Autor Tópico: A questão dos índios no Brasil  (Lida 8928 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Týr

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.126
  • Sexo: Masculino
  • ?
    • »Costa Advocacia«
A questão dos índios no Brasil
« Online: 18 de Abril de 2008, 17:45:10 »
Citar
Clube Militar defende general que criticou governo

O Clube Militar do Rio de Janeiro divulgou nota hoje defendendo o comandante militar na Amazônia, general Augusto Heleno. Na quinta-feira, o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, cobrou explicações do comandante sobre declarações dadas na última quarta-feira.

O general afirmou, durante seminário no Clube Militar, que "o Exército brasileiro é um instrumento do Estado acima de ser um instrumento de governo" e também criticou a política indigenista desenvolvida pelo governo federal. A nota com o título "Reação sem sentido" é assinada pelo presidente do clube militar, general Gilberto Barbosa de Figueiredo.

O documento faz uma defesa do general Heleno e afirma, no último parágrafo, que: "É estranho o presidente da República pedir explicações sobre o caso. Não me consta que tenha adotado o mesmo procedimento quando ministros do seu partido contestam publicamente a política econômica do governo. Aliás, uma das poucas coisas que está funcionando coerentemente nessa época em que atitudes voltadas para produzir impacto em palanque são mais importantes do que a ética e a moralidade na condução das ações políticas".

FONTE
Agência Brasil

Citar
Lula cobra explicações de Jobim sobre general

Jeferson Ribeiro
Direto de Brasília

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva convocou uma reunião na tarde de hoje com o ministro da Defesa, Nelson Jobim, e o comandante do Exército, Enzo Martins Peri, para pedir explicações sobre as declarações do general Augusto Heleno Ribeiro Pereira, comandante militar da Amazônia, que afirmou ser um erro a demarcação contínua da reserva indígena Raposa Serra do Sol.


O general disse - sobre a possibilidade de conflito entre indígenas e um grupo de arrozeiros que insiste em ficar na reserva apesar da determinação do governo para desocupação total da área - que "a demarcação em terras contínuas está vindo acompanhada de outras circunstâncias, como, por exemplo, tratar algumas das etnias como nação. Isso ultrapassa a questão indígena e começa a influir na soberania nacional. Começa a colocar em risco a integridade do nosso território".

A posição é oposta a do governo e do presidente e pode até mesmo ser considerada como insubordinação. Lula pediu para que Peri e Jobim enquadrem o general e peçam a ele que pare de dar declarações contra a reserva.

FONTE

Eu acho engraçado como a mídia em geral gosta de pegar no pé dos militares, e o pior é quem deve ouvir os dois lados como o Presidente, se manifesta tão rapidamente e sem pensar razoavelmente.

Além do que, uma autoridade em segurança está dando uma dica importante para o governo, dos perigos que se escondem por trás dessas demarcações de terras, e a autoridade se cala quanto a isso.

Eu vi uma entrevista desse General Heleno na televisão esses dias atás, ele não falou bobeira alguma a meu ver.


Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 22.214
  • Sexo: Masculino
Re: A questão dos índios no Brasil
« Resposta #1 Online: 18 de Abril de 2008, 18:20:31 »
O General tem toda a razão, eu vi umas matérias publicadas em sites de militares da reserva sobre esse assunto.

Tem áreas lá com estradas que só se pode passar em determinada hora com autorização dos índios, mas  estrangeiros de Ongs enfiadas no mato passam a qualquer hora.

Um militar comentava que existem sei lá quantas mil Ongs na Amazônia instaladas sobre   jazidas de minérios e pedras preciosas  "cuidando" de índios, mas no nordeste no meio do nada quase não se encontra nenhuma para cuidar das criancinhas que eles tanto adoram.

A propósito, tb denunciaram que tem índio recebendo treinamento militar de Venezuelanos.

Offline Quereu

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.200
  • Sexo: Masculino
  • Evoé Baco
Re: A questão dos índios no Brasil
« Resposta #2 Online: 18 de Abril de 2008, 18:26:47 »
O general é do PT? Não. É de algum partido aliado? Não. É um pensador de esquerda? Nâo. Então, ele está proibido de ter opinião e precisa ser enquadrado. É a miséria intelectual em todo seu esplendor.

