Autor Tópico: Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?  (Lida 9575 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.270
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #50 Online: 26 de Abril de 2019, 19:37:20 »
Sim, quando se fazia ciência sem preocupação com narrativas politicamente corretas. Não que isso a valide ou refute, apenas para constar.

Penso que trata-se de "fazer ciência" sem preocupação com metodologia científica... :biglol:
Mas só se faz Ciência quando não há método algum.

????

Here we go....Aqui começa a redefinição da metodologia científica segundo Sergiomgbr.  :histeria:
Reiterando, mostre qual metodologia cientifica cientistas como Newton, Maxwell, Galileu,  etc., usaram.

Acho que é melhor você dizer logo que eles não eram cientistas.
Brandolini's Bullshit Asymmetry Principle: "The amount of effort necessary to refute bullshit is an order of magnitude bigger than to produce it".

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.203
  • Sexo: Masculino
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #51 Online: 26 de Abril de 2019, 19:45:51 »
Ou então, que método o Galileu, ou o Newton, ou Maxwell, ou outro qualquer que tenha feito ciência usou?

Eu não vou saber de cabeça esses casos, embora, se não me engano Newton ao menos, tenha até delineado algo meio pré-popperiano, mais rudimentar, algo nas linhas de parcimônia causal, um irônico "naturalismo pragmático", e generalização/universalização de fenômenos, com as coisas sendo consideradas verdadeiras até que demonstradas falsas, algo assim.

Provavelmente o que quer que ele tenha fraseado ele mesmo deve soar melhor que isso (além de muito provavelmente ter mais coisas) e talvez não tão auto-evidente. Ainda que provavelmente mesmo o que nos parece auto-evidente não fosse em eras pré-científicas/metódicas, onde se tinha uma profusão de teorias baseadas num "empiricismo" extremamente ingênuo e deduções malucas.

Mas na vasta maior parte da produção científica recente haverá inclusive uma seção "métodos" nos textos descrevendo a pesquisa.





Here we go....Aqui começa a redefinição da metodologia científica segundo Sergiomgbr.  :histeria:

Acabo de me lembrar que Sergiomgbr é meio que pupilo do "Cientista", que teve algumas longas discussões sobre esse tipo de coisa com foristas muito mais gabaritados que eu. Sempre pensava, "qualquer dia tenho que ler uma discussão dessas," mas acabou nunca acontecendo.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.306
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #52 Online: 26 de Abril de 2019, 19:53:48 »
Esses "metodos" Metidiligia cientifica e absolutanente prescinduvel para se fazer ciência, so substanciam a ciencia que já foi feita, em termos epistêmicos, de epistemologia da ciencia. Observar, medir e induzir não é método, mas tão somente funcionamento cognitivo.
« Última modificação: 26 de Abril de 2019, 19:57:08 por Sergiomgbr »
Até onde eu sei eu não sei.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.203
  • Sexo: Masculino
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #53 Online: 26 de Abril de 2019, 19:57:01 »
"Çiênsia nas cocha".

Quem precisa analizar qualquer coisa antes de observar, medir e induzir? Coisa de nerd.



Citar
https://en.wikipedia.org/wiki/Philosophi%C3%A6_Naturalis_Principia_Mathematica#Rules_of_Reasoning_in_Philosophy

[...]


Perhaps to reduce the risk of public misunderstanding, Newton included at the beginning of Book 3 (in the second (1713) and third (1726) editions) a section entitled "Rules of Reasoning in Philosophy." In the four rules, as they came finally to stand in the 1726 edition, Newton effectively offers a methodology for handling unknown phenomena in nature and reaching towards explanations for them. The four Rules of the 1726 edition run as follows (omitting some explanatory comments that follow each):

Rule 1: We are to admit no more causes of natural things than such as are both true and sufficient to explain their appearances.

Rule 2: Therefore to the same natural effects we must, as far as possible, assign the same causes.

Rule 3: The qualities of bodies, which admit neither intensification nor remission of degrees, and which are found to belong to all bodies within the reach of our experiments, are to be esteemed the universal qualities of all bodies whatsoever.

