Forum Clube Cetico

Discussões => História, Sociedade, Comportamento e Filosofia => Tópico iniciado por: EuSouOqueSou em 01 de Abril de 2017, 13:09:56

Título: Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: EuSouOqueSou em 01 de Abril de 2017, 13:09:56
Citar
O que a ciência já descobriu sobre as notícias falsas
Pesquisadores tentam entender como se espalham as 'fake news'. Veja alguns estudos já realizados.

O grande volume de notícias falsas na internet e sua crescente velocidade de disseminação em redes sociais já é alvo de estudos científicos há alguns anos. Diante das evidências de que esse tipo de informação pode ter consequências impactantes para a sociedade, os especialistas querem entender melhor como as pessoas consomem e distribuem as informações.
Veja abaixo as conclusões de quatro estudos recentes sobre as chamadas "fake news":

Quem compartilha a notícia influencia mais na credibilidade que a fonte da notícia

Uma pesquisa feita pela agência Associated Press e o American Press Institute concluiu que o fato de uma pessoa que compartilhou uma notícia ser considerada confiável influencia mais na confiança que o leitor deposita na informação que a fonte primária de uma notícia.
No estudo, as pessoas pesquisadas avaliaram de forma muito diferente as notícias compartilhadas por personalidades em que confiavam, como a apresentadora Oprah, por exemplo, em comparação com notícias de alguém em quem não confiavam.
No entanto, não fizeram muita diferença em relação a se estavam publicadas no site de um veículo de confiabilidade reconhecida, como o da própria Associated Press, ou um site qualquer inventado. Para testar isso, os autores do estudo criaram uma página fictícia chamada DailyNewsReview.com, mas isso pouco afetou na impressão dos entrevistados sobre as notícias que liam.
O teste foi feito usando celebridades como fontes de notícias, mas é de se imaginar que o mesmo valha para pessoas não famosas que compartilham informação em redes sociais. Ou seja, o usuário tende a valorizar bastante a notícia compartilhada por um familiar em quem confia mais, por exemplo. O que, evidentemente, pode ter implicações se esse familiar "confiável" compartilha notícias falsas.

Jovens estudantes também não têm muita clareza sobre a credibilidade da informação na internet

Pesquisadores da Universidade Stanford, nos EUA, aplicaram questionários a alunos de ensino fundamental, médio e superior, e analisaram mais de 7.800 respostas para chegar à conclusão de que, de modo geral, eles apresentam pouco discernimento sobre o que é uma fonte de informação que pode ter credibilidade, e não separam o que é conteúdo jornalístico de conteúdo patrocinado, mesmo quando isso está claramente escrito.
"Muitos assumem que, por serem fluentes nas mídias sociais, os jovens são igualmente espertos em relação ao que encontram por lá. Nosso trabalho mostra o contrário", dizem os autores. Mais de 80% dos jovens pesquisados acharam que um conteúdo patrocinado era uma nota jornalística.
Uma seção "Sobre o autor" bem escrita e com aparência profissional é o suficiente para convencer os jovens americanos de que um site é neutro e tem credibilidade. Eles também não questionam a veracidade de fotografias e a maioria não consegue avaliar se um tuíte é parcial ou tem isenção.

Exclusão social tem relação com propensão a acreditar em conspirações

Um trabalho da Universidade de Princeton concluiu que o sentimento de exclusão social pode levar as pessoas a buscar significado em histórias mirabolantes que podem não ser verdadeiras.
Esse pensamento conspiratório leva a um ciclo perigoso. Quando as pessoas com ideias conspiratórias compartilham suas crenças, podem se afastar mais da família e dos amigos, provocando ainda mais exclusão. Isso pode levá-los a se juntar a comunidades que compartilhem as teorias da conspiração, onde se sentem bem-vindos, o que, por sua vez, irá reforçar ainda mais suas crenças.
"Tentar interromper este ciclo pode ser a melhor aposta para alguém interessado em contrariar as teorias de conspiração no nível da sociedade", diz Alin Coman, professor-assistente de Psciologia em Princeton. "Caso contrário, as comunidades poderiam se tornar mais propensas a propagar crenças imprecisas e conspiratórias."

As pessoas podem ser 'vacinadas' contra as notícias falsas

Cientistas das Universidades de Cambridge, no Reino Unido, e Yale e George Mason, nos Estados Unidos, propuseram uma espécie de "vacina" para imunizar as pessoas contra boatos.
Fazendo testes com um grupo de pessoas, eles notaram que uma notícia verdadeira, ao ser contraposta a uma mentirosa, muitas vezes é "anulada" -- a mentira, para um leitor desavisado, tem tanto peso quanto a verdade.
Os pesquisadores, então, tentaram expor as pessoas de forma preventiva a pequenas doses da informação mentirosa, como uma forma de alerta, avisando-as, por exemplo, que existem pessoas espalhando boatos sobre determinado assunto. Expostos a essa "vacina", posterioremente, quando confrontados com uma notícia verdadeira e uma mentirosa sobre um mesmo assunto, os participantes da pesquisa já não deram tanto valor à falsa.
Segundo os pesquisadores, técnicas de "inoculação psicológica" como essas foram utilizadas no passado pelas indústrias do tabaco e do petróleo para abalar um consenso científico junto à opinião pública.
http://g1.globo.com/e-ou-nao-e/noticia/o-que-a-ciencia-ja-descobriu-sobre-as-noticias-falsas.ghtml

Mais links e pesquisas referenciadas no site.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: EuSouOqueSou em 02 de Abril de 2017, 13:50:37
Citar
Facebook e Google miram modelo de negócio das notícias falsas; entenda

Empresas tentam punir financeiramente autores de fake news para evitar disseminação. No caso do WhatsApp, no entanto, não há nenhum tipo de sistema que viabilize o apontamento de informações mentirosas.]
http://g1.globo.com/e-ou-nao-e/noticia/facebook-e-google-miram-modelo-de-negocio-das-noticias-falsas-entenda.ghtml
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: EuSouOqueSou em 10 de Junho de 2017, 19:07:56
Citar
Shining a light on the dark corners of the web
Cybercrime researcher Gianluca Stringhini explains how he studies hate speech and fake news on the underground network 4chan.

...

[In your paper on the arXiv2, you show that 4chan boards can influence the sharing of other news sources.]

Here, we studied whether, once an event happens on one Internet platform (say, a hyperlink to a piece of news), the same event happens on another platform. It will be the exact same news link being posted on /pol/ that then makes its way to Twitter, let’s say. We use a mathematical technique called 'Hawkes-process modelling', in which we can say with reasonable confidence that a particular event actually is related to the previous one that happened.

So we did this study, the first of its kind in tracing links between services. The idea here is that there has been quite some work on studying fake and alternative news. People look at how alternative news spreads on Twitter, for example; how people reshare it. But these services do not live in a vacuum — they’re part of the greater web. These places where alternative news stories are posted and they talk about them and they make up these crazy conspiracies and all of that: we wanted to understand whether this actually has an impact on the wider web.

What we found is that Twitter influences the other services a lot, which makes sense. Users of /pol/ and reddit will see news on Twitter, and then they will post those stories on their own boards and talk about them. But we also found that the opposite happens. To give you an example, we found that about 12% of the alternative news on worldnews — one of the main news boards on reddit — is coming from 4chan. And over 16% of the alternative news on the same board is coming from The_Donald [a specific part of Reddit used by supporters of the US president].
https://www.nature.com/news/shining-a-light-on-the-dark-corners-of-the-web-1.22128
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Zero em 11 de Junho de 2017, 23:19:45
Encontrei esse site que faz análise de fake news, conhecem mais algum? http://www.snopes.com/

Também há o Fábrica de Noobs, um canal no youtube, que faz interessantes desmistificações sobre assuntos populares na internet, Bruno Borges, Vídeos e fotos da Deep Web...

Espero ver logo esse sistema de análise,  espero que haja neutralidade na análise das informações.

Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Zero em 11 de Junho de 2017, 23:25:34
O poder dos hoaxes

Citar
Fake News Has Terrifying Power Over the Real World

This week reminded us how hoaxes can have horrible consequences.

Welcome back to Can't Handle the Truth, our Saturday column looking at the past seven days of fake news and hoaxes that have spread thanks to the internet.

The New York Times made a neat infographic this week about a lie winding its way through the layers of sketchy media and becoming what looked like a real news story. In this case, someone wrote a weird piece of (possibly satirical) military fan fiction about a Russian war plane using advanced electronic weaponry to disable an American destroyer. The fake story kept popping up here and there for about three years, changing substantially with each iteration, before a version of it wound up on the Fox News website. (Fox has since deleted the story.)

What's worrying about this isn't the fairly minor takeaway from this specific case (someone might think Russians have slightly better weapons than they actually do). The scary part here is twofold: A) it's not an isolated incident, as we saw last month when Sean Hannity insisted on covering a false and deeply toxic conspiracy theory. And B) the President of the United States is a Fox News fanboy.

This week was full of examples of fake news having real consequences:

The Leader of Qatar Is in Love with Iran

Back on May 23, a news report from the state news agency of Qatar said Sheikh Tamim Bin Hamad Al Thani, the emir of Qatar, had given an inflammatory commencement speech at a military graduation ceremony. He supposedly used his time on stage to lambast his fellow Arab leaders' anti-Iran statements made while Donald Trump was visiting Saudi Arabia. The speech touched on many sensitive, hot-button topics. For instance, he also had kind words for Hamas, a group that other Gulf countries (and the US) considers a terror group.

But that news report turned out to be the work of hackers, and if the intention was to inflame existing regional tensions, it worked perfectly. Saudi Arabia and the United Arab Emirates (UAE) responded almost immediately, by blocking all Qatar-based media on the May 23. Things escalated further about two weeks later when Saudi Arabia, the UAE, Yemen, Egypt, the Maldives, and Bahrain all cut off ties to Qatar. This was the result of not just the report, but longstanding tensions over Qatar's alleged support of terrorist groups.

This situation is now a crisis, jeopardizing the wellbeing of the people of Qatar. The isolated country, which is reliant on foreign trade, can no longer use its land border or receive shipments of food.

Families of Sandy Hook Victims Are Just Faking It

Some conspiracy theories are goofs that seem like no one could possibly believe them, and it wouldn't really matter if anyone did—the Dead Munchkin Myth for instance. So it's sometimes hard to get into the headspace of someone like Lucy Richards, who believed so completely that the 2010 Sandy Hook shooting was a false flag attack designed to undermine her Second Amendment rights—a totally bonkers idea that makes no sense—that she sent death threats to the father of a six-year-old victim last year.

This week Richards was sentenced to five months in prison followed by five months of house arrest. "Your words were cruel and insensitive. This is reality and there is no fiction. There are no alternative facts," District Judge James Cohn told her at her sentencing.

Scientists Agree: Climate Change Is A Hoax

According to James Delingpole, a British climate change denier who writes a lot of breezy but haphazardly researched blog posts, there's a new consensus on climate change. That merited a Breitbart post headlined "'Global Warming' Is a Myth, Say 58 Scientific Papers in 2017." I don't know how many clicked on this post, but since it's attracted nearly 10,000 comments already, I gather it was read and shard extensively.

The substance of Delingpole's claim comes from a post at something called "No Tricks Zone," which aggregated 80 graphs that are only connected insofar as they're climate-related and not "hockey stick"-shaped. Delingpole's post acknowledges recent climate change, but basically dismisses it as insignificant in the long run, and says the idea that climate change merits changes in human behavior "is a fake artefact."

But nothing Delingpole quotes even remotely disproves the extremely true fact that Earth is rapidly increasing to a temperature inhospitable to life as we know it, because humans emit greenhouse gases. Snopes.com—a very good and valuable website—contacted the climate scientists whose graphs were being used in this way, and the ones who responded seemed revolted. For instance, the University of Maine's Paul Mayewski, who wrote one of the studies, called the Delingpole article "yet another example of downright lies."

https://www.vice.com/en_us/article/fake-news-has-terrifying-power-over-the-real-world
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Buckaroo Banzai em 12 de Junho de 2017, 09:57:55
(https://pbs.twimg.com/media/CtM8cW1WgAAWdz0.jpg)

(http://occupydemocrats.com/wp-content/uploads/mw-1.jpg)

E ao mesmo tempo Trump conseguiu se consagrar praticamente "dono" da expressão "fake news" para os seus seguidores fiéis. Duplipensar nivel petista 2 plus.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gauss em 12 de Junho de 2017, 12:33:15
Lembrei dessa tirinha.
(http://pics.onsizzle.com/you-take-a-look-at-reince-priebus-hes-working-so-14558618.png)
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Buckaroo Banzai em 15 de Junho de 2017, 20:28:12
Outra categoria de "fake news":

https://www.youtube.com/v/dX8ya0rsFtE
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Buckaroo Banzai em 15 de Junho de 2017, 20:54:09
Encontrei esse site que faz análise de fake news, conhecem mais algum? http://www.snopes.com/

Também há o Fábrica de Noobs, um canal no youtube, que faz interessantes desmistificações sobre assuntos populares na internet, Bruno Borges, Vídeos e fotos da Deep Web...

Espero ver logo esse sistema de análise,  espero que haja neutralidade na análise das informações.



https://mediabiasfactcheck.com/

http://www.politifact.com/

Acho que o primeiro é acusado de ter viés de direita, e o segundo, de esquerda (a WP diz ter sido acusado de ambos, o que talvez seja sinal de neutralidade).
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Jack Carver em 29 de Junho de 2017, 19:38:30
https://www.youtube.com/v/7T9hX9j073s
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: EuSouOqueSou em 29 de Junho de 2017, 23:53:02
Consegui assistir até a metade. Quem é Nando Moura? E o que o vídeo tem a ver com o tópico?
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Buckaroo Banzai em 08 de Julho de 2017, 17:32:50
https://www.youtube.com/v/hXa3Qt3mQDg



Me lembrou um bocado disso, apesar de não ter o aspecto religioso:

https://www.youtube.com/v/K0fPDnjZpz0

:(

Gostaria saber se há pesquisas ou algo parecido sobre abordagens científicas e de mídia que conseguem evitar de dar bola fora ou fazer gols contra nesses casos. Acho que o mais próximo são aqueles vídeos que vi sobre tentar se tirar do foco as divisões e focalizar no que há em comum, além de ativamente tentar ver qual seria o apelo às pessoas motivadas por essa outra ideologia, e adaptar a mensagem de acordo (http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=18968.msg941080#msg941080). Mas não é exatamente simples de se fazer. Não sei se é mais problemático em temas políticos ou meramente midiáticos, ou nos mais estritamente científicos.




Será que já houve alguma espécie de reportagem assim sobre o(s) fenômeno(s) nacionais de PiG/"ditadura da mídia esquerdista"? Embora alguns desses tenham suas versões "oficiais" articuladas por "formadores de opinião", acho que talvez haja algo de interessante ainda na opinião popular. Acho que se reduz praticamente a uma visão maniqueísta e conspiracionista das coisas, sem tanto esse sentimento da mídia elitista fazendo pouco caso deles.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Feliperj em 09 de Julho de 2017, 19:24:12
https://www.youtube.com/v/hXa3Qt3mQDg



Me lembrou um bocado disso, apesar de não ter o aspecto religioso:

https://www.youtube.com/v/K0fPDnjZpz0

:(

Gostaria saber se há pesquisas ou algo parecido sobre abordagens científicas e de mídia que conseguem evitar de dar bola fora ou fazer gols contra nesses casos. Acho que o mais próximo são aqueles vídeos que vi sobre tentar se tirar do foco as divisões e focalizar no que há em comum, além de ativamente tentar ver qual seria o apelo às pessoas motivadas por essa outra ideologia, e adaptar a mensagem de acordo (http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=18968.msg941080#msg941080). Mas não é exatamente simples de se fazer. Não sei se é mais problemático em temas políticos ou meramente midiáticos, ou nos mais estritamente científicos.




Será que já houve alguma espécie de reportagem assim sobre o(s) fenômeno(s) nacionais de PiG/"ditadura da mídia esquerdista"? Embora alguns desses tenham suas versões "oficiais" articuladas por "formadores de opinião", acho que talvez haja algo de interessante ainda na opinião popular. Acho que se reduz praticamente a uma visão maniqueísta e conspiracionista das coisas, sem tanto esse sentimento da mídia elitista fazendo pouco caso deles.

Uma coisa é interessante, quando olhamos PiG e midia esquerdista : a história que se tornou oficial no PiG, com relação ao ocorrido em 1964, é exatamente a contada pela midia esquerdista. Depois de "Anos Rebeldes", e uma penca de documentários e entrevistas, tempos agora "Os Dias Eram Assim", retratando comunistas como paz, amor , democracia e liberdade; e a direita como corruptos, violentos, fdp's.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Buckaroo Banzai em 09 de Julho de 2017, 19:51:00
A "mídia" atual pouco deverá falar do que não é mais exatamente notícia. Autores terão suas obras de acordo com sua inclinação ideológica, podendo ou não levar em consideração tudo que julgarem ter de conhecimento factual.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Feliperj em 09 de Julho de 2017, 19:58:45
A "mídia" atual pouco deverá falar do que não é mais exatamente notícia. Autores terão suas obras de acordo com sua inclinação ideológica, podendo ou não levar em consideração tudo que julgarem ter de conhecimento factual.

O que estou falando é que a PiG atual, que já era PiG na ocasião do golpe, já assimilou a estória esquerdista faz tempo. Através da ocupação de espaços que a esquerda fez aqui...
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Geotecton em 09 de Julho de 2017, 23:27:47
Uma coisa é interessante, quando olhamos PiG e midia esquerdista : a história que se tornou oficial no PiG, com relação ao ocorrido em 1964, é exatamente a contada pela midia esquerdista. Depois de "Anos Rebeldes", e uma penca de documentários e entrevistas, tempos agora "Os Dias Eram Assim", retratando comunistas como paz, amor , democracia e liberdade; e a direita como corruptos, violentos, fdp's.

E o que é que ocorreu em 1964, no seu entendimento?
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Buckaroo Banzai em 24 de Julho de 2017, 18:14:34


Citar
http://www1.folha.uol.com.br/ilustrissima/2017/02/1859808-como-funciona-a-engrenagem-das-noticias-falsas-no-brasil.shtml

...

Vítima de notícias falsas, o jornalista e ativista Leonardo Sakamoto, da ONG Repórter Brasil e blogueiro do UOL, considera que, dada a extensão do problema, é necessária uma convenção global para regular a circulação de notícias na internet e a eventual responsabilização por excessos.

No ano passado, Sakamoto foi alvo de um texto difamatório abrigado no site de notícias falsas Folha Política (sem relação com a Folha). Segundo sugeriram documentos produzidos por ordem judicial, as empresas JBS e 4Buzz promoveram a exposição do texto por meio de anúncio pago no Google –elas negam.

...

Imaginava mesmo que com essa onda de "fake news" (fake news "de verdade", e não no sentido PiG/trumpiano do termo) iria ainda ajudar alguns a defender censura, ou maiores restrições ao jornalismo... mas não imaginava "propostas" em escala global.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Hugo em 24 de Julho de 2017, 18:56:19


Sem querer politizar este tópico, mas esse FAKE é quentinho e decide postar:



Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Buckaroo Banzai em 24 de Julho de 2017, 19:12:30
As "fakenews" originais* dessa nova onda de fakenews americana, apesar de terem como nicho os direitistas, eram fabricação de um esquerdista, interessado não em política, mas só em lucrar com isso mesmo.

Será que haveria indícios de algo assim por aqui também? Nessa matéria da Folha é mencionado que o dono de uma série de sites direitistas também tem um esquerdista e um "que atira para todo lado".

Isso acaba facilitando eles inventarem e em outro site "desmascararem" as próprias fake news.

Antes de ver isso tinha a impressão de ser, como a metéria também menciona, mais como "fofocas", quando a pessoa mente deliberadamente a favor de uma causa, achando conveniente as pessoas acreditarem em algo, mesmo que seja falso.



* tirando sites "fakenews" clássicos, como infowars e naturalnews/naturalworld, (algo assim), mercola, dentre outros, que precedem a essa nova onda e, aparentemente, acreditam sinceramente nas bizarrices que publicam.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gauss em 28 de Setembro de 2017, 20:15:38
Relacionado ao tópico.
Citar
‘Rei das fake news’ é encontrado morto nos EUA
Paul Horner, que ficou conhecido por disseminar e criar histórias falsas durante corrida presidencial americana, foi encontrado morto em casa

Paul Horner, visto como um dos maiores disseminadores de notícias falsas durante a última corrida presidencial nos Estados Unidos, foi encontrado morto em sua casa em Laveen, no estado do Arizona. O escritor de 38 anos, que ficou conhecido como o “rei das fake news”, teve o corpo descoberto pela polícia local no dia 18, mas a informação foi revelada apenas nesta semana pelo porta-voz do xerife do Condado de Maricopa, Mark Casey.

Casey disse que a autópsia realizada não mostra sinais de ação violenta contra Horner, e a polícia trabalha com a hipótese de “overdose acidental”, com base nas evidências encontradas no local e no histórico de excessos no uso de remédios do escritor. Os exames toxicológicos ainda não foram divulgados e o caso segue aberto até que a causa da morte seja determinada.

Horner ganhou fama ao criar histórias falsas e disseminar boatos que viralizaram no Facebook. Entre suas “fake news” (notícias falsas) mais conhecidas, estão alegações de que Barack Obama era gay e muçulmano e que manifestantes receberiam milhares de dólares para protestar contra Donald Trump durante eventos da corrida presidencial de 2016 – Eric, filho de Trump, e Corey Lewandowski, gerente da campanha de Trump, compartilharam a história nas redes sociais.

Jj Horner, irmão de Paul, manifestou-se sobre o ocorrido pelo Facebook, e descreveu o escritor como um “mago da internet, humanitário, ativista, ativista, filósofo, comediante”. Em entrevistas, o escritor alegava que o seu trabalho era uma “sátira política”, com “humor e comédia”. “Na verdade, eu tento educar as pessoas”, disse em conversa à rede CNN.

“Eu odeio o Trump”

Em novembro, em entrevista ao jornal Washington Post, Horner alegava seus méritos pela vitória de Donald Trump na corrida presidencial americana. “Acho que Trump chegou à Casa Branca por minha causa”, disse. “Meus sites eram divulgados a todo momento por eleitores do Trump. Os seguidores dele não checam as informações – eles postam e acreditam em qualquer coisa”. Na conversa, ao ser perguntado se as “fake news” eram direcionadas a Hillary Clinton com o objetivo de ajudar Trump, Horner respondeu: “Não, eu odeio o Trump”.

http://veja.abril.com.br/mundo/rei-das-fake-news-e-encontro-morto-nos-eua/
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Lorentz em 02 de Outubro de 2017, 14:58:55
A globonews criou uma enquete perguntando se as pessoas são favoráveis ou não ao porte de armas. O resultado está assim:

(https://pbs.twimg.com/media/DLJlXsEW4AA9uGT.jpg)

Segue o link:

http://g1.globo.com/globo-news/interatividade/enquete/2017/10/2/voce-e-a-favor-do-porte-de-armas-para-qualquer-pessoa-01b6cac4-a782-11e7-b1cb-0242ac110007.html


Vamos ver como isso vai ficar. Não duvido que derrubem o link ou aleguem "bots". Estamos diante do surgimento de um possível fake news fresquinho.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Lorentz em 02 de Outubro de 2017, 17:02:30
A cara de decepção:

(https://pbs.twimg.com/media/DLKAGDLWkAEa1dD.jpg)
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gauss em 09 de Novembro de 2017, 18:24:35
Ótimo vídeo do Nerdologia.

Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Lorentz em 26 de Fevereiro de 2018, 16:02:45
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Buckaroo Banzai em 26 de Fevereiro de 2018, 21:08:37
Putz, muito decepcionante esse cara regurgitando essa merda de "CNN é Lügenpresse" do Trump. Esperava mais. Isso é ou ignorância, credulidade por cegueira ideológica aguda, ou desonestidade.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Muad'Dib em 26 de Fevereiro de 2018, 21:18:06
É tudo junto.

Ele é muito bem articulado, gosta do som da própria voz e não tem muita vergonha de defender besteiras.

Não consigo ver esse tipo de besteira.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Muad'Dib em 26 de Fevereiro de 2018, 21:25:37
E vá lá, fake news mainstream é só a FOX news, mas a CNN é uma bela de uma merda também. Pode ter sido uma boa fonte de informação na época da Tempestade do Deserto, mas hoje, pelo que eu vejo no youtube (CNN live), é bem fraquinha.

Eles não mentem, não espalham desinformação como a FOX, não fazem armaçõezinhas, mas estão longe de ser um meio de comunicação que cumpra o papel de informar.

Hoje eu só vejo a Aljazeera Live. É meio que incrível como eles são imparciais e informativos.

Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gauss em 26 de Fevereiro de 2018, 21:37:24
E vá lá, fake news mainstream é só a FOX news, mas a CNN é uma bela de uma merda também. Pode ter sido uma boa fonte de informação na época da Tempestade do Deserto, mas hoje, pelo que eu vejo no youtube (CNN live), é bem fraquinha.

Eles não mentem, não espalham desinformação como a FOX, não fazem armaçõezinhas, mas estão longe de ser um meio de comunicação que cumpra o papel de informar.

Hoje eu só vejo a Aljazeera Live. É meio que incrível como eles são imparciais e informativos.
Muita coragem sua criticar a CNN por aqui. Seu trumpista!
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Lorentz em 26 de Fevereiro de 2018, 22:22:05
Putz, muito decepcionante esse cara regurgitando essa merda de "CNN é Lügenpresse" do Trump. Esperava mais. Isso é ou ignorância, credulidade por cegueira ideológica aguda, ou desonestidade.

Você ignorou tudo o que ele falou sobre a Globo, do Buzzfeed, do ar de armação dos entrevistados por usarem jargões que ninguém tinha usado ou detectado em todos esses movimentos. Você preferiu focar numa crítica pontual que ele fez sobre a CNN, inclusive em que eles admitiram depois da pressão que erraram. Aí usou o clássico "falsa dicotomia" do tipo "ou o cara é isso ou aquilo".

Você, Buck! Você é a fake news! Está inclusive usando um avatar dos vendidos do Comedy Central, que são pró-democratas comunistas!
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Buckaroo Banzai em 26 de Fevereiro de 2018, 22:29:43
Eu postei isso enquanto assistia, e foi uma das primeiras coisas que ele falou. Chamar a CNN de "fake news"/PiG não parece crítica pontual, parece simplesmente o "PiG" dos trumpetes mesmo.

Depois disso nem prestei muita atenção, só vi qualquer coisa sobre ele duvidar da metodologia de avaliar a proporção de comentários "X" tentando "refutar" isso com a implicação de que requeriria analizar TODOS os comentários, e continuei mais lendo o tópico ou outro tópico do que prestando atenção.

Mas certamente globo e buzzfeed devem ter dito suas merdas aqui e ali sim. Infelizmente ainda assim devem ter credibilidade maior do que as "mídias alternativas" conservadoras, que não ficam muito adiante das esgotosfera petista mesmo. Tem cara que acredita que o Piauí Herald é notícia de verdade até. (É um Onion tupiniquim).
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Lorentz em 26 de Fevereiro de 2018, 22:48:19
Eu postei isso enquanto assistia, e foi uma das primeiras coisas que ele falou. Chamar a CNN de "fake news"/PiG não parece crítica pontual, parece simplesmente o "PiG" dos trumpetes mesmo.

Depois disso nem prestei muita atenção, só vi qualquer coisa sobre ele duvidar da metodologia de avaliar a proporção de comentários "X" tentando "refutar" isso com a implicação de que requeriria analizar TODOS os comentários, e continuei mais lendo o tópico ou outro tópico do que prestando atenção.

Mas certamente globo e buzzfeed devem ter dito suas merdas aqui e ali sim. Infelizmente ainda assim devem ter credibilidade maior do que as "mídias alternativas" conservadoras, que não ficam muito adiante das esgotosfera petista mesmo. Tem cara que acredita que o Piauí Herald é notícia de verdade até. (É um Onion tupiniquim).

Ou seja, se não fosse eu expor seu fake news, um desavisado iria ter uma conclusão bem diferente do vídeo dele.

Na verdade a CNN teve um histórico de manipulação de reportagens que podem sim caracterizar fake news. Isso não exclui a fox, não alivia pros erros do Trump. Alegar isso é fake news tentar desviar o foco.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: AlienígenA em 26 de Fevereiro de 2018, 23:03:57

Não dá para levar a sério! Eu não passei do começo do vídeo. Ele inicia dizendo que a reportagem da Globo disse que tudo apontava para uma vitória da Hilary, mas os russos deram uma ajudinha ao Trump. Mentira! Eu assisti a reportagem do Fantástico. O que foi dito foi que mesmo se confirmada a ajuda dos russos não é possível afirmar que ele foi efetiva na vitória do Trump. :hein:

Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Lorentz em 26 de Fevereiro de 2018, 23:12:26

Não dá para levar a sério! Eu não passei do começo do vídeo. Ele inicia dizendo que a reportagem da Globo disse que tudo apontava para uma vitória da Hilary, mas os russos deram uma ajudinha ao Trump. Mentira! Eu assisti a reportagem do Fantástico. O que foi dito foi que mesmo se confirmada a ajuda dos russos não é possível afirmar que ele foi efetiva na vitória do Trump. :hein:




O início do vídeo fala exatamente isso. Pode levar a entender que eles estavam defendendo essa tese sim.

Segue a transcrição automática do youtube:

Citar
00:00
[Aplausos]
00:01
em 2016 tudo indicavam que hillary
00:04
clinton seria nova presidente dos
00:06
estados unidos mas uma grande virada
00:08
aconteceu na reta final a festa enorme
00:10
eleitores republicanos aqui na porta e
00:12
donald trump se elegiam lugar do
00:14
ex-deputado semana passada a justiça
00:17
americana anunciou ter provas de que
00:19
donald trump recebeu 115 para vencer o
00:22
empurrãozinho que fere as leis do país
00:25
russos teriam entrado no jogo espalhado
00:27
na internet um monte de notícias falsos
00:30
para atrapalhar a campanha de hillary
00:32
clinton e ajudar as donas
00:34
o departamento de justiça americano
00:36
acusou formalmente três agências e 13
00:40
cidadãos russos porque nem falou claro
00:43
que eles cometeram crimes influenciará o
00:45
sistema político americano incluindo as
00:47
eleições de 2016
00:49
chiquinho o governo russo nega qualquer
00:51
interesse estilo
00:53
a casa branca diz que não houve conluio
00:55
entre a campanha detran ea rússia opel e
00:58
presidente falou que nada disso ele
01:01
impacto no resultado das urnas mas a
01:03
justiça acredita que os russos continuam
01:05
estimulando a divisão do país nas redes
01:07
sociais
01:08
aqui no brasil a ameaça das chamadas
01:10
fake news também é motivo de preocupação
01:15
o brasil se aproxima de eleições
01:17
importantes este ano e já tem gente
01:20
querendo confundir o eleitor
01:21
a estratégia é conhecida espalhar
01:24
notícias falsas pela internet portátil
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: AlienígenA em 27 de Fevereiro de 2018, 00:42:13

Não dá para levar a sério! Eu não passei do começo do vídeo. Ele inicia dizendo que a reportagem da Globo disse que tudo apontava para uma vitória da Hilary, mas os russos deram uma ajudinha ao Trump. Mentira! Eu assisti a reportagem do Fantástico. O que foi dito foi que mesmo se confirmada a ajuda dos russos não é possível afirmar que ele foi efetiva na vitória do Trump. :hein:




O início do vídeo fala exatamente isso. Pode levar a entender que eles estavam defendendo essa tese sim.

Segue a transcrição automática do youtube:

Citar
00:00
[Aplausos]
00:01
em 2016 tudo indicavam que hillary
00:04
clinton seria nova presidente dos
00:06
estados unidos mas uma grande virada
00:08
aconteceu na reta final a festa enorme
00:10
eleitores republicanos aqui na porta e
00:12
donald trump se elegiam lugar do
00:14
ex-deputado semana passada a justiça
00:17
americana anunciou ter provas de que
00:19
donald trump recebeu 115 para vencer o
00:22
empurrãozinho que fere as leis do país
00:25
russos teriam entrado no jogo espalhado
00:27
na internet um monte de notícias falsos
00:30
para atrapalhar a campanha de hillary
00:32
clinton e ajudar as donas
00:34
o departamento de justiça americano
00:36
acusou formalmente três agências e 13
00:40
cidadãos russos porque nem falou claro
00:43
que eles cometeram crimes influenciará o
00:45
sistema político americano incluindo as
00:47
eleições de 2016
00:49
chiquinho o governo russo nega qualquer
00:51
interesse estilo
00:53
a casa branca diz que não houve conluio
00:55
entre a campanha detran ea rússia opel e
00:58
presidente falou que nada disso ele
01:01
impacto no resultado das urnas mas a
01:03
justiça acredita que os russos continuam
01:05
estimulando a divisão do país nas redes
01:07
sociais
01:08
aqui no brasil a ameaça das chamadas
01:10
fake news também é motivo de preocupação
01:15
o brasil se aproxima de eleições
01:17
importantes este ano e já tem gente
01:20
querendo confundir o eleitor
01:21
a estratégia é conhecida espalhar
01:24
notícias falsas pela internet portátil

Pode levar a entender quem quer entender, Lorentz. Não há mentiras aí. Tudo realmente levava a crer que Hilary sairia vitoriosa. A justiça americana realmente anunciou ter provas de que Trump recebeu ajuda e realmente acusou formalmente agências e cidadãos russos. Isso realmente fere as leis do país. O governo russo realmente nega qualquer envolvimento. E o americano realmente nega qualquer conluio. Como deveria ser uma reportagem isenta, na sua opinião? Ocultando esses fatos? Na mesma reportagem, a partir dos 11:05 é dito algo como: é impossível saber se as notícias falsas ajudam a mudar o resultado das eleições, tudo que nós sabemos é que foi apertado. Então, sim, poderia ter feito a diferença. Em nenhum momento a reportagem diz que Trump teve uma ajudinha dos russos. Quem pode levar alguém a entender alguma coisa errada e intencionalmente, nesse caso, não estou generalizando, é o Arthur!
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Buckaroo Banzai em 27 de Fevereiro de 2018, 00:42:35
Não é possível provar que as manipulações influenciaram eleitores o suficiente para que afetasse o resultado das eleições, mas acho que, dado que Hillary venceu no voto popular, é muito provável que mesmo uma influência mínima tenha dado uma vantagem significativa para Trump.


O que eu vejo de gente dizendo que previsões erradas de eleição de Hillary eram "mentiras", "fake news/Lügenpresse", é de facepalmar até...

(https://i.imgur.com/a4uo7WF.gif)



É de ficar abismado mesmo. Um monte de adultos que não entendem algo tão básico.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Muad'Dib em 27 de Fevereiro de 2018, 05:54:24
E não foi uma previsão errada. 91% de chance de vitória não é evento certo. É o mesmo que eu de  lhe der um bombom da Koppenhagen dizendo que tem 10% de chance de estar envenenado. Você comeria?

Fake news e pós verdade são termos fluídos, O significado deles varia de acordo com o que a pessoa escolhe acreditar.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Muad'Dib em 27 de Fevereiro de 2018, 06:13:07
E vá lá, fake news mainstream é só a FOX news, mas a CNN é uma bela de uma merda também. Pode ter sido uma boa fonte de informação na época da Tempestade do Deserto, mas hoje, pelo que eu vejo no youtube (CNN live), é bem fraquinha.

Eles não mentem, não espalham desinformação como a FOX, não fazem armaçõezinhas, mas estão longe de ser um meio de comunicação que cumpra o papel de informar.

Hoje eu só vejo a Aljazeera Live. É meio que incrível como eles são imparciais e informativos.
Muita coragem sua criticar a CNN por aqui. Seu trumpista!

Você está criticando o fato de eu criticar a CNN? Seu democrata desarmamentista!
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gabarito em 27 de Fevereiro de 2018, 08:57:39

Não é possível provar que as manipulações influenciaram eleitores o suficiente para que afetasse o resultado das eleições, mas acho que, dado que Hillary venceu no voto popular, é muito provável que mesmo uma influência mínima tenha dado uma vantagem significativa para Trump.

O que eu vejo de gente dizendo que previsões erradas de eleição de Hillary eram "mentiras", "fake news/Lügenpresse", é de facepalmar até...

É de ficar abismado mesmo. Um monte de adultos que não entendem algo tão básico.

Incluindo você.
Se a eleição era apertada, segundo suas próprias palavras, como é que todos os institutos de pesquisa, a mídia em peso e toda a torcida Hilarista alegavam que ela ganharia com 90% de certeza?
Como Arthur falou, teve instituto que se esmerou em falar da chance de 98,2%.
O nome disso na minha terra é FAKE NEWS e tentativa de influenciar o eleitorado.

Eu mesmo, trumpista declarado, fui dormir sem esperar pela apuração porque já "sabia" que ele iria perder, dado o alarido que fez a imprensa sobre os 90% de chances de ela vir a ganhar.
Será que isso não influenciou muito mais do que a "suposta" (e bota suposta nisso) interferência russa?
Eu que moro em outro país, não sofro tanta influência da imprensa americana, estava convicto que Trump perderia, quanto mais quem mora lá e é bombardeado com noticiários toda hora?

Previsões erradas escancaram o que realmente aconteceu:
1 - Falsificação de números e levantamentos estatísticos
2 - Tentativa de direcionar os eleitores para Hillary, isso sim, um atentado às leis muito fácil de ser encoberto, bastando alegar erros de análise
3 - Prova de comprometimento da imprensa esquerdista americana, totalmente desacreditada nos dias de hoje
4 - Prova de ser o que o presidente batizou e que nunca mais descola dela, apesar de seus esperneios: FAKE NEWS
5 - Torcida descarada pela candidata democrata
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gabarito em 27 de Fevereiro de 2018, 08:58:39
O cara está governando há mais de um ano.
O chororô inicial era sobre fraude na contagem de votos.
Vamos fazer recontagem.
Tiro n'água.
Vieram então com o eterno chororô, que parece não ter fim, sobre a influência dos russos na campanha.
Não parece ter fim simplesmente porque não há mais nada que possa retirar o Laranjão da Casa Branca, que é o sonho dourado de todo mundo, inclusive de muita gente por aqui.
Mas aí, Rod Rosenstein, vice-procurador, veio com o balde de água fria dizendo VERBATIM “Não há nenhuma alegação na acusação de que a conduta alterou o resultado das eleições de 2016.
Mas a meninada não descansa...

Eu cansei.
Fico só assistindo esse eterno chororô de gente grande.

E, pelo andar da carruagem, vocês vão ter Laranjão de novo em 2020 e Ivanka em 2024.
:)

Citar
Reportagem do Fantástico sobre notícias falsas começa usando uma fake news sobre Donald Trump (http://odiarionacional.org/2018/02/26/reportagem-do-fantastico-sobre-noticias-falsas-comeca-usando-uma-fake-news-sobre-donald-trump/)
Por Francine Galbier -
26 de Fevereiro de 2018

A reportagem do Fantástico sobre fake news, que foi ao ar no último domingo, se inicia com uma – vejam só! – fake news.

A primeira imagem que vemos é a da candidata democrata Hillary Clinton, concorrente do republicano Donald Trump e favorita da esquerda mundial.

“Em 2016 tudo indicava que Hillary Clinton seria a nova presidente dos Estados Unidos”, diz a apresentadora Poliana Abritta. Não é uma informação correta, uma vez que é baseada em pesquisas tendenciosas e matérias da mídia de esquerda. Seria mais verdadeiro se Poliana dissesse que “todos veículos de esquerda indicavam que Hillary seria a nova presidente, inclusive nós.”

Citar
“Mas uma grande virada aconteceu na reta final”, segue narrando outro repórter. “E Donald Trump se elegeu”, completa Poliana. E começa a fake news deslavada: “Semana passada a Justiça americana afirmou ter provas de que Donald Trump teve um empurrãozinho para vencer. Um empurrãozinho que fere as leis do país. Russos teriam entrado no jogo e espalhado na internet um monte de notícias falsas para atrapalhar a campanha de Hillary Clinton e ajudar a de Donald Trump. O departamento de Justiça americana acusou formalmente três agências e três cidadãos russos.”

De fato, houve uma denúncia, mas não do jeito que foi reportada. Rod Rosenstein, o vice-procurador-geral dos EUA, disse o seguinte: “Não há nenhuma alegação nesta acusação de que qualquer americano era um participante consciente dessa atividade ilegal. Não há nenhuma alegação na acusação de que a conduta alterou o resultado das eleições de 2016.

De novo: a própria Justiça dos Estados Unidos declarou que não encontraram NENHUMA evidência que a Rússia influenciou na vitória de Donald Trump nas eleições de 2016.

Assista a declaração do vice-procurador:

Citar
FOX Business ✔
@FoxBusiness

Rod Rosenstein: "There is no allegation in this indictment that any American was a knowing participant in this illegal activity. There is no allegation in the indictment that the charged conduct altered the outcome of the 2016 election." http://fxn.ws/2o5WVkO
16:19 - 16 de fev de 2018
(https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/originals/70/dc/fa/70dcfa2ab71550930f256b1d0fef4721.jpg) (https://twitter.com/FoxBusiness/status/964580131523186688)
(clique na imagem para o vídeo)


Então, pela terceira vez, vamos elucidar pra que esse texto possa ser jogado na cara do amiguinho pró-Hillary que vai usar a matéria do Fantástico como se fosse uma prova da teoria conspiratória que existe contra Trump:

O indiciamento que aconteceu na sexta-feira, 16, deixou claro que não existe nenhuma prova de que os cidadãos russos acusados tenha tido qualquer impacto decisivo no resultado das eleições.

Sobre o indiciamento, a Terra informou:

“O documento alega que Yevgeny Prigozhin, um aliado do presidente russo Vladimir Putin, gerenciou o grupo, sediado em São Petersburgo, e que também fez viagens aos estados americanos de Nevada, Califórnia, Novo México, Colorado, Illinois, Michigan, Louisiana, Texas, Geórgia e Nova York na esperança de influenciar essas regiões a votar em Trump.

O texto também aponta que a interferência incluiu encorajar “grupos minoritários dos EUA a não votar na eleição presidencial dos EUA de 2016 ou a votar em um terceiro candidato”. As acusações também incluem formação de quadrilha, fraude bancária e roubo de identidade agravado.

Além de Prigozhin, os cidadãos russos indiciados são: Mikhail Ivanocih Bystrov, Mikhail Leonidovich Burchik, Aleksandra Yuryevna Krylova, Anna Vladislavovna Bogacheva, Sergey Pavlovich Polozov, Vladimir Venkov, Maria Anatolyevna Bovda, Eober Sergeyrvich Bovda, Dzheykhun Nasimi, Vadim Vladimirovich, Gleb Igorevich e Irina Viktorovna.

Já entre as empresas acusadas estão Agência de Pesquisa de Internet, chamada de “fábrica de trolls” pela imprensa ocidental. Sediada em São Petersburgo, ela é apoiada pelo Kremlin. As outras duas empresas operavam sob o nome Concord.”

Enfim. É isso. A Globo fez uma reportagem para falar de fake news usando fake news. Como disse o ativista Bene Barbosa: “Somos todos robôs, só a Globo fala a verdade.”

(https://media.giphy.com/media/26n6ziTEeDDbowBkQ/giphy.gif)

Vamos deixar aqui um lembrete de como foi que Trump ganhou de Hillary dando uma bela esculhambada nas propostas dela nos três debates.

https://www.youtube.com/v/GIRksqPNsQI

https://www.youtube.com/v/3w3ltlJVx5U

https://www.youtube.com/v/53kKME5Sb7g


Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gabarito em 27 de Fevereiro de 2018, 09:05:26
Mas não tem jeito.
Ninguém vai mudar de opinião.
Daqui a pouco vão cair de pau nos meus posts.

Conselho a vocês que estão contrariados: foquem-se em coisas que gostam de fazer e esqueçam Trump.
Dói menos.
O tempo passa rápido e logo, lá para 2030, talvez um democrata volte a sentar na Casa Branca.
:)
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gabarito em 27 de Fevereiro de 2018, 09:39:31
Em 2:15, o governador John Sununu e a jornalista da Clinton News Networks:
- O único desconforto que eu tenho é com gente da mídia tentando criar um caso sem ter coragem de dizer concretamente com o que deveria estar preocupado. Ainda não identifiquei nenhum caso! Você já?
- Deveria estar preocupado se existiu um conluio.
- Eu não vejo nenhuma evidência de conluio! Você vê?
- Não.
 :biglol:

- Então deveria dar por terminada a sua reportagem.


https://www.youtube.com/v/ioc9HKQJoWI

Vejam o resto.
:)
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gabarito em 27 de Fevereiro de 2018, 09:45:04
Do mesmo vídeo acima.

Em 3:26:

- Se Mueller vier e disse que a minha versão está correta e a sua não, quantos chapéus você vai comer?
- Governador, eu não tenho uma versão dos eventos.
- Mas é claro que tem! Todo o tempo fiquei escutando de você uma versão!
 :biglol:

O vídeo está ótimo!


Tem muitos outros parecidos, mas o trabalho me chama!

Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: -Huxley- em 27 de Fevereiro de 2018, 10:56:42
O mesmo raciocínio que usaram para acusar a "imprensa democrata" de Fake News por causa das pesquisas eleitorais presidenciais também pode ser usada para taxar de "promotor de Fake News" quem apresentou pesquisa favorável a Trump. O famoso estatístico Nate Silver chegou a dar 55% de probabilidade de vitória para Trump, mas mesmo ele estava enganado. Isso acontece porque, há 10 dias atrás a esse fato, essa probabilidade era de apenas 20% (ele usa estatística bayesiana, que implica revisão das probabilidades estimadas ao longo do tempo). Qualquer que fosse a probabilidade estimada na reta final ele estaria enganado, pois como argumentou Arnaldo Gunzi do blog Ideias Esquecidas, as probabilidades de Silver variam tanto que são muito estocásticas para serem probabilidades: https://ideiasesquecidas.com/2016/11/19/os-falsos-profetas

E no fim das contas, essa discussão Trump x Hillary, é só mais uma discussão socialista x socialista mesmo. Donald Trump parece favorecer aumento de dívida pública, protecionismo comercial e globalismo. Sobre o último caso, até mesmos ícones da direita econômica americana o criticam por isso, tal como Ron Paul e Paul Joseph Watson.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Geotecton em 27 de Fevereiro de 2018, 11:50:32
Incluindo você.

Se a eleição era apertada, segundo suas próprias palavras, como é que todos os institutos de pesquisa, a mídia em peso e toda a torcida Hilarista alegavam que ela ganharia com 90% de certeza?

Como Arthur falou, teve instituto que se esmerou em falar da chance de 98,2%.

O nome disso na minha terra é FAKE NEWS e tentativa de influenciar o eleitorado.

Sim, possivelmente o Buck está no grupo.

Mas pela sua resposta, parece que você desconhece as peculiaridades do sistema eleitoral no EUA e os possíveis reflexos em uma pesquisa de intenção de votos.

As pesquisas apontavam uma probabilidade de vitória (não importa se 90,00% ou 98,99%) mas isto não significava uma CERTEZA ABSOLUTA quanto ao resultado do pleito.

E é fácil de entender isto, por dois motivos. O primeiro que lá o voto é livre, de tal modo que uma intenção de votos não significa necessariamente em um voto realizado, e isto pode ocorrer por inúmeras razões, que não sejam necessariamente decorrentes de fraude ou manipulação.

O segundo motivo é que na democracia estadunidense o voto não é direto, de tal modo que pode ocorrer de um candidato ter mais votos mas não ser eleito. E longe de mim, afirmar que isto é uma fraude ou que este sistema seja pior que o nosso.

Por fim, os órgãos de mídia no EUA nunca pretenderam ser isentos quanto à preferência por um candidato, partido ou ideologia. O que não deve (e não pode) ocorrer é a manipulação escusa de informações, seja pela 'direita' ou pela 'esquerda'; seja por democratas ou por republicanos.

Não custa lembrar que na história recente do EUA, as mídias da 'esquerda' local é que foram responsáveis pelos principais casos de 'jornalismo investigativo'. Duvido que as reportagens como a de Watergate ou a da indústria do tabaco seriam feitas por um órgão como a FoxNews.


Eu mesmo, trumpista declarado, fui dormir sem esperar pela apuração porque já "sabia" que ele iria perder, dado o alarido que fez a imprensa sobre os 90% de chances de ela vir a ganhar.

Erros ocorrem. Não são necessariamente atrelados a um ato de má-fé.


Será que isso não influenciou muito mais do que a "suposta" (e bota suposta nisso) interferência russa?

Talvez.

Sobre a (suposta) influência russa, somente o tempo dirá quem está mentindo.


Eu que moro em outro país, não sofro tanta influência da imprensa americana, estava convicto que Trump perderia, quanto mais quem mora lá e é bombardeado com noticiários toda hora?

Talvez. Para aferir isto seria necessário um levantamento isento.


Previsões erradas escancaram o que realmente aconteceu:

1 - Falsificação de números e levantamentos estatísticos

Cabe a você demostrar que os levantamentos eram falsos intencionalmente.


2 - Tentativa de direcionar os eleitores para Hillary, isso sim, um atentado às leis muito fácil de ser encoberto, bastando alegar erros de análise

É possível.

O mesmo pode ser dito de Bush contra o Al Gore em 2000.


3 - Prova de comprometimento da imprensa esquerdista americana, totalmente desacreditada nos dias de hoje.

Desacreditada para você, que é fanático do Trump.

Ou você acha que os históricos de um NYTimes ou de um Washington Post podem ser igualados a órgãos como a FoxNews, InfoWars ou similares?


4 - Prova de ser o que o presidente batizou e que nunca mais descola dela, apesar de seus esperneios: FAKE NEWS

A história do jornalismo estadunidense não começou em 2016.


5 - Torcida descarada pela candidata democrata

Uma possível preferência ideológica e ou partidária é histórica no EUA, sempre demonstrada nos editoriais. Admira-me que você desconheça isto.

O que é execrável é a manipulação de informações.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Fabrício em 27 de Fevereiro de 2018, 13:54:16
Esse discurso de "fake news" dos trumpistas me lembra demais o discurso do "pig" do Lula.

Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Buckaroo Banzai em 27 de Fevereiro de 2018, 14:26:48

Não é possível provar que as manipulações influenciaram eleitores o suficiente para que afetasse o resultado das eleições, mas acho que, dado que Hillary venceu no voto popular, é muito provável que mesmo uma influência mínima tenha dado uma vantagem significativa para Trump.

O que eu vejo de gente dizendo que previsões erradas de eleição de Hillary eram "mentiras", "fake news/Lügenpresse", é de facepalmar até...

É de ficar abismado mesmo. Um monte de adultos que não entendem algo tão básico.

Incluindo você.
Se a eleição era apertada, segundo suas próprias palavras, como é que todos os institutos de pesquisa, a mídia em peso e toda a torcida Hilarista alegavam que ela ganharia com 90% de certeza?
Como Arthur falou, teve instituto que se esmerou em falar da chance de 98,2%.
O nome disso na minha terra é FAKE NEWS e tentativa de influenciar o eleitorado.

E o nome disso é teoria da conspiração.

Não há qualquer prova de que tenha ocorrido essa farsa, mas bradam isso com toda "certeza", como "fato alternativo".

Apenas "darem porcentagens, ou dígitos decimais" de pesquisas não é prova de farsa. Isso não tem a menor lógica.


Foram, antes dessas eleições, apenas outras 3 em que o voto eleitoral, onde as pesquisas corretamente deram Hillary como vencedora, não bateu com o popular.

Há ainda artigos se propondo a explicar o erro com base em estados ou localidades mais negligenciados pelas pesquisas, cujo padrão de votação destoou do normal. O sistema de colégio eleitoral vai ter essa bizarrice de poder dar a vitória para o perdedor do voto popular, acho que especialmente com eleições populares apertadas (mas já li que há o potencial para um presidente ser eleito com menos de 30% do voto popular).

Citar
https://www.reuters.com/article/us-usa-election-polls/how-the-polls-including-ours-missed-trumps-victory-idUSKBN1343O6
...
The media, including Reuters, pumped out two kinds of poll stories. Some were national surveys designed to estimate the entire country’s popular vote, but not the outcome in individual states, where the contest is actually decided. These polls actually got the big picture right: Clinton won more overall votes than President-elect Donald Trump - but not by as much as the polling averages predicted, and not where she needed to.
...
The models almost universally miscalculated how turnout was distributed among different demographic groups, Young said. And turnout was lower than expected, a result that generally favors Republican candidates.
...




Citar
Eu mesmo, trumpista declarado, fui dormir sem esperar pela apuração porque já "sabia" que ele iria perder, dado o alarido que fez a imprensa sobre os 90% de chances de ela vir a ganhar.
Será que isso não influenciou muito mais do que a "suposta" (e bota suposta nisso) interferência russa?
Eu que moro em outro país, não sofro tanta influência da imprensa americana, estava convicto que Trump perderia, quanto mais quem mora lá e é bombardeado com noticiários toda hora?

É difícil dizer que influenciou positivamente para Hillary, é mais provável o contrário. O voto dos negros caiu muito, além de ter havido menos votos em geral (facultativos). E ainda teve o "Bernie or bust". Isso me sugeriria que mesmo os anti-Trump mais ferrenhos, que achassem da Hillary apenas o mal menor, poderiam ficar em casa tranqüilos em vez de ir votar, sem ter que "sujar as mãos". Do outro lado, certamente houve o maior turnout de neonazistas, KKKs, e afins, que elegeram o primeiro "presidente branco".


(Não tem nada de apenas "suposto" na interferência Russa. Apenas Trump, que acha que o serviços de inteligência são um estado paralelo secreto de Hillary que acredita nisso)


Citar
Previsões erradas escancaram o que realmente aconteceu:
1 - Falsificação de números e levantamentos estatísticos
2 - Tentativa de direcionar os eleitores para Hillary, isso sim, um atentado às leis muito fácil de ser encoberto, bastando alegar erros de análise
3 - Prova de comprometimento da imprensa esquerdista americana, totalmente desacreditada nos dias de hoje
4 - Prova de ser o que o presidente batizou e que nunca mais descola dela, apesar de seus esperneios: FAKE NEWS
5 - Torcida descarada pela candidata democrata

"Fake news" em trumpilíngua é "Lügenpresse", ou "PiG".
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Muad'Dib em 27 de Fevereiro de 2018, 14:48:11
Citar
Foram, antes dessas eleições, apenas outras 3 em que o voto eleitoral, onde as pesquisas corretamente deram Hillary como vencedora, não bateu com o popular.

E se tem um fato que não sustenta a teoria de conspiração esquerdista para beneficiar a Hillary via manipulação das pesquisas é isso. A mulher venceu no voto popular, e nos swing states o Trump venceu por uma diferença mínima. As pesquisas não estavam manipuladas, só que as peculiaridades do sistema eleitoral americano pesaram.

Não era esse link que eu queria mas agora estou sem tempo para procurar.

https://www.washingtonpost.com/graphics/politics/2016-election/swing-state-margins/


Citar
Do outro lado, certamente houve o maior turnout de neonazistas, KKKs, e afins, que elegeram o primeiro "presidente branco".

E esse maior turnout de alucinados pode ser muito bem explicado pelos trolls russos e outras manipulações  atiçando a mentalidade limitade desse tipo de pessoa. Isso com o fato do Comey (sim, o Comey do FBI), 10 dias antes da eleição, ter lançado uma bomba na campanha da Hillary, os órfãos do Bernie (que estavam putos com razão) explicam a tragédia Trump.

O contorcionismo mental que os trumpsters fazem para justificar esse excremento é coisa de outro mundo. Ontem ele disse que correria, mesmo desarmado, para proteger crianças em situação de mass shooting. Ele é louco.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Buckaroo Banzai em 27 de Fevereiro de 2018, 15:11:49
Quanto a investigações em torno da casa branca, eu imagino que deve haver alguns paralelos interessantes entre os petistas defendendo a inocência de Lula e de todo mundo, e da inocência geral de Trump e relacionados/indiciados. Vão querer contrato de colusão ilegal assinado, do contrário é PiG/faken-news/Lügenpresse/golpe judiciário/governo secreto.

É engraçada a disparidade do que aceitam como possibilidade de ser real (eufemismo, dão como "fato"), em coisas como a inteligência não afirmar que a influência russa afetou as eleições (o que também não é negar), versus o "#releasethememo". Colocaram todas as esperanças em algo que nunca leram, cujo próprio autor não teve acesso a qualquer material sigiloso para escrever, certos de que seria bombástico contra o FBI, o "governo das sombras" de Hillary. E novamente, é muito difícil poder desprezar com certeza alguma influência dos bots/trolls de Putin, que uns estimam que tenham aumentado a reprodução da tag astronomicamente. Isso cria um efeito "normalizador", outros vêem como real, e reproduzem também. E as pessoas simplesmente se recusam a aceitar terem sofrido esse tipo de manipulação, ou outras. Até algumas reuniões físicas parece que foram coordenadas ou muito incentivadas por russos.

E falando em Nunes...

(https://compote.slate.com/images/5dfa2252-415d-419c-b663-e75a09e014e4.png?width=780&height=520&rect=969x646&offset=7x0)

O site de "notícias" é dele mesmo.

https://slate.com/news-and-politics/2018/02/devin-nunes-funds-own-local-news-site-which-praises-him-as-hero.html
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gabarito em 27 de Fevereiro de 2018, 18:14:57

Será que isso não influenciou muito mais do que a "suposta" (e bota suposta nisso) interferência russa?

Talvez.

Sobre a (suposta) influência russa, somente o tempo dirá quem está mentindo.


Mesmo depois de uma declaração oficial (https://twitter.com/FoxBusiness/status/964580131523186688), emitida pela autoridade responsável pela investigação de que NÃO houve interferência russa nas eleições, ouvir esse tipo de declaração me faz apenas constatar que você representa a ponta da ferradura que se aproxima dos petistas que gritam sem parar que Lula é inocente.

Se uma constatação oficial não faz você mudar sua viseira, quem sou eu para dizer alguma coisa?


3 - Prova de comprometimento da imprensa esquerdista americana, totalmente desacreditada nos dias de hoje.

Desacreditada para você, que é fanático do Trump.


Não sou fanático.
Vá ler a definição e se retrate.
Eu aceito desculpas.

Fanático tisna a razão e impõe a emoção acima de seus atos.
Eu não faço isso.
Não sou exaltado nem tenho devoção cega a ninguém.

Faço uso da minha razão para as minhas conclusões e tenho o livre direito de pensar o que quiser, mas não vou às raias do fanatismo.
Nem ajo como fanático.
Nem nunca parti para acusação direta a quem quer que seja dentro desse fórum por causa de suas convicções, fechando os olhos aos seus argumentos.
Obrigado.
De nada.


Esse discurso de "fake news" dos trumpistas me lembra demais o discurso do "pig" do Lula.


Pois é, quem não consegue enxergar a distorção dos fatos pela imprensa americana e também a daqui com relação às pautas de Esquerda me faz lembrar da história da ferradura.

Nada vai mudar a visão dos petistas sobre Lula.
Nada vai mudar a visão de quem não enxerga a manipulação da imprensa com relação a Trump.

Boa sorte a quem não vê os fatos.


E o nome disso é teoria da conspiração.

Não há qualquer prova de que tenha ocorrido essa farsa, mas bradam isso com toda "certeza", como "fato alternativo".

Apenas "darem porcentagens, ou dígitos decimais" de pesquisas não é prova de farsa. Isso não tem a menor lógica.



Pesquisas que erram dessa maneira, e quase em uníssono, me lembram outras pesquisas que são feitas por aqui mesmo e que nem são descaradas assim.
Tem um pessoal que diz que Inácio da Silva está em primeiro na corrida presidencial.
Interessante é que esse mesmo Inácio não consegue nem sair à rua, não pode pegar um avião comercial sob pena de chover escrachos em cima dele.
Mas a boa pesquisa eleitoral dá a ele mais de 30%, mesmo quando nos seus comícios só se vê gato pingado de sindicato.

Muito boas essas pesquisas que dão 90% de chance de uma canditata vencer.
Muito boas essas pesquisas que, baseados nelas, muitos preparam até palanque para a festa de comemoração da vitória.
Por aqui, não chegaram a esse nível de descaramento na fraude das pesquisas. Deram somente 30%.
E ninguém acredita.
Um cara que não põe a cabeça na janela sem levar tomatada, mas é o líder nas pesquisas...
Imagina dar 90% então!
Mas não é manipulação, não, imagina!

Pois o resultado da eleição foi uma ducha geladíssima nesse povo.


Mas não adianta os fatos gritarem.
Eu vou sempre ler críticas aos meus comentários como se estivesse lendo de petistas defendendo Lula, Dirceu Herói do Povo Brasileiro.
Não vai ter Rod Rosenstein que lance luz sobre suas convicções.
Elas já estão formadas.

Se vocês não enxergam manipulação aí, eu me despeço e desejo um Feliz Natal a todos.
 :harle:
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Buckaroo Banzai em 27 de Fevereiro de 2018, 18:23:23

Será que isso não influenciou muito mais do que a "suposta" (e bota suposta nisso) interferência russa?

Talvez.

Sobre a (suposta) influência russa, somente o tempo dirá quem está mentindo.


Mesmo depois de uma declaração oficial (https://twitter.com/FoxBusiness/status/964580131523186688), emitida pela autoridade responsável pela investigação de que NÃO houve interferência russa nas eleições, ouvir esse tipo de declaração me faz apenas constatar que você representa a ponta da ferradura que se aproxima dos petistas que gritam sem parar que Lula é inocente.

O texto citado simplesmente não faz essa afirmação, isso é pura interpretação sua.

Citação de: Rod Rosenstein
There is no allegation in this indictment that any American was a knowing participant in this illegal activity. There is no allegation in the indictment that the charged conduct altered the outcome of the 2016 election.

"Não é feita a alegação de que Americanos conscientemente fizeram parte dessa atividade ilegal" =/= "não houve atividade ilegal"

"Não é feita a alegação de que Americanos conscientemente fizeram parte dessa atividade ilegal" =/= "Americanos não fizeram conscientemente parte dessa atividade ilegal"

"Não fazemos a alegação" =/= "fazemos a alegação positiva contrária"


O indiciamento de Mueller a 13 russos e três companhias russas foi por interferir nas eleições.

Citar
https://www.reuters.com/article/us-usa-trump-russia-indictment/u-s-charges-russians-with-2016-u-s-election-tampering-to-boost-trump-idUSKCN1G022U

...

“These Russians engaged in a sinister and systematic attack on our political system. It was a conspiracy to subvert the process, and take aim at democracy itself,” said Paul Ryan, Republican Speaker of the House of Representatives.

...

Paul Ryan é agora lacaio de Hillary e do PiG/Lügenpresse/fakenews?





As pesquisas americanas não tem nada a ver com as brasileiras. As brasileiras terem sido fraudadas não é evidência de que as americanas foram. E não há evidência de que as brasileiras foram/são. Teoria da conspiração não é evidência de outra teoria da conspiração.

Pesquisa de opinião é como a imprensa, partidários de ambos os lados acusarão de armação/PiG/"ditadura esquerdista" sempre que mostrar algo que não gostem.










Já pensaram o escândalo que seria se Dilma/Lula tivessem demitido o principal investigador (Dallagnol), e ordenado demitir o seu substituto?

Imaginem também o Pagliocci/Dirceu/Genoíno dando depoimentos para Dallagnol, e com celular, sendo coordenado por Dilma/Lula a não responder certas perguntas.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gabarito em 27 de Fevereiro de 2018, 19:28:27
Agora vamos a uma lista de Fake News produzida por aqui mesmo.
O Fantástico recebeu uma boa análise de Arthur do Val sobre o programa de domingo passado.
Mas o próprio Fantástico não falou de:
e outras.


O próprio Fantástico é criador de Fake News.
E está tentando se desvencilhar do melhor epíteto que alguém poderia atribuir a ele, como Trump fez aos meios de comunicação que forjam informações.
Fake News® é marca registrada, é Copyright é TradeMark do Laranjão.
E você, Fantástico, está enquadrado nela.
Fake News©
Fake News

Fantástico nem ousou passar de longe de qualquer um desses fatos acima.
Produzido pelo próprio grupo Globo.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gabarito em 27 de Fevereiro de 2018, 19:36:01

O Twitter está bombando.
Fantástico querendo limpar a barra e a meninada descendo a lenha:

(https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/originals/5e/d8/5f/5ed85f5c06c09d0c1bb6d03a088e9117.png)
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gauss em 27 de Fevereiro de 2018, 19:41:00
A eleição de Donald Trump foi uma tramoia entre George Soros, Irmãos Koch e Vladimir Putin, em uma aliança completamente inesperada.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gabarito em 27 de Fevereiro de 2018, 19:45:41
A eleição de Donald Trump foi uma tramoia entre George Soros, Irmãos Koch e Vladimir Putin, em uma aliança completamente inesperada.
Tamo junto.  :hihi:




Mais twittes:

(https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/originals/9f/b0/83/9fb08312714b703d75554f3339a7f050.jpg)
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Geotecton em 27 de Fevereiro de 2018, 22:08:39
Será que isso não influenciou muito mais do que a "suposta" (e bota suposta nisso) interferência russa?
Talvez.

Sobre a (suposta) influência russa, somente o tempo dirá quem está mentindo.
Mesmo depois de uma declaração oficial (https://twitter.com/FoxBusiness/status/964580131523186688), emitida pela autoridade responsável pela investigação de que NÃO houve interferência russa nas eleições, ouvir esse tipo de declaração me faz apenas constatar que você representa a ponta da ferradura que se aproxima dos petistas que gritam sem parar que Lula é inocente.

Se uma constatação oficial não faz você mudar sua viseira, quem sou eu para dizer alguma coisa?

A qual 'constatação oficial' você se refere, visto que as investigações ainda continuam, como pode ser observado aqui (https://www.nytimes.com/2018/01/04/us/politics/trump-sessions-russia-mcgahn.html)?

De maneira alguma o caso está encerrado.

Interessante que você criticou o comportamento dos senhores Cardoso e do Janot, mas ignora o comportamento de seus congêneres estadunidenses, Jeff Sessions e Rod Rosenstein, sendo que há elementos suficientes para desconfiar de ambos. Sessions (https://en.wikipedia.org/wiki/Jeff_Sessions), por exemplo, afirmou que nunca havia se encontrado com representantes oficiais da Rússia mas em março de 2017, foi demonstrado que ele havia tido pelo menos dois encontros com Sergey Kislyak, embaixador russo.

Então quem parece mais com petistas nesta situação?

Eu ou você?


3 - Prova de comprometimento da imprensa esquerdista americana, totalmente desacreditada nos dias de hoje.
Desacreditada para você, que é fanático do Trump.
Não sou fanático.
Vá ler a definição e se retrate.
Eu aceito desculpas.

Fanático tisna a razão e impõe a emoção acima de seus atos.
Eu não faço isso.
Não sou exaltado nem tenho devoção cega a ninguém.

Faço uso da minha razão para as minhas conclusões e tenho o livre direito de pensar o que quiser, mas não vou às raias do fanatismo.
Nem ajo como fanático.
Nem nunca parti para acusação direta a quem quer que seja dentro desse fórum por causa de suas convicções, fechando os olhos aos seus argumentos.
Obrigado.
De nada.

Se afirma como um 'não fanático' mas se declara um

[...]
Eu mesmo, trumpista declarado,
[...]

Nas discussões de política nacional, você já tratou como um "fanático" alguém que discordava da sua posição, como neste caso (http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=27709.msg780158#msg780158). Mas quando você se declara um 'trumpista' não é por fanatismo, e sim porque está imbuído de 'razão' baseando-se no 'direito de pensar o que quiser'.

E não entendo porquê você mencionou sobre o seu livre direito de pensar. Alguém, em algum momento, o cerceou ou o censurou por isto?


Esse discurso de "fake news" dos trumpistas me lembra demais o discurso do "pig" do Lula.
Pois é, quem não consegue enxergar a distorção dos fatos pela imprensa americana e também a daqui com relação às pautas de Esquerda me faz lembrar da história da ferradura.

Sim, pode ser que exista manipulação. Mas afirmar que isto é procedimento generalizado é simplesmente desconhecer o histórico do jornalismo investigativo de um Washington Post, de um New York Times ou de um 60 minutes.

Compare-os com a FoxNews e a InfoWars.


Nada vai mudar a visão dos petistas sobre Lula.
Nada vai mudar a visão de quem não enxerga a manipulação da imprensa com relação a Trump.

