Autor Tópico: Inteligência artificial  (Lida 4328 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 32.387
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Inteligência artificial
« Resposta #100 Online: 30 de Maio de 2016, 20:50:20 »
Acho que o argumento de Searle, se for o que estou pensando, é uma aposta numa "especificidade funcionalista", sem no entanto tentar delinear que propriedades físicas específicas da neuroquímica ou biologia seriam críticas ao funcionalismo, e irreprodutíveis com outros materiais.

Pode calhar de ser verdade, por alguma eventual propriedade única essencial da neuroquímica/"neurofísica", mas também pode calhar de ser algo como dizer que abrigos ou carroças só podem ser construídos de madeira.

Offline Sdelareza

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 133
Re:Inteligência artificial
« Resposta #101 Online: 30 de Maio de 2016, 21:46:17 »
Você poderia imaginar dispositivos eletrônicos que funcionam com outra coisa além de eletricidade?

Acho que dispositivos biológicos possuem características próprias pela presença de carbono (apesar de constituir 18% da composição química do corpo humano)

"O carbono é um dos elementos mais importantes para a vida. Mediante ligações de carbono, que podem formar-se e romper-se com uma mínima quantidade de energia se possibilita o dinamismo da química em nível celular."

http://www.batanga.com.br/47/12-elementos-quimicos-do-corpo-humano
« Última modificação: 30 de Maio de 2016, 21:54:29 por Sdelareza »

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 32.387
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Inteligência artificial
« Resposta #102 Online: 30 de Maio de 2016, 22:06:11 »
Não sei se entendi a relevância da questão. Acho que pela "analogia hidráulica"*, uma boa parte das coisas eletrônicas poderiam funcioanar hidraulicamente, embora fosse muitas vezes algo virtualmente inviável, perdendo muito em desempenho, que se fizesse mais para conseguir aparecer num livro de recordes ou algo assim. Mas algumas coisas seriam mesmo impossíveis de se obter perfeita equivalência funcional. Apesar do "diamagnetismo", você não geraria um "aquo-ímã" proporcional (ou qualquer) como faria com eletricidade. Mas poderia perfeitamente trocar o ímã por algo que fizesse o mesmo, e teoricamente poderia ser "sempre" assim, até se esbarrar em algo que fosse mesmo inalcançável senão por fluxo de elétrons. Também não conheço forma de fazer qualquer espécie de lâmpada hidráulica, incandescente ou de qualquer tipo.

E com essa analogia eu estou argumentando tanto a favor quanto contra a perspectiva de Searle, é mais ou menos neutra, embora já mais favorável que a de madeira e carroça. Ela é levada algo para "menos" favorável se nos lembramos que mesmo os organismos vivos usam o desequilíbrio de elétrons ("eletricidade"?) como energia.


* https://en.wikipedia.org/wiki/Fluidics
http://inquisition.ca/en/info/artic/ordineau.htm
The Pattern On The Stone: The Simple Ideas That Make Computers Work - the fluid computer

Offline Sdelareza

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 133
Re:Inteligência artificial
« Resposta #103 Online: 30 de Maio de 2016, 22:42:56 »
Você pode ter uma lâmpada a gás. A iluminação noturna nas cidades começou com gás, até ser trocada pela eletricidade.

Steven Pinker é psicólogo e linguista, então presumo que ele é leigo em física e química e não faz muito sentido para ele a noção
de equivalência funcional.

Rhyan

  • Visitante
Re:Inteligência artificial
« Resposta #104 Online: 31 de Maio de 2016, 15:47:20 »
Já estão criando computadores com neurônios.

