Forum Clube Cetico

Discussões => História, Sociedade, Comportamento e Filosofia => Tópico iniciado por: Marcel em 22 de Novembro de 2006, 00:18:36

Título: "Racismo"
Enviado por: Marcel em 22 de Novembro de 2006, 00:18:36
     Uma mulher chamou uma funcionária da Infraero de "sua negrinha". Ela foi presa pela polícia federal e vai ser processada por racismo. Um professor ( negro ) chamou meu amigo de "branco azedo". Meu amigo foi à delegacia fazer boletim de ocorrência, mas o delegado riu dele e disse que aquilo não era racismo. Então eu pergunto: Porque só é considerado ( na prática ) racismo, ofensas contra negros? E se a mulher fosse negra e chamasse uma funcionária branca de "sua branquinha", ela seria presa e processada por racismo?
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Tash em 22 de Novembro de 2006, 00:23:48
Talvez porque os negros sofreram muito preconceito no passado e agora que por lei eles tem os mesmos direitos que nós, fazem questão de fazê-los valer mais.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Marcel em 22 de Novembro de 2006, 00:46:22
     Por exemplo, eu tenho vários amigos negros. Entre eles três são irmãos, e as pesooas chamam eles de nego, neguinho e negão ( 20, 17 e 23 anos respectivamente ) . Eles não se entem nem um pouco ofendidos com isso. De tanto eles serem chamados assim, a própria mãe deles chama eles assim. Então porque "sua negrinha" é ofensa?
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Novembro de 2006, 09:45:14
Eu não acho que isso possa ser tão difícil de imaginar, é o contexto... meio como se pode falar de "droga", de forma neutra, como substância química, que pode ser até benéfica, e se pode dizer que tal coisa "é uma droga", e etc. Ou imagine que acidentalmente por algum descuido, você ou alguma pessoa branca fizesse qualquer coisa que atrapalhasse uma outra série de pessoas, uma delas, negra, reclama, referindo-se a você como branquelo ou branco, meio num contexto "tinha que ser um branco mesmo".
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: rizk em 22 de Novembro de 2006, 09:55:51
Colega, chamam a MIM de neguinha. Aparentemente é algo carinhoso - espero. Como o nego, neguinho e negão - haha que da hora, eu quero eles de meus amigos tbm.

Agora, imagina a cena. 2 mulheres, 1 passageira outra funcionária, com a crise da aviação nos grandes aeroportos. A passageira já está possessa com o atraso. Tenho certeza que não foi no "ô minha neguinha, quanto tempo falta?".

Esse delegado aí tá abusando. Seu amigo tinha que ir lá na corregedoria(?) e reclamar dele, viu.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: N3RD em 22 de Novembro de 2006, 11:57:00
Aff os negos são super protegidos. To pensando em fazer igual o michael e mudar de cor só pra passar no vestiba hahahah.

Eu acho que sou racista.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Zizou em 22 de Novembro de 2006, 12:17:29
Tentar comparar a situação dessa maneira, não apresenta o contexto que os colegas acima já citaram, fica claro que o "neguinha" tem um teor pejorativo, ainda mais na nossa sociedade.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Mussain! em 22 de Novembro de 2006, 12:21:48
O legal é que se vc andar com uma camisa "100% Branco!" imediatamente vc é mal visto.... mas não tem problema nenhum em andar com uma "100% Negro"...
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Dbohr em 22 de Novembro de 2006, 12:31:40
Tudo fosse igual, não faria diferença vestir uma camiseta "100% branco". Mas as coisas não são iguais. O raciocínio não se sustenta.

Apesar de eu achar que as sensibilidades andam muito facilmente atingidas...
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Mussain! em 22 de Novembro de 2006, 12:43:03
Todos sabem do sofrimento em que os negros passaram durante séculos, mas o que eu quero destacar aqui é aquela história do: "Os quadros pintados por Hitler são horríveis" (Sendo que este até pintou quadros bonitos).

É horrível esse costume de associar tudo a um único item.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Tash em 22 de Novembro de 2006, 13:33:02
O legal é que se vc andar com uma camisa "100% Branco!" imediatamente vc é mal visto.... mas não tem problema nenhum em andar com uma "100% Negro"...

Eu acho que as duas pessoas tem problemas. Não pela questão racial, mas por questão de lógica, já que uma camiseta 100% negra não poderia ter as letras em branco.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Mussain! em 22 de Novembro de 2006, 14:16:53
 :histeria:



Boa observação.  :hihi:
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Marcel em 22 de Novembro de 2006, 16:02:08
Só por curiosidade: As cotas nas universidades são para "pretos e pardos" ou são para os "afro-descendentes" ????
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: N3RD em 23 de Novembro de 2006, 02:14:48
È porque eu já vi gente morena escura que pode entrar na cota mas é índio.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: danieli em 23 de Novembro de 2006, 02:22:38
Não sei o que pensar, passei a vida toda sendo chamada de leite azedo, alemoa batata e sempre me disseram que não era racismo, era uma maneira de tratamento.
Assim como eu também fui educada (olha o nível intelectual e educacional dos meus pais  :olheira:) a perguntar para qualquer negro que aparecesse na minha frente quem tirou o rabo dele e o ensinou a falar... Nunca tratei ninguém dessa maneira depois que me dei conta do que significava a afirmação, mas por favor, tem negro que se prevalece da condição de desfavorecido da sociedade.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Zizou em 23 de Novembro de 2006, 11:33:21
Só por curiosidade: As cotas nas universidades são para "pretos e pardos" ou são para os "afro-descendentes" ????
Dei uma olhada no site da UERJ que segue uma lei estadual (nº4151)
Citar
Art. 1º - Com vistas à redução de desigualdades étnicas, sociais e econômicas, deverão as universidades públicas estaduais estabelecer cotas para ingresso nos seus cursos de graduação aos seguintes estudantes carentes:
I - oriundos da rede pública de ensino;
II - negros;
III - pessoas com deficiência, nos termos da legislação em vigor, e integrantes de minorias étnicas.
§ 1º - Por estudante carente entende-se como sendo aquele assim definido pela universidade pública estadual, que deverá levar em consideração o nível sócio-econômico do candidato e disciplinar como se fará a prova dessa condição, valendo-se, para tanto, dos indicadores sócio-econômicos utilizados por órgãos públicos oficiais.
§ 2º - Por aluno oriundo da rede pública de ensino entende-se como sendo aquele que tenha cursado integralmente todas as séries do 2º ciclo do ensino fundamental em escolas públicas de todo território nacional e, ainda, todas as séries do ensino médio em escolas públicas municipais, estaduais ou federais situadas no Estado do Rio de Janeiro.
§ 3º - O edital do processo de seleção, atendido o princípio da igualdade, estabelecerá as minorias étnicas e as pessoas com deficiência beneficiadas pelo sistema de cotas, admitida a adoção do sistema de auto-declaração para negros e pessoas integrantes de minorias étnicas, cabendo à Universidade criar mecanismos de combate à fraude.
§ 4º - O candidato no ato da inscrição deverá optar por qual reserva de vagas estabelecidas nos incisos I, II e III do presente artigo irá concorrer.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Zizou em 23 de Novembro de 2006, 11:47:30
Não sei o que pensar, passei a vida toda sendo chamada de leite azedo, alemoa batata e sempre me disseram que não era racismo, era uma maneira de tratamento.
Assim como eu também fui educada (olha o nível intelectual e educacional dos meus pais :olheira:) a perguntar para qualquer negro que aparecesse na minha frente quem tirou o rabo dele e o ensinou a falar... Nunca tratei ninguém dessa maneira depois que me dei conta do que significava a afirmação, mas por favor, tem negro que se prevalece da condição de desfavorecido da sociedade.
Maneiras pejorativas de tratamento são erradas em qualquer situação, mas creio que a cor clara de pele, não irá diminuir suas chances de conseguir um emprego em uma entrevista. Vale lembrar que a aparência é levada em conta em vários empresas, mas acho que a situação do negro nesse caso é bem pior. Quanto ao "desfavorecido", não sei qual a idéia que você quer passar, mas desse modo, podemos incluir os alunos cotistas como exemplos desses negros.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Marcel em 23 de Novembro de 2006, 11:57:45
   Valeu pelo esclarecimento zizou. Mas por exemplo, se um cara branco provar, através de exame genético, que ele tem ancestralidade negra (africana), eu acho que seria uma incoerência impedir esse cara de ingressar pelo sistema de cotas, afinal, mesmo sendo branco, ele é afro-descendente. Só lembrando que uma grandíssima parcela dos brasileiros brancos é afrodescendente. Mesmo que esse ancestral seja, sei lá, de 400 anos atrás.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Dbohr em 23 de Novembro de 2006, 12:53:34
Seria uma distorção do espírito da lei. Além do mais, não precisa dessa ginástica toda: o único critério pedido (e de fato, o único aceito) é a auto-declaração da etnia.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: N3RD em 23 de Novembro de 2006, 12:59:09
Então seu eu chegar lá na hora do vestiba e falar que meu avo e bisavô eram negros eu entro na cota ?
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Dbohr em 23 de Novembro de 2006, 13:03:21
O critério é auto-declaração. Ancestralidade não é pedida ou indagada.

Mas é responsabilidade da UERJ (neste caso específico) se resguardar de fraudes.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Zizou em 23 de Novembro de 2006, 16:05:20
Valeu pelo esclarecimento zizou. Mas por exemplo, se um cara branco provar, através de exame genético, que ele tem ancestralidade negra (africana), eu acho que seria uma incoerência impedir esse cara de ingressar pelo sistema de cotas, afinal, mesmo sendo branco, ele é afro-descendente. Só lembrando que uma grandíssima parcela dos brasileiros brancos é afrodescendente. Mesmo que esse ancestral seja, sei lá, de 400 anos atrás.
O Dbohr disse tudo, o lance é auto-declaração, portanto não é necessário nenhuma justificativa. Mas vale lembrar que o conceito de raça não se sustenta em termos biológicos.

Existe uma posição de boa parte dos grupos que defendem as ações afirmativas, que diz se justificar o uso de cotas, pela retratação histórica, ou seja, devemos tentar reparar um erro que vem de 500 anos atrás, da época da escravidão, acredito que esse não seja o caminho, pois as pessoas podem não apresentar mais a cor negra, mas seus antepassados (pais, avós) ter sofrido discriminação. Isso implicaria que muitas pessoas também teriam direito as cotas.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Felius em 23 de Novembro de 2006, 20:01:13
Pergunta: tem algum modo de se impedir algum branco azedo, quase albino que nem eu, de simplesmente se declarar negro e entrar por cota?

A sim, e por segundo ciclo do ensino fundamental, que dizer o que? 5-8?

E mais uma coisa: Quem e cotista, concorre APENAS as vagas da cota, ou tambem as vagas normais e as vagas da cota ao mesmo tempo?
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: N3RD em 23 de Novembro de 2006, 20:12:27
Eu também não entendo esse sistema de cota direito se alguém souber. :)
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Dbohr em 23 de Novembro de 2006, 21:13:33
Cada universidade tem um sistema diferente. Aqui na UERJ o que acontece é que existe uma reserva de 45% das vagas dos cursos assim distribuída:

I - 20% (vinte por cento) para estudantes oriundos da rede pública de ensino;
II - 20% (vinte por cento) para negros; e
III - 5% (cinco por cento) para pessoas com deficiência, nos termos da legislação em vigor e integrantes de minorias étnicas.

Não é possível se colocar em mais de um critério de Cota, conforme previsto nas regras do vestibular:

http://www.vestibular.uerj.br/vest2007/files/Orientacao_sistema_de_cotas.pdf

Repare que se a renda per capita bruta (incluindo crianças) for superior a R$630.00, ou se o aluno estudou em escolas particulares, o pedido é indeferido. Há uma comissão na Universidade que julga isso, bem como tentativas de fraude.

Pessoalmente, sou contra o sistema de cotas permanente, mas não sou de todo antipático à noção de mecanismos compensatórios como este. Contanto que seja temporário. E como estamos no Brasil, onde político usa band-aid para tratar gangrena... :-(
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Huxley em 23 de Novembro de 2006, 23:11:35
Uma mulher chamou uma funcionária da Infraero de "sua negrinha". Ela foi presa pela polícia federal e vai ser processada por racismo. Um professor ( negro ) chamou meu amigo de "branco azedo". Meu amigo foi à delegacia fazer boletim de ocorrência, mas o delegado riu dele e disse que aquilo não era racismo. Então eu pergunto: Porque só é considerado ( na prática ) racismo, ofensas contra negros? E se a mulher fosse negra e chamasse uma funcionária branca de "sua branquinha", ela seria presa e processada por racismo?

Se a mulher quis demonstrar sua insatisfação com a funcionária da Infraero ao pronunciar "sua negrinha", então ela teve intenções racistas.Mas "sua negrinha" não é um adjetivo ofensivo para alguém sem complexo de inferioridade.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Marcel em 23 de Novembro de 2006, 23:39:01
   Felius, eu acho que um branco azedo, quase albino, provando ancestralidade negra, pode exigir participação nas cotas, e não caberia nenhuma apelação legal contra ele, eu acho... Não estou afirmando. E Dbohr, só por curiosidade, que tipo de fraudes são essas que a UERJ tenta evitar ? Um branco se passar por negro ? Mas não é a auto-declaração que vale ? Não entendi...
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Dbohr em 24 de Novembro de 2006, 06:53:05
Marcel, a gente pode teorizar o quanto quiser, mas é fato que negros são preteridos em oportunidades de emprego. Se for pobre, tanto pior.

Vou dar um exemplo pessoal. Em meu trabalho a gente recebe adolescentes em situação de risco social e os orienta para trabalho. Funciona mais ou menos como estágio. O caveat é que eles precisam sair do programa quando fazem 18 anos.

Ano passado eu tinha duas gêmeas, negras, como estagiárias. Elas fizeram 18 anos em janeiro e precisaram sair. Cuidamos para que elas fossem trabalhar com a irmã da Diretora do nosso núcleo, pois eram muito eficientes e prestativas. Pois bem, após alguma resistência, a mulher aceitou ambas.

Depois ficamos sabendo que ela elogiava uma das gêmeas e importunava a outra, dizendo um monte de coisas sobre a aparência e a higiene pessoal dela -- uma mentira, como posso atestar. Ela acabou sendo demitida. Um mês depois a irmã também foi demitida, debaixo das mesmas acusações.

Pode não ter sido motivado por preconceito, mas foi o que pareceu. Como eu disse, minhas ex-estagiárias eram assíduas e eficientes. A mulher teve que falar da higiene delas? Francamente!

Sobre suas questões:

Ancestralidade não importa aqui. Ela é uma das justificativas da lei de cotas, mas não é determinante. Como você pode ver na lei que regula as cotas da UERJ, vale mais ser de família pobre e ter estudado integralmente em escola pública. Um negro que tenha estudado em escola particular, ou que tenha renda per capita superior a R$630,00 não consegue se enquadrar.

Não sei como é o processo para indeferir o pedido de um "branco azedo", como você diz, que se auto-declara negro. Mas repare aqui:

Citar
Quem pode concorrer ao ingresso pela cota para negros?
Podem concorrer às vagas reservadas para esta categoria de cota os candidatos que, possuindo renda
per capita bruta até o valor máximo de R$ 630,00, assim se autodeclararem.

Ou seja, o critério-limite é mesmo a renda familiar. Se o "branco azedo" está dentro desse limite, e se tiver estudado a vida toda em escola pública, pode se enquadrar no outro critério.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Dobrado em 24 de Novembro de 2006, 12:45:00
Racismo as vezes é relativo. Eu não me importo de ser chamado de "preto", "neguinho" ou coisas do tipo. Fico ofendido quando me tratam diferente, sabe? Por exemplo quando entrei na Assembléia de deus pra ver minha ex cantar, o pastor me "mediu" com o olhar e foi embora, depois na hora do sermão disse algo como "os jovens de hoje em dia se vestem e agem contra os ensinamentos biblicos", claro que foi pra mim isso.
Entre amigos é uma coisa que eu acho normal, quando eu falo besteira meu melhor amigo sempre fala "tinha que ser preto mesmo", lembro que um dia tava casa da mãe dele e ela assistindo o programa da Ana Maria Braga e ela falou uma besteira "como sempre", ai eu falei, "tinha que ser branco", até ele riu.

Racismo normalmente esta ligado a auto-estima. Eu sou negro e tenho dreadlocks, isso é um motivo enorme pra sofrer racismo aqui no Japão, mas eu penso assim: Se eu não quiser isso não me afeta, pelo menos as ofensas.
Agora se for caso de humilhação ou algo que te prejudique, claro que você tem que tomar uma atitude legal.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Dbohr em 24 de Novembro de 2006, 13:08:06
Curiosidade: por que o dreadlock é malvisto no Japão? Alguma razão é dada além do "eu não gosto/acho apropriado"?

Agora, racismo é relativo? Hmmm... decerto a reação a um comentário racista pode ser. Mas me parece que a questão é mais sobre mostrar ao mundo que discriminar por causa de cor da pele é uma coisa ruim do que se deixar afetar pelo comentário infeliz ou não.

Outra: barra pesadíssima a do tal pastor, heim  ::)
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Rodion em 24 de Novembro de 2006, 13:09:38
Racismo as vezes é relativo. Eu não me importo de ser chamado de "preto", "neguinho" ou coisas do tipo. Fico ofendido quando me tratam diferente, sabe? Por exemplo quando entrei na Assembléia de deus pra ver minha ex cantar, o pastor me "mediu" com o olhar e foi embora, depois na hora do sermão disse algo como "os jovens de hoje em dia se vestem e agem contra os ensinamentos biblicos", claro que foi pra mim isso.
Entre amigos é uma coisa que eu acho normal, quando eu falo besteira meu melhor amigo sempre fala "tinha que ser preto mesmo", lembro que um dia tava casa da mãe dele e ela assistindo o programa da Ana Maria Braga e ela falou uma besteira "como sempre", ai eu falei, "tinha que ser branco", até ele riu.

Racismo normalmente esta ligado a auto-estima. Eu sou negro e tenho dreadlocks, isso é um motivo enorme pra sofrer racismo aqui no Japão, mas eu penso assim: Se eu não quiser isso não me afeta, pelo menos as ofensas.
Agora se for caso de humilhação ou algo que te prejudique, claro que você tem que tomar uma atitude legal.

mas pelo que eu sei a japonesada fica louca por ser tudo igual, daí existirem tantos tipos estranhos no japão. cortes de cabelo, vestuário...
então você já é diferente sem se esforçar, bom hehe
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Rodion em 24 de Novembro de 2006, 13:12:36
Curiosidade: por que o dreadlock é malvisto no Japão? Alguma razão é dada além do "eu não gosto/acho apropriado"?

Agora, racismo é relativo? Hmmm... decerto a reação a um comentário racista pode ser. Mas me parece que a questão é mais sobre mostrar ao mundo que discriminar por causa de cor da pele é uma coisa ruim do que se deixar afetar pelo comentário infeliz ou não.

Outra: barra pesadíssima a do tal pastor, heim  ::)

sim. ninguém fica ofendido com um "e aí, negão, beleza?", só se for muito esquentado.
mas "sua negrinha!!", não é por você estar chamando ela de negra, mas por estar chamando e colocar isso como se fosse sinal de inferioridade.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Zizou em 24 de Novembro de 2006, 14:43:05
Pergunta: tem algum modo de se impedir algum branco azedo, quase albino que nem eu, de simplesmente se declarar negro e entrar por cota?
Como o Dbohr disse, isso varia conforme o programa implementado pelas universidades. Pelo que eu sei, na UNB existe uma banca examinadora que meio que julga a pessoa por meio de uma foto. Imagine o rolo que isso deve dar...
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Zizou em 24 de Novembro de 2006, 14:49:13
Pessoalmente, sou contra o sistema de cotas permanente, mas não sou de todo antipático à noção de mecanismos compensatórios como este. Contanto que seja temporário. E como estamos no Brasil, onde político usa band-aid para tratar gangrena... :-(
Também sou contra o sistema de cotas, mas entendo que a discriminação que os negros sofrem existe e deve ser combatida, ou mesmo até "recompensada", mas como? O velho discurso sobre a melhora no ensino fundamental e médio, por si só não resolveria a situação dos negros.
E olhando a situação do país...vai demorar ainda para acontecer, se acontecer...

Um comentário sobre as políticas temporárias brasileiras...elas são para sempre: é só lembrar da CPMF.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Zizou em 24 de Novembro de 2006, 14:52:57
mas pelo que eu sei a japonesada fica louca por ser tudo igual, daí existirem tantos tipos estranhos no japão. cortes de cabelo, vestuário...
então você já é diferente sem se esforçar, bom hehe
Mas eles não são iguais!!!! (sou descendente de japoneses). Será que um dia vou conseguir convencer as pessoas que existem diferenças??? :D
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Dbohr em 24 de Novembro de 2006, 14:56:00
Pois é. Método falho por método falho, eu prefiro o da UERJ, que ao menos usa critérios objetivos.

Toda lei é arbitrária por definição e sempre vai acabar sendo injusta com alguém. Já que é assim, o melhor seria tentar minimizar essas instâncias.

Aliás, o melhor mesmo seria investir pesado em educação básica, até para reverter essa tendência maluca do mercado de pedir diploma superior para vaga de secretário... mas não vejo isso acontecendo a médio prazo, infelizmente.

Já a luta a longo prazo contra o racismo talvez passe mais por uma mudança de mentalidade do que propriamente por políticas compensatórias. Mas acho que as ações afirmativas se fazem necessárias agora. Concordar sobre quais seriam essas ações é que são elas!
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Marcel em 24 de Novembro de 2006, 16:36:53
         
Eu não consigo entender a "lógica" da mentalidade racista. Tem algum racista aí capaz de me explicar qual sua justificativa pessoal para o racismo? Caso não tenha nenhum racista aí, algum de vocês sabe me explicar qual a justificativa pessoal que eles usam ? Ou será que eles não tem justificativas ou seja, será que o racismo deles é simplismente um "costume"  que vem sendo passado de geração pra geração ao longo dos séculos? Se o meu texto não estiver muito compreensível, desculpem, mas é que eu tô entupido de matéria pra estudar...
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Mussain! em 24 de Novembro de 2006, 16:55:44
Talvez é algo na base do: "Fica legal perante minha turminha", "eu ganho prestígio” na mesma...
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: rizk em 24 de Novembro de 2006, 23:31:55
Eu lá sei se tem lógica. Tem toda a cara de costume, mesmo: aí acontece uma coisa ruim entre a pessoa e a outra, e já legitima.

Eu não sei se os meus preconceitos são particularmente racistas. Eu falo mal de judeu e muçulmano a torto e a direito. Os primeiros mataram meus bisas, os segundos bombardearam as cidades dos meus avós. Mas a bronca mesmo não é com judeu e muçulmano - pode ser tão branco, civil, libanês e cristão quanto nós, até onde me concerne, pode ser marciano. Então não conta como racismo, eu acho.

Agora, se conheço a pessoa, e ela diz "ah, Rizk é o quê? Aaah que barato, minha família também", eu já derreto e somos amigos desde pequenos haha. Assim como as pessoas que estudaram no mesmo colégio, mesma faculdade, mesmo time, essas coisas. É mais um preconceito positivo: se tem algo em comum comigo, é porque é boa gente. :D

Aí eu penso que os preconceitos ruins devem ser a bronca que a gente tem de quem é diferente: se é diferente de mim, diferente dos meus, então não presta.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Dobrado em 25 de Novembro de 2006, 03:05:03
Curiosidade: por que o dreadlock é malvisto no Japão? Alguma razão é dada além do "eu não gosto/acho apropriado"?

Agora, racismo é relativo? Hmmm... decerto a reação a um comentário racista pode ser. Mas me parece que a questão é mais sobre mostrar ao mundo que discriminar por causa de cor da pele é uma coisa ruim do que se deixar afetar pelo comentário infeliz ou não.

Outra: barra pesadíssima a do tal pastor, heim  ::)

Acho que dreadlock normalmente é malvisto na maioria dos lugar, ainda mais com a associação dreadlocks = maconheiro, maconheiro = delinquente.

Bom, é impossível ignorar que somo diferentes, isso aprendi com o tempo e nem temos por que ignorar isso. Poxa, é bom ser preto, eu não descasco quando pego sol! :D hahaha
Mas brincadeiras a parte, a maior parte dos "casos" de racismo acontece pela pessoa ser obsecada por isso, minha mãe era. Qualquer coisa pra ela já era racismo, muitas vezes não tinha nada a ver. Um dia eu ouvi comentários do tipo, "Porque os negros são SEMPRE bandidos nos filmes?", claro que esse tipo de comentário é tão generalizado que chega a ser um absurdo.

E quanto ao pastor, bom. Depois daquele dia ainda discutimos e ele quase me bateu, quando eu perguntei como deus podia ser Onisciente e Onipotente ao mesmo tempo! :D
mas pelo que eu sei a japonesada fica louca por ser tudo igual, daí existirem tantos tipos estranhos no japão. cortes de cabelo, vestuário...
então você já é diferente sem se esforçar, bom hehe

O caso que, eles mesmo querendo ser diferente ainda são japoneses. Eu não.
Claro que nem todos os japoneses são assim, alguns gostam, mas os mais "caretas" me olham estranho.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: rizk em 25 de Novembro de 2006, 12:51:17
A sério, negro em filme é o bandido, policial ou o amigo piadista do mocinho.

Exceções pra isso, eu consigo pensar só no Morpheus.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Rodion em 25 de Novembro de 2006, 14:50:02
         
Eu não consigo entender a "lógica" da mentalidade racista. Tem algum racista aí capaz de me explicar qual sua justificativa pessoal para o racismo? Caso não tenha nenhum racista aí, algum de vocês sabe me explicar qual a justificativa pessoal que eles usam ? Ou será que eles não tem justificativas ou seja, será que o racismo deles é simplismente um "costume"  que vem sendo passado de geração pra geração ao longo dos séculos? Se o meu texto não estiver muito compreensível, desculpem, mas é que eu tô entupido de matéria pra estudar...

imagino que haja vários tipos de racismo. mas o mais comum deve vir da necessidade de se sentir superior a alguém; e aí talvez se assemelhe a determinados credos políticos, religiosos...

Citar
Agora, se conheço a pessoa, e ela diz "ah, Rizk é o quê? Aaah que barato, minha família também", eu já derreto e somos amigos desde pequenos haha. Assim como as pessoas que estudaram no mesmo colégio, mesma faculdade, mesmo time, essas coisas. É mais um preconceito positivo: se tem algo em comum comigo, é porque é boa gente.
esse é o problema de sobrenome italiano, todo mundo tem hehe
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: FxF em 27 de Novembro de 2006, 01:53:28
Eu não consigo entender a "lógica" da mentalidade racista. Tem algum racista aí capaz de me explicar qual sua justificativa pessoal para o racismo? Caso não tenha nenhum racista aí, algum de vocês sabe me explicar qual a justificativa pessoal que eles usam ? Ou será que eles não tem justificativas ou seja, será que o racismo deles é simplismente um "costume"  que vem sendo passado de geração pra geração ao longo dos séculos? Se o meu texto não estiver muito compreensível, desculpem, mas é que eu tô entupido de matéria pra estudar...
Raças entre os homens é um mito. Racismo é uma superstição, uma crença. Crença pois não se baseia em evidência, lógica ou razão. O racismo não possui fundamento científico.

A primeira razão pelo qual o racismo existe:
Existe alvoroço na sociedade. A sociedade trata como um crime.
Só que o crime não existe, pois você diferencia por raças, quando raças não existem.
A primeira influência pelo qual existe o racismo, é porque a sociedade ao ser contra o ato, declara que ele é algo real, quando não é, pois não existem raças.
Em resumo: A condenação por racismo é racista, pois nela acaba diferenciando as pessoas pelas raças. Ela em si é racista.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Pug2 em 27 de Novembro de 2006, 08:07:05
O STF e o racismo: o caso Ellwanger - por Celso Lafer (http://www.jgbr.com.br/artigos/artigo001.html)



Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Dbohr em 27 de Novembro de 2006, 10:13:35
Citar
Em resumo: A condenação por racismo é racista, pois nela acaba diferenciando as pessoas pelas raças. Ela em si é racista.

Sim, e o que você propõe?
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: danieli em 27 de Novembro de 2006, 10:19:59
Citar
Em resumo: A condenação por racismo é racista, pois nela acaba diferenciando as pessoas pelas raças. Ela em si é racista.

Eu não consigo observar desse ponto de vista. A se alguém está sendo condenado por racismo é porque de alguma maneira humilhou ou ofendeu uma pessoa pela sua cor, e obviamente na minha opinião o indivíduo que age dessa maneira tem que responder pelo seus atos, afinal de contas se não houver nenhum tipo de repreensão contra esse tipo de atitude a segregação das raças seria cada vez maior, o racismo cada vez maior, e numa sociedade pluralizada isso não é nenhum pouco conveniente.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: FxF em 27 de Novembro de 2006, 13:14:52
Mas qual foi o crime dele? A constituição o condenou por racismo, logo ela admite a existência de raças e diferenças entra elas, assim tornando justificável sua ação.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Dbohr em 27 de Novembro de 2006, 14:25:24
Hmmm... deixa ver se eu entendi o seu raciocínio:

A biologia definiu que não existem raças humanas diferentes. Logo, se uma pessoa agride física ou moralmente outra baseando-se na cor diferente de sua pele, o agressor não cometeu crime de RACISMO. Assim, se for processado, deveria ser pela natureza específica da agressão física ou moral, não pelo fato de ser "racista".

É isso?
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: rizk em 27 de Novembro de 2006, 14:44:22
A primeira razão pelo qual o racismo existe:
Existe alvoroço na sociedade. A sociedade trata como um crime.
Só que o crime não existe, pois você diferencia por raças, quando raças não existem.
A primeira influência pelo qual existe o racismo, é porque a sociedade ao ser contra o ato, declara que ele é algo real, quando não é, pois não existem raças.
Em resumo: A condenação por racismo é racista, pois nela acaba diferenciando as pessoas pelas raças. Ela em si é racista.
Filho, acalma e respira.
Não é porque HOJE sabemos com certeza (depois do sequenciamento etc etc) que não existem "raças", sentido estrito, que as pessoas não continuam a se discriminar. Já se supunha que os humanos eram uma raça só na época do Darwin, poxa, e ainda não desistiram de apelar pra isso. É uma imbecilidade, mesmo, que não tem base científica nenhuma. Mas, até aí, as pessoas crêem em ressureição, crêem que crianças não têm sexualidade, crêem em água imantada e diversas bobagens do gênero.

Se for pelo seu raciocínio, a gente, sei lá, não poderia processar um médico que me tratou para curar meu câncer, porque todo mundo deveria saber que a cura do câncer não existe. Então, se a cura do câncer não existe, ninguém devia estar prometendo, e ninguém pode ser punido. Assumir que o médico é um charlatão significa dizer que existe cura pro câncer.
É uma analogia burra, mas vai servir por enquanto.
Você vê que o erro está em "se não existe, não deveriam acreditar que existe". Não deviam, NUM MUNDO IDEAL e tal.

Não é porque alguns, que somos sabidos e lemos jornal, sabemos que "raça" não existe, que as pessoas deixam de achar que preto/índio/chinês é inferior à gente. A questão é de discriminação, não de "raça": raça pode não ser "real", mas o preconceito é. A tal ponto que existe discriminação por idade, gênero, doença, e todas as coisas que se lê na plaquinha do elevador.

Faz sentido discriminar? Não faz, lógico que não. Mas as pessoas continuam fazendo coisas feias, e se a lei não admitir que eslas são feitas e passar a reprimi-las, vai continuar acontecendo. As pessoas podem ser "burras" a ponto de não saber que não existe raça, mas a lei tem que ser adequada a elas. Ué!

A lei está é admitindo que as pessoas são bestas a ponto de discriminar os outros em função de coisas bestas, e que isso tudo é TÃO BESTA que não deve mais acontecer. O que é verdade, né?
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Rodion em 27 de Novembro de 2006, 14:50:44
pra que falar em raça se dá pra dizer etnia? eufemismo...
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Dr. Manhattan em 27 de Novembro de 2006, 14:53:50
Um dado interessante:

Lembro de ter lido um estudo (não tenho a fonte  :oops: ) em que os pesquisadores colocaram voluntários
em uma máquina de ressonância magnética e exibiram a eles fotos de pessoas enquanto observavam a
sua atividade cerebral. Não lembro dos detalhes, mas uma das conclusões desse estudo foi que, quando
eles mostravam, digamos, uma foto de um branco a um branco, certas áreas no cérebro "acendiam". Áreas
associadas ao reconhecimento de faces, etc. Já quando eles mostravam a face de um negro ao branco, além
dessas áreas, outras também mostravam atividade. Áreas (se não me falha a memória) associadas a reações
de medo. O curioso é que isso acontecia mesmo para pessoas que se declaravam não-racistas. Outro
dado curioso é que esse efeito desaparecia (acho) se o branco em questão tivesse sido criado junto com
negros. Vou dar uma googlada sobre esse assunto pra ver se desencavo o artigo.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: rizk em 27 de Novembro de 2006, 14:54:56
Hmmm... deixa ver se eu entendi o seu raciocínio:

A biologia definiu que não existem raças humanas diferentes. Logo, se uma pessoa agride física ou moralmente outra baseando-se na cor diferente de sua pele, o agressor não cometeu crime de RACISMO. Assim, se for processado, deveria ser pela natureza específica da agressão física ou moral, não pelo fato de ser "racista".

É isso?
Seria até certo. Se xingar preto não fosse uma coisa TÃO DISSEMINADA, nem teria necessidade de tratamento especial.

Eu não sei COMO acontece na lei: até onde sei, existe "crime de racismo" e existe injúria qualificada por preconceito, mas que as fronteiras são complicadas e eu realmente não saberia dizer. Que venham os drs. 

Eu aqui acho que não devia ser lei, que injúria e calúnia e difamação devia ser resolvido na porrada. Subjetivo demais. Mas enfim.

E etnia conta os componentes culturais, né? Nem dá pra usar de eufemismo.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Rodion em 27 de Novembro de 2006, 15:00:23
Citar
Eu aqui acho que não devia ser lei, que injúria e calúnia e difamação devia ser resolvido na porrada. Subjetivo demais. Mas enfim.
agree. como eu já disse. se alguém me chama de babaca e me empurra eu dou tapa. se eu fosse negro e alguém me chamasse de macaco, eu dava tapa também, nada de ir atrás de juiz.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Rodion em 27 de Novembro de 2006, 15:03:08
Citar
E etnia conta os componentes culturais, né? Nem dá pra usar de eufemismo.

mimi, fala sério. você acha que não dá pra falar em raça, mesmo? não estou falando de nenhum tipo de superioridade racial, mas um japonês, um bantu e um eslavo são muito diferentes entre si. o termo adquiriu um carga meio negativa, mas faz sentido, ainda que não queira significar 'pureza' genética.
e não é só cor de pele. é estrutura muscular, altura... po, um cavalo parece mais com uma mula do que um japonês com um escandinavo.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Dbohr em 27 de Novembro de 2006, 15:41:13
Até onde entendo, os biólogos resolveram contribuir como podiam para esvaziar ainda mais os conceitos racistas, demonstrando de uma vez por todas que não se pode falar em "raça", a não ser uma só - a humana.

Mas palavras e idéias morrem devagar. Algumas devagar demais, infelizmente. No mais:

Citar
Seria até certo. Se xingar preto não fosse uma coisa TÃO DISSEMINADA, nem teria necessidade de tratamento especial.

Concordo absolutamente! Por isso queria entender o raciocínio do colega novo.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Felius em 27 de Novembro de 2006, 16:06:29
Um dado interessante:

Lembro de ter lido um estudo (não tenho a fonte  :oops: ) em que os pesquisadores colocaram voluntários
em uma máquina de ressonância magnética e exibiram a eles fotos de pessoas enquanto observavam a
sua atividade cerebral. Não lembro dos detalhes, mas uma das conclusões desse estudo foi que, quando
eles mostravam, digamos, uma foto de um branco a um branco, certas áreas no cérebro "acendiam". Áreas
associadas ao reconhecimento de faces, etc. Já quando eles mostravam a face de um negro ao branco, além
dessas áreas, outras também mostravam atividade. Áreas (se não me falha a memória) associadas a reações
de medo. O curioso é que isso acontecia mesmo para pessoas que se declaravam não-racistas. Outro
dado curioso é que esse efeito desaparecia (acho) se o branco em questão tivesse sido criado junto com
negros. Vou dar uma googlada sobre esse assunto pra ver se desencavo o artigo.
Nao era que mesmo os negros tinham essa resposta um tanto racista com negros?

Mas de qualquer forma, sempre tem o fator subconsciente. Na parte racional e consciente do meu cerebro, sei que as chances de um branco e de um negro serem ladroes, sao pela cor de pele iguais, ignorando classe social, sei que dois homens se beijando nao deveria ser nonjento, e eu nao tenho nada a ver com isso.

Mas na parte emocional e inconsciente eu sofri das influencias da nossa cultura, e acabo relacionando mais os negros com os atributos negativos que os brancos, sinto asco e me parece simplesmente errado o beijo homosexual masculino. Esta parte esta normalmente sob controle e evito esse tipo de pensamento, mas certas vezes eles passam embutidos em outras coisas, e entao nao percebo.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: FxF em 27 de Novembro de 2006, 20:04:20
Hmmm... deixa ver se eu entendi o seu raciocínio:

A biologia definiu que não existem raças humanas diferentes. Logo, se uma pessoa agride física ou moralmente outra baseando-se na cor diferente de sua pele, o agressor não cometeu crime de RACISMO. Assim, se for processado, deveria ser pela natureza específica da agressão física ou moral, não pelo fato de ser "racista".

É isso?
Mais ou menos.

Filho, acalma e respira.
Assim o mundo não melhora. É preciso criticar.

Se for pelo seu raciocínio, a gente, sei lá, não poderia processar um médico que me tratou para curar meu câncer, porque todo mundo deveria saber que a cura do câncer não existe. Então, se a cura do câncer não existe, ninguém devia estar prometendo, e ninguém pode ser punido. Assumir que o médico é um charlatão significa dizer que existe cura pro câncer.
Existe tratamento. Agora, se for para curar a Banana Esteriótipa, aí sim, concordo.

mas o preconceito é.
E o fato da sociedade ter leis contra o preconceito entituladas racismo, dá argumento para o pré-conceito, pois o racismo então admite a existência da raça, e que não é mais um pré-conceito.

e passar a reprimi-las, vai continuar acontecendo.
Será? Será que com o avanço da sociedade não vai simplesmente desaparecer? Agora, se continuarmos na onda do crime envolvendo raças imaginárias, aí sim, vai demorar muito para ser extinto.

A lei está é admitindo que as pessoas são bestas a ponto de discriminar os outros em função de coisas bestas, e que isso tudo é TÃO BESTA que não deve mais acontecer. O que é verdade, né?
Que a lei então tivesse leis normais sobre ofensas, não sobre o racismo para ser tal.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Dbohr em 27 de Novembro de 2006, 21:38:50
Citar
Que a lei então tivesse leis normais sobre ofensas, não sobre o racismo para ser tal.

Não sou advogado, então não sei quão difícil é para tipificar uma ofensa como racista ou não -- vide o exemplo que abriu o tópico. Me parece, entretanto, que a lei serve para punir uma reação extremada que simplesmente não aconteceria se a vítima pertencesse ao grupo étnico em questão.

Citar
E o fato da sociedade ter leis contra o preconceito entituladas racismo, dá argumento para o pré-conceito, pois o racismo então admite a existência da raça, e que não é mais um pré-conceito.

Primeiro, as leis contra o racismo foram escritas antes da Biologia bater o martelo em definitivo sobre a existência ou não de raças.

Segundo, certas palavras num campo do conhecimento têm outro significado em âmbitos diversos. Energia, por exemplo, ou Força -- ou raça. Originalmente, inclusive, podia-se usar a palavra "raça" com significado de família. É natural que as palavras evoluam, mas não o fazem com a mesma velocidade em todos os campos do saber. Notavelmente o Direito...

Terceiro, seu argumento está de cabeça para baixo. Existe e sempre existiu preconceito e discriminação - muitas vezes violenta - baseada em percepções de diferenças étnicas. Uma vez que existe e não gostamos disso, escrevemos leis específicas para combater essas discriminações.

Quarto, é possível sim melhorarmos o texto da lei -- qualquer lei. Talvez enquadrá-la como agravante de ofensas morais ou agressão física; mas de novo, não sendo advogado, não saberia dizer se esse seria o melhor caminho. 

Quinto e final, acredito que além das leis e punições precisamos debater intensamente esse tema em vez de fingir que ele não existe. Ainda bem que o estamos fazendo aqui :ok:
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: rizk em 27 de Novembro de 2006, 23:05:12
mimi, fala sério. você acha que não dá pra falar em raça, mesmo?
Acho, ué. A gente tem que se adaptar aos novos tempos. Pode até ser a coisa da mula, aí, mas é muito subjetivo. Podia dizer que um japonês parece mais com um banto que com um chimpanzé. Até aí...
E dizer "discriminação por etnia" é muito vago, né? Nem serviria pra qualificar injúria, né?

E tem que ter vendetta! "Crime contra a honra" é muita frescura. Honra se limpa com sangue meus filhos. :D



Tails. Acalma e respira pra ajudar a cabeça a funcionar bonitinha. Sem cabeça funcionando, não tem crítica boa. Ok com a cura pro câncer - eu substituiria por AIDS se não tivesse pensado numa analogia melhor: discriminação por religião.

Se for pelo seu raciocínio, eu não poderia processar um pastor que me acusou de macumbeira que tem pacto com o demônio, porque todo mundo deveria saber que macumba não funciona e o capeta não existe. Se essas coisas são mentira, eu não deveria ter me ofendido. Assumir que o pastor me ofendeu significa que o capeta existe. E se uma terceira pessoa concluir que eu fui xingada, então ela está alimentando a crença no capeta. 

O que é patentemente absurdo. Não INTERESSA se o capeta existe, nem interessa se "raça" é uma realidade. O que existe e interessa é a vontade de fazer o outro se sentir mal.

Citar
Será que com o avanço da sociedade não vai simplesmente desaparecer? Agora, se continuarmos na onda do crime envolvendo raças imaginárias, aí sim, vai demorar muito para ser extinto.
Cara, desde quando a sociedade avança sozinha? Você mesmo, agora, ressaltou a importância da indignação e da crítica. Se não houver isso, e se não houver incentivo e punição, não muda não. E você sabe!
Ainda mais quando é uma coisa tão freqüente.

E EXISTEM "leis normais", são os crimes contra a honra: calúnia, injúria e difamação. Agora eu não sei qual é qual, mas tem diferenças por atentado à honra objetiva e subjetivamente e se outras pessoas ouvem e se a acusação é verdadeira. Acho. Bruno, pra que é que você serve? Explica isso aí de novo haha.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Rodion em 28 de Novembro de 2006, 00:37:26
Um dado interessante:

Lembro de ter lido um estudo (não tenho a fonte  :oops: ) em que os pesquisadores colocaram voluntários
em uma máquina de ressonância magnética e exibiram a eles fotos de pessoas enquanto observavam a
sua atividade cerebral. Não lembro dos detalhes, mas uma das conclusões desse estudo foi que, quando
eles mostravam, digamos, uma foto de um branco a um branco, certas áreas no cérebro "acendiam". Áreas
associadas ao reconhecimento de faces, etc. Já quando eles mostravam a face de um negro ao branco, além
dessas áreas, outras também mostravam atividade. Áreas (se não me falha a memória) associadas a reações
de medo. O curioso é que isso acontecia mesmo para pessoas que se declaravam não-racistas. Outro
dado curioso é que esse efeito desaparecia (acho) se o branco em questão tivesse sido criado junto com
negros. Vou dar uma googlada sobre esse assunto pra ver se desencavo o artigo.
Nao era que mesmo os negros tinham essa resposta um tanto racista com negros?

Mas de qualquer forma, sempre tem o fator subconsciente. Na parte racional e consciente do meu cerebro, sei que as chances de um branco e de um negro serem ladroes, sao pela cor de pele iguais, ignorando classe social, sei que dois homens se beijando nao deveria ser nonjento, e eu nao tenho nada a ver com isso.

Mas na parte emocional e inconsciente eu sofri das influencias da nossa cultura, e acabo relacionando mais os negros com os atributos negativos que os brancos, sinto asco e me parece simplesmente errado o beijo homosexual masculino. Esta parte esta normalmente sob controle e evito esse tipo de pensamento, mas certas vezes eles passam embutidos em outras coisas, e entao nao percebo.

eu acredito que o preconceito brasileiro seja mais social do que racial propriamente dito.

Citar
E EXISTEM "leis normais", são os crimes contra a honra: calúnia, injúria e difamação. Agora eu não sei qual é qual, mas tem diferenças por atentado à honra objetiva e subjetivamente e se outras pessoas ouvem e se a acusação é verdadeira. Acho. Bruno, pra que é que você serve? Explica isso aí de novo haha.
não sei, eu não tenho penal ainda hehe
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: FxF em 01 de Dezembro de 2006, 03:00:16
Citar
Se for pelo seu raciocínio, eu não poderia processar um pastor que me acusou de macumbeira que tem pacto com o demônio, porque todo mundo deveria saber que macumba não funciona e o capeta não existe. Se essas coisas são mentira, eu não deveria ter me ofendido. Assumir que o pastor me ofendeu significa que o capeta existe. E se uma terceira pessoa concluir que eu fui xingada, então ela está alimentando a crença no capeta.
É diferente da comparação com o racismo.
Em ambos pode abrir um processo por ofensas, mas a relação do racismo em si seria um processo de "Falsa alegação de possessão demoníaca", ou seja, uma crença sem fundamentos científicos, que quando haja alguma lei com esse nome justifica o ato em si o qual o processo seja contra.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Dbohr em 01 de Dezembro de 2006, 09:55:22
Raça só tem uma, a humana. Sabemos disso, graças à biologia. Mas muito antes da biologia determinar tal coisa, centenas de anos antes, já havia preconceito e animosidade entre culturas diferentes. Esse preconceito era "justificado" por cor da pele, crenças e costumes diferentes etc.

Ou seja: preconceito racial é uma coisa que existe na humanidade há séculos. Felizmente, a ciência demonstrou que não existem raças, mas não é abolindo a palavra "racismo" que o racismo vai sumir de um dia para o outro.

As leis anti-racismo são necessárias - mas insuficientes, como diriam os matemáticos - para combater esse pensamento. Educação e mudança de costumes é que vai causar essa mudança.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: danieli em 02 de Dezembro de 2006, 17:40:33
(...)Educação e mudança de costumes é que vai causar essa mudança.

Quanto tempo mais ainda Dbohr, a sociedade parece estar meio engessada para uma mudança tão significativa...
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Zaratustra em 03 de Dezembro de 2006, 12:06:56
Primeiramente, eu acredito que se todos os afro-descendentes fossem beneficiados pelo sistema de cotas, sendo negros ou não, então isso anularia o sistema, já que grande parcela da população se encaixa no quesito. Então isso já torna o sistema falho.

Eu particularmente acho essa necessidade de afirmação de raça uma falta de segurança sem igual. Mas essa falta de segurança é vista em qualquer tribo. Todos tem que tentar aparecer, para que os olhos do mundo vertam para sua causa. Darei um exemplo: Aqui em Brasília, existe um grande shopping, mais ou menos no centro do Plano Piloto. Toda sexta-feira, as figuras mais bizarras que escutam rock se encontram lá para se encachaçar na frente do shopping e mostrar seus estilos medonhos. Tem gente de todos os tipos: emos, góticos, punks, etc (inclusive, brigando entre si de vez em quando). Eles não podem ir para a casa dos seus amigos ou para um lugar onde possa escutar um bom rock, tomar umas e bater um bom papo, não. Eles tem que ir para o CENTRO DA CIDADE, na frente de um SHOPPING, mostrar ao mundo que eles são revoltadinhos, que são diferentes.

Eu acho que é assim que funciona mais ou menos com os negros, ou com os brancos, ou com qualquer outra etnia que saia por aí dizendo "100% isso", "Aquilo com muito orgulho". Necessidade de aparecer.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Marcel em 03 de Dezembro de 2006, 18:47:31
       É...são os famosos rebeldes sem causa.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Oceanos em 27 de Março de 2007, 17:38:27
A notícia sobre a ministra e as mensagens subsequentes foram movidas para cá: http://clubecetico.org/forum/index.php/topic,10797.msg187102.html#msg187102
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 15 de Maio de 2015, 19:05:43
Hehe, estou desenterrando este tópico para não ter que abrir outro sobre o mesmo assunto. Agora vamos ao assunto, vejam esta postagem da página do Facebook Humaniza Redes (https://www.facebook.com/humanizaredes):

(http://i60.tinypic.com/e18e8w.png)
Fonte: Facebook (https://www.facebook.com/humanizaredes/photos/a.335728896619680.1073741828.334119523447284/351865715005998/?type=1&theater)

Não acham que isso é um tanto exagerado? Primeiro que a premissa deles parece estar errada, na internet algumas das explicações que encontrei para a origem da expressão nada tem haver com a raça negra, e sim com o fato do preto estar associado ao luto, e por tanto, a algo negativo, e que teria sido dai que nasceu a expressão. (ORIGEM E SIGNIFICADO DE EXPRESSÕES POPULARES, Parte 1, Acervo do Saber (http://www.acervosaber.com.br/curiosidades/origem_frases.php))

Além disso, daqui a pouco estarão proibindo o uso de palavras como "denegrir" ou "judiar" (http://g1.globo.com/educacao/blog/dicas-de-portugues/post/conheca-a-origem-do-verbo-judiar.html), por que estas de fato possuem origem racista, apesar de praticamente ninguém as usarem hoje com este sentido.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 15 de Maio de 2015, 20:30:33
PC LEXICON


       "Insensitive Term"         "Preferred Term"                     
    ETHNICITY (PC people do not recognize the term "race" as valid)       

              Black               African-American (Note: does not     
                                  include Libyans, Egyptians, white     
                                  Africans. Does include people with   
                                  dark skin regardless of where they   
                                  are from or where they live.)         
            Oriental              Asian-American (Note: not             
                                  considered "real" minorities since   
                                  they tend to do well.)               
             Indian               Native American Indigenous Peoples   
                                  of the North American continent       
                                  (Note: the following teams are not   
                                  PC: Atlanta Braves, Cleveland         
                                  Indians, Washington Redskins. Avoid   
                                  these cities!)                       
             Chicano              Hispanic (Note: the following are     
                                  not PC: Cheech and Chong, Chico and   
                                  the Man, the Cisco Kid, Rosarita     
                                  Salsa, Speedy Gonzales.)             
           White Trash            PC Unaware Rustically Inclined       
       WASP (white male)          Insensitive Cultural Oppressor     
 
                                GENDER            
                       
             Woman                Womyn, Vaginal-American               
              Girl                Pre-Womyn                             
           Housewife              Domestic Engineer                     
            Fireman               Fire Fighter                         
           Stewardess             Flight Attendant                     
           Meter Maid             Parking Enforcement Officer           
            Postman               Postperson                           
            Mailman               Personperson                         
      Policeman (cop, pig)        Law Enforcement Officer Baton Boy     
                                  California Clubber                   
           Prostitute             Sex Surrogate (Teen Victim, see       
                                  Broken Home)                         
     Mankind, human, person       Earth Children     
                   
                          PEOPLE (subgroups)   
                         
           Handicapped            Differently Abled Handicapable       
                                  (Blind: optically darker; Deaf:       
                                  visually oriented)                   
              Poor                Economically Unprepared               
               Bum                Homeless Person Displaced Homeowner   
                                  Philosophy Major                     
             Hunter               Animal Assasin Meat Mercenary Bambi   
                                  Butcher                               
      Commercial Fisherman        Flipper Whipper                       
             Whaler               Blubber Lover                         
       Old Person Elderly         Senior Citizens Time-extended         
                                  Gerontologically Advanced             
          Conservative            Right Wing Extremist Fascist Pig     
          Drug Addict             Chemically Challenged                 
              Bald                Comb-free                             
           Vegetable              Noble Unconscious Hero               
            Bisexual              Sexually Nonpreferential             
          Midget Dwarf            Little People Vertically Challenged   
             Insane               Selectively Perceptive Mental         
                                  Explorer                             
          Tree-hugger             Environmental Activist               
             Logger               Wood Weasel Paper Pirate Treeslayer   
           Obese Fat              Differently Weighted People of Mass   
                                  Gravitationally Challenged           
                               ACADEMIC                                 
            Far East              Asia                                 
           Censorship             Selective Speech                     
               BC                 BCE                                   
         Older Students           Non-traditional Students             
                                  New-traditional Students             
      Learning Disability         Self-paced Cognitive Ability         
            Cheating              Academic Dishonesty                   
            Library               Information Center                   
           Used book              Recycled book                         
              Dorm                Residence Hall                       
            Berkeley              Mecca       
                         
                             MISCELLANEOUS        
                       
          Broken Home             Dysfunctional Family                 
         Mercy Killing            Euthanasia Putting down               
          Cattle Ranch            Cattle Concentration Camp             
                                  "Moo-shwitz"                         
         Ghetto Barrio            Ethnically Homogeneous Area           
                                  Pre-integrated Pre-Nirvana           
           Hamburger              Seared, Mutilated Animal Flesh       
          Cheeseburger            Adding Insult to Injury               
              Tree                Oxygen Exchange Unit                 
              Gang                Youth Group                           
      Pimpmobile Low-rider        Culturally Responsive Transportation 
      Drunk Trashed Wasted         Spatially Perplexed                 
              Slum                Economic Oppression Zone             
             China                Porcelain                             
          Delicatessen            Corpse Farm


Citar
SOCIALLY INTOLERABLE WORDS

These are some, but unfortunately not all, words that are used to describe people. Remember, there are much more eloquent PC ways to say the same thing (and mean the same thing) without offending any of Earth's Children.

Do not use these words.(except when telling other people not to use them). If you hear anyone use these words, regardless of context, respond immediately:

"Alky, Babe, Beaner, Belgian-Bastard, Betty, Bimbo, Bitch, Blonde, Broad, Bum, Canuck, Chick, Chink, Coolie, Coon, Commie, Crip, Dego, Dike, Dot-head, Druggie, Fag, Fairy, Four-Eyes, Fudgepacker, Greaser, Hebe, Hippie,Honky, Hooknose, Indian, Injun, Jap, JAP, Jesus-Freak, Kike, Kraut, Lez, Lush, Nazi, Nigger, Nudnick, Pinko, Polock, Raghead, Redneck, Redskin, Retard,Ruskie, Sambo, Skirt, Spic, Spook, Tart, Toots, Uncle Tom, Vegetable, Wetback, Whore, White-Trash, Wop"
http://www.fiction.net/tidbits/politics/pc.html

Comb free.  :biglol:

No tópico antigo discorre-se ainda (em português) sobre termos racistas contra brancos, como "dar branco" denotando não saber algo. Alguns dos outros são "carta branca", "arma branca", "alvo", etc. Expressões ofensivas a outros grupos prejudicados também são discutidas
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 16 de Maio de 2015, 00:33:36
Me lembro da Novilíngua de 1984.

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 16 de Maio de 2015, 14:08:41
Tópico interessante este iniciado pelo forista Worf, na próxima postarei exemplos como este de cima lá.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Feliperj em 17 de Maio de 2015, 01:09:08
Consequências dos movimentos progressistas raciais nos EUA :


Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Feliperj em 17 de Maio de 2015, 01:22:38
Um dado interessante:

Lembro de ter lido um estudo (não tenho a fonte  :oops: ) em que os pesquisadores colocaram voluntários
em uma máquina de ressonância magnética e exibiram a eles fotos de pessoas enquanto observavam a
sua atividade cerebral. Não lembro dos detalhes, mas uma das conclusões desse estudo foi que, quando
eles mostravam, digamos, uma foto de um branco a um branco, certas áreas no cérebro "acendiam". Áreas
associadas ao reconhecimento de faces, etc. Já quando eles mostravam a face de um negro ao branco, além
dessas áreas, outras também mostravam atividade. Áreas (se não me falha a memória) associadas a reações
de medo. O curioso é que isso acontecia mesmo para pessoas que se declaravam não-racistas. Outro
dado curioso é que esse efeito desaparecia (acho) se o branco em questão tivesse sido criado junto com
negros. Vou dar uma googlada sobre esse assunto pra ver se desencavo o artigo.

Pode ser uma questão totalmente simétrica, o que seria evidenciado mostrando-se fotos de Brancos para Negros (nesse caso, podemos especular que seja algo evolutivo, para proteção de grupos), ou então explicadas tanto por questões heurísticas geradas por condições sociais de convívio e econômicas (maior ocorrência de crimes em uma determinada etnia).
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 17 de Maio de 2015, 14:26:29
De imageamento cerebral eu não sei, mas o "teste de associação implícita" mostra justamente esse tipo de coisa, e me lembro de ter lido ou ouvido que negros também têm maior "preconceito" contra negros.

https://implicit.harvard.edu/implicit/


Outra coisa que lembro de ter lido era que o efeito do teste era reduzido ou anulado se antes é feito um "imprinting" mais positivo com negros (talvez possa até reverter se usar algo ruim com brancos). "Imprinting" é o nome que dão em inglês para uma influência inconsciente que pode ser causada por coisas triviais, como nesse caso, ver um vídeo antes de uma família negra fazendo um piquenique num parque, no estilo comercial de margarina (só que com negros, o que é um bocado mais raro).



(A propósito, achava que o comercial daquela margarina "all day", em que um garoto cantava "oh, happy day", era com um menino negro... mas não... devo ter misturado na minha cabeça com aqueles filmes em que a Woopy Goldberg era uma "freira gospel")







Consequências dos movimentos progressistas raciais nos EUA :






Esse vídeo parece extremamente tendencioso e racista. A maior parte de crimes violentos de negros contra brancos não precisa ser explicada por racismo de negros contra brancos, diferentemente da violência policial (não em todos os casos) e das diferenças de julgamentos. Eu não sei se isso é burrice ou pura desonestidade, é como dizer que os crimes violentos de pobres contra ricos são "classismo", e então que o verdadeiro classismo não é de ricos contra pobres mas mais significativamente vice-versa.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 17 de Maio de 2015, 17:41:30
Consequências dos movimentos progressistas raciais nos EUA :



Esse vídeo parece extremamente tendencioso e racista. A maior parte de crimes violentos de negros contra brancos não precisa ser explicada por racismo de negros contra brancos, diferentemente da violência policial (não em todos os casos) e das diferenças de julgamentos.
Talvez a maioria dos abusos policiais praticados nos EUA em relação aos negros também possam ser explicados por outros fatores, que se não o racismo. Na minha opinião estão dando grande atenção para casos de abusos policiais quando as vítimas deste abuso são negros, não havendo muitos outros indícios que apontassem para o fato de que a motivação era racista, que se não o fato do policial ser branco e a vítima negra.

Eu não sei se isso é burrice ou pura desonestidade, é como dizer que os crimes violentos de pobres contra ricos são "classismo", e então que o verdadeiro classismo não é de ricos contra pobres mas mais significativamente vice-versa.
Acho que os exageros acontecem dos dois lados, entre ativistas do movimento negro qualquer crime cometido por autoridades de pele branca contra negros já é logo rotulado como racismo. Em casos de abuso, a ação do policial é injustificada, e como não há justificação aparente, logo se admite que seja racismo, sem qualquer evidência que garanta esta conclusão com segurança. Mas e os abusos que brancos sofrem da força policial, não são tão noticiados quanto os casos que envolvem vítimas negras, e quando o são muito raramente (ou nunca) são rotulados como caso de discriminação racial.

Agora, eu não acho absurdo a ideia de que o ativismo de alguns movimentos negros, ao invés de combater o racismo, o alimente, por incitar a violência e o antagonismo com os brancos, visto que é comum nestes movimentos a polarização de, eles contra nós, o nós representando os negros, como os oprimidos e as vítimas indefesas, enquanto eles, os brancos, como os opressores, os verdadeiros criminosos, bem desta forma generalizante mesmo.

Abraços!
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 17 de Maio de 2015, 17:53:29
Além das abordagens com negros serem muitas vezes injustificavelmente mais violentas ou mesmo apenas prisões sem justificação alguma (ou, perder no basquete de rua), com brancos acontecem coisas como, o policial decidir se uma menina branca é levada ou sai livre com um jogo de pedra, tesoura e papel.

E nem é só policiiais, é o sistema todo, postei em algum lugar que um cara quebra o queixo de um taxista veterano de guerra que disse que os muçulmanos não são todos terroristas, e isso é apenas "misdemeanor", enquanto que uma menina negra faz um experimento daqueles de vulcão com vinagre ou algo do tipo que faz mais bagunça/barulho do que deveria, por acidente, vai presa, e é "felon".

Um negro autista é preso por um ano ou mais, por esperar uma biblioteca abrir enquanto negro, e um branco rico rouba bebidas e atropela pessoas que ajudavam outras pessoas em acidente de trânsito ou problema com o carro, e sai livre, pela condição de "affluenza".

Praticamente por "necessidade lógica" não será tudo sempre racismo, mas parece que se esforçam um bocado para chegar a essa totalidade. 

As coisas chegam no nível de ser difícil de parodiar. Comediantes como o Chris Rock e o Chapelle tentam, mas o cara branco dizendo "desculpe, seu guarda, eu não sabia que não podia apostar corrida" e ficar por isso mesmo nem parece tão pior que alguns desses casos.

Mas sim, sem dúvida não será tudo racismo, e sim, existem muito risco de estar se pecando em defesa exagerada dos atacados pela polícia em diversos casos. E também existe racismo contra brancos, possivelmente mais impune.

 
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 17 de Maio de 2015, 18:07:11
Além das abordagens com negros serem muitas vezes injustificavelmente mais violentas ou mesmo apenas prisões sem justificação alguma (ou, perder no basquete de rua), com brancos acontecem coisas como, o policial decidir se uma menina branca é levada ou sai livre com um jogo de pedra, tesoura e papel.

E nem é só policiiais, é o sistema todo, postei em algum lugar que um cara quebra o queixo de um taxista veterano de guerra que disse que os muçulmanos não são todos terroristas, e isso é apenas "misdemeanor", enquanto que uma menina negra faz um experimento daqueles de vulcão com vinagre ou algo do tipo que faz mais bagunça/barulho do que deveria, por acidente, vai presa, e é "felon".

Um negro autista é preso por um ano ou mais, por esperar uma biblioteca abrir enquanto negro, e um branco rico rouba bebidas e atropela pessoas que ajudavam outras pessoas em acidente de trânsito ou problema com o carro, e sai livre, pela condição de "affluenza".

Praticamente por "necessidade lógica" não será tudo sempre racismo, mas parece que se esforçam um bocado para chegar a essa totalidade. 

As coisas chegam no nível de ser difícil de parodiar. Comediantes como o Chris Rock e o Chapelle tentam, mas o cara branco dizendo "desculpe, seu guarda, eu não sabia que não podia apostar corrida" e ficar por isso mesmo nem parece tão pior que alguns desses casos.

Mas sim, sem dúvida não será tudo racismo, e sim, existem muito risco de estar se pecando em defesa exagerada dos atacados pela polícia em diversos casos. E também existe racismo contra brancos, possivelmente mais impune.
Na maioria destes casos de acusação de racismo envolvendo forças policiais, temos o abuso, uma vítima negra e o autor branco, e a conclusão de que foi racismo com base apenas nestes fatos. Não que não tenha sido, mas para se fazer uma acusação tão grave como esta, acho que seria necessário acumular mais evidências primeiro. Na maioria dos casos totais, temos a úncia evidência clara, que é a de que houve abuso, as motivações deste abuso não estão tão clara assim, para se inferir com tanta segurança e de forma tão enfática, de que tenha sido racismo.

Abraços!
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 19 de Maio de 2015, 23:20:09
Ae Buck, sobre a abordagem discriminatória que a policia costuma fazer em relação a brancos e negros:

https://www.youtube.com/v/BKGZnB41_e4&feature=youtu.be

Só me pergunto se isso é tão comum e frequente como estes vídeos postados no youtube e nas redes sociais parecem querer mostrar.

Abraços!
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 19 de Maio de 2015, 23:27:45
Existiam políticas estatais racistas até esses dias, como o stop and frisk, que só foi terminada com ordem judicial federal afirmando se tratar de uma política racista. Não é preciso muita pesquisa pra perceber como o sistema policial e judiciário americano trata negros e brancos de maneira diferente
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 19 de Maio de 2015, 23:34:29
Putz, eu fico muito surpreso do cara não ter sido morto imediatamente. Eu não teria coragem de fazer isso, nem a pau.






Não acho que o stop-and-frisk seja exatamente "racista", num sentido prejudicial. Provavelmente sua proibição vai facilitar para criminosos latinos e negros, que por sua vez farão mais vítimas, principalmente dentro do mesmo grupo, também.

Não acho muito diferente de policiais abordarem mais motoqueiros, aqui no Brasil. Provavelmente se fizessem isso mais ainda, evitaria-se mais crimes e até mortes, apesar do transtorno.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 20 de Maio de 2015, 13:13:54
Putz, eu fico muito surpreso do cara não ter sido morto imediatamente. Eu não teria coragem de fazer isso, nem a pau.
Pensei a mesma coisa, nunca que eu aceitaria participar de um experimento deste.

Não acho que o stop-and-frisk seja exatamente "racista", num sentido prejudicial. Provavelmente sua proibição vai facilitar para criminosos latinos e negros, que por sua vez farão mais vítimas, principalmente dentro do mesmo grupo, também.

Não acho muito diferente de policiais abordarem mais motoqueiros, aqui no Brasil. Provavelmente se fizessem isso mais ainda, evitaria-se mais crimes e até mortes, apesar do transtorno.
É meio complicado, pois como dizem, é estatístico que negros em geral cometem mais crimes do que brancos, não é algo tão arbitrário assim orientar os policiais a tratarem os negros como suspeitos em potencial. Além do mais, pelo que reparei no vídeo, o cara não era simplesmente negro, ele tinha vestimentas e penteado característicos de pessoas que moram na periferia, que é outro grupo de pessoas que estatisticamente cometem mais crimes do que a média geral.

Abraços!
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 20 de Maio de 2015, 13:32:46
Putz, eu fico muito surpreso do cara não ter sido morto imediatamente. Eu não teria coragem de fazer isso, nem a pau.






Não acho que o stop-and-frisk seja exatamente "racista", num sentido prejudicial. Provavelmente sua proibição vai facilitar para criminosos latinos e negros, que por sua vez farão mais vítimas, principalmente dentro do mesmo grupo, também.

Não acho muito diferente de policiais abordarem mais motoqueiros, aqui no Brasil. Provavelmente se fizessem isso mais ainda, evitaria-se mais crimes e até mortes, apesar do transtorno.

Não é racista? Imagina você sendo assediado pela polícia apenas pela cor da sua pele!!!!!É a definição de racismo prejudicial!!! Brancos são os maiores estupradores, os que mais praticam violência sexual com crianças, a maioria dos serial killers e mass shotters e não são incomodados pela polícia nem quando andam com fuzil.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Maio de 2015, 13:59:17
Sim, imagino, deve ser meio parecido com ser abordado pela polícia apenas por estar andando de moto ou, em menor grau, acho, de gol.

É um transtorno, mas no fim a política deve acabar pegando alguns criminosos que se usam de motos, bem como os desencorajando em algum grau (não lá essas coisas), o que é melhor "para mim" (talvez dentro de grupo de risco maior de roubo por estes, apesar da moto que uso não ser exatamente das mais "visadas") e para a sociedade em geral (especialmente para quem tenha motos mais caras, mas também "em geral").

Não sei se parar mais igualitariamente brancos em blitz-surpresa nas mesmas situações em que negros e latinos são preferencialmente abordados teria um resultado muito significativo em reduzir esses crimes citados, exceto por esse caso de andar por aí com um fuzil e ser um potencial louco atirador, talvez.

Não que não possa haver análogos, mas é mais complicado, como, talvez "blitz" em residências de repúblicas encontrassem drogas usadas para estupro, mas não só o uso dessas drogas é muito raro, como, por não ser na rua, requereria mandado judicial, etc. Complexidades similares acontecem com os outros crimes "de rico", em comparação com os crimes "de pobre", onde o preâmbulo vai ser mais "convenientemente" estar andando ou parado nas ruas.

É algo parecido com, mas bem menos extremo que, o toque de recolher para menores, que reduz os crimes praticados por eles:

http://oglobo.globo.com/brasil/toque-de-recolher-reduz-incidencia-de-menores-envolvidos-em-crimes-no-interior-de-sp-3141316

Citar
http://www.viajus.com.br/viajus.php?pagina=artigos&id=3875&idAreaSel=1&seeArt=yes

O tão comentado toque de recolher ou recolher obrigatório como alguns o chamam, teve início durante a segunda guerra mundial na Alemanha nazista, e contava com apoio da população alemã, era essencialmente separatista e visava o isolamento dos judeus nos guetos, impedindo-os de ir e vir livremente pelas cidades, posteriormente, foi adotado pelo americanos que fizeram o mesmo com os imigrantes alemães e japoneses, também foi muito utilizado na europa quando durante as guerras soava uma sirene que avisava aos civís que se recolhessem a suas casas, pois iniciaria mais um bombardeio, como ainda hoje ocorre no chamado mundo árabe. [...]

O subcomandante do 46º Batalhão da PM, de Patrocínio capitão Salomão Queiroz Caixeta, diz que desde o início do “toque de recolher” o número de ocorrências policiais diminuiu de 702 na primeira quinzena de 2010 para 614 no mesmo período de 2011, diferença de 12,54%, medida semelhante adotada em Diadema, na Grande São Paulo, fez a violência cair 80%.

