Autor Tópico: Os "segredos" dos rosacruzes (AMORC)  (Lida 184283 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:Os "segredos" dos rosacruzes (AMORC)
« Resposta #450 Online: 03 de Abril de 2015, 00:06:59 »
Enjolras, o Happy Hippie Hemp Jesus.
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:Os "segredos" dos rosacruzes (AMORC)
« Resposta #451 Online: 03 de Abril de 2015, 02:04:40 »
Puxa vida, entrei neste tópico e acabei encontrando um pessoal mais cabeça dura que os próprios crentes... Já conheci evangélicos que eram muito mais abertos em debater diversos assuntos. Pior que ninguém aqui apresentou um argumento sequer convincente para tentar refutar as minhas experiências supostamente paranormais.
Olha, cara... isso aí soou tão desanimado que me comoveu...  Tá bom, façamos o seguinte: como vejo que afirmas ter capacidade de análise e solução para questões cripticas da antiguidade e do presente, talvez do futuro, vou colocar aqui uma coisa que, para mim, prossegue a intrigar. Não dou nenhuma relevância para "o mistério" das pirâmides, de Nazca, Páscoa (Ilha, moais...), essas curiosidades arqueoturísticas "fascinantes" todas. São colossais, artísticas, interessantes, mas não me impressionam. Consigo conceber formas de realizá-las, "todas", com os recursos técnicos supostos à época, "todas" porque com exceção de uma! É a que te direciono:

http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=23804.msg571946#msg571946

Se você me apresentar uma explicação convincente, coisa rara a me interessar em casos como essas, te levarei a sério; se me contar uma piada, gargalharei. A gargalhada será minha, mas porque a piada será sua. A vantagem é que, tanto num quanto noutro caso, receberás como brinde especial o privilégio de poder ler um agradecimento do próprio Cientista!

Como exemplo de respostas-piadas que já recebi, para sua referência:

http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=23804.msg777606#msg777606

Onde um rapaz daqui postou um vídeo muito engraçado usando o tema como argumento.

Se tiver alguma "explicação" nesse estilo, pode mandar também, não se acanhe, que eu vou gostar! Ou, quem sabe, me esclareces essa e apazigua a intranquilidade de um pequeno recinto da minha alma.


Bom, já te dei um estribo... faça belos estribilhos com o estribo ou...  monte no cavalo!

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:Os "segredos" dos rosacruzes (AMORC)
« Resposta #452 Online: 03 de Abril de 2015, 02:25:23 »
Boa noite, Cientista, tudo bem? Vou tentar, tá bom? Pelo que entendi, você quer saber como os Incas conseguiram alinhar perfeitamente aqueles grandes blocos de rocha, é isto?
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:Os "segredos" dos rosacruzes (AMORC)
« Resposta #453 Online: 03 de Abril de 2015, 02:51:43 »
Boa noite, Cientista, tudo bem? Vou tentar, tá bom? Pelo que entendi, você quer saber como os Incas conseguiram alinhar perfeitamente aqueles grandes blocos de rocha, é isto?
« Última modificação: 03 de Abril de 2015, 03:04:48 por Saint Germain »
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:Os "segredos" dos rosacruzes (AMORC)
« Resposta #454 Online: 03 de Abril de 2015, 03:10:51 »
Não tinha visto sua mensagem ainda. Voceu postou duas com um intervalo razoável entre elas. Percebeu?

Bom, não importa. A questão é que, sim, é isso mesmo! E há um alto grau de seriedade nisso para mim, pois é uma das poucas coisas do tipo, talvez a única... (não lembro de outra agora), que eu não consigo imaginar como faria com os recursos tecnológicos conhecida ou especulavelmente existentes à época, além de nenhum dos "esclarecimentos" a mim apresentados até hoje terem me convencido.

Vejamos o que você tem para isso.

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:Os "segredos" dos rosacruzes (AMORC)
« Resposta #455 Online: 03 de Abril de 2015, 03:15:12 »
Percebi, é que eu tinha falado bobagem e depois editei.

Você poderia me fazer um favor, eu só gostaria de saber qual a hipótese mais provável que você ouviu até hoje e se poderia citá-la brevemente para mim. É que eu preciso comparar primeiro.
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:Os "segredos" dos rosacruzes (AMORC)
« Resposta #456 Online: 03 de Abril de 2015, 03:22:06 »
A hipótese que me pareceu mais provável foi a de um documentário que já vi há tantos anos que não lembro mais a veiculação, em que se afirmou que os blocos não eram de rochas desbastadas mas feitos de argamassa. Só me pareceu mais provável pela facilidade de conformação das peças, entretanto houve uma contestação de que as rochas tinham identificação de origem geológica confirmada. Olha que eu nem me lembrava mais disso, já tinha desconsiderado essa, você me despertou a memória.

