Forum Clube Cetico

Discussões => Ciência, Tecnologia e Saúde => Tópico iniciado por: Gaúcho em 14 de Março de 2013, 17:45:28

Título: Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gaúcho em 14 de Março de 2013, 17:45:28
Não achei um tópico parecido, logo...  :hihi:

Para estrear:

Citar
Cientistas criam fones de ouvido com grafeno, e eles são incríveis

Uma equipe de pesquisadores da Universidade da Califórnia em Berkeley (EUA) criou o primeiro par de fones de ouvido baseados em grafeno. E não deve ser surpresa descobrir que eles são absolutamente incríveis.

De fato, em seu estado bruto, uma única lâmina de grafeno – sem ajustes especiais em suas propriedades – fornece uma resposta de frequência comparável a um par de fones de ouvido Sennheiser. Isso é muito bom.

Mas afinal, o que é grafeno? É o material do futuro: ele é 300 vezes mais forte que o metal, e ao mesmo tempo é o material mais leve do mundo. Além disso, ele é bastante flexível e conduz eletricidade muito bem.

Fones de ouvido possuem um diafragma, a parte que vibra para produzir ondas sonoras. O diafragma de grafeno feito pelos pesquisadores tem 7 mm de diâmetro, mas apenas 30 nanômetros de espessura: ou seja, eles são insanamente finos e leves. (Trívia: um único grama de grafeno poderia cobrir vários campos de futebol.) Essa fina lâmina é colocada entre dois eletrodos de dióxido de silício, o que lhe permite produzir o som.

Mas como ele se sai contra fones de ouvido caros, mesmo em sua primeira iteração? Simples: apesar de ser extremamente leve, ela também é incrivelmente forte. Uma centena de vezes mais forte que o aço, na verdade. Assim, enquanto diafragmas comuns precisam ser amortecidos para que não se desfaçam em pedaços – o que afeta a sua fidelidade de áudio – a versão de grafeno pode emitir sons sem precisar de ajustes.

Vale lembrar que estes fones de ouvido não são otimizados – estão num estágio inicial – e ainda assim se equiparam aos caros fones comerciais. No futuro, após ajustar o tamanho do diafragma, sua espessura, e outros parâmetros físicos, os caras de Berkeley podem nos trazer sons com nitidez incrível. Só não pergunte o preço – ainda.

Fonte (http://www.gizmodo.com.br/cientistas-fones-de-ouvido-com-grafeno/)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: JohnnyRivers em 14 de Março de 2013, 20:33:17
Legal o tópico. Bela iniciativa.

Minha contribuição:

Citar
Confirmado: partícula descoberta no Cern em julho é o Bóson de Higgs
Físicos do Cern afirmaram em uma conferência que não há mais dúvidas que se trata da chamada 'partícula de Deus'


 
AP/Cern
Colisão de prótons registrada no CMS em 2011: análise dos dados confirmou descoberta do Bóson de Higgs
A dúvida, se é que ela existia, acabou: os físicos do Centro Europeu de Pesquisa Nuclear (na sigla em francês, Cern) anunciaram nesta quinta-feira (14) que após uma extensa análise de dados a partícula subatômica descoberta em julho de 2012 é realmente o Bóson de Higgs , previsto em teoria em 1964, e é considerado uma das peças fundamentais de formação do Universo.

Enquete: Bóson de Higgs é o maior feito científico de 2012, dizem leitores do iG

A partícula, conhecida popularmente como partícula de Deus, faz parte do mecanismo que dá massa a toda a matéria, e ganhou seu nome por causa de Peter Higgs , um dos físicos que postularam sua existência.


No ano passado, os cientistas do Cern anunciaram a descoberta de uma partícula 'parecida com o Higgs', mas que não chegaram a confirmar que se tratava do Bóson com 100% de certeza. Mas hoje os físicos anunciaram em um comunicado em um congresso de Física nos Alpes italianos, após um análise cuidadosa de um ano de dados produzidos pelo Grande Colisor de Hádrons (na sigla em inglês, LHC) que sim, trata-se mesmo do Bóson.


"Para mim está claro que estamos lidando com um bóson de Higgs, embora tenhamos ainda um caminho longo até saber que tipo de bóson ele é," disse Joe Incandela, físico que chefia uma das duas equipes do Cern que lidam com o tema, cada uma com cerca de 3.000 cientistas.

A existência do Bóson confirma a teoria de que os objetos ganham seu tamanho e forma quando seus átomos e elétrons interagem em um campo de energia que contém bósons de Higgs. Quanto mais eles atraem esse campo, maior sua massa vai ser, de acordo com a teoria.

Mas, ainda está em aberto, segundo o comunicado do Cern, se este é o bóson esperado na teoria original ou se o mais leve de vários, como está previsto em outras hipóteses que ampliam o modelo de Higgs.


Mas, por enquanto, está estabelecido que o Bóson de Higgs existe, de alguma forma.

A confirmação coloca o Bóson de Higgs, seus teóricos e descobridores como concorrentes fortes ao Nobel de Física deste ano, mas ainda não se saberia se ele iria apenas para Peter Higgs e seus colegas proponentes da teoria, ou para os milhares de cientistas do Cern, ou se para todos eles

http://ultimosegundo.ig.com.br/ciencia/2013-03-14/confirmado-particula-descoberta-no-cern-em-julho-e-o-boson-de-higgs.html (http://ultimosegundo.ig.com.br/ciencia/2013-03-14/confirmado-particula-descoberta-no-cern-em-julho-e-o-boson-de-higgs.html)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Cientista em 17 de Março de 2013, 12:37:37
Não deve ser chamada partícula de deus, mas partícula-deus, já que ninguém vê nem pode ser diretamente ou indiretamente (siiiim) detectada e é "provada" por meio de argumentos convincentes.

O título da notícia se contradiz com o texto: não é mais O boson, agora é UM (é, a família é grande e cresce... afinal, uma pode abonar a outra...)

O mais engraçado é que no dia da "grande divulgação" de nunca se soube exatamente o que, foi o que poderá ser alternativamente lembrado no futuro, se existir, de 'dia do grande espetáculo dramático-circense midiático patético dos 5 sigma com direito a chororô emocionalóide e tudo que não evidenciou nada', e, agora, é essa notinha para dizer que "está confirmado mesmo" que... o que mesmo? Ah, que está tudo na mesma.

Eu fico me perguntando... De quantas maneiras diferentes podem religiões se estabelecer?...
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: SnowRaptor em 17 de Março de 2013, 23:15:31
Legal o tópico. Bela iniciativa.

Minha contribuição:
[...]

Mas já tem o tópico sobre o LHC...
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Kernel Code em 18 de Março de 2013, 01:33:40
Não deve ser chamada partícula de deus, mas partícula-deus, já que ninguém vê nem pode ser diretamente ou indiretamente (siiiim) detectada e é "provada" por meio de argumentos convincentes.

O título da notícia se contradiz com o texto: não é mais O boson, agora é UM (é, a família é grande e cresce... afinal, uma pode abonar a outra...)

O mais engraçado é que no dia da "grande divulgação" de nunca se soube exatamente o que, foi o que poderá ser alternativamente lembrado no futuro, se existir, de 'dia do grande espetáculo dramático-circense midiático patético dos 5 sigma com direito a chororô emocionalóide e tudo que não evidenciou nada', e, agora, é essa notinha para dizer que "está confirmado mesmo" que... o que mesmo? Ah, que está tudo na mesma.

Eu fico me perguntando... De quantas maneiras diferentes podem religiões se estabelecer?...

Mas essa descoberta não é importante ?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: JohnnyRivers em 18 de Março de 2013, 09:39:45
Legal o tópico. Bela iniciativa.

Minha contribuição:
[...]

Mas já tem o tópico sobre o LHC...
Droga. Não do uma dentro.  :(
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Dr. Manhattan em 18 de Março de 2013, 13:42:05
Não deve ser chamada partícula de deus, mas partícula-deus, já que ninguém vê nem pode ser diretamente ou indiretamente (siiiim) detectada e é "provada" por meio de argumentos convincentes.

O título da notícia se contradiz com o texto: não é mais O boson, agora é UM (é, a família é grande e cresce... afinal, uma pode abonar a outra...)

O mais engraçado é que no dia da "grande divulgação" de nunca se soube exatamente o que, foi o que poderá ser alternativamente lembrado no futuro, se existir, de 'dia do grande espetáculo dramático-circense midiático patético dos 5 sigma com direito a chororô emocionalóide e tudo que não evidenciou nada', e, agora, é essa notinha para dizer que "está confirmado mesmo" que... o que mesmo? Ah, que está tudo na mesma.

Eu fico me perguntando... De quantas maneiras diferentes podem religiões se estabelecer?...

Mas essa descoberta não é importante ?

É importante sim! Desconsidere o post do Cientista. A teoria do mecanismo de Higgs permite deduzir a existência de uma partícula que se manifestaria em experimentos de colisão através de certas correlações nos jatos de partículas emitidas durante a colisão. Foi isso que foi detectado no LHC: um pico em um gráfico que sinaliza a presença de uma partícula com massa muito próxima do que era esperado para o Higgs (cerca de 126 GeV). O que alguns físicos lamentam é que essa descoberta apenas confirma um modelo já bem estabelecido - o Modelo Padrão, enquanto o que seria mais interessante seria se tivesse sido descoberto algo que implicaria uma física além do Modelo Padrão (que a gente sabe que existe, por causa do fenômeno de oscilação de sabor de neutrinos).

Na minha opinião, o mais interessante não foi a detecção da partícula de Higgs, mas sim a provável existência do campo de Higgs. Ou seja, as evidências apontam para a existência de um campo que permeia todo os espaço e que explica a existência da massa de algumas partículas. É todo um aspecto da natureza que até então apenas suspeitávamos e que agora possuimos evidências para acreditar na sua existência.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Cientista em 19 de Março de 2013, 01:12:48
Não deve ser chamada partícula de deus, mas partícula-deus, já que ninguém vê nem pode ser diretamente ou indiretamente (siiiim) detectada e é "provada" por meio de argumentos convincentes.

O título da notícia se contradiz com o texto: não é mais O boson, agora é UM (é, a família é grande e cresce... afinal, uma pode abonar a outra...)

O mais engraçado é que no dia da "grande divulgação" de nunca se soube exatamente o que, foi o que poderá ser alternativamente lembrado no futuro, se existir, de 'dia do grande espetáculo dramático-circense midiático patético dos 5 sigma com direito a chororô emocionalóide e tudo que não evidenciou nada', e, agora, é essa notinha para dizer que "está confirmado mesmo" que... o que mesmo? Ah, que está tudo na mesma.

Eu fico me perguntando... De quantas maneiras diferentes podem religiões se estabelecer?...

Mas essa descoberta não é importante ?
Não sei se entendi a relação... O "mas" liga sentido com meu post mas...   ...Ah, acho que entendi. Você está se referindo à minha crítica ao festejo?: "Se é uma descoberta importante, deveriam mesmo festejar"? Se for isso, não é esse o sentido que a palavra importante tem para mim, nesse contexto. Uma descoberta científica tem que ser importante cientificamente, não emocionalmente.

Nesse caso, de quantas maneiras eu poderia responder?...  Vamos linha a linha:

Não.

Que descoberta?!

É importante perguntar se é importante? Acho que não...

Claro que não!

...


Estou brincando (digamos assim). Até considero a possibilidade de que algo novo tenha sido descoberto ali. Essa pergunta, feita dessa forma, não tem sentido. A resposta mais simples seria não, o que deveria ser óbvio, portanto, quando se pergunta algo assim, é porque é demandada uma resposta não muito fácil. Veja que o Dr. Manhattan concorda que não é importante, não como uma importância mais que aquela que se dá ao resultado da prova que se faz e em que se tira boa nota, pulando-se de alegria. Cientistas não devem ser aluninhos contentinhos porque "passaram de ano". Há seriedade extrema aí.


Eu não direi para você desconsiderar o post do Dr. Manhattan porque, além de, frequentemente quando possível, ser profícuo considerar o máximo de objetos, há detalhes nele que podem ser usados aqui para mostrar como uma religião se forma.

Considere e atente bem para o post do Dr. Manhattan, porque há coisas nele para desconsiderar, entre elas a afirmação de que havia uma "massa esperada para a partícula", sugerindo uma precisão preditiva que, simplesmente, nunca houve. O fato é que a vasculha foi de ampla varredura e a assinatura da partícula foi escrita pelas mãos dos próprios caçadores. Também, uma vez existente a partícula, dentro da hipótese ad hoc, a existência do respectivo campo não é apenas provável pois a postulação do campo é que é fundamental. E nisso (nele) está o foco do problema.

...

A problemática criada por todos os ajustamentos forçados desse modelo é tão complexa que sua abordagem exige funcionamento cerebral de altíssimo nível. Vamos tentar leveza aqui, pois ir a fundo nisso é exigente e exaustivo.

Vou, então, tentar responder de algumas formas.

A resposta para essa pergunta é bastante clara. Nada mudou no panorama científico; "encontrou-se" o que se esperava encontrar. Validar o que já se sabe nunca é importante, não altera nossas possibilidades de execução prática, e o que passa disso é filosofia. Se fosse possível desenvolver algum projeto útil baseando-se na existência do tal boson, o resultado seria funcional sem que fosse necessário confirmá-lo primeiro. Os custos de investigação são normalmente altos e descobrir o que se procura os justifica (isso pode ser mesmo um problema adicional). Se alguém acha que isso define importância em descobrir algo que se postula, é questão pessoal, mas não é importância científica. Entre muitas ocorrências um tanto paralelas ao grande experimento que engloba tantas diretrizes está uma que me interessaria muito mais saber que investigação foi feita a respeito e a que resultados se chegou: uma falha nos magnetos supercondutores que, pelo relato, não podia ser atribuída a nenhuma falha reconhecível pelo conhecimento atual. Ali pode(ria) ter havido uma descoberta importante.

A resposta acima é uma resposta clara, óbvia, penso eu.

Mas vou dar uma resposta como se ela (a resposta) não fosse clara:

Ainda não vejo como possa ser possível saber. Algo pode ter sido mesmo descoberto. Pelo que entendo, deve ter sido. Ocorre que, como diz aquela máxima cética, quando se acredita que deus é que manda a chuva, toda vez que chove vê-se uma evidência de deus. Pode-se refinar tal teoria, observar como a chuva chove diferente a cada vez, classificando as diversas formas de chover como caracterizadoras de um estado de espírito divino. Pode-se matematizar isso bem, estabelecendo-se estatísticas de quando deus estaria furioso num temporal ou calmo numa garoa. Apenas quando se pode acessar as núvens, as transições da água, as correntes convectivas, os processos de acúmulo e liberação de carga elétrica... é que deus desaparece do contexto (deveria desaparecer ao menos assim...). Observar só a chuva/temporal, o resultado de todas aquelas coisas, não é suficiente para conhecer a origem da chuva e o que é a chuva. Não basta supor, a partir de expectativa de como um certo boson deveria decair, que o que se "observaria desse decaimento" são produtos inequívocos do tal boson. É necessário perceber o quão mais que precariamente quantitativa é a hipótese de que tal partícula existiria. Uma detecção ainda que só indireta de tal partícula teria que envolver algo como, no mínimo, a supressão do suposto efeito de seu campo, fazendo suspender o efeito da acoplabilidade que produziria o efeito massivo. Isto deve estar além de todas as possibilidades experimentais do momento. Repetir divulgações é fácil. Entender o que realmente se passa é bem mais difícil.


Como já foi comentado que há tópico mais adequado para o assunto (e até, se lembro bem, há um específico para o Higgs), talvez eu comente mais a respeito do que vejo em e entendo de tudo isso por lá. Não posso pensar mais sobre isso nem me dedicar mais a isso agora.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Moro em 19 de Março de 2013, 10:04:18
uma aula de como tentar destruir ciência com filosofia de segunda categoria.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: JohnnyRivers em 20 de Março de 2013, 15:07:58
Citar
Fóssil de pterossauro de 8,5 metros é apresentado no Rio
Pesquisadores apresentaram na manhã desta quarta-feira, no Museu Nacional, no Rio, partes do maior fóssil de pterossauro (réptil voador contemporâneo dos dinossauros, da era mesozoica) descoberto no Hemisfério Sul e terceiro maior do mundo, com 8,5 metros de uma ponta da asa à ponta da outra. Partes da cabeça, das asas, da coluna vertebral e outros ossos foram encontrados na Chapada do Araripe, entre os Estados de Ceará, Pernambuco e Piauí, no depósito de fósseis conhecido como Formação Romualdo. Uma réplica em tamanho natural do voador gigante fará parte da exposição permanente sobre pterossauros que será aberta ao público a partir de sexta-feira, 22, no Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista (zona norte).

Parte da espécie Tropeognathus mesembrinus, da família Anhangueridae, já conhecida por animais menores, o pterossauro encontrado no Nordeste brasileiro viveu há 110 milhões de anos, o que revela uma novidade no estudo dos pterossauros gigantes. Até agora só se conheciam fósseis de animais que viveram em período entre 72 e 65 milhões de anos. "O gigantismo de pterossauros é bem anterior ao que se supunha", disse o pesquisador Alex Kellner, integrante da equipe de paleontólogos que pesquisou os fragmentos originais e reconstituiu o pterossauro.

Segundo Kellner, os dois pterossauros maiores encontrados anteriormente, nos Estados Unidos e na China, tiveram suas medidas (com 11 metros e 10 metros de uma ponta à outra da asa, respectivamente) concluídas a partir de partes muito fragmentadas, enquanto no Brasil os fósseis são mais preservados. A reconstituição do pterossauro em exibição no Museu Nacional mostra que o animal tinha uma crista na cabeça que, segundo os pesquisadores, servia para regular a temperatura do corpo, e dentes compridos e finos, que indicam que se alimentava de peixes. (AE)
http://www.cruzeirodosul.inf.br/acessarmateria.jsf?id=461567 (http://www.cruzeirodosul.inf.br/acessarmateria.jsf?id=461567)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 20 de Março de 2013, 22:45:23
Não posso pensar mais sobre isso nem me dedicar mais a isso agora.

 :clap: Uffa.... Tchau.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gaúcho em 21 de Março de 2013, 00:04:21
Citar
Toxina encontrada no veneno de abelhas consegue destruir o HIV
A cura definitiva para o vírus da AIDS pode estar próxima de ser descoberta.

De acordo com uma pesquisa publicada no jornal Antiviral Therapy, os pesquisadores da Universidade de Washignton nos EUA, encontraram uma toxina presente no veneno de abelhas que pode auxiliar no combate ao vírus HIV.

Segundo os pesquisadores, eles conseguiram fazer com que uma nanopartícula carregada com a toxina melitina destruísse o vírus. Essa toxina é tão potente que conseguiu provocar buracos na camada do invólucro que protege o HIV. Além disso, a toxina agiu apenas contra o vírus e não destruiu outras células, o que significa que a descoberta pode ser tida como sensacional.

Antonio Gomes, fisiologista da Universidade de Calcutá, na Índia, estuda os efeitos medicinais dos venenos e vê aspectos positivos nesta nova abordagem de combate ao vírus HIV: "Há poucos relatos disponíveis no veneno baseado em tratamento contra vírus. Este tipo de pesquisa tem o potencial para avançar ainda mais para o desenvolvimento do produto”.

A toxina não atinge as células normais, porque os cientistas adicionaram uma espécie de “para-choques” de proteção em sua superfície, e quando uma célula normal se aproxima, por ser muito maior que um vírus, a nanopartícula carregada com a toxina afasta-se da célula. Já o vírus HIV é afetado e destruído porque ele, sendo menor que a nanopartícula, acaba sendo atacado por ela.

"A melitina forma pequenos complexos de poros e rompe o envelope do vírus, arrancando esse envelope", diz Joshua L. Hood, um dos pesquisadores responsáveis pelo estudo.

As células humanas que estão sendo testadas com a melitina são células saudáveis obtidas a partir de paredes vaginais. Os pesquisadores testaram essas células em especial, porque a vagina é, em grande parte dos casos, o local onde o HIV entra no corpo das mulheres.

O objetivo final da pesquisa é elaborar um gel vaginal com essas nanopartículas da toxina da abelha, que seria eficaz na prevenção da disseminação do vírus HIV.

Pesquisar e produzir nanopartículas não são tarefas das mais fáceis. É por isso que esse gel terá que passar por inúmeros obstáculos dentro do próprio laboratório antes de se tornar um remédio que garanta resultado.

Segundo o pesquisador de Biotecnologia da Universidade do Porto, em Portugal, Bruno Sarmento, o desafio é produzir essas nanopartículas de forma robusta e homogênea para garantir que todo o produto terapêutico seja de fato eficaz.

O pesquisador ainda acrescenta: “Para um gel vaginal com esta tecnologia seria necessário propriedades adesivas para garantir que as nanopartículas permaneçam no lugar certo, e evitem que o vírus entrem na corrente sanguínea”.

Embora ainda haja prós e contras, é visível que a ciência se aproxima cada vez mais de uma solução definitiva que combata esse vírus que já matou milhões de pessoas em todo o mundo.

Fonte (http://www.jornalciencia.com/tecnologia/biotecnologia/2528-revolucao-toxina-encontrada-no-veneno-de-abelha-consegue-destruir-o-hiv)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: EuSouOqueSou em 21 de Março de 2013, 22:10:17
Citar
Toxina encontrada no veneno de abelhas consegue destruir o HIV
A cura definitiva para o vírus da AIDS pode estar próxima de ser descoberta.

[...]

O objetivo final da pesquisa é elaborar um gel vaginal com essas nanopartículas da toxina da abelha, que seria eficaz na prevenção da disseminação do vírus HIV.
[...]


heim??????? É a cura ou apenas mais método preventivo? Esses jornalistas, tsc tsc.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gaúcho em 26 de Março de 2013, 17:11:00
Citar
Esponja de grafeno torna-se o material sólido mais leve do mundo
Produto é capaz de absorver 900 vezes o seu próprio peso em óleo.

(http://www.tecmundo.com.br/imagens/2013/3/materias/96849011525163113.jpg)

Imagine um material sólido que, de tão leve, pode ser sustentado em cima de pétalas de flor. Bem, não precisa imaginar muito, pois a foto está aí em cima. E sim, estamos falando do grafeno, o material que promete revolucionar muitas áreas da indústria.

Uma equipe de cientistas da Universidade de Zhejian, na China, foi quem desenvolveu o produto, uma espuma baseada em nanotubos de carbono liofilizados e lâminas de óxido de grafeno.

O invento está sendo chamado de “aeorogel de grafeno” e é o material sólido mais leve do mundo, pesando apenas 0,16 miligrama por centímetro cúbico – apenas duas vezes a densidade do hidrogênio (o mais simples dos elementos) –, e menos denso do que o hélio.

Absorve 900 vezes o seu peso

O antigo material mais leve do mundo era o aerografito, apenas 0,2 miligrama mais pesado. Tecnicamente, o “aerogel de grafeno” é uma espuma baseada em diversas lâminas de óxido de grafeno e uma solução de nanotubos de carbono congelados a seco. Durante a criação, o oxigênio é removido em um processo químico.

A imagem nos permite comprovar que as amostras criadas têm certas irregularidades, mas isso não altera o fato de que sua densidade coloca a espuma em primeiro lugar entre os materiais mais leves feitos pelo homem.

O material pode absorver 900 vezes o seu peso em óleo, tornando-se potencialmente indispensável como uma esponja de limpeza. O uso do “aerogel de grafeno” seria muito útil na remoção de um grande vazamento, por exemplo, evitando danos ao meio ambiente.

Fonte (http://www.tecmundo.com.br/grafeno/37938-esponja-de-grafeno-torna-se-o-material-solido-mais-leve-do-mundo.htm#ixzz2Og8LzjGR)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: SnowRaptor em 26 de Março de 2013, 17:23:53
:oba:
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gaúcho em 08 de Abril de 2013, 14:39:25
Citar
Teste seu DNA em apenas uma hora usando este chip minúsculo

Diagnosticar doenças genéticas e criar terapias personalizadas ficou muito mais fácil – ou pelo menos, mais rápido. A Panasonic e o IMEC, um laboratório belga de pesquisa, criaram um pequeno chip que testa seu DNA em menos de uma hora (http://www.diginfo.tv/v/13-0022-r-en.php).

Os pesquisadores acreditam que ter acesso rápido aos pares de bases – os componentes do DNA – não só ajuda os médicos a detectar anomalias que causam doenças, como também lhes permite tomar decisões melhores e mais específicas sobre quais medicamentos e tratamentos prescrever.

O chip automatiza o processo inteiro: injeta-se no chip uma gota de sangue misturada com um substrato químico, e ele prepara o DNA e realiza a PCR – sigla em inglês para “reação em cadeia da polimerase”, que cria múltiplas cópias do DNA sem o uso de um organismo vivo.

O pesquisador da Panasonic, Ichiro Yamashita, diz ao DigInfo:

Citar
Através de muita atenção ao design de separação térmica, conseguimos PCR de alta velocidade, onde 30 ciclos de temperatura são concluídos em nove minutos. Acreditamos que este seja um dos sistemas mais rápidos de PCR em todo o mundo.

O chip não faz sequenciamento genético: ele detecta variações no DNA que indicam a probabilidade de doenças futuras, e identifica genes relacionados a problemas de saúde.

Testes genéticos são uma faca de dois gumes: depois que seu DNA for analisado, você pode descobrir algo que realmente não queria saber – e não dá para fazer nada a respeito. Mas essa tecnologia está se difundindo rápido, e pelo menos só demora a duração de um episódio de Game of Thrones para saber o seu destino biológico.

Fonte (http://www.gizmodo.com.br/teste-seu-dna-em-apenas-uma-hora-usando-este-chip-minusculo/)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 19 de Abril de 2013, 01:01:04
Uns pássaros machos, parentes dos corvos, usam ilusões ótica de perspectiva para atrair/tapear as fêmeas. Colocam uma gradação de tamanhos de pedras que faz o arranjo parecer maior do que é, em comparação com a gradação inversa ou aleatória.

(http://blogs.discovermagazine.com/notrocketscience/files/2010/09/Inverted-bowers1.jpg)

http://blogs.discovermagazine.com/notrocketscience/2010/09/09/male-bowerbirds-create-forced-perspective-illusions-that-only-females-see/
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Pregador em 19 de Abril de 2013, 13:43:26
Dá para fazer a fuselagem de uma nave com o grafeno?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: SnowRaptor em 19 de Abril de 2013, 14:41:14
Dá para fazer a fuselagem de uma nave com o grafeno?

Acredito que com o grafeno puro, nãio, senão ela não passaria de cristais de grafite.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Dr. Manhattan em 19 de Abril de 2013, 16:24:03
Dá para fazer a fuselagem de uma nave com o grafeno?

Talvez futuramente se use compósitos de grafeno. Tipo assim, uma mistura de uma resina resistente com grafeno e nanotubos. Já existem trabalhos sobre isso.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Abril de 2013, 03:28:14


O que acontece quando você torce um pano enxarcado em gravidade zero?




http://www.youtube.com/v/o8TssbmY-GM
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: EuSouOqueSou em 01 de Maio de 2013, 11:30:39
Science, it works, bitches!

http://www.estadao.com.br/noticias/cidades,cao-tratado-com-celulas-tronco-volta-a-andar,1027388,0.htm

Citar
Cão tratado com células-tronco volta a andar

Cadela Vilma tinha ficado tetraplégica por cousa de uma cinomose, doença que pode levar à morte em pouco tempo

Um cão de 3 anos que ficou tetraplégico foi curado graças a uma técnica com uso de células-tronco. Ele voltou a andar após ser tratado no hospital veterinário do Centro Universitário da Fundação de Ensino Octávio Basto , em São João da Boa Vista (SP). A técnica seria capaz de curar a cinomose, doença que atingiu o animal e pode levar à morte em pouco tempo.

Quem realizou o tratamento gratuito na cachorra de nome Vilma foi a médica veterinária Michele Andrade de Barros, que trabalha com terapia celular desde 2008. O animal sofria de cinomose, altamente contagiosa e causadora de sequelas neurológicas. A chance de vida com a doença é de apenas 5%.

A cadela ficou tetraplégica e, como os cães que não se locomovem mais podem desenvolver outras doenças, nesses casos os proprietários costumam optar pela eutanásia. Foi aí que a proprietária, uma professora de Educação Física, recebeu a sugestão de tentar o novo tratamento que poderia fazê-la voltar a andar. E já na primeira aplicação de células-tronco foi detectada uma melhora na qualidade de vida do animal. Depois, com três aplicações, Vilma voltou a se locomover.

A cachorra hoje leva uma vida normal e, segundo a veterinária, está totalmente curada.

"Existem outras patologias que também podem ser tratadas com células-tronco. Pode até não haver cura total, mas a melhora na qualidade de vida do animal já é muito boa", explica.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Moro em 01 de Maio de 2013, 19:17:11
na verdade a médica foi guiada por jesus enquanto operava. Vocês não sabem de nada.*

*Sim, ouvi isso em um trágico episódio de operação de câncer.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gaúcho em 02 de Maio de 2013, 00:04:07
Espetacular.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 02 de Maio de 2013, 00:19:17
Citar
Cadela Vilma tinha ficado tetraplégica por cousa de uma cinomose

Me fez achar que era cousa de Portugal.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Dr. Manhattan em 02 de Maio de 2013, 10:13:05
It works, bitches!!
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 03 de Maio de 2013, 16:05:54
Inseto Robot

(http://veja2.abrilm.com.br/assets/images/2013/5/143536/robobee-inseto-robo-20130503-size-598.jpg?1367596644)
http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/cientistas-fazem-primeiro-teste-de-voo-de-inseto-robo
feature=player_embedded
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: mz em 03 de Maio de 2013, 16:59:14
Inseto Robot

(http://veja2.abrilm.com.br/assets/images/2013/5/143536/robobee-inseto-robo-20130503-size-598.jpg?1367596644)
http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/cientistas-fazem-primeiro-teste-de-voo-de-inseto-robo
feature=player_embedded

Isto me lembrou o conto "...Para que vos ocupeis dele" (". . . That Thou Art Mindful of Him") do Asimov.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 30 de Maio de 2013, 18:04:52
Sutiãs fazem os peitos das mulheres caírem, diz estudo
O melhor é pararem de usá-los, recomendam cientistas.

(http://2.bp.blogspot.com/-o5rPehwCZbI/UJGaD0KY91I/AAAAAAAAAPo/RRVD9OK7XHY/s1600/Braless+Olivia+Munn.jpg)

https://www.youtube.com/v/tf3XXF0FIBA

Citar
Bras Make Breasts Sag, 15-Year Study Concludes
Wearing a bra does more harm than good - it does nothing to reduce back pain and weakens the muscles that hold up the breasts, resulting in greater breast sagging, Jean-Denis Rouillon, a sports science expert from the University of Besançon, France, reported after a 15-year study.

[...]
http://www.medicalnewstoday.com/articles/259073.php
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: caerus em 04 de Junho de 2013, 19:09:33
Citar
Empresa recruta voluntários para viagem só ida a Marte
Com informações da BBC - 17/04/2013


Empresa quer transmitir pela TV desde seleção de candidatos até estabelecimento de colônia em Marte. [Imagem: Mars One]
Marte sem volta

Uma organização holandesa, a Mars One, informou que, em breve, abrirá inscrições para voluntários que quiserem colonizar o planeta Marte.

Mas há uma particularidade: a passagem será apenas de ida. Mesmo assim, a empresa já recebeu dados de milhares de possíveis candidatos a colonos.

A ideia de uma viagem só de ida para Marte tem sido sugerida por vários pesquisadores nos últimos anos, com o argumento de que isso reduziria os custos a uma fração do projeto inicial e marcaria o início da colonização humana permanente de Marte.

Bas Lansdorp, fundador da Mars One, quer que a coisa toda fique rendendo frutos aqui na Terra também. Para isso, ele idealizou um reality show, como o Big Brother.

Ou seja, embora nunca mais vejam a Terra, os pioneiros de Marte terão cada segundo seu transmitido ao vivo para quem pagar para ver. Na verdade, o show deve começar já na seleção dos candidatos que, segundo o executivo, devem ser resistentes, flexíveis e engenhosos.

Os astronautas terão de enfrentar uma viagem que deve durar entre sete a oito meses e deverão perder massa óssea e muscular.

Segundo Lansdorp, depois de passar um tempo vivendo no campo gravitacional bem mais fraco de Marte, será quase impossível se reajustar de volta à gravidade mais forte da Terra.

Sinais vermelhos

O projeto envolve apenas tecnologias já existentes.

A energia será gerada por painéis solares e a água será reciclada e extraída do solo - se for encontrada.

Os astronautas vão cultivar os alimentos que vão consumir e também contarão com suprimentos de emergência. A cada dois anos, novos exploradores vão se juntar ao grupo de colonos.

Marte é um planeta varrido pelo vento solar. Na Terra, por outro lado, estamos protegidos do vento solar graças a um forte campo magnético. Sem esse escudo protetor, seria muito mais difícil sobreviver.

Essa será a realidade que os primeiros marcianos vão encontrar.

A superfície do planeta é extremamente hostil para a vida, segundo Veronica Bray, do Laboratório Planetário e Lunar da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos.

Ela encara o projeto holandês com ceticismo.

De acordo com a cientista, não há água líquida, a pressão atmosférica é "praticamente um vácuo", os níveis de radiação são mais altos e as temperaturas variam muito.

"A exposição à radiação é uma preocupação, especialmente durante a viagem. Isto pode levar ao aumento do risco de câncer, um sistema imunológico mais frágil e, possivelmente, infertilidade", afirmou.

"Não tenho dúvidas de que podemos, fisicamente, colocar um humano em Marte. Se ele vai conseguir sobreviver durante um período maior de tempo, é muito mais duvidoso", acrescentou Bray.

Gerard't Hoof, embaixador do projeto e um dos ganhadores do prêmio Nobel em física teórica em 1999, admite que existem riscos para saúde ainda desconhecidos. Ele afirma que a radiação é "de uma natureza muito diferente" do que qualquer coisa que já tenha sido testada na Terra.

"Comunicaremos aos candidatos que há riscos, mas será nossa responsabilidade manter estes riscos em níveis aceitáveis", afirmou.


Para minimizar a radiação, a colônia marciano será coberta com vários metros de terra. [Imagem: Mars One]
Café requentado

Stan Love, astronauta da Nasa, já enfrentou dificuldades tecnológicas na Estação Espacial Internacional.

Os aparelhos que reciclam o lixo humano e transformam "o café de ontem no café de amanhã precisam de manutenção constante e provavelmente não sobreviverão a anos de uso contínuo em Marte".

Love voltou recentemente da Antártida e comparou o ambiente gelado com Marte.

"É cheio de água, você pode sair e respirar ar. É um paraíso comparado a Marte e, mesmo assim, ninguém se mudou permanentemente para lá", afirmou.

No entanto, apesar de suas dúvidas em relação ao financiamento, riscos da radiação e tecnologia, Love aprova a iniciativa da Mars One.

Ele acredita que organizações particulares como esta podem ajudar na elaboração de novas tecnologias para ajudar em viagens futuras ao planeta vermelho.

"Sonhamos com isso há 50 anos. A Lua seria apenas um trampolim para Marte. Mas quando você estuda o problema, você percebe que é imensamente difícil", afirmou.

Evento de mídia

Outro problema em relação ao projeto é o dinheiro. O custo para o envio do primeiro grupo é estimado em US$ 6 bilhões.

Chris Lintott, da Universidade de Oxford, afirma que o projeto é tecnologicamente plausível, mas ele não acredita que vai conseguir a verba necessária.

"Está relacionado à vontade política e à solidez financeira para fazer isto acontecer. E (isto) ninguém conseguiu resolver até agora", afirmou.

Mas, o fundador da Mars One acredita que é possível levantar o dinheiro e cita os direitos de transmissão das Olimpíadas de Londres.

"Este será o maior evento da humanidade. Em 15 anos as pessoas ainda estarão assistindo. Explorar nosso mundo e, agora (ir) além, é o que os humanos fazem, está em nosso genoma. O sonho dos colonos de ir para Marte se tornará realidade," afirmou.

Ainda não se sabe se a missão vai alcançar o objetivo, mas a publicidade gerada pelo processo de seleção ao estilo do Big Brother provavelmente vai gerar a audiência esperada.
http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=viagem-so-ida-marte&id=020175130417

Site do projeto: http://applicants.mars-one.com/
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Geotecton em 04 de Junho de 2013, 19:47:15
Eu vou me acomodar e esperar sentado o dia em que verei seres humanos indo para Marte.

E muito mais aquele em que irão "coloniza-lo".
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 04 de Junho de 2013, 22:01:38
Showbiz
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gaúcho em 17 de Julho de 2013, 18:27:15
Citar
Novo bisturi 'inteligente' detecta tecido com câncer instantaneamente
'iKnife' analisa fumaça liberada por corte elétrico em paciente. Equipamento pode ajudar a evitar cirurgias adicionais.

(http://s2.glbimg.com/coiTCoqkc8rAazGwoXYRnRCtVEw=/s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2013/07/17/britain-cancer-knife_fran.jpg)

Pesquisadores do London Imperial College, no Reino Unido, desenvolveram um bisturi “inteligente” que pode detectar em segundos se um tecido que está sendo cortado é canceroso ou não. A novidade promete tornar as cirurgias para retirada de tumores mais efetivas no futuro, evitando operações adicionais.

A tecnologia une um bisturi elétrico com um espectrômetro de massa capaz de fazer análises químicas. Muitas vezes, cirurgiões não conseguem identificar visualmente se um tecido é saudável ou canceroso. O resultado é que, nas operações para retirar câncer dos seios, por exemplo, é necessária uma intervenção adicional em um quinto dos casos.

O novo equipamento se chama “iKnife” e é desenhado para analisar amostras da fumaça que surge quando o tecido é cortado pela corrente elétrica do bisturi.

Ele acaba de ser testado em 91 pacientes e acertou a identificação de tecido com câncer em 100% das vezes. Os resultados estão publicados na “Science Translational Medicine”.

Até o surgimento do “iKnife”, o procedimento equivalente adotado era o de enviar amostras de tecido para exame em laboratório enquanto o paciente permanece sedado. No entanto, cada nova análise demora cerca de meia hora, enquanto o novo bisturi elétrico consegue checar se as células são cancerosas em apenas três segundos.

(http://s2.glbimg.com/ub0-44QP5Jh4JX4gNLuoFiXzbeg=/s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2013/07/17/iknife.jpg)

Fonte (http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2013/07/novo-bisturi-inteligente-detecta-tecido-com-cancer-instantaneamente.html)

Daqui a pouco a Apple processa o fabricante. :lol:
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gaúcho em 24 de Julho de 2013, 17:33:24
(https://fbcdn-sphotos-g-a.akamaihd.net/hphotos-ak-ash4/481072_10151751390832580_227368921_n.jpg)

Ainda não achei a reportagem na internet. Alguém que tenha a revista poderia dizer do que se trata?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: SnowRaptor em 24 de Julho de 2013, 20:02:35
Ô porcentinho demorado!

(http://img1.mlstatic.com/super-interessante-aids-a-1-da-cura_MLB-O-77715310_7454.jpg) (http://super.abril.com.br/ciencia/aids-1-cura-436747.shtml)

:biglol:
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: _tiago em 25 de Julho de 2013, 22:21:26
Memory implantation is now officially real
http://io9.com/memory-implantation-is-now-officially-real-909746570

Achei o título um bocado sensacionalista.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: _tiago em 05 de Agosto de 2013, 20:29:37
Non-Invasive Brain-to-Brain Interface (BBI): Establishing Functional Links between Two Brains

http://www.plosone.org/article/info:doi/10.1371/journal.pone.0060410#abstract0

Tipo Avatar! :P
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: caerus em 06 de Agosto de 2013, 20:12:59
Quanto tempo será até que os humanos tenham uma consciência única no estilo Borg...
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: caerus em 06 de Agosto de 2013, 20:19:52
Citar
Tempo computacional e tempo biológico

A maior simulação computadorizada já feita de uma rede neural - uma espécie de cérebro eletrônico - acaba de ser realizada no Japão.

A simulação foi possível graças ao desenvolvimento de estruturas de dados avançadas para o software de simulação NEST, um programa de código aberto disponível gratuitamente para cientistas de todo o mundo.

Rodando o NEST em um supercomputador japonês, a simulação alcançou 1,73 bilhão de neurônios, interconectados por 10,4 trilhões de sinapses.

Simular uma rede neuronal - e um processo como o aprendizado, por exemplo - requer grandes quantidades de memória porque as sinapses são modificadas constantemente pela interação neuronal, e o simulador precisa oferecer condições para essas modificações.

Assim, mais importante do que o número de neurônios na rede neural simulada é o fato de que, durante a simulação, cada sinapse entre os neurônios excitatórios contou com 24 bytes de memória, permitindo uma descrição matemática precisa da rede.

Usando os 82.944 processadores do Supercomputador K, um dos mais rápidos do mundo, o programa levou 40 minutos para completar a simulação de 1 segundo de atividade da rede neural em tempo real - ou seja, 40 minutos de tempo computacional se traduzem em 1 segundo de tempo biológico.
http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=supercomputador-k-simula-1-cerebro-humano&id=010150130805 (http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=supercomputador-k-simula-1-cerebro-humano&id=010150130805)


Pela lei de Moore, década que vem já estão simulando um cérebro inteiro (com o problema do tempo ainda).
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gabarito em 08 de Agosto de 2013, 19:49:28
Usar o fogo para...     apagar fogo. Essa é uma técnica para incêndios florestais.

Pois é, aqui nós temos o vírus da AIDS sendo usado para tratar (e curar) o câncer!
Parece que essa notícia é supimpa, como manda o tópico.

http://www.youtube.com/v/ROr7qz1imxA
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: alersson em 09 de Agosto de 2013, 12:28:55
Usar o fogo para...     apagar fogo. Essa é uma técnica para incêndios florestais.

Pois é, aqui nós temos o vírus da AIDS sendo usado para tratar (e curar) o câncer!
Parece que essa notícia é supimpa, como manda o tópico.

isso se parece muito com o inicio do filme "eu sou a lenda"  :medo:
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Felipp Jarbas em 21 de Agosto de 2013, 19:09:37
Mulheres são mais bonitas aos 31 anos

http://hypescience.com/mulheres-sao-mais-bonitas-aos-31-anos/
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Lion em 23 de Agosto de 2013, 11:56:27
Mulheres são mais bonitas aos 31 anos

http://hypescience.com/mulheres-sao-mais-bonitas-aos-31-anos/
Sei não, isso é muito relativo.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gaúcho em 30 de Agosto de 2013, 00:00:41
Citar
Earth Life Likely Came from Mars, Study Suggests

(http://i.space.com/images/i/000/020/137/i02/nasa-hubble-mars-2003.jpg?1377727870)

We may all be Martians.

Evidence is building that Earth life originated on Mars and was brought to this planet aboard a meteorite, said biochemist Steven Benner of The Westheimer Institute for Science and Technology in Florida.

An oxidized form of the element molybdenum, which may have been crucial to the origin of life, was likely available on the Red Planet's surface long ago, but unavailable on Earth, said Benner, who presented his findings today (Aug. 28; Aug. 29 local time) at the annual Goldschmidt geochemistry conference in Florence, Italy.

"It’s only when molybdenum becomes highly oxidized that it is able to influence how early life formed," Benner said in a statement. "This form of molybdenum couldn’t have been available on Earth at the time life first began, because 3 billion years ago, the surface of the Earth had very little oxygen, but Mars did. It’s yet another piece of evidence which makes it more likely life came to Earth on a Martian meteorite, rather than starting on this planet."

Organic compounds are the building blocks of life, but they need a little help to make things happen. Simply adding energy such as heat or light turns a soup of organic molecules into a tarlike substance, Benner said.

That's where oxidized molybdenum comes in. Inserting it or boron, another element, into the mix would help organics make the leap to life, Benner added.

"Analysis of a Martian meteorite recently showed that there was boron on Mars; we now believe that the oxidized form of molybdenum was there, too," he said.

Another point in Mars' favor is the likelihood that the early Earth was completely covered by water while the ancient Red Planet had substantial dry areas, Benner said. All of this liquid would have made it difficult for boron, which is currently found only in extremely dry places, to form in high enough concentrations on Earth when life was first evolving.

Further, Benner added, water is corrosive to RNA, which most researchers think was the first genetic molecule (rather than DNA, which came later).

No indigenous Red Planet organisms have ever been discovered. But it is possible that life on Mars — if it ever existed — may have made its way to Earth at some point, many scientists say.

Some microbes are incredibly hardy, after all, and may be able to survive an interplanetary journey after being blasted off their home world by an asteroid impact. And orbital dynamics show that it's much easier for rocks to travel from Mars to Earth than the other way around.

Wherever Earth life originated, Benner is glad it put down roots on our blue planet.

"It’s lucky that we ended up here nevertheless, as certainly Earth has been the better of the two planets for sustaining life," Benner said. "If our hypothetical Martian ancestors had remained on Mars, there might not have been a story to tell."

Fonte (http://www.space.com/22577-earth-life-from-mars-theory.html)

Só o que falta tirarem isso do pobre Javé...
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gaúcho em 12 de Setembro de 2013, 17:27:29
Citar
Sonda Voyager é 1º objeto feito pelo ser humano a deixar o Sistema Solar
Nasa confirma que artefato lançado há 36 anos saiu da influência do Sol.
Objeto agora vaga no espaço interestelar, informa a agência.


Após 36 anos vagando pelo Sistema Solar, a sonda Voyager 1 deixou a área de influência do nosso Sol, informou oficialmente nesta quinta-feira (12) a agência espacial americana Nasa. Ela agora se encontra a 19 bilhões de quilômetros do astro.

