Autor Tópico: Apologia de violencia contra mulheres  (Lida 11895 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Perdulario

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 119
  • Sexo: Masculino
  • Nada a declarar. Tudo a dizer.
    • Mundo Obscuro
Re: Apologia de violencia contra mulheres
« Resposta #25 Online: 30 de Maio de 2008, 22:50:33 »
E vc vai continuar sendo um tiuzinho pra mim...... :)
E você será "tiuzinho" para alguém e que vai zoar com sua cara e te chamar de velho, etc, etc, ad nauseum, perpetuando-se a imbecilidade, pelos séculos dos séculos, amém.
O teu tá guardado "subrinhu".
E o que você faz de util?
Cuido de minha vida. Coisa que, aliás, muita gente aí deveria estar fazendo, não é mesmo?
Acho que essas discussões de opressão tem que ser discutidas no mérito específico que são colocadas: Estamos falando de bater na mulher. A cultura ocidental não permite (principalmente nos países de primeiro mundo), dão direitos iguais a mulher, então SIM, podemos falar que a referida sociedade de 2000 anos é mais opressora nesse sentido.
De novo velha mania de relativizar tudo.
"Ah, mas assim pode, assim não pode, cultura ocidental disso, quer dizer e coisa e tal..."

Bater em mulher é condenável?
Ora, e quantas coisas condenáveis você faz e nem por isso fica aí se punindo por isso?

Quais são os valores supremos que estão sendo aplicados? Valores brancos, classe-média, burgueses, criados pela mídia, passados adiante pelos papagaios...

Mas qual é a SUA opinião?
Ela não existe. Porque ela foi cunhada no ramerrão condenatório que todo mundo solta por aí...
Ao mesmo tempo que seu pai pica a mão na cara da sua mãe, seu vizinho espanca sua vizinha, seu tio soca a boca da sua tia...
Aí você acha os muçulmanos "execráveis" quando aí, do teu lado, NO SEU PAÍS, rola a mesma coisa desde sempre.

Ah, mas aqui temos leis!
Leis igualmente hipócritas que não resolvem pitomba nenhuma!
E o errado sou eu!
Citar
E não concordo com relativismos: É cultural, etc. Qualquer programa de televisão mostra o que as mulheres tem a dizer sobre isso quando tem oportunidade. (Por exemplo o History Channel mostrou a história das cabeleireiras de cabul, e elas desceram a lenha nessa suposta cultura. Para quem bate é bom...)
Prá quem apanha também, sabia disso?
Tem muita mulher que curte levar na cara.

Ah, se eu te contasse o que vi...
Citar
Para falarmos sobre opressão e outras questões temos que ser específicos: À mulher, opressão no trabalho, etc.. e comparar caso a caso. Quer comparar a nossa com a deles, cite o exemplo específico.
Que exemplo específico que nada, rapá!
Brasileiro espanca a mulher, estadunidense espanca a mulher, francês, japonês, argentino, enfim, aonde há um homem e uma mulher, ela leva bofete!

Há exageros que devem ser combatidos mas o que eu martelo é simples: antes de condenar os muçulmanos, que tal olhar para sua própria sociedade?

Melhor: OLHE PARA SI MESMO! Para sua família, seus amigos, seus vizinhos.
Se você disser que é melhor que os muçulmanos, cara, então você é igual a eles porque eles querem separar a humanidade entre "eles" e "nós".
Você faz a mesma coisa.
Citar
editado: e um dos vídeos, ao afirmar que "não devemos ter vergonha" das nações ocidentais mostra que eles sim tem que se explicar, por causa da pressão de pessoas que acham que podem fazer algo, como aquela mulher que ia ser apedrejada por ser estuprada e sociedades de direitos humanos pressionaram e reverteram a punição (alguém lembra do caso??). A situação tende a mudar quando as mulheres tiverem oportunidades de se tornarem independentes, espero que isso aconteça rápido!!
Eu quero ver QUEM é homem de ir lá e pedir explicações pros muçulmanos sobre o que eles fazem!
O cara vai puxar a cimitarra e o couro come!

E de novo: antes de condenar os caras, você deveria PRIMEIRO arrumar sua sociedade, deveria ajudar  compreender seus semelhantes e dar uma olhada legal na sua cabeça.

Você faz isso? Nem morrrrta!