Mas o general não está sozinho. Lula quis enquadrar toda a imprensa que o critica - essa horrorosa imprensa burguesa. Como Lula é muito democrático ele quer calar, anular ou destruir todos os que o criticam. O cara é um aprendiz de ditador - por isso quando Chávez e Fidel falam ela se aquieta prestando atenção em tudo o que eles dizem, feito um escolar reverenciado os mestres.

Ah, o tópico era sobre os índios no brasil? Perdoem-me, mas o índio no planalto chama mais a atenção...
A Irlanda é uma porca gorda que come toda a sua cria - James Joyce em O Retrato do Artista Quando Jovem

Offline Quereu

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.200
  • Sexo: Masculino
  • Evoé Baco
Re: A questão dos índios no Brasil
« Resposta #3 Online: 18 de Abril de 2008, 18:28:19 »
O General tem toda a razão, eu vi umas matérias publicadas em sites de militares da reserva sobre esse assunto.

Tem áreas lá com estradas que só se pode passar em determinada hora com autorização dos índios, mas  estrangeiros de Ongs enfiadas no mato passam a qualquer hora.

Um militar comentava que existem sei lá quantas mil Ongs na Amazônia instaladas sobre   jazidas de minérios e pedras preciosas  "cuidando" de índios, mas no nordeste no meio do nada quase não se encontra nenhuma para cuidar das criancinhas que eles tanto adoram.

A propósito, tb denunciaram que tem índio recebendo treinamento militar de Venezuelanos.

Cada vez mais somos estrangeiros em nosso próprio país.
A Irlanda é uma porca gorda que come toda a sua cria - James Joyce em O Retrato do Artista Quando Jovem

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 22.214
  • Sexo: Masculino
Re: A questão dos índios no Brasil
« Resposta #4 Online: 18 de Abril de 2008, 18:49:04 »
Uma das fontes, notícia de 2005:

http://www.amazonia.org.br/noticias/noticia.cfm?id=159909

"BRASÍLIA - A homologação em terra contínua da Reserva Raposa Serra do Sol, em Roraima, revoltou o meio militar e pode provocar a primeira crise de fundo entre o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e as Forças Armadas...     

 ...os militares acham que por trás da suposta defesa dos índios e escondidos sob a fachada de ONGs estão grupos e países interessados nas riquezas minerais existente no subsolo das reservas indígenas localizadas na fronteira norte do país...


O subsolo das áreas indígenas situadas em toda a fronteira norte guardam o maior veio de ouro do mundo, uma grande jazida de diamantes e uma riqueza ainda incalculável em minerais estratégicos, de uso nuclear e importantes para as indústrias espacial, bélica e de informática.


BRASÍLIA - O relatório da Abin diz que chega a 115 o número de organizações não-governamentais (ONGs) que atuam na Amazônia Ocidental ....

...Muitas vezes, a serviço de outras nações, valorizam o mapeamento detalhado das riquezas minerais, o acesso aos recursos genéticos e aos conhecimentos tradicionais associados à biodiversidade da região, sem o devido controle governamental", diz o relatório do coronel Gelio Fregapani.  "Tudo indica que os problemas ambientais e indigenistas são apenas pretextos. ""


 

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 22.214
  • Sexo: Masculino
Re: A questão dos índios no Brasil
« Resposta #5 Online: 18 de Abril de 2008, 18:55:18 »
Notícia de Março de 2007

http://malinche.wordpress.com/2007/03/27/diretor-da-abin-defende-mineracao-em-terras-indigenas/

Diretor da Abin defende mineração em terras indígenas


O diretor da Abin, Márcio Paulo Buzanelli diz que é chegada a hora de se pensar na exploração das jazidas minerais em terras indígenas
Por Ana Maria Meija - BRASÍLIA


Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 22.214
  • Sexo: Masculino
Re: A questão dos índios no Brasil
« Resposta #6 Online: 18 de Abril de 2008, 19:12:31 »
http://www.defesanet.com.br/toa1/raposa_19.htm

Índio preso em RR por acusação de "terrorismo"
diz que ex-militar da Venezuela ensinou a fazer bombas

O índio David Amaro da Conceição é um dos personagens mais emblemáticos da disputa pela reserva Raposa Serra do Sol, no norte de Roraima. Com autorização da Justiça Federal, uma equipe de reportagem do programa SBT Brasil conversou com ele no último domingo na Penitenciária Agrícola de Boa Vista.