Dados novos captados pela sonda indicam que ela vinha há cerca de um ano viajando numa área de gás ionizado, uma zona de transição imediatamente fora da heliosfera, onde ainda se podem perceber alguns efeitos do Sol.

"Agora que temos novos dados fundamentais, acreditamos que esse é um salto histórico da humanidade no espaço interestelar" disse Ed Stone, cientista do projeto Voyager. "O time da Voyager precisava de tempo para analisar essas observações e dar sentido  a elas. Mas agora podemos responder a pergunta que todos estávamos fazendo: 'Chegamos lá?' Sim, chegamos".

Projeto ambicioso
A Voyager-1 foi lançada em 5 de setembro de 1977 e sua "sonda irmã", a Voyager-2, em agosto do mesmo ano. O objetivo inicial das duas sondas era investigar os planetas Júpiter, Saturno, Urano e Netuno - tarefa que completaram em 1989.

Em seguida, elas foram enviadas para mais além no espaço, na direção do centro da Via Láctea. No entanto, suas fontes de energia, feitas de plutônio, devem parar de produzir eletricidade em cerca de 10 a 15 anos, quando seus instrumentos e transmissores irão parar de funcionar.

As Voyagers se tornarão "embaixadores silenciosos" da Terra enquanto se movem pela galáxia. Ambas transportam discos de cobre banhados a ouro com gravações de saudações em 60 línguas, amostras de música de diferentes culturas e épocas, sons naturais da Terra e outros sons produzidos pelo homem.

(http://s2.glbimg.com/thJG5YLMqU7Xv9Q5__oKPHa61gI=/s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2012/09/05/1nasa-voyager.jpg)

Fonte (http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2013/09/sonda-voyager-e-1-objeto-feito-pelo-homem-deixar-o-sistema-solar.html)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gaúcho em 03 de Outubro de 2013, 15:26:28
Citar
Sabre de luz dos Jedi fica mais próximo da realidade
Cientistas fazem descoberta acidental que pode ser usada em computadores super rápidos e, no futuro, dar origem a espadas laser como as de Guerra nas Estrelas.

Desde que foi lançado o primeiro filme da saga Guerra nas Estrelas, milhões de crianças e adultos sonham com ter um sabre de luz como o dos mestres Jedi.

Até agora eles tiveram que se conformar com uma versão de brinquedo, mas talvez o sonho possa virar realidade depois que um grupo de cientistas desenvolveu acidentalmente uma tecnologia que, teoricamente, poderia ser usada para construir uma espada laser real.

De acordo com a revista Nature, pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, na sigla em inglês), nos Estados Unidos, conseguiram unir fótons para formar moléculas que dão forma a um novo estado da matéria.

Até agora, os fótons eram descritos como partículas sem massa que não interagiam entre si, de forma que, caso dois raios laser se cruzassem, eles simplesmente atravessariam um ao outro.

"O que fizemos foi criar um meio especial no qual todos os fótons interagem entre si tão fortemente que começam a comportar-se como se tivessem massa até se unirem para formar moléculas. Este tipo de estado de união fotônica foi discutido teoricamente durante bastante tempo, mas nunca havia sido observado", explicou o professor do MIT Mikhail Lukin.

Os choques entre as moléculas poderiam inclusive ser usados como uma ferramenta parecida com as espadas laser de Guerra nas Estrelas.

"Não é incorreto comparar isto com os sabres de luz", disse o pesquisador.

Por diversão

Para conseguir esses fótons especiais, os pesquisadores recorreram a condições extremas.

Primeiro, eles bombardearam átomos de rubídio em uma câmara a vácuo e em seguida utilizaram o laser para esfriar a nuvem de átomos poucos graus acima do zero absoluto (-273,15° C). E usando pulsos de laser extremamente fracos, eles dispararam fótons individuais em direção a esta nuvem.

À medida que os fótons se moviam dentro da nuvem, sua energia era liberada átomo por átomo até que eles finalmente saiam dela. De acordo com Lukin, quando os fótons abandonam a nuvem após interagirem com outros, sua identidade se conserva.

"É o mesmo efeito que vemos com a refração da luz em um vaso de água. A luz entra na água e deixa parte de sua energia no meio. Dentro da água ela existe como luz e matéria misturadas entre si, mas quando sai continua sendo luz. O processo na nuvem de átomos é o mesmo, só que mais extremo."

"Fizemos isso por diversão e para expandir os limites da ciência", afirmou.

Computadores
De qualquer maneira, os cientistas dizem não esperar que no curto prazo esta nova tecnologia resulte em uma "arma elegante para uma era mais civilizada da humanidade", como afirmava Obi-Wan Kenobi em Guerra nas Estrelas.

A aplicação mais realista da tecnologia é nos computadores superrápidos.Segundo especialistas, a interação de fótons é essencial para a construção de computadores quânticos fotônicos.

A descoberta também poderá servir para criar estruturas tridimensionais complexas, como cristais, feitas somente com a luz.

"Ainda não sabemos qual é a utilidade disto, mas é um novo estado da matéria, então temos esperanças de que surjam novas aplicações à medida que estudamos suas propriedades", diz Mikhail Lukin.

Fonte (http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2013/10/sabre-de-luz-dos-jedi-fica-mais-proximo-da-realidade.html)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Moro em 05 de Outubro de 2013, 18:35:58
já poderei usar meu sabre de luz no vácuo a -273 graus. Yessss
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gaúcho em 10 de Outubro de 2013, 14:41:58
Nova descoberta pode levar à cura de Alzheimer
Testada apenas em camundongos, uma substância química provou, pela primeira vez, ser possível impedir a morte de células do cérebro.

(http://s2.glbimg.com/bMoABVjhW_MwBwG5J2M6Yx4wMNg=/s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2013/10/10/cerebro1.jpg)

A descoberta da primeira substância química capaz de prevenir a morte do tecido cerebral em uma doença que causa degeneração dos neurônios foi aclamada como um momento histórico e empolgante para o esforço científico.

Ainda é necessário maior investigação para desenvolver uma droga que possa ser usada por doentes. Mas os cientistas dizem que um medicamento feito a partir da substância poderia tratar doenças como Alzheimer, Mal de Parkinson, Doença de Huntington, entre outras.

Em testes feitos com camundongos, a Universidade de Leicester, na Grã-Bretanha, mostrou que a substância pode prevenir a morte das células cerebrais causada por doenças priônicas, que podem atingir o sistema nervoso tanto de humanos como de animais.

A equipe do Conselho de Pesquisa Médica da Unidade de Toxicologia da universidade focou nos mecanismos naturais de defesa formados em células cerebrais.

Quando um vírus atinge uma célula do cérebro o resultado é um acúmulo de proteínas virais. As células reagem fechando toda a produção de proteínas, a fim de deter a disseminação do vírus.

No entanto, muitas doenças neurodegenerativas implicam na produção de proteínas defeituosas ou 'deformadas'. Estas ativam as mesmas defesas, mas com consequências mais graves.

As proteínas deformadas permanecem por um longo tempo, resultando no desligamento total da produção de proteína pelas células do cérebro, levando a morte destas.

Este processo, que acontece repetidamente em neurônios por todo o cérebro, pode destruir o movimento ou a memória, ou até mesmo matar, dependendo da doença.

'Extraordinário'

Acredita-se que esse processo aconteça em muitas formas de neurodegeneração, por isso, interferir nesse processo de modo seguro pode resultar no tratamento de muitas doenças.

Os pesquisadores usaram um composto que impediu os mecanismos de defesa de se manifestarem, e por sua vez interrompeu o processo de degeneração dos neurônios.

O estudo, divulgado na publicação científica "Science Translational Medicine", mostrou que camundongos com doença de príon desenvolveram problemas graves de memória e de movimento. Eles morreram em um período de 12 semanas.

No entanto, aqueles que receberam o composto não mostraram qualquer sinal de tecido cerebral sendo destruído. A coordenadora da pesquisa, Giovanna Mallucci, disse à BBC: 'Eles estavam muito bem, foi extraordinário.'

'O que é realmente animador é que pela primeira vez um composto impediu completamente a degeneração dos neurônios.'

'Este não é o composto que você usaria em pessoas , mas isso significa que podemos fazê-lo, e já é um começo', disse Mallucci.

Ela disse que o composto oferece um 'novo caminho que pode muito bem resultar em drogas de proteção' e o próximo passo seria empresas farmacêuticas desenvolverem um medicamento para uso em seres humanos.

O laboratório de Mallucci também está testando o composto em outras formas de neurodegeneração em camundongos, mas os resultados ainda não foram publicados.

Os efeitos colaterais são um problema. O composto também atuou no pâncreas, ou seja, os camundongos desenvolveram uma forma leve de diabetes e perda de peso.

Qualquer medicamento humano precisará agir apenas sobre o cérebro. No entanto, o composto dá aos cientistas e empresas farmacêuticas um ponto de partida.

Estudo de referência
Comentando a pesquisa, Roger Morris da King's College London, disse: 'Esta descoberta, eu suspeito, será julgada pela história como um acontecimento importante na busca de medicamentos para controlar e prevenir o Alzheimer.'

Ele disse à BBC que uma cura para a doença de Alzheimer não era iminente, mas disse que está 'muito animado, pois é o primeiro teste feito em um animal vivo que prova ser possível retardar a degeneração de neurônios.'

'O mundo não vai mudar amanhã, mas este é um estudo de referência.'

David Allsop, professor de neurociência da Universidade de Lancaster descreveu os resultados como 'muito impressionante e encorajador', mas advertiu que era necessário mais pesquisas para ver como as descobertas se aplicam a doenças como Alzheimer e Parkinson.

Eric Karran, diretor de pesquisa da organização sem fins lucrativos Alzheimer's Research UK, disse: 'Focar em um mecanismo relevante para uma série de doenças neurodegenerativas poderia render um único medicamento com benefícios de grande alcance, mas este composto ainda está em uma fase inicial.'

'É importante que estes resultados sejam repetidos e testados em outras doenças neurodegenerativas, incluindo o mal de Alzheimer.'

Fonte (http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2013/10/nova-descoberta-pode-levar-cura-de-alzheimer.html)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Dr. Manhattan em 10 de Outubro de 2013, 15:54:01
Nova descoberta pode levar à cura de Alzheimer
Testada apenas em camundongos, uma substância química provou, pela primeira vez, ser possível impedir a morte de células do cérebro.

Citação de: Newscientist
World's first malaria vaccine on course for 2015

    Updated 16:56 08 October 2013 by Andy Coghlan

Encouraging results from the longest and largest trial of a malaria vaccine could see the world's first anti-malaria jab approved by 2015. The disease infects more than 200 million people a year, and kills at least 660,000 – mostly children. The vaccine could be used for the first time in 2016.

"It's on that trajectory, and the plan is to file with the European Medicines Agency in 2014," says David Kaslow, vice president of product development at the PATH Malaria Vaccine Initiative, which supported development of the vaccine, made by GlaxoSmithKline (GSK).

A positive scientific verdict from the European agency, expected in 2015, would pave the way for African countries to approve it for use by 2016, says Kaslow, who presented the results in Durban, South Africa, at a major international conference on malaria.

Called RTS,S, the vaccine was tested in 15,000 children in 11 African trial sites. Half were babies aged 6 to 12 weeks and the other half toddlers aged 5 to 17 months. Half in each group received the vaccine and half a placebo, and all continued where possible with other precautions to prevent malaria such as sleeping under bed nets.

The latest data show that eighteen months into the trial, the vaccine continued to work best in the older age group, echoing results seen one year after the trial started.

fonte: http://www.newscientist.com/article/dn24363-worlds-first-malaria-vaccine-on-course-for-2015.html#.Ulb3q5Fx0xB

Citar
Instituto Butantan testará vacina contra dengue em humanos
Serão recrutados 50 voluntários este mês e outros 250 no início de 2014.
Previsão é que, até 2018, dose integre Programa Nacinal de Imunizações.

fonte: http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2013/10/butantan-recruta-50-voluntarios-para-testar-vacina-nacional-da-dengue.html

(http://i2.kym-cdn.com/photos/images/newsfeed/000/517/111/fbd.jpg)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Skorpios em 10 de Outubro de 2013, 16:10:47
Nova descoberta pode levar à cura de Alzheimer
Testada apenas em camundongos, uma substância química provou, pela primeira vez, ser possível impedir a morte de células do cérebro.

Sempre que leio uma notícia dessas, me dá esperança. Pena que sempre é "outra coisa".
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Moro em 10 de Outubro de 2013, 20:51:07
Nova descoberta pode levar à cura de Alzheimer
Testada apenas em camundongos, uma substância química provou, pela primeira vez, ser possível impedir a morte de células do cérebro.

(http://s2.glbimg.com/bMoABVjhW_MwBwG5J2M6Yx4wMNg=/s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2013/10/10/cerebro1.jpg)

A descoberta da primeira substância química capaz de prevenir a morte do tecido cerebral em uma doença que causa degeneração dos neurônios foi aclamada como um momento histórico e empolgante para o esforço científico.

Ainda é necessário maior investigação para desenvolver uma droga que possa ser usada por doentes. Mas os cientistas dizem que um medicamento feito a partir da substância poderia tratar doenças como Alzheimer, Mal de Parkinson, Doença de Huntington, entre outras.

Em testes feitos com camundongos, a Universidade de Leicester, na Grã-Bretanha, mostrou que a substância pode prevenir a morte das células cerebrais causada por doenças priônicas, que podem atingir o sistema nervoso tanto de humanos como de animais.

A equipe do Conselho de Pesquisa Médica da Unidade de Toxicologia da universidade focou nos mecanismos naturais de defesa formados em células cerebrais.

Quando um vírus atinge uma célula do cérebro o resultado é um acúmulo de proteínas virais. As células reagem fechando toda a produção de proteínas, a fim de deter a disseminação do vírus.

No entanto, muitas doenças neurodegenerativas implicam na produção de proteínas defeituosas ou 'deformadas'. Estas ativam as mesmas defesas, mas com consequências mais graves.

As proteínas deformadas permanecem por um longo tempo, resultando no desligamento total da produção de proteína pelas células do cérebro, levando a morte destas.

Este processo, que acontece repetidamente em neurônios por todo o cérebro, pode destruir o movimento ou a memória, ou até mesmo matar, dependendo da doença.

'Extraordinário'

Acredita-se que esse processo aconteça em muitas formas de neurodegeneração, por isso, interferir nesse processo de modo seguro pode resultar no tratamento de muitas doenças.

Os pesquisadores usaram um composto que impediu os mecanismos de defesa de se manifestarem, e por sua vez interrompeu o processo de degeneração dos neurônios.

O estudo, divulgado na publicação científica "Science Translational Medicine", mostrou que camundongos com doença de príon desenvolveram problemas graves de memória e de movimento. Eles morreram em um período de 12 semanas.

No entanto, aqueles que receberam o composto não mostraram qualquer sinal de tecido cerebral sendo destruído. A coordenadora da pesquisa, Giovanna Mallucci, disse à BBC: 'Eles estavam muito bem, foi extraordinário.'

'O que é realmente animador é que pela primeira vez um composto impediu completamente a degeneração dos neurônios.'

'Este não é o composto que você usaria em pessoas , mas isso significa que podemos fazê-lo, e já é um começo', disse Mallucci.

Ela disse que o composto oferece um 'novo caminho que pode muito bem resultar em drogas de proteção' e o próximo passo seria empresas farmacêuticas desenvolverem um medicamento para uso em seres humanos.

O laboratório de Mallucci também está testando o composto em outras formas de neurodegeneração em camundongos, mas os resultados ainda não foram publicados.

Os efeitos colaterais são um problema. O composto também atuou no pâncreas, ou seja, os camundongos desenvolveram uma forma leve de diabetes e perda de peso.

Qualquer medicamento humano precisará agir apenas sobre o cérebro. No entanto, o composto dá aos cientistas e empresas farmacêuticas um ponto de partida.

Estudo de referência
Comentando a pesquisa, Roger Morris da King's College London, disse: 'Esta descoberta, eu suspeito, será julgada pela história como um acontecimento importante na busca de medicamentos para controlar e prevenir o Alzheimer.'

Ele disse à BBC que uma cura para a doença de Alzheimer não era iminente, mas disse que está 'muito animado, pois é o primeiro teste feito em um animal vivo que prova ser possível retardar a degeneração de neurônios.'

'O mundo não vai mudar amanhã, mas este é um estudo de referência.'

David Allsop, professor de neurociência da Universidade de Lancaster descreveu os resultados como 'muito impressionante e encorajador', mas advertiu que era necessário mais pesquisas para ver como as descobertas se aplicam a doenças como Alzheimer e Parkinson.

Eric Karran, diretor de pesquisa da organização sem fins lucrativos Alzheimer's Research UK, disse: 'Focar em um mecanismo relevante para uma série de doenças neurodegenerativas poderia render um único medicamento com benefícios de grande alcance, mas este composto ainda está em uma fase inicial.'

'É importante que estes resultados sejam repetidos e testados em outras doenças neurodegenerativas, incluindo o mal de Alzheimer.'

Fonte (http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2013/10/nova-descoberta-pode-levar-cura-de-alzheimer.html)

eu sou a lenda
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Lion em 16 de Outubro de 2013, 10:24:25
Não é uma notícia científica supimpa, mas enfim......

Citar
Concurso cultural: Conte a história do gêmeo do Sol!

Estrelas são identificadas na comunidade científica com códigos adotados em catálogos internacionais. Mas que tal criar um nome bem brasileiro para uma estrela parecida com o nosso Sol?
 
O IAG está procurando um nome informal para a estrela HIP 102152. Essa estrela é considerada um “gêmeo solar” porque possui massa e composição parecidas com a do nosso Sol. Com 8,2 bilhões de anos, ela é o gêmeo solar mais velho já identificado até agora. Estrelas como ela ajudam a entender mais sobre a história e evolução do Sol.
 
Para participar do concurso, envie para nós sua sugestão com um nome e uma história (real ou fictícia) para a estrela HIP 102152. Serão aceitos os nomes enviados até as 23h59min do dia 18/10/2013.
 
Prêmios
1º lugar – Vencedor: Certificado de Vencedor do Concurso Cultural e um tablet 3.G, Android 4.0, 16GB, Câmera 5MP, Wi-Fi, Bluetooth;
2º lugar – Menção Honrosa: um telescópio amador de 60 mm; e
3º lugar – Menção Honrosa: um conjunto de livros de Astronomia.

http://www.iag.usp.br/astronomia/gemeosolar
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: FZapp em 18 de Outubro de 2013, 05:45:03

Bem alarmista, embora algumas coisas sejam certas:


https://osbastidoresdoplaneta.wordpress.com/2013/10/14/fukushima-dentro-de-um-mes-e-meio-podera-ser-palco-do-momento-mais-perigoso-para-a-humanidade/
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 18 de Outubro de 2013, 07:05:23
Só faltou uma Sindrome da China no Japāo.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Diegojaf em 18 de Outubro de 2013, 09:16:29

Bem alarmista, embora algumas coisas sejam certas:


https://osbastidoresdoplaneta.wordpress.com/2013/10/14/fukushima-dentro-de-um-mes-e-meio-podera-ser-palco-do-momento-mais-perigoso-para-a-humanidade/

Vou dizer o mesmo que disse pra uma amiga minha no Facebook...

"Você está preocupada com Fukushima enquanto este mesmo blog afirma que "LEIS GAYS ABREM CAMINHO PARA “DIREITOS” DOS PEDÓFILOS!" e que "CUMPREM-SE OS DEZ PASSOS PARA A DESTRUIÇÃO DOS ESTADOS UNIDOS PROFETIZADOS HÁ 55 ANOS!"

Ao contrário do que o blog afirma, dinheiro e especialistas trabalhando ali é o que não faltam.

O site pra acompanhar em tempo real o que rola em Fukushima: http://www.iaea.org/newscenter/focus/fukushima/
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: FZapp em 20 de Outubro de 2013, 02:43:14
Tem esse aqui também: https://osbastidoresdoplaneta.wordpress.com/category/evolucionismo/
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Diegojaf em 20 de Outubro de 2013, 12:10:22
Tem esse aqui também: https://osbastidoresdoplaneta.wordpress.com/category/evolucionismo/

Faz sentido. Se eles não acreditarem em mágica, 2/3 do blog podem ir pro lixo. O 1/3 restante ainda pode servir pra boas risadas...

Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Dr. Manhattan em 01 de Novembro de 2013, 18:05:42
Lockheed Martin revelou o sucessor do SR-71. Num arroubo de criatividade, ele se chamará... SR-72. Deverá ser capaz de cruzeiro a Mach 6 (!):

Citar

(http://www.wired.com/images_blogs/autopia/2013/11/SR-72-Lockheed-Martin-660x529.jpg)

Lockheed Martin’s famed Skunk Works has finally unveiled the long-awaited successor to the SR-71 Blackbird. Aviation Week and Space Technology’s Guy Norris pulled the covers off the project that Lockheed Martin is simply calling the SR-72. The new airplane will be roughly the same size as the record-setting Blackbird, but will be able to fly twice as fast as the jet that still holds the speed records.

The new spy plane will be capable of Mach 6 cruise speeds, making it the first hypersonic aircraft to enter service should it be produced. Only the rocket-powered North American X-15 was able to regularly fly those speeds, and the three examples built were used for research. The SR-71 Blackbird is legendary in aviation circles for its Mach 3 capabilities, and different iterations served as a spy plane for 35 years until its retirement in 1998. It still holds several records, including a flight from Los Angeles to Washington D.C. in 64 minutes, 20 seconds.

The new SR-72 has long been rumored and debated, and is part of the U.S. Air Force’s plan for hypersonic capabilities that will allow fast reaction for gathering intelligence around the world. A Mach 6 airplane fills the gap between current surveillance aircraft that can loiter for long periods of time, but don’t have the ability to transit to a new area quickly. The SR-72 is also expected to have optional strike capabilities, according to Aviation Week.

(http://www.wired.com/images_blogs/autopia/2013/11/10608915276_c1212dd438_c-660x748.jpg)


mais em fonte: http://www.wired.com/autopia/2013/11/lockheed-martin-sr-72/

Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Derfel em 02 de Novembro de 2013, 08:59:08
Acho que SR-72 é a designação.  O nome deve vir depois, como Blackbird.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 02 de Novembro de 2013, 10:19:47
Bela máquina.

Nessa ilustração não aparecem janelas, é um avião não tripulado para reconhecimento?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Geotecton em 11 de Novembro de 2013, 23:45:59
Acho que SR-72 é a designação.  O nome deve vir depois, como Blackbird.

Exatamente.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Geotecton em 11 de Novembro de 2013, 23:46:42
Bela máquina.

Nessa ilustração não aparecem janelas, é um avião não tripulado para reconhecimento?

No caso este seria um protótipo para teste de tecnologia.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 01 de Dezembro de 2013, 19:36:48
Poderia ser tripulado, mas ou não ter janela alguma e ter telas alimentadas por microcâmeras/outros instrumentos, ou talvez algum tipo de janela "invisível" (como que por um "insul film" da mesma cor e opacidade do que há ao redor), o que acho menos provável por não conhecer algo assim e não imaginar utilidade.

Ou talvez por ser só um desenho, achavam que não precisavam se preocupar com isso.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 10 de Dezembro de 2013, 16:49:04
Não é algo recente, mas achei interessante.

http://mbe.oxfordjournals.org/content/17/9/1326.full

Cervos do gênero Muntiacus diferem drasticamente no número de cromossomos, de 46 a a apenas 7/6.

A redução em número se deu por fusões de cromossomos menores, como ocorreu com o cromossomo humano "a menos" em comparação aos outros hominídeos.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Dr. Manhattan em 10 de Dezembro de 2013, 17:26:04
Não é algo recente, mas achei interessante.

http://mbe.oxfordjournals.org/content/17/9/1326.full

Cervos do gênero Muntiacus diferem drasticamente no número de cromossomos, de 46 a a apenas 7/6.

A redução em número se deu por fusões de cromossomos menores, como ocorreu com o cromossomo humano "a menos" em comparação aos outros hominídeos.

É por isso que acho a genética uma das áreas da Biologia mais contraintuitivas. Tem coisas que a gente estuda no colégio, só para descobrir depois que se tratam apenas de regras aproximadas e com inúmeras exceções...
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: SnowRaptor em 10 de Dezembro de 2013, 17:50:02
Tem coisas que a gente estuda no colégio, só para descobrir depois que se tratam apenas de regras aproximadas e com inúmeras exceções...

Eu acho que quase tudo que a gente aprendia no colégio é assim.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 10 de Dezembro de 2013, 18:42:17
Nesse gênero também tem ao menos uma outra espécie de veado-dentes-de-sabre:

(http://wildpro.twycrosszoo.org/S/0M_Artiodactyl/Cervidae/muntiacus/muntiacus_reevesi/Muntiacus_reevesi_CF.jpg)

Achava que o cervo almiscarado fosse o único.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: _tiago em 17 de Dezembro de 2013, 17:54:54
There's no evidence antibacterial soap is more effective (http://io9.com/theres-no-evidence-antibacterial-soap-is-more-effectiv-1484817036)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Diegojaf em 17 de Dezembro de 2013, 19:59:56
There's no evidence antibacterial soap is more effective (http://io9.com/theres-no-evidence-antibacterial-soap-is-more-effectiv-1484817036)

Li no Cracked que ele causa brocheza... Nesse caso, ele atrapalha a reprodução de alguma coisa...
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: _tiago em 17 de Dezembro de 2013, 23:16:28
kkkkk
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 28 de Dezembro de 2013, 21:16:02
Crustáceo parasita de peixe substitui a língua deles.

Citar
Cymothoa exigua, or the tongue-eating louse, is a parasitic crustacean of the family Cymothoidae. This parasite enters fish through the gills, and then attaches itself at the base of the fish's tongue. The female attaches to the tongue and the male attaches on the gill arches beneath and behind the female.  [...]

Cymothoa exigua extracts blood through the claws on its front, causing the tongue to atrophy from lack of blood. The parasite then replaces the fish's tongue by attaching its own body to the muscles of the tongue stub. The fish is able to use the parasite just like a normal tongue. It appears that the parasite does not cause any other damage to the host fish.[2] Once C. exigua replaces the tongue, some feed on the host's blood and many others feed on fish mucus. This is the only known case of a parasite functionally replacing a host organ.[2] There are many species of Cymothoa,[3] but only C. exigua is known to consume and replace its host's tongue.

[...]

http://en.wikipedia.org/wiki/Cymothoa_exigua
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 30 de Dezembro de 2013, 15:33:25
Notícia de 10 anos atrás ou mais, mas ainda interessante.

Citar
Alcohol and disinhibition.
Källmén H, Gustafson R.
Author information
Abstract
This review investigates research evaluating the disinhibition hypothesis. This hypothesis postulates that in a sober state behavior is inhibited. When people are influenced by alcohol the inhibitions are supposed to be weakened and the motivating drives are postulated to become disinhibited and potent to influence behavior. This report reviews the effect of alcohol on nerve functions, on human sexuality, aggression, eating behavior, psychological conflicts, fluency in talk, social anxiety, violent crimes and the interaction of alcohol and social norms. It has been shown that individual subjective experiences sometimes indicate disinhibition (reduction of the forces holding back impulses) and objective behavior in some respects was different when the subject was intoxicated, but the mechanism that mediates behavior is not clear. It seems to be difficult to measure independently the forces restraining (inhibiting) the driving forces (uncontrolled impulses) at the same time as measuring these driving forces. The review concludes that there is no unambiguous support of the disinhibition hypothesis. An alternative hypothesis that seems to explain many behaviors in an inebriated individual is the 'time out' hypothesis which states that drunken behavior is influenced more by norms about what it should be than by the pharmacological effect of alcohol.



Citar
Absolut memory distortions: alcohol placebos influence the misinformation effect.
Assefi SL, Garry M.
Author information
Abstract
Can the simple suggestion that you have consumed alcohol affect your memory for an event? Alcohol placebos affect social behaviors but not nonsocial ones, and have not previously been shown to affect memory. We investigated the effect of alcohol placebos using materials that revealed both the social and the nonsocial influences of memory Subjects drank plain tonic water, but half were told it was a vodka and tonic; then all subjects took part in an eyewitness memory experiment. Subjects who were told they drank alcohol were more swayed by misleading postevent information than were those who were told they drank tonic water, and were also more confident about the accuracy of their responses. Our results show that the mere suggestion of alcohol consumption may make subjects more susceptible to misleading information and inappropriately confident. These results also provide additional confirmation that eyewitness memory is influenced by both nonsocial and social factors.

Citar
[...] "We found people who thought they were intoxicated were more suggestible and made worse eyewitnesses compared with those who thought they were sober," Seema Assefi says.

"In fact the 'vodka and tonic' students acted drunk, some even showing physical signs of intoxication," she adds.

Giggling girls

When told, the sober students reacted with disbelief.

"When students were told the true nature of the experiment at the completion of the study, many were amazed that they had only received plain tonic, insisting that they had felt drunk at the time," she comments.

Dr Garry concludes: "It showed that even thinking you've been drinking affects your behaviour.

"Even on plain tonic water, the male students flirted with Seema as she conducted the experiment and the girls giggled a lot."

The serious point behind the research is that it demonstrates that memory is not just about filing away information like a computer does. It is what we use to understand and remember events in a social setting, such as witnessing a crime.

The research is published in Psychological Science, published by the American Psychological Association.

http://news.bbc.co.uk/2/hi/health/3035442.stm
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: FZapp em 25 de Janeiro de 2014, 12:40:17
Mineiros descobrem o primeiro cometa brasileiro

http://info.abril.com.br/noticias/ciencia/2014/01/mineiros-descobrem-o-primeiro-cometa-brasileiro.shtml
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 25 de Janeiro de 2014, 12:46:14
Como será batizado? "Tupiniquinhos"?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Geotecton em 25 de Janeiro de 2014, 18:11:39
O que vem a ser um "cometa brasileiro"?  :)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 25 de Janeiro de 2014, 18:21:43
O que vem a ser um "cometa brasileiro"?  :)

Um(a) cometa com um rabão verde-amarelo que passa arrepiando a galera.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: FZapp em 25 de Janeiro de 2014, 19:19:19
Como será batizado? "Tupiniquinhos"?

Chamaram ele de `C/2014 A4 Sonear`, bem que poderia ser `C/2014 Eita pão-de-queijo bão`!
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 01 de Fevereiro de 2014, 19:04:55
Crocodilos e jacarés/caimãs* talvez usem "iscas" para pegar aves:

http://blogs.scientificamerican.com/tetrapod-zoology/2013/11/30/tool-use-in-crocs-and-gators/

(http://blogs.scientificamerican.com/tetrapod-zoology/files/2013/11/Dinets-et-al-2013-stick-displaying-in-Mugger-crocodile-600-px-tiny-Nov-2013-Darren-Naish-Tetrapod-Zoology.jpg)

As garças usam esses galhos para fazer ninhos, e então, não percebendo o crocodilo por baixo delas, são capturadas.

Seria um de uma série de comportamentos pouco estudados/recentemente observados, que talvez sejam traços ancestrais em comum com seus parentes vivos mais próximos, as aves, que os teriam mais desenvolvidos/claramente observáveis.



* é usado o termo "caimã" como nome popular para o gênero Caiman?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Cientista em 01 de Fevereiro de 2014, 19:51:35
Só não consigo encontrar o que teria de "supimpa" nisso...
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: FZapp em 01 de Fevereiro de 2014, 19:59:50
Em espanhol `caimán` é sinônimo de jacaré (ou seja, das espécies americanas, os outros são cocodrilos).
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 01 de Fevereiro de 2014, 20:03:30
Só não consigo encontrar o que teria de "supimpa" nisso...

... como não tinha tópico para notícias científicas do balacobaco, eu postei nesse aqui mesmo. :/



Em espanhol `caimán` é sinônimo de jacaré (ou seja, das espécies americanas, os outros são cocodrilos).

Existe um crocodilo americano. Eu acho que faria mais sentido usar "caimã" do que "jacaré", até porque talvez nos livrasse de ter que usar "aligátor", acho esquisito esse termo. Mas pelo menos não falamos "cocodrilo". :P
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Vento Sul em 01 de Fevereiro de 2014, 20:40:00
Crocodilos e jacarés/caimãs* talvez usem "iscas" para pegar aves:

http://blogs.scientificamerican.com/tetrapod-zoology/2013/11/30/tool-use-in-crocs-and-gators/

(http://blogs.scientificamerican.com/tetrapod-zoology/files/2013/11/Dinets-et-al-2013-stick-displaying-in-Mugger-crocodile-600-px-tiny-Nov-2013-Darren-Naish-Tetrapod-Zoology.jpg)

As garças usam esses galhos para fazer ninhos, e então, não percebendo o crocodilo por baixo delas, são capturadas.

Seria um de uma série de comportamentos pouco estudados/recentemente observados, que talvez sejam traços ancestrais em comum com seus parentes vivos mais próximos, as aves, que os teriam mais desenvolvidos/claramente observáveis.



* é usado o termo "caimã" como nome popular para o gênero Caiman?

Vi num programa destes sobre animais, que os crocodilos, estudam o ambiente e suas presas várias vezes antes de atacar, se você vai todo dia lavar roupa ou louça naquele lugar, uma hora ele te pega...
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Entropia em 09 de Fevereiro de 2014, 22:22:16
Citar
Enhanced Chemical Synthesis at Soft Interfaces: A Universal Reaction-Adsorption Mechanism in Microcompartments

A bimolecular synthetic reaction (imine synthesis) was performed compartmentalized in micrometer-diameter emulsion droplets. The apparent equilibrium constant (Keq) and apparent forward rate constant (k1) were both inversely proportional to the droplet radius. The results are explained by a noncatalytic reaction-adsorption model in which reactants adsorb to the droplet interface with relatively low binding energies of a few kBT, react and diffuse back to the bulk. Reaction thermodynamics is therefore modified by compartmentalization at the mesoscale—without confinement on the molecular scale—leading to a universal mechanism for improving unfavorable reactions.


http://prl.aps.org/abstract/PRL/v112/i2/e028301

Aqui um  Texto sobre o assunto (http://ceticismo.net/2014/02/08/microgoticulas-de-agua-foram-o-bercario-dos-primeiros-seres-vivos/)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gaúcho em 13 de Fevereiro de 2014, 11:51:20
Citar
Pela primeira vez, uma reacção de fusão nuclear produziu mais energia do que a que gastou
Equipa norte-americana pôs a humanidade mais perto de conseguir imitar o que se passa no interior das estrelas. Esta experiência é explicada na revista Nature.

(http://imagens5.publico.pt/imagens.aspx/825105?tp=UH&db=IMAGENS)
É no interior deste cilindro com poucos centímetros de altura que ocorreu a fusão nuclear da experiência

As fontes de energia são um dos maiores problemas da civilização: os combustíveis fósseis estão a esgotar-se e são poluentes, as energias renováveis ainda não chegam para todas as necessidades e a energia nuclear conheceu desastres como Chernobil e Fukushima. Por isso, a produção de energia por fusão nuclear, barata, limpa e com um potencial inesgotável, é o sonho de muitos. Há décadas que os cientistas trabalham para que a fusão do núcleo dos átomos se torne rentável. Agora, uma equipa norte-americana conseguiu, pela primeira vez, produzir mais energia por fusão nuclear do que a aplicada para iniciar a reacção. Os resultados são publicados esta quinta-feira num artigo da revista Nature.

É nas estrelas que se dá naturalmente a fusão nuclear, quando pressões gigantes, temperaturas altíssimas e uma grande densidade de matéria obrigam a que o núcleo de dois átomos de hidrogénio se fundam para produzir um átomo de hélio e um neutrão (elemento sem carga do núcleo dos átomos). O resultado deste choque gera energia, que provoca outras reacções iguais. Há assim uma ignição, uma reacção inicial que auto-alimenta a própria reacção. A natureza pôs assim as estrelas a brilhar.

Na Terra, optou-se por utilizar compostos diferentes dos que os que existem no Sol para atingir a mesma reacção – seria necessário esperar muito tempo para se observar a colisão de dois átomos de hidrogénio. Os cientistas usam antes deutério e trítio: dois isótopos (formas) do hidrogénio (têm, respectivamente, mais um e dois neutrões do que o hidrogénio), que se encontram na água, em proporções pequeníssimas. Mas não é uma reacção fácil de se obter.

A equipa autora do novo estudo, liderada pelo físico Omar Hurricane, do Laboratório Nacional Lawrence Livermore, nos EUA, provocou a reacção de fusão nuclear num dispositivo chamado hohlraum, palavra alemã que significa cavidade. As experiências foram feitas na National Ignition Facility, na Califórnia, instalações militares ligadas também ao estudo da energia nuclear.

Ali, os norte-americanos construíram um enorme laboratório com o tamanho de “dois a três estádios de futebol”, explica ao PÚBLICO Luís Oliveira e Silva, físico catedrático do Instituto Superior Técnico, em Lisboa. Nestas instalações foram construídos 192 feixes de laser que incidem, através de espelhos, numa câmara em vácuo de 10 a 15 metros de diâmetro.

No meio da câmara está o hohlraum, um cilindro de poucos centímetros de altura onde tudo se passa. Os feixes de laser, verdes, entram pela parte inferior e superior do cilindro. Lá dentro, há uma esfera de poucos milímetros de diâmetro com uma cobertura externa de plástico. No interior da esfera está o plasma (um estado da matéria) com deutério e trítio. Os lasers não se dirigem directamente à esfera, batem contra a parede interior do hohlraum, feita de ouro. O ouro aquece e cria feixes de raios X, que por sua vez atingem a cobertura de plástico da esfera. Esta dilata-se, comprimindo no seu interior o plasma. Tudo acontece em nanossegundos. Este método chama-se fusão nuclear por confinamento inercial.

Durante três a quatro anos, a equipa, por precaução, usou feixes de laser inicialmente fracos, que iam aumentando de energia. O resultado causava um distúrbio na esfera e impedia um bom rendimento da fusão nuclear. Mas, nos últimos meses de 2013, os cientistas resolveram fazer incidir no hohlraum um feixe logo mais forte no início e conseguiram assim medir mais energia libertada através da fusão (16 quilojoules) do que a energia que atingia a esfera. Mas ainda se está muito longe da energia que começa por ser disparada pelos 192 lasers (dois megajoules).

“Pela primeira vez, conseguiu-se mais energia a partir deste combustível do que a que foi colocada no combustível”, disse Omar Hurricane, citado pela Reuters. “E isso é bastante único. É um ponto de viragem.”

Há um impacto político

Ainda não foi atingida a ignição que se observa nas estrelas, apenas parte dos átomos se fundiram. Mas, quando se deu a fusão, mediu-se uma subida de temperatura que se coaduna com os modelos que antecipam a ignição. “A descoberta dá, de facto, um caminho possível para a fusão por confinamento inercial”, comenta Luís Oliveira e Silva. Mas há ainda um longo caminho pela frente. Os autores do artigo falam de décadas até se produzir energia a partir deste método.

Do lado de cá do Atlântico, em França, o Reactor Experimental Termonuclear Internacional (ITER, na sigla em inglês), um projecto que envolve a União Europeia, a Rússia, os Estados Unidos, o Japão, a Coreia do Sul, a China ou a Índia, está a trabalhar no mesmo. Mas baseia-se no confinamento magnético, em que as condições de pressão e temperatura do plasma são criadas não por inércia, mas com magnetos gigantes em forma de anel, o tokamak.

As instalações no Sul de França só estarão prontas por volta de 2020. Com o confinamento magnético nunca se conseguiu o rendimento atingido agora na Califórnia. Mas os estudos garantem que, no ITER, se atingirá a ignição do plasma, diz o cientista português. E a nova descoberta é importante para toda a área. “Tem um impacto político porque mostra que a fusão nuclear, numa das suas vertentes, é possível”, sublinha Luís Oliveira e Silva, referindo que o fim dos combustíveis fósseis, nas próximas décadas, vai obrigar a humanidade a ter uma alternativa energética. “A pressão do ponto de vista energético é tão grande que não faz sentido não explorar as diferentes possibilidades.”

Fonte (http://www.publico.pt/ciencia/noticia/pela-primeira-vez-uma-reaccao-de-fusao-nuclear-produziu-mais-energia-do-que-a-que-gastou-1623488)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Luiz F. em 13 de Fevereiro de 2014, 19:04:47
Finalmente.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 13 de Fevereiro de 2014, 21:53:10
Finalmente de novo.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Vento Sul em 13 de Fevereiro de 2014, 22:43:33
é só o começo?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Geotecton em 14 de Fevereiro de 2014, 08:45:28
Não. É o fim...
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Derfel em 14 de Fevereiro de 2014, 12:01:39
Como será batizado? "Tupiniquinhos"?

Cometa Uai.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: SnowRaptor em 14 de Fevereiro de 2014, 12:21:25
Não. É o fim...

:hein: ?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Fabrício em 14 de Fevereiro de 2014, 17:51:36
Como será batizado? "Tupiniquinhos"?

Cometa Uai.

 :biglol:
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 28 de Fevereiro de 2014, 19:12:47
Achei essa notícia que me pareceu bem interessante e achei que o tópico seria apropriado:

http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2014/02/140228_maior_aeronave_mundo_rb.shtml

Não copiei, mas basicamente é o seguinte, os ingleses construíram um dirigível funcional que pode transportar 50 toneladas, é maior que o A 380 e não precisa de pista de pouso, pode ser controlado remotamente sem tripulação ou ser pilotado apenas por duas pessoas, pode ficar estacionário no ar por até 21 dias, tem autonomia para dar uma volta ao mundo e se não me engano pode pousar na água tb.

O segredo é o formato aerodinâmico que faz com que ele seja mais pesado que o ar e não tenha os problemas dos dirigíveis antigos.

Um dos investidores é o Bruce Dickison do Iron Maiden que pretende fazer um evento transmitido pela televisão para o lançamento.

 :)








Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 28 de Fevereiro de 2014, 21:48:44
Terroristas vão adorar. Será que é a prova de bala?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 28 de Fevereiro de 2014, 22:03:16
Terroristas vão adorar. Será que é a prova de bala?

Não sei, mas me parece muito mais seguro que um avião comum, acho que seria interessante ver essa coisa voando sobre a cidade.

De todo modo, acho que só será usado como cargueiro.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: _tiago em 28 de Fevereiro de 2014, 22:37:37
Teresting...
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: EuSouOqueSou em 28 de Fevereiro de 2014, 23:18:12
Vc quer contribuir com a Ciencia, mas nao sabe como? Instale apps no celular ou computador e va dormir :)

Citar
New App Crunches Scientific Data While You Sleep

http://www.iflscience.com/technology/new-app-crunches-scientific-data-while-you-sleep
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 01 de Março de 2014, 02:39:27
Versão mobile do que já existe há muito tempo. Legal, considerando o número de smartphones em uso, mas é preciso uma campanha para divulgar mais essa iniciativa.

http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_distributed_computing_projects
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: EuSouOqueSou em 01 de Março de 2014, 04:10:01
Fico imaginando o quanto ja teriamos avancado em pesquisa se toda a capacidade de processamento ocioso estivesse com um projeto desses.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: SnowRaptor em 01 de Março de 2014, 13:11:51
Fico imaginando o quanto ja teriamos avancado em pesquisa se toda a capacidade de processamento ocioso estivesse com um projeto desses.

Se pegasse só a contribuição do pessoal do bitcoin... Já vi gente com cluster mais poderoso que o que eu tinha na USP.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Dr. Manhattan em 01 de Março de 2014, 13:54:47
Fico imaginando o quanto ja teriamos avancado em pesquisa se toda a capacidade de processamento ocioso estivesse com um projeto desses.

Se pegasse só a contribuição do pessoal do bitcoin... Já vi gente com cluster mais poderoso que o que eu tinha na USP.

Agora pense no tempo de processamento para renderizar isto:

(http://www.disneydreaming.com/wp-content/uploads/2009/03/miley-cyrus-alvin-and-the-chipmunks-the-squeakquel.jpg)

e isso:

(http://upload.wikimedia.org/wikipedia/en/1/19/The_Smurfs_2_poster.jpg)

e chore.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: EuSouOqueSou em 01 de Março de 2014, 17:49:10
 :'(
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Digão em 03 de Março de 2014, 19:46:06
Fico imaginando o quanto ja teriamos avancado em pesquisa se toda a capacidade de processamento ocioso estivesse com um projeto desses.

Se pegasse só a contribuição do pessoal do bitcoin... Já vi gente com cluster mais poderoso que o que eu tinha na USP.

Uma das alt coins, a Primecoin, contribui com a ciência identificando números primos.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Vento Sul em 14 de Março de 2014, 22:12:16
Diamante revela existência de um oceano sob a superfície da Terra

O diamante, descoberto no estado Mato Grosso, abriga um pequeno pedaço de um mineral chamado olivina ringwoodite, e é a primeira vez que o mineral foi encontrado na superfície da Terra senão meteoritos ou laboratórios.

Leia mais em http://misteriosdomundo.com/raro-diamante-brasileiro-revela-que-o-interior-da-terra-tem-muita-agua#ixzz2vzQKZczb

(http://oglobo.globo.com/in/11864376-64e-7f9/FT500A/2014-696827151-2014031278784.jpg_20140312.jpg)

http://oglobo.globo.com/ciencia/diamante-revela-existencia-de-um-oceano-sob-superficie-da-terra-11864377
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Geotecton em 14 de Março de 2014, 23:40:57
Diamante revela existência de um oceano sob a superfície da Terra

O diamante, descoberto no estado Mato Grosso, abriga um pequeno pedaço de um mineral chamado olivina ringwoodite, e é a primeira vez que o mineral foi encontrado na superfície da Terra senão meteoritos ou laboratórios.