Offline Wallchs

  • Nível 01
  • *
  • Mensagens: 19
  • Sexo: Masculino
  • "Eu não quero aprender, eu Quero Saber!
Re:Inteligência artificial
« Resposta #105 Online: 09 de Junho de 2016, 16:05:55 »
Só para trazer um pouco mais de argumentos a discussão, hoje em dia já temos algoritmos para quase tudo, por exemplo, hoje já temos um algoritmo que produz o mesmo efeito da Teoria da Evolução, porém ele é usado em apenas algumas coisas como no caso em que vi, numa busca em banco de dados onde ele executava a busca e depois fazia uma auto analise do seu próprio código e refazia pequenos trechos para que o resultado da busca fosse mais preciso. Há também um bom exemplo porém não de consciência mas o Watson o supercomputador da IBM nela já tem algoritmos que fazem com que ele aprenda determinada coisa e aplique há uma conversa ou como já vimos ele agora até fala palavrão por que deixaram ele ler e aprender algumas coisas na internet, o grande problema de hoje em relação a isto é entender como o nosso cérebro funciona para isso seja repassado para um computador, já temos algumas linguagens de programação alto nível para fazer este tipo de trabalho, mas ainda não o suficiente para fazer um AI consciente tudo isso por que exige um alto nível de processamento. Em um dos bons casos em tentar simular um cérebro humano temos o supercomputador do japão: http://www.c3sl.ufpr.br/c3sl/news/supercomputador-k-simula-1-do-cerebro-humano.

Em que nessa simulação se levou 40 minutos em tempos computacionais para fazer apenas 1 segundo de simulação, a nível consciência ainda fica muito difícil porém em nível de processamento em termos de cálculos por segundo estamos chegando próximo eu disse próximo ao cérebro humano porém ainda temos um longo caminho pela frente.

Offline Sdelareza

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 133
Re:Inteligência artificial
« Resposta #106 Online: 24 de Junho de 2016, 23:30:45 »
Comparar um cérebro com um computador eletrônico seria como comparar um computador eletrônico com um computador mecânico.
Um não vai se equiparar ao outro.

No século 19, Charles Babbage arriscou boa parte de sua fortuna para financiar um super computador mecânico, que
não resultou em nada. Podemos arriscar o mesmo para construir um "cérebro" eletrônico?

Um computador atual nada mais é que um "fantasma" na máquina, já que ele apenas obedece às instruções codificadas
por alguém de fora. Seria aquilo algo parecido ao dualismo proposto por Descartes (uma mente fora do corpo)?

A grande maioria dos neurocientistas (ou filósofos da mente como Searle) são monistas (afirmam que a mente é associada ao corpo).

Então deveriamos usar um hardware que permite "criar" programas? Mas que não enxerga ou processa apenas 01011011100101011001, pois é necessário bem mais para enxergar e compreender os objetos ou símbolos que nós cercam






Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 32.387
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Inteligência artificial
« Resposta #107 Online: 27 de Agosto de 2016, 16:34:38 »
Não existe analogia entre computador+software e dualismo: o software e a execção são ainda materiais, tal como a atividade cerebral e "memórias".

Os cérebros também apenas obedecem a progração codificada vinda "de fora", ou "de fábrica", não há diferença fundamental nesse aspecto.


Como é que a sinalização neuronal permitiria a cérebros algo inalcançável de ser reproduzido binariamente? Sinais analógicos já seriam suficientemente análogos ao codificado em padrões de atividade neural?



Me parece ser mais questão de "resolução" do sinal, mais do que haver uma diferença qualitativa intrínseca que faça um padrão inerentemente inferior ao outro.

http://www.extremetech.com/extreme/144248-neuristors-the-future-of-brain-like-computer-chips


Offline Sdelareza

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 133
Re:Inteligência artificial
« Resposta #108 Online: 01 de Novembro de 2016, 23:14:44 »
Acredito que um computador consciente deveria ter a mesma plasticidade que o cérebro, e não
ser uma máquina com circuitos fixos como os atuais.
Ou seja, ele deve ter a capacidade de se remodelar em funções das experiências ou lesões.

No cérebro, as células nervosas danificadas não podem ser reconstituídas. Mas novas redes neuronais podem
se formar para substituir as regiões lesionadas.

Seria a mente guiada por um dualismo de propriedade? Segundo essa teoria, embora não existe outra substância
além do cérebro, este é dotado de um conjunto especial de propriedades.
Há aqueles que dizem que os eventos físicos determinam nossas ações e outros que afirmam que são as propriedades mentais (desejos, decisões) que causam nossas ações.

Se isso é verdade, deveríamos talvez criar um processador com um material ou substância bastante diferente
dos outros componentes.

