Autor Tópico: Tensão na Coréia do Norte  (Lida 49531 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 19.126
  • Sexo: Masculino
Re:Tensão na Coréia do Norte
« Resposta #1050 Online: 26 de Dezembro de 2017, 17:24:16 »
Você acha que os EUA vão gastar US$ 1 bi  em  1.000 mísseis, sem contar o custo de colocar uma frota com toda infraestrutura de ataque, arriscar azedar sua relação com a China/Rússia e ainda ter que bancar algum apoio financeiro para a Coréia do Sul/Japão que vão perder milhares de vidas numa possível retaliação norte-coreana?


Acho possível.  E mais do que o custo de um ataque, considero que o mais complicado é a possível retaliação tendo como alvo a Coréia do Sul, acredito que esse  é que seria o maior problema.
Eu acho que os EUA só não atacou ainda por causa disso. A China ficaria brava? Sim. Mas o que ela poderia fazer contra os EUA?

Acho que não atacou ainda para não dar motivo de ser acusado de começar a guerra, coisa que será justificável se o Ping Pong causar vítimas civis primeiro.

Ele já colocou aviões comerciais em risco,  já acertou um barco de pesca coreano, já lançou pelo espaço acima do Japão,  já acertou águas territoriais japonesas mas até agora não acertou uma cidade.

A partir do momento que fizer isso a coisa muda.

Pessoalmente acho que é quase certo que ele vai começar primeiro se o aperto econômico colocar seu bem estar pessoal em risco.

O que se fala sobre a CN é que indústrias, minas, portos e fazendas são controlados por famílias diferentes que dão sustentação ao Ping Pong, então a partir do momento que a coisa desandar e ele se sentir ameaçado vai tentar retomar o controle.






« Última modificação: 26 de Dezembro de 2017, 17:29:24 por Arcanjo Lúcifer »

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.245
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Tensão na Coréia do Norte
« Resposta #1051 Online: 26 de Dezembro de 2017, 23:52:58 »
Você acha que os EUA vão gastar US$ 1 bi  em  1.000 mísseis, sem contar o custo de colocar uma frota com toda infraestrutura de ataque, arriscar azedar sua relação com a China/Rússia e ainda ter que bancar algum apoio financeiro para a Coréia do Sul/Japão que vão perder milhares de vidas numa possível retaliação norte-coreana?

Embora eu não ache que isso vai acontecer, me parece bem factível para o poder dos EUA.

Esse possível bombardeio cabe com folga no orçamento militar para operações no exterior aprovado pelo Congresso (US$ 63 bi) mas o problema é o custo das consequências que é impossível quantificar. Além de salvar o mundo destruindo o aparato nuclear norte-coreano, o que mais os EUA ganhariam com uma ação desse tipo?

Maior domínio na área de influência da China, com uma Coréia unificada capitalista aliada de primeira hora dos EUA. Ou talvez perdessem, já que sem uma ameaça norte coreana, Japão e Coreia do Sul ficariam menos dependentes do poder dos EUA e talvez se aproximassem mais da China nas questões geopolíticas. Quem pode prever?

Offline Fabrício

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.954
  • Sexo: Masculino
Re:Tensão na Coréia do Norte
« Resposta #1052 Online: 27 de Dezembro de 2017, 12:50:45 »
Você acha que os EUA vão gastar US$ 1 bi  em  1.000 mísseis, sem contar o custo de colocar uma frota com toda infraestrutura de ataque, arriscar azedar sua relação com a China/Rússia e ainda ter que bancar algum apoio financeiro para a Coréia do Sul/Japão que vão perder milhares de vidas numa possível retaliação norte-coreana?

Embora eu não ache que isso vai acontecer, me parece bem factível para o poder dos EUA.

Esse possível bombardeio cabe com folga no orçamento militar para operações no exterior aprovado pelo Congresso (US$ 63 bi) mas o problema é o custo das consequências que é impossível quantificar. Além de salvar o mundo destruindo o aparato nuclear norte-coreano, o que mais os EUA ganhariam com uma ação desse tipo?

Maior domínio na área de influência da China, com uma Coréia unificada capitalista aliada de primeira hora dos EUA. Ou talvez perdessem, já que sem uma ameaça norte coreana, Japão e Coreia do Sul ficariam menos dependentes do poder dos EUA e talvez se aproximassem mais da China nas questões geopolíticas. Quem pode prever?

Tem que se levar em consideração também o custo astronômico para unificar as Coréias, trazendo a Coréia do Norte da idade das trevas para os dias atuais. Se para a Alemanha foi um sufoco, imagine para a Coréia do Sul. Mas os EUA provavelmente dariam uma mãozinha...
"Deus prefere os ateus"

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.245
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Tensão na Coréia do Norte
« Resposta #1053 Online: 27 de Dezembro de 2017, 17:02:32 »
Você acha que os EUA vão gastar US$ 1 bi  em  1.000 mísseis, sem contar o custo de colocar uma frota com toda infraestrutura de ataque, arriscar azedar sua relação com a China/Rússia e ainda ter que bancar algum apoio financeiro para a Coréia do Sul/Japão que vão perder milhares de vidas numa possível retaliação norte-coreana?

Embora eu não ache que isso vai acontecer, me parece bem factível para o poder dos EUA.

