Forum Clube Cetico

Discussões => História, Sociedade, Comportamento e Filosofia => Tópico iniciado por: DDV em 20 de Novembro de 2011, 17:12:18

Título: Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 20 de Novembro de 2011, 17:12:18
Suponha que um determinado indivíduo ache mais bonito os traços físicos mais característicos das etnias brancas e menos característicos dos negros. Esse indivíduo NÃO considera os negros inferiores aos brancos em NENHUM aspecto. Respeita-os, trata-os de igual para igual e vive em perfeita harmonia e interação social com os mesmos, sem nenhum tipo de preconceito ou discriminação. Apenas acha feios os traços físicos mais característicos da etnia negra.


Essa preferência estética do indivíduo é:

1- Uma preferência estética pessoal e nada mais, da mesma forma que existem preferências por mulheres loiras ou morenas, por baixinhos ou altos, por magérrimas ou gordinhas, por olhos azuis ou castanhos, etc

2- Racismo.




Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: uiliníli em 20 de Novembro de 2011, 17:23:59
Voto na opção 1. Eu mesmo curto uns olhinhos puxados...

(http://www.zgeek.com/forum/gallery/files/1/4/5/9/8/5059745_m_5059747_874.jpg)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Salazar em 20 de Novembro de 2011, 17:31:00
1.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Rocky Joe em 20 de Novembro de 2011, 17:45:10
Essa é uma pergunta difícil, e que leva a outra também difícil para podermos respondê-la: de onde vem nossos gostos estéticos? Algo aleatório no nosso cérebro, influência da cultura (e aqui poderia haver um naco de racismo), ganhos pessoais*...? A beleza é percebida pelos olhos, e vai saber como o cérebro processa isso.

Mas eu vou mesmo é na opção 1. E olhos puxados... :love:

* Com isto quero dizer a hipótese de nos se sentirmos atraídos às pessoas que temos mais chance de copular (usando uma palavra educada).

Edit: português, como sempre...  |(
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Luiz Otávio em 20 de Novembro de 2011, 17:47:39
Voto na opção 1. Eu mesmo curto uns olhinhos puxados...
O mesmo que você.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Salazar em 20 de Novembro de 2011, 17:52:48
Essa é uma pergunta difícil, e que leva a outra também difícil para podermos respondê-la: de onde vem nossos gostos estéticos? Algo aleatório no nosso cérebro, influência da cultura (e aqui poderia haver um naco de racismo), ganhos pessoais*...? A beleza é percebido pelos olhos, e vai saber como o cérebro processa isso.

Mas eu vou mesmo é na opção 1. E olhos puxados... :love:

* Com isto quero dizer a hipótese de nos se sentirmos atraídos às pessoas que temos mais chance de copular (usando uma palavra educada).
Já vi uma pesquisa dizendo que alguns traços de beleza são reconhecidos universalmente. Independente da cultura.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Rocky Joe em 20 de Novembro de 2011, 17:56:02
Essa é uma pergunta difícil, e que leva a outra também difícil para podermos respondê-la: de onde vem nossos gostos estéticos? Algo aleatório no nosso cérebro, influência da cultura (e aqui poderia haver um naco de racismo), ganhos pessoais*...? A beleza é percebido pelos olhos, e vai saber como o cérebro processa isso.

Mas eu vou mesmo é na opção 1. E olhos puxados... :love:

* Com isto quero dizer a hipótese de nos se sentirmos atraídos às pessoas que temos mais chance de copular (usando uma palavra educada).
Já vi uma pesquisa dizendo que alguns traços de beleza são reconhecidos universalmente. Independente da cultura.

Simetria é o mais óbvio. Fico curioso para saber se há outros.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: uiliníli em 20 de Novembro de 2011, 17:58:37
Acho que há uma componente universal, mas há um componente de cultura também. Os próprios olhos puxados, que tanta gente aqui adora, são um exemplo disso: no Japão tem meninas que fazem cirurgia para ficar com olhos "ocidentais"! Deve ter uma lógica nisso de se distinguir na multidão, ser diferente - lá onde todo mundo tem olho puxado isso não é percebido como tão belo e os nossos olhos que devem passar por exóticos.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Rocky Joe em 20 de Novembro de 2011, 18:03:00
Acho que há uma componente universal, mas há um componente de cultura também. Os próprios olhos puxados, que tanta gente aqui adora, são um exemplo disso: no Japão tem meninas que fazem cirurgia para ficar com olhos "ocidentais"! Deve ter uma lógica nisso de se distinguir na multidão, ser diferente - lá onde todo mundo tem olho puxado isso não é percebido como tão belo e os nossos olhos que devem passar por exóticos.

É uma boa explicação - temos o costume de gostar do que é raro, e, como você disse, a vontade de ser diferente, de firmar-se como um indivíduo único.

Voltando ao assunto... será que se os negros fossem em sua maioria da classe de milionários, eles não seriam mais bem vistos e apareceriam mais como belos? Acho que pode haver sim um naco de racismo em gostos estéticos - mas não um racismo cruel, planejado.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 20 de Novembro de 2011, 18:04:42
Acho que há uma componente universal, mas há um componente de cultura também. Os próprios olhos puxados, que tanta gente aqui adora, são um exemplo disso: no Japão tem meninas que fazem cirurgia para ficar com olhos "ocidentais"! Deve ter uma lógica nisso de se distinguir na multidão, ser diferente - lá onde todo mundo tem olho puxado isso não é percebido como tão belo e os nossos olhos que devem passar por exóticos.

Os olhos puxados considerados bonitos são aqueles discretos, geralmente de mestiços entre orientais e ocidentais. Os olhos puxados puros, daqueles parecidos com edema após picada de abelha, não são considerados tão bonitos assim pela maioria.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Gaúcho em 20 de Novembro de 2011, 18:05:18
Opção 1.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Dbohr em 20 de Novembro de 2011, 18:06:43
Se a premissa da pergunta for válida, voto na opção 1. Não consideraria tal coisa racismo.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: LaraAS em 20 de Novembro de 2011, 18:11:55
           É claro que a opção 1.
           
           Agora uma coisa interessante ,é que eu li que as romanas consideravam os cabelos loiros das mulheres germânicas e de algumas mulheres celtas mas bonitos que os seus ,então pintavam os cabelos com algunos produtos da época que foram criados para imitar aqueles cabelos das mulheres germânicas e punham produtos na pele para deixar as peles mas brancas como as pelas das mulheres germanicas e às vezes usavam perucas também ,feitas com cabelos de mulheres germanicas. No entanto ,naquela época da qual o texto estava falando ,no século I ,os germanos dentro do império eram na maioria escravos ou libertos pobres ,eles não eram pessoas ricas ou poderosos ,coisa que só aconteceria séculos depois ,e os celtas tinham sido dominados inclusive em suas regiões de origem ,e no entando ,sua aparência era o padrão de beleza...o que não quer dizer que o fosse só por ser raro ,porque entre os próprios germanos e celtas ,essa aparência era o padrão de beleza...
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 20 de Novembro de 2011, 18:14:50
Voltando ao assunto... será que se os negros fossem em sua maioria da classe de milionários, eles não seriam mais bem vistos e apareceriam mais como belos? Acho que pode haver sim um naco de racismo em gostos estéticos - mas não um racismo cruel, planejado.

Eu já acreditei nessa tese por bastante tempo: a percepção de beleza é mais cultural do que inata, e os padrões de beleza costumam ser ditados pelas classes sociais do topo da hierarquia social.

Deixei de acreditar nessa tese após ler e ver vários exemplos de povos culturalmente e economicamente mais avançados mostrarem preferências estéticas por padrões físicos de povos que eles próprios consideravam inferiores, atrasados ou selvagens. Alguns exemplos:




1- Vários escritores romanos dizendo que os godos, povos que eles consideravam selvagens e atrasados, eram os seres humanos fisicamente mais belos que eles já tinham visto;

2- Nos haréns de sultões árabes e turcos, que estavam na vanguarda mundial de avanço tecnológico, riqueza e cultura, as mulheres eslavas eram maioria e as mais preferidas, embora os eslavos e nórdicos fossem desprezados como selvagens, inferiores e atrasados.

3- Essa preferência de orientais por traços estéticos ocidentais (o uilinilli mostrou um exemplo). Os japoneses estão entre os povos mais orgulhos de si mesmo em todo o planeta...mas demonstram esse preferência por traços ocidentais em várias ocasiões (Ex: personagens de games, animes e mangás).




Hoje, eu acredito que existem MUITOS traços físicos considerados belos pela maioria das pessoas em todo o mundo, independente da cultura e etnia.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 20 de Novembro de 2011, 18:20:20
Existem teorias que afirmam que traços como cabelos e olhos claros surgiram como fator de seleção sexual.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: uiliníli em 20 de Novembro de 2011, 18:23:19
Acho também que não são traços individuais que tornam uma pessoa bonita, é a composição, às vezes um traço que isolado poderia ser feio, em conjunto com outros se torna bonito. Conheço uma menina com nariz aquilino que acho linda, não apesar do nariz, mas em boa parte graças a ele.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Novembro de 2011, 18:26:55
A princípio não é racismo, mas começa a ficar meio turva a distinção se a pessoa faz muita questão de ficar enfatizando esse aspecto do seu gosto o tempo todo, em vez de adotar uma postura mais diplomática ou politicamente correta de se ater a falar do que prefere e não fazer esse contraste ou ficar fazendo questão de falar como acha uma dada raça feia.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 20 de Novembro de 2011, 18:31:42
Complementando o que disse o DDV, quando os primeiros nórdicos chegaram ao Oriente Médio um cronista árabe disse mais ou menos o seguinte: ''Eles são sujos, selvagens e ignorantes, se mostram incapazes de articular qualquer tipo de pensamento complexo. Mas ao mesmo tempo são os homens mais belos já vistos sobre a face da terra''.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: uiliníli em 20 de Novembro de 2011, 18:32:07
Sobre isso de achar uma raça inteira feia, eu acredito que se você acha a Taís Araújo feia, ou você é racista ou não gosta é de mulher mesmo :P  Por mais que você tenha uma nítida preferência por mulheres brancas, loiras com olhos azuis e sardas na bochecha, isso não quer dizer que outras que fujam completamente a esse padrão não poderão lhe atrair fisicamente também.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 20 de Novembro de 2011, 18:35:06
Sobre isso de achar uma raça inteira feia, eu acredito que se você acha a Taís Araújo feia, ou você é racista ou não gosta é de mulher mesmo :P  Por mais que você tenha uma nítida preferência por mulheres brancas, loiras com olhos azuis e sardas na bochecha, isso não quer dizer que outras que fujam completamente a esse padrão não poderão lhe atrair fisicamente também.

Claro, o que estou dizendo é que geralmente pessoas com características físicas mais nórdicas/eslavas/celtas são mais atraentes. Alguns psicólogos evolucionistas atribuem isso ao fato de que parte dos traços destacados dessas etnias em relação a outros povos surgiram como fator de seleção sexual.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: uiliníli em 20 de Novembro de 2011, 18:40:52
Eu estava me referindo mais especificamente ao comentário, do Bucky, TMAG! Acho que uma pessoa que faz grande questão de ficar alertando que acha uma certa raça feia deve ser racista porque para mim é impossível não achar contraexemplos, há pessoas bonitas de todos os biotipos, e não falo apenas em raça, há beleza em gordinhas, gordonas, idosas, deficientes, etc.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Novembro de 2011, 18:50:10
Voltando ao assunto... será que se os negros fossem em sua maioria da classe de milionários, eles não seriam mais bem vistos e apareceriam mais como belos? Acho que pode haver sim um naco de racismo em gostos estéticos - mas não um racismo cruel, planejado.

Sim, certamente. As preferências estéticas são muito influenciadas pela exposição de "modelos" de beleza, o que por sua vez é algo muito influenciado pela demografia da riqueza no mundo. Ainda assim o que se encontra em alguns casos é que a preferência estética pelo fenótipo de uma raça acaba sendo determinado pela raça do progenitor do sexo oposto.


Citar
The Journal of Social Psychology
Volume 112,  Issue 2, 1980
A Test of the Psychoanalytic Theory of Mate Selection


The Psychoanalytic theory of mate selection postulates resemblance between a man's wife and his mother and between woman's husband and her father. Ethnicity of fathers and mothers was compared to ethnicity of spouses. The Ss were 577 brides and 403 grooms of mixed ethnic parentage married twice while living in Hawaii. Repeated observations of the same Ss revealed that parental images were probably important even after prolonged interactions with persons of the opposite sex. The data seemed to support the psychoanalytic theory of mate selection for both sexes.



Mas é muito complicado, praticamente impossível, conduzir algum teste para verificar preferências por caracteres fisionômicos de forma não influenciada por esse aspecto de vivência pessoal (e conseqüentemente as influências culturais/econômicas). Os bebês de poucos meses já apresentam preferências raciais de acordo com a sua própria raça (ou à raça à qual estão mais expostos).

Não que seja tudo absolutamente aleatório e se pudesse ter algo como um padrão de beleza absolutamente invertido -- uma preferência universal por pessoas definitivamente desfiguradas. Há certamente fatores biologicamente ditados em questão. Preferência por simetria é algo bastante seguro. Outras preferências universais talvez possam ser uma tendência geral à rostos "infantilizados" ou mais para o lado "feminino" do espectro (mesmo na preferência das mulheres por homens), e até mesmo uma cor de pele ou olhos mais claros (características de bebês). Algumas dessas preferências de qualquer forma não se darão num padrão de "quanto mais melhor", mas tenderão a algum equilíbrio. Ao mesmo tempo que há influências culturais (como a preferência relativamente comum atualmente por peles um pouco bronzeadas ao menos, em vez de muito pálidas, mesmo em mulheres, ou conversamente, a apreciação de homens muito pálidos por mulheres).

Apesar de algumas dessas características se alinharem com a noção que o DDV expressou anteriormente, ainda me parece precipitado assumir determinações apenas biológicas como os fatores principais nessa questão. Basta lembrar de preferências mais exóticas como mulheres com pés quebrados, com pescoços alongados por argolas, ou com implantes de silicone, para termos amostras bastante significativas de preferências que parecem tão "alienígenas" (ou nem tanto, no caso de implantes de silicone) que tornam muito pouco parcimonioso assumir uma determinação não-cultural -- diferentes genes em diferentes povos, algumas vezes por apenas algum período, determinando preferências distintas dos demais.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 20 de Novembro de 2011, 18:53:58
O curioso é que geralmente quem faz mais chilique em relação a essas classificações de beleza são esses grupos de direitos negros. Se alguém falar publicamente que não acha uma asiática, meditêrranea ou índia bonita por fatores étnicos será certamente criticado, mas após um tempo isso será certamente esquecido. Se esse mesmo sujeito falar a mesma coisa sobre negras, podem ter certeza que será vilipendiado e odiado para o resto da vida, será taxado de ''racista'' e terá sua vida destruída. O que eu não entendo é que os próprios grupos de ''valorização'' do negro como aquela revista ''Raça'' sempre tendem a colocar mulatas como exemplo de beleza negra, se isso não é auto-racismo, não sei o que é. A própria Taís Araújo citada pelo Uiliníli que é sempre colocada como exemplo de negra bonita é na verdade mulata e não negra.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 20 de Novembro de 2011, 18:56:29
The Journal of Social Psychology
Volume 112,  Issue 2, 1980
A Test of the Psychoanalytic Theory of Mate Selection


Parei de ler aqui.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Rocky Joe em 20 de Novembro de 2011, 19:01:57
The Journal of Social Psychology
Volume 112,  Issue 2, 1980
A Test of the Psychoanalytic Theory of Mate Selection


Parei de ler aqui.


Motivos? Pode abrir outro tópico, se quiser, para não desvirtuar este tópico.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Dbohr em 20 de Novembro de 2011, 19:05:40
A própria Taís Araújo citada pelo Uiliníli que é sempre colocada como exemplo de negra bonita é na verdade mulata e não negra.

Ela mesma se identifica como negra, salvo engano meu. Seja como for, o único critério aceito é o da auto-descrição. De resto... quanta generalização, heim?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 20 de Novembro de 2011, 19:07:03
Vi o termo Psychoanalytic. Não li o post do Buckaroo, mas qualquer coisa que envolva psicanálise não passa de lixo na minha humilde opinião.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Novembro de 2011, 19:10:59
Complementando o que disse o DDV, quando os primeiros nórdicos chegaram ao Oriente Médio um cronista árabe disse mais ou menos o seguinte: ''Eles são sujos, selvagens e ignorantes, se mostram incapazes de articular qualquer tipo de pensamento complexo. Mas ao mesmo tempo são os homens mais belos já vistos sobre a face da terra''.

Os nórdicos são muito similares fenotípicamente aos arabóides, o que muda são cabelos, pele e olhos claros -- não completamente inexistente em árabes também. Talvez a relativa raridade (em vez de completa inexistência) dessas particularidades até amplifique a sua atratividade natural na "economia". Não pode ser dado como suporte da idéia de preferências universais pelo fenótipo nórdico sem influência de vivência pessoal/exposição a um dado fenótipo dentro de um dado contexto.

(http://img131.exs.cx/img131/1082/Iranian-figures-01.jpg)(http://lajhsslab.com/Holocaust/7day/Day2_files/nordic_ideal.jpg)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Novembro de 2011, 19:14:20
Vi o termo Psychoanalytic. Não li o post do Buckaroo, mas qualquer coisa que envolva psicanálise não passa de lixo na minha humilde opinião.

Essa teoria "psicanalítica", ao menos nesse contexto, apenas prevê que as pessoas preferirão sexualmente pessoas fenotipicamente parecidas com o progenitor do sexo oposto. Isso é o mais importante aqui e é confirmado pelos dados do estudo, o que pode bem ser que não suporte algum mecanismo geralmente associado à teoria em uma forma mais completa.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 20 de Novembro de 2011, 19:14:54
A própria Taís Araújo citada pelo Uiliníli que é sempre colocada como exemplo de negra bonita é na verdade mulata e não negra.

Ela mesma se identifica como negra, salvo engano meu. Seja como for, o único critério aceito é o da auto-descrição. De resto... quanta generalização, heim?

E daí? Se eu fosse negro e quisesse me identificar como nórdico eu de fato o seria só por isso?

É evidente para qualquer entendido em antropologia física que o biotipo da Taís Araújo não é de uma nativa africana, ela tem clara influência europeia em seu físico, o fato de ela se considerar negra não muda nada. Não estou dizendo que todo e qualquer nórdico e/ou branco é mais bonito que pessoas de outras raças, o meu ponto é que as características associadas aos nórdicos tem sido sinônimo de beleza ao longo da história, mesmo para povos que ''dominaram'' pessoas com esse biotipo. Alguns psicólogos evolucionistas pensam que isso se deve ao fato de que cabelos e olhos claros possam ter surgido entre outras coisas por motivos de seleção sexual. Não fui conclusivo em nenhuma de minhas postagens.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 20 de Novembro de 2011, 19:18:14
Complementando o que disse o DDV, quando os primeiros nórdicos chegaram ao Oriente Médio um cronista árabe disse mais ou menos o seguinte: ''Eles são sujos, selvagens e ignorantes, se mostram incapazes de articular qualquer tipo de pensamento complexo. Mas ao mesmo tempo são os homens mais belos já vistos sobre a face da terra''.

Os nórdicos são muito similares fenotípicamente aos arabóides, o que muda são cabelos, pele e olhos claros -- não completamente inexistente em árabes também. Talvez a relativa raridade (em vez de completa inexistência) dessas particularidades até amplifique a sua atratividade natural na "economia". Não pode ser dado como suporte da idéia de preferências universais pelo fenótipo nórdico sem influência de vivência pessoal/fenótipo.

(http://img131.exs.cx/img131/1082/Iranian-figures-01.jpg)(http://lajhsslab.com/Holocaust/7day/Day2_files/nordic_ideal.jpg)

Sim, não afirmei isso de forma conclusiva. Apenas disse que certas teorias afirmam que cabelos e olhos claros (características mais comuns em nórdicos), surgiram para proporcionar ''vantagens evolutivas'' para seus portadores através de seleção sexual. Não me lembro de ter dito que essas teorias são totalmente corretas, mas que é uma possibilidade é.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Novembro de 2011, 19:19:19
O que eu não entendo é que os próprios grupos de ''valorização'' do negro como aquela revista ''Raça'' sempre tendem a colocar mulatas como exemplo de beleza negra, se isso não é auto-racismo, não sei o que é.

É resultado do signifiado social de raça e do fato de que no Brasil praticamente inexistem negros puros, apenas variados graus de mestiços/mulatos, que em boa parte se consideram "negros" e assim são considerados.

Citar
A própria Taís Araújo citada pelo Uiliníli que é sempre colocada como exemplo de negra bonita é na verdade mulata e não negra.

E da mesma forma há outras tantas "brancas" ou "morenas" que são mulatas com mais miscigenação com brancos ou apenas com o fenótipo nessa direção e são geralmente consideradas brancas.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: uiliníli em 20 de Novembro de 2011, 19:20:29
É interessante que na Índia se liga pele mais clara a beleza e inclusive há tratamentos estéticos para branqueamento da pele (http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/efe/2011/03/18/a-obsessao-indiana-pela-pele-clara.jhtm). Claro que não se pode generalizar que essa mesma percepção exista em todas as culturas.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: uiliníli em 20 de Novembro de 2011, 19:23:29
Citar
A própria Taís Araújo citada pelo Uiliníli que é sempre colocada como exemplo de negra bonita é na verdade mulata e não negra.

E da mesma forma há outras tantas "brancas" ou "morenas" que são mulatas com mais miscigenação com brancos ou apenas com o fenótipo nessa direção e são geralmente consideradas brancas.

O fenótipo das mulatas deverá ser uma combinação das características do pai e da mãe, acho que o que o TMAG quer dizer é que se você deseja comparar a percepção de beleza de pessoas de etnias diferentes é melhor não considerar os mestiços para evitar essa interferência.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 20 de Novembro de 2011, 19:24:29
Citar
A própria Taís Araújo citada pelo Uiliníli que é sempre colocada como exemplo de negra bonita é na verdade mulata e não negra.

E da mesma forma há outras tantas "brancas" ou "morenas" que são mulatas com mais miscigenação com brancos ou apenas com o fenótipo nessa direção e são geralmente consideradas brancas.

O fenótipo das mulatas deverá ser uma combinação das características do pai e da mãe, acho que o que o TMAG quer dizer é que se você deseja comparar a percepção de beleza de pessoas de etnias diferentes é melhor não considerar os mestiços para evitar essa interferência.

 Exatamente. :ok:
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Sergiomgbr em 20 de Novembro de 2011, 19:29:07
Complementando o que disse o DDV, quando os primeiros nórdicos chegaram ao Oriente Médio um cronista árabe disse mais ou menos o seguinte: ''Eles são sujos, selvagens e ignorantes, se mostram incapazes de articular qualquer tipo de pensamento complexo. Mas ao mesmo tempo são os homens mais belos já vistos sobre a face da terra''.

Os nórdicos são muito similares fenotípicamente aos arabóides, o que muda são cabelos, pele e olhos claros -- não completamente inexistente em árabes também. Talvez a relativa raridade (em vez de completa inexistência) dessas particularidades até amplifique a sua atratividade natural na "economia". Não pode ser dado como suporte da idéia de preferências universais pelo fenótipo nórdico sem influência de vivência pessoal/fenótipo.

(http://img131.exs.cx/img131/1082/Iranian-figures-01.jpg)(http://lajhsslab.com/Holocaust/7day/Day2_files/nordic_ideal.jpg)

Sim, não afirmei isso de forma conclusiva. Apenas disse que certas teorias afirmam que cabelos e olhos claros (características mais comuns em nórdicos), surgiram para proporcionar ''vantagens evolutivas'' para seus portadores através de seleção sexual. Não me lembro de ter dito que essas teorias são totalmente corretas, mas que é uma possibilidade é.
Esse da direita é minha foto! (Quase...O cabelo é mais curto)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Novembro de 2011, 19:39:22
A própria Taís Araújo citada pelo Uiliníli que é sempre colocada como exemplo de negra bonita é na verdade mulata e não negra.

Ela mesma se identifica como negra, salvo engano meu. Seja como for, o único critério aceito é o da auto-descrição. De resto... quanta generalização, heim?

E daí? Se eu fosse negro e quisesse me identificar como nórdico eu de fato o seria só por isso?

O que não tem nada a ver com o caso.

Ela é mestiça/mulata e no Brasil é comum que mulatos se identifiquem como negros.

Essas revistas e ativistas não estão fazendo declarações sobre antropologia física.


Citar
É evidente para qualquer entendido em antropologia física que o biotipo da Taís Araújo não é de uma nativa africana, ela tem clara influência europeia em seu físico

Não é mais "clara influência" do que uma hipotética influência de descendência negra na Angelina Jolie.


Nativas africanas:

(http://www.accessgambia.com/information/large/fulani-woman-3.jpg)(http://3.bp.blogspot.com/_daUb0TxWVeU/SbD9dGNAdeI/AAAAAAAAATc/OfvinCjats4/s400/Himba+women.jpg)(http://4.bp.blogspot.com/_ZtoGqHR5tuo/S-RnvvDzzJI/AAAAAAAABuM/-1v0NseMD9A/s1600/ayaan-hirsi-ali-2-11235-20090511-52.jpg)



Thaís Araújo:

(http://img.eumaquio.com/2009/12/chvv1.jpg)



Se ela ou alguém ainda estivesse tentando defender que ela é "africana pura", vá lá. Mas o caso é simplesmente ela se identificar como negra. Se ela não pode se identificar como negra com o fenótipo que têm, então ninguém pode se identificar como qualquer coisa porque pode sempre ter tido um bisavô "de fora" contribuindo para um cabelo mais liso ou menos liso, pele mais clara ou mais escura, etc.


Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Novembro de 2011, 19:42:51
Citar
A própria Taís Araújo citada pelo Uiliníli que é sempre colocada como exemplo de negra bonita é na verdade mulata e não negra.

E da mesma forma há outras tantas "brancas" ou "morenas" que são mulatas com mais miscigenação com brancos ou apenas com o fenótipo nessa direção e são geralmente consideradas brancas.

O fenótipo das mulatas deverá ser uma combinação das características do pai e da mãe, acho que o que o TMAG quer dizer é que se você deseja comparar a percepção de beleza de pessoas de etnias diferentes é melhor não considerar os mestiços para evitar essa interferência.

Se fosse um caso como avaliar as negras pela Hale Berry, eu até concordaria. Mas é a Thaís Araújo, pelamor dedeus.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: uiliníli em 20 de Novembro de 2011, 19:49:50
Outra coisa: a variação de fenótipos dentro da população africana é enorme, não existe só um padrão de aparência para os negros. Aliás, até por isso falar em negros como raça ou mesmo etnia não faz o menor sentido, se pode falar em negros como cor de pele, e isso é só uma das várias características fenotípicas que as diferentes etnias podem ter. Sem falar que existe muita variação de cor de pele na África também, não há uma só cor negra.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 20 de Novembro de 2011, 19:58:14
 Por tudo o que eu já vi e li, os traços fisonômicos e físicos "nórdicos" são considerados os mais belos pela grande maioria das pessoas, independente de cultura ou raça, e que uma pessoa é considerada mais bonita quanto mais se aproxima desses traços (nariz fino e arrebitado, cabelos lisos, queixo alinhado com a boca no perfil, olhos e cabelos mais claros, etc).

Entretanto, há vários traços físicos não-nórdicos que dão uma boa "temperada" em uma pessoa que os tenha, fazendo-a ser percebida como mais bela, caso todos os demais traços sejam nórdicos. Ex: lábios levemente carnudos e olhos levemente puxados.




Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 20 de Novembro de 2011, 20:04:18
A figura que o Buckarro postou como exemplo de "arabóide" na verdade é um iraniano. E como todos sabem (ou deveriam saber hehe), iranianos não são semitas (como os árabes), e sim indo-europeus.*



*Isso do ponto de vista linguístico. Do ponto de vista étnico, deve ter havido bastante miscigenação entre eles após a expansão árabe iniciada na Idade Média.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Novembro de 2011, 20:04:57
Eu prefiro rostos mais de médio a mais largos/arredondados (não muito largos também, ainda que hajam exceções) aos mais estreitos, e queixos menorzinhos. Lábios médio-finos, mais raramente mais cheios. Quando pequeno não gostava desses mais cheios de jeito nenhum, acho que foi com a exposição à loira de "Splash! Uma sereia em minha vida", a "garota de programa" do "weird science" e a Kim Basinger que fiquei um pouco mais eclético.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 20 de Novembro de 2011, 20:06:00
Muita gente pensa que os persas são "árabes". Mas me surpreendo muito com essa confusão ocorrendo entre pessoas que eu considero muito cultas e esclarecidas em ciências humanas.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 20 de Novembro de 2011, 20:09:50
A figura que o Buckarro postou como exemplo de "arabóide" na verdade é um iraniano. E como todos sabem (ou deveriam saber hehe), iranianos não são semitas (como os árabes), e sim indo-europeus.*



*Isso do ponto de vista linguístico. Do ponto de vista étnico, deve ter havido bastante miscigenação entre eles após a expansão árabe iniciada na Idade Média.

Mas os árabes são caucasianos também (na maioria, povos árabes como sírios, libaneses e iraquianos são brancos). Termos como indo-europeu e semita hoje em dia dizem respeito mais a grupo linguístico do que a ''raça''. Prefiro termos como caucasiano, negróide e mongolóide para definir hipotéticas ''raças''.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Negão em 20 de Novembro de 2011, 20:10:32
Suponha que um determinado indivíduo ache mais bonito os traços físicos mais característicos das etnias brancas e menos característicos dos negros. Esse indivíduo NÃO considera os negros inferiores aos brancos em NENHUM aspecto. Respeita-os, trata-os de igual para igual e vive em perfeita harmonia e interação social com os mesmos, sem nenhum tipo de preconceito ou discriminação. Apenas acha feios os traços físicos mais característicos da etnia negra.


Essa preferência estética do indivíduo é:

1- Uma preferência estética pessoal e nada mais, da mesma forma que existem preferências por mulheres loiras ou morenas, por baixinhos ou altos, por magérrimas ou gordinhas, por olhos azuis ou castanhos, etc

2- Racismo.
É racismo. A definição de racismo é "diferenciar por raças", e portanto achar uma raça mais bonita que a outra é racismo puro e simples. O que claro não necessário significa algo imoral.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 20 de Novembro de 2011, 20:12:29
É interessante que na Índia se liga pele mais clara a beleza e inclusive há tratamentos estéticos para branqueamento da pele (http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/efe/2011/03/18/a-obsessao-indiana-pela-pele-clara.jhtm). Claro que não se pode generalizar que essa mesma percepção exista em todas as culturas.

A Índia é um verdadeiro caldeirão étnico.

O norte da Índia foi dominado por indo-europeus (ou "arianos"), que falavam sânscrito e se tornaram a classe dominante (dentro daquele sistema de castas que conhecemos) e foram os responsáveis pela religião hindu.

O sul da Índia tem povos de diversas origens, com destaque para os dravidianos, povos de pele negra que (acredita-se) serem descendentes das primeiras levas de homo sapiens a colonizarem a Ásia (a exemplo dos "negritos" do sudeste asiático, os papuásios e os aborígenes australianos).

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 20 de Novembro de 2011, 20:16:32
A figura que o Buckarro postou como exemplo de "arabóide" na verdade é um iraniano. E como todos sabem (ou deveriam saber hehe), iranianos não são semitas (como os árabes), e sim indo-europeus.*



*Isso do ponto de vista linguístico. Do ponto de vista étnico, deve ter havido bastante miscigenação entre eles após a expansão árabe iniciada na Idade Média.

Mas os árabes são caucasianos também (na maioria, povos árabes como sírios, libaneses e iraquianos são brancos). Termos como indo-europeu e semita hoje em dia dizem respeito mais a grupo linguístico do que a ''raça''. Prefiro termos como caucasiano, negróide e mongolóide para definir hipotéticas ''raças''.

Ambos são caucasóides, mas os semitas (árabes, libaneses, iraquianos, etc) possuem traços mais "mediterrâneos", sendo bem menos comuns entre eles pessoas com traços "nórdicos" ou "eslavos" (Ex: cabelos e olhos claros, narizes finos e arrebitados, etc). Já entre os iranianos e pashtuns (principal etnia do Afeganistão) isso é bastante corriqueiro.

A diferença linguística reflete a "base", a origem "cultural" de ambos, mas com certeza deve ter havido bastante mistura entre eles.



Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 20 de Novembro de 2011, 20:35:35
O Buckaroo vai ter uma surpresa ao descobrir o que significa "Irã".  :biglol:
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Novembro de 2011, 20:43:13
A figura que o Buckarro postou como exemplo de "arabóide" na verdade é um iraniano. E como todos sabem (ou deveriam saber hehe), iranianos não são semitas (como os árabes), e sim indo-europeus.*



*Isso do ponto de vista linguístico. Do ponto de vista étnico, deve ter havido bastante miscigenação entre eles após a expansão árabe iniciada na Idade Média.



Pouco importa que tipo de nó cada um dá no turbante. Muito do pessoal do oriente médio e África do Norte tem um fenotipo de "nórdico de pele escura".

(http://racialreality.110mb.com/racesofman_files/race_caucasoid.jpg)

(http://racialreality.110mb.com/subraces_files/p16f3.jpg)

(http://racialreality.110mb.com/subraces_files/p20f1.jpg)

(http://racialreality.110mb.com/subraces_files/p18f7.jpg)


Nórdicos "de verdade":

(http://racialreality.110mb.com/subraces_files/p27f1.jpg)

(http://racialreality.110mb.com/subraces_files/p28f2.jpg)

(http://racialreality.110mb.com/subraces_files/p29f1.jpg)

(http://racialreality.110mb.com/subraces_files/p29f6.jpg)




Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 20 de Novembro de 2011, 20:57:41
A figura que o Buckarro postou como exemplo de "arabóide" na verdade é um iraniano. E como todos sabem (ou deveriam saber hehe), iranianos não são semitas (como os árabes), e sim indo-europeus.*



*Isso do ponto de vista linguístico. Do ponto de vista étnico, deve ter havido bastante miscigenação entre eles após a expansão árabe iniciada na Idade Média.



Pouco importa que tipo de nó cada um dá no turbante. Muito do pessoal do oriente médio e África do Norte tem um fenotipo de "nórdico de pele escura".


Certos antropólogos dizem que as únicas diferenças reais entre nórdicos e mediterrâneos são as diferentes pigmentações dos olhos, cabelos e pele. Os nórdicos seriam mediterrâneos ''depigmentados''.

P.S: Não está dando para visualizar as imagens que você postou.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 20 de Novembro de 2011, 21:03:26
Suponha que um determinado indivíduo ache mais bonito os traços físicos mais característicos das etnias brancas e menos característicos dos negros. Esse indivíduo NÃO considera os negros inferiores aos brancos em NENHUM aspecto. Respeita-os, trata-os de igual para igual e vive em perfeita harmonia e interação social com os mesmos, sem nenhum tipo de preconceito ou discriminação. Apenas acha feios os traços físicos mais característicos da etnia negra.


Essa preferência estética do indivíduo é:

1- Uma preferência estética pessoal e nada mais, da mesma forma que existem preferências por mulheres loiras ou morenas, por baixinhos ou altos, por magérrimas ou gordinhas, por olhos azuis ou castanhos, etc

2- Racismo.
É racismo. A definição de racismo é "diferenciar por raças", e portanto achar uma raça mais bonita que a outra é racismo puro e simples. O que claro não necessário significa algo imoral.

Se for da forma que você diz qualquer pessoa que prefira alguma característica determinada por etnia é racista, mas raramente vi alguém que diz não achar índios ou asiáticos belos ser considerado racista. Parece que pelo menos o ''senso-comum'' reserva a palavra racismo exclusivamente para situações envolvendo negros.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Novembro de 2011, 21:04:39
Todas dessa página:

http://racialreality.110mb.com/subraces.html

Exceto a primeira, o cara mais "árabe nórdico" de todos, que é o "botão" para raça caucasóide na página anterior:

http://racialreality.110mb.com/racesofman.html



Há gradação até entre os fenótipos das raças maiores ou principais (caucasóides, negróides, mongolóides, australóides), normal que haja mais ainda entre eventuais sub-divisões destas que se tente fazer.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Novembro de 2011, 21:09:13
Suponha que um determinado indivíduo ache mais bonito os traços físicos mais característicos das etnias brancas e menos característicos dos negros. Esse indivíduo NÃO considera os negros inferiores aos brancos em NENHUM aspecto. Respeita-os, trata-os de igual para igual e vive em perfeita harmonia e interação social com os mesmos, sem nenhum tipo de preconceito ou discriminação. Apenas acha feios os traços físicos mais característicos da etnia negra.


Essa preferência estética do indivíduo é:

1- Uma preferência estética pessoal e nada mais, da mesma forma que existem preferências por mulheres loiras ou morenas, por baixinhos ou altos, por magérrimas ou gordinhas, por olhos azuis ou castanhos, etc

2- Racismo.
É racismo. A definição de racismo é "diferenciar por raças", e portanto achar uma raça mais bonita que a outra é racismo puro e simples. O que claro não necessário significa algo imoral.

Se for da forma que você diz qualquer pessoa que prefira alguma característica determinada por etnia é racista, mas raramente vi alguém que diz não achar índios ou asiáticos belos ser considerado racista. Parece que pelo menos o ''senso-comum'' reserva a palavra racismo exclusivamente para situações envolvendo negros.

Talvez porque uma série de coisas influa. Como haver mais descendentes de negros por aí do que de índios ou asiáticos, bem como os primeiros terem sido mais significativamente vítimas de discriminação histórica do que os últimos. Mas se tiver dúvida, experimente testar então a hipótese, comece a falar bastante por aí, principalmente se houver pessoas destes grupos por perto, que são todas feias e etc. Depois se te acusarem você explica que era só um teste e que achava que os asiáticos e nativo-americanos não ligavam para generalizações sobre a aparência.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Novembro de 2011, 21:11:16
Suponha que um determinado indivíduo ache mais bonito os traços físicos mais característicos das etnias brancas e menos característicos dos negros. Esse indivíduo NÃO considera os negros inferiores aos brancos em NENHUM aspecto. Respeita-os, trata-os de igual para igual e vive em perfeita harmonia e interação social com os mesmos, sem nenhum tipo de preconceito ou discriminação. Apenas acha feios os traços físicos mais característicos da etnia negra.


Essa preferência estética do indivíduo é:

1- Uma preferência estética pessoal e nada mais, da mesma forma que existem preferências por mulheres loiras ou morenas, por baixinhos ou altos, por magérrimas ou gordinhas, por olhos azuis ou castanhos, etc

2- Racismo.
É racismo. A definição de racismo é "diferenciar por raças", e portanto achar uma raça mais bonita que a outra é racismo puro e simples. O que claro não necessário significa algo imoral.

Essa é uma definição um tanto estranha de "racismo". Se uma mãe negra, numa região de maioria branca, reconhece rapidamente seu filho em meio aos outros bebês naquela "vitrine" cheia de bebês na maternidade, seria devido ao "racismo" dela.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 20 de Novembro de 2011, 21:13:06
Todas dessa página:

http://racialreality.110mb.com/subraces.html

Exceto a primeira, o cara mais "árabe nórdico" de todos, que é o "botão" para raça caucasóide na página anterior:

http://racialreality.110mb.com/racesofman.html



Há gradação até entre os fenótipos das raças maiores ou principais (caucasóides, negróides, mongolóides, australóides), normal que haja mais ainda entre eventuais sub-divisões destas que se tente fazer.

Nesse site, parece que escolheram os exemplares mais feios de cada grupo étnico.  :lol:
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 20 de Novembro de 2011, 21:25:24
Suponha que um determinado indivíduo ache mais bonito os traços físicos mais característicos das etnias brancas e menos característicos dos negros. Esse indivíduo NÃO considera os negros inferiores aos brancos em NENHUM aspecto. Respeita-os, trata-os de igual para igual e vive em perfeita harmonia e interação social com os mesmos, sem nenhum tipo de preconceito ou discriminação. Apenas acha feios os traços físicos mais característicos da etnia negra.


Essa preferência estética do indivíduo é:

1- Uma preferência estética pessoal e nada mais, da mesma forma que existem preferências por mulheres loiras ou morenas, por baixinhos ou altos, por magérrimas ou gordinhas, por olhos azuis ou castanhos, etc

2- Racismo.
É racismo. A definição de racismo é "diferenciar por raças", e portanto achar uma raça mais bonita que a outra é racismo puro e simples. O que claro não necessário significa algo imoral.

Se for da forma que você diz qualquer pessoa que prefira alguma característica determinada por etnia é racista, mas raramente vi alguém que diz não achar índios ou asiáticos belos ser considerado racista. Parece que pelo menos o ''senso-comum'' reserva a palavra racismo exclusivamente para situações envolvendo negros.

Talvez porque uma série de coisas influa. Como haver mais descendentes de negros por aí do que de índios ou asiáticos, bem como os primeiros terem sido mais significativamente vítimas de discriminação histórica do que os últimos. Mas se tiver dúvida, experimente testar então a hipótese, comece a falar bastante por aí, principalmente se houver pessoas destes grupos por perto, que são todas feias e etc. Depois se te acusarem você explica que era só um teste e que achava que os asiáticos e nativo-americanos não ligavam para generalizações sobre a aparência.

Acho que você não compreendeu o que exatamente eu quis dizer. Vou usar uma anedota para exemplificar:

Tenho amigos de origem asiática, já cheguei a dizer para eles que não me atraía muito por mulheres de tipo físico ''mongolóide'', e a reação deles foi bastante natural, não me condenaram como um racista malvadão. Uma vez falei para um ex-colega de faculdade esquerdista (que era branco) que não gostava de mulheres com cabelo crespo (note que sequer falei ''negra''), advinha qual foi a reação? O cara simplesmente surtou me acusando de ser racista e odiar negros, quando tudo que eu disse era que não achava cabelo crespo atraente. Sei que isso é evidência anedótica, mas não acho que essa experiência seja substancialmente diferente do que outras pessoas podem ter tido. No Brasil parece que o racismo só existe quando é contra negros. Um exemplo absurdo disso é os grupos ativistas negros classificarem a perseguição feita as religiões de matriz africana pelos evangélicos como ''racismo'' e não como discriminação religiosa.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Novembro de 2011, 21:28:20
Acontece disso também, o que tentei dizer é que, além de chances para essas interpretações serem mais comuns (por haverem mais negros), também é mais provável que alguém tenha essa interpretação porque o racismo historicamente e mesmo presentemente tem aos negros como vítimas mais comuns.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Novembro de 2011, 21:35:05
É um pouco como falar mal de judeus ricos donos de bancos e sei lá mais o que, versus falar mal de quaisquer outras pessoas na mesma posição.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 20 de Novembro de 2011, 22:09:04
já disse aqui.. para cair por terra essas questões de beleza absoluta, basta:

1- Olhar a alteração do padrão de beleza durante a história
2- Ver a preferência de populaçoes específicas. Exemplo, como evidência anedótica, a preferência dos pedreiros por tanajuras, até gorda mesmo, frente as "magrelas" que gostamos. Pense naquela garota que você não iria querer.. as vezes é o padrão de beleza dessa classe social.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 20 de Novembro de 2011, 22:18:42
Esqueci de dizer um detalhe importante: os traços "nórdicos", os quais a grande maioria da população mundial considera serem os mais belos, referem-se mais ao rosto. Com relação ao corpo, há variações maiores nas preferências e, na verdade, não há taaaanta diferença assim entre as etnias com relação ao padrão corporal.


Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Novembro de 2011, 22:20:40
A grande maioria da população (feminina) prefere traços nórdicos faciais em homens, mas atlanto-mediterrâneos com um toque de alpino nas mulheres. O rosto mais estreito e queixo maior são associados à masculinidade, e menos atraentes em mulheres. Falei, então está falado.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Salazar em 20 de Novembro de 2011, 22:24:01
A grande maioria da população (feminina) prefere traços nórdicos faciais em homens, mas atlanto-mediterrâneos com um toque de alpino nas mulheres. Falei, então está falado.
Esse troço de mulher com um toque de alpino parece ser coisa de gordo viciado em chocolate ein...

Tirando a piada. Poderia postar um exemplo de uma mulher atlanto-mediterranea com toque alpino?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 20 de Novembro de 2011, 22:27:22
hahahaha
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 20 de Novembro de 2011, 22:28:58
como disse, para mim a beleza é cultural. Creio que essa padronização que vemos agora se dá pelo absoluto domínio cultural do ocidente e especificamente da industria cinematográfica norte americana. Gerações já estão expostos a ela.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Salazar em 20 de Novembro de 2011, 22:33:32
como disse, para mim a beleza é cultural. Creio que essa padronização que vemos agora se dá pelo absoluto domínio cultural do ocidente e especificamente da industria cinematográfica norte americana. Gerações já estão expostos a ela.
E com relação aos casos históricos descritos nesse tópico? O que acha deles?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 20 de Novembro de 2011, 22:35:23
aqueles que segundo alguém, um árabe disse que o germânico é aquilo?

Não me parecem muito confiável.

O que podemos ver registrado são vários quadros/esculturas que relatam a alteração da percepção da beleza durante o tempo.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 20 de Novembro de 2011, 22:36:55
como disse, para mim a beleza é cultural. Creio que essa padronização que vemos agora se dá pelo absoluto domínio cultural do ocidente e especificamente da industria cinematográfica norte americana. Gerações já estão expostos a ela.
E com relação aos casos históricos descritos nesse tópico? O que acha deles?

Os romanos, árabes e turcos não foram expostos a uma avalanche cultural dos nórdicos e eslavos (que els consideravam inferiores, atrasados e até mesmo estúpidos). Como ficamos, Agnóstico?

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 20 de Novembro de 2011, 22:40:08
aqueles que segundo alguém, um árabe disse que o germânico é aquilo?

Não me parecem muito confiável.

O que podemos ver registrado são vários quadros/esculturas que relatam a alteração da percepção da beleza durante o tempo.

A única variação bem perceptível nas esculturas é a quantidade de gordura corporal.

O padrão masculino ficou praticamente inalterado. Já o padrão feminino sofreu um emagrecimento, cabendo ressaltar que as modelos ultra-magras de hoje não são a preferência corporal feminina top entre os homens: estes preferem quadris, peitos, coxas e nádegas maiores.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 20 de Novembro de 2011, 22:41:27
como disse, para mim a beleza é cultural. Creio que essa padronização que vemos agora se dá pelo absoluto domínio cultural do ocidente e especificamente da industria cinematográfica norte americana. Gerações já estão expostos a ela.
E com relação aos casos históricos descritos nesse tópico? O que acha deles?

Os romanos, árabes e turcos não foram expostos a uma avalanche cultural dos nórdicos e eslavos (que els consideravam inferiores, atrasados e até mesmo estúpidos). Como ficamos, Agnóstico?



1- Não vi nenhuma informação que corrobore essa alegação. Nenhuma estatística, nada. Apenas um autor que sequer foi citado. Extrapolar isso não me parece adequado.

2- Não tenho motivo sequer para extrapolar. É visível que existe nichos populacionais com padrão de beleza completamente distinto de outros, em um mesmo pais, uma mesma cidade, variando apenas a classe social, por exemplo.

3- É mais que registrado a alteração da percepção de beleza durante a história.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 20 de Novembro de 2011, 22:43:06
As modelos magérrimas só são consideradas top de beleza corporal dentro do mundo da moda, por estilistas homossexuais e outras mulheres. É provável que esse padrão magérrimo tenha surgido por pura conveniência (as costureiras dizem que é mais fácil e rápido fazer roupas para pessoas assim).

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 20 de Novembro de 2011, 22:43:35
Quando você diz que varia apenas a presença de gordura, imagino que a gordura magicamente não esteja apenas localizada nas ancas e barrigas, e que o próprio rosto seja afetado.

Então a constãncia do padrão de beleza por você citado se dá na cor dos olhos e no nariz?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 20 de Novembro de 2011, 22:45:22
como disse, para mim a beleza é cultural. Creio que essa padronização que vemos agora se dá pelo absoluto domínio cultural do ocidente e especificamente da industria cinematográfica norte americana. Gerações já estão expostos a ela.
E com relação aos casos históricos descritos nesse tópico? O que acha deles?

Os romanos, árabes e turcos não foram expostos a uma avalanche cultural dos nórdicos e eslavos (que els consideravam inferiores, atrasados e até mesmo estúpidos). Como ficamos, Agnóstico?



1- Não vi nenhuma informação que corrobore essa alegação. Nenhuma estatística, nada. Apenas um autor que sequer foi citado. Extrapolar isso não me parece adequado.

2- Não tenho motivo sequer para extrapolar. É visível que existe nichos populacionais com padrão de beleza completamente distinto de outros, em um mesmo pais, uma mesma cidade, variando apenas a classe social, por exemplo.

3- É mais que registrado a alteração da percepção de beleza durante a história.

A alegação 1 pode ser facilmente resolvida.

As alegações 2 e 3 foram contrapostas já: variações apenas na gordura corporal, relativamente poucas e superficiais.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 20 de Novembro de 2011, 22:45:55
As modelos magérrimas só são consideradas top de beleza corporal dentro do mundo da moda, por estilistas homossexuais e outras mulheres. É provável que esse padrão magérrimo tenha surgido por pura conveniência (as costureiras dizem que é mais fácil e rápido fazer roupas para pessoas assim).



E nem digo magérrima. Meu pai tem uma chácara em Mairiporã, passei minha infância lá. Eu nunca gostei de magérrimas, sequer magras,  mas as mulheres que eles gostavam lá eram absolutamente tanajuras.

Isso é famoso..
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Sergiomgbr em 20 de Novembro de 2011, 22:48:28
A se considerar preferência estética, cheiro e voz influem?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 20 de Novembro de 2011, 22:52:16
A se considerar preferência estética, cheiro e voz influem?

Pode influir. Qualquer beleza captada sensitivamente pode ser avaliada no âmbito da estética.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 20 de Novembro de 2011, 22:55:51
As modelos magérrimas só são consideradas top de beleza corporal dentro do mundo da moda, por estilistas homossexuais e outras mulheres. É provável que esse padrão magérrimo tenha surgido por pura conveniência (as costureiras dizem que é mais fácil e rápido fazer roupas para pessoas assim).



E nem digo magérrima. Meu pai tem uma chácara em Mairiporã, passei minha infância lá. Eu nunca gostei de magérrimas, sequer magras,  mas as mulheres que eles gostavam lá eram absolutamente tanajuras.

Isso é famoso..

As mulheres hotentotes (ou khoisans, ou bosquímanas) possuem esteatopigia, que é uma tendência a acumular quantidades absurdas de gordura nas bunda. As mulheres com as maiores bundas eram consideradas as mais atraentes pelos homens.

Traços corporais femininos possuem uma variação maior em preferências estéticas. Os traços corporais masculinos considerados mais belos são relativamente iguais no mundo inteiro.

 
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 20 de Novembro de 2011, 22:59:10
A alternativa 1 para mim é a mais correta.

Qualquer um que escolha, por motivos estéticos, uma certa feição em detrimento da outra está apenas exercendo um direito que está em acordo com suas idiossincrasias. Acusar alguém de racismo porque achou mais bonita uma mulher "branca", com cabelos loiros, de corpo torneado, seios fartos e bunda empinada do que outra mulher não-branca, com cabelos escuros e demais características semelhantes à da mulher branca, é simplesmente ridículo.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 20 de Novembro de 2011, 22:59:48
Quando você diz que varia apenas a presença de gordura, imagino que a gordura magicamente não esteja apenas localizada nas ancas e barrigas, e que o próprio rosto seja afetado.

Então a constãncia do padrão de beleza por você citado se dá na cor dos olhos e no nariz?

Não esqueça dessa DDV
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 20 de Novembro de 2011, 23:00:33
como disse, para mim a beleza é cultural. Creio que essa padronização que vemos agora se dá pelo absoluto domínio cultural do ocidente e especificamente da industria cinematográfica norte americana. Gerações já estão expostos a ela.
E com relação aos casos históricos descritos nesse tópico? O que acha deles?

Os romanos, árabes e turcos não foram expostos a uma avalanche cultural dos nórdicos e eslavos (que els consideravam inferiores, atrasados e até mesmo estúpidos). Como ficamos, Agnóstico?

Qual é a fonte desta sua informação, DDV?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 20 de Novembro de 2011, 23:02:08
As modelos magérrimas só são consideradas top de beleza corporal dentro do mundo da moda, por estilistas homossexuais e outras mulheres.
[...]

E para quem gosta de osso... :P
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Novembro de 2011, 23:03:27
A grande maioria da população (feminina) prefere traços nórdicos faciais em homens, mas atlanto-mediterrâneos com um toque de alpino nas mulheres. Falei, então está falado.
Esse troço de mulher com um toque de alpino parece ser coisa de gordo viciado em chocolate ein...

Tirando a piada. Poderia postar um exemplo de uma mulher atlanto-mediterranea com toque alpino?

(http://peppetringali.myblog.it/media/01/02/1168706372.jpg)

(http://www.sweetcrazyboy.net/photos/global%20celebrities(f)/Sofia%20Vergara/Sofia-Vergara013.jpg)



Nórdicas em comparação:

(http://www.entertainmentwallpaper.com/images/photo/emma_sjoberg.jpg)

(http://img398.imageshack.us/img398/566/prosport4photo9ot6ue.jpg)

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 20 de Novembro de 2011, 23:04:42
Há cerca de 5 ou 6 anos eu vi um programa na televisão à cabo (Discovery ou NatGeo), que discorria sobre a beleza, no qual foi afirmado que o primeiro critério de avaliação estética está na simetria do corpo, sejam as mulheres magras ou gordas.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 20 de Novembro de 2011, 23:04:48
Vamos imaginar que você com 10 anos se muda para o país/comunidade X.

Seu padrão de beleza era bem hollywodiano H. Todavia, nessa comunidade, existiam mulheres com o padrão H e com o padrão B (de bundudo mesmo). Por algum motivo, os homens dessa comunidade amavam as do padrão B. E claro que quem conseguia as mulheres de padrão B eram admirados e invejados.

O que acha que vai acontecer com teu padrão de beleza em 3 anos?

Mais ou menos o mesmo com quem fez engenharia:

1o semestre: Caralho, só tem mulher feia aqui.
2o semestre: É.. aquela até que eu pegava
3o semestre: Modo assassino ligado, a escassez faz com que seu padrão de beleza mude sensivelmente.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 20 de Novembro de 2011, 23:06:27
[...]
Mais ou menos o mesmo com quem fez engenharia:

1o semestre: Caralho, só tem mulher feia aqui.
2o semestre: É.. aquela até que eu pegava
3o semestre: Modo assassino ligado, a escassez faz com que seu padrão de beleza mude sensivelmente.

Hehehehe. :P

Basta perguntar para o uiliníli.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 20 de Novembro de 2011, 23:06:38
Buck, a nórdica que você pegou como exemplo não é análoga a com "toque alpino" escolhida por você. Tem MUITA mulher linda na Suécia, Noruega, etc..
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Sergiomgbr em 20 de Novembro de 2011, 23:08:27
A se considerar preferência estética, cheiro e voz influem?

Pode influir. Qualquer beleza captada sensitivamente pode ser avaliada no âmbito da estética.
O que leva a questão de se avaliar o quanto uma escolha é consciente ou não em relação a critérios estéticos, para se levar em consideração a existência ou não de racismo.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Novembro de 2011, 23:10:59
Citar
Os romanos, árabes e turcos não foram expostos a uma avalanche cultural dos nórdicos e eslavos (que els consideravam inferiores, atrasados e até mesmo estúpidos). Como ficamos, Agnóstico?

Com o fato de que eles já são fenotipicamente parecidos para começar, ao mesmo tempo em que a base da afirmação não é nada quantitativa, apenas a observação de uma ou outra figura histórica relatando beleza de algum povo (que inclusive talvez admirassem apesar de considerarem bárbaros), e isso dos haréns.



como disse, para mim a beleza é cultural. Creio que essa padronização que vemos agora se dá pelo absoluto domínio cultural do ocidente e especificamente da industria cinematográfica norte americana. Gerações já estão expostos a ela.
E com relação aos casos históricos descritos nesse tópico? O que acha deles?

Os romanos, árabes e turcos não foram expostos a uma avalanche cultural dos nórdicos e eslavos (que els consideravam inferiores, atrasados e até mesmo estúpidos). Como ficamos, Agnóstico?



1- Não vi nenhuma informação que corrobore essa alegação. Nenhuma estatística, nada. Apenas um autor que sequer foi citado. Extrapolar isso não me parece adequado.

2- Não tenho motivo sequer para extrapolar. É visível que existe nichos populacionais com padrão de beleza completamente distinto de outros, em um mesmo pais, uma mesma cidade, variando apenas a classe social, por exemplo.

3- É mais que registrado a alteração da percepção de beleza durante a história.

A alegação 1 pode ser facilmente resolvida.

As alegações 2 e 3 foram contrapostas já: variações apenas na gordura corporal, relativamente poucas e superficiais.

E porque "variações apenas na gordura corporal" são menos importante do que a variação nos seus traços nórdicos? Por que não dizer que variação na gordura corporal é que importa, e que as suas observações são "apenas sobre cartilagem e largura facial, coisas poucas e superficiais"?

Mais de 90% dos homens vai preferir uma mulher dentro de uma dada "forma", não gorda, nem magra, do que se é morena ou loira, se tem traços faciais mais arredondados ou pontiagudos.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Novembro de 2011, 23:15:16
Buck, a nórdica que você pegou como exemplo não é análoga a com "toque alpino" escolhida por você. Tem MUITA mulher linda na Suécia, Noruega, etc..

Tem sim, nunca disse que são todas feias nem nada. Mas o que acontece é que raramente as mulheres dessas regiões satisfazem tanto os critérios de "nordicidade" quanto os homens. Há um dimorfismo e as mulheres tendem mais a serem "medianas" -- rostos não tão estreitos, traços não tão pontiagudos -- como é o caso com as mediterrâneas. Se considerar ainda a amostra seletiva de modelos e atrizes, esse desvio se acentua.

Em alguns casos eu até acho uma pena que mulheres com alguns traços mais finos achem isso ruim e tentem mudar com cirurgia plástica, numa direção mais "média"/mediterrânea. A Nicole Kidman e a Lara Flynn Boyle, por exemplo:

(http://www.inmirror.com/files/imagecache/thumbnail/files/images/nicole-kidman.jpg)

(http://education.makemeheal.com/images/f/f4/Lara-flynn-boyle-plastic-surgery.jpg)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Novembro de 2011, 23:19:21
Tem um blog sobre o assunto, já vi um bocado de coisas interessantes por lá:

http://psychologyofbeauty.wordpress.com/


Não vou poder ficar muito aqui, então usem como base para as afirmações em vez de apenas pegarem cuidadosamente os relatos históricos que acharem que se encaixam com alguma teoria. :-/
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 20 de Novembro de 2011, 23:28:52
Esqueci de dizer um detalhe importante: os traços "nórdicos", os quais a grande maioria da população mundial considera serem os mais belos, referem-se mais ao rosto. Com relação ao corpo, há variações maiores nas preferências e, na verdade, não há taaaanta diferença assim entre as etnias com relação ao padrão corporal.


A "etnia nórdica" é a preferida por bem mais de 50% da população mundial? Questionável...Estatísticas da rede social BeautifulPeople.com

(http://guanabee.com/wordpress/wp-content/uploads/2009/11/beautiful-people-450x361.png)

Ok, as estimativas são grosseiras mas... Povos majoritariamente não-nórdicos são a maioria entre os vinte primeiros colocados...


Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Novembro de 2011, 23:30:57
As modelos magérrimas só são consideradas top de beleza corporal dentro do mundo da moda, por estilistas homossexuais e outras mulheres. É provável que esse padrão magérrimo tenha surgido por pura conveniência (as costureiras dizem que é mais fácil e rápido fazer roupas para pessoas assim).




Citar
Anthropomorphic characteristics of centerfold models: Trends towards slender figures over time
Tim Seifert PhD


Abstract
Objective

Anthropomorphic characteristics of centerfold models were analyzed to determine if there has been a trend towards slimmer models over the last 50 years.
Method

Height and weight, breast, waist, and hip measurements of 559 Playboy centerfold models, obtained from the magazine's website, were analyzed.
Results

Regression analyses indicated a gradual and subtle change towards slimness. A latent class analysis yielded five basic types of figures and results indicated that the prevalence of the type of figures being depicted changed over time, with a slightly thinner figure being more common. However, really thin figures were rare until the 2000s and the probability of a model having a body mass index (BMI) < 17 was greater in the 1950s than in the 2000s.
Discussion

These findings suggest that there has been a trend towards slimness, but that the changes have been gradual. © 2005 by Wiley Periodicals, Inc.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 20 de Novembro de 2011, 23:32:10
beleza é cultural.

Alias, é fácil, muito fácil criar uma hipótese do porquê a beleza é cultural e checa-la.

Acredito que a hipótese do padrão de beleza padrão genético deverá recorrer a um imenso número de ad hocs.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Novembro de 2011, 23:33:55
Citar
Playboy Playmate Curves: Changes in
Facial and Body Feature Preferences Across
Social and Economic Conditions

Terry F. Pettijohn II
Brian J. Jungeberg
Mercyhurst College

Past research has investigated ideals of beauty and how these ide-
als have changed across time. In the current study, facial and
body characteristics of Playboy Playmates of the Year from
1960-2000 were identified and investigated to explore their rela-
tionships with U.S. social and economic factors. Playmate of the
Year age, body feature measures, and facial feature measure-
ments were correlated with a general measure of social and eco-
nomic hard times. Consistent with Environmental Security
Hypothesis predictions, when social and economic conditions
were difficult, older, heavier, taller Playboy Playmates of the
Year with larger waists, smaller eyes, larger waist-to-hip ratios,
smaller bust-to-waist ratios, and smaller body mass index values
were selected. These results suggest that environmental security
may influence perceptions and preferences for women with cer-
tain body and facial features.

www.femininebeauty.info/f/pettijohn.playboy.pdf

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 20 de Novembro de 2011, 23:34:29
Suponha que um determinado indivíduo ache mais bonito os traços físicos mais característicos das etnias brancas e menos característicos dos negros. Esse indivíduo NÃO considera os negros inferiores aos brancos em NENHUM aspecto. Respeita-os, trata-os de igual para igual e vive em perfeita harmonia e interação social com os mesmos, sem nenhum tipo de preconceito ou discriminação. Apenas acha feios os traços físicos mais característicos da etnia negra.


Essa preferência estética do indivíduo é:

1- Uma preferência estética pessoal e nada mais, da mesma forma que existem preferências por mulheres loiras ou morenas, por baixinhos ou altos, por magérrimas ou gordinhas, por olhos azuis ou castanhos, etc

2- Racismo.






Nenhuma das opções anteriores...

3- Racismo e veadagem.

Aqui a incontestável prova fotográfica de que é possível haver beleza possuindo todos os típicos traços negróides.  :hihi:

(http://4.bp.blogspot.com/_fv3VPwtWBYM/SGzsk9_mskI/AAAAAAAADMU/vP8rYxeBNkQ/s1600/angel-ssx.jpg)

(http://i.fanpix.net/images/orig/5/y/5yt6jxjz3nz26tx2.jpg)

P.S.: Um post para tornar esse tópico um pouco menos sério...  :ok:

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Salazar em 20 de Novembro de 2011, 23:37:17
Esqueci de dizer um detalhe importante: os traços "nórdicos", os quais a grande maioria da população mundial considera serem os mais belos, referem-se mais ao rosto. Com relação ao corpo, há variações maiores nas preferências e, na verdade, não há taaaanta diferença assim entre as etnias com relação ao padrão corporal.