Acostumado às savanas da Amazônia, ele agora divide espaço com mais de 900 presos numa penitenciária onde cabem, no máximo, 300. Aos 22 anos, o índio macuxi é um dos 40 mil do Estado, um dos 18 mil da reserva e um dos milhares que, de alguma maneira, sofrem muita influência influência externa. David conta como indígenas do extremo norte do Brasil aprenderam a fabricar bombas e a adotar táticas de guerrilha e revela que o professor foi um ex-militar da Venezuela. Reportagem de Sérgio Utsch, Thiago Bruniera e Ulov Flamínio.

Citar
David conta como indígenas do extremo norte do Brasil aprenderam a fabricar bombas e a adotar táticas de guerrilha e revela que o professor foi um ex-militar da Venezuela. Reportagem de Sérgio Utsch, Thiago Bruniera e Ulov Flamínio.





Offline Luiz Souto

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.356
  • Sexo: Masculino
  • Magia é 90% atitude
Re: A questão dos índios no Brasil
« Resposta #7 Online: 18 de Abril de 2008, 20:02:04 »
Citar
   
TOA - Teatro de Operações da Amazônia
DEFESA@NET 17 Abril 2008
OESP 17 Abril 2008
   

'Esquerda escocesa' não vê índio real, afirma general
Comandante critica quem, ‘atrás de um copo de uísque 12 anos,
resolve os problemas do Brasil inteiro’

Wilson Tosta

Considerado um dos principais adversários da demarcação contínua da reserva indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima, o comandante militar da Amazônia, general Augusto Heleno Ribeiro Pereira, pediu ontem mudanças na política indigenista brasileira, que classificou de “lamentável” e “caótica”. Em palestra no Clube Militar, no centro do Rio, o general, vestindo uniforme de combate camuflado, apontou, para uma platéia de cerca de 600 pessoas - entre elas, militares da ativa -, a questão indígena como uma das “ameaças internas” à soberania brasileira na Amazônia. Também criticou o que chamou de “esquerda escocesa”, que, disse, resolve os problemas brasileiros com uísque, e encerrou com o grito de guerra das unidades da área: “Selva!”

“Sou totalmente a favor do índio”, afirmou o militar, no primeiro dia do seminário Brasil, Ameaças à sua Soberania. “Até porque não sou da esquerda escocesa, que, atrás de um copo de uísque 12 anos, aqui sentado na Avenida Atlântica, resolve os problemas do Brasil inteiro. Eu não estou na esquerda escocesa. Eu estou lá. Já visitei mais de 15 comunidades indígenas. Estou vendo o problema do índio. Ninguém está me contando como é que é o índio, não estou vendo índio no cinema, não estou vendo índio no Globo Repórter. Estou vendo índio lá, na ponta da linha, e sofrendo com o que está acontecendo.”

Para ele, o problema indígena não pode ser compreendido fora dos quadros da sociedade brasileira. “Quero me associar, para que a gente possa rever uma política que está demonstrado no terreno que não deu certo até hoje”, afirmou. “É só ir lá olhar as comunidades indígenas para ver que esta política é lamentável, para não dizer que é caótica. O que eu tenho encontrado de comunidade indígena carente de saúde, de perspectiva, voltada para o alcoolismo... Essa política indigenista tem que ser modificada. O Exército quer ser parceiro desta modificação.”

Ele lembrou que boa parte da população indígena amazônica fica em torno dos pelotões que a Força mantém na região. O militar evitou, no entanto, criticar diretamente a demarcação da Raposa Serra do Sol. “Não tomei posição contra a demarcação, coloquei um problema”, afirmou, em entrevista. “Em nenhum momento contrariei a decisão do presidente da República. A decisão está tomada e será cumprida por quem de direito.”

