Autor Tópico: Entrevistanto um nihilista  (Lida 1077 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Adriano

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.672
  • Sexo: Masculino
  • Ativismo quântico
    • Filosofia ateísta
Entrevistanto um nihilista
« Online: 05 de Abril de 2007, 19:23:16 »
Mais uma da comunidade Meus pensamentos & Entrevistas

http://www.orkut.com/CommMsgs.aspx?cmm=16875593&tid=2521284027737874897

Já gostei do início da entrevista:

Citação de: Devyson
Pq não sou um cristão
Eu vivo como se não houvesse ninguém me olhando do alto rs. Acho com uma probalidade de uns 99% q a natureza é tudo o que existe, e ela já é muita coisa pra gente. O q me leva, necessariamente, a procurar uma solução material para o início da vida e da consciência.

Ser religioso incita a imaginação a vagar por hipóteses metafísicas para explicar as coisas, é uma forma arbitrária de conhecimento, o q o torna inutilizável tb. Já o conhecimento científico, ao selecionar hipóteses viáveis através de um método de filtragem, possibilita um conhecimento mais seguro, ou pelo menos utilizável.

Não há um ponto racional em se acreditar na ressurreição de Cristo, e não na ascenção de Maomé aos céus, e vice-versa. Os dois são igualmente prováveis (bem pouco prováveis diante de um ponto de vista naturalista, pois a natureza não obedece a deuses). Se alguém fala q um é 100% certo e o outro o oposto, está traindo a própria racionalidade. Igualmente relaciono o Deus cristão, os deuses homéricos, as fadas e as infinitas coisas que nossa faceira mente pode sonhar.

Sobre o teísmo racionalista que busca dar um pai pra mamãe natureza, considero improdutivo, pois se a natureza precisa de um início, esse deus tb precisaria. Sobre o agnosticismo, eu não posso afirmar com 100% de certeza q nada além da matéria exista, mas tb acho um exagero dar 50% de probabilidade sobre algo sem nenhuma evidência. Dessa forma opto por me declarar ateu, pois esse ponto de vista ajuda a disciplinar a minha mente para aceitar explicações realistas, não fundamentadas na metafísica.


Principalmente da parte que destaquei em negrito e que fala do agnosticismo.
« Última modificação: 05 de Abril de 2007, 20:02:51 por Adriano »
Princípio da descrença.        Nem o idealismo de Goswami e nem o relativismo de Vieira. Realismo monista.

Offline Fabulous

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.425
Re: Entrevistanto um nihilista
« Resposta #1 Online: 15 de Abril de 2007, 23:13:37 »
Por que diz que é um nihilista?
MSN: fabulous3700@hotmail.com

Offline Adriano

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.672
  • Sexo: Masculino
  • Ativismo quântico
    • Filosofia ateísta
Re: Entrevistanto um nihilista
« Resposta #2 Online: 16 de Abril de 2007, 00:58:16 »
Por que diz que é um nihilista?
Porquê além do ser ateu, considera a vida desprovida de sentido, e que não devemos viver o presente. Bem superficialmente é isso.
Princípio da descrença.        Nem o idealismo de Goswami e nem o relativismo de Vieira. Realismo monista.

Offline Fabulous

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.425
Re: Entrevistanto um nihilista
« Resposta #3 Online: 16 de Abril de 2007, 10:28:55 »
Isso está mais para depressivo... |(

Sobre o teísmo racionalista que busca dar um pai pra mamãe natureza, considero improdutivo, pois se a natureza precisa de um início, esse deus tb precisaria.
MSN: fabulous3700@hotmail.com

rizk

  • Visitante
Re: Entrevistanto um nihilista
« Resposta #4 Online: 16 de Abril de 2007, 13:34:27 »
Português, s'il vous plait. "Niilista". Não parece niilista pra mim, também, mas parece sensato.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!