[...]





Citar
NYC stop-and-frisk data: Whites more likely to carry weapons and drugs

http://rt.com/usa/stop-frisk-whites-drugs-weapons-667/

Parece que os critérios de abordagem não são tão arbitrariamente discriminatórios, a ponto de intuírem quais brancos, dentre uma maioria branca um pouco menos da metade da população, têm maiores chances de estarem carregando armas ou drogas.

Citar
...
“Despite the overall reduction in stops, the proportion involving black and Latino New Yorkers has remained unchanged. They continue to constitute 84 percent of all stops, despite comprising only 54 percent of the general population. And the innocence rates remain at the same level as 2011 – at nearly 89 percent.”

Meanwhile, in a separate analysis by the New York Civil Liberties Union of these same statistics, the group revealed that out of 532,911 stop-and-frisk searches in 2012, just 729 guns were found.
...
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 20 de Maio de 2015, 14:45:51
Porque não parar todos os brancos que andam com crianças, ou todos os brancos que andam acompanhados de mulheres, ou todos os brancos que andam perto de escolas. Reduziríamos os crimes. Mas a que custo? Um estado policial onde os cidadãos não tem liberdade, onde o princípio de inocência é inválido? Até que ponto a sociedade deve se abrir para medidas discriminatórias ou restritivas para manter uma segurança?

Qual a porcentagem de diminuição da criminalidade? Vale a pena alienar 50% da população pra garantir essa porcentagem?

Negros usam drogas na mesma proporção que brancos, mas são condenados 6x mais.
Negros tem penas 30% maiores que brancos pelos mesmos crimes.
Negros são sistematicamente excluidos de júris pela promotoria.
Em entrevistas de empregos, brancos com condenação prévia tem as mesmas chances de arrumar emprego do que um negro sem nenhuma passagem na polícia. (1 (http://www.irp.wisc.edu/publications/focus/pdfs/foc232i.pdf))
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Maio de 2015, 15:30:01
[longo demais, tentarei escrever algo mais curto mais tarde]

Resumo máximo, talvez suficiente:


Essas tentativas de analogia são "falsas", deve ser tanto difícil constituir algum flagrante (diferentemente de apreensões de armas ou motoristas bêbados), como esses crimes são comparativamente muito mais raros. Qualquer que seja a estratégia para reduzí-los significativamente, deve ser outra.

Não sei qual é a redução exata dos crimes por essas abordagens policiais, apenas sei dos dados que apresentei: mais de 700 armas apreendidas em um ano nos EUA, e redução de 80% da criminalidade violenta no Brasil, com toques de recolher (talvez junto com bares tendo que fechar mais cedo). Não saberia estimar quanto essas mais de 700 armas ilegais poderiam estar ajudando a matar e roubar, mas deve ser preferível a estarem em circulação. Me arrisco a supor que as pessoas inocentes abordadas prefeririam a abordagem policial à dos bandidos que teriam essas armas.


Racismo existe, mas várias das coisas citadas não tem nada a ver com esse assunto específico de abordagem policial, onde, também há comumente racismo mesmo, e bem grave. Mas isso não significa que a desproporção racial das abordagens seja inerentemente algo negativo. Na verdade, os maiores beneficiados são os grupos mais abordados, já que a maior parte dos crimes violentos é endorracial. Uma política "igualitária" teria/terá como resultado redução de vítimas brancas e aumento de vítimas negras (e latinas, falando de EUA).
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 20 de Maio de 2015, 15:46:29
Yeah, não, só os brancos preferem esse tipo de abordagem, negros (surpresa!!!) detestam ser parados pelo critério da cor da pele.


O aumento de armas encontradas com a implementação do stop and frisa é minúsculo, enquanto a quantidade de negros que temem, desconfiam e se sentem inferiorizados, atacados e abandonados pelo sistema aumenta.

"Out of 160,851 stops in 2003, cops confiscated 604 guns, or about one gun for every 266 stops. In 2011, with an additional 524,873 stops, cops only uncovered 780 guns."

Como visto, existem modos melhores

(http://s3.postimg.org/nq8wxkjib/o_STOP_AND_FRISK_NYPD_570.jpg)



Brancos parados tem duas vezes mais chances de ter armas do que negros, mesmo assim negros e latinos e mesmo assim esses representam 89% dos parados. (1 (http://www.huffingtonpost.com/2012/05/10/nypd-stop-and-frisk-new-nyclu-racial-disparities_n_1506391.html))



A ligação entre diminuição de homicídios e stop and frisa é bem tênue

"It is true that the first decade of the aughts in New York City has seen significantly fewer murders than say, the 1980s, when there were about 2,000 slayings a year. Mayor Michael Bloomberg, Police Commissioner Ray Kelly, and others believe this drop is largely due to stop and frisks taking guns off the street. The link, however, between increased stop and frisks and lower murder rates could be a tenuous one. From The New York Times:

In 2002, when Mr. Kelly last took office, officers stopped 97,296 New Yorkers and the city reported 587 homicides. Last year, those numbers were 685,724 and 532.
And from WNYC:

Last week, the NYPD said stop-and-frisk was used more than 200,000 times in the first quarter of this year – a 10 percent jump from the same period last year. The data covers the period from January to March. So far this year homicides are down by 19 percent over last year.
But of the 13 precincts where homicides were up, stop and frisks increased in six over the same reporting period last year. And in the remaining seven, stop and frisks were down.
“There is no evidence that stop and frisk is lowering or suppressing the murder rate in New York City,” said Chris Dunn, spokesman for the NYCLU, in a statement. “Murders have dropped steadily since 1990.”"
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Maio de 2015, 16:05:47
Yeah, não, só os brancos preferem esse tipo de abordagem, negros (surpresa!!!) detestam ser parados pelo critério da cor da pele.

O que? Negros preferem ser assaltados a mão armada do que parados por policiais?

(o critério não é necessariamente "cor da pele"; ainda que qualquer critério que focasse mais nos grupos de risco teria isso como associação incidental, que pode acabar sendo usada exageradamente como aproximação)


Citar
O aumento de armas encontradas com a implementação do stop and frisa é minúsculo, enquanto a quantidade de negros que temem, desconfiam e se sentem inferiorizados, atacados e abandonados pelo sistema aumenta.

As pessoas não são instintivamente boas em estatística, apesar de "minúscula", essa diferença ainda é benéfica aos negros e latinos, que tem sua vitimização por crimes violentos reduzida.

Evidentemente todos não-criminosos (e criminosos principalmente!) prefeririam não ter que passar por qualquer abordagem policial, preferiríamos que a redução nos crimes se desse sempre sem qualquer custo pessoal. Então esse incômodo será sempre mais evidente do que o "não-assalto" prevenido.

 

Citar
Como visto, existem modos melhores

Com o mesmo investimento? Quais?



Citar
Brancos parados tem duas vezes mais chances de ter armas do que negros, mesmo assim negros e latinos e mesmo assim esses representam 89% dos parados. (1 (http://www.huffingtonpost.com/2012/05/10/nypd-stop-and-frisk-new-nyclu-racial-disparities_n_1506391.html))

Talvez porque os brancos suspeitos sejam por alguma razão mais facilmente diferenciáveis dos brancos não-suspeitos, o que permite maior acurácia. Isso pode até envolver racismo propriamente dito, mas pode também haver maior homogeneidade nas aparências suspeitas entre não-brancos.



Citar
A ligação entre diminuição de homicídios e stop and frisa é bem tênue

E deve ser menor ainda para estupros, mas nem um nem outro são os únicos crimes que poderiam ser cometidos pelas pessoas de quem foram apreendidas armas ilegais (ou que são desencorajados pela polícia estar vigilante dessa forma). Crimes estes que, vitimariam principalmente a negros e latinos, mas foram prevenidos.





:?: Deve-se acabar com blitz de bafômetro, pelo mesmo raciocínio?


Pelo direito de dirigir alcoolizado
 
[...]De fato, essa perseguição a motoristas é pior do que a perseguição racial, porque esta última apenas sugere que a polícia está mais vigilante, e não que ela esteja necessariamente criminalizando toda uma raça. Apesar da propaganda, o que está sendo criminalizado no caso da direção embriagada não é a probabilidade de a pessoa dirigindo se envolver em um acidente, mas, sim, a questão do teor de álcool no sangue. Um motorista bêbado é humilhado e destruído mesmo quando ele não cometeu dano algum.[...]

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Maio de 2015, 16:27:33
Ladrões usam moto em 61,5% dos roubos em SP

http://www.gazetadopovo.com.br/vida-publica/ladroes-usam-moto-em-615-dos-roubos-em-sp-adm24aa4jr1sfvm91gusit8pa


Ainda assim, só uma fração dos motoqueiros é ladrão.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 20 de Maio de 2015, 16:30:29
Yeah, não, só os brancos preferem esse tipo de abordagem, negros (surpresa!!!) detestam ser parados pelo critério da cor da pele.

O que? Negros preferem ser assaltados a mão armada do que parados por policiais?

(o critério não é necessariamente "cor da pele"; ainda que qualquer critério que focasse mais nos grupos de risco teria isso como associação incidental, que pode acabar sendo usada exageradamente como aproximação)

Eles preferem que o estado arrume outra maneira não preconceituosa e mais eficiente de reduzir a criminalidade. Dizer que cor de pele e nacionalidade não é um critério é sacanagem. No Brooklin 93 de cada 100 jovens negros de todas as classes sociais foram parados no stop and frisk.

Citar
O aumento de armas encontradas com a implementação do stop and frisa é minúsculo, enquanto a quantidade de negros que temem, desconfiam e se sentem inferiorizados, atacados e abandonados pelo sistema aumenta.

As pessoas não são instintivamente boas em estatística, apesar de "minúscula", essa diferença ainda é benéfica aos negros e latinos, que tem sua vitimização por crimes violentos reduzida.


Evidentemente todos não-criminosos (e criminosos principalmente!) prefeririam não ter que passar por qualquer abordagem policial, preferiríamos que a redução nos crimes se desse sempre sem qualquer custo pessoal. Então esse incômodo será sempre mais evidente do que o "não-assalto" prevenido.

Uma diferença minúscula com um alto custo para quem é tratado como bandido diariamente, para quem é humilhado, para quem é perseguido.
 
Citar
Como visto, existem modos melhores

Com o mesmo investimento? Quais?

A intenção é só diminuir custos? Então vamos botar toque de recolher para todos os cidadãos. Ou quem sabe, parar todos os cidadãos, independente da raça. Ja ajuda.

Citar
Brancos parados tem duas vezes mais chances de ter armas do que negros, mesmo assim negros e latinos e mesmo assim esses representam 89% dos parados. (1 (http://www.huffingtonpost.com/2012/05/10/nypd-stop-and-frisk-new-nyclu-racial-disparities_n_1506391.html))

Talvez porque os brancos suspeitos sejam por alguma razão mais facilmente diferenciáveis dos brancos não-suspeitos, o que permite maior acurácia. Isso pode até envolver racismo propriamente dito, mas pode também haver maior homogeneidade nas aparências suspeitas entre não-brancos.

Ja é demonstrado que o sistema policial e jurídico americano é racista, negar o racismo aqui é fechar os olhos para a realidade.

Citar
A ligação entre diminuição de homicídios e stop and frisa é bem tênue

E deve ser menor ainda para estupros, mas nem um nem outro são os únicos crimes que poderiam ser cometidos pelas pessoas de quem foram apreendidas armas ilegais. Crimes estes que, vitimariam principalmente a negros e latinos, mas foram prevenidos.

Vimos que a quantidade de armas encontradas é ridiculamente menor do que a quantidade de armas encontradas antes do uso do programa, não é difícil inferir que a quantidade de crimes evitados também é ridiculamente pequena.



:?: Deve-se acabar com blitz de bafômetro, pelo mesmo raciocínio?

Se o critério da blitz for racista, sim.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Maio de 2015, 16:43:13
Talvez deva-se ter ainda menos polícia nos bairros pobres, onde há mais negros, já que isso seria também "racismo". As UPPs são racistas. Por que não tem UPP em bairro chique?

Os crimes que elas previnem devem ser insignificantes, infiro assim.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 20 de Maio de 2015, 16:53:24
Talvez deva-se ter ainda menos polícia nos bairros pobres, onde há mais negros, já que isso seria também "racismo". As UPPs são racistas. Por que não tem UPP em bairro chique?

Os crimes que elas previnem devem ser insignificantes, infiro assim.


Policia serve pra prender quem comete crimes, não assediar pessoas baseado na cor da pele.

Ja que é pra apelar, porque não matar (prender sai caro) todos os negros, latinos e pobres, ai a criminalidade acaba e os brancos "cidadãos de bem" podem viver livres e felizes.

Sendo sério, toda política tem que ser balanceada pelo custo benefício, os números demonstram que a quantidade de crimes impedidos pelo stop and frisk são pequenos e em certos casos nem se tem qualquer prova de causualidade, enquanto o custo social é gigantesco.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Maio de 2015, 16:56:58
Bem, eu não estou dizendo que as pessoas tem que ser assediadas baseadas na cor da pele, então só vou finalizar dizendo que a polícia deveria fazer todas as melhores e mais eficientes táticas de prevenção e combate ao crime -- incluindo o crime de racismo. E para isso, deve sempre utilizar de métodos que não firam aos direitos dos inocentes. A polícia não deve ser vista como um incômodo ou ameaça pela população, mas sim como seus protetores, em quem podem sempre confiar. Com políticas igualitárias, que promovem a oportunidade e a igualdade, o ser humano deixa de ter motivo para se voltar contra o seu próximo. O resultado é um mundo com menos violência e injustiça. Isso só será obtido se o estado e a sociedade una esforços, agindo sempre para o bem comum.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Sergiomgbr em 20 de Maio de 2015, 17:27:53
Proponho 2 problemas par dirimir algumas dúvidas,

Problema 1

País do povo marrom que tem 100% do povo marrom e que tem alto desenvolvimento social tem X% de crimes.

País do povo roxo, com caos social com X+1.000% de crimes.

Pessoas do país do povo roxo vão morar no país do povo marrom e então o número de crimes no país do povo marrom aumenta X+100%. Estatísticas apontam que os crimes aumentaram por causa do povo roxo, então a polícia visa o povo roxo. A pergunta é: Isso é racismo?

Problema 2

Pessoas azuis tem mais incidência de determinadas doenças no geral que o restante da população, composta também de verdes, vermelhos, amarelos e marrons. O sistema de saúde pública visa mais as pessoas azuis por causa dessas determinadas doenças do que o restante da população. A pergunta é: Isso é racismo?




Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 20 de Maio de 2015, 17:33:08
Proponho 2 problemas par dirimir algumas dúvidas,

Problema 1

País do povo marrom que tem 100% do povo marrom e que tem alto desenvolvimento social tem X% de crimes.

País do povo roxo, com caos social com X+1.000% de crimes.

Pessoas do país do povo roxo vão morar no país do povo marrom e então o número de crimes no país do povo marrom aumenta X+100%. Estatísticas apontam que os crimes aumentaram por causa do povo roxo, então a polícia visa o povo roxo. A pergunta é: Isso é racismo?

Problema 2

Pessoas azuis tem mais incidência de determinadas doenças no geral que o restante da população, composta também de verdes, vermelhos, amarelos e marrons. O sistema de saúde pública visa mais as pessoas azuis por causa dessas determinadas doenças do que o restante da população. A pergunta é: Isso é racismo?






Sim. Bom isso seria um preconceito, no sentido de haver um medo de determinado grupo pelo histórico, de maneira injusta. Mas como todo preconceito, isso é algo natural. O que seria realmente ruim é a defesa da superioridade racial, pois se trata de um racismo baseado em uma ideologia.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Sergiomgbr em 20 de Maio de 2015, 18:17:47
Proponho 2 problemas par dirimir algumas dúvidas,

Problema 1

País do povo marrom que tem 100% do povo marrom e que tem alto desenvolvimento social tem X% de crimes.

País do povo roxo, com caos social com X+1.000% de crimes.

Pessoas do país do povo roxo vão morar no país do povo marrom e então o número de crimes no país do povo marrom aumenta X+100%. Estatísticas apontam que os crimes aumentaram por causa do povo roxo, então a polícia visa o povo roxo. A pergunta é: Isso é racismo?

Problema 2

Pessoas azuis tem mais incidência de determinadas doenças no geral que o restante da população, composta também de verdes, vermelhos, amarelos e marrons. O sistema de saúde pública visa mais as pessoas azuis por causa dessas determinadas doenças do que o restante da população. A pergunta é: Isso é racismo?

Sim. Bom isso seria um preconceito, no sentido de haver um medo de determinado grupo pelo histórico, de maneira injusta. Mas como todo preconceito, isso é algo natural. O que seria realmente ruim é a defesa da superioridade racial, pois se trata de um racismo baseado em uma ideologia.
Acha mesmo? Mesmo a parte que a saúde pública visa mais os que tem mais predisposição à determinadas doenças? Pode explicar onde está mesmo algum preconceito aí?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 20 de Maio de 2015, 19:40:35
Proponho 2 problemas par dirimir algumas dúvidas,

Problema 1

País do povo marrom que tem 100% do povo marrom e que tem alto desenvolvimento social tem X% de crimes.

País do povo roxo, com caos social com X+1.000% de crimes.

Pessoas do país do povo roxo vão morar no país do povo marrom e então o número de crimes no país do povo marrom aumenta X+100%. Estatísticas apontam que os crimes aumentaram por causa do povo roxo, então a polícia visa o povo roxo. A pergunta é: Isso é racismo?

Problema 2

Pessoas azuis tem mais incidência de determinadas doenças no geral que o restante da população, composta também de verdes, vermelhos, amarelos e marrons. O sistema de saúde pública visa mais as pessoas azuis por causa dessas determinadas doenças do que o restante da população. A pergunta é: Isso é racismo?

Sim. Bom isso seria um preconceito, no sentido de haver um medo de determinado grupo pelo histórico, de maneira injusta. Mas como todo preconceito, isso é algo natural. O que seria realmente ruim é a defesa da superioridade racial, pois se trata de um racismo baseado em uma ideologia.
Acha mesmo? Mesmo a parte que a saúde pública visa mais os que tem mais predisposição à determinadas doenças? Pode explicar onde está mesmo algum preconceito aí?

No caso de julgar por um comportamento (crimes), trata-se a meu ver de preconceito racial.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Sergiomgbr em 20 de Maio de 2015, 19:58:42
Proponho 2 problemas par dirimir algumas dúvidas,

Problema 1

País do povo marrom que tem 100% do povo marrom e que tem alto desenvolvimento social tem X% de crimes.

País do povo roxo, com caos social com X+1.000% de crimes.

Pessoas do país do povo roxo vão morar no país do povo marrom e então o número de crimes no país do povo marrom aumenta X+100%. Estatísticas apontam que os crimes aumentaram por causa do povo roxo, então a polícia visa o povo roxo. A pergunta é: Isso é racismo?

Problema 2

Pessoas azuis tem mais incidência de determinadas doenças no geral que o restante da população, composta também de verdes, vermelhos, amarelos e marrons. O sistema de saúde pública visa mais as pessoas azuis por causa dessas determinadas doenças do que o restante da população. A pergunta é: Isso é racismo?

Sim. Bom isso seria um preconceito, no sentido de haver um medo de determinado grupo pelo histórico, de maneira injusta. Mas como todo preconceito, isso é algo natural. O que seria realmente ruim é a defesa da superioridade racial, pois se trata de um racismo baseado em uma ideologia.
Acha mesmo? Mesmo a parte que a saúde pública visa mais os que tem mais predisposição à determinadas doenças? Pode explicar onde está mesmo algum preconceito aí?

No caso de julgar por um comportamento (crimes), trata-se a meu ver de preconceito racial.
Está falando dessa parte?

Citar
Problema 1

País do povo marrom que tem 100% do povo marrom e que tem alto desenvolvimento social tem X% de crimes.

País do povo roxo, com caos social com X+1.000% de crimes.

Pessoas do país do povo roxo vão morar no país do povo marrom e então o número de crimes no país do povo marrom aumenta X+100%. Estatísticas apontam que os crimes aumentaram por causa do povo roxo, então a polícia visa o povo roxo. A pergunta é: Isso é racismo?

Explica por favor onde que tá o racismo.

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 20 de Maio de 2015, 20:15:06
Proponho 2 problemas par dirimir algumas dúvidas,

Problema 1

País do povo marrom que tem 100% do povo marrom e que tem alto desenvolvimento social tem X% de crimes.

País do povo roxo, com caos social com X+1.000% de crimes.

Pessoas do país do povo roxo vão morar no país do povo marrom e então o número de crimes no país do povo marrom aumenta X+100%. Estatísticas apontam que os crimes aumentaram por causa do povo roxo, então a polícia visa o povo roxo. A pergunta é: Isso é racismo?

Problema 2

Pessoas azuis tem mais incidência de determinadas doenças no geral que o restante da população, composta também de verdes, vermelhos, amarelos e marrons. O sistema de saúde pública visa mais as pessoas azuis por causa dessas determinadas doenças do que o restante da população. A pergunta é: Isso é racismo?

Sim. Bom isso seria um preconceito, no sentido de haver um medo de determinado grupo pelo histórico, de maneira injusta. Mas como todo preconceito, isso é algo natural. O que seria realmente ruim é a defesa da superioridade racial, pois se trata de um racismo baseado em uma ideologia.
Acha mesmo? Mesmo a parte que a saúde pública visa mais os que tem mais predisposição à determinadas doenças? Pode explicar onde está mesmo algum preconceito aí?

No caso de julgar por um comportamento (crimes), trata-se a meu ver de preconceito racial.
Está falando dessa parte?

Citar
Problema 1

País do povo marrom que tem 100% do povo marrom e que tem alto desenvolvimento social tem X% de crimes.

País do povo roxo, com caos social com X+1.000% de crimes.

Pessoas do país do povo roxo vão morar no país do povo marrom e então o número de crimes no país do povo marrom aumenta X+100%. Estatísticas apontam que os crimes aumentaram por causa do povo roxo, então a polícia visa o povo roxo. A pergunta é: Isso é racismo?

Explica por favor onde que tá o racismo.



Quando a polícia aborda de forma agressiva ou invasiva um dos roxos sem este ter feito algo.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Sergiomgbr em 20 de Maio de 2015, 20:46:00
Proponho 2 problemas par dirimir algumas dúvidas,

Problema 1

País do povo marrom que tem 100% do povo marrom e que tem alto desenvolvimento social tem X% de crimes.

País do povo roxo, com caos social com X+1.000% de crimes.

Pessoas do país do povo roxo vão morar no país do povo marrom e então o número de crimes no país do povo marrom aumenta X+100%. Estatísticas apontam que os crimes aumentaram por causa do povo roxo, então a polícia visa o povo roxo. A pergunta é: Isso é racismo?

Problema 2

Pessoas azuis tem mais incidência de determinadas doenças no geral que o restante da população, composta também de verdes, vermelhos, amarelos e marrons. O sistema de saúde pública visa mais as pessoas azuis por causa dessas determinadas doenças do que o restante da população. A pergunta é: Isso é racismo?

Sim. Bom isso seria um preconceito, no sentido de haver um medo de determinado grupo pelo histórico, de maneira injusta. Mas como todo preconceito, isso é algo natural. O que seria realmente ruim é a defesa da superioridade racial, pois se trata de um racismo baseado em uma ideologia.
Acha mesmo? Mesmo a parte que a saúde pública visa mais os que tem mais predisposição à determinadas doenças? Pode explicar onde está mesmo algum preconceito aí?

No caso de julgar por um comportamento (crimes), trata-se a meu ver de preconceito racial.
Está falando dessa parte?

Citar
Problema 1

País do povo marrom que tem 100% do povo marrom e que tem alto desenvolvimento social tem X% de crimes.

País do povo roxo, com caos social com X+1.000% de crimes.

Pessoas do país do povo roxo vão morar no país do povo marrom e então o número de crimes no país do povo marrom aumenta X+100%. Estatísticas apontam que os crimes aumentaram por causa do povo roxo, então a polícia visa o povo roxo. A pergunta é: Isso é racismo?

Explica por favor onde que tá o racismo.



Quando a polícia aborda de forma agressiva ou invasiva um dos roxos sem este ter feito algo.
Mas isso é truculência, não racismo. Ou não?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 20 de Maio de 2015, 21:58:20
Está ficando complicado.
Mas isso é truculência, não racismo. Ou não?

Se ele não faz isso com um marrom, não.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Diegojaf em 21 de Maio de 2015, 11:13:04
Bem, eu não estou dizendo que as pessoas tem que ser assediadas baseadas na cor da pele, então só vou finalizar dizendo que a polícia deveria fazer todas as melhores e mais eficientes táticas de prevenção e combate ao crime -- incluindo o crime de racismo. E para isso, deve sempre utilizar de métodos que não firam aos direitos dos inocentes. A polícia não deve ser vista como um incômodo ou ameaça pela população, mas sim como seus protetores, em quem podem sempre confiar. Com políticas igualitárias, que promovem a oportunidade e a igualdade, o ser humano deixa de ter motivo para se voltar contra o seu próximo. O resultado é um mundo com menos violência e injustiça. Isso só será obtido se o estado e a sociedade una esforços, agindo sempre para o bem comum.

Só que abordagem policial já deixa a esfera da "prevenção" e atinge a "repressão", o que implica que a primeira falhou.

Um sistema eficiente não é onde se apreende muitas armas ou se pegam muitos ladrões, mas sim um onde o autor é desestimulado pela certeza da punição. Ele sequer vai sair de casa com essa intenção, num claro exemplo de custoxbenefício onde o crime não compensa.

As abordagens policiais nos EUA já são restritas. No Brasil até pouco tempo era um oba-oba completo, onde o policial abordava quem desse na telha. Uma juíza recentemente invalidou droga apreendida porque não havia fundada suspeita em primeiro lugar para realizar a busca. Há muito tempo eu bato na tecla sempre que posso falar na PM que a forma de abordar que realizamos é errada e eventualmente iria repercutir negativamente na esfera judicial. O povo dizia que eu queria era inviabilizar o trabalho, mas é só um reflexo de um pensamento que observa a lei por 5seg pra concluir que "vamos abordar aquele cara porque ele está ali" não é a forma correta de trabalhar.

Não funciona assim, a fundada suspeita tem que ser fundamentada, não é "os cabelos de abóbora geralmente pertencem a quadrilhas, então, vamos abordar todos os cabelos de abóbora" é "o serviço de inteligência levantou a informação de que os crimes praticados nessa área são feitos por 2 indivíduos em uma moto de cor X, marca e modelo Y e capacetes Z".

Só que a abordagem "indiscriminada" (entre aspas, porque não é indiscriminada, é claramente direcionada a pessoas "diferenciadas") é mais fácil, barata e não exige o uso do cérebro. As pessoas "de bem" gostam (até o momento em que são abordadas, como fiz ontem e eu tive que explicar em detalhes minuciosos porque ninguém tem "vagabundo" escrito na testa e andar com a placa da moto levantada é sim fundada suspeita E infração de trânsito).

Na minha concepção, se eu tenho que colocar dentre as atribuições do meu trabalho "passar a mão em órgão genital alheio", o policiamento preventivo e o sistema como um todo, falhou miseravelmente.

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Maio de 2015, 12:27:05
Um sistema eficiente não teria ladrões, eles seriam não-fabricados pela oportunidade de ser um membro produtivo da sociedade. Etc.

Quando uma coisa falha, você faz a próxima coisa aquém do ideal, ainda possível para minimizar os danos. Uma delas é policiamento, a polícia mostrar estar vigilante.

A abordagem "indiscriminada", ou preferencial aos perfis mais associados à prática de crimes pode não exigir o uso do cérebro -- essa é a intenção de heurística -- mas não significa que não seja inteligente mesmo assim, e funcional, por desencorajamento dos potenciais criminosos a atuarem nas redondezas.

Eu ficaria muito surpreso se uma pessoa, de qualquer raça, dona ou que trabalhe em um estabelecimento comercial, fosse preferir que acabassem as abordagens policiais próximas, mesmo que essas pessoas sejam das mesmas raças que mais cometem crimes na área e eventuamente passem por abordagens (tirando claro, a possibilidade de ter ou trabalhar em estabelecimento em área de criminalidade mínima mesmo sem policiamento -- ainda mais se lá também chovesse suco de maracujá). Ficaria muito surpreso se bandidos não preferissem atuar em locais onde vêem menos a polícia atuando.

Isso no entanto deve acontecer dissociado de racismo* e brutalidade policial. Algumas notícias sobre as UPPs eram bastante positivas quanto a isso, a opinião da população destoando completamente do que mais típicamente sai nos jornais, de mães e parentes de pessoas mortas pela polícia denunciando brutalidade e racismo, mas sendo altamente favoráveis à presença policial.



* onde eu ainda consideraria que uma desproporção em abordagens não é necessariamente o caso, da mesma forma que normalmente não se costuma considerar perseguição as desproporções numericamente "etaristas", "sexistas", e de acordo com um tipo de veículo, etc.





Citar
"o serviço de inteligência levantou a informação de que os crimes praticados nessa área são feitos por 2 indivíduos em uma moto de cor X, marca e modelo Y e capacetes Z".

Quando se tem esse padrão tão específico, ótimo. Não sei se sempre se tem, até porque comumente deve haver mais de dois caras praticando crimes numa "área", e provavelmente nem ficam sempre convenientemente com as mesmas motos ou roupas.

Acho que não raramente se terá uma série de ocorrências variadas numa região, muito provavelmente implicando haver mais de dois indivíduos criminosos, e sem tanta "precisão" quanto a marca de moto, capacetes (quando for o caso), etc. Acho que muito mais provavelmente em vez disso deverá ser comumente mais um perfil sexual, etário, étnico, e algumas vezes fisionômico, de um número indefinido de perpetradores.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Sergiomgbr em 21 de Maio de 2015, 12:38:41
Está ficando complicado.

Está. A parte que a polícia é agressiva etc. é por sua conta, não tava no enunciado.

Mas isso é truculência, não racismo. Ou não?

Se ele não faz isso com um marrom, não.
'Ele' quem?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Diegojaf em 21 de Maio de 2015, 13:32:09
Um sistema eficiente não teria ladrões, eles seriam não-fabricados pela oportunidade de ser um membro produtivo da sociedade. Etc.

Quando uma coisa falha, você faz a próxima coisa aquém do ideal, ainda possível para minimizar os danos. Uma delas é policiamento, a polícia mostrar estar vigilante.

A abordagem "indiscriminada", ou preferencial aos perfis mais associados à prática de crimes pode não exigir o uso do cérebro -- essa é a intenção de heurística -- mas não significa que não seja inteligente mesmo assim, e funcional, por desencorajamento dos potenciais criminosos a atuarem nas redondezas.

A questão é que a primeira coisa não falhou, ela sequer é aplicada. Trabalhar no sintoma com as abordagens e ignorar o problema é fácil, burro e barato (pro Estado).

Eu ficaria muito surpreso se uma pessoa, de qualquer raça, dona ou que trabalhe em um estabelecimento comercial, fosse preferir que acabassem as abordagens policiais próximas, mesmo que essas pessoas sejam das mesmas raças que mais cometem crimes na área e eventuamente passem por abordagens (tirando claro, a possibilidade de ter ou trabalhar em estabelecimento em área de criminalidade mínima mesmo sem policiamento -- ainda mais se lá também chovesse suco de maracujá). Ficaria muito surpreso se bandidos não preferissem atuar em locais onde vêem menos a polícia atuando.

Ninguém reclama de abordagem policial, até o momento em que é abordado e diz que está sendo constrangido, é embaraçoso e vergonhoso e que a polícia não prende bandido. Eu enxergo esse argumento da mesma maneira que vejo quem diz que no Brasil não existe preconceito, porque com ele não acontece.

Normalmente quem defende a atuação indiscriminada com o uso da busca pessoal é exatamente aquele que não tem o perfil de sofrer com ela.

Isso no entanto deve acontecer dissociado de racismo* e brutalidade policial. Algumas notícias sobre as UPPs eram bastante positivas quanto a isso, a opinião da população destoando completamente do que mais típicamente sai nos jornais, de mães e parentes de pessoas mortas pela polícia denunciando brutalidade e racismo, mas sendo altamente favoráveis à presença policial.

* onde eu ainda consideraria que uma desproporção em abordagens não é necessariamente o caso, da mesma forma que normalmente não se costuma considerar perseguição as desproporções numericamente "etaristas", "sexistas", e de acordo com um tipo de veículo, etc.

As UPP's foram lindas, até o momento em que o resto dos demais serviços que o Estado forneceria para tirar aquelas pessoas da margem do desenvolvimento foram abandonados e só deixaram containers com policiais vigiando a favela, mais ou menos como o cão de guarda que você deixa no limite do seu jardim pra ninguém entrar. Agora elas estão mergulhadas em denuncias de corrupção e até mesmo envolvimento com o tráfico.

Citar
"o serviço de inteligência levantou a informação de que os crimes praticados nessa área são feitos por 2 indivíduos em uma moto de cor X, marca e modelo Y e capacetes Z".

Quando se tem esse padrão tão específico, ótimo. Não sei se sempre se tem, até porque comumente deve haver mais de dois caras praticando crimes numa "área", e provavelmente nem ficam sempre convenientemente com as mesmas motos ou roupas.

Acho que não raramente se terá uma série de ocorrências variadas numa região, muito provavelmente implicando haver mais de dois indivíduos criminosos, e sem tanta "precisão" quanto a marca de moto, capacetes (quando for o caso), etc. Acho que muito mais provavelmente em vez disso deverá ser comumente mais um perfil sexual, etário, étnico, e algumas vezes fisionômico, de um número indefinido de perpetradores.

Você se surpreenderia.

Pelo seu ponto de vista, já que não é constrangedor "at all", que se institua um estado policial de vez, com fiscalização pesada e exames de raio-x a partir do momento em que sai de casa. O paradoxo Liberdade X Segurança estaria finalmente resolvido e todos estariam felizes.

Mas pelo seu ponto de vista, vale a pensa sacrificar a liberdade só daqueles que se encaixam em um perfil que eu imagino não seja o seu, certo?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Maio de 2015, 13:54:09
Não, tudo tinha que ser ideal, para todos.

Deveriam acabar com abordagens a motos, por exemplo. Não importa que mais de 60% dos crimes estejam ocorrendo de moto, ou qualquer perfil que seja. Ou se aborda a todas as pessoas, igualmente, ou ninguém. Etc.

E mesmo assim resolver todos os crimes, e prevenir toda a criminalidade e etc. Do jeito que for mais agradável a todas as pessoas, sem causar qualquer incômodo a quem quer que seja. Qualquer abordagem policial que houver a uma pessoa não-criminosa deve ser considerada CRIME e punida severamente. É um assédio, difamação, desmoralização, e traz efeitos para o resto da vida da pessoa. E o indivíduo não é obrigado a produzir prova contra si próprio, então nem deveria ter obrigação de colaborar com esses procedimentos ditatoriais, que só servem de abuso e coleta de propina.

Sempre deve-se respeitar aos direitos humanos, acima de tudo.


1 - prende-se todos os policiais corruptos

2 - previne-se todo o crime através de oportunidade e igualdade

3 - paz e harmonia social

(http://www.centralprint.net/jwtalks/DC/1982ELF.jpg)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Diegojaf em 21 de Maio de 2015, 13:59:28
Não, tudo tinha que ser ideal, para todos.

Deveriam acabar com abordagens a motos, por exemplo. Não importa que mais de 60% dos crimes estejam ocorrendo de moto, ou qualquer perfil que seja. Ou se aborda a todas as pessoas, igualmente, ou ninguém. Etc.

E mesmo assim resolver todos os crimes, e prevenir toda a criminalidade e etc. Do jeito que for mais agradável a todas as pessoas, sem causar qualquer incômodo a quem quer que seja. Qualquer abordagem policial que houver a uma pessoa não-criminosa deve ser considerada CRIME e punida severamente. É um assédio, difamação, desmoralização, e traz efeitos para o resto da vida da pessoa. E o indivíduo não é obrigado a produzir prova contra si próprio, então nem deveria ter obrigação de colaborar com esses procedimentos ditatoriais, que só servem de abuso e coleta de propina.

Sempre deve-se respeitar aos direitos humanos, acima de tudo.


1 - prende-se todos os policiais corruptos

2 - previne-se todo o crime através de oportunidade e igualdade

3 - paz e harmonia social

(http://www.centralprint.net/jwtalks/DC/1982ELF.jpg)

Tradução: "Eu não sou alvo de nenhuma política discriminatória, então que se foda..."
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pedro Reis em 21 de Maio de 2015, 14:52:03
Um sistema eficiente não teria ladrões, eles seriam não-fabricados pela oportunidade de ser um membro produtivo da sociedade. Etc.

Quando uma coisa falha, você faz a próxima coisa aquém do ideal, ainda possível para minimizar os danos. Uma delas é policiamento, a polícia mostrar estar vigilante.

A abordagem "indiscriminada", ou preferencial aos perfis mais associados à prática de crimes pode não exigir o uso do cérebro -- essa é a intenção de heurística -- mas não significa que não seja inteligente mesmo assim, e funcional, por desencorajamento dos potenciais criminosos a atuarem nas redondezas.

A questão é que a primeira coisa não falhou, ela sequer é aplicada. Trabalhar no sintoma com as abordagens e ignorar o problema é fácil, burro e barato (pro Estado).

Eu ficaria muito surpreso se uma pessoa, de qualquer raça, dona ou que trabalhe em um estabelecimento comercial, fosse preferir que acabassem as abordagens policiais próximas, mesmo que essas pessoas sejam das mesmas raças que mais cometem crimes na área e eventuamente passem por abordagens (tirando claro, a possibilidade de ter ou trabalhar em estabelecimento em área de criminalidade mínima mesmo sem policiamento -- ainda mais se lá também chovesse suco de maracujá). Ficaria muito surpreso se bandidos não preferissem atuar em locais onde vêem menos a polícia atuando.

Ninguém reclama de abordagem policial, até o momento em que é abordado e diz que está sendo constrangido, é embaraçoso e vergonhoso e que a polícia não prende bandido. Eu enxergo esse argumento da mesma maneira que vejo quem diz que no Brasil não existe preconceito, porque com ele não acontece.

Normalmente quem defende a atuação indiscriminada com o uso da busca pessoal é exatamente aquele que não tem o perfil de sofrer com ela.

Isso no entanto deve acontecer dissociado de racismo* e brutalidade policial. Algumas notícias sobre as UPPs eram bastante positivas quanto a isso, a opinião da população destoando completamente do que mais típicamente sai nos jornais, de mães e parentes de pessoas mortas pela polícia denunciando brutalidade e racismo, mas sendo altamente favoráveis à presença policial.

* onde eu ainda consideraria que uma desproporção em abordagens não é necessariamente o caso, da mesma forma que normalmente não se costuma considerar perseguição as desproporções numericamente "etaristas", "sexistas", e de acordo com um tipo de veículo, etc.

As UPP's foram lindas, até o momento em que o resto dos demais serviços que o Estado forneceria para tirar aquelas pessoas da margem do desenvolvimento foram abandonados e só deixaram containers com policiais vigiando a favela, mais ou menos como o cão de guarda que você deixa no limite do seu jardim pra ninguém entrar. Agora elas estão mergulhadas em denuncias de corrupção e até mesmo envolvimento com o tráfico.

Citar
"o serviço de inteligência levantou a informação de que os crimes praticados nessa área são feitos por 2 indivíduos em uma moto de cor X, marca e modelo Y e capacetes Z".

Quando se tem esse padrão tão específico, ótimo. Não sei se sempre se tem, até porque comumente deve haver mais de dois caras praticando crimes numa "área", e provavelmente nem ficam sempre convenientemente com as mesmas motos ou roupas.

Acho que não raramente se terá uma série de ocorrências variadas numa região, muito provavelmente implicando haver mais de dois indivíduos criminosos, e sem tanta "precisão" quanto a marca de moto, capacetes (quando for o caso), etc. Acho que muito mais provavelmente em vez disso deverá ser comumente mais um perfil sexual, etário, étnico, e algumas vezes fisionômico, de um número indefinido de perpetradores.

Você se surpreenderia.

Pelo seu ponto de vista, já que não é constrangedor "at all", que se institua um estado policial de vez, com fiscalização pesada e exames de raio-x a partir do momento em que sai de casa. O paradoxo Liberdade X Segurança estaria finalmente resolvido e todos estariam felizes.

Mas pelo seu ponto de vista, vale a pensa sacrificar a liberdade só daqueles que se encaixam em um perfil que eu imagino não seja o seu, certo?

Congratulations!

É esperançoso ver este discurso e esta consciência, e esta lucidez, vinda de um homem que trabalha na força policial. Certamente alguém que conhece mais sobre a realidade de que está falando do que a maioria dos palpiteiros teóricos aqui ( entre os quais me incluo ).

Dito isto, lamento sua ausência no debate sobre a pena de morte.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Maio de 2015, 14:59:40
Citar
3. Baculejo ilegal – Portanto, o baculejo será ilegal quando caracterizar-se como atividade estatal preventiva de delito. Como ocorre, por exemplo, no chamado bloqueio relâmpago ou blitz que realiza também a busca pessoal de maneira genérica – sem a fundada suspeita. Todos que forem parados no bloqueio são revistados. Essa atividade do Estado não tem previsão na ordem jurídica. Entenda-se bem. A blitz de trânsito, aquela que fiscaliza documentos e condições do veículo tem previsão legal no Código de Trânsito. Ilegal é o bloqueio policial que submete o cidadão ao baculejo como ação preventiva de delito. Ele não é suspeito de ocultar nada. Na verdade, é um azarado, estava no local errado na hora errada; por isso obrigado a descer do carro, mãos na cabeça, ser apalpado e o carro vasculhado, sob a mira de arma de fogo e aos olhos de todos.

Da mesma forma, o baculejo é ilegal quando o policial revista um cidadão que estava em local público (por exemplo, andando na rua ou em um bar) com base no ”kit-peba” (rapaz de casacão largo, chinelo e bermudão – Correio Brasiliense, 27/01/01). E vários outros exemplos que o leitor conhece por ouvir dizer, se for Profissional do Direito Penal, ou por ciência própria, se não for.

http://www.boletimjuridico.com.br/doutrina/texto.asp?id=929

De fato é tudo ilegal isso. Nem sabia.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Diegojaf em 21 de Maio de 2015, 16:03:22
Citar
3. Baculejo ilegal – Portanto, o baculejo será ilegal quando caracterizar-se como atividade estatal preventiva de delito. Como ocorre, por exemplo, no chamado bloqueio relâmpago ou blitz que realiza também a busca pessoal de maneira genérica – sem a fundada suspeita. Todos que forem parados no bloqueio são revistados. Essa atividade do Estado não tem previsão na ordem jurídica. Entenda-se bem. A blitz de trânsito, aquela que fiscaliza documentos e condições do veículo tem previsão legal no Código de Trânsito. Ilegal é o bloqueio policial que submete o cidadão ao baculejo como ação preventiva de delito. Ele não é suspeito de ocultar nada. Na verdade, é um azarado, estava no local errado na hora errada; por isso obrigado a descer do carro, mãos na cabeça, ser apalpado e o carro vasculhado, sob a mira de arma de fogo e aos olhos de todos.

Da mesma forma, o baculejo é ilegal quando o policial revista um cidadão que estava em local público (por exemplo, andando na rua ou em um bar) com base no ”kit-peba” (rapaz de casacão largo, chinelo e bermudão – Correio Brasiliense, 27/01/01). E vários outros exemplos que o leitor conhece por ouvir dizer, se for Profissional do Direito Penal, ou por ciência própria, se não for.

http://www.boletimjuridico.com.br/doutrina/texto.asp?id=929

De fato é tudo ilegal isso. Nem sabia.

Essas posições são novas. Nem de perto majoritárias, mas vem crescendo pontualmente, especialmente nos tribunais superiores.

Eu vejo isso como forma de forças o sistema de segurança pública a se especializar, se tornar técnico e consequentemente, mais eficiente. "Dar geral" é coisa do passado. Não gera benefícios a longo prazo e só possuem efeito local enquanto a polícia está ali. Policiamento Orientado para o Problema (POP) é hoje a maneira mais eficiente de trabalhar, não é nenhuma mágica e só não é utilizado porque força a polícia a pensar e ter que trabalhar em conjunto com outras instituições, o que é demais para o ego de alguns.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Diegojaf em 21 de Maio de 2015, 16:05:25
Dito isto, lamento sua ausência no debate sobre a pena de morte.

Eu participei.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Maio de 2015, 18:31:24
Citar
3. Baculejo ilegal – Portanto, o baculejo será ilegal quando caracterizar-se como atividade estatal preventiva de delito. Como ocorre, por exemplo, no chamado bloqueio relâmpago ou blitz que realiza também a busca pessoal de maneira genérica – sem a fundada suspeita. Todos que forem parados no bloqueio são revistados. Essa atividade do Estado não tem previsão na ordem jurídica. Entenda-se bem. A blitz de trânsito, aquela que fiscaliza documentos e condições do veículo tem previsão legal no Código de Trânsito. Ilegal é o bloqueio policial que submete o cidadão ao baculejo como ação preventiva de delito. Ele não é suspeito de ocultar nada. Na verdade, é um azarado, estava no local errado na hora errada; por isso obrigado a descer do carro, mãos na cabeça, ser apalpado e o carro vasculhado, sob a mira de arma de fogo e aos olhos de todos.

Da mesma forma, o baculejo é ilegal quando o policial revista um cidadão que estava em local público (por exemplo, andando na rua ou em um bar) com base no ”kit-peba” (rapaz de casacão largo, chinelo e bermudão – Correio Brasiliense, 27/01/01). E vários outros exemplos que o leitor conhece por ouvir dizer, se for Profissional do Direito Penal, ou por ciência própria, se não for.

http://www.boletimjuridico.com.br/doutrina/texto.asp?id=929

De fato é tudo ilegal isso. Nem sabia.

Essas posições são novas. Nem de perto majoritárias, mas vem crescendo pontualmente, especialmente nos tribunais superiores.

Eu vejo isso como forma de forças o sistema de segurança pública a se especializar, se tornar técnico e consequentemente, mais eficiente. "Dar geral" é coisa do passado. Não gera benefícios a longo prazo e só possuem efeito local enquanto a polícia está ali. Policiamento Orientado para o Problema (POP) é hoje a maneira mais eficiente de trabalhar, não é nenhuma mágica e só não é utilizado porque força a polícia a pensar e ter que trabalhar em conjunto com outras instituições, o que é demais para o ego de alguns.

Como "policiamento orientado para o problema" faz com que os criminosos sejam dissuadidos de agir quando a polícia não está onde há oportunidade de um crime?

(http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/0/0f/Routine_activity_theory.png)

http://en.wikipedia.org/wiki/Routine_activity_theory





Não só prender menores que tenham cometido crimes leves tem um efeito de aumentar a tendência a cometerem crimes mais graves, mas o stop-and-frisk dentro de alguma propensão acaba sendo encorajador a cometer crimes:

Citar
Citar
The key finding is that with participants matched for propensity, those who had contact with the police at time two (compared with those who didn’t) said at time three that they’d feel less guilt if they committed various offences from theft to violence; they expressed more agreement with various “neutralisation” scenarios (e.g. it’s OK to lie to keep yourself out of trouble); they were more committed to their deviant peers (e.g. they planned to continue hanging out with friends who’d been arrested); and finally, they said they’d engaged in more offending behaviour, from skipping classes to taking drugs or being violent. This pattern of results differed little whether police contact involved being arrested or merely being stopped.

http://freakonomics.com/2013/08/02/how-does-stop-and-frisk-change-attitudes/

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 21 de Maio de 2015, 19:32:55
Como você explica a política de "tolerância zero" ao crime implementada em NY a partir dos anos 80, e a que vigora na Indonésia, produzirem resultados tão marcantes na redução da criminalidade?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 21 de Maio de 2015, 19:35:21
Como você explica a política de "tolerância zero" ao crime implementada em NY a partir dos anos 80, e a que vigora na Indonésia, produzirem resultados tão marcantes na redução da criminalidade?

Tolerância zero prendia criminosos, não assediava pessoas com base na cor da pele.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Maio de 2015, 20:06:47
Na verdade essa é uam das críticas feitas, junto a que, em outras regiões, resultados similares foram obtidos sem esse método e sem os efeitos prejudiciais resultantes.

Citar
Zero Tolerance: A Case Study of Police Policies and Practices in New York City

    Judith A. Greene

Abstract

The police reforms introduced in New York City by William Bratton are now hailed by Mayor Rudy Giuliani as the epitome of “zero-tolerance” policing, and he credits them for winning dramatic reductions in the city's crime rate. But the number of citizen complaints filed before the Civilian Complaint Review Board has jumped skyward, as has the number of lawsuits alleging police misconduct and abuse offorce. Comparison of crime rates, arrest statistics, and citizen complaints in New York with those in San Diego—where a more problem-oriented community policing strategy has been implemented—gives strong evidence that effective crime control can be achieved while producing fewer negative impacts on urban neighborhoods.





Citar
[...] The first time Riko Guzman was frisked by the NYPD was in front of his own home. He was sitting on his stoop in the Hunts Point neighborhood of the Bronx when a police car carrying three officers pulled up in front of him. As they exited the car, one of them shouted, "Freeze! Don't move!"

Circling him on the steps up to his front door, the police pulled Guzman up to a standing position and began patting him down. They dug into his pants pockets, lifted up his shirt, and made him take off his shoes. When Guzman protested that he was sitting in front of his own house, one of the officers responded that he didn't belong in the neighborhood. The police told him to put his shoes back on and then ordered him to leave the area. Guzman was 11 years old.

"It was very confusing to me," Guzman recently told me. "Before that incident I thought [the police] were heroes. When they violated me like that, it was like seeing Batman or Superman slap a baby."

[...]

http://www.theatlantic.com/national/archive/2013/01/stop-and-frisk-may-be-working-but-is-it-racist/267417/



Ainda sobre stop-and-frisk:


http://www.theatlantic.com/national/archive/2013/01/stop-and-frisk-may-be-working-but-is-it-racist/267417/

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Diegojaf em 21 de Maio de 2015, 20:09:23
Como você explica a política de "tolerância zero" ao crime implementada em NY a partir dos anos 80, e a que vigora na Indonésia, produzirem resultados tão marcantes na redução da criminalidade?

O próprio Freaknomics citado pelo Buckaroo questiona o Tolerância Zero em NY, e coloca na conta da legalização do aborto no estado de Nova York a redução do crime, dizendo que os criminosos que naquela época estariam começando a cometer crimes, jamais haviam nascido justamente por terem sido exatamente os grupos mais pobres (latinos católicos e negros) os que mais passaram a abortar, ajudando no planejamento familiar e consequentemente, evitando evasão escolar, aumentando a educação e melhorando a renda.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Diegojaf em 21 de Maio de 2015, 20:36:38
Citar
3. Baculejo ilegal – Portanto, o baculejo será ilegal quando caracterizar-se como atividade estatal preventiva de delito. Como ocorre, por exemplo, no chamado bloqueio relâmpago ou blitz que realiza também a busca pessoal de maneira genérica – sem a fundada suspeita. Todos que forem parados no bloqueio são revistados. Essa atividade do Estado não tem previsão na ordem jurídica. Entenda-se bem. A blitz de trânsito, aquela que fiscaliza documentos e condições do veículo tem previsão legal no Código de Trânsito. Ilegal é o bloqueio policial que submete o cidadão ao baculejo como ação preventiva de delito. Ele não é suspeito de ocultar nada. Na verdade, é um azarado, estava no local errado na hora errada; por isso obrigado a descer do carro, mãos na cabeça, ser apalpado e o carro vasculhado, sob a mira de arma de fogo e aos olhos de todos.

Da mesma forma, o baculejo é ilegal quando o policial revista um cidadão que estava em local público (por exemplo, andando na rua ou em um bar) com base no ”kit-peba” (rapaz de casacão largo, chinelo e bermudão – Correio Brasiliense, 27/01/01). E vários outros exemplos que o leitor conhece por ouvir dizer, se for Profissional do Direito Penal, ou por ciência própria, se não for.

http://www.boletimjuridico.com.br/doutrina/texto.asp?id=929

De fato é tudo ilegal isso. Nem sabia.

Essas posições são novas. Nem de perto majoritárias, mas vem crescendo pontualmente, especialmente nos tribunais superiores.

Eu vejo isso como forma de forças o sistema de segurança pública a se especializar, se tornar técnico e consequentemente, mais eficiente. "Dar geral" é coisa do passado. Não gera benefícios a longo prazo e só possuem efeito local enquanto a polícia está ali. Policiamento Orientado para o Problema (POP) é hoje a maneira mais eficiente de trabalhar, não é nenhuma mágica e só não é utilizado porque força a polícia a pensar e ter que trabalhar em conjunto com outras instituições, o que é demais para o ego de alguns.

Como "policiamento orientado para o problema" faz com que os criminosos sejam dissuadidos de agir quando a polícia não está onde há oportunidade de um crime?

Trabalhando em medidas que vão surtir efeitos a longo prazo. Presença policial é a menos efetiva de todas as medidas de combate ao crime, porque os efeitos dela não se estendem pelo tempo e não alcançam a área além.

Citar
(http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/0/0f/Routine_activity_theory.png)

http://en.wikipedia.org/wiki/Routine_activity_theory

Esse triângulo, que é apresentado na primeira aula de qualquer classe de sociologia do crime é um fetiche antigo de vitimologistas tem uma configuração diferente hoje:
(http://i57.tinypic.com/x6c0ad.png)

E veja como ele se aplica e como os policiais estão preocupados com o cidadão de bem, e não com os vagabundos:

• Para o alvo/vítima, o controle é o guardião capaz da definição original da teoria da atividade rotineira – geralmente pessoas protegendo a si mesmas, os seus próprios pertences e os pertences dos membros da família, amigos e colegas de trabalho. Guardiães também incluem a polícia pública e a segurança privada.

• Para o infrator,o controle é o supervisor, alguém que conhece bem o infrator e que está na posição de exercer algum controle sobre as ações dele. Supervisores incluem os pais, irmãos, professores, amigos e cônjuges. Autoridades como guardas da condicional e os oficiais da justiça que acompanham infratores, que não foram colados na prisão, mas cumprem pena em liberdade frequentemente aumentam a eficiência dos supervisores comuns ou os substituem.

• Para o local, o controle é o gerente, o proprietário ou seu representante que tem alguma responsabilidade em controlar comportamentos em locais específicos, como por exemplo um motorista de ônibus ou um professor na escola, proprietários de bares que vendem bebidas alcoólicas, locatários, ou assistentes de vôo de aviões comerciais.
(Fonte: Ronald V. Clarke & John E. Eck)


Citar
Não só prender menores que tenham cometido crimes leves tem um efeito de aumentar a tendência a cometerem crimes mais graves, mas o stop-and-frisk dentro de alguma propensão acaba sendo encorajador a cometer crimes:

Citar
Citar
The key finding is that with participants matched for propensity, those who had contact with the police at time two (compared with those who didn’t) said at time three that they’d feel less guilt if they committed various offences from theft to violence; they expressed more agreement with various “neutralisation” scenarios (e.g. it’s OK to lie to keep yourself out of trouble); they were more committed to their deviant peers (e.g. they planned to continue hanging out with friends who’d been arrested); and finally, they said they’d engaged in more offending behaviour, from skipping classes to taking drugs or being violent. This pattern of results differed little whether police contact involved being arrested or merely being stopped.

http://freakonomics.com/2013/08/02/how-does-stop-and-frisk-change-attitudes/

Nesse mesmo livro do Clarke e do Eck, eles dizem que a aplicação da lei (esperar o crime para prender) por si só, é pouco eficiente para resolver o problema. No POP e em outros métodos (são vários utilizados juntos, SARA, Broken Windows, Policiamento Orientado pela inteligência (meu preferido), Compstat, etc...)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Maio de 2015, 00:05:27
Quais seriam as principais "medidas que vão surtir efeitos a longo prazo"?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Diegojaf em 22 de Maio de 2015, 09:05:31
Quais seriam as principais "medidas que vão surtir efeitos a longo prazo"?

Do livro:

Citar
O modelo padrão é caracterizado pela sua dependência em relação à imposição da lei e falta de foco. Aqui nós encontramos patrulhamento geral para prender infratores, resposta rápida a uma grande variedade de chamadas para o serviço policial, atualização de investigações iniciais de crime, e outras atividades direcionadas para garantir o cumprimento da lei que fazem pouca distinção entre as características das pessoas, lugares, horas, ou situações. Confrontados com a demanda pública pela redução do crime, autoridades públicas e a imprensa que estão apegados ao modelo padrão irão solicitar mais policiais, diminuição no tempo de resposta policial, maior visibilidade da polícia, taxas mais altas de sucesso nas investigações, e mais detenções. (Já viu algo assim aqui?!?)Igualmente importante é o que a imprensa e as autoridades públicas não exigem – maior precisão sobre quem, o quê, quando, onde, por quê, e como os crimes acontecem, distinções entre tipos de crime, participação de outras instituições públicas e privadas na solução de crimes, ou a implementação de alternativas ao modelo padrão.

Algumas das primeiras pesquisas sobre eficiência policial abordaram aspectos do modelo padrão. Essas tem consistentemente falhado em descobrir que o modelo padrão não tem nenhum efeito perceptível sobre o crime, desordem, ou medo de crime. Patrulha aleatória, resposta rápida, atualização de investigações iniciais, e políticas de detenção podem ser muito benéficas para outros fins, mas não deveríamos esperar que nenhuma dessas práticas tenham um impacto sobre o crime ou a desordem. Tampouco existem provas sólidas que a inclusão de novos policiais para levar a cabo essas práticas afetará o crime.

[...]

O policiamento orientado-para-problema emprega ambos elementos – combina o uso de diversos modelos com ação focalizada. O quanto isso é eficiente? Existe um grande número de avaliação de evidências aqui empregando métodos de pesquisa de fraco-a-forte que consistentemente descobrem que essa combinação realmente reduz o crime e a desordem. Em primeiro lugar, muitos esforços de solução-de-problema têm sido empregados depois que os esforços concentrados na garantia do cumprimento da lei falharam na produção de efeitos duradouros no crime, então algo mais necessita ser feito. Num dos primeiros exemplos, a polícia de Newport News, Virginia, teve que lutar contra as taxas excepcionais de roubo nos apartamentos em Nova Briarfield por mais de uma década. Eles obtiveram alguns resultados de curto prazo a partir do emprego de vários métodos direcionados para garantir o cumprimento da lei, tais como as patrulhas a pé e os programas de distritos policiais menores. Mas, cada vez que a polícia não era empregada em Nova Briarfield, o aumento da taxa de ocorrências resurgia. Foi apenas após o emprego do modelo orientado-para-problema – envolvendo cidadãos, a autoridade de habitação pública, o departamento de bombeiros, o departamento de regulação de códigos da cidade, e o departamento de moradia e desenvolvimento urbano dos Estados Unidos – que a polícia foi capaz de reduzir substancialmente as ocorrências de roubos a edifícios. Em segundo lugar, David Weisburd e Lorraine Green descobriram, através de um experimento aleatório, que a solução-de-problemas teve um impacto muito maior quando o modelo orientado-para-problema em pontos quentes de drogas foi comparado ao modelo tradicional de garantir o cumprimento da lei em zonas quentes de tráfico de drogas na cidade de Jersey, New Jersey. Assim, apesar da estratégia focalizada de garantir o cumprimento
da lei ser mais eficaz do que a não focalizada, o método focalizado de solução-de-problema ainda é mais eficaz.

As lições durante um terço de um século de pesquisa são agora claras. O trabalho eficiente da polícia exige tanta atenção focalizada quanto o emprego de diversos métodos. O policiamento menos eficiente não usa nenhum desses elementos. A explicação para isto é igualmente clara. Se diversos métodos são utilizados sem foco, é mais difícil empregar o método adequado para os lugares e pessoas que mais necessitam dele. Se policiais estão centrados nas zonas quentes, mas apenas fazem cumprir a lei, eles limitam a eficiência do método. Uma agência de polícia inteiramente eficiente deve tirar vantagem dos detalhes das situações de crime para reduzir as oportunidades de crime. Analistas de crime têm papéis importantes no emprego de ambos elementos –focando com precisão através do uso de seus métodos analíticos, e ajudando a criar táticas policiais apropriadas que levem em conta os detalhes dos problemas que eles têm revelado. Isso torna o século 21 o século da análise de crime no policiamento

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Maio de 2015, 13:14:37
Citar
Foi apenas após o emprego do modelo orientado-para-problema – envolvendo cidadãos, a autoridade de habitação pública, o departamento de bombeiros, o departamento de regulação de códigos da cidade, e o departamento de moradia e desenvolvimento urbano dos Estados Unidos – que a polícia foi capaz de reduzir substancialmente as ocorrências de roubos a edifícios.

Todos esses passaram a andar em pequenos bandos, armados com tacapes?

Depois eu procuro mais para entender melhor o que exatamente é feito de diferente.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Diegojaf em 22 de Maio de 2015, 13:38:26
Citar
Foi apenas após o emprego do modelo orientado-para-problema – envolvendo cidadãos, a autoridade de habitação pública, o departamento de bombeiros, o departamento de regulação de códigos da cidade, e o departamento de moradia e desenvolvimento urbano dos Estados Unidos – que a polícia foi capaz de reduzir substancialmente as ocorrências de roubos a edifícios.

Todos esses passaram a andar em pequenos bandos, armados com tacapes?

Depois eu procuro mais para entender melhor o que exatamente é feito de diferente.

¬¬

Acho que você não está conseguindo entender que nem todos os problemas relacionados à violência são, necessariamente, oriundos de problemas policiais.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Maio de 2015, 13:49:26
Não estou mesmo. O mais "óbvio" seria que esses edifícios tenham trancas melhores, e talvez vigias particulares para chamar a polícia em caso de atividade suspeita, talvez ao mesmo tempo em que estão mais cientes de "horários de pico" para esse tipo de crime. Difícil entender o que bombeiros e todo mundo mais colaboraria com isso, ou com qualquer outra coisa relacionada.

Imediatamente só me ocorre a imagem-cartum de bandidos tentando arrombar uma porta e sendo varridos por um jato d'água dos bombeiros.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Diegojaf em 22 de Maio de 2015, 14:02:07
Não estou mesmo. O mais "óbvio" seria que esses edifícios tenham trancas melhores, e talvez vigias particulares para chamar a polícia em caso de atividade suspeita, talvez ao mesmo tempo em que estão mais cientes de "horários de pico" para esse tipo de crime. Difícil entender o que bombeiros e todo mundo mais colaboraria com isso, ou com qualquer outra coisa relacionada.

Imediatamente só me ocorre a imagem-cartum de bandidos tentando arrombar uma porta e sendo varridos por um jato d'água dos bombeiros.

Exemplos são vários. Pegue o triângulo que você postou. A "ausência de um guardião capaz" (o "local" do que postei em seguida) é o ambiente. Você tem bares, áreas condenadas, ocupações irregulares, etc. Todas elas não são problemas policiais, mas contribuem para o criminoso. A intervenção dos bombeiros pode fechar um comércio onde existe a receptação de materiais (shoppings populares, por exemplo). A prefeitura pode condenar, fazendo com que a polícia possa entrar neles sem mandado de busca ou até mesmo derrubar prédios abandonados que servem como local seguro para criminosos após a fuga. O ambiente e os aliados, ao serem reduzidos, eliminam a característica necessária para que o criminoso tenha maior segurança para agir.

Nos EUA, aqueles becos sem saída não são por acaso. São também formas de diminuir as rotas de fuga de criminosos. Engenharia no combate ao crime.

O modelo é aquele: Aumentar os riscos, reduzir as recompensas, reduzir as provocações e remover as desculpas. Só que a polícia e o judiciário não podem fazer isso sozinhos. Nem todos esses elementos são de responsabilidade das polícias e do judiciário.

EDIT: Um exemplo da área onde eu trabalho. Em 2011, tínhamos um problema grande com um tal "Bar do Índio", um daqueles traillers que funcionam 24h numa área já não muito amigável. Os ladrões fugiam para lá, havia tráfico de drogas, consumo de bebidas por menores, brigas, etc.

Nós dávamos 3 a 4 batidas no local, todos os dias, mas o problema não sumia. Foi só com um colega meu que viu que o alvará de funcionamento do sujeito era de 1900 e antigamente. Bastou uma denuncia para a prefeitura e em menos de 2 dias o bar fechou e os problemas que tínhamos ali foram eliminados.

No fim das contas, uma canetada da prefeitura resolveu o problema de forma eficiente e de longo prazo, sem ninguém ser preso.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Moro em 22 de Maio de 2015, 15:49:45
Existiam políticas estatais racistas até esses dias, como o stop and frisk, que só foi terminada com ordem judicial federal afirmando se tratar de uma política racista. Não é preciso muita pesquisa pra perceber como o sistema policial e judiciário americano trata negros e brancos de maneira diferente

Não é nem questão da lei, mas sim de uma atitude muito mais previsível contra negros do que contra brancos. Talvez lá apareça mais nesses estados onde os policiais são em sua maioria brancos.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Moro em 22 de Maio de 2015, 15:59:42
Bem, eu não estou dizendo que as pessoas tem que ser assediadas baseadas na cor da pele, então só vou finalizar dizendo que a polícia deveria fazer todas as melhores e mais eficientes táticas de prevenção e combate ao crime -- incluindo o crime de racismo. E para isso, deve sempre utilizar de métodos que não firam aos direitos dos inocentes. A polícia não deve ser vista como um incômodo ou ameaça pela população, mas sim como seus protetores, em quem podem sempre confiar. Com políticas igualitárias, que promovem a oportunidade e a igualdade, o ser humano deixa de ter motivo para se voltar contra o seu próximo. O resultado é um mundo com menos violência e injustiça. Isso só será obtido se o estado e a sociedade una esforços, agindo sempre para o bem comum.

:-)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 22 de Maio de 2015, 16:01:35
Existiam políticas estatais racistas até esses dias, como o stop and frisk, que só foi terminada com ordem judicial federal afirmando se tratar de uma política racista. Não é preciso muita pesquisa pra perceber como o sistema policial e judiciário americano trata negros e brancos de maneira diferente

Não é nem questão da lei, mas sim de uma atitude muito mais previsível contra negros do que contra brancos. Talvez lá apareça mais nesses estados onde os policiais são em sua maioria brancos.
Essa é a merda de ser minoria, os negros e latinos nunca são maioria no poder, mesmo em locais onde são maioria da população.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Maio de 2015, 16:31:03
Não é necessária uma divisão racial/étnica dos poderes estatais. Pessoas de uma minoria ou maioria podem ocupar cargos onde se responsabilizam por coisas referentes a todo povo.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 22 de Maio de 2015, 16:33:17
Não é necessária uma divisão racial/étnica dos poderes estatais. Pessoas de uma minoria ou maioria podem ocupar cargos onde se responsabilizam por coisas referentes a todo povo.

O ideial seria poder proporcional.Principalmente em lugares com histórico de racismo.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Moro em 22 de Maio de 2015, 16:39:07
Não estou mesmo. O mais "óbvio" seria que esses edifícios tenham trancas melhores, e talvez vigias particulares para chamar a polícia em caso de atividade suspeita, talvez ao mesmo tempo em que estão mais cientes de "horários de pico" para esse tipo de crime. Difícil entender o que bombeiros e todo mundo mais colaboraria com isso, ou com qualquer outra coisa relacionada.

Imediatamente só me ocorre a imagem-cartum de bandidos tentando arrombar uma porta e sendo varridos por um jato d'água dos bombeiros.

Não entendi muito bem também essa abordagem do guardião, gerente e o caramba. Na prática, temos duas forças policiais que não se conversam..  essa coisa em princípio me parece boa para a noruega.

Fiquei com a mesma percepção de bombeiros jogando agua no PCC do que qualquer outra coisa.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Moro em 22 de Maio de 2015, 16:42:42
Não é necessária uma divisão racial/étnica dos poderes estatais. Pessoas de uma minoria ou maioria podem ocupar cargos onde se responsabilizam por coisas referentes a todo povo.

O ideial seria poder proporcional.Principalmente em lugares com histórico de racismo.


Cara, poder proporcional tem que ser atendido pelo voto proporcional e não essa aberração que temos que só 40 deputados (ou algo próximo a isso) foram eleitos com seus votos e o resto foi carregado pelos puxadores de voto como tiririca,  russomano e outros.

Espero que você não esteja falando de quotas. Até porque nada indica que o problema das decisões legislativas esteja de alguma maneira ligada a cor de alguém. Se a separação que pudéssemos fazer fosse apenas preto, branco, amarelo, pardo etc.. mas há muito mais classificações que se pode fazer a um indivíduo do que apenas essas.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Maio de 2015, 16:47:38
Esquisito o sistema legal do Apartheid ser o "ideal". Como as coisas mudam. Costumava-se preferir a integração. Mas acho que não dá tanto lucro hoje em dia, o separatismo é mais atraente.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 22 de Maio de 2015, 16:49:03
Não....  O ideal seria que negros e latinos tivessem igual oportunidades para que pudessem ser policiais, juízes, promotores, advogados. O problema nos EUA não está na lei, está na aplicação dela, a lei anti drogas não diferencia negros de brancos, mas a aplicação dela condena negros 6x mais, quando tudo demonstra que o envolvimento é proporcional.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Moro em 22 de Maio de 2015, 16:55:12
justiça, educação (não gerida pelo governo), saúde (não gerida pelo governo) e segurança. Vende todo o resto, acaba com mais de 100K cargos de confiança.. e quem sabe em 20 anos temos alguma coisa que preste.

