Autor Tópico: Sobre o método Paulo Freire  (Lida 7117 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.


Offline Cinzu

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.241
Re:Sobre o método Paulo Freire
« Resposta #51 Online: 31 de Maio de 2019, 08:41:37 »
Ainda não li, mas parece que não há equiparação possível entre Freire e Carvalho.

No vídeo que postei é afirmado que Freire é um dos intelectuais mais citados do Brasil, mundo afora, o que imagino não ser só por desmiolados teóricos de conspiração e etc. Supostamente o seu método de alfabetização (que eu mesmo afirmei me parecer questionável, ainda que possa ser um "atalho" ou "muleta" útil) sendo bastante eficiente para educação de adultos e etc. Enquanto Olavo de Carvalho vende curso de alquimia na internet ensinando a curar dor de cabeça olhando através do olho de um gato.

O texto não faz essa comparação. A comparação foi minha só pra escancarar a falta de coerência e inteligência dos que usam Paulo Freire para atacar a esquerda ao mesmo tempo em que idolatram um velho gagá que só fala bobagens e chega a defender conspirações de terra plana, geocentrismo e criacionismo.

O destaque a Paulo Freire é válido, ele de fato foi reconhecido academicamente pelas mais variadas universidades mundo afora e não há como negar isso. Foi o brasileiro com maior número de citações acadêmicas no exterior, e está entre os autores mais citados do mundo. Além do êxito no mundo acadêmico, Paulo Freire também teve sucesso prático em alfabetização e escolarização.

A crítica, por outro lado, se dá pelos seguintes pontos:

- Paulo Freire usava seu repertório para militância política. Sua devoção ao Marxismo era clara, e seus escritos eram um mix de sua experiência em educação com apologias comunistas;

- A experiência de Paulo Freire é sobretudo empírica. Experiência pessoal baseado em seus cases de educação por onde passou. Seu método é criticado por carecer de evidências científicas e o autor aponta falhas ao ampliá-lo a todas áreas do conhecimento, em especial a matemática;

- A academia brasileira considera Paulo Freire soberano, inquestionável e conclusivo. A incapacidade de filtrar o que ele profere mostra uma idolatria cega incapaz até mesmo de extrair o que Paulo Freire possivelmente tinha de bom. Como consequência, acabamos por ter uma literatura rasa que somente reproduz Freire, indo no sentido contrário do que próprio pregava, que é o debate de ideias e a educação continuada. Enquanto o mundo avança, ficamos presos a uma única ideia, que além de não ter progredido, também não foi questionada.
"Não é possível convencer um crente de coisa alguma, pois suas crenças não se baseiam em evidências; baseiam-se numa profunda necessidade de acreditar"

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.209
  • Sexo: Masculino
Re:Sobre o método Paulo Freire
« Resposta #52 Online: 31 de Maio de 2019, 10:27:52 »
No vídeo do "meteoro" tem um trecho de uma entrevista em que Freire nega ser comunista, diz apenas não ser anti-comunista (tal como Bolsonaro).

Não duvido nada que haja muita coisa rasa que faz sucesso só porque acham algo bonito. Havendo tanto os mais genuinamente movidos por serem tocados emocionalmente por isso, como aqueles que tentam se aproveitar disso de maneira mais oportunista.

Ainda não li o texto, mas me inspirando no título e no pouco que vi sobre Freire, algo como propor um ensino de matemática simplificado, remedial, pragmático, que não deixaria de ser útil mesmo não sendo o "ótimo", mas que poderia ser resumido em menos de dez páginas, e então acrescentar um livro todo em torno disso, cheio de lamúrias e clamores em nome dos oprimidos, sobre sua opressão e suas lutas, só para "lacrar."

Isso sem falar na possibilidade da parte didática em si poder talvez ser desnecessariamente e mesmo contra-produtivamente embebida em teorias de opressores e oprimidos e etc e tal, o que pessoas de certa propensão ideológica provavelmente resistirão a admitir. Vem alguém com uma alternativa que funciona melhor para o mesmo fim, mas extirpada de toda a coisa de opressor e oprimido, mas ainda assim funcionando melhor até como "ferramenta para libertação do oprimido" (por desenvolver melhor a habilidade em si), mas acabando sendo rejeitada só porque perde essa narrativa central doutrinária. Talvez até caracterizada como "ferramenta de opressão," na verdade (meio como quando esquerdistas atacam a soluções privadas pelo aspecto de "mercadorização de direitos," mesmo se a iniciativa privada estiver na prática efetivando melhor aos direitos das pessoas, mesmo dos mais pobres).

Ao mesmo tempo, me parece que a maior parte da crítica deve ter uma raiz olavo-carvalhista, e/ou que no mínimo deveria tentar se dissociar ao máximo de qualquer similaridade acidental com isso, se pretende passar por bloqueios reflexivos desenvolvidos a partir de recorrente exposição a esses clichês papagaiados por quem só assiste esses youtubers e/ou forma automaticamente opiniões completas a partir de pouquíssima informação quando alguém é associado a marxismo/esquerdismo. Mesmo o que eu coloquei é uns 90% apenas hipotético a partir de padrões esquerdóides de vieses de raciocínio, sem tocar no que talvez fosse o cerne da coisa, argumentavelmente independente desse aspecto ideológico.

Offline Posthuman

  • Nível 04
  • *
  • Mensagens: 49
Re:Sobre o método Paulo Freire
« Resposta #53 Online: 15 de Agosto de 2019, 21:33:21 »
Desconhecia quase que completamente as ideias do Paulo Freire até ver este vídeo, é assustador:


 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!