Leia mais em http://misteriosdomundo.com/raro-diamante-brasileiro-revela-que-o-interior-da-terra-tem-muita-agua#ixzz2vzQKZczb

(http://oglobo.globo.com/in/11864376-64e-7f9/FT500A/2014-696827151-2014031278784.jpg_20140312.jpg)

http://oglobo.globo.com/ciencia/diamante-revela-existencia-de-um-oceano-sob-superficie-da-terra-11864377

Antecipando:

Os fundamentalistas cristãos vão afirmar que esta "descoberta" é uma forte evidência do dilúvio.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Vento Sul em 15 de Março de 2014, 22:06:16
É, na procura que fiz só encontrei, fora o globo, sites criacionistas, etc...

Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: FZapp em 15 de Março de 2014, 22:20:16
Eu vi essa notícia no UOL e infelizmente não confio nas notícias do UOL. Não porque sejam ou não verdadeiras, e sim porque são filtradas por jornalistas que não parecem saber o que é ciência.
Título: Diamante raro revela a existência de grandes quantidades de água no interior da
Enviado por: JJ em 16 de Março de 2014, 08:37:03
Diamante raro revela a existência de grandes quantidades de água no interior da Terra !

Este diamante maltratado sobreviveu a “uma jornada até o inferno e de volta dele” e tem uma história espetacular para contar. Cuspido de dentro da terra, é a primeira evidência direta que temos de um teoria científica que diz que grandes quantidades de água estão presas no manto da Terra.

O mineral foi encontrado na cidade de Juína, no Mato Grosso, e recebeu o nome de ringwoodite, em homenagem ao geólogo australiano Ted Ringwood. Inicialmente especulava-se que ele não era grande coisa, mas estudos feitos sobre a sua composição mostraram que ele pode nos ajudar a compreender melhor o nosso planeta. Como explica o livescience.

''O diamante do Brasil confirma que esses modelos são corretos: olivina é ringwoodite nesta profundidade, em uma camada chamada zona de transição de manto. E isso soluciona um longo debate sobre a água na zona de transição do manto. O ringwoodite é 1,5% água, presente não apenas como líquido mas também íons de hidróxico (moléculas de hidrogênio e oxigênio ligadas). Os resultados sugerem que poderia haver um grande estoque de água na zona de transição do manto, que se estende a 410 a 660 km de profundidade''.

O manto fica abaixo da crosta terrestre e se estende a uma profundidade de 2.900 quilômetros, até chegar ao núcleo da terra. Em sua parte superior encontra-se a olivina. Ao sofrer pressão e aumento de temperatura, ela forma a ringwoodite, que, em sua estrutura mineralógica, tem capacidade de incorporar água.

Essa formação ocorre na zona de transição do manto – que fica entre 410 e 660 quilômetros abaixo da terra – onde, aparentemente, há um grande reservatório de água. Segundo Graham Pearson, da Universidade de Alberta, autor do estudo, esse reservatório pode ter tanta água quanto os oceanos do planeta.

O próximo passo para os cientistas é encontrar provas de água em outros diamantes para estabelecer que isso é algo comum e, portanto, esta zona de transição do manto realmente conta com uma grande quantidade de água.



Fonte: 

https://www.facebook.com/sitemisteriosdouniverso

http://www.livescience.com/44057-diamond-inclusions-mantle-water-earth.html 


.

Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: FZapp em 16 de Março de 2014, 10:56:41
660 km de profundidade ? Vamos fazer as contas porque pode ficar mais barato fazer água a partir de hidrogênio e oxigênio ... :evil:
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 16 de Março de 2014, 11:16:33
Parece que a Petrobrás já entrou no negócio de extrair água na razão de 3 barris de petróleo para um de água.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Moro em 16 de Março de 2014, 11:42:24
Mentira somos auto suficientes, quer o que, que façamos como os gringos que sem propaganda realmente se tornaram auto-suficientes ou que façamos festas sem fim e gastemos por conta de algo que ainda nem existe?

É o tempo político, horas.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Vento Sul em 16 de Março de 2014, 14:33:15
Sempre é tempo, e qualquer que seja o assunto, eu criticarei alguma coisa ligada a alguma coisa que sou anti
[/Mandinga]

Isso enche o saco de qualquer um, poderia fazer uma continha no facebook e ficar zoando lá... com os da mesma idade mental.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gabarito em 16 de Março de 2014, 15:17:32
Citar
Mineral brasileiro com informações sobre o interior da Terra foi analisado por canadense (http://ceticismo.net/2014/03/16/mineral-brasileiro-com-informacoes-sobre-o-interior-da-terra-foi-analisado-por-canadense)
Escrito por André.

O Brasil é excelente em produzir preciosidades; não só nas profundas do seu solo, como acima da crosta terrestre também. Um exemplo disso foi o caso de um diamante com um mineral em seu interior que encerrava água lá dentro. Uma espécie de mineraception. Este mineral foi encontrado em Juína, no Mato Grosso e está sendo estudado por cientistas canadenses, já que… né?… brasileiro não se interessa por coisas de pouca importância como Ciência, por exemplo…

O dr. Pearson, Graham Pearson, além de ter nome de agente secreto, é professor do Departamento de Ciências Atmosféricas e da Terra, mas curiosamente não se desculpa por isso. Ele está pesquisando um ringwoodite, um peridoto mineral chamado de "olivina", muito usado em joalheria. Ele NÃO É um diamante, como muitos disseram. Por quê? Porque um diamante é composto unicamente de carbono (e eu até mostrei como se queimam diamantes). As olivinas são , basicamente, silicatos de magnésio. O que temos aqui é um ringwoodite que aprisionou água em seu retículo cristalino e este ringwoodite foi cercado por diamante, até formar algo… bem esquisito.

(http://www.techenet.com/wp-content/uploads/2014/03/Ringwoodite.jpeg)

Esta coisa aí em cima é JUc29. Se prestarmos atenção, veremos um diamante envolvendo outra "pedra" (geólogos ensandecidos com tochas, ancinhos e facões se amontoando na porta da minha casa nestes instante). Esta PEDRA (pronto, mais da metade se enforcou e a outra quer me enforcar) tem uma água dentro dela; e esta amostra (que é bem pequena, por sinal, foi encontrada lá pra dentro do Mato Grosso, em um lugar chamado Juína.

Amostra de Pearson foi encontrado em 2008 na região de Juina de Mato Grosso , Brasil, onde mineradores artesanais desenterrou o diamante  de cascalhos do rio. Ah, sabe quantos cientistas brasileiros estão no estudo? Sabe quantos pesquisadores o Museu Nacional foram lá pra ver? Sabe qual interesse dado pelo Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação deu?

NENHUM!

Entendam. Brasileiro só se interessa por pedra pra construção. Mesmo porque, com ela dá pra fazer estádio de copa e criar pistas tortuosas que substituirão vias expressas elevadas, cujas vigas desaparecerão que nem o avião da Malásia.

Ninguém se importou porque, se o Museu Nacional seguir o mesmo esquema desde o tempo que eu trabalhava lá, ninguém sequer sabia. Houve o caso que roubaram uns meteoritos da sala onde era guardado os minerais. Uma sala fechada com uma porta despencando, segurada no lugar por um toquinho de madeira. Fechadura e chave? Cadeado? Não, essa moderna tecnologia não tinha chegado lá naquela época. Pessoal só ia trabalhar no último dia de cada mês. O dia em que aproveitavam e assinavam o ponto pelo mês todo.

A pesquisa foi publicada na Nature e nos conta um pouco sobre a formação de nosso planeta. O mineral foi esculpido naturalmente por milhões de anos e sua forma incomum é devido à ação de fluidos corrosivos do manto durante o transporte para a superfície. A inclusão te 40 mícron (40 x 10–6 m) é um livro de História do que acontece no interior da Terra.


(http://oglobo.globo.com/in/11864376-64e-7f9/FT500A/2014-696827151-2014031278784.jpg_20140312.jpg)
Grandão, né?

A equipe de pesquisadores nem estava atrás desse ringwoodite. Eles estavam à procura de outro mineral quando compraram um pedaço de diamante marrom sujo, vagabundo, sem valor comercial, possivelmente fedendo e que a olho nu só servia para acabar sendo catado junto com feijão. A inclusão é difícil de se ver e só com equipamentos (vocês sabem: aqueles aparelhos que pesquisadores brasileiros imploram para ter, mas as burocracias impedem) puderam entender o que estavam vendo.

O estudo é um grande exemplo de uma colaboração internacional moderno, com alguns dos principais líderes de diversas áreas , incluindo o Instituto de Geociências da Universidade de Goethe, da Universidade de Padova, Universidade de Durham, da Universidade de Viena, GeoServices Trigon e da Universidade de Ghent .

Brasil who?

É uma pena que descobertas assim tenham tanta validade para o brasileiro médio quanto sobre quantas vezes eu limpei a minha bunda hoje. Brasileiro médio odeia ciência e se publicar uma notícia assim, algum retardado falará que isso não ajuda as criancinhas famintas, ou que o importante é rolezinho ou que importante mesmo é se o time joga hoje.

Em Tuvalu, nós aqui sacudimos a cabeça em desalento.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 16 de Março de 2014, 16:49:13
Parece que a Petrobrás já entrou no negócio de extrair água na razão de 3 barris de petróleo para um de água.

É que o objetivo principal da Petrovagabundos é produzir petróleo, se o objetivo principal fosse produzir água já teriam fodido a produção dela tb.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Vento Sul em 16 de Março de 2014, 20:22:33
quanta sabedoria, oh que desperdício de mentes em ação....
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 16 de Março de 2014, 20:28:55
660 km de profundidade ? Vamos fazer as contas porque pode ficar mais barato fazer água a partir de hidrogênio e oxigênio ... :evil:

Acho que o interesse da coisa não é o potencial de exploração...
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 16 de Março de 2014, 20:38:48
quanta sabedoria, oh que desperdício de mentes em ação....

Fala do cabidão? Tem razão, é um desperdício mesmo.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Barata Tenno em 17 de Março de 2014, 14:36:25
Sempre é tempo, e qualquer que seja o assunto, eu criticarei alguma coisa ligada a alguma coisa que sou anti
[/Mandinga]

Isso enche o saco de qualquer um, poderia fazer uma continha no facebook e ficar zoando lá... com os da mesma idade mental.
quanta sabedoria, oh que desperdício de mentes em ação....


Cartão amarelo ao forista Vento Sul por continuar com o mesmo comportamento mesmo após advertência da moderação.

Ps: Lembrando que o forista ja possui dois cartões. Se deseja permanecer no fórum, sugiro que mude seu comportamento.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Vento Sul em 17 de Março de 2014, 21:54:43
Eu gostaria que você, Barata Teno, que não participa deste fórum regularmente, me dissesse qual o comportamento que eu mereça um cartão amarelo, é só para aparecer mesmo que está fazendo isso né, só pode, me mostre onde eu desrespeitei algum forista aqui. Você não vai mostrar... não tem como.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Vento Sul em 17 de Março de 2014, 21:58:03
É um pé no saco mesmo, certos foristas aqui repetirem para qualquer assunto suas habilidades facebookeanas, isso você não vê, ou você retira esse cartão ou eu me retiro desse fórum. Eu disse você.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Barata Tenno em 17 de Março de 2014, 22:36:20
Eu não vou retirar, se quiser peça revisão do conselho.

Lembrando que a porta da rua....
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Vento Sul em 17 de Março de 2014, 22:46:42
Então, Barata, se é essa sua decisão, a minha também está tomada, agradeço a todos do fórum, me diverti muito, foi bom para passar o tempo, entre um trabalho e outro, ou durante.

Lembrando que a porta da rua.... Acho que isso vale um cartão vermelho, fica aqui a denúncia.

câmbio.. e desligo.

Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: EuSouOqueSou em 18 de Março de 2014, 01:35:58
Que criancice (e' assim que escreve?). Vento Sul, o Barata nao e' dono do forum, se vc achou errado o cartao, peca revisao. Nao rpecisa usar isso como desculpa pra sair. Que viadagem.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 18 de Março de 2014, 17:53:19
Cartão por homofobia e agressão ao usuário.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Luiz F. em 18 de Março de 2014, 18:24:57
Devo admitir que o Vento Sul foi um dos trolls mais longevos que eu já vi nesse fórum.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Fabrício em 18 de Março de 2014, 18:27:09
Quem nos defenderá da Veja de agora em diante??? :'(
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 18 de Março de 2014, 19:44:27
Não posso negar que aqueles lábios carnudos despertavam em mim os instintos reptilianos mais primitivos.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Derfel em 23 de Março de 2014, 08:38:03
Não sabia onde publicar a notícia,  por isso publico aqui aos colegas médicos do fórum e a quem interessar. O Núcleo de Telessaúde do RN, que é uma parceria do Ministério da Saúde,  Secretaria Estadual de Saúde e Universidade Federal do RN, acaba de lançar o primeiro livro eletrônico de telepediatria do Brasil, em formato para ipad, de autoria do professor Ricardo Arrais. O Núcleo, hoje, acompanha 3000 crianças com diabetes no estado.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Felipp Jarbas em 28 de Março de 2014, 19:18:16
Citar
Medics Given The Go Ahead For A Trial Of Suspended Animation

http://www.iflscience.com/health-and-medicine/medics-given-go-ahead-trial-suspended-animation
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: _tiago em 19 de Abril de 2014, 10:02:31
Forty years on, bullying takes its toll on health and wealth (http://www.reuters.com/article/2014/04/17/us-bullying-idUSBREA3G2GR20140417)

Citar
"The effects of bullying are still visible nearly four decades later ... with health, social and economic consequences lasting well into adulthood," said Ryu Takizawa, who led the study at the Institute of Psychiatry at King's College London.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Derfel em 19 de Abril de 2014, 18:37:41
Parece que a Petrobrás já entrou no negócio de extrair água na razão de 3 barris de petróleo para um de água.
Meu irmão trabalha em pesquisa para utilização dessa água através de fotorreatores.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: EuSouOqueSou em 22 de Abril de 2014, 10:07:40
Citar
Paws for thought: pioneering surgery puts cat back on his feet

http://www.theguardian.com/world/2010/jun/25/oscar-cat-artifical-paws-pioneering-surgery

OFF_Topic: mais uma vez os homens usam animais indefesos em testes cientificos. Onde estao os protetores dos animais, que nao salvaram este pobre e fofo gatinho? :P
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Diegojaf em 22 de Abril de 2014, 11:53:29
Citar
Paws for thought: pioneering surgery puts cat back on his feet

http://www.theguardian.com/world/2010/jun/25/oscar-cat-artifical-paws-pioneering-surgery

OFF_Topic: mais uma vez os homens usam animais indefesos em testes cientificos. Onde estao os protetores dos animais, que nao salvaram este pobre e fofo gatinho? :P

Sempre que vejo um filme que se passa no futuro, ainda acho bizarro mostrarem gente paraplégica ou amputada como se isso fosse um problema. Com a tecnologia disponível hoje pra quem tem grana isso já é relativamente problema resolvido, imagina daqui há 50 anos...
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: EuSouOqueSou em 25 de Abril de 2014, 04:43:08
Obrigado Henrietta, the immortal!

The Legacy of HeLa

http://www.iflscience.com/health-and-medicine/legacy-hela
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Diegojaf em 25 de Abril de 2014, 08:49:04
Obrigado Henrietta, the immortal!

The Legacy of HeLa

http://www.iflscience.com/health-and-medicine/legacy-hela

Bacana é ter células da sua mãe roubadas, espalhadas pelo mundo, gerando bilhões para empresas e nunca receber nenhum centavo de retorno, nem um "valeu".
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: FZapp em 02 de Maio de 2014, 00:20:56
Lembro que tem um paciente X que também tem células dele espalhados em pesquisas por aí por ter sido um caso muito antigo e comprovado de um cara naturalmente resistente ao AIDS.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: _tiago em 12 de Maio de 2014, 22:12:44
Acho que o Snow já trabalhou com isso...

http://www.rdmag.com/news/2014/05/physicists-show-unlimited-heat-conduction-graphene#.U3EMiWtgSb8.reddit
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: SnowRaptor em 12 de Maio de 2014, 22:46:48
Isso é mais coisa pro Manhattan.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gaúcho em 10 de Setembro de 2014, 15:41:18
Citar
Um gato, uma brasileira e um feito inédito na física
Como uma mineira de 32 anos conseguiu colocar em prática uma das mais complexas teorias da física moderna e conquistar a comunidade científica internacional

Tudo que você enxerga ao redor é resultado de luz refletida. Quando os raios do sol ou de uma lâmpada batem em objetos, pessoas ou partículas no ar, eles retornam para os seus olhos e dão forma e cor ao mundo. Esse princípio, um dos mais básicos da ótica, é tão natural que parece impossível de ser contrariado.

Pois foi exatamente isso que a brasileira Gabriela Barreto Lemos, 32 anos, fez. À frente de um grupo de cinco cientistas, ela conduziu um experimento revolucionário que registrou imagens oriundas não da reflexão da luz, mas de um bizarro tipo de “telepatia” entre partículas conhecido como “emaranhamento quântico”. Esse fenômeno – classificado pelo físico alemão Albert Einstein como “assustador” – ocorre apenas com partículas menores do que um átomo, como os fótons que formam a luz.

(http://content-portal.istoe.com.br/istoeimagens/imagens/mi_16671680915373389.jpg)
A luz que formou as imagens no alto nunca tocou o molde em forma de gato. Abaixo, a pesquisadora brasileira Gabriela Barreto Lemos, 32 anos, que estuda os mistérios da ótica quântica: "Adoro o que é contraintuitivo"

(http://content-portal.istoe.com.br/istoeimagens/imagens/mi_16671761015096529.jpg)

“A ótica quântica é doidíssima, supercontraintuitiva, e eu adoro isso”, disse Gabriela à ISTOÉ em entrevista por telefone. Mineira de Belo Horizonte, ela faz pós-doutorado no Instituto para Ótica Quântica e Informação Quântica de Viena, na Áustria, uma das instituições científicas mais respeitadas do mundo. Foi no laboratório europeu que Gabriela desenvolveu o estudo que, pela primeira vez, registrou imagens de um objeto que nunca “viu” luz (confira infográfico). “O feixe de luz que foi detectado pela nossa câmera nunca atingiu a figura do gato, mas era ‘irmão gêmeo’ do feixe que passou por ele”, explica a pesquisadora. Isso provou, com resultados práticos, que partículas que não têm nenhuma conexão física podem compartilhar informação, como se conversassem telepaticamente.

A escolha da figura do gato para registrar a imagem não foi por acaso. A equipe de Gabriela quis homenagear o físico austríaco e ganhador do Prêmio Nobel Erwin Schrödinger. Em 1935, para mostrar o aparente paradoxo de outro conceito da mecânica quântica – o das realidades paralelas que coexistem enquanto não forem observadas –, ele propôs um experimento mental em que um gato é colocado dentro de uma caixa fechada. A vida do animal ficaria à mercê de partículas radioativas. Se elas fossem liberadas, o gato morreria. Se não, ficaria vivo. Para Schrödinger, se os princípios da mecânica quântica fossem aplicados a seres e objetos maiores, o gato teria que estar vivo e morto ao mesmo tempo, até que alguém abrisse a caixa para observá-lo.

(http://content-portal.istoe.com.br/istoeimagens/imagens/mi_16671785475147092.jpg)
O físico austríaco Erwin Schrödinger. Em 1935, para ilustrar o comportamento aparentemente ilógico de partículas subatômicas, ele propôs o experimento imaginário do gato que está vivo e morto ao mesmo tempo

Acima de tudo, Gabriela e sua equipe conseguiram trazer para o mundo real alguns dos conceitos mais complicados da física moderna. E isso não é um feito pequeno. “Os chamados efeitos quânticos não são nada triviais”, diz Gabriela, que ganhou uma bolsa de estudo da Academia Austríaca de Ciências e não depende de nenhum programa do governo brasileiro para conduzir sua pesquisa. Ao mesmo tempo, a equipe que realizou o experimento vislumbra, num horizonte não muito distante, aplicações práticas para essa captação indireta de imagens. Médicos poderiam, por exemplo, iluminar um tecido sensível com uma luz invisível, que não danificaria as células, enquanto um raio de luz “gêmea”, porém visível, criaria a foto em uma câmera.

O trabalho pioneiro, publicado na respeitada revista científica Nature, gerou reconhecimento internacional para Gabriela e sua equipe. Quando terminar o pós-doutorado, no fim de 2015, ela pretende retornar ao Brasil para continuar as pesquisas. “Temos pessoas muito capacitadas na física brasileira”, diz. “Esse tipo de conhecimento não pode ser negligenciado pelo País.”

(http://content-portal.istoe.com.br/istoeimagens/imagens/mi_16671706531896198.jpg)

FONTE (http://www.istoe.com.br/reportagens/381125_UM+GATO+UMA+BRASILEIRA+E+UM+FEITO+INEDITO+NA+FISICA)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 10 de Setembro de 2014, 16:42:41
(Não li)

Isso não acaba de vez com a idéia da impossibilidade de usar emaranhamento quântico para comunicaçaõ em velocidade impossível de outra forma?

Lendo um pouco de outra fonte, parece que não. Dizem até que o feito não é exatamente inédito, apenas uma bela demonstração de algo que já se sabia.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Rocky Joe em 10 de Setembro de 2014, 18:08:02
Sim, ainda não dá para se comunicar instantaneamente. Isto é algo da dinâmica, intrínseco, e os dois observadores já sabem o que irá ocorrer. Não há como utilizar isto para se comunicar. Acho. Não sou da área.

A Gabriela estudou no grupo do Luiz Davidovich,  herdeiro do Moyses Nussenzveig, aqui da UFRJ, que é um grupo muito bom em ótica quântica. Deixa eu dar crédito para a ciência nacional. :P

No meu mestrado eu fiz algumas contas com estados emaranhados. Demonstrei que um átomo no vácuo, mesmo numa região onde não há campo, ele decai se está emaranhado a outro átomo, entre outras coisas. Achei um resultado muito bonitinho, embora quando mostrei pro pessoal da ótica quântica eles ficaram todo "meh, esperado". Eu queria mostrar mesmo é que um átomo parado sentiria radiação térmica se estivesse emaranhado a um átomo uniformemente acelerado (devido ao Efeito Unruh), mas não consegui.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gaúcho em 10 de Setembro de 2014, 18:27:33
Alguém entende por que e como isso acontece?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 10 de Setembro de 2014, 18:40:20
http://en.wikipedia.org/wiki/Nonlocality

(eu não)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Sergiomgbr em 10 de Setembro de 2014, 20:32:20
Citar
Um gato, uma brasileira e um feito inédito na física
Como uma mineira de 32 anos conseguiu colocar

Essa é a notícia que estava nesse post, via link anexo,

http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=28550.msg806491#msg806491 (http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=28550.msg806491#msg806491)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Dr. Manhattan em 11 de Setembro de 2014, 07:55:01
Acho que o Snow já trabalhou com isso...

http://www.rdmag.com/news/2014/05/physicists-show-unlimited-heat-conduction-graphene#.U3EMiWtgSb8.reddit

Só agora vi isso. Creio que esse trabalho envolveu um físico brasileiro [1]. O curioso é que eu cheguei a brincar com a ideia de investigar o efeito Seebeck (http://en.wikipedia.org/wiki/Thermoelectric_effect) em grafeno. Só que o fato de haver essa alta condutividade térmica meio que... ahem, jogou um balde de água fria nessa ideia (para ser um bom material termoelétrico é preciso que este tenha alta condutividade elétrica e baixa condutividade térmica.) Ainda acho que é possível manipular essa condutividade térmica mexendo com as bordas do material [2], mas isso é só um chute meu.



[1] Sei disso porque eu estava na banca de um concurso em que ele participou.
[2] A ideia seria amplificar o espalhamento de fônons pelas bordas, mas não sei se daria certo assim.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Dr. Manhattan em 11 de Setembro de 2014, 07:56:26
Citar
Um gato, uma brasileira e um feito inédito na física
Como uma mineira de 32 anos conseguiu colocar

Essa é a notícia que estava nesse post, via link anexo,

http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=28550.msg806491#msg806491 (http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=28550.msg806491#msg806491)


Acabei de baixar o artigo deles da Nature. Vou dar uma olhada com calma, mas sei que um dos autores, o Zeilinger, é um papa dessa área. Essa pesquisadora deve ser muito boa para estar trabalhando no grupo dele. Parabéns pra ela!
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Rocky Joe em 11 de Setembro de 2014, 09:57:52
Alguém entende por que e como isso acontece?

Você quer dizer como uma coisa pode influenciar em outra, mesmo estando longe pra cacete, esse fenômeno o emaranhamento, ou exatamente como isto permite que realizemos o experimento da notícia? O segundo é bem entendido, o primeiro a resposta mais honesta é provavelmente "não", embora a gente possa elaborar um bocado, como filosofia: cada vez mais você sabe exatamente do que não sabe! :hihi:
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gaúcho em 11 de Setembro de 2014, 13:05:26
Alguém entende por que e como isso acontece?

Você quer dizer como uma coisa pode influenciar em outra, mesmo estando longe pra cacete[...]

Isso :lol:
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Pregador em 11 de Setembro de 2014, 15:15:11
Alguém entende por que e como isso acontece?

Você quer dizer como uma coisa pode influenciar em outra, mesmo estando longe pra cacete[...]

Isso :lol:

É... e que você mexe num negocinho de uma "partícula" num lugar e o mesmo acontece num outro lugar. Alguma coisa conecta estas coisas.

É tudo que eu sei.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 28 de Setembro de 2014, 04:16:31
O matemático da série "numb3rs" fez isso numa tarde em um episódio. Eu suspeitava que fosse mais longe de realidade do que de fato é.

Citar
Mug shots from DNA possible, say scientists

[...]The researchers looked at both actual physical face shape and genetic markers of face shape. For physical face shape, the researchers used populations of mixed West African and European ancestry from the U.S., Brazil and Cape Verde. They placed a grid on 3-D images of the faces of the subjects and measured the spatial coordinates of the grid points. They then used statistical methods to determine the relationship between the variation in the faces and the effects of sex, genomic ancestry and genes that affect the shape of the head and face. [...]

(http://www.scienceagogo.com/news/img/dna_face2.jpg)

(http://www.scienceagogo.com/news/img/dna_face3.jpg)


http://www.scienceagogo.com/news/20140221220805.shtml

O texto desse site não tem maiores ilustrações que seriam interessantes para ver em que nível isso está, como reconstruções faciais de indivíduos fora dos usados para "treinar" o sistema, e eles mesmos em comparação.

Também suspeitam que pode ser usado para fazer reconstruções faciais de hominídeos extintos, mas desconfio que ficaria meio enviesado a parecer mais com os modernos, mesmo se fizessem algo ainda mais elaborado, como combinando isso com correlatos cranianos e etc.

Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Moro em 28 de Setembro de 2014, 10:38:28
Citar
Um gato, uma brasileira e um feito inédito na física
Como uma mineira de 32 anos conseguiu colocar em prática uma das mais complexas teorias da física moderna e conquistar a comunidade científica internacional

Tudo que você enxerga ao redor é resultado de luz refletida. Quando os raios do sol ou de uma lâmpada batem em objetos, pessoas ou partículas no ar, eles retornam para os seus olhos e dão forma e cor ao mundo. Esse princípio, um dos mais básicos da ótica, é tão natural que parece impossível de ser contrariado.

Pois foi exatamente isso que a brasileira Gabriela Barreto Lemos, 32 anos, fez. À frente de um grupo de cinco cientistas, ela conduziu um experimento revolucionário que registrou imagens oriundas não da reflexão da luz, mas de um bizarro tipo de “telepatia” entre partículas conhecido como “emaranhamento quântico”. Esse fenômeno – classificado pelo físico alemão Albert Einstein como “assustador” – ocorre apenas com partículas menores do que um átomo, como os fótons que formam a luz.

(http://content-portal.istoe.com.br/istoeimagens/imagens/mi_16671680915373389.jpg)
A luz que formou as imagens no alto nunca tocou o molde em forma de gato. Abaixo, a pesquisadora brasileira Gabriela Barreto Lemos, 32 anos, que estuda os mistérios da ótica quântica: "Adoro o que é contraintuitivo"

(http://content-portal.istoe.com.br/istoeimagens/imagens/mi_16671761015096529.jpg)

“A ótica quântica é doidíssima, supercontraintuitiva, e eu adoro isso”, disse Gabriela à ISTOÉ em entrevista por telefone. Mineira de Belo Horizonte, ela faz pós-doutorado no Instituto para Ótica Quântica e Informação Quântica de Viena, na Áustria, uma das instituições científicas mais respeitadas do mundo. Foi no laboratório europeu que Gabriela desenvolveu o estudo que, pela primeira vez, registrou imagens de um objeto que nunca “viu” luz (confira infográfico). “O feixe de luz que foi detectado pela nossa câmera nunca atingiu a figura do gato, mas era ‘irmão gêmeo’ do feixe que passou por ele”, explica a pesquisadora. Isso provou, com resultados práticos, que partículas que não têm nenhuma conexão física podem compartilhar informação, como se conversassem telepaticamente.

A escolha da figura do gato para registrar a imagem não foi por acaso. A equipe de Gabriela quis homenagear o físico austríaco e ganhador do Prêmio Nobel Erwin Schrödinger. Em 1935, para mostrar o aparente paradoxo de outro conceito da mecânica quântica – o das realidades paralelas que coexistem enquanto não forem observadas –, ele propôs um experimento mental em que um gato é colocado dentro de uma caixa fechada. A vida do animal ficaria à mercê de partículas radioativas. Se elas fossem liberadas, o gato morreria. Se não, ficaria vivo. Para Schrödinger, se os princípios da mecânica quântica fossem aplicados a seres e objetos maiores, o gato teria que estar vivo e morto ao mesmo tempo, até que alguém abrisse a caixa para observá-lo.

(http://content-portal.istoe.com.br/istoeimagens/imagens/mi_16671785475147092.jpg)
O físico austríaco Erwin Schrödinger. Em 1935, para ilustrar o comportamento aparentemente ilógico de partículas subatômicas, ele propôs o experimento imaginário do gato que está vivo e morto ao mesmo tempo

Acima de tudo, Gabriela e sua equipe conseguiram trazer para o mundo real alguns dos conceitos mais complicados da física moderna. E isso não é um feito pequeno. “Os chamados efeitos quânticos não são nada triviais”, diz Gabriela, que ganhou uma bolsa de estudo da Academia Austríaca de Ciências e não depende de nenhum programa do governo brasileiro para conduzir sua pesquisa. Ao mesmo tempo, a equipe que realizou o experimento vislumbra, num horizonte não muito distante, aplicações práticas para essa captação indireta de imagens. Médicos poderiam, por exemplo, iluminar um tecido sensível com uma luz invisível, que não danificaria as células, enquanto um raio de luz “gêmea”, porém visível, criaria a foto em uma câmera.

O trabalho pioneiro, publicado na respeitada revista científica Nature, gerou reconhecimento internacional para Gabriela e sua equipe. Quando terminar o pós-doutorado, no fim de 2015, ela pretende retornar ao Brasil para continuar as pesquisas. “Temos pessoas muito capacitadas na física brasileira”, diz. “Esse tipo de conhecimento não pode ser negligenciado pelo País.”

(http://content-portal.istoe.com.br/istoeimagens/imagens/mi_16671706531896198.jpg)

FONTE (http://www.istoe.com.br/reportagens/381125_UM+GATO+UMA+BRASILEIRA+E+UM+FEITO+INEDITO+NA+FISICA)
porque que tem que ter o passo 4?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Derfel em 28 de Setembro de 2014, 12:59:30
Para se criar um feixe paralelo ao original.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Moro em 28 de Setembro de 2014, 17:51:41
mas o feixe paralelo não tinha saído do cristal
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Derfel em 28 de Setembro de 2014, 18:50:46
Quando ele passa pelo prisma, o feixe é dividido em dois com direções perpendiculares. O espelho coloca  esses dois feixes em direções paralelas. Imagino que direção e sentido devam ser propriedades necessárias para estabelecer fotons gêmeos.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 28 de Setembro de 2014, 19:12:33
Talvez o laboratório seja só muito estreito.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: SnowRaptor em 28 de Setembro de 2014, 19:32:29
Talvez o laboratório seja só muito estreito.

Mais provável.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Derfel em 28 de Setembro de 2014, 19:39:19
Mas nesse caso é ilustração do espelho no esquema é irrelevante
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 28 de Setembro de 2014, 19:54:54
Eu falei brincando, achando que era uma resposta boba ao problema e que haveria uma razão técnico-quântica. Um tipo diferente de lei de Poe.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 28 de Setembro de 2014, 20:06:08
Talvez o laboratório seja só muito estreito.

Mais provável.

É uma simplificação didática. O experimento é um pouco mais complicado.

Citar
The experiment, reported in Nature, was conducted by shining a laser on crystals that produce entangled photons of different wavelengths. "In the experiment, the laser illuminates two separate crystals, creating one pair of twin photons (consisting of one infrared photon and a "sister" red photon) in either crystal," Lemos says. "The object [stencil] is placed in between the two crystals. The arrangement is such that if a photon pair is created in the first crystal only the infrared photon passes through the imaged object. Its path then goes through the second crystal where it fully combines with any infrared photons that would be created there."

(http://i.imgur.com/nwHb1qp.jpg?1)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Moro em 28 de Setembro de 2014, 20:11:22
ficou menos sexy em minha ignorância
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 28 de Setembro de 2014, 20:16:34
Talvez o laboratório seja só muito estreito.

Mais provável.

É uma simplificação didática. O experimento é um pouco mais complicado.

Citar
The experiment, reported in Nature, was conducted by shining a laser on crystals that produce entangled photons of different wavelengths. "In the experiment, the laser illuminates two separate crystals, creating one pair of twin photons (consisting of one infrared photon and a "sister" red photon) in either crystal," Lemos says. "The object [stencil] is placed in between the two crystals. The arrangement is such that if a photon pair is created in the first crystal only the infrared photon passes through the imaged object. Its path then goes through the second crystal where it fully combines with any infrared photons that would be created there."

(http://i.imgur.com/nwHb1qp.jpg?1)

O cristal NL2 separa o feixe novamente. D3 reflete o vermelho e BS2 combina os feixes. Como se garante que a informação não teve origem nessa combinação?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Moro em 28 de Setembro de 2014, 21:43:38
me pareceu também algo nesse sentido. Já há cruzamento de informações.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: SnowRaptor em 28 de Setembro de 2014, 21:59:56
Não necessariamente, porque os feixes são linearmente independentes. Um não interfere no outro, em princípio.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Pregador em 28 de Setembro de 2014, 22:37:33
A internalização das externalidades negativas é uma concepção importante no direito ambiental.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: 4 Ton Mantis em 30 de Setembro de 2014, 13:32:24
http://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2014/09/os-primeiros-humanos-geneticamente-modificados-ja-sao-adolescentes.html


Os primeiros humanos geneticamente modificados já são adolescentes

Em 1997, estreou o filme "Gattaca", que fala sobre uma sociedade distópica na qual humanos geneticamente modificados para serem perfeitos são comuns - e os nascidos de forma 'natural', sem interferência, seriam marginalizados por terem problemas de saúde. No mesmo ano, nasciam os primeiros bebês humanos geneticamente modificados - e, fazendo as contas, isso significa que, agora, eles estão se formando no ensino médico.
O relato da primeira transferência de material genético para o DNA de um feto foi publicado em 1997, nos EUA: na época, cientistas injetaram o material genético de uma terceira pessoa em 30 embriões, concebidos através do DNA mitocondrial de duas mães. Ou seja, tecnicamente, os bebês teriam três pais. A ideia não era criar um tipo de "super humano" no entanto - era apenas prevenir que os bebês desenvolvessem doenças genéticas graves às quais os seus pais eram predispostos.
Não se sabe se os 30 bebês se tornaram pessoas saudáveis, porém o Instituto de Ciência e Medicina Reprodutiva (IRMS) de St. Barnabas, começou a acompanhar 17 destes adolescentes desde o início do ano.
A identidade dos jovens, obviamente, não foi divulgada por questões éticas e experimentos do tipo foram proibidos nos EUA desde 2002. No entanto, isso quer dizer que, a partir do momento em que atingem sua idade adulta e podem reproduzir, as suas modificações genéticas podem passar para seus descendentes - e acompanhar as famílias resultantes ficará cada vez mais difícil.


Via TechCrunch
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: EuSouOqueSou em 11 de Outubro de 2014, 19:41:22
cuz it works, bitches!

Watch A Man See For The First Time In 33 Years, Thanks To His New Bionic Eye

http://www.iflscience.com/health-and-medicine/bionic-eye-restores-sight-lost-30-years-ago
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 11 de Outubro de 2014, 23:13:01
Não teria funcionado se Deus não tivesse abençoado o olho biônico, ou as mãos daqueles que o fizeram.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 11 de Outubro de 2014, 23:42:25
Deus cria a cegueira como castigo e o homem cria um olho biônico para desafiar o castigo de Deus. Depois reclamam da condenação ao fogo eterno do inferno.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 12 de Outubro de 2014, 01:46:28
Essa tese só poderá ser corroborada se eventualmente o sujeito perder novamente a visão, ou o olho biônico infeccionar e acabar corroendo até o cérebro, algo assim. Até lá a hipótese nula deve ser de que Satanás que o cegou, não Deus*. E que Deus lhe devolveu a visão, tendo como instrumentos os cientistas, engenheiros, e médicos por trás do aparelho e da operação. Como já dizia Arthur C. Clarke, não existe distinção entre os milagres tecnológicos e simplesmente "milagres". São todos milagres de Deus, da mesma forma.



* corrija-me se estiver enganado, mas na bíblia Jesus curava a cegueira das pessoas, diversas vezes, sem ter cegado a ninguém, uma vez sequer, não é mesmo? Ou isso ocorreu, e eu me esqueci?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Diegojaf em 12 de Novembro de 2014, 15:16:38
Citar
Robô Philae da missão Rosetta faz pouso histórico em cometa
Do UOL, em São Paulo 12/11/201414h04

ESA/BBC

O robô Philae pousou na superfície do cometa 67P/ Churyumov-Gerasimenko, nesta quarta-feira (12), às 14h03 (horário de Brasília), a aproximadamente 6 bilhões de quilômetros da Terra. O pouso foi confirmado pela Agência Espacial Europeia (ESA), em Darmstadt, na Alemanha. Pelo Twitter, a agência anunciou: "Estamos no cometa". Trata-se de um feito inédito na história da exploração espacial, que permitirá aos cientistas ter mais informações sobre a origem da vida na Terra.

Para comemorar o sucesso na operação, Jean-Jacques Dordain, diretor-geral da Agência Espacial Europeia, afirmou que o trabalho foi "um grande passo para civilização humana e que fará diferença na história da ciência".

http://noticias.uol.com.br/ciencia/ultimas-noticias/redacao/2014/11/12/robo-philae-faz-pouso-historico-em-cometa.htm
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 12 de Novembro de 2014, 18:35:42
Uma missão chamada "Rosetta" com um robot "Philae", que é o obelisco que foi utilizado para se descobrir o alfabeto de consoantes dos hieróglifos além de ser o local onde Osiris foi enterrado, pousando num cometa com um orçamento de R$ 4 bi? Só falta a NASA ter uma equipe Champollion encarregada do projeto.

Não estou afirmando que os deuses eram astronautas, mas o que mais eles poderiam ser?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Diegojaf em 12 de Novembro de 2014, 19:04:16
Uma missão chamada "Rosetta" com um robot "Philae", que é o obelisco que foi utilizado para se descobrir o alfabeto de consoantes dos hieróglifos além de ser o local onde Osiris foi enterrado, pousando num cometa com um orçamento de R$ 4 bi? Só falta a NASA ter uma equipe Champollion encarregada do projeto.

Não estou afirmando que os deuses eram astronautas, mas o que mais eles poderiam ser?

A NASA não esteve envolvida no projeto.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 12 de Novembro de 2014, 19:19:49
Uma missão chamada "Rosetta" com um robot "Philae", que é o obelisco que foi utilizado para se descobrir o alfabeto de consoantes dos hieróglifos além de ser o local onde Osiris foi enterrado, pousando num cometa com um orçamento de R$ 4 bi? Só falta a NASA ter uma equipe Champollion encarregada do projeto.

Não estou afirmando que os deuses eram astronautas, mas o que mais eles poderiam ser?

A NASA não esteve envolvida no projeto.

Isso é o que "eles" querem que pareça. Na verdade começou na NASA mas foi descontinuado. A NASA se transformou numa agência de inteligência interplanetária.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Pagão em 12 de Novembro de 2014, 20:09:19
O modelo interativo da viagem da sonda Rosetta em tempo real, apresentada pela ESA, foi feita por investigadores portugueses, três em Braga e três em Berlim. E demorou um ano a construir.
O modelo interativo utilizado pela ESA foi criado por empresas portuguesas
Autor
Pedro Esteves
As imagens, gráficos e vídeo correram mundo. Explicam com grande precisão a viagem de 10 anos da sonda Rosetta até ao cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko, desde o lançamento em 2004 às quase duas voltas ao Sol que foram precisas para chegar hoje ao destino. As distâncias que este software processa são gigantescas, medem-se em triliões de quilómetros, mas o modelo informático utilizado pela Agência Espacial Europeia (ESA) foi feito aqui bem perto, por duas empresas portuguesas.
A TECField, sediada em Braga e a Science Office em Berlim (empresa de portugueses) desenvolveram de raiz o software que permite processar, em tempo real, os dados adquiridos pela ESA. “Estou muito satisfeito”, contou com orgulho ao Observador João Martinho Moura, fundador da TECField e investigador de interação e arte digital da Universidade do Minho.
Há um ano e meio a TECField e a Science Office fizeram uma proposta à ESA para desenvolver uma aplicação para o programa Rosetta, como resposta à necessidade da Agência Espacial em criar um sistema de visualização interativa, em especial porque “uma viagem como esta envolve grandes distâncias, difíceis de compreender”. Para isso foi criado um simulador fácil de utilizar e compreender, mas a eventual simplicidade é apenas ilusória: o software é capaz de processar um milhão de dados em simultâneo, atualizados em permanência pela ESA. João Martinho Moura explicou ao Observador que o software está instalado nos servidores da ESA e que é a partir dos dados recolhidos em permanência pela missão que vão sendo ajustadas as distâncias, cada vez com maior grau de precisão.

“A maioria das pessoas só agora está a ouvir falar nesta missão, mas a sonda já anda em viagem há 10 anos, já passou por outros momentos importantes, tais como a passagem pelo planeta Marte e por outros corpos celestes. Daí a necessidade de criar mais que um simples filme”, explicou. A ESA pediu uma componente interativa e a necessidade aguçou o engenho da Science Office (coordenação técnica) e da TECField (programação e desenho) e envolveu apenas seis pessoas, três de cada empresa. Ao longo de um ano, desenvolveram o projeto que foi apresentado publicamente pela ESA, pela primeira vez em janeiro quando a Rosetta “acordou” já perto do cometa 67P.
Esta aplicação foi criada com uma tecnologia chamada WebGL, a arquitetura e o design foram criados de raiz para o efeito. Mas aparte da competência técnica e gráfica, o fundador da TECField reconhece que “a curiosidade pela astronomia já existia, mas acabou por ter de ser mais aprofundada por toda a equipa”. A empresa foi fundada há cinco anos e, apesar deste projeto ser o que teve mais visibilidade, desde o início que se especializou no desenho de software de precisão, “um critério decisivo para a decisão final da Agência Espacial Europeia”.

http://observador.pt/2014/11/12/a-viagem-da-rosetta-apresentada-pela-esa-foi-desenhada-por-portugueses/
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: EuSouOqueSou em 15 de Novembro de 2014, 13:40:43
http://oglobo.globo.com/sociedade/saude/homem-com-leucemia-entra-em-remissao-apos-ser-tratado-com-virus-da-aids-14549379

Citar
Homem com leucemia entra em remissão após ser tratado com vírus da Aids

Paciente diagnosticado com tipo agudo do câncer usou terapia experimental que aproveita a capacidade do HIV de inserir novos genes em células de imunidade
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Moro em 15 de Novembro de 2014, 13:54:28
(http://www.filmdetail.com/wp-content/uploads/2008/01/i-am-legend-superbowl-prediction.jpg)

(http://memberfiles.freewebs.com/83/93/101999383/photos/undefined/i-am-legend%201.jpg)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 02 de Junho de 2015, 21:12:17
Citar
http://www.sciencedaily.com/releases/2015/05/150529144727.htm

A patient's budding cortex -- in a dish? Networking neurons thrive in 3-D human 'organoid'

Date:
    May 29, 2015
Source:
    NIH/National Institute of Mental Health
Summary:
    Scientists have perfected mini cultured 3-D structures that grow and function much like the outer mantle -- the key working tissue, or cortex -- of the brain of the person from whom they were derived. Strikingly, these 'organoids' buzz with neuronal network activity. Cells talk with each other in circuits, much as they do in our brains.


[...] The budding cortex also lends itself to analysis using conventional brain slice methods. So, in a sci-fi future, it might potentially reveal what circuits went awry in the developing cortex of a particular individual with a brain disorder.

"While the technology is still maturing, there is great potential for using these assays to more accurately develop, test safety and effectiveness of new treatments before they are used in individuals with a mental illness," said David Panchision, Ph.D., NIMH program director for stem cell research.

[...]
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Dr. Manhattan em 03 de Junho de 2015, 12:09:22
Citar
http://www.sciencedaily.com/releases/2015/05/150529144727.htm

A patient's budding cortex -- in a dish? Networking neurons thrive in 3-D human 'organoid'

Date:
    May 29, 2015
Source:
    NIH/National Institute of Mental Health
Summary:
    Scientists have perfected mini cultured 3-D structures that grow and function much like the outer mantle -- the key working tissue, or cortex -- of the brain of the person from whom they were derived. Strikingly, these 'organoids' buzz with neuronal network activity. Cells talk with each other in circuits, much as they do in our brains.


[...] The budding cortex also lends itself to analysis using conventional brain slice methods. So, in a sci-fi future, it might potentially reveal what circuits went awry in the developing cortex of a particular individual with a brain disorder.

