Autor Tópico: A segurança do voto na urna brasileira  (Lida 38450 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.248
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #525 Online: 21 de Novembro de 2015, 19:03:11 »
O voto impresso permite que o próprio eleitor veja o seu voto e saiba que está realmente indo para o candidato que ele deseja (ao invés de um candidato aparecer na tela e o voto ser computado para outro). Não é necessário muita sofisticação.


Se bem que em caso de fraude bastaria o fraudador computar o voto para o candidato corrupto mas programar a impressora para imprimir o candidato votado. Se é possível o voto ser computado para um candidato que não se deseja, provavelmente (sou totalmente leigo em informática) não deve ser difícil ludibriar a impressora também.
"Deus prefere os ateus"

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #526 Online: 21 de Novembro de 2015, 19:05:52 »
O voto impresso permite que o próprio eleitor veja o seu voto e saiba que está realmente indo para o candidato que ele deseja (ao invés de um candidato aparecer na tela e o voto ser computado para outro). Não é necessário muita sofisticação.


Se bem que em caso de fraude bastaria o fraudador computar o voto para o candidato corrupto mas programar a impressora para imprimir o candidato votado. Se é possível o voto ser computado para um candidato que não se deseja, provavelmente (sou totalmente leigo em informática) não deve ser difícil ludibriar a impressora também.

Mas aí haveria os votos impressos para recontagem e conferência.

Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.248
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #527 Online: 21 de Novembro de 2015, 19:11:17 »
O voto impresso permite que o próprio eleitor veja o seu voto e saiba que está realmente indo para o candidato que ele deseja (ao invés de um candidato aparecer na tela e o voto ser computado para outro). Não é necessário muita sofisticação.


Se bem que em caso de fraude bastaria o fraudador computar o voto para o candidato corrupto mas programar a impressora para imprimir o candidato votado. Se é possível o voto ser computado para um candidato que não se deseja, provavelmente (sou totalmente leigo em informática) não deve ser difícil ludibriar a impressora também.

Mas aí haveria os votos impressos para recontagem e conferência.



Verdade.
"Deus prefere os ateus"

Offline SnowRaptor

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 17.962
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #528 Online: 21 de Novembro de 2015, 19:35:49 »
E quais os critérios para fazer recontagem e conferência? Recurso de algum partido?

Será que pode acontecer um caso do "dilema do prisioneiro"? Um partido sabe que houve fraude numa urna mas não entra com recurso porque ele mesmo fraudou outra?
Elton Carvalho

Antes de me apresentar sua teoria científica revolucionária, clique AQUI

“Na fase inicial do processo [...] o cientista trabalha através da
imaginação, assim como o artista. Somente depois, quando testes
críticos e experimentação entram em jogo, é que a ciência diverge da
arte.”

-- François Jacob, 1997

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.026
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #529 Online: 21 de Novembro de 2015, 21:00:49 »
O voto impresso permite que o próprio eleitor veja o seu voto e saiba que está realmente indo para o candidato que ele deseja (ao invés de um candidato aparecer na tela e o voto ser computado para outro). Não é necessário muita sofisticação.


Se bem que em caso de fraude bastaria o fraudador computar o voto para o candidato corrupto mas programar a impressora para imprimir o candidato votado. Se é possível o voto ser computado para um candidato que não se deseja, provavelmente (sou totalmente leigo em informática) não deve ser difícil ludibriar a impressora também.

Mas aí haveria os votos impressos para recontagem e conferência.



O problema que eu penso que possa ocorrer é que "simplesmente" se acresça votos fraudulentos, de ambos os tipos. Tanto os "digitais", quanto seus respectivos impressos. Não precisa nem haver adulteração na máquina, só a votação ser fraudulenta, e nada pode ser detectado meramente contando os votos.

Só precisaria dar um jeito de fazer na surdina a operação sem que seja ligada a títulos de eleitor válidos, como de eleitores mortos, ou talvez até possa se gerar títulos falsos. Ou ainda, "resetar" os resultados e recriar os votos desejados, tanto digitais, quanto impressos, mas "associados" aos/"autorizados" por títulos de eleitor válidos. (Sem alguma coisa mais sofisticada relacionada a autenticidade de votos impressos, esse estágio talvez pudesse antecipado, o que facilita a operação).