Nada vai mudar a visão de quem não enxerga a manipulação de uma direita cristã conservadora e retrógrada e acha que todos os problemas estão (ou foram criados) apenas pela 'esquerda' estadunidense.


E o nome disso é teoria da conspiração.

Não há qualquer prova de que tenha ocorrido essa farsa, mas bradam isso com toda "certeza", como "fato alternativo".

Apenas "darem porcentagens, ou dígitos decimais" de pesquisas não é prova de farsa. Isso não tem a menor lógica.
Pesquisas que erram dessa maneira, e quase em uníssono, me lembram outras pesquisas que são feitas por aqui mesmo e que nem são descaradas assim.

Então você deve ter feito uma compilação das eleições estadunidenses e brasileiras em que ocorreram erros similares, estudou-as e pode concluir, além de qualquer margem de dúvida, que houve manipulações.

Pode apresentar esta análise?



Tem um pessoal que diz que Inácio da Silva está em primeiro na corrida presidencial.
Interessante é que esse mesmo Inácio não consegue nem sair à rua, não pode pegar um avião comercial sob pena de chover escrachos em cima dele.
Mas a boa pesquisa eleitoral dá a ele mais de 30%, mesmo quando nos seus comícios só se vê gato pingado de sindicato.

Então TODAS as pesquisas até o momento foram ou fraudadas ou estão erradas?

Quais evidências quantitativas e não anedóticas você dispõe?

E, para deixar claro, eu também acho que aquele ex-presidente (um bandido condenado!) também não possui toda esta base de apoio aqui no Sul e no Sudeste. Mas no Nordeste e no Norte a situação é diferente. No entanto, perceba, que eu usei o verbo 'achar'.


Muito boas essas pesquisas que dão 90% de chance de uma canditata vencer.
Muito boas essas pesquisas que, baseados nelas, muitos preparam até palanque para a festa de comemoração da vitória.
Por aqui, não chegaram a esse nível de descaramento na fraude das pesquisas. Deram somente 30%.
E ninguém acredita.
Um cara que não põe a cabeça na janela sem levar tomatada, mas é o líder nas pesquisas...
Imagina dar 90% então!
Mas não é manipulação, não, imagina!

Pois o resultado da eleição foi uma ducha geladíssima nesse povo.

O resultado de uma eleição pode ser bem diferente das previsões. E isto não significa necessariamente uma manipulação.

Interessante que os petistas também reclamavam de pesquisas eleitorais no tempo em que levavam 'surras' de FHC ou nas disputas para governadores.
 

Mas não adianta os fatos gritarem.
Eu vou sempre ler críticas aos meus comentários como se estivesse lendo de petistas defendendo Lula, Dirceu Herói do Povo Brasileiro.
Não vai ter Rod Rosenstein que lance luz sobre suas convicções.
Elas já estão formadas.

Só as nossas, né?


Se vocês não enxergam manipulação aí, eu me despeço e desejo um Feliz Natal a todos.
 :harle:

E feliz ano novo, também.  :hihi:
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Buckaroo Banzai em 27 de Fevereiro de 2018, 23:01:23
Por que os institutos de pesquisa falsa não dão menor reprovação a Lula ou a quem quer que se suponha/"saiba" estar comprando a pesquisa? Ele só tem reprovação menor do que o Temer, se não me engano.

(http://cdn.istoe.com.br/wp-content/uploads/sites/14/2017/07/86-3.jpg)
https://istoe.com.br/o-mais-rejeitado/

Será que os mesmos vão acusar que Dória comprou o resultado de menor rejeição?

Como é que se "sabe" que funciona o esquema? Seria tudo ideológico, parte da conspiração marxista cultural (da qual Dória também provavelmente faz parte)?

Ou é um leilão, onde eles pedem os lances para os candidatos, e os colocam numa condição ou outra de acordo com quem paga mais?
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gabarito em 28 de Fevereiro de 2018, 10:27:20

A qual 'constatação oficial' você se refere, visto que as investigações ainda continuam, como pode ser observado aqui (https://www.nytimes.com/2018/01/04/us/politics/trump-sessions-russia-mcgahn.html)?


Você traz uma notícia de 4 de janeiro quando o vice-procurador falou em 16 de fevereiro?
Então tá.



Interessante que você criticou o comportamento dos senhores Cardoso e do Janot, mas ignora o comportamento de seus congêneres estadunidenses, Jeff Sessions e Rod Rosenstein, sendo que há elementos suficientes para desconfiar de ambos. Sessions (https://en.wikipedia.org/wiki/Jeff_Sessions), por exemplo, afirmou que nunca havia se encontrado com representantes oficiais da Rússia mas em março de 2017, foi demonstrado que ele havia tido pelo menos dois encontros com Sergey Kislyak, embaixador russo.

Então quem parece mais com petistas nesta situação?

Eu ou você?


Petistas fecham os olhos aos fatos.
Essa lenga-lenga de conluio com os russo vem rolando ladeira abaixo há mais de um ano.
Vamos chegar às próximas eleições e ainda estaremos falando nisso.
Eu não, mas você e a turma do "temos que achar algo para derrubar o cara" sim.
Haja masturbação.

Na entrevista que eu coloquei com a jornalista da Clinton News Network, ela própria engoliu em seco quando o governador perguntou se ela estava afirmando ter havido um conluio com os russos, ao que ela, prontamente, responteu "não".
Não é doida de afirmar algo sem provas.
Lá, a coisa pega fogo quando se acusa sem provas.

Logo, não há provas.
E em você dizer que "somente o tempo dirá", enquanto não chegarem à conclusão que você quer, você sempre poderá dizer que "somente o tempo dirá".
E nunca vai admitir que não há provas.

Quem é o petista mesmo?
 ::)


Logo, o petista aqui não sou eu.
Faça a sua escolha.


3 - Prova de comprometimento da imprensa esquerdista americana, totalmente desacreditada nos dias de hoje.
Desacreditada para você, que é fanático do Trump.
Não sou fanático.
Vá ler a definição e se retrate.
Eu aceito desculpas.

Fanático tisna a razão e impõe a emoção acima de seus atos.
Eu não faço isso.
Não sou exaltado nem tenho devoção cega a ninguém.

Faço uso da minha razão para as minhas conclusões e tenho o livre direito de pensar o que quiser, mas não vou às raias do fanatismo.
Nem ajo como fanático.
Nem nunca parti para acusação direta a quem quer que seja dentro desse fórum por causa de suas convicções, fechando os olhos aos seus argumentos.
Obrigado.
De nada.

Se afirma como um 'não fanático' mas se declara um

[...]
Eu mesmo, trumpista declarado,
[...]


Será que eu preciso mesmo apontar a difença conceitual entre uma coisa e outra?
Não pensei que você estivesse tão abaixo do nível de compreensão de conceitos para eu parar o que estou fazendo para ter que lhe explicar.

Dizer que sou trumpista "declarado" NÃO É a mesma coisa de dizer que sou "fanático do Trump".
Está difícil de entender ainda?

Vamos lá.
Trumpista declarado é alguém que concorda com determinadas ideias compartilhadas por outra pessoa e que joga no time dessa pessoa.
Gostei muito da eleição dele para presidente e considero que foi o que melhor aconteceu ao país, haja visto o que havia do outro lado.
Não sou defensor incondicional dele e nem de mais ninguém, como ja reiteirei inúmeras vezes por aqui em outros tópicos.
Basta que Trump pise na bola, faça algo de errado, ou mesmo que vá de encontro ao que eu defendo, de imediato passarei a criticá-lo e conceituá-lo negativamente.
Ou seja, sei reavaliar posições quando a realidade muda.
Coisa que nenhum petista faz.
E desconfio que outros (outros, sabe?) além deles também são assim.

Vamos aos Houaiss:
Citar
Fanático
adjetivo
1   que se acredita inspirado pelo espírito divino, por uma divindade; iluminado
2   que tem zelo excessivo pela religião; intolerante
3   que se mostra excessivamente entusiástico, exaltado, de uma devoção quase sempre cega; apreciador apaixonado
Ex.: f. por futebol, por música

n substantivo masculino
4   indivíduo fanático

Eu não me vejo inspirado pelo espírito divino, por divindade nem sou iluminado.
Eu não tenho zelo excessivo pela religião nem sou intolerante.
Não sou excessivamente entusiástico, não sou exaltado por Trump, não tenho devoção cega nem sou apreciador apaixonado do cara.
Nem sou um indivíduo fanático.
O que você me atribuiu foi um conceito pejorativo.

A respeito disso, muito me espanta essas colocações virem de um Moderador dos debates.
Se alguém nesse nosso ambiente tivesse que ser um modelo, um exemplo de comportamento, alguém que seguisse estritamente as regras do regulamento, esse alguém necessariamente teria que ser você, entre outros Moderadores e Conselheiros que houvesse.

Mas aí eu me deparo com uma apelação direta à minha pessoa, fazendo uso da falácia mais infantil e elementar que existe no rol de falácias, para atacar meu discurso...
E vindo justamente de quem jamais poderia ter vindo...

Preguiça...

Eu nunca fiz, e nem nunca vou fazer por uma questão de princípios meus, uma denúncia à Moderação.
Mas caberia uma aqui.

E nada de reconhecimento de erro.
Pior: outra falácia.
O que veremos adiante.


Nas discussões de política nacional, você já tratou como um "fanático" alguém que discordava da sua posição, como neste caso (http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=27709.msg780158#msg780158). Mas quando você se declara um 'trumpista' não é por fanatismo, e sim porque está imbuído de 'razão' baseando-se no 'direito de pensar o que quiser'.

E não entendo porquê você mencionou sobre o seu livre direito de pensar. Alguém, em algum momento, o cerceou ou o censurou por isto?


Eu gostaria que você me apontasse explicitamente onde foi que eu chamei Derfel de fanático naquele debate que você citou.
E também seria de bom alvitre que também me indicasse onde foi que eu atingi Derfel em ad-hominem.
Quem for ler a passagem verá que discordei diametralmente dele, mas em nenhum momento faltei-lhe com o respeito.
E se por ventura Derfel se sentiu ofendido com minhas palavras e isso viesse ao meu conhecimento, eu saltaria na frente e pediria desculpas públicas e imediatas por algum momento de rispidez que eu possa ter tido.
E isso está valendo ainda hoje, caso Derfel (ou Juca, ou qualquer outro que se sentiu atingido) venha a ler isso e queira reparação.
Como aliás já fiz diversas e inúmeras vezes por aqui.
Acho que sou eu o forista que mais pediu desculpas nesse Clube Cético.

Continuando...
O meu direito de pensar não foi em relação a alguma suposta censura, mas ao fato de poder pensar o que quiser sem ser tachado de "fanático", como fui gentilmente agraciado por vossa senhoria.

(Nunca imaginei que houvesse tanta falta de compreensão de texto no nosso colega Moderador... preguiça...)



Nada vai mudar a visão dos petistas sobre Lula.
Nada vai mudar a visão de quem não enxerga a manipulação da imprensa com relação a Trump.

Nada vai mudar a visão de quem não enxerga a manipulação de uma direita cristã conservadora e retrógrada e acha que todos os problemas estão (ou foram criados) apenas pela 'esquerda' estadunidense.


Quero crer que você não esteja se referindo a mim, mas nesse mar de incompreensão de texto, acho bom deixar claro que não sou direita conservadora e retrógrada.
Nem em nenhum momento afirmei que todos os problemas são (ou foram) criados pela 'esqueda' dos EUA.



E o nome disso é teoria da conspiração.

Não há qualquer prova de que tenha ocorrido essa farsa, mas bradam isso com toda "certeza", como "fato alternativo".

Apenas "darem porcentagens, ou dígitos decimais" de pesquisas não é prova de farsa. Isso não tem a menor lógica.
Pesquisas que erram dessa maneira, e quase em uníssono, me lembram outras pesquisas que são feitas por aqui mesmo e que nem são descaradas assim.

Então você deve ter feito uma compilação das eleições estadunidenses e brasileiras em que ocorreram erros similares, estudou-as e pode concluir, além de qualquer margem de dúvida, que houve manipulações.

Pode apresentar esta análise?


É claro que eu não fiz compilação das eleições.
Você dizer isso é apelar de novo.
É tão importante para você "ganhar" um debate?
Está parecido com JJ que pede revisão por pares para cada afirmação que se faz aqui.
Eu não tenho compilação de nada e o que emiti é apenas a minha opinião de que aquela pesquisa se parece muito com outras que fazem por aqui que dão vitória a Lula quando ele não pode nem sair de casa para não tomar vaia na rua.
Só isso. Emiti minha opinião de semelhança de pesquisas. E aqui só dão 30%, são mais comedidos. Por lá, na cara dura, deram 90%! E o resultado foi o oposto...

Pedir revisão por pares é "ganhar" o debate na marreta.

(JJ, somos amiguinhos ainda, OK? ::))



Tem um pessoal que diz que Inácio da Silva está em primeiro na corrida presidencial.
Interessante é que esse mesmo Inácio não consegue nem sair à rua, não pode pegar um avião comercial sob pena de chover escrachos em cima dele.
Mas a boa pesquisa eleitoral dá a ele mais de 30%, mesmo quando nos seus comícios só se vê gato pingado de sindicato.

Então TODAS as pesquisas até o momento foram ou fraudadas ou estão erradas?

Quais evidências quantitativas e não anedóticas você dispõe?

E, para deixar claro, eu também acho que aquele ex-presidente (um bandido condenado!) também não possui toda esta base de apoio aqui no Sul e no Sudeste. Mas no Nordeste e no Norte a situação é diferente. No entanto, perceba, que eu usei o verbo 'achar'.


Já respondido acima.
Não tenho nenhum levantamento estatístico e cobrar isso num debate de opiniões é chamar o piloto do aviãozinho para que ele decole.



Muito boas essas pesquisas que dão 90% de chance de uma canditata vencer.
Muito boas essas pesquisas que, baseados nelas, muitos preparam até palanque para a festa de comemoração da vitória.
Por aqui, não chegaram a esse nível de descaramento na fraude das pesquisas. Deram somente 30%.
E ninguém acredita.
Um cara que não põe a cabeça na janela sem levar tomatada, mas é o líder nas pesquisas...
Imagina dar 90% então!
Mas não é manipulação, não, imagina!

Pois o resultado da eleição foi uma ducha geladíssima nesse povo.

O resultado de uma eleição pode ser bem diferente das previsões. E isto não significa necessariamente uma manipulação.

Interessante que os petistas também reclamavam de pesquisas eleitorais no tempo em que levavam 'surras' de FHC ou nas disputas para governadores.


Fechar os olhos e pedir revisão por pares para pesquisa que dá 90% de certeza de vitória de alguém e depois se revela, após a apuração, que a viagem foi estratosférica, e que o resultado foi o oposto, é um nível de credulidade que eu confesso que não tenho.
Onde fica a gaveta do ceticismo mesmo?

Parabéns a você por continuar acreditando nisso.
Congrats!

Mas não adianta os fatos gritarem.
Eu vou sempre ler críticas aos meus comentários como se estivesse lendo de petistas defendendo Lula, Dirceu Herói do Povo Brasileiro.
Não vai ter Rod Rosenstein que lance luz sobre suas convicções.
Elas já estão formadas.

Só as nossas, né?


Pelo menos eu não fico esperando um tempo infinito ("somente o tempo dirá") para que admita, por fim, que estava errado.
Se me vejo errado, eu levanto o braço, peço licença e digo na hora.
- Professora! Eu estou errado e houve um conluio dos russos para favorecer a eleição de Trump.

Na hora em que surgirem as tais provas de que as eleições foram ilegalmente influenciadas pelos russos, eu volto aqui e dou todos os meus duzentos braços a torcer.
Pode cobrar.

Muito diferente de se acomodar atrás da frase "somente o tempo dirá" e nunca aparecerem as tais provas.
Prefiro do meu jeito.
Boa sorte no seu.


Se vocês não enxergam manipulação aí, eu me despeço e desejo um Feliz Natal a todos.
 :harle:

E feliz ano novo, também.  :hihi:

:tintin:
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Muad'Dib em 28 de Fevereiro de 2018, 11:00:18

Paul Ryan é agora lacaio de Hillary e do PiG/Lügenpresse/fakenews?


Para mim Fake news são aqueles veículos de comunicação que têm como objetivo principal destruir a capacidade que pessoas de diferentes backgroungs têm de compartilhar um mesmo conjunto de fatos e a partir desse conjunto formar opiniões próprias.

Lügenpresse é uma artimanha dos veículos fake news de desqualificar fontes de informação válidas como fake. É o acusar os outros de coisas que você é culpado. Quando o NYT é acusado de Fake news pelo Trump, ele está  usando a tática Lügenpresse,

Ou seja, Breitbart e Fox são Fake news, eles espalham mentiras e meias verdades de acordo com o interesse dos grupos que eles defendem.  NYT pode ser chamado de Fake pela Fox, mas isso não quer dizer que o NYT está espalhando mentiras, quer dizer que a Fox está usando a tática Lügenpresse.

"Fake news" é um adjetivo que acompanha certos veículos de comunicação; Lügenpresse é como se fosse um verbo, significa desqualificar um oponente para que os minions de sempre não acreditem no oponente e fiquem de mimimi na internet sobre o fato.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Geotecton em 28 de Fevereiro de 2018, 11:10:25
A qual 'constatação oficial' você se refere, visto que as investigações ainda continuam, como pode ser observado aqui (https://www.nytimes.com/2018/01/04/us/politics/trump-sessions-russia-mcgahn.html)?
Você traz uma notícia de 4 de janeiro quando o vice-procurador falou em 16 de fevereiro?
Então tá.

Sim, porque as investigações continuam.

Ou foram interrompidas?


Interessante que você criticou o comportamento dos senhores Cardoso e do Janot, mas ignora o comportamento de seus congêneres estadunidenses, Jeff Sessions e Rod Rosenstein, sendo que há elementos suficientes para desconfiar de ambos. Sessions (https://en.wikipedia.org/wiki/Jeff_Sessions), por exemplo, afirmou que nunca havia se encontrado com representantes oficiais da Rússia mas em março de 2017, foi demonstrado que ele havia tido pelo menos dois encontros com Sergey Kislyak, embaixador russo.

Então quem parece mais com petistas nesta situação?

Eu ou você?
Petistas fecham os olhos aos fatos.
.

Sim, frequentemente.


Essa lenga-lenga de conluio com os russo vem rolando ladeira abaixo há mais de um ano.
Vamos chegar às próximas eleições e ainda estaremos falando nisso.
Eu não, mas você e a turma do "temos que achar algo para derrubar o cara" sim.
Haja masturbação.

Eu não quero derrubar ninguém.

Os estadunidenses escolheram aquele idiota assim como a maioria dos brasileiros escolheu a 'presidanta'.

Então pare de acusar os outros por não concordarem com a sua 'visão de mundo'.


Na entrevista que eu coloquei com a jornalista da Clinton News Network, ela própria engoliu em seco quando o governador perguntou se ela estava afirmando ter havido um conluio com os russos, ao que ela, prontamente, responteu "não".
Não é doida de afirmar algo sem provas.
Lá, a coisa pega fogo quando se acusa sem provas.

Exatamente.

Por isto que a investigação continua e ainda ninguém foi processado.


Logo, não há provas.

O Zanin afirma a mesma coisa sobre o cliente dele.


E em você dizer que "somente o tempo dirá", enquanto não chegarem à conclusão que você quer, você sempre poderá dizer que "somente o tempo dirá".

Quando as investigações forem totalmente encerradas, eu admitirei que não há provas.

E neste caso, deve-se investigar se quem levantou as suspeitas não é o verdadeiro bandido.


E nunca vai admitir que não há provas.

Pelo contrário, como já informei acima.


Quem é o petista mesmo?
 ::)

Não sou petista e nem fanático.


Logo, o petista aqui não sou eu.
Faça a sua escolha.

Já fiz a minha e você a sua.

Sigamos felizes com nossas escolhas.


3 - Prova de comprometimento da imprensa esquerdista americana, totalmente desacreditada nos dias de hoje.
Desacreditada para você, que é fanático do Trump.
Não sou fanático.
Vá ler a definição e se retrate.
Eu aceito desculpas.

Fanático tisna a razão e impõe a emoção acima de seus atos.
Eu não faço isso.
Não sou exaltado nem tenho devoção cega a ninguém.

Faço uso da minha razão para as minhas conclusões e tenho o livre direito de pensar o que quiser, mas não vou às raias do fanatismo.
Nem ajo como fanático.
Nem nunca parti para acusação direta a quem quer que seja dentro desse fórum por causa de suas convicções, fechando os olhos aos seus argumentos.
Obrigado.
De nada.
Se afirma como um 'não fanático' mas se declara um

[...]
Eu mesmo, trumpista declarado,
[...]

Será que eu preciso mesmo apontar a difença conceitual entre uma coisa e outra?
Não pensei que você estivesse tão abaixo do nível de compreensão de conceitos para eu parar o que estou fazendo para ter que lhe explicar.

Ok.

Exagerei na sua qualificação como fanático.

Mas parece que você emulou quando decidiu me comparar a um "idiota funcional".


Dizer que sou trumpista "declarado" NÃO É a mesma coisa de dizer que sou "fanático do Trump".
Está difícil de entender ainda?

Ok.

Já reconheci o erro.


Vamos lá.
Trumpista declarado é alguém que concorda com determinadas ideias compartilhadas por outra pessoa e que joga no time dessa pessoa.
Gostei muito da eleição dele para presidente e considero que foi o que melhor aconteceu ao país, haja visto o que havia do outro lado.
Não sou defensor incondicional dele e nem de mais ninguém, como ja reiteirei inúmeras vezes por aqui em outros tópicos.
Basta que Trump pise na bola, faça algo de errado, ou mesmo que vá de encontro ao que eu defendo, de imediato passarei a criticá-lo e conceituá-lo negativamente.
Ou seja, sei reavaliar posições quando a realidade muda.
Coisa que nenhum petista faz.

Concordo.

Eu mantenho a mesma postura que a sua.


E desconfio que outros (outros, sabe?) além deles também são assim.

Se você se refere a mim, está equivocado.

Eu reconheço meus erros.


Vamos aos Houaiss:
Citar
Fanático
adjetivo
1   que se acredita inspirado pelo espírito divino, por uma divindade; iluminado
2   que tem zelo excessivo pela religião; intolerante
3   que se mostra excessivamente entusiástico, exaltado, de uma devoção quase sempre cega; apreciador apaixonado
Ex.: f. por futebol, por música

n substantivo masculino
4   indivíduo fanático

Eu não me vejo inspirado pelo espírito divino, por divindade nem sou iluminado.
Eu não tenho zelo excessivo pela religião nem sou intolerante.
Não sou excessivamente entusiástico, não sou exaltado por Trump, não tenho devoção cega nem sou apreciador apaixonado do cara.
Nem sou um indivíduo fanático.
O que você me atribuiu foi um conceito pejorativo.

Ok.

Já me retratei.


A respeito disso, muito me espanta essas colocações virem de um Moderador dos debates.