Ofender alguém só porque vc quer ofender é liberdade de expressão? Sei lá, seu fosse eu falando com sua esposa, por exemplo, que ela não tem uma vagina e sim um isopor, as coisas teriam sua relatividade, não....? :girl-kiss:
Sobrinho, existem poucas verdades inequívocas no mundo.
E uma delas é que SEMPRE alguém vai se ofender com o que você diz, fala ou pensa.
É moda isso. Neguinho vê sua roupa e fica ofendido. Vê seu blog e fica ofendido. Você dá um peido, o cara fica ofendido.
O que faz uma sociedade séria, avançada e realmente democrática com relação à "ofensa" alheia?
Manda ir lamber sabão!

Mas é foda, o Brasil é o país dos ofendidos! Todo mundo se ofende com o que fulano diz. "Ai, estou ofendido! Ai, me ofendo! INDIGNO-ME!"
Sabe o que um holandês diz quando alguém se ofende com o que ele faz?
Continua dizendo. Porque lá se tem um real direito à Livre Expressão. O mesmo rola na Alemanha, na Inglaterra, no Japão, até nos EUA isso rola.

Só que vocês, brasileirinhos, que vivem com a cabeça enfiada num cercadinho, que acham que o mundo é regido pelos seus critérios capengas e BURROS, levam extremamente a sério a questão da ofensa.
Primeiro, porque vocês são inseguros. Segundo, porque querem que as pessoas sigam o que VOCÊS acham que é certo.
E, incrível! As pessoas seguem O QUE ELAS QUEREM!

Eu estou pouco me ferrando para o que dizem a meu respeito. E se quiserem xingar minha mulher, que se dane ela e vocês!
Sem ofensa não há comunicação!
Citar
É incrível como ele fala tanto daqui, mas, mesmo depois de suspenso, voltou.... Esse fórum é mesmo adorável...... :lol:
Nossa, pude ouvir até o farfalhar de suas peninhas, sobrinho!

E eu não falo "tanto" daqui, fofoqueiro. Só voltei porque me deu barato, tenho tempo e conexão.
Mas daqui a pouco eu vou lá dar altas bimbadas na minha mulher.

Life goes on!
« Última modificação: 30 de Maio de 2008, 22:59:28 por Perdulario »

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re: Apologia de violencia contra mulheres
« Resposta #26 Online: 30 de Maio de 2008, 22:57:13 »
Citar
De novo velha mania de relativizar tudo.
"Ah, mas assim pode, assim não pode, cultura ocidental disso, quer dizer e coisa e tal..."

Bater em mulher é condenável?
Ora, e quantas coisas condenáveis você faz e nem por isso fica aí se punindo por isso?

Quais são os valores supremos que estão sendo aplicados? Valores brancos, classe-média, burgueses, criados pela mídia, passados adiante pelos papagaios...

Mas qual é a SUA opinião?
Ela não existe. Porque ela foi cunhada no ramerrão condenatório que todo mundo solta por aí...
Ao mesmo tempo que seu pai pica a mão na cara da sua mãe, seu vizinho espanca sua vizinha, seu tio soca a boca da sua tia...
Aí você acha os muçulmanos "execráveis" quando aí, do teu lado, NO SEU PAÍS, rola a mesma coisa desde sempre.

Ah, mas aqui temos leis!
Leis igualmente hipócritas que não resolvem pitomba nenhuma!
E o errado sou eu!

Perdulário, acho que você tirou mais conclusões do que as possíveis a partir das minhas colocações, principalmente no ramerrão condenatório.

Não tem nada a ver com valores supremos nem relativistas. A coisa é muito mais simples:

1- Pergunte a uma mulher de Cabul se ela gosta de ser espancada. Ou de qualquer outro lugar. E pergunte se ela gostaria de ter opção de que as coisas não fossem assim, acesso ao mercado de trabalho e etc..
Como disse, já vi documentários onde as mulheres desses lugares, quando podem, falam (evidentemente) contra o que a sociedade determinou para elas. Entao temos um fato, não palavras vazias. Mulheres vão se sentir oprimidas lá, em relação a este aspecto específico.

2- Não nego que exista opressão em todas as sociedades. Mas "opressão" é um termo um pouco abrangente demais e dificilmente iriamos chegar a uma conclusão. Então disse: Quer comparar Cabul com SP, ou NY, ou Paris, não vamos falar em Opressão, vamos abrir essa palavra em exemplos específicos que possamos realmente discutir.

