Autor Tópico: Padre Zezinho critica ateísmo militante  (Lida 12943 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

One

  • Visitante
Re: Padre Zezinho critica ateísmo militante
« Resposta #75 Online: 19 de Junho de 2007, 03:44:18 »
Voltando ao assunto, me lembrei de uma coisa que o Pe Zezinho disse em uma palestra (dvd) sobre depressão: - ele dizia que algumas pessoas só são felizes consigo mesmo quando se encontram na religião, outras são felizes sem precisar de nada e por isso ele considera os ateus mais fortes interiormente e mais maduros para a vida  :wink:
Essa parte que penso ser perigosa, numa palestra sobre depressão, pois relaciona a religião como cura. Um dos vários motivos de meu ateísmo foi essas falas por religiosos, enquanto eu já tinha pesquisado o assunto e sabia que era uma alteração química no cérebro com suas causas principais vindas da genética.


Determinismo genético.
Daqui a pouco de forma racional alguém decidirá fazer-se o estudo de cada individuo e com isso decidir quem merece viver.

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.837
Re: Padre Zezinho critica ateísmo militante
« Resposta #76 Online: 19 de Junho de 2007, 07:09:05 »
Voltando ao assunto, me lembrei de uma coisa que o Pe Zezinho disse em uma palestra (dvd) sobre depressão: - ele dizia que algumas pessoas só são felizes consigo mesmo quando se encontram na religião, outras são felizes sem precisar de nada e por isso ele considera os ateus mais fortes interiormente e mais maduros para a vida  :wink:
Essa parte que penso ser perigosa, numa palestra sobre depressão, pois relaciona a religião como cura. Um dos vários motivos de meu ateísmo foi essas falas por religiosos, enquanto eu já tinha pesquisado o assunto e sabia que era uma alteração química no cérebro com suas causas principais vindas da genética.


Determinismo genético.
Daqui a pouco de forma racional alguém decidirá fazer-se o estudo de cada individuo e com isso decidir quem merece viver.
Isto não seria racional. Cada um, independente de suas limitações, pode ter algo a contribuir (ou mesmo a ser explorado, de um ponto de vista ditatorial).
Uma sociedade de clones perfeitos seria ineficaz e monótona. A sobrevivência depende da variedade.

One

  • Visitante
Re: Padre Zezinho critica ateísmo militante
« Resposta #77 Online: 19 de Junho de 2007, 07:40:07 »
Fernando,

Seria eliminar as "doenças".

Pessoalmente penso também que todo o ser humano tem algo a contribuir.

Suyndara

  • Visitante
Re: Padre Zezinho critica ateísmo militante
« Resposta #78 Online: 19 de Junho de 2007, 11:28:29 »
Mimi, claro que você conhece os dehonianos  :wink:

Óia só:

http://www.dehonianos.org.br/site/interna.php?id_menu=59&id_submenu=15

Todos os padres que assinam scj ("sagrado coração de jesus") são desta congreção, que foi fundada pelo padre Dehon.

A preocupação com a injustiça social é uma das missões dos dehonianos:

Citar
- Formação do homem na sua dignidade: empenho pela justiça social, presença no mundo dos pobres e dos marginalizados...

Tem uns padres bem famosos: Pe. Zezinho, Pe. Alírio Pedrini, Pe. Roque Schnaider, Pe Joãozinho, etc.

Um amigo meu largou o último semestre do curso de engenharia elétrica para entrar nisso aí  :hmph: (ok, pula essa parte  :P)

Eu troquei alguns e-mails com o Pe Zezinho quando me tornei atéia e somente ele e o prof. Jean Laund (autor de "Opus Dei : os bastidores") me deram apoio e concordaram com minhas críticas e questões em relação à ICAR , os outros me apedrejaram  :'(

[]s

Suyndara

  • Visitante
Re: Padre Zezinho critica ateísmo militante
« Resposta #79 Online: 19 de Junho de 2007, 11:36:43 »
E para quem não conhece, essa é a famosa "cantiga por um ateu":

http://padre-zezinho.letras.terra.com.br/letras/879680/



Offline Daniboy

  • Nível 21
  • *
  • Mensagens: 707
  • Sexo: Masculino
  • "Penso, logo, sou ateu."
    • The Richard Dawkins Foundation for Reason and Science
Re: Padre Zezinho critica ateísmo militante
« Resposta #80 Online: 20 de Junho de 2007, 12:15:10 »
Criticam tanto o ateísmo militante por usar as mesmas armas do cristianismo, porque?

Todo cristianismo é militante já que o intuito do cristianismo é "aumentar o rebanho", por esse lado ninguem vê né?

