUEPANAIA!!!

Eu nao vou ser indelicada e chutar a idade do rapaz.... mas que tem menos de 20, isso tem. Nao esta na faculdade. Eh moreno, nao usa oculos, roi as unhas.

CONFERE?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 16 de Maio de 2006, 22:50:41
http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=5204129759704414378

Quase hein risk querida hehehe
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 17 de Maio de 2006, 00:29:37
duplicado
A tendencia para ter xx QI com 18 anos é inata. O fato de mudar no quer dizer que nao é inato. Só quer dizer que o cerebro ta desenvolvendo.

ter uma tendência inata para um QI com uma certa idade não significa que o QI seja inato, que não se desenvolva. A tendência é se ter um dado QI com toda uma série de variáveis satisfeitas, variáveis que incluem aprendizado.

Crie uma criança com uma educação adequada e seu irmão gêmeo como se fosse um chimpanzé, e terão diferentes QIs, com diferenças que não podem ser atribuidas simplesmente a "ruido" de desenvolvimento morfológico, supondo que a inteligência seja inata.

Isso significa que QI não é inato, que apenas há tendências inatas para QI, que tem que ser desenvolvido, e esse desenvolvimento não é algo autônomo, isolado do mundo, mas é influenciado por diversos fatores, dentre eles, estudo.


Até o gorilla foi bem no teste deixando evidente que isso nao acontece...

 |( o gorila foi ensinado.... gorilas não ensinados se recusam a fazer o teste porque não são ensinados... pessoas que não têm educação mínima têm QIs mais baixos.... gêmeos criados diferentemente terão QIs diferentes, porque inteligência não é uma simples proteína codificada por um gene para ser algo inato.

... mesmo que não tivesse sido um gorila ensinado, e que gorilas comumente se voluntariassem para fazer testes de QI, isso em nada deixa evidente que não acontece isso que eu disse, totalmente non sequitur.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 17 de Maio de 2006, 03:20:16
Pra acaba com a brincadeira, http://www.jcnet.com.br/cadernos/detalhe_ciencias.php?codigo=67375.

Se voces nao acreditam em mim, na superinteressante, na wikipedia, acreditam em professor da usp? Vai sabe né....

"Recentemente, porém, a publicação da obra "Inteligência: resultado da Genética, do Ambiente ou de Ambos?" (Editora Lovise: 2005), do Prof. Dr. José Aparecido Da Silva, docente da FFCLRP (USP), e atual prefeito do Câmpus, vem desmistificar a inteligência como conhecimento e, principalmente, como produto da influência do ambiente. Divulgando as análises mais recentes da genética do comportamento, Da Silva afirma que "quanto mais a pessoa envelhece, mais a inteligência é influenciada pelo patrimônio genético", ou seja, que a inteligência não é conhecimento, não é habilidade e, tampouco, fruto do meio social em que se vive."
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 17 de Maio de 2006, 08:10:51
Meu caro Sywi0nt3 Ali3n1g3n4, nós somos céticos. Não acreditamos em nada só porque a Super ou a Wiki ou um professor disse, mas se eles mostrarem PROVAS. Até agora não vi nenhuma, e ainda estou tentando dizer que provas disso são impossíveis.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 17 de Maio de 2006, 08:11:41
A proposito, no seu perfil diz "Quem gosta de homem é gay, mulher gosta de dinheiro", e por causa disso te pus na minha lista de inimigos do orkut.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 17 de Maio de 2006, 11:58:14
Faz tempo que não acredito em papai noel, superinteressante e professores da usp!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 17 de Maio de 2006, 13:54:22
A proposito, no seu perfil diz "Quem gosta de homem é gay, mulher gosta de dinheiro", e por causa disso te pus na minha lista de inimigos do orkut.

Já dizia nosso amigo Nietzsche : "A mulher foi o segundo erro de Deus". hehehehe

Mas brincadeira a parte, mulher bonita pra mim, nao vale 1 real. Sao extremamente mimadas, nao sei se é quem mima que ta errado ou se sao elas que ficam mimadas facil demais.

Inimigos? Que isso!! Eu so bonzinho...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 17 de Maio de 2006, 13:56:26
Faz tempo que não acredito em papai noel, superinteressante e professores da usp!

Para responde voce com Nietzsche tambem "A fé é querer ignorar tudo aquilo que é verdade.".
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 17 de Maio de 2006, 14:02:28
Já dizia nosso amigo Nietzsche : "A mulher foi o segundo erro de Deus". hehehehe
Voce nao tem mãe. Só pode.

Mas brincadeira a parte, mulher bonita pra mim, nao vale 1 real.
gaaaaaayyyyy.....
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 17 de Maio de 2006, 14:03:23
Ai, esqueci que você agora é meu inimigo e é pra eu ignorar suas mensagens... desculpa aí!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Diegojaf em 17 de Maio de 2006, 14:18:37
Já dizia nosso amigo Nietzsche : "A mulher foi o segundo erro de Deus". hehehehe

Mas brincadeira a parte, mulher bonita pra mim, nao vale 1 real. Sao extremamente mimadas, nao sei se é quem mima que ta errado ou se sao elas que ficam mimadas facil demais.

Inimigos? Que isso!! Eu so bonzinho...

:shock:
Cara, já ouviu falar de "suícidio social"?

:lol:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 17 de Maio de 2006, 16:35:33
Já dizia nosso amigo Nietzsche : "A mulher foi o segundo erro de Deus". hehehehe

Mas brincadeira a parte, mulher bonita pra mim, nao vale 1 real. Sao extremamente mimadas, nao sei se é quem mima que ta errado ou se sao elas que ficam mimadas facil demais.

Inimigos? Que isso!! Eu so bonzinho...

:shock:
Cara, já ouviu falar de "suícidio social"?

:lol:

hehe, se liga, já peguei mais 100 mulheres, umas 30 ta de amiga no meu orkut...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Claudinha em 17 de Maio de 2006, 16:36:45
 :histeria:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 17 de Maio de 2006, 16:37:16
Já dizia nosso amigo Nietzsche : "A mulher foi o segundo erro de Deus". hehehehe
Voce nao tem mãe. Só pode.

Mas brincadeira a parte, mulher bonita pra mim, nao vale 1 real.
gaaaaaayyyyy.....

Como eu disse pro seu amigo, nao valer 1 real nao quer dizer que eu nao pegue elas, mas sempre pego só pra judia.

Quis dizer só que nao sou amigo de nenhuma. Só pego de balada...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Sharon em 17 de Maio de 2006, 19:18:51
quanto? 15, 16 anos???
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Sharon em 17 de Maio de 2006, 19:41:32
na minha opiniao, o raciocio logico é o mais importante, e com certeza para quem fez o teste de QI tambem, eu conheco a teoria das multiplas inteligencias sim.

Se se voce reparar, uma pessoa ruim em raciocionio logico acaba sendo burra em tudo, repare tambem que o QI, esta relacionado diretamente com o ceticismo, escritores famosos, atores bem sucedidos, cientistas e assim por diante...

Pronto. é a opinião dele! Atores e escritores!!!  :biglol: :biglol: :biglol: :biglol:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 17 de Maio de 2006, 20:45:13
na minha opiniao, o raciocio logico é o mais importante, e com certeza para quem fez o teste de QI tambem, eu conheco a teoria das multiplas inteligencias sim.

Se se voce reparar, uma pessoa ruim em raciocionio logico acaba sendo burra em tudo, repare tambem que o QI, esta relacionado diretamente com o ceticismo, escritores famosos, atores bem sucedidos, cientistas e assim por diante...

Pronto. é a opinião dele! Atores e escritores!!!  :biglol: :biglol: :biglol: :biglol:

Minha, da superinteressante, de quem escreveu o wikipedia, e do professor da usp.

E como eu já disse : "A fé é querer ignorar tudo aquilo que é verdade.".

Abraço.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Sharon em 17 de Maio de 2006, 20:52:45
A não, eu não quero argumentar nada, não.

Você com a sua verdade, eu com a minha fé.

Abraço.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 17 de Maio de 2006, 21:48:17
A não, eu não quero argumentar nada, não.

Você com a sua verdade, eu com a minha fé.

Abraço.

Sem duvidas.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Stéfano em 17 de Maio de 2006, 21:55:45
Citação de: v3n0w
Mas brincadeira a parte, mulher bonita pra mim, nao vale 1 real. Sao extremamente mimadas, nao sei se é quem mima que ta errado ou se sao elas que ficam mimadas facil demais.
Só pega das que cobram cinquentão pra cima ?  :histeria:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 17 de Maio de 2006, 22:40:58
Citação de: v3n0w
Mas brincadeira a parte, mulher bonita pra mim, nao vale 1 real. Sao extremamente mimadas, nao sei se é quem mima que ta errado ou se sao elas que ficam mimadas facil demais.
Só pega das que cobram cinquentão pra cima ?  :histeria:

oooo inveja...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 18 de Maio de 2006, 12:08:17
É, com esses argumentos, realmente admito, fui persuadida a aceitar a superioridade masculina, principalmente sua V3now!

Motivos:

1- Superinteressante é revista científica;
2- Wikipedia é fonte segunda de informação;
3- Um trabalho sobre inteligência sem estudo de gêmeos univitelinos (o que seria antiético), é 100% confiável!!
4- Existem verdades absolutas;
5- Até os 18 anos todo mundo tem a inteligência de um bebê.

Parabéns, você conseguiu!! :D
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 18 de Maio de 2006, 13:37:37
É, com esses argumentos, realmente admito, fui persuadida a aceitar a superioridade masculina, principalmente sua V3now!

Motivos:

1- Superinteressante é revista científica;
2- Wikipedia é fonte segunda de informação;
3- Um trabalho sobre inteligência sem estudo de gêmeos univitelinos (o que seria antiético), é 100% confiável!!
4- Existem verdades absolutas;
5- Até os 18 anos todo mundo tem a inteligência de um bebê.

Parabéns, você conseguiu!! :D


"Um exemplo

A partir de um experimento natural, pesquisadores analisam o Quociente Intelectual (Q.I.) de dois gêmeos idênticos (univitelinos), ou seja, eles compartilham 100% do patrimônio genético. Imediatamente após o nascimento, os irmãos são separados dos pais biológicos e vão morar com pais adotivos. Constantemente, é analisada a correlação do QI dos gêmeos idênticos, entre si e também com os pais adotivos, que varia de 0 a 1.

Conforme os gêmeos vão crescendo, a correlação com os pais adotivos vai diminuindo, enquanto que a correlação entre eles mantém-se a mesma, 0,86. Ao efetuar a correlação do QI dos gêmeos com o dos pais biológicos, que eles nunca tiveram contato, esta correlação estará aumentando a medida em que eles crescem.

“Em outras palavras, o QI dos gêmeos idênticos é altamente relacionado com o dos pais biológicos, mas pouco relacionado com os pais adotivos. Conclui-se, então, que se o ambiente fosse importante, a relação com os pais biológicos diminuiria, pois jamais tiveram contato”, acrescenta o pesquisador da USP José Aparecido Da Silva.

Ele explica que se o ambiente fosse importante, a correlação seria por volta de 1, o que não acontece. “Ao contrário, a herdabilidade, na infância é por volta de 30% a 40%, mas quando o indivíduo torna-se adulto é por volta de 80% a 90%”, diz o autor do livro."

Se voce clica-se no link que eu postei voce teria visto.... hehe


E sim, para os ceticismo assim como para mim, as verdades absolutas existem, nao é atoa que apostao 1 milhão.

Eistein criou a Teoria da relatividade mas nunca disse que tudo é relativo ;)
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 18 de Maio de 2006, 13:56:32
É, com esses resultados o Da Silva poderia ter publicado na Nature ou Science. Mas parece que a pesquisa é tão significativa que só foi citada no jornal da cidade de Bauru!

Olha, estudo com gêmeos é mais complexo que isso! Pra fazer essa correlação, um deveria ser totalmente isolado de conhecimentos e o outro não, tarefa nada ética, mas seria um experimento com controles positivos e negativos! Outro ponto seria fazer a correlação entre os gêmeos e pessoas quaisquer da população, sem qualquer parentesco! Se a publicação dele tivesse uma boa metodologia com certeza estaria em revistas de peso!

Outro determinismo do trabalho:

"A constatação também é verdadeira para outras características, como personalidade, obesidade, depressão, autismo, esquizofrenia, altura, déficit de atenção e religiosidade. Da Silva explica, porém, que apesar da herdabilidade genética, há uma pequena contribuição do ambiente, que ocorre em situações singulares, como as suas experiências pessoais."


Só tu pra levar isso a sério mesmo! Cuidado ein, ateus, todos de família religiosa um dia se converterão!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 18 de Maio de 2006, 14:41:32
a não ser que sejam mutantes, claro
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: ReVo em 18 de Maio de 2006, 15:13:15
* Modo "Entediado por ler várias páginas do mesmo assunto com evidências incríveis da superioridade masculina e a conclusão que a beleza está intimamente ligada ao modo operante da máquina replicante humana"  |(

Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: ReVo em 18 de Maio de 2006, 15:18:18
Citar
Citação do v3n0w:
"E sim, para os ceticismo assim como para mim, as verdades absolutas existem, nao é atoa que apostao 1 milhão."

Acho que o fundador da escola não teria tanta certeza como você.  (sacou o implícito?:P )
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 18 de Maio de 2006, 18:02:41
É, com esses resultados o Da Silva poderia ter publicado na Nature ou Science. Mas parece que a pesquisa é tão significativa que só foi citada no jornal da cidade de Bauru!

Olha, estudo com gêmeos é mais complexo que isso! Pra fazer essa correlação, um deveria ser totalmente isolado de conhecimentos e o outro não, tarefa nada ética, mas seria um experimento com controles positivos e negativos! Outro ponto seria fazer a correlação entre os gêmeos e pessoas quaisquer da população, sem qualquer parentesco! Se a publicação dele tivesse uma boa metodologia com certeza estaria em revistas de peso!

Outro determinismo do trabalho:

"A constatação também é verdadeira para outras características, como personalidade, obesidade, depressão, autismo, esquizofrenia, altura, déficit de atenção e religiosidade. Da Silva explica, porém, que apesar da herdabilidade genética, há uma pequena contribuição do ambiente, que ocorre em situações singulares, como as suas experiências pessoais."


Só tu pra levar isso a sério mesmo! Cuidado ein, ateus, todos de família religiosa um dia se converterão!

Pra começar as pesquisas nao foram feita por ele, ele apenas pegou dados de pesquisas americanas.

Se eu colocar um estudo da science voce acredita? Se sim eu coloco, se nao, nem vo perde meu tempo...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 18 de Maio de 2006, 18:03:23
Citar
Citação do v3n0w:
"E sim, para os ceticismo assim como para mim, as verdades absolutas existem, nao é atoa que apostao 1 milhão."

Acho que o fundador da escola não teria tanta certeza como você.  (sacou o implícito?:P )

haha eu aposto minha vida noque eu acredito ser verdade...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 18 de Maio de 2006, 19:42:35
Coloca uma referência da Science ai poderemos analisar a metodologia, ok?!

Sua fé é cega, como eu disse antes, é um fundamentalista!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 18 de Maio de 2006, 20:57:13
Coloca uma referência da Science ai poderemos analisar a metodologia, ok?!

Sua fé é cega, como eu disse antes, é um fundamentalista!

hehe atribuir seus valores a mim, nao vai te adiantar de nada. Quem ta contrariando as provas aki é voce.

http://en.wikipedia.org/wiki/IQ_test

REFERENCIAS:"    * Carroll, J.B. (1993). Human cognitive abilities: A survey of factor-analytical studies. New York: Cambridge University Press.
    * Coward, W.M. and Sackett, P.R. (1990). Linearity of ability-performance relationships: A reconfirmation. Journal of Applied Psychology, 75:297–300.
    * Duncan, J., P. Burgess, and H. Emslie (1995) Fluid intelligence after frontal lobe lesions. Neuropsychologia, 33(3): p. 261-8.
    * Duncan, J., et al., A neural basis for general intelligence. Science, 2000. 289(5478): p. 457-60.
    * Flynn, J.R. (1999). Searching for Justice: The discovery of IQ gains over time. American Psychologist, v. 54, p. 5-20
    * Frey, M.C. and Detterman, D.K. (2003) Scholastic Assessment or g? The Relationship Between the Scholastic Assessment Test and General Cognitive Ability. Psychological Science, 15(6):373–378. PDF
    * Gottfredson, L. S. (1997). "Why g matters: The complexity of everyday life." Intelligence, 24(1), 79–132. PDF
    * Gottfredson, L.S. (1998). The general intelligence factor. Scientific American Presents, 9(4):24–29. PDF
    * Gottfredson, L. S. (2005). Suppressing intelligence research: Hurting those we intend to help. In R. H. Wright & N. A. Cummings (Eds.), Destructive trends in mental health: The well-intentioned path to harm (pp. 155–186). New York: Taylor and Francis. Pre-print PDF PDF
    * Gottfredson, L. S. (in press). "Social consequences of group differences in cognitive ability (Consequencias sociais das diferencas de grupo em habilidade cognitiva)". In C. E. Flores-Mendoza & R. Colom (Eds.), Introducau a psicologia das diferncas individuais. Porto Allegre, Brazil: ArtMed Publishers. PDF
    * Gray, J.R., C.F. Chabris, and T.S. Braver, Neural mechanisms of general fluid intelligence. Nat Neurosci, 2003. 6(3): p. 316-22.
    * Gray, J.R. and P.M. Thompson, Neurobiology of intelligence: science and ethics. Nat Rev Neurosci, 2004. 5(6): p. 471-82.
    * Haier RJ, Jung RE, Yeo RA, et al. (2005). "The neuroanatomy of general intelligence: sex matters". NeuroImage 25: 320–327.
    * Harris, J. R. (1998). The nurture assumption : why children turn out the way they do. New York, Free Press.
    * Hunt, E. (2001). Multiple views of multiple intelligence. [Review of Intelligence Reframed: Multiple Intelligences for the 21st Century.]
    * Jensen, A.R. (1998). The g Factor. Praeger, Connecticut, USA.
    * Jensen, A.R. (2006). "Clocking the Mind: Mental Chronometry and Individual Differences." Elsevier Science. --->New release scheduled for early June, 2006.
    * McClearn, G. E., Johansson, B., Berg, S., Pedersen, N. L., Ahern, F., Petrill, S. A., & Plomin, R. (1997). Substantial genetic influence on cognitive abilities in twins 80 or more years old. Science, 276, 1560–1563.
    * Murray, Charles (1998). Income Inequality and IQ, AEI Press PDF
    * Noguera, P.A. (2001). Racial politics and the elusive quest for excellence and equity in education. In Motion Magazine article
    * Plomin, R., DeFries, J. C., Craig, I. W., & McGuffin, P. (2003). Behavioral genetics in the postgenomic era. Washington, DC: American Psychological Association.
    * Plomin, R., DeFries, J. C., McClearn, G. E., & McGuffin, P. (2001). Behavioral genetics (4th ed.). New York: Worth Publishers.
    * Rowe, D. C., W. J. Vesterdal, and J. L. Rodgers, "The Bell Curve Revisited: How Genes and Shared Environment Mediate IQ-SES Associations," University of Arizona, 1997
    * Schoenemann, P.T., M.J. Sheehan, and L.D. Glotzer, Prefrontal white matter volume is disproportionately larger in humans than in other primates. Nat Neurosci, 2005.
    * Shaw P, Greenstein D, Lerch J, Clasen L, Lenroot R, Gogtay N, Evans A, Rapoport J, and Giedd J (2006), "Intellectual ability and cortical development in children and adolescents". Nature 440, 676-679.
    * Tambs K, Sundet JM, Magnus P, Berg K. "Genetic and environmental contributions to the covariance between occupational status, educational attainment, and IQ: a study of twins." Behav Genet. 1989 Mar;19(2):209–22. PMID 2719624.
    * Thompson, P.M., Cannon, T.D., Narr, K.L., Van Erp, T., Poutanen, V.-P., Huttunen, M., Lönnqvist, J., Standertskjöld-Nordenstam, C.-G., Kaprio, J., Khaledy, M., Dail, R., Zoumalan, C.I., Toga, A.W. (2001). "Genetic influences on brain structure." Nature Neuroscience 4, 1253-1258.
"




http://www.psych.utoronto.ca/~reingold/courses/intelligence/cache/1198gottfred.html

Scientific American, ta bom?
"Despite some popular assertions, a single factor for intelligence, called g, can be measured with IQ tests and does predict success in life"
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luis Dantas em 18 de Maio de 2006, 21:06:31
v3n0w, você abusa das falácias de autoridade e vê má vontade onde ela não existe... recomendo que leia um pouco sobre o método científico e falácias.

A Psychocandy está tendo uma atitude correta e respeitosa e você não sabe valorizar.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 18 de Maio de 2006, 22:53:26
v3n0w, você abusa das falácias de autoridade e vê má vontade onde ela não existe... recomendo que leia um pouco sobre o método científico e falácias.

A Psychocandy está tendo uma atitude correta e respeitosa e você não sabe valorizar.

Correta ou arogante? Arogancia essa que ela é capaz de comparar a revista superinteressante com papai noel, sendo que a superinteressante só pega materias assinadas por no minimo professores de federais, arogancia essa que contradiz richard dawkins sem nenhum argumento, e por fim, arogancia essa que critica um metodo cientifico que ela nao conheçe.

Leia todo o topico e pense denovo féra.  :ok:

Eu sei que a panela aqui é grande, um monte de gente nao lê o topico e vem me criticar, ou melhor vem defender a lvl 20 do forum.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Oceanos em 19 de Maio de 2006, 00:07:35
v3n0w, pare de achar que está com a razão universal e absoluta e leia novamente a mensagem do Dantas.

Não li o tópico inteiro realmente, li as duas últimas páginas e reitero o que o Dantas disse: Você está abusando de falácias de autoridade.

E panelinha? Putz. Passamos da idade de concordar só porque somos "amiguinhos". Aliás, pesquise no fórum e perceba que a opinião quase unânime sobre testes de QI sempre foi essa.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Atheist em 19 de Maio de 2006, 00:20:06
Tem uma edição especial da revsita "Viver, mente e cérebro" que trata da Inteligência. Um dos artigos questiona os testes de QI. Outro trata de diversos tipos de inteligência, ou competências intelectuais do homem.

Em relação ao estudo de gêmeos e adotados, parece, sim, haver uma relação semelhanto ao que o V3now está comentando. Enquanto criança, os testes de QI são semelhantes aos dos pais adotivos e depois da adolescência, os resultados se assemelham aos dos pais biológicos. A explicação mais plausível é a de que durante a formação da criança, ela aceita tudo o que os pais pensam como verdade, formando uma maneira de pensar muito semelhante ao dos pais adotivos. A adolescência, entretanto, é marcada pelo rompimento destes valores. A criança passa a pensar mais por si próprio e é aí que se sobressaem as características efetivamente herdadas.

No entanto, a herdabilidade para a inteligência varia conforme muitos casos, alguns socioeconômicos, alguns relacionados até mesmo com o valor do QI.

Um trabalho de meta-análise foi publicado há não muito tempo:

Citar
IQ heritability, the portion of a population's IQ variability attributable to the effects of genes, has been investigated for nearly a century, yet it remains controversial. Covariance between relatives may be due not only to genes, but also to shared environments, and most previous models have assumed different degrees of similarity induced by environments specific to twins, to non-twin siblings (henceforth siblings), and to parents and offspring. We now evaluate an alternative model that replaces these three environments by two maternal womb environments, one for twins and another for siblings, along with a common home environment. Meta-analysis of 212 previous studies shows that our 'maternal-effects' model fits the data better than the 'family-environments' model. Maternal effects, often assumed to be negligible, account for 20% of covariance between twins and 5% between siblings, and the effects of genes are correspondingly reduced, with two measures of heritability being less than 50%. The shared maternal environment may explain the striking correlation between the IQs of twins, especially those of adult twins that were reared apart. IQ heritability increases during early childhood, but whether it stabilizes thereafter remains unclear. A recent study of octogenarians, for instance, suggests that IQ heritability either remains constant through adolescence and adulthood, or continues to increase with age. Although the latter hypothesis has recently been endorsed, it gathers only modest statistical support in our analysis when compared to the maternal-effects hypothesis. Our analysis suggests that it will be important to understand the basis for these maternal effects if ways in which IQ might be increased are to be identified.

The heritability of IQ. (http://www.ncbi.nlm.nih.gov/entrez/query.fcgi?cmd=Retrieve&db=PubMed&list_uids=9242404&dopt=Citation)
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: HSette em 19 de Maio de 2006, 00:26:36
Esse texto pode ser interessante para o debate:

Scientific American Brasil:

Por que alguns animais são tão inteligentes?
http://www2.uol.com.br/sciam/conteudo/materia/materia_96.html


Resumo:
O uso de ferramentas é generalizado em um pântano de Sumatra. Ninguém jamais havia observado o uso sistemático de ferramentas entre orangotangos selvagens.
A descoberta surpreendente sugere a resolução de um antigo enigma: por que alguns animais são tão inteligentes?
O autor propõe que a cultura seja a chave. Primatologistas definem cultura como a capacidade de aprender - por observação - habilidades desenvolvidas por outros. A cultura pode abrir caminho para conquistas crescentes; ela alavanca a espécie rumo a uma inteligência cada vez maior.

O autor:
CAREL VAN SCHAIK é diretor do Instituto Antropológico e do Museu da Universidade de Zurich, na Suíça. Nascido na Holanda, ele obteve seu doutorado na Universidade de Utrecht, em 1985. Depois de um pós-doutorado na Universidade Princeton e outro curto período em Utrecht, foi para a Universidade Duke, onde lecionou antropologia biológica até retornar à Europa, em 2004. É autor de Among orangutans: red apes and the rise of human culture (Harvard University Press, 2004).
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 19 de Maio de 2006, 03:20:04
v3n0w, pare de achar que está com a razão universal e absoluta e leia novamente a mensagem do Dantas.

Não li o tópico inteiro realmente, li as duas últimas páginas e reitero o que o Dantas disse: Você está abusando de falácias de autoridade.

E panelinha? Putz. Passamos da idade de concordar só porque somos "amiguinhos". Aliás, pesquise no fórum e perceba que a opinião quase unânime sobre testes de QI sempre foi essa.

Blz, vo fica sussegado aqui.  Mas nao vo aceitar que uma menina fique sem mais nem menos acusando certas publicaçoes de invalidas.  A opiniao unânime aqui sempre foi igual a defendida pelas mulheres? Estou postando diversos estudos para reforçar minha opiniao, que como voce pode ver é quase que um consenso na comunidade cientifica, tanto que seria dificil achar algum texto que diga o contrario, sao encontrados apenas alguns textos expondo duvidas, mas nunca provando o contrario.

Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 19 de Maio de 2006, 03:24:20
Esse texto pode ser interessante para o debate:

Scientific American Brasil:

Por que alguns animais são tão inteligentes?
http://www2.uol.com.br/sciam/conteudo/materia/materia_96.html


Resumo:
O uso de ferramentas é generalizado em um pântano de Sumatra. Ninguém jamais havia observado o uso sistemático de ferramentas entre orangotangos selvagens.
A descoberta surpreendente sugere a resolução de um antigo enigma: por que alguns animais são tão inteligentes?
O autor propõe que a cultura seja a chave. Primatologistas definem cultura como a capacidade de aprender - por observação - habilidades desenvolvidas por outros. A cultura pode abrir caminho para conquistas crescentes; ela alavanca a espécie rumo a uma inteligência cada vez maior.

O autor:
CAREL VAN SCHAIK é diretor do Instituto Antropológico e do Museu da Universidade de Zurich, na Suíça. Nascido na Holanda, ele obteve seu doutorado na Universidade de Utrecht, em 1985. Depois de um pós-doutorado na Universidade Princeton e outro curto período em Utrecht, foi para a Universidade Duke, onde lecionou antropologia biológica até retornar à Europa, em 2004. É autor de Among orangutans: red apes and the rise of human culture (Harvard University Press, 2004).

É, realmente é muito interessante a inteligencia dos animais. O macacos se vivos por muitos anos provavelmente se tornariam oque somos hoje.

"Raízes da Inteligência
Nossas análises de orangotangos sugerem que a cultura - aprendizado social de habilidades especiais - não só promove a inteligência como favorece a evolução de uma inteligência cada vez maior na população com o passar do tempo. Diferentes espécies variam muito nos mecanismos que permitem a seus indivíduos aprender uns com os outros, mas experimentos formais confirmam a forte impressão que se tem com a observação de grandes primatas na Natureza: eles são capazes de aprender ao observar o que os outros fazem. "

Essa parte poderia, tambem explicar o fato da media do QI nosso, ser maior doque de paises bem pobres como a maioria dos paises da africa. Em geral nossas atividades necessitam muito mais raciocinio doque as deles.

E é bem legal o textinho...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 19 de Maio de 2006, 03:30:09
Tem uma edição especial da revsita "Viver, mente e cérebro" que trata da Inteligência. Um dos artigos questiona os testes de QI. Outro trata de diversos tipos de inteligência, ou competências intelectuais do homem.

Em relação ao estudo de gêmeos e adotados, parece, sim, haver uma relação semelhanto ao que o V3now está comentando. Enquanto criança, os testes de QI são semelhantes aos dos pais adotivos e depois da adolescência, os resultados se assemelham aos dos pais biológicos. A explicação mais plausível é a de que durante a formação da criança, ela aceita tudo o que os pais pensam como verdade, formando uma maneira de pensar muito semelhante ao dos pais adotivos. A adolescência, entretanto, é marcada pelo rompimento destes valores. A criança passa a pensar mais por si próprio e é aí que se sobressaem as características efetivamente herdadas.

No entanto, a herdabilidade para a inteligência varia conforme muitos casos, alguns socioeconômicos, alguns relacionados até mesmo com o valor do QI.

Um trabalho de meta-análise foi publicado há não muito tempo:

Citar
IQ heritability, the portion of a population's IQ variability attributable to the effects of genes, has been investigated for nearly a century, yet it remains controversial. Covariance between relatives may be due not only to genes, but also to shared environments, and most previous models have assumed different degrees of similarity induced by environments specific to twins, to non-twin siblings (henceforth siblings), and to parents and offspring. We now evaluate an alternative model that replaces these three environments by two maternal womb environments, one for twins and another for siblings, along with a common home environment. Meta-analysis of 212 previous studies shows that our 'maternal-effects' model fits the data better than the 'family-environments' model. Maternal effects, often assumed to be negligible, account for 20% of covariance between twins and 5% between siblings, and the effects of genes are correspondingly reduced, with two measures of heritability being less than 50%. The shared maternal environment may explain the striking correlation between the IQs of twins, especially those of adult twins that were reared apart. IQ heritability increases during early childhood, but whether it stabilizes thereafter remains unclear. A recent study of octogenarians, for instance, suggests that IQ heritability either remains constant through adolescence and adulthood, or continues to increase with age. Although the latter hypothesis has recently been endorsed, it gathers only modest statistical support in our analysis when compared to the maternal-effects hypothesis. Our analysis suggests that it will be important to understand the basis for these maternal effects if ways in which IQ might be increased are to be identified.

The heritability of IQ. (http://www.ncbi.nlm.nih.gov/entrez/query.fcgi?cmd=Retrieve&db=PubMed&list_uids=9242404&dopt=Citation)

É a herdabilidade nao se da muito *significante segundo a pesquisa que eu postei, que segundo o autor depende de uma "loteria" genetica.

Apesar disso ele deixa claro que um filho de pai com Qi alto tem mais chances de ter um Qi alto, doque um filho de pai com Qi baixo.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 19 de Maio de 2006, 08:15:51
Mas nao vo aceitar que uma menina fique sem mais nem menos acusando certas publicaçoes de invalidas.
Estão vendo? Se fosse um homem ele aceitaria.

Proponho a expulsão usuário v3n0w por misoginia e agressão verbal a todo o sexo feminino em vários pontos deste tópico.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 19 de Maio de 2006, 10:26:57
Os artigos que você citou não endossam que o Q.I é hereditário!

Não contradisse Dawkins, apenas expliquei a frase que você citou, que parece que você não entendeu!

Citar
Em relação ao estudo de gêmeos e adotados, parece, sim, haver uma relação semelhanto ao que o V3now está comentando. Enquanto criança, os testes de QI são semelhantes aos dos pais adotivos e depois da adolescência, os resultados se assemelham aos dos pais biológicos. A explicação mais plausível é a de que durante a formação da criança, ela aceita tudo o que os pais pensam como verdade, formando uma maneira de pensar muito semelhante ao dos pais adotivos. A adolescência, entretanto, é marcada pelo rompimento destes valores. A criança passa a pensar mais por si próprio e é aí que se sobressaem as características efetivamente herdadas.

De fato crianças aceitam e vêem o mundo como seus pais que as cria. Nas aulas de bioestatística percebi uma coisa, até entre os pesquisadores que só trabalham com herdabilidade é complicado definir o que é herdado e o que é influência ambiental. Até mesmo a disponibilidade ou falta de um certo nutriente durante o desenvolvimento embrionário pode afetar esse resultado. Como já discutimos em outros tópicos, algumas vezes as variáveis envolvidas numa causa são tantas que fazer uma correlação entre duas apenas gera resultados imprecisos ou com pseudo-relações.

Quando a Superinteressante: Quem trabalha com ciências ou gosta do assunto sabe que a revista é marcada por defender pseudociências e ser escrita por jornalistas científicos, que muitas vezes cometem erros crassos. Por isso, quando citar uma revista de divulgação, cite SciAm ou Ciência Hoje, que são escritas por profissionais!

Concluindo, a validade do teste de Q.I, assim como sua herdabilidade (entramos num outro problema, a validade de uma hipótese) não são consenso entre os psiquiatras, neurologistas ou etolólogos, logo, aceitá-lo como verdade absoluta é tão cético quando defender a funcionalidade de algumas terapias alternativas, como a acupuntura, por exemplo!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 19 de Maio de 2006, 13:42:49
se o QI é fortemente hereditário, e inato, como explicar o efeito Flynn, o aumento observado no QI de praticamente todas as pessoas ao redor do mundo, ao passar de pouco tempo (como de uma geração a outra)? (isso faz com que os testes de QI tenham que ser constantemente refeitos para que a média da população fique em 100)
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 19 de Maio de 2006, 13:45:18
É a herdabilidade nao se da muito significando segundo a pesquisa que eu postei, que segundo o autor depende de uma "loteria" genetica.

Apesar disso ele deixa claro que um filho de pai com Qi alto tem mais chances de ter um Qi alto, doque um filho de pai com Qi baixo.
O que ainda não significa que QI seja inato ou fortemente biologicamente herdado, o ambiente produzido por pais com QI alto para seus filhos com QI alto vai contribuir com o desenvolvimento do QI dos filhos também.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Nina em 19 de Maio de 2006, 13:56:08
Gente, tô quase movendo este tópico pra área de Piadas.....


 :histeria:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 19 de Maio de 2006, 14:37:49
Os artigos que você citou não endossam que o Q.I é hereditário!

Não contradisse Dawkins, apenas expliquei a frase que você citou, que parece que você não entendeu!

Citar
Em relação ao estudo de gêmeos e adotados, parece, sim, haver uma relação semelhanto ao que o V3now está comentando. Enquanto criança, os testes de QI são semelhantes aos dos pais adotivos e depois da adolescência, os resultados se assemelham aos dos pais biológicos. A explicação mais plausível é a de que durante a formação da criança, ela aceita tudo o que os pais pensam como verdade, formando uma maneira de pensar muito semelhante ao dos pais adotivos. A adolescência, entretanto, é marcada pelo rompimento destes valores. A criança passa a pensar mais por si próprio e é aí que se sobressaem as características efetivamente herdadas.

De fato crianças aceitam e vêem o mundo como seus pais que as cria. Nas aulas de bioestatística percebi uma coisa, até entre os pesquisadores que só trabalham com herdabilidade é complicado definir o que é herdado e o que é influência ambiental. Até mesmo a disponibilidade ou falta de um certo nutriente durante o desenvolvimento embrionário pode afetar esse resultado. Como já discutimos em outros tópicos, algumas vezes as variáveis envolvidas numa causa são tantas que fazer uma correlação entre duas apenas gera resultados imprecisos ou com pseudo-relações.

Quando a Superinteressante: Quem trabalha com ciências ou gosta do assunto sabe que a revista é marcada por defender pseudociências e ser escrita por jornalistas científicos, que muitas vezes cometem erros crassos. Por isso, quando citar uma revista de divulgação, cite SciAm ou Ciência Hoje, que são escritas por profissionais!

Concluindo, a validade do teste de Q.I, assim como sua herdabilidade (entramos num outro problema, a validade de uma hipótese) não são consenso entre os psiquiatras, neurologistas ou etolólogos, logo, aceitá-lo como verdade absoluta é tão cético quando defender a funcionalidade de algumas terapias alternativas, como a acupuntura, por exemplo!

Parace que eu to discutindo com criança, nao é possivel. Se dawkins disse que a inteligencia provem da genetica e se voce diz que ela é aprendida, vc esta contradizendo ele.

"revista é marcada por defender pseudociências" MENTIRA

"que são escritas por profissionais!" Professor da usp é oque ???

"não são consenso entre os psiquiatras, neurologistas ou etolólogos" No maximo os 10% politicamente corretos descordam.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 19 de Maio de 2006, 14:38:35
Mas nao vo aceitar que uma menina fique sem mais nem menos acusando certas publicaçoes de invalidas.
Estão vendo? Se fosse um homem ele aceitaria.

Proponho a expulsão usuário v3n0w por misoginia e agressão verbal a todo o sexo feminino em vários pontos deste tópico.

Relaxa ai querida ;)
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 19 de Maio de 2006, 14:40:16
É a herdabilidade nao se da muito significando segundo a pesquisa que eu postei, que segundo o autor depende de uma "loteria" genetica.

Apesar disso ele deixa claro que um filho de pai com Qi alto tem mais chances de ter um Qi alto, doque um filho de pai com Qi baixo.
O que ainda não significa que QI seja inato ou fortemente biologicamente herdado, o ambiente produzido por pais com QI alto para seus filhos com QI alto vai contribuir com o desenvolvimento do QI dos filhos também.

Partindo do presuposto de que ele é na maior parte inato, nao.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 19 de Maio de 2006, 14:41:58
se o QI é fortemente hereditário, e inato, como explicar o efeito Flynn, o aumento observado no QI de praticamente todas as pessoas ao redor do mundo, ao passar de pouco tempo (como de uma geração a outra)? (isso faz com que os testes de QI tenham que ser constantemente refeitos para que a média da população fique em 100)


Fortemente hereditario ele nao é mesmo, agora dizer que ele é inato nada tem haver com isso...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 22 de Maio de 2006, 12:06:54
Gente, tô quase movendo este tópico pra área de Piadas.....


 :histeria:

Acho que seria uma boa!:D
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Nina em 23 de Maio de 2006, 00:52:07
Então quer dizer que Superinteressante é revista científica? Escrita por "pelo menos professores federais"?

Engraçado... quando eu estava no segundo ano de faculdade um "jornalista da Super me contatou para que eu desse consultoria para um artigo que ele estava escrevendo sobre aves. Aí perguntei mais sobre o jornalista, credenciais, etc. Ele era um aluno de segundo grau, que já tinha escrito várias notícias para a revista como "free lancer".

Quem acha que Super é revista séria parou nos anos 80.

:histeria:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 23 de Maio de 2006, 01:10:14
Então quer dizer que Superinteressante é revista científica? Escrita por "pelo menos professores federais"?

Engraçado... quando eu estava no segundo ano de faculdade um "jornalista da Super me contatou para que eu desse consultoria para um artigo que ele estava escrevendo sobre aves. Aí perguntei mais sobre o jornalista, credenciais, etc. Ele era um aluno de segundo grau, que já tinha escrito várias notícias para a revista como "free lancer".

Quem acha que Super é revista séria parou nos anos 80.

:histeria:

Cabe a voce o onus da prova. Porque para mim isso ai é falta de carater.

E argumento eu já vi que voce nao tem mesmo, só sabe fazer posts usando a sua arogancia.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 23 de Maio de 2006, 10:32:57
V3n0w, tem que comer muita farinha pra discutir ciência comigo e com a Nina! E não é arrogância, você já mostrou que realmente tá por fora!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 23 de Maio de 2006, 13:56:59
V3n0w, tem que comer muita farinha pra discutir ciência comigo e com a Nina! E não é arrogância, você já mostrou que realmente tá por fora!
o dó.. faz biologia e acha q sabe tudo...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Diegojaf em 23 de Maio de 2006, 14:02:26
Crianças... Mantenham o foco da discussão... :ok:

Minha namorada quer entrar pro Clube Cético...
Mas tá com muita oreguiça eu acho... porque tá dizendo isso já fazem umas 3 semanas...:lol:


Mulheres... :?




Brincadeirinha hein...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 23 de Maio de 2006, 14:21:08
V3n0w, tem que comer muita farinha pra discutir ciência comigo e com a Nina! E não é arrogância, você já mostrou que realmente tá por fora!
o dó.. faz biologia e acha q sabe tudo...

Só dei uma espetadinha, percebi que ele é boneco de corda! Já sou bióloga, mas entendo, tenho uns alunos  como você! :hihi:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 23 de Maio de 2006, 15:45:39
Minha namorada quer entrar pro Clube Cético...
Mas tá com muita oreguiça eu acho... porque tá dizendo isso já fazem umas 3 semanas...:lol:


Mulheres... :?

/me adds Diego to her orkut enemies list
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Diegojaf em 23 de Maio de 2006, 15:50:20
Minha namorada quer entrar pro Clube Cético...
Mas tá com muita oreguiça eu acho... porque tá dizendo isso já fazem umas 3 semanas...:lol:


Mulheres... :?

/me adds Diego to her orkut enemies list

Again? :hein:

:lol:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 23 de Maio de 2006, 15:53:01
É, nesse caso suas mensagens estão sendo ignoradas DUAS vezes!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Diegojaf em 23 de Maio de 2006, 15:57:45
É, nesse caso suas mensagens estão sendo ignoradas DUAS vezes!

Não Não receber mensagens de Diêgo = receber mensagens de Diêgo
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 23 de Maio de 2006, 17:14:54
V3n0w, tem que comer muita farinha pra discutir ciência comigo e com a Nina! E não é arrogância, você já mostrou que realmente tá por fora!
o dó.. faz biologia e acha q sabe tudo...
mesmo se ela não fosse formada... mesmo se só cursasse biologia, e achasse que soubesse de tudo, melhor do que ler super interessante e wikipédia e achar que sabe de tudo...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 23 de Maio de 2006, 17:18:09
É a herdabilidade nao se da muito significando segundo a pesquisa que eu postei, que segundo o autor depende de uma "loteria" genetica.

Apesar disso ele deixa claro que um filho de pai com Qi alto tem mais chances de ter um Qi alto, doque um filho de pai com Qi baixo.
O que ainda não significa que QI seja inato ou fortemente biologicamente herdado, o ambiente produzido por pais com QI alto para seus filhos com QI alto vai contribuir com o desenvolvimento do QI dos filhos também.

Partindo do presuposto de que ele é na maior parte inato, nao.
???? Mas você está "tentando provar", argumentando a favor do QI ser inato, e ao mesmo tempo toma isso como pressuposto???? :roll:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 23 de Maio de 2006, 17:19:40
É verdade, Danniel. Tu não é biólogo mas sabe mais que muitos doutores! A questão aqui é mostrar a ignorância ou conhecimento sobre o  assunto!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Diegojaf em 23 de Maio de 2006, 17:19:57
Para assuntos não polêmicos, acho a wiki bem confiável...

A super, a partir do momento em que começou com as reportagens sobre viagens astrais, o poder dos sonhos e afins, caiu no meu conceito pra ficar ao lado da "Fator X"...:no:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Atheist em 23 de Maio de 2006, 17:24:54
Então quer dizer que Superinteressante é revista científica? Escrita por "pelo menos professores federais"?

Engraçado... quando eu estava no segundo ano de faculdade um "jornalista da Super me contatou para que eu desse consultoria para um artigo que ele estava escrevendo sobre aves. Aí perguntei mais sobre o jornalista, credenciais, etc. Ele era um aluno de segundo grau, que já tinha escrito várias notícias para a revista como "free lancer".

Quem acha que Super é revista séria parou nos anos 80.

:histeria:

Cabe a voce o onus da prova. Porque para mim isso ai é falta de carater.

E argumento eu já vi que voce nao tem mesmo, só sabe fazer posts usando a sua arogancia.

Olha, algumas coisas que você tem escrito realmente procedem. No entanto, não se apegue e tente defender a revistinha superinteressante pois não vale a pena, a menos que você esteja ganhando muito bem para isso (aí vai valer para seu bolso, apenas).

Revista de divulgação científica séria no Brasil são principalmente Scientific American Brasil, Pesquisa FAPESP e Ciência Hoje. Tem uma nova, "discutindo ciência", que ainda precisa provar a que veio, mas parece boazinha. Superinteressante e Galileu não passam de revistas de interesse geral, repletas de erros (a galileu menos, é verdade). E exigir provas é querer bater em cavalo morto.

Faça uma coisa, leia uma Scientific American e veja a diferença em relação aos textos da superinteressante. Veja o currículo dos que escrevem os artigos.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 23 de Maio de 2006, 17:38:31
de qualquer forma.... alguém já viu em algum lugar uns estudos sobre o QI das pessoas mudando conforme devo ter falado por aqui, de quanto menos filhos se tem, maior o QI deles, e conforme mais filhos se tem, menor o QI de cada um e os mais novos vão tendo um QI menor?

Tinha um site interessante sobre o assunto, mas não estou encontrando
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 23 de Maio de 2006, 17:41:38
Para assuntos não polêmicos, acho a wiki bem confiável...

A super, a partir do momento em que começou com as reportagens sobre viagens astrais, o poder dos sonhos e afins, caiu no meu conceito pra ficar ao lado da "Fator X"...:no:

A wiki EN é consideravelmente, pelo número de gente editando, e as políticas de dar referências, presentes em praticamente todos os artigos mais importantes, em muitos casos, até em esboços de artigo, diferentemente da em português... mas sempre há o risco de uns assuntos meio abandonados terem umas edições tendenciosas...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 23 de Maio de 2006, 19:06:27
Atheist, vai dando corda pra ele, vai. A única coisa coerente que vi ele dizer foi que alguns pesquisadores defendem tal ponto de vista! Defendem, assim como outros não. É um assunto polêmico e sem qualquer consenso, portanto, não pode ser tido como verdade absoluta! Algumas incoerências do nosso amigo, divirtam-se :hihi: :


"O raciocinio logico nao é aprendido, nao vo mais fica batendo nessa tecla mil vezes, se eu to falando que é provado é pq é provado, se voce nao acredita em mim, na wikipedia, na superinteressante,  procure uma fonte que voce acredita."

"Por isso que o teste de QI é feito por idade, e a tendencia inata se refere a uma idade, e nao é estatica logicamente né..."

"A tendencia para ter xx QI com 18 anos é inata. O fato de mudar no quer dizer que nao é inato. Só quer dizer que o cerebro ta desenvolvendo."


"Até o gorilla foi bem no teste deixando evidente que isso nao acontece..."


"É, realmente é muito interessante a inteligencia dos animais. O macacos se vivos por muitos anos provavelmente se tornariam oque somos hoje."


"É a herdabilidade nao se da muito *significante segundo a pesquisa que eu postei, que segundo o autor depende de uma "loteria" genetica."
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: HSette em 23 de Maio de 2006, 21:14:14
ASTROSETI
http://www.astroseti.org/vernew.php?codigo=2219

Demuestran que los monos tienen pensamiento avanzado
Por Helen Carter para Science Online
Viernes 19 Mayo 2006, 11:19 (AEST)

Los monos planifican el futuro, de acuerdo a una nueva investigación que se cuestiona que los humanos sean los únicos animales que piensan con anticipación.

Un trabajo de investigación alemán publicado hoy en la revista Science (http://www.sciencemag.org/cgi/content/summary/312/5776/1006?)  sostiene que los monos pueden elegir la herramienta adecuada para alcanzar un manjar y guardarla para un uso futuro, en lugar de usarla inmediatamente.
 
Los investigadores, del Instituto Max Planck para Antropología Evolutiva, comentan que planificar las necesidades futuras, y no solo las del momento presente, es uno de los logros más extraordinarios de la cognición humana.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: rizk em 24 de Maio de 2006, 00:57:20
Mas nao vo aceitar que uma menina fique sem mais nem menos acusando certas publicaçoes de invalidas.
Estão vendo? Se fosse um homem ele aceitaria.

Proponho a expulsão usuário v3n0w por misoginia e agressão verbal a todo o sexo feminino em vários pontos deste tópico.

PLAAAAAAAAAAAAAGIO :lol:



ah, eu concordo.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 24 de Maio de 2006, 10:48:28
Não tenho dúvida sobre a inteligência dos grandes macacos ou mamíferos em geral, mas os testes aplicados neles são diferentes dos testes humanos de Q.I, embora a gorila Koko já tenha demonstrado um nível considerável de raciocínio lógico! Ainda assim, a aplicação desses testes é injusta, mesmo para animais com um vocabulário humano de 200 palavras e que possui capacidade de abstrações. Essas abstrações não serão necessariamente as mesmas das nossas, e são variáveis entre culturas, imagina entre espécies diferentes que divergiram há milhares de anos.

Outro ponto é que a evolução não é direcional, os seres vivos não caminham em busca de se tornarem humanos.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 24 de Maio de 2006, 12:13:56
A propósito, sempre pensei que as mulheres fossem mais inteligentes que os homens, mas admito que isso era preconceito meu...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Barata Tenno em 24 de Maio de 2006, 12:21:50
A propósito, sempre pensei que as mulheres fossem mais inteligentes que os homens, mas admito que isso era preconceito meu...

Pra mim é tudo igual...... Nw sei pra que tanto caso.....
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 24 de Maio de 2006, 12:27:52
Já li sobre as diferenças no cérebro, mas não é nada que cause limitações intelectuais para ambos!

Pra todo caso, acho que o tópico serviu pra algo, mostrar o contraste entre mulheres céticas e homem crente!:D
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 24 de Maio de 2006, 12:31:04
Ei! eu sou crente!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 24 de Maio de 2006, 13:35:52
Falo da crença fundamentalista em assuntos não teístas!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 24 de Maio de 2006, 23:28:19
V3n0w, tem que comer muita farinha pra discutir ciência comigo e com a Nina! E não é arrogância, você já mostrou que realmente tá por fora!
o dó.. faz biologia e acha q sabe tudo...

Só dei uma espetadinha, percebi que ele é boneco de corda! Já sou bióloga, mas entendo, tenho uns alunos  como você! :hihi:

Nunca seria seu aluno pelo fato de que eu faço exatas, coisa que para mulher é bem dificil né?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 24 de Maio de 2006, 23:30:02
É a herdabilidade nao se da muito significando segundo a pesquisa que eu postei, que segundo o autor depende de uma "loteria" genetica.

Apesar disso ele deixa claro que um filho de pai com Qi alto tem mais chances de ter um Qi alto, doque um filho de pai com Qi baixo.
O que ainda não significa que QI seja inato ou fortemente biologicamente herdado, o ambiente produzido por pais com QI alto para seus filhos com QI alto vai contribuir com o desenvolvimento do QI dos filhos também.

Partindo do presuposto de que ele é na maior parte inato, nao.
???? Mas você está "tentando provar", argumentando a favor do QI ser inato, e ao mesmo tempo toma isso como pressuposto???? :roll:

Cara, o autor que usou isso como presuposto. Eu nao to tentando provar nada, já ta provado e nao foi eu quem provou.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 24 de Maio de 2006, 23:34:31
Então quer dizer que Superinteressante é revista científica? Escrita por "pelo menos professores federais"?

Engraçado... quando eu estava no segundo ano de faculdade um "jornalista da Super me contatou para que eu desse consultoria para um artigo que ele estava escrevendo sobre aves. Aí perguntei mais sobre o jornalista, credenciais, etc. Ele era um aluno de segundo grau, que já tinha escrito várias notícias para a revista como "free lancer".

Quem acha que Super é revista séria parou nos anos 80.

:histeria:

Cabe a voce o onus da prova. Porque para mim isso ai é falta de carater.

E argumento eu já vi que voce nao tem mesmo, só sabe fazer posts usando a sua arogancia.

Olha, algumas coisas que você tem escrito realmente procedem. No entanto, não se apegue e tente defender a revistinha superinteressante pois não vale a pena, a menos que você esteja ganhando muito bem para isso (aí vai valer para seu bolso, apenas).

Revista de divulgação científica séria no Brasil são principalmente Scientific American Brasil, Pesquisa FAPESP e Ciência Hoje. Tem uma nova, "discutindo ciência", que ainda precisa provar a que veio, mas parece boazinha. Superinteressante e Galileu não passam de revistas de interesse geral, repletas de erros (a galileu menos, é verdade). E exigir provas é querer bater em cavalo morto.

Faça uma coisa, leia uma Scientific American e veja a diferença em relação aos textos da superinteressante. Veja o currículo dos que escrevem os artigos.

De fato, mas a tendencia do pessoal defender a panela é mto grande, o pior que sem conhecimento de causa.

Agora quanto a super, ela pode nao ter essa credibilidade cientifica, mas nao é escrita por um ignorante. Como voce já deve ter observado.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 24 de Maio de 2006, 23:37:15
É, nesse caso suas mensagens estão sendo ignoradas DUAS vezes!

Adiciona eu no orkut la... Eu sei que voce morre de vontade ;)
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 25 de Maio de 2006, 01:17:34
É a herdabilidade nao se da muito significando segundo a pesquisa que eu postei, que segundo o autor depende de uma "loteria" genetica.

Apesar disso ele deixa claro que um filho de pai com Qi alto tem mais chances de ter um Qi alto, doque um filho de pai com Qi baixo.
O que ainda não significa que QI seja inato ou fortemente biologicamente herdado, o ambiente produzido por pais com QI alto para seus filhos com QI alto vai contribuir com o desenvolvimento do QI dos filhos também.

Partindo do presuposto de que ele é na maior parte inato, nao.
???? Mas você está "tentando provar", argumentando a favor do QI ser inato, e ao mesmo tempo toma isso como pressuposto???? :roll:

Cara, o autor que usou isso como presuposto. Eu nao to tentando provar nada, já ta provado e nao foi eu quem provou.
sei, acho que foi a superinteressante que provou que o QI é inato, seja lá como for possível... na próxima edição, provam como os ETs predeterminam o QI à distância, fazem isso lá da décima quinta dimensão e meia...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: HSette em 25 de Maio de 2006, 08:44:36
Citar
Nunca seria seu aluno pelo fato de que eu faço exatas, coisa que para mulher é bem dificil né?

Como é que esse cara tá aqui até agora?
Não dá para levar a sério alguém que pensa dessa forma. :no: :no: :no:

E nem tolerar tanto preconceito.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 25 de Maio de 2006, 09:53:24
Realmente não gosto de exatas, prefiro biologia! O que não é fácil é fazer graduação e pós em universidade federal!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 25 de Maio de 2006, 14:33:43
É a herdabilidade nao se da muito significando segundo a pesquisa que eu postei, que segundo o autor depende de uma "loteria" genetica.

Apesar disso ele deixa claro que um filho de pai com Qi alto tem mais chances de ter um Qi alto, doque um filho de pai com Qi baixo.
O que ainda não significa que QI seja inato ou fortemente biologicamente herdado, o ambiente produzido por pais com QI alto para seus filhos com QI alto vai contribuir com o desenvolvimento do QI dos filhos também.

Partindo do presuposto de que ele é na maior parte inato, nao.
???? Mas você está "tentando provar", argumentando a favor do QI ser inato, e ao mesmo tempo toma isso como pressuposto???? :roll:

Cara, o autor que usou isso como presuposto. Eu nao to tentando provar nada, já ta provado e nao foi eu quem provou.
sei, acho que foi a superinteressante que provou que o QI é inato, seja lá como for possível... na próxima edição, provam como os ETs predeterminam o QI à distância, fazem isso lá da décima quinta dimensão e meia...

Para voce ver o tanto que voce viaja, estavamos falando de outro estudo.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 25 de Maio de 2006, 14:36:58
Citar
Nunca seria seu aluno pelo fato de que eu faço exatas, coisa que para mulher é bem dificil né?

Como é que esse cara tá aqui até agora?
Não dá para levar a sério alguém que pensa dessa forma. :no: :no: :no:

E nem tolerar tanto preconceito.

Sou realista amigo. Mulher para exatas é uma negaçao, assim como constata o teste de QI. Agora se voce tem de se mostrar politicamente correto para alguem aqui, eu nao tenho, abraço.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 25 de Maio de 2006, 14:39:26
Na minha turma as meninas tiravam notas mais altas que os meninos...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 25 de Maio de 2006, 14:41:19
Realmente não gosto de exatas, prefiro biologia! O que não é fácil é fazer graduação e pós em universidade federal!
Facil nenhuma graduaçao é. Parabens pela federal, vc deve estudar bastante mesmo.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 25 de Maio de 2006, 14:42:11
Na minha turma as meninas tiravam notas mais altas que os meninos...
Turma de que querida?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 25 de Maio de 2006, 14:53:06
Realmente não gosto de exatas, prefiro biologia! O que não é fácil é fazer graduação e pós em universidade federal!
Facil nenhuma graduaçao é. Parabens pela federal, vc deve estudar bastante mesmo.

Em algumas universidades o processo seletivo é tanto duvidoso!

Não estudo bastante! E minha graduação foi tranquila, muita festa e nenhuma reprovação!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 25 de Maio de 2006, 15:04:27
Realmente não gosto de exatas, prefiro biologia! O que não é fácil é fazer graduação e pós em universidade federal!
Facil nenhuma graduaçao é. Parabens pela federal, vc deve estudar bastante mesmo.

Em algumas universidades o processo seletivo é tanto duvidoso!

Não estudo bastante! E minha graduação foi tranquila, muita festa e nenhuma reprovação!

Que universidades?

haha eu já tenho um monte de dp, pra nao pegar nenhuma precisa estudar sim...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 25 de Maio de 2006, 15:06:37
voltando ao "off-topic original", o que determinaria o QI como inato, ao mesmo tempo em que se defende que isso não é fortemente genético?

O que estaria, desde o momento em que a pessoa nasce, determinando o desenvolvimento futuro do cérebro, e mais especificamente, a capacidade desse cérebro em testes de QI?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 25 de Maio de 2006, 15:09:25
UFPA e UFRJ (Favor..não me vem com o argumento que são piores que as estácios da vida)!

Se você entender a aula e o assunto, não precisa se matar de estudar, principalmente quando você gosta e tem aptidão pelo curso!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 25 de Maio de 2006, 15:11:53
voltando ao "off-topic original", o que determinaria o QI como inato, ao mesmo tempo em que se defende que isso não é fortemente genético?

O que estaria, desde o momento em que a pessoa nasce, determinando o desenvolvimento futuro do cérebro, e mais especificamente, a capacidade desse cérebro em testes de QI?

Não sei se é algo diretamente ligado ao assunto (sobre o tal teste), mas já falei da capacidade de realizar novas sinapses mediante aprendizado!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 25 de Maio de 2006, 15:15:48
eu estou apenas dando a chance ao v3n0w de explicar o mecanismo pelo qual o QI seria determinado de forma inata e em boa parte não-genética... (apesar desses outros "pequenos problemas"...) o que teria num cérebro recém-nascido que determinaria, de forma não-genética, quais resultados ele teria em testes de QI pelo resto da vida, mesmo com a "suposta" plasticidade de desenvolvimento...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 25 de Maio de 2006, 15:17:36
Entendi..então era mesmo o que eu tava pensando!!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 25 de Maio de 2006, 15:31:29
voltando ao "off-topic original", o que determinaria o QI como inato, ao mesmo tempo em que se defende que isso não é fortemente genético?

O que estaria, desde o momento em que a pessoa nasce, determinando o desenvolvimento futuro do cérebro, e mais especificamente, a capacidade desse cérebro em testes de QI?

