Forum Clube Cetico

Discussões => Religiões, Crenças e Mitos => Tópico iniciado por: E o sentido? em 06 de Fevereiro de 2016, 15:33:22

Título: Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: E o sentido? em 06 de Fevereiro de 2016, 15:33:22
E aí, pessoal!

Bem, serei direto!

Os crentes (aqueles que acreditam no juízo final, salvação etc.) vivem falando que viverão para sempre e afins.

Entretanto, qual sentido seria de viver eternamente?
Digo, não trabalhariam? Não seriam deprimidos? Não poderiam cometer suicídio? Parariam de orar/rezar/etc? (Já que estão "salvos") Não se procriarão mais? (Se sim, e a superlotação?) Falando nisso, existem de 110 ~ 170 Bilhões de pessoas mortas, até hoje (estimativas), onde é que (seja lá quantas fossem salvas) ficariam? Não teriam fome? ...

Se fosse para viver eternamente, alguém gostaria de viver?

Obs.: Nem sei se postei na categoria correta, mas enfim.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Wallchs em 06 de Fevereiro de 2016, 15:44:49
Eu vejo isto como uma forma psicológica de se livrar desse mundo, é o que traz tranquilidade aos egos deles, dá sentido a suas vidas, ou de uma forma mais dura uma muleta para aqueles que tem medo de enxergar como realmente é a natureza, tanto é que a própria idéia deles se contradizem em vários  pontos.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: El Elyon em 06 de Fevereiro de 2016, 16:01:27
Citar
Entretanto, qual sentido seria de viver eternamente?

Para a maior parte das concepções cristãs, todo ser humano viverá eternamente.

Citar
Não poderiam cometer suicídio?

Pela concepção Cristã, não faria sentido esse ato - a alma é imortal e eterna ("à imagem e semelhança de Deus").

Citar
Falando nisso, existem de 110 ~ 170 Bilhões de pessoas mortas, até hoje (estimativas), onde é que (seja lá quantas fossem salvas) ficariam?

Na Abóbada dos Justos/Paraíso ou no Sheol/Hades/Mansão dos Mortos, de acordo com sua atitude em vida. Contudo a estadia nesses locais é temporária até o acontecimento do Julgamento Final, quanto todos serão ressuscitados e julgados pelo Filho do Homem/Deus e aqueles reconhecidos como justos herdarão (corporalmente) o Novo Éden/Reino dos Céus.

Citar
Se fosse para viver eternamente, alguém gostaria de viver?

Para boa parte dos Cristãos, não é uma escolha - a imortalidade da alma é um atributo básico humano, aquilo que permite o arbítrio durante suas vidas.

Citar
Eu vejo isto como uma forma psicológica de se livrar desse mundo, é o que traz tranquilidade aos egos deles, dá sentido a suas vidas, ou de uma forma mais dura uma muleta para aqueles que tem medo de enxergar como realmente é a natureza, tanto é que a própria idéia deles se contradizem em vários  pontos.

Se existe uma área na qual Ateus beiram um misto de ingenuidade assustadora e condescendência, é ao lidar com os aspectos cognitivos de sistemas religiosos.  :)
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: André Luiz em 06 de Fevereiro de 2016, 22:44:50
Seria o tédio eterno.

É algo inconcebível, mente nenhuma suportaria isso

Nem mesmo um deus
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Fernando Silva em 07 de Fevereiro de 2016, 10:32:42
O conceito de "eternidade" é inconcebível.
Não faz sentido discutir o que sentiríamos ao viver uma situação inconcebível.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Pagão em 07 de Fevereiro de 2016, 18:17:07
Não será um dos tais "mistérios"?  8-)
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Fernando Silva em 08 de Fevereiro de 2016, 09:18:23
Não será um dos tais "mistérios"?  8-)
O conceito de "mistério" só se aplica a coisas que a gente sabe que existem, mas não consegue explicar.
Acontece que "vida eterna", até prova em contrário, não passa de uma crença religiosa.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: E o sentido? em 09 de Fevereiro de 2016, 14:18:38
Eu vejo isto como uma forma psicológica de se livrar desse mundo, é o que traz tranquilidade aos egos deles, dá sentido a suas vidas, ou de uma forma mais dura uma muleta para aqueles que tem medo de enxergar como realmente é a natureza, tanto é que a própria idéia deles se contradizem em vários  pontos.

É, de fato, muitos precisam ter essa ideia de que no final a espera "em vida" teve razão. Precisam ter um conforto, mesmo que saibam que não faz sentido.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: E o sentido? em 09 de Fevereiro de 2016, 14:27:33
Citar
Entretanto, qual sentido seria de viver eternamente?

Para a maior parte das concepções cristãs, todo ser humano viverá eternamente.

Citar
Não poderiam cometer suicídio?

Pela concepção Cristã, não faria sentido esse ato - a alma é imortal e eterna ("à imagem e semelhança de Deus").

Citar
Falando nisso, existem de 110 ~ 170 Bilhões de pessoas mortas, até hoje (estimativas), onde é que (seja lá quantas fossem salvas) ficariam?

Na Abóbada dos Justos/Paraíso ou no Sheol/Hades/Mansão dos Mortos, de acordo com sua atitude em vida. Contudo a estadia nesses locais é temporária até o acontecimento do Julgamento Final, quanto todos serão ressuscitados e julgados pelo Filho do Homem/Deus e aqueles reconhecidos como justos herdarão (corporalmente) o Novo Éden/Reino dos Céus.

Citar
Se fosse para viver eternamente, alguém gostaria de viver?

Para boa parte dos Cristãos, não é uma escolha - a imortalidade da alma é um atributo básico humano, aquilo que permite o arbítrio durante suas vidas.

Citar
Eu vejo isto como uma forma psicológica de se livrar desse mundo, é o que traz tranquilidade aos egos deles, dá sentido a suas vidas, ou de uma forma mais dura uma muleta para aqueles que tem medo de enxergar como realmente é a natureza, tanto é que a própria idéia deles se contradizem em vários  pontos.

Se existe uma área na qual Ateus beiram um misto de ingenuidade assustadora e condescendência, é ao lidar com os aspectos cognitivos de sistemas religiosos.  :)

Sinceramente, não sei como é que os religiosos conseguem sustentar ideias desse tipo (ainda mais atualmente), aparentemente eles realmente parecem ter que acreditar por ser (lê-se acreditar em ser) a única verdade.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: E o sentido? em 09 de Fevereiro de 2016, 14:30:54
Seria o tédio eterno.

É algo inconcebível, mente nenhuma suportaria isso

Nem mesmo um deus

 :apoiado:
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: E o sentido? em 09 de Fevereiro de 2016, 14:38:15
O conceito de "eternidade" é inconcebível.
Não faz sentido discutir o que sentiríamos ao viver uma situação inconcebível.

 :sotto:
Acredito ser viável analisar/questionar tal ideia dos religiosos, em vista que estes devem ter alguma razão/motivo para realmente acreditar piamente em "vida eterna".
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: E o sentido? em 09 de Fevereiro de 2016, 14:42:11
Não será um dos tais "mistérios"?  8-)

Depende, para nós pode ser "um dos mistérios", para eles não, por este, acredito que cada um (deles) tenha em sua mente o que/como seria, seja lá pelo que esteja "escrito" ou pelas suas expectativas.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: E o sentido? em 09 de Fevereiro de 2016, 14:44:10
Não será um dos tais "mistérios"?  8-)
O conceito de "mistério" só se aplica a coisas que a gente sabe que existem, mas não consegue explicar.
Acontece que "vida eterna", até prova em contrário, não passa de uma crença religiosa.

 :apoiado:
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: El Elyon em 10 de Fevereiro de 2016, 02:31:08
Citar
Sinceramente, não sei como é que os religiosos conseguem sustentar ideias desse tipo (ainda mais atualmente), aparentemente eles realmente parecem ter que acreditar por ser (lê-se acreditar em ser) a única verdade.

Reiterando o que coloque antes: Se existe uma área na qual Ateus beiram um misto de ingenuidade assustadora e condescendência, é ao lidar com os aspectos cognitivos de sistemas religiosos.

Religiosos em sentido amplo dificilmente se preocupam com detalhes teológicos, isso é algo que incomoda apenas Teólogos (Profissionais da Fé, Religiosos de Elite) e certos Ateus, ambos grupos preocupados em sistematizar sistemas de crenças. Os detalhes teológicos que talvez sejam de amplo conhecimento são aqueles que são vistos como "declaração de pertencimento a esse grupo" e aqueles "que distinguem Meu Grupo do Outro Grupo", ambos tipicamente reduzidos a declarações formulaicas (slogans).

Citar
O conceito de "mistério" só se aplica a coisas que a gente sabe que existem, mas não consegue explicar.

Não necessariamente - pode-se assumir que algo exista mas não pode ser detectado/só é revelado e compreendido por poucos e não se consegue explicar.

Citar
Acontece que "vida eterna", até prova em contrário, não passa de uma crença religiosa.

Sim, é. Dado que religiosos tipicamente aceitam crenças religiosas (sim, estou sendo tautológico), qual a surpresa?  :)
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: _Juca_ em 10 de Fevereiro de 2016, 08:30:28
O conceito de "eternidade" é inconcebível.
Não faz sentido discutir o que sentiríamos ao viver uma situação inconcebível.

 :sotto:
Acredito ser viável analisar/questionar tal ideia dos religiosos, em vista que estes devem ter alguma razão/motivo para realmente acreditar piamente em "vida eterna".


O motivo é simples, dominação pela salvação. Qual o maior medo instintivo de um ser vivo? Morrer. Pra nós o fim, a não existência, essa sim eterna. Prometem que te salvarão do fim, em troca você segue um código pré-estabelecido de dogmas. É a base de toda religião.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: André Luiz em 10 de Fevereiro de 2016, 09:03:51
Acho que nas religiões orientais e afins você pode ter novas experiencias a cada nova vida, mesmo que este ciclo dure eternamente, é mais legal pelo menos
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Fernando Silva em 10 de Fevereiro de 2016, 09:56:30
Citação de: Fernando Silva
O conceito de "mistério" só se aplica a coisas que a gente sabe que existem, mas não consegue explicar.
Não necessariamente - pode-se assumir que algo exista mas não pode ser detectado/só é revelado e compreendido por poucos e não se consegue explicar.
Muito nebuloso. O cara assume que algo existe, mesmo que não possa ser detectado, e, quando lhe pedem para explicar, diz que é "mistério" ?

Muito conveniente, também:

"- Como surgiu o universo?
- Deus criou.
- Mas de onde veio esse deus?
- Ah, isso é mistério..."
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: El Elyon em 10 de Fevereiro de 2016, 15:46:33
Citar
Acho que nas religiões orientais e afins você pode ter novas experiencias a cada nova vida, mesmo que este ciclo dure eternamente, é mais legal pelo menos

A perspectiva mais comum em religiões de matriz indiana/samsáricas é que o ciclo de renascimento/reencarnações é algo horrendo na qual se deve escapar/transcender/superar.

Citar
Muito nebuloso. O cara assume que algo existe, mesmo que não possa ser detectado, e, quando lhe pedem para explicar, diz que é "mistério" ?

Sim.

Citar
Muito conveniente, também:

Não nego.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: EuSouOqueSou em 10 de Fevereiro de 2016, 18:02:31
O conceito de "eternidade" é inconcebível.
Não faz sentido discutir o que sentiríamos ao viver uma situação inconcebível.

 :sotto:
Acredito ser viável analisar/questionar tal ideia dos religiosos, em vista que estes devem ter alguma razão/motivo para realmente acreditar piamente em "vida eterna".


O motivo é simples, dominação pela salvação. Qual o maior medo instintivo de um ser vivo? Morrer. Pra nós o fim, a não existência, essa sim eterna. Prometem que te salvarão do fim, em troca você segue um código pré-estabelecido de dogmas. É a base de toda religião.

Exato, a morte é a base de qualquer crença religiosa.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 11 de Fevereiro de 2016, 08:20:47
Eu vejo isto como uma forma psicológica de se livrar desse mundo, é o que traz tranquilidade aos egos deles, dá sentido a suas vidas, ou de uma forma mais dura uma muleta para aqueles que tem medo de enxergar como realmente é a natureza, tanto é que a própria idéia deles se contradizem em vários  pontos.
a ciência limita-se ao nascimento e morte , não tem nada a dizer sobre o antes nem  depois!
diante de  possibilidades é bom ser otimista
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 11 de Fevereiro de 2016, 08:30:00
Citar
Entretanto, qual sentido seria de viver eternamente?

Se existe uma área na qual Ateus beiram um misto de ingenuidade assustadora e condescendência, é ao lidar com os aspectos cognitivos de sistemas religiosos.  :)
religião é algo irracional ?

Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Geotecton em 11 de Fevereiro de 2016, 08:32:05
Eu vejo isto como uma forma psicológica de se livrar desse mundo, é o que traz tranquilidade aos egos deles, dá sentido a suas vidas, ou de uma forma mais dura uma muleta para aqueles que tem medo de enxergar como realmente é a natureza, tanto é que a própria idéia deles se contradizem em vários  pontos.
a ciência limita-se ao nascimento e morte , não tem nada a dizer sobre o antes nem  depois!

Concordo.

Quem trata sobre o "depois" é a mitologia, incluindo a travestida de religião.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 11 de Fevereiro de 2016, 08:36:49
Seria o tédio eterno.

É algo inconcebível, mente nenhuma suportaria isso

Nem mesmo um deus

não se considerarmos dentro da eternidade as naturais transformações, sem falar dos resets.
talvez para uma mente onde inexiste o conceito tempo/espaço a eternidade de fato não faça sentido.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 11 de Fevereiro de 2016, 08:38:31
Eu vejo isto como uma forma psicológica de se livrar desse mundo, é o que traz tranquilidade aos egos deles, dá sentido a suas vidas, ou de uma forma mais dura uma muleta para aqueles que tem medo de enxergar como realmente é a natureza, tanto é que a própria idéia deles se contradizem em vários  pontos.
a ciência limita-se ao nascimento e morte , não tem nada a dizer sobre o antes nem  depois!

Concordo.

Quem trata sobre o "depois" é a mitologia, incluindo a travestida de religião.

a ciência nasce também da intuição e especulação, logo a falta de fé limita a ciência
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 11 de Fevereiro de 2016, 08:54:11
Eu vejo isto como uma forma psicológica de se livrar desse mundo, é o que traz tranquilidade aos egos deles, dá sentido a suas vidas, ou de uma forma mais dura uma muleta para aqueles que tem medo de enxergar como realmente é a natureza, tanto é que a própria idéia deles se contradizem em vários  pontos.

É, de fato, muitos precisam ter essa ideia de que no final a espera "em vida" teve razão. Precisam ter um conforto, mesmo que saibam que não faz sentido.
viver aguardando por um breve final, tambem não faz nenhum sentido.
para ateus é o  que tem para hoje.
acreditar na possibilidade da continuação da vida não tão irracional assim, diria que o grau de dificuldade para haver vida seria o mesmo para continuar existindo.
alem do mais desfeita a sua personalidade o que impenderia o  acaso naturalmente  reconstruí-la ?
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Lorentz em 11 de Fevereiro de 2016, 08:59:28
Eu vejo isto como uma forma psicológica de se livrar desse mundo, é o que traz tranquilidade aos egos deles, dá sentido a suas vidas, ou de uma forma mais dura uma muleta para aqueles que tem medo de enxergar como realmente é a natureza, tanto é que a própria idéia deles se contradizem em vários  pontos.
a ciência limita-se ao nascimento e morte , não tem nada a dizer sobre o antes nem  depois!

