Autor Tópico: Esperanto encontra nova popularidade através da internet  (Lida 7911 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Christiano

  • Nível 15
  • *
  • Mensagens: 388
  • Sexo: Masculino
    • CBP+18
Esperanto encontra nova popularidade através da internet
« Online: 26 de Julho de 2008, 08:29:32 »
Citar
Esperanto encontra nova popularidade através da internet

Em tempos de globalização, internet ajuda no ressurgimento da língua planejada esperanto, considerada morta por muitos. Em Roterdã, na Holanda, esperantistas festejaram o centenário da Associação Universal do Esperanto.

A língua desenvolvida no final do século 19 com o intuito de contribuir para a paz mundial foi duramente combatida pela purgação estalinista e pela ideologia nazista no século 20. Seu principal revés, no entanto, aconteceu por outro motivo – a falta generalizada de interesse, sem falar da emergência do inglês como língua universal.

Mas ao se reunirem na cidade holandesa de Roterdã para o Congresso Mundial de Esperanto, no último final de semana, esperantistas não só celebraram o ressurgimento do interesse pela língua como também o fato de sua associação mundial completar cem anos de existência – um pouco desgastada, mas ainda em ação.

A língua deve seu florescimento ao mundo on-line

"A internet abriu novas possibilidades", afirmou Boris-Antoine Legault, um dos líderes esperantistas na América do Norte, acrescendo que o esperanto seria uma ferramenta fantástica como língua-ponte na internet.

Seja em blogs e fóruns, seja em tutoriais on-line, a internet permitiu ao esperanto alcançar um público maior que o habitual. Antes da web, aprender esperanto significava, geralmente, encomendar um livro de uma editora pouco conhecida ou talvez visitar um dos empoeirados escritórios de esperanto que ainda estão abertos em algumas grandes cidades.

É difícil estimar o número de pessoas que falam esperanto. De acordo com estimativas, o total varia de algumas centenas de milhares a 2 milhões. Apesar disso, foi freqüentemente anunciada a morte da língua que soa como uma mistura de espanhol, latim e um pouco de alemão. Mas os esperantistas formam um grupo entusiasmado e determinado que mantém sua língua viva.

Metas elevadas, tempos difíceis

Ludovic Lazarus Zamenhof, um oftalmologista de Bialystok, na Polônia, editou sua gramática do esperanto em 1887. Ele acreditava que uma segunda língua universal estimularia a compreensão internacional e a guerra se tornaria algo do passado. Nos primeiros anos, o esperanto teve muitos adeptos, principalmente entre a classe trabalhadora. A língua cresceu mais rapidamente na Rússia e no Leste Europeu, mas também na Europa Ocidental, nas Américas, na China e no Japão.

Regimes totalitários, no entanto, encararam com suspeita o esperanto. Adolf Hitler mencionou a língua em seu livro Minha Luta, dizendo que ela se tornaria a língua da assim chamada "conspiração judaica internacional" quando esta atingisse o domínio mundial, porque Zamenhof era judeu.

Stalin denunciou o esperanto como língua dos espiões e mandou executar esperantistas. Até 1956, o esperanto era considerado ilegal na antiga União Soviética.

Oposição afiada do francês

Após a Primeira Guerra Mundial, esperantistas trabalharam duro para promover sua língua, que quase foi declarada como modelo de língua universal neutra pela Liga das Nações. O esperanto, no entanto, enfrentou sentimentos nacionalistas que impediram sua maior aceitação. A resistência foi afiada principalmente na França, que via o papel do francês como língua internacional de comunicação ameaçado pelo arrivista artificial.

"Durante essa época, na década de 1920, o inglês começou a aumentar sua influência e a França tornou-se extremamente sensível quando se tratava de questões lingüísticas", disse Detlev Blanke, lingüista e pesquisador de esperanto de Berlim.