O maior problema que acresce é ter que esperar a impressão e depois deslocar o papel para lá e para cá, bem como destruir os votos impressos verdadeiros, se for usada essa alternativa em vez de apenas votos extras.

Essa teria a vantagem de se esquivar de uma verificação de número de votos vs "número de eleitores que votaram", mas essa verificação provavelmente nem existe. Talvez ajudasse.

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #530 Online: 21 de Novembro de 2015, 22:26:47 »
Quais países do mundo usam voto 100% virtual?

Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.192
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #531 Online: 22 de Novembro de 2015, 01:10:27 »
Quais países do mundo usam voto 100% virtual?

Brasil, Terra do Nunca e Wonderland.

Venezuela?
« Última modificação: 22 de Novembro de 2015, 10:50:36 por Geotecton »
Foto USGS

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 22.525
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #532 Online: 22 de Novembro de 2015, 06:19:34 »
O voto impresso permite que o próprio eleitor veja o seu voto e saiba que está realmente indo para o candidato que ele deseja (ao invés de um candidato aparecer na tela e o voto ser computado para outro). Não é necessário muita sofisticação.


Se bem que em caso de fraude bastaria o fraudador computar o voto para o candidato corrupto mas programar a impressora para imprimir o candidato votado. Se é possível o voto ser computado para um candidato que não se deseja, provavelmente (sou totalmente leigo em informática) não deve ser difícil ludibriar a impressora também.

Mas aí haveria os votos impressos para recontagem e conferência.



O problema que eu penso que possa ocorrer é que "simplesmente" se acresça votos fraudulentos, de ambos os tipos. Tanto os "digitais", quanto seus respectivos impressos. Não precisa nem haver adulteração na máquina, só a votação ser fraudulenta, e nada pode ser detectado meramente contando os votos.

Só precisaria dar um jeito de fazer na surdina a operação sem que seja ligada a títulos de eleitor válidos, como de eleitores mortos, ou talvez até possa se gerar títulos falsos. Ou ainda, "resetar" os resultados e recriar os votos desejados, tanto digitais, quanto impressos, mas "associados" aos/"autorizados" por títulos de eleitor válidos. (Sem alguma coisa mais sofisticada relacionada a autenticidade de votos impressos, esse estágio talvez pudesse antecipado, o que facilita a operação).

O maior problema que acresce é ter que esperar a impressão e depois deslocar o papel para lá e para cá, bem como destruir os votos impressos verdadeiros, se for usada essa alternativa em vez de apenas votos extras.

Essa teria a vantagem de se esquivar de uma verificação de número de votos vs "número de eleitores que votaram", mas essa verificação provavelmente nem existe. Talvez ajudasse.

Ainda seria muito mais difícil conseguir fraudar a eleição com votos impressos que simplesmente "contando" votos virtuais aos quais mais ninguém tem acesso depois da votação.

« Última modificação: 22 de Novembro de 2015, 11:49:19 por Arcanjo Lúcifer »

Offline Gabarito

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.594
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #533 Online: 23 de Novembro de 2015, 21:47:14 »

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.026
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #534 Online: 23 de Novembro de 2015, 22:02:51 »
Cum hoc ergo propter hoc.





O voto impresso permite que o próprio eleitor veja o seu voto e saiba que está realmente indo para o candidato que ele deseja (ao invés de um candidato aparecer na tela e o voto ser computado para outro). Não é necessário muita sofisticação.


Se bem que em caso de fraude bastaria o fraudador computar o voto para o candidato corrupto mas programar a impressora para imprimir o candidato votado. Se é possível o voto ser computado para um candidato que não se deseja, provavelmente (sou totalmente leigo em informática) não deve ser difícil ludibriar a impressora também.

Mas aí haveria os votos impressos para recontagem e conferência.



O problema que eu penso que possa ocorrer é que "simplesmente" se acresça votos fraudulentos, de ambos os tipos. Tanto os "digitais", quanto seus respectivos impressos. Não precisa nem haver adulteração na máquina, só a votação ser fraudulenta, e nada pode ser detectado meramente contando os votos.

