Autor Tópico: Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?  (Lida 9544 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.288
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #25 Online: 01 de Novembro de 2018, 22:11:45 »
Me ocorreu que o Olavo é uma versão filosófica de uma Dilma sem dislexia e de direita
Fala tanta asneira quanto a ex-presidAnta
E a mim, me ocorreu que a cacofonia do "se eu lavo eu não cozinho se eu cozinho eu não lavo" é perfeita para ele. Na forma e no conteúdo.
Até onde eu sei eu não sei.


Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.171
  • Sexo: Masculino
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #27 Online: 18 de Abril de 2019, 17:58:39 »

Alguém por acaso tem uma citação direta do Olavo de Carvalho dizendo algo nas linhas de que eles (direitistas) não tem que acabar com o comunismo no nível de debate intelectual, mas que tem que ser no lado pessoal e profissional, xingando, etc, tentando fazer perder emprego e tudo mais?


Acho que o vi dizer isso em citação, em algum vídeo de canais como Meteoro, Henry Bugalho, ou Dead Consense...


Offline Pasteur

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.294
  • Sexo: Masculino
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #29 Online: 26 de Abril de 2019, 16:50:52 »
Inacreditável!

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.240
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #30 Online: 26 de Abril de 2019, 17:08:46 »
 :histeria:

E ele tem alunos.... :susto:
Brandolini's Bullshit Asymmetry Principle: "The amount of effort necessary to refute bullshit is an order of magnitude bigger than to produce it".

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.288
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #31 Online: 26 de Abril de 2019, 17:15:44 »
Há uma série de teorias que postulam que o biotipo e principalmente características faciais informam muito sobre a natureza de una pessoa. De acordo com uma destas teorias especificamente, Olavo seria patentemente apontado pelo formato das sobrancelhas, distância entre os olhos, tamanho do queixo, formato da boca, e outros pornenores faciais como um típico néscio.
« Última modificação: 26 de Abril de 2019, 17:19:56 por Sergiomgbr »
Até onde eu sei eu não sei.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.240
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #32 Online: 26 de Abril de 2019, 17:30:45 »
Tipo isso?

Brandolini's Bullshit Asymmetry Principle: "The amount of effort necessary to refute bullshit is an order of magnitude bigger than to produce it".

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.288
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #33 Online: 26 de Abril de 2019, 17:42:30 »
Bom, esse ai parece estar mais representando do que sendo ele mesmo.
Até onde eu sei eu não sei.

Offline Brienne of Tarth

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.433
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #34 Online: 26 de Abril de 2019, 17:48:30 »
Há uma série de teorias que postulam que o biotipo e principalmente características faciais informam muito sobre a natureza de una pessoa. De acordo com uma destas teorias especificamente, Olavo seria patentemente apontado pelo formato das sobrancelhas, distância entre os olhos, tamanho do queixo, formato da boca, e outros pornenores faciais como um típico néscio.

Está falando disso?

"Frenologia

Descrição
Frenologia é uma teoria que reivindica ser capaz de determinar o caráter, características da personalidade, e grau de criminalidade pela forma da cabeça. Desenvolvido por médico alemão Franz Joseph Gall por volta de 1800, e muito popular no século XIX, está agora desacreditada e classificada como uma pseudociência."

"Frenologia em Tempos Modernos

Pode parecer inacreditável, mas nos dias de hoje ainda existem especialistas auto-intitulados que trabalham, falam, ensinam e escrevem sobre os aspectos "científicos" da frenologia, e parece que existem muitas pessoas que acreditam nestes dogmas e até fazem dinheiro com isso.