A diferença é que o ateu militante luta pela razão, os cristãos pela ignorância, porque criticar quem faz o bem?
"Afirmar que "Deus fez isso" não é nada mais do que uma admissão de ignorância vestida enganadoramente como uma explicação."
Peter Atkins

"Sou ateu apenas porque Deus não existe. Se existisse e fosse como dizem as religiões, eu o odiaria!"

"Os teístas distorcem seus conhecimentos devido a suas crenças, os ateus distorcem suas crenças devido a seus conhecimentos."

Offline Spitfire

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.530
  • Sexo: Masculino
Re: Padre Zezinho critica ateísmo militante
« Resposta #81 Online: 20 de Junho de 2007, 12:46:42 »
Vamos falar sério… este reclame esta se dando por um simples motivo. Os religiosos cristãos, do alto e baixo clero, sabem mutíssimo bem que vão tomar porrada, com todos os motivos, quando usaram suas posições junto a população para cometer os terrorismos psicológicos igual ao que fizeram em Portugal na questão do plebiscito descriminalizando o aborto.
O debate sério, com argumentos humanistas, éticos e/ou morais, os ateus sempre terão o maior prazer em realizar com os cristãos.
Agora, se estes cristãos assumirem a mesma tática que adotaram em Portugal, serão detonados mesmo.

Este padre Zezinho só esta querendo blindar a igreja destas críticas… eles? vão se organizar e a militância cristã, trabalhando sob terrorismo psicológico, vão agir… com certeza.

É por estas que repito, Vai Tomando Nota no Caderninho… Zézinho.   

Atheist

  • Visitante
Re: Padre Zezinho critica ateísmo militante
« Resposta #82 Online: 21 de Junho de 2007, 19:50:34 »
Voltando ao assunto, me lembrei de uma coisa que o Pe Zezinho disse em uma palestra (dvd) sobre depressão: - ele dizia que algumas pessoas só são felizes consigo mesmo quando se encontram na religião, outras são felizes sem precisar de nada e por isso ele considera os ateus mais fortes interiormente e mais maduros para a vida  :wink:
Essa parte que penso ser perigosa, numa palestra sobre depressão, pois relaciona a religião como cura. Um dos vários motivos de meu ateísmo foi essas falas por religiosos, enquanto eu já tinha pesquisado o assunto e sabia que era uma alteração química no cérebro com suas causas principais vindas da genética.


Determinismo genético.
Daqui a pouco de forma racional alguém decidirá fazer-se o estudo de cada individuo e com isso decidir quem merece viver.

Declive escorregadio. O fato de que inclusive nosso comportamento seja moldado por genes e sua interação com o ambiente, não dá direito a chegar a este ponto. Ainda, ignorar tais evidências e achar que o ambiente molda tudo é ainda mais prejudicial.

rizk

  • Visitante
Re: Padre Zezinho critica ateísmo militante
« Resposta #83 Online: 24 de Junho de 2007, 01:29:01 »
É que militância costuma ser uma coisa desrespeitosa, e, muitas vezes, anti-democrática, contra todos os valores "racionais" que a gente cultiva há séculos.

Quanto aos dehonianos, que isso me pôs com a pulga atrás da orelha. Eu realmente nunca soube disso. A minha experiência católica foi quase inteira com os jesuítas; um pouquinho de contato com os salesianos e beneditinos, todos daqui de São Paulo, e só. Mas tanto faz. Como muita gente já disse, todo aquele  que estiver disposto a um debate, e a uma elaboração de proposta, de cunho universalista, merece todo o respeito, independentemente da sua crença particular.

Offline Daniboy

  • Nível 21
  • *
  • Mensagens: 707
  • Sexo: Masculino
  • "Penso, logo, sou ateu."
    • The Richard Dawkins Foundation for Reason and Science
Re: Padre Zezinho critica ateísmo militante
« Resposta #84 Online: 24 de Junho de 2007, 12:23:53 »
É que militância costuma ser uma coisa desrespeitosa, e, muitas vezes, anti-democrática, contra todos os valores "racionais" que a gente cultiva há séculos.

Quanto aos dehonianos, que isso me pôs com a pulga atrás da orelha. Eu realmente nunca soube disso. A minha experiência católica foi quase inteira com os jesuítas; um pouquinho de contato com os salesianos e beneditinos, todos daqui de São Paulo, e só. Mas tanto faz. Como muita gente já disse, todo aquele  que estiver disposto a um debate, e a uma elaboração de proposta, de cunho universalista, merece todo o respeito, independentemente da sua crença particular.
A militância costuma?