A "etnia nórdica" é a preferida por bem mais de 50% da população mundial? Questionável...Estatísticas da rede social BeautifulPeople.com

(http://guanabee.com/wordpress/wp-content/uploads/2009/11/beautiful-people-450x361.png)

Ok, as estimativas são grosseiras mas... Povos majoritariamente não-nórdicos são a maioria entre os vinte primeiros colocados...
Para os homens, entre os 3 primeiros colocados dois são nórdicos.
Para as mulheres, os 3 primeiros colocados são nórdicos.
Lembrando que só existem 5 países nórdicos, então obviamente não seriam a maioria em uma lista de vinte países.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Novembro de 2011, 23:41:32
É interessante que na Índia se liga pele mais clara a beleza e inclusive há tratamentos estéticos para branqueamento da pele (http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/efe/2011/03/18/a-obsessao-indiana-pela-pele-clara.jhtm). Claro que não se pode generalizar que essa mesma percepção exista em todas as culturas.

E assim como "Bollywood", isso nada tem a ver com <scare quotes>"cultura"</scare quotes> mas com preferências universais geneticamente determinadas. Seja por padrão de beleza, ou por filmes.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 20 de Novembro de 2011, 23:43:19
Esqueci de dizer um detalhe importante: os traços "nórdicos", os quais a grande maioria da população mundial considera serem os mais belos, referem-se mais ao rosto. Com relação ao corpo, há variações maiores nas preferências e, na verdade, não há taaaanta diferença assim entre as etnias com relação ao padrão corporal.


A "etnia nórdica" é a preferida por bem mais de 50% da população mundial? Questionável...Estatísticas da rede social BeautifulPeople.com

(http://guanabee.com/wordpress/wp-content/uploads/2009/11/beautiful-people-450x361.png)

Ok, as estimativas são grosseiras mas... Povos majoritariamente não-nórdicos são a maioria entre os vinte primeiros colocados...
Para os homens, entre os 3 primeiros colocados dois são nórdicos.
Para as mulheres, os 3 primeiros colocados são nórdicos.
Lembrando que só existem 5 países nórdicos, então obviamente não seriam a maioria em uma lista de vinte países.


Puxa, não sabia que a "etnia nórdica" era um átomo isolado e hermeticamente fechado, que age em um vácuo sem influenciar (e sem ser influenciada pelas) as outras com fluxo gênico.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Novembro de 2011, 23:45:19
Hã?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Salazar em 20 de Novembro de 2011, 23:48:23
Esqueci de dizer um detalhe importante: os traços "nórdicos", os quais a grande maioria da população mundial considera serem os mais belos, referem-se mais ao rosto. Com relação ao corpo, há variações maiores nas preferências e, na verdade, não há taaaanta diferença assim entre as etnias com relação ao padrão corporal.


A "etnia nórdica" é a preferida por bem mais de 50% da população mundial? Questionável...Estatísticas da rede social BeautifulPeople.com

(http://guanabee.com/wordpress/wp-content/uploads/2009/11/beautiful-people-450x361.png)

Ok, as estimativas são grosseiras mas... Povos majoritariamente não-nórdicos são a maioria entre os vinte primeiros colocados...
Para os homens, entre os 3 primeiros colocados dois são nórdicos.
Para as mulheres, os 3 primeiros colocados são nórdicos.
Lembrando que só existem 5 países nórdicos, então obviamente não seriam a maioria em uma lista de vinte países.


Puxa, não sabia que a "etnia nórdica" era um átomo isolado e hermeticamente fechado, que age em um vácuo sem influenciar (e sem ser influenciada pelas) as outras com fluxo gênico.
A sim, esqueci da grande quantidade de pessoas de afeições nórdicas no Congo.
O fato é: a maioria gritante das pessoas fenotipicamente nórdicas residem nos países nórdicos.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Novembro de 2011, 23:48:30
Façam avaliações das classificações dessas mulheres aqui para decidir essa questão dessa suposta admissão universal da supremacia nórdica:

http://www.listal.com/list/askmencoms-99-most-desirable-women
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 20 de Novembro de 2011, 23:49:19
Hã?

A variação fenotípica humana segue um gradiente, o que significa que ela se altera gradualmente ao longo dos transectos geográficos. Não há fronteiras definidas entre os grupos. O que de tão confuso há nisso?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 20 de Novembro de 2011, 23:49:48
Quando você diz que varia apenas a presença de gordura, imagino que a gordura magicamente não esteja apenas localizada nas ancas e barrigas, e que o próprio rosto seja afetado.

Então a constãncia do padrão de beleza por você citado se dá na cor dos olhos e no nariz?

Não esqueça dessa DDV

??

O que gordura facial muda no rosto além de torná-lo mais...gordo ou magro?

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 20 de Novembro de 2011, 23:50:23
como disse, para mim a beleza é cultural. Creio que essa padronização que vemos agora se dá pelo absoluto domínio cultural do ocidente e especificamente da industria cinematográfica norte americana. Gerações já estão expostos a ela.
E com relação aos casos históricos descritos nesse tópico? O que acha deles?

Os romanos, árabes e turcos não foram expostos a uma avalanche cultural dos nórdicos e eslavos (que els consideravam inferiores, atrasados e até mesmo estúpidos). Como ficamos, Agnóstico?

Qual é a fonte desta sua informação, DDV?

Irei procurar.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Salazar em 20 de Novembro de 2011, 23:51:21
Façam avaliações das classificações dessas mulheres aqui para decidir essa questão dessa suposta admissão universal da supremacia nórdica:

http://www.listal.com/list/askmencoms-99-most-desirable-women
Essa lista é invalida. Anne Hathaway não está em pimeiro lugar.  ;P
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 20 de Novembro de 2011, 23:52:26
Esqueci de dizer um detalhe importante: os traços "nórdicos", os quais a grande maioria da população mundial considera serem os mais belos, referem-se mais ao rosto. Com relação ao corpo, há variações maiores nas preferências e, na verdade, não há taaaanta diferença assim entre as etnias com relação ao padrão corporal.


A "etnia nórdica" é a preferida por bem mais de 50% da população mundial? Questionável...Estatísticas da rede social BeautifulPeople.com

(http://guanabee.com/wordpress/wp-content/uploads/2009/11/beautiful-people-450x361.png)

Ok, as estimativas são grosseiras mas... Povos majoritariamente não-nórdicos são a maioria entre os vinte primeiros colocados...
Para os homens, entre os 3 primeiros colocados dois são nórdicos.
Para as mulheres, os 3 primeiros colocados são nórdicos.
Lembrando que só existem 5 países nórdicos, então obviamente não seriam a maioria em uma lista de vinte países.


Puxa, não sabia que a "etnia nórdica" era um átomo isolado e hermeticamente fechado, que age em um vácuo sem influenciar (e sem ser influenciada pelas) as outras com fluxo gênico.
A sim, esqueci da grande quantidade de pessoas de afeições nórdicas no Congo.
O fato é: a maioria gritante das pessoas fenotipicamente nórdicas residem nos países nórdicos.

Idem, ver a resposta dada ao Buckaroo...
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 20 de Novembro de 2011, 23:53:10
Vamos imaginar que você com 10 anos se muda para o país/comunidade X.

Seu padrão de beleza era bem hollywodiano H. Todavia, nessa comunidade, existiam mulheres com o padrão H e com o padrão B (de bundudo mesmo). Por algum motivo, os homens dessa comunidade amavam as do padrão B. E claro que quem conseguia as mulheres de padrão B eram admirados e invejados.

O que acha que vai acontecer com teu padrão de beleza em 3 anos?

Mais ou menos o mesmo com quem fez engenharia:

1o semestre: Caralho, só tem mulher feia aqui.
2o semestre: É.. aquela até que eu pegava
3o semestre: Modo assassino ligado, a escassez faz com que seu padrão de beleza mude sensivelmente.

Agnóstico, você acabou de refutar a sua própria afirmação ao usar o exemplo da faculdade de engenharia: escolher mulheres com padrões de beleza considerados "piores" pela maioria tem mais a ver com a possibilidade e acessibilidade (com uma pitada do complexo "raposa e as uvas") do que com uma preferência estética primária, em si mesma.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 20 de Novembro de 2011, 23:55:54
Citar
Os romanos, árabes e turcos não foram expostos a uma avalanche cultural dos nórdicos e eslavos (que els consideravam inferiores, atrasados e até mesmo estúpidos). Como ficamos, Agnóstico?

Com o fato de que eles já são fenotipicamente parecidos para começar, ao mesmo tempo em que a base da afirmação não é nada quantitativa, apenas a observação de uma ou outra figura histórica relatando beleza de algum povo (que inclusive talvez admirassem apesar de considerarem bárbaros), e isso dos haréns.

O atributo fenotipico que realmente interessa na discussão em voga NÃO é compartilhado por nórdicos e outras etnias, a saber, olhos azuis e cabelos claros. Outro fator a se destacar é que para se conhecer as preferencias fenotipicas de povos antigos informações quantitativas são praticamente impossíveis de serem utilizadas pela própria natureza do conhecimento histórico. Somente podemos saber sobre as preferencias de indivíduos letrados e membros das classes superiores de determinadas sociedades. Considero que o fato de praticamente todos os povos que entraram em contato com pessoas de fenótipo nórdico/gêrmanico ao longo da história terem relatado que eles eram mais belos um bom argumento no sentido de mostrar que há algo mais que apenas cultura a determinar certos padrões de beleza*. Mas note que de forma nenhuma eu estou a generalizar minha posição, o que afirmo é que existe uma tendência a maioria dos indivíduos consideraram traços como olhos e cabelos claros como sendo mais atrativos.

*No momento estou impossibilitado de postar as fontes de minhas alegações sobre determinados períodos históricos, mas o farei assim que puder. Se não me engano o livro que li que afirmava haver uma obsessão por traços nórdicos na sociedade romana (que como sabemos era predominantemente mediterrânea) era do historiador Paul Veyne.


Esqueci de dizer um detalhe importante: os traços "nórdicos", os quais a grande maioria da população mundial considera serem os mais belos, referem-se mais ao rosto. Com relação ao corpo, há variações maiores nas preferências e, na verdade, não há taaaanta diferença assim entre as etnias com relação ao padrão corporal.


A "etnia nórdica" é a preferida por bem mais de 50% da população mundial? Questionável...Estatísticas da rede social BeautifulPeople.com

(http://guanabee.com/wordpress/wp-content/uploads/2009/11/beautiful-people-450x361.png)

Ok, as estimativas são grosseiras mas... Povos majoritariamente não-nórdicos são a maioria entre os vinte primeiros colocados...


Nórdico não significa apenas ser sueco/norueguês ou dinamarquês, nórdicos são um sub-grupo étnico dos caucásoides e atualmente estão presentes em todos os países europeus e quase todos das Américas. Obviamente o fenótipo nórdico predomina ou é bem comum no norte da Europa e países associados, como os EUA e Austrália.

Edit: Ortografia.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Novembro de 2011, 23:58:18
Hã?

A variação fenotípica humana segue um gradiente, o que significa que ela se altera gradualmente ao longo dos transectos geográficos. Não há fronteiras definidas entre os grupos. O que de tão confuso há nisso?

Como isso faz com que os dados que você apontou não corroborem o contrário do que você pretendia? -- supondo que a aprovação no site possa ser mesmo tomado como amostra de preferências universais e não de auto-seleção.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 20 de Novembro de 2011, 23:59:01
Esqueci de dizer um detalhe importante: os traços "nórdicos", os quais a grande maioria da população mundial considera serem os mais belos, referem-se mais ao rosto. Com relação ao corpo, há variações maiores nas preferências e, na verdade, não há taaaanta diferença assim entre as etnias com relação ao padrão corporal.


A "etnia nórdica" é a preferida por bem mais de 50% da população mundial? Questionável...Estatísticas da rede social BeautifulPeople.com

(http://guanabee.com/wordpress/wp-content/uploads/2009/11/beautiful-people-450x361.png)

Ok, as estimativas são grosseiras mas... Povos majoritariamente não-nórdicos são a maioria entre os vinte primeiros colocados...




Ou você ou eu não sabemos interpretar essa tabela. Eu vejo países nórdicos predominando nas primeiras posições, principalmente no lado feminino da tabela.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 20 de Novembro de 2011, 23:59:50

Esqueci de dizer um detalhe importante: os traços "nórdicos", os quais a grande maioria da população mundial considera serem os mais belos, referem-se mais ao rosto. Com relação ao corpo, há variações maiores nas preferências e, na verdade, não há taaaanta diferença assim entre as etnias com relação ao padrão corporal.


A "etnia nórdica" é a preferida por bem mais de 50% da população mundial? Questionável...Estatísticas da rede social BeautifulPeople.com

(http://guanabee.com/wordpress/wp-content/uploads/2009/11/beautiful-people-450x361.png)

Ok, as estimativas são grosseiras mas... Povos majoritariamente não-nórdicos são a maioria entre os vinte primeiros colocados...


Nórdico não significa apenas ser sueco/norueguês ou dinamarquês, nórdicos são um sub-grupo étnico dos caucásoides e atualmente estão presentes em todos os países europeus e quase todos das Américas. Obviamente o fenótipo nórdico predomina ou é bem comum no norte da Europa e países associados, como os EUA e Austrália.

Exatamente! Isso o que você falou só reforça o meu argumento...
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 21 de Novembro de 2011, 00:01:00
Citar
      Os homens das cavernas já preferiam as loiras mesmo antes de a idéia ser popularizada em um filme por Marlyn Monroe - pelo menos no norte da Europa, de acordo com um cientista canadense. O antropólogo Peter Frost, da Universidade St. Andrews, na Grã-Bretanha, diz que, já no fim da Era Glacial, as mulheres com os cabelos loiros e olhos azuis tinham mais sucesso em atrair a atenção de potenciais parceiros sexuais do que as morenas.
Segundo Frost, até 10 ou 11 mil anos atrás, os humanos tinham cabelos e olhos escuros, mas uma rara mutação fez surgir os primeiros espécimes loiros e de olhos azuis no norte da Europa.

Os números de humanos loiros se multiplicaram em seguida porque as chances de as mulheres com estas características encontrarem parceiros sexuais se mostraram maiores, afirmou Frost em um estudo que vai ser publicado nesta semana na revista científica Evolution and Human Behaviour.

Seleção natural
Frost afirma que, por volta do final da última Era Glacial, havia uma escassez de machos para a reprodução em algumas regiões, devido à dificuldade para conseguir caçar bisões, renas e mamutes, que compunham a dieta dos humanos de então.

Por esse motivo houve um processo de seleção natural e, no norte europeu, pelo menos, tinham vantagem as mulheres com cabelos loiros e olhos claros. Frost diz ter chegado a essas conclusões porque no norte e no leste da Europa há uma variedade muito grande de tipos de cabelo e cores dos olhos originados em um curto espaço de tempo, o que, em sua opinião, indica que houve um processo de seleção sexual.

Mas o jornal britânico The Independent diz que, na opinião de alguns especialistas, a situação pode agora estar se invertendo, com os homens sendo mais atraídos pela inteligência de uma mulher, uma qualidade que associam mais às morenas do que às loiras.

Fonte:  http://noticias.terra.com.br/ciencia/interna/0,,OI896921-EI238,00.html
     

Já tinha lido um estudo desse tal Frost sobre isso e irei procurar o estudo diretamente, para não me embasar apenas no que um jornaleirinho do Terra disse.(Antecipando eventuais críticas). Se não me engano esse mesmo Peter Frost também tem estudos que indicam que em TODAS as sociedades homens tendem a preferir mulheres mais claras que eles.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 00:01:35
E além disso, os traços nórdicos estão espalhados entre povos de vários países diferentes, da Europa e do mundo. As pessoas consideradas mais bonitas em países de maioria não-nórdica (como o Brasil) tendem a ter traços nórdicos.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 21 de Novembro de 2011, 00:02:50
Quando você diz que varia apenas a presença de gordura, imagino que a gordura magicamente não esteja apenas localizada nas ancas e barrigas, e que o próprio rosto seja afetado.

Então a constãncia do padrão de beleza por você citado se dá na cor dos olhos e no nariz?

Não esqueça dessa DDV

??

O que gordura facial muda no rosto além de torná-lo mais...gordo ou magro?



Quer dizer que um queixo mais afilado é mais bonito em uma mulher magra e em uma mulher com cara redonda como um tomate?
Uma beldade como Nicole Kidman com papada e bochechas ainda alcançaria o padrão "natural" esperado de beleza pela humanidade?

Isto para refutar, como também postulou o Buck, que o que mudou foi "apenas" a gordura. Se mudou isso, na verdade mudou o padrão de beleza. Cultural e temporal.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 21 de Novembro de 2011, 00:03:54
E além disso, os traços nórdicos estão espalhados entre povos de vários países diferentes, da Europa e do mundo. As pessoas consideradas mais bonitas em países de maioria não-nórdica (como o Brasil) tendem a ter traços nórdicos.

Consideradas mais bonitas por quem? Pelos pedreiros e estivadores? Pelos ricos cantores de pagode?

DDV, você está enganado.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 00:05:19
As modelos magérrimas só são consideradas top de beleza corporal dentro do mundo da moda, por estilistas homossexuais e outras mulheres. É provável que esse padrão magérrimo tenha surgido por pura conveniência (as costureiras dizem que é mais fácil e rápido fazer roupas para pessoas assim).




Citar
Anthropomorphic characteristics of centerfold models: Trends towards slender figures over time
Tim Seifert PhD


Abstract
Objective

Anthropomorphic characteristics of centerfold models were analyzed to determine if there has been a trend towards slimmer models over the last 50 years.
Method

Height and weight, breast, waist, and hip measurements of 559 Playboy centerfold models, obtained from the magazine's website, were analyzed.
Results

Regression analyses indicated a gradual and subtle change towards slimness. A latent class analysis yielded five basic types of figures and results indicated that the prevalence of the type of figures being depicted changed over time, with a slightly thinner figure being more common. However, really thin figures were rare until the 2000s and the probability of a model having a body mass index (BMI) < 17 was greater in the 1950s than in the 2000s.
Discussion

These findings suggest that there has been a trend towards slimness, but that the changes have been gradual. © 2005 by Wiley Periodicals, Inc.


Pô cara, em QUÊ esse excerto que você postou contradiz algo do que eu disse na postagem citada?

Leia os artigos e medite com mais atenção antes de inundar o tópico com os mesmos.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 21 de Novembro de 2011, 00:05:41
Esqueci de dizer um detalhe importante: os traços "nórdicos", os quais a grande maioria da população mundial considera serem os mais belos, referem-se mais ao rosto. Com relação ao corpo, há variações maiores nas preferências e, na verdade, não há taaaanta diferença assim entre as etnias com relação ao padrão corporal.


A "etnia nórdica" é a preferida por bem mais de 50% da população mundial? Questionável...Estatísticas da rede social BeautifulPeople.com

(http://guanabee.com/wordpress/wp-content/uploads/2009/11/beautiful-people-450x361.png)

Ok, as estimativas são grosseiras mas... Povos majoritariamente não-nórdicos são a maioria entre os vinte primeiros colocados...




Ou você ou eu não sabemos interpretar essa tabela. Eu vejo países nórdicos predominando nas primeiras posições, principalmente no lado feminino da tabela.


Mas alguém tinha dito algo sobre as eslavas.. e os percentuais não refletem de maneira alguma os números absolutos neste caso.. ao final isso não quer dizer nada.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Salazar em 21 de Novembro de 2011, 00:06:18

Esqueci de dizer um detalhe importante: os traços "nórdicos", os quais a grande maioria da população mundial considera serem os mais belos, referem-se mais ao rosto. Com relação ao corpo, há variações maiores nas preferências e, na verdade, não há taaaanta diferença assim entre as etnias com relação ao padrão corporal.


A "etnia nórdica" é a preferida por bem mais de 50% da população mundial? Questionável...Estatísticas da rede social BeautifulPeople.com

(http://guanabee.com/wordpress/wp-content/uploads/2009/11/beautiful-people-450x361.png)

Ok, as estimativas são grosseiras mas... Povos majoritariamente não-nórdicos são a maioria entre os vinte primeiros colocados...


Nórdico não significa apenas ser sueco/norueguês ou dinamarquês, nórdicos são um sub-grupo étnico dos caucásoides e atualmente estão presentes em todos os países europeus e quase todos das Américas. Obviamente o fenótipo nórdico predomina ou é bem comum no norte da Europa e países associados, como os EUA e Austrália.

Exatamente! Isso o que você falou só reforça o meu argumento...
Uma duzia de gatos pingados não muda o fato de que a concentração de nórdicos nos países nórdicos são absolutamente maiores do que em outros países.
É a mesma coisa de dizer que o fenotipo japones não é predominante no japão só porque temos uns japas por aqui.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 21 de Novembro de 2011, 00:07:20
E além disso, os traços nórdicos estão espalhados entre povos de vários países diferentes, da Europa e do mundo. As pessoas consideradas mais bonitas em países de maioria não-nórdica (como o Brasil) tendem a ter traços nórdicos.

Como você diz isso com tanta certeza? Pelo que eu me lembro, na eleição das 100 mais sexy da VIP, as morenas estão aproximadamente na mesma quantidade das loiras*...Não acho que ter um olho claro seja suficiente para tachar alguém com aparência nórdica.

* Isso inclui as loiras falsificadas...
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 21 de Novembro de 2011, 00:08:14
Vamos imaginar que você com 10 anos se muda para o país/comunidade X.

Seu padrão de beleza era bem hollywodiano H. Todavia, nessa comunidade, existiam mulheres com o padrão H e com o padrão B (de bundudo mesmo). Por algum motivo, os homens dessa comunidade amavam as do padrão B. E claro que quem conseguia as mulheres de padrão B eram admirados e invejados.

O que acha que vai acontecer com teu padrão de beleza em 3 anos?

Mais ou menos o mesmo com quem fez engenharia:

1o semestre: Caralho, só tem mulher feia aqui.
2o semestre: É.. aquela até que eu pegava
3o semestre: Modo assassino ligado, a escassez faz com que seu padrão de beleza mude sensivelmente.

Agnóstico, você acabou de refutar a sua própria afirmação ao usar o exemplo da faculdade de engenharia: escolher mulheres com padrões de beleza considerados "piores" pela maioria tem mais a ver com a possibilidade e acessibilidade (com uma pitada do complexo "raposa e as uvas") do que com uma preferência estética primária, em si mesma.


São dois exemplos.

O de cima é uma descrição de como o padrão de beleza muda conforme a cultura e a sociedade em que se está. O segundo apenas reforça que alguém está disposto a reavaliar seu padrão, não existe uma "musa genética incrustada" em nossa mente gerando um referencial absoluto.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 21 de Novembro de 2011, 00:09:30
E além disso, os traços nórdicos estão espalhados entre povos de vários países diferentes, da Europa e do mundo. As pessoas consideradas mais bonitas em países de maioria não-nórdica (como o Brasil) tendem a ter traços nórdicos.

Como você diz isso com tanta certeza? Pelo que eu me lembro, na eleição das 100 mais sexy da VIP, as morenas estão aproximadamente na mesma quantidade das loiras*...Não acho que ter um olho claro seja suficiente para tachar alguém com aparência nórdica.

* Isso inclui as loiras falsificadas...

Correto. Eu por exemplo prefiro morenas.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 21 de Novembro de 2011, 00:14:37
E além disso, os traços nórdicos estão espalhados entre povos de vários países diferentes, da Europa e do mundo. As pessoas consideradas mais bonitas em países de maioria não-nórdica (como o Brasil) tendem a ter traços nórdicos.

Como você diz isso com tanta certeza? Pelo que eu me lembro, na eleição das 100 mais sexy da VIP, as morenas estão aproximadamente na mesma quantidade das loiras*...Não acho que ter um olho claro seja suficiente para tachar alguém com aparência nórdica.

* Isso inclui as loiras falsificadas...

Correto. Eu por exemplo prefiro morenas.

Não sei quanto ao DDV, mas eu estou argumentando no sentido que há uma tendência a se preferir traços nórdicos, não que exista um determinismo absoluto em que todas as pessoas prefiram loiras de olhos azuis. Atribuo essa preferencia a seleção sexual.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 00:15:44
Uma coisa também que eu ressaltei e esqueceram: o padrão nórdico é considerado belo, e as pessoas são consideradas mais belas quanto mais se aproximam desse padrão. Não há uma divisão estanque entre nórdicos e não-nórdicos. Logo, não tem cabimento citar exemplos de pessoas consideradas belas que não sejam 100% nórdicas como contraprova.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 21 de Novembro de 2011, 00:17:12

Esqueci de dizer um detalhe importante: os traços "nórdicos", os quais a grande maioria da população mundial considera serem os mais belos, referem-se mais ao rosto. Com relação ao corpo, há variações maiores nas preferências e, na verdade, não há taaaanta diferença assim entre as etnias com relação ao padrão corporal.


A "etnia nórdica" é a preferida por bem mais de 50% da população mundial? Questionável...Estatísticas da rede social BeautifulPeople.com

(http://guanabee.com/wordpress/wp-content/uploads/2009/11/beautiful-people-450x361.png)

Ok, as estimativas são grosseiras mas... Povos majoritariamente não-nórdicos são a maioria entre os vinte primeiros colocados...


Nórdico não significa apenas ser sueco/norueguês ou dinamarquês, nórdicos são um sub-grupo étnico dos caucásoides e atualmente estão presentes em todos os países europeus e quase todos das Américas. Obviamente o fenótipo nórdico predomina ou é bem comum no norte da Europa e países associados, como os EUA e Austrália.

Exatamente! Isso o que você falou só reforça o meu argumento...
Uma duzia de gatos pingados não muda o fato de que a concentração de nórdicos nos países nórdicos são absolutamente maiores do que em outros países.
É a mesma coisa de dizer que o fenotipo japones não é predominante no japão só porque temos uns japas por aqui.



Acontece que o Japão não é o maior detentor do "fenótipo japonês". Acho que na China tem bem mais do mesmo (é só se lembrar daquela piada que diz que japonês, chinês, coreano, taiwanês, etc. é tudo igual) ... Pus uma analogia para que você entenda o que quis dizer.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Salazar em 21 de Novembro de 2011, 00:20:29
E antes que venham me botar no meio da discussão, eu não estou defendendo nenhum dos lados, cultura vs. genetica.
Eu só comentei o erro de interpretação de gráfico do Huxley e sua posterior justificativa de que "existem nórdicos fora dos países nórdicos" o que é irrelevante estatisticamente ao meu ver.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 21 de Novembro de 2011, 00:21:46
esse gráfico não quer dizer que o fenótipo mais aceito seja o norueguês, correto? Quer dizer apenas que os noruegueses preferem mais as pessoas de seu fenótipo que as pessoas dos outros países.

Um monte de explicações podem advir daí.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 00:22:53
E além disso, os traços nórdicos estão espalhados entre povos de vários países diferentes, da Europa e do mundo. As pessoas consideradas mais bonitas em países de maioria não-nórdica (como o Brasil) tendem a ter traços nórdicos.

Consideradas mais bonitas por quem? Pelos pedreiros e estivadores? Pelos ricos cantores de pagode?

DDV, você está enganado.

Cantor de pagode e jogador rico só se casa com loira.  :D
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Salazar em 21 de Novembro de 2011, 00:23:35

Esqueci de dizer um detalhe importante: os traços "nórdicos", os quais a grande maioria da população mundial considera serem os mais belos, referem-se mais ao rosto. Com relação ao corpo, há variações maiores nas preferências e, na verdade, não há taaaanta diferença assim entre as etnias com relação ao padrão corporal.


A "etnia nórdica" é a preferida por bem mais de 50% da população mundial? Questionável...Estatísticas da rede social BeautifulPeople.com

(http://guanabee.com/wordpress/wp-content/uploads/2009/11/beautiful-people-450x361.png)

Ok, as estimativas são grosseiras mas... Povos majoritariamente não-nórdicos são a maioria entre os vinte primeiros colocados...


Nórdico não significa apenas ser sueco/norueguês ou dinamarquês, nórdicos são um sub-grupo étnico dos caucásoides e atualmente estão presentes em todos os países europeus e quase todos das Américas. Obviamente o fenótipo nórdico predomina ou é bem comum no norte da Europa e países associados, como os EUA e Austrália.

Exatamente! Isso o que você falou só reforça o meu argumento...
Uma duzia de gatos pingados não muda o fato de que a concentração de nórdicos nos países nórdicos são absolutamente maiores do que em outros países.
É a mesma coisa de dizer que o fenotipo japones não é predominante no japão só porque temos uns japas por aqui.



Acontece que o Japão não é o maior detentor do "fenótipo japonês". Acho que na China tem bem mais do mesmo (é só se lembrar daquela piada que diz que japonês, chinês, coreano, taiwanês, etc. é tudo igual) ... Pus uma analogia para que você entenda o que quis dizer.
Chines não possui o mesmo fenótipo que japonês.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 21 de Novembro de 2011, 00:24:42
E além disso, os traços nórdicos estão espalhados entre povos de vários países diferentes, da Europa e do mundo. As pessoas consideradas mais bonitas em países de maioria não-nórdica (como o Brasil) tendem a ter traços nórdicos.

Como você diz isso com tanta certeza? Pelo que eu me lembro, na eleição das 100 mais sexy da VIP, as morenas estão aproximadamente na mesma quantidade das loiras*...Não acho que ter um olho claro seja suficiente para tachar alguém com aparência nórdica.

* Isso inclui as loiras falsificadas...

Correto. Eu por exemplo prefiro morenas.

Não sei quanto ao DDV, mas eu estou argumentando no sentido que há uma tendência a se preferir traços nórdicos, não que exista um determinismo absoluto em que todas as pessoas prefiram loiras de olhos azuis. Atribuo essa preferencia a seleção sexual.

não sei se isso é verdade, conheço mais gente que prefere o sabor "alpino" do buck e latinas.  Se for verdade, muito improvável que seja genético, até porque mais gente pode no caso significar quanto.. 20%? E facilmente é provado a forte correlação cultural na apreciação da beleza.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 21 de Novembro de 2011, 00:24:48
Uma coisa também que eu ressaltei e esqueceram: o padrão nórdico é considerado belo, e as pessoas são consideradas mais belas quanto mais se aproximam desse padrão. Não há uma divisão estanque entre nórdicos e não-nórdicos. Logo, não tem cabimento citar exemplos de pessoas consideradas belas que não sejam 100% nórdicas como contraprova.

Eu não tenho um argumento definitivo sobre o assunto, mas acho que o parágrafo abaixo está mais próximo da verdade.

Uma coisa também que eu ressaltei e esqueceram: o padrão mediterrâneo é considerado belo, e as pessoas são consideradas mais belas quanto mais se aproximam desse padrão. Não há uma divisão estanque entre mediterrâneos e não-mediterrâneos. Logo, não tem cabimento citar exemplos de pessoas consideradas belas que não sejam 100% mediterrânea como contraprova.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 21 de Novembro de 2011, 00:26:38
E além disso, os traços nórdicos estão espalhados entre povos de vários países diferentes, da Europa e do mundo. As pessoas consideradas mais bonitas em países de maioria não-nórdica (como o Brasil) tendem a ter traços nórdicos.

Consideradas mais bonitas por quem? Pelos pedreiros e estivadores? Pelos ricos cantores de pagode?

DDV, você está enganado.

Cantor de pagode e jogador rico só se casa com loira.  :D

Loira você diz cabelo pintado.. nada a ver com fenótipo noruegues. E não, veja as do Belo por exemplo

(http://4.bp.blogspot.com/_Q5TN4EpETn4/TPeMfuLyBfI/AAAAAAAADsw/x49wZBKqEUo/s1600/Gracyanne+Barbosa+namorada+do+Belo.jpg)

edit: do exalta samba

(http://3.bp.blogspot.com/_HAUSWWJ2W20/Sy7Yr4ajeSI/AAAAAAAAARA/OYhM0-pDNhg/s400/nicole-tiaguinho-juntos436.jpg)

alexandre pires

(http://www.cabecadecuia.com/imagem/materias/a31c600559c19008a660ad6b9016a872.jpg)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 00:26:59
Há uma hipótese maluca sobre o porquê da Escandinávia ser quantitativamente exuberante em mulheres bonitas, comparado a outras regiões da Europa: quando os vikings invadiam um local, eles matavam todos os homens e mulheres feias, poupando apenas as mulheres bonitas. Isso acabou selecionando os traços mais belos ao longo do tempo.  :biglol:
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 00:28:05
Agnóstico, leia:


Uma coisa também que eu ressaltei e esqueceram: o padrão nórdico é considerado belo, e as pessoas são consideradas mais belas quanto mais se aproximam desse padrão. Não há uma divisão estanque entre nórdicos e não-nórdicos. Logo, não tem cabimento citar exemplos de pessoas consideradas belas que não sejam 100% nórdicas como contraprova.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 21 de Novembro de 2011, 00:28:25

Esqueci de dizer um detalhe importante: os traços "nórdicos", os quais a grande maioria da população mundial considera serem os mais belos, referem-se mais ao rosto. Com relação ao corpo, há variações maiores nas preferências e, na verdade, não há taaaanta diferença assim entre as etnias com relação ao padrão corporal.


A "etnia nórdica" é a preferida por bem mais de 50% da população mundial? Questionável...Estatísticas da rede social BeautifulPeople.com

(http://guanabee.com/wordpress/wp-content/uploads/2009/11/beautiful-people-450x361.png)

Ok, as estimativas são grosseiras mas... Povos majoritariamente não-nórdicos são a maioria entre os vinte primeiros colocados...


Nórdico não significa apenas ser sueco/norueguês ou dinamarquês, nórdicos são um sub-grupo étnico dos caucásoides e atualmente estão presentes em todos os países europeus e quase todos das Américas. Obviamente o fenótipo nórdico predomina ou é bem comum no norte da Europa e países associados, como os EUA e Austrália.

Exatamente! Isso o que você falou só reforça o meu argumento...
Uma duzia de gatos pingados não muda o fato de que a concentração de nórdicos nos países nórdicos são absolutamente maiores do que em outros países.
É a mesma coisa de dizer que o fenotipo japones não é predominante no japão só porque temos uns japas por aqui.



Acontece que o Japão não é o maior detentor do "fenótipo japonês". Acho que na China tem bem mais do mesmo (é só se lembrar daquela piada que diz que japonês, chinês, coreano, taiwanês, etc. é tudo igual) ... Pus uma analogia para que você entenda o que quis dizer.
Chines não possui o mesmo fenótipo que japonês.


Com certeza não, mas está no mesmo "grupo taxonômico"...Num conceito de hierarquias aninhadas taxonômicas, sua observação não altera esse fato...
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 21 de Novembro de 2011, 00:30:07
Agnóstico, leia:


Uma coisa também que eu ressaltei e esqueceram: o padrão nórdico é considerado belo, e as pessoas são consideradas mais belas quanto mais se aproximam desse padrão. Não há uma divisão estanque entre nórdicos e não-nórdicos. Logo, não tem cabimento citar exemplos de pessoas consideradas belas que não sejam 100% nórdicas como contraprova.

continua errado, bem errado.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 00:31:04
E além disso, os traços nórdicos estão espalhados entre povos de vários países diferentes, da Europa e do mundo. As pessoas consideradas mais bonitas em países de maioria não-nórdica (como o Brasil) tendem a ter traços nórdicos.

Como você diz isso com tanta certeza? Pelo que eu me lembro, na eleição das 100 mais sexy da VIP, as morenas estão aproximadamente na mesma quantidade das loiras*...Não acho que ter um olho claro seja suficiente para tachar alguém com aparência nórdica.

* Isso inclui as loiras falsificadas...

Eu disse em algum lugar que a aparência "nórdica" eram apenas os olhos e cabelos claros? Na verdade, eu ressaltei os traços faciais (nariz fino e arrebitado, queixo alinhado com a boca no perfil, etc).

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 21 de Novembro de 2011, 00:35:14
isso, mesmo quando eram gordas, na época então o padrão de rosto bonito era sueca com cara de melão
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Salazar em 21 de Novembro de 2011, 00:35:39
Com certeza não, mas está no mesmo "grupo taxonômico"...Num conceito de hierarquias aninhadas taxonômicas, sua observação não altera esse fato...
Do mesmo jeito que nórdicos estão no mesmo "grupo taxonômico" que germânicos e mediterrâneos. Mas isso não muda o fato de que são fenótipos diferentes e que os nórdicos estão em sua absoluta maioria concentrados na região geográfica chamada países nórdicos, que por acaso são somente 5 e que por acaso você falou que não são maioria em uma lista de 20 colocados, tentando argumentar que não seriam preferidos pela maioria segundo os dados que apresentou, mesmo esses países sendo 5 entre os 6 primeiros colocados(juntando homens e mulheres).
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Rocky Joe em 21 de Novembro de 2011, 00:37:00
Se o nosso padrão de beleza viesse apenas pela cultura ou pela genética, ou por ambas, não teríamos todos aqui o mesmo padrão de beleza? Estamos inseridos na mesma cultura, e somos da mesma espécie.

O fato de não ser assim, de vivermos discutindo quem é bela e quem não é, sugere que há mais no julgamento de beleza que sonha nossa vã filosofia.

Vou contar uma pequena história pessoal. Nunca me senti atraído por morenas. Mas, após namorar uma morena e ter a bunda chutada por ela após juras de amores, notei que as morenas começaram a surtir efeito, especialmente as parecidas com ela (mas não tão parecidas a ponto de ser bizarro!). Não seria um indício que há razões para nossos gostos além dos dois?

Outro exemplo: uma pessoa tímida, introvertida, preferiria outra pessoa tímida e introvertida - e estas pessoas estão conectadas com pessoas de físico mais frágil, criando aí um gosto. Ou uma pessoa que sofreu bastante nas mãos de mulheres pode preferir as "quietinhas" - que também estão associadas a pessoas de aspecto físico mais frágil. Enfim, especulando...

A resposta "de onde vem nossos gostos estéticos", para sabermos se é preconceito ou não, me parece tão complicado que, para não haver uma ditadura dos gostos e por questão prática, prefiro a opção 1: não é racismo.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 21 de Novembro de 2011, 00:38:20
Salazar, a Noruega por exemplo há algum tempo passa por um período de orgulho nacional muito grande. É natural que seu momento cultural seja muito propício a acharem belos o do seu povo.

Não tem nada a ver com a musa genética do DDV
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 21 de Novembro de 2011, 00:40:49
E além disso, os traços nórdicos estão espalhados entre povos de vários países diferentes, da Europa e do mundo. As pessoas consideradas mais bonitas em países de maioria não-nórdica (como o Brasil) tendem a ter traços nórdicos.

Como você diz isso com tanta certeza? Pelo que eu me lembro, na eleição das 100 mais sexy da VIP, as morenas estão aproximadamente na mesma quantidade das loiras*...Não acho que ter um olho claro seja suficiente para tachar alguém com aparência nórdica.

* Isso inclui as loiras falsificadas...

Correto. Eu por exemplo prefiro morenas.

Não sei quanto ao DDV, mas eu estou argumentando no sentido que há uma tendência a se preferir traços nórdicos, não que exista um determinismo absoluto em que todas as pessoas prefiram loiras de olhos azuis. Atribuo essa preferencia a seleção sexual.

não sei se isso é verdade, conheço mais gente que prefere o sabor "alpino" do buck e latinas.  Se for verdade, muito improvável que seja genético, até porque mais gente pode no caso significar quanto.. 20%? E facilmente é provado a forte correlação cultural na apreciação da beleza.

Não acredito que a percepção de beleza seja 100% genética nem 100% cultural. Existe uma interação entre ambas as esferas que produzem os padrões que vemos ao longo da história. Mas por outro lado penso que a tese que afirma que olhos claros e cabelos claros (assim como traços faciais nórdicos) foi uma mutação que gerou uma vantagem evolutiva para os portadores dessas características é bem coerente. Acho que explica muito bem porque na maioria das sociedades humanas em que pessoas com fisionomia nórdica se estabeleceram e/ou travaram contato essas pessoas são consideradas muito belas. Repare que no Brasil, , a maioria das modelos brasileiras mais destacadas é oriunda da região sul, uma região que possui alta incidência de fenótipo nórdico.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Salazar em 21 de Novembro de 2011, 00:41:46
Salazar, a Noruega por exemplo há algum tempo passa por um período de orgulho nacional muito grande. É natural que seu momento cultural seja muito propício a acharem belos o do seu povo.

Não tem nada a ver com a musa genética do DDV
Primeiro, não ficou claro, pelo menos para mim, como os dados do grafico foram conseguidos.
Segundo, não estou defendendo essa musa genetica.
Terceiro, estou apenas discordando da interpretação de grafico feita pelo Huxley e sua posterior tentativa de justificação.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 21 de Novembro de 2011, 00:41:49
E além disso, os traços nórdicos estão espalhados entre povos de vários países diferentes, da Europa e do mundo. As pessoas consideradas mais bonitas em países de maioria não-nórdica (como o Brasil) tendem a ter traços nórdicos.

Como você diz isso com tanta certeza? Pelo que eu me lembro, na eleição das 100 mais sexy da VIP, as morenas estão aproximadamente na mesma quantidade das loiras*...Não acho que ter um olho claro seja suficiente para tachar alguém com aparência nórdica.

* Isso inclui as loiras falsificadas...

Eu disse em algum lugar que a aparência "nórdica" eram apenas os olhos e cabelos claros? Na verdade, eu ressaltei os traços faciais (nariz fino e arrebitado, queixo alinhado com a boca no perfil, etc).



Não existe um padrão mensurável para classificar esses mínimos detalhes e dizer "A partir desse grau de finura de nariz e alinhamento de queixo com a boca, esta pode ser considerada nórdica"...Se você classificar Natália Guimarães e Thaila Ayala como "aproximadamente nórdicas", então acho que podemos chegar a uma concordância.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 21 de Novembro de 2011, 00:42:42
Com certeza não, mas está no mesmo "grupo taxonômico"...Num conceito de hierarquias aninhadas taxonômicas, sua observação não altera esse fato...
Do mesmo jeito que nórdicos estão no mesmo "grupo taxonômico" que germânicos e mediterrâneos. Mas isso não muda o fato de que são fenótipos diferentes e que os nórdicos estão em sua absoluta maioria concentrados na região geográfica chamada países nórdicos, que por acaso são somente 5 e que por acaso você falou que não são maioria em uma lista de 20 colocados, tentando argumentar que não seriam preferidos pela maioria segundo os dados que apresentou, mesmo esses países sendo 5 entre os 6 primeiros colocados(juntando homens e mulheres).

Só uma correção, os povos germânicos eram nórdicos.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Salazar em 21 de Novembro de 2011, 00:43:57
Com certeza não, mas está no mesmo "grupo taxonômico"...Num conceito de hierarquias aninhadas taxonômicas, sua observação não altera esse fato...
Do mesmo jeito que nórdicos estão no mesmo "grupo taxonômico" que germânicos e mediterrâneos. Mas isso não muda o fato de que são fenótipos diferentes e que os nórdicos estão em sua absoluta maioria concentrados na região geográfica chamada países nórdicos, que por acaso são somente 5 e que por acaso você falou que não são maioria em uma lista de 20 colocados, tentando argumentar que não seriam preferidos pela maioria segundo os dados que apresentou, mesmo esses países sendo 5 entre os 6 primeiros colocados(juntando homens e mulheres).

Só uma correção, os povos germânicos eram nórdicos.
Opa, falha minha.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 00:47:59
Salazar, a Noruega por exemplo há algum tempo passa por um período de orgulho nacional muito grande. É natural que seu momento cultural seja muito propício a acharem belos o do seu povo.


Agnóstico, você está viajando demais. Está soltando afirmações sem pensar direito.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 00:51:17
Citar
Os romanos, árabes e turcos não foram expostos a uma avalanche cultural dos nórdicos e eslavos (que els consideravam inferiores, atrasados e até mesmo estúpidos). Como ficamos, Agnóstico?

Com o fato de que eles já são fenotipicamente parecidos para começar, ao mesmo tempo em que a base da afirmação não é nada quantitativa, apenas a observação de uma ou outra figura histórica relatando beleza de algum povo (que inclusive talvez admirassem apesar de considerarem bárbaros), e isso dos haréns.

A atributo fenotipico que realmente interessa na discussão em voga NÃO é compartilhado por nórdicos e outras etnias, a saber, olhos azuis e cabelos claros.

Bem, é muito impreciso usar o termo "nórdico" para se referir a olhos azuis e cabelos claros.

(http://www.summagallicana.it/lessico/c/Coon%20Light_Eyes_Map.JPG)

(http://strangemaps.files.wordpress.com/2007/12/blond_hair_map1.jpg)




(http://beautyeditor.ca/wp-content/uploads/kirsten-dunst.jpg)
Kirsten Dunst, com esses traços, e que quase nada mais tem de "nórdica"


(http://www.theoccidentalobserver.net/authors/girl-from-kalash-pakistan-with-facial-tattoos.jpg)
Paquistanesa (e não-nórdica) com esses traços e um pouco mais em comum (rosto estreito)


Acho que para fazer algum sentido "nórdico(a)" deveria se aproximar mais dos padrões dessa paquistanesa (ou de propriamente nórdicos), e não ser algo tão abrangente que incluísse a Kirsten Dunst, que é praticamente "antítese" de nórdico. Pois se for apenas isso, o melhor seria falar sobre hipotéticas preferências universais por pele e cabelos claros, onde a afirmação fica algo menos onerosa, ainda que mesmo assim tenha um longo caminho pela frente em termos de confirmação. Não pode ser só coleta de relatos históricos que pareçam favorecer algo nesse sentido.





Citar
Outro fator a se destacar é que para se conhecer as preferencias fenotipicas de povos antigos informações quantitativas são praticamente impossíveis de serem utilizadas pela própria natureza do conhecimento histórico. Somente podemos saber sobre as preferencias de indivíduos letrados e membros das classes superiores de determinadas sociedades. Considero que o fato de praticamente todos os povos que entraram em contato com pessoas de fenótipo nórdico/gêrmanico ao longo da história terem relatado que eles eram mais belos um bom argumento no sentido de mostrar que há algo mais que apenas cultura a determinar certos padrões de beleza*. Mas note que de forma nenhuma eu estou a generalizar minha posição, o que afirmo é que existe uma tendência a maioria dos indivíduos consideraram traços como olhos e cabelos claros como sendo mais atrativos.

*No momento estou impossibilitado de postar as fontes de minhas alegações sobre determinados períodos históricos, mas o farei assim que puder. Se não me engano o livro que li que afirmava haver uma obsessão por traços nórdicos na sociedade romana (que como sabemos era predominantemente mediterrânea) foi o historiador Paul Veyne.

Eu acho que esse tipo de dados não nos dizem nada de significativo sobre uma hipotética preferência universal de bases biológicas.

São relatos de alguns caucasóides preferindo certos traços caucasóides, não sendo fácil avaliar quanto essas preferências eram comuns na população e não gosto particular desses fazendo esses relatos ou percepção deles sobre o gosto alheio; também difícil é avaliar a influência de outros fatores, se essas pessoas exerciam alguma outra forma de admiração, ou se eram mesmo vistos como uma escória, lixo da humanidade -- o que não me parece ter sido o caso, nunca na história.

Não passa de uma versão um pouco menos gritantemente absurda de livre-associações como as de Daniken e os "deuses astronautas"; a diferença é que aquilo que se afirma não é tão estapafúrdio, poderia ser real, mas a metodologia é essencialmente a mesma.

E poderia-se de forma similar defender coisas diferentes, apenas selecionando outras declarações por aí. Não necessariamente para embasar uma preferência universal oposta, mas talvez para diferentes alelos determinando diferentes preferências para diferentes pessoas ou povos.


Citação de: Darwin, descent of man
The following case, though relating to savages, is well worth giving
for its curiosity. Mr. Winwood Reade informs me that the Jollofs, a
tribe of negroes on the west coast of Africa, "are remarkable for
their uniformly fine appearance." A friend of his asked one of these
men, "How is it that every one whom I meet is so fine looking, not
only your men but your women?"

Li uma vez algo como haitianos que nunca haviam visto brancos acharem que um homem branco era algum tipo de "doente". Também tem toda aquela coisa de associação com sensualidade, tanto de homens como mulheres, e associado a isso, o medo de miscigenação por parte de brancos (geralmente).
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 21 de Novembro de 2011, 00:52:46
Salazar, a Noruega por exemplo há algum tempo passa por um período de orgulho nacional muito grande. É natural que seu momento cultural seja muito propício a acharem belos o do seu povo.


Agnóstico, você está viajando demais. Está soltando afirmações sem pensar direito.



Engraçado DDV, estava pensando isso de você ;-)

DDV, existe uma série de razões para alguém achar os do seu povo mais bonito, incl
uindo o momento positivo do país. O que quis dizer na verdade é óbvio.. a informação do beautifulpeople não serve para nada.

Sobre a afirmação específica: Os suecos historicamente tratavam os noruegueses como vizinhos pobres. A economia deles mudou muito desde 20 anos para cá, e o petróleo tem muito a ver com isso.
Essa questão é um motivo de ressentimento dos Suecos, inclusive que dizem que os Noruegueses "estão se achando". Então, apenas peguei essa informação e coloquei em jogo.

Mas de uma maneira resumida, ignore o BeautifulPeople. Não dá para tirar nada dali.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 21 de Novembro de 2011, 00:55:46
Com certeza não, mas está no mesmo "grupo taxonômico"...Num conceito de hierarquias aninhadas taxonômicas, sua observação não altera esse fato...
Do mesmo jeito que nórdicos estão no mesmo "grupo taxonômico" que germânicos e mediterrâneos. Mas isso não muda o fato de que são fenótipos diferentes e que os nórdicos estão em sua absoluta maioria concentrados na região geográfica chamada países nórdicos, que por acaso são somente 5 e que por acaso você falou que não são maioria em uma lista de 20 colocados, tentando argumentar que não seriam preferidos pela maioria segundo os dados que apresentou, mesmo esses países sendo 5 entre os 6 primeiros colocados(juntando homens e mulheres).

Entre os vinte primeiros colocados nos rankings masculino e feminino, 12 são povos majoritariamente não-nórdicos (isso inclui os EUA, que, segundo umas googladas que dei umas semanas atrás, só tem 67% classificada como branca e 16% da população classificada como loira). Dos nove primeiros colocados no ranking masculino, 6 são de povos majoritariamente não-nórdicos. Dos 8 primeiros colocados no ranking feminino, 4 são de países majoritariamente não-nórdicos.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 00:57:19
Com certeza não, mas está no mesmo "grupo taxonômico"...Num conceito de hierarquias aninhadas taxonômicas, sua observação não altera esse fato...
Do mesmo jeito que nórdicos estão no mesmo "grupo taxonômico" que germânicos e mediterrâneos. Mas isso não muda o fato de que são fenótipos diferentes e que os nórdicos estão em sua absoluta maioria concentrados na região geográfica chamada países nórdicos, que por acaso são somente 5 e que por acaso você falou que não são maioria em uma lista de 20 colocados, tentando argumentar que não seriam preferidos pela maioria segundo os dados que apresentou, mesmo esses países sendo 5 entre os 6 primeiros colocados(juntando homens e mulheres).

Só uma correção, os povos germânicos eram nórdicos.

É mais complicado se "nórdico" não é só loiro de olhos azuis:

(http://img26.imageshack.us/img26/4035/biasuttimap01.png)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Salazar em 21 de Novembro de 2011, 00:57:41
Perguntinhas para os experts em fenótipos.
Que fenótipo seria uma mulher extremamente branca, olhos azuis, cabelo preto e liso, nariz fino e arrebitado, queixo proporcional(nem muito grande nem muito pequeno)?
Ruivas são da região da grã bretanha e redondezas, correto?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Salazar em 21 de Novembro de 2011, 01:00:10
Com certeza não, mas está no mesmo "grupo taxonômico"...Num conceito de hierarquias aninhadas taxonômicas, sua observação não altera esse fato...
Do mesmo jeito que nórdicos estão no mesmo "grupo taxonômico" que germânicos e mediterrâneos. Mas isso não muda o fato de que são fenótipos diferentes e que os nórdicos estão em sua absoluta maioria concentrados na região geográfica chamada países nórdicos, que por acaso são somente 5 e que por acaso você falou que não são maioria em uma lista de 20 colocados, tentando argumentar que não seriam preferidos pela maioria segundo os dados que apresentou, mesmo esses países sendo 5 entre os 6 primeiros colocados(juntando homens e mulheres).

Entre os vinte primeiros colocados nos rankings masculino e feminino, 12 são povos majoritariamente não-nórdicos (isso inclui os EUA, que, segundo umas googladas que dei umas semanas atrás, só tem 67% classificada como branca e 16% da população classificada como loira). Dos nove primeiros colocados no ranking masculino, 6 são de povos majoritariamente não-nórdicos. Dos 8 primeiros colocados no ranking feminino, 4 são de países majoritariamente não-nórdicos.
Dos 3 primeiros colocados do ranking masculino 2 são países majoritariamente nórdicos.
Dos 3 primeiros colocados do ranking feminino 3 são países majoritariamente nórdicos.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 21 de Novembro de 2011, 01:00:16
Das modelos brasileiras mais destacadas nacional e internacionalmente apenas a Alessandra Ambrosio e a Adriana Lima não possuem evidentes traços nórdicos, vamos a elas:


Ana Claudia Michels:

(http://manoellamariano.files.wordpress.com/2010/03/079-anaclaudiamichels.jpg)


Raquel Zimmermann


(http://www.dinamitou.com/wp-content/uploads/2011/09/raquel-zimmermann1.jpg)


Gisele Bündchen


(http://capricho.abril.com.br/blogs/caprichanomake/wp-content/gallery/melhores-looks-gisele-bundchen/gisele-bundchen-01.jpg)

Carol Trentini

(http://2.bp.blogspot.com/_m_60X3rrrE4/S56MxFAFN8I/AAAAAAAAAhg/Hm5QQiFtwUw/s400/caroline_trentini.jpg)

Qual será a causa da maioria das modelos brasileiras serem gaúchas e catarinenses de ascendência germânica? Racismo pró-nórdicos?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 21 de Novembro de 2011, 01:03:47
porque será que as mulheres latinas são consideradas mais sexy?

O que existe agora é um padrão de beleza, uma moda, onde isso é requerido. Muda-se, culturalmente. As grandes beldades do cinema já foram loiras, morenas, de todas as maneiras que refletem o gosto médio norte-americano durante as décadas. Isso é exportado ao resto do mundo.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 01:04:35
As modelos magérrimas só são consideradas top de beleza corporal dentro do mundo da moda, por estilistas homossexuais e outras mulheres. É provável que esse padrão magérrimo tenha surgido por pura conveniência (as costureiras dizem que é mais fácil e rápido fazer roupas para pessoas assim).




Citar
Anthropomorphic characteristics of centerfold models: Trends towards slender figures over time
Tim Seifert PhD


Abstract
Objective

Anthropomorphic characteristics of centerfold models were analyzed to determine if there has been a trend towards slimmer models over the last 50 years.
Method

Height and weight, breast, waist, and hip measurements of 559 Playboy centerfold models, obtained from the magazine's website, were analyzed.
Results

Regression analyses indicated a gradual and subtle change towards slimness. A latent class analysis yielded five basic types of figures and results indicated that the prevalence of the type of figures being depicted changed over time, with a slightly thinner figure being more common. However, really thin figures were rare until the 2000s and the probability of a model having a body mass index (BMI) < 17 was greater in the 1950s than in the 2000s.
Discussion

These findings suggest that there has been a trend towards slimness, but that the changes have been gradual. © 2005 by Wiley Periodicals, Inc.


Pô cara, em QUÊ esse excerto que você postou contradiz algo do que eu disse na postagem citada?

Leia os artigos e medite com mais atenção antes de inundar o tópico com os mesmos.

Só não contradiz se você assumir que as modelos progressivamente mais magras na PLAYBOY estão entrando lá por influência dos gays, dos costureiros, das mulheres.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 01:05:23
Perguntinhas para os experts em fenótipos.
Que fenótipo seria uma mulher extremamente branca, olhos azuis, cabelo preto e liso, nariz fino e arrebitado, queixo proporcional(nem muito grande nem muito pequeno)?
Ruivas são da região da grã bretanha e redondezas, correto?

Dentro da definição que eu estou usando nesse tópico, nórdica.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 21 de Novembro de 2011, 01:09:51

Acho que para fazer algum sentido "nórdico(a)" deveria se aproximar mais dos padrões dessa paquistanesa (ou de propriamente nórdicos), e não ser algo tão abrangente que incluísse a Kirsten Dunst, que é praticamente "antítese" de nórdico. Pois se for apenas isso, o melhor seria falar sobre hipotéticas preferências universais por pele e cabelos claros, onde a afirmação fica algo menos onerosa, ainda que mesmo assim tenha um longo caminho pela frente em termos de confirmação.
 

Concordo com essa parte, que inclusive vai de encontro ao que eu havia postado, eu afirmei que características mais comuns em nórdicos tendem a ser mais atrativas para a maioria das pessoas, mas não disse que APENAS os nórdicos possuíam essas características.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 01:10:22
Perguntinhas para os experts em fenótipos.
Que fenótipo seria uma mulher extremamente branca, olhos azuis, cabelo preto e liso, nariz fino e arrebitado, queixo proporcional(nem muito grande nem muito pequeno)?
Ruivas são da região da grã bretanha e redondezas, correto?

É bem complicado sem fotos, e mesmo com fotos, mesmo o pessoal que se diz entendido, erra feio. Tem exemplos por aí de fotos de crânios e de pessoas que teriam crânios desse tipo onde se pode ver claramente que não batem.

Mas tudo isso aí tem a ver com essa região mesmo, ainda que não seja nenhum espanto achar alguém assim em outras regiões.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 01:11:35
Perguntinhas para os experts em fenótipos.
Que fenótipo seria uma mulher extremamente branca, olhos azuis, cabelo preto e liso, nariz fino e arrebitado, queixo proporcional(nem muito grande nem muito pequeno)?
Ruivas são da região da grã bretanha e redondezas, correto?

Dentro da definição que eu estou usando nesse tópico, nórdica.



A Bjork é nórdica? Quem não é nórdico?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 01:12:14
As modelos magérrimas só são consideradas top de beleza corporal dentro do mundo da moda, por estilistas homossexuais e outras mulheres. É provável que esse padrão magérrimo tenha surgido por pura conveniência (as costureiras dizem que é mais fácil e rápido fazer roupas para pessoas assim).




Citar
Anthropomorphic characteristics of centerfold models: Trends towards slender figures over time
Tim Seifert PhD


Abstract
Objective

Anthropomorphic characteristics of centerfold models were analyzed to determine if there has been a trend towards slimmer models over the last 50 years.
Method

Height and weight, breast, waist, and hip measurements of 559 Playboy centerfold models, obtained from the magazine's website, were analyzed.
Results

Regression analyses indicated a gradual and subtle change towards slimness. A latent class analysis yielded five basic types of figures and results indicated that the prevalence of the type of figures being depicted changed over time, with a slightly thinner figure being more common. However, really thin figures were rare until the 2000s and the probability of a model having a body mass index (BMI) < 17 was greater in the 1950s than in the 2000s.
Discussion

These findings suggest that there has been a trend towards slimness, but that the changes have been gradual. © 2005 by Wiley Periodicals, Inc.


Pô cara, em QUÊ esse excerto que você postou contradiz algo do que eu disse na postagem citada?

Leia os artigos e medite com mais atenção antes de inundar o tópico com os mesmos.

Só não contradiz se você assumir que as modelos progressivamente mais magras na PLAYBOY estão entrando lá por influência dos gays, dos costureiros, das mulheres.

Vamos lá:

Em primeiro lugar, o artigo não afirma que há modelos magérrimas costumeiramente indo para a Playboy. Ele deixa claro isso.

Em segundo lugar, a mudança em direção á magreza foi gradual e discreta. As diferenças de massa corporal entre antigamente e hoje são muito baixas.

Por último, e mais importante: se você parasse um pouco para pensar nos artigos, ao invés de ficar numa busca desenfreada por mais, saberia que o maior critério para uma mulher ser chamada à Playboy é a fama. Uma das formas de uma mulher ser famosa é se tornando modelo de sucesso. Para ser modelo, ela teve que passar pelo crivo dos "homossexuais e mulheres do mundo da moda", ou seja, ele terá que ser bem magra.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 21 de Novembro de 2011, 01:14:33
Com certeza não, mas está no mesmo "grupo taxonômico"...Num conceito de hierarquias aninhadas taxonômicas, sua observação não altera esse fato...
Do mesmo jeito que nórdicos estão no mesmo "grupo taxonômico" que germânicos e mediterrâneos. Mas isso não muda o fato de que são fenótipos diferentes e que os nórdicos estão em sua absoluta maioria concentrados na região geográfica chamada países nórdicos, que por acaso são somente 5 e que por acaso você falou que não são maioria em uma lista de 20 colocados, tentando argumentar que não seriam preferidos pela maioria segundo os dados que apresentou, mesmo esses países sendo 5 entre os 6 primeiros colocados(juntando homens e mulheres).

Entre os vinte primeiros colocados nos rankings masculino e feminino, 12 são povos majoritariamente não-nórdicos (isso inclui os EUA, que, segundo umas googladas que dei umas semanas atrás, só tem 67% classificada como branca e 16% da população classificada como loira). Dos nove primeiros colocados no ranking masculino, 6 são de povos majoritariamente não-nórdicos. Dos 8 primeiros colocados no ranking feminino, 4 são de países majoritariamente não-nórdicos.
Dos 3 primeiros colocados do ranking masculino 2 são países majoritariamente nórdicos.
Dos 3 primeiros colocados do ranking feminino 3 são países majoritariamente nórdicos.

Eu poderia criar outros subgrupos de elite em que os países majoritariamente não-nórdicos predominam, mas aí viraria um joguinho infantil...

Só deixando claro o que eu quis contestar. O DDV apareceu aqui e disse que a grande maioria preferia as pessoas de traços nórdicos. Eu disse que era questionável, haja visto que isso seria o mesmo que dizer que talvez mais de 60% das pessoas preferem pessoas de aparência nórdica. O que não parece acontecer numa análise superficial do BeautifulPeople.com e na análise das 100 mais sexy da VIP.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 01:16:41

Acho que para fazer algum sentido "nórdico(a)" deveria se aproximar mais dos padrões dessa paquistanesa (ou de propriamente nórdicos), e não ser algo tão abrangente que incluísse a Kirsten Dunst, que é praticamente "antítese" de nórdico. Pois se for apenas isso, o melhor seria falar sobre hipotéticas preferências universais por pele e cabelos claros, onde a afirmação fica algo menos onerosa, ainda que mesmo assim tenha um longo caminho pela frente em termos de confirmação.
 

Concordo com essa parte, que inclusive vai de encontro ao que eu havia postado, eu afirmei que características mais comuns em nórdicos tendem a ser mais atrativas para a maioria das pessoas, mas não disse que APENAS os nórdicos possuíam essas características.

Concordo também.  na verdade, houve um pequeni problema de comunicação no tópico: eu nomeei determinado conjunto de características (nariz fino e arrebitado, cabelos e olhos claros, queixo alinhado com a boca no perfil, etc) como "nórdicas. Usei esse termo na falta de outro melhor. Mas eu não quis dizer com isso que as mulheres do Norte da Europa são as mais bonitas e nem que estas características "nórdicas" são exclusivas dos povos do norte europeu.