Ascensão

Após a Segunda Guerra Mundial, a língua vivenciou um curto período de florescimento, mas foi difícil resistir ao peso-pesado do inglês. Nos anos de 1960 e 1970, a língua fez algumas entradas na cultura popular. Em 1965, William Shatner, o capitão Kirk de Jornada nas Estrelas, estrelou a única película até hoje feita em esperanto, um filme de horror chamado Incubus.

Mas esperantistas e lingüistas como Blake sentem que existe razão para um otimismo cauteloso quanto ao futuro da língua. "Acho que, em conexão com uma melhor compreensão entre as pessoas, precisamos de uma política lingüística mais democrática, algo que não temos no momento na Europa", disse Blake, acrescendo que "nesse contexto, acredito que o interesse no modelo do esperanto está crescendo".

Enquanto sua meta de se tornar uma segunda língua universal parece ainda estar bem longe, uma cultura pequena mas promissora desenvolveu-se em torno da língua. Existe música em esperanto, livros e até mesmo o que poderia ser chamado de literatura, reconhecida oficialmente pelo grupo de escritores do PEN Clube.

Em breve, os britânicos estarão expostos como nunca à língua. A empresa Littlewoods Direct está usando esperanto num de seus anúncios de roupas na televisão. "Sabemos que a maioria das pessoas que assistirão ao comercial não compreenderá o que está sendo dito, mas a língua é tão bonita e elegante quanto nossas roupas", explicou o diretor de merchandising David Inglis, informando também que, para uma melhor compreensão, foram acrescentadas legendas.
 

DW (jam/ca)
Fonte: http://www.dw-world.de/dw/article/0,2144,3499611,00.html
"A ridícula situação de alguém que critica o que confessa nunca ter lido ou estudado, já é suficiente para desqualificar a sua crítica."
http://cbp18.ideaboard.net/

Offline uiliníli

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.107
  • Sexo: Masculino
Re: Esperanto encontra nova popularidade através da internet
« Resposta #1 Online: 26 de Julho de 2008, 19:40:07 »
Eu falo um pouquinho de Esperanto. Oscilo entre momentos de entusiasmo e de desprezo pela língua - e atualmente estou passando pela fase do desprezo... O idioma é simples (embora não tão simples quanto dizem) e bastante lógico, mas eu o considero tudo, menos "bonito e elegante", muito pelo contrário.

Mas o que me desanimou com os estudos é a comunidade esperantista, que só sabe conversar sobre Esperanto  :P .Também não gostava do antiamericanismo que encontrei nas comunidades esperantistas que conheci, sobretudo a Lernu e as do Orkut. Também é lugar comum que no Brasil Esperanto é praticamente "coisa de espírita" e todo o misticismo com que tratam a língua (segundo eles o trabalho de Zamenhof foi psicografado e a língua é falada no além) me desanimou de participar de um clube que conheci em minha cidade.

Tem uma tirinha no xkcd que resume bem meu estado de espírito: http://xkcd.com/191/ 
« Última modificação: 26 de Julho de 2008, 19:48:49 por uiliníli »

Offline Vito

  • Webmaster
  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.554
  • Sexo: Masculino
    • Realidade
Re: Esperanto encontra nova popularidade através da internet
« Resposta #2 Online: 26 de Julho de 2008, 19:56:26 »
Desvantagem essa língua esperanto quem são não-ouvintes e também que tem problema auditiva como eu. Em fonética e labial não dá entender MUITO BEM. Os sons são parecidos. Prefiro português e inglês.

Offline uiliníli

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.107
  • Sexo: Masculino
Re: Esperanto encontra nova popularidade através da internet
« Resposta #3 Online: 26 de Julho de 2008, 20:01:16 »
E em falar nessa tirinha do xkcd, uma lingua que eu me interessaria em aprender em algum momento seria Lojban. Tudo bem que e uma das coisas mais nerds que se pode fazer na vida, mas quem disse que isso e problema? :P

Está ali com o Klingon em nerdice :P  Mas eu já dei uma olhada na gramática do Lojban e é bem interessante!

