Autor Tópico: Relações do Irã com o Ocidente  (Lida 28511 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re: Relações do Irã com o Ocidente
« Resposta #200 Online: 25 de Maio de 2010, 15:54:01 »
Esse tópico esta virando um amontoado de falácias.... São ad hominens, tu quoque, falsa dicotomia....

barata eu não perco mais meu tempo..
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Barata Tenno

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 16.283
  • Sexo: Masculino
  • Dura Lex Sed Lex !
Re: Relações do Irã com o Ocidente
« Resposta #201 Online: 25 de Maio de 2010, 15:58:12 »
Esse tópico esta virando um amontoado de falácias.... São ad hominens, tu quoque, falsa dicotomia....
oh.. claro... é tudo falácia mesmo!! quando não te agrada é falácia!!!

Vai estudar o que são falácias e depois a gente conversa.
estude você tambem
Que tipo de resposta é essa?Quantos anos você tem?10?
Vai você.
Não, vai você.
Não, vai você.

Se você acha que não são falácias, argumente.

Bem, quando Israel desenvolve armas nucleares no oriente médio, ninguém reclama. Quando Israel se recusa a assinar tratado de não-proliferação de armas nucleares, ninguém liga. E agora de repente começa todo esse auê com o Irã? Qual a origem desses dois pesos e duas medidas? O fato de um deles ser aliado histórico, quase uma extensão dos Estados Unidos? O fato do outro ter um grande estoque de petróleo? Já ouvi essa história de "armas de destruição em massa" antes...

Aqui temos um claro tu quoque.


Exato.... cara.... o modus operandi é o seguinte... quem não se curva ao lobby US-Israel.... será atacado e marginalizado pela "Comunidade Internacional" (Leia-se: Israel e USA)...  E pior de tudo: a mídia "livre" como Folha, Veja, Globo e Estadão se portam como Porta-Vozes e Papagaios desta "Comunidade".
ad hominem

Então você concorda que o Talebã tem direito a possuir uma bomba atômica?
Sim, qual problema?? Os EUA não tem?? Israel não tem ?
outro tu quoque

Os EUA odeiam terroristas porque não toleram concorrentes
Então você acha que jogar aviões em prédios é uma atitude justificavel?
eu falei isso??? eu justifikei este ato ?
Bom, quem acha justo dar um bomba atômica ao Talebã deve achar justo eles jogarem um avião num prédio.
e qual o problema de jogar?? pra gosta de promover "guerras libertárias" isso não é nada...
e pra mim... Taliban e Casa Branca são farinha do mesmo saco...
Nem preciso comentar...

He who fights with monsters should look to it that he himself does not become a monster. And when you gaze long into an abyss the abyss also gazes into you. Friedrich Nietzsche

Offline Mr. Mustard

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.918
  • Sexo: Masculino
Re: Relações do Irã com o Ocidente
« Resposta #202 Online: 25 de Maio de 2010, 16:14:20 »
من فکر می کنم استبان است مسلمان است. :hehe:

Offline CyberLizard

  • Nível 17
  • *
  • Mensagens: 498
  • Lagartos são os melhores
Re: Relações do Irã com o Ocidente
« Resposta #203 Online: 25 de Maio de 2010, 17:00:34 »
Bem, quando Israel desenvolve armas nucleares no oriente médio, ninguém reclama. Quando Israel se recusa a assinar tratado de não-proliferação de armas nucleares, ninguém liga. E agora de repente começa todo esse auê com o Irã? Qual a origem desses dois pesos e duas medidas? O fato de um deles ser aliado histórico, quase uma extensão dos Estados Unidos? O fato do outro ter um grande estoque de petróleo? Já ouvi essa história de "armas de destruição em massa" antes...

Aqui temos um claro tu quoque.
Fio, o que eu analizei neste post é o uso de dois pesos e duas medidas, tanto por parte de países como EUA como por parte da imprensa internacional e de órgãos internacionais. Eu nem estava tentando justificar nada no texto em questão. Como pode ser tu quoque?