Seria exatamente genetico, quando eu disse que nao era genetico? Assim como a genetica determina quase tudo, ela determina maioria do cerebro.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 25 de Maio de 2006, 15:40:17
Ihh..Danniel, percebe o que fez?! Terei que repetir idéias...
Se o Q.I é genético e é superiormente, majoritariamente maior nos homens, então deveria estar no cromossomo Y (exclusivo dos homens) ou regulado pelo Y. Mas diminuto cromossomo não apresenta esse gene ou regulador, portanto...onde esse gene masculino do Q.I está?!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: HSette em 25 de Maio de 2006, 15:48:29
Citar
Nunca seria seu aluno pelo fato de que eu faço exatas, coisa que para mulher é bem dificil né?

Como é que esse cara tá aqui até agora?
Não dá para levar a sério alguém que pensa dessa forma. :no: :no: :no:

E nem tolerar tanto preconceito.

Sou realista amigo. Mulher para exatas é uma negaçao, assim como constata o teste de QI. Agora se voce tem de se mostrar politicamente correto para alguem aqui, eu nao tenho, abraço.

Não se trata de "politicamente correto".

Isso é crime tipificado no Código Penal, e as regras do Fórum não permitem atitudes criminosas.
Diversas postagens suas estão recheadas delas.

Além de tudo, vc se mostra ignorante em relação às questões de cidadania.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 25 de Maio de 2006, 15:58:36
Ihh..Danniel, percebe o que fez?! Terei que repetir idéias...
Se o Q.I é genético e é superiormente, majoritariamente maior nos homens, então deveria estar no cromossomo Y (exclusivo dos homens) ou regulado pelo Y. Mas diminuto cromossomo não apresenta esse gene ou regulador, portanto...onde esse gene masculino do Q.I está?!

Poderia estar em qualquer lugar, e ele nao necessariamente seria exclusivo dos homens. Seria sim diferente.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 25 de Maio de 2006, 16:00:49
Citar
Nunca seria seu aluno pelo fato de que eu faço exatas, coisa que para mulher é bem dificil né?

Como é que esse cara tá aqui até agora?
Não dá para levar a sério alguém que pensa dessa forma. :no: :no: :no:

E nem tolerar tanto preconceito.

Sou realista amigo. Mulher para exatas é uma negaçao, assim como constata o teste de QI. Agora se voce tem de se mostrar politicamente correto para alguem aqui, eu nao tenho, abraço.

Não se trata de "politicamente correto".

Isso é crime tipificado no Código Penal, e as regras do Fórum não permitem atitudes criminosas.
Diversas postagens suas estão recheadas delas.

Além de tudo, vc se mostra ignorante em relação às questões de cidadania.

A revista veja mostro essa polemica, e ainda sobre o tamanho do cerebro, reafirmando que o homem teria mesmo, um inteligencia ligeramente superior a da mulher.

Porque essa tal lei nao se aplicou? Ou seja, teria de se trancar qualquer pesquisa que diferencie mulher de homen, pq nao pode segundo a lei?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Diegojaf em 25 de Maio de 2006, 16:43:42
A revista veja mostro essa polemica, e ainda sobre o tamanho do cerebro, reafirmando que o homem teria mesmo, um inteligencia ligeramente superior a da mulher.

Porque essa tal lei nao se aplicou? Ou seja, teria de se trancar qualquer pesquisa que diferencie mulher de homen, pq nao pode segundo a lei?

A lei permite qualquer tipo de pesquisa. Desde que esta esteja de acordo com a lei...

O que você está fazendo aqui é afirmando repetidamente que mulheres são inferiores sem apresentar provas concretas de suas afirmações...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 25 de Maio de 2006, 16:49:07
A revista veja mostro essa polemica, e ainda sobre o tamanho do cerebro, reafirmando que o homem teria mesmo, um inteligencia ligeramente superior a da mulher.

Porque essa tal lei nao se aplicou? Ou seja, teria de se trancar qualquer pesquisa que diferencie mulher de homen, pq nao pode segundo a lei?

A lei permite qualquer tipo de pesquisa. Desde que esta esteja de acordo com a lei...

O que você está fazendo aqui é afirmando repetidamente que mulheres são inferiores sem apresentar provas concretas de suas afirmações...

Como eu disse a veja já mostrou, e nao é possivel que ninguem tenha lido. Sem contar que é facil de se achar na net um pesquisa sobre isso. Mas o resultando para mim, é apenas uma constataçao do obvio.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 25 de Maio de 2006, 17:00:30
Pra nao falar q eu to mentindo... E lembrem-se que nao foi a veja que fez a pesquisa hein, portanto se for criticar critique quem fez a pesquisa e nao a veja.

"Eles vão ficar impossíveis: Estudo divulgado na Inglaterra mostra que o QI dos homens é, em média, 5  pontos mais alto que o das mulheres

Revista Veja, Edição 1920 . 31 de agosto de 2005

Mulheres empenhadas em provar que estão em pé de igualdade com os homens, se não um pouquinho à frente deles, tremei: uma pesquisa que acaba de ser divulgada na Inglaterra conclui que eles, além de mais fortes, mais teimosos e mais insensíveis, são mais inteligentes do que elas. A afirmação, de arrepiar corações politicamente corretos, tem por base o trabalho realizado por dois professores de psicologia, Paul Irwing e Richard Lynn, que analisaram 24.000 testes de QI de estudantes universitários em vários países e 57 estudos a eles relacionados. Ao fim da investigação, cujos detalhes planejam publicar em novembro no British Journal of Psychology, Irwing e Lynn concluíram que o QI dos homens é, em média, 5 pontos mais alto que o das mulheres. "E 5 pontos não é uma diferença que possa ser descartada como algo sem importância", afirma Irwing, atiçando com lenha de altíssima combustão o sempre incendiário debate sobre as planetárias diferenças entre elas, as venusianas, e eles, os marcianos.

Professor de psicologia organizacional da Universidade de Manchester, Irwing é justamente a voz que deu respaldo acadêmico à pesquisa - até com explícito constrangimento. "Pode parecer esquisito, mas eu me considero um feminista", declarou. "Por motivos pessoais, gostaria de acreditar que homens e mulheres são iguais, e de modo geral eles são, mesmo. Mas, ao longo da pesquisa, as evidências a favor de fatores biológicos foram ficando cada vez mais fortes." Lynn, ao contrário, não teve problema algum de consciência para divulgar o que vê como comprovação científica de teses que advoga há tempos. Professor emérito da Universidade de Ulster, na Irlanda do Norte, ele já havia divulgado estudos próprios, menos amplos, afirmando que homens são mais inteligentes que mulheres. "Estou acostumado com a polêmica. Sei que logo as feministas vão começar a me mandar uma enxurrada de e-mails, mas não me importo", declarou a VEJA o professor Lynn, que é casado com uma mulher compreensiva: "Ela aceita o resultado da pesquisa. Só faz questão de destacar que a inteligência emocional feminina é superior à do homem". Em estudos anteriores, Lynn já sustentou também que brancos são mais inteligentes que negros, que a propensão ao crime é herança genética e que a prosperidade de cada país está relacionada ao QI de sua população. Em suas palavras: "A inteligência de cada raça segue um padrão mundial. As pessoas mais bem-sucedidas são, em primeiro lugar, brancos e amarelos, depois vêm os mulatos, os negros e, por último, os índios". Com tal currículo, a co-assinatura de Irwing na pesquisa agora divulgada foi essencial para sua aceitação. "Para ser sincero, não tenho muita certeza de ter agido certo. Mas achei desonesto não divulgar os resultados", justifica.

A pesquisa mostra que, até os 14 anos, não há diferença no nível de QI de meninos e meninas. A partir daí, porém, os 5 pontos aparecem e se mantêm ou até aumentam - quanto maior o QI, mais a mulher fica longe do homem (veja quadro). No caso máximo estudado, de QI 150 - um patamar de gênios -, a proporção foi de 5,5 homens para uma mulher. Segundo Irwing, "as diferenças nesse nível podem explicar, pelo menos em parte, por que um número muito maior de homens ganha Prêmio Nobel ou se torna grande mestre de xadrez". Quando homens e mulheres de igual QI são postos diante do mesmo desafio, porém, elas se saem melhor - no mesmo dia da divulgação da pesquisa, foram anunciados os resultados dos exames finais nacionais para alunos do curso secundário na Inglaterra; as meninas, como sempre, saíram-se muito melhor que os meninos. Por quê? "Possivelmente porque as mulheres são mais empenhadas e mais bem preparadas para suportar períodos de trabalho duro", diz o pesquisador. Já a vantagem dos homens em matéria de QI "beneficia o desempenho em tarefas de alta complexidade, como questões difíceis de matemática, engenharia e física".

Colegas de Irwing e Lynn não descartam os resultados da pesquisa, mas advertem que devem ser avaliados dentro de um quadro mais geral. "O mais importante é ter em mente que diversos testes são utilizados para medir inteligência. Alguns favorecem os homens, outros as mulheres", diz Melissa Hines, professora de psicologia da City University de Londres. O neurologista Luiz Celso Vilanova, professor adjunto da Universidade Federal de São Paulo, acredita que só será possível avaliar com mais critério a pesquisa inglesa quando se souber a metodologia usada, a forma de seleção dos entrevistados e como os testes foram aplicados. "O funcionamento dos hemisférios cerebrais é diferente entre homens e mulheres. O homem vai de pedaço em pedaço até chegar ao todo; a mulher consegue apreender o todo sem analisar pedaço por pedaço. E sabe-se que o cérebro masculino é 10% maior e mais pesado que o feminino", diz. Por sua vez, o psiquiatra Luiz Cuschnir, supervisor do serviço de psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo, observa que "os testes de QI muitas vezes não abrangem todas as questões ligadas à inteligência, como a questão emocional". Segundo Cuschnir, "se um homem tiver QI elevadíssimo e um lado emocional conturbado, a aplicabilidade da inteligência fica comprometida".

Uma apreciação mais elaborada da pesquisa e seus resultados só será possível quando ela for publicada, dentro de três meses. Com ou sem restrições, porém, permanece a constatação de que, comparados em larga escala, o QI dos homens é, em média, mais alto que o das mulheres - embora essas, frente a frente com machos de QI semelhante, se saiam melhor. Entre todos os peitos masculinos que se inflarão de orgulho perante as conclusões da pesquisa, deve-se destacar o do reitor de Harvard, Larry Summers, para quem as palavras de Irwing e Lynn soam praticamente como um desagravo. Em janeiro passado, num malfadado discurso com o qual pretendia combater a discriminação das mulheres na área acadêmica, Summers acabou dizendo, de forma convoluta mas suficientemente clara para armar um escarcéu, que as mulheres não nasceram para as ciências exatas. "No caso específico da ciência e da engenharia, existem questões de aptidão inatas", proclamou - e o céu caiu sobre sua cabeça. Agora, os professores Irwing e Lynn vêm confirmar, com números e tabelas, que ciência exata é, mesmo, coisa de homem.

  Eles no topo

O estudo mostra que, quanto mais alto o QI, maior a predominância de homens. Exemplos de proporção:

QI 125 (nível dos primeiros da classe)

2 homens para 1 mulher

QI 130 (nível dos primeiros entre os primeiros)

3 homens para 1 mulher

QI 150 (nível de genialidade)

5,5 homens para 1 mulher"
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: L. Duran em 25 de Maio de 2006, 17:04:08
Aqui um artigo sobre o assunto com as devidas referências.

http://www.cerebromente.org.br/n11/mente/eisntein/cerebro-homens-p.html
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 25 de Maio de 2006, 17:10:07
Aqui um artigo sobre o assunto com as devidas referências.

http://www.cerebromente.org.br/n11/mente/eisntein/cerebro-homens-p.html

Muito bom, e quero deixar claro que nao acho o homem melhor que a mulher, mas acho sim que ele seja superior em raciocinio logico, que é oque este, como todos textos a respeito dizem.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: L. Duran em 25 de Maio de 2006, 17:17:16
Muito bom, e quero deixar claro que nao acho o homem melhor que a mulher, mas acho sim que ele seja superior em raciocinio logico, que é oque este, como todos textos a respeito dizem.

Em média. O que não impede que haja pessoas fora da curva. Ou que alguns outros fatores influenciem essa "predisposição" genética
E  olhando as estatísticas veremos que os números não são tão distantes.

Mais um, no mínimo melhor que a Veja...
http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=26619


Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 25 de Maio de 2006, 17:38:09
Muito bom, e quero deixar claro que nao acho o homem melhor que a mulher, mas acho sim que ele seja superior em raciocinio logico, que é oque este, como todos textos a respeito dizem.

Em média. O que não impede que haja pessoas fora da curva. Ou que alguns outros fatores influenciem essa "predisposição" genética
E  olhando as estatísticas veremos que os números não são tão distantes.

Mais um, no mínimo melhor que a Veja...
http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=26619

http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=26619


Sim,  tambem deixei claro que era em media. Sem duvidas que podemos ter ótimas engenheiras. Mas que essa diferença existe claramente ela existe, e como eu tenho dito, nao tem fundamento questiona-la.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: rizk em 25 de Maio de 2006, 18:08:39
E o fato de esta diferenca biologica existir significa que tenhamos de dar continuidade a ela na sociedade, ou que tenhamos que tentar anula-la, ou alguma outra coissa?

Porque esse eh o foco do debate, caso vcs tenham esquecido.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 25 de Maio de 2006, 18:49:36
Ok, existem diferenças entre os cérebros masculinos e femininos, e até hoje, o raciocínio lógico  masculino parece ser melhor, assim como a capacidade feminina com a lingüagem!

Mas isso é muito diferente de dizer que testes de Q.I inferem inteligência; não podemos adquirir raciocínio lógico ao longo da vida, portanto ele é inato, e mais, ele é hereditário! Essas afirmações, além de não concordar, por serem infundadas, são incoerentes com o que conhecemos sobre genética e sobre os avanços atuais sobre a capacidade dos neurônios aprenderem!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: L. Duran em 25 de Maio de 2006, 20:30:44
Acho que o que a PsychoCandy disse conclui o assunto do tópico, mas algumas coisas me chamaram a atenção na reportagem da Veja:

Uma apreciação mais elaborada da pesquisa e seus resultados só será possível quando ela for publicada, dentro de três meses.

Foi publicada? A metodologia adotada estava correta? Há refutações?

Com ou sem restrições, porém, permanece a constatação de que, comparados em larga escala, o QI dos homens é, em média, mais alto que o das mulheres - embora essas, frente a frente com machos de QI semelhante, se saiam melhor.

Ou seja, quando o QI é igual as mulheres são "mais inteligentes". Essa ressalva não corrobora a afirmação de que QI é indicador de inteligência.

Entre todos os peitos masculinos que se inflarão de orgulho perante as conclusões da pesquisa, deve-se destacar o do reitor de Harvard, Larry Summers, para quem as palavras de Irwing e Lynn soam praticamente como um desagravo. Em janeiro passado, num malfadado discurso com o qual pretendia combater a discriminação das mulheres na área acadêmica, Summers acabou dizendo, de forma convoluta mas suficientemente clara para armar um escarcéu, que as mulheres não nasceram para as ciências exatas. "No caso específico da ciência e da engenharia, existem questões de aptidão inatas", proclamou - e o céu caiu sobre sua cabeça. Agora, os professores Irwing e Lynn vêm confirmar, com números e tabelas, que ciência exata é, mesmo, coisa de homem.

Outra coisa: "questões de aptidão inatas" parece-me bem diferente de dizer que "que as mulheres não nasceram para as ciências exatas."
Extrapolação jornalística sensacionalista!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 25 de Maio de 2006, 20:56:15
Ok, existem diferenças entre os cérebros masculinos e femininos, e até hoje, o raciocínio lógico  masculino parece ser melhor, assim como a capacidade feminina com a lingüagem!

Mas isso é muito diferente de dizer que testes de Q.I inferem inteligência; não podemos adquirir raciocínio lógico ao longo da vida, portanto ele é inato, e mais, ele é hereditário! Essas afirmações, além de não concordar, por serem infundadas, são incoerentes com o que conhecemos sobre genética e sobre os avanços atuais sobre a capacidade dos neurônios aprenderem!

"Mas isso é muito diferente de dizer que testes de Q.I inferem inteligência" Isso é relativo, mas digamos que é mentira.

"não podemos adquirir raciocínio lógico ao longo da vida" Sim, um parcela minina dela. O resto todo é inato. A parte inata varia de 80% a 90%.

"ele é hereditário!" Ele tem um parcela de hereditariedade.


Essas questoes que vc insiste em refutar sao tao triviais que é dificil de algum autor comentar, normalmente eles já usam como presuposto.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: L. Duran em 25 de Maio de 2006, 21:49:28
Essas questoes que vc insiste em refutar sao tao triviais que é dificil de algum autor comentar, normalmente eles já usam como presuposto.

Mas tem gente que não usa como pressuposto e ainda faz pesquisa.

Veja o que se vê em uma pesquisa rápida no Google:

Veja esse em que a aplicação de métodos diferentes de ensino aumentaram o QI de crianças: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-294X2000000100009&script=sci_arttext


Ou esse em que mostra que não há relação entre QI e aquisição de leitura
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722002000200004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

E esse que mostra que o fumo diminui o QI: http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u13844.shtml

[]´s
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 25 de Maio de 2006, 22:05:49
Essas questoes que vc insiste em refutar sao tao triviais que é dificil de algum autor comentar, normalmente eles já usam como presuposto.

Mas tem gente que não usa como pressuposto e ainda faz pesquisa.

Veja o que se vê em uma pesquisa rápida no Google:

Veja esse em que a aplicação de métodos diferentes de ensino aumentaram o QI de crianças: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-294X2000000100009&script=sci_arttext


Ou esse em que mostra que não há relação entre QI e aquisição de leitura
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-79722002000200004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

E esse que mostra que o fumo diminui o QI: http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u13844.shtml

[]´s

Claro...  Eu fumo e bebo... to enrolado :)

Alias eu achei essas pesquisas meio irelevantes... Avaliar criança é mto complicado pq ela esta em forte faze de desenvolvimento....
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: L. Duran em 25 de Maio de 2006, 22:12:10
Alias eu achei essas pesquisas meio irelevantes...

Por que?

Avaliar criança é mto complicado pq ela esta em forte faze de desenvolvimento....

Ué? Mas o desenvolvimento não influencia em nada!
A inteligência é inata e hereditária... :roll:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 25 de Maio de 2006, 22:51:01
Alias eu achei essas pesquisas meio irelevantes...

Por que?

Avaliar criança é mto complicado pq ela esta em forte faze de desenvolvimento....

Ué? Mas o desenvolvimento não influencia em nada!
A inteligência é inata e hereditária... :roll:

Bah blz.... boa pesquisa.

O desenvolvimento nao influencia em nada? Oque tem haver com o QI ser inato? Essa questao já foi abordada aqui.

Voce nasce grande? seu tamanho é determinado geneticamente? .......
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: L. Duran em 25 de Maio de 2006, 23:05:00
Bah blz.... boa pesquisa.

São irrelevantes ou são boas?

O desenvolvimente nao influencia em nada? Oque tem haver com o QI ser inato? Essa questao já foi abordada aqui.

Você é que disse que o desenvolvimento não influencia. Que o QI é inato. Que não aprendemos raciocínio lógico...

Voce nasce grande? seu tamanho é determinado geneticamente? .......

Não totalmente. O ambiente pode influenciá-lo para mais ou menos. Como o cérebro.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 26 de Maio de 2006, 10:27:56
voltando ao "off-topic original", o que determinaria o QI como inato, ao mesmo tempo em que se defende que isso não é fortemente genético?

O que estaria, desde o momento em que a pessoa nasce, determinando o desenvolvimento futuro do cérebro, e mais especificamente, a capacidade desse cérebro em testes de QI?

Seria exatamente genetico, quando eu disse que nao era genetico? Assim como a genetica determina quase tudo, ela determina maioria do cerebro.

se o QI é fortemente hereditário, e inato, como explicar o efeito Flynn, o aumento observado no QI de praticamente todas as pessoas ao redor do mundo, ao passar de pouco tempo (como de uma geração a outra)? (isso faz com que os testes de QI tenham que ser constantemente refeitos para que a média da população fique em 100)


Fortemente hereditario ele nao é mesmo, agora dizer que ele é inato nada tem haver com isso...

...

...E NAO estou falando de genetica.

Nesses dois posts, ao menos, você sugeriu ainda que acidentalmente que o QI fosse de alguma forma inato e não genético
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 26 de Maio de 2006, 10:38:10
Fazendo algumas recapitulações:

- Nada do que foi dito até agora, nem demonstrou de alguma forma que o QI fosse inato, geneticamente ou de outra forma fortemente pré determinado, dentro dos níveis de variação normal;

- muito menos ofereceu qualquer mecanismo pelo qual os resultados nos testes de QI estejam pré-determinados de alguma forma a partir do momento em que se nasce;

E ao mesmo tempo, fica a repetir que QI é inato e é algo banal, que nem vale a pena discutir, enquanto considera arbitrariamente "irrelevantes" qualquer coisa postada dizendo o contrário, ainda que essas coisas não requeiram qualquer mecanismo inexplicado, diferentemente da suposição de QI inato.

Se isso não é fé, eu não sei o que é.


v3nOw, como seria possível refutar essa sua afirmação de que o QI é inato, se a variação que há de QI ao longo da vida você considera simplesmente "ruído" ou que é pré-determinada?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 26 de Maio de 2006, 10:43:26
Tendo esse tipo de coisa em mente, não há como afirmar com certeza que diferenças de homens e mulheres em testes de QI reflitam diferenças biológicas na determinação do QI.

Pra finalizar por enquanto, uma citação do dicionário cético:

Citar
"IQ" stands for "intelligence quotient." A person's IQ is supposed to be a measure of that person's intelligence: the higher the IQ number, the greater the intelligence. This is inaccurate, however, since it assumes that there is only one kind of intelligence. Most people recognize that there are some people with fantastic memories, some with mathematical minds, some with musical genius, some with mechanical expertise, some with good vocabularies, some good at seeing analogies, some good at synthesizing, some at unifying, etc. Some people excel at more than one of these behaviors. It would be more accurate to speak of human intelligences than of intelligence. An IQ test, therefore, should be considered a measure of some kinds of intelligence, but not all. The most accurate claim one can make about an IQ test is that it measures IQ.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 26 de Maio de 2006, 13:48:04
Não totalmente. O ambiente pode influenciá-lo para mais ou menos. Como o cérebro.

Isso que eu quis dizer.  E digo mais, o cerebro é muito menos flexivel ao ambiente doque a altura.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 26 de Maio de 2006, 13:54:23
voltando ao "off-topic original", o que determinaria o QI como inato, ao mesmo tempo em que se defende que isso não é fortemente genético?

O que estaria, desde o momento em que a pessoa nasce, determinando o desenvolvimento futuro do cérebro, e mais especificamente, a capacidade desse cérebro em testes de QI?

Seria exatamente genetico, quando eu disse que nao era genetico? Assim como a genetica determina quase tudo, ela determina maioria do cerebro.

se o QI é fortemente hereditário, e inato, como explicar o efeito Flynn, o aumento observado no QI de praticamente todas as pessoas ao redor do mundo, ao passar de pouco tempo (como de uma geração a outra)? (isso faz com que os testes de QI tenham que ser constantemente refeitos para que a média da população fique em 100)


Fortemente hereditario ele nao é mesmo, agora dizer que ele é inato nada tem haver com isso...

...

...E NAO estou falando de genetica.

Nesses dois posts, ao menos, você sugeriu ainda que acidentalmente que o QI fosse de alguma forma inato e não genético

Bom, quanto a segunda parte, realmente, como diz a pesquisa que eu postei e que voce nao deve ter lido, ela diz que o QI é de 80/90% inato, e que a hereditariedade nao se da forte mesmo. Pelo fato de ser uma loteria genetica e ainda sim, a inteligencia seria provavelmente uma combinaçao de genes.

Bom a pesquisa ta bem clara, nao vo fica aqui defendendo ela, mas ela diz exatamente isso.


Quanto a terceira parte, eu devia ter falado aquilo porque a PsychoCandy, fica me enxendo, dizendo que se o homem é mais inteligente ele teria 1 gene a mais que a mulher.. o gene da inteligencia. Afirmaçao essa que nao tem base nenhuma né.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 26 de Maio de 2006, 13:59:25
Fazendo algumas recapitulações:

- Nada do que foi dito até agora, nem demonstrou de alguma forma que o QI fosse inato, geneticamente ou de outra forma fortemente pré determinado, dentro dos níveis de variação normal;

- muito menos ofereceu qualquer mecanismo pelo qual os resultados nos testes de QI estejam pré-determinados de alguma forma a partir do momento em que se nasce;

E ao mesmo tempo, fica a repetir que QI é inato e é algo banal, que nem vale a pena discutir, enquanto considera arbitrariamente "irrelevantes" qualquer coisa postada dizendo o contrário, ainda que essas coisas não requeiram qualquer mecanismo inexplicado, diferentemente da suposição de QI inato.

Se isso não é fé, eu não sei o que é.


v3nOw, como seria possível refutar essa sua afirmação de que o QI é inato, se a variação que há de QI ao longo da vida você considera simplesmente "ruído" ou que é pré-determinada?

Proximo post seu igual a esse eu vou ser banido por xingar...

E cara fala serio, vc acha q eu nao queria que o QI fosse aprendido??? Cara isso seria uma maravilha, eu iria começar a estudar o dia inteiro, e virar um einstein da vida, e ganhar muita grana, mas nao tem como... Senao todos nerds da vida seriam muito inteligentes, e nao é isso que acontece.

Já postei 20 pesquisas que dizem que o QI é INATO. Assim como foi pedido por todos.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: L. Duran em 26 de Maio de 2006, 14:11:57
Não totalmente. O ambiente pode influenciá-lo para mais ou menos. Como o cérebro.
Isso que eu quis dizer. E digo mais, o cerebro é muito menos flexivel ao ambiente doque a altura.

Será mesmo?
E como explicar pessoas que perdem um pedaço do cérebro, perdem determinadas funções e depois de tratamentos adequados conseguem realizar essas funções novamente?
Isso não seria um indício de alta flexibilidade?

[]´s
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 26 de Maio de 2006, 14:19:48
Não totalmente. O ambiente pode influenciá-lo para mais ou menos. Como o cérebro.
Isso que eu quis dizer. E digo mais, o cerebro é muito menos flexivel ao ambiente doque a altura.

Será mesmo?
E como explicar pessoas que perdem um pedaço do cérebro, perdem determinadas funções e depois de tratamentos adequados conseguem realizar essas funções novamente?
Isso não seria um indício de alta flexibilidade?

[]´s

Boa questao. Mas nao tenho muito conhecimento sobre o assunto para falar. Precisaria saber quais funçoes e quais partes do cerebro foram perdidas para poder opinar.

Mas como eu bem lembrei no post anterior, se o QI, fosse aprendido todos os nerds seriam Einsteins.

Ou seja, estude o dia todo, e ainda sim vc nunca vai ter um QI de 180. E isso meu amigo, é fato.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: L. Duran em 26 de Maio de 2006, 14:46:29
Mas como eu bem lembrei no post anterior, se o QI, fosse aprendido todos os nerds seriam Einsteins.

Esse é um bom ponto. A questão é que mesmo sem ser aumentar o QI, se um pessoa estudar bastante pode-se se tornar um Einstein.
Ou seja, estude o dia todo, e ainda sim vc nunca vai ter um QI de 180. E isso meu amigo, é fato.

Pode ser. Mas de nada adiante ter um QI de 180 se não conseguir utilizá-lo para algo mais útil do que fazer testes de QI...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Atheist em 26 de Maio de 2006, 14:58:28
Ok, existem diferenças entre os cérebros masculinos e femininos, e até hoje, o raciocínio lógico masculino parece ser melhor, assim como a capacidade feminina com a lingüagem!

Mas isso é muito diferente de dizer que testes de Q.I inferem inteligência; não podemos adquirir raciocínio lógico ao longo da vida, portanto ele é inato, e mais, ele é hereditário! Essas afirmações, além de não concordar, por serem infundadas, são incoerentes com o que conhecemos sobre genética e sobre os avanços atuais sobre a capacidade dos neurônios aprenderem!

Mas você não acha que pode haver um limite? A predisposição genética pode não necessiariamente determinar quanto vai ser o QI, mas o nível máximo que ele pode atingir se e quando estimulado pelo ambiente...

Além disso, só pra não abrir outra mensagem, como mulheres e homens têm capacidades intelectuais diferentes, é inútil comparar o QI de ambos com os mesmos testes. Os testes devem ser diferentes.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 26 de Maio de 2006, 15:21:27
não acho que alguém defenda que qualquer um, estudando a qualquer hora, possa aumentar significativamente o QI.

Mas por exemplo, é bem estabelecido que a dificuldade com aquisição idiomas aumenta com a idade. Tem a ver com o desenvolvimento do cérebro. Da mesma forma, o QI - que é algo beeem vago, e descritivamente pobre, por reduzir a inteligência a um número - não é nada especial para ser algo absolutamente fixo e geneticamente determinado com essa precisão, como se fosse cor dos olhos ou tipo sangüíneo.

QI é mais ou menos como velocidade. Ou um "índice de aptidão física". Há sim, componentes genéticos influenciando nas capacidades físicas das pessoas, mas não há como dizer que há genes para conseguir correr a uma velocidade específica, dentro de uma variação normal da população em um bom estado de condicionamento físico. Dentro da variação normal da população, os genes relacionados ao condicionamento físico não vão ser tão determinantes do fenótipo quanto os genes para casos extremados - genes para anomalias físicas debilitantes, ou eventuais genes para capacidades atléticas excepcionais.

O cérebro não é algo mágico, que seja totalmente determinado pelos genes, com desenvolvimento desprezível. O cérebro pode nem desenvolver a capacidade, de outra forma "inata", de enxergar, se os olhos dos recém-nascidos forem vendados por tempo suficiente. Não tem por que com as faculdades relativas ao QI ser algo diferente. E da mesma forma que se pode apontar pesquisas que digam que de algum mecanismo ainda por ser explicado, seja o contrário, e o desenvolvimento seja pouco relevante, há quem aponte pesquisas que dizem o contrário, o que vai mais de acordo sobre o que se conhece de cérebro e desenvolvimento:

Citar
A INTELIGÊNCIA É INFLUENCIADA PELA ESCOLARIDADE?

Embora seja conhecido que a inteligência influencia a decisão de permanecer na escola, a própria permanência na escola pode aumentar o QI ou impedí-lo de decair. Cada mês adicional que o estudante fica na escola pode aumentar o seu QI acima do que seria esperado se ele tivesse evadido. Esta idéia de que a escolaridade aumenta o QI pode deixar surpreso àqueles que acreditam que a inteligência é inata. Dados têm indicado que, para cada ano de atraso escolar, as crianças experienciam uma diminuição de cinco pontos no QI. Similarmente, outros estudos têm indicado que o QI é afetado pelas férias escolares e que há um declínio sistemático nos escores de QI durante este período de recesso escolar. Cada mês que a criança passa distante da escola ela perde pontos no QI em relação ao escore medido no fim do período antes dela entrar de férias. Este declínio parece muito maior para crianças cujas férias escolares não foram academicamente orientadas.

http://www.pcarp.usp.br/acsi/anterior/729/mat15.htm

Talvez não seja possível uma pessoa com o cérebro já plenamente desenvolvido adquirir um QI significativamente mais alto, ou ao menos precise de drogas e suplementos, mas quem sabe uma metodologia de ensino diferente e nutrição adequada não possam elevar substancialmente o QI de crianças ainda em fase de desenvolvimento? O contrário parece ser possível. Seria algo mais ou menos análogo aos fisiculturistas, que, igualmente praticamente inexistem "naturalmente", mas precisam de métodos artificiais para estimular um desenvolvimento muscular maior; assim como o desenvolvimento muscular também tem seu período propício (depois que o organismo começa a produzir mais testosterona que na inffância), o desenvolvimento mental também teria o seu período de maior potencial de desenvolvimento. Com idiomas ao menos, parece ser esse o caso.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 26 de Maio de 2006, 15:26:48
Esse é um bom ponto. A questão é que mesmo sem ser aumentar o QI, se um pessoa estudar bastante pode-se se tornar um Einstein.

De forma alguma. Já citei o exemplo de um colega meu, que foi destaque da sala no periodo passado, fechando tudo com 98-100, e esse ano em uma prova de progamação(pura logica) foi mal, alem de tudo porque o professor coloca cituaçoes novas.
Ou seja, tem certas formulas complexas que para voce deduzir apenas com um conhecimento passado é complicado. Voce precisa necessariamente ter um raciociono muito bom para poder deduzilas e nesse caso o conhecimento nao vai ajudar.

Mas digamos sim que uma pessoa de QI 100 venha a ser um einstein, para isso digamos que ele demoraria 1000 anos. E uma pessoa de QI 200, chegue no Einstein ainda em vida.

Ou seja, digamos que uma pessoa de QI 100 realmente possa a ser extremamente inteligente mas ele demoraria MUITO tempo para que o conhecimento dele, de a ele uma base para que ele possa chegar aonde uma pessoa de 200 chegue.

Pode ser. Mas de nada adiante ter um QI de 180 se não conseguir utilizá-lo para algo mais útil do que fazer testes de QI...

Acho isso dificil de acontecer, pelo fato de que a pessoa tenha tamanha facilidade que acabe sempre escolhendo um caminho para seguir e sera muito bom naquilo que se faz.

Mas de forma alguma isso significa ser nerd, até pelo contrario, Einstein como todos sabem reprovou varios anos na escola, ele só estudava oque queria.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 26 de Maio de 2006, 15:30:07
Ok, existem diferenças entre os cérebros masculinos e femininos, e até hoje, o raciocínio lógico masculino parece ser melhor, assim como a capacidade feminina com a lingüagem!

Mas isso é muito diferente de dizer que testes de Q.I inferem inteligência; não podemos adquirir raciocínio lógico ao longo da vida, portanto ele é inato, e mais, ele é hereditário! Essas afirmações, além de não concordar, por serem infundadas, são incoerentes com o que conhecemos sobre genética e sobre os avanços atuais sobre a capacidade dos neurônios aprenderem!

Mas você não acha que pode haver um limite? A predisposição genética pode não necessiariamente determinar quanto vai ser o QI, mas o nível máximo que ele pode atingir se e quando estimulado pelo ambiente...

Além disso, só pra não abrir outra mensagem, como mulheres e homens têm capacidades intelectuais diferentes, é inútil comparar o QI de ambos com os mesmos testes. Os testes devem ser diferentes.

Com certeza esse limite existe, tanto o minimo, quanto o maximo. Logico que ele nao é exato, mas se dermos uma boa margem de erro, ele com certeza ira corresponder com a realidade.

Teste diferentes? Isso realmente é um ponto critico da coisa. Acho que o teste de QI como ele é feito atualmente é para medir o raciocinio logico, que assim como sabemos sem precisar dele, que o homem tem mais aptidao, portanto seria entao justo fazer um teste de QI que some logica com linguagem?

Pois ai meu amigo, cai a questao da importancia... E nem vou opiniao nesse caso porque senao a mulherada cai matando né.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 26 de Maio de 2006, 15:32:46
Ok, existem diferenças entre os cérebros masculinos e femininos, e até hoje, o raciocínio lógico masculino parece ser melhor, assim como a capacidade feminina com a lingüagem!

Mas isso é muito diferente de dizer que testes de Q.I inferem inteligência; não podemos adquirir raciocínio lógico ao longo da vida, portanto ele é inato, e mais, ele é hereditário! Essas afirmações, além de não concordar, por serem infundadas, são incoerentes com o que conhecemos sobre genética e sobre os avanços atuais sobre a capacidade dos neurônios aprenderem!

Mas você não acha que pode haver um limite? A predisposição genética pode não necessiariamente determinar quanto vai ser o QI, mas o nível máximo que ele pode atingir se e quando estimulado pelo ambiente...

Eu acho que dentro da variação normal da população, o QI é algo mais ou menos tão descritivo quanto tirar uma média do diâmetro de diversos músculos como um índice de alguma coisa. Podem haver pessoas com proporções diferentes dos diversos músculos do corpo, que teriam essa média igual, e da mesma forma, pessoas com inteligências diferentes poderiam ter um QI igual, fazendo pontos por questões diferentes (gêmeos acertam sempre as mesmas questôes?). Além disso, há o condicionamento, que diminui a correlação entre genes e fenótipo.

Mas concordo que QI e coisas grosseiras como simplesmente a altura de uma pessoa são indicativos de anomalias genéticas. Assim como uma pessoa muito baixa ou muito alta tem algo diferente geneticamente, uma pessoa com QI muito baixo (principalmente) ou muito alto também pode ter, ainda que mesmo nesses casos a influência do desenvolvimento não possa ser descartada, e pode ainda ser preponderante, ainda que não seja, confirmadamente, em muitos casos.

Assim, acho que esse limite não vale tanto para o indivíduo, mas para espécie. Dentro da variação normal da espécie, o fenótipo deve ficar flutuando bastante dentro das "margens" genéticas, de forma que não deve dar tanto para falar que fulano é inteligente, a família é inteligente, logo deve ter genes para inteligência, coisas de superioridade racial (que desprezam os fatores ambientais e históricos), etc.

Citar
Além disso, só pra não abrir outra mensagem, como mulheres e homens têm capacidades intelectuais diferentes, é inútil comparar o QI de ambos com os mesmos testes. Os testes devem ser diferentes.
Sei que há umas tribos doidas em que criam um homem a esmo como mulher, desde a infância. Fico curioso para saber que efeitos isso tem sobre o cérebro. Será que por exemplo, teria um MRI tipicamente feminino?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Atheist em 26 de Maio de 2006, 15:36:01
Citar
Sei que há umas tribos doidas em que criam um homem a esmo como mulher, desde a infância. Fico curioso para saber que efeitos isso tem sobre o cérebro. Será que por exemplo, teria um MRI tipicamente feminino?

Tenho dúvidas...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Atheist em 26 de Maio de 2006, 15:37:32
Ok, existem diferenças entre os cérebros masculinos e femininos, e até hoje, o raciocínio lógico masculino parece ser melhor, assim como a capacidade feminina com a lingüagem!

Mas isso é muito diferente de dizer que testes de Q.I inferem inteligência; não podemos adquirir raciocínio lógico ao longo da vida, portanto ele é inato, e mais, ele é hereditário! Essas afirmações, além de não concordar, por serem infundadas, são incoerentes com o que conhecemos sobre genética e sobre os avanços atuais sobre a capacidade dos neurônios aprenderem!

Mas você não acha que pode haver um limite? A predisposição genética pode não necessiariamente determinar quanto vai ser o QI, mas o nível máximo que ele pode atingir se e quando estimulado pelo ambiente...

Além disso, só pra não abrir outra mensagem, como mulheres e homens têm capacidades intelectuais diferentes, é inútil comparar o QI de ambos com os mesmos testes. Os testes devem ser diferentes.

Com certeza esse limite existe, tanto o minimo, quanto o maximo. Logico que ele nao é exato, mas se dermos uma boa margem de erro, ele com certeza ira corresponder com a realidade.

Teste diferentes? Isso realmente é um ponto critico da coisa. Acho que o teste de QI como ele é feito atualmente é para medir o raciocinio logico, que assim como sabemos sem precisar dele, que o homem tem mais aptidao, portanto seria entao justo fazer um teste de QI que some logica com linguagem?

Pois ai meu amigo, cai a questao da importancia... E nem vou opiniao nesse caso porque senao a mulherada cai matando né.

Aí é uma questão subjetiva de se dar mérito para uma coisa em detrimento de outra. E realmente, é bom deixar este tipo de opinião para si próprio.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Atheist em 26 de Maio de 2006, 15:39:23
Citar
Agora quanto a super, ela pode nao ter essa credibilidade cientifica, mas nao é escrita por um ignorante. Como voce já deve ter observado.

Tenho minhas dúvidas. E também, depende de "ignorante" em quê estamos falando. Ignorantes em como ganhar dinheiro, certamente os editores da super não são.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 26 de Maio de 2006, 15:45:43
não acho que alguém defenda que qualquer um, estudando a qualquer hora, possa aumentar significativamente o QI.

Mas por exemplo, é bem estabelecido que a dificuldade com aquisição idiomas aumenta com a idade. Tem a ver com o desenvolvimento do cérebro. Da mesma forma, o QI - que é algo beeem vago, e descritivamente pobre, por reduzir a inteligência a um número - não é nada especial para ser algo absolutamente fixo e geneticamente determinado com essa precisão, como se fosse cor dos olhos ou tipo sangüíneo.

QI é mais ou menos como velocidade. Ou um "índice de aptidão física". Há sim, componentes genéticos influenciando nas capacidades físicas das pessoas, mas não há como dizer que há genes para conseguir correr a uma velocidade específica, dentro de uma variação normal da população em um bom estado de condicionamento físico. Dentro da variação normal da população, os genes relacionados ao condicionamento físico não vão ser tão determinantes do fenótipo quanto os genes para casos extremados - genes para anomalias físicas debilitantes, ou eventuais genes para capacidades atléticas excepcionais.

O cérebro não é algo mágico, que seja totalmente determinado pelos genes, com desenvolvimento desprezível. O cérebro pode nem desenvolver a capacidade, de outra forma "inata", de enxergar, se os olhos dos recém-nascidos forem vendados por tempo suficiente. Não tem por que com as faculdades relativas ao QI ser algo diferente. E da mesma forma que se pode apontar pesquisas que digam que de algum mecanismo ainda por ser explicado, seja o contrário, e o desenvolvimento seja pouco relevante, há quem aponte pesquisas que dizem o contrário, o que vai mais de acordo sobre o que se conhece de cérebro e desenvolvimento:

Citar
A INTELIGÊNCIA É INFLUENCIADA PELA ESCOLARIDADE?

Embora seja conhecido que a inteligência influencia a decisão de permanecer na escola, a própria permanência na escola pode aumentar o QI ou impedí-lo de decair. Cada mês adicional que o estudante fica na escola pode aumentar o seu QI acima do que seria esperado se ele tivesse evadido. Esta idéia de que a escolaridade aumenta o QI pode deixar surpreso àqueles que acreditam que a inteligência é inata. Dados têm indicado que, para cada ano de atraso escolar, as crianças experienciam uma diminuição de cinco pontos no QI. Similarmente, outros estudos têm indicado que o QI é afetado pelas férias escolares e que há um declínio sistemático nos escores de QI durante este período de recesso escolar. Cada mês que a criança passa distante da escola ela perde pontos no QI em relação ao escore medido no fim do período antes dela entrar de férias. Este declínio parece muito maior para crianças cujas férias escolares não foram academicamente orientadas.

http://www.pcarp.usp.br/acsi/anterior/729/mat15.htm

Talvez não seja possível uma pessoa com o cérebro já plenamente desenvolvido adquirir um QI significativamente mais alto, ou ao menos precise de drogas e suplementos, mas quem sabe uma metodologia de ensino diferente e nutrição adequada não possam elevar substancialmente o QI de crianças ainda em fase de desenvolvimento? O contrário parece ser possível. Seria algo mais ou menos análogo aos fisiculturistas, que, igualmente praticamente inexistem "naturalmente", mas precisam de métodos artificiais para estimular um desenvolvimento muscular maior; assim como o desenvolvimento muscular também tem seu período propício (depois que o organismo começa a produzir mais testosterona que na inffância), o desenvolvimento mental também teria o seu período de maior potencial de desenvolvimento. Com idiomas ao menos, parece ser esse o caso.

Concordo, mas que saindo da escola vc atingira o minimo de QI inato. Isso esta ligado ao atrofiamento do cerebro que realmente acontece.

Agora vejamos, oque iria contar se 2 pessoas estudassem juntas, fazendo todo o estudo basico juntas e tal. No fim do colegial, fariamos um teste de QI com as 2 pessoas em questao, oque iria contar entao? Com certeza a determinaçao genetica, nao é mesmo? E isso seria o mais normal de acontecer.

Ou seja oque conta na maioria das vezes é realmente a genetica.

Agora como a pesquisa lida com extremos. Eu poderia lidar com extremos tambem. Uma pessoa da qual sua genetica é para ter uma media 180 de QI aos 18 anos, nao estudando, digamos que ela fique com 160.
E uma que teria a media de QI para 18 anos de 100, e que estudasse muito, teria o QI de 120, Ou seja, ainda sim oque contou foi a genetica.

Ou seja, lidando com extremos é facil mostrar os beneficios de um ou outro. Mas ainda sim nao creio que a variacao total do Qi seja mais que 20 doque o determinado.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 26 de Maio de 2006, 15:53:59
Eu acho que dentro da variação normal da população, o QI é algo mais ou menos tão descritivo quanto tirar uma média do diâmetro de diversos músculos como um índice de alguma coisa. Podem haver pessoas com proporções diferentes dos diversos músculos do corpo, que teriam essa média igual, e da mesma forma, pessoas com inteligências diferentes poderiam ter um QI igual, fazendo pontos por questões diferentes (gêmeos acertam sempre as mesmas questôes?). Além disso, há o condicionamento, que diminui a correlação entre genes e fenótipo.

Mas concordo que QI e coisas grosseiras como simplesmente a altura de uma pessoa são indicativos de anomalias genéticas. Assim como uma pessoa muito baixa ou muito alta tem algo diferente geneticamente, uma pessoa com QI muito baixo (principalmente) ou muito alto também pode ter, ainda que mesmo nesses casos a influência do desenvolvimento não possa ser descartada, e pode ainda ser preponderante, ainda que não seja, confirmadamente, em muitos casos.

Assim, acho que esse limite não vale tanto para o indivíduo, mas para espécie. Dentro da variação normal da espécie, o fenótipo deve ficar flutuando bastente dentro das "margens" genéticas, de forma que não deve dar tanto para falar que fulano é inteligente, a família é inteligente, logo deve ter genes para inteligência, coisas de superioridade racial (que desprezam os fatores ambientais e históricos), etc.

Concordo com o exemplo do musculo, veja que tem pessoas com mais facilidade de ganhar massa ou peder massa, como vc pode ver na academia, cada caso é um caso. A genetica determina muito isso. Todos tem seu limite muscular, e esse limite varia de pessoa para pessoa, assim como é o QI.

E descordo da parte em que nao pode falar que uma pessoa é inteligente... claro que se pode... Como comparando da mesma forma podemos falar que uma pessoa ganha musculos facilmente ou dificilmente.

Agora quanto a familia ser inteligente nao acontece mesmo... Pelos motivos que eu já disse.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 26 de Maio de 2006, 16:32:14
a facilidade ou dificuldade em se ganhar massa muscular não é necessariamente genética. O método de exercício, influencia diferentemente o tecido muscular. E diferentes pessoas talvez até possam ter modos diferentes pelos quais otimizariam o ganho de massa.

Eu não disse que não se pode falar que uma pessoa é inteligente. O que eu disse é que não se pode falar "Fulano é inteligente, logo tem genes para inteligência, Beltrano repetiu de ano, logo tem genes para burrice". Ambos, supondo não ser o fulano um gênio inacreditável, nem o Beltrano alguém realmente retardado, devem normais, isso é, estarem dentro da variação de potencial de inteligência dentro do modal da espécie, apenas diferindo no grau de exploração desse potencial por quaisquer razões. Não significa que Fulano tenha potencial biologicamente determinado maior que o Beltrano. Pode ter, mas pode até ser menor, ainda dentro da variação normal da espécie.

E, ao menos pelo que já ouvi falar, umas pessoas atingem melhores resultados estudando de um modo enquanto outras de outro, talvez até mais que hajam meios mais adequados de exercício variando de acordo com as pessoas.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Atheist em 26 de Maio de 2006, 16:37:16
A verdade é que há todo este debate porque estamos falando de humanos. Se a questão fosse inteligência de chimpanzés, a coisa seria diferente.

Há uma necessidade de tapar o sol com peneira, de ser politicamente correto, que ultrapassa o conhecimento científico.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Atheist em 26 de Maio de 2006, 16:39:08
Citar
E, ao menos pelo que já ouvi falar, umas pessoas atingem melhores resultados estudando de um modo enquanto outras de outro, talvez até mais que hajam meios mais adequados de exercício variando de acordo com as pessoas.

E você atribui estas variações nas pessoas apenas ao ambiente? Assim, deve haver uma forma de manipular o ambiente para que as crianças aprendam de maneira sempre similar... Será que é possível?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 26 de Maio de 2006, 17:05:22
Citar
E, ao menos pelo que já ouvi falar, umas pessoas atingem melhores resultados estudando de um modo enquanto outras de outro, talvez até mais que hajam meios mais adequados de exercício variando de acordo com as pessoas.

E você atribui estas variações nas pessoas apenas ao ambiente? Assim, deve haver uma forma de manipular o ambiente para que as crianças aprendam de maneira sempre similar... Será que é possível?

não só ao ambiente, mas acredito que principalmente.


Por exemplo, há aquelas tribos que só sabem contar até cinco ou por aí. Aposto a unha do meu dedo mindinho do pé esquerdo que isso não é genético, mas totalmente cultural. Esse aprendizado determinaria bastante o resultado deles em testes de QI com questões numéricas.

Suponho, que essas pessoas não tenham facilidade em aprender a contar até mais de cinco depois de uma certa idade, mais ou menos de forma parecida com que há aquela facilidade em aquisição de múltiplos idiomas durante a infância, mas reduz drásticamente durante a vida.

Acho que, é mais ou menos como se durante o desenvolvimento, a vivência (ambiente não-compartilhado, principalmente, mas com várias restrições de um ambiente compartilhado mais geral) fosse instalando um sistema operacional nos cérebros, e esses sistema operacional delimita então que alguns "aplicativos" irão rodar melhor que outros, e que haverá diferentes formas de instalação, de operação.

Acho que essas diferenças de melhores métodos de aprendizado para cada pessoa são mais análogas a isso de aprender-se um idioma ou outro como idioma materno, do que a alguma determinação genética.

Há que se perguntar: há ao menos sequer uma determinação genética de alguma capacidade cognitiva específica que já tenha sido descoberta? Tipo, há os alelos dos genes "Math" que estão ligados a diferenciais capacidades matemáticas, e esses alelos produzem diferencialmente a proteína matematicina, que desempenha um papel X e Y na atividade cerebral, blablabla"???

Porque até haver algo assim, acho que a coisa tende muito mais para o lado não genético da coisa. Se mesmo com tamanho, os genes não são tudo, dependem de fatores como alimentação, e a "alimentação" que influencia as capacidades do cérebro, estudo e criação, é sabidamente muitíssimo determinante das capacidades cerebrais, me parece bastante seguro assumir que a imensa maior parte das variações normais de capacidades são decorrentes disso, em vez de terem razões genéticas.



A verdade é que há todo este debate porque estamos falando de humanos. Se a questão fosse inteligência de chimpanzés, a coisa seria diferente.

Há uma necessidade de tapar o sol com peneira, de ser politicamente correto, que ultrapassa o conhecimento científico.

Não acho que seja simples assim, politico-corretismo... eu mesmo tenho lá meus pensamentos bem politicamente incorretos sobre essa mesma área, entre outras, que nem ouso falar (até porque nem fui pesquisar mais a fundo, e pode ser besteira grossa mesmo, mas acho que faz algum sentido, por analogia). Apenas acho que muita coisa sobre uma determinação genética precisa do QI não tem muita base. Como já disse antes, não se pode atingir um mesmo QI com acertos em diferentes tipos de questões? Então esse mesmo número está significando coisas diferentes.

O maior obstáculo que vejo para a deterinação genética é o efeito Flynn. Os testes de QI não são fixos. eles tem que ser reformulados porque o QI de todas as pessoas, em todos os paíeses, tem aumentado de tempos em tempos. Em geração, pode haver aumentos de 5 a 25 pontos de QI. Se o QI é fortemente genético, isso nada mais é do que a famigerada evolução ortogenética (porque não há espaço de tempo cogitável para seleção natural) tendendo a inteligência. Eu acho muito mais razoável creditar essa variação de geração para geração como não genética do que evolução ortogênica por mecanismos misteriosos.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 26 de Maio de 2006, 17:52:11

não só ao ambiente, mas acredito que principalmente.


Por exemplo, há aquelas tribos que só sabem contar até cinco ou por aí. Aposto a unha do meu dedo mindinho do pé esquerdo que isso não é genético, mas totalmente cultural. Esse aprendizado determinaria bastante o resultado deles em testes de QI com questões numéricas.

Suponho, que essas pessoas não tenham facilidade em aprender a contar até mais de cinco depois de uma certa idade, mais ou menos de forma parecida com que há aquela facilidade em aquisição de múltiplos idiomas durante a infância, mas reduz drásticamente durante a vida.

Acho que, é mais ou menos como se durante o desenvolvimento, a vivência (ambiente não-compartilhado, principalmente, mas com várias restrições de um ambiente compartilhado mais geral) fosse instalando um sistema operacional nos cérebros, e esses sistema operacional delimita então que alguns "aplicativos" irão rodar melhor que outros, e que haverá diferentes formas de instalação, de operação.

Acho que essas diferenças de melhores métodos de aprendizado para cada pessoa são mais análogas a isso de aprender-se um idioma ou outro como idioma materno, do que a alguma determinação genética.

Há que se perguntar: há ao menos sequer uma determinação genética de alguma capacidade cognitiva específica que já tenha sido descoberta? Tipo, há os alelos dos genes "Math" que estão ligados a diferenciais capacidades matemáticas, e esses alelos produzem diferencialmente a proteína matematicina, que desempenha um papel X e Y na atividade cerebral, blablabla"???

Porque até haver algo assim, acho que a coisa tende muito mais para o lado não genético da coisa. Se mesmo com tamanho, os genes não são tudo, dependem de fatores como alimentação, e a "alimentação" que influencia as capacidades do cérebro, estudo e criação, é sabidamente muitíssimo determinante das capacidades cerebrais, me parece bastante seguro assumir que a imensa maior parte das variações normais de capacidades são decorrentes disso, em vez de terem razões genéticas.

Teste de QI normalmente nao se da com numeros, e sim com logica pura. Uma das pesquisas que eu postei se refere a pessoa de uma tribo, que mesmo sem escolaridade tirou 170 no teste de QI, ai podemos notar que se uma pessoa sem estudo pode tirar 170, o fator genetico essa altamente relacionado ao QI.

Cara voce tem que ir mais afundo na questao da inteligencia e nao lidar com gene de math, vc tem de entender que grande parte do nosso pensamento é baseado em analogias e assim sendo, em logica.

É analogia oque nos chamamos de inteligencia artificial, ou melhor dizendo, inteligencia conputacional, que tenta trazer nossa inteligencia para a computaçao, logico que sou cetico quanto a isso, mas temos que ver que grande parte da nossa base realmente é formada de fatos e analogias referentes aos fatos.

Temos ver que uma conta matematica é a mesma coisa que fazer analogias, usando formulas ou nao, ou seja, nao tem como diferenciar matematica de uma serie de outras coisas, como por exemplo ter o gene especifico para matematica, isso nao faz sentido.

Ou seja, esse gene ou combinacao de genes que forma a nossa capacidade logica e é medido no teste do QI formaria grande parte da nossa inteligencia.



Não acho que seja simples assim, politico-corretismo... eu mesmo tenho lá meus pensamentos bem politicamente incorretos sobre essa mesma área, entre outras, que nem ouso falar (até porque nem fui pesquisar mais a fundo, e pode ser besteira grossa mesmo, mas acho que faz algum sentido, por analogia). Apenas acho que muita coisa sobre uma determinação genética precisa do QI não tem muita base. Como já disse antes, não se pode atingir um mesmo QI com acertos em diferentes tipos de questões? Então esse mesmo número está significando coisas diferentes.

O maior obstáculo que vejo para a deterinação genética é o efeito Flynn. Os testes de QI não são fixos. eles tem que ser reformulados porque o QI de todas as pessoas, em todos os paíeses, tem aumentado de tempos em tempos. Em geração, pode haver aumentos de 5 a 25 pontos de QI. Se o QI é fortemente genético, isso nada mais é do que a famigerada evolução ortogenética (porque não há espaço de tempo cogitável para seleção natural) tendendo a inteligência. Eu acho muito mais razoável creditar essa variação de geração para geração como não genética do que evolução ortogênica por mecanismos misteriosos.

Nao faz sentido essa afirmaçao sua das diferentes questoes, como eu já disse anteriormente o teste de QI foi bolado e reformulado a muito tempo, e é usado em larga escala, as questoes seriam equivalentes. E sao muito bem formuladas com base em muita pesquisa.

Quanto ao efeito Flynn eu lhe digo que as coisas evoluem de uma forma ou outra, mas sempre biologicamente. E faria muito menos sentido dizer que ele é cultural.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 26 de Maio de 2006, 18:37:42
Citar
Teste de QI normalmente nao se da com numeros, e sim com logica pura.
Não existe tal coisa como "lógica pura", desprovida de linguagem.

E me lembro de ao menos um teste de QI em que uma das questões era de avaliar quantos cubos haveria em uma pilha. Essa questão também é interessante, pois nada me diz que o seu raciocínio não pode ser aprendido, a menos que a pessoa tenha alguma deficiência mais grave. Era algo como uma pilha de cubos, e devia se avaliar quantos cubos há na pilha. Um tipo de análise que imagino ser um erro possível, seria considerar apenas os cubos da superfície, e esquecer dos que fazem o volume, os que estão embaixo dos cubos mais altos. Bastaria que alguém explicasse isso para uma pessoa, para que essa outra então da próxima vez levasse isso em consideração em outra questão parecida.

Não é algo impossível de se aprender


Citar
Uma das pesquisas que eu postei se refere a pessoa de uma tribo, que mesmo sem escolaridade tirou 170 no teste de QI, ai podemos notar que se uma pessoa sem estudo pode tirar 170, o fator genetico essa altamente relacionado ao QI.
Bem, como eu disse, aquele cara não era "sem escolaridade", ele fez faculdade nos EUA, parece que está envolvido com ciências de computação hoje em dia.

Citar
Temos ver que uma conta matematica é a mesma coisa que fazer analogias, usando formulas ou nao, ou seja, nao tem como diferenciar matematica de uma serie de outras coisas, como por exemplo ter o gene especifico para matematica, isso nao faz sentido.
Eu não disse que haveria um gene específico "para matemática", mas um gene que influenciasse na capacidade matemática. E diversos genes para cada capacidade específica. Aparentemente o nosso cérebro é bastante específico, por mais estranho que pareça. PEssoas com algumas leões cerebrais, por exemplo, perdem habilidades como de reconhecer rostos apenas, não apenas de saber quem é quem, mas de reconhecer um padrão gráfico simples como " :| " como sendo um rosto. Essa pessoa, perguntada o que era esse desenho, chutou que fosse uma maçâ. Há també casos de pessoas que não entendem onde começam e acabam os objetos, é como se fosse tudo misturado. Pessoas com síndrome de Down, e de Williams, fazendo um mesmo exercício apresentam resultados diferentes. O exercício é simplesmente, reproduzir uma coisa que estão vendo, a coisa em questão sendo uma palavra, em que cada letra, e formada por várias repetições da mesma letra, assim:

EEEEEEEEE
EE
EE
EEEEE
EE
EE
EEEEEEEEE

Para uma letra "E". Bem, as pessoas com essas duas síndromes diferem na reprodução de palavras escritas assim em um padrão que é o seguinte: os de uma síndrome, simplesmente escrevem as palavras grandes, sem no entanto perceber que cada letra é formada pela própria letra várias vezes; os da outra síndrome, simplesmente reproduzem um mar de letras embaralhadas, as mesmas letras, mas sem formar uma palavra com elas, num padrão maior.

Isso deve ilustrar como as capacidades cognitivas humanas são complexas, as coisas não acabam aí, ainda tem toda aquela coisa de especializações dos hemisférios também. Não se teria simplesmente uma série de alelos simples para o QI - bem, se essa for a proposta, de um gene-proteína do QI, que os tragam mesmo assim, e que se explique que proteínas fazem e como afetam o QI do mesmo modo - mas diversos alelos resposáveis por coisas mais segmentadas, ainda que muitos eventualmente afetando mais de uma coisa ao mesmo tempo.


Citar
Nao faz sentido essa afirmaçao sua das diferentes questoes, como eu já disse anteriormente o teste de QI foi bolado e reformulado a muito tempo, e é usado em larga escala, as questoes seriam equivalentes. E sao muito bem formuladas com base em muita pesquisa.

Diferentes questões, segundo muitos, são respectivas a diversas capacidades mais ou menos independentes. Por exemplo, uma pessoa pode ser muito verbalmente articulada, mas não conseguir visualizar facilmente como se rotacionaria um objeto tridimensional. Elas não são todas equivalentes, inteligência espacial e verbal são distintas.

