Autor Tópico: Coincidências insignificantes  (Lida 6563 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.439
  • Sexo: Masculino
Re: Coincidências insignificantes
« Resposta #25 Online: 26 de Novembro de 2007, 13:22:38 »
Até ontem não conhecia o autor Thomas Sowell.

Ontem e hoje, por múltiplas coincidências, me deparei com textos e citações deles, não relacionadas uma a outra. Eu não lembro a ordem das coincidências, mas aqui estão elas:

* No meio dessas leituras todas de psicologia e evolutiva e etc, me deparei com um cara chamado Kevin MacDonald. Achei suas idéias absurdas, e fui ver seu artigo na WP, onde tem uma citação do Steven Pinker: [...] The argument, as presented in the summaries, fail two basic tests of scientific credibility: a control group (in this case, other minority ethnic groups), and a comparison with alternative hypotheses (such as Thomas Sowell's convincing analysis of "middlemen minorities" such as the Jews, presented in his magisterial study of migration, race, conquest, and culture).

* O Nightstalker postou um texto no qual Thomas Sowell era citado, "o culto ao multiculturalismo", e com minutos de diferença, sem saber, eu postava umas citações/resumo de artigos dele contra cotas raciais e ações afirmativas

* Estava desde a seção anterior do opera o artigo sobre o próprio Thomas Sowell na wikipédia, creio ter chegado a ele através de procura ou link em artigo sobre qualquer coisa de esquerda e direita ou sobre cotas raciais

* Estava lendo o blog Three toed sloth, e seguindo seus links, cheguei a um outro blog que tinha a citação de um texto do Sowell




Se pararmos para pensar (até meio óbvio), as seqüências de coisas improváveis não são realmente tão improváveis. Só são improváveis num sentido literal das probabilidades, que em si, é meio improvável. Cara ou coroa tem chances de 1:1, e no entanto as seqüências de arremeço de moeda não darão seguidamente cara, coroa, cara, coroa, como seria esperado duma interpretação literal das probabilidades. Isso é improvável, o mais provável é algo que fuja dessa regularidade.

Coisa similar acontece com coisas mais complexas. É "mais provável" ocorrerem coincidências, como coisas com uma repetição mais ou menos próxima de um evento com uma chance em um mil (talvez até milhão) ocorrendo "contra as probabilidades", do que a ocorrência literal das probabilidades. Ao mesmo tempo, isso meio que é "compensado", por não ocorrer quando, pelas probabilidades literais,  "deveria" - um tipo de "coincidência negativa", o que faz com que coisas improváveis, no sentido das "coincidências positivas" pareçam mais improváveis do que realmente são. E ninguém* está prestando atenção à ocorrência de "coincidências negativas", se dando conta da falta das coincidências improváveis quando elas probabilisticamente "deveriam" estar ocorrendo. "Veja só, fazem 863 dias que eu não me deparo por acaso com uma pessoa que não vejo há um tempão coincidentemente quando lembro dela por algo totalmente aleatório, mas teoricamente algo assim deveria ocorrer mais ou menos uma vez a cada 863 dias".




* Exceto talvez por pessoas como aqueles savantes"gêmeos-calendário", que eram capazes de dizer em que dia da semana cairia qualquer data que lhes dessem.


Offline Südenbauer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.297
  • Sexo: Masculino
Re: Coincidências insignificantes
« Resposta #26 Online: 26 de Novembro de 2007, 14:34:58 »
Isso acontece bastante comigo também. Existem coisas que tu nunca ouviu falar daí tu ouve uma vez e em pouco tempo tu ouve falar da mesma coisa várias vezes. Bizarro.

Rhyan

  • Visitante
Re: Coincidências insignificantes
« Resposta #27 Online: 26 de Novembro de 2007, 14:57:31 »

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.439
  • Sexo: Masculino
Re: Coincidências insignificantes
« Resposta #28 Online: 26 de Novembro de 2007, 16:51:48 »
Isso acontece bastante comigo também. Existem coisas que tu nunca ouviu falar daí tu ouve uma vez e em pouco tempo tu ouve falar da mesma coisa várias vezes. Bizarro.