Com relação às minhas postagens depois deste ponto, se alguém me acusar de dar um soco em alguém e eu disser "ele também me deu um soco antes!", isso é tu quoque. Mas se eu comentar algo como: "depois de uma pessoa X acertar um soco em uma pessoa Y, a reação de Y se tornar agressivo em relação à X é algo inevitável", isso NÃO É tu quoque.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.820
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re: Relações do Irã com o Ocidente
« Resposta #204 Online: 25 de Maio de 2010, 18:01:49 »
Juca, acho que a coisa não é tão simples assim, nem contra o Irã, nem contra a grande mídia.
Isso é um tema recorrente aqui..

O Irã acaba de sair de um ciclo fortíssimo de repressão por parte da polícia devido a reclamações sobre fraudes e pedindo uma sociedade mais aberta e menos teocrática.

Note uma coisa: Quando houve os incidentes em SP do PCC, claramente o mundo em que eu vivia não era o mundo que era visto pelas pessoas que assistiam televisão, mas isso é uma questão da mídia, não da grande ou pequena, mas simplesmente da midia.

Veja que pessoas que vêem a midia mais alternativa costumam ter uma visão que soa enviezada para muitos, como ver FHC como vendilhão do templo, os EUA como o demônio, a veja como ultra conservadora (quando na verdade são alinhados politicamente mas são a favor de gays, regulamentação, etc..), e assim vamos.

Voltando ao PCC. Quando vemos a noticia do que ocorria em SP, eu devo entender que a midia conta uma história sobre um fato relevante e que de maneira alguma EU deveria entender aquilo como retrato generalizado do mundo. Eu sei que a midia é assim, todas elas.

Então, quando vemos na verdade uma "grande midia" ou "midia petista" ou uma "midia revolucionaria" isso as vezes representa muito mais uma agressão à ideologia de quem está lendo do que a ideologia do conjunto de pessoas que estão escrevendo naquela midia específica.

A favor de jornais mais complexos e maiores como folha, estado, etc.., o que temos são muito mais pessoas de muito mais opiniões, é comum articulistas com visões bem distintas sobre um mesmo tema, e considero para, o bom leitor, esses são grandes jornais.


O que a autora com seu testemunho pessoal fez,  foi ajudar a quebrar estereótipos que não correspondem a realidade de um povo, no caso o Irã. Quando olhamos para um país governado pela religião, que satanizam o ocidente e seu modo de vida, tendemos a achar que o povo de fato é assim, quando isso é retórica usada de forma estratégica pelos Aiátolas, para reunir o povo na idéia comum a todos, que autora mostrou, que é a aversão dos iranianos pela ingerência externa e à incoerência diplomática das grandes potências, no caso ela mostrou o fato de apoiarem, um dia, o Saddam.

Diante disso, existe uma crítica fundamental a mídia de um modo geral ( não só a grande a meu ver ), por não mostrar a verdadeira face de um povo e por aceitar um discurso de via única, que não ajuda as pessoas a compreender uma nação e uma cultura tão diversa, ocultando-nos o que poderia ser uma porta de compreensão e entendimento aos caminhos que uma nação toma ao longo da história. Tendo posse da realidade, do cotidiano natural que essa nação toma, as pessoas comuns no ocidente poderiam não aceitar a retórica deste lado do mundo, que tenta nos passar a versão de um povo bárbaro e intolerante com nossos costumes, nos levando a não aceitar o belicismo hipócrita que é imposto através da dicotomia deste e do outro lado.

Quanto ao jornalões, eu os leio diariamente, sempre tentando manter uma distância crítica em relação ao que leio. Não necessariamente sendo do contra, mas com o meu entendimento que os grandes jornais tem sim interesses específicos, que transcendem aqueles pessoais de seus jornalistas, e que podem ou não ser o seu em particular. No caso dos estereótipos formados pelas notícias que se repetem por anos, as vezes décadas a fio, mostrando apenas o lado mais conveniente, fazendo muitos de seus leitores cair nessa armadilha do preconceito e intolerância, acho válido e muito importante que a crítica se faça presente, desconstruindo uma imagem gerada por uma visão que se formou míope.