Usei o termo "nórdico" para estas características na falta de um rótulo melhor.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 21 de Novembro de 2011, 01:17:19
Citar
Os romanos, árabes e turcos não foram expostos a uma avalanche cultural dos nórdicos e eslavos (que els consideravam inferiores, atrasados e até mesmo estúpidos). Como ficamos, Agnóstico?

Com o fato de que eles já são fenotipicamente parecidos para começar, ao mesmo tempo em que a base da afirmação não é nada quantitativa, apenas a observação de uma ou outra figura histórica relatando beleza de algum povo (que inclusive talvez admirassem apesar de considerarem bárbaros), e isso dos haréns.

A atributo fenotipico que realmente interessa na discussão em voga NÃO é compartilhado por nórdicos e outras etnias, a saber, olhos azuis e cabelos claros.

Bem, é muito impreciso usar o termo "nórdico" para se referir a olhos azuis e cabelos claros.

(http://www.summagallicana.it/lessico/c/Coon%20Light_Eyes_Map.JPG)

(http://strangemaps.files.wordpress.com/2007/12/blond_hair_map1.jpg)




Esses mapas em nada contradizem o que eu havia afirmado, pois sabemos que as populações de traços nórdicos e/ou ''mais claros'' estão espalhadas por toda a Europa devido a migrações. Repare que o primeiro mapa postado por você mostra exatamente isso, regiões em que o tipo nórdico não é nativo mas com maior incidência de migrações germânicas (como o norte da Itália ou a parte nordeste da Ibéria) possuem uma maior porcentagem de olhos claros que as suas regiões adjacentes.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Salazar em 21 de Novembro de 2011, 01:19:26
Com certeza não, mas está no mesmo "grupo taxonômico"...Num conceito de hierarquias aninhadas taxonômicas, sua observação não altera esse fato...
Do mesmo jeito que nórdicos estão no mesmo "grupo taxonômico" que germânicos e mediterrâneos. Mas isso não muda o fato de que são fenótipos diferentes e que os nórdicos estão em sua absoluta maioria concentrados na região geográfica chamada países nórdicos, que por acaso são somente 5 e que por acaso você falou que não são maioria em uma lista de 20 colocados, tentando argumentar que não seriam preferidos pela maioria segundo os dados que apresentou, mesmo esses países sendo 5 entre os 6 primeiros colocados(juntando homens e mulheres).

Entre os vinte primeiros colocados nos rankings masculino e feminino, 12 são povos majoritariamente não-nórdicos (isso inclui os EUA, que, segundo umas googladas que dei umas semanas atrás, só tem 67% classificada como branca e 16% da população classificada como loira). Dos nove primeiros colocados no ranking masculino, 6 são de povos majoritariamente não-nórdicos. Dos 8 primeiros colocados no ranking feminino, 4 são de países majoritariamente não-nórdicos.
Dos 3 primeiros colocados do ranking masculino 2 são países majoritariamente nórdicos.
Dos 3 primeiros colocados do ranking feminino 3 são países majoritariamente nórdicos.

Eu poderia criar outros subgrupos de elite em que os países majoritariamente não-nórdicos predominam, mas aí viraria um joguinho infantil...

Só deixando claro o que eu quis contestar. O DDV apareceu aqui e disse que a grande maioria preferia as pessoas de traços nórdicos. Eu disse que era questionável, haja visto que isso seria o mesmo que dizer que talvez mais de 60% das pessoas preferem pessoas de aparência nórdica. O que não parece acontecer numa análise superficial do BeautifulPeople.com e na análise das 100 mais sexy da VIP.
Mas esses subgrupos não seriam de elite, pois não estariam entre os primeiros colocados de qualquer forma

Na verdade foi justamente o que aconteceu segundo os dados do BP.com, os nordicos tiveram taxa de aceitação maior do que 50% no caso das mulheres e do primeiro colocado dos homens, que alias foi o unico a ter mais de 50%.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 01:20:28
Perguntinhas para os experts em fenótipos.
Que fenótipo seria uma mulher extremamente branca, olhos azuis, cabelo preto e liso, nariz fino e arrebitado, queixo proporcional(nem muito grande nem muito pequeno)?
Ruivas são da região da grã bretanha e redondezas, correto?

Dentro da definição que eu estou usando nesse tópico, nórdica.



A Bjork é nórdica? Quem não é nórdico?

Não possível e nem necessário (para o que foi afirmado sobre a beleza) classificar as pessoas em compartimentos estanques e definidos Elas podem ter traços nórdicos e não-nórdicos, podem ser mais próximas ou mais longe do padrão nórdico.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Salazar em 21 de Novembro de 2011, 01:23:12
Perguntinhas para os experts em fenótipos.
Que fenótipo seria uma mulher extremamente branca, olhos azuis, cabelo preto e liso, nariz fino e arrebitado, queixo proporcional(nem muito grande nem muito pequeno)?
Ruivas são da região da grã bretanha e redondezas, correto?

É bem complicado sem fotos, e mesmo com fotos, mesmo o pessoal que se diz entendido, erra feio. Tem exemplos por aí de fotos de crânios e de pessoas que teriam crânios desse tipo onde se pode ver claramente que não batem.

Mas tudo isso aí tem a ver com essa região mesmo, ainda que não seja nenhum espanto achar alguém assim em outras regiões.
Seria mais ou menos isso aqui:

(http://3.bp.blogspot.com/_5aCw84ZgtuQ/TJIbg52XnGI/AAAAAAAADtw/KIM__H0YqCI/s400/stoya.jpg)
(http://cdnimg.visualizeus.com/thumbs/c0/82/blue,brown,brunette,grey,pale,pink,portait,zooey,deschanel-c08211a5cdeee7562b74329df2d6ba74_m.jpg)
(http://30.media.tumblr.com/tumblr_lt91moPxfv1qc25peo1_500.jpg)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 01:23:55

Em primeiro lugar, o artigo não afirma que há modelos magérrimas costumeiramente indo para a Playboy. Ele deixa claro isso.

OK, em momento algum eu afirmei que o artigo dissesse isso. E daí? Atualmente há mulheres "realmente magras" dentre as modelos e há 50 anos não havia. Mudanças nas preferências.


Citar
Em segundo lugar, a mudança em direção á magreza foi gradual e discreta. As diferenças de massa corporal entre antigamente e hoje são muito baixas.

E alguém por acaso falou que o esperado era que nessa ano o modelo de beleza fosse a Tati quebra-barraco e no ano que vem a Olívia Palito, e no ano seguinte uma mulher com três peitos?


Citar
Por último, e mais importante: se você parasse um pouco para pensar nos artigos, ao invés de ficar numa busca desenfreada por mais, saberia que o maior critério para uma mulher ser chamada à Playboy é a fama. Uma das formas de uma mulher ser famosa é se tornando modelo de sucesso. Para ser modelo, ela teve que passar pelo crivo dos "homossexuais e mulheres do mundo da moda", ou seja, ele terá que ser bem magra.

Não, o critério para a playboy é ser gostosa mesmo, fama afeta muito pouco. São poucas as capas "estrelas". Fama é mais coisa para a "Caras". De vez em quando tem uma ou outra que está mais por ser famosa do que gostosa, mas mesmo quando há cujo destaque é por ser famosa, há sobreposição (como a Sharon Stone).


Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 21 de Novembro de 2011, 01:24:51
Das modelos brasileiras mais destacadas nacional e internacionalmente apenas a Alessandra Ambrosioe a Adriana Lima não possuem evidentes traços nórdico, vamos a elas:


Ana Claudia Michels:

(http://manoellamariano.files.wordpress.com/2010/03/079-anaclaudiamichels.jpg)


Raquel Zimmermann


(http://www.dinamitou.com/wp-content/uploads/2011/09/raquel-zimmermann1.jpg)


Gisele Bündchen


(http://capricho.abril.com.br/blogs/caprichanomake/wp-content/gallery/melhores-looks-gisele-bundchen/gisele-bundchen-01.jpg)

Carol Trentini

(http://2.bp.blogspot.com/_m_60X3rrrE4/S56MxFAFN8I/AAAAAAAAAhg/Hm5QQiFtwUw/s400/caroline_trentini.jpg)

Qual será a causa da maioria das modelos brasileiras serem gaúchas e catarinenses de ascendência germânica? Racismo pró-nórdicos?

Por outro lado, as porto-riquenhas e venezuelanas dominam o Miss Universo.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 01:25:46
Perguntinhas para os experts em fenótipos.
Que fenótipo seria uma mulher extremamente branca, olhos azuis, cabelo preto e liso, nariz fino e arrebitado, queixo proporcional(nem muito grande nem muito pequeno)?
Ruivas são da região da grã bretanha e redondezas, correto?

Dentro da definição que eu estou usando nesse tópico, nórdica.



A Bjork é nórdica? Quem não é nórdico?

Não possível e nem necessário (para o que foi afirmado sobre a beleza) classificar as pessoas em compartimentos estanques e definidos Elas podem ter traços nórdicos e não-nórdicos, podem ser mais próximas ou mais longe do padrão nórdico.



O quanto uma pessoa precisa se distanciar do "padrão nórdico" para deixar de ser "nórdica"? A Kirsten Dunst é nórdica, a Bjork, a Gisele Bundchen?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 01:29:25
Da Wikipédia:

http://en.wikipedia.org/wiki/Physical_attractiveness

"Commenting on the prevalence of whiteness in supposed beauty ideals in his book White Lies: Race and the Myth of Whiteness, Maurice Berger notes that the schematic rendering in the idealized face of a notable study conducted with American subjects had "straight hair," "light skin," "almond-shaped eyes," "thin, arched eyebrows," "a long, thin nose, closely set and tiny nostrils" and "a large mouth and thin lips",[76] though the author of the study noted the consistency between his results and those conducted on other races."
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 21 de Novembro de 2011, 01:30:33
Com certeza não, mas está no mesmo "grupo taxonômico"...Num conceito de hierarquias aninhadas taxonômicas, sua observação não altera esse fato...
Do mesmo jeito que nórdicos estão no mesmo "grupo taxonômico" que germânicos e mediterrâneos. Mas isso não muda o fato de que são fenótipos diferentes e que os nórdicos estão em sua absoluta maioria concentrados na região geográfica chamada países nórdicos, que por acaso são somente 5 e que por acaso você falou que não são maioria em uma lista de 20 colocados, tentando argumentar que não seriam preferidos pela maioria segundo os dados que apresentou, mesmo esses países sendo 5 entre os 6 primeiros colocados(juntando homens e mulheres).

Entre os vinte primeiros colocados nos rankings masculino e feminino, 12 são povos majoritariamente não-nórdicos (isso inclui os EUA, que, segundo umas googladas que dei umas semanas atrás, só tem 67% classificada como branca e 16% da população classificada como loira). Dos nove primeiros colocados no ranking masculino, 6 são de povos majoritariamente não-nórdicos. Dos 8 primeiros colocados no ranking feminino, 4 são de países majoritariamente não-nórdicos.
Dos 3 primeiros colocados do ranking masculino 2 são países majoritariamente nórdicos.
Dos 3 primeiros colocados do ranking feminino 3 são países majoritariamente nórdicos.

Eu poderia criar outros subgrupos de elite em que os países majoritariamente não-nórdicos predominam, mas aí viraria um joguinho infantil...

Só deixando claro o que eu quis contestar. O DDV apareceu aqui e disse que a grande maioria preferia as pessoas de traços nórdicos. Eu disse que era questionável, haja visto que isso seria o mesmo que dizer que talvez mais de 60% das pessoas preferem pessoas de aparência nórdica. O que não parece acontecer numa análise superficial do BeautifulPeople.com e na análise das 100 mais sexy da VIP.
Mas esses subgrupos não seriam de elite, pois não estariam entre os primeiros colocados de qualquer forma

Na verdade foi justamente o que aconteceu segundo os dados do BP.com, os nordicos tiveram taxa de aceitação maior do que 50% no caso das mulheres e do primeiro colocado dos homens, que alias foi o unico a ter mais de 50%.


Isso prova que muito mais que 50% das pessoas preferem o "grupo nórdico"? Observe o status de meu argumento antes de responder a essa pergunta...
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Salazar em 21 de Novembro de 2011, 01:31:39
76% é muito mais que 50%, pelo menos ao meu ver.
E também satisfaz seu próprio critério de 60%, para os primeiros colocados dos dois sexos.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 01:32:07
Segundo um site de namoro e/ou rede social americana cujo nome esqueci, parece que os preferidos são os asiáticos.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 01:33:17
Perguntinhas para os experts em fenótipos.
Que fenótipo seria uma mulher extremamente branca, olhos azuis, cabelo preto e liso, nariz fino e arrebitado, queixo proporcional(nem muito grande nem muito pequeno)?
Ruivas são da região da grã bretanha e redondezas, correto?

É bem complicado sem fotos, e mesmo com fotos, mesmo o pessoal que se diz entendido, erra feio. Tem exemplos por aí de fotos de crânios e de pessoas que teriam crânios desse tipo onde se pode ver claramente que não batem.

Mas tudo isso aí tem a ver com essa região mesmo, ainda que não seja nenhum espanto achar alguém assim em outras regiões.
Seria mais ou menos isso aqui:

(http://3.bp.blogspot.com/_5aCw84ZgtuQ/TJIbg52XnGI/AAAAAAAADtw/KIM__H0YqCI/s400/stoya.jpg)
(http://cdnimg.visualizeus.com/thumbs/c0/82/blue,brown,brunette,grey,pale,pink,portait,zooey,deschanel-c08211a5cdeee7562b74329df2d6ba74_m.jpg)
(http://30.media.tumblr.com/tumblr_lt91moPxfv1qc25peo1_500.jpg)

A única coisa "não-nórdica" nela é o cabelo escuro.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 01:35:13
Da Wikipédia:

http://en.wikipedia.org/wiki/Physical_attractiveness

"Commenting on the prevalence of whiteness in supposed beauty ideals in his book White Lies: Race and the Myth of Whiteness, Maurice Berger notes that the schematic rendering in the idealized face of a notable study conducted with American subjects had "straight hair," "light skin," "almond-shaped eyes," "thin, arched eyebrows," "a long, thin nose, closely set and tiny nostrils" and "a large mouth and thin lips",[76] though the author of the study noted the consistency between his results and those conducted on other races."

Ainda nada que sugira que isso é mais inato do que preferências universais por coca-cola em vez de pepsi.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 01:36:07
Perguntinhas para os experts em fenótipos.
Que fenótipo seria uma mulher extremamente branca, olhos azuis, cabelo preto e liso, nariz fino e arrebitado, queixo proporcional(nem muito grande nem muito pequeno)?
Ruivas são da região da grã bretanha e redondezas, correto?

É bem complicado sem fotos, e mesmo com fotos, mesmo o pessoal que se diz entendido, erra feio. Tem exemplos por aí de fotos de crânios e de pessoas que teriam crânios desse tipo onde se pode ver claramente que não batem.

Mas tudo isso aí tem a ver com essa região mesmo, ainda que não seja nenhum espanto achar alguém assim em outras regiões.
Seria mais ou menos isso aqui:

(http://3.bp.blogspot.com/_5aCw84ZgtuQ/TJIbg52XnGI/AAAAAAAADtw/KIM__H0YqCI/s400/stoya.jpg)
(http://cdnimg.visualizeus.com/thumbs/c0/82/blue,brown,brunette,grey,pale,pink,portait,zooey,deschanel-c08211a5cdeee7562b74329df2d6ba74_m.jpg)
(http://30.media.tumblr.com/tumblr_lt91moPxfv1qc25peo1_500.jpg)

A única coisa "não-nórdica" nela é o cabelo escuro.

São TRÊS mulheres diferentes, e nenhuma nórdica.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Salazar em 21 de Novembro de 2011, 01:38:12
São TRÊS mulheres diferentes, e nenhuma nórdica.
Let the war Begin!!

Ps: estou com preguiça de ir buscar o avatar do _tiago.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 21 de Novembro de 2011, 01:38:18
76% é muito mais que 50%, pelo menos ao meu ver.
E também satisfaz seu próprio critério de 60%, para os primeiros colocados dos dois sexos.

Qual pesquisa? Os entrevistados significavam um grupo que é uma amostra representativa de acordo com a composição étnica da população mundial?

Os africanos foram consultados? E os chineses? E os indianos?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 01:42:28
Perguntinhas para os experts em fenótipos.
Que fenótipo seria uma mulher extremamente branca, olhos azuis, cabelo preto e liso, nariz fino e arrebitado, queixo proporcional(nem muito grande nem muito pequeno)?
Ruivas são da região da grã bretanha e redondezas, correto?

É bem complicado sem fotos, e mesmo com fotos, mesmo o pessoal que se diz entendido, erra feio. Tem exemplos por aí de fotos de crânios e de pessoas que teriam crânios desse tipo onde se pode ver claramente que não batem.

Mas tudo isso aí tem a ver com essa região mesmo, ainda que não seja nenhum espanto achar alguém assim em outras regiões.
Seria mais ou menos isso aqui:

(http://3.bp.blogspot.com/_5aCw84ZgtuQ/TJIbg52XnGI/AAAAAAAADtw/KIM__H0YqCI/s400/stoya.jpg)
(http://cdnimg.visualizeus.com/thumbs/c0/82/blue,brown,brunette,grey,pale,pink,portait,zooey,deschanel-c08211a5cdeee7562b74329df2d6ba74_m.jpg)
(http://30.media.tumblr.com/tumblr_lt91moPxfv1qc25peo1_500.jpg)

A única coisa "não-nórdica" nela é o cabelo escuro.

São TRÊS mulheres diferentes, e nenhuma nórdica.
Da Wikipédia:

http://en.wikipedia.org/wiki/Physical_attractiveness

"Commenting on the prevalence of whiteness in supposed beauty ideals in his book White Lies: Race and the Myth of Whiteness, Maurice Berger notes that the schematic rendering in the idealized face of a notable study conducted with American subjects had "straight hair," "light skin," "almond-shaped eyes," "thin, arched eyebrows," "a long, thin nose, closely set and tiny nostrils" and "a large mouth and thin lips",[76] though the author of the study noted the consistency between his results and those conducted on other races."

Ainda nada que sugira que isso é mais inato do que preferências universais por coca-cola em vez de pepsi.

Tá bom, tá bom. Você venceu. Não estou com disposição suficiente para responder um por um todos os seus posts diversionistas e nem de jogar xadrez com pombo.

Irei responder as suas postagens que precisarem ser respondidas.


Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 21 de Novembro de 2011, 01:43:07
Por outro lado, as porto-riquenhas e venezuelanas dominam o Miss Universo.

Ser porto-riquenha ou venezuelana não diz absolutamente nada sobre a etnia de uma pessoa, são nacionalidades e não etnias.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 01:43:13
São TRÊS mulheres diferentes, e nenhuma nórdica.
Let the war Begin!!

Ps: estou com preguiça de ir buscar o avatar do _tiago.

(http://4.bp.blogspot.com/_bJhdkF31-XA/Sr8RT8NzdEI/AAAAAAAAABQ/t-XEuSh4he0/S1600-R/THIS+IS+SPARTA.jpg)
THIS IS SPARTA!!!!

(http://www.scifiscoop.com/wp-content/uploads/2009/06/the_hobbit_hugo_weaving.jpg)
THIS IS SCANDINAVIA!!!!
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 01:45:12
76% é muito mais que 50%, pelo menos ao meu ver.
E também satisfaz seu próprio critério de 60%, para os primeiros colocados dos dois sexos.

Qual pesquisa? Os entrevistados significavam um grupo que é uma amostra representativa de acordo com a composição étnica da população mundial?

Os africanos foram consultados? E os chineses? E os indianos?

Com certeza absoluta o número de envolvidos nessa seleção foi absurdamente maior do que o do Miss Universo...

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Salazar em 21 de Novembro de 2011, 01:48:50
76% é muito mais que 50%, pelo menos ao meu ver.
E também satisfaz seu próprio critério de 60%, para os primeiros colocados dos dois sexos.

Qual pesquisa? Os entrevistados significavam uma amostra representativa de acordo com a composição étnica da população mundial?
Não estou debatendo a validade da pesquisa e sim a sua interpretação dos resultados apresentados por ela.
Você postou um gráfico e depois falou que o mesmo não mostrava que havia uma preferencia aos países nórdicos, mesmo eles sendo a maioria absoluta no top3 dos dois sexos. Você estabeleceu um critério de 60% de aceitação, em que os países nórdicos foram os únicos a passarem. Simples assim, nada de validade de pesquisa, nada de proporção étnica, apenas uma interpretação fria dos resultados apresentados pela pesquisa, os quais você insiste em dizer que não apontam o que estão apontando com uma clareza estupidamente obvia.
Foda-se se essa pesquisa é valida, na verdade acho ela ridícula, mas o fato é que você a apresentou e mesmo se ela fosse valida você teria dado um tiro no próprio pé por não saber interpretar o resultado.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 01:50:54
Tá bom, tá bom. Você venceu. Não estou com disposição suficiente para responder um por um todos os seus posts diversionistas e nem de jogar xadrez com pombo.

Irei responder as suas postagens que precisarem ser respondidas.

Pode tentar só com alguma coisa que seja que tente evidenciar essas preferências biologicamente determinadas por traços "nórdicos" (e uma definição explícita dos mesmos viria bem a calhar) de forma bem isolada do contexto cultural, sem ser por livre-associação a la Daniken. :)

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 21 de Novembro de 2011, 01:51:24
76% é muito mais que 50%, pelo menos ao meu ver.
E também satisfaz seu próprio critério de 60%, para os primeiros colocados dos dois sexos.

Qual pesquisa? Os entrevistados significavam um grupo que é uma amostra representativa de acordo com a composição étnica da população mundial?

Os africanos foram consultados? E os chineses? E os indianos?

Com certeza absoluta o número de envolvidos nessa seleção foi absurdamente maior do que o do Miss Universo...



Sim, mas a preocupação essencial da minha posição não era descobrir a verdade da preferência "estética-étnica", mas apenas apontar as mentiras e/ou reconhecer as limitações da sua assertiva, que pareceu um tanto exagerada.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 01:55:49
Buckaroo e Huxley costumam, em um debate, passar mais tempo caçando avidamente artigos na internet e floodando o tópico com eles do que pensando, analisando e argumentando os assuntos debatidos e os próprios artigos. Não é de se espantar que apareçam erros de interpretação ou non-sequiturs aos montes.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 21 de Novembro de 2011, 01:57:27
76% é muito mais que 50%, pelo menos ao meu ver.
E também satisfaz seu próprio critério de 60%, para os primeiros colocados dos dois sexos.

Qual pesquisa? Os entrevistados significavam uma amostra representativa de acordo com a composição étnica da população mundial?
Não estou debatendo a validade da pesquisa e sim a sua interpretação dos resultados apresentados por ela.
Você postou um gráfico e depois falou que o mesmo não mostrava que havia uma preferencia aos países nórdicos, mesmo eles sendo a maioria absoluta no top3 dos dois sexos. Você estabeleceu um critério de 60% de aceitação, em que os países nórdicos foram os únicos a passarem. Simples assim, nada de validade de pesquisa, nada de proporção étnica, apenas uma interpretação fria dos resultados apresentados pela pesquisa, os quais você insiste em dizer que não apontam o que estão apontando com uma clareza estupidamente obvia.
Foda-se se essa pesquisa é valida, na verdade acho ela ridícula, mas o fato é que você a apresentou e mesmo se ela fosse valida você teria dado um tiro no próprio pé por não saber interpretar o resultado.

Você não entendeu nada do que falei. Eu disse que, pelo argumento do DDV, talvez mais de 60% da população mundial responderia que prefere o grupo nórdico. Isso não tem nada a ver com o índice de aceitação por nacionalidade do BP.com.

Repetindo...A preocupação essencial da minha posição não era descobrir a verdade da preferência "estética-étnica", mas apenas apontar as mentiras e/ou reconhecer as limitações da assertiva de DDV, que pareceu um tanto exagerada. E o que diz o BeaultifulPeople.com e a eleição das 100 mais sexy é compatível com essa posição.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 01:59:01
O DDV passa mais tempo choramingando porque ninguém aceita a teoria dele do que mostrando que não é só algo que ele inventou mas que tem algum suporte científico, e tentando desqualificar quem aponta isso desesperadamente.



Mais flood de artigos cof-cof! científicos

Citar
Attractive Faces Are Only Average
Judith H. Langlois1 and
Lori A. Roggman1

+
 Author Affiliations
1Department of Psychology, University of Texas at Austin
Correspondence and reprint requests should be sent to Judith H. Langlois, Department of Psychology, 330 Mezes Hall, University of Texas, Austin, TX 78712. L.A. Roggman is now at the University of Arkansas, Fayetteville.
Abstract

Scientists and philosophers have searched for centuries for a parsimonious answer to the question of what constitutes beauty. We approached this problem from both an evolutionary and information-processing rationale and predicted that faces representing the average value of the population would be consistently judged as attractive. To evaluate this hypothesis, we digitized samples of male and female faces, mathematically averaged them, and had adults judge the attractiveness of both the individual faces and the computer-generated composite images. Both male (three samples) and female (three samples) composite faces were judged as more attractive than almost all the individual faces comprising the composites. A strong linear trend also revealed that the composite faces became more attractive as more faces were entered. These data showing that attractive faces are only average are consistent with evolutionary pressures that favor characteristics close to the mean of the population and with cognitive processes that favor prototypical category members.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 02:03:14
76% é muito mais que 50%, pelo menos ao meu ver.
E também satisfaz seu próprio critério de 60%, para os primeiros colocados dos dois sexos.

Qual pesquisa? Os entrevistados significavam uma amostra representativa de acordo com a composição étnica da população mundial?
Não estou debatendo a validade da pesquisa e sim a sua interpretação dos resultados apresentados por ela.
Você postou um gráfico e depois falou que o mesmo não mostrava que havia uma preferencia aos países nórdicos, mesmo eles sendo a maioria absoluta no top3 dos dois sexos. Você estabeleceu um critério de 60% de aceitação, em que os países nórdicos foram os únicos a passarem. Simples assim, nada de validade de pesquisa, nada de proporção étnica, apenas uma interpretação fria dos resultados apresentados pela pesquisa, os quais você insiste em dizer que não apontam o que estão apontando com uma clareza estupidamente obvia.
Foda-se se essa pesquisa é valida, na verdade acho ela ridícula, mas o fato é que você a apresentou e mesmo se ela fosse valida você teria dado um tiro no próprio pé por não saber interpretar o resultado.

Você não entendeu nada do que falei. Eu disse que, pelo argumento do DDV, talvez mais de 60% da população mundial responderia que prefere o grupo nórdico. Isso não tem nada a ver com o índice de aceitação por nacionalidade do BP.com.

Repetindo...A preocupação essencial da minha posição não era descobrir a verdade da preferência "estética-étnica", mas apenas apontar as mentiras e/ou reconhecer as limitações da assertiva de DDV, que pareceu um tanto exagerada. E o que diz o BeaultifulPeople.com e a eleição das 100 mais sexy é compatível com essa posição.

É porque estamos falando de coisas diferentes: eu estou aqui chamando de "nórdicos" determinados traços físicos (Ex: nariz fino e arrebitado, cabelos e olhos claros, etc) e você está chamando de "nórdicos" as pessoas do norte europeu. Estamos falando de coisas diferentes julgando estar a falar da mesma coisa.

Para a minha assertiva, é irrelevante uma discussão semântica: pode trocar o rótulo "nórdico" que eu utilizei por qualquer outro de sua preferência.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 21 de Novembro de 2011, 02:06:37
Buckaroo,

leu o artigo sobre o antropólogo Peter Frost? Aparentemente ele encontrou uma correlação entre os traços nórdicos e outros próximos a esses traços e uma maior atratividade exercida por esse físico sobre outras pessoas.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 02:07:45
Essa questão da averageness é velha conhecida. Não há nenhuma novidade nisso e não anula a preferência por traços nórdicos: um rosto "médio" de pessoas com traços nórdicos tenderá a ser considerado mais bonito do que um rosto "médio" de pessoas com traços não-nórdicos.

É provável que a averageness feita por programas de computador elimine as "irregularidades" dos rostos das pessoas, deixando apenas um "chassi" ou "base" regular, o que acaba resultando em um rosto mais simétrico e "flawless".
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Salazar em 21 de Novembro de 2011, 02:08:05
76% é muito mais que 50%, pelo menos ao meu ver.
E também satisfaz seu próprio critério de 60%, para os primeiros colocados dos dois sexos.

Qual pesquisa? Os entrevistados significavam uma amostra representativa de acordo com a composição étnica da população mundial?
Não estou debatendo a validade da pesquisa e sim a sua interpretação dos resultados apresentados por ela.
Você postou um gráfico e depois falou que o mesmo não mostrava que havia uma preferencia aos países nórdicos, mesmo eles sendo a maioria absoluta no top3 dos dois sexos. Você estabeleceu um critério de 60% de aceitação, em que os países nórdicos foram os únicos a passarem. Simples assim, nada de validade de pesquisa, nada de proporção étnica, apenas uma interpretação fria dos resultados apresentados pela pesquisa, os quais você insiste em dizer que não apontam o que estão apontando com uma clareza estupidamente obvia.
Foda-se se essa pesquisa é valida, na verdade acho ela ridícula, mas o fato é que você a apresentou e mesmo se ela fosse valida você teria dado um tiro no próprio pé por não saber interpretar o resultado.

Você não entendeu nada do que falei. Eu disse que, pelo argumento do DDV, talvez mais de 60% da população mundial responderia que prefere o grupo nórdico. Isso não tem nada a ver com o índice de aceitação por nacionalidade do BP.com.
Não tem nada a ver? Você o usou como base para afirmar que não, mesmo ele afirmando que sim. Isso levando em consideração que ele fosse valido, ele ser invalido somente torna sua posição pior.


Citar
Repetindo...A preocupação essencial da minha posição não era descobrir a verdade da preferência "estética-étnica", mas apenas apontar as mentiras e/ou reconhecer as limitações da assertiva de DDV, que pareceu um tanto exagerada. E o que diz o BeaultifulPeople.com e a eleição das 100 mais sexy é compatível com essa posição.
A minha posição é que você foi infeliz ao postar uma pesquisa falha e ainda por cima fazer uma interpretação falha da mesma.

PS: Agora vendo que até o DDV não conseguiu se expressar direito, foda-se essa merda, vamos postar fotos de mulheres bonitas!

(http://www.wellnesswa.com.au/wp-content/uploads/2011/01/Keira-Knightley.jpg)


Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 21 de Novembro de 2011, 02:14:00
76% é muito mais que 50%, pelo menos ao meu ver.
E também satisfaz seu próprio critério de 60%, para os primeiros colocados dos dois sexos.

Qual pesquisa? Os entrevistados significavam uma amostra representativa de acordo com a composição étnica da população mundial?
Não estou debatendo a validade da pesquisa e sim a sua interpretação dos resultados apresentados por ela.
Você postou um gráfico e depois falou que o mesmo não mostrava que havia uma preferencia aos países nórdicos, mesmo eles sendo a maioria absoluta no top3 dos dois sexos. Você estabeleceu um critério de 60% de aceitação, em que os países nórdicos foram os únicos a passarem. Simples assim, nada de validade de pesquisa, nada de proporção étnica, apenas uma interpretação fria dos resultados apresentados pela pesquisa, os quais você insiste em dizer que não apontam o que estão apontando com uma clareza estupidamente obvia.
Foda-se se essa pesquisa é valida, na verdade acho ela ridícula, mas o fato é que você a apresentou e mesmo se ela fosse valida você teria dado um tiro no próprio pé por não saber interpretar o resultado.

Você não entendeu nada do que falei. Eu disse que, pelo argumento do DDV, talvez mais de 60% da população mundial responderia que prefere o grupo nórdico. Isso não tem nada a ver com o índice de aceitação por nacionalidade do BP.com.
Não tem nada a ver? Você o usou como base para afirmar que não, mesmo ele afirmando que sim. Isso levando em consideração que ele fosse valido, ele ser invalido somente torna sua posição pior.

E continuo afirmando que NÃO. Estimativas grosseiras NÃO corroboram a assertiva de que "talvez mais de 60%" da população mundial preferem as pessoas nórdicas. Isso está mais claro que água do Éden.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Salazar em 21 de Novembro de 2011, 02:17:53
76% é muito mais que 50%, pelo menos ao meu ver.
E também satisfaz seu próprio critério de 60%, para os primeiros colocados dos dois sexos.

Qual pesquisa? Os entrevistados significavam uma amostra representativa de acordo com a composição étnica da população mundial?
Não estou debatendo a validade da pesquisa e sim a sua interpretação dos resultados apresentados por ela.
Você postou um gráfico e depois falou que o mesmo não mostrava que havia uma preferencia aos países nórdicos, mesmo eles sendo a maioria absoluta no top3 dos dois sexos. Você estabeleceu um critério de 60% de aceitação, em que os países nórdicos foram os únicos a passarem. Simples assim, nada de validade de pesquisa, nada de proporção étnica, apenas uma interpretação fria dos resultados apresentados pela pesquisa, os quais você insiste em dizer que não apontam o que estão apontando com uma clareza estupidamente obvia.
Foda-se se essa pesquisa é valida, na verdade acho ela ridícula, mas o fato é que você a apresentou e mesmo se ela fosse valida você teria dado um tiro no próprio pé por não saber interpretar o resultado.

Você não entendeu nada do que falei. Eu disse que, pelo argumento do DDV, talvez mais de 60% da população mundial responderia que prefere o grupo nórdico. Isso não tem nada a ver com o índice de aceitação por nacionalidade do BP.com.
Não tem nada a ver? Você o usou como base para afirmar que não, mesmo ele afirmando que sim. Isso levando em consideração que ele fosse valido, ele ser invalido somente torna sua posição pior.

E continuo afirmando que NÃO. Estimativas grosseiras NÃO corroboram a assertiva de que mais de 60% da população mundial preferem as pessoas nórdicas. Isso está mais claro que água.
O que não está tão claro como água para você é que estou pouco me fodendo se elas são grosseiras.
Você postou elas para dar base em uma opinião sua, mas elas diziam exatamente o contrario. Pela quarta vez, foda-se se é valida, estou apenas criticando sua analise das informações apresentadas.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 21 de Novembro de 2011, 02:23:40
76% é muito mais que 50%, pelo menos ao meu ver.
E também satisfaz seu próprio critério de 60%, para os primeiros colocados dos dois sexos.

Qual pesquisa? Os entrevistados significavam uma amostra representativa de acordo com a composição étnica da população mundial?
Não estou debatendo a validade da pesquisa e sim a sua interpretação dos resultados apresentados por ela.
Você postou um gráfico e depois falou que o mesmo não mostrava que havia uma preferencia aos países nórdicos, mesmo eles sendo a maioria absoluta no top3 dos dois sexos. Você estabeleceu um critério de 60% de aceitação, em que os países nórdicos foram os únicos a passarem. Simples assim, nada de validade de pesquisa, nada de proporção étnica, apenas uma interpretação fria dos resultados apresentados pela pesquisa, os quais você insiste em dizer que não apontam o que estão apontando com uma clareza estupidamente obvia.
Foda-se se essa pesquisa é valida, na verdade acho ela ridícula, mas o fato é que você a apresentou e mesmo se ela fosse valida você teria dado um tiro no próprio pé por não saber interpretar o resultado.

Você não entendeu nada do que falei. Eu disse que, pelo argumento do DDV, talvez mais de 60% da população mundial responderia que prefere o grupo nórdico. Isso não tem nada a ver com o índice de aceitação por nacionalidade do BP.com.
Não tem nada a ver? Você o usou como base para afirmar que não, mesmo ele afirmando que sim. Isso levando em consideração que ele fosse valido, ele ser invalido somente torna sua posição pior.

E continuo afirmando que NÃO. Estimativas grosseiras NÃO corroboram a assertiva de que mais de 60% da população mundial preferem as pessoas nórdicas. Isso está mais claro que água.
O que não está tão claro como água para você é que estou pouco me fodendo se elas são grosseiras.
Você postou elas para dar base em uma opinião sua, mas elas diziam exatamente o contrario. Pela quarta vez, foda-se se é valida, estou apenas criticando sua analise das informações apresentadas.

Eu não as usei para afirmar qualquer verdade; aliás, eu não tenho qualquer opinião definitiva sobre esse assunto. Eu as usei para por em dúvida a verdade do DDV. Desculpe ser chato dizendo mais uma vez que os dados (estimativas grosseiras) corroboram a minha posição cética sobre a "preferência nórdica". 
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Salazar em 21 de Novembro de 2011, 02:26:39
76% é muito mais que 50%, pelo menos ao meu ver.
E também satisfaz seu próprio critério de 60%, para os primeiros colocados dos dois sexos.

Qual pesquisa? Os entrevistados significavam uma amostra representativa de acordo com a composição étnica da população mundial?
Não estou debatendo a validade da pesquisa e sim a sua interpretação dos resultados apresentados por ela.
Você postou um gráfico e depois falou que o mesmo não mostrava que havia uma preferencia aos países nórdicos, mesmo eles sendo a maioria absoluta no top3 dos dois sexos. Você estabeleceu um critério de 60% de aceitação, em que os países nórdicos foram os únicos a passarem. Simples assim, nada de validade de pesquisa, nada de proporção étnica, apenas uma interpretação fria dos resultados apresentados pela pesquisa, os quais você insiste em dizer que não apontam o que estão apontando com uma clareza estupidamente obvia.
Foda-se se essa pesquisa é valida, na verdade acho ela ridícula, mas o fato é que você a apresentou e mesmo se ela fosse valida você teria dado um tiro no próprio pé por não saber interpretar o resultado.

Você não entendeu nada do que falei. Eu disse que, pelo argumento do DDV, talvez mais de 60% da população mundial responderia que prefere o grupo nórdico. Isso não tem nada a ver com o índice de aceitação por nacionalidade do BP.com.
Não tem nada a ver? Você o usou como base para afirmar que não, mesmo ele afirmando que sim. Isso levando em consideração que ele fosse valido, ele ser invalido somente torna sua posição pior.

E continuo afirmando que NÃO. Estimativas grosseiras NÃO corroboram a assertiva de que mais de 60% da população mundial preferem as pessoas nórdicas. Isso está mais claro que água.
O que não está tão claro como água para você é que estou pouco me fodendo se elas são grosseiras.
Você postou elas para dar base em uma opinião sua, mas elas diziam exatamente o contrario. Pela quarta vez, foda-se se é valida, estou apenas criticando sua analise das informações apresentadas.

Eu não as usei para afirmar qualquer verdade; aliás, eu não tenho qualquer opinião definitiva sobre esse assunto. Eu as usei para por em dúvida a verdade do DDV. Desculpe ser chato dizendo mais uma vez que os dados (estimativas grosseiras) corroboram a minha posição cética sobre a "preferência nórdica".
Por que corroboram?
Os três primeiros colocados do grupo das mulheres são nordicos.
Dos três primeiros colocados do grupo dos homens dois são nordicos.
Os nordicos foram os unicos a ter mais de 50% de aprovação.
Nos dois grupos os nordicos ficaram com o primeiro lugar.
Me ilumine com sua interpretação dos dados.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 21 de Novembro de 2011, 02:30:35
76% é muito mais que 50%, pelo menos ao meu ver.
E também satisfaz seu próprio critério de 60%, para os primeiros colocados dos dois sexos.

Qual pesquisa? Os entrevistados significavam uma amostra representativa de acordo com a composição étnica da população mundial?
Não estou debatendo a validade da pesquisa e sim a sua interpretação dos resultados apresentados por ela.
Você postou um gráfico e depois falou que o mesmo não mostrava que havia uma preferencia aos países nórdicos, mesmo eles sendo a maioria absoluta no top3 dos dois sexos. Você estabeleceu um critério de 60% de aceitação, em que os países nórdicos foram os únicos a passarem. Simples assim, nada de validade de pesquisa, nada de proporção étnica, apenas uma interpretação fria dos resultados apresentados pela pesquisa, os quais você insiste em dizer que não apontam o que estão apontando com uma clareza estupidamente obvia.
Foda-se se essa pesquisa é valida, na verdade acho ela ridícula, mas o fato é que você a apresentou e mesmo se ela fosse valida você teria dado um tiro no próprio pé por não saber interpretar o resultado.

Você não entendeu nada do que falei. Eu disse que, pelo argumento do DDV, talvez mais de 60% da população mundial responderia que prefere o grupo nórdico. Isso não tem nada a ver com o índice de aceitação por nacionalidade do BP.com.
Não tem nada a ver? Você o usou como base para afirmar que não, mesmo ele afirmando que sim. Isso levando em consideração que ele fosse valido, ele ser invalido somente torna sua posição pior.

E continuo afirmando que NÃO. Estimativas grosseiras NÃO corroboram a assertiva de que mais de 60% da população mundial preferem as pessoas nórdicas. Isso está mais claro que água.
O que não está tão claro como água para você é que estou pouco me fodendo se elas são grosseiras.
Você postou elas para dar base em uma opinião sua, mas elas diziam exatamente o contrario. Pela quarta vez, foda-se se é valida, estou apenas criticando sua analise das informações apresentadas.

Eu não as usei para afirmar qualquer verdade; aliás, eu não tenho qualquer opinião definitiva sobre esse assunto. Eu as usei para por em dúvida a verdade do DDV. Desculpe ser chato dizendo mais uma vez que os dados (estimativas grosseiras) corroboram a minha posição cética sobre a "preferência nórdica".
Por que corroboram?
Os três primeiros colocados do grupo das mulheres são nordicos.
Dos três primeiros colocados do grupo dos homens dois são nordicos.
Os nordicos foram os unicos a ter mais de 50% de aprovação.
Nos dois grupos os nordicos ficaram com o primeiro lugar.
Me ilumine com sua interpretação dos dados.

Ah, você usou o subgrupo e a perspectiva que lhe convém, os Top3. Eu usei os Top 20, Top 8 e Top 9, que mostram coisas diferentes do que você mostrou. 
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 02:32:56
Essa questão da averageness é velha conhecida. Não há nenhuma novidade nisso e não anula a preferência por traços nórdicos:

"Não anula" supondo que:

1 - existe
2 - pode-se afirmar com certeza que é biologicamente determinada, inata, e não resultante desse mecanismo

Nenhuma das coisas foi evidenciada. O mais próximo (e não problemático de se aceitar) seria 1, mas 2 é o que está em discussão e não decorre imediatamente de 1.

Alguém poderia argumentar com igual arbitrariedade que a preferência universal existente é por mediterrâneos e atlânticos, o que não é refutado por essas observações, que na verdade até corroboram. São fenótipos mais medianos, não apenas em nível europeu, mas em escala global, enquanto que nórdicos são um desvio da média, e mais ainda em escala global, são praticamente o extremo de "europeidade" fenotípica, uma das extremidades de variação fenotípica global, não a média.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Salazar em 21 de Novembro de 2011, 02:38:08
76% é muito mais que 50%, pelo menos ao meu ver.
E também satisfaz seu próprio critério de 60%, para os primeiros colocados dos dois sexos.

Qual pesquisa? Os entrevistados significavam uma amostra representativa de acordo com a composição étnica da população mundial?
Não estou debatendo a validade da pesquisa e sim a sua interpretação dos resultados apresentados por ela.
Você postou um gráfico e depois falou que o mesmo não mostrava que havia uma preferencia aos países nórdicos, mesmo eles sendo a maioria absoluta no top3 dos dois sexos. Você estabeleceu um critério de 60% de aceitação, em que os países nórdicos foram os únicos a passarem. Simples assim, nada de validade de pesquisa, nada de proporção étnica, apenas uma interpretação fria dos resultados apresentados pela pesquisa, os quais você insiste em dizer que não apontam o que estão apontando com uma clareza estupidamente obvia.
Foda-se se essa pesquisa é valida, na verdade acho ela ridícula, mas o fato é que você a apresentou e mesmo se ela fosse valida você teria dado um tiro no próprio pé por não saber interpretar o resultado.

Você não entendeu nada do que falei. Eu disse que, pelo argumento do DDV, talvez mais de 60% da população mundial responderia que prefere o grupo nórdico. Isso não tem nada a ver com o índice de aceitação por nacionalidade do BP.com.
Não tem nada a ver? Você o usou como base para afirmar que não, mesmo ele afirmando que sim. Isso levando em consideração que ele fosse valido, ele ser invalido somente torna sua posição pior.

E continuo afirmando que NÃO. Estimativas grosseiras NÃO corroboram a assertiva de que mais de 60% da população mundial preferem as pessoas nórdicas. Isso está mais claro que água.
O que não está tão claro como água para você é que estou pouco me fodendo se elas são grosseiras.
Você postou elas para dar base em uma opinião sua, mas elas diziam exatamente o contrario. Pela quarta vez, foda-se se é valida, estou apenas criticando sua analise das informações apresentadas.

Eu não as usei para afirmar qualquer verdade; aliás, eu não tenho qualquer opinião definitiva sobre esse assunto. Eu as usei para por em dúvida a verdade do DDV. Desculpe ser chato dizendo mais uma vez que os dados (estimativas grosseiras) corroboram a minha posição cética sobre a "preferência nórdica".
Por que corroboram?
Os três primeiros colocados do grupo das mulheres são nordicos.
Dos três primeiros colocados do grupo dos homens dois são nordicos.
Os nordicos foram os unicos a ter mais de 50% de aprovação.
Nos dois grupos os nordicos ficaram com o primeiro lugar.
Me ilumine com sua interpretação dos dados.

Ah, você usou o subgrupo e a perspectiva que lhe convém, os Top3. Eu usei os Top 20, Top 8 e Top 9, que mostram coisas diferentes do que você mostrou.
Usei o subgrupo mais correto. Uma abordagem quantitativa é estupides se há poucos objetos de uma categoria concorrendo em uma lista grande. A abordagem qualitativa é a mais indicada pois mede realmente qual tem mais preferencia.
Estamos querendo os países que tem fenótipos vistos como mais belos.
E não fenótipos que tem mais países.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 21 de Novembro de 2011, 02:45:40
Link para o artigo de Frost: http://137.140.1.71/jsec/articles/volume2/issue4/NEEPSfrost.pdf
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: _Juca_ em 21 de Novembro de 2011, 10:08:42
O DDV fecha a pergunta de modo que se responda exatamente aquilo que ele quer.  Como disse o Derfel uma vez, É cilada Bino !!!

Eu tenho preferencias por loiras, mas a Miss Universo me deixou abalado, eu trocaria ela por qualquer loira com certeza.

Se alguém não sente atração por negras (loiras, asiáticas, indianas, etc), possivelmente é uma questão racista histórica. Numa sociedade racista como a brasileira, como é classe média branca brasileira, é bem possível que a falta de convivência com negros, a visão empobrecida que se tem dos negros e principalmente das negras, a falta de modelos negras nos comerciais de TV, nos filmes brasileiros, nas novelas, que são em número muito reduzido em proporção à essa população no Brasil, entre outros fatores, isso tudo influencia de forma negativa a visão que se tem dessa população. É preciso educação para desfazer esse legado negativo histórico.


É claro que alguns podem gostar mais de mulatas, outros de loiras, outros de japonesas, mas não é possível não se sentir atraído por uma beldade apenas pelas características físicas raciais. Ou é boiolagem, ou alguma coisa esta muito errada.

Portanto se você não gosta de negras(mulatas, ruivas, loirasetc), mesmo um deusa como a Miss Universo, é melhor começar a rever seus conceitos.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 21 de Novembro de 2011, 10:19:50
[...]
Portanto se você não gosta de negras(mulatas, ruivas, loirasetc), mesmo um deusa como a Miss Universo, é melhor começar a rever seus conceitos.

Em geral eu não sinto atração por mulheres negras, com raras exceções, pois a minha preferência recai nas mulheres brancas, com cabelos negros (vulgo morenas).

Você vai querer dizer, com isto, que eu sou um racista?

Eu acho que você precisa rever os seus conceitos.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 10:20:25
Eu já pensei exatamente como você sobre essa questão: o padrão de beleza seria ditado pelas classes dominantes e povos culturalmente mais influentes. Mas após ver o exemplo dos romanos e árabes dizendo que os bárbaros nórdicos eram os povos mais belos que elas já tinham visto, ou demonstrando preferência estética por características nórdicas, mudei de idéia.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Diegojaf em 21 de Novembro de 2011, 10:36:57
Quem come de tudo está sempre mastigando.

Sem mais.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Dbohr em 21 de Novembro de 2011, 11:28:23
[...]
Portanto se você não gosta de negras(mulatas, ruivas, loirasetc), mesmo um deusa como a Miss Universo, é melhor começar a rever seus conceitos.

Em geral eu não sinto atração por mulheres negras, com raras exceções, pois a minha preferência recai nas mulheres brancas, com cabelos negros (vulgo morenas).

Voce vai querer dizer, com isto, que eu sou um racista?

Eu acho que voce precisa rever os seus conceitos.

"Em geral" é diferente de "nunca", Geo. E "nunca" pode ser indicativo de racismo, sim -- ao menos de acordo com o que os psicólogos pensam.

Por isso eu tive o cuidado de responder "se a premissa for válida, opção 1". Ou seja, se for verdade que a pessoa não pre-julga, não pretere, não trata de forma diferente e APENAS não se sente sexualmente atraído por determinada etnia, não acho que seja preconceito racial. Mas tenho certas dúvidas a respeito da realidade de tal premissa.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Rocky Joe em 21 de Novembro de 2011, 11:44:18
Quem come de tudo está sempre mastigando.

Sem mais.

 :biglol: Melhor post do topico.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 21 de Novembro de 2011, 11:47:03
76% é muito mais que 50%, pelo menos ao meu ver.
E também satisfaz seu próprio critério de 60%, para os primeiros colocados dos dois sexos.

Qual pesquisa? Os entrevistados significavam uma amostra representativa de acordo com a composição étnica da população mundial?
Não estou debatendo a validade da pesquisa e sim a sua interpretação dos resultados apresentados por ela.
Você postou um gráfico e depois falou que o mesmo não mostrava que havia uma preferencia aos países nórdicos, mesmo eles sendo a maioria absoluta no top3 dos dois sexos. Você estabeleceu um critério de 60% de aceitação, em que os países nórdicos foram os únicos a passarem. Simples assim, nada de validade de pesquisa, nada de proporção étnica, apenas uma interpretação fria dos resultados apresentados pela pesquisa, os quais você insiste em dizer que não apontam o que estão apontando com uma clareza estupidamente obvia.
Foda-se se essa pesquisa é valida, na verdade acho ela ridícula, mas o fato é que você a apresentou e mesmo se ela fosse valida você teria dado um tiro no próprio pé por não saber interpretar o resultado.

Você não entendeu nada do que falei. Eu disse que, pelo argumento do DDV, talvez mais de 60% da população mundial responderia que prefere o grupo nórdico. Isso não tem nada a ver com o índice de aceitação por nacionalidade do BP.com.
Não tem nada a ver? Você o usou como base para afirmar que não, mesmo ele afirmando que sim. Isso levando em consideração que ele fosse valido, ele ser invalido somente torna sua posição pior.

E continuo afirmando que NÃO. Estimativas grosseiras NÃO corroboram a assertiva de que mais de 60% da população mundial preferem as pessoas nórdicas. Isso está mais claro que água.
O que não está tão claro como água para você é que estou pouco me fodendo se elas são grosseiras.
Você postou elas para dar base em uma opinião sua, mas elas diziam exatamente o contrario. Pela quarta vez, foda-se se é valida, estou apenas criticando sua analise das informações apresentadas.

Eu não as usei para afirmar qualquer verdade; aliás, eu não tenho qualquer opinião definitiva sobre esse assunto. Eu as usei para por em dúvida a verdade do DDV. Desculpe ser chato dizendo mais uma vez que os dados (estimativas grosseiras) corroboram a minha posição cética sobre a "preferência nórdica".
Por que corroboram?
Os três primeiros colocados do grupo das mulheres são nordicos.
Dos três primeiros colocados do grupo dos homens dois são nordicos.
Os nordicos foram os unicos a ter mais de 50% de aprovação.
Nos dois grupos os nordicos ficaram com o primeiro lugar.
Me ilumine com sua interpretação dos dados.

Ah, você usou o subgrupo e a perspectiva que lhe convém, os Top3. Eu usei os Top 20, Top 8 e Top 9, que mostram coisas diferentes do que você mostrou.
Usei o subgrupo mais correto. Uma abordagem quantitativa é estupides se há poucos objetos de uma categoria concorrendo em uma lista grande. A abordagem qualitativa é a mais indicada pois mede realmente qual tem mais preferencia.
Estamos querendo os países que tem fenótipos vistos como mais belos.
E não fenótipos que tem mais países.

Errado. Não há poucos objetos. O número de países europeus com população majoritariamente nórdica é tão grande quanto o número de países europeus com população majoritariamente mediterrânea (levando em conta que alemães, poloneses, irlandeses, tchecos, bielorrussos etc. são nórdicos). Por exemplo, há muitas pessoas que acham suecos mais bonitos que espanhóis, mas em compensação há muitas pessoas que acham os espanhóis, portugueses, italianos, turcos, etc. mais bonitos que 75% ou mais dos fenótipos dos países do centro-norte e norte da Europa.

E minha análise só dizia que, se perguntado qual o fenótipo predileto, então não era verdade que muito mais do que 50% escolheria o fenótipo nórdico (respondendo ao forista que disse que “[...] os traços ‘nórdicos’, os quais a grande maioria da população mundial considera serem os mais belos”). Obviamente, se fosse feito uma pesquisa sobre “Qual é o seu fenótipo favorito?” parece razoável supor que próximo ou mais de 50% das pessoas escolheria algum fenótipo não-nórdico (desses, a maioria provavelmente seria formada pelos fenótipos dos países Top 20 do BP.com). Acho que os dados que o Buckaroo apresentou deixam isso ainda mais claro. 
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 21 de Novembro de 2011, 12:07:37
Continuando a minha resposta do post anterior...Ademais, se for feito uma eleição usando entrevistados de uma amostra representativa da população mundial, também parece razoável supor que muitas pessoas votariam no fenótipo típico do próprio país e tal preferência, sendo subjetiva, não pode ser repreendida. E como os países nórdicos tem população média bem pequena...

Assim, seria razoável supor que teríamos algo mais semelhante a isso:

http://www.bestandworst.com/r/50881.htm

WHICH COUNTRY HAS THE MOST BEAUTIFUL PEOPLE?

Brazil    763
Israel    624
Sweden    624
equal among all nations    587
Greece    539
The Philippines    538
The United States    528
India    503
Italy    397
Ethiopia/Eritrea    358
India    342

...do que o que foi suposto numa certa declaração feita a algumas páginas atrás...
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Rocky Joe em 21 de Novembro de 2011, 12:11:24
DDV, comentando um exemplo dado por você na primeira página.

Citar
3- Essa preferência de orientais por traços estéticos ocidentais (o uilinilli mostrou um exemplo). Os japoneses estão entre os povos mais orgulhos de si mesmo em todo o planeta...mas demonstram esse preferência por traços ocidentais em várias ocasiões (Ex: personagens de games, animes e mangás).

Games e mangas não são arte japonesa tradicional; são formas de expressões dos jovens, e por mim eles indicam menos a preferência dos japoneses por traços ocidentais do que a vontade dos jovens de criarem uma identidade, e, enfim, se rebelar, como é de costume.

Tem outro detalhe, também, que mangás são de leitura leve, ao contrário de comics. O jeito neste meio de desenhos simples de expressar as emoções é no mais das vezes através dos olhos. Nem todo artista de mangá consegue isso, mas os melhores (como o Tezuka, Naoki Urasawa), sim.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: _Juca_ em 21 de Novembro de 2011, 12:16:02
[...]
Portanto se você não gosta de negras(mulatas, ruivas, loirasetc), mesmo um deusa como a Miss Universo, é melhor começar a rever seus conceitos.




Em geral eu não sinto atração por mulheres negras, com raras exceções, pois a minha preferência recai nas mulheres brancas, com cabelos negros (vulgo morenas).

Voce vai querer dizer, com isto, que eu sou um racista?

Eu acho que voce precisa rever os seus conceitos.

Como disse o Dbhor, você tem uma preferência, o que não é racismo. Você não daria uns beijinhos nessa daqui?

(http://t0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcQ5bRqALq04II1jTHf0wSKZNalwGXsNnoMEUdtOlEkfowOxl51_)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 21 de Novembro de 2011, 14:03:26
Nenhum opositor da ''teoria nórdica''* vai se pronunciar sobre a teoria de Frost? Já imaginava...
No artigo postado por mim existem menções ao próprio Darwin ter mencionado que mesmo nativos africanos e indígenas da patagonia tendiam a considerar mulheres com traços mais claros mais bonitas. O mesmo Frost tem um livro chamado Fair Women, Dark Men em que discute as implicações do fato de que em praticamente todas as sociedades os homens tendem a procurar mulheres mais claras.


*Na falta de um nome melhor para nomear as características norte europeias citadas por Frost chamarei-as de nórdicas mesmo.

Edit: Pequenas mudanças no texto.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 21 de Novembro de 2011, 14:33:05
Como disse o Dbhor, você tem uma preferência, o que não é racismo. Você não daria uns beijinhos nessa daqui?

(http://t0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcQ5bRqALq04II1jTHf0wSKZNalwGXsNnoMEUdtOlEkfowOxl51_)

Não ficaria somente nos beijos...  :P
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 21 de Novembro de 2011, 14:47:02
Da Wikipédia:

http://en.wikipedia.org/wiki/Physical_attractiveness

"Commenting on the prevalence of whiteness in supposed beauty ideals in his book White Lies: Race and the Myth of Whiteness, Maurice Berger notes that the schematic rendering in the idealized face of a notable study conducted with American subjects had "straight hair," "light skin," "almond-shaped eyes," "thin, arched eyebrows," "a long, thin nose, closely set and tiny nostrils" and "a large mouth and thin lips",[76] though the author of the study noted the consistency between his results and those conducted on other races."

Nada mais do que o esperado para os EUA e seu contexto. Mas não tem nada a ver como prova de que essa preferência seja universal e atemporal.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 21 de Novembro de 2011, 14:54:18
Tá bom, tá bom. Você venceu. Não estou com disposição suficiente para responder um por um todos os seus posts diversionistas e nem de jogar xadrez com pombo.

Irei responder as suas postagens que precisarem ser respondidas.

Pode tentar só com alguma coisa que seja que tente evidenciar essas preferências biologicamente determinadas por traços "nórdicos" (e uma definição explícita dos mesmos viria bem a calhar) de forma bem isolada do contexto cultural, sem ser por livre-associação a la Daniken. :)



Pois é.. o DDV tá com ataque de teimosia.

Primeiro nórdico que não era bem nórdico, depois o corpo não conta.. pode ser gordo antigamente mas isso não influencia a suposta preferência pela musa genética... e se o corpo gordo (antigamente) significar que provavelmente o rosto é gordo, o que contrariaria a suposta atemporariedade de rostos magros.. quem se importa?

Ao final, a musa genética do DDV se restringe a um nariz.  :biglol:
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Dr. Manhattan em 21 de Novembro de 2011, 14:55:11
Que eu saiba, existem sim alguns atributos físicos que são universalmente apreciados em mulheres: rostos simétricos, pele limpa e uma certa razão entre a cintura e o quadril (não importa o tamanho da cintura ou do quadril, mas sim a razão entre eles).

Pessoalmente, sempre preferi as mulheres brancas com cabelos negros. Isso não me impediu de namorar louras e uma negra. Meu chute é que uma pele branca dá mais destaque à limpeza da pele (sinal de saúde).
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 21 de Novembro de 2011, 15:01:43
Eu já pensei exatamente como você sobre essa questão: o padrão de beleza seria ditado pelas classes dominantes e povos culturalmente mais influentes. Mas após ver o exemplo dos romanos e árabes dizendo que os bárbaros nórdicos eram os povos mais belos que elas já tinham visto, ou demonstrando preferência estética por características nórdicas, mudei de idéia.



Que exemplo cara pálida?? O de um autor falando sobre suas preferências? Perceba que sua fonte está muito aquém das suas alegações
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 21 de Novembro de 2011, 15:21:20
Eu já pensei exatamente como você sobre essa questão: o padrão de beleza seria ditado pelas classes dominantes e povos culturalmente mais influentes. Mas após ver o exemplo dos romanos e árabes dizendo que os bárbaros nórdicos eram os povos mais belos que elas já tinham visto, ou demonstrando preferência estética por características nórdicas, mudei de idéia.



Que exemplo cara pálida?? O de um autor falando sobre suas preferências? Perceba que sua fonte está muito aquém das suas alegações

Postei um artigo do antropólogo Peter Frost em que o mesmo defende que traços norte europeus como olhos e cabelos claros surgiram por seleção sexual há aproximadamente 11.000 anos atrás devido a intensa competição entre as fêmeas humanas por parceiros sexuais, isso fez com que caracteres que seriam potencialmente mais atrativos aos homens surgissem nessas mulheres.
O próprio Frost cita em um livro o fato de que diferentes povos ao longo da história quando em contato com mulheres de características norte e leste europeias tendiam a ver esses caracteres como mais belos. Existem também evidências presentes ao longo da literatura histórica sobre os contatos entre norte-europeus e eslavos com outros povos que mesmo sendo culturalmente mais desenvolvidos tendiam a considerá-los mais bonitos. Praticamente TODOS os cronistas árabes que entraram em contato com os referidos povos durante a idade média ressaltavam a beleza dos nórdicos e germanos, igualmente os romanos, que também tinham especial apreço por características físicas nórdicas, como já foi dito por outro forista nesse tópico, as mulheres romanas chegavam mesmo a ''roubar'' o cabelo de mulheres germânicas ou celtas que eram capturadas como escravas, se não me engano vários escritores romanos, como Catão, mostraram grande admiração pelo fenótipo germânico muito embora os considerassem bárbaros selvagens.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Sergiomgbr em 21 de Novembro de 2011, 16:10:18
Eu já pensei exatamente como você sobre essa questão: o padrão de beleza seria ditado pelas classes dominantes e povos culturalmente mais influentes. Mas após ver o exemplo dos romanos e árabes dizendo que os bárbaros nórdicos eram os povos mais belos que elas já tinham visto, ou demonstrando preferência estética por características nórdicas, mudei de idéia.
Não te ocorre que isso só confirma o grifado acima em negrito, uma vez que sendo  árabes  e romanos dominantes, ainda assim seriam os critérios ditados pelos dominantes?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 21 de Novembro de 2011, 16:29:59
Nenhum opositor da ''teoria nórdica''* vai se pronunciar sobre a teoria de Frost? Já imaginava...
No artigo postado por mim existem menções ao próprio Darwin ter mencionado que mesmo nativos africanos e indígenas da patagonia tendiam a considerar mulheres com traços mais claros mais bonitas. O mesmo Frost tem um livro chamado Fair Women, Dark Men em que discute as implicações do fato de que em praticamente todas as sociedades os homens tendem a procurar mulheres mais claras.


*Na falta de um nome melhor para nomear as características norte europeias citadas por Frost chamarei-as de nórdicas mesmo.

Edit: Pequenas mudanças no texto.