Infelizmente.. quase todo o resto é ficar dando tapa em labareda, nem apagar incêndio é mais.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Maio de 2015, 17:06:21
Não acho que o envolvimento seja proporcional, ainda que as condenações ainda ampliem a desproporção.

Não acho ter gente de cada raça/grupo em cada caso pertinente seja a maneira mais viável de reduzir o viés. Como se vê em alguns casos, pode ser uma forma de aumentar um viés contrário como resposta.

Existem falhas por toda a parte. Juízes vão dando condenações gradualmente mais pesadas no decorrer do dia, isso supostamente se dá porque é psicologicamente mais fácil, menos cansativo, essa opção, "menos arriscada", e a "energia" deles vai se desgastando.

Na "revisão por pares" de artigos científicos uns cogitam a idéia de que devesse ser "cega" ao autor, para evitar esses vieses. Talvez julgamentos também pudessem ter elementos "cegos" que pesasem mais, para que a justiça fosse também mais "cega", nesse sentido de imparcialidade do termo.


Double-blind peer review

http://www.nature.com/nbt/journal/v33/n3/full/nbt.3173.html
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Diegojaf em 22 de Maio de 2015, 20:19:41
Não estou mesmo. O mais "óbvio" seria que esses edifícios tenham trancas melhores, e talvez vigias particulares para chamar a polícia em caso de atividade suspeita, talvez ao mesmo tempo em que estão mais cientes de "horários de pico" para esse tipo de crime. Difícil entender o que bombeiros e todo mundo mais colaboraria com isso, ou com qualquer outra coisa relacionada.

Imediatamente só me ocorre a imagem-cartum de bandidos tentando arrombar uma porta e sendo varridos por um jato d'água dos bombeiros.

Não entendi muito bem também essa abordagem do guardião, gerente e o caramba. Na prática, temos duas forças policiais que não se conversam..  essa coisa em princípio me parece boa para a noruega.

Fiquei com a mesma percepção de bombeiros jogando agua no PCC do que qualquer outra coisa.

Como dito lá atrás. É indiferente se as polícias "conversam" porque muito pode ser feito sem que haja a necessidade da intervenção direta delas.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 30 de Junho de 2015, 15:01:09
Essa passou batida por aqui...

O Dunga teria sugerido que os afrodescendentes apanham muito e gostam de apanhar? Que sem noção, bicho.

Citar

“Até acho que eu sou afrodescendente de tanto que apanhei e gosto de apanhar”, diz Dunga

Questionado sobre a pressão entre a sua geração, que tinha um jejum de 40 anos sem ganhar a Copa América e 240 anos sem erguer a taça de uma Copa do Mundo, com a atual, Dunga se colocou como "afrodescentente" e acabou soltando a seguinte declaração:

“Nosso grupo era burro e tinha sorte, enquanto os outros eram bons, mas tinham azar. Eu até acho que eu sou afrodescendente de tanto que apanhei e gosto de apanhar. Os caras olham pra mim e pensam: 'vamos bater nesse aí', e começam a me bater, sem noção, sem nada, não gosto dele, começam a me bater”, disse

http://www.correiodopovo.com.br/Esportes/560158/Ate-acho-que-eu-sou-afrodescendente-de-tanto-que-apanhei-e-gosto-de-apanhar,-diz-Dunga
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 03 de Julho de 2015, 11:45:56
(https://fbcdn-sphotos-b-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xtf1/v/t1.0-9/11659496_850629671723187_5798471980576074103_n.jpg?oh=dcc0db2ef3fbfed380e05b2fedf80d90&oe=562B72F8&__gda__=1446163619_e10affd99c1e7b9674581c02e99c7da6)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 03 de Julho de 2015, 11:56:02
Terrível, camarada Skeptikós. Terrível.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Brienne of Tarth em 03 de Julho de 2015, 12:20:25
Santa idiotice, Batman...

Passei por algo similar quando fiz a tal escova progressiva (pra quem não vive nesse planeta, é um procedimento estético que visa alisar cabelo :P), teve gente que me disse que negro não devia alisar cabelo porque perde a identidade e fica parecendo que quer ser branco.

Oi? Eu tenho lábios grossos, nariz que não nega a minha etnia, e de mais a mais, identidade é uma coisa que só a mim interessa, vá eu atentar para cada comentário idiota que ouço a meu respeito e eu não viveria como eu quero, e sim como os outros acham que eu devo viver.

É ruim, em? |(
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Brienne of Tarth em 03 de Julho de 2015, 18:11:43
E dá-lhe mais ignorância... |(
(https://scontent-gru1-1.xx.fbcdn.net/hphotos-xat1/v/t1.0-9/11403098_10152904117576146_2046451093528155048_n.jpg?oh=0541dce55f5290794e0f1b19a11a11c8&oe=5614FE3E)

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: O Pistoleiro em 03 de Julho de 2015, 18:33:01
Isso é sério?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Felipp Jarbas em 03 de Julho de 2015, 19:10:58
Infelizmente sim. Saiu em vários portais.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: olho do tornado em 03 de Julho de 2015, 20:59:59
quero contribuir:
Sou moreno, durante toda minha vida me fiz a seguinte pergunta:" por que eles se importam tanto?"
Em TODOS os lugares onde vou ouço coisas como "um negro não deveria pensar assim" ou alguma piada sobre cor, algum comentário sobre minha personalidade. ja "sofri racismo" de pessoas da minha própria cor, alguns ate mais escuros que eu...
Não vou me aprofundar na hipocrisia, nem na ignorância, eu só queria entender por que um simples detalhe importa tanto.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Brienne of Tarth em 04 de Julho de 2015, 09:39:18
Porque até o mais fodido dos seres, quando é racista, pensa com orgulho: "pelo menos não sou um preto imundo".
E isso faz com que ele(a) se sinta superior... :hmph:
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 04 de Julho de 2015, 11:47:57
E dá-lhe mais ignorância... |(
(https://scontent-gru1-1.xx.fbcdn.net/hphotos-xat1/v/t1.0-9/11403098_10152904117576146_2046451093528155048_n.jpg?oh=0541dce55f5290794e0f1b19a11a11c8&oe=5614FE3E)

https://www.youtube.com/v/rKvWO9tA9og

(https://fbcdn-sphotos-f-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xap1/v/t1.0-9/11695870_859732170774967_8237912195296444998_n.jpg?oh=e192b2d31be585cccfcea2e6867e0ecc&oe=56145782&__gda__=1444328798_41b1abe5489425db8da868b6423316d5)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 04 de Julho de 2015, 15:58:35
(https://fbcdn-sphotos-g-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xat1/v/t1.0-9/10917870_859901824091335_6663590833248923640_n.jpg?oh=8f21a18d64340948f1c7e5eb85bf449e&oe=5630C7DC&__gda__=1446084355_c2f926aa3ebfcdcbb20e9e3c221fdfe6)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Sergiomgbr em 04 de Julho de 2015, 16:03:50
(https://fbcdn-sphotos-g-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xat1/v/t1.0-9/10917870_859901824091335_6663590833248923640_n.jpg?oh=8f21a18d64340948f1c7e5eb85bf449e&oe=5630C7DC&__gda__=1446084355_c2f926aa3ebfcdcbb20e9e3c221fdfe6)
Não entendi sequer o que tá escrito...
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Gaúcho em 04 de Julho de 2015, 16:10:40
Sejem menas.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Feliperj em 04 de Julho de 2015, 17:01:38
Muito, mas muito estranho que, uma menina que já está faz tempo no JN  receba, do nada, através de uma criação ex-nihilio, uma enxurrada de injurias de diferentes perfis fakes.

A Globo já teve um caso semelhante com um de seus ancoras, o Heraldo Pereira, que foi atacado com injurias raciais pelo idiota do Paulo Henrique Amorim.

To torcendo para que essas investigações realmente sejam profundas, quanto a origem das injúrias!

Outra coisa, quem ainda analisar os movimentos de minorias, fora de uma estratégia de revolução cultural, ainda vai ficar abismado com certas reações dessas mesmas minorias (ou irá apelar para o tal do efeito mola, etc sem se ater que os que bolaram o uso politico das minorias, contavam com esse efeito). Estudem as obras dos autores ligados à Escola de Frankfurt, principalmente Herbert Marcuse. O vídeo abaixo é uma mera sistematização para a aplicação das idéias de Gramsci e da EF.


Abs
Felipe

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Diegojaf em 04 de Julho de 2015, 17:24:31
Muito, mas muito estranho que, uma menina que já está faz tempo no JN  receba, do nada, através de uma criação ex-nihilio, uma enxurrada de injurias de diferentes perfis fakes.

Não é "do nada". Ela vem recebendo mensagens racistas desde que começou a ter um papel mais ativo no JN. Há alguns meses foi a mesma coisa, tanto que as chamadas dessa notícia são "Maria Julia Coutinha VOLTA a sofrer ofensas raciais".

Você repetiu literalmente, a teoria conspiratória de sites direitistas como o "Socialista de Iphone". Bem infeliz, por sinal.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: O Pistoleiro em 04 de Julho de 2015, 17:26:07
Nossa,
a pessoa depois do ridículo ataque em grupo contra a jornalista, sempre aparece alguém que resolve culpar todos os brancos pelo mal do mundo.
Só espero que o fato de existir idiotas que culpam os brancos por tudo, não minimize que o quê aconteceu com a Maju é só pelo simples fato de ser negra. Só isso.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Diegojaf em 04 de Julho de 2015, 17:26:25
O preconceito no Brasil é social, por isso essa repórter pobre e sem ensino está sendo vítima... oh, wait.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Feliperj em 04 de Julho de 2015, 17:49:16

Você repetiu literalmente, a teoria conspiratória de sites direitistas como o "Socialista de Iphone". Bem infeliz, por sinal.

Para falar em "teoria conspiratória", vc tem que, no mínimo, ter estudado o assunto. O que vc já estudou do Marxismo, do Marxismo Cultural, da evolução do movimento revolucionário, da história da EF, principalmente nos EUA, etc, etc?

Com que base vc afirma isso, com base na ignorância do tema ? E se estudou, vamos debater ponto a ponto aqui a questão da teoria da conspiração, que aliás, já está conspiando faz muito tempo nos EUA, haja vista a "idade" do vídeo que coloquei e a propria historia da EF.

Vc fica repetindo o mesmo mantra de sites como inversodocontraditório, brasil247, conversaafiada, etc. Ou seja, se apresenta uma enxurrada de evidência e toda a fundamentação teórica, que por sinal, NÃO É DA DIREITA (já fiz isso em outras discussões aqui), e o argumento contrário é : teoria da conspiração, qdo não acompanhada  "da direita racista, homofobica, reacionária".



De qqer forma, a minha observação é testável! Vamos ver o que a investigação das origens dessas ofensas irá revelar.

E outra coisa, alertar e não compactuar com bandeiras defendidas por esses movimentos de minorias, não significa :

1 - ser racista, homofóbico, sexista, machista, etc
2 - que não se considere que não exista racismo e outros tipos de preconcieto.

 
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Diegojaf em 04 de Julho de 2015, 17:53:48
Eu "fico repetindo"? Meu deus... agora eu virei comunista e petista com uma postagem. Conversão mais rápida de todos os tempos.

Gramsci virou a cabeça de muita gente... cuidado com o comunista escondido debaixo da sua cama... tá quase pulando em você...

E pelo visto eu acertei na veia. Era Ctrl+C e Ctrl+V do Socialista de Iphone mesmo... :lol:
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Feliperj em 04 de Julho de 2015, 17:55:18
Não encontrei nada falando que ela já vinha recebendo injúrias raciais via FB após ter iniciado no JN como garota do tempo. Vc pode passar o link?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Donatello em 04 de Julho de 2015, 17:59:03
Tive a mesmíssima impressão que você, Feliperj, hoje quando vi a postagem do Skeptikós da Brienne de manhã senti um cheiro algo fake no ar, mas evitei até comentar (tanto que não comentei hahaha) até porque estou evitando ultimamente :). Mas tem uma pulga irmã gêmea da sua beliscando a minha orelha, pulga chata do caralho.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Diegojaf em 04 de Julho de 2015, 18:00:06
Citar

12/MAY/2015 ÀS 11:02



Nova garota do tempo do Jornal Nacional é vítima de racismo
 
A jornalista Maria Júlia Coutinho, que esta semana virou notícia por ter corrigido o seu chefe, William Bonner, ao vivo, se tornou alvo de comentários racistas na internet

http://www.pragmatismopolitico.com.br/2015/05/nova-garota-do-tempo-do-jornal-nacional-e-vitima-de-racismo.html

R7 (07/05): http://entretenimento.r7.com/blogs/odair-braz-jr/criticas/nova-garota-do-tempo-do-jornal-nacional-e-alvo-de-racismo-na-internet-07-05-2015/
Estado de Minas (03/05): http://www.em.com.br/app/noticia/nacional/2015/07/03/interna_nacional,664804/garota-do-tempo-do-jornal-nacional-e-vitima-de-racismo-na-internet.shtml
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Feliperj em 04 de Julho de 2015, 18:01:48
Eu "fico repetindo"? Meu deus... agora eu virei comunista e petista com uma postagem. Conversão mais rápida de todos os tempos.

Gramsci virou a cabeça de muita gente... cuidado com o comunista escondido debaixo da sua cama... tá quase pulando em você...

E pelo visto eu acertei na veia. Era Ctrl+C e Ctrl+V do Socialista de Iphone mesmo... :lol:


Eu questiono seus conhecimentos sobre a hisória do movimento revolucionário, suas pregações, teorias, personagens, etc e daí vc conclui que eu o rotulei de comunista? Concorda que é um TREMENDO "NON SEQUITUR"

Na verdade achei muito estranho mesmo! Não é que não considero a possibilidade de serem racistas mesmo! Só que, dado o momento do país, isso me chamou a atenção. Já tem "ativistas" virtuais falando que esse ataque a Manu é causado pelo ódio que a Direita, como sempre, Racista, Facista, Homofóbica, etc..etc...está espalhando pela sociedade.

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Feliperj em 04 de Julho de 2015, 18:06:28
Tinha entendido que era a Maju que teria sofrido injurias antes.....é outra reporter..

De qqer forma, espero que realmente investiguem isso. E se não conseguirem localizar os executores, para mim será uma grande evidencia de ativismo politico na rede.

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Diegojaf em 04 de Julho de 2015, 18:09:22
Eu "fico repetindo"? Meu deus... agora eu virei comunista e petista com uma postagem. Conversão mais rápida de todos os tempos.

Gramsci virou a cabeça de muita gente... cuidado com o comunista escondido debaixo da sua cama... tá quase pulando em você...

E pelo visto eu acertei na veia. Era Ctrl+C e Ctrl+V do Socialista de Iphone mesmo... :lol:


Eu questiono seus conhecimentos sobre a hisória do movimento revolucionário, suas pregações, teorias, personagens, etc e daí vc conclui que eu o rotulei de comunista? Concorda que é um TREMENDO "NON SEQUITUR"

Você não questionou meus conhecimentos históricos (que vão bem, obrigado), você disse que eu "fico repetindo", dando a entender que é uma conduta recorrente, habitual, comum de minha parte.

Na verdade achei muito estranho mesmo! Não é que não considero a possibilidade de serem racistas mesmo! Só que, dado o momento do país, isso me chamou a atenção. Já tem "ativistas" virtuais falando que esse ataque a Manu é causado pelo ódio que a Direita, como sempre, Racista, Facista, Homofóbica, etc..etc...está espalhando pela sociedade.

"Ativismo" vai sempre possuir aqueles que vão se utilizar, de ambos os lados, de forma exagerada de qualquer notícia que ajude sua "causa".

Agora, presumir que uma algo assim, que já havia acontecido há alguns meses e que possivelmente continuou acontecendo, mas em menor grau foi plantado para dar causa a uma comoção de nível nacional, é simplesmente... estúpido.

Especialmente quando todos os que questionam começam com o mesmo texto "Ela já está lá faz um tempão e agora DO NADA". Isso sim é bizonhamente suspeito.

Agora abre o jogo, você deu o Ctrl+C, Ctrl+V no Socialista de Iphone ou não? ::)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Diegojaf em 04 de Julho de 2015, 18:10:56
Tinha entendido que era a Maju que teria sofrido injurias antes.....é outra reporter..

De qqer forma, espero que realmente investiguem isso. E se não conseguirem localizar os executores, para mim será uma grande evidencia de ativismo politico na rede.

Os links são dela.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Donatello em 04 de Julho de 2015, 18:14:06
Bom, euuuu não conhecia o blog mencionado pelo forista acima e tive a mesma impressão do Feliperj. Você conhecia, Felipe?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Feliperj em 04 de Julho de 2015, 18:14:57
Tive a mesmíssima impressão que você, Feliperj, hoje quando vi a postagem do Skeptikós da Brienne de manhã senti um cheiro algo fake no ar, mas evitei até comentar (tanto que não comentei hahaha) até porque estou evitando ultimamente :). Mas tem uma pulga irmã gêmea da sua beliscando a minha orelha, pulga chata do caralho.

Donatelo,

Infelizmente, o Politicamente Correto (que foi criado com essa finalidade) está conseguindo calar as pessoas e evitar qqer tipo de debate! Por isso luto constantemente contra esse LIXO IDEOLÓGICO!!!

Faça uma pesquisa : veja no seu círculo de amigos, quantos já não deixaram de se pronunciar (sobre cotas, sobre a desigualdade entre homens e mulheres, sobre a ideologia de genero,  etc "publicamente" por medo de serem rotulados e crucificados, e de terem seus empregos comprometidos.

Se não me engano, Hume falava que a pior ditadura possível, é a ditadura da maioria. E é exatamente nessa direção que o PC e o excesso de intervenções do estado em nossas vidas (sempre por bandeiras humanitarias, de saude, etc) está conduzindo nossa sociedade.

Abs
Felipe 
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Diegojaf em 04 de Julho de 2015, 18:17:44
R7 e Estado de Minas são blogs agora... nice...
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Donatello em 04 de Julho de 2015, 18:22:58
Eu falava do Socialista de Iphone. Pelo nome me sugeriu ser um blog do tipo "orgulho de ser hétero" et cetera. Não fui conferir. Desculpa se me enganei :).
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: O Pistoleiro em 04 de Julho de 2015, 18:23:34
Não entendi, chamar de preta imunda, macaca, urubu, bosta e outras coisas pode ser ativismo político?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Feliperj em 04 de Julho de 2015, 18:25:18
Tinha entendido que era a Maju que teria sofrido injurias antes.....é outra reporter..

De qqer forma, espero que realmente investiguem isso. E se não conseguirem localizar os executores, para mim será uma grande evidencia de ativismo politico na rede.

Os links são dela.

Diego,

Não estou falando desse caso dela. Na nossa conversa, vc falou o seguinte : "Ela vem recebendo mensagens racistas desde que começou a ter um papel mais ativo no JN. Há alguns meses foi a mesma coisa, tanto que as chamadas dessa notícia são "Maria Julia Coutinha VOLTA a sofrer ofensas raciais"."

Eu não encontrei nada sobre ela já ter recebido ofensas apos iniciar no JN.


 
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Donatello em 04 de Julho de 2015, 18:25:58
Eu falava do Socialista de Iphone. Pelo nome me sugeriu ser um blog do tipo "orgulho de ser hétero" et cetera. Não fui conferir. Desculpa se me enganei :).
Eu queria dizer que a possibilidade da fraudulência da história me pareceu tão óbvia, digo, a coisa toda tem tanto cheiro de fake, que não me parecia nada necessário ter que ter lido uma conspiração num blog pra supor esta possibilidade como estava sendo insinuado nas mensagens mencionando o tal blog (?) que eu não conhecia.

Para além de a menina trabalhar há um tempo no cargo, tem a Glória Maria, tem o negão lá que substitui o Bonner de vez em quando... enfim, fo... dane-se.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Diegojaf em 04 de Julho de 2015, 18:26:19
Eu falava do Socialista de Iphone. Pelo nome me sugeriu ser um blog do tipo "orgulho de ser hétero" et cetera. Não fui conferir. Desculpa se me enganei :).
Ah, sim. Pensei que se referia às páginas sobre ocorrências anteriores contra a repórter. Não é blog. É página do FB com mais de 100.000 assinantes e com 4 "filiais", especialmente blogs "policiais" que abraçam a causa de "por deus, pela pátria e pela família" defendida pelo Socialista de IPhone.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Feliperj em 04 de Julho de 2015, 18:27:43
Não entendi, chamar de preta imunda, macaca, urubu, bosta e outras coisas pode ser ativismo político?

Dentro de uma estratégia revolucionária, de divisão de um país, é interessante manter esses casos de racismos, homofobia, sexismo,  etc em evidência, e associar tudo isso aos "seus inimigos".

Isso não significa que não tenhamos problemas com relação a racismo.   
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Diegojaf em 04 de Julho de 2015, 18:28:06
Tinha entendido que era a Maju que teria sofrido injurias antes.....é outra reporter..

De qqer forma, espero que realmente investiguem isso. E se não conseguirem localizar os executores, para mim será uma grande evidencia de ativismo politico na rede.

Os links são dela.

Diego,

Não estou falando desse caso dela. Na nossa conversa, vc falou o seguinte : "Ela vem recebendo mensagens racistas desde que começou a ter um papel mais ativo no JN. Há alguns meses foi a mesma coisa, tanto que as chamadas dessa notícia são "Maria Julia Coutinha VOLTA a sofrer ofensas raciais"."

Eu não encontrei nada sobre ela já ter recebido ofensas apos iniciar no JN.

Na época repercutiu bem... e uma semana depois foi a mesma coisa... e uma semana depois, de novo... e uma semana depois...
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Feliperj em 04 de Julho de 2015, 18:48:10
Ola Diego,

Citar
Você não questionou meus conhecimentos históricos (que vão bem, obrigado), você disse que eu "fico repetindo", dando a entender que é uma conduta recorrente, habitual, comum de minha parte.

Na verdade foi uma crítica a todos que sempre repetem o mesmo que esses sites repetem, com relação a essa questão, sem nunca, nunca entrarem no mérito da questão. Basta citar teoria da conspiração que nada mais precisa ser analisado. Um verdadeiro argumento "matador"

Citar
"Ativismo" vai sempre possuir aqueles que vão se utilizar, de ambos os lados, de forma exagerada de qualquer notícia que ajude sua "causa".

Agora, presumir que uma algo assim, que já havia acontecido há alguns meses e que possivelmente continuou acontecendo, mas em menor grau foi plantado para dar causa a uma comoção de nível nacional, é simplesmente... estúpido.

Especialmente quando todos os que questionam começam com o mesmo texto "Ela já está lá faz um tempão e agora DO NADA". Isso sim é bizonhamente suspeito.

Agora abre o jogo, você deu o Ctrl+C, Ctrl+V no Socialista de Iphone ou não?

Não tem nada de estúpido questionar um possível ativismo nessa questão, inclusive na da outra reporter, dado o treinamento de ativistas virtuais profissionais por parte da esquerda e do PT, dado que é fundamental para sua estratégia que essas questões estejam sempre em voga, e sempre associada a seus "detrataores"e dado o caráter estúpido dessa manifestações (estúpidos no sentido de exposição publica de quem o faz, pois o racismo em si, é estupidez por principio).

É somente a continuidade de uma estratégia que faz muito tempo é trabalhada e que ficou mais evidente com a radicalização do discurso segregador da esquerda que ocorreu a partir de 2013 e 2014.

Agora, vamos adotar o metodo cientifico. Vamos ver o que essas investigações vão descobrir sobre esses perfis fakes!! Se eu estiver errado, não terei problema em reconhecer!

Abs
Felipe
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Feliperj em 04 de Julho de 2015, 18:50:44
Na época repercutiu bem... e uma semana depois foi a mesma coisa... e uma semana depois, de novo... e uma semana depois...

Onde estão os links da época ?

Confessa vai, vc pegou essa questão da repetição de eventos com a Maju do Inversodocontraditório, pragmatismopolitico , :biglol: sites onde a reportagem aponta para uma fonte que é....outra reportagem do proprio site  :biglol:
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Diegojaf em 04 de Julho de 2015, 18:58:33
Na época repercutiu bem... e uma semana depois foi a mesma coisa... e uma semana depois, de novo... e uma semana depois...

Onde estão os links da época ?

Confessa vai, vc pegou essa questão da repetição de eventos com a Maju do Inversodocontraditório, pragmatismopolitico , :biglol: sites onde a reportagem aponta para uma fonte que é....outra reportagem do proprio site  :biglol:

Como assim, onde? A mensagem 154 tem 3 links direcionando pra 3 notícias em 3 semanas diferentes sobre a mesma repórter. Uma do R7, uma do Estado de Minas e uma do pragmatismo. Mas se você quiser, basta buscar e vai achar no G1, na folha, no UOL...
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Feliperj em 04 de Julho de 2015, 19:12:19
Não tinha reparado as diferenças das datas!
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 04 de Julho de 2015, 19:39:55
Isso tudo é um plano da Globo pra dominação cultural e pro golpe que está por vir. A Globo que criou os perfis falsos pra denegrir a negra.

#globomente
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Feliperj em 04 de Julho de 2015, 20:02:45
Isso tudo é um plano da Globo pra dominação cultural e pro golpe que está por vir. A Globo que criou os perfis falsos pra denegrir a negra.

#globomente

Muito bom Argumento!!
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 04 de Julho de 2015, 21:20:09
O preconceito no Brasil é social, por isso essa repórter pobre e sem ensino está sendo vítima... oh, wait.

Eu só não entendo porque resolveram perseguir a Maju, dado que jornalistas e âncoras negros não são novidade na TV brasileira.

Talvez um pouco de inveja pelo carisma, simpatia, beleza e espírito descontraído da moça.

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Donatello em 04 de Julho de 2015, 23:01:20
Acabei de postar no meu FB
Citar
Eu posso estar ridiculamente enganado, mas esta polêmica sobre a repórter da Globo tem toda a cara de coisa montada. A Globo tem até âncoras (inclusive uma das suas mais importantes) negros. De uma hora pra outra alguns racistas decidem ofender uma menina do tempo?

Onde estavam estes racistas que não se preocupavam com a Gloria Maria apresentando o segundo principal programa jornalístico da emissora e de repente resolvem se unir para combater uma senhora quem moça da chuva? Tavam hibernando um soninho de beleza?

Aí curiosamente a coisa pipoca num blog tão claramente engajado com determinada visão política (exatamente aquela visão política que capitaliza em cima das "minorias"). Muito suspeitíssimo.

Detalhe curioso, a primeira pessoa que comentou e curtiu foi uma menina negra e muito defensora das causas "minoritárias" em geral (sempre conversamos com isso, mas ela é sempre irredutível meio na base do "eu entendo seus pontos mas o racismo isso ou o machismo aquilo ou a homofobia aquilo outro".

Comentário dela: "Também achei meio estranho".

Bom, talvez ela tenha sofrido uma lavagem cerebral depois de ler uma pagina conspiracionista do FB. Ou talvez a coisa seja só ridícula e estupidamente suspeita ::)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 05 de Julho de 2015, 11:59:18
Acho mais provável que seja a ação de um grupo racista mesmo, organizado nas redes sociais e que planeje e efetue ataques em massas a perfis estrategicamente escolhidos, eu já fiz parte de um grupo fechado no Facebook (que não era racista evidentemente) que orquestrava ataques (que evidentemente também não eram ofensivos) em massas deste tipo (nossos ataques consistia de críticas bem fundamentadas, e não de ofensas), e sei muito bem como isso funciona.

Mas não acho impossível que este ataque também tenha sido planejado e efetuado por grupos militantes ditos representantes de minorias raciais, com o objetivo de reacender o debate sobre o racismo e evidenciar a "necessidade" da existência de seus grupos, do financiamento dos mesmos e da aprovação das medidas políticas previstas em suas pautas. Não é impossível, convenhamos.

O que estas duas possibilidades tem em comum é a ação de um grupo organizado por trás delas, o que na minha opinião faz mais sentido do que um grupo de pessoas que não se conhecem agindo de forma não planejada, desorganizada, espontânea e em massa da forma racista como relatada acima.

Abraços!
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 05 de Julho de 2015, 12:47:07
É, se pode ter acontecido com o PT nas eleições pode muito bem ter acontecido neste recente caso com a Maju, e a possibilidade de movimentos ativistas militantes de minorias estarem por trás das mensagens racistas aumenta:

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Colunistas denunciam que petistas estariam criando perfis falsos para propagar racismo e culpar oposição (http://www.folhapolitica.org/2014/10/colunistas-denunciam-pt.html)

(https://archive.today/P1wdP/437603f509e30abd219cd3c9a733066672fa84c4.png)
Perfil apontado como falso. Imagem: Reprodução/Facebook

De acordo com os colunistas políticos Luciano Ayan e Marcus Motta, o PT - Partido dos Trabalhadores -, por meio do MAV-PT - Militância em Ambiente Virtual do PT -, estaria criando perfis falsos para propagar mensagens racistas, sobretudo contra nordestinos, de modo a incitar uma discussão enviesada sobre o tema e jogar pobres contra ricos, assim como nordestinos contra o Sul e o Sudeste, culpando a oposição. Até o momento, o partido não se pronunciou sobre as acusações.

Leia os artigos e manifeste sua opinião a respeito:

Nova técnica petista: criar perfis fake, simular racismo e desaparecer. Jogo sujo sem limites (Luciano Ayan, Ceticismo Político)
Haja saco para a falta de escrúpulos dos membros do MAV-PT.
Agora surgiram com um novo truque: criar perfis fake para simular comportamento racista, tentando imputar culpa nos eleitores do adversário. O problema é que, enquanto investigamos, o perfil simplesmente desaparece.
Fiquem de olho nas credenciais e histórico de pessoas se portando dessa forma, pois como no caso que veremos abaixo, estamos tratando de MAV’s petistas tentando criar factóides para depois fazer o jogo do vitimismo.
Veja o exemplo de que falei:

(https://archive.today/P1wdP/6be95bf8629311bcf11bcfe1afe02f73f0320256.png)
Imagem: Reprodução

Observe como a tramóia é fácil de ser executada: neste caso temos um perfil de Twitter surgido do nada e que, evidentemente, já desapareceu.
É imperativo tomarmos a postura de denunciar esse tipo de atitude e automaticamente exigirmos as evidências de autenticidade diante de comportamentos assim.
É fato que os petistas vão apelar ao submundo dessa vez. Criar perfis falsos para simular acusações de oponentes é parte do jogo petista para essa eleição.

(https://archive.today/P1wdP/b3a80a42d9db9823bad79046d02cf40c25fc3a71.jpg)
Imagem da página "Fora PT" (Reprodução)

Repito: fiquem de olho! A guerra política, pelo lado do PT, está chegando ao nível da barbárie.

Marcus Motta

(https://archive.today/P1wdP/da18c43df7311823a3023977e4ea04943e039bc7.jpg)

Quem é capaz de mentir, difamar, distorcer, ameaçar e cometer toda sorte de canalhices para conservar o poder, não tem condições morais de exercer este poder com serenidade e ética depois de assegurá-lo.
Você não pode esperar que alguém que não reconheça méritos nos seus adversários, que trate opositores como inimigos, que despreze os valores da liberdade de imprensa e opinião, que divida cidadãos instilando ódio entre eles, que solape a democracia como método, não pode esperar que alguém que se comporte assim vá exercer o poder de forma limpa, responsável, republicana.
É tempo de deixar esse período triste para trás. O país merece mais do que isso.

(https://archive.today/P1wdP/b87ee7d5537c9afb8ef7f5829654938b56826b71.png)
Usuária Luiza Tonello confirma que o perfil é falso e pede ajuda. Imagem: Reprodução/Facebook

(https://archive.today/P1wdP/4fd6ad940f837c2a843a81d07633a59a0b045f69.jpg)
Imagem da página "É Mentira do PT" (Reprodução)

(https://archive.today/P1wdP/0897568c83efc1a8d358ed5e4e43a25e3de3ae15.jpg)
Imagem do "Canal da Direita" (Reprodução)

(https://archive.today/P1wdP/9f2284b6f6672e10e3c35e6397c3d0a6d6a4b1c5.jpg)
Imagem: Reprodução/Facebook

Mário Castro
Folha Política
Editado por Folha Política

Fonte: Folha Política (http://www.folhapolitica.org/2014/10/colunistas-denunciam-pt.html) (arquivado (https://archive.is/P1wdP)).
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 05 de Julho de 2015, 13:02:58
Acho que uma evidência de que o objetivo destas manobras é de clocar brancos contra negros é que ao invés destes movimentos aplaudirem o apoio de toda população contra este evento racista (inclusive o apoio vindo de brancos), assim que brancos manifestaram seu apoio a Maju, mensagens de repúdio a este apoio, originadas de justiceiros sociais da causa negra logo surgiram:


https://www.youtube.com/v/rKvWO9tA9og

(https://fbcdn-sphotos-f-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xap1/v/t1.0-9/11695870_859732170774967_8237912195296444998_n.jpg?oh=e192b2d31be585cccfcea2e6867e0ecc&oe=56145782&__gda__=1444328798_41b1abe5489425db8da868b6423316d5)

(https://fbcdn-sphotos-g-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xat1/v/t1.0-9/10917870_859901824091335_6663590833248923640_n.jpg?oh=8f21a18d64340948f1c7e5eb85bf449e&oe=5630C7DC&__gda__=1446084355_c2f926aa3ebfcdcbb20e9e3c221fdfe6)

(https://scontent-gru1-1.xx.fbcdn.net/hphotos-xtp1/v/t1.0-9/11703040_860080414073476_5643622010503166747_n.png?oh=d1433b83d990cd939934bc618b2521f9&oe=5615EEB4)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 05 de Julho de 2015, 17:55:08
Eu não tenho Facebook (e nem quero!) mas é difícil crer que esta (e tantas outras) página exista por causa da presença conjunta de uma quantidade enorme de idiotice, ignorância, rancor e preconceito.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Donatello em 05 de Julho de 2015, 18:03:10
Eu já vi algumas dedicadas ao tal "racismo reverso" + "sexismo invertido" no estilo desta que os Skep postou, nestas os perfis dos comentaristas são reais em geral.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 05 de Julho de 2015, 18:28:15
Por isso fiquei em dúvida no início e até achei que a ofensa contra a Maju eram honestas, que estivessem partindo de pessoas que de fato não gostam de negros, por que de fato existem grupos intolerantes, anti-democráticos, racistas (contra brancos e negros), sexistas (contra homens e mulheres) e etc. que se reúnem para destilar ódio e atacar pessoas que representem o grupo que eles consideram ser o inimigo. Mas estes grupos também criam situações irreais fingindo serem o grupo que atacam, e agindo de forma odiosa enquanto fingem serem este grupo, tudo isso para chamarem a atenção para suas causas, para "provarem" que estão certos e tal. Inicialmente eu achei que os ataques a Maju partiram mesmo de racistas que não gostam de negros, mas agora acho bastante possível que militâncias negras tenham inventado estes ataques para reacender o debate sobre racismo no país. Ambos os casos são possíveis.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: MarceliNNNN em 05 de Julho de 2015, 19:47:14
Eu não duvido de mais nada. Eu tenho vergonha alheia de alguns movimentos negros.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Sergiomgbr em 05 de Julho de 2015, 20:13:12
Não ser um coitadista é uma arte.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 06 de Julho de 2015, 12:29:59
Eu não duvido de mais nada. Eu tenho vergonha alheia de alguns movimentos negros.
Não esta restrito apenas a movimentos negros, mas se estende para todo tipo de ativismo militante e político de minorias, neste tipo de movimento o vitimismo e a estratégia de dividir a população entre nós e eles são armas de luta frequentemente utilizadas.

O problema é que não só o grupo majoritário atacado por estes movimentos sofre com isso, mas aqueles que eles dizem defender sofrem do mesmo jeito, como pode ter sido o caso da Maju, caso os ataques tenham partido mesmo de grupos militantes da causa negra como forma de tentar reacender o debate sobre racismo, e tentar justificar a existência e a ação de seus movimentos políticos.

Também pessoas comuns que são atraídas para estes movimentos por algum evento traumático que tenham sofrido, como violência e etc., geralmente sofrem mais após conhecerem estes grupos do que caso nunca os tivesse os conhecido.

Este documentário abaixo mostra por exemplo como a população sueca esta sofrendo nas mãos de movimentos feministas militantes, sejam mulheres atraídas para estes grupos após eventos traumáticos, e que o grupo diz entender e ajudar, mas na verdade só intensificam o trauma com suas teorias inspiracionistas infundadas e paranoicas, ou seja aqueles que elas consideram inimigos do movimento, como homens ou qualquer pessoa que se oponham as pautas do movimento:

A Guerra de Gênero - Documentário (https://www.youtube.com/playlist?list=PLgMCMsUi8TgyDXICGpXPAjnkiNiXDpFvG)

Abraços!
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Gabarito em 06 de Julho de 2015, 22:52:24
Essa história em torno da moça do tempo do JN deu voltas e acabou desaguando na política e misturou-se até com a Operação Lava-Jato.

(http://www.e-farsas.com/wp-content/uploads/maju-e-marido-600x400.jpg)
Maria Júlia Coutinho e seu marido


Teorias da Conspiração e muito disse-me-disse...

(http://www.e-farsas.com/wp-content/uploads/maju_grupo.jpg)


William Bonner também nas trincheiras...

(http://www.e-farsas.com/wp-content/uploads/William-Bonner.jpg)


Felipe Moura Brasil também botou a colher nessa feijoada:

(http://www.e-farsas.com/wp-content/uploads/maju_blogdoplim.jpg)


Ou seja, a coisa agitou um bom bocado.


Para ler os detalhes e a versão mais isenta de tudo, o E-Farsas (http://www.e-farsas.com/racismo-contra-maju-era-disfarce-sobre-operacao-lava-jato.html) é a fonte do que foi noticiado acima.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Brienne of Tarth em 06 de Julho de 2015, 23:04:05
(https://fbcdn-sphotos-d-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xaf1/v/t1.0-9/11539603_1643594962545735_2938264281185556305_n.jpg?oh=62343d82a632bebec59c62400d0aef95&oe=565BD200&__gda__=1444369335_07ba80389712ed853c29656e132719f9)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 07 de Julho de 2015, 12:26:12
O E-farsas costuma ser confiável, então assumindo que estão certos, eu acertei numa coisa, a ação foi de fato orquestrada por um grupo organizado do Facebook, mas errei ao supor que o grupo fosse de ativistas militantes racialistas, e/ou de racistas propriamente dito, já que o objetivo não tinha nada a ver com política ou sociedade, mas sim em apenas causar tumulto.

Abraços!
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 07 de Julho de 2015, 12:27:10
(https://scontent-gru1-1.xx.fbcdn.net/hphotos-xpf1/v/t1.0-9/1908116_860888983992619_3305299067477041617_n.png?oh=dd9984ca9740836b4bdfa248ab1544d3&oe=56170747)

Fonte: Aventuras na Justiça Social (https://www.facebook.com/AventurasnaJusticaSocial/photos/a.827394220675429.1073741828.827240997357418/860888983992619/?type=1&permPage=1)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 07 de Julho de 2015, 12:33:32
Que chatice essa corretês de esconder os nomes.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 07 de Julho de 2015, 12:41:20
Que chatice essa corretês de esconder os nomes.
Também acho, inclusive isso tira a credibilidade da postagem, pois abre a possibilidade da postagem ser falsa, fabricada.

A página justifica a censura dos nomes como forma de proteger a identidade das pessoas envolvidas na postagem, impedindo que seus perfis sejam atacados por outras pessoas, mas eu ainda acho que se a pessoa falou merda na internet, ela deve estar ciente do risco de ser exposta, e deve arcar com as consequências de seus atos.

Abraços!
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 07 de Julho de 2015, 13:45:12
(https://scontent-gru1-1.xx.fbcdn.net/hphotos-xpf1/v/t1.0-9/1908116_860888983992619_3305299067477041617_n.png?oh=dd9984ca9740836b4bdfa248ab1544d3&oe=56170747)

Fonte: Aventuras na Justiça Social (https://www.facebook.com/AventurasnaJusticaSocial/photos/a.827394220675429.1073741828.827240997357418/860888983992619/?type=1&permPage=1)

Insisto: Este tipo de postagem só pode ser uma brincadeira.

Não é possível que exista tanto idiota na Internet.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 07 de Julho de 2015, 14:36:34
Eu acho tão engraçado o modo como as pessoas reagem de maneira diferente para mesmas ações....  Ações racistas são conspirações, são  grupos de negros organizados tentando dividir o povo, bla bla bla. Nunca são brancos racistas.  Procura se 1001 maneiras de disprovar que existam brancos racistas, basta um post de um desconhecido pra dar essa certeza .  Por outro lado qualquer post estúpido de negros e feministas são prontamente aceitos como fato, verdade absoluta e regra. Brancos racistas e machistas são sempre minoria, negros racistas e machistas são maioria. Puta duplipensar.   
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 07 de Julho de 2015, 14:39:08
Se foi algum tipo de resposta para mim, só posso perguntar:

E?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 07 de Julho de 2015, 14:53:37
Se foi algum tipo de resposta para mim, só posso perguntar:

E?

Não, não foi pra você.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 07 de Julho de 2015, 18:09:31
Eu acho tão engraçado o modo como as pessoas reagem de maneira diferente para mesmas ações....  Ações racistas são conspirações, são  grupos de negros organizados tentando dividir o povo, bla bla bla. Nunca são brancos racistas.  Procura se 1001 maneiras de disprovar que existam brancos racistas, basta um post de um desconhecido pra dar essa certeza .  Por outro lado qualquer post estúpido de negros e feministas são prontamente aceitos como fato, verdade absoluta e regra. Brancos racistas e machistas são sempre minoria, negros racistas e machistas são maioria. Puta duplipensar.

Que chatice essa corretês de esconder os nomes.
Também acho, inclusive isso tira a credibilidade da postagem, pois abre a possibilidade da postagem ser falsa, fabricada.

 :ok:
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Donatello em 08 de Julho de 2015, 10:24:56
Eu acho tão engraçado o modo como as pessoas reagem de maneira diferente para mesmas ações....  Ações racistas são conspirações, são  grupos de negros organizados tentando dividir o povo, bla bla bla. Nunca são brancos racistas.  Procura se 1001 maneiras de disprovar que existam brancos racistas, basta um post de um desconhecido pra dar essa certeza .  Por outro lado qualquer post estúpido de negros e feministas são prontamente aceitos como fato, verdade absoluta e regra. Brancos racistas e machistas são sempre minoria, negros racistas e machistas são maioria. Puta duplipensar.

Que chatice essa corretês de esconder os nomes.
Também acho, inclusive isso tira a credibilidade da postagem, pois abre a possibilidade da postagem ser falsa, fabricada.

 :ok:

Poes zé... Quando a Carta Capital mantém um blog como o da Nádia Lapa ou o Guardian mantém a coluna da "I bathe in Male tears" ou quando inúmeras paginas não fakes se abarrotam de discurso de preconceito invertido (racial ou de gênero) você acha que o discurso feminazista é algo significativo agora quando alguns perfis fakes postam uma ofensa aleatória em uma página de Facebook você desdenha e acha até que pode ser forjado, embora em nenhum momento afirme que esta hipótese é a verdadeira.

Muito incoerente, você, Skep. O Felipe e eu também.

E você, tem ensino fundamental?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Sergiomgbr em 08 de Julho de 2015, 10:49:40

(http://www.e-farsas.com/wp-content/uploads/maju-e-marido-600x400.jpg)
Maria Júlia Coutinho e seu marido

Internet = Serious business?

Em off, engraçada essa foto com a cara do rapaz parecendo estar aumentada da metade pra cima e a da Maju, da metade pra baixo.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Diegojaf em 08 de Julho de 2015, 11:38:19
Citar
Suspeito de postar comentário contra Maria Júlia Coutinho é identificado
Adolescente de 15 anos foi ouvido nesta segunda (6) pela polícia em SP.
Ele vai responder por ato infracional e pode sofrer medida socioeducativa

http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2015/07/suspeito-de-postar-comentario-contra-maria-julia-coutinho-e-identificado.html

A teoria agora é de que ele foi pago pelo pessoal da Lava Jato pra postar... vamos ver, talvez a delação premiada do Cerveró esclareça melhor essa incrível conspiração esquerdista contra o homem heterossexual branco cristão e patriota...

Porque é impensável que exista alguém racista e imbecil o bastante para postar esse tipo de mensagem no Brasil... só pode ser uma conspiração incrivelmente bem arquitetada... só pode ser... tem que ser... a explicação mais simples e sensata nunca deve ser sequer considerada. Tem-se inclusive que já dar um passo adiante e ajudar o clima conspiratório e espalhar mensagens de suspeição no FB antes mesmo que a polícia comece a fazer o trabalho dela.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 08 de Julho de 2015, 11:50:57
Não existem racistas brancos, homofobicos e machistas. Só negros racistas, gays vitimistas e feminazis. E mesmo se  existir, a culpa é dos movimentos negros, gayzistas e feministas, que criam os preconceituosos. 
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 08 de Julho de 2015, 13:37:51
Citar
Suspeito de postar comentário contra Maria Júlia Coutinho é identificado
Adolescente de 15 anos foi ouvido nesta segunda (6) pela polícia em SP.
Ele vai responder por ato infracional e pode sofrer medida socioeducativa

http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2015/07/suspeito-de-postar-comentario-contra-maria-julia-coutinho-e-identificado.html

A teoria agora é de que ele foi pago pelo pessoal da Lava Jato pra postar... vamos ver, talvez a delação premiada do Cerveró esclareça melhor essa incrível conspiração esquerdista contra o homem heterossexual branco cristão e patriota...

Porque é impensável que exista alguém racista e imbecil o bastante para postar esse tipo de mensagem no Brasil... só pode ser uma conspiração incrivelmente bem arquitetada... só pode ser... tem que ser... a explicação mais simples e sensata nunca deve ser sequer considerada. Tem-se inclusive que já dar um passo adiante e ajudar o clima conspiratório e espalhar mensagens de suspeição no FB antes mesmo que a polícia comece a fazer o trabalho dela.

Mas não acha muito estranho? A Glória Maria foi apresentadora do Fantástico por muitos anos e não víamos esse tipo de coisa. Por isso é suspeito. Mas se for uma onda de racismo mesmo, incentivada pelo anonimato, não me espantaria também.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Diegojaf em 08 de Julho de 2015, 14:36:41
Citar
Suspeito de postar comentário contra Maria Júlia Coutinho é identificado
Adolescente de 15 anos foi ouvido nesta segunda (6) pela polícia em SP.
Ele vai responder por ato infracional e pode sofrer medida socioeducativa

http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2015/07/suspeito-de-postar-comentario-contra-maria-julia-coutinho-e-identificado.html

A teoria agora é de que ele foi pago pelo pessoal da Lava Jato pra postar... vamos ver, talvez a delação premiada do Cerveró esclareça melhor essa incrível conspiração esquerdista contra o homem heterossexual branco cristão e patriota...

Porque é impensável que exista alguém racista e imbecil o bastante para postar esse tipo de mensagem no Brasil... só pode ser uma conspiração incrivelmente bem arquitetada... só pode ser... tem que ser... a explicação mais simples e sensata nunca deve ser sequer considerada. Tem-se inclusive que já dar um passo adiante e ajudar o clima conspiratório e espalhar mensagens de suspeição no FB antes mesmo que a polícia comece a fazer o trabalho dela.

Mas não acha muito estranho? A Glória Maria foi apresentadora do Fantástico por muitos anos e não víamos esse tipo de coisa. Por isso é suspeito. Mas se for uma onda de racismo mesmo, incentivada pelo anonimato, não me espantaria também.

Não? http://epoca.globo.com/colunas-e-blogs/bruno-astuto/noticia/2015/07/gloria-maria-sai-em-defesa-de-maju-em-caso-de-ataques-racista.html

Teve novela que afundou porque mostrava um casal interracial.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 08 de Julho de 2015, 14:48:52
Citar
Suspeito de postar comentário contra Maria Júlia Coutinho é identificado
Adolescente de 15 anos foi ouvido nesta segunda (6) pela polícia em SP.
Ele vai responder por ato infracional e pode sofrer medida socioeducativa

http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2015/07/suspeito-de-postar-comentario-contra-maria-julia-coutinho-e-identificado.html

A teoria agora é de que ele foi pago pelo pessoal da Lava Jato pra postar... vamos ver, talvez a delação premiada do Cerveró esclareça melhor essa incrível conspiração esquerdista contra o homem heterossexual branco cristão e patriota...

Porque é impensável que exista alguém racista e imbecil o bastante para postar esse tipo de mensagem no Brasil... só pode ser uma conspiração incrivelmente bem arquitetada... só pode ser... tem que ser... a explicação mais simples e sensata nunca deve ser sequer considerada. Tem-se inclusive que já dar um passo adiante e ajudar o clima conspiratório e espalhar mensagens de suspeição no FB antes mesmo que a polícia comece a fazer o trabalho dela.

Mas não acha muito estranho? A Glória Maria foi apresentadora do Fantástico por muitos anos e não víamos esse tipo de coisa. Por isso é suspeito. Mas se for uma onda de racismo mesmo, incentivada pelo anonimato, não me espantaria também.

Não? http://epoca.globo.com/colunas-e-blogs/bruno-astuto/noticia/2015/07/gloria-maria-sai-em-defesa-de-maju-em-caso-de-ataques-racista.html

Teve novela que afundou porque mostrava um casal interracial.

Não sei se a comparação seria correta. Com a Glória não foram manifestações públicas, feitas para chamar atenção. Não estou com isso negando que tenha racismo, só me pareceu um movimento organizado. E nem entendi direito a relação com a lava-jato.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Diegojaf em 08 de Julho de 2015, 15:06:03
Simples. Não era público porque uma ferramenta como Facebook sequer era sonhada. Redes sociais são um veículo perfeito para estúpidos porque qualquer besta quadrada vai escrever e vai ser publicado e ecoado.

Difícil mesmo é acreditar que ainda tem gente que duvida disso e acha mais plausível uma conspiração envolvendo uma operação da polícia federal, uma rede de TV e o partido no poder do que simplesmente um grupo, organizado ou não, de racistas.

Mais difícil ainda é a capacidade de se querer dar opinião sobre qualquer tema antes que sequer comece a apurá-lo. É o efeito Game of Thrones. O cara não consegue esperar 5 dias para uma resposta sensata, embasada em fatos oficiais e vomita qualquer asneira, adivinhando de acordo com a sua posição ideológica, e isso somado aos outros babacas, gera um rio de bullshit tão gigantesco que mesmo quando a verdade surge, ela é só uma gota no mar de imbecilidade.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: O Pistoleiro em 08 de Julho de 2015, 17:17:27

[/quote]Não? http://epoca.globo.com/colunas-e-blogs/bruno-astuto/noticia/2015/07/gloria-maria-sai-em-defesa-de-maju-em-caso-de-ataques-racista.html

Teve novela que afundou porque mostrava um casal interracial.
[/quote]

Uma que o Lázaro Ramos fez com a Débora Falabella.
 Esse é um ponto interessante. Temos novelas com casais interraciais que são protagonistas. Essa de agora com a Camila Pitanga é uma. A que a Tais Araújo foi a "Helena" do Manuel Carlos é outra. Mas sofremos do mesmo mal de Hollywood, não vemos o Lazaro Ramos como o Comendador, casado com a Carolina Dieckmann e tendo caso com a Mariana Rui Barbosa (é só um exemplo).
Filmes como Golpe Duplo com o Will Smith e uma atriz australiana que não sei o nome, teve mais repercussão pelo casal raro que foi representado no cinema, do que pelo próprio filme em si (é chatinho mesmo). Aqui como nos EUA, parece não haver problema de um Billy Bob com a Halle Berry, casais dos filmes Missão Impossivel II, 007, O Guarda Costa e outros ou um Vagner Moura com a Camila Pitanga. Mas Denzel Washington com Julia Roberts ou Will Smith com a Cameron Diaz é algo que não é muito bem aceito.

PS: Eu não consegui colocar alguns links aqui no trabalho, então é só procurar no google "hollywood last taboo" que encontrará algumas reportagens sobre isso. Denzel e Julia é em relação ao filme Dossie Pelicano e Will e Diaz é sobre o filme Hitch

   
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 08 de Julho de 2015, 19:01:28
Eu acho tão engraçado o modo como as pessoas reagem de maneira diferente para mesmas ações....  Ações racistas são conspirações, são  grupos de negros organizados tentando dividir o povo, bla bla bla. Nunca são brancos racistas.  Procura se 1001 maneiras de disprovar que existam brancos racistas, basta um post de um desconhecido pra dar essa certeza .  Por outro lado qualquer post estúpido de negros e feministas são prontamente aceitos como fato, verdade absoluta e regra. Brancos racistas e machistas são sempre minoria, negros racistas e machistas são maioria. Puta duplipensar.

Que chatice essa corretês de esconder os nomes.
Também acho, inclusive isso tira a credibilidade da postagem, pois abre a possibilidade da postagem ser falsa, fabricada.

 :ok:

Poes zé... Quando a Carta Capital mantém um blog como o da Nádia Lapa ou o Guardian mantém a coluna da "I bathe in Male tears" ou quando inúmeras paginas não fakes se abarrotam de discurso de preconceito invertido (racial ou de gênero) você acha que o discurso feminazista é algo significativo agora quando alguns perfis fakes postam uma ofensa aleatória em uma página de Facebook você desdenha e acha até que pode ser forjado, embora em nenhum momento afirme que esta hipótese é a verdadeira.
(...)
Pois é, eu disse que era uma possibilidade, não disse que fosse isso de fato. Inclusive, levantei também a possibilidade de que poderia ser falso as postagens racistas contra brancos postadas no Facebook e que repliquei aqui, já que a fonte secundária censurava a foto de perfil e o nome dos envolvidos, dificultando a averiguação da fonte primária.

Citar
Suspeito de postar comentário contra Maria Júlia Coutinho é identificado
Adolescente de 15 anos foi ouvido nesta segunda (6) pela polícia em SP.
Ele vai responder por ato infracional e pode sofrer medida socioeducativa

http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2015/07/suspeito-de-postar-comentario-contra-maria-julia-coutinho-e-identificado.html

A teoria agora é de que ele foi pago pelo pessoal da Lava Jato pra postar... vamos ver, talvez a delação premiada do Cerveró esclareça melhor essa incrível conspiração esquerdista contra o homem heterossexual branco cristão e patriota...

Porque é impensável que exista alguém racista e imbecil o bastante para postar esse tipo de mensagem no Brasil... só pode ser uma conspiração incrivelmente bem arquitetada... só pode ser... tem que ser... a explicação mais simples e sensata nunca deve ser sequer considerada. Tem-se inclusive que já dar um passo adiante e ajudar o clima conspiratório e espalhar mensagens de suspeição no FB antes mesmo que a polícia comece a fazer o trabalho dela.
O que se contestou aqui é que este tipo de ataque em massa só poderia ter sido arquitetado. Eu supus que poderia ter sido de fato por grupos racistas organizados ou então militâncias da causa negra  querendo reacender o debate sobre racismo, eu primeiramente apostei no primeiro, e depois no segundo. A questão é que em ambos os casos temos uma questão política e social envolvida. O E-farsa no entanto parece ter descoberto que a fonte dos ataque partiu de um grupo fechado do Facebook, cujo o objetivo é simplesmente causar tumulto, logo, não tem por tanto objetivo político e nem social, como se espera de grupos racistas perfeitamente organizado ou de militâncias da causa negra.

Não existem racistas brancos, homofobicos e machistas. Só negros racistas, gays vitimistas e feminazis. E mesmo se  existir, a culpa é dos movimentos negros, gayzistas e feministas, que criam os preconceituosos. 
Espantalho, ninguém aqui nunca disse algo parecido com isso.

(...)
Difícil mesmo é acreditar que ainda tem gente que duvida disso e acha mais plausível uma conspiração envolvendo uma operação da polícia federal, uma rede de TV e o partido no poder do que simplesmente um grupo, organizado ou não, de racistas.
(...)
Pessoas se reunindo assim aos montes sem planejamento ou organização, é isso que foi contestado aqui. Um grupo organizado de racistas agindo em conjunto foi uma possibilidade levantada, pelo menos por mim, inclusive inicialmente como sendo a mais plausível de ter acontecido. Mas conspirações de militâncias da minoria ou de partidos políticos não era impossível, e para mim é de fato mais possível do que muitos racistas atacarem um mesmo perfil ao mesmo tempo, sem qualquer planejamento ou organização prévia.

Mais difícil ainda é a capacidade de se querer dar opinião sobre qualquer tema antes que sequer comece a apurá-lo. É o efeito Game of Thrones. O cara não consegue esperar 5 dias para uma resposta sensata, embasada em fatos oficiais e vomita qualquer asneira, adivinhando de acordo com a sua posição ideológica, e isso somado aos outros babacas, gera um rio de bullshit tão gigantesco que mesmo quando a verdade surge, ela é só uma gota no mar de imbecilidade.
Ninguém aqui afirmou qualquer coisa com convicção, apenas se achou estranho um ataque em massa acontecendo assim do nada, algo muito plausível de se pensar. E depois possibilidades foram levantadas do motivo deste ataque ter acontecido, veja bem, possibilidades, hipóteses, ninguém saiu saindo que foi assim ou assado, mas que poderia ter sido motivado por isso ou por aquilo, partido desta ou daquela fonte. Além disso, trabalhamos com o que tínhamos, as evidências eram limitadas, e as nossas opiniões foram até sensatas, já que apenas hipóteses possíveis foram levantadas.

Abraços!
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Diegojaf em 08 de Julho de 2015, 19:16:43
Claro, Skeptikos... não é como se você tivesse ajudado a espalhar as bobagens que blogs antipetistas inventaram (http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=8927.msg857183#msg857183) (cuja plausibilidade você defendeu como "bem provável") ou se aproveitado de um assunto totalmente nada a ver pra divulgar mais um vídeo sobre o seu medo patológico de mulheres (http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=8927.msg857288#msg857288)...

Você se manteve racional e imparcial feito um tijolo atirado a 500m/s do carro de um articulador da marcha por deus, pela família e pela pátria na década de 70 na cabeça de um estudande da UNE... :lol:
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 08 de Julho de 2015, 19:30:02
Claro, Skeptikos... não é como se você tivesse ajudado a espalhar as bobagens que blogs antipetistas inventaram (http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=8927.msg857183#msg857183) (cuja plausibilidade você defendeu como "bem provável")
O mesmo perfil defendia de forma mais consistente o PT em algumas postagens enquanto em outras "defendia" de forma completamente irracional a oposição, isso não é bem provável de que seja de fato uma manobra de algum movimento ligado ao PT, já que o PT era o único que se beneficiava das postagens daquele perfil? Se houvesse uma investigação isso seria facilmente comprovado (ou refutado, se fosse o caso), por isso eu disse que era bem provável, pois poderia ser comprovado se tivesse sido investigado.

ou se aproveitado de um assunto totalmente nada a ver pra divulgar mais um vídeo sobre o seu medo patológico de mulheres (http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=8927.msg857288#msg857288)...
Primeiro que eu não tenho nada contra mulheres, e sim contra o movimento feminista. Segundo que tanto o movimento feminista quanto o movimento negro são em teoria movimentos de minorias, e ai está a relação entre eles.

Você se manteve racional e imparcial feito um tijolo atirado a 500m/s do carro de um articulador da marcha por deus, pela família e pela pátria na década de 70 na cabeça de um estudande da UNE... :lol:
Eu não disse que tinha sido imparcial, mas estou muito longe de ter agido da forma como descrita por você e o Barata.

Abraços!
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 15 de Julho de 2015, 11:40:45
https://www.youtube.com/v/iVhjKIxipks
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Jack Carver em 11 de Agosto de 2015, 13:18:44
Ferguson voltou a ferver esses dias pela lembrança na data de 1 ano da controversa morte de Michael Brown.

E sobre aquele vídeo que o Skeptikós postou mais atrás(Black Man vs. White Man Open Carrying AR-15), notar os tweets do link.
Trata-se da presença da milícia Oath Keepers:
http://www.infowars.com/missouri-rep-take-out-oath-keepers-in-ferguson/

https://www.youtube.com/v/QE7mOnnEo_Q

https://www.youtube.com/v/fZmpmVdIfJU

PS: Um tanto forçado, mas ainda dentro do contexto:

http://www.infowars.com/protesters-declare-they-are-ready-for-war-as-americas-impoverished-inner-cities-threaten-to-erupt/
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Atomic Billy em 15 de Agosto de 2015, 06:15:02
Eu sou negro e vou dizer que:

1o -  Negros nâo tem privilégios.  Aonde já se viu alguém privilegiado que ganha menos,  ter 2,5 vezes mais  chance de tomar bala perdida,  77% dos homicídios envolverem negros e pardas,  não ter quase nenhuma representatividade na mídia,  ser objetificado a um mero pênis super dotado ou a uma bunda e peito grande, etc.

2o - O racismo não é apenas ofensas.  O racismo é um  sistema que se perpétua até os dias de hoje oprimindo e discriminando o negros.  Para falarmos de "racismo contra brancos" ,  deveria ter ocorrido a escravização do branco pelo  negros,  a destruição das  civilizações brancas e imposição do padrão Afrocentrista de  vida,  teríamos governos com elite negra negando direitos aos brancos,  etc.  E não simplesmente chamar um branco de "palmito". 
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 15 de Agosto de 2015, 08:45:10
Eu sou negro e vou dizer que:

1o -  Negros nâo tem privilégios.  Aonde já se viu alguém privilegiado que ganha menos,  ter 2,5 vezes mais  chance de tomar bala perdida,  77% dos homicídios envolverem negros e pardas,  não ter quase nenhuma representatividade na mídia,  ser objetificado a um mero pênis super dotado ou a uma bunda e peito grande, etc.

2o - O racismo não é apenas ofensas.  O racismo é um  sistema que se perpétua até os dias de hoje oprimindo e discriminando o negros.  Para falarmos de "racismo contra brancos" ,  deveria ter ocorrido a escravização do branco pelo  negros,  a destruição das  civilizações brancas e imposição do padrão Afrocentrista de  vida,  teríamos governos com elite negra negando direitos aos brancos,  etc.  E não simplesmente chamar um branco de "palmito". 

Quais 'civilizações negras' foram destruídas pelos 'brancos'?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Atomic Billy em 15 de Agosto de 2015, 10:17:25
Eu sou negro e vou dizer que:

1o -  Negros nâo tem privilégios.  Aonde já se viu alguém privilegiado que ganha menos,  ter 2,5 vezes mais  chance de tomar bala perdida,  77% dos homicídios envolverem negros e pardas,  não ter quase nenhuma representatividade na mídia,  ser objetificado a um mero pênis super dotado ou a uma bunda e peito grande, etc.

2o - O racismo não é apenas ofensas.  O racismo é um  sistema que se perpétua até os dias de hoje oprimindo e discriminando o negros.  Para falarmos de "racismo contra brancos" ,  deveria ter ocorrido a escravização do branco pelo  negros,  a destruição das  civilizações brancas e imposição do padrão Afrocentrista de  vida,  teríamos governos com elite negra negando direitos aos brancos,  etc.  E não simplesmente chamar um branco de "palmito". 

Quais 'civilizações negras' foram destruídas pelos 'brancos'?


A Africa pré-colonial era também constituido por diversos reinos e impérios com abudância riqueza*. O texto está em inglês
http://afritorial.com/100-african-cities-destroyed-by-europeans/

* E antes que alguém venha e fale ''mas os negros se escravizam, os negros se vendiam''. Sim, é verdade! Lembrando que ''negros'' não é uma coisa só, como ''brancos'' também não é uma coisa só. Na Antiguidade, havia diversas etnias africanas que se guerreavam e o perdedor era escravizado pleo vencedor, exatamento como ocorria entre os europeus, arabes, asiáticos, etc.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 15 de Agosto de 2015, 11:33:16
Eu sou negro e vou dizer que:

1o -  Negros nâo tem privilégios.  Aonde já se viu alguém privilegiado que ganha menos,  ter 2,5 vezes mais  chance de tomar bala perdida,  77% dos homicídios envolverem negros e pardas,  não ter quase nenhuma representatividade na mídia,  ser objetificado a um mero pênis super dotado ou a uma bunda e peito grande, etc.

2o - O racismo não é apenas ofensas.  O racismo é um  sistema que se perpétua até os dias de hoje oprimindo e discriminando o negros.  Para falarmos de "racismo contra brancos" ,  deveria ter ocorrido a escravização do branco pelo  negros,  a destruição das  civilizações brancas e imposição do padrão Afrocentrista de  vida,  teríamos governos com elite negra negando direitos aos brancos,  etc.  E não simplesmente chamar um branco de "palmito". 

- Os negros não são a única minoria ou grupo étnico perseguida e discriminada ao longo da história do homo sapiens

- Os negros não são isentos de práticas de opressão contra outros grupos étnicos.

- Os europeus não foram os únicos povos a oprimir os negros e outros grupos étnicos.

- Os europeus não são isentos de sofrer opressão de outros povos. 


Portanto, ninguém (individualmente ou coletivamente) é opressor e oprimido à priori. As pessoas devem ser julgadas individualmente pelo que efetivamente cometerem ou sofrerem. Ponto.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 15 de Agosto de 2015, 11:34:46
* E antes que alguém venha e fale ''mas os negros se escravizam, os negros se vendiam''. Sim, é verdade! Lembrando que ''negros'' não é uma coisa só, como ''brancos'' também não é uma coisa só. Na Antiguidade, havia diversas etnias africanas que se guerreavam e o perdedor era escravizado pleo vencedor, exatamento como ocorria entre os europeus, arabes, asiáticos, etc.

Quais etnias africanas devem ter direito a cotas, e quais não?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 15 de Agosto de 2015, 13:17:24

1o -  Negros nâo tem privilégios.  Aonde já se viu alguém privilegiado que ganha menos,  ter 2,5 vezes mais  chance de tomar bala perdida,  77% dos homicídios envolverem negros e pardas,  não ter quase nenhuma representatividade na mídia,  ser objetificado a um mero pênis super dotado ou a uma bunda e peito grande, etc.
Privilégios oferecidos por lei, quando recebem uma vantagem garantida por lei, como acontece no caso das cotas raciais em universidades, é a isso que chamamos de privilégio. O governo ao invés de fazer a sua parte dando educação de qualidade a todas as camadas da sociedade, vem com medidas populistas e simplistas como estas, que nunca alcançam os objetivos prometidos, e ainda por cima prejudica quem promete ajudar e acaba aumentando ainda mais o antagonismo entre os grupos discriminados (brancos e negros, por exemplo).

https://www.youtube.com/v/6yOG0UZsqGI


2o - O racismo não é apenas ofensas.  O racismo é um  sistema que se perpétua até os dias de hoje oprimindo e discriminando o negros. Para falarmos de "racismo contra brancos" ,  deveria ter ocorrido a escravização do branco pelo  negros,  a destruição das  civilizações brancas e imposição do padrão Afrocentrista de  vida,  teríamos governos com elite negra negando direitos aos brancos,  etc.  E não simplesmente chamar um branco de "palmito".


Mas não precisa de provas de que brancos tenham sido escravizados em massa por povos negros para provar que o racismo contra brancos é possível, pois a definição de racismo é clara e simples, e não esta incluído a necessidade da subjugação de uma etnia por outra para que o racismo exista (apesar de ter feito parte de ideologias racistas a crença nesta subjugação), basta existir o preconceito ou a discriminação por "raça", independente de quem seja o autor (se este faz parte do grupo dominante ou não) e a vítima (idem) da discriminação (Disponível em: < http://www.dicio.com.br/racismo/ (http://www.dicio.com.br/racismo/) >. Acesso em: 15 de agosto de 2015). Um negro marginalizado da periferia que discrimina um branco da classe média fundamentalmente por este ser branco (e rico também, caso seja o caso) está sendo racista (e de quebra praticando discriminação-preconceito de classe social), a não ser que você deseja como muitos justiceiros sociais (http://consciencia.ano-zero.com/2015/07/16/os-valentoes/) (muitas vezes auto-declarados - muitos deles fingindo conscientemente serem - representantes (militantes-ativistas) de grupos de minorias) fazem, que é distorcer o significado de muios termos, como "racismo" e "machismo" por exemplo, a fim de atender a suas ideologias ilógicas, anti-científicas, anti-etimológicas e negadoras da história. (Aldir Gracindo (1 de maio de 2014), A verdade sobre o machismo – Parte 1: Boatos e demonização (http://br.avoiceformen.com/feminismo-2/feminismo-e-mentiras/a-verdade-sobre-o-machismo-parte-1-boatos-e-demonizacao/). A Voice For Men Brasil. Visitado em 15 de agosto de 2015)

Abraços!
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Feliperj em 15 de Agosto de 2015, 14:13:12

Não? http://epoca.globo.com/colunas-e-blogs/bruno-astuto/noticia/2015/07/gloria-maria-sai-em-defesa-de-maju-em-caso-de-ataques-racista.html

Teve novela que afundou porque mostrava um casal interracial.
[/quote]

Uma que o Lázaro Ramos fez com a Débora Falabella.
 Esse é um ponto interessante. Temos novelas com casais interraciais que são protagonistas. Essa de agora com a Camila Pitanga é uma. A que a Tais Araújo foi a "Helena" do Manuel Carlos é outra. Mas sofremos do mesmo mal de Hollywood, não vemos o Lazaro Ramos como o Comendador, casado com a Carolina Dieckmann e tendo caso com a Mariana Rui Barbosa (é só um exemplo).
Filmes como Golpe Duplo com o Will Smith e uma atriz australiana que não sei o nome, teve mais repercussão pelo casal raro que foi representado no cinema, do que pelo próprio filme em si (é chatinho mesmo). Aqui como nos EUA, parece não haver problema de um Billy Bob com a Halle Berry, casais dos filmes Missão Impossivel II, 007, O Guarda Costa e outros ou um Vagner Moura com a Camila Pitanga. Mas Denzel Washington com Julia Roberts ou Will Smith com a Cameron Diaz é algo que não é muito bem aceito.

