Mensagens Recentes

Páginas: [1] 2 3 4 5 ... 10
1
Eu quis dizer que uma pessoa que queira usar os serviços do Internet Banking sem fazer movimentações financeiras pode fazê-lo com risco zero. Pelo menos na maioria dos cinco grandes bancos brasileiros, é impossível fazer uma movimentação financeira sem assinatura eletrônica, o que elimina completamente o risco de roubo on-line.

Mas o PC/Smartphone estiver comprometido, a assinatura eletronica (AE) tbm será roubada, não? Uma AE nao é o mesmo que uma senha?

Quanto à questão de paranoia, acho que faz mais sentido falar em paranoia com o desconforto com os Linux na navegação bancária do que em paranoia com um possível roubo on-line. Pois um roubo on-line pode levar uma perda de valor inestimável. Em certos casos de roubo on-line, não há ressarcimento breve ou mesmo tardio (alguns meses de espera) do dinheiro roubado. Já alguma perda de conforto é um custo insignificante perto do dano alternativo, ainda mais quando se percebe que existem meios de se minimizar drasticamente as idas aos bancos on-line. Existem coisas como o serviço de débito automático dos bancos. Ou você pode criar uma carteira digital só para fazer pagamentos, como a do aplicativo Recarga Pay e deixar o banco on-line apenas para fazer as movimentações financeiras mais inesperadas (o que minimizaria o tamanho do roubo on-line, se você insistisse em não abrir mão do uso do celular para fazer pagamentos).


Concordo.
2
Eu quis dizer que uma pessoa que queira usar os serviços do Internet Banking sem fazer movimentações financeiras pode fazê-lo com risco zero. Pelo menos na maioria dos cinco grandes bancos brasileiros, é impossível fazer uma movimentação financeira sem assinatura eletrônica, o que elimina completamente o risco de roubo on-line.

Quanto à questão de paranoia, acho que faz mais sentido falar em paranoia com o desconforto com os Linux na navegação bancária do que em paranoia com um possível roubo on-line. Pois um roubo on-line pode levar uma perda de valor inestimável. Em certos casos de roubo on-line, não há ressarcimento breve ou mesmo tardio (alguns meses de espera) do dinheiro roubado. Já alguma perda de conforto é um custo insignificante perto do dano alternativo, ainda mais quando se percebe que existem meios de se minimizar drasticamente as idas aos bancos on-line. Existem coisas como o serviço de débito automático dos bancos. Ou você pode criar uma carteira digital só para fazer pagamentos, como a do aplicativo Recarga Pay e deixar o banco on-line apenas para fazer as movimentações financeiras mais inesperadas (o que minimizaria o tamanho do roubo on-line, se você insistisse em não abrir mão do uso do celular para fazer pagamentos).
3
Laicismo, Política e Economia / Re:Governo Bolsonaro
« Última Mensagem: por Gigaview Online Ontem às 23:27:16 »
Olha o Olavão, aquele que influencia o governo, esperneando.

4
Laicismo, Política e Economia / Re:Governo Bolsonaro
« Última Mensagem: por Arcanjo Lúcifer Online Ontem às 18:51:48 »
Já que esses sindicalistas estúpidos não ligam para responsabilidade fiscal, seria interessante que eles fossem morar num país cujo governo também não importa nenhum pouco com isso, como por exemplo na Venezuela.

Que gente mais burra.  :no:




Eles ligam, estão vendendo o prédio da Cut para cortar gastos e demitiram 60% dos vagabundos.

O problema é que só se importam com a própria situação financeira, se for o estado gastando mais que arrecada não tem problema, desde que seja para sustentar vagabundo ligado ao sindicato.
5
Laicismo, Política e Economia / Re:Governo Bolsonaro
« Última Mensagem: por Cinzu Online Ontem às 18:07:22 »
Citar
Governo aumenta valor máximo de auxílio-reclusão e salário-família

Teto do benefício para presos passou de R$ 1.319,18 para R$ 1.364,43, com aumento de R$ 45,25. Portaria foi publicada no Diário Oficial da União

O Ministério da Economia reajustou o auxílio-reclusão e beneficiários devem receber, no máximo, R$ 1.364,43 por mês. Também houve reajuste para o salário-família. 

A portaria, assinada por Paulo Guedes, foi publicada no Diário Oficial da União nesta quarta-feira (16) e também dispõe sobre o reajuste da aposentadoria dos trabalhadores que recebem mais do que um salário mínimo (R$ 998).