Onde?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 21 de Novembro de 2011, 16:34:17
e TMAG, comente a minha afirmação de que grupos culturais no Brasil têm preferencias por mulheres muito diferentes das nórdicas citadas por vocês
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: gilberto em 21 de Novembro de 2011, 16:40:51
Meu chute é que uma pele branca dá mais destaque à limpeza da pele (sinal de saúde).
Eita Manhattan, entendi o q vc disse, mas cuidado com essa frase. Dependendo de onde vc falar pode até levar uns sopapos de um maluco qualquer, como o Netinho por exemplo, hehe.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Dr. Manhattan em 21 de Novembro de 2011, 17:15:26
Meu chute é que uma pele branca dá mais destaque à limpeza da pele (sinal de saúde).
Eita Manhattan, entendi o q vc disse, mas cuidado com essa frase. Dependendo de onde vc falar pode até levar uns sopapos de um maluco qualquer, como o Netinho por exemplo, hehe.

É, ficou meio estranho mesmo, né? :). Eu quis dizer que existem muitas brancas com pele marcada e feia, e existem muitas negras com a pele bonita. Só que a pele clara facilita a identificação de manchas, mesmo de longe, e por isso torna mais evidente uma pele saudável.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: _Juca_ em 21 de Novembro de 2011, 17:17:54
Meu chute é que uma pele branca dá mais destaque à limpeza da pele (sinal de saúde).
Eita Manhattan, entendi o q vc disse, mas cuidado com essa frase. Dependendo de onde vc falar pode até levar uns sopapos de um maluco qualquer, como o Netinho por exemplo, hehe.

É, ficou meio estranho mesmo, né? :). Eu quis dizer que existem muitas brancas com pele marcada e feia, e existem muitas negras com a pele bonita. Só que a pele clara facilita a identificação de manchas, mesmo de longe, e por isso torna mais evidente uma pele saudável.

Continua estranho... :lol:
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 17:18:20
Meu chute é que uma pele branca dá mais destaque à limpeza da pele (sinal de saúde).
Eita Manhattan, entendi o q vc disse, mas cuidado com essa frase. Dependendo de onde vc falar pode até levar uns sopapos de um maluco qualquer, como o Netinho por exemplo, hehe.

É, ficou meio estranho mesmo, né? :). Eu quis dizer que existem muitas brancas com pele marcada e feia, e existem muitas negras com a pele bonita. Só que a pele clara facilita a identificação de manchas, mesmo de longe, e por isso torna mais evidente uma pele saudável.

Se as manchas forem claras (Ex: algumas micoses), é o inverso.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 17:45:52
Nenhum opositor da ''teoria nórdica''* vai se pronunciar sobre a teoria de Frost? Já imaginava...

Ainda não li. O que ele dá como evidência para essa suposta preferência inata universal e como ele explica que as pessoas apreciam, talvez não na maior parte do tempo (mas possivel e até provavelmente na maior parte do tempo) mas de maneira longe de ser desprezível peles bronzeadas, e não a mais pálida possível? E como lida com o fato de que casos de albinismo não resultam em uma atratividade excepcional desses indivíduos?

Que pele, cabelos e olhos claros tenham evoluído por seleção sexual não requer essa preferência inata universal ou mesmo regional, basta o mecanismo já constatado de preferência por médias locais e deriva proveniente de gargalos populacionais afetando a freqüência dos fenótipos e portanto das médias resultantes. Se não é descartada a hipótese mais aceita da pele clara evitar uma deficiência na síntese de vitamina D, a coisa é ainda mais reforçada e temos uma explicação muito mais parcimoniosa e muito menos furada do que essa preferência latente desde o pleistoceno* por loiros de olhos azuis platônicos ainda por serem "criados" por seleção sexual.

* talvez anterior? Quem sabe essa preferência por caracteres "nórdicos" antes mesmo dos mesmos existirem vem desde o ancestral comum entre humanos e chimpanzés, tendo sido preservada em ambos, mas apenas nunca tendo gerado "chimpanzés nórdicos" pelos mesmos serem restritos a ambientes onde os passos nessa direção sofrem uma seleção negativa muito forte? Alguém já testou se os chimpanzés e gorilas preferem traços "nórdicos", seja em humanos ou neles mesmos?

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 17:50:59
A preferência por traços "nórdicos" talvez seja bem anterior à separação entre humanos e chimpanzés:


(http://anarchyjim.digitalanarchy.com/wp-content/uploads/070709_nickcatt-monkey1.jpg)


Apreciação de caracteres nórdicos por antropóides ruivos:

(http://www.gtfo.ro/wp-content/uploads/2009/12/19199-600x399.jpg)


Até para narizes mais protuberantes:

(http://ngm.nationalgeographic.com/ngm/0208/feature7/images/ft_hdr.7.jpg)




E mesmo antes dessas teorias todas as pessoas já intuiam esse instinto universal de origem tão distante:

(http://theinvisibleagent.files.wordpress.com/2008/11/a9739king-kong-posters.jpg)




Agora, quem vai refutar essa extensão da "teoria nórdica", quem? Troquei de lado e venci com louvor.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 18:01:30
(http://www.monkeyland.co.za/userfiles/article/monkeys3/2161225109_3f8116b4b8.jpg)

(http://blog.minimonos.com/.a/6a01156f56a197970b015432d392ee970c-800wi)

(http://www.q80s.com/wp-content/japanese-macaque-monkey.jpg)

(http://www.soultravelmultimedia.com/wp-content/uploads/2011/09/Jill-Greenberg-Picture-16.jpg)

(http://www.soultravelmultimedia.com/wp-content/uploads/2011/09/Jill-Greenberg-Picture-15.jpg)

Até os lêmures já têm preferência por traços nórdicos:

(http://www.aeecl.org/images/photo/0058sc.jpg)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 18:08:38
Aviso importante: é mais parcimoniosa uma única origem desta preferência do que múltiplas origens.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 21 de Novembro de 2011, 19:08:44
hahaha, o Buck deu uma trollada épica agora.. mas ilustra bem o absurdo da proposição
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: LaraAS em 21 de Novembro de 2011, 19:34:44

     Apesar dos padrões de beleza nordica ou de beleza branca meditarrânica ( estilo Regina Duarte ,por exemplo) ,bem que na época da escravidão ,os donos brancos de escravas viviam estuprando as negras e mulatas médias....
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: uiliníli em 21 de Novembro de 2011, 19:47:25
Eu acho que o exotismo tem um papel na percepção de beleza. Isso explica algumas aparente contradições, como o fato de as mulheres brasileiras serem consideradas entre as mais lindas do mundo pelos gringos e as catarinenses com caras de gringas serem consideradas pelos brasileiras as mais bonitas do país; ou os olhinhos puxados que já concordamos que fazem sucesso por aqui, mas no Japão há mulheres que fazem cirurgia para tirar; ou mesmo os casos de civilizações hegemônicas elogiarem a beleza de povos considerados bárbaros.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Sergiomgbr em 21 de Novembro de 2011, 20:04:32
E se uma preferência por traços nórdicos vier a ser um aspecto atávico da consciência no que tange a possibilidade de tudo que é mais claro soar menos complexo e mais "limpo"para apaziguar nossas inquietações (na hipótese de havê-las)?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: uiliníli em 21 de Novembro de 2011, 20:11:40
E se uma preferência por traços nórdicos vier a ser um aspecto atávico da consciência no que tange a possibilidade de tudo que é mais claro soar menos complexo e mais "limpo"para apaziguar nossas inquietações?

Faz sentido. Os espíritos-alienígenas-ascensionados têm todos feições nórdicas, e conforme Kardec et almas (1868) os traços característicos de cada raça denunciam seu estágio de evolução espiritual, assim os nórdicos são mais belos porque são mais evoluídos!

(http://2.bp.blogspot.com/-xARY7LTA3G0/TeHLSaPUfXI/AAAAAAAAKoY/nmSw_AvAHc8/s400/ashtarufosms01.gif)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 20:22:53
hahaha, o Buck deu uma trollada épica agora.. mas ilustra bem o absurdo da proposição

"Trollada" no sentido de postar num tom mais escrachado, mas ao mesmo tempo é sério. Não é uma paródia ou algo "mais absurdo", é só um ponto em aberto, a menos que se tenha evidência bastante concreta de que essa preferência inata universal tenha surgido apenas depois da separação com os chimpanzés. E não há nada que sugira que isso seja mais provável, que faça dessa a hipótese nula/"default". E se levamos em consideração esses outros primatas com colorações claras, há a possibilidade da explicação ser mais poderosa do que originalmente imaginada nessa versão estritamente humana/"nórdica".

Isso pode ser verdade, pode ser uma causa de uma tendência a haver sempre uma preferência por traços cada vez mais claros (ao menos até certo ponto, um pequeno desvio da média em vez de saltos*) que em última instância culminou na origem das pessoas loiras de olhos e pele clara.


* embora das duas formas seja bastante complicado. É difícil imaginar uma vantagem reprodutiva significativa apenas por seleção sexual a menos que esses homens (na verdade, toda a humanidade, mantendo a condição de "universal" da preferência) fossem praticamente gays por mulheres apenas um pouquinho mais pigmentadas, o que não parece ser o averiguado para dizer o mínimo, bem como essa preferência sempre "perderia" em aptidão (fitness, reprodução mais numerosa) para os homens não tão seletivos/frescos assim. Ao mesmo tempo mudanças bruscas em despigmentação, como albinos, não resultam em maior atratividade. Acho que no mínimo são necessárias umas coincidências de gargalos populacionais resultando acidentalmente em peles não tão "só um pouco" mais claras, mas também não tão mais claras a ponto de fugirem muito da média populacional/referência instintiva de genes saudáveis.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 20:24:44
Eu acho que o exotismo tem um papel na percepção de beleza. Isso explica algumas aparente contradições, como o fato de as mulheres brasileiras serem consideradas entre as mais lindas do mundo pelos gringos e as catarinenses com caras de gringas serem consideradas pelos brasileiras as mais bonitas do país; ou os olhinhos puxados que já concordamos que fazem sucesso por aqui, mas no Japão há mulheres que fazem cirurgia para tirar; ou mesmo os casos de civilizações hegemônicas elogiarem a beleza de povos considerados bárbaros.

OU o locus que determina o gosto universal pelos traços nórdicos tem alguns polimorfismos por aí.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 20:28:40
hahaha, o Buck deu uma trollada épica agora.. mas ilustra bem o absurdo da proposição

"Trollada" no sentido de postar num tom mais escrachado, mas ao mesmo tempo é sério.

 :o

Tá doido...




Bom...dentro dessa sua asserção "séria" acima, você levou em conta que os genes para cabelos loiros e olhos claros surgiram há apenas 11 mil anos atrás? (baseado em evidências genéticas, segundo o artigo postado pelo TMAG)

Não?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 20:29:57
E em que isso importa?

A preferência teve que surgir depois do gene para o fenótipo e só então se espalhou rapidamente em todos os cantos do planeta? :hein:
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 21 de Novembro de 2011, 20:31:45
alias como alguém falou aqui... entre a branquela e a bronzeada, costuma-se não haver muitas dúvidas, excluindo-se as revistas

a não ser que justamente as bronzeada deva ter necessariamente nariz de sueco, a única coisa constante na equação postado pelo DDV.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 20:34:04
E em que isso importa?

A preferência teve que surgir depois do gene para o fenótipo e só então se espalhou rapidamente em todos os cantos do planeta? :hein:

A suposta seleção sexual dos caracteres mais claros está MUITO separada no tempo da divergência entre humanos e chimpanzés.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 21 de Novembro de 2011, 20:40:51
(http://www.monkeyland.co.za/userfiles/article/monkeys3/2161225109_3f8116b4b8.jpg)

(http://blog.minimonos.com/.a/6a01156f56a197970b015432d392ee970c-800wi)

(http://www.q80s.com/wp-content/japanese-macaque-monkey.jpg)

(http://www.soultravelmultimedia.com/wp-content/uploads/2011/09/Jill-Greenberg-Picture-16.jpg)

(http://www.soultravelmultimedia.com/wp-content/uploads/2011/09/Jill-Greenberg-Picture-15.jpg)

Até os lêmures já têm preferência por traços nórdicos:

(http://www.aeecl.org/images/photo/0058sc.jpg)

 :histeria: :histeria: :histeria:
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 20:41:56
E em que isso importa?

A preferência teve que surgir depois do gene para o fenótipo e só então se espalhou rapidamente em todos os cantos do planeta? :hein:

A suposta seleção sexual dos caracteres mais claros está MUITO separada no tempo da divergência entre humanos e chimpanzés.

Isso não importa, nada faz com que seja mais provável que uma preferência inata universal surja apenas mais "às vésperas" de poder agir como fator seletivo, em vez de estar latente muito antes disso.

E os chimpanzés têm pele clara em boa parte do tempo.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: LaraAS em 21 de Novembro de 2011, 20:45:20
alias como alguém falou aqui... entre a branquela e a bronzeada, costuma-se não haver muitas dúvidas, excluindo-se as revistas

a não ser que justamente as bronzeada deva ter necessariamente nariz de sueco, a única coisa constante na equação postado pelo DDV.


            Eu acho pessoas bronzeadas feias. E na maioria das vezes ,as pessoas mais escuras só conseguem casar ou tem relacionamentos sérios com pessoas mais claras ,se essas pessoas mais claras forem mais pobres do que as escuras.
            Na verdade ,os homens só querem as mulatas perceptiveis e as negras como objetos sexuais ,ou mesmo escravas sexuais e não para relacionamentos sérios ,não acham que as mulheres negras ou mulatas médias vão ser boas mães ,e em geral os mulatos médios e escuros são filhos de mães solteiras e sem o namorado com ela , ou no passado ,além de filhos de mães soleiras ainda estupradas pelo branco (o pai do mulato escuro ou médio).
         
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 21 de Novembro de 2011, 20:47:51
imagino o evento evolutivo que gerou essa preferencia por branquelos com nariz fino.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 21 de Novembro de 2011, 20:51:54
alias como alguém falou aqui... entre a branquela e a bronzeada, costuma-se não haver muitas dúvidas, excluindo-se as revistas

a não ser que justamente as bronzeada deva ter necessariamente nariz de sueco, a única coisa constante na equação postado pelo DDV.


            Eu acho pessoas bronzeadas feias. E na maioria das vezes ,as pessoas mais escuras só conseguem casar ou tem relacionamentos sérios com pessoas mais claras ,se essas pessoas mais claras forem mais pobres do que as escuras.
            Na verdade ,os homens só querem as mulatas perceptiveis e as negras como objetos sexuais ,ou mesmo escravas sexuais e não para relacionamentos sérios ,não acham que as mulheres negras ou mulatas médias vão ser boas mães ,e em geral os mulatos médios e escuros são filhos de mães solteiras e sem o namorado com ela , ou no passado ,além de filhos de mães soleiras ainda estupradas pelo branco (o pai do mulato escuro ou médio).
         

Sem querer entrar no mérito da sua afirmação*, eu falei bronzeada e não negra/mulata

(http://1.bp.blogspot.com/_KtmBoLf1Nek/Ss-btkIVERI/AAAAAAAAAk0/gZP5J_5QmKE/s200/bronzeado.jpg)
ou até naturalmente morena

(http://www.todaela.com.br/images/assets/pictures/000/005/775/content_5775.jpg?1317420465)


* que acho bisonha
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Diegojaf em 21 de Novembro de 2011, 20:52:52
alias como alguém falou aqui... entre a branquela e a bronzeada, costuma-se não haver muitas dúvidas, excluindo-se as revistas

a não ser que justamente as bronzeada deva ter necessariamente nariz de sueco, a única coisa constante na equação postado pelo DDV.


            Eu acho pessoas bronzeadas feias. E na maioria das vezes ,as pessoas mais escuras só conseguem casar ou tem relacionamentos sérios com pessoas mais claras ,se essas pessoas mais claras forem mais pobres do que as escuras.
            Na verdade ,os homens só querem as mulatas perceptiveis e as negras como objetos sexuais ,ou mesmo escravas sexuais e não para relacionamentos sérios ,não acham que as mulheres negras ou mulatas médias vão ser boas mães ,e em geral os mulatos médios e escuros são filhos de mães solteiras e sem o namorado com ela , ou no passado ,além de filhos de mães soleiras ainda estupradas pelo branco (o pai do mulato escuro ou médio).
         

:|
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 21 de Novembro de 2011, 20:54:51
Atenção, complementando a "teoria nórdica" do Buckaroo; desta vez será usado o lado cultural:

DDV, comentando um exemplo dado por você na primeira página.

Citar
3- Essa preferência de orientais por traços estéticos ocidentais (o uilinilli mostrou um exemplo). Os japoneses estão entre os povos mais orgulhos de si mesmo em todo o planeta...mas demonstram esse preferência por traços ocidentais em várias ocasiões (Ex: personagens de games, animes e mangás).

Games e mangas não são arte japonesa tradicional; são formas de expressões dos jovens, e por mim eles indicam menos a preferência dos japoneses por traços ocidentais do que a vontade dos jovens de criarem uma identidade, e, enfim, se rebelar, como é de costume.

Tem outro detalhe, também, que mangás são de leitura leve, ao contrário de comics. O jeito neste meio de desenhos simples de expressar as emoções é no mais das vezes através dos olhos. Nem todo artista de mangá consegue isso, mas os melhores (como o Tezuka, Naoki Urasawa), sim.

Em CDZ, Hyoga é meio japonês e meio russo, mas olha só a aparência dele:

(http://www.siteonline.com.br/imagem_rec/goldensaints/fm/minhas_imagens/Hyoga.jpg)

Também em CDZ, Shaka é indiano, mas olha só a aparência dele:

(http://s78.flogao.com.br/photos/11/10/07/27/139447084.jpg)

Em DB/DBZ, as transformações que elevam o ki geram aparências nórdicas:
(http://4.bp.blogspot.com/-Sx92YPegV8I/TWaDkwcn5HI/AAAAAAAAGJ8/hTLo-NObwOI/s1600/SSJ_Vegeta.jpg)

(http://images.wikia.com/dragonball/images/2/25/Gokussjtail.jpg)

(http://images3.wikia.nocookie.net/__cb20100205210451/dragonball/images/thumb/5/59/LaunchDragonBall.png/250px-LaunchDragonBall.png)

Olha só o tipo de mulher que o Dr. Maki Gero usou para ser a andróide:

(http://fotos0.mundofotos.net/2008/15_06_2008/animec1213539458/numero-18.jpg)

Aqui não sabemos ao certo se a evidência vem da hipótese psicossocial ou da exobiologia:

(http://1.bp.blogspot.com/_6pp1F6mvwUU/TPVao9T-5GI/AAAAAAAAF1w/NFYt9He7f7w/s400/musica1.jpg)

(http://www.anjodeluz.net/ashtar/ashtar_sheran_anjo.jpg)

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 21 de Novembro de 2011, 21:00:39
(http://1.bp.blogspot.com/-05I6h15h1y4/TbRrqLH5POI/AAAAAAAABI4/YDmXVNJc8XE/s1600/jesus+loiro.jpg)

Cristo também!!! O padrão euro-cêntrico de beleza teve disseminadores poderosos.

E o Thor, claro

(http://2.bp.blogspot.com/-YJTl-HVWulA/Tb9b8qFNW3I/AAAAAAAAALQ/dBgmEnQIvTs/s1600/thor.JPG)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: LaraAS em 21 de Novembro de 2011, 21:04:24

          É cultural achar mais bonito um mar azul ou verde do que um mar marrom?
          É cultural ter medo do escuro na infância?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 21:08:58
DDV, comentando um exemplo dado por você na primeira página.

Citar
3- Essa preferência de orientais por traços estéticos ocidentais (o uilinilli mostrou um exemplo). Os japoneses estão entre os povos mais orgulhos de si mesmo em todo o planeta...mas demonstram esse preferência por traços ocidentais em várias ocasiões (Ex: personagens de games, animes e mangás).

Games e mangas não são arte japonesa tradicional; são formas de expressões dos jovens, e por mim eles indicam menos a preferência dos japoneses por traços ocidentais do que a vontade dos jovens de criarem uma identidade, e, enfim, se rebelar, como é de costume.

Tem outro detalhe, também, que mangás são de leitura leve, ao contrário de comics. O jeito neste meio de desenhos simples de expressar as emoções é no mais das vezes através dos olhos. Nem todo artista de mangá consegue isso, mas os melhores (como o Tezuka, Naoki Urasawa), sim.

E as figuras de computação gráfica, com imagens realistas e sem estilização? Como você as explica?




Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: gilberto em 21 de Novembro de 2011, 21:09:35
            Eu acho pessoas bronzeadas feias. E na maioria das vezes ,as pessoas mais escuras só conseguem casar ou tem relacionamentos sérios com pessoas mais claras ,se essas pessoas mais claras forem mais pobres do que as escuras.
            Na verdade ,os homens só querem as mulatas perceptiveis e as negras como objetos sexuais ,ou mesmo escravas sexuais e não para relacionamentos sérios ,não acham que as mulheres negras ou mulatas médias vão ser boas mães ,e em geral os mulatos médios e escuros são filhos de mães solteiras e sem o namorado com ela , ou no passado ,além de filhos de mães soleiras ainda estupradas pelo branco (o pai do mulato escuro ou médio).
Oi lara,
vc não exagerou bastante um pouquinho?
Tá falando sério mesmo?
Meio forte hein!!!
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 21:17:11
Resumindo a discussão que está rolando no tópico, no momento:



1- A beleza é algo totalmente relativo, ou existem padrões de beleza universais ou próximos disso?

2- Caso existam padrões de beleza preferidos pela grande maioria, esse padrão é determinado pela cultura ou as pessoas tendem a preferí-los independente de cultura, etnia e outros fatores?



Até o momento, por tudo o que eu já li, vi e ouvi, respondo a alternativa 2 nas duas questões acima.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 21:20:01
Como essa hipótese explica a existência de peles desnecessariamente negras mesmo onde houve mais tempo para surgirem mutações que dessem ao menos alguns passos em direção à essa "nordicidade" platônica? E mesmo descontando novas mutações nessa direção, houve mais do que tempo necessário para interação com outras populações vizinhas com peles um pouco mais próximas do que seria o ideal. Deve-se lembrar que a cor "original" humana não era tão escura, escureza "máxima" não é o ponto de partida.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 21:25:41
Resumindo a discussão que está rolando no tópico, no momento:



1- A beleza é algo totalmente relativo, ou existem padrões de beleza universais ou próximos disso?

2- Caso existam padrões de beleza preferidos pela grande maioria, esse padrão é determinado pela cultura ou as pessoas tendem a preferí-los independente de cultura, etnia e outros fatores?



Até o momento, por tudo o que eu já li, vi e ouvi, respondo a alternativa 2 nas duas questões acima.



O "1" seria melhor descrito como:

1 - a beleza é em muito relativa, ou há um padrão universal de beleza instintivo, que seria especificamente o das pessoas da escandinávia, ou ao menos loiros de olhos azuis e pele bem clara?

Dispensando o "2".

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 21:30:57
Ou estou enganado, e há quem pense MESMO que a beleza seja TOTALMENTE RELATIVA, que por acaso apenas preferimos uma Katie Perry, uma globeleza ou uma Marylin Monroe, e poderíamos igualmente preferir à uma "klingon" de trezentos quilos?

(http://i37.tinypic.com/kcfew1.jpg)

E o mesmo/equivalente para preferências masculinas. Ou ainda, todo mundo poderia ser gay ou bissexual porque até isso é relativo?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 21 de Novembro de 2011, 21:36:55
[...]
Deve-se lembrar que a cor "original" humana não era tão escura, escureza "máxima" não é o ponto de partida.

A espécie humana surgiu na parte centro-oriental da África, que sempre esteve, nos últimos dois milhões de anos, em latitudes muito baixas e em áreas de forte insolação. Então é plausível supor que a pele dos humanos mais primitivos era bem escura.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 21 de Novembro de 2011, 21:41:04
Ou estou enganado, e há quem pense MESMO que a beleza seja TOTALMENTE RELATIVA, que por acaso apenas preferimos uma Katie Perry, uma globeleza ou uma Marylin Monroe, e poderíamos igualmente preferir à uma "klingon" de trezentos quilos?
[...]

Será que nós temos informações para uma análise realmente consistente sobre um padrão de beleza ou o que tivemos até o momento foram, no máximo, informações muito fragmentadas combinadas com evidências essencialmente anedóticas?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 21 de Novembro de 2011, 21:46:54
ninguém me disse um "a" sobre o porquê grupos culturais inteiros, como por exemplo pedreiros, ignorar as musas genéticas
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 21:52:02
[...]
Deve-se lembrar que a cor "original" humana não era tão escura, escureza "máxima" não é o ponto de partida.

A espécie humana surgiu na parte centro-oriental da África, que sempre esteve, nos últimos dois milhões de anos, em latitudes muito baixas e em áreas de forte insolação. Então é plausível supor que a pele dos humanos mais primitivos era bem escura.


Não se sabe o ponto certo, pode ter sido até na África do Sul segundo alguns estudos mainstream mais recentes, mas tem gente que cogita até uma origem quase-não-africana (o que nem estou considerando). De qualquer forma, quando exatamente tenha surgido a pele mais escura, há peles "desnecessariamente" escuras até para as áreas de maior insolação.

Escala de cores de pele humana:

(http://upload.wikimedia.org/wikipedia/en/thumb/1/1e/Felix_von_Luschan_Skin_Color_Chart.JPG/200px-Felix_von_Luschan_Skin_Color_Chart.JPG)


Variação de pele africana:

(http://www.nairaland.com/attachments/235810_San_15_jpg705c19db082fc43f73d330722710230d)
Khoisan de pele relativamente clara.


(http://static.guim.co.uk/sys-images/Guardian/Pix/pictures/2011/1/9/1294588282961/A-group-of-southern-Sudan-007.jpg)

Os etíopes são vizinhos "do lado" dos sudaneses daí de cima, consideravelmente mais claros, e os egípcios são vizinhos "de cima", bem mais claros:

(http://blog.hotelclub.com/wp-content/uploads/2008/05/ethiopian-people.jpg)
Etíopes

(http://2.bp.blogspot.com/_JVhg7lUFWwA/TUk_55UyLGI/AAAAAAAABj0/dBTMr0r8oeA/s400/Men+and+Women+Protesting+Together.jpg)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: uiliníli em 21 de Novembro de 2011, 21:56:44
há peles "desnecessariamente" escuras até para as áreas de maior insolação.

"Desnecessariamente" escuras poderia significar que esse tom mais negro foi favorecido por seleção sexual?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 21:56:54
Ou estou enganado, e há quem pense MESMO que a beleza seja TOTALMENTE RELATIVA, que por acaso apenas preferimos uma Katie Perry, uma globeleza ou uma Marylin Monroe, e poderíamos igualmente preferir à uma "klingon" de trezentos quilos?
[...]

Será que nós temos uma opinião para uma análise realmente consistente sobre um padrão de beleza ou o que tivemos até o momento foram, no máximo, informações fragmentadas combinadas com evidências essencialmente anedóticas?

Não entendi o que quis dizer e como isso responde minha questão.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 21 de Novembro de 2011, 21:59:13
Ou estou enganado, e há quem pense MESMO que a beleza seja TOTALMENTE RELATIVA, que por acaso apenas preferimos uma Katie Perry, uma globeleza ou uma Marylin Monroe, e poderíamos igualmente preferir à uma "klingon" de trezentos quilos?
[...]

Será que nós temos uma opinião para uma análise realmente consistente sobre um padrão de beleza ou o que tivemos até o momento foram, no máximo, informações fragmentadas combinadas com evidências essencialmente anedóticas?

Não entendi o que quis dizer e como isso responde minha questão.

Eu usei a sua postagem como "gancho" para emitir uma opinião mais generalista e não pretendia, de modo algum, "responde-la" especificamente.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 21 de Novembro de 2011, 22:04:50
Nenhum opositor da ''teoria nórdica''* vai se pronunciar sobre a teoria de Frost? Já imaginava...
No artigo postado por mim existem menções ao próprio Darwin ter mencionado que mesmo nativos africanos e indígenas da patagonia tendiam a considerar mulheres com traços mais claros mais bonitas. O mesmo Frost tem um livro chamado Fair Women, Dark Men em que discute as implicações do fato de que em praticamente todas as sociedades os homens tendem a procurar mulheres mais claras.


*Na falta de um nome melhor para nomear as características norte europeias citadas por Frost chamarei-as de nórdicas mesmo.

Edit: Pequenas mudanças no texto.

Onde?

Há umas duas páginas atrás. Seria interessante que quem discorda fortemente do que Frost apresenta leia o artigo e depois apresente a refutação. É bem mais produtivo do que ficar discutindo sobre sayajins ou Thor.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 21 de Novembro de 2011, 22:07:02
A todos desse tópico que querem se aprofundar na discussão travada pelo Buckaroo e o DDV, recomendo essas duas reportagens da Scientific American Brasil:

Beleza Nota 10. BERNHARD FINK, KARL GRAMMER E PETER KAPPELER Scientific American Brasil (58) Mar/2007, pág. 80.

Equívocos da Psicologia Evolutiva Popular. DAVID J. BULLER. Scientific American Brasil (81) Fev/2009, pág. 62.

Estou com preguiça de entrar nesse debate (por enquanto)...
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Luiz F. em 21 de Novembro de 2011, 22:12:46
ninguém me disse um "a" sobre o porquê grupos culturais inteiros, como por exemplo pedreiros, ignorar as musas genéticas

Como assim "grupo cultural"? Pedreiro é só a profissão deles e não diz nada sobre suas preferências, hábitos, realidade social, nível cultural, capacidade intelectual.

Esse tópico tá cheio de generalizações, achismos, ironias, nonsenses, intriguinhas e etc que cansam a leitura e fazem a discussão perder a objetividade.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 21 de Novembro de 2011, 22:14:33
e TMAG, comente a minha afirmação de que grupos culturais no Brasil têm preferencias por mulheres muito diferentes das nórdicas citadas por vocês

Que grupos culturais? Pedreiros, garis e marceneiros? Ou você quer se referir na verdade a pessoas mais pobres? Ora, esses grupos tendem a preferir a famosa ''mulata bunduda'' porque é o ''melhor'' tipo de mulher acessível a eles. Qual você acha que será a chance de um pedreiro nordestino em São Paulo com uma mulher estilo Raquel Zimmermann? Provavelmente nula, na minha opinião. Note que não estou emitindo nenhum juízo de valor, apenas atestando fatos.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 22:28:49
há peles "desnecessariamente" escuras até para as áreas de maior insolação.

"Desnecessariamente" escuras poderia significar que esse tom mais negro foi selecionado por seleção sexual?

Imagino que sim. Se o que determina os padrões de beleza não for uma preferência instintiva por padrões "nórdicos" latente em toda humanidade, mas ao menos em boa parte* um "cálculo" instintivo de uma média fenotípica local (ou pequenos desvios a partir daí, não sei com que "critérios", nem se ainda seriam universais como isso da "média"**), então "acidentes" populacionais como deriva genética/gargalos devem primeiro criar freqüências fenotípicas diferentes e a partir daí diferentes padrões locais.

* embora "nordicidade" ou mesmo cabelos, pele e olhos claros seja uma hipótese pouco parcimoniosa como padrão instintivo universal, não é o caso com coisas mais universais como simetria, que não devem ser tão suscetíveis sujeitas a sofrer desvios mesmo levando em conta esse mecanismo da "média", que na verdade deve até meio que automaticamente ir contra isso.

** acho que tanto pode haver algo como uma atratividade universal no "um pouco exótico", um desvio mais para um lado ou outro da média, bem como influências sociais, como o fenótipo que indivíduos de status social elevado, ou rivais temíveis, calhem de ter.



Já pela "teoria nórdica" acho que o esperado seria que a pele tendesse sempre a clarear sempre que possível, o tanto quanto for possível. Parece bastante razoável esperar que fossem mais ou menos todos como os khoisan.


Aliás, acho que daria para ir mais longe, não seria exagerado esperar fixação de cabelos loiros em alguns outros lugares com pessoas de pele negra, como na Melanésia e Austrália:

(http://blogs.discovermagazine.com/gnxp/files/2010/08/Populations_first_wawe_migr-299x300.png)

Já ouvi dizer que existem genes nativos para cabelos loiros até na África, mas não tenho certeza. Nesses outros casos não é introdução européia. Eu não sei, mas acho que eles não estão sofrendo seleção negativa por protegerem significativamente menos do sol.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 21 de Novembro de 2011, 22:42:00

Já pela "teoria nórdica" acho que o esperado seria que a pele tendesse sempre a clarear sempre que possível, o tanto quanto for possível. Parece bastante razoável esperar que fossem mais ou menos todos como os khoisan.


Buckaroo, você está criando um espantalho, Frost não afirma que caracteres de tipo ''nórdico'' sempre irão surgir nas populações do jeito que você está afirmando, tampouco diz que existe uma tendência a se clarear a pele onde quer que haja seleção sexual. Sua teoria afirma que devido a grande disparidade existente entre homens e mulheres (existiam muito mais mulheres) na Europa do Norte, algumas mulheres desses locais desenvolveram caracteres mais atraentes aos homens e esses caracteres foram passados adiante por seleção sexual.

Resumo contido no inicio do artigo, já que a maioria não vai ler:


SEXUAL SELECTION AND HUMAN GEOGRAPHIC
VARIATION

Peter Frost.
Department of Anthropology
Université Laval

Abstract
Among early modern humans, a woman would face stronger competition for a mate the
further away she was from the equator. Men were less available because they 1) hunted
over longer distances that increased male mortality proportionately and 2) were less able
to offset the resulting man shortage through polygyny. The longer the winter, the costlier
it became to provision a second wife and her children, since women could not gather food
in winter. Women competed the most for mates in the 'continental Arctic,' where
wandering herds were the main food source. Conversely, men competed the most for
mates in the Tropics, particularly after year-round agriculture emerged. This means of
subsistence allowed women to become primary food producers, thereby freeing men to
take more wives. Because mate competition has varied in intensity among human
populations, sexual selection has correspondingly varied in intensity for certain traits,
often highly visible and colorful ones. Intense female-female competition may explain an
unusual convergence of color traits in northern and eastern Europeans. Intense male-male
competition may explain increased masculinization of body build in highly polygynous
agricultural populations of sub-Saharan Africa.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 21 de Novembro de 2011, 22:44:43
e TMAG, comente a minha afirmação de que grupos culturais no Brasil têm preferencias por mulheres muito diferentes das nórdicas citadas por vocês

Que grupos culturais? Pedreiros, garis e marceneiros? Ou você quer se referir na verdade a pessoas mais pobres? Ora, esses grupos tendem a preferir a famosa ''mulata bunduda'' porque é o ''melhor'' tipo de mulher acessível a eles. Qual você acha que será a chance de um pedreiro nordestino em São Paulo com uma mulher estilo Raquel Zimmermann? Provavelmente nula, na minha opinião. Note que não estou emitindo nenhum juízo de valor, apenas atestando fatos.

Calma lá.. não importa qual o motivo, se é por ter acesso, ou pela Zimmermann não estar inserida em seu meio (cultura), o fato é que a preferência deles é bem distinta das nórdicas aqui relatadas. Não sei qual seria o gosto deles não fosse a cultura em que estão inseridos, mas o que gostam não são as nórdicas.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 22:45:34
DDV, comentando um exemplo dado por você na primeira página.

Citar
3- Essa preferência de orientais por traços estéticos ocidentais (o uilinilli mostrou um exemplo). Os japoneses estão entre os povos mais orgulhos de si mesmo em todo o planeta...mas demonstram esse preferência por traços ocidentais em várias ocasiões (Ex: personagens de games, animes e mangás).

Games e mangas não são arte japonesa tradicional; são formas de expressões dos jovens, e por mim eles indicam menos a preferência dos japoneses por traços ocidentais do que a vontade dos jovens de criarem uma identidade, e, enfim, se rebelar, como é de costume.

Tem outro detalhe, também, que mangás são de leitura leve, ao contrário de comics. O jeito neste meio de desenhos simples de expressar as emoções é no mais das vezes através dos olhos. Nem todo artista de mangá consegue isso, mas os melhores (como o Tezuka, Naoki Urasawa), sim.

E as figuras de computação gráfica, com imagens realistas e sem estilização? Como você as explica?


E os tentáculos e polvos, como é que eles se encaixam na teoria?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: uiliníli em 21 de Novembro de 2011, 22:45:46
Algumas mulheres desenvolveram não, essas mulheres já tinham o que quer que fosse que favoreceu seu maior sucesso reprodutivo.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 21 de Novembro de 2011, 22:49:12
[...]
Resumo contido no inicio do artigo, já que a maioria não vai ler:
[...]

Onde está este artigo que voce tanto chama a atenção TMAG?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 22:51:48
e TMAG, comente a minha afirmação de que grupos culturais no Brasil têm preferencias por mulheres muito diferentes das nórdicas citadas por vocês

Que grupos culturais? Pedreiros, garis e marceneiros? Ou você quer se referir na verdade a pessoas mais pobres? Ora, esses grupos tendem a preferir a famosa ''mulata bunduda'' porque é o ''melhor'' tipo de mulher acessível a eles. Qual você acha que será a chance de um pedreiro nordestino em São Paulo com uma mulher estilo Raquel Zimmermann? Provavelmente nula, na minha opinião. Note que não estou emitindo nenhum juízo de valor, apenas atestando fatos.

Calma lá.. não importa qual o motivo, se é por ter acesso, ou pela Zimmermann não estar inserida em seu meio (cultura), o fato é que a preferência deles é bem distinta das nórdicas aqui relatadas. Não sei qual seria o gosto deles não fosse a cultura em que estão inseridos, mas o que gostam não são as nórdicas.

O que estamos chamando de "padrão nórdico" aqui não inclui ou exclui tamanho de bunda. Estamos falando mais especificamente de traços fisionômicos, do rosto. Em relação ao corpo, as etnias humanas não diferem tanto.

Ou seja, ter traços "nórdicos" não impede uma mulher de ter bunda e seios grandes.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 22:54:39
DDV, comentando um exemplo dado por você na primeira página.

Citar
3- Essa preferência de orientais por traços estéticos ocidentais (o uilinilli mostrou um exemplo). Os japoneses estão entre os povos mais orgulhos de si mesmo em todo o planeta...mas demonstram esse preferência por traços ocidentais em várias ocasiões (Ex: personagens de games, animes e mangás).

Games e mangas não são arte japonesa tradicional; são formas de expressões dos jovens, e por mim eles indicam menos a preferência dos japoneses por traços ocidentais do que a vontade dos jovens de criarem uma identidade, e, enfim, se rebelar, como é de costume.

Tem outro detalhe, também, que mangás são de leitura leve, ao contrário de comics. O jeito neste meio de desenhos simples de expressar as emoções é no mais das vezes através dos olhos. Nem todo artista de mangá consegue isso, mas os melhores (como o Tezuka, Naoki Urasawa), sim.

E as figuras de computação gráfica, com imagens realistas e sem estilização? Como você as explica?


E os tentáculos e polvos, como é que eles se encaixam na teoria?

Quem conseguiu ver alguma relação entre tentáculos de polvos e toda a discussão que está sendo aqui desenvolvida tem criatividade suficiente para imaginar uma parte anatômica do seu corpo onde os tantáculos podem se encaixar bem.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 22:55:42
[...]
Resumo contido no inicio do artigo, já que a maioria não vai ler:
[...]

Onde está este artigo que voce tanto chama a atenção TMAG?

Ele postou há algumas páginas...

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: _Juca_ em 21 de Novembro de 2011, 22:56:20
alias como alguém falou aqui... entre a branquela e a bronzeada, costuma-se não haver muitas dúvidas, excluindo-se as revistas

a não ser que justamente as bronzeada deva ter necessariamente nariz de sueco, a única coisa constante na equação postado pelo DDV.


            Eu acho pessoas bronzeadas feias. E na maioria das vezes ,as pessoas mais escuras só conseguem casar ou tem relacionamentos sérios com pessoas mais claras ,se essas pessoas mais claras forem mais pobres do que as escuras.
            Na verdade ,os homens só querem as mulatas perceptiveis e as negras como objetos sexuais ,ou mesmo escravas sexuais e não para relacionamentos sérios ,não acham que as mulheres negras ou mulatas médias vão ser boas mães ,e em geral os mulatos médios e escuros são filhos de mães solteiras e sem o namorado com ela , ou no passado ,além de filhos de mães soleiras ainda estupradas pelo branco (o pai do mulato escuro ou médio).
         

Cacetada, não dá pra entender se você tem um puta de um preconceito latente contra a cor da pele ou está tentando relatar um fato.

Vai se expressar mal assim lá longe !!! :x
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 21 de Novembro de 2011, 23:00:43
e TMAG, comente a minha afirmação de que grupos culturais no Brasil têm preferencias por mulheres muito diferentes das nórdicas citadas por vocês

Que grupos culturais? Pedreiros, garis e marceneiros? Ou você quer se referir na verdade a pessoas mais pobres? Ora, esses grupos tendem a preferir a famosa ''mulata bunduda'' porque é o ''melhor'' tipo de mulher acessível a eles. Qual você acha que será a chance de um pedreiro nordestino em São Paulo com uma mulher estilo Raquel Zimmermann? Provavelmente nula, na minha opinião. Note que não estou emitindo nenhum juízo de valor, apenas atestando fatos.

Calma lá.. não importa qual o motivo, se é por ter acesso, ou pela Zimmermann não estar inserida em seu meio (cultura), o fato é que a preferência deles é bem distinta das nórdicas aqui relatadas. Não sei qual seria o gosto deles não fosse a cultura em que estão inseridos, mas o que gostam não são as nórdicas.

O que estamos chamando de "padrão nórdico" aqui não inclui ou exclui tamanho de bunda. Estamos falando mais especificamente de traços fisionômicos, do rosto. Em relação ao corpo, as etnias humanas não diferem tanto.

Ou seja, ter traços "nórdicos" não impede uma mulher de ter bunda e seios grandes.

Os traços também DDV. Como muitas das evidências daqui, esta é anedótica, mas posso apostar que não lhes interessava a beleza nórdica.

E não vejo porque a bunda deveria sair do contexto. E há algumas centenas de anos, certamente os rostos que eram mais apreciados eram bem mais gordos do que os de hoje. Não podemos tirar da equação isso, simplesmente por tirar.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 23:02:13

Já pela "teoria nórdica" acho que o esperado seria que a pele tendesse sempre a clarear sempre que possível, o tanto quanto for possível. Parece bastante razoável esperar que fossem mais ou menos todos como os khoisan.


Buckaroo, você está criando um espantalho, Frost não afirma que caracteres de tipo ''nórdico'' sempre irão surgir nas populações do jeito que você está afirmando

Eu não sei exatemente tudo que ele afirma e quais os limites (a maior parte vi no blog dele ou outros blogs há algum tempo, ao longo dos anos), mas isso não é espantalho, mas meramente decorrência da hipótese de haver uma preferência universal por esses traços, que talvez não seja o que ele defende nesse artigo, uma tendência universal (embora algumas vezes eu tenha essa impressão, se não me engano parte do mecanismo teria até infanticídio diferencial por selecionar esses caracteres/poupar bebês com esses caracteres), mas algo mais "fraco", "histórico" e específico para as freqüências desses traços em parte da Europa, mas de qualquer forma ao menos aqui está sendo colocada uma versão mais "forte" da afirmação.



, tampouco diz que existe uma tendência a se clarear a pele onde quer que haja seleção sexual.

Não é "onde quer que haja seleção sexual", mas onde quer que houvesse disponibilidade de pele, olhos e cabelos mais claros, estes deveriam ser preferidos, ser selecionados. E não há disponibilidade só Europa, não havendo gradações fora.

Sua teoria afirma que devido a grande disparidade existente entre homens e mulheres (existiam muito mais mulheres) na Europa do Norte, algumas mulheres desses locais desenvolveram caracteres mais atraentes aos homens e esses caracteres foram passados adiante por seleção sexual.

Resumo contido no inicio do artigo, já que a maioria não vai ler:


SEXUAL SELECTION AND HUMAN GEOGRAPHIC
VARIATION

Peter Frost.
Department of Anthropology
Université Laval

Abstract
Among early modern humans, a woman would face stronger competition for a mate the
further away she was from the equator. Men were less available because they 1) hunted
over longer distances that increased male mortality proportionately and 2) were less able
to offset the resulting man shortage through polygyny. The longer the winter, the costlier
it became to provision a second wife and her children, since women could not gather food
in winter. Women competed the most for mates in the 'continental Arctic,' where
wandering herds were the main food source. Conversely, men competed the most for
mates in the Tropics, particularly after year-round agriculture emerged. This means of
subsistence allowed women to become primary food producers, thereby freeing men to
take more wives. Because mate competition has varied in intensity among human
populations, sexual selection has correspondingly varied in intensity for certain traits,
often highly visible and colorful ones. Intense female-female competition may explain an
unusual convergence of color traits in northern and eastern Europeans. Intense male-male
competition may explain increased masculinization of body build in highly polygynous
agricultural populations of sub-Saharan Africa.

Eu acho isso perfeitamente plausível, mas não implica numa preferência universal por traços "nórdicos", e fica mais parcimonioso de se aceitar se em vez disso ainda temos como complemento ou carro principal a teoria mais aceita de pele clara como mecanismo de evitar déficit de vitamina D e padrões de beleza provenientes de médias locais em vez de uma busca por uma nordicidade platônica.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 21 de Novembro de 2011, 23:02:56
Os traços também DDV. Como muitas das evidências daqui, esta é anedótica, mas posso apostar que não lhes interessava a beleza nórdica.

E não vejo porque a bunda deveria sair do contexto. E há algumas centenas de anos, certamente os rostos que eram mais apreciados eram bem mais gordos do que os de hoje. Não podemos tirar da equação isso, simplesmente por tirar.

Mulheres mais "cheinhas" foram o padrão de beleza feminina do Renascimento até o século XIX na Europa.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 23:05:23
DDV, comentando um exemplo dado por você na primeira página.

Citar
3- Essa preferência de orientais por traços estéticos ocidentais (o uilinilli mostrou um exemplo). Os japoneses estão entre os povos mais orgulhos de si mesmo em todo o planeta...mas demonstram esse preferência por traços ocidentais em várias ocasiões (Ex: personagens de games, animes e mangás).

Games e mangas não são arte japonesa tradicional; são formas de expressões dos jovens, e por mim eles indicam menos a preferência dos japoneses por traços ocidentais do que a vontade dos jovens de criarem uma identidade, e, enfim, se rebelar, como é de costume.

Tem outro detalhe, também, que mangás são de leitura leve, ao contrário de comics. O jeito neste meio de desenhos simples de expressar as emoções é no mais das vezes através dos olhos. Nem todo artista de mangá consegue isso, mas os melhores (como o Tezuka, Naoki Urasawa), sim.

E as figuras de computação gráfica, com imagens realistas e sem estilização? Como você as explica?


E os tentáculos e polvos, como é que eles se encaixam na teoria?

Quem conseguiu ver alguma relação entre tentáculos de polvos e toda a discussão que está sendo aqui desenvolvida tem criatividade suficiente para imaginar uma parte anatômica do seu corpo onde os tantáculos podem se encaixar bem.



Gente, vamos aceitar a teoria do DDV, ele já está ficando muito sentido com todo esse ceticismo bobo, feio e antipático. [/concern troll]
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 23:07:42
DDV, comentando um exemplo dado por você na primeira página.

Citar
3- Essa preferência de orientais por traços estéticos ocidentais (o uilinilli mostrou um exemplo). Os japoneses estão entre os povos mais orgulhos de si mesmo em todo o planeta...mas demonstram esse preferência por traços ocidentais em várias ocasiões (Ex: personagens de games, animes e mangás).

Games e mangas não são arte japonesa tradicional; são formas de expressões dos jovens, e por mim eles indicam menos a preferência dos japoneses por traços ocidentais do que a vontade dos jovens de criarem uma identidade, e, enfim, se rebelar, como é de costume.

Tem outro detalhe, também, que mangás são de leitura leve, ao contrário de comics. O jeito neste meio de desenhos simples de expressar as emoções é no mais das vezes através dos olhos. Nem todo artista de mangá consegue isso, mas os melhores (como o Tezuka, Naoki Urasawa), sim.

E as figuras de computação gráfica, com imagens realistas e sem estilização? Como você as explica?


E os tentáculos e polvos, como é que eles se encaixam na teoria?

Quem conseguiu ver alguma relação entre tentáculos de polvos e toda a discussão que está sendo aqui desenvolvida tem criatividade suficiente para imaginar uma parte anatômica do seu corpo onde os tantáculos podem se encaixar bem.



Gente, vamos aceitar a teoria do DDV, ele já está ficando muito sentido com todo esse ceticismo bobo, feio e antipático. [/concern troll]

Você não tem senso de humor?

Não pode ficar ligando e desligando o senso de humor a cada post: ou tem ou não tem, ora.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Novembro de 2011, 23:09:52
Ou vocês aceitam que o padrão de beleza é o nórdico ou tem que admitir que é completamente louco e relativo, que poderíamos achar atraentes os avestruzes tanto quanto achamos atraente a Sharon Stone, e as mulheres poderiam achar morcegos tão atraentes quanto acham o Brad Pitt, só não sendo o caso por puro acaso ou capitalismo/racismo/paternalismo.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: uiliníli em 21 de Novembro de 2011, 23:11:04
Cheinhas quanto? Nas obras de grandes artistas do período se via mulheres cheinhas, mas nada que não fosse ser considerado atraente hoje por pessoas normais.

(http://blog.otel.com/wp-content/uploads/2010/06/liberte.jpg)

O problema é que hoje quem dita o padrão de moda não são pessoas normais, esses corpos esqueléticos de modelos não são tão populares entre os homens.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 21 de Novembro de 2011, 23:13:40
Os traços também DDV. Como muitas das evidências daqui, esta é anedótica, mas posso apostar que não lhes interessava a beleza nórdica.

E não vejo porque a bunda deveria sair do contexto. E há algumas centenas de anos, certamente os rostos que eram mais apreciados eram bem mais gordos do que os de hoje. Não podemos tirar da equação isso, simplesmente por tirar.

Mulheres mais "cheinhas" foram o padrão de beleza feminina do Renascimento até o século XIX na Europa.

a precedência do fenótipo dessa musa genética nórdica seria ainda visível quando eram gordas no século XiX? Supondo que a preferência seja o nórdico atual (mais magro, rosto afilado), não seria de se esperar que os pintores as pintasse da maneira que são hoje e não como eram antes?

Ao final, não foi o elemento cultural que definiu o padrão, e esse elemento simplesmente mudou? Me parece meio óbvio.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 21 de Novembro de 2011, 23:17:22
Cheinhas quanto? Nas obras de grandes artistas do período se via mulheres cheinhas, mas nada que não fosse ser considerado atraente hoje por pessoas normais.

(http://blog.otel.com/wp-content/uploads/2010/06/liberte.jpg)

O problema é que hoje quem dita o padrão de moda não são pessoas normais, esses corpos esqueléticos de modelos não são tão populares entre os homens.

Meio guerreira essa não?

(http://images.uncyc.org/commons/a/ad/O-renascimento-na-idade-modern.jpg)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 23:17:57
Citação de: Agnóstico
Supondo que a preferência seja o nórdico atual (mais magro, rosto afilado),

Quer dizer então que não existem nórdicos gordos ou de rosto cheio?

Isso para mim é novidade.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 21 de Novembro de 2011, 23:20:34
A monalisa era bonita?

(http://1.bp.blogspot.com/_vbpfK-nv-rk/TThHyKyyoVI/AAAAAAAAALM/ZSl3UlY7GVM/s400/MonaLisa_sfumato.jpg)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 21 de Novembro de 2011, 23:21:27
Citação de: Agnóstico
Supondo que a preferência seja o nórdico atual (mais magro, rosto afilado),

Quer dizer então que não existem nórdicos gordos ou de rosto cheio?

Isso para mim é novidade.

Nórdicos gordos são padrões de beleza atual? não me recordo de ver sequer uma gordinha em todos os exemplos colocados.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: uiliníli em 21 de Novembro de 2011, 23:21:53
A monalisa era bonita?

Eu pegava fácil.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 21 de Novembro de 2011, 23:25:14
Cara, este tópico parece mais uma "conversa" de bêbados ou de surdos-mudos (e sem uso de sinais com a mão!).

 :lol:
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 23:29:37
A monalisa era bonita?

(http://1.bp.blogspot.com/_vbpfK-nv-rk/TThHyKyyoVI/AAAAAAAAALM/ZSl3UlY7GVM/s400/MonaLisa_sfumato.jpg)

Não tanto quanto uma deusa (Vênus):

(http://internix.hdfree.com.br/Botticelli_The_Birth_of_Venus_Detail.jpg)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Rocky Joe em 21 de Novembro de 2011, 23:30:41
Citação de: DDV
E as figuras de computação gráfica, com imagens realistas e sem estilização? Como você as explica?

Não sei de quais figuras você está falando, mas pode ser que os japoneses realmente achem mais bonitos olhos maiores. Quis dizer antes que acho precipitado julgar o gosto deles pelos olhos em mangás - há motivos para eles serem assim, não é apenas "porque olhos grandes são mais bonitos". Além de ser algo restrito a uma parcela da população (se não me engano, videogame e animes não é lá coisa muito bem vista na sociedade japonesa).

Citação de: DDV
1- A beleza é algo totalmente relativo, ou existem padrões de beleza universais ou próximos disso?

2- Caso existam padrões de beleza preferidos pela grande maioria, esse padrão é determinado pela cultura ou as pessoas tendem a preferí-los independente de cultura, etnia e outros fatores?

Na minha opinião de leigo desinformado, os "padrões de beleza universais" tem fator primordial - um rosto assimétrico é feio em qualquer cultura, por exemplo. Mas a partir daí, tudo vale. Ce não acha que rappers nos EUA, cheios dos cordões de ouro, não poderiam ser vistos como belos pelas mulheres negras, em detrimento de qualquer dinamarquês ou sueco que apareça no pedaço, pelo seu status e por fazerem parte do mesmo grupo?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 23:31:17
Cara, este tópico parece mais uma "conversa" de bêbados ou de surdos-mudos (e sem uso de sinais com a mão!).

 :lol:

É verdade, mas há 2 foristas que estão se esforçando acima da média para tal.  :)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 23:33:22
Citação de: Martuchelli
videogame e animes não é lá coisa muito bem vista na sociedade japonesa.

Sério???? Pois parece ser o contrário.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 21 de Novembro de 2011, 23:34:47
Cara, este tópico parece mais uma "conversa" de bêbados ou de surdos-mudos (e sem uso de sinais com a mão!).

 :lol:
É verdade, mas há 2 foristas que estão se esforçando acima da média para tal.  :)

Só 2? ::)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 21 de Novembro de 2011, 23:36:30
Citação de: Martuchelli
Ce não acha que rappers nos EUA, cheios dos cordões de ouro, não poderiam ser vistos como belos pelas mulheres negras, em detrimento de qualquer dinamarquês ou sueco que apareça no pedaço, pelo seu status e por fazerem parte do mesmo grupo?

A aparência masculina não é um fator tão primordial nas escolhas femininas quanto é nas masculinas. Para as mulheres, o status e perfil psicológico do homem têm mais peso.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: uiliníli em 21 de Novembro de 2011, 23:48:32
Lembrando que a relação entre beleza percebida e atração é meio complexa ainda, lembram deste tópico (http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=25655.msg641130#msg641130) sobre a quantidade de atenção que mulheres recebiam em um site de relacionamentos?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 21 de Novembro de 2011, 23:57:20
(http://www.galeria.cluny.com.br/d/942-2/13+Mulher+Nua+em+frente+ao+Espelho.jpg)

(http://www.oilpainting.ws/UPLOAD/Old-Master/LEonardo-da-vinci/LEonardo-da-vinci-painting-LVinci11.jpg)
(http://ifuni.com/uploads/posts/2011-04/1302038817_leonardo_davinciart48.jpg)
(http://www.paintinghere.com/UploadPic/Michelangelo%20Buonarroti/big/Genesis%20The%20Fall%20and%20Expulsion%20from%20Paradise%20The%20Original%20Sin.jpg)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Novembro de 2011, 00:01:06
Os defensores de instintos que buscam por nórdicos platônicos desde mais ou menos o pleistoceno mas não anteriores a separação dos chimpanzés ficaram quietinhos...
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 22 de Novembro de 2011, 00:02:07

Eu não sei exatemente tudo que ele afirma e quais os limites (a maior parte vi no blog dele ou outros blogs há algum tempo, ao longo dos anos), mas isso não é espantalho, mas meramente decorrência da hipótese de haver uma preferência universal por esses traços, que talvez não seja o que ele defende nesse artigo, uma tendência universal (embora algumas vezes eu tenha essa impressão, se não me engano parte do mecanismo teria até infanticídio diferencial por selecionar esses caracteres/poupar bebês com esses caracteres), mas algo mais "fraco", "histórico" e específico para as freqüências desses traços em parte da Europa, mas de qualquer forma ao menos aqui está sendo colocada uma versão mais "forte" da afirmação.


Mas supondo verdadeira a afirmação que esses traços ''mais claros'' tenham surgido como forma de proporcionar vantagens reprodutivas para as fêmeas humanas que os portavam em meio a uma população de pele escura, não seria sensato pensar que eles poderiam agir da mesma forma sobre quase todas as populações humanas (que são predominantemente mais escuras)?

Não é "onde quer que haja seleção sexual", mas onde quer que houvesse disponibilidade de pele, olhos e cabelos mais claros, estes deveriam ser preferidos, ser selecionados. E não há disponibilidade só Europa, não havendo gradações fora.


Mas mesmo que esses caracteres existam fora da Europa, seriam em número significativo(como no Norte Europeu) a ponto de influenciar decisivamente a seleção sexual de outras regiões? Note que segundo Frost as principais razões desses caracteres terem proporcionado vantagens reprodutivas as fêmeas que os portavam são a grande disparidade populacional existente no norte e leste da Europa durante o Pleistoceno e consequentemente a relativa inexistência de poligamia entre essas populações, o que forçou os homens a serem mais ''exigentes'' em relação a quais genes passariam aos seus descendentes. Especular que esse tipo de seleção sexual poderia ter existido em lugares que possuíam condições diferentes das norte-europeias é extrapolar o limite do que está sendo discutido.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 22 de Novembro de 2011, 00:02:38
Os defensores de instintos que buscam por nórdicos platônicos desde mais ou menos o pleistoceno mas não anteriores a separação dos chimpanzés ficaram quietinhos...

Acho que não...
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 22 de Novembro de 2011, 00:03:26
Aliás essa sua afirmação de ''nórdicos platônicos'' não passa de um espantalho.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Novembro de 2011, 00:06:38
Aliás essa sua afirmação de ''nórdicos platônicos'' não passa de um espantalho.

Desculpe, não quis ofender. Como descreveria uma preferência por padrões nórdicos antes mesmo destes existirem nos nórdicos propriamente ditos? Porque apenas "nórdicos" dá um pouco a entender que eles podem ter sido usados como "referência", que são eles próprios o alvo, e não produto de um ideal instintivo anterior a eles mesmos, e que criaria fenótipos nórdicos onde quer que fosse possível -- não é isso que está sendo defendido? Por que "platônico" faz disso um espantalho? A mim parece que descreve bem.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Rocky Joe em 22 de Novembro de 2011, 00:13:01
Citação de: Martuchelli
videogame e animes não é lá coisa muito bem vista na sociedade japonesa.

Sério???? Pois parece ser o contrário.

Sim. Não é mais bem visto do que aqui, por exemplo - mas não sei o quanto pior é.

Temos um japonês no fórum, né? Seria bom se ele aparecesse para nos informar e adicionar à nossa cultura (inútil?).  :lol:

Edit: fiz uma digressão boba, reli, e deletei...  :biglol:
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 22 de Novembro de 2011, 00:18:05
Desculpe, não quis ofender.

Não seja por isso. ::)

Como descreveria uma preferência por padrões nórdicos antes mesmo destes existirem nos nórdicos propriamente ditos? Porque apenas "nórdicos" dá um pouco a entender que eles podem ter sido usados como "referência", que são eles próprios o alvo, e não produto de um ideal instintivo anterior a eles mesmos, e que criaria fenótipos nórdicos onde quer que fosse possível -- não é isso que está sendo defendido? Por que "platônico" faz disso um espantalho? A mim parece que descreve bem.

O que está sendo afirmado é que padrões físicos que estamos chamando ''nórdicos'', surgiram como fator de seleção sexual no norte e leste da Europa em meio a uma população de pele escura e em circunstancias específicas, isso pode ter resultado no fato de que as pessoas que herdaram esses traços tendem a ser vistas como mais bonitas na maioria das sociedades. Você que está fazendo extrapolações das afirmações iniciais para outros sentidos. Entendeu porque digo ser um espantalho?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Barata Tenno em 22 de Novembro de 2011, 00:19:54
Não entendi a duvida. A questão é se animes e mangas são bem vistos na soviedade japonesa? Bem vistos por quem?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Rocky Joe em 22 de Novembro de 2011, 00:25:09
Não entendi a duvida. A questão é se animes e mangas são bem vistos na soviedade japonesa? Bem vistos por quem?

É. Se os mangás, jogos, e seus fãs, são bem vistos ou não. Se há preconceito, se é coisa de nerd gordo, se é lazer inútil, e não um lazer que não há vergonha de se dizer que tem, como golf. Por quem... hmm... pela maior parte das pessoas?

E você acha que japoneses acham olhos ocidentais mais belos do que os orientais?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Barata Tenno em 22 de Novembro de 2011, 00:37:05
Mangás, animês e jogos são consumidos por todas as camadas sociais, todas as faixas etarias e todos os generos. Existem mangas para idosos, para gays, para fans de carro, golfe, tenis, trens... Etc, etc, etc. Até classicos são lançados em mangás, como O Capital, Metamorfose, Crime e Castigo. Tem até faculdade de mangá e anime. Não sobra muita gente pra falar mal.

Sobre a beleza, filmes pornograficos com ocidentais não fazem muito sucesso no Japão, pele bronzeada não é um atrativo popular e homens amdroginos fazem bastante sucesso. Tirem suas conclusões.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Rocky Joe em 22 de Novembro de 2011, 00:44:07
Mangás, animês e jogos são consumidos por todas as camadas sociais, todas as faixas etarias e todos os generos. Existem mangas para idosos, para gays, para fans de carro, golfe, tenis, trens... Etc, etc, etc. Até classicos são lançados em mangás, como O Capital, Metamorfose, Crime e Castigo. Tem até faculdade de mangá e anime. Não sobra muita gente pra falar mal.

Sobre a beleza, filmes pornograficos com ocidentais não fazem muito sucesso no Japão, pele bronzeada não é um atrativo popular e homens amdroginos fazem bastante sucesso. Tirem suas conclusões.

Obrigado pela resposta. Tinha a impressão de ser o contrário (quanto a recepção dos mangás)...

Homens andróginos... é, essa é uma coisa curiosa e certamente não muito nórdica. Outra coisa curiosa é que enquanto aqui o lesbianismo é atraente (quero dizer; há muitos que tem fetiches com lésbicas se pegando), o homossexualismo aí parece ser atraente também. Existem mangás de homens andróginos se pegando, afinal de contas ("yaoi", se não me engano)...  :lol:
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Novembro de 2011, 00:45:46

Eu não sei exatemente tudo que ele afirma e quais os limites (a maior parte vi no blog dele ou outros blogs há algum tempo, ao longo dos anos), mas isso não é espantalho, mas meramente decorrência da hipótese de haver uma preferência universal por esses traços, que talvez não seja o que ele defende nesse artigo, uma tendência universal (embora algumas vezes eu tenha essa impressão, se não me engano parte do mecanismo teria até infanticídio diferencial por selecionar esses caracteres/poupar bebês com esses caracteres), mas algo mais "fraco", "histórico" e específico para as freqüências desses traços em parte da Europa, mas de qualquer forma ao menos aqui está sendo colocada uma versão mais "forte" da afirmação.