Concordo.

Quem trata sobre o "depois" é a mitologia, incluindo a travestida de religião.

a ciência nasce também da intuição e especulação, logo a falta de fé limita a ciência

A Ciência trabalha com o que existe, com o que pode ser sondado. Se existisse algo depois da morte, isso certamente poderia ser estudado, e não foi por falta de tentativa. Já tiveram estudos à respeito.

Sabe aquela história onde pessoas que experimentam situações de quase morte e dizem ter levitado e visto seus corpos do alto? Então, alguns pesquisadores colocaram placas com palavras no alto de salas de hospitais (em lugares onde isso ocorria com frequência), e depois da experiência quase morte os pesquisadores perguntavam se quando a pessoa estava fora do corpo olhando para baixo ela viu a placa e se ela lembra o que estava escrito. Nunca acertaram.

Como pode ver, experimentos diversos podem ser feitos, mesmo que não se entenda o fenômeno, é possível confirmar sua existência. Mas todos esses experimentos falharam. Falharam. Falharam.... buuuuuu
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 11 de Fevereiro de 2016, 09:08:27
O conceito de "eternidade" é inconcebível.
Não faz sentido discutir o que sentiríamos ao viver uma situação inconcebível.

 :sotto:
Acredito ser viável analisar/questionar tal ideia dos religiosos, em vista que estes devem ter alguma razão/motivo para realmente acreditar piamente em "vida eterna".


O motivo é simples, dominação pela salvação. Qual o maior medo instintivo de um ser vivo? Morrer. Pra nós o fim, a não existência, essa sim eterna. Prometem que te salvarão do fim, em troca você segue um código pré-estabelecido de dogmas. É a base de toda religião.

instinto de sobrevivência aliado ao desejo de continuar existindo mas, a bem pouco tempo atras não estávamos vivos , porem como não  lembramos como é estar nesta condição de "não vivo" não sabemos dizer se isto é bom ou ruim , como nos é  impossível determinar  o exato inicio da nossa consciência de vida, fica  nos a impressão de que ela sempre existiu em outras formas.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 11 de Fevereiro de 2016, 09:19:09
Eu vejo isto como uma forma psicológica de se livrar desse mundo, é o que traz tranquilidade aos egos deles, dá sentido a suas vidas, ou de uma forma mais dura uma muleta para aqueles que tem medo de enxergar como realmente é a natureza, tanto é que a própria idéia deles se contradizem em vários  pontos.
a ciência limita-se ao nascimento e morte , não tem nada a dizer sobre o antes nem  depois!

Concordo.

Quem trata sobre o "depois" é a mitologia, incluindo a travestida de religião.

a ciência nasce também da intuição e especulação, logo a falta de fé limita a ciência

A Ciência trabalha com o que existe, com o que pode ser sondado. Se existisse algo depois da morte, isso certamente poderia ser estudado, e não foi por falta de tentativa. Já tiveram estudos à respeito.

Sabe aquela história onde pessoas que experimentam situações de quase morte e dizem ter levitado e visto seus corpos do alto? Então, alguns pesquisadores colocaram placas com palavras no alto de salas de hospitais (em lugares onde isso ocorria com frequência), e depois da experiência quase morte os pesquisadores perguntavam se quando a pessoa estava fora do corpo olhando para baixo ela viu a placa e se ela lembra o que estava escrito. Nunca acertaram.

Como pode ver, experimentos diversos podem ser feitos, mesmo que não se entenda o fenômeno, é possível confirmar sua existência. Mas todos esses experimentos falharam. Falharam. Falharam.... buuuuuu


de fato antes de qualquer descoberta passar a ser cientifica, ocorrerão muitas falhas no processo, melhor sucesso tem que perseverá na sua fé! :hihi:
quanto experiência quase morte, crentes e descrentes tentam puxar a sardinha para o seu lado
ja teve alguns descrente afirmando que ao tocar determinadas regiões do cerebro elas tinham a impressão de estarem flutuando fora do corpo,mas e dai o movimento dos membros podem da mesma forma ser voluntários ou involuntários (reflexos).
apesar de muitos relatos pessoais ou até mesmo em grupo muito tem se falado na observação de ovnis e ETs mas até agora não se teve nenhuma comprovação e apresentação cientifica, então devemos parar de pesquisar?  :alien:
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Lorentz em 11 de Fevereiro de 2016, 09:21:18
Nunca param de pesquisar, mas os crentes se negam a aceitar os resultados.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 11 de Fevereiro de 2016, 09:23:12
Citação de: Fernando Silva
O conceito de "mistério" só se aplica a coisas que a gente sabe que existem, mas não consegue explicar.
Não necessariamente - pode-se assumir que algo exista mas não pode ser detectado/só é revelado e compreendido por poucos e não se consegue explicar.
Muito nebuloso. O cara assume que algo existe, mesmo que não possa ser detectado, e, quando lhe pedem para explicar, diz que é "mistério" ?

Muito conveniente, também:

"- Como surgiu o universo?
- Deus criou.
- Mas de onde veio esse deus?
- Ah, isso é mistério..."

bom então podemos afirmar que todo o universo é um mistério e que todas teorias não passam de especulações crentes ou de descrentes.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 11 de Fevereiro de 2016, 09:31:34
E aí, pessoal!

Bem, serei direto!

Os crentes (aqueles que acreditam no juízo final, salvação etc.) vivem falando que viverão para sempre e afins.

Entretanto, qual sentido seria de viver eternamente?
Digo, não trabalhariam? Não seriam deprimidos? Não poderiam cometer suicídio? Parariam de orar/rezar/etc? (Já que estão "salvos") Não se procriarão mais? (Se sim, e a superlotação?) Falando nisso, existem de 110 ~ 170 Bilhões de pessoas mortas, até hoje (estimativas), onde é que (seja lá quantas fossem salvas) ficariam? Não teriam fome? ...

Se fosse para viver eternamente, alguém gostaria de viver?

Obs.: Nem sei se postei na categoria correta, mas enfim.

a eternidade quanto a finidade não é uma opção
alguns ateus podem ver na morte uma porta de fuga para uma vida que não lhes agrada, não obstante crentes também buscam nela  seus paraísos, para mim a continuação da vida segue respeitando leis universais imutáveis muito bem definida por Lavoisier "na natureza nada se perde ,nada se cria , tudo se transforma"
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 11 de Fevereiro de 2016, 09:41:25
Nunca param de pesquisar, mas os crentes se negam a aceitar os resultados.

existem coisas conscientizadas que são tão  improváveis como sentimentos subjetivos, sobre eles não ha nenhuma ciência objetiva.
digamos que só  um homem pode presenciar uma unica vez  fenômeno de luzes e sons, sem esta ciência humana tal fenômeno torna se tão "inexistente" quanto Deus ?
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Brienne of Tarth em 11 de Fevereiro de 2016, 10:54:45
instinto de sobrevivência aliado ao desejo de continuar existindo mas, a bem pouco tempo atras atrás não estávamos vivos , porem como não  lembramos como é estar nesta condição de "não vivo" não sabemos dizer se isto é bom ou ruim , como nos é  impossível determinar  o exato inicio da nossa consciência de vida, fica  nos a impressão de que ela sempre existiu em outras formas.

Pelo que depreendi dessa frase, você então concorda que "vida após a morte" ou "vida antes do nascimento" são fantasias oriundas da necessidade humana de recusar sua mortalidade?

de fato antes de qualquer descoberta passar a ser cientifica científica, ocorrerão muitas falhas no processo, melhor sucesso tem que perseverá perserverar na sua fé! :hihi:

A proporcionalidade entre as risadas num texto e sua superficialidade são patentes, já foi dito à você como funciona o método científico, mas você finge ignorá-lo, atendo-se apenas nos aspectos que julga semelhantes à religião, para depreciá-lo, acho isso divertido, até, mas lembre-se sempre:

Método religioso: "aqui está a minha teoria, procurarei fatos que a corroborem".

Método científico: "aqui está um fato, procurarei teorias que o expliquem".

quanto experiência quase morte, crentes e descrentes tentam puxar a sardinha para o seu lado

O funcionamento do cérebro é uma área de pesquisa fascinante, e não é exclusividade de religiosos.


ja teve alguns descrente afirmando que ao tocar determinadas regiões do cerebro elas tinham a impressão de estarem flutuando fora do corpo,mas e dai o movimento dos membros podem da mesma forma ser voluntários ou involuntários (reflexos).

Tem algum link dessas afirmações?

apesar de muitos relatos pessoais ou até mesmo em grupo muito tem se falado na observação de ovnis e ETs mas até agora não se teve nenhuma comprovação e apresentação cientifica, então devemos parar de pesquisar?  :alien:

Comprovação de vida em outros planetas não é o objetivo da pesquisa do espaço, embora possa acontecer, então não misture Ufologia com Astronomia, por favor.

bom então podemos afirmar que todo o universo é um mistério e que todas teorias não passam de especulações crentes ou de descrentes.

Teoria possui acepção diferenciada quanto tratamos de ciência (porquê crentes não cismam com a Teoria da Gravidade?), então não, não podemos afirmar que todo o universo é um mistério, mas admite-se que grande parte dele é.  Gravidade: teoria ou lei?

 (http://www.universoracionalista.org/gravidade-lei-ou-teoria/[/url)
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Brienne of Tarth em 11 de Fevereiro de 2016, 11:06:32
a eternidade quanto a finidade não é uma opção
"Tanto a eternidade quanto a finitude não são opções". Melhorou? Se foi isso que você quis afirmar, prove.

alguns ateus podem ver na morte uma porta de fuga para uma vida que não lhes agrada, não obstante crentes também buscam nela  seus paraísos

Não entendi. Você quer dizer que ateus e crentes se matam por motivos análogos? :o


para mim a continuação da vida segue respeitando leis universais imutáveis muito bem definida por Lavoisier "na natureza nada se perde ,nada se cria , tudo se transforma"

Correto. Somos feitos de elementos químicos, os quais devolveremos à terra um dia, transformados. :ok:

existem coisas conscientizadas que são tão  improváveis como sentimentos subjetivos, sobre eles não ha nenhuma ciência objetiva.

Sentimentos, como os chamamos, são provocados por estímulos (visuais, táteis, etc.) que desencadeiam reações químicas no organismo, mas do quê você está falando mesmo?

digamos que só  um homem pode presenciar uma unica vez  fenômeno de luzes e sons, sem esta ciência humana tal fenômeno torna se tão "inexistente" quanto Deus ?
A princípio deveria ser verificado se esse homem usou drogas alucinógenas, se bateu com a cabeça, se mudou sua medicação, pois esse "fenômeno" não é tão "inexistente" quanto você pensa, poder-se-ia pensar até mesmo em esquizofrenia, mas não sou especialista...
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: _Juca_ em 11 de Fevereiro de 2016, 11:14:07
O conceito de "eternidade" é inconcebível.
Não faz sentido discutir o que sentiríamos ao viver uma situação inconcebível.

 :sotto:
Acredito ser viável analisar/questionar tal ideia dos religiosos, em vista que estes devem ter alguma razão/motivo para realmente acreditar piamente em "vida eterna".


O motivo é simples, dominação pela salvação. Qual o maior medo instintivo de um ser vivo? Morrer. Pra nós o fim, a não existência, essa sim eterna. Prometem que te salvarão do fim, em troca você segue um código pré-estabelecido de dogmas. É a base de toda religião.

instinto de sobrevivência aliado ao desejo de continuar existindo mas, a bem pouco tempo atras não estávamos vivos , porem como não  lembramos como é estar nesta condição de "não vivo" não sabemos dizer se isto é bom ou ruim , como nos é  impossível determinar  o exato inicio da nossa consciência de vida, fica  nos a impressão de que ela sempre existiu em outras formas.

Você precisa de uma boa dose de misticismo para ter essa impressão.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 11 de Fevereiro de 2016, 13:22:03

Pelo que depreendi dessa frase, você então concorda que "vida após a morte" ou "vida antes do nascimento" são fantasias oriundas da necessidade humana de recusar sua mortalidade?
Vida antes do nascimento ja existe no útero o mistério é quando passamos a ter consciência de que estamos vivos.
recusar a morte seria algo irracional ja que é inevitável, o que a maioria sente é vontade continuar vivendo.
não podemos afirmar que a crença de haver vida antes do nascimento e após a morte sejam apenas fantasias, pois isso seria tambem mais uma crença.


Citar
Método religioso: "aqui está a minha teoria, procurarei fatos que a corroborem".
Método científico: "aqui está um fato, procurarei teorias que o expliquem".
procurando repostas tai um ponto comum entre religião e ciência.
a ciência procura respostas para o óbvio  da existência de leis mecânica observável e manipuláveis, são como jogadores de xadrez que se acham gênios sim, porem não mais do que o criador deste jogo.
ja a ciência para leis espirituais e morais não podem ser exatas pois estão mais para humanas, tai uma variável incontrolável e imprevisível.

ja teve alguns descrente afirmando que ao tocar determinadas regiões do cerebro elas tinham a impressão de estarem flutuando fora do corpo,mas e dai o movimento dos membros podem da mesma forma ser voluntários ou involuntários (reflexos).

Citar
Tem algum link dessas afirmações?
http://ciencia.folhadaregiao.com.br/2011/06/experiencias-fora-do-corpo.html


Citar
Comprovação de vida em outros planetas não é o objetivo da pesquisa do espaço, embora possa acontecer, então não misture Ufologia com Astronomia, por favor.
(http://4.bp.blogspot.com/-zu5wCiKOybU/UWaNmE-ynqI/AAAAAAAAySM/5YJPFRGEB8Y/s400/Yevpatoria_Radio_Telescope_Ucrania.jpg)
5 - Yevpatoria Radio Telescope - Ucrânia

 
Diâmetro= 70 metros
O telescópio Yevpatoria RT-70 de rádio é um telescópio de rádio e radar planetário do Centro de comunicações espaciais Yevpatoria, em Criméia, Ucrânia. Ele tem uma vantagem em comparação com outros grandes radiotelescópios por que o complexo inclui transmissores potentes que permitem experiências espaciais ativas com feixes eletromagnéticos, sendo um dos dois únicos no mundo capazes de transmitir mensagens de civilizações extraterrestres.
http://gigantesdomundo.blogspot.com.br/2013/04/as-10-maiores-antenas-parabolicas-do.html
bom então podemos afirmar que todo o universo é um mistério e que todas teorias não passam de especulações crentes ou de descrentes.

Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 11 de Fevereiro de 2016, 13:51:36
eternidade quanto a finidade não é uma opção
Citar
"Tanto a eternidade quanto a finitude não são opções". Melhorou? Se foi isso que você quis afirmar, prove.
ainda prefiro  meu trocadilho
Lavosier ja provou eu acho! se voces afirmam que a consciência nasceu de uma combinação aleatória de matéria, sendo essa eterna nada impede dela poder reconstruir a vida tambem aleatoriamente.
Citar
Não entendi. Você quer dizer que ateus e crentes se matam por motivos análogos? :o
ateus veem na morte  possibilidade da não existência como solução para suas dificuldades mundanas

da mesma forma que alguns crentes também veem na morte uma solução fácil para seus problemas terrenos, ja eu penso que se houver continuação creio que  em maior ou menor grau continuará havendo insatisfações.


Citar
Correto. Somos feitos de elementos químicos, os quais devolveremos à terra um dia, transformados. :ok:
e oque impede do acaso reunir novamente tais elementos para reconstruir a vida ?

existem coisas conscientizadas que são tão  improváveis como sentimentos subjetivos, sobre eles não ha nenhuma ciência objetiva.

Citar
Sentimentos, como os chamamos, são provocados por estímulos (visuais, táteis, etc.) que desencadeiam reações químicas no organismo, mas do quê você está falando mesmo?

não ha provas de que sentimentos subjetivos existam, no entanto os que o sentem afirmam que eles existem por que não pode se assim com Deus?

digamos que só  um homem pode presenciar uma unica vez  fenômeno de luzes e sons, sem esta ciência humana tal fenômeno torna se tão "inexistente" quanto Deus ?
A princípio deveria ser verificado se esse homem usou drogas alucinógenas, se bateu com a cabeça, se mudou sua medicação, pois esse "fenômeno" não é tão "inexistente" quanto você pensa, poder-se-ia pensar até mesmo em esquizofrenia, mas não sou especialista...

entendi aquilo que voce nunca viu não existe?
fenômenos que não se repetem não existem?
a natureza é totalmente mecânica nela não ha inteligência nem vontade própria ?
o homem manipulando a natureza pode reproduzir um raio em laboratório, uma inteligencia ainda maior não poderia usar da mesma natureza para produzir os raios ditos naturais?

Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: El Elyon em 12 de Fevereiro de 2016, 02:23:44
Citar
religião é algo irracional ?

Eu insisto em fazer uma separação relativamente estrita entre Religião e Crença, sendo a Religião todas as manifestações comportamentais e materiais do fenômeno religioso, enquanto a Crença é todo o discurso que é utilizado ao redor de fenômenos religiosos. Dessa forma, não, Religião é algo consideravelmente racional quando analisada tanto em perspectiva institucional quanto econômica, vide obras como Marketplace of the Gods do Larry Witham ou Big Gods do Ara Norenzayan e mesmo Theological Incorrectness do Jason Slone.

A questão é que infelizmente perde-se uma quantidade ímpar de tempo em análise de discurso em fenômenos religiosos ao invés de se focar em como religiosos agem, sob quais incentivos e que aspectos cognitivos-comportamentais são manifestos e como eles ocorrem.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 12 de Fevereiro de 2016, 10:05:54
infelizmente ha uma grande desvirtuação no sentido religioso que deveria ser  do religare homem a Deus,mas sempre foi usada como politica de manipulações.
então refaço a pergunta a crença é algo irracional?
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: _Juca_ em 12 de Fevereiro de 2016, 10:47:30
infelizmente ha uma grande desvirtuação no sentido religioso que deveria ser  do religare homem a Deus,mas sempre foi usada como politica de manipulações.
então refaço a pergunta a crença é algo irracional?

A crença em fatos místicos é.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 12 de Fevereiro de 2016, 12:43:45
justifique!
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: El Elyon em 12 de Fevereiro de 2016, 17:15:57
Citar
nfelizmente ha uma grande desvirtuação no sentido religioso que deveria ser  do religare homem a Deus,mas sempre foi usada como politica de manipulações.

Essa afirmação não é muito coerente - assume que exista algum propósito último para sistemas religiosos, quando na verdade seus propósitos são diversos e variados de acordo com as condições materiais, ethos e momento histórico. Não apenas isso, como ignora que qualquer crença que atinja números suficientemente alto de adeptos tenderá a se institucionalizar.

Citar
então refaço a pergunta a crença é algo irracional?

A pergunta mais importante - Quem se importa? A racionalidade ou não de um sistema de crenças não parece ser um fator importante para sua origem, expressão, disseminação e o entusiasmo gerado por seus fieis (salvo algumas características básicas, como a ideia de divindades como "Quase Humanas, Mas com algo Anti-Intuitivo" ou "Policiais Morais"). Na verdade, um sistema de crenças bastante lógico e coerente, como o Deísmo e Panteísmo tende a gerar o tipo de divindade que praticamente ninguém acredita  e venera (Inefável, Incogniscível, Ultimamente Transcendente ou Imanente) e por isso tendem a ser irrelevantes fora a da esfera da História de Ideias (Religiosas).
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: _Juca_ em 12 de Fevereiro de 2016, 17:27:46
justifique!

Acreditar em cobras falantes, mula sem cabeça, anjos, demonios, vida consciente sem um cérebro físico, deuses super fodões, duendes, etc, etc, etc, nada disso é baseado na razão.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Agnoscetico em 14 de Fevereiro de 2016, 23:05:51

Citar
Eu vejo isto como uma forma psicológica de se livrar desse mundo, é o que traz tranquilidade aos egos deles, dá sentido a suas vidas, ou de uma forma mais dura uma muleta para aqueles que tem medo de enxergar como realmente é a natureza, tanto é que a própria idéia deles se contradizem em vários  pontos.

Se existe uma área na qual Ateus beiram um misto de ingenuidade assustadora e condescendência, é ao lidar com os aspectos cognitivos de sistemas religiosos.  :)

Cuidado para nao beirar em falacia de generalização de ateus. Nem todos os ateus  tem essa "ingenuidade" que voce imagina. Há ateus que entendem mais de religiao que muitos religiosos que dize ler biblia todos dias ou se acham teologos autodidatas.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Lakatos em 14 de Fevereiro de 2016, 23:19:20
Sabe aquela história onde pessoas que experimentam situações de quase morte e dizem ter levitado e visto seus corpos do alto? Então, alguns pesquisadores colocaram placas com palavras no alto de salas de hospitais (em lugares onde isso ocorria com frequência), e depois da experiência quase morte os pesquisadores perguntavam se quando a pessoa estava fora do corpo olhando para baixo ela viu a placa e se ela lembra o que estava escrito. Nunca acertaram.

Você tem a referência desse estudo? Gostaria de ler...
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Agnoscetico em 14 de Fevereiro de 2016, 23:36:36
Citação de: Criaturo
ateus veem na morte  possibilidade da não existência como solução para suas dificuldades mundanas


 :histeria: Criaturo nao toma jeito. Quem te disse q pros ateus a possibilidade da nao existencia é problema ou solução de algo? Isso ta mais pra caso de suicidas (sejam religiosos ou nao). Muitos ateus lutam pra viver mais. Nao generalize.

Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Agnoscetico em 14 de Fevereiro de 2016, 23:40:23
Esse video pode ajudar explicar alguns dos malentendidos que se tem sobre ateus e a descrença:

https://www.youtube.com/v/lZgBjALEhRw


Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 15 de Fevereiro de 2016, 09:50:34
Citar
nfelizmente ha uma grande desvirtuação no sentido religioso que deveria ser  do religare homem a Deus,mas sempre foi usada como politica de manipulações.

Essa afirmação não é muito coerente - assume que exista algum propósito último para sistemas religiosos, quando na verdade seus propósitos são diversos e variados de acordo com as condições materiais, ethos e momento histórico. Não apenas isso, como ignora que qualquer crença que atinja números suficientemente alto de adeptos tenderá a se institucionalizar.

A coerência consiste no fato de haver um proposito inicial religare desvirtuado para o lado politico e a sociedade religiosa tambem é natural.

então refaço a pergunta a crença é algo irracional?
Citar
A pergunta mais importante - Quem se importa? A racionalidade ou não de um sistema de crenças não parece ser um fator importante para sua origem, expressão, disseminação e o entusiasmo gerado por seus fieis (salvo algumas características básicas, como a ideia de divindades como "Quase Humanas, Mas com algo Anti-Intuitivo" ou "Policiais Morais"). Na verdade, um sistema de crenças bastante lógico e coerente, como o Deísmo e Panteísmo tende a gerar o tipo de divindade que praticamente ninguém acredita  e venera (Inefável, Incogniscível, Ultimamente Transcendente ou Imanente) e por isso tendem a ser irrelevantes fora a da esfera da História de Ideias (Religiosas).

de fato o mais importante para para haver uma religião são evidências anedóticas , para quem as tem   
sua crença se torna racional, para as que não possuem tambem se tornam  importantes como meio de justificarem suas descrenças.
quantidade não significa qualidade tai a disseminação do  islã
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 15 de Fevereiro de 2016, 12:34:14
justifique!

Acreditar em cobras falantes, mula sem cabeça, anjos, demonios, vida consciente sem um cérebro físico, deuses super fodões, duendes, etc, etc, etc, nada disso é baseado na razão.
acreditar na possibilidade de haver cobras falante é tão racional quanto acreditar na possibilidade de haver pássaros falantes , auto-falantes só  mesmo vendo e ouvindo  pra crê.
interessante  pensar que um cerebro é formado a partir do invisível não fica difícil crê que la possa haver outros tipos.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: _Juca_ em 15 de Fevereiro de 2016, 14:54:32
justifique!

Acreditar em cobras falantes, mula sem cabeça, anjos, demonios, vida consciente sem um cérebro físico, deuses super fodões, duendes, etc, etc, etc, nada disso é baseado na razão.
acreditar na possibilidade de haver cobras falante é tão racional quanto acreditar na possibilidade de haver pássaros falantes , auto-falantes só  mesmo vendo e ouvindo  pra crê.
interessante  pensar que um cerebro é formado a partir do invisível não fica difícil crê que la possa haver outros tipos.

Você viu,  ouviu ou tem qualquer evidência de que uma cobra falante existe, existiu ou existirá em algum dia num paraíso aqui na Terra criado por um ser mitológico? A pergunta é retórica, não precisa responder. Para acreditar nesse tipo de coisa, você tem que deixar a razão de lado e crer que algo ilógico existe e acontece. É só superstição e misticismo.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: El Elyon em 15 de Fevereiro de 2016, 17:07:30
Citar
Cuidado para nao beirar em falacia de generalização de ateus. Nem todos os ateus  tem essa "ingenuidade" que voce imagina. Há ateus que entendem mais de religiao que muitos religiosos que dize ler biblia todos dias ou se acham teologos autodidatas.

Obrigado por me informar que a "a água é molhada", não sei o que faria sem ser lembrado disso. :) Ainda mais porque eu sei que Ateus, em geral, tendem a ter um conhecimento relativamente amplo sobre sistemas religiosos em si (inferior ao de Judeus, Episcopais e creio que Universalistas, sem olhar as referências) - mas a ingenuidade vem em assumir que declarações teológicas por si só são muito relevantes para sistemas religiosos. :)

Citar
A coerência consiste no fato de haver um proposito inicial religare desvirtuado para o lado politico e a sociedade religiosa tambem é natural.

Você afirma que há um propósito inicial em sistema religiosos, então por favor me informe como ele pode ser encontrado no Cristianismo Católico Romano, no Budismo Teravada, no Neopaganismo Helênico, no Positivismo Religioso e nas Religiões Yorubá encontradas no continente africano (preferencialmente sem sincretismo com crenças abraâmicas), para citar 5 sistemas religiosos relativamente representativos.

Citar
então refaço a pergunta a crença é algo irracional?

Retorno com: Quem se importa?

Citar
de fato o mais importante para para haver uma religião são evidências anedóticas , para quem as tem sua crença se torna racional, para as que não possuem tambem se tornam  importantes como meio de justificarem suas descrenças.

Quem diria que eu concordaria com algo que você escreveu - a disseminação boca-a-boca de interpretações religiosas de eventos é importante para a manutenção de um sistema religioso e para reforçar os laços entre seus fieis, assim como sua rejeição/dúvida é característica de grupos marginais/marginalizados de outras crenças (ou descrença).

Citar
quantidade não significa qualidade tai a disseminação do  islã

Quantidade é um tipo de Qualidade quando se fala do impacto de sistemas religiosos.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Geotecton em 15 de Fevereiro de 2016, 17:29:51
Caro forista El Elyon

Sempre leio com muita atenção as suas postagens porque considero-as de elevada qualidade e muito úteis para um leigo como eu.

Mas permita-me dar-lhe uma sugestão: Quando elaborar as respostas para um forista, faça a citação correta para que apareçam o nome dele e a identificação da postagem.

Vide este caso:

Citar
Cuidado para nao beirar em falacia de generalização de ateus. Nem todos os ateus  tem essa "ingenuidade" que voce imagina. Há ateus que entendem mais de religiao que muitos religiosos que dize ler biblia todos dias ou se acham teologos autodidatas.
Obrigado por me informar que a "a água é molhada", não sei o que faria sem ser lembrado disso. :) Ainda mais porque eu sei que Ateus, em geral, tendem a ter um conhecimento relativamente amplo sobre sistemas religiosos em si (inferior ao de Judeus, Episcopais e creio que Universalistas, sem olhar as referências) - mas a ingenuidade vem em assumir que declarações teológicas por si só são muito relevantes para sistemas religiosos. :)
[...]

Não sei a quem você está respondendo e nem a posição da mensagem dele.

Agradeço.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: El Elyon em 15 de Fevereiro de 2016, 19:35:30
Que exótico, Geotecton. Eu assumia que o fórum identificava automaticamente o trecho citado em "quotes" - terei isso em mente nos próximos tópicos.

Citar
Não sei a quem você está respondendo e nem a posição da mensagem dele.

Contudo - Ctrl + F (PC) ou Busca (Acho que todos navegadores Mobile tem, eu só posso confirmar quanto ao Opera). :wink:
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 16 de Fevereiro de 2016, 08:39:42

Você afirma que há um propósito inicial em sistema religiosos, então por favor me informe como ele pode ser encontrado no Cristianismo Católico Romano, no Budismo Teravada, no Neopaganismo Helênico, no Positivismo Religioso e nas Religiões Yorubá encontradas no continente africano (preferencialmente sem sincretismo com crenças abraâmicas), para citar 5 sistemas religiosos relativamente representativos.


desde o principio o homem procura racionalizar fatos naturais observados, concluindo que existe algo inteligente  alem da matéria sentindo  necessidade de se ligar a ele, disso resultou a religião com este objetivo original  do religare "reunir o homem a Deus" tai o nirvana dos budistas e a volta ao paraíso perdido dos católicos

então refaço a pergunta a crença é algo irracional?