PS: Eu não consegui colocar alguns links aqui no trabalho, então é só procurar no google "hollywood last taboo" que encontrará algumas reportagens sobre isso. Denzel e Julia é em relação ao filme Dossie Pelicano e Will e Diaz é sobre o filme Hitch

   
[/quote]

A novela não afundou pq era uma merda, mas sim pelo casal inter racial. Babilonia não emplacou por ser uma merda, mas sim pelo casal homossexual. É claro, como todos sabemos que só pode ser por isso, então só pode ser por isso, afinal o que mair poderia ser ?

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: João da Ega em 15 de Agosto de 2015, 21:22:16

- Os negros não são a única minoria ou grupo étnico perseguida e discriminada ao longo da história do homo sapiens

- Os negros não são isentos de práticas de opressão contra outros grupos étnicos.

- Os europeus não foram os únicos povos a oprimir os negros e outros grupos étnicos.

- Os europeus não são isentos de sofrer opressão de outros povos. 


Portanto, ninguém (individualmente ou coletivamente) é opressor e oprimido à priori. As pessoas devem ser julgadas individualmente pelo que efetivamente cometerem ou sofrerem. Ponto.

A realidade objetiva de que os negros no Brasil estão estatisticamente em condições sociais piores que a de outros grupos étnicos tem relação com o fato de ter havido - não na história do homo sapiens, mas há menos de 200 anos! - tem ou não relação com o fato de ter havido escravidão no Brasil?

* E antes que alguém venha e fale ''mas os negros se escravizam, os negros se vendiam''. Sim, é verdade! Lembrando que ''negros'' não é uma coisa só, como ''brancos'' também não é uma coisa só. Na Antiguidade, havia diversas etnias africanas que se guerreavam e o perdedor era escravizado pleo vencedor, exatamento como ocorria entre os europeus, arabes, asiáticos, etc.

Quais etnias africanas devem ter direito a cotas, e quais não?

Se o critério for ter sido escravizado, para os negros do Brasil a resposta seria todas as etnias africanas.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: João da Ega em 15 de Agosto de 2015, 21:43:44
De qualquer forma, não sou favorável a se utilizar a etnia como critério para adoção de cotas não porque, na história da humanidade, negros já escravizaram, ou caucasianos já foram escravizados, mas basicamente pelos argumentos expostos em uma matéria que li há vários anos, reproduzida aqui http://www.lainsignia.org/2002/septiembre/ibe_056.htm (http://www.lainsignia.org/2002/septiembre/ibe_056.htm)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 16 de Agosto de 2015, 08:05:48

- Os negros não são a única minoria ou grupo étnico perseguida e discriminada ao longo da história do homo sapiens

- Os negros não são isentos de práticas de opressão contra outros grupos étnicos.

- Os europeus não foram os únicos povos a oprimir os negros e outros grupos étnicos.

- Os europeus não são isentos de sofrer opressão de outros povos. 


Portanto, ninguém (individualmente ou coletivamente) é opressor e oprimido à priori. As pessoas devem ser julgadas individualmente pelo que efetivamente cometerem ou sofrerem. Ponto.

A realidade objetiva de que os negros no Brasil estão estatisticamente em condições sociais piores que a de outros grupos étnicos tem relação com o fato de ter havido - não na história do homo sapiens, mas há menos de 200 anos! - tem ou não relação com o fato de ter havido escravidão no Brasil?

A realidade objetiva de que os brancos no Brasil estão estatisticamente em condições sociais piores do que os amarelos tem relação com algum ato de opressão ou exploração por parte desdes últimos?

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 16 de Agosto de 2015, 08:13:17
200 anos é muito tempo.

Os testes de carbono-14 modernos já são capazes de definir eventos antigos com precisão de poucos anos. Os historiadores entram em disputas polêmicas sobre o ano exato de um evento ocorrido há quase 3000 anos atrás.

É certeza que a escravidão dos negros, seja que influência tenha tido, já não pode ser responsabilizada pelas condições econômicas dos negros da geração atual. Para que isso seja verdade, é necessário provar que a maior parte da renda ou dos bens que os brancos brasileiros têm provêm de herança que remonte a seus tataravôs.

O racismo, esse sim pode ter infuência.

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 16 de Agosto de 2015, 08:25:57

Eu seria a favor de cotas raciais nos EUA (ao menos décadas atrás), mas não no Brasil.

Motivos:

- Nos EUA, o sistema de admissão às universidades tem etapas sujeitas a decisões subjetivas e controles discricionários (se não estou enganado). No Brasil, o sistema de admissão (vestibular) é feito de tal forma que é IMPOSSÍVEL haver discriminação durante o processo de seleção. Logo, cotas raciais nos EUA é algo pertinente, no Brasil não.

- Não menos importante, o grau de racismo, de segregação baseado em raça nos EUA está anos-luz à frente do brasileiro. Lá também existe uma separação mais nítida entre brancos e negros, aqui não.


Meus 2 centavos.



Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 16 de Agosto de 2015, 14:45:21
200 anos é muito tempo.

Os testes de carbono-14 modernos já são capazes de definir eventos antigos com precisão de poucos anos. Os historiadores entram em disputas polêmicas sobre o ano exato de um evento ocorrido há quase 3000 anos atrás.

É certeza que a escravidão dos negros, seja que influência tenha tido, já não pode ser responsabilizada pelas condições econômicas dos negros da geração atual. Para que isso seja verdade, é necessário provar que a maior parte da renda ou dos bens que os brancos brasileiros têm provêm de herança que remonte a seus tataravôs.

O racismo, esse sim pode ter infuência.

Acho muito mais provável que seja um pouco o contrário, ou uma combinação de ambos (fazendo com que a mobilidade sócio-econômica de negros tenda a ser menor que a de brancos partindo de um mesmo ponto), mas com uma contribuição hereditária (com "juros") muito maior do que a de discriminação racial "pura".

É mais ou menos o mesmo motivo porque ainda há proporcionalmente menos negros nas universidades, não há discriminação racial propriamente dita no vestibular, mas diferenças de desempenho tendem a vir de diferentes condições econômicas. O mesmo ocorre para qualificações profissionais de modo geral.



Mas não conheço estudos mesmo sobre isso.



A divisão norte/sul dos EUA, que coincide com escravistas e abolicionistas, também se correlaciona com maior desigualdade econômica persistindo até hoje:
 
(https://c.o0bg.com/rf/image_r/Boston/2011-2020/2014/08/24/BostonGlobe.com/Ideas/Images/slavery-610.r.jpg)

https://www.bostonglobe.com/ideas/2014/08/23/where-slavery-thrived-inequality-rules-today/iF5zgFsXncPoYmYCMMs67J/story.html
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 16 de Agosto de 2015, 18:44:45
Penso o mesmo que o Buck, mas não acredito que ações afirmativas, conhecidas popularmente como "cotas", seja o caminho mais justo e eficiente para se diminuir ou erradicar a desigualdade social e o preconceito racial.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Jack Carver em 16 de Agosto de 2015, 19:12:08
Citar
Ferguson voltou a ferver esses dias pela lembrança na data de 1 ano da controversa morte de Michael Brown.

E sobre aquele vídeo que o Skeptikós postou mais atrás(Black Man vs. White Man Open Carrying AR-15), notar os tweets do link.
Trata-se da presença da milícia Oath Keepers:
..Só atualizando..
http://www.infowars.com/oath-keepers-to-hold-march-through-ferguson-with-50-armed-black-protesters/
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 16 de Agosto de 2015, 19:22:30
Citação de: DDV
Para que isso seja verdade, é necessário provar que a maior parte da renda ou dos bens que os brancos brasileiros têm provêm de herança que remonte a seus tataravôs.

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: MarceliNNNN em 16 de Agosto de 2015, 19:36:44
Com certeza a escravidão reflete ainda nos dias de hoje no Brasil, mas o Estado é culpado também em causar a desigualdade social.

http://exame.abril.com.br/revista-exame/edicoes/1038/noticias/e-o-estado-piora-esta-diferenca
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 16 de Agosto de 2015, 19:51:03
Com certeza a escravidão reflete ainda nos dias de hoje no Brasil,

Eu acho que não chega sequer a 5% a possível influência da escravidão no nível de renda atual dos negros.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: MarceliNNNN em 16 de Agosto de 2015, 20:01:12
Com certeza a escravidão reflete ainda nos dias de hoje no Brasil,

Eu acho que não chega sequer a 5% a possível influência da escravidão no nível de renda atual dos negros.
Renda eu também acho que não. Postei no link acima uma pesquisa que o Ipea fez falando sobre como o Estado é um dos principais causadores de desigualdade social. A escravidão reflete no racismo que negros sofrem. Ainda somos vistos (me incluo pq sou negro) como a "ralé" da sociedade. Atualmente, precisamos batalhar muito (como qualquer um) para aumentar nossa renda e temos muito mais oportunidades do que antigamente. Querendo ou não, o racismo vem diminuindo também.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 13 de Setembro de 2015, 18:58:31
(https://scontent-gru1-1.xx.fbcdn.net/hphotos-xlf1/v/t1.0-9/11998830_1624303044497600_6143535840785281075_n.jpg?oh=79cba765bb0d48755b8ebeda5f18db6d&oe=56AB0F28)
Richard Ferreli (https://www.facebook.com/Rei.No.Norte2) com Brenda Lima (https://www.facebook.com/brenda.c.lima)

Domingo, 13 de setembro de 2013 às 17:37 (https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1624303044497600&set=a.1389668967961010.1073741828.100007537603892&type=1&permPage=1)

Por favor, gostaria que vocês me dessem alguns minutos para ler racismo e como eu sofri com isso nessas últimas semanas.

Meu nome é Richard Ferreli, tenho 22 anos, nascido e criado na Zona Norte do RJ. Desde pequeno eu fui alertado pela minha família sobre os problemas e preconceitos que sofreria durante a minha vida pelo fato de ser negro. Meu pai é um homem negro e desde muito novo ele sempre conversou comigo e me orientou sobre como reagir quando um desses momentos (onde eu seria descriminado pela minha cor de pele) chegasse. Eu admito que achava que meu pai era exagerado, admito que chegava a desconfiar que o mundo que ele pintou pra mim desde jovem não existisse mais. Eu com 22 anos nunca tinha sofrido racismo, era uma realidade que até o momento não existia pra mim, até mesmo duvidava de sua existência... Até semana passada. Infelizmente, a situação que aconteceu me pegou completamente desprevenido, de maneira que nenhum dos ensinamentos do meu Pai ou dos meus familiares se mostrou útil. O ataque sofri me pegou de uma maneira tão desprevenida que eu cheguei a duvidar por um momento da minha sanidade mental. Eu sofri racismo e fui atacado por pessoas NEGRAS! Não obstante, pasmem, pessoas negras MILITANTES anti racismo.

Fui banido de um grupo, um coletivo de Negros do qual participava, e ao indagar o motivo do ban eu recebi a seguinte mensagem "Palmiteiros não são bem vindos". Eu, obviamente sem entender nada, perguntei o sentido da frase e fui imediatamente bloqueado. Foi nesse momento que eu tive o a infeliz ideia de procurar a respeito e me deparei com algumas páginas militantes negras (dentre elas a pior Amor não tem cor), e ao fazer alguns comentários em uns posts da página eu fui IMEDIATAMENTE atacado por dezenas de mulheres negras e alguns homens, me ofendendo e me acusando de ser racista pelo simples fato de SER NEGRO e NAMORAR uma mulher branca. É isso mesmo. Eu fui chamado de Racista, Negropeu, Palmiteiro, Negro da casa grande, Capitão do Mato, Macaco de circo e toda uma sorte de ofensas apenas pelo fato de ser negro e namorar uma mulher branca. As seguidoras da página alegam veementemente que NÃO EXISTE amor entre homem negro e mulher branca. Para elas, qualquer homem negro que se relacione com uma mulher branca busca apenas "ascensão social" e "embranquecer a raça". Elas afirmam que o fato de você já ter se relacionado com uma mulher negra não muda o fato de que você é um RACISTA por namorar uma mulher branca. Eu tive que ler que sou "a vergonha da minha raça", que "preto de honra" não se mistura com opressor, que eu deveria ter meu pênis cortado pra não correr o risco de "misturar a raça" e outros absurdos piores que não tenho coragem de citar em um post público. Essas ofensas eu, enquanto negro, ouvi de pessoas negras que se dizem anti racismo, imaginem o que minha namorada branca não teve que ler... Elas pregam que o homem negro só deve se relacionar e ter filhos com mulheres negras... Que não deve haver miscigenação... Vocês se lembram de quem mais dizia isso? ADOLF HITLER!!! Eu fui ensinado desde jovem que as pessoas brancas não me aceitariam por ser negro, que eu apanharia da policia por ser negro, que caso namorasse uma menina branca, a família dela não iria me aceitar por ser negro, e nada disso NUNCA aconteceu. Mesmo morando em uma área pobre do RJ a policia nunca me parou nem mesmo pra pedir meus documentos. Mesmo estudando com bolsa de estudos em colégios "de elite" e maioria branca, eu nunca fui ofendido por causa da minha cor de pele, mesmo tendo que trabalhar desde muito novo eu nunca fui subjugado ou humilhado por causa da minha cor. Até esses dias eu nunca tinha vivido ou sentido o racismo, quando descobri que o HOMEM NEGRO que não se relaciona com uma mulher NEGRA é pior que os próprios senhores escravagistas da época da escravidão. É surreal que em 2015 exista esse tipo de pensamento infeliz e psicótico. É surreal imporem que eu sou menos negro por ter me apaixonado por uma mulher branca. É inconcebível que esse tipo de movimento que se diz "Pró Negro Anti Racismo" tenha espaço e reconhecimento, quando o que eles fazem é EXATAMENTE o contrário. Meu inbox está cheio dessas insanidades (tenho certeza que depois desse texto terei muito mais), e estou sinceramente estudando a possibilidade de levar esse caso adiante, para a justiça. Se o bom senso não existe, então a justiça deve intervir e ceifar esses discursos de ódio antes que seja tarde demais. Essa insanidade coletiva tem que parar. Estou sofrendo racismo de pessoas negras que se consideram melhor/mais negras que eu, pelo simples fato de eu ter ao meu lado uma mulher branca.

O texto é grande, mas eu peço por favor que compartilhem para que chegue ao maior número de pessoas possível. Conversei com alguns outros homens e os mesmos relataram já ter passado por situações semelhantes. Isso não pode existir.

As pessoas passam tanto tempo empenhadas em caçar demônios, que não percebem quando estes chegam ao fim e elas mesmas acabam tomando o seu lugar.

Fonte: Perfil pessoal de Richard Ferreli no Facebook (https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1624303044497600&set=a.1389668967961010.1073741828.100007537603892&type=1&permPage=1)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 13 de Setembro de 2015, 19:21:57
Resumindo: A quantidade de idiotas é gigantesca, não importando a cor da pele.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 13 de Setembro de 2015, 19:32:55
Sim, e continua a crescer, numa proporção que muitos ainda não desejam admitir. Nas universidades isto parece estar caótico, é só ver aquilo que os movimentos militantes andam pregando e aprontando por lá.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Gaúcho em 16 de Setembro de 2015, 13:58:01
Movimento negro invade debate da PUC-SP e provoca a indignação de quase 300 estudantes (http://veja.abril.com.br/blog/cacador-de-mitos/2015/09/16/movimento-negro-invade-debate-da-puc-sp-e-provoca-a-indignacao-de-300-estudantes/)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 16 de Setembro de 2015, 23:14:01
Hehe, eu não falei?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: MarceliNNNN em 16 de Setembro de 2015, 23:53:38
Ridículo isso.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Jack Carver em 24 de Dezembro de 2015, 22:09:38
Treta.
https://www.youtube.com/v/acx5t1rDhBI
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 04 de Janeiro de 2016, 19:36:03
Não sei muito bem em que tópico jogar esse texto, mas, putz, é o tipo de coisa que me embrulha o estômago.

Segue abaixo, alguém querendo dizer quem pode fazer o que, com critérios do tipo xenófobos ou racistas, querendo através disso, criticar o capitalismo e... os racistas.

Citar
A mentira da apropriação cultural

Eu pretendo fazer deste texto uma conclusão sem grandes desenvolvimentos, porque acredito que – neste instante – não é necessário fazer longas introduções teóricas (como se isso fosse possível numa coluna, como essa) pra demonstrar um ponto bem simples: a apropriação cultural, como é dita na internet, não existe.

O que existe é consumo no capitalismo tardio. O que existe é a indústria cultural.

(https://fiftyshadesofnigga.files.wordpress.com/2015/05/11295640_354109324778900_6492984825479015120_n-1.jpg?w=254&h=257)

É interessante pensar que o conceito de apropriação cultural é antigo. Por exemplo, considera-se há tempos como apropriação cultural a introdução da cultura grega no império romano, após a conquista; considera-se apropriação cultural o numeral arábico no ocidente (aliás, você sabia que Bhaskara era indiano?), assim como a tradução e posterior desenvolvimento da filosofia aristotélica pelos árabes no início da Idade Média.

No entanto, a dita pós-modernidade é uma época de invenção, não é mesmo? Segundo a atual militância da internet, a apropriação cultural seria o ato de grupos dominantes se apropriarem de símbolos de luta de grupos oprimidos e retirar toda sua substância, os transformando em meras mercadorias. O que eu estou dizendo é que, no capitalismo tardio, eles já são mercadorias.

Ou você acha que come feijoada porque é um símbolo de luta do povo negro? Não, você come feijoada porque alguém (seja você ou não) compra os ingredientes e cozinha. E por que você se interessa pela feijoada? Pode ter certeza que você se interessa pela feijoada muito mais por ser uma comida habitual do que por qualquer significado transcendental. Você não come feijoada, você consome feijoada. E se você não entendeu meu foco na feijoada, entenda:

(https://colunastortas.files.wordpress.com/2015/09/apropriacao.png?w=640)

Talvez um outro caso famoso seja o do turbante: a foto abaixo ficou famosa por suscitar longas discussões sobre as origens do turbante e o erro em transformá-lo em objeto de moda.

Mas há um problema, as longas discussões em blogs (pois foi só na superfície dos blogs – no mundo da internet, no discurso próprio da internet – que essa discussão teve vida) sobre as origens do turbante não levam em consideração que este elemento sempre foi utilizado pelos povos do oriente médio, para além da África, o que já prova a multiplicidade de significados que um mesmo objeto material pode conter em diferentes locais ao longo do tempo.

Muito além disso, o que essas discussões esquecem (caso um dia tenham levado em conta) é que o significado de uma prática não se dá nas origens, mas na prática presente. Você não busca a origem de uma palavra para entender seu significado, você observa seu uso ordinário. A indústria cultural já sugou toda essência de qualquer símbolo fora das delimitações europeias. Tudo é mercadoria. E não se engane, você é consumidor. Ninguém é especial.

(https://fabiokabral.files.wordpress.com/2015/05/palavra-chave-turbantes-para-mulheres-brancas.png?w=753&h=500)

É claro que se o significado se dá conforme a prática ordinária, não necessariamente as coisas perdem sua transcendência automaticamente. É necessário praticar essa mercadorização dos objetos. Mas tem como alguém, no seio do neoliberalismo, sair por aí dizendo que comer feijoada é apropriação cultural? É possível haver algum ser iluminado que, de repente, não é parte da sociedade consumista atual?

Apropriação cultural como exclusividade de consumo

O real significado do conceito internético de apropriação cultural no capitalismo tardio é de exclusividade de consumo. O Colunas Tortas é cheio de artigos e resenhas para explicar a dita liquidez do mundo, que eu prefiro traduzir como hedonismo cultural – coisa que Lipovetsky faz há tempos.

Num lugar em que não há nenhum referencial fixo, em que as pessoas se transformam em coisas, em que o engajamento chega perto de zero, em que a mercadoria é a forma dominante de todas as intermediações do ser humano com o mundo, há poucas nesgas de segurança existencial: a religião é uma delas, vide as igrejas neopentecostais.

Há uma outra, mais comum e incentivada no capitalismo: a união de consumidores. São os fãs de bandas que vendem milhões em discos, downloads de música, cobram caro em seus shows e etc; é o público de marcas como a Coca-Cola, que vendem um mundo de solidariedade mediado pela sua bebida; os fãs de seriados americanos, que levam milhões de jovens ao delírio; e – esta é minha hipótese – a apropriação cultural está neste caminho.

A apropriação cultural é a exigência do consumo exclusivo. Em um grupo de vendas no Facebook, uma moça diz que brancas não podem vender turbantes. O que é isso? É sintomático.

Pouco depois, algumas moças dizem que pessoas com câncer estão utilizando a doença como desculpa para usar turbante. Isso é real, veja abaixo.

(https://colunastortas.files.wordpress.com/2015/09/1.gif?w=640&h=486)

Tudo isso é muito sintomático.

A apropriação cultural nem mesmo é algo que a maioria das pessoas da vida real, aquelas que não estão na internet, que estão vivendo a vida de fato, reclamam. Elas nem ligam. Ninguém liga.

Este conceito é um operador que delimita esteticamente o que as pessoas potencialmente podem ser na internet. É um identificador, é um conceito que promove a distinção e, portanto, a identificação de diferentes pessoas em seus grupos sociais na internet. É um anti-homogeneização. É um conceito que – da maneira como é praticado no Brasil – nasceu na internet e tem validade somente lá, assim como o conceito de desconstrução, que eu tratei longamente aqui.

A apropriação cultural mantém os consumidores em fileiras corretas, não os torna homogêneos. É o capitalismo separando o público consumidor para melhor conquistá-lo.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Fabrício em 05 de Janeiro de 2016, 07:55:47
Quanta imbecilidade...
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 05 de Janeiro de 2016, 08:19:17
"Justiça social" virou uma espécie de nicho de conteúdo na internet. Se você cria um site que publica textos polêmicos e polarizadores, mas se coloca sob o rótulo do lado clássico da "justiça social", o lucro deve ser quase certo. Há também nicho para oposição, menor, já que estará do lado mais facilmente associado ao "errado", por ter sempre que no mínimo dizer coisas como "eu não sou racista, mas", ou "eu até me considero feminista, mas", se não mergulharem de cabeça no anti-nicho e se rotularem racistas (ou talvez anti-anti-racistas para uma tentativa estapafúrdia de neutralidade) e anti-feministas mesmo.

É capaz até de ser fácil conseguir mão de obra barata e pagar uma de socialmente consciente fazendo isso, como contratando, a pagamento de amendoim, negros ou mulheres para moderar comentários e etc (se não for trabalho voluntário, a troco de "tokens" virtuais no site). Enquanto você pode ser um homem branco que só ganha com isso e come pipoca enquanto assiste aos debates desengatados.



Acho que é capaz de até acontecer um efeito bola de neve que meui que ignora/anula/reforça(?) parte da lei de Poe, com as pessoas começando a defender de fato coisas inicialmente concebidas como paródia por alguém.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Sergiomgbr em 05 de Janeiro de 2016, 10:42:52
Não sei muito bem em que tópico jogar esse texto, mas, putz, é o tipo de coisa que me embrulha o estômago.

Segue abaixo, alguém querendo dizer quem pode fazer o que, com critérios do tipo xenófobos ou racistas, querendo através disso, criticar o capitalismo e... os racistas.

Citar
A mentira da apropriação cultural

Eu pretendo fazer deste texto uma conclusão sem grandes desenvolvimentos, porque acredito que – neste instante – não é necessário fazer longas introd...
Essa suposta "apropriação cultural" como uma moda ou novidade da mídia nada mais é do que o curso natural da evolução e expansão das ideias numa cultura. É apenas um fenômeno social tão comum e antigo como andar pra frente ocorrendo num sistema dinâmico como a internet, portanto ganhando uma visibilidade por um ângulo apenas diferente.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 05 de Janeiro de 2016, 10:59:01
Essa questão acho que deu uma "esquentada" recentemente quando hipsters americanos inventaram de usar cocares indígenas, "removendo todo o seu contexto cultural". Aí os guerreiros da justiça social virtual do Brasil rapidamente tiveram que achar ofensas análogas por aqui também, e o que conseguiram arranjar foi a feijoada, a esfirra, o pagode, o indiozinho da turma da Mônica, etc.

(http://massappeal.wpengine.netdna-cdn.com/wp-content/uploads/native-american-headdress-banned-.jpg)

(https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/236x/c0/af/bd/c0afbd446ff27ae94b7207d02cc17e81.jpg)

(https://alexismontano.files.wordpress.com/2013/08/funny-indian-hipster-american.jpg)

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Agnoscetico em 05 de Janeiro de 2016, 18:00:46
Há maçã podre em todo lugar em todas etnias, mas ainda há mais preconceito em relação a negros que contra brancos.
Brancos tem muitas vantagens no mundo da moda, em arranjar parceiros, em aranjar empregos em areas onde que conta mais é "boa aparencia" (palavra ambigua pois parece querer dizer que "alguem bem arrumado" quando na verdade pode ser mais que isso; pessoas com aparencia mais parecida com europeia sao mais em vistas).

Sobre movimentos negros contra brancos nada mais são do que reação a ação de grupos como KKK, sistemas como apartheid, etc. Se não houvesse o racismo inicial desde a epoca da colonização até hoje teria muita chance de não haver movimentos negros, etc. Eles nao tao aí a toa, mas não quer dizer que não erre e não tenha exageros....

Tem o video desse cara (ja postei varios videos dele, até aparece que é proposital mas é que ele fala de vários assuntos e esse vídeo explica um pouco isso):

http://www.youtube.com/v/BWXBcto1Rj8





Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Gigaview em 06 de Janeiro de 2016, 20:53:51
Não sei se já foi postado aqui.

https://www.youtube.com/v/gRnRIC9JQTQ
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Gaúcho em 16 de Fevereiro de 2016, 12:42:39
(https://fbcdn-sphotos-d-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xtp1/v/t1.0-9/12733607_1029074727151894_3746162012397733400_n.jpg?oh=e006a9ee71e730e15ffdb4649e9e024f&oe=576A1F08&__gda__=1466925614_7aa2a40d544c1460d24764aab6abe3f6)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 16 de Fevereiro de 2016, 15:03:58
(https://fbcdn-sphotos-d-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xtp1/v/t1.0-9/12733607_1029074727151894_3746162012397733400_n.jpg?oh=e006a9ee71e730e15ffdb4649e9e024f&oe=576A1F08&__gda__=1466925614_7aa2a40d544c1460d24764aab6abe3f6)

Existe a infeliz possibilidade do creme para pele escura ser roubado com mais frequência, pois não seria difícil verificar isso pelo cadastro do estoque.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: 3libras em 29 de Fevereiro de 2016, 01:23:34
Existe racismo sim.

E termos como "sua negrinha" , "preto" etc dependem da forma que é falado sempre.

Assim com que já foi pro exterior sabe que "eles são brasileiros" pode ser usado como elogio ou como advertência de perigo dos gringos entre si.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 29 de Fevereiro de 2016, 07:56:33
Existe racismo sim.

E termos como "sua negrinha" , "preto" etc dependem da forma que é falado sempre.

Assim com que já foi pro exterior sabe que "eles são brasileiros" pode ser usado como elogio ou como advertência de perigo dos gringos entre si.

O Jovem Nerd conta que quando viajava para a Disney, os funcionários tinham instruções próprias para lidar os brasileiros, porque faziam bagunça, gritavam em coro, furavam fila e etc.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 29 de Fevereiro de 2016, 08:44:58
Existe racismo sim.

E termos como "sua negrinha" , "preto" etc dependem da forma que é falado sempre.

Assim com que já foi pro exterior sabe que "eles são brasileiros" pode ser usado como elogio ou como advertência de perigo dos gringos entre si.

O Jovem Nerd conta que quando viajava para a Disney, os funcionários tinham instruções próprias para lidar os brasileiros, porque faziam bagunça, gritavam em coro, furavam fila e etc.

Ou seja, o histórico não é positivo.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 29 de Fevereiro de 2016, 09:06:17
Gosto de evitar tu-quoque e similares, mas nesse ponto é bom lembrar que diversos grupos de turistas mais chics recebem atenção "especial" vinculada a sua origem, brasileiros não são especiais nesse quesito.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 29 de Fevereiro de 2016, 14:14:56
Citar
Chris Rock ironiza sobre diversidade racial no Oscar

(http://assets1.exame.abril.com.br/assets/images/2016/2/599412/size_810_16_9_chris-rock.jpg)
Chris Rock: "DiCaprio tem grandes papéis todos os anos. Isso é tudo o que pedimos"

Los Angeles - Todo mundo esperava que Chris Rock se referisse à polêmica sobre a falta de diversidade entre os indicados da 88ª edição do Oscar, e o humorista afro-americano cumpriu com as expectativas disparando ironias, mas sem se esquecer de entreter a plateia.

"Hey, contei pelo menos 15 negros nessa montagem!", foi a frase com a qual começou o comediante, um aperitivo para a torrente dialética que realizou durante as três horas e meia de festa, realizada no Teatro Dolby, de Hollywood (Califórnia).

"Bem-vindos aos prêmios da Academia, também conhecidos como os prêmios decididos por pessoas brancas", continuou o artista de 51 anos.

"Se escolhessem também os apresentadores, eu também não teria este emprego. Vocês estariam vendo o Neil Patrick Harris", acrescentou.

Rock reconheceu que recebeu pressões para boicotar a festa e renunciar da sua escolhe como mestre de cerimônias.

"Pensei e pensei, mas o Oscar não ia deixar de ser realizado porque eu não vim apresentar. E a última coisa que queria é que Kevin Hart me tirasse outro trabalho", afirmou entre risos.

"É a 88ª edição do Oscar. Essa coisa de não haver indicados negros entre os atores aconteceu pelo menos umas outras 71 vezes. No passado não protestávamos. Vocês sabem por quê? Porque estávamos ocupados demais sendo espancados e linchados para nos preocuparmos com quem ganha o prêmio de melhor fotografia", disse.

E chegou então sua grande pérola.

"Certamente que Hollywood é racista. E é dentro de sua irmandade. Mas as coisas estão mudando. Temos um 'Rocky' negro este ano. Alguns o chamam de 'Creed: Nascido para Lutar'. Eu o chamo de 'Rocky negro'", disse.

No final de sua primeira intervenção, Rock mudou de atitude, ficou um momento sério e pediu: "Não se tenta boicotar. Queremos oportunidades. Queremos que os atores negros tenham as mesmas oportunidades. E não só uma vez. DiCaprio tem grandes papéis todos os anos. Isso é tudo o que pedimos".

Nem tudo foi uma defesa com veemência da comunidade afro-americana.

Como exemplo disso Rock citou o caso de Will Smith, que decidiu não comparecer à cerimônia em rejeição à situação.

"Com certeza, estava muito bem em 'Um Homem Entre Gigantes'. É injusto que não o tenham indicado. Mas também é injusto que lhe pagassem US$ 20 milhões por 'As Loucas Aventuras de James West'", comentou entre risos.

Também comentou sobre a esposa de Will Smith, a atriz Jada Pinkett Smith, que também se ausentou.

"Boicotar o Oscar é como se eu boicotasse a calcinha de Rihanna: eu nem tinha sido convidado", afirmou.

O humor foi uma constante ao longo da cerimônia e especialmente brilhante foi o esquete no qual vários atores negros (Whoopi Goldberg, Leslie Jones, Tracy Morgan e o próprio Rock) substituíram os protagonistas reais de alguns dos filmes indicados a melhor filme.

Muitas gargalhadas também provocou o comentário do humorista Louis CK em alusão ao vencedor do Oscar de melhor documentário em curta-metragem, que acabou ficando com "A Girl In The River: The Price of Forgiveness", de Sharmeen Obaid-Chinoy.

"Estou feliz por todos, mas este prêmio tem a oportunidade de mudar vidas. Todos vocês vieram aqui como vencedores e irão pra casa sendo milionários. Com este prêmio não se ganha dinheiro. Estas pessoas nunca serão ricas. Portanto este Oscar significa muito. E vai embora para casa em um Honda Civic", brincou.

http://exame.abril.com.br/estilo-de-vida/noticias/chris-rock-ironiza-sobre-diversidade-racial-no-oscar
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 29 de Fevereiro de 2016, 14:17:02
Cotas já!


Eu também quero papéis em filmes para concorrer ao Oscar, nunca fui convidado pra isso. Putz, que injustiça eu sofro.


Vamos fazer uma lista aqui do CC de pessoas que querem participar do próximo Oscar e tem que ser convidadas. Sugiro já incluir eu, o Gabarito (pois nunca vi tratores também concorrendo) e o FZapp (entra na cota latinoamericana).
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 29 de Fevereiro de 2016, 14:25:08
Não acha esquisito que 100% dos indicados nesta edição e na anterior foram brancos??
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 29 de Fevereiro de 2016, 14:34:26
Não acha esquisito que 100% dos indicados nesta edição e na anterior foram brancos??

Normalmente eu nem reparo em quem é de que cor.

Vocês, que ficam reparando, que me digam.

Pra que eu faça uma análise sobre isso, primeiro eu deveria conhecer os critérios de indicação ao prêmio usado pelos examinadores e, como em muitos outros casos, eu não conheço bulhufas. Pode me falar quais são? Aí a gente começa a conversar.

Se é só pra chorar, por favor, vá lá e peça pra indicar a gente que, até onde sei, nunca fomos convidados nem pra comer os salgadinhos na porta. Muita sacanagem isso. Num automatic-reclamator, podemos escolher entre os motivos: a) somos sul-americanos, b) não somos americanos, c)temos raizes indígenas. Agora é só escolher.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 29 de Fevereiro de 2016, 15:14:53
Não acha esquisito que 100% dos indicados nesta edição e na anterior foram brancos??

Na toada do Johnny Cash eu pergunto:

Considerando este Oscar, qual ator (e atriz) negro que você colocaria para a disputa da estatueta, tanto na categoria de principal como na de coadjuvante?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 29 de Fevereiro de 2016, 15:15:29
Não acha esquisito que 100% dos indicados nesta edição e na anterior foram brancos??

E qual a resposta pra isso? Houveram negros o suficiente em papéis que merecessem indicação? É uma pergunta sincera, porque não acompanho muito o cinema.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 29 de Fevereiro de 2016, 15:23:30
Ou...

Quais foram os filmes indicados e estrelados por brancos que não foram estrelados por negros por racismo?

Quais foram os filmes que contam "histórias de brancos" que deveriam ser substituídos por (quais?) filmes de "histórias de negros"?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 29 de Fevereiro de 2016, 15:28:53
Não acha esquisito que 100% dos indicados nesta edição e na anterior foram brancos??

E qual a resposta pra isso? Houveram negros o suficiente em papéis que merecessem indicação? É uma pergunta sincera, porque não acompanho muito o cinema.

Exatamente!  Nenhum negro chamado para estrelar um grande papel em Hollywood,  o clube do menino branquinho.

Isso já responde às outras indagações.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 29 de Fevereiro de 2016, 15:36:55
Não acha esquisito que 100% dos indicados nesta edição e na anterior foram brancos??

Qual a percentagem de brancos na população americana?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 29 de Fevereiro de 2016, 15:38:27
Não acha esquisito que 100% dos indicados nesta edição e na anterior foram brancos??

E qual a resposta pra isso? Houveram negros o suficiente em papéis que merecessem indicação? É uma pergunta sincera, porque não acompanho muito o cinema.

Exatamente!  Nenhum negro chamado para estrelar um grande papel em Hollywood,  o clube do menino branquinho.

Nenhum??

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 29 de Fevereiro de 2016, 15:54:49
Caro Pasteur

Vamos mudar o enfoque, para que eu tenha uma ideia sobre o seu gosto e conhecimento de cinema.

Por ordem decrescente e na sua avaliação, quais são os 5 melhores atores e atrizes negras do cinema estadunidense ainda em atividade?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 29 de Fevereiro de 2016, 16:01:32
Não acha esquisito que 100% dos indicados nesta edição e na anterior foram brancos??

Qual a percentagem de brancos na população americana?

Uns 40%...
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 29 de Fevereiro de 2016, 16:08:57
Caro Pasteur

Vamos mudar o enfoque, para que eu tenha uma ideia sobre o seu gosto e conhecimento de cinema.

Por ordem decrescente e na sua avaliação, quais são os 5 melhores atores e atrizes negras do cinema estaduinidense ainda em atividade?

Jamie Foxx, Wesley Snipes, Will Smith, Denzel Washington, Terrence Howard, Djimon Hounsou, Cuba Gooding Jr, Samuel L. Jackson

Taí, vamos ver onde você quer chegar.

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 29 de Fevereiro de 2016, 16:11:57
Não acha esquisito que 100% dos indicados nesta edição e na anterior foram brancos??

Qual a percentagem de brancos na população americana?

Uns 40%...

European Americans = 72,4%

African Americans = 12,6%

Asian Americans = 4,8%

Native Americans = 0,9%

Todos os outros = 9,3%


https://en.wikipedia.org/wiki/Demography_of_the_United_States
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 29 de Fevereiro de 2016, 16:13:58
Não acha esquisito que 100% dos indicados nesta edição e na anterior foram brancos??

Qual a percentagem de brancos na população americana?

Uns 40%...

Por que você tá dizendo que apenas 40% dos americanos são brancos, quando claramente não é o caso. Alguma piada ou armadilha retórica?

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 29 de Fevereiro de 2016, 16:14:48
Não acha esquisito que 100% dos indicados nesta edição e na anterior foram brancos??

E qual a resposta pra isso? Houveram negros o suficiente em papéis que merecessem indicação? É uma pergunta sincera, porque não acompanho muito o cinema.

Exatamente!  Nenhum negro chamado para estrelar um grande papel em Hollywood,  o clube do menino branquinho.

Nenhum??



?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 29 de Fevereiro de 2016, 16:18:14
Não acha esquisito que 100% dos indicados nesta edição e na anterior foram brancos??

Qual a percentagem de brancos na população americana?

Uns 40%...

European Americans = 72,4%

African Americans = 12,6%

Asian Americans = 4,8%

Native Americans = 0,9%

Todos os outros = 9,3%


https://en.wikipedia.org/wiki/Demography_of_the_United_States

E...?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 29 de Fevereiro de 2016, 16:19:31
Não acha esquisito que 100% dos indicados nesta edição e na anterior foram brancos??

E qual a resposta pra isso? Houveram negros o suficiente em papéis que merecessem indicação? É uma pergunta sincera, porque não acompanho muito o cinema.

Exatamente!  Nenhum negro chamado para estrelar um grande papel em Hollywood,  o clube do menino branquinho.

Nenhum??



?

De grande destaque que eu saiba não.

E...?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 29 de Fevereiro de 2016, 16:22:25
Não acha esquisito que 100% dos indicados nesta edição e na anterior foram brancos??

Qual a percentagem de brancos na população americana?

Uns 40%...

Por que você tá dizendo que apenas 40% dos americanos são brancos, quando claramente não é o caso. Alguma piada ou armadilha retórica?



Confundi...achei que era 36% de negros e 37 % de latinos mas eram 36 e 37 milhões. 

Tinha achado esquisito...

Vamos, conclui onde você quer chegar!
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 29 de Fevereiro de 2016, 16:52:32
Caro Pasteur

Vamos mudar o enfoque, para que eu tenha uma ideia sobre o seu gosto e conhecimento de cinema.

Por ordem decrescente e na sua avaliação, quais são os 5 melhores atores e atrizes negras do cinema estadunidense ainda em atividade?
Jamie Foxx, Wesley Snipes, Will Smith, Denzel Washington, Terrence Howard, Djimon Hounsou, Cuba Gooding Jr, Samuel L. Jackson

Então todos os atores negros, inclusos os acima citados, foram relegados por racismo, seja porque não atuaram em 2015 ou porque foram preteridos na escolha de melhor ator?


Taí, vamos ver onde você quer chegar.

Não quero 'chegar' em lugar algum.

A minha ordem e avaliação, entre os escolhidos por você, seria:

Wesley Snipes, Will Smith e Cuba Gooding Jr são atores fraquíssimos.

Jamie Foxx e Terence Howard são medianos, com o primeiro melhorando a cada filme.

Denzel Washington, Djimon Hounsou e Samuel L. Jackson são de primeira linha.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 29 de Fevereiro de 2016, 17:20:32
Caro Pasteur

Vamos mudar o enfoque, para que eu tenha uma ideia sobre o seu gosto e conhecimento de cinema.

Por ordem decrescente e na sua avaliação, quais são os 5 melhores atores e atrizes negras do cinema estadunidense ainda em atividade?
Jamie Foxx, Wesley Snipes, Will Smith, Denzel Washington, Terrence Howard, Djimon Hounsou, Cuba Gooding Jr, Samuel L. Jackson

Então todos os atores negros, inclusos os acima citados, foram relegados por racismo, seja porque não atuaram em 2015 ou porque foram preteridos na escolha de melhor ator?


Sim. Você não acha estranho 100% dos indicados serem brancos?

Socorro! Ajuda aí Juca, Diego, Barata e os outros!
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Luiz F. em 29 de Fevereiro de 2016, 17:27:00
 :hein: Coisa esquisita. Criaram times para as discussões e eu não fiquei sabendo?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 29 de Fevereiro de 2016, 17:30:26
Poderiam então fazer cotas. Assim como tem Oscar de melhor atriz, se teria Oscar de cada categoria para cada raça e sexo. Oscar para melhor diretora branca, para melhor diretor negro (domínio seria total do Steve McQueen! Talvez fosse necessário uma segunda categoria, oscar de melhor diretor negro não-Steve McQueen), oscar para diretora negra, oscar para melhor ator negro, asiático, para melhor atriz negra, asiática, etc. E de melhor filme estrangeiro para cada continente, no mínimo. Temos que dizer BASTA ao Oscar ser uma festinha de Hollywood para os hollywoodianos americanos brancos heterossexuais. Ah, oscar para homossexuais em cada categoria também.





:hein: Coisa esquisita. Criaram times para as discussões e eu não fiquei sabendo?

É apenas o coletivismo e nós-versus-eles-ismo inerente ao esquerdismo.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 29 de Fevereiro de 2016, 17:33:10
:hein: Coisa esquisita. Criaram times para as discussões e eu não fiquei sabendo?

Luiz F. e você não acha estranho 100% de brancos indicados ao Oscar ou você também não presta atenção nesses detalhes racistas?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 29 de Fevereiro de 2016, 17:34:02
Talvez possamos pedir até mesmo que seja abolida a existência de um único ganhador por categoria, e passar a premiar todos os inscritos, ja que todos, na verdade, ja nascem campeões.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 29 de Fevereiro de 2016, 17:38:40
Poderiam então fazer cotas. Assim como tem Oscar de melhor atriz, se teria Oscar de cada categoria para cada raça e sexo. Oscar para melhor diretora branca, para melhor diretor negro (domínio seria total do Steve McQueen! Talvez fosse necessário uma segunda categoria, oscar de melhor diretor negro não-Steve McQueen), oscar para diretora negra, oscar para melhor ator negro, asiático, para melhor atriz negra, asiática, etc. E de melhor filme estrangeiro para cada continente, no mínimo. Temos que dizer BASTA ao Oscar ser uma festinha de Hollywood para os hollywoodianos americanos brancos heterossexuais. Ah, oscar para homossexuais em cada categoria também.


Essas cotas não resolveria o problema dos negros nos EUA, né Buck? O que os jovens atores negros iriam ganhar se houvessem mais negros indicados para o Oscar ou chamados para trabalhos melhores.  :?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 17:41:50
Existe racismo sim.

E termos como "sua negrinha" , "preto" etc dependem da forma que é falado sempre.

Assim com que já foi pro exterior sabe que "eles são brasileiros" pode ser usado como elogio ou como advertência de perigo dos gringos entre si.

O Jovem Nerd conta que quando viajava para a Disney, os funcionários tinham instruções próprias para lidar os brasileiros, porque faziam bagunça, gritavam em coro, furavam fila e etc.

Ou seja, o histórico não é positivo.

Ou seja, essa é a definição de preconceito. A imensa maioria dos estupradores de crianças são homens brancos de meia idade. Você acha certo ser tratado como um estuprador de crianças porque o histórico de homens brancos de meia idade não é positivo?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 29 de Fevereiro de 2016, 17:43:09
Talvez possamos pedir até mesmo que seja abolida a existência de um único ganhador por categoria, e passar a premiar todos os inscritos, ja que todos, na verdade, ja nascem campeões.

O racismo é só um detalhe que você não presta atenção... :?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 29 de Fevereiro de 2016, 17:45:38
Poderiam então fazer cotas. Assim como tem Oscar de melhor atriz, se teria Oscar de cada categoria para cada raça e sexo. Oscar para melhor diretora branca, para melhor diretor negro (domínio seria total do Steve McQueen! Talvez fosse necessário uma segunda categoria, oscar de melhor diretor negro não-Steve McQueen), oscar para diretora negra, oscar para melhor ator negro, asiático, para melhor atriz negra, asiática, etc. E de melhor filme estrangeiro para cada continente, no mínimo. Temos que dizer BASTA ao Oscar ser uma festinha de Hollywood para os hollywoodianos americanos brancos heterossexuais. Ah, oscar para homossexuais em cada categoria também.


Essas cotas não resolveria o problema dos negros nos EUA, né Buck? O que os jovens atores negros iriam ganhar se houvessem mais negros indicados para o Oscar ou chamados para trabalhos melhores.  :?

É uma questão de justiça simbólica e de dar esperanças a uma minoria que é constantemente açoitada, escravizada, e humilhada pela classe capitalista dominante heteronormativa supremacista branca. Assim com o oscar de melhor ator-feminino (ou "atriz" em linguagem sexista), do qual os brancos nunca reclamaram, já que são suas mulheres as principais beneficiárias*.

Assim aos poucos a profissão de ator masculino ou feminino vai deixando de ser um clube exclusivo da elite branca, e através dos filmes, os atores negros expandem os horizontes do povo negro, dão a eles modelos em quem se espelhar. Hoje, só os brancos dispõem dessas histórias, dessa fonte de inspiração. Os negros ligam a TV e só vêem brancos sendo presos e violentados pela polícia, ou fazendo papel coadjuvante de criminosos nos filmes, no máximo.



* é ainda assim, evidentemente insuficiente, dado que mulheres são 50% da população, e não têm 50% dos papéis, além de seus papéis em 99% do tempo falharem no teste de Bechdel. Seria necessária uma cota para que 50% dos papéis fossem femininos, é a única forma do cinema realmente refletir a realidade.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 29 de Fevereiro de 2016, 17:46:30
Cara, denuncia! Racismo é crime, não pode.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 29 de Fevereiro de 2016, 17:47:02
É apenas o coletivismo e nós-versus-eles-ismo inerente ao esquerdismo.

Preconceito! Tudo que é contra o que você pensa é esquerdista?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 17:48:49
Obviamente que existe um viés no Oscar. Quando você tem uma maioria absoluta de homens ricos, brancos e idosos fazendo as escolhas, é óbvio que os escolhidos vão refletir o gosto deles, filmes com que eles se identificam. Por exemplo, se o grupo encarregado de escolher o Grammy fosse formado por 90% de jovens favelados cariocas, é óbvio que funkeiros iriam ser os mais indicados.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 29 de Fevereiro de 2016, 17:52:47
É apenas o coletivismo e nós-versus-eles-ismo inerente ao esquerdismo.

Preconceito! Tudo que é contra o que você pensa é esquerdista?


Contra o Mal, em geral. O esquerdismo é apenas sua manifestação mais pervasiva e maniqueísta.












Talvez possamos pedir até mesmo que seja abolida a existência de um único ganhador por categoria, e passar a premiar todos os inscritos, ja que todos, na verdade, ja nascem campeões.

Parece brincadeira, mas já aconteceram coisas como em escolas infantis, se ter uma ou mais bolas para cada time, para todos fazerem gol. E um caso onde um time foi punido por ganhar de goleada.











Existe racismo sim.

E termos como "sua negrinha" , "preto" etc dependem da forma que é falado sempre.

Assim com que já foi pro exterior sabe que "eles são brasileiros" pode ser usado como elogio ou como advertência de perigo dos gringos entre si.

O Jovem Nerd conta que quando viajava para a Disney, os funcionários tinham instruções próprias para lidar os brasileiros, porque faziam bagunça, gritavam em coro, furavam fila e etc.

Ou seja, o histórico não é positivo.

Ou seja, essa é a definição de preconceito. A imensa maioria dos estupradores de crianças são homens brancos de meia idade. Você acha certo ser tratado como um estuprador de crianças porque o histórico de homens brancos de meia idade não é positivo?

Como? Sendo preso sem ter cometido crime algum?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 17:58:50
É apenas o coletivismo e nós-versus-eles-ismo inerente ao esquerdismo.

Preconceito! Tudo que é contra o que você pensa é esquerdista?


Contra o Mal, em geral. O esquerdismo é apenas sua manifestação mais pervasiva e maniqueísta.











Existe racismo sim.

E termos como "sua negrinha" , "preto" etc dependem da forma que é falado sempre.

Assim com que já foi pro exterior sabe que "eles são brasileiros" pode ser usado como elogio ou como advertência de perigo dos gringos entre si.

O Jovem Nerd conta que quando viajava para a Disney, os funcionários tinham instruções próprias para lidar os brasileiros, porque faziam bagunça, gritavam em coro, furavam fila e etc.

Ou seja, o histórico não é positivo.

Ou seja, essa é a definição de preconceito. A imensa maioria dos estupradores de crianças são homens brancos de meia idade. Você acha certo ser tratado como um estuprador de crianças porque o histórico de homens brancos de meia idade não é positivo?

Como? Sendo preso sem ter cometido crime algum?

Também. Stop and frisk, sendo parado toda vez que for visto com/perto de uma criança, sendo seguido dentro de lugares onde crianças frequentam, sendo tratado de maneira diferente apenas por ser branco de meia idade, etc
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 29 de Fevereiro de 2016, 18:03:27
Não vejo como isso se compara ao caso da Disney. É um protocolo para lider com diferenças culturais, procurando evitar desconforto para as demais pessoas, não punição para o grupo. Um eventual perfil de molestadores de crianças não é um "perfil cultural", provavelmente antes disso reflete um viés de amostragem (os mais freqüentemente pegos).
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 18:17:32
Não vejo como isso se compara ao caso da Disney. É um protocolo para lider com diferenças culturais, procurando evitar desconforto para as demais pessoas, não punição para o grupo. Um eventual perfil de molestadores de crianças não é um "perfil cultural", provavelmente antes disso reflete um viés de amostragem (os mais freqüentemente pegos).

O caso da Disney foi usado como exemplo pra justificar o preconceito racial.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 29 de Fevereiro de 2016, 18:31:24
Acho que perdi isso.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 29 de Fevereiro de 2016, 18:45:58
Obviamente que existe um viés no Oscar. Quando você tem uma maioria absoluta de homens ricos, brancos e idosos fazendo as escolhas, é óbvio que os escolhidos vão refletir o gosto deles, filmes com que eles se identificam. Por exemplo, se o grupo encarregado de escolher o Grammy fosse formado por 90% de jovens favelados cariocas, é óbvio que funkeiros iriam ser os mais indicados.

Eu acho que seria legal ver o Morgan Freeman ou o Samuel L. Jackson atuarem em papéis como o Lobo de Wall Street, fazendo o papel do personagem branco no lugar do di Caprio, ou mesmo o Jack em Titanic, mesmo que não fizesse sentido historicamente.

No filme do Superman, o editor Perry "White" foi interpretado por um negro. Na série da Supergirl, o Jimmy Olsen é negro. Me parece que o cinema e tv estão se esforçando para colocar mais negros em vários papéis, mas não dá pra exigir que eles sejam indicados/nomeados só por serem negros. O talento terá que contar. E vamos concordar que atores negros talentosos não são muitos. Um dos poucos é Morgan Freeman, que já ganhou Oscar e globo de ouro.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 18:53:51
Obviamente que existe um viés no Oscar. Quando você tem uma maioria absoluta de homens ricos, brancos e idosos fazendo as escolhas, é óbvio que os escolhidos vão refletir o gosto deles, filmes com que eles se identificam. Por exemplo, se o grupo encarregado de escolher o Grammy fosse formado por 90% de jovens favelados cariocas, é óbvio que funkeiros iriam ser os mais indicados.

Eu acho que seria legal ver o Morgan Freeman ou o Samuel L. Jackson atuarem em papéis como o Lobo de Wall Street, fazendo o papel do personagem branco no lugar do di Caprio, ou mesmo o Jack em Titanic, mesmo que não fizesse sentido historicamente.

No filme do Superman, o editor Perry "White" foi interpretado por um negro. Na série da Supergirl, o Jimmy Olsen é negro. Me parece que o cinema e tv estão se esforçando para colocar mais negros em vários papéis, mas não dá pra exigir que eles sejam indicados/nomeados só por serem negros. O talento terá que contar. E vamos concordar que atores negros talentosos não são muitos. Um dos poucos é Morgan Freeman, que já ganhou Oscar e globo de ouro.

Esse é o problema, as histórias contadas são as mesmas, brancos que superam alguma dificuldade. Aos negros sobra o papel secundário. É exatamente o que eu disse, enquanto não houver diversidade em hollywood as histórias contadas serão sempre as mesmas. Vamos concordar que não existem muitos atores negros talentosos ou que eles não recebem oportunidades de aparecer, só ficam repetindo os mesmos? Existe algum gene em negros que os impedem de atuar bem?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 18:59:28
Isso quando não colocam brancos em papéis que deveriam ser de minorias. Deuses do Egito só tem brancos, em Aloha colocaram Emma Stone fazendo o papel de uma mestiça. (não trocaram o personagem por uma branca, ela esta atuando como uma mestiça), em Argo um personagem latino chamado Tony Mendez é interpretado por Ben Afleck, em Batman um personagem árabe chamado  Ra's al Ghul é interpretado por Liam Neeson, Exodus, história que se passa no Egito novamente, Christian Bale, Joel Edgerton, Sigourney Weaver... E a lista continua....
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 29 de Fevereiro de 2016, 19:03:01
O Nick Fury virou negro, o cara do Omega Man ("eu sou a lenda") virou negro, um deus Nórdico virou negro, fizeram remake de "morte no funeral" (que já era recente, e só inglês) com um elenco em grande parte negro, o novo Django é negro (mas o filme talvez seja racista!),  "dob o domínio domal" teve protagonista negro na nova versão, "o professor aloprado" também, o novo karate kid (o anterior tinha sido menina... não o Daniel San, o intermediário), o novo Kojak é negro... essa é a lista que apenas me lembro, deve haver mais.

Também parece que estão havendo uma série de séries (!) que os EUA estão refilmando de países da Europa com idiomas esquisitos que nem eles entendem, é bem provável que algumas dessas tenham pelo menos parte do elenco negro ou latino.

Mas deve ser tudo um disfarce e o racismo estar só se agravando e as pessoas só mais oprimidas.



Isso quando não colocam brancos em papéis que deveriam ser de minorias. Deuses do Egito só tem brancos, em Aloha colocaram Emma Stone fazendo o papel de uma mestiça. (não trocaram o personagem por uma branca, ela esta atuando como uma mestiça), em Argo um personagem latino chamado Tony Mendez é interpretado por Ben Afleck, em Batman um personagem árabe chamado  Ra's al Ghul é interpretado por Liam Neeson, Exodus, história que se passa no Egito novamente, Christian Bale, Joel Edgerton, Sigourney Weaver... E a lista continua....

O Egito antigo era majoritariamente branco, especialmente as castas superiores. Só nos últimos impérios houve faraós negros e uma ascensão geral.

(http://41.media.tumblr.com/b2a121a7d54650f53aeddcc5c99e1098/tumblr_ndbi4haBAE1sj3omto1_400.jpg)

Acho que de modo geral é mais provável atualmente politico-correticarem essas coisas históricas com versões afrocentristas questionáveis do que erros no sentido contrário. Se bem que também tem coisas como "avatar", e mais antigamente, o "mestre do kung fu" (acho que era isso). 

A Emma Stone parece mestiça, até poderia ser.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 29 de Fevereiro de 2016, 19:04:42
Esse é o problema, as histórias contadas são as mesmas, brancos que superam alguma dificuldade. Aos negros sobra o papel secundário.

Os brancos geralmente vão se identificar mais com brancos e escrever histórias com brancos, até porque esses brancos são seus antepassados. Ou você quer um filme de máfia na década de 30 dirigida pelo Scorsese com italianos negros? Tem limites pra tudo. Eu ainda acho que o cinema se esforça bastante para colocar negros nas histórias. E filmes de negros superando dificuldades existem aos montes também.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 29 de Fevereiro de 2016, 19:08:36
O Nick Fury virou negro, o cara do Omega Man ("eu sou a lenda") virou negro, um deus Nórdico virou negro, fizeram remake de "morte no funeral" (que já era recente, e só inglês) com um elenco em grande parte negro, o novo Django é negro (mas o filme talvez seja racista!),  "dob o domínio domal" teve protagonista negro na nova versão, "o professor aloprado" também, o novo karate kid (o anterior tinha sido menina... não o Daniel San, o intermediário), o novo Kojak é negro... essa é a lista que apenas me lembro, deve haver mais.

Também parece que estão havendo uma série de séries (!) que os EUA estão refilmando de países da Europa com idiomas esquisitos que nem eles entendem, é bem provável que algumas dessas tenham pelo menos parte do elenco negro ou latino.

Mas deve ser tudo um disfarce e o racismo estar só se agravando e as pessoas só mais oprimidas.

Rocky 7 com protagonista negro. Mudaram até o nome (Creed). Perry White negro. O novo Quarteto Fantástico tem o Johnny Storm negro. No Demolidor do Afleck o Rei do Crime é negro.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 19:10:20
O Nick Fury virou negro, o cara do Omega Man ("eu sou a lenda") virou negro, um deus Nórdico virou negro, fizeram remake de "morte no funeral" (que já era recente, e só inglês) com um elenco em grande parte negro, o novo Django é negro (mas o filme talvez seja racista!),  "dob o domínio domal" teve protagonista negro na nova versão, "o professor aloprado" também, o novo karate kid (o anterior tinha sido menina... não o Daniel San, o intermediário), o novo Kojak é negro... essa é a lista que apenas me lembro, deve haver mais.

Também parece que estão havendo uma série de séries (!) que os EUA estão refilmando de países da Europa com idiomas esquisitos que nem eles entendem, é bem provável que algumas dessas tenham pelo menos parte do elenco negro ou latino.

Mas deve ser tudo um disfarce e o racismo estar só se agravando e as pessoas só mais oprimidas.

Não existe problema em transformar um personagem em branco ou negro se isso não modifica a história, por exemplo, transformar o Batman ou Superman em negro não importa, transformar o Luke Cage em branco não importa. Transformar um deus nórdico em negro é um problema, transformar deuses africanos em brancos é um problema.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 19:13:08
Esse é o problema, as histórias contadas são as mesmas, brancos que superam alguma dificuldade. Aos negros sobra o papel secundário.

Os brancos geralmente vão se identificar mais com brancos e escrever histórias com brancos, até porque esses brancos são seus antepassados. Ou você quer um filme de máfia na década de 30 dirigida pelo Scorsese com italianos negros? Tem limites pra tudo. Eu ainda acho que o cinema se esforça bastante para colocar negros nas histórias. E filmes de negros superando dificuldades existem aos montes também.

E é exatamente o que eu disse. Por isso a academia precisa de diversidade, para que os filmes indicados (e consequentemente os filmes feitos) sejam mais diversos. Não precisa fazer um filme da máfia de 30 com negros, pode-se fazer comédias românticas com atores negros, filmes de ação com atores negros, pra cada Stathan ataundo mal, tem um Idris Elba que atua melhor.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 29 de Fevereiro de 2016, 19:17:59
Esse é o problema, as histórias contadas são as mesmas, brancos que superam alguma dificuldade. Aos negros sobra o papel secundário.

Os brancos geralmente vão se identificar mais com brancos e escrever histórias com brancos, até porque esses brancos são seus antepassados. Ou você quer um filme de máfia na década de 30 dirigida pelo Scorsese com italianos negros? Tem limites pra tudo. Eu ainda acho que o cinema se esforça bastante para colocar negros nas histórias. E filmes de negros superando dificuldades existem aos montes também.

E é exatamente o que eu disse. Por isso a academia precisa de diversidade, para que os filmes indicados (e consequentemente os filmes feitos) sejam mais diversos. Não precisa fazer um filme da máfia de 30 com negros, pode-se fazer comédias românticas com atores negros, filmes de ação com atores negros, pra cada Stathan ataundo mal, tem um Idris Elba que atua melhor.

Ok. Mas já estão fazendo isso.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 29 de Fevereiro de 2016, 19:24:38
E quais filmes a academia deixou de fora? O problema (se existe) me parece ser anterior, pelo menos pra ser evidenciado.

Se o Leonardo DiCaprio fosse negro, as chances de dizerem que ele até então não tinha ganho um Oscar somente porque é negro seriam exorbitantes. Alguém duvida?

Mais um tópico onde tem gente defendendo que outras pessoas não podem fazer investir do modo como quiserem, sem prejudicar ninguém, o próprio dinheiro, porque outras pessoas estariam querendo usufruir daquilo também mas não seriam convidadas por o que elas acham ser o motivo. Daí tem que vir o estado e limitar as opções.

Eu também adoraria que tivessem mais filmes com negros e mais prêmios para todos. Na verdade eu gostaria que tivesse mais filmes (bons) de modo geral.



Quais foram os filmes indicados e estrelados por brancos que não foram estrelados por negros por racismo?

Quais foram os filmes que contam "histórias de brancos" que deveriam ser substituídos por (quais?) filmes de "histórias de negros"?

?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 29 de Fevereiro de 2016, 19:26:56
O Nick Fury virou negro, o cara do Omega Man ("eu sou a lenda") virou negro, um deus Nórdico virou negro, fizeram remake de "morte no funeral" (que já era recente, e só inglês) com um elenco em grande parte negro, o novo Django é negro (mas o filme talvez seja racista!),  "dob o domínio domal" teve protagonista negro na nova versão, "o professor aloprado" também, o novo karate kid (o anterior tinha sido menina... não o Daniel San, o intermediário), o novo Kojak é negro... essa é a lista que apenas me lembro, deve haver mais.

Também parece que estão havendo uma série de séries (!) que os EUA estão refilmando de países da Europa com idiomas esquisitos que nem eles entendem, é bem provável que algumas dessas tenham pelo menos parte do elenco negro ou latino.

Mas deve ser tudo um disfarce e o racismo estar só se agravando e as pessoas só mais oprimidas.

Rocky 7 com protagonista negro. Mudaram até o nome (Creed). Perry White negro. O novo Quarteto Fantástico tem o Johnny Storm negro. No Demolidor do Afleck o Rei do Crime é negro.

Esse último é racismo escancarado e exorbitante! "Negro é tudo criminoso, logo o REI do CRIME tem que ser um negro, não um branco, como era no original". E ainda é plussizeofóbico também.

O Johnny Storm é adotado, ou a Sue Storm que é? Se bem que não tenho certeza de tê-la visto... o que não é inesperado da moça-invisível, afinal.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 29 de Fevereiro de 2016, 19:27:47
Talvez possamos pedir até mesmo que seja abolida a existência de um único ganhador por categoria, e passar a premiar todos os inscritos, ja que todos, na verdade, ja nascem campeões.

Parece brincadeira, mas já aconteceram coisas como em escolas infantis, se ter uma ou mais bolas para cada time, para todos fazerem gol. E um caso onde um time foi punido por ganhar de goleada.


Osso.

Seria também interessante se começassem a observar a quantidade de relacionamentos que alguém nutre durante uma vida. Se essa pessoa se relaciona com 20 pessoas, por exemplo, o estado deveria se certificar de que essas 20 correspondem ao espectro de cor presente na população geral bem como religião, orientação sexual, IMC e demais atributos importantes, pra que ninguém venha a se sentir preterido.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 29 de Fevereiro de 2016, 19:37:38
O Nick Fury virou negro, o cara do Omega Man ("eu sou a lenda") virou negro, um deus Nórdico virou negro, fizeram remake de "morte no funeral" (que já era recente, e só inglês) com um elenco em grande parte negro, o novo Django é negro (mas o filme talvez seja racista!),  "dob o domínio domal" teve protagonista negro na nova versão, "o professor aloprado" também, o novo karate kid (o anterior tinha sido menina... não o Daniel San, o intermediário), o novo Kojak é negro... essa é a lista que apenas me lembro, deve haver mais.

Também parece que estão havendo uma série de séries (!) que os EUA estão refilmando de países da Europa com idiomas esquisitos que nem eles entendem, é bem provável que algumas dessas tenham pelo menos parte do elenco negro ou latino.

Mas deve ser tudo um disfarce e o racismo estar só se agravando e as pessoas só mais oprimidas.

Rocky 7 com protagonista negro. Mudaram até o nome (Creed). Perry White negro. O novo Quarteto Fantástico tem o Johnny Storm negro. No Demolidor do Afleck o Rei do Crime é negro.

Esse último é racismo escancarado e exorbitante! "Negro é tudo criminoso, logo o REI do CRIME tem que ser um negro, não um branco, como era no original". E ainda é plussizeofóbico também.

O Johnny Storm é adotado, ou a Sue Storm que é? Se bem que não tenho certeza de tê-la visto... o que não é inesperado da moça-invisível, afinal.

O que você acha de uma mulher onde o super poder dela é ficar invisível? Muito machismo? Isso é real, e depois aliviaram dando aquele escudo de energia ou telecinese pra ela.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 19:48:28
Esse é o problema, as histórias contadas são as mesmas, brancos que superam alguma dificuldade. Aos negros sobra o papel secundário.

Os brancos geralmente vão se identificar mais com brancos e escrever histórias com brancos, até porque esses brancos são seus antepassados. Ou você quer um filme de máfia na década de 30 dirigida pelo Scorsese com italianos negros? Tem limites pra tudo. Eu ainda acho que o cinema se esforça bastante para colocar negros nas histórias. E filmes de negros superando dificuldades existem aos montes também.

E é exatamente o que eu disse. Por isso a academia precisa de diversidade, para que os filmes indicados (e consequentemente os filmes feitos) sejam mais diversos. Não precisa fazer um filme da máfia de 30 com negros, pode-se fazer comédias românticas com atores negros, filmes de ação com atores negros, pra cada Stathan ataundo mal, tem um Idris Elba que atua melhor.

Ok. Mas já estão fazendo isso.

Não, não esta. Um casal com homem negro e mulher branca é uma raridade no cinema. Negros em papéis centrais onde a raça não importa são raros. Olhe a lista de Oscars dados a atores negros e veja quantos desses papéis poderiam ser feitos por atores brancos. Só Denzel em "Training Day" me vem a mente, Os outros são histórias de negros. Brancos estrela e ganham Oscars por papéis onde a raça não importa e filme sobre brancos, negros fazem filmes sobre negros.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 29 de Fevereiro de 2016, 19:50:37
Um casal com homem negro e mulher branca é uma raridade no cinema.

É uma raridade nos EUA. A cultura do país vem antes neste caso. Culpar o cinema é meio inútil. Ainda assim há esforços que superam a média da realidade americana.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 19:51:54
Um casal com homem negro e mulher branca é uma raridade no cinema.

É uma raridade nos EUA. A cultura do país vem antes neste caso. Culpar o cinema é meio inútil. Ainda assim há esforços que superam a média da realidade americana.

Estamos falando de Hollywood e do Oscar. Se formos falar de cinema nigeriano me avisa que eu mudo o foco.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 29 de Fevereiro de 2016, 19:55:20
Ou...

Quais foram os filmes indicados e estrelados por brancos que não foram estrelados por negros por racismo?

Quais foram os filmes que contam "histórias de brancos" que deveriam ser substituídos por (quais?) filmes de "histórias de negros"?

Qual é a importância disso? O que conta aqui é essa esta estatística racista. Se você não vê nada de errado em 100% de brancos serem indicados não tem mais o que debater.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 29 de Fevereiro de 2016, 19:58:04
Ou...

Quais foram os filmes indicados e estrelados por brancos que não foram estrelados por negros por racismo?

Quais foram os filmes que contam "histórias de brancos" que deveriam ser substituídos por (quais?) filmes de "histórias de negros"?

Qual é a importância disso? O que conta aqui é essa esta estatística racista. Se você não vê nada de errado em 100% de brancos serem indicados não tem mais o que debater.

Porque só vai fazer sentido o chororô sobre o Oscar se você demonstrar que, no mesmo período recente, houveram negros tão bons quanto e não foram indicados por racismo!

Meu Deus!! Mas é óbvio isso!

A pergunta que você talvez deveria fazer pra caçar um problema digno é: porque raios não estão fazendo muitos filmes com negros (em todas as funções possíveis relacionadas ao cinema) à altura do Oscar?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 20:08:56
Will Smith em Concussion é infinitamente melhor que Matt Damon em Martian. Idris Elba em Beasts of No Nation é melhor que Stallone em Creed.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 29 de Fevereiro de 2016, 20:25:21
A não indicação do "Beasts of No Nation" pra nada é discutível, mas basta vocês demonstrarem que isso se deu por Racismo.

Estou contando os minutos pra alguém ser chamado de racista aqui.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 29 de Fevereiro de 2016, 20:26:37
Will Smith em Concussion é infinitamente melhor que Matt Damon em Martian. Idris Elba em Beasts of No Nation é melhor que Stallone em Creed.