O teste de QI foi formulado há muito tempo, mas o meu ponto é que o efeito Flynn exige que sua média, a pontuação 100, seja ajustada a cada geração. Ou seja, para padrões de décadas atrás, pessoas medíocres de hoje, seriam gênios.

Não estou negando toda e qualquer utildade do teste de QI. Dizer que eles foram formulados com muita pesquisa e etc, não significa que o QI seja rigidamente determinado dentro de uma margem estreita, a utilização dele foi no seu início para detectar as crianças com maiores dificuldades de aprendizado, para que pudessem receber algum ensino especial. Para esse tipo de coisa, para simplesmente dar um resultado de QI, e averiguar que alguém tem o QI bem baixo, para isso serve, mas nada tem a ver com o QI ser inato.


Citar
Quanto ao efeito Flynn eu lhe digo que as coisas evoluem de uma forma ou outra, mas sempre biologicamente. E faria muito menos sentido dizer que ele é cultural.
Não, as coisas não evoluem sempre biologicamente. Um brasileiro pode aprender mandarim sem precisar de engenharia genética, mesmo se não for criado na China ou aprender esse idioma desde pequeno. E aprender o idioma desde pequeno é muito mais efetivo do que qualquer transgenia que se fizesse como tentativa, aliás, mesmo um chinês criado aqui, não falaria mandarim a menos que fosse ensinado.

Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Sharon em 26 de Maio de 2006, 19:27:04
E você atribui estas variações nas pessoas apenas ao ambiente? Assim, deve haver uma forma de manipular o ambiente para que as crianças aprendam de maneira sempre similar... Será que é possível?

E não só as crianças!!! Todas as pessoas poderiam aprender mais se soubessem quais as melhores maneiras de aprender... Não podemos exclui as contribuições da pedagogia e da psicologia (talvez até da política) para esse aumento do efeito Flynn. Ignorar que oportunidades de aprendizado, relacionamentos e brincadeiras são tão importantes para o desenvolvimento da intelegência quanto a disposição genética é isso mesmo: ignorar.

Essa não é uma questão homem X mulher, Wenow. E você deveria deixar de tentar levá-la para esse lado em cada quote. Se é para definirmos quão importantes são os genes e os hormônios para o desenvolvimento GLOBAL de um indíviduo eu tenho uma opinião: a mesma que a cor da pele.

O que me importa se meus colegas de classe tem raciocício lógico melhor que o meu??? O que isso importa para eles??? Em nada, a não ser que eles se vangloriem disso todo dia e vivam dizendo o quanto são melhores do que eu. No dia-a-dia, no vamos ver, homens e mulheres oferecem todos os dias resultados semelhantes na imensa maioria das atividades intelectuais e profissionais.

Ou não?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Atheist em 26 de Maio de 2006, 20:50:53
E você atribui estas variações nas pessoas apenas ao ambiente? Assim, deve haver uma forma de manipular o ambiente para que as crianças aprendam de maneira sempre similar... Será que é possível?

E não só as crianças!!! Todas as pessoas poderiam aprender mais se soubessem quais as melhores maneiras de aprender...

Exato, mas cada um tem sua forma de aprender e não há nada que me faça pensar que esta forma que cada um tem de aprender (que basicamente são 3) é exclusivamente ou até mesmo fortemente regulado pelo ambiente.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Atheist em 26 de Maio de 2006, 20:52:36
O efeito Flynn pode ser explicado por uma capacidade inata dependente do desenvolvimento do cérebro, regulado biologicamente, que cada vez mais tem sido explorado.

Uma questão de exaptação.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Sharon em 26 de Maio de 2006, 20:57:27
E você atribui estas variações nas pessoas apenas ao ambiente? Assim, deve haver uma forma de manipular o ambiente para que as crianças aprendam de maneira sempre similar... Será que é possível?

E não só as crianças!!! Todas as pessoas poderiam aprender mais se soubessem quais as melhores maneiras de aprender...

Exato, mas cada um tem sua forma de aprender e não há nada que me faça pensar que esta forma que cada um tem de aprender (que basicamente são 3) é exclusivamente ou até mesmo fortemente regulado pelo ambiente.

Ai eu não posso te responder muito... Mas um bebê pode ser estimulado mais visualmente que oralmente, ou o contrário... Desde criança ele pode ser treinado ou acostumado a utilizar mais alguns sentidos e habilidades do que outras. Quais são estas 3 formas???
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Sharon em 26 de Maio de 2006, 20:58:03
O efeito Flynn pode ser explicado por uma capacidade inata dependente do desenvolvimento do cérebro, regulado biologicamente, que cada vez mais tem sido explorado.

Uma questão de exaptação.

Isso se considerarmos que o QI apenas mede o raciocínio lógico "nascido" com a pessoa e não, como alguns de nós estão tentando argumentar, que através do QI também é avaliado o conhecimento adquirido. Pois se o objetivo inicial dos testes era auxiliar alunos com dificuldade de aprendizagem, ele deve ter sido usado para aprimorar as técnicas de aprendizado de forma que novos alunos já pudessem usufruí-las

O que é exaptação???  :erm:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 26 de Maio de 2006, 21:43:03
O efeito Flynn pode ser explicado por uma capacidade inata dependente do desenvolvimento do cérebro, regulado biologicamente, que cada vez mais tem sido explorado.

Uma questão de exaptação.
Sim... e isso significa que quaisquer que sejam as margens biológicas (claro que existem) para o desenvolvimento intelectual normal, elas são ainda mais abrangentes do que os padrões de QI calibrados para uma dada época.... os cérebros atuais e os de gerações atrás são genéticamente os mesmos, teriam o mesmo potencial inato, mas mesmo assim, espera-se QIs "absolutos" (vindos de um teste de QI que não fosse recalibrado) bem diferentes. Daí no mínimo uma variação de pontos dentro dessa diferença de geração para geração não pode ser seguramente vista como tendo uma determinação genética precisa, mais ou menos (acho que bem mais) como mesmo diferenças de estatura também devem passar por fenômenos parecidos, oscilar de maneira que não é atribuível a diferenças genéticas, mas plasticidade fenotípica.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 26 de Maio de 2006, 21:44:20
O que é exaptação???  :erm:


Citar
Exaptação é uma adaptação biológica que não evoluiu dirigida principalmente por pressões seletivas relacionadas à sua função atual. Em vez disso evoluiu por pressões seletivas diferentes relacionadas a uma adaptação para outras funções, até que eventualmente chegou a um estado ou construção em que veio a ser utilizada para uma nova função.

A origem do termo "exaptação" é atribuída ao paleontólogo Stephen Jay Gould e a paleoantropóloga Elizabeth Vrba, em "Exaptation - a missing term in the science of form," Paleobiology 8 (1982): 4-15 - uma explicação de como estruturas complexas podem evoluir de estruturas mais simples.

Várias características físicas têm sido atribuidas como exaptações. Por exemplo, os ossos dos vertebrados, que aparecem bem cedo na evolução de nossos ancestrais aquáticos, podem ter orignariamente tido a função de armadura protetora ou como método de armazenamento de fosfato de cálcio, e apenas mais tarde terem funcionado como alavancas para os músculos e suporte esquelético. Os olhos complexos parecem ter evoluído originariamente como estruturas mais simples de orientação luminosa, em formato de concha ou de cuia, gradualmente fechando-se em formato de câmera. Quando essa estrutura fecha-se em câmera, automaticamente projeta uma numa superfície fotossensível pré-existente, que então pode começar a ser explorada como uma forma de orientação espacial muito mais avançada, através da evolução gradual da coordenação entre olho e cérebro. Curiosamente, algumas espécies de cnidarias tem estruturas que são muito similares aos olhos em câmera dos vertebrados, mas que no entanto só podem ser utilizadas como uma adaptação para orientação bem mais simples, já que esses seres não têm cérebros complexos onde possam processar as imagens.

O termo "exaptação" popularizou-se e vem sendo usado como verbo: "uma estrutura previamente existente pode ser exaptada para uma nova função".

http://pt.wikipedia.org/wiki/Exaptação
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 26 de Maio de 2006, 21:48:31
E você atribui estas variações nas pessoas apenas ao ambiente? Assim, deve haver uma forma de manipular o ambiente para que as crianças aprendam de maneira sempre similar... Será que é possível?

E não só as crianças!!! Todas as pessoas poderiam aprender mais se soubessem quais as melhores maneiras de aprender...

Exato, mas cada um tem sua forma de aprender e não há nada que me faça pensar que esta forma que cada um tem de aprender (que basicamente são 3) é exclusivamente ou até mesmo fortemente regulado pelo ambiente.

quis são essas 3 formas básicas de aprender?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 26 de Maio de 2006, 23:17:26
E você atribui estas variações nas pessoas apenas ao ambiente? Assim, deve haver uma forma de manipular o ambiente para que as crianças aprendam de maneira sempre similar... Será que é possível?

E não só as crianças!!! Todas as pessoas poderiam aprender mais se soubessem quais as melhores maneiras de aprender... Não podemos exclui as contribuições da pedagogia e da psicologia (talvez até da política) para esse aumento do efeito Flynn. Ignorar que oportunidades de aprendizado, relacionamentos e brincadeiras são tão importantes para o desenvolvimento da intelegência quanto a disposição genética é isso mesmo: ignorar.

Essa não é uma questão homem X mulher, Wenow. E você deveria deixar de tentar levá-la para esse lado em cada quote. Se é para definirmos quão importantes são os genes e os hormônios para o desenvolvimento GLOBAL de um indíviduo eu tenho uma opinião: a mesma que a cor da pele.

O que me importa se meus colegas de classe tem raciocício lógico melhor que o meu??? O que isso importa para eles??? Em nada, a não ser que eles se vangloriem disso todo dia e vivam dizendo o quanto são melhores do que eu. No dia-a-dia, no vamos ver, homens e mulheres oferecem todos os dias resultados semelhantes na imensa maioria das atividades intelectuais e profissionais.

Ou não?

Em nada? Que isso, o alto QI esta diretamente relacionado com o sucesso profissional. Nao tem nem conversa... qualquer cara que seja muito bom em algo tem QI alto.

Sem saber o QI deles, eu posso afirmar tranquilamente que bill gates e o linus tovalds, os 2 pais da computacao tem QI muito altos.

Ou seja, queria voce ou nao, uma pessoa com 100 de QI nunca vai revolucionar em algo, falando-se em coisas que usem o raciocinio logico...

Imensa maioria?  Olha, a imensa maioria do brasil é probre e nao faz faculdade, entao talvez voce tenha razao.  Agora em uma faculdade, eu garanto que acerto o QI de metade da minha classe. Sou muito observador, sei quem estuda muito e vai bem, quem nao estuda e vai bem, quem aprende as coisas rapido ou nao. Só por isso da pra vc chutar o QI facilmente.

E nem preciso dizer que numa faculdade de exatas metade das pessoas abandona por acumulo de DPs, minha faculdade é de 60 para 10 formados.

Ou seja, acho que o QI faz um papel fundamental na coisa. Influencia extremamente no aprendizado. Voce nota diferenças de facilidade de aprender em todos.


Agora voce tem que ver, que eu to falando isso porque é verdade, mas eu nao levo isso muito a sério, alias nao levo nada muito a sério. Até porque ficar taxando as pessoas pelo QI é um erro, o carater com certeza, independe do QI. E pra mim oque importa em uma pessoa é o carater.

E eu nao disse que meus amigos tem QI alto hehehe... mas nao sei se vc falou isso como exemplo ou nao...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 27 de Maio de 2006, 01:37:12
Citar
Ou seja, queria voce ou nao, uma pessoa com 100 de QI nunca vai revolucionar em algo, falando-se em coisas que usem o raciocinio logico...

"I studied the most influential scientists and inventors to learn what made them different from ordinary people and discovered that the most creative people in the world scored lower than expected in SAT and IQ tests and most only earned high school diplomas."
Philip Emeagwali

(Emeagwali é o cara nigeriano que você citou anteriormente de QI bem elevado, cientista de computadores formado nos EUA, atualmente)


"Henri Poincare, considered one of the world's greatest mathematicians, had an extremely low IQ."
Philip Emeagwali

Poincaré é apontado como precursor de Einstein, acho que algumas vezes chegam até dizer que a coisa se qualificaria como plágio.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Barata Tenno em 27 de Maio de 2006, 05:11:51
Eu acho que tão dando muito valor para o raciocínio lógico.Existem diversas áreas swe  estudos humanos onde ele nw vai fazer grande diferença.Dizer que pessoas com alto IQ vão obter sucesso me faz perguntar:Sucesso em quais áreas?Pq essas áreas deveriam receber mas importancia que outras?Será que as pessoas que realmente significaram alguma coisa na história mundial são as que tinham IQ alto?De que adianta ter grande inteligencia se nw falha em comunicação?Pelo meu ponto de vista, observando os livros dehistórias, as pessoas que realmente mudaram os rumos da história, tinham mais capacidade para comunicação do que para raciocinio lógico.

Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 27 de Maio de 2006, 13:22:46
Eu acho que tão dando muito valor para o raciocínio lógico.Existem diversas áreas swe  estudos humanos onde ele nw vai fazer grande diferença.Dizer que pessoas com alto IQ vão obter sucesso me faz perguntar:Sucesso em quais áreas?Pq essas áreas deveriam receber mas importancia que outras?Será que as pessoas que realmente significaram alguma coisa na história mundial são as que tinham IQ alto?De que adianta ter grande inteligencia se nw falha em comunicação?Pelo meu ponto de vista, observando os livros dehistórias, as pessoas que realmente mudaram os rumos da história, tinham mais capacidade para comunicação do que para raciocinio lógico.

Bom cara, realmente... Por exemplo, nas humanas oque conta mais é o conhecimento... Ou seja ler livros e tal. Ou seja, vc pode ser um otimo medico tendo um QI baixo.

Mas acredito que um medico revolucionador, que atue no meio academico, com pesquisas, um QI alto se faz necessario.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 27 de Maio de 2006, 13:24:35
Citar
Ou seja, queria voce ou nao, uma pessoa com 100 de QI nunca vai revolucionar em algo, falando-se em coisas que usem o raciocinio logico...

"I studied the most influential scientists and inventors to learn what made them different from ordinary people and discovered that the most creative people in the world scored lower than expected in SAT and IQ tests and most only earned high school diplomas."
Philip Emeagwali

(Emeagwali é o cara nigeriano que você citou anteriormente de QI bem elevado, cientista de computadores formado nos EUA, atualmente)


"Henri Poincare, considered one of the world's greatest mathematicians, had an extremely low IQ."
Philip Emeagwali

Poincaré é apontado como precursor de Einstein, acho que algumas vezes chegam até dizer que a coisa se qualificaria como plágio.

Esse seu Poincaré ou nao é tudo que voce fala, ou é o cumulo da exessao.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 27 de Maio de 2006, 15:32:29
ah, uma coisa interessante sobre Einstein, já que o tópico também tem bastante a ver com mulheres, mais até do que com QI (será que não dava pra moderação separar em algum ponto adequado?)... parece que ele recebia muitas de suas idéias da esposa.... será que a diferença principal é que no trabalho no escritório de patentes ele tinha apenas mais tempo ocioso para ficar desenvolvendo essas idéias embrionárias?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Josilene em 27 de Maio de 2006, 16:00:54
 ;P
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Sharon em 27 de Maio de 2006, 19:50:21
Ou seja, acho que o QI faz um papel fundamental na coisa. Influencia extremamente no aprendizado. Voce nota diferenças de facilidade de aprender em todos.

Sim, mas no mundo real, o QI não é tão importante quanto a comunicação, a motivação e o esforço individual... Um funcionário motivado e esforçado de QI normal pode ser muito mais produtivo do que um gênio! E isso na maioria das profissões e das empresas... Esforço e envolvimento podem levar uma pessoa mais longe que QI.

Citar
Agora voce tem que ver, que eu to falando isso porque é verdade, mas eu nao levo isso muito a sério, alias nao levo nada muito a sério. Até porque ficar taxando as pessoas pelo QI é um erro, o carater com certeza, independe do QI. E pra mim oque importa em uma pessoa é o carater.

ufa!!!

Citar
E eu nao disse que meus amigos tem QI alto hehehe... mas nao sei se vc falou isso como exemplo ou nao...

Eu também não... eu estava usando o exemplo "sala de aula" pra argumentar que QI não faz muita diferença no dia-a-dia...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 28 de Maio de 2006, 20:16:57
Nutrição pesa mais que genética no crescimento (http://clubecetico.org/forum/index.php/topic,5976.0.html)

Acho que talvez tenha alguma relevância para essa questão de determinação genética da inteligência.

Pela inteligência ser presumivelmente, acho, bem mais poligênicamente determinada que o crescimento (segundo algumas teorias, o cérebro, ao ser selecionado sexualmente, "capturou" genes dos quais se tornou dependente), isso não aumentaria ainda mais também a sensibilidade à nutrição? Ou não tem relação? Não sei se meu raciocínio está incorreto, mas por exemplo, a determinação do tipo sangüíneo ABO, é dada por um gene; então a nutrição dificilmente vai afetar isso em alguma coisa... mas quantos mais genes, necessários para o desenvolvimento de algo, também mais necessária é a nutrição... acho que faz sentido... também tem o fato do cérebro humano ser um dos órgãos mais dispendiosos em nutrição...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 28 de Maio de 2006, 20:20:09
Citar
Sei que há umas tribos doidas em que criam um homem a esmo como mulher, desde a infância. Fico curioso para saber que efeitos isso tem sobre o cérebro. Será que por exemplo, teria um MRI tipicamente feminino?

Tenho dúvidas...

Também, a idéia me veio por causa novamente daquelas coisas com línguas... e isso dos padrôes de
MRI entre homens e mulheres diferirem, de usar-se áreas distintas to cérebro para as mesmas tarefas... mas ao mesmo tempo, parece que a primeira língua aprendida também ocupa um lugar diferente no cérebro em comparação com aquelas que se aprende mais tarde. Acho que tem alguma lógica...

seria interessante que fizessem esses MRIs comparativos desde o nascimento, acompanhando o desenvolvimento do cérebro, bem como dessas pessoas que mencionei
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Atheist em 28 de Maio de 2006, 21:49:02
Nutrição pesa mais que genética no crescimento (http://clubecetico.org/forum/index.php/topic,5976.0.html)

Acho que talvez tenha alguma relevância para essa questão de determinação genética da inteligência.

Pela inteligência ser presumivelmente, acho, bem mais poligênicamente determinada que o crescimento (segundo algumas teorias, o cérebro, ao ser selecionado sexualmente, "capturou" genes dos quais se tornou dependente), isso não aumentaria ainda mais também a sensibilidade à nutrição? Ou não tem relação? Não sei se meu raciocínio está incorreto, mas por exemplo, a determinação do tipo sangüíneo ABO, é dada por um gene; então a nutrição dificilmente vai afetar isso em alguma coisa... mas quantos mais genes, necessários para o desenvolvimento de algo, também mais necessária é a nutrição... acho que faz sentido... também tem o fato do cérebro humano ser um dos órgãos mais dispendiosos em nutrição...

Faz sentido, principalmente em se tratando da nutrição da mãe enquanto carrega o bebê e durante as primeiras fases da vida. Certamente há relação. Mas há muitas coisas mais, que apenas a possibilidade de se fazer testes adequados poderiam medir o exato valor da herdabilidade da inteligência. Muitos testes com gêmeos monozigóticos sendo criados em situações distintas (na verdade, com clones implantados em diferentes úteros seria ainda melhor), bem como seria interessante um estudo onde uma mulher gestasse duas crianças filhas de pais diferentes e que fossem dadas as mesmas condições, padronizando o ambiente... Enfim, seria necessário muitos testes que nenhum humanista permitiria fazer. Por isso é necessário correr para as correlações, em que uma parte das necessidades de testes eficientes são atendidos. E aí temos algumas respostas que sugerem limites herdados da inteligência, bem como de vários outros aspectos do comportamento humano. Na edição espeical da "viver mente e cérebro" que citei há algo sobre o assunto, e em outras edições também.

Danniel, não esqueci. Estou lhe devendo algo sobre as formas de aprendizagem...

De forma bem rápida: algumas pessoas aprendem ouvindo. Não adianta ler que não conseguem reter nada, precisam ouvir alguém explicando a matéria; outros são visuais, não importa o que o professor está falando, se não tiver ilustrações e métodos visuais a pessoa não consegue entender, melhor é ler o livro e "fotografar" a imagem do livro mesmo. Outras são cinestésicas, precisam de agito, discussão, estudam ouvindo música, etc... Certamente pode haver alguma variação nisso aí, mas é isso que os pedagogos comentam nas aulas de didática...

O detalhe é que estas capacidades são inatas. Quem tem facilidade com audição, não vai bem se estudar de outra forma. Pode até atingir a média, mas isso não é ir bem.

Agora a questão da inteligência, é complicada pois precisamos definir exatamente o que é inteligência, para depois tentar saber se esta "inteligência" que definimos é herdável ou não. E não há consenso entre os aplicadores de testes de QI quanto a isso.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Siegfried em 29 de Maio de 2006, 00:07:19
De forma bem rápida: algumas pessoas aprendem ouvindo. Não adianta ler que não conseguem reter nada, precisam ouvir alguém explicando a matéria; outros são visuais, não importa o que o professor está falando, se não tiver ilustrações e métodos visuais a pessoa não consegue entender, melhor é ler o livro e "fotografar" a imagem do livro mesmo. Outras são cinestésicas, precisam de agito, discussão, estudam ouvindo música, etc... Certamente pode haver alguma variação nisso aí, mas é isso que os pedagogos comentam nas aulas de didática...

Seria muito interessante se você pudesse falar mais sobre. :)

Agora a questão da inteligência, é complicada pois precisamos definir exatamente o que é inteligência, para depois tentar saber se esta "inteligência" que definimos é herdável ou não. E não há consenso entre os aplicadores de testes de QI quanto a isso.

Valeu! Sinto-me menos idiota agora! :hihi: (Não sei o porquê, mas tive vontade de falar isso.  :?)
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Atheist em 29 de Maio de 2006, 09:18:07
De forma bem rápida: algumas pessoas aprendem ouvindo. Não adianta ler que não conseguem reter nada, precisam ouvir alguém explicando a matéria; outros são visuais, não importa o que o professor está falando, se não tiver ilustrações e métodos visuais a pessoa não consegue entender, melhor é ler o livro e "fotografar" a imagem do livro mesmo. Outras são cinestésicas, precisam de agito, discussão, estudam ouvindo música, etc... Certamente pode haver alguma variação nisso aí, mas é isso que os pedagogos comentam nas aulas de didática...

Seria muito interessante se você pudesse falar mais sobre. :)

Putz.. seria melhor que um pedagogo ou psicólogo o fizesse... Sou bacharel, não fiz licenciatura... :D
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 29 de Maio de 2006, 13:08:05
Citar
Bom cara, realmente... Por exemplo, nas humanas oque conta mais é o conhecimento... Ou seja ler livros e tal. Ou seja, vc pode ser um otimo medico tendo um QI baixo.

Mas acredito que um medico revolucionador, que atue no meio academico, com pesquisas, um QI alto se faz necessario.

Um idiota alfabetizado pode ler um livro qualquer, não quer dizer que entenda. Pode interpretá-lo de um modo totalmente errôneo, algo bastante comum e que gera muito problema, principalmente relacionado ao charlatanismo. A compreensão depende de conhecimento prévio sobre o assunto! Um dia, quem sabe, talvez, você tenha que escrever um TCC, um artigo, ou uma tese, e verá que conhecimento é tudo. De nada vale saber quanto é 2+2, se não sabe explicar os motivos. Os cérebros de alguns autistas jogam inúmeros números primos nunca descritos, ou cálculos complexos, mas esses não podem ser considerados gênios, porque não sabem como esses números foram obtidos, e nem conseguiriam escrever nada sobre suas fantásticas descobertas.

Vamos considerar que seu conceito de inteligência entre muitos que existem (que parece ignorar, talvez pra não alterar o seu Q.I inato), é o correto. Então, eu deixo de lado meu Q.I zero e inato e fico com meu conhecimento adquirido.

Outra coisa que está sendo pregada nesse tópico. Que homens são superiores em relação a cálculos...pode até ser, mas parece que essa superioridade não é tanta a ponto de livrar a maioria de levar pau nos cursos universitários. O índice de reprovações nos cursos de exatas é enorme. Parece que matemática e física não são triviais, mesmo pra gênios caucasóides abastados.

Uma coisa admito, homens são persistentes e agressivos profissionalmente, vejo esse como o maior diferencial entre homens e mulheres nessa área de atuação. Enquanto homens adoram desafios e incógnitas, mulheres preferem algo mais seguro, mas que saibamos fazer de fato!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 30 de Maio de 2006, 00:26:20
Citar
Bom cara, realmente... Por exemplo, nas humanas oque conta mais é o conhecimento... Ou seja ler livros e tal. Ou seja, vc pode ser um otimo medico tendo um QI baixo.

Mas acredito que um medico revolucionador, que atue no meio academico, com pesquisas, um QI alto se faz necessario.

Um idiota alfabetizado pode ler um livro qualquer, não quer dizer que entenda. Pode interpretá-lo de um modo totalmente errôneo, algo bastante comum e que gera muito problema, principalmente relacionado ao charlatanismo. A compreensão depende de conhecimento prévio sobre o assunto! Um dia, quem sabe, talvez, você tenha que escrever um TCC, um artigo, ou uma tese, e verá que conhecimento é tudo. De nada vale saber quanto é 2+2, se não sabe explicar os motivos. Os cérebros de alguns autistas jogam inúmeros números primos nunca descritos, ou cálculos complexos, mas esses não podem ser considerados gênios, porque não sabem como esses números foram obtidos, e nem conseguiriam escrever nada sobre suas fantásticas descobertas.

Vamos considerar que seu conceito de inteligência entre muitos que existem (que parece ignorar, talvez pra não alterar o seu Q.I inato), é o correto. Então, eu deixo de lado meu Q.I zero e inato e fico com meu conhecimento adquirido.

Outra coisa que está sendo pregada nesse tópico. Que homens são superiores em relação a cálculos...pode até ser, mas parece que essa superioridade não é tanta a ponto de livrar a maioria de levar pau nos cursos universitários. O índice de reprovações nos cursos de exatas é enorme. Parece que matemática e física não são triviais, mesmo pra gênios caucasóides abastados.

Uma coisa admito, homens são persistentes e agressivos profissionalmente, vejo esse como o maior diferencial entre homens e mulheres nessa área de atuação. Enquanto homens adoram desafios e incógnitas, mulheres preferem algo mais seguro, mas que saibamos fazer de fato!

Acho que depende da area, humanas é uma area que o QI nao vai importar muito, acho que a dedicaçao vale muito mais.

Digamos que alguem tenha um QI super alto, mas nao seja dedicado ao estudo, em uma graduacao do tipo, medicina, eu me daria mal.  Alias em qualquer uma a pessoa se daria mal, mas um pouco de estudo já seria o bastante para exatas, já que as materias sao normalmente curtas, o dificil mesmo é entender o miolo. O QI alto ajudaria a entender esse miolo muito mais facilmente.

Digo que oque contaria mais na humanas seria a memoria.

Sobre as diversas inteligencias.. Eu conto mais a inteligencia logica mesmo... Mas nao ignoro as outras nao.

Sobre a matematica nao ser triviais para os genios, eu me forço a acreditar que é uma brincadeira sua.

Sobre homem e mulher, sempre achei que mulher fosse mais dedicada. Acredito que o indice de reprovaçao no colegial seja maior entre os homens.

Eu por exemplo passei o meu 3º com 0 em 2 bimistres em redaçao, que era uma materia de fazer em casa, dai eu nao fazia nada em casa.
Alias o 3º colegial foi o ano que eu mais aprendi, como nao podia conversar, e eu nao prestava atençao nas aulas, eu comecei a levar livros para ler nas aulas. Isso me ajudou muito.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 30 de Maio de 2006, 12:29:04
Matemática e física não são triviais pra Newtons da vida, mas pra pseudogênios que vivem levando pau em cálculo 1, 2..3..parecem não nada intuitivas!:D E quanto à memória, e minha é bastante boa, suficientemente boa pra lembrar das respostas dos testes de lógica que insistem em seguirem um mesmo padrão e até mesmo, usam perguntas idênticas e nada criativas. Em suma, mesmo que eu Q.I inato seja zero, minha capacidade de memória pode falseá-lo de zero a 180! Mas confesso, isso não é pra mim, eu deixo os cálculos pro computador, já meu poder criativo, nenhuma máquina copia!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 30 de Maio de 2006, 14:31:25
Matemática e física não são triviais pra Newtons da vida, mas pra pseudogênios que vivem levando pau em cálculo 1, 2..3..parecem não nada intuitivas!:D E quanto à memória, e minha é bastante boa, suficientemente boa pra lembrar das respostas dos testes de lógica que insistem em seguirem um mesmo padrão e até mesmo, usam perguntas idênticas e nada criativas. Em suma, mesmo que eu Q.I inato seja zero, minha capacidade de memória pode falseá-lo de zero a 180! Mas confesso, isso não é pra mim, eu deixo os cálculos pro computador, já meu poder criativo, nenhuma máquina copia!

Cada um com a sua inteligencia né hehehe

to pagando pra ver vc tirar 180 em um teste de qi da ibm... quer tentar?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 30 de Maio de 2006, 14:48:40
Paga quanto?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 30 de Maio de 2006, 14:49:24
Alguns não tem inteligência alguma, de qualquer tipo, né!:D
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 01 de Junho de 2006, 14:07:49
http://www.pjsoft.com.br/tg/qi2002.exe

tenta ae, mas nao sei se ta funcionando...

e só tenta uma vez hein.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Sharon em 04 de Junho de 2006, 17:27:54
link confiável?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: rizk em 04 de Junho de 2006, 18:18:12
*.exe nao eh confiavel. Gente com QI alto nao abre essas coisas assim. :lol:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Sharon em 04 de Junho de 2006, 18:48:13
exatamente!!!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 05 de Junho de 2006, 16:17:45
*.exe nao eh confiavel. Gente com QI alto nao abre essas coisas assim. :lol:

Quem nao abre .exe é lammer com medo de pegar virus.

De qualquer forma pode ser esses teste aqui que sao rapidinho... O primeiro deu igual do teste da ibm que é mto demorado, e o segundo deu mto acima mas acho q eu demorei mais que o permitido heheheh

http://www.cpsimoes.net/nic-elen/matrix_a.html

http://nicologic.free.fr/Classification.htm
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Oceanos em 05 de Junho de 2006, 16:45:37
Quem nao abre .exe é lammer com medo de pegar virus.
Essa é nova....
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Nina em 05 de Junho de 2006, 18:52:49
Quem nao abre .exe é lammer com medo de pegar virus.
Essa é nova....

E se for mulher, chama do quê?

:P

:histeria:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 05 de Junho de 2006, 19:47:03
V3noW, como eu disse, pra eu fazer esse tipo de teste, só com remuneração, uma remuneração boa suficiente pra eu fazer uma cirurgia de miopia, depois deles. São bonitinhos, dá pra entender bem a lógica pelos padrões repetitivos ou alternados de cores e figuras. Se quiser, te dou as dicas pra tu te sair bem, mas eu, to fora!:D
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 05 de Junho de 2006, 23:21:31
V3noW, como eu disse, pra eu fazer esse tipo de teste, só com remuneração, uma remuneração boa suficiente pra eu fazer uma cirurgia de miopia, depois deles. São bonitinhos, dá pra entender bem a lógica pelos padrões repetitivos ou alternados de cores e figuras. Se quiser, te dou as dicas pra tu te sair bem, mas eu, to fora!:D

É... oque vale ai é a velocidade que vc faz, a velocidade do seu raciocinio....  Com bastante tempo qualquer 1 acerta tudo...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 06 de Junho de 2006, 08:19:26
Esse tópico ainda está aqui?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Diegojaf em 06 de Junho de 2006, 09:26:43
O assuntou deu o que tinha que dar eu acho...:lol:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 06 de Junho de 2006, 12:46:41
O assuntou deu o que tinha que dar eu acho...:lol:
De fato hehehe... cabo a graça :(
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Nina em 06 de Junho de 2006, 13:07:51
V3noW, como eu disse, pra eu fazer esse tipo de teste, só com remuneração, uma remuneração boa suficiente pra eu fazer uma cirurgia de miopia, depois deles. São bonitinhos, dá pra entender bem a lógica pelos padrões repetitivos ou alternados de cores e figuras. Se quiser, te dou as dicas pra tu te sair bem, mas eu, to fora!:D

É... oque vale ai é a velocidade que vc faz, a velocidade do seu raciocinio.... Com bastante tempo qualquer 1 acerta tudo...

Uai, não ia pagar? Paga quanto?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Nina em 06 de Junho de 2006, 13:30:52
Será que só eu lembro do frenesi daqueles livros de "quociente emocional" lançados nos anos 90?
Acho tão reducionista colocar QI como algo que ateste competência metal, quanto colocar o QE como algo que ateste desenpenho exemplar em equipes.

Nunca fiz pra valer, mas acho que um teste de QI não seria capaz de extrair todas as qualidades necesárias para fazer um bom biólogo. QI, então, é limitado, e não serve para avaliar quão bom é um profissional. Creio que mesmo em áreas onde o raciocínio lógico é o fator que mais pesa no sucesso do profissional, seria errado afirmar que apenas ele seria suficiente. A questão é multifatorial.

Quanto ao fato de mais homens preferirem cursos das exatas, e mulheres serem mais raras, acho que vai mais do tipo de aptidão requerida além do raciocínio lógico. Normalmente, quem trabalha com áreas moleculares na biologia precisa ter uma capacidade de abstração muito grande, tal qual o pessoal das exatas. Como geralmente mais mulheres fazem biologia e dominam inclusive esta área, creio que seria um tanto equivocado achar que estas não teriam aptidão para o raciocínio lógico. Vide áreas como biofísica, por exemplo. Eu não conheço nenhum biofísico... mas na essência, a biofísica não é tão distante da física. Ela apenas soma pressupostos de duas outras áreas. Talvez o mais importante seja a motivação na escolha do curso, e não necessariamente a aptidão para o raciocínio lógico.

Eu acho muito chata a área de tecnologia, tanto que não consigo nem assistir programas como "maravilhas modernas"... acho sacal. Entretanto, qualquer coisa que envolva bioquímica, astronomia, evolução, são o máximo pra mim. Tanto, que eu escolhi minha área quando estava no final do 1o. colegial. Agora, sabendo que o conhecimento não tem fronteiras, quem poderia dizer que uma ou outra forma de conhecimento está limitada a cada ciência? Por acaso, o próprio astrônomo, não depende enormemente do raciocínio lógico? E quando se pensa na integração das vias metabólicas, a abstração não é importante para o bioquímico? Ou para o biólogo evolutivo, será que a dinâmica populacional, escrita em números, mas abstraída, não é fundamental para entender-se os processos evolutivos?

Acho que a motivação é quem determina a escolha das áreas de atuação, tanto que a maioria dos acadêmicos não tem muitos conhecimentos sobre o curso que está cursando até deparar-se com a experiência profissional. Apenas dentro da universidade é que todas as opções são conhecidas (normalmente).

v3nOw, ainda estou esperando você provar minha "falta de caráter", conforme sua afirmação na página 9.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 06 de Junho de 2006, 13:34:24
Será que só eu lembro do frenesi daqueles livros de "quociente emocional" lançados nos anos 90?
Você faria um favor a humanidade se também conseguisse, como eu, nunca mais lembrar! (até voce ter mencionado) :D
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Nina em 06 de Junho de 2006, 13:53:16
Será que só eu lembro do frenesi daqueles livros de "quociente emocional" lançados nos anos 90?
Você faria um favor a humanidade se também conseguisse, como eu, nunca mais lembrar! (até voce ter mencionado) :D

:histeria:

Acho que na casa dos meus pais ainda tem um.... meu tio me emprestou e eu nunca li... antes de entrar na universidade, ainda...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 06 de Junho de 2006, 17:18:27
Será que só eu lembro do frenesi daqueles livros de "quociente emocional" lançados nos anos 90?
Acho tão reducionista colocar QI como algo que ateste competência metal, quanto colocar o QE como algo que ateste desenpenho exemplar em equipes.

Nunca fiz pra valer, mas acho que um teste de QI não seria capaz de extrair todas as qualidades necesárias para fazer um bom biólogo. QI, então, é limitado, e não serve para avaliar quão bom é um profissional. Creio que mesmo em áreas onde o raciocínio lógico é o fator que mais pesa no sucesso do profissional, seria errado afirmar que apenas ele seria suficiente. A questão é multifatorial.

Quanto ao fato de mais homens preferirem cursos das exatas, e mulheres serem mais raras, acho que vai mais do tipo de aptidão requerida além do raciocínio lógico. Normalmente, quem trabalha com áreas moleculares na biologia precisa ter uma capacidade de abstração muito grande, tal qual o pessoal das exatas. Como geralmente mais mulheres fazem biologia e dominam inclusive esta área, creio que seria um tanto equivocado achar que estas não teriam aptidão para o raciocínio lógico. Vide áreas como biofísica, por exemplo. Eu não conheço nenhum biofísico... mas na essência, a biofísica não é tão distante da física. Ela apenas soma pressupostos de duas outras áreas. Talvez o mais importante seja a motivação na escolha do curso, e não necessariamente a aptidão para o raciocínio lógico.

Eu acho muito chata a área de tecnologia, tanto que não consigo nem assistir programas como "maravilhas modernas"... acho sacal. Entretanto, qualquer coisa que envolva bioquímica, astronomia, evolução, são o máximo pra mim. Tanto, que eu escolhi minha área quando estava no final do 1o. colegial. Agora, sabendo que o conhecimento não tem fronteiras, quem poderia dizer que uma ou outra forma de conhecimento está limitada a cada ciência? Por acaso, o próprio astrônomo, não depende enormemente do raciocínio lógico? E quando se pensa na integração das vias metabólicas, a abstração não é importante para o bioquímico? Ou para o biólogo evolutivo, será que a dinâmica populacional, escrita em números, mas abstraída, não é fundamental para entender-se os processos evolutivos?

Acho que a motivação é quem determina a escolha das áreas de atuação, tanto que a maioria dos acadêmicos não tem muitos conhecimentos sobre o curso que está cursando até deparar-se com a experiência profissional. Apenas dentro da universidade é que todas as opções são conhecidas (normalmente).

v3nOw, ainda estou esperando você provar minha "falta de caráter", conforme sua afirmação na página 9.

Se ela fizer o teste na minha frente e tirar 180, eu do oque ela quiser... Agora por aqui fica bemm dificil né.

Quanto a voce, voce disse que teve artigo na super de pessoa que tava no colegial.... Todo mundo sabe que as coisas nao sao assim, entao nem queira discutir, vc mentiu.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Nina em 06 de Junho de 2006, 17:38:12
Quanto a voce, voce disse que teve artigo na super de pessoa que tava no colegial.... Todo mundo sabe que as coisas nao sao assim, entao nem queira discutir, vc mentiu.

Prove.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Diegojaf em 06 de Junho de 2006, 17:40:53
Acho que me enganei...:hein:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Nina em 06 de Junho de 2006, 17:41:49
Acho que me enganei...:hein:

Era só um coffee break! :P
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 06 de Junho de 2006, 21:58:53
Quanto a voce, voce disse que teve artigo na super de pessoa que tava no colegial.... Todo mundo sabe que as coisas nao sao assim, entao nem queira discutir, vc mentiu.

Prove.

Ué, voce quem falou primeiro.  Voce que tem que provar... Coisa impossivel de fazer né...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Nina em 07 de Junho de 2006, 00:45:52
Se você tivesse ficado quieto... mas você disse que eu menti, falou que me faltava caráter. Você chamou a responsabilidade de provar para si.

Agora aguenta e pára de chorar.

Prova logo.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Nina em 07 de Junho de 2006, 00:55:51
Não preciso nem dizer que isso é ad hominem, né? Eu também poderia pedir à moderação que agora explicasse pra você que não é educado ficar chamando os debatedores de desonestos (consta nas regras com as quais você concordou quando do seu cadastro no fórum)... você abusou no tópico todo, mas foi levado em consideração seu nível iniciante no fórum. Certos hábitos são desenvolvidos com o tempo, e este é particularmente importante.

E como você disse várias vezes que quem publica artigos na Superinteressante é "pelo menos professor de federal", então você ainda está nos devendo os currículos destes professores.

E ainda, para dizer que eu menti, você precisa saber também por quem são escritas as reportagens não assinadas, curtas e "curiosidades" que recheiam a revista.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: rizk em 07 de Junho de 2006, 11:20:35
O menino se meteu numa encrenca, agora.

Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 07 de Junho de 2006, 14:28:13
Se você tivesse ficado quieto... mas você disse que eu menti, falou que me faltava caráter. Você chamou a responsabilidade de provar para si.

Agora aguenta e pára de chorar.

Prova logo.

Voce queria que eu ficasse queto?

Quer dizer que as regras do forum me proibem de dizer que alguem esta mentido? Assim ficaria impossivel discutir com alguem que mentiu para desqualificar meus argumentos.

Bom, primeira coisa que eu estava falando de uma reportagem de capa. Como todas,  era devidamente assinada. E as curiosidades maiores sao todas assinadas. As pequena curiosidade que ficam em cima da pagina nao sao, mas sao coisas do livros do recordes... Ou ainda coisas do tipo "uma abelha bate as asas 100 vezes por segundo".

Bom, voce pode chamar ou se fazer da moderaçao que for, mas voce sabe que voce mentiu.

Posso até nao ser muito paciente mesmo, mas sei voltar atraz. E desde que eu me lembre nunca faltei com a verdade.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Nina em 07 de Junho de 2006, 18:45:42
Prove que menti, ou peça desculpas publicamente por chamar-me de mentirosa.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: v3n0w em 07 de Junho de 2006, 21:45:00
hehe cansei.... desculpa nina  :hihi:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Nina em 07 de Junho de 2006, 23:15:33
 :tintin:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Fidel Castro em 10 de Junho de 2006, 01:52:29
:tintin:

Hahaha, vc que me baniu?? Que absurdo.. Que comunidade cetica é essa que banem sem mais nem menos, ainda mais por alguem chegar aqui e falar a verdade?

Postei 100 vezes no mesmo topico pra falar a mesma coisa 100 vezes. No começo foi apedrejado pela panelinha no seu medo de saber a verdade.

Depois a panelinha nao resistiu as provas postadas por mim e caiu na realidade.

Depois digo outra verdade, a menina ai, moderadora, mentiu. Só para desqualificar uma revista que no final nao se mostrou necessaria para defender meu ponto de vista.

Internet é uma coisa complicada mesmo, nunca tem menina mesmo, quando tem, ganha as coisas nao por competencia mas sim por ser menina.

Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Oceanos em 10 de Junho de 2006, 02:13:04
Ninguém te baniu.

O cartão foi aplicado pelo Angelo Melo, e sua justificativa foi dada no mesmo tópico. Leia as regras do fórum como eu e o Dantas já pedimos. Cartão amarelo não expulsa ninguem.

Pelo simples fato do cartão amarelo do Angelo Melo poder ter ocorrido a partir de um mal entendido (já que as coisas estavam aparentemente resolvidas), vou bloquear apenas essa conta, já que a criação de uma segunda conta é proibida pelas regras do fórum e normalmente é punida com a expulsão do usuário. Vamos esperar o Angelo se pronunciar sobre o cartão dele.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Alenônimo em 10 de Junho de 2006, 11:53:25
Acho que ele pensou que, ao ver a mensagem de conta suspensa nos últimos dias, se tratasse da conta dele do fórum. Na verdade foi a conta da hospedagem do fórum, que saiu do ar.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luz em 11 de Junho de 2006, 21:15:01
Somos cultralmente sugestionados desde que nascemos. Por exemplo: "isso é coisa de menina" ou "meninos não choram". Além do quê, durante séculos a mulher foi considerada uma "ser irracional" e por isso, menos cobrada no sentido "racional" da questão. O que se por um lado serviu para aprisioná-la fisicamente, por outro, deu a ela uma maior liberdade de raciocínio. Não foi obrigatóriamente enquadrada nos moldes de pensamento estipulados. Talvez por isso, a mulher precise menos de estímulos externos, indo buscar dentro, no própro raciocínio o que muitas vezes o homem sente necessidade de buscar fora, nos debates, por exemplo. O que não significa que também não busquem esses estímulos, mas numa proporção, como observado aqui, desproporcional.
Claro que toda essa idéia é apenas uma interpretação crua, resumida e muito subjetiva, principalmente por ser uma opinião feminina e que corre o risco de ser também tendenciosa. Espero que possa ser de alguma forma aproveitada!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luz em 11 de Junho de 2006, 21:53:43
Levar testes de QI a sério num mundo em que Albert Einsten foi considerado "intelectualmente" abaixo da média é algo intrigante. No entanto, sou "menina", mas  adoro fazer testes de QI. O próprio Einsten elaborou um teste e concluiu que apenas 2% da população mundial seria capaz de resolvê-lo. Adimirando Einsten como admiro e gostando de testes como gosto, é claro, eu fiz. O surpreendente é que resolvi, sem muita dificuldade, chegando a acreditar que Eisnten calculou mal essa média. Seja como for, na opinião de Einsten, faço parte de um seleto grupo de pessoas. Para quem se interessar o teste pode ser encontrado no endereço "rachacuca.com.br/teste-de-einsten/"
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: rizk em 11 de Junho de 2006, 23:04:30
O url do "teste de einstein" está errado, mas se é aquele das 5 casas... PELO AMOR DE DEUS, ele exige que a pessoa saiba ler e tenha no máximo 30min disponíveis. Já vi resolverem de cabeça em 6 minutos. Duh.

Além do que não há nenhuma evidência de que tenha sido o próprio que o inventou, e muito menos que ele tenha dito isso dos 2%. Pode baixar a bola, Luz. Mesmo porque "numa proporção desporporcional" te colocaria nos tais 98% sem apelação.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: HSette em 11 de Junho de 2006, 23:18:45
Por aqui se chega ao Teste. E é o das 5 casas mesmo. Desses de palavras-cruzadas.
Se foi mesmo o Einstein quem fez, e a IstoÉ afirma que sim, ele estava era muito à toa. :biglol:

http://istoe.terra.com.br/istoedinamica/testes/einstein/einstein_01.asp
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Nina em 11 de Junho de 2006, 23:49:23
:tintin:

Hahaha, vc que me baniu?? Que absurdo.. Que comunidade cetica é essa que banem sem mais nem menos, ainda mais por alguem chegar aqui e falar a verdade?

Postei 100 vezes no mesmo topico pra falar a mesma coisa 100 vezes. No começo foi apedrejado pela panelinha no seu medo de saber a verdade.

Depois a panelinha nao resistiu as provas postadas por mim e caiu na realidade.

Depois digo outra verdade, a menina ai, moderadora, mentiu. Só para desqualificar uma revista que no final nao se mostrou necessaria para defender meu ponto de vista.

Internet é uma coisa complicada mesmo, nunca tem menina mesmo, quando tem, ganha as coisas nao por competencia mas sim por ser menina.

Bom, não vou prolongar a pendenga, até porque o membro foi banido por trollismo (e não por ad hominem - ou ad meninam :P), depois de receber merecidamente um cartão amarelo (que não obstrui a conta, apenas alerta conduta). O fato é que apenas hoje retornei a acessar o fórum, e me espantei com o rumo das coisas... será que isso era necessário?

 :amarelo:

Se nosso colega Venow tivesse lido as regras do fórum não teria tido problemas, primeiramente porque não teria usado de falácias, e depois porque saberia que o cartão amarelo é justamente o que o nome indica. Saberia, portanto, que sua conta não estava desativada, e que poderia continuar acessando o fórum sem problemas desde que se mantivesse nas regras de conduta que reduzidamente pedem apenas por respeito aos demais usuários do fórum. Desta forma, não teria sido bloqueado por trollismo, e não teria novamente reforçado suas ofensas (bem típico de criança contestada). Como ele suspeitou que eu o tivesse banido, também não leu sobre a regra de não-envolvimento, e não está familiarizado com o funcionamento da administração do CC.

...O que nos leva à conclusão de que talvez nossos membros não estejam lendo as regras do fórum. :contrato2:

O ponto principal é que o colega se contradiz na sua "postagem de desabafo", uma vez que narra que postou mais de cem mensagens e diz foi apedrejado... se tivesse sido recebido e tratato de forma tão austera, não teria ficado no fórum a ponto de postar tanto. Se o banimento dependesse de vontade da panelinha, teria sido banido nas primeiras mensagens.

Mas acho que o desfecho desta história reflete bem um dos problemas enfrentados pelas mulheres. É muito comum que homens, ao sentirem-se superados em alguma situação, ou quando vêem podadas suas possibilidades e há uma mulher envolvida, afirmarem que o fato ocorreu por "proteção à fêmea indefesa". Isso pra mim tem outro nome: dor de cotovelo.  :pisca:

Se fosse o contrário, um homem chamando outro homem de mentiroso e sem caráter, será que dele seriam exigidas provas? Será que o agressor não teria errado, da mesma forma?

 :triste:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: HSette em 11 de Junho de 2006, 23:55:12
Citar
...O que nos leva à conclusão de que talvez nossos membros não estejam lendo as regras do fórum.

Logo que li as primeiras postagens do fulano, alertei para isso. No entanto, a opinião corrente à época é que valia a pena dar corda, a despeito disso.
Sendo assim, ele não pode reclamar disso, pois atitude geral foi de permissividade.

Citar
Se fosse o contrário, um homem chamando outro homem de mentiroso e sem caráter, será que dele seriam exigidas provas?


Eu de minha parte, teria sim, com certeza.


E de quebra, ainda chamava para um duelo, armas à escolha. :histeria:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Nina em 12 de Junho de 2006, 00:24:31
Por aqui se chega ao Teste. E é o das 5 casas mesmo. Desses de palavras-cruzadas.
Se foi mesmo o Einstein quem fez, e a IstoÉ afirma que sim, ele estava era muito à toa. :biglol:

http://istoe.terra.com.br/istoedinamica/testes/einstein/einstein_01.asp

Ah, se fosse mais claro quando coloca a relação do cigarro Charme com o bebedor de água e criador de gato, ficaria mais fácil... como dá pra encaixar de duas formas, quebra uma vez....

:P
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Nina em 12 de Junho de 2006, 00:26:40
Citar
...O que nos leva à conclusão de que talvez nossos membros não estejam lendo as regras do fórum.

Logo que li as primeiras postagens do fulano, alertei para isso. No entanto, a opinião corrente à época é que valia a pena dar corda, a despeito disso.
Sendo assim, ele não pode reclamar disso, pois atitude geral foi de permissividade.

Citar
Se fosse o contrário, um homem chamando outro homem de mentiroso e sem caráter, será que dele seriam exigidas provas?


Eu de minha parte, teria sim, com certeza.


E de quebra, ainda chamava para um duelo, armas à escolha. :histeria:

 :starwars:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luz em 12 de Junho de 2006, 09:11:24
Nina e HSette, é o teste das 5 casas mesmo. Eu fui naquele endereço que coloquei. E existem outros testes lá. Tentem, se interssar, apenas rachacuca.com.br; É apenas diversão, para quem acha divertido fazer testes. Sobre a autoria dos testes nunca encontrei nada que a questionasse, ao contrário, quase tudo que fala a respeito desse teste o delega a Einsten, por isso nunca questionei. Agora, que isso foi levantado é que pensei a respeito.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: HSette em 12 de Junho de 2006, 09:18:32
Pelo que li em outros sites, parece que é mesmo de autoria do Einstein.
Ele era chegado neste tipo de entretenimentos.

Mas eu também acho que não serve como indicador de QI. Isso deve ter sido inventado depois. A questão ali é mais de paciência e método.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Hold the Door em 12 de Junho de 2006, 14:22:31
Pelo que li em outros sites, parece que é mesmo de autoria do Einstein.
Ele era chegado neste tipo de entretenimentos.
O problema é que estes sites geralmente repetem outras fontes sem questionar. É parecido com aqueles textos atribuídos ao Luís Fernando Veríssimo. Alguém cria a lenda urbana e os outros repetem, depois de um tempo está todo mundo repetindo e acreditando.

Nunca vi esse teste ser atribuído a Einstein em nenhuma biografia séria, como as escritas por Abraham Pais. Portanto, na minha opinião, não passa de lenda urbana até prova em contrário.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luz em 12 de Junho de 2006, 16:52:23
Tenho uma amigo que faz história, ele aprendeu no curso que a Internet em sua grande parte não é confiável, mas uma boa tática que podemos utilizar é ver se o material apresentado apresenta também as biografias utilizadas em seu estudo. Não é cem por cento seguro, mas é uma indicador.

Pelo que li em outros sites, parece que é mesmo de autoria do Einstein.
Ele era chegado neste tipo de entretenimentos.
O problema é que estes sites geralmente repetem outras fontes sem questionar. É parecido com aqueles textos atribuídos ao Luís Fernando Veríssimo. Alguém cria a lenda urbana e os outros repetem, depois de um tempo está todo mundo repetindo e acreditando.

Nunca vi esse teste ser atribuído a Einstein em nenhuma biografia séria, como as escritas por Abraham Pais. Portanto, na minha opinião, não passa de lenda urbana até prova em contrário.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 12 de Junho de 2006, 18:58:48
O teste de Einstein ou de qualquer desocupado, é até legalzinho! Eu sempre via naquelas revistas de palavras cruzadas. A questão do teste é paciência e falta do que fazer mesmo! (na falta do que fazer, acabei fazendo)! O resultado enviarei pro e-mail do banido V3now!:D
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: HSette em 12 de Junho de 2006, 19:30:08
 :histeria: :histeria: :histeria:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Messiah em 12 de Junho de 2006, 20:46:39
Há uma falta de mulheres não somente nesse fórum, mas também em diversos outros fóruns de assuntos mais "inteligentes", por assim dizer. E não somente nisso, mas há também poucas mulheres em diversos tipos de atividades. Bem como a música. Por mais que o número de mulheres em bandas (ou bandas apenas de mulheres) venha crescendo, ainda há uma enorme predominância masculina no meio.
Não estou dizendo que as mulheres sejam inferiores nem nada assim. Muito pelo contrário, esse aparente desinteresse feminino me desagrada muito. Mas me pergunto qual seria a causa disso. Será que as mulheres recebem uma educação tão diferente em nossa sociedade, de forma que acabam se voltando a outros tipos de pensamentos e atividades?

Por outro lado, veja que o número de homens idiotas comparado ao número de mulheres idiotas é proporcional.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luz em 13 de Junho de 2006, 08:41:54
Você tem razão e ninguém em sã consciência pode negar isso, talvez sejam várioas fatores reunidos ou apenas uma questão física ou mesmo genética. Mas entre todos há uma fator que acho importante observar. Faz apenas algumas décadas que a mulher está realmente atuando na história, antes disso ocorreram apenas fatos isolados e mesmo assim, nesse momento, em diversas culturas, as mulheres continuam subjulgadas. A mudança propriamente dita ainda não aconteceu, o processo está em andamento. O que levou séculos sendo construído exige tempo para ser descontruído, principalmente, na mente humana.

Há uma falta de mulheres não somente nesse fórum, mas também em diversos outros fóruns de assuntos mais "inteligentes", por assim dizer. E não somente nisso, mas há também poucas mulheres em diversos tipos de atividades. Bem como a música. Por mais que o número de mulheres em bandas (ou bandas apenas de mulheres) venha crescendo, ainda há uma enorme predominância masculina no meio.
Não estou dizendo que as mulheres sejam inferiores nem nada assim. Muito pelo contrário, esse aparente desinteresse feminino me desagrada muito. Mas me pergunto qual seria a causa disso. Será que as mulheres recebem uma educação tão diferente em nossa sociedade, de forma que acabam se voltando a outros tipos de pensamentos e atividades?

Por outro lado, veja que o número de homens idiotas comparado ao número de mulheres idiotas é proporcional.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 13 de Junho de 2006, 09:56:01
Bem, concordo em termos! Mas as coisas estão mudando bastante. Na área que atuo a maioria esmagadora são mulheres!

Na música, é um tanto relativo, pra mim, por exemplo, no Brasil as mulheres são imbatíveis, já em outros países a maioria segue a linha gostosa, sem comprometimento musical! Quanto às bandas, realmente poucas com vocal feminino me agradam, principalmente porque algumas criam arremedos de homem. Prefiro autenticidade e feminilidade, sem sexismo e apelo!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 13 de Junho de 2006, 13:04:18
há duas outras possibilidades para explicar-se isso, além de fatores históricos e culturais (além, mas não excludentemente).

Uma é que homens, pela teoria da evolução da mente humana por seleção sexual, seriam naturalmente mais "exibidos", consciente ou inconscientemente. As mulheres usariam as capacidades mais para avaliação necessária para seleção de verdade, do que para exibição. Isso nem precisa ser algo biologicamente determinado. Acho que tendências mínimas poderiam servir de molde para a cultura, ou mesmo se dar de forma totalmente cultural, e ser reprodutivamente vantajoso da mesma forma.

Outra idéia é que o cromossomo Y tendo partes não homólogas no X, eventualmente teria genes que dariam diferenças (tanto para boas quanto para ruins, mais provavelmente para ruins, pela natureza das mutações) em diversas capacidades, e não estariam presentes nas mulheres. Mas acho que essa restringe bastante onde procurar, ainda mais porque, teoricamente, o filho de um gênio também herdaria esse gene, então deveriam ser muito mais evidentes linhagens inteiras com homens notáveis, e seria relativamente pequena a área a ser analisada para encontrar o gene responsável. A menos é claro, que se postulasse coisas meio ad-hoc como que, apesar da herança desse gene, outros genes de outros cromossomos eventualmente anulam esse efeito...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Sharon em 13 de Junho de 2006, 19:26:36
Eu não associaria o "ser cético" a ser "inteligente" com muita pressa... Apesar da curiosidade e da contestação de verdades absolutas levarem ao conhecimento. Aqui no fórum 50% das discussões são do tipo "vamos malhar a crença dos outros" do que qualquer outra.

Talvez seja esse tipo de discussão que deixe as mulheres de fora.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luz em 14 de Junho de 2006, 09:07:49
Eu recomendaria aos visitantes desse forum a ler, ao menos, o cápitulo 23 "Maxwell e os nerds" do livro "O mundo assombrado pelos demônios - a ciência vista como uma vela no escuro" de Carl Sagan, acredito, um dos nomes respeitados pelos céticos.
Ele demonstra claramente a ineficiência da análise simplista das esteriotipações tipo "mulheres céticas" atuando como uma espécie de desintoxicação de pre-conceitos. Tudo que levamos em conta para fazer análises de gênero é muito pouco perto do que deixamos de analisar.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Atheist em 14 de Junho de 2006, 12:48:08
Citar
Outra idéia é que o cromossomo Y tendo partes não homólogas no X, eventualmente teria genes que dariam diferenças (tanto para boas quanto para ruins, mais provavelmente para ruins, pela natureza das mutações) em diversas capacidades, e não estariam presentes nas mulheres. Mas acho que essa restringe bastante onde procurar, ainda mais porque, teoricamente, o filho de um gênio também herdaria esse gene, então deveriam ser muito mais evidentes linhagens inteiras com homens notáveis, e seria relativamente pequena a área a ser analisada para encontrar o gene responsável.

Algo ligado ao Y excluiria completamente a característica de mulheres, o que não é real para nada discutido até aqui. Embora possa haver mais homens em várias áreas, sempre há mulheres tão boas quanto ou até melhores, mesmo que em menor número.

Em muitos casos, algumas características parecem ser ligadas ao X por estarem presentes principalmente em homens, mas quando se analisa mais profundamente se percebe que as características em si são autossômicas, mas os hormônios masculinos as influenciam. Um dos casos é a cardiomiopatia hipertrófica, que é causa de morte súbita em atletas.

O fato é que não dá pra negar as diferenças neurológicas entre homens e mulheres. Usar isso como meio de segregação ou preconceito é que não está correto, pois é impossível determinar se uma maneira de pensar pode ser mais correta que outra quando se chega ao mesmo ponto.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 14 de Junho de 2006, 13:07:40
Tem características neurológicas que eu não faço idéia como explicar. Já que o amigo pseudo saiu do tópico, podemos discutir de forma mais científica!