Heleno criticou a ausência do Estado que, diz, “permite e incentiva o descaminho e a destruição do patrimônio e favorece a ação das organizações internacionais de todo tipo” na Amazônia. Também atacou a ação de ONGs e as dificuldades impostas à entrada de brasileiros nas reservas, enquanto missionários e entidades estrangeiras se movimentam à vontade.

Ele pediu o reaparelhamento militar. “A Amazônia é hoje a nossa hipótese mais provável de emprego das Forças, é a hipótese alfa.” Uma das possibilidades externas à soberania brasileira na região, afirmou, seria o convencimento da opinião pública internacional de que o Brasil não é capaz de cuidar da Amazônia.” Na platéia, estavam pelo menos três ex-ministros do Exército: os generais Leônidas Pires, Carlos Tinoco e Zenildo de Lucena.

O Exército sempre teve uma atuação destacada junto às comunidades indígenas , é em muitos lugares o ÙNICO representante do Estado que os índios conhecem e sempre teve sua atuação pautada pelo respeito às comunidades indígenas , seguindo o exemplo de Rondon. Quando foi criado o Projeto Calha Norte , para a ocupação das fronteiras , estava previsto que outros orgãos do Estado ( como Polícia Federal , IBAMA , etc...) comporiam os núcleos de ocupação ; só o Exército tem e teve presença efetiva.
Quando o comandante do CMA  , em um evento público ,levanta este assunto é porque já foi muito meditado e analisado a nível de alto escalão da força..

Importante ressaltar que o Gen Heleno não é contra a demarcação das terras indígenas mas da demarcação contínua.
Se não queres que riam de teus argumentos , porque usas argumentos risíveis ?

A liberdade só para os que apóiam o governo,só para os membros de um partido (por mais numeroso que este seja) não é liberdade em absoluto.A liberdade é sempre e exclusivamente liberdade para quem pensa de maneira diferente. - Rosa Luxemburgo

Conheça a seção em português do Marxists Internet Archive

Offline Nightstalker

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.354
  • Sexo: Masculino
  • Suae quisque fortunae faber est
Re: A questão dos índios no Brasil
« Resposta #8 Online: 18 de Abril de 2008, 21:41:11 »
O princípio da isonomia deve valer também para os índios, é lamentável ver casos de índios cometendo chacinas e sendo inimputáveis pela lei.
Conselheiro do Fórum Realidade.

"Sunrise in Sodoma, people wake with the fear in their eyes.
There's no time to run because the Lord is casting fire in the sky.
When you make sin, hope you realize all the sinners gotta die.
Sunrise in Sodoma, all the people see the Truth and Final Light."

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 22.214
  • Sexo: Masculino
Re: A questão dos índios no Brasil
« Resposta #9 Online: 19 de Abril de 2008, 13:32:00 »
Para onde a coisa está indo...

http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u393654.shtml

Clube da Aeronáutica se solidariza com general e ameaça com movimento militar


"...O Clube da Aeronáutica reforçou a reação de militares à repreensão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao general Augusto Heleno Ribeiro Pereira. O general Heleno criticou a política indigenista do governo federal. O presidente do clube, tenente-brigadeiro da Aeronáutica Ivan Frota, afirmou, em nota, que "o país conhecerá o maior movimento de solidariedade militar" caso as repreensões continuem.

A nota foi distribuída nesta sexta-feira a integrantes das Forças Armadas durante o terceiro dia do seminário "Brasil, ameaças a sua soberania", na sede do Clube Militar do Rio, no qual, anteontem, o general Heleno chamou de "caótica e lamentável" a política indigenista do país...


Citar
"Que o presidente não se atreva a tentar negar-lhe [ao general Heleno] o sagrado dever de defender a soberania e a integridade do Estado brasileiro [...]. Caso se realize tal coação, o país conhecerá o maior movimento de solidariedade, partindo de todos os recantos deste imenso país, jamais ocorridos nos tempos modernos de nossa História", afirmou em nota o tenente-brigadeiro.



Offline HSette

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.044
  • Sexo: Masculino
Re: A questão dos índios no Brasil
« Resposta #10 Online: 19 de Abril de 2008, 14:11:55 »
Desde que o regime militar desmoronou, toda vez que os militares brasileiros desejam aumento orquestram uma situação de confronto com o Poder Executivo para atraírem o foco e conseguir poder de barganha.