Acho que esse tipo de coisa que levou a idéia de "sincronicidade" do Jung...

Offline BetinhOzinhO

  • Nível 23
  • *
  • Mensagens: 970
Re: Coincidências insignificantes
« Resposta #29 Online: 21 de Janeiro de 2008, 00:15:18 »
Acho que esse tipo de coisa que levou a idéia de "sincronicidade" do Jung...

Eu fico embasbacado com o simples fato de Jung ser bibliografia de ALGUÉM! Com o fato dele ter "influenciado" ALGUÉM! Com o fato de existirem ESCOLAS DE PSICOLOGIA que seguem as idéias dele!!! POR QUÊ a humanidade é tão repleta de debilóides???

Adorei esse tópico, sou o único que tem ÓDIO VISCERAL daquela frase feita mística cretina "não existem coincidências?" Dá vontade de responder "por quê você não vai TOMAR NO OLHO DO SEU CU, seu ASNO DEMENTE? É CLARO que existem coincidências, seu doente mental."
O GOOGLE NÃO É SEU AMIGO! HAHAHAHHOHOHOHO! http://www.google-watch.org/

Offline uiliníli

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.107
  • Sexo: Masculino
Re: Coincidências insignificantes
« Resposta #30 Online: 21 de Janeiro de 2008, 00:32:44 »
Uma que aconteceu há quase sete anos, mas eu me lembro até hoje: Conforme eu tinha visto na revista de programação da Net, no dia 11 de Setembro de 2001 estava marcado de passar o filme Nova York - Cidade Sitiada no Telecine, um filme em que a cidade de Nova York sofre uma série de atentados terroriastas. Compreensivelmente, e pelo que eu testemunhei pessoalmente sintonizando o canal na hora marcada do filme, parece que o pessoal do Telecine mudou a sessão na última hora e eles transmitiram outro filme.

Outra coincidência mais recente e que aconteceu comigo, já falei sobre ela aqui no fórm: Ano passado, certa noite que eu não tinha nada para fazer eu peguei umas apostilas antigas e comecei a relembrar umas coisas que eu tinha aprendido de Esperanto (eu não estudava todo dia, pelo contrário, fazia muito tempo que não estudava). Eis que à meia-noite e meia eu recebi uma ligação de um cara falando Esperanto comigo! Eu logo pensei que pudesse ser uma gozação de algum vizinho que estivesse me ouvindo enquanto eu lia em voz alta, mas eu não estava lendo tão alto assim e nenhum de meus vizinhos tinha meu número. Na verdade quem me ligou foi um membro do Clube de Esperanto da cidade que, como tinha um monte de créditos que não usava no celular se divertia ligando à noite para números aleatórios e tirava onda falando Esperanto com as pessoas. Em uma cidade com 200 000 habitantes, como São Carlos, ele conseguiu ligar no número justamente de alguém que fala um pouco do idioma e que estava estudando naquele mesmo dia! Claro que os membros do Clube local, todos espíritas, não acreditaram que isso pudesse ser só uma coincidência... Muito menos o autor da ligação, que eu desconfio que é gay e está a fim de mim  :sleepy:
« Última modificação: 21 de Janeiro de 2008, 00:37:47 por Uílai »

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.439
  • Sexo: Masculino
Re:Coincidências insignificantes
« Resposta #31 Online: 01 de Maio de 2013, 20:39:43 »
“You know, the most amazing thing happened to me tonight. I was coming here, on the way to the lecture, and I came in through the parking lot. And you won’t believe what happened. I saw a car with the license plate ARW 357. Can you imagine? Of all the millions of license plates in the state, what was the chance that I would see that particular one tonight? Amazing!” - Richard Feynman



Acho difícil bater essa: Laura Buxton, de uns dez anos, soltou um balão de gás hélio que voou por sete dias, 600km, até cair no quintal de alguém e ser encontrado. No balão estava escrito, "favor devolver esse balão à Laura Buxton", e então o vizinho fez isso mesmo, devolveu o balão à filha do vizinho, de uns dez anos, que ele sabia se chamar Laura Buxton. Só que calha de ser a Laura Buxton errada, que acabou telefonando para a outra e eventualmente a história dessa coincidência veio a público. Supostamente elas são meio fisionomicamente parecidas até, e tem outras coincidencinhas menores aqui e ali, como terem ambas cachorro, gato, ou hamster. Não lembro mais dos detalhes.