Para mim, no meu estilo, prefiro as opressões existentes em Londres à Cabul.
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline FxF

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.720
  • Sexo: Masculino
  • Yohohoho!
Re: Apologia de violencia contra mulheres
« Resposta #27 Online: 30 de Maio de 2008, 23:02:28 »
Eu não concordo com afirmações do tipo:
"Nossa sociedade é opressora então não podemos dar lições de morais aos outros", por uma simples questão: Não há sociedades perfeitas, o que não quer dizer que morar em Paris, com sua opressão, seja igual a morar em Cabul.
Mas porque não nos preocupamos com nossos narizes ao invés dos outros?
Acho que essas discussões de opressão tem que ser discutidas no mérito específico que são colocadas: Estamos falando de bater na mulher. A cultura ocidental não permite (principalmente nos países de primeiro mundo), dão direitos iguais a mulher, então SIM, podemos falar que a referida sociedade de 2000 anos é mais opressora nesse sentido.
Nem tanto. No Brasil a violência a mulher gira em torno de 50%. Nos EUA em 30%. Isso em todas as classes sociais.
Podemos dizer que condena só quando bate um papo com o vizinho, porque a história muda ao voltar para dentro da própria casa.

Offline Perdulario

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 119
  • Sexo: Masculino
  • Nada a declarar. Tudo a dizer.
    • Mundo Obscuro
Re: Apologia de violencia contra mulheres
« Resposta #28 Online: 30 de Maio de 2008, 23:06:37 »
Perdulário, acho que você tirou mais conclusões do que as possíveis a partir das minhas colocações, principalmente no ramerrão condenatório.
Eu sou foda!
Citar
1- Pergunte a uma mulher de Cabul se ela gosta de ser espancada. Ou de qualquer outro lugar. E pergunte se ela gostaria de ter opção de que as coisas não fossem assim, acesso ao mercado de trabalho e etc..
Sobrinho, com certeza eu devo ter transado com muito mais mulher que você. Ou pelo menos conheci muitas, digamos assim.
E claro que nenhuma delas vai admitir que gosta de apanhar.
NÃO EM PÚBLICO!
Mas na intimidade, sobrinho... Ah, a coisa é diferente!

E mesmo no convívio social também rola: uma vizinha amiga minha me disse que apanhar do marido é "prova de amor, de que ele se importa".
Ela não era preta, favelada e nordestina como você pode pensar. Era burguesona, classe-média e muito bem abonada!

Por isso não preciso ir à Cabul. Eu vivi, sacou?
Citar
Como disse, já vi documentários onde as mulheres desses lugares, quando podem, falam (evidentemente) contra o que a sociedade determinou para elas. Entao temos um fato, não palavras vazias. Mulheres vão se sentir oprimidas lá, em relação a este aspecto específico.
Sobrinho, você sabia que documentários não são a Verdade?
Que a Verdade você constrói a partir de sua VIVÊNCIA?
É legal ler, é legal conhecer, eu adoro o History Channel...
Mas nem de longe eu vou dar endosso a TUDO o que a TV, diz só porque ela disse algo que todo mundo concorda. Minha opinião é minha, ela pode estar errada mas eu vou construíndo-a.
E não encerrando-a.
Citar
2- Não nego que exista opressão em todas as sociedades. Mas "opressão" é um termo um pouco abrangente demais e dificilmente iriamos chegar a uma conclusão. Então disse: Quer comparar Cabul com SP, ou NY, ou Paris, não vamos falar em Opressão, vamos abrir essa palavra em exemplos específicos que possamos realmente discutir.
De novo a relativização!
É impressionente como vocês sempre estão em cima do muro!

Opressão é opressão, sobrinho! Há graus maiores e menores, diferenças sócio-culturais, econômicas e o escambau.
Mas a bota que pisa em Nairobi é a mesma que pisa no Rio de Janeiro.

E quem pisa na muçulmana da África do Sul?
O evangélico de Belo Horizonte, o rabino de NY, o padre de Aparecida do Norte.

A besta é a mesma. Só mudou a cabeça.
Citar
Para mim, no meu estilo, prefiro as opressões existentes em Londres à Cabul.
Dói do mesmo jeito, sobrinho.
« Última modificação: 30 de Maio de 2008, 23:11:15 por Perdulario »

Offline Perdulario

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 119
  • Sexo: Masculino
  • Nada a declarar. Tudo a dizer.
    • Mundo Obscuro
Re: Apologia de violencia contra mulheres
« Resposta #29 Online: 30 de Maio de 2008, 23:10:33 »
Mas porque não nos preocupamos com nossos narizes ao invés dos outros?
Excelente pergunta! Parabéns!
No Brasil a violência a mulher gira em torno de 50%. Nos EUA em 30%. Isso em todas as classes sociais.
Podemos dizer que condena só quando bate um papo com o vizinho, porque a história muda ao voltar para dentro da própria casa.
Nossa, que absurdo!
Só porque batemos menos nas nossas mulheres, só porque os gringos batem menos nas mulheres deles, tá tudo certo?
Caceta, meu!
PORRADA É PORRADA!
Bofete é bofete!