Rule 4: In experimental philosophy we are to look upon propositions inferred by general induction from phenomena as accurately or very nearly true, not withstanding any contrary hypothesis that may be imagined, till such time as other phenomena occur, by which they may either be made more accurate, or liable to exceptions.


[...]

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.306
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #54 Online: 26 de Abril de 2019, 19:58:31 »
Ok, continua sendo regra a posteriori, uma preocupação acessoria dele depois da coisa feita, perfeitamente suprimível. Vida que segue.
« Última modificação: 26 de Abril de 2019, 20:07:24 por Sergiomgbr »
Até onde eu sei eu não sei.

Offline Fenrir

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.104
  • Sexo: Masculino
  • Cave Canem
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #55 Online: 26 de Abril de 2019, 21:32:38 »
 :no:
O Olavo fumando é a imagem mais acabada de um autêntico idiota.

 O Einstein também fumava. É bem capaz que na lógica do Olavo, se o Einstein, considerado por muitos como um dos homens mais inteligentes de todos os tempos fumava, logo, fumar é coisa de gênio e ninguém teria cacife para questioná-lo...

A lógica do OdeC é assim?
Se Einstein cagava e nós tambem cagamos, então somos como ele, gênios.

Sobre metodologia, meu pitaco:
Do fato do método científico não ter sido ainda formalizado na época dos cientistas que citou, não decorre que os mesmos não tenham feito uso, informalmente, de muito do que se entende por método científico
« Última modificação: 26 de Abril de 2019, 21:34:47 por Fenrir »
"Heaven and Earth are not benevolent; They treat the myriad of creatures as straw dogs"
― Laozi

"No testimony is sufficient to establish a miracle, unless the testimony be of such a kind, that its falsehood would be more miraculous, than the fact, which it endeavors to establish"
― David Hume

“Never argue with an idiot. They will drag you down to their level and beat you with experience.”
― Mark Twain

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.306
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #56 Online: 26 de Abril de 2019, 21:47:20 »
:no:
O Olavo fumando é a imagem mais acabada de um autêntico idiota.

 O Einstein também fumava. É bem capaz que na lógica do Olavo, se o Einstein, considerado por muitos como um dos homens mais inteligentes de todos os tempos fumava, logo, fumar é coisa de gênio e ninguém teria cacife para questioná-lo...

A lógica do OdeC é assim?
Se Einstein cagava e nós tambem cagamos, então somos como ele, gênios.

Sobre metodologia, meu pitaco:
Do fato do método científico não ter sido ainda formalizado na época dos cientistas que citou, não decorre que os mesmos não tenham feito uso, informalmente, de muito do que se entende por método científico
E não quer dizer também que como não é necessario agora foi necessario um dia... :)
Até onde eu sei eu não sei.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.270
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #57 Online: 26 de Abril de 2019, 22:02:11 »
:no:
O Olavo fumando é a imagem mais acabada de um autêntico idiota.

 O Einstein também fumava. É bem capaz que na lógica do Olavo, se o Einstein, considerado por muitos como um dos homens mais inteligentes de todos os tempos fumava, logo, fumar é coisa de gênio e ninguém teria cacife para questioná-lo...

A lógica do OdeC é assim?
Se Einstein cagava e nós tambem cagamos, então somos como ele, gênios.

Sobre metodologia, meu pitaco:
Do fato do método científico não ter sido ainda formalizado na época dos cientistas que citou, não decorre que os mesmos não tenham feito uso, informalmente, de muito do que se entende por método científico
E não quer dizer também que como não é necessario agora foi necessario um dia... :)

Não esqueça que a Ciência se beneficia do conhecimento acumulado e isso sempre foi assim. A diferença é que no passado havia menos conhecimento acumulado que também incluía conhecimentos de origem místico-religiosa que eram aceitos como verdades, muitas vezes absolutas.
Brandolini's Bullshit Asymmetry Principle: "The amount of effort necessary to refute bullshit is an order of magnitude bigger than to produce it".

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.306
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #58 Online: 26 de Abril de 2019, 22:10:56 »
 :hein: Relativismo pós moderno.
Até onde eu sei eu não sei.


Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.306
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #60 Online: 26 de Abril de 2019, 22:21:41 »
 :)
Até onde eu sei eu não sei.

Offline Pedro Reis

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.865
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #61 Online: 27 de Abril de 2019, 02:14:31 »
Já tem muitos tópicos sobre Olavo espalhados por várias seções. Podiam juntar tudo num só.

Offline Gorducho

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.873
  • Sexo: Masculino
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #62 Online: 27 de Abril de 2019, 09:33:17 »
O Galileu hipotetiza que o Sol girava contrário senso à hipótese dos planetálculos orbitais daquele jesuíta.
Ele hipotetiza que TODOS planetas giram em redor do Sol (e não só Mercúrio + Venus que já era corrente a tese...).
Ignora completamente o trabalho experimental do Kepler...
Então como me parece que a ronha do Sr. Sergiomgbr seja com a ênfase em "testar hipótese" da Metodologia Científica como ensinada nos bancos escolares hoje, &c.
E o Einstein fez hipótese do espaço 4D curvo, de certo modo repaginando os vórtices do Descartes e do Huygens, só que agora eles sendo a própria métrica intrínseca. 
METODOLOGIA CIENTÍFICA :ok:
« Última modificação: 27 de Abril de 2019, 10:12:24 por Gorducho »

Offline Pedro Reis

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.865
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #63 Online: 27 de Abril de 2019, 14:10:29 »
O Galileu hipotetiza que o Sol girava contrário senso à hipótese dos planetálculos orbitais daquele jesuíta.
Ele hipotetiza que TODOS planetas giram em redor do Sol (e não só Mercúrio + Venus que já era corrente a tese...).
Ignora completamente o trabalho experimental do Kepler...
Então como me parece que a ronha do Sr. Sergiomgbr seja com a ênfase em "testar hipótese" da Metodologia Científica como ensinada nos bancos escolares hoje, &c.
E o Einstein fez hipótese do espaço 4D curvo, de certo modo repaginando os vórtices do Descartes e do Huygens, só que agora eles sendo a própria métrica intrínseca. 
METODOLOGIA CIENTÍFICA :ok:

O serjão tá apenas currupaqueando seu guru. Ele deveria ler o que eu expliquei para o guru, usando uma analogia com a pseudo ciência da caixa orgônica, para começar e entender o que é método científico e para que serve.

O método tem dois objetivos principais e atinge estes objetivos na medida do possível:

- O 1º é estabelecer em que termos um trabalho científico deve ser formatado e apresentado, eliminando ao máximo possível subjetividades e ambiguidades, reduzindo a possibilidade para diferentes interpretações, e criando assim uma base comum para intercâmbio de informações e conhecimento entre pesquisadores de diferentes culturas, valores e crenças pessoais. Sabendo-se que em Ciência esta troca é da mais fundamental importância.

Um exemplo da essencialidade do método, neste sentido, poderia ser o caso dos experimentos espíritas levados a cabo pelo Crookes. Até hoje se discute a validade e o que realmente pode ter ocorrido durante os tais experimentos. Se discute até mesmo a idoneidade do pesquisador. Para quem acredita em fantasma os relatos do Sr. Crookes são evidências incontestáveis. Para outros o cientista foi apenas vítima ou cúmplice de um embuste grosseiro.

Mas isto porque Crookes não se ateve ao método científico, porque em experimentos realmente científicos nunca existe este tipo de polêmica, independentemente da crença e dos valores de quem examina os dados obtidos. Porque, entre outras coisas, o método impõe como condição a reprodutibilidade independente. Quem duvida reproduz e verifica.

- O segundo objetivo é a máxima confiabilidade. Ciência é utilizada para construir um prédio de 20 andares que não pode desabar, um avião a jato que não pode se espatifar, uma usina nuclear que não pode explodir. Enormes investimentos dependem de conhecimento confiável para construção de modelos e tecnologia complexa não é possível sem o desenvolvimento de projetos a partir de modelos teóricos. Qualquer projeto de tecnologia é tão confiável, no máximo, quanto o menos confiável modelo teórico que o suporte.