Offline Dr. Manhattan

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.342
  • Sexo: Masculino
  • Malign Hypercognitive since 1973
Re: Relações do Irã com o Ocidente
« Resposta #205 Online: 25 de Maio de 2010, 18:47:40 »

O que a autora com seu testemunho pessoal fez,  foi ajudar a quebrar estereótipos que não correspondem a realidade de um povo, no caso o Irã. Quando olhamos para um país governado pela religião, que satanizam o ocidente e seu modo de vida, tendemos a achar que o povo de fato é assim, quando isso é retórica usada de forma estratégica pelos Aiátolas, para reunir o povo na idéia comum a todos, que autora mostrou, que é a aversão dos iranianos pela ingerência externa e à incoerência diplomática das grandes potências, no caso ela mostrou o fato de apoiarem, um dia, o Saddam.

Não seria isso um espantalho? Eu, por exemplo, não costumo ver a "grande" mídia criticar o POVO iraniano, mas sim o seu governo.
É certo que a maioria das pessoas que conheço tem uma visão estereotipada dos iranianos, mas isso me parece mais uma mistura de
uma confusão entre governo e povo com a retórica de radicais (daqui) que tentam descrever todos os muçulmanos como fanáticos.

Da mesma forma, já encontrei várias pessoas no exterior que pensam que todos os brasileiros desejam devastar a Amazônia.




You and I are all as much continuous with the physical universe as a wave is continuous with the ocean.

Alan Watts

Offline Esteban

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 228
Re: Relações do Irã com o Ocidente
« Resposta #206 Online: 25 de Maio de 2010, 20:10:31 »
Bem, quando Israel desenvolve armas nucleares no oriente médio, ninguém reclama. Quando Israel se recusa a assinar tratado de não-proliferação de armas nucleares, ninguém liga. E agora de repente começa todo esse auê com o Irã? Qual a origem desses dois pesos e duas medidas? O fato de um deles ser aliado histórico, quase uma extensão dos Estados Unidos? O fato do outro ter um grande estoque de petróleo? Já ouvi essa história de "armas de destruição em massa" antes...

Aqui temos um claro tu quoque.
Fio, o que eu analizei neste post é o uso de dois pesos e duas medidas, tanto por parte de países como EUA como por parte da imprensa internacional e de órgãos internacionais. Eu nem estava tentando justificar nada no texto em questão. Como pode ser tu quoque?

Com relação às minhas postagens depois deste ponto, se alguém me acusar de dar um soco em alguém e eu disser "ele também me deu um soco antes!", isso é tu quoque. Mas se eu comentar algo como: "depois de uma pessoa X acertar um soco em uma pessoa Y, a reação de Y se tornar agressivo em relação à X é algo inevitável", isso NÃO É tu quoque.
brother, não adianta discutir com esse povo... pra eles o "Papai EUA" tá certo e acabou... o Iran é o menino mau e acabou...

Offline Esteban

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 228
Re: Relações do Irã com o Ocidente
« Resposta #207 Online: 25 de Maio de 2010, 20:12:11 »
Esse tópico esta virando um amontoado de falácias.... São ad hominens, tu quoque, falsa dicotomia....
oh.. claro... é tudo falácia mesmo!! quando não te agrada é falácia!!!

Vai estudar o que são falácias e depois a gente conversa.
estude você tambem
Que tipo de resposta é essa?Quantos anos você tem?10?
Vai você.
Não, vai você.
Não, vai você.

Se você acha que não são falácias, argumente.

Bem, quando Israel desenvolve armas nucleares no oriente médio, ninguém reclama. Quando Israel se recusa a assinar tratado de não-proliferação de armas nucleares, ninguém liga. E agora de repente começa todo esse auê com o Irã? Qual a origem desses dois pesos e duas medidas? O fato de um deles ser aliado histórico, quase uma extensão dos Estados Unidos? O fato do outro ter um grande estoque de petróleo? Já ouvi essa história de "armas de destruição em massa" antes...

Aqui temos um claro tu quoque.