Esse possível bombardeio cabe com folga no orçamento militar para operações no exterior aprovado pelo Congresso (US$ 63 bi) mas o problema é o custo das consequências que é impossível quantificar. Além de salvar o mundo destruindo o aparato nuclear norte-coreano, o que mais os EUA ganhariam com uma ação desse tipo?

Maior domínio na área de influência da China, com uma Coréia unificada capitalista aliada de primeira hora dos EUA. Ou talvez perdessem, já que sem uma ameaça norte coreana, Japão e Coreia do Sul ficariam menos dependentes do poder dos EUA e talvez se aproximassem mais da China nas questões geopolíticas. Quem pode prever?

Tem que se levar em consideração também o custo astronômico para unificar as Coréias, trazendo a Coréia do Norte da idade das trevas para os dias atuais. Se para a Alemanha foi um sufoco, imagine para a Coréia do Sul. Mas os EUA provavelmente dariam uma mãozinha...

Mas impulsionaria o PIB da Coréia ,talvez por décadas, devido a grande demanda por serviços na reconstrução e unificação.

Offline Gauss

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.137
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Tensão na Coréia do Norte
« Resposta #1054 Online: 29 de Dezembro de 2017, 09:39:45 »
Você acha que os EUA vão gastar US$ 1 bi  em  1.000 mísseis, sem contar o custo de colocar uma frota com toda infraestrutura de ataque, arriscar azedar sua relação com a China/Rússia e ainda ter que bancar algum apoio financeiro para a Coréia do Sul/Japão que vão perder milhares de vidas numa possível retaliação norte-coreana?

Embora eu não ache que isso vai acontecer, me parece bem factível para o poder dos EUA.

Esse possível bombardeio cabe com folga no orçamento militar para operações no exterior aprovado pelo Congresso (US$ 63 bi) mas o problema é o custo das consequências que é impossível quantificar. Além de salvar o mundo destruindo o aparato nuclear norte-coreano, o que mais os EUA ganhariam com uma ação desse tipo?

Maior domínio na área de influência da China, com uma Coréia unificada capitalista aliada de primeira hora dos EUA. Ou talvez perdessem, já que sem uma ameaça norte coreana, Japão e Coreia do Sul ficariam menos dependentes do poder dos EUA e talvez se aproximassem mais da China nas questões geopolíticas. Quem pode prever?
Japão se aproximar da China? Qual seria o próximo passo? Uma aproximação de Irã e Arábia Saudita com Israel?
“A matemática é a rainha das ciências.”
Carl Friedrich Gauss.

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.793
  • Sexo: Masculino
Re:Tensão na Coréia do Norte
« Resposta #1055 Online: 29 de Dezembro de 2017, 10:07:51 »
Você acha que os EUA vão gastar US$ 1 bi  em  1.000 mísseis, sem contar o custo de colocar uma frota com toda infraestrutura de ataque, arriscar azedar sua relação com a China/Rússia e ainda ter que bancar algum apoio financeiro para a Coréia do Sul/Japão que vão perder milhares de vidas numa possível retaliação norte-coreana?

Embora eu não ache que isso vai acontecer, me parece bem factível para o poder dos EUA.

Esse possível bombardeio cabe com folga no orçamento militar para operações no exterior aprovado pelo Congresso (US$ 63 bi) mas o problema é o custo das consequências que é impossível quantificar. Além de salvar o mundo destruindo o aparato nuclear norte-coreano, o que mais os EUA ganhariam com uma ação desse tipo?

Maior domínio na área de influência da China, com uma Coréia unificada capitalista aliada de primeira hora dos EUA. Ou talvez perdessem, já que sem uma ameaça norte coreana, Japão e Coreia do Sul ficariam menos dependentes do poder dos EUA e talvez se aproximassem mais da China nas questões geopolíticas. Quem pode prever?

Tem que se levar em consideração também o custo astronômico para unificar as Coréias, trazendo a Coréia do Norte da idade das trevas para os dias atuais. Se para a Alemanha foi um sufoco, imagine para a Coréia do Sul. Mas os EUA provavelmente dariam uma mãozinha...


Para quase todos os norte-coreanos isso seria semelhante a sair do inferno e entrar no paraíso (para os que sobrevivessem à unificação).  Entretanto, tal mudança não seria semelhante a unificação das Alemanhas, pois não houve uma guerra no meio do caminho para a unificação delas.  No caso da Coréia do Norte é certo que haveria uma guerra séria,  e o pior é que poderia acabar envolvendo a China e a Rússia, pois nem a China nem a Rússia querem que a Coréia do Norte deixe de fazer o seu papel de Estado tampão.


« Última modificação: 29 de Dezembro de 2017, 10:36:31 por JJ »

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.793
  • Sexo: Masculino
Re:Tensão na Coréia do Norte
« Resposta #1056 Online: 29 de Dezembro de 2017, 10:17:58 »

Aqui um vídeo do canal "Hoje no Mundo Militar" que esclarece um pouco essa questão:




"Defenderemos a Coreia do Norte!", China


Hoje no Mundo Militar

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.793
  • Sexo: Masculino
Re:Tensão na Coréia do Norte
« Resposta #1057 Online: 29 de Dezembro de 2017, 10:25:56 »

E a Rússia também não quer  um inimigo ameaçador na sua fronteira oriental:






Não deixaremos aquele regime cair!", Rússia

Hoje no Mundo Militar







 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!