E todos variam de qualidade entre o fraquíssimo (Smith e Stallone) e o sofrível-mediano (Elba e Damon).
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 29 de Fevereiro de 2016, 20:28:13
A não indicação do "Beasts of No Nation" pra nada é discutível, mas basta vocês demonstrarem que isso se deu por Racismo.

Também estou no aguardo.


Estou contando os minutos pra alguém ser chamado de racista aqui.

Não precisa esperar.

Já somos assim considerados há muito tempo.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 20:34:22
Will Smith em Concussion é infinitamente melhor que Matt Damon em Martian. Idris Elba em Beasts of No Nation é melhor que Stallone em Creed.

E todos variam de qualidade entre o fraquíssimo (Smith e Stallone) e o sofrível-mediano (Elba e Damon)

Eu não compartilho da sua opinião, nem os críticos.

O problema, como dito anteriormente é que 90% das pessoas que escolhem os filmes participantes são homen idosos, ricos, brancos e americanos, ou seja, não existe diversidade, apenas homens criados numa América separada por raças que não acompanham as mudanças que ocorreram na sociedade.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 29 de Fevereiro de 2016, 20:37:00
A não indicação do "Beasts of No Nation" pra nada é discutível, mas basta vocês demonstrarem que isso se deu por Racismo.

Estou contando os minutos pra alguém ser chamado de racista aqui.

E como se demonstra que isso se deu por racismo?

E como se demonstra que poderiam ter mais atores negros sendo chamados por Hollywood?

Existe alguma teoria que pudesse explicar tamanha superioridade branca, 100 a zero?



Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 29 de Fevereiro de 2016, 20:38:35
Esse é o problema, as histórias contadas são as mesmas, brancos que superam alguma dificuldade. Aos negros sobra o papel secundário.

Eu cresci assistindo filmes desde os anos 90, e isso aí pra mim não faz o menos sentido.

Há MUUUUITOS filmes onde negros têm papel de destaque.

Pra uma fatia de 12% da população americana, estão muito bem representados.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 29 de Fevereiro de 2016, 20:40:59
Isso quando não colocam brancos em papéis que deveriam ser de minorias. Deuses do Egito só tem brancos, em Aloha colocaram Emma Stone fazendo o papel de uma mestiça. (não trocaram o personagem por uma branca, ela esta atuando como uma mestiça), em Argo um personagem latino chamado Tony Mendez é interpretado por Ben Afleck, em Batman um personagem árabe chamado  Ra's al Ghul é interpretado por Liam Neeson, Exodus, história que se passa no Egito novamente, Christian Bale, Joel Edgerton, Sigourney Weaver... E a lista continua....

E os egípcios são negros por acaso?

Liam Neeson não poderia fazer papel de árabe? Por quê?

Ou vivemos em mundos diferentes, ou seu conhecimento de história e geografia tá enferrujado.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 29 de Fevereiro de 2016, 20:41:42
Esbarrei em algo que sugere que em 87 edições do prêmio, atores negros ganharam 15x, o que da ~20% das vezes.

Não chequei, mas deve ser verdade, pela fonte.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 29 de Fevereiro de 2016, 20:44:18
Esse é o problema, as histórias contadas são as mesmas, brancos que superam alguma dificuldade. Aos negros sobra o papel secundário.

Os brancos geralmente vão se identificar mais com brancos e escrever histórias com brancos, até porque esses brancos são seus antepassados. Ou você quer um filme de máfia na década de 30 dirigida pelo Scorsese com italianos negros? Tem limites pra tudo. Eu ainda acho que o cinema se esforça bastante para colocar negros nas histórias. E filmes de negros superando dificuldades existem aos montes também.

E é exatamente o que eu disse. Por isso a academia precisa de diversidade, para que os filmes indicados (e consequentemente os filmes feitos) sejam mais diversos. Não precisa fazer um filme da máfia de 30 com negros, pode-se fazer comédias românticas com atores negros, filmes de ação com atores negros, pra cada Stathan ataundo mal, tem um Idris Elba que atua melhor.

Ok. Mas já estão fazendo isso.

Não, não esta. Um casal com homem negro e mulher branca é uma raridade no cinema.

Porquê?

Este tipo de casal é comum no EUA? Não, não é.

Vide a próxima resposta.


Negros em papéis centrais onde a raça não importa são raros. Olhe a lista de Oscars dados a atores negros e veja quantos desses papéis poderiam ser feitos por atores brancos.

Mas vocês não vivem reclamando que a proporção populacional tem que estar refletida em tudo?

Pois bem, é de se esperar isto no cinema do EUA, ou seja, negros com raríssimos papéis de ponta.

Ou agora a proporção étnica não tem mais importância?


Só Denzel em "Training Day" me vem a mente.

Só do Denzel, para não 'esticar' a lista demais:

Crimson Tide, contracenando com Gene Hackman; Two Guns, contracenando com Mark Whalberg; Flight, contracenando com John Goodman; Safe House; The Book of Eli, Déjà Vu, The Siege.


Os outros são histórias de negros.

Muitos não são.

Basta lembrar Jammie Fox no filme The Kingdom.


Brancos estrela e ganham Oscars por papéis onde a raça não importa e filme sobre brancos, negros fazem filmes sobre negros.

Não verifiquei se é sempre assim.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 29 de Fevereiro de 2016, 20:46:20
Will Smith em Concussion é infinitamente melhor que Matt Damon em Martian. Idris Elba em Beasts of No Nation é melhor que Stallone em Creed.

E todos variam de qualidade entre o fraquíssimo (Smith e Stallone) e o sofrível-mediano (Elba e Damon)

Eu não compartilho da sua opinião, nem os críticos.

Não duvido disto.

E aposto que já sei em qual parte você discorda.  :)


O problema, como dito anteriormente é que 90% das pessoas que escolhem os filmes participantes são homen idosos, ricos, brancos e americanos, ou seja, não existe diversidade, apenas homens criados numa América separada por raças que não acompanham as mudanças que ocorreram na sociedade.

Isto é o que você acha que é.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 29 de Fevereiro de 2016, 20:46:57
Esbarrei em algo que sugere que em 87 edições do prêmio, atores negros ganharam 15x, o que da ~20% das vezes.

Não chequei, mas deve ser verdade, pela fonte.

12% da população, 20% dos vencedores do oscar.


E agora?

Gastaram dedos no tópico pra nada.  :lol:
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 29 de Fevereiro de 2016, 20:49:09
A não indicação do "Beasts of No Nation" pra nada é discutível, mas basta vocês demonstrarem que isso se deu por Racismo.

Estou contando os minutos pra alguém ser chamado de racista aqui.
E como se demonstra que isso se deu por racismo?

Eu não sei.

Cabe a você, que fez a ilação, demonstrar.


E como se demonstra que poderiam ter mais atores negros sendo chamados por Hollywood?

Bem...

Se eles são 11% da população e considerando as políticas afirmativas, pelo menos 11% de tudo relacionado a cinema deveria ser constituído de negros.  ::)


Existe alguma teoria que pudesse explicar tamanha superioridade branca, 100 a zero?

 :o
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 29 de Fevereiro de 2016, 20:50:17
Vocês estão muito fraquinhos.

Por que denunciar um suposto racismo no Oscar, quando há racismo claro e evidente em algo bem mais importante - o Prêmio Nobel!  :susto:

Pra começar: 22% dos vencedores são judeus, que representam 0,2% da população mundial.

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 29 de Fevereiro de 2016, 20:51:37
Um casal com homem negro e mulher branca é uma raridade no cinema.

É uma raridade nos EUA. A cultura do país vem antes neste caso. Culpar o cinema é meio inútil. Ainda assim há esforços que superam a média da realidade americana.

Estamos falando de Hollywood e do Oscar. Se formos falar de cinema nigeriano me avisa que eu mudo o foco.

Ele foi bem claro em se referir ao cinema estadunidense.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 29 de Fevereiro de 2016, 20:52:16
A não indicação do "Beasts of No Nation" pra nada é discutível, mas basta vocês demonstrarem que isso se deu por Racismo.

Estou contando os minutos pra alguém ser chamado de racista aqui.

E como se demonstra que isso se deu por racismo?

Ué, e você não sabe?  :lol:

E como se demonstra que poderiam ter mais atores negros sendo chamados por Hollywood?

Eu não sei se poderiam.

Talvez numa quantidade de oferta de scripts negados sobre serem histórias envolvendo negros, ou no volume de formação de atores... ou... sei lá.


Existe alguma teoria que pudesse explicar tamanha superioridade branca, 100 a zero?

Você que essa é uma das falácias mais clássicas, né?

Se eu não sei bem a razão, então é racismo/nazismo/comunismo/capitalismo (escolha o ismo).
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 29 de Fevereiro de 2016, 20:52:31
Vocês estão muito fraquinhos.

Por que denunciar um suposto racismo no Oscar, quando há racismo claro e evidente em algo bem mais importante - o Prêmio Nobel!  :susto:

Pra começar: 22% dos vencedores são judeus, que representam 0,2% da população mundial.

Isto não é racismo.

Todos sabem que é o poder sionista suportado pelos ianques.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 29 de Fevereiro de 2016, 20:53:14
Vocês estão muito fraquinhos.

Por que denunciar um suposto racismo no Oscar, quando há racismo claro e evidente em algo bem mais importante - o Prêmio Nobel!  :susto:

Pra começar: 22% dos vencedores são judeus, que representam 0,2% da população mundial.



Nobel mede o talento, já o Oscar é claramente um joguete político. Ou talvez não, sei lá.

Um casal com homem negro e mulher branca é uma raridade no cinema.

É uma raridade nos EUA. A cultura do país vem antes neste caso. Culpar o cinema é meio inútil. Ainda assim há esforços que superam a média da realidade americana.

Estamos falando de Hollywood e do Oscar. Se formos falar de cinema nigeriano me avisa que eu mudo o foco.

Ele foi bem claro em se referir ao cinema estadunidense.

Estou acostumado com esse tipo de tática. Aí fica ainda mais difícil simpatizar com o que defendem.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 20:53:51

Egípcios
(http://s7.postimg.org/p1ckslenv/A_young_man_gives_the_vic_007.jpg)


Deus egípcio segundo hollywood

(http://s30.postimg.org/d2la3h9jl/2f46e3d83bc991e94fbc0bb11223655b.jpg)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 29 de Fevereiro de 2016, 20:55:58
Deixa eu procurar uma foto de deus aqui.

Quero ver quem chamarão quando forem interpretar um daqueles que tem cabeça de águia.  :lol:
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 20:56:25
Um casal com homem negro e mulher branca é uma raridade no cinema.

É uma raridade nos EUA. A cultura do país vem antes neste caso. Culpar o cinema é meio inútil. Ainda assim há esforços que superam a média da realidade americana.

Estamos falando de Hollywood e do Oscar. Se formos falar de cinema nigeriano me avisa que eu mudo o foco.

Ele foi bem claro em se referir ao cinema estadunidense.

Obviamente, todos estamos falando do cinema american o desde o princípio. Se eu falo que é uma raridade no cinema e estamos falando sobre cinema amricano, é óbvio que estamos falando dos EUA e sua cultura extremamente racista.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 29 de Fevereiro de 2016, 21:00:20
Existe racismo sim.

E termos como "sua negrinha" , "preto" etc dependem da forma que é falado sempre.

Assim com que já foi pro exterior sabe que "eles são brasileiros" pode ser usado como elogio ou como advertência de perigo dos gringos entre si.

O Jovem Nerd conta que quando viajava para a Disney, os funcionários tinham instruções próprias para lidar os brasileiros, porque faziam bagunça, gritavam em coro, furavam fila e etc.

Ou seja, o histórico não é positivo.

Ou seja, essa é a definição de preconceito. A imensa maioria dos estupradores de crianças são homens brancos de meia idade. Você acha certo ser tratado como um estuprador de crianças porque o histórico de homens brancos de meia idade não é positivo?

No caso que eu mencionei, há um grupo empresarial que elaborou um procedimento para seus funcionários lidarem com pessoas, cujo 'perfil cultural' tem um histórico maior de problemas comportamentais, DENTRO de suas dependências.

Como é que isto pode ser comparado a estupros que, como mencionou o Buck, ainda pode ter um viés de amostragem?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 29 de Fevereiro de 2016, 21:02:59
Um casal com homem negro e mulher branca é uma raridade no cinema.

É uma raridade nos EUA. A cultura do país vem antes neste caso. Culpar o cinema é meio inútil. Ainda assim há esforços que superam a média da realidade americana.

Estamos falando de Hollywood e do Oscar. Se formos falar de cinema nigeriano me avisa que eu mudo o foco.

Ele foi bem claro em se referir ao cinema estadunidense.

Obviamente, todos estamos falando do cinema american o desde o princípio. Se eu falo que é uma raridade no cinema e estamos falando sobre cinema amricano, é óbvio que estamos falando dos EUA e sua cultura extremamente racista.

Sim, mas me parece que o tal do racismo no Oscar é falso, pois o DDV demonstrou com números isso. O racismo nos EUA porém é verdadeiro, mas a tv e o cinema tentam mudar, e mudam. Na série Star Trek, uma negra trabalhava lado a lado com brancos americanos e soviéticos, e até aliens. Kirk beijando Uhura em Star Trek foi um verdadeiro fenômeno. Mas talvez muitos prefiram apenas dizer que o líder é branco e a série é racista.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 29 de Fevereiro de 2016, 21:04:01

Egípcios
(http://s7.postimg.org/p1ckslenv/A_young_man_gives_the_vic_007.jpg)


Deus egípcio segundo hollywood

(http://s30.postimg.org/d2la3h9jl/2f46e3d83bc991e94fbc0bb11223655b.jpg)

E onde, na primeira foto, tem o predomínio de pessoas que não sejam brancas?

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 29 de Fevereiro de 2016, 21:05:58
Socorro! Ajuda aí Juca, Diego, Barata e os outros!

Isto mesmo.

Chame os outros porque precisamos 'inflamar a discussão'.  :P
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 21:06:27
Existe racismo sim.

E termos como "sua negrinha" , "preto" etc dependem da forma que é falado sempre.

Assim com que já foi pro exterior sabe que "eles são brasileiros" pode ser usado como elogio ou como advertência de perigo dos gringos entre si.

O Jovem Nerd conta que quando viajava para a Disney, os funcionários tinham instruções próprias para lidar os brasileiros, porque faziam bagunça, gritavam em coro, furavam fila e etc.

Ou seja, o histórico não é positivo.

Ou seja, essa é a definição de preconceito. A imensa maioria dos estupradores de crianças são homens brancos de meia idade. Você acha certo ser tratado como um estuprador de crianças porque o histórico de homens brancos de meia idade não é positivo?

No caso que eu mencionei, há um grupo empresarial que elaborou um procedimento para seus funcionários lidarem com pessoas, cujo 'perfil cultural' tem um histórico maior de problemas comportamentais, DENTRO de suas dependências.

Como é que isto pode ser comparado a estupros que, como mencionou o Buck, ainda pode ter um de amostragem?

Não importa se é dentro de uma empresa ou não, preconceito é preconceito. Se por "perfil cultural", perfil racial, perfil sexual. Estamos num tópico falando sobre racismo, achar desculpas pra justificar o preconceito não é legal.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 21:07:22

Egípcios
(http://s7.postimg.org/p1ckslenv/A_young_man_gives_the_vic_007.jpg)


Deus egípcio segundo hollywood

(http://s30.postimg.org/d2la3h9jl/2f46e3d83bc991e94fbc0bb11223655b.jpg)

E onde, na primeira foto, tem o predomínio de pessoas que não sejam brancas?



Sabe como americanos chama árabes? Brown people. Cadê os loiros de olhos azuis como o ator em questão?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 29 de Fevereiro de 2016, 21:08:26
Um casal com homem negro e mulher branca é uma raridade no cinema.

É uma raridade nos EUA. A cultura do país vem antes neste caso. Culpar o cinema é meio inútil. Ainda assim há esforços que superam a média da realidade americana.

Estamos falando de Hollywood e do Oscar. Se formos falar de cinema nigeriano me avisa que eu mudo o foco.

Ele foi bem claro em se referir ao cinema estadunidense.

Obviamente, todos estamos falando do cinema american o desde o princípio. Se eu falo que é uma raridade no cinema e estamos falando sobre cinema amricano, é óbvio que estamos falando dos EUA e sua cultura extremamente racista.

Que bom.

Vamos ampliar a discussão.

Alguma palavra sobre racismo no cinema nos demais países ditos "desenvolvidos", especialmente o Japão, que é o mais racista de todos?

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 29 de Fevereiro de 2016, 21:09:07
Deuses nórdicos segundo a mitologia:
(http://static1.squarespace.com/static/54ff8e13e4b0d29b60bc322a/54ffa362e4b07869ba2a2310/5510c91be4b0ce924f049697/1427163420910/Freyr.jpg?format=500w)

Deuses nórdicos segundo Hollywood:
(http://www.squaremans.com/images/black%20thor%2001.jpg)

Isso é só para demonstrar que não se prova nada fazendo cherry picking.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 21:09:26
Ator escalado pra interpretar um japonês

(http://s9.postimg.org/4j8lmmcen/140406mickey_rooney1.jpg)


(http://s13.postimg.org/gyuisn65z/1372883021_Mickey_Rooney.jpg)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 29 de Fevereiro de 2016, 21:10:41

Egípcios
(http://s7.postimg.org/p1ckslenv/A_young_man_gives_the_vic_007.jpg)


Deus egípcio segundo hollywood

(http://s30.postimg.org/d2la3h9jl/2f46e3d83bc991e94fbc0bb11223655b.jpg)
E onde, na primeira foto, tem o predomínio de pessoas que não sejam brancas?
Sabe como americanos chama árabes? Brown people. Cadê os loiros de olhos azuis como o ator em questão?

Então a discussão não é mais sobre a diferenciação por cor de pele mas sobre como um grupo nacional visualiza outro grupo?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 21:10:48
Deuses nórdicos segundo a mitologia:
(http://static1.squarespace.com/static/54ff8e13e4b0d29b60bc322a/54ffa362e4b07869ba2a2310/5510c91be4b0ce924f049697/1427163420910/Freyr.jpg?format=500w)

Deuses nórdicos segundo Hollywood:
(http://www.squaremans.com/images/black%20thor%2001.jpg)

Isso é só para demonstrar que não se prova nada fazendo cherry picking.


Eu ja falei sobre isso, acho um erro tambem. Eu tenho dezenas de exemplos do contrário, quanto mais você tem?


https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_films_featuring_whitewashed_roles
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 29 de Fevereiro de 2016, 21:12:22
Ator escalado pra interpretar um japonês

(http://s9.postimg.org/4j8lmmcen/140406mickey_rooney1.jpg)


(http://s13.postimg.org/gyuisn65z/1372883021_Mickey_Rooney.jpg)

Era sobre a história de Hirohito ou era um personagem de comédia?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 21:12:46

Egípcios
(http://s7.postimg.org/p1ckslenv/A_young_man_gives_the_vic_007.jpg)


Deus egípcio segundo hollywood

(http://s30.postimg.org/d2la3h9jl/2f46e3d83bc991e94fbc0bb11223655b.jpg)
E onde, na primeira foto, tem o predomínio de pessoas que não sejam brancas?
Sabe como americanos chama árabes? Brown people. Cadê os loiros de olhos azuis como o ator em questão?

Então a discussão não é mais sobre a diferenciação por cor de pele mas sobre como um grupo nacional visualiza outro grupo?


É sobre o racismo, leia o título. Árabes sofrem com racismo também, assim como latinos.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 29 de Fevereiro de 2016, 21:13:35
Eu ja falei sobre isso, acho um erro tambem.
[...]

Qual é o erro?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 29 de Fevereiro de 2016, 21:13:43
Esbarrei em algo que sugere que em 87 edições do prêmio, atores negros ganharam 15x, o que da ~20% das vezes.

Não chequei, mas deve ser verdade, pela fonte.

12% da população, 20% dos vencedores do oscar.


E agora?

Gastaram dedos no tópico pra nada.  :lol:

Agora que parece que a estatística lhe favorece você se animou, está prestando atenção às estatísticas... :)

Mas vamos à verdade:

Melhor ator: 82 brancos, 4 negros, 1 latino, 2 asiáticos

Melhor atriz: 87 brancas, 1 negra

Melhor diretor: 88 brancos, 2 latinos, 1 asiático

Melhor ator coadj: 70 brancos, 4 negros, 1 latino, 1 asiático

Melhor atriz coadj: 69 brancas, 2 latinas, 1 asiática.

Deixo pra você converter em porcentagem...

Nos dois últimos anos: 100% brancos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2016/02/1744031-levantamento-mostra-que-oscar-nao-marginaliza-apenas-os-negros.shtml

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 21:14:14
Ator escalado pra interpretar um japonês

(http://s9.postimg.org/4j8lmmcen/140406mickey_rooney1.jpg)


(http://s13.postimg.org/gyuisn65z/1372883021_Mickey_Rooney.jpg)

Era sobre a história de Hirohito ou era um personagem de comédia?

Importa? Não havia um ator japonês engraçado pra fazer uma comédia? Vão pintar um branco de negro e fazer ele interpretar esteriótipos. Os racistas vão morrer de rir.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 29 de Fevereiro de 2016, 21:15:19

Egípcios
(http://s7.postimg.org/p1ckslenv/A_young_man_gives_the_vic_007.jpg)


Deus egípcio segundo hollywood

(http://s30.postimg.org/d2la3h9jl/2f46e3d83bc991e94fbc0bb11223655b.jpg)


Miss Egito


(http://bp1.blogger.com/_kS3EOIjcXKQ/SHpq6hYb-GI/AAAAAAAAHL8/Wc1p9Kt5VV0/s400/8B61221AB941D935B34F47BD65E079.jpg)

Olha o racismo nos concursos de beleza aí, ó...!
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 29 de Fevereiro de 2016, 21:16:36
Deixa eu procurar uma foto de deus aqui.

Quero ver quem chamarão quando forem interpretar um daqueles que tem cabeça de águia.  :lol:

E quele verde, parecendo personagem de Dragon Ball Z, comofas?  :?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 29 de Fevereiro de 2016, 21:17:08

Egípcios
(http://s7.postimg.org/p1ckslenv/A_young_man_gives_the_vic_007.jpg)


Deus egípcio segundo hollywood

(http://s30.postimg.org/d2la3h9jl/2f46e3d83bc991e94fbc0bb11223655b.jpg)
E onde, na primeira foto, tem o predomínio de pessoas que não sejam brancas?
Sabe como americanos chama árabes? Brown people. Cadê os loiros de olhos azuis como o ator em questão?
Então a discussão não é mais sobre a diferenciação por cor de pele mas sobre como um grupo nacional visualiza outro grupo?
É sobre o racismo, leia o título. Árabes sofrem com racismo também, assim como latinos.

Então leia você também o título: "Racismo".

Significa preconceito sobre 'raça' e não preconceito sobre grupo étnico-nacionais diferentes.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 29 de Fevereiro de 2016, 21:19:20
é óbvio que estamos falando dos EUA e sua cultura extremamente racista.

Não entendo como o Obama foi eleito presidente da república.

Talvez o cargo de presidente seja considerado um papel secundário....espera!

Esquece.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: _Juca_ em 29 de Fevereiro de 2016, 21:19:57

Egípcios
(http://s7.postimg.org/p1ckslenv/A_young_man_gives_the_vic_007.jpg)


Deus egípcio segundo hollywood

(http://s30.postimg.org/d2la3h9jl/2f46e3d83bc991e94fbc0bb11223655b.jpg)
E onde, na primeira foto, tem o predomínio de pessoas que não sejam brancas?
Sabe como americanos chama árabes? Brown people. Cadê os loiros de olhos azuis como o ator em questão?
Então a discussão não é mais sobre a diferenciação por cor de pele mas sobre como um grupo nacional visualiza outro grupo?
É sobre o racismo, leia o título. Árabes sofrem com racismo também, assim como latinos.

Então leia você também o título: "Racismo".

Significa preconceito sobre 'raça' e não preconceito sobre grupo étnico-nacionais diferentes.

E qual a grande diferença? A semântica?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 29 de Fevereiro de 2016, 21:20:10
Ator escalado pra interpretar um japonês

(http://s9.postimg.org/4j8lmmcen/140406mickey_rooney1.jpg)


(http://s13.postimg.org/gyuisn65z/1372883021_Mickey_Rooney.jpg)

Era sobre a história de Hirohito ou era um personagem de comédia?

Importa?

Claro que sim.

Depende do previsto no roteiro.


Não havia um ator japonês engraçado pra fazer uma comédia?

Não sei.

Você sabe?


Vão pintar um branco de negro e fazer ele interpretar esteriótipos.

Então uma comédia não pode ter nenhum estereótipo?

Fujam para as montanhas...


Os racistas vão morrer de rir.

Deixe para lá...
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 29 de Fevereiro de 2016, 21:20:36
é óbvio que estamos falando dos EUA e sua cultura extremamente racista.

Não entendo como o Obama foi eleito presidente da república.

Talvez o cargo de presidente seja considerado um papel secundário....espera!

Esquece.

Bingo!
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 29 de Fevereiro de 2016, 21:21:24

Egípcios
(http://s7.postimg.org/p1ckslenv/A_young_man_gives_the_vic_007.jpg)


Deus egípcio segundo hollywood

(http://s30.postimg.org/d2la3h9jl/2f46e3d83bc991e94fbc0bb11223655b.jpg)
E onde, na primeira foto, tem o predomínio de pessoas que não sejam brancas?
Sabe como americanos chama árabes? Brown people. Cadê os loiros de olhos azuis como o ator em questão?
Então a discussão não é mais sobre a diferenciação por cor de pele mas sobre como um grupo nacional visualiza outro grupo?
É sobre o racismo, leia o título. Árabes sofrem com racismo também, assim como latinos.

Então leia você também o título: "Racismo".

Significa preconceito sobre 'raça' e não preconceito sobre grupo étnico-nacionais diferentes.

E qual a grande diferença? A semântica?

 :o
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 21:25:58
Novamente, negros nos EUA recebem penas mais de 1/3 maior por crimes iguais, negros recebem 70% menos chamadas pra entrevistas quando o curriculo tem foto ou "nome de negro" mesmo com curriculos iguais, negros e brancos usam maconha na mesma proporçnao, mas 80% dos presos por porte de maconha são negros, negros são absurdamente mais parados pela polícia. A lista de demonstrações de racismo na sociedade americana segue e é longa. Não entendo como ainda tem gente querendo negar a existência do racismo com tantos dados tão claros.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 21:27:04

Egípcios
(http://s7.postimg.org/p1ckslenv/A_young_man_gives_the_vic_007.jpg)


Deus egípcio segundo hollywood

(http://s30.postimg.org/d2la3h9jl/2f46e3d83bc991e94fbc0bb11223655b.jpg)


Miss Egito


(http://bp1.blogger.com/_kS3EOIjcXKQ/SHpq6hYb-GI/AAAAAAAAHL8/Wc1p9Kt5VV0/s400/8B61221AB941D935B34F47BD65E079.jpg)

Olha o racismo nos concursos de beleza aí, ó...!



Se essa fosse a miss Egito, seria racismo, assim como é no filme.

(http://s28.postimg.org/a1i8uj419/allyn_rose_660_AP.jpg)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 29 de Fevereiro de 2016, 21:27:48
Até os japoneses entraram no bolo das "vítimas" de racismo também!  :histeria: :histeria:

Logo os japoneses, que são favorecidos em tudo quanto é universidade, institutos de pesquisa, empresa de engenharia, artes marciais e lojinhas de subúrbio.

Malditos...
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 29 de Fevereiro de 2016, 21:28:54
 :lol:
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 29 de Fevereiro de 2016, 21:29:18
Importa? Não havia um ator japonês engraçado pra fazer uma comédia? Vão pintar um branco de negro e fazer ele interpretar esteriótipos. Os racistas vão morrer de rir.

Que tal isso? Isso pode?
(http://assets.nydailynews.com/polopoly_fs/1.103612.1454358521!/img/httpImage/image.jpg_gen/derivatives/gallery_1200/marlon-shawn-wayans-white-chicks.jpg)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 21:30:06
Até os japoneses entraram no bolo das "vítimas" de racismo também!  :histeria: :histeria:

Logo os japoneses, que são favorecidos em tudo quanto é universidade, institutos de pesquisa, empresa de engenharia, artes marciais e lojinhas de subúrbio.

Malditos...

Eles não são favorecidos, tem as mesmas oportunidades que brancos nesses quesitos. Ja na mídia, são esquecidos. Quantos orientais são atores, apresentadores, âncoras de tv, aparecem em comerciais, etc existem no Brasil?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 29 de Fevereiro de 2016, 21:32:00
E um branco fazendo papel de branco estereotipado como Jerry Lewis em nome da comédia? Pode?

(http://ronaldtanner.com/old/prof-8.jpg)

Em nome da justiça, teremos uma tirania das minorias.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 21:33:20
Importa? Não havia um ator japonês engraçado pra fazer uma comédia? Vão pintar um branco de negro e fazer ele interpretar esteriótipos. Os racistas vão morrer de rir.

Que tal isso? Isso pode?
(http://assets.nydailynews.com/polopoly_fs/1.103612.1454358521!/img/httpImage/image.jpg_gen/derivatives/gallery_1200/marlon-shawn-wayans-white-chicks.jpg)

Pode, faz parte do enredo do filme. Assim como pode no caso desses filme:

(http://s7.postimg.org/x5yxlxm63/soul_man.jpg)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 29 de Fevereiro de 2016, 21:35:15
Até os japoneses entraram no bolo das "vítimas" de racismo também!  :histeria: :histeria:

Logo os japoneses, que são favorecidos em tudo quanto é universidade, institutos de pesquisa, empresa de engenharia, artes marciais e lojinhas de subúrbio.

Malditos...

Eles não são favorecidos, tem as mesmas oportunidades que brancos nesses quesitos. Ja na mídia, são esquecidos. Quantos orientais são atores, apresentadores, âncoras de tv, aparecem em comerciais, etc existem no Brasil?

Japoneses trabalham e estudam muito, não têm tempo e disposição pra desenvolverem "ginga", samba no pé, "venderem suas arte por aí", sair de casa sem nada e vir pra capital se aventurar no mundo da moda, fazerem cursos de dança, expressão corporal, teatro, ballet, canto, se enturmar com os vida loka,....nada disso!

Japonês estuda, faz o que os pais mandam e só querem saber de engenharia elétrica para cima na hora de escolher o curso!!!    :P
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 21:36:21
E um branco fazendo papel de branco estereotipado como Jerry Lewis em nome da comédia? Pode?

(http://ronaldtanner.com/old/prof-8.jpg)

Em nome da justiça, teremos uma tirania das minorias.

Toda papel baseado em esteriótipos é um papel pobre. E a perpetuação deles é ruim pra sociedade. Não acho que devam ser proibidos por lei, ou algo do tipo, mas devem ser tratados como merecem, como algo ruim.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 29 de Fevereiro de 2016, 21:38:36
. Quantos orientais são atores, apresentadores, âncoras de tv, aparecem em comerciais, etc existem no Brasil?

Quantos brasileiros são atores, âncoras de TV, aparecem em comerciais, etc existem no Japão?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 29 de Fevereiro de 2016, 21:40:39
[...]
Pode, faz parte do enredo do filme. [...]
:lol:

Mas é óbvio que faz parte do enredo do filme, se está nele.


Pode/não-pode em teatro, cinema...  (http://www.abandonia.com/vbullet/images/smilies/palm)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 29 de Fevereiro de 2016, 21:44:46
E um branco fazendo papel de branco estereotipado como Jerry Lewis em nome da comédia? Pode?

(http://ronaldtanner.com/old/prof-8.jpg)

Em nome da justiça, teremos uma tirania das minorias.

Toda papel baseado em esteriótipos é um papel pobre. E a perpetuação deles é ruim pra sociedade. Não acho que devam ser proibidos por lei, ou algo do tipo, mas devem ser tratados como merecem, como algo ruim.

 :ok:
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 29 de Fevereiro de 2016, 21:45:51
Novamente, negros nos EUA recebem penas mais de 1/3 maior por crimes iguais,

O segundo homicídio de Don King foi pisotear um empregado até a morte. Pegou quatro anos de cadeia por isso, só.


Citar
negros recebem 70% menos chamadas pra entrevistas quando o curriculo tem foto ou "nome de negro" mesmo com curriculos iguais,

Não é homogêneo por todo o país e empresas.


Citar
negros e brancos usam maconha na mesma proporçnao, mas 80% dos presos por porte de maconha são negros, negros são absurdamente mais parados pela polícia.

Eles também cometem mais crimes e infrações. São mais parados mesmo por policiais negros.


Citar
A lista de demonstrações de racismo na sociedade americana segue e é longa. Não entendo como ainda tem gente querendo negar a existência do racismo com tantos dados tão claros.

Quem está tentando negar o racismo? Pode apontar alguém aqui que tenha dito isso?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 21:45:59
. Quantos orientais são atores, apresentadores, âncoras de tv, aparecem em comerciais, etc existem no Brasil?

Quantos brasileiros são atores, âncoras de TV, aparecem em comerciais, etc existem no Japão?

Tem uns dois ou três cantores, e uns dois apresentadores, e vários brasileiros em comerciais, incluindo Gisele e trocentos jogadores de futebol.

E sério? O Japão é um dos países mais racistas do planeta. Você acha que eles são medida de comparação?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 29 de Fevereiro de 2016, 21:47:55
Novamente, negros nos EUA recebem penas mais de 1/3 maior por crimes iguais, negros recebem 70% menos chamadas pra entrevistas quando o curriculo tem foto ou "nome de negro" mesmo com curriculos iguais, negros e brancos usam maconha na mesma proporçnao, mas 80% dos presos por porte de maconha são negros, negros são absurdamente mais parados pela polícia. A lista de demonstrações de racismo na sociedade americana segue e é longa. Não entendo como ainda tem gente querendo negar a existência do racismo com tantos dados tão claros.

Caraca...

Quem é que negou a existência do racismo no EUA, no Brasil ou no mundo?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 21:49:54
Novamente, negros nos EUA recebem penas mais de 1/3 maior por crimes iguais,

O segundo homicídio de Don King foi pisotear um empregado até a morte. Pegou quatro anos de cadeia por isso, só.


Citar
negros recebem 70% menos chamadas pra entrevistas quando o curriculo tem foto ou "nome de negro" mesmo com curriculos iguais,

Não é homogêneo por todo o país e empresas.


Citar
negros e brancos usam maconha na mesma proporçnao, mas 80% dos presos por porte de maconha são negros, negros são absurdamente mais parados pela polícia.

Eles também cometem mais crimes e infrações. São mais parados mesmo por policiais negros.


Citar
A lista de demonstrações de racismo na sociedade americana segue e é longa. Não entendo como ainda tem gente querendo negar a existência do racismo com tantos dados tão claros.

Quem está tentando negar o racismo? Pode apontar alguém aqui que tenha dito isso?

Você vai usar um exemplo de excessão pra refutar todo o resto?

Novamente, preconceito é preconceito. Homens brancos não são parados toda vez que se aproximam de crianças, mesmo sendo a maioria absoluta de estupradores de crianças.

Você esta agora mesmo tentando dizer que nada é racismo, várias pessoas disseram que racismo não existe nos EUA ja que o Obama é negro e foi eleito presidente!!!! Como isso não é negar o racismo?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 29 de Fevereiro de 2016, 21:51:03
Citar
A lista de demonstrações de racismo na sociedade americana segue e é longa. Não entendo como ainda tem gente querendo negar a existência do racismo com tantos dados tão claros.

Quem está tentando negar o racismo? Pode apontar alguém aqui que tenha dito isso?
Acho que encontramos o problema. O Barata é incapaz de entender que é possível reconhecer a existência o racismo sem condenar todas as coisas de racistas e sem defender todo tipo de reparação. Não tem meio termo. É um tipo de fanatismo.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 21:51:13
é óbvio que estamos falando dos EUA e sua cultura extremamente racista.

Não entendo como o Obama foi eleito presidente da república.

Talvez o cargo de presidente seja considerado um papel secundário....espera!

Esquece.

Bingo!

Obama foi eleito presidente, logo, racismo não existe. Bingo!!!!
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 29 de Fevereiro de 2016, 21:52:00
Ninguém nega o racismo, mas todo mundo minimiza como se fosse algo insignificante!  :hmph:
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 29 de Fevereiro de 2016, 21:53:27
é óbvio que estamos falando dos EUA e sua cultura extremamente racista.

Não entendo como o Obama foi eleito presidente da república.

Talvez o cargo de presidente seja considerado um papel secundário....espera!

Esquece.

Bingo!

Obama foi eleito presidente, logo, racismo não existe. Bingo!!!!

Racismo existe. Nós reconhecemos. Só que você tem dificuldades em entender que não é preciso tratar a questão fanaticamente.

Ninguém nega o racismo, mas todo mundo minimiza como se fosse algo insignificante!  :hmph:

Se não é a pior coisa de todos os tempos, só pode ser insignificante? Que tal achar que afeta mais aqui, menos ali, etc, como pessoas razoáveis?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 21:54:05
Citar
A lista de demonstrações de racismo na sociedade americana segue e é longa. Não entendo como ainda tem gente querendo negar a existência do racismo com tantos dados tão claros.

Quem está tentando negar o racismo? Pode apontar alguém aqui que tenha dito isso?
Acho que encontramos o problema. O Barata é incapaz de entender que é possível reconhecer a existência o racismo sem condenar todas as coisas de racistas e sem defender todo tipo de reparação. Não tem meio termo. É um tipo de fanatismo.

Me deem exemplos do que vocês consideram racismo no Brasil e na sociedade americana.

Ser preterido num emprego por causa da cor da pele não é racismo, ser parado pela polícia apenas por causa da cor da sua pele não é preconceito, ter penas maiores quando se comete o mesmo crime que brancos não é racismo. O que é racismo??/!!!!
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 29 de Fevereiro de 2016, 21:55:02

Egípcios
(http://s7.postimg.org/p1ckslenv/A_young_man_gives_the_vic_007.jpg)


Deus egípcio segundo hollywood

(http://s30.postimg.org/d2la3h9jl/2f46e3d83bc991e94fbc0bb11223655b.jpg)
(https://mathildasanthropologyblog.files.wordpress.com/2008/07/mummy-tuya.jpg)
(https://i.ytimg.com/vi/3gmJB1DHhAw/hqdefault.jpg)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 21:55:09
é óbvio que estamos falando dos EUA e sua cultura extremamente racista.

Não entendo como o Obama foi eleito presidente da república.

Talvez o cargo de presidente seja considerado um papel secundário....espera!

Esquece.

Bingo!

Obama foi eleito presidente, logo, racismo não existe. Bingo!!!!

Racismo existe. Nós reconhecemos. Só que você tem dificuldades em entender que não é preciso tratar a questão fanaticamente.

Ninguém nega o racismo, mas todo mundo minimiza como se fosse algo insignificante!  :hmph:

Se não é a pior coisa de todos os tempos, só pode ser insignificante? Que tal achar que afeta mais aqui, menos ali, etc, como pessoas razoáveis?


Ou, você não sente os efeitos e por isso acha que é uma coisa menor e menos significante do que realmente é.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 29 de Fevereiro de 2016, 21:55:28
Vocês tem tendências fanáticas. Sério. Se vocês estivessem no poder, vocês abririam discussões com a sociedade ou tentariam criar espantalhos e empurrar "guela abaixo" o que vocês acham como tiranos fazem?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 21:59:02

Egípcios
(http://s7.postimg.org/p1ckslenv/A_young_man_gives_the_vic_007.jpg)


Deus egípcio segundo hollywood

(http://s30.postimg.org/d2la3h9jl/2f46e3d83bc991e94fbc0bb11223655b.jpg)
(https://mathildasanthropologyblog.files.wordpress.com/2008/07/mummy-tuya.jpg)
(https://i.ytimg.com/vi/3gmJB1DHhAw/hqdefault.jpg)
Reconstrução de múmia da realeza egípcia, dito descendente dos deuses e famosos por casar com as irmãs. Olha como é igual ao filme!!!!

(http://s10.postimg.org/kp56cvlp5/a152579ad8a60566fdaa0eb292cd62f0.jpg)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 29 de Fevereiro de 2016, 21:59:20
Ou, você não sente os efeitos e por isso acha que é uma coisa menor e menos significante do que realmente é.

A Brasil é racista. Os EUA são mais. A tv e cinema são menos que a média. O racismo é ruim. Promover ações afirmativas é polêmica e temos nossas opiniões de que pode ocorrer certos tipos de injustiça e que pode reforçar ainda mais o racismo (que como consideramos ruim, preferimos não adotar este caminho).

Nós temos as mesmas preocupações que vocês, mas os caminhos são mais cuidadosos.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 29 de Fevereiro de 2016, 22:00:56
Vocês tem tendências fanáticas. Sério. Se vocês estivessem no poder, vocês abririam discussões com a sociedade ou tentariam criar espantalhos e empurrar "guela abaixo" o que vocês acham como tiranos fazem?

Eu apostaria dinheiro na segunda opção.

Mas pessoas assim não se elegeriam nunca, ainda mais aqui no Brasil. Felizmente.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 22:01:20
Vocês tem tendências fanáticas. Sério. Se vocês estivessem no poder, vocês abririam discussões com a sociedade ou tentariam criar espantalhos e empurrar "guela abaixo" o que vocês acham como tiranos fazem?

Todas as pessoas que lutaram por igualdade foram chamadas de "fanáticos" pelas pessoas da sua época que queriam manter o status quo.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 29 de Fevereiro de 2016, 22:03:34
Vocês tem tendências fanáticas. Sério. Se vocês estivessem no poder, vocês abririam discussões com a sociedade ou tentariam criar espantalhos e empurrar "guela abaixo" o que vocês acham como tiranos fazem?

Todas as pessoas que lutaram por igualdade foram chamadas de "fanáticos" pelas pessoas da sua época que queriam manter o status quo.

Barata agora tá se achando um revolucionário incompreendido à frente do seu tempo.  :lol:
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 29 de Fevereiro de 2016, 22:04:12
Vocês tem tendências fanáticas. Sério. Se vocês estivessem no poder, vocês abririam discussões com a sociedade ou tentariam criar espantalhos e empurrar "guela abaixo" o que vocês acham como tiranos fazem?

Todas as pessoas que lutaram por igualdade foram chamadas de "fanáticos" pelas pessoas da sua época que queriam manter o status quo.

E algumas se tornaram ditadores sanguinários.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 29 de Fevereiro de 2016, 22:04:46

Egípcios
(http://s7.postimg.org/p1ckslenv/A_young_man_gives_the_vic_007.jpg)


Deus egípcio segundo hollywood

(http://s30.postimg.org/d2la3h9jl/2f46e3d83bc991e94fbc0bb11223655b.jpg)
(https://mathildasanthropologyblog.files.wordpress.com/2008/07/mummy-tuya.jpg)
(https://i.ytimg.com/vi/3gmJB1DHhAw/hqdefault.jpg)
Reconstrução de múmia da realeza egípcia, dito descendente dos deuses e famosos por casar com as irmãs. Olha como é igual ao filme!!!!

(http://s10.postimg.org/kp56cvlp5/a152579ad8a60566fdaa0eb292cd62f0.jpg)

Escultura-retrato de Nefertiti:

(https://garinandchad.files.wordpress.com/2011/09/wpid-nefertiti.jpeg?w=535)
(http://2.bp.blogspot.com/_03SQys8f6H0/TCnKTbyV_FI/AAAAAAAAA1A/wAGUK8BFg_c/s1600/Nefertiti+sidebyside.JPG)
(http://www.puppstheories.com/forum/images/NefertitiBustMummyProfileComparison.jpg)

Não sei qual é o elenco do filme em questão. Mas recentemente parece ter sido comum terem preferido versões afrocentristas/pseudohistóricas no cinema e na TV.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 29 de Fevereiro de 2016, 22:05:57
Você vai usar um exemplo de excessão pra refutar todo o resto?
[...]

Ótimo.

Você acabou de descobrir que 'nem todos os cisnes tem a mesma cor'.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 22:06:54
Olhe a lista. Procure pessoas que tenham alguma semelhança com esse busto.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 29 de Fevereiro de 2016, 22:09:13
 -   O personagem Conan é um cimério.


  - "Os cimérios  foram um antigo povo indo-europeu que viveu ao norte do Cáucaso e do mar de Azov por volta de 1300 a.C" (Wikipédia)


Ator escolhido para interpretar Conan:

(https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTI9MrP3_qRfET4bEebuCV9FryAVKwKZDjim_T1vgd9N_YuZMMMCg)


RACISMO!!!!!!
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 22:09:51
Você vai usar um exemplo de excessão pra refutar todo o resto?
[...]

Ótimo.

Você acabou de descobrir que 'nem todos os cisnes tem a mesma cor'.

Eu nunca disse que não havia. Disse que a sociedade americana e brasileira eram racistas, não que todos os habitantes desses países eram racistas. Dei exemplos estatísticos que demonstram claramente isso. O que ele fez é o equivalente a eu apontar estatísticas de que cigarro causa câncer e ele mostrar um caso de um homem que fumou durante 80 anos e nunca teve câncer.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 29 de Fevereiro de 2016, 22:10:20
Olhe a lista. Procure pessoas que tenham alguma semelhança com esse busto.

Quer dizer que o cinema não está livre do racismo?

Nós também achamos.

Está surpreso?

Se o país promove x de racismo, e o cinema promove x/2, ainda tem racismo, mas eu vejo o progresso, e você critica por nunca ser perfeito. Só ditadores almejam a perfeição suprema.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 29 de Fevereiro de 2016, 22:10:53
Citar
A lista de demonstrações de racismo na sociedade americana segue e é longa. Não entendo como ainda tem gente querendo negar a existência do racismo com tantos dados tão claros.

Quem está tentando negar o racismo? Pode apontar alguém aqui que tenha dito isso?
Acho que encontramos o problema. O Barata é incapaz de entender que é possível reconhecer a existência o racismo sem condenar todas as coisas de racistas e sem defender todo tipo de reparação. Não tem meio termo. É um tipo de fanatismo.

Me deem exemplos do que vocês consideram racismo no Brasil e na sociedade americana.

Ser preterido num emprego por causa da cor da pele não é racismo
Claro que é racismo! Deve haver punição severa para isso.


Citar
ser parado pela polícia apenas por causa da cor da sua pele não é preconceito
Dificilmente é "apenas pela cor de pele". Você tem que poder ler a mente da polícia para saber que não foi levado nenhum outro critério em consideração.


Citar
ter penas maiores quando se comete o mesmo crime que brancos não é racismo. O que é racismo??/!!!!

Acho que bem provavelmente é, em especial se não estivermos comparando primários e reincidentes.

E ter penas maiores quando se comete o mesmo crime que mulheres é sexismo? :hein:
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 29 de Fevereiro de 2016, 22:12:04
Esbarrei em algo que sugere que em 87 edições do prêmio, atores negros ganharam 15x, o que da ~20% das vezes.

Não chequei, mas deve ser verdade, pela fonte.

12% da população, 20% dos vencedores do oscar.


E agora?

Gastaram dedos no tópico pra nada.  :lol:

Agora que parece que a estatística lhe favorece você se animou, está prestando atenção às estatísticas... :)

Mas vamos à verdade:

Melhor ator: 82 brancos, 4 negros, 1 latino, 2 asiáticos

Melhor atriz: 87 brancas, 1 negra

Melhor diretor: 88 brancos, 2 latinos, 1 asiático

Melhor ator coadj: 70 brancos, 4 negros, 1 latino, 1 asiático

Melhor atriz coadj: 69 brancas, 2 latinas, 1 asiática.

Deixo pra você converter em porcentagem...

Nos dois últimos anos: 100% brancos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2016/02/1744031-levantamento-mostra-que-oscar-nao-marginaliza-apenas-os-negros.shtml



Pode me fornecer os dados da NBA e outras ligas esportivas?

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 29 de Fevereiro de 2016, 22:15:16
é óbvio que estamos falando dos EUA e sua cultura extremamente racista.
Não entendo como o Obama foi eleito presidente da república.

Talvez o cargo de presidente seja considerado um papel secundário....espera!

Esquece.

Bingo!
Obama foi eleito presidente, logo, racismo não existe. Bingo!!!!

E você?

"Não teve nenhum ator negro este ano, logo toda a sociedade americana é racista".

Qual é a pior?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 29 de Fevereiro de 2016, 22:17:47
Vocês tem tendências fanáticas. Sério. Se vocês estivessem no poder, vocês abririam discussões com a sociedade ou tentariam criar espantalhos e empurrar "guela abaixo" o que vocês acham como tiranos fazem?

Todas as pessoas que lutaram por igualdade foram chamadas de "fanáticos" pelas pessoas da sua época que queriam manter o status quo.

E muitos que lutaram eram meros fanáticos mesmo. Veja o Guevara.

Você quer igualdade à força.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 29 de Fevereiro de 2016, 22:20:34
Neonazistóides ficaram dando piti e falando de boicote pelo deus nórdico negro naquele filme de fantasia anterior, e agora a coisa se inverte nesse. A lei de Poe chega a causar até algum desconforto nessas horas.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 22:24:52
é óbvio que estamos falando dos EUA e sua cultura extremamente racista.
Não entendo como o Obama foi eleito presidente da república.

Talvez o cargo de presidente seja considerado um papel secundário....espera!

Esquece.

Bingo!
Obama foi eleito presidente, logo, racismo não existe. Bingo!!!!

E você?

"Não teve nenhum ator negro este ano, logo toda a sociedade americana é racista".

Qual é a pior?

Foi o único exemplo que eu dei? Sério? Porque eu acabei de colocar uma lista gigante de exemplos de racismo e ainda deixei muita coisa de fora. Vamos ser mais honestos?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 22:28:15
Vocês tem tendências fanáticas. Sério. Se vocês estivessem no poder, vocês abririam discussões com a sociedade ou tentariam criar espantalhos e empurrar "guela abaixo" o que vocês acham como tiranos fazem?

Todas as pessoas que lutaram por igualdade foram chamadas de "fanáticos" pelas pessoas da sua época que queriam manter o status quo.

E muitos que lutaram eram meros fanáticos mesmo. Veja o Guevara.

Você quer igualdade à força.

Guevara era homofóbico e racista. Não é um bom exemplo.

O que acha de Martin Luther King? Era fanático quando fazia marchas pedindo igualdade e pregando a desobediência civil? As minorias devem esperar pacientemente sem reclamar até que o branco/hetero resolva parar de ser preconceituoso?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 22:29:04
Neonazistóides ficaram dando piti e falando de boicote pelo deus nórdico negro naquele filme de fantasia anterior, e agora a coisa se inverte nesse. A lei de Poe chega a causar até algum desconforto nessas horas.

A diferença é: Onde esta o status quo?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 29 de Fevereiro de 2016, 22:34:25
Vocês tem tendências fanáticas. Sério. Se vocês estivessem no poder, vocês abririam discussões com a sociedade ou tentariam criar espantalhos e empurrar "guela abaixo" o que vocês acham como tiranos fazem?

Todas as pessoas que lutaram por igualdade foram chamadas de "fanáticos" pelas pessoas da sua época que queriam manter o status quo.

E muitos que lutaram eram meros fanáticos mesmo. Veja o Guevara.

Você quer igualdade à força.

Guevara era homofóbico e racista. Não é um bom exemplo.

O que acha de Martin Luther King? Era fanático quando fazia marchas pedindo igualdade e pregando a desobediência civil? As minorias devem esperar pacientemente sem reclamar até que o branco/hetero resolva parar de ser preconceituoso?

Se Martin Luther King fosse assistir filmes hoje, talvez ele se sentisse orgulhoso. Saberia que há muito o que ser feito, mas muito provavelmente (palavras que você desconhece numa discussão) sentiria que o dever foi cumprido.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 22:36:38
Vocês tem tendências fanáticas. Sério. Se vocês estivessem no poder, vocês abririam discussões com a sociedade ou tentariam criar espantalhos e empurrar "guela abaixo" o que vocês acham como tiranos fazem?

Todas as pessoas que lutaram por igualdade foram chamadas de "fanáticos" pelas pessoas da sua época que queriam manter o status quo.

E muitos que lutaram eram meros fanáticos mesmo. Veja o Guevara.

Você quer igualdade à força.

Guevara era homofóbico e racista. Não é um bom exemplo.

O que acha de Martin Luther King? Era fanático quando fazia marchas pedindo igualdade e pregando a desobediência civil? As minorias devem esperar pacientemente sem reclamar até que o branco/hetero resolva parar de ser preconceituoso?

Se Martin Luther King fosse assistir filmes hoje, talvez ele se sentisse orgulhoso. Saberia que há muito o que ser feito, mas muito provavelmente (palavras que você desconhece numa discussão) sentiria que o dever foi cumprido.

Sim, vamos ficar orgulhoso e calar a boca, foda-se que ainda existe preconceito e racismo. Calem a boca e aceitem a esmola que receberam.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 29 de Fevereiro de 2016, 22:38:19
é óbvio que estamos falando dos EUA e sua cultura extremamente racista.
Não entendo como o Obama foi eleito presidente da república.

Talvez o cargo de presidente seja considerado um papel secundário....espera!

Esquece.

Bingo!
Obama foi eleito presidente, logo, racismo não existe. Bingo!!!!

E você?

"Não teve nenhum ator negro este ano, logo toda a sociedade americana é racista".

Qual é a pior?
Foi o único exemplo que eu dei? Sério?

Não importa o número de exemplos.

Bastou mencionar um para mostrar que o seu raciocínio indutivo é limitado.


Porque eu acabei de colocar uma lista gigante de exemplos de racismo e ainda deixei muita coisa de fora. Vamos ser mais honestos?

Vamos, mas vamos mesmo.

Você quer que eu liste alguns negros em posição de destaque na política estadunidense ou em carreira pública nos últimos 30 anos, incluindo governos... republicanos?

Condoleezza Rice, Colin Powell, Susan Rice, Jesse Jackson, Roland Burris, Stephanie Rawlings-Blake, Loreta Lynch e Clarence Thomas.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 29 de Fevereiro de 2016, 22:38:30
Esmola = Cotas? :hein:


Por que tem sempre esses 8 e 80?

Parece que só pode ser "tudo é racismo e temos que nos revoltar", versus "nada é racismo e temos que calar a boca e aceitar esmolas".
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: _Juca_ em 29 de Fevereiro de 2016, 22:41:11
Agora lista os brancos...
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 22:43:08
é óbvio que estamos falando dos EUA e sua cultura extremamente racista.
Não entendo como o Obama foi eleito presidente da república.

Talvez o cargo de presidente seja considerado um papel secundário....espera!

Esquece.

Bingo!
Obama foi eleito presidente, logo, racismo não existe. Bingo!!!!

E você?

"Não teve nenhum ator negro este ano, logo toda a sociedade americana é racista".

Qual é a pior?
Foi o único exemplo que eu dei? Sério?

Não importa o número de exemplos.

Bastou mencionar um para mostrar que o seu raciocínio indutivo é limitado.


Porque eu acabei de colocar uma lista gigante de exemplos de racismo e ainda deixei muita coisa de fora. Vamos ser mais honestos?

Vamos, mas vamos mesmo.

Você quer que eu liste alguns negros em posição de destaque na política estadunidense ou em carreira pública nos últimos 30 anos, incluindo governos... republicanos?

Condoleezza Rice, Colin Powell, Susan Rice, Jesse Jackson, Roland Burris, Stephanie Rawlings-Blake, Loreta Lynch e Clarence Thomas.


Vamos comparar com a lista de brancos no poder nos últimos 30 anos? Sério que você acha que colocar as exceções modifica a regra?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 29 de Fevereiro de 2016, 22:45:39
Esbarrei em algo que sugere que em 87 edições do prêmio, atores negros ganharam 15x, o que da ~20% das vezes.

Não chequei, mas deve ser verdade, pela fonte.

12% da população, 20% dos vencedores do oscar.


E agora?

Gastaram dedos no tópico pra nada.  :lol:

Agora que parece que a estatística lhe favorece você se animou, está prestando atenção às estatísticas... :)

Mas vamos à verdade:

Melhor ator: 82 brancos, 4 negros, 1 latino, 2 asiáticos

Melhor atriz: 87 brancas, 1 negra

Melhor diretor: 88 brancos, 2 latinos, 1 asiático

Melhor ator coadj: 70 brancos, 4 negros, 1 latino, 1 asiático

Melhor atriz coadj: 69 brancas, 2 latinas, 1 asiática.

Deixo pra você converter em porcentagem...

Nos dois últimos anos: 100% brancos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2016/02/1744031-levantamento-mostra-que-oscar-nao-marginaliza-apenas-os-negros.shtml



Pode me fornecer os dados da NBA e outras ligas esportivas?

Esporte não tem viés racista, joga quem é melhor. Escolher um ator pode ter, nem sempre é escolhido o melhor talento.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 29 de Fevereiro de 2016, 22:46:49


Esporte não tem viés racista, joga quem é melhor.


Acesso às universidades, no Brasil, também.

(Antes das cotas).
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 29 de Fevereiro de 2016, 22:47:02
é óbvio que estamos falando dos EUA e sua cultura extremamente racista.
Não entendo como o Obama foi eleito presidente da república.

Talvez o cargo de presidente seja considerado um papel secundário....espera!

Esquece.

Bingo!
Obama foi eleito presidente, logo, racismo não existe. Bingo!!!!

E você?

"Não teve nenhum ator negro este ano, logo toda a sociedade americana é racista".

Qual é a pior?
Foi o único exemplo que eu dei? Sério?

Não importa o número de exemplos.

Bastou mencionar um para mostrar que o seu raciocínio indutivo é limitado.


Porque eu acabei de colocar uma lista gigante de exemplos de racismo e ainda deixei muita coisa de fora. Vamos ser mais honestos?

Vamos, mas vamos mesmo.

Você quer que eu liste alguns negros em posição de destaque na política estadunidense ou em carreira pública nos últimos 30 anos, incluindo governos... republicanos?

Condoleezza Rice, Colin Powell, Susan Rice, Jesse Jackson, Roland Burris, Stephanie Rawlings-Blake, Loreta Lynch e Clarence Thomas.
Vamos comparar com a lista de brancos no poder nos últimos 30 anos? Sério que você acha que colocar as exceções modifica a regra?

Ué?

A população branca não é seis a sete vezes maior que a negra?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 29 de Fevereiro de 2016, 22:48:50
Olha, depois que o Barata meteu os japoneses na lista de "oprimidos", parei de levar a sério o que ele opina sobre esse assunto.

Muito fanatismo e radicalismo, parece que quer só causar e polemizar.


Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 29 de Fevereiro de 2016, 22:49:50
Condoleezza Rice, Colin Powell, Susan Rice, Jesse Jackson, Roland Burris, Stephanie Rawlings-Blake, Loreta Lynch e Clarence Thomas.


Vamos comparar com a lista de brancos no poder nos últimos 30 anos? Sério que você acha que colocar as exceções modifica a regra?

Qual é a diferença proporcional?

Considerando-se ainda de candidatos, filiados a partidos.

Lembrando que o "partido da mulher brasileira" só tem homem.

Esse erro de achar que diferenças de proporções são imediatamente uma forma de discriminação oligárquica é tão fundamental e ainda é a regra geral desses discursos.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 22:50:02
é óbvio que estamos falando dos EUA e sua cultura extremamente racista.
Não entendo como o Obama foi eleito presidente da república.

Talvez o cargo de presidente seja considerado um papel secundário....espera!

Esquece.

Bingo!
Obama foi eleito presidente, logo, racismo não existe. Bingo!!!!

E você?

"Não teve nenhum ator negro este ano, logo toda a sociedade americana é racista".

Qual é a pior?
Foi o único exemplo que eu dei? Sério?

Não importa o número de exemplos.

Bastou mencionar um para mostrar que o seu raciocínio indutivo é limitado.


Porque eu acabei de colocar uma lista gigante de exemplos de racismo e ainda deixei muita coisa de fora. Vamos ser mais honestos?

Vamos, mas vamos mesmo.

Você quer que eu liste alguns negros em posição de destaque na política estadunidense ou em carreira pública nos últimos 30 anos, incluindo governos... republicanos?

Condoleezza Rice, Colin Powell, Susan Rice, Jesse Jackson, Roland Burris, Stephanie Rawlings-Blake, Loreta Lynch e Clarence Thomas.
Vamos comparar com a lista de brancos no poder nos últimos 30 anos? Sério que você acha que colocar as exceções modifica a regra?

Ué?

A população branca não é seis a sete vezes maior que a negra?

E os citados estão nessa proporção?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 29 de Fevereiro de 2016, 22:51:31
é óbvio que estamos falando dos EUA e sua cultura extremamente racista.
Não entendo como o Obama foi eleito presidente da república.

Talvez o cargo de presidente seja considerado um papel secundário....espera!

Esquece.

Bingo!
Obama foi eleito presidente, logo, racismo não existe. Bingo!!!!

E você?

"Não teve nenhum ator negro este ano, logo toda a sociedade americana é racista".

Qual é a pior?
Foi o único exemplo que eu dei? Sério?

Não importa o número de exemplos.

Bastou mencionar um para mostrar que o seu raciocínio indutivo é limitado.


Porque eu acabei de colocar uma lista gigante de exemplos de racismo e ainda deixei muita coisa de fora. Vamos ser mais honestos?

Vamos, mas vamos mesmo.

Você quer que eu liste alguns negros em posição de destaque na política estadunidense ou em carreira pública nos últimos 30 anos, incluindo governos... republicanos?

Condoleezza Rice, Colin Powell, Susan Rice, Jesse Jackson, Roland Burris, Stephanie Rawlings-Blake, Loreta Lynch e Clarence Thomas.


Vamos comparar com a lista de brancos no poder nos últimos 30 anos? Sério que você acha que colocar as exceções modifica a regra?

Ué, o Geo é contra a "regra" de que racismo existe? Ou só está mostrando que seus argumentos são exagerados?

A discussão não evolui. E isso que estou escrevendo não adiantará. O Barata faz leitura seletiva e/ou não quer entender nosso ponto de vista. Daqui duas páginas ele nos acusará novamente de negar o racismo. Aí usarei este post para demonstrar meu ponto. Aguardem.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 22:51:49
Olha, depois que o Barata meteu os japoneses na lista de "oprimidos", parei de levar a sério o que ele opina sobre esse assunto.

Muito fanatismo e radicalismo, parece que quer só causar e polemizar.




São esquecidos em um setor, iguais a brancos nos outros. A não ser que você ache seriamente que não existam orientais querendo ser jornalistas, atores, apresentadores, modelos, etc, ou que sejam geneticamente menos capazes.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 29 de Fevereiro de 2016, 22:53:15
é óbvio que estamos falando dos EUA e sua cultura extremamente racista.
Não entendo como o Obama foi eleito presidente da república.

Talvez o cargo de presidente seja considerado um papel secundário....espera!

Esquece.

Bingo!
Obama foi eleito presidente, logo, racismo não existe. Bingo!!!!

E você?

"Não teve nenhum ator negro este ano, logo toda a sociedade americana é racista".

Qual é a pior?
Foi o único exemplo que eu dei? Sério?

Não importa o número de exemplos.

Bastou mencionar um para mostrar que o seu raciocínio indutivo é limitado.


Porque eu acabei de colocar uma lista gigante de exemplos de racismo e ainda deixei muita coisa de fora. Vamos ser mais honestos?

Vamos, mas vamos mesmo.

Você quer que eu liste alguns negros em posição de destaque na política estadunidense ou em carreira pública nos últimos 30 anos, incluindo governos... republicanos?

Condoleezza Rice, Colin Powell, Susan Rice, Jesse Jackson, Roland Burris, Stephanie Rawlings-Blake, Loreta Lynch e Clarence Thomas.
Vamos comparar com a lista de brancos no poder nos últimos 30 anos? Sério que você acha que colocar as exceções modifica a regra?

Ué?

A população branca não é seis a sete vezes maior que a negra?

E os citados estão nessa proporção?

Não sei.

Foi você que afirmou que a lista de brancos era muito maior.

É algo a ser esperado, por causa da distribuição étnica da população do EUA.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 22:55:10
O ponto de vista de vocês é que negros não são prejudicados pelo racismo e que a sociedade americana não é absurdamente racista. Pra vocês o fato de 10 negros fazerem parte do governo anula todas as estatísticas que mostram claramente que a sociedade americana é racista, mesmo sabendo que existem 5000 brancos na mesma posição que esses 10 no mesmo período. Vocês pegam exceções e usam como regras, enquanto as estatísticas mostram que vocês estão errados.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 29 de Fevereiro de 2016, 22:56:20
Olha, depois que o Barata meteu os japoneses na lista de "oprimidos", parei de levar a sério o que ele opina sobre esse assunto.

Muito fanatismo e radicalismo, parece que quer só causar e polemizar.




São esquecidos em um setor, iguais a brancos nos outros. A não ser que você ache seriamente que não existam orientais querendo ser jornalistas, atores, apresentadores, modelos, etc, ou que sejam geneticamente menos capazes.

Tem muita gente querendo aparecer na TV, mesmo brancos. Um número imensamente maior deles. Não são todos que conseguem, e não conseguir não se deve só a estar sendo boicotado por alguma razão contra o grupo da pessoa. E tem japoneses nipo-descendentes na TV, também, em produções nacionais.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 29 de Fevereiro de 2016, 22:56:38


Esporte não tem viés racista, joga quem é melhor.


Acesso às universidades, no Brasil, também.

(Antes das cotas).

Não, como já disse, há a desigualdade de condições para se preparar para a prova. É inacreditavelmente simplista achar que ambos estão em pé de igualdade.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 22:58:16
"Olha o Joaquim Barbosa virou ministro do supremo, logo, vocês  exageram e o racismo não impede ninguém de chegar lá"

Sério? Trocentos mil ministros ja passaram pelo supremo e 1 era negro, num país com mais da metade da população negra. Claro, oportunidades iguais....
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 23:00:09
Olha, depois que o Barata meteu os japoneses na lista de "oprimidos", parei de levar a sério o que ele opina sobre esse assunto.

Muito fanatismo e radicalismo, parece que quer só causar e polemizar.




São esquecidos em um setor, iguais a brancos nos outros. A não ser que você ache seriamente que não existam orientais querendo ser jornalistas, atores, apresentadores, modelos, etc, ou que sejam geneticamente menos capazes.

Tem muita gente querendo aparecer na TV, mesmo brancos. Um número imensamente maior deles. Não são todos que conseguem, e não conseguir não se deve só a estar sendo boicotado por alguma razão contra o grupo da pessoa. E tem japoneses nipo-descendentes na TV, também, em produções nacionais.

Mais da metade da população é negra e parda, maioria absoluta dos apresentadores, repórteres, atores e modelos são brancos. Claro, não existe racismo na tv brasileira, ela é igualitária e da oportunidade a todos...
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 29 de Fevereiro de 2016, 23:00:24
O ponto de vista de vocês é que negros não são prejudicados pelo racismo e que a sociedade americana não é absurdamente racista.

Correção, nós achamos que o racismo prejudica, mas que não é a única coisa que prejudica, e que a sociedade não pode ser absurdamente racista quando vários dos músicos, atores, atrizes, políticos, esportistas e até divulgadores de ciência são negros e adorados por brancos também. Diria que existem focos onde o racismo é maior, como no cinturão bíblico, mas também não dá pra pegar este grupo e estender para todo o resto da população como você faz.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 29 de Fevereiro de 2016, 23:03:41
O Japão tem fama de ser muito racista. Desculpem se for racista perguntar, mas é o caso com a Coréia do Sul, também?








"Olha o Joaquim Barbosa virou ministro do supremo, logo, vocês  exageram e o racismo não impede ninguém de chegar lá"

Sério? Trocentos mil ministros ja passaram pelo supremo e 1 era negro, num país com mais da metade da população negra. Claro, oportunidades iguais....

Acho que ninguém diz que há oportunidades iguais para todos, ninguém. O que devem estar dizendo é que as pessoas não foram racialmente favorecidas por ser brancas, apenas há mais brancos em condições mais favoráveis, o que é fundamentalmente diferente. Para cada negro que não conseguiu uma posição deve haver mais brancos que também não conseguiram a mesma, mesmo que tenha sido um branco que conseguiu. Não são times.

E no meio do caminho podem também sim, ter havido indivíduos negros/pardos que foram de fato prejudicados diretamente por discriminação racial, de qualquer forma.



De qualquer forma, se há mesmo indícios de racismo atuando nesse setor, seria muito necessário que fosse investigado e exemplarmente punido.




Acho que precisa de um ícone diferente para esse nível de atividade desses tópicos.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 29 de Fevereiro de 2016, 23:04:14
Cadê a demonstração de que quando um negro não é indicado/ganha o Oscar isso acontece por causa de racismo?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 23:06:41
O ponto de vista de vocês é que negros não são prejudicados pelo racismo e que a sociedade americana não é absurdamente racista.

Correção, nós achamos que o racismo prejudica, mas que não é a única coisa que prejudica, e que a sociedade não pode ser absurdamente racista quando vários dos músicos, atores, atrizes, políticos, esportistas e até divulgadores de ciência são negros e adorados por brancos também. Diria que existem focos onde o racismo é maior, como no cinturão bíblico, mas também não dá pra pegar este grupo e estender para todo o resto da população como você faz.

A sociedade é absurdamente racista quando o governo oprimi uma minoria, o que é o caso dos EUA por inteiro. Mesmo estados "liberais" como Nova York tinha políticas racistas cometida pelo governo, como o Stop and Frisk. Pegas exceções não anula a regra. Dizer que seu tio viveu até os 99 anos fumando dois maços de cigarro não quer dizer que cigarro não causa câncer.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 29 de Fevereiro de 2016, 23:08:27


Esporte não tem viés racista, joga quem é melhor.


Acesso às universidades, no Brasil, também.

(Antes das cotas).