Mulheres que recebem auxílio-reclusão relatam preconceito

O reajuste foi de R$ 45,25, já que o teto do benefício era de R$ 1.319,18 em 2018. O valor do auxílio-reclusão é calculado com base no salário do preso enquanto ele trabalhava. Quando o salário de contribuição for maior do que R$ 1.364,43, os dependentes não terão direito ao benefício.

Salário-família

A portaria determina que o valor por filho será de R$ 46,54 para o segurado com remuneração mensal menor do que R$ 907,77 e de R$ 32,80 para aqueles com salário maior do que R$ 907,77 e igual ou menor a R$ 1.364,43.

Em 2018, a cota de R$ 45 valia para os segurados que ganhavam até R$ 877,67. Para quem recebe entre R$ 877,68 e R$ 1.319,18, a cota corresponderá a R$ 31,71.

Quem tem direito?

Segundo o INSS, o salário-família é um valor pago ao empregado, inclusive o doméstico, e ao trabalhador avulso, de acordo com o número de filhos ou equiparados que possua. Filhos maiores de 14 anos não têm direito, exceto no caso dos inválidos (para quem não há limite de idade).

O auxílio-reclusão é um benefício concedido pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) garantido aos dependentes dos presos que contribuíram com a Previdência enquanto trabalhavam. Pode ser dado a presos em regime fechado ou semiaberto.

O tempo de validade do auxílio varia de acordo com a idade dos dependentes e o tipo de beneficiário. Quando a pessoa presa não tiver contribuído 18 meses à Previdência ou se o casamento ou união estável começar em menos de dois anos antes da prisão, o benefício tem duração de 4 meses.

Caso a prisão aconteça depois das 18 contribuições, o tempo de duração do benefício varia de acordo com a tabela abaixo.

Será que andaram assinando coisas sem ler de novo?
6
"Ain, mas não é possível uma única célula dar origem a seres tão complexos..."

Você fez isso. E levou 9 meses.  :)
7
Laicismo, Política e Economia / Re:Governo Bolsonaro
« Última Mensagem: por JJ Online Ontem às 16:12:42 »

Talvez esses burros preferissem que o governo aumentasse a carga tributária para 50% do PIB, e assim detonasse de uma vez por todas com o resto de capacidade competitiva que ainda tem no Brasil.


 :x
8
Laicismo, Política e Economia / Re:Governo Bolsonaro
« Última Mensagem: por JJ Online Ontem às 16:10:00 »
Já que esses sindicalistas estúpidos não ligam para responsabilidade fiscal, seria interessante que eles fossem morar num país cujo governo também não importa nenhum pouco com isso, como por exemplo na Venezuela.

Que gente mais burra.  :no:


9
Laicismo, Política e Economia / Re:Governo Bolsonaro
« Última Mensagem: por JJ Online Ontem às 16:07:15 »
CUT prepara ‘resistência’ à reforma da Previdência

Brasil  16.01.19 15:44

Vagner Freitas, presidente da CUT, promete “resistência” à reforma da Previdência.

“Vamos construir a resistência, organizar os trabalhadores e dialogar com a sociedade sobre os riscos das propostas sinalizadas pelo governo.”

Os sindicatos, segundo ele, terão “papel central na construção desse processo”.

“Os sindicatos devem construir essa resistência e foi isso que debatemos hoje. Agora, os sindicatos devem ir para as bases, marcar as assembleias, construir a organização da luta.”


https://www.oantagonista.com/brasil/cut-prepara-resistencia-reforma-da-previdencia/

10
Se existem inteligências de carbono, pode haver inteligências de silício.

Se existe a humanidade, pode haver outras espécies, em outros planetas. E, até prova em contrário, é possível que venham a entrar em contacto conosco. O que nos parece impossível com a tecnologia de hoje pode ser banal no futuro.
Este é um assunto interessante. No meu modo de ver o surgimento da vida requer que algo excepcional aconteça de tal forma que surja uma molécula capaz de se replicar, mas não somente isto, é preciso que esta, ao longo de milhões de anos sofra especializações visando sobrevivência e evolução.
As algas primitivas unicelulares - Cianofíceas ou cianobactérias -  eram formas de vida extremamente simples. Essas bactérias pertenciam ao reino vegetal, hoje são protistas. Mas o conceito de célula comporta avanços e especializações de extrema complexidade.



Mesmo uma cianobactéria não me parece ser  algo que se possa chamar  corretamente de "extremamente simples".  Me parece muito enganoso referir-se dessa maneira a algo que contem  milhões de partes.


Páginas: [1] 2 3 4 5 ... 10
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!