"While the technology is still maturing, there is great potential for using these assays to more accurately develop, test safety and effectiveness of new treatments before they are used in individuals with a mental illness," said David Panchision, Ph.D., NIMH program director for stem cell research.

[...]

Mesmo eu, que adoro ler sobre bombas nucleares, achei essa notícia meio assustadora...
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 03 de Junho de 2015, 17:33:29
Por que?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Diegojaf em 04 de Junho de 2015, 12:36:42
Acharam água em estado líquido em marte... de novo. ¬¬
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Moro em 05 de Junho de 2015, 16:05:53
Legal.. Outro dia acharam a cura para o câncer pela centésima vez
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Diegojaf em 21 de Junho de 2015, 18:21:14
A ciência trollando traficantes de chifres de rinoceronte.

Citar
Biotech Firm 3D Prints Fake Rhino Horn That's Genetically Identical To The Real Thing
[/b][/size]
June 21, 2015 | by Stephen Luntz

Biotech startup Pembient is planning to deploy the forces of DNA technology and economics to save the rhino. It's risky plan, that could undermine other efforts, but with poaching out of control and subpopulations on the verge of extinction Pembient argue this is the best bet for the survival of the rhinoceroses in the wild.

The problem is familiar. The belief that rhino horn treats fevers or beautifies the skin, has stoked a global industry with prices soaring to $65,000 per kilogram ($30,000 /pound). With prices higher than cocaine, organised crime cartels have inevitably got involved. While the poachers taking the risks on the ground are often desperately poor, those running the show have the wealth and power to circumvent attempts to control the trade.
http://www.iflscience.com/technology/fake-rhino-horn-fight-poaching
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: SnowRaptor em 21 de Junho de 2015, 20:02:01
Vi um comentário dos conservadores dos parques que abrigam esses rinocerontes que eles pensaram nisso e chegaram à conclusão que a procura pela coisa "de verdade" iria aumentar.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Diegojaf em 21 de Junho de 2015, 23:06:19
Vi um comentário dos conservadores dos parques que abrigam esses rinocerontes que eles pensaram nisso e chegaram à conclusão que a procura pela coisa "de verdade" iria aumentar.

Mas a ideia é que seja impossível diferenciar, como acontece hoje com os tênis da nike no Brasil.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gaúcho em 27 de Junho de 2015, 18:12:36
Samsung dobra capacidade das baterias de lítio com uso de grafeno e silício (http://adrenaline.uol.com.br/2015/06/26/35625/samsung-dobra-capacidade-das-baterias-de-l-tio-com-uso-de-grafeno-e-sil-cio)

Não é a área do Snow?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: SnowRaptor em 30 de Junho de 2015, 00:51:34
Praticamente =) Talvez o Dr. Manhattan esteja mais próximo ainda.

Vou ver com calma, valeu!
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: SnowRaptor em 14 de Julho de 2015, 20:53:23
Citar
Evidence Of A Continental Crust On Mars Suggests It Had Tectonic Activity (http://www.iflscience.com/space/mars-may-have-continental-crust-similar-earths)

(http://www.iflscience.com/sites/www.iflscience.com/files/styles/ifls_large/public/blog/%5Bnid%5D/Mars%20crust.jpg?itok=jqsO1sIm)

Add another mark to the tally of how similar Mars is to Earth. While evidence continues to mount for water on the Red Planet, an unexpected new piece of research has found that it may have a continental-like crust once thought unique to Earth, suggesting it had tectonic activity long ago, possibly in its first 100 million years.

It may also rule out the theory that Mars experienced a large impact early in its history, resulting in its northern hemisphere being much lower than the southern hemisphere.

The intriguing discovery, published in Nature Geoscience, was made by Violaine Sautter of the Museum of Natural History in Paris and her colleagues. They analyzed data from 20 rocks studied by the ChemCam instrument on the Curiosity rover and suggested that they originated from a continental crust, rather than basaltic rock, due to the abundance of silica which is similar to what we observe in our own continental crust.

Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Jack Carver em 17 de Julho de 2015, 13:42:02
http://www.dailymail.co.uk/sciencetech/article-3165222/Asteroid-worth-3-TRILLION-precious-metals-set-pass-Earth-Sunday-watch-live.html

 :?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Sergiomgbr em 17 de Julho de 2015, 13:52:12
Citar
Evidence Of A Continental Crust On Mars Suggests It Had Tectonic Activity (http://www.iflscience.com/space/mars-may-have-continental-crust-similar-earths)

(http://www.iflscience.com/sites/www.iflscience.com/files/styles/ifls_large/public/blog/%5Bnid%5D/Mars%20crust.jpg?itok=jqsO1sIm)

Add another mark to the tally of how similar Mars is to Earth. While evidence continues to mount for water on the Red Planet, an unexpected new piece of research has found that it may have a continental-like crust once thought unique to Earth, suggesting it had tectonic activity long ago, possibly in its first 100 million years.

It may also rule out the theory that Mars experienced a large impact early in its history, resulting in its northern hemisphere being much lower than the southern hemisphere.

The intriguing discovery, published in Nature Geoscience, was made by Violaine Sautter of the Museum of Natural History in Paris and her colleagues. They analyzed data from 20 rocks studied by the ChemCam instrument on the Curiosity rover and suggested that they originated from a continental crust, rather than basaltic rock, due to the abundance of silica which is similar to what we observe in our own continental crust.

Tá parecendo a greta da pia de mármore da casa da minha tia fotografada bem pertinho.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: SnowRaptor em 17 de Julho de 2015, 13:55:05
Sua pia é meio... irregular...
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Sergiomgbr em 17 de Julho de 2015, 14:00:19
É uma pia esculpida por um grande escultor italiano do século XIX no cinzel feita para ficar no quintal e gasta pelo intenso labor. Natural.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 18 de Julho de 2015, 21:21:49
Desenvolvido óculos que permite a alguns tipos de daltônicos distinguirem as cores que lhes são confusas:

(http://d1h1nw9upgtapw.cloudfront.net/wp-content/uploads/2015/01/cx-rainbow-1024x589.jpg)

http://enchroma.com/technology/

http://pogue.blogs.nytimes.com/2013/08/15/glasses-that-solve-colorblindness-for-a-big-price-tag/

https://www.youtube.com/v/QHKXb3tXj24
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 04 de Setembro de 2015, 00:12:17
Asteroid Deflection: Science Fiction or Reality?
An astrophysics research group experimentally confirms its theories about the manipulation of asteroids and photon propulsion
- See more at: http://www.news.ucsb.edu/2015/015844/asteroid-deflection-science-fiction-or-reality#sthash.U9RNOfCP.dpuf
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Pilantrólogo em 23 de Setembro de 2015, 10:37:50
Estudo desenvolvido por uma dupla de astrofísicos (http://mensageirosideral.blogfolha.uol.com.br/2015/09/23/onde-esta-todo-mundo) indica que a região central da Via Láctea apresenta condições que a tornam mais proprícia a abrigar planetas com vida (inteligente?).
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Sergiomgbr em 23 de Setembro de 2015, 11:28:57
Estudo desenvolvido por uma dupla de astrofísicos (http://mensageirosideral.blogfolha.uol.com.br/2015/09/23/onde-esta-todo-mundo) indica que a região central da Via Láctea apresenta condições que a tornam mais proprícia a abrigar planetas com vida (inteligente?).
Estudo preconceituoso. Então estão falando que os planeta das quebrada é tudo burraldo?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Pilantrólogo em 23 de Setembro de 2015, 11:42:02
Estudo desenvolvido por uma dupla de astrofísicos (http://mensageirosideral.blogfolha.uol.com.br/2015/09/23/onde-esta-todo-mundo) indica que a região central da Via Láctea apresenta condições que a tornam mais proprícia a abrigar planetas com vida (inteligente?).
Estudo preconceituoso. Então estão falando que os planeta das quebrada é tudo burraldo?

Que isso, que isso...
No máximo sugere que a periferia reúne uma proporção maior de trogloditas e que, ainda por cima, estes estariam distantes uns dos outros.
Nada de filiação à Federação dos Planetas Unidos (https://en.wikipedia.org/wiki/United_Federation_of_Planets) pra eles (nóis?).
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Sergiomgbr em 23 de Setembro de 2015, 11:51:12
A Terra tá lá na bordinha da Via Láctea.

(http://www.apolo11.com/imagens/etc/via_lactea_bracos_small.jpg)



Planetinha das comunidade, só treta mano...
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Pilantrólogo em 23 de Setembro de 2015, 11:54:10
A Terra tá lá na bordinha da Via Láctea.
[image]
Planetinha das comunidade, só treta mano...

É nóis!
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Diegojaf em 28 de Setembro de 2015, 09:03:16
A NASA vai anunciar hoje algo incrível sobre Marte.

Cruzando os dedos para que seja atividade biológica. A parte da tarde seria toda assistindo os criacionistas se jogando dos prédios... :lol:
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Pasteur em 28 de Setembro de 2015, 10:17:40
A NASA vai anunciar hoje algo incrível sobre Marte.

Cruzando os dedos para que seja atividade biológica. A parte da tarde seria toda assistindo os criacionistas se jogando dos prédios... :lol:

Aposto que é isso mesmo!
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Fabrício em 28 de Setembro de 2015, 11:19:30
A NASA vai anunciar hoje algo incrível sobre Marte.

Cruzando os dedos para que seja atividade biológica. A parte da tarde seria toda assistindo os criacionistas se jogando dos prédios... :lol:

Você é muito otimista, eles logo vão arranjar alguma desculpa do tipo "deus colocou bactérias de propósito em Marte e deu inteligência para o homem para um dia descobri-la! Novamente deus testando a fé da sua criação! Louvado seja!"
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Geotecton em 28 de Setembro de 2015, 11:32:09
Eu acho que é sobre a origem da água e, possivelmente, sobre o ciclo hidrológico marciano.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: SnowRaptor em 28 de Setembro de 2015, 12:00:16
Eu acho que esse é o tipo de notícia supimpa que merece um tópico próprio.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Brienne of Tarth em 28 de Setembro de 2015, 12:55:08
Água líquida em Marte!!!!!

http://noticias.uol.com.br/ciencia/ultimas-noticias/redacao/2015/09/28/nasa-apresenta-provas-concretas-de-agua-liquida-e-corrente-em-marte.htm (http://noticias.uol.com.br/ciencia/ultimas-noticias/redacao/2015/09/28/nasa-apresenta-provas-concretas-de-agua-liquida-e-corrente-em-marte.htm)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: João da Ega em 28 de Setembro de 2015, 13:28:58
A NASA vai anunciar hoje algo incrível sobre Marte.

Cruzando os dedos para que seja atividade biológica. A parte da tarde seria toda assistindo os criacionistas se jogando dos prédios... :lol:

Por outro lado, já imagino os ufólogos: viu como a possibilidade de vida no universo pode ser bem mais comum do que se pensa?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Diegojaf em 28 de Setembro de 2015, 13:59:50
Água líquida em Marte!!!!!

http://noticias.uol.com.br/ciencia/ultimas-noticias/redacao/2015/09/28/nasa-apresenta-provas-concretas-de-agua-liquida-e-corrente-em-marte.htm (http://noticias.uol.com.br/ciencia/ultimas-noticias/redacao/2015/09/28/nasa-apresenta-provas-concretas-de-agua-liquida-e-corrente-em-marte.htm)

Meh...
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Brienne of Tarth em 28 de Setembro de 2015, 14:23:07
O Diego queria ver algo assim:


 :biglol:
(http://www.arteemminiaturas.com.br/webapps/imagefile/arquivos/mars-attacks!-martian-marte-ataca!-marciano-filme-dirigido-por-tim-burton-17787-01.jpg)   

Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Diegojaf em 28 de Setembro de 2015, 14:25:35
O Diego queria ver algo assim:


 :biglol:
(http://www.arteemminiaturas.com.br/webapps/imagefile/arquivos/mars-attacks!-martian-marte-ataca!-marciano-filme-dirigido-por-tim-burton-17787-01.jpg)   

Ou então o de Guerra dos Mundos. :P

Mas é sério. Já ouvi aqui no trabalho que isso não é indício de nada. Que eles estão especulando que existe água e que enquanto não descer alguém ou aparecer um vídeo, isso é só baboseira.

Por outro lado essa mesma pessoa acredita em gente morando no céu, virgens grávidas de deuses e arbustos falantes.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Brienne of Tarth em 28 de Setembro de 2015, 14:28:39
E que pensam que o "Eclipse da Super Lua de Sangue" é mais um indício do Fim dos Tempos...
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 28 de Setembro de 2015, 14:31:10
Estudo desenvolvido por uma dupla de astrofísicos (http://mensageirosideral.blogfolha.uol.com.br/2015/09/23/onde-esta-todo-mundo) indica que a região central da Via Láctea apresenta condições que a tornam mais proprícia a abrigar planetas com vida (inteligente?).
Estudo preconceituoso. Então estão falando que os planeta das quebrada é tudo burraldo?

Que isso, que isso...
No máximo sugere que a periferia reúne uma proporção maior de trogloditas e que, ainda por cima, estes estariam distantes uns dos outros.
Nada de filiação à Federação dos Planetas Unidos (https://en.wikipedia.org/wiki/United_Federation_of_Planets) pra eles (nóis?).

Por isso os ets só olham de longe, nós somos os vizinhos indesejáveis.

Nós somos os farofeiros do bairro.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Lorentz em 28 de Setembro de 2015, 14:31:22
Água líquida em Marte!!!!!

http://noticias.uol.com.br/ciencia/ultimas-noticias/redacao/2015/09/28/nasa-apresenta-provas-concretas-de-agua-liquida-e-corrente-em-marte.htm (http://noticias.uol.com.br/ciencia/ultimas-noticias/redacao/2015/09/28/nasa-apresenta-provas-concretas-de-agua-liquida-e-corrente-em-marte.htm)

Meh...

Acharam mé em Marte!

Mussum curtiu esta notícia.

Mas isso me lembrou aquela notícia que a Nasa ia divulgar, e todo mundo achando que seria vida fora da Terra, e eram bactérias que consumiam arsênico. Foi um balde de água fria.

Um dia vai. (Agora vai)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Sergiomgbr em 28 de Setembro de 2015, 14:38:05
Vida alien só em 5 de Abril de 2063.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Lorentz em 28 de Setembro de 2015, 14:43:20
Vida alien só em 5 de Abril de 2063.

Obrigado. Isso diminui bastante minha ansiedade.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Sergiomgbr em 28 de Setembro de 2015, 14:44:36
Por de nada. :ok:
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 28 de Setembro de 2015, 14:46:47
Qual o motivo dessa data em especial? Roteiro do filme Alien?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Brienne of Tarth em 28 de Setembro de 2015, 14:51:17
Qual o motivo dessa data em especial? Roteiro do filme Alien?

É o dia do 1º Contato, segundo Star Trekk.

"Em 5 de abril de 2063, o Dr. Zefram Cochrane atingiu a velocidade de dobra com sua nave Phoenix, e isso foi notado pelos vulcanos..."

http://www.trekbrasilis.org/2013/04/06/o-dia-do-primeiro-contato-celebra-50-anos/ (http://www.trekbrasilis.org/2013/04/06/o-dia-do-primeiro-contato-celebra-50-anos/)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Brienne of Tarth em 28 de Setembro de 2015, 14:55:36
Pode estar mais perto do que pensamos...



http://www.dailymail.co.uk/sciencetech/article-3063082/Has-Nasa-built-WARP-DRIVE-Engineers-claim-tested-impossible-engine-travel-faster-speed-light.html (http://www.dailymail.co.uk/sciencetech/article-3063082/Has-Nasa-built-WARP-DRIVE-Engineers-claim-tested-impossible-engine-travel-faster-speed-light.html)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 28 de Setembro de 2015, 15:00:04
Valeu, achei que tinha algo a ver com a Nostromo do filme de 79. :)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Lorentz em 28 de Setembro de 2015, 15:27:26
Pode estar mais perto do que pensamos...



http://www.dailymail.co.uk/sciencetech/article-3063082/Has-Nasa-built-WARP-DRIVE-Engineers-claim-tested-impossible-engine-travel-faster-speed-light.html (http://www.dailymail.co.uk/sciencetech/article-3063082/Has-Nasa-built-WARP-DRIVE-Engineers-claim-tested-impossible-engine-travel-faster-speed-light.html)

Não, né.

Os ufólatras piram. E com a notícia da água de Marte, vão ficar insuportáveis.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Lorentz em 28 de Setembro de 2015, 15:32:19
http://www.space.com/29363-impossible-em-drive-space-engine-nasa.html
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Feynman em 28 de Setembro de 2015, 15:34:21
Eu ia criar um tópico dedicado, mas já que preferiram falar sobre isso aqui...

Está ficando cada vez mais improvável que NÃO exista vida lá. Como eu queria dar um pulinho alí, com uma pá e um microscópio. Acho que é só o que é preciso (além dos aparatos tradicionais). Olha só o que o cara diz, aos 2min8seg:
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Brienne of Tarth em 28 de Setembro de 2015, 15:40:56
Como eu queria dar um pulinho alí, com uma pá e um microscópio.

Tipo isso...Sinto ganas disso às vezes, também, mas vai que...

(http://macaxera.zip.net/images/igrejs.jpg)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Lorentz em 28 de Setembro de 2015, 15:43:14
Como eu queria dar um pulinho alí, com uma pá e um microscópio.

Tipo isso...Sinto ganas disso às vezes, também, mas vai que...

(http://macaxera.zip.net/images/igrejs.jpg)

Faltou o forista "Dr. Manhattan"
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Brienne of Tarth em 28 de Setembro de 2015, 15:54:20
Atendendo a pedidos... :hihi:

(http://www.techtudo.com.br/platb/files/2173/2010/12/dr_manhattan_divulgacao.jpg)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Lorentz em 28 de Setembro de 2015, 16:03:43
Atendendo a pedidos... :hihi:

(http://www.techtudo.com.br/platb/files/2173/2010/12/dr_manhattan_divulgacao.jpg)

Que susto!

Fui scrollando morrendo de medo que a imagem continuasse pra baixo da cintura. Ia ser um NSFW.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Brienne of Tarth em 28 de Setembro de 2015, 16:09:26
Que que é isso, companheiro, vai que tem menor vendo esses trem aqui, né?  ::)

Tá liberado no ambiente da firma...
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Jack Carver em 03 de Outubro de 2015, 23:46:41
Citar
Smartphones estão arruinando nossa capacidade de conversar e de sentir empatia, diz especialista em tecnologia

Blogueiro, por sua vez, sugere que conectividade e novas tecnologias espantam solidão e amplia horizontes: estará o copo meio cheio ou meio vazio?

O último livro de Sherry Turkle se chama Sozinhos Juntos: Por que esperamos mais da tecnologia e menos uns dos outros, título que basicamente descreve sua tese sobre as novas tecnologias. Ela vem estudando no MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts), há muitos anos, a forma como as pessoas usam a tecnologia e, mais recentemente, analisou como os smartphones estão mudando a comunicação e os relacionamentos entre as pessoas.
MAIS (http://operamundi.uol.com.br/conteudo/samuel/41850/smartphones+estao+arruinando+nossa+capacidade+de+conversar+e+de+sentir+empatia+diz+especialista+em+tecnologia.shtml)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 04 de Janeiro de 2016, 19:19:27
É de 2012, mas ainda não tinha visto:

(http://img.gawkerassets.com/img/17gxpfx36194wjpg/original.jpg)

https://www.youtube.com/v/_gb5poTdUMg

http://gizmodo.com/5894489/segway-style-device-for-paraplegics-puts-wheelchairs-to-shame
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 04 de Janeiro de 2016, 19:27:51
Eu ia criar um tópico dedicado, mas já que preferiram falar sobre isso aqui...

Está ficando cada vez mais improvável que NÃO exista vida lá. Como eu queria dar um pulinho alí, com uma pá e um microscópio. Acho que é só o que é preciso (além dos aparatos tradicionais). Olha só o que o cara diz, aos 2min8seg:


Humm, sei lá. Acho que com base do que se conhece de extremófilos como do deserto do Atacama, encontrar mais água lá enquanto ainda não se encontrou vida, talvez seja até uma pá de cal sobre essa intuição de "água=vida".
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Brienne of Tarth em 07 de Abril de 2016, 19:15:10
Massive black hole weighting 12 billion suns... :susto:

(http://www.gannett-cdn.com/-mm-/6087eb8f87e9e89233764d2c423f4c4a0b44b57c/c=0-266-2243-1952&r=x404&c=534x401/local/-/media/2016/04/07/USATODAY/USATODAY/635956189098528805-behemoth-blackhole.jpg)


Behemoth (http://www.usatoday.com/story/tech/sciencefair/2016/04/07/behemoth-black-hole-galaxy-center/82739368/[/url)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Brienne of Tarth em 08 de Abril de 2016, 10:26:25
Isso é possível? Massa de 12 bilhões de sóis????
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Geotecton em 08 de Abril de 2016, 10:54:21
Isso é possível? Massa de 12 bilhões de sóis????

O maior, se não estive enganado, tem mais de 20.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Lorentz em 08 de Abril de 2016, 11:37:39
Isso é possível? Massa de 12 bilhões de sóis????

E por que não seria? Geralmente quando galáxias colidem seus núcleos que são buracos negros massivos se fundem.

Quanto mais o buraco negro engole matéria, mais ele cresce. Mas um buraco negro de 12 bi sóis ou os 12 bi sóis separados no centro da galáxia dá na mesma para quem está longe.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Brienne of Tarth em 08 de Abril de 2016, 12:01:06
HOLY SHIT!!!!

E as comparações são com base no nosso sol, é isso?

Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: JJ em 08 de Abril de 2016, 12:02:50
Vida alien só em 5 de Abril de 2063.

Obrigado. Isso diminui bastante minha ansiedade.


Realmente agora podemos ficar tranquilos e deixar essa questão de lado.   :biglol:



Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: EuSouOqueSou em 24 de Abril de 2016, 14:53:04
Recifes de coral encontrados na foz do rio Amazonas
http://news.nationalgeographic.com/2016/04/220416-Amazon-coral-reef-Brazil-ocean-river-fish/

* nao ficou muito claro pra mim se sao como corais calcareos encontrados em aguas rasas e claras.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 24 de Abril de 2016, 18:42:05
Isso é possível? Massa de 12 bilhões de sóis????

E por que não seria? Geralmente quando galáxias colidem seus núcleos que são buracos negros massivos se fundem.

Quanto mais o buraco negro engole matéria, mais ele cresce. Mas um buraco negro de 12 bi sóis ou os 12 bi sóis separados no centro da galáxia dá na mesma para quem está longe.


Será que em "observações" de colisões/atravessamentos de galáxias dá para inferir algo como que a matéria escura está sendo substancialmente engolida por buracos negros, tendo um efeito reduzido naquilo que pretendia explicar? :hein:



[lmgtfm]

http://www.universetoday.com/60422/astronomers-find-black-holes-do-not-absorb-dark-matter/

:hein:

esquisito...


"Dark matter and black holes are some of the most mysterious things in the Universe, so a connection between the two is absolutely thrilling. In a new study, astronomers report a strange link between the amount of dark matter in a galaxy and the size of its supermassive black hole."
http://www.zmescience.com/space/observations/dark-matter-black-hole-20022015/


:hein:
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 07 de Agosto de 2016, 20:36:05
Citar
Scientists Invent Oxygen Particle That If Injected, Allows You To Live Without Breathing

A team of scientists at the Boston Children’s Hospital have invented what is being considered one the greatest medical breakthroughs in recent years. They have designed a microparticle that can be injected into a person’s bloodstream that can quickly oxygenate their blood. This will even work if the ability to breathe has been restricted, or even cut off entirely.

This finding has the potential to save millions of lives every year. The microparticles can keep an object alive for up to 30 min after respiratory failure. This is accomplished through an injection into the patients’ veins. Once injected, the microparticles can oxygenate the blood to near normal levels. This has countless potential uses as it allows life to continue when oxygen is needed but unavailable. For medical personnel, this is just enough time to avoid risking a heart attack or permanent brain injury when oxygen is restricted or cut off to patients.

Dr. John Kheir, who first began the study, works in the Boston Children’s Hospital Department of Cardiology. He found inspiration for the drug in 2006, when he was treating a girl in the ICU who had a severe case of pneumonia. At the time, the girl didn’t have a breathing tube, when at the time she suffered from a pulmonary hemorrhage. This means her lungs had begin to fill up with blood, and she finally went into cardiac arrest. It took doctors about 25 minutes to remove enough blood from her lungs to allow her to breath. Though, the girl’s brain was severely injured due to being deprived of oxygen for that long and she eventually died.

Microparticle Composition

The microparticles used are composed of oxygen gas pocketed in a layer of lipids. A Lipid is a natural molecule that can store energy and act as a part of a cell membrane, they can be made of many things such as wax, vitamins, phospholipids, and in this case fat is the lipid that stores the oxygen.

These microparticles are around two to four micrometers in length and carry about three to four times the oxygen content of our own red blood cells. In the past, researchers had a difficult time succeeding as prior tests caused gas embolism. This meant that the gas molecules would become stuck trying to squeeze through the capillaries. They corrected this issue by packaging them into small deformable particles rather ones where the structure was rigid.

Potential Future Uses

Medical: There is the obvious medical uses where the microparticles can be used to save off death from a restriction in breathing due to inflammation of the lungs, collapsed lungs, and the like. It would be good to have these injections ready in hospitals and ambulances for when the time is needed.

Military: Can you imagine a navy seals capability when they wouldn’t need to surface for air and could stay underwater for over 20 minutes? If a boat was to begin to sink, you could shoot yourself as the boat is going down to ensure you aren’t drowned in the under current of the sinking vessel. How about for toxic gases when a facemask is unavailable. The military could have a number of uses for such a medical advancement.

Private Sector: Really this can be used as a precaution for anything nautical where the potential to drown is a real danger. Deep sea rescue crews could inject themselves prior to making a rescue, underwater welders can use it in case they become stuck or air is lost to their suits. The potential use for anything water related seems extremely worthwhile.

Conclusion

In the end, this is an amazing medical advancement and I cant help but recall the movie the Abyss when they took the pill, their helmets filled with air, and they were told they can breathe the water. Well what if they really couldn’t “breathe” water” but since the urge to breathe is natural, that must take place… even if you’re not breathing air per se. But your body was provided with enough oxygen for a time period by taking a pill. It’s just goes to show that anything, absolutely anything that can be thought up, can potentially one day become reality. Thank you scientists, for reminding me that people and their ingenuity are nothing short of awesome.
http://www.techwench.com/scientists-invent-oxygen-particle-that-if-injected-allows-you-to-live-without-breathing/

Uau!!!
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 08 de Agosto de 2016, 14:24:52
Blasfêmia! Isso é coisa do demônio!!! Na bíblia diz que Deus deu vida a Adão com o SOPRO DA VIDA. Isso significa que Deus decide que a hora de alguém partir é quando ele deixa de respirar!!!!!111


Impressionante. Fico imaginando se não poderia ser uma espécie de prevenção para uns 99% dos infartos, se pudesse ser administrado domesticamente, e se a oxigenação do coração for tal que esse "sistema" efetivamente o oxigenasse apesar de circulação obstruída, meio "perifericamente", mas talvez não chegue a tanto...
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 08 de Agosto de 2016, 20:54:26
Essa coisa vai ter um impacto enorme em tudo. Não será mais necessário levar tanto oxigênio para o espaço, surgirá um novo doping esportivo, as artes marciais terão que rever os golpes de enforcamento e surgirá um kama-sutra submerso.

Chegará o dia em que o pulmão substituirá o sistema digestivo pela respiração de compostos gasosos nutritivos com absorção direta pelo sangue. O oxigênio será injetado em doses diárias por dispositivos subcutâneos que serão recarregados a dada 6 meses. A super oxigenação do cérebro acelerará a cristalização da glândula pineal que permitirá a comunicação telepática, tornando inúteis as cordas vocais.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 08 de Agosto de 2016, 20:58:43
Talvez a quantidade de oxigênio necessária continue a mesma, mas ele poderá ser armazenado mais compactamente, fora do ar.

Ou seja, deve ter tido mais uma leva de filmes de ficção cujo futurismo foi para o brejo em não prever essa e imaginar astronautas morrendo por falta de oxigênio nos tanques.


Isso é, se é que vai dar mesmo para usar assim. A notícia parece que nem menciona qualquer coisa sobre humanos ou mesmo animais conseguirem sobreviver num ambiente sem oxigênio com base nisso.




A calcificação da glândula pineal é a atrofia da terceira visão, não sua maturação (bem, a maturação absoluta pode se dar independentemente disso; me refiro apenas às condições mais para-"normais" terrestres). Por isso inclusive que africanos são mais voltados a religiões com contato com espíritos do que europeus, aos quais isso é praticamente "novidade", ciência mais recente que o Darwinismo, e que não foi nem largamente aceita no mainstream científico ainda, cético devido a essa atrofia/cegueira. Já na cultura africana, mesmo na Egípcia, são conhecimentos milenares.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 13 de Agosto de 2016, 22:28:17
https://www.youtube.com/v/Lf1vCyfaosE
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 13 de Agosto de 2016, 23:12:05
TED talks - how young blood can help reverse aging. Yes, really (https://www.youtube.com/watch?v=CsECS5qsGLs)

https://www.youtube.com/v/CsECS5qsGLs

(http://3.bp.blogspot.com/-G1qo7P3eNdg/TahBnI1j7vI/AAAAAAAAAE4/028xWj8B7TQ/s1600/elizabeth_bathory_II_by_mehmeturgut.jpg)



Mais uma vez os céticos se vêem obrigados a se curvar ante as previsões do espiritismo.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 13 de Agosto de 2016, 23:37:59
Não aparece o vídeo aqui. Tem apenas uma tela preta, ainda assim estou postando mas incluindo o link do video. Poderia acrescentar os links?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 13 de Agosto de 2016, 23:48:14
O link está acima do vídeo, no título.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: FZapp em 14 de Agosto de 2016, 17:41:01
Recifes de coral encontrados na foz do rio Amazonas
http://news.nationalgeographic.com/2016/04/220416-Amazon-coral-reef-Brazil-ocean-river-fish/

* nao ficou muito claro pra mim se sao como corais calcareos encontrados em aguas rasas e claras.

Há milhões de anos , o Amazonas não chegava até o Atlântico e sim entrava pelo Orinoco para o mar do Caribe. Não sei se é essa a origem (não li ainda a matéria).
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: FZapp em 14 de Agosto de 2016, 17:43:21
Há outros muitos milhões de anos o Mar do Caribe entrava na atual Colômbia, e por isso há espécies de animais geralmente de água salgada, como esponjas-do-mar e estrelas-do-mar (e os botos, mas os botos acho que são posteriores a isso). Basicamente há Patricks e um Bobs Esponja brazucas ! :P
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Skorpios em 15 de Agosto de 2016, 07:31:09
Há outros muitos milhões de anos o Mar do Caribe entrava na atual Colômbia, e por isso há espécies de animais geralmente de água salgada, como esponjas-do-mar e estrelas-do-mar (e os botos, mas os botos acho que são posteriores a isso). Basicamente há Patricks e um Bobs Esponja brazucas ! :P

Sim, ele  posta  (http://clubecetico.org/forum/index.php?action=profile;u=6707) aqui.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Skorpios em 15 de Setembro de 2016, 07:23:23
Não sei se seria o tópico certo, mas vai aqui mesmo.

Citar
Sonda Gaia mapeia mais de um bilhão de estrelas (http://www.dw.com/pt/sonda-gaia-mapeia-mais-de-um-bilh%C3%A3o-de-estrelas/a-19550410)

Agência Espacial Europeia divulga maior e mais preciso mapa celeste já produzido, expandindo inventário de astros conhecidos na Via Láctea. Cientistas também esperam que sonda descubra novos planetas e asteroides.

 A sonda especial Gaia, lançada em 2013, mapeou mais de um bilhão de estrelas na Via Láctea, expandindo em grandes proporções o inventário dos astros conhecidos na galáxia, informou nesta quarta-feira (14/09) a Agência Espacial Europeia (ESA).

O catálogo inicial de 1,15 bilhão de estrelas localizadas, amplamente aguardado por astrônomos de todo o mundo, é o "maior e mais preciso mapa celeste já produzido", disse o astrônomo francês François Mignard. Ele é membro do chamado consórcio Gaia, composto por 450 pesquisadores.

Numa coletiva de imprensa transmitida pela internet a partir do Centro de Astronomia da ESA em Madri, os cientistas revelaram o impressionante mapa da Via Láctea, contendo estrelas com brilhos de intensidade até meio milhão de vezes menor do que as que se vê a olho nu.

As imagens foram capturadas pelos dois telescópios da Gaia, que vasculharam o espaço repetidas vezes. Eles são equipados com uma câmera de cerca de um bilhão de pixels – a maior já levada ao espaço.

A resolução é tão precisa que permite a medição de um cabelo humano a mil quilômetros de distância, diz Anthony Brown, chefe da equipe de processamento e análise de dados da Gaia.

A sonda não apenas consegue determinar a localização de um astro, mas, ao analisar cada estrela múltiplas vezes, é também capaz de traçar seu movimento. Além das 1,15 bilhão de estrelas cuja localização foi estabelecida, o movimento de mais 2 milhões de estrelas também foi identificado.

Nos cinco anos da missão Gaia, o catálogo de estrelas deverá ser aumentado quinhentas vezes. A sonda da ESA iniciou a coleta de dados em 2014, orbitando ao redor do sol a 1,5 milhão de quilômetros da órbita terrestre.

Cientistas esperam que estudar as estrelas lhes permita voltar no tempo, para quando a galáxia começou a se formar. Eles também esperam que a Gaia descubra novos planetas e asteroides.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Onsigbare em 21 de Setembro de 2016, 16:37:17
http://www.iflscience.com/space/china-finally-confirms-their-space-station-is-crashing-towards-earth/

Depois de meses de suspeita , a China finalmente confirmou que sua primeira estação espacial está se dirigindo para a Terra e está potencialmente fora de controle.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: EuSouOqueSou em 21 de Setembro de 2016, 17:23:33
http://www.iflscience.com/space/china-finally-confirms-their-space-station-is-crashing-towards-earth/

Depois de meses de suspeita , a China finalmente confirmou que sua primeira estação espacial está se dirigindo para a Terra e está potencialmente fora de controle.

 :susto: :susto: :susto:
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Setembro de 2016, 17:40:05
Que misantropo. Não dá para considerar isso "supimpa" sem se saber quem irá atingir.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 21 de Setembro de 2016, 19:04:18
Falei que troço fabricado na China só  da pau, o negócio tem apenas sete anos e já  virou sucata.

E não custou barato.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: JJ em 22 de Setembro de 2016, 10:27:33
Falei que troço fabricado na China só  da pau, o negócio tem apenas sete anos e já  virou sucata.

E não custou barato.




A Skylab durou 6 anos:


Skylab (Sky Laboratory, literalmente "Laboratório do céu"), designa a primeira estação espacial norte-americana, que foi lançada ao espaço em 14 de maio de 1973, a uma altitude de 435 km, e reentrou na atmosfera, destruindo-se prematuramente, em 1979. O nome também designa a missão Skylab I, que colocou a estação em órbita, e as três missões tripuladas, Skylab II, III e IV que foram lançadas para trabalhar na estação espacial e usavam a nave Apollo.

A Skylab era composta de cinco partes: um telescópio (ATM); um adaptador para acoplagem múltipla (MDA); um módulo selado (AM); uma unidade de instrumentos (IU); e um espaço de trabalho orbital (OWS).

A missão Skylab I foi a responsável por colocar em órbita a estação/laboratório espacial Skylab. Foi uma missão não tripulada que usou o foguete Saturno V.


https://pt.wikipedia.org/wiki/Skylab


Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: JJ em 22 de Setembro de 2016, 10:37:36
Falei que troço fabricado na China só  da pau, o negócio tem apenas sete anos e já  virou sucata.

E não custou barato.




Foguete explode em plataforma de lançamento nos EUA


Acidente não deixou feridos. Satélite do Facebook para promover internet na África foi destruído

02/09/2016 14:40:12
AFP


EUA - Um foguete Falcon 9 da SpaceX explodiu nesta quinta-feira na sua plataforma de lançamento na Flórida durante um teste de rotina, destruindo um satélite que o Facebook ia usar para prover internet a zonas rurais da África, informou a empresa espacial privada.

A explosão em Cabo Cañaveral, Flórida, no sudeste dos Estados Unidos, não deixou feridos, mas destruiu o foguete Falcon 9 e um satélite de comunicação Amos-6, da companhia israelense Spacecom.


O incidente é um grande contratempo para a SpaceX, a companhia californiana do magnata Elon Musk que pretende revolucionar a indústria aeroespacial reciclando os componentes dos foguetes. "A perda do veículo Falcon (ocorreu) durante a operação de abastecimento de propelente. Se originou perto do tanque de oxigênio do estágio superior. A causa ainda é desconhecida", escreveu Musk no Twitter.


Um vídeo dramático da rede de televisão ABC News mostrou o foguete estourando em uma enorme bola de fogo, depois uma série de explosões e finalmente uma densa coluna de fumaça que cobriu o céu de Cabo Cañaveral com uma nuvem negra.


http://odia.ig.com.br/mundoeciencia/2016-09-02/foguete-explode-em-plataforma-de-lancamento-nos-eua.html



Foguete americano com destino à ISS explode logo após o lançamento

28/10/2014 20:43 / atualizado 29/10/2014 5:02

Missão não tripulada levaria 2,5 toneladas de suprimentos e experimentos para a Estação Espacial Internacional


Foguete americano comdestino à ISS explode logo após o lançamento

Missão não tripulada  levaria 2,5 toneladas de suprimentoseexperimentos paraa Estação Espacial
Internacional


RIO – Uma falha catastrófica de causas ainda desconhecidas levou à perda do foguete Antares e da cápsula Cygnus que levariam cerca de 2,5 toneladas de suprimentos, experimentos e outros equipamentos para a a Estação Espacial Internacional (ISS) na noite desta terça­feira. Em imagens transmitidas ao vivo on­line pela NasaTV foi possível ver o foguete deixar a plataforma de
lançamento da base de Wallops, no estado da Virgínia, para apenas seis segundos depois desabar de volta ao chão e explodir.

http://oglobo.globo.com/sociedade/ciencia/foguete-americano-com-destino-iss-explode-logo-apos-lancamento-14391866



E esses foram  baratos ?


Explosão da Challenger faz 25 anos


Catástrofe foi a primeira a ser acompanhada ao vivo pela televisão. Veja galeria e vídeo


Há 25 anos, as imagens da explosão da nave espacial Challenger chocaram o mundo. O acidente ocorrido em 28 de janeiro de 1986 continua sendo o fracasso mais emblemático do programa espacial americano. Foram apenas 73 segundos de voo, seguidos pela explosão em cima do Oceano Atlântico.
Publicidade

Foi a primeira catástrofe acompanhada ao vivo pela televisão. De suas casas, crianças acompanharam a tragédia da tela de suas TVs, na manhã que deveria ser marcada para celebrar a primeira ida ao espaço de um civil, Christa McAuliffe, uma professora de New Hampshire de 37 anos.


http://ultimosegundo.ig.com.br/ciencia/explosao-da-challenger-faz-25-anos/n1237971485565.html



Columbia: explosão há 10 anos dava início ao fim da era dos ônibus espaciais

31 JAN   2013   17h49 atualizado às 19h12



O mundo lembra nesta sexta-feira os 10 anos do acidente com o ônibus espacial Columbia, no qual morreram os sete astronautas a bordo. A tragédia marcou o início do fim dos voos dos ônibus espaciais e levou a uma reformulação do programa espacial dos Estados Unidos.


https://noticias.terra.com.br/ciencia/espaco/columbia-explosao-ha-10-anos-dava-inicio-ao-fim-da-era-dos-onibus-espaciais,eeb66040a398c310VgnCLD2000000dc6eb0aRCRD.html



Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Skorpios em 22 de Setembro de 2016, 14:49:06
Nunca esquecendo... ::)

Citar
Tragédia em Alcântara faz dez anos e Brasil ainda sonha em lançar foguete (http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2013/08/tragedia-em-alcantara-faz-dez-anos-e-brasil-ainda-sonha-em-lancar-foguete.html)

Uma tragédia que matou 21 profissionais civis no Centro de Lançamento de Alcântara, no Maranhão, e adiou os projetos do programa espacial brasileiro completa dez anos nesta quinta-feira (22). No dia 22 de agosto de 2003, às 13h26, o foguete Veículo Lançador de Satélites (VLS) foi acionado antes do tempo e ficou pronto para a partida (veja abaixo o vídeo com imagens das câmeras de segurança que gravaram o momento do acidente).

O resto da reportagem no link. Ah, e a reportagem é de Luana D'Almana, senão vão dizer que não dei nome aos bois... :twisted:
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 22 de Setembro de 2016, 18:43:22
Chalenger foi negligência, Columbia foi usada dezenas de vezes, lembro do Skylab pois eu tinha dez anos era tecnologia dos anos 60 e 70 com o que se podia fazer na época.

Alcântara explodiu por uma gambiarra, o Space X foi falha durante abastecimento e não  dá  para saber se foi erro humano.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 22 de Setembro de 2016, 18:45:00
Aliás,  além  da queda do Skylab eu tb vi a Challenger explodir.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Dr. Manhattan em 22 de Setembro de 2016, 19:03:56
Chalenger foi negligência, Columbia foi usada dezenas de vezes, lembro do Skylab pois eu tinha dez anos era tecnologia dos anos 60 e 70 com o que se podia fazer na época.

Alcântara explodiu por uma gambiarra, o Space X foi falha durante abastecimento e não  dá  para saber se foi erro humano.

Na minha opinião, o grande problema do VLS foi a insistência em se usar combustível sólido. Desse jeito, não é possível testar o foguete na torre de lançamento sem o propelente. Um acidente semelhante aconteceu na URSS e matou um grande número de técnicos. Aliás, desconfio que o uso de combustível sólido foi consequência do interesse dos militares nos anos 60/70 em desenvolver mísseis balísticos com ogivas nucleares (o combustível sólido permite o armazenamento dos mísseis em silos, prontos para lançar, como é o caso dos Minuteman americanos. Os de combustível líquido precisam de tempo para ser abastecidos).
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 22 de Setembro de 2016, 19:14:02
Tinha um vídeo no YouTube com chineses consertando um vazamento de combustível líquido, o cara usava uma chave inglesa com as mãos no combustível  que escorria para o chão.  :)

Parecia oficina de fundo de quintal consertando carro velho.

Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: JJ em 23 de Setembro de 2016, 08:22:40
Chalenger foi negligência, Columbia foi usada dezenas de vezes, lembro do Skylab pois eu tinha dez anos era tecnologia dos anos 60 e 70 com o que se podia fazer na época.

Alcântara explodiu por uma gambiarra, o Space X foi falha durante abastecimento e não  dá  para saber se foi erro humano.



Chalenger, negligência, imperícia,  má gestão, politicagem

Columbia fez menos de 3 dezenas de missões, fez 28 voos, e isto não justifica o acidente, pois uma   boa engenharia  prevê qual a vida útil do equipamento para ser usado com a devida segurança.

E é importante frisar que os maravilhosos engenheiros americanos previam que os ônibus espaciais espaciais tivessem vida útil de 100 voos, entretanto o Columbia explodiu com 28 voos.


Quanto ao Skylab, os caras já tinham experiencia com exploração espacial desde a década de 50. 


Quanto ao Space X, da mesma forma que houve alguma falha para a qual você está vendo como sendo aceitável e normal ao invés de generalizar e dizer que tudo que americano faz é porcaria,  alguém também pode  apontar que houve alguma falha no caso chinês, e ver  como sendo aceitável e normal ao invés de generalizar e dizer que tudo que chinês faz é porcaria.



Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Geotecton em 23 de Setembro de 2016, 08:41:52
Falei que troço fabricado na China só  da pau, o negócio tem apenas sete anos e já  virou sucata.

E não custou barato.

A Skylab durou 6 anos:


Skylab (Sky Laboratory, literalmente "Laboratório do céu"), designa a primeira estação espacial norte-americana, que foi lançada ao espaço em 14 de maio de 1973, a uma altitude de 435 km, e reentrou na atmosfera, destruindo-se prematuramente, em 1979. O nome também designa a missão Skylab I, que colocou a estação em órbita, e as três missões tripuladas, Skylab II, III e IV que foram lançadas para trabalhar na estação espacial e usavam a nave Apollo.

A Skylab era composta de cinco partes: um telescópio (ATM); um adaptador para acoplagem múltipla (MDA); um módulo selado (AM); uma unidade de instrumentos (IU); e um espaço de trabalho orbital (OWS).

A missão Skylab I foi a responsável por colocar em órbita a estação/laboratório espacial Skylab. Foi uma missão não tripulada que usou o foguete Saturno V.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Skylab

O Skylab durou apenas 6 anos porque o Congresso não autorizou a parte do orçamento da NASA destinado à manutenção dele. E isto aconteceu porque as sondas e os satélites estavam realizando muito bem a coleta de dados remotos, bem como houve uma redução muito grande no interesse pelas viagens espaciais tripuladas no findar da década de 70.

A queda não ocorreu, de maneira alguma, por um problema técnico. Ela foi destruída por uma opção e re-entrou na atmosfera dentro da estimativa da NASA, com a maior parte do seu 'corpo' se desintegrando sobre o Oceano Pacífico.

Ela foi a maior e mais moderna estação espacial posta em órbita até a entrada em operação da ISS.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Geotecton em 23 de Setembro de 2016, 08:54:10
Chalenger foi negligência, Columbia foi usada dezenas de vezes, lembro do Skylab pois eu tinha dez anos era tecnologia dos anos 60 e 70 com o que se podia fazer na época.