Não, como já disse, há a desigualdade de condições para se preparar para a prova. É inacreditavelmente simplista achar que ambos estão em pé de igualdade.

Também não há condições iguais de prática esportiva, então os times ou escolas deveriam admitir alguns não-tão bons/quase ruins em detrimento de uns um pouco melhores.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 23:08:41
Cadê a demonstração de que quando um negro não é indicado/ganha o Oscar isso acontece por causa de racismo?

Sério? Ja foi demonstrado que em currículos com foto ou nome "de negro", negros recebem 70% menos chamadas pra entrevistas. Você seriamente acha que a mesma coisa não acontece no Oscar? O Oscar é a exceção num mar de racismo que é a sociedade americana?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 29 de Fevereiro de 2016, 23:09:40
Cadê a demonstração de que quando um negro não é indicado/ganha o Oscar isso acontece por causa de racismo?

Sério? Ja foi demonstrado que em currículos com foto ou nome "de negro", negros recebem 70% menos chamadas pra entrevistas. Você seriamente acha que a mesma coisa não acontece no Oscar? O Oscar é a exceção num mar de racismo que é a sociedade americana?

Você é que propõe, você que demonstre.

Cadê?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 23:10:11


Esporte não tem viés racista, joga quem é melhor.


Acesso às universidades, no Brasil, também.

(Antes das cotas).

Não, como já disse, há a desigualdade de condições para se preparar para a prova. É inacreditavelmente simplista achar que ambos estão em pé de igualdade.

Também não há condições iguais de prática esportiva, então os times ou escolas deveriam admitir alguns não-tão bons/quase ruins em detrimento de uns um pouco melhores.

Qual a diferença de condições na prática esportiva?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 23:12:06
Cadê a demonstração de que quando um negro não é indicado/ganha o Oscar isso acontece por causa de racismo?

Sério? Ja foi demonstrado que em currículos com foto ou nome "de negro", negros recebem 70% menos chamadas pra entrevistas. Você seriamente acha que a mesma coisa não acontece no Oscar? O Oscar é a exceção num mar de racismo que é a sociedade americana?

Você é que propõe, você que demonstre.

Cadê?

Ja demonstrei que o racismo é endêmico na sociedade americana, a indústria cinematográfica faz parte da sociedade americana, logo, o racismo é endêmico na indústria do cinema. A nnao ser que você tenha indicações do contrário, eu mantenho minha posição. 
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 29 de Fevereiro de 2016, 23:13:53
Cadê a demonstração de que quando um negro não é indicado/ganha o Oscar isso acontece por causa de racismo?

Sério? Ja foi demonstrado que em currículos com foto ou nome "de negro", negros recebem 70% menos chamadas pra entrevistas. Você seriamente acha que a mesma coisa não acontece no Oscar? O Oscar é a exceção num mar de racismo que é a sociedade americana?

Você é que propõe, você que demonstre.

Cadê?

Ja demonstrei que o racismo é endêmico na sociedade americana, a indústria cinematográfica faz parte da sociedade americana, logo, o racismo é endêmico na indústria do cinema. A nnao ser que você tenha indicações do contrário, eu mantenho minha posição. 

A academia do Oscar não é uma fiel representação da sociedade americana.

Vamos chamar a polícia das falsas analogias.

Nada demonstrado aqui.

Cadê? No Oscar, a evidência de gente que não ganhou por causa de racismo ou que não foi chamado pra participar também pela mesma razão, sistematicamente, cadê?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 29 de Fevereiro de 2016, 23:15:35
Cadê a demonstração de que quando um negro não é indicado/ganha o Oscar isso acontece por causa de racismo?

Sério? Ja foi demonstrado que em currículos com foto ou nome "de negro", negros recebem 70% menos chamadas pra entrevistas. Você seriamente acha que a mesma coisa não acontece no Oscar? O Oscar é a exceção num mar de racismo que é a sociedade americana?

Curioso. Isso não é preconceito, condenar a um grupo pelo padrão de parte dele? (e nem é da maioria, provavelmente)


Pessoas com nomes e fotos de caipira branco provavelmente são também discriminadas, diga-se de passagem. Os brancos pobres atualmente são o único grupo que pode ser ridicularizado como escória humana na cultura pop de forma socialmente aceitável.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 29 de Fevereiro de 2016, 23:18:33
O Oscar é a exceção num mar de racismo que é a sociedade americana?

Acho ilógico que um punhado de gente (membros da academia) seja acusado de racismo por não escolherem ATORES negros e o racismo ser extensivamente atribuído a toda população americana a partir daí, enquanto a maioria dos eleitores americanos elegem um PRESIDENTE negro e isso não é considerado contra-exemplo.

Talvez achem o cargo de ator mais importante do que o de presidente, sei lá.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 23:21:11
Cadê a demonstração de que quando um negro não é indicado/ganha o Oscar isso acontece por causa de racismo?

Sério? Ja foi demonstrado que em currículos com foto ou nome "de negro", negros recebem 70% menos chamadas pra entrevistas. Você seriamente acha que a mesma coisa não acontece no Oscar? O Oscar é a exceção num mar de racismo que é a sociedade americana?

Você é que propõe, você que demonstre.

Cadê?

Ja demonstrei que o racismo é endêmico na sociedade americana, a indústria cinematográfica faz parte da sociedade americana, logo, o racismo é endêmico na indústria do cinema. A nnao ser que você tenha indicações do contrário, eu mantenho minha posição. 

A academia do Oscar não é uma fiel representação da sociedade americana.

Vamos chamar a polícia das falsas analogias.

Nada demonstrado aqui.

Cadê? No Oscar, a evidência de gente que não ganhou por causa de racismo ou que não foi chamado pra participar também pela mesma razão, sistematicamente, cadê?

Realmente, o Oscar não é uma representação da sociedade americana, é um grupo onde 90% dos participantes são brancos, idosos, milionários. Ou seja, mais propensos ao racismo que a sociedade em geral, que é bem mais diversa em todos os sentidos. E não estou dizendo que todos os seus componentes são racistas, mas que o resultado das escolhas feitas por eles se assemelha ao resultado das escolhas racistas da sociedade em geral. Não é loucura colocar o racismo como causa quando o efeito é  exatamente o esperado quando o racismo esta envolvido.

O que você quer como prova? Uma  papel assinado em três vias das pessoas dizendo que foram racistas nas escolhas?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 29 de Fevereiro de 2016, 23:23:30
Lembrando que a academia não é obrigatoriamente um braço do governo ou da sociedade, onde todos naturalmente tenham um "direito", embora moralmente seja aconselhável/bacana.

A presidente do board do Oscar, Ms. Boone Isaacs, também parece tocada sobre a "falta de diversidade" entre os laureados, mas não parece apontar que seja praticado racismo. A propósito, a figura:

(http://dl9fvu4r30qs1.cloudfront.net/c5/c2/3178982b4b92b837425456f7d21b/cheryl-boone-isaacs.jpg)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 23:24:43
Cadê a demonstração de que quando um negro não é indicado/ganha o Oscar isso acontece por causa de racismo?

Sério? Ja foi demonstrado que em currículos com foto ou nome "de negro", negros recebem 70% menos chamadas pra entrevistas. Você seriamente acha que a mesma coisa não acontece no Oscar? O Oscar é a exceção num mar de racismo que é a sociedade americana?

Curioso. Isso não é preconceito, condenar a um grupo pelo padrão de parte dele? (e nem é da maioria, provavelmente)


Pessoas com nomes e fotos de caipira branco provavelmente são também discriminadas, diga-se de passagem. Os brancos pobres atualmente são o único grupo que pode ser ridicularizado como escória humana na cultura pop de forma socialmente aceitável.

O preconceito esta em condenar um indivíduo pela ação de um grupo. Não disse que todos eram racistas, mas que o grupo tem escolhas que se assemelham com o racismo na sociedade americana, logo, posso dizer que no mínimo o grupo é tão racista quanto a sociedade americana.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 23:25:30
Lembrando que a academia não é obrigatoriamente um braço do governo ou da sociedade, onde todos naturalmente tenham um "direito", embora moralmente seja aconselhável/bacana.

A presidente do board do Oscar, Ms. Boone Isaacs, também parece tocada sobre a "falta de diversidade" entre os laureados, mas não parece apontar que seja praticado racismo. A propósito, a figura:

(http://dl9fvu4r30qs1.cloudfront.net/c5/c2/3178982b4b92b837425456f7d21b/cheryl-boone-isaacs.jpg)

Novamente? Quantas vezes eu tenho que dizer que a exceção não muda a regra?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 23:26:12
O próprio Oscar afirmou que tem um problema de diversidade que precisa ser modificado.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 29 de Fevereiro de 2016, 23:28:35
Lembrando que a academia não é obrigatoriamente um braço do governo ou da sociedade, onde todos naturalmente tenham um "direito", embora moralmente seja aconselhável/bacana.

A presidente do board do Oscar, Ms. Boone Isaacs, também parece tocada sobre a "falta de diversidade" entre os laureados, mas não parece apontar que seja praticado racismo. A propósito, a figura:

(http://dl9fvu4r30qs1.cloudfront.net/c5/c2/3178982b4b92b837425456f7d21b/cheryl-boone-isaacs.jpg)

Novamente? Quantas vezes eu tenho que dizer que a exceção não muda a regra?

Trata-se simplesmente da mais alta patente da estrutura.

O próprio Oscar afirmou que tem um problema de diversidade que precisa ser modificado.

Problema de diversidade é diferente de dizer que os negros estão sendo deixados de fora por prática criminosa, como vocês colocam.

Obviamente todos percebem a diferença, mas é mais fácil exigir cotas do que modificar uma industria e público inteiros.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 23:31:18
Lembrando que a academia não é obrigatoriamente um braço do governo ou da sociedade, onde todos naturalmente tenham um "direito", embora moralmente seja aconselhável/bacana.

A presidente do board do Oscar, Ms. Boone Isaacs, também parece tocada sobre a "falta de diversidade" entre os laureados, mas não parece apontar que seja praticado racismo. A propósito, a figura:

(http://dl9fvu4r30qs1.cloudfront.net/c5/c2/3178982b4b92b837425456f7d21b/cheryl-boone-isaacs.jpg)

Novamente? Quantas vezes eu tenho que dizer que a exceção não muda a regra?

Trata-se simplesmente da mais alta patente da estrutura.

O próprio Oscar afirmou que tem um problema de diversidade que precisa ser modificado.

Problema de diversidade é diferente de dizer que os negros estão sendo deixados de fora por prática criminosa, como vocês colocam.

Obviamente todos percebem a diferença, mas é mais fácil exigir cotas do que modificar uma industria e público inteiros.

Não importa se ela é a mais alta patente, o voto dela não vale por dois.

Ninguém exigiu cotas no Oscar, eles pediram exatamente iso, diversidade no grupo para que todos tenham oportunidades iguais. Volte e leia os meus comentários no início desse assunto.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 29 de Fevereiro de 2016, 23:36:08
Lembrando que a academia não é obrigatoriamente um braço do governo ou da sociedade, onde todos naturalmente tenham um "direito", embora moralmente seja aconselhável/bacana.

A presidente do board do Oscar, Ms. Boone Isaacs, também parece tocada sobre a "falta de diversidade" entre os laureados, mas não parece apontar que seja praticado racismo. A propósito, a figura:

(http://dl9fvu4r30qs1.cloudfront.net/c5/c2/3178982b4b92b837425456f7d21b/cheryl-boone-isaacs.jpg)

Novamente? Quantas vezes eu tenho que dizer que a exceção não muda a regra?

Trata-se simplesmente da mais alta patente da estrutura.

O próprio Oscar afirmou que tem um problema de diversidade que precisa ser modificado.

Problema de diversidade é diferente de dizer que os negros estão sendo deixados de fora por prática criminosa, como vocês colocam.

Obviamente todos percebem a diferença, mas é mais fácil exigir cotas do que modificar uma industria e público inteiros.

Não importa se ela é a mais alta patente, o voto dela não vale por dois.

Ninguém exigiu cotas no Oscar, eles pediram exatamente iso, diversidade no grupo para que todos tenham oportunidades iguais. Volte e leia os meus comentários no início desse assunto.

Mentira. A presidente tem um "lugar de fala privilegiado"  e capacidade de influenciar as pessoas, mais do que a capacidade de votar.

Ademais, ja se admite que brancos irão votar em brancos e negros em negros, latinos em latinos, jogando à baila qualquer vinculo técnico aí a solução sendo proposta é arranjar "votantes" que representem fenótipos e demais características dos grupos sociais pra que os prêmios sejam "distribuídos" aos candidatos na mesma proporção.

Tudo bem pra mim que se altere o formato da academia. Na verdade eu tenho nada a ver com isso.

Eu defenderia mais que a oportunidade igual deva vir na confecção de roteiros/papéis de filmes mais diversos, enriquecendo o espectro geral.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 29 de Fevereiro de 2016, 23:36:43
Cadê a demonstração de que quando um negro não é indicado/ganha o Oscar isso acontece por causa de racismo?

Sério? Ja foi demonstrado que em currículos com foto ou nome "de negro", negros recebem 70% menos chamadas pra entrevistas. Você seriamente acha que a mesma coisa não acontece no Oscar? O Oscar é a exceção num mar de racismo que é a sociedade americana?

Curioso. Isso não é preconceito, condenar a um grupo pelo padrão de parte dele? (e nem é da maioria, provavelmente)


Pessoas com nomes e fotos de caipira branco provavelmente são também discriminadas, diga-se de passagem. Os brancos pobres atualmente são o único grupo que pode ser ridicularizado como escória humana na cultura pop de forma socialmente aceitável.

O preconceito esta em condenar um indivíduo pela ação de um grupo. Não disse que todos eram racistas, mas que o grupo tem escolhas que se assemelham com o racismo na sociedade americana, logo, posso dizer que no mínimo o grupo é tão racista quanto a sociedade americana.

Está na generalização, sem poder apontar a culpa específica, a ação direta. Dizer que um grupo será efetivamente racista por ser o subconjunto de uma sociedade em que há indivíduos racistas, é como dizer que um grupo de negros fazendo algum serviço, fará um serviço mal feito, dado que negros endemicamente tem menor preparo, escolaridade.


E é lógico que o Oscar se manifestará a favor de diversidade. Ninguém é contra isso, e é o básico do básico de "cuidar da imagem" não falar algo no sentido contrário.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 29 de Fevereiro de 2016, 23:41:50
Quantas vezes a Meryl Streep ganhou o Oscar? E qual é a proporção da existência da Meryl Streep vs. pessoas que não são ela na sociedade americana?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 23:45:33
Cadê a demonstração de que quando um negro não é indicado/ganha o Oscar isso acontece por causa de racismo?

Sério? Ja foi demonstrado que em currículos com foto ou nome "de negro", negros recebem 70% menos chamadas pra entrevistas. Você seriamente acha que a mesma coisa não acontece no Oscar? O Oscar é a exceção num mar de racismo que é a sociedade americana?

Curioso. Isso não é preconceito, condenar a um grupo pelo padrão de parte dele? (e nem é da maioria, provavelmente)


Pessoas com nomes e fotos de caipira branco provavelmente são também discriminadas, diga-se de passagem. Os brancos pobres atualmente são o único grupo que pode ser ridicularizado como escória humana na cultura pop de forma socialmente aceitável.

O preconceito esta em condenar um indivíduo pela ação de um grupo. Não disse que todos eram racistas, mas que o grupo tem escolhas que se assemelham com o racismo na sociedade americana, logo, posso dizer que no mínimo o grupo é tão racista quanto a sociedade americana.

Está na generalização, sem poder apontar a culpa específica, a ação direta. Dizer que um grupo será efetivamente racista por ser o subconjunto de uma sociedade em que há indivíduos racistas, é como dizer que um grupo de negros fazendo algum serviço, fará um serviço mal feito, dado que negros endemicamente tem menor preparo, escolaridade.


E é lógico que o Oscar se manifestará a favor de diversidade. Ninguém é contra isso, e é o básico do básico de "cuidar da imagem" não falar algo no sentido contrário.

Se uma sociedade x é reconhecidamente famosa por não gostar de algo e com isso esse algo é afetado de maneira y e um subconjunto desse país tem esse algo afetado da mesma maneira y, podemos supor que esse subconjunto sofre do mesmo problema que a sociedade do qual faz parte.

Sociedade america é racista e brancos são favorecidos em detrimento dos negros. Oscar faz parte da sociedade americana e negros são preteridos profissionalmente. É loucura afirmar que é pelo mesmo motivo? Veja bem, estou julgando pelo resultado.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 29 de Fevereiro de 2016, 23:47:24
http://www.osul.com.br/94-das-pessoas-que-votam-na-premiacao-do-oscar-sao-brancas-e-77-sao-homens-a-academia-de-hollywood-promete-mudar-isso/
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 29 de Fevereiro de 2016, 23:48:57
Lembrando que a academia não é obrigatoriamente um braço do governo ou da sociedade, onde todos naturalmente tenham um "direito", embora moralmente seja aconselhável/bacana.

A presidente do board do Oscar, Ms. Boone Isaacs, também parece tocada sobre a "falta de diversidade" entre os laureados, mas não parece apontar que seja praticado racismo. A propósito, a figura:

(http://dl9fvu4r30qs1.cloudfront.net/c5/c2/3178982b4b92b837425456f7d21b/cheryl-boone-isaacs.jpg)

Novamente? Quantas vezes eu tenho que dizer que a exceção não muda a regra?

Trata-se simplesmente da mais alta patente da estrutura.

O próprio Oscar afirmou que tem um problema de diversidade que precisa ser modificado.

Problema de diversidade é diferente de dizer que os negros estão sendo deixados de fora por prática criminosa, como vocês colocam.

Obviamente todos percebem a diferença, mas é mais fácil exigir cotas do que modificar uma industria e público inteiros.

Não importa se ela é a mais alta patente, o voto dela não vale por dois.

Ninguém exigiu cotas no Oscar, eles pediram exatamente iso, diversidade no grupo para que todos tenham oportunidades iguais. Volte e leia os meus comentários no início desse assunto.

Mentira. A presidente tem um "lugar de fala privilegiado"  e capacidade de influenciar as pessoas, mais do que a capacidade de votar.

Ademais, ja se admite que brancos irão votar em brancos e negros em negros, latinos em latinos, jogando à baila qualquer vinculo técnico aí a solução sendo proposta é arranjar "votantes" que representem fenótipos e demais características dos grupos sociais pra que os prêmios sejam "distribuídos" aos candidatos na mesma proporção.

Tudo bem pra mim que se altere o formato da academia. Na verdade eu tenho nada a ver com isso.

Eu defenderia mais que a oportunidade igual deva vir na confecção de roteiros/papéis de filmes mais diversos, enriquecendo o espectro geral.

Que capacidade de influenciar pessoas ela tem? Não é um país onde a presidente tem cargos e dinheiro pra distribuir.

O Oscar nunca foi uma escolha técnica. Nem mesmo entre os filmes de brancos são escolhidos por critérios técnicos, sempre foi "gosto e polícia"
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 01 de Março de 2016, 00:04:13
Se uma sociedade x é reconhecidamente famosa por não gostar de algo

"Se uma sociedade X é estereotipada"


Citar
e um subconjunto desse país tem esse algo afetado da mesma maneira y

Realmente tem?


Citar
podemos supor que esse subconjunto sofre do mesmo problema que a sociedade do qual faz parte.

Sempre podemos supor qualquer coisa... se a suposição está certa ou não depende de se verificar essa hipótese de alguma forma, em vez de já dá-la por certo por haver uma aparência superficial compatível.



Citar
Sociedade america é racista e brancos são favorecidos em detrimento dos negros.

Isso é meio como dizer, "a sociedade é ladra e as pessoas trabalhadoras tem sua propriedade roubada".

Haver racistas ou ladrões não faz da sociedade toda já racista ou ladra. E haver casos de racismo/roubos não quer dizer de modo algum que seja onipresente, a explicação para qualquer estado das coisas.


Citar
Oscar faz parte da sociedade americana e negros são preteridos profissionalmente. É loucura afirmar que é pelo mesmo motivo? Veja bem, estou julgando pelo resultado.

Pode haver pessoas que tenham sido racistas em suas avaliações da premiação do Óscar. Eu não tenho meios de saber se isso ocorreu. Como a maior parte das pessoas não é racista, mesmo numa sociedade onde há considerável grau de racismo, acho que as chances de racismo individual ter um papel significante são pequenas. Como o grupo também deve ser mais ou menos pequeno (não sei), então teoricamente poderia até ser desproporcionalmente mais racista do que a sociedade. Eu não tenho como realmente saber. Apenas não posso afirmar ser o caso, e certamente não precisa ser o caso, para explicar a distribuição de Óscares, sendo cada vez menos provável com o passar dos anos e evolução da sociedade, atrofia do racismo.

Se o tema do tópico é "racismo", sua hipotética ocorrência no Óscar talvez seja o melhor exemplo da instância mais insignificante que poderia haver disso -- e atenção dada a isso, apesar de histérica, acaba sendo até algo bom, mostra como a coisa vai caminhando para se tornar mais um "problema de primeiro mundo", embora ainda haja racismo real e significativo, que talvez seja ofuscado por atenção a trivialidades como essa.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Barata Tenno em 01 de Março de 2016, 00:20:49
Caralho, trocentas mil estatísticas de racismo na sociedade americana e a pessoa me fala que é esteriótipo e que não existem pessoas sendo prejudicadas.

Desisto.

Racismo não existe, ninguém é prejudicado. Vamos manter tudo como esta e não reclamar de mais nada. O mundo esta perfeito, todas as raças vivem em harmonia e ninguém é prejudicado por causa de  raça, religião, orientação sexual, gênero e sexo. Ninguém pode reclamar que é mimimi e qualquer tentativa de consertar é racismo contra os brancos. Pronto.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 01 de Março de 2016, 00:48:45
Caralho, trocentas mil estatísticas de racismo na sociedade americana e a pessoa me fala que é esteriótipo e que não existem pessoas sendo prejudicadas.

Na verdade estereótipos comumente vão de acordo com estatísticas, não são coisas mutuamente excludentes, quase o contrário, estereótipos "predizem" tendências estatísticas.

Eu não disse não haver pessoas sendo prejudicadas, disse bem o contrário: há sim, mas provavelmente no Óscar se tem um hipotético caso do que seria uma das instâncias mais socialmente e individualmente insignificantes possíveis.



Citar
Desisto.

Racismo não existe, ninguém é prejudicado. Vamos manter tudo como esta e não reclamar de mais nada. O mundo esta perfeito, todas as raças vivem em harmonia e ninguém é prejudicado por causa de  raça, religião, orientação sexual, gênero e sexo. Ninguém pode reclamar que é mimimi e qualquer tentativa de consertar é racismo contra os brancos. Pronto.

Bem eu não disse nada disso, achei ter sido enfático.

Meu caso é só que não é além de dúvida razoável que o comitê do Óscar é efetivamente uma gangue racista, ou significativamente manipulado por indivíduos racistas incógnitos. Então as acusações são por hora apenas "difamação".
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Diegojaf em 01 de Março de 2016, 11:14:12
Caralho, trocentas mil estatísticas de racismo na sociedade americana e a pessoa me fala que é esteriótipo e que não existem pessoas sendo prejudicadas.

Desisto.

Racismo não existe, ninguém é prejudicado. Vamos manter tudo como esta e não reclamar de mais nada. O mundo esta perfeito, todas as raças vivem em harmonia e ninguém é prejudicado por causa de  raça, religião, orientação sexual, gênero e sexo. Ninguém pode reclamar que é mimimi e qualquer tentativa de consertar é racismo contra os brancos. Pronto.

Larga mão. Não vale a pena.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 01 de Março de 2016, 11:16:39
Ué, o Geo é contra a "regra" de que racismo existe? Ou só está mostrando que seus argumentos são exagerados?

A discussão não evolui. E isso que estou escrevendo não adiantará. O Barata faz leitura seletiva e/ou não quer entender nosso ponto de vista. Daqui duas páginas ele nos acusará novamente de negar o racismo. Aí usarei este post para demonstrar meu ponto. Aguardem.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 01 de Março de 2016, 11:20:36
O pessoal branco do Oscar é doador das campanhas políticas da Hillary e demais democratas, aparentemente são o grupo mais progressista americano e ainda assim são acusados de ser racistas.

É meio um espelho do branco rico engajado brasileiro. Fala, fala, fala, mas o mundo real fica meio de lado.

Imagina o que existe no lado republicado.

Que capacidade de influenciar pessoas ela tem? Não é um país onde a presidente tem cargos e dinheiro pra distribuir.


Isso porque ela é negra, daí ocupar a presidência do board não vale nada... se fosse um homem branco tava todo mundo botando parte considerável da culpa de falta de diversidade no cara.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 01 de Março de 2016, 11:25:12
Larga mão. Não vale a pena.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 01 de Março de 2016, 11:46:39
Caralho, trocentas mil estatísticas de racismo na sociedade americana e a pessoa me fala que é esteriótipo e que não existem pessoas sendo prejudicadas.

Desisto.

Racismo não existe, ninguém é prejudicado. Vamos manter tudo como esta e não reclamar de mais nada. O mundo esta perfeito, todas as raças vivem em harmonia e ninguém é prejudicado por causa de  raça, religião, orientação sexual, gênero e sexo. Ninguém pode reclamar que é mimimi e qualquer tentativa de consertar é racismo contra os brancos. Pronto.

Larga mão. Não vale a pena.

Eu entendi o seguinte da discussão:

O Barata falou do racismo no Oscar. Aí os colegas demonstraram não ser o caso do Oscar ser racista, e sim que não tiveram atores negros o suficiente e talentosos para concorrerem. Então o Barata aponta que isso é por culpa do racismo.

Então ok, o racismo pode ser o culpado pela falta de atores negros e bons. Mas então ele reconsiderou a acusação de racismo no Oscar por ter entendido que o problema é anterior? Não.

Eu aceito que existe racismo no cinema, apesar de estar sendo constantemente reduzido, principalmente pelo aumento da demanda por parte dos consumidores. Mas estender o racismo até no Oscar quando este não teria muito o que fazer à respeito pela escassez de bons atores negros é que gerou boa parte da discussão.

Só que o Barata não quer entender isso, e solta a cada página a ideia de que negamos o racismo por completo.

A discussão não evolui por causa disso.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: _Juca_ em 01 de Março de 2016, 11:58:55
Não é o Barata quem diz, são os atores americanos, o Barata apenas concorda com eles,  inclusive a própria Academia do Oscar reconheceu suas falhas. Faz o seguinte, liga pra eles e explica porque eles estão errados em reconhecer essas falhas.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 01 de Março de 2016, 12:04:16
Eles foram capazes de apontar quem são os culpados, diretamente? E quais os atores prejudicados, que objetivamente foram preteridos por atores brancos?

Ou é só uma posição mais vaga de manutenção de imagem, propaganda-placebo?



Eu aceito que existe racismo no cinema, apesar de estar sendo constantemente reduzido, principalmente pelo aumento da demanda por parte dos consumidores. Mas estender o racismo até no Oscar quando este não teria muito o que fazer à respeito pela escassez de bons atores negros é que gerou boa parte da discussão.

Racismo no Óscar, racismo em propaganda de xampu onde a modelo negra/mestiça menciona positivamente seu cabelo liso ou alisado, em dizer que o cabelo não-alisado meio "black power" é diferente e pedir para tocar. Ah, perguntar para alguém, "você sabe ler" é racismo também, se a pessoa for negra, pois qualquer crítica dirigida a um negro é automaticamente racista. São casos de "racismo de primeiro mundo", enquanto existe racismo com efeitos reais graves que é ignorado ou minimizado graças ao efeito "olha o lobo" de hipersensibilidade e histeria.




Ué, o Geo é contra a "regra" de que racismo existe? Ou só está mostrando que seus argumentos são exagerados?

A discussão não evolui. E isso que estou escrevendo não adiantará. O Barata faz leitura seletiva e/ou não quer entender nosso ponto de vista. Daqui duas páginas ele nos acusará novamente de negar o racismo. Aí usarei este post para demonstrar meu ponto. Aguardem.

:|

Queria ter visto esse post antes.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 01 de Março de 2016, 12:04:46
Caralho, trocentas mil estatísticas de racismo na sociedade americana e a pessoa me fala que é esteriótipo e que não existem pessoas sendo prejudicadas.

Desisto.

Racismo não existe, ninguém é prejudicado. Vamos manter tudo como esta e não reclamar de mais nada. O mundo esta perfeito, todas as raças vivem em harmonia e ninguém é prejudicado por causa de  raça, religião, orientação sexual, gênero e sexo. Ninguém pode reclamar que é mimimi e qualquer tentativa de consertar é racismo contra os brancos. Pronto.

Larga mão. Não vale a pena.

Eu entendi o seguinte da discussão:

O Barata falou do racismo no Oscar. Aí os colegas demonstraram não ser o caso do Oscar ser racista, e sim que não tiveram atores negros o suficiente e talentosos para concorrerem. Então o Barata aponta que isso é por culpa do racismo.

Então ok, o racismo pode ser o culpado pela falta de atores negros e bons. Mas então ele reconsiderou a acusação de racismo no Oscar por ter entendido que o problema é anterior? Não.

Eu aceito que existe racismo no cinema, apesar de estar sendo constantemente reduzido, principalmente pelo aumento da demanda por parte dos consumidores. Mas estender o racismo até no Oscar quando este não teria muito o que fazer à respeito pela escassez de bons atores negros é que gerou boa parte da discussão.

Só que o Barata não quer entender isso, e solta a cada página a ideia de que negamos o racismo por completo.

A discussão não evolui por causa disso.

Acho que você não entendeu:

1- o Oscar é racista pois poderia ter indicado pelo menos dois atores negros entre os vinte indicados em dois anos que segundo o Barata mereciam estar.

2- Hollywood é racista por não chamar bons atores negros, que existem sim!, para papéis de destaque.

3- A América é racista, não todos, pelo que ele quotou acima.

Depois de tantas evidências somos nós que não queremos enxergar...

Se você pega dois anos seguidos e 100% de brancos são indicados é vergonhoso crer que não haja viés. Não tem defesa.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 01 de Março de 2016, 12:05:57
Eles foram capazes de apontar quem são os culpados, diretamente? E quais os atores prejudicados, que objetivamente foram preteridos por atores brancos?

Ou é só uma posição mais vaga de manutenção de imagem, propaganda-placebo?

Mimimi negacionista.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 01 de Março de 2016, 12:11:58
Acho que nesse tópico teremos que concordar em discordar.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 01 de Março de 2016, 12:36:28
Acho que nesse tópico teremos que concordar em discordar.

"Absolutamente. Com certeza eu discordo da posição de que as pessoas devem ser discriminadas por sua raça*, diferentemente de vocês que ou negam que isso aconteça ou que seja um problema."


"* exceto em cotas, se a raça favorecida for em outras situações mais comumente a vítima. Aí fica tudo igual" 






Eles foram capazes de apontar quem são os culpados, diretamente? E quais os atores prejudicados, que objetivamente foram preteridos por atores brancos?

Ou é só uma posição mais vaga de manutenção de imagem, propaganda-placebo?

Mimimi negacionista.

Evasividade/ad hominem, provavelmente ocultando uma negativa.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 01 de Março de 2016, 13:26:45

Acho que você não entendeu:

1- o Oscar é racista pois poderia ter indicado pelo menos dois atores negros entre os vinte indicados em dois anos que segundo o Barata mereciam estar.

Não, não "é racista pois". Pode ser que os avaliadores não tenham levado em consideração raça em suas avaliações.

Eles seriam racistas-cotistas em indicar negros em detrimento de uma avaliação neutra.



Citar
2- Hollywood é racista por não chamar bons atores negros, que existem sim!, para papéis de destaque.

Essa afirmação beira a ser equivalente a dizer todos que não escalaram algum negro como ator são racistas. Pegue toda e qualquer instância de ator branco escalado, e é racismo, por definição, pois não é um ator negro ou asiático.

"Hollywood" não é uma pessoa, mas uma cidade. As pessoas trabalhando na indústria do cinema empregam sim atores negros bons e ruins em papéis de destaque, progressivamente mais.


Citar
Se você pega dois anos seguidos e 100% de brancos são indicados é vergonhoso crer que não haja viés. Não tem defesa.

Eu nem acompanho o Oscar. Sem pretensão de prova objetiva, quais são os atores mais comumente apontados como injustiçados nesses dois anos seguidos (ou mesmo antes)?

Ex.: "em 2014 teve o Sidney Poitier em "silêncio no tribunal", não indicado, mas foi indicado Bruce Willis em "um tira muito louco"".
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 01 de Março de 2016, 13:38:05
"Olha o Joaquim Barbosa virou ministro do supremo, logo, vocês  exageram e o racismo não impede ninguém de chegar lá"

Sério? Trocentos mil ministros ja passaram pelo supremo e 1 era negro, num país com mais da metade da população negra. Claro, oportunidades iguais....
E eis que surge no debate o famoso estratagema do "Pardo de Schrödinger":

https://www.youtube.com/v/59szdSdnKz4
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 01 de Março de 2016, 13:41:22

Acho que você não entendeu:

1- o Oscar é racista pois poderia ter indicado pelo menos dois atores negros entre os vinte indicados em dois anos que segundo o Barata mereciam estar.

Não, não "é racista pois". Pode ser que os avaliadores não tenham levado em consideração raça em suas avaliações.

Eles seriam racistas-cotistas em indicar negros em detrimento de uma avaliação neutra.



Citar
2- Hollywood é racista por não chamar bons atores negros, que existem sim!, para papéis de destaque.

Essa afirmação beira a ser equivalente a dizer todos que não escalaram algum negro como ator são racistas. Pegue toda e qualquer instância de ator branco escalado, e é racismo, por definição, pois não é um ator negro ou asiático.

"Hollywood" não é uma pessoa, mas uma cidade. As pessoas trabalhando na indústria do cinema empregam sim atores negros bons e ruins em papéis de destaque, progressivamente mais.


Citar
Se você pega dois anos seguidos e 100% de brancos são indicados é vergonhoso crer que não haja viés. Não tem defesa.

Eu nem acompanho o Oscar. Sem pretensão de prova objetiva, quais são os atores mais comumente apontados como injustiçados nesses dois anos seguidos (ou mesmo antes)?

Ex.: "em 2014 teve o Sidney Poitier em "silêncio no tribunal", não indicado, mas foi indicado Bruce Willis em "um tira muito louco"".

Will Smith em Concussion é infinitamente melhor que Matt Damon em Martian. Idris Elba em Beasts of No Nation é melhor que Stallone em Creed.

Preste atenção: não estamos dizendo só dos filmes feitos e sim dos atores que não foram chamados para personagens de destaque.

Já disse que nada explica cem a zero em dois anos, a não ser racismo.

Talento? Ohhh que supremacia avassaladora!!!!

Não dá pra desconfiar de 100%? Não estou acreditando!!!  :olheira: :olheira: :olheira:
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 01 de Março de 2016, 13:45:10
kkkkkk... me chegou aos ouvidos aqui que a nova ofensa se trata do discurso do DiCaprio, que endereçou o aquecimento global, "como se não houvesse mais nada importante no mundo, ja que ele é branco".
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 01 de Março de 2016, 14:10:08
Preste atenção: não estamos dizendo só dos filmes feitos e sim dos atores que não foram chamados para personagens de destaque.

Tirando os que foram chamados, sobram os que não foram, e isso é imperdoável pra vocês. Complicado, hein!?

Não seria razoável colocar todos os negros possíveis em todos os filmes só porque fazer o contrário pareceria racista.

A lista de filmes estrelados por negros só cresce, e digo que muitos negros são atores medianos que nem sempre mereceram os papéis.

Vocês podem pegar um ou outro caso e apontar como racismo, mas não fica claro que se trata de racismo, e temos vários outros casos mostrando o contrário, onde o negro ocupa um papel de um branco.

Por isso que é complicado acusar de racismo. E isso não exclui a existência do racismo em si, só não acho que deva ser aplicado em todas as situações desta forma. Acontece que ser razoável e moderado não se aplica a vocês. Ou é tudo ou nada.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 01 de Março de 2016, 14:15:47

E eis que surge no debate o famoso estratagema do "Pardo de Schrödinger":
[...]


Poxa, eu vinha falando sobre isso em outros tópicos mas não sabia que tinha esse nome legal pra ideia.

Boa.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 01 de Março de 2016, 14:30:26
Preste atenção: não estamos dizendo só dos filmes feitos e sim dos atores que não foram chamados para personagens de destaque.

Tirando os que foram chamados, sobram os que não foram, e isso é imperdoável pra vocês. Complicado, hein!?

Não seria razoável colocar todos os negros possíveis em todos os filmes só porque fazer o contrário pareceria racista.

A lista de filmes estrelados por negros só cresce, e digo que muitos negros são atores medianos que nem sempre mereceram os papéis.

Vocês podem pegar um ou outro caso e apontar como racismo, mas não fica claro que se trata de racismo, e temos vários outros casos mostrando o contrário, onde o negro ocupa um papel de um branco.

Por isso que é complicado acusar de racismo. E isso não exclui a existência do racismo em si, só não acho que deva ser aplicado em todas as situações desta forma. Acontece que ser razoável e moderado não se aplica a vocês. Ou é tudo ou nada.

A palavra grifada me fez lembrar da porcentagem de brancos indicados nos dois últimos anos...

Seria o talento? Genética? Estou esperando a explicação pra esse fenômeno.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 01 de Março de 2016, 15:55:02

Will Smith em Concussion é infinitamente melhor que Matt Damon em Martian. Idris Elba em Beasts of No Nation é melhor que Stallone em Creed.

Não vi nenhum desses filmes. Essa opinião é signficativamente consensual?

(E Stallone foi indicado ao Oscar como melhor ator? :hein:)


Citar
Preste atenção: não estamos dizendo só dos filmes feitos e sim dos atores que não foram chamados para personagens de destaque.

Já disse que nada explica cem a zero em dois anos, a não ser racismo.

Mas eles são sim contratados para "personagens de destaque".

E simplesmente não é racismo/sexismo/homofobia você contratar alguém que não seja negro/mulher/homossexual para um "papel de destaque".


Citar
Talento? Ohhh que supremacia avassaladora!!!!

Não dá pra desconfiar de 100%? Não estou acreditando!!!  :olheira: :olheira: :olheira:

Em todo campo de atividade, há a tendência matemática de um subgrupo majoritário ter, dentre ele, os melhores.

Mesmo descontando isso, pois acho complicada a comparação objetiva de artes cênicas, ainda há outros fatores que podem influenciar algum viés racial, sem que isso se dê por racismo. O mais significativo aqui deve ser a tentativa de maximizar os lucros. Você pode simplesmente pensar, "Fulano Preto (e/ou Beltrano Branco) foi um pouco melhor nesse teste para esse papel, na minha opinião, mas Ciclano Alvo está muito em alta e os seus filmes todos estão bombando nos cinemas".

Uma outra linha possível seria algo mais argumentavelmente "racista", mas ainda debatível, que é a de pensar no personagem com base em atender à uma maior demografia. Raciocínios debatíveis como "a maioria das pessoas que vão ao cinema e compram DVDs são homens brancos heterossexuais de 16 a 47 anos, eles tem 15% mais chances de preferirem ver filmes estrelados por Schwarzenegger, Van Damme, Bruce Willis, Stallone ou até Ben Affleck do que filmes estrelados por Wesley Snipes, Samuel Jackson, Eddie Murphy, Jamie Foxx ou até Will Smith". Se preterir um ator branco melhor a um branco (ou negro!) pior, mas que vem tendo maior audiência não é racismo, então não é preterir um negro a um branco (ou outro negro!) pelo mesmo motivo, são só os produtores querendo maximizar os lucros. Ouço falar ainda de análogos como "o Punho-de-Ferro não pode ter uniforme verde e amarelo como nos quadrinhos porque nossos estudos mostram que os garotos de 12 a 17 anos não gostam de personagens verdes e amarelos, como o dinossauro Barney"; "Watchmen fez sucesso, e tinha o doutor Manhattan, de pele azul, então devemos aumentar as chances de sucesso se o vilão Electro também tiver pele azul nesse novo filme do Homem-Aranha".

Ainda assim, algumas produções baseadas em decisões desse naipe são fracassos e alvo de duras críticas (como a adaptação do desenho animado "Avatar"), talvez mesmo esse segundo Homem-Aranha recente (que por sua vez prejudica Jamie Foxx nessas metodologias porcas).
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 01 de Março de 2016, 17:01:14
Preste atenção: não estamos dizendo só dos filmes feitos e sim dos atores que não foram chamados para personagens de destaque.

Tirando os que foram chamados, sobram os que não foram, e isso é imperdoável pra vocês. Complicado, hein!?

Não seria razoável colocar todos os negros possíveis em todos os filmes só porque fazer o contrário pareceria racista.

A lista de filmes estrelados por negros só cresce, e digo que muitos negros são atores medianos que nem sempre mereceram os papéis.

Vocês podem pegar um ou outro caso e apontar como racismo, mas não fica claro que se trata de racismo, e temos vários outros casos mostrando o contrário, onde o negro ocupa um papel de um branco.

Por isso que é complicado acusar de racismo. E isso não exclui a existência do racismo em si, só não acho que deva ser aplicado em todas as situações desta forma. Acontece que ser razoável e moderado não se aplica a vocês. Ou é tudo ou nada.

A palavra grifada me fez lembrar da porcentagem de brancos indicados nos dois últimos anos...

Seria o talento? Genética? Estou esperando a explicação pra esse fenômeno.

Ou falta de negros concorrendo por não ter havido filmes com negros o suficiente, o que faz com que o Oscar não tenha opções. Pode haver racismo na hora de escalar negros, ou pode haver ainda antes, ao formar atores negros. Talvez seja necessário dinheiro para formar atores, que os negros por serem mais pobres acabam não formando um contingente muito expressivo.

A questão é que tudo culmina no Oscar, e então vocês culpam este pelo racismo. Acho que seria mais interessante buscar a fonte do problema. Acho intelectualmente mais honesto.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 01 de Março de 2016, 17:38:22
Pode ainda ter a ver com o sucesso dos próprios filmes, já que se não me engano há restrições como em apenas votar em coisas que a pessoa tenha visto e em categorias onde tenha visto todos os concorrentes. E aí até a quantidade de lançamentos e época dos lançamentos pode influenciar.

Pode ser o contrário, até, um filme com uma atuação excepcional de um negro ou negra ter tido condições também excepcionais de lançamento e popularidade, e ainda assim ter havido indicação de um que foi menos visto. Pode também ter ocorrido o mesmo com um ator ou atriz branco(a) negligenciado, o que dificilmente seria racismo. Então antes de já diagnosticar racismo no processo seria primeiramente preciso averiguar haver uma acurácia nas indicações quando se tratando apenas de atores brancos; isso é, nunca haver ótimas atuações por  brancos que ficam de fora ao menos das indicações, com alguma consensualmente pior no lugar.

Talvez uma forma de avaliar isso fosse comparar as indicações ao Oscar/AW com a média de outras diversas, tirando as exclusivas para negros/latinos/asiáticos.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 01 de Março de 2016, 18:25:08

E eis que surge no debate o famoso estratagema do "Pardo de Schrödinger":
[...]


Poxa, eu vinha falando sobre isso em outros tópicos mas não sabia que tinha esse nome legal pra ideia.

Boa.
Pois é, foi uma bela sacada. O Clarion não citou, mas a origem do termo vem de postagens da página do Facebook Aventuras na Justiça Social (https://www.facebook.com/aventurasnajusticasocial2/?ref=ts&fref=ts), que vem frequentemente denunciando abusos e falácias oriundas de movimentos de minorias sociais.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 01 de Março de 2016, 19:16:35
Depoimento curioso nesse vídeo do youtube:

Citar
É a primeira vez que eu vejo esse assunto ser discutido dessa maneira porque isso eu venho comentando há anos e as pessoas dizem que eu tô viajando. Eu fico puto com isso. Aliás, excelente analogia (esse Clarion é bom nelas). Na prática, eu como pardo nunca fui "aceito" socialmente por grupos de negros, porque pra eles eu era "branco". E como pardo, eu nunca fui considerado branco pelas pessoas brancas de maneira que eu fui considerado sempre como "pessoa de cor" por eles. Socialmente isso me trouxe vários problemas quando por exemplo eu namorei uma garota negra e a família dela não me aceitou porque eu era "branco" ou quando a parte branca da minha família (o povo loiro de olhos verdes e azuis) disseram que minha mãe foi infeliz por ter tido um relacionamento com o meu pai, um negro e até me incentivaram a me relacionar com meninas brancas pra "ver se a cor pudesse ser revertida na família".

Na conveniência social e oportunista, é exatamente isso que acontece com os pardos: eles são negados e/ou aceitos por ambas as extremidades étnicas de acordo com seus próprios interesses. Ora somos brancos, ora somos negros, ora somos nenhum dos dois. Se tem uma etnia que sofre maior vilipêndio, até mesmo no mundo, é o pardo. O "mestizo" que faz estrangeiro e "raças puras" torcerem o nariz. A salada mista indesejável, o "misturadinho", o "café-com-leite" que socialmente é o café-com-leite dos movimentos sociais que não nos incluem em nada, como as brincadeiras de criança costumam fazer com quem é café-com-leite.

Excelente vídeo Clarion, parabéns.

Curioso porque achava que fosse virtualmente inexistente esse tipo de racismo entre os negros, mesmo sabendo haver racismo.




De qualquer forma, há instâncias mais evidentes dessa desonestidade argumentativa? Coisas como pegarem os estudos e poder se inferir alternações entre pardos agregados a negros ou a brancos. A negros nem é surpreendente ou necessariamente desonesto, embora problemático. Mas a brancos deverá ser mais difícil de justificar. A impressão que tenho disso é de algo mais sutil: falar-se de negros e pardos ou só negros como quer que fique pior, mas sem a agregação dos pardos aos brancos, isso deve ser mais raro. Isso é, se a situação de "negros e pardos" for boa num quesito, comparada a de negros, então se usa só os negros, some-se com os pardos, e tem-se o contraste só com brancos que devem estar desproporcionalmente muito melhores, eliminando boa parte de uma gradação.




Ainda bem que vi o vídeo em janela privada no youtube. Indo dele para a home page do YT é uma enxurrada de recomendações de Bolsonaro, Olavo de Carvalho, alerta contra o gayzismo, feminismo, etc. Coisa que você olha, suspira, e pensa, "bem, o melhor que posso fazer quanto a isso é apenas o bom e velho face-palming".
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 01 de Março de 2016, 20:32:25
(...)

De qualquer forma, há instâncias mais evidentes dessa desonestidade argumentativa? Coisas como pegarem os estudos e poder se inferir alternações entre pardos agregados a negros ou a brancos. A negros nem é surpreendente ou necessariamente desonesto, embora problemático. Mas a brancos deverá ser mais difícil de justificar. A impressão que tenho disso é de algo mais sutil: falar-se de negros e pardos ou só negros como quer que fique pior, mas sem a agregação dos pardos aos brancos, isso deve ser mais raro. Isso é, se a situação de "negros e pardos" for boa num quesito, comparada a de negros, então se usa só os negros, some-se com os pardos, e tem-se o contraste só com brancos que devem estar desproporcionalmente muito melhores, eliminando boa parte de uma gradação.
Acho que esta aqui é um bom exemplo de situação onde os pardos "se tornam" brancos:

Citação de: Afubesp
A mulher negra é ainda mais discriminada. Somente 3% delas estão em funções de chefia (os homens negros somam 5%). As mulheres brancas respondem por 38% dos cargos mais bem remunerados e os homens brancos representam 54% deste total.

Fonte: Afubesp (http://www.afubesp.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=1125:so-8-dos-negros-ocupam-cargos-de-chefia-nos-bancos&catid=10:noticias&Itemid=79)

Aqui é positivo para a militância de movimentos negros considerar os pardos como brancos, por que isso inflaria o número de "brancos" ocupando cargos de chefia, e faria parecer existir uma desigualdade absurdamente desproporcional em relação a representatividade da população geral de brancos e negros em cargos de chefia.

No entanto eles parecem terem errado no título, o correto seria: "Só 8% dos cargos de chefia em bancos são ocupados por negros" e não "Só 8% dos negros ocupam cargos de chefia nos bancos". Isso é fácil de inferir, já que os números percentuais de negros e brancos que respectivamente ocupam cargos de chefia em bancos, por eles apresentados, fecham exatamente em 100%.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 01 de Março de 2016, 20:35:39
Na verdade eu me equivoquei acima, se eles somem com os pardos considerando existir apenas brancos e negros, segundo a forma como apresentaram os dados, seria perfeitamente coerente fechar a soma dos dados em 100% sem necessidade de alterar o título da matéria ou a forma como os dados foram apresentados.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 02 de Março de 2016, 07:38:40
Eu nem tentei começar a "fazer as contas", mas acho que poderia ser o caso de estarem só varrendo pardos para baixo do tapete, não tendo seus números mencionados, e sendo agregados aos brancos, o que consideraria algo um pouco menos questionável do que isso, mas ainda bem aquém do adequado.

O maior problema aí com certeza é a assunção de sempre*, desproporção = discriminação racial.


* exceto quando são amarelos** ou não-brancos melhores nos números em questão, ou ainda homens piores que mulheres.




** enquanto que com brancos são rápidos em apontar racismo, "já vivemos numa sociedade branca capitalista neoliberal patriarcal racista", essa hipótese já é automaticamente descartada com amarelos, mas tem um porém:

https://en.wikipedia.org/wiki/Ethnic_issues_in_Japan

Então acho que o mesmo tipo de argumento que é usado para "comprovar" racismo no Oscar ("a sociedade americana é racista") poderia ser usado para "comprovar" a vantagem amerela como tal. Ou "talvez todos imigrantes magicamente deixem de ser racistas [/Pasteur]".

Mas a narrativa padrão será sempre com dois pesos e duas medidas.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 02 de Março de 2016, 08:11:30
O maior problema aí com certeza é a assunção de sempre*, desproporção = discriminação racial.


Eita!!! Qual é o cúmulo do eufemismo?


É chamar cem a zero de desproporção!!!
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 02 de Março de 2016, 08:16:33
Pode mesmo ser ausência total de um grupo racial, orientação sexual, ou sexo, ainda não é prova de discriminação baseada nisso. Você não pode punir ninguém criminalmente por crime de racismo/discriminação tipificada como crime.

Ex.: punir famílas de brancos ou japoneses (ou negros!), que não tenham casamentos fora desses grupos.



Não deverá ser o caso de ausência total na maior parte do tempo, de qualquer forma, exceto em coisas já feitas por e para esses subgrupos minoritários, ou mulheres.






Relevante ao tópico:

Citar
[...] Moral licensing is a a particularly interesting mental glitch: apparently, doing something  that helps to strengthen our positive self-image also makes us less worried about the consequences of immoral behaviour, and therefore more likely to make immoral choices. For example, studies have shown that people who have just expressed strong disagreement with sexist statements are more likely to then hire a man for a job in a male-dominated industry, because they feel secure about their “non-sexist” self-image and therefore pay less attention to the possible biases they might have (the exact same thing happens with people who express disagreement with racist statements and then are more likely to unconsciously  discriminate against racial minorities). It seems that being “good” is where the slippery slope towards being “bad” starts. [...]

Read more at http://www.pickthebrain.com/blog/moral-licensing-how-being-good-can-make-you-bad/#49QC467iqbkoSLBM.99
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 03 de Março de 2016, 18:10:32
(http://cdn.static-economist.com/sites/default/files/images/2016/01/blogs/prospero/20160123_woc197.png)

Fiquei algo surpreso com isso. Dá a impressão imediata de ser uma das áreas onde há maior proporcionalidade entre a composição racial da população e das pessoas trabalhando, ainda mais se tratando de uma área de elite, não ser exatamente "blue collar".


http://www.economist.com/blogs/prospero/2016/01/film-and-race

A definição de "top roles" é bastante inapropriada para algo que se possa usar para apontar racismo: "We define “top roles” as the top three names on the cast-list on IMDb, an online film database, in films with a rating of 7.5 or greater, an American box-office gross of at least $10m, and which were neither animated nor in a foreign language". Ou seja, é em grande parte, praticamente total, dependente do sucesso do filme, e do sucesso do ator em si em algum grau, em vez de algo pré-definido, de onde os negros (e outras minorias) são deliberadamente deixados de fora por não serem brancos. Fica sendo "necessário" dizer então que isso se deve ao racismo da população "ao todo", que em parte significativa, gostaria mais de uns filmes do que de outros por causa da raça dos atores.

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 03 de Março de 2016, 19:12:20
A presunção de que no Oscar existe racismo porque negros não foram nomeados nos dois últimos anos pode nos levar a conclusão de que não há racismo para os demais anos. Então pela lógica o racismo no Oscar é algo muito recente.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 03 de Março de 2016, 19:54:33
Talvez seja possível combinar os anos onde não houve indicação de negros (também 1995 e 1997) e daí deve dar para começar a filtrar uma lista dos principais suspeitos, daqueles que preferem os atores/diretores/etc brancos, só porque são brancos, ou des-preferem negros só porque são negros.

Veja só uma coisa: em 1997 não foi indicado nenhum negro, mas em 1998, quem foi indicado? Edward Norton, no papel de um NEONAZISTA, que assassinava brutalmente a um negro.

(http://celebrityfitnesstraining.com/wp-content/uploads/2011/08/edward-norton-x.jpg)

(http://fr.web.img2.acsta.net/r_640_600/b_1_d6d6d6/medias/nmedia/18/35/15/31/20322551.jpg)



(http://i.telegraph.co.uk/multimedia/archive/01898/lars_1898603c.jpg)

Lars Von Trier, se sentindo livre para declarar abertamente seu nazismo. Kirsten Dunst, de ancestralidade alemã, claramente com uma expressão de "não dá bandeira, seu idiota".

Indicado ao Oscar.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 03 de Março de 2016, 20:35:53
A presunção de que no Oscar existe racismo porque negros não foram nomeados nos dois últimos anos pode nos levar a conclusão de que não há racismo para os demais anos. Então pela lógica o racismo no Oscar é algo muito recente.

A falta de talento das mulheres negras é escandalosa. 87 prêmios para brancas e 1 para as negras. Há que se fazer um teste no DNA dessa negra, com certeza a parte do talento deve ter algo branca!
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 03 de Março de 2016, 20:41:29
Quanto dá em porcentagem 87 de 88?... 98,8%....hummm
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 03 de Março de 2016, 21:06:45
Ou é espantalho, ou ad hominem.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 03 de Março de 2016, 21:15:55
O Nick Fury virou negro, o cara do Omega Man ("eu sou a lenda") virou negro, um deus Nórdico virou negro, fizeram remake de "morte no funeral" (que já era recente, e só inglês) com um elenco em grande parte negro, o novo Django é negro (mas o filme talvez seja racista!),  "dob o domínio domal" teve protagonista negro na nova versão, "o professor aloprado" também, o novo karate kid (o anterior tinha sido menina... não o Daniel San, o intermediário), o novo Kojak é negro... essa é a lista que apenas me lembro, deve haver mais.

Também parece que estão havendo uma série de séries (!) que os EUA estão refilmando de países da Europa com idiomas esquisitos que nem eles entendem, é bem provável que algumas dessas tenham pelo menos parte do elenco negro ou latino.

Mas deve ser tudo um disfarce e o racismo estar só se agravando e as pessoas só mais oprimidas.

Rocky 7 com protagonista negro. Mudaram até o nome (Creed). Perry White negro. O novo Quarteto Fantástico tem o Johnny Storm negro. No Demolidor do Afleck o Rei do Crime é negro.

Esse último é racismo escancarado e exorbitante! "Negro é tudo criminoso, logo o REI do CRIME tem que ser um negro, não um branco, como era no original". E ainda é plussizeofóbico também.

O Johnny Storm é adotado, ou a Sue Storm que é? Se bem que não tenho certeza de tê-la visto... o que não é inesperado da moça-invisível, afinal.

O que você acha de uma mulher onde o super poder dela é ficar invisível? Muito machismo? Isso é real, e depois aliviaram dando aquele escudo de energia ou telecinese pra ela.

Parece que ela era praticamente a "donzela-em-perigo-invisível" nos quadrinhos originais de Stan Lee e Jack Kirby. E meio loira-burra também. Meio, "e o que faz esse botão aqui dessa invenção, querido?" "Nããão! Você liberou os monstros da oitava dimensão que havíamos aprisionado e acabado de salvar o mundo!"
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 03 de Março de 2016, 21:21:55
A presunção de que no Oscar existe racismo porque negros não foram nomeados nos dois últimos anos pode nos levar a conclusão de que não há racismo para os demais anos. Então pela lógica o racismo no Oscar é algo muito recente.

A falta de talento das mulheres negras é escandalosa. 87 prêmios para brancas e 1 para as negras. Há que se fazer um teste no DNA dessa negra, com certeza a parte do talento deve ter algo branca!

A falta de provas documentadas da criação das pirâmides mostra com certeza que foram feitas por aliens.

Você entende que seu argumento é possível, mas não pode ser provado? E se realmente não houver muitas mulheres negras mais talentosas pelo fato de haver menos interesse da comunidade negra em tornarem-se atores? É igualmente válido.

E sim, pode ser que o racismo afasta os negros da tv, e isso desencadeia os demais problemas. Mas neste caso o racismo estaria no início, e não lá no Oscar.

E pelo gráfico que o Buck mostrou, parece que a proporção dos negros ganhadores está na mesma proporção da população. Isso está errado?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 03 de Março de 2016, 21:25:13
Quanto dá em porcentagem 87 de 88?... 98,8%....hummm

Considerando que os brancos são em torno de 70% e os negros algo em torno de 11%, então o "problema" de racismo está em torno de 19%?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 03 de Março de 2016, 21:26:33
Premiações estão no nível da população, e acima de indicações, e essas por sua vez, acima de "papéis de destaque".

É evidentemente uma forma desesperada de disfarçar o racismo.



Especialmente o racismo contra os latinos, que é o mais gritante no Oscar, e de que ninguém está falando.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 03 de Março de 2016, 21:33:32
Premiações estão no nível da população, e acima de indicações, e essas por sua vez, acima de "papéis de destaque".

É evidentemente uma forma desesperada de disfarçar o racismo.

Especialmente o racismo contra os latinos, que é o mais gritante no Oscar, e de que ninguém está falando.

Latino não é raça, logo o preconceito contra eles não é racismo.  :P
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 03 de Março de 2016, 22:18:55
Quando se fala de negro no Brasil está subentendido as pessoas alvos de preconceito,  negros, pardos e indígenas.

Nos EUA a mesma coisa com os hispânicos/latinos.

God!
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 03 de Março de 2016, 22:24:43
Quanto dá em porcentagem 87 de 88?... 98,8%....hummm

Considerando que os brancos são em torno de 70% e os negros algo em torno de 11%, então o "problema" de racismo está em torno de 19%?

As mulheres não brancas perfazem 30% e ganharam uma vez de 88, ou seja, 1,2%.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 03 de Março de 2016, 22:35:44
Quando se fala de negro no Brasil está subentendido as pessoas alvos de preconceito,  negros, pardos e indígenas.

Nos EUA a mesma coisa com os hispânicos/latinos.

God!

Não. Quando se fala de uma coisa, se está se referindo a essa coisa, ou deveria ser assim, numa abordagem séria e honesta, para não bagunçar. O gráfico que eu postei discrimina brancos, negros, asiáticos, e outros. Não-brancos não são todos "negros", evidentemente.

E os índios americanos, por que estão fora de "negros"? Você tem uma séria tendência a EXCLUIR os índios de seus discursos, pelo amor de deus! :P
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 03 de Março de 2016, 22:41:18
Quando se fala de negro no Brasil está subentendido as pessoas alvos de preconceito,  negros, pardos e indígenas.

Nos EUA a mesma coisa com os hispânicos/latinos.

God!

Não. Quando se fala de uma coisa, se está se referindo a essa coisa, ou deveria ser assim, numa abordagem séria e honesta, para não bagunçar. O gráfico que eu postei discrimina brancos, negros, asiáticos, e outros. Não-brancos não são todos "negros", evidentemente.

E os índios americanos, por que estão fora de "negros"? Você tem uma séria tendência a EXCLUIR os índios de seus discursos, pelo amor de deus! :P

Nem me fale essa palavra EXCLUIR...
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 03 de Março de 2016, 22:46:23
As crianças já costumam ser educadas desde tenra idade que na "dança das cadeiras" indígena, é normal e certo que ao menos um vai ficar de fora.

(http://reporter10.com/files/images/nodes/c8645bcfe50b87535b338db8d97e8c12.jpg)

Apropriação cultural e opressão (o rótulo desdenhoso de "lenda" ao credo indígena).
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Gaúcho em 03 de Março de 2016, 22:47:13
Hoje eu me toquei que meu pai se encaixaria facilmente na categoria pardo. Ganho pontos na discussão?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 03 de Março de 2016, 22:49:54
A favor, só se for da posição que as coisas geralmente/universalmente são racistas. Se estiver dizendo que algo não é racista, perde um ponto adicional, por ser um caso de auto-racismo, submissão fiel à supremacia branca.

Inclusive, talvez você mesmo devesse se considerar negro ou pardo -- não precisa ter vergonha disso, ao contrário, deve ter ORGULHO de quem realmente você é. Depois mande uma foto para o Juca avaliar sua pureza racial, se não seria um fraudador, em todo caso.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 03 de Março de 2016, 23:11:56
Hoje eu me toquei que meu pai se encaixaria facilmente na categoria pardo. Ganho pontos na discussão?

Não! O que importa é o fenótipo! Na hora que Hollywood te ver não vai ligar pro seu DNA!
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 04 de Março de 2016, 07:54:48
Estou só esperando a operação do FBI com a mega-prisão de centenas de pessoas que aparecem no crédito de "casting" dos filmes. Vai ser a coisa mais dramática que já aconteceu em Hollywood e a coisa mais importante para os milhões de negros no país desde o Civil Rights Act. E, indiretamente ajudando aos latinos, índios, asiáticos, e outros também.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 04 de Março de 2016, 08:36:49
Mais racismo: Zoe Saldana é escalada para interpretar Nina Simone, que é mais escura que ela, o que serviu de pretexto para Hollywood humilhar os negros forçando a uma negra a usar blackface:

(http://i.dailymail.co.uk/i/pix/2016/03/03/04/31C68EBF00000578-0-image-m-52_1456978719394.jpg)
Zoe Saldana


(http://i.dailymail.co.uk/i/pix/2016/03/03/04/31C6B2E400000578-0-image-m-54_1456978741277.jpg)
Nina Simone


Blackface:

(https://img.buzzfeed.com/buzzfeed-static/static/2015-05/28/17/campaign_images/webdr01/a-comedian-responded-to-a-man-defending-blackface-2-20209-1432848004-14_dblbig.jpg)

(http://static.tvtropes.org/pmwiki/pub/images/blackface_3910.jpg)


E recentemente, blackface foi usado em Hollywood, justamente no Oscar, pelo mais clássico apresentador branco, Billy Crystal:

(http://cbsnews2.cbsistatic.com/hub/i/r/2012/02/27/2651d502-a644-11e2-a3f0-029118418759/thumbnail/620x350/7ca9e5436eeb49774ca54ecad4eb0406/BillyCrystal_SammyDavisJr.jpg)

https://www.youtube.com/v/BWVJns4HNlk

Resta saber melhor se ela foi forçada mesmo ou se é uma traidora racial. Se foi forçada, talvez possa ser perdoada no futuro. Se não, tem que entrar para a lista negra lista-de-exclusão de todos aqueles que verdadeiramente se preocupam com a igualdade social. Ao menos até agora ela está fazendo pouco da denúncia, talvez porque as condições não permitam se expressar. Temos que dar um tempo. Pode ser que depois a verdade venha a tona.

http://pagesix.com/2016/03/03/zoe-saldana-shrugs-off-nina-simone-blackface-criticism/
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 04 de Março de 2016, 12:28:10
Estou só esperando a operação do FBI com a mega-prisão de centenas de pessoas que aparecem no crédito de "casting" dos filmes. Vai ser a coisa mais dramática que já aconteceu em Hollywood e a coisa mais importante para os milhões de negros no país desde o Civil Rights Act. E, indiretamente ajudando aos latinos, índios, asiáticos, e outros também.

Primeiro o FBI precisa prender a polícia...

http://expresso.sapo.pt/internacional/diretor-do-fbi-admite-que-ha-comportamentos-racistas-na-policia=f910724
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 04 de Março de 2016, 15:46:55
Isso é irrelevante. Hollywood que é o epicentro do racismo americano e mundial.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Agnoscetico em 06 de Março de 2016, 01:21:52
Premiações estão no nível da população, e acima de indicações, e essas por sua vez, acima de "papéis de destaque".

É evidentemente uma forma desesperada de disfarçar o racismo.

Especialmente o racismo contra os latinos, que é o mais gritante no Oscar, e de que ninguém está falando.

Latino não é raça, logo o preconceito contra eles não é racismo.  :P

Ai que tá! è como caso dos judeus, muita gente calassifica judeus como raça mas nem fisicamente sao homogeneos pra pelo se tipificar como raça. Nem americanos sabem direito como classificam latinos etnicamente, porque até Antonio Banderas, Penelope Cruz, Javier Bardem costumam fazer papeis de arabes e/ou mexicanos, etc.  E mais curioso ainda quando atores com look mais caucasiano como Chuck Norris, Val Kilmer, uma tal de Jessica Biel e tal Megan Fox, etc. sao de origem em parte indigena, apesar dos cabelos e/ou olhos mais claros desses. 

Enquanto na Espanha eles seriam considerados brancos de primeira linha, lá nos EUA muitos espanhois seriam confundidos com ciganos, latino-americanos, arabes, etc. O racismo é uma coisa estranha quando se trata de um povo nao tao etnicamente mais homogeneo ou com pouca mistura como os EUA, como é o caso da Espanha e até Portugal (que tem muitos morenos de origem europeia mesmo, se passariam por brasileiros sem nem deixar duvidas, exceto pelo sotaque), etc.

Lista de descendentes famosos conhecidos de indigenas:
https://en.wikipedia.org/wiki/Category:American_people_of_Native_American_descent (https://en.wikipedia.org/wiki/Category:American_people_of_Native_American_descent)








Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 06 de Março de 2016, 14:42:39
Não é só o Oscar que discrimina as minorias, o "framboesa de ouro" também.:

Citar
http://nationallampoon.com/minorities-boycott-razzies-due-underrepresentation/

[...] “As it if wasn’t bad enough that Hollywood doesn’t think black actors can star in great movies, they don’t even think we can star in bad ones either,” said notable film director Spike Lee. “You had a movie where Will Ferrell hired Kevin Hart to teach him how to BE a tough black man and even THAT wasn’t bad enough for you!” Lee was referring to the 2015 film “Get Hard”.

 

While technically, Michael B. Jordan received a nomination alongside his co-stars of Fantastic Four for Worst Screen Combo, many critics say this token nomination does little to appease an awards ceremony that has been described on social media as “a lily white roasting”. Even actor Will Smith, who has critiqued the Oscars for similar treatment, has made his position clear despite receiving a special “Razzie Redeemer” nomination for following up ‘After Earth’ with ‘Concussion’.

Screen Shot 2016-02-10 at 10.11.08 AM

“While I can appreciate the generosity, this isn’t all about me,” Smith said in a statement on Facebook. “There are many black actors who regularly release terrible movies that are simply getting overlooked. While 2014 was a good year, you can’t deny the sort of bad movies that were ignored in 2015. I mean, Tyler Perry made another Madea movie and the closest thing we have to a brown actor getting a Razzie nomination is Alvin and the Chipmunks!”

[...]


:biglol:
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Gabarito em 05 de Abril de 2016, 09:38:27
Encrenca pelos cabelos...

Citar
Pelos cabelos (http://www1.folha.uol.com.br/colunas/joaopereiracoutinho/2016/04/1757366-pelos-cabelos.shtml?cmpid=newsfolha)
05/04/2016 02h00

Polêmicas por causa do cabelo: o mundo caminha para o Apocalipse? Talvez. Mas antes que a festa acabe, conto rápido.

Um estudante branco da Universidade de São Francisco, ostentando as suas rastas, foi abordado por uma aluna negra. A donzela, indignada com o cabelo do rapaz, acusou: "É a minha cultura!" O rapaz tentou justificar-se perante a agressividade da donzela. As coisas não tomaram proporções violentas porque Corey Goldstein (eis o nome do estudante) fugiu a tempo.

Fugiu, mas não esqueceu: em vídeo posterior ao incidente, Goldstein justificou-se. Ninguém é dono de uma estética particular, disse ele. E, além disso, o cabelo com rastas existiu em múltiplas culturas –dos egípcios aos vikings, sem esquecer os vitorianos. Os negros, quando muito, apenas continuaram uma tradição.

Pior a emenda que o soneto: os Estados Unidos discutem se rastas em rapazes brancos são um roubo cultural imperdoável. E até a Europa participa do delírio: no "The Independent", a escritora Wedaeli Chibelushi acusa Goldstein de desrespeitar os negros e de usar o cabelo com a arrogância própria da "supremacia branca". Será que o rapaz não conhece o papel do cabelo na luta contra o racismo e a segregação racial?

É triste constatar o fato: ontem havia Martin Luther King; hoje há idiotas que discutem penteados.

Para eles, a minha única sugestão é assistirem ao notável e premiado documentário de Chris Rock intitulado "Good Hair". Informação: da última vez que confirmei, Chris Rock não era branco. E a pergunta que anima o seu filme é tentar compreender por que motivo a maioria dos negros nos Estados Unidos tem uma relação assaz problemática com o cabelo.