Sem as normas estabelecidas pelo método, Ciência seria completamente vulnerável, por exemplo, ao charlatanismo. Assim como ocorre epidemicamente às pseudo-ciências, que são assim denominadas não por causa de seus objetos de estudo, mas justamente por não adotarem normas anti-fraude e anti-engano. De tal maneira que o charlatanismo é apenas consequência desse tipo de leniência, da falta de rigor, e não propriamente de se dedicarem estas ciências à investigação de tópicos... digamos... mais excêntricos.

O que o guru do Sérgio parece não entender é que o método científico não impõe nenhuma condição sobre os processos mentais do cientista. Que pode usar lógica, intuição, sorte, superstição, magia... não importa... o método só se aplica ao produto deste processo, a forma como dados e hipóteses devem ser formatados e apresentados para que sejam considerados cientificamente válidos. Curiosamente outro guru crítico do método comete este mesmo equívoco quando questiona a validade do que ele chama de cientificismo" acusando alguns dos pais da Ciência moderna de praticarem uma ciência impregnada de misticismos.

Claro, pois Copérnico, Kepler, Galileu, Newton... eram todos homens do seu tempo e como qualquer homem influenciados pela mentalidade de sua época. Mas a verificação da validade científica ou não de um Principia independe das crenças motivadoras e subjacentes de Isaac Newton.

Outro exemplo poderia ser Kepler, que influenciado pela escola matemático-mística dos pitagóricos, se abismava com o fato de não serem 10 os planetas conhecidos. Pois por alguma razão que já não podemos compreender 10 seria um número perfeito e coisa e tal... Então Kepler viaja mais ainda e tem uma epifânia com poliedros regulares, também pitagoricamente inspirada, e descobre um modelo que se aproxima das observações e que mais tarde dará origem ao modelo de Kepler baseado nas leis dos movimentos planetários.

Evidentemente para quem não é iniciado na seita pitagórica não vai fazer o menor sentido. Mas não importa porque isto não é Ciência, o método científico só se ocupa do produto, ou seja, das Leis dos Movimentos propostas por Kepler, e estas são Ciência na medida em que são cientificamente apresentáveis e verificáveis.

Contudo, para as pseudo-ciências, isto não tem importância. Porque as hipóteses e dados ou não são verificáveis ou quando são não existe o interesse nem a exigência de verificação. Porque não existe nenhuma norma, quanto mais alguma norma para a prevenção da fraude e do engano. Logo, sem norma, sem método, a Ciência seria lançada na mesma vala comum das pseudo-ciências.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.203
  • Sexo: Masculino
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #64 Online: 29 de Abril de 2019, 22:08:35 »
<a href="https://www.youtube.com/v/RkpdtZNiv44" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/RkpdtZNiv44</a>

É uma pena que o filósofo mais importante da atualidade não tivesse sido mais influente nas últimas décadas, talvez evitando esse desperdício de recursos com o CERN, LHC, etc.

Se bem que é bem capaz que essas coisas sejam embustes globalistas marxistas que eles fazem bem cientes da falsidade, só para tapear o povo imbecil que acredita na mídia. Tenho que estudar mais do que o grande Olavo já disse sobre o tema para saber.



<a href="https://www.youtube.com/v/KbrKwehVgqU" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/KbrKwehVgqU</a>

Naaaassa!

Dawkings: "com a biologia, o homem não precisa mais de superstições para responder perguntas como sobre o sentido da vida"

Olavo: "agora, pergunta para um biólogo, por que é que existem as pedras -- eu não creio que isso dependa da biologia"

*drops mic*

TURN DOWN FOR WHAT!!!!!!!!!111111



Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.270
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #66 Online: 07 de Setembro de 2019, 23:53:31 »
O professor Olavo certamente não sabe que Paul Mcartney morreu em circunstâncias suspeitas (eliminado pelos comunistas) em  9/11/1966 e foi substituído pelo sósia-impostor Billy Shears que desde então vem faturando com essas musiquinhas piegas compostas pela "elite" musical do marxismo cultural. Os direitos autorais dos Beatles ajudaram a sustentar Cuba, financiar golpes e colocar lenha na fogueira da guerra fria.