Alcântara explodiu por uma gambiarra, o Space X foi falha durante abastecimento e não  dá  para saber se foi erro humano.
Chalenger, negligência, imperícia,  má gestão, politicagem

Columbia fez menos de 3 dezenas de missões, fez 28 voos, e isto não justifica o acidente, pois uma   boa engenharia  prevê qual a vida útil do equipamento para ser usado com a devida segurança.

E é importante frisar que os maravilhosos engenheiros americanos previam que os ônibus espaciais espaciais tivessem vida útil de 100 voos, entretanto o Columbia explodiu com 28 voos.

Pare de escrever besteiras. O Columbia não explodiu. Isto ocorreu com o tanque externo de combustível. Durante o lançamento, houve a queda de uma placa de gelo que danificou um tubo de conexão entre o tanque e a astronave.

Foi muito mais um acidente do que um erro de engenharia ou de operação.


Quanto ao Skylab, os caras já tinham experiencia com exploração espacial desde a década de 50.

E? 


Quanto ao Space X, da mesma forma que houve alguma falha para a qual você está vendo como sendo aceitável e normal ao invés de generalizar e dizer que tudo que americano faz é porcaria,  alguém também pode  apontar que houve alguma falha no caso chinês, e ver  como sendo aceitável e normal ao invés de generalizar e dizer que tudo que chinês faz é porcaria.

Quanto à tecnologia aeroespacial, a base é toda de origem soviética.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: JJ em 23 de Setembro de 2016, 09:22:28
Chalenger foi negligência, Columbia foi usada dezenas de vezes, lembro do Skylab pois eu tinha dez anos era tecnologia dos anos 60 e 70 com o que se podia fazer na época.

Alcântara explodiu por uma gambiarra, o Space X foi falha durante abastecimento e não  dá  para saber se foi erro humano.
Chalenger, negligência, imperícia,  má gestão, politicagem

Columbia fez menos de 3 dezenas de missões, fez 28 voos, e isto não justifica o acidente, pois uma   boa engenharia  prevê qual a vida útil do equipamento para ser usado com a devida segurança.

E é importante frisar que os maravilhosos engenheiros americanos previam que os ônibus espaciais espaciais tivessem vida útil de 100 voos, entretanto o Columbia explodiu com 28 voos.

Pare de escrever besteiras. O Columbia não explodiu. Isto ocorreu com o tanque externo de combustível. Durante o lançamento, houve a queda de uma placa de gelo que danificou um tubo de conexão entre o tanque e a astronave.

Foi muito mais um acidente do que um erro de engenharia ou de operação.




Você está confundindo com o outro ônibus espacial  (Challenger)  que  explodiu  pouco tempo após o lançamento (por negligência dos responsáveis pelo planejamento e autorização para lançamento )


O Columbia explodiu sim, e bem explodido.  Na reentrada.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Acidente_do_%C3%B4nibus_espacial_Columbia


Sendo que os ônibus espaciais tinham sido planejados para 100 missões cada um, e este só durou 28 missões.  Terminou a vigésima oitava missão em pedaços espalhados no  Texas e Louisiana.


Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: JJ em 23 de Setembro de 2016, 09:38:06

Foi muito mais um acidente do que um erro de engenharia ou de operação.



E não parece que foi algo impossível  de se evitar com uma boa  engenharia e uma boa gestão:


Ainda numa fase preliminar do inquérito, foi reconhecido pela comissão que o acidente, provavelmente não foi originado por um evento aleatório, mas sim por práticas comportamentais, enraizadas na cultura humana e história dos voos espaciais da NASA. Assim sendo o objectivo e propósito da comissão foi ampliado, investigando também uma vasta gama de questões históricas e organizacionais, incluindo as considerações políticas e orçamentais, os compromissos e as prioridades ao longo da vida do programa do space shuttle.[28] No decorrer do processo de investigação, foram ainda identificados uma série de factores pertinentes, agrupados em três categorias distintas:[27]

Falhas físicas que levaram directamente à destruição do Columbia;

debilidades subjacentes, na organização e historial da NASA, que podem facilitar o caminho para falhas catastróficas, e

"outras observações significativas" observadas durante o curso da investigação, que podem estar relacionadas com o acidente e que se não forem corrigidas, podem contribuir para futuras perdas.


https://pt.wikipedia.org/wiki/Acidente_do_%C3%B4nibus_espacial_Columbia


Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Geotecton em 23 de Setembro de 2016, 17:04:21
Chalenger foi negligência, Columbia foi usada dezenas de vezes, lembro do Skylab pois eu tinha dez anos era tecnologia dos anos 60 e 70 com o que se podia fazer na época.

Alcântara explodiu por uma gambiarra, o Space X foi falha durante abastecimento e não  dá  para saber se foi erro humano.
Chalenger, negligência, imperícia,  má gestão, politicagem

Columbia fez menos de 3 dezenas de missões, fez 28 voos, e isto não justifica o acidente, pois uma   boa engenharia  prevê qual a vida útil do equipamento para ser usado com a devida segurança.

E é importante frisar que os maravilhosos engenheiros americanos previam que os ônibus espaciais espaciais tivessem vida útil de 100 voos, entretanto o Columbia explodiu com 28 voos.

Pare de escrever besteiras. O Columbia não explodiu. Isto ocorreu com o tanque externo de combustível. Durante o lançamento, houve a queda de uma placa de gelo que danificou um tubo de conexão entre o tanque e a astronave.

Foi muito mais um acidente do que um erro de engenharia ou de operação.

Você está confundindo com o outro ônibus espacial  (Challenger)  que  explodiu  pouco tempo após o lançamento (por negligência dos responsáveis pelo planejamento e autorização para lançamento )

Tem razão.

Mas mantenho o resto que escrevi.


O Columbia explodiu sim, e bem explodido.  Na reentrada.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Acidente_do_%C3%B4nibus_espacial_Columbia]

Estou sem tempo para ler.

Mas se o link informa que o Columbia explodiu, ele está errado.

O que aconteceu foi a perda de algumas placas de isolamento térmico, feitas de cerâmica, no bordo de ataque da asa esquerda, que permitiu que o calor gerado na reentrada chegasse no interior da asa, enfraquecendo a sua estrutura.

Em algum momento ela colapsou, rotacionando a Colúmbia, fazendo com que esta perdesse a posição para a reentrada, o que levou a sua total desintegração estrutural.

Não houve explosão nenhuma.


Sendo que os ônibus espaciais tinham sido planejados para 100 missões cada um, e este só durou 28 missões.  Terminou a vigésima oitava missão em pedaços espalhados no  Texas e Louisiana.

Certo.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: JJ em 24 de Setembro de 2016, 04:29:41



O que eu quis mostrar com estes exemplos é que não é só a China que tem ou teve fracassos em atividades aeroespaciais. Os outros também tiveram.


A engenharia aeroespacial  é uma das engenharias que enfrenta os maiores desafios.  Um foguete  de tamanho médio, que tenha capacidade de colocar alguma carga em órbita,  tem que atingir uma velocidade final de 28.000 Km/h; tem que ter um sistema de estabilização e de navegação que o leve na rota certa; tem que ter uma estrutura leve (mas de alta resistência) em relação ao  peso bruto total do foguete; tem que ter um sistema de propulsão de muito alta relação peso/potência (mais alta do que o de qualquer outra máquina), e isto leva a necessidade de um motor que tem que ter alta resistência, para resistir as altas tensões e altas vibrações geradas pela alta potência, ao mesmo tempo que tem que ser o mais leve possível  (caso contrário não sobrará nada de capacidade para levar uma carga útil ).   Enfim são vários desafios, os  quais tornam um empreendimento aeroespacial de colocar cargas em órbita (ou ainda mais de levar para outros planetas), um  empreendimento de enorme envergadura.   De modo  que alguns fracassos não tiram os grandes méritos alcançados anteriormente.  Seja para os americanos, seja para os chineses, ou para as poucas outras nações que já conseguiram construir foguetes com capacidade de colocar cargas em órbitas terrestres.






Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 27 de Setembro de 2016, 19:31:10
Citar

Cientista curitibano está entre os cotados para o Nobel de Física


O curitibano Celso Grebogi está entre o seleto grupo de cientistas cotados para receber o Prêmio Nobel de Física, que será anunciado a partir do próximo 3 de outubro. Graduado em Engenharia Química pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), em 1970, o cientista está entre os pesquisadores citados no 2016 Thomson Reuters Citation Laureates, lista que já previu 39 laureados desde 2002.

Segundo a publicação, a presença do nome do cientista na lista se dá pelo fato dele ter descrito, em co-autoria com Edward Ott e James A. Yorke, uma teoria de controle de sistemas caóticos, o Método OGY, como foi batizado em referência às iniciais dos pesquisadores.

O trabalho de Grebogi, Ott e Yorke desafiou a convicção científica de que o caos era incontrolável e se tornou referência na área. A pesquisa do professor em dinâmica caótica combina métodos e técnicas analíticas com extensos experimentos computacionais de alta tecnologia com o objetivo de estabelecer princípios matemáticos básicos que cientistas e engenheiros possam aplicar em seus próprios campos.

“Eu diria que receber o Citation Laureate 2016 do Thomson Reuters é uma honra muito grande. Isso foi uma boa surpresa, raramente um brasileiro está nessa lista, mas acho muito difícil levar o prêmio este ano por causa do experimento que fez a detecção direta de ondas gravitacionais, confirmando uma previsão de Einstein feita em 1916”, diz o cientista, em entrevista à Gazeta do Povo de Aberdeen, na Escócia, onde mora atualmente. “É no entanto um privilégio ter nosso trabalho ser considerado na mesma companhia de tão significativos desenvolvimentos em Física”, completa.

mais aqui: http://www.gazetadopovo.com.br/educacao/cientista-curitibano-esta-entre-os-cotados-para-o-nobel-de-fisica-esvo9dwi7118mzmjx0o5vchg4
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 27 de Setembro de 2016, 21:03:18

Citar
uma teoria de controle de sistemas caóticos

Delírio estatólatra corrompendo ainda mais a física? Já não bastava o marxismo quântico?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 27 de Setembro de 2016, 23:07:57

Citar
uma teoria de controle de sistemas caóticos

Delírio estatólatra corrompendo ainda mais a física? Já não bastava o marxismo quântico?

Pois é, nem acreditei quando lí. Imagino o esforço dos Illuminati de tentar achar alguém para se meter nessa. Tinha que sobrar para um "cientista" brasileiro desconhecido de Curitiba.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: JJ em 28 de Setembro de 2016, 08:18:46

Aqui uma aula sobre essa coisa:



FGE417- Fenômenos Não-Lineares em Física:

Introdução ao Caos Determinístico e aos Sistemas Dinâmicos

Prof. Reynaldo Daniel Pinto

Notas de Aula - Parte 19

Controle de Caos


http://www.ifsc.usp.br/~reynaldo/curso_caos/notas_aula_pt19.pdf



Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Dr. Manhattan em 28 de Setembro de 2016, 09:33:50
Citar

Cientista curitibano está entre os cotados para o Nobel de Física


O curitibano Celso Grebogi está entre o seleto grupo de cientistas cotados para receber o Prêmio Nobel de Física, que será anunciado a partir do próximo 3 de outubro. Graduado em Engenharia Química pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), em 1970, o cientista está entre os pesquisadores citados no 2016 Thomson Reuters Citation Laureates, lista que já previu 39 laureados desde 2002.

Segundo a publicação, a presença do nome do cientista na lista se dá pelo fato dele ter descrito, em co-autoria com Edward Ott e James A. Yorke, uma teoria de controle de sistemas caóticos, o Método OGY, como foi batizado em referência às iniciais dos pesquisadores.

O trabalho de Grebogi, Ott e Yorke desafiou a convicção científica de que o caos era incontrolável e se tornou referência na área. A pesquisa do professor em dinâmica caótica combina métodos e técnicas analíticas com extensos experimentos computacionais de alta tecnologia com o objetivo de estabelecer princípios matemáticos básicos que cientistas e engenheiros possam aplicar em seus próprios campos.

“Eu diria que receber o Citation Laureate 2016 do Thomson Reuters é uma honra muito grande. Isso foi uma boa surpresa, raramente um brasileiro está nessa lista, mas acho muito difícil levar o prêmio este ano por causa do experimento que fez a detecção direta de ondas gravitacionais, confirmando uma previsão de Einstein feita em 1916”, diz o cientista, em entrevista à Gazeta do Povo de Aberdeen, na Escócia, onde mora atualmente. “É no entanto um privilégio ter nosso trabalho ser considerado na mesma companhia de tão significativos desenvolvimentos em Física”, completa.

mais aqui: http://www.gazetadopovo.com.br/educacao/cientista-curitibano-esta-entre-os-cotados-para-o-nobel-de-fisica-esvo9dwi7118mzmjx0o5vchg4

Interessante. Estranhamente, eu nunca tinha ouvido falar desse pesquisador, daí fiz uma busca no Web of Science e vi esse artigo sobre o controle do caos, de 1990 (4087 citações!). O fator h dele é 68! E pra completar, vi que ele publicou um artigo recente sobre um assunto no qual estou trabalhando [1]. Legal.


[1] Caos em pontos quânticos, para quem interessar possa.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Euler1707 em 28 de Setembro de 2016, 18:07:42

Aqui uma aula sobre essa coisa:
http://www.ifsc.usp.br/~reynaldo/curso_caos/notas_aula_pt19.pdf
Esse texto é mais didático, e dentre os que eu procurei sobre o tema, é o que está melhor escrito (eu também procurei em inglês, e por incrível que pareça, o melhor texto que eu achei foi esse mesmo, escrito em português);
Controle de Caos (http://cmup.fc.up.pt/cmup/murilo.baptista/CHAPTER6.PDF)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Pasteur em 29 de Setembro de 2016, 06:32:06
Citar
Nasce 1º bebê por nova técnica de fertilização com 'três pais', diz revista

Cientistas apresentarão feito em congresso científico em outubro.
Bebê nascido no México tem DNA do pai, da mãe e de doadora.


Cientistas anunciaram o nascimento do primeiro bebê no mundo com uma nova técnica de fertilização in vitro com "três pais", segundo a revista "New Scientist". O bebê Abrahim Hasan tem 5 meses e nasceu no México sob os cuidados da equipe do New Hope Fertility Center, de Nova York, ainda de acordo com a publicação. Uma outra técnica de fertilização com o DNA de três pessoas já foi utilizada de forma experimental no passado nos Estados Unidos, mas o método foi abandonado depois de recomendações de órgão regulatório (leia mais abaixo).

A fertilização in vitro que usa DNA de três pessoas -- do pai, da mãe e de uma doadora -- foi aprovada somente no Reino Unido até o momento. No caso de Abrahim, cujos pais são da Jordânia, o local escolhido para o nascimento foi o México porque, segundo o médico John Zhang, líder da equipe que realizou o procedimento, o país "não tem regras" a respeito desse tipo de técnica.

Essa técnica de fertilização é usada para prevenir as chamadas doenças mitocondriais, provocadas por defeitos genéticos transmitidos pela mãe. Ela consiste em utilizar o espermatozoide do pai, o óvulo da mãe e a mitocôndria de uma doadora. Por isso a criança é concebida com o DNA de três pessoas.

A mãe de Abrahim tem os genes para a síndrome de Leigh, distúrbio neurológico fatal que acomete bebês no primeiro ano de vida. Ela é saudável, mas pode transmitir a doença a seus filhos, o que levou à morte de seus primeiros bebês.

No caso de Abrahim, a técnica utilizada foi ligeiramente diferente daquela que é aprovada no Reino Unido. Isso porque a técnica britânica envolve o descarte de dois embriões, o que não foi aceito pelos pais, Ibtisam Shaban and Mahmoud Hassan, que são muçulmanos.
O feito, que será apresentado em outubro no Congresso Científico da Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva, foi recebido com entusiasmo pela comunidade científica, segundo a "New Scientist".

Como é a fertilização com 'três pais'?

A tecnologia consiste em extrair do óvulo da mãe a mitocôndria, ou seja, o gerador de energia da célula que é defeituoso, para substituí-lo por uma mitocôndria saudável de outra mulher. Depois de ter sido fecundado pelo esperma do pai no laboratório, o óvulo é implantado na mãe, e a gravidez pode, então, desenvolver-se normalmente.
As doenças da mitocôndria impedem que os nutrientes dos alimentos sejam transformados em energia e, com frequência, resultam de defeitos genéticos causados por mutações no DNA mitocondrial herdado da mãe.

Já existe outra técnica

Cientistas nos Estados Unidos já fizeram com sucesso experimentos de fertilização combinando material genético de três pessoas, mas com uma técnica diferente: a transferência de citoplasma.

Em 2001, pesquisadores de Nova Jersey, no leste dos EUA, pegaram o tecido do citoplasma do óvulo de uma mulher fértil e implantaram-no no óvulo de uma mulher estéril, em seguida fecundado com o esperma do pai. Quase 20 crianças foram concebidas dessa forma nos Estados Unidos.

Esse procedimento trouxe muitas perguntas e levou a FDA a pedir aos cientistas que abandonassem seu uso em seres humanos sem uma permissão especial.

http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2016/09/nasce-1-bebe-por-nova-tecnica-de-fertilizacao-com-tres-pais-diz-revista.html
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: JJ em 29 de Setembro de 2016, 08:32:27

Aqui uma aula sobre essa coisa:
http://www.ifsc.usp.br/~reynaldo/curso_caos/notas_aula_pt19.pdf
Esse texto é mais didático, e dentre os que eu procurei sobre o tema, é o que está melhor escrito (eu também procurei em inglês, e por incrível que pareça, o melhor texto que eu achei foi esse mesmo, escrito em português);
Controle de Caos (http://cmup.fc.up.pt/cmup/murilo.baptista/CHAPTER6.PDF)


Realmente é um bom texto.  :ok:

Eu também já encontrei outros bons materiais didáticos em sites de universidades portuguesas. 


Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 29 de Setembro de 2016, 13:36:29
Citar
Nasce 1º bebê por nova técnica de fertilização com 'três pais', diz revista

Misoginia. O fraseamento correto seria COM DUAS MÃES.


Citar
A tecnologia consiste em extrair do óvulo da mãe a mitocôndria, ou seja, o gerador de energia da célula que é defeituoso, para substituí-lo por uma mitocôndria saudável de outra mulher. Depois de ter sido fecundado pelo esperma do pai no laboratório, o óvulo é implantado na mãe, e a gravidez pode, então, desenvolver-se normalmente.
As doenças da mitocôndria impedem que os nutrientes dos alimentos sejam transformados em energia e, com frequência, resultam de defeitos genéticos causados por mutações no DNA mitocondrial herdado da mãe.

Já existe outra técnica

Cientistas nos Estados Unidos já fizeram com sucesso experimentos de fertilização combinando material genético de três pessoas, mas com uma técnica diferente: a transferência de citoplasma.

Em 2001, pesquisadores de Nova Jersey, no leste dos EUA, pegaram o tecido do citoplasma do óvulo de uma mulher fértil e implantaram-no no óvulo de uma mulher estéril, em seguida fecundado com o esperma do pai. Quase 20 crianças foram concebidas dessa forma nos Estados Unidos.

Esse procedimento trouxe muitas perguntas e levou a FDA a pedir aos cientistas que abandonassem seu uso em seres humanos sem uma permissão especial.

http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2016/09/nasce-1-bebe-por-nova-tecnica-de-fertilizacao-com-tres-pais-diz-revista.html
[/quote]

Não sabia que citoplasma podia ser chamado de "tecido".

Não tenho certeza se entendi a diferença das técnicas, porque, acho que o número de mitocôndrias num óvulo é simplesmente obsceno, se não me engano o maior de qualquer célula. Então me pergunto como tirariam tais mitocôndrias e substituiriam por outras, em nível individual, sem uma, mais simples, troca de citoplasma, com as mitocôndrias "todas" juntas.

Talvez tenham apenas adicionado um número também obscenamente grande de mitocondrias boas e esperado que estas compensassem as falhas, até por eventuais fusões entre elas...
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 21 de Outubro de 2016, 20:08:01
Carai, fizemos piadas a respeito mas talvez Nibiru exista mesmo.

http://veja.abril.com.br/ciencia/planeta-nove-pode-estar-causando-inclinacao-do-sistema-solar/

Citar
‘Planeta Nove’ pode estar causando inclinação do sistema solar

Astrônomos trazem novas evidências para a existência de um novo e gigantesco integrante no sistema solar

Citar
do sistema solar, de acordo com astrônomos. Nesta semana, durante o encontro anual de cientistas planetários da American Astronomical Society (AAS, na sigla em inglês), pesquisadores americanos revelaram novas evidências para a existência de um nono planeta, que estaria orbitando o Sol além de Netuno.


A presença de um corpo celeste com massa de cerca de dez vezes a da Terra, vinte vezes mais longe do Sol que Netuno, foi proposta em janeiro pelos astrônomos Konstantin Batygin e Mike Brown (conhecido como o cientista que “matou” Plutão), do Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech, na sigla em inglês), nos Estados Unidos. De acordo com os pesquisadores, o movimento de alguns corpos celestes do Cinturão de Kuiper, uma região nos confins do sistema solar, só poderia ser explicado pela presença de um grande e longínquo astro. Ele só não teria sido encontrado, de acordo com os cientistas, por estar localizado entre 32 bilhões e 160 bilhões de quilômetros de distância da Terra.

Veja também
Concepção artística divulgada pelo Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech) mostra o provável novo planeta do sistema solar
Ciência
No Twitter, astrônomo revela novas pistas do “Planeta Nove”
query_builder28 mar 2016 - 15h03
Concepção artística divulgada pelo Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech) mostra o provável novo planeta do sistema solar
Ciência
Astrônomos estão perto de encontrar novo planeta no sistema solar
query_builder26 fev 2016 - 13h02
No novo estudo, publicado no periódico científico Astrophysical Journal, Brown apresentou uma análise em que o “Planeta Nove” seria a explicação para a inclinação de seis graus do sistema solar – que, até o momento, é considerada misteriosa para os cientistas. Em linhas gerais, os oito planetas orbitam o Sol como se estivessem em um mesmo plano. Esse plano, contudo, é inclinado em relação ao Sol. Se pudéssemos ver de fora, a impressão seria de que o Sol (e não o plano) estivesse inclinado.

“Esse é um mistério tão antigo e tão difícil de explicar que simplesmente não falamos sobre ele”, explicou Brown, em comunicado da Caltech.


Ao colocar o hipotético novo planeta como razão desse fenômeno, o astrônomo e sua equipe descobriram que, se ele for gigante como dizem as estimativas e tiver uma órbita inclinada cerca de trinta graus em relação ao plano do sistema solar, ele pode ser a explicação que faltava para a inclinação.

“Como o ‘Planeta Nove’ é tão massivo e tem uma órbita inclinada em comparação aos outros planetas, o sistema solar não tem outra opção a não ser ‘torcer’, lentamente, seu alinhamento”, afirmou Elizabeth Bailey, uma das autoras da pesquisa, publicada no periódico científico Astrophysical Journal.

Novas pistas

Outro time de cientistas, liderado pelo astrônomo Renu Malhotra, da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, também sugeriu que o “Planeta Nove” pode ser o motivo para órbitas estranhas de quatro corpos celestes do Cinturão de Kuiper. Segundo eles, esses objetos não seriam afetados por nenhum dos planetas do sistema solar (como acontece com a órbita de Plutão, um planeta anão que recebe a influência de Netuno, o mais próximo a ele), mas de um “nunca visto” corpo celeste massivo – um nono planeta, portanto. As estimativas de Malhorta sobre a massa e a localização desse corpo celeste batem com os cálculos prévios de Brown e Batygin.

“Nosso estudo traz estimativas mais precisas para a massa e órbita que esse planeta teria e, mais importante, restringe sua posição em sua órbita”, explicou o Malhorta, em comunicado.

Segundo os cientistas, o “Planeta Nove”, apesar de ainda não comprovado, seria a explicação mais plausível dada pela ciência para alguns comportamentos aparentemente inexplicáveis do sistema solar.

“Ele continua a nos impressionar. Cada vez que olhamos com cuidado percebemos que o ‘Planeta Nove’ revela algo sobre o sistema solar que, por muito tempo, nos pareceu misterioso”, afirmou Konstantin Batygin, do Caltech.

 

Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: JJ em 22 de Outubro de 2016, 11:29:05
Carai, fizemos piadas a respeito mas talvez Nibiru exista mesmo.




 :hihi:



Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: JJ em 22 de Outubro de 2016, 11:33:38

Mas deixando gracejos de lado, uma diferença importante entre está hipótese científica e o Nibiru  dos místicos é que o dos místicos tem um inclinação de 90°  em relação ao plano da eclíptica. Já o planeta hipotético estaria inclinado em 30° .






Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 22 de Outubro de 2016, 13:15:20

Mas deixando gracejos de lado, uma diferença importante entre está hipótese científica e o Nibiru  dos místicos é que o dos místicos tem um inclinação de 90°  em relação ao plano da eclíptica. Já o planeta hipotético estaria inclinado em 30° .








Sim, supondo que exista mesmo.

Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gaúcho em 24 de Outubro de 2016, 13:48:59
Citar
Camuflagem sísmica: proteção antiterremoto é melhor que o esperado

(http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/imagens/010125160830-protecao-contra-terremotos-1.jpg)
A simulação mostra as ondas de choque atingindo o prédio não protegido (esquerda), enquanto o prédio com o escudo sísmico praticamente não sente nenhum abalo (direita).

Manto da invisibilidade contra terremotos

Os mantos de invisibilidade antiterremotos já estão sendo testados em escala de laboratório com resultados promissores.

E esses resultados poderão ser ainda melhores, conforme indicam novos cálculos e um novo projeto proposto por Marco Miniaci e equipe da Universidade de Torino, na Itália.

As camuflagens sísmicas são construídas com metamateriais, materiais artificiais capazes de lidar com ondas de forma cuidadosamente calculada.

O campo é tão recente - as primeiras propostas de um manto de invisibilidade contra terremotos foram feitas em 2009 - que a cada dia os pesquisadores conseguem levar em conta novos comportamentos desses materiais, novas formas de implantação e, por decorrência, novas maneiras de lidar com as ondas.

O trabalho de Miniaci mostrou agora que as camuflagens sísmicas poderão ser implantadas ao redor de áreas urbanas inteiras já construídas, não precisando ser instaladas apenas em prédios novos, que já as incorporem desde o projeto.

Isso é essencial para a proteção de áreas históricas, evitando perdas irreparáveis como as que ocorreram recentemente na região de Amatrice, na Itália.

Proteção de prédios e áreas vulneráveis

Os cálculos mostraram que a blindagem de estruturas vulneráveis, usando metamateriais em grande escala - que inibem a propagação das ondas sísmicas através de efeitos de interferência - pode ajudar a proteger áreas grandes, sem qualquer modificação direta nos edifícios existentes na região.

Um dos escudos sísmicos mais simples e mais eficazes proposto pela equipe envolve escavar 2 ou 3 fileiras de cavidades em forma de cruz igualmente espaçadas no solo.

(http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/imagens/010125160830-protecao-contra-terremotos-4.jpg)

"As dimensões exatas vão depender do tipo de solo e da faixa de frequência do escudo," explicou Miniaci. "Para condições de solo arenoso e baixa frequência de excitações sísmicas, a largura, espaçamento e profundidade das cavidades, que deverão ser revestidas com concreto para evitar que o solo circundante colapse, pode chegar a 10 metros."

Para aumentar o desempenho da estrutura antiterremoto, a equipe propõe adicionar cavidades cilíndricas de 2 metros de diâmetro.

"Os próximos passos envolverão testes experimentais utilizando modelos em escala, em laboratórios geotécnicos sísmicos e de vibração," disse Miniaci. "Isso permitirá a validação das estruturas propostas e ajudará a planejar os primeiros projetos nesse campo."

http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=camuflagem-sismica-protecao-antiterremoto#.WA4syI8rKCg

(http://i1.kym-cdn.com/entries/icons/facebook/000/013/034/yeahsciencebitch.jpg)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 24 de Outubro de 2016, 13:54:13
Mais um ponto para a ciência, na disputa ciência versus geologia. Perderam seu maior trunfo, com essa.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 10 de Dezembro de 2016, 00:15:22
https://www.youtube.com/v/Wlxz-KzebbQ
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Digão em 12 de Dezembro de 2016, 20:12:24
Um dos escudos sísmicos mais simples e mais eficazes proposto pela equipe envolve escavar 2 ou 3 fileiras de cavidades em forma de cruz igualmente espaçadas no solo.

Decerto que vocês ateus não estão achando que o que protege as construções é a ciência.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Derfel em 23 de Dezembro de 2016, 12:38:31
Citar
Teoria gravitacional que questiona Einstein supera o primeiro teste experimental
Vários especialistas colocam em dúvida a proposta do físico holandês Erik Verlinde

NUÑO DOMÍNGUEZ

22 DEZ 2016 - 13:09   BRST


O holandês Erik Verlinde acaba de provocar um pequeno terremoto ao declarar que a matéria escura não existe e questionar Einstein e sua Teoria da Relatividade. A proposta desse físico teórico, da Universidade de Amsterdã, despertou suspeitas entre vários colegas seus, ao passo que outros admitem que sua ideia é interessante.


A imensa maioria dos especialistas considera que a relatividade einsteiniana e as leis formuladas por Isaac Newton há mais de três séculos contribuem para uma melhor explicação do universo, e quase todas as observações e experiências feitas até hoje, incluindo as ondas gravitacionais descobertas neste ano, lhes dão razão. Entretanto, essas teorias não servem no mundo do muito pequeno, onde as interações entre as partículas elementares estão governadas pela Teoria Quântica de Campos, incompatível com a relatividade. Também no universo em grande escala – nas galáxias, nos grupos de galáxias e nos aglomerados com dezenas ou centenas de galáxias – a gravidade é muito mais forte do que a exercida pela matéria visível. Para que as equações de Albert Einstein funcionem nesses ambientes, é necessário acrescentar o impulso gravitacional da invisível matéria escura e a força da energia escura, que acelera a expansão do universo. Juntos, esses dois ingredientes desconhecidos representam 95% do universo.

A proposta de Verlinde afirma que a força da gravidade entre dois objetos muito distantes decai menos do que Newton e Einstein estabeleceram nas suas equações. Desta forma, só o impulso da matéria visível e a interação com a energia escura bastariam para explicar o comportamento das galáxias.

Uma equipe de astrônomos da Holanda, Alemanha, Reino Unido e Austrália testou essa teoria observando mais de 33.000 galáxias. Suas conclusões são que tanto a teoria de Verlinde como a de Einstein servem para explicar a curvatura da luz pela gravidade. Mas as equações de Verlinde, ressaltam os autores, explicam essa distorção sem a necessidade da matéria escura.

“O resultado deste primeiro teste parece definitivamente interessante”, disse Margot Brower, astrônoma do Observatório de Leiden (Holanda) e coautora do estudo, divulgado no site da publicação Monthly Notices of the Royal Astronomical Society. “Agora a pergunta é se esta nova teoria se sustenta e pode ser provada” numa escala maior.

 Erik Verlinde, físico teórico da Universidade de Amsterdã.
Erik Verlinde, físico teórico da Universidade de Amsterdã.
Árvores no meio do mar

Como teórico das cordas, o trabalho do holandês tenta conjugar numa só teoria a natureza quântica da realidade e os conceitos de espaço e tempo descritos por Einstein. Comprovar essa teoria seria mais importante que a definição da relatividade. “O que Verlinde propõe é que a energia escura revela um entrelaçamento quântico de longa distância cujo efeito seria modificar as equações clássicas da gravitação a grandes distâncias”, explica José Luis Barbón, pesquisador do Instituto de Física Teórica, em Madri. “Desde Einstein, os físicos veem a gravidade como uma deformação do espaço-tempo, mas aqui a ideia é que a elasticidade intrínseca do espaço é diferente da habitual quando vai a distâncias muito grandes, devido a esse entrelaçamento de longa distância”, acrescenta.

O argentino Juan Maldacena, um dos físicos teóricos cujas ideias inspiraram Verlinde, destrói o seu colega com uma analogia. “Os astrofísicos”, diz ele, “são como um navegador [...] que viaja no meio do oceano” e de repente encontra galhos boiando. “A teoria da matéria escura é análoga a concluir que deve haver uma ilha perto, ao passo que a teoria de Verlinde é análoga a dizer: ‘Ah, existem algas em forma de galhos de árvores que crescem no mar’. Acho tão provável que sua teoria seja certa quanto que existam árvores que crescem no meio do mar”, provoca esse físico teórico do Instituto de Estudos Avançados de Princeton (EUA).

Mordehai Milgrom, do Instituto Weizmann (Israel), diz que o trabalho é “muito bem-vindo” porque ajuda a atrair cientistas de disciplinas como a teoria das cordas para o desenvolvimento de alternativas à relatividade. Mas considera que a ideia de Verlinde ainda é “muito preliminar” e “está muito longe de ter resolvido o problema da matéria escura com uma teoria fundamental elegante”. Milgrom desenvolveu nos anos 1980 a dinâmica newtoniana modificada (MOND, na sigla em inglês), que também nega existência da matéria escura. Na opinião dele, a teoria de Verlinde é parcialmente derivada do seu próprio trabalho – algo que, além do mais, o físico holandês não teria reconhecido devidamente.

Todas essas teorias alternativas “naufragam bastante” quando tentam descrever o universo em escalas maiores, como os aglomerados de galáxias, assim como a estrutura detalhada da radiação de fundo de micro-ondas depois do Big Bang, observa Barbón. “As ideias de Verlinde são interessantes, mas muito vagas”, diz. “É inteiramente possível que sejam completamente equivocadas, embora também seja possível que guardem algo de verdade. Atualmente, são nebulosas demais para que se possa emitir um veredicto.”

Verlinde não respondeu às perguntas do EL PAÍS. Num vídeo fornecido pela Universidade de Amsterdã, ele diz que a maneira de contradizer sua proposta seria “descobrir uma partícula que descreva” o comportamento da gravidade “em galáxias e grupos de galáxias”, algo que, por enquanto, ninguém conseguiu

http://brasil.elpais.com/brasil/2016/12/21/ciencia/1482345722_637965.html

O que os físicos de plantão podem dizer?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Shadow em 23 de Dezembro de 2016, 13:19:45
Ele está propondo uma Teoria do Campo Unificado?

Citar
Teoria gravitacional que questiona Einstein supera o primeiro teste experimental
Vários especialistas colocam em dúvida a proposta do físico holandês Erik Verlinde

NUÑO DOMÍNGUEZ

22 DEZ 2016 - 13:09   BRST


O holandês Erik Verlinde acaba de provocar um pequeno terremoto ao declarar que a matéria escura não existe e questionar Einstein e sua Teoria da Relatividade. A proposta desse físico teórico, da Universidade de Amsterdã, despertou suspeitas entre vários colegas seus, ao passo que outros admitem que sua ideia é interessante.


A imensa maioria dos especialistas considera que a relatividade einsteiniana e as leis formuladas por Isaac Newton há mais de três séculos contribuem para uma melhor explicação do universo, e quase todas as observações e experiências feitas até hoje, incluindo as ondas gravitacionais descobertas neste ano, lhes dão razão. Entretanto, essas teorias não servem no mundo do muito pequeno, onde as interações entre as partículas elementares estão governadas pela Teoria Quântica de Campos, incompatível com a relatividade. Também no universo em grande escala – nas galáxias, nos grupos de galáxias e nos aglomerados com dezenas ou centenas de galáxias – a gravidade é muito mais forte do que a exercida pela matéria visível. Para que as equações de Albert Einstein funcionem nesses ambientes, é necessário acrescentar o impulso gravitacional da invisível matéria escura e a força da energia escura, que acelera a expansão do universo. Juntos, esses dois ingredientes desconhecidos representam 95% do universo.

A proposta de Verlinde afirma que a força da gravidade entre dois objetos muito distantes decai menos do que Newton e Einstein estabeleceram nas suas equações. Desta forma, só o impulso da matéria visível e a interação com a energia escura bastariam para explicar o comportamento das galáxias.

Uma equipe de astrônomos da Holanda, Alemanha, Reino Unido e Austrália testou essa teoria observando mais de 33.000 galáxias. Suas conclusões são que tanto a teoria de Verlinde como a de Einstein servem para explicar a curvatura da luz pela gravidade. Mas as equações de Verlinde, ressaltam os autores, explicam essa distorção sem a necessidade da matéria escura.

“O resultado deste primeiro teste parece definitivamente interessante”, disse Margot Brower, astrônoma do Observatório de Leiden (Holanda) e coautora do estudo, divulgado no site da publicação Monthly Notices of the Royal Astronomical Society. “Agora a pergunta é se esta nova teoria se sustenta e pode ser provada” numa escala maior.

 Erik Verlinde, físico teórico da Universidade de Amsterdã.
Erik Verlinde, físico teórico da Universidade de Amsterdã.
Árvores no meio do mar

Como teórico das cordas, o trabalho do holandês tenta conjugar numa só teoria a natureza quântica da realidade e os conceitos de espaço e tempo descritos por Einstein. Comprovar essa teoria seria mais importante que a definição da relatividade. “O que Verlinde propõe é que a energia escura revela um entrelaçamento quântico de longa distância cujo efeito seria modificar as equações clássicas da gravitação a grandes distâncias”, explica José Luis Barbón, pesquisador do Instituto de Física Teórica, em Madri. “Desde Einstein, os físicos veem a gravidade como uma deformação do espaço-tempo, mas aqui a ideia é que a elasticidade intrínseca do espaço é diferente da habitual quando vai a distâncias muito grandes, devido a esse entrelaçamento de longa distância”, acrescenta.

O argentino Juan Maldacena, um dos físicos teóricos cujas ideias inspiraram Verlinde, destrói o seu colega com uma analogia. “Os astrofísicos”, diz ele, “são como um navegador [...] que viaja no meio do oceano” e de repente encontra galhos boiando. “A teoria da matéria escura é análoga a concluir que deve haver uma ilha perto, ao passo que a teoria de Verlinde é análoga a dizer: ‘Ah, existem algas em forma de galhos de árvores que crescem no mar’. Acho tão provável que sua teoria seja certa quanto que existam árvores que crescem no meio do mar”, provoca esse físico teórico do Instituto de Estudos Avançados de Princeton (EUA).

Mordehai Milgrom, do Instituto Weizmann (Israel), diz que o trabalho é “muito bem-vindo” porque ajuda a atrair cientistas de disciplinas como a teoria das cordas para o desenvolvimento de alternativas à relatividade. Mas considera que a ideia de Verlinde ainda é “muito preliminar” e “está muito longe de ter resolvido o problema da matéria escura com uma teoria fundamental elegante”. Milgrom desenvolveu nos anos 1980 a dinâmica newtoniana modificada (MOND, na sigla em inglês), que também nega existência da matéria escura. Na opinião dele, a teoria de Verlinde é parcialmente derivada do seu próprio trabalho – algo que, além do mais, o físico holandês não teria reconhecido devidamente.

Todas essas teorias alternativas “naufragam bastante” quando tentam descrever o universo em escalas maiores, como os aglomerados de galáxias, assim como a estrutura detalhada da radiação de fundo de micro-ondas depois do Big Bang, observa Barbón. “As ideias de Verlinde são interessantes, mas muito vagas”, diz. “É inteiramente possível que sejam completamente equivocadas, embora também seja possível que guardem algo de verdade. Atualmente, são nebulosas demais para que se possa emitir um veredicto.”

Verlinde não respondeu às perguntas do EL PAÍS. Num vídeo fornecido pela Universidade de Amsterdã, ele diz que a maneira de contradizer sua proposta seria “descobrir uma partícula que descreva” o comportamento da gravidade “em galáxias e grupos de galáxias”, algo que, por enquanto, ninguém conseguiu

http://brasil.elpais.com/brasil/2016/12/21/ciencia/1482345722_637965.html

O que os físicos de plantão podem dizer?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Lorentz em 23 de Dezembro de 2016, 13:35:00
O que os físicos de plantão podem dizer?

A minha opinião de mero leigo curioso é que se a gravidade se comportasse de maneira diferente de que Newton/Einstein propuseram, isso seria facilmente verificado em nosso sistema solar. Graças aos cálculos usando a teoria da gravitação vigente, foi possível localizar com precisão vários planetas até então desconhecidos, analisando unicamente a perturbação causada em outros corpos.

E quanto a gravidade ser inversamente proporcional ao quadrado da distância, isso não é uma exclusividade. Qualquer propagação de matéria/energia/força em 3 dimensões vai seguir à risca esta regra, pois se trata de algo ligado à geometria. A luz é um exemplo. Ela perde a luminosidade na mesma proporção que a gravidade, pelo que sei.

Se eu estiver falando merda, por favor me corrijam.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Derfel em 23 de Dezembro de 2016, 14:42:04
Está se tratando de modelos. Tudo isso que você coloca são modelos que conseguem explicar bem fenômenos dentro de seus limites, mas falham em outros. A própria gravitação universal consegue explicar fenômenos dentro de seus parâmetros, mas a gravidade foi melhor descrita por Einstein, dentro de seu modelo. O fato de existir um outro modelo não impede que o modelo newtoniano ainda seja usado no dia a dia. O modelo de Einstein também falha quando se observa o muito pequeno, no que é usado outro modelo. Em dimensões muito grandes, torna-se necessário o uso de artifícios da matéria escura e energia escura (que não se sabe se existe mesmo ou não). O fato de haver a possibilidade de um outro modelo que descreva o fenômeno não vai acabar com o modelo de Einstein, que continua válido dentro de seus parâmetros.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 23 de Dezembro de 2016, 14:44:12
Como opinião divergente de leigo curioso, acho que algo que fosse tão trivialmente refutado não teria esse nível de consideração científica que essa hipótesem tem. Não é como se tivesse sido publicado no "journal of cosmology", ou nalguma página hospedada no angelfire.

E acho que seria argumentação próxima de equivalente dizer que se a gravidade se comportasse tal como descrevem as propostas de Newton/Einstein, isso seria facilmente verificado ao se observar o comportamento das galáxias sem precisar inventar que 99% da matéria do universo é invisível e indetectada de outra forma além da necessidade de existir para fazer as contas darem certo.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Lorentz em 23 de Dezembro de 2016, 14:57:26
Como opinião divergente de leigo curioso, acho que algo que fosse tão trivialmente refutado não teria esse nível de consideração científica que essa hipótesem tem. Não é como se tivesse sido publicado no "journal of cosmology", ou nalguma página hospedada no angelfire.

Mas não é a primeira vez que alguém propõe esse tipo de coisa. Isso me cheira o tal do Modified Newtonian Physics, que modifica levemente as leis newtonianas para explicar a gravidade das galáxias.

E acho que seria argumentação próxima de equivalente dizer que se a gravidade se comportasse tal como descrevem as propostas de Newton/Einstein, isso seria facilmente verificado ao se observar o comportamento das galáxias sem precisar inventar que 99% da matéria do universo é invisível e indetectada de outra forma além da necessidade de existir para fazer as contas darem certo.

Talvez eu não entendi direito. Mas ao que parece a gravidade se comporta de fato "tal como descrevem as propostas de Newton/Einstein". E o que se observa no universo não é que a gravidade esteja errada, mas a quantidade de matéria considerada é que esteja.

O que estão propondo é que a gravidade está errada e precisa de ajustes para explicar o movimento das galáxias. Mas se a gravidade estivesse levemente errada, não seria possível detectar esse desvio nas observações que fazemos em nossa própria vizinhança?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 23 de Dezembro de 2016, 16:15:11
Sim, não é a primeira vez, já estão há algum tempo tentando resolver esse enorme problema da gravidade tradicional. Mas acho que deve diferir um bocado das MOND anteriores por, acho, diferentemente dessas, estar dentro de teorias de cordas e outros detalhes técnicos nerds que eu só sei os termos mas não entendo patavinas.

Mesmo essa hipótese em particular não é exatamente "de agora", apenas fizeram essas verificações em que ela descreve o observado (não tenho conhecimento disso ter sido conseguido com alguma teoria MOND), com a vantagem de não precisar postular que, para tal,o universo seja em 96% composto de uma matéria invisível, que nunca se conseguiu detectar.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Lorentz em 23 de Dezembro de 2016, 16:41:41
Mesmo essa hipótese em particular não é exatamente "de agora", apenas fizeram essas verificações em que ela descreve o observado (não tenho conhecimento disso ter sido conseguido com alguma teoria MOND), com a vantagem de não precisar postular que, para tal,o universo seja em 96% composto de uma matéria invisível, que nunca se conseguiu detectar.

É que você está considerando "detectar" apenas detectar emissão de luz, ou "poder enxergar". Mas a matéria escura é sim detectável de várias formas. Não se trata somente da galáxia se mover mais rapidamente, mas de gerar lentes gravitacionais, deformações em algumas observações da radiação de fundo, etc.

Mas talvez o MOND consiga explicar isso também. só que para isso você tem que identificar matéria em lugares onde há mais deformações gravitacionais, e isso também não é simples.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Lorentz em 23 de Dezembro de 2016, 16:42:20
"Eu acredito na matéria escura"
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 23 de Dezembro de 2016, 17:44:32
Mesmo essa hipótese em particular não é exatamente "de agora", apenas fizeram essas verificações em que ela descreve o observado (não tenho conhecimento disso ter sido conseguido com alguma teoria MOND), com a vantagem de não precisar postular que, para tal,o universo seja em 96% composto de uma matéria invisível, que nunca se conseguiu detectar.

É que você está considerando "detectar" apenas detectar emissão de luz, ou "poder enxergar". Mas a matéria escura é sim detectável de várias formas. Não se trata somente da galáxia se mover mais rapidamente, mas de gerar lentes gravitacionais, deformações em algumas observações da radiação de fundo, etc.

Mas talvez o MOND consiga explicar isso também. só que para isso você tem que identificar matéria em lugares onde há mais deformações gravitacionais, e isso também não é simples.