Como explicar as diferenças no tamanho de algumas áreas do cérebro...se não me engano, o corpo caloso é maior na mulher, hipófise, e outras...

Fico imaginando se essas diferenças não seriam ocasionadas por receptores que são mais sensíveis à ação de algum tipo de hormônio, e numa determinada quantidade, já que, testosterona não é exclusive de homens, assim como progesteronas não são restritas às mulheres.

Diferenças existem, mas explicar como..não faço idéia, sei que a possibilidade de um gene pra tal função no diminuto Y é praticamente nula. Quem sabe a expressão do gene SRY seja a resposta (deve ter algum ou vários trabalhos sobre isso)
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 30 de Julho de 2006, 21:54:14
acho que pode ser interessante quanto a essas coisas de QI, estereótipos raciais e sexuais por imposições culturais, e etc: Pygmalion effect (http://en.wikipedia.org/wiki/Pygmalion_effect).

Basicamente, um cientista fez um experimento em que professores eram levados a crer que dariam aulas para alunos melhores que a média, quando esses alunos eram perfeitamente normais, e foram simplesmente sorteados. Mas mesmo assim, obtiveram desempenho melhor e maior aumento de QI do que a média dos alunos que os professores acreditavam ser alunos medianos.

Fico imaginando se esse tipo de coisa, de umas correntes que vêem e promovem a correlação de QIs baixos com grupos raciais como algo biologicamente determinado, não acaba tendo um efeito parecido, talvez criando, ou no mínimo funcionando paralelamente com culturas de pessimismo, "ninguém vai dar emprego para mim porque eu sou negro", e coisas do tipo (bem como as contrárias, como "japoneses e indianos se dão bem, são inteligentes, vou me dar bem porque sou japonês).
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Frâncio Almeida em 10 de Fevereiro de 2007, 00:48:40
Mulheres são minoria em áreas céticas ou científicas da net, mas ela não dão a mínima pra isso, talvez seja interesses diferente mesmo.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: N3RD em 10 de Fevereiro de 2007, 01:08:17
Elas ficam visitando o site da ana maria praga pra pegar a receita do bóbó de camarão para fazer pro maridão.

Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Atheist em 10 de Fevereiro de 2007, 01:41:50
acho que pode ser interessante quanto a essas coisas de QI, estereótipos raciais e sexuais por imposições culturais, e etc: Pygmalion effect (http://en.wikipedia.org/wiki/Pygmalion_effect).

Basicamente, um cientista fez um experimento em que professores eram levados a crer que dariam aulas para alunos melhores que a média, quando esses alunos eram perfeitamente normais, e foram simplesmente sorteados. Mas mesmo assim, obtiveram desempenho melhor e maior aumento de QI do que a média dos alunos que os professores acreditavam ser alunos medianos.

Fico imaginando se esse tipo de coisa, de umas correntes que vêem e promovem a correlação de QIs baixos com grupos raciais como algo biologicamente determinado, não acaba tendo um efeito parecido, talvez criando, ou no mínimo funcionando paralelamente com culturas de pessimismo, "ninguém vai dar emprego para mim porque eu sou negro", e coisas do tipo (bem como as contrárias, como "japoneses e indianos se dão bem, são inteligentes, vou me dar bem porque sou japonês).

Caramba... isso pode dar combustível para livros e sistemas de auto-ajuda...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Nina em 10 de Fevereiro de 2007, 01:57:53
Elas ficam visitando o site da ana maria praga pra pegar a receita do bóbó de camarão para fazer pro maridão.

Talvez na mesma proporção  dos cuecas que acessam a net para ver pornografia ou o bolão de futebol no site da ESPN (embora ache que estes superam as cozinheiras em número)....

Ah, caiam na real... tem muito mais homem à toa pela net do que mulheres. Isso certamente define também quem acessa mais o site do tempo ou do CC.

:P
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Nina em 10 de Fevereiro de 2007, 01:59:07
Mulheres são minoria em áreas céticas ou científicas da net, mas ela não dão a mínima pra isso, talvez seja interesses diferente mesmo.

Pois é... mas são maioria nas universidades... o que talvez indique que o meio virtual é mais atrativo para portadores de cromossomos Y.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Lint em 10 de Fevereiro de 2007, 06:19:36
Não que estar na faculdade signifique muita coisa, faculdade requer muito mais esforço do que inteligência. (e isso sim podemos afirmar com certeza quase que absoluta que as mulheres são mais caprichosas)
No entanto areas que envolvem exatas requerem muito mais raciocínio do que dedicação, diferente de humanas por exemplo.

A internet toda é uma fonte inesgotável de perda de tempo, tanto os homens quanto as mulheres perdem tempo de forma diferente...

No entanto, eu acho que esses nichos masculinos/femininos devem-se principalmente pela tendência natural do ser humano de ser segregacionista, quer dizer, em meios aonde 99% é homem, as mulheres não se sentem à vontade, qualquer um que tenha feito engenharia elétrica aqui sabe dizer bem oquê é isso.... Se fosse 50/50 o curso de engenharia elétrica (só um exemplo) as mulheres iriam se sentir muito mais seguras e consequentemente mais propensas a tentar, mesmo que não estivessem certas disso. Ah! Claro que não precisa ser 50/50. basta não ser 90/10 ou pior, como é atualmente..
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luz em 10 de Fevereiro de 2007, 09:50:18
Estranho isso: as ciências exatas requerem mais raciocínio? De que maneira isso pode ser comprovado - alguém tem fontes?

Pergunto, porque pessoalmente acho as exatas, de forma geral, mais fáceis - justamente por serem objetivas. Se você conhece o procedimento e as fórmulas não há muito segredo.

Já redação, por exemplo - além de saber as regras, é preciso raciocínio para juntar as idéias de forma clara e objetiva, sem prolongar desnecessariamente. Uma prova de redação requer mais tempo que uma prova de matemática ou física, por exemplo - quase sempre.

A comunicação é uma das nossas maiores deficiências - mesmo escrevendo da forma mais objetiva possível, comumente não nos fazemos entender perfeitamente, gerando, não raro, mal entedidos, duplos sentidos e confusão. Mesmo aqueles que escrevem e falam muito bem sofrem essa dificuldade, ainda mais por causa dos receptores, nem sempre tão preparados.

Aqui mesmo, no fórum, notamos isso em quase todos os tópicos, senão em todos eles. As discussões não acontecem somente pela diferença de opinião entre os que discutem, mas principalmente pela dificuldade de comunicar/compreender as idéias de forma clara.

As ciências biológicas, então, nem se fala. Parece haver mais exceções que regras e tudo deve ser analisado não apenas separadamente, mas dentro do conjunto, levando em consideração particularidades e tal. Me parece algo que requeira tanto raciocínio quanto conhecimento.

Justamente por serem objetivas e quase sempre mensuráveis, senão sempre, as exatas me parecem requerer mais conhecimento (esforço) que raciocínio propriamente - embora, claro, requeira muito de ambos.



Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: rizk em 10 de Fevereiro de 2007, 15:33:18
Dizem por aí que mulher tem mais facilidade em comunicação que os homens, e eles têm mais em raciocínio espacial. Tem alguma coisa a ver com os lados do cérebro e tal.

E eu consigo pensar em diversas profissões que não exigem que se pense em 3D, mas em nada que não exija comunicação.

Lá no meu curso a gente é meio a meio, certamente. Mas vê-se que a maioria dos especialistas em econômica e militar é homem, enquanto história da família, dos costumes, das minorias é mulher.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Flush em 10 de Fevereiro de 2007, 16:48:21
É notório que níveis de religiosidade elevadas em sociedades acarretam submissão feminina.
Se corrermos países europeus nórdicos tomamos conhecimento de intervenções femininas normais numa sociedade avançada em todos os níveis. Se avaliarmos países onde a religiosidade é elevada não vêmos qualquer intervenção feminina em qualquer campo intelectual. Podemos avaliar isso nos países de maior preponderância islâmica. Arábia Saudita por exemplo.
Mesmo em países onde os níveis de religiosidade tendam a diminuir, as raízes são muitas e longas, onde muitas mulheres são as próprias a declarar a sua submissão à suposta superioridade intelectual masculina.
Ficam aqui frases que demonstram a visão feminina que por exemplo o cristianismo defende, mais radicalmente ou menos, consoante contextos:

"A mulher está em sujeição por causa das leis da natureza, mas é uma escrava somente pelas leis da circunstância...A mulher está submetida ao homem pela fraqueza de seu espírito e de seu corpo...é um ser incompleto, um tipo de homem imperfeito [...] A mulher é defeituosa e bastarda, pois o princípio ativo da semente masculina tende à produção de homens gerados à sua perfeita semelhança. A geração de uma mulher resulta de defeitos no princípio ativo"

Tomás de Aquino, Summa Theologica, Q92, art. 1, Reply Obj. 1

"Abraçar uma mulher é como abraçar um saco de esterco."

São Odo de Cluny - Monge beneditino, 1030-1097

"As palavras e atos de Deus são bem claros: as mulheres foram feitas para ser esposas ou prostitutas"

Martinho Lutero, "Works 12.94"

Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Alegra em 10 de Fevereiro de 2007, 19:37:49
Citar
"As palavras e atos de Deus são bem claros: as mulheres foram feitas para ser esposas ou prostitutas"

Ou prostitutas esposas.....ou ainda esposas prostitutas....hehehhe
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Alegra em 10 de Fevereiro de 2007, 19:39:02
Citar
"Abraçar uma mulher é como abraçar um saco de esterco."

Putz!.... :biglol:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 10 de Fevereiro de 2007, 20:51:12
acho que pode ser interessante quanto a essas coisas de QI, estereótipos raciais e sexuais por imposições culturais, e etc: Pygmalion effect (http://en.wikipedia.org/wiki/Pygmalion_effect).

Basicamente, um cientista fez um experimento em que professores eram levados a crer que dariam aulas para alunos melhores que a média, quando esses alunos eram perfeitamente normais, e foram simplesmente sorteados. Mas mesmo assim, obtiveram desempenho melhor e maior aumento de QI do que a média dos alunos que os professores acreditavam ser alunos medianos.

Fico imaginando se esse tipo de coisa, de umas correntes que vêem e promovem a correlação de QIs baixos com grupos raciais como algo biologicamente determinado, não acaba tendo um efeito parecido, talvez criando, ou no mínimo funcionando paralelamente com culturas de pessimismo, "ninguém vai dar emprego para mim porque eu sou negro", e coisas do tipo (bem como as contrárias, como "japoneses e indianos se dão bem, são inteligentes, vou me dar bem porque sou japonês).

Caramba... isso pode dar combustível para livros e sistemas de auto-ajuda...

Fatalmente já existe isso.... no mínimo com outro nome...... "pensamento positivo".... não improvavelmente também exagerando o poder da coisa.... outro dia, vagando pelo lado woo-woo da internet, vi na amazon algo como "psicologia quântica", ou exatamente isso.

Não sei se já estava lá na época do meu post original, mas no artigo atual tem uma seção sobre racismo mesmo.

Citar
The Pygmalion effect can also result from racial expectations. This effect is seen during Jane Elliott's blue-eyed versus brown-eyed discrimination exercise, where third graders were divided based on eye color. One group was given preference and regarded as "superior" because of their eye color, with the other group repeatedly being considered inferior in intelligence and learning ability. On the second day of the experiment, the groups were completely reversed, with those oppressed against one day being regarded as superior the next.

Elliott gave spelling tests to both groups on each day of the experiment. The students scored very low on the day they were racially "inferior" and very high on the day they were considered racially "superior." This was a glaring example of the Pygmalion effect based on racial prejudice. The only difference between the two days was the racial argument for or against the students.

Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Rodion em 10 de Fevereiro de 2007, 20:53:57
interessante, buckaroo. o que pode até querer dizer algo sobre a melhor qualidade das universidades públicas.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Fred em 11 de Fevereiro de 2007, 13:12:58
Citar
"Abraçar uma mulher é como abraçar um saco de esterco."

Putz!… :biglol:

Viado, sem dúvida.   u.u
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Lint em 12 de Fevereiro de 2007, 03:08:56
Estranho isso: as ciências exatas requerem mais raciocínio? De que maneira isso pode ser comprovado - alguém tem fontes?
Você não compreendeu exatamente oq eu quis dizer (ou melhor, fui eu quem não soube expor direito.)

Exatas requerem mais raciocínio que conhecimento, é fato, sabendo algumas leis você completa todo o conhecimento de física atual, agora, saber aplicar e aplicar com sucesso é aonde mora toda a dificuldade do processo. (acho que é por isso que associam filosofia com matemática, eu não faço a menor idéia pq nunca fiz filosofia, então pergunte pro Dante se ele não ficar stressado....  :lol:)

Já letras, você precisa conhecer milhões de regras (especialmente no caso da língua portuguesa) e saber quando, como e onde aplicar, ou seja, requer muito mais conhecimento do que prática.. Assim como você mesmo citou, biologia é mais um exemplo, você não pode sair por aí dissecando seus pais, irmão e filhos, mas você pode aprender como cada orgão funciona e dissecar uns animais (puta especismo nojento) ou defuntos pra aprender.

Agora, muita gente fica ofendido(a) quando eu falo que exatas requerem mais raciocínio que humanas e que humanas requer mais "decoreba" que exatas, bom, perdoem-me, mas no final das contas é a verdade nua e crua, quem fez humanas que deveria se orgulhar pq as pessoas que fizeram exatas não conseguem armazenar tantas informações, caso contrário teriam feito direito e estariam ganhando rios de dinheiro :hihi:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Fernando Silva em 12 de Fevereiro de 2007, 07:23:15

"As mulheres estejam caladas nas igrejas; porque lhes não é permitido falar; mas estejam submissas
como também ordena a lei. E se querem ser instruídas sobre algum ponto, interroguem em casa os
seus maridos, porque é vergonhoso para uma mulher o falar na igreja" (1 Coríntios 14:34-35)
----
"A mulher aprenda em silêncio, com toda a sujeição. Não permito, porém, que a mulher ensine, nem
use de autoridade sobre o marido, mas que esteja em silêncio. Porque primeiro foi formado Adão,
depois Eva. E Adão não foi enganado, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão.
Salvar-se-á, porém, dando à luz filhos, se permanecer com modéstia na fé, no amor e na santificação"
(1 Timóteo 2:9-15)
----
"As mulheres sejam submissas a seus maridos como ao Senhor, porque o marido é cabeça da mulher
como Cristo é cabeça da Igreja, seu corpo, do qual ele é o Salvador. Ora, assim como a Igreja está
sujeita a Cristo, assim o estejam também as mulheres a seus maridos em tudo" (Efésios 5:22-24)
----
No século XII, Graciano, especialista em direito canônico, afirmou: "O homem, mas não a mulher, é
feito à imagem de Deus. Daí resulta claramente que as mulheres devem estar submetidas a seus
maridos e devem ser como escravas"
----
Disse S.Agostinho sobre a poligamia: "Ora, uma serva ou uma escrava nunca tem muitos senhores,
mas um senhor tem muitas  escravas. Assim, nunca ouvimos dizer que mulheres santas tivessem
servido a vários maridos e sim que muitas serviram a um só marido ... Isso não é contraditório à
natureza do casamento' (De bono conjugali 17, 20)"
----
De S.Clemente de Alexandria sobre as mulheres: "A exata consciência de sua própria natureza deve
evocar sentimentos de vergonha"  (Paedagogus II, 33, 2)
----
Santo Antonino, arcebispo de Florença no final do séc. XV, diz que as "imundas regras" são
simplesmente o espelho de uma "alma imunda"
----
"Mulheres não deveriam ser educadas ou ensinadas de nenhum modo. Deveriam, na verdade, ser
segregadas já que são causa de horrendas e involuntárias ereções em santos homens" (Santo
Agostinho)
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luis Dantas em 12 de Fevereiro de 2007, 09:35:14
Luz, isso são tendências, não "normas", mas realmente a evidência empírica é muito ampla e consistente, e sugere que homens e mulheres tendem a pensar de formas diferentes. 

O difícil é quantificar - quanto disso é consequência da influência cultural e quanto tem causas genéticas ou hormonais?

Acho um tanto simplista culpas doutrinas religiosas pelo tratamento diferenciado. 

Há muito o que se rever nelas no que se refere ao tratamento das mulheres, sem dúvida. 

Mas alguém aqui realmente acha que elas eram muito mais repressoras do que a mentalidade comum das populações da época?

Eu não.  É muito possível que, pelo contrário, a repressão às mulheres fosse ainda pior na época em que essas escrituras foram escritas.  A falha não está em ter esses textos sagrados, está em não saber colocá-los na devida distância histórica e questionar e melhorar as relações sociais a despeito deles.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luz em 12 de Fevereiro de 2007, 09:38:16
Estranho isso: as ciências exatas requerem mais raciocínio? De que maneira isso pode ser comprovado - alguém tem fontes?

Você não compreendeu exatamente oq eu quis dizer (ou melhor, fui eu quem não soube expor direito.)

Exatas requerem mais raciocínio que conhecimento, é fato, sabendo algumas leis você completa todo o conhecimento de física atual, agora, saber aplicar e aplicar com sucesso é aonde mora toda a dificuldade do processo. (acho que é por isso que associam filosofia com matemática, eu não faço a menor idéia pq nunca fiz filosofia, então pergunte pro Dante se ele não ficar stressado…  :lol:)

Já letras, você precisa conhecer milhões de regras (especialmente no caso da língua portuguesa) e saber quando, como e onde aplicar, ou seja, requer muito mais conhecimento do que prática… Assim como você mesmo citou, biologia é mais um exemplo, você não pode sair por aí dissecando seus pais, irmão e filhos, mas você pode aprender como cada orgão funciona e dissecar uns animais (puta especismo nojento) ou defuntos pra aprender.

Agora, muita gente fica ofendido(a) quando eu falo que exatas requerem mais raciocínio que humanas e que humanas requer mais "decoreba" que exatas, bom, perdoem-me, mas no final das contas é a verdade nua e crua, quem fez humanas que deveria se orgulhar pq as pessoas que fizeram exatas não conseguem armazenar tantas informações, caso contrário teriam feito direito e estariam ganhando rios de dinheiro :hihi:

Hum... você também não entendeu o que eu quis dizer. Minha dúvida é se existem estudos que comprovam que a área de exatas requer mais raciocínio que conhecimento, e principalmente, que requer mais raciocínio que as outras áreas. Porque veja - você por suas percepções deduz que sim, eu pelas minhas deduzo que não.

Mas bem, não sei em que área você trabalha. Eu, por exemplo, escolhi as exatas - exatamente por achar mais fácil. E além de cálculos, a minha área requer também visão espacial e tridimensional (des/projetos) e a minha, embora eu seja mulher (dizem que é uma característica predominantemente masculina) é particularmente boa.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Tarcísio em 12 de Fevereiro de 2007, 09:42:13
Importante é saber que em uma guerra de paus e pedras os reis seriamos nós. De resto, é tudo ladainha feminista.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luz em 12 de Fevereiro de 2007, 09:43:41
Importante é saber que em uma guerra de paus e pedras os reis seriamos nós. De resto, é tudo ladainha feminista.

 :lol: Temos que aprender discutir isso sem colocar machismos e feminismos no meio.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Tarcísio em 12 de Fevereiro de 2007, 10:03:19
Importante é saber que em uma guerra de paus e pedras os reis seriamos nós. De resto, é tudo ladainha feminista.

 :lol: Temos que aprender discutir isso sem colocar machismos e feminismos no meio.

Não tem como.

De preferência cito uma joven estudiosa do ramo. MIMI…

"Se você não é machista, é feminista!"
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luis Dantas em 12 de Fevereiro de 2007, 10:06:41
Tarcísio, você tem certeza de que não é o Encosto? :)
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Tarcísio em 12 de Fevereiro de 2007, 10:10:49
Eu sou o primo pobre, Obsessor.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luz em 12 de Fevereiro de 2007, 10:22:59
Mas falando sério: sempre noto uma certa "tendência" - características consideradas "propriamente" masculinas são geralmente utilizadas como "indicadores" de raciocínio/inteligência.


Como diz a mimi: HOMENS!  :lol:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Tarcísio em 12 de Fevereiro de 2007, 10:35:08
Para que eu entenda mesmo só falta uma coisa Luz.

Defina inteligência.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luz em 12 de Fevereiro de 2007, 10:42:35
Para que eu entenda mesmo só falta uma coisa Luz.

Defina inteligência.

Ei, mas é justamente o que estou perguntando! Não apenas como se define, mas também como se mede diferentes inteligências.  :)
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luis Dantas em 12 de Fevereiro de 2007, 10:48:01
Estatisticamente, no Xadrez pelo menos não há como negar uma tendência aos de melhor desempenho serem homens.

Mas, é claro, isso não quer dizer em absoluto que em algum outro tipo de teste de inteligência a vantagem não seria claramente feminina.  Talvez algum relacionado a habilidades sociais?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luz em 12 de Fevereiro de 2007, 10:58:17
Estatisticamente, no Xadrez pelo menos não há como negar uma tendência aos de melhor desempenho serem homens.

Mas, é claro, isso não quer dizer em absoluto que em algum outro tipo de teste de inteligência a vantagem não seria claramente feminina.  Talvez algum relacionado a habilidades sociais?

Eu não discordo. Mas bem, xadrez é um jogo de estratégia de "guerra" entre dois reinados. Podemos dizer que o "assunto" que envolve o jogo é de "maior interesse masculino que feminino"?


Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luis Dantas em 12 de Fevereiro de 2007, 11:05:36
Pode ser.  Mas suspeito que o assunto em si é o de menos.  A mecânica e a estratégia do jogo são extremamente rígidas e artificiais e pedem um tipo bem específico de raciocínio.

Pela tendência que tenho visto em certas mulheres em se dizerem "objetivas" quando de fato estão sendo pragmáticas (não é a mesma coisa), suspeito que pelo menos culturalmente não há muito encorajamento a que mulheres cultivem esse raciocínio tão abstrato.  PODE haver algum fator biológico ou evolutivo atuando também (eu não saberia como testar essa hipótese).

Acho possível inclusive que simplesmente seja difícil alguém desenvolver o raciocínio em duas direções opostas ao mesmo tempo.  Como tradicionalmente as mulheres são encorajadas (e alegam ter vontade e competência) para administrar situações concretas, com toda a sua complexidade e demandas inflexíveis, imagino que se especializam nisso e acabam tendo menos afinidade para questões mais abstratas de utilidade prática menos evidente e mais questionável.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Suyndara em 12 de Fevereiro de 2007, 11:11:44
Mulheres atéias assustam  :P

Se forem céticas e críticas, pior ainda  8-)

Eu me lembro quando entrei nos debates céticos, que a maioria dos crentes diziam que eu era um fake  |( (claro, inaceitável uma cética com humor ácido )

Pra piorar tudo, agora dizem que sou fake do apodman  :histeria: :histeria:

Eu desisto, só pode ser machismo  :P


Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luz em 12 de Fevereiro de 2007, 11:31:23
Pode ser.  Mas suspeito que o assunto em si é o de menos.  A mecânica e a estratégia do jogo são extremamente rígidas e artificiais e pedem um tipo bem específico de raciocínio.

Entendo, mais ou menos como "discutir relacionamento".  :lol:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Fred em 12 de Fevereiro de 2007, 11:34:25
Mas bem, xadrez é um jogo de estratégia de "guerra" entre dois reinados. Podemos dizer que o "assunto" que envolve o jogo é de "maior interesse masculino que feminino"?


Creio que não. O que você chama de "estratégia de guerra entre dois reinados" nada mais é do que a "capa" do xadrez. O jogo em si é puro raciocínio lógico e exige uma memória absurda para calcular probabilidades de movimentos. Um enxadrista não daria um bom general necessariamente. Por isso não dá mais para um humano bater um computador no jogo. E nem um computador sozinho vence uma guerra.

Faça um teste. Apenas troque o nome das peças, mantendo-se todo o resto...torre por fogão...bispo por cabeleireiro...peão por empregada...cavalo por carrinho de bebê...e veja se alguma mulher conseguiria bater um homem no jogo.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Suyndara em 12 de Fevereiro de 2007, 12:21:54
Faça um teste. Apenas troque o nome das peças, mantendo-se todo o resto…torre por fogão…bispo por cabeleireiro…peão por empregada…cavalo por carrinho de bebê…e veja se alguma mulher conseguiria bater um homem no jogo.

Bah,

Já ganhei várias vezes do meu irmão, outras eu viarava o tabuleiro (tpm, claro!)

Mas já ganhei do meu cunhado, que é doutor em física e do meu orientador :histeria: (e olha que a gente batia foto do tabuleiro, pq levávamos dias numa partida só :stunned:)

A grande questão é que homens realmente são mais lógicos do que as mulheres, mas isso não significa que uma mulher não possa desenvolver bem esse atributo :wink:

Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Alegra em 12 de Fevereiro de 2007, 12:38:48
A grande questão é que homens realmente são mais lógicos do que as mulheres, mas isso não significa que uma mulher não possa desenvolver bem esse atributo :wink:

Concordo com isso. E quando assim é, são vistas com "maus olhos"...é engraçado....
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luis Dantas em 12 de Fevereiro de 2007, 12:44:00
Insegurança, uai.  Que bom que vocês acham engraçado, porque muitas vezes é um drama.  Ficar sem chão sob os pés não é divertido, e ser criticado por simplesmente ter alguma competência também não...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luz em 12 de Fevereiro de 2007, 13:09:57
Mas bem, xadrez é um jogo de estratégia de "guerra" entre dois reinados. Podemos dizer que o "assunto" que envolve o jogo é de "maior interesse masculino que feminino"?


Creio que não. O que você chama de "estratégia de guerra entre dois reinados" nada mais é do que a "capa" do xadrez. O jogo em si é puro raciocínio lógico e exige uma memória absurda para calcular probabilidades de movimentos. Um enxadrista não daria um bom general necessariamente. Por isso não dá mais para um humano bater um computador no jogo. E nem um computador sozinho vence uma guerra.

Xadrez é um jogo de indução ao erro. Um jogo de armadilhas subseqüentes para “distrair” o oponente e uma das melhores “táticas” que existem é “conhecer o adversário”. Envolve tanta lógica e raciocínio quanto uma discussão em que dois lados defendem idéias diferentes.

Em quê exatamente enxadristas seriam necessariamente bons ou "melhores" que não enxadristas?

Citar
Faça um teste. Apenas troque o nome das peças, mantendo-se todo o resto…torre por fogão…bispo por cabeleireiro…peão por empregada…cavalo por carrinho de bebê…e veja se alguma mulher conseguiria bater um homem no jogo.

Faça você também o teste (mentalmente que seja) e me diga a “porcentagem” de homens que você acredita que se interessaria por essa “modalidade doméstica” de xadrez.

Como é que podemos saber se o xadrez não seria um jogo “feminino” se tivesse sido criado para distrair a rainha ociosa, com peças do seu quotidiano – jóias, sapatos, vestidos?

O fato é que o xadrez é um jogo de peões e não de empregadas. Além disso é dedução.  :)
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luis Dantas em 12 de Fevereiro de 2007, 13:28:31
Falando por mim, Luz, não acho que a terminologia faria diferença.  O jogo já é bastante abstrato.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luz em 12 de Fevereiro de 2007, 13:57:54
A grande questão é que homens realmente são mais lógicos do que as mulheres, mas isso não significa que uma mulher não possa desenvolver bem esse atributo :wink:

O que me parece é que há uma ampla aceitação à idéia de que assuntos de interesse "masculinos", em geral, requerem mais lógica, raciocínio e inteligência que os de interesse "femininos", não?  ::)
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Tarcísio em 12 de Fevereiro de 2007, 14:02:46
A grande questão é que homens realmente são mais lógicos do que as mulheres, mas isso não significa que uma mulher não possa desenvolver bem esse atributo :wink:

O que me parece é que há uma ampla aceitação à idéia de que assuntos de interesse "masculinos", em geral, requerem mais lógica, raciocínio e inteligência que os de interesse "femininos", não?  ::)

Não, não. Nos assuntos futéis também somos nós os melhores.

Vocês cozinham, os melhores chefes são homens.
Vocês maquiam, os melhores maquiadores são homens.
Vocês cuidam de criança, os melhores pedagogos são homens.
Vocês adminstram a casa, os melhores administradores são homens.
Vocês mechem no cabelo, os melhores cabeleireiros são homens.
Vocês adoram moda, os melhores estilistas são homens.

e por ai vai :D
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Fred em 12 de Fevereiro de 2007, 14:04:42

Xadrez é um jogo de indução ao erro. Um jogo de armadilhas subseqüentes para “distrair” o oponente e uma das melhores “táticas” que existem é “conhecer o adversário”. Envolve tanta lógica e raciocínio quanto uma discussão em que dois lados defendem idéias diferentes.

Se o xadrez fosse um jogo mais intuitivo do que estatístico, os humanos sempre venceriam o computador. E hoje em dia ninguém mais consegue vencer a máquina no xadrez.


Em quê exatamente enxadristas seriam necessariamente bons ou "melhores" que não enxadristas?

Em atividades que exijam um grau de concentração e memorização muito altos. Contabilidade, por exemplo.

Faça você também o teste (mentalmente que seja) e me diga a “porcentagem” de homens que você acredita que se interessaria por essa “modalidade doméstica” de xadrez.

Como é que podemos saber se o xadrez não seria um jogo “feminino” se tivesse sido criado para distrair a rainha ociosa, com peças do seu quotidiano – jóias, sapatos, vestidos?

Questão interessante. Nunca tinha pensado nesta hipótese. Provavelmente nenhum homem se interessaria por um jogo assim.
Mas provavelmente nenhuma mulher também se interessaria por ele. Com certeza ela preferiria experimetar os sapatos, as jóias e os vestidos ao invés de ficar simulando em um tabuleiro. Pode até parecer engraçado e machista, mas eu apostaria minhas fichas nesta teoria... :hihi:


O fato é que o xadrez é um jogo de peões e não de empregadas. Além disso é dedução.  :)


Dedução baseada em cálculos e probabilidades. Um matemático teria muito mais chances de vencer um investigador do CSI no xadrez.
Agora, se depois eles forem jogar "Detetive", a coisa poderia ser mais baseada em simples observação e dedução...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Fred em 12 de Fevereiro de 2007, 14:07:42
A grande questão é que homens realmente são mais lógicos do que as mulheres, mas isso não significa que uma mulher não possa desenvolver bem esse atributo :wink:

Concordo com isso. E quando assim é, são vistas com "maus olhos"…é engraçado…

Para serem vistas com bons olhos, as mulheres apenas precisam trabalhar seu principal atributo...ou seja, os glúteos.  :tarado:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: LIAN em 12 de Fevereiro de 2007, 14:13:22
Putzz...que absurdo esse tópico. Só homens machistas e com opiniões estereotipadas! Sem palavras, apenas lamento!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luz em 12 de Fevereiro de 2007, 14:27:43
Não, não. Nos assuntos futéis também somos nós os melhores.

Vocês cozinham, os melhores chefes são homens.
Vocês maquiam, os melhores maquiadores são homens.
Vocês cuidam de criança, os melhores pedagogos são homens.
Vocês adminstram a casa, os melhores administradores são homens.
Vocês mechem no cabelo, os melhores cabeleireiros são homens.
Vocês adoram moda, os melhores estilistas são homens.

e por ai vai :D

E não há uma ampla aceitação à idéia de que matemáticos ou físicos (por exemplo) sejam mais inteligentes que cozinheiros, maquiadores, pedagogos, administradores, cabelereiros e estilistas?

Por que "motivo" você classifica as áreas de interesse citadas como "fúteis"?  ::)
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luz em 12 de Fevereiro de 2007, 14:30:22
Para serem vistas com bons olhos, as mulheres apenas precisam trabalhar seu principal atributo…ou seja, os glúteos.  :tarado:

Raciocínio lógico?  :lol:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Tarcísio em 12 de Fevereiro de 2007, 14:31:36
Dessa aceitação eu não sei, não sou de usar a palavra inteligência e derivados, mas lógica e raciocínio são muito mais requeridos em abstrações físicas que nas profissões que citei. O fútil foi só pra dar uma menosprezada nos interesses femininos.  :hihi:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luz em 12 de Fevereiro de 2007, 14:42:54
Se o xadrez fosse um jogo mais intuitivo do que estatístico, os humanos sempre venceriam o computador. E hoje em dia ninguém mais consegue vencer a máquina no xadrez.

Nenhuma mulher tentou ainda…  :lol: Agora, sério: onde você cavou esse "intuitivo"?

Citar
Em atividades que exijam um grau de concentração e memorização muito altos. Contabilidade, por exemplo.

O que prova que contadores sejam mais lógicos que escritores, por exemplo? Que contabilidade exija mais lógica, raciocínio e inteligência que escrever uma obra de ficção?  :)

Citar
Questão interessante. Nunca tinha pensado nesta hipótese. Provavelmente nenhum homem se interessaria por um jogo assim.

Mas provavelmente nenhuma mulher também se interessaria por ele. Com certeza ela preferiria experimetar os sapatos, as jóias e os vestidos ao invés de ficar simulando em um tabuleiro. Pode até parecer engraçado e machista, mas eu apostaria minhas fichas nesta teoria… :hihi:

Pena que não se joga xadrez com "bola" também, né?  :hihi:  Também apostaria todas as minhas fichas que seria um jogo muito mais popular e o "campeonato" - um verdadeiro interclubes.  :lol:

Citar
Dedução baseada em cálculos e probabilidades. Um matemático teria muito mais chances de vencer um investigador do CSI no xadrez.
Agora, se depois eles forem jogar "Detetive", a coisa poderia ser mais baseada em simples observação e dedução…

Isso, se o investigador do CSI não tivesse mais paciência que o matemático.  ::)
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Alegra em 12 de Fevereiro de 2007, 17:34:53
A grande questão é que homens realmente são mais lógicos do que as mulheres, mas isso não significa que uma mulher não possa desenvolver bem esse atributo :wink:

Concordo com isso. E quando assim é, são vistas com "maus olhos"…é engraçado…


Insegurança, uai.  Que bom que vocês acham engraçado, porque muitas vezes é um drama.  Ficar sem chão sob os pés não é divertido, e ser criticado por simplesmente ter alguma competência também não…

Não entendi.....o que é insegurança? Os homens são mais lógicos por insegurança?  :umm:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Alegra em 12 de Fevereiro de 2007, 17:46:25

Para serem vistas com bons olhos, as mulheres apenas precisam trabalhar seu principal atributo…ou seja, os glúteos.  :tarado:

É isso mesmo....e enquanto vocês vão se deliciando com os glúteos nós mulheres vamos usando a cabeça sem vocês perceberem.....percebeu? Não, né? Eu sabia..... :histeria:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luis Dantas em 12 de Fevereiro de 2007, 17:58:48
Insegurança, uai.  Que bom que vocês acham engraçado, porque muitas vezes é um drama.  Ficar sem chão sob os pés não é divertido, e ser criticado por simplesmente ter alguma competência também não…

Não entendi…o que é insegurança? Os homens são mais lógicos por insegurança?  :umm:

Não, eles (nós) nos sentimos inseguros quando há dúvida sobre nossa adequação aos papéis tradicionais (inclusive o de "mais lógicos").  Isso surpreende?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 12 de Fevereiro de 2007, 18:52:39
Putzz...que absurdo esse tópico. Só homens machistas e com opiniões estereotipadas! Sem palavras, apenas lamento!

Quéisso..... tem ao menos eu, o Lint e o Dantas, acho, com posições não-machistas....
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 12 de Fevereiro de 2007, 18:56:04
Estatisticamente, no Xadrez pelo menos não há como negar uma tendência aos de melhor desempenho serem homens.
Estatisticamente, é? Há tantas mulheres quanto homens enxadristas? Ou fizeram algum estudo com as proporções certinhas e tudo mais?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Alegra em 12 de Fevereiro de 2007, 19:15:45
Insegurança, uai.  Que bom que vocês acham engraçado, porque muitas vezes é um drama.  Ficar sem chão sob os pés não é divertido, e ser criticado por simplesmente ter alguma competência também não…

Não entendi…o que é insegurança? Os homens são mais lógicos por insegurança?  :umm:

Não, eles (nós) nos sentimos inseguros quando há dúvida sobre nossa adequação aos papéis tradicionais (inclusive o de "mais lógicos").  Isso surpreende?

Dúvidas da parte dos homens?
Não, não me surpreende. Há já um tempo que venho notando (eu e um monte de mulher...) que os homens estão meio perdidos...o que vale é que muitas mulheres são compreensivas...pero no mucho...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Fred em 12 de Fevereiro de 2007, 19:16:55
Quéisso… tem ao menos eu, o Lint e o Dantas, acho, com posições não-machistas…

Buckaroo, você está querendo fazer média com a meninas eu realmente acha que homens e mulheres são iguais ?  :hein:

Para mim algumas diferenças biológicas são tão evidentes que nem deveriam ser mais objeto de questionamento. Tirando o lado caricato do machismo e do feminismo, sobram as diferenças cientificamente comprovadas que demonstarm aptidões distintas entre os sexos. E isto não significa que haja um sexo mais inteligente ou apto do que o outro. Apenas diferentes.

Os homens se dão melhor em algumas tarefas, as mulheres em outras. O mundo foi dominado pelos homens simplesmente porque somos mais fortes fisicamente. Nem mais nem menos espertos.

O que o Tarcício falou é a pura verdade. Parece brincadeira, mas não é. Se alguém tiver argumentos para refutar o que ele disse sem levar para a velha discussão sexista, estamos aqui para ouvir... :lol:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 12 de Fevereiro de 2007, 21:18:42
Quéisso… tem ao menos eu, o Lint e o Dantas, acho, com posições não-machistas…

Buckaroo, você está querendo fazer média com a meninas eu realmente acha que homens e mulheres são iguais ?  :hein:

Para mim algumas diferenças biológicas são tão evidentes que nem deveriam ser mais objeto de questionamento. Tirando o lado caricato do machismo e do feminismo, sobram as diferenças cientificamente comprovadas que demonstarm aptidões distintas entre os sexos. E isto não significa que haja um sexo mais inteligente ou apto do que o outro. Apenas diferentes.

Os homens se dão melhor em algumas tarefas, as mulheres em outras. O mundo foi dominado pelos homens simplesmente porque somos mais fortes fisicamente. Nem mais nem menos espertos.


Bem, como eu disse antes, uma coisa é constatar que não são iguais, outra é defender que as diferenças, generalizadamente, tenham bases biológicas.

É fácil ver uma diferença, e dizer que deve/pode ser causado por algum hormônio ou gene, que pode ter sido selecionado por isso ou aquilo, ou vindo a existir dessa forma por acaso.

Igualmente poderia se dizer ser causado por algum vírus ou bactéria, mas daí a sustentar isso são outros 500.

Interessante notar que, também diferenças de QI entre pessoas diferenças raças, países, e classes sociais. E da mesma forma há os que comecem a cadeia causal a partir dos genes: genes -> QI -> área de atividade -> classe social.

E diferenças de países que históricamente se dão melhor num esporte ou outro, que também tenham os defensores das causas genéticas. Eu acho difícil tirar todos do mesmo saco, sendo a melhor argumentação em favor disso, a de que duas pessoas do mesmo sexo e diferentes raças ou nacionalidades são mais fenotípicamente similares do que duas pessoas mais proximamente aparentadas, até irmãos, mas de sexos diferentes. Ainda assim, tem muito em comum com todas essas argumentações, e muita falta de embasamento, muita constatação do tipo "é raro ver X fazendo Y, logo isso deve ser biologicamente determinado".

A humanidade de um modo geral difere muito mais em seus comportamentos e habilidades por questões culturais do que biológicas (com exceção de coisas bem específicas, do tipo engravidar ou ter uma ereção peniana), e ainda que não tenha um termo para isso, é como se homens e mulheres tivessem duas respectivas "sub-etnias sexuais" em cada cultura.


Citar
O que o Tarcício falou é a pura verdade. Parece brincadeira, mas não é. Se alguém tiver argumentos para refutar o que ele disse sem levar para a velha discussão sexista, estamos aqui para ouvir... :lol:
O que ele falou?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 13 de Fevereiro de 2007, 01:17:45
este tópico absrudo além de machista mostra que o povo não compreende a natureza do jogo de xadrez, hehehe
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Lint em 13 de Fevereiro de 2007, 04:46:17
Um estudo pra determinar se ciências humanas requerem mais ou menos raciocínio que exatas eu não sei se existe, até seria possível medir o percentual de funcionamento do cérebro ao estudar um ou o outro e determinar que quanto maior o uso do cérebro maior o raciocínio necessário, embora isso seja uma metodologia discutível, ainda assim acho que exatas requer mais raciocínio (baseado no padrão internacional de achômetro v1.0)

De qualquer forma: somos diferentes e isso é biológico, pq se não fossemos biológicamente diferentes, seriamos iguais! (gênio..) No entanto acho bem razoável dizer que o fenótipo é muito mais determinante nesses aspectso do que o genótipo...
Se for pra se basear apenas em resultados, talvez fosse melhor a gente discutir pq os homens tendem tanto a se rebelar e serem menos "institucionalizados" que as mulheres..? (ou será que só eu acho isso?)

Ah! E as mulheres não podem reclamar do xadrez sobre machismo: nele, ganha quem mata o rei alheio, no entanto a dama é de longe a peça mais importante no tabuleiro.  :lol:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luis Dantas em 13 de Fevereiro de 2007, 08:12:17
Luz, pensando melhor acho que você pode ter razão sobre o xadrez.  Ele é, no fim das contas, um jogo de destruição de material.

Você ou algum dos outros foristas por acaso teria alguma informação sobre os resultados habituais das mulheres no Go, que é um jogo de conquista de território e de raciocínio?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Tarcísio em 13 de Fevereiro de 2007, 09:16:39
Não tem nada a ver com o Xadrez!

Vá em qualquer lan, qualquer loja de video-game, qualquer flipper ou conhece qualquer grupo de RPG. Mulheres são deusas nesses lugares e isso não faz com que o número das interessadas em participar de tais atividades aumente.

Agora vai numa festa onde as únicas interações possíveis são "falar" "pegar bebida" "fumar" "dar mole", LOTA DE MULHER!

Você vai vir dizer que isso tudo é porque a sociedade treinou elas pra isso? Acho que esse tempo já passou, concorda?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luz em 13 de Fevereiro de 2007, 09:33:32
Luz, pensando melhor acho que você pode ter razão sobre o xadrez.  Ele é, no fim das contas, um jogo de destruição de material.

Você ou algum dos outros foristas por acaso teria alguma informação sobre os resultados habituais das mulheres no Go, que é um jogo de conquista de território e de raciocínio?

Bom Luis, eu joguei xadrez muitas vezes com meu pai, desde a infância - foi ele quem me ensinou. O problema do xadrez, na minha opinião, é que ele exige grande disponibilidade de tempo.

O Go, eu não conheço, mas pela descrição deve ser muito semelhante ao War - particularmente é um dos que mais gosto, viramos madrugada aqui - homens e mulheres, e bem, noto a mesma competitividade e alcance de vitórias entre os sexos - variando mais de pessoas para pessoa, que de sexo para sexo.  :)

Sempre jogo muto, quase todos os fins de semana, vários jogos, com casais de amigos - o que as vezes noto é que há sim uma maior competitividade entre os sexos, principalmente em jogos individuais - mas de uma forma muito saudável. Tanto homens quanto mulheres parece que gostam mais de ganhar do sexo oposto.  ::)

A exceção é o destaque - sempre que alguém se destaca num jogo, independente do sexo, todos querem ganhar dele.  :lol:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Alegra em 13 de Fevereiro de 2007, 09:37:43
Não tem nada a ver com o Xadrez!

Vá em qualquer lan, qualquer loja de video-game, qualquer flipper ou conhece qualquer grupo de RPG. Mulheres são deusas nesses lugares e isso não faz com que o número das interessadas em participar de tais atividades aumente.

Agora vai numa festa onde as únicas interações possíveis são "falar" "pegar bebida" "fumar" "dar mole", LOTA DE MULHER!

Você vai vir dizer que isso tudo é porque a sociedade treinou elas pra isso? Acho que esse tempo já passou, concorda?

Não!
Acho que é você que precisa abrir mais seu leque de opções de lugares para se divertir...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luz em 13 de Fevereiro de 2007, 09:39:41
Não tem nada a ver com o Xadrez!

Vá em qualquer lan, qualquer loja de video-game, qualquer flipper ou conhece qualquer grupo de RPG. Mulheres são deusas nesses lugares e isso não faz com que o número das interessadas em participar de tais atividades aumente.

Agora vai numa festa onde as únicas interações possíveis são "falar" "pegar bebida" "fumar" "dar mole", LOTA DE MULHER!

Você vai vir dizer que isso tudo é porque a sociedade treinou elas pra isso? Acho que esse tempo já passou, concorda?

Você está querendo dizer que mulheres são mais sociáveis? Também acho. Em geral, elas preferem a vida real que a virtual, jogos "interativos" e ambientes onde possam "ter contato" com pessoas. Mulheres parecem precisar mais de toque, de contato, que homens. Impressão minha.  :)
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Tarcísio em 13 de Fevereiro de 2007, 09:44:46
Não tem nada a ver com o Xadrez!

Vá em qualquer lan, qualquer loja de video-game, qualquer flipper ou conhece qualquer grupo de RPG. Mulheres são deusas nesses lugares e isso não faz com que o número das interessadas em participar de tais atividades aumente.

Agora vai numa festa onde as únicas interações possíveis são "falar" "pegar bebida" "fumar" "dar mole", LOTA DE MULHER!

Você vai vir dizer que isso tudo é porque a sociedade treinou elas pra isso? Acho que esse tempo já passou, concorda?

Não!
Acho que é você que precisa abrir mais seu leque de opções de lugares para se divertir…

Se você acha, você acha não é mesmo? Mas por quê? hahaha

Acho que você precisaria frequentar ao menos durante um mês, encontros de animes, flippers, grupos de RPG, lan houses e lojas de video-game pra saber do que falo.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Lint em 13 de Fevereiro de 2007, 10:14:03
Você espetou onça com vara curta, cara...

Mas é fato: em programas low-profile as mulheres são normalmente a maioria, tanto que a maioria dos caras que vai nessas coisas diz que só vai pq (de fato) tem 5 mulheres pra cada homem... (a maioria não, todos.)

/me sai correndo procurar abrigo *

Porque as mulheres gostam desses programas ainda é um mistério pra mim...?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luz em 13 de Fevereiro de 2007, 10:28:04
Você espetou onça com vara curta, cara…

Mas é fato: em programas low-profile as mulheres são normalmente a maioria, tanto que a maioria dos caras que vai nessas coisas diz que só vai pq (de fato) tem 5 mulheres pra cada homem… (a maioria não, todos.)

/me sai correndo procurar abrigo *

Porque as mulheres gostam desses programas ainda é um mistério pra mim…?

Volta aqui. Não se esconda, não!  :lol:

Mas, tipo - qual a diferença de lan-houses, lojas de video-game, flippers e programas "low-profile" - substancialmente, claro?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Alegra em 13 de Fevereiro de 2007, 10:29:57
Não!
Acho que é você que precisa abrir mais seu leque de opções de lugares para se divertir…

Se você acha, você acha não é mesmo? Mas por quê? hahaha

Acho que você precisaria frequentar ao menos durante um mês, encontros de animes, flippers, grupos de RPG, lan houses e lojas de video-game pra saber do que falo.

Ah, não!! me poupe....Eu prefiro conviver com pessoas em ambientes mais interessantes do que estes....apesar de gostar de jogos, flippers, video-game e etc. Apesar de não jogar mais como jogava antes por ter outras prioridades na vida...

Você espetou onça com vara curta, cara…
/me sai correndo procurar abrigo *

Porque as mulheres gostam desses programas ainda é um mistério pra mim…?

É um mistério????  :stunned: Então continuará sendo.....se vocês pensassem que os dois lados do cérebro como nós mulheres então já saberiam a resposta.....hahahahaha   :P

Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Suyndara em 13 de Fevereiro de 2007, 10:30:08
Para mim algumas diferenças biológicas são tão evidentes que nem deveriam ser mais objeto de questionamento. Tirando o lado caricato do machismo e do feminismo, sobram as diferenças cientificamente comprovadas que demonstarm aptidões distintas entre os sexos. E isto não significa que haja um sexo mais inteligente ou apto do que o outro. Apenas diferentes.

Certamente!

Se pensarmos em termos de "macho-caçador"  e "fêmea-provedora" as diferenças são óbvias..

Eu particularmente acho o feminismo tão patético quanto o machismo :wink:

Não quero igualdade alguma, não dá pra competir...olha o bícepes de vocês...hehe

Eu tenho excesso de hormônios femininos e sou a prova viva que as diferenças hormonais são marcantes, pra começar sou um desastre em termos de percepção espacial e senso de direção :histeria:

Correção ao Tarcísio: homens melhores nessas profissões "fúteis" são bixas :wink: (no geral), talvez tenha alguma explicação hormonal...sei lá!

Quanto ao quesito inteligência, existe sim é muita competição entre os sexos (o que é patético). E sabe, não sei de onde vocês tiram que sempre ganham...



Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Alegra em 13 de Fevereiro de 2007, 10:32:28
 :histeria:   :ok:

Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Fred em 13 de Fevereiro de 2007, 10:35:00
Citar
O que o Tarcício falou é a pura verdade. Parece brincadeira, mas não é. Se alguém tiver argumentos para refutar o que ele disse sem levar para a velha discussão sexista, estamos aqui para ouvir… :lol:
O que ele falou?


Não, não. Nos assuntos futéis também somos nós os melhores.

Vocês cozinham, os melhores chefes são homens.
Vocês maquiam, os melhores maquiadores são homens.
Vocês cuidam de criança, os melhores pedagogos são homens.
Vocês adminstram a casa, os melhores administradores são homens.
Vocês mechem no cabelo, os melhores cabeleireiros são homens.
Vocês adoram moda, os melhores estilistas são homens.

e por ai vai :D

Gostaria de que isto fosse refutado de maneira objetiva, sem levar para o lado jocoso da guerra dos sexos.

O mais interessante é que tanto homens quanto mulheres não conseguem aceitar quando alguma característica lhes é desfavorável, ao passo que aceitam imediatamente sem questionar quando se lhes atribui uma característica supostamente admirável ou simpática. Parece uma questão infantil de competição.

Eu tenho dificuldade em fazer ( bem feito ) duas coisas ao mesmo tempo, coisa que as mulheres têm mais facilidade em fazer. Eu aceito isto com naturalidade. Da mesma forma que consigo descer do carro sem chorar após uma batida de trânsito e resolver o problema com calma.

Mulheres são mais frágeis física e emocionalmente. Qual o problema em aceitar isso ? A função do homem sempre foi a de proteger a mulher. Se uma ou outra mulher aqui não se encaixa neste perfil, isto não significa que a regra seja inválida. Significa apenas que esta mulher é fora do padrão. E te garanto que até a mais feminista das mulheres procura um homem na hora que fura um pneu.

Machismo é ridículo na hora que convêm. Mas na hora de pagar a conta do restaurante, nunca vi uma feminista reclamando por igualdade... :biglol:

Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Alegra em 13 de Fevereiro de 2007, 10:37:06
Citar
Eu particularmente acho o feminismo tão patético quanto o machismo  

Não quero igualdade alguma, não dá pra competir…olha o bícepes de vocês…hehe


E nada como um bom macho com bons bíceps para abrir a porta do carro para nós! hehe Isso que é usar o cérebro meninos!  :twisted:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Suyndara em 13 de Fevereiro de 2007, 10:52:59
Citar
Eu particularmente acho o feminismo tão patético quanto o machismo  

Não quero igualdade alguma, não dá pra competir…olha o bícepes de vocês…hehe

E nada como um bom macho com bons bíceps para abrir a porta do carro para nós! hehe Isso que é usar o cérebro meninos! 

:histeria:

Por aí :wink:

Olha, quando eu era solteira e morava sozinha pra estudar, eu arrumava o chuveiro, trocava o gás, a lâmpada, etc. Agora não faço mesmo, tenho que respeitar meu macho alfa oras :twisted:

Pois é Fred, agora mesmo estou ao telefone e digitando…básico isso, hehe.

Concordo que sou mais emotiva e não tenho muito senso de direção (sem ponto de referencias não acho o endereço…e se falar a "noroeste de não sei o quê", danou-se!)

Mas quanto a conta, sempre fui independente financeiramente e isso definitivamente eu não abro mão :wink: É uma questão de dignidade mesmo.

Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Tarcísio em 13 de Fevereiro de 2007, 10:57:34
Não!
Acho que é você que precisa abrir mais seu leque de opções de lugares para se divertir…

Se você acha, você acha não é mesmo? Mas por quê? hahaha

Acho que você precisaria frequentar ao menos durante um mês, encontros de animes, flippers, grupos de RPG, lan houses e lojas de video-game pra saber do que falo.

Ah, não!! me poupe…Eu prefiro conviver com pessoas em ambientes mais interessantes do que estes…apesar de gostar de jogos, flippers, video-game e etc. Apesar de não jogar mais como jogava antes por ter outras prioridades na vida…

Aqui está a prova final, não é do "interesse" delas abstrair.

Correção ao Tarcísio: homens melhores nessas profissões "fúteis" são bixas :wink: (no geral), talvez tenha alguma explicação hormonal…sei lá!

É homem.

Citar
Eu particularmente acho o feminismo tão patético quanto o machismo 

Não quero igualdade alguma, não dá pra competir…olha o bícepes de vocês…hehe


E nada como um bom macho com bons bíceps para abrir a porta do carro para nós! hehe Isso que é usar o cérebro meninos!  :twisted:

Cérebro?! HAHAHA Na minha terra isso tem outro nome!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Suyndara em 13 de Fevereiro de 2007, 11:06:03
Ué,

Eu jogo xadrez e jogo RPG  :hihi:

Não gostar de algo não significa não ter capacidade para desenvolver né?

Tarcísio,

Você não entendeu...bixas são homens que se sentem mulheres...não é um homem comum, saca?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luis Dantas em 13 de Fevereiro de 2007, 11:10:21
O que é "programa low-profile"?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Tarcísio em 13 de Fevereiro de 2007, 11:13:21
Ué,

Eu jogo xadrez e jogo RPG  :hihi:

Não gostar de algo não significa não ter capacidade para desenvolver né?

Tarcísio,

Você não entendeu…bixas são homens que se sentem mulheres…não é um homem comum, saca?

Ou você está alegando que todo homosexual é bicha ou que todos os profissionais das áreas que citei o são. Meio forçado não?

Sobre desenvolvimento

Quase toda noite eu vejo uma menina com síndrome de down na globo atuando. Isso torna ela mais apta a ser atriz do que você? Concorda que ambas tem a capacidade? Desenvolver ou não, faz diferença?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Suyndara em 13 de Fevereiro de 2007, 11:21:27
Ou você está alegando que todo homosexual é bicha ou que todos os profissionais das áreas que citei o são. Meio forçado não?

Sobre desenvolvimento

Quase toda noite eu vejo uma menina com síndrome de down na globo atuando. Isso torna ela mais apta a ser atriz do que você? Concorda que ambas tem a capacidade? Desenvolver ou não, faz diferença?

Negativo, veja no primeiro post...eu disse "em geral"  e não todos :wink:

O que quero dizer é que as bichas fazem questão de se sentirem femeas e por isso desenvolvem melhor características femininas :wink:

Pelo menos 40% da inteligência humana é ditada pelo meio, então é claro que desenvolver uma determinada atividade ajude sim.

Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Tarcísio em 13 de Fevereiro de 2007, 11:26:43
40%...

Ajudar? :?

Não sei, não sei...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luz em 13 de Fevereiro de 2007, 11:38:29
Gostaria de que isto fosse refutado de maneira objetiva, sem levar para o lado jocoso da guerra dos sexos.

Bom, antes de refurtar é preciso que sejam apresentados "estudos" que comprovem o que foi dito e caso isso seja feito, não há nem o que refurtar, não é mesmo?  ::)

Além do quê (senso comum), mulheres geralmente, não se incomodam por haver alguns homens que sejam muito bons naquilo que em geral elas dominam - essa pressão acontece mesmo por parte dos homens, que não aceitam uma "estranha no ninho" com tanta facilidade.  :?

Citar
O mais interessante é que tanto homens quanto mulheres não conseguem aceitar quando alguma característica lhes é desfavorável, ao passo que aceitam imediatamente sem questionar quando se lhes atribui uma característica supostamente admirável ou simpática. Parece uma questão infantil de competição.

Acho que ambos aceitam bem suas deficiências quando o outro lado não usa suas próprias características para "medir" o nível de inteligência entre ambos, com provocações bobas - isso sim é que é uma competição infantil. Difícil determinar quantidade de inteligência entre inteligências distintas, não? Habilidades, certamente, na média, há aquelas que são proriamente femininas e masculinas, mas ambos possuem "um tanto" de todas elas.

Homens, na média, tem melhor visão espacial, o que não significa que mulheres não tenham, mas há aquelas que têm ótima visão espacial, perdendo em alguma outra habilidade, imagino. :?

As pesquisas feitas pelas seguradoras de automóveis, por exemplo, tem uma opnião divergente do senso-cumum, mas há os que digam que se deve a isso e aquilo e tal.  ::)

Citar
Eu tenho dificuldade em fazer ( bem feito ) duas coisas ao mesmo tempo, coisa que as mulheres têm mais facilidade em fazer. Eu aceito isto com naturalidade. Da mesma forma que consigo descer do carro sem chorar após uma batida de trânsito e resolver o problema com calma.

Mulheres são mais frágeis física e emocionalmente. Qual o problema em aceitar isso? A função do homem sempre foi a de proteger a mulher. Se uma ou outra mulher aqui não se encaixa neste perfil, isto não significa que a regra seja inválida. Significa apenas que esta mulher é fora do padrão. E te garanto que até a mais feminista das mulheres procura um homem na hora que fura um pneu.

Machismo é ridículo na hora que convêm. Mas na hora de pagar a conta do restaurante, nunca vi uma feminista reclamando por igualdade… :biglol:

Machismo é ridículo, inclusive na hora da conta e do pneu furado - na minha opinião, claro, assim como feminismo. A disputa entre os sexos, na minha opinião é saudável - tipo em jogos, por exemplo. É interessante, estimulante, mesmo porque é muito equilibrada - sempre há algo que alguém faz melhor, mas isso não significa que um não possa reconhecer e admirar as habilidades do outro.  :)

O que incomoda é o "menosprezo" pelas suas habilidades em oposição a "supervalorização" das qualidades do outro - essa estranha comparação entre as "qualidades" das diferentes habilidades. Os discursos nesse sentido ainda costumam ser muito machistas, e o feminismo não fica atrás.  :wink:

Na minha opinião pessoal, as pessoas mais admiráveis, independente do sexo, são as que combinam bem tanto as habilidades "masculinas" quanto "femininas" de forma harmoniosa. Infelizmente, elas me parecem mais raras.

Embora esse tipo de discussão seja em geral chato e caracterizado por estereótipos de ambos os lados, na minha opinião, eles são importantes. Homens e mulheres são diferentes, nem melhores e nem piores - apenas diiferentes - e essas discussões são boas para ressaltar isso!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Tarcísio em 13 de Fevereiro de 2007, 11:47:28
Eu vejo o machismo com outros olhos, mas sei lá, pelo que vocês compreendem de machista eu devo é ser bem feminista.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Suyndara em 13 de Fevereiro de 2007, 12:02:48
Eu vejo o machismo com outros olhos, mas sei lá, pelo que vocês compreendem de machista eu devo é ser bem feminista.

Talvez pq você não tenha sentido o preconceito na pele :wink:

O que o Dantas falou é verdade, alguns homens se sentem tão inseguros ao ponto de não admitirem que uma mulher possa ter mais capacidade que ele em alguma coisa...

Não seria mais simples respeitar as diferenças? Competição entre sexos é mais do que infantil, é injusta, pq exclui as diferenças biológicas que todos sabem que existem :wink:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 13 de Fevereiro de 2007, 13:10:38
Não tem nada a ver com o Xadrez!

Vá em qualquer lan, qualquer loja de video-game, qualquer flipper ou conhece qualquer grupo de RPG. Mulheres são deusas nesses lugares e isso não faz com que o número das interessadas em participar de tais atividades aumente.