Exato.... cara.... o modus operandi é o seguinte... quem não se curva ao lobby US-Israel.... será atacado e marginalizado pela "Comunidade Internacional" (Leia-se: Israel e USA)...  E pior de tudo: a mídia "livre" como Folha, Veja, Globo e Estadão se portam como Porta-Vozes e Papagaios desta "Comunidade".
ad hominem

Então você concorda que o Talebã tem direito a possuir uma bomba atômica?
Sim, qual problema?? Os EUA não tem?? Israel não tem ?
outro tu quoque

Os EUA odeiam terroristas porque não toleram concorrentes
Então você acha que jogar aviões em prédios é uma atitude justificavel?
eu falei isso??? eu justifikei este ato ?
Bom, quem acha justo dar um bomba atômica ao Talebã deve achar justo eles jogarem um avião num prédio.
e qual o problema de jogar?? pra gosta de promover "guerras libertárias" isso não é nada...
e pra mim... Taliban e Casa Branca são farinha do mesmo saco...
Nem preciso comentar...


claro... é tudo falácia tudo falácia (buaaaaaaa)

Offline Esteban

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 228
Re: Relações do Irã com o Ocidente
« Resposta #208 Online: 25 de Maio de 2010, 20:56:25 »

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re: Relações do Irã com o Ocidente
« Resposta #209 Online: 25 de Maio de 2010, 21:19:50 »

O que a autora com seu testemunho pessoal fez,  foi ajudar a quebrar estereótipos que não correspondem a realidade de um povo, no caso o Irã. Quando olhamos para um país governado pela religião, que satanizam o ocidente e seu modo de vida, tendemos a achar que o povo de fato é assim, quando isso é retórica usada de forma estratégica pelos Aiátolas, para reunir o povo na idéia comum a todos, que autora mostrou, que é a aversão dos iranianos pela ingerência externa e à incoerência diplomática das grandes potências, no caso ela mostrou o fato de apoiarem, um dia, o Saddam.

Não seria isso um espantalho? Eu, por exemplo, não costumo ver a "grande" mídia criticar o POVO iraniano, mas sim o seu governo.
É certo que a maioria das pessoas que conheço tem uma visão estereotipada dos iranianos, mas isso me parece mais uma mistura de
uma confusão entre governo e povo com a retórica de radicais (daqui) que tentam descrever todos os muçulmanos como fanáticos.

Da mesma forma, já encontrei várias pessoas no exterior que pensam que todos os brasileiros desejam devastar a Amazônia.






Exatamente, o que me pareceu foi muito mais uma tentativa de colocar as coisas de uma maneira oposta ao que a "grande mídia" noticia, apenas isso.


Juca, TODOS os jornais tem interesses que, em último caso, refletem até o interesse e ideologia de quem escreve. Caros amigos, ObservatórioDaImprensa, etc.. são as vezes absolutamente irritantes para quem não concorda com a ideologia e a visão preto-no-branco apresentada lá.

Por exemplo, para muitas pessoas o texto do Amorim ou do Sader podem parecer sensatos SE a ideologia de quem lê se aproxima desses dois... para mim o Sader fala muito pouca coisa que presta. Enfim, temos que tomar cuidado ao criticar como errada uma visão que não é a nossa, e devemos nos questionar se nossa visão sempre pende para um mesmo lado, isto é, americanos malvadões (não estou falando de vc aqui), povo iraniano bárbaro, etc..
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Esteban

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 228
Re: Relações do Irã com o Ocidente
« Resposta #210 Online: 25 de Maio de 2010, 21:23:17 »
http://blogdobourdoukan.blogspot.com/2010/05/silencio-cumplice-mas-como-ninguem-mais.html
Silêncio cúmplice

Mas como? Ninguém mais fala dos fascistas israelenses?

Ofereceram a bomba atômica para o regime racista da África do Sul e fica por isso mesmo?

Nenhuma palavra, nenhuma imagem?

Estão esperando o que?

Desmentido?

Que raio de jornalismo é esse?

Que raio de silêncio cúmplice é esse?

Ah! Mas tem o Irã.

Mas o Irã nem bomba tem.

Definitivamente Bush júnior fez escola.

Atacam preventivamente o Irã para atingir o presidente Lula.

E absolvem o estado colonialista de Israel que ocupa TRÊS países.

E absolvem o estado racista de Israel que ofereceu bomba atômica ao então estado racista de África do Sul.

É o jornalismo saudoso do prendo e arrebento.

Aí vem o candidato Serra, que entende tanto de política internacional quanto de economia, e agride o Irã através de seu presidente eleito em eleição muito mais limpa do que a dos Estados Unidos.

Os mesmos Estados Unidos que invadiram, saquearam e estupraram duas nações independentes.