Isso está me parecendo lógica circular.

*Acho* que não existe "detecção" outra de matéria escura (tirando buracos negros) por efeitos gravitacionais além do problema da rotação das galáxias que é o que leva ela a ser postulada para começar. (E acho que se uma gravidade modificada provavelmente explicaria automaticamente o que mais se atribuísse a matéria extraordinária adicional, simplesmente colocando na conta da matéria ordinária, da mesma forma... ao menos imagino que deva funcionar para a maior parte dos efeitos gravitacionais, por lógica)

"Por acaso" isso deu certo na descoberta de planetas e etc, mas, como nesses casos se deu a confirmação de matéria ordinária, diferentemente dessa outra situação, não acho que seja absurdo supor que possa haver alguma "não-linearidade" em maior escala que torne desnecessária a hipótese de existir 96% de matéria não detectada de outra forma. Talvez, tanto melhor se aparentemente isso faz da gravidade uma teoria derivada/emergente, em vez de fundamental.

Talvez seja até uma falsa dicotomia, podendo ser que a não-lineridade seja menor e não descarte toda essa matéria, sei lá (nunca li isso, mas parece uma possibilidade lógica, não faço idéia de como ficaria quanto ao aspecto de emergente/fundamental).


Citar
http://www.iflscience.com/space/could-scientists-have-finally-detected-dark-matter-signal/

Could scientists have finally spotted a signal from dark matter—the elusive, theoretical substance that’s thought to make up much of the universe? After laboriously scouring through X-ray data collected from one of the European Space Agency’s telescopes, astronomers spotted a weird spike in emissions that can’t be explained by any known particle or atom, leading the team to believe that it may have come from dark matter. The work will be published next week in Physical Review Letters, but you can read a preprint version here.





Citar

[...] Today at an international dark matter conference (IDM 2016) in Sheffield, U.K., LUX scientific collaborators presented the results from the detector's final 20-month run from October 2014 to May 2016. The new research result is also described with further details on the LUX Collaboration's website.

LUX's sensitivity far exceeded the goals for the project, collaboration scientists said, but yielded no trace of a dark matter particle. LUX's extreme sensitivity makes the team confident that if dark matter particles had interacted with the LUX's xenon target, the detector would almost certainly have seen it. That enables scientists to confidently eliminate many potential models for dark matter particles, offering critical guidance for the next generation of dark matter experiments.

Read more at: http://phys.org/news/2016-07-world-sensitive-dark-detector.html#jCp


Mais sobre o assunto aqui:

https://en.wikipedia.org/wiki/Quest_for_the_historical_Jesus

https://en.wikipedia.org/wiki/Weakly_interacting_massive_particles#Experimental_detection










:?: Tem alguma teoria de big-bang/inflação que preveja alguma coisa sobre matéria escura, quanta existiria, e que diabos poderia ser?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Lorentz em 23 de Dezembro de 2016, 18:41:59
*Acho* que não existe "detecção" outra de matéria escura (tirando buracos negros) por efeitos gravitacionais além do problema da rotação das galáxias que é o que leva ela a ser postulada para começar. (E acho que se uma gravidade modificada provavelmente explicaria automaticamente o que mais se atribuísse a matéria extraordinária adicional, simplesmente colocando na conta da matéria ordinária, da mesma forma... ao menos imagino que deva funcionar para a maior parte dos efeitos gravitacionais, por lógica)

Me refiro a coisas assim:

https://www.sciencenews.org/blog/science-ticker/map-pinpoints-location-invisible-dark-matter

(https://www.sciencenews.org/sites/default/files/main/blogposts/ag_ticker-darkmatter_860.png)

Citar
Map pinpoints location of invisible dark matter

BY ANDREW GRANT 3:05PM, APRIL 14, 2015

WHERE THE MATTER LIES  This new map of dark matter covers an area about 700 times as large as the full moon as viewed from Earth’s surface. Areas with relatively little dark matter are blue; regions with a lot are yellow and red. The gray dots indicate the locations of known galaxy clusters, with the size of the circle representing the cluster’s mass.
DARK ENERGY SURVEY

BALTIMORE — Dark matter can’t be seen, but a new map shows where it’s hiding. Released April 13 at a meeting of the American Physical Society, the map confirms that the mysterious matter is concentrated in regions that contain a lot of ordinary matter in the form of galaxy clusters.

Scientists with the Dark Energy Survey created the map by scanning a large swath of sky with a 570-megapixel camera hooked up to a 4-meter telescope in Chile. Although dark matter doesn’t absorb, emit or scatter light, the researchers inferred its distribution by charting how its gravitational influence altered the paths of light zooming past. The map enables scientists to study dark matter’s role in influencing whether particular areas of the cosmos lit up with stars and galaxies or remained relatively empty.

The project’s ultimate goal is to use five years’ worth of sky scans to probe dark energy — a mysterious entity separate from dark matter that is causing the universe to expand faster and faster.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 23 de Dezembro de 2016, 18:45:19
Citar
the map confirms that the mysterious matter is concentrated in regions that contain a lot of ordinary matter in the form of galaxy clusters.

Me lembra algo daquela detecção do poder KI averiguando que os mecanismos celulares materiais de controle do câncer estavam presentes nas células que tiveram câncer menos proliferado.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Lorentz em 23 de Dezembro de 2016, 21:37:37
Citar
the map confirms that the mysterious matter is concentrated in regions that contain a lot of ordinary matter in the form of galaxy clusters.

Me lembra algo daquela detecção do poder KI averiguando que os mecanismos celulares materiais de controle do câncer estavam presentes nas células que tiveram câncer menos proliferado.

Você é contra a matéria escura, num posicionamento claramente racista.

Galileu foi perseguido por pensar fora da curva.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 24 de Dezembro de 2016, 15:45:41
A proposta da matéria escura que é racista, não é nada mais do que uma versão "científica" daqueles memes onde tem algum negro no escuro e ninguém vê.

Ao mesmo tempo, coincidentemente reflete a realidade social: 99% da matéria, escura, nunca terá seu lugar ao Sol. Isso está reservado a uma minoria, a uma elite material, vista como "padrão", enquanto que a matéria negra é "o outro", a bizarrice a ser estudada "cientificamente" como curiosidade circense.

Logo estarão atribuindo à matéria negra uma ocorrência desproporcional de cataclismas cósmicos. Os buracos negros já são os astros que mais devem ser temidos, que precisam ser completamente isolados, mantida sempre uma enorme distância, se queremos evitar a morte horrível de nossas mulheres e crianças inocentes.

Viajando de espaçonave, vê um buraco negro adiante? Vá para o outro lado da espaço-via, se não quiser ter toda sua matéria roubada e até ser morto violentamente.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 10 de Fevereiro de 2017, 22:38:12
Não sei se posto isso aqui ou em algum tópico de "ceticismo". Parece aquelas pirações meio picaretas-ou-ingênuas de carro a água ou ruas-painéis solares...

Um aviãozinho elétrico que é praticamente um carro voador. Decolagem vertical!

As ambições são ter deles autônomos para popularizar o vôo, já que precisariam de praticamente nenhuma infra-estrutura para decolar e pousar, diferentemente de helicópteros.

O desenho é bizarro. Parece que pegaram um Ford Ka "antigo" e "xunaram" colocando aerofólios gigantes dos lados, como asas. Parece que pegaram um monte (36) de  ventoinhas de fonte para usar como hélices/turbinas.

https://www.youtube.com/v/JZbWsgAIc_c

https://www.youtube.com/v/cSVCjxsoERc

(https://cdn-images-1.medium.com/max/600/0*8tIxqZwwQ3MyvCR7.jpg)

Protótipo de metade do tamanho. Alegadamente voa:

(https://cdn-images-1.medium.com/max/600/0*UbbnCaA5I2Fy-1Fl.png)

https://www.youtube.com/v/ZjvZBEzkH-k

Como se não bastasse tudo isso, seria ainda extremamente seguro, sem "pontos de falha" cruciais, mas redundância funcional que permite sempre um pouso seguro. Mesmo o piloto é "supervisionado" por um programa que o impediria de fazer algo idiota. E se tudo falhar, tem um pára-quedas para toda a aeronave.

Citar
https://medium.com/lilium-aviation/lilium-news-fa5dd029cebd#.ca3iekge6

[...] What makes it so safe?
Safety has been the top priority from day one of Lilium’s development. We’ve incorporated the concept of what we call ‘ultra redundancy’. The aircraft is designed such that it does not have a single point of failure, which means any component can fail in any flight condition and the aircraft will always be able to do an ordinary vertical landing automatically. The objective behind this concept is to make flying a Lilium Jet as simple as driving an electric car. At the same time, we provide an unprecedented level of safety both through a failure-tolerant aircraft and through avoiding pilot errors in stressful situations. For the duration of the flight, the software’s Flight Envelope Protection system rejects unsafe pilot commands. No matter what you do as a pilot, the system will always maintain safe flight conditions. Additionally, the Jet is equipped with a whole-aircraft parachute. [...]


O que os engenheiros e simpatizantes avaliam disso? Picaretagem ou algo real?

Eu não consigo enfiar na cabeça que asas tão estreitas podem dar sustentação. Mesmo que as turbinas fizessem a maior parte do trabalho, sendo meio como esses helicópteros-drones com múltiplas hélices, ainda assim deveria reduzir o esforço com asas mais largas, não? E não tem uma cauda vertical? :hein:
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 11 de Fevereiro de 2017, 02:18:06
O modelo voador me parece um balão cheio de gás hélio dirigido por ventoinhas.

Eu apostaria em uma picaretagem onde um bando de gente vai enterrar dinheiro em um projeto que já nasceu morto e foi criado só para arrecadar fundos.

Não entendo como um par de asas colocadas na traseira, aparentemente tão fora do centro de gravidade pode sustentar essa coisa no ar.

E de um modo ou de outro um modelo é diferente de um protótipo em tamanho e peso real.

Maior peso final, motores mais potentes, mais baterias ou combustível gerando mais peso....



Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 11 de Fevereiro de 2017, 10:24:10
Eu não sei se precisa ter gás, mas passa a impressão de algo mais leve do que teria que ser um mini-avião de verdade.

Esse aqui seria o menor avião do mundo:

(http://disciplesofflight.com/wp-content/uploads/2014/04/bumblebee-1.jpg)

(http://disciplesofflight.com/wp-content/uploads/2014/04/bumblebee-2.jpg)

https://www.youtube.com/v/eKdR68KswSQ

Apesar de ainda ser bizarro, tem um jeitão mais de "avião mesmo".

Não que bizarrice seja sempre um bom critério de avaliação para esse tipo de coisas:

(http://i.imgur.com/pWfyFmn.jpg)

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/c/ce/AD-1_ObliqueWing_60deg_19800701.jpg/640px-AD-1_ObliqueWing_60deg_19800701.jpg)


O mais similar que acho que já vi a esse protótipo ainda tem uma configuração mais tradicional, que faz parecer mais "de verdade":

(http://www.air-and-space.com/goblin/McDonnell%20D4E%2013188%20XF-85%2046-0523%20left%20front%20l.jpg)

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/f/ff/Mcdonnell_XF-85.jpg/610px-Mcdonnell_XF-85.jpg)


E com um desenho de "asas principais" traseiras:

(https://i.stack.imgur.com/E60pd.jpg)

(https://www.the-blueprints.com/blueprints-depot-restricted/modernplanes/modern-g/gyroflug_speed_canard-18325.jpg)

https://www.youtube.com/v/8KEpMUGQRB4

Também transmite muito mais a intuição de algo plausível, e mesmo as asas dianteiras tem uma aparência mais "areodinamicamente relevante", apesar de não terem motores...

Também tem asas mais finas, ao estilo de planadores, mas parece "compensar" isso com maior envergadura (se é que faz sentido pensar assim).


Mesmo a "panqueca voadora" parece algo mais convincente:

https://www.youtube.com/v/LfpTDOAfj7Y

(http://2.bp.blogspot.com/-QNEKd3bW8C8/Ue-OG2_jZXI/AAAAAAAACCs/-r3VgDd0goA/s640/vought_xf5u_3v.jpg)




A única coisa que me faz pensar que talvez não seja uma fajutice é esse desenho de projeto/conceito da NASA:

(https://www.nasa.gov/sites/default/files/styles/side_image/public/thumbnails/image/leaptech_demonstrator_concept.jpg?itok=lnS--7ZW)

Apesar de ainda ter um corpo bem mais tradicional, tem como elemento comum essas asas excepcionamlente finas e um monte de motores.





Praticamente não relacionado, só como curiosidade, uns metidos a mythbusters construíram multiplano como daqueles projetos esquisitos obsoletos do começo do século passado. Com ajuda de motores elétricos e um carro para a decolagem, a coisa voou:

https://www.youtube.com/v/SxDJkP9cB88



E todos esses tem as "barbatanas" verticais, diga-se de passagem. "Estabilizador vertical" seria o nome, antes que os aronazis venham me corrigir.






Isso parece ser uma foto de um protótipo em escala real:

(http://img1.readhouse.net/20161206/14809921814798605.jpg)

Mas bem pode ser um modelo de computação 3D apenas. De qualquer forma, só reforça o ceticismo.

Acho que já seria mais crível apenas com dois pares de asas do mesmo tamanho, ou quase, nas extremiades. Algo mais próximo dos "drones" de controle remoto, de certa forma, mas um pouco mais "avionizados".
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 11 de Fevereiro de 2017, 11:04:51
Sim, mas todos os aparelhos acima tinham asas grandes no centro de gravidade para equilibrar tudo com o efeito gangorra, inclusive o bimotor que era chamado de panqueca voadora.

Esse elétrico tem que suportar praticamente todo o peso da estrutura, passageiros e baterias com uma asa  traseira e uma dúzia de ventoinhas de drone? Acho impossível.

Já  viu quanto pesa uma simples bateria automotiva de 12 volts e 60 ampére?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 11 de Fevereiro de 2017, 11:13:23
Citar
Bateria de 40 a 50 Amperes – cerca de 11 quilos de peso (média).

Bateria de 60 Amperes – cerca de 13 quilos.

Bateria de 70 Amperes – 15 quilos.

Minha barca velha tem bateria de 60 Amperes e cada vez que preciso tirar a coisa do lugar é um problema, se o protótipo usar meia dúzia de baterias são uns 90 quilos sem contar os condutores de cobre.

Tem coisa errada nisso.

Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 11 de Fevereiro de 2017, 12:17:12
Sim, não é "jato", são só hélices dentro de tubos.

Como comparação:

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/6/67/Martin_Jetpack_Unveiling,_Liftoff!_(2714934801).jpg)

https://www.youtube.com/v/eq5jHxj4vUw

Também não são jatos, mas hélices maiores dentro de tubos. Olha a bitola dessas coisas. 30 anos de desenvolvimento.

Se aquelas helicezinhas conseguem fazer um "carro" com dois passageiros decolar verticalmente e voar, então muito antes disso imaginaria que venderiam umas versões "miniaturizadas" de "mochila voadora", ou talvez até mesmo de "prancha", ou qualquer veículo menor.

Para um veículo pequeno tripulado, com decolagem vertical:

(http://i41.photobucket.com/albums/e258/perfect10exotics/n2.jpg)
(http://www.aviastar.org/foto/nord-500.jpg)
(http://i25.photobucket.com/albums/c67/sabamel/Aircraft%20Silhouette/Nord500.jpg)

Também para comparação:

https://www.youtube.com/v/jvYaEAYaAJQ

Protótipos e gambiarras. Legais, mas que apenas fazem aquele desenho parecer algo muito improvável.

Comparando com o desempenho dessas outras coisas, o sistema de hélices deles teria que ser simplesmente revolucionário, e ganhar o destaque principal em vez da aeronave inteira. Não parece ter havido uma evolução tão grande desde esses projetos dos anos 60-70, isso parece um salto espetacular. Talvez ainda mais considerando ser elétrico!








Também não sei se isso é real, se for é legal pacas:

https://www.youtube.com/v/wObBrd9wB6M

Seria a jato mesmo.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 11 de Fevereiro de 2017, 12:32:18
Pode ser real, já vi turbina a jato para aeromodelos rádio controlados e sei que existem.

Elimina dois problemas, o peso do combustível é  menor que das baterias e a potência é  muito maior.

Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 11 de Fevereiro de 2017, 12:35:16
Brinquedo de gente muito rica, se nao estiver enganado o preço  bate os 20 mil dólares.

(https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcQNwtOVwYc593q6OC8Nk9iusR3MfS1tu3YY5ljbLZrWVxqp4SDaZMsZI734)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 11 de Fevereiro de 2017, 13:01:34
Existem de fato mochilas-jato, acho que teoricamente poderiam apenas redesenhar para ser algo sobre o qual você fica de pé. Ainda me parece um pouco pequeno demais, de qualquer forma, e as fotos também suspeitas. O primeiro vídeo que lançaram tinham umas edições que, se alguém quiser fazer algo parecer suspeito de ser fraude, tem que tentar imitar aquilo.

Mochilas-jato reais:

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/6/6e/Gene_shoemaker_with_rocket_belt.jpg)

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/4/45/Rocket_man02_-_melbourne_show_2005.jpg/800px-Rocket_man02_-_melbourne_show_2005.jpg)

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/2/2e/Rose-4.jpg)

(http://carsmedia.ign.com/cars/image/article/817/817351/t-73-jet-pack-20070831054716119-000.jpg)

(https://www.aircraftcompare.com/aircraft_images/2043.jpg)

(http://www.ufunk.net/wp-content/uploads/2011/12/real-Jet-Pack-International-2.jpg)

Segundo a wikipédia, essa última teria uma autonomia de cerca de 9 minutos, enquanto outras são até de poucos segundos. Segundo também a wikipédia, essa prancha-jato também teria essa autonomia de minutos, mas parece que o cara leva muito menos combustível.


O mesmo "suposto inventor" seria autor disso aqui:

(https://www.cancunrivieramaya.com/img/fotos-tours/flyboard-01.jpg)

(http://files.clickweb.home.pl/homepl34766/image/fflly.jpg)

Que no mínimo sugere que essa forma de pilotar deve ser plausível.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 11 de Fevereiro de 2017, 13:16:54
Mas só é preciso suportar o peso do condutor, diferente de um equipamento que precisa de mil e uma peças para ser controlado no ar.

Eu já vi um equipamento que transporta duas pessoas ser  impulsionado a meio metro da superfície de um lago por dois motores de aparadores de grama e aproveitando o efeito solo, a coisa tinha duas asas bem pequenas e deslizava sobre a água.

Não é o caso do protótipo.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 11 de Fevereiro de 2017, 13:25:53
Assim, mas para dois passageiros apenas.

(https://encrypted-tbn2.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcRcujmPqwL8w3a0xfIU11K5WZvWgjDJl4m2FC40JjAa0UF18809McE4I63Q)

Tinha o tamanho de um jet ski
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 11 de Fevereiro de 2017, 13:43:06
(http://www.flycaptain.com/assets/front/img/pages/pictures/2835/large_146214579513100729_1693736287545066_4125128774020615045_n.jpg)

(http://www.h2romagazine.com/wp-content/uploads/2016/05/Flyboard-Air-by-Zapata-Racing.png)

(http://img-1.newatlas.com/zapata-implant-sciences-purchase-2.jpg?auto=format%2Ccompress&ch=Width%2CDPR&fit=max&h=700&q=60&w=616&s=2cd2c7490fcd82b4cf2599d942c77624)

(http://img-2.newatlas.com/franky-zapata-interview-23.JPG?auto=format%2Ccompress&ch=Width%2CDPR&fit=max&h=700&q=60&w=616&s=0baa869e27c2503e75e0e78fe3b1e831)

Essas helicezinhas fazem parecer meio fake, mas não sei.

Se é real, a miniaturização conseguida em comparação com as mochilas é impressionante. Esperaria ver algo um pouco mais "largo", talvez até mais alto, um pouco como um banquino no qual o cara não chega a se sentar.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 11 de Fevereiro de 2017, 14:14:38
As hélices pequenas devem ser só para direcionar a coisa, a principal deve funcionar como um overcraft.

Olhando uma das fotos dá para ver umas quatro hélices dentro de tubos, deve ser para impedir que gire em seu próprio eixo como um helicóptero sem rotor de cauda.

A bateria deve ficar no centro e na parte inferior para dar lastro.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 11 de Fevereiro de 2017, 14:43:48
Mesmo assim passa uma impressão de serem, na melhor das hipóteses, enfeite.

Esse seria a jato mesmo, acho que dentro das telas o que você está vendo seriam os motores. Sem ser jato, o traste teria que ser maior que o cara, como aquela primeira "mochila" que postei, que me leva a duvidar que aquele avião-carro com ventoinhas de computador funcione. O combustível é levado na mochila, abastecendo por uma mangueira.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 11 de Fevereiro de 2017, 15:22:40
Serão as mesmas turbinas do aeromodelo?

A coisa chega a 500 km/h.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 11 de Fevereiro de 2017, 15:35:36
https://youtube.com/v/s1su1K8yb8k
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 11 de Fevereiro de 2017, 16:51:09
Tenho que concordar com esse comentário do vídeo: "nota paralela... não façam versõezinhas dance de merda de músicas do AC/DC" :biglol:



Bem, naõ sei nem se o troço é de verdade. Mas meu primeiro palpite seria terem usado os motores de uma daquelas mochilas-jato, possivelmente daquela que a wikipédia diz ter a mesma autonomia.

https://www.youtube.com/v/E81KQ7u3-7s

https://www.youtube.com/v/QhnXxJs0GpE
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 12 de Fevereiro de 2017, 10:54:13
Pode ser, aparentemente a exaustão do motor não gera calor porque os bocais  estão ao lado do cara.

Se fosse motor a combustão ele teria de usar alguma roupa especial.

O que vc acha que pode ser? Gás em alta pressão  gerado por reação química?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 12 de Fevereiro de 2017, 11:46:20
Acho que eles estão vestindo uma roupa que protege do calor, kevlar, amianto, ou alguma coisa do tipo.

Segundo a wikipédia, essa última mochila-jato usa jatos "AMT Nike" (Nike?) e o combustível é querosene. A penúltima, "turbina t-73", com combustível mais especializado, "jet a".


Não encontro informação alguma sobre a "prancha", mas achei suspeito esse vídeo onde um outro cara com roupas comuns fica bem ao lado dele na decolagem:

https://www.youtube.com/v/UPmn0sVdy_4

Não tanto pelas roupas comuns, mas porque parece que não há vento suficiente para tê-lo levantado. Nem tanta distorção por calor, e acho que nunca se vê qualquer "labareda".



Nas recomendações há vídeos argumentando ser mesmo uam farsa, um dos pontos sendo que o livro Guiness seria uma fajutice que "vende recordes".

Talvez ele esteja suspenso por um guindaste ou algo assim.



Nesse vídeo aqui o comentarista nota algo algo que dá praticamente 100% de certeza de que é montagem digital:

http://www.youtube.com/v/B-0acYe6aOQ?start=90

Quando o cara voando passa por trás da cabeça de uma pessoa em primeiro plano, ela é parcialmente cortada verticalmente em alguns quadros do vídeo. Não me parece ser um "defeito normal" de vídeos digitais, talvez possa ser, mas não leva jeito.

Em seguida ele segue comentando sobre outros "defeitos" que acha que são indício de truque, mas estes já me parecem mais produto normal de codificação de vídeo digital. Talvez mesmo o primeiro possa ser. O nome do termo acho que é "blocking", acho que mais ou menos referente ao vídeo tentar conservar píxeis que naõ mudam de quadro a quadro, dentro de um padrão que normalmente a gente não percebe, por coisas com contraste e velocidade.

(http://www.ifp.illinois.edu/~yuhuang/realtek/blocking.jpg)

(http://1.bp.blogspot.com/_MPDwkQA8H5c/TJ4lDphV12I/AAAAAAAAAIw/7iZnhdWpCrc/w1200-h630-p-k-nu/fig1.1.jpg)









Versão dos anos 50/60:

https://www.youtube.com/v/W3FS3D1rCos

https://www.youtube.com/v/8aVIzyWO1HE




Ainda no aguardo dos pareceres dos céticos mais nerds nos temas pertinentes.

https://en.wikipedia.org/wiki/Hiller_VZ-1_Pawnee
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 12 de Fevereiro de 2017, 19:38:49
Quando bem utilizada, a tecnologia paranormal é superior a qualquer tecnologia humana. É econômica, silenciosa e respeita o meio ambiente.


Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Pasteur em 24 de Março de 2017, 06:29:43


Droga 'reverte' envelhecimento em testes com animais

Células 'senis' são mortas e função do corpo melhora; Médicos planejam experimento em humanos

 (http://oglobo.globo.com/sociedade/ciencia/droga-reverte-envelhecimento-em-testes-com-animais-21105499)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Pasteur em 24 de Março de 2017, 06:33:44
Citar
Dois terços das mutações causadoras de câncer ocorrem devido a erros aleatórios de reprodução do DNA, diz estudo

Com base em modelo matemático, pesquisadores da Universidade Johns Hopkins mostraram porcentagem para cada causa das mutações da doença.

Cientistas da Universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos, publicaram um estudo com evidências de que quase dois terços das mutações que causam câncer são erros aleatórios que aparecem quando o DNA é replicado na divisão celular e, portanto, não são ligados a fatores ambientais ou de herança genética.

O artigo publicado na revista "Science" desta semana mostra que essa fração de mutações devido a erros aleatórios ocorre em 32 tipos de câncer. A análise dos pesquisadores está fundamentada em um modelo matemático que relaciona o sequenciamento de DNA com dados epidemiológicos de todo o mundo.

O estudo ressalta que, geralmente, duas ou mais mutações genéticas críticas precisam ocorrer para o desenvolvimento de um câncer. Essas mutações que causam o câncer podem ocorrer devido a esses erros aleatórios de cópias do DNA, ao ambiente ou a herança genética.

"É conhecido que devemos evitar fatores ambientais, como fumar, para diminuir nosso risco de ter câncer. Não é tão conhecido, no entanto, que cada vez que uma célula normal se divide e copia seu DNA, pode gerar múltiplos erros", disse Cristian Tomasetti, professor da Johns Hopkins.

"Esses erros de cópia são uma fonte potente de mutações de câncer que, historicamente, foram subestimadas pela ciência. Esse novo trabalho fornece a primeira estimativa da fração de mutações causadas por esses erros", completou.

Prevenção

Berth Vogelstein, colega de Tomasetti na Johns Hopkins, disse que é necessário que as pessoas continuem a ser encorajadas a evitar as causas ambientais e os estilos de vida que aumentam o risco de câncer, como fumar. "No entanto, muitas pessoas ainda irão desenvolver cânceres devido a esses erros aleatórios copiados pelo DNA. Melhores métodos para detectar todos os cânceres mais cedo, ainda que curáveis, são urgentemente necessários", explicou.

Os dois pesquisadores dizem que a pesquisa não discorda dos estudos epidemiológicos que mostram que cerca de 40% dos casos de câncer poderiam ser evitados com ambientes e estilos de vida mais saudáveis. O artigo apenas chama a atenção para o fato de que, frequentemente, a doença atinge pessoas com bons hábitos - não fumantes, dieta e peso saudáveis, nenhum histórico familiar de câncer.

"Esses cânceres ocorrerão e não importa quão perfeito seja o ambiente", disse Vogelstein.

Modelo matemático

Tomasetti e Vogelstein usaram um novo modelo matemático para mostrar que mutações críticas no pâncreas ocorrem 77% das vezes devido a erros aleatórios, 18% a fatores ambientais e 5% por fatores hereditários.

Já os cânceres de próstata, cérebro ou osso são causados mais de 95% das vezes por mutações relacionadas a erros aleatórios de cópia de DNA. O de pulmão é mais ligado a fatores ambientais: 65% das mutações, principalmente relacionados ao cigarro. Os outros 35% vem de erros genéticos.

Em um média de todos os tipos analisados, a dupla chegou a essa fração de 2/3: 66% das mutações ocorrem devido a erros de cópia, 19% ao estilo de vida ou ambiente e 5% são hereditários.

Estudo de 2015

Em janeiro de 2015, os pesquisadores haviam publicado outra pesquisa que comparou o número total de divisões celulares nos órgãos com tumores à incidência de câncer nos Estados Unidos. Eles dizem que isso permitiu explicar porque certos tipos de tumor, como o de colo de útero, ocorrem mais frequentemente do que outros.

Ainda de acordo com os autores, esse primeiro estudo já sugeriu que os erros copiados pelo DNA poderiam desempenhar um papel importante no câncer. A relação entre as mutações e tais reproduções nas células só foi analisada neste novo estudo, publicado nesta quinta.

Neste artigo mais recente, os pesquisadores também ampliaram a linha da pesquisa feita em 2015. Compararam as taxas de divisão das células com dados de incidência em 68 países, além dos Estados Unidos. Eles também incluíram dados sobre os cânceres de mama e próstata, não incluídos no artigo escrito há dois anos.

De acordo com os pesquisadores, a atualização manteve a mesma relação entre divisão celular e a incidência do câncer em vários órgãos, independente do país e ambiente.

http://g1.globo.com/bemestar/noticia/dois-tercos-das-mutacoes-causadoras-de-cancer-ocorrem-devido-a-erros-aleatorios-de-reproducao-do-dna-diz-estudo.ghtml
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 26 de Março de 2017, 10:01:36
https://www.youtube.com/v/-_tvJtUHnmU

E agora, agriculturalistas terrófilos fundamentalistas?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 26 de Março de 2017, 22:37:38
Citar
https://www.sciencedaily.com/releases/2017/03/170323141326.htm

Designer proteins fold DNA: Biophysicists construct complex hybrid structures using DNA and proteins
Date:
March 23, 2017
Source:
Technical University of Munich (TUM)
Summary:
Scientists have developed a new method that can be used to construct custom hybrid structures using DNA and proteins. The method opens new opportunities for fundamental research in cell biology and for applications in biotechnology and medicine.


Talvez ainda abra mais um leque de possibilidades teóricas para abiogênese...
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Freya em 25 de Maio de 2017, 16:48:06
https://www.sciencenews.org/article/40-more-intelligence-genes-found
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: EuSouOqueSou em 14 de Julho de 2017, 17:25:27
Cientistas gravam pequeno filme digital nos genes de uma população de bactérias. Artigo:

https://www.nature.com/articles/nature23017.epdf?shared_access_token=2kAo40bfBVOOQ_rtAXlab9RgN0jAjWel9jnR3ZoTv0MjdOpafyPGesq6gh7mzZ6ZilJcJdT0Ptq6T6OUUp44745pGF5zT3Nryhj5z3AtKvzx5Xvfyezuz0ZeNQAaT_3TP8Rk03PpBlGDSoE5fbOuHGXJEfrWxwWt9jK7Z6Lja6M%3D

P.S.: não li nada, ciência nível hard :D
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 29 de Julho de 2017, 16:12:55
https://www.youtube.com/v/qrZHKBOPy6Y

Que bom que Deus guia os cientistas a descobrirem essas bençãos que ele preparou para nós.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 31 de Julho de 2017, 08:59:27
Citar
http://www.stylourbano.com.br/israel-testa-estrada-eletrica-que-carrega-sem-fio-veiculos-em-movimento/

...

A Electroad pretende se concentrar no transporte público antes de abrir a plataforma para o trânsito privado. Quando o ônibus passa pela estrada elétrica, não precisará ser recarregado pois terá uma pequena bateria que o permitir rodar por até cinco quilômetros sem uma corrente elétrica. Essa tecnologia de eletrificar as ruas e estradas é super interessante pois vai impulsionar a venda de carros elétricos, e com isso acabar com a poluição do ar pelos combustíveis fósseis. Basta agora saber os custos para eletrificar todas as ruas de uma cidade.

...

Removendo as pesadas e caras baterias elétricas dos veículos, a eletricidade será transferida pela estrada. Esta é realmente uma solução sustentável. A bateria de um ônibus elétrico além de custar caríssimo é muito pesada. Se você remover a pesada bateria, em seguida, o ônibus fica muito mais leve e exige menos energia além de custar mais barato.

...

(http://www.stylourbano.com.br/wp-content/uploads/2017/01/Electroad-5-1020x610-min.jpg)


Acho que para carros particulares complica o aspecto da cobrança disso. Mas nem é necessariamente desejável para o transporte, pode-se ter uma frota maior de táxis elétricos, e as companhias ou mesmo indivíduos (se houver motoristas até lá) então pagarem uma taxa meio análoga a um imposto.

Em compensação, essa forma de transmissão de energia é menos eficiente. Mas talvez o peso a menos compense isso, não sei.






"Brincando" eu pensei, se tem relógio a pilha, e relógio de corda, por que é que não tem pilha de dar corda?

E não é que já inventaram:

https://www.geek.com/gadgets/dont-have-a-charger-just-wind-these-batteries-up-1316081/
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gaúcho em 04 de Agosto de 2017, 13:28:54
Citar
A surpreendente descoberta sobre o núcleo do Sol que intriga os cientistas
Cientistas analisaram comportamento de ondas acústicas na atmosfera e concluíram que o centro do Sol gira quase 4 vezes mais rápido que a superfície da estrela.

O núcleo do Sol gira quase quatro vezes mais rápido do que a superfície da estrela.

A descoberta, publicada na revista "Astronomy and Astrophysics", surpreendeu os cientistas.

A ideia de que o núcleo solar pudesse girar mais rápido do que sua superfície era motivo de especulação há mais de duas décadas, mas o fenômeno nunca tinha sido de fato medido.

"A explicação mais plausível é que a rotação do núcleo seja um resquício do período em que o Sol se formou, há cerca de 4,6 bilhões de anos", afirma Roger Ulrich, professor emérito da Universidade da Califórnia em Los Angeles e um dos autores do estudo.

"É muito emocionante pensar que descobrimos uma relíquia da formação do Sol", acrescenta o cientista, que estuda o interior do astro há mais de 40 anos.

Quando o Sol nasceu

A rotação do núcleo solar pode dar pistas sobre o processo de formação da estrela.

De acordo com Ulrich, após o nascimento do Sol, o vento solar provavelmente desacelerou a rotação da parte mais externa da estrela.

A rotação também pode ter impacto sobre as manchas solares, segundo o especialista.

As manchas solares são áreas do Sol com uma temperatura mais baixa do que o ambiente e elevada atividade magnética.

Uma única mancha pode ter diâmetro semelhante ao da Terra.

Oscilações

Os pesquisadores analisaram as ondas acústicas na superfície da atmosfera solar - algumas penetram no núcleo e interagem com outras ondas.

Ao medir as ondas sonoras, os cientistas determinaram com precisão o tempo que essas ondas levam para ir e voltar da superfície para o centro do Sol.

Os cálculos foram baseados em dados coletados durante 16 anos de observações com um instrumento chamado Golf, sigla para Global Oscillations at Low Frequency (Oscilações Globais de Baixa Frequência).

O instrumento se encontra, por sua vez, em uma sonda especial chamada SoHo, abreviação para Solar and Heliospheric Observatory (Observatório Solar e Heliosférico), projeto da NASA em parceria com a Agência Espacial Europeia.

15 milhões de graus

O núcleo do Sol também se diferencia da superfície em outro sentido.

A temperatura do núcleo é de cerca de 27 milhões de graus Fahrenheit ou 15 milhões de graus Celsius. Já a superfície da estrela é menos quente, com temperatura de aproximadamente 10 mil graus Fahrenheit ou 5,5 mil graus Celsius.

Enviada ao espaço em 2 de dezembro de 1995 para estudar o núcleo do Sol, a atmosfera solar e os ventos solares, a sonda SoHo segue em operação.

http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/a-surpreendente-descoberta-sobre-o-nucleo-do-sol-que-intriga-os-cientistas.ghtml
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 25 de Agosto de 2017, 20:49:20
Não é supimpa, mas se você é homem e toma suplemento de vitamina B, pode parar com isso porque é perigoso.

Citar
Long-Term, Supplemental, One-Carbon Metabolism–Related Vitamin B Use in Relation to Lung Cancer Risk in the Vitamins and Lifestyle (VITAL) Cohort

Theodore M. Brasky, Emily White, and Chi-Ling Chen

Abstract
 
Full Text
 
Purpose
Inconsistent findings have been reported of a link between the use of one-carbon metabolism–related B vitamins and lung cancer risk. Because of the high prevalence of supplemental vitamin B use, any possible increased association warrants further investigation. We examined the association between long-term use of supplemental B vitamins on the one-carbon metabolism pathway and lung cancer risk in the Vitamins and Lifestyle (VITAL) cohort, which was designed specifically to look at supplement use relative to cancer risk.

Methods
A total of 77,118 participants of the VITAL cohort, 50 to 76 years of age, were recruited between October 2000 and December 2002 and included in this analysis. Incident, primary, invasive lung cancers (n = 808) were ascertained by prospectively linking the participants to a population-based cancer registry. The 10-year average daily dose from individual and multivitamin supplements were the exposures of primary interest.

Results
Use of supplemental vitamins B6, folate, and B12 was not associated with lung cancer risk among women. In contrast, use of vitamin B6 and B12 from individual supplement sources, but not from multivitamins, was associated with a 30% to 40% increase in lung cancer risk among men. When the 10-year average supplement dose was evaluated, there was an almost two-fold increase in lung cancer risk among men in the highest categories of vitamin B6 (> 20 mg/d; hazard ratio, 1.82; 95% CI, 1.25 to 2.65) and B12 (> 55µg/d; hazard ratio, 1.98; 95% CI, 1.32 to 2.97) compared with nonusers. For vitamin B6 and B12, the risk was even higher among men who were smoking at baseline. In addition, the B6 and B12 associations were apparent in all histologic types except adenocarcinoma, which is the type less related to smoking.

Conclusion
This sex- and source-specific association provides further evidence that vitamin B supplements are not chemopreventive for lung cancer and may be harmful.
http://ascopubs.org/doi/abs/10.1200/JCO.2017.72.7735
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gaúcho em 28 de Setembro de 2017, 11:36:31
Citar
Pela 1ª vez, cientistas removem doença genética com 'cirurgia química' de embrião
Grupo de pesquisadores chineses usa técnica inédita de 'edição de base' para alterar o DNA e extrair de embriões desordem hereditária que pode levar à morte.

(https://s2.glbimg.com/KnjNJjUU7n4hJerW2hw4dPsF9DY=/0x0:702x462/1000x0/smart/filters:strip_icc()/i.s3.glbimg.com/v1/AUTH_59edd422c0c84a879bd37670ae4f538a/internal_photos/bs/2017/B/T/kfJOM9RPaB6MrCaYbl7A/imagem4.jpg)
A talassemia beta, uma doença sanguínea que causa sintomas de anemia e pode levar à morte, é provocada por uma mudança em uma única base no código genético (Foto: Divulgação)

Pesquisadores chineses afirmam ter realizado pela primeira vez no mundo uma "cirurgia química" em embriões humanos para extrair uma doença.

A equipe da Universidade de Sun Yat-sen usou uma técnica chamada "edição de base" para corrigir um único erro entre as três bilhões de "letras" do nosso código genético.

Eles alteraram embriões feitos em laboratório para extrair a doença talassemia beta. A equipe disse que o experimento pode levar, algum dia, ao tratamento de uma série de doenças herdadas geneticamente.

A técnica altera a construção base do DNA: as quatro bases adenina, citosina, guanina e timina. Elas são mais conhecidas por suas respectivas letras iniciais, A, C, G e T.

Todas as instruções para "configurar" o corpo humano e colocá-lo em funcionamento estão codificadas nas combinações dessas quatro bases.

A talassemia beta, uma doença sanguínea que causa sintomas de anemia e pode levar à morte, é provocada por uma mudança em uma única base no código genético - conhecida como mutação pontual.

Os pesquisadores chineses a "editaram de volta". Eles copiaram o DNA e trocaram o G por um A, corrigindo o problema.

"Nós somos os primeiros a demonstrar a viabilidade de curar doenças genéticas em embriões humanos a partir de um sistema de edição de base", disse à BBC Junjiu Huang, um dos cientistas do grupo.

Ele disse que o estudo abre novas portas para tratar pacientes e prevenir bebês de nascerem com a talassemia beta "e até mesmo outras doenças hereditárias".

Os experimentos foram feitos com tecidos de um paciente com a doença e através de embriões humanos criados a partir da clonagem.

Revolução genética

A edição de base é um avanço em relação a outra forma de editar genes, a técnica conhecida como Crispr, que já está revolucionando a ciência.

A Crispr quebra o DNA. Quando o corpo tenta consertar a quebra, ela desativa uma série de instruções, que também são chamadas de gene. Aí está a oportunidade de inserir novas informações genéticas.

A edição de base faz as próprias bases de DNA se transformarem umas nas outras.

O professor David Liu, pioneiro da edição de base na Universidade de Harvard, descreveu o método como "cirurgia química".

Ele afirma que a técnica é mais eficiente e tem menos efeitos colaterais indesejados do que a Crispr.

"Cerca de dois terços das variantes genéticas humanas associadas a doenças são mutações pontuais. Portanto, a edição de base tem o potencial de corrigir diretamente, ou reproduzir para fins de pesquisa, muitas [mutações] patogênicas".

O grupo de cientistas da Universidade de Sun Yat-sen em Guangzhou (China) virou manchete anteriormente quando eles foram os primeiros a usar a técnica Crispr em embriões humanos.

O professor Robin Lovell-Badge, do Instituto Francis Crick em Londres, disse que determinados trechos desse último estudo são "engenhosos".

Mas ele também questionou por que eles não fizeram mais pesquisas com animais antes de ir diretamente aos embriões humanos e afirmou que as regras sobre pesquisas com embriões em outros países teriam sido "mais rigorosas".

O estudo, publicado na revista científica "Protein and Cell", é o mais recente exemplo da rapidez na evolução da habilidade dos cientistas de manipular o DNA humano.

Isso está provocando um debate profundo de ética na sociedade, sobre o que é e o que não é aceitável nos esforços para prevenir doenças.

O professor Lovell-Badge disse que esses métodos dificilmente serão usados clinicamente em breve.

"Serão necessários muito mais debates sobre ética e sobre como esses métodos seriam regulados. E, em muitos países, incluindo a China, é necessário ter mecanismos mais robustos para regulação, fiscalização e acompanhamento a longo prazo."

https://g1.globo.com/bemestar/noticia/pela-1a-vez-cientistas-removem-doenca-genetica-com-cirurgia-quimica-de-embriao.ghtml

Admirável mundo novo.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Brienne of Tarth em 28 de Setembro de 2017, 15:09:59
Se acabarem com as doenças, com a velhice e a morte, que são uma boa parte do material utilizado pelas religiões para manipular as pessoas, o poder delas vai definhar...
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 28 de Setembro de 2017, 15:16:46
Se a Ciência acabar com a velhice e a morte a Natureza vai achar um meio de se vingar, nos torturar com coceiras terríveis ou coisa do tipo.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Brienne of Tarth em 28 de Setembro de 2017, 15:44:48
(https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcSFLuTpeLSoEOz1aOFSQcpleMr5WyLjVY2kn1sTVAo8UtwrpoFk)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 28 de Setembro de 2017, 16:04:43
Se acabarem com as doenças, com a velhice e a morte, que são uma boa parte do material utilizado pelas religiões para manipular as pessoas, o poder delas vai definhar...

É coitados daqueles otários ricos que mandaram congelar corpos ou apenas as cabeças na criogenia para voltar um dia.

Se ninguém morrer serão  apenas cabecas em uma geladeira de museu daqui 500 anos.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gaúcho em 28 de Setembro de 2017, 17:38:11
Li em algum lugar, há algum tempo, que mesmo que conseguissem parar o envelhecimento das células, um humano ainda teria uma expectativa de vida de uns 150 anos somente, por outras questões que me fogem à memória.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 28 de Setembro de 2017, 18:01:24
Li em algum lugar, há algum tempo, que mesmo que conseguissem parar o envelhecimento das células, um humano ainda teria uma expectativa de vida de uns 150 anos somente, por outras questões que me fogem à memória.

É só dar uma passada rápida no Youtube :)

Gente pulando do telhado de casa com um skate, gente deitando sob um trem em movimento, gente tentando pular de um prédio para o outro..

Se chegarem aos 30 já foram longe. :lol:

Com 60 já estourariam em muito o direito de fazer asneiras.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Brienne of Tarth em 28 de Setembro de 2017, 19:00:47
Sim, reconheço ainda termos um longo caminho a percorrer, a 2ª Lei da Termodinâmica com sua maldita entropia:

 "A quantidade de entropia de qualquer sistema isolado termodinamicamente tende a incrementar-se com o tempo, até alcançar um valor máximo".

A Biologia, com seu Limite de Hayflick:

"Cada vez que a célula se divide, os telômeros são ligeiramente encurtados. Como estes não se regeneram, chega a um ponto em que não permitem mais a correta replicação dos cromossomos e a célula perde completa ou parcialmente a sua capacidade de divisão. O encurtamento dos telômeros também pode eliminar certos genes que são indispensáveis à sobrevivência da célula ou silenciar genes próximos. Como o processo de renovação celular não tolera a morte das células antes da divisão correta das mesmas, o organismo tende a morrer num curto prazo de tempo no momento em que seus telômeros se esgotam."


Hoje mesmo eu explicava à minha filha caçula que o equilíbrio era a morte de qualquer sistema, pois ela dizia que metade da população deveria ser gay e a outra não, numa vontade até louvável de uma possível harmonia, então eu expliquei à ela sobre a entropia e como tudo se move e deve se mover para que continue se movendo... :)

E vejo também que quando para, morre, porém quando morre degrada, e passa a mover-se novamente, por assim dizer.