Agora vai numa festa onde as únicas interações possíveis são "falar" "pegar bebida" "fumar" "dar mole", LOTA DE MULHER!

Você vai vir dizer que isso tudo é porque a sociedade treinou elas pra isso? Acho que esse tempo já passou, concorda?

Bem, acho que a resposta disso é novamente cultural e bastante óbvia..... posso vir a generalizar, mas quem não está fazendo isso nesse tópico? Tu quoque :D

Bem, o perfil de viciados em video-game... tenho a impressão de não ser o mais atraente de modo geral para mulheres:
(http://z.about.com/d/animatedtv/1/0/l/cbg.jpg)

Esses, não raramente, ficam jogando em computador jogos de "vida virtual" como "Sim-life" e etc, onde eles se colocam, em vez de em lan-houses, em baladas irrealisticamente cheias de mulheres dando em cima deles.

Ou, mesmo não levando em conta os casos mais extremos, é fácil visualizar como a vivência de uma mulher nos dias de hoje vai fazer com que prefira um dos ambientes ao outro, em boa parte do tempo.... o fato de poderem ser consideradas deusas num lugar.... não acho que sirva de muito incentivo.... meio como uma daquelas piadas do "Triumph, the insult comic dog", quando estava numa convenção de fãs do Star Wars, gritou uma hora: "Uau! Tem uma garota de verdade aqui! Como você se sente cercada por centenas de homens que não tem idéia em como satisfazê-la?!

 :D
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Suyndara em 13 de Fevereiro de 2007, 13:25:59
… o fato de poderem ser consideradas deusas num lugar… não acho que sirva de muito incentivo… meio como uma daquelas piadas do "Triumph, the insult comic dog", quando estava numa convenção de fãs do Star Wars, gritou uma hora: "Uau! Tem uma garota de verdade aqui! Como você se sente cercada por centenas de homens que não tem idéia em como satisfazê-la?!
 :D

Não sei o que é pior: a pressão de ser idolatrada ou o preconceito competitivo :chorao:

Mulheres não gostam de ser deusas, gostam de ser tratadas como mulheres :P
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luis Dantas em 13 de Fevereiro de 2007, 13:58:11
É, mas raramente explicam o que isso significa exatamente... a não ser quando já é tarde demais.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: N3RD em 13 de Fevereiro de 2007, 14:03:12
Mulheres atéias assustam  :P

Se forem céticas e críticas, pior ainda  8-)

Eu me lembro quando entrei nos debates céticos, que a maioria dos crentes diziam que eu era um fake  |( (claro, inaceitável uma cética com humor ácido )

Pra piorar tudo, agora dizem que sou fake do apodman  :histeria: :histeria:

Eu desisto, só pode ser machismo  :P

Realmente existe este preconceito com gente nova nos fóruns. Eu sou acusado de ser troll e infantil que só quer atenção.

Da nada, na internet é assim mesmo.   :facada:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: danieli em 13 de Fevereiro de 2007, 14:09:07
Estou inclinada a acreditar que você é o que afirma ser acusado de ser.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: N3RD em 13 de Fevereiro de 2007, 14:32:24
O quanto inclinada ? quase de 4 ? kkkkkkkkkkkkkkkkkkk OMG cala boca e não torra.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: danieli em 13 de Fevereiro de 2007, 14:35:50
O quanto inclinada ? quase de 4 ? kkkkkkkkkkkkkkkkkkk OMG cala boca e não torra.
Deixa...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luis Dantas em 13 de Fevereiro de 2007, 14:55:34
N3rd, aguardo sua retratação para o quanto antes.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Suyndara em 13 de Fevereiro de 2007, 15:13:45
É, mas raramente explicam o que isso significa exatamente… a não ser quando já é tarde demais.

Como assim?

Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luis Dantas em 13 de Fevereiro de 2007, 15:16:34
É, mas raramente explicam o que isso significa exatamente… a não ser quando já é tarde demais.

Como assim?

Não se pode esperar que um homem saiba intuitivamente o que uma mulher entende como sendo tratamento adequado para com ela; isso tem de ser comunicado e conferido com frequência.

Ao que parece muito do que é "obviamente" adequado no tratamento entre um casal simplesmente não é tão óbvio assim.  Nos dois sentidos, aliás.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Suyndara em 13 de Fevereiro de 2007, 15:22:06
Ah sim, claro  :)

Por isso o diálogo continua sendo a melhor forma de se manter um relacionamento  :wink:

E é verdade, muitas mulheres esperam que seus "parceiros" advinhem o que elas querem, e ficam frustradas quando isso não acontece  :(

Se os dois deixam claro o que gostam e o que não gostam, fica mais fácil agradar e ser agradado né?   ::)
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Flush em 13 de Fevereiro de 2007, 16:03:27
Ah sim, claro  :)

Por isso o diálogo continua sendo a melhor forma de se manter um relacionamento  :wink:

E é verdade, muitas mulheres esperam que seus "parceiros" advinhem o que elas querem, e ficam frustradas quando isso não acontece  :(

Se os dois deixam claro o que gostam e o que não gostam, fica mais fácil agradar e ser agradado né?   ::)

Quando as coisas são claras o mistério e magia de uma relação desvanece.
Obviamente que sevem ser claras em alguns assuntos, mas não num todo. A sistemática descoberta física e psicológica das pessoas é para mim a maior harmonia da convivência. Se tudo estiver a "nú", a vontade de descoberta desaparece, e assim a misteriosidade das personalidades.
É um desafio descobrir, e quanto mais díficil for esse desafio, maior será o sabor da descoberta.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luis Dantas em 13 de Fevereiro de 2007, 16:05:20
Não que eu discorde, Flush, mas espera-se que em um relacionamento ambas as partes tenham suas vidas próprias e possam se surpreender em um grau moderado com certa regularidade.

Pelo menos acredito que é como funciona melhor.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Alenônimo em 13 de Fevereiro de 2007, 16:10:28
O quanto inclinada ? quase de 4 ? kkkkkkkkkkkkkkkkkkk OMG cala boca e não torra.
Que é isso? Isso é jeito de se tratar uma mulher? Parece até que você não gosta da fruta, se é que me entende.

E eu vou te denunciar para a moderação por ter usado a sigla OMG. Este é um fórum cético e que não tolera proselitismo religioso. ::)
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Alenônimo em 13 de Fevereiro de 2007, 16:11:26
N3rd, aguardo sua retratação para o quanto antes.
Isso aí. Ele precisa sair do armário.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luis Dantas em 13 de Fevereiro de 2007, 16:13:15
Tenho certeza de que era uma referência ao "The Fat is Crazy":

http://www.fabricadequadrinhos.com.br/mundocanibal/indexo.php?conteudo=episodios&mundo_id=4&id=14
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Suyndara em 13 de Fevereiro de 2007, 16:23:57
Não que eu discorde, Flush, mas espera-se que em um relacionamento ambas as partes tenham suas vidas próprias e possam se surpreender em um grau moderado com certa regularidade.

Pelo menos acredito que é como funciona melhor.

Funciona melhor sim, pelo menos evita expectativas frustradas :wink:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Suyndara em 13 de Fevereiro de 2007, 16:28:02
Minha curiosidade feminina me diz que preciso saber o que é OMG  ::)
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Flush em 13 de Fevereiro de 2007, 16:28:31
Não que eu discorde, Flush, mas espera-se que em um relacionamento ambas as partes tenham suas vidas próprias e possam se surpreender em um grau moderado com certa regularidade.

Pelo menos acredito que é como funciona melhor.

Existem certos assuntos que devem ser expostos e ficarem claros obviamente, mas tornar as relações numa ausência de descoberta da outra pessoa acaba por encaminhá-las para a monotonia e para extinguir a chama dos sentimentos.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 13 de Fevereiro de 2007, 16:54:25
Minha curiosidade feminina me diz que preciso saber o que é OMG  ::)

no proprio post do ale tem a explicação, só passar o mouse em cima!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Alegra em 13 de Fevereiro de 2007, 16:55:34
Aqui está a prova final, não é do "interesse" delas abstrair.

Assim não vale! Você tá deturpando minhas palavras!Seu capetão banguela!  :P Não é falta de interesse…é falta de tempo!  :wink:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luis Dantas em 13 de Fevereiro de 2007, 17:24:54
Minha curiosidade feminina me diz que preciso saber o que é OMG  ::)

no proprio post do ale tem a explicação, só passar o mouse em cima!

Sério?  Tentei e não vi isso acontecer.

Su, você não sabe mesmo o que é OMG?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Alegra em 13 de Fevereiro de 2007, 17:25:46
Minha curiosidade feminina me diz que preciso saber o que é OMG  ::)

no proprio post do ale tem a explicação, só passar o mouse em cima!

Também estou curiosa...
Passar o mouse onde?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Suyndara em 13 de Fevereiro de 2007, 17:30:01
Não funcionou mesmo não  :'(

Mas eu perguntei pra Gui no msn  :P (ah, como é duro ser inocente  :histeria:)
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Skorpios em 13 de Fevereiro de 2007, 17:32:41
Deixa o cursor do mouse um pouco sobre a parte sublinhada . :wink:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Pregador em 13 de Fevereiro de 2007, 17:33:21
Minha curiosidade feminina me diz que preciso saber o que é OMG  ::)

no proprio post do ale tem a explicação, só passar o mouse em cima!

Sério?  Tentei e não vi isso acontecer.

Su, você não sabe mesmo o que é OMG?

Organismo Modificado Genéticamente.... :)
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Suyndara em 13 de Fevereiro de 2007, 17:34:43
Deixa o cursor do mouse um pouco sobre a parte sublinhada . :wink:

Sublinhado?

Onde?

Ai meus sais, tô me sentindo uma ameba agora :chorao:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Suyndara em 13 de Fevereiro de 2007, 17:40:49
Amon,

Mas aí ele estaria xingando a Dani  :'(

Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luis Dantas em 13 de Fevereiro de 2007, 17:42:15
Não está sozinha.  Eu também não vi sublinhado algum!
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: danieli em 13 de Fevereiro de 2007, 17:44:54
É também não achei, mas segundo ouço por aí pode ser algo como Oh My God.
Amon,
Mas aí ele estaria xingando a Dani  :'(
Vindo de quem veio, profundo como uma poça de lama  :hmph:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: danieli em 13 de Fevereiro de 2007, 17:46:09
Vindo de quem veio, profundo como uma poça de lama  :hmph:

Observem que falo de quem propagou o OMG e não do Amon :)
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luis Dantas em 13 de Fevereiro de 2007, 17:46:31
Ele estava xingando a Dani.  E espero que tenha percebido quão grotesca foi sua atitude bem rápido.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Tarcísio em 13 de Fevereiro de 2007, 17:51:57
Crianças...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Buckaroo Banzai em 13 de Fevereiro de 2007, 18:47:34
Aqui o tal trecho sublinhado, de um post do Alenônimo:

 OMG.

Interessante, não conhecia isso.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luis Dantas em 13 de Fevereiro de 2007, 18:57:41
Ah, entendi agora.

Essa etiqueta "abbr" que o Alê usou provavelmente não é reconhecida pelas versões (ou configurações) do Internet Explorer que eu e Suyndara estamos usando.

Vamos ver se a situação muda quando eu usar o Firefox lá em casa.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Alegra em 13 de Fevereiro de 2007, 19:17:15
 :bravo: Eu não vi porra nenhuma..... :histeria:

Seria Orgasmo Múltiplo no ponto G? pra não falar outra coisa ...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: rizk em 13 de Fevereiro de 2007, 21:48:14
Vistos.  :histeria:

Ref. fls. 7, eu NUNCA disse nada disso de "se você não é machista, é feminista". Eu disse, e digo, que é perfeitamente possível, e LOUVÁVEL até, que se seja um homem feminista. Que é uma ideologia unisex. Como o nosso colega que entrou aqui outro dia e eu esqueci o nome, cadê ele.

Vejo que passaram a página 8 discutindo se xadrez mede inteligência, e eu acho aqui que é um jogo chato. Prefiro futebol porque dá pra chutar as pessoas e tem os gostosos de shortinho. Penso que muitas mulheres também não se divertem com xadrez, mas muitas gostam de "sudoku" ou sei lá que catzos, e é uma coisa tremendamente complicada.

Na página 9, tenho a dizer que:
1) War tem mais a ver com o dado que com o gênero. Go eu só vi no filme do John Nash.

2) em relação às profissões "fúteis": penso que não, não é verdade. De cara. Pelo menos não na minha vida. A questão é que as "profissões fúteis" são  meio que opcionais para os homens: é mais fácil um cara ser cabeleireiro ou chef que uma mulher ser CEO de multinaciona, obviamente. Eles podem fazer opções; não é como a mulher que tem que tentar arrumar dinheiro seja como for, tendo poucas chances de se proffissionalizar e tal. É antes um problema de classe que de gênero.
3) mulher não precisa de homem pra trocar pneu se tem dinheiro pra levar na borracharia. Aí é que vocês não entendem: a autonomia em termos financeiros diminui consideravelmente a desigualdade entre os sexos.
4) Fred, eu é que nunca vi um cara que quisesse tanto ser "macho provedor" a ponto de não me deixar rachar a conta. :D

-----------

Pessoas-em-cima-do-muro, eu também acho que o foco deve estar em "diferença" e não em "melhor e pior". Mas, por mais que elas existam, não me parece confiável colocar a culpa das estatísticas em diferença de nível de hormônio. Até onde eu sei, o estrógeno não impede coerência, e nem a testosterona a garante.

-------------

Mantenho minha opinião: só tem pouca mulher "cética" porque ser cético é chato e a conversa não rende.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Tarcísio em 13 de Fevereiro de 2007, 21:57:52
Vistos.  :histeria:

Ref. fls. 7, eu NUNCA disse nada disso de "se você não é machista, é feminista". Eu disse, e digo, que é perfeitamente possível, e LOUVÁVEL até, que se seja um homem feminista.

OPAAAAAAAAA Você nunca disse isso?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Fabulous em 13 de Fevereiro de 2007, 23:35:38
Wtf é OMG?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Guinevere em 14 de Fevereiro de 2007, 00:04:56
façam isso aqui, Sumaya e Dantas:
Código: [Selecionar]
[abbr="macguffin significa nada"]Macguffin[/abbr]
que dá nisso: Macguffin
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luis Dantas em 14 de Fevereiro de 2007, 02:00:13
Como eu esperava, a etiqueta "abbr" funciona aqui no Firefox.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Fabi em 14 de Fevereiro de 2007, 02:38:13
Não está sozinha.  Eu também não vi sublinhado algum!
Não ví nada também  :(  mas minha curiosidade é enorme e eu perguntei pra Gui no msn e agora eu sei o que é OMG  :harhar:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Lint em 14 de Fevereiro de 2007, 05:18:42
Volta aqui. Não se esconda, não!  :lol:

Mas, tipo - qual a diferença de lan-houses, lojas de video-game, flippers e programas "low-profile" - substancialmente, claro?
ah, eu sempre me escondo durante o dia no Brasil.... me escondo debaixo das cobertas, no hotel :z:

Anyway, eu acho que existe uma leve diferença entre você entrar num lugar e ver um monte de gente sentada nuns micros com fone de ouvido jogando e um lugar que você entra e tá tocando "vo-vo-vou te enrabar gostoso! vou sim! vou sim!" ou coisa parecida.... quer dizer, não quero soar careta, mas acho que tem uma hora que a sensualidade realmente descamba pro vulgar.....   ...no entanto, esses lugares tão sempre cheio de mulheres..

Vocês estão sendo partidários quando atacam as lan-houses, eu não reclamo do funk carioca só pq ele denigre o funk internacional e seja um saco, eu reclamo do funk carioca pq ele realmente não tem mensagem nenhuma pra passar, então esrevem aquelas atrocidades e chamam de música. E não, eu não jogo rpg, não passo mais que meia hora por semana em lan house nem jogo absolutamente nada online (pros que eventualmente pensarem isso, como se isso mudasse alguma coisa). Não tô pedindo pra ninguém salvar o mundo nas horas de entretenimento. :lol:

Quer dizer, outro dia a gente tava descendo a lenha em propagandas apelativas que na falta de ter como vender o produto simplesmente botavam uma mulher gostosa segurando o produto e pronto, qual a diferença dessa propaganda pruma música dessas?

PS: Um ponto a menos na minha meta de parar de escrever enciclopédias no fórum :(
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Suyndara em 14 de Fevereiro de 2007, 09:35:24
Como eu esperava, a etiqueta "abbr" funciona aqui no Firefox.

Ufa!

Isso significa que ainda não estou louca :hihi:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luz em 14 de Fevereiro de 2007, 09:35:53
ah, eu sempre me escondo durante o dia no Brasil… me escondo debaixo das cobertas, no hotel :z:

Pior é que está desse jeito mesmo, mas não precisa se esconder de nós.  :D

Citar
Anyway, eu acho que existe uma leve diferença entre você entrar num lugar e ver um monte de gente sentada nuns micros com fone de ouvido jogando e um lugar que você entra e tá tocando "vo-vo-vou te enrabar gostoso! vou sim! vou sim!" ou coisa parecida… quer dizer, não quero soar careta, mas acho que tem uma hora que a sensualidade realmente descamba pro vulgar…   …no entanto, esses lugares tão sempre cheio de mulheres…

Vocês estão sendo partidários quando atacam as lan-houses, eu não reclamo do funk carioca só pq ele denigre o funk internacional e seja um saco, eu reclamo do funk carioca pq ele realmente não tem mensagem nenhuma pra passar, então esrevem aquelas atrocidades e chamam de música. E não, eu não jogo rpg, não passo mais que meia hora por semana em lan house nem jogo absolutamente nada online (pros que eventualmente pensarem isso, como se isso mudasse alguma coisa). Não tô pedindo pra ninguém salvar o mundo nas horas de entretenimento. :lol:

Quer dizer, outro dia a gente tava descendo a lenha em propagandas apelativas que na falta de ter como vender o produto simplesmente botavam uma mulher gostosa segurando o produto e pronto, qual a diferença dessa propaganda pruma música dessas?

PS: Um ponto a menos na minha meta de parar de escrever enciclopédias no fórum :(

Ah! Então isso é "low-profile", pensei que fosse outra coisa!   :)   Bom, aí tenho que concordar que não existe mesmo comparação - nunca frequentei essas "programas", mas do pouco que já vi na televisão, sinceramente, não me parece que predominam mulheres nesses ambientes - é bem dividido, não?  :wink: 

Acho que ninguém aqui tem nada contra lan, lojas de games e flippers - mas apenas contra a idéia de que frequentar esses ambientes seja mais lógico que sair com amigos para uma boa conversa ou reunir amigos para jogar "Perfil" ou "War" ou "imagem e ação", não é mesmo?  :?

Essa eterna bobagem de que isso é mais lógico que aquilo, "esses" são mais inteligentes que "aqueles" e tal - dá nos nervos. As vezes parece mais auto-afirmação que qualquer outra coisa!  ::)
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Suyndara em 14 de Fevereiro de 2007, 09:46:12
Essa dispusta feminismo X machismo é patética  :hmph:

Vamos ser justos? como medir a inteligência? Vocês estão considerando somente o quesito lógica  :x

Não existe nada mais insuportável do que testes de QI, e na boa, quem precisa deles?  :P Inteligência e competência se mede nas ações e nos consequentes resultados  :wink:

Julgar inteligência por tipo de entretenimento também é bobeira, gente sem noção e brega existe nos dois sexos  :ok:

Existem é claro, as diferenças biológicas e qual o problema disso? A idéia da evolução é que macho e fêmea se completem  ::) Essa idéia de que um dependa do outro é mais do que cultural, é psicológico  :P (e péssima, aliás)

Eu sou uma mulher independente, e também jogo muito bem xadrez, RPG e futebol, sempre me saí muito bem nos estudos e no trabalho e isso não me faz melhor  8-) Existem mulheres muito inteligentes aqui no fórum, e homens também  :D

Percebi que a maioria dos foristas aqui é solteiro, e digo uma coisa: guerra de sexos só existe quando vc ainda não encontrou uma pessoa "ideal"  :wink:  Por mais fortes que os homens tentam parecer, quando estão preocupados ou chateados com algo, nenhum deles nega um colo e um bom cafuné  :P

Deixem de bobeiras crianças, as diferenças existem por razões de completitudes e é muito melhor aproveitar isso do que questionar  :hihi:

E sobre ser cética, as mulheres culturalmente não são criadas assim, para isso precisam ser críticas e principalmente fortes. E sendo assim, fica aqui meu respeito e admiração a todas as foristas  :ok:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Fabulous em 14 de Fevereiro de 2007, 09:51:14
Não está sozinha.  Eu também não vi sublinhado algum!
Não ví nada também  :(  mas minha curiosidade é enorme e eu perguntei pra Gui no msn e agora eu sei o que é OMG  :harhar:

E o que é então? Me mande um MP falando que porcaria é essa de OMG?

É Oh my God mesmo?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Suyndara em 14 de Fevereiro de 2007, 10:13:19
Ele estava xingando a Dani.  E espero que tenha percebido quão grotesca foi sua atitude bem rápido.

Não é nem questão de ser grotesca, agressões gratuítas são provas de imaturidade mesmo :wink:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luz em 14 de Fevereiro de 2007, 12:08:56
Mas por outro lado, palmas para a maturidade da Dani, que não aceitou as provocações!  :clapping:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Nina em 14 de Fevereiro de 2007, 12:58:35
Citação de: Tarcisio
Citação de: Alegra
E nada como um bom macho com bons bíceps para abrir a porta do carro para nós! hehe Isso que é usar o cérebro meninos!  Twisted Evil

Cérebro?! HAHAHA Na minha terra isso tem outro nome!

Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Lint em 14 de Fevereiro de 2007, 13:26:30
Ah! Então isso é "low-profile", pensei que fosse outra coisa!   :)   Bom, aí tenho que concordar que não existe mesmo comparação - nunca frequentei essas "programas", mas do pouco que já vi na televisão, sinceramente, não me parece que predominam mulheres nesses ambientes - é bem dividido, não?  :wink: 

Acho que ninguém aqui tem nada contra lan, lojas de games e flippers - mas apenas contra a idéia de que frequentar esses ambientes seja mais lógico que sair com amigos para uma boa conversa ou reunir amigos para jogar "Perfil" ou "War" ou "imagem e ação", não é mesmo?  :?

Essa eterna bobagem de que isso é mais lógico que aquilo, "esses" são mais inteligentes que "aqueles" e tal - dá nos nervos. As vezes parece mais auto-afirmação que qualquer outra coisa!  ::)
Pô! Eu tô com saudades de jogar essas coisas....... outro dia eu joguei academia com uns amigos, foi tão maneiro.. War é meio complicado, como reza a máxima, war dá war, não vale a pena jogar...

De qquer forma, eu topo qquer parada: sinuca, boliche, video-game, cerveja, sair pra dançar, jogar counter-strike, bilboquê, qualquer coisa pra mim tá valendo, só não dá pé jogar RPG (não sou nerd o suficiente) e futebol (sou nerd demais pra isso) :lol:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Alegra em 14 de Fevereiro de 2007, 13:38:04
Adorei a foto que a Nina postou do pinto com um cérebro na ponta!

 :histeria: :histeria:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Suyndara em 14 de Fevereiro de 2007, 14:00:50
Tarcísio,

Achei exagero ele ser banido,mas acho que é pq estou acostumado com o orkut  :P

Lint,

War dá merda  :lol: Por isso minha mãe jogou fora todos os jogos, pra ver se a gente parava de torturar psicologicamente a minha irmã  :twisted:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luz em 14 de Fevereiro de 2007, 14:14:04
Puxa!  :vergonha:  Eu comprei até a edição especial do WAR com tanquinho e soldadinho - uma lindeza!  :lol: 

Aqui, a única briga que dá é quando o pessoal coloca o copo na mesa ameaçando a integridade física do meu joguinho! De resto, se no fim cada qual guarda seu exécito direitinho, não há problemas.  :D

Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Suyndara em 14 de Fevereiro de 2007, 14:32:24
 :histeria:

Luz,

É que minha irmã leva para o lado pessoal e começa a chorar quando alguém ganha dela  :P
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Alegra em 14 de Fevereiro de 2007, 19:28:13
                    ;P
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Oceanos em 14 de Fevereiro de 2007, 20:50:43
As mensagens sobre o banimento temporário do n3rd foram movidas: http://clubecetico.org/forum/index.php/topic,10116.0.html
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Lint em 15 de Fevereiro de 2007, 14:25:58
Pô, lá em casa a gente comemorava toda vez que alguém conseguia terminar o War sem dar briga, acho que isso ocorreu umas 3 vezes na vida! (sério mesmo!!)
Mas de qualquer jeito eu achava mais legal jogar detetive, scotland yard, master, etc...
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luz em 15 de Fevereiro de 2007, 15:47:35
Pô, lá em casa a gente comemorava toda vez que alguém conseguia terminar o War sem dar briga, acho que isso ocorreu umas 3 vezes na vida! (sério mesmo!!)
Mas de qualquer jeito eu achava mais legal jogar detetive, scotland yard, master, etc…

O que deu briga aqui em casa uma época foi video-game. Futebol, para ser mais exata. Teve uma época que eu era melhor - ganhava todas. E meu marido não ficava muito satisfeito.  :)

Aí, ele me superou… eu fazia um esforço danado, ficava com os dedos até dormentes e não conseguia ganhar dele. Fiquei revoltada, eu o acusava de usar comandos que eu não conhecia… aquela coisa de perdedor inconformado!  :hihi:

Depois equilibrou - uma hora eu ganho, outra ele ganha. Aí fica tudo bem, mas até hoje quando a gente vai jogar, um pergunta "brincando" se o outro já fez as malas!  :lol:

Hum… e tem um casal amigo nosso que sempre briga quando a gente joga "imagem e ação", mas são sempre eles que chamam para jogar.  ::)

War só deu briga (briguinha, nada sério) uma vez que a esposa de um amigo saiu com a missão de destruir o exército dele. O coitado não conhecia direito o jogo e achava que a esposa estava sacaneando ele de propósito!  :lol:  E ela não tava nem aí, ele esperneava e ela continuava atacando…  :histeria:  quando ela ganhou ele entendeu e ficou tudo bem!  :D
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Diegojaf em 15 de Fevereiro de 2007, 21:46:42
War é o melhor dos jogos pra se jogar em família...

Me lembro de passar dias em uma única partida com meus primos... e quando terminava às 4 da manhã, começávamos uma nova partida...

Ahhh... bons tempos de vagabundagem...  ::)
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luz em 15 de Fevereiro de 2007, 21:54:56
War é o melhor dos jogos pra se jogar em família…

Me lembro de passar dias em uma única partida com meus primos… e quando terminava às 4 da manhã, começávamos uma nova partida…

Ahhh… bons tempos de vagabundagem…  ::)

Ué, Diego. Quem sabe não rola um encontro CC-BH-WAR?   :D
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: danieli em 15 de Fevereiro de 2007, 22:11:45
Sou a única que só jogava o Jogo da Vida  :susto:?
Tá certo, eu passava mais tempo com Barbies e bonecas afins do que com jogos  :vergonha:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Diegojaf em 15 de Fevereiro de 2007, 22:28:18
War é o melhor dos jogos pra se jogar em família…

Me lembro de passar dias em uma única partida com meus primos… e quando terminava às 4 da manhã, começávamos uma nova partida…

Ahhh… bons tempos de vagabundagem…  ::)

Ué, Diego. Quem sabe não rola um encontro CC-BH-WAR?   :D

Uai... rolava, hein?

Pizza, War e cerveja (ou refri, cada um com o que preferir)... :ok:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Luz em 16 de Fevereiro de 2007, 08:53:49
Uai… rolava, hein?

Pizza, War e cerveja (ou refri, cada um com o que preferir)… :ok:

Uai, então rola... pizza, war, cerveja e refri.  :D  Temos só que combinar!  :pula:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Alegra em 16 de Fevereiro de 2007, 10:12:56
Uai… rolava, hein?

Pizza, War e cerveja (ou refri, cada um com o que preferir)… :ok:

Uai, então rola… pizza, war, cerveja e refri.  :D  Temos só que combinar!  :pula:

 :'(  seus chatos!  :chorao:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Diegojaf em 16 de Fevereiro de 2007, 20:01:59
Não vou fazer nada a partir da 3ª feira...
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Narkus em 10 de Dezembro de 2007, 17:32:46
Bom...
Alguém poderia apresentar algumas "provas" sobre comportamentos sexuais de homens e mulheres?

Vou confessar o que eu ACHO... To achando que a Lua e Suyndara querem barrar este tópico por meio da "burocracia cética".

Posso estar enganado (EU QUERO ESTAR ENGANADO).

Lua e Suyndara poderiam contribuir bastante se participassem do debate. Por que vocês não postam alguma "prova" sobre QUALQUER comportamento sexual humano?

Comecem vocês...
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Narkus em 10 de Dezembro de 2007, 17:35:02
vamos colocar as "cartas na mesa"...

Tudo o que for "comprovado" sobre sexualidade humana favor postar.

OBS: Sem malandragem... Querem participar da discussão ou apenas BARRAR a discussão?
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Narkus em 10 de Dezembro de 2007, 17:37:31
E por favor...

Sem "tolices", digamos assim...

Nada de floodar o tópico com textos como:
"A ciência comprova que homens tem penis e mulheres tem vagina"
"A ciência comprova que mulheres bonitas chamam mais atenção"
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Narkus em 10 de Dezembro de 2007, 17:43:44
Documentário da BBC que passou no discovery:
 “Human instinct – Deepest desires”
(Instinto humano – Desejos mais profundos)
http://www.guba.com/watch/3000082236

OBS: Me avisem se for falácia


Um vídeo interessante que não sei se tratar de material confiável. (Me avisem se for falácia).
http://video.google.com/videoplay?docid=1982349664842037098&hl
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Quereu em 10 de Dezembro de 2007, 19:47:20
Por que não há enxadrista mulher do nível dos homens - por que, se homens e mulheres são identicamente capazes intelectualmente, os campeonatos são divididos?

Por que a quase totalidade dos grandes pensadores - filósofos, poetas, dramaturgos, romancistas, matemáticos, economistas, físicos - são homens?

Por que a quase totalidade de criadores são homens?

Por que a quase totalidade das guerras, a quase totalidade da política e a quase totalidade das conquistas são masculinas?

Por que o estudo da história é o estudo dos atos dos grandes homens, umas poucas grandes mulheres e um amontoado de massa amorfa?

Enfim, pode alguém provar que o papel das mulheres na história do mundo é o de mera coadjuvante com poucas e honrosas excessões?
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Luz em 10 de Dezembro de 2007, 20:04:55
São muitos os aspéctos a serem considerados, desde a dominação cultural até as diferenças biológicas, passando pela transição das últimas décadas, onde as mulheres passaram gradualmente atuar nas mais diversas áreas, até então, dominadas exclusivamente por homens - sugerindo, na prática, capacidade semelhante, embora ainda sob constante supeita.

Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Oceanos em 10 de Dezembro de 2007, 20:13:18
Ei, Narkus, você não está se exaltando, mas queria pedir para pegar mais leve... Já que a idéia é quebrar um tabú, e as mulheres dizem que os homens ofendem elas com as opiniões, vamos ceder um pouco (mesmo que você ache isso absurdamente injusto) e ir bem de leve... Senão não vamos chegar a lugar algum.
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Luz em 10 de Dezembro de 2007, 20:25:36
Por que não há enxadrista mulher do nível dos homens - por que, se homens e mulheres são identicamente capazes intelectualmente, os campeonatos são divididos?

Por que a quase totalidade dos grandes pensadores - filósofos, poetas, dramaturgos, romancistas, matemáticos, economistas, físicos - são homens?

Por que a quase totalidade de criadores são homens?

Por que a quase totalidade das guerras, a quase totalidade da política e a quase totalidade das conquistas são masculinas?

Por que o estudo da história é o estudo dos atos dos grandes homens, umas poucas grandes mulheres e um amontoado de massa amorfa?

Enfim, pode alguém provar que o papel das mulheres na história do mundo é o de mera coadjuvante com poucas e honrosas excessões?

Você já parou para pensar que a quase totalidade das coisas citadas são conquistas de uns poucos homens e não da totalidade dos homens e quase sempre num cenário dominado exclusivamente por homens até bem pouco tempo?

Por que muitos homens, inclusive, brancos, já se deixaram excravisar por outros homens?

Por que impérios sólidos caem cedendo lugar a novos impérios?

Enfim, pode alguém provar que nas últimas décadas não venha se escrevendo uma história inédita nos feitos da humanidade?

As mulheres nunca haviam dominado o que quer que fosse nos últimos cem anos no cenário mundial, mas os países da América, por exemplo, também não. Afinal, não estamos vivendo uma história inédita em muitos aspéctos?
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Quereu em 10 de Dezembro de 2007, 21:18:56
Por que não há enxadrista mulher do nível dos homens - por que, se homens e mulheres são identicamente capazes intelectualmente, os campeonatos são divididos?

Por que a quase totalidade dos grandes pensadores - filósofos, poetas, dramaturgos, romancistas, matemáticos, economistas, físicos - são homens?

Por que a quase totalidade de criadores são homens?

Por que a quase totalidade das guerras, a quase totalidade da política e a quase totalidade das conquistas são masculinas?

Por que o estudo da história é o estudo dos atos dos grandes homens, umas poucas grandes mulheres e um amontoado de massa amorfa?

Enfim, pode alguém provar que o papel das mulheres na história do mundo é o de mera coadjuvante com poucas e honrosas excessões?

Você já parou para pensar que a quase totalidade das coisas citadas são conquistas de uns poucos homens e não da totalidade dos homens e quase sempre num cenário dominado exclusivamente por homens até bem pouco tempo?

Por que muitos homens, inclusive, brancos, já se deixaram excravisar por outros homens?

Por que impérios sólidos caem cedendo lugar a novos impérios?

Enfim, pode alguém provar que nas últimas décadas não venha se escrevendo uma história inédita nos feitos da humanidade?

As mulheres nunca haviam dominado o que quer que fosse nos últimos cem anos no cenário mundial, mas os países da América, por exemplo, também não. Afinal, não estamos vivendo uma história inédita em muitos aspéctos?

Poderia ser de umas poucas mulheres, mas não é.

Escravos são rebeldes renitentes, mulheres não.

Impérios caem, seguidos por outros, mas império vai império vem as mulheres não mandam.

Nas últimas décadas tudo continua igual. Homens dominam a política, as ciências, as artes. A história é a mesma.



PS: vamos ver quanto tempo alguém aguenta sem falar do tamanho do meu pinto.

Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Quereu em 10 de Dezembro de 2007, 21:29:15
sete minutos...
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Luz em 10 de Dezembro de 2007, 21:35:27
Por que não há enxadrista mulher do nível dos homens - por que, se homens e mulheres são identicamente capazes intelectualmente, os campeonatos são divididos?

Por que a quase totalidade dos grandes pensadores - filósofos, poetas, dramaturgos, romancistas, matemáticos, economistas, físicos - são homens?

Por que a quase totalidade de criadores são homens?

Por que a quase totalidade das guerras, a quase totalidade da política e a quase totalidade das conquistas são masculinas?

Por que o estudo da história é o estudo dos atos dos grandes homens, umas poucas grandes mulheres e um amontoado de massa amorfa?

Enfim, pode alguém provar que o papel das mulheres na história do mundo é o de mera coadjuvante com poucas e honrosas excessões?

Você já parou para pensar que a quase totalidade das coisas citadas são conquistas de uns poucos homens e não da totalidade dos homens e quase sempre num cenário dominado exclusivamente por homens até bem pouco tempo?

Por que muitos homens, inclusive, brancos, já se deixaram excravisar por outros homens?

Por que impérios sólidos caem cedendo lugar a novos impérios?

Enfim, pode alguém provar que nas últimas décadas não venha se escrevendo uma história inédita nos feitos da humanidade?

As mulheres nunca haviam dominado o que quer que fosse nos últimos cem anos no cenário mundial, mas os países da América, por exemplo, também não. Afinal, não estamos vivendo uma história inédita em muitos aspéctos?

Poderia ser de umas poucas mulheres, mas não é.

Escravos são rebeldes renitentes, mulheres não.

Impérios caem, seguidos por outros, mas império vai império vem as mulheres não mandam.

Nas últimas décadas tudo continua igual. Homens dominam a política, as ciências, as artes. A história é a mesma.


    O que poderia ser de umas poucas mulheres que não é?

    Não temos enxadristas, pensadoras, filósofas, poetas, dramaturgas, romancistas, matemáticas, economistas, físicas? Não existem criadoras ou mulheres lutando nas guerras, atuando na política e fazendo várias conquistas?

    Aliás, não existem áreas onde prevalesce a participação feminina?

    A história contnua igual ou a sua é apenas uma versão da história?

  

 
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Quereu em 10 de Dezembro de 2007, 21:39:53
Luz,

lista de falácias e distorções irrespondíveis.
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Luz em 10 de Dezembro de 2007, 21:42:13
Luz,

lista de falácias e distorções irrespondíveis.

Me corrija, então, por favor. Não vejo onde.  :)  Do que estamos falando, afinal? As conquistas femininas das últimas décadas são uma ilusão da minha cabeça?
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Luz em 10 de Dezembro de 2007, 22:00:15
É, do que estamos falando? Das conquistas femininas ou comparando homens e mulheres? Mas se quiser focar nas conquistas femininas pois não, elas vieram de sociedades ricas e prósperas o suficente para permitir que as mulheres adquirissem direitos. Os homens ficaram flexíveis. Veja o islã ou o oriente onde as mulheres não são mais do que coisas.

Mas Quereu, não são as conquistas femininas das últimas décadas, afinal, que tornam homens e mulheres comparáveis - sugerindo capacidades semelhantes num cenério semelhante?

Sim, os homens se tornaram mais flexíveis - não sabemos se como causa ou consequência e de quem são o méritos, realmente - o que não influi, no entanto, no resultado dessas mudanças.

Veja, (http://agenciact.mct.gov.br/index.php/content/view/43428.html) por exemplo.

Há muitos dados que podem ser citados sobre a capacidade feminina, descontruindo o mito de coadjuvante definitiva dessa história.
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Quereu em 10 de Dezembro de 2007, 22:19:45
Nesse jogo as mulheres precisam provar que tem a mesma capacidade. Por enquanto, o homem reina supremo.

E a flexibilidade dos homens veio dos próprios pensadores masculinos que procuraram criar novos valores às sociedades em que viviam.
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Quereu em 10 de Dezembro de 2007, 22:35:07
Eu também sei fazer ironia ridícula:

Vou dormir porque papo de processo de mulher me lembra pensão alimentícia.
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Luz em 10 de Dezembro de 2007, 22:39:44
Nesse jogo as mulheres precisam provar que tem a mesma capacidade. Por enquanto, o homem reina supremo.

E a flexibilidade dos homens veio dos próprios pensadores masculinos que procuraram criar novos valores às sociedades em que viviam.

Seja o que for que as mulheres devem provar, é o que elas estão fazendo.  :P   E os homens continuam reinando soberanos, em seus desvaneios...  :D   A flexibilidade veio da necessidade. E grandes conquistas foram alcançadas pelas próprias mulheres desde as primeiras décadas do século passado.  :)
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: rizk em 10 de Dezembro de 2007, 22:52:39
Nesse jogo as mulheres precisam provar que tem a mesma capacidade. Por enquanto, o homem reina supremo.

E a flexibilidade dos homens veio dos próprios pensadores masculinos que procuraram criar novos valores às sociedades em que viviam.

O que fode, Quereu, é que justamente a insegurança masculina que transpira de discursos como o seu que fazem o mulherio acreditar que tá com medinho do escuro, zero dois. Digo por mim, pelo menos.

Porque o que não falta no mundo é homem inseguro do seu lugar no mundo. De fato, é uma situação cabeluda. As nosas mães (e talvez avós) já ensinaram pra gente que tem que estudar, ter carreira, e, em geral, sermos senhoras das nossas vidas. Hoje é uma época em que tem gente que, pasme, ESCOLHE ser dona de casa. Ao mesmo tempo, os rapazes ficaram "parados no tempo" e não sabem muito como lidar com as atrevidas.

Até aí, gente, eu solidarizo. Até aí, estou disposta a ceder, a dizer que é o mal do fim do século e a queda do muro e que todos estamos muito confusos - porque, de fato, estamos, e não é só a "guerra dos sexos" que embolou o meio de campo.

Agora, vir dizer que os pensadores machos flexibirizaram já é um abuso. E é hilário, até. Os muçulmanos flexibirizaram, Princesa Isabel flexibilizou, a monarquia absolutista flexibilizou, Hitler flexibilizou, os pensadores machos flexibirizaram. Tudo gente de bem e super liberal que gosta de perder a moleza. Ok então. :lol:

(Em tempo, no Islã as mulheres SÃO mais do que coisas. Não é porque elas não andam seminuas como nós que sejam exclusivamente objetos sexuais - e talvez seja até o contrário, sob esse ponto de vista. )

Falando sério, respostas às demandas femininas não é coisa de sociedade estável e rica: são justamente nos casos limite em que elas se manifestam, todo mundo causa pra cacete, e aí as conquistas "gerais" são bem-sucedidas e as mulheres mandadas de volta pro tanque. 500 exemplos. Acumulando tudo, já se conquistou bastante coisa, e hoje falamos de uma época em que existe igualdade formal em boa parte do Ocidente.

Falta ainda resolver a prática. Daí a necessidade de conversar bonitinho.

----

Mas, Luis e Fefe, foi basicamente isso mesmo. No contexto de trancarem o tópico e no contexto da baixaria generalizada, pareceu boa idéia retomar com educação e bom-senso o assunto. E aí que a gente propõe uma conversa séria, em que ninguém está se chamando de puta nem de corno, e, uai, cadê todo mundo?
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Luis Dantas em 10 de Dezembro de 2007, 22:55:51
Suponho que algum grau de insegurança é normal nesses assuntos.  E que escolher a forma errada de lidar com essa insegurança também é.  :)
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Luz em 10 de Dezembro de 2007, 23:03:46
Suponho que algum grau de insegurança é normal nesses assuntos.  E que escolher a forma errada de lidar com essa insegurança também é.  :)

Peço a permissão de parafraseá-lo: Chacotas tem um valor didático. Ignorando não prestaríamos esse favor.  :)
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Adriano em 10 de Dezembro de 2007, 23:12:54
Penso que enquanto esse sexismo manter o foco apenas na heterossexualidade, fica tudo muito confuso ainda. Acredito que o entendimento das minorias sexuais possam agregar muito valor ao papel de homens e mulheres, até porque as minorias são compostas de homens e mulheres.

São essas variações, que fogem dos padrões macho e fêmea, pois isso é uma questão de gênero apenas. E sobre genêno temos o caso dos transexuais, onde este sim fica muito questionado, pois o psicológico é diferente do biológico.

Assim acontece também com os homossexuais e bissexuais, que vivem a sexualidade com o mesmo sexo e por vezes não tem alteração da identidade sexual, mantendo o papel de seu gênero. Mas que papel é esse?

O que vejo é que as minorias tem uma importância muito grande nessa nova definição, não podendo ser deixadas de lado, devido a qualidade dessas vivências já em partes reconhecidas pela sociedade.

Mas enfim, enquanto a incitação ao sexo anal for usada como ofensa e as prostitutas serem referências de imoralidade e também de ofensa, então a coisa fica complicada.  :?
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: rizk em 10 de Dezembro de 2007, 23:23:36
Suponho que algum grau de insegurança é normal nesses assuntos.  E que escolher a forma errada de lidar com essa insegurança também é.  :)

Peço a permissão de parafraseá-lo: Chacotas tem um valor didático. Ignorando não prestaríamos esse favor.  :)
Vide as charges políticas!!! :lol:

Penso que enquanto esse sexismo manter o foco apenas na heterossexualidade, fica tudo muito confuso ainda. Acredito que o entendimento das minorias sexuais possam agregar muito valor ao papel de homens e mulheres, até porque as minorias são compostas de homens e mulheres.

São essas variações, que fogem dos padrões macho e fêmea, pois isso é uma questão de gênero apenas. E sobre genêno temos o caso dos transexuais, onde este sim fica muito questionado, pois o psicológico é diferente do biológico.

Assim acontece também com os homossexuais e bissexuais, que vivem a sexualidade com o mesmo sexo e por vezes não tem alteração da identidade sexual, mantendo o papel de seu gênero. Mas que papel é esse?

O que vejo é que as minorias tem uma importância muito grande nessa nova definição, não podendo ser deixadas de lado, devido a qualidade dessas vivências já em partes reconhecidas pela sociedade.

Mas enfim, enquanto a incitação ao sexo anal for usada como ofensa e as prostitutas serem referências de imoralidade e também de ofensa, então a coisa fica complicada.  :?

E eu diria que é justamente aos gays e às pessoas sexualmente ESPECIAIS que se deve boa parte do progresso que se deu. E aos negros, naturalmente, que começaram antes.

Luis, penso que o colega está dizendo que a mentalidade nem mudou tanto assim porque mesmo as pessoas esclarecidas xingam de puta e mandam tomar no cu. Você não, mas a maioria das pessoas - que, em todo o resto, jura de pé junto que puta é profissional do entretenimento e que cada um faça o que quiser entre quatro paredes. (Tõ batendo no peito e dizendo o mea culpa, aliás, se é de algum conforto pra alguém)
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Adriano em 10 de Dezembro de 2007, 23:36:12
Luis, penso que o colega está dizendo que a mentalidade nem mudou tanto assim porque mesmo as pessoas esclarecidas xingam de puta e mandam tomar no cu. Você não, mas a maioria das pessoas - que, em todo o resto, jura de pé junto que puta é profissional do entretenimento e que cada um faça o que quiser entre quatro paredes. (Tõ batendo no peito e dizendo o mea culpa, aliás, se é de algum conforto pra alguém)
É exatamente esse o ponto.  :ok:

Você está falando em tese, ou realmente sente que há discriminação contra homossexuais, bissexuais, transsexuais e/ou prostitutas neste fórum?

Pessoalmente acho que este é até um ambiente particularmente esclarecido nesse particular.
Claro que este ambiente é privilegiado em relação aos demais. Mas nem por isso deixa de existir aqui certos resquícios de discriminação.

E pra deixar bem claro, quando mandam alguém tomar no cú, no sentido de ofender a pessoa, para mim é algo totalmente sem sentido num ambiente esclarecido. Mas aqui tem o meu exagero do politicamente correto, só quis mostrar um ponto em que sexismo não se fecha na heterossexualide, comum nas disputas entre homem e mulheres héreros do fórum.
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Twinning Hook em 10 de Dezembro de 2007, 23:49:02
São essas variações, que fogem dos padrões macho e fêmea, pois isso é uma questão de gênero apenas. E sobre genêno temos o caso dos transexuais, onde este sim fica muito questionado, pois o psicológico é diferente do biológico.

Fernando, entendi o que voce quiz dizer, mas com a tecnologia de hoje ainda nao da pra fugir do padrao macho e femea, o proprio sendo um padrao biologico.

Acho ate quem em casos esolados, raros e especiais e' possivel reverter quase completamente o genero de um individuo. Vide a nadadora(o) que eu esqueci o nome, logico que ela esta longe reverter seu genero, mas mostra um comeco.

A discussao ja e' foda com masculino e feminino, imaginem quando a tecnologia possibilitar um neutro, androgeno.
Vai ser uma confusao do caralho :)

Surgiu essa discussao em um estudo de linguas generalizadas (materia escolar sobre a qual os que cursam mais de cinco linguas adquirem o direito de participar aqui nos pais dos protetores do mundo)  quando discutiamos o fato de algumas linguas apresentarem um numero de generos diferente semantica e gramaticalmente. Apenas masculino e femino ( Quase todas as linguagens romanticas), enquanto outras (Quase todas as Teutonicas) usam tambem o neutro. Algumas outras ( Noroegues, Sueco, Holandes e Dinamarques) apresentam um quarto genero, androgeno, aplica-se tanto a masculino como feminino, mas nao a neutro.

:)
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: rizk em 11 de Dezembro de 2007, 00:03:48
TW, não canso de repetir: quando inventaram o "feminismo", não inventaram pra ser contraponto 180º do machismo. Era uma proposta de igualdade - mas os rapazes temerosos fizeram um grande bafafá e a imagem que ficou foi de lésbica queimando sutiã. Muita mocinha mal informada diz que não é feminista, só quer chances iguais (o que é basicamente a mesma coisa). Tem muita mãe de família feminista - principalmente hoje em dia. Na verdade, o feminismo É uma coisa super "família".

Em segundo lugar, eu não sei se é adequado comparar "importâncias". O que é certo é que os homens se expuseram mais e tiveram maiores honras, enquanto as mulheres agiram politicamente em círculos menores e "por baixo do pano" - grosso modo.

O engraçado é que nenhuma feminista-chata alega que isso é mentira, vide Margaret Tatcher :lol: - aparentemente, as diferenças no tipo de participação não estão na pauta. Ficar comparando qual gênero teve mais presidentes, generais, na lista dos 100 mais ricos e influentes da Forbes etc é uma coisa muito e boba e meu-pau-é-maior-que-o-seu. A gente nem deve se prestar a isso.
Se trocar as variáveis fica muito claro: alguém seria capaz de dizer que houve mais generais e reis brancos, daí que os negros têm alguma projeção por que os brancos lhes fizeram um favor, mas, no fundo no fundo o lugar deles é no canavial? Então. É uma visão muito empobrecida da "lição da história", me parece.

Sabemos, enquanto ateus/agnósticos, que não é porque "sempre foi" que tem que continuar sendo. Tem até falácia pra isso, né. São situações muito semelhantes - inclusive na construção do "espantalho", porque o Dawkins pode ser um jacobino e tem que ir pentear os macacos dele e não encher nossos piquás mas, até aí, é por nós ateus e pela paz na terra que ele está falando.

-------------

TW, parece-me que o Adriano está dizendo apenas que as coisas são muito mais complicadas do que parecem. Hoje não só os papéis do homem hetero e da mulher hetero que estão mal-definidos, mas também (e creio que principalmente) o dos transexuais e homossexuais e diversos.  Porque, aparentemente, existem PELO MENOS os eixos de sexo, de identidade sexual e de orientação sexual. I.e. eu nasci mulher, me identifico como mulher e sinto atração sexual por homens - agora, isso é o default. Tem gente que nasce homem, se identifica como mulher e tem atração sexual por mulher (inclusive temos uma colega aqui no fórum, vale ler os tópicos dela que são muito esclarecedores).

Vou dormir e volto amanhã. Façam do tópico uma coisa legal. Até.
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Adriano em 11 de Dezembro de 2007, 00:08:22
São essas variações, que fogem dos padrões macho e fêmea, pois isso é uma questão de gênero apenas. E sobre genêno temos o caso dos transexuais, onde este sim fica muito questionado, pois o psicológico é diferente do biológico.

Fernando, entendi o que voce quiz dizer, mas com a tecnologia de hoje ainda nao da pra fugir do padrao macho e femea, o proprio sendo um padrao biologico.

Acho ate quem em casos esolados, raros e especiais e' possivel reverter quase completamente o genero de um individuo. Vide a nadadora(o) que eu esqueci o nome, logico que ela esta longe reverter seu genero, mas mostra um comeco.
E nesses casos de transexuais o que pesa mais é o sexo psicológico, aquele com o qual a pessoa se identifica. Isso já muda um pouco o foco de diferenças cerebrais entre os gêneros. Sem contar os homossexuais (homens e mulheres), que podem ser uma identidade sexual masculina ou feminina. Como avaliar nesse contexto sexista?
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Luz em 11 de Dezembro de 2007, 00:15:08
Bom, quando ele se referiu a falacias, que foi o que irritou algumas de voces, e' que nao da para discutir que os nomes mais significantes, ou a maioria dos nomes mais importantes, foram ou sao homens.
Isso e' indiscutivel.


Sobre as falácias, confesso que ainda não entendi o ponto.   :wink:  

Penso que ninguém aqui seria insano de negar que os grandes nomes, as grandes conquistas, os grandes feitos, invenções e descobertas, assim também como as grandes mazelas das história, são todas de autoria masculina.

As mulheres sempre desempenharam papel secundário, salvo raras exceções, ao longo da história - até o século passado em que deixaram de ser exceções, atuando progressivamente, nas mais diversas áreas, predominando, inclusive, em algumas delas, atualmente.

E essa redistribuição de papéis, sugere, ao menos, um potencial inimaginável até cem anos, talvez menos - que possa talvez ser considerado relativamente rápido, pensando as conquistas e heranças históricas.  ::)

Não é possível comparar o século XX como os séculos anteriores - graças aos avanços de descobertas, não se compraram, e foi nesse cenário de modernidade que superamos, em parte, aquele passado tenebroso.

Onde chega a Ciência e o pensamento crítico, chega também esclarecimento - somente num mundo de homens atrasados é que as mulheres são consideradas inferiores.  :)
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Twinning Hook em 11 de Dezembro de 2007, 00:26:52
TW, não canso de repetir: quando inventaram o "feminismo", não inventaram pra ser contraponto 180º do machismo. Era uma proposta de igualdade - mas os rapazes temerosos fizeram um grande bafafá e a imagem que ficou foi de lésbica queimando sutiã. Muita mocinha mal informada diz que não é feminista, só quer chances iguais (o que é basicamente a mesma coisa). Tem muita mãe de família feminista - principalmente hoje em dia. Na verdade, o feminismo É uma coisa super "família".

Deveria chamar-se "Movimento em prol da iguade entre os generos" e nao feminismo entao.
Assim como movimentos de "defesa" a racas negras, chamam-se "Forca Negra" e coisas do tipo.
Desse jeito parece que ninguem esta satisfeito com a igualdade, querem passar de dominados
a dominadores para "dar o troco".

O engraçado é que nenhuma feminista-chata alega que isso é mentira, vide Margaret Tatcher :lol: - aparentemente, as diferenças no tipo de participação não estão na pauta. Ficar comparando qual gênero teve mais presidentes, generais, na lista dos 100 mais ricos e influentes da Forbes etc é uma coisa muito e boba e meu-pau-é-maior-que-o-seu. A gente nem deve se prestar a isso.
Se trocar as variáveis fica muito claro: alguém seria capaz de dizer que houve mais generais e reis brancos, daí que os negros têm alguma projeção por que os brancos lhes fizeram um favor, mas, no fundo no fundo o lugar deles é no canavial? Então. É uma visão muito empobrecida da "lição da história", me parece.

Como eu disse no final do meu post, nao disse que porque a historia mostra as mulheres em uma certa posicao, ela deve continuar nela, muito pelo contrario.
E fica claro mesmo se trocar as variaves, os brancos literalmente dominaram negros no passado e isso e' fato, horas.
Assim como as mulheres foram sim de certa forma "dominadas" pelos homens.
E nao defendo que nada disso fique do jeito como foi. Defendo a igualdade para todos, ate para os psicopatas e principalmente para os tarados homens que representam a expressao de seu genero por terem muitas coisas na sua frente que nao podem tocar, literalmente. hahahaha :) .

Obs - foi uma brincadeira! Nao precisa contra argumentar essa parte :)



-------------

TW, parece-me que o Adriano está dizendo apenas que as coisas são muito mais complicadas do que parecem. Hoje não só os papéis do homem hetero e da mulher hetero que estão mal-definidos, mas também (e creio que principalmente) o dos transexuais e homossexuais e diversos.  Porque, aparentemente, existem PELO MENOS os eixos de sexo, de identidade sexual e de orientação sexual. I.e. eu nasci mulher, me identifico como mulher e sinto atração sexual por homens - agora, isso é o default. Tem gente que nasce homem, se identifica como mulher e tem atração sexual por mulher (inclusive temos uma colega aqui no fórum, vale ler os tópicos dela que são muito esclarecedores).

Vou dormir e volto amanhã. Façam do tópico uma coisa legal. Até.

Defalt e' bom. O RESTO E' DO CAPETA. Vide posicao do vaticano.

Ah, certo. Entendo o que voces querem dizer. Realmente fica complicado, pelo lado psicologico.
Seria muito bom termos alguns non-default para darem suas opinioes. Nao, nao o Raphael. Seria bom alguem que fosse mais longe...
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Twinning Hook em 11 de Dezembro de 2007, 00:31:32
Bom, quando ele se referiu a falacias, que foi o que irritou algumas de voces, e' que nao da para discutir que os nomes mais significantes, ou a maioria dos nomes mais importantes, foram ou sao homens.
Isso e' indiscutivel.


Sobre as falácias, confesso que ainda não entendi o ponto.   :wink:  

Penso que ninguém aqui seria insano de negar que os grandes nomes, as grandes conquistas, os grandes feitos, invenções e descobertas, assim também como as grandes mazelas das história, são todas de autoria masculina.

As mulheres sempre desempenharam papel secundário, salvo raras exceções, ao longo da história - até o século passado em que deixaram de ser exceções, atuando progressivamente, nas mais diversas áreas, predominando, inclusive, em algumas delas, atualmente.

E essa redistribuição de papéis, sugere, ao menos, um potencial inimaginável até cem anos, talvez menos - que possa talvez ser considerado relativamente rápido, pensando as conquistas e heranças históricas.  ::)

Não é possível comparar o século XX como os séculos anteriores - graças aos avanços de descobertas, não se compraram, e foi nesse cenário de modernidade que superamos, em parte, aquele passado tenebroso.

Onde chega a Ciência e o pensamento crítico, chega também esclarecimento - somente num mundo de homens atrasados é que as mulheres são consideradas inferiores.  :)

E' isso ai'.

Foi isso que eu disse mas voce so citou a parte onde apareco como "vilao da historia" :) :) :)

Quando falei das falacias, um certo forista do seculo masculino falou sobre a significancia do homem no passado e alguma forista contra argumentou e o mesmo acusou o contra argumento de falacia. Tentei esclarecer o motivo dele ter dito isso.

No mais assino em baixo :)
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Luz em 11 de Dezembro de 2007, 00:42:56
E' isso ai'.

Foi isso que eu disse mas voce so citou a parte onde apareco como "vilao da historia" :) :) :)

Quando falei das falacias, um certo forista do seculo masculino falou sobre a significancia do homem no passado e alguma forista contra argumentou e o mesmo acusou o contra argumento de falacia. Tentei esclarecer o motivo dele ter dito isso.

No mais assino em baixo :)

Não foi para evidenciar o vilão, estava apenas aproveitando para retomar o ponto.  :)  

Bom, mas é isso - aqueles que insitem nas comparações recorrem aos séculos passados, os que as questionam, recorrem ao presente.  ::)
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Twinning Hook em 11 de Dezembro de 2007, 01:18:58
Não foi para evidenciar o vilão, estava apenas aproveitando para retomar o ponto.  :)  

Mesmo porque eu nao sou o vilao, PORRA!
hahahahahahahahahahaha
:) :) :) :) :) :) :) :) :) :)

Bom, mas é isso - aqueles que insitem nas comparações recorrem aos séculos passados, os que as questionam, recorrem ao presente.  ::)

Sem duvida, ao longo dos anos as mulheres vem se destacando mais e mais, e' uma questao de tempo ate que estajam "contribuindo" tanto quanto os homens.
Quem sabe ate vao nos dominar... e os pretos os brancos...
(dominar nao no sentido literal!)
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Narkus em 11 de Dezembro de 2007, 05:47:53
Distorceram toda a discussão...

Alguns pontos que preciso destacar:

1) Ninguém aqui falou que a mulher é inferior ao homem;

2) A discussão que "eu gostaria" de ter é sobre "comportamento" e não sobre quem fez ou faz mais pela humanidade, ou quem é melhor ou pior entre homens e mulheres;

3) Sexismo não é necessariamente um machismo ou feminismo (nem sempre discriminação é sinônimo de preconceito ou "tratamento indigno");

4) Que eu saiba há sim diferenças comprovadas entre comportamentos feminino e masculino. Por que essas diferenças comprovadas não são debatidas aqui?
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Narkus em 11 de Dezembro de 2007, 06:04:00
Documentário da BBC que passou no discovery:
 “Human instinct – Deepest desires”
(Instinto humano – Desejos mais profundos)
http://www.guba.com/watch/3000082236

OBS: Me avisem se for falácia


Um vídeo interessante que não sei se tratar de material confiável. (Me avisem se for falácia).
http://video.google.com/videoplay?docid=1982349664842037098&hl

Ninguém comentou sobre os vídeos e nem sobre a "confiabilidade" dos mesmos...