Se os Beatles não estivessem a serviço do marxismo internacional teriam marcado presença em Woodstock e ninguém pergunta porque afinal não estiveram lá.....




« Última modificação: 08 de Setembro de 2019, 00:18:40 por Gigaview »
Brandolini's Bullshit Asymmetry Principle: "The amount of effort necessary to refute bullshit is an order of magnitude bigger than to produce it".

Offline Pedro Reis

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.865
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #67 Online: 08 de Setembro de 2019, 02:52:26 »
 :histeria: :histeria: :histeria: :histeria: :histeria: :histeria: :histeria:

Olavão se superando!

E pensar que o ministro da Educação ( O MINISTRO DA EDUCAÇÃO!!!! ) fez curso com essa coisa e ainda chama essa coisa de professor...

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.270
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #68 Online: 08 de Setembro de 2019, 09:37:56 »
Você não é obrigado a concordar com tudo aquilo que o professor fala, afinal todos os alunos são imperfeitos e isso inclui traços congênitos de um comunismo atávico.
Brandolini's Bullshit Asymmetry Principle: "The amount of effort necessary to refute bullshit is an order of magnitude bigger than to produce it".

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.248
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #69 Online: 08 de Setembro de 2019, 09:58:42 »
Olavo vê comunistas até debaixo da cama, mas é verdade que John Lennon era comunista, pelo menos da boca para fora. "Imagine" é a música mais comunista que já vi. "Imagine no possessions". Ele bem que poderia ter doado o apartamento dele em Manhattan para uma instituição de filantropia e depois viver no mato.  :biglol:

Offline Pedro Reis

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.865
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #70 Online: 08 de Setembro de 2019, 10:06:15 »
Você está enganado. Lennon não compôs Imagine, foi um filósofo alemão.

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.248
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #71 Online: 08 de Setembro de 2019, 10:49:28 »
Não ter vergonha de compor aquilo e não ter vergonha de cantar aquilo estão no mesmo nível moral.  :lol:

Offline Pedro Reis

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.865
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #72 Online: 08 de Setembro de 2019, 12:15:33 »
O nível moral do maior comunista safado de todos os tempos: Jesus Cristo.

Lennon

Imagine all the people
Living for today

Jesus

Não vos aflijais, nem digais: Que comeremos? Que beberemos? Com que nos vestiremos? São os pagãos que se preocupam com tudo isso. Ora, vosso Pai celeste sabe que necessitais de tudo isso. Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça e todas estas coisas vos serão dadas em acréscimo. Não vos preocupeis, pois, com o dia de amanhã: o dia de amanhã terá as suas preocupações próprias. A cada dia basta o seu cuidado.

Lennon

Imagine no possessions

Jesus

Não ajunteis para vós tesouros na terra, onde a ferrugem e as traças corroem, onde os ladrões furtam e roubam. Ajuntai para vós tesouros no céu, onde não os consomem nem as traças nem a ferrugem, e os ladrões não furtam nem roubam. Porque onde está o teu tesouro, lá também está teu coração. Ninguém pode servir a dois Senhores, porque ou odiará a um e amará o outro, ou dedicar-se-á a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e à riqueza.

Offline Muad'Dib

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.738
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #73 Online: 08 de Setembro de 2019, 12:22:25 »
Não sei onde foi que eu vi um cara puto da vida porque Marx tinha falado que era para todos se desfazerem de suas posses e doarem aos pobres...

Cristão padrão brasileiro.

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.248
Re:Olavo de Carvalho: um intelectual brilhante ou uma fraude?
« Resposta #74 Online: 08 de Setembro de 2019, 14:08:21 »
Não sei onde foi que eu vi um cara puto da vida porque Marx tinha falado que era para todos se desfazerem de suas posses e doarem aos pobres...

Cristão padrão brasileiro.

Ficar revoltado com uma coisa que Jesus disse na Bíblia é equivalente a ficar revoltado com uma coisa que um orc disse no livro de O Senhor dos Anéis.  :hihi:
« Última modificação: 08 de Setembro de 2019, 14:22:49 por -Huxley- »

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!