Militância quer dizer que a pessoas age, simplesmente isso, o cristianismo é naturalmente militante por fazer parte de suas regras o "aumento do rebanho", um ateu militante seria simplesmente um ateísta, uma pessoa que luta por uma maior quantidade de ateus, eu luto por isso e não vejo nada de errado nisso.

PS: Não que a militância não seja desrespeitosa, há extremistas para tudo.
« Última modificação: 24 de Junho de 2007, 12:27:18 por Daniboy »
"Afirmar que "Deus fez isso" não é nada mais do que uma admissão de ignorância vestida enganadoramente como uma explicação."
Peter Atkins

"Sou ateu apenas porque Deus não existe. Se existisse e fosse como dizem as religiões, eu o odiaria!"

"Os teístas distorcem seus conhecimentos devido a suas crenças, os ateus distorcem suas crenças devido a seus conhecimentos."

rizk

  • Visitante
Re: Padre Zezinho critica ateísmo militante
« Resposta #85 Online: 24 de Junho de 2007, 12:54:11 »
Mas aí é que está, Dani, quando a gente milita por alguma causa, é porque a gente acha que a RAZÃO ESTÁ CONOSCO ÚNICA E EXCLUSIVAMENTE. Você pode querer mandar a modéstia às favas e admitir que tem, sim, toda a rzão do mundo, que quem não te entende é um imbecil de má-fé, e todas essas coisas, mas isso não ajuda muito na aproximação e no diálogo. Quem "milita" precisa entender que o diálogo é o que interessa. Que ganhar corações e mentes não é coisa que se faça através da espada, com coerção, com ofensa, etc.

Eu digo por mim que acho que todo mundo que não é feminista é, em algum grau, ignorante ou safado. Não vou nem dizer o que é certo e errado, mas, certamente, é possível perguntar: o que é mais PRODUTIVO?!? Colocar o foco na diferença e alienar o outro, e perder toda a chance de, eventualmente, ILUMINAR as pessoas; ou focar nas semelhanças, estabelecer um diálogo com o outro, e concordar em pontos comuns de ação, que agradem a ambos os lados?

Offline uiliníli

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.107
  • Sexo: Masculino
Re: Padre Zezinho critica ateísmo militante
« Resposta #86 Online: 24 de Junho de 2007, 19:00:38 »
Aplaudo cada palavra da mimi.

A militância tem um papel importante na sociedade, afinal, o que seria dos negros, das mulheres e dos gays se não tivessem saído à luta para buscar os seus direitos? Não se pode esperar que os brancos, homens e heterossexuais tivessem feito isso por eles. É mais cômodo não nos importarmos com problemas que não são nossos, por simetria então não é de se esperar que alguém estranho venha brigar pelos direitos da gente.

Só tenho duas observações a fazer: primeiro é que você tem que saber pelo quê exatamente você está militando, ou será somente um rebelde sem causa. As minorias quando saem às ruas para cobrar os seus direitos têm em mente exatamente quais são os direitos que lhes estão sendo negados. Os negros nos Estados Unidos dos anos 50 não tinham o direito de sentar nos mesmos assentos, beber nos mesmos bebedouros ou estudar nas mesmas escolas e faculdades que os brancos, entre outras coisas. As mulheres na primeira metade do século XX em muitos países ocidentais não podiam votar, ir à escola e nem trabalhar. Os gays lutam pelos mesmos direitos de que já gozam os casais heterossexuais, como o direito ao casamento e à adoção de crianças.

Pelo quê os ateus vão lutar? Que direitos fundamentais a lei garante aos teístas que não garante aos ateus? Vamos lutar contra o preconceito? Ora, o preconceito existe, é claro, contra os ateus assim como contra os negros, as mulheres e os homossexuais. Eles estão lutando há décadas contra o preconceito, mas não conseguiram debandá-lo totalmente. Se houveram avanços? Claro que sim, mas não graças a passeatas e panfletagem. O preconceito é uma questão cultural que leva tempo para se dissipar e que exige formas mais sutis de combate e isso nos leva ao segundo ponto da minha observação:

Não se pode confundir militância com proselitismo. Os negros não lutam para transfornar os brancos em negros. As mulheres não tentam nos convencer a nos tornarmos mulheres. Os gays não fazem campanha para todos virarmos gays. Embora os dois primeiros casos sejam impossibilidades práticas, a terceira situação até seria possível. Imaginem se a militância dos gays consistisse em propagandear as maravilhas de se ser gay? Algum heterossexual daria ouvidos a eles? Os gays ganhariam alguma simpatia? Penso que aconteceria o contrário, pois o proselitismo é uma receita quase infalível para se conquistar antipatia. É o que se passa com os proselitistas religiosos, pessoas quase universalmente vistas como chatos de galocha. Somente alguém sem o mínimo de traquejo social iniciaria uma conversa com uma pessoa que acaba de conhecer ou mesmo com um amigo antigo dizendo algo do tipo "Oi, meu nome é Gabriel. Eu sou ateu, quer que eu te mostre meus argumentos para eu achar que Deus não existe?". E por que não fazemos isso? Simplesmente porque distribuição gratuita de opinião não requisitada é um hábito considerado socialmente detestável. Em vez de dissipar o preconceito, uma postura de ativamente propagandear o ateísmo e pregar os males da religião é só uma receita para fazer inimigos.