E é isso mesmo, nós somos hipócritas prá cara(*) porque com o vizinho ou no forum da Internet a gente diz que nãããão, que bater na mulher é erraaaado, que é criminooooso...
Mas chega em casa, pica a cara na patroa, bate nos filhos, chuta o cachorro, envenena o gato do vizinho, rouba fruta na feira-livre, cata "lembranças" do serviço, baixa MP3 ilegal, hackeia programa...

A verdade é que somos historicamente hipócritas. Herdamos essa postura de Portugal e não tem como tirar isso da gente.
Pelo menos eu me assumo...

Offline Nohai

  • Nível 29
  • *
  • Mensagens: 1.543
  • Sexo: Feminino
  • Estudante.
Re: Apologia de violencia contra mulheres
« Resposta #30 Online: 30 de Maio de 2008, 23:13:22 »
Sobrinho, com certeza eu devo ter transado com muito mais mulher que você. Ou pelo menos conheci muitas, digamos assim.
E claro que nenhuma delas vai admitir que gosta de apanhar.
NÃO EM PÚBLICO!
Mas na intimidade, sobrinho... Ah, a coisa é diferente!

Muito... interessante seu circulo social, Perdulario. |(
Era uma vez um pintinho chamado Relam, toda vez que chovia Relam piava.

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re: Apologia de violencia contra mulheres
« Resposta #31 Online: 30 de Maio de 2008, 23:17:46 »
Citar
Sobrinho, com certeza eu devo ter transado com muito mais mulher que você. Ou pelo menos conheci muitas, digamos assim.
E claro que nenhuma delas vai admitir que gosta de apanhar.
NÃO EM PÚBLICO!
Mas na intimidade, sobrinho... Ah, a coisa é diferente!

E mesmo no convívio social também rola: uma vizinha amiga minha me disse que apanhar do marido é "prova de amor, de que ele se importa".
Ela não era preta, favelada e nordestina como você pode pensar. Era burguesona, classe-média e muito bem abonada!

Por isso não preciso ir à Cabul. Eu vivi, sacou?

Se vc compara um fetiche com o problema que descrevi das mulheres nesses paises, sem comentários.

Citar
Agnostico
Para mim, no meu estilo, prefiro as opressões existentes em Londres à Cabul.

Citar
Perdulário
Dói do mesmo jeito, sobrinho.

Pago para vc uma passagem só de ida, OK? :)

Citar
Nossa, que absurdo!
Só porque batemos menos nas nossas mulheres, só porque os gringos batem menos nas mulheres deles, tá tudo certo?
Caceta, meu!
PORRADA É PORRADA!
Bofete é bofete!

Bom, se vc não ve a diferença que uma mulher norte americana pode processar quem fez isso e a de Cabul só pode apanhar de novo, e para vc isso não é um sinal de opressão maior neste critério específico, não temos o que conversar sobre o assunto

“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Adriano

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.672
  • Sexo: Masculino
  • Ativismo quântico
    • Filosofia ateísta
Re: Apologia de violencia contra mulheres
« Resposta #32 Online: 30 de Maio de 2008, 23:20:14 »
Fato também é que o Islã em termos gerais deixa muito a desejar. E reconhecer isso não tem nada de hipocrisia. É uma sociedade violenta e que constantemente aparecem informações sobre os exageros de sua conduta que é evocada principalmente por motivos religiosos. Esse é o fator que mais pega.

Temos aí os homens bombas e os atentados terroristas, que embora não representem a religião como um todo, tem sua ligação com a mesma ela.
Princípio da descrença.        Nem o idealismo de Goswami e nem o relativismo de Vieira. Realismo monista.

Offline Perdulario

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 119
  • Sexo: Masculino
  • Nada a declarar. Tudo a dizer.
    • Mundo Obscuro
Re: Apologia de violencia contra mulheres
« Resposta #33 Online: 30 de Maio de 2008, 23:20:32 »
Muito... interessante seu circulo social, Perdulario. |(
Citando Gênesis (a banda, não o livro):
"You gotta get in to get out."

Quem sabe um dia você se ligue que toda mulher é santa...
Mas também é puta.
Você chega lá.
Ou não, quem sabe?