Só precisaria dar um jeito de fazer na surdina a operação sem que seja ligada a títulos de eleitor válidos, como de eleitores mortos, ou talvez até possa se gerar títulos falsos. Ou ainda, "resetar" os resultados e recriar os votos desejados, tanto digitais, quanto impressos, mas "associados" aos/"autorizados" por títulos de eleitor válidos. (Sem alguma coisa mais sofisticada relacionada a autenticidade de votos impressos, esse estágio talvez pudesse antecipado, o que facilita a operação).

O maior problema que acresce é ter que esperar a impressão e depois deslocar o papel para lá e para cá, bem como destruir os votos impressos verdadeiros, se for usada essa alternativa em vez de apenas votos extras.

Essa teria a vantagem de se esquivar de uma verificação de número de votos vs "número de eleitores que votaram", mas essa verificação provavelmente nem existe. Talvez ajudasse.

Ainda seria muito mais difícil conseguir fraudar a eleição com votos impressos que simplesmente "contando" votos virtuais aos quais mais ninguém tem acesso depois da votação.



Não tanto, se a fraude é na produção de votos, não na contagem, então a recontagem de votos impressos seria só recontagem de um "becape" da fraude.

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #535 Online: 24 de Novembro de 2015, 07:51:27 »
Vamos pôr as coisas de forma simples:


1 - Sistema 100% virtual: é possível alterar as urnas eletrônica ANTES do eleitor votar, de modo que ele nunca saiba pra quem realmente seu voto foi e não tenha como conferir, e nem a justiça fazer recontagem para "recuperar" os votos corretos.

2- Sistema com impressão: seria necessário alguma forma de trocar as urnas após o eleitor ter votado, dando fim na verdadeira e colocando outra com impressos falsos no lugar*. A janela de tempo e privacidade disponíveis para fazer isso seria bem menor do que no sistema 100% virtual.


Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #536 Online: 24 de Novembro de 2015, 07:52:57 »

Não tanto, se a fraude é na produção de votos, não na contagem, então a recontagem de votos impressos seria só recontagem de um "becape" da fraude.

Você quer dizer que o eleitor já receberia impresso o voto alterado e não perceberia nada?

Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.294
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #537 Online: 24 de Novembro de 2015, 08:11:08 »
A oposição é tão imbecil assim pra não perceber que estaria sendo roubada?

Coincidência, Ibope e Datafolha previram exatamente o tamanho da fraude...  :stunned:

Depois reclamam de teorias conspiratórias... ::)

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.911
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #538 Online: 24 de Novembro de 2015, 08:55:26 »

Não tanto, se a fraude é na produção de votos, não na contagem, então a recontagem de votos impressos seria só recontagem de um "becape" da fraude.

Você quer dizer que o eleitor já receberia impresso o voto alterado e não perceberia nada?



Se é possível mudar os votos eletrônicos tal qual sua tese, é possível adulterar os votos impressos para que dêem aquilo que o cidadão votou e não o que foi fraudado. O melhor é voltaramos pra boa e velha urna de papel, aquela sim não tinha fraude.  ::) ::)

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #539 Online: 24 de Novembro de 2015, 11:33:14 »
, é possível adulterar os votos impressos para que dêem aquilo que o cidadão votou e não o que foi fraudado.

Como seria? Tinta removível? Troca posterior de urna?

Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #540 Online: 24 de Novembro de 2015, 11:36:28 »
Vocês acham aceitável 287 votos serem "perdidos" por conta de uma pane numa urna eletrônica?

http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/urna-que-quebrou-e-perdeu-287-votos-pode-mudar-eleicao-em-santa-catarina-diz-jornal/
Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.911
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #541 Online: 24 de Novembro de 2015, 11:53:12 »
, é possível adulterar os votos impressos para que dêem aquilo que o cidadão votou e não o que foi fraudado.

Como seria? Tinta removível? Troca posterior de urna?



Se a máquina pode ser adulterada para dar outro voto em vez do verdadeiro, ela pode muito bem ser adulterada para imprimir outro voto em vez do verdadeiro também, de qualquer modo poderia haver a recontagem dos votos impressos para determinar essa fraude.