A mídia produzida no esgoto  simplesmente repete o que os patrões do norte mandam.

Sinceramente jamais vi algo parecido.

Uma obediência cega, subserviente e servil.

O Brasil não merece tamanha ignomínia.

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re: Relações do Irã com o Ocidente
« Resposta #211 Online: 25 de Maio de 2010, 21:35:00 »
Olha, para mim o que os Israelenses fazem com o povo Palestino é crime...

Para mim e para os jornalões.... só que simplesmente o assunto não é esse
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.820
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re: Relações do Irã com o Ocidente
« Resposta #212 Online: 25 de Maio de 2010, 21:56:28 »

O que a autora com seu testemunho pessoal fez,  foi ajudar a quebrar estereótipos que não correspondem a realidade de um povo, no caso o Irã. Quando olhamos para um país governado pela religião, que satanizam o ocidente e seu modo de vida, tendemos a achar que o povo de fato é assim, quando isso é retórica usada de forma estratégica pelos Aiátolas, para reunir o povo na idéia comum a todos, que autora mostrou, que é a aversão dos iranianos pela ingerência externa e à incoerência diplomática das grandes potências, no caso ela mostrou o fato de apoiarem, um dia, o Saddam.

Não seria isso um espantalho? Eu, por exemplo, não costumo ver a "grande" mídia criticar o POVO iraniano, mas sim o seu governo.
É certo que a maioria das pessoas que conheço tem uma visão estereotipada dos iranianos, mas isso me parece mais uma mistura de
uma confusão entre governo e povo com a retórica de radicais (daqui) que tentam descrever todos os muçulmanos como fanáticos.

Da mesma forma, já encontrei várias pessoas no exterior que pensam que todos os brasileiros desejam devastar a Amazônia.







O que a autora com seu testemunho pessoal fez,  foi ajudar a quebrar estereótipos que não correspondem a realidade de um povo, no caso o Irã. Quando olhamos para um país governado pela religião, que satanizam o ocidente e seu modo de vida, tendemos a achar que o povo de fato é assim, quando isso é retórica usada de forma estratégica pelos Aiátolas, para reunir o povo na idéia comum a todos, que autora mostrou, que é a aversão dos iranianos pela ingerência externa e à incoerência diplomática das grandes potências, no caso ela mostrou o fato de apoiarem, um dia, o Saddam.

Não seria isso um espantalho? Eu, por exemplo, não costumo ver a "grande" mídia criticar o POVO iraniano, mas sim o seu governo.
É certo que a maioria das pessoas que conheço tem uma visão estereotipada dos iranianos, mas isso me parece mais uma mistura de
uma confusão entre governo e povo com a retórica de radicais (daqui) que tentam descrever todos os muçulmanos como fanáticos.

Da mesma forma, já encontrei várias pessoas no exterior que pensam que todos os brasileiros desejam devastar a Amazônia.






Exatamente, o que me pareceu foi muito mais uma tentativa de colocar as coisas de uma maneira oposta ao que a "grande mídia" noticia, apenas isso.


Juca, TODOS os jornais tem interesses que, em último caso, refletem até o interesse e ideologia de quem escreve. Caros amigos, ObservatórioDaImprensa, etc.. são as vezes absolutamente irritantes para quem não concorda com a ideologia e a visão preto-no-branco apresentada lá.

Por exemplo, para muitas pessoas o texto do Amorim ou do Sader podem parecer sensatos SE a ideologia de quem lê se aproxima desses dois... para mim o Sader fala muito pouca coisa que presta. Enfim, temos que tomar cuidado ao criticar como errada uma visão que não é a nossa, e devemos nos questionar se nossa visão sempre pende para um mesmo lado, isto é, americanos malvadões (não estou falando de vc aqui), povo iraniano bárbaro, etc..

Criticar faz parte Agnóstico, principalmente notícias que sem a devida contraparte, só ajudam a alimentar os estereótipos do imaginário coletivo. Não que eu seja a favor do governo do Irã, muito pelo contrário, queria vê-los na prisão, que é seu devido lugar, mas quando eu vejo pessoas que defendem a política belicosa de Israel e dos EUA em relação a eles, sem prestar atenção que no meio existe uma cultura muito rica e um povo cordial, levando em conta apenas a retórica antiamericana dos idiotas religiosos que comandam o país, não dá pra ficar indiferente.