Citar
Retorno com: Quem se importa?
Eu me importo ! se bem vejamos:
uma pedra não possui fé! animais menos racionais também, não!
Conclusão: "quanto maior a racionalidade maior é a  fé "   :biglol:


de fato o mais importante para para haver uma religião são evidências anedóticas , para quem as tem sua crença se torna racional, para as que não possuem tambem se tornam  importantes como meio de justificarem suas descrenças.
Citar
Quem diria que eu concordaria com algo que você escreveu - a disseminação boca-a-boca de interpretações religiosas de eventos é importante para a manutenção de um sistema religioso e para reforçar os laços entre seus fieis, assim como sua rejeição/dúvida é característica de grupos marginais/marginalizados de outras crenças (ou descrença).

ok mas, não me referia aos supostos milagres tradicionais voltados ao recrutamento de prosélitos do tipo aparição de santas, estatuas soltando lagrimas.
E sim das evidências anedóticas pessoais, do tipo Deus ouviu minhas preces, conversei com um morto em sonho, vi um fantasma, previ o futuro.




quantidade não significa qualidade tai a disseminação do  islã
Citar
Quantidade é um tipo de Qualidade quando se fala do impacto de sistemas religiosos.

como ja disse a religião acabou tendo seu objetivo inicial do Resligare desvirtuado passando a ser politico como forma de domínio.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: homemcinza em 16 de Fevereiro de 2016, 12:40:24
Citar
então refaço a pergunta a crença é algo irracional?

A crença pode até ser racional como você propõe, mas isso não torna seu objeto real.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Pregador em 16 de Fevereiro de 2016, 14:35:41
Pode se interpretar que o paraíso é estar ao lado do pai, na mesma interpretação da santíssima trindade, de modo que a eternidade poderia ser concebida como uma transformação, de fazer parte e ser também a essência de Deus e não como uma vida eterna sob uma concepção individual.

Quem não crê em nada metafísico também não tem como conceber a ideia de eternidade e nem em como explicar que tudo que existe teve um começo e se teve, na origem, as coisas surgiram do nada, o que é inconcebível, como também o é supor que tudo o que existe, sempre existiu.

A existência em si é que é um mistério, igual ao tal mistério da fé e outros do cristianismo.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Brienne of Tarth em 16 de Fevereiro de 2016, 15:17:52
Pelo que depreendi dessa frase, você então concorda que "vida após a morte" ou "vida antes do nascimento" são fantasias oriundas da necessidade humana de recusar sua mortalidade?
Vida antes do nascimento ja existe no útero
Você entendeu o que eu quis dizer, não tergiverse, pois se a abordagem fosse essa, vida após a morte é o que acontece quando apodrecemos.
o mistério é quando passamos a ter consciência de que estamos vivos.
Desenvolva? O que você chama de consciência de que estamos vivos?
recusar a morte seria algo irracional ja que é inevitável, o que a maioria sente é vontade continuar vivendo.
Ambas as situações são normais em seres humanos, tanto recusar-se a morrer quanto querer permanecer vivo, Captain Obvious manda lembranças, sor.
não podemos afirmar que a crença de haver vida antes do nascimento e após a morte sejam apenas fantasias, pois isso seria tambem mais uma crença.
Não misture as coisas, o fato de não podermos afirmar algo não implica em sua inexistência, porém as tentativas de demonstrar de forma cabal que a afirmação "vida após a morte" não se refere à Tanatologia, falharam.
Citar
Método religioso: "aqui está a minha teoria, procurarei fatos que a corroborem".
Método científico: "aqui está um fato, procurarei teorias que o expliquem".
procurando repostas tai um ponto comum entre religião e ciência.
Não sei de qual religião você está falando, pois as principais decretam que apenas elas têm as respostas para todas as perguntas, mesmo ela sendo 42 que tal não exista.
a ciência procura respostas para o óbvio da existência de leis mecânica observável e manipuláveis, são como jogadores de xadrez que se acham gênios sim, porem não mais do que o criador deste jogo.
Agora o relógio virou jogo de xadrez. Não importa a analogia, o argumento é o mesmo do DI, e implicar com os limites da ciência filho, é manha, pois são exatamente os limites que a impulsionam. Agora que muita coisa foi descoberta é fácil chamar de "óbvio", mas há cem anos atrás você morreria de um corte no dedo, amiguinho.
ja a ciência para leis espirituais e morais não podem ser exatas pois estão mais para humanas
Não me diga!
... impressão de estarem flutuando fora do corpo,mas e dai o movimento dos membros podem da mesma forma ser voluntários ou involuntários (reflexos).
T
em algum link dessas afirmações?
http://ciencia.folhadaregiao.com.br/2011/06/experiencias-fora-do-corpo.html
Desculpe-me, não me fiz entender corretamente. Uma publicação indexada, com peer review, por obséquio.
Comprovação de vida em outros planetas não é o objetivo da pesquisa do espaço, embora possa acontecer, então não misture Ufologia com Astronomia, por favor.
5 - Yevpatoria Radio Telescope - Ucrânia
Diâmetro= 70 metros
O telescópio Yevpatoria RT-70 de rádio é um telescópio de rádio e radar planetário do Centro de comunicações espaciais Yevpatoria, em Criméia, Ucrânia. ...sendo um dos dois únicos no mundo capazes de transmitir mensagens de civilizações extraterrestres.
Interessante que dos 10 telescópios citados você selecionou apenas o que interessava, descartando os demais, mas ainda assim, veja que a principal função dele não é essa.
bom então podemos afirmar que todo o universo é um mistério e que todas teorias não passam de especulações crentes ou de descrentes.
Não podemos afirmar isso. O quê você chama de mistério? Todas as teorias? De qual teorias você está falando?
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 16 de Fevereiro de 2016, 15:44:03
Citar
então refaço a pergunta a crença é algo irracional?

A crença pode até ser racional como você propõe, mas isso não torna seu objeto real.
apenas possibilidades
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 16 de Fevereiro de 2016, 15:51:20
Pode se interpretar que o paraíso é estar ao lado do pai, na mesma interpretação da santíssima trindade, de modo que a eternidade poderia ser concebida como uma transformação, de fazer parte e ser também a essência de Deus e não como uma vida eterna sob uma concepção individual.

Quem não crê em nada metafísico também não tem como conceber a ideia de eternidade e nem em como explicar que tudo que existe teve um começo e se teve, na origem, as coisas surgiram do nada, o que é inconcebível, como também o é supor que tudo o que existe, sempre existiu.

A existência em si é que é um mistério, igual ao tal mistério da fé e outros do cristianismo.
de fato uma vida eterna sem transformação seria o divino tédio,mas tai natureza divina desmentindo essa crença.
concordo que não se pode criar algo do nada, apenas transformar o ja existente,mas o que impede deste ser eterno ?
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Pregador em 16 de Fevereiro de 2016, 16:44:00
Pode se interpretar que o paraíso é estar ao lado do pai, na mesma interpretação da santíssima trindade, de modo que a eternidade poderia ser concebida como uma transformação, de fazer parte e ser também a essência de Deus e não como uma vida eterna sob uma concepção individual.

Quem não crê em nada metafísico também não tem como conceber a ideia de eternidade e nem em como explicar que tudo que existe teve um começo e se teve, na origem, as coisas surgiram do nada, o que é inconcebível, como também o é supor que tudo o que existe, sempre existiu.

A existência em si é que é um mistério, igual ao tal mistério da fé e outros do cristianismo.
de fato uma vida eterna sem transformação seria o divino tédio,mas tai natureza divina desmentindo essa crença.
concordo que não se pode criar algo do nada, apenas transformar o ja existente,mas o que impede deste ser eterno ?

E eu que sei? Como algo pode ter sempre existido, sem ter um início? Isso não desafia a lógica também? Se você acha que algo que sempre existiu é uma concepção plausível, Deus também é.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Gigaview em 16 de Fevereiro de 2016, 21:32:56
Sabe aquela história onde pessoas que experimentam situações de quase morte e dizem ter levitado e visto seus corpos do alto? Então, alguns pesquisadores colocaram placas com palavras no alto de salas de hospitais (em lugares onde isso ocorria com frequência), e depois da experiência quase morte os pesquisadores perguntavam se quando a pessoa estava fora do corpo olhando para baixo ela viu a placa e se ela lembra o que estava escrito. Nunca acertaram.

Você tem a referência desse estudo? Gostaria de ler...

Dá uma lida:

http://www.susanblackmore.co.uk/Articles/si91nde.html
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 17 de Fevereiro de 2016, 08:33:18
Pode se interpretar que o paraíso é estar ao lado do pai, na mesma interpretação da santíssima trindade, de modo que a eternidade poderia ser concebida como uma transformação, de fazer parte e ser também a essência de Deus e não como uma vida eterna sob uma concepção individual.

Quem não crê em nada metafísico também não tem como conceber a ideia de eternidade e nem em como explicar que tudo que existe teve um começo e se teve, na origem, as coisas surgiram do nada, o que é inconcebível, como também o é supor que tudo o que existe, sempre existiu.

A existência em si é que é um mistério, igual ao tal mistério da fé e outros do cristianismo.
de fato uma vida eterna sem transformação seria o divino tédio,mas tai natureza divina desmentindo essa crença.
concordo que não se pode criar algo do nada, apenas transformar o ja existente,mas o que impede deste ser eterno ?

E eu que sei? Como algo pode ter sempre existido, sem ter um início? Isso não desafia a lógica também? Se você acha que algo que sempre existiu é uma concepção plausível, Deus também é.
naturalmente sendo efêmeros fica difícil conceber eternidade,mas e Lavosier esta errado: "na natureza divina nada se cria , nada se perde e tudo se transforma" ?
que tal procurarmos pelo inicio e o fim do espaço existe limite nele ?ou seria como a linha de um circulo, onde qualquer ponto é o inicio e fim ao mesmo tempo.
falamos sobre existência inicio e fim,mas como é possível haver algo fora da existência? um antes dela? estamos falando da existência do nada?
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Pagão em 17 de Fevereiro de 2016, 09:28:44
... Se você acha que algo que sempre existiu é uma concepção plausível, Deus também é.

Só se Deus = Natureza (Panteísmo)... Porque quando se diz que sempre existiu algo está-se a falar a algo físico à semelhança do universo (ou multiverso), algo natural, algo no domínio da matéria/energia... Não de algo supostamente sobrenatural como Javé... Porque há evidência da natureza, mas não do sobrenatural... Logo, a primeira é uma conceção bem mais  plausível do que a segunda... parece-me.

Julgo que também se aplicaria aqui a chamada Lei da Parcimónia ou Navalha de Occam, porquanto existindo algo natural seria mais simples admitir que o que existe deriva de que a natureza existiu sempre, sem haver necessidade se recorrer a uma terceira entidade supostamente  eterna e sobrenatural para justificar a existência da natureza... Parece-me lógico...

... como é possível haver algo fora da existência?

Haver algo já é existir... parece-me.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 17 de Fevereiro de 2016, 11:24:18

o mistério é quando passamos a ter consciência de que estamos vivos.
Desenvolva? O que você chama de consciência de que estamos vivos?

Consciência é uma evolução do raciocínio mecânico, ela conta com a faculdade da interpretação e principalmente com o poder criativo da imaginação exclusivo da alma, portanto uma pessoa em que alma  tenha se desligado da matéria a vida mecânica do cérebro se mantem através de aparelhos , os pensamentos deixam de ser inseridos na mente ou percebidos do meio externo , passando a ser reproduzido somente os ja acumulados pela memória.
mal grado a crença popular de que só sentem os  seres complexo dotados por um sistema nervoso, de alguma outra forma uma planta pode sentir-se viva, porem sem ter essa interpretação consciente


morte seria algo irracional ja que é inevitável, o que a maioria sente é vontade continuar vivendo.
Citar
Ambas as situações são normais em seres humanos, tanto recusar-se a morrer quanto querer permanecer vivo, Captain Obvious manda lembranças, sor.
o cientista voltou ?
argumento a irracionalidade dos crente e dos descrentes, se a morte é algo inevitável então por que ter medo dela?
segundo ateus voltarão para inconsciência de onde saíram e crentes da consciência Deus de onde saíram, ja que é assim não deveriam ter medo.

Citar
Método religioso: "aqui está a minha teoria, procurarei fatos que a corroborem".
Método científico: "aqui está um fato, procurarei teorias que o expliquem".
e as evidências anedóticas?


procurando repostas tai um ponto comum entre religião e ciência.
Citar
Não sei de qual religião você está falando, pois as principais decretam que apenas elas têm as respostas para todas as perguntas, mesmo ela sendo 42 que tal não exista.

para todas as perguntas é exagero seu, veja a cristã o que diz:
procures e acharas, batei e a porta vos abrirá

Citar
Agora o relógio virou jogo de xadrez. Não importa a analogia, o argumento é o mesmo do DI, e implicar com os limites da ciência filho, é manha, pois são exatamente os limites que a impulsionam. Agora que muita coisa foi descoberta é fácil chamar de "óbvio", mas há cem anos atrás você morreria de um corte no dedo, amiguinho.

 :baby:     :crianca: e daí ? a morte continua sendo necessária ao sistema, continuar querendo prolongar a vida continua sendo irracional, a não ser que se tenha certeza que ela irá poder continuar existindo de outra forma.
um coisa eu concordo são as dificuldades que impulsionam para evolução

Citar
Interessante que dos 10 telescópios citados você selecionou apenas o que interessava, descartando os demais, mas ainda assim, veja que a principal função dele não é essa.

é que os outros tambem fazem isto discretamente, alem do mais deve haver uma maior interesse em investir em outros objetivos mais lucrativos.

Citar
bom então podemos afirmar que todo o universo é um mistério e que todas teorias não passam de especulações crentes ou de descrentes.
Não podemos afirmar isso. O quê você chama de mistério? Todas as teorias? De qual teorias você está falando?

a de haver vida inteligente fora da materia, a DO BIG-BANG
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 17 de Fevereiro de 2016, 11:31:21
... Se você acha que algo que sempre existiu é uma concepção plausível, Deus também é.

Só se Deus = Natureza (Panteísmo)... Porque quando se diz que sempre existiu algo está-se a falar a algo físico à semelhança do universo (ou multiverso), algo natural, algo no domínio da matéria/energia... Não de algo supostamente sobrenatural como Javé... Porque há evidência da natureza, mas não do sobrenatural... Logo, a primeira é uma conceção bem mais  plausível do que a segunda... parece-me.

Julgo que também se aplicaria aqui a chamada Lei da Parcimónia ou Navalha de Occam, porquanto existindo algo natural seria mais simples admitir que o que existe deriva de que a natureza existiu sempre, sem haver necessidade se recorrer a uma terceira entidade supostamente  eterna e sobrenatural para justificar a existência da natureza... Parece-me lógico...

... como é possível haver algo fora da existência?

Haver algo já é existir... parece-me.

disse haver mais no sentido da possibilidade do que de afirmação, quando o sentido real é estar evidenciando tal ilógica!
quanto ao seu panteísmo do tipo Lavosier ,eu concordo.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: El Elyon em 17 de Fevereiro de 2016, 21:43:10
Citação de: Criaturo
desde o principio o homem procura racionalizar fatos naturais observados, concluindo que existe algo inteligente  alem da matéria sentindo  necessidade de se ligar a ele, disso resultou a religião com este objetivo original  do religare "reunir o homem a Deus" tai o nirvana dos budistas e a volta ao paraíso perdido dos católicos

Como esperado, além de ignorar os outros três sistemas religiosos que se aplicam minha pergunta, ainda faz a típica comparação que o Paraíso e o Nirvana são estados equivalentes (como se um Cristão desejasse o Nirvana/Nibana ou um Budista o Paraíso), quando um Budista tradicionalmente diria que o Nirvana de facto (Paranirvana) é um um das questões imponderáveis/incompreensíveis.