Foi assim no governo Itamar e nos dois governos FHC.
Assim que forrarem os bolsos, voltam à caserna felizes e faceiros.

Tudo como dantes no Quartel de Abrantes.  :wink:
"Eu sei que o Homem Invisível está aqui!"
"Por quê?"
"Porque não estou vendo ele!"

Chaves

Offline Týr

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.126
  • Sexo: Masculino
  • ?
    • »Costa Advocacia«
Re: A questão dos índios no Brasil
« Resposta #11 Online: 19 de Abril de 2008, 15:09:24 »
O princípio da isonomia deve valer também para os índios, é lamentável ver casos de índios cometendo chacinas e sendo inimputáveis pela lei.
Mas eles não são inimputáveis, alguns até são, mas outros podem responder sim pelos seus atos, como o caso supra, onde o índio macuxi cumpre pena.

A questão é que da mesma forma que acontece atualmente com o sistema de cotas raciais nas universidades, ocorre com os índios nessas constantes demarcações de terras, são medidas compensatórias, que pouco ajudam.

A população indígena no Brasil é ridícula, não sei para que querem tantas terras, eles não fazem nada, nem cultura mais têm.

Offline Wolfischer

  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.330
  • Sexo: Masculino
  • Que sono!
Re: A questão dos índios no Brasil
« Resposta #12 Online: 19 de Abril de 2008, 15:22:27 »
A política indegenista é mesmo cheia de furos. Por serem tutelados em regime especial ocorrem distorções absurdas.
Perto das terras da Aracruz no Espírito Santo há uma comunidade indígena, naturalmente muitos dos índios são mestiços, caboclos que se intitulam índios.
Um deles, que durante 20 anos trabalhou na Aracruz, tem carro e outras coisas "de branco", matou a esposa e foi julgado pelo crime. Acontece que sendo "índio" a pena foi ficar confinado à aldeia, e só.

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 22.214
  • Sexo: Masculino
Re: A questão dos índios no Brasil
« Resposta #13 Online: 19 de Abril de 2008, 17:24:01 »
Desde que o regime militar desmoronou, toda vez que os militares brasileiros desejam aumento orquestram uma situação de confronto com o Poder Executivo para atraírem o foco e conseguir poder de barganha.

Foi assim no governo Itamar e nos dois governos FHC.
Assim que forrarem os bolsos, voltam à caserna felizes e faceiros.

Tudo como dantes no Quartel de Abrantes.  :wink:

Não são os militares que estão fazendo provocações, é gente do governo Lullalá.

Já nas primeiras semanas do  primeiro mandato foram vasculhar corpos no meio da selva e queriam acabar com a lei da anistia só para o lado dos militares, não para o lado dos jagunços do PT.


E já que vc não acha que existem grupos armados recebendo treinamento aqui no Brasil mesmo, o que acha disso?

http://www.terra.com.br/istoe/edicoes/2007/artigo78031-1.htm

As fotos secretas da guerrilha
Imagens feitas pela Abin desmentem o governo e mostram armas e o treinamento dos guerrilheiros do Brasil

seqüência de imagens acima é o retrato de que o Brasil tem guerrilha. Esse conjunto de fotografias comprova o que a reportagem de ISTOÉ em sua edição de 26 de março deste ano, denunciou: homens estão sendo treinados no País para desfechar a luta armada. Agem sob o manto da Liga dos Camponeses Pobres (LCP), uma organização radical de extrema-esquerda que adotou a “violência revolucionária” como estratégia para chegar ao poder. Com a omissão das autoridades federais brasileiras e o silêncio do resto do Brasil, esse grupo domina mais de 500 mil hectares de terra, espalhados por três Estados, em 20 acampamentos de sem-terras.


 As fotografias dos guerrilheiros com os rostos encobertos em pleno treinamento militar com fuzis FAL, de uso exclusivo das Forças Armadas, fazem parte de um relatório produzido pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin) para o governo federal. A data do registro das imagens é mantida em sigilo por uma questão de segurança.