Desvantagem essa língua esperanto quem são não-ouvintes e também que tem problema auditiva como eu. Em fonética e labial não dá entender MUITO BEM. Os sons são parecidos. Prefiro português e inglês.

Verdade. E até para quem escuta bem a fonética do Esperanto é complicada. Isso é ruim também para quem tem línguas maternas sem alguns dos sons usados.

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.671
Re: Esperanto encontra nova popularidade através da internet
« Resposta #4 Online: 27 de Julho de 2008, 17:19:30 »
Alguns espíritas acreditam que o esperanto será a língua universal daqui a uns 20 anos.

Offline uiliníli

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.107
  • Sexo: Masculino
Re: Esperanto encontra nova popularidade através da internet
« Resposta #5 Online: 27 de Julho de 2008, 18:37:45 »
Alguns espíritas acreditam que o esperanto será a língua universal daqui a uns 20 anos.


Então vamos sabotá-los :twisted:  Down with Esperanto!

Offline Felius

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.746
  • Sexo: Masculino
Re: Esperanto encontra nova popularidade através da internet
« Resposta #6 Online: 27 de Julho de 2008, 18:38:05 »
Alguns espíritas acreditam que o esperanto será a língua universal daqui a uns 20 anos.
Alguns cristaos acreditam que a terra tem 6000 anos...
"The patient refused an autopsy."

Offline Fenrir

  • Nível 28
  • *
  • Mensagens: 1.450
  • Sexo: Masculino
  • Cave Canem
Re: Esperanto encontra nova popularidade através da internet
« Resposta #7 Online: 30 de Julho de 2008, 23:05:17 »
Porque os espíritas invocaram com o Esperanto?

Dando uma guinada, explorem os links abaixo. Material de primeira.
http://www.ancientscripts.com/
http://www.omniglot.com/
"Heaven and Earth are not benevolent;
They treat the myriad of creatures as straw dogs"
― Laozi

"No testimony is sufficient to establish a miracle, unless the testimony be of such a kind, that its falsehood would be more miraculous, than the fact, which it endeavors to establish"
― David Hume

“Never argue with an idiot. They will drag you down to their level and beat you with experience.”
― Mark Twain

Offline uiliníli

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.107
  • Sexo: Masculino
Re: Esperanto encontra nova popularidade através da internet
« Resposta #8 Online: 31 de Julho de 2008, 00:35:07 »
Porque os espíritas invocaram com o Esperanto?

Por causa de uma coincidência histórica: um dos pioneiros do espiritismo no Brasil, Francisco Valdomiro Lorentz, foi quem trouxe o Esperanto para cá. E além disso eles se identificaram com a ideologia de "fraternidade internacional" do movimento esperantista.

Offline FxF

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.720
  • Sexo: Masculino
  • Yohohoho!
Re: Esperanto encontra nova popularidade através da internet
« Resposta #9 Online: 01 de Agosto de 2008, 02:11:30 »
Porque um fenômeno real parece se influenciar pela cultura regional, algo típico de um fenômeno imaginário?

Offline Lion

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.994
  • Sexo: Masculino
Re: Esperanto encontra nova popularidade através da internet
« Resposta #10 Online: 27 de Agosto de 2008, 11:19:15 »
Alguns espíritas acreditam que o esperanto será a língua universal daqui a uns 20 anos.


Acreditam mesmo, eles também acreditam que no plano astral, espiritual ou sei lá onde..... o esperanto é ensinado nas faculdades....  não precisa rir não cara, é isso mesmo, ensinado nas faculdades lá no outro mundo   :ghost:

Offline Zibss

  • Nível 28
  • *
  • Mensagens: 1.482
Re: Esperanto encontra nova popularidade através da internet
« Resposta #11 Online: 29 de Agosto de 2008, 19:25:07 »
Aprender klingon deve ser mais útil.
Esperanto=idioma do Hopi Hari:

Citar
O Hopês é um idioma simples desenvolvido para o parque Hopi Hari, com palavras de poucas flexôes, que são mistura de várias línguas (espanhol, francês, inglês, alemão e holandês, porém sua primeira impressão é que parece com o papiamento, uma língua crioula), lembrando bastante o português e soando de longe o esperanto. Não possui as letras Q, X, e Y. No parque está a venda o dicionário Hopês-Português da Editora Melhoramentos.