Offline Nohai

  • Nível 29
  • *
  • Mensagens: 1.543
  • Sexo: Feminino
  • Estudante.
Re: Apologia de violencia contra mulheres
« Resposta #34 Online: 30 de Maio de 2008, 23:23:21 »
Citar
Agnostico
Para mim, no meu estilo, prefiro as opressões existentes em Londres à Cabul.

Citar
Perdulário
Dói do mesmo jeito, sobrinho.

Pago para vc uma passagem só de ida, OK? :)

Espere estourar a proxima guerra para dar a passagem para ele...  si? :twisted:
Era uma vez um pintinho chamado Relam, toda vez que chovia Relam piava.

Offline Perdulario

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 119
  • Sexo: Masculino
  • Nada a declarar. Tudo a dizer.
    • Mundo Obscuro
Re: Apologia de violencia contra mulheres
« Resposta #35 Online: 30 de Maio de 2008, 23:25:40 »
Se vc compara um fetiche com o problema que descrevi das mulheres nesses paises, sem comentários.
Ah, sobrinho, sobrinho...
Eu sou um senhor de 44 anos. Escritor, jornalista, etc.
Eu sei muito bem a diferença entre fetiche e maldade.
Mas ressaltei que por detrás do que VOCÊ considera condenável, rola muita condescendência de ambas as partes, sacou?
Pense nisso e desopile-se.
Citar
Pago para vc uma passagem só de ida, OK? :)
Opa! É nóis!
Citar
Bom, se vc não ve a diferença que uma mulher norte americana pode processar quem fez isso e a de Cabul só pode apanhar de novo, e para vc isso não é um sinal de opressão maior neste critério específico, não temos o que conversar sobre o assunto.
Bla, bla, bla, relativismo, relativismo...
Vocês são viciados em relativizar as coisas, tá louco!
Eu falo de opressão, você vem com baldinho de praia!
Eu falo de igualdade na opressão, você geme legalismo...
Ô, povo relativizador!
Um dia esse muro vai cair na cabeça de vocês!

Offline Perdulario

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 119
  • Sexo: Masculino
  • Nada a declarar. Tudo a dizer.
    • Mundo Obscuro
Re: Apologia de violencia contra mulheres
« Resposta #36 Online: 30 de Maio de 2008, 23:27:18 »
Espere estourar a proxima guerra para dar a passagem para ele...  si? :twisted:
HAHAHAHA!
Nossa, que engraçado!
...
Você quer que eu morra, sobrinho?
Então porque não diz isso direto na minha cara?
Eu prefiro muito mais uma ofensa sincera do que um gracejo mariquinha.

Honre suas gônadas, cara.

Offline Barata Tenno

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 16.283
  • Sexo: Masculino
  • Dura Lex Sed Lex !
Re: Apologia de violencia contra mulheres
« Resposta #37 Online: 30 de Maio de 2008, 23:30:12 »
Espere estourar a proxima guerra para dar a passagem para ele...  si? :twisted:
HAHAHAHA!
Nossa, que engraçado!
...
Você quer que eu morra, sobrinho?
Então porque não diz isso direto na minha cara?
Eu prefiro muito mais uma ofensa sincera do que um gracejo mariquinha.

Honre suas gônadas, cara.

Morra
He who fights with monsters should look to it that he himself does not become a monster. And when you gaze long into an abyss the abyss also gazes into you. Friedrich Nietzsche

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re: Apologia de violencia contra mulheres
« Resposta #38 Online: 30 de Maio de 2008, 23:34:11 »
Deixe te falar, Perdulário.

Na verdade sua experiência não me impressiona muito. Na verdade, se você acha que uma mulher nos EUA poder processar quem a espancou não é uma vantagem em relação a afegã, e classifica isso como relativismo, e ainda por não ser "relativista" (seja lá o que vc pensa disso) não consegue ver a diferença entre a opressão de Cabul e a de Londres, fica aquela máxima:

A experiência não é o que o tempo faz com você, é o que você faz com o tempo.

Não temos mais nada a conversar.
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Nohai

  • Nível 29
  • *
  • Mensagens: 1.543
  • Sexo: Feminino
  • Estudante.
Re: Apologia de violencia contra mulheres
« Resposta #39 Online: 30 de Maio de 2008, 23:36:17 »
Espere estourar a proxima guerra para dar a passagem para ele...  si? :twisted:
HAHAHAHA!
Nossa, que engraçado!
...
Você quer que eu morra, sobrinho?
Então porque não diz isso direto na minha cara?
Eu prefiro muito mais uma ofensa sincera do que um gracejo mariquinha.

