Autor Tópico: Terapias alternativas: mais aceitas[...]  (Lida 1363 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Rhyan

  • Visitante
Terapias alternativas: mais aceitas[...]
« Online: 18 de Maio de 2005, 19:48:24 »
Citar
18/05/2005 10h00

Terapias alternativas: mais aceitas, elas são receitadas por 52% dos médicos paulistas

Letícia de Castro
Colaboradora de UOL Corpo e Saúde

Reprodução

Ilustração indica meridianos da acupuntura. Técnica chinesa é hoje ensinada em universidades brasileiras  

Tratar apenas a doença ou a saúde do paciente de forma global? Essa é a principal diferença entre o foco da medicina convencional ocidental, ensinada nas faculdades e praticada na maioria dos consultórios médicos, e as práticas complementares e alternativas, que incluem as já reconhecidas homeopatia e acupuntura e outras ainda questionadas como antroposofia, ortomolecular, quiropraxia.

Até cerca de 20 anos atrás qualquer forma de medicina alternativa era considerada pela maioria da classe médica pouco confiável ou até mesmo charlatanismo. Mas hoje a situação está mudando.

Pesquisa de doutorado defendida na Faculdade de Medicina da USP em dezembro de 2004 mostra que 52% dos médicos do município de São Paulo prescrevem ou endossam algum tipo de medicina complementar e alternativa para seus pacientes atualmente. Apenas 19,5% mostraram atitude desfavorável em relação a esses métodos, enquanto 29,9% têm atitude neutra. Foram entrevistados 537 médicos, com índice de resposta de 68%.

Entre as técnicas mais populares adotadas pela classe médica figuram a homeopatia (34,1% afirmaram ter bastante conhecimento), a acupuntura (29,6%), medicina chinesa (22,7%) e fitoterapia (13,6%).

De acordo com Kazusei Akiyama, autor da tese, a medicina alternativa chegou aos consultórios médicos por meio dos pacientes. "Muitas pessoas não estavam satisfeitas com o olhar extremamente focado dos tratamentos e queriam cuidar da saúde como um todo", afirma. A demanda da sociedade acabou despertando o interesse dos médicos e estimulando a busca de informações sobre o tema.

Folha Imagem

O estudante Marcel Gabrielli Martins, em foto de 2001, com seus remédios de homeopatia  


Para ele há duas explicações para a popularização das práticas alternativas, em especial a homeopatia e a acupuntura, que já são consideradas especialidades médicas pelo Conselho Federal de Medicina. "A alopatia conseguiu diminuir consideravelmente e até erradicar algumas doenças infecciosas, como a varíola, por exemplo. Mas as doenças crônicas (caso das alergias, por exemplo) e as auto-imunes (como artrite reumatóide e dermatite atópica) não foram curadas", conta o médico. Nesses casos a medicina alternativa se mostrou eficaz e atraiu a atenção da classe médica. Outro motivo seria o crescente interesse dos pacientes pela própria saúde, com preocupação não só em relação à cura de males já existentes mas à prevenção de doenças.

Atualmente, é possível fazer tratamentos associando as duas correntes médicas. A dermatologista Luciana Conrado costuma encaminhar pacientes para um tratamento integrado com medicina chinesa e acupuntura. "São casos muito específicos, o paciente precisa ter a cabeça aberta a essa proposta e muito discernimento", afirma a médica, que, nesses casos, encaminha seus pacientes apenas para um médico de sua confiança. Ela conta que já tratou casos de psoríase com sucesso, administrando concomitantemente a medicação alopática com acupuntura.


Fonte:http://noticias.uol.com.br/saude/ultnot/2005/05/18/ult111u2565.jhtm

 :enjoo:

Argumentum ad Populum...