Citação de: Criaturo
uma pedra não possui fé! animais menos racionais também, não!
Conclusão: "quanto maior a racionalidade maior é a  fé "   :biglol:

Okay.

Citação de: Criaturo
ok mas, não me referia aos supostos milagres tradicionais voltados ao recrutamento de prosélitos do tipo aparição de santas, estatuas soltando lagrimas.
E sim das evidências anedóticas pessoais, do tipo Deus ouviu minhas preces, conversei com um morto em sonho, vi um fantasma, previ o futuro.

Bom, ambos são afirmações que resultariam em alguma forma de suspensão de leis naturais como concebemos, mas não vejo motivos para discordar do que afirma. Sejam pessoas, familiares ou em grandes grupos, sistemas religiosos se disseminam no "boca-a-boca", ocasionalmente com uma bela ajuda de alguma forma institucionalizada de poder.

Citação de: Criaturo
como ja disse a religião acabou tendo seu objetivo inicial do Resligare desvirtuado passando a ser politico como forma de domínio.

Apenas relembrando que o "propósito inicial a ser desvirtuado" é uma afirmação que carece de evidências. Eu recomendaria que pare de impor os seus critérios analíticos feitos para chegar a conclusão que "Todas Religiões são Uma Só" e que se abra a possibilidade que sistemas religiosos são muito mais variados, criativos e contraditórios entre si, sem nenhum elemento em comum que os una de fato, salvo algumas generalizações suficientemente amplas.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 18 de Fevereiro de 2016, 16:17:34
Citação de: Criaturo
desde o principio o homem procura racionalizar fatos naturais observados, concluindo que existe algo inteligente  alem da matéria sentindo  necessidade de se ligar a ele, disso resultou a religião com este objetivo original  do religare "reunir o homem a Deus" tai o nirvana dos budistas e a volta ao paraíso perdido dos católicos

Como esperado, além de ignorar os outros três sistemas religiosos que se aplicam minha pergunta, ainda faz a típica comparação que o Paraíso e o Nirvana são estados equivalentes (como se um Cristão desejasse o Nirvana/Nibana ou um Budista o Paraíso), quando um Budista tradicionalmente diria que o Nirvana de facto (Paranirvana) é um um das questões imponderáveis/incompreensíveis.

tirando a desvirtuação do sentido politico dado as religiões, todas originariamente tem como objetivo a iluminação, revelar ao homem o desconhecido alem da matéria.
Ets são seres sobrenaturais ?


ok mas, não me referia aos supostos milagres tradicionais voltados ao recrutamento de prosélitos do tipo aparição de santas, estatuas soltando lagrimas.
E sim das evidências anedóticas pessoais, do tipo Deus ouviu minhas preces, conversei com um morto em sonho, vi um fantasma, previ o futuro.
Citar
Bom, ambos são afirmações que resultariam em alguma forma de suspensão de leis naturais como concebemos, mas não vejo motivos para discordar do que afirma. Sejam pessoas, familiares ou em grandes grupos, sistemas religiosos se disseminam no "boca-a-boca", ocasionalmente com uma bela ajuda de alguma forma institucionalizada de poder.

quando Einstein descobriu a relatividade, ele adentrou ao mundo do sobre natural ?
o conhecimento de uma nova lei não tem o poder de manipular outra sem alterar a essência dela?
a lei do empuxo não contraria a lei da gravidade?
sobre natural é algo que ainda esta alem do conhecimento humano nos primórdios o fogo era algo de origem sobrenatural ?


Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: El Elyon em 18 de Fevereiro de 2016, 22:14:11
Citação de: Criaturo
tirando a desvirtuação do sentido politico dado as religiões,

De novo - desvirtuação é não apenas uma moralização desnecessária, como também algo que não evidenciado. Repetir isso ad nauseam não mudará isso.

Citação de: Criaturo
todas originariamente tem como objetivo a iluminação, revelar ao homem o desconhecido alem da matéria.

Então diga-me o que cada uma das cinco tradições que mencionei falam quanto a "iluminação" e o que é "desconhecido além da matéria".

Citação de: Criaturo
Ets são seres sobrenaturais ?

Da ausência de evidencia, eu sequer posso afirmar que existam, quanto mais quanto a sua natureza.

Citar
sobre natural é algo que ainda esta alem do conhecimento humano nos primórdios o fogo era algo de origem sobrenatural ?

Pessoalmente, irrelevante tentar resolver ou responder essa tipo de pergunta.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Gigaview em 19 de Fevereiro de 2016, 01:52:39
Citação de: Criaturo

quando Einstein descobriu a relatividade, ele adentrou ao mundo do sobre natural ?

Essa pergunta só revela que você não entende coisa alguma de Ciência.

Citar
conhecimento de uma nova lei não tem o poder de manipular outra sem alterar a essência dela?
 lei do empuxo não contraria a lei da gravidade?

Contrariava no tempo em que as pessoas também acreditavam em mesmerismo.

Citar
natural é algo que ainda esta alem do conhecimento humano nos primórdios o fogo era algo de origem sobrenatural ?

Então tudo que está além do conhecimento do Criaturo é sobrenatural.

Numa boa. Você precisa estudar mais, se atualizar e principalmente esquecer as besteiras que acumulou na memória.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 19 de Fevereiro de 2016, 07:41:40

Citação de: Criaturo
todas originariamente tem como objetivo a iluminação, revelar ao homem o desconhecido alem da matéria.

Então diga-me o que cada uma das cinco tradições que mencionei falam quanto a "iluminação" e o que é "desconhecido além da matéria".
vou falar o que eu acho sem consultar o google:

Deismo crença em Deus sem seguir uma religião especifica
Panteismo = Deus é tudo, todos e o Todo
(obs. me encaixo dentro dessas duas)
Budismo creem em uma espécie de sistema materialista sem Deus
e buscam pela iluminação que seria o estado onde não mais necessitam reencanar
Cristianismo: ao meu ver um termo errôneo devido ao enorme abismo que separa os ensinamentos cristão do deus de moisés, este buscam a volta ao paraíso perdido  através da espada.
Ja Jesus prega amor ao próximo, caridade, perdão, misericórdia e o Religare a Deus através  do estudo da verdade : "todo aquele que se instruir na verdade, fara obras ainda maiores, se libertará da escravidão e passará fazer parte da unidade como eu e o Pai somos um"
Jesus ensina que para conseguir religar-se a Deus é necessário o desapego tanto material quanto sentimental.

Ets são seres sobrenaturais ?
Citação de: El
Da ausência de evidencia, eu sequer posso afirmar que existam, quanto mais quanto a sua natureza.
interessante então este seu conceito de sobre natural só é valido em relação a Deus ?
isto só confirma o que eu sempre digo o homem considera sobre natural tudo aquilo que ainda  desconhece

Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 19 de Fevereiro de 2016, 07:59:09
Citação de: Criaturo

quando Einstein descobriu a relatividade, ele adentrou ao mundo do sobre natural ?

Essa pergunta só revela que você não entende coisa alguma de Ciência.

talvez se se estivesse afirmando, mas então vejamos:

por experiência própria possuo ciência de varias coisas muitas são prováveis, outra ditas sobre naturais, não!

 conhecimento de uma nova lei não tem o poder de manipular outra sem alterar a essência dela?
 lei do empuxo não contraria a lei da gravidade?
Citação de: Giga
Contrariava no tempo em que as pessoas também acreditavam em mesmerismo.

o argumento é que leis ainda desconhecidas são vistas como sobre naturais



natural é algo que ainda esta alem do conhecimento humano nos primórdios o fogo era algo de origem sobrenatural ?
Citação de: Giga
Então tudo que está além do conhecimento do Criaturo é sobrenatural.
tudo é natural principalmente a ignorância nata

Citação de: Giga
Numa boa. Você precisa estudar mais, se atualizar e principalmente esquecer as besteiras que acumulou na memória.
a vida é eterna ::)
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Agnoscetico em 19 de Fevereiro de 2016, 21:15:23
Citar
Cuidado para nao beirar em falacia de generalização de ateus. Nem todos os ateus  tem essa "ingenuidade" que voce imagina. Há ateus que entendem mais de religiao que muitos religiosos que dize ler biblia todos dias ou se acham teologos autodidatas.

Obrigado por me informar que a "a água é molhada", não sei o que faria sem ser lembrado disso. :) Ainda mais porque eu sei que Ateus, em geral, tendem a ter um conhecimento relativamente amplo sobre sistemas religiosos em si (inferior ao de Judeus, Episcopais e creio que Universalistas, sem olhar as referências) - mas a ingenuidade vem em assumir que declarações teológicas por si só são muito relevantes para sistemas religiosos. :)

Depende da agua, tem agua que é solida, gasosa. Nem todo ateu é agua "molhada".

Mas usando assim como nesss frase Se existe uma área na qual Ateus pra alguns que nao enetendem que nao quis generalizar, vao tomar como generalização. Pode ate parecer coisa pouca mas num debate, etc. trocar Se existe uma área na qual ALGUNS / MUITOS Ateus por apenas Se existe uma área na qual Ateus é visto como critica geral.








Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Agnoscetico em 19 de Fevereiro de 2016, 21:51:03
Eu me importo ! se bem vejamos:
uma pedra não possui fé! animais menos racionais também, não!
Conclusão: "quanto maior a racionalidade maior é a  fé "   :biglol:


Nada haver! Só se chega na descrença religiosa, por exemplo, após muito questionamento, acesso a ceticismo cientifico, tanto é que nos tempos mais antigos havia menos chance de alguem ser ateu. O Que havia muito é agnosticos; Ex: alguem nao cria em certas coisas por nunca ter visto ou ser apresentado a ideia dessa coisa, nesse sentido um animal "irracional" nao é ateu, ele se encaixano agnosticismo, já pra religiao é preciso ter uma criatividade mais elevada, o que nao quer dizer que seja algo inteligente em si. Dom Quixote era muito criativo mas acreditava em muitas lorotas. A mesma suposta criatividade que alguem tem pra elaborar Cristianismo, tem pra elaborar fadas, magia, etc.



Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: El Elyon em 20 de Fevereiro de 2016, 18:16:00
Citação de: Agnoscetico
Depende da agua, tem agua que é solida, gasosa. Nem todo ateu é agua "molhada".

Obrigado novamente por reiterar o óbvio.

Citação de: Agnoscetico
Mas usando assim como nesss frase Se existe uma área na qual Ateus pra alguns que nao enetendem que nao quis generalizar, vao tomar como generalização. Pode ate parecer coisa pouca mas num debate, etc. trocar Se existe uma área na qual ALGUNS / MUITOS Ateus por apenas Se existe uma área na qual Ateus é visto como critica geral.

Leia a frase como escrita - quis e quero generalizar e escrevi de tal forma porque reflete minhas intenções. E como estou utilizando a generalização em um contexto informal e não em um discurso formal (embora também sequer seja um problema em discurso formal, já que generalização é um recurso lógico legítimo, sendo problemático apenas quando é uma generalização falha (https://en.wikipedia.org/wiki/Faulty_generalization)), não há a menor necessidade de sua "correção".

Citação de: Criaturo
vou falar o que eu acho sem consultar o google:

Okay, obrigado por comprovar seu desconhecimento do tópico.

Citação de: Criaturo
interessante então este seu conceito de sobre natural só é valido em relação a Deus ?
isto só confirma o que eu sempre digo o homem considera sobre natural tudo aquilo que ainda  desconhece

Eu considero sobrenatural aquilo que seus defensores/apologista tipicamente consideram/tratam como sobrenatural.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Agnoscetico em 20 de Fevereiro de 2016, 18:37:46
Citação de: Agnoscetico
Depende da agua, tem agua que é solida, gasosa. Nem todo ateu é agua "molhada".

Obrigado novamente por reiterar o óbvio.

   De nada, por relembrar o obvio, as vezes nossa memoria falhar. Acontece.  :ok:

Citação de: Agnoscetico
Mas usando assim como nesss frase Se existe uma área na qual Ateus pra alguns que nao enetendem que nao quis generalizar, vao tomar como generalização. Pode ate parecer coisa pouca mas num debate, etc. trocar Se existe uma área na qual ALGUNS / MUITOS Ateus por apenas Se existe uma área na qual Ateus é visto como critica geral.

Leia a frase como escrita - quis e quero generalizar e escrevi de tal forma porque reflete minhas intenções. E como estou utilizando a generalização em um contexto informal e não em um discurso formal (embora também sequer seja um problema em discurso formal, já que generalização é um recurso lógico legítimo, sendo problemático apenas quando é uma generalização falha (https://en.wikipedia.org/wiki/Faulty_generalization)), não há a menor necessidade de sua "correção".

   Como eu disse, vou relembrar o obvio, pois tem pessoas que interpretam (nao por maldade mas por interpretação quase literal) cada palavra como foi dita sem pegar o que ta supsotamente subentendido. Nao foi um advertencia "Nossa que crime terrivel generlizar os ateus" so dei uma dica de alerta, nada tao grave mas tmabem nao é sem valor.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Alquimista em 21 de Fevereiro de 2016, 05:18:51
Obrigado por deixarem o Alquimista ser o único a responder o seguinte questionamento:

...a crença é algo irracional?

Para os gregos (os Filósofos) que inventaram o conceito de logos/razão para substituir a narrativa mitológica (crença), antes de saber qual seria a resposta deles, vai aí uma análise for dummies para que ninguém manifeste dúvidas:

_Todo humano sabe o que é um assento e sabe para o que ele serve, independente do lugar ou da cultura onde vivem, todos reconhecem um e concordam sobre qual é a sua função.

_Todo humano que conhece um cavalo sabe o que é um cavalo e claro que ele esperará que cavalos sejam cavalos independente do lugar ou da cultura onde esses animais vivem. Ninguém apostaria que em algum lugar do mundo existam cavalos que falem ou que cantem como Tony Bennett. Quem fizer isso será tido como ridículo pelos demais humanos (racionais). Agora quanto a acreditar nisso (crença), é possível que ocorra.

_Todo humano sabe que 2+2 é 4. Ninguém espera chegar numa cultura onde exista uma forma possível de se calcular 2+2 igual a 5. Isso iria contrariar a razão, não é mesmo?

_Alguém aqui ACREDITA que o Sol vai ''nascer'' na sua cidade na próxima manhã? Se alguém fizer essa pergunta, o que você acharia? Que a pessoa deve estar maluca, né? Pois é, ninguém aqui acredita que o Sol vai nascer a cada manhã na sua cidade porque todos aqui SABEM que isso vai acontecer, independente de qualquer coisa, assim como sabem que assentos são assentos, cavalos são cavalos, amarelo é amarelo e fogo é fogo em qualquer parte do mundo. (E as Leis de Newton? Você ACREDITA nelas? kkkkkkkkkkkkk)


Então, o fato é: acreditar em algo já pressupõe que esse algo seria algo duvidoso, pois todos naturalmente SABEM que o Sol vai nascer na próxima manhã e que não existe um jeito de 1+1 ser igual a 17. Todos sabem naturalmente dessas coisas porque a RAZÃO HUMANA simplesmente reconhece a naturalidade óbvia das mesmas, mas quanto a ACREDITAR que em Reykjavík há cavalos especialistas em fazer cover do Tony Bennett... 