Existe um site muito curioso na Internet, Phrenology Resources, que trata da evolução moderna da frenologia, com informações úteis sobre estes temas. Segundo seu criador, no século XX a frenologia foi beneficiada peloo evolucionismo e pela antropologia criminal. É bom lembrar que este site é aparentemente pró-frenologia (seu tema de abertura é "Phrenology is a true science, which is there to benefit humanity" "Frenologia é uma ciência verdadeira, que existe para beneficiar a humanidade")

Dois dos seguidores modernos da frenologia são bem conhecidos. Eles são o psiquiatra britânico Bernard Hollander (1864-1934), que escreveu "The Mental Function of the Brain" (1901) e "Scientific Phrenology"(1902) e Paul Bouts (1900-), um educador belga e free-lancer que misturou frenologia com tipologia e grafologia para criar uma nova proposta "objetiva" a qual ele chamou psicognomia. Seu trabalho mais importante teve o impressionante título "Les Grandioses Destinées Individuelle et Humaine dans la Lumiére de la Caracterologie et de l'Evolution Cerebro-cranienne" (Os Grandiosos Destinos Individuais no Iluminismo da Caracterologia e da Evolução Cérebro-craniana).

Houve também uma Sociedade Frenológica Britânica, que foi ativa de 1886 a 1967, e uma Companhia Frenológica de Londres, ainda hoje fazendo bons negócios com geringonças frenológicas e recursos de informação deste tipo.

Existem poucos livros recentes sobre frenologia. São eles: "Phrenology, A Study of Mind", por Frances Hedderly (L.N. Fowler & Co Ltd, London, 1970. 8524 3169 4), e "Heads, or the Art of Phrenology", por Helen e Peter Cooper (The London Phrenology Company Ltd, London,1983. ISBN 0-9508539-0-9).

Um recurso muito utilizado pelos adeptos modernos da frenologia é executar análises a posteriori de figuras históricas, tais como o infame padre russo Gregory Rasputin (1869-1917), com a finalidade de mostrar como a técnica "funciona". Como os especialistas da frenologia que fizeram isso não tiveram oportunidade para palpar as depressões cranianas de Rasputin, tendo-o analisado através de fotografias, e como seus principais traços de personalidade eram bem conhecidos através de numerosos registros históricos existentes, não é surpreendente que eles tenham conseguido um grau razoável de acerto com tal análise frenológica!

No entanto, mesmo o mais ferrenho frenologista é capaz de admitir que existem muitos erros em sua marcante ciência interpretativa (tais como quando o observador "é enganado pelo estilo do cabelo do sujeito"), realizando então um procedimento inteiramente subjetivo, influenciado pelos preconceitos do interpretador, conhecimento prévio sobre o examinado, etc.

Um das muitas ciências sucessoras da frenologia foi a craniologia, que advogou o uso de medidas quantitativas precisas de características cranianas a fim de classificar pessoas de acordo com a raça, temperamento criminal, inteligência, etc. A craniologia se tornou influente durante a era Vitoriana, e foi usada pelos britânicos para justificar o racismo, a colonização e a dominância de "raças inferiores", tais como os irlandeses e tribos negras da África. Tipos raciais foram classificados de acordo com o grau de prognatismo (um avanço relativo anterior do maxilar em relação a mandíbula) ou ortognatismo. Raças "inferiores" eram ditas prognáticas, tal como os chimpanzés e macacos, de modo que eles eram considerados como sendo mais próximos a estes animais do que aos demais europeus (tais como o anglo-saxão, claro...) John Beddoe, fundador e presidente do Instituto Antropológico Britânico, em seu livro "The Races of Man" (Raças do Homem) (1862) desenvolveu o "Índice de Negressência", baseado no qual ele declarou que os irlandeses tinham um rânio similar ao do homem pré-histórico Cro-Magnon e que seria então um tipo de raça branca africanóide.