Offline Snake

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.049
  • Sexo: Masculino
Re.: Terapias alternativas: mais aceitas[...]
« Resposta #1 Online: 18 de Maio de 2005, 21:53:36 »
Pelo menos acunpuntura tem algum embasamento.
Newton's Law of Gravitation:
What goes up must come down. But don't expect it to come down where you can find it. Murphy's Law applies to Newton's.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.195
  • Sexo: Masculino
Re:Terapias alternativas: mais aceitas[...]
« Resposta #2 Online: 17 de Maio de 2019, 21:04:24 »
Não, não tem embasamento algum. Acupuntura "falsa" feita nos pontos energéticos-mágicos todos errados para o que era para tratar, "funciona" do mesmo jeito. Placebo.






Recentemente tenho visto anúncio de uns tratamentos de saúde ocular no youtube, acho que ainda não vi mencionarem:

<a href="https://www.youtube.com/v/MavN3kAvTPQ" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/MavN3kAvTPQ</a>


Texto da Associação Paraense de Oftalmologia:

Citar
http://spo-apo.com.br/noticias/detalhe/id/27

TODA A VERDADE SOBRE O MÉTODO MEIR-SCHNEIDER-SELF - HEALING.
Não há método milagroso para deixar de usar óculos ou curar patologias oculares.


[ ... ]

Meir Schneider nasceu em Lvov, Ucrânia, em 1954. Ele aprimorou o método do médico americano William Bates (1860-1931) de estimulação da visão que utiliza exercícios para os olhos, aliando as técnicas de ioga, auto-massagem e movimento, pois considera que o olho faz parte de um sistema interdependente e que problemas de visão estão intimamente relacionados a estados emocionais. Afirma que enxergamos 90% com o cérebro e 10% com os olhos e o que assimilamos não é a impressão da imagem na retina, mas nossa interpretação individual.

O próprio Meir alega que nasceu com cataratas e teria ficado cego pelo resto da vida, não fossem certos exercícios que aprendeu com um garoto de sua idade, aos 17 anos. Ele já tinha sido desenganado pela medicina tradicional, pois suas cataratas haviam sido removidas aos quatro anos, tarde demais para o desenvolvimento cerebral adequado das áreas visuais.

 Os instrumentos utilizados são massagens, movimentação passiva e dinâmica, movimentação inusitada, exercícios de respiração, visualização e relaxamento, tudo isso de forma combinada.

[ ... ]

CONSIDERAÇÕES DA SPO/APO:

  • Como uma técnica tão arcaica (1912) pode ser considerada tão revolucionária quanto a Tatiana Gebrael afirma? Os estudos de William Bates nunca foram comprovados, reproduzidos nem aceitos em 1912, nem nos dias atuais.
  • Tatiana Gebrael não possui formação médica, tâo pouco é oftalmologista, para diagnosticar, tratar e acompanhar pacientes com graves problemas oculares ( glaucoma avançado, catarata avançada, descolamento de retina, retinose pigmentar, degeneração macular relacionada a idade-dmri etc.) como ela afirma fazer!
  • Como o conselho regional e/ou federal de terapia ocupacional permite tanta exposição de autopromoção de imagem associado à venda de palestras, cursos, vídeos, óculos, tampão e outros produtos pela terapeuta ocupacional Tatiana Gebrael?
  • Não há na grade de graduação universitária de Terapia Ocupacional disciplinas que contemplem estudos oftalmológicos tais como: física óptica, embriologia ocular, refratometria, anatomo-fisiologia ocular, patologia ocular, farmacologia ocular etc.
  • Observamos que tudo começa com a oferta de cursos online gratuitos que prometem qualquer pessoa cega voltar a enxergar e de repente vira algo associado à venda de óculos especiais, tampão, livros, Cds/Dvds, cursos caríssimos e vários outros produtos para estimular algo intitulado “ a auto cura” dos olhos de qualquer alteração ou patologia ocular grave.
  • Toda a literatura relacionada ao método Meir-Schneider-Self-Healing é arcaica (1912), apoiada em estudos filosóficos e não científico, estudos não controlados, estudos não randomizados, sem acompanhamento médico clínico de controle, extremamente redundante e repetitivo, exemplificado com várias estórias fantasiosas e milagrosas de cura, bastante apoiado no famoso “Efeito Placebo”, tão conhecido no meio científico.  Além disto, toda referência bibliográfica ou é inexistente ou é ela mesma se referencia, ou seja, não há fundamentação para quase tudo do que está escrito.
  • A terapeuta ocupacional Tatiana Gebrael, em seu site e redes sociais, fala e escreve claramente para pacientes cegos com patologias oculares graves (descolamento de retina, glaucoma avançado, DMRI, Retinopatia Diabética, doenças corneanas etc)  pararem seus tratamentos ( desistir de cirurgias, para de usar colírios etc), inclusive, estimula as pessoas a deixarem de fazer acompanhamento médico oftalmológico o que, obviamente, irá piorar de forma irreversível o quadro clínico destes pacientes.
  • O método Meir-Schneider-Self-Healing defende a idéia que as pessoas não precisam fazer tratamentos oculares convencionais, pois o olho possue mecanismos de “auto cura”; basta o paciente meditar, exercitar os olhos e se concentrar, pois afirmar que 90% da visão é no cérebro. Ou seja, defende a idéia que pessoas são cegas, porque não se concentram para enxergar!
  • Olho humano é uma estrutura bastante pequena e delicada que em sua formação embrionária já nasce hermeticamente fechado sem condições de criar mecanismos de ”auto cura” espontâneo apenas com exercício, massagens e yoga.
  • O olho pode ser acometido por mais de 3 mil tipos de doenças oculares diferentes que podem causar cegueira, caso não seja feito um atendimento médico oftalmológico precoce, contínuo e periódico.
  • No Brasil há 1,2 milhões de pessoas cegas, sendo 60-80 % destes casos evitáveis e/ou curáveis caso tivéssemos uma acessibilidade ao atendimento oftalmológico adequado.
  • Para 2020, existirão no mundo 300 milhões de pessoas cegas ou com baixa visão. A cada cinco segundos uma pessoas fica cega e uma criança fica cega a cada  minutos.
                                                                                                           

CONCLUSÕES DA SPO/APO:

  • Não há estudos que comprovem a eficácia deste método de terapia ocupacional no tratamento de patologias oculares tais como: catarata, glaucoma, descolamento de retina, dmri, retinopatia diabética, membrana epirretiniana etc.
  • O método Meir-Schneider-Self-Healing é um método arcaico, sem fundamentação científica e sem reprodutividade, cuja o único efeito, no máximo,  é o relaxamento da musculatura facial e alívio do stress!
  • Tatiana Gebrael será processada pela SPO/APO sobre as legações: a) exercício ilegal da medicina, pois a mesma esta substituindo o tratamento dos pacientes com doenças oculares; b) propaganda enganos e falsidade ideológica, uma vez que está vendendo algo que não consegue entregar aos seus clientes, a “ auto cura”, além de vender produtos e cursos com esta finalidade; c) charlatanismo, pois anuncia cura por meio infalível que sabe ser falso; d) estelionato, uma vez a ação põe em risco a saúde pública além de buscar lesão do patrimônio das pessoas.
  • A SPO/APO desafia a terapeuta ocupacional Tatiana Gebrael fazer algum paciente cego em acompanhamento do serviço de residência médica oftalmológica da Universidade Federal do Pará voltar a enxergar em um período de 6 meses. Caso consiga esta proeza, a SPO/APO anulará o processo, fará um pedido de desculpas em vários meios de comunicação e pagará a Tatiana Gebrael o valor de 100 mil reais.
  • Infelizmente, existem pessoas oportunistas que se valem da desgraça física e mental das pessoas mais sofridas, em um momento de crise econômica nacional, para autopromoção de imagem, venda de produtos e cursos, visando exclusivamente o lucro.
  • Só o médico Oftalmologista é capacitado (No mínimo 9 anos de formação) e legalmente habilitado ( Decretos 20.931/32, 24.492/34,  ADI 533-2/MC e STJ- 15/09/2015 Ácordão do Ministro Humberto Martins) para examinar, detectar, diagnosticar e tratar sua saúde ocular.


Dr. Carlos Henrique Vasconcelos de Lima.