Então, caríssimos, pode-se concluir a necessidade de haver morte para que haja vida? :?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: EuSouOqueSou em 30 de Setembro de 2017, 14:03:21
Citar
Novo plano de Elon Musk é um foguete que leva 100 pessoas a Marte

Com o avanço dos foguetes, será possível viajar para Marte e de Nova York a Shangai em apenas meia hora

...A Space X, que quer democratizar as viagens espaciais, irá lançar o BFR, sigla para “Big Fucking Rocket”...
https://exame.abril.com.br/negocios/novo-plano-de-elon-musk-e-um-foguete-que-leva-100-pessoas-a-marte/

Gostei do nome do foguete  :biglol:
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 19 de Outubro de 2017, 19:21:07
Gostei disso, achei bem interessante e talvez justifique mesmo uma nova viagem tripulada.

https://istoe.com.br/japao-descobre-caverna-na-lua/

Citar
Pesquisadores da agência japonesa de exploração espacial (Jaxa) descobriram uma imensa cavidade subterrânea de 50 quilômetros de extensão na Lua, que alguns especialistas dizem que pode um dia servir para instalar uma base espacial.

Os dados da sonda de observação lunar japonesa Selene confirmaram a existência desta gruta, de 100 metros de largura e 50 quilômetros de extensão, que pode ter sido um túnel de lava vulcânica há 3,5 bilhões de anos.

Se fosse possível enviar uma sonda daria para analisar o solo profundo, não apenas o superficial.

Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 19 de Outubro de 2017, 19:25:05
Citar
Utilizando um sistema de sondagem de radar que pode examinar estruturas subterrâneas, o Japão primeiramente encontrou uma espécie de túnel de 50 metros de largura e 50 metros de profundidade, o que gerou a especulação sobre tal buraco ser ainda maior.
Nesta semana, os cientistas da Agência de Exploração Aeroespacial do Japão (Jaxa, na sigla em inglês) confirmaram a presença de um abismo com 500 km de comprimento e 100 metros de largura, que parece ser estruturalmente sólido – cujas rochas podem conter depósitos de gelo ou água, o que poderia, por sua vez, ser transformado em combustível, de acordo com dados enviados pela sonda, apelidada de “Kaguya”, em referência a uma história de contos de fadas do país da “princesa lunar”.
Fonte: Último Segundo - iG @ http://ultimosegundo.ig.com.br/ciencia/2017-10-19/caverna-lua-astronautas.html
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: EuSouOqueSou em 21 de Outubro de 2017, 18:44:53
Citar
Existem montanhas flutuantes em Plutão – esse tipo de coisa não dá nem para inventar

Dados coletados pela missão não-tripulada New Horizons revelam cinco aspectos surreais do planeta-anão.

Fraturas enormes, oceano enterrado
Vulcões de gelo
Montanhas flutuantes
Atmosfera pequena e gelada
Luas com comportamento estranho

http://www.nationalgeographicbrasil.com/espaco/existem-montanhas-flutuantes-em-plutao-esse-tipo-de-coisa-nao-da-nem-para-inventar
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 21 de Outubro de 2017, 20:46:02
Um planeta ideal para uma prisão.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: EuSouOqueSou em 21 de Outubro de 2017, 23:02:24
Um planeta ideal para uma prisão.

É a prisão do mundo espiritual. É pra lá que mandam os espirítos involuídos, como Hitler, Stalin e fans de youtubers :biglol:
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 30 de Outubro de 2017, 21:43:57
Vou começar a tomar aspirina....mas qual é a dose recomendada?

Citar
An aspirin a day keeps many cancers away, study suggests

 
Chinese researchers followed the progress of more than 600,000 people in the largest study to date looking at the link between cancer and aspirin.

They found that people who had taken the drug every day for an average of seven years were 47 per cent less likely to develop liver or oesophageal cancer and 38 per cent less likely to be diagnosed with gastric cancer.

They were also 34 per cent less likely to develop pancreatic cancer, and had a 24 per cent reduced risk of being diagnosed with colorectal cancer.

"The findings demonstrate that the long-term use of aspirin can reduce the risk of developing many major cancers,” said lead researcher Professor Kelvin Tsoi from the Chinese University of Hong Kong.

"What should be noted is the significance of the results for cancers within the digestive tract, where the reductions in cancer incidence were all very substantial, especially for liver and oesophageal cancer."

Digestive cancers account for almost a quarter of cancer cases in Britain and represent one third of all deaths. 

The effect of long-term use of aspirin on cancer incidence was also examined for breast, bladder, kidney and multiple myeloma cancers, but was found to have no impact. However it was found to reduce the chance of lung cancer by 35 per cent, leukaemia by 24 per cent and prostate by 14 per cent.

Cancer risk reduction with daily aspirin
Cancer type   Reduced risk
Coloectal           34%
Liver                   47%
Oesophageal   47%
Pancreatic           37%
Gastric           38%
Leaukaemia   24%
Lung                   35%
Prostate           14%

Aspirin, also known as acetylsalicylic acid,  is used across the globe to treat a number of health conditions. A recent study found that patients who stopped taking aspirin were 37 per cent more likely to have an adverse cardiovascular event, such as a heart attack or stroke, than those who continued with their prescription. Taking an aspirin shortly after a heart attack also decreases the risk of death.

However the regular use of aspirin has been linked to bleeding in the gut, and so some doctors do not like prescribing it in the long term.

Last year a study by Cardiff University found that a daily aspirin increased the chance of surviving  bowel, breast and prostate cancer by 20 per cent.

The new research was presented 25th UEG (United European Gastroenterology) Week in Barcelona.


http://www.telegraph.co.uk/science/2017/10/30/aspirin-day-keeps-many-cancers-away-study-suggests/
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 30 de Outubro de 2017, 21:54:17
Desisti de tomar aspirina...acho que vou tentar um cházinho de erva-doce.

Citar
Daily aspirin behind more than 3,000 deaths a year, study suggests

 
Aspirin is far more risky than was thought for older patients  Taking a daily aspirin is far more dangerous than was thought, causing more than 3,000 deaths a year, a major study suggests.

Millions of pensioners should reconsider taking pills which are taken by almost half of elderly people to ward off heart attacks and strokes, researchers said.

The study by Oxford University found that those over the age of 75 who take the blood-thinning pills are ten times more likely than younger patients to suffer disabling or fatal bleeds.

Researchers said patients of this age who have already suffered heart attacks or stroke should still take the daily tablet, but should also take an extra drug to reduce the risk of bleeding.

And they said millions more pensioners who take aspirin daily “as a health choice” to cut their risks of heart disease should consider weaning themselves off the drugs.

Doctors stressed that no-one should come off the pills quickly, or without consulting their doctor, as doing so would create an immediate risk of heart attacks.

Around 40 per cent of pensioners in the UK take aspirin daily, researchers said, with numbers evenly split between those who have already suffered a heart attack or stroke, and those taking it as a precaution.

Aspirin can protect against heart attacks and strokes but carries an increased risk of bleeding CREDIT: ALAMY
Many doctors extol the benefits of the drug, which can protect against both heart disease and cancer.

It has long been known that the pills carry a risk of gastro-intestinal bleeding. But the new study, published in The Lancet, suggests the danger increases far more sharply with age than was thought.

Prof Peter Rothwell, lead author from the University of Oxford said aspirin was causing around 20,000 bleeds annually - and causing at least 3,000 deaths.

Prof Rothwell said:  “We know clearly from trials and other research that aspirin is effective at preventing recurrent heart attacks and strokes.  Twenty per cent of potential recurrent heart attacks and strokes are prevented by aspirin. 

“Nevertheless, there are also about 3,000 excess bleeding deaths attributable to blood-thinners like aspirin across all age-groups,” he said, warning that the risk of serious bleeding is much higher among the over 75s.

All patients who have had a heart attack or stroke should still take aspirin, he stressed.

But those above the age of 75 should also be prescribed a proton pump inhibitor, which would reduce bleeding risks by up to 90 per cent.

And those without such medical histories should consider coming off aspirin altogether, he suggested - but not without taking medical advice.


The study involved 3,166 patients who had previously had a stroke or heart attack, most of whom were prescribed aspirin.

For patients aged under 65, the annual rate of disabling or fatal bleeding was less than 0.5 per cent, rising to 1.5 per cent in those aged 75 to 84 and nearly 2.5 per cent for patients aged 85 or over.  Over the decade, those over 75 had six times risk of fatal bleeds, and ten fold increased risk of suffering bleeds which were either deadly or disabling, compared with younger patients, the study found. The proportion of survivors experiencing a new or worse disability rose from three per cent for those under 75 to 25 per cent among older patients.

Those without a history of heart attack or stroke should avoid taking aspirin as they got older, he suggested.

While the drugs had “tiny benefits” for such patients in mid-life, in reducing the risk of heart disease and cancer, the dangers increase with age, he said.

“You would probably be advised to stop it in your late 60s or around 70 because at that point the risk of bleeding does start to take off - the risks may well outweigh the benefits,” he said.

Doctors stressed that no one should come off their drugs quickly or without consulting their doctor.

“Wean yourself off, rather than stopping suddenly,” said Prof Rothwell, warning that coming off the drugs quickly would create a very high risk of heart attacks and strokes.

Dr Tim Chico, consultant cardiologist, University of Sheffield, said the risks of aspirin were often understimated. “Although bleeding is a well-recognised side effect of aspirin, this drug is still seen by many people as harmless, perhaps because of how easily it can be bought over the counter, “ he said. “Prescription of any drug is a balance between the benefits of the medication against its risks, and aspirin is no different,” he said.   
http://www.telegraph.co.uk/news/2017/06/13/daily-aspirin-behind-3000-deaths-year-study-suggests/
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: EuSouOqueSou em 31 de Outubro de 2017, 22:47:59
haha  :lol:

Isso me lembra essas notícias que aparecem vez ou outra por ai dizendo que esse ou aquele alimento dá câncer, aí eu lembro disso:

https://g1.globo.com/bemestar/noticia/dois-tercos-das-mutacoes-causadoras-de-cancer-ocorrem-devido-a-erros-aleatorios-de-reproducao-do-dna-diz-estudo.ghtml

Medicina  ::)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 31 de Outubro de 2017, 22:59:51
haha  :lol:

Isso me lembra essas notícias que aparecem vez ou outra por ai dizendo que esse ou aquele alimento dá câncer, aí eu lembro disso:

https://g1.globo.com/bemestar/noticia/dois-tercos-das-mutacoes-causadoras-de-cancer-ocorrem-devido-a-erros-aleatorios-de-reproducao-do-dna-diz-estudo.ghtml

Medicina  ::)

Cresci ouvindo que café preto dá câncer e eu tomava quase um litro por dia desde os dez anos, meu café da manhã eram três copos cheios de café puro logo cedo porque eu nunca bebo leite.

Estou por aqui até hoje apesar de dar uma maneiradas de uns tempos para cá.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 31 de Outubro de 2017, 23:39:28
haha  :lol:

Isso me lembra essas notícias que aparecem vez ou outra por ai dizendo que esse ou aquele alimento dá câncer, aí eu lembro disso:

https://g1.globo.com/bemestar/noticia/dois-tercos-das-mutacoes-causadoras-de-cancer-ocorrem-devido-a-erros-aleatorios-de-reproducao-do-dna-diz-estudo.ghtml

Medicina  ::)

Cresci ouvindo que café preto dá câncer e eu tomava quase um litro por dia desde os dez anos, meu café da manhã eram três copos cheios de café puro logo cedo porque eu nunca bebo leite.

Estou por aqui até hoje apesar de dar uma maneiradas de uns tempos para cá.

Pode ser que você já morreu e nem percebeu. Já pensou nisso?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 01 de Novembro de 2017, 14:00:59
Pode ser.

Para conviver com gente como Lulla ou o Dilmão isso aqui deve ser o inferno ou algo próximo.

Paraíso é que não.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 01 de Novembro de 2017, 14:13:35
Pode ser.

Para conviver com gente como Lulla ou o Dilmão isso aqui deve ser o inferno ou algo próximo.

Paraíso é que não.

 :lol:
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 02 de Novembro de 2017, 12:58:40
Pronto, pessoal.

Nem demorou tanto para confirmarem mais uma das profecias do velho Lúcifer. 

Eu mesmo achava que não viveria para ver.

Não consigo achar o tópico no buscador, não sei por qual motivo, mas lembro que comentei que dentro das pirâmides egípcias era perfeitamente possível encontrar alguma câmara secreta ainda selada.

Virou piada novamente mas veio a confirmação.

https://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/cientistas-descobrem-espaco-vazio-escondido-na-grande-piramide-de-gize.ghtml

Eu disse que sabia de um túnel vertical em um tópico onde comentaram que cientistas pesquisavam a imagem termografica da pirâmide.

Citar
Cientistas descobrem espaço vazio escondido na Grande Pirâmide de Gizé

Descoberta só foi possível após surgimento de técnicas modernas da física e achados foram publicados na 'Nature'. Pirâmide é estudada há 200 anos.

Citar
Depois de dois anos de estudos na 'Grande Pirâmide de Gizé' (Egito), cientistas descobriram que há um grande espaço vazio no interior monumento -- ainda não acessado. O achado foi publicado nesta quinta-feira (2) na edição on-line da revista "Nature" . Eles estimam que o vazio tem pelo menos 30 metros de comprimento.
O estudo teve como primeiro autor Kunihiro Morishima, da Universidade de Nagoya, no Japão, e incluiu também pesquisadores franceses da Université Paris Saclay. A "Nature" classificou o achado como a principal descoberta no interior da pirâmide desde o século XIX.
Segundo os cientistas, ainda não se sabe o porquê desse vazio ou a função dele, já que o seu acesso foi obtido de forma indireta para evitar danos à pirâmide.
Cientistas, no entanto, comemoram a descoberta só possível após o surgimento de técnicas modernas da física. A pirâmide é estudada há mais de 200 anos e esse achado pode ajudar a desvendar os mistérios sobre a sua construção.

Citar
Para descobrir o espaço vazio, cientistas utilizaram imagens da pirâmide feitas com raios cósmicos, feixes com energia muito alta e enorme velocidade. Quando lançados sobre partículas, esses raios ajudam a desvendar os mistérios da formação dessas estruturas.

Citar
Os raios cósmicos formam partículas conhecidas como muóns, produzidos quando esses raios atravessam a atmosfera terreste. Subatômicas, essas partículas são similares ao elétron e podem se comportar como o raio-x utilizado para fazer imagens do corpo humano. O muón possui uma trajetória quase linear e pode penetrar milhares de metros de pedra sem ser absorvido ou "sumir".
A Grande Pirâmide de Gizé está localizada no planalto de Gizé, nos arredores do Cairo, no Egito. Ela integra o complexo de Grandes Pirâmides, onde também está localizada a famosa Grande Esfinge. Estima-se que ela tenha sido construída no reinado de Faraó Khufu (Queóps), que reinou de 2509 a 2483 a.C.
Segundo a "Nature", a pirâmide foi construída a partir de blocos de pedra calcária e granito e, com seus 139 metros, é a mais antiga e maior das pirâmides egípcias. Também, diz a "Nature", "é uma das estruturas mais impressionantes do mundo antigo hoje existentes."

Pindurem na minha conta.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 02 de Novembro de 2017, 13:01:58
Postem o tópico aqui se acharem,  perdi a paciência com o buscador.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 02 de Novembro de 2017, 14:08:54
O velho Lúcifer é muito bom em política, como profeta de assuntos aleatórios é um desastre. :P

Já tentou prever terremotos...agora vem com essa de pérola egípcia. :biglol:

Desde 1837 se fala em câmaras secretas na grande pirâmide.

https://books.google.com.br/books?id=tlgoDwAAQBAJ&lpg=PT98&ots=aJ4nnb7cZh&dq=secret%20chamber%20inside%20great%20pyramid%20-2017&pg=PT98#v=onepage&q=secret%20chamber%20inside%20great%20pyramid%20-2017&f=false



Já se fala nessa câmara desde 1965, inclusive com uso de raios cósmicos para detectá-la.

Citar
In 1965, a scientific proposal was Some of the members of the Joint Pyramid Project, consisting of, from left to right, Luis Alvarez, A. Fawzi, George Aziz, Amr Goneid, Jerry Anderson, Jim Burkhard, Fred Kreiss, Buck Buckingham and Lauren Yazalino submitted to a group of Egyptian physicists and archaeologists using cosmic-ray detectors (nuons technology). The American team, led by Dr. Luis Alvarez, suggested that, since there were two chambers in the superstructure of Khufu's Great Pyramid, and also two in the pyramid of his father, Sneferu, there should also be chambers located in the superstructure of Khafre's pyramid, who was Khufu's son. This experiment was no minor effort, nor was it the work of New Age thinkers. The Joint Pyramid Project was established on June 14, 1966 as a collaborative effort between physicists from the Ain Shams University of Cairo, the University of California and archaeologists from the Egyptian Antiquities Organization. Furthermore, it had the support of the US Atomic Energy Commission, who helped design the detection equipment, the Smithsonian Institute, the IBM corporation, Nobel Prize Winner Luiz Alvarez Hewlett-Packard, the National Geographic Society and the Egyptian Surveying Department.
http://enlightenedawareness.wikifoundry.com/page/Secret+Chambers+Of+The+Pyramids


E todo ano sai uma notícia sobre a descoberta de uma câmara secreta...alguns links após rápida pesquisa:

2014: https://www.sciencealert.com/robot-captures-first-images-of-great-pyramids-secret-chamber

2012: https://planetearthvortex.wordpress.com/2012/10/16/secret-chamber-found-behind-great-pyramid-shafts/

2011: http://jomarchant.com/decodingtheheavens.com/blog/post/2011/01/30/Great-Pyramids-secret-chambers.html   
          http://www.independent.co.uk/travel/news-and-advice/great-pyramid-has-two-secret-chambers-french-architect-2197952.html

2003: https://news.nationalgeographic.com/news/2002/09/0910_020913_egypt_1.html

Portanto, onde está a novidade aí se até Napoleão desconfiava que tinha algo mais naquele monte de pedras?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 02 de Novembro de 2017, 14:19:22
Mas a confirmacao só veio agora.

Vc não  acreditava, :lol:
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 02 de Novembro de 2017, 14:22:02
Sério,  essa coisa do túnel vertical no centro da piramide já era conhecida há  tempos.

Sob ela existem sete quilômetros de túneis não  explorados porque alguns correm risco de desabar.

Era quase certo que tinha algo lá, pode ser só um espaço vazio.

Possivelmente é só um espaço vazio.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 22 de Março de 2018, 17:56:31
Astronomer Announces He Has Discovered ... Mars

Citar
Astronomer Peter Dunsby just made a groundbreaking discovery, after noticing a very bright "star" pop up in his field of view at an observatory at the University of Cape Town that was not present two weeks prior.

Too bad Dunsby was perhaps thousands of years late … the bright object was the planet Mars. Though no one knows for sure who discovered the Red Planet, Galileo Galilei observed the giant red orb — whose diameter spans a whopping 4,222 miles (6,794 km) — in 1609; and Martian fascination has arguably not waned since.

Before realizing his marvelous mistake, Dunsby posted a note on the Astronomer's Telegram, a publication for very short (under 4,000 characters) reports by astronomers, detailing his observations, in which he described the bright object had shown up between the Lagoon and Trifid nebulas, both nestled in the constellation Sagittarius.

About 40 minutres later, the Telegram issued a correction: "The object reported in ATel 11448 has been identified as Mars. Our sincere apologies for the earlier report and the inconvenience caused."

And, not to let Dunsby go quietly into the night, the Telegram also sent out a cheeky tweet: "For Discovery of Mars.  Congratulations, Prof.  Peter Dunsby!"

https://www.livescience.com/62094-astronomer-discovers-mars.html
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 26 de Março de 2018, 22:32:21
Saiu na Scientific American...Nibiru vem aí....apertem os cintos.... :(

https://en.wikipedia.org/wiki/Nibiru_cataclysm


Citar
Looking for Planet Nine, Astronomers Gaze into the Abyss


Two years on, the search for our solar system’s missing world is as frenzied as ever—and the putative planet is running out of places to hide

It’s been just over two years since Caltech astronomers Mike Brown and Konstantin Batygin made an explosive claim: Based on the orbital motion of objects in the Kuiper Belt—a region beyond Neptune that is home to Pluto and other icy bodies—there must be a very big something much farther out, hidden save for its subtle gravitational tugs on the rest of the solar system.

Brown and Batygin’s best models put this mysterious object at about 10 times Earth’s mass, perhaps 20 times more distant from the sun than Neptune and currently drifting through what might be a 20,000-year orbit in a patch of sky near the constellation Orion. Brown and Batygin called it “Planet Nine,” elevating it to the position once held by Pluto (which was demoted to “dwarf planet” status in 2006, when Brown discovered multiple Pluto-like worlds out past Neptune). Within months a small army of theorists and observers had thrown themselves into the search—which, so far, has come up empty. Planet Nine remains stubbornly in absentia.

Unknown planets far from the sun are not a new idea; they perennially pop up in astronomy. Such claims trace back to the 1800s, and fostered the discoveries of Neptune and Pluto. What makes Planet Nine different is how much more we now know about the outer solar system—a vast and stygian abyss in which hiding a planet is still possible, although getting harder all the time. Out there twirl frozen bits of flotsam left over from our solar system’s earliest moments. A big planet’s gravity can act like a thumb on a scale, subtly but substantially tweaking the movements of these so-called trans-Neptunian objects (TNOs). As astronomers use new telescopes and other instruments to rapidly map this last frontier of the solar system, they keep finding what seems to be a Planet Nine–shaped hole in it.

Brown and Batygin’s proposed planet handily explains orbital oddities observed in some TNOs. In their initial paper the pair showed how a recently discovered population of TNOs, bizarrely orbiting nearly perpendicular to the plane of the known planets, could be coaxed and kept there by the gravity of a far-out hidden world. Other newfound TNOs move in a telltale filigree of orbital resonances, periodically perturbing one another in a web of complex patterns that hint at further interactions with some great, unseen mass. Planet Nine’s gravitational influence could even serve as a solution to the long-standing mystery of why the sun’s axis of spin is tilted six degrees askew to the orbits of the inner planets.

Citar
(https://static.scientificamerican.com/sciam/assets/Image/image0.jpg)
Mike Brown (left) and Konstantin Batygin (right) finalize their first paper postulating the existence of Planet Nine in this photo from December 2015. Credit: Konstantin Batygin

Planet Nine also aligns with an emerging awareness that the solar system’s early days were a chaotic mess, in which the early formation of Jupiter and Saturn scattered smaller and more embryonic worlds into the sun or the interstellar void. In this picture Planet Nine might have been an outbound world that plowed through enough debris to slow down and get trapped in the solar hinterlands. Or it could have been an alien outcast from another star, gravitationally captured when it wandered too close to our own. In an indirect way it could even be responsible for our existence—scattered inward rather than outward, it might have disrupted Earth’s orbit, preventing life’s genesis here.

Further afield, surveys of planets orbiting other stars have shown the most common worlds in our galaxy bear a passing resemblance to the putative Planet Nine—so-called “super-Earths” that are midway in size between Earth and Neptune, and appear around most stars we examine. If Planet Nine is real, it could be more than just another planet on the block; it could be the missing link between our familiar solar system and those we now see elsewhere in the Milky Way.

“I try not to be religious about my own results. It’s important to keep a skeptical eye,” Batygin says. “But I actually feel more comfortable than I did two years ago, because the theory still holds up beautifully. The more we look, the more we see a solar system that makes no sense without Planet Nine.”

THE MOST MYSTERIOUS OBJECT IN THE SOLAR SYSTEM

In the months following the announcement, many of Planet Nine’s most fervent seekers (Brown chief among them) predicted it would probably be found by the end of the following winter—that is, by now. In January of this year Brown was still bullish: Based on “statistically rigorous calculations” incorporating all the available data, there is only a one-in-10,000 chance the planet is not out there, waiting to be found. In other words, Brown’s best guess is Planet Nine has a 99.99 percent probability of being real.

Astronomer Scott Sheppard, a Planet Nine hunter at the Carnegie Institution for Science, recently ballparked the odds at 85 percent—an estimate consistent with his more conservative research style. In 2014, two years before Brown and Batygin’s bombshell (and with far less fanfare), Sheppard and Gemini Observatory astronomer Chad Trujillo published their own claim of an undiscovered super-Earth in the outer solar system.

Sheppard and Trujillo’s work concerned what may be—after Planet Nine—the second-most mysterious object in the solar system: a 1,000-kilometer-wide TNO called Sedna, discovered in 2003 by Brown, Trujillo and another colleague.


Citar
(https://static.scientificamerican.com/sciam/assets/Image/image1(1).jpg)

At present, the clustered orbits of objects in the Kuiper belt beyond Neptune provide the best evidence for Planet Nine's existence. Sedna's orbit (purple) as well as the orbits of several other objects (pink) suggest they have been pushed out by the hypothesized planet (orange). Planet Nine's gravitational influence could also explain another population of objects (blue) orbiting perpendicular to the plane of the solar system. Credit: Caltech/R. Hurt (IPAC)


Sedna occupies a bizarre 11,400-year “eccentric” orbit: an elongated ellipse that takes it more than 20 times farther out than Pluto, and never brings it closer than twice Neptune’s distance from the sun. Such an extreme orbit is probably a scar from a violent past, a sign that long ago Sedna was gravitationally hurled from its standard circling onto a wild new trajectory . In the outer solar system such orbits tend to be tethered at one end to whichever giant planet originally did the hurling. But Sedna’s was not attached to Neptune—it seemed detached from everything, and nothing else seen orbiting the sun shared its strange orbital properties. That is until Sheppard and Trujillo discovered a second detached and eccentric Sedna-like (but much smaller) object, 2012 VP113.

One “Sednoid” could have been a fluke; two suggested the existence of a large, scarcely glimpsed population of detached objects. How did they get there? One possibility, proffered early on by Brown and others, was that such bizarre orbits came from a chance close encounter with a passing star in our solar system’s infancy. But a single obscure detail made Sheppard and Trujillo suggest the cause was instead a hidden planet: The Sednoids shared an uncanny alignment with several other recently reported “extreme” TNOs. All lived in eccentric orbits at a high angle to the disklike plane where the known planets exist, periodically swooping through that plane in their orbits—and all swooped through that plane just as they made their closest approach to the sun. In the arcane parlance of astronomy, they clustered around a common “argument of perihelion.”

“Normally arguments of perihelion should be random, having any angle between the full 0 to 360 range of possible orientations. But these were all quite improbably clustered together,” Trujillo recalls. “One of the things that can confine them into a narrow range like that is the presence of a massive planet farther out. … Scott and I did a few simple simulations that suggested this was a possibility, but we didn’t go into much detail—we were primarily just reporting the discovery of 2012 VP113!”

Two years later Brown and Batygin’s papers burst into view, building on Sheppard and Trujillo’s work with hundreds of simulations predicting a mass and orbit for the possible world—a “treasure map” for planet-hunting astronomers. The Planet Nine hypothesis was born, along with a friendly but fierce rivalry that persists to this day.

“This is science at its finest,” Sheppard says. “We noticed something weird going on out there and showed why it could be due to a big planet. Then they built on that and actually got an orbit for this thing. I don’t think we have anything to prove but it would be fun to find the planet. Whoever happens to point their telescope at the right spot at the right time will do it.”

A NEEDLE IN A CELESTIAL HAYSTACK

Most hunters agree that if Planet Nine was anywhere near the point closest to the sun, it would be bright enough to have already been found. Instead it is probably near aphelion—the outermost sweep of its orbit, where it moves the slowest and thus spends most of its time. Seen in Earth’s sky, it might now appear as a tiny dot somewhat dimmer than one of Pluto’s midsize moons, gliding almost imperceptibly against a starry backdrop. Fainter TNOs have already been found, meaning Planet Nine should be within reach of many telescopes around the world. But, as Batygin puts it, “the amount of real estate that is available for the planet to hide in is astronomically vast.” That means some 400 square degrees of sky, or 2,000 times the area covered by the full moon.

To have a decent chance at discovery within this immense space, one needs a very large light-gathering mirror to peer deeply into the sky for dim objects as well as a wide field of view to quickly scan large chunks of the heavens for a needle in a celestial haystack. Only a few telescopes on the ground (and none yet in space) boast both.

Brown and Batygin use the facility best suited for this search—the 8.2-meter Subaru Telescope on the summit of Mauna Kea, a dormant Hawaiian volcano. Sheppard and Trujillo do, too, while hedging their bets with observations at several other large telescopes. Using Subaru’s new wide-field, 870-megapixel Hyper Suprime-Cam, either team can cover six full moons’ worth of sky per image. Each takes snapshots of the firmament across several consecutive nights, then uses a computer to look for any uncatalogued objects that slowly change position.


Citar
(https://static.scientificamerican.com/sciam/assets/Image/image2(4).jpg)

The Milky Way and the constellation of Orion rise above the Subaru Telescope atop the dormant volcano Mauna Kea in Hawaii. Subaru is the premier observatory searching for Planet Nine, which is thought to lurk somewhere in this broad swath of sky. Credit: Sebastian Egner, Subaru Telescope and NAOJ

The search can only take place at certain times of year, chiefly during the Northern Hemisphere’s autumn and winter, when the general region where Planet Nine might live is high in the sky. So these rivals tend to observe almost back-to-back, one team arriving practically as the other is packing up to leave. Earlier the two teams shared data and split the survey region into parcels that one or the other would observe. But now they keep to themselves, blindly overlapping their monitoring of any given piece of sky—not out of distrust but simply to ensure the collective search is as thorough as possible. Instead of observing any given segment of sky just once, the rivals are opting to watch each one twice or more by virtue of their independence.

High-altitude weather sometimes fouls the narrow observational windows, and both teams’ recent observing sessions at Subaru have been decidedly unlucky. Near-continual snow and hail blotted out the sky for Brown and Batygin on one fruitless run last December; their final night was particularly grim, when an igloolike shell of ice frozen to Subaru’s protective dome prevented them from even accessing the telescope. On another trip in January poor weather prevented Sheppard and Trujillo from making 70 percent of their planned observations. During Brown and Batygin’s most recent outing in February persistent high-altitude winds smeared the stars into pancakelike shapes, scuttling the search. “I like pancakes,” Brown quipped on Twitter, “but not this many.” Plagued by poor weather, what began as a sprint to the finish has turned into a longer slog.

FROM THE ARCHIVES

One of the most sweeping data sets now narrowing down Planet Nine’s possible hiding places does not come from a telescopic search at all—but rather from NASA’s Cassini orbiter at Saturn, which recently plunged into the ringed planet after a 13-year stay. That was long enough for the spacecraft to have recorded any faint perturbations a faraway planet could induce in Saturn’s motion around the sun. After Batygin and Brown’s announcement a team at the NASA Jet Propulsion Laboratory, led by the physicist William Folkner, searched for such anomalies amid the positional data Cassini beamed back during its mission, but found none. This means if Planet Nine exists and is about 10 Earth masses, it must be on an even longer, more eccentric orbit than thought, and nearing an aphelion perhaps twice as far out as was first forecast in 2016. That great distance would make it even harder to see. Alternatively, it could be smaller than 10 Earth masses and still close to Brown and Batygin’s canonical predicted orbit.

Or it could simply not exist.

“The stinging possibility here is that Planet Nine is just frickin’ far out, and then we have to wait for a new generation of better telescopes to find it,” Batygin says. “Another possibility I try not to think about too much is that it’s in the galactic plane.” That’s the disk of the Milky Way that arcs like a glowing backbone through the night sky. A fraction of Planet Nine’s proposed orbit passes through this region, where the dim, glacially creeping planetary dot could hide in a thick fog of background stars.

Only one near-future facility can easily pierce the Milky Way’s luminous veil: the Large Synoptic Survey Telescope (LSST), a behemoth of an observatory with an 8.4-meter, wide-field mirror hooked up to a three-gigapixel camera. Currently under construction in Chile and set to begin its survey in 2022, during each night’s observations the LSST will capture 20 terabytes’ worth of panoramic views of the sky overhead to create a celestial time-lapse movie of unprecedented depth and detail. Its expansive view is likely to uncover hundreds if not thousands of additional extreme TNOs, providing a flood of hard data to further test Brown and Batygin’s hypothesis. Even if Planet Nine is rather dim, particularly far away and in front of the galactic plane, the most crucial evidence for or against its existence should pop out of LSST’s colossal database within a few years of the survey’s debut—presuming it is not found before then.

In the meantime Cassini’s is not the only archival data being used in the ongoing search. A team led by astronomer David Gerdes at the University of Michigan is taking a different approach: looking for the planet within the accumulated images from the Dark Energy Survey (DES), a project now in its fifth and final year. Designed to map an eighth of the night sky, DES’s view coincidentally overlaps with Brown and Batygin’s best guess for Planet Nine’s approximate celestial location. The project’s workhorse is the Dark Energy Camera, a 570-megapixel instrument with a field of view twice as large as that of Subaru’s. It is mounted on the four-meter Victor M. Blanco Telescope at Cerro Tololo Inter-American Observatory in the Chilean Andes, just a short hike away from LSST’s construction site. The DES equipment can cover twice as much sky as Subaru in any given snapshot. But because its telescope is about half the size, it must take much longer exposures—a situation that arguably gives Subaru a slight edge.


Citar
(https://static.scientificamerican.com/sciam/assets/Image/image3(3).jpg)
Cerro Tololo Inter-American Observatory (CTIO) sits beneath a shower of stars in this long-exposure photo. Multiple teams use instruments on CTIO’s Blanco Telescope (leftmost dome) to hunt for Planet Nine. If the planet continues to elude astronomers into the 2020s, the last, best hope for finding it will be the Large Synoptic Survey Telescope, a facility now under construction near CTIO. Credit: Reidar Hahn Fermilab


Other broadly similar archive-based searches are in various stages of completion—chiefly one overseen by the University of California, Berkeley, astrophysicist Peter Nugent using data from a small telescope at Palomar Observatory and another from Berkeley astronomer Aaron Meisner and colleagues using data from NASA’s space-based Wide-field Infrared Survey Explorer (WISE). There is even a “citizen science” Web site devoted to letting anyone—even you, dear reader—pore through WISE images for the elusive planet. And behind all the observations a vast and diverse ecosystem of numerical simulations hums along on powerful supercomputers, trying to further narrow the search for Planet Nine by modeling its gravitational effects on the solar system across multibillion-year timescales.

“We are carpet-bombing the sky to see what falls out,” Gerdes says. “Two years on, the first thing we can say about Planet Nine is that it’s not low-hanging fruit, but we’re still shaking the tree.”


OVERCOMING BIAS

And so the search goes on, sustained by a steady trickle of smaller discoveries: TNOs with weird orbits that seem to fit the patterns theorists insist such a planet would create.

Many have come from the Outer Solar System Origins Survey (OSSOS), a recently completed project using a 387-megapixel camera on the 3.6-meter Canada–France–Hawaii Telescope, which sits near Subaru on Mauna Kea. During its four-year run OSSOS found several new extreme TNOs by deeply staring at a few-hundred-square-degree chunk of sky. Surely, then, Planet Nine’s metaphorical thumb on the outer solar system’s scale should have left fingerprints all over the OSSOS data. And indeed, in a paper published last summer, the OSSOS team announced three of their newfound extreme TNOs were consistent with the clustering patterns underpinning the Planet Nine hypothesis—but a fourth one was not. Including this outlier in their analysis and accounting for potential biases in their observations, the team concluded the TNO clustering first identified by Sheppard and Trujillo in 2014 could well be illusory.

That is, due the seasonality of observing runs and inclement weather on Mauna Kea and other major mountaintop observatories, OSSOS and other surveys might simply have an easier time finding extreme TNOs in the region of sky that supports the Planet Nine hypothesis. And, given that the total number of known extreme TNOs is still very low—anywhere from 10 to just under 30, depending on which definitions are used—the true, more typical distribution of such objects would only become clear after many more are found and any biases accounted for. “We cannot reject a uniform distribution [of extreme TNOs] with our new discoveries,” says Michele Bannister, an astronomer and OSSOS team member at Queen’s University Belfast. “We can’t say there’s no Planet Nine but we can say that its proposed effects are not present at a statistically significant level in our independent data set. … It’s an increasingly big ask to continue hiding a 10-Earth-mass planet out there, now that all these surveys are being completed.”

Few if any prominent Planet Nine hunters are swayed, however. Brown and Batygin reject the OSSOS team’s implication that other TNO searches are unreliable due to vaguely defined biases, and note that even if biases are rampant, their effects should average out when collectively considering surveys with widely divergent methodologies. If all but one survey (OSSOS) shows clustering, they say, that clustering is likely genuine.

Gerdes, the leader of the archival DES search, acknowledges all present surveys suffer some degree of observational bias that must be carefully accounted for. But he says the jury is still out as to their significance. According to his team’s latest analysis, there is only a few-percent chance the orbital alignments they have observed among the extreme TNOs would occur in the absence of Planet Nine. “Is ‘a few percent’ large of small?” Gerdes asks. “It depends on your definition—if there was a few percent chance of rain, you’d go ahead with the picnic. If a few percent of all airline flights crashed, you’d never get on a plane.”

If the prize is a new planet—and with it a whole new understanding of the solar system—even Planet Nine’s naysayers concede a significant chance of failure would be worth the risk. “You have to be most careful around the most alluring hypotheses,” Bannister says. “They are seductive because they are beautiful. It would be enchanting—amazing—to have an extra planet to study. We would observe it with all our telescopes. We would write proposals to send spacecraft there very quickly. But we can’t forget we are talking about a realm of the solar system that is still very hard to explore. We must take care with what the data tries to tell us, because we are mapping the deep.”

Regardless of whether or not Planet Nine exists, Bannister says, its unfolding story is really a tale of discovering how our little corner of the cosmos truly came to be. “We will write the history book of our solar system based on what we find out there in the next several years, and it is already clear the system we see today is not as it was formed,” she says. “That won’t change whether we have nine planets instead of eight.”


https://www.scientificamerican.com/article/looking-for-planet-nine-astronomers-gaze-into-the-abyss/
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: EuSouOqueSou em 13 de Maio de 2018, 23:15:06
Citar

AI mimics brain codes for navigation

An artificial-intelligence technique called deep learning has now been used to model spatial navigation. The system develops a representation of space similar to that of the grid cells found in the mammalian brain.
https://www.nature.com/articles/d41586-018-04992-7?utm_source=fbk_nr&utm_medium=social&utm_campaign=NNPnature
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: EuSouOqueSou em 16 de Junho de 2018, 09:57:59
Citar
Híbrido de humano-ovelha é criado em laboratório – entenda os fatos
O grande avanço deixa os pesquisadores mais perto de desenvolver órgãos humanos para transplante médico.

Baseado em um grande avanço controverso feito em 2017, cientistas anunciaram no sábado ter criado com sucesso o segundo híbrido de humano com um animal: embriões de ovelha que são 0,01% humanos de acordo com a contagem de células.

Os embriões, que não conseguiram se desenvolver após 28 dias, deixam os pesquisadores mais perto de talvez desenvolver órgãos humanos para transplante médico.

No Brasil, a lista nacional de transplantes conta com mais de 30 mil pacientes e, ano após ano, pelo menos 2 mil pessoas morrem à espera de um transplante. Nos Estados Unidos, mais de cem mil pessoas precisam de transplantes de coração anualmente, mas apenas cerca de 2 mil pessoas recebem um.

Em resposta, pesquisadores estão trabalhando para expandir o fornecimento de órgãos artificialmente. Alguns estão tentando imprimir órgãos em 3-D em laboratório. Outros estão trabalhando em órgãos artificiais e mecânicos. E alguns estão fazendo quimeras, híbridos de duas espécies diferentes, na esperança de criar órgãos humanos em porcos ou em ovelhas.

Mais e mais humanos
Para realizar o quimerismo genético, os pesquisadores isolam uma célula-tronco do animal, que pode se desenvolver em qualquer tipo de célula do corpo. Depois, eles injetam algumas células-tronco de uma espécie no embrião da outra, um procedimento complicado de se acertar.

Se o DNA do embrião for alterado de modo que ele não cresça em um órgão em particular, as células interligadas serão as únicas que poderão completar a lacuna. Dessa maneira, os pesquisadores podem desenvolver um fígado humano em um porco vivo, por exemplo.

Em 2017, pesquisadores usando esse método conseguiram, com sucesso, desenvolver pâncreas de camundongos em ratos e mostraram que transplantes usando pâncreas poderia curar a diabetes de um rato diabético. No dia seguinte, pesquisadores do Instituto Salk anunciaram que eles poderiam manter embriões de porcos injetados com células-tronco humanas vivos por 28 dias.

Especialistas em células-tronco elogiaram o estudo feito com humanos e porcos, mas eles observaram que a contagem de células humanas em embriões de porcos, por volta de uma em cem mil, era muito baixa para fazer transplantes de órgãos com sucesso.

No sábado, na reunião anual da Associação Americana para o Avanço da Ciência, em Austin, no Texas, o pesquisador Pablo Ross, da Universidade da Califórnia em Davis, anunciou que ele e seus colegas ajustaram o procedimento: aumentaram a contagem de células humanas em embriões de ovelha para um em cada dez mil.

“Acreditamos que ainda não é o suficiente para fazer um órgão”, disse Ross durante uma conferência de imprensa. Cerca de 1% do embrião teria que ser humano para o transplante de órgão funcionar, segundo reportagem do jornal The Guardian. Para prevenir a rejeição imunológica, seriam necessárias medidas extras para assegurar que os pedaços extras de vírus do animal estejam presos pelo DNA do porco ou da ovelha. Mas o trabalho mostra um progresso em relação a mais órgãos viáveis.

Consequências éticas
Ross diz que a pesquisa poderia ser acelerada se fosse melhor financiada. Recentemente, os Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos proibiram o financiamento público de híbridos de humanos e animais, embora tenham assinalado em 2016 que poderiam levantar a moratória. (Até agora, doadores privados financiaram as pesquisas iniciais.)

Enquanto o trabalho continua, o escrutínio ético com certeza irá se intensificar. Ross e seus colegas têm conhecimento da natureza controversa do trabalho, mas eles também dizem que estão avançando com cuidado.

“Até agora, a contribuição de células humanas é muito pequena. Não é nada parecido com um porco com um rosto humano ou um cérebro humano”, disse o pesquisador da Universidade Stanford Hiro Nakauchi, um colega de Ross. Nakauchi disse também que os pesquisadores estão tentando direcionar o lugar onde as células humanas se proliferam, para assegurar que elas não se instalem nos cérebros dos animais e nos órgãos reprodutores.

Ross vê as amplas abordagens para a pesquisa de órgãos com otimismo.

“Todas essas abordagens são controversas, e nenhuma delas é perfeita, mas elas oferecem esperança para as pessoas que estão morrendo diariamente”, ele disse. “Precisamos explorar todas as alternativas possíveis para fornecer órgãos para as pessoas doentes.”
https://www.nationalgeographicbrasil.com/ciencia/2018/02/hibrido-de-humano-ovelha-e-criado-em-laboratorio-entenda-os-fatos
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 28 de Junho de 2018, 16:27:13
https://www.youtube.com/v/7a5NyUITbyk

Cool!

Imagine só, um "painel de escuridão" para geração de eletricidade.

Temo que isso seja daqueles exageros parecidos com o daquela propulsão vudu que causou alguma "polêmica" recentemente.

Mas o material usado para refrigeração sem energia parece algo fantástico, ainda assim.




Talvez os SETIs da vida possam inferir padrões diferentes previsíveis dessas coisas, de emissão de IV de regiões com planetas, como mais uma das possíveis inferências de vida inteligente em outros planetas.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 09 de Agosto de 2018, 03:03:49
https://www.bbc.com/portuguese/geral-43079112

Madeira tratada e hiper-comprimida fica mais forte que aço, cogita-se poder substituí-lo em alguns usos.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Fenrir em 07 de Setembro de 2018, 11:59:23
Space mining could become a real thing — and it could be worth trillions
https://www.cnbc.com/2018/05/15/mining-asteroids-could-be-worth-trillions-of-dollars.html (https://www.cnbc.com/2018/05/15/mining-asteroids-could-be-worth-trillions-of-dollars.html)

Asteroid Database and Mining Rankings – Asterank
http://www.asterank.com/ (http://www.asterank.com/)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Vithor em 11 de Setembro de 2018, 08:19:24
https://gizmodo.uol.com.br/areia-esta-acabando-no-mundo/ (https://gizmodo.uol.com.br/areia-esta-acabando-no-mundo/)
ONU alerta que o consumo atual de areia ( 40 bilhões de toneladas anuais ) excede a renovação natural do material.

https://www.businessinsider.com/world-running-out-sand-resources-concrete-2018-6 (https://www.businessinsider.com/world-running-out-sand-resources-concrete-2018-6)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Sergiomgbr em 31 de Outubro de 2018, 16:17:36
Essa é uma descoberta tão interessante que valeria até um tópico!

Citar
Removing the appendix early in life reduces the risk of developing Parkinson's disease by 19 to 25 percent, according to the largest and most comprehensive study of its kind, published today in Science Translational Medicine.

https://medicalxpress.com/news/2018-10-appendix-potential-parkinson-disease.html
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 31 de Outubro de 2018, 17:24:31
Fico curioso se haveria uma correlação causal mais direta, etiológica, ou alguma coincidência que cause a correlação de forma mais espúria.

Seria causal:
Citar
The findings also solidify the role of the gut and immune system in the genesis of the disease, and reveal that the appendix acts as a major reservoir for abnormally folded alpha-synuclein proteins, which are closely linked to Parkinson's onset and progression.

"Our results point to the appendix as a site of origin for Parkinson's and provide a path forward for devising new treatment strategies that leverage the gastrointestinal tract's role in the development of the disease," said Viviane Labrie, Ph.D., an assistant professor at Van Andel Research Institute (VARI) and senior author of the study. "Despite having a reputation as largely unnecessary, the appendix actually plays a major part in our immune systems, in regulating the makeup of our gut bacteria and now, as shown by our work, in Parkinson's disease."
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Sergiomgbr em 31 de Outubro de 2018, 17:37:27
Ambas? Em maior ou menor grau, holisticamente falando?
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Sergiomgbr em 01 de Novembro de 2018, 14:27:49
Manchete em forma de Clickbait sem vergonha:

Brasileiros podem falir a industria de anti histamínicos

Citar
A cura da asma alérgica pode estar bem próxima.