Acreditar nisso ou naquilo são subjetividades que variam muito de cultura a cultura e de ser para ser, e as diferenças entre as crenças mundiais são totalmente discrepantes umas com as outras. Ninguém concorda com a fé do outro. Não são como os cavalos, como os assentos ou como o nascimento do Sol.

E como uma coisa pode Ser e Não-Ser ao mesmo tempo? É com este argumento que os Filósofos Racionais da Grécia Antiga, que foram quem inventaram o conceito de Racional/Irracional (eles tinham até números que satisfaziam tais características rss), encerrariam a questão e diriam que o ato de crer é em si uma contradição e o classificariam como algo IRRACIONAL.

Então a respostas deles seria: Sim, a crença é algo irracional.

Mãããs... cientificamente falando...

O ato de crer decorre de algumas características psicológicas e neurológicas. O cérebro humano funciona como um simulador... um simulador de realidade. Daí a questão das origens ser algo tão relevante. Jogue uma ''pedra'' perto de um animal (irracional) e ele nem dará bola para isso. Mas jogue o objeto perto de um humano (racional, é óbvio) e o mesmo procurará de onde (a origem) veio a rochinha.
E quanto às crenças, elas nunca abstrairão como é a realidade em si, aliás, elas nem fazem parte do que é real. Estão condicionadas somente a modelos e moldes moldados conforme o cérebro simula a realidade, mas sujeitas a mudanças e alterações caso o funcionamento neural seja prejudicado (daí ter gente que escuta vozes do além e enxerga entes sobrenaturais). Mas acreditar em deuses, no eterno e na vida após a morte é culpa justamente de o cérebro se comportar como um simulador virtual.     

Porém, se perguntarem ao Alquimista o que Ele acha, a resposta d'Ele será:

Sim, a crença é algo totalmente irracional e é o apanágio dos fracotes. (e Ele tem toda a RAZÃO, quer acreditem ou não)

hahahahahahahahahaha
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Alquimista em 21 de Fevereiro de 2016, 05:35:38
''Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?''

E não é que o sensacional Alquimistão respondeu também essa indagação...
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 22 de Fevereiro de 2016, 14:06:27
Obrigado por deixarem o Alquimista ser o único a responder o seguinte questionamento:


_Todo humano que conhece um cavalo sabe o que é um cavalo e claro que ele esperará que cavalos sejam cavalos independente do lugar ou da cultura onde esses animais vivem. Ninguém apostaria que em algum lugar do mundo existam cavalos que falem ou que cantem como Tony Bennett. Quem fizer isso será tido como ridículo pelos demais humanos (racionais). Agora quanto a acreditar nisso (crença), é possível que ocorra.


é verdade alguns acreditam que a mula de Balaão e a serpente falaram no entanto estes pensamentos são existentes , então no mundo da imaginação eles são tão reais quanto os personagens do monteiro lobato.
no entretanto se voce tivesse sido criado na realidades de outro mundo por exemplo em uma ilha desconectada do mundo onde todos os pássaros não falam, difícil mente acreditaria na existência de papagaios falantes, assim como hoje tambem não acredita em grilos falantes. 

Citar
_Todo humano sabe que 2+2 é 4. Ninguém espera chegar numa cultura onde exista uma forma possível de se calcular 2+2 igual a 5. Isso iria contrariar a razão, não é mesmo?
se o conceito 2 for uma ilusão voce estará se iludindo cheio de razão
a lei da gravidade não esta sendo contrariada pela força do empuxo?
veja que não é possível  descriar a ação de uma lei,mas é possível usar a ação de outra para podermos manipular o efeito da primeira.


Citar
_Alguém aqui ACREDITA que o Sol vai ''nascer'' na sua cidade na próxima manhã? Se alguém fizer essa pergunta, o que você acharia? Que a pessoa deve estar maluca, né? Pois é, ninguém aqui acredita que o Sol vai nascer a cada manhã na sua cidade porque todos aqui SABEM que isso vai acontecer, independente de qualquer coisa, assim como sabem que assentos são assentos, cavalos são cavalos, amarelo é amarelo e fogo é fogo em qualquer parte do mundo. (E as Leis de Newton? Você ACREDITA nelas? kkkkkkkkkkkkk)[/i]

admiro muito a sua fé cientifica,mas creio que ela ainda não é onisciente, sua dedução baseada em memorias de fatos anteriores poderá esta equivocada, quem te garante que o sol estará presente no outro dia?
ja esta começando acreditar na razão da eternidade ? poemos fechar o tópico ?

Citar
E como uma coisa pode Ser e Não-Ser ao mesmo tempo? É com este argumento que os Filósofos Racionais da Grécia Antiga, que foram quem inventaram o conceito de Racional/Irracional (eles tinham até números que satisfaziam tais características rss), encerrariam a questão e diriam que o ato de crer é em si uma contradição e o classificariam como algo IRRACIONAL.
Então a respostas deles seria: Sim, a crença é algo irracional.

vejamos o animal quando sente sede não raciocina , se beber água será bom ou ruim, ele vai e bebe, ja humanos raciocinam quando devem tomar água, comer isso ou aquilo.
veja que animais substituem a razão pelos sentidos e conseguem se harmonizar com o planeta de uma forma mais natural, ja os homens tendem acabar com ele.
ser racional é matar o ser menos racional ?
nosso sistema autono irracional cumpre muito bem com suas funções inteligentes ?

Citar
O ato de crer decorre de algumas características psicológicas e neurológicas.

o ato de crer decorre de fato na irracionalidade intuitiva
quando correta só comprova haver a  existência de uma razão extra humana
Citar
O cérebro humano funciona como um simulador... um simulador de realidade. Daí a questão das origens ser algo tão relevante.
na verdade o cerebro  apenas memoriza a realidade material inserida através dos sentidos, é nossa consciência que tenta dar alguma razão a eles


Citar
Jogue uma ''pedra'' perto de um animal (irracional) e ele nem dará bola para isso. Mas jogue o objeto perto de um humano (racional, é óbvio) e o mesmo procurará de onde (a origem) veio a rochinha.
na pratica o cachorro quase comeu o menino que deu uma pedrada nele  :hihi:
 
Citar
E quanto às crenças, elas nunca abstrairão como é a realidade em si, aliás, elas nem fazem parte do que é real. Estão condicionadas somente a modelos e moldes moldados conforme o cérebro simula a realidade, mas sujeitas a mudanças e alterações caso o funcionamento neural seja prejudicado (daí ter gente que escuta vozes do além e enxerga entes sobrenaturais). Mas acreditar em deuses, no eterno e na vida após a morte é culpa justamente de o cérebro se comportar como um simulador virtual.     

talvez seu cérebro tambem te ilude fazendo acreditar que possui razão diante do mundo material, quando sua mente é manipulada por uma IA deus..uahahahahahahahha!

Citar
Porém, se perguntarem ao Alquimista o que Ele acha, a resposta d'Ele será:

Sim, a crença é algo totalmente irracional e é o apanágio dos fracotes. (e Ele tem toda a RAZÃO, quer acreditem ou não)

hahahahahahahahahaha

concordo que a crença seja algo irracional do ponto de vista humano, porem isto não implica a inexistência de um maior Razão.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Alquimista em 22 de Fevereiro de 2016, 20:06:15
Amigo Criaturo, tuas filosofadas são pertinentes (tá aprendendo com o Mestre, né?), porém o Mestre deve fazer apenas algumas ressalvas:

O contexto em que escrevi a análise for dummies foi a de ponto de vista da Filosofia Racional da Grécia Antiga, como ficou bem salientado, logo, seus argumentos, apesar de válidos, estão mais dentro do contexto da Filosofia Moderna. 

a lei da gravidade não esta sendo contrariada pela força do empuxo?

Não seria a energia escura??? O Mestre não entendeu bem a sua indagação retórica.

poemos fechar o tópico ?

Di maneira nynhuma... The show must go on...
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Alquimista em 23 de Fevereiro de 2016, 00:21:12
...no entretanto se voce tivesse sido criado na realidades de outro mundo por exemplo em uma ilha desconectada do mundo onde todos os pássaros não falam, difícil mente acreditaria na existência de papagaios falantes, assim como hoje tambem não acredita em grilos falantes. 

Criaturo, papagaios não ''falam'' no seu estado natural (vida selvagem), e mesmo em cativeiro estas simpáticas e cativantes criaturas também não falam, apenas imitam os sons humanos (essa é a real capacidade que eles possuem), portanto, esqueça esse negócio de papagaios falantes.  :hihi:


Por falar em ''criaturas'' fabulosas, alguns exemplos na história reforçam o argumento de como a crença é irracional.
Quando os espanhóis aportaram na América, os nativos pensaram que eram deuses (pois nunca tinham visto humanos assim) e os cavaleiros, pior ainda, acharam que eram seres híbridos, metade homem, metade animal.   

Antes das explorações, o populacho ignorante acreditava que o além-mar, essas terras longínquas e desconhecidas, era habitado por toda a sorte de entes fabulosos, como serpentes marinhas gigantes, monstros e humanos sem cabeça e com a face no abdómen. hahahahahahahahaha

(O Brasil, é claro, também possui a sua lista ilustre de seres fabulosos como: o Boitatá, o Caipora, o Curupira, a Mãe do Ouro, a Mula sem cabeça, o Saci, que, por increça que parível, tem até sociedade secreta, e o Lula.)   

Podemos estender essas crendices irracionais dos anais da história para a bizarrice da terra plana, infelizmente ressuscitada por alguns animais irracionais crentes por aí.

concordo que a crença seja algo irracional do ponto de vista humano, porem isto não implica a inexistência de um maior Razão.

Então tá! Diga aí, qual é a razão da Razão, então?

Em outras palavras, reiteremos a pergunta que o Grande Alquimista fez para o garoto Spencer lá no outro tópico (e que aparentemente ele fugiu de responder), mas há de se ter muito cuidado e precaução com a resposta para não ser alvo do escárnio dos colegas, em se tratando de um fórum como este (sem pandegarias dessa vez):

''qual era a intenção do criador divino ao criar o universo? O que ele esperava com tudo isso?''
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Onsigbare em 23 de Fevereiro de 2016, 13:35:47
Quando um dia questionei um religioso sobre ter saco de viver uma vida eterna, a resposta dele, foi que é eterna mas que há mortes e renascimentos.... Boa guinada à direita gingando para esquerda e caminhando pelo centro. Como sempre choveu no molhado.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 23 de Fevereiro de 2016, 16:09:33
Quando um dia questionei um religioso sobre ter saco de viver uma vida eterna, a resposta dele, foi que é eterna mas que há mortes e renascimentos.... Boa guinada à direita gingando para esquerda e caminhando pelo centro. Como sempre choveu no molhado.
tem razão amigo boa sacada, concluiu com chave de ouro : a chuva é um ótimo exemplo do natural ciclo das existências,nela não ha morte,nem nilismo apenas inevitáveis transformações impulsionando vidas....... :'( :'( :chorao: :chorao: :chorao: :chorao: desculpe-me isso é bonito de mais!
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Onsigbare em 24 de Fevereiro de 2016, 17:16:27
eterno que morre e renasce para sempre |(  tirando o "para sempre" morrer e renascer já fazemos, e "para sempre" é uma definição de enrolação por não saber até quando.
 Os crentes sempre dão um jeitinho de não dizendo nada explicar alguma coisa
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: JJ em 24 de Fevereiro de 2016, 20:19:35
Quando um dia questionei um religioso sobre ter saco de viver uma vida eterna, a resposta dele, foi que é eterna mas que há mortes e renascimentos.... Boa guinada à direita gingando para esquerda e caminhando pelo centro. Como sempre choveu no molhado.


Se esse religioso respondeu assim, isto não significa que seja a única resposta possível, muito pelo contrária. Eu mesmo posso responder de maneira muito diferente.

Você considera que viver eternamente seria um "saco", e projeta esse sentimento nos outros, eu não considero de modo algum que seria um "saco" muito pelo contrário desde que fosse uma boa vida (sem sofrimento e sim prazerosa), viver eternamente seria maravilhoso, fantástico.

Falar que  quer  uma vida limitada a alguns anos me parece uma forma de auto engano para se proteger da ideia péssima da morte. Pessoas com saúde normal querem viver e não morrer.  Pessoas muito doentes e/ou muito tristes por causa de uma grande perda é que normalmente perdem a vontade de viver.








Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 25 de Fevereiro de 2016, 10:17:45
Amigo Criaturo, tuas filosofadas são pertinentes (tá aprendendo com o Mestre, né?), porém o Mestre deve fazer apenas algumas ressalvas:

O contexto em que escrevi a análise for dummies foi a de ponto de vista da Filosofia Racional da Grécia Antiga, como ficou bem salientado, logo, seus argumentos, apesar de válidos, estão mais dentro do contexto da Filosofia Moderna. 

a lei da gravidade não esta sendo contrariada pela força do empuxo?

Não seria a energia escura??? O Mestre não entendeu bem a sua indagação retórica.

não, isto é coisa de star wars!
a a força  gravitacional puxa o avião para baixo, o empuxo do motor apoiando-se no ar o empurra para o alto e avante, só não consigo entender como isso funciona para o super homem 
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 25 de Fevereiro de 2016, 10:40:34

Criaturo, papagaios não ''falam'' no seu estado natural (vida selvagem), e mesmo em cativeiro estas simpáticas e cativantes criaturas também não falam, apenas imitam os sons humanos (essa é a real capacidade que eles possuem), portanto, esqueça esse negócio de papagaios falantes.  :hihi:

(https://encrypted-tbn2.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcT6J6dE2-tDi1cv3fXuKBSjurwUVLB4pv1BvBIril60xZ4Aw0q8)


Citar
Antes das explorações, o populacho ignorante acreditava que o além-mar, essas terras longínquas e desconhecidas, era habitado por toda a sorte de entes fabulosos, como serpentes marinhas gigantes, monstros e humanos sem cabeça e com a face no abdómen. hahahahahahahahaha
não estavam totalmente errados :hihi:
Citar
(O Brasil, é claro, também possui a sua lista ilustre de seres fabulosos como: o Boitatá, o Caipora, o Curupira, a Mãe do Ouro, a Mula sem cabeça, o Saci, que, por increça que parível, tem até sociedade secreta, e o Lula.)   
alem de sociedade secretas o Lula tambem mantem um instituto pilantrópico

Citar
Podemos estender essas crendices irracionais dos anais da história para a bizarrice da terra plana, infelizmente ressuscitada por alguns animais irracionais crentes por aí.
ai não! agora serei obrigado a defender os manos
veja que por mais ilógico que seja o resultado da crença ela é formada por partes racionais, pois a razão humana formada e limitada pelos sentidos. :ok:

concordo que a crença seja algo irracional do ponto de vista humano, porem isto não implica a inexistência de um maior Razão.

Então tá! Diga aí, qual é a razão da Razão, então?