Parece que não tem jeito mesmo né?
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Quereu em 11 de Dezembro de 2007, 06:27:36
Nesse jogo as mulheres precisam provar que tem a mesma capacidade. Por enquanto, o homem reina supremo.

E a flexibilidade dos homens veio dos próprios pensadores masculinos que procuraram criar novos valores às sociedades em que viviam.

O que fode, Quereu, é que justamente a insegurança masculina que transpira de discursos como o seu que fazem o mulherio acreditar que tá com medinho do escuro, zero dois. Digo por mim, pelo menos.

Porque o que não falta no mundo é homem inseguro do seu lugar no mundo. De fato, é uma situação cabeluda. As nosas mães (e talvez avós) já ensinaram pra gente que tem que estudar, ter carreira, e, em geral, sermos senhoras das nossas vidas. Hoje é uma época em que tem gente que, pasme, ESCOLHE ser dona de casa. Ao mesmo tempo, os rapazes ficaram "parados no tempo" e não sabem muito como lidar com as atrevidas.

Até aí, gente, eu solidarizo. Até aí, estou disposta a ceder, a dizer que é o mal do fim do século e a queda do muro e que todos estamos muito confusos - porque, de fato, estamos, e não é só a "guerra dos sexos" que embolou o meio de campo.

Agora, vir dizer que os pensadores machos flexibirizaram já é um abuso. E é hilário, até. Os muçulmanos flexibirizaram, Princesa Isabel flexibilizou, a monarquia absolutista flexibilizou, Hitler flexibilizou, os pensadores machos flexibirizaram. Tudo gente de bem e super liberal que gosta de perder a moleza. Ok então. :lol:

(Em tempo, no Islã as mulheres SÃO mais do que coisas. Não é porque elas não andam seminuas como nós que sejam exclusivamente objetos sexuais - e talvez seja até o contrário, sob esse ponto de vista. )

Falando sério, respostas às demandas femininas não é coisa de sociedade estável e rica: são justamente nos casos limite em que elas se manifestam, todo mundo causa pra cacete, e aí as conquistas "gerais" são bem-sucedidas e as mulheres mandadas de volta pro tanque. 500 exemplos. Acumulando tudo, já se conquistou bastante coisa, e hoje falamos de uma época em que existe igualdade formal em boa parte do Ocidente.

Falta ainda resolver a prática. Daí a necessidade de conversar bonitinho.

----

Mas, Luis e Fefe, foi basicamente isso mesmo. No contexto de trancarem o tópico e no contexto da baixaria generalizada, pareceu boa idéia retomar com educação e bom-senso o assunto. E aí que a gente propõe uma conversa séria, em que ninguém está se chamando de puta nem de corno, e, uai, cadê todo mundo?


Ahahahahaha. Se o meu discurso transpira insegurança o seu exsuda politicamente correto. As mulheres são objetos sexuais? Ninguém as obriga a se vestir/comportar assim. Fazem porque querem. Esse tipo de discurso é típico de mulher gorda.

É isso aí. Vamos manter o nível do debate...
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Suyndara em 11 de Dezembro de 2007, 10:11:31
Por que não há enxadrista mulher do nível dos homens - por que, se homens e mulheres são identicamente capazes intelectualmente, os campeonatos são divididos?

Pq algum palhaço no comitê esportista quis dividir :ok:

Isso não é nenhuma justificativa meu caro.

E uma das coisas que eu tentei fazer o Narkus entender foi justamente isso: o cérebro masculino tem sim uma maior capacidade para desenvolver a lógica matemática e espacial, bem como o cérebro das mulheres desenvolvem melhor a línguitisca, associações e memória.

Nós temos dois pontos aqui, isso não significa que homens são incapazes de se comunicar ou que mulheres não sabem "fazer contas", isso é falácia já que nenhuma das habilidades intelectuais é reduzida a zero em nenhum dos casos :ok:

Qualquer um pode desenvolver a área do cérebro pela qual se interesse mais, isso é bem óbvio.

Existe uma pesquisa que mostra que tanto homens qto mulheres obtinham em média o mesmo resultado em testes de QI, porém utilizando outras áreas do cérebro.

Citar
Porque a quase totalidade dos grandes pensadores - filósofos, poetas, dramaturgos, romancistas, matemáticos, economistas, físicos - são homens?

Por que a quase totalidade de criadores são homens?

História cultural, caso vc nunca tenha estudado sobre isso :wink:

Em todo caso, todos conhecem Voltaire certo? Mas ninguém diz que a grande pensadora mesmo era a esposa dele ::) Pq será heim?

É o que eu havia dito acima, qq um é capaz de desenvolver as habilidades intelectuais. Por exemplo (e que fique bem claro, é um exemplo e não um ad hominen), minha irmã é professora de cálculo 3 e eletromagnetismo, ela resolve equações cabuludíssimas só de cabeça :ok: E não é pq ela seja uma excessão, simplesmente ela gosta de física e quis se formar nessa área :wink:

Citar
Por que a quase totalidade das guerras, a quase totalidade da política e a quase totalidade das conquistas são masculinas?

Mesmo motivo acima.

E isso só demonstra que vc não estudou história :ok:

Citar
Por que o estudo da história é o estudo dos atos dos grandes homens, umas poucas grandes mulheres e um amontoado de massa amorfa?

Pois é, não estudou mesmo. Grandes passos da humanidade foram determinados por mulheres (mães e esposas) que obrigaram certas coisas ::)

Não generalize e nem se gabe do que desconhece :wink:

Citar
Enfim, pode alguém provar que o papel das mulheres na história do mundo é o de mera coadjuvante com poucas e honrosas excessões?

Você pode provar o contrário?

Experimente uma sociedade sem mulheres, nem os gays aceitariam :P
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Fabi em 11 de Dezembro de 2007, 12:55:05
Socorro... me salvem da onda medieval que invadiu o fórum... :stunned:

(eu sei que eu disse que eu ia ficar ausente mas... isso é uma ocasião especial)
O verdadeiro problema desses homens é que parecem que pularam aquela parte de que estudam a história da igreja (Católica geralmente...) para achar os furos e preconceitos para depois ir debater com crentes... aí dá nisso...

Ontem eu tava lendo um tópico bem nada a ver com esse assunto no RéV (http://www.rv.cnt.br/viewtopic.php?p=307811&highlight=#307811) e o preconceito contra mulher entrou no meio do assunto, e diferente daqui, Fernando Silva, Lúcifer e não sei mais quem tavam falando sobre como a mulher era tratada antigamente, e que explicava o porque não existem nome de mulheres na ciência, o que acontecia com as mulheres que fugiam aos padrões... é pura falta de conhecimento dos homens daqui...talvez desconheçam esses meros detalhes e falam o que falam sem saber realmente o assunto....

Sério... eu não entendo a moderação, como eu falei, se tivesse sido um texto igual aquele do forced só que falando de negros a história seria bem diferente e o fórum poderia até enfrentar um processo de racismo... E eu só to falando isso para abrirem o olho e verem como texto e o comportamento de certas pessoas é preconceituoso...depois dá confusão e não sabem porque...  ::)
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Twinning Hook em 11 de Dezembro de 2007, 13:34:48
Bom...

Entao voces se recusao a admitir que a maior parte de pessoas que se destacaram no passado sao homens?

Com o argumento de as esposas e maes sao as que realmente influenciaram na historia???
Isso e' simplemente ridiculo, voces e' que nao estao lendo os livros de historia, pelo visto nao passaram nem do incidice, porque ja ficaria obvio.

Se voces tem uma argumento decente, seria legal que apresentassem, porque com esse apresentado pela suyndara e' incabivel.
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Südenbauer em 11 de Dezembro de 2007, 14:10:43
Xiii... voltou a baixaria...  ::)
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Twinning Hook em 11 de Dezembro de 2007, 14:16:48
Nao e' baixaria fernando.

Dizer que o que realmente importou na historia foram as donas de casa e maes que "obrigaram" seus maridos e filhos a tomar asdecisoes importantes e se nao ridiculo, extremamente exagerado.

Baixaria foi ter tido a coragem de apresentar um argumento tao infundado.
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Südenbauer em 11 de Dezembro de 2007, 14:27:51
Não me referi ao teu post.
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Twinning Hook em 11 de Dezembro de 2007, 14:29:03
Não me referi ao teu post.

:)

Ao que foi que se referiu?
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Südenbauer em 11 de Dezembro de 2007, 14:37:27
Aguarde mais alguns posts e verá...
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Twinning Hook em 11 de Dezembro de 2007, 14:41:31
Certo. :0
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Galthaar em 11 de Dezembro de 2007, 14:57:32


Narkus,

Eis um ponto interessante e que possui comprovação genética, pelo menos por indução:


O homem procura mais o poder e também usufrui mais dele em relação a mulher.

Isto ocorre pelo simples fato de haver diferença de frequência reprodutiva entre os gêneros, logo um homem com mais poder pode ter mais filhos do que uma mulher com mais poder, o que também explicaria o fato de existirem muito mais homens nestas posições, e também o maior interesse. Isto é claro, adotando-se a premissa de que as mulheres procuram homens com maior poder, o que é logicamente sustentável evolutivamente.

Em outras palavras, se um gênero pode ter mais filhos do que o outro, logo um indivíduo deste pode acasalar com mais indíviduos do outro gênero em menos tempo, aumentando a pressão de seleção, e tornando este um gênero muito mais competitivo. É exatamente o que ocorre com os leões marinhos, onde os machos lutam entre si ferozmente e as fêmeas não, embora conosco seja em escala muito menor.

Outro ponto:

Se toda mulher é prostituta, o homem também é, pois faz acordos com ela trocando valores "biológicos", por exemplo: o dinheiro que o homem paga a uma prostituta nada mais é do que a compensação por transar com ela e não ter qualquer responsabilidade por um filho que ela possa ter. A união entre os sexos é um jogo de interesses COOPERATIVO em sentido de espécie e COMPETITIVO em sentido de indivíduo, o que provoca um equilíbrio-dinâmico dentro da população em se tratando de comportamentos sexuais.

Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Narkus em 11 de Dezembro de 2007, 15:59:57


Narkus,

Eis um ponto interessante e que possui comprovação genética, pelo menos por indução:


O homem procura mais o poder e também usufrui mais dele em relação a mulher.

Isto ocorre pelo simples fato de haver diferença de frequência reprodutiva entre os gêneros, logo um homem com mais poder pode ter mais filhos do que uma mulher com mais poder, o que também explicaria o fato de existirem muito mais homens nestas posições, e também o maior interesse. Isto é claro, adotando-se a premissa de que as mulheres procuram homens com maior poder, o que é logicamente sustentável evolutivamente.

Em outras palavras, se um gênero pode ter mais filhos do que o outro, logo um indivíduo deste pode acasalar com mais indíviduos do outro gênero em menos tempo, aumentando a pressão de seleção, e tornando este um gênero muito mais competitivo. É exatamente o que ocorre com os leões marinhos, onde os machos lutam entre si ferozmente e as fêmeas não, embora conosco seja em escala muito menor.

Outro ponto:

Se toda mulher é prostituta, o homem também é, pois faz acordos com ela trocando valores "biológicos", por exemplo: o dinheiro que o homem paga a uma prostituta nada mais é do que a compensação por transar com ela e não ter qualquer responsabilidade por um filho que ela possa ter. A união entre os sexos é um jogo de interesses COOPERATIVO em sentido de espécie e COMPETITIVO em sentido de indivíduo, o que provoca um equilíbrio-dinâmico dentro da população em se tratando de comportamentos sexuais.


Fontes???

Mas, enfim...

Finalmente um post decente que acrescenta algo!

Valeu... Só falta citar as fontes (antes que venham reclamar né?)

Próximo?
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Lua em 11 de Dezembro de 2007, 16:39:22
Socorro... me salvem da onda medieval que invadiu o fórum... :stunned:


São duas. Me salvem aí, porque estou assustada com as coisas que estou lendo aqui. O que se quer provar? Exibir estudos pra demonstrar quem é melhor? Dizer que os homens realizaram mais do que as mulheres? Por favor... Paciência...
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Fabi em 11 de Dezembro de 2007, 17:30:39
Xiii... voltou a baixaria...  ::)
Só se estiver se referindo a você, se quer ver baixaria liga no canal 04 e se divirta :tchau:
Mais um ponto para estatística: também nunca percebi tabu sexista algum aqui no CC.

Ontem eu tava lendo um tópico bem nada a ver com esse assunto no RéV (http://www.rv.cnt.br/viewtopic.php?p=307811&highlight=#307811) e o preconceito contra mulher entrou no meio do assunto, e diferente daqui, Fernando Silva, Lúcifer e não sei mais quem tavam falando sobre como a mulher era tratada antigamente, e que explicava o porque não existem nome de mulheres na ciência, o que acontecia com as mulheres que fugiam aos padrões... é pura falta de conhecimento dos homens daqui...talvez desconheçam esses meros detalhes e falam o que falam sem saber realmente o assunto....
Fabi, espero que você não esteja se referindo a todos os homens do fórum! :)
Concordo com você: o que tem sido demonstrado é ignorância. Ignorância de História, falta de experiência de vida e, penso eu, ignorância decorrente da falta de convívio com mulheres (e não, prostitutas e fotos da playboy não contam como "convívio" :) ). Outra possibilidade é
que isso seja causado pelo velho "trauma de chifre", mas é melhor não especularmos demais.

Não to me referindo a todos os homens do fórum, mas eu não entendo como o mesmo assunto pode ser tratado com mais lógica e menos achismo num fórum que não se espera isso, e aqui onde as pessoas se dizem "céticas" a gente vê coisas como: "mulher não fez nenhum feito histórico" "toda mulher é prostituta" e etc.... Eles ignoram o fato de antigamente existia mais homens que pensavam como eles, e que queriam reprimir a mulher por achar que elas eram burras, manipuladoras e etc... e que a culpa de não existir nenhum feito histórico de uma mulher é única e exclusivamente de pessoas que pensavam do mesmo jeito que eles....

E aqui no fórum tem pessoas como você, o Thufir, o Barata, que quando debatem um assunto não vão para o campo do achismo, e usam mais a lógica, argumentos e idéias claras, e não sei porque... ::) por mera coincidencia não compartilham da mesma idéia que algumas pessoas tem em relação a mulher....
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Südenbauer em 11 de Dezembro de 2007, 17:45:43
Xiii... voltou a baixaria...  ::)
Só se estiver se referindo a você, se quer ver baixaria liga no canal 04 e se divirta :tchau:
A esse tipo de coisa que eu me referia. :(
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Pregador em 11 de Dezembro de 2007, 17:49:00
Por que não há enxadrista mulher do nível dos homens - por que, se homens e mulheres são identicamente capazes intelectualmente, os campeonatos são divididos?

Pq algum palhaço no comitê esportista quis dividir :ok:

Isso não é nenhuma justificativa meu caro.

E uma das coisas que eu tentei fazer o Narkus entender foi justamente isso: o cérebro masculino tem sim uma maior capacidade para desenvolver a lógica matemática e espacial, bem como o cérebro das mulheres desenvolvem melhor a línguitisca, associações e memória.

Nós temos dois pontos aqui, isso não significa que homens são incapazes de se comunicar ou que mulheres não sabem "fazer contas", isso é falácia já que nenhuma das habilidades intelectuais é reduzida a zero em nenhum dos casos :ok:

Qualquer um pode desenvolver a área do cérebro pela qual se interesse mais, isso é bem óbvio.

Existe uma pesquisa que mostra que tanto homens qto mulheres obtinham em média o mesmo resultado em testes de QI, porém utilizando outras áreas do cérebro.

Citar
Porque a quase totalidade dos grandes pensadores - filósofos, poetas, dramaturgos, romancistas, matemáticos, economistas, físicos - são homens?

Por que a quase totalidade de criadores são homens?

História cultural, caso vc nunca tenha estudado sobre isso :wink:

Em todo caso, todos conhecem Voltaire certo? Mas ninguém diz que a grande pensadora mesmo era a esposa dele ::) Pq será heim?

É o que eu havia dito acima, qq um é capaz de desenvolver as habilidades intelectuais. Por exemplo (e que fique bem claro, é um exemplo e não um ad hominen), minha irmã é professora de cálculo 3 e eletromagnetismo, ela resolve equações cabuludíssimas só de cabeça :ok: E não é pq ela seja uma excessão, simplesmente ela gosta de física e quis se formar nessa área :wink:

Citar
Por que a quase totalidade das guerras, a quase totalidade da política e a quase totalidade das conquistas são masculinas?

Mesmo motivo acima.

E isso só demonstra que vc não estudou história :ok:

Citar
Por que o estudo da história é o estudo dos atos dos grandes homens, umas poucas grandes mulheres e um amontoado de massa amorfa?

Pois é, não estudou mesmo. Grandes passos da humanidade foram determinados por mulheres (mães e esposas) que obrigaram certas coisas ::)

Não generalize e nem se gabe do que desconhece :wink:

Citar
Enfim, pode alguém provar que o papel das mulheres na história do mundo é o de mera coadjuvante com poucas e honrosas excessões?

Você pode provar o contrário?

Experimente uma sociedade sem mulheres, nem os gays aceitariam :P

Concordo com o que disse, mas em relação ao xadrez vou dizer o que penso, já que já fui enxadrista e participei de vários torneios: Não foi por que algum "maluco" resolveu dividir o esporte em categoria feminina e masculina, mas sim por que há uma diferença abrupta entre as categorias.

A categoria masculina é estrondosamente mais forte que a feminina. Um jogador que ficaria no meio da tabela na categoria masculina caso disputasse a categoria feminina teria boas chances de ser campeão. É lógico que há mulheres que jogam muito bem, mas elas são a esmagadora minoria.

No rating nacional, não sei de nenhuma mulher entre os 100 melhores. No rating internacional, acho que só Judit Polgar figura na lista, na vigésima posição.

http://www.fide.com/ratings/top.phtml
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Quereu em 11 de Dezembro de 2007, 17:54:10
Citar
Pq algum palhaço no comitê esportista quis dividir

E não aparece ninguém para juntar?

Citar
Qualquer um pode desenvolver a área do cérebro pela qual se interesse mais, isso é bem óbvio.

Qualquer um pode ser Einstein.

Citar
História cultural, caso vc nunca tenha estudado sobre isso.

Claro que estudei. O politicamente correto só fala disso. Mas todo mundo sabe que o politicamente correto é a doutrina do ressentimento.

Citar
É o que eu havia dito acima, qq um é capaz de desenvolver as habilidades intelectuais. Por exemplo (e que fique bem claro, é um exemplo e não um ad hominen), minha irmã é professora de cálculo 3 e eletromagnetismo, ela resolve equações cabuludíssimas só de cabeça OK! E não é pq ela seja uma excessão, simplesmente ela gosta de física e quis se formar nessa área.

Só mesmo uma mulher pode ter aptidão e não exercer.

Citar
Pois é, não estudou mesmo. Grandes passos da humanidade foram determinados por mulheres (mães e esposas) que obrigaram certas coisas

Culto à virgem Maria?

Citar
Experimente uma sociedade sem mulheres, nem os gays aceitariam

Ainda bem que eu não disse isso.

Citar
E euzinha aqui tenho uma vida bem bacana e saudável pra perder meu tempo com pessoas complexadas

xau
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Shinigami-Ateu em 11 de Dezembro de 2007, 18:24:41
Socorro... me salvem da onda medieval que invadiu o fórum... :stunned:

(eu sei que eu disse que eu ia ficar ausente mas... isso é uma ocasião especial)
O verdadeiro problema desses homens é que parecem que pularam aquela parte de que estudam a história da igreja (Católica geralmente...) para achar os furos e preconceitos para depois ir debater com crentes... aí dá nisso...

Ontem eu tava lendo um tópico bem nada a ver com esse assunto no RéV (http://www.rv.cnt.br/viewtopic.php?p=307811&highlight=#307811) e o preconceito contra mulher entrou no meio do assunto, e diferente daqui, Fernando Silva, Lúcifer e não sei mais quem tavam falando sobre como a mulher era tratada antigamente, e que explicava o porque não existem nome de mulheres na ciência, o que acontecia com as mulheres que fugiam aos padrões... é pura falta de conhecimento dos homens daqui...talvez desconheçam esses meros detalhes e falam o que falam sem saber realmente o assunto....

Sério... eu não entendo a moderação, como eu falei, se tivesse sido um texto igual aquele do forced só que falando de negros a história seria bem diferente e o fórum poderia até enfrentar um processo de racismo... E eu só to falando isso para abrirem o olho e verem como texto e o comportamento de certas pessoas é preconceituoso...depois dá confusão e não sabem porque...  ::)

Concordo com a Fabi, a explicação é simples, e só olhar para traz e ver como as mulheres viviam no século passado, o terreno não era favorável para elas.
Não existe diferença de potencialidades, mulheres e homens tem a mesma capacidade.
Vocês estão discutindo uma coisa absurda, e como dizer que os norte americanos são melhores que o resto do mundo, apenas porque eles possuem mais indivíduos ganhadores do prêmio Nobel.

Abraço.
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Herf em 11 de Dezembro de 2007, 18:31:38
Não existe diferença de potencialidades, mulheres e homens tem a mesma capacidade.
Isso está longe de ser verdade.

Que mal há em reconhecer que homens são mais propensos a se destacar em certas atividades e mulheres mais propensas a obter destaque em outras? Aceitar isso não implica em aceitar que se divida os torneios de xadrez por gênero ou coisas do tipo.

Deixemos o politicamente correto de lado!
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Twinning Hook em 11 de Dezembro de 2007, 18:35:22
Não existe diferença de potencialidades, mulheres e homens tem a mesma capacidade.
Isso está longe de ser verdade.

Que mal há em reconhecer que homens são mais propensos a se destacar em certas atividades e mulheres mais propensas a obter destaque em outras? Aceitar isso não implica em aceitar que se divida os torneios de xadrez por gênero ou coisas do tipo.

Deixemos o politicamente correto de lado!

Concordo.

E' logico que existem inumeras diferencas entre os generos que os beneficiam de maneira diferente, o que voce pode dizer, e' que um nao e' melhor que o outro, mas que sao diferentes, sao muito.
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Luz em 11 de Dezembro de 2007, 18:35:44
Não existe diferença de potencialidades, mulheres e homens tem a mesma capacidade.
Isso está longe de ser verdade.

Que mal há em reconhecer que homens são mais propensos a se destacar em certas atividades e mulheres mais propensas a obter destaque em outras? Aceitar isso não implica em aceitar que se divida os torneios de xadrez por gênero ou coisas do tipo.

Deixemos o politicamente correto de lado!

   Mais propensos, em média - só para acrescentar. O que não tem sentido é dizer que homens são mais inteligentes porque calculam ou mulher são mais inteligentes porque se comunicam melhor, em média, por exemplo. Não sabemos!
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Herf em 11 de Dezembro de 2007, 18:38:53
Mais propensos, em média - só para acrescentar.
Foi justamente para evitar generalizações que usei as palavras "propensos" e "propensas".
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Shinigami-Ateu em 11 de Dezembro de 2007, 18:42:57
Não existe diferença de potencialidades, mulheres e homens tem a mesma capacidade.
Isso está longe de ser verdade.

Que mal há em reconhecer que homens são mais propensos a se destacar em certas atividades e mulheres mais propensas a obter destaque em outras? Aceitar isso não implica em aceitar que se divida os torneios de xadrez por gênero ou coisas do tipo.

Deixemos o politicamente correto de lado!

Concordo.

E' logico que existem inumeras diferencas entre os generos que os beneficiam de maneira diferente, o que voce pode dizer, e' que um nao e' melhor que o outro, mas que sao diferentes, sao muito.

Exato, diferenças existem, mas isso não implica que um é melhor que o outro.
Exceto seu especificar certa habilidade, se eu dizer que homens são melhores enxadristas que as mulheres a afirmação é verdadeira, até que se prove o contrário.
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Luz em 11 de Dezembro de 2007, 18:43:50
Mais propensos, em média - só para acrescentar.
Foi justamente para evitar generalizações que usei as palavras "propensos" e "propensas".

Não por ter a ver com generalizações, mas pare deixar claro, que tanto existem homens como maior propensão para habilidades tipicamente femininas, quanto mulheres com maior propensão para habilidades tipicamente masculinas - podendo, inclusive, ser desenvolvidas.  :ok:
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Herf em 11 de Dezembro de 2007, 18:56:23
tanto existem homens como maior propensão para habilidades tipicamente femininas, quanto mulheres com maior propensão para habilidades tipicamente masculinas - podendo, inclusive, ser desenvolvidas.  :ok:
Absolutamente.
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Dr. Manhattan em 11 de Dezembro de 2007, 19:02:38
Não existe diferença de potencialidades, mulheres e homens tem a mesma capacidade.
Isso está longe de ser verdade.

Que mal há em reconhecer que homens são mais propensos a se destacar em certas atividades e mulheres mais propensas a obter destaque em outras? Aceitar isso não implica em aceitar que se divida os torneios de xadrez por gênero ou coisas do tipo.

Deixemos o politicamente correto de lado!

Não é uma questão de se ser politicamente correto. O fato é que, quando se faz afirmações como essa, é bom levar em conta que
se está andando em um terreno minado. Existem diferenças entre as aptidões médias dos homens e das mulheres, é verdade, mas
muitas vezes essas diferenças (que podem ser insignificantes na prática) são exageradas e usadas para justificar certas práticas discriminatórias. Elas também são utilizadas fora de contexto para tentar justificar idéias preconceituosas. Por exemplo: no mundo inteiro, as mulheres só passaram a ter acesso a educação recentemente (em termos históricos). Além disso, nas sociedades civilizadas [1] as mulheres costumavam estar constantemente grávidas e morriam frequentemente de parto. Mesmo assim, alguns (raramente "algumas" :) ), e não me refiro a ninguem aqui especificamente, invocam uma suposta inaptidão intelectual das mulheres para tentar
explicar sua ausência entre filósofos, cientistas e artistas (quanto à liderança política, não faltaram mulheres líderes de países [2]) 

[1] em contraste com os grupos nômades, de caçadores-coletores, nos quais as mulheres costumavam praticar abstinência, aborto
ou infanticídio para controlar a população (não é fácil migrar carregando sete filhos a tiracolo).

[2] Nesse caso, a riqueza advinda do poder ajudava a compensar as dificuldades citadas acima. Um exemplo foi a Imperatriz Maria
Theresa da Áustria. Ela teve tantos filhos que costumava estar sempre acamada. No palácio Schonbrunn, em Viena, é possível ver a "Cama de Estado" em que Maria recebia visitas formais. Em outro aposento havia a cama normal (menor) em que dormia.
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Narkus em 11 de Dezembro de 2007, 19:16:16
Não existe diferença de potencialidades, mulheres e homens tem a mesma capacidade.
Isso está longe de ser verdade.

Que mal há em reconhecer que homens são mais propensos a se destacar em certas atividades e mulheres mais propensas a obter destaque em outras? Aceitar isso não implica em aceitar que se divida os torneios de xadrez por gênero ou coisas do tipo.

Deixemos o politicamente correto de lado!
Engraçado que por "default" tomos somos "iguais" não é mesmo? Será que isso é cientificamente válido?
Afirmar que ambos os sexos possuem a mesma "potencialidade" também considero errôneo e precipitado.

No que diz respeito em dizer quem é superior, entre o homem ou a mulher, eu assumo minha posição "agnóstica" nesse aspecto.
Mas tenho como certo que existem diferenças "biológicas" de tendências de habilidades e comportamentos entre homens e mulheres.

O problema que até mesmo em um fórum cético não parece ser possível iniciar um debate sobre o assunto.

A situação que vejo neste fórum é a seguinte:
1) Sempre aparecem alguns comentários machistas que nada tem a ver com o tema. (estamos carecas de saber que até há pouco tempo mulheres não tinham liberdade e oportunidades iguais, e ainda hoje não há essa igualdade toda também);
2) Algumas mulheres daqui ADORAM SE OFENDER com o machismo e estou achando que elas estão usando dessas ofensas como pretexto para BARRAR A DISCUSSÃO. Ou seja... Ficam fazendo alarde por bobagem apenas para ajudar o tópico a se transformar em uma baixaria onde ninguém consegue debater porra nenhuma.

Um pedido que faço ao pessoal, principalmente às mulheres:
Por favor, não tragam mágoas passadas para serem resolvidos...

Não existe tabu onde as provas falam por si mesmas - basta que sejam apresentadas.

É muito simples.
  ::)

Nenhuma mulher está aqui com a finalidade de podar homens, mas tão pouco se deixarão podar por opiniões toscas, por isso vamos sempre pedir provas para toda alegação feita sem embasamento científico, sobretudo, alegações extraordinárias.

Afinal, é como a coisa funciona por aqui, ainda bem e não tem porquê ser diferente com questões sexistas, ainda que prevalesça a participação masculina.

Exatamente como aparecem crédulos delirantes para esculhambar ateus, generalizando e estereotipando, baseados em senso comum, evidências anedóticas e o escambal, aparecem aqueles que tratam questões sexistas de forma semelhante e a reação é semelhante.

Além do mais, não existe nada nesses tópicos sexistas nada que não exista em outros tópicos, recheados de sacarmos, ironias, insinuações e provocações recíprocas. E se estão todos errados, uns não estão mais errados que os outros, estão todos igualmente errados.

Sinceramente, não vejo porquê colocar o assunto evidência - prevalesce a máxima da liberdade de expresssão: quem fala o que quer, escuta o que não quer.

Querem provar que as mulheres são tudo que se alega e não apenas mais um alvo preferencial da esculhambação geral, assim como os ateus, comprovem o que estão dizendo ou como diz o rei - por que não se calam?  :P
Por que você não posta alguma coisa coerente e cientificamente comprovada a respeito de diferenças de habilidades e comportamento entre os sexos? Por que precisa trazer as mágoas dos outros tópicos para cá?

Documentário da BBC que passou no discovery:
 “Human instinct – Deepest desires”
(Instinto humano – Desejos mais profundos)
http://www.guba.com/watch/3000082236

OBS: Me avisem se for falácia


Um vídeo interessante que não sei se tratar de material confiável. (Me avisem se for falácia).
http://video.google.com/videoplay?docid=1982349664842037098&hl

Ninguém comentou sobre os vídeos e nem sobre a "confiabilidade" dos mesmos...

Parece que não tem jeito mesmo né?

Eu postei 2 vídeos e NINGUÉM COMENTOU NADA!!!
Tudo o que fizeram foi ficar de zoação, piadinhas, afirmações machistas, mulheres se fazendo de vítimas o tempo todo e blá blá blá...



Narkus,

Eis um ponto interessante e que possui comprovação genética, pelo menos por indução:


O homem procura mais o poder e também usufrui mais dele em relação a mulher.

Isto ocorre pelo simples fato de haver diferença de frequência reprodutiva entre os gêneros, logo um homem com mais poder pode ter mais filhos do que uma mulher com mais poder, o que também explicaria o fato de existirem muito mais homens nestas posições, e também o maior interesse. Isto é claro, adotando-se a premissa de que as mulheres procuram homens com maior poder, o que é logicamente sustentável evolutivamente.

Em outras palavras, se um gênero pode ter mais filhos do que o outro, logo um indivíduo deste pode acasalar com mais indíviduos do outro gênero em menos tempo, aumentando a pressão de seleção, e tornando este um gênero muito mais competitivo. É exatamente o que ocorre com os leões marinhos, onde os machos lutam entre si ferozmente e as fêmeas não, embora conosco seja em escala muito menor.

Outro ponto:

Se toda mulher é prostituta, o homem também é, pois faz acordos com ela trocando valores "biológicos", por exemplo: o dinheiro que o homem paga a uma prostituta nada mais é do que a compensação por transar com ela e não ter qualquer responsabilidade por um filho que ela possa ter. A união entre os sexos é um jogo de interesses COOPERATIVO em sentido de espécie e COMPETITIVO em sentido de indivíduo, o que provoca um equilíbrio-dinâmico dentro da população em se tratando de comportamentos sexuais.


Fontes???

Mas, enfim...

Finalmente um post decente que acrescenta algo!

Valeu... Só falta citar as fontes (antes que venham reclamar né?)

Próximo?

Pelo menos alguém resolveu postar algo coerente, mas cadê as malditas fontes???

Tem jeito isso?
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Quereu em 11 de Dezembro de 2007, 19:20:19
Excelente resposta, Dr. Manhattan. Não disse que os contrários às suas idéias tinham pinto pequeno ou eram inseguros, apenas mostrou argumentos, muito consistentes por sinal, e apontou os erros.
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Galthaar em 11 de Dezembro de 2007, 19:40:09


Narkus,

Eis um ponto interessante e que possui comprovação genética, pelo menos por indução:


O homem procura mais o poder e também usufrui mais dele em relação a mulher.

Isto ocorre pelo simples fato de haver diferença de frequência reprodutiva entre os gêneros, logo um homem com mais poder pode ter mais filhos do que uma mulher com mais poder, o que também explicaria o fato de existirem muito mais homens nestas posições, e também o maior interesse. Isto é claro, adotando-se a premissa de que as mulheres procuram homens com maior poder, o que é logicamente sustentável evolutivamente.

Em outras palavras, se um gênero pode ter mais filhos do que o outro, logo um indivíduo deste pode acasalar com mais indíviduos do outro gênero em menos tempo, aumentando a pressão de seleção, e tornando este um gênero muito mais competitivo. É exatamente o que ocorre com os leões marinhos, onde os machos lutam entre si ferozmente e as fêmeas não, embora conosco seja em escala muito menor.

Outro ponto:

Se toda mulher é prostituta, o homem também é, pois faz acordos com ela trocando valores "biológicos", por exemplo: o dinheiro que o homem paga a uma prostituta nada mais é do que a compensação por transar com ela e não ter qualquer responsabilidade por um filho que ela possa ter. A união entre os sexos é um jogo de interesses COOPERATIVO em sentido de espécie e COMPETITIVO em sentido de indivíduo, o que provoca um equilíbrio-dinâmico dentro da população em se tratando de comportamentos sexuais.


Fontes???

Mas, enfim...

Finalmente um post decente que acrescenta algo!

Valeu... Só falta citar as fontes (antes que venham reclamar né?)

Próximo?


Narkus,

Não há fontes porque é raciocínio lógico indutivo, com premissas e conclusões retiradas a partir destas.

Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Luz em 11 de Dezembro de 2007, 20:40:41

Narkus, assim cansa! O texto citado é auto-explicativo, apesar da ironia e parece que só você não entendeu.  |(

Muito antes de trazer mágoas, eu trouxe a proposta de discustir a questão, nos moldes propostos pelo fórum, ignorando os supostos tabus, doam a quem doer - ressaltando que não há porque dar atenção especial aos tópicos sobre sexismo - já que as falacias, espatalhos, ironais, sarcasmos, sugetões e mesmo ataques pessoais são uma característica comum também em outros tópicos, sobre outros assuntos, não tenho necessariamente relação com a questão, mas como as características dos fosristas.  :hmph:

Resumindo em uma frase: vamos discutir a questão do sexismo como céticos e phodam-se os tabus!  :x

Entendeu ou quer que desenhe?  :P

Se não postei links relacionados é porque não encontrei nenhum de procedência confiável, mas vá lá, só para participar, aqui está (http://pessoas.hsw.uol.com.br/homem.htm), atendendo gentilmente a seu pedido.  ::)

Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Narkus em 11 de Dezembro de 2007, 22:16:08
Esse site parece interessante e confiável (pelo menos as citações me pareceram).
Tudo o que encontrei sobre diferenças sexuais neste site sugere que estas diferenças não são significativas.

Mas daí eu pergunto... Não há mesmo outros estudos que contrareiem essa "igualdade"?

Eu vi bastante sites em inglês (infelizmente meu inglês é péssimo, e passo apuros para entender alguns textos) e pretendo lê-los mais tarde.

Taí um material interessante, segue o link que a Luz deixou "camuflado":

http://pessoas.hsw.uol.com.br/homem.htm
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Quereu em 12 de Dezembro de 2007, 06:20:49
Citar
alguns (raramente "algumas" Smile ), e não me refiro a ninguem aqui especificamente, invocam uma suposta inaptidão intelectual das mulheres para tentar
explicar sua ausência entre filósofos, cientistas e artistas

Não acho que as mulheres sejam inaptas a praticar qualquer atividade. Na média todo mundo é medíocre. Mas quando se trata de indivíduos excepcionais a imensa e esmagadora maioria são homens e são eles que fazem história.


Citar
(quanto à liderança política, não faltaram mulheres líderes de países [2])

De fato. É possível encher uma ampulheta com todos os grãos de excessões.

Citar
Nesse caso, a riqueza advinda do poder ajudava a compensar as dificuldades citadas acima. Um exemplo foi a Imperatriz Maria
Theresa da Áustria. Ela teve tantos filhos que costumava estar sempre acamada. No palácio Schonbrunn, em Viena, é possível ver a "Cama de Estado" em que Maria recebia visitas formais. Em outro aposento havia a cama normal (menor) em que dormia

A liberação feminina coincidiu com os resultados da revolução francesa e industrial. A pílula anticoncepconal em grande medida libertou a sexualidade da mulher. Ora, se mudanças sociais e culturais causaram a emancipação das mulheres o que provocou essas mudanças? Não foi o vento soprando do norte. A invenção da imprensa não mudou a relação das pessoas com o conhecimento derrubando a estrutura de poder da igreja? Os pensadores influenciam as massas e que mal há de se dizer que eram homens? Novas tecnologias obrigam as pessoas a se relacionar de maneira diversa no mundo. É por isso que o islã não se modifica, porque está congelado no tempo.

Citar
Existem diferenças entre as aptidões médias dos homens e das mulheres, é verdade, mas
muitas vezes essas diferenças (que podem ser insignificantes na prática) são exageradas e usadas para justificar certas práticas discriminatórias

O que as pessoas fazem com aquilo que aprendem escapa do controle. Já se disse que Hitler usou a evolução para justificar o nazismo e não poucos crentes intelectuais afirmaram que essa teoria era perversa.
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Suyndara em 12 de Dezembro de 2007, 10:12:35
Não existe diferença de potencialidades, mulheres e homens tem a mesma capacidade.
Isso está longe de ser verdade.

Que mal há em reconhecer que homens são mais propensos a se destacar em certas atividades e mulheres mais propensas a obter destaque em outras? Aceitar isso não implica em aceitar que se divida os torneios de xadrez por gênero ou coisas do tipo.

Deixemos o politicamente correto de lado!

Simplesmente pq não é verdade, meu caro :ok:

Ou vcs são céticos ou não são, pq estou vendo um bando de meninos complexados brincando de "eu sou o melhor" sem nenhuma constatação científica :wink:

Se homens e mulheres possuem a mesma média de QI, onde está a tal superioridade?

Todos sabem que as pessoas não desenvolvem 100% do cérebro, então ter míseros 1% a mais de desenvolvimento em uma determinada área é o mesmo que nada. As potencialidades médias são as mesmas, basta que vc queira desenvolver :ok:

Essa guerra de sexo só demonstra imaturidade e desconhecimento do assunto :wink:

O engraçado é que posso citar mil argumentos, eles sempre serão pulados e ignorados. Ou farão como o Narkus que nega as próprias falácias tentando transferí-las para mim ::)

Quer ver um exemplo? O que diferencia geneticamente homens e mulheres é o cromossomo Y (ausente nas mulheres, e para "compensar" um dos X das fêmeas ficam inativos), o cromossomo Y possui um gene para retardo mental, qdo em dominância e outro para "agressividade" (já que historicamente os machos lutavam por fêmeas e territórios). E eu seria tão preconceituosa e infantil quanto vcs se eu concluísse que todos os homens são agressivos e brutos e que outra parte são retardados :wink:

Viram como é simples montar falácias em cima de estudos científicos?

Eu lamento muito que algumas pessoas tenham mente tão pequena a ponto de realmente levar a sério uma guerra por superioridade entre os sexos. E fico mais feliz ainda por saber que minha inteligência nunca foi e nunca será reprimida por pessoas assim :ok:

Enfim, abram os olhos :wink:

[]s
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Suyndara em 12 de Dezembro de 2007, 10:16:14
Excelente resposta, Dr. Manhattan. Não disse que os contrários às suas idéias tinham pinto pequeno ou eram inseguros, apenas mostrou argumentos, muito consistentes por sinal, e apontou os erros.

E quem foi que fez isso?


Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Luz em 12 de Dezembro de 2007, 10:37:31
Apagar, por favor.
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Narkus em 12 de Dezembro de 2007, 11:07:57
Não existe diferença de potencialidades, mulheres e homens tem a mesma capacidade.
Isso está longe de ser verdade.

Que mal há em reconhecer que homens são mais propensos a se destacar em certas atividades e mulheres mais propensas a obter destaque em outras? Aceitar isso não implica em aceitar que se divida os torneios de xadrez por gênero ou coisas do tipo.

Deixemos o politicamente correto de lado!

Simplesmente pq não é verdade, meu caro :ok:

Ou vcs são céticos ou não são, pq estou vendo um bando de meninos complexados brincando de "eu sou o melhor" sem nenhuma constatação científica :wink:

Se homens e mulheres possuem a mesma média de QI, onde está a tal superioridade?

Todos sabem que as pessoas não desenvolvem 100% do cérebro, então ter míseros 1% a mais de desenvolvimento em uma determinada área é o mesmo que nada. As potencialidades médias são as mesmas, basta que vc queira desenvolver :ok:

Essa guerra de sexo só demonstra imaturidade e desconhecimento do assunto :wink:

O engraçado é que posso citar mil argumentos, eles sempre serão pulados e ignorados. Ou farão como o Narkus que nega as próprias falácias tentando transferí-las para mim ::)

Quer ver um exemplo? O que diferencia geneticamente homens e mulheres é o cromossomo Y (ausente nas mulheres, e para "compensar" um dos X das fêmeas ficam inativos), o cromossomo Y possui um gene para retardo mental, qdo em dominância e outro para "agressividade" (já que historicamente os machos lutavam por fêmeas e territórios). E eu seria tão preconceituosa e infantil quanto vcs se eu concluísse que todos os homens são agressivos e brutos e que outra parte são retardados :wink:

Viram como é simples montar falácias em cima de estudos científicos?

Eu lamento muito que algumas pessoas tenham mente tão pequena a ponto de realmente levar a sério uma guerra por superioridade entre os sexos. E fico mais feliz ainda por saber que minha inteligência nunca foi e nunca será reprimida por pessoas assim :ok:

Enfim, abram os olhos :wink:

[]s
Dentre todos os usuários de "estrada" neste fórum com certeza você é a que vêm demonstrando a maior imaturidade, insensatez, e vários e vários espantalhos.

Quem mais parece estar com problemas é você!
Eu sei que vai vir suas "parceiras de genêro" defender suas atitudes cegamente, (NOVAMENTE, EU ESPERO ESTAR ENGANADO NESSA PREVISÃO...), ou mesmo algum amigo, cônjugue seu ou defensores cegos de sua loucura, como foi o caso do APODMAN que chegou ao ponto de me mandar um "scrap" no meu orkut "pedindo que eu provasse que as mulheres são irracionais".

Você não postou nada (NADA) de útil neste tópico... Tudo o que vêm tentando fazer é me polarizar como machista, inseguro e infantil, coisa que eu sei que não sou.
Além disso vêm neste tópico trazer mágoas passadas, continua mencionando meu nome (ué, você não havia dito que iria me ignorar?) e fazendo espantalhos.

E digo mais... (f*da-se se for ad-hominen)...
EU ESPERO ESTAR ERRADO, mas você está se encaixando muito bem no "esteriótipo" que eu descrevi no meu post naquele seu tópico: http://clubecetico.org/forum/index.php/topic,13802.msg259632.html#msg259632

E engraçado que é tão fácil não se encaixar naquele esteriótipo, sendo que às vezes eu penso que você até se esforça pra se encaixar o mais perfeitamente possível.
Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Suyndara em 12 de Dezembro de 2007, 11:22:35
Narkus,

Já que vc está claramente levando as coisas para o lado pessoal e insiste em fazer ofensas diretas à minha pessoa, sendo que novamente a moderação do CC não fará nada a respeito  ::)

Eu me permito o direito de levar um cartão amarelo por sua causa, sim  :ok:

Assuma suas próprias falácias, admita que apenas pedi que vc citasse fontes e por incapacidade de argumentar de forma adulta ou de contrapor com uma mulher com QI superior ao seu vc tem agido de forma tola e infantil...

Seja homem e admita que é vc que está mentindo, criando falácias e espantalhos aqui e tentando se passar de vítima para tentar enganar a moderação  :ok:

Bem aqui nessa página, eu cito suas falácias http://clubecetico.org/forum/index.php/topic,13802.150.html

Assume o que falou agora  :wink:

Quanto ao meu esposo, ele não precisa me defender e eu nunca pedi isso a ele. Mas como um forista qualquer tem o direito de expor suas opiniões sim  :wink:
Talvez te incomode o fato dele não concordar contigo, não é?  ::)

Eu não tenho medo de vc e não me importo com sua opnião, mas acho que vc deveria crescer e aprender a entrar em um debate com seriedade e não com mentiras, falácias e apelações pessoais  :wink:

[]s

Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Suyndara em 12 de Dezembro de 2007, 11:24:31
E retomo minha pergunta final:

Se homens e mulheres possuem a mesma média de QI, onde está a tal superioridade?
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Suyndara em 12 de Dezembro de 2007, 12:35:05
Bom,

Eu "ressuscitei" o tópico pq acredito que agora já temos a resposta para ele  :wink:

Mulheres no meio acadêmico sofrem perseguições e preconceitos e isso exige muita coragem e paciência para que se chegue a termo. No meio cético eu imaginava que fosse diferente  ::)

Mas justo agora, quando aumentaram o número de participantes do sexo feminino no fórum, surge-se um tabu sexista inimaginável  :nojo:

Sei que foram apenas algumas excessões e que muito dos foristas aqui continuam mantendo uma postura ética e digna, enquanto outros baixaram literalmente o nível.

Mas confesso que estou extramente decepcionada com o CC, por ter se permitido chegar a esse ponto.

Eu já tive problemas no orkut, quando antigos colegas religiosos começaram a me perseguir e azucrinar e acabei chegando a conclusão que aquele ambiente expõe demais as pessoas por nada.

Chego agora a mesma conclusão em relação ao CC. Não faz mais sentido trocar idéias em um ambiente restringido por tabus medievais  :'(

Já que minhas contribuições só são de fato respeitadas e aceitas em papers científicos, é para eles que volto, feliz por ter conhecido pessoas bacanas e inteligentes por aqui e pela experiência que todos os fóruns de debates proporcionam :ok:

E não é um drama, é um desabafo. Talvez daqui uns meses eu volte para postar algo interessante sobre evolução (talvez não).

[]s
Título: Sobre as Diferenças
Enviado por: forced_existence em 12 de Dezembro de 2007, 14:20:51


Não quero que a discussão sobre sexismo tome um lado de baixeza. Quero dar outra explicação pro fenômeno que ocorre. Mesmo que eu deixe de lado em apontar sobre a superioridade ou não do sexo masculino, ainda que esta superioridade se dê no aspecto biológico, quando digo sobre diferenças me dizem: "Cadê os dados ? Onde estão as pesquisas a este respeito?.." etc. Isto é típico de falso ceticismo, o pseudo-cético se esconde atrás dos números ignorando o bom senso. Em se tratando de comportamento humano, dados quantitativos são a fotografia mais momentânea que um raio. É um instantâneo de um evento passageiro numa onda de modismos rápido e descartável. Existe uma coisa chamada bom senso. O indivíduo como um animal social ele tende a defender seu grupo e temos o que conhecemos como corporativismo numa forma mais organizada que se chega.
Estamos numa época de transformação, de mudanças sociais e uma destas mudanças é a colocação da mulher no mercado de trabalho. Estamos passando por uma revolução. Reconheço. As mulheres estão cada vez mais infiltrando em mercados de trabalho que antes eram somente considerados como áreas tipicamente masculinas.

Porém como em toda revolução, qualquer suspeita, mínima que fosse de que existem contra-revolucionários, assim como na frança, a guilhotina trabalha e trabalha muito. Diga que uma mulher tem preferência por revistas de entretenimento de fofoca que você é acusado de ser um contra-revolucionário e é guilhotinado por línguas afiadas que difamam e ainda é taxado como medieval.

Quando se recorre à pesquisa o indivíduo não responderia algo negativamente se porventura ele suspeitasse de que sua resposta pode contribuir para macular a imagem numa categoria de classe na qual ele está inserido. Nesta lógica, se houvesse uma pesquisa pra saber sobre gosto literário de um público feminino que tem hábito de leitura, este público não diria, em nome de sua causa ou da revolução, que lê exaustivamente revistas de fofocas, ou que tem como principal entretenimento de leitura romances novelescos e sentimentalóides nada enriquecedores.


Pra terminar esta parte em eu que esclarecia os pontos em que os pseudo-céticos poderiam refutar, a gente teria duas dificuldades em provar o que observamos diariamente na vida prática os hábitos femininos:
Uma é a causa revolucionária em que não se pode ser contrário e outra é a natural tendência do ser humano de defender uma categoria ou classe em que pertence falseando dados estatísticos.   
Muitos pseudo-céticos gostam de recorrer a autoridade dizendo que tal pesquisador ou pesquisadores ainda não têm uma teoria definitiva a respeito de um assunto específico ou quando têm os pseudo-céticos superestimam seus dados. Isso não importa. Fingir que não vê o que estamos constantemente verificando nos salões, nas esquinas, perto de nossa casa, nos ônibus coletivo e nos mercados é hipocrisia. (Ou politicamente correto...Blargh!)
O que é mais importante que não se pode esquecer é que antes do sujeito fazer escolha em ser um pesquisador ou cientista ele foi um observador tenaz.


O que eu observo:

A mulher é bem mais sucetível ao consumo fútil. Se consome novelas, são consumidos produtos que prometem fazer a pessoa ser mais amada do que nunca. São consumidos produtos mais do que efêmeros, prometem a felicidade eterna e o amor. É a cultura de massas. Por isso consome mais futilidades do pode efetivamente utilizar, e a mídia não somente sabe que as mulheres não são só tagarelas mas são também um tanto choronas. Por isso a mídia apela ao sentimentalismo quando vendem suas marcas principalmente ao público feminino. Elas são mais propensas a ser compradoras compulsivas. Possivelmente são compulsivas especialmente por acharem que estão carente de algo, e este algo é tão somente sexo. (Embora não saibam disto, daí se não são consumidoras compulsivas por compras de futilidades em acessórios e para o chocolate que explico depois).



Desde o surgimento de uma sociedade de consumo quando a burguesia finalmente chega o poder, o classicismo e os antigos trovadorismos finalmente dão lugar aos romances do século XIX, mais fáceis de ler e para puro consumo de uma classe abastada. A mulher foi sendo alfabetizada e com o passar do tempo, confinada em seu castelos de sonhos, foi a principal consumidora dos folhetins novelescos. O que antes era cantada para ela em verso e prosa pelos trovadores medievais, a mulher passa a ler para si própria a partir do momento em que sua educação formal é levado em conta. Deriva-se tudo isto invariavelmente a uma consumidora compulsiva e sonhadora de folhetins romanceados.

Pra concluir:

Claro que esta revolução que eu dizia antes não se daria se as mulheres fossem incultas embora suas preferências de hábitos de leitura são banais até para as que são consideradas intelectuais. Na verdade longe dos olhos dos 'contra-revolucionários', até as intelectuais ficam no seus recônditos lendo livrinhos de receita e como será o  próximo capítulo da novela enquanto fazem bordados. 


OBS: Embora eu tenha falado sobre a necessidade de ser um observador tenaz para ser pesquisador ou cientista, não tenho intenções de ser nenhum pesquisador.
Título: Re: Sobre as Diferenças
Enviado por: Pregador em 12 de Dezembro de 2007, 14:34:14
Coisas como comprar cerveja, material de pesca, pneus para carro, muito embora o carro não necessite (mas aquele mais largo da marca X é mais "cult"), rodas caríssimas, aparelhos e som ultra-pontentes (sem um fim específico, apenas de ter o maior e mais potente possível), bonés, ficar lendo sobre bandas, ficas assistindo MTV o dia inteiro para ver clipes, respirar uma banda, vestir-se como se vestem os membros da banda, etc etc.

Todos estes produtos são amplamente consumidos pelo público masculino de modo geral. Nem todos consomem, mas muitos sim. São todos produtos fúteis e inúteis, tais quais revistas de fofocas e centenas de sapatos e bolsas.

Não acho que a balança pesa tanto para o lado masculino no consumo e cultura de futilidades como você escreveu. A futilidade está em toda parte e atinge a todos. Eu mesmo tenho minhas futilidades como todo mundo aqui deve ter.
Título: Re: Sobre as Diferenças
Enviado por: Luz em 12 de Dezembro de 2007, 14:35:23
Será que poderíamos traçar um paralelo entre o sexismo e o ateísmo, por exemplo, sem defender o grupo ao qual pertencemos, sem insistir nos dados ou nos escondermos por traz dos números, mas apoiados simplesmente em bom senso?

O que é que o mundo lá fora nos diz sobre o ateísmo que não nos diga sobre o sexismo? O bom sendo está com a razão nos dois casos?
Título: Re: Sobre as Diferenças
Enviado por: Pregador em 12 de Dezembro de 2007, 14:41:46
Será que poderíamos traçar um paralelo entre o sexismo e o ateísmo, por exemplo, sem defender o grupo ao qual pertencemos, sem insistir nos dados ou nos escondermos por traz dos números, mas apoiados simplesmente em bom senso?

O que é que o mundo lá fora nos diz sobre o ateísmo que não nos diga sobre o sexismo? O bom sendo está com a razão nos dois casos?


Além de que exigir dados é o mínimo que se pede quando se busca comparar duas situações. Gostaria de saber se existe pesquisa sobre os gastos e a destinação de homens e mulheres. Eu também tenho a impressão que mulher gasta mais que homem em coisas inúteis ou futilidades, mas não tenho base científica para afirmar isso. Apenas a experiência pessoal das pessoas que convivo. COmo eu não convivo com todas as mulheres do mundo fica difícil arriscar qualquer coisa.
Título: Re: Sobre as Diferenças
Enviado por: Narkus em 12 de Dezembro de 2007, 14:45:28
Segundo o site Saúde e Beleza (http://www.saudebeleza.com.br/edicao09/oneomania.html) as mulheres tem mais tendência a Oneomania, ou seja, o comportamento compulsivo de comprar além de suas capacidades financeiras.

Homens também gastam seu dinheiro com coisas fúteis, mas pelo que eu observo as mulheres o gastam de forma mais "constante".
Se formos considerar os gastos com os cuidados da aparência, roupas, sapatos, bolsas e jóias, eu não duvido que ultrapasse boa parte do que os homens gastam com carrões, iates etc.

Os homens ainda ganham bem mais, por isso seus gastos são menos interpretados como "fúteis".
Mas também, colocando um pouco de lenha, as mulheres usufruem bastante daquilo que os homens "gastam", ou seja, andam em seus carros, moram em suas mansões, usufruem de suas propriedades.

É uma estatística "moralmente" machista mesmo, porém real.

PS: Isso que não estou considerando os casos de mulheres que gastam o dinheiro de seus cônjugues  :histeria:
Título: Re: Sobre as Diferenças
Enviado por: Contini em 12 de Dezembro de 2007, 15:00:26
...Sou casado pela segunda vez, devido a mudanças de curso profissionais, hoje ganho menos que ganhava no 1º casamento, mas tenho mais: moto, carro, apto, casa na chacara, etc...E se consegui isso tudo foi graças ao bom senso e planejamento de minha esposa (atual)...Então minha percepção do proposto aqui é diferente;
Por isso são necessarias informações precisas e imparciais para se apreciar o problema. "Achismos" não vão levar a nada, generalizar pela nossa cultura latina tradicionalmente machista também...
Título: Re: Sobre as Diferenças
Enviado por: Luz em 12 de Dezembro de 2007, 15:04:08
Apagar, por favor.
Título: Re: Sobre as Diferenças
Enviado por: Dr. Manhattan em 12 de Dezembro de 2007, 15:45:05
...Sou casado pela segunda vez, devido a mudanças de curso profissionais, hoje ganho menos que ganhava no 1º casamento, mas tenho mais: moto, carro, apto, casa na chacara, etc...E se consegui isso tudo foi graças ao bom senso e planejamento de minha esposa (atual)...Então minha percepção do proposto aqui é diferente;
Por isso são necessarias informações precisas e imparciais para se apreciar o problema. "Achismos" não vão levar a nada, generalizar pela nossa cultura latina tradicionalmente machista também...
Concordo inteiramente. Aliás, sempre que vou fazer alguma compra maior, lembro sempre de levar minha noiva. Ela não só sabe
pechinchar melhor como percebe com mais facilidade se o vendedor está querendo me passar a perna.

Narkus: você é ou já foi casado? Ou namora firme, ou já namorou? Só por curiosidade...

Citação de: forced_existence
Possivelmente são compulsivas especialmente por acharem que estão carente de algo, e este algo é tão somente sexo. (Embora não saibam disto, daí se não são consumidoras compulsivas por compras de futilidades em acessórios e para o chocolate que explico depois).
Falácias a granel (check), generalizações grosseiras (check), texto confuso (check), idéias mal ajambradas (check), incapacidade de aceitar críticas (check).
Hey! Mais um membro para minha lista de foristas-ignoraráveis! Espero que ele goste da companhia do Erivelton. :lol:


Título: Re: Sobre as Diferenças
Enviado por: Pregador em 12 de Dezembro de 2007, 15:55:09
Não tinha reparado nesta última citação que o Dr. Manhattan postou do Narkus. Narkus, este tipo de alegação além de ser falácia pura é tremendamente desrespeitoso com toda e qualquer mulher.
Título: Re: Sobre as Diferenças
Enviado por: Narkus em 12 de Dezembro de 2007, 16:00:46
Nunca fui casado, e nenhum de meus relacionamentos podem ser considerados como namoro.

E sobre o exemplo do mscontini...
Não é um exemplo que dita as regras do que vemos na realidade, muito embora não seja raro.

É muito fácil pegar, por exemplo, uma minoria de mulheres que sabem administrar grandes negócios e fazer desta minoria uma regra para o gênero todo.
Da mesma forma, é muito fácil pegar uma minoria de homens que "valorizam mais a beleza interior" e fazer desta minoria uma regra para o gênero todo.

No que diz respeito a gastos além de suas capacidades financeiras, essa compulsão é compravadamente mais acentuada em mulheres.
Se isso tem fatores biológicos ou apenas culturais não vem ao caso, pois o que está sendo mostrado são as estatísticas.
Título: Re: Sobre as Diferenças
Enviado por: Dr. Manhattan em 12 de Dezembro de 2007, 16:02:47
Não tinha reparado nesta última citação que o Dr. Manhattan postou do Narkus. Narkus, este tipo de alegação além de ser falácia pura é tremendamente desrespeitoso com toda e qualquer mulher.

Não foi uma citação do Narkus, mas do OP (forced whatever). Desde já peço desculpas ao Narkus pela possível confusão.
Título: Re: Sobre as Diferenças
Enviado por: Thufir Hawat em 12 de Dezembro de 2007, 16:06:39
Citar
Possivelmente são compulsivas especialmente por acharem que estão carente de algo, e este algo é tão somente sexo. (Embora não saibam disto, daí se não são consumidoras compulsivas por compras de futilidades em acessórios e para o chocolate que explico depois).
Falácias a granel (check), generalizações grosseiras (check), texto confuso (check), idéias mal ajambradas (check), incapacidade de aceitar críticas (check).
Hey! Mais um membro para minha lista de foristas-ignoraráveis! Espero que ele goste da companhia do Erivelton. :lol:
Join the club!  :)
Título: Re: Sobre as Diferenças
Enviado por: Pregador em 12 de Dezembro de 2007, 16:11:49
Não tinha reparado nesta última citação que o Dr. Manhattan postou do Narkus. Narkus, este tipo de alegação além de ser falácia pura é tremendamente desrespeitoso com toda e qualquer mulher.

Não foi uma citação do Narkus, mas do OP (forced whatever). Desde já peço desculpas ao Narkus pela possível confusão.