Um grupo de pesquisadores brasileiros conseguiu impedir que a condição, depois de manifestada, prosseguisse em cobaias.

Para isso, eles aumentaram a quantidade de uma proteína, chamada IL-9, que bloqueou os linfócitos T CD4, que são responsáveis pela produção da citocina que desencadeia a cascata de eventos que resulta no início e na progressão da asma alérgica.

"O que atualmente se administra em pessoas com alergia ou asma brônquica são medicamentos como anti-histamínicos, broncodilatadores e corticoides, que inibem sintomas da doença, além de inibir a resposta celular, incluindo a dos linfócitos TH2.

"No entanto, as células TH2 levam à produção de substâncias responsáveis pela sintomatologia; então o tratamento é só de sintomas como coriza, dificuldade de respirar, entre outros. O que nós descobrimos é que, se forem bloqueados outros linfócitos T, os TH9, a doença vai ter uma resolução efetiva, bloqueando inclusive a produção de substâncias que causam os sintomas," explicou o professor João Santana da Silva, da USP de Ribeirão Preto (SP).

https://www.diariodasaude.com.br/news.php?article=brasileiros-descobrem-rota-interromper-asma-alergica&id=13120
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Sergiomgbr em 06 de Novembro de 2018, 18:45:52
Cocô de neném pode fazer bem pra saúde!


Citar
                                                ESTUDO DIZ QUE COCÔ DE BEBÊ PODE TRAZER BENEFÍCIOS A SAÚDE

Não, caros leitores, vocês não leram o título errado. Realmente estamos falando de cocô de bebê. Se você tem um recém-nascido na família, por exemplo, fique atento ao que iremos dizer nessa matéria. Bom, vocês sabem quais alimentos são ricos em probióticos (bactérias benéficas)? Muitos vão citar o pão ou iogurte, mas poucos sabe que o cocô dos bebês é rico em probióticos.

Pode parecer muito nojento, mas essa teoria veio de cientistas da Escola de Medicina Wake Forest (EUA). Eles criaram um "coquetel" de probióticos derivados de cepas bacterianas intestinais encontradas em fezes infantis. Bom, a gente conta mais detalhes desse tal coquetel para vocês.

Probióticos em cocô de bebê


Supostamente os microrganismos desse coquetel que supostamente ajudariam o organismo das pessoas a produzirem ácidos graxos de cadeia curta. O professor assistente de medicina molecular, Hariom Yadav, é um dos autores do estudo.

Ele explica que "os ácidos graxos de cadeia curta são um componente chave para a boa saúde intestinal. Pessoas com diabetes, obesidade, doenças autoimunes e câncer frequentemente possuem menos ácidos graxos de cadeia curta. Aumentar sua incidência pode ser útil para manter ou restaurar uma flora intestinal normal e, com sorte, melhorar a saúde". Ele ainda explica que "os bebês geralmente são bem saudáveis e claramente não sofrem de doenças relacionadas à idade, como diabetes e câncer".



No estudo, a equipe de Yadav coletou amostras fecais de fraldas de 34 bebês saudáveis. Depois de alguns processos de seleção, os pesquisadores selecionaram os dez melhores microrganismos entre os mais de 300 analisados.

Para testar a capacidade desses probióticos, os cientistas injetaram uma dose única e cinco doses consecutivas dos coquetéis em ratos. Depois, a mesma mistura foi injetada em fezes humanas. O resultado? Alguns ratos tiveram o micro bioma intestinal modulado e apresentaram melhoras na produção de ácidos graxos de cadeia curta no intestino. A mesma coisa aconteceu nas fezes humanas.

Mas como o experimento foi feito primeiro com cobaias animais e fezes de seres humanos com doenças que afetam a saúde intestinal, os efeitos dos probióticos em indivíduos saudáveis merece mais avaliação e estudos.
https://www.fatosdesconhecidos.com.br/estudo-diz-que-coco-de-bebe-pode-trazer-beneficios-saude/

Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 07 de Novembro de 2018, 10:44:03
Citar
https://www.youtube.com/v/VC9qqK3JnbY

Cientistas suíços desenvolveram um implante elétrico que é colocado ao redor da medula espinhal para estimular impulsos do cérebro para as pernas. O resultado? Pacientes que achavam que nunca mais caminhariam contrariando as previsões que ouviram a vida toda.

Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Sergiomgbr em 09 de Janeiro de 2019, 16:15:56


Citar
A IBM confirmou o lançamento do seu primeiro computador quântico projetado para uso comercial, conforme havia anunciado no ano passado.

O sistema, batizado de IBM Q System One, não será vendido, mas alugado, com os futuros clientes fazendo seus cálculos quânticos pela internet.

O anúncio é um esforço de marketing em busca do estabelecimento de uma "supremacia comercial", mais do que uma supremacia técnica.

Afinal, com seus 20 qubits, o equipamento está longe de atingir a "supremacia quântica", o ponto a partir do qual os processadores quânticos deverão superar os processadores eletrônicos clássicos, o que se estima exigir pelo menos 50 qubits.

De fato, o primeiro teste comparativo de processadores quânticos mostrou resultados um tanto decepcionantes.
https://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=ibm-lanca-seu-primeiro-computador-quantico-comercial&id=010150190109#.XDY5ftJKi00
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Sergiomgbr em 22 de Janeiro de 2019, 12:21:11
bum bum paticundum burungundum Samba faz bem pro coração!


Citar
Samba para o coração

Um grupo de pesquisadores brasileiros desenvolveu uma substância que freia o avanço da insuficiência cardíaca e ainda melhora a capacidade do coração em bombear sangue.

Animais de laboratório com quadro de insuficiência cardíaca tratados por seis semanas com a substância, batizada de Samba (acrônimo em inglês para "Antagonista Seletivo da Associação de Mitofusina 1 e Beta2PKC"), apresentaram não só uma estabilização da doença - como ocorre com os medicamentos atuais - como ainda tiveram uma regressão do quadro. Os animais tiveram melhora na capacidade de contração do músculo cardíaco.

A insuficiência cardíaca pode ocorrer em consequência de um infarto do miocárdio, quando uma artéria coronária entupida impede a oferta de sangue para parte do coração, sobrecarregando o restante do tecido. Como resultado, o órgão reduz ao longo do tempo sua capacidade de bombear sangue para o corpo.

Os pesquisadores já fizeram o pedido de patente da substância e da sua aplicação nos Estados Unidos. Ela pode eventualmente complementar ou mesmo substituir os medicamentos atuais usados para a insuficiência cardíaca, a maioria deles criada nos anos 1980.

https://www.diariodasaude.com.br/news.php?article=samba-coracao-substancia-brasileira-trata-insuficiencia-cardiaca&id=13215
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Geotecton em 22 de Janeiro de 2019, 12:39:35
No medicamento, talvez...
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 22 de Janeiro de 2019, 21:35:26
Os benefícios são anulados pelo excesso de cerveja e de cachaça.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Sergiomgbr em 24 de Janeiro de 2019, 13:07:03



P Q P !!! Quem diria, gengivite pode ser causa de Alzheimer !

Citar
Qual é a causa do Alzheimer?

Podemos finalmente ter encontrado a causa da doença de Alzheimer: a Porphyromonas gingivalis, a principal bactéria causadora da doença gengival crônica, ou periodontite, aquela que geralmente faz sua gengiva sangrar quando você escova os dentes.

Pode não parecer uma boa notícia, já que essa doença da gengiva afeta cerca de um terço da população. Mas o que é realmente positivo é que uma droga que bloqueia as principais toxinas da P. gingivalis está entrando em teste clínico este ano, e uma pesquisa publicada hoje mostra que esse fármaco pode estabilizar e até reverter a doença de Alzheimer.

Pode ser possível até mesmo fabricar uma vacina contra a demência.

A doença de Alzheimer é um dos maiores mistérios da medicina, frequentemente envolvendo o acúmulo de proteínas chamadas beta-amiloides e tau no cérebro. A principal hipótese é que a doença surge de defeitos dessas duas proteínas, mas todos os candidatos a medicamentos seguindo essa linha falharam, e pesquisas recentes revelaram que as pessoas podem ter placas amiloides sem ter a demência. Mesmo a perda de neurônios no início do Alzheimer pode ser uma defesa do cérebro.

Além disso, contrariamente à chamada "hipótese amiloide", há evidências de que a função das proteínas amiloides pode ser uma defesa contra as bactérias, levando a uma série de estudos recentes que analisam bactérias associadas com a doença de Alzheimer, particularmente aquelas que causam doenças nas gengivas, já conhecidas como um importante fator de risco para a condição.

https://www.diariodasaude.com.br/
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Sergiomgbr em 30 de Janeiro de 2019, 21:26:34
Flavim,  dona Zika,   Chico Cunha e seo Plasmodio querem você na mesa do buteco, tomando aquela cerva...

Citar
Brasil é um dos países que mais bebem cerveja no mundo, com um consumo de cerca de 70 litros por ano por pessoa. O que é certo é que no verão se toma mais, porque para muita gente a estação mais quente do ano "pede" uma gelada. Mas é preciso ter cuidado. Alguns especialistas alertam que esta bebida, principalmente em excesso, pode aumentar a chance de infecção pelos vírus da dengue, zika, chikungunya e malária.

O professor titular do Departamento de Microbiologia, Imunologia e Parasitologia (MIP) do Centro de Ciências Biológicas (CCB) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Carlos Brisola Marcondes, cita dois estudos, um realizado no Japão e outro em Burquina Faso, que verificaram que a ingestão de cerveja atrai mais mosquitos para o bebedor.

https://www.bbc.com/portuguese/geral-47049253
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 31 de Janeiro de 2019, 18:41:53
Citar
Algumas pessoas alertaram que esta bebida, principalmente em excesso, pode aumentar a chance de infecção pelo vírus da dengue, zika, chikungunya e malária.

O que oferece risco mesmo é copo de boteco. :lol:
 
Eu compro a minha no mercado e lavo a lata antes de colocar para gelar, só bebo em casa.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Sergiomgbr em 31 de Janeiro de 2019, 18:57:31
Citar
Algumas pessoas alertaram que esta bebida, principalmente em excesso, pode aumentar a chance de infecção pelo vírus da dengue, zika, chikungunya e malária.

O que oferece risco mesmo é copo de boteco. :lol:
 
Eu compro a minha no mercado e lavo a lata antes de colocar para gelar, só bebo em casa.
Citar
Esses cairomônios e o álcool não são as únicas substâncias que aumentam o número de picadas. "Há várias que atraem mosquitos, sendo as mais conhecidas o gás carbônico e o ácido láctico (liberado no suor), e certamente há outras que ocorrem naturalmente no corpo que os repelem.", diz Marcondes.
Picadura de mosquito! Até os mosquitos sabem que * de bêbado não tem dono.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Cinzu em 07 de Maio de 2019, 17:58:06
Um estudo detalhado sobre como a força da gravidade varia em torno de Carajás, a principal província mineral do Brasil, no Pará, indica que a área com potencial para exploração de cobre é bem maior do que se imagina.

A constatação foi feita por uma equipe da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), que investigou a estrutura geológica da região em mais detalhe, mesclando dados da América do Sul colhidos por satélite a outros obtidos em sobrevoos de pequenas aeronaves.

http://revistapesquisa.fapesp.br/2019/04/15/cobre-ao-norte-de-carajas/

Um claro exemplo de balbúrdia na universidade.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Sergiomgbr em 07 de Maio de 2019, 18:15:18
Mais um argumento a favor das exatas.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Cinzu em 07 de Maio de 2019, 19:35:21
Cientistas brasileiros criam tecnologia inédita para conforto térmico e são premiados nos EUA

"Autossustentável e com nova tecnologia de conforto térmico, projeto de escola de Piraquara se pagaria em seis anos. Equipe da UFPR ficou em 2º lugar na categoria de escolas do prêmio norte-americano Solar Decathlon"

https://www.gazetadopovo.com.br/haus/inovacao/projeto-ufpr-escola-com-tecnologia-inedita-em-piraquara-finalista-em-premio-nos-eua/
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 14 de Maio de 2019, 05:05:24
https://aeromagazine.uol.com.br/artigo/snoopy-e-encontrado-na-orbita-da-lua_4294.html

Encontraram o módulo lunar da Apolo 10 ainda em órbita na Lua, ele não chegou a pousar e foi abandonado em órbita mas continua nela até hoje.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 14 de Maio de 2019, 11:22:55
Sem novidade.

https://heavens-above.com/SatInfo.aspx?satid=3949&

O problema é que "não" acham os ETs e suas bases na face oculta da Lua.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 14 de Maio de 2019, 11:52:45
Bom, tem a turma que diz se tratar de uma farsa mas a coisa está em órbita.

Imagino o que dirão agora para moldar a historia conforme a teoria.

"Colocaram em órbita depois só para parecer verdade".
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 14 de Maio de 2019, 17:13:53
Existe a teoria de "Lua plana", que ela é um disco em órbita sempre com a mesma face apontada para a Terra?


Pelo menos em piada parece que sim:

(https://i.ytimg.com/vi/qJ0EDfFBWFo/maxresdefault.jpg)
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 14 de Maio de 2019, 21:01:39
Não sei se existe a tal Lua Plana mas tem aquela de ser uma espaconave alienigena tal qual a Estrela da Morte.

http://ufosonline.blogspot.com/2018/01/revelado-lua-uma-gigantesca-nave.htm

Sério,  melhor não tentar ler o que está no link.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Cinzu em 27 de Maio de 2019, 08:01:49
Citar
Epidemia de ignorância: movimento contra vacinas gera preocupação mundial

Estaria o direito individual acima do coletivo?", pergunta Massimiliano Fedriga, político que virou chacota global. A internação dele em março, por cinco dias, para tratar uma catapora, foi notícia no mundo todo.

Governador de Fruili-Venezia Giulia, uma das regiões do norte da Itália, e membro da Liga, partido da extrema direita e hoje a maior força política do país, Fedriga é um dos expoentes do movimento que prega a liberdade da vacinação. Ele, contudo, acabou indo parar no hospital vítima da doença cuja melhor maneira de prevenção é exatamente a vacina.

“O mais espantoso, e que não saiu em nenhum jornal, é que recebi durante o período em que fiquei no hospital várias mensagens desejando a minha morte”, conta. “Minha questão é a liberdade de escolha — a vacina não pode ser imposta.”

Filiado a um partido acostumado a inflamar o debate em temas como a defesa da família tradicional e das políticas contra a imigração, o político de 38 anos, o mais jovem governador da Itália, disse ter se espantado com o ambiente “tóxico e extremista” sobre a questão, agora classificada por ele — já recuperado e de volta às funções políticas — como uma “guerra típica das torcidas organizadas”. Ele reclama ter sido vítima do que é o principal motor contra as vacinas: a desinformação.

A resistência à vacinação foi listada pela Organização Mundial da Saúde como uma das dez maiores ameaças à saúde global neste 2019. Segundo números preliminares do órgão, os surtos de sarampo, doença altamente contagiosa, aumentaram 300% no mundo nos primeiros três meses deste ano em comparação ao mesmo período de 2018. O crescimento foi maior na África (700%) e na Europa (300%).

Relatório do Unicef, órgão da ONU para a infância, cravou que 98% dos países reportaram aumento nos casos de sarampo, doença que ressurgiu em locais que até pouco tempo atrás estavam perto de erradicá-la. Os três piores do ranking (que compara 2017 com 2018), respectivamente, foram Ucrânia, Filipinas e Brasil. A organização alertou: “A verdadeira infecção é a desinformação”.

Como acontece com os terraplanistas, os descrentes do aquecimento global e os que acreditam que o nazismo era de esquerda, o principal canal difusor das (des)informações é a internet, especialmente redes sociais como o Facebook. Pressionada, a plataforma criada por Mark Zuckerberg desativou recentemente anúncios com conteúdos contra a imunização nos Estados Unidos, onde estima-se que esse tipo de publicidade atingia quase 1 milhão de pessoas.

Na Europa, o aumento dos casos de sarampo — o maior índice em 20 anos — foi relacionado à expansão da agenda populista de direita e anti-establishment, que tem a causa como bandeira política. O cerne da crítica é a imposição das vacinas, método que alguns políticos chamam de stalinista.

Mas, como em todo movimento, nele há subdivisões e divergências: uns pregam a liberdade vacinal e outros rejeitam todo e qualquer tipo de vacina. E não é uma pauta somente da direita populista em ascensão. Há entre os adeptos muitos naturalistas que sempre votaram na esquerda e que veem com desconfiança o sistema de vacinação “massificado”, como dizem. Eles também replicam falsificações sobre uma suposta conspiração global entre governos e a indústria farmacêutica.

Dos 83 mil casos de sarampo na Europa em 2018, 53 mil foram registrados na Ucrânia, mas os índices foram alarmantes também em países como Sérvia e Grécia. O número de descrentes aumentou ainda na França e Alemanha. Diante desse cenário, o Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças (ECDC) tem dispensado tempo e recursos para enfrentar a “hesitação vacinal”. O órgão lembra que a vacina é o principal meio de prevenção primária de doenças e uma das medidas de saúde pública com melhor relação custo-eficácia. A imunização ainda é a melhor defesa contra doenças contagiosas graves que podem ser fatais.

Fonte:https://revistagalileu.globo.com/Ciencia/Saude/noticia/2019/04/epidemia-de-ignorancia-movimento-contra-vacinas-gera-preocupacao-mundial.html

Por que pautas anticientíficas promovidas por políticas públicas geralmente são advindas de políticos de direita? Movimentos antivacinas, negação a mudanças climáticas, e aqui no Brasil tivemos até o caso da fosfoetalonamina - "pílula do câncer" - que foi legalizada pelo Bolsonaro, aliás, um dos pouquíssimos projetos em que conseguiu aprovar na câmara.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 09 de Junho de 2019, 16:55:03
Lá de onde eu venho isso aí em cima não é considerado "supimpa."

Por que pautas anticientíficas promovidas por políticas públicas geralmente são advindas de políticos de direita? Movimentos antivacinas, negação a mudanças climáticas, e aqui no Brasil tivemos até o caso da fosfoetalonamina - "pílula do câncer" - que foi legalizada pelo Bolsonaro, aliás, um dos pouquíssimos projetos em que conseguiu aprovar na câmara.

Desconfio que tenha como "motor principal" a utilidade comercial/lobbyística/astroturfer de alguns negacionismos úteis a algumas indústrias, mas acabe em algum grau se alastrando e encontrando sobreposição com negacionismos/"ceticismos" mais aleatórios, de pessoas que já tenham essa propensão geral. Isso e conservadorismo e sua união natural com fundamentalismo religioso, que também cultivará uma tendência a negacionismo científico seletivo.

Acho que é principalmente "sorte" que a "ideologia esquerdista geral" acaba tendo menor objeção a certas verdades científicas. Em boa parte do tempo poderá ser um "dogmatismo" que apenas calha de estar do lado certo. Se amanhã o Greenpeace publicar uma doideira de que em dez anos os níveis do mar cobrirão a todas cidades do mundo feito o filme "water world", vai ter muita gente acreditando e criticando como neoliberais financiados pelo petróleo os climatologistas sérios que questionarem isso, mesmo os principais nomes na "defesa" do aquecimento global. Não a maioria, a maioria talvez aceite prontamente uma refutação partindo do mainstream científico, mas uma parte deve ainda ver isso como complô capitalista.

O mais grave no lado mais esquerdista deve ser oposição à energia nuclear, mas não se limita a isso. Também serão mais radicalmente contra agroindústria, agrotóxicos (que não inofensivos mas também não inerentemente um "envenenamento" da população), alimentos geneticamente modificados, defenderão homeopatia cubana, e talvez outros tratamentos de saúde alternativos/pseudocientíficos como quando vindo de povos indígenas ou algo assim. Maconha também pode ser vista como quase que um maná dos deuses.

Talvez em ambos os lados também opere uma "epistemologia" que é basicamente a assunção de que se o outro lado diz que está certo, deve estar errado/o extremo oposto deve ser verdade.







Citar
How one utility powers its entire plant from wastewater

https://www.youtube.com/v/hbA0LEUSboA

Between flushing the toilet, bathing, and washing dishes, the average person in the United States generates almost 100 gallons of wastewater each day. But one utility in the suburbs of Chicago is using the waste it extracts from that sewage to generate the energy that powers its entire plant. NewsHour Weekend's Christopher Booker reports.

Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Adler em 13 de Junho de 2019, 15:02:23
Interessante;

Citar
A impressionante cabeça de lobo gigante de 30 mil anos encontrada com cérebro e presas intactos

(https://ichef.bbci.co.uk/news/660/cpsprodpb/2890/production/_107348301_af28f194-e240-44d5-9e79-9cbd2857cacf.jpg)

 Como um mensageiro da Era do Gelo, a cabeça de um lobo gigante encontrada na Sibéria tem sido estudada por cientistas da Rússia, Suécia e Japão como testemunho precioso do Pleistoceno.

Ela tem tem mais de 30 mil anos de idade, inclui presas e até mesmo um cérebro incrivelmente preservados. Trata-se da primeira cabeça intacta de um lobo adulto da Era do Gelo. Outro atributo importante é seu comprimento, de 40 cm - muito maior que a de um lobo atual, que mede entre 23 e 28 cm.

Os cientistas esperam que os restos ajudem a decifrar o que aconteceu com esse grande predador que vivia na Europa e na Ásia e com outras espécies, como o mamute-lanoso.

A cabeça foi apresentada ao público em uma exposição no Museu Nacional de Ciência e Inovação, em Tóquio.
Como foi a cabeça encontrada?

À medida que partes do permafrost (como é chamado a grande faixa de solo congelado de rocha e terra)da Sibéria derretem devido às mudanças climáticas, mais e mais vestígios extraordinários do passado estão sendo descobertos.

Uma das descobertas mais conhecidas é a de Yuka, um mamute-lanoso bebê perfeitamente preservado encontrado em 2011, e que viveu há 28 mil anos na região de Yakutia.

A cabeça do lobo foi encontrada no ano passado na mesma região, no rio Tirekhtyakh, por caçadores locais de presas de mamute.

(https://ichef.bbci.co.uk/news/624/cpsprodpb/135B4/production/_107348297_3f400fe5-ed4c-4396-b486-264121403e0f.jpg)

Depois que a China proibiu o comércio de estatuetas e outros produtos de marfim feitos com presas de elefantes, os caçadores de presas no permafrost siberiano viram a oportunidade de um negócio lucrativo.

Foi assim que encontraram a cabeça do lobo - entregue por eles a Albert Protopopov, chefe do departamento de estudos sobre mamutes da Academia de Ciências de Yakutia.
Como a idade dos restos mortais foi determinada?

Protopopov não sabia a idade da cabeça, e contatou especialistas na Suécia.

David Stanton, pesquisador em paleogenética evolutiva do Museu de História Natural da Ciência na Suécia, foi um dos cientistas que ajudou a definir a idade.

"Fizemos datação por radiocarbono de um pedaço de tecido com uma empresa norte-americana chamada Beta Analytic", explicou Stanton à BBC News Mundo.

"A idade que determinamos foi entre 32.560 anos e 31.480 anos (com precisão de 95%). Outra equipe independente chegou ao valor de 32.705 a 31.690 anos, então podemos dizer com confiança que o espécime tem 32.000 anos, com uma margem de erro não superior a 500 anos ".

DNA
Protopopov também colaborou com a escola de medicina da Universidade de Jikei, em Tóquio, onde uma tomografia computadorizada da cabeça foi realizada para revelar os detalhes dos tecidos.

Os cientistas agora estudarão o DNA do animal, para compará-lo com o dos atuais lobos.

O lobo encontrado na Sibéria tinha presas mais poderosas do que as espécies modernas e acredita-se que ele podia caçar animais grandes, como bisões e cavalos.

"O próximo passo é tentar extrair o DNA dos restos mortais do lobo. A dificuldade é que o DNA em tais espécimes antigos está frequentemente danificado", explica Stanton.

"Tentamos extrair DNA sem muito sucesso da pele, então agora vamos tentar extraí-lo dos dentes. Se conseguirmos DNA de boa qualidade, tentaremos sequenciar o genoma do lobo, e isso nos permitirá procurar responder a diferentes perguntas".

"Por exemplo, qual é a relação entre esses lobos extintos e os atuais? Eles têm genes em comum? Podemos encontrar no genoma as razões por que eles foram extintos?"

Stanton destaca que uma possibilidade é que os lobos tenham se extinguido por razões meteorológicas.

"Se for este o caso, uma melhor compreensão dessas extinções pode nos ajudar a prever e prevenir futuras extinções devido às mudanças climáticas."

Os pesquisadores esperam que os restos também ofereçam pistas sobre a fauna do Pleistoceno.

A cabeça também poderia ajudar a entender o passado evolutivo de espécies como os cães e os lobos atuais - acredita-se que estes tenham se separado a partir de um ancestral comum há pelo menos 27 mil anos.

"É muito raro encontrar espécimes com este nível de preservação, então esta cabeça é muito valiosa. Acreditamos que é um espécime de um 'lobo das estepes do Pleistoceno', uma linhagem de lobos que se tornou extinta provavelmente entre 20.000 e 30.000 anos."

"Espécimes extraordinários como este podem nos dar informações sobre por que essa linhagem foi extinta quando os lobos modernos sobreviveram."


https://www.bbc.com/portuguese/geral-48618500
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 13 de Junho de 2019, 16:30:11
Imagine só o furor que seria um humano dessa época, com esse grau de preservação. Ainda mais um neandertal ou algo próximo.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Arcanjo Lúcifer em 13 de Junho de 2019, 17:54:21
Imagine só o furor que seria um humano dessa época, com esse grau de preservação. Ainda mais um neandertal ou algo próximo.

Acho que é bem possível que apareça algum.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 25 de Junho de 2019, 08:02:07
É um tipo meio exótico de sadismo desejar que um neandertal tenha morrido congelado. Não deve ser impossível, mas ao mesmo tempo muito improvável, já que imagino as populações, sempre pequenas, devem ter sempre retraído para os climas menos frios, em vez de terem ficado permanentemente onde também há frio permanente, onde ainda haja gelo tão antigo. Aquela múmia congelada (Otzi) já era um humano moderno, sapiens mesmo, de só uns 5-6 mil anos atrás, incomparavelmente mais avançados tecnologicamente.










https://www.youtube.com/v/XHX9pmQ6m_s
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Sergiomgbr em 25 de Junho de 2019, 08:46:19
Um neandethal con seu cérebro maior do que o sapiens é terreno fértil para varias conjecturas sobre a natureza de sua cognição. A compreensão da natureza neanderthal poderia esclarecer bastante sobre questões como inteligência e  consciência humana.


A definição de humanidade, que é um conceito unicamente humano já que nenhuma outra espécie é considerada humana ainda que várias delas cada vez mais expressem comportamentos muito incisivamente humanos também seria um paradigma fantástico quebrado, com um compartilhamento da ideia de humanidade desde uma humanidade de um ser com um cérebro maior, o neanderthal. Ou então seriam os humanos a perceberem-se no equívoco de se crerem como tais uma vez convivendo com os neanderthais, talvez.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 25 de Junho de 2019, 09:11:14
Os sapiens mais antigos também tinham cérebros maiores que sapiens posteriores/atuais, então neandertais em si são até "desnecessários" para qualquer conjectura sobre implicações de cérebros maiores em humanos mais primitivos. Só acresce a complexidade de também terem um padrão de desenvolvimento/crescimento num ritmo diferente do nosso.

Muito dificilmente/essencialmente nunca teremos uma "compreensão da natureza neandertal" significativamente elevada para dar qualquer esclarecimento sobre os humanos ainda vivos. Estes são amostra muito mais acessível e relevante/direta de onde tirar algo esclarecedor.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Sergiomgbr em 25 de Junho de 2019, 09:49:05
Mas a questão é o que implicaria de uma natureza neanderthal com obviamente o plus de um cérebro maior. O fato de terem existido humanos sapiens com cérebro maior não diz nada a respeito da natureza humana mais do que já está dito, ou melhor, talvez diga que sapiens com cérebro maior podem ter ficado no meio do caminho por questoes adaptativas que não exatamente correspondem ao mesmo mecanismo que extinguiu os neander, só aumenta a complexidade da questão.

Se os humanos que tem alguns genes neander, uma miserinha de diversidade diga-se de passagem já expressam diferenças en algum grau dos humanos genéricos, imagina toda uma  expressão neanderthal completa. 

Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 25 de Junho de 2019, 10:20:23
Simplesmente não se sabe se era um "plus." Tem que ser "plus" com relação a algo, ao mesmo tempo em que não era tão diferente do volume dos sapiens da época (comparação mais significativa ou mesmo "palpável"/"trabalhável," por desenvolvimento tecnológico também mais similar), e até inferior a sapiens mais tardios, embora ainda superior aos atuais. Era também "plus" com relação aos ancestrais comuns de sapiens e neandertais, mas novamente fica mais ou menos na mesma situação com o "plus" sapiens, então ainda não vejo como extrair qualquer coisa muito significativa disso.

Os cientistas especulam baseados nas diferentes áreas do cérebro afetadas, que neandertais tivessem "priorizado" processamento visual e motor, e ficado para trás em pensamento mais avançado e social. Não sei o quanto disso conseguiriam "reproduzir" vendo análogos em primatas vivos, como bonobos e chimpanzés, ou mesmo algo mais distante.

As diferenças "totais" entre sapiens e neandertais devem ser algo menores do que aquelas entre bonobos e chimpanzés, que têm um parentesco um pouco mais distante entre si, e também têm alguma variação proveniente de herança ancestral de "chimpanzés neandertais" e hibridações ancestrais.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Sergiomgbr em 25 de Junho de 2019, 10:36:07
As diferenças quantitativas de modo algum podem ser relacionadas a diferenças qualitativas proporcionalmente, isso seria uma associação pueril.

Quanto à questão da tecnologia, trata-se de outra assunção espúria relacionar expressão de tecnologia à capacidades cognitivas. Tecnologias tem mais a haver com necessidades adaptativas do que com intelecto, por exemplo, tanto que índios não contactados tem alegadamente o mesmo aparato cognitivo de indivíduos das mais avancadas sociedades tecnológicas.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Pedro Reis em 25 de Junho de 2019, 12:16:19
As diferenças quantitativas de modo algum podem ser relacionadas a diferenças qualitativas proporcionalmente isso seria uma associação pueril.

Quanto à questão da tecnologia, trata-se de outra assunção espúria relacionar expressão de tecnologia à capacidades cognitivas. Tecnologias tem mais a haver com necessidades adaptativas do que com intelecto, por exemplo, tanto que índios não contactados tem alegadamente o mesmo aparato cognitivo de indivíduos das mais avancadas sociedades tecnológicas.

Ainda tem mais a ver com intelecto que com necessidade adaptativa.

Qual necessidade adaptativa responsável pela tecnologia do videocassete?

O que se pode dizer com certeza é que tecnologias complexas só podem ser criadas por cérebros complexos. Mas não há certeza que um cérebro complexo irá criar uma tecnologia complexa.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Sergiomgbr em 25 de Junho de 2019, 12:34:15


Qual necessidade adaptativa responsável pela tecnologia do videocassete?
O desenrolar intrínseco de processo anterior de adaptabilidade(uma necessidade peremptória de circo). O efeito de um estímulo de um efeito de um estimulo de um  efeito de um estímulo, etc. E assim sucessivamente.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Sergiomgbr em 25 de Junho de 2019, 12:37:41


O que se pode dizer com certeza é que tecnologias complexas só podem ser criadas por cérebros complexos.
Sim, por isso uma abelhinha faz uma colmeia e uma aranha faz teias incríveis...
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Pedro Reis em 25 de Junho de 2019, 13:27:20
É que esse desenrolar não é intrínseco. É mais complicado, na verdade, do que apenas necessidade de se adaptar ao ambiente. Assim funciona a adaptação por seleção natural, que é um processo cego. Mas a dinâmica de transformação do meio, e até da sua própria espécie, do ser humano é diferente e provavelmente qualquer outra espécie inteligente apresentaria um padrão semelhante.

Tanto não é intrínseco que em ambientes semelhantes, ou até no mesmo ambiente, nós encontramos povos em diferentes estágios de desenvolvimento. Na África subsaariana havia desde povos vivendo ainda no período neolítico até civilizações com tecnologia agrícola, escrita, que construíam cidades e  monumentos, forjavam metais.

Esse processo de desenvolvimento tecnológico é bastante complexo, atrelado a tantos fatores que contribuem dentro de um padrão caótico, que não pode ser previsível. A civilização chinesa, por exemplo, já esteve muitos séculos adiante de qualquer outra mas não passou pelo estágio do Mercantilismo que levou ao moderno capitalismo, sendo que este, por sua vez, se constituiu por natureza em  uma força propulsora de inventividade. Historicamente, se você analisar direitinho, vai constatar que estas discrepâncias ocorrem também devido a causas fortuitas. Muito mais que por necessidades adaptativas diretas.

Basicamente você está insistindo em uma teoria antiga, já desacreditada, de que, por exemplo,
culturas em lugares frios vão se desenvolver mais do que culturas de povos tropicais. Justamente
porque em ambientes frios as necessidades adaptativas requereriam soluções mais complexas. Bom, isso não se verifica na realidade: durante a maior parte da existência do Homo Sapiens os povos da Europa não foram os mais avançados tecnologicamente. Onde surgiu a agricultura, as primeiras cidades, a escrita, para ficar em alguns exemplos? Já existiam na África muito antes de serem conhecidas dos europeus. Note-se ainda que os esquimós viviam com mais simplicidade até que os índios que você usa como exemplo.

Basicamente porque a inventividade de uma mente com poderosas capacidades cognitivas não é determinada, predominantemente, por simples necessidade adaptativa. Isso tem mais a ver com adaptações evolutivas como as que produzem colmeias ou teias de aranha. Porque a "mente" da abelha é tão responsável pela invenção de uma colmeia quanto é pela invenção do ferrão. Não tem nada a ver com o cérebro da abelha, que ela nem possui.

O que eu disse é que para que CÉREBROS desenvolvam tecnologias complexas, precisam também ser complexos. Nem  daqui a 300 milhões de anos o cérebro de um chimpanzé vai inventar um arco e flecha, embora, no ambiente dele, esta pudesse ser uma ferramenta tão útil como foi para nossos antepassados humanos vivendo naquele mesmo ambiente.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Sergiomgbr em 25 de Junho de 2019, 13:52:00
Tudo é um questão de processos que ocorrem dentro de uma  demanda adaptativa.  Demandas adaptativas geram processos internos, intrínsecos a essas demandas adaptatvas. A invenção da roda, por exemplo, gera uma demanda adaptativa na qual há um processo de aperfeicoamento dela própria e de seus usos, e o mesmo acontece com outras descobertas, como as que levaram ao video cassete.

São as escolhas que são feitas em nome das soluções adaptativas as responsáveis por novas e ulteriores demandas e processos internos referentes a essas demandas.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Sergiomgbr em 25 de Junho de 2019, 13:58:44
E, bem, quanto a bichos se tornando criaturas tecnológicas, há trezentos talvez menos(bem menos até) milhoes de anos terá surgido qualquer coisa parecida con um Chimpanjosé ou   Chimpanzé que se tornou o homem humano. Sem falar que há vários bichos que aprendem a fazer uso de ferramentas, desde maniferos ate aves e outros animais marinhos. Enfim, francamente complexidade é juízo de valor.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 25 de Junho de 2019, 19:39:49
Seja evolução biológica ou cultural/tecnológica, as "demandas adaptativas" não produzem em si nem mutações nem idéias adaptativas.

O que ocorre é o sucesso diferencial de diferentes mutações ou diferentes novas idéias.

Com a evolução tecnológica uma aceleração disso ocorre em algum grau com o eventual desenvolvimento de "ideologias," meio de vida, e metodologias que permitam e fomentem criatividade, o que cria uma aproximação de uma evolução tecnológica instigada por "demanda adaptativa," ou necessidades/possibilidades percebidas pelos indivíduos, versus o padrão não-inventivo de perpetuação/imitação cultural-tecnológica.

Algo fracamente análogo ocorre em alguns organismos e mutações, quando certos organismos, sob estresse ambiental, terão taxas mais elevadas de mutação em alguns trechos do genoma. 


De certa forma, é mais correto pensar em "demanda" adaptativa apenas uma vez que uma adaptação já seja estabelecida, e seja um "requisito" no ambiente. É algo menos teleológico/antropomórfico do que o meio ambiente "demandar" uma invenção.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: JJ em 26 de Junho de 2019, 10:47:32
Cientistas identificam colisão de estrelas de nêutrons que pode ter criado o plutônio de nosso sistema solar

por
Ryan F. Mandelbaum

publicado em
5 de maio de 2019 @ 18:20

atualizado em
5 de maio de 2019 @ 17:26


Em 2017, observatórios em todo o mundo detectaram uma colisão de alta energia entre um par de objetos densos, cada um deles ligeiramente mais massivo que o Sol, mas com o tamanho de apenas uma cidade. Uma colisão semelhante, mais próxima da Terra, poderia ter sido responsável pela produção de alguns dos elementos mais pesados ​​em nosso próprio sistema solar — e os cientistas acham que sabem quando isso aconteceu.

• Detectores de onda gravitacional podem ter observado colisão entre estrela de nêutrons e buraco negro
• O Planeta Nove existe mesmo ou ele é apenas um grande anel de detritos nos confins do Sistema Solar?
Os cientistas agora acham que essas fusões binárias de estrelas de nêutrons são uma fonte importante de elementos mais pesados ​​que o ferro no universo. Esses elementos são raros, mas também são alguns dos mais importantes para nós, seres humanos. Usando medições do que resta desses elementos em meteoritos antigos, um par de pesquisadores trabalhou para voltar no tempo e localizar a fusão de estrelas de nêutrons que produziu algumas delas.


“Descobrimos essa fusão de estrelas binárias há dois anos e ela estava próxima da Via Láctea — muito mais próxima do que prevíamos”, disse ao Gizmodo Imre Bartos, principal autor do estudo e professor assistente da Universidade da Flórida. “Perguntamos se algo ainda mais próximo (…) poderia ter um impacto significativo no aspecto atual do sistema solar.”

Elementos mais pesados ​​que o ferro se formam em parte graças ao “processo r”, em que um evento de alta energia faz com que núcleos atômicos de sementes suguem rapidamente muitos nêutrons. Quando o evento desacelera, alguns desses nêutrons decaem radioativamente em prótons. Explosões estelares chamadas de supernovas e fusões de estrelas de nêutrons foram ambas consideradas fontes potenciais dos elementos do processo r.

Primeiro, os pesquisadores se propuseram a ver se fusões de estrelas de nêutrons ou supernovas produziam os elementos em que estavam interessados, principalmente cúrio e plutônio. Supernovas, eventos em que estrelas explodem, acontecem com relativa frequência, enquanto estrelas de nêutrons só se fundem talvez algumas vezes a cada milhão de anos em nossa galáxia, de acordo com o artigo publicado na Nature.


Isso significa que, se você olhar para trás no tempo, a abundância desses elementos deve aumentar se eles forem produzidos por estrelas de nêutrons, ou permanecer relativamente constante se forem produzidas por supernovas.

Plutônio e cúrio são radioativos e decaem em elementos mais estáveis. Quando os primeiros meteoritos se formaram, capturaram alguns desses elementos, que depois se decompuseram em elementos mais estáveis. As abundâncias relativas dos produtos de decaimento nestes meteoritos permitem aos cientistas recuar na linah do tempo e determinar a idade aproximada em que os elementos iniciais se formaram.

Quando Bartos e o professor Szalbocs Marka, da Universidade Columbia, realizaram cálculos sobre dados que já haviam sido coletados desses meteoritos, eles descobriram que a abundância desses elementos teve um aumento repentino cerca de 80 milhões de anos antes que o sistema solar se formasse, quando ele era apenas uma nuvem de gás e poeira.


A conclusão é que um único evento, provavelmente uma fusão de estrelas de nêutrons a mil anos-luz de distância, produziu a maior parte do cúrio e talvez um terço do plutônio do sistema solar. Isso equivale a apenas uma fração de um por cento da quantidade total de elementos do processo r no sistema solar, mas “houve muitas fusões de estrelas de nêutrons na história da Via Láctea”, disse Bartos.

É uma pesquisa bastante interessante. “[Esses elementos] são uma pequena fração de 1% do universo, mas são muito úteis para nós de muitas maneiras”, disse David Helfand, astrônomo e professor da Universidade Columbia, ao Gizmodo. “Só de saber de onde eles vieram nos ajuda a nos sentir mais à vontade no universo.”

É importante notar que esses resultados são baseados na modelagem de medidas indiretas, e nosso conhecimento sobre as colisões de estrelas de nêutrons e o processo r vem de apenas uma observação experimental.

Embora improvável, talvez outro tipo de evento de alta energia ainda mais caótico tenha produzido esses elementos. Bartos disse ao Gizmodo que o próximo passo é medir mais elementos com abundância desconhecida, criar melhores simulações e, é claro, observar mais colisões de estrelas de nêutrons.

Felizmente, os observatórios de ondas gravitacionais LIGO e Virgo foram atualizados e já começaram a detectar sinais de colisão de buracos negros e talvez até de algumas estrelas de nêutrons.

Bartos estava animado sobre como esses resultados combinam tantos campos diferentes, da geociência à astrofísica e à química. “Ao conectar esse campo neste trabalho específico, esperamos começar um esforço maior para usar essas informações em uníssono.”


https://gizmodo.uol.com.br/cientistas-colisao-estrelas-neutros-plutonio-sistema-solar/

Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 07 de Julho de 2019, 08:41:11
https://www.youtube.com/v/thQ7QjqNPlY

Conforme esse tipo de tecnologia se tornar mais acessível, as pessoas poderão fazer filmes com um elenco de só uma ou duas pessoas, transformando-as em outras. Teoricamente poderiam ser os super-astros do cinema que quisessem, ainda que eles certamente fossem objetar legalmente a isso. Já existe um curta que fez isso:

https://www.youtube.com/v/omMDtuSUJT4

Também já existe software que cria faces humanas realiísticas novas a partir de ser alimentado com fotos de um monte de gente.

Assombroso.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Sergiomgbr em 07 de Julho de 2019, 09:25:10
O próximo passo vai ser a propria pessoa,se tornar quem ela quiser a partir de um modelo criado por computação, e talvez não só por questões estéticas vide o bigbroderismo das cameras que identificam rostos com precisão cada vez mais apurada, nestes tempos de cerceio aos anonimatos.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 07 de Julho de 2019, 10:05:19
A tecnologia do shapeshifting só é possível em seres mutantes com DNA reptiliano, apesar de alguns relatos de mudanças fake simuladas com sobreposição de ectoplasma conforme inúmeras fotos já postadas aqui no fórum híbridas de reptelianos têm sido flagradas publicamente em mudanças espontâneas.


Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Buckaroo Banzai em 14 de Agosto de 2019, 08:22:15
Citar
https://www.publico.pt/2019/08/13/ciencia/noticia/cientistas-estao-passo-perto-curar-ebola-1883325

Ensaios clínicos promissores abrem caminho a cura para o Ébola
Pacientes tratados com dois fármacos apresentam taxas de sobrevivência de até 90%.

[...] Mike Ryan, director do programa de emergência da OMS, referiu que os novos avanços são uma boa notícia, mas não são suficientes para acabar com a epidemia. “As notícias de hoje são fantásticas e dão-nos uma nova ferramenta na luta contra o Ébola, mas não vão parar o vírus”, afirmou. [...]



Mais um ponto a favor do homem na guerra contra a ira divina.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Gigaview em 14 de Agosto de 2019, 13:16:49
Citar
https://www.publico.pt/2019/08/13/ciencia/noticia/cientistas-estao-passo-perto-curar-ebola-1883325

Ensaios clínicos promissores abrem caminho a cura para o Ébola
Pacientes tratados com dois fármacos apresentam taxas de sobrevivência de até 90%.

[...] Mike Ryan, director do programa de emergência da OMS, referiu que os novos avanços são uma boa notícia, mas não são suficientes para acabar com a epidemia. “As notícias de hoje são fantásticas e dão-nos uma nova ferramenta na luta contra o Ébola, mas não vão parar o vírus”, afirmou. [...]



Mais um ponto a favor do homem na guerra contra a ira divina.

Deus poderia arremessar um meteoro de dimensões colossais contra a Terra e acabar de vez com a festa mas prefere ficar inventando brinquedinhos sacanas só para atazanar as nossas vidas. Deus é um doente solitário com infinita monotonia.
Título: Re:Notícias científicas supimpas que não merecem um tópico próprio
Enviado por: Fabrício em 15 de Agosto de 2019, 08:34:15
Citar
https://www.publico.pt/2019/08/13/ciencia/noticia/cientistas-estao-passo-perto-curar-ebola-1883325

Ensaios clínicos promissores abrem caminho a cura para o Ébola
Pacientes tratados com dois fármacos apresentam taxas de sobrevivência de até 90%.

[...] Mike Ryan, director do programa de emergência da OMS, referiu que os novos avanços são uma boa notícia, mas não são suficientes para acabar com a epidemia. “As notícias de hoje são fantásticas e dão-nos uma nova ferramenta na luta contra o Ébola, mas não vão parar o vírus”, afirmou. [...]



Mais um ponto a favor do homem na guerra contra a ira divina.

Deus poderia arremessar um meteoro de dimensões colossais contra a Terra e acabar de vez com a festa mas prefere ficar inventando brinquedinhos sacanas só para atazanar as nossas vidas. Deus é um doente solitário com infinita monotonia.

A onipotência é um saco.