<a href="http://www.youtube.com/v/A_j3bVYwAp4" target="_blank" class="new_win">http://www.youtube.com/v/A_j3bVYwAp4</a>


http://www.radiolab.org/2009/jun/15/a-very-lucky-wind/

http://www.snopes.com/inboxer/trivia/buxton.asp



Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.461
Re:Coincidências insignificantes
« Resposta #32 Online: 02 de Maio de 2013, 10:35:26 »
Isso acontece bastante comigo também. Existem coisas que tu nunca ouviu falar daí tu ouve uma vez e em pouco tempo tu ouve falar da mesma coisa várias vezes. Bizarro.

Atenção seletiva.

Quando era adolescente, acreditava que algumas respostas que eu procurava estavam disponíveis em livrarias/sebos. Era só entrar, dar uma olhada e achar um livro que "estava esperando por mim", com o conteúdo que procurava.
Brandolini's Bullshit Asymmetry Principle: "The amount of effort necessary to refute bullshit is an order of magnitude bigger than to produce it".

Pavlov probably thought about feeding his dogs every time someone rang a bell.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.461
Re:Coincidências insignificantes
« Resposta #33 Online: 02 de Maio de 2013, 10:52:06 »
Não sei se já contei aqui. Procurando uma casa para alugar num bairro de Londres, sem indicação alguma, entrei no metrô e saltei numa estação bem longe do centro, e depois de ver uma placa de uma imobiliária na saída da estação, na rua, segui o endereço e fui parar no 3o. andar de um shopping onde estava a tal imobiliária. Chegando lá, me disseram que havia uma funcionária brasileira e perguntaram se gostaria de conhecê-la. Papo vai papo vem, descubro que ela conhecia minha família no Brasil e que há duas semanas atrás tinha enviado umas peças de barco a pedido de um parente meu.
Brandolini's Bullshit Asymmetry Principle: "The amount of effort necessary to refute bullshit is an order of magnitude bigger than to produce it".

Pavlov probably thought about feeding his dogs every time someone rang a bell.

Offline Dr. Manhattan

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.342
  • Sexo: Masculino
  • Malign Hypercognitive since 1973
Re:Coincidências insignificantes
« Resposta #34 Online: 02 de Maio de 2013, 11:04:29 »
Coincidência irrelevante que aconteceu certa vez comigo: estava indo a pé para a universidade pensando em bobagens. Então me peguei tentando lembrar o nome de um personagem da Ópera dos três vinténs, de Brecht. Era /alguma coisa/ the knife. Estava na ponta da língua e fui ficando ligeiramente irritado por não lembrar. Nesse momento, passou um caminhão ao meu lado com um nome sobre o radiador: Mack. :)
You and I are all as much continuous with the physical universe as a wave is continuous with the ocean.

Alan Watts

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Coincidências insignificantes
« Resposta #35 Online: 02 de Maio de 2013, 15:46:34 »
Uma conhecida entra em uma sala, olha ao redor, e diz para os presentes:
-Nossa, que cara de enterro
Silêncio
- É que o filho dela morreu em um acidente de avião.

“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Vento Sul

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.728
  • Sexo: Masculino
  • Os lábios são as primeiras barreiras
Re:Coincidências insignificantes
« Resposta #36 Online: 02 de Maio de 2013, 20:28:40 »
Acho que todo mundo tem uma historinha...pois as coincidências segue o fluxo ás vezes de alguma coisa ou não, mas tem umas que não tem jeito de explicar...