A antropometria é também um parente próximo da frenologia. No século XIX, um membro da Sureté (policia criminal francesa), chamado Eugene Vidocq, instituiu a documentação das características de criminosos para propósitos de identificação, a qual está em uso até hoje. Um de seus colaboradores, Alphonse Bertillion, expandiu o sistema de modo a tomar várias medidas dos corpos de criminosos, com o objetivo de identificá-los de forma inequívoca (lembrem-se que as impressões digitais eram desconhecidas naquele tempo). Entretanto, elas não foram usadas para a avaliação psicológica de criminosos

Esse tipo de avaliação não tardou a ser iniciado, graças a um italiano ambicioso e controvertido chamado Cesare Lombroso, que publicou um livro chamado "Antropologia Criminal" em 1895, e no qual ele associava determinadas características craniofaciais ao tipo de criminoso. Por exemplo, Lombroso achava que os assassinos tinham maxilas proeminentes, e que os batedores de carteira tinham mãos longilíneas e barbas ralas... Lombroso foi uma personalidade altamente influente nos sistemas judicial e policial da Itália e em muitos outros países. Ainda na década dos 30, muitos juízes ordenavam a realização de análises antropométricas "lombrosianas" dos réus em processos criminais, que posteriormente eram usados pela acusação em julgamentos !

Outro "parente" da frenologia foi a tipologia inventada no século 20 pelo psiquiatra alemão Ernst Kretschmer. Seu esquema para a classificação da personalidade era baseado no tipo físico (que era classificado em atlético, astênico e pícnico), e como eles eram correlacionados com caracteristicas psicoloógicas básicas. Em seu livro, "Físico e Caráacter"(1921), ele declarou que uma pessoa com um fisico delicado com maior probabilidade era um introvertido, enquanto que pessoas com baixa estatura e corpo arredondado tenderiam a ser temperamentais. No entanto, estas e outras teorias constitucionais da personalidade não foram validadas com o tempo.

Um uso infamante e bem conhecido da antropometria foi feito pelos antropólogos e médicos nazistas, os quais, no Departamento de Higiene Racial do Ministério do Interior e no Burô para o Esclarecimento da Política Populacional e Bem-Estar Racial, propuseram a classificação  "científica" de arianos e não-arianos com base nas medidas quantitativas do crânio. A certificação craniométrica oficial tornou-se obrigatória por lei e era realizada por centenas de institutos e especialistas na Alemanha. Muitas pessoas foram condenadas aos campos de concentração ou tiveram negado o casamento ou o trabalho, em função desta "má medida do ser humano", como denominou o eminente biólogo e evolucionista americano Stephen Jay Gould a esse uso maciço e infeliz do conhecimento pseudocientífico para prejudicar pessoas (ele escreveu um livro muito interessante a respeito do assunto)."

Fontes: WIKI e http://www.cerebromente.org.br/n01/frenolog/frenmod_port.htm

 :histeria:
GNOSE

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.288
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #35 Online: 26 de Abril de 2019, 17:55:30 »
O Olavo fumando é a imagem mais acabada de um autêntico idiota.

 O Einstein também fumava. É bem capaz que na lógica do Olavo, se o Einstein, considerado por muitos como um dos homens mais inteligentes de todos os tempos fumava, logo, fumar é coisa de gênio e ninguém teria cacife para questioná-lo...
Até onde eu sei eu não sei.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.171
  • Sexo: Masculino
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #36 Online: 26 de Abril de 2019, 17:56:01 »
Há uma série de teorias que postulam que o biotipo e principalmente características faciais informam muito sobre a natureza de una pessoa. De acordo com uma destas teorias especificamente, Olavo seria patentemente apontado pelo formato das sobrancelhas, distância entre os olhos, tamanho do queixo, formato da boca, e outros pornenores faciais como um típico néscio.

Está falando disso?

"Frenologia

Acho que frenologia é específico a topografia cranial.

Se não me engano essa hipótese de tipologia comportamental-fisionômica é meio inesperadamente "fisionomia" mesmo, apesar de ter virado em português só sinônimo de "semblante". Mas talvez seja no inglês que a "ciência" tenha se tornado associação primária ao termo.