Não participei como Moderador e sim como um simples forista.

Como você pode constatar os demais moderadores estão algo afastados.

Então se contente com o (pouco) que tem.  :)


Se alguém nesse nosso ambiente tivesse que ser um modelo, um exemplo de comportamento, alguém que seguisse estritamente as regras do regulamento, esse alguém necessariamente teria que ser você, entre outros Moderadores e Conselheiros que houvesse.

Sim.

Eu tenho.


Mas aí eu me deparo com uma apelação direta à minha pessoa, fazendo uso da falácia mais infantil e elementar que existe no rol de falácias, para atacar meu discurso...
E vindo justamente de quem jamais poderia ter vindo...

Preguiça...

Eu não acho que você seja um fanático e sim que se comporta como um quando o assunto é o atual presidente do EUA.

De qualquer modo eu já reconheci o exagero, mesmo na comparação.


Eu nunca fiz, e nem nunca vou fazer por uma questão de princípios meus, uma denúncia à Moderação.
Mas caberia uma aqui.

Eu, como forista e Moderador, já avalio que você deveria fazer uma denúncia contra a minha pessoa.


E nada de reconhecimento de erro.
Pior: outra falácia.
O que veremos adiante.

Vamos prosseguir.


Nas discussões de política nacional, você já tratou como um "fanático" alguém que discordava da sua posição, como neste caso (http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=27709.msg780158#msg780158). Mas quando você se declara um 'trumpista' não é por fanatismo, e sim porque está imbuído de 'razão' baseando-se no 'direito de pensar o que quiser'.

E não entendo porquê você mencionou sobre o seu livre direito de pensar. Alguém, em algum momento, o cerceou ou o censurou por isto?

Eu gostaria que você me apontasse explicitamente onde foi que eu chamei Derfel de fanático naquele debate que você citou.
E também seria de bom alvitre que também me indicasse onde foi que eu atingi Derfel em ad-hominem.
Quem for ler a passagem verá que discordei diametralmente dele, mas em nenhum momento faltei-lhe com o respeito.
E se por ventura Derfel se sentiu ofendido com minhas palavras e isso viesse ao meu conhecimento, eu saltaria na frente e pediria desculpas públicas e imediatas por algum momento de rispidez que eu possa ter tido.
E isso está valendo ainda hoje, caso Derfel (ou Juca, ou qualquer outro que se sentiu atingido) venha a ler isso e queira reparação.
Como aliás já fiz diversas e inúmeras vezes por aqui.
Acho que sou eu o forista que mais pediu desculpas nesse Clube Cético.

Ok.

Eu ainda acho que há como discutir sobre mas não vou prolongar isto.


Continuando...
O meu direito de pensar não foi em relação a alguma suposta censura, mas ao fato de poder pensar o que quiser sem ser tachado de "fanático", como fui gentilmente agraciado por vossa senhoria.

Ok.

Ponto esclarecido.


(Nunca imaginei que houvesse tanta falta de compreensão de texto no nosso colega Moderador... preguiça...)

Pode ser por causa da idade mais avançada.


Nada vai mudar a visão dos petistas sobre Lula.
Nada vai mudar a visão de quem não enxerga a manipulação da imprensa com relação a Trump.
Nada vai mudar a visão de quem não enxerga a manipulação de uma direita cristã conservadora e retrógrada e acha que todos os problemas estão (ou foram criados) apenas pela 'esquerda' estadunidense.

Quero crer que você não esteja se referindo a mim, mas nesse mar de incompreensão de texto, acho bom deixar claro que não sou direita conservadora e retrógrada.

Em momento algum eu afirmei que você era isto e sim que não reconhecia a 'mão asquerosa' deles, em alguns atos do Trump.


Nem em nenhum momento afirmei que todos os problemas são (ou foram) criados pela 'esqueda' dos EUA.

Ponto esclarecido.


E o nome disso é teoria da conspiração.

Não há qualquer prova de que tenha ocorrido essa farsa, mas bradam isso com toda "certeza", como "fato alternativo".

Apenas "darem porcentagens, ou dígitos decimais" de pesquisas não é prova de farsa. Isso não tem a menor lógica.
Pesquisas que erram dessa maneira, e quase em uníssono, me lembram outras pesquisas que são feitas por aqui mesmo e que nem são descaradas assim.
Então você deve ter feito uma compilação das eleições estadunidenses e brasileiras em que ocorreram erros similares, estudou-as e pode concluir, além de qualquer margem de dúvida, que houve manipulações.

Pode apresentar esta análise?
É claro que eu não fiz compilação das eleições.

Certo.

Então é apenas a sua opinião, sem base empírica.

Certo?


Você dizer isso é apelar de novo.

Porquê?

Eu quero saber como você concluiu sobre a (in)veracidade das pesquisas.

Nada mais.


É tão importante para você "ganhar" um debate?

De modo algum.

Nunca "ganhei" nenhum debate.

Apenas aprendo com todos, incluindo você.


Está parecido com JJ que pede revisão por pares para cada afirmação que se faz aqui.

O JJ é o JJ.

Singular...


Eu não tenho compilação de nada e o que emiti é apenas a minha opinião de que aquela pesquisa se parece muito com outras que fazem por aqui que dão vitória a Lula quando ele não pode nem sair de casa para não tomar vaia na rua.
Só isso. Emiti minha opinião de semelhança de pesquisas. E aqui só dão 30%, são mais comedidos. Por lá, na cara dura, deram 90%! E o resultado foi o oposto...

Ok.

Foi uma opinião.


Pedir revisão por pares é "ganhar" o debate na marreta.

(JJ, somos amiguinhos ainda, OK? ::))

Não pedi uma 'revisão por pares'.

Eu queria saber se você tinha feito este trabalho 'hercúleo' de compilar e comparar eleições ou se tinha lido em alguma fonte confiável.



Tem um pessoal que diz que Inácio da Silva está em primeiro na corrida presidencial.
Interessante é que esse mesmo Inácio não consegue nem sair à rua, não pode pegar um avião comercial sob pena de chover escrachos em cima dele.
Mas a boa pesquisa eleitoral dá a ele mais de 30%, mesmo quando nos seus comícios só se vê gato pingado de sindicato.
Então TODAS as pesquisas até o momento foram ou fraudadas ou estão erradas?

Quais evidências quantitativas e não anedóticas você dispõe?

E, para deixar claro, eu também acho que aquele ex-presidente (um bandido condenado!) também não possui toda esta base de apoio aqui no Sul e no Sudeste. Mas no Nordeste e no Norte a situação é diferente. No entanto, perceba, que eu usei o verbo 'achar'.

Já respondido acima.
Não tenho nenhum levantamento estatístico e cobrar isso num debate de opiniões é chamar o piloto do aviãozinho para que ele decole.

Ou seja, você está me acusando de usar outra falácia.

Não precisa mais responder nada.

Deixa para lá...


Muito boas essas pesquisas que dão 90% de chance de uma canditata vencer.
Muito boas essas pesquisas que, baseados nelas, muitos preparam até palanque para a festa de comemoração da vitória.
Por aqui, não chegaram a esse nível de descaramento na fraude das pesquisas. Deram somente 30%.
E ninguém acredita.
Um cara que não põe a cabeça na janela sem levar tomatada, mas é o líder nas pesquisas...
Imagina dar 90% então!
Mas não é manipulação, não, imagina!

Pois o resultado da eleição foi uma ducha geladíssima nesse povo.
O resultado de uma eleição pode ser bem diferente das previsões. E isto não significa necessariamente uma manipulação.

Interessante que os petistas também reclamavam de pesquisas eleitorais no tempo em que levavam 'surras' de FHC ou nas disputas para governadores.

Fechar os olhos e pedir revisão por pares para pesquisa que dá 90% de certeza de vitória de alguém e depois se revela, após a apuração, que a viagem foi estratosférica, e que o resultado foi o oposto, é um nível de credulidade que eu confesso que não tenho.
Onde fica a gaveta do ceticismo mesmo?

O -Huxley- abordou rapidamente os problemas que podem advir de levantamentos estatísticos.

Quando o resultado não corresponde ao predito, não corresponde necessariamente a uma má-fé.


Parabéns a você por continuar acreditando nisso.
Congrats!

Thanks.  :)


Mas não adianta os fatos gritarem.
Eu vou sempre ler críticas aos meus comentários como se estivesse lendo de petistas defendendo Lula, Dirceu Herói do Povo Brasileiro.
Não vai ter Rod Rosenstein que lance luz sobre suas convicções.
Elas já estão formadas.
Só as nossas, né?
Pelo menos eu não fico esperando um tempo infinito ("somente o tempo dirá") para que admita, por fim, que estava errado.

Sobre o (suposto) envolvimento dos russos na última eleição do EUA, eu prefiro aguardar.


Se me vejo errado, eu levanto o braço, peço licença e digo na hora.
- Professora! Eu estou errado e houve um conluio dos russos para favorecer a eleição de Trump.

Sobre a sua adjetivação pejorativa, já me desculpei.


Na hora em que surgirem as tais provas de que as eleições foram ilegalmente influenciadas pelos russos, eu volto aqui e dou todos os meus duzentos braços a torcer.
Pode cobrar.

Ok.


Muito diferente de se acomodar atrás da frase "somente o tempo dirá" e nunca aparecerem as tais provas.
Prefiro do meu jeito.
Boa sorte no seu.

Ok.


Se vocês não enxergam manipulação aí, eu me despeço e desejo um Feliz Natal a todos.
 :harle:

E feliz ano novo, também.  :hihi:

:tintin:

 :P
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gabarito em 28 de Fevereiro de 2018, 11:16:09

Certo.
Tudo esclarecido.

Vamos voltar ao trabalho.

No tópico de Fake News, vamos a elas:

Simulação de "Tilt" nas máquinas para calar o entrevistado:
https://www.youtube.com/v/eZlPQpnFZhM

Confissão pública e ao vivo do apresentador:
https://www.youtube.com/v/QDJ26OYMURs

Trump faz xixi na cama em que Obama dormiu. Ohhh!
https://www.youtube.com/v/Sap90cmNZqA

Investigação dos bastidores de como a coisa acontece:
https://www.youtube.com/v/oH4Zit2s3LA


Eu tenho mais uma montanha de vídeos e notícias assim, mas o dever me chama e já me delonguei demais por aqui.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Buckaroo Banzai em 28 de Fevereiro de 2018, 13:19:56
Esse projeto Veritas é um bando de farsantes.


https://www.youtube.com/v/pAnJiB_Wpu4

https://www.youtube.com/v/qtcSWXABgmY

Citar
https://en.wikipedia.org/wiki/James_O%27Keefe
...
He gained national attention for his video recordings of workers at Association of Community Organizations for Reform Now (ACORN) offices in 2009, his arrest and guilty plea in 2010 for entering the federal office of then-U.S. Senator Mary Landrieu (D-LA) under false pretenses, and the release of videos of conversations with two high-ranking, now former, NPR executives in 2011.

When his videos portraying ACORN workers seemingly aiding a couple in criminal planning hit the 24-hour cable news cycle, the U.S. Congress quickly voted to freeze funds for the non-profit. The national controversy resulted in the non-profit also losing most of its private funding before investigations of the videos concluded no illegal activity occurred. In March 2010, ACORN was close to bankruptcy and had to close or rename most of its offices.[9] Shortly after, the California State Attorney General's Office and the US Government Accountability Office released their related investigative reports. The Attorney General's Office found that O'Keefe had misrepresented the actions of ACORN workers in California and that the workers had not broken any laws. A preliminary probe by the GAO found that ACORN had managed its federal funds appropriately.[10][11] One of the fired ACORN workers sued O'Keefe for invasion of privacy; O'Keefe issued an apology and agreed to pay $100,000 in a settlement.

O'Keefe gained support from conservative media and interest groups. In 2009, Andrew Breitbart commissioned him for the option to publish new videos exclusively on BigGovernment.com. In June 2010, O'Keefe formed a 501(c)(3) organization, Project Veritas, with the stated mission to "investigate and expose corruption, dishonesty, self-dealing, waste, fraud and other misconduct."[12]

...



https://www.youtube.com/v/Mxm5qlp8UqI

https://www.youtube.com/v/5_BkH12FRzs

https://www.youtube.com/v/aAq_lhZG1tU

https://www.npr.org/2016/01/28/464594826/in-wake-of-videos-planned-parenthood-investigations-find-no-fetal-tissue-sales

https://www.salon.com/2015/07/16/what_the_planned_parenthood_hoax_really_proves_right_wing_extremists_have_no_qualms_about_destroying_peoples_lives/



É deprimente e assustador que tantas pessoas acreditem piamente em notórios mentirosos, a começar até pelo presidente americano. "Fake news" em trumpilíngua bate até os recordes de duplipensamento petista, já que ao menos "PiG" não usava o termo "falso" para significar "verdadeiro," sendo uma afronta um pouco menos direta à honestidade.










A qual 'constatação oficial' você se refere, visto que as investigações ainda continuam, como pode ser observado aqui (https://www.nytimes.com/2018/01/04/us/politics/trump-sessions-russia-mcgahn.html)?
Você traz uma notícia de 4 de janeiro quando o vice-procurador falou em 16 de fevereiro?
Então tá.

Sim, porque as investigações continuam.

Ou foram interrompidas?

Ainda não, apesar de Trump ter demitido Comey para dar fim nisso, e ter ordenado a demissão de Mueller também.

https://www.reuters.com/article/us-usa-trump-russia-mueller/trump-ordered-muellers-firing-then-backed-off-new-york-times-idUSKBN1FF07H

A democracia americana (ou o que resta dela (http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=29027.0)) vive a sua maior ameaça em muito tempo. Trump não implementa sanções contra Putin por interferência nas eleições, e os republicanos ainda querem fechar a Comissão de Assistência Eleitoral.

Citar
https://www.theatlantic.com/politics/archive/2017/02/election-assistance-commission-republicans-congress/516462/

[...]

With Trump as president and the agency mired in a court battle, Weiser and other advocates are worried it is newly vulnerable to a quick strike in Congress. “The environment is such,” Weiser said, “that a lot of House Republicans are emboldened to push through anti-democratic and anti-oversight measures.” At the commission itself, Hicks said they were hopeful of maintaining the support from Democrats that has kept the agency afloat the last several years. “There’s always a concern,” he said. “As long as we’re here, we’re going to continue to do the job.”

Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gabarito em 28 de Fevereiro de 2018, 14:32:45

É deprimente e assustador que tantas pessoas acreditem piamente em notórios mentirosos, a começar até pelo presidente americano. "Fake news" em trumpilíngua bate até os recordes de duplipensamento petista, já que ao menos "PiG" não usava o termo "falso" para significar "verdadeiro," sendo uma afronta um pouco menos direta à honestidade.

Perdeu, playboy, Fake News já tem dono, é marca registrada, vá procurar outro palavra nessa tentativa desesperada de descolar o termo da testa de seus amiguinhos da Clinton News Network. Colou pra sempre.
 :wink:


Muito divertido ver esse esperneio.
Trump não poderia ter dado mais dentro com esse batismo para os jornalões desacreditados e em franco declínio.
LOL.


Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gabarito em 28 de Fevereiro de 2018, 14:32:59
Citar
SOBRE FAKE NEWS (E "FAKE NEWS OFICIAIS") (https://www.linkedin.com/pulse/sobre-fake-news-e-oficiais-edson-aran)

Publicado em 23 de fevereiro de 2018
Edson Aran
Jornalista, escritor e roteirista / Screenwriter & writer
Linkedln

Fake News. Ok, vamos falar de Fake News. Há um esforço recente e louvável da mídia oficial de denunciar e expor a notícia falsa assim que ela cai na rede. Ontem mesmo o Catraca Livre denunciou a fotografia das crianças revistadas por tropas do exército, no Rio. A imagem é 1994. Alguns dias antes causou furor no Twitter uma montagem com os "patrocinadores" de uma palestra de Sérgio Moro, acrescentados digitalmente à imagem. Em dezembro, explodiu no Facebook a notícia sobre um atentado terrorista em São Francisco no dia de Natal, mas era tão ridiculamente falsa que não sobreviveu meio dia.

Aqui, o populismo dito de esquerda usa Fake News faz muito tempo, mas isso tem mudado recentemente com a "Rede Bolsonarista", que é dispersa e desorganizada, mas muito eficiente, especialmente para criar "memes". Adivinha quem matraqueou o falso atentado em São Francisco? Pois é.

Em 2013, no auge das chamadas Marchas de Junho, as Fake News tinham mais credibilidade que as notícias verdadeiras. E isso foi antes do próprio termo ter sido criado. Na época, eu tinha o projeto de fazer um documentário sobre o tema e comecei a colecionar links para tentar entender de onde as notícias falsas vinham e como funcionavam. O incrível é que a extrema-direita e a extrema-esquerda compartilhavam as mesmas coisas e eu, bom leitor de John Le Carré, teci toda uma teoria conspiratória que, thanks God, só contei pros amigos próximos. Algumas coisas não dão certo por sorte.

Mas estou tergiversando. O que eu queria dizer era outra coisa. É importante denunciar e apontar imediatamente as Fake News num ambiente político conturbado como o nosso, mas e quando a própria mídia tradicional inventa a notícia? Por exemplo, a faixa do vampiro na Paraíso do Tuiuti. Veja bem: quero mais é que Michel Temer se exploda e leve Brasília com ele, mas a notícia era obviamente falsa e qualquer jornalista experimentado teria apontado os "gaps".

Segundo o barracão da escola, alguém de Brasília ligou e proibiu a faixa. Ok. Quem ligou? Falou com quem? Pediu exatamente o quê? Era de que setor do governo? E a escola, tão crítica e contundente no primeiro desfile, ia docilmente atender ao pedido? O que o destaque tinha a dizer sobre isso? E o governo? E o Ministério Público?

Eu entendo. É carnaval, todo mundo de patente alta vai pra praia e a cobertura é aquela coisa simples: entrevistar a Viviane Araújo, descrever o samba-enredo sem sentido, fechar cedo e correr pro bloco. Tudo certo. O que ninguém esperava (Como assim? Desde dezembro tem gente cobrindo os barracões!) é que a Tuiuti fosse politizar o desfile. E que qualquer notícia a respeito seria imediatamente capitalizada pelos ativistas digitais. Aí, depois que a informação falsa sai, não adianta correção. A lenda é muito melhor que a realidade. E são as lendas que alimentam o populismo tosco, de Mussolini a Maduro.

A única saída pro jornalismo é lembrar de novo do "quem, o quê, onde, como, quando e por quê". Mesmo que isso derrube clicks e visualizações.

Aliás, clickbait é o problema, não a solução.


Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Muad'Dib em 28 de Fevereiro de 2018, 14:38:42
Esse projeto Veritas é um bando de farsantes.

É deprimente e assustador que tantas pessoas acreditem piamente em notórios mentirosos, a começar até pelo presidente americano. "Fake news" em trumpilíngua bate até os recordes de duplipensamento petista, já que ao menos "PiG" não usava o termo "falso" para significar "verdadeiro," sendo uma afronta um pouco menos direta à honestidade.

Esse povinho de direita conseguiu na base da trollagem o que o petismo não conseguiu com um pseudointelectualismo.

O deprimente é que esse zé povinho de direita não consegue perceber que estão jogando contra eles mesmos.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gabarito em 28 de Fevereiro de 2018, 14:40:19


Muito divertido ver esse esperneio.
Trump não poderia ter dado mais dentro com esse batismo para os jornalões desacreditados e em franco declínio.
LOL.

É a tentativa de retomar as rédeas, de reaver o controle da máquina de fazer ideologia.

Já era.
Inês morreu e o termo colou.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Muad'Dib em 28 de Fevereiro de 2018, 14:44:50
Citar
A democracia americana (ou o que resta dela) vive a sua maior ameaça em muito tempo. Trump não implementa sanções contra Putin por interferência nas eleições, e os republicanos ainda querem fechar a Comissão de Assistência Eleitoral.
A democracia americana não morre tão fácil (ou pelo menos, não tão cedo). O que está morto e enterrado é a confiança que o resto do planeta tem nos EUA como líder do mundo livre.

Não dá para confiar em um país que pode reeleger Trump ou eleger Sarah Palin, Paul Ryan, Mike Pence...

A criançada de hoje vai acabar crescendo com China como influenciadora.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Buckaroo Banzai em 28 de Fevereiro de 2018, 15:07:52

É deprimente e assustador que tantas pessoas acreditem piamente em notórios mentirosos, a começar até pelo presidente americano. "Fake news" em trumpilíngua bate até os recordes de duplipensamento petista, já que ao menos "PiG" não usava o termo "falso" para significar "verdadeiro," sendo uma afronta um pouco menos direta à honestidade.

Perdeu, playboy, Fake News já tem dono, é marca registrada, vá procurar outro palavra nessa tentativa desesperada de descolar o termo da testa de seus amiguinhos da Clinton News Network. Colou pra sempre.
 :wink:


Muito divertido ver esse esperneio.
Trump não poderia ter dado mais dentro com esse batismo para os jornalões desacreditados e em franco declínio.
LOL.




...

Você acredita que a fita com o Billy Bush é "fake", como Trump afirma?

"Fake news" de Trump é Lügenpresse/PiG. "Fake news" no sentido correto é um modelo de negócio baseado em tapear conservadores (geralmente) que acreditam em qualquer coisa que se diga.

Isso inclui dizer que qualquer coisa que a grande mídia é "fake".

Trump ter sucedido em deturpar o termo é apenas sintoma de gravidade situação, da credulidade das pessoas, e do culto de imagem.

Pior que isso, só mesmo ver as pessoas comemorando o quanto são pateticamente tapeadas. É exatamente isso que constitui esse seu "perdeu, playboy".


Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gabarito em 28 de Fevereiro de 2018, 15:14:21

...

Você acredita que a fita com o Billy Bush é "fake", como Trump afirma?

"Fake news" de Trump é Lügenpresse/PiG. "Fake news" no sentido correto é um modelo de negócio baseado em tapear conservadores (geralmente) que acreditam em qualquer coisa que se diga.

Isso inclui dizer que qualquer coisa que a grande mídia é "fake".

Trump ter sucedido em deturpar o termo é apenas sintoma de gravidade situação, da credulidade das pessoas, e do culto de imagem.

Pior que isso, só mesmo ver as pessoas comemorando o quanto são pateticamente feitas de trouxa. É exatamente isso que constitui esse seu "perdeu, playboy".


Você fazer milhões de zoações com cores de letras é legal.
Você ridicularizar incontáveis vezes os petistas com letras vermelhas, quase uma marca registrada sua, é legal, é maneiro, é descolado.

Mas basta que eu use desse mesmo artifício, aqui já consagrado como zoação e brincadeira, para você me candidatar a ser um que foi "pateticamente feito de trouxa".

Nem eu nunca disse que tudo que vem da imprensa é Fake News.
Mais distorção sua, Mr. Banzai.

Desculpe, mas eu não vou para esse seu nível.

Vá e fique sozinho nele.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gabarito em 28 de Fevereiro de 2018, 15:19:09
Muito interessante o que vem ocorrendo nesse tópico e no dia de hoje.