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:Os "segredos" dos rosacruzes (AMORC)
« Resposta #457 Online: 03 de Abril de 2015, 03:28:25 »
Os blocos, sendo de origem geológica então, foram posicionados e alinhados sem nenhum tipo de argamassa entre elas, correto? Isso era um padrão, ou eles usavam argamassa entre os blocos também em outras construções?
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:Os "segredos" dos rosacruzes (AMORC)
« Resposta #458 Online: 03 de Abril de 2015, 03:35:17 »
Outra coisa, você conhece algum estudo comparativo entre o posicionamento e alinhamento dos blocos da pirâmide de Quéops e os monumentos Incas? Já fizeram alguma análise comparando se os alinhamentos entre os blocos da grande pirâmide também eram tão perfeitos como os de Machu Picchu?
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:Os "segredos" dos rosacruzes (AMORC)
« Resposta #459 Online: 03 de Abril de 2015, 03:39:28 »
Os blocos, sendo de origem geológica então, foram posicionados e alinhados sem nenhum tipo de argamassa entre elas, correto? Isso era um padrão, ou eles usavam argamassa entre os blocos também em outras construções?
Sem nenhum tipo de argamassa de assentamento, com interfaceamentos irregulares aparentemente deliberados, de tamanhos diversos variando de algumas dezenas de litros a vários metros cúbicos de rocha e, o mais intrigante, de enorme precisão. Sem dúvida, era um padrão, pois mesmo que houvesse/haja exceções, nunca vi uma sequer.

Me pergunto porque você me faz tais perguntas... Não conheces essas construções incas?

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:Os "segredos" dos rosacruzes (AMORC)
« Resposta #460 Online: 03 de Abril de 2015, 03:42:41 »
Realmente não sei muito sobre esse assunto não, mas com o máximo possível de informações suas vou tentar te ajudar.
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:Os "segredos" dos rosacruzes (AMORC)
« Resposta #461 Online: 03 de Abril de 2015, 03:45:02 »
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Offline Pedro Reis

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.926
Re:Os "segredos" dos rosacruzes (AMORC)
« Resposta #462 Online: 03 de Abril de 2015, 03:46:26 »
Outra coisa, você conhece algum estudo comparativo entre o posicionamento e alinhamento dos blocos da pirâmide de Quéops e os monumentos Incas? Já fizeram alguma análise comparando se os alinhamentos entre os blocos da grande pirâmide também eram tão perfeitos como os de Machu Picchu?

Eu tenho uma curiosidade sobre isso.

Qual é o regime de erosão no lugar? Chove pouco, muito? Deve ventar bastante.

Onde eu moro há uma lagoa e fizeram um canal para comunicação com o mar. As margens do canal foram fixadas com pedras grandes. Muito pouco tempo depois, eu era criança ainda, quando eu brincava nessas pedras eu me lembrava desse lance dessas antigas estruturas no Peru. Talvez por causa do Eram Os Deuses Astronautas mesmo.

Mas eu me lembrava porque as pedras, que eram totalmente irregulares e amontoadas de qualquer jeito, muito pouco tempo depois já estavam se encaixando.

E isso devido ao próprio peso e a erosão. Acho que uns vinte anos depois de colocadas ali, algumas se encaixavam como se tivessem sido talhadas.

Então talvez, nessas estruturas, inicialmente o encaixe não fosse tão perfeito, mas com o tempo,  centenas de anos, a erosão fez seu trabalho.

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:Os "segredos" dos rosacruzes (AMORC)
« Resposta #463 Online: 03 de Abril de 2015, 03:47:22 »
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:Os "segredos" dos rosacruzes (AMORC)
« Resposta #464 Online: 03 de Abril de 2015, 03:51:56 »
Isso mesmo, Cientista, estamos chegando em algum lugar. Sempre que eu analiso os grandes monumentos da humanidade, de praxe eu procuro começar analisando quais eram as necessidades de cada povo e também o contexto geográfico dos mesmo. Isso aí, meu caro, não pode faltar de jeito nenhum numa análise dessas. As vezes a resposta mais óbvia se encontra nesses detalhes.
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Offline Pedro Reis

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.926
Re:Os "segredos" dos rosacruzes (AMORC)
« Resposta #465 Online: 03 de Abril de 2015, 03:53:07 »
Veja aquelas duas pedras no canto direito inferior como já estão encaixadas.