Capturadas no Assentamento Palma Arruda, no município de Machadinho do Oeste, no Estado de Rondônia, as fotografias comprovam o poder bélico da organização e jogam por terra as afirmações da Liga, veiculadas na internet, de que nas áreas sob seu controle não existem armas nem treinamento guerrilheiro. Hoje, em suas fileiras, a LCP conta com cerca de 400 militantes, um exército cinco vezes maior do que os 81 guerrilheiros que Fidel Castro tinha em dezembro de 1956, quando desembarcou do Granma no litoral leste de Cuba. As ações da Liga custaram a vida de 25 pessoas no último ano – 18 camponeses ou fazendeiros e sete guerrilheiros.

Além de treinar homens armados, outra especialidade da Liga é faltar com a verdade em seus comunicados apócrifos distribuídos na rede. No dia 9, eles denunciaram a vários organismos de defesa dos direitos humanos, como a Anistia Internacional, o massacre de 15 sem-terra num conflito com a polícia, em Campo Novo (RO). Disseram que o massacre foi resultado de uma “campanha orquestrada” pela mídia, da qual faziam parte as reportagens publicadas por ISTOÉ. A polícia investigou a denúncia e não encontrou nada. “Checamos toda a área da fazenda que eles invadiram e onde teria acontecido o suposto embate e não encontramos nada”, disse Cezzar Pizzano, secretário-adjunto de Segurança do Estado de Rondônia. “Pedi a eles os nomes das vítimas, mas eles se calaram”, afirmou Pizzano.


“O governo federal tem que entender que o que existe em Rondônia é guerrilha mesmo, e não é força de expressão”, acusa o deputado federal Moreira Mendes (PPS-RO). O parlamentar, que logo depois da denúncia de ISTOÉ solicitou a presença de uma comissão externa do Congresso para apurar os fatos, até hoje não obteve respostas a seu pedido. Mendes denuncia que, enquanto o governo silencia, as ações do grupo recrudescem.

Continua...


Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 22.214
  • Sexo: Masculino
Re: A questão dos índios no Brasil
« Resposta #14 Online: 19 de Abril de 2008, 17:27:14 »
“Os guerrilheiros estão impedindo que os agentes do Instituto de Defesa Animal de Rondônia (Idaron) vacinem o gado contra a febre aftosa”, diz. “Isso é um absurdo que pode colocar em risco mais de 11 milhões de cabeças de gado e acabar com 100 mil proprietários de terra”, critica Sebastião Conti, presidente da Associação dos Fazendeiros de Rondônia.


Destruir o latifúndio” é a bandeira que a LCP empunha para realizar a “revolução agrária”. Encapuzados, armados e bem treinados, os guerrilheiros da LCP espalham o terror para atingir seus objetivos. “Eles destroem plantações, queimam fazendas e torturam funcionários. Isso não pode mais ficar assim”, cobra o deputado Mendes. “Nós, sozinhos, não temos como combater esse grupo. Precisamos de ajuda de Brasília”, alerta o secretário-adjunto. “Nossa preocupação é que movimentos armados como as Farc e o Sendero Luminoso começaram igual a LCP aqui. Quando o governo federal acordar já será tarde”, reclama. Na próxima quinta- feira 24, a Comissão de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, da Câmara dos Deputados, convocou uma audiência pública para tratar das denúncias. O Exército e o Ministério da Justiça não retornaram as ligações de ISTOÉ para comentar a situação.
...


Daqui uns tempos vão me afirmar aqui no forum do CC que não existem grupos armados no Brasil porque não existem oficialmente e só passaram a existir depois que os militares tomaram uma atitude.


Offline HSette

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.044
  • Sexo: Masculino
Re: A questão dos índios no Brasil
« Resposta #15 Online: 19 de Abril de 2008, 18:03:47 »
Desde que o regime militar desmoronou, toda vez que os militares brasileiros desejam aumento orquestram uma situação de confronto com o Poder Executivo para atraírem o foco e conseguir poder de barganha.

Foi assim no governo Itamar e nos dois governos FHC.
Assim que forrarem os bolsos, voltam à caserna felizes e faceiros.

Tudo como dantes no Quartel de Abrantes.  :wink:

Não são os militares que estão fazendo provocações, é gente do governo Lullalá.


Garanto-lhe que um gordo aumento para os militares devolve-os para a caserna em 2 segundos. Eh a mesma história de sempre.