Um irmão de minha mãe mudou-se para uma cidade de uns 700.000 habitantes, do lado da nossa cidadezinha de 6000 habitantes, minha mãe ficara sabendo disso por outros irmãos, então não tinha o endereço, etc então pegou dona Alexandrina, minha avó e foram para tal cidade ver se encontrava o tal irmão, chegando na rodoviária, minha vó se apressou a atravessar a rua, dirigiu-se a um homem que estava encostado em um carro e perguntou pelo nome do meu tio, minha mãe já ia pedindo desculpa para o senhor, pela simplicidade de minha avó em achar que numa cidade de tal porte todos se conheciam, acontece que ele conhecia o meu tio, deu o endereço correto e acharam o mesmo.

...

.
.
Resumindo: Ou acreditamos em mágica ou não!
 
 
 
 .

Offline Renato T

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.486
  • Sexo: Masculino
Re:Coincidências insignificantes
« Resposta #37 Online: 03 de Maio de 2013, 10:27:25 »
A minha mostra que o mundo é extremamente pequeno.

Conheci minha namorada pela internet. Ela morava com uma menina (em Campinas) que tinha estudado com uma amiga minha que conheci na escola aonde fazia Francês. Essa amiga minha veio a namorar um dos meus melhores amigos, que ficou sabendo que eu estava namorando antes mesmo de eu contar.

Offline O Grande Capanga

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.865
Re:Coincidências insignificantes
« Resposta #38 Online: 03 de Maio de 2013, 17:26:55 »
Comigo já aconteceu de começar a reparar no "aumento" de determinado tipo ou caractetística de carro depois de conversar com alguém sobre essas coisas.

Offline Donatello

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.864
  • Sexo: Masculino
Re:Coincidências insignificantes
« Resposta #39 Online: 05 de Maio de 2013, 09:58:33 »
Tópico mais velho, eu einh :hihi:

A minha hour concours foi uma vez que eu tinha ido ao Centro e estava apenas com o meu cartão de gratuidade estudantil (sem dinheiro nem pra passagem :| ), tinha saído da escola para ver um negócio na biblioteca do CCBB, aí na hora que peguei o uniforme na mochila O meu cartão de passagem caiu, eu percebi que tinha perdido alguns metros a frente e voltei que nem um maluco olhando para o chão quando ouço uma voz "Daniel, seu maluco, o que você está fazendo aqui?".

Era uma menina da minha turma que tinha ido passear com o namorado e que tinha acabado de achar um cartão de gratuidade estudantil :lol:

Ahnnnn... não parece nada de muita coincidência até que se saiba que eu moro em Ricardo de Albuquerque, ela em Irajá, a gente estudava em Jardim América e que a gente estava num dos pontos mais movimentados do Centro da Cidade, que fica a pelo menos 20 quilômetros de tudo isso aí.
« Última modificação: 05 de Maio de 2013, 10:05:07 por Donatello van Dijck »

Offline Bill

  • Nível 02
  • *
  • Mensagens: 27
  • Sexo: Masculino
    • noticiasdobill
Re:Coincidências insignificantes
« Resposta #40 Online: 13 de Maio de 2013, 11:52:34 »
Ontem tinha um filme no Netflix, chamado "A Última Fortaleza". Comecei a ver mas parei, pois lembrei de outro filme que eu não tinha terminado de ver, chamado "Fortaleza".

Os dois tem um mesmo ator coadjuvante: Clifton Collins Jr.
A minha preocupação não está em ser coerente com as minhas afirmações anteriores sobre determinado problema, mas em ser coerente com a verdade. (Gandhi)

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.439
  • Sexo: Masculino
Re:Coincidências insignificantes
« Resposta #41 Online: 13 de Maio de 2013, 14:58:08 »
A minha mostra que o mundo é extremamente pequeno.

Conheci minha namorada pela internet. Ela morava com uma menina (em Campinas) que tinha estudado com uma amiga minha que conheci na escola aonde fazia Francês. Essa amiga minha veio a namorar um dos meus melhores amigos, que ficou sabendo que eu estava namorando antes mesmo de eu contar.

Fui tirar habilitação de moto um pouco tarde, uns 27-28 anos acho. No dia da prova, um pouco mais adiante na fila, está um primo meu, que também estava tirando carta relativamente tarde (uns dois ou três anos mais velho). Sem combinar, sem nem fazer idéia do que cada um fazia da vida.