Médico Oftalmologista

Mestre em Oncologia e Ciências Médicas (UFPA)

CRM-PA: 7967

 

Dr. Lauro José Barata de Lima.

Médico Oftalmologista.

Mestre em Oftalmologia (UNIFESP).

Doutor em Neurociências e Biologia Celular (UFPA)

CRM-PA: 6521

 

Dr. Alexandre Antônio Marques Rosa.

Médico Oftalmologista.

Doutor em Ciências Médicas (USP)

CRM-PA: 7754

 

Dra. Ana Cristina Lobato Marques Vendramine.

Médica Oftalmologista.

Doutora em Oftalmologia (UFMG)

Pós-Doutora em Imunologia Ocular (HARVARD-EUA)

CRM-PA: 2580

 

Dra. Carolina Trindade Pinto.

Médica Oftalmologista.

Doutora em Ciências Médicas (USP)

CRM-PA: 8824

 

 

Dr. Valério Ribeiro.

Advogado.

OAB-MG 74.204

OAB-RJ 181.688








Citar

https://www.reclameaqui.com.br/empresa/dra-tatiana-gebrael/

FIZ INSCRIÇÃO NO CURSO OLHOS DE ÁGUIA E, AO FAZER OS PRIMEIROS EXERCÍCIOS TIVE UM PROBLEMA NA VISÃO. CONTACTEI A DRº (Editado pelo ReclameAQUI) POR E-MAIL E WHATS APP, PORÉM NUNCA RESPONDEU.
ESTOU PREJUDICADO NA MINHA VISÃO E QUERO O CANCELAMENTO DO CURSO E A DEVOLUÇÃO DOS VALORES PAGOS. ESTOU, INCLUSIVE, DENTRO DO PRAZO DE GARANTIA CONTRATUAL DE 30 DIAS, PARA CANCELAMENTO E RESSARCIMENTO DO VALOR PAGO, NÃO OBSTANTE, MOTIVO DE HAVER PREJUDICADO A MINHA VISÃO, O QUE JÁ SERIA SUFICIENTE PARA A ADOÇÃO DE TAIS PROVIDENCIAS. AGUARDO UMA POSIÇÃO URGENTE, PARA SOLUÇÃO DO MEU CASO.


Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.271
  • Sexo: Masculino
Re:Terapias alternativas: mais aceitas[...]
« Resposta #3 Online: 18 de Maio de 2019, 08:13:48 »
Não, não tem embasamento algum. Acupuntura "falsa" feita nos pontos energéticos-mágicos todos errados para o que era para tratar, "funciona" do mesmo jeito. Placebo.






Recentemente tenho visto anúncio de uns tratamentos de saúde ocular no youtube, acho que ainda não vi mencionarem:

[flash=600,400]https://www.youtube.com/v/

Texto da Associação Paraense de Oftalmologia:

http://spo-apo.com.br/noticias/detalhe/id/27

TODA A VERDADE SOBRE O MÉTODO MEIR-SCHNEIDER-SELF - HEALING.
Não há método milagroso para deixar de usar óculos ou curar patologias oculares.


[ ... ]

Meir Schneider nasceu em Lvov, Ucrânia, em 1954. Ele aprimorou o método do médico americano William Bates (1860-1931) de estimulação da visão que utiliza exercícios para os olhos, aliando as técnicas de ioga, auto-massagem e movimento, pois considera que o olho faz parte de um sistema interdependente e que problemas de visão estão intimamente relacionados a estados emocionais. Afirma que enxergamos 90% com o cérebro e 10% com os olhos e o que assimilamos não é a impressão da imagem na retina, mas nossa interpretação individual.




Mais um tipo de besteirol que é propagado no Face Fake .     :hihi:


E muita gente deve cair nesse conto.



Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.268
Re:Terapias alternativas: mais aceitas[...]
« Resposta #4 Online: 18 de Maio de 2019, 09:37:10 »
Brandolini's Bullshit Asymmetry Principle: "The amount of effort necessary to refute bullshit is an order of magnitude bigger than to produce it".

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!