Os ataques pessoais são uma realidade em pleno Fórum do Clube Cético.

Primeiro um Moderador que me chama de fanático (um Moderador!).
Pediu desculpas e eu aceitei-as.

Depois, o mais veterano colaborador do mesmo fórum vem me chamar "pateticamente de trouxa".

Isso tudo num mesmo dia e quase numa mesma página.

E por que tudo isso?

Só porque eu tenho opiniões diferentes das "autoridades" do Clube.

Será que vejo desespero nisso?
Só eu que vejo?


Fui.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gabarito em 28 de Fevereiro de 2018, 15:21:55
Acabei de ver que Buckaroo Banzai acabou de editar o post dele, que trazia esses termos:


Pior que isso, só mesmo ver as pessoas comemorando o quanto são pateticamente feitas de trouxa. É exatamente isso que constitui esse seu "perdeu, playboy".



Para que fique registrado o comportamento dele e o termo usado.
Muito bem.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Geotecton em 28 de Fevereiro de 2018, 17:13:52
Muito interessante o que vem ocorrendo nesse tópico e no dia de hoje.

Os ataques pessoais são uma realidade em pleno Fórum do Clube Cético.

Primeiro um Moderador que me chama de fanático (um Moderador!).
Pediu desculpas e eu aceitei-as.

Depois, o mais veterano colaborador do mesmo fórum vem me chamar "pateticamente de trouxa".

Isso tudo num mesmo dia e quase numa mesma página.

E por que tudo isso?

Só porque eu tenho opiniões diferentes das "autoridades" do Clube.

Será que vejo desespero nisso?
Só eu que vejo?

Fui.

Relaxe e vá tomar uma cerveja.

Discussões acaloradas podem eventualmente resultar em dissenções pontuais.

 :)
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Geotecton em 28 de Fevereiro de 2018, 17:15:51
Acabei de ver que Buckaroo Banzai acabou de editar o post dele, que trazia esses termos:


Pior que isso, só mesmo ver as pessoas comemorando o quanto são pateticamente feitas de trouxa. É exatamente isso que constitui esse seu "perdeu, playboy".



Para que fique registrado o comportamento dele e o termo usado.
Muito bem.

O que ele re escreveu não difere muito.

Mas, assim como eu recomendei no meu caso, se você acha que foi atingido, denuncie-o.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Muad'Dib em 28 de Fevereiro de 2018, 18:39:35

Você acredita que a fita com o Billy Bush é "fake", como Trump afirma?

"Fake news" de Trump é Lügenpresse/PiG. "Fake news" no sentido correto é um modelo de negócio baseado em tapear conservadores (geralmente) que acreditam em qualquer coisa que se diga.

Isso inclui dizer que qualquer coisa que a grande mídia é "fake".

Trump ter sucedido em deturpar o termo é apenas sintoma de gravidade situação, da credulidade das pessoas, e do culto de imagem.

Pior que isso, só mesmo ver as pessoas comemorando o quanto são pateticamente tapeadas. É exatamente isso que constitui esse seu "perdeu, playboy".


Paul Ryan é agora lacaio de Hillary e do PiG/Lügenpresse/fakenews?


Para mim Fake news são aqueles veículos de comunicação que têm como objetivo principal destruir a capacidade que pessoas de diferentes backgroungs têm de compartilhar um mesmo conjunto de fatos e a partir desse conjunto formar opiniões próprias.

Lügenpresse é uma artimanha dos veículos fake news de desqualificar fontes de informação válidas como fake. É o acusar os outros de coisas que você é culpado. Quando o NYT é acusado de Fake news pelo Trump, ele está  usando a tática Lügenpresse,

Ou seja, Breitbart e Fox são Fake news, eles espalham mentiras e meias verdades de acordo com o interesse dos grupos que eles defendem.  NYT pode ser chamado de Fake pela Fox, mas isso não quer dizer que o NYT está espalhando mentiras, quer dizer que a Fox está usando a tática Lügenpresse.

"Fake news" é um adjetivo que acompanha certos veículos de comunicação; Lügenpresse é como se fosse um verbo, significa desqualificar um oponente para que os minions de sempre não acreditem no oponente e fiquem de mimimi na internet sobre o fato.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gabarito em 28 de Fevereiro de 2018, 18:51:57

Relaxe e vá tomar uma cerveja.

Discussões acaloradas podem eventualmente resultar em dissenções pontuais.

 :)


Você tem razão.
Tomei uma vitamina de mamão com acerola e voltei.


Vamos passar uma borracha nisso tudo.
Nunca guardo rancor.
Pois ele queima enquanto se mantém aceso.

Mas avisa lá pra teu amigo Buckaroo que ele não pode perder a esportiva quando a brincadeira vai para o lado dele.
Fica feio.
Brinca e zomba de todo mundo, mas quando fica na berlinda, vem com pedras na mão...

Bola pra frente!
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gabarito em 28 de Fevereiro de 2018, 19:06:44

O que ele re escreveu não difere muito.

Mas, assim como eu recomendei no meu caso, se você acha que foi atingido, denuncie-o.

Obrigado pela sugestão, mas não.
Em nenhum dos casos.

Se eu não quiser sofrer ataques, basta que eu não desça para o Play.
Já que eu desci, já sou adulto e sei me defender.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Buckaroo Banzai em 28 de Fevereiro de 2018, 21:46:05

...

Você acredita que a fita com o Billy Bush é "fake", como Trump afirma?

"Fake news" de Trump é Lügenpresse/PiG. "Fake news" no sentido correto é um modelo de negócio baseado em tapear conservadores (geralmente) que acreditam em qualquer coisa que se diga.

Isso inclui dizer que qualquer coisa que a grande mídia é "fake".

Trump ter sucedido em deturpar o termo é apenas sintoma de gravidade situação, da credulidade das pessoas, e do culto de imagem.

Pior que isso, só mesmo ver as pessoas comemorando o quanto são pateticamente feitas de trouxa. É exatamente isso que constitui esse seu "perdeu, playboy".


Você fazer milhões de zoações com cores de letras é legal.
Você ridicularizar incontáveis vezes os petistas com letras vermelhas, quase uma marca registrada sua, é legal, é maneiro, é descolado.

Mas basta que eu use desse mesmo artifício, aqui já consagrado como zoação e brincadeira, para você me candidatar a ser um que foi "pateticamente feito de trouxa".

Nem eu nunca disse que tudo que vem da imprensa é Fake News.
Mais distorção sua, Mr. Banzai.

Desculpe, mas eu não vou para esse seu nível.

Vá e fique sozinho nele.


Não afirmei que você tivesse dito que "tudo que vem da imprensa é fake news".

Fakenews-Lügenpresse é especificamente o que for ruim ao líder cultuado. No caso, um fraudador, que mente compulsória e descaradamente, e os tapeados comemoram alegremente, agora até mesmo celebrando seu amado líder e associados simplesmente chamarem de mentira o que quer que lhe for inconveniente.

Não importa o quão esdrúxula e insultante seja a mentira.

https://www.youtube.com/v/x3ch1ajtwbc

Não é a primeira vez que essas fontes "não" fake (em trumpilíngua) promovem teorias da conspiração deploráveis como essa, mesmo com as crianças bem menores, de Sandy Hook fizeram essa alegação.

Chemtrails, pizzagate, climategate, anti-vaxx...

Me desculpe se ver toda essa insanidade ser comemorada como a "nova verdade", junto a um culto de imagem meteórico de proporções históricas a um fraudador, me dificulta a frasear isso de forma mais sensível aos sentimentos daqueles que festejam alegremente serem enganados, que cegamente servem aos próprios algozes em atacar aqueles que, com todas suas falhas, ainda são de longe as fontes mais confiáveis acerca dos fatos. Dos "fatos padrão", não "alternativos".

:nao2:








Acabei de ver que Buckaroo Banzai acabou de editar o post dele, que trazia esses termos:


Pior que isso, só mesmo ver as pessoas comemorando o quanto são pateticamente feitas de trouxa. É exatamente isso que constitui esse seu "perdeu, playboy".



Para que fique registrado o comportamento dele e o termo usado.
Muito bem.

No post original consta que ele ele foi publicado às 15:07, e editado às 15:10. Já numa tentativa de melhorar o tom, muito embora a própria descrição do comportamento dificulte isso, fica algo meio parecido com os eufemismos do tópico do léxico politicamente correto (http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=12903.0).
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Muad'Dib em 01 de Março de 2018, 06:50:59
Não é de hoje que a nossa direita petista conservadora, que sempre foi ávida em ridicularizar as frescuras esquerdistas, no menor sinal de que seus valores ou suas opiniões estão sendo questionadas, agem como os mais delicados snowflakes.

Se fazer de vítima é uma forma de desvirtuar o debate que estava sendo travado. Faz todo mundo parar o raciocínio e prestar atenção na vitimização. Os petistas e os petistas de direita usam isso como recurso argumentativo.

Debate que é bom, nada.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gabarito em 01 de Março de 2018, 08:45:42
Não é de hoje que a nossa direita petista conservadora, que sempre foi ávida em ridicularizar as frescuras esquerdistas, no menor sinal de que seus valores ou suas opiniões estão sendo questionadas, agem como os mais delicados snowflakes.

Se fazer de vítima é uma forma de desvirtuar o debate que estava sendo travado. Faz todo mundo parar o raciocínio e prestar atenção na vitimização. Os petistas e os petistas de direita usam isso como recurso argumentativo.

Debate que é bom, nada.

Ah, então alguém ser chamado textualmente de "fanático" e pouco tempo depois de "trouxa", e reclamar disso agora é vitimização.
E isso acontecendo num ambiente que deveria ser controlado pela Moderação, e não num ringue de Facebook onde não existe tal nível de controle.

É de se pensar que o Clube Cético está sem dono, sem controle.

E, por mais que insistam, eu não vou denunciar ninguém.
Porque deveria haver um Olho de Hórus aqui trabalhando para controlar os mais atrevidos, como você.
O resultado disso é que o nível vai baixando e vai baixando.

E chegando mais gente para essa briga de rua, como você agora, me acusando explicitamente de "delicado floquinho de neve".
E não venha me dizer que não foi comigo ou que eu vesti a carapuça, porque você não falou genericamente.
O seu comentário veio justamente após as minhas reclamações e quando tudo já caminhava para apaziguação.
Ou seja, achou pouco a confusão e trabalhou para recriá-la.
Como resultado, vai se formando uma baixaria da qual eu me recuso a participar.

Tem Moderação por aqui, ou está mesmo sem dono?


Um negócio que eu não faço é me passar por vítima.
Nem uso tal expediente como recurso argumentativo.
Apenas questionei se aqui é um ambiente controlado ou já virou terra de ninguém, onde os debatedores tenham passe livre para um festival de ataques.
Porque não é todo dia que se joga um "fanático" e logo depois um "trouxa" na cara de alguém e isso tudo é tido como normal e quem reclamar é um "delicado floquinho de neve" que está desviando o debate e se passando por vítima.
Vitimização virou quase outra marca registrada das Esquerdas, da qual você faz parte, e é só folhear as redes sociais para confirmar o que estou dizendo.
Estou fora disso.


Agora se esses termos dos quais fui tachado nada significam, e se eu reclamar é porque sou um delicado snowflake, vamos ver se você aguenta a brincadeira se eu o chamar de "esquerdopata inconformado com o mundo que o rodeia" e vai correr para a saia da Moderação.
Ou seja, começa a brincadeira, não aguenta e volta com pedras na mão. Como fez Buckaroo, que começou as letras coloridas, recebeu letras de volta, não gostou, perdeu o espírito esportivo e veio me chamar de trouxa.
E depois, na surdina, editou o comentário e arregou de usar o termo.



Alô, alô, Conselheiros, Moderadores, mantenedores desse fórum!
O nível está rolando ladeira abaixo e está parecendo que o Clube está sem dono!

Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Muad'Dib em 01 de Março de 2018, 08:54:25
Eu sou inconformado com o mundo que me cerca.

Meu post não foi direcionado exclusivamente para você. Foi uma constatação do modo de agir da nossa direita conservadora. Adoram apontar as frescuras esquerdistas, mas são delicadíssimos quando confrontados. E se não bastasse a delicadeza, o foco das discussões sempre é perdido.

Ainda estou aguardando uma argumentação sua sobre o porquê de você considerar o Donald tão fantástico assim. Vídeos da embaixada da resistência só convencem a mulecada de facebook.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Luiz F. em 01 de Março de 2018, 09:21:45
Gabarito, eu não entendi, você disse que não vai denunciar, mas quer que a moderação faça algo? Nessa discussão específica, se algum moderador leu (ou não) e não recebeu nenhuma denúncia, não sei se teria porquê fazer algo, já que ninguém denunciou.

Acho que se você realmente quer algum tipo de intervenção, teria de haver alguma contrapartida (denúncia).
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gabarito em 01 de Março de 2018, 09:33:41
Eu sou inconformado com o mundo que me cerca.

Meu post não foi direcionado exclusivamente para você. Foi uma constatação do modo de agir da nossa direita conservadora. Adoram apontar as frescuras esquerdistas, mas são delicadíssimos quando confrontados. E se não bastasse a delicadeza, o foco das discussões sempre é perdido.

Ainda estou aguardando uma argumentação sua sobre o porquê de você considerar o Donald tão fantástico assim. Vídeos da embaixada da resistência só convencem a mulecada de facebook.

Está bem, vamos retomar o debate.
Eu não acho Donald Trump "tão fantástico assim".
Eu acho que ele chegou numa boa hora para dar um freio em muitas práticas que poderiam parecer nocivas a longo prazo para  país.

Sobre argumentação mais elaborada e retomar o pique do debate, acho que perdi o clima.

É só.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gabarito em 01 de Março de 2018, 09:39:48
Gabarito, eu não entendi, você disse que não vai denunciar, mas quer que a moderação faça algo? Nessa discussão específica, se algum moderador leu (ou não) e não recebeu nenhuma denúncia, não sei se teria porquê fazer algo, já que ninguém denunciou.

Acho que se você realmente quer algum tipo de intervenção, teria de haver alguma contrapartida (denúncia).

Obrigado, Luiz F., pela sugestão.
Eu não sou de denunciar formalmente colegas em debates.
Achei que havia um acompanhamento por parte da Moderação.

Aliás, já vi muitas vezes outros debatedores tomarem cartão sem terem sido denunciados, apenas por ato unilateral da Moderação.
Achei, repetindo, achei apenas que havia controle sistêmico, acompanhamento de comportamento agressivo ou quebra das regras do regulamento.

Se não há, então paciência.
Dou um jeito de aguentar as consequências.

Porque nunca usei aquele link Denunciar e nem sei o que vem depois de clicar nele.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gabarito em 01 de Março de 2018, 09:42:32
Eu sou inconformado com o mundo que me cerca.


Peço desculpas a você por eu ter sido agressivo.
Espero que aceite.

E vamos em frente.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Luiz F. em 01 de Março de 2018, 10:01:11
Gabarito, eu não entendi, você disse que não vai denunciar, mas quer que a moderação faça algo? Nessa discussão específica, se algum moderador leu (ou não) e não recebeu nenhuma denúncia, não sei se teria porquê fazer algo, já que ninguém denunciou.

Acho que se você realmente quer algum tipo de intervenção, teria de haver alguma contrapartida (denúncia).

Obrigado, Luiz F., pela sugestão.
Eu não sou de denunciar formalmente colegas em debates.
Achei que havia um acompanhamento por parte da Moderação.

Aliás, já vi muitas vezes outros debatedores tomarem cartão sem terem sido denunciados, apenas por ato unilateral da Moderação.
Achei, repetindo, achei apenas que havia controle sistêmico, acompanhamento de comportamento agressivo ou quebra das regras do regulamento.

Se não há, então paciência.
Dou um jeito de aguentar as consequências.

Porque nunca usei aquele link Denunciar e nem sei o que vem depois de clicar nele.

Bom, como disse, eu acho...

Parece que não tem havido muitos moderadores ativos ultimamente, então acho que, teoricamente, o ideal é denunciar, daí se não me engano eles recebem algum tipo de notificação e agem... Teoricamente.

Aliás, já vi muitas vezes outros debatedores tomarem cartão sem terem sido denunciados, apenas por ato unilateral da Moderação.

Nem sabia que dava pra saber esse tipo de coisa, sem o moderador comentar explicitamente isso :|

Bom, o caso é que se nenhum moderador ler o tópico/mensagem específico, bem, nenhuma sansão será aplicada. O reporte 'garante' isso com mais certeza.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Buckaroo Banzai em 01 de Março de 2018, 12:59:40
Que termo é mais apropriado para descrever alguém que aplaude de pé à própria enganação, e a promove? Não só a própria, mas de boa parte da população, afetando a questões nacionais e globais, promovendo racismo, levando o mundo para o buraco? Seria já "enganação" já uma palavra que "julga" demais?

Eu mesmo denuncio minha mensagem pela edição póstuma/original se for o caso, mas fica essa curiosidade. Cada coisa absurda sendo divulgada num clube "cético", com os teóricos conspiracionistas "investigadores" (que argumentavelmente são golpistas da própria audiência, vendendo tudo que é lixo, fazendo campanha histérica contra soja, dizendo que transforma quem consome em "soyboys", e vendendo eles mesmos produtos com soja!) sendo exonerados de suas sandices inegáveis por supostamente serem "patriotas". Que forma mais delicada há para explicitar essa "relação"?

Eu ainda voltei atrás, editei já tentando melhorar as coisas. Não imaginava que isso fosse dar tanto problema, ainda mais tendo editado antes de qualquer resposta. Tem que se pensar três vezes antes de postar qualquer coisa mesmo. Ou, pelo menos, quando toca na direita. Se é para "caneta desesquerdizadora", ou atacar a esquerda, bem, pode chamar todo mundo de defensor de genocidas e promotores de pedofilia mesmo.







https://www.youtube.com/v/T4cJTv12CT8

Aparentemente ele não tem laços com nacionalistas brancos, embora os próprios tenham "plantado" essa notícia fabricando evidência disso, como parte de campanha para desacreditar a grande mídia:

https://www.politico.com/story/2018/02/16/florida-shooting-white-nationalists-415672







http://comprop.oii.ox.ac.uk/wp-content/uploads/sites/93/2018/02/Polarization-Partisanship-JunkNews.pdf
http://www.newsweek.com/liberals-dont-share-believe-fake-news-much-right-wing-study-finds-800219
https://www.washingtonpost.com/opinions/when-it-comes-to-e-mailed-political-rumors-conservatives-beat-liberals/2011/11/17/gIQAyycZWN_story.html?utm_term=.82264b95145b
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: AlienígenA em 01 de Março de 2018, 14:09:22
Se a vitória do Trump representasse uma derrota do esquerdismo, isto é, dos excessos das esquerdas, seria compreensível todo esse júbilo, mas ao contrário disso, representa uma vitória do direitismo/reacionarismo, com o que de pior há desse lado do espectro. É da gente se espantar realmente. Faz pensar que os entusiastas ou estão afinados com essa joça toda (fanatismo) ou não se importam e acham tudo se justifica por uma causa maior (idiotas úteis). Não consigo, por mais que tente garimpar aí algo mais sutil, achar uma explicação que não seja ofensiva.

Gabarito ou outro, talvez pudesse explicar o que enxerga de bom e de ruim nessa vitória do Trump e, principalmente, como uma coisa compensa a outra, porque honestamente me escapa à compreensão. 




Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gabarito em 01 de Março de 2018, 15:43:13
Se a vitória do Trump representasse uma derrota do esquerdismo, isto é, dos excessos das esquerdas, seria compreensível todo esse júbilo, mas ao contrário disso, representa uma vitória do direitismo/reacionarismo, com o que de pior há desse lado do espectro. É da gente se espantar realmente. Faz pensar que os entusiastas ou estão afinados com essa joça toda (fanatismo) ou não se importam e acham tudo se justifica por uma causa maior (idiotas úteis). Não consigo, por mais que tente garimpar aí algo mais sutil, achar uma explicação que não seja ofensiva.

Gabarito ou outro, talvez pudesse explicar o que enxerga de bom e de ruim nessa vitória do Trump e, principalmente, como uma coisa compensa a outra, porque honestamente me escapa à compreensão.

Tô fora.
Sou visto aqui como fanático, trouxa ou idiota útil.
Se quiserem continuar a malhação, procurem outro Gabarito.
Não tenho vocação para judas ou boneco de linchamento.

Que não seja visto com uma fuga, porque eu vinha expondo meus pontos até a coisa descambar para ad-hominem.

Como todo mundo, acho, eu participo de coisas que me satisfazem, que me dão prazer.
A partir do momento em que passa a me dar dor-de-cabeça, eu me dou o direito de procurar outros interesses.
Não tenho nenhuma procuração de Trump para defendê-lo.
Por isso, reservo-me o direito de me ausentar do debate.
Fiquem aí no que mais gostam, mas não exijam minha participação nessa pajelança de ataques.
E nem sequer insinuem vitimismo ou qualquer coisa com neve...
Acho que ninguém, exceção para os masoquistas, gostam de pancadas contínuas.

Para os que quiserem mais informações sobre o que penso de Trump e de seu governo, os tópicos Governo Trump (http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=29918.msg953399#msg953399) e Trump vs Hillary (http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=29268.msg916672#msg916672) trazem talvez centenas de comentários meus.
Tem muita coisa por lá, embora algumas já desatualizadas.
Em ambos, eu posicionei o link em comentários relevantes.
No de Hillary, vai para um em que, apesar de discordar completamente das ideias de Pasteur naquele debate, a conversa rendeu até um chope.
Muito diferente do que está havendo aqui.

Pode ser que uma ou outra coisa esteja desatualizada e que eu já não tenha a mesma visão de quando escrevi tudo aquilo lá.
Afinal, sempre estou revendo meus conceitos e tentando melhorar.
Não mantenho ideias fixas e imutáveis em muitas coisas.
Mas, no geral, é o que está lá.

Em resumo, e talvez dando algum arremedo de resposta aos que me perguntaram sobre minhas bases para gostar do governo do cara, talvez eu me divirta mais com as reações das Esquerdas às ações de Trump do que com ele propriamente dito.
É muito divertido ver adulto batendo pé no chão e agindo como criança.
E também é uma delícia ver esse festival na imprensa dos EUA se contorcendo ao extremo para descolar-se do termo Fake News.
E produzindo mais.
:)
Porque Trump como pessoa não é admirável.
E tem aquelas orações na Casa Branca que eu não aprovo.
E tem filhos que fazem caça esportiva que eu condeno em exponencial.

Mesmo que, mais à frente, eu encontre outra boa notícia (sob o meu prisma, bem entendido) e pense em trazê-la para cá, acho que não vou fazê-lo.
Vou tentar me distanciar, pois não é prazeroso para ninguém, eu acho, vir estragar a festa de vocês.
Eu irei festejar com quem me tem mais respeito.

Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: AlienígenA em 02 de Março de 2018, 00:05:17
Sinto muito que não tenha conseguido me fazer compreender, mas não foi isso o que eu disse, Gabarito! Não malhei ninguém. Apenas expus a minha visão pessoal do que o trumpismo representa para explicar porque não consigo encontrar outra explicação para esse entusiasmo além das duas citadas, mas que suponho não serem as únicas, ou não teria pedido uma terceira. 
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Fabrício em 02 de Março de 2018, 08:32:43
Minha visão é parecida com a do Alienígena, ser contra a Hillary e os democratas é compreensível, e os excessos da esquerda (mesmo da esquerda americana, que é infinitamente superior à da América Latina) e do politicamente correto realmente irritam muito.

Mas aí as pessoas caem na armadilha de apoiar um sujeitinho desprezível como esse Trump e tudo o que ele representa, que é o que há de pior na direita americana. Por ser contra uma ideologia que considera ruim, você apóia outra pior e fecha os olhos para o fato de que o que você está apoiando é ainda mais bizarro do que aquilo que você é contra.

Trump me parece uma mistura de Lula, Dilma e Bolsonaro. Lula no populismo barato, Bolsonaro na legião de Trumpistas que o apóiam ou ignoram alegremente os absurdos que ele diz e faz diariamente, e Dilma na quantidade de merda que fala.

Eu simpatizo com muitas ideias do Partido Republicano, mas esse Trump e o círculo do qual ele se cerca não dá para engolir.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Lorentz em 02 de Março de 2018, 09:34:10
Não é de hoje que a nossa direita petista conservadora, que sempre foi ávida em ridicularizar as frescuras esquerdistas, no menor sinal de que seus valores ou suas opiniões estão sendo questionadas, agem como os mais delicados snowflakes.

Se fazer de vítima é uma forma de desvirtuar o debate que estava sendo travado. Faz todo mundo parar o raciocínio e prestar atenção na vitimização. Os petistas e os petistas de direita usam isso como recurso argumentativo.

Debate que é bom, nada.

A direita brasileira está sendo vidraça pela primeira vez na vida. Alguns estão votando pela primeira vez. Normal não terem maturidade ainda. Não podemos parar de criticar, desde que educadamente.

O que não pode é não apenas criticar, mas fazer pouco caso, ofender, diminuir o outro lado. Isso cria uma relação de ódio que só piora o diálogo.

Há 10-15 anos atrás eu ficava muito irritado quando alguém falava mal do PSDB e do FHC. Hoje eu sou um de seus críticos.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: EuSouOqueSou em 02 de Março de 2018, 10:32:27
Se a vitória do Trump representasse uma derrota do esquerdismo, isto é, dos excessos das esquerdas, seria compreensível todo esse júbilo, mas ao contrário disso, representa uma vitória do direitismo/reacionarismo, com o que de pior há desse lado do espectro. É da gente se espantar realmente. Faz pensar que os entusiastas ou estão afinados com essa joça toda (fanatismo) ou não se importam e acham tudo se justifica por uma causa maior (idiotas úteis). Não consigo, por mais que tente garimpar aí algo mais sutil, achar uma explicação que não seja ofensiva.

Gabarito ou outro, talvez pudesse explicar o que enxerga de bom e de ruim nessa vitória do Trump e, principalmente, como uma coisa compensa a outra, porque honestamente me escapa à compreensão.

Tô fora.
Sou visto aqui como fanático, trouxa ou idiota útil.
Se quiserem continuar a malhação, procurem outro Gabarito.
Não tenho vocação para judas ou boneco de linchamento.

blablablabla

Sabe, esse comportamento é recorrente aqui no fórum.

Lembro de um cara que saiu daqui choramingando dizendo que o CC havia se tornado um clube consenso, onde críticas contrárias ao consenso não eram bem vindas. Ora, até a Ciência tem consensos.

Outro caso foi de uma menina que saiu p da vida pq defendia que experimentos com animais podem ser completamente substituidos por simulações computacionais. Levou tanta cacetada na discussão que foi embora xingando todo mundo.

Teve um forista (nao lembro quem) que praticamente previu a guerra na Síria, foi ridicularizado na época, mas se manteve firme no debate.

E vários outros casos onde a situação é a mesma: quando o ceticismo vai de encontro ao que nós acreditamos ou defendemos, levamos porrada. E muita gente não está preparada pra isso. Começam a se vitimizar, dizer que estao sendo perseguidos ou xingados. Um argumento agressivo não necessariamente é um argumento mal educado.

Resultado é que acontece isso, abandonam a discussão com essa desculpa. Cara, se não gostou de argumentar com algum forista, ignore o cidadão, muitos outros estão dispostos a debater.

É por isso q tenho grande respeito pelo _Juca_ e o Arcanjo :D. O 1o levou porrada a vida toda por ter sido petista e continua ai, debatendo sem se vitimizar ou xingar ninguém. O 2o continua sendo ridicularizado nos debates sobre drogas e continua ai, firme e forte.

Menos mimimi meu povo, se suas idéias vao contra o consenso, vao levar porrada sim.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Lorentz em 02 de Março de 2018, 11:05:10
Eu simpatizo com muitas ideias do Partido Republicano, mas esse Trump e o círculo do qual ele se cerca não dá para engolir.

Mas não dá pra engolir a figura do Trump ou as ações políticas dele? Você pode odiar uma coisa e dar méritos a outra. Separar a pessoa de suas ideias ou ações é difícil, mas importante.

Eu acho que por mais que Trump seja um mala arrogante, tem tido alguns acertos e vitórias dignos de nota. Não preciso gostar dele para reconhecer isso.

E não é porque não gosto da figura do Trump que tenho que achar o outro lado bonzinho. Ficou claro recentemente o jogo sujo da imprensa americana, e foi essa sujeira que ajudou a eleger Trump. Ou seja, a sujeira veio antes dele. Mas para atacar a sujeira anti-Trump, gerou-se uma sujeira pró-Trump, e está claro que cada lado chama o outro de fake news.

O Gabarito aponta o fake-news de um lado, enquanto o Buck quer anular a crítica apontando fake news do outro.

Parece ser muito difícil reconhecer que os dois lados tem problemas. Mas pela minha percepção, o fake news anti-Trump tem sido a pior, por repercutir mais e surfar mais facilmente no anti-Trumpismo.

Mas não se enganem, o Trump ganha adeptos cada vez mais a cada ataque sujo que recebe. Quem odeia ele está ajudando a criar o monstro. E isso faz eu criticar ainda mais o fake-news anti-Trump, apontando como a mais danosa.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Muad'Dib em 02 de Março de 2018, 11:35:45
Eu acho que você está usando uma definição do que é fake news que não é a mais apropriada. Não dá para chamar de fake a CNN, o NYT e o WaPo. Por mais que eles tenham um viés (que nem sequer pode ser chamado de esquerdista pelos padrões brasileiros), eles se baseiam em jornalismo de qualidade e com fatos. Mesmo a CNN que está longe de ser uma emissora muit informativa, não pode ser, em qualquer análise séria, comparada com a FOX. Tem uma pesquisa que mostra que quem vê somente a fox news tem menos noção da realidade do mundo do que quem não vê nenhum jornal. É ridículo. O Trump tem um exército de veículos de comunicação fazendo fanfarra com fatos alternativos.

O problema do Trump não é somente o fato de ele representar o que há de pior na espécie sapiens. Ele é amado por conservadores, sendo que não é conservador, ele é amado por liberais sendo que não é lá muito liberal (ontem ele começou com o papo de taxar importações de aço e alumínio), ele á amado por neoMacartistas sendo que ele é um lacaio do Putin (um ex-kgb que quer retomar o império). Ele cagou o acordo de Paris, esta cagando de forma definitiva o Oriente Médio, está fazendo tudo para cagar o acordo com o Irã. Pelo amor de deus, não passa um dia sequer sem que ele não escreva alguma merda no twitter.

Qual foi a grande vitória do Trump? O corte de impostos que vai quebrar o país mais para frente?
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Fabrício em 02 de Março de 2018, 11:38:02
Citação de: Lorentz
Mas não dá pra engolir a figura do Trump ou as ações políticas dele?


Ambos.

Citação de: Lorentz
Eu acho que por mais que Trump seja um mala arrogante, tem tido alguns acertos e vitórias dignos de nota. Não preciso gostar dele para reconhecer isso.

Quais seriam esse acertos dignos de nota? Eu só vi como "positivo" dele até agora o corte de impostos, e mesmo assim me parece demagógico porque, se não há corte de despesas, o déficit público aumentará, causando um problema futuro. Por outro lado, erros eu vejo aos montes, medidas protecionistas (saindo do forno recentemente para o aço e alumínio, alguém já postou lá no tópico do governo Trump), xenofobia e racismo mal disfarçados, essa polêmica ridícula do muro na fronteira com o México, a mentirada descarada dele, os twitters ridículos, todo esse trabalho de desqualificação de críticas a ele embalando tudo como "fakenews", a disputa de quem tem o pinto maior com o outro maluco da Coréia do Norte, "Grab them by the pussy", etc, etc.

Citação de: Lorentz
Ficou claro recentemente o jogo sujo da imprensa americana, e foi essa sujeira que ajudou a eleger Trump.

Não é tããão claro assim. Como o Geotecton já citou, a imprensa americana tem lados assumidamente, não é segredo. E, se houve erros nas notícias veiculadas pela mídia mais à esquerda (e houve), isso é muito exagerado pelos Trumpistas, que tratam como se fosse uma mega conspiração orquestrada tudo o que sai da oposição a ele.

Citação de: Lorentz
Parece ser muito difícil reconhecer que os dois lados tem problemas. Mas pela minha percepção, o fake news anti-Trump tem sido a pior, por repercutir mais e surfar mais facilmente no anti-Trumpismo.

Os dois lados tem problemas mesmo, mas a minha percepção é oposta à sua, a imprensa pró-Trump é muito mais suja, parece a esgotosfera petista. Prova disso são os ataques aos estudantes sobreviventes do ataque do atirador na Flórida, difamando adolescentes que passaram por um momento tenebroso e estão exercendo seu direito de protestar.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Muad'Dib em 02 de Março de 2018, 11:41:29
Detalhe que ele chega ao absurdo de dizer que o Grab them by the pussy é uma história fake.  :o

O Trump é louco de verdade. Nós temos um lunático de verdade no posto mais importante do mundo.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Pedro Reis em 02 de Março de 2018, 12:28:50

Menos mimimi meu povo, se suas idéias vao contra o consenso, vao levar porrada sim.

Uma vez eu falei que os esquerdistas e os místicos sofrem bullying aqui. Agora parece que os muito direitistas também.

Mas se não tiver ninguém marchando contra o batalhão isso aqui vira uma espécie de igreja, com os fieis reafirmando as crenças uns dos outros.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Fabrício em 02 de Março de 2018, 13:09:05

Menos mimimi meu povo, se suas idéias vao contra o consenso, vao levar porrada sim.

Uma vez eu falei que os esquerdistas e os místicos sofrem bullying aqui. Agora parece que os muito direitistas também.

Mas se não tiver ninguém marchando contra o batalhão isso aqui vira uma espécie de igreja, com os fieis reafirmando as crenças uns dos outros.


Tem que ter divergência, mas o preço disso é que os divergentes vão levar porrada, ser atacados, questionados, o que não é de forma alguma uma situação agradável de estar. Nunca entrei em um fórum de discussões religioso (e nem pretendo  :P), mas tenho certeza de que ateus devem ser muito atacados lá. É normal que alguém que tem opinião contrária à maioria do grupo seja mais questionado. E, embora seja necessário manter a educação e o bom senso, muitas vezes no calor da discussão os ânimos se alteram e ocorrem exageros. Sem querer puxar saco, na minha opinião a moderação faz um bom trabalho, consegue manter a ordem sem interferir demais.

Por isso digo sem ironia alguma que admiro os foristas que, apesar de tudo, ainda se mantém na discussão, mesmo sendo minoria. Posso não concordar em muita coisa com o Juca, por exemplo, mas admiro a resiliência dele aqui no fórum. Outros exemplos são o próprio Gabarito neste tópico, o Pasteur no tópicos dos islâmicos, o Derfel quando discutíamos o SUS, Arcanjo nas drogas, etc.





Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: EuSouOqueSou em 02 de Março de 2018, 13:13:20

Menos mimimi meu povo, se suas idéias vao contra o consenso, vao levar porrada sim.

Uma vez eu falei que os esquerdistas e os místicos sofrem bullying aqui. Agora parece que os muito direitistas também.

Mas se não tiver ninguém marchando contra o batalhão isso aqui vira uma espécie de igreja, com os fieis reafirmando as crenças uns dos outros.


Tem que ter divergência, mas o preço disso é que os divergentes vão levar porrada, ser atacados, questionados, o que não é de forma alguma uma situação agradável de estar. Nunca entrei em um fórum de discussões religioso (e nem pretendo  :P), mas tenho certeza de que ateus devem ser muito atacados lá. É normal que alguém que tem opinião contrária à maioria do grupo seja mais questionado. E, embora seja necessário manter a educação e o bom senso, muitas vezes no calor da discussão os ânimos se alteram e ocorrem exageros. Sem querer puxar saco, na minha opinião a moderação faz um bom trabalho, consegue manter a ordem sem interferir demais.

Por isso digo sem ironia alguma que admiro os foristas que, apesar de tudo, ainda se mantém na discussão, mesmo sendo minoria. Posso não concordar em muita coisa com o Juca, por exemplo, mas admiro a resiliência dele aqui no fórum. Outros exemplos são o próprio Gabarito neste tópico, o Pasteur no tópicos dos islâmicos, o Derfel quando discutíamos o SUS, Arcanjo nas drogas, etc.

Eu não quis dizer que quem tem opinião divergente do consenso deva ficar calado. Como bem disse o Fabricio, o que quero dizer é que se vc tem essa opinião divergente, esteja preparado pra ser exaustivamente questionado e criticado, ao invés de ficar de vitimismo depois.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: AlienígenA em 02 de Março de 2018, 14:06:42
Eu simpatizo com muitas ideias do Partido Republicano, mas esse Trump e o círculo do qual ele se cerca não dá para engolir.

Mas não dá pra engolir a figura do Trump ou as ações políticas dele? Você pode odiar uma coisa e dar méritos a outra. Separar a pessoa de suas ideias ou ações é difícil, mas importante.

Eu acho que por mais que Trump seja um mala arrogante, tem tido alguns acertos e vitórias dignos de nota. Não preciso gostar dele para reconhecer isso.

E não é porque não gosto da figura do Trump que tenho que achar o outro lado bonzinho. Ficou claro recentemente o jogo sujo da imprensa americana, e foi essa sujeira que ajudou a eleger Trump. Ou seja, a sujeira veio antes dele. Mas para atacar a sujeira anti-Trump, gerou-se uma sujeira pró-Trump, e está claro que cada lado chama o outro de fake news.

O Gabarito aponta o fake-news de um lado, enquanto o Buck quer anular a crítica apontando fake news do outro.

Parece ser muito difícil reconhecer que os dois lados tem problemas. Mas pela minha percepção, o fake news anti-Trump tem sido a pior, por repercutir mais e surfar mais facilmente no anti-Trumpismo.

Mas não se enganem, o Trump ganha adeptos cada vez mais a cada ataque sujo que recebe. Quem odeia ele está ajudando a criar o monstro. E isso faz eu criticar ainda mais o fake-news anti-Trump, apontando como a mais danosa.

Falando sério, troque Trump por Lula e veja o resultado.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: AlienígenA em 02 de Março de 2018, 14:50:17

Menos mimimi meu povo, se suas idéias vao contra o consenso, vao levar porrada sim.

Uma vez eu falei que os esquerdistas e os místicos sofrem bullying aqui. Agora parece que os muito direitistas também.

Mas se não tiver ninguém marchando contra o batalhão isso aqui vira uma espécie de igreja, com os fieis reafirmando as crenças uns dos outros.


Tem que ter divergência, mas o preço disso é que os divergentes vão levar porrada, ser atacados, questionados, o que não é de forma alguma uma situação agradável de estar.

Acho que tem menos a ver com divergência e mais com argumentação, convencimento. Já houve até quem conseguisse reverter o consenso por aqui - o banido, que Ban o tenha, Agnóstico por exemplo, no tópico "o PT representa um risco ao país". Eu fiz o dever de casa, fui ver os tópicos gigantescos que o Gabarito recomendou, para caso eu quisesse entender os motivos do entusiasmo dele. Bom, como ele deixou por minha conta, invertendo a ordem dos fatores, não alterou o produto. Estimo que setenta por cento do tempo ele trata de fake news, deixando Fox e afins, claro, sempre de fora - uns vinte e cinco por cento ele gasta malhando (para quem reclama de ser malhado) quem não compartilha do mesmo entusiasmo e os outros cinco por cento gasta ora babando no Trump ora se fazendo de vítima. Muito diferente do mesmo Gabarito, noutros debates que não suscitam suas paixões, centrado, ponderado, imparcial. E isso aqui não é malho, como ele possa supor, caso venha a ler, mas um alerta. Espero que ele faça o mesmo favor a mim - me expondo ao ridículo sempre que eu me prestar a esse papel. Ninguém está imune a isso.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Pedro Reis em 02 de Março de 2018, 15:05:28
E isso faz eu criticar ainda mais o fake-news anti-Trump, apontando como a mais danosa.

Notícias falsas sempre existiram. Mas roubo e assassinato também, e não é por isso que se tornam aceitáveis.

Um jornalista, ou pior ainda, uma empresa de jornalismo, inventar notícia, é um desvio muito sério. Supõe-se que a regra ética mais básica do jornalismo seja a de não mentir deliberadamente. Pelo menos isso.

Não importa se a notícia falsa denigre o Dalai Lama ou Adolf Hitler, quando compro jornal não quero ser desinformado. Não importa se tá atingindo Obama ou Trump, há o mesmo desvio de ética grave.

Mas as pessoas não devem ter dois pesos e duas medidas. Veja só a diferença quando se trata de notícia falsa que a pessoa gostaria que fosse verdadeira:

Meu Deus!, esse jornalismo da Globo é indecoroso. Os caras não aprendem que em tempos de internet não dá mais pra fabricar notícia.

A Globo News passou as 24 horas do dia 17 e provavelmente a maior parte do dia 18 dando uma notícia falsa que chegou a parar o pregão da Bolsa em São Paulo e levou milhares de manifestantes às ruas. Repercutiu no mundo inteiro mas a verdade é que eu acabo de ouvir a gravação do Temer e ele NÃO DISSE que era para manter o "cala boca" do Cunha. O Temer simplesmente não disse isso, e essa foi a principal notícia, a verdadeira bomba do noticiário, que recebeu ( com toda razão ) muito mais destaque que a mala de dinheiro do Aécio.

O cara da JBS disse "eu tô de bem com o Eduardo". Temer observa:"tem que manter isso, viu".

Tudo bem que essa conversa entre os dois é muito inapropriada, para se dizer o mínimo, mas há uma enorme distância entre isso e a notícia inventada:

- "Nós estamos dando uma mesada para o Cunha continuar de boca fechada"

-"Temos que manter isso, viu."

A Globo está simplesmente há 48 horas noticiando este breve diálogo totalmente inventado!



De pleno acordo, companheiro! A REDE GLOLPE é GOLPISTA mesmo, tem que ser muito alienado para não perceber... ah, peraí... é contra o Temer? Oh! O governo USURPADOR está tão afundado em corrupção que até até o PiG não tem mais como esconder!!!!!!!1111113131313 #FORATEMER #VOLTALULAEDILMA


Talvez esse seja algum eventual argumento da defesa, mas acho que deve estar mais difícil de sustentar do que algo como o Lula não ter o triplex.

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2017/05/1885341-dialogo-de-temer-com-joesley-batista-e-inconclusivo.shtml
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: AlienígenA em 02 de Março de 2018, 17:30:28
Meu Deus!, esse jornalismo da Globo é indecoroso. Os caras não aprendem que em tempos de internet não dá mais pra fabricar notícia.

A Globo News passou as 24 horas do dia 17 e provavelmente a maior parte do dia 18 dando uma notícia falsa que chegou a parar o pregão da Bolsa em São Paulo e levou milhares de manifestantes às ruas. Repercutiu no mundo inteiro mas a verdade é que eu acabo de ouvir a gravação do Temer e ele NÃO DISSE que era para manter o "cala boca" do Cunha. O Temer simplesmente não disse isso, e essa foi a principal notícia, a verdadeira bomba do noticiário, que recebeu ( com toda razão ) muito mais destaque que a mala de dinheiro do Aécio.

O cara da JBS disse "eu tô de bem com o Eduardo". Temer observa:"tem que manter isso, viu".

Tudo bem que essa conversa entre os dois é muito inapropriada, para se dizer o mínimo, mas há uma enorme distância entre isso e a notícia inventada:

- "Nós estamos dando uma mesada para o Cunha continuar de boca fechada"

-"Temos que manter isso, viu."

A Globo está simplesmente há 48 horas noticiando este breve diálogo totalmente inventado!

Pedro, a serio, o que mais "tô de bem com o Eduardo" naquele contexto pode significar, na sua opinião? Sério mesmo, estou pedindo sugestões. Porque eu percebo claramente o viés de esquerda da Globo/Globo News - não me lembro ao certo como foi noticiado antes, mas me lembro que quando ouvi as gravações, minha primeira reação foi "opa, não é bem isso". Exatamente como a sua. Só que depois, quando eu fui pegar a gravação na Internet para escutar, dei o braço a torcer. Inclusive, puxando de memória, um instante depois, acho, o Temer pergunta "O Funaro também, né?" e o outro confirma. Enfim, juntando os pontos, a delação do Funaro, as ligações do Gedel, a coisa toda, não consigo achar outra explicação. A emissora pode até ter feito o que as emissoras normalmente fazem - aumentar a história, criar manchete - mas inventar, não me parece que inventou, não. A não ser que esteja por trás da trama toda, segundo algumas teorias de conspiração.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Pedro Reis em 02 de Março de 2018, 18:12:12
Eu não nasci ontem, sei exatamente o que o encontro do Temer com um empresário, da forma como foi, significa. E não seria preciso nem gravação da conversa, só esse encontro furtivo nos subterrâneos de Brasília com alguém como o J. Batista, a gente já sabe do que se trata.

Mas são duas coisas distintas: o Temer ser um corrupto e o departamento de jornalismo da Globo ser calhorda. E a primeira não justifica a segunda.

Pra nós, bons entendedores que somos, não faz diferença se ele disse que tava dando dinheiro pro Cunha ou se tava de bem com o Cunha. Mas juridicamente tem uma galáxia de distância entre uma coisa e outra. Porque se a versão divulgada fosse fidedigna consistia em prova suficiente pra pedir impedimento e até abrir processo contra o Michel Temer, enquanto que o conteúdo real da gravação não tinha na verdade valor de prova nenhum.

E não foi um mero deslize, um desleixo: a notícia foi dada inicialmente no jornal impresso, e imediatamente começaram uma campanha nas rádios do grupo Globo, na TV aberta e na Globo News. E foram quase 48 horas agitando o país, chegou a afetar o pregão da Bolsa, e em todo esse tempo não divulgaram a gravação original.