:histeria:

E ele tem alunos.... :susto:
Tenho que confessar que também não entendo nada de relatividade. Isso de espaço curvo eu só consigo "entender" como uma "força de expressão" para trajetórias no espaço, tal como se uma superfície curva limitando uma trajetória, força, etc. Tirando isso para mim parece apenas um tipo de macumba matemática, algo que no meu entendimento limitado não soa mais como qualquer coisa descritiva da realidade do que o sono furioso de idéias verdes incolores.









<a href="https://www.youtube.com/v/Djm-eF54_8w" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/Djm-eF54_8w</a>

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.288
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #37 Online: 26 de Abril de 2019, 18:01:40 »
Há uma série de teorias que postulam que o biotipo e principalmente características faciais informam muito sobre a natureza de una pessoa. De acordo com uma destas teorias especificamente, Olavo seria patentemente apontado pelo formato das sobrancelhas, distância entre os olhos, tamanho do queixo, formato da boca, e outros pornenores faciais como um típico néscio.

Está falando disso?

"Frenologia

Descrição
Frenologia é uma teoria que reivindica ser capaz de determinar o caráter, características da personalidade, e grau de criminalidade pela forma da cabeça. Desenvolvido por médico alemão Franz Joseph Gall por volta de 1800, e muito popular no século XIX, está agora desacreditada e classificada como uma pseudociência."

"Frenologia em Tempos Modernos

Pode parecer inacreditável, mas nos dias de hoj...

Fontes: WIKI e http://www.cerebromente.org.br/n01/frenolog/frenmod_port.htm

 :histeria:
Sim, quando se fazia ciência sem preocupação com narrativas politicamente corretas. Não que isso a valide ou refute, apenas para constar.
Até onde eu sei eu não sei.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.171
  • Sexo: Masculino
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #38 Online: 26 de Abril de 2019, 18:06:02 »
A preocupação dessas "ciências" era o tido como politicamente correto para a intenção política de desumanizar ou desvalorizar grupos de pessoas.


Offline Brienne of Tarth

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.433
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #39 Online: 26 de Abril de 2019, 18:26:20 »
Sim, quando se fazia ciência sem preocupação com narrativas politicamente corretas. Não que isso a valide ou refute, apenas para constar.

Penso que trata-se de "fazer ciência" sem preocupação com metodologia científica... :biglol:
GNOSE

Offline Brienne of Tarth

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.433
  • Sexo: Feminino
  • Ave, Entropia, morituri te salutant
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #40 Online: 26 de Abril de 2019, 18:28:13 »

Acho que frenologia é específico a topografia cranial.

Se não me engano essa hipótese de tipologia comportamental-fisionômica é meio inesperadamente "fisionomia" mesmo, apesar de ter virado em português só sinônimo de "semblante". Mas talvez seja no inglês que a "ciência" tenha se tornado associação primária ao termo.























<a href="https://www.youtube.com/v/Djm-eF54_8w" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/Djm-eF54_8w</a>

Não exatamente apenas craniana:

"A antropometria é também um parente próximo da frenologia. No século XIX, um membro da Sureté (policia criminal francesa), chamado Eugene Vidocq, instituiu a documentação das características de criminosos para propósitos de identificação, a qual está em uso até hoje. Um de seus colaboradores, Alphonse Bertillion, expandiu o sistema de modo a tomar várias medidas dos corpos de criminosos, com o objetivo de identificá-los de forma inequívoca (lembrem-se que as impressões digitais eram desconhecidas naquele tempo). Entretanto, elas não foram usadas para a avaliação psicológica de criminosos

Esse tipo de avaliação não tardou a ser iniciado, graças a um italiano ambicioso e controvertido chamado Cesare Lombroso, que publicou um livro chamado "Antropologia Criminal" em 1895, e no qual ele associava determinadas características craniofaciais ao tipo de criminoso. Por exemplo, Lombroso achava que os assassinos tinham maxilas proeminentes, e que os batedores de carteira tinham mãos longilíneas e barbas ralas... Lombroso foi uma personalidade altamente influente nos sistemas judicial e policial da Itália e em muitos outros países. Ainda na década dos 30, muitos juízes ordenavam a realização de análises antropométricas "lombrosianas" dos réus em processos criminais, que posteriormente eram usados pela acusação em julgamentos !"