Observando que nós não temos direitos para cobrar o que nos resta é pedir respeito. É mostrarmos a cara para o mundo e dizermos que somos ateus, nós existimos e somos pessoas tão boas quanto qualquer outra e não queremos ser tratados como se não fôssemos. Acontece que para pedirmos respeito devemos respeitar. Devemos abrir um diálogo cordial com os religiosos moderados e aceitarmos suas visões de mundo em vez de tentarmos impor as nossas. A militância que se confunde com proselitismo nesse sentido é tudo o que não queremos e é justo essa pseudomilitância que o padre Zezinho sabiamente criticou, de ambos os lados do ringue.

Offline Vito

  • Webmaster
  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.554
  • Sexo: Masculino
    • Realidade
Re: Padre Zezinho critica ateísmo militante
« Resposta #87 Online: 24 de Junho de 2007, 20:44:30 »
Dou parabéns Gabriel e Rizk. Belos postagens.

Offline uiliníli

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.107
  • Sexo: Masculino
Re: Padre Zezinho critica ateísmo militante
« Resposta #88 Online: 24 de Junho de 2007, 20:56:16 »
:ok:

rizk

  • Visitante
Re: Padre Zezinho critica ateísmo militante
« Resposta #89 Online: 24 de Junho de 2007, 21:52:16 »
Merci. Sou muito feliz por ter colegas que têm a mesma opinião que eu, mas sabem se expressar muito melhor. Wilái!!! :D

Offline uiliníli

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.107
  • Sexo: Masculino
Re: Padre Zezinho critica ateísmo militante
« Resposta #90 Online: 24 de Junho de 2007, 21:59:29 »
De rien  :wink:  Às vezes tenho meus momentos de inspiração  :lol:

Offline Rodion

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.871
Re: Padre Zezinho critica ateísmo militante
« Resposta #91 Online: 24 de Junho de 2007, 22:14:40 »
sei. fala pra ela, uilái, que isso vem de quando eu e você estudávamos juntos retórica tântrica no verão de 2003, entre banhos frios e mojitos.
"Notai, vós homens de ação orgulhosos, não sois senão os instrumentos inconscientes dos homens de pensamento, que na quietude humilde traçaram freqüentemente vossos planos de ação mais definidos." heinrich heine

Offline uiliníli

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.107
  • Sexo: Masculino
Re: Padre Zezinho critica ateísmo militante
« Resposta #92 Online: 24 de Junho de 2007, 22:21:30 »
sei. fala pra ela, uilái, que isso vem de quando eu e você estudávamos juntos retórica tântrica no verão de 2003, entre banhos frios e mojitos.

É pensar naqueles momentos que faz a inspiração me aflorar. Vós sabeis que sois minha musa :lol:

Offline Oceanos

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.924
  • Sexo: Masculino
Re: Padre Zezinho critica ateísmo militante
« Resposta #93 Online: 25 de Junho de 2007, 10:12:24 »
Hei, eu também estou lendo.  :x

Offline Luis Dantas

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.195
  • Sexo: Masculino
  • Morituri Delendi
    • DantasWiki
Re: Padre Zezinho critica ateísmo militante
« Resposta #94 Online: 25 de Junho de 2007, 10:22:14 »
Eita viadagem... :)
Wiki experimental | http://luisdantas.zip.net
The stanza uttered by a teacher is reborn in the scholar who repeats the word

Em 18 de janeiro de 2010, ainda não vejo motivo para postar aqui. Estou nos fóruns Ateus do Brasil, Realidade, RV.  Se a Moderação reconquistar meu respeito, eu volto.  Questão de coerência.

Offline Alegra

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.453
  • Sexo: Feminino
Re: Padre Zezinho critica ateísmo militante
« Resposta #95 Online: 25 de Junho de 2007, 11:27:15 »
VTNC, Pde. Zezinho. Vai contar falácias na Tonga da Milonga do Cabuletê.

 :histeria: :histeria:

Nem mais...assunto encerrado  :)
Já sinto sua falta. Vá em paz meu lindo!

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!