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #542 Online: 24 de Novembro de 2015, 11:54:23 »
, é possível adulterar os votos impressos para que dêem aquilo que o cidadão votou e não o que foi fraudado.

Como seria? Tinta removível? Troca posterior de urna?



Se a máquina pode ser adulterada para dar outro voto em vez do verdadeiro, ela pode muito bem ser adulterada para imprimir outro voto em vez do verdadeiro também, de qualquer modo poderia haver a recontagem dos votos impressos para determinar essa fraude.

Mas se imprimir outro voto o eleitor verá.

Não entendi o seu ponto ainda.
Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.278
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #543 Online: 24 de Novembro de 2015, 12:23:23 »
Ele está falando que a urna poderia computar o voto para outro candidato, mas, ainda assim, imprimir no papel o voto para o candidato escolhido pelo eleitor.
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #544 Online: 24 de Novembro de 2015, 12:31:37 »
Ele está falando que a urna poderia computar o voto para outro candidato, mas, ainda assim, imprimir no papel o voto para o candidato escolhido pelo eleitor.

Mas os papéis, ao serem contados, mostrariam a fraude.
Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 22.525
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #545 Online: 24 de Novembro de 2015, 18:42:45 »
Cum hoc ergo propter hoc.





O voto impresso permite que o próprio eleitor veja o seu voto e saiba que está realmente indo para o candidato que ele deseja (ao invés de um candidato aparecer na tela e o voto ser computado para outro). Não é necessário muita sofisticação.


Se bem que em caso de fraude bastaria o fraudador computar o voto para o candidato corrupto mas programar a impressora para imprimir o candidato votado. Se é possível o voto ser computado para um candidato que não se deseja, provavelmente (sou totalmente leigo em informática) não deve ser difícil ludibriar a impressora também.

Mas aí haveria os votos impressos para recontagem e conferência.



O problema que eu penso que possa ocorrer é que "simplesmente" se acresça votos fraudulentos, de ambos os tipos. Tanto os "digitais", quanto seus respectivos impressos. Não precisa nem haver adulteração na máquina, só a votação ser fraudulenta, e nada pode ser detectado meramente contando os votos.

Só precisaria dar um jeito de fazer na surdina a operação sem que seja ligada a títulos de eleitor válidos, como de eleitores mortos, ou talvez até possa se gerar títulos falsos. Ou ainda, "resetar" os resultados e recriar os votos desejados, tanto digitais, quanto impressos, mas "associados" aos/"autorizados" por títulos de eleitor válidos. (Sem alguma coisa mais sofisticada relacionada a autenticidade de votos impressos, esse estágio talvez pudesse antecipado, o que facilita a operação).

O maior problema que acresce é ter que esperar a impressão e depois deslocar o papel para lá e para cá, bem como destruir os votos impressos verdadeiros, se for usada essa alternativa em vez de apenas votos extras.

Essa teria a vantagem de se esquivar de uma verificação de número de votos vs "número de eleitores que votaram", mas essa verificação provavelmente nem existe. Talvez ajudasse.

Ainda seria muito mais difícil conseguir fraudar a eleição com votos impressos que simplesmente "contando" votos virtuais aos quais mais ninguém tem acesso depois da votação.



Não tanto, se a fraude é na produção de votos, não na contagem, então a recontagem de votos impressos seria só recontagem de um "becape" da fraude.

Mas tudo deixaria algum rastro.

Votação eletrônica sem impressão dos votos, seu único comprovante de que a eleição foi honesta é a palavra do petista que preside o TSE.

Votação eletrônica com voto impresso, vc tem como saber pela lista de eleitores se existem mais votos que eleitores na votação, vc sabe o números de registro deles e pode saber se tem um defunto votando, com o voto impresso vc pode conferir na hora se o nome que vc escolheu é aquele mesmo.

Primeiramente, se for como as novas urnas argentinas,  o eleitor digita o número e ele é impresso na cédula com o nome do candidato e partido, então o eleitor confere visualmente e deposita a cédula em uma urna.

A urna argentina NÃO registra votos e NÃO tem memória, justamente para impossibilitar a identificação do eleitor pela ordem de chegada na seção eleitoral.