Abreviando, detestam-no. E tentam desesperadamente alisar as cabeleiras com químicos e "extensões". Quando digo "desesperadamente", não exagero: Chris Rock visita uma das principais fábricas que fornece produtos químicos para o efeito. Fica na Carolina do Norte (ironicamente, um dos estados confederados que romperam com a União no século 19). Conclusão: muitos negros americanos usam hidróxido de sódio para terem belas cabeleiras lisas.

O hidróxido de sódio (ou, para os leigos, a soda cáustica) é um composto perigoso que pode causar lesões permanentes na pele. E quando um cientista, entrevistado por Chris Rock, pergunta o óbvio ("Mas por que motivo fazem isso?"), o ator responde também o óbvio ("Para parecerem brancos").

Mas não é preciso correr riscos para a saúde quando a ideia é imitar os brancos. Alguns, mais endinheirados, compram extensões e resolvem o assunto sem abrir buracos na cabeça. E de onde vêm essas extensões?

Chris Rock pega um avião e viaja para a Índia. Nos templos, é comum pagar promessas com cortes radicais. O cabelo é depois lavado, tratado e exportado para os Estados Unidos. Esses são, digamos, os fornecedores "normais".

Mas também existem máfias que atacam indianas adormecidas (ou desprevenidas) para roubarem cabelo. O destino do roubo, pago a peso de ouro, é o mesmo.

Não sei o que diriam os indignados como Wedaeli Chibelushi sobre essa realidade: a constante tentativa dos negros americanos em "apropriarem-se" dos penteados dos brancos.

Um esforço de apropriação que depende muitas vezes do risco pessoal ou da exploração dos mais miseráveis asiáticos.

Provavelmente, dirão que a culpa é novamente dos brancos e do "imperialismo" capilar que eles impõem na TV, no cinema ou na moda.

Aliás, se o "pensamento" de criaturas como Wedaeli Chibelushi fosse para levar a sério, as culturas humanas estariam condenadas a nunca se misturarem umas com as outras.

Um branco jamais poderia praticar capoeira. Um negro jamais poderia lutar kung fu. Curiosamente, seria uma nova segregação racial, promovida por aqueles que lutam contra a segregação racial. Perfeito.

Da minha parte, a única coisa que posso prometer é nunca acusar nenhum negro de "roubar a minha cultura" só porque ele usa cabelos lisos.

Infelizmente, o mesmo já não posso dizer das pobres indianas, que despertam todas as manhãs com menos peso na cabeça.


Mais sobre o episódio:
Citar
I wasn't surprised by the US dreadlocks row. It's another example of cultural appropriation and white entitlement (http://www.independent.co.uk/voices/i-wasnt-surprised-by-the-us-dreadlocks-row-white-people-never-think-they-are-guilty-of-cultural-a6964906.html)
White men have worn dreadlocks in the past. But this isn't 11th Century Scandinavia, it's modern day America, where the style is still tangled up in the black struggle against white supremacy
    Sunday 3 April 2016

(http://static.independent.co.uk/s3fs-public/styles/story_large/public/thumbnails/image/2016/04/02/13/corey.png)
US student Corey Goldstein, who this week defended his decision to wear dreadlocks as a white man.

A video showing a black student accosting a white student over his dreadlocks has racked up more than two million views in two days. Shot at San Francisco University, it shows an unnamed black woman blocking the path of Corey Goldstein, who sports the controversial hairstyle. Referring to his dreads, she claims: “It’s my culture”. In a second video, Goldstein goes on to defend his choice of hairstyle, insisting that dreadlocks are “everywhere… it’s not something that is just part of the coloured community”.

Corey Goldstein comments on viral video (http://www.independent.co.uk/student/news/black-san-francisco-student-filmed-harassing-white-student-because-of-his-dreadlocks-in-cultural-a6959181.html)

Goldstein is, of course, quite right - dreadlocks are not the sole preserve of black culture. The style has been traced back to Ancient India, Egypt and Greece. But the fact that dreads belong to many cultures doesn’t mean that Goldstein is automatically immune to the accusation that now surrounds him: that he is guilty of what is known as “cultural appropriation”. In fact, Goldstein is a shining example of its very definition: “a dominant culture [taking] elements from a culture of people who have been systematically oppressed by that dominant group”.

In his defence, Goldstein stated that dreadlocks are “ingrained in so many cultures other than that. It’s in Egyptian culture; it’s in Viking culture – even in Victorian culture”. Vikings were white, yes, and there are claims that the Scandinavian seafarers rocked dreads too. But Goldstein doesn’t rock his dreads in 11th Century Scandinavia. He wears them in the US, where dreadlocks are still tangled in the black struggle against white supremacy.

In the 1950s, a time of intense racial segregation and discrimination, African Americans adopted dreadlocks. As fellow black folk, they acknowledged its potential to reject white dominance other political, cultural and economic issues. Jamaican Rastafaris, meanwhile, wore dreadlocks as a form of cultural resistance. They wanted to provoke society and rebel against an (often white) dominant culture.

As the black actress Amandla Stenberg says, “appropriation occurs when the appropriator is not aware of the deep significance of the culture that they are partaking in”. By wearing dreadlocks without acknowledging their symbolic resistance, Goldstein reduces cultural power to a “cool” trend.  As part of the oppressive culture, he emulates minority tradition while bypassing the discriminations that comes with it.

As for “Victorian culture”, I’m at a loss, but regardless of whether Benjamin Disraeli wore the locks or not, Goldstein’s defence preserves the power imbalance between white folk and people of colour.

“My hair, my rules, my body”, Goldstein asserts, displaying a deep sense of entitlement. Sure, it’s only hair, and it is his hair to style. But does he have the right to style it in a way that has a deep cultural meaning to minority cultures? The ability to style your hair for fashion’s sake is a luxury, not a right. If it is offending others, Goldstein should consider giving up that luxury.

Goldstein reveals no political or spiritual reason for wearing dreads, apart from his claim that he “loves and respects [African American] culture”. It is possible, however, to respect culture without taking from it; you can raise awareness of its oppression and educate yourself.

Such education may stop Goldstein from generalising. In his statement, he makes another interesting point. Dreads aren’t “something that all across the board [African Americans] believe in”, Goldstein states, and he’s right. There’s the mum with the weave who nags her son because she thinks his dreadlocks are disgusting. There’s the cornrowed teenager who believes that hair carries no meaning. But to go on to claim that black hair is just “something that they wear on their head” is ignorant in the extreme.

Does Goldstein really believe that no African Americans wear dreadlocks for spiritual or political reasons? None at all? A white man erasing these beliefs and meanings sounds a lot like what Azealia Banks termed “cultural smudging” to me. In an interview with Hot 97, Banks said that ‘cultural smudging’ tells black people “you don’t own shit, you don’t have shit, not even the shit you created for yourself”. 

Goldstein’s expression of white entitlement affirms her gloomy message. He’s taken from a minority culture and defends his actions by the same justifications used time and time again. Rather than showing “love and respect” in his way, Goldstein ought to talk to some African Americans about what dreadlocks really mean to them.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Gabarito em 05 de Abril de 2016, 09:42:52
O vídeo no Youtube.
A treta está rolando.

https://www.youtube.com/v/jDlQ4H0Kdg8
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 05 de Abril de 2016, 13:51:58
Eu ia comentar. Mas o melhor é apenas ressaltar o grau de idiotice que um ser humano chega.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 05 de Abril de 2016, 16:22:25
É muito surreal.

O engraçado é que é difícil de imaginar as pessoas que verdadeiramente lutaram por igualdade, viveram tempos onde começaria a fazer algum sentido falar sobre se viver em uma "supremacia branca"* (governada por um presidente negro!) se importando com esse tipo de coisa. Ou hippies, que seja. A impressão que dá é que seria em épocas mais sãs algo a ser comemorado. Não me espantaria se hoje algum branco qualquer fosse hostilizado por usar alguns dos assentos de ônibus que um dia foram relegados apenas aos negros nos EUA -- com qualquer que fosse a manobra pseudo-lógica de conseguir dar algum sentido a isso ser uma forma de opressão branco-supremacista.

Parece que conforme a realidade foi se amenizando, o discurso foi ficando cada vez mais hiperbólico e histérico.


O que tenho a impressão de ser algo que pode ser ligado à "web 2.0". Com a criação de uma "indústria de conteúdo com relevância social". Antes disso talvez as coisas tivessem proporções mais cabidas (melhor dizendo, menos exageradas, ainda que o risco fosse na verdade de falta de atenção a problemas minoritários, porém reais), por mais raramente ser o principal "produto" de tantas pessoas. Se não tem nada ofensivo/opressor acontecendo, eles não têm "produto" algum para vender. Perdem a "relevância".




* talvez nesse tópico mesmo ainda tenha comentaod sobre isso, como estão hiper-generalizando esse termo ultimamente. Antes para ser supremacista branco, você tinha que meio que praticamente ser um nazista, KKK, ou separatista-sulista americano (talvez brasileiro), pregar coisas como que os negros deveriam ser mandados de volta para a África, ter menos direitos, ou no mínimo, haver o direito de discriminar racialmente. Hoje basta usar cabelo dreadlock!

The Onion poderia fazer uma paródia nas linhas dos skinheads neonazistas protestando contra negros comumente rasparem o cabelo, como "apropriação cultural".
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 06 de Abril de 2016, 15:30:38
http://www.washingtontimes.com/news/2015/may/13/rooms-filled-white-people-can-be-microaggressions-/

http://www.racialmicroaggressions.illinois.edu/files/2015/03/RMA-Classroom-Report.pdf









(http://rebaixada.org/wp-content/uploads/2014/03/10002916_663278823707476_69007042_n.jpg)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 07 de Abril de 2016, 10:47:35
(http://institutolibertare.com.br/wp-content/uploads/2016/02/reajuste-salarial.jpg)


 :umm:
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 07 de Abril de 2016, 11:11:11
(http://institutolibertare.com.br/wp-content/uploads/2016/02/reajuste-salarial.jpg)


 :umm:

Acho válido. Dreads são nojentos. Turbantes não estão na moda e só fazem sentido em lugares muito quentes. Maracatú eu nem sei o que é, então não faz falta (se não é de comer ou de passar no pão, caguei mais ainda). E terreiro é misticismo e não faz nada.

Alguém notou que ele está usando o português?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 07 de Abril de 2016, 11:18:47
(http://institutolibertare.com.br/wp-content/uploads/2016/02/reajuste-salarial.jpg)


 :umm:

Acho válido.

Racista.

Dreads são nojentos.

Tudo bem.
Turbantes não estão na moda e só fazem sentido em lugares muito quentes.

E o que é que esta na moda?

De todo jeito, estar ou não na moda implica em que?

Maracatú eu nem sei o que é, então não faz falta (se não é de comer ou de passar no pão, caguei mais ainda).

Você tem quantos anos?

Se tem mais de 5 e mora no Brasil, é impressionante como conseguiu chegar nessa idade sem ter nem ouvido falar em Maracatu.

É tipo o pessoal que nunca ouviu falar em Djavan, sertanejo moderninho, iPad, cerveja... O esforço a se fazer pra não ver nada relacionado deve ser absurdo.

E terreiro é misticismo e não faz nada.

Não entendi.

Alguém notou que ele está usando o português?

É porque ele foi obrigado a usar pelos povos que o escravizam e escravizaram seus antepassados.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Gaúcho em 07 de Abril de 2016, 11:23:19
Eu também não faço ideia do que seja Maracatu.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 07 de Abril de 2016, 11:27:43
Eu também não faço ideia do que seja Maracatu.

E é exatamente por ver esse tipo de coisa nesses ambientes tipo o CC, que a gente nunca deve ficar muito surpreso quando vê aqueles vídeos de gringos sendo ridicularizados por não saberem coisas banais, do tipo, a lua não ser uma estrela (não me surpreenderei caso isso também seja uma surpresa para alguém).

 :lol:
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 07 de Abril de 2016, 11:28:47
(http://institutolibertare.com.br/wp-content/uploads/2016/02/reajuste-salarial.jpg)


 :umm:

O link da foto informa que é sobre 'campanha salarial'.

Ela não foi 'photoshopada' para colocar o texto atual?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 07 de Abril de 2016, 11:33:06
[...]
Maracatú eu nem sei o que é, então não faz falta (se não é de comer ou de passar no pão, caguei mais ainda).
Você tem quantos anos?

Se tem mais de 5 e mora no Brasil, é impressionante como conseguiu chegar nessa idade sem ter nem ouvido falar em Maracatu.

É tipo o pessoal que nunca ouviu falar em Djavan, sertanejo moderninho, iPad, cerveja... O esforço a se fazer pra não ver nada relacionado deve ser absurdo.
[...]

Eu tenho 53 anos.

E não dou a mínima para maracatu, Djavan, sertanejo moderninho, iPad e cerveja.

 :)

 :P
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 07 de Abril de 2016, 11:33:44
(http://institutolibertare.com.br/wp-content/uploads/2016/02/reajuste-salarial.jpg)


 :umm:

O link da foto informa que é sobre 'campanha salarial'.

Ela não foi 'photoshopada' para colocar o texto atual?

Eu acho que é só por causa da "URL" apontada e o nome do arquivo no site.

No Google é possível achar essa mesma imagem hospedada em outros locais, até mesmo em fontes que apoiam "a causa": https://static.wixstatic.com/media/c2a396_809a4db9b3a74951ac082f931fa83b82.jpg/v1/fill/w_652,h_489,al_c,q_80,usm_0.66_1.00_0.01/c2a396_809a4db9b3a74951ac082f931fa83b82.jpg
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 07 de Abril de 2016, 11:34:57
(http://institutolibertare.com.br/wp-content/uploads/2016/02/reajuste-salarial.jpg)


 :umm:

O link da foto informa que é sobre 'campanha salarial'.

Ela não foi 'photoshopada' para colocar o texto atual?

Eu acho que é só por causa da "URL" apontada e o nome do arquivo no site.

No Google é possível achar essa mesma imagem hospedada em outros locais, até mesmo em fontes que apoiam "a causa": https://static.wixstatic.com/media/c2a396_809a4db9b3a74951ac082f931fa83b82.jpg/v1/fill/w_652,h_489,al_c,q_80,usm_0.66_1.00_0.01/c2a396_809a4db9b3a74951ac082f931fa83b82.jpg

Então não resta dúvida.

Estamos diante de mais um idiota.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 07 de Abril de 2016, 11:35:21
[...]
Maracatú eu nem sei o que é, então não faz falta (se não é de comer ou de passar no pão, caguei mais ainda).
Você tem quantos anos?

Se tem mais de 5 e mora no Brasil, é impressionante como conseguiu chegar nessa idade sem ter nem ouvido falar em Maracatu.

É tipo o pessoal que nunca ouviu falar em Djavan, sertanejo moderninho, iPad, cerveja... O esforço a se fazer pra não ver nada relacionado deve ser absurdo.
[...]

Eu tenho 53 anos.

E não dou a mínima para maracatu, Djavan, sertanejo moderninho, iPad e cerveja.

 :)

 :P

Ah, certamente não dar a mínima é diferente de nunca ter ouvido falar. :lol:

Normalmente esse tipo de afirmativa é usada pra tentar desdenhar de algo que desagrada por algum motivo. Tipo o pessoal, em resposta a um discurso meio pedante do Ed Motta, que responde falando: "quem é Ed Motta mesmo? Nunca nem ouvi!".
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 07 de Abril de 2016, 11:35:47
(http://institutolibertare.com.br/wp-content/uploads/2016/02/reajuste-salarial.jpg)


 :umm:

O link da foto informa que é sobre 'campanha salarial'.

Ela não foi 'photoshopada' para colocar o texto atual?

Eu acho que é só por causa da "URL" apontada e o nome do arquivo no site.

No Google é possível achar essa mesma imagem hospedada em outros locais, até mesmo em fontes que apoiam "a causa": https://static.wixstatic.com/media/c2a396_809a4db9b3a74951ac082f931fa83b82.jpg/v1/fill/w_652,h_489,al_c,q_80,usm_0.66_1.00_0.01/c2a396_809a4db9b3a74951ac082f931fa83b82.jpg

Então não resta dúvida.

Estamos diante de mais um idiota.

Infelizmente.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Gaúcho em 07 de Abril de 2016, 11:37:23
Por algum motivo, me soa como algo da Bahia. :lol:
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 07 de Abril de 2016, 11:39:23
Por algum motivo, me soa como algo da Bahia. :lol:

Seria ótimo se somente por lá existissem idiotas.

Mas, infelizmente....
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 07 de Abril de 2016, 12:20:09
Muito surpreso de não ter "feijoada" listada aí.

Foi uma das primeiras coisas sobre a qual vi essa indignação segregacionista brasileira.

Comentários no youtube, ou talvez facebook, twitter,  sobre ser errado fazer "feijoada vegetariana", não pelo motivo óbvio (vegetariana), mas por "descaracterizar o que a feijoada representa para o povo negro".

Logo quem tem restaurante étnico ou serve pratos de diferentes origens étnicas será legalmente obrigado a contratar cozinheiros étnicos e/ou a só servir pessoas da etnia correspondente, se as coisas dependerem desses gênios da "justiça social".

Os caras realmente se esforçam para transformar a coisa de verdade no que se teria por uma caricatura.




Citação de: Thomas Sowell
THE WORLD HAS BEEN MULTICULTURAL for centuries, before this word was coined. Moreover, it has been multicultural in a very real and practical way, directly the opposite of the way being urged by today's "multiculturalism" cult.

The very paper on which these words are written was invented in China, as was the art of printing. The letters come from ancient Rome and the numbers from India, via the Arabs. All this is being written by a man of African ancestry as he listens to music by a Russian composer.



Citar
Afinal, quem são os racistas?
por Thomas Sowell (http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1732)


[...] Ninguém pode negar que há anti-semitismo e que já houve discriminação aos asiáticos.  Sempre houve.  Mas eles nunca seguiram "líderes" cujas mensagens e atitudes serviram apenas para mantê-los presos à condição de bovinos.

Essa postura de dizer aos seus "seguidores" que eles são mais atrasados, tanto econômica quanto educacionalmente, por causa de outros grupos "opressores" — e que, portanto, eles devem odiar estas outras pessoas — tem paralelos na história recente.  Essa foi a mesma motivação utilizada pelos movimentos anti-semita no Leste Europeu no período entre-guerras, pelos movimentos anti-Ibo na Nigéria na década de 1960, e pelos movimentos anti-Tamil, que fizeram com que o Sri Lanka, outrora uma nação pacífica e famosa por sua harmonia intergrupal, se rebaixasse, por influência de intelectuais, à violência étnica e depois se degenerasse em uma guerra civil que durou décadas e produziu indescritíveis atrocidades.

Será tão difícil entender, mesmo com todos os exemplos históricos, que o progresso não pode ser alcançado por meio de líderes raciais ou étnicos?  Tais líderes possuem incentivos em demasia para promover atitudes e políticas polarizadoras que são contraproducentes para as minorias que eles juram defender e desastrosas para o país.  Eles se utilizam das minorias para proveito próprio, atribuindo a elas incapacidades crônicas que supostamente só podem ser resolvidas por políticas que eles irão criar.  Eles são os verdadeiros racistas.

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Brienne of Tarth em 07 de Abril de 2016, 12:37:21
Comentário sobre esse assunto feito pela minha filha de 11 anos: "mas mãe, combater racismo com racismo é...racismo!!
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 07 de Abril de 2016, 12:45:26
Muito surpreso de não ter "feijoada" listada aí.

Feijoada não tem origem negra. Existe em vários países e chegou por aqui pelos portugueses. Nos EUA um dos alimentos enlatados mais comuns é o "Pork and beans"
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 07 de Abril de 2016, 13:01:17
Essa é a narrativa apologética da patriarquia branco-supremacista, que remove o contexto histórico do que as coisas representam para a realidade social das pessoas oprimidas.

Ou "white-mansplaining", "whitewashing", para termos pop que resumem isso.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 07 de Abril de 2016, 13:04:33

Logo quem tem restaurante étnico ou serve pratos de diferentes origens étnicas será legalmente obrigado a contratar cozinheiros étnicos e/ou a só servir pessoas da etnia correspondente, se as coisas dependerem desses gênios da "justiça social".


E talvez até mesmo só permitirem restaurantes étnicos nos locais de origem daquela etnia e que são, naturalmente, habitados somente por gente da mesma etnia.

Daí, finalmente, o racismo seria exterminado da sociedade.

Agora, muito curioso falarem em restaurantes e comida quando se tem em alvo o povo africano, que mal tem o que comer. É só mesmo mais uma tentativa de fazer piadas com quem sofre as mazelas provocadas pelo capital financeiro.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 07 de Abril de 2016, 13:09:03

Logo quem tem restaurante étnico ou serve pratos de diferentes origens étnicas será legalmente obrigado a contratar cozinheiros étnicos e/ou a só servir pessoas da etnia correspondente, se as coisas dependerem desses gênios da "justiça social".


E talvez até mesmo só permitirem restaurantes étnicos nos locais de origem daquela etnia e que são, naturalmente, habitados somente por gente da mesma etnia.

Daí, finalmente, o racismo seria exterminado da sociedade.

Agora, muito curioso falarem em restaurantes e comida quando se tem em alvo o povo africano, que mal tem o que comer. É só mesmo mais uma tentativa de fazer piadas com quem sofre as mazelas provocadas pelo capital financeiro.

Um colega falou que numa praça de alimentação de um hipermercado daqui tem um restaurante de comida mineira com atendentes orientais, e ao lado tem um restaurante de comida chinesa com negras e latinas.

Obviamente estão provocando a sociedade. deve ser publicidade da Benetton.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 07 de Abril de 2016, 13:14:05

Logo quem tem restaurante étnico ou serve pratos de diferentes origens étnicas será legalmente obrigado a contratar cozinheiros étnicos e/ou a só servir pessoas da etnia correspondente, se as coisas dependerem desses gênios da "justiça social".


E talvez até mesmo só permitirem restaurantes étnicos nos locais de origem daquela etnia e que são, naturalmente, habitados somente por gente da mesma etnia.

Daí, finalmente, o racismo seria exterminado da sociedade.

Agora, muito curioso falarem em restaurantes e comida quando se tem em alvo o povo africano, que mal tem o que comer. É só mesmo mais uma tentativa de fazer piadas com quem sofre as mazelas provocadas pelo capital financeiro.

Um colega falou que numa praça de alimentação de um hipermercado daqui tem um restaurante de comida mineira com atendentes orientais, e ao lado tem um restaurante de comida chinesa com negras e latinas.

Obviamente estão provocando a sociedade. deve ser publicidade da Benetton.

É impressionantemente dúbio isso de "comida chinesa com negras e latinas" e "comida mineira com atendentes orientais".

 :lol:
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Brienne of Tarth em 07 de Abril de 2016, 13:16:02
Meh. E eu, que além de mulher sou mulata, não posso defender homens e nem usar cabelo liso, senão sou uma "traidora da raça".

Pelas barbas da Vovó Mafalda... |(
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 07 de Abril de 2016, 13:24:18
Turbantes não estão na moda e só fazem sentido em lugares muito quentes.

E o que é que esta na moda?

De todo jeito, estar ou não na moda implica em que?

Não implica em nada, seu implicante. Aliás, linda pochete a sua. Combina com as calças boca-de-sino que com certeza você ainda usa.

Maracatú eu nem sei o que é, então não faz falta (se não é de comer ou de passar no pão, caguei mais ainda).

Você tem quantos anos?

31. Mas vou fazer 32 (se minha matemática estiver em dia).

Se tem mais de 5 e mora no Brasil, é impressionante como conseguiu chegar nessa idade sem ter nem ouvido falar em Maracatu.

Já ouvi falar. Só não sei o que é. Já imaginava que tinha ligação com música.

Aliás, você sabe o que é caviar? Tem gente que "nunca viu nem comeu mas só ouve falar". Agora vai lá "implicar" com o Zeca Pagodinho (o verdadeiro e único Brahma). (viu, tenho algumas referências carioca-pop)

É tipo o pessoal que nunca ouviu falar em Djavan, sertanejo moderninho, iPad, cerveja... O esforço a se fazer pra não ver nada relacionado deve ser absurdo.

Já ouvi falar em tudo isso. Não gosto de nenhum.

E terreiro é misticismo e não faz nada.

Não entendi.

Terreiro é tipo a igreja da umbanda. É misticismo assim como uma igreja ou o catolicismo também é. Aliás, é impressionante como conseguiu chegar nesta idade sem ter ouvido falar em terreiro... Seu pardo!

Alguém notou que ele está usando o português?

É porque ele foi obrigado a usar pelos povos que o escravizam e escravizaram seus antepassados.

Ele não é obrigado a usar. Poderia adotar o miguxês ou o internetês. Quem sabe até o italiano, que é o idioma mais foda do mundo (e não é puxar sardinha para meus antepassados).
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 07 de Abril de 2016, 13:25:43
É impressionantemente dúbio isso de "comida chinesa com negras e latinas" e "comida mineira com atendentes orientais".

 :lol:

Pedacinhos de negras e latinas. Bem passado.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Johnny Cash em 07 de Abril de 2016, 13:58:02
 :P

E terreiro é misticismo e não faz nada.

Não entendi.

Terreiro é tipo a igreja da umbanda. É misticismo assim como uma igreja ou o catolicismo também é. Aliás, é impressionante como conseguiu chegar nesta idade sem ter ouvido falar em terreiro... Seu pardo!

Terreiro e Igreja não são "misticismo", embora sejam "ambientes" em que ocorra misticismo/práticas místicas.

Eu já tinha ouvido falar, claro. Até porque, vindo do interior, é comum la as pessoas terem terreiros no fundo das próprias casas.

Alguém notou que ele está usando o português?

É porque ele foi obrigado a usar pelos povos que o escravizam e escravizaram seus antepassados.

Ele não é obrigado a usar. Poderia adotar o miguxês ou o internetês. Quem sabe até o italiano, que é o idioma mais foda do mundo (e não é puxar sardinha para meus antepassados).

Não é obrigado... claro... caso opte por ser chicoteado, jogado em celas lotadas (porque é isso que acontece com nossa população majoritariamente negra) ou nunca mais empregado em qualquer lugar. Pois é isso que acontece, no mínimo, com o verdadeiro povo.

Como se não bastasse quererem que o negro se mantenha calado o tempo todo, defendem agora que quando ele resolve falar pra expôr a situação de opressão em que vive, que se comunique em miguxês (Pita Talk em Portugal), sendo mais uma vez humilhadx, como se fosse pra sempre adolescente/infantilóide.

#foraGlobo
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 07 de Abril de 2016, 14:04:49
sendo mais uma vez humilhadx

Toda vez que leio essas palavras com x no lugar da vogal, eu leio no caso "humilhadis" e imediatamente me lembro do Mussum.  :lol:
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Diegojaf em 07 de Abril de 2016, 16:53:32
(http://imguol.com/c/noticias/53/2016/04/06/pichacao-racista-no-banheiro-do-ifch-instituto-de-filosofia-e-ciencias-humanas-da-unicamp-universidade-estadual-de-campinas-1459964334427_615x300.jpg)

 ::)  (http://educacao.uol.com.br/noticias/2016/04/06/universidade-tem-nova-pichacao-racista-tirem-os-pretos-da-unicamp.htm)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 07 de Abril de 2016, 18:44:52
:shock:

Oh! Então EXISTE racismo!

Estou simplesmente chocado.


(Ainda mais que, se alguém escreveu algo em algum lugar, e está na internet, deve ser real mesmo. Nem os pichadores nem as pessoas por trás da internet aceitariam publicações que minassem sua credibilidade como veículo de comunicação)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Diegojaf em 07 de Abril de 2016, 19:02:48
Clique no smile e seja feliz.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Geotecton em 07 de Abril de 2016, 19:05:37
(http://imguol.com/c/noticias/53/2016/04/06/pichacao-racista-no-banheiro-do-ifch-instituto-de-filosofia-e-ciencias-humanas-da-unicamp-universidade-estadual-de-campinas-1459964334427_615x300.jpg)

 ::)  (http://educacao.uol.com.br/noticias/2016/04/06/universidade-tem-nova-pichacao-racista-tirem-os-pretos-da-unicamp.htm)

Mais um idiota.

Branco, desta vez.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 07 de Abril de 2016, 19:14:24
"Pichação racista no banheiro do IFCH (Instituto de Filosofia e Ciências Humanas) da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas)"

:biglol:
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 07 de Abril de 2016, 19:58:39
Citar até a KKK está exagerado, hein!?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 08 de Abril de 2016, 15:36:22
(http://imguol.com/c/noticias/53/2016/04/06/pichacao-racista-no-banheiro-do-ifch-instituto-de-filosofia-e-ciencias-humanas-da-unicamp-universidade-estadual-de-campinas-1459964334427_615x300.jpg)

 ::)  (http://educacao.uol.com.br/noticias/2016/04/06/universidade-tem-nova-pichacao-racista-tirem-os-pretos-da-unicamp.htm)

Mais um idiota.

Branco, desta vez.
Não da para saber, talvez seja pardo, mulato, amarelo, ou mesmo negro, como saber?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 08 de Abril de 2016, 16:05:08
(http://imguol.com/c/noticias/53/2016/04/06/pichacao-racista-no-banheiro-do-ifch-instituto-de-filosofia-e-ciencias-humanas-da-unicamp-universidade-estadual-de-campinas-1459964334427_615x300.jpg)

 ::)  (http://educacao.uol.com.br/noticias/2016/04/06/universidade-tem-nova-pichacao-racista-tirem-os-pretos-da-unicamp.htm)

Mais um idiota.

Branco, desta vez.
Não da para saber, talvez seja pardo, mulato, amarelo, ou mesmo negro, como saber?

Quando eu vi a imagem, me lembrei daqueles MAVs infiltrados se passando por coxinhas e espalhando racismo e xenofobia pelas redes sociais para manchar a imagem dos coxinhas.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 08 de Abril de 2016, 16:21:47
Algum dia eu procuro, mas acho que já vi sobre um caso desses mais extremo ainda do que o daquela menina que gravou um "B" de Barack Obama na própria testa para fazer propaganda anti-negros eleitores do Obama. Algo sobre uma lésbica que teria meio que "se espancado", de alguma forma. Não lembro de detalhes do caso*, acho que havia algo como ela ter dito coisas no twitter alguns dias antes que depois se encaixavam em algo com isso, mas talvez seja num nível argumentável de ser só livre-associação. Algo/coisas como "em alguns dias estarei dando um grande passo pela luta por nossos direitos/respeito, aguardem só", fazendo suspense sobre algo grandioso quando ela mal seria qualquer ativista antes disso.

* a bem da verdade não tenho certeza se realmente foi confirmado que ela "se espancou", pensando agora nas dificuldades em se comprovar isso, raramente algo tão oportuno quanto o B "espelhado" por ter sido feito olhando no espelho da outra daria essa indicação, acho. Talvez feridas leves demais para o relatado, não lembro.



Ah, esquece. Acho que nunca vou encontrar. Nem tenho certeza de que em país teria ocorrido, só provavelmente algum anglófono.







https://www.youtube.com/v/eLt5U7VcHw8

Medo de olhar nos vídeos recomendados associados a esse.







Será que, indo na mesma linha, racistas, homofóbicos, etc, também fazem pixações retrucando/refutando racismo/homofobia/etc, talvez até mais radicais? Assim ocultando sua presença e fazendo os outros parecerem mais radicais da mesma forma. É possível :biglol:
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 08 de Abril de 2016, 16:53:23
Teve uma brasileira na Suíça ou Suécia que fez vários cortes no rosto e/ou no corpo para tentar acusar os xenófobos do país. Causou uma comoção por aqui, fazendo até o governo cobrar explicações do governo do país.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Diegojaf em 08 de Abril de 2016, 18:13:36
Putz...

Quando a mensagem é racista, é um negro/esquerdista/MAV infiltrado...

Quando a mensagem é de algum fake no FB... é claro que é uma liderança real dos movimentos sociais que representa a ampla maioria do movimento. Vamos apontar e rir de como são ridículos esses movimentos!!!

O cérebro de vocês é um barato. :lol:
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 08 de Abril de 2016, 18:28:49
Bem, por "vocês" deve estar falando mais do Skeptikos e talvez do Lorentz, já que eu tenho quase certeza que mencionei suspeitas de ambos os lados da coisa, e não nesse "padrão". :hein:

De qualquer forma, a lei de Poe é constante nesse tema, e se amplia em algo por ser combinada a aparente escassez de crítica interna desses movimentos a essas facetas caricaturais. Parece que em 99% do tempo, infelizmente, quando algum "guerreiro da justiça social" faz colocações ridículas, ele será largamente mais criticado do lado oposto do espectro, pendendo ao outro extremo ou já nele, e muito mais raramente "internamente"*. Inclusive se você se diz esquerdista/ateu etc e tal enquanto critica alguma coisa, não raramente vão te dizer que é direitista, fascista, que nem é ateu, e daí para pior. Calha de concordar com alguma crítica de alguma origem meio olavo-carvalhóide, então? Desiste, é reaça enrustido mesmo, com carteirinha da TFP escondida num compartimento secreto da carteira. (Do outro lado, você é cripto-comunista, marxista cultural, gayzista, maconhista, defensor dos bandidos, etc :biglol:)


* Acho que coloquei uma vez que parece que ambos os lados estão num ciclo de alimentação mútua positiva. Cada um acidentalmente colabora evidenciando a "razão" do outro com seus extremos/distorções. Curiosamente vi recentemente o Reinaldo Azevedo, acho, falar algo bem parecido sobre Bolsonaro e Jean Willys, acho.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 08 de Abril de 2016, 18:47:08
Putz...

Quando a mensagem é racista, é um negro/esquerdista/MAV infiltrado...

Quando a mensagem é de algum fake no FB... é claro que é uma liderança real dos movimentos sociais que representa a ampla maioria do movimento. Vamos apontar e rir de como são ridículos esses movimentos!!!

O cérebro de vocês é um barato. :lol:
Reconheço que isso possa acontecer comigo em algumas situações. Em minha defesa gostaria de dizer que apesar de indesejável para o pensamento racional e crítico, este comportamento é natural (comum), raramente prestamos atenção aquilo que não confirma as nossas expectativas ou raramente nos dedicamos em examinarmos criticamente aquilo que se apresenta a primeira vista como uma confirmação de nossas expectativas, mas assim que algo que refute as nossas crenças seja ostensivamente apresentado, um exame extremamente crítico a procura de erros se inicia. Eu confesso já ter me pegado por vezes examinando criticamente um estudo que refutava as minhas expectativas, a procura de erros metodológicos, indícios de parcialidade ou erros de interpretação conceitual ou dos resultados, enquanto noutros momentos me peguei reproduzindo irrefletidamente conclusões e afirmações que confirmavam aquilo que eu já acreditava, ignorando possibilidades plausíveis, variáveis e fatores pertinentes que facilmente colocariam em cheque as minhas conclusões.

No entanto eu tenho conscientemente me esforçado para ser o mais neutro, justo e imparcial possível nas minhas avaliações, e sempre que alguma atitude minha ir na direção contrária deste preceito, ficaria agradecido se me chamassem a atenção para este fato.  :ok:
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 08 de Abril de 2016, 19:45:42
Teve uma brasileira na Suíça ou Suécia que fez vários cortes no rosto e/ou no corpo para tentar acusar os xenófobos do país. Causou uma comoção por aqui, fazendo até o governo cobrar explicações do governo do país.

:hein: É bem capaz do caso de que eu falava ser esse mesmo. Espero que seja, embora ache um pouco estranho não lembrar ser brasileira, e "lembrar" desses detalhes errados (falso ataque homofóbico). Mas deve ser isso mesmo.

Paula Oliveira, condenada por mentir sobre ataque neonazista na Suíça, já está de volta a Pernambuco
http://oglobo.globo.com/politica/paula-oliveira-condenada-por-mentir-sobre-ataque-neonazista-na-suica-ja-esta-de-volta-a-3040284
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 08 de Abril de 2016, 20:03:12
Putz...

Quando a mensagem é racista, é um negro/esquerdista/MAV infiltrado...

Ninguém afirmou, mas levanta suspeitas por ser muita caricata a pichação. Eu não duvido que exista racismo, mas eu tenho dificuldades de acreditar que num ambiente com jovens isso seja tão caricato assim.

Desculpe se sou cético.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 08 de Abril de 2016, 20:07:06
Diego, alguém assumiu a pichação? A pichação representa a maioria racista ou se trata de um caso isolado de algum maluco?

Aliás, um maluco que eu nem classificaria de racista, mas de doente mental, pois as citações as KKK são absurdas.

Ou todos os racistas admiram a KKK? Não existem graus de racismo? Todo mundo baba ódio mortal?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 08 de Abril de 2016, 21:22:17
Um monte de pichações apanhadas pela busca do google por "pichações unicamp", mas não são todas da Unicamp:

(http://s2.glbimg.com/gjto_kimkR1EAsWRA8RWOPTCXKk=/620x465/s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2016/03/08/white_power_bruno_A7GqbWt.jpg)

(http://imguol.com/c/noticias/2014/12/08/unicamp-transexuais-1418060145539_615x470.jpg)

(http://www.geledes.org.br/wp-content/uploads/2016/03/1914093_1131139026937728_8416819197496853490_n-7d00c.jpg?6857a6)

(http://imguol.com/c/noticias/2014/12/08/unicamp-transexuais-1418060141919_615x470.jpg)

(http://i0.wp.com/cartacampinas.com.br/wp-content/uploads/anamaramoira.jpg)

(http://s2.glbimg.com/Hzm9GANsI1hMA-O-05MVcgvvezU=/620x465/s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2016/03/08/simbolo_nazista_-_repr._face.jpg)

(http://www.ceert.org.br/img/noticias/originais/10833-apos-pichacoes-racistas-unicamp-admite-problema-e-divulga-medidas.jpg)

(http://ggnnoticias.com.br/sites/default/files/admin/racismo-ufabc.jpg)

(http://s2.glbimg.com/aZBu0oQgdoJnl4GhXOcMNEDROuc=/s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2013/10/04/unicamp.jpg)

(http://40.media.tumblr.com/tumblr_l8fuf9UT251qcsdxso1_500.jpg)

(http://www.revistaforum.com.br/wp-content/uploads/2015/09/morte-comunistas-unicamp1.jpg)

(http://almapreta.com/wp-content/uploads/2016/03/Picha%C3%A7%C3%A3o-Mack.jpg)

(http://pbs.twimg.com/media/CKxfBKaWwAA8Bxm.jpg)

(http://41.media.tumblr.com/tumblr_l5u2o5FDzY1qcsdxso1_500.jpg)

(http://41.media.tumblr.com/tumblr_l452b2NNet1qcsdxso1_500.jpg)

(http://40.media.tumblr.com/tumblr_m6jwfvUYYG1qcsdxso1_500.jpg)















(http://institutolibertare.com.br/wp-content/uploads/2016/02/reajuste-salarial.jpg)


 :umm:

(http://www.esquerdadiario.com.br/IMG/jpg/img_9505.jpg)


A imagem é de um "ato contra o racismo". Não pode usar o cabelo "afro", mas capoeira pode? Por que cabelos "afro" para não-"afros" também não podem ser tidos como algo que seria incluído num "ato contra o racismo"? :hein:

Se é que essa prática é autorizada, hoje em dia. Não li o texto, talvez esteja havendo protesto em torno disso.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Rocky Joe em 08 de Abril de 2016, 21:27:27
Eu gostaria de conhecer uma pessoa que escreve em banheiros. O que as motiva para tal. Ainda mais hoje em dia, com tantos lugares para expressar sua opinião (e tentar foda).
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 08 de Abril de 2016, 21:28:40
Eu posso ter vivido num ambiente muito tolerante, porque eu nunca vi ninguém racista assim em toda minha vida, tirando justamente algumas pessoas mais velhas falando coisas típicas de velhos como "coisa de preto" e etc.

Por este motivo eu me espanto quando vejo esse tipo de manifestação radical e caricata.

Alguém que tenha cursado universidades mais elitizadas saberia dizer qual o percentual de pessoas declaradamente racistas? Seria um número considerável ou são apenas pessoas isoladas?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 09 de Abril de 2016, 14:44:33
É impossível alguém dar um percentual que não seja um chutão, sem uma pesquisa com alguma metodologia que tente de alguma forma razoável contornar o problema de não ser restrito ao racismo declarado, até porque meio que é crime declarar. As pessoas vão tender a inflar e deflar a estimativa subjetiva de acordo com ideologia e como ela dita que o mundo é ou deveria ser. (Nem estudos serão sempre livres desse problema)

Acho que não é necessariamente algo mais esperado em ambientes "de elite", talvez parte significativa disso venha de brancos mais pobres frustrados e que se acham inerentemente "merecedores" de uma posição melhor do que a dos negros e mulatos. Já vi (em ambiente não "de elite") um num perfil que poderia bem fazer pichações dessas. Isolado, e era até ridicularizado pelo racismo.

Num livro/pesquisa sobre o perfil ideológico do brasileiro era dito que os mais pobres são mais racistas/preconceituosos (mas talvez sejam só mais abertamente assim). Não sei se eles consideravam racismo contra brancos, também.





Eu gostaria de conhecer uma pessoa que escreve em banheiros. O que as motiva para tal. Ainda mais hoje em dia, com tantos lugares para expressar sua opinião (e tentar foda).
:hein:
Bem, alguns parece que deixam e-mail e telefone de contato... :/
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Dr. Manhattan em 09 de Abril de 2016, 15:43:23
Eu posso ter vivido num ambiente muito tolerante, porque eu nunca vi ninguém racista assim em toda minha vida, tirando justamente algumas pessoas mais velhas falando coisas típicas de velhos como "coisa de preto" e etc.

Por este motivo eu me espanto quando vejo esse tipo de manifestação radical e caricata.

Alguém que tenha cursado universidades mais elitizadas saberia dizer qual o percentual de pessoas declaradamente racistas? Seria um número considerável ou são apenas pessoas isoladas?

Eu acho que cabe aqui uma generalização da Primeira Lei de Manhattan sobre o Trânsito*: nunca subestime o potencial para estupidez das pessoas. As universidades costumam fornecer uma amostra do modo de pensar de um subgrupo da população. Se 90%** desse universo de estudantes não é racista, para uma universidade com corpo discente de, digamos 30.000, resultam 3.000 racistas. Se 10% desses são raivosos o suficiente para escrever frases imbecis nos banheiros, aí teremos um contingente de 300 idiotas pichadores.



*Nunca subestime o grau de barbeiragem de um motorista.
** Estou sendo gentil. Certamente essa porcentagem é menor.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 09 de Abril de 2016, 15:51:04
O mesmo se aplica para racismo/outro-ismo em qualquer direção* também haverá uma porcentagem N qualquer disposta a fazer pichações "falsas", então a coisa fica mais complicada de se avaliar só por esse sintoma.

* bem como a apenas uma "síndrome de Munchausen social", sem racismo/outro-ismo.

E ainda tem os simplesmente "trolls", também.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 09 de Abril de 2016, 16:46:36
O mesmo se aplica para racismo/outro-ismo em qualquer direção* também haverá uma porcentagem N qualquer disposta a fazer pichações "falsas", então a coisa fica mais complicada de se avaliar só por esse sintoma.

* bem como a apenas uma "síndrome de Munchausen social", sem racismo/outro-ismo.

E ainda tem os simplesmente "trolls", também.

Mas segundo o Diegojaf, achar que demonstrações de racismo exageradas é coisa de troll é errado. Quem sabe racista.



Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 09 de Abril de 2016, 18:06:40
Já fica implícito que a pessoa considera haver um racismo "moderado", correto.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 10 de Abril de 2016, 10:33:08
Putz...

Quando a mensagem é racista, é um negro/esquerdista/MAV infiltrado...

Quando a mensagem é de algum fake no FB... é claro que é uma liderança real dos movimentos sociais que representa a ampla maioria do movimento. Vamos apontar e rir de como são ridículos esses movimentos!!!

O cérebro de vocês é um barato. :lol:

O caso da Maju me faz desconfiar de toda mensagem racista divulgada em locais públicos, ainda mais quando exagerada no conteúdo, quantidade e frequência.

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 10 de Abril de 2016, 10:40:39
Eu posso ter vivido num ambiente muito tolerante, porque eu nunca vi ninguém racista assim em toda minha vida, tirando justamente algumas pessoas mais velhas falando coisas típicas de velhos como "coisa de preto" e etc.

Por este motivo eu me espanto quando vejo esse tipo de manifestação radical e caricata.

Alguém que tenha cursado universidades mais elitizadas saberia dizer qual o percentual de pessoas declaradamente racistas? Seria um número considerável ou são apenas pessoas isoladas?

Tem gente que escreve coisas racistas só pra "causar" ou "trollar", pra gerar reação nos demais, sem que a pessoa em si seja um racista "sério".
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 10 de Abril de 2016, 10:46:37
Eu gostaria de conhecer uma pessoa que escreve em banheiros. O que as motiva para tal.

Tempo e privacidade.





Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Dr. Manhattan em 10 de Abril de 2016, 10:47:18
O mesmo se aplica para racismo/outro-ismo em qualquer direção* também haverá uma porcentagem N qualquer disposta a fazer pichações "falsas", então a coisa fica mais complicada de se avaliar só por esse sintoma.

* bem como a apenas uma "síndrome de Munchausen social", sem racismo/outro-ismo.

E ainda tem os simplesmente "trolls", também.

Mas segundo o Diegojaf, achar que demonstrações de racismo exageradas é coisa de troll é errado. Quem sabe racista.


Sem querer tomar as dores do Jaf, mas creio que o que ele afirma é que supor automaticamente que se trata de coisa de troll é que é errado. E concordo com ele. Até prova em contrário, temos motivo para supor que o autor da pichação realmente acredita no que diz. Novamente, nunca subestime o grau de estupidez das pessoas. O troll, apesar de tudo, sabe que ao escrever a pichação está assumindo o papel de um idiota racista, o que implica em um grau de auto-consciência ligeiramente acima do de um racista de verdade. Minha experiência nos diz que esse tipo de gente é uma minoria entre os idiotas.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 10 de Abril de 2016, 17:59:49
O mesmo se aplica para racismo/outro-ismo em qualquer direção* também haverá uma porcentagem N qualquer disposta a fazer pichações "falsas", então a coisa fica mais complicada de se avaliar só por esse sintoma.

* bem como a apenas uma "síndrome de Munchausen social", sem racismo/outro-ismo.

E ainda tem os simplesmente "trolls", também.

Mas segundo o Diegojaf, achar que demonstrações de racismo exageradas é coisa de troll é errado. Quem sabe racista.


Sem querer tomar as dores do Jaf, mas creio que o que ele afirma é que supor automaticamente que se trata de coisa de troll é que é errado.
Creio que não foi isso que ele pensou, e sim que é contraditório ou incoerente duvidar da autenticidade de uma manifestação racista em relação aos negros, mas não ter esta mesma conduta crítica quando manifestações racistas advindas de ativistas do próprio movimento negro são expostas.

E concordo com ele. Até prova em contrário, temos motivo para supor que o autor da pichação realmente acredita no que diz.
É razoável pensar assim, mas até que se comprove quem foi de fato o autor da mensagem e quais eram as suas reais intenções, também não temos razões suficientes para concluir que a intenção do autor do ato fora genuinamente racista, e muito menos que este seja uma pessoa branca.

Abraços!
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 10 de Abril de 2016, 18:03:31
O mesmo se aplica para racismo/outro-ismo em qualquer direção* também haverá uma porcentagem N qualquer disposta a fazer pichações "falsas", então a coisa fica mais complicada de se avaliar só por esse sintoma.

* bem como a apenas uma "síndrome de Munchausen social", sem racismo/outro-ismo.

E ainda tem os simplesmente "trolls", também.

Mas segundo o Diegojaf, achar que demonstrações de racismo exageradas é coisa de troll é errado. Quem sabe racista.


Sem querer tomar as dores do Jaf, mas creio que o que ele afirma é que supor automaticamente que se trata de coisa de troll é que é errado. E concordo com ele. Até prova em contrário, temos motivo para supor que o autor da pichação realmente acredita no que diz. Novamente, nunca subestime o grau de estupidez das pessoas. O troll, apesar de tudo, sabe que ao escrever a pichação está assumindo o papel de um idiota racista, o que implica em um grau de auto-consciência ligeiramente acima do de um racista de verdade. Minha experiência nos diz que esse tipo de gente é uma minoria entre os idiotas.

Não acho que temos motivo para assumir que a pichação é uma "mensagem" legítima/honesta.

Veja as pichações que coloquei duma busca de "pichações unicamp". Tem uma parcela que supostamente seriam mesmo "mensagens", e uma outra parte, que deve ser a maioria das pichações, mesmo não sendo a maioria dos resultados, que são só zoeira.

Acho que você superestima a mente de alguém que fosse postar pichar essas coisas só para causar. É ainda algo bem num nivel beavis-&-butthediano de sofisticação. Também não é impensável alguém fazer a mesma coisa, mas para criar munição para a própria causa/ideologia, o que parece ser bastante provável numa faculdade de humanas. Onde parece que tais pichações são mais comuns, que acho que seria o menos esperado da freqüência de pichações como "mensagens sinceras".

Serem mais comuns onde são menos esperadas da ideologia da população deve pesar mais tanto para as hipóteses de ser munição fabricada quanto trolagem de quem só quer se divertir com isso.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 12 de Abril de 2016, 02:20:44
Achei acidentalmente (e põe acidente nisso) mais um caso de falsa agressão quando procurava por imagens relacionadas ao mesmo tempo a islã e ETs/UFO:


Citar
Muslim Woman Lied About Being Slashed In Face And Called ‘Terrorist’ (UPDATE)
Police say the woman cut a 2-inch gash in her own face as part of the lie.

http://www.huffingtonpost.com/entry/muslim-woman-slashed-terrorist_us_56fdd80ce4b0daf53aef540b?utm_hp_ref=crime

[...] But after police could find no witnesses or footage of the incident, the 20-year-old student admitted that she cut herself, according to the New York Daily News. [...]


Isso de repente parece mais comum do que eu imaginava. :hein:


(e não, não estou dizendo que não há preconceito e mesmo ódio contra muçulmanos, nem estereótipo de terrorista)





Também por acaso descobri que essa tradição é mais antiga:

Citar
https://en.wikipedia.org/wiki/Propaganda_in_the_Soviet_Union
...

Those organizations received (total) more than 100 million dollars from the USSR every year.[194]

Propaganda against the United States included the following actions:[199]

...
  • Stirring up racial tensions in the United States by mailing bogus letters from the Ku Klux Klan, and spreading conspiracy theories that Martin Luther King, Jr.'s assassination had been planned by the US government.

...

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: DDV em 14 de Abril de 2016, 00:40:37
Tem gente que escreve coisas racistas só pra "causar" ou "trollar", pra gerar reação nos demais, sem que a pessoa em si seja um racista "sério".

Em jogos online, a ofensa mais comum proferida contra brasileiros pelos estrangeiros é "nigger" ou "negro".

Eles sabem que o brasileiro (principalmente se for negro) tem uma sensibilidade tremenda para esse tipo de insulto, aí deitam e rolam.

Reações exageradas a ofensas (reais ou imaginadas) alimentam trolls.

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 14 de Abril de 2016, 00:51:50
Ficou parecendo sugerir que "nigger" é traduzido como "negro", o que ainda que seja meio que etimologicamente isso mesmo, provavelmente não é o que quis dizer, mas que xingam tanto de "nigger" quanto de "negro", lendo-se com sotaque americano/inglês, "nigro". :biglol:

É um caso esquisito de "falso cognato", que nem bem falso é...

O que é algo como 1/10 de "nigger" em termos de ofensividade -- um pouco como "preto" aqui, que hoje em dia é "menos preferido" para comunicação informal, mas ainda usado em textos "técnicos", mas também poderá ser usado como xingamento por racistas, bem como ser talvez ainda mais comum na língua de gerações que eram em geral mais racistas. Também um pouco como um anti-semita poderá xingar alguém simplesmente de "judeu", para os quais não há sinônimo incidentalmente menos usado como xingamento.


Marginalmente relacionado ao tema de trolagem com racismo como motivação/isca:

https://www.youtube.com/v/95flK-IZDYg
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Jack Carver em 17 de Abril de 2016, 20:46:21
Professor sendo hostilizado. É muita histeria.

http://www.opopular.com.br/editorias/vida-urbana/professor-da-ufg-%C3%A9-expulso-de-pr%C3%A9dio-sob-gritos-de-racista-1.1070448
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 17 de Abril de 2016, 21:06:54
Citar
No post, o CAPsi afirma que o ato ocorreu após o discente ter falado em sala de aula que o nível acadêmico dos recém-ingressos na universidade estaria “ruim” e que era contra a política de cotas raciais.

Seria mais consistente ser contra as sociais, que produzem o mesmo resultado, muito embora a cota apenas racial adicional represente um aumento desse efeito, embora um pouco reduzido.

Talvez seja de fato o caso, não vi aí a declaração completa.


Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 25 de Abril de 2016, 01:43:10
https://www.youtube.com/v/Of0ECLMHgjA

geriatrofobia.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: 3libras em 26 de Abril de 2016, 03:56:31
Eu entendo que boa parte do racismo da internet seja de trolls, Assim como entendo que muitos são pessoas realmente racistas que aproveitam os "véus" da virtualidade para disseminar o que realmente pensam.

Já convivi com racistas de verdade, é um pensamento bem pequeno e que , quando em privacidade, se mostra tão rude ou idiota quanto tais postagens.
Título: Re: "Racismo"
Enviado por: Agnoscetico em 30 de Abril de 2016, 17:40:08
   Valeu pelo esclarecimento zizou. Mas por exemplo, se um cara branco provar, através de exame genético, que ele tem ancestralidade negra (africana), eu acho que seria uma incoerência impedir esse cara de ingressar pelo sistema de cotas, afinal, mesmo sendo branco, ele é afro-descendente. Só lembrando que uma grandíssima parcela dos brasileiros brancos é afrodescendente. Mesmo que esse ancestral seja, sei lá, de 400 anos atrás.

Pensei nisso tb. Poderia ter algo tipo "Se alguem tiver qtde X% de etnia afor ou indigena poderia ter desconto de X% numa faculdade particular" (meio simplista ai mas seria basicamente isso).

E questao das cotas em universidades nao tem sentido pois no vestibular a aprovação é feita por leitor de cartoes e nao por um comitê (ou seja la como se chama),como é feito nos EUA, que conhecia a cor do candidato a vaga e poderia usar de racismo disfarçado pra desaprovar ele.
É no emprego que o problema poderia acontecer, até porque na hora da entrevista o entrevistador saberia quem é o candidato a vaga e de que raça ele seria. E com agravante dele saber que o candidadto era cotista poderia rgumentar que ele nao ta ali por merito (meritocracia) e que como profissional nao teria qualidade muito boa - nao que nao tivesse razao, mas isso serviria pra encobrir o racismo dele usando um argumento até valido.




Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 12 de Maio de 2016, 20:41:02
(http://dl9fvu4r30qs1.cloudfront.net/0a/78/7b0a85d94436b236bca666420449/starringjohncho.jpg)

(https://pbs.twimg.com/media/ChIx_llWkAAdFL8.jpg)

(http://digitalspyuk.cdnds.net/16/19/980x490/landscape-1462893082-starringjohncho.jpg)

(http://dl9fvu4r30qs1.cloudfront.net/5f/7c/fc4a56b148258716aa1b17c05698/starringjohncho.jpg)

(http://i.yomyomf.com/wp-content/uploads/2016/05/06100154/Screen-Shot-2016-05-06-at-10.01.25-AM.png)

(https://pbs.twimg.com/media/CiMKWILWUAA0Tul.jpg)

(http://]http://static1.squarespace.com/static/570986f422482e7442e9f2f8/572113ff62cd9427a7db9f5b/57211440ab48de3e8ab4ed65/1461856547192/jurassic-world-own-raptors-poster.jpg?format=750w)


(http://static1.squarespace.com/static/570986f422482e7442e9f2f8/572113ff62cd9427a7db9f5b/572e062237013b94d83e3e7e/1462634680647/the-martian-poster2.jpg?format=750w)


http://starringjohncho.com/
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Donatello em 13 de Maio de 2016, 08:22:45
Para você que acha que racismo e sexismo na sociedade moderna não existem e são invenções da esquerda democrática e da mídia petista: deixe de ser burro, cara :)

(http://65.media.tumblr.com/e7b591cb4227d4cec43a089a79fadf39/tumblr_o71ib93tyW1uferxyo1_500.jpg)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Donatello em 13 de Maio de 2016, 08:23:50
^ Feminismo e ativismo racial pós-mod no seu melhor. Amo mais que Paçoquita Cremosa.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 13 de Maio de 2016, 18:08:50
Não é possível que a Companhia das Letras vai publicar alguma coisa dela, gosto tanto desta editora, que me recuso a acreditar que eles irão baixar tanto o nível de suas publicações.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 13 de Maio de 2016, 19:09:01
Não tem nada nesse endereço http://fb.me/3eOHm3ND4 .

Por que ela é motivo de polêmica?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 14 de Maio de 2016, 13:54:59
Ela é uma ativista radical feminista e do movimento negro, separatista e defensora da ideia de pureza racial. É por isso contra o relacionamento romântico interracial entre brancos e negros, rotulando negros que estejam em relacionamentos deste tipo com termos pejorativos, como palmiteiros. Dentre outros termos de cunho pejorativo que usa para ofender negros que não concordam com suas reivindicações, está o "síndrome de sinhozinho" e "negro da casa grande", quando um negro defende idéias ou argumentação de pessoas brancas e que vão contra as reivindicações dela. Sem contar o racismo e o sexiamo ferrenho que prática escancaradamente contra homens, principalmente brancos.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 14 de Maio de 2016, 14:03:07
Fico imaginando o escândalo se algum "equivalente" em fama direitista "tuitasse" algo como que "eu sempre digo que mulher negra tem uma tendência a ser burra".
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 14 de Maio de 2016, 14:23:32
A repercussão seria exponencialmente maior, com certeza matéria em diversos meios de notícia, inclusive TV. Já no caso desta Stephanie Ribeiro sendo racista e sexista contra homens brancos, nem artigo em jornalzinho de quinta não sai, a repercussão fica restrita a redes sociais na internet.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 14 de Maio de 2016, 16:53:21
E pior: onde for dada maior atenção também terá boas chances de serem auto-espantalhos acidentais que só contribuem para o desmerecimento do que quer que digam de válido, com textos/questionamentos nas linhas de "estupro: mito ou realidade", e "o verdadeiro significado de 'machismo', abafado pelo marxismo cultural nazi-feminista abortista".
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Gauss em 16 de Maio de 2016, 14:32:12
(http://assets.naointendo.com.br/uploads/post-assets/5075/Cachorrada.jpg)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 16 de Maio de 2016, 17:59:08
Eu fico torcendo para esses negros racistas mais caricatos serem trolls bogus/fakes. Ao menos alguns dos que se conheça apenas "online" tem que ser.


"Desconstruído do rolê" dá só um resultado no google:

Citar
drop the pussy
‏@bukkakenoseucu
mano, sério mesmo, para de pagar de desconstruido do rolê pelo amor de Deus você é só um otário

https://twitter.com/bukkakenoseucu/status/629414009486376961

É umz estudiosz dz anarcz-feminismz.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Gauss em 16 de Maio de 2016, 18:23:41
Eu fico torcendo para esses negros racistas mais caricatos serem trolls bogus/fakes. Ao menos alguns dos que se conheça apenas "online" tem que ser.


"Desconstruído do rolê" dá só um resultado no google:

Citar
drop the pussy
‏@bukkakenoseucu
mano, sério mesmo, para de pagar de desconstruido do rolê pelo amor de Deus você é só um otário

https://twitter.com/bukkakenoseucu/status/629414009486376961

É umz estudiosz dz anarcz-feminismz.

É umx migx dx lutx da justice socixl!
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 16 de Maio de 2016, 18:40:34
Nẍx sẍx sẍ xs vxgxxs qxx dxtxrmxnxm gẍnxrx qxx sẍx xprxssxrxs! Sẍx TXDXS xs vxgxxs. Sx ẍ vxgxl, ẍ xprxssxrx, pxxs xxndx txm x hxrxnçx hxstẍrxcx dxssx pxpxl xprxssxr dx dxscrxmxnxçẍx sxxxxl. CHXGX DX XSXR VXGXXS.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 16 de Maio de 2016, 22:02:16
Essa dai nem os justiceiros sociais conseguem ler, é outro nível.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 16 de Maio de 2016, 22:07:32
Tem uns que é zoeira mesmo, igual o perfil da Jessicão a Feminista (https://m.facebook.com/jessicao.a.feminista/). Mas apesar da lei de poe, da pra perceber quando é humor e quando é radicalismo genuíno, ou não, Hehe
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 16 de Maio de 2016, 23:30:32
Essa dai nem os justiceiros sociais conseguem ler, é outro nível.

Mxntxs sxqẍxlxdxs pxlx xprxssẍx sxxxstx dx pxtrxxrqxxx.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Gauss em 17 de Maio de 2016, 18:33:38
(https://scontent-gru2-1.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/13177634_1087043591367787_395533655115896099_n.jpg?oh=739c84c772b5e6063e584f2022795885&oe=57D5412E)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 17 de Maio de 2016, 19:17:18
(https://pbs.twimg.com/media/Cir0CueUYAA_NBz.jpg)

(http://i.imgur.com/Mh9l6KU.png)




Seria melhor dizer que os gêneros musicais são apenas construtos sociais. Ou "world music", em vez de "human genre".
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 19 de Maio de 2016, 13:03:19
(https://scontent-gru2-1.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/13177634_1087043591367787_395533655115896099_n.jpg?oh=739c84c772b5e6063e584f2022795885&oe=57D5412E)
:histeria: :histeria: :histeria:
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 02 de Junho de 2016, 18:34:15
Citar
https://www.youtube.com/v/K92rOsjyLBs

Safe Spaces — Sam Harris and Jonathan Haidt on the Disturbing Trend of Vindictive Protectiveness

This is an excerpt from the Waking Up podcast, titled "Evolving Minds: A Conversation with Jonathan Haidt", published on the 9th of March 2016, in which Sam Harris speaks to Jonathan Haidt about the safe spaces, trigger warnings, microaggressions, and the disturbing nature of "vindictive protectiveness" on university campuses. Harris and Haidt also discuss religion, immigration, politics, and morality during the rest of the podcast.

You can listen to the entire episode on Sam Harris' website here:
https://www.samharris.org/podcast/item/evolving-minds

Alternatively, you can listen to the entire episode on SoundCloud here:
https://soundcloud.com/samharrisorg/evolving-minds-a-conversation-with-jonathan-haidt

You can find out more about Jonathan Haidt on his homepage here: http://people.stern.nyu.edu/jhaidt/

You can read more of Jonathan Haidt's writing on safe spaces, etc., in this article he coauthored for The Atlantic titled "How Trigger Warnings Are Hurting Mental Health on Campus here:
http://www.theatlantic.com/magazine/archive/2015/09/the-coddling-of-the-american-mind/399356/

You can find the article mentioned in this exerpt titled "Where Microaggressions Really Come From" here:
http://righteousmind.com/where-microaggressions-really-come-from/


Muito interessante.

A ideologia vitimista esquerdóide (talvez com análogos na direita puritana, mais visível hoje em dia na ofensibilidade de muçulmanos) acaba fazendo o contrário do que é recomendado pelos princípios de terapia cognitiva-comportamental, reforçando/criando os problemas psicológicos das pessoas. É algo que tinha percebido em alguns elementos, sem fazer essa associação, especialmente o elemento de tentar "ler a mente" do "inimigo"/opressor. É mais que recorrente, é praticamente regra universal que haverá uma espécie de "psicanálise do opressor" em textos sobre "como um branco usar turbante ou ter cabelo afro é apropriação cultural racista".

Me surpreendeu haver legislação americana que tenha contribuído para pais/adultos superprotetores, vigiando as crianças até por volta do meio da adolescência, fazendo assim, especulam, que não desenvolvessem "imunidade" a insultos.







https://www.youtube.com/v/XEV3ifJovaI

Aqui Haidt confirma outra suspeita minha, que "trigger warnings" poderiam ajudar a perpetuar o trauma, reforçar, condicionar, em vez de ser de alguma forma benéfico. Novamente, acho que há alguma analogia com uma aplicação "torta" de terapia cognitiva-comporamental para traumas. (Onde a pessoa se expõe controladamente a situações que teme).



Citar
Marie Kirby 1 month ago
If you're raised in a closet and you suddenly step out of that closet, you have no ability to deal with the world.  You then demand that the rest of the world becomes like your closet instead of you growing up and becoming mature, resilient and strong..  This is a dangerous step if society kowtows to  political correctness or fundamentalist ideology.  This is the western version of blasphemy where everyone is afraid of saying the "wrong" thing. The fascist child then runs the world and it is a very fragile place.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Agnoscetico em 27 de Junho de 2016, 17:24:57
Achei 2 videos (nao sei ja conhecem ou ja postei algum deles aqui) - um sobre um cara branco que queria um estado branco dentro dos EUA e descobre pelo DNA q é descdente de negros e outro sobre um negro que critica um esquerdista branco que segundo ele era condescendente com negros...

https://www.youtube.com/v/J6m_4rZnpVk

https://www.youtube.com/v/S29ixRN-x2g
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pagão em 27 de Junho de 2016, 18:37:16
Achei 2 videos (nao sei ja conhecem ou ja postei algum deles aqui) - um sobre um cara branco que queria um estado branco dentro dos EUA e descobre pelo DNA q é descdente de negros...

Desde quando é que um indivíduo só pode ser racista se for 100% raça pura (seja lá isso o que for)?...

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Agnoscetico em 27 de Junho de 2016, 18:48:51
Ah e mais outro video com assunto similar, feito pelo perito da sabedoria sulista cristã conservadora:

https://www.youtube.com/v/TiWrVlY8X0w
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Agnoscetico em 27 de Junho de 2016, 18:51:55
.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Agnoscetico em 27 de Junho de 2016, 18:56:16
Achei 2 videos (nao sei ja conhecem ou ja postei algum deles aqui) - um sobre um cara branco que queria um estado branco dentro dos EUA e descobre pelo DNA q é descdente de negros...

Desde quando é que um indivíduo só pode ser racista se for 100% raça pura (seja lá isso o que for)?...

E onde afirmei q pra ser racista tem q ser 100% raça pura? Leia com mais atenção.

Agora, aproveitando o que você mencionou mas eu não, alguém que se acha 100% raça pura poderia ser racista - uma coisa não impede outra.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Onsigbare em 27 de Junho de 2016, 18:56:52
Ah e mais outro video com assunto similar, feito pelo perito da sabedoria sulista cristã conservadora:

https://www.youtube.com/v/TiWrVlY8X0w

Realmente,nos anos de 1500 aproximadamente, os imigrantes vagabundos chegaram aqui no Brasil, fizeram só merda, e com certeza os nativos ficaram puto com isso! Mas foram dizimados e restam poucos deles para te dizer isso.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pagão em 28 de Junho de 2016, 10:55:40
Achei 2 videos (nao sei ja conhecem ou ja postei algum deles aqui) - um sobre um cara branco que queria um estado branco dentro dos EUA e descobre pelo DNA q é descdente de negros...

Desde quando é que um indivíduo só pode ser racista se for 100% raça pura (seja lá isso o que for)?...

E onde afirmei q pra ser racista tem q ser 100% raça pura? Leia com mais atenção.

Agora, aproveitando o que você mencionou mas eu não, alguém que se acha 100% raça pura poderia ser racista - uma coisa não impede outra.

Estava mais a pensar nas reações das pessoas no video...
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 08 de Julho de 2016, 20:24:49
https://www.youtube.com/v/XWnOes3wQiM

Difícil imaginar que as coisas pudessem ser tão ridículas.

(http://i.imgur.com/b52mYS2.png)







Vídeo integral daquela citação de Jonathan Haidt, no penúltimo vídeo que postei, tirada do ar por violação de copyrights...

https://www.youtube.com/v/qTU3hxgr2Kc
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Gauss em 08 de Julho de 2016, 20:55:20
Os Democratas estão cada vez mais parecidos com os esquerdistas daqui(os justiceiros sociais americanos são em sua maioria Democratas pró-Sanders). Às vezes quando vejo um desses mais radicais falando eu penso: "Caramba, essa dai poderia ser do PSOL aqui."
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 08 de Julho de 2016, 21:33:37
Não sei se são "os democratas". Embora esses SJWs devam ser na maioria democratas e/ou comunistas/verdes de partidos minoritários, a maior parte dos democratas ainda deve ter um pouco mais de bom senso que isso. Opiniões formadas numa média entre John Stuart, Stephen Colbert e Bill Maher. Não tão críticos a essas coisas todas quanto o Thunderfoot, por exemplo, tendo uma aprovação mais ao que enxergam com "boas intenções" (esquerdismo), mas, infelizmente, ainda engolindo muitas asneiras sem qualquer senso crítico (como aquilo de que as mulheres futebolistas deveriam ganhar tanto quanto os homens, independentemente do quanto rende a audiência).

Esquisito que o "direitismo" vai acabar virando o "esquerdismo" dessa forma como a coisa anda. Antes "moralismo" era referente a questões de "tradição e valores", agora são os novos valores politicamente corretos.

Acho que os SJWs também devem se posicionar muito pró-Hillary só por ser mulher, mas não vi dados sobre isso. Ela ao menos tenta usar essa bandeira.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Gauss em 08 de Julho de 2016, 21:58:38
Até gostava do Bill Maher, mas quando ele mostrou seu lado negacionista da ciência com apoio ao movimento anti-vaxxer, e ainda apoiou Sanders nessas eleições, fiquei com um pouco de pé atrás.