Algumas expressões mais usadas:

    * Tchauí Tchau Tchau - Tchau
    * Danki - Obrigado
    * Oiê - Oi
    * Kuanto ki tikitaki? - Que horas são?
    * Vendinovu - Volte Sempre
    * Click Click - Fotografia
    * Mi ké hangá! - Estou com fome
    * Bom bini - Bem-vindo
    * Tivi la - eu-fui
    * Aribabiba - Viva a vida com alegria!
    * Hopi hari - Muito riso e alegria.
    * Berçário - Trocadeiro

http://pt.wikipedia.org/wiki/Hopi_Hari#Hop.C3.AAs:_O_idioma
 :histeria: :histeria: :histeria: :histeria:
« Última modificação: 29 de Agosto de 2008, 19:28:12 por Mr. Hammond »

Offline Zibss

  • Nível 28
  • *
  • Mensagens: 1.482
Re: Esperanto encontra nova popularidade através da internet
« Resposta #12 Online: 30 de Agosto de 2008, 11:50:32 »
Esperanto é tão útil e importante quanto  a língüa do P.

Offline Luis Dantas

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.195
  • Sexo: Masculino
  • Morituri Delendi
    • DantasWiki
Re: Esperanto encontra nova popularidade através da internet
« Resposta #13 Online: 30 de Agosto de 2008, 12:04:55 »
Não seria o caso de renomear ou até mesmo dividir o tópico?
Wiki experimental | http://luisdantas.zip.net
The stanza uttered by a teacher is reborn in the scholar who repeats the word

Em 18 de janeiro de 2010, ainda não vejo motivo para postar aqui. Estou nos fóruns Ateus do Brasil, Realidade, RV.  Se a Moderação reconquistar meu respeito, eu volto.  Questão de coerência.

Offline Luis Dantas

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.195
  • Sexo: Masculino
  • Morituri Delendi
    • DantasWiki
Re: Esperanto encontra nova popularidade através da internet
« Resposta #14 Online: 30 de Agosto de 2008, 12:06:37 »
Esperanto é tão útil e importante quanto  a língüa do P.

Huh?

Mesmo que fosse verdade (e talvez até seja, já que você está subestimando o papel pedagógico da língua do P), de que adianta dizer isso assim?
Wiki experimental | http://luisdantas.zip.net
The stanza uttered by a teacher is reborn in the scholar who repeats the word

Em 18 de janeiro de 2010, ainda não vejo motivo para postar aqui. Estou nos fóruns Ateus do Brasil, Realidade, RV.  Se a Moderação reconquistar meu respeito, eu volto.  Questão de coerência.

Offline Fenrir

  • Nível 28
  • *
  • Mensagens: 1.450
  • Sexo: Masculino
  • Cave Canem
Re: Esperanto encontra nova popularidade através da internet
« Resposta #15 Online: 30 de Agosto de 2008, 13:14:37 »
Não seria o caso de renomear ou até mesmo dividir o tópico?