Mas supondo verdadeira a afirmação que esses traços ''mais claros'' tenham surgido como forma de proporcionar vantagens reprodutivas para as fêmeas humanas que os portavam em meio a uma população de pele escura, não seria sensato pensar que eles poderiam agir da mesma forma sobre quase todas as populações humanas (que são predominantemente mais escuras)?

Eu estou meio perdido sobre onde quer chegar. Ao que me parece o diálogo foi mais ou menos esse:

BB: a teoria diz que X
TMAG: não, isso é espantalho, Frost não diz que X
BB: talvez não diga, algumas vezes parece que sim, mas de qualquer forma aqui dizem X. X de qualquer forma parece improvável.
TMAG: Mas se Y, por que não X?

O que antes era espantalho/exagero de repente é defendido?

De qualquer forma, o final do mesmo post tem a resposta a essa pergunta:

Eu acho isso perfeitamente plausível, mas não implica numa preferência universal por traços "nórdicos", e fica mais parcimonioso de se aceitar se em vez disso ainda temos como complemento ou carro principal a teoria mais aceita de pele clara como mecanismo de evitar déficit de vitamina D e padrões de beleza provenientes de médias locais em vez de uma busca por uma nordicidade platônica.

"Poderia"/talvez pudesse ocorrer se houvesse essa preferência universal por esses caracteres, mas isso não prova essa existência. Talvez essa ocorrência se deva a fatores históricos além da competição de mulheres por homens, como colorações "iniciais" já mais claras (talvez praticamente tão claras quanto, apenas faltando cabelos loiros, por exemplo), ditando um padrão de beleza não tão distante de colorações um pouco mais claras. Talvez uma outra instância tenha sido o desengate da seleção por cabelos bem pretos e ultra-lisos dos asiáticos, por exemplo, que diga-se de passagem, provavelmente viveram também sob condições similares às que são colocadas como causadoras (não sei quanto a evidências sobre haverem muito mais mulheres, o que acho que é meio duvidoso para começar).

Em vez de terem "convergido" para nórdicos, o padrão que vira alvo de seleção sexual é oriundo de variáveis da variabilidade local.





Não é "onde quer que haja seleção sexual", mas onde quer que houvesse disponibilidade de pele, olhos e cabelos mais claros, estes deveriam ser preferidos, ser selecionados. E não há disponibilidade só Europa, não havendo gradações fora.


Mas mesmo que esses caracteres existam fora da Europa, seriam em número significativo(como no Norte Europeu) a ponto de influenciar decisivamente a seleção sexual de outras regiões? Note que segundo Frost as principais razões desses caracteres terem proporcionado vantagens reprodutivas as fêmeas que os portavam são a grande disparidade populacional existente no norte e leste da Europa durante o Pleistoceno e consequentemente a relativa inexistência de poligamia entre essas populações, o que forçou os homens a serem mais ''exigentes'' em relação a quais genes passariam aos seus descendentes. Especular que esse tipo de seleção sexual poderia ter existido em lugares que possuíam condições diferentes das norte-europeias é extrapolar o limite do que está sendo discutido.

Eu não sei, a princípio não me parece exagerado supor que, se há uma tendência a preferir peles, cabelos e olhos sempre mais claros, então mesmo onde não há as condições ideais para essa seleção numa condição tão extrema como a dos nórdicos, em longo prazo todos fossem no mínimo tão pouco escuros quanto os khoisan pelo menos. Na Europa o que houve foi uma seleção muito rápida disso, em outras localidades poderia ter sido consideravelmente mais gradual. Parece intuitivamente um pouco estranho que possam haver pessoas tão negras quanto os sudaneses e outros africanos de peles mais escuras se há essa preferência universal para o extremo oposto. Eu não acho que competição masculina a partir da poliginia explique isso porque, se os homens têm mulheres de sobra poderiam também ir escolhendo sempre as menos escuras. Ao mesmo tempo em contato com tribos/povos com mulheres de pele consideravelmente mais clara eu acho que não seria incoerente supor que a assimilação de algumas mulheres fosse então conduzindo a um progressivo clareamento -- lembrando que esses genes teriam vantagem reprodutiva, não precisa haver uma substituição completa da população feminina. Aqui, mesmo que não se considere como fator principal toda a coisa de status, isso não deveria deixar de agir de qualquer maneira, apenas reforçaria essa suposta tendência natural. As de pele um pouco mais clara seriam mais desejadas e teriam maior sucesso reprodutivo. Quem pudesse iria até arranjar algum problema indo atrás delas.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Novembro de 2011, 01:17:10
Desculpe, não quis ofender.

Não seja por isso. ::)

Como descreveria uma preferência por padrões nórdicos antes mesmo destes existirem nos nórdicos propriamente ditos? Porque apenas "nórdicos" dá um pouco a entender que eles podem ter sido usados como "referência", que são eles próprios o alvo, e não produto de um ideal instintivo anterior a eles mesmos, e que criaria fenótipos nórdicos onde quer que fosse possível -- não é isso que está sendo defendido? Por que "platônico" faz disso um espantalho? A mim parece que descreve bem.

O que está sendo afirmado é que padrões físicos que estamos chamando ''nórdicos'', surgiram como fator de seleção sexual no norte e leste da Europa em meio a uma população de pele escura e em circunstancias específicas, isso pode ter resultado no fato de que as pessoas que herdaram esses traços tendem a ser vistas como mais bonitas na maioria das sociedades. Você que está fazendo extrapolações das afirmações iniciais para outros sentidos. Entendeu porque digo ser um espantalho?

Não há extrapoção alguma.

Simplesmente não há conexão causal entre os "fatos" aí, sem que haja isso que você diz ser um espantalho.

Não é possível que meramente do surgimento dos "traços nórdicos" por seleção natural/sexual no norte e leste da Europa resulte numa tendência às "pessoas que herdaram esses traços tendem a ser vistas como mais bonitas na maioria das sociedades".

Pode bem ser dado como fato que há essa preferência, mas isso não poderia de modo algum decorrer meramente de que esses traços evoluíram. Ou há influência cultural, que é descartada, ou se assume uma preferência instintiva universal (que seria o espantalho, pelo que estou entendendo).

Da mesma forma que a evolução da tolerância à lactose em algumas populações não fará com que os adultos em todo o mundo tendam a gostar de iogurte. Eles podem já gostar por ser meio inerente a gostar de leite quando bebês, ou podem vir a gostar por contato e assimilação cultural. De outra forma, seria "evolução telecinética".
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Novembro de 2011, 01:26:34
Citar
[...]
You might expect that Caucasians would prefer the average Caucasian face and Japanese would prefer the Japanese face. But the results found by Rhodes' team were rather different. They presented cards with each of these images (sorted in a random order) to Caucasian college students. They asked the participants to select the the most attractive card from the stack and rate it for attractiveness on a scale of 1 to 10. The process was repeated until all cards were rated. Here's a summary of the results:

(http://scienceblogs.com/cognitivedaily/upload/images/facerace.gif)

Rhodes and her team speculated that the preference for composite race faces may be related to health. People of mixed-race ancestry do appear to have a larger variety of genes, and on the the other end of the scale, when close relatives have children together, they are susceptible to a variety of ailments. In a separate experiment, the team examined not only composite faces, but also faces of Eurasian people (adult children of one Asian parent and one Caucasian parent). Again, participants were asked to rate the faces for attractiveness, but they also rated the faces for how "healthy" they appeared. Here are the results for male faces.

(http://scienceblogs.com/cognitivedaily/upload/images/facehealth.gif)

[...]

http://scienceblogs.com/cognitivedaily/2005/09/perceiving_attractiveness_does.php





Apêndice:

(http://www.justjohnnywebster.com/wp-content/uploads/2010/02/kristin-kreuk1.jpg)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Novembro de 2011, 01:28:02
É um pássaro? É um avião? Não, é o SUPER-CAUCASIANO.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Novembro de 2011, 01:55:37
Esses estudos em certos fóruns são todos criticados como sendo "propaganda", em alguns casos fazem questão de mencionar que a autora é judia.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Aronax em 22 de Novembro de 2011, 12:41:32
Considero toda preferencia seja de paladar, audição (musicas), visão (bonito/feio), tato (frio/quente), como preferencias subjetivas, de cada individuo...não temos como dizer que tal ou qual prato de comida é bom... da mesma forma preferencias estéticas....da mesma forma que preferir uma mulher/homem magrela ossuda, ou gordinha.....é subjetivo....é de cada individuo.....
Assim a estética tipica de cada etnia.....prefiro o cabelo das japonesas no lugar das negras...mas isto é preferencia subjetiva...tem quem prefira o contrário....
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Novembro de 2011, 13:27:32
(http://www.geekologie.com/2011/02/10/average-faces-full.jpg)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 22 de Novembro de 2011, 18:45:28
Ue segundo o barata japoneses preferem ver filmes pornô com japonesas e não com musas genéticas nórdicas.  Talvez japonesas entrem na ampla definição de nórdica do DDv. 

Se não esta refutado.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: uiliníli em 22 de Novembro de 2011, 19:05:26
Ue segundo o barata japoneses preferem ver filmes pornô com japonesas e não com musas genéticas nórdicas.  Talvez japonesas entrem na ampla definição de nórdica do DDv. 

Se não esta refutado.

É que nos filmes pornográficos ocidentais raramente há protagonistas com tentáculos.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 22 de Novembro de 2011, 19:13:34
(http://www.galeria.cluny.com.br/d/942-2/13+Mulher+Nua+em+frente+ao+Espelho.jpg)

(http://www.oilpainting.ws/UPLOAD/Old-Master/LEonardo-da-vinci/LEonardo-da-vinci-painting-LVinci11.jpg)
(http://ifuni.com/uploads/posts/2011-04/1302038817_leonardo_davinciart48.jpg)
(http://www.paintinghere.com/UploadPic/Michelangelo%20Buonarroti/big/Genesis%20The%20Fall%20and%20Expulsion%20from%20Paradise%20The%20Original%20Sin.jpg)

Agnóstico, há muitos quadros que são apenas retratos de mulheres reais, não quer dizer nada sobre preferência estética. A Eva do último quadro tem corpo masculino e a pintura foi feita por um gay... preciso dizer algo? Notou que a cor do cabelo do Adão?
A mulher do segundo quadro provavelmente é uma mulher real retratada, e não uma livre criação. Já as madonas não eram expressas em maneira sexual, simbolizam mais as mães e uma alusão à Virgem Maria.


 
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Mr."A" em 22 de Novembro de 2011, 19:23:31
será que se os negros fossem em sua maioria da classe de milionários, eles não seriam mais bem vistos e apareceriam mais como belos? Acho que pode haver sim um naco de racismo em gostos estéticos - mas não um racismo cruel, planejado.
Acho que existe uma diferença entre beleza contemplativa e atração física. Quando eu tinha 15 anos, tinha uma colega que todos - homens e mulheres, homos, hetros e bis, absolutamente todos - se referiam a ela como uma menina bonita ou como uma das mais bonitas da escola. Eu, àquela época, já estranhava demais e, hoje, entendo que aquilo não era mais do que um padrão de beleza cristalizado, já que ela era branca, tinha o cabelo liso e as bochechas rosadas - como se fosse uma "bonequinha", por assim dizer; uma raridade numa escola pública localizada numa periferia baiana. Então, quando se trata de algo muito cristalizado e pouco passível de relativização, creio que há sim uma correlação "classe dominante - beleza". Quando há a possibilidade de uma divergência de opinião, creio que essa correlação talvez acentue as coisas, mas não as determina.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 22 de Novembro de 2011, 19:25:26
Ue segundo o barata japoneses preferem ver filmes pornô com japonesas e não com musas genéticas nórdicas.  Talvez japonesas entrem na ampla definição de nórdica do DDv. 

Se não esta refutado.

O Japão é uma das maiores indústrias da pornografia mundial (talvez seja a segunda maior). A pornografia japonesa é a mais diversificada, e a que mais incorpora fetiches e "perversões" dos mais diversos tipos (algumas até consideradas de extremo mal gosto e politicamente incorretas, como os animes envolvendo sexo com figuras infantis).

Somando o fato da  imensa produção pornográfica doméstica com esses fetichismos, é provável que os japoneses assistam menos os filmes ocidentais apenas porque têm MUITO mais produção nacional disponível e dentro dos seus gostos.   

Os japoneses têm gostos (em matéria sexual e pornográfica) diferentes dos ocidentais, eles ADORAM mulheres "quietinhas" e submissas. A cultura deles é altamente machista nesse sentido. Só isso já exclui muitos tipos de pornô que fazem sucesso no ocidente.





Martuchelli, sobre os homens andróginos o Barata referia-se apenas ao estilo, ao look dos homens (homens "metrossexuais", com alguns traços e adereços femininos), não tem relação com homossexualismo. Em animes, mangás e jogos japoneses esses homens andróginos aparecem aos montes.




 
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 22 de Novembro de 2011, 19:36:03
O que eu falei não se restringe a pornografia: em MUITAS produções "artísticas" o gosto e estilo dos japoneses diverge bastante dos ocidentais. Um exemplo são os filmes de terror: o horror japonês (também chamado J-horror) é completamente diferente do ocidental, sendo voltado mais para o psicológico, pertubador e inexplicável, enquanto o ocidental enfatiza mais a violência e o gore.

Jogos: os jogos japoneses também são diferentes. Costumam enfatizar mais a "evolução" do personagem, de suas habilidades, costumam exigir mais "trabalho" e dedicação para se ter sucesso. Já os jogos ocidentais enfatizam mais a ação, a "diversão" sem muita trabalheira e habilidades motoras.

Histórias (animes, filmes, mangás, etc): os japoneses costumam mostrar os heróis como pessoas que começaram do nada, zero á esquerda, que após MUITO sofrimento, trabalho e treinamento duro conseguem o sucesso. Já os ocidentais enfatizam mais os talentos e qualidades inatas dos heróis, que eles já possuem e precisam apenas ser descobertos, ativados ou usados.


E por aí vai.


COm tanta diferença de gostos entre os japoneses e ocidentais, dentro das artes, não é de se espantar que produções ocidentais tendam a fazer menos sucesso por si mesmas, independente dos artistas envolvidos e suas aparências físicas.





Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: N3RD em 22 de Novembro de 2011, 20:27:20
Opção 1.

I want:  :babao: (http://t0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcScu6AGQyyLQ4KEDUxcidzbdDncKJV4YX7EbKjEH8dUx-dU6NvN)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Novembro de 2011, 20:31:11
Curioso como essa discussão paralela apareceu (acho que pela segunda vez pelo menos) e até agora apesar de eu estar mais para oposição fui ao mesmo tempo o único que postou algo mais próximo de evidência científica para isso -- tendência universal a apreciarmos caracteres infantis/exaptação disso, ainda que alguns dos traços "nórdicos" sejam na direção oposta*.

* Possível razão pela qual mulheres com fenótipo mais propriamente nórdico (não apenas mulheres de pele, cabelos e olhos claros) são consideravelmente raras entre as consideradas mais belas pela maior parte da população. Isso mesmo levando em consideração que os níveis mais elevados de fenótipo nórdico são um tanto sexualmente dimórficos, as mulheres nórdicas tendendo a ser "menos nórdicas" que os homens nórdicos.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 22 de Novembro de 2011, 20:41:05
Cultura é capaz de moldar preferências estéticas desde tão cedo?

http://www.youtube.com/v/KtPCUeYvxQY
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Novembro de 2011, 20:43:35
Citação de: Martuchelli
Ce não acha que rappers nos EUA, cheios dos cordões de ouro, não poderiam ser vistos como belos pelas mulheres negras, em detrimento de qualquer dinamarquês ou sueco que apareça no pedaço, pelo seu status e por fazerem parte do mesmo grupo?

A aparência masculina não é um fator tão primordial nas escolhas femininas quanto é nas masculinas. Para as mulheres, o status e perfil psicológico do homem têm mais peso.

Na aparência racial especificamente é o contrário:

Citar
  Racial Preferences in Dating

Review of Economic Studies

We examine racial preferences in dating. We employ a Speed Dating experiment that allows us to directly observe individual decisions and thus infer whose preferences lead to racial segregation in romantic relationships. Females exhibit stronger racial preferences than males. The richness of our data further allows us to identify many determinants of same-race preferences. Subjects’ backgrounds, including the racial composition of the ZIP code where a subject grew up and the prevailing racial attitudes in a subject’s state or country of origin, strongly influence same-race preferences. Older subjects and more physically attractive subjects exhibit weaker same-race preferences.


http://blogs.discovermagazine.com/gnxp/2008/07/why-does-race-matter-for-women/


Curioso que esses dados desmentem também uma afirmação comum em círculos racistas, de a escolha por pessoas de outra raça seria coisa de baixo status. Os indivíduos mais atraentes (maior status) e mais velhos (também associado a maior status) tem preferência endoracial mais fraca.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Novembro de 2011, 20:44:47
Cultura é capaz de moldar preferências estéticas desde tão cedo?

http://www.youtube.com/v/KtPCUeYvxQY

PQP. Depois dessa você vai sugerir o quê, que crianças que nascem nos EUA sabem falar inglês automaticamente sem exposição a cultura? Pelamordedeus.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: uiliníli em 22 de Novembro de 2011, 20:45:17
Na minha opinião sim. Só o fato de terem linguagem já mostra que essas crianças já adquiriram uma bagagem considerável de cultura. E provavelmente assistem a desenhos animados na TV com príncipes e princesas loiros e de olhos azuis.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Novembro de 2011, 20:47:46
Citar
Developmental science

Three-month-olds, but not newborns, prefer own-race faces

David J. Kelly1,*, Paul C. Quinn2, Alan M. Slater3, Kang Lee4, Alan Gibson1, Michael Smith1, Liezhong Ge5, Olivier Pascalis1

Abstract

Adults are sensitive to the physical differences that define ethnic groups. However, the age at which we become sensitive to ethnic differences is currently unclear. Our study aimed to clarify this by testing newborns and young infants for sensitivity to ethnicity using a visual preference (VP) paradigm. While newborn infants demonstrated no spontaneous preference for faces from either their own- or other-ethnic groups, 3-month-old infants demonstrated a significant preference for faces from their own-ethnic group. These results suggest that preferential selectivity based on ethnic differences is not present in the first days of life, but is learned within the first 3 months of life. The findings imply that adults’ perceptions of ethnic differences are learned and derived from differences in exposure to own- versus other-race faces during early development.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Novembro de 2011, 20:51:07
Prevendo algum eventual achado de bebês negros preferindo rostos nórdicos antes dos três meses ou algo que pudesse ser interpretado nessa direção: o contrário possivelmente seria verdade também, porque os bebês nessa idade (se não me engano) simplesmente têm uma atração por tudo que é "novo", diferente, então fisionomias ou aparências diferentes do padrão a que estão acostumadas também presumivelmente teriam um efeito parecido.


Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Novembro de 2011, 20:51:54
Na minha opinião sim. Só o fato de terem linguagem já mostra que essas crianças já adquiriram uma bagagem considerável de cultura. E provavelmente assistem a desenhos animados na TV com príncipes e princesas loiros e de olhos azuis.

Quer dizer que você acha então que a criança "aprende" um idioma? Vá ler Pinker, vai, seu defensor da tábula rasa! [/DDV]
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: uiliníli em 22 de Novembro de 2011, 20:56:52
Prevendo algum eventual achado de bebês negros preferindo rostos nórdicos antes dos três meses ou algo que pudesse ser interpretado nessa direção: o contrário possivelmente seria verdade também, porque os bebês nessa idade (se não me engano) simplesmente têm uma atração por tudo que é "novo", diferente, então fisionomias ou aparências diferentes do padrão a que estão acostumadas também presumivelmente teriam um efeito parecido.

Acho que os bebês devem aprender a identificar a "raça" de seus pais e a partir daí preferir membros dessa mesma "raça", que poderiam corresponder a parentes mais próximos e membros da mesma tribo, que se preocupariam mais em protegê-los.


Citar
E ainda na mesma linha, os bebês preferem rostos de mulheres de todas as raças também.

Mulher dá leite, eles devem estar pensando no almoço.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Novembro de 2011, 21:01:16
Prevendo algum eventual achado de bebês negros preferindo rostos nórdicos antes dos três meses ou algo que pudesse ser interpretado nessa direção: o contrário possivelmente seria verdade também, porque os bebês nessa idade (se não me engano) simplesmente têm uma atração por tudo que é "novo", diferente, então fisionomias ou aparências diferentes do padrão a que estão acostumadas também presumivelmente teriam um efeito parecido.

Acho que os bebês devem aprender a identificar a "raça" de seus pais e a partir daí preferir membros dessa mesma "raça", que poderiam corresponder a parentes mais próximos e membros da mesma tribo, que se preocupariam mais em protegê-los.

Sem dúvida alguma. De outra forma o que se teria seria o ridículo de em cada raça ter evoluído a própria "imagem racial" num eventual "módulo/chip de identificação de raça".

Citar
Citar
E ainda na mesma linha, os bebês preferem rostos de mulheres de todas as raças também.

Mulher dá leite, eles devem estar pensando no almoço.

Eu apaguei essa afirmação porque não estou bem certo disso mesmo, lembro de já ter lido algo assim mas pode ser mais complicado, como apenas mais tarde isso ocorrer, antes a preferência ser apenas para mulheres dentro da mesma raça. De qualquer forma deve ser por aí mesmo, se bem que se não me engano também preferem rostos de outros bebês.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 22 de Novembro de 2011, 21:01:26
Cultura é capaz de moldar preferências estéticas desde tão cedo?

http://www.youtube.com/v/KtPCUeYvxQY

PQP. Depois dessa você vai sugerir o quê, que crianças que nascem nos EUA sabem falar inglês automaticamente sem exposição a cultura? Pelamordedeus.

A idéia de alguém achar subjetivamente (eu digo achar mesmo, não dizer) algo bonito ou feio apenas porque outras pessoas dizem ou porque viu muito me é bastante estranha mesmo em adultos. Em crianças então...

E nos EUA, os negros possuem uma forte identidade, orgulho e tendência a valorizar o que é da própria etnia. Até mesmo existem bonecas negras pra comprarem, bastante seriados e programas de TV com atores negros. Uma criança de 1 ano criada por negros americanos, em um bairro onde a maioria é negra torna ainda mais "estranho" o que o vídeo mostra.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: uiliníli em 22 de Novembro de 2011, 21:04:49
Existem desenhos infantis voltados para o público negro especificamente? Ou o negro é sempre o "token", o coadjuvante sem importância que está ali para o show parecer inclusivo? E nos filmes que a criança assiste, tirando aquele A Princesa e o Sapo, geralmente qual é a etnia dos protagonistas?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 22 de Novembro de 2011, 21:10:17
Existem desenhos infantis voltados para o público negro especificamente? Ou o negro é sempre o "token", o coadjuvante sem importância que está ali para o show parecer inclusivo? E nos filmes que a criança assiste, tirando aquele A Princesa e o Sapo, geralmente qual é a etnia dos protagonistas?

Seria legal se fizerem um teste igual a esse com crianças japonesas. Ajudaria a eliminar essa hipótese da dominância cultural de uma etnia.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: uiliníli em 22 de Novembro de 2011, 21:16:11
Seria legal se fizerem um teste igual a esse com crianças japonesas. Ajudaria a eliminar essa hipótese da dominância cultural de uma etnia.

Ou não.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 22 de Novembro de 2011, 21:22:14
Cultura é capaz de moldar preferências estéticas desde tão cedo?

http://www.youtube.com/v/KtPCUeYvxQY

PQP. Depois dessa você vai sugerir o quê, que crianças que nascem nos EUA sabem falar inglês automaticamente sem exposição a cultura? Pelamordedeus.

A idéia de alguém achar subjetivamente (eu digo achar mesmo, não dizer) algo bonito ou feio apenas porque outras pessoas dizem ou porque viu muito me é bastante estranha mesmo em adultos. Em crianças então...

E nos EUA, os negros possuem uma forte identidade, orgulho e tendência a valorizar o que é da própria etnia. Até mesmo existem bonecas negras pra comprarem, bastante seriados e programas de TV com atores negros. Uma criança de 1 ano criada por negros americanos, em um bairro onde a maioria é negra torna ainda mais "estranho" o que o vídeo mostra.

você tem filhos? sabe o que representa por exemplo, para uma menina de até 6 anos uma princesa da disney? isso só reforça o que disse.. poder cultural dos EUA disseminando a imagem desse padrão de beleza
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Novembro de 2011, 21:22:35
A idéia de alguém achar subjetivamente (eu digo achar mesmo, não dizer) algo bonito ou feio apenas porque outras pessoas dizem ou porque viu muito me é bastante estranha mesmo em adultos. Em crianças então...


E bem pode ser que seja um caso de "apenas dizer" mesmo. Ainda mais não sendo num experimento científico controlado mas uma reportagem de TV, onde sabe-se lá o quanto as crianças podem ter sido até diretamente solicitadas para responder assim.



Citar
E nos EUA, os negros possuem uma forte identidade, orgulho e tendência a valorizar o que é da própria etnia. Até mesmo existem bonecas negras pra comprarem, bastante seriados e programas de TV com atores negros. Uma criança de 1 ano criada por negros americanos, em um bairro onde a maioria é negra torna ainda mais "estranho" o que o vídeo mostra.

E talvez seja estranho mesmo, eu não tenho como saber se as crianças estão sendo sinceras ou respondendo o que os adultos querem que respondam. De qualquer forma, é insuficiente para dar como evidência de que elas estariam simplesmente expressando uma preferência inata por fenótipos que não são os delas. Talvez um experimento de verdade mais ou menos nessas linhas mas feito em tribos isoladas na África, na América e com os esquimós, sem que esses nunca antes tivessem visto brancos, fosse algo realmente de peso.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Novembro de 2011, 21:24:10
Existem desenhos infantis voltados para o público negro especificamente? Ou o negro é sempre o "token", o coadjuvante sem importância que está ali para o show parecer inclusivo? E nos filmes que a criança assiste, tirando aquele A Princesa e o Sapo, geralmente qual é a etnia dos protagonistas?

Seria legal se fizerem um teste igual a esse com crianças japonesas. Ajudaria a eliminar essa hipótese da dominância cultural de uma etnia.



A preferência pela mesma raça se dá com bebês euro, afro e sino-descendentes, em experimentos de verdade, até mesmo quando os bebês tem que escolher entre chineses e americanos, fenotípicamente mais próximos.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 22 de Novembro de 2011, 21:24:57
Ue segundo o barata japoneses preferem ver filmes pornô com japonesas e não com musas genéticas nórdicas.  Talvez japonesas entrem na ampla definição de nórdica do DDv. 

Se não esta refutado.

O Japão é uma das maiores indústrias da pornografia mundial (talvez seja a segunda maior). A pornografia japonesa é a mais diversificada, e a que mais incorpora fetiches e "perversões" dos mais diversos tipos (algumas até consideradas de extremo mal gosto e politicamente incorretas, como os animes envolvendo sexo com figuras infantis).

Somando o fato da  imensa produção pornográfica doméstica com esses fetichismos, é provável que os japoneses assistam menos os filmes ocidentais apenas porque têm MUITO mais produção nacional disponível e dentro dos seus gostos.   

Os japoneses têm gostos (em matéria sexual e pornográfica) diferentes dos ocidentais, eles ADORAM mulheres "quietinhas" e submissas. A cultura deles é altamente machista nesse sentido. Só isso já exclui muitos tipos de pornô que fazem sucesso no ocidente.





Martuchelli, sobre os homens andróginos o Barata referia-se apenas ao estilo, ao look dos homens (homens "metrossexuais", com alguns traços e adereços femininos), não tem relação com homossexualismo. Em animes, mangás e jogos japoneses esses homens andróginos aparecem aos montes.




 

talvez eles não tenham dinheiro para contratar putas nórdicas e fazê-las agir como gueixas.

DDV, disse há alguns posts que sua posição necessariamente iria te levar a utilizar cada vez mais ad hocs. só verificar
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Novembro de 2011, 21:25:42
Existem desenhos infantis voltados para o público negro especificamente? Ou o negro é sempre o "token", o coadjuvante sem importância que está ali para o show parecer inclusivo? E nos filmes que a criança assiste, tirando aquele A Princesa e o Sapo, geralmente qual é a etnia dos protagonistas?

No "Doug" tem até mais verdes e azuis do que negros.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 22 de Novembro de 2011, 21:26:08
Seria legal se fizerem um teste igual a esse com crianças japonesas. Ajudaria a eliminar essa hipótese da dominância cultural de uma etnia.

Ou não.

Ajudaria sim, seja apoiando ou afastando a hipótese, a não ser que o teste em si tenha resultados inconclusivos.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 22 de Novembro de 2011, 21:33:57
Existem desenhos infantis voltados para o público negro especificamente? Ou o negro é sempre o "token", o coadjuvante sem importância que está ali para o show parecer inclusivo? E nos filmes que a criança assiste, tirando aquele A Princesa e o Sapo, geralmente qual é a etnia dos protagonistas?

Seria legal se fizerem um teste igual a esse com crianças japonesas. Ajudaria a eliminar essa hipótese da dominância cultural de uma etnia.



A preferência pela mesma raça se dá com bebês euro, afro e sino-descendentes, em experimentos de verdade, até mesmo quando os bebês tem que escolher entre chineses e americanos, fenotípicamente mais próximos.

"Preferência" em que sentido? os bebês disseram que acham mais bonitos os da sua própria etnia?

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: uiliníli em 22 de Novembro de 2011, 21:34:38
Eu não quis dizer que não ajudaria, eu quis dizer que o resultado poderia não ser o que você espera: "eliminar essa hipótese de dominância cultural".

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 22 de Novembro de 2011, 21:40:26
já está óbvio que é cultural
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 22 de Novembro de 2011, 21:41:03
Ue segundo o barata japoneses preferem ver filmes pornô com japonesas e não com musas genéticas nórdicas.  Talvez japonesas entrem na ampla definição de nórdica do DDv. 

Se não esta refutado.

O Japão é uma das maiores indústrias da pornografia mundial (talvez seja a segunda maior). A pornografia japonesa é a mais diversificada, e a que mais incorpora fetiches e "perversões" dos mais diversos tipos (algumas até consideradas de extremo mal gosto e politicamente incorretas, como os animes envolvendo sexo com figuras infantis).

Somando o fato da  imensa produção pornográfica doméstica com esses fetichismos, é provável que os japoneses assistam menos os filmes ocidentais apenas porque têm MUITO mais produção nacional disponível e dentro dos seus gostos.   

Os japoneses têm gostos (em matéria sexual e pornográfica) diferentes dos ocidentais, eles ADORAM mulheres "quietinhas" e submissas. A cultura deles é altamente machista nesse sentido. Só isso já exclui muitos tipos de pornô que fazem sucesso no ocidente.





Martuchelli, sobre os homens andróginos o Barata referia-se apenas ao estilo, ao look dos homens (homens "metrossexuais", com alguns traços e adereços femininos), não tem relação com homossexualismo. Em animes, mangás e jogos japoneses esses homens andróginos aparecem aos montes.




 

talvez eles não tenham dinheiro para contratar putas nórdicas e fazê-las agir como gueixas.

DDV, disse há alguns posts que sua posição necessariamente iria te levar a utilizar cada vez mais ad hocs. só verificar

O problema é que os contra-exemplos que você tenta apresentar são quase sempre furados. Sempre têm um senão ou um porém explícito e importante que você não leva em conta. Deveria tentar garimpar melhor (Dica: procure contra-exemplos onde outras variáveis pareçam agir menos ou serem pouco importantes).

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 22 de Novembro de 2011, 21:42:20
já está óbvio que é cultural

Já está óbvio que não é.

Falei por último. Venci.   :)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 22 de Novembro de 2011, 21:49:50
Na verdade seus contra-exemplos são ad hocs.

O fato é: Japoneses não gostam de ver putas de outros países. A explicação é um ad hoc seu.
O fato é: O padrão de beleza mudou. O Ad hoc seu é inventar que gordura não importa, nem do corpo, nem do rosto.. oque importa é o nariz sueco
O fato é: Classes sociais ou subgrupos, como queira,  gostam de mulheres com padrão de beleza que não tem nada a ver com o nórdico. Seu ad hoc.. eles não podem obter essas pessoas portanto gostam só do que podem
O fato é: O padrão de beleza nórdico citado por você não tem nada de nórdico. Seu ad hoc.. não quis dizer nórdico, quis dizer um conjunto de atributos que podem parecer nórdicos mas não são nórdicos têm em todo lugar .. e tipo.. sei lá

A contra prova sua, da menina negra que se vê como branca, é o mais puro besteirol, sendo que o programa em questão fala exatamente desse paradigma branco que foi criado

etc, etc, etc..


Na verdade, é claro que a cultura é determinante. Só teimosia pura pode sustentar seu ponto
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 22 de Novembro de 2011, 21:52:03
Ue segundo o barata japoneses preferem ver filmes pornô com japonesas e não com musas genéticas nórdicas.  Talvez japonesas entrem na ampla definição de nórdica do DDv. 

Se não esta refutado.

O Japão é uma das maiores indústrias da pornografia mundial (talvez seja a segunda maior). A pornografia japonesa é a mais diversificada, e a que mais incorpora fetiches e "perversões" dos mais diversos tipos (algumas até consideradas de extremo mal gosto e politicamente incorretas, como os animes envolvendo sexo com figuras infantis).

Somando o fato da  imensa produção pornográfica doméstica com esses fetichismos, é provável que os japoneses assistam menos os filmes ocidentais apenas porque têm MUITO mais produção nacional disponível e dentro dos seus gostos.   

Os japoneses têm gostos (em matéria sexual e pornográfica) diferentes dos ocidentais, eles ADORAM mulheres "quietinhas" e submissas. A cultura deles é altamente machista nesse sentido. Só isso já exclui muitos tipos de pornô que fazem sucesso no ocidente.





Martuchelli, sobre os homens andróginos o Barata referia-se apenas ao estilo, ao look dos homens (homens "metrossexuais", com alguns traços e adereços femininos), não tem relação com homossexualismo. Em animes, mangás e jogos japoneses esses homens andróginos aparecem aos montes.




 

talvez eles não tenham dinheiro para contratar putas nórdicas e fazê-las agir como gueixas.

DDV, disse há alguns posts que sua posição necessariamente iria te levar a utilizar cada vez mais ad hocs. só verificar

O problema é que os contra-exemplos que você tenta apresentar são quase sempre furados. Sempre têm um senão ou um porém explícito e importante que você não leva em conta. Deveria tentar garimpar melhor (Dica: procure contra-exemplos onde outras variáveis pareçam agir menos ou serem pouco importantes).



O fato é: Eles não gostam. Ponto.

Alias Barata, nas revistas japonesas, existe uma profusão de musas nórdicas genéticas?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Rocky Joe em 22 de Novembro de 2011, 22:09:29
Uma hipótese ad hoc é algo lícito de se fazer. A ciência vive deles. Só que elas devem ser investigadas, e levadas a uma situação onde possam ser falsificadas.

Eu não sei se a hipótese do DDV para os japoneses preferirem pornografia caseira é a verdade. Podemos pensar em outras hipóteses ad hocs pro fenômeno: japoneses não gostam de pornografia de ocidentais porque eles ficam com inveja dos pênis maiores (não precisam se preocupar, japoneses; pênis daquele tamanho só atores pornô! :P).

Pessoalmente acho que você tá certo - acho que a idéia do DDV vai precisar de tantas hipóteses ad hocs, algumas confirmadas ou não, que vai se tornar um digno modelo ptolomaico. Eu fico com um meio termo de quem não pensou direito - "são os dois fatores" - e fecho a fatura.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 22 de Novembro de 2011, 22:11:52
Veja que interessante Elle e Marie Claire chinesas.. você pode pegar quantas quiser, a esmo, advinha o que vai dar??


(http://www.magxone.com/uploads/2009/07/Zhang-Ziyi-Elle-China-August-1.jpg)

(http://www.paulishere.com/blog/images/zina_d/zina_elle_china.jpg)

(http://www.magxone.com/uploads/2009/11/Zhou-Xun-Marie-Claire-China-1.jpg)


E advinha o que dará nas mesmas revistas Japonesas?? E porquê??
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Novembro de 2011, 22:12:04
Citar
E ainda na mesma linha, os bebês preferem rostos de mulheres de todas as raças também.

Mulher dá leite, eles devem estar pensando no almoço.

Acabo de ver que bebês que recebem cuidados do pai na maior parte do tempo preferem rostos masculinos. Que coincidência, os mesmos genes que determinam uma predisposição em bebês preferirem rostos masculinos fazem com que os pais sejam os principais a cuidar dos bebês!


Citar
Infants' differential processing of female and male faces
[PDF] from rsu.edu

JL Ramsey-Rennels… - Current Directions in …, 2006 - cdp.sagepub.com
... Research, however, shows that experience is important for face processing: Babies who have
 fathers as their primary caregivers show more interest in male faces than in female faces (Quinn
 et al
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 22 de Novembro de 2011, 22:13:58
Uma hipótese ad hoc é algo lícito de se fazer. A ciência vive deles. Só que elas devem ser investigadas, e levadas a uma situação onde possam ser falsificadas.

Eu não sei se a hipótese do DDV para os japoneses preferirem pornografia caseira é a verdade. Podemos pensar em outras hipóteses ad hocs pro fenômeno: japoneses não gostam de pornografia de ocidentais porque eles ficam com inveja dos pênis maiores (não precisam se preocupar, japoneses; pênis daquele tamanho só atores pornô! :P).

Pessoalmente acho que você tá certo - acho que a idéia do DDV vai precisar de tantas hipóteses ad hocs, algumas confirmadas ou não, que vai se tornar um digno modelo ptolomaico. Eu fico com um meio termo de quem não pensou direito - "são os dois fatores" - e fecho a fatura.

Sobre ad hocs, veja a visão do DDV em um texto MUITO bom

http://clubecetico.org/forum/index.php/topic,16394.msg330186.html#msg330186
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 22 de Novembro de 2011, 22:16:54
Essa discussão está MUITO longe de ser um debate científico rigoroso, mas o Agnóstico é muito descuidado com os contra-exemplos e argumentos que tentar trazer. Poderia ser melhor.

Já o Buckaroo fica tentando "parodiar" tudo (recorrendo a muitas analogias absurdas) e escreve de forma confusa. Isso é ruim porque faz os leitores se cansarem ou "desconfiarem" da honestidade dele no debate mesmo que ele esteja certo e esteja sendo sério e honesto.

Como disse Júlio César, não basta ser honesto, é necessário também parecer honesto.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Novembro de 2011, 22:18:22
Veja que interessante Elle e Marie Claire chinesas.. você pode pegar quantas quiser, a esmo, advinha o que vai dar??


Eu vi no entanto uma vez o resumo de um artigo que dizia que há desproporcionalmente mais pessoas européias em anúncios asiáticos, o artigo tentava sustentar que isso se deveria a uma preferência universal por traços europeus. Mas acho que isso é mais caso simplesmente de domínio econômica/globalização. Possivelmente até devem aparecer mais negros desproporcionalmente ao presente na população, mesmo em países pouco se lixando com cotas e político-corretismo, ainda com que muito mais raramente. Simplesmente porque usam anúncios "enlatados" e até mesmo fotografias "stock" existirão em uma maior diversidade de cenas tendo europeus como os modelos mais comuns. Sem falar que, mesmo que se possa concluir que isso não faz parte da explicação, que ela se dá por preferência real, ainda não basta para demonstrar a conclusão pretendida (a mesma aqui), de um padrão inato universal em vez de algo produto da cultura.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 22 de Novembro de 2011, 22:18:35
Essa discussão está MUITO longe de ser um debate científico rigoroso, mas o Agnóstico é muito descuidado com os contra-exemplos e argumentos que tentar trazer. Poderia ser melhor.

Já o Buckaroo fica tentando "parodiar" tudo (recorrendo a muitas analogias absurdas) e escreve de forma confusa. Isso é ruim porque faz os leitores se cansarem ou "desconfiarem" da honestidade dele no debate mesmo que ele esteja certo e esteja sendo sério e honesto.

Como disse Júlio César, não basta ser honesto, é necessário também parecer honesto.

Você está sendo muito rigoroso??? Onde meu contra-exemplo não foi rigoroso?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Rocky Joe em 22 de Novembro de 2011, 22:21:58
Uma hipótese ad hoc é algo lícito de se fazer. A ciência vive deles. Só que elas devem ser investigadas, e levadas a uma situação onde possam ser falsificadas.

Eu não sei se a hipótese do DDV para os japoneses preferirem pornografia caseira é a verdade. Podemos pensar em outras hipóteses ad hocs pro fenômeno: japoneses não gostam de pornografia de ocidentais porque eles ficam com inveja dos pênis maiores (não precisam se preocupar, japoneses; pênis daquele tamanho só atores pornô! :P).

Pessoalmente acho que você tá certo - acho que a idéia do DDV vai precisar de tantas hipóteses ad hocs, algumas confirmadas ou não, que vai se tornar um digno modelo ptolomaico. Eu fico com um meio termo de quem não pensou direito - "são os dois fatores" - e fecho a fatura.

Sobre ad hocs, veja a visão do DDV em um texto MUITO bom

http://clubecetico.org/forum/index.php/topic,16394.msg330186.html#msg330186

Valeu pela dica. Lerei mais tarde.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 22 de Novembro de 2011, 22:25:13
Veja que interessante Elle e Marie Claire chinesas.. você pode pegar quantas quiser, a esmo, advinha o que vai dar??


Eu vi no entanto uma vez o resumo de um artigo que dizia que há desproporcionalmente mais pessoas européias em anúncios asiáticos, o artigo tentava sustentar que isso se deveria a uma preferência universal por traços europeus. Mas acho que isso é mais caso simplesmente de domínio econômica/globalização. Possivelmente até devem aparecer mais negros desproporcionalmente ao presente na população, mesmo em países pouco se lixando com cotas e político-corretismo, ainda com que muito mais raramente. Simplesmente porque usam anúncios "enlatados" e até mesmo fotografias "stock" existirão em uma maior diversidade de cenas tendo europeus como os modelos mais comuns. Sem falar que, mesmo que se possa concluir que isso não faz parte da explicação, que ela se dá por preferência real, ainda não basta para demonstrar a conclusão pretendida (a mesma aqui), de um padrão inato universal em vez de algo produto da cultura.

Buck, veja as de taiwan também

(http://art8amby.files.wordpress.com/2011/06/marie-claire-taiwan-jun-2011.jpg)
(http://media.onsugar.com/files/2010/09/36/3/346/3463885/9ca967c0d78d0eb8_linchiling_marieclaire_sept2010.jpg)
(http://media.onsugar.com/files/2010/05/18/2/346/3463885/8ad2555fb27ca28e_jaychou_marieclaire_tw_may2010.jpg)


As M.C e as Elles que vi de China e Taiwan são absolutamente voltadas a modelos orientais.. salvo um pequeno percentual e normalmente com pessoas famosas

As do Japão não.. deve ter uma profusão 60% ocidentais e 40% japonesas, justamente em um país com um dominio cultural americano absurdo


India?? Advinha, uns 70% indianas (isso porque peguei a versão ingles)

(http://www.magxone.com/uploads/2009/11/Vidya-Balan-Marie-Claire-India-1.jpg)

É claro que vai ter em todas elas musas européias (lembrando que EUA é um país predominantemente alemão)... simplesmente porque o poder americano cultural é imenso..


DDV refutado
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 22 de Novembro de 2011, 22:30:27
Se eu pegar uma revista NACIONAL, acho que mesmo no Japão a coisa se inverte.

Vamos ver o que o Barata tem a dizer

abaixo busca para M.C Korea

http://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&cp=17&gs_id=26&xhr=t&q=marie+claire+taiwan&gs_sm=&gs_upl=&bav=on.2,or.r_gc.r_pw.r_cp.,cf.osb&biw=1366&bih=643&um=1&ie=UTF-8&tbm=isch&source=og&sa=N&tab=wi#um=1&hl=pt-BR&tbm=isch&sa=1&q=marie+claire+korea&pbx=1&oq=marie+claire+korea&aq=f&aqi=g-L1&aql=&gs_sm=e&gs_upl=144051l144802l4l145095l5l5l0l3l3l1l265l484l2-2l2l0&bav=on.2,or.r_gc.r_pw.,cf.osb&fp=bab35f54f566ef72&biw=1366&bih=643

DDV refutado 2
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Novembro de 2011, 22:33:46
O que eu disse de confuso?

Seria simplesmente a idéia geral, de provavelmente a realidade não ser nenhuma dos extremos, nem "é tudo relativo" nem "todos preferem instintivamente o fenótipo nórdico"?

Uma analogia que me parece pouco provável de poder causar alguma confusão talvez seja a usada pelo Aronax, com apetite. Não é como se houvesse algo como uma preferência inata pela cozinha italiana em toda a humanidade, ainda que o gosto por essa possa ser muito comum, talvez até a preferência universal. Nem é tudo relativo a ponto de que poderíamos preferir os piores sabores e sentir repulsa aos melhores, sentir pelo azedo algo parecido com o que sentimos pelo doce e vice-versa. Há sim bases biológicas a partir da qual o nosso paladar se desenvolve, mas ao mesmo tempo há variáveis culturais muito importantes, que poderiam resultar até numa "supremacia" da cozinha italiana, mas ao mesmo tempo gente que simplesmente considera queijo algo nojento, e gente que considere lesmas como guloseimas.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 22 de Novembro de 2011, 22:34:19
Se postar imagens da Marie Claire refuta alguém como o Agnóstico diz:

Marie Claire Índia:

(http://www.highheelconfidential.com/wp-content/uploads/2010/02/barbara-mori-marie-claire-feb-2009-chanel.jpg)

(http://www.celebdirtylaundry.com/wp-content/uploads/Paris-Hilton-Marie-Claire-India-October-2011.jpg)

(http://www.magxone.com/uploads/2010/06/Taylor-Swift-Marie-Claire-Cover.jpg)

Marie Claire Japão:

(http://www.jeffreycampbellshoes.com/wp-content/uploads/2008/10/mc.jpg)

(http://img172.imagevenue.com/loc504/th_64849_0195_122_504lo.jpg)

(http://www.magxone.com/uploads/2009/04/angela-lindvall-elle-japan-may-1.jpg)

Agnóstico refutado
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 22 de Novembro de 2011, 22:38:42
Citação de: Agnóstico
India?? Advinha, uns 70% indianas (isso porque peguei a versão ingles)

Você leu a reportagem postada por uilinilli sobre a intensa idolatria indiana por pele clara? Você considerou que boa parte da população indiana tem origem étnica indo-européia, e talvez (conincidentemente) as capas das revistas de lá estampem mais pessoas com traços indo-europeus do que de outras etnias?

O caso da ìndia você podérá alegar que é devido ao domínio cultural dos indo-europeus. É por isso que considero o Japão o melhor objeto de pesquisa para essa questão, hoje, dado que os japoneses são ricos, produzem muita cultura e são orgulhosos de si mesmos.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 22 de Novembro de 2011, 22:39:55
O que eu disse de confuso?

Seria simplesmente a idéia geral, de provavelmente a realidade não ser nenhuma dos extremos, nem "é tudo relativo" nem "todos preferem instintivamente o fenótipo nórdico"?


Não sei se você reparou, mas em meus posts em páginas anteriores em afirmei que haviam tendências a se considerar o fenótipo nórdico mais bonito e você extrapolava minhas informações como seu eu estivesse dizendo que TODAS as pessoas em TODOS os lugares do mundo veem o fenótipo que associamos aos nórdicos como mais bonito, algo como se fossem ''deuses''.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 22 de Novembro de 2011, 22:40:15
Note o que eu disse...

1- Você verá pessoas famosas... O poder cultural é forte
2- No caso da MC India, a capa é em Inglês
3- Capas em idioma China/Taiwan/Korea são predominantemente com pessoas do PRÓPRIO país
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 22 de Novembro de 2011, 22:41:52
O que eu disse de confuso?

Seria simplesmente a idéia geral, de provavelmente a realidade não ser nenhuma dos extremos, nem "é tudo relativo" nem "todos preferem instintivamente o fenótipo nórdico"?

Uma analogia que me parece pouco provável de poder causar alguma confusão talvez seja a usada pelo Aronax, com apetite. Não é como se houvesse algo como uma preferência inata pela cozinha italiana em toda a humanidade, ainda que o gosto por essa possa ser muito comum, talvez até a preferência universal. Nem é tudo relativo a ponto de que poderíamos preferir os piores sabores e sentir repulsa aos melhores, sentir pelo azedo algo parecido com o que sentimos pelo doce e vice-versa. Há sim bases biológicas a partir da qual o nosso paladar se desenvolve, mas ao mesmo tempo há variáveis culturais muito importantes, que poderiam resultar até numa "supremacia" da cozinha italiana, mas ao mesmo tempo gente que simplesmente considera queijo algo nojento, e gente que considere lesmas como guloseimas.

Não, cara, é apenas a forma de você escrever e se expressar, não apenas nesse tópico.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 22 de Novembro de 2011, 22:42:39
Para não ter dúvidas

China


http://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&q=Marie+Claire+Espana&gs_sm=e&gs_upl=6318l9716l4l11277l8l6l0l2l2l0l333l1544l0.1.4.1l8l0&biw=1366&bih=643&bav=on.2,or.r_gc.r_pw.r_cp.,cf.osb&um=1&ie=UTF-8&tbm=isch&source=og&sa=N&tab=wi#um=1&hl=pt-BR&tbm=isch&sa=1&q=marie+claire+china&oq=marie+claire+china&aq=f&aqi=&aql=&gs_sm=e&gs_upl=0l0l2l18308l0l0l0l0l0l0l0l0ll0l0&bav=on.2,or.r_gc.r_pw.,cf.osb&fp=bab35f54f566ef72&biw=1366&bih=643

Korea

http://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&cp=17&gs_id=26&xhr=t&q=marie+claire+taiwan&gs_sm=&gs_upl=&bav=on.2,or.r_gc.r_pw.r_cp.,cf.osb&biw=1366&bih=643&um=1&ie=UTF-8&tbm=isch&source=og&sa=N&tab=wi#um=1&hl=pt-BR&tbm=isch&sa=1&q=marie+claire+korea&pbx=1&oq=marie+claire+korea&aq=f&aqi=g-L1&aql=&gs_sm=e&gs_upl=144051l144802l4l145095l5l5l0l3l3l1l265l484l2-2l2l0&fp=1&biw=1366&bih=643&bav=on.2,or.r_gc.r_pw.,cf.osb&cad=b



Taiwan

http://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&q=Marie+Claire+Espana&gs_sm=e&gs_upl=6318l9716l4l11277l8l6l0l2l2l0l333l1544l0.1.4.1l8l0&biw=1366&bih=643&bav=on.2,or.r_gc.r_pw.r_cp.,cf.osb&um=1&ie=UTF-8&tbm=isch&source=og&sa=N&tab=wi#um=1&hl=pt-BR&tbm=isch&sa=1&q=marie+claire+taiwan&pbx=1&oq=marie+claire+taiwan&aq=f&aqi=&aql=&gs_sm=e&gs_upl=28049l1491875l0l1492107l50l40l4l15l6l7l439l5073l0.1.13.4.1l21l0&bav=on.2,or.r_gc.r_pw.,cf.osb&fp=bab35f54f566ef72&biw=1366&bih=643
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 22 de Novembro de 2011, 22:43:20
3- Capas em idioma China/Taiwan/Korea são predominantemente com pessoas do PRÓPRIO país

Talvez isso se dê porque essas pessoas são mais acessíveis por lá? Ou também porque se colocassem europeus todo o tempo essas revistas poderiam ser achincalhadas pelos guardiões do politicamente correto?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Novembro de 2011, 22:46:13
Existem desenhos infantis voltados para o público negro especificamente? Ou o negro é sempre o "token", o coadjuvante sem importância que está ali para o show parecer inclusivo? E nos filmes que a criança assiste, tirando aquele A Princesa e o Sapo, geralmente qual é a etnia dos protagonistas?

Seria legal se fizerem um teste igual a esse com crianças japonesas. Ajudaria a eliminar essa hipótese da dominância cultural de uma etnia.



A preferência pela mesma raça se dá com bebês euro, afro e sino-descendentes, em experimentos de verdade, até mesmo quando os bebês tem que escolher entre chineses e americanos, fenotípicamente mais próximos.

"Preferência" em que sentido? os bebês disseram que acham mais bonitos os da sua própria etnia?



Não, eles apenas mostram uma tendência a olhar para esses rostos da mesma raça, fenômeno que também acontece com rostos tidos como mais bonitos dentro dessa mesma raça. Melhor seria algum tipo de imageamento cerebral mostrando que isso ativa a "área de preferência estética", mas combinado ao restante da literatura científica mostrando que de modo geral as preferências das pessoas vão de endo-racial a alguns graus de miscigenação, que há uma tendência a se considerar rostos médios (e não "tendendo ao nordicismo") mais belos, sendo virtualmente inexistentes estudos apontando para um padrão nórdico como preferência universal inata, acho que podemos dar o debate como encerrado e me declarar vitorioso incontestado.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 22 de Novembro de 2011, 22:48:59
3- Capas em idioma China/Taiwan/Korea são predominantemente com pessoas do PRÓPRIO país

Talvez isso se dê porque essas pessoas são mais acessíveis por lá? Ou também porque se colocassem europeus todo o tempo essas revistas poderiam ser achincalhadas pelos guardiões do politicamente correto?

ad hoc

Engraçado que no Japão o mesmo não se repete.. por mais que todos tenhamos esse senso politicamente correto genético, no japão eles não têm.. é apenas coincidência eles terem sido ocupados.. puffff...

Japan

http://www.google.com.br/search?tbm=isch&hl=pt-BR&source=hp&biw=1366&bih=643&q=marie+claire+japan&gbv=2&oq=marie+claire+japan&aq=f&aqi=&aql=&gs_sm=e&gs_upl=959l4652l0l4870l24l17l0l1l1l3l330l2488l2-7.2l9l0
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 22 de Novembro de 2011, 22:49:09
3- Capas em idioma China/Taiwan/Korea são predominantemente com pessoas do PRÓPRIO país

Talvez isso se dê porque essas pessoas são mais acessíveis por lá? Ou também porque se colocassem europeus todo o tempo essas revistas poderiam ser achincalhadas pelos guardiões do politicamente correto?

Essas revistas costumam estampar na capa modelos e artistas famosos, certo?

É de se esperar que haja mais modelos e artistas famosos taiwaneses no taiwan, coreanos na Coréia e chineses na China. Esses países têm composição étnica relativamente homogênea.

Se a população com traços nórdicos fosse significativa na China, Coréia e Taiwan (assim como é na Índia), é bastante provável que estes nórdicos fossem maioria entre os modelos e artistas famosos, e apareceriam na maioria das revistas.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 22 de Novembro de 2011, 22:50:30
como mostrei no post anterior, pelo seu raciocínio, no japão os artistas são NÓRDICOS

PQP.. TA F....
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 22 de Novembro de 2011, 22:52:27
3- Capas em idioma China/Taiwan/Korea são predominantemente com pessoas do PRÓPRIO país

Talvez isso se dê porque essas pessoas são mais acessíveis por lá? Ou também porque se colocassem europeus todo o tempo essas revistas poderiam ser achincalhadas pelos guardiões do politicamente correto?

Essas revistas costumam estampar na capa modelos e artistas famosos, certo?

É de se esperar que haja mais modelos e artistas famosos taiwaneses no taiwan, coreanos na Coréia e chineses na China. Esses países têm composição étnica relativamente homogênea.

Se a população com traços nórdicos fosse significativa na China, Coréia e Taiwan (assim como é na Índia), é bastante provável que estes nórdicos fossem maioria entre os modelos e artistas famosos, e apareceriam na maioria das revistas.

Fato.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 22 de Novembro de 2011, 22:52:44
3- Capas em idioma China/Taiwan/Korea são predominantemente com pessoas do PRÓPRIO país

Talvez isso se dê porque essas pessoas são mais acessíveis por lá? Ou também porque se colocassem europeus todo o tempo essas revistas poderiam ser achincalhadas pelos guardiões do politicamente correto?

ad hoc

Engraçado que no Japão o mesmo não se repete.. por mais que todos tenhamos esse senso politicamente correto genético, no japão eles não têm.. é apenas coincidência eles terem sido ocupados.. puffff...

Japan

http://www.google.com.br/search?tbm=isch&hl=pt-BR&source=hp&biw=1366&bih=643&q=marie+claire+japan&gbv=2&oq=marie+claire+japan&aq=f&aqi=&aql=&gs_sm=e&gs_upl=959l4652l0l4870l24l17l0l1l1l3l330l2488l2-7.2l9l0

Agnóstico, até noções básicas de História você está esquecendo? O Japão foi DE LONGE o menos ocupado e "colonizado" de todos esses países que você citou. Tiveram apenas uma presença americana bastante efêmera no fim da Segunda Guerra. Taiwan, China e Coréia sofreram bem mais ocupação, por muito mais tempo.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 22 de Novembro de 2011, 22:55:01
Japão perdeu a guerra para a maior potêncial cultural do planeta. Você sabe que o tipo de ocupação americana não é do tipo que a Inglaterra fazia.. até porque ela não tinha (como ninguém) essa industria cultural. voltemos ao tópico.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 22 de Novembro de 2011, 22:55:22
3- Capas em idioma China/Taiwan/Korea são predominantemente com pessoas do PRÓPRIO país

Talvez isso se dê porque essas pessoas são mais acessíveis por lá? Ou também porque se colocassem europeus todo o tempo essas revistas poderiam ser achincalhadas pelos guardiões do politicamente correto?

Essas revistas costumam estampar na capa modelos e artistas famosos, certo?

É de se esperar que haja mais modelos e artistas famosos taiwaneses no taiwan, coreanos na Coréia e chineses na China. Esses países têm composição étnica relativamente homogênea.

Se a população com traços nórdicos fosse significativa na China, Coréia e Taiwan (assim como é na Índia), é bastante provável que estes nórdicos fossem maioria entre os modelos e artistas famosos, e apareceriam na maioria das revistas.

Fato.

como mostrei no post anterior, pelo seu raciocínio, no japão os artistas são NÓRDICOS

PQP.. TA F....
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 22 de Novembro de 2011, 22:56:14
Faz o seguinte, se eu descobrir que a capa de dez dessas revistas da Korea não são atores famosos VOCÊS PARAM DE SOLTAR AD HOCS INFANTIS??
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 22 de Novembro de 2011, 22:58:10
[modo agnostico]Japoneses preferem cabelos loiros[modo agnostico]:

(http://img2.lln.crunchyroll.com/i/spire4/08212008/3/c/0/2/3c02e05a727910_full.jpg) 

(http://tokyofashion.com/wp-content/uploads/2009/10/TK-09-15-2009-012-02-Blonde-Guy-Beret-Harajuku.jpg)

(http://makeupforlife.net/wp-content/uploads/2009/05/himegyaru.jpg)

(http://www.dismalworld.com/im/world_tour/japanese-culture-and-westernization-1.jpg)

(http://farm4.static.flickr.com/3125/2872926298_b8b76695e1.jpg)

Venci.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 22 de Novembro de 2011, 22:58:51
você percebeu que apenas reforçou meu argumento não?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Novembro de 2011, 23:01:09
O que eu disse de confuso?

Seria simplesmente a idéia geral, de provavelmente a realidade não ser nenhuma dos extremos, nem "é tudo relativo" nem "todos preferem instintivamente o fenótipo nórdico"?


Não sei se você reparou, mas em meus posts em páginas anteriores em afirmei que haviam tendências a se considerar o fenótipo nórdico mais bonito e você extrapolava minhas informações como seu eu estivesse dizendo que TODAS as pessoas em TODOS os lugares do mundo veem o fenótipo que associamos aos nórdicos como mais bonito, algo como se fossem ''deuses''.



Eu nem lembro bem de ter lidado muito com quanto às pessoas terem ou não essa preferência, mas sim o quanto ela seria inata ou resultado de todo um contexto cultural. Também não tive a impressão de caracterizar a idéia de ser inata dessa forma exagerada. Se qualquer coisa que eu disse foi "exagero" então a diferença entre o que ocorre no mundo se a hipótese for verdadeira e se for falsa é extremamente tênue. Essa preferência universal inata, ou tendência a ela, (que é o que se discute), seria tão tênue que nem se poderia dizer com qualquer segurança que esses fatos apontados como evidências (registros históricos de admiração ao fenótipo) são de fato ou apenas coincidência.

Parece um pouco como se eu defendesse que "a história dá registro de gigantes" mas depois eu enfraquecesse a hipótese para algo como que para os romanos antigos, de 1,70m de altura em média, pessoas de 1,85 já eram por vezes chamadas de "gigantes".
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 22 de Novembro de 2011, 23:02:06
você percebeu que apenas reforçou meu argumento não?

Meu objetivo era mostrar que se pode provar qualquer coisa puxando imagens da net como ''prova'' de qualquer alegação. Depois é simples, só balburdiar XYZ refutado.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 22 de Novembro de 2011, 23:09:22
Uma hipótese interessante

1- A beleza tem forte influencia cultural
2-Sendo assim, todos os países vão estar de algum modo influenciado pelo poder cultural norte americano quanto o padrão de beleza, europeu.
3-É esperado que todos os países do mundo reflitam esse hegemonia em sua midia
4-Haverá mais predomínio na mídia desse padrão europeu quanto maior for a influencia da industria cultural N.A

O que se esperar (ISSO É FALSEÁVEL)
revistas não internacionais devem ter um predomínio MAIS alto da identidade cultural do próprio país
filmes pornos mais assistidos devem ser do próprio país
Países sem predomínio cultural vão ter praticamente todas suas publicações com beldades locais


Hipótese DDV

Veja bem
é genético e isso foi gerado .. deixa eu ver.. sei lá
Todos gostam de nórdicas mediterrâneas gordas ou magras.. mas com nariz sueco.. e olhos.. qualquer um
Filmes pornos são do pais porque .. porque o pau do japones é pequeno.. 

O que posso falsear

PORRA NENHUMA
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 22 de Novembro de 2011, 23:10:17
você percebeu que apenas reforçou meu argumento não?

Meu objetivo era mostrar que se pode provar qualquer coisa puxando imagens da net como ''prova'' de qualquer alegação. Depois é simples, só balburdiar XYZ refutado.

Você NÃO fez o que eu fiz. Eu publiquei  A BUSCA inteira.. se você não viu, e não selecionei ao meu bel prazer.. posso te indicar os posts
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Novembro de 2011, 23:11:28
O que REFUTARIA a hipótese de uma preferência inata universal por traços "nórdicos"?

O tempo todo parece que a coisa é flexível o bastante para ser irrefutável, a começar por uma definição essencialmente sem bordas de "nórdico".
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Luiz F. em 22 de Novembro de 2011, 23:17:40
Eu acho que eu não gostaria de pegar nenhuma dessas nórdicas que vocês estão falando aí. Palha me dá coceira.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 22 de Novembro de 2011, 23:18:42
O que REFUTARIA a hipótese de uma preferência inata universal por traços "nórdicos"?

O tempo todo parece que a coisa é flexível o bastante para ser irrefutável, a começar por uma definição essencialmente sem bordas de "nórdico".