Citar
E já que vc não acha que existem grupos armados recebendo treinamento aqui no Brasil mesmo, o que acha disso?

E onde foi que eu disse isso? Eu, hein...

Aqui mesmo próximo da minha casa tem grupos armados sendo treinados o tempo todo. Bandidos e mais bandidos.



"Eu sei que o Homem Invisível está aqui!"
"Por quê?"
"Porque não estou vendo ele!"

Chaves

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 22.214
  • Sexo: Masculino
Re: A questão dos índios no Brasil
« Resposta #16 Online: 19 de Abril de 2008, 18:52:08 »
Citar
E onde foi que eu disse isso? Eu, hein...

Aqui mesmo próximo da minha casa tem grupos armados sendo treinados o tempo todo. Bandidos e mais bandidos.


Me referia a uma conversa que tivemos há muito tempo atrás em outro tópico.

Se não me engano ,afirmei que em 64 os militares  tiveram que tomar aquela atitude porque existiam grupos armados atuando no Brasil e vc(Se não me engano tb, faz muito tempo e não achei o tópico na busca) afirmou que esses grupos só passaram a existir depois que os militares fizeram aquilo, porque OFICIALMENTE esses grupos apareceram a partir de 65.

Pois bem  temos grupos armados hoje que não existem oficialmente, mas existem.

Offline HSette

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.044
  • Sexo: Masculino
Re: A questão dos índios no Brasil
« Resposta #17 Online: 19 de Abril de 2008, 18:59:41 »
Estamos falando de coisas diferentes.

Você está falando de grupos político-ideológicos que se lançam à luta armada como meio de ação.
Seria o caso, por exemplo, das guerrilhas das décadas de 60/70 que saíram das fileiras de movimentos políticos. A análise é bem mais complexa e polêmica.

Nos casos que estão sendo discutidos atualmente no fórum (como os invasores de terras em Rondônia), para mim não passam de bandidos.
A mídia está embarcando, por motivos óbvios (isso atrai público leitor) nessa tentativa de ideologizar a questão e ter um tratamento diferenciado.

Enfim, repetindo: bandidos.
"Eu sei que o Homem Invisível está aqui!"
"Por quê?"
"Porque não estou vendo ele!"

Chaves

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 22.214
  • Sexo: Masculino
Re: A questão dos índios no Brasil
« Resposta #18 Online: 19 de Abril de 2008, 19:03:48 »
Não Hsette, é a mesma coisa que aconteceu nos anos 70.

Tinham grupos organizados e armados atuando aqui como estão fazendo hoje.

Não são bandidos comuns de modo algum, são organizados, recebem dinheiro, tem acesso a armas  como fuzis que não se compra em supermercado, dominam uma área próxima da fronteira, tem até uma bandeira.

Já viu grupo de bandidos comums terem uma bandeira?

Offline HSette

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.044
  • Sexo: Masculino
Re: A questão dos índios no Brasil
« Resposta #19 Online: 19 de Abril de 2008, 19:08:43 »
Não Hsette, é a mesma coisa que aconteceu nos anos 70.

Tinham grupos organizados e armados atuando aqui como estão fazendo hoje.

Não são bandidos comuns de modo algum, são organizados, recebem dinheiro, tem acesso a armas  como fuzis que não se compra em supermercado, dominam uma área próxima da fronteira, tem até uma bandeira.

Já viu grupo de bandidos comums terem uma bandeira?

Pois, é. Uma boa tática, não é mesmo?

Bandidos travestidos.

Quanto à organização, bandeira, etc., não se esqueça do Comando Vermelho, PCC e outros.
O melhor é eliminar primeiro e conferir depois.
"Eu sei que o Homem Invisível está aqui!"
"Por quê?"
"Porque não estou vendo ele!"

Chaves

Offline Týr

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.126
  • Sexo: Masculino
  • ?
    • »Costa Advocacia«
Re: A questão dos índios no Brasil
« Resposta #20 Online: 19 de Abril de 2008, 19:10:30 »
Não Hsette, é a mesma coisa que aconteceu nos anos 70.

Tinham grupos organizados e armados atuando aqui como estão fazendo hoje.