Em outras palavras, reiteremos a pergunta que o Grande Alquimista fez para o garoto Spencer lá no outro tópico (e que aparentemente ele fugiu de responder), mas há de se ter muito cuidado e precaução com a resposta para não ser alvo do escárnio dos colegas, em se tratando de um fórum como este (sem pandegarias dessa vez):
Citar
''qual era a intenção do criador divino ao criar o universo? O que ele esperava com tudo isso?''

o DiSpencer ta se saindo um belo bagre ensaboado , até agora só enrolou!
a redundância criando criadores é uma bela de uma furada, prefiro crer na existência desde sempre,no entanto de fato algo inteligente tende a vir de algo inteligente.
Não existe um criador nem criadores no sentido do poder de trazer algo do nada para a existência, somente é possível transmutar o ja Existente esta é a constante divina.
Algo só pode existir para alguma consciência e o sentido da vida é sentir!
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 25 de Fevereiro de 2016, 10:49:28
eterno que morre e renasce para sempre |(  tirando o "para sempre" morrer e renascer já fazemos, e "para sempre" é uma definição de enrolação por não saber até quando.
 Os crentes sempre dão um jeitinho de não dizendo nada explicar alguma coisa
se conhecêssemos os limites inicio e fim  não teríamos este conceito de eterno
depois os crentes que são irracionais, como podemos sem dizer nada conseguir explicar algo , voce se refere a livros ?
Ja ouviu falar na teoria das cordas que vibram desde sempre ?
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 25 de Fevereiro de 2016, 10:54:40
Quando um dia questionei um religioso sobre ter saco de viver uma vida eterna, a resposta dele, foi que é eterna mas que há mortes e renascimentos.... Boa guinada à direita gingando para esquerda e caminhando pelo centro. Como sempre choveu no molhado.


Se esse religioso respondeu assim, isto não significa que seja a única resposta possível, muito pelo contrária. Eu mesmo posso responder de maneira muito diferente.

Você considera que viver eternamente seria um "saco", e projeta esse sentimento nos outros, eu não considero de modo algum que seria um "saco" muito pelo contrário desde que fosse uma boa vida (sem sofrimento e sim prazerosa), viver eternamente seria maravilhoso, fantástico.

Falar que  quer  uma vida limitada a alguns anos me parece uma forma de auto engano para se proteger da ideia péssima da morte. Pessoas com saúde normal querem viver e não morrer.  Pessoas muito doentes e/ou muito tristes por causa de uma grande perda é que normalmente perdem a vontade de viver.

tanto eu quanto o autor do filme matrix discordamos, ou você abriria mão de poder continuaria vivendo eternamente aqui mesmo na terra exatamente do jeito que te foi concedido a vida com lagrimas e sorrisos?
mesmo sem doenças continuaria havendo sofrimentos e descontentamentos porque essa é a eterna natureza do ser humano.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Brienne of Tarth em 25 de Fevereiro de 2016, 14:11:18
Não seria a energia escura??? O Mestre não entendeu bem a sua indagação retórica.

não, isto é coisa de star wars!

Não, não é:

 A chamada "energia escura" ("dark energy") surgiu com novas teorias, que tentam explicar recentes observações astronômicas, as quais evidenciam fatos não explicados pelas teorias atualmente aceitas pelos físicos.
 Uma destas evidências é o fato da densidade total de matéria encontrada no universo na forma de matéria bariônica (toda matéria constituída de prótons e nêutrons) ser muito menor, da ordem de 5%, que a massa predita para um universo plano. Várias medidas, realizadas desde a década de 30, indicam que deva existir um outro tipo de matéria no universo, para explicar, por exemplo, como estrelas têm orbitas rápidas em torno de galáxias e a forma como galáxias orbitam aglomerados de galáxias.
     Este outro tipo de matéria, chamada de matéria escura, poderia ser constituída de exóticas partículas elementares propostas por teorias da física de partículas; e deveriam constituir os 95% de matéria restantes para atingir a densidade crítica. Entretanto, uma série de medidas realizadas têm chegado a uma mesma conclusão: se a matéria escura existe, ela deve somar menos que a metade da densidade crítica. Uma destas medidas leva em consideração o fato de os aglomerados de galáxias serem os maiores objetos no universo, devendo assim constituir uma boa amostra para se obter proporções relativas de matéria escura e bariônica. Essa relação pode ser inferida da massa do aglomerado (que soma matéria escura e bariônica) e da sua luminosidade (que dá uma idéia da quantidade de matéria bariônica). A razão esperada seria de vinte para um, mas a razão observada é da ordem de dez para um. Desta forma, a quantidade de matéria de todos os tipos, no universo, contabiliza menos que a metade da massa crítica.

Fonte (http://www.if.ufrgs.br/~thaisa/fis2003/darkenergy/darkenergy.html[/url)
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 26 de Fevereiro de 2016, 07:43:48
aprecio todo esse seu cabedal de conhecimentos científicos ,mas para mim ja fica muito dificil entender coisas bem mais próximas. :alien:
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Brienne of Tarth em 26 de Fevereiro de 2016, 09:56:58
Entendo. Mas não fica tristinho não, há muito conhecimento disponível, basta se libertar da superstição e as portas estarão sempre abertas. :ok:
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: André Luiz em 27 de Fevereiro de 2016, 01:25:32
Viver eternamente seria um saco porque precisamos de experiências novas para dar sentido as nossas vidas, sem isso seria como ouvir a sua música favorita para sempre.

Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Gigaview em 28 de Fevereiro de 2016, 00:56:46
Viver eternamente seria um saco porque precisamos de experiências novas para dar sentido as nossas vidas, sem isso seria como ouvir a sua música favorita para sempre.



O nome disso é inferno. Tem um episódio do Twilight Zone baseado no Fausto de Goethe em que o inferno é um estado de eternidade em que todos os desejos são automaticamente atendidos e uma fonte inesgotável de prazer. No início é ótimo, mas aos poucos tudo perde o sentido e fica eternamente chato.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: JJ em 28 de Fevereiro de 2016, 11:31:10


Lindas racionalizações para tentar  lidar com a falta de poder para evitar a decadência e a morte.



Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 29 de Fevereiro de 2016, 11:05:54
Viver eternamente seria um saco porque precisamos de experiências novas para dar sentido as nossas vidas, sem isso seria como ouvir a sua música favorita para sempre.
e oque impede a vida de continuar sendo como ja é  ?
alias é o mais provável as leis fisicas e morais sejam imutaveis, tanto la como cá
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 29 de Fevereiro de 2016, 11:09:11
Viver eternamente seria um saco porque precisamos de experiências novas para dar sentido as nossas vidas, sem isso seria como ouvir a sua música favorita para sempre.



O nome disso é inferno. Tem um episódio do Twilight Zone baseado no Fausto de Goethe em que o inferno é um estado de eternidade em que todos os desejos são automaticamente atendidos e uma fonte inesgotável de prazer. No início é ótimo, mas aos poucos tudo perde o sentido e fica eternamente chato.

não! inferno tem nome "Lost"

(http://chezb.com.br/wp-content/uploads/2015/12/chez-b-as-series-da-minha-vida-lost-02.jpg)
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Agnoscetico em 06 de Março de 2016, 03:26:22
Viver eternamente seria um saco porque precisamos de experiências novas para dar sentido as nossas vidas, sem isso seria como ouvir a sua música favorita para sempre.






O nome disso é inferno. Tem um episódio do Twilight Zone baseado no Fausto de Goethe em que o inferno é um estado de eternidade em que todos os desejos são automaticamente atendidos e uma fonte inesgotável de prazer. No início é ótimo, mas aos poucos tudo perde o sentido e fica eternamente chato.

Há quem discorde, eu sou um deles, isso depende mais da vida que se leva do que vida eterna em si. Isso aí é mais questão de gosto mesmo, não tem certobom ou ruim.


Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Buckaroo Banzai em 06 de Março de 2016, 09:30:11
Viver eternamente seria um saco porque precisamos de experiências novas para dar sentido as nossas vidas, sem isso seria como ouvir a sua música favorita para sempre.



O nome disso é inferno. Tem um episódio do Twilight Zone baseado no Fausto de Goethe em que o inferno é um estado de eternidade em que todos os desejos são automaticamente atendidos e uma fonte inesgotável de prazer. No início é ótimo, mas aos poucos tudo perde o sentido e fica eternamente chato.

Acho que é uma crença judaica sobre o inferno. Se não me engano inclusive é [spoiler de filme de 2001].

E acho que existe a hipótese disso ocorrer literalmente em ciclos determinísticos de big-bangs e big crunches do universo. Só que felizmente você não lembra que já fez tudo que está fazendo infinitas vezes.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 06 de Março de 2016, 17:40:57
ja vi esse é o "Feitiço do tempo".
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Alquimista em 06 de Março de 2016, 17:46:49
ja vi esse é o "Feitiço do tempo".

hahahahaha... Feliz Dia da Marmota!
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Agnoscetico em 06 de Março de 2016, 19:26:13
Viver eternamente seria um saco porque precisamos de experiências novas para dar sentido as nossas vidas, sem isso seria como ouvir a sua música favorita para sempre.



O nome disso é inferno. Tem um episódio do Twilight Zone baseado no Fausto de Goethe em que o inferno é um estado de eternidade em que todos os desejos são automaticamente atendidos e uma fonte inesgotável de prazer. No início é ótimo, mas aos poucos tudo perde o sentido e fica eternamente chato.

Acho que é uma crença judaica sobre o inferno. Se não me engano inclusive é [spoiler de filme de 2001].

E acho que existe a hipótese disso ocorrer literalmente em ciclos determinísticos de big-bangs e big crunches do universo. Só que felizmente você não lembra que já fez tudo que está fazendo infinitas vezes.

Judeus nao tem uma crença precisa sobre inferno (fala sobre Sheol, q muitos vezes se confunde como infernou ou spultura;eles nem tem consenso sobre isso) isso é mais pra cristaos, q absorveram crença do hades da epoca de Virgilio. Muitos judeus tem crença parecida com Testemunhas de Jeová, onde os mortos ficam inconscientes até reviverem.

Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 07 de Março de 2016, 07:36:45
ja vi esse é o "Feitiço do tempo".

hahahahaha... Feliz Dia da Marmota!

fala sério esse seu avatar é meio gayzão
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Alquimista em 07 de Março de 2016, 14:17:09
fala sério esse seu avatar é meio gayzão

Apelou??? Apelou com Ad Hominem, perdeu... hahahahahahaha
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 08 de Março de 2016, 07:47:57
fala sério esse seu avatar é meio gayzão

Apelou??? Apelou com Ad Hominem, perdeu... hahahahahahaha

Ad homo
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Alquimista em 08 de Março de 2016, 14:00:57
fala sério esse seu avatar é meio gayzão

Apelou??? Apelou com Ad Hominem, perdeu... hahahahahahaha

Ad homo

Os argumentos e as ideias se esgotaram, né? (A crise chegou aí? rs) Agora o jeito é ficar repetindo o Mestre. hahahahahahaha
Lembras do papagaio do qual que fostes repreendido neste mesmo tópico? hahahaha
Não vá por esse caminho não. Desse modo nunca irás se des-depender do Mestre. (Tisc, tisc, tisc...)
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 08 de Março de 2016, 14:57:35
é verdade  :bua: :bua: :bua: :bua: :bua: :bua:
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Alquimista em 08 de Março de 2016, 15:04:00
A ideia do Ad Homo foi minha. Tô pensando até em patentear e quem quiser copiar terá que pagar homorários. hahahahaha 
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Wallchs em 07 de Junho de 2016, 17:29:52
Eu vejo isto como uma forma psicológica de se livrar desse mundo, é o que traz tranquilidade aos egos deles, dá sentido a suas vidas, ou de uma forma mais dura uma muleta para aqueles que tem medo de enxergar como realmente é a natureza, tanto é que a própria idéia deles se contradizem em vários  pontos.

É, de fato, muitos precisam ter essa ideia de que no final a espera "em vida" teve razão. Precisam ter um conforto, mesmo que saibam que não faz sentido.
viver aguardando por um breve final, tambem não faz nenhum sentido.
para ateus é o  que tem para hoje.
acreditar na possibilidade da continuação da vida não tão irracional assim, diria que o grau de dificuldade para haver vida seria o mesmo para continuar existindo.
alem do mais desfeita a sua personalidade o que impenderia o  acaso naturalmente  reconstruí-la ?

Se colocando no lugar de uma pessoa religiosa é claro que acreditar no eterno é algo "bom". Imagine você passa a vida toda vivendo dentro ensinamentos religiosos onde a maior dádiva de um seguidor seria a morte para encontrar com o seu criador, então essa pessoa passaria sua vida não buscando a sua própria morte porém se preparando para que quando chegasse o momento ele(a) teria a convicção que sua vida foi vivida de acordo com tudo que aprendeu dentro de sua religião.

Mas então essa pessoa estaria vivendo pensando em sua morte, até mesmo em alguns momentos buscando isso, em uma sociedade onde se é prezado pelo bem estar, pelo que se tem de mais importante que é a vida, por que alguns religiosos desejam tanto por suas mortes? No caso de um ateu por exemplo, ele não se preocupa com estas questões, mas eu não entendi a sua pergunta meu caro.

Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Pagão em 08 de Junho de 2016, 09:26:22
Eu vejo isto como uma forma psicológica de se livrar desse mundo, é o que traz tranquilidade aos egos deles, dá sentido a suas vidas, ou de uma forma mais dura uma muleta para aqueles que tem medo de enxergar como realmente é a natureza, tanto é que a própria idéia deles se contradizem em vários  pontos.

É, de fato, muitos precisam ter essa ideia de que no final a espera "em vida" teve razão. Precisam ter um conforto, mesmo que saibam que não faz sentido.
viver aguardando por um breve final, tambem não faz nenhum sentido.
para ateus é o  que tem para hoje.
acreditar na possibilidade da continuação da vida não tão irracional assim, diria que o grau de dificuldade para haver vida seria o mesmo para continuar existindo.
alem do mais desfeita a sua personalidade o que impenderia o  acaso naturalmente  reconstruí-la ?

Se colocando no lugar de uma pessoa religiosa é claro que acreditar no eterno é algo "bom". Imagine você passa a vida toda vivendo dentro ensinamentos religiosos onde a maior dádiva de um seguidor seria a morte para encontrar com o seu criador, então essa pessoa passaria sua vida não buscando a sua própria morte porém se preparando para que quando chegasse o momento ele(a) teria a convicção que sua vida foi vivida de acordo com tudo que aprendeu dentro de sua religião.

Mas então essa pessoa estaria vivendo pensando em sua morte, até mesmo em alguns momentos buscando isso, em uma sociedade onde se é prezado pelo bem estar, pelo que se tem de mais importante que é a vida, por que alguns religiosos desejam tanto por suas mortes? No caso de um ateu por exemplo, ele não se preocupa com estas questões, mas eu não entendi a sua pergunta meu caro.


Interessante e longa resposta... para quem não entendeu a pergunta. :biglol:
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 16 de Junho de 2016, 10:55:50
Eu vejo isto como uma forma psicológica de se livrar desse mundo, é o que traz tranquilidade aos egos deles, dá sentido a suas vidas, ou de uma forma mais dura uma muleta para aqueles que tem medo de enxergar como realmente é a natureza, tanto é que a própria idéia deles se contradizem em vários  pontos.