Concordo 100%
Ja falamos mais de linguistica, latim e outras linguas que Esperanto por aqui.
"Heaven and Earth are not benevolent;
They treat the myriad of creatures as straw dogs"
― Laozi

"No testimony is sufficient to establish a miracle, unless the testimony be of such a kind, that its falsehood would be more miraculous, than the fact, which it endeavors to establish"
― David Hume

“Never argue with an idiot. They will drag you down to their level and beat you with experience.”
― Mark Twain

Offline uiliníli

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.107
  • Sexo: Masculino
Re: Esperanto encontra nova popularidade através da internet
« Resposta #16 Online: 30 de Agosto de 2008, 14:23:37 »
Também acho legal dividir. O Esperanto está tão sem moral que não está merecendo atenção nem em seu próprio tópico, coitado :P

Offline Hold the Door

  • Editores
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.656
  • Sexo: Masculino
Re: Esperanto encontra nova popularidade através da internet
« Resposta #17 Online: 30 de Agosto de 2008, 17:30:58 »
O tópico foi dividido. Continuem a discussão sobre línguas aqui:

http://clubecetico.org/forum/index.php/topic,17361.0.html
Hold the door! Hold the door! Ho the door! Ho d-door! Ho door! Hodoor! Hodor! Hodor! Hodor... Hodor...

Offline uiliníli

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.107
  • Sexo: Masculino
Re: Esperanto encontra nova popularidade através da internet
« Resposta #18 Online: 30 de Agosto de 2008, 18:46:22 »
Ĉu iu volas paroli pri Esperanto? Ĉu ne? Bone, mi jam suspektis tion...

Offline Eremita

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.806
  • Sexo: Masculino
  • Ecce.
Re: Esperanto encontra nova popularidade através da internet
« Resposta #19 Online: 01 de Setembro de 2008, 19:21:20 »
Legal. Um tópico só pra falar mal do Esperanto :evil:







Ok, tendo feito minha zoaçãozinha básica, tô esperando algum esperantista aparecer por aqui e postar link para o tal "reações adversas ao Esperanto". Então, acho interessante colocar aqui por que não gosto do Esperanto. Isso não quer dizer, de forma alguma, que acho que o Esperanto deva ser extinto; longe disso, é mais um idioma, oras.

Vamos lá.

1)Fonotáticas. Permite-se CCVCC no Esperanto, e as duas últimas consoantes podem ser quase qualquer coisa, exceto talvez h.
2)Tamanho das palavras: idiomas com fonotáticas muito livres, como o inglês, tendem a ser monossilábicos. O Esperanto tem fonotáticas demasiado livres e, entretanto, quase não permite monossílabos.
3)Alguém me explica pra que as distinções singular/plural e nominativo/acusativo sendo obrigatórias????
4)Há realmente alguma distinção útil entre advérbio e adjetivo?
5)Para quem advoga o acusativo para liberar a ordem das palavras: não é mais fácil, e simples, colocar uma ordem das palavras estrita (SVO por exemplo) e se livrar das terminações?
6)Por que o sexo masculino como padrão? Por que não fazer o epiceno ser padrão, e caso seja relevante, a opção de se marcar masculino/feminino?
7)Construção aglutinante leva a palavras desnecessariamente gigantescas, e não é lá muito simples. Em compensação, isolante é fácil de assimilar a falantes de qualquer idioma, e leva a palavras mais curtas.
8)Vogais temáticas é uma bela forma de pedir "só façam rima pobre" no idioma. E não vale a pena estragar os fins de palavras com isso, sendo que há outros marcadores possíveis para se saber o que é "sujeito", "atributo" (adjetivo/advérbio) e "ação". P.ex., ordem de palavras.
9)Diacríticos são uma palhaçada. E a "gambiarra do x", além de anti-estética, leva a palavras escritas gigantescas.
10)Por que /ts/ merece ser considerado como um fonema, e /dz/ não? (dica: olhe a palavra edzo, "marido", em esperanto). Juntem o ponto 9 com o 10 e a iluminação lhes ocorrerá.
11)Por amor a Darwin, Huxley e Haldane: Tirem a µ€®ð@ do artigo definido!!!
12)Trabalhar com proto-formas, para palavras mais "antiga", dá vantagem a uma ampla gama de falantes; usar palavras como "birdo" (pássaro), só dá vantagem a quem fala um idioma em específico.