Ah ok. A advertência então é destinada ao "Existência forçada"...
Título: Re: Sobre as Diferenças
Enviado por: Contini em 12 de Dezembro de 2007, 16:18:59
Nunca fui casado, e nenhum de meus relacionamentos podem ser considerados como namoro.

E sobre o exemplo do mscontini...
Não é um exemplo que dita as regras do que vemos na realidade, muito embora não seja raro.

É muito fácil pegar, por exemplo, uma minoria de mulheres que sabem administrar grandes negócios e fazer desta minoria uma regra para o gênero todo.
Da mesma forma, é muito fácil pegar uma minoria de homens que "valorizam mais a beleza interior" e fazer desta minoria uma regra para o gênero todo.

No que diz respeito a gastos além de suas capacidades financeiras, essa compulsão é compravadamente mais acentuada em mulheres.
Se isso tem fatores biológicos ou apenas culturais não vem ao caso, pois o que está sendo mostrado são as estatísticas.
Foi o que eu quiz dizer...O post traz claramente uma visão pessoal tentando se manter atraves de falacias e analises subjetivas.
Se eu fosse ver pela minha experiencia sobre o assunto, minha impressão seria totalmente oposta a dele...
É preciso imparcialidade...

No caso do forced_existence a impressão que dá é que ele teve uma experiencia muito negativa com o sexo oposto que afetou sua auto-estima e que resultou em uma busca por uma sensação se superioridade sobre as mulheres.

Mas claro que isso pode ser uma opinião parcial e fundamentada em interpretações pessoais.... :ok:
Título: Re: Sobre as Diferenças
Enviado por: Fabi em 12 de Dezembro de 2007, 16:27:08
A mulher é bem mais sucetível ao consumo fútil.
Mentira, toda a massa é sucetível ao consumo fútil, tanto os homens quanto mulheres...E porque? todo mundo tem suas frustrações, traumas, sonhos e etc e é com isso que a publicidade trabalha, tanto para o homem quanto para mulher.

Se consome novelas, são consumidos produtos que prometem fazer a pessoa ser mais amada do que nunca. São consumidos produtos mais do que efêmeros, prometem a felicidade eterna e o amor.
Outra mentira, a publicidade quando trabalha com mulheres promete: marido bonito e não folgado, poder e beleza.
É a cultura de massas. Por isso consome mais futilidades do pode efetivamente utilizar, e a mídia não somente sabe que as mulheres não são só tagarelas mas são também um tanto choronas. Por isso a mídia apela ao sentimentalismo quando vendem suas marcas principalmente ao público feminino. Elas são mais propensas a ser compradoras compulsivas.
~
A mídia não acha isso das mulheres, dá pra ver que você não entende nada de mídia, publicidade e etc. Bom, eu não to aqui pra dar aula de publicidade e propaganda, mas vou explicar no geral como é...

Cada classe social tem seus sonhos e frutrações, a mulher de classe média baixa é frustrada com o marido que fica o domingo deitado no sofá bebendo cerveja, peidando e arrotando, então a publicidade trabalha com o marido bonito, compreensivo e que ajuda em casa. E quanto aos homens? Ele é frustrado com o emprego que paga pouco, com a mulher reclamando, e com a falta de perspectiva....

Nada a ver o que você falou...tanto o homem quanto a mulher são consumistas em potencial.
Possivelmente são compulsivas especialmente por acharem que estão carente de algo, e este algo é tão somente sexo. (Embora não saibam disto, daí se não são consumidoras compulsivas por compras de futilidades em acessórios e para o chocolate que explico depois).
Nossa... essa foi bola fora...se alguém é compulsivo e carente por sexo... é o homem (vide comerciais de cerveja com mulheres peitudas de biquini) eu recomendo você ler, estudar antes de vir falar essas bobagens.
Título: Re: Sobre as Diferenças
Enviado por: Narkus em 12 de Dezembro de 2007, 16:29:52
Nunca fui casado, e nenhum de meus relacionamentos podem ser considerados como namoro.

E sobre o exemplo do mscontini...
Não é um exemplo que dita as regras do que vemos na realidade, muito embora não seja raro.

É muito fácil pegar, por exemplo, uma minoria de mulheres que sabem administrar grandes negócios e fazer desta minoria uma regra para o gênero todo.
Da mesma forma, é muito fácil pegar uma minoria de homens que "valorizam mais a beleza interior" e fazer desta minoria uma regra para o gênero todo.

No que diz respeito a gastos além de suas capacidades financeiras, essa compulsão é compravadamente mais acentuada em mulheres.
Se isso tem fatores biológicos ou apenas culturais não vem ao caso, pois o que está sendo mostrado são as estatísticas.
Foi o que eu quiz dizer...O post traz claramente uma visão pessoal tentando se manter atraves de falacias e analises subjetivas.
Se eu fosse ver pela minha experiencia sobre o assunto, minha impressão seria totalmente oposta a dele...
É preciso imparcialidade...

No caso do forced_existence a impressão que dá é que ele teve uma experiencia muito negativa com o sexo oposto que afetou sua auto-estima e que resultou em uma busca por uma sensação se superioridade sobre as mulheres.

Mas claro que isso pode ser uma opinião parcial e fundamentada em interpretações pessoais.... :ok:
Cara...
Eu acho que a primeira coisa que precisa acabar neste fórum é essas especulações sobre a vida pessoal dos outros.

Eu, particularmente, acho extremamente ridículo esses comentários do tipo: "só homem com complexo de pau pequeno pra falar uma coisa desses", "isso é coisa de homem inseguro" e blá blá blá.

Eu vou dizer bem o que eu acho sobre essa febre de "seguridade" masculina contra qualquer comentário aparentemente machista:
1) É típico discurso de bar;
2) Ser seguro de si não é necessariamente sinônimo de sabedoria ou razão... Há muitos bobocas todos cheios de si que nem percebem o que acontece diante de suas fuças;
3) Se o cara for corno, pau pequeno, inseguro etc mas estiver sendo correto nas afirmações qual o problema? Será que não dá pra refutar suas afirmações sem recorrer a falácia da moral de filósofos de buteco?

Na minha opinião esse papo de "homem que fala isso é porque é inseguro" poderia muito bem ter sido inventado por cafagestes e mulheres que traíam seus maridos. Sabe por que? Porque estas pessoas são as maiores beneficiadas por "pregar" este tipo de moral exatamente nos maridos cornos.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Diegojaf em 12 de Dezembro de 2007, 16:36:16
:hein:
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Nyx em 12 de Dezembro de 2007, 16:36:54
 :o Vivendo e aprendendo.
Título: Re: Sobre as Diferenças
Enviado por: Contini em 12 de Dezembro de 2007, 16:44:09
Nunca fui casado, e nenhum de meus relacionamentos podem ser considerados como namoro.

E sobre o exemplo do mscontini...
Não é um exemplo que dita as regras do que vemos na realidade, muito embora não seja raro.

É muito fácil pegar, por exemplo, uma minoria de mulheres que sabem administrar grandes negócios e fazer desta minoria uma regra para o gênero todo.
Da mesma forma, é muito fácil pegar uma minoria de homens que "valorizam mais a beleza interior" e fazer desta minoria uma regra para o gênero todo.

No que diz respeito a gastos além de suas capacidades financeiras, essa compulsão é compravadamente mais acentuada em mulheres.
Se isso tem fatores biológicos ou apenas culturais não vem ao caso, pois o que está sendo mostrado são as estatísticas.
Foi o que eu quiz dizer...O post traz claramente uma visão pessoal tentando se manter atraves de falacias e analises subjetivas.
Se eu fosse ver pela minha experiencia sobre o assunto, minha impressão seria totalmente oposta a dele...
É preciso imparcialidade...

No caso do forced_existence a impressão que dá é que ele teve uma experiencia muito negativa com o sexo oposto que afetou sua auto-estima e que resultou em uma busca por uma sensação se superioridade sobre as mulheres.

Mas claro que isso pode ser uma opinião parcial e fundamentada em interpretações pessoais.... :ok:
Cara...
Eu acho que a primeira coisa que precisa acabar neste fórum é essas especulações sobre a vida pessoal dos outros.

Eu, particularmente, acho extremamente ridículo esses comentários do tipo: "só homem com complexo de pau pequeno pra falar uma coisa desses", "isso é coisa de homem inseguro" e blá blá blá.

Eu vou dizer bem o que eu acho sobre essa febre de "seguridade" masculina contra qualquer comentário aparentemente machista:
1) É típico discurso de bar;
2) Ser seguro de si não é necessariamente sinônimo de sabedoria ou razão... Há muitos bobocas todos cheios de si que nem percebem o que acontece diante de suas fuças;
3) Se o cara for corno, pau pequeno, inseguro etc mas estiver sendo correto nas afirmações qual o problema? Será que não dá pra refutar suas afirmações sem recorrer a falácia da moral de filósofos de buteco?

Na minha opinião esse papo de "homem que fala isso é porque é inseguro" poderia muito bem ter sido inventado por cafagestes e mulheres que traíam seus maridos. Sabe por que? Porque estas pessoas são as maiores beneficiadas por "pregar" este tipo de moral exatamente nos maridos cornos.

Concordo com deixar as picuinhas e opiniões de bar de lado...Eu fiz sim um comentario maldoso, mas foi pra mostrar que interpretações pessoais, como o do forced_existence se tornam esse tipo de "conversa de bar" que vc citou.
Foi puramente uma opinião sem balizamento, pois não conheço o forista...E generalizei, outro "erro". Eu fui sacana mesmo, não me arrependo.

Existem mulheres seguras e inseguras, homens seguros e inseguros...é a vida e não me interessa saber quem é ou não inseguro.

Opiniões não precisam de base para serem ofensivas...
Título: Re: Sobre as Diferenças
Enviado por: forced_existence em 12 de Dezembro de 2007, 17:16:14
Por que eu falei sobre a influência da mídia sobre a mulher:

A mulher deve ser naturalmente atraente, deve manifestar o erotismo para a iniciação sexual, é insinuante quando o sabe fazer, o corpo desnudo ao menos em parte da mulher não só faz parte de moda ou modismos como é natural para chamar a atenção do sexo oposto. Haja visto em todas as camadas sociais, quando o tecido utilizado nas confecções de roupas femininas cuja ausência do tecido sintético é muitas vezes diretamente proporcional ao preço, é o objeto de consumo que nunca sai de moda em todas as classes sociais. De saias justíssimas a decotes mais ousados, não importa. Em qualquer roda do círculo social é aceitável desde que alguma parte seja desnuda. Onde será que a propaganda atacaria? Em roupas e acessórios, cremes e shampoos.


Se para a mídia a propaganda para o homem consumir é mostrar mulheres atraentes e bonitas, é por que as mulheres assim se fazem perante a sociedade. Caso contrário as próprias mulheres nos comerciais não se prestariam a tal situação. Isto é prostituir-se.
pros.ti.tu.ir
v. 1. Tr. dir. Levar à prostituição; corromper, tornar devasso. 2. Pron. Entregar-se à prostituição. 3. Tr. dir. Degradar, desonrar, TORNAR VIL. 4. Pron. Aviltar-se, desonrar-se.
É este o sentido de prostituição que me referi num texto anterior. NO SENTIDO DE TORNAR-SE VIL. Vender o corpo ou a imagem é a mesma coisa. Agora, eu não generalizo todas as mulheres, senão eu estaria incorrendo em uma injustiça e sendo tremendamente mau caráter. Minha mãe é uma mulher que eu sei honesta, íntegra e inteligente embora seja uma péssima motorista, pois toda a infância brincara somente de casinha e bonecas como todas as meninas inibindo a coordenação motora.

Enquanto eu estava escrevendo sobre a mídia aqui, estava achando engraçado por que fui refutado por uma garota num fórum para o qual estou escrevendo, que se denomina "miss clube cético". Como se o fato de ser miss alguma coisa fosse significativo para um debate num fórum cético ou caso contrário, qual a razão de se denominar algo que só a aparência é significante ? Só posso deduzir de que a aparência vende. Vende simpatia mesmo que as razões pelas quais seu defensor defende sejam frágeis.

Quando falei sobre a necessidade do chocolate quando a mulher consome quis dizer que o sexo ou ato sexual para a mulher não tem muita importância ou para  muitas não é uma necessidade fisiológica. Não é raro perceber, o que aliás é muito comum, a necessidade de chocolate para a mulher. O chocolate contém uma substância química chamada feniletilamina, a mesma substância responsável pela excitação sexual, o que se pode inferir que basta uma barrinha de chocolate que a mulher inconscientemente se satisfaz sexualmente. Ao mesmo tempo que a mulher se insinua, repugna o sexo quando é expresso ou verbalizado referente a ela.

Uma das características narcisísticas. Isto tem uma razão de ser como explicado logo a seguir:

"Na natureza, observa-se que a célula feminina, ou gameta feminino, o óvulo, é geralmente bem maior que o gameta masculino e possui um citoplasma rico em nutrientes. O óvulo é em geral imóvel, expectante, e o espermatozóide é móvel e essencialemte ativo e migrador.
O sonho de todo espermatozóide é encontrar um óvulo grande, rico ,cheio de nutrientes que albergue sua preciosa carga genética.[...]
O óvulo também deseja e precisa de um espermatozóide forte, vigoroso de preferência com ótima carga genética com o qual se fundirá e formará um novo ser. Os organismos femininos produzem sempre uma quantidade infinitamente menor de óvulos do que os organismos masculinos produzem de espermatozóides e numa cópula, há sempre milhões de espermatozóides disputando um único óvulo.
Nas espécies , o sexo feminino é chamado de sexo limitante, porque assim, como o óvulo limita as chances de ser fecundados pelos elementos do sexo masculino.[...]
O gameta feminino, o óvulo, além de produzir substâncias químicas que atraem, que seduzem o espermatozóide, exercem uma determinada forma de escolha do espermatozóide que vai nele penetrar." autor: Fonseca, José Júlio de Andrade _AS BASES NATURAIS DA SEXUALIDADE HUMANA.

Título: O Mito da Superioridade Intelectual Masculina
Enviado por: APODman em 12 de Dezembro de 2007, 17:23:41
Deletado
Título: Re: Sobre as Diferenças
Enviado por: Spitfire em 12 de Dezembro de 2007, 17:24:54
Mulheres nasceram, foram educadas e cresceram em uma sociedade patriarcal que visa potencializar as virtudes masculinas e antenuar as femininas. Não se esqueça, não faz muito tempo que as mulheres conquistaram o direito a voto e a bem pouco de se candidatarem... não faz muito tempo que mulher sequer podia cursar um curso superior... mulheres foram castradas por milênios na sociedade ocidental.

Não é nem justo cobrar melhor performace das mulheres frente aos homens... alguns direitos sequer existiam antes da década de 60, quando a mulher começou a se insurgir contra este estado de coisas.

Acho que as mulheres já conquistaram bastante coisas em tão breve período de tempo... e isto tudo graças as suas próprias competências e talentos.... de modo que só tenho a aplaudir as mulheres, vocês são fabulosas.  :clapping:


Quem não percebe isto, precisa consultar um oculista com urgência... não consegue ver direito o mundo que o cerca.
Título: Re: Sobre as Diferenças
Enviado por: Narkus em 12 de Dezembro de 2007, 17:40:39
forced_existence...

Quanto ao que você escreve sobre "prostituir-se", Eu acho que seria melhor você ser mais responsável nas suas afirmações de cunho moralista, digamos assim. (Não que eu possa te dar muito exemplo nesse aspecto, já que eu também não costumo me preocupar em ser muito delicado).

No que você disse sobre os gametas... Pra mim esta realidade concide com a realidade "macroscópica" da sexualidade humana.
A fêmea humana não possui a mesma capacidade do macho em transmitir seus genes. Um macho pode fecundar não sei quantas fêmeas em um único dia, ao passo que uma fêmea precisa de cerca de 9 meses pra cada descendente.

Por esta razão não acho absurdo especular que as mulheres naturalmente são muito mais seletivas do que os homens. Homens dão prioridade à fertilidade e as mulheres na "qualidade genética" dos homens como sobreviventes e/ou competentes na arte de se reproduzir.

Também não acho absurdo especular que mulheres tenham mais tendência a "escolher homens ideais em conjunto com outras mulheres", já que a tarefa de escolher o homem ideal é mais difícil. E também sabemos que um único homem pode fecundar muitas mulheres em pouco tempo.

E não é absurdo especular que mulheres tenham tendência a procurar por homens "provedores" durante a fase "não fértil" e homens "galanteadores" durante o período fértil. Inclusive há um documentário que já postei aqui antes que fala sobre isso.

http://pfilosofia.125mb.com/04_miscelanea/04_16_video/video4.htm
É só procurar pelo vídeo cujo título é:
 “Human instinct – Deepest desires”
(Instinto humano – Desejos mais profundos)

E na minha opinião qualquer discussão sexual para ser verdadeiramente interessante precisa abordar o que este vídeo aborda.

Me avisem se o conteúdo deste vídeo não for de fato científico.
Título: Re: Sobre as Diferenças
Enviado por: Fabi em 12 de Dezembro de 2007, 17:45:29
Por que eu falei sobre a influência da mídia sobre a mulher:

A mulher deve ser naturalmente atraente, deve manifestar o erotismo para a iniciação sexual, é insinuante quando o sabe fazer, o corpo desnudo ao menos em parte da mulher não só faz parte de moda ou modismos como é natural para chamar a atenção do sexo oposto. Haja visto em todas as camadas sociais, quando o tecido utilizado nas confecções de roupas femininas cuja ausência do tecido sintético é muitas vezes diretamente proporcional ao preço, é o objeto de consumo que nunca sai de moda em todas as classes sociais. De saias justíssimas a decotes mais ousados, não importa. Em qualquer roda do círculo social é aceitável desde que alguma parte seja desnuda. Onde será que a propaganda atacaria? Em roupas e acessórios, cremes e shampoos.
De novo... mostra que não entende nada de publicidade e comportamento de consumo...
Uma legítima roupa cara (em torno de 20 mil dólares):
(http://www.modelitobasico.com.br/wp-content/images/chanel.jpg)

E uma campanha de perfume:
(http://www.sacks.com.br/filesupload/%7BC15B692D-05D6-443A-A836-61FFAB2DA659%7D_dior_me_not1.jpg)
Note que o que se vende é a sensação de floral, jovialidade e feminilidade, nada de corpo desnudo ou as besteiras que você tá falando.

Se para a mídia a propaganda para o homem consumir é mostrar mulheres atraentes e bonitas, é por que as mulheres assim se fazem perante a sociedade. Caso contrário as próprias mulheres nos comerciais não se prestariam a tal situação. Isto é prostituir-se.
E o que dizer dos homens?
(http://fashionbubbles.files.wordpress.com/2006/07/ck2.jpg)

Enquanto eu estava escrevendo sobre a mídia aqui, estava achando engraçado por que fui refutado por uma garota num fórum para o qual estou escrevendo, que se denomina "miss clube cético". Como se o fato de ser miss alguma coisa fosse significativo para um debate num fórum cético ou caso contrário, qual a razão de se denominar algo que só a aparência é significante ? Só posso deduzir de que a aparência vende. Vende simpatia mesmo que as razões pelas quais seu defensor defende sejam frágeis.
Você é novato não sabe o que significa miss clube cético na minha assinatura, e também não sabe que eu sou formada em publicidade e propaganda uma área onde você está tentando dar palpite.
Quando falei sobre a necessidade do chocolate quando a mulher consome quis dizer que o sexo ou ato sexual para a mulher não tem muita importância ou para  muitas não é uma necessidade fisiológica. Não é raro perceber, o que aliás é muito comum, a necessidade de chocolate para a mulher. O chocolate contém uma substância química chamada feniletilamina, a mesma substância responsável pela excitação sexual, o que se pode inferir que basta uma barrinha de chocolate que a mulher inconscientemente se satisfaz sexualmente. Ao mesmo tempo que a mulher se insinua, repugna o sexo quando é expresso ou verbalizado referente a ela.
Tsc tsc... não entende nada sobre quimica e neuroquimica, mas vou explicar pra não ficar feio pra você.... o sexo, atividade física, chocolate libera no cérebro do homem e da mulher (no caso a quimica não faz distinção de sexo, raça e crença) uma substância chamada serotonina responsável pela sensação de bem estar... essa substancia... quando falta no cérebro...leva a depressão, a compulsão por comida, sexo....
Título: Re: Sobre as Diferenças
Enviado por: Fabi em 12 de Dezembro de 2007, 17:46:37
:bocejo: Ai... gente sem conhecimento me cansa...
Título: Re: Sobre as Diferenças
Enviado por: APODman em 12 de Dezembro de 2007, 17:54:09
Enfrentar preconceitos é díficil, são tão vicerais ao indivíduo quanto as crenças religiosas aos fundamentalistas.

O mito da superioridade intelectual masculina é um dos exemplos já que nada mais é do que sexismo fundamentado em opiniões pessoais provenientes de observações localizadas ou nem mesmo isto. Opinião pessoal fundamntada em observações pessoais localizadas é o que fundamenta um espírita a afirmar pela existência de mediunidade, um ufólogo pela existência de OVNIS, um crentóide pela existência de milagres em sua igreja e portanto de Deus.

Opinião pessoal é BOSTA como modo de avaliação da realidade !

Mas graças a Prometeu temos a ciência como forma de dirimir entre realidade e fantasia, preconceito e fato.

Sobre o tema acima estudos recentes apontam que não somente não existe diferença na capacidade feminina no apredizado de matemática quanto que este pode ser superior ao masculino de acordo com os dados.

Traduzi apenas parte da pesquisa, apenas sua discussão, porém ela resume bem o restante do artigo.

Citar
Discussão geral

O propósito deste artigo era examinar as diferenças de gênero nos EUA. o crescimento de estudantes em desempenho de matemáticas e a cronometragem/ início de tal diferencia. Este assunto era instruído no contexto educacional atual. Os três pontos principais revelados pelos dados é o seguinte:

(1) as mulheres  e homens parecem experimentar o mesmo crescimento com o passar do tempo no desempenho em matemática, se este é medido por testes unificados ( ou matemáticas GPAs);
 (2) não há nenhuma diferença de gênero significante em desempenho de matemáticas quando medido pelas contagens de teste unificadas (as diferenças estavam entre três para seis pontos durante os anos de meio-escola);
e (3) mulheres possuem maiores GPAs em matemática do que homens  na na metade do período escolar  para transição da escola secundária e durante a duração de escola secundária.

O achado que as mulheres têm graus melhores que os estudantes masculinos eram consistentes com estudos prévios (Willingham e Cole 1997). Uma explicação para a vantagem feminina em desempenho de matemáticas medido por GPA pode ser devido a professores dão melhores notas as mulheres por causa de seu esforço e não por suas habilidades e/ou conhecimentos em matemática. Assim, o GPAs mais altos de estudantes femininos poderia indicar a ânsia delas simplesmente para agradar o professor em lugar do conhecimento matemático.
Por outro lado, se o GPA for considerado uma medida válida da desenvoltura em matematica apreendida até certo ponto, então nosso estudo sugere que os estudantes femininos podem apreender bem conteúdos avançados de matemática e podem manter a vantagem em cima dos homens em desempenho de matemáticas como medido pelas avaliações em sala de aula.

Este achado era incoerente com as sugestões de que quando o conhecimento de matemática se torna crescentemente abstrato e complexo, as mulheres ficaram para trás porque as baes de seu  conhecimento não permitiram a solução de problemas de matemática de nível avançado  (Coley 2001; Zhang, Wilson e Manon 1999). Porém, a magnitude de nossa amostra e a complexidade de nossa análise sugere que nossos dados sejam um resultado mais robusto  que qualquer um dos outros dois estudos.

Os resultados de que as mulheres não mostraram uma contagem estatisticamente significativamente baixa em testes de matemática, e que a taxa de crescimento permaneceu com o passar do tempo a mesmo para homens e mulheres, era mais interessante porque eles contradisseram as reivindicações enraizadas que homens se saem melhor que mulheres no desempenho de matemática quando medido através de testes unificados (por exemplo., Coley 2001). Além disso, se a taxa de crescimento em desempenho de matemática fosse o mesmo com o passar do tempo, as diferenças permaneceriam pequenas. Alguns estudos apoiaram nossos resultados. Por exemplo, Fan e Chen (1997), usando dados de três ondas de NELS:88 [Educação Nacional Estudo Longitudinal de 1988], indicou que homens não mostraram uma enorme vantagem enorme em cima de mulheres  no desempenho em matemática.

Uma possível explicação para esta pequena diferença pode ser devido a fatores sociais e psicológicos, como motivação, convicções, ensino e práticas de sala de aula e ambiente escolar, as diferenças de gênero em matemática. Embora a natureza dos dados impede qualquer conclusão sobre as relações entre estes fatores e o desempenho  do  gênero em matemática, nós especulamos que o ambiente educacional atual pode realizar um papel significante fundado no fato que homens e mulheres exibem a mesma taxa de crescimento em desempenho de matemáticas de terceiro grau para décimo segundo grau. Por exemplo, é possível que quando é esperado que as mulheres  tenham desempenho igual aos homens, elas podem aprender matemática tão bem nas escolas de hoje.

De certo modo, este estudo reproduz alguns dos resultados de estudos prévios nos quais a diferença de gênero em matemática falhava em emergir em estudos estreitamente definidos nos quais as fêmeas se saem melhor do que homens, pelo menos como medidas nos índices de GPA em matemática. Hanna (2003) discutiu como homens se tornaram uma nova preocupação em desempenho de matemática. Durante as últimas duas décadas nos Estados Unidos e Canadá, muitas autoridades educacionais deram passos importantes para corrigir injustiças em desempenho de matemática. Alguns pedagogos foram apresentados a técnicas pedagógicas amigáveis em ordem a encorajar e ajudar as mulheres a procurar o estudo de matemática e ciências. Recentes estatísticas confirmam que as mulheres estão começando a exceder em número os homens na maioria dos cursos secundários de ciências e matemática.

Em um curso de matemática, a diferença de desempenho entre homens e mulheres era  leve ou favorecida. Por causa das limitações dos dados, não é apropriado, em base de nossos resultados, discutir contra uma convicção de décadas que havia um crescente desnível  de gênero no desempenho em matemática entre estudantes. Porém, estes resultados desafiam as  atribuições estereotípicas de diferenças biológicas ou cognitivas em gênero relativo a desempenho em matemáticas e tal argumento já pode não ser usado para justificar resultados diferenciais em aprendizado de matemática  para homens e mulheres. Quando é esperado a homens e mulheres que aprendam igualmente bem matemática, é esperado queexistam evidências convergentes  para apoiar o fato que já não pode haver um desnível de gênero em desempenho de matemática.

Há limitações deste estudo que precisam ser consideradas antes de generalizar os resultados.

Primeiro, as análises estão baseadas nos dados disponíveis nos distritos escolares em dois estados diferentes. Há muitas variações entre distritos referente ao conhecimento de  professores e aprendizagem de estudante. Assim, deve haver grande cuidado antes de generalizar os resultados atuais para dizer que não há nenhuma diferença no desempenho de gênero em matemática. O que nós podemos dizer é que, nos distritos estudados, as diferenças de desempenho quanto ao gênero não existe quando medida pelos testes unificados ou favorecendo mulheres quando medido por testes GPA de matemática.

Segundo, três amostras diferentes eram usadas durante calendários escolares diferentes (Grade Three cohort, Grade Seven cohort, and Grade Nine cohort). Seria benéfico se cada estudante pudesse ser seguido da escola primária para escola secundária. Pontos de tempo adicionais permitiriam considerações de formas de crescimento como também aumentar o poder para descobrir diferenças de gênero com o passar do tempo em desempenho de matemáticas no corrente contexto educacional. Além disso, os atuais testes de GPA podem não ser medidas válidas de desempenho de matemática, porque eles podem ser atenuados por fatores diferentes de aprendendizagem.

Finalmente, dada a complexidade da reforma educaçional e o aprimoramento da realização de estudantes, seria de grande interesse explorar mediadores potenciais ou determinantes que afetem as diferenças de gênero em suas realizações, especialmente em cosnideração a melhoria contínua em matemática.

Neste estudo, é documentada uma vantagem feminina em matemática com o passar do tempo, da metade do período escolar a níveis de escola secundária, usando GPA de matemática e pode ser importante para examinar os fatores que podem estar associados com o desempenho feminino superior

fonte: http://www.leaonline.com/doi/pdf/10.1080/00131940701301952?cookieSet=1

Outras pesquisas, apesar de que com número menor de espaço amostral, tb chegaram a mesma conclusão:

Citar
There was no persistent finding suggesting a male or female advantage in math
performance overall, during any single year of the study, or in any one area of math or spatial skills. Growth rates for all skills, and early correlates of later math performance, were comparable for boys and girls. The findings fail to support either persistent or emerging sex differences on non-specialized math ability measures during the primary school age years.

fonte: http://www.msdp.kennedykrieger.org/pdf/26.pdf


Apesar dos dados utilizados possuirem uma grande icógnita quanto a robustez estes estudos recentes, e outros, basta pesquisar, indicam que a unica assertiva que é possível se proferir no momento é:


Ao que parece fatores sociais podem ser muito mais preponderantes como ocasionadores de eventuais diferenças do que propriamente características fisiológicas.


Entretanto pesquisa recente no campo da Neurologia indicou que existem diferenças na morfologia cerebral entre homens e mulheres.

A pesquisa demonstrou que os homens possuem 6,5% a mais de masa cinzenta do que as mulheres enquanto estas possuem 10% a mais de massa branca do que os homens.

Isto implcia  que os homens sejam mais inteligentes do que as mulheres ? Não. Apenas que o cérebro de homens e mulheres realizam tarefas cognitivas de forma diferenciada mas os caminhos neurológicos alcançam o MESMO resultados e o índice geral de inteligência ( medido por testes de QI ) permanece igual.

Enquanto homens são melhores em tarefas localizadas ( um cálculo por exemplo ) as mulheres são melhores em integrar e assimilar as informações distribuidas na massa cinzenta do cérebro o que favorece as habilidades quanto a linguagem.

fonte: http://www.sciencedirect.com/science?_ob=ArticleURL&_udi=B6WNP-4F8BF5H-1&_user=10&_rdoc=1&_fmt=&_orig=search&_sort=d&view=c&_acct=C000050221&_version=1&_urlVersion=0&_userid=10&md5=93c4cd8c779b48b0418a3dd106358359

Assim argumentos favoráveis a distinção intelectual de homens e mulheres agem movidos por ignorância o que de fato é o combustível de qualquer preconceito.

Um bom cético, fundamentado nos dados científicos atuais, no máximo poderia afirmar que:

"As evidências indicam que não há diferença de aprendizado ou de proficiência em matemática entre homens e mulheres ."


[ ]´s
Título: Re: Sobre as Diferenças
Enviado por: Narkus em 12 de Dezembro de 2007, 18:16:31
Muito bom o artigo...
Sempre tive a impressão de que as garotas sempre tiravam notas melhores, seja em ciências, biologia, geografia, matemática, física e até química. Mas também pra mim era óbvio que as garotas se dedicavam mais (e com mais entusiasmo) aos estudos do que os meninos.
Título: Re: Mulheres céticas
Enviado por: Herf em 12 de Dezembro de 2007, 19:09:22
Não existe diferença de potencialidades, mulheres e homens tem a mesma capacidade.
Isso está longe de ser verdade.

Que mal há em reconhecer que homens são mais propensos a se destacar em certas atividades e mulheres mais propensas a obter destaque em outras? Aceitar isso não implica em aceitar que se divida os torneios de xadrez por gênero ou coisas do tipo.

Deixemos o politicamente correto de lado!

Simplesmente pq não é verdade, meu caro :ok:

Ou vcs são céticos ou não são, pq estou vendo um bando de meninos complexados brincando de "eu sou o melhor" sem nenhuma constatação científica :wink:

Se homens e mulheres possuem a mesma média de QI, onde está a tal superioridade?

Todos sabem que as pessoas não desenvolvem 100% do cérebro, então ter míseros 1% a mais de desenvolvimento em uma determinada área é o mesmo que nada. As potencialidades médias são as mesmas, basta que vc queira desenvolver :ok:

Essa guerra de sexo só demonstra imaturidade e desconhecimento do assunto :wink:

O engraçado é que posso citar mil argumentos, eles sempre serão pulados e ignorados. Ou farão como o Narkus que nega as próprias falácias tentando transferí-las para mim ::)

Quer ver um exemplo? O que diferencia geneticamente homens e mulheres é o cromossomo Y (ausente nas mulheres, e para "compensar" um dos X das fêmeas ficam inativos), o cromossomo Y possui um gene para retardo mental, qdo em dominância e outro para "agressividade" (já que historicamente os machos lutavam por fêmeas e territórios). E eu seria tão preconceituosa e infantil quanto vcs se eu concluísse que todos os homens são agressivos e brutos e que outra parte são retardados :wink:

Viram como é simples montar falácias em cima de estudos científicos?

Eu lamento muito que algumas pessoas tenham mente tão pequena a ponto de realmente levar a sério uma guerra por superioridade entre os sexos. E fico mais feliz ainda por saber que minha inteligência nunca foi e nunca será reprimida por pessoas assim :ok:

Enfim, abram os olhos :wink:

[]s
Caramba! Você não entendeu nada do que eu disse. Não errou a citação?

o que eu disse foi que mulheres têm mais tendência a obter destaque em algumas atividades e homens em outras... O que não significa que não possa haver mulheres se destacando em áreas tipicamente com maioria masculina e vice-versa.

Quem falou em um ser melhor que o outro? Quem falou em "inteligência"?? Eu não! Não há nem mesmo uma definição precisa para inteligência...

Se alguns tentam usar isso como argumento de que um sexo é superior a outro, o problema está em quem procede desta forma, não na realidade. Como comentou o Quereu:
Citar
O que as pessoas fazem com aquilo que aprendem escapa do controle. Já se disse que Hitler usou a evolução para justificar o nazismo e não poucos crentes intelectuais afirmaram que essa teoria era perversa.
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Týr em 12 de Dezembro de 2007, 21:02:55
Por que mudaram o nome do meu tópico? Não era essa a proposta
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Diegojaf em 12 de Dezembro de 2007, 21:04:46
O tópico sobre sexismo no CC continua lá, Copenhagen... esse é outro...
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Týr em 12 de Dezembro de 2007, 21:11:34
Mas esse aqui amanheceu com o nome de Mulheres Céticas =/

Título: Re: O tabu do sexismo no CC
Enviado por: Quereu em 12 de Dezembro de 2007, 21:24:27
Excelente resposta, Dr. Manhattan. Não disse que os contrários às suas idéias tinham pinto pequeno ou eram inseguros, apenas mostrou argumentos, muito consistentes por sinal, e apontou os erros.

E quem foi que fez isso?




Citar



Citar
O que fode, Quereu, é que justamente a insegurança masculina que transpira de discursos como o seu que fazem o mulherio acreditar que tá com medinho do escuro, zero dois. Digo por mim, pelo menos.


Citar
E euzinha aqui tenho uma vida bem bacana e saudável pra perder meu tempo com pessoas complexadas


Citar
É isso que acontece aqui e assim não pode continuar. Se alguém realmente pensa desse modo (mesmo que de uma maneira menos exagerada), favor se manifestar dando BONS MOTIVOS para a sua opinião e sugestões para orientar a conduta dos colegas que, como eu, pensam que isso de "tabu" é cortina de fumaça de corno pau pequeno mesmo.
Título: Re: Sobre as Diferenças
Enviado por: forced_existence em 13 de Dezembro de 2007, 14:06:02
Discussão geral
[...]
O achado que as mulheres têm graus melhores que os estudantes masculinos eram consistentes com estudos prévios (Willingham e Cole 1997). Uma explicação para a vantagem feminina em desempenho de matemáticas medido por GPA pode ser devido a professores dão melhores notas as mulheres por causa de seu esforço e não por suas habilidades e/ou conhecimentos em matemática. Assim, o GPAs mais altos de estudantes femininos poderia indicar a ânsia delas simplesmente para agradar o professor em lugar do conhecimento matemático.[...]


 O curioso é que eu sempre achei isto mesmo sem pesquisar nada. Uma outra coisa para os que adoram citar dados de cientistas é que os dados nunca são decisivos sempre existem frases como : "ao que parece..."  "tudo indica que ...."      "podemos observar ....no entanto..."

 Faltam aos "céticos" senso mais crítico de observação!


=================================================



 Quanto á refutação de meu post sobre mídia, sempre digo aos meus amigos: Pesquisem a faculdade que vocês escolherem, verifique se é credenciada ao MEC, se sua grade curricular é compatível ao programa para ensino superior. Muitas faculdades saem formando profissionais incapazes para o mercado de trabalho e não desenvolvem competências.

E quanto os contra-exemplos ao meu argumento sobre mídia ,etc é fraquíssimo e acho uma lástima. Dar exemplo de uma roupa de 20000 dólares é a mesma coisa por pagar um sorvete banhado a ouro, um anciâo comprar um carro antigo no valor de 400000 dólares..e por aí. são excentricidades típicas de quem necessita de recurso para compensar algo.
Eu não estava me referindo às anoréxicas dentro de roupas extravagantes que uma parcela desprezível da sociedade consome. Estas podem ser considerado um caso de saúde pública como já esta sendo nos bastidores de grifes.

O apelo sexual aos homens é praticamente inexistente. Desde minha infância eu costumo andar sem camisa. Eu ia pra todo o lado e ainda hoje ando sem camisa e short sem nunca ter dado atenção ao que a mídia induz. É bem diferente de uma menina quando começa atingir a puberdade seu corpo passa a chamar atenção. Ela sabendo que provoca a libido nos outros não andaria sem camisa pelas ruas ou andaria com roupas justíssimas a não ser por apelo da mídia! Aí sim...suas roupas passam a ser minúsculas para chamar atenção, ela passa a provocar para se sentir dona da situação.. tudo culpa da mídia !

Eu fiquei rindo enquanto lia sobre a propaganda de perfume e sua interpretação. Alguém compraria perfume por que lembra floral ? Se for assim, faça um jardim em casa e saia plantando flores em casa !
Por falar nisso a foto da modelo da propaganda usa um decote que ficaria melhor se ela tivesse os seios maiores.
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Twinning Hook em 13 de Dezembro de 2007, 14:37:40
Nao entendi qual o "problema" que a midia causou nesse caso.

E' otimo que as mulheres tenham esse estimulo da midia para usar roupas justas e curtas etc.
Nao vejo nada de errado. Manipulacoes estao em todo lugar, vamo combater primeiro as que causam coisas ruim, nao as que sao maravilhosas!

:)
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Buckaroo Banzai em 13 de Dezembro de 2007, 15:17:41
Eu não tenho acompanhado o tópico. Alguém leu sobre a hipótese de similaridade?

E aquele artigo que eu postei sugerindo que historicamente as contribuições das mulheres para as ciências são mais abafadas, ganham menos destaque que as feitas por homens? Parecia interessante, mas eu não tenho acesso para ler o artigo integral.

Um pouco contra a hipótese de similaridade, mas não no sentido "clássico", Coheniano da idéia, Kevin Dunbar disse que num tipo de estudo ou observação paralela as mulheres pareciam prestar mais atenção à resultados anômalos, testar mais para ver o que estava acontecendo, enquanto os homens mais freqüentemente menosprezavam essas anomalias como "erros" sem importância. Mas o número de cientistas "estudados" foi bastante pequeno, algo como 10-20.

We have found that rather than being the victims of chance, scientists have well developed strategies for dealing with the unexpected. Professors tend to blame the method; post-docs and grad students tend to think that they have found something new.  The types of analogies used and distributed reasoning strategies that are used vary as a function of how many unexpected findings are obtained. Furthermore, there gender differences in the way s that unexpected findings are treated: Men are more likely to assume that they know what was wrong.  Women are more likely to repeat the experiment with different hypothesis and to systematically eliminate problems.
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Quereu em 13 de Dezembro de 2007, 21:52:14
Citar
Lista de matemáticos

A

    * Maria Gaetana Agnesi - da Itália - 1718-1799
    * Lars Ahlfors
    * Jean-Lerond d'Alembert - da Alemanha - 1717-1783
    * Andre Marie Ampere - da França - 1775-1836
    * Appolonius de Perga
    * Vladimir Arnold
    * Arquimedes - de Siracusa - 287 a.C.-212 a.C.
    * Michael Atiyah
    * António Pedro Gonçalves

[editar] B

    * Charles Babbage - da Inglaterra - 1791-1871
    * Alan Baker
    * Stefan Banach - da Polônia - 1892-1945
    * Grigory Barenblatt
    * Isaac Barrow - da Inglaterra - 1630-1677
    * Jakob Bernoulli - da Alemanha - 1654-1705
    * Johann Bernoulli - da Alemanha - 1667-1748
    * Joseph Louis Francois Bertrand - da França - 1822-1900
    * Friedrich Wilhelm Bessel - da Alemanha - 1784-1846
    * Farkos Wolfgang Bolyai - da România - 1775-1856
    * Janos Bolyai - da România - 1802-1860
    * Bernhard Bolzano - da Boêmia - 1781-1848
    * Rafael Bombelli - da Itália - 1526-1572
    * Enrico Bombieri
    * George Boole - da Inglaterra - 1815-1864
    * Richard Borcherds
    * Roger Boscovich
    * Karol Borsuk - da Polônia - 1905-1982
    * Jean Bourgain
    * Henry Briggs - da Inglaterra - 1561-1630
    * L. E. J. Brouwer - dos Países Baixos - 1881-1966
    * Bháskara - da Índia - 1114-1185

[editar] C

    * Arthur Cayley - da Inglaterra - 1821-1895
    * Henri Cartan
    * Pierre Cartier
    * Georg Cantor - da Alemanha - 1845-1918
    * Gerolamo Cardano - da Itália - 1501-1576
    * Augustin Louis Cauchy - da França - 1789-1857
    * Bonaventura Cavalieri - da Itália - 1598-1647
    * Ernesto Cesaro - da Itália - 1859-[1906
    * Ludolph van Ceulen - da Alemanha - 1540-1610
    * Gregory Chaitin
    * Chu-Shi-Shieh - da China
    * Paul J. Cohen
    * Alain Connes
    * John Conway
    * Gabriel Cramer - da Suíça - 1704-1752
    * Gustavo de Castro - de Portugal
    * Bento de Jesus Caraça - de Portugal

[editar] D

    * Germinal Pierre Dandelin - da França - Belgium - 1794-1847
    * David van Dantzig - dos Países Baixos - 1900-1959
    * George Dantzig - da América do Norte - 1914-
    * Richard Dedekind - da Alemanha - 1831-1916
    * Pierre Deligne
    * Diofanto - da Grécia
    * Simon Donaldson
    * Joao Carlos Donario - de Portugal - 1973
    * Adrien Douady
    * Jesse Douglas
    * Vladimir Drinfeld
    * Eugene Borisovich Dynkin
    * René Descartes - da França - 1596-1650
    * Diophantus de Alexandria

[editar] E

    * Eratóstenes - da Grécia
    * Paul Erdos - da Hungria - 1913-1996
    * Euclides - da Alexandria - 360-295 a.C.
    * Eudoxus de Cnidus - da Ásia Menor - 408-355 a.C.
    * Leonhard Euler - da Suíça - 1707-1783

[editar] F

    * Gerd Faltings
    * Charles Fefferman
    * Michael Freedman
    * Pierre de Fermat - da França - 1601-1665
    * Lodovico Ferrari - da Itália - 1522-1565
    * Leonardo Pisano Fibonacci - da Itália -
    * Jean-Baptiste Joseph Fourier - da França - 1768-1830
    * Adolf Fraenkel - da Alemanha - 1891-1965

[editar] G

    * Galileu Galilei - da Itália
    * Evariste Galois - da França - 1811-1832
    * Carl Friedrich Gauss - da Alemanha - 1777-1855
    * Sophie Germain - da França - 1776-1831
    * Kurt Gödel - da Alemanha - 1906-1978
    * William T. Gowers
    * Christian Goldbach - da Alemanha - 1690-1764
    * William Sealey Gosset - da Inglaterra - 1876-1937
    * Alexander Grothendieck
    * Hermann Gunter Grassmann - da Rússia - 1809-1877
    * Guldin - da Alemanha - 1577-1643
    * Greg Smith - dos EUA

[editar] H

    * Jacques Hadamard - da França - 1865-1963
    * William Rowan Hamilton - da Inglaterra - 1805-1865
    * Felix Hausdorff - da Alemanha - 1869-1942
    * Heisuke Hironaka
    * Charles Hermite - da França - 1822-1901
    * David Hilbert - da Alemanha - 1862-1943
    * Hipátia - da Alexandria - 370-415
    * Lars Hormander
    * Christiaan Huygens - dos Países Baixos - 1629-1695

[editar] I

    * Inácio Manuel Azevedo do Amaral - do Brasil - 1889-1950

[editar] J

    * Carl Gustav Jakob Jacobi - da Alemanha - 1804-1851
    * Vaughan F.R. Jones
    * Camille Jordan - da França - 1838-1922

[editar] K

    * Leonid Witaljewitsch Kantorowitsch - da Rússia - 1912-1986
    * Abraham Gotthelf Kästner - da Alemanha - 1719-1800
    * Johannes Kepler - da Alemanha - 1571-1630
    * Felix Klein - da Alemanha - 1849-1925
    * Donald Knuth
    * Kunihiko Kodaira
    * Andrey Nikolaevich Kolmogorov - da Rússia - 1903-1987
    * Maxim Kontsevich
    * Sofia Vasilyevna Kovalevskaja - da Rússia - 1850-1891
    * Leopold Kronecker - da Alemanha - 1823-1891
    * Kazimierz Kuratowski - da Polônia - 1896-1980
    * Martin Wilhelm Kutta - da Alemanha - 1867-1944

[editar] L

    * Joseph-Louis de Lagrange - da França - 1736-1813
    * Robert Langlands
    * Johann Heinrich Lambert - da Alemanha - 1728-1777
    * Pierre Simon Laplace - da França - 1749-1827
    * Henri Leon Lebesgue - da França - 1875-1941
    * Adrien-Marie Legendre - da França - 1752-1833
    * Gottfried Wilhelm Leibniz - da Alemanha - 1646-1716
    * Jacques-Louis Lions
    * Guillaume François Antoine l'Hospital - da França - 1661-1704
    * Sophus Lie - da Noruega - 1842-1899
    * Carl Louis Ferdinand von Lindemann - da Alemanha - 1852-1939
    * Nikolai Iwanowitsch Lobatschewski - da Rússia - 1792-1856

[editar] M

    * Colin Maclaurin - da Escócia - 1698-1746
    * Saunders McLane
    * Curtis McMullen
    * Andrei Andreevich Markov - da Rússia - 1856-1922
    * Grigory Margulis
    * Jerrold Marsden
    * Pierre Mathieu - França
    * Marin Mersenne - da França - 1588-1648
    * John Milnor
    * Shigefumi Mori
    * David Mumford
    * Hermann Minkowski - da Alemanha - 1864-1909
    * August Ferdinand Möbius - da Alemanha - 1790-1868
    * Abraham de Moivre - da França - 1667-1754
    * Gaspard Monge - da França - 1746-1818
    * Augustus de Morgan - da Índia - 1806-1871
    * Manoel Amoroso Costa - do Brasil - 1885-1928

[editar] N

    * John Napier - da Escócia - 1550-1617
    * John von Neumann - da [Hungria]] e América do Norte - 1903-1957
    * Isaac Newton - da Inglaterra - 1643-1727
    * Emmy Noether - da Alemanha - 1882-1935
    * Sergei Novikov
    * John Forbes Nash - dos Estados Unidos da America , 1928-

[editar] Q

    * Daniel Quillen

[editar] O

    * Otto Alencar - do Brasil - 1874-1912

[editar] P

    * Jacob Palis - do Brasil - 1940-
    * Blaise Pascal - da França - 1623-1662
    * Giuseppe Peano - da Itália - 1858-1932
    * Henri Poincaré - da França - 1854-1912
    * Simeon Denis Poisson - da França - 1781-1840
    * George Polya - da Hungria e América do Norte - 1887-1985
    * Pitágoras de Sammos - da Grécia
    * Ptolomeu- da Grécia 85.ca-165ca

[editar] R

    * Srinivasa Ramanujan - da Índia - 1887-1920
    * Regiomontanus - Johannes Müller - da Alemanha - 1436-1476
    * Marian Rejewski - da Polónia - 1905-1980
    * Ken Ribet
    * Bernhard Riemann - da Alemanha - 1826-1866
    * Adam Riese - da Alemanha - 1492-1559
    * Klaus Friedrich Roth
    * Carle David Tolme Runge - da Alemanha - 1856-1927
    * Bertrand Russell - da Inglaterra - 1872-1970

[editar] S

    * Waclaw Sierpinski - da Polônia - 1882-1969
    * Laurent Schwartz
    * Atle Selberg
    * Jean-Pierre Serre
    * Thoralf Skolem - da Noruega - 1887-1963
    * Neil Sloane
    * Willebrord Snellius - dos Países Baixos - 1580-1626
    * Stephen Smale
    * Jakob Steiner - da Suíça - 1796-1863
    * Simon Stevin - dos Países Baixos - 1548-1620
    * Michael Stifel - da Alemanha - 1487-1567
    * James Stirling - da Escócia - 1692-1770
    * Peter Ludwig Mejdell Sylow - da Noruega - 1832-1918
    * Josef Schreier - da Polônia - 1909-1943

[editar] T

    * Alfred Tarski - da Polônia - 1902-1983
    * Niccolo Fontana Tartaglia - de Veneza - 1499-1557
    * Brook Taylor - da Inglaterra - 1685-1731
    * Rene Thom
    * John G Thompson
    * Jacques Tits
    * William Thurston
    * Pafnuty Lvovich Tschebyschow - da Rússia - 1821-1894
    * Ehrenfried Walter Tschiernhaus - da Alemanha - 1651-1708
    * Alan Turing - da Inglaterra - 1912-1954
    * Andrey Nikolayevich Tychonoff - da Rússia - 1906-1993

[editar] U

    * Stanislaw Ulam - da Polônia e América do Norte - 1909-1984
    * Paul Samuilovich Urysohn - da Rússia - 1898-1924

[editar] V

    * Francoise Viete - da França - 1540-1603
    * Alexandre-Theóphile Vandermonde - da França - 1735-1796

[editar] W

    * Bartel Leendert van der Waerden - dos Países Baixos - 1903-1996
    * Edward Waring - da Inglaterra - 1736-1798
    * Warren Weaver - dos Estados Unidos da América - 1894-1978
    * Karl Weierstrass - da Alemanha - 1815-1897
    * Andre Weil - da França - 1906-1998
    * Andrew Wiles
    * Edward Witten
    * Christopher Wren - da Inglaterra - 1632-1723
    * Josef Hoëné-Wronski - da Polônia - 1778]-1853

[editar] Y

    * Shing-Tung Yau
    * Jean-Christophe Yoccoz

[editar] Z

    * Doron Zeilberger
    * Efim Zelmanov
    * Ernst Zermelo - da Alemanha - 1871-1952

http://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_matem%C3%A1ticos (http://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_matem%C3%A1ticos)
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Diegojaf em 13 de Dezembro de 2007, 22:00:36
???

Ok, e??
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Spitfire em 13 de Dezembro de 2007, 22:21:17
Tem uma hora em que a paciência acaba... ou, como Spitfire "o pedreiro" diria, o saco torra.

Que diferença faz se a mulher é superior ou se o homem é superior? Aliás! Superioridade é uma convenção tão somente.... um rótulo.

Parecem crianças brincando com Super Cards (quem é mais veterano deve se lembrar).

Que coisa mais boba. 
Título: Re: Sobre as Diferenças
Enviado por: rizk em 13 de Dezembro de 2007, 22:26:07
Citar
Enquanto eu estava escrevendo sobre a mídia aqui, estava achando engraçado por que fui refutado por uma garota num fórum para o qual estou escrevendo, que se denomina "miss clube cético". Como se o fato de ser miss alguma coisa fosse significativo para um debate num fórum cético ou caso contrário, qual a razão de se denominar algo que só a aparência é significante ? Só posso deduzir de que a aparência vende. Vende simpatia mesmo que as razões pelas quais seu defensor defende sejam frágeis.
Você é novato não sabe o que significa miss clube cético na minha assinatura, e também não sabe que eu sou formada em publicidade e propaganda uma área onde você está tentando dar palpite.
Eu também não sei! E morro de ciúmes cada vez que vejo! Desertores! Gaaaaah! Quem elegeu CALOURA?!?!
:histeria:

De resto, eu não sou formada em porra nenhuma mas sou consumidora ativa - daí que é experiência empírica e conto com a colaboração dos colegas especialistas.

A um, porque a propaganda não "ataca" ninguém: ela oferece coisas que a pessoa pode vir a querer. Deminização da propaganda é coisa muito boba.

A dois, porque moda não tem NADA A VER com manifestação do erotismo. A moda é uma arte - vide, pra começar, as coleções haute couture e a impraticabilidade delas no uso cotidiano. Não entendi a questão dos tecidos sintéticos - como a colega deu a entender, não é o material que encarece a roupa, mas a modelagem e a novidade. Suponho que o colega estivesse falando dos tecidos ELÀSTICOS quando se referiu aos sintéticos - mas há que lembrar que, antes da invenção do strecht, a modelagem ajustada ao corpo foi obtida com o uso de manequins, amarrações e o corte do tecido em viés. Ainda, quem já viu a gostosa de camisetinha branca de malha de algodão entende que não precisa de lycra nem amarração nem porcaria nenhuma.

A três, porque a moda não tem realmente muito a ver com a objetificação da mulher... lembro de um dos capítulos do "segundo sexo" que explicava bem (com as deficiências de dados da época - valia reabordar o assunto com o que temos hoje). Ao que me recordo, lá se lê que há um "mito de origem" que é o de o macho humano ter como missão o domínio da natureza. Daí que a fêmea humana se esforce para se aproximar, esteticamente, da natureza - com formas arredondadas, cores vivas, pedras preciosas e what-not. Daí - isso é uma conclusão minha e não garanto que a Beauvoir o tenha dito - que numa espécie que se desvirtuou a tal ponto da ordem natural que a fêmea não tinha mais prerrogativa de escolher o companheiro, essa aproximação estética da natureza é um instrumento de fuga da miséria, doença e morte.

Agora, o que a moda tem a ver com isso? Porque é preciso não confundir a moda "confecção de vestimentas e acessórios" com a moda "fazer o que pessoas infuentes fazem". "Mode" é uma coisa, "vogue" é outra. E à "vogue" todos estamos sujeitos.

Um aparte. Eu por muito tempo jurei de pé junto que a mulher que se embeleza para si mesma MENTE. Sustento isso até hoje, mas com um update: mulher que diz se arrumar para si mesma mente, sim, mas, se ela tem autonomia financeira, existe o meio-termo - ela se arruma para conquistar corações e mentes, não para arrumar marido - visto que a própria mulher se encarrega de prevenir sua miséria. É uma coisa assim mais GALANTE. E não me parece haver problema nisso, afinal.
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Luz em 13 de Dezembro de 2007, 22:32:52
Um aparte. Eu por muito tempo jurei de pé junto que a mulher que se embeleza para si mesma MENTE. Sustento isso até hoje, mas com um update: mulher que diz se arrumar para si mesma mente, sim, mas, se ela tem autonomia financeira, existe o meio-termo - ela se arruma para conquistar corações e mentes, não para arrumar marido - visto que a própria mulher se encarrega de prevenir sua miséria. É uma coisa assim mais GALANTE. E não me parece haver problema nisso, afinal.

Ahhh... fala a verdade, todo mundo sabe que ninguém, a não sermos nós mesmas, ficamos reparando nossas unhas e cabelos pintados.  :)

Tenho uma teoria que desmente a sua. Quando achamos, por exemplo, que uma roupa cai bem - podem nos falar que engorda, que nos sentimos ótima nela.  :D

Eu defendo que nos arrumamos para nós mesmas e MENTE quem diz o contrário.  :P
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Contini em 13 de Dezembro de 2007, 22:43:49
Um aparte. Eu por muito tempo jurei de pé junto que a mulher que se embeleza para si mesma MENTE. Sustento isso até hoje, mas com um update: mulher que diz se arrumar para si mesma mente, sim, mas, se ela tem autonomia financeira, existe o meio-termo - ela se arruma para conquistar corações e mentes, não para arrumar marido - visto que a própria mulher se encarrega de prevenir sua miséria. É uma coisa assim mais GALANTE. E não me parece haver problema nisso, afinal.

Ahhh... fala a verdade, todo mundo sabe que ninguém, a não sermos nós mesmas, ficamos reparando nossas unhas e cabelos pintados.  :)

Tenho uma teoria que desmente a sua. Quando achamos, por exemplo, que uma roupa cai bem - podem nos falar que engorda, que nos sentimos ótima nela.  :D

Eu defendo que nos arrumamos para nós mesmas e MENTE quem diz o contrário.  :P

Eu não sei pra quem voces mulheres se arrumam, eu adoro o resultado!!! :D
Minha esposa tem um cabelo moreno muito bonito, eu reparo quando ela faz algo.
Tá...demoro as vezes p/ perceber as unhas... :)
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Südenbauer em 13 de Dezembro de 2007, 22:55:47
Eu não sei pra quem voces mulheres se arrumam, eu adoro o resultado!!! :D
Para elas mesmas, ué. Antes de pensar em agradar as pessoas é preciso agradar a ti mesmo.
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Quereu em 13 de Dezembro de 2007, 23:04:11
Também adoro as mulheres arrumadas. Seus perfumes agarram-nos como ondas que transportam sereias num canto imemorial - os sonhos tem séculos, a viração é eterna. Alquebrados, depois do caminhar, da faina instável da vida sentamo-nos à mesa; a mata densa lá fora, o sono leve na mente, o corpo cansado, nossa musa nos espera escarlate e rubra e brincamos nossos folguedos de crianças. Somos assim mesmo. Jamais esqueci do seu nome nesses meus miseráveis dois mil anos de existência. Nem a minha imortalidade ancestral me ensinou a esquecer - sofro do pior padecimento - saudade. Hoje a cidade me cerca e poderiam ser cantos misteriosos, mas eu os conheço todos. Tudo o que tinha ficou perdido na floresta, no passado. O futuro é só uma concha de corpos. Onde você está? Onde? Para me tirar do tédio da ilusão da vida.
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: rizk em 13 de Dezembro de 2007, 23:24:36
Mentiiiiira, a gente quer mesmo é os elogios!!!!

E se eu estou transferindo as minhas expectativas para o gênero inteiro é problema meu!!! Ueba!!
Título: Re: Sobre as Diferenças
Enviado por: forced_existence em 14 de Dezembro de 2007, 00:37:59
Por que eu falei sobre a influência da mídia sobre a mulher:

A mulher deve ser naturalmente atraente, deve manifestar o erotismo para a iniciação sexual, é insinuante quando o sabe fazer, o corpo desnudo ao menos em parte da mulher não só faz parte de moda ou modismos como é natural para chamar a atenção do sexo oposto. Haja visto em todas as camadas sociais, quando o tecido utilizado nas confecções de roupas femininas cuja ausência do tecido sintético é muitas vezes diretamente proporcional ao preço, é o objeto de consumo que nunca sai de moda em todas as classes sociais. De saias justíssimas a decotes mais ousados, não importa. Em qualquer roda do círculo social é aceitável desde que alguma parte seja desnuda. Onde será que a propaganda atacaria? Em roupas e acessórios, cremes e shampoos.
(...)


 Só pra desfazer um equívoco, gostaria de explicar o que eu disse sobre TECIDO SINTÉTICO. Eu disse 'tecido sintético'  pra diferenciar tecido que não é de origem natural ou o tecido que se conhece como de origem animal como tecido epitelial, tecido conjuntivo, muscular, nervoso....etc....só isso ...não me importa qual tecido classificado pela moda ...por que acho totalmente fútil, inútil e pra mim ..moda só serve pra pessoas que dão importância a coisas vãs e tolas como as que engendram nesta bobagem inominável. Só gente suscetível a influências e aos olhares de outras pra se escravizarem assim.
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: WS Green Shadow em 14 de Dezembro de 2007, 00:45:47
Uma coisa interessante sobre esse tipo de tópico é como se dão as reais diferenças entre os homens e as mulheres. Os homens conseguem ser céticos, mas as mulheres conseguem ser "céticas" acreditando em contos de fadas... :P

Nos criticam dizendo que "os homens são todos iguais", mas se somos todos iguais, por que elas não escolhem o primeiro que aparece?

