Autor Tópico: Lingüística  (Lida 58150 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Fenrir

  • Nível 28
  • *
  • Mensagens: 1.450
  • Sexo: Masculino
  • Cave Canem
Re:Lingüística
« Resposta #550 Online: 30 de Abril de 2018, 19:19:18 »
Ha algum tempo vi uma moça no metrô que falava um "tipo" por minuto

"deu ruim", já ouviram essa?
"Heaven and Earth are not benevolent;
They treat the myriad of creatures as straw dogs"
― Laozi

"No testimony is sufficient to establish a miracle, unless the testimony be of such a kind, that its falsehood would be more miraculous, than the fact, which it endeavors to establish"
― David Hume

“Never argue with an idiot. They will drag you down to their level and beat you with experience.”
― Mark Twain

Offline André Luiz

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.622
  • Sexo: Masculino
    • Forum base militar
Re:Lingüística
« Resposta #551 Online: 30 de Abril de 2018, 21:30:15 »
Ha algum tempo vi uma moça no metrô que falava um "tipo" por minuto

"deu ruim", já ouviram essa?


De uns 2 anos pra cá eu comecei a ouvir essa também.

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.668
Re:Lingüística
« Resposta #552 Online: 01 de Maio de 2018, 07:41:35 »
Ha algum tempo vi uma moça no metrô que falava um "tipo" por minuto

"deu ruim", já ouviram essa?


De uns 2 anos pra cá eu comecei a ouvir essa também.
Esta existe há pelo menos 5 anos.

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.668
Re:Lingüística
« Resposta #553 Online: 01 de Maio de 2018, 07:42:35 »
Outra coisa que se vê cada vez mais nas redes sociais é eliminar o "r" do infinitivo dos verbos.

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.668
Re:Lingüística
« Resposta #554 Online: 01 de Maio de 2018, 10:27:08 »
Citar
Habilidade de aprender idiomas continua alta até os 18 anos, diz pesquisa

Estudo do MIT mostra, no entanto, que começar uma nova língua depois dos 10 reduz chance de proficiência

Comunicar-se em um novo idioma é um desafio para qualquer pessoa, mas uma pesquisa publicada na revista científica "Cognition" revelou que a capacidade de aprender uma língua permanece alta por mais tempo que o esperado, indo até os 17 ou 18 anos. O estudo feito pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) mostrou também que as chances de ter sucesso na tarefa é maior se você começar a se dedicar a outro idioma até os 10 anos de idade.

A pesquisa destaca que é quase impossível que uma pessoa alcance a proficiência semelhante a de um nativo da língua caso inicie os estudos de outro idioma após os 10 anos de idade. A partir dos 10 anos até os 18, as pessoas ainda têm uma alta capacidade de aprender qualquer língua, mas como têm um período menor de aprendizagem até suas capacidades cognitivas começarem a diminuir isso faz com que elas não consigam atingir o nível de proficiência de um nativo.

— Se você quer ter um conhecimento da gramática inglesa semelhante ao de um nativo, deve começar por volta dos 10 anos. Não vemos muita diferença entre as pessoas que começam a aprender desde o nascimento e as que começam aos 10 anos, mas começamos a ver um declínio depois isso — Joshua Hartshorne, que conduziu o estudo como trabalho de pós-doutorado no MIT.
https://oglobo.globo.com/sociedade/habilidade-de-aprender-idiomas-continua-alta-ate-os-18-anos-diz-pesquisa-22641489

Offline André Luiz

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.622
  • Sexo: Masculino
    • Forum base militar
Re:Lingüística
« Resposta #555 Online: 01 de Maio de 2018, 21:14:32 »
Mas pra linguagem técnica será que muda muito?

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.668
Re:Lingüística
« Resposta #556 Online: 16 de Junho de 2018, 13:29:17 »
Como as línguas que falamos influenciam o modo como vemos o mundo:

https://www.ted.com/talks/lera_boroditsky_how_language_shapes_the_way_we_think
 
Nota: com legendas em várias línguas

Offline O Babuíno de Madame Blavatsky

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 242
  • Sexo: Masculino
  • πάντα ῥεῖ
Re:Lingüística
« Resposta #557 Online: 18 de Junho de 2018, 00:04:23 »
Como as línguas que falamos influenciam o modo como vemos o mundo:

https://www.ted.com/talks/lera_boroditsky_how_language_shapes_the_way_we_think
 
Nota: com legendas em várias línguas
Fernando Silva, obrigado por compartilhar!
O Deus único escolheu para Si um único santuário: o coração do homem. Eis o templo onde este deve adorá-Lo; os templos exteriores são apenas as avenidas desse templo invisível. Não há necessidade de teurgia, de adesão a um culto exterior. Não é a mudança de lugar terrestre que nos é útil e sim a mudança de lugar espiritual. A evolução espiritual não requer deslocamento geográfico, mas deslocamento psíquico e o despertar de qualidades inerentes, as quais trazemos desde sempre em nós.