Um muito em off:

Desvantagem essa língua esperanto quem são não-ouvintes e também que tem problema auditiva como eu. Em fonética e labial não dá entender MUITO BEM. Os sons são parecidos. Prefiro português e inglês.

Engraçado: reparei que você tem problemas auditivos pela sua forma de escrita. Ou, dizendo mais claramente, "reparei que você usa com freqüência sistemas não-lineares de comunicação" (por exemplo, língua de sinais).

É interessante como os sinais, por exemplo, parecem dar uma liberdade maior à comunicação que não existe na fala e na escrita. A fala verbal é obrigatoriamente linear --- você não pode falar duas palavras ao mesmo tempo; e a escrita é embasada na fala. Já no caso dos sinais, perde-se essa "amarra" da linearidade, pois é bastante possível fazer dois sinais ao mesmo tempo. Já notou que você, às vezes, parece usar essa deslinearidade na escrita?

Sinceramente, acho que pra qualquer um que saiba sinais, a escrita "padrão" deve parecer muito chata e monótona. :biglol:
(Me corrija se eu estiver errado em alguma das minhas afirmações ::) )

Ok, ok, prometo que este será meu último em off aqui. Acho que 90% das divisões de tópicos no CC ultimamente são culpa minha :|
« Última modificação: 01 de Setembro de 2008, 20:23:29 por Eremita »
Monoteísmo é a hidra de Lerna. Con Kolivas estava certo sobre o desktop. Prozac não deixa tudo melhor. Aquiles devia ter escolhido os dois destinos, juntos. Coração sentimental + mente cética = aflição. Sou responsável pelo que digo, não pela sua interpretação sobre o que digo.

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.671
Re: Esperanto encontra nova popularidade através da internet
« Resposta #20 Online: 02 de Setembro de 2008, 07:20:10 »
O esperanto se baseia na (ou sofre a influência da) pronúncia do dialeto polonês materno de Zamenhof, daí suas esquisitices.

Além disto, é eurocentrista, ignorando Ásia, África, Oriente Médio e povos nativos das Américas.

Se viesse a ser falado universalmente, provavelmente acabaria se fragmentando em dialetos e depois em línguas distintas.

Offline Eremita

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.806
  • Sexo: Masculino
  • Ecce.
Re: Esperanto encontra nova popularidade através da internet
« Resposta #21 Online: 03 de Setembro de 2008, 03:02:14 »
O esperanto se baseia na (ou sofre a influência da) pronúncia do dialeto polonês materno de Zamenhof, daí suas esquisitices.
Mais precisamente, de Bialstok (esse "l" deveria ser cortado).

Além disto, é eurocentrista, ignorando Ásia, África, Oriente Médio e povos nativos das Américas.

[esperantista]
...hum... err... ah, o Esperanto é aglutinante, como o turco. Logo, ele não ignora a Ásia!!!!
[/esperantista]

Falando sério: um idioma cujas fontes de palavras sejam somente indo-européias não pode se dizer lá muito mais universal que o inglês, não?

[esperantista]
"Olhe a palavra gejsxo! Foi emprestada do japonês!"
[/esperantista]
E no inglês, também. Assim como sashimi, sushi, e outros termos que são locais.

Entretanto, termos que teoricamente abrangem a maior parte da população humana, são todos indo-européios. Mais especificamente, indo-européios da Península Européia! Alguém aí sabe alguma coisa que o Esperanto emprestou do Hindi ou do sânscrito?

Se viesse a ser falado universalmente, provavelmente acabaria se fragmentando em dialetos e depois em línguas distintas.
Quer um nome para um dos dialetos? Ido :P

A idéia de um idioma programado para ser amigável com dialetos, mas impedí-los de se tornarem idiomas distintos é interessante, entretanto. Há alguma forma de se fazer isso?
Monoteísmo é a hidra de Lerna. Con Kolivas estava certo sobre o desktop. Prozac não deixa tudo melhor. Aquiles devia ter escolhido os dois destinos, juntos. Coração sentimental + mente cética = aflição. Sou responsável pelo que digo, não pela sua interpretação sobre o que digo.

