Autor Tópico: Criacionismo ataca em reduto darwinista  (Lida 1034 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

APODman

  • Visitante
Criacionismo ataca em reduto darwinista
« Online: 30 de Maio de 2005, 09:02:26 »
Criacionismo ataca em reduto darwinista

DO "NEW YORK TIMES"

Os fósseis do Museu de História Natural da Smithsonian Institution, em Washington, têm sido usados para provar a teoria da evolução. Neste mês de junho, no entanto, o museu será anfitrião de um filme cuja intenção é justamente desbancar a teoria.
O Instituto da Descoberta, um grupo sediado na cidade de Seattle (EUA) que promove o chamado "design inteligente" -considerado pelos cientistas uma versão do criacionismo bíblico-, está anunciando em sua página na internet que o instituto e o diretor do museu de Washington "têm o prazer de anunciar a estréia nacional e uma recepção privada à noite" do filme "O Planeta Privilegiado: A Busca de Propósito no Universo", em 23 de junho.

O filme é um documentário baseado em um livro de 2004 escrito por Guillermo González, professor-assistente de astronomia na Universidade do Estado de Iowa, e de Jay Richards, vice-presidente do Instituto da Descoberta. A obra defende a mão de um criador inteligente (que os devotos do "design inteligente" evitam associar com o Deus cristão) na projeção da Terra e do Universo.
Notícias do anúncio pelo Instituto da Descoberta apareceram em um blog mantido uma proponente do "design inteligente", que o chamou de um "avanço estonteante". Mas um porta-voz do museu, Randall Kremer, disse que o evento não deveria ser considerado um apoio às visões expressas no filme. "É incorreto dizer que nós estamos de alguma forma endossando o vídeo ou seu conteúdo", disse.

Segundo Kremer, o museu oferece seu Auditório Baird para muitas organizações e corporações em troca de contribuições financeiras -no caso do Instituto da Descoberta, US$ 16 mil. Quando o anúncio na página do instituto foi lido para ele, Kremer disse: "Precisamos ver isso." Ele acrescentou: "Ficamos felizes em receber essa contribuição do Instituto da Descoberta para avançar nossas pesquisas científicas".

O presidente do instituto, Bruce Chapman, disse que sua organização procurou o museu por meio de sua empresa de relações públicas e que o museu pediu para ver o filme. "Eles disseram que gostaram muito -e que não só sediariam o evento no museu como seriam co-patrocinadores dele", afirma. "Essa sugestão foi deles. Claro, nós adoramos."
Kremer afirmou que funcionários do museu assistiram ao filme antes de aprovar o evento, para assegurar que ele estava de acordo com as regras da instituição, segundo as quais "eventos de natureza religiosa ou político-partidária" não são permitidos. O regulamento também diz que "todos os eventos no Museu Nacional de História Natural são co-patrocinados pelo museu".

A evolução virou um campo de batalha cultural nos EUA, país em que debates são travados em assembléias legislativas estatuais, parques nacionais e museus. Em vários Estados, proponentes do criacionismo tradicional e do "design inteligente" tentam banir o ensino da evolução darwinista das escolas. A mais recente dessas batalhas se desenrola no Kansas.

Embora a teoria de Charles Darwin e Alfred Wallace seja comprovada pesquisa após pesquisa pelo registro fóssil e pela biologia molecular, ela ainda é questionada pelos criacionistas, que dizem que ela tem falhas e que teorias alternativas devem ser ensinadas.

Questionado sobre se o anúncio no site do Instituto da Descoberta quis implicar que o museu apóia o filme e o evento, Chapman respondeu: "Nós não estamos querendo dizer de forma alguma que eles endossaram o conteúdo [do filme], mas eles o estão co-patrocinando, e nós estamos muito satisfeitos. Nós não estamos dizendo nada além disso. Eles certamente não disseram "nós estamos cedendo ao design inteligente, então vamos patrocinar isso".

fonte: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ciencia/fe3005200501.htm


Como sempre sutis e maliciosos,, distorcendo e corrompendo a verdade. valendo-se do marketing ao invés da ciência para propagar sua pseudo-ciência

[ ]´s

Offline Sodré

  • Nível 17
  • *
  • Mensagens: 452
Re.: Criacionismo ataca em reduto darwinista
« Resposta #1 Online: 30 de Maio de 2005, 11:36:55 »
ai ai
Tecido mole com elasticidade em fossil datado em 66 milhões de anos DERRUBA confiança em métodos de datação radiometricos www.sodregoncalves.rede.comunidades.net

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!