Esse tipo de coincidência com número reduzido de pessoas ajuda a sustentar a teoria de que na verdade estamos em algo como um show de Truman. O mundo não tem 7 bilhões de pessoas, mas no máximo alguns milhares; e tudo é encenação, vídeos falsos, disfarces, países e "idiomas" que você não conhece. Por isso de vez em quando têm dois carros com o mesmo modelo e da mesma cor em alguma rua: os atores/figurantes se atrapalharam em alguma coisa, talvez por termos mudado de idéia e ido para algum lugar diferente, e eles tiveram todos que se redirigir para lá de última hora, não podendo ajeitar as coisas direito, ou causar um engarrafamento para nos atrasar e poder assim ajeitar as coisas direito (ou, os carros iguais podem estar juntos justamente no engarrafamento que tiveram que coordenar apressadamente).

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re:Coincidências insignificantes
« Resposta #42 Online: 13 de Maio de 2013, 19:25:00 »
mundo de Truman é um filmado.
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Vento Sul

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.728
  • Sexo: Masculino
  • Os lábios são as primeiras barreiras
Re:Coincidências insignificantes
« Resposta #43 Online: 15 de Julho de 2013, 19:28:11 »
A minha mostra que o mundo é extremamente pequeno.

Conheci minha namorada pela internet. Ela morava com uma menina (em Campinas) que tinha estudado com uma amiga minha que conheci na escola aonde fazia Francês. Essa amiga minha veio a namorar um dos meus melhores amigos, que ficou sabendo que eu estava namorando antes mesmo de eu contar.

Fui tirar habilitação de moto um pouco tarde, uns 27-28 anos acho. No dia da prova, um pouco mais adiante na fila, está um primo meu, que também estava tirando carta relativamente tarde (uns dois ou três anos mais velho). Sem combinar, sem nem fazer idéia do que cada um fazia da vida.

Esse tipo de coincidência com número reduzido de pessoas ajuda a sustentar a teoria de que na verdade estamos em algo como um show de Truman. O mundo não tem 7 bilhões de pessoas, mas no máximo alguns milhares; e tudo é encenação, vídeos falsos, disfarces, países e "idiomas" que você não conhece. Por isso de vez em quando têm dois carros com o mesmo modelo e da mesma cor em alguma rua: os atores/figurantes se atrapalharam em alguma coisa, talvez por termos mudado de idéia e ido para algum lugar diferente, e eles tiveram todos que se redirigir para lá de última hora, não podendo ajeitar as coisas direito, ou causar um engarrafamento para nos atrasar e poder assim ajeitar as coisas direito (ou, os carros iguais podem estar juntos justamente no engarrafamento que tiveram que coordenar apressadamente).
É... às vezes a Matrix falha!
.
.
Resumindo: Ou acreditamos em mágica ou não!
 
 
 
 .

Offline Johnny Cash

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.934
Re:Coincidências insignificantes
« Resposta #44 Online: 17 de Julho de 2013, 13:26:55 »
Eu que nunca acordo durante a noite, nessa madrugada acordei e verifiquei o horário no celular, era 4:20am e voltei a dormir.

Minha mãe, que já está há uma semana no sítio, me liga agora e me pergunta se eu acordei mais ou menos 4:20 da manhã. Após eu confirmar, ela disse que acordou nesse horário com a impressão de escutar minha voz dizendo "Ô Mãe...".

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.302
  • Sexo: Masculino
Re:Coincidências insignificantes
« Resposta #45 Online: 17 de Julho de 2013, 13:37:11 »
Eu que nunca acordo durante a noite, nessa madrugada acordei e verifiquei o horário no celular, era 4:20am e voltei a dormir.

Minha mãe, que já está há uma semana no sítio, me liga agora e me pergunta se eu acordei mais ou menos 4:20 da manhã. Após eu confirmar, ela disse que acordou nesse horário com a impressão de escutar minha voz dizendo "Ô Mãe...".