A prova de que em sociedades que nórdicos se encontram (mesmo que minoritários) eles não são o padrão de beleza.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 22 de Novembro de 2011, 23:20:49
Existe nórdicos em Taiwan e na Koréia?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 22 de Novembro de 2011, 23:22:45
Uma hipótese interessante

1- A beleza tem forte influencia cultural
2-Sendo assim, todos os países vão estar de algum modo influenciado pelo poder cultural norte americano quanto o padrão de beleza, europeu.
3-É esperado que todos os países do mundo reflitam esse hegemonia em sua midia
4-Haverá mais predomínio na mídia desse padrão europeu quanto maior for a influencia da industria cultural N.A

O que se esperar (ISSO É FALSEÁVEL)
revistas não internacionais devem ter um predomínio MAIS alto da identidade cultural do próprio país

Na minha hipótese, a população com aparência mais próxima da nórdica, caso o país tenha uma população significativa desse tipo, irá predominar nas revistas e entre os modelos famosos.


Citar
filmes pornos mais assistidos devem ser do próprio país

A minha hipótese concorda com essa, mas envolve 3 condições:

1- A produção pornográfica nacional deve ser muito grande e seus produtos mais baratos e acessíveis do que os estrangeiros;

2- Caso haja uma significativa população com traços nórdicos ou mais proximos disso residindo no país, esses tipos predominarão nas produções;

3- Não existam outras diferenças significativas de gostos, fetiches e fantasias que possam se sobrepôr a todo o resto.

Citar
Países sem predomínio cultural vão ter praticamente todas suas publicações com beldades locais

Caso não exista uma população significativa com traços nórdicos ou próximso disso, sim.

Na minha hipótese, mesmo que o país não tenha influência cultural ocidental significativa, os indivíduos com traços mais próximos do "nórdico" (caso existam em quantidade significativa) irão predominar entre os modelos e nas revistas.







Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 22 de Novembro de 2011, 23:24:57
O que REFUTARIA a hipótese de uma preferência inata universal por traços "nórdicos"?


Você mesmo sugeriu algo que pode sim refutar: um teste análogo àquele com as crianças negras, porém feito em crianças de povos isolados, que não tiveram muito contato com ocidentais ou comprovadamente não receberam muita influência cultural européia.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 22 de Novembro de 2011, 23:25:42
defina significativa e nórdico DDV
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 22 de Novembro de 2011, 23:35:40
O que REFUTARIA a hipótese de uma preferência inata universal por traços "nórdicos"?


Você mesmo sugeriu algo que pode sim refutar: um teste análogo àquele com as crianças negras, porém feito em crianças de povos isolados, que não tiveram muito contato com ocidentais ou comprovadamente não receberam muita influência cultural européia.



No artigo postado por mim nesse tópico há referências de observações que notavam que nativos da África e da Patagônia que jamais haviam tido contato com europeus tendiam a preferir as mesmas mulheres que os europeus:

Citar
Darwin himself doubted this explanation, citing reports of European-like ideals
of beauty among West Africans, not only those of the coast but also “those of the interior
who have never associated with Europeans”:
Mr. Reade found that he agreed with the negroes in their estimation of the
beauty of the native girls; and that their appreciation of the beauty of European
women corresponded with ours. They admire long hair, and use artificial means
to make it appear abundant; they admire also a beard, though themselves very
scantily provided. Mr. Reade feels doubtful what kind of nose is most
appreciated; a girl has been heard to say, "I do not want to marry him, he has got
no nose;" and this shows that a very flat nose is not admired (Darwin, 1936
[1888], p. 888).
In a footnote, Darwin added that the Amerindians of Tierra del Fuego consider European
women to be extremely beautiful and that Sir Richard Burton "believes that a woman
whom we consider beautiful is admired throughout the world" 
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 22 de Novembro de 2011, 23:37:33
defina significativa e nórdico DDV

Significativa = Pelo menos 10% da população

Nórdico = Pessoas com os seguintes traços físicos: nariz fino e arrebitado, lábios finos, queixo alinhado coma boca no perfil, olhos não-puxados, cabelos lisos, pele, olhos e cabelos claros.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 22 de Novembro de 2011, 23:39:18
Existe nórdicos em Taiwan e na Koréia?

Não, e isso só comprova minha posição.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 22 de Novembro de 2011, 23:39:32
la vai outras daquelas citaçoes feitas por um autor comentando sua impressão sobre um fato ocorrido, ignorando-se tudo o que foi dito e mostrado aqui

Esqueça esse tipo de citação, não tem sentido.

Argentinos adoram mulatas.. ficam babando.. assim como alemães. Deve ser porque o gene da preferência nórdica não afeta nórdicos e argentinos que são descendentes de nórdicos
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 22 de Novembro de 2011, 23:40:22
Existe nórdicos em Taiwan e na Koréia?

Não, e isso só comprova minha posição.

não, aprenda, você não deu uma hipótese falseável. Pense no tremendo erro de lógica que você fez. Se você não entender, não vou explicar.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 22 de Novembro de 2011, 23:41:53
defina significativa e nórdico DDV

Significativa = Pelo menos 10% da população

Nórdico = Pessoas com os seguintes traços físicos: nariz fino e arrebitado, lábios finos, queixo alinhado coma boca no perfil, olhos não-puxados, cabelos lisos, pele, olhos e cabelos claros.

Japão não tem 10% de nórdicos e em suas revistas só dá nórdicos. Falso.

Falso 2. encontre um pais que tenha 10% de nórdicos e os outros 90% de locais.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 22 de Novembro de 2011, 23:44:26
Argentinos adoram mulatas.. ficam babando.. assim como alemães. Deve ser porque o gene da preferência nórdica não afeta nórdicos e argentinos que são descendentes de nórdicos

Acho que isso é só fetiche eventual, não uma preferência generalizada.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 22 de Novembro de 2011, 23:46:21
ad hoc. Você NÃO sabe. Se os nativos gostarem de suécos é admiração e beleza.. se gostarem de multatas é fetiche.

Fala sério, sem zoar. Vocês não percebem que o tipo de argumentação não faz sentido?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 22 de Novembro de 2011, 23:49:10
Existe nórdicos em Taiwan e na Koréia?

Não, e isso só comprova minha posição.

não, aprenda, você não deu uma hipótese falseável. Pense no tremendo erro de lógica que você fez. Se você não entender, não vou explicar.

Vamos por partes:


1- Eu e o DDV afirmamos que sociedades que possuem significativo número de nórdicos tendem vê-los como padrão de beleza.

2- Você argumenta que na China e em Taiwan as revistas de beleza costumam publicar mulheres locais.

3- Eu afirmo que esse fato apenas corrobora a asserção número 1 (O que é de fato, verdade).

4- Você espernea e diz que não.

Entendeu ou vou ter que desenhar?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 22 de Novembro de 2011, 23:50:46
Ninguém nega fogo de mulata.

Se eu for visitar uma tribo indígena e índias gostosas parecerem, por algum motivo, facilmente acessíveis para sexo, eu irei babar por elas e pegarei com certeza. Isso não quer dizer que o tipo físico ameríndio é o meu preferido.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 22 de Novembro de 2011, 23:51:18
ad hoc. Você NÃO sabe. Se os nativos gostarem de suécos é admiração e beleza.. se gostarem de multatas é fetiche.

Fala sério, sem zoar. Vocês não percebem que o tipo de argumentação não faz sentido?

O  padrão de beleza na Argentina e na Alemanha é o das mulatas?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 22 de Novembro de 2011, 23:51:58
o da patagônia é as suécas?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Novembro de 2011, 23:54:14
Não estou colocando como algo de peso contra essa coisa toda do nordicismo, só achei interessante e um pouco relacionado:

Citar
Facial attractiveness judgements reflect learning of parental age characteristics.
David I Perrett, Ian S Penton-Voak, Anthony C Little, Bernard P Tiddeman, D Michael Burt, Natalie Schmidt, Roz Oxley, Nicholas Kinloch, and Louise Barrett
School of Psychology, University of St Andrews, St Andrews KY16 9JU, UK. dp@st-and.ac.uk
 This article has been cited by other articles in PMC.
Abstract
Mate preferences are shaped by infant experience of parental characteristics in a wide variety of species. Similar processes in humans may lead to physical similarity between parents and mates, yet this possibility has received little attention. The age of parents is one salient physical characteristic that offspring may attend to. The current study used computer-graphic faces to examine how preferences for age in faces were influenced by parental age. We found that women born to 'old' parents (over 30) were less impressed by youth, and more attracted to age cues in male faces than women with 'young' parents (under 30). For men, preferences for female faces were influenced by their mother's age and not their father's age, but only for long-term relationships. These data indicate that judgements of facial attractiveness in humans reflect the learning of parental characteristics.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 22 de Novembro de 2011, 23:55:23
Existe nórdicos em Taiwan e na Koréia?

Não, e isso só comprova minha posição.

não, aprenda, você não deu uma hipótese falseável. Pense no tremendo erro de lógica que você fez. Se você não entender, não vou explicar.

Vamos por partes:


1- Eu e o DDV afirmamos que sociedades que possuem significativo número de nórdicos tendem vê-los como padrão de beleza.

2- Você argumenta que na China e em Taiwan as revistas de beleza costumam publicar mulheres locais.

3- Eu afirmo que esse fato apenas corrobora a asserção número 1 (O que é de fato, verdade).

4- Você espernea e diz que não.

Entendeu ou vou ter que desenhar?

Primeiro o Japão NÃO possui significativo número de nórdicos e só saí nórdico em revistas. Isso já derrubaria a relação de causa e efeito e, comparativamente com China/Taiwan que NÃO POSSUEM NÓRDICOS e NÃO POSSUEM ESSE padrão e têm um fenótipo parecido.. isso MATA A sua hipótese

Mas leia sua assertiva de novo.. até a lógica está errada
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 22 de Novembro de 2011, 23:56:47
o da patagônia é as suécas?

Vou explicar a diferença, ''gringos'' que vem ao Brasil tem essa preferencia por mulatas porque nos lugares que eles costumam visitar com frequência (Rio e Nordeste) está cheio delas facilmente acessíveis a eles. De acordo com o exemplo citado por mim os índios da terra do fogo tendiam a admirar a beleza europeia mesmo sem ter acesso a esse tipo de mulher. Viu a diferença?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 22 de Novembro de 2011, 23:57:32
Agnóstico, pense bem: se os gringos babam tanto por mulatas e isso significa que eles consideram o tipo físico delas o mais bonito, por que não vemos mulatas disseminadas, em destaque, em todas as revistas e modelos de países com população negra significativa (Ex: EUA, Colômbia, Venezuela e Brasil)?

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 22 de Novembro de 2011, 23:58:30
Ninguém nega fogo de mulata.

Se eu for visitar uma tribo indígena e índias gostosas parecerem, por algum motivo, facilmente acessíveis para sexo, eu irei babar por elas e pegarei com certeza. Isso não quer dizer que o tipo físico ameríndio é o meu preferido.

Cara eu usei esse argumento se vocês não entenderam PARA DESCARACTERIZAR essa mania que vocês têm de citar passagens desconexas de viajantes e literários árabes de trocentes anos atrás, entenderam? Parem de usar esses relatos pois são tão válidos quanto os da mulata, a não ser que vocês já partam da premissa da correção da afirmação da musa genética nórdica.. entendem? Se há discussão, esses relatos não valem. Se vocês não estão discutindo em têm certeza do que estão dizendo, então o argumento de vocês é válido... mas apenas para vocês.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Novembro de 2011, 23:59:20
http://www.faceresearch.org/

Tem uma parte que dá para fazer fotografias compostas a partir de uma galeria. Eu prefiro as compostas de traços europeus "anti-nórdicos" às compostas nórdicas, menos se "nórdico" for só pele, olhos e cabelos claros.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 23 de Novembro de 2011, 00:00:05
Agnóstico, pense bem: se os gringos babam tanto por mulatas e isso significa que eles consideram o tipo físico delas o mais bonito, por que não vemos mulatas disseminadas, em destaque, em todas as revistas e modelos de países com população negra significativa (Ex: EUA, Colômbia, Venezuela e Brasil)?

Geralmente é o contrário, os grupos de ativistas tem é que exigir cotas para negras e mulatas escuras nessas revistas. Me lembro de ter visto que algumas grifes chegam a ter 40% de cotas para negros.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 00:00:18
Agnóstico, pense bem: se os gringos babam tanto por mulatas e isso significa que eles consideram o tipo físico delas o mais bonito, por que não vemos mulatas disseminadas, em destaque, em todas as revistas e modelos de países com população negra significativa (Ex: EUA, Colômbia, Venezuela e Brasil)?



Primeiro veja o post anterior..

Segundo, porque preferem inundar com fotos de latinas bundudas OK?? Só abrir os olhos que você mesmo pode ver na TV gringa, clips, etc..
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 00:01:20
alias estou assistindo clipes agora.. está cheio de nórdicas dançando
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 23 de Novembro de 2011, 00:02:18

Cara eu usei esse argumento se vocês não entenderam PARA DESCARACTERIZAR essa mania que vocês têm de citar passagens desconexas de viajantes e literários árabes de trocentes anos atrás, entenderam?




Citar

(http://news.nationalgeographic.com/news/2007/02/images/070215-cleopatra_big.jpg)

[...] On one side the coin shows the Egyptian ruler with a shallow forehead, long nose, narrow lips, and a sharply pointed chin (at left above). On the other, her longtime lover, the powerful Roman general and politician Mark Antony, is depicted with a large hooked nose and thick neck (right). [...]

http://news.nationalgeographic.com/news/2007/02/070215-cleopatra.html
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 23 de Novembro de 2011, 00:02:46
Primeiro o Japão NÃO possui significativo número de nórdicos e só saí nórdico em revistas.

Para o que você afirma ser verdadeiro essa parte tem que ser provada, todo seu raciocínio decorre disso.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 23 de Novembro de 2011, 00:04:38
Isso tudo em algum momento foi algo além de trollagem? Digam logo.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 00:05:47
Primeiro o Japão NÃO possui significativo número de nórdicos e só saí nórdico em revistas.

Para o que você afirma ser verdadeiro essa parte tem que ser provada, todo seu raciocínio decorre disso.

http://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&q=marie+claire+japan&gs_sm=e&gs_upl=733l12305l0l12595l40l21l14l0l0l2l2175l6725l0.4.9.5.9-1l33l0&bav=on.2,or.r_gc.r_pw.r_cp.,cf.osb&biw=1366&bih=643&um=1&ie=UTF-8&tbm=isch&source=og&sa=N&tab=wi
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 00:05:59
Isso tudo em algum momento foi algo além de trollagem? Digam logo.

??
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 23 de Novembro de 2011, 00:08:55
Primeiro o Japão NÃO possui significativo número de nórdicos e só saí nórdico em revistas.

Para o que você afirma ser verdadeiro essa parte tem que ser provada, todo seu raciocínio decorre disso.

Na verdade, essa assertiva do Agnóstico mais apóia do que afasta a tese da preferência por nórdicos....ou há algo que eu não consigo perceber aí?

Se o Japão mesmo não tendo uma população significativa de nórdicos entope a suas revistas deles, isso não aponta que eles adoram o tipo nórdico?

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 00:09:44
Primeiro o Japão NÃO possui significativo número de nórdicos e só saí nórdico em revistas.

Para o que você afirma ser verdadeiro essa parte tem que ser provada, todo seu raciocínio decorre disso.

http://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&q=marie+claire+japan&gs_sm=e&gs_upl=733l12305l0l12595l40l21l14l0l0l2l2175l6725l0.4.9.5.9-1l33l0&bav=on.2,or.r_gc.r_pw.r_cp.,cf.osb&biw=1366&bih=643&um=1&ie=UTF-8&tbm=isch&source=og&sa=N&tab=wi

Playboys Japan

Desde 1975 PRATICAMENTE 100% GRINGAS NÓRDICAS
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 23 de Novembro de 2011, 00:09:54
Primeiro o Japão NÃO possui significativo número de nórdicos e só saí nórdico em revistas.

Para o que você afirma ser verdadeiro essa parte tem que ser provada, todo seu raciocínio decorre disso.

http://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&q=marie+claire+japan&gs_sm=e&gs_upl=733l12305l0l12595l40l21l14l0l0l2l2175l6725l0.4.9.5.9-1l33l0&bav=on.2,or.r_gc.r_pw.r_cp.,cf.osb&biw=1366&bih=643&um=1&ie=UTF-8&tbm=isch&source=og&sa=N&tab=wi

De onde você tirou que só há nórdicos aí? Tem até a Angelina Jolie e a Beyonce, por deus. O que aparenta é ter muitas celebridades americanas, só isso.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 00:10:35
Primeiro o Japão NÃO possui significativo número de nórdicos e só saí nórdico em revistas.

Para o que você afirma ser verdadeiro essa parte tem que ser provada, todo seu raciocínio decorre disso.

Na verdade, essa assertiva do Agnóstico mais apóia do que afasta a tese da preferência por nórdicos....ou há algo que eu não consigo perceber aí?

Se o Japão mesmo não tendo uma população significativa de nórdicos entope a suas revistas deles, isso não aponta que eles adoram o tipo nórdico?



e porque chineses e taiwaneses e koreanos não?? Voce esta lendo algo ou só trolando?

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 23 de Novembro de 2011, 00:13:08
Primeiro o Japão NÃO possui significativo número de nórdicos e só saí nórdico em revistas.

Para o que você afirma ser verdadeiro essa parte tem que ser provada, todo seu raciocínio decorre disso.

Na verdade, essa assertiva do Agnóstico mais apóia do que afasta a tese da preferência por nórdicos....ou há algo que eu não consigo perceber aí?

Se o Japão mesmo não tendo uma população significativa de nórdicos entope a suas revistas deles, isso não aponta que eles adoram o tipo nórdico?

Não, porque ele estava contrapondo a afirmação de que em países que possuem significativo número de nórdicos eles são o padrão de beleza, como no Japão não há nórdicos...
Mas também acho que o fato de as revistas japonesas apresentarem elevado número de pessoas com esse tipo físico uma evidência que ele é mais apreciado.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 00:13:51
A minha hipotese se confirmou DDV.. o Japones como foi afetado culturalmente pela potencia cultural iria sentir mais reflexo.. voce se perdeu na sua hipotese, pois voce havia dito que onde a populacao é significativamente nórdica ela será padrão de beleza?

Vc havia dito que só famosas na koréia iriam ser capas, como se no japão não houvesse japonesas famosas..  etc.,,


Vc não pode ficar trocando de hipotese assim cara.. na boa.. e gerando ad hocs sem parar. Se voce nao reconhecer isso, é desonestidade sua.

Sua hipótese caiu. A minha se sustentou.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Barata Tenno em 23 de Novembro de 2011, 00:21:09
Então, Marie Claire é uma revista de circulação bem restrita no Japão,Ela é bem direcionada para pessoas que gostam de moda ocidental, o que é a minoria,  não figura nem entre as 10 mais vendidas (informação da patroa). Se querem procurar um padrão, a mais vendida é chamada Sweet.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 23 de Novembro de 2011, 00:25:48
Primeiro o Japão NÃO possui significativo número de nórdicos e só saí nórdico em revistas.

Para o que você afirma ser verdadeiro essa parte tem que ser provada, todo seu raciocínio decorre disso.

http://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&q=marie+claire+japan&gs_sm=e&gs_upl=733l12305l0l12595l40l21l14l0l0l2l2175l6725l0.4.9.5.9-1l33l0&bav=on.2,or.r_gc.r_pw.r_cp.,cf.osb&biw=1366&bih=643&um=1&ie=UTF-8&tbm=isch&source=og&sa=N&tab=wi

Playboys Japan

Desde 1975 PRATICAMENTE 100% GRINGAS NÓRDICAS

Logo, Agnóstico refutado.


Embora a Playboy não seja bem uma revista "pornográfica", esse fato não é incompatível com o que o Barata falou sobre filmes ocidentais não fazerem sucesso? isso reforça o que eu tinha anteriormente: os japoneses têm fetiches e preferências sexuais próprias que são muito melhor atendidas por suas produções nacionais do que pela pornografia ocidental. Esse mesmo raciocínio se aplica a filmes de terror, jogos, animes e outros produtos.

Ou seja...a preferência pela pornografia nacional NÃO é por que acham as atrizes japonesas mais bonitas ou gostosas.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 00:29:08
Barata, algumas perguntas

Revistas locais tem mais predominancia de modelos japonesas?
Existem lugares sem tanto acesso a mídia no Japão ou classes sociais inferiores menos antenadas? Esses consomem quais revistas e que perfil de garotas tem?

Voce viu que a Elle Japan é 100% nórdica?

E que as mesmas revistas na china/koréia e taiwan são recheadas de locais? A que voce credita isso?


E btw, se a Sweet é uma revista mais local, MINHA HIPOTESE SE CONFIRMOU, pois está recheada de japonesas
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 23 de Novembro de 2011, 00:29:23
A minha hipotese se confirmou DDV.. o Japones como foi afetado culturalmente pela potencia cultural iria sentir mais reflexo.. voce se perdeu na sua hipotese, pois voce havia dito que onde a populacao é significativamente nórdica ela será padrão de beleza?

Vc havia dito que só famosas na koréia iriam ser capas, como se no japão não houvesse japonesas famosas..  etc.,,


Vc não pode ficar trocando de hipotese assim cara.. na boa.. e gerando ad hocs sem parar. Se voce nao reconhecer isso, é desonestidade sua.

Sua hipótese caiu. A minha se sustentou.

Onde a sua hipótese se sustentou? Tudo que você diz é que o Japão é afetado culturalmente pelos EUA e por isso os japoneses tendem a ter padrões de beleza próximos dos EUA. A única evidência disso que você postou é a busca pela Marie Claire japonesa em que supostamente só apareceriam nórdicas como Beyonce e Angelina Jolie.  :lol:
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 00:31:58
Primeiro o Japão NÃO possui significativo número de nórdicos e só saí nórdico em revistas.

Para o que você afirma ser verdadeiro essa parte tem que ser provada, todo seu raciocínio decorre disso.

http://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&q=marie+claire+japan&gs_sm=e&gs_upl=733l12305l0l12595l40l21l14l0l0l2l2175l6725l0.4.9.5.9-1l33l0&bav=on.2,or.r_gc.r_pw.r_cp.,cf.osb&biw=1366&bih=643&um=1&ie=UTF-8&tbm=isch&source=og&sa=N&tab=wi

Playboys Japan

Desde 1975 PRATICAMENTE 100% GRINGAS NÓRDICAS

Logo, Agnóstico refutado.


Embora a Playboy não seja bem uma revista "pornográfica", esse fato não é incompatível com o que o Barata falou sobre filmes ocidentais não afzerem sucesso? isso reforça o que au tinha anteriormente: os japoneses têm fetiches e preferências sexuais próprias que são muito melhor atendidas por suas produções nacionais do que pela pornografia ocidental. Esse mesmo raciocínio se aplica a filmes de terror, jogos, animes e outros produtos.

Ou seja...a preferência pela pornografia nacional NÃO é por que acham as atrizes japonesas mais bonitas ou gostosas?

Não, playboys são como modelos cara.. outro público. Minha hipótese, ao contrário da sua, foi clara.. filme pornográfica..  Eu repondo a todos os seus posts.. voce Não responde os meus.. vai ver que nao tem resposta para a maioria
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 00:34:23
A minha hipotese se confirmou DDV.. o Japones como foi afetado culturalmente pela potencia cultural iria sentir mais reflexo.. voce se perdeu na sua hipotese, pois voce havia dito que onde a populacao é significativamente nórdica ela será padrão de beleza?

Vc havia dito que só famosas na koréia iriam ser capas, como se no japão não houvesse japonesas famosas..  etc.,,


Vc não pode ficar trocando de hipotese assim cara.. na boa.. e gerando ad hocs sem parar. Se voce nao reconhecer isso, é desonestidade sua.

Sua hipótese caiu. A minha se sustentou.

Onde a sua hipótese se sustentou? Tudo que você diz é que o Japão é afetado culturalmente pelos EUA e por isso os japoneses tendem a ter padrões de beleza próximos dos EUA. A única evidência disso que você postou é a busca pela Marie Claire japonesa em que supostamente só apareceriam nórdicas como Beyonce e Angelina Jolie.  :lol:

Melhor cara, pls, pense..  Eu não associo às NÓRDICAS, essa associação vocês fazem, logo é esperado que apareçam não nórdicas mas com influencia norte americana.. entende?? Pela sua hipotese isso nao aconteceria, pela minha SIM.

E eu nao vi marie claire, eu previ que as revistas internacionais (Marie Claire, Playboy, Elle, etc.. ) iriam ser gringas e que as locais (como a sweet) teria muita japones.

SE CONFIRMOU.

TENTE SEGUIR AGORA POR FAVOR A HIPOTESE PROPOSTA PELO DDV. PLS FAÇA ISSO.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 23 de Novembro de 2011, 00:35:15
A minha hipotese se confirmou DDV.. o Japones como foi afetado culturalmente pela potencia cultural iria sentir mais reflexo.. voce se perdeu na sua hipotese, pois voce havia dito que onde a populacao é significativamente nórdica ela será padrão de beleza?

Vc havia dito que só famosas na koréia iriam ser capas, como se no japão não houvesse japonesas famosas..  etc.,,


Vc não pode ficar trocando de hipotese assim cara.. na boa.. e gerando ad hocs sem parar. Se voce nao reconhecer isso, é desonestidade sua.

Sua hipótese caiu. A minha se sustentou.

Primeiro o Japão NÃO possui significativo número de nórdicos e só saí nórdico em revistas.

Para o que você afirma ser verdadeiro essa parte tem que ser provada, todo seu raciocínio decorre disso.

Na verdade, essa assertiva do Agnóstico mais apóia do que afasta a tese da preferência por nórdicos....ou há algo que eu não consigo perceber aí?

Se o Japão mesmo não tendo uma população significativa de nórdicos entope a suas revistas deles, isso não aponta que eles adoram o tipo nórdico?

Não, porque ele estava contrapondo a afirmação de que em países que possuem significativo número de nórdicos eles são o padrão de beleza, como no Japão não há nórdicos...
Mas também acho que o fato de as revistas japonesas apresentarem elevado número de pessoas com esse tipo físico uma evidência que ele é mais apreciado.

Na verdade, está sendo cometido aqui um erro lógico parecido com o "Penso, Logo existo"* de Descartes.

Olhem só:  "Onde houver uma população nórdica significativa, esta predominará nas revistas e entre modelos".  Essa asserção NÃO impede a existência de países onde predominam nórdicas, mesmo não tendo nórdicos como população significativa.


Proposições desse tipo (Se P, logo Q) só impedem a existência de Q, caso haja P, e não a existência de P caso haja Q. Exemplificando: a tese proibe a existência de países com população nórdica significativa sem que estes predominem nas revistas en entre os modelos, mas não impede a existência de países onde os nórdicos predominem as revistas e entre modelos, sendo a população nórdica não-significativa.


Se eu tivesse dito "só haverá nórdicos predominando nas revistas se, e somente se a população nórdica for significativa", aí sim você estaria certo.



* O "Penso, Logo" existe de Descartes apenas assevera que, se é verdade que o indivíduo pensa, logo necessariamente esse indivíduo existe. Porém, muita gente interpreta de forma invertida: tudo o que existe deve pensar. Se não pensa, logo não existe.

Pesquisem sobre proposições condicionais e o quadro-verdade delas.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 23 de Novembro de 2011, 00:35:46
Este tópico está (é?) quase surreal.  :)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 00:39:59
ddv o erro cometido foi por voce. Voce fez a afirmação. A minha não precisava desse tipo de construção. Resumindo, sua afirmação não serve para nada, ela não pode estar errada.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: _tiago em 23 de Novembro de 2011, 00:40:11
Este tópico está (é?) quase surreal.  :)

Pelo que entendi, se aparecer bastante loiras na revista de um país está provada ou não que essa é a preferência de todo mundo. :P
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 23 de Novembro de 2011, 00:40:41
Explicar sobre lógica é maçante e chato mesmo, mas foi necessário.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 00:41:38
para demonstrar que voce está errado
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 00:42:43
A minha hipotese se confirmou DDV.. o Japones como foi afetado culturalmente pela potencia cultural iria sentir mais reflexo.. voce se perdeu na sua hipotese, pois voce havia dito que onde a populacao é significativamente nórdica ela será padrão de beleza?

Vc havia dito que só famosas na koréia iriam ser capas, como se no japão não houvesse japonesas famosas..  etc.,,


Vc não pode ficar trocando de hipotese assim cara.. na boa.. e gerando ad hocs sem parar. Se voce nao reconhecer isso, é desonestidade sua.

Sua hipótese caiu. A minha se sustentou.

Onde a sua hipótese se sustentou? Tudo que você diz é que o Japão é afetado culturalmente pelos EUA e por isso os japoneses tendem a ter padrões de beleza próximos dos EUA. A única evidência disso que você postou é a busca pela Marie Claire japonesa em que supostamente só apareceriam nórdicas como Beyonce e Angelina Jolie.  :lol:

Melhor cara, pls, pense..  Eu não associo às NÓRDICAS, essa associação vocês fazem, logo é esperado que apareçam não nórdicas mas com influencia norte americana.. entende?? Pela sua hipotese isso nao aconteceria, pela minha SIM.

E eu nao vi marie claire, eu previ que as revistas internacionais (Marie Claire, Playboy, Elle, etc.. ) iriam ser gringas e que as locais (como a sweet) teria muita japones.

SE CONFIRMOU.

TENTE SEGUIR AGORA POR FAVOR A HIPOTESE PROPOSTA PELO DDV. PLS FAÇA ISSO.

Minhas previsões se confirmaram.. DDV por favor pegue sua hipótese e elabore
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 23 de Novembro de 2011, 00:43:23
Eu tenho uma perguntinha: E a proposta original do tópico? :)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 00:44:49
Uma hipótese interessante

1- A beleza tem forte influencia cultural
2-Sendo assim, todos os países vão estar de algum modo influenciado pelo poder cultural norte americano quanto o padrão de beleza, europeu.
3-É esperado que todos os países do mundo reflitam esse hegemonia em sua midia
4-Haverá mais predomínio na mídia desse padrão europeu quanto maior for a influencia da industria cultural N.A

O que se esperar (ISSO É FALSEÁVEL)
A- revistas não internacionais devem ter um predomínio MAIS alto da identidade cultural do próprio país
B- Filmes pornos mais assistidos devem ser do próprio país
C- Países sem predomínio cultural vão ter praticamente todas suas publicações com beldades locais


Hipótese DDV

Veja bem
é genético e isso foi gerado .. deixa eu ver.. sei lá
Todos gostam de nórdicas mediterrâneas gordas ou magras.. mas com nariz sueco.. e olhos.. qualquer um
Filmes pornos são do pais porque .. porque o pau do japones é pequeno.. 

O que posso falsear

PORRA NENHUMA


Bateu A,B e C
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 00:45:11
quer dizer, C a checar
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: _tiago em 23 de Novembro de 2011, 00:45:16
Do tópico, uma dúvida minha,
Por que uma preferência pessoal estética seria racismo?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 00:45:44
Este tópico está (é?) quase surreal.  :)

Sua opinião?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 23 de Novembro de 2011, 00:46:31
Ao que parece o Agnóstico pretende vencer pelo cansaço embaralhando a discussão, mas vamos lá:

E eu nao vi marie claire, eu previ que as revistas internacionais (Marie Claire, Playboy, Elle, etc.. ) iriam ser gringas e que as locais (como a sweet) teria muita japones.


Você afirmou que a sociedade japonesa teria um gosto predominantemente nórdico devido a influência dos EUA (não por ser algo ''natural'' como afirmamos eu e o DDV), ao contrário da Coréia e Taiwan, que diga-se de passagem, também possuem forte influência norte-americana. Como evidência disso apresentou revistas internacionais recheadas de norte-americanas. Logo em seguida o Barata afirmou que as revistas citadas por você não são influentes e que as mais populares são recheadas de orientais como na Coréia e Taiwan.  Ou seja, sua hipótese da influência norte-americana determinar sozinha os padrões de beleza se mostrou incorreta.
E como o Japão NÃO TEM  população nórdica significativa é natural que as revistas mais populares tenham mais orientais, nesse caso a hipótese inicial do DDV, a saber, que em países significativamente nórdicos esses são o padrão de beleza se mostrou mais próxima a verdade que a sua.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 23 de Novembro de 2011, 00:47:27
Eu tenho uma perguntinha: E a proposta original do tópico? :)

Não interessa. Pode copiar a primeira página em outro tópico caso queira.  :)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 00:49:42
as revistas japonesas pelo DDV deveria ter muitas nórdicas, mas como disse TMAG está recheada de gringas não nórdicas

As revistas coreanas/chinesas e Taiwanesas segundo o DDV deveria estar cheio de nórdicas, mas está cheia de locais

DDV afirma algo que segundo ele mesmo não dá para ser refutado.. um problema em sua construção que já havíamos percebido.

Os gringos mesmos esbanjam não nórdicas em sua TV.. espanicas, Kin Kardashians da vida, negras.. basicamente um reflexo do calderão multi-cultural do país


E deixa vários posts sem responder.

Ele está todo errado...
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 23 de Novembro de 2011, 00:50:08
Uma hipótese interessante

1- A beleza tem forte influencia cultural
2-Sendo assim, todos os países vão estar de algum modo influenciado pelo poder cultural norte americano quanto o padrão de beleza, europeu.
3-É esperado que todos os países do mundo reflitam esse hegemonia em sua midia
4-Haverá mais predomínio na mídia desse padrão europeu quanto maior for a influencia da industria cultural N.A

O que se esperar (ISSO É FALSEÁVEL)
revistas não internacionais devem ter um predomínio MAIS alto da identidade cultural do próprio país

Na minha hipótese, a população com aparência mais próxima da nórdica, caso o país tenha uma população significativa desse tipo, irá predominar nas revistas e entre os modelos famosos.


Citar
filmes pornos mais assistidos devem ser do próprio país

A minha hipótese concorda com essa, mas envolve 3 condições:

1- A produção pornográfica nacional deve ser muito grande e seus produtos mais baratos e acessíveis do que os estrangeiros;

2- Caso haja uma significativa população com traços nórdicos ou mais proximos disso residindo no país, esses tipos predominarão nas produções;

3- Não existam outras diferenças significativas de gostos, fetiches e fantasias que possam se sobrepôr a todo o resto.

Citar
Países sem predomínio cultural vão ter praticamente todas suas publicações com beldades locais

Caso não exista uma população significativa com traços nórdicos ou próximso disso, sim.

Na minha hipótese, mesmo que o país não tenha influência cultural ocidental significativa, os indivíduos com traços mais próximos do "nórdico" (caso existam em quantidade significativa) irão predominar entre os modelos e nas revistas.









As minhas proposições se confirmaram e você não refutou. Falei por último e mais alto, venci.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Barata Tenno em 23 de Novembro de 2011, 00:50:45
Barata, algumas perguntas

Revistas locais tem mais predominancia de modelos japonesas?
Sim
Existem lugares sem tanto acesso a mídia no Japão ou classes sociais inferiores menos antenadas?
Não

Esses consomem quais revistas e que perfil de garotas tem?
Revistas japonesas na maioria, com garotas japonesas

Voce viu que a Elle Japan é 100% nórdica?

E que as mesmas revistas na china/koréia e taiwan são recheadas de locais? A que voce credita isso?
Vi, e são todas de artistas famosos e não modelos de beleza. Não sei como funcionam as revistas dos outros países, mas no Japão as revistas estrangeiras servem para um publico específico, que se interessa por artistas estrangeiros e moda ocidental.


E btw, se a Sweet é uma revista mais local, MINHA HIPOTESE SE CONFIRMOU, pois está recheada de japonesas
So estou aqui para informar, não tenho uma opinião formada sobre o debate.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 23 de Novembro de 2011, 00:52:46
Eu tenho uma perguntinha: E a proposta original do tópico? :)

Não interessa. Pode copiar a primeira página em outro tópico caso queira.  :)

Não responda assim... menino! :)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 00:53:00
Ao que parece o Agnóstico pretende vencer pelo cansaço embaralhando a discussão, mas vamos lá:

E eu nao vi marie claire, eu previ que as revistas internacionais (Marie Claire, Playboy, Elle, etc.. ) iriam ser gringas e que as locais (como a sweet) teria muita japones.


Você afirmou que a sociedade japonesa teria um gosto predominantemente nórdico devido a influência dos EUA (não por ser algo ''natural'' como afirmamos eu e o DDV), ao contrário da Coréia e Taiwan, que diga-se de passagem, também possuem forte influência norte-americana. Como evidência disso apresentou revistas internacionais recheadas de norte-americanas. Logo em seguida o Barata afirmou que as revistas citadas por você não são influentes e que as mais populares são recheadas de orientais como na Coréia e Taiwan.  Ou seja, sua hipótese da influência norte-americana determinar sozinha os padrões de beleza se mostrou incorreta.
E como o Japão NÃO TEM  população nórdica significativa é natural que as revistas mais populares tenham mais orientais, nesse caso a hipótese inicial do DDV, a saber, que em países significativamente nórdicos esses são o padrão de beleza se mostrou mais próxima a verdade que a sua.

Olhe eu cometi uma incorreção ao afirmar nórdicas simplesmente porque era o termo adotado por voces, ALIAS TERMO QUE EU HAVIA DITO QUE NÃO DESIGNAVA NADA.. eu usei apenas para repetir o que voces diziam
Desde SEMPRE DO MOMENTO ZERO sempre disse da questão norte americana.. e a relação entre Japao e EUA é diferente da China/Taiwan e EUA.

Eu disse em minha hipotese ANTES DO BARATA que revistas com Marie Claire / Elle não seriam representativas e que AS LOCAIS DEVERIAM estar RECHEADAS DE JAPONESAS.. exatamente o que aconteceu.

Eu desafio voce agora a seguir a hipótese do DDV
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 00:54:41
depois da resposta do Barata eu me dou por satisfeito. Que os leitores agora tomem sua decisão.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 23 de Novembro de 2011, 00:55:06
Barata, algumas perguntas

Revistas locais tem mais predominancia de modelos japonesas?
Sim
Existem lugares sem tanto acesso a mídia no Japão ou classes sociais inferiores menos antenadas?
Não

Esses consomem quais revistas e que perfil de garotas tem?
Revistas japonesas na maioria, com garotas japonesas

Voce viu que a Elle Japan é 100% nórdica?

E que as mesmas revistas na china/koréia e taiwan são recheadas de locais? A que voce credita isso?
Vi, e são todas de artistas famosos e não modelos de beleza. Não sei como funcionam as revistas dos outros países, mas no Japão as revistas estrangeiras servem para um publico específico, que se interessa por artistas estrangeiros e moda ocidental.


E btw, se a Sweet é uma revista mais local, MINHA HIPOTESE SE CONFIRMOU, pois está recheada de japonesas
So estou aqui para informar, não tenho uma opinião formada sobre o debate.

Barata, para fechar a conclusão que advém dessas suas informações para esse debate das últimas páginas: a população com traços nórdicos no Japão representa que percentagem do total, mais ou menos?

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 23 de Novembro de 2011, 00:55:30
as revistas japonesas pelo DDV deveria ter muitas nórdicas, mas como disse TMAG está recheada de gringas não nórdicas

Existe uma grande profusão de posts sem sentido e nonsense nesse tópico, talvez isso esteja embaralhando a discussão.
Mas pelo que entendi a afirmação inicial do DDV é que para os padrões de beleza nórdicos predominarem em determinada sociedade essa população deveria ser significativa, o fato das revistas japonesas não possuírem grande número de nórdicas em nada contradiz a afirmação inicial.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 00:55:39
 DDV arrume sua hipotese para 10%, arrume casos e contra casos e coloque aqui.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 23 de Novembro de 2011, 00:56:28
Se forem consideradas gerais e válidas as respostas do Barata a resposta sobre a questão da beleza aponta para a direção do viés cultural.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 23 de Novembro de 2011, 00:56:57
Barata, algumas perguntas

Revistas locais tem mais predominancia de modelos japonesas?
Sim
Existem lugares sem tanto acesso a mídia no Japão ou classes sociais inferiores menos antenadas?
Não

Esses consomem quais revistas e que perfil de garotas tem?
Revistas japonesas na maioria, com garotas japonesas

Voce viu que a Elle Japan é 100% nórdica?

E que as mesmas revistas na china/koréia e taiwan são recheadas de locais? A que voce credita isso?
Vi, e são todas de artistas famosos e não modelos de beleza. Não sei como funcionam as revistas dos outros países, mas no Japão as revistas estrangeiras servem para um publico específico, que se interessa por artistas estrangeiros e moda ocidental.


E btw, se a Sweet é uma revista mais local, MINHA HIPOTESE SE CONFIRMOU, pois está recheada de japonesas
So estou aqui para informar, não tenho uma opinião formada sobre o debate.

Barata, para fechar a conclusão que advém dessas suas informações para esse debate das últimas páginas: a população com traços nórdicos no Japão representa que percentagem do total, mais ou menos?

Essa é a grande questão ignorada pelo Agnóstico.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 00:57:47
e DDV nao ignore o fato das mesmas revistas na china/taiwan/korea/india ser recheada de locais..
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 23 de Novembro de 2011, 00:59:00
Agnóstico, por favor: tente postar menos e caprichar mais em cada post, para evitar embaralhar o tópico.


depois da resposta do Barata eu me dou por satisfeito. Que os leitores agora tomem sua decisão.

Se o Barata confirmar que a população "nórdica" no Japão não pe significativa, os dados irão se encaixar perfeitamente na minha hipótese.

Releia-a e veja.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 00:59:51
não TMAG é ignorada por voces. Eu disse que seria assim

aqui

Uma hipótese interessante

1- A beleza tem forte influencia cultural
2-Sendo assim, todos os países vão estar de algum modo influenciado pelo poder cultural norte americano quanto o padrão de beleza, europeu.
3-É esperado que todos os países do mundo reflitam esse hegemonia em sua midia
4-Haverá mais predomínio na mídia desse padrão europeu quanto maior for a influencia da industria cultural N.A

O que se esperar (ISSO É FALSEÁVEL)
A- revistas não internacionais devem ter um predomínio MAIS alto da identidade cultural do próprio país
B- Filmes pornos mais assistidos devem ser do próprio país
C- Países sem predomínio cultural vão ter praticamente todas suas publicações com beldades locais


Hipótese DDV

Veja bem
é genético e isso foi gerado .. deixa eu ver.. sei lá
Todos gostam de nórdicas mediterrâneas gordas ou magras.. mas com nariz sueco.. e olhos.. qualquer um
Filmes pornos são do pais porque .. porque o pau do japones é pequeno.. 

O que posso falsear

PORRA NENHUMA


Bateu A,B e C
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 23 de Novembro de 2011, 01:00:35
e DDV nao ignore o fato das mesmas revistas na china/taiwan/korea/india ser recheada de locais..

Isso aparentemente NÃO contradiz a hipótese dele. A população nórdica não é significativa nesses locais.
 Qual parte da palavra S-I-G-N-F-I-C-A-T-I-V-A  você não entendeu?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 23 de Novembro de 2011, 01:01:03
Eu tenho uma perguntinha: E a proposta original do tópico? :)

Não interessa. Pode copiar a primeira página em outro tópico caso queira.  :)

Não responda assim... menino! :)

É porque eu ODEIO quando reclamam de desvio de assunto em um tópico onde uma discussão interessante está rolando. É como alguém morrer engasgado para evitar cuspir no chão.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 01:01:20
Agnóstico, por favor: tente postar menos e caprichar mais em cada post, para evitar embaralhar o tópico.


depois da resposta do Barata eu me dou por satisfeito. Que os leitores agora tomem sua decisão.

Se o Barata confirmar que a população "nórdica" no Japão não pe significativa, os dados irão se encaixar perfeitamente na minha hipótese.

Releia-a e veja.



Não pois você insiste em ignorar que china/taiwan/korea as MESMAS REVISTAS são recheadas por locais, o que estava EM MINHA hipotese mas NÃO SE ENCAIXA NA SUA

leia direito

Volte com os 10%, e coloque essa afirmação acima dentro da sua hipotese
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Barata Tenno em 23 de Novembro de 2011, 01:01:25
Segundo a wikipédia, estrangeiros no Japão representam 1,5% da população total, sendo que 69% desse total é de brasileiros descendentes, chineses e koreanos. Americanos e russos (a maioria "ocidental") são 3,5% do total de estrangeiros.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 23 de Novembro de 2011, 01:04:17
Se forem consideradas gerais e válidas as respostas do Barata a resposta sobre a questão da beleza aponta para a direção do viés cultural.

Se a população nórdica do Japão for significativa, sim.

Explicando: uma população nórdica significativa não estaria sendo considerada padrão de beleza e não estaria predominando entre os modelos famosos e nas revistas locais.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 01:04:30
e DDV nao ignore o fato das mesmas revistas na china/taiwan/korea/india ser recheada de locais..

Isso aparentemente NÃO contradiz a hipótese dele. A população nórdica não é significativa nesses locais.
 Qual parte da palavra S-I-G-N-F-I-C-A-T-I-V-A  você não entendeu?

O QUE VOCE NAO ENTENDEU QUE
A S  M E S M A S  R E V I S T A S N A china.. ETC  não apresentam essa característica.. o que se encaixa na minha hipotese de grande predominio cultural mas VOCES NAO TEM COMO EXPLICAR

Coréia e China tambem nao tem forte presença nordica.. alias.. voces diziam que isso SÓ iria acontecer se tivesse forte presença nórdica, e agora usam esse raciocínio para explicar CORÉIA E JAPAO.. o que não dá na hipotese de voces
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 01:06:48
Se forem consideradas gerais e válidas as respostas do Barata a resposta sobre a questão da beleza aponta para a direção do viés cultural.

Se a população nórdica do Japão for significativa, sim.

Explicando: uma população nórdica significativa não estaria sendo considerada padrão de beleza e não estaria predominando entre os modelos famosos e nas revistas locais.



explique de novo
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 23 de Novembro de 2011, 01:08:51
Agnóstico claramente não entendeu o que eu quis dizer, releia minha última postagem e reflita novamente. :)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 01:09:26
tenho certeza que voce nao entendeu, leia voce e reflita
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Salazar em 23 de Novembro de 2011, 01:10:28
Agnóstico claramente não entendeu o que eu quis dizer, releia minha última postagem e reflita novamente. :)
tenho certeza que voce nao entendeu, leia voce e reflita

(http://clubecetico.org/avatares/Misc/Monty_Python.gif)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Barata Tenno em 23 de Novembro de 2011, 01:15:47
So pra dar uma ideia, esses são considerados os deuses gregos pelas japonesas hoje.

(http://img510.imageshack.us/img510/5576/unknownqa.jpg)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 23 de Novembro de 2011, 01:16:44
Agnóstico, vamos arrumar um pouco o tópico. Irei agora colocar a hipótese que eu defendo, de forma clara, e seus corolários.

Hipótese: Onde houver uma população "nórdica" significativa, esta população será considerada padrão de beleza, predominando entre os modelos famosos, revistas e outros meios de divulgação onde a beleza é componente importante. Isso ocorrerá mesmo que esta população não seja exposta ou "dominada" pela cultura euro-americana.


Corolários

1- Se houver população nórdica significativa e influência cultural ocidental forte, os nórdicos predominarão entre os modelos.

2- Se houver população nórdica significativa e NÃO haver influência cultural ocidental forte, os nórdicos predominarão entre os modelos do mesmo jeito.

3- Se NÃO houver uma população nórdica significativa e haver influência cultural ocidenta forte, os nórdicos NÃO predominarão entre modelos famosos (por simples questão numérica) em revistas locais, emora a população procure imitá-los.

4- Se NÃO houver uma população nórdica significativa e NÃO houver influência cultural ocidental forte, os nórdicos NÃO predominarão entre modelos e nas revistas, e a população não irá imitá-los em nenhum aspecto.



Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Barata Tenno em 23 de Novembro de 2011, 01:18:03
A 3 falha no Japão.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 23 de Novembro de 2011, 01:20:32
A 3 falha no Japão.

Nas revistas locais?

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 23 de Novembro de 2011, 01:22:28
Eu não identifiquei a 2 na República Dominicana.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Barata Tenno em 23 de Novembro de 2011, 01:24:03
A 3 falha no Japão.

Nas revistas locais?


Em tudo, o Japão esta imerso em cultura ocidental e mesmo assim mantém um padrão de beleza bem longe do nórdico, seja nas revistas, cinema ou cantores pop. A população não tenta imita-los.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 01:24:48
Agnóstico, vamos arrumar um pouco o tópico. Irei agora colocar a hipótese que eu defendo, de forma clara, e seus corolários.

Hipótese: Onde houver uma população "nórdica" significativa, esta população será considerada padrão de beleza, predominando entre os modelos famosos, revistas e outros meios de divulgação onde a beleza é componente importante. Isso ocorrerá mesmo que esta população não seja exposta ou "dominada" pela cultura euro-americana.


Corolários

1- Se houver população nórdica significativa e influência cultural ocidental forte, os nórdicos predominarão entre os modelos.

2- Se houver população nórdica significativa e NÃO haver influência cultural ocidental forte, os nórdicos predominarão entre os modelos do mesmo jeito.

3- Se NÃO houver uma população nórdica significativa e haver influência cultural ocidenta forte, os nórdicos NÃO predominarão entre modelos famosos (por simples questão numérica) em revistas locais, emora a população procure imitá-los.

4- Se NÃO houver uma população nórdica significativa e NÃO houver influência cultural ocidental forte, os nórdicos NÃO predominarão entre modelos e nas revistas, e a população não irá imitá-los em nenhum aspecto.





A premissa 1 e 2 tira o componente cultural da jogada.

Portanto, como Japão e China são tão distintos?

A 3 é falha.

Para terminar, TE DESAFIO A ENCAIXAR UM PAIS ONDE ISSO FUNCIONA. ESTOU PEDINDO A TEMPOS, SEM NHENHENHE POR FAVOR
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 01:25:56
E quero reforçar que eu previ que revistas internacionais iam ser distintas no Japão do que na Coréia e China, antes da intervençao do Barata.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 23 de Novembro de 2011, 01:28:47
A 3 falha no Japão.

Nas revistas locais?


Em tudo, o Japão esta imerso em cultura ocidental e mesmo assim mantém um padrão de beleza bem longe do nórdico, seja nas revistas, cinema ou cantores pop. A população não tenta imita-los.

Ué, mas isso CONFIRMA a hipótese! Eu disse que onde não houver população nórdica significativa, NÃO haverá predomínio de nórdicos nas revistas MESMO que o país seja "ocidentalizado", por simples questão numérica. Leia de novo.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 23 de Novembro de 2011, 01:29:07
(http://thedailybonk.files.wordpress.com/2010/08/michaeljacksonjackson_popcorn.gif)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 23 de Novembro de 2011, 01:31:08
Eu não identifiquei a 2 na República Dominicana.

Poste aí revistas e modelos famosos de lá.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Barata Tenno em 23 de Novembro de 2011, 01:31:46
A 3 falha no Japão.

Nas revistas locais?


Em tudo, o Japão esta imerso em cultura ocidental e mesmo assim mantém um padrão de beleza bem longe do nórdico, seja nas revistas, cinema ou cantores pop. A população não tenta imita-los.

Ué, mas isso CONFIRMA a hipótese! Eu disse que onde não houver população nórdica significativa, NÃO haverá predomínio de nórdicos nas revistas MESMO que o país seja "ocidentalizado", por simples questão numérica. Leia de novo.


E disse que a população tentaria imita-los. Isso não procede.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 23 de Novembro de 2011, 01:33:50
Citação de: DDV
3- Se NÃO houver uma população nórdica significativa e haver influência cultural ocidenta forte, os nórdicos NÃO predominarão entre modelos famosos (por simples questão numérica) em revistas locais, emora a população procure imitá-los.


Citação de: Barata
A 3 falha no Japão (...)Em tudo, o Japão esta imerso em cultura ocidental e mesmo assim mantém um padrão de beleza bem longe do nórdico, seja nas revistas, cinema ou cantores pop. A população não tenta imita-los.



?????????????????????????????????

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 23 de Novembro de 2011, 01:35:03
A 3 falha no Japão.

Nas revistas locais?


Em tudo, o Japão esta imerso em cultura ocidental e mesmo assim mantém um padrão de beleza bem longe do nórdico, seja nas revistas, cinema ou cantores pop. A população não tenta imita-los.

Ué, mas isso CONFIRMA a hipótese! Eu disse que onde não houver população nórdica significativa, NÃO haverá predomínio de nórdicos nas revistas MESMO que o país seja "ocidentalizado", por simples questão numérica. Leia de novo.


E disse que a população tentaria imita-los. Isso não procede.

As fotos e reportagens que postaram aqui (inclusive você) mostram o oposto.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 23 de Novembro de 2011, 01:38:26
Um dos principais entraves a debates desse tipo é a comunicação e a definição de termos.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Barata Tenno em 23 de Novembro de 2011, 01:39:02
A 3 falha no Japão.

Nas revistas locais?


Em tudo, o Japão esta imerso em cultura ocidental e mesmo assim mantém um padrão de beleza bem longe do nórdico, seja nas revistas, cinema ou cantores pop. A população não tenta imita-los.

Ué, mas isso CONFIRMA a hipótese! Eu disse que onde não houver população nórdica significativa, NÃO haverá predomínio de nórdicos nas revistas MESMO que o país seja "ocidentalizado", por simples questão numérica. Leia de novo.


E disse que a população tentaria imita-los. Isso não procede.

As fotos e reportagens que postaram aqui (inclusive você) mostram o oposto.
Os rapazes considerados belos que eu postei tentam imitar nórdicos?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 23 de Novembro de 2011, 01:40:26
Eu não identifiquei a 2 na República Dominicana.

Poste aí revistas e modelos famosos de lá.

Modelos famosas (para eles):

Mariasela Álvarez Lebron (Miss Mundo).

(http://img231.imageshack.us/img231/4896/220pxmariaselaalvarez19.jpg)


Amélia Vega (Miss Universo 2003)

(http://img257.imageshack.us/img257/4586/ameliavega0003.jpg)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 23 de Novembro de 2011, 01:44:53
Eu não identifiquei a 2 na República Dominicana.

Poste aí revistas e modelos famosos de lá.

Modelos famosas (para eles):

Mariasela Álvarez Lebron (Miss Mundo).

(http://img231.imageshack.us/img231/4896/220pxmariaselaalvarez19.jpg)


Amélia Vega (Miss Universo 2003)

(http://img257.imageshack.us/img257/4586/ameliavega0003.jpg)

República Dominicana tem uma significativa população de negros e índios, correto? Onde estão?


Releia a definição de "traços nórdicos" que eu postei lá atrás, e tenha em mente que é o padrão, sendo considerados mais belos os que mais se aproximam do mesmo.


Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 23 de Novembro de 2011, 01:46:36
A 3 falha no Japão.

Nas revistas locais?


Em tudo, o Japão esta imerso em cultura ocidental e mesmo assim mantém um padrão de beleza bem longe do nórdico, seja nas revistas, cinema ou cantores pop. A população não tenta imita-los.

Ué, mas isso CONFIRMA a hipótese! Eu disse que onde não houver população nórdica significativa, NÃO haverá predomínio de nórdicos nas revistas MESMO que o país seja "ocidentalizado", por simples questão numérica. Leia de novo.


E disse que a população tentaria imita-los. Isso não procede.

As fotos e reportagens que postaram aqui (inclusive você) mostram o oposto.
Os rapazes considerados belos que eu postei tentam imitar nórdicos?

Se os japoneses tiverem naturalmente cabelos loiros e "espetados", não.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 01:46:52
barata, é que a definição de nórdicos é TUDO o que se encaixa em nórdico quando ele precisa. Lembre-se do nariz afilado? Esquece.. Olhos redondos? esquece.. Cabelo loiro NEM SEQUER foi posto na lista após a N revisão.. mas ele usa isso como argumento. Meio que piada.

1 e 2 não se sustentam e tiram o óbvio componente cultural da jogada.

E por fim, estou esperando uma lista inclusiva (e não exclusiva) de país que cabem na definição dele.. e ele SIMPLESMENTE NAO CONSEGUE
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 23 de Novembro de 2011, 01:47:37
Só para constar, o que eu defendo é que na média as pessoas (e também as sociedades, que nada mais são que aglomerados de indivíduos) tendem a considerar traços nórdicos mais atraentes, devido ao fato de que esses traços surgiram devido a seleção sexual no norte europeu durante o Pleistoceno. O que eu NÃO defendo é que isso sempre irá acontecer. Observando melhor a hipótese apresentada pelo DDV , percebi que eu e ele estamos defendendo posições diferentes. Resumindo, minha posição é a de que traços nórdicos tendem* a ser vistos como mais bonitos pela maior parte das pessoas em qualquer sociedade em que eles se encontrem.

DDV, posso estar interpretando errado, mas ao que parece você defende que SEMPRE que existirem traços nórdicos em determinada população, eles serão vistos como mais belos, é isso?

*Notem que defendo ser apenas uma tendência e não um instinto universal existente em cada ser humano.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Temma em 23 de Novembro de 2011, 01:48:04
o melhor desse tópico foi o vídeo postado pelo DDV, onde crianças negras identificam a beleza em bonecas brancas. Muito legal que o teste foi feito com crianças crescidas em sociedades isoladas e sem nenhuma influência da cultura ocidental.


Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 01:48:12
e claro que no caso do japão esses cabelos loiros reforçam a minha teoria de imitar o padrão CULTURAL..
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 01:48:48
o melhor desse tópico foi o vídeo postado pelo DDV, onde crianças negras identificam a beleza em bonecas brancas. Muito legal que o teste foi feito com crianças crescidas em sociedades isoladas e sem nenhuma influência da cultura ocidental.




voce esqueceu de um smile não?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 23 de Novembro de 2011, 01:50:01
Essa história da hereditariedade da preferência por nórdicas cai numa simples especulação de Psicologia Evolutiva Popular. Segundo a Psicologia Evolutiva Popular, sabemos ou podemos descobrir porque certos traços psicológicos evoluíram. Mas como já disse um especialista em Filosofia da Biologia “para descobrir porque uma característica evoluiu é preciso identificar que funções adaptativas elas atenderam entre os hominídeos”. Inevitavelmente, isso geralmente é ""resolvido"" com especulações como "a aparência infantil em mulheres aumenta a sensualidade para os homens porque estimula seu instinto protetor, ao mesmo tempo que transmite a ideia de submissão, ou pelo menos, docilidade". Segue um excerto de um importante artigo científico escrito no ano do bicentenário de Darwin:

“Biólogos em geral conseguem reconstruir as pressões que determinaram a evolução da espécie usando o método comparativo, para estudar um clã ou um grupo de espécies descendentes de um ancestral comum. [...] Quando uma característica é compartilhada por duas ou mais espécies em um clã, e não por outras, pode ser possível identificar as exigências ambientais comuns apenas aquelas espécies que apresentaram tal característica. Relacionar desse modo as diferenças dos traços com variações do meio específicas permite identificar que exigências do meio levaram a adaptação.

[...]

Na aplicação do método comparativo para responder questões como essas devemos comparar alguns traços psicológicos humanos com sua forma homóloga em espécies com um ancestral comum conosco. E aqui está o problema Entre as espécies existentes, nossos parentes mais próximos são o chimpanzé e o bonobo, descendentes, como nós, de um ancestral que viveu há aproximadamente 6 milhões de anos.

[...]

Como o método comparativo trouxe luz a essas adaptações fisiológicas [o parágrafo anterior, que omiti, falava da utilização do método comparativo na explicação da detecção da anemia falciforme em certas populações humanas] pode-se supor que faça o mesmo pelas adaptações psicológicas. Mas isso não significa um grande alento para a PE Pop, segundo a qual todas as adaptações psicológicas, são, na verdade, universais entre as populações humanas. E são exatamente os traços humanos comuns e os distintos para os quais o método comparativo tem pouca utilidade.”

Equívocos da Psicologia Evolutiva Popular. DAVID J. BULLER. Scientific American Brasil (81) Fev/2009, pág. 62.

http://www.scientificamerican.com/article.cfm?id=four-fallacies

Ou seja, não houve troll total na página 10 do tópico. Como o Buckaroo postou, as únicas evidências científicas de hereditariedade da preferência universal por nórdicas são essas:

(http://anarchyjim.digitalanarchy.com/wp-content/uploads/070709_nickcatt-monkey1.jpg)
(http://www.soultravelmultimedia.com/wp-content/uploads/2011/09/Jill-Greenberg-Picture-16.jpg)
(http://www.soultravelmultimedia.com/wp-content/uploads/2011/09/Jill-Greenberg-Picture-15.jpg)
(http://www.aeecl.org/images/photo/0058sc.jpg)


Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 23 de Novembro de 2011, 01:51:29
Citação de: Agnóstico
1 e 2 não se sustentam e tiram o óbvio componente cultural da jogada.

Ué, mas é justamente isso o que eu defendo: que os traços "nórdicos" são considerados em média os mais belos INDEPENDENTE da cultura e etnia do indivíduo que avalia. Não desconsidero totalmente a cultura, mas para esse caso acho que ela relativamente pouco e de modo superficial (Ex: penteados, maquiagens, gordura corporal, etc).




Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 01:53:03
Citação de: Agnóstico
1 e 2 não se sustentam e tiram o óbvio componente cultural da jogada.

Ué, mas é justamente isso o que eu defendo: que os traços "nórdicos" são considerados em média os mais belos INDEPENDENTE da cultura e etnia do indivíduo que avalia. Não desconsidero totalmente a cultura, mas para esse caso acho que ela relativamente pouco e de modo superficial (Ex: penteados, maquiagens, gordura corporal, etc).






responda ao meu post inteiro e não só a parte que te interessa (e nem deveria interessar) ai eu repondo. E reponda ao meu desafio da lista inclusiva
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Barata Tenno em 23 de Novembro de 2011, 01:53:11
O castanho e cores como azul, verde e rosa são muito mais comuns entre os jovens que o loiro......
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 23 de Novembro de 2011, 01:55:26
Essa história da hereditariedade da preferência por nórdicas cai numa simples especulação de Psicologia Evolutiva Popular. Segundo a Psicologia Evolutiva Popular, sabemos ou podemos descobrir porque certos traços psicológicos evoluíram. Mas como já disse um especialista em Filosofia da Biologia “para descobrir porque uma característica evoluiu é preciso identificar que funções adaptativas elas atenderam entre os hominídeos”. Inevitavelmente, isso geralmente é ""resolvido"" com especulações como "a aparência infantil em mulheres aumenta a sensualidade para os homens porque estimula seu instinto protetor, ao mesmo tempo que transmite a ideia de submissão, ou pelo menos, docilidade". Segue um excerto de um importante artigo científico escrito no ano do bicentenário de Darwin:

“Biólogos em geral conseguem reconstruir as pressões que determinaram a evolução da espécie usando o método comparativo, para estudar um clã ou um grupo de espécies descendentes de um ancestral comum. [...] Quando uma característica é compartilhada por duas ou mais espécies em um clã, e não por outras, pode ser possível identificar as exigências ambientais comuns apenas aquelas espécies que apresentaram tal característica. Relacionar desse modo as diferenças dos traços com variações do meio específicas permite identificar que exigências do meio levaram a adaptação.

[...]

Na aplicação do método comparativo para responder questões como essas devemos comparar alguns traços psicológicos humanos com sua forma homóloga em espécies com um ancestral comum conosco. E aqui está o problema Entre as espécies existentes, nossos parentes mais próximos são o chimpanzé e o bonobo, descendentes, como nós, de um ancestral que viveu há aproximadamente 6 milhões de anos.

[...]