Pois bem, vejo que o problema de fato é o fator de colocar a "grande mídia", a "malvadona" no centro das atenções. Pois bem, acho que de fato existe um descompasso nos grandes jornais brasileiros com os fatos reais, e uma certa tendência ( aquela do complexo de viralatas associada com um certo partidarismo de direita ), não que seja regra sempre, mas que nas grandes questões em que o Brasil está envolvido, sempre se faz presente. Isenção não é o lema.

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re: Relações do Irã com o Ocidente
« Resposta #213 Online: 25 de Maio de 2010, 22:10:53 »
eu vejo um descompasso ainda maior do observatório com a realidade do que a folha... e mais ainda o Amorim
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.820
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re: Relações do Irã com o Ocidente
« Resposta #214 Online: 25 de Maio de 2010, 22:13:35 »
Você fala do Observatório da Imprensa e do Celso Amorim, certo?

Offline Barata Tenno

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 16.283
  • Sexo: Masculino
  • Dura Lex Sed Lex !
Re: Relações do Irã com o Ocidente
« Resposta #215 Online: 25 de Maio de 2010, 22:19:49 »
Mas Juca, não vejo nenhum jornal criticando o povo iraniano, o que vejo é todo mundo com medo dos Aiatolás. Não é o povo que vai controlar a bomba atômica e não é o povo que vai controlar o exército. Temos que ser realistas, o governo do irã é formado por fanáticos religiosos belicistas.
He who fights with monsters should look to it that he himself does not become a monster. And when you gaze long into an abyss the abyss also gazes into you. Friedrich Nietzsche

Offline Esteban

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 228
Re: Relações do Irã com o Ocidente
« Resposta #216 Online: 25 de Maio de 2010, 22:46:31 »
Mas Juca, não vejo nenhum jornal criticando o povo iraniano, o que vejo é todo mundo com medo dos Aiatolás. Não é o povo que vai controlar a bomba atômica e não é o povo que vai controlar o exército. Temos que ser realistas, o governo do irã é formado por fanáticos religiosos belicistas.
Por que a midia não berra contra os bons ateus India, Pakistan e Israel? Os 3 tem bombas atômicas

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re: Relações do Irã com o Ocidente
« Resposta #217 Online: 25 de Maio de 2010, 22:48:16 »
Você fala do Observatório da Imprensa e do Celso Amorim, certo?

yeap... como disse, em um jornal como a folha tínhamos o clovis rossi e muitos colunistas descendo o pau no FHC diariamente, enquanto podiamos ver noticias simpáticas dentro do jornal.

Em uma grande redação é mais difícil termos um completo alinhamento ideológico.
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.007
  • Sexo: Masculino
Re: Relações do Irã com o Ocidente
« Resposta #218 Online: 25 de Maio de 2010, 22:50:42 »
Mas Juca, não vejo nenhum jornal criticando o povo iraniano, o que vejo é todo mundo com medo dos Aiatolás. Não é o povo que vai controlar a bomba atômica e não é o povo que vai controlar o exército. Temos que ser realistas, o governo do irã é formado por fanáticos religiosos belicistas.
Por que a midia não berra contra os bons ateus India, Pakistan e Israel? Os 3 tem bombas atômicas

Voce está equivocado. A mídia também "berra" contra estes 3 países. Em parte pela faceta humanitária e em parte pelas facetas da manipulação e do chauvinismo.
Foto USGS

Offline Esteban

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 228
Re: Relações do Irã com o Ocidente
« Resposta #219 Online: 25 de Maio de 2010, 22:51:28 »
Mas Juca, não vejo nenhum jornal criticando o povo iraniano, o que vejo é todo mundo com medo dos Aiatolás. Não é o povo que vai controlar a bomba atômica e não é o povo que vai controlar o exército. Temos que ser realistas, o governo do irã é formado por fanáticos religiosos belicistas.
Por que a midia não berra contra os bons ateus India, Pakistan e Israel? Os 3 tem bombas atômicas

Voce está equivocado. A mídia também "berra" contra estes 3 países. Em parte pela faceta humanitária e em parte pelas facetas da manipulação e do chauvinismo.
berra mesmo ??? hummmm....