Honre suas gônadas, cara.

Certo Perdulario... pra começar, sou mulher, então o jeito certo de tentar me humilhar seria me chamar de "sobrinha". Logo... te acho um sujeito extremamente desagradavel... Mas é um desagrado forçado, entenda... você é do contra sempre. Meus parabens... isso é até que louvavel, não abaixa a cabeça pro ideal da maioria. O problema é o jeito que se expressa... e quando te faltam argumentos, simplesmente apela para a ignorancia... Generaliza os fatos, faz comparações sem pés nem cabeça... ignora os argumentos dos outros, se acha o centro do mundo, o dono da verdade... O machão que comeu mil mulheres, que enfrentou mil batalhas, que visitou mil lugares... E como se isso não fosse pouco, a unica coisa que você quer é atenção... prova disso é que apesar de todo seu discurso de O ante-social esclarecido que não quer saber dos pijalinhos do forum, coloca a nossa disposição todos os seus contatos. E apesar de nos asegurar que somos bosta, estas online em um forum as onze e meia da noite. E... é só isso mesmo que tinha para dizer. Obrigada pela sua gentil atenção... :)
Era uma vez um pintinho chamado Relam, toda vez que chovia Relam piava.

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re: Apologia de violencia contra mulheres
« Resposta #40 Online: 30 de Maio de 2008, 23:40:21 »
Acho que realmente esse drops de "malandrex" que o perdulário utiliza está deixando-o inconveniente.
Não podemos ser relativista (mais uma vez, seja lá o que ele quer dizer com isso), mas religião e principalmente os terreiros de macumba são uma merda. (humm, são mesmo, mas como na vida tem merda, não podemos falar que eles são uma merda)
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline FxF

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.720
  • Sexo: Masculino
  • Yohohoho!
Re: Apologia de violencia contra mulheres
« Resposta #41 Online: 30 de Maio de 2008, 23:45:00 »
Eu sou ultra-relativista, e ainda sim até agora só tenho concordado com o Perdulario.
Como ele diz: porrada dói nos dois casos. E sinceramente? Duvido muito que aplicar uma legislação de proteção a mulher lá nos países muçulmanos fosse reduzir mais que 1% dos casos.
Citação de: Perdulario
E claro que nenhuma delas vai admitir que gosta de apanhar.
NÃO EM PÚBLICO!
Mas na intimidade, sobrinho... Ah, a coisa é diferente!
Muito... interessante seu circulo social, Perdulario. |(
Se vc compara um fetiche com o problema que descrevi das mulheres nesses paises, sem comentários.
Vocês acham que são situações assim tão surreais e raras?
Bom, se vc não ve a diferença que uma mulher norte americana pode processar quem fez isso e a de Cabul só pode apanhar de novo, e para vc isso não é um sinal de opressão maior neste critério específico, não temos o que conversar sobre o assunto
Pode, mas a taxa não cai. Vai saber.

Offline Tupac

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.902
Re: Apologia de violencia contra mulheres
« Resposta #42 Online: 30 de Maio de 2008, 23:46:04 »
Citar
Cuido de minha vida. Coisa que, aliás, muita gente aí deveria estar fazendo, não é mesmo?

:lol: Gostei, masss... O que faz você "cuidando" da opinião alheia sobre o assunto aqui discutido? Por que não vai cuidar da sua vida como diz que faz?

Ser hipocrita assumido não faz de você menos hipocrita.
« Última modificação: 30 de Maio de 2008, 23:54:00 por Tupac »
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida."
 - Carl Sagan

"O que é afirmado sem argumentos, pode ser descartado sem argumentos." - Navalha de Hitchens

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re: Apologia de violencia contra mulheres
« Resposta #43 Online: 30 de Maio de 2008, 23:50:25 »
ILoveFoxes

As vezes o bom senso não nos leva a um lugar correto. Aqui, o bom senso, ou melhor, senso comum, nos diz que nos EUA, França, e etc.. as mulheres apanham menos que as de Cabul, gostaria de entender teu racional ou ver os dados.

Não entendi se vc está comparando o fetiche com a situação descrita. De novo, o senso comum diz que no caso do fetiche a mulher quer apanhar, é uma relação de consenso. Se vc sabe outra coisa...