GNOSE

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.171
  • Sexo: Masculino
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #41 Online: 26 de Abril de 2019, 18:47:02 »
Ironicamente "frenologia," etimologicamente, seria meio que um sinônimo, mais materialista até, de "psicologia". Mas na prática era mais específica a "craniometria".

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.288
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #42 Online: 26 de Abril de 2019, 19:04:40 »
Sim, quando se fazia ciência sem preocupação com narrativas politicamente corretas. Não que isso a valide ou refute, apenas para constar.

Penso que trata-se de "fazer ciência" sem preocupação com metodologia científica... :biglol:
Mas só se faz Ciência quando não há método algum.
Até onde eu sei eu não sei.


Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.288
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #44 Online: 26 de Abril de 2019, 19:10:48 »
Ou então, que método o Galileu, ou o Newton, ou Maxwell, ou outro qualquer que tenha feito ciência usou?
Até onde eu sei eu não sei.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.240
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #45 Online: 26 de Abril de 2019, 19:22:54 »
Cesare Lombroso foi uma espécie de Arthur Conan Doyle italiano, foi um espírita enganado por diversos médiuns da sua época, dentre eles a famosa Eusápia Paladino. Ele tinha uma queda pelas pseudociências, como a frenologia e a "ciência"espírita".
Brandolini's Bullshit Asymmetry Principle: "The amount of effort necessary to refute bullshit is an order of magnitude bigger than to produce it".

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.288
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #46 Online: 26 de Abril de 2019, 19:24:45 »
Ironicamente "frenologia," etimologicamente, seria meio que um sinônimo, mais materialista até, de "psicologia". Mas na prática era mais específica a "craniometria".
Não, não existe tal coisa como ciência ideológica!  Há sim, tentativas ideológicas de cerceio à Ciência.
Até onde eu sei eu não sei.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.240
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #47 Online: 26 de Abril de 2019, 19:26:16 »
Sim, quando se fazia ciência sem preocupação com narrativas politicamente corretas. Não que isso a valide ou refute, apenas para constar.

Penso que trata-se de "fazer ciência" sem preocupação com metodologia científica... :biglol:
Mas só se faz Ciência quando não há método algum.

????

Here we go....Aqui começa a redefinição da metodologia científica segundo Sergiomgbr.  :histeria:
Brandolini's Bullshit Asymmetry Principle: "The amount of effort necessary to refute bullshit is an order of magnitude bigger than to produce it".

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.288
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #48 Online: 26 de Abril de 2019, 19:30:16 »
Bom, entre essas linhas de investigação que propõem que há relação entre fenotipo e aspectos psicocognitivos, essa frenologia é só uma delas. Especificamente se é esta a mais factual ou outra, fica em aberto.
Até onde eu sei eu não sei.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.288
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #49 Online: 26 de Abril de 2019, 19:32:44 »
Sim, quando se fazia ciência sem preocupação com narrativas politicamente corretas. Não que isso a valide ou refute, apenas para constar.

Penso que trata-se de "fazer ciência" sem preocupação com metodologia científica... :biglol:
Mas só se faz Ciência quando não há método algum.

????

Here we go....Aqui começa a redefinição da metodologia científica segundo Sergiomgbr.  :histeria:
Reiterando, mostre qual metodologia cientifica cientistas como Newton, Maxwell, Galileu,  etc., usaram. Se mostrar saio desse forum com o rabo entre as pernas e nunca mais volto. Lembrando que observar e medir não é método científico.
« Última modificação: 26 de Abril de 2019, 19:39:32 por Sergiomgbr »
Até onde eu sei eu não sei.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!