Autor Tópico: Duas mulheres sendo apedrejadas no Irã, video  (Lida 12132 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Narkus

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 123
Re: Duas mulheres sendo apedrejadas no Irã, video
« Resposta #100 Online: 21 de Março de 2008, 18:24:13 »
po, sei lá... Eu me sinto bem em ajudar as pessoas, mesmo que não sejam próximas a mim. Mas claro que eu penso em mim, pois quando a ajuda envolve um certo sacrifício da minha parte daí são outros 500...

Offline Orbe

  • Nível 24
  • *
  • Mensagens: 1.009
  • Sexo: Masculino
  • ???
Re: Duas mulheres sendo apedrejadas no Irã, video
« Resposta #101 Online: 21 de Março de 2008, 19:09:52 »
Certo, mas limitar-se a isto não seria uma forma de egoísmo? Não vejo problema em tentar ajudar pessoas desconhecidas, e já fui ajudado por desconhecidos várias vezes.

Ajudar desconhecidos, quando você julga adequadamente a quem ajudar, sempre rende algo de bom. Ajudar aleatoriamente é bobagem. Em geral é perda de tempo e muitas vezes não gera sequer um agradecimento.

Eu ajudo desconhecidos não por pena, empatia ou qualquer outro sentimento. Ajudo quando me pedem (somente se pedirem), quando julgo que merecem minha ajuda, quando está ao meu alcance ajudar e principalmente quando essa ajuda não vai me prejudicar de forma alguma.

A questão nem é agir por esse desconhecido e sim sentir algo por ele. Não tenho sentimentos por gente que nunca vi na vida. Não me coloco no lugar deles. Não sofro por eles. E considero o contrário desse comportamento uma bizarrice. Não tenho nada contra ir lá no Irã pedir pela vida das iranianas adúlteras. O que eu acho ridículo é supostamente sentir algo por elas ou por seus algozes.

E é importante destacar que egoísmo não é, nem nunca foi, um defeito. Apenas se ele te cega a ponto de lhe causar prejuízos ou prejudicar as pessoas com as quais você se importa. Se não for esse o caso, ele é uma característica muito bem vinda.
Se você se importasse não estaria discutindo e sim agindo...

Offline Memphis Belle

  • Nível 20
  • *
  • Mensagens: 653
  • Sexo: Feminino
  • O Amor vence todos os obstáculos !
Re: Duas mulheres sendo apedrejadas no Irã, video
« Resposta #102 Online: 21 de Março de 2008, 21:53:11 »

E quanto ao presidente  daquela conhecida como a maior nação do mundo ( não sei  o que eles acham que é a China então )nunca manda uma carta de repudio a esse tipo de coisa . Nenhum país europeu faz algo  efetivo, como se o velho mundo já estivesse gagá ( der repente está ) .

E porque VOCÊ mesma não faz algo efetivo, já que parece tão indignada?

Funde uma ONG e vá para o Irã lutar pelos direitos humanos.

É muito fácil ficar enojada, sentadinha na frente do computador, mandando os outros tomarem providências...  :hein:



Eu às vezes me encho o saco com essa tendência popular de ficar manifestando revolta por direitos humanos como se as coisas fossem tão fácil de se resolver. Mas acho que você está ofendendo a nossa colega gratuitamente. Parece até que possui alguma rixa pessoal com ela.

Estranho né...tb achei a mesma  coisa .Mas não é o caso , pois nunca havia trocado 2 linhas que fosse,  com ele.Daí ...a gratuidade da colocação do colega.

A tendência comportamental normal do homem  é se importar com este tipo de ultraje  sim, seja em território deles ou não.Se ninguém faz nada , protesta, exprime  sua repulsa, o que a nossos olhos  é errado , sempre pode tomar rumos bem piores.Se vemos a casa do visinho ser assaltada e não nos preocupamos de trancar bem a nossa, não somos apenas  pessoas sem ação, mas, sobretudo insanas.


Bom...
O problema é que o próprio vizinho defende a atitude do assaltante, se formos comparar ao exemplo do Irã.
Essas mulheres que foram apedrejadas também são odiadas por várias outras mulheres. Até mesmo familiares podem acabar por apoiar este tipo de barbárie para "lavar a honra" da família. Essa é a verdade nua e crua, por isso que esse teu exemplo não vale para o caso das mulheres no Irã.