É, de fato, muitos precisam ter essa ideia de que no final a espera "em vida" teve razão. Precisam ter um conforto, mesmo que saibam que não faz sentido.
viver aguardando por um breve final, tambem não faz nenhum sentido.
para ateus é o  que tem para hoje.
acreditar na possibilidade da continuação da vida não tão irracional assim, diria que o grau de dificuldade para haver vida seria o mesmo para continuar existindo.
alem do mais desfeita a sua personalidade o que impenderia o  acaso naturalmente  reconstruí-la ?

Se colocando no lugar de uma pessoa religiosa é claro que acreditar no eterno é algo "bom". Imagine você passa a vida toda vivendo dentro ensinamentos religiosos onde a maior dádiva de um seguidor seria a morte para encontrar com o seu criador, então essa pessoa passaria sua vida não buscando a sua própria morte porém se preparando para que quando chegasse o momento ele(a) teria a convicção que sua vida foi vivida de acordo com tudo que aprendeu dentro de sua religião.

Mas então essa pessoa estaria vivendo pensando em sua morte, até mesmo em alguns momentos buscando isso, em uma sociedade onde se é prezado pelo bem estar, pelo que se tem de mais importante que é a vida, por que alguns religiosos desejam tanto por suas mortes? No caso de um ateu por exemplo, ele não se preocupa com estas questões, mas eu não entendi a sua pergunta meu caro.

olá Wallchs só vi agora.
de fato acho que a maioria dos religiosos buscam a volta ao ao paraiso perdido, pois faz parte da natureza humana procurar pela evolução,mas eu mesmo não me iludo com essa esperança, pois bem sei que naturalmente somos eternos descontentes,  por tanto não existe um céu eterno ,nem tão pouco um inferno eterno.

A não ser voce mesmo vivenciando estados de prazer e dor esta é a eterna realidade do ser .
no absoluto não existe premio nem castigo, só lei da ação e reação sendo vivenciada por criaturas livres e inteligentes.
são elas seres capazes de provocarem reações de prazer ou de sofrimentos, próprio ou alheio.
A morte pode ser vista como uma porta de fuga para crentes e descrentes, pelo o mesmo motivo o de não aceitarem muito bem a realidade da vida.
voce mesmo sabendo da inevitável morte de todo o mundo gostaria de ser imortal ?

materialistas dão graças ao deus acaso por  suas existências , sendo ele tão poderoso  não poderia  reunir novamente todas as partículas que compuseram um ser humano ? Tai uma nova modalidade de crença lógica a "Recomposição atômica" ::)

Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Agnoscetico em 03 de Julho de 2016, 00:14:06
Quem achava que os malas pararam de falar nos ateus e ficariam no pé dos anarco-capitalistas, olha o ataque aos ateus de novo. Preparem os ouvidos é muito porcaria, precisa ter muito estomago pra aguentar:

https://www.youtube.com/v/_yD-2unlDYo


https://www.youtube.com/v/7GrtnMXAbmw
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Alquimista em 03 de Julho de 2016, 01:52:27
Já repararam que esses dois aí tem cara de Jesus Cristo??????????  hahahahahahahahahahaha

O primeiro:

A única coisa que salva nesse aí é o trabalho de divulgação da boa música que ele faz, e olha lá...  O resto é pura bobagem. 
O que aconteceu com ele é que passou por muitas tristezas na vida, e sem uma preparação e treinamento adequado nas artes do engodo foi outro que se deixou iludir/seduzir/enganar facilmente pela fachada salvadora/reconfortante (do ser ali-viado) da religião.
O videozinho que ele rodou parece aquelas aulinhas chatas de catecismo que a gente tinha que a(tor)turar no primário, sempre com aquela tia gorda e recalcada que adorava ameaçar os mais impressionáveis com a punição ''olha mininu!!! se não rezar direito cê vai pro inferno!!!'' (isso deve ter causado traumas permanentes no... ''Dando'').  hahahahahahahahahahaha

Mas........  Posso ser bonzinho sem deus????????  kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O Alquimista já respondeu essa inocente perguntinha aqui mesmo no fórum:

Tirando Jesus da historia da humanidade, ainda existiriam pessoas boas como sempre existiu. O problema é que eles põem na conta de "pessoas boas" as pessoas que simplesmente viram religiosos e isso não é o correto. É mais provavel que existam mais canalhas religiosos no mundo do que ateus, dado que estatisticamente somos um mundo religioso ainda. Então dizer que se não fosse pela religião o mundo seria pior, é balela. A religião sempre esteve aí fora desde a aurora do homem e o que mudamos? Não muito. Religião é apenas um mecanismo pra você se sentir bem consigo mesmo achando que está fazendo a coisa certa.

Correto! Os ensina(ju)mentos de Je(gue)$u$ só nos trouxe: ódio, racismo, confusão, fanatismo, xenofobia, idolatria, ignorância, perseguição, inquisição, exploração, charlatanismo, separação, involução, Edir Macedo e todo lixo que é possível imaginar.

Amor, compaixão e dar a outra face é pura e simplesmente fachada!!!!!!!!!!!

Inclua nessa lista também: cristãos da Ku Klux Klan, o escravagismo e muitas outras ATROCIDADES de quem TEM ''deus no coração''.

O ''Dando", que é um cara que gosta tanto de ''heavy metal'', deveria ler esse texto magnífico do King Diamond que é a pura verdade:

"Temos diferentes deuses e, entretanto, ninguém pôde mostrar ao resto do mundo que creem no deus correto e que este é o deus real, se é que existe na realidade. O que me assusta é que somos capazes de matarmos uns aos outros por crer em diferentes deuses. Não podemos provar sua existência, mas continuamos nos matando por ele. Respeito as pessoas que creem em deus, em diferentes deuses, mas acho uma loucura que uma pessoa mate a outra por algo que está em sua própria mente. Ninguém sabe como eles são, ninguém sabe o significado da vida. Eu não sei o que é deus, mas o que eu sei é que eu não vou passar os próximos 20 anos de minha vida a pensar nisso. É uma loucura."

Aliás, as maiores contribuições (positivas) dadas ao mundo é fruto dos esforços de humanos que NÃO tiveram ''deus no coração''.


O segundo:

O que se autodenomina Maro Filósofo (que de filósofo não tem nada...), o mais correto seria ele se autodenominar Mau Filósofo.  kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Pois foram tantas as bobagens e falácias ditas por ele, que se não fosse pelo fato do Alquimista ter descoberto a verdadeira identidade do Arthur Spencer (que já se AutoDiSpençou), EU ''juraria'' que seriam a mesma pessoa. Os arjumentos, asneiras e falácias são iguaizinhos!!!!!!!!!!     

Enfim... com estes arjumentos pra lá de fraquinhos Eu derrotaria o Mau Filósofo (com o maior prazer!!!) logo no primeiro round se ele aqui se cadastrasse.  hahahahahahahahaha
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Agnoscetico em 03 de Julho de 2016, 19:09:06
Mais outra perola tentando definir o que seria um "bom ateu":

https://www.youtube.com/v/U-6EWeDdgOI
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Alquimista em 03 de Julho de 2016, 21:48:51
O Clube Cético deveria tem uma conta no youtube. Seria legal promover uns hangouts entre os participantes (sem a necessidade de mostrar o rosto e revelar a identidade - somente o áudio) para calar a boca destes marmanjos com cara de Jesus Cristo.  kkkkkkkkkkkkkkkkkk
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Euler1707 em 03 de Julho de 2016, 22:03:49
O Clube Cético deveria tem uma conta no youtube. Seria legal promover uns hangouts entre os participantes (sem a necessidade de mostrar o rosto e revelar a identidade - somente o áudio) para calar a boca destes marmanjos com cara de Jesus Cristo.  kkkkkkkkkkkkkkkkkk
Esta foi uma idéia genial, pena que eu seja um boçal. Não sei articular bem as minhas palavras, mas tirando isso, seria interessante fazermos (o pessoal do clube cético, não eu) esses hangouts.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Alquimista em 03 de Julho de 2016, 22:20:18
O Clube Cético deveria tem uma conta no youtube. Seria legal promover uns hangouts entre os participantes (sem a necessidade de mostrar o rosto e revelar a identidade - somente o áudio) para calar a boca destes marmanjos com cara de Jesus Cristo.  kkkkkkkkkkkkkkkkkk
Esta foi uma idéia genial, pena que eu seja um boçal. Não sei articular bem as minhas palavras, mas tirando isso, seria interessante fazermos (o pessoal do clube cético, não eu) esses hangouts.

Ah, Euler, e vai nos dispensar de mostrar a sua famosa prova da existência de deus??? Aquela que você calou a boca do ateu Denis Diderot, para o deleite de Catarina a Grande??? hahahahahahahahaha  (É brincadeira, viu?!)

É só treinar que as palavras saem. Tome uma biritinhas antes....

Mas a ideia é boa mesmo. Se quiserem eu poderia disponibilizar uma das minhas contas no youtube.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Euler1707 em 03 de Julho de 2016, 22:52:50
Ah, Euler, e vai nos dispensar de mostrar a sua famosa prova da existência de deus??? Aquela que você calou a boca do ateu Denis Diderot, para o deleite de Catarina a Grande??? hahahahahahahahaha  (É brincadeira, viu?!)
Ora, meu caro Alquimista, como podes, um ser de tamanha inteligência, não conhecer a minha fórmula da existência de Deus??? É tão óbvio:
a%2Bb%5En%2Fn%3Dx
É só treinar que as palavras saem. Tome uma biritinhas antes....
O álcool funciona feito um laxante para mim. Não estranhe se ouvir flatulências, ao invés de uma voz humana.
(será que assim como na paralisia do sono, quando eu bebo, meu corpo está se transportando para uma realidade paralela onde os gases intestinais exercem mais pressão, ou seria isso somente demônios querendo sair do meu corpo? perguntemos à Criatura, digo, Criaturo. Ele com certeza sabe da resposta.)
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Alquimista em 03 de Julho de 2016, 23:00:16
Ah, Euler, e vai nos dispensar de mostrar a sua famosa prova da existência de deus??? Aquela que você calou a boca do ateu Denis Diderot, para o deleite de Catarina a Grande??? hahahahahahahahaha  (É brincadeira, viu?!)
Ora, meu caro Alquimista, como podes um ser de tamanha inteligência, não conhecer a minha fórmula da existência de Deus??? É tão óbvio:
a%2Bb%5En%2Fn%3Dx
É só treinar que as palavras saem. Tome uma biritinhas antes....
O álcool funciona feito um laxante para mim. Não estranhe se ouvir flatulências, ao invés de uma voz humana.
(será que assim como na paralisia do sono, quando eu bebo, meu corpo está se transportando para uma realidade paralela onde os gases intestinais exercem mais pressão, ou seria isso somente demônios querendo sair do meu corpo? perguntemos à Criatura, digo, Criaturo. Ele com certeza sabe da resposta.)

hahahahahahahahahahahahaha


E aí??? Quem mais se anima a formar o hangout???
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 04 de Julho de 2016, 18:49:43
Ah, Euler, e vai nos dispensar de mostrar a sua famosa prova da existência de deus??? Aquela que você calou a boca do ateu Denis Diderot, para o deleite de Catarina a Grande??? hahahahahahahahaha  (É brincadeira, viu?!)
Ora, meu caro Alquimista, como podes um ser de tamanha inteligência, não conhecer a minha fórmula da existência de Deus??? É tão óbvio:
a%2Bb%5En%2Fn%3Dx
É só treinar que as palavras saem. Tome uma biritinhas antes....
O álcool funciona feito um laxante para mim. Não estranhe se ouvir flatulências, ao invés de uma voz humana.
(será que assim como na paralisia do sono, quando eu bebo, meu corpo está se transportando para uma realidade paralela onde os gases intestinais exercem mais pressão, ou seria isso somente demônios querendo sair do meu corpo? perguntemos à Criatura, digo, Criaturo. Ele com certeza sabe da resposta.)

papo de boteco.. :tintin:
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 04 de Julho de 2016, 19:00:10
Sr. Alquimistico fala sério! por que perdeu sua fé ?
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Alquimista em 04 de Julho de 2016, 21:01:30
Sr. Alquimistico fala sério! por que perdeu sua fé ?

Fé em que?
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Alquimista em 04 de Julho de 2016, 21:23:17
Se for fé em deus, nunca tive fé em deus nenhum. Nunca engoli essa. Isso sempre foi nietzschedo pra mim.

Desde pequenininho já questionava todo tipo de crença e tradições.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Criaturo em 05 de Julho de 2016, 08:35:06
voce acha que eu te classifico como Alquimistico por que ?
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Brienne of Tarth em 05 de Julho de 2016, 11:02:55
Porquê ignora completamente (ou finge ignorar, o que é pior) o alcance - bem como a distância - de alguém como ele e você, caro Cria...
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Alquimista em 05 de Julho de 2016, 14:42:29
voce acha que eu te classifico como Alquimistico por que ?

Porque você tende a enxergar tudo ao seu redor como algo místico.

Porquê ignora completamente (ou finge ignorar, o que é pior) o alcance - bem como a distância - de alguém como ele e você, caro Cria...

O pobre coitado perdeu o chão, Brienne.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Pagão em 05 de Julho de 2016, 17:34:35
Seria o tédio eterno.

É algo inconcebível, mente nenhuma suportaria isso

Nem mesmo um deus

Tédio eterno?... Parece-me que tem ficado esquecido o eterno não no céu mas no inferno... Melhor mesmo o tédio eterno, porque a assar eternamente não haverá disposição para depressões... :twisted:
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Onsigbare em 05 de Julho de 2016, 18:10:24
as propinas da fé:

você tem medo da morte, morre ---- religião te dá a vida eterna --- você não morre

você é omisso com sua saúde ---- religião te dá milagres   --- você pode continuar comendo seu bacon de madrugada

você não conhece o mundo que vive   ---- religião te ensina tudo  ---- você agora acredita saber de onde veio e para onde vai

geralmente essas propinas são trocadas por dízimos.
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Agnoscetico em 05 de Julho de 2016, 18:18:26
O Clube Cético deveria tem uma conta no youtube. Seria legal promover uns hangouts entre os participantes (sem a necessidade de mostrar o rosto e revelar a identidade - somente o áudio) para calar a boca destes marmanjos com cara de Jesus Cristo.  kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Tem esse q tentou fazer caricatura, mas fez uma propaganda pró-anarco-capitalista (que não é foco desse topico; basta ignorar a parte que não tenta ser parodia):

https://www.youtube.com/v/cVSJ7jAXdiQ
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Alquimista em 05 de Julho de 2016, 19:02:04
hehehehehe  Ouvi dizer que é regra agora no youtube um youtuber não poder caricaturar e ofender outro youtuber.

Estava pensando em fazer algo como é feito aqui mesmo no fórum. Expor os argumentos, debater em cima das ideias propostas, etc...

Semelhante ao que este forista aqui do Clube Cético fez:

https://clubecetico.org/forum/index.php?topic=29597.0
Título: Re:Afinal, qual é a razão de acreditar no eterno?
Enviado por: Sergiomgbr em 08 de Junho de 2017, 14:43:13
O conceito de "eternidade" é inconcebível.
Não faz sentido discutir o que sentiríamos ao viver uma situação inconcebível.
Na verdade, todo mundo é eterno, vive eternamente(eu). Na verdade só quem morre é o outro, a gente mesmo vive para sempre, a gente apenas cisma que não.