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.007
  • Sexo: Masculino
Re: Relações do Irã com o Ocidente
« Resposta #220 Online: 25 de Maio de 2010, 22:53:05 »
eu vejo um descompasso ainda maior do observatório com a realidade do que a folha... e mais ainda o Amorim

Ambos (Folha e Observatório) possuem vertentes ideológicas, mas em certas oportunidades as posições e opiniões do Observatório são patéticas.
Foto USGS

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re: Relações do Irã com o Ocidente
« Resposta #221 Online: 25 de Maio de 2010, 22:53:34 »
Mas Juca, não vejo nenhum jornal criticando o povo iraniano, o que vejo é todo mundo com medo dos Aiatolás. Não é o povo que vai controlar a bomba atômica e não é o povo que vai controlar o exército. Temos que ser realistas, o governo do irã é formado por fanáticos religiosos belicistas.
Por que a midia não berra contra os bons ateus India, Pakistan e Israel? Os 3 tem bombas atômicas

Voce está equivocado. A mídia também "berra" contra estes 3 países. Em parte pela faceta humanitária e em parte pelas facetas da manipulação e do chauvinismo.

é que ele nunca leu Jornal, ele só lê a crítica que se faz ao jornal... quando paquistão fez a bomba, foi quase unânime o questionamento às políticas que permitiram que isso acontecesse, e ao risco que isso poderia representar para a região.
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.007
  • Sexo: Masculino
Re: Relações do Irã com o Ocidente
« Resposta #222 Online: 26 de Maio de 2010, 00:08:02 »
Mas Juca, não vejo nenhum jornal criticando o povo iraniano, o que vejo é todo mundo com medo dos Aiatolás. Não é o povo que vai controlar a bomba atômica e não é o povo que vai controlar o exército. Temos que ser realistas, o governo do irã é formado por fanáticos religiosos belicistas.
Por que a midia não berra contra os bons ateus India, Pakistan e Israel? Os 3 tem bombas atômicas

Voce está equivocado. A mídia também "berra" contra estes 3 países. Em parte pela faceta humanitária e em parte pelas facetas da manipulação e do chauvinismo.
berra mesmo ??? hummmm....

Crítica à Índia ("bomba atômica da paz") feita pela Der Spiegel (http://notapajos.globo.com/lernoticias.asp?id=33430&noticia=Revista%20insinua%20que%20Brasil%20produz%20bomba%20at%C3%B4mica).

Crítica à Israel feita pelo The Guardian (http://www.guardian.co.uk/world/2006/dec/13/israel).

Crítica ao Paquistão feita pela Newsweek (http://www.newsweek.com/id/105604).
Foto USGS

Offline Esteban

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 228
Re: Relações do Irã com o Ocidente
« Resposta #223 Online: 26 de Maio de 2010, 00:10:14 »
Mas Juca, não vejo nenhum jornal criticando o povo iraniano, o que vejo é todo mundo com medo dos Aiatolás. Não é o povo que vai controlar a bomba atômica e não é o povo que vai controlar o exército. Temos que ser realistas, o governo do irã é formado por fanáticos religiosos belicistas.
Por que a midia não berra contra os bons ateus India, Pakistan e Israel? Os 3 tem bombas atômicas

Voce está equivocado. A mídia também "berra" contra estes 3 países. Em parte pela faceta humanitária e em parte pelas facetas da manipulação e do chauvinismo.
berra mesmo ??? hummmm....

Crítica à Índia ("bomba atômica da paz") feita pela Der Spiegel (http://notapajos.globo.com/lernoticias.asp?id=33430&noticia=Revista%20insinua%20que%20Brasil%20produz%20bomba%20at%C3%B4mica).

Crítica à Israel feita pelo The Guardian (http://www.guardian.co.uk/world/2006/dec/13/israel).

Crítica ao Paquistão feita pela Newsweek (http://www.newsweek.com/id/105604).
beleza!!! Mas sem fazer os escandalo A La IRAN....

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re: Relações do Irã com o Ocidente
« Resposta #224 Online: 26 de Maio de 2010, 00:13:59 »
essa diferença está apenas no estereótipo que você tem em sua cabeça Esteban.
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!