Não são bandidos comuns de modo algum, são organizados, recebem dinheiro, tem acesso a armas  como fuzis que não se compra em supermercado, dominam uma área próxima da fronteira, tem até uma bandeira.

Já viu grupo de bandidos comums terem uma bandeira?
É ruim que demorem a tomar atitude, pois isso fortalece o movimento, depois vai dar um trabalho muito grande exterminar esse povo.

Offline Týr

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.126
  • Sexo: Masculino
  • ?
    • »Costa Advocacia«
Re: A questão dos índios no Brasil
« Resposta #21 Online: 19 de Abril de 2008, 19:11:30 »
Quanto à organização, bandeira, etc., não se esqueça do Comando Vermelho, PCC e outros.
O melhor é eliminar primeiro e conferir depois.
Esse tipo de bandido é o de menos, só querem vender as drogas deles e roubar, piores são os que planejam ataques e querem depor o governo.

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 22.214
  • Sexo: Masculino
Re: A questão dos índios no Brasil
« Resposta #22 Online: 19 de Abril de 2008, 19:16:18 »
Não Hsette, é a mesma coisa que aconteceu nos anos 70.

Tinham grupos organizados e armados atuando aqui como estão fazendo hoje.

Não são bandidos comuns de modo algum, são organizados, recebem dinheiro, tem acesso a armas  como fuzis que não se compra em supermercado, dominam uma área próxima da fronteira, tem até uma bandeira.

Já viu grupo de bandidos comums terem uma bandeira?

Pois, é. Uma boa tática, não é mesmo?

Bandidos travestidos.

Quanto à organização, bandeira, etc., não se esqueça do Comando Vermelho, PCC e outros.
O melhor é eliminar primeiro e conferir depois.


São guerrilheiros treinando, o link que postei mostra bem isso e é confirmado pelo outro link do índio que afirma que recebe treinamento de guerrilha  dado por um Venezuelano.

Será só coincidencia que estão justamente numa área perto da fronteira em que o governo não quer que o exército entre?

Não Hsette, é a mesma coisa que aconteceu nos anos 70.

Tinham grupos organizados e armados atuando aqui como estão fazendo hoje.

Não são bandidos comuns de modo algum, são organizados, recebem dinheiro, tem acesso a armas  como fuzis que não se compra em supermercado, dominam uma área próxima da fronteira, tem até uma bandeira.

Já viu grupo de bandidos comums terem uma bandeira?
É ruim que demorem a tomar atitude, pois isso fortalece o movimento, depois vai dar um trabalho muito grande exterminar esse povo.

Não vai demorar muito, a situação está piorando a cada dia e uma hora estoura.
Quanto à organização, bandeira, etc., não se esqueça do Comando Vermelho, PCC e outros.
O melhor é eliminar primeiro e conferir depois.
Esse tipo de bandido é o de menos, só querem vender as drogas deles e roubar, piores são os que planejam ataques e querem depor o governo.

E quanto tempo vc acha que vai levar para chegar a um ponto desses?

Offline André Luiz

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.652
  • Sexo: Masculino
    • Forum base militar
Re: A questão dos índios no Brasil
« Resposta #23 Online: 20 de Abril de 2008, 23:16:09 »
O Brasil é o unico lugar do mundo em que reservas indigenas sao quase um "pequeno estado soberano"

Offline Wolfischer

  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.330
  • Sexo: Masculino
  • Que sono!
Re: A questão dos índios no Brasil
« Resposta #24 Online: 21 de Abril de 2008, 22:06:00 »
"O Brasil é o unico lugar do mundo em que reservas indigenas sao quase um "pequeno estado soberano""

Até que não, no Canadá foi formado um estado totalmente indígena (esquimó), o Nunavut.

Em Roraima, juntando todas as reservas indígenas (não apenas Raposa/Serra do Sol como já foi afirmado) chega-se a 46% do território em reservas.
A reserva Ianomami é ainda maior, delimitada há vários anos, e nunca deu motivo para se temer um separatismo, mesmo fazendo fronteira com a Venezuela.
Nas terras da Raposa/Serra do Sol quem não pode entrar é a Polícia Federal, impedida por meia dúzia de plantadores de arroz que recusaram a saída da reserva, outros milhares já saíram em paz.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!