Essas pedras não foram entalhadas, foram simplesmente jogadas ali, com formatos irregulares.

Mas em pouco tempo já estavam se encaixando.


Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:Os "segredos" dos rosacruzes (AMORC)
« Resposta #466 Online: 03 de Abril de 2015, 03:55:24 »
Cientista, acho perfeitamente provável essa sugestão que você teve. Que brilhante insight! Realmente, quem pode nos dizer que tempos atrás esses blocos eram tão perfeitos assim? A geografia do local conta muito.
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Offline Pedro Reis

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.926
Re:Os "segredos" dos rosacruzes (AMORC)
« Resposta #467 Online: 03 de Abril de 2015, 03:56:58 »
Cientista, acho perfeitamente provável essa sugestão que você teve. Que brilhante insight! Realmente, quem pode nos dizer que tempos atrás esses blocos eram tão perfeitos assim? A geografia do local conta muito.

Sou eu que estou falando contigo. risos

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:Os "segredos" dos rosacruzes (AMORC)
« Resposta #468 Online: 03 de Abril de 2015, 03:58:44 »
hahaha, perdão. Bom, Pedro, ótima sugestão! Vamos esperar a opinião do Cientista.
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Offline Pedro Reis

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.926
Re:Os "segredos" dos rosacruzes (AMORC)
« Resposta #469 Online: 03 de Abril de 2015, 03:59:11 »
Mas você sabe como é o clima lá?

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Offline Pedro Reis

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.926
Re:Os "segredos" dos rosacruzes (AMORC)
« Resposta #471 Online: 03 de Abril de 2015, 04:03:41 »
Veja, pelo link que passou, em Cusco há uma estação das chuvas.

Offline Pedro Reis

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.926
Re:Os "segredos" dos rosacruzes (AMORC)
« Resposta #472 Online: 03 de Abril de 2015, 04:05:05 »
A erosão desgasta os pontos de contato entre as pedras, e com o tempo vão se assentando.

Essas pedras que eu te mostrei na imagem - as pedras da lagoa - são pequenas comparadas às de Cusco.

Offline Alquimista

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.724
Re:Os "segredos" dos rosacruzes (AMORC)
« Resposta #473 Online: 03 de Abril de 2015, 04:08:53 »
Caramba, olhando algumas fotos dos muros dessas construções Incas, os alinhamentos mais perfeitos parecem que foram feitos como se tivessem simplesmente esculpido sobre um único gigantesco bloco de rocha para passar a impressão de que alinharam vários blocos ali. Já nos alinhamentos não tão perfeitos, dá pra ver nitidamente que se trata de vários blocos que foram colocados ali.
"O Alquimista é o supremo alquimista alfa e o ômega das transmutações aurintelectofilosofais."

Offline Cientista

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.266
Re:Os "segredos" dos rosacruzes (AMORC)
« Resposta #474 Online: 03 de Abril de 2015, 04:10:40 »
Viu agora!


Meu caro, estou observando e já vendo aonde isso vai dar... o que não é diferente do que eu esperava, é fato!  hahahahaha...  Mas vamos ao que dizer, porque, vamos lá... à "opinião do Cientista" que esperas. (Mas é ele quem espera algo de ti!)

Outra coisa, você conhece algum estudo comparativo entre o posicionamento e alinhamento dos blocos da pirâmide de Quéops e os monumentos Incas? Já fizeram alguma análise comparando se os alinhamentos entre os blocos da grande pirâmide também eram tão perfeitos como os de Machu Picchu?
Não, não conheço.

Não sei, e depende do que seja "alinhamento perfeito", se de interface ou de eixos geométricos, mas não é o que importa:

O que quero saber é como cortaram e posicionaram aquelas coisas, e você está redirigindo a tarefa a mim, que não sei. Pensei que me darias a solução.



Isso mesmo, Cientista, estamos chegando em algum lugar. Sempre que eu analiso os grandes monumentos da humanidade, de praxe eu procuro começar analisando quais eram as necessidades de cada povo e também o contexto geográfico dos mesmo. Isso aí, meu caro, não pode faltar de jeito nenhum numa análise dessas. As vezes a resposta mais óbvia se encontra nesses detalhes.
Obviamente não é a mim que esse post se dirige (outro forista interceptou). Até porque eu jamais especularia uma surrealidade como essa. Os sítios e as disposições onde as estruturas se encontram não permitem. Além disso, aquilo não está há eras geológicas suficiente para esse trabalho erosivo, se tivéssemos a boa vontade mística de aceitar a possibilidade. Datam-se aquelas construções em incríveis 700 anos anos se lembro bem (posso estar esquecido).

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!