Offline Eremita

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.806
  • Sexo: Masculino
  • Ecce.
Re: Esperanto encontra nova popularidade através da internet
« Resposta #22 Online: 06 de Setembro de 2008, 20:10:31 »
Ah, mais uma coisa.

Citar
Em breve, os britânicos estarão expostos como nunca à língua. A empresa Littlewoods Direct está usando esperanto num de seus anúncios de roupas na televisão. "Sabemos que a maioria das pessoas que assistirão ao comercial não compreenderá o que está sendo dito, mas a língua é tão bonita e elegante quanto nossas roupas" , explicou o diretor de merchandising David Inglis, informando também que, para uma melhor compreensão, foram acrescentadas legendas.
Tolkien só não se inspirou no Esperanto (e não no Hattusa) pra criar o idioma dos orcs... porque o Esperanto ainda não existia.

Nota mental: quando eu passar por London, não usar roupas dessa grife. :evil:
Monoteísmo é a hidra de Lerna. Con Kolivas estava certo sobre o desktop. Prozac não deixa tudo melhor. Aquiles devia ter escolhido os dois destinos, juntos. Coração sentimental + mente cética = aflição. Sou responsável pelo que digo, não pela sua interpretação sobre o que digo.

Offline Vito

  • Webmaster
  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.554
  • Sexo: Masculino
    • Realidade
Re: Esperanto encontra nova popularidade através da internet
« Resposta #23 Online: 06 de Setembro de 2008, 23:02:44 »
Engraçado: reparei que você tem problemas auditivos pela sua forma de escrita. Ou, dizendo mais claramente, "reparei que você usa com freqüência sistemas não-lineares de comunicação" (por exemplo, língua de sinais).

É interessante como os sinais, por exemplo, parecem dar uma liberdade maior à comunicação que não existe na fala e na escrita. A fala verbal é obrigatoriamente linear --- você não pode falar duas palavras ao mesmo tempo; e a escrita é embasada na fala. Já no caso dos sinais, perde-se essa "amarra" da linearidade, pois é bastante possível fazer dois sinais ao mesmo tempo. Já notou que você, às vezes, parece usar essa deslinearidade na escrita?

Sinceramente, acho que pra qualquer um que saiba sinais, a escrita "padrão" deve parecer muito chata e monótona. :biglol:
(Me corrija se eu estiver errado em alguma das minhas afirmações ::) )
Claro, tento imaginar o que eu falo. :biglol:

Falando a escrita. Mas, pode ser muito chata demais. Como eu tenho que aprender a gramática do português e não muito.
E agora para falar as mãos de sinais e se escrever, tudo começa transcrição (Ela só tem verbo infinito e precisa outra?) da sua cabeça é porque ela só tem seu sinal com a palavra. Se quer para português do brasil, assim tem que traduzir e falar outra pessoa ouvinte também.

Na verdade, não aprendi Libras na escola e não sou especialista sobre isto. Sim, com os amigos que me ensinaram. Assim aprende muito rápido e paciência.
Alguns eles mal sabem escrever muito bem, pior, alguns são preguiçosos memorizar os seus vocabulários e porque alguns eles preferem os sinais e não as suas palavras. Na boa, tem ler informação como os livros, revistas, jornais tudo ajuda, mas e os sinais? também tem que aprender né? Hehehe.

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.671
Re: Esperanto encontra nova popularidade através da internet
« Resposta #24 Online: 07 de Setembro de 2008, 11:26:27 »
Tolkien só não se inspirou no Esperanto (e não no Hattusa) pra criar o idioma dos orcs... porque o Esperanto ainda não existia.
Hmmm... sei não. O esperanto começou a ser criado em 1887, enquanto que Tolkien criou seu universo ao longo do século XX.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!