O único comprovante é a cédula impressa que depois é contabilizada no fim da votação.

Tem um vídeo na internet que postei aqui há algum tempo.

Pode existir fraude? Sim, pode existir assim mesmo, mas pelo menos vc sabe que votou no candidato X e o nome dele foi impresso na cédula ao invés de votar no candidato X e a urna registrar voto para candidato Y sem que vc saiba.

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 22.525
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #546 Online: 24 de Novembro de 2015, 18:46:36 »
A oposição é tão imbecil assim pra não perceber que estaria sendo roubada?

Coincidência, Ibope e Datafolha previram exatamente o tamanho da fraude...  :stunned:

Depois reclamam de teorias conspiratórias... ::)

O que vc pode dizer, por exemplo, daquela pesquisa do IBOPE na qual faltava o nome de um candidato na cédula?

É muito fácil moldar as "pesquisas" se vc já sabe com antecedência quem vai ganhar e com que margem só para oficializar a coisa.

Sério mesmo que depois de 200 escândalos vc ainda acha que ninguém frauda pesquisas de opinião?

Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.294
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #547 Online: 24 de Novembro de 2015, 19:16:45 »
A oposição é tão imbecil assim pra não perceber que estaria sendo roubada?

Coincidência, Ibope e Datafolha previram exatamente o tamanho da fraude...  :stunned:

Depois reclamam de teorias conspiratórias... ::)

O que vc pode dizer, por exemplo, daquela pesquisa do IBOPE na qual faltava o nome de um candidato na cédula?

É muito fácil moldar as "pesquisas" se vc já sabe com antecedência quem vai ganhar e com que margem só para oficializar a coisa.

Sério mesmo que depois de 200 escândalos vc ainda acha que ninguém frauda pesquisas de opinião?

Ibope e Datafolha? Pra presidente?

Desculpa Arcanjo, mas parece muito teoria conspiratória.

Agora eu pergunto: sério mesmo que você acha a oposição tão idiota assim?

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 22.525
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #548 Online: 24 de Novembro de 2015, 19:25:36 »
A oposição é tão imbecil assim pra não perceber que estaria sendo roubada?

Coincidência, Ibope e Datafolha previram exatamente o tamanho da fraude...  :stunned:

Depois reclamam de teorias conspiratórias... ::)

O que vc pode dizer, por exemplo, daquela pesquisa do IBOPE na qual faltava o nome de um candidato na cédula?

É muito fácil moldar as "pesquisas" se vc já sabe com antecedência quem vai ganhar e com que margem só para oficializar a coisa.

Sério mesmo que depois de 200 escândalos vc ainda acha que ninguém frauda pesquisas de opinião?

Ibope e Datafolha? Pra presidente?

Desculpa Arcanjo, mas parece muito teoria conspiratória.

Agora eu pergunto: sério mesmo que você acha a oposição tão idiota assim?

Idiotas? Não, de modo algum.

A oposição não é idiota, é conivente pois tb está na mesma sujeira.

Quantas vezes tiveram a oportunidade de investigar o Lulla desde o primeiro mandato?

E não fizeram.

E o PT? Quantas vezes acusou o PSDB e o FHC? E quantas vezes quiseram uma investigação séria com uma acusação formal?

Claro que não tem nada a ver usarem os mesmos doleiros presos na Lava Jato, é só coincidência.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.026
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #549 Online: 24 de Novembro de 2015, 23:43:55 »

Não tanto, se a fraude é na produção de votos, não na contagem, então a recontagem de votos impressos seria só recontagem de um "becape" da fraude.

Você quer dizer que o eleitor já receberia impresso o voto alterado e não perceberia nada?



Não, para os eleitores, tudo ocorre normalmente.

Mas em algum momento, em segredo, são produzidos votos fraudulentos, votos "extra", tanto o digital quanto sua confirmação impressa.

Talvez haja necessidade de fazer algum grau de "troca" de votos legítimos pelos falsos, "deletando" e destruindo/extraviando os verdadeiros, mas talvez seja possível apenas se acrescentar votos falsos e não despertar suspeita desse acréscimo.

A impressão e transporte de votos de papel cria uma dificuldade adicional, de qualquer forma.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!