E no caso de ser relativista: Vc prefere a opressão de Londres ou Cabul?
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Tupac

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.902
Re: Apologia de violencia contra mulheres
« Resposta #44 Online: 30 de Maio de 2008, 23:53:28 »
Esses tempos atras houveram na midia televisiva noticias do nosso nordeste (acho que era pernambuco, não lembro...) onde as estatisticas de violencia contra a mulher eram assombrosas, concordo com grande parte do que disse o Perdulario, acusamos o Islã e deixamos acontecer na "nossa casa", sei la, exageros a parte, é bem interessante os argumentos do "mau vélhinho" aí.
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida."
 - Carl Sagan

"O que é afirmado sem argumentos, pode ser descartado sem argumentos." - Navalha de Hitchens

Offline Barata Tenno

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 16.283
  • Sexo: Masculino
  • Dura Lex Sed Lex !
Re: Apologia de violencia contra mulheres
« Resposta #45 Online: 30 de Maio de 2008, 23:58:00 »
Esses tempos atras houveram na midia televisiva noticias do nosso nordeste (acho que era pernambuco, não lembro...) onde as estatisticas de violencia contra a mulher eram assombrosas, concordo com grande parte do que disse o Perdulario, acusamos o Islã e deixamos acontecer na "nossa casa", sei la, exageros a parte, é bem interessante os argumentos do "mau vélhinho" aí.

Aqui as mulheres tem pra quem recorrer........ e lá?
He who fights with monsters should look to it that he himself does not become a monster. And when you gaze long into an abyss the abyss also gazes into you. Friedrich Nietzsche

Offline Perdulario

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 119
  • Sexo: Masculino
  • Nada a declarar. Tudo a dizer.
    • Mundo Obscuro
Re: Apologia de violencia contra mulheres
« Resposta #46 Online: 31 de Maio de 2008, 00:00:09 »
Morra
No seu devido tempo, sobrinho.
No seu devido tempo!
Deixe te falar, Perdulário.
Não, não deixo!
Brincadeira, eu deixo, sim!
Citar
Na verdade sua experiência não me impressiona muito.
Sobrinho...
A última coisa que eu quero é te impressionar.
Bem, quem sabe não seja a última mas não quero e nem pretendia te impressionar.
Já passei da idade de causar "oooh!" em estranhos da Internet.
Sou só um cara passando, daqui a pouco eu sumo e você me esquece.
Só estamos papeando.
Citar
Na verdade, se você acha que uma mulher nos EUA poder processar quem a espancou não é uma vantagem em relação a afegã, e classifica isso como relativismo, e ainda por não ser "relativista" (seja lá o que vc pensa disso) não consegue ver a diferença entre a opressão de Cabul e a de Londres, fica aquela máxima:

A experiência não é o que o tempo faz com você, é o que você faz com o tempo.
Ah, sobrinho, sobrinho...
Lamento que você não tenha me entendido da mesma maneira que eu lhe entendi.
Mas tudo bem.
Um dia você chega cá.
Citar
Não temos mais nada a conversar.
Só não bata a porta quando sair, okay?
Citar
Certo Perdulario... pra começar, sou mulher, então o jeito certo de tentar me humilhar seria me chamar de "sobrinha".
É mulher?
Mesmo?
Nem percebi.
Mas tudo bem, eu te chamo de sobrinha, já que isso te faz feliz.
Citar
Logo... te acho um sujeito extremamente desagradavel... Mas é um desagrado forçado, entenda...
Sobrinha...
Sabe o que é desagradável?
É criança se prostituindo na favela aqui perto de casa.
É a corrupção, a morte, abortos, analfabetismo, corrupção.

Porque essas coisas não somem do mundo e eu, daqui a pouco, desapareço para sempre.
Sou só um cara qualquer dizendo besteirinhas e me divertindo com a postura careta e besta de vocês, maníacos delirantes, inseguros e malucos que saem pela Internet medindo pessoas, medindo Egos, se achando uns melhores do que os outros...

Sendo que todo mundo aqui peida, caga e mente feito o Diabo, sobrinha.

Nunca te vi, nem sei quem você é mas, no entanto, eu lhe causei uma impressão que lhe abalou.
Sinal que eu não passo desapercebido pelos lugares, não é mesmo?

Ouça me podcast e dê risada: http://obscuro.mypodcast.com/
Citar
você é do contra sempre. Meus parabens... isso é até que louvavel, não abaixa a cabeça pro ideal da maioria. O problema é o jeito que se expressa... e quando te faltam argumentos, simplesmente apela para a ignorancia...
É verdade.
Sou baixo, sujo, desagradável, fedorento e faço xixi com a tampa da provada abaixada.
Escrevo besteira, digo outras tantas mas e daí?
Lamento que eu tenha lhe desagradado.
Entra na fila.
Citar
Generaliza os fatos, faz comparações sem pés nem cabeça... ignora os argumentos dos outros, se acha o centro do mundo, o dono da verdade...
E você queria que eu desse apoio às besteiras dos outros?
Que eu fosse o ombro amigo, compreensível, amigão, companheiro, dando colinho pros outros?
Tá certo que meus argumentos são meio destrambelhados mas e daí? Você não é nenhum exemplo de argumentação... Então tamos quites!