Neilzão da massa até criticou ele por isso: http://www.universoracionalista.org/neil-degrasse-tyson-diz-que-a-esquerda-e-tao-culpada-pela-anticiencia-como-a-direita/
Citar
“Não aja como se fosse melhor que os outros”, disse Tyson para Maher, interrompendo o seu discurso anti-republicano. “Porque há certos aspectos de negação da ciência que se enquadram na esquerda liberal.”

“Eu conheço um, mas não quero entrar em detalhes”, sutilmente Maher respondeu, indicando o ceticismo à vacina.

Tyson listou o movimento anti-vacina, a medicina alternativa e a oposição aos organismos geneticamente modificados como exemplos de anticiência da ala esquerda. A maioria desses movimentos foram impulsionados por esquerdistas da nova era na Califórnia, causando repercussões graves na saúde pública do país.

http://rationalwiki.org/wiki/Anti-vaccination_movement

É engraçado porque os argumentos dos anti-vacinas se misturam a alguns discursos de direitistas brasileiros quando os mesmos defenderam a Fosfoetenolamina.
http://rationalwiki.org/wiki/Big_Pharma 



Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 08 de Julho de 2016, 22:04:33
Deve pelo menos servir talvez como exemplo de como mesmo aqueles do lado aparentemente mais racional podem ter crenças que vão contra a realidade.

Ops, isso foi praticamente plágio/resenha de um episódio de bite-size psych:

https://www.youtube.com/v/dpaLakuOZAA





https://www.youtube.com/v/_GGwfGSHJCY

https://www.youtube.com/v/w2NmbJ5iftM

https://www.youtube.com/v/gZcJJFpElPY

https://www.youtube.com/v/xmDBPUPgCDI

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 11 de Julho de 2016, 00:04:52
https://www.youtube.com/v/gyq0UOTF2yw

Será que houve alguma grande empresa que recentemente teve coragem de "peitar" esses mimimis de guerrilheiros da justiça social e chamar as denúncias deles de "frescura"? Mas claro, naquele linguajar diplomático e evasivo e tal. "Nós da ACME sinceramente lamentamos muito que uma parte das pessoas tenha se sentido ofendida com nosso material, porém, consideramos que ele é perfeitamente adequado à população geral, sem problemas de hipersensibilidade, portanto apenas acrescentaremos o alerta de que o conteúdo pode ser ofensivo a algumas pessoas. Novamente, lamentamos o inconveniente. ACME."
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Gauss em 17 de Julho de 2016, 21:32:46
Citar
Os grupos separatistas negros estão renascendo nos EUA?
Micah Xavier Johnson, o jovem que na semana passada matou cinco agentes e feriu outros sete em Dallas (Texas, Estados Unidos), apoiava alguns grupos separatistas negros, e sua atitude reacendeu um debate que tem ganhado força a cada nova notícia de violência policial contra negros no país: esses coletivos mais extremistas estariam renascendo mais fortes nos Estados Unidos?
Neste domingo, mais policiais foram mortos em um tiroteio em Baton Rouge, a capital da Louisiana. Ainda não se sabe a motivação de quem atirou, mas a cidade - e o país - vive um clima de tensão racial por causa da morte de negros por policiais (Alton Sterling, vendedor de CDs em uma loja de conveniência em Baton Rouge, e Philando Castile após ter sido parado por policiais por causa de um farol queimado no carro em Minnesota).
Em meio a essas polêmicas, grupos separatistas negros como o Novo Partido Panteras Negras para Autodefesa, a Nação do Islã, e o Partido da Liberação dos Cavaleiros Negros, por exemplo, têm se fortalecido.
O caso da semana passada chamou a atenção especialmente por conta de uma frase que Johnson teria dito antes de morrer por causa de uma bomba detonada por um oficial da polícia. Segundo os próprios policiais, ele gritou para eles que "queria matar agentes brancos".
(http://ichef-1.bbci.co.uk/news/660/cpsprodpb/F998/production/_90369836_3ccce7fb-fe00-45d3-85ca-d38659cc3dcf.jpg)
Ainda que tenha dito que atuava sozinho e que não era filiado a nenhuma organização, a participação de Johnson nas redes sociais revela o entusiasmo que sentia pelos grupos que lutam de maneira radical pelos direitos dos negros no país.
Ainda não está claro se, de fato, Johnson pertencia a algum deles, mas em uma das imagens de seu perfil no Facebook, ele chegou a levantar o punho no estilo da saudação do Black Power, o poder negro, algo associado ao Partido dos Panteras Negras, uma organização nacionalista negra, socialista e revolucionária que surgiu nos Estados Unidos entre 1966 e 1982.
Micah Johnson também havia se unido a grupos na internet que faziam referências aos Panteras Negras.
Além disso, muitas das organizações que supostamente o inspiraram o haviam incluído em uma "lista negra", segundo noticiou o site americano de notícias "The Daily Beast".

O que são os grupos separatistas negros?

Enquanto alguns grupos de ativistas como o "Black Lives Matter" (A Vida dos Negros Importa, na tradução livre) assumiram um papel central na pressão em cima do poder público para promover uma reforma policial e a justiça racial nos Estados Unidos, os grupos separatistas de negros têm um enfoque mais extremista.
Muitos desses "grupos de ódio" têm suas raízes no racismo e no anti-semitismo, de acordo com Heidi Beirich, do Centro Legal para a Pobreza no Sul (SPLC na sigla em inglês).
Benrich afirmou à BBC que esse tipo de movimento extremista se diferencia de outros coletivos de supremacia branca, como a Klu Klux Klan, já que eles surgiram como resposta e forma de combate à opressão branca aos negros na sociedade.
Muitos dos atuais grupos separatistas negros tomam como referência o Partido das Panteras Negras original, que chegava a ter uma patrulha de cidadãos armados para supervisionar o comportamento da polícia da Califórnia durante a década de 1960.
No entanto, nenhum desses grupos modernos é filiado aos Panteras Negras.
(http://ichef-1.bbci.co.uk/news/624/cpsprodpb/120A8/production/_90369837_b0c2abaa-a67c-4cc0-ac0f-80e76e4c846e.jpg)
Segundo Clayborne Carson, historiador de Stanford, o antigo movimento promoveu a resistência armada, mas depois optaram por outra estratégia.
"Eles concluíram que incentivar esse tipo de supervisão com armas era contraproducente porque dificultava o apoio da comunidade negra", pontuou Carson à BBC.
"Em certo sentido, as patrulhas dos Panteras Negras no passado faziam o que hoje fazem as câmeras fazem hoje", afirmou o historiador. "Se eles tivessem iPhones naquela época, não só teriam vigiado a polícia, como a teriam gravado cometendo seus abusos."

Quem são eles?

O "Novo Partido das Panteras Negras para Autodefesa" (NBPP, na sigla em inglês), foi fundado em 1989 na cidade americana de Dallas e é hoje um dos principais grupos separatistas negros do país.
O grupo conta com uma plataforma de luta de dez pontos em que defendem o poder de praticar a autodeterminação para a fundação de uma "Nação Negra", a liberação de todos os prisioneiros negros, o fim da brutalidade policial e convoca os negros a portarem uma arma para "autodefesa".
O Centro Legal para a Pobreza no Sul e a Liga Anti Difamação chamaram o NBPP de um grupo de ódio cujos líderes estão incentivando a violência contra os brancos, os judeus e a polícia.
O próprio Bobby Seale, co-fundador do movimento das Panteras Negras, considerou a retórica do Novo Partido das Panteras Negras para a autodefesa como "xenofóbica e absurda".
A história da Nação do Islã é um pouco diferente. Esse movimento foi fundado em 1930 e é considerado como o mais antigo dos grupos nacionalistas negros nos Estados Unidos.
Ainda que suas atividades ofereçam programas de serviços sociais às comunidades afro-americanas, o SLPC e a Liga Anti Difamação a consideram um "grupo de ódio fundado no anti-semitismo e no racismo".
Finalmente, o Clube de Tiro Huey P Newton levou esse nome em homenagem a um dos integrantes originais dos Panteras Negras. Ele surgiu no ano passado, também em Dallas, diante daquilo que seus organizadores chamaram de "terrorismo policial".
Esse movimento ensina autodefesa e realiza patrulhas em zonas da cidade onde os negros já foram mortos pelas mãos de policiais.
"Ao nos armarmos, somos capazes de criar uma cultura de independência das instituições do governo, porque elas não levam em consideração nossos interesses", disse Rakem Balogun, um dos fundadores do clube.
(http://ichef.bbci.co.uk/news/624/cpsprodpb/16EC8/production/_90369839_bf938813-e1e8-4cec-9994-d2d08fec7b7c.jpg)
"Quando (os brancos) nos veem com armas de fogo, eles pensam que somos bandidos em vez de pensarem que somos defensores dos negros", afirmou.
Ainda que Johnson, o jovem que matou cinco agentes no Dallas, fosse seguidor do grupo do Clube de Tiro Huey P Newton no Facebook, o membro do movimento Erick Khafre disse ao Los Angeles Times que Johnson não estava vinculado ao clube "de nenhuma maneira".
Para Heidi Beirich, do Centro Legal para a Pobreza no Sul (SPLC), esse clube de tiro não é considerado um grupo de ódio porque não reforça ideias racistas.

Quantos existem?

Nos últimos anos, as mortes de cidadãos negros em incidentes com a polícia fizeram proliferar mais e mais grupos separatistas negros, de acordo com o SPLC.
De acordo com um estudo realizado pelo Washington Post, em 2015, os policiais atiraram e mataram quase mil civis.
Acrescente-se a isso, conforme pontua Heidi Beirich, as mortes de Michael Brown, Eric Garner, Freddie Gray e, mais recentemente, Philando Castilo, e Alton Sterling, que acabaram sendo utilizadas como "ferramentas de organização" por diversos grupos para enfatizar o racismo que existe na polícia.
Em resposta a tudo isso, o número de grupos separatistas negros aumentou de 113 em 2014 para 180 em 2015, de acordo com as estatísticas do SLPC.

Em que eles acreditam?

Cada grupo defende diferentes ideais com relação ao poder negro e à opressão branca. No entanto, muitos grupos separatistas negros são explicitamente anti-brancos e tendem a ter em comum também um alto nível de desconfiança sobre o governo e o poder público, segundo Beirich.
Alguns grupos são também anti-semitas e anti-gays, algo que poderia se atribuir à retórica defendida por muitas décadas pela Nação do Islã.
O líder deste grupo, Louis Farrakhan, é conhecido por pregar o anti-semitismo e por disseminar mensagens homofóbicas.
"Esses falsos judeus promovem a sujeira da sociedade de Hollywod e tentam disseminá-la pelo povo americano e pelo mundo e, com isso, enfraquecem sua moral…são judeus malvados, falsos os judeus que promovem o lesbianismo e a homossexualidade", disse Farrakhan em 2006.
"Esse grupo deixou uma onda radical no movimento nacionalista negro", observou Beirich. Segundo a representante do Centro Legal para Pobreza no Sul, muitos radicais podem ter começado como membros da Nação do Islã para logo assumirem posições mais extremistas.
(http://ichef-1.bbci.co.uk/news/624/cpsprodpb/1320/production/_90369840_25c6edf3-efe1-41af-af67-a08093600754.jpg)
Pelo contrário, o movimento "Black Lives Matter" se estende para além da comunidade negra nos Estados Unidos.
"O que surpreende do protesto organizado por eles é que ele é multirracial", observa o historiador Clayborne Carson. "É provavelmente um dos movimentos mais multirraciais que existem atualmente nos Estados Unidos."
http://www.bbc.com/portuguese/internacional-36771078
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 18 de Julho de 2016, 22:09:51
Torço para que essa exacerbação do radicalismo seja um análogo social ao "surto de extinção" de comportamento condicionado individual.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Gabarito em 20 de Julho de 2016, 12:49:39
Citar
Xerife Clarke coloca jornalista da CNN contra a parede (https://www.youtube.com/watch?v=N5uUUNmW9NM)
Alan The Top Gun · 74 vídeos
63 visualizações
Publicado em 19 de jul de 2016 · 13 horas atrás

ADORO ver a mídia politicamente correta contra a parede e não poder sair pela tangente com acusações vazias.... toda vez uqe uma mulher fala contra o feminismo, um negro contra as cotas, um pobre a favor do capitalismo (etc.) isso ocorre... é LINDO ver isso.... #arsgore
-------------
"O Xerife is back in town! David Clarke o verdadeiro iron man, deixa jornalista da CNN engasgado e com tonturas.

Quando se tem convidados deste calibre pesado é possível nem que por breves momentos e mesmo que de forma forçada, ouvir umas verdades na grande mídia.

O Xerife aproveitou bem a oportunidade e não deu ao jornalista o controle da narrativa, aproveitou o tempo de antena e disse o que tinha a ser dito, indiferente ao delimitar das questões. Exemplo a ser seguido...

PS - O termo "tonteria" é espanhol para bobagem, foi um lapso, o cérebro bugou."
Citar
Em um vídeo divulgado no Twitter pela Fox News, você poderá ver David Clarke, xerife negro do condado de Milwaukee, no Wisconsin, que detonou a ideologia de ódio propagada pelo movimento Black Lives Matter - “Vidas negras importam” em inglês, que é bastante similar aos movimentos negros brasileiros, e emparedou o jornalista Don Lemon, da CNN, sobre a cobertura da emissora e da imprensa em geral desde o famigerado episódio de Ferguson, no Missouri, até o recente assassinato de três policiais em Baton Rouge, na Louisiana.

Clarke condenou a retórica antipolicial e racista propagada pelo movimento.
Citar
    “Eu estive assistindo a isso por dois anos. Eu previ isso. Ele condena a violência. Ele tem de condenar a violência, mas não vai condenar o sentimento antipolicial. Quando um ataque terrorista acontece, ele vai lá, adverte e condena a reação contra muçulmanos. Ele não vai fazer isto pelos oficiais americanos.” - disse Clarke.
Abaixo, a entrevista legendada.

https://www.youtube.com/v/N5uUUNmW9NM
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Gauss em 20 de Julho de 2016, 13:05:16
O xerife de Dallas também era negro. Um dos policiais mortos em Baton Rouge era negro. Eu fico curioso para saber a taxa de negros e brancos na polícia americana. Se é um órgão como os movimentos pseudo-progressistas americanos dizem que serve somente para oprimir negros, por que têm tanto negro oprimindo lá também? Ou pior, por que um órgão dito ser racista aceitaria negros na chefia? O Black  Lives Matter não é violento, mas a sua ascensão acarreta consequentemente o ódio pela polícia e o fortalecimento de grupos radicais terroristas como eu postei naquela reportagem da BBC lá em cima. Está certo o xerife do vídeo.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 20 de Julho de 2016, 13:24:49
Fácil. Como é o termo brasileiro? "Capitães do mato".

Não vejo muito propósito em "negar" racismo presente em ações policiais, mais freqüente do que seria o ideal ou apenas aceitável, mas ao mesmo tempo é provavelmente contraproducente supor que é esse o único ou principal problema* de uma polícia que mata em números absolutos mais brancos do que negros.

A desproporção também não tem como explicação única racismo, ou no mínimo algo mais aguado como "racismo instucional", o/ou o "status quo" que resulta em criminosos serem desproporcionalmente também mais freqüentemente negros, e logo mais prováveis de serem vítimas inocentes da polícia de forma similar a que deve ser o caso com homens (mais comumente criminosos) em comparação a mulheres.


* ou "onipresente" em casos de mortes de negros pela polícia





O xerife comemorou em convenção do Trump o que acho que foi a inocentação do último dos acusados num caso de morte de um negro preso por porte de faca ilegal durante transporte (fratura na espinha e morte posterior, em hospitalização). Como é muito comum, dois lados exageram e cegam-se seletivamente.

https://www.youtube.com/v/8Qxbfjtj1II

https://en.wikipedia.org/wiki/Death_of_Freddie_Gray

Os policiais envolvidos e inocentados:

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/en/4/40/Baltimore_Police_officers_charged_in_Freddie_Gray%27s_homicide.jpg)

Faz a gente imaginar que se alguns/todos fossem culpados, talvez fosse haver protesto "anti-racista" mesmo assim. "E os outros casos onde não havia policiais negros envolvidos??????!!!!!!!!1111111"
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 24 de Julho de 2016, 17:38:23
https://www.youtube.com/v/piwaBO6U43U
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Diegojaf em 24 de Julho de 2016, 20:13:15
(http://i2.cdn.turner.com/cnnnext/dam/assets/160721161817-therapist-miami-shooting-boosted-exlarge-169.jpg)

http://edition.cnn.com/2016/07/22/us/north-miami-police-charles-kinsey-shooting/index.html
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 24 de Julho de 2016, 20:42:43
Absurdo!
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Gauss em 24 de Julho de 2016, 21:28:07
Eu queria entender porque os policiais americanos fazem tanto isso de atirar e matar negros que estão se rendendo, como tem acontecido bastante nos últimos dias(e sempre).E por que somente negros? Ou os brancos, latinos e asiáticos que morrem assim não têm a mesma repercussão?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 24 de Julho de 2016, 23:20:32
Provavelmente acontece mais com negros E quando ocorre com brancos, (possivelmente) tem menor repercussão.

Palpito serem combinações de brutalidade policial não-racista generalizada*, de racismo como "valores", e de "racismo" como resposta condicionada a também provavelmente policiais serem mais desproporcionalmente mortos por negros, e com eles terem maior freqüência de interações piores. Ainda é possível que picos disso tenham a ver com vingança análoga a das chacinas conduzidas por policiais no Brasil.


* "generalizada" no sentido de ser mais comum do que o ideal, não que seja universal.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Gabarito em 27 de Agosto de 2016, 14:44:27
Esse tal Ghiraldelli é desprezível, todos já sabemos disso.
Só para relembrar o caso Sheherazade, ele é aquele psicopata que deseja estupro para as mulheres de quem não gosta:

(https://pbs.twimg.com/media/BcdUQ4MCMAACVFw.jpg)

Seguindo os muitos links do texto, cheguei a esse caso de explícita baixaria de um tal de Ghirardelli (http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil/2013/12/27/o-curioso-caso-de-ghiraldelli-contra-sheherazade/), que deseja que Sheherazade abrace forte um tamanduá depois de ter sido estuprada, que não lava a xana e por isso Cheirazêdo e mais um desfile de "gentilezas", todas no mesmo nível e "distinção".

O texto todo aqui (http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil/2013/12/27/o-curioso-caso-de-ghiraldelli-contra-sheherazade/).



Mais amostras da mente doentia e atormentada do camarada:

(http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil/files/2013/12/Ghiraldelli.jpg)



Pois bem, depois de "apresentar" o sujeito e relembrar como o "distinto" costuma agir, eis que trago mais "pérolas" do citado.
O texto a seguir, além de plenamente racista, rasteiro, discriminador, repulsivo e deplorável, conseguiu quase uma unanimidade: os comentários são todos de críticas e censuras ao comportamento abjeto do autor. Fez por merecer.

Citar
“O negrinho do DEM” (http://ghiraldelli.pro.br/sociologia/o-negrinho-do-dem.html)
27/08/2016, 152 Comments

Começo com um caso. Talvez verdadeiro.O menino negro foi brincar em uma construção. Lá encontrou um balde de tinta branco e teve a infeliz ideia de se pintar. À tardinha voltou para casa – branco! Os seus pais o repreenderam e o jogaram no tanque. Esfrega dali e daqui. Mas não conseguiram segurar o garoto ensaboado, que escorregou das mãos deles, pulou para fora da água e correu pelo quintal. Os pais correram para pegá-lo. E lá ia o garoto, metade negro e metade branco, afinal, o banho havia ficado incompleto. Quando alcançado, os garoto levou um cascudo do pai e umas chineladas da mãe. Voltou para o tanque chorando, e logo concluiu sociologicamente: “agora sei porque os brancos não gostam dos negros, veja só, eu que estou só metade branco já sinto uma raiva danada de dois negros”.

Esse chiste era contado no Brasil dos anos sessenta para setenta. Sua origem era americana. Nos Estados Unidos, era uma piada entre negros, interna ao Movimento dos Direitos Civis.

O ódio está na simbologia da cor, não mais na cor enquanto etnia, diziam os integrantes do Black Power. Por isso, não raro, apareciam negros que queriam ser brancos, se imaginavam brancos, ou seja, mesmo de cor negra queriam expor a simbologia da cor como uma outra simbologia. Queriam encarnar uma simbologia da cor branca.

Por esses dias vi dois casos assim. Um no discurso de uma negra na Campanha de Trump, outro na candidatura aliada de Ronaldo Caiado, de um garoto negro. São negros que querem ser brancos. A mulher americana negra discursou “pelos negros”, mas não conseguiu mostrar outra coisa senão sua verdade infeliz: era uma empregada da Fundação de Trump, e fez um medíocre discurso de lambe-botas dos patrões. Foi constrangedor até para os democratas! O garoto negro, do partido do Caiado, faz a mesma coisa por aqui: ele se pronuncia contra todo tipo de política social, inclusive, claro, contra a política de cotas. Ele não percebe, como a moça negra americana também não, que ele já está numa cota. Ele é a cota do DEM para negros. Os negros lacaios possuem cotas de lacaios. Tanto é verdade que um membro do partido do Caiado, conversando comigo, deixou escapar a seguinte frase: “o negrinho do nosso partido pensa que é branco, mas, enfim, é bom para nós o termos no partido”. É cota!

Os negros que querem ser brancos apostam na ideia de que a simbologia da cor pode ser deslocada da cor física. Negro é negro, mas pela simbologia incorpora adjetivos negativos e positivos: “forte”, “longevo”, “sexualmente potente”, “pênis avantajado”, e também, “ladrão”, “indolente”, “de cheiro forte” etc. O problema então é o de fazer a simbologia para negro perder seu lado negativo. Todavia, essa transição é feita exatamente pela política social, não pela negação dela e por um pulo mágico. Apresentar-se com a linguagem do branco, com a simbologia do branco,  mas negro, sem que a sociedade faça a transição para o fim do preconceito, é um remédio pior que doença. Dá a impressão, não raro verdadeira, que o que se quer é apenas fugir da cor, esbranquiçar-se por decreto, receber o aval do partido dos latifundiários e netos de donos de escravos, e então olhar para o espelho e se achar branco. Não dá certo.

O negro que fala “tenho orgulho da minha cor” e age contra tudo que pode quebrar o preconceito – e a política de cotas é um instrumento para tal – está simplesmente deixando claro que ele precisa de ser branco por um outro sistema de cotas, este sim perverso, que é ser “o negrinho do DEM”, como o próprio militante deste partido o chamou.

Paulo Ghiraldelli, 59, filósofo. Paulo Ghiraldelli, 26/08/2016

PS: O Brasil contabiliza 57 mil mortes por homicídio, por ano! É uma cidade por ano! A maioria dessas mortes é de jovens negros. O “negrinho do DEM” não quer saber disso.

Queridos conservadores que não sabem de nada: este meu texto me fez ficar bloqueado no facebook por 30 dias, pela política da Dilma junto do Facebook. Sacaram onde vai o petismo e o conservadorismo? Ou ainda não?

Leiam os comentários (http://ghiraldelli.pro.br/sociologia/o-negrinho-do-dem.html) e constatem.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Gabarito em 27 de Agosto de 2016, 14:50:22
O texto acima está tendo um vertiginoso aumento na quantidade de comentários.
Hoje pela manhã, não eram nem 30. Vi agora à tarde que já passam de 170.
Viralizou.
Pela montanha de críticas que ele vem recebendo, muitas bem pesadas e outras ameaçando processo, não é surpresa se ele vier a tirar o texto do ar logo, logo.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 27 de Agosto de 2016, 15:55:14
O texto acima está tendo um vertiginoso aumento na quantidade de comentários.
Hoje pela manhã, não eram nem 30. Vi agora à tarde que já passam de 170.
Viralizou.
Pela montanha de críticas que ele vem recebendo, muitas bem pesadas e outras ameaçando processo, não é surpresa se ele vier a tirar o texto do ar logo, logo.

Acho que não. Esse tipo de coisa é bem "entra por um ouvido, sai pelo outro". Essa coisa de não concordar com cotas ou alguma outra coisa fazer do negro um "capitão do mato" ou que "quer ser branco" é ad hominem padrão, corriqueiro. (E tem seu equivalente em ladainhas de extrema-direita em "genocídio da raça branca", "anti-racismo é código para anti-branco")







https://www.youtube.com/v/rNRpb_E0jPc

Será que, nesse jogo de paparicagem e agrados, os produtores de filmes com astros negros e/ou mulheres investem muito mais, mas mesmo assim não vencem? :hein:

Ou talvez, será que os produtores de filmes estrelados por negros e/ou mulheres tem menos recursos para investir nesses agrados, devido ao racismo?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 29 de Agosto de 2016, 02:21:18
Ele acredita que a política de cotas raciais é capaz de erradicar (ou ao menos diminuir) o preconceito racial. Mas artigos como este, escrito por ele, parecem uma prova de que ela na verdade só faz aumentar o preconceito racial, já que só aumenta o antagonismo entre brancos e negros (que se sentem ambos injustiçados), e ainda por cima cria um novo, entre aqueles que são a favor e aqueles que são contrários as cotas.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 21 de Outubro de 2016, 16:30:59
Encrenca pelos cabelos...

Citar
Pelos cabelos (http://www1.folha.uol.com.br/colunas/joaopereiracoutinho/2016/04/1757366-pelos-cabelos.shtml?cmpid=newsfolha)
05/04/2016 02h00

Polêmicas por causa do cabelo: o mundo caminha para o Apocalipse? Talvez. Mas antes que a festa acabe, conto rápido.

Um estudante branco da Universidade de São Francisco, ostentando as suas rastas, foi abordado por uma aluna negra. A donzela, indignada com o cabelo do rapaz, acusou: "É a minha cultura!" O rapaz tentou justificar-se perante a agressividade da donzela. As coisas não tomaram proporções violentas porque Corey Goldstein (eis o nome do estudante) fugiu a tempo.

Fugiu, mas não esqueceu: em vídeo posterior ao incidente, Goldstein justificou-se. Ninguém é dono de uma estética particular, disse ele. E, além disso, o cabelo com rastas existiu em múltiplas culturas –dos egípcios aos vikings, sem esquecer os vitorianos. Os negros, quando muito, apenas continuaram uma tradição.

Pior a emenda que o soneto: os Estados Unidos discutem se rastas em rapazes brancos são um roubo cultural imperdoável. E até a Europa participa do delírio: no "The Independent", a escritora Wedaeli Chibelushi acusa Goldstein de desrespeitar os negros e de usar o cabelo com a arrogância própria da "supremacia branca". Será que o rapaz não conhece o papel do cabelo na luta contra o racismo e a segregação racial?

É triste constatar o fato: ontem havia Martin Luther King; hoje há idiotas que discutem penteados.

Para eles, a minha única sugestão é assistirem ao notável e premiado documentário de Chris Rock intitulado "Good Hair". Informação: da última vez que confirmei, Chris Rock não era branco. E a pergunta que anima o seu filme é tentar compreender por que motivo a maioria dos negros nos Estados Unidos tem uma relação assaz problemática com o cabelo.

Abreviando, detestam-no. E tentam desesperadamente alisar as cabeleiras com químicos e "extensões". Quando digo "desesperadamente", não exagero: Chris Rock visita uma das principais fábricas que fornece produtos químicos para o efeito. Fica na Carolina do Norte (ironicamente, um dos estados confederados que romperam com a União no século 19). Conclusão: muitos negros americanos usam hidróxido de sódio para terem belas cabeleiras lisas.

O hidróxido de sódio (ou, para os leigos, a soda cáustica) é um composto perigoso que pode causar lesões permanentes na pele. E quando um cientista, entrevistado por Chris Rock, pergunta o óbvio ("Mas por que motivo fazem isso?"), o ator responde também o óbvio ("Para parecerem brancos").

Mas não é preciso correr riscos para a saúde quando a ideia é imitar os brancos. Alguns, mais endinheirados, compram extensões e resolvem o assunto sem abrir buracos na cabeça. E de onde vêm essas extensões?

Chris Rock pega um avião e viaja para a Índia. Nos templos, é comum pagar promessas com cortes radicais. O cabelo é depois lavado, tratado e exportado para os Estados Unidos. Esses são, digamos, os fornecedores "normais".

Mas também existem máfias que atacam indianas adormecidas (ou desprevenidas) para roubarem cabelo. O destino do roubo, pago a peso de ouro, é o mesmo.

Não sei o que diriam os indignados como Wedaeli Chibelushi sobre essa realidade: a constante tentativa dos negros americanos em "apropriarem-se" dos penteados dos brancos.

Um esforço de apropriação que depende muitas vezes do risco pessoal ou da exploração dos mais miseráveis asiáticos.

Provavelmente, dirão que a culpa é novamente dos brancos e do "imperialismo" capilar que eles impõem na TV, no cinema ou na moda.

Aliás, se o "pensamento" de criaturas como Wedaeli Chibelushi fosse para levar a sério, as culturas humanas estariam condenadas a nunca se misturarem umas com as outras.

Um branco jamais poderia praticar capoeira. Um negro jamais poderia lutar kung fu. Curiosamente, seria uma nova segregação racial, promovida por aqueles que lutam contra a segregação racial. Perfeito.

Da minha parte, a única coisa que posso prometer é nunca acusar nenhum negro de "roubar a minha cultura" só porque ele usa cabelos lisos.

Infelizmente, o mesmo já não posso dizer das pobres indianas, que despertam todas as manhãs com menos peso na cabeça.


Mais sobre o episódio:
Citar
I wasn't surprised by the US dreadlocks row. It's another example of cultural appropriation and white entitlement (http://www.independent.co.uk/voices/i-wasnt-surprised-by-the-us-dreadlocks-row-white-people-never-think-they-are-guilty-of-cultural-a6964906.html)
White men have worn dreadlocks in the past. But this isn't 11th Century Scandinavia, it's modern day America, where the style is still tangled up in the black struggle against white supremacy
    Sunday 3 April 2016

(http://static.independent.co.uk/s3fs-public/styles/story_large/public/thumbnails/image/2016/04/02/13/corey.png)
US student Corey Goldstein, who this week defended his decision to wear dreadlocks as a white man.

A video showing a black student accosting a white student over his dreadlocks has racked up more than two million views in two days. Shot at San Francisco University, it shows an unnamed black woman blocking the path of Corey Goldstein, who sports the controversial hairstyle. Referring to his dreads, she claims: “It’s my culture”. In a second video, Goldstein goes on to defend his choice of hairstyle, insisting that dreadlocks are “everywhere… it’s not something that is just part of the coloured community”.

Corey Goldstein comments on viral video (http://www.independent.co.uk/student/news/black-san-francisco-student-filmed-harassing-white-student-because-of-his-dreadlocks-in-cultural-a6959181.html)

Goldstein is, of course, quite right - dreadlocks are not the sole preserve of black culture. The style has been traced back to Ancient India, Egypt and Greece. But the fact that dreads belong to many cultures doesn’t mean that Goldstein is automatically immune to the accusation that now surrounds him: that he is guilty of what is known as “cultural appropriation”. In fact, Goldstein is a shining example of its very definition: “a dominant culture [taking] elements from a culture of people who have been systematically oppressed by that dominant group”.

In his defence, Goldstein stated that dreadlocks are “ingrained in so many cultures other than that. It’s in Egyptian culture; it’s in Viking culture – even in Victorian culture”. Vikings were white, yes, and there are claims that the Scandinavian seafarers rocked dreads too. But Goldstein doesn’t rock his dreads in 11th Century Scandinavia. He wears them in the US, where dreadlocks are still tangled in the black struggle against white supremacy.

In the 1950s, a time of intense racial segregation and discrimination, African Americans adopted dreadlocks. As fellow black folk, they acknowledged its potential to reject white dominance other political, cultural and economic issues. Jamaican Rastafaris, meanwhile, wore dreadlocks as a form of cultural resistance. They wanted to provoke society and rebel against an (often white) dominant culture.

As the black actress Amandla Stenberg says, “appropriation occurs when the appropriator is not aware of the deep significance of the culture that they are partaking in”. By wearing dreadlocks without acknowledging their symbolic resistance, Goldstein reduces cultural power to a “cool” trend.  As part of the oppressive culture, he emulates minority tradition while bypassing the discriminations that comes with it.

As for “Victorian culture”, I’m at a loss, but regardless of whether Benjamin Disraeli wore the locks or not, Goldstein’s defence preserves the power imbalance between white folk and people of colour.

“My hair, my rules, my body”, Goldstein asserts, displaying a deep sense of entitlement. Sure, it’s only hair, and it is his hair to style. But does he have the right to style it in a way that has a deep cultural meaning to minority cultures? The ability to style your hair for fashion’s sake is a luxury, not a right. If it is offending others, Goldstein should consider giving up that luxury.

Goldstein reveals no political or spiritual reason for wearing dreads, apart from his claim that he “loves and respects [African American] culture”. It is possible, however, to respect culture without taking from it; you can raise awareness of its oppression and educate yourself.

Such education may stop Goldstein from generalising. In his statement, he makes another interesting point. Dreads aren’t “something that all across the board [African Americans] believe in”, Goldstein states, and he’s right. There’s the mum with the weave who nags her son because she thinks his dreadlocks are disgusting. There’s the cornrowed teenager who believes that hair carries no meaning. But to go on to claim that black hair is just “something that they wear on their head” is ignorant in the extreme.

Does Goldstein really believe that no African Americans wear dreadlocks for spiritual or political reasons? None at all? A white man erasing these beliefs and meanings sounds a lot like what Azealia Banks termed “cultural smudging” to me. In an interview with Hot 97, Banks said that ‘cultural smudging’ tells black people “you don’t own shit, you don’t have shit, not even the shit you created for yourself”. 

Goldstein’s expression of white entitlement affirms her gloomy message. He’s taken from a minority culture and defends his actions by the same justifications used time and time again. Rather than showing “love and respect” in his way, Goldstein ought to talk to some African Americans about what dreadlocks really mean to them.

https://www.youtube.com/v/GZqb8VSFkaY

Faz bem se lembrar que ainda há uma porção considerável de não-idiotas completos.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Gauss em 21 de Outubro de 2016, 18:42:25
Apropriação cultural.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Donatello em 22 de Outubro de 2016, 11:51:09

Não sei se ele vai aprovar por lá, mas ele acabou de receber mais uma espinafrada:

Citar
O professor e filósofo deve ser um branco querendo ser negro, suponho. Uma vez que ele não consegue dissociar as ideias de um indivíduo de suas características intrínsecas, me surpreende muito que ele como membro da classe, da raça e do gênero “opressores” consiga ser tão defensor dos “oprimidos”, mais do que muitos “oprimidos” conseguem ser.

Professor e filósofo Paulo, o moço que te escreve é negro, paupérrimo, mas ele é, por exemplo, contra o sistema de cotas raciais (e também contra contas sociais), não porque ele quer ser branco como vossa excelência afirma, mas porque ele acredita que a reboque desta medida populista há uma série de resultados muito diversos de uma maior equidade na disputa por vagas públicas de emprego e ensino.

Este negro morador de uma “comunidade” famosa aqui no Rio de Janeiro, o Complexo do Chapadão, percebe por suas leituras, por suas reflexões e por sua própria experiência pessoal (como atual aluno da Universidade Federal do Rio de Janeiro e ex-aluno da Universidade Federal Fluminense e da Universidade do Estado do Rio de Janeiro) que os sistemas de cotas tanto racial quanto social servem muito mais à facilitação da entrada de gente bem vivida, de classe média pra cima, que “frauda” (chamo aqui de fraude, mas nem é necessário haver fraude do ponto de vista legal, apenas uma maquiagem das informações como não declarar os pais na composição familiar, o que não é ilegal a princípio) o sistema para ter maior facilidade no acesso, ou seja, contraproducentemente o sistema não facilita a vida nem de negros nem de pobres mas dos espertos, dos “Gérsons”.

Este negro aqui também acredita que muito ao contrário de reduzir o estigma sobre a sua cor de pele, o sistema de cotas reforça este estigma de modo muito eficaz ao associar o mérito do indivíduo negro a uma maior facilidade na disputa, mesmo que não fosse real (eu por exemplo, nunca precisei de cotas para passar nas diversas universidade públicas em que fui aprovado, e não sou cotista na UFRJ).

Isso significa que eu negue que haja aspectos especiais da minha vida que são negativamente afetados pela minha condição social ou racial?

Obviamente que não, doutor Paulo, por exemplo: em 2004 eu fui aprovado nos cursos de Direito da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (não havia cotas) e no curso de Jornalismo da UERJ (havia cotas, eu era cotista, mas passei com nota superior à nota de corte dos não cotistas). Só consegui me formar agora, em Biologia, 12 anos depois… por quê? Porque como vendedor de bananadas nos ônibus do Rio de Janeiro, minha profissão àquela época, morando à muito quilômetros da UERJ, eu não tinha condições mínimas de acompanhar o curso com proveito.

Abandonei, comecei outro, abandonei de novo, e só agora depois de bastante velho e com as minhas condições econômicas mais estáveis, consigo me formar e iniciar na sequência um segundo curso.

Não senhor, homem branco heterossexual, quando membros de “minorias” enxergam as questões de “minorias” e suas “soluções” de maneira diversa da sua não é porque são negros ou mulheres ou gays submissos, não é porque são “capitães do mato” ou “negros da casa” ou “amélias” não, senhor filósofo.

É porque têm experiências, leituras, reflexões diferentes das suas. Talvez a sua limitação esteja exatamente em do alto de sua branquitude e riqueza não ter visto a realidade dos mesmos ângulos que aqueles “dos tais negros que querem ser brancos”, ou talvez seja uma limitação intrinseca a você, como individuo, independente da sua cor de pele.

https://fascistas.wordpress.com/2016/09/14/declaro-para-os-devidos-fins-que-sou-um-negro-loiro-de-pele-clara-e-olhos-verdes-e-que-moro-sozinho-na-casa-de-praia-da-minha-tia/
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Feliperj em 22 de Outubro de 2016, 15:00:43
Apropriação cultural.

Mais uma das idiotices criadas pela esquerda "progressista". Apropriação Cultural....é rir para não chorar...e claro, isso só vale de verdade se for um "opressor" se apropriando da cultura de um "oprimido"...
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Gauss em 22 de Outubro de 2016, 15:44:03
Apropriação cultural.

Mais uma das idiotices criadas pela esquerda "progressista". Apropriação Cultural....é rir para não chorar...e claro, isso só vale de verdade se for um "opressor" se apropriando da cultura de um "oprimido"...
Quando o oprimido se apropria da cultura do opressor ele está querendo ser o opressor para negar as suas raízes e não ser oprimido. A esquerda progressista só  não é pior que a comunista.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skeptikós em 22 de Outubro de 2016, 17:56:09
Muito bem Donatelo, seu texto foi uma excelente crítica. Vamos ver se o professor irá responder com sua habitual arrogância e desprezo, ou se irá se responder a altura, com argumentos. Parabéns!
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 22 de Outubro de 2016, 18:24:00
É ao mesmo tempo engraçado e duplamente deprimente como a elite branca está sempre ávida por novos negros mansos se habilitando à posição de capitães do mato.

Correm afoitos para elogiar (algumas vezes de "articulado", inclusive) ao primeiro sinal disso, eufóricos com ter talvez mais um evento histórico na vida que possam colocar na gaveta de "exemplos de como não sou racista", junto a "tenho até um amigo negro", para então poderem acrescer sempre que forem começar a fazer uma argumentação iniciada por "eu não sou racista, [tenho até um amigo negro], mas".

A outra parte, apenas deprimente, nada engraçada, é haver negros dispostos a trair o seu povo, movidos pela ambição de serem aceitos entre a elite branca, mesmo que como um servo cativo. "Se não se pode vencê-los, junte-se a eles".
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Donatello em 22 de Outubro de 2016, 20:45:26
Também havia imaginado que o professor fosse dar uma resposta rasteira, mas enganei-me Skeptikós. Na verdade a resposta do filósofo foi bem elaborada e argumentativa, me fez refletir em alguns pontos. Transcrevo a seguir: (abre aspas) Caro negro, não queira ser branco, seja negro. Tente. (fecha aspas) 😊
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Gauss em 22 de Outubro de 2016, 20:55:35
(abre aspas) Caro negro, não queira ser branco, seja negro. Tente. (fecha aspas) 😊

Essa foi a resposta dele mesmo? :o

Não me surpreende.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pagão em 23 de Outubro de 2016, 08:50:23
Mas há um povo branco e um povo negro como identidades que superam todas as outras, inclusive a individualidade única de cada cidadão? Tenho de agir ou de pensar deste modo porque sou branco ou porque sou negro? Ou penso e ajo de uma determinada maneira porque sou eu? Não posso ser eu porque antes tenho de ser branco ou negro... Haverá mentalidade mais racista do que esta?

E porque não antes de ser negro ou branco pensar e agir em função do nosso peso físico, nível de inteligência, crença religiosa ou política, nível de rendimentos, qualificações profissionais, interesses familiares, etc... etc... etc... A fixação na cor da pele como critério do que quer que seja é pura mentalidade racista em exercício... Branco a "trair" a raça branca, negro a "trair" a raça negra... O que é isso?????
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 26 de Outubro de 2016, 18:18:29
https://www.youtube.com/v/iTrvkqRaYTo

Exigir documento de identidade nas eleições é RACISMO.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Skorpios em 27 de Outubro de 2016, 07:07:27
Na segunda fui levar minha esposa para um exame pelo SUS e na clínica tinha um painel fotográfico com diversas imagens de gente sorridente que aparentemente seriam pacientes atendidos através do mesmo.
Não contei as fotos, mas seguramente eram mais de 20. A maioria era de brancos e loiros. Só tinha uma foto de afrodescendente.
Não seria o caso de processar o SUS, ou a prefeitura por racismo? ::)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 27 de Outubro de 2016, 09:10:14
Na segunda fui levar minha esposa para um exame pelo SUS e na clínica tinha um painel fotográfico com diversas imagens de gente sorridente que aparentemente seriam pacientes atendidos através do mesmo.
Não contei as fotos, mas seguramente eram mais de 20. A maioria era de brancos e loiros. Só tinha uma foto de afrodescendente.
Não seria o caso de processar o SUS, ou a prefeitura por racismo? ::)

Você esqueceu que está em SC. Aqui em Curitiba eu vejo uma tendência contrária. Cada vez mais anúncios contam com afrodescendentes.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 27 de Outubro de 2016, 18:09:01
Afroeurodescendentes, não sejamos racistas.

( https://en.wikipedia.org/wiki/One-drop_rule )
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pagão em 28 de Outubro de 2016, 05:17:28
Na segunda fui levar minha esposa para um exame pelo SUS e na clínica tinha um painel fotográfico com diversas imagens de gente sorridente que aparentemente seriam pacientes atendidos através do mesmo.
Não contei as fotos, mas seguramente eram mais de 20. A maioria era de brancos e loiros. Só tinha uma foto de afrodescendente.
Não seria o caso de processar o SUS, ou a prefeitura por racismo? ::)

Por racismo?.... Os não brancos não deveriam antes processar por negligência médica? Afinal parece ser uma clínica onde só se sabe curar adequadamente os brancos loiros... :?
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Lorentz em 28 de Outubro de 2016, 20:25:48
Na segunda fui levar minha esposa para um exame pelo SUS e na clínica tinha um painel fotográfico com diversas imagens de gente sorridente que aparentemente seriam pacientes atendidos através do mesmo.
Não contei as fotos, mas seguramente eram mais de 20. A maioria era de brancos e loiros. Só tinha uma foto de afrodescendente.
Não seria o caso de processar o SUS, ou a prefeitura por racismo? ::)

Por racismo?.... Os não brancos não deveriam antes processar por negligência médica? Afinal parece ser uma clínica onde só se sabe curar adequadamente os brancos loiros... :?

Pagão, ele mora num Estado e numa cidade onde existem 20 vezes* mais brancos que negros. As fotos estão estatisticamente corretas.  :wink:

*estou chutando alto só pra fazer a piada, porra
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Gauss em 28 de Outubro de 2016, 20:47:04

Pagão, ele mora num Estado e numa cidade onde existem 20 vezes* mais brancos que negros. As fotos estão estatisticamente corretas.  :wink:

*estou chutando alto só pra fazer a piada, porra
É por aí. Até mais.

Citar
Etnias: brancos (88,1%), negros (2,7%), pardos (9%), indígenas e amarelos (0,2%)
http://www.suapesquisa.com/estadosbrasileiros/estado_santa_catarina.htm
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 30 de Outubro de 2016, 00:02:31
Faz tempo que não acompanho esse tópico.... como ficamos então?  Resumindo: a que conclusão chegamos? O racismo no Brasil não existe/é insignificante ou preocupa? É mito ou não?

 :hein:
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 30 de Outubro de 2016, 00:54:46
O tópico já teve isso como indagação principal ou inicial? :biglol:

Achava que fosse só para postar exemplo de coisas mais amenas apontadas como "racismo", entre aspas mesmo.

Minha opinião (que particularmente gosto de chamar de "a realidade") é que racismo existe, é preocupante, possivelmente envolverá crime (ou será institucionalizado como lei), mas, não será necessariamente a causa principal ou mesmo secundária de qualquer disparidade racial que se possa apontar. A atribuição de causa é mais complexa que isso, e discriminação indevida não será sempre a explicação mais parcimoniosa. O mesmo vale para outros ismos e as respectivas discriminações indevidas que se imagine poderem ser responsáveis.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Gauss em 30 de Outubro de 2016, 10:52:57
Faz tempo que não acompanho esse tópico.... como ficamos então?  Resumindo: a que conclusão chegamos? O racismo no Brasil não existe/é insignificante ou preocupa? É mito ou não?

 :hein:
Pelo que li no tópico até hoje, é mais uma crítica ao Politicamente Correto, que atribui tudo a racismo e problematiza qualquer coisa. Acho que nunca vi alguém aqui falando que racismo não existe.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 30 de Outubro de 2016, 12:07:25
Faz tempo que não acompanho esse tópico.... como ficamos então?  Resumindo: a que conclusão chegamos? O racismo no Brasil não existe/é insignificante ou preocupa? É mito ou não?

 :hein:
Pelo que li no tópico até hoje, é mais uma crítica ao Politicamente Correto, que atribui tudo a racismo e problematiza qualquer coisa. Acho que nunca vi alguém aqui falando que racismo não existe.

Mas parece que há um certo exagero em minimizar o problema. Negacionismo.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Gauss em 30 de Outubro de 2016, 13:41:04
Mas parece que há um certo exagero em minimizar o problema. Negacionismo.
Esse post começou o tópico:
     Uma mulher chamou uma funcionária da Infraero de "sua negrinha". Ela foi presa pela polícia federal e vai ser processada por racismo. Um professor ( negro ) chamou meu amigo de "branco azedo". Meu amigo foi à delegacia fazer boletim de ocorrência, mas o delegado riu dele e disse que aquilo não era racismo. Então eu pergunto: Porque só é considerado ( na prática ) racismo, ofensas contra negros? E se a mulher fosse negra e chamasse uma funcionária branca de "sua branquinha", ela seria presa e processada por racismo?

Acho que ele quis criticar o fato de um ato racista (chamar de "sua branquinha" como algo pejorativo) não ser levado a sério como acontece em outro caso (chamar de "sua negrinha" como algo pejorativo). Ambos são atos racistas, mas somente um é levado mais a sério. É compreensível o porque de somente um dos atos ser levado a sério como racismo, levando em consideração a história do país, mas não deixa de ser dois atos racistas. Não vejo um negacionismo ao racismo, somente uma crítica a relativização feita em relação a isso.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 30 de Outubro de 2016, 22:14:46
Faz tempo que não acompanho esse tópico.... como ficamos então?  Resumindo: a que conclusão chegamos? O racismo no Brasil não existe/é insignificante ou preocupa? É mito ou não?

 :hein:
Pelo que li no tópico até hoje, é mais uma crítica ao Politicamente Correto, que atribui tudo a racismo e problematiza qualquer coisa. Acho que nunca vi alguém aqui falando que racismo não existe.

Mas parece que há um certo exagero em minimizar o problema. Negacionismo.

Dificilmente. Serão bem poucos os que defenderão que não há nada demais em haver discriminação racial em coisas como emprego (exceto quando esta for legalmente instituída), "tudo bem as pessoas anunciarem vagas de emprego dizendo que pessoas da raça X não precisam se candidatar", ou em que a polícia dê mais atenção de acordo com a correlação diferentes taxas de criminalidade de diferentes grupos/perfis (exceto, talvez, homens em geral, de 15-35 anos).

O será comumente negado é que qualquer disparidade observável seja produto de racismo, especialmente em questões mais triviais/de primeiro mundo como taxas de ganhadores de óscares e etc, e outras hiper-sensibilidades diversas, como agora ser racismo brancos usarem turbantes ou cabelo dreadlock, ou uma negra/mestiça dizer que gosta de seu cabelo alisado.

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Pasteur em 13 de Novembro de 2016, 11:01:03
Citar
(http://s2.glbimg.com/KJWG42mRaj6xAHI7-GyCV5SDTdA=/top/i.glbimg.com/og/ig/infoglobo1/f/original/2016/11/11/62400160.jpg)

Citar
(https://observatoriodatelevisao.bol.uol.com.br/wp-content/uploads/2016/11/Depois-de-ofender-Gaby-Amarantos-internauta-ataca-filha-de-Giovanna-Ewbank-e-Bruno-Gagliasso-%E2%80%9CParece-uma-macaquinha%E2%80%9D-2.jpg)

http://blogs.oglobo.globo.com/ancelmo/post/gagliasso-e-giovanna-prestam-queixa-na-delegacia-por-mensagens-racistas-contra-titi.html
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Agnoscetico em 17 de Novembro de 2016, 17:55:10
http://blogs.oglobo.globo.com/ancelmo/post/gagliasso-e-giovanna-prestam-queixa-na-delegacia-por-mensagens-racistas-contra-titi.html

Essa que fez esse comentario nos EUA ainda que tivesse pela clara mas com mesmos traços fisicos, poderia ser tachada de chicana, libanesa ou sul-italiana ou algo do tipo.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Agnoscetico em 17 de Novembro de 2016, 18:31:13
   Lá nos EUA, europeus como Antonio Banderas, Penelope Cruz, Javier Bardem são muito usados pra fazer papéis de latino-americanos, árabes, etc.

(http://img.xcitefun.net/users/2011/09/264281,xcitefun-black-gold-emir-nessib-3.jpg)

(http://1001inventions.com/img/1001i-vikings-03.jpg)

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/d/d4/Javier_Bardem_2011_AA.jpg/170px-Javier_Bardem_2011_AA.jpg)

(http://www.hairweb.org/images-06-1/pc-bandidas.jpg)

   Curioso é como até mesmo quem é de origem anglo-saxonica se tiver algum traço físico que pareça de outra raça que não seja caucasiana norte-européia pode ser posto pra fazer papéis de raças não-caucasianas, como Sean Connery

(http://4.bp.blogspot.com/-_MotUlcgmrI/U3cUYlzb3lI/AAAAAAAAoD4/kondM9ChtgU/s1600/WindandtheLionConner3.jpg)

(http://2.bp.blogspot.com/-kdULxCL2b_8/UBKrE-M0pCI/AAAAAAAAAqM/HaTOPn8m4jg/s1600/image961_ayatolla_connery.jpg)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Agnoscetico em 17 de Novembro de 2016, 18:32:23
   O racismo americano é mais paranóico com ancestralidade e traços físicos, lá até mesmo pessoas de origem mediterrânea são confundidos com pessoas de origem do Oriente Médio (libanesa, etc). No Brasil se alguém tiver um visual mais claro (mesmo com traços físicos "não-caucasianos" como nariz afilado, cabeça mais quadrada ou triangular)

   Já vi comentários de alguns que acham se alguém tem olhos escuros (e não azuis) já suspeitam logo ser de origem do Oriente Médio ou Mediterrãnea.

   Esse site tem algumas supostas genealogias étnicas de celebridades internacionais ---->

http://ethnicelebs.com (http://ethnicelebs.com)
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Agnoscetico em 17 de Novembro de 2016, 18:33:56
(http://ethnicelebs.com/wp-content/uploads/2008/09/bigstock_LOS_ANGELES_-_AUG___Sandra_B_22266719small1.jpg)

__ Sandra Bullock __
http://ethnicelebs.com/sandra-bullock (http://ethnicelebs.com/sandra-bullock)

Ethnicity:
*English, Irish, German, Swiss-German, French (father)
*German (mother)



Citar


COMENTÁRIOS

vickie October 23, 2015 at 1:01 am
She looks everything that she is just because she’s got dark hair and dark eyes dosen’t mean she is spanish etc lol

Capricious April 1, 2015 at 6:10 pm
She looks very Lebanese or Syrian. If you’ve seen their singers/actors…

LOG IN TO REPLY

cwm85 July 22, 2015 at 4:25 pm
LOL

LOG IN TO REPLY
thomas1987 August 22, 2015 at 6:07 am
She looks very German

LOG IN TO REPLY
Capricious October 9, 2015 at 9:04 pm
Lol..why lol?

She looks like a typical Levant or Assyrian woman.

http://www.alextheatre.org/wp-content/uploads/nishra-music-production.jpg



visokozen November 10, 2014 at 1:04 pm
If she is a German I am to!

ShawntheGod July 27, 2014 at 4:28 am
Looks Southern German.

LOG IN TO REPLY

sarahle October 11, 2014 at 1:08 pm
???

germans in the north, south, east and west look the same…

just because that south germany is closer to italy than other parts doesn’t mean that the people look more mediterranean.
Have lived in south germany so I can tell you.

LOG IN TO REPLY
angiemorton October 4, 2015 at 6:45 am
Not so , the Germans are not all alike in any way .I am a descendant of German and I know what I mean. Anyway , she just , I do not think that looks German .


andrew August 8, 2013 at 3:14 pm
she looks quite like this Italian Swiss-born journalist

http://www.ascoltitv.it/wp-content/uploads/2012/08/natascha-lusenti-07-600×289.jpg

http://www.ascoltitv.it/wp-content/uploads/2012/08/natascha-lusenti-03-600×290.jpg

LOG IN TO REPLY
follers August 8, 2013 at 11:26 pm
Maybe a little. That journalist reminds me of Ayelet Zurer (Israeli) for some reason.

LOG IN TO REPLY
andrew August 9, 2013 at 5:26 am
Zurer? uhhmmm.. not really. Italian journalist and Bullock seem to be the same person in some photos

http://www.lanostratv.it/wp-content/gallery/facci-e-lusenti-battibecco-su-in-onda/natasha-lusenti-in-onda.jpg

http://static.la7.it/images/3/5/354208.jpg

http://4.bp.blogspot.com/-nQIVLowr4U8/UD5kzVp6CkI/AAAAAAAABQc/MYf1EzMdVnQ/s320/18681b_Gambero_ricettealtromondo_g.jpg

LOG IN TO REPLY
follers August 9, 2013 at 5:38 am
I wouldn’t mistake that journalist for Bullock in those pictures. The journalist is more like Zurer with Alyssa Milano.

andrew August 9, 2013 at 5:28 am
Zurer looks like a French actress whose name I miss now


ESSES COMENTÁRIOS SÃO PEROLAS

theropod June 24, 2013 at 2:17 am
Wow…didn’t expect those ‘very white’ ethnicities such as German, Irish and English.

For years I thought she was Jewish, Spanish or Italian. Surely she has to have Southern European roots?

Clooney’s ethnicity and hers baffle me – they have no ‘exotic’ ones and yet they look so. :/

LOG IN TO REPLY

follers June 24, 2013 at 2:56 am
There are many people of Northern/Central European descent with this look. Sandra looks like the same type as Sarah Palin (who has stronger features) or perhaps Julia Roberts, who are both of the same type of heritage (although less German than Sandra).

LOG IN TO REPLY
theropod July 16, 2013 at 6:02 am
I know that you can be brown eyed/dark haired and be from up there (Anna Paquin, Sigourney Weaver), but she is very distinctively Italian/Middle Eastern looking.

I have a lot of friends in the Middle East, particularly Lebanese and Assyrian – some of their women are like her clones.

LOG IN TO REPLY
andrew July 16, 2013 at 3:30 pm
she looks like one of those Central/Northern European with brown hair/eyes

LOG IN TO REPLY
mony March 14, 2015 at 10:10 am
An Italian doesn’t look like a Lebanese!

LOG IN TO REPLY


christian March 22, 2012 at 2:37 pm
hmmm sandra bullock is very difficult to classify

i live in germany, and yes germans are not only blue eyed blond haired people, more people in germany have brown eyes than green or blue.

there are a lot of germans with dark hair and dark eyes

but i have never seen a girl or woman who looks like sandra bullock

there might be native american blood in her veins,

LOG IN TO REPLY

mony March 14, 2015 at 10:11 am
Infact she is not only German!


Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Buckaroo Banzai em 17 de Novembro de 2016, 18:48:05
Isso está bem apropriado para o tópico "racismo", assim entre aspas, porque não tem nada demais em ter curiosidade pelo tema de fisionomias e suas origens étnicas/regionais, tampouco em estranhar fenótipos diferentes dos típicos locais. Que podem ter origem em imigração de outras regiões, até.

Da mesma forma não é estranho (ou racismo) que atores com tal similaridade fenotípica sejam escalados em papéis compatíveis, mesmo que não sejam da etnia do papel mesmo.

(Mais argumentavelmente racista é ETs terem sotaques de países de pessoas de cor... e não, ou, muito mais raramente*, sotaques britânicos)


Lembrei por acaso de, em priscas eras, lá pelos anos 2000, ter visto numa comunidade meio pré-orkut/facebook, o perfil de uma garota sueca, morena, que, ao mencionar sua nacionalidade, fazia qualquer comentário como "(pode chocar a alguns, mas não somos todas loiras)". :biglol:



* alguém se lembra de algum caso de ET com sotaque britânico? Imagino que até possa ter tido algum ET meio esquisito e cômico com o sotaque britânico "de pobre", que eu acho que deve descender de um sotaque cultivado propositalmente por bobos da corte.








http://blogs.oglobo.globo.com/ancelmo/post/gagliasso-e-giovanna-prestam-queixa-na-delegacia-por-mensagens-racistas-contra-titi.html

Essa que fez esse comentario nos EUA ainda que tivesse pela clara mas com mesmos traços fisicos, poderia ser tachada de chicana, libanesa ou sul-italiana ou algo do tipo.

Leva toda cara de ser mais daqueles "fakes" que competem por audiência ao trolar a internet com coisas polêmicas.

Não que não exista gente racista assim mesmo, só imagino que sejam geralmente mais "no armário", não vão por a própria cara e nome embaixo de algo que pode ter repercussões legais.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: André Luiz em 17 de Novembro de 2016, 19:09:07
Foram 700 anos de domínio árabe na península ibérica e um certo tempo no sul da Itália, não é estranho essa galera do mediterrâneo ter um "q" de árabe

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Agnoscetico em 17 de Novembro de 2016, 19:47:16
Foram 700 anos de domínio árabe na península ibérica e um certo tempo no sul da Itália, não é estranho essa galera do mediterrâneo ter um "q" de árabe

Também não é estranho que muitos não queiram admitir e tentem disfarçar as possíveis origens étnicas.

Curioso um suposto caso de racismo (?) ou talvez xenofobia (ou tlavez uma mal-entendido interpretado como racismo ou xenofobia) que uma português teria sofrido por parte de um empregado dum banco Santander lá em Portugal, sendo confundido com romeno (talvez expressão generica pra cigano). racismo ou preconceito etnico de europeu contra europeu do mesmo país é uma coisa muita estranha:

Ignorem o titulo, parece muito sensacionalista, o foco é a reportagem:

https://www.youtube.com/v/mk7xFIJ40Zc



 

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Agnoscetico em 17 de Novembro de 2016, 20:12:33
(http://ethnicelebs.com/wp-content/uploads/2008/05/Clooney.jpg)

__ George Clooney __
http://ethnicelebs.com/george-clooney (http://ethnicelebs.com/george-clooney)


Ethnicity: Irish, English, and German, with more distant Scots-Irish (Northern Irish), Scottish, and Welsh, and remote French Huguenot and Dutch



George Clooney is an American actor, writer, director, producer, and activist. He starred in the Ocean’s films, among many other roles. George was selected People Magazine’s “Sexiest Man Alive” in 1997, and again in 2006.

George is the son of former beauty queen Nina Bruce (Warren) and journalist Nick Clooney (Nicholas Joseph Clooney). His aunt (father’s sister) was singer and actress Rosemary Clooney, and his cousin is actor Miguel Ferrer (who is Rosemary’s son). George is married to lawyer Amal (Alamuddin) Clooney, who is of Druze and Lebanese descent.

George’s father is of half Irish and one quarter German ancestry, with his other quarter being a mix of English, Scottish, and Scots-Irish (Northern Irish) ancestry. George’s mother has English ancestry, along with more distant Scottish, Welsh, and remote French Huguenot and Dutch, roots.

George’s paternal great-great-grandfather, Nicholas Clooney, was born, c. 1829, in Windgap, County Kilkenny, Ireland, to David Clooney and Mary McGrath, farmers.

George’s paternal grandfather was Joseph Andrew Clooney (the son of Andrew Bartholomew Clooney and Crescentia Koch). Andrew was the son of Nicholas Clooney and Bridget Byron, who were Irish immigrants. Crescentia was born in Ohio, the daughter of German parents, Joseph A. Koch and Margaret Fehler/Manns.

George’s paternal grandmother was Marie Frances Guilfoyle (the daughter of Michael Joseph Guilfoyle and Martha Adelia/Ada Farrow). Michael was the son of Cornelius/Con Guilfoyle, from Tipperary, Ireland, and of Roseanna/Rosanna Sweeney, whose parents were Irish, her father from Laois and her mother from Kilkenny. Martha was the daughter of Samuel Tully Farrow and Louella/Ellin Breckenridge Vanden.

George’s maternal grandmother was Marvin Jackson Warren (the son of William Henry Warren and Ida Lee Chambers). William was the son of John Linton Warren and Mary B. Gatton. Ida was the daughter of John Martin Chambers and Lucinda Ann Crow.

George’s maternal grandmother was Dica Mae Edwards (the daughter of Ansel Leroy Edwards and Nora Bell Perkins). Ansel was the son of James “Jack” Edwards and Dicy Florence Bandy. Nora was the daughter of Cicero/Cysarough Perkins and Martha Jane Wilburn.

George is a half-first cousin, five times removed, of President Abraham Lincoln. George’s maternal great-great-great-great-grandmother, Mary Ann Sparrow, was the half-sister of Nancy Hanks, who was the mother of President Lincoln (Mary and Nancy were both the daughters of Lucy Hanks). Through the same line, George is also a seventh cousin, once removed, of actor Tom Hanks. George’s maternal seven times great-grandparents, John Hanks and Catherine, were also the paternal six times great-grandparents of Tom Hanks.

Sources: Genealogies of George Clooney – http://worldconnect.rootsweb.ancestry.com
http://worldconnect.rootsweb.ancestry.com
http://famouskin.com
http://www.geni.com

Genealogy of George Clooney (focusing on his father’s side) – http://www.wikitree.com

Pictures and genealogy of George’s father’s family – http://www.findagrave.com

Notations on George’s Irish ancestry – http://www.eneclann.ie

George’s paternal great-grandmother, Crescentia Koch, on the 1880 U.S. Census – https://familysearch.org

Genealogy of some of George’s more distant ancestors – http://worldconnect.rootsweb.ancestry.com

OUTRA FONTE:

http://www.findagrave.com/cgi-bin/fg.cgi?page=gr&GRid=157374335

Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Agnoscetico em 17 de Novembro de 2016, 20:29:03
Nesses países com povo anglo-saxão onde tem mais fixação com pureza racial, esse tipo de artigo deve chamar muita atenção:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Pictos (https://pt.wikipedia.org/wiki/Pictos)

Os pictos eram antigos habitantes da Escócia que estabeleceram seu próprio reino e lutaram contra os romanos na Britânia.
[...]
As descrições dos Pictos traçam um retrato de um povo pequeno, robusto mas delgado, pele amarelecida, de todo diferentes dos Gauleses, cuja pele mais clara, altura e constituição impressionavam os escritores romanos.

O folklore escocês fala dos "pechs". Ao longo dos séculos estes foram tornando-se numa raça mágica de fadas e duendes, mas muitos especialistas crêem que se trata duma "memória popular" dos Pictos, o que indica que seriam vistos pelos Celtas da Escócia como uma raça separada e não apenas uma tribo separada. A juntar com as diferenças físicas, parece que os Pictos poderiam ser os últimos vestígios da população pré-Celtica da Grã-Bretanha, mas não há certeza.
Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Agnoscetico em 17 de Novembro de 2016, 22:14:17
(http://ethnicelebs.com/wp-content/uploads/2013/11/Cindy-Crawford.jpg)

__ Cindy Crawford __
http://ethnicelebs.com/cindy-crawford (http://ethnicelebs.com/cindy-crawford)



Ethnicity: English, Scots-Irish (Northern Irish), 1/8th Danish, Scottish, small amounts of German, Irish, and French



https://www.facebook.com/notes/arab-american-casting/list-of-famous-americans-of-arab-descent-or-from-arab-nations/341938172564202 (https://www.facebook.com/notes/arab-american-casting/list-of-famous-americans-of-arab-descent-or-from-arab-nations/341938172564202)

Basta ver os comentarios lá, teve uns que postaram a obsessão com etnicidade que se tem lá nos EUA.


Título: Re:"Racismo"
Enviado por: Agnoscetico em 20 de Novembro de 2016, 17:58:28
Não sei muito bem em que tópico jogar esse texto, mas, putz, é o tipo de coisa que me embrulha o estômago.

Segue abaixo, alguém querendo dizer quem pode fazer o que, com critérios do tipo xenófobos ou racistas, querendo através disso, criticar o capitalismo e... os racistas.

Citar
A mentira da apropriação cultural

Eu pretendo fazer deste texto uma conclusão sem grandes desenvolvimentos, porque acredito que – neste instante – não é necessário fazer longas introduções teóricas (como se isso fosse possível numa coluna, como essa) pra demonstrar um ponto bem simples: a apropriação cultural, como é dita na internet, não existe.

O que existe é consumo no capitalismo tardio. O que existe é a indústria cultural.

(https://fiftyshadesofnigga.files.wordpress.com/2015/05/11295640_354109324778900_6492984825479015120_n-1.jpg?w=254&h=257)

É interessante pensar que o conceito de apropriação cultural é antigo. Por exemplo, considera-se há tempos como apropriação cultural a introdução da cultura grega no império romano, após a conquista; considera-se apropriação cultural o numeral arábico no ocidente (aliás, você sabia que Bhaskara era indiano?), assim como a tradução e posterior desenvolvimento da filosofia aristotélica pelos árabes no início da Idade Média.

No entanto, a dita pós-modernidade é uma época de invenção, não é mesmo? Segundo a atual militância da internet, a apropriação cultural seria o ato de grupos dominantes se apropriarem de símbolos de luta de grupos oprimidos e retirar toda sua substância, os transformando em meras mercadorias. O que eu estou dizendo é que, no capitalismo tardio, eles já são mercadorias.

Ou você acha que come feijoada porque é um símbolo de luta do povo negro? Não, você come feijoada porque alguém (seja você ou não) compra os ingredientes e cozinha. E por que você se interessa pela feijoada? Pode ter certeza que você se interessa pela feijoada muito mais por ser uma comida habitual do que por qualquer significado transcendental. Você não come feijoada, você consome feijoada. E se você não entendeu meu foco na feijoada, entenda:

(https://colunastortas.files.wordpress.com/2015/09/apropriacao.png?w=640)

Talvez um outro caso famoso seja o do turbante: a foto abaixo ficou famosa por suscitar longas discussões sobre as origens do turbante e o erro em transformá-lo em objeto de moda.

Mas há um problema, as longas discussões em blogs (pois foi só na superfície dos blogs – no mundo da internet, no discurso próprio da internet – que essa discussão teve vida) sobre as origens do turbante não levam em consideração que este elemento sempre foi utilizado pelos povos do oriente médio, para além da África, o que já prova a multiplicidade de significados que um mesmo objeto material pode conter em diferentes locais ao longo do tempo.

Muito além disso, o que essas discussões esquecem (caso um dia tenham levado em conta) é que o significado de uma prática não se dá nas origens, mas na prática presente. Você não busca a origem de uma palavra para entender seu significado, você observa seu uso ordinário. A indústria cultural já sugou toda essência de qualquer símbolo fora das delimitações europeias. Tudo é mercadoria. E não se engane, você é consumidor. Ninguém é especial.

(https://fabiokabral.files.wordpress.com/2015/05/palavra-chave-turbantes-para-mulheres-brancas.png?w=753&h=500)

É claro que se o significado se dá conforme a prática ordinária, não necessariamente as coisas perdem sua transcendência automaticamente. É necessário praticar essa mercadorização dos objetos. Mas tem como alguém, no seio do neoliberalismo, sair por aí dizendo que comer feijoada é apropriação cultural? É possível haver algum ser iluminado que, de repente, não é parte da sociedade consumista atual?

Apropriação cultural como exclusividade de consumo

O real significado do conceito internético de apropriação cultural no capitalismo tardio é de exclusividade de consumo. O Colunas Tortas é cheio de artigos e resenhas para explicar a dita liquidez do mundo, que eu prefiro traduzir como hedonismo cultural – coisa que Lipovetsky faz há tempos.

Num lugar em que não há nenhum referencial fixo, em que as pessoas se transformam em coisas, em que o engajamento chega perto de zero, em que a mercadoria é a forma dominante de todas as intermediações do ser humano com o mundo, há poucas nesgas de segurança existencial: a religião é uma delas, vide as igrejas neopentecostais.

Há uma ou