SURSUM CORDA

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.463
Re:Lingüística
« Resposta #558 Online: 19 de Junho de 2018, 22:13:14 »
Como as línguas que falamos influenciam o modo como vemos o mundo:

https://www.ted.com/talks/lera_boroditsky_how_language_shapes_the_way_we_think
 
Nota: com legendas em várias línguas
Fernando Silva, obrigado por compartilhar!

Alías...que gata... :ok:

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 35.666
  • Sexo: Masculino
Re:Lingüística
« Resposta #559 Online: 19 de Junho de 2018, 22:32:45 »
Dialeto vêneto

Moradores de Veneza protestam contra a invasão de turistas e os problemas que eles causam.

É tecnicamente uma outra língua da Itália, não dialeto do italiano, mas desenvolvimento independente a partir do latim, como o português. A Itália é uma unificação de vários países com idiomas semelhantes, dentre eles também córsego, lombardo, e sardenho. Assim como o "espanhol" propriamente dito é castelhano (e não catalão, galego, basco, etc), o italiano propriamente dito é toscano. Ou vice-versa, argumentariam os defensores das outras línguas como tão nacionais quanto estas que tomam o nome do país.







É possível rastrear o surgimento de uma gíria?

Aconteceu alguma em 2014 que as pessoas começaram a usar "tô de boa" e "dar um rolê".

Não me lembro o que era usado antes pra estas mesmas situações,  acho que é assim que a língua vai se modificando  :hihi:

Eu lembro de ouvir "ir num rolé" como sinônimo de passeio, mas nos anos 90 e no Rio de Janeiro

Rolê como "passeio" indefinido já ouvia desde os anos 90. "Estar de boa", "numa boa", etc definitivamente desde os anos 80. A poupança Bamerindus que o diga.

Offline André Luiz

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.622
  • Sexo: Masculino
    • Forum base militar
Re:Lingüística
« Resposta #560 Online: 20 de Junho de 2018, 22:34:41 »
Eu ouvia nos anos 90 como rolé, com agudo, já a do Bamerindus era " continua numa boa", acho


Offline Gauss

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.847
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Lingüística
« Resposta #562 Online: 21 de Junho de 2018, 21:09:11 »
Dialeto vêneto

Moradores de Veneza protestam contra a invasão de turistas e os problemas que eles causam.

É tecnicamente uma outra língua da Itália, não dialeto do italiano, mas desenvolvimento independente a partir do latim, como o português. A Itália é uma unificação de vários países com idiomas semelhantes, dentre eles também córsego, lombardo, e sardenho. Assim como o "espanhol" propriamente dito é castelhano (e não catalão, galego, basco, etc), o italiano propriamente dito é toscano. Ou vice-versa, argumentariam os defensores das outras línguas como tão nacionais quanto estas que tomam o nome do país.

[...]

No Brasil, os imigrantes italianos no RS desenvolveram uma variação  do vêneto, o Talian.
https://pt.wikipedia.org/wiki/Talian
“A matemática é a rainha das ciências.”
Carl Friedrich Gauss.


Offline Gauss

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.847
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Lingüística
« Resposta #564 Online: 21 de Junho de 2018, 21:23:38 »
Nem fazia idéia. Socialismo fabiano isso.
Sim, mas o patriota e conservador Vargas (ou seria ele revolucionário e pai dos pobres?) nos salvou deste mal (destes, pois os marxistas culturais teuto-brasileiros e nipo-brasileiros também tiveram as suas culturas comunistas quase varridas do mapa).
“A matemática é a rainha das ciências.”
Carl Friedrich Gauss.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 35.666
  • Sexo: Masculino
Re:Lingüística
« Resposta #565 Online: 22 de Junho de 2018, 07:35:42 »
Apenas por pouco tempo! Segundo a "wikipédia", este "idioma" bastardo, que não é nem o original do país de origem nem o local, é até ensinado em escolas públicas, para crianças em idade de formação! Kit-boiolla!

Primeiro você ensina que é correto e normal ser bilíngue ("uiuiui, olhe para mim, eu falo mais de uma língua, como sou sofisticado, chique, ulalá"), e então fica preparado o terreno para a pessoa achar ser correto ser bi-qualquer coisa!!!

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.668
Re:Lingüística
« Resposta #566 Online: 22 de Junho de 2018, 08:20:56 »
Apenas por pouco tempo! Segundo a "wikipédia", este "idioma" bastardo, que não é nem o original do país de origem nem o local, é até ensinado em escolas públicas, para crianças em idade de formação! Kit-boiolla!
Essa língua que resulta da mistura da língua local com a dos imigrantes é chamada pidgin a princípio, quando parece apenas um quebra-galho temporário, e criolo quando se firma como língua permanente, mas vamos ter que arranjar outro nome porque senão os politicamente corretos vão nos acusar de racismo.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!