Como o método comparativo trouxe luz a essas adaptações fisiológicas [o parágrafo anterior, que omiti, falava da utilização do método comparativo na explicação da detecção da anemia falciforme em certas populações humanas] pode-se supor que faça o mesmo pelas adaptações psicológicas. Mas isso não significa um grande alento para a PE Pop, segundo a qual todas as adaptações psicológicas, são, na verdade, universais entre as populações humanas. E são exatamente os traços humanos comuns e os distintos para os quais o método comparativo tem pouca utilidade.”

Equívocos da Psicologia Evolutiva Popular. DAVID J. BULLER. Scientific American Brasil (81) Fev/2009, pág. 62.

http://www.scientificamerican.com/article.cfm?id=four-fallacies

Ou seja, não houve troll total na página 10 do tópico. Como o Buckaroo postou, as únicas evidências científicas de hereditariedade da preferência universal por nórdicas são essas:

(http://anarchyjim.digitalanarchy.com/wp-content/uploads/070709_nickcatt-monkey1.jpg)
(http://www.soultravelmultimedia.com/wp-content/uploads/2011/09/Jill-Greenberg-Picture-16.jpg)
(http://www.soultravelmultimedia.com/wp-content/uploads/2011/09/Jill-Greenberg-Picture-15.jpg)
(http://www.aeecl.org/images/photo/0058sc.jpg)

E?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 01:55:34
Só para constar, o que eu defendo é que na média as pessoas (e também as sociedades, que nada mais são que aglomerados de indivíduos) tendem a considerar traços nórdicos mais atraentes, devido ao fato de que esses traços surgiram devido a seleção sexual no norte europeu durante o Pleistoceno. O que eu NÃO defendo é que isso sempre irá acontecer. Observando melhor a hipótese apresentada pelo DDV , percebi que eu e ele estamos defendendo posições diferentes. Resumindo, minha posição é a de que traços nórdicos tendem* a ser vistos como mais bonitos pela maior parte das pessoas em qualquer sociedade em que eles se encontrem.

DDV, posso estar interpretando errado, mas ao que parece você defende que SEMPRE que existirem traços nórdicos em determinada população, eles serão vistos como mais belos, é isso?

*Notem que defendo ser apenas uma tendência e não um instinto universal existente em cada ser humano.

Isso está errado também. A média de algum grupo cultural/economico pode prefirir esses traços, é apenas o que voce pode afirmar.

Qualquer coisa além disso está errado.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 23 de Novembro de 2011, 01:56:44
Citação de: TMAG
Resumindo, minha posição é a de que traços nórdicos tendem* a ser vistos como mais bonitos pela maior parte das pessoas em qualquer sociedade em que eles se encontrem.

A minha posição é essa também.

Mas existem outros traços considerados padrões universais de beleza que pode se sobrepôr á preferência por nórdicos: Ex: simetria a proporção cintura-quadril. Um rosto simétrico não-nórdico tenderá a ser considerado mais bonito do que um nórdico bem irregular. Idem com a proporção cintura-quadril. A preferência por nórdicos é apenas em situações iguais dentro desses traços mais universais e comprovados.


Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 02:00:10
Ok, então finalmente descartamos os nórdicos. Já me contento com o pode.

E vou procurar em bollywood referencias de belezar nórdicas em suas estrelas ...hum não achei também.

quando o DDV vai responder ao meu desafio sobre a lista inclusiva e as questões de encaixar a questão da china/koréia no modelo dele?

Quando ele vai responder que os japoneses que ele usou como exemplo para fixar seu argumento (3) são um contra-exemplo de sua definição de nórdico e um apoio à minha teoria?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 23 de Novembro de 2011, 02:01:08
o melhor desse tópico foi o vídeo postado pelo DDV, onde crianças negras identificam a beleza em bonecas brancas. Muito legal que o teste foi feito com crianças crescidas em sociedades isoladas e sem nenhuma influência da cultura ocidental.

Seria bom que fizessem esse teste.

De qualquer maneira, acho mais provável a preferência inata e o vídeo mais apóia do que afasta isso.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Temma em 23 de Novembro de 2011, 02:01:19
o melhor desse tópico foi o vídeo postado pelo DDV, onde crianças negras identificam a beleza em bonecas brancas. Muito legal que o teste foi feito com crianças crescidas em sociedades isoladas e sem nenhuma influência da cultura ocidental.




voce esqueceu de um smile não?


eu fui sarcástico. as crianças são americanas.


Pelo amor de Deus, a própria política de igualdade racial nos Estados Unidos quem identificou essa deficiência na auto-imagem da população negra, e disso surgiram as reivindicações da promoção do "orgulho racial negro", e aí que surgiram aqueles programas de TV "só com negros", onde esses apareceriam como protagonistas bonzinhose não marginalizados ou secundarizados como majoritariamente ocorria anteriormente



enfim, o DDV realmente crê que crianças não sejam sensíveis a estereótipos. Se nós, adultos "racionais", sabedores de nossos deveres, somos, imagine as crianças.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 02:02:33
na verdade o exemplo dele também corrobora a minha tese... o da predominancia da questão cultural.

A questão deveria estar encerrada.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 02:04:22
o melhor desse tópico foi o vídeo postado pelo DDV, onde crianças negras identificam a beleza em bonecas brancas. Muito legal que o teste foi feito com crianças crescidas em sociedades isoladas e sem nenhuma influência da cultura ocidental.

Seria bom que fizessem esse teste.

De qualquer maneira, acho mais provável a preferência inata e o vídeo mais apóia do que afasta isso.



sem uma explicação evolutiva coerente para isso, você poderia se juntar com o Leafar e dizer que as raças arianas são as mais evoluidas, depois as amarelas, etc.. e o que admiramos é na verdade a evolução espiritual dele. Merda por merda, estaria ao menos com uma justificação causal.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Temma em 23 de Novembro de 2011, 02:04:45
o melhor desse tópico foi o vídeo postado pelo DDV, onde crianças negras identificam a beleza em bonecas brancas. Muito legal que o teste foi feito com crianças crescidas em sociedades isoladas e sem nenhuma influência da cultura ocidental.

Seria bom que fizessem esse teste.

De qualquer maneira, acho mais provável a preferência inata e o vídeo mais apóia do que afasta isso.




o que o vídeo apóia é que crianças negras identificam o bem/beleza na raça branca.


Até aí nada de anormal. Essa é uma das afirmações do movimento negro. E não, eles não defendem que as pessoas tem preferências inatas por pessoas nórdicas.

edit: editei pq faltou uma palavra
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 23 de Novembro de 2011, 02:07:28
Citação de: TMAG
Resumindo, minha posição é a de que traços nórdicos tendem* a ser vistos como mais bonitos pela maior parte das pessoas em qualquer sociedade em que eles se encontrem.

A minha posição é essa também.

Mas existem outros traços considerados padrões universais de beleza que pode se sobrepôr á preferência por nórdicos: Ex: simetria a proporção cintura-quadril. Um rosto simétrico não-nórdico tenderá a ser considerado mais bonito do que um nórdico bem irregular. Idem com a proporção cintura-quadril. A preferência por nórdicos é apenas em situações iguais dentro desses traços mais universais e comprovados.


Preferência por simetria é um traço homólogo herdado de outros animais não-humanos. Atração por sinais de fertilidade evidenciados pela proporção cintura-quadril, também.

"Homens se atraem pela proporção cintura fina e quadris largos porque tais características favorecem a reprodução. Entre outras coisas, quadris largos sugerem uma bacia mais adequada para o parto, e a cintura fina é um sinal de que a mulher não está grávida, disponível a fecundação."

http://www.xr.pro.br/ENSAIOS/Atracao_Fatal.html

"Estudo comprova que a evolução da inteligência esteve associada, há milhões de anos, ao aumento da região pélvica da mulher"

"As antigas parteiras diziam: mulher com quadril largo é ideal para ter filhos saudáveis. Na semana passada a ciência avalizou em parte essa crendice popular – no quesito inteligência. A partir de ossos pélvicos encontrados na Etiópia, os pesquisadores observaram que as fêmeas da linhagem Homo erectus (nosso ancestral que viveu há mais de um milhão de anos) tinham ancas largas o suficiente para dar à luz bebês com cérebros bem maiores em relação às dimensões cerebrais dos recém-nascidos de gerações anteriores. "

http://www.istoe.com.br/reportagens/1251_O+Q+I+DO+QUADRIL
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 23 de Novembro de 2011, 02:07:46
Citação de: Agnóstico
vou procurar em bollywood referencias de belezar nórdicas em suas estrelas ...hum não achei também.

Leia a reportagem que o uilinili postou sobre o clareamento de pele na Índia, ela fala de Bollywood também...


Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 23 de Novembro de 2011, 02:09:24
Só para constar, o que eu defendo é que na média as pessoas (e também as sociedades, que nada mais são que aglomerados de indivíduos) tendem a considerar traços nórdicos mais atraentes, devido ao fato de que esses traços surgiram devido a seleção sexual no norte europeu durante o Pleistoceno. O que eu NÃO defendo é que isso sempre irá acontecer. Observando melhor a hipótese apresentada pelo DDV , percebi que eu e ele estamos defendendo posições diferentes. Resumindo, minha posição é a de que traços nórdicos tendem* a ser vistos como mais bonitos pela maior parte das pessoas em qualquer sociedade em que eles se encontrem.

DDV, posso estar interpretando errado, mas ao que parece você defende que SEMPRE que existirem traços nórdicos em determinada população, eles serão vistos como mais belos, é isso?

*Notem que defendo ser apenas uma tendência e não um instinto universal existente em cada ser humano.

Isso está errado também. A média de algum grupo cultural/economico pode prefirir esses traços, é apenas o que voce pode afirmar.

Qualquer coisa além disso está errado.

Então porque diabos quase todas as informações históricas concernentes a esse tema aparentam desembocar na minha conclusão?

Na verdade, o único modo de refutar ou comprovar totalmente o que estou defendendo seriam experimentos controlados feitos com crianças humanas de diversas etnias retiradas de seus grupos culturais desde o nascimento, mas isso dificilmente irá ocorrer devido as implicações éticas de tal experimento. Mesmo assim, acho que possuo evidências suficientes para pensar que esses traços que identifico como nórdicos tendem a ser vistos como mais belos, principalmente devido ao grande número de exemplos existentes na literatura histórica e ao fato de que provavelmente os caracteres em questão surgiram por seleção sexual.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 23 de Novembro de 2011, 02:13:47
o melhor desse tópico foi o vídeo postado pelo DDV, onde crianças negras identificam a beleza em bonecas brancas. Muito legal que o teste foi feito com crianças crescidas em sociedades isoladas e sem nenhuma influência da cultura ocidental.

Seria bom que fizessem esse teste.

De qualquer maneira, acho mais provável a preferência inata e o vídeo mais apóia do que afasta isso.




o que o vídeo apóia é que crianças negras identificam o bem/beleza na raça branca.


Até aí nada de anormal. Essa é uma das afirmações do movimento negro. E não, eles não defendem que as pessoas tem preferências inatas por pessoas nórdicas.

edit: editei pq faltou uma palavra

Não quero ficar me torrando com isso, mas apenas deixo claro que é muito, MUITO estranho que crianças de 2 anos ou menos, criadas nos EUA (onde os negros tendem a conviver mais entre si do que com brancos), vendo todos os seus entes queridos e referenciais negros como ela, ache uma boneca branca mais bonita.

 
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Temma em 23 de Novembro de 2011, 02:14:43
há duas afirmações distintas.


1) a humanidade prefere padrões de beleza nórdicos.


2) esse padrões são inatos, e não possuem explicações na cultura(estereótipos, dominação econômica, conquistas, artes, etc)




A primeira obviamente não implica na segunda.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 02:15:44
Citação de: Agnóstico
vou procurar em bollywood referencias de belezar nórdicas em suas estrelas ...hum não achei também.

Leia a reportagem que o uilinili postou sobre o clareamento de pele na Índia, ela fala de Bollywood também...




eu li... quase todos os atores lá que vi dos filmes (pode pegar no youtube) são na verdade indianos negros mesmo.. não há muitos americanos negros se convertendo a brancos também..

E a casta social mais importante na india é mais branca também. resumindo, o numero é irrisório e a explicação diversa
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Barata Tenno em 23 de Novembro de 2011, 02:16:41
Ah, so um detalhe, pele branca é considerado atrativo em muitos países porque é sinonimo de riqueza, nobres não trabalhavam na lavoura embaixo do sol.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 23 de Novembro de 2011, 02:17:43
há duas afirmações distintas.


1) a humanidade prefere padrões de beleza nórdicos.


2) esse padrões são inatos, e não possuem explicações na cultura(estereótipos, dominação econômica, conquistas, artes, etc)




A primeira obviamente não implica na segunda.

O Agnóstico parece que nega ambas. A maioria parece concordar com 1 e discordar de 2. TMAG e eu, baseados em dados históricos que lemos, tendemos a concordar com ambas.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 02:18:18
TMAG até o DDV já percebeu que não é para usar esses grandes exemplos da literatura que são poucos.. e que certamente encontraríamos de outros povos também.. e que como disse, o diferente chama atenção como no caso das mulatas, que bem poderiam ser alvo de um cronista brasileiro como "os gringos ficaram loucos com as mulatas, etc.." esqueça isso já foi descartado por não ter qualidade para ser elencado como prova.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 02:20:26
ops o DDV não entendeu também.. fica citando uma dezena de autores falando de sua impressão de um encontro entre povos..

DDV estou esperando voce responder aos meus desafios
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 23 de Novembro de 2011, 02:21:03
Ah, so um detalhe, pele branca é considerado atrativo em muitos países porque é sinonimo de riqueza, nobres não trabalhavam na lavoura embaixo do sol.

Isso é verdade, mas há estudos que mostram preferências por peles mais claras mesmo entre povos de pele escura (Ex: entre povos africanos, as mulheres com pele mais clara (ou menos negras) costumam ser consideradas mais atraentes).

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 02:21:24
Quanto ao que postou o Temma. Ele está certo de que 1 não decorre 2. E ambas estão erradas.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 23 de Novembro de 2011, 02:22:08
Essa história da hereditariedade da preferência por nórdicas cai numa simples especulação de Psicologia Evolutiva Popular. Segundo a Psicologia Evolutiva Popular, sabemos ou podemos descobrir porque certos traços psicológicos evoluíram. Mas como já disse um especialista em Filosofia da Biologia “para descobrir porque uma característica evoluiu é preciso identificar que funções adaptativas elas atenderam entre os hominídeos”. Inevitavelmente, isso geralmente é ""resolvido"" com especulações como "a aparência infantil em mulheres aumenta a sensualidade para os homens porque estimula seu instinto protetor, ao mesmo tempo que transmite a ideia de submissão, ou pelo menos, docilidade". Segue um excerto de um importante artigo científico escrito no ano do bicentenário de Darwin:

“Biólogos em geral conseguem reconstruir as pressões que determinaram a evolução da espécie usando o método comparativo, para estudar um clã ou um grupo de espécies descendentes de um ancestral comum. [...] Quando uma característica é compartilhada por duas ou mais espécies em um clã, e não por outras, pode ser possível identificar as exigências ambientais comuns apenas aquelas espécies que apresentaram tal característica. Relacionar desse modo as diferenças dos traços com variações do meio específicas permite identificar que exigências do meio levaram a adaptação.

[...]

Na aplicação do método comparativo para responder questões como essas devemos comparar alguns traços psicológicos humanos com sua forma homóloga em espécies com um ancestral comum conosco. E aqui está o problema Entre as espécies existentes, nossos parentes mais próximos são o chimpanzé e o bonobo, descendentes, como nós, de um ancestral que viveu há aproximadamente 6 milhões de anos.

[...]

Como o método comparativo trouxe luz a essas adaptações fisiológicas [o parágrafo anterior, que omiti, falava da utilização do método comparativo na explicação da detecção da anemia falciforme em certas populações humanas] pode-se supor que faça o mesmo pelas adaptações psicológicas. Mas isso não significa um grande alento para a PE Pop, segundo a qual todas as adaptações psicológicas, são, na verdade, universais entre as populações humanas. E são exatamente os traços humanos comuns e os distintos para os quais o método comparativo tem pouca utilidade.”

Equívocos da Psicologia Evolutiva Popular. DAVID J. BULLER. Scientific American Brasil (81) Fev/2009, pág. 62.

http://www.scientificamerican.com/article.cfm?id=four-fallacies

Ou seja, não houve troll total na página 10 do tópico. Como o Buckaroo postou, as únicas evidências científicas de hereditariedade da preferência universal por nórdicas são essas:

(http://anarchyjim.digitalanarchy.com/wp-content/uploads/070709_nickcatt-monkey1.jpg)
(http://www.soultravelmultimedia.com/wp-content/uploads/2011/09/Jill-Greenberg-Picture-16.jpg)
(http://www.soultravelmultimedia.com/wp-content/uploads/2011/09/Jill-Greenberg-Picture-15.jpg)
(http://www.aeecl.org/images/photo/0058sc.jpg)

E?

Isso mostra claramente que não existe embasamento científico no que você e o DDV defendem. A menos que digam que  funções adaptativas a preferência pelos "traços nórdicos" atenderam entre os hominídeos, tudo o que postaram não passa de uma simples especulação.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 02:22:46
Ah, so um detalhe, pele branca é considerado atrativo em muitos países porque é sinonimo de riqueza, nobres não trabalhavam na lavoura embaixo do sol.

Isso é verdade, mas há estudos que mostram preferências por peles mais claras mesmo entre povos de pele escura (Ex: entre povos africanos, as mulheres com pele mais clara (ou menos negras) costumam ser consideradas mais atraentes).



Onde??

Americanos adoram morenas como JLo, etc.. Alias cada vez mais latinas tem se destacado entre as mais sexies
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Temma em 23 de Novembro de 2011, 02:25:28
o melhor desse tópico foi o vídeo postado pelo DDV, onde crianças negras identificam a beleza em bonecas brancas. Muito legal que o teste foi feito com crianças crescidas em sociedades isoladas e sem nenhuma influência da cultura ocidental.

Seria bom que fizessem esse teste.

De qualquer maneira, acho mais provável a preferência inata e o vídeo mais apóia do que afasta isso.




o que o vídeo apóia é que crianças negras identificam o bem/beleza na raça branca.


Até aí nada de anormal. Essa é uma das afirmações do movimento negro. E não, eles não defendem que as pessoas tem preferências inatas por pessoas nórdicas.

edit: editei pq faltou uma palavra

Não quero ficar me torrando com isso, mas apenas deixo claro que é muito, MUITO estranho que crianças de 2 anos ou menos, criadas nos EUA (onde os negros tendem a conviver mais entre si do que com brancos), vendo todos os seus entes queridos e referenciais negros como ela, ache uma boneca branca mais bonita.

 


É melhor que você ignore o que contrasta com as suas crenças.


E pelo amor de javé. Antes do orgulho racial negro entrar em pauta: Negros não estampavam capas de revistas. Negros não eram eleitos. Negros não eram patrões. Negros não apareciam na TV.

crianças negras, por mais que tenham pais negros, não cresceram longe dessas influências. Ah, e seus pais também não são, ainda, "patrões".


Repito. Esse déficit da auto-imagem da população negra sempre foi usada pelo próprio movimento negro. E nunca, nunquinha, passando por explicações naturais/genéticas, muito pelo contrário.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 23 de Novembro de 2011, 02:26:22
.. não há muitos americanos negros se convertendo a brancos também..

Você está brincando né? Basta olhar a transformação através do tempo o físico de quase todas as cantoras negras americanas atuais e verá o óbvio ''branqueamento''. Só o fato de praticamente 90% delas alisarem os cabelos já contradiz sua informação. Você não costuma ver muitas cantores americanas com esses cabelos:

(http://cortesdecabelo.net.br/wp-content/uploads/2011/02/mulher-com-blackpower-cabelo-afro.jpg)


Quase todas que vemos são assim:

(http://adrianeboneck.com.br/wp-content/uploads/2009/07/alisado_e-tingido.jpg)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 23 de Novembro de 2011, 02:29:42
Isso mostra claramente que não existe embasamento científico no que você e o DDV defendem. A menos que digam que  funções adaptativas os "traços nórdicos" atenderam entre os hominídeos, tudo o que postaram não passa de uma simples especulação.

Você está realmente lendo o tópico? Há mais ou menos 10 páginas postei um artigo sobre isso (é um artigo sério que passou por peer review), sugiro que o leia se quiser rebater com mais propriedade o que afirmei.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 02:30:29
o cabelo alisado é uma tendencia sim.. a de baixo continua negra.. não é branca. Vamos lá

Rihanna, Halle Berry, J Lopez, etc.. são negras com cabelo liso.

Olha aqui as estrelas indianas

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 02:31:02
Isso mostra claramente que não existe embasamento científico no que você e o DDV defendem. A menos que digam que  funções adaptativas os "traços nórdicos" atenderam entre os hominídeos, tudo o que postaram não passa de uma simples especulação.

Você está realmente lendo o tópico? Há mais ou menos 10 páginas postei um artigo sobre isso (é um artigo sério que passou por peer review), sugiro que o leia se quiser rebater com mais propriedade o que afirmei.

o do frost não tem nada a ver com isso
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 02:32:07
e artistas japoneses não ficam brancos, nem koreanos, nem brasileiros.. nem nada relevante
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 23 de Novembro de 2011, 02:33:53
República Dominicana tem uma significativa população de negros e índios, correto?

Sim, principalmente de negros.


Onde estão?

Voce está perguntando porque eles não são modelos de beleza? É isto? A resposta é óbvia. A classe que controla política e economicamente a República Dominicana é branca (do tipo “não-nórdico”, segundo a sua classificação).


Releia a definição de "traços nórdicos" que eu postei lá atrás, e tenha em mente que é o padrão, sendo considerados mais belos os que mais se aproximam do mesmo.

Aí é que reside o problema, pois a confusão se estabeleceu a partir da sua definição inicial que foi sendo ampliada e reformulada conforme eram apresentados questionamentos.

Eis a sua primeira definição:

Por tudo o que eu já vi e li, os traços fisonômicos e físicos "nórdicos" são considerados os mais belos pela grande maioria das pessoas, independente de cultura ou raça, e que uma pessoa é considerada mais bonita quanto mais se aproxima desses traços (nariz fino e arrebitado, cabelos lisos, queixo alinhado com a boca no perfil, olhos e cabelos mais claros, etc).
[...]


Aqui você procurou restringir a caracterização ao rosto, em função do questionamento sobre a aplicabilidade de sua definição para outras partes do corpo, mais notadamente a bunda:

Esqueci de dizer um detalhe importante: os traços "nórdicos", os quais a grande maioria da população mundial considera serem os mais belos, referem-se mais ao rosto. Com relação ao corpo, há variações maiores nas preferências e, na verdade, não há taaaanta diferença assim entre as etnias com relação ao padrão corporal.


Aqui você define arbitrariamente e faz uma generalização sem precedentes que o modelo “nórdico” é o mais belo, sem apresentar nenhuma fonte que ateste a sua afirmação:

Uma coisa também que eu ressaltei e esqueceram: o padrão nórdico é considerado belo, e as pessoas são consideradas mais belas quanto mais se aproximam desse padrão. Não há uma divisão estanque entre nórdicos e não-nórdicos. Logo, não tem cabimento citar exemplos de pessoas consideradas belas que não sejam 100% nórdicas como contraprova.


Nesta postagem você ressalta a preponderância do rosto na composição do modelo “nórdico”:

Eu disse em algum lugar que a aparência "nórdica" eram apenas os olhos e cabelos claros? Na verdade, eu ressaltei os traços faciais (nariz fino e arrebitado, queixo alinhado com a boca no perfil, etc).


E, por fim, você reconhece que a confusão foi estabelecida pela falta de uma melhor definição de “nórdico”:

Concordo também.  na verdade, houve um pequeni problema de comunicação no tópico: eu nomeei determinado conjunto de características (nariz fino e arrebitado, cabelos e olhos claros, queixo alinhado com a boca no perfil, etc) como "nórdicas. Usei esse termo na falta de outro melhor. Mas eu não quis dizer com isso que as mulheres do Norte da Europa são as mais bonitas e nem que estas características "nórdicas" são exclusivas dos povos do norte europeu.

Usei o termo "nórdico" para estas características na falta de um rótulo melhor.

Portanto, para você o “nórdico” é a pessoa com tez branca, de cabelo claro e com um nariz fino e arrebitado. Não duvido que ele seja a preferência de muitas pessoas em diversos países. Mas a partir disto afirmar que este é um modelo que tende a ser preponderante em escala global é um salto muito, mas muito grande mesmo.

E eu ainda considero que a influência cultural é, hoje, o principal fator de propagação de qualquer modelo de beleza ocidental para os demais países, com diferentes graus de penetração, é claro.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 23 de Novembro de 2011, 02:34:08
Isso mostra claramente que não existe embasamento científico no que você e o DDV defendem. A menos que digam que  funções adaptativas os "traços nórdicos" atenderam entre os hominídeos, tudo o que postaram não passa de uma simples especulação.

Você está realmente lendo o tópico? Há mais ou menos 10 páginas postei um artigo sobre isso (é um artigo sério que passou por peer review), sugiro que o leia se quiser rebater com mais propriedade o que afirmei.

Fiz uma pequena  correção ao meu post anterior.

Eu não sei muito de inglês. E o que você disse, não representa nada, absolutamente nada, além do que cai numa falácia de programa adaptacionista.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 23 de Novembro de 2011, 02:36:41
o melhor desse tópico foi o vídeo postado pelo DDV, onde crianças negras identificam a beleza em bonecas brancas. Muito legal que o teste foi feito com crianças crescidas em sociedades isoladas e sem nenhuma influência da cultura ocidental.

Seria bom que fizessem esse teste.

De qualquer maneira, acho mais provável a preferência inata e o vídeo mais apóia do que afasta isso.




o que o vídeo apóia é que crianças negras identificam o bem/beleza na raça branca.


Até aí nada de anormal. Essa é uma das afirmações do movimento negro. E não, eles não defendem que as pessoas tem preferências inatas por pessoas nórdicas.

edit: editei pq faltou uma palavra

Não quero ficar me torrando com isso, mas apenas deixo claro que é muito, MUITO estranho que crianças de 2 anos ou menos, criadas nos EUA (onde os negros tendem a conviver mais entre si do que com brancos), vendo todos os seus entes queridos e referenciais negros como ela, ache uma boneca branca mais bonita.

 


É melhor que você ignore o que contrasta com as suas crenças.


E pelo amor de javé. Antes do orgulho racial negro entrar em pauta: Negros não estampavam capas de revistas. Negros não eram eleitos. Negros não eram patrões. Negros não apareciam na TV.

Isso ocorreu até quando? De quando é os vídeos? As crianças de 2 anos ou menos tomam conhecimento dessas coisas?


Citar
crianças negras, por mais que tenham pais negros, não cresceram longe dessas influências. Ah, e seus pais também não são, ainda, "patrões".

Crianças de 2 anos ou menos tiveram muito pouco tempo de "crescimento" e desenvolvimento para terem completa noção dessas coisas, a não ser que seus pais fiquem lhes fazendo sermões diários com coitadismo negro.

Citar
Repito. Esse déficit da auto-imagem da população negra sempre foi usada pelo próprio movimento negro. E nunca, nunquinha, passando por explicações naturais/genéticas, muito pelo contrário.

Seria espantoso se fosse o contrário.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 23 de Novembro de 2011, 02:37:10
Isso mostra claramente que não existe embasamento científico no que você e o DDV defendem. A menos que digam que  funções adaptativas os "traços nórdicos" atenderam entre os hominídeos, tudo o que postaram não passa de uma simples especulação.

Você está realmente lendo o tópico? Há mais ou menos 10 páginas postei um artigo sobre isso (é um artigo sério que passou por peer review), sugiro que o leia se quiser rebater com mais propriedade o que afirmei.

o do frost não tem nada a ver com isso

Tem sim, se acha que não você não compreendeu.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 23 de Novembro de 2011, 02:37:28
TMAG até o DDV já percebeu que não é para usar esses grandes exemplos da literatura que são poucos.. e que certamente encontraríamos de outros povos também.. e que como disse, o diferente chama atenção como no caso das mulatas, que bem poderiam ser alvo de um cronista brasileiro como "os gringos ficaram loucos com as mulatas, etc.." esqueça isso já foi descartado por não ter qualidade para ser elencado como prova.

Os exemplos não são poucos, eles superabundam ao longo da história. Desde os primeiros romanos a entrar em contato com gauleses e germânicos até praticamente TODOS os cronistas árabes que encontraram-se com esses povos. É interessante ressaltar que às vezes o mesmo cronista ao entrar em contato com povos como os africanos, os classificava negativamente do ponto de vista da beleza. A que atribuir isso? Racismo dos árabes?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 02:38:26
Citação de: TMAG
Resumindo, minha posição é a de que traços nórdicos tendem* a ser vistos como mais bonitos pela maior parte das pessoas em qualquer sociedade em que eles se encontrem.

A minha posição é essa também.

Mas existem outros traços considerados padrões universais de beleza que pode se sobrepôr á preferência por nórdicos: Ex: simetria a proporção cintura-quadril. Um rosto simétrico não-nórdico tenderá a ser considerado mais bonito do que um nórdico bem irregular. Idem com a proporção cintura-quadril. A preferência por nórdicos é apenas em situações iguais dentro desses traços mais universais e comprovados.




Geo e ele acaba de dar mais uma relaxada na sua alegação
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 23 de Novembro de 2011, 02:39:47
o cabelo alisado é uma tendencia sim.. a de baixo continua negra.. não é branca. Vamos lá

Rihanna, Halle Berry, J Lopez, etc.. são negras com cabelo liso.

Olha aqui as estrelas indianas


Você não faz nem ideia do que é um ''negro''. Nenhum negro tem cabelo liso, se alguém possui essa característica NÃO É NEGRO.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 23 de Novembro de 2011, 02:40:48
Você está brincando né? Basta olhar a transformação através do tempo o físico de quase todas as cantoras negras americanas atuais e verá o óbvio ''branqueamento''. Só o fato de praticamente 90% delas alisarem os cabelos já contradiz sua informação. Você não costuma ver muitas cantores americanas com esses cabelos:

Mas o "branqueamento" das negras nada mostra que o padrão de beleza branco seja "superior" ou mais "universal" no caso do EUA.

Lá a questão é de maior aceitação pela sociedade estadunidenese (majoritariamente branca) e, por consequência, pelo maior ganho econômico para o artista negro que se aproxime do padrão médio da população.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 02:41:20
TMAG até o DDV já percebeu que não é para usar esses grandes exemplos da literatura que são poucos.. e que certamente encontraríamos de outros povos também.. e que como disse, o diferente chama atenção como no caso das mulatas, que bem poderiam ser alvo de um cronista brasileiro como "os gringos ficaram loucos com as mulatas, etc.." esqueça isso já foi descartado por não ter qualidade para ser elencado como prova.

Os exemplos não são poucos, eles superabundam ao longo da história. Desde os primeiros romanos a entrar em contato com gauleses e germânicos até praticamente TODOS os cronistas árabes que encontraram-se com esses povos. É interessante ressaltar que às vezes o mesmo cronista ao entrar em contato com povos como os africanos, os classificava negativamente do ponto de vista da beleza. A que atribuir isso? Racismo dos árabes?

1- Mostre essa profusão de alegações
2- procure por elogios de autores a outros povos não nórdicos que com certeza vc vai achar (o que indicará que esse impacto foi repetido ao longo da história). Eu duvido que não vá achar dezenas de citações a orientais
3- Certifique-se que esses autores estão identificando nessa beleza as mesmas características que vocês depois das 1.532  revisões

faça isso e post aqui.. enquanto isso esqueça
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 02:42:16
o cabelo alisado é uma tendencia sim.. a de baixo continua negra.. não é branca. Vamos lá

Rihanna, Halle Berry, J Lopez, etc.. são negras com cabelo liso.

Olha aqui as estrelas indianas


Você não faz nem ideia do que é um ''negro''. Nenhum negro tem cabelo liso, se alguém possui essa característica NÃO É NEGRO.

então coloque mais uma alteração na sua definição de nórdico.. negro até o nível de um indiano.. PQP
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 23 de Novembro de 2011, 02:42:47
o cabelo alisado é uma tendencia sim.. a de baixo continua negra.. não é branca. Vamos lá

Rihanna, Halle Berry, J Lopez, etc.. são negras com cabelo liso.

Olha aqui as estrelas indianas


Você não faz nem ideia do que é um ''negro''. Nenhum negro tem cabelo liso, se alguém possui essa característica NÃO É NEGRO.

É uma afirmação forte e contundente a sua.

Eu tinha um amigo que era mais escuro que asfalto e tinha os cabelos lisos naturais.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 23 de Novembro de 2011, 02:42:59
República Dominicana tem uma significativa população de negros e índios, correto?

Sim, principalmente de negros.


Onde estão?

Voce está perguntando porque eles não são modelos de beleza? É isto? A resposta é óbvia. A classe que controla política e economicamente a República Dominicana é branca (do tipo “não-nórdico”, segundo a sua classificação).


Releia a definição de "traços nórdicos" que eu postei lá atrás, e tenha em mente que é o padrão, sendo considerados mais belos os que mais se aproximam do mesmo.

Aí é que reside o problema, pois a confusão se estabeleceu a partir da sua definição inicial que foi sendo ampliada e reformulada conforme eram apresentados questionamentos.

Eis a sua primeira definição:

Por tudo o que eu já vi e li, os traços fisonômicos e físicos "nórdicos" são considerados os mais belos pela grande maioria das pessoas, independente de cultura ou raça, e que uma pessoa é considerada mais bonita quanto mais se aproxima desses traços (nariz fino e arrebitado, cabelos lisos, queixo alinhado com a boca no perfil, olhos e cabelos mais claros, etc).
[...]


Aqui você procurou restringir a caracterização ao rosto, em função do questionamento sobre a aplicabilidade de sua definição para outras partes do corpo, mais notadamente a bunda:

Esqueci de dizer um detalhe importante: os traços "nórdicos", os quais a grande maioria da população mundial considera serem os mais belos, referem-se mais ao rosto. Com relação ao corpo, há variações maiores nas preferências e, na verdade, não há taaaanta diferença assim entre as etnias com relação ao padrão corporal.


Aqui você define arbitrariamente e faz uma generalização sem precedentes que o modelo “nórdico” é o mais belo, sem apresentar nenhuma fonte que ateste a sua afirmação:

Uma coisa também que eu ressaltei e esqueceram: o padrão nórdico é considerado belo, e as pessoas são consideradas mais belas quanto mais se aproximam desse padrão. Não há uma divisão estanque entre nórdicos e não-nórdicos. Logo, não tem cabimento citar exemplos de pessoas consideradas belas que não sejam 100% nórdicas como contraprova.


Nesta postagem você ressalta a preponderância do rosto na composição do modelo “nórdico”:

Eu disse em algum lugar que a aparência "nórdica" eram apenas os olhos e cabelos claros? Na verdade, eu ressaltei os traços faciais (nariz fino e arrebitado, queixo alinhado com a boca no perfil, etc).


E, por fim, você reconhece que a confusão foi estabelecida pela falta de uma melhor definição de “nórdico”:

Concordo também.  na verdade, houve um pequeni problema de comunicação no tópico: eu nomeei determinado conjunto de características (nariz fino e arrebitado, cabelos e olhos claros, queixo alinhado com a boca no perfil, etc) como "nórdicas. Usei esse termo na falta de outro melhor. Mas eu não quis dizer com isso que as mulheres do Norte da Europa são as mais bonitas e nem que estas características "nórdicas" são exclusivas dos povos do norte europeu.

Usei o termo "nórdico" para estas características na falta de um rótulo melhor.

Portanto, para você o “nórdico” é a pessoa com tez branca, de cabelo claro e com um nariz fino e arrebitado. Não duvido que ele seja a preferência de muitas pessoas em diversos países. Mas a partir disto afirmar que este é um modelo que tende a ser preponderante em escala global é um salto muito, mas muito grande mesmo.

E eu ainda considero que a influência cultural é, hoje, o principal fator de propagação de qualquer modelo de beleza ocidental para os demais países, com diferentes graus de penetração, é claro.

Bobagem. A essa altura da discussão, todos aqui já sabem do que estamos falando ao usar o termo "nórdico" e ao afirmar que é um PADRÃO, com gradações para próximo ou longe.

A questão se é cultural ou não é o que está sendo discutido. As fontes mais cruciais para defender a minha posição (preferência por traços nórdicos independente da cultura) são os relatos históricos e experimentos com crianças, mas estão descartando como evidências aqui. Normal.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 02:43:48
e estou esperando você tmag colocar países que dão positivo na hipótese do DDV. EU TRUCO.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 23 de Novembro de 2011, 02:44:09
Você está brincando né? Basta olhar a transformação através do tempo o físico de quase todas as cantoras negras americanas atuais e verá o óbvio ''branqueamento''. Só o fato de praticamente 90% delas alisarem os cabelos já contradiz sua informação. Você não costuma ver muitas cantores americanas com esses cabelos:

Mas o "branqueamento" das negras nada mostra que o padrão de beleza branco seja "superior" ou mais "universal" no caso do EUA.

Lá a questão é de maior aceitação pela sociedade estadunidenese (majoritariamente branca) e, por consequência, pelo maior ganho econômico para o artista negro que se aproxime do padrão médio da população.

Isso não está em questão, usei esse exemplo apenas para contrapor a afirmação do Agnóstico de que negros americanos não se ''branqueavam''.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 23 de Novembro de 2011, 02:44:57
Citação de: TMAG
Resumindo, minha posição é a de que traços nórdicos tendem* a ser vistos como mais bonitos pela maior parte das pessoas em qualquer sociedade em que eles se encontrem.

A minha posição é essa também.

Mas existem outros traços considerados padrões universais de beleza que pode se sobrepôr á preferência por nórdicos: Ex: simetria a proporção cintura-quadril. Um rosto simétrico não-nórdico tenderá a ser considerado mais bonito do que um nórdico bem irregular. Idem com a proporção cintura-quadril. A preferência por nórdicos é apenas em situações iguais dentro desses traços mais universais e comprovados.




Geo e ele acaba de dar mais uma relaxada na sua alegação

Simetria e proporção cintura-quadril já são comprovados. São universais, não são considerados problemáticos e não estão em discussão.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 23 de Novembro de 2011, 02:46:09
Os exemplos não são poucos, eles superabundam ao longo da história. Desde os primeiros romanos a entrar em contato com gauleses e germânicos até praticamente TODOS os cronistas árabes que encontraram-se com esses povos. É interessante ressaltar que às vezes o mesmo cronista ao entrar em contato com povos como os africanos, os classificava negativamente do ponto de vista da beleza. A que atribuir isso? Racismo dos árabes?

E será que não existem registros históricos de povos eslavos ou nórdicos tecendo elogios à beleza dos homens e mulheres negros do interior africano ou dos povos do entorno do mar Mediterrâneo, e que incluem os árabes?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 23 de Novembro de 2011, 02:46:50
o cabelo alisado é uma tendencia sim.. a de baixo continua negra.. não é branca. Vamos lá

Rihanna, Halle Berry, J Lopez, etc.. são negras com cabelo liso.

Olha aqui as estrelas indianas


Você não faz nem ideia do que é um ''negro''. Nenhum negro tem cabelo liso, se alguém possui essa característica NÃO É NEGRO.

É uma afirmação forte e contundente a sua.

Eu tinha um amigo que era mais escuro que asfalto e tinha os cabelos lisos naturais.

Definição de Negro segundo a maioria dos antropólogos físicos é a de que ''negros'' são quaisquer indivíduos originários da parte subsaariana da África, e como sabemos esses povos NÃO tem cabelo liso.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 02:49:22
Citação de: TMAG
Resumindo, minha posição é a de que traços nórdicos tendem* a ser vistos como mais bonitos pela maior parte das pessoas em qualquer sociedade em que eles se encontrem.

A minha posição é essa também.

Mas existem outros traços considerados padrões universais de beleza que pode se sobrepôr á preferência por nórdicos: Ex: simetria a proporção cintura-quadril. Um rosto simétrico não-nórdico tenderá a ser considerado mais bonito do que um nórdico bem irregular. Idem com a proporção cintura-quadril. A preferência por nórdicos é apenas em situações iguais dentro desses traços mais universais e comprovados.




Geo e ele acaba de dar mais uma relaxada na sua alegação

Simetria e proporção cintura-quadril já são comprovados. São universais, não são considerados problemáticos e não estão em discussão.


sim, exato. Isso provavelmente é real. E se sobressai ao nórdico com cor até de negro gordo ou magro com nariz afilado mediterrâneo ou japones loiro com nariz de asiático e olho puxado. (espero não ter esquecido nada do nórdico)

O que você disse e deveria ter assumido mais é: Simetria para os pares de um mesmo fenótipo é um critério mais relevante do que esse nórdico doido, portanto, agora comece a disputar que na verdade o melhor é a o próprio fenótipo bonito, mas a musa genética é a segunda opção de todos os demais do mundo.

e la vamos nós
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 23 de Novembro de 2011, 02:50:50
o cabelo alisado é uma tendencia sim.. a de baixo continua negra.. não é branca. Vamos lá

Rihanna, Halle Berry, J Lopez, etc.. são negras com cabelo liso.

Olha aqui as estrelas indianas


Você não faz nem ideia do que é um ''negro''. Nenhum negro tem cabelo liso, se alguém possui essa característica NÃO É NEGRO.

É uma afirmação forte e contundente a sua.

Eu tinha um amigo que era mais escuro que asfalto e tinha os cabelos lisos naturais.

Mestiçagem. Eu desconheço até o momento etnias africanas (de onde os negros do continente americano se originaram) que tenham cabelos lisos.

Nos EUA, o grau de mestiçagem é baixíssimo (comparado com o Brasil). Logo, dificilmente os cabelos lisos das negras de lá são naturais.

Vocês  obviamente sabem disso...
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 02:51:32
e já foi respondido..
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 23 de Novembro de 2011, 02:51:41
Os exemplos não são poucos, eles superabundam ao longo da história. Desde os primeiros romanos a entrar em contato com gauleses e germânicos até praticamente TODOS os cronistas árabes que encontraram-se com esses povos. É interessante ressaltar que às vezes o mesmo cronista ao entrar em contato com povos como os africanos, os classificava negativamente do ponto de vista da beleza. A que atribuir isso? Racismo dos árabes?

E será que não existem registros históricos de povos eslavos ou nórdicos tecendo elogios à beleza dos homens e mulheres negros do interior africano ou dos povos do entorno do mar Mediterrâneo, e que incluem os árabes?

Pré-romanização a resposta é : NÃO. Agora, não vou e nem tenho saco de ficar procurando de livro em livro para postar aqui as informações, mesmo porque se o fizer simplesmente não vou conseguir reunir tudo até mais ou menos o ano que vem (Sim, são muitos exemplos). Se quiserem procurem se informar com cronistas árabes da idade média, historiadores romanos e diversos outros escritores da antiguidade.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 02:53:56
alias, culturalmente os negros reforçavam as características do cabelo negro, até o limite. Agora acham o cabelo liso mais bonito.. acho que foi um padrão cultural realmente forte.

As indianas continuam indianas, as espanicas espanicas, e brasileiras brasileiras... As japonesas fazem sucesso, assim como coreanas e etc..

E nada do DDV colocar 1 unico país que dá positivo na teoria dele.. acho que ele fugiu.. medrou
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 02:55:28
Os exemplos não são poucos, eles superabundam ao longo da história. Desde os primeiros romanos a entrar em contato com gauleses e germânicos até praticamente TODOS os cronistas árabes que encontraram-se com esses povos. É interessante ressaltar que às vezes o mesmo cronista ao entrar em contato com povos como os africanos, os classificava negativamente do ponto de vista da beleza. A que atribuir isso? Racismo dos árabes?

E será que não existem registros históricos de povos eslavos ou nórdicos tecendo elogios à beleza dos homens e mulheres negros do interior africano ou dos povos do entorno do mar Mediterrâneo, e que incluem os árabes?

Pré-romanização a resposta é : NÃO. Agora, não vou e nem tenho saco de ficar procurando de livro em livro para postar aqui as informações, mesmo porque se o fizer simplesmente não vou conseguir reunir tudo até mais ou menos o ano que vem (Sim, são muitos exemplos). Se quiserem procurem se informar com cronistas árabes da idade média, historiadores romanos e diversos outros escritores da antiguidade.

se não sabe não use. Era o que todos estavam dizendo aqui. Como um religioso, voce quer usar informações que corroboram o que voce quer e não quer estudar os elogios de outros povos a outras raças. Esqueça isso.. não é evidencia por vários motivos. O DDV pode te explicar melhor que eu.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 23 de Novembro de 2011, 02:56:31
Bobagem. A essa altura da discussão, todos aqui já sabem do que estamos falando ao usar o termo "nórdico" e ao afirmar que é um PADRÃO, com gradações para próximo ou longe.

NÃO, NÃO É BOBAGEM, MEU CARO DDV porque eu estava acompanhando de longe o tópico. Somente após a sua interpelação sobre a questão da definição de "nórdico" é que eu me dei ao trabalho de ler quase todas as páginas.
 

A questão se é cultural ou não é o que está sendo discutido.

Isto se estabeleceu ao longo da discussão que, como eu escrevi antes, eu atualizei somente agora.


As fontes mais cruciais para defender a minha posição (preferência por traços nórdicos independente da cultura) são os relatos históricos e experimentos com crianças, mas estão descartando como evidências aqui. Normal.

Voce está extrapolando a suposta visão isolada de alguns autores históricos sobre o modelo "nórdico" de beleza (que voce ainda não postou as fontes) para o atual contexto histórico, afirmando ainda que ele tende a ser um modelo universal; ao passo que vários foristas contestaram isto com base em suas experiências ou de outras fontes.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 02:56:44
DDV enquanto voce não colocar a prova sua teoria mostrando casos que se encaixam nela me abstenho de responder. Voce não consegue mais responder, ignora coisas importantes e não é capaz de defender as proprias hipóteses.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 23 de Novembro de 2011, 03:00:12
Pré-romanização a resposta é : NÃO. Agora, não vou e nem tenho saco de ficar procurando de livro em livro para postar aqui as informações, mesmo porque se o fizer simplesmente não vou conseguir reunir tudo até mais ou menos o ano que vem (Sim, são muitos exemplos). Se quiserem procurem se informar com cronistas árabes da idade média, historiadores romanos e diversos outros escritores da antiguidade.

Desculpe. Eu não quis aborrece-lo com a minha falta de conhecimento e cultura da Antiguidade. Não precisa perder o seu precioso tempo comigo. :)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Temma em 23 de Novembro de 2011, 03:02:27
Citar
Crianças de 2 anos ou menos tiveram muito pouco tempo de "crescimento" e desenvolvimento para terem completa noção dessas coisas, a não ser que seus pais fiquem lhes fazendo sermões diários com coitadismo negro.

não consta no vídeo a idade das crianças. No simples "olhometro" eu diria que as crianças possuem de 3~4 a 8 anos.


E elas sabem o que é boneca, um produto cultural, afinal.


O estudo apresentado no tópico com crianças que claramente não tiveram influência da cultura foi contestado por você, por convenientemente não corroborar com as suas afirmações. 
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 23 de Novembro de 2011, 03:05:52
Vi o Abstract do estudo do tal de Frost. Putz, desde quando competição fêmea-fêmea pode ser usado como evidência conclusiva de que preferências por traços de cores em populações foram selecionados naturalmente? E a preferência por traços faciais nórdicos cumprem que função adaptativa? Mais tarde eu comento...Vou dormir agora.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Temma em 23 de Novembro de 2011, 03:09:01
Citar
Crianças de 2 anos ou menos tiveram muito pouco tempo de "crescimento" e desenvolvimento para terem completa noção dessas coisas


provas?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 23 de Novembro de 2011, 03:17:38
Os exemplos não são poucos, eles superabundam ao longo da história. Desde os primeiros romanos a entrar em contato com gauleses e germânicos até praticamente TODOS os cronistas árabes que encontraram-se com esses povos. É interessante ressaltar que às vezes o mesmo cronista ao entrar em contato com povos como os africanos, os classificava negativamente do ponto de vista da beleza. A que atribuir isso? Racismo dos árabes?

E será que não existem registros históricos de povos eslavos ou nórdicos tecendo elogios à beleza dos homens e mulheres negros do interior africano ou dos povos do entorno do mar Mediterrâneo, e que incluem os árabes?

Pré-romanização a resposta é : NÃO. Agora, não vou e nem tenho saco de ficar procurando de livro em livro para postar aqui as informações, mesmo porque se o fizer simplesmente não vou conseguir reunir tudo até mais ou menos o ano que vem (Sim, são muitos exemplos). Se quiserem procurem se informar com cronistas árabes da idade média, historiadores romanos e diversos outros escritores da antiguidade.

se não sabe não use. Era o que todos estavam dizendo aqui. Como um religioso, voce quer usar informações que corroboram o que voce quer e não quer estudar os elogios de outros povos a outras raças. Esqueça isso.. não é evidencia por vários motivos. O DDV pode te explicar melhor que eu.

Você tem algum déficit por acaso? Quando afirmei que não sabia?  O que eu disse é que simplesmente não estou com saco de ficar procurando trocentas fontes para postar em fórum de internet, isso aqui NÃO É DISCUSSÃO ACADÊMICA. Outra coisa, você convenientemente ignora as partes que não pode responder em postagens contrárias. O fato é que ninguém sabe com certeza porque as pessoas consideram determinados povos belos ou não, tanto a minha quanto a sua posição são sustentadas em puro ACHISMO, já que essa não é uma discussão científica, portanto o próprio conceito de evidência em questão é diferente do que é utilizado cientificamente. Além de que essa discussão trata de temas mais relacionados as ciências humanas, e em humanas a citação de autores antigos constitui sim uma ''evidência".

Como não existem provas definitivas sobre o que está sendo discutido, temos a seguinte situação:

1- Eu e o DDV afirmamos que nem sempre padrões de beleza são fatores exclusivamente culturais, devido principalmente ao fato de que em muitas civilizações os caracteres definidos como mais belos são uma constante, a saber, o que denominamos ''nórdicos''. Apesar de afirmarmos isso note que não estamos dizendo que esses caracteres sempre serão os preferidos em todas as sociedades, as alegações dizem respeito principalmente a tendências em se considerar os mesmos mais atraentes.

2- Você diz que padrões de beleza (facial) são completamente culturais, e se baseia principalmente no fato de que o padrão corporal do que era definido como belo mudou ao longo dos séculos.

Percebe agora a incoerência de suas afirmações?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 23 de Novembro de 2011, 03:20:19
Pré-romanização a resposta é : NÃO. Agora, não vou e nem tenho saco de ficar procurando de livro em livro para postar aqui as informações, mesmo porque se o fizer simplesmente não vou conseguir reunir tudo até mais ou menos o ano que vem (Sim, são muitos exemplos). Se quiserem procurem se informar com cronistas árabes da idade média, historiadores romanos e diversos outros escritores da antiguidade.

Desculpe. Eu não quis aborrece-lo com a minha falta de conhecimento e cultura da Antiguidade. Não precisa perder o seu precioso tempo comigo. :)

Não quis ofender meu caro Geotecton, apenas a informei a impossibilidade de tal empreitada. :)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: TMAG em 23 de Novembro de 2011, 03:31:01
O único modo de refutar ou comprovar TOTALMENTE o que estou afirmando é o seguinte:


Na verdade, o único modo de refutar ou comprovar totalmente o que estou defendendo seriam experimentos controlados feitos com crianças humanas de diversas etnias retiradas de seus grupos culturais desde o nascimento, mas isso dificilmente irá ocorrer devido as implicações éticas de tal experimento.

De modo que enquanto isso não é possível todos estamos debatendo tendo por base opiniões pessoais, que podem ser bem ou mal embasadas. (Ex: As minhas afirmações e as do DDV são mais consistentes que os chiliques do Agnóstico).

Agnóstico, uma sugestão: procure ler os posts com mais atenção e investir na qualidade ao invés da quantidade, porque do modo que você faz parece querer vencer pelo cansaço.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 23 de Novembro de 2011, 03:40:18
Pré-romanização a resposta é : NÃO. Agora, não vou e nem tenho saco de ficar procurando de livro em livro para postar aqui as informações, mesmo porque se o fizer simplesmente não vou conseguir reunir tudo até mais ou menos o ano que vem (Sim, são muitos exemplos). Se quiserem procurem se informar com cronistas árabes da idade média, historiadores romanos e diversos outros escritores da antiguidade.

Desculpe. Eu não quis aborrece-lo com a minha falta de conhecimento e cultura da Antiguidade. Não precisa perder o seu precioso tempo comigo. :)

Não quis ofender meu caro Geotecton, apenas a informei a impossibilidade de tal empreitada. :)

Eu tenho certeza que voce não queria me ofender. :ok:

A minha resposta foi muito mais uma "espetada" para que voce me fornecesse alguma referência mais específica para que eu não tivesse que ficar procurando a esmo.  :P
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 23 de Novembro de 2011, 03:46:28
Você tem algum déficit por acaso? Quando afirmei que não sabia?

Cavalheiros.

Vamos nos esforçar em não trocar "farpas"?


[...]
O fato é que ninguém sabe com certeza porque as pessoas consideram determinados povos belos ou não, tanto a minha quanto a sua posição são sustentadas em puro ACHISMO, já que essa não é uma discussão científica, portanto o próprio conceito de evidência em questão é diferente do que é utilizado cientificamente. Além de que essa discussão trata de temas mais relacionados as ciências humanas, e em humanas a citação de autores antigos constitui sim uma ''evidência".
[...]

Exatamente. O "achismo" permeou esta discussão. Por todos os lados.

Bem. Eu estou um pouco cansado e vou dormir pois tenho que levantar e sair até as 6:45.

Boa noite para quem fica.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: N3RD em 23 de Novembro de 2011, 05:38:29
Citação de: http://www.midianews.com.br/?pg=noticias&cat=6&idnot=6630
(http://www.midianews.com.br/imagens/noticias/6/albinos30082009094411.JPG)

"Estiraram língua para as estatísticas e, por um defeito genético, nasceram albinos. Negros de pele branca. A chance dos três nascerem assim na mesma família era de uma em um milhão. Nasceram. Dos cinco irmãos, apenas a mais nova é filha de outro pai."

E agora  :susto: comofaz ?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Adriano em 23 de Novembro de 2011, 08:07:56
O que eu disse é que simplesmente não estou com saco de ficar procurando trocentas fontes para postar em fórum de internet, isso aqui NÃO É DISCUSSÃO ACADÊMICA.
Exatemente. E mesmo que você estude, se aprofunde, e depois exponha as fontes acadêmicas, e que tem muitas disponíveis na rede, não vão dar muita bola e ainda considerar que a escrita não-referencial é mais autêntica e qualificada como exemplo de debate, como no caso do DDV.


Suponha que um determinado indivíduo ache mais bonito os traços físicos mais característicos das etnias brancas e menos característicos dos negros. Esse indivíduo NÃO considera os negros inferiores aos brancos em NENHUM aspecto.
O aspecto estético é um importante componente das características étnicas, principalmente dos negros. Fazer uma generalização para toda a etnia é sim uma forma de discriminação, e das mais sutis. A beleza varia mais de indivíduo para indivíduo do que entre as etnias. E a raça negra é muita bela por sinal.

Essa preferência estética do indivíduo é:

1- Uma preferência estética pessoal e nada mais, da mesma forma que existem preferências por mulheres loiras ou morenas, por baixinhos ou altos, por magérrimas ou gordinhas, por olhos azuis ou castanhos, etc
É pessoal se fica restrita somente a própria pessoa. Ainda mais considerando que é uma referência a toda uma etnia. Eu amo as negras, alias as mulheres de  todas as etnias, e pessoalmente não consigo fazer tal tipo de distinção. Isto para ficar restrito somente ao gênero feminino, que é apenas metade das pessoas.

2- Racismo.
Sim, é possível ser considerado. O que não quer dizer que seja  :ok:
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 23 de Novembro de 2011, 08:27:43
TMAG quem não foi você.  E não afirmei o que disse você esta ignorando posts e sabe disso. Até com com uma certa desonestidade se recusando a responder aos desafios propostos.

Não tenho tempo agora
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: -Huxley- em 23 de Novembro de 2011, 15:42:07
A pergunta que não quer calar:

A preferência universal por traços nórdicos cumpre que função adaptativa?

Qualquer explicação que use a seleção natural e não responda a essa pergunta de forma científica não passa de explicação vazia. Como já disse um especialista em Filosofia da Biologia “para descobrir porque uma característica evoluiu é preciso identificar que funções adaptativas elas atenderam entre os hominídeos”. Equívocos da Psicologia Evolutiva Popular. DAVID J. BULLER. Scientific American Brasil (81) Fev/2009, pág. 62.

Pelo que li do artigo do tal de Frost, o fundamento para se justificar a suposta “seleção da preferência universal pelos traços nórdicos” pode ser resumido essencialmente nisso:

“Not surprisingly, these attributes are also favored by sexual selection. If mate
competition is relatively weak, sexual selection focuses primarily on visible markers of
mate quality, i.e., signs of health, youth, or fecundity. As mate competition intensifies,
the focus will shift to purely eye-catching features. The sex in excess supply must vie for attention, and success will depend on being noticed (Darwin, 1936 [1888], pp. 567-924).”

Ou seja, os “traços nórdicos” são puramente atraentes porque foram selecionados naturalmente. E porque eles foram selecionados naturalmente? Porque eles são puramente atraentes. Existe uma alternativa a essa tautologia? Pode ser...Tipo, coincidentemente, as preferências por TODOS os traços faciais e cores de olhos e cabelos dos nórdicos entraram nas sociedades de diferentes continentes pelo modelo de “nordicismo platônico”. Vejam:
 
Os parceiros devem ser escolhidos por fornecerem benefícios fenotípicos imediatos ou por fornecerem genes que aumenta o desempenho dos genes.”

Fonte: STEARNS, S. C. & HOEKSTRA, R. F. Evolução: uma introdução. São Paulo, Atheneu, 2003, p.184.

O modelo dos bons genes afirma que a exibição indica algum componente da aptidão do macho. Um defensor dos bons genes diria que coloração brilhante nos machos indica ausência de parasitas. [...]

A evolução pode travar num circuito e retroalimentação positiva. Outro exemplo que explica caracteres sexuais secundários é chamado modelo de seleção sexual desenfreada (runaway sexual selection). R. A. Fisher propôs que as fêmeas pudessem ter uma preferência inata por algum caractere masculino mesmo antes que ele aparecesse na população. As fêmeas então iriam acasalar com os machos em que o caractere aparecesse. A prole desses acasalamentos teria tanto os genes para o caractere e quanto para a preferência por ele. Como resultado, o processo continua como uma bola de neve aumentando até que a seleção natural o ponha em cheque.”
http://biociencia.org/index.php?option=com_content&task=view&id=102&Itemid=47#Sele%C3%A7%C3%A3o%20Natural

Como já disse um forista:


Simplesmente não há conexão causal entre os "fatos" aí, sem que haja isso que você diz ser um espantalho.

Não é possível que meramente do surgimento dos "traços nórdicos" por seleção natural/sexual no norte e leste da Europa resulte numa tendência às "pessoas que herdaram esses traços tendem a ser vistas como mais bonitas na maioria das sociedades".
[...]

Da mesma forma que a evolução da tolerância à lactose em algumas populações não fará com que os adultos em todo o mundo tendam a gostar de iogurte. Eles podem já gostar por ser meio inerente a gostar de leite quando bebês, ou podem vir a gostar por contato e assimilação cultural. De outra forma, seria "evolução telecinética".

EXATAMENTE! A implicação automática do "nordicismo platônico" (uma preferência por padrões nórdicos antes mesmo destes existirem nos nórdicos propriamente ditos) que o Buckaroo mencionou não era nenhum espantalho, a menos que se responda ao desafio proposto por David Buller no artigo da Scientific American Brasil.

Mais um excerto do artigo de Frost:
 
“In the most comprehensive of these studies, Cunningham et al. (1995) assessed
mate-choice criteria among men of different ethnic backgrounds: Taiwanese, White
Americans, Black Americans, and recently arrived Asian and Hispanic students. All of
them perceived a female face to be more attractive if it had high eyebrows, widely spaced
large eyes with dilated pupils, high cheekbones, a small nose, a narrow face with thin
cheeks, a large smile, a full lower lip, a small chin, and a full hairstyle.”

 “[...] testa alta, olhos grandes e bem afastados, nariz pequeno, queixo estreito, lábios cheios. Cunningham especulou que a aparência infantil em mulheres aumenta a sensualidade para os homens porque estimula seu instinto protetor, ao mesmo tempo que transmite a ideia de submissão, ou pelo menos, docilidade. [...] As idéias de Cunningham eram interessantes, mas simplificadas demais.Os homens são mais complexos que sua hipótese previa.

Por exemplo, o psicólogo evolutivo David Buss, da Universidade do Texas em Austin, realizou uma pesquisa em 37 culturas, cujos indivíduos disseram não ter qualquer preferência por mulheres mais jovens que eles próprios. Para eles, a juventude e traços infantis eram aspectos que eles consideravam até indesejáveis. Muito mais apreciados eram sinais da face que expressavam maturidade, ou status de adulto.

Fonte: Beleza Nota 10. BERNHARD FINK, KARL GRAMMER E PETER KAPPELER Scientific American Brasil (58) Mar/2007, pág. 80.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 23 de Novembro de 2011, 16:05:20
Outros pontos relacionados à seleção natural de traços claros que me ocorreram:

Cabelos mais claros não são apenas traços infantis (o faria com que os mecanismos cognitivos de cuidados parentais fossem "desviados" desse fim original em caso da retenção desses carateres), como também podem ser causados por desnutrição.

Isso dá um duplo reforço de causas seletivas, especialmente se o contexto postulado para seleção sexual deles foi uma severa escassez de recursos. Talvez esses traços mais claros, além de serem atrativos apenas por se aproveitarem dos mecanismos cognitivos de "atração" por traços infantis voltada aos cuidados parentais e altruísmo, sinalizem também uma necessidade maior de atenção à prole que pode estar desnutrida.

Poderiam ainda representar uma "economia" para o organismo que não perde recursos investindo em pigmentação (talvez seja justamente por isso que desnutrição causa despigmentação). Então mesmo descartando a seleção natural para síntese de vitamina D (se é que pode mesmo ser descartada como sugerem alguns autores) talvez haja esse outro fator de seleção natural. Não parece fácil confirmar essa vantagem em humanos (embora a evolução de despigmentação em animais que vivem no escuro seja bem sugestiva), talvez o investimento em pigmentação seja praticamente desprezível, não sei.

Se não houver vantagem para despigmentação em nível fisiológico, de qualquer forma parece bem provável que houvesse em investimentos parentais para lidar com essa "desnutrição".

Isso mesmo nesse estágio infantil já poderia estar servindo como fator de seleção (crianças mais claras recebendo maiores investimentos, tendo maior chance de sobrevivência), e ainda seria mais tarde mantido pela seleção sexual propriamente dita, apenas pela "exaptação" dessa "atração" para outro contexto. E isso vai também desviando a média da pigmentação das pessoas, obviamente.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 23 de Novembro de 2011, 16:29:05
Outra coisa ainda mais curiosa que me ocorreu é um considerável golpe contra o meu principal ceticismo quanto a parte "nórdica" da teoria, os traços fisionômicos além da clareza da pele, cabelos e olhos.

Eles podem estar sendo selecionados pelos mesmos motivos, são associados na nossa percepção também a caracteres infantis/não-dominantes.