Quando  fiz essa  comparação foi pensando exatamente  em nosso senso crítico em defender aquilo que acreditamos, no caso  essas atrocidades contras  as mulheres  lá no Irã.E não somente  nesses casos ,mas em todo e qualquer outro episódio que se confronte a nossa civilidade  de ser humano( claro, quem a possui ...).Se não  nos colocarmos contra determinadas situações ainda vigentes no mundo de hj e  tidas como  normais , poderemos nós mesmos, ( ocidente ) virmos a ser vítimas  da nossa propria omissão, e isso em varios sentidos e situações.
Tudo bem que não foi lá assim um grande exemplo , mas  foi de fato isso que tentei  exprimir.
Abraço fraterno.
"Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele ou por sua origem, ou sua religião.
Para odiar, as pessoas precisam aprender.
E se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar, pois o amor chega mais naturalmente ao coração humano do que o seu oposto.
A bondade humana é uma chama que pode ser oculta, jamais extinta."
(Nelson Mandela)

Offline Thufir Hawat

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.881
  • Sexo: Masculino
  • It's easier to be terrified by an enemy you admire
Re: Duas mulheres sendo apedrejadas no Irã, video
« Resposta #103 Online: 21 de Março de 2008, 22:07:44 »
A questão nem é agir por esse desconhecido e sim sentir algo por ele. Não tenho sentimentos por gente que nunca vi na vida. Não me coloco no lugar deles. Não sofro por eles. E considero o contrário desse comportamento uma bizarrice. Não tenho nada contra ir lá no Irã pedir pela vida das iranianas adúlteras. O que eu acho ridículo é supostamente sentir algo por elas ou por seus algozes.
Mas a questão aqui não é sentir algo pelas mulheres que foram apedrejadas, ou por quem as apedrejou ou condenou-as a isso (pelo menos não no meu caso, e acho que no caso de boa parte dos que postaram aqui), sinceramente não dou a mínima pra essas mulheres em particular. Meu problema é com a pena em si, e acima de tudo, com a idéia de que tortura e pena de morte são aceitáveis, ou até razoável, ainda por cima por um motivo besta como adultério.
Archimedes will be remembered when Aeschylus is forgotten, because languages die and mathematical ideas do not. "Immortality" may be a silly word, but probably a mathematician has the best chance of whatever it may mean.
G. H. Hardy, in "A Mathematician's Apology"

Offline BetinhOzinhO

  • Nível 23
  • *
  • Mensagens: 970
Re: Duas mulheres sendo apedrejadas no Irã, video
« Resposta #104 Online: 22 de Março de 2008, 00:32:24 »
Então você é contra qualquer tribunal internacional, né isso, Orbe? Nuremberg, Haia, etc., tudo aberração pra você, né?
O GOOGLE NÃO É SEU AMIGO! HAHAHAHHOHOHOHO! http://www.google-watch.org/

Offline Orbe

  • Nível 24
  • *
  • Mensagens: 1.009
  • Sexo: Masculino
  • ???
Re: Duas mulheres sendo apedrejadas no Irã, video
« Resposta #105 Online: 22 de Março de 2008, 15:45:21 »
Então você é contra qualquer tribunal internacional, né isso, Orbe? Nuremberg, Haia, etc., tudo aberração pra você, né?

Depende do que eles estão se propondo a julgar. Algumas questões dizem respeito a apenas uma nação. Outras afetam várias nações. E algumas afetam o mundo todo.

Atitudes tomadas em guerras entre dois ou mais países, proliferação e utilização de armas químicas, nucleares e biológicas, poluição descontrolada e etc. é o tipo de coisa que afeta vários países ou o mundo todo. E portanto merecem a preocupação de um tribunal internacional.

Penas de apedrejamento para adúlteras é algo de interesse apenas do Irã. Não afeta ninguem ao redor. Só podemos aconselhá-los a parar.



Meu problema é com a pena em si, e acima de tudo, com a idéia de que tortura e pena de morte são aceitáveis, ou até razoável, ainda por cima por um motivo besta como adultério.

Mas elas são aceitáveis para muita gente que pensa diferente de você.
Se você se importasse não estaria discutindo e sim agindo...

Offline Thufir Hawat

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.881
  • Sexo: Masculino
  • It's easier to be terrified by an enemy you admire
Re: Duas mulheres sendo apedrejadas no Irã, video
« Resposta #106 Online: 22 de Março de 2008, 16:52:27 »
Meu problema é com a pena em si, e acima de tudo, com a idéia de que tortura e pena de morte são aceitáveis, ou até razoável, ainda por cima por um motivo besta como adultério.

Mas elas são aceitáveis para muita gente que pensa diferente de você.
E...?

Isso não quer dizer que tortura e morte patrocinadas pelo estado sejam razoáveis. Mais uma vez: estamos no século XXI, não no século XII.