E 4:20 da manhã é hora de acordar a mãe?  :x
"Deus prefere os ateus"

Offline Tupac

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.905
Re:Coincidências insignificantes
« Resposta #46 Online: 17 de Julho de 2013, 19:44:53 »
mundo de Truman é um filmado.
Sim, com cameras e tudo...=)

Algo que sempre ocorre comigo é sempre esquecer de algo quando preciso, mas em qualquer outro momento em que não seja necessário esse algo sempre está presente. Exemplo: Piadas, frases do chaves, coincidências etc.
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida."
 - Carl Sagan

"O que é afirmado sem argumentos, pode ser descartado sem argumentos." - Navalha de Hitchens

Offline José H.

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 254
  • Sexo: Masculino
Re: Coincidências insignificantes
« Resposta #47 Online: 01 de Agosto de 2013, 09:23:44 »
Até ontem não conhecia o autor Thomas Sowell.

Ontem e hoje, por múltiplas coincidências, me deparei com textos e citações deles, não relacionadas uma a outra. Eu não lembro a ordem das coincidências, mas aqui estão elas:

* No meio dessas leituras todas de psicologia e evolutiva e etc, me deparei com um cara chamado Kevin MacDonald. Achei suas idéias absurdas, e fui ver seu artigo na WP, onde tem uma citação do Steven Pinker: [...] The argument, as presented in the summaries, fail two basic tests of scientific credibility: a control group (in this case, other minority ethnic groups), and a comparison with alternative hypotheses (such as Thomas Sowell's convincing analysis of "middlemen minorities" such as the Jews, presented in his magisterial study of migration, race, conquest, and culture).

* O Nightstalker postou um texto no qual Thomas Sowell era citado, "o culto ao multiculturalismo", e com minutos de diferença, sem saber, eu postava umas citações/resumo de artigos dele contra cotas raciais e ações afirmativas

* Estava desde a seção anterior do opera o artigo sobre o próprio Thomas Sowell na wikipédia, creio ter chegado a ele através de procura ou link em artigo sobre qualquer coisa de esquerda e direita ou sobre cotas raciais

* Estava lendo o blog Three toed sloth, e seguindo seus links, cheguei a um outro blog que tinha a citação de um texto do Sowell




Se pararmos para pensar (até meio óbvio), as seqüências de coisas improváveis não são realmente tão improváveis. Só são improváveis num sentido literal das probabilidades, que em si, é meio improvável. Cara ou coroa tem chances de 1:1, e no entanto as seqüências de arremeço de moeda não darão seguidamente cara, coroa, cara, coroa, como seria esperado duma interpretação literal das probabilidades. Isso é improvável, o mais provável é algo que fuja dessa regularidade.

Coisa similar acontece com coisas mais complexas. É "mais provável" ocorrerem coincidências, como coisas com uma repetição mais ou menos próxima de um evento com uma chance em um mil (talvez até milhão) ocorrendo "contra as probabilidades", do que a ocorrência literal das probabilidades. Ao mesmo tempo, isso meio que é "compensado", por não ocorrer quando, pelas probabilidades literais,  "deveria" - um tipo de "coincidência negativa", o que faz com que coisas improváveis, no sentido das "coincidências positivas" pareçam mais improváveis do que realmente são. E ninguém* está prestando atenção à ocorrência de "coincidências negativas", se dando conta da falta das coincidências improváveis quando elas probabilisticamente "deveriam" estar ocorrendo. "Veja só, fazem 863 dias que eu não me deparo por acaso com uma pessoa que não vejo há um tempão coincidentemente quando lembro dela por algo totalmente aleatório, mas teoricamente algo assim deveria ocorrer mais ou menos uma vez a cada 863 dias".




* Exceto talvez por pessoas como aqueles savantes"gêmeos-calendário", que eram capazes de dizer em que dia da semana cairia qualquer data que lhes dessem.

No meu caso, desconhecia a raça canina cavalieri king charles spaniel, até que uma ex se interessou por um filhote. Me lembro que a partir disso, começou a "aparecer" cachorros da tal raça em todo canto que eu ia.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!