As pessoas não precisam e nem devem ser enganadas. Um jornalismo correto deveria somente dar a informação honesta, inclusive disponibilizando a gravação no site G4, e cada um que tire suas próprias conclusões.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: AlienígenA em 02 de Março de 2018, 18:53:10
Eu juro que não vi nada de mais - nada que não tenha visto ao longo da minha vida. E a Internet não é diferente. Acho ingênua essa noção de jornalismo correto. Jornalismo, como qualquer outra área, visa lucro em primeiro lugar. Raramente, talvez nunca, o conteúdo é fiel à manchete. E isso é intencional. A questão jurídica já é outra história -  o custo de um possível processo já está embutido. O que importa é o furo! Não se deve esperar imparcialidade de grandes ou pequenas emissoras, jornais, sites, blogs. No máximo mais ou menos excessos.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gauss em 03 de Março de 2018, 10:19:50
[...] Nunca entrei em um fórum de discussões religioso (e nem pretendo  :P), mas tenho certeza de que ateus devem ser muito atacados lá. É normal que alguém que tem opinião contrária à maioria do grupo seja mais questionado.[...]
Ótima ideia Fabrício (eu sei), o pessoal do CC deveria se unir e tomar de assalto um fórum religioso. :hihi:
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Fabrício em 05 de Março de 2018, 09:10:22
[...] Nunca entrei em um fórum de discussões religioso (e nem pretendo  :P), mas tenho certeza de que ateus devem ser muito atacados lá. É normal que alguém que tem opinião contrária à maioria do grupo seja mais questionado.[...]
Ótima ideia Fabrício (eu sei), o pessoal do CC deveria se unir e tomar de assalto um fórum religioso. :hihi:

Estou esperando há tempos que isso aconteça, devíamos expandir o imperialismo ateu e invadir os fóruns religiosos. Uma cruzada atéia virtual.

Afinal, não tem nada mais empolgante do que ateu militante, estou doido para virar um.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: AlienígenA em 05 de Março de 2018, 10:22:17
[...] Nunca entrei em um fórum de discussões religioso (e nem pretendo  :P), mas tenho certeza de que ateus devem ser muito atacados lá. É normal que alguém que tem opinião contrária à maioria do grupo seja mais questionado.[...]
Ótima ideia Fabrício (eu sei), o pessoal do CC deveria se unir e tomar de assalto um fórum religioso. :hihi:

Estou esperando há tempos que isso aconteça, devíamos expandir o imperialismo ateu e invadir os fóruns religiosos. Uma cruzada atéia virtual.

Afinal, não tem nada mais empolgante do que ateu militante, estou doido para virar um.

Anos atrás recebi de um conhecido convite para fazer parte de uma associação de ateus. :stunned: Fiquei sem entender o propósito na época. Vai ver é isso, invadir os fóruns religiosos...  :olheira:
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gauss em 05 de Março de 2018, 12:45:59
[...] Nunca entrei em um fórum de discussões religioso (e nem pretendo  :P), mas tenho certeza de que ateus devem ser muito atacados lá. É normal que alguém que tem opinião contrária à maioria do grupo seja mais questionado.[...]
Ótima ideia Fabrício (eu sei), o pessoal do CC deveria se unir e tomar de assalto um fórum religioso. :hihi:

Estou esperando há tempos que isso aconteça, devíamos expandir o imperialismo ateu e invadir os fóruns religiosos. Uma cruzada atéia virtual.

Afinal, não tem nada mais empolgante do que ateu militante, estou doido para virar um.
Não precisamos fazer nada disso, a ONU já faz espalhando a ideologia globalista, que é uma ideologia ateia e anti-cristã em sua essência.

Anos atrás recebi de um conhecido convite para fazer parte de uma associação de ateus. :stunned: Fiquei sem entender o propósito na época. Vai ver é isso, invadir os fóruns religiosos...  :olheira:
Não. Essas associações são para fazer 'mimimi' em ambiente virtual, mesmo.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: AlienígenA em 05 de Março de 2018, 12:58:17
Ateus praticantes?  :biglol:

Deus me livre!  :stunned:
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Fabrício em 05 de Março de 2018, 13:13:19
Ateus praticantes?  :biglol:

Deus me livre!  :stunned:

Cheguei a seguir uma associação no facebook (a Atea) mas desisti em pouquíssimo tempo. É muito mimimi e "revolta" desnecessária.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: AlienígenA em 05 de Março de 2018, 13:40:57
Ateus praticantes?  :biglol:

Deus me livre!  :stunned:

Cheguei a seguir uma associação no facebook (a Atea) mas desisti em pouquíssimo tempo. É muito mimimi e "revolta" desnecessária.

Esse tipo de coisa não me pega, não. No que depender de mim os ateus vão ficar quietinhos. Já basta a encheção de saco dos religiosos. Ai que preguiça! Mas nem foi pra isso que me convidaram, seguir COISAS. Foi para me filiar mesmo, tipo, sei lá, partido político, para lutar pelos direitos do ateus  :hein: com arrecadação de grana e tudo.  <_<  Sei lá que cara eu fiz, porque nem precisei responder... o cara desistiu antes de terminar.  :biglol:   E também não sei que fim teve o troço porque não tomei nem conhecimento.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Fabrício em 05 de Março de 2018, 16:23:19
Ateus praticantes?  :biglol:

Deus me livre!  :stunned:

Cheguei a seguir uma associação no facebook (a Atea) mas desisti em pouquíssimo tempo. É muito mimimi e "revolta" desnecessária.

Esse tipo de coisa não me pega, não. No que depender de mim os ateus vão ficar quietinhos. Já basta a encheção de saco dos religiosos. Ai que preguiça! Mas nem foi pra isso que me convidaram, seguir COISAS. Foi para me filiar mesmo, tipo, sei lá, partido político, para lutar pelos direitos do ateus  :hein: com arrecadação de grana e tudo.  <_<  Sei lá que cara eu fiz, porque nem precisei responder... o cara desistiu antes de terminar.  :biglol:   E também não sei que fim teve o troço porque não tomei nem conhecimento.

Provavelmente para lutar pelas importantíssimas causas de tirar "deus seja louvado" do dinheiro e crucifixos de repartição pública...
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gauss em 05 de Março de 2018, 21:15:01
Ateus praticantes?  :biglol:

Deus me livre!  :stunned:

Cheguei a seguir uma associação no facebook (a Atea) mas desisti em pouquíssimo tempo. É muito mimimi e "revolta" desnecessária.

Esse tipo de coisa não me pega, não. No que depender de mim os ateus vão ficar quietinhos. Já basta a encheção de saco dos religiosos. Ai que preguiça! Mas nem foi pra isso que me convidaram, seguir COISAS. Foi para me filiar mesmo, tipo, sei lá, partido político, para lutar pelos direitos do ateus  :hein: com arrecadação de grana e tudo.  <_<  Sei lá que cara eu fiz, porque nem precisei responder... o cara desistiu antes de terminar.  :biglol:   E também não sei que fim teve o troço porque não tomei nem conhecimento.

Provavelmente para lutar pelas importantíssimas causas de tirar "deus seja louvado" do dinheiro e crucifixos de repartição pública...
Vai dizer que vocês não se sentem oprimidos quando pegam uma nota de 100 na mão? Além do mais, os ateus também devem ter seu lugar de fala. Fascistas!
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: AlienígenA em 05 de Março de 2018, 22:46:36
Cruzes! Graças ao bom Deus que essas coisas não vingam!
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Muad'Dib em 06 de Março de 2018, 10:16:27
Ateus praticantes?  :biglol:

Deus me livre!  :stunned:

Cheguei a seguir uma associação no facebook (a Atea) mas desisti em pouquíssimo tempo. É muito mimimi e "revolta" desnecessária.

Esse tipo de coisa não me pega, não. No que depender de mim os ateus vão ficar quietinhos. Já basta a encheção de saco dos religiosos. Ai que preguiça! Mas nem foi pra isso que me convidaram, seguir COISAS. Foi para me filiar mesmo, tipo, sei lá, partido político, para lutar pelos direitos do ateus  :hein: com arrecadação de grana e tudo.  <_<  Sei lá que cara eu fiz, porque nem precisei responder... o cara desistiu antes de terminar.  :biglol:   E também não sei que fim teve o troço porque não tomei nem conhecimento.

Provavelmente para lutar pelas importantíssimas causas de tirar "deus seja louvado" do dinheiro e crucifixos de repartição pública...

O Pirula fez um vídeo excelente falando, entre outras coisas, sobre isso.

Eu também acho uma idiotice esse mimimi sobre a nota de real e crucifixos em órgãos públicos, só da margem para o povo da bancada da bíblia imputar a pecha de frescos no povo que defende a laicidade estatal. Enquanto isso eles tão fazendo coisa muito pior por lá.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Muad'Dib em 06 de Março de 2018, 10:17:30
É um vídeo do Pirula com um jurista renomado que, por sinal, tem uma opinião diferente sobre esse assunto.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Fabrício em 06 de Março de 2018, 11:28:44
O MBL postou um vídeo no Facebook há algum tempo atrás com um camarada fazendo malabarismos para sustentar a tese de que crucifixos em repartições  públicas não ferem o conceito de Estado laico. Não que eu dê a menor importância para isso, mas é óbvio que um Estado laico não deveria ter crucifixos em seus órgãos. Uma coisa é não dar importância, outra tentar negar a realidade.

Aliás, isso foi uma das coisas que me fez parar de seguir o MBL, apesar de simpatizar com o movimento. Quando eles se põe a fazer essas carolices, me irritam profundamente.

Apesar disso, ainda considero o saldo deles positivo (por enquanto).
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Muad'Dib em 06 de Março de 2018, 11:51:24
Foi o vídeo do vereador de São Paulo, não foi?

Eu acho besteira ficar brigando por coisas como crucifixos e "Deuses sejam louvados", mas dai a defender q manutenção deles já é outra coisa. O que o Holiday fez foi usar uma argumentação-- bem fraquinha-- para, ao mesmo tempo, agradar os religiosos e irritar "as esquerda". Politicagem barata.

O jurista do vídeo do Pirula dá uma visão, baseada no direito constitucional, sobre o porquê devemos combater o uso desses símbolos religiosos, e não é fácil discordar com ele. Mas é uma visão jurídica que busca o Estado laico ideal, eu prefiro uma abordagem mais pragmática sobre o assunto.

Eu não fico ofendido com as notas de real e não sou vampiro para ter problemas com crucifixos, então eu estou cagando para eles. O que me incomoda são os religiosos falando merda sobre eutanásia, aborto e drogas.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: AlienígenA em 06 de Março de 2018, 12:03:36
O MBL postou um vídeo no Facebook há algum tempo atrás com um camarada fazendo malabarismos para sustentar a tese de que crucifixos em repartições  públicas não ferem o conceito de Estado laico. Não que eu dê a menor importância para isso, mas é óbvio que um Estado laico não deveria ter crucifixos em seus órgãos. Uma coisa é não dar importância, outra tentar negar a realidade.

Aliás, isso foi uma das coisas que me fez parar de seguir o MBL, apesar de simpatizar com o movimento. Quando eles se põe a fazer essas carolices, me irritam profundamente.

Apesar disso, ainda considero o saldo deles positivo (por enquanto).

Meu encanto quebrou quando o grupo começou a extrapolar a questão econômica por motivações políticas. Prevejo mais do mesmo. Daí para, em nome da governança, deixar o liberalismo em segundo plano é um passo e disso para deixá-lo de lado, para a manutenção do poder, é outro. Trauma de infância!  :/
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Muad'Dib em 06 de Março de 2018, 12:16:37
Não sei se esse é o maior perigo do MBL. Acho muito mais provável que eles, com mais poder nas mãos, começassem a apelar feio para um conservadorismo populista para ficar sem freios para implementar o liberalismo de cumpadre.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: AlienígenA em 06 de Março de 2018, 13:04:16
O que dá praticamente na mesma.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Buckaroo Banzai em 03 de Agosto de 2018, 17:58:17
Citar
https://www.youtube.com/v/OOYYuP5OSkU

https://www.cbsnews.com/news/alex-jones-defamation-lawsuit-infowars-conspiracy-theorist-sued-by-sandy-hook-families-2018-08-01/

"Conspiracy theorist Alex Jones wants a Texas judge to dismiss a defamation lawsuit filed against him by families of some of the children killed in the 2012 mass shooting at Sandy Hook Elementary School. A hearing Wednesday in Austin is the first of two this week involving the Infowars host.

Jones was sued after repeatedly claiming on his Austin-based show that the Connecticut shooting was a hoax.

The shooting killed 20 children and six adults, and it left a lasting mark on the way America thinks about school safety. It helped usher in an era of "active shooter drills" and difficult conversations about safety for even the youngest kids. 

Jones now admits the shooting occurred, but says his claims were free speech.

A similar lawsuit was filed in Connecticut. He's also being sued by a man falsely identified on the Infowars website as the gunman who killed 17 people at a Florida high school in February.

Jones' profile has spread from the far-right fringe in recent years. While running for president in 2015, Donald Trump told Jones his reputation was "amazing."

Recently, Jones made a baseless claim that Democrats would launch a civil war on July 4. That inspired a viral #SecondCivilWarLetters social media movement of users mocking the idea."





Citar
https://www.youtube.com/v/-V6F7WHmgcU

The Daily Caller has a crazy conspiracy theory going around. Cenk Uygur and Ana Kasparian, hosts of The Young Turks, break it down. Help get money out of politics at: https://www.wolf-pac.com

Read more here:
http://dailycaller.com/2018/07/30/sor...

"New details have emerged revealing that George Soros helped prop-up Democratic socialist Alexandria Ocasio-Cortez’s political career in an attempt to put 400 Bernie Sanders-like politicians in Congress.

A former organizer for Bernie Sanders’s presidential campaign, Ocasio-Cortez’s under-dog win in the Democratic primary was undoubtedly helped by online actors.

The New York Times writes that she was able to defeat her opponent, who greatly outspent her, due to her online presence. In an interview with progressive digital media outlet “The Young Turks,” a member of a Soros-funded network of far-left publications called The Media Consortium, Ocasio-Cortez also admits that their coverage helped her win.

Members linked to Soros-funded digital media asked Ocasio-Cortez, a former organizer for Bernie Sanders’s presidential campaign, to run for office — guaranteeing favorable coverage by a media network that reaches almost 300 million people monthly."

Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gauss em 03 de Agosto de 2018, 19:20:18
Não me parece que o Alex Jones seja levado a sério por mais de 5% dos republicanos nos EUA. Ao menos todos os republicanos que sigo na internet fazem piadas com ele.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: JJ em 04 de Agosto de 2018, 07:23:05
Foi o vídeo do vereador de São Paulo, não foi?

Eu acho besteira ficar brigando por coisas como crucifixos e "Deuses sejam louvados", mas dai a defender q manutenção deles já é outra coisa. O que o Holiday fez foi usar uma argumentação-- bem fraquinha-- para, ao mesmo tempo, agradar os religiosos e irritar "as esquerda". Politicagem barata.



Politicagem que dá voto.  E  ter votos é uma das coisas mais importantes num regime em que eles são necessários para se conquistar e manter o poder.


Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Buckaroo Banzai em 06 de Agosto de 2018, 12:17:20
Woman Burned by McDonald's Hot Coffee, Then the News Media | Retro Report | The New York Times

https://www.youtube.com/v/pCkL9UlmCOE






Não me parece que o Alex Jones seja levado a sério por mais de 5% dos republicanos nos EUA. Ao menos todos os republicanos que sigo na internet fazem piadas com ele.

https://www.youtube.com/v/bV7VuPtveVs

https://www.youtube.com/v/YR2FxeyXw9c

https://www.youtube.com/v/3dGVXmuLmEM

https://www.washingtonpost.com/news/made-by-history/wp/2018/07/18/how-the-right-became-addicted-to-conspiracies/

Citar
https://slate.com/news-and-politics/2018/02/right-wing-conspiracy-theories-from-the-1960s-to-today.html

[...] The right had two generations to steep in this kind of conspiracism. Its exciting taboo vapors wafted more and more into the main chambers of conservatism, becoming familiar, seeming less outlandish. Do you believe that “a secretive power elite with a globalist agenda is conspiring to eventually rule the world through an authoritarian world government”? Yes, said 34 percent of the people who voted Republican in 2012. [...]

https://en.wikipedia.org/wiki/Reality-based_community
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gauss em 06 de Agosto de 2018, 19:08:07
Os conspiracionistas são uma minoria barulhenta entre os republicanos da mesma forma que também o são entre os democratas.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gauss em 06 de Agosto de 2018, 19:12:13
Inclusive, Infowars banido do Facebook. :lol:

E Canal do Alex Jones banido do Youtube.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Buckaroo Banzai em 07 de Agosto de 2018, 10:08:22
Minoria de pouco mais de um terço, com o presidente do país incluído entre eles, dentre outros políticos, além de outras grandes figuras da mídia, como Rush Limbaugh Glenn Beck, e Fox News em geral. É necessária uma generosidade enorme para colocar isso como equiparado com os democratas.

Tem que se começar a apelar para listar entre teorias da conspiração dos democratas coisas como "a existência de capitalismo de compadres", "a teoria de que impostos elevados são bons", "as indústrias de combustíveis fósseis e tabaco se opõem à ciência", "há centenas de gêneros, não apenas dois", "as drogas fazem bem", "o socialismo funciona", "aborto não é assassinato", "a conspiração verde do aquecimento global". :hehe:
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Gauss em 07 de Agosto de 2018, 19:47:55
[...]

Tem que se começar a apelar para listar entre teorias da conspiração dos democratas coisas como "a existência de capitalismo de compadres", "a teoria de que impostos elevados são bons", "as indústrias de combustíveis fósseis e tabaco se opõem à ciência", "há centenas de gêneros, não apenas dois", "as drogas fazem bem", "o socialismo funciona", "aborto não é assassinato", "a conspiração verde do aquecimento global". :hehe:

"Agentes da CIA mataram MLK Jr.", "Agentes da CIA mataram Malcom X", "Os republicanos fraudaram as Eleições de 2000. As de 2004 também. Tentaram fraudar as outras. Fraudaram a de 2016 também.", "A indústria farmacêutica e seu lobby fraudam as vacinas (http://scienceblogs.com/insolence/2015/02/16/bill-maher-doubles-down-on-antivaccine-misinformation-again/).", "A indústria farmacêutica não quer curar a AIDS e o Câncer." etc, etc, etc.


Você quer que eu acredite também que mais de 15% dos democratas acreditam nestas teorias da conspiração apoiadas por meia dúzia de democratas malucos?
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Geotecton em 07 de Agosto de 2018, 21:13:17
Os conspiracionistas são uma minoria barulhenta entre os republicanos da mesma forma que também o são entre os democratas.

Talvez.

Mas acho que a minoria republicana é maior que a democrata.

A começar pelo idiota que ocupa a presidência.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Buckaroo Banzai em 07 de Agosto de 2018, 22:35:59
[...]

Tem que se começar a apelar para listar entre teorias da conspiração dos democratas coisas como "a existência de capitalismo de compadres", "a teoria de que impostos elevados são bons", "as indústrias de combustíveis fósseis e tabaco se opõem à ciência", "há centenas de gêneros, não apenas dois", "as drogas fazem bem", "o socialismo funciona", "aborto não é assassinato", "a conspiração verde do aquecimento global". :hehe:

"Agentes da CIA mataram MLK Jr.", "Agentes da CIA mataram Malcom X", "Os republicanos fraudaram as Eleições de 2000. As de 2004 também. Tentaram fraudar as outras. Fraudaram a de 2016 também.", "A indústria farmacêutica e seu lobby fraudam as vacinas (http://scienceblogs.com/insolence/2015/02/16/bill-maher-doubles-down-on-antivaccine-misinformation-again/).", "A indústria farmacêutica não quer curar a AIDS e o Câncer." etc, etc, etc.


Você quer que eu acredite também que mais de 15% dos democratas acreditam nestas teorias da conspiração apoiadas por meia dúzia de democratas malucos?

A maioria dessas não é especificamente/caracteristicamente democrata/esquerdista/liberal (na maior parte do tempo o contrário, como em vacinas e até transgênicos*), e, no caso de eleições na maior parte do tempo a "fraude" de que falam devem ser essas raras instâncias de vitória eleitoral e derrota popular. A de Trump foi apenas a quarta ou quinta em toda história.


Conservadorismo deve ser naturalmente mais propenso a teorias da conspiração por ser um posicionamento político emocionalmente baseado em medo, um medo que naturalmente coloca as pessoas em um estado de alerta procurando "padrões" e "ligando os pontos". No esquerdismo isso será mais especificamente voltado para o fascismo e conflitos de interesses entre classes, o que ao menos são coisas mais reais, então talvez isso ajude a prevenir um pouco o aspecto de plano estrombólico desde os illuminati, passando pelos comunistas, que eram só uma farsa para tornar os países ex-comunistas dependentes de Soros e dos globalistas.


A com maior intersecção com democratas deve ser a de que "Bush está por trás de 11 de setembro", embora não chegue a ter um centésimo da expressividade de qualquer TDC conservadora no discurso político mainstream. Não vai ter um "lock him up" esquerdista baseado nessa TDC, ainda que possa ter algo assim sobre crimes de guerra, no segmento chomskianista da esquerda, se é que eles são de sair por aí com placas e dar gritos de guerra.



* Embora estes possam comumente ter oposição ideológica com embasamento pobre e não chegando bem a ser "teoria da conspiração", ainda que provavelmente com uma zona cinzenta com relação a qualquer "capitalista" querendo produzí-los, vendê-los, ou fazendo lobby em seu favor.
Título: Re:Fake News - o que a Ciência já sabe sobre isso
Enviado por: Buckaroo Banzai em 10 de Agosto de 2018, 01:00:37
Citar
https://www.independent.co.uk/news/world/americas/us-politics/jared-kushner-newspaper-deleted-stories-observer-donald-trump-real-estate-hit-pieces-a8481366.html

[...]

A software developer has apologised for deleting reporters’ articles while working under Jared Kushner at the New York Observer.

Austin Smith has claimed he was ordered to delete the stories by the newspaper's publisher, who is now a White House senior adviser.

The developer, who worked at the Observer around 2007 to 2013, claimed in a Hacker News message board post that deleting the stories was the most unethical thing he's done as a programmer.

"After Jared Kushner originally bought the New York Observer, I was hired to lead the tech team, which I did for a year and a half in house then for three more as a vendor," he wrote. "He asked me, out of band, to blackhole articles critical of his commercial real estate colleagues and I complied."

Emails obtained by BuzzFeed News suggest the reason behind Mr Kushner's alleged demands: his attempts appeared to block stories that were critical of his friends, associates and businesses across the city.

[...]

Other former colleagues of Mr Kushner said he ordered a journalistic hit job against one of his arch rivals in New York real estate; a businessman who he was reportedly told had dirty practices by a source.

Multiple reporters were said to have been assigned to the story, which ultimately led nowhere and became an inside joke throughout the newspaper for months.

[...]