É ad Populum.
« Última modificação: 22 de Março de 2008, 16:54:34 por Thufir Hawat »
Archimedes will be remembered when Aeschylus is forgotten, because languages die and mathematical ideas do not. "Immortality" may be a silly word, but probably a mathematician has the best chance of whatever it may mean.
G. H. Hardy, in "A Mathematician's Apology"

Offline Adriano

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.672
  • Sexo: Masculino
  • Ativismo quântico
    • Filosofia ateísta
Re: Duas mulheres sendo apedrejadas no Irã, video
« Resposta #107 Online: 22 de Março de 2008, 17:23:24 »
Penas de apedrejamento para adúlteras é algo de interesse apenas do Irã. Não afeta ninguem ao redor. Só podemos aconselhá-los a parar.
Entendi o seu ponto agora. É por não ser uma questão de relevância internacional, e sim uma violência doméstica. Considerando as grandes catastrofes possíveis dentro da conjuntura de armamentos nucleares,  que atingem a muito mais pessoas, é um risco muito maior, então o tema do tópico ficaria periférico mesmo.
Princípio da descrença.        Nem o idealismo de Goswami e nem o relativismo de Vieira. Realismo monista.

Offline gogorongon

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.834
  • Sexo: Masculino
  • Não.
Re: Duas mulheres sendo apedrejadas no Irã, video
« Resposta #108 Online: 22 de Março de 2008, 18:37:47 »
Penas de apedrejamento para adúlteras é algo de interesse apenas do Irã. Não afeta ninguem ao redor. Só podemos aconselhá-los a parar.
Bom, imagino que se nós aconselharmos eles a pararem é porque discordamos dessa atitude deles. Tenho a impressão que a indignação que alguns foristas manifestaram sobre esse caso está baseada mais numa forte discordância* quanto a essa sentença do que na empatia que eventualmente possam ter por essas mulheres.

*usei a palavra "forte" para indicar que não concordariam com esse tipo de sentença na maioria dos casos ou em todos eles.

Offline Narkus

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 123
Re: Duas mulheres sendo apedrejadas no Irã, video
« Resposta #109 Online: 22 de Março de 2008, 18:39:26 »
Concordo com o ponto que o Orbe expressou agora...

Embora eu considere trágico e repugnante o que acontece com adúlteras no Irã, tenho muito mais aversão e medo desse clima de tensão entre alguns países no mundo do que fatos isolados em um país de uma cultura tão diferente.

É claro que considero um problema mundial a existência de povos com cultura que considero tão atrasada por ser cegamente obediente a regras jurássicas de alguns milênios atrás.
Mas para mudar um povo é necessário muito mais do que apenas indignação e pesar. Lamentar quase todo mundo lamenta e eu também estou cansado disso.

Apesar de não concordar com algumas atitudes pouco cordiais do Orbe, tenho que reconhecer que ele, de alguma forma, contribuiu para um debate de opiniões e não apenas lamentações. Mas acho que o objetivo do tópico era apenas mostrar mais um dentre várias babáries das culturas religiosas.

Offline Eleitor de Mário Oliveira

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.502
  • Sexo: Masculino
    • Lattes
Re: Duas mulheres sendo apedrejadas no Irã, video
« Resposta #110 Online: 22 de Março de 2008, 19:41:36 »
Certo, mas limitar-se a isto não seria uma forma de egoísmo? Não vejo problema em tentar ajudar pessoas desconhecidas, e já fui ajudado por desconhecidos várias vezes.

Ajudar desconhecidos, quando você julga adequadamente a quem ajudar, sempre rende algo de bom. Ajudar aleatoriamente é bobagem. Em geral é perda de tempo e muitas vezes não gera sequer um agradecimento.

Então, segundo o que você diz, é bobagem doar sangue.

Offline Orbe

  • Nível 24
  • *
  • Mensagens: 1.009
  • Sexo: Masculino
  • ???
Re: Duas mulheres sendo apedrejadas no Irã, video
« Resposta #111 Online: 23 de Março de 2008, 02:53:33 »
Certo, mas limitar-se a isto não seria uma forma de egoísmo? Não vejo problema em tentar ajudar pessoas desconhecidas, e já fui ajudado por desconhecidos várias vezes.

Ajudar desconhecidos, quando você julga adequadamente a quem ajudar, sempre rende algo de bom. Ajudar aleatoriamente é bobagem. Em geral é perda de tempo e muitas vezes não gera sequer um agradecimento.

Então, segundo o que você diz, é bobagem doar sangue.

Nem tanto. Ganha-se um dia de folga do trabalho e um lanchinho por doar sangue. :P
Se você se importasse não estaria discutindo e sim agindo...

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.438
  • Sexo: Masculino
Re:Duas mulheres sendo apedrejadas no Irã, video
« Resposta #112 Online: 14 de Março de 2019, 15:06:22 »


Irã é escolhido para chefiar subcomissão para mulher na ONU


Mundo  14.03.19 14:43


O Irã acaba de ser escolhido para chefiar uma subcomissão de comunicações dentro da Comissão sobre a Situação da Mulher na ONU, informa Duda Teixeira em Crusoé.

O regime islâmico acaba de condenar Nasrin Sotoudeh, advogada e ativista pelos direitos da mulher, a 38 anos de prisão e 148 chibatadas.


https://www.oantagonista.com/mundo/ira-e-escolhido-para-chefiar-subcomissao-para-mulher-na-onu/


 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!