No mais, concordo com o Forced...
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Twinning Hook em 14 de Dezembro de 2007, 00:48:38
Uma coisa interessante sobre esse tipo de tópico é como se dão as reais diferenças entre os homens e as mulheres. Os homens conseguem ser céticos, mas as mulheres conseguem ser "céticas" acreditando em contos de fadas... :P

Nos criticam dizendo que "os homens são todos iguais", mas se somos todos iguais, por que elas não escolhem o primeiro que aparece?

No mais, concordo com o Forced...

ihh cara.

Voce e' novo aqui pelo jeito. Vai com cuidado em concordar com o Forced :lol:
Nao tem sido uma atitude muito segura nos ultimos dias :hihi:

Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Luz em 14 de Dezembro de 2007, 00:59:02

1... 2... 3... respisra fundo... 4... 5... 6... continua respirando... 7... 8... 9... não pára... 10...

Alguns homens são mais iguais do que outros...  :susto:

Funciona!   :histeria:
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Oceanos em 14 de Dezembro de 2007, 01:00:40
Uma coisa interessante sobre esse tipo de tópico é como se dão as reais diferenças entre os homens e as mulheres. Os homens conseguem ser céticos, mas as mulheres conseguem ser "céticas" acreditando em contos de fadas... :P
Outra dessa ou alguma insinuação nesse sentido e toma cartão, amigo do forced_existence.
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: WS Green Shadow em 14 de Dezembro de 2007, 01:08:48
Acabei de perceber, Twinning...
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: WS Green Shadow em 14 de Dezembro de 2007, 01:11:09
Oceanos, vou entender isso como uma saudação de boas vindas, tudo bem?

E a propósito, não estou sendo irônico nem sarcástico...
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Oceanos em 14 de Dezembro de 2007, 01:14:42
Consertei as citações de seu post.

Oceanos, vou entender isso como uma saudação de boas vindas, tudo bem?

E a propósito, não estou sendo irônico nem sarcástico...
Foi só para evitar futuros desentendimentos.
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Nigh†mare em 14 de Dezembro de 2007, 01:22:27
É assim:

Vai chegando o final da Primavera e os mamíferos que não conseguiram acasalar ficam frustrados. Aí dá nisso: 30 páginas de discussões agressivas...

Hormônios...
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Twinning Hook em 14 de Dezembro de 2007, 01:23:59
É assim:

Vai chegando o final da Primavera e os mamíferos que não conseguiram acasalar ficam frustrados. Aí dá nisso: 30 páginas de discussões agressivas...

Hormônios...

Vamos fazer uma excursao para o puteiro e solucionar todos os problemas do forum :hihi:
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Luis Dantas em 14 de Dezembro de 2007, 01:32:13
Discussões e mal-entendidos que tem as diferenças entre os gêneros como causa (ou pretexto) são uma realidade bem mais antiga e bem mais abrangente do que este fórum.

E, tenho quase certeza, vão continuar sendo.  Não esperemos demais deste pobre fórum...
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Luz em 14 de Dezembro de 2007, 01:48:06
Discussões são bem vindas, mal-entendidos acontecem, mas não vejo porquê não esperar mais desse pobre fórum que não se intimida por questões muito mais complexas.  :(

Falou o dono da verdade? É muito simples: provas! Não é assim que a coisa funciona, afinal?  ::)

Basta exigirmos da questão o mesmo que exigimos de quaisquer outras. O que há de excepcional aqui? :wink:
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Lua em 14 de Dezembro de 2007, 02:43:39

Uma coleção de mantras para suprir as atuais necessidades do CC: ::)

- RAM YAM KAM (mantra para equilibrar as energias do ambiente)  :vergonha:

- OM CHANDRAYA NAMAH ( mantra para tranqüilidade e clareza de raciocínio)  :D

- OM KLIM KRISHNAYA NAMAH (mantra para termos paz)  :biglol:

MODO DE FAZER: Sente-se numa posição confortável e procure relaxar concentrando sua respiração no abdômen. A seguir, vocalize o mantra durante um tempo mínimo de três minutos. Esta é a forma mais aconselhável para potencializar o mantra, mas se não puder dizê-lo em voz alta, sussurre-o ou apenas mentalize-o.  ::)

Fonte: http://www.todos-os-sentidos.com.br/paz/index-paz2.html

Espero que ninguém se ofenda... ::) :P
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Alenônimo em 14 de Dezembro de 2007, 03:59:51
Uma coisa interessante sobre esse tipo de tópico é como se dão as reais diferenças entre os homens e as mulheres. Os homens conseguem ser céticos, mas as mulheres conseguem ser "céticas" acreditando em contos de fadas... :P

Nos criticam dizendo que "os homens são todos iguais", mas se somos todos iguais, por que elas não escolhem o primeiro que aparece?

No mais, concordo com o Forced...

Qui bunitinhu! Um fake fofucho só para o forced_abstinence! ♥

Mas peraí? Ele tá conectado em um IP diferente e postando junto com ele…

Awww… Não é uma gracinha? ♥ Ele deve estar usando dois computadores! Ou deve estar postando junto de seu companheiro gay. Quer dizer, presumo que seja gay, já que ele ODEIA mulheres…

Falando sério agora, não pense que eu não sei que sua conta é falsa, Mr. "WC Green Shadow". Já chegou falando como se conhecesse o povo aqui e isso não é normal para um novato, nem mesmo para quem acompanha o site sem postar. E ainda convenientemente defendendo o forced_existence!

Qualquer deslize seu que o associe com a conta de qualquer usuário vai te colocar em maus lençóis. É banimento imediato das duas contas e para sempre! A menos, é claro, que se confesse pra mim, para que eu remova a conta falsa na surdina. Todo mundo tem o direito de se arrepender e voltar para o bom caminho da palavra… das Regras do Fórum.

Se não for fake, bem, cuidado com a língua. Guardaria as brincadeiras para o Papo Furado se fosse você, ao menos até ficar claro de que é um usuário legítimo.
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Alenônimo em 14 de Dezembro de 2007, 04:01:11

Espero que ninguém se ofenda... ::) :P


Too late…
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Dr. Manhattan em 14 de Dezembro de 2007, 10:17:56
Citar
Lista de matemáticos

A

    * Maria Gaetana Agnesi - da Itália - 1718-1799
    * Lars Ahlfors
    * Jean-Lerond d'Alembert - da Alemanha - 1717-1783
    * Andre Marie Ampere - da França - 1775-1836
    * Appolonius de Perga
    * Vladimir Arnold
    * Arquimedes - de Siracusa - 287 a.C.-212 a.C.
    * Michael Atiyah
    * António Pedro Gonçalves

[editar] B

    * Charles Babbage - da Inglaterra - 1791-1871
    * Alan Baker
    * Stefan Banach - da Polônia - 1892-1945
    * Grigory Barenblatt
    * Isaac Barrow - da Inglaterra - 1630-1677
    * Jakob Bernoulli - da Alemanha - 1654-1705
    * Johann Bernoulli - da Alemanha - 1667-1748
    * Joseph Louis Francois Bertrand - da França - 1822-1900
    * Friedrich Wilhelm Bessel - da Alemanha - 1784-1846
    * Farkos Wolfgang Bolyai - da România - 1775-1856
    * Janos Bolyai - da România - 1802-1860
    * Bernhard Bolzano - da Boêmia - 1781-1848
    * Rafael Bombelli - da Itália - 1526-1572
    * Enrico Bombieri
    * George Boole - da Inglaterra - 1815-1864
    * Richard Borcherds
    * Roger Boscovich
    * Karol Borsuk - da Polônia - 1905-1982
    * Jean Bourgain
    * Henry Briggs - da Inglaterra - 1561-1630
    * L. E. J. Brouwer - dos Países Baixos - 1881-1966
    * Bháskara - da Índia - 1114-1185

[editar] C

    * Arthur Cayley - da Inglaterra - 1821-1895
    * Henri Cartan
    * Pierre Cartier
    * Georg Cantor - da Alemanha - 1845-1918
    * Gerolamo Cardano - da Itália - 1501-1576
    * Augustin Louis Cauchy - da França - 1789-1857
    * Bonaventura Cavalieri - da Itália - 1598-1647
    * Ernesto Cesaro - da Itália - 1859-[1906
    * Ludolph van Ceulen - da Alemanha - 1540-1610
    * Gregory Chaitin
    * Chu-Shi-Shieh - da China
    * Paul J. Cohen
    * Alain Connes
    * John Conway
    * Gabriel Cramer - da Suíça - 1704-1752
    * Gustavo de Castro - de Portugal
    * Bento de Jesus Caraça - de Portugal

[editar] D

    * Germinal Pierre Dandelin - da França - Belgium - 1794-1847
    * David van Dantzig - dos Países Baixos - 1900-1959
    * George Dantzig - da América do Norte - 1914-
    * Richard Dedekind - da Alemanha - 1831-1916
    * Pierre Deligne
    * Diofanto - da Grécia
    * Simon Donaldson
    * Joao Carlos Donario - de Portugal - 1973
    * Adrien Douady
    * Jesse Douglas
    * Vladimir Drinfeld
    * Eugene Borisovich Dynkin
    * René Descartes - da França - 1596-1650
    * Diophantus de Alexandria

[editar] E

    * Eratóstenes - da Grécia
    * Paul Erdos - da Hungria - 1913-1996
    * Euclides - da Alexandria - 360-295 a.C.
    * Eudoxus de Cnidus - da Ásia Menor - 408-355 a.C.
    * Leonhard Euler - da Suíça - 1707-1783

[editar] F

    * Gerd Faltings
    * Charles Fefferman
    * Michael Freedman
    * Pierre de Fermat - da França - 1601-1665
    * Lodovico Ferrari - da Itália - 1522-1565
    * Leonardo Pisano Fibonacci - da Itália -
    * Jean-Baptiste Joseph Fourier - da França - 1768-1830
    * Adolf Fraenkel - da Alemanha - 1891-1965

[editar] G

    * Galileu Galilei - da Itália
    * Evariste Galois - da França - 1811-1832
    * Carl Friedrich Gauss - da Alemanha - 1777-1855
    * Sophie Germain - da França - 1776-1831
    * Kurt Gödel - da Alemanha - 1906-1978
    * William T. Gowers
    * Christian Goldbach - da Alemanha - 1690-1764
    * William Sealey Gosset - da Inglaterra - 1876-1937
    * Alexander Grothendieck
    * Hermann Gunter Grassmann - da Rússia - 1809-1877
    * Guldin - da Alemanha - 1577-1643
    * Greg Smith - dos EUA

[editar] H

    * Jacques Hadamard - da França - 1865-1963
    * William Rowan Hamilton - da Inglaterra - 1805-1865
    * Felix Hausdorff - da Alemanha - 1869-1942
    * Heisuke Hironaka
    * Charles Hermite - da França - 1822-1901
    * David Hilbert - da Alemanha - 1862-1943
    * Hipátia - da Alexandria - 370-415
    * Lars Hormander
    * Christiaan Huygens - dos Países Baixos - 1629-1695

[editar] I

    * Inácio Manuel Azevedo do Amaral - do Brasil - 1889-1950

[editar] J

    * Carl Gustav Jakob Jacobi - da Alemanha - 1804-1851
    * Vaughan F.R. Jones
    * Camille Jordan - da França - 1838-1922

[editar] K

    * Leonid Witaljewitsch Kantorowitsch - da Rússia - 1912-1986
    * Abraham Gotthelf Kästner - da Alemanha - 1719-1800
    * Johannes Kepler - da Alemanha - 1571-1630
    * Felix Klein - da Alemanha - 1849-1925
    * Donald Knuth
    * Kunihiko Kodaira
    * Andrey Nikolaevich Kolmogorov - da Rússia - 1903-1987
    * Maxim Kontsevich
    * Sofia Vasilyevna Kovalevskaja - da Rússia - 1850-1891
    * Leopold Kronecker - da Alemanha - 1823-1891
    * Kazimierz Kuratowski - da Polônia - 1896-1980
    * Martin Wilhelm Kutta - da Alemanha - 1867-1944

[editar] L

    * Joseph-Louis de Lagrange - da França - 1736-1813
    * Robert Langlands
    * Johann Heinrich Lambert - da Alemanha - 1728-1777
    * Pierre Simon Laplace - da França - 1749-1827
    * Henri Leon Lebesgue - da França - 1875-1941
    * Adrien-Marie Legendre - da França - 1752-1833
    * Gottfried Wilhelm Leibniz - da Alemanha - 1646-1716
    * Jacques-Louis Lions
    * Guillaume François Antoine l'Hospital - da França - 1661-1704
    * Sophus Lie - da Noruega - 1842-1899
    * Carl Louis Ferdinand von Lindemann - da Alemanha - 1852-1939
    * Nikolai Iwanowitsch Lobatschewski - da Rússia - 1792-1856

[editar] M

    * Colin Maclaurin - da Escócia - 1698-1746
    * Saunders McLane
    * Curtis McMullen
    * Andrei Andreevich Markov - da Rússia - 1856-1922
    * Grigory Margulis
    * Jerrold Marsden
    * Pierre Mathieu - França
    * Marin Mersenne - da França - 1588-1648
    * John Milnor
    * Shigefumi Mori
    * David Mumford
    * Hermann Minkowski - da Alemanha - 1864-1909
    * August Ferdinand Möbius - da Alemanha - 1790-1868
    * Abraham de Moivre - da França - 1667-1754
    * Gaspard Monge - da França - 1746-1818
    * Augustus de Morgan - da Índia - 1806-1871
    * Manoel Amoroso Costa - do Brasil - 1885-1928

[editar] N

    * John Napier - da Escócia - 1550-1617
    * John von Neumann - da [Hungria]] e América do Norte - 1903-1957
    * Isaac Newton - da Inglaterra - 1643-1727
    * Emmy Noether - da Alemanha - 1882-1935
    * Sergei Novikov
    * John Forbes Nash - dos Estados Unidos da America , 1928-

[editar] Q

    * Daniel Quillen

[editar] O

    * Otto Alencar - do Brasil - 1874-1912

[editar] P

    * Jacob Palis - do Brasil - 1940-
    * Blaise Pascal - da França - 1623-1662
    * Giuseppe Peano - da Itália - 1858-1932
    * Henri Poincaré - da França - 1854-1912
    * Simeon Denis Poisson - da França - 1781-1840
    * George Polya - da Hungria e América do Norte - 1887-1985
    * Pitágoras de Sammos - da Grécia
    * Ptolomeu- da Grécia 85.ca-165ca

[editar] R

    * Srinivasa Ramanujan - da Índia - 1887-1920
    * Regiomontanus - Johannes Müller - da Alemanha - 1436-1476
    * Marian Rejewski - da Polónia - 1905-1980
    * Ken Ribet
    * Bernhard Riemann - da Alemanha - 1826-1866
    * Adam Riese - da Alemanha - 1492-1559
    * Klaus Friedrich Roth
    * Carle David Tolme Runge - da Alemanha - 1856-1927
    * Bertrand Russell - da Inglaterra - 1872-1970

[editar] S

    * Waclaw Sierpinski - da Polônia - 1882-1969
    * Laurent Schwartz
    * Atle Selberg
    * Jean-Pierre Serre
    * Thoralf Skolem - da Noruega - 1887-1963
    * Neil Sloane
    * Willebrord Snellius - dos Países Baixos - 1580-1626
    * Stephen Smale
    * Jakob Steiner - da Suíça - 1796-1863
    * Simon Stevin - dos Países Baixos - 1548-1620
    * Michael Stifel - da Alemanha - 1487-1567
    * James Stirling - da Escócia - 1692-1770
    * Peter Ludwig Mejdell Sylow - da Noruega - 1832-1918
    * Josef Schreier - da Polônia - 1909-1943

[editar] T

    * Alfred Tarski - da Polônia - 1902-1983
    * Niccolo Fontana Tartaglia - de Veneza - 1499-1557
    * Brook Taylor - da Inglaterra - 1685-1731
    * Rene Thom
    * John G Thompson
    * Jacques Tits
    * William Thurston
    * Pafnuty Lvovich Tschebyschow - da Rússia - 1821-1894
    * Ehrenfried Walter Tschiernhaus - da Alemanha - 1651-1708
    * Alan Turing - da Inglaterra - 1912-1954
    * Andrey Nikolayevich Tychonoff - da Rússia - 1906-1993

[editar] U

    * Stanislaw Ulam - da Polônia e América do Norte - 1909-1984
    * Paul Samuilovich Urysohn - da Rússia - 1898-1924

[editar] V

    * Francoise Viete - da França - 1540-1603
    * Alexandre-Theóphile Vandermonde - da França - 1735-1796

[editar] W

    * Bartel Leendert van der Waerden - dos Países Baixos - 1903-1996
    * Edward Waring - da Inglaterra - 1736-1798
    * Warren Weaver - dos Estados Unidos da América - 1894-1978
    * Karl Weierstrass - da Alemanha - 1815-1897
    * Andre Weil - da França - 1906-1998
    * Andrew Wiles
    * Edward Witten
    * Christopher Wren - da Inglaterra - 1632-1723
    * Josef Hoëné-Wronski - da Polônia - 1778]-1853

[editar] Y

    * Shing-Tung Yau
    * Jean-Christophe Yoccoz

[editar] Z

    * Doron Zeilberger
    * Efim Zelmanov
    * Ernst Zermelo - da Alemanha - 1871-1952

http://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_matem%C3%A1ticos (http://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_matem%C3%A1ticos)

Quereu: quantos matemáticos dessa lista eram negros?
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Pregador em 14 de Dezembro de 2007, 10:21:25
Uma coisa interessante sobre esse tipo de tópico é como se dão as reais diferenças entre os homens e as mulheres. Os homens conseguem ser céticos, mas as mulheres conseguem ser "céticas" acreditando em contos de fadas... :P

Nos criticam dizendo que "os homens são todos iguais", mas se somos todos iguais, por que elas não escolhem o primeiro que aparece?

No mais, concordo com o Forced...

Qui bunitinhu! Um fake fofucho só para o forced_abstinence! ♥

Mas peraí? Ele tá conectado em um IP diferente e postando junto com ele…

Awww… Não é uma gracinha? ♥ Ele deve estar usando dois computadores! Ou deve estar postando junto de seu companheiro gay. Quer dizer, presumo que seja gay, já que ele ODEIA mulheres…

Falando sério agora, não pense que eu não sei que sua conta é falsa, Mr. "WC Green Shadow". Já chegou falando como se conhecesse o povo aqui e isso não é normal para um novato, nem mesmo para quem acompanha o site sem postar. E ainda convenientemente defendendo o forced_existence!

Qualquer deslize seu que o associe com a conta de qualquer usuário vai te colocar em maus lençóis. É banimento imediato das duas contas e para sempre! A menos, é claro, que se confesse pra mim, para que eu remova a conta falsa na surdina. Todo mundo tem o direito de se arrepender e voltar para o bom caminho da palavra… das Regras do Fórum.

Se não for fake, bem, cuidado com a língua. Guardaria as brincadeiras para o Papo Furado se fosse você, ao menos até ficar claro de que é um usuário legítimo.

Manera aí Alenônimo. O que será que há com o povo?? Dizem que no verão a violência aumenta, vai ver é isso...
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Luz em 14 de Dezembro de 2007, 14:02:59

Quereu: quantos matemáticos dessa lista eram negros?

Prevejo opiniões tão embasadas quanto as que a lista pretende sugerir. E desse ponto de vista ela serve para comprovar ambas.  ::)

Aliás, há uma infinidade de suposições possíveis onde a média, certamente, seria desconfortável em algum ponto, contrariando o que gostaríamos de defender através dos números.  :P
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Alegra em 14 de Dezembro de 2007, 14:11:44
Também adoro as mulheres arrumadas. Seus perfumes agarram-nos como ondas que transportam sereias num canto imemorial - os sonhos tem séculos, a viração é eterna. Alquebrados, depois do caminhar, da faina instável da vida sentamo-nos à mesa; a mata densa lá fora, o sono leve na mente, o corpo cansado, nossa musa nos espera escarlate e rubra e brincamos nossos folguedos de crianças. Somos assim mesmo. Jamais esqueci do seu nome nesses meus miseráveis dois mil anos de existência. Nem a minha imortalidade ancestral me ensinou a esquecer - sofro do pior padecimento - saudade. Hoje a cidade me cerca e poderiam ser cantos misteriosos, mas eu os conheço todos. Tudo o que tinha ficou perdido na floresta, no passado. O futuro é só uma concha de corpos. Onde você está? Onde? Para me tirar do tédio da ilusão da vida.

Geeeente! Que lindo!  :wink:

Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Luz em 14 de Dezembro de 2007, 14:20:48
Também adoro as mulheres arrumadas. Seus perfumes agarram-nos como ondas que transportam sereias num canto imemorial - os sonhos tem séculos, a viração é eterna. Alquebrados, depois do caminhar, da faina instável da vida sentamo-nos à mesa; a mata densa lá fora, o sono leve na mente, o corpo cansado, nossa musa nos espera escarlate e rubra e brincamos nossos folguedos de crianças. Somos assim mesmo. Jamais esqueci do seu nome nesses meus miseráveis dois mil anos de existência. Nem a minha imortalidade ancestral me ensinou a esquecer - sofro do pior padecimento - saudade. Hoje a cidade me cerca e poderiam ser cantos misteriosos, mas eu os conheço todos. Tudo o que tinha ficou perdido na floresta, no passado. O futuro é só uma concha de corpos. Onde você está? Onde? Para me tirar do tédio da ilusão da vida.

Geeeente! Que lindo!  :wink:



Leva para você, está em oferta!  :D
















A poesia, é claro.   :)
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Alegra em 14 de Dezembro de 2007, 14:23:13
 :lol:

Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: forced_existence em 14 de Dezembro de 2007, 15:38:25

Qui bunitinhu! Um fake fofucho só para o forced_abstinence! ♥

Mas peraí? Ele tá conectado em um IP diferente e postando junto com ele…

Awww… Não é uma gracinha? ♥ Ele deve estar usando dois computadores! Ou deve estar postando junto de seu companheiro gay. Quer dizer, presumo que seja gay, já que ele ODEIA mulheres…


Péssimas insinuações provenientes justamente de quem "não come ninguém" ou não faz sexo como você próprio disse uma vez a um tal forista copelli. Neste ponto eu poderia também dizer que você é gay. Mas não te conheço pra dizer este tipo de coisa.
A moderação fazendo este tipo de insinuação sarcástica ainda mais de quem não conhece é um péssimo exemplo de conduta.
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Pregador em 14 de Dezembro de 2007, 16:28:52

Qui bunitinhu! Um fake fofucho só para o forced_abstinence! ♥

Mas peraí? Ele tá conectado em um IP diferente e postando junto com ele…

Awww… Não é uma gracinha? ♥ Ele deve estar usando dois computadores! Ou deve estar postando junto de seu companheiro gay. Quer dizer, presumo que seja gay, já que ele ODEIA mulheres…


Péssimas insinuações provenientes justamente de quem "não come ninguém" ou não faz sexo como você próprio disse uma vez a um tal forista copelli. Neste ponto eu poderia também dizer que você é gay. Mas não te conheço pra dizer este tipo de coisa.
A moderação fazendo este tipo de insinuação sarcástica ainda mais de quem não conhece é um péssimo exemplo de conduta.

O Alenonimo levou um cartão amarelo pelas ofensas proferidas. Isso não te dá o direito de retribuir. Você já está com a corda no pescoço, então, contenha seus ânimos senão será suspenso. Isso é uma advertência e é a última.
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: forced_existence em 14 de Dezembro de 2007, 16:51:41
O Alenonimo levou um cartão amarelo pelas ofensas proferidas. (...)


Eu só fiz aquele comentário por que duvidava que algum membro da moderação pudesse levar advertência, cartões..etc. Agora sim,  a moderação finalmente subiu em meu conceito.
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Francielly Pierri em 14 de Dezembro de 2007, 17:08:07
Uma coisa interessante sobre esse tipo de tópico é como se dão as reais diferenças entre os homens e as mulheres. Os homens conseguem ser céticos, mas as mulheres conseguem ser "céticas" acreditando em contos de fadas... :P

Nos criticam dizendo que "os homens são todos iguais", mas se somos todos iguais, por que elas não escolhem o primeiro que aparece?

No mais, concordo com o Forced...

Pq nem sempre o primeiro que aparece é o mais bonito! :biglol:

Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Thufir Hawat em 14 de Dezembro de 2007, 17:21:08
Citar
Caroline Herschel (astrônoma, primeira mulher a ser remunerada por atividades científicas, descobridora do cometa que leva seu nome),

Mary Fairfax Sommerville (física, realizou experimentos em magnetismo, junto com Herschel foi primeira mulher a ser eleita para a Royal Astronomical Society)

Marie-Sophie Germain (matemática, deu grandes contribuições a teoria dos números)

Maria Mitchell (astrônoma, descobriu o cometa que leva seu nome)

Margaret Huggins (astrônoma, pioneira no campo da espectroscopia)

Sofia Kovalevskaya (matemática russa, co-responsável pelo teorema Cauchy-Kowalevski)

Maria Sklodowska-Curie (física, deu contribuiçõs fundamentais à física nuclear, única pessoa a obter dois prêmios Nobel científicos em categorias diferentes, física e química)

Iréne Joliot-Curie (física, prêmio Nobel)

Cecilia Payne (astrônoma, primeira mulher chefe de um departamento de astronomia, primeira a demonstrar, através de espectroscopia, que o Sol devia ser formado prioritariamente de He e H),

Amalie Emmy Noether (matemática, responsável pelo teorema de Noether que expressa a correspondência direta entre simetrias e princípios de conservação)

Carolyn Shoemaker (astrônoma, acho que o nome "Shoemaker" já diz tudo, não é?),

Rosalind Franklin (biofísica cujos trabalhos com cristalografia foram essenciais na determinação da estrutura do DNA)

Ingrid Daubechies (matemática e física, conhecida por seu trabalho com ondaletas)

Susan Jocelyn Bell  (astrofísica, descobridora dos pulsares)

Lisa Randall (física teórica, co-proponente de um dos modelos de supercordas mais estudados atualmente).

Essa é uma pequena lista, nem de longe completa, de mulheres que se destacaram nas ciências, em ordem cronológica. Percebe-se nela que o valor das contribuições vai ficando mais significativo quanto mais nos aproximamos do presente.
No link abaixo, uma lista mais completa
http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_female_scientists (http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_female_scientists)
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Südenbauer em 14 de Dezembro de 2007, 17:31:22
Essas aí tudo possuem óvulos policísticos. :D
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Thufir Hawat em 14 de Dezembro de 2007, 17:39:07
Essas aí tudo possuem óvulos policísticos. :D
:? você não quis dizer "ovários policísticos"?

E isso é ad mulherem :hihi:
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Südenbauer em 14 de Dezembro de 2007, 17:41:37
Essas aí tudo possuem óvulos policísticos. :D


:? você não quis dizer "ovários policísticos"?
Nem sei... :|

E isso é ad mulherem :hihi:
:hihi:
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Luz em 14 de Dezembro de 2007, 17:44:26
Nossa, que tanto de mulher! :lol: Cruzes!!!  :nojo:  O Quereu vai ficar triste, a sua lista é maior que a dele!  :/
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Thufir Hawat em 14 de Dezembro de 2007, 17:47:51
Nossa, que tanto de mulher! :lol: Cruzes!!!  :nojo:  O Quereu vai ficar triste, a sua lista é maior que a dele!  :/
:? :?:
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Dr. Manhattan em 14 de Dezembro de 2007, 17:50:44
Nossa, que tanto de mulher! :lol: Cruzes!!!  :nojo:  O Quereu vai ficar triste, a sua lista é maior que a dele!  :/
Acho que um dia o Quereu poderia dar uma passada num departamento de Química ou de Biologia de alguma grande universidade.
Seria... instrutivo. :lol: Em medicina, sei que atualmente se formam mais mulheres que homens.

Na Física a proporção é menor, é verdade. Mas tem aumentado gradativamente.
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Südenbauer em 14 de Dezembro de 2007, 17:52:43
Faculdade de Farmácia. ;)
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Luz em 14 de Dezembro de 2007, 18:00:20
Nossa, que tanto de mulher! :lol: Cruzes!!!  :nojo:  O Quereu vai ficar triste, a sua lista é maior que a dele!  :/
Acho que um dia o Quereu poderia dar uma passada num departamento de Química ou de Biologia de alguma grande universidade.
Seria... instrutivo. :lol: Em medicina, sei que atualmente se formam mais mulheres que homens.

Na Física a proporção é menor, é verdade. Mas tem aumentado gradativamente.

Não é possível convencer quem não quer ser convencido - tem que haver um mínimo de abertura até mesmo para os fatos.  :wink:

Pois como diz o nosso grande filósofo, Galvão Bueno: se os fatos não corroboram a teoria, azar dos fatos, não é Arnaldo?  :lol:

Por isso que ando levando tudo para o lado do humor ultimamente, senão eu desanimo.  ::)
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Atheist em 14 de Dezembro de 2007, 18:19:59
O Alenonimo levou um cartão amarelo pelas ofensas proferidas. (...)


Eu só fiz aquele comentário por que duvidava que algum membro da moderação pudesse levar advertência, cartões..etc. Agora sim,  a moderação finalmente subiu em meu conceito.

Não só pode como já aconteceu antes. Existe uma área onde os moderadores postam suas ações:

http://clubecetico.org/forum/index.php/board,33.0.html

Vale a pena observar esta área antes de dar respostas, ou então, clicar no  link "denunciar à moderação".
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Quereu em 14 de Dezembro de 2007, 18:41:31
Essa será minha última postagem nesse tópico - juro por deus! Faz tempo que as mulheres ultrapassaram os homens em quantidade de bacharéis. As mulheres são mais disciplinadas, estudiosas, metódicas e produtivas. Aguentam condições que provavelmente os homens não suportariam.

Diz um velho ditado que mulher já nasce pronta - porque os homens são imaturos e se dão ao luxo de amadurecer bem tarde. São santarrões que se tivessem a responsabilidade da prole sem a companhia da mulher provavelmente a espécie humana já teria acabado. Eu vejo os homens como parentes do Homer Simpson. Na média, usando a palavra favorita deste fórum, os homens são uma merda.

Isso não é um pedido de desculpas, pois estou cagando e andando para o que acham das minhas opiniões sobre as mulheres. Ambos são nada e se desaparecessem da face desse planeta o universo tá pouco aí.

Quanto ao meu pinto, já que insistem tanto em saber, realmente ele não é grande. Já pensei bastante no assunto mas atualmente acho que tem pouca importância. É impossível ser proficiente em todos os aspectos. Quanto ao aspecto corno, bem, talvez eu tenha sido. Procuro evitar pensar muito nisso porque acho que homem se não se controla vira D. Casmurro. Se ela me traiu é porque estava insatisfeita - talvez encontre coisa melhor, ou não - aí é com ela. Quanto a complexos, acho que tenho muitos, mas não mais que - adivinhem! - a média.

Quanto à lista, sei lá o que me deu na cabeça. Nem da wikipédia eu gosto e só a consulto quando tenho curiosidade sobre personagens de quadrinhos, porque se a informação for falsa tanto faz. Mas o que eu disse antes sobre as mulheres tá valendo, retirando-se o exagero e o drama que, aliás, é uma característica muito minha - já me disseram que pareço uma personagem de novela mexicana.

Mas uma coisa tenho que confessar, agi aqui como se estivesse no boteco e em muitos momentos me diverti a valer. Outras, fiquei completamente irado. Foi inebriante. Desses momentos eu peço desculpas. Ninguém é obrigado a suportar isso.

Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Luz em 14 de Dezembro de 2007, 20:06:20

Uma coisa eu tenho que reconhecer: os homens, às vezes, são surpreendentes, mesmo quando previsíveis :) e assim como falam das mulheres, têm o poder de nos desarmar.

De repente, me dou conta que não sei o que estive todo esse tempo fazendo por aqui: essa guerra não é minha!
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Narkus em 14 de Dezembro de 2007, 20:15:43
Se eu for eleito presidente vou tornar o teste de DNA obrigatório para recém-nascidos. Quem não deve não teme  :histeria:

Alguém aí concorda?
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Luz em 14 de Dezembro de 2007, 20:18:42
Se eu for eleito presidente vou tornar o teste de DNA obrigatório para recém-nascidos. Quem não deve não teme  :histeria:

Alguém aí concorda?

   Narkus, poderia me explicar, por favor. Eu não entendi a piada.
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Narkus em 14 de Dezembro de 2007, 20:21:18
Não é piada
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Luz em 14 de Dezembro de 2007, 20:22:15
Não é piada

Poderia explicar, de qualquer forma?
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Narkus em 14 de Dezembro de 2007, 20:33:19
Bom...
Uma mulher facilmente pode instrumentalizar a incerteza da paternidade em níveis que não permitem que o homem tenha a ousadia de questionar sua própria paternidade.

Digamos que eu tenha lá uma sutil desconfiança de que minha mulher me traiu, ela fica grávida, mas eu não tenho tanta desconfiança ao ponto de arricar ofende-la e pedir um teste de DNA.
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Luz em 14 de Dezembro de 2007, 20:44:20
Bom...
Uma mulher facilmente pode instrumentalizar a incerteza da paternidade em níveis que não permitem que o homem tenha a ousadia de questionar sua própria paternidade.

Digamos que eu tenha lá uma sutil desconfiança de que minha mulher me traiu, ela fica grávida, mas eu não tenho tanta desconfiança ao ponto de arricar ofende-la e pedir um teste de DNA.

   E por que a histeria (  :histeria: ), se não era para parecer engraçado?  :wink:
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Narkus em 14 de Dezembro de 2007, 20:48:16
quem não deve não teme :)
Essa foi a única piada.

E quanto ao "projeto de lei", alguma coisa a acrescentar?
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Rhyan em 14 de Dezembro de 2007, 20:51:04
Autoritário.
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Narkus em 14 de Dezembro de 2007, 20:56:49
Sei lá...
Corno é corno, cria filho dos outros sem saber  :histeria:

Mas várias vezes já me passou pela cabeça uma lei assim... Vai saber, o impulso pela "variabilidade" genética existe até mesmo em mulheres. Mesmo com o surgimento da camisinha e testes de DNA, a comprovação de paternidade só é possível por meio de solicitação de DNA ou da "confiança" na parceira.
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Luz em 14 de Dezembro de 2007, 20:59:01
quem não deve não teme :)
Essa foi a única piada.

E quanto ao "projeto de lei", alguma coisa a acrescentar?

Acrescento que o seu projeto transparece deboche direcionado, o que soaria, se fosse verdade, contarditório com as suas últimas declarações.  :wink:
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Narkus em 14 de Dezembro de 2007, 21:00:03
por que "deboche"?
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Luz em 14 de Dezembro de 2007, 21:00:59
por que "deboche"?

   Sexto sentido.   :wink:
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Fabi em 14 de Dezembro de 2007, 21:01:10
Ainda bem que 52% das eleitoras são mulheres... Nenhum projeto de lei assim passaria...
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Narkus em 14 de Dezembro de 2007, 21:03:08
Por que não passaria?  :hihi:
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Fabi em 14 de Dezembro de 2007, 21:06:03
Porque primeiro exame de DNA é caro, vai no site do atheist pra ver como é complicado fazer esse teste, segundo porque é uma bobagem essa lei... e como mulher é a maioria das eleitoras...nenhum político quer se ver em maus lençóis... sabe... voto conta muito... principalmente da maioria....então... acho que nem levariam a voto uma coisa assim...
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Narkus em 14 de Dezembro de 2007, 21:10:53
Mas e se o teste se tornar mais barato?

É claro que num futuro um pouco mais distante talvez já inventem um aparelho portátil que permite você ler os genes de alguém bastando recolher um fio de cabelo, ou uma célula qualquer.

Mas enquanto não houver esta tecnologia talvez fosse ideal uma lei que obrigasse todos os recèm nascidos e/ou fetos recém formados a serem submetidos a exame de DNA para saber se o suposto pai é de fato o portador de 50% da carga genética do novo indivíduo em questão.
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Fabi em 14 de Dezembro de 2007, 21:15:36
Atheist por favor explique porque isso não é possivel..

Bom, é uma lei absurda... e como nós mulheres somos maioria das eleitoras, e como o Brasil é regido por políticagem, e uma lei assim soaria machista... nenhum político iria querer 70% dos eleitores contra eles né....
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Oceanos em 14 de Dezembro de 2007, 21:23:06
Mas e se o teste se tornar mais barato?
Ainda assim vai custar alguma coisa. Dinheiro desnecessário para quem não duvida da mulher. Quem duvida já tem os meios legais de testar isso.

Mas enquanto não houver esta tecnologia talvez fosse ideal uma lei que obrigasse todos os recèm nascidos e/ou fetos recém formados a serem submetidos a exame de DNA para saber se o suposto pai é de fato o portador de 50% da carga genética do novo indivíduo em questão.
Isso é ridículo. Faz o teste quem duvida e quem quer. Dor de cabeça desnecessária. Sem contar que pode haver algum eventual problema no exame e acusar um pai ilegítimo.

É algo completamente intrusivo e sem sentido. A não ser que o pai seja covarde demais para questionar isso da mulher... Mas isso não seria culpa do Estado.
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Atheist em 14 de Dezembro de 2007, 21:23:26
Atheist por favor explique porque isso não é possivel..

Bom, é uma lei absurda... e como nós mulheres somos maioria das eleitoras, e como o Brasil é regido por políticagem, e uma lei assim soaria machista... nenhum político iria querer 70% dos eleitores contra eles né....

Pera ae, porque eu é que tenho que explicar? :D

Também acho que uma lei assim não passaria, mais por uma questão de ética mesmo. Abre precedentes para se analisar o DNA por qualquer outro motivo que  ninguém está disposto a priori.
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Fabi em 14 de Dezembro de 2007, 21:24:49
Atheist por favor explique porque isso não é possivel..

Bom, é uma lei absurda... e como nós mulheres somos maioria das eleitoras, e como o Brasil é regido por políticagem, e uma lei assim soaria machista... nenhum político iria querer 70% dos eleitores contra eles né....

Pera ae, porque eu é que tenho que explicar? :D

Também acho que uma lei assim não passaria, mais por uma questão de ética mesmo. Abre precedentes para se analisar o DNA por qualquer outro motivo que  ninguém está disposto a priori.
:P Era pra contar que exame de DNA não é feito como aparece no CSI...
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Atheist em 14 de Dezembro de 2007, 21:25:01
Mas e se o teste se tornar mais barato?

É claro que num futuro um pouco mais distante talvez já inventem um aparelho portátil que permite você ler os genes de alguém bastando recolher um fio de cabelo, ou uma célula qualquer.

Mas enquanto não houver esta tecnologia talvez fosse ideal uma lei que obrigasse todos os recèm nascidos e/ou fetos recém formados a serem submetidos a exame de DNA para saber se o suposto pai é de fato o portador de 50% da carga genética do novo indivíduo em questão.

Pelo bem da divulgação científica... não é carga genética... Carga genética é peso dos aleles deletérios. O que você quis dizer é conteúdo. Pode usar "conteúdo gênico" que não erra!
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Atheist em 14 de Dezembro de 2007, 21:25:59
Atheist por favor explique porque isso não é possivel..

Bom, é uma lei absurda... e como nós mulheres somos maioria das eleitoras, e como o Brasil é regido por políticagem, e uma lei assim soaria machista... nenhum político iria querer 70% dos eleitores contra eles né....

Pera ae, porque eu é que tenho que explicar? :D

Também acho que uma lei assim não passaria, mais por uma questão de ética mesmo. Abre precedentes para se analisar o DNA por qualquer outro motivo que  ninguém está disposto a priori.
:P Era pra contar que exame de DNA não é feito como aparece no CSI...

Hm... mas basicamente é... só que o CSI só tem uma hora para passar e o exame pode demorar mais... :D
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Fabi em 14 de Dezembro de 2007, 21:29:38
Atheist por favor explique porque isso não é possivel..

Bom, é uma lei absurda... e como nós mulheres somos maioria das eleitoras, e como o Brasil é regido por políticagem, e uma lei assim soaria machista... nenhum político iria querer 70% dos eleitores contra eles né....

Pera ae, porque eu é que tenho que explicar? :D

Também acho que uma lei assim não passaria, mais por uma questão de ética mesmo. Abre precedentes para se analisar o DNA por qualquer outro motivo que  ninguém está disposto a priori.
:P Era pra contar que exame de DNA não é feito como aparece no CSI...

Hm... mas basicamente é... só que o CSI só tem uma hora para passar e o exame pode demorar mais... :D
Mas não demora 5 seg... e nem é simples como parece lá na tv... e além de custar caro..imagine... se eu não me engano custa quase 2 mil reais um exame assim...
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Narkus em 14 de Dezembro de 2007, 21:51:08
ok :(
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Atheist em 14 de Dezembro de 2007, 21:52:09
Atheist por favor explique porque isso não é possivel..

Bom, é uma lei absurda... e como nós mulheres somos maioria das eleitoras, e como o Brasil é regido por políticagem, e uma lei assim soaria machista... nenhum político iria querer 70% dos eleitores contra eles né....

Pera ae, porque eu é que tenho que explicar? :D

Também acho que uma lei assim não passaria, mais por uma questão de ética mesmo. Abre precedentes para se analisar o DNA por qualquer outro motivo que  ninguém está disposto a priori.
:P Era pra contar que exame de DNA não é feito como aparece no CSI...

Hm... mas basicamente é... só que o CSI só tem uma hora para passar e o exame pode demorar mais... :D
Mas não demora 5 seg... e nem é simples como parece lá na tv... e além de custar caro..imagine... se eu não me engano custa quase 2 mil reais um exame assim...

Bom, custo mesmo é barato se o equipamento já existe...
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Spitfire em 14 de Dezembro de 2007, 21:55:10
Bom.... eu tenho certeza absoluta que sou filho do meu pai.  :histeria: :histeria: :histeria:
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Týr em 14 de Dezembro de 2007, 22:23:59
Bom.... eu tenho certeza absoluta que sou filho do meu pai.  :histeria: :histeria: :histeria:
Por quê? :twisted:

Zoeira
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Spitfire em 14 de Dezembro de 2007, 22:34:23
Se eu contar, eu levo, no mínimo, uma suspensão... então deixa quieto.  :twisted: :histeria:
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Týr em 14 de Dezembro de 2007, 22:38:49
:medo:
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Narkus em 14 de Dezembro de 2007, 22:59:02
fiquei curioso...
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Spitfire em 14 de Dezembro de 2007, 23:05:08
A curiosidade matou o gato.  :biglol:  :wink: :ok:
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Hold the Door em 14 de Dezembro de 2007, 23:39:44
O Alenonimo levou um cartão amarelo pelas ofensas proferidas. (...)


Eu só fiz aquele comentário por que duvidava que algum membro da moderação pudesse levar advertência, cartões..etc. Agora sim,  a moderação finalmente subiu em meu conceito.
Se você procurar na área de Atos da Moderação vai ver que em outras três ocasiões já foram dados cartões para membros da moderação.
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Luis Dantas em 14 de Dezembro de 2007, 23:49:29
Eu já penso que testes de DNA são supervalorizados.  Há situações em que o mais construtivo é evitá-los ativamente.
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Atheist em 15 de Dezembro de 2007, 00:49:42
O Alenonimo levou um cartão amarelo pelas ofensas proferidas. (...)


Eu só fiz aquele comentário por que duvidava que algum membro da moderação pudesse levar advertência, cartões..etc. Agora sim,  a moderação finalmente subiu em meu conceito.
Se você procurar na área de Atos da Moderação vai ver que em outras três ocasiões já foram dados cartões para membros da moderação.

Pois é Amon, tem muitos foristas que não observam o CC como um todo e acabam achando que as normas não são para todo, quando são.

Por exemplo, se o Poindexter retornar, eu provavelmente poderei levar cartão... :D Mas espero ter ganho um pouco mais de maturidade neste meio tempo e não cair na dele...
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Hold the Door em 15 de Dezembro de 2007, 01:35:30
Amon?  :P
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Atheist em 15 de Dezembro de 2007, 01:57:50
Pô, foi mal Angelo! Desculpa aê! :D
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Hold the Door em 15 de Dezembro de 2007, 02:01:39
 :lol:
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Südenbauer em 15 de Dezembro de 2007, 17:23:27
Pô, foi mal Angelo! Desculpa aê! :D
:histeria:

Deixa a Gabi num orfanato, vai acabar te enlouquecendo. :lol:
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Logical Head em 16 de Dezembro de 2007, 14:50:27
É impressionante o fascínio que as pessoas têm pela discrepância entre o ter a natureza do homem, ou ter a natureza das mulheres. Uma pessoa se apresenta, pelo que entendi, como miss clube cético. Um "conceito atraente" no nick desta pessoa. O assunto me parece ter sido deturpado para a moda, erotismo e etc... . Neste ponto de vista, concordo em meio aos turbilhões de respostas e citações aqui, com o Forced Existence e o Wagner Shadow. A reflexão do tópico conduz à idéia do conceito ou métodos de atração do masculino ao feminino. A moda é cada vez mais desnuda, não importa o material usado. As mulheres sabem como atrair os homens, portanto, não podem reclamar dos mesmos, pois o poder de escolha é o delas. Homens não são iguais, portanto, são os escolhidos. Assim o Wagner foi feliz na sua afirmação. Quanto ao Forced concordo quando ele disse que o natural erótico é o que atrai. Uma mulher sabe trair um homem usando qualquer recurso viável. Se na internet não há o contato físico para realizar a atração, usam-se os "conceitos atraentes" como Docinho, Sensual, Erótica, Miss, Linda, Loira, Morena, Gata Molhada e etc... . O homem fraco (carente) se direciona a um destes conceitos que atendem às suas necessidades de carência e submissão. Não faço uma crítica à Miss Clube Cético (longe disto), mas o que ela fez é comum na rede. Natural que isto desperte inveja também, pois envolve um confronto de paixões.
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Narkus em 16 de Dezembro de 2007, 15:07:32
Bom, o forista acima me parece ser clone, mas deixando esta questão de lado acho sim que o que está sendo dito é no mínimo o óbvio, mas também há a possibilidade de ser apenas "práticas sociais" para se simpatizar com o grupo.

Acredito ser pouco provável que o comportamento masculino e femino seja como é apenas por fatores culturais.

Mesmo que haja aquela pressão óbvia para que homens sejam masculinizados e mulheres feminilizadas, ou mesmo que o tipo de tratamento que meninos e meninas recebem influenciam eu seus comportamentos, tudo indica que as diferenças comportamentais dos sexos têm muito a ver com a biologia.
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Logical Head em 16 de Dezembro de 2007, 15:22:17
Bom, o forista acima me parece ser clone, mas deixando esta questão de lado acho sim que o que está sendo dito é no mínimo o óbvio, mas também há a possibilidade de ser apenas "práticas sociais" para se simpatizar com o grupo.

Acredito ser pouco provável que o comportamento masculino e femino seja como é apenas por fatores culturais.

Mesmo que haja aquela pressão óbvia para que homens sejam masculinizados e mulheres feminilizadas, ou mesmo que o tipo de tratamento que meninos e meninas recebem influenciam eu seus comportamentos, tudo indica que as diferenças comportamentais dos sexos têm muito a ver com a biologia.
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Logical Head em 16 de Dezembro de 2007, 15:26:45
Desnecessário pensar que pareço um clone para deixar a discussão de lado. Todas as nossas respostas convertidas em cultura têm uma fonte biológica. Não é à tôa que criamos "conceitos atraentes" para atingirmos o que queremos na internet. Só que muitas vezes o tiro sai pela culatra.
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: forced_existence em 16 de Dezembro de 2007, 15:28:57
Bom, o forista acima me parece ser clone, mas deixando esta questão de lado acho sim que o que está sendo dito é no mínimo o óbvio, mas também há a possibilidade de ser apenas "práticas sociais" para se simpatizar com o grupo.

Acredito ser pouco provável que o comportamento masculino e femino seja como é apenas por fatores culturais.

Mesmo que haja aquela pressão óbvia para que homens sejam masculinizados e mulheres feminilizadas, ou mesmo que o tipo de tratamento que meninos e meninas recebem influenciam eu seus comportamentos, tudo indica que as diferenças comportamentais dos sexos têm muito a ver com a biologia.


Narkus, não é nenhum fake e nem conheço o forista.

O ser humano não é somente fator biológico, por ele ser bem mais complexo existem fatores sociais também envolvidos. O estudo do comportamento dos sexos se deveria ser feito e como é feito com bases sociais e biológicas. É multidisciplinar pois estão envolvidos além dos fatores sexuais também agressividade, territorialidade, investimento parental, etc.

Incluir o ser humano e suas ações somente no campo biológico causa sensação de mal estar pois isso invoca a um reducionismo ou seja, reduzindo o homo sapiens a suas características meramente biológicas. O acesso à fala, ao pensamento abstrato, à capacidade de lidar com signos e à capacidade para a cultura marcou de forma radical o comportamento do homem contemporâneo e estamos vivendo isso até hoje como forma de ser e estar no mundo. As mulheres estão agindo por fatores sociais ou tentando se mostrar capazes também. Se conseguem ou não é outra história mas este papel revolucionário das mulheres é típico de um fenômenos social ou revolucionário. Neste percurso pode haver barreiras biológicas pois a mulher engravida e isso por sí é um impedimento. Neste aspecto podemos falar de um fator biológico obstaculizador de avanços.

Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: rizk em 16 de Dezembro de 2007, 15:50:16
É impressionante o fascínio que as pessoas têm pela discrepância entre o ter a natureza do homem, ou ter a natureza das mulheres. Uma pessoa se apresenta, pelo que entendi, como miss clube cético. Um "conceito atraente" no nick desta pessoa. O assunto me parece ter sido deturpado para a moda, erotismo e etc... . Neste ponto de vista, concordo em meio aos turbilhões de respostas e citações aqui, com o Forced Existence e o Wagner Shadow. A reflexão do tópico conduz à idéia do conceito ou métodos de atração do masculino ao feminino. A moda é cada vez mais desnuda, não importa o material usado. As mulheres sabem como atrair os homens, portanto, não podem reclamar dos mesmos, pois o poder de escolha é o delas. Homens não são iguais, portanto, são os escolhidos. Assim o Wagner foi feliz na sua afirmação. Quanto ao Forced concordo quando ele disse que o natural erótico é o que atrai. Uma mulher sabe trair um homem usando qualquer recurso viável. Se na internet não há o contato físico para realizar a atração, usam-se os "conceitos atraentes" como Docinho, Sensual, Erótica, Miss, Linda, Loira, Morena, Gata Molhada e etc... . O homem fraco (carente) se direciona a um destes conceitos que atendem às suas necessidades de carência e submissão. Não faço uma crítica à Miss Clube Cético (longe disto), mas o que ela fez é comum na rede. Natural que isto desperte inveja também, pois envolve um confronto de paixões.
O colega chegou e pegou o bonde andando. Não que seja absolutamente imprescindível ler todos os milhões de páginas do tópico, mas é bom correr os belos olhinhos antes de fazer juízo das coisas, não?

Se o senhor tem razão em dizer que "portanto, não podem reclamar dos mesmos, pois o poder de escolha é o delas", não é corolário óbvio dizer que, se o cara não consegue controlar o próprio pinto ao ver um pedacinho de pele, ele é o "escolhido" para ser o PATO e bem mereceu o que teve, e devia pôr o rabinho no meio das pernas e deixar de ser covarde, culpando a "magia" feminina pela própria "fraqueza"? Não são ambas as afirmações mistificadoras e ridículas? Então.

De TODAS as coisas interessantes pra se discutir, vai se apegar na assinatura da Fabi (que, tudo indica, é uma piada interna dela)?
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: rizk em 16 de Dezembro de 2007, 16:13:52
Acredito ser pouco provável que o comportamento masculino e femino seja como é apenas por fatores culturais.

Mesmo que haja aquela pressão óbvia para que homens sejam masculinizados e mulheres feminilizadas, ou mesmo que o tipo de tratamento que meninos e meninas recebem influenciam eu seus comportamentos, tudo indica que as diferenças comportamentais dos sexos têm muito a ver com a biologia.

Li recentemente que estão encontrando evidências para uma aceleração na evolução da nossa espécie, acelerando há 40.000 e, ainda mais, há 10.000 anos atrás. Aparentemente isso significa a separação dos humanos, enquanto espécie, em razão de práticas culturais. Era algo relativo à tolerância ao leite e imunidade à malária, alguém viu? Enfim, obviamente que as duas influências existem e tal.

Agora, visto que NÃO MORAMOS MAIS NAS ÁRVORES, as "explicações biológicas" não servem de muita coisa pra explicar como nós somos e o que devemos fazer. Vide as formas de governo: entre os primatas existe coisa análoga à dominação carismática - mas nós partimos dela e inventamos os três poderes a burocracia e tal. Em que os macacos fazendo campanha quando o líder morre nos ajuda? A gente sabe as nossas origens, mas PRA ONDE A GENTE VAI?

Lembro, quando eu era menina, de uma polêmica muito grande sobre um artigo a respeito do estupro. Pelo que ouvi falar, o autor dizia que o estupro era um modo de os machos menos privilegiados conseguirem deixar descendência no mundo. Era uma coisa natural encontrada em todos os macacos e nos insetos e não-sei-quê. E isso significa que nós, enquanto humanos do século XXI, que temos telefones celulares e nanotecnologia e sei-lá-mais-eu-o-quê, devemos criar o bolsa-estupro?

Enfim, que inventamos a roda, resta saber o que fazer com ela. :lol:

(...)
Não entendo em quê engravidar é um impedimento biológico obstaculizador de avanços (?!?). Não é pra ter filhos que todos viemos ao mundo?
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: forced_existence em 16 de Dezembro de 2007, 16:24:35
(...)
Não entendo em quê engravidar é um impedimento biológico obstaculizador de avanços (?!?). Não é pra ter filhos que todos viemos ao mundo?
Você como mulher pode entender e ter sido criada como todas as outras para gerar, ser mãe e dona de casa.
Você está agindo como crente: "crescei e multiplicai-vos"
Não acho que viemos ao mundo para termos filhos. O mundo está superpopuloso e a superpopulação gera miséria pois não se tem alimentos produzidos no mundo suficientes para abastecer o crescimento exponencial do mundo.

Quando engravida a mulher sai perdendo pois é responsabilidade dela gerar e a mulher ser promíscua impossibita o pleno desenvolvimento do indivíduo gerado por ela. Muitos especialistas defendem a importância de um núcleo familiar como pai e mãe  e portanto neste aspecto a mulher é duplamente responsável:
1-Não fazer escolhas certas por ser promíscua
2-Gerar um indivíduo com possibilidades de rejeição e desestabilizar o conceito de família

Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: forced_existence em 16 de Dezembro de 2007, 16:46:14

Li recentemente que estão encontrando evidências para uma aceleração na evolução da nossa espécie, acelerando há 40.000 e, ainda mais, há 10.000 anos atrás. Aparentemente isso significa a separação dos humanos, enquanto espécie, em razão de práticas culturais. Era algo relativo à tolerância ao leite e imunidade à malária, alguém viu? Enfim, obviamente que as duas influências existem e tal.

Agora, visto que NÃO MORAMOS MAIS NAS ÁRVORES, as "explicações biológicas" não servem de muita coisa pra explicar como nós somos e o que devemos fazer. Vide as formas de governo: entre os primatas existe coisa análoga à dominação carismática - mas nós partimos dela e inventamos os três poderes a burocracia e tal. Em que os macacos fazendo campanha quando o líder morre nos ajuda? A gente sabe as nossas origens, mas PRA ONDE A GENTE VAI?



Vou postar minha opinião referente a isto em história e filosofia
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: rizk em 16 de Dezembro de 2007, 17:11:32
Você como mulher pode entender e ter sido criada como todas as outras para gerar, ser mãe e dona de casa.
Você está agindo como crente: "crescei e multiplicai-vos"
Não foi bem o meu caso... e achei que isso fosse até ÓBVIO :lol:

Citar
Não acho que viemos ao mundo para termos filhos. O mundo está superpopuloso e a superpopulação gera miséria pois não se tem alimentos produzidos no mundo suficientes para abastecer o crescimento exponencial do mundo.
Mas, meu caro, olha você aí novamente achando que a natureza é tudo o que temos. Existe comida suficiente para todos, sim, e com a tecnologia que temos podemos produzir ainda mais. O homem moderno, porém, não vive só de pão: ele quer carro, ele quer papel, ele quer carne, etc. A miséria é gerada, antes, pela má distribuição da produção.
A gente vai acabar com a nossa linhagem ou vai aprender a viver de modo SUSTENTÁVEL? Isso está sendo discutido em outro tópico, porém, então isso que escrevi já é suficiente.

Citar
Quando engravida a mulher sai perdendo pois é responsabilidade dela gerar e a mulher ser promíscua impossibita o pleno desenvolvimento do indivíduo gerado por ela. Muitos especialistas defendem a importância de um núcleo familiar como pai e mãe  e portanto neste aspecto a mulher é duplamente responsável:
1-Não fazer escolhas certas por ser promíscua
2-Gerar um indivíduo com possibilidades de rejeição e desestabilizar o conceito de família
Agora, você está esquecendo da natureza e moralizando onde não deve. Arbitrariamente, aliás. HÁ QUE ESCOLHER.
A um, que é a "promiscuidade" que garante o futuro da nossa espécie, gerando diversidade suficiente para não ser extinta ante as circunstâncias.
A dois, que eu não vi nenhum especialista falando da necessidade da família para produzir pessoas saudáveis e equilibradas. Houvesse receita pra isso, aliás, nem estaríamos tendo essa conversa. Cite UMA pesquisa que tenha este resultado, pesquisa financiada por universidade de renome sem ligação com a direita religiosa, e eu reconsidero.
A três, como o colega bem notou, as mulheres não engravidam sozinhas - daí que, se houver algum ônus,

Uma vez exposto o tamanho do absurdo (que não entendo como é fisicamente possível!), continuo não entendendo como é que gerar uma criança e garantir a continuidade pode ser, em qualquer grau, RUIM. Pode ser que a pessoa não queira isso, INDIVIDUALMENTE, mas tentar estender isso pra ser uma regra moral é uma das coisas mais bobas que eu já vi.
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Adriano em 16 de Dezembro de 2007, 18:07:07
Sobre o dilema da maternidade na vida executiva:

Citar
Elas sofrem mais

As mulheres enfrentam um quadro ainda mais dramático. Embora o movimento feminista que desabrochou nas décadas de 60 e 70 tenha proporcionado imensos avanços na vida profissional das mulheres, elas ainda deparam com uma questão que parece insolúvel. Como ter filhos e subir na carreira? A resposta está longe de uma definição. De acordo com o levantamento, 40% das executivas bem-sucedidas no trabalho não têm filhos, ante apenas 19% dos homens. Nada a espantar: o homem ainda é considerado o provedor da casa. "O problema é que o relógio biológico das mulheres corre muito rapidamente", afirma Betania. "Muitas das entrevistadas disseram que preferiram deixar a maternidade para depois, mas acabaram por descobrir que o depois ficou longe demais." Os primeiros anos de ascensão na carreira são exatamente os mais apropriados biologicamente para a maternidade. Estudos científicos apontam que, após os 35 anos, a fertilidade da mulher diminui. A executiva sem filho e que tem entre 35 e 40 anos (a idade em que assumem posições de liderança), sente-se pressionada pelo curto tempo que resta para a maternidade e pelo aumento da demanda no trabalho. A escolha, qualquer que seja, é difícil e dolorosa, pela sensação de que um dos dois lados será preterido e jamais recuperado.

Trecho da reportagem da revista Época Negócios, sobre a angustia da vida ecutiva -
http://epocanegocios.globo.com/Revista/Epocanegocios/0,,EDG77246-8374-3-6,00.html
Título: Re: Homem × Mulher: O tópico
Enviado por: Atheist em 16 de Dezembro de 2007, 18:14:53
Citar
Incluir o ser humano e suas ações somente no campo biológico causa sensação de mal estar pois isso invoca a um reducionismo ou seja, reduzindo o homo sapiens a suas características meramente biológicas.

Isso cria mal estar para quem tem crenças de que fomos criados em separado, ou quem é extremamente antropocêntrico e quer colocar os humanos em pedestais.