Houve um estudo onde as pessoas classificavam vários rostos como dominantes ou não, e os castanhos eram sempre classificados como mais dominantes, independentemente de quem classificasse. Então tiveram a idéia de trocar a cor dos olhos digitalmente, e a classificação se manteve à mesma em relação aos rostos, os rostos de olhos azuis originais continuavam sendo considerados menos dominantes mesmo agora tendo olhos castanhos, porque não era a cor dos olhos em si, mas toda uma fisionomia a eles comumente correlacionada que desengatava essa percepção.

Outras pesquisas ou hipóteses sugerem coisas como que traços mais infantis representam uma série de outras vantagens sociais. Acaba sendo um pouco como se as pessoas tratassem essas pessoas meio como se fossem crianças de certa forma. Alguém tem menor tendência a usar de violência contra alguém com aparência mais infantil do que contra alguém com aparência mais madura (acredito que isso se dá principalmente em um contexto onde essa agressão poderá representar represálias de outros indivíduos do grupo, se puder sair impune talvez seja o inverso).

Essa linha de idéias me parecem deixar a teoria mais plausível para explicar tanto as freqüências desses traços e até o que pode parecer ser uma atração universal inata por caracteres "nórdicos", ao mesmo tempo que é flexível o suficiente para explicar por que os asiáticos e outros europeus mesmo vivendo em condições similares evoluíram outros traços que se encaixam na mesma linha teórica. Essa maior flexibilidade também deixa a coisa toda mais compatível com os dados que se têm sobre atratividade reportada, em vez de apenas ser compatível com alguns relatos históricos escolhidos a dedo e os ad hocs necessários para salvar essa versão mais estrita.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 23 de Novembro de 2011, 16:33:09
Citação de: Huxley
Por exemplo, o psicólogo evolutivo David Buss, da Universidade do Texas em Austin, realizou uma pesquisa em 37 culturas, cujos indivíduos disseram não ter qualquer preferência por mulheres mais jovens que eles próprios. Para eles, a juventude e traços infantis eram aspectos que eles consideravam até indesejáveis. Muito mais apreciados eram sinais da face que expressavam maturidade, ou status de adulto.”

O que pode ser influenciado com a própria idade dos pais, conforme acho que postei anteriormente.

O psicólogo evolutivo Geoffrey Miller colocou qualquer coisa em seu livro "a mente seletiva" sobre traços de mais maturidade talvez serem até o mais próximo de uma preferência universal, a idéia sendo que mulheres que já tivessem tido a experiência de ser mães e se sucedido bem seriam um investimento mais seguro do que jovens virgens/sem filhos/sem experiência/sem nem garantia de serem biologicamente aptas a sobreviver à gestação.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 23 de Novembro de 2011, 16:44:53
TMAG até o DDV já percebeu que não é para usar esses grandes exemplos da literatura que são poucos.. e que certamente encontraríamos de outros povos também.. e que como disse, o diferente chama atenção como no caso das mulatas, que bem poderiam ser alvo de um cronista brasileiro como "os gringos ficaram loucos com as mulatas, etc.." esqueça isso já foi descartado por não ter qualidade para ser elencado como prova.

Os exemplos não são poucos, eles superabundam ao longo da história. Desde os primeiros romanos a entrar em contato com gauleses e germânicos até praticamente TODOS os cronistas árabes que encontraram-se com esses povos. É interessante ressaltar que às vezes o mesmo cronista ao entrar em contato com povos como os africanos, os classificava negativamente do ponto de vista da beleza. A que atribuir isso? Racismo dos árabes?

Por que não? Deve-se lembrar sempre que esses tais traços nórdicos não eram tão distantes dos traços desses que os elogiavam, algo que parece que vocês fazem questão de esquecer constantemente.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 23 de Novembro de 2011, 16:47:25
Citar
Crianças de 2 anos ou menos tiveram muito pouco tempo de "crescimento" e desenvolvimento para terem completa noção dessas coisas, a não ser que seus pais fiquem lhes fazendo sermões diários com coitadismo negro.

não consta no vídeo a idade das crianças. No simples "olhometro" eu diria que as crianças possuem de 3~4 a 8 anos.


E elas sabem o que é boneca, um produto cultural, afinal.


O estudo apresentado no tópico com crianças que claramente não tiveram influência da cultura foi contestado por você, por convenientemente não corroborar com as suas afirmações. 

Sem contar que são crianças negras americanas, onde são em média 30% mestiços com brancos. Talvez o alelo para preferências nórdicas seja posterior à migração para fora da África, até exclusivamente europeu, e tenha sido herdado por essas crianças com miscigenação. Não há como descartar essa hipótese, simplesmente não há.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 23 de Novembro de 2011, 16:58:56
há duas afirmações distintas.


1) a humanidade prefere padrões de beleza nórdicos.


2) esse padrões são inatos, e não possuem explicações na cultura(estereótipos, dominação econômica, conquistas, artes, etc)




A primeira obviamente não implica na segunda.

Nem é obviamente verificada.

Para chegar a uma conclusão nisso* poderiam bolar um programa parecido com aquele dos "biomorfos" do Dawkins, mas que ficasse gerando variações de rostos em todas as direções. Colocavam para jogar por n gerações várias pessoas que informariam suas raças e locais que viveram e etc, e então se poderia observar (ou não) alguma tendência especificamente nórdica (se bem que nunca definem bem o que é nórdico, ao menos tanto quanto já vi) nas preferências.

E talvez devesse ter um jeito de filtrar coisas como variação de gordura facial "excessiva" (ou não?). Uma vez vi os resultados de algo parecido e a fotografia composta de pessoas atraentes era mesmo mais "nórdica" (apesar de ter cabelos escuros e pele mais bronzeada), mas a outra acho que aglutinava uma série de coisas não-atrativas com traços que, combinados a outros, poderiam ser considerados tão ou mais atrativos que os com essa tendência "nórdica" -- nomeadamente rostos mais redondos em mulheres, em vez de estreitos. A cor da pele por acaso ia um pouco contra a tendência "nórdica", a pele mais bronzeada estava no rosto tido como mais belo e a fotografia composta de não-atraente era bem pálida.



* relembrando que não implicaria no ítem 2, a menos que fosse um experimento muito bem desenhado para isso.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 23 de Novembro de 2011, 17:03:12
Um quase-exemplo do meu ponto:

(http://curiosidadesnanet.files.wordpress.com/2009/03/famosos_parecidos_17.jpg)
(http://images.cheezburger.com/completestore/2009/11/26/129037324336134095.jpg)
(http://images.icanhascheezburger.com/completestore/2008/9/12/128657320455489626.jpg)

Eu prefiro o rosto mais redondo, menos "nórdico" da Maggie Lawson, não arriscaria dizer que é uma preferência universal, mas estranharia bastante que fosse uma coisa muito "outlier" ou uma fração muito pequena das pessoas que tivesse a mesma preferência, todas as outras variáveis mantidas iguais.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 23 de Novembro de 2011, 17:12:43
Vi o Abstract do estudo do tal de Frost. Putz, desde quando competição fêmea-fêmea pode ser usado como evidência conclusiva de que preferências por traços de cores em populações foram selecionados naturalmente? E a preferência por traços faciais nórdicos cumprem que função adaptativa? Mais tarde eu comento...Vou dormir agora.

Eu não me lembro bem mas se não me engano ele não faz essa afirmação e acho que nem dá muita ênfase em preferências por colorações terem sido produto de seleção natural antes disso, eventualmente.

O caso dele é mais na linha de que essas preferências inatas existiriam, quaisquer que sejam as causas (seleção ou "acidente"), e, sob diferentes condições, "regimes de seleção", conduziram à seleção de diferentes tons de pele, olhos e cabelo.

Ou talvez isso seja distorção minha tentando inconscientemente tornar a idéia mais aceitável.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Luiz F. em 23 de Novembro de 2011, 20:28:10
Pelo que dá para perceber por esse tópico as mulheres nórdicas devem se parecer com isso:(http://www.eb1-vale-acores.rcts.pt/imagens/espantalho.JPG)
 :umm:
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 23 de Novembro de 2011, 21:42:29
Por que, alguém está dizendo que seria impossível esse ser o padrão instintivo natural universal porque elas são sempre feias demais? Alguém disse algo que se aproximass disso uma vez sequer?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Sergiomgbr em 23 de Novembro de 2011, 21:47:50
Pelo que dá para perceber por esse tópico as mulheres nórdicas devem se parecer com isso:(http://www.eb1-vale-acores.rcts.pt/imagens/espantalho.JPG)
 :umm:
Extra tópico.
A pergunta que não quer calar é...Espantalho serve para espantar alhos???

Grande tema para carnaval esse das mulheres nórdicas! :P
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 24 de Novembro de 2011, 01:25:21


(http://i42.tinypic.com/1z35jb8.jpg)
(http://i43.tinypic.com/14b26bl.jpg)

De analetic magazine, volume 9 (http://books.google.com.br/books?id=c5JEAQAAIAAJ&pg=PA415&dq=beauty+negress&hl=en&ei=ppbNTqH3IMqKgwft0PjfDQ&sa=X&oi=book_result&ct=result&resnum=7&ved=0CEkQ6AEwBg#v=onepage&q&f=false)


Citar
[...] they not
only cross, whether through marriage or otherwise,
with people who were born and bred in America, but
they intercross among each other, and with the ne-
groes, Indians, and Chinese if it takes their fancy.
This is going on far more extensively than most peo-
ple are aware, and but few people will admit. In con-
versation with a very intelligent German gentleman
the other day, a man of fine education, intelligence
and family connections in Germany, where he was
born, he informed me that he very much preferred
congress with a fine, good-looking black negress, than
with any white woman he had ever known, and from
all accounts, he had not been backward in such mat-
ters all his life. There are no end of half-breeds pro-
duced by the crossing of the whites and the North
American Indians on the plains. [...]

De "the negro: a menace to the american civilization" (http://www.archive.org/stream/negromenacetoame00shuf/negromenacetoame00shuf_djvu.txt)


Parece que há uma forte concorrente a preferência estética universal instintiva. Vale lembrar que fora da África sub-saariana os negros são geralmente minorias e por isso não dominam as revistas e filmes e tudo mais. Não sejam tolos de cobrar uma representação universal. Além disso, não é como se eles fossem DEUSES, não exagerem. A preferência universal por traços negros se dá apenas de forma mais amena e é subjacente a outros mecanismos que determinam a atração, como o status social.

OU talvez não sejam duas concorrentes universais mutuamente excludentes, mas talvez através de polimorfismos nas preferências individuais determinando uma tendência a um extremo ou outro possa se explicar todo o leque de variações de preferências estéticas, bem como suas flutuações.


Embora seja uma paródia, eu não vejo realmente diferença crucial entre uma e outra hipótese. Ambas têm seus buracos que podem ser remendados com mais hipóteses ad hoc.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 24 de Novembro de 2011, 01:40:28
Evidenciando a teoria dos polimorfismos em direção a picos opostos:

(http://www.kissandmakeup.tv/models%20without%20makeup%20on-thumb.jpg)

Aqui as mais bonitas são a mais nórdica (na verdade segunda mais nórdica) e a menos nórdica.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: uiliníli em 24 de Novembro de 2011, 10:37:30
Qual é a lógica de mostrar a mesma mulher maquiada e sem maquiagem?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 24 de Novembro de 2011, 10:59:56
Qual é a lógica de mostrar a mesma mulher maquiada e sem maquiagem?

Para mostrar como é possível melhorar um pouco um "trubufu" sem usar recursos digitais.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Titoff em 24 de Novembro de 2011, 11:24:30
Qual é a lógica de mostrar a mesma mulher maquiada e sem maquiagem?

Para mostrar como é possível melhorar um pouco um "trubufu" sem usar recursos digitais.

E nessas fotos, a primeira mulher é mais bonita tanto sem maquiagem quanto com maquiagem.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Sergiomgbr em 24 de Novembro de 2011, 12:34:13
Pra mim são todas  feias.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 24 de Novembro de 2011, 14:00:49
Racismo contra brancos e negros.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 24 de Novembro de 2011, 17:56:58
A preferência maior (em média) por tipos físicos mais próximos do padrão "nórdico" é considerado menos problemático pela maioria. A questão mais polêmica é se isso se deve à influência cultural eurocêntrica ou a uma preferência inata, independente da cultura das classes dominantes.

As únicas evidências que tenho para pensar ser esta preferência algo mais "inato" do que dependente de cultura são os casos onde um povo ou grupo dominante consideram mais bonitos os traços de povos que eles próprios consideram "inferiores", ou demonstram preferência pelos mesmos (Ex: escritores romanos e árabes com os germânicos, sultões árabes e turcos com as mulheres eslavas e nórdicas*, etc) e situações onde o fator cultural teoricamente tem pouca ou nenhuma influência (Ex: experimentos com crianças muito novas).


Dito isto, fecho aqui a minha opinião pessoal sobre esse assunto.



*Nos dias atuais, o único país rico, influente e orgulhoso de si mesmo com uma população quase 100% longe do padrão "nórdico" é o Japão. Mas os casos citados nesse tópico onde essa preferência foi evidenciada foram considerados influência cultural norte-americana, ou seja, os EUA seriam dominantes em relação ao Japão no aspecto cultural (O Japão é culturalmente "subordinado" aos EUA).



Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 24 de Novembro de 2011, 21:27:20
Eu queria saber mais detalhes sobre o que esses outros povos pensavam dos "nórdicos" além de que eram belos. Desconfio de que apesar de talvez os acharem inferiores em certos aspectos, também houvesse uma certa admiração respeito por outros, como serem bravos guerreiros e etc. Em vez de os considerarem uma completa escória.

A apreciação pela estética seria se em parte culturalmente influenciada devida a uma certa mística exercida por isso, mas combinado ao fato de não serem fenotípicamente muito díspares para começar -- onde começamos adentrar em bases biológicas. Se for arriscar algo mais de explicação biológica seria uma tendência mais simples aos homens preferirem traços um pouco mais claros que a média apenas, mas eu ainda me pergunto se mesmo isso não poderia ser algo mais para biossociológico do que "puramente" biológico, isso é, dependente dos inputs do meio em que os indivíduos crescem e desse "status quo" natural dos homens já tenderem a ter a pele um pouco mais escura.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 27 de Novembro de 2011, 13:23:48
Citar
Cross- vs. within-racial judgments of attractiveness
Ira H. Bernstein, Tsai-Ding Lin and Pamela McClellan


Abstract
Subjects from two pairs of ethnic groups (Chinese and White in Experiment 1, Black and White in Experiment 2) judged the attractiveness of faces in yearbook pictures of persons that belonged to their own or to the other ethnic group. This was to see whether: (1) a given group would perceive more variation in the attractiveness of faces belonging to its own vs. the other ethnic group, as suggested by the cross-racial literature, for example, Malpass and Kravitz (1969), and (2) the two groups would use the same or different rules to define attractiveness. There were essentially no differences in perceived variation for cross- vs. within-racial judgments, but there were differences in the criteria used to define attractiveness. As expected, Black and White aesthetic criteria were more like one another than were Chinese and White criteria. Discussion centered around reconciling these findings with the recognition literature.

http://www.springerlink.com/content/yj21v4517p408841/

Acesso aberto, se não nesse site, em algum outro.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 27 de Novembro de 2011, 14:29:38
A preferência maior (em média) por tipos físicos mais próximos do padrão "nórdico" é considerado menos problemático pela maioria. A questão mais polêmica é se isso se deve à influência cultural eurocêntrica ou a uma preferência inata, independente da cultura das classes dominantes.

As únicas evidências que tenho para pensar ser esta preferência algo mais "inato" do que dependente de cultura são os casos onde um povo ou grupo dominante consideram mais bonitos os traços de povos que eles próprios consideram "inferiores", ou demonstram preferência pelos mesmos (Ex: escritores romanos e árabes com os germânicos, sultões árabes e turcos com as mulheres eslavas e nórdicas*, etc) e situações onde o fator cultural teoricamente tem pouca ou nenhuma influência (Ex: experimentos com crianças muito novas).


Dito isto, fecho aqui a minha opinião pessoal sobre esse assunto.



*Nos dias atuais, o único país rico, influente e orgulhoso de si mesmo com uma população quase 100% longe do padrão "nórdico" é o Japão. Mas os casos citados nesse tópico onde essa preferência foi evidenciada foram considerados influência cultural norte-americana, ou seja, os EUA seriam dominantes em relação ao Japão no aspecto cultural (O Japão é culturalmente "subordinado" aos EUA).



DDV, mais uma vez, suas evidências não podem ser consideradas como tal. São relatos eventuais apenas. Podemos encontrar relatos de admiração de virtualmente qualquer raça para qualquer outra. Se essa é sua evidência, seu caso não se sustenta.

Não sei o quanto você deliberadamente ignorou os posts onde trato os casos da koréia, Taiwan e China onde claramente  as publicações deles contrastam com as publicações japonesas no sentido de ter uma predominancia absoluta de modelos orientais MESMO sendo revistas normais. Não sei se você ignorou ou isso não constituiu evidência para você, mas não me recordo de nenhuma explicação sua. E não concordo que a coréia não seja orgulhosa de si, nem que você consiga sustentar um debate sobre a comparação de níveis de orgulho.

O fato é que não há base para sustentar sua afirmação de preferência nórdica. Alias deveríamos trocar esse nome porque as características não são nórdicas de qualquer maneira.

Para confirmar meu ponto:

- Se houvesse uma predileção universal por essas característica, ela se abriria para todos os países. De maneira alguma isso acontece e as evidêncais já foram postadas.
- Mesmo em países como japão, o fato é que revistas menos internacionais, existe uma predominancia clara para os modelos locais
- Grupos culturais e sociais dentro do Brasil, e imagino outros países, têm gostos médios completamente distinto uns entre outros.
- Claro que existe influencia do padrão estética de mulheres européias devido à franca predominancia cultural dessa etnia influenciada pela industria norte americana
- Mesmo americanos desafiam sua lógica, já que cada vez mais latinas tendem a obter cada vez mais espaço na mídia e preferência, exatamente como era de se esperar de um grupo que ganha mais visibilidade e aceitação
- Não existe explicação nenhuma para sustentar nenhum fator genético


Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Titoff em 28 de Novembro de 2011, 08:20:22
Sabermos que árabes, romanos, etc acharam os 'nórdicos' bonitos se torna possível pois eles podiam registrar isto através da escrita e manter estes escritos através de sua estrutura social, algo que, salvo algum engano meu, os povos mais ao norte da Europa só foram ter mais tarde.

Acho que, dentre outros fatores, o diferente deve atrair. É comum gringo vir para cá e, se for o caso, dar suas investidas amorosas em pessoas de fenótipo diferente do de sua terra. Tanto turistas homens quanto mulheres.

Seria o viés evolutivo para a diversificação genética da prole atuando? (Claro que isto não quer dizer que não há  o desejo por parceiros fenotipicamente semelhantes, mas sim que quando aparecesse um potencial parceiro fenotipicamente diferente, o interesse surgiria forte)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 28 de Novembro de 2011, 09:09:24
Boa
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: _Juca_ em 28 de Novembro de 2011, 12:03:27
A preferência maior (em média) por tipos físicos mais próximos do padrão "nórdico" é considerado menos problemático pela maioria. A questão mais polêmica é se isso se deve à influência cultural eurocêntrica ou a uma preferência inata, independente da cultura das classes dominantes.



Nada que uma tintura Loreal nº 52 Louro Dourado Natural, não resolva.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: PauloH em 06 de Dezembro de 2011, 03:10:40
Independente da cultura os traços buscados e considerados bonitos são os mesmos, em todas as épocas. A atração é puramente genética, o que não elimina a chance de fatores externos mudar a preferencia, mas a regra geral é clara, doa a quem doer.



Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Moro em 06 de Dezembro de 2011, 08:26:19
ótimo argumento.. inclusive super bem embasado
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 06 de Dezembro de 2011, 08:38:53
ótimo argumento.. inclusive super bem embasado

 :hein:

Não faltou algum smiley?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 06 de Dezembro de 2011, 08:41:25
Independente da cultura os traços buscados e considerados bonitos são os mesmos, em todas as épocas. A atração é puramente genética, o que não elimina a chance de fatores externos mudar a preferencia, mas a regra geral é clara, doa a quem doer.

Espero que voce não esteja querendo dizer que as loiras, de olhos azuis, etc, sejam o único "modelo universal".
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: PauloH em 06 de Dezembro de 2011, 14:46:53
Independente da cultura os traços buscados e considerados bonitos são os mesmos, em todas as épocas. A atração é puramente genética, o que não elimina a chance de fatores externos mudar a preferencia, mas a regra geral é clara, doa a quem doer.

Espero que voce não esteja querendo dizer que as loiras, de olhos azuis, etc, sejam o único "modelo universal".

Não, estou dizendo que os fênotipos apreciados no mundo são os mesmos, rosto fino, curvas. Existe pesquisas comprovando isso. Não tem nada haver com a cor da pele ou etnias.

Isso daqui é clube cético ou não? Então usem a ciência e parem de especulhometro, vou sair desse fórum.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: _Juca_ em 06 de Dezembro de 2011, 15:50:08
Independente da cultura os traços buscados e considerados bonitos são os mesmos, em todas as épocas. A atração é puramente genética, o que não elimina a chance de fatores externos mudar a preferencia, mas a regra geral é clara, doa a quem doer.

Espero que voce não esteja querendo dizer que as loiras, de olhos azuis, etc, sejam o único "modelo universal".

Não, estou dizendo que os fênotipos apreciados no mundo são os mesmos, rosto fino, curvas. Existe pesquisas comprovando isso. Não tem nada haver com a cor da pele ou etnias.

Isso daqui é clube cético ou não? Então usem a ciência e parem de especulhometro, vou sair desse fórum.

Você nem entrou direito...  ::)

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Barata Tenno em 06 de Dezembro de 2011, 16:32:44
Independente da cultura os traços buscados e considerados bonitos são os mesmos, em todas as épocas. A atração é puramente genética, o que não elimina a chance de fatores externos mudar a preferencia, mas a regra geral é clara, doa a quem doer.

Espero que voce não esteja querendo dizer que as loiras, de olhos azuis, etc, sejam o único "modelo universal".

Não, estou dizendo que os fênotipos apreciados no mundo são os mesmos, rosto fino, curvas. Existe pesquisas comprovando isso. Não tem nada haver com a cor da pele ou etnias.

Isso daqui é clube cético ou não? Então usem a ciência e parem de especulhometro, vou sair desse fórum.


Então cita ai suas fontes e trabalhos cientificos que corroborem sua afirmação.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Hold the Door em 06 de Dezembro de 2011, 18:42:01
Independente da cultura os traços buscados e considerados bonitos são os mesmos, em todas as épocas. A atração é puramente genética, o que não elimina a chance de fatores externos mudar a preferencia, mas a regra geral é clara, doa a quem doer.

Espero que voce não esteja querendo dizer que as loiras, de olhos azuis, etc, sejam o único "modelo universal".

Não, estou dizendo que os fênotipos apreciados no mundo são os mesmos, rosto fino, curvas. Existe pesquisas comprovando isso. Não tem nada haver com a cor da pele ou etnias.

Isso daqui é clube cético ou não? Então usem a ciência e parem de especulhometro, vou sair desse fórum.

A porta da rua é serventia da casa...
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Sergiomgbr em 06 de Dezembro de 2011, 19:53:51
Independente da cultura os traços buscados e considerados bonitos são os mesmos, em todas as épocas. A atração é puramente genética, o que não elimina a chance de fatores externos mudar a preferencia, mas a regra geral é clara, doa a quem doer.

Espero que voce não esteja querendo dizer que as loiras, de olhos azuis, etc, sejam o único "modelo universal".

Não, estou dizendo que os fênotipos apreciados no mundo são os mesmos, rosto fino, curvas. Existe pesquisas comprovando isso. Não tem nada haver com a cor da pele ou etnias.

Isso daqui é clube cético ou não? Então usem a ciência e parem de especulhometro, vou sair desse fórum.
Que rompante! Você tem quantos anos?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Gaúcho em 06 de Dezembro de 2011, 20:21:36
"Este aqui é um Clube Cético, não é?? Então porque vocês estão agindo como céticos e pedindo que eu embasse e mostre evidências do que estou dissen...peraí...:o"
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 06 de Dezembro de 2011, 23:24:11
Independente da cultura os traços buscados e considerados bonitos são os mesmos, em todas as épocas. A atração é puramente genética, o que não elimina a chance de fatores externos mudar a preferencia, mas a regra geral é clara, doa a quem doer.

Espero que voce não esteja querendo dizer que as loiras, de olhos azuis, etc, sejam o único "modelo universal".
Não, estou dizendo que os fênotipos apreciados no mundo são os mesmos, rosto fino, curvas. Existe pesquisas comprovando isso. Não tem nada haver com a cor da pele ou etnias.

Ok. Está esclarecido. Agora.


Isso daqui é clube cético ou não?

Sim. Por isto fiquei aguardando o seu esclarecimento e, se possível alguma fonte para sustentar a sua posição.


Então usem a ciência e parem de especulhometro,...

E como eu poderia "usar a ciência", para concordar ou discordar de voce, se eu não sabia exatamente sobre o que voce estava se referindo?


vou sair desse fórum.

É seu direito inalienável, embora eu não entenda o porque desta atitude.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 09 de Dezembro de 2011, 14:55:36
Independente da cultura os traços buscados e considerados bonitos são os mesmos, em todas as épocas. A atração é puramente genética, o que não elimina a chance de fatores externos mudar a preferencia, mas a regra geral é clara, doa a quem doer.


Falso, e há literatura científica comprovando isso.

E se a atração é "puramente" genética, eliminaria a chance de fatores externos alterarem a preferência, por definição de "puramente genética" -- que é algo virtualmente impossível em termos de caracteres comportamentais, diga-se de passagem.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 13 de Dezembro de 2011, 23:03:48
Exemplos de nórdicas-textbook (é bem mais fácil encontrar fotos de homens por algum motivo) sensu strictu:

(http://www.theapricity.com/forum/attachment.php?attachmentid=3367&stc=1&d=1260790023)
(http://www.theapricity.com/forum/attachment.php?attachmentid=3366&stc=1&d=1260790023)
(http://s002.radikal.ru/i198/1009/06/ca87732864df.jpg)
(http://inlandpolitics.com/blog/wp-content/uploads/2011/11/Ann-Coulter.jpg)
(http://images.radcity.net/5155/3057423.jpg)
(http://www.theapricity.com/forum/attachment.php?attachmentid=3320&d=1259965205)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Liddell Heart em 14 de Dezembro de 2011, 16:52:24
Vi em um documentário que, para um humano, a beleza de um candidato a parceiro é decidida, em um resumo grosseiro, por três fatores: Simetria, capacidade de sobrevivência do parceiro e conceito de beleza adquirido (cultural). Para dizermos que determinada etnia é, no geral, mais bela que outra, ela terá que: Ser mais simétrica, ser mais saudável ou mais cultural. Não sei nada sobre a simetria padrão de determinada etnia, mas o conceito de saúde e cultura esclarece diversos estereótipos culturais.

No oriente, a pele mais clara é preferível pois indica a classe social. Nos tempos feudais, só os camponeses tinham pele mais escura, pois tinham que trabalhar no campo durante todo o dia. Isso se aplica ao nordeste da China e ao Japão.

O estereótipo pró homem branco europeu, surge quando os europeus não nascidos no Brasil alcançam uma elevada classe social. Acho que isso é visto em "O Cortiço". O estereótipo pró negros de grande porte pode ser entendido como algo derivado do conceito de saúde.
Para os padrões físicos da Grécia Clássica, os etíopes, por exemplos, eram belos (mesmo assim, eram bárbaros, ou "trogloditas"). Segue uma citação de Heródoto: “Dizem que os etíopes são, de todos os homens, os de maior estatura e de mais bela compleição física... Entre eles, o mais digno de usar a coroa é o que apresenta maior altura e força proporcional ao seu porte" (História, Livro III, cp. XX)

Enfim, fica a viés do observador ponderar sobre essas coisas.
 
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 14 de Dezembro de 2011, 17:05:07
Acho que a "pele mais clara" preferida em boa parte do tempo não é pele, mas raça mesmo. Se "controlar" por raça a cor da pele mais clara como preferência deve perder bastante força, mesmo nas preferências masculinas. Mas isso ainda se encaixa perfeitamente num modelo de determinação mais complexo com considerável papel de fatores sócio-econômicos e histórico-culturais (além detalhes interessantes da vivência individual que me parecem algumas vezes pouco levados em consideração), não sendo possível saltar para a conclusão de estarmos observando preferências inatas no cérebro humano.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Fred General em 19 de Dezembro de 2011, 11:28:40
1
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Pagão em 19 de Dezembro de 2011, 12:13:58
Suponha que um determinado indivíduo ache mais bonito os traços físicos mais característicos das etnias brancas e menos característicos dos negros. Esse indivíduo NÃO considera os negros inferiores aos brancos em NENHUM aspecto.

Não vejo por que razão encontrar um qualquer aspeto em que os negros sejam (em média) inferiores aos brancos seja, por si só, racismo... Seria racismo se isso implicasse uma discriminação e não apenas uma constatação científica (julgo que, por exemplo, há doenças que afetam mais os negros, li isso mas não me recordo do problema concreto).

Será que é uma necessidade exigir que todas as "raças" tenham, em média, exatamente as mesmas aptidões em tudo ? (julgo ter lido um estudo em que, em média, há razões físicas, e não apenas socioculturais, para uma maior percentagem de negros com grandes marcas nas corridas de 100 metros, por exemplo). 
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 25 de Fevereiro de 2012, 10:24:05

Já pela "teoria nórdica" acho que o esperado seria que a pele tendesse sempre a clarear sempre que possível, o tanto quanto for possível. Parece bastante razoável esperar que fossem mais ou menos todos como os khoisan.


Buckaroo, você está criando um espantalho, Frost não afirma que caracteres de tipo ''nórdico'' sempre irão surgir nas populações do jeito que você está afirmando

Eu não sei exatemente tudo que ele afirma e quais os limites (a maior parte vi no blog dele ou outros blogs há algum tempo, ao longo dos anos), mas isso não é espantalho, mas meramente decorrência da hipótese de haver uma preferência universal por esses traços, que talvez não seja o que ele defende nesse artigo, uma tendência universal (embora algumas vezes eu tenha essa impressão, se não me engano parte do mecanismo teria até infanticídio diferencial por selecionar esses caracteres/poupar bebês com esses caracteres), mas algo mais "fraco", "histórico" e específico para as freqüências desses traços em parte da Europa, mas de qualquer forma ao menos aqui está sendo colocada uma versão mais "forte" da afirmação.



, tampouco diz que existe uma tendência a se clarear a pele onde quer que haja seleção sexual.

Não é "onde quer que haja seleção sexual", mas onde quer que houvesse disponibilidade de pele, olhos e cabelos mais claros, estes deveriam ser preferidos, ser selecionados. E não há disponibilidade só Europa, não havendo gradações fora.

A idéia passada no artigo do Frost é que no norte europeu havia uma alta desproporção quantitativa entre homens e mulheres, com muitas mulhares para poucos homens. Isso teria favorecido as mulheres com esses traços "nórdicos" via seleção sexual. Nas demais regiões do globo não havia essa desproporção e, portanto, o efeito dessa seleção sexual seria próximo do nulo.


Sim, eu li o artigo há pouco tempo...  :?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 25 de Fevereiro de 2012, 10:49:29
Citação de: Martuchelli
Ce não acha que rappers nos EUA, cheios dos cordões de ouro, não poderiam ser vistos como belos pelas mulheres negras, em detrimento de qualquer dinamarquês ou sueco que apareça no pedaço, pelo seu status e por fazerem parte do mesmo grupo?

A aparência masculina não é um fator tão primordial nas escolhas femininas quanto é nas masculinas. Para as mulheres, o status e perfil psicológico do homem têm mais peso.

Na aparência racial especificamente é o contrário:

Citar
  Racial Preferences in Dating

Review of Economic Studies

We examine racial preferences in dating. We employ a Speed Dating experiment that allows us to directly observe individual decisions and thus infer whose preferences lead to racial segregation in romantic relationships. Females exhibit stronger racial preferences than males. The richness of our data further allows us to identify many determinants of same-race preferences. Subjects’ backgrounds, including the racial composition of the ZIP code where a subject grew up and the prevailing racial attitudes in a subject’s state or country of origin, strongly influence same-race preferences. Older subjects and more physically attractive subjects exhibit weaker same-race preferences.


http://blogs.discovermagazine.com/gnxp/2008/07/why-does-race-matter-for-women/


Curioso que esses dados desmentem também uma afirmação comum em círculos racistas, de a escolha por pessoas de outra raça seria coisa de baixo status. Os indivíduos mais atraentes (maior status) e mais velhos (também associado a maior status) tem preferência endoracial mais fraca.

O Buckaroo parece não ter idéia do quão complexa é a mente da mulher na hora de escolher parceiros, principalmente para relacionamentos mais duradouros.

Além da aparência masculina contar pouco (em relação a outros fatores) para escolha de parceiros de longa data (ao contrário dos parceiros meramente sexuais), as mulheres fazem um cálculo complexo e meio inconsciente da possibilidade do parceiro gostar dela e lhe dedicar sua atenção e cuidados o máximo possível e pelo maior tempo possível. Um dos fatores que as mulheres levam em conta nessa equação é o a possibilidade do homem a achar linda e atraente: quanto mais o homem achar ela atraente, mais dedicado será e menor a possibilidade de trocá-la por outra.

À luz disso, fica fácil explicar por que entre as mulheres a preferência endorracial é maior: isso é visto como um fator que aumenta a possibilidade do homem a achar mais atraente e  "valorizá-la" mais.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 25 de Fevereiro de 2012, 11:57:07
Então elas prefeririam uma dada aparência, mas "não pela aparência em si". Continua sendo que a preferência pela aparência racial é maior nas mulheres, ainda que possa se hipotetizar que "não seja pela aparência em si".
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 25 de Fevereiro de 2012, 12:19:06
E é possível imaginar essas explicações alternativas para outras coisas, como que as pessoas (mulheres incluso, talvez até mais significativamente) vão ter o critério de atratividade dos parceiros influenciados pela idade do progenitor do sexo oposto, bem como por similaridade facial geral.

http://rspb.royalsocietypublishing.org/content/276/1654/91.full#ref-21
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC1690969/

Por exemplo, em vez de ser "só aparência", a mulher estaria criando os embasamentos supostamente verdadeiros para essa preferência (e não racionalizando sobre uma preferência anterior) em coisas como achar os homens mais velhos mais maturos, e preferências por traços faciais do pai por atribuições de personalidade numa espécie de preconceito fisionomista a la Lombroso. E para os homens se diz que é só a aparência pela a aparência mesmo.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 25 de Fevereiro de 2012, 12:49:28

A idéia passada no artigo do Frost é que no norte europeu havia uma alta desproporção quantitativa entre homens e mulheres, com muitas mulhares para poucos homens. Isso teria favorecido as mulheres com esses traços "nórdicos" via seleção sexual. Nas demais regiões do globo não havia essa desproporção e, portanto, o efeito dessa seleção sexual seria próximo do nulo.


Sim, eu li o artigo há pouco tempo...  :?

E o Frost defende uma preferência universal por esses traços que só se manifestou lá na efetiva evolução dos nórdicos porque ela não é lá uma preferência tão grande assim, a ponto de ser anulada por outros fatores?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 25 de Fevereiro de 2012, 12:58:27
Existe algum forte indício em termos de freqüências genéticas no norte da Europa para embasar essa idéia de seleção sexual dirigida pelos homens? Ou isso, bem como a idéia de desproporção entre os sexos são hipóteses para suportar uma outra hipótese?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 25 de Fevereiro de 2012, 15:35:07
A seleção sexual é algo ainda pouco entendido. Como todos sabem, a seleção sexual não só pode, como costuma selecionar traços na contramão da seleção natural, ou seja, traços que não adicionam em nada no fitness e até atrapalham (Ex: cauda do pavão, chifres dos cervos, etc).

Eu já li que a seleção sexual é capaz de impedir que um traço outrora favorável não desapareça, mesmo que ele já não seja mais favorável.

Explicando: os machos e fêmeas evoluem no sentido de preferir os traços que proporcionam maior fitness. Entretanto, essa preferência não deixa automaticamente de existir se aquele traço passou a ser desfavorável (devido a mudanças ambientais diversas). Daí, ao mesmo tempo em que os indivíduos precisam escolher os traços com maior fitness, eles também precisam escolher os traços mais atraentes ao sexo oposto (o que aumenta as chances de acasalamento para sua prole).

A seleção sexual costuma selecionar traços bastante chamativos, seja em cores ou tamanhos. Não se sabe bem o porquê. Esse trecho que achei no artigo de Frost (citações de outros artigos) dá uma idéia:



"This kind of selection [sexual selection] is known to favor colorful traits, but there is little consensus on the reasons why. It may be that bright colors stimulate sexual attraction in the brain through (1) mate-assessment algorithms that interpret pigment production as a sign of health and, hence, mate quality; (2) sex-recognition algorithms that pick out sex-specific color stimuli and respond openendedly with stronger responses to more intense colors; and (3) general monitoring algorithms that respond to highly visible stimuli and indirectly alert other systems, including those related to sexual attraction (Farr, 1980; Hamilton & Zuk, 1982; Kirkpatrick, 1987; Manning, 1979, pp. 66–75). The opposite sex may exploit all three algorithm types by intensifying its color stimuli until functional constraints intervene or until the cost of easier detection by predators exceeds the benefit of stronger sexual attraction (Endler, 1980; Endler, 1991)."



http://www.ceacb.ucl.ac.uk/cultureclub/files/CC2006-03-07_Frost.pdf

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 25 de Fevereiro de 2012, 15:56:35
Independentemente disso, seria possível dar uma olhada nas distribuições de genes dessas populações a partir daí especular se é mais ou menos verossímil que tenham passado por seleção para um dado caractere. E o padrão poderia ser ainda suficientemente específico para ser favorável à hipótese de seleção dirigida pelos homens, ou poderia talvez se descobrir que se houve seleção sexual, foi mais provavelmente do tipo mais ordinário, dirigida pelas mulheres. Mesmo uma seleção sexual que fosse conduzida por ambos os lados algumas vezes poderia resultar em previsões distintas de seleção natural, nesse caso especificamente parece que seria a observação de maior dimorfismo nesse quesito (pigmentação) conforme as populações se afastassem do equador -- o que não acontece.

Eu particularmente acho estúpida a idéia de que "dimorfismo" em pigmentação entre homens e mulheres se deva à seleção sexual, e em menor grau até mesmo seleção natural direta para isso (como por maior demanda de vitamina D por mulheres). É algo tão pífio que provavelmente a maior parte das pessoas nem sabe que existe, e é tão insignificante ante todas as outras características físicas que contam para a aparência, que para que fosse o caso, acho que se precisaria que fosse comum que as sociedades tivessem rituais como de oferecer para os homens escolherem parceiras entre mulheres todas meio "sósias" variando "só" em pigmentação, depois de um ritual de inclausuramento para perder o bronzeamento, e todas aquelas que fossem descartadas seriam então sacrificadas a um deus.


(Parece piada mas o Frost sugere coisas como infanticídio seletivo de acordo com a pigmentação também)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 25 de Fevereiro de 2012, 16:09:11
Você já leu o artigo?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 25 de Fevereiro de 2012, 16:19:23
Eu não me lembro de ter lido inteiro.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 25 de Fevereiro de 2012, 18:07:42
Eu não me lembro de ter lido inteiro.

Quase todos os seus questionamentos, se não todos, são abordados no artigo.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 25 de Fevereiro de 2012, 21:55:29
Não tem nada explícito sobre sugerir ou embasar uma preferência universal (exceto pelos leve dimorfismo sexual de pigmentação, mas poderia ser um imprinting universal também, ele não menciona nada específico a isso), na verdade parece propor uma espécie de gatilho/condição inicial mais parecida com o que foi colocado por alguns, de algo diferente, mais raro, destacar-se na multidão. E isso seria especificamente apenas a pele clara, talvez incluindo como possibilidade também cabelos e olhos claros, mas nada sobre o fenótipo nórdico completo.

Para o principal ponto de divergência da hipótese dele em relação a outras hipóteses mais genéricas de seleção sexual para a pigmentação dos europeus, a seleção sexual especificamente dirigida por homens, ele não aponta evidência genética mais direta, apenas supõe que seria o caso mais provável em climas frios, ou especificamente no clima frio da Europa ou parte dela e não na Ásia.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: LaraAS em 17 de Junho de 2012, 09:04:17

         Aqui está um outro tópico sobre o assunto. Nesse tópico o pessoal não se mostrou tão preconceituso nem criminalizador para com as preferências estéticas.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Luiz F. em 17 de Junho de 2012, 09:30:32
Tem uma diferença entre dizer: "Mulheres negras não me atraem tanto quanto uma loira." e "Aqueles horrorosos bosquímanos que causam até pesadelo.".

É no mínimo deselegante.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: LaraAS em 17 de Junho de 2012, 09:50:46
           Ah....o tópico no qual o Leafar falou aquelas coisas foi o tópico :-"Os exilados de Capela" e a superioridade do homem branco-, a mensagem mais polêmica dele foi a 36. Justamente o tópico está trancado por isso não deu para colocar uma mensagem no fim dele para subir. Mas é só buscar no buscador.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 17 de Junho de 2012, 17:09:47
A princípio não é racismo, mas começa a ficar meio turva a distinção se a pessoa faz muita questão de ficar enfatizando esse aspecto do seu gosto o tempo todo, em vez de adotar uma postura mais diplomática ou politicamente correta de se ater a falar do que prefere e não fazer esse contraste ou ficar fazendo questão de falar como acha uma dada raça feia.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 17 de Junho de 2012, 22:36:21
Para o principal ponto de divergência da hipótese dele em relação a outras hipóteses mais genéricas de seleção sexual para a pigmentação dos europeus, a seleção sexual especificamente dirigida por homens, ele não aponta evidência genética mais direta, apenas supõe que seria o caso mais provável em climas frios, ou especificamente no clima frio da Europa ou parte dela e não na Ásia.

Por que você está tentando adivinhar o que está no artigo sem lê-lo.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 17 de Junho de 2012, 22:39:14
Agora eu não lembro mais, mas li o artigo e não me lembro de ter visto isso. É toda uma colcha de retalhos de pequenas conjecturas, não algo como "há este sinal definitivo de seleção sexual dirigida por homens, para pele branca e cabelos claros, e eu proponho que a explicação é que...".
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 17 de Junho de 2012, 23:21:51
Agora eu não lembro mais, mas li o artigo e não me lembro de ter visto isso. É toda uma colcha de retalhos de pequenas conjecturas, não algo como "há este sinal definitivo de seleção sexual dirigida por homens, para pele branca e cabelos claros, e eu proponho que a explicação é que...".

A seleção sexual dirigida por homens é a hipótese defendida pelo artigo, para a qual o mesmo cita evidêncas genéticas, paleontológicas, biológicas e etc que a suportam. Obviamente, não há nenhuma "prova definitiva" que dê 100% de certeza (como na matemática e física) de que a hipótese por ele defendida é certamente verdadeira.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 18 de Junho de 2012, 01:05:33
Sei que não. Como disse, ele só explica o que acha que poderia ter acontecido e que acha provável, citando coisas que, mais do que "evidência", apenas "não contradizem", porém ainda são compatíveis com explicações diverasas, algumas até talvez mais parcimoniosas, como uma seleção sexual no mínimo menos desequilibrada, ou dirigida principalmente por mulheres, como "de costume", e sem nem precisar mudar drasticamente as assunções.

Imagino que algo de mairo peso seria algo na linha dos estudos especificamente sobre "assinaturas" de seleção natural recente em humanos (em boa parte do tempo nem tentando inferir possíveis causas de seleção). Se iria algo além disso e buscaria se detectar o que pudesse ser vestígio de seleção especificamente conduzida por homens.

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Südenbauer em 18 de Junho de 2012, 01:07:47

         Aqui está um outro tópico sobre o assunto. Nesse tópico o pessoal não se mostrou tão preconceituso nem criminalizador para com as preferências estéticas.
Como já comentado, não é o assunto em si, mas a forma como ele é proposto. Em uma conversa de bar com os amigos tu até pode falar o quanto tu acha pessoas morenas com cabelo pixainho feias, isso porque é uma conversa mais descompromissada, com pessoas que te conhecem e que tu conhece.

Mas aqui é um espaço virtual, onde virtualmente tu não conhece as pessoas com quem tu fala, onde podemos ter pessoas das mais variadas etnias/raças. Então tu precisa ter um trato mais refinado quando for falar para não ofender ninguém. Não tem como eu adivinhar aqui atrás do meu computador a tonalidade do teu texto, então tu precisa ter uma postura mais neutra.

Inteligência emocional, o trato com pessoas, é uma habilidade extremamente importante. Se tu acha que esse tópico foi proposto da mesma forma que o outro, precisas claramente melhorar nesse ponto.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 18 de Junho de 2012, 01:59:45
Imagino que algo de mairo peso seria algo na linha dos estudos especificamente sobre "assinaturas" de seleção natural recente em humanos (em boa parte do tempo nem tentando inferir possíveis causas de seleção). Se iria algo além disso e buscaria se detectar o que pudesse ser vestígio de seleção especificamente conduzida por homens.

Você não leu a parte que fala do surgimento "repentino" de uma grande variedade de genes para cor dos olhos e cabelos no norte europeu em um relativamente curto espaço de tempo?

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 18 de Junho de 2012, 02:22:53
Li. Isso não diz nada sobre seleção sexual dirigida especificamente por homens, e nem mesmo muito sobre seleção sexual em geral, embora nesse caso fosse ser algo bem trivial.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 10 de Janeiro de 2013, 16:46:29
Citar
Why do gentlemen prefer blondes?
VS Ramachandran

It is well known – although rarely acknowledged in polite company – that in Western
cultures there exists a distinct esthetic/sexual preference among men for blondes over
brunettes (Anstis S M, personal communication) (1,2). A similar preference for women of
lighter than mean skin color is also seen in many non-Western cultures throughout the world
(3). Indeed, in many countries, there is almost an obsessive preoccupation with ‘improving
one’s complexion’ – an obsession to which the cosmetics industry has been quick to pander
with innumerable useless skin products. In some of these cultures, women also show a
similar – although not quite as marked – affinity for men of lighter skin.

Havelock Ellis (4) suggested that men prefer rotund features in women and that
blonde hair emphasized the rotundity by blending in better with the body outline. Another
view is that infants’ skin and hair color tends to be lighter and the preference for blonde
women may simply reflect the fact that, in humans, neotonous features in females may be
secondary sexual characteristics (5).

Here, I propose a third view that is not incompatible with the two theories described
above, but has the added advantage of being consistent with more general biological
theories of mate selection. Several authors have suggested that certain florid displays of
secondary sexual characteristics – such as the peacock’s tail or the rooster’s bright-red
wattles – may serve the purpose of ‘informing’ the female that the suitor is healthy and free
of dermal parasites (6, 7). I suggest that being blonde, or light-skinned, serves a similar
purpose. Every medical student knows that anemia (usually caused by intestinal parasites),
cyanosis (a sign of heart disease), jaundice (liver disease) and skin infection are much easier
to detect in fair-skinned individuals than in brunettes. This is true for both dermal and
ocular (conjunctival) signs. Infestation with intestinal parasites (e.g. Taenia, Ascaris,
Enterobius, and Ancylostoma, etc.) must have been very frequent in early agricultural
settlements (8) and such infestation can produce severe anemia in the host. There must
have been a considerable selection pressure for the early detection of anemia in a nubile
young woman, since anemia can interfere substantially with fertility, pregnancy, and the
birth of a healthy child. A similar, although smaller, preference for blonde males may be
expected in women since a healthy non-anemic father is likely to be a better hunter and
provider. (That fair skin may itself be an indicator of youth and hormonal status has been
proposed by Symons (2), but he does not put forward the specific arguments concerning
parasites or anemia being advocated here.)

A second, related reason for the preference might be that the absence of protection
from ultraviolet radiation by melanin causes the skin of blondes to ‘age’ faster than
brunettes and the dermal signs of aging (e.g. dark ‘age spots’ and wrinkles) are usually easier
to detect. Since fertility in women declines rapidly with age, it has been suggested (2, 9)
that aging men prefer very young women as sexual partners (Anstis, S M, personal
communication). Again, I suggest that blondes might be preferred not only because the
signs of aging occur earlier, but also because the signs are easier to detect in them.
Third, it also seems likely that certain external signs of sexual interest – such as social
embarrassment and blushing – as well as sexual arousal (e.g. the ‘flush’ of orgasm) would be
difficult to detect in dark-skinned women; so that the likelihood that one’s courtship gesture
will be reciprocated and consummated can be predicted with greater confidence when
courting blondes.

In summary, I suggest that gentlemen prefer blondes in order to enable them to detect
the early signs of parasitic infestation and aging – both of which indirectly reduce fertility
and offspring viability. Although originally intended as a satire on ad hoc sociobiological
theories of human mate-selection, I soon came to realize that this idea is at least as viable as
many other theories of mate choice that are currently in vogue.

Acknowledgements
I thank C. Wills and M. Johnson for stimulating discussions


http://homes.chass.utoronto.ca/~sousa/teach/rama.pdf




Tem mais discussão sobre a teoria do Frost nesse post num site do David Duke, do KKK:

http://majorityrights.com/weblog/comments/the_evolution_of_blond_hair_and_blue_eyes_among_nordics
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: _tiago em 10 de Janeiro de 2013, 18:55:21
Os homens preferem as loiras?
Eu prefiro... Mulher! :P
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 10 de Janeiro de 2013, 20:17:05
Possivelmente é um atavismo, ainda há muitos genes pré-humanos no pool genético da humanidade, e ainda mais genes de humanos primtivos. Não são todos que são dotados da apreciação inata pelo verdadeiro padrão de beleza. [/troll ou espantalho-se-não-fosse-a-lei-de-Poe]





Citar
Mixed race people are 'more attractive' and successful

(http://newsimg.bbc.co.uk/media/images/47643000/jpg/_47643546_-17.jpg)

Mixed-race people are 'more attractive' and more successful, results of a new study suggest.
The Cardiff University study involved rating 1,205 black, white, and mixed-race faces.
Each face was judged on its attractiveness, with mixed-race faces generally perceived as more attractive.
Author of the study, Dr Michael Lewis, also suggested mixed-race people were disproportionately successful in many professions.
The study based its hypothesis on Darwin's notion of heterosis, the biological phenomenon that predicts that cross-breeding leads to offspring that are genetically fitter than their parents. [...]

http://news.bbc.co.uk/2/hi/uk_news/wales/8618606.stm


Citar
(http://www.smh.com.au/ffximage/2005/06/24/michellalee_wideweb__430x288.jpg)
Eurasian features have been associated with beauty since Somerset Maugham extolled the exotic appearance of a woman of mixed race more than 80 years ago in his short story, The Pool.

Now Australian psychologists have shown there is a scientific basis for this stereotype.

In the first study of its kind, Caucasians and Asians rated average Eurasian faces as more attractive than average faces of either race. They also judged Eurasian faces to be healthier, giving credence to theory that beauty is not solely determined by culture and the media, but has biological origins.

The study's leader, Professor Gillian Rhodes, of the University of Western Australia, said the results suggested "our preferences are shaped by evolution". [...]

http://www.smh.com.au/news/national/shes-got-the-look/2005/06/24/1119321909631.html




Citar
Florence Colgate, 'Britain's Most Beautiful Face' Has Scientifically Perfect Looks

(http://editorial.designtaxi.com/news-mostbeautifulface3004/1.jpg)

Not only is the 18-year-old's visage perfectly symmetrical, but she has the "optimum ratio" between her mouth, eyes, chin, and forehead.

For example, scientists say that in a perfectly proportioned face, the distance between the eyes would be 46 percent of the whole width of the face. Colgate has a ratio of 44 percent, Kent Online reports.

Carmen Lefèvre, PhD student at the University of St. Andrews, weighed in on other factors contributing to the British beauty's good looks, the International Business Times reports. In particular, Lefèvre noted that Colgate's "large eyes, high cheekbones, [and] full lips" are "classic signs of beauty." [...]

http://www.huffingtonpost.com/2012/04/24/florence-colgate_n_1448779.html

Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: _tiago em 10 de Janeiro de 2013, 22:18:19
O cara disse que os homens preferem as loiras. Há pesquisas em cima disto?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 11 de Janeiro de 2013, 00:07:05
O cara disse que os homens preferem as loiras. Há pesquisas em cima disto?

Eu prefiro, com folga, as morenas...
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Gaúcho em 11 de Janeiro de 2013, 00:21:09
Eu li uma vez que isso está relacionado com a "demanda". Cabelos loiros só são menos raros do que ruivos, o que o faz ser mais desejado do que cabelos morenos.

O mesmo também explicaria por que achamos olhos azuis tão atraentes.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Geotecton em 11 de Janeiro de 2013, 00:22:10
Eu li uma vez que isso está relacionado com a "demanda". Cabelos loiros só são menos raros do que ruivos, o que o faz ser mais desejado do que cabelos morenos.

Então eu estou no 'desvio' da "curva de preferência".
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Gaúcho em 11 de Janeiro de 2013, 00:25:57
Eu li uma vez que isso está relacionado com a "demanda". Cabelos loiros só são menos raros do que ruivos, o que o faz ser mais desejado do que cabelos morenos.

Então eu estou no 'desvio' da "curva de preferência".

Eu já sou a caracterização da regra. Se tivesse que montar a mulher mais linda que eu pudesse, ela teria cabelos ruivos, sardas, e olhos claros.  :coracao:
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 11 de Janeiro de 2013, 00:38:38
Muitas ruivas são belíssimas, mas acho que na maior parte do tempo as mais bonitas são "falsas". Em parte por serem mais comuns, mas também de vez em quando acho que a pele sardenta tem um aspecto meio estranho de idade avançada, por algum motivo, especialmente em ruivas. Já as "falsas" terão outro padrão de pele (branca-morena, na maior parte do tempo), essa aparência será mais rara.




(http://sphotos-d.ak.fbcdn.net/hphotos-ak-ash3/534257_366254916767909_1777317593_n.jpg/img]

[img width=850 height=568]http://dl.ziza.ru/other/052012/29/other/fotopodborka/031.jpg)

(http://community.secondlife.com/t5/image/serverpage/image-id/36739iE965D2CB5FCC5361/image-size/original?v=mpbl-1&px=-1)

(http://media-cache-ec5.pinterest.com/upload/245868460877404799_asiZiRMw_b.jpg)

(http://i2.listal.com/image/2155477/936full-alexandra-breckenridge.jpg)


Outra coisa curiosa quanto a ruivos e ruivas é que parece ser onde é mais desproporcional o "fetiche" masculino e feminino, é quase o extremo oposto. Falar em "ruiva" já se imagina uma deusa, já "ruivo" icônico é mais para o lado mr. Bean do espectro, me vem em mente algum moleque gordinho com cabelo encaracolado em algum noticiário sobre como os ruivos sofrem bullying na escola.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Donatello em 11 de Janeiro de 2013, 22:27:06
http://www.youtube.com/v/F7Sg_3TWkO8
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Price em 12 de Janeiro de 2013, 00:33:57
Citar
Why do gentlemen prefer blondes?
[...]Every medical student knows that anemia (usually caused by intestinal parasites),
cyanosis (a sign of heart disease), jaundice (liver disease) and skin infection are much easier
to detect in fair-skinned individuals than in brunettes. This is true for both dermal and
ocular (conjunctival) signs. Infestation with intestinal parasites (e.g. Taenia, Ascaris,
Enterobius, and Ancylostoma, etc.) must have been very frequent in early agricultural
settlements (8) and such infestation can produce severe anemia in the host. There must
have been a considerable selection pressure for the early detection of anemia in a nubile
young woman, since anemia can interfere substantially with fertility, pregnancy, and the
birth of a healthy child. A similar, although smaller, preference for blonde males may be
expected in women since a healthy non-anemic father is likely to be a better hunter and
provider. (That fair skin may itself be an indicator of youth and hormonal status has been
proposed by Symons (2), but he does not put forward the specific arguments concerning
parasites or anemia being advocated here.)[...]
In summary, I suggest that gentlemen prefer blondes in order to enable them to detect
the early signs of parasitic infestation [...]


http://homes.chass.utoronto.ca/~sousa/teach/rama.pdf


Quem diria que a alegação de alguns que dizem não se relacionar com negras por questão de higiene não é puramente racista.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 12 de Janeiro de 2013, 01:01:30
Bem, eles não dizem, "não me relaciono com negras por poder diagnosticar infecções e doenças mais facilmente em mulheres de pele mais clara"...

Achava que anemia fosse ser mais perceptível em pessoas de pele escura. Acho que algumas coisas devem ser.



Essa hipótese/aspecto da hipótese de qualquer forma tem o problema de que talvez essa dificuldade em perceber essas coisas seja meio "cultural", já que parece que pode haver uma considerável variação na percepção de cores, não sendo uma "percepção pura" da cor (http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=27181.msg723774#msg723774).
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: _tiago em 12 de Janeiro de 2013, 07:34:59
Eu li uma vez que isso está relacionado com a "demanda". Cabelos loiros só são menos raros do que ruivos, o que o faz ser mais desejado do que cabelos morenos.

Então eu estou no 'desvio' da "curva de preferência".

Eu já sou a caracterização da regra. Se tivesse que montar a mulher mais linda que eu pudesse, ela teria cabelos ruivos, sardas, e olhos claros.  :coracao:
Então você já deve conhecer (http://501ruivas.tumblr.com/)?
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 12 de Janeiro de 2013, 20:17:12
http://25.media.tumblr.com/tumblr_mejfmdVA1b1r76xh7o1_1280.jpg

Ruivas e loiras são muito overrated. Tem algo de hipster nessa "preferência".




E essa aqui é ruiva, por acaso?

http://24.media.tumblr.com/tumblr_meaumg6A1y1qzkpbqo1_1280.jpg
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 13 de Maio de 2013, 01:13:46
DDV, comentando um exemplo dado por você na primeira página.

Citar
3- Essa preferência de orientais por traços estéticos ocidentais (o uilinilli mostrou um exemplo). Os japoneses estão entre os povos mais orgulhos de si mesmo em todo o planeta...mas demonstram esse preferência por traços ocidentais em várias ocasiões (Ex: personagens de games, animes e mangás).

Games e mangas não são arte japonesa tradicional; são formas de expressões dos jovens, e por mim eles indicam menos a preferência dos japoneses por traços ocidentais do que a vontade dos jovens de criarem uma identidade, e, enfim, se rebelar, como é de costume.

Tem outro detalhe, também, que mangás são de leitura leve, ao contrário de comics. O jeito neste meio de desenhos simples de expressar as emoções é no mais das vezes através dos olhos. Nem todo artista de mangá consegue isso, mas os melhores (como o Tezuka, Naoki Urasawa), sim.

E as figuras de computação gráfica, com imagens realistas e sem estilização? Como você as explica?




(http://i4.ytimg.com/vi/SuuOM8Ok_nE/hqdefault.jpg)



http://www.youtube.com/v/SuuOM8Ok_nE&NR=1
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Renato T em 13 de Maio de 2013, 10:20:40
Eu li uma vez que isso está relacionado com a "demanda". Cabelos loiros só são menos raros do que ruivos, o que o faz ser mais desejado do que cabelos morenos.

Então eu estou no 'desvio' da "curva de preferência".

É nóis, Geo :)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Lua em 14 de Maio de 2013, 13:12:16
Se for observar a demanda, hoje em dia temos muitas mulheres loiras. O que mais se vê em salão é mulher pintando de loiro. No meu caso, acho as ruivas lindas... Aliás, é essa a minha dúvida cruel: loiros ou avermelhados.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 14 de Maio de 2013, 14:55:21
(http://images.tvrage.com/people_galleries/25/74477/79717.jpg)
(http://m.popstar.com/Gallery/Celebrity/B/Bridget+Regan/Photos/00000010-4618.jpg)

Naturalmente ruiva, mas fica melhor morena.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: DDV em 14 de Maio de 2013, 17:28:12
Cabelos ruivos ficam muito bem em mulheres e crianças, mas em homens à partir da adolescência não.


Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 14 de Maio de 2013, 17:59:01
Área com estudos meio engraçados.

Citar
Hair Color and Courtship: Blond Women Received More Courtship Solicitations and Redhead Men Received More Refusals
Nicolas Guéguen
Purchase on Springer.com
$39.95 / €34.95 / £29.95 *

* Final gross prices may vary according to local VAT.
   Get Access
Abstract
Previous research on the effect of hair color on people’s evaluation and behavior has revealed discrepant results and the real effect of both male and female hair color on their mating attractiveness has never been tested. In Study 1, female confederates wearing blond, brown, black or red colored wigs were observed while sitting in a nightclub. In Study 2, male confederates wearing different colored wigs asked women in a nightclub for a dance. It was found that blond women were more frequently approached by men whereas blond males did not receive more acceptances to their requests. However, in both conditions, red hair was associated with less attractiveness. Evolutionary theory and differences in mating preferences are used to explain the blond hair effect. Scarcity of red-haired individuals in the population and negative stereotypes associated with red hair are used to explain the negative effect of red hair.

Outra alternativa é um instinto anti-hibridação neanderthal.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 17 de Setembro de 2013, 17:43:43
Acabei pensando numa coisa interessante.

Existem vários estudos mostrando coisas como que as pessoas têm maior tendência a julgar como inocente (e requerer penas menos severas também, acho) uma pessoa mais atraente, pelo mesmo crime, com as mesmas evidências (tribunais simulados). Também fazem atribuições de caráter moral à atratividade/beleza.

Dessa forma, se torna difícil separar completamente racismo de preferências estéticas racialmente delineadas. Acaba surtindo um efeito/comportamento, a menos que a pessoa se policie excepcionalmente para tentar evitar isso. Não seria um racismo "intelectual", mas "comportamental". A pessoa poderia, racionalmente não ter a crença de que a raça da pessoa influencia em disposições negativas ou positivas, mas "inconscientemente" julgar dessa forma influenciado por suas preferências estéticas. Pelo menos a "tendência inicial" seria essa.

Possivelmente isso acaba sendo capturado em testes de associação implícita.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Liddell Heart em 18 de Setembro de 2013, 07:53:45
Tá, mas qual a validade dessas dezenas de testes e pesquisam que postaram nesse tópico, se só foram consultados (em sua grande maioria) pessoas que passaram pelo mesmo processo de endoculturação e aculturação estéticos? Lembram dos relatos dos navegadores europeus nos tempos da descoberta, exaltando a preferência pela beleza feminina indígena/selvagem em comparação com a beleza feminina européia?
Quero dizer, a beleza também é uma construção social, logo, também pode ser questionada e sim, padrões de beleza podem ser racistas, sim.
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Liddell Heart em 18 de Setembro de 2013, 08:01:58
Adendo: Fatores culturais costumam influenciar muito mais em questões estéticas do que os biológicos.  Em uma sociedade xinguana, por exemplo, pouco importa se a mulher tem características mais ocidentalizadas ou não, pois as marcas corporais têm muito mais importância estética do que as características do cabelo, p.ex.
Estamos usando critérios ocidentais para definir universalidades estéticas, só queria atentar para isso.   :)
Título: Re:Preferências estéticas pessoais podem ser consideradas racismo?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 18 de Setembro de 2013, 17:27:46
Tá, mas qual a validade dessas dezenas de testes e pesquisam que postaram nesse tópico, se só foram consultados (em sua grande maioria) pessoas que passaram pelo mesmo processo de endoculturação e aculturação estéticos? Lembram dos relatos dos navegadores europeus nos tempos da descober