E eu sou dono da MINHA Verdade. Busque a sua.
Citar
O machão que comeu mil mulheres, que enfrentou mil batalhas, que visitou mil lugares...
Mil mulheres não!
Umas 30, talvez.
Quisera eu ter esse poder todo que me foi atribuído...
Citar
E como se isso não fosse pouco, a unica coisa que você quer é atenção... prova disso é que apesar de todo seu discurso de O ante-social esclarecido que não quer saber dos pijalinhos do forum, coloca a nossa disposição todos os seus contatos. E apesar de nos asegurar que somos bosta, estas online em um forum as onze e meia da noite. E... é só isso mesmo que tinha para dizer. Obrigada pela sua gentil atenção... :)
Sobrinha, se todo mundo que entra na Internet quer atenção e que diz algo que você não concorda...
Estamos lascados!

Mas eu te entendo: você me tascou rótulos porque me despreza.
Tudo bem.
Eu não te desprezo.
Para desprezar alguém, é preciso conhecer esse alguém. ;-)
Citar
Acho que realmente esse drops de "malandrex" que o perdulário utiliza está deixando-o inconveniente.
Te dói tanto assim que eu seja quem eu sou?
Citar
Não podemos ser relativista (mais uma vez, seja lá o que ele quer dizer com isso), mas religião e principalmente os terreiros de macumba são uma merda. (humm, são mesmo, mas como na vida tem merda, não podemos falar que eles são uma merda)
Depois eu é que sou incoerente!
Hah!

Em tempo: a SUA vida é uma merda, cara.
A minha não! E isso é só isso o que eu posso garantir.
« Última modificação: 31 de Maio de 2008, 00:03:56 por Perdulario »

Offline Perdulario

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 119
  • Sexo: Masculino
  • Nada a declarar. Tudo a dizer.
    • Mundo Obscuro
Re: Apologia de violencia contra mulheres
« Resposta #47 Online: 31 de Maio de 2008, 00:07:52 »
Eu sou ultra-relativista, e ainda sim até agora só tenho concordado com o Perdulario.
Como ele diz: porrada dói nos dois casos. E sinceramente? Duvido muito que aplicar uma legislação de proteção a mulher lá nos países muçulmanos fosse reduzir mais que 1% dos casos.
Da mesma maneira que aplicar uma legislação no Brasil salvou as crianças da prostituição e o tráfico de drogas acabou por milagre!
Citar
Vocês acham que são situações assim tão surreais e raras?
É que eles são, muito provavelmente, virgens.
Ou conheceram quase nada da Vida.
Ou mantém uma ilusão sobre a mulher, que ela é um anjo, pura, casta, essas coisas.

Eu respeito essa posição mas, francamente, eu não conheci NENHUMA mulher que fosse santa. Algum rabinho do capeta ela tinha! Inclusive e especialmente as casadas.

É horrível quando os caras perdem o controle e surram as mulheres.
Porém, muitas e muitas delas acham que apanhar é uma prova de amor.
Eu sei. Eu vi.

Offline Tupac

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.902
Re: Apologia de violencia contra mulheres
« Resposta #48 Online: 31 de Maio de 2008, 00:14:42 »
Citar
Aqui as mulheres tem pra quem recorrer........ e lá?

Isso tambem é uma verdade. Mas mostra tambem que não se trata apenas de leis, religião e etc., o problema é cronico, antigão e profundo, é quase um instinto hehe...
"O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida."
 - Carl Sagan

"O que é afirmado sem argumentos, pode ser descartado sem argumentos." - Navalha de Hitchens

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re: Apologia de violencia contra mulheres
« Resposta #49 Online: 31 de Maio de 2008, 00:26:02 »
Tupac

É um problemão. Mas lá a coisa é institucional. O cara ta na TV ensinando como espancar uma mulher, e que pode fazer.
Não entendo realmente como comparar ambas as situações, e não só por isso. É claro que a gravidade la é muito pior, as mulheres simplesmente não tem direitos, não podem trabalhar, são espancadas e tem de dizer amém...

Situações completamente distintas
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!