Rhyan

  • Visitante
Re:Inteligência artificial
« Resposta #109 Online: 02 de Novembro de 2016, 01:32:16 »
O pessoal confunde muito processamento com inteligência própria e autoconsciência.

Aproveitando...

Google’s Neural Machine can translate nearly as well as a human
http://www.zmescience.com/science/gnmt-translator-22434/

AI do Google consegue criar sistema próprio de encriptação
https://canaltech.com.br/noticia/curiosidades/ai-do-google-consegue-criar-sistema-proprio-de-encriptacao-83117/

Microsoft's new breakthrough: AI that's as good as humans at listening... on the phone
http://www.zdnet.com/article/microsofts-new-breakthrough-ai-thats-as-good-as-humans-at-listening-on-the-phone/

Offline Peter Joseph

  • Nível 20
  • *
  • Mensagens: 661
  • Sexo: Masculino
Re:Inteligência artificial
« Resposta #110 Online: 03 de Novembro de 2016, 18:11:24 »
Para os céticos em relação ao grande potencial da IA, parece que a DeepMind mais uma vez conseguiu o que parecia muito longe ou mesmo improvável: redes neurais estão conseguindo generalizar o seu conhecimento para executar diversas tarefas sem precisar reaprender tudo de novo:

In a historic moment for AI, computers gain ability to generalize learning between activities

Google creates AI program that uses reasoning to navigate the London tube

IA da Google usa computação neural para pensar como humanos
« Última modificação: 03 de Novembro de 2016, 18:16:29 por Peter Joseph »
"Não é sinal de saúde estar bem adaptado a uma sociedade doente."

Rhyan

  • Visitante
Re:Inteligência artificial
« Resposta #111 Online: 04 de Novembro de 2016, 15:55:54 »
O Watson da IBM que diga.

Offline Peter Joseph

  • Nível 20
  • *
  • Mensagens: 661
  • Sexo: Masculino
Re:Inteligência artificial
« Resposta #112 Online: 05 de Janeiro de 2017, 15:15:15 »
Em velocidade cada vez maior empregos de colarinho branco (que envolvem grau mais sofisticado de cognição), estão sendo automatizados:

Robô da IBM substitui 34 funcionários de empresa no Japão

O maior fundo de cobertura (hedge fund) do mundo está construindo um software para automatizar a gestão diária da empresas (cargos de gerência).

Tudo com tecnologia Watson da IBM. O que me pergunto é por que o Google ainda não criou um produto similar para concorrer com a IBM, visto que já possui um sistema avançado de deep learning desenvolvido pela Deep Mind.
« Última modificação: 05 de Janeiro de 2017, 15:20:02 por Peter Joseph »
"Não é sinal de saúde estar bem adaptado a uma sociedade doente."

Offline Sdelareza

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 133
Re:Inteligência artificial
« Resposta #113 Online: 20 de Janeiro de 2017, 18:20:51 »
Acho que para melhor definir a Inteligência Artificial, seria necessário definir onde
 a consciência se origina no cérebro.

Coisa que nem os neurocientistas parecem saber. Aqueles que acreditam no dualismo
 não dizem onde a alma interage com o cérebro (excetuando Descartes que definiu a
Glandula pineal). Aqueles que se definem monistas também não dizem em que parte
do cérebro nasce a consciência.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 32.387
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re:Inteligência artificial
« Resposta #114 Online: 21 de Janeiro de 2017, 16:06:02 »
A princípio, AI não tem nada a ver com esses conhecimentos específicos sobre consciência. De forma similar a que o estudo da inteligência humana a divide em N inteligências independentes, isso é ainda mais verdadeiro em inteligência artificial, onde podem fabricar inteligências muito específicas, altamente burras em qualquer outra coisa.

Dentro do monismo ("ou-quase") mainstrem, a consciência não é um fenômeno monolíticamente localizado numa parte do cérebro. A "consciência visual" depende de certas rotas, a "consciência de dor" depender de outras, etc. Ainda que possa haver centros dos quais tudo dependa, "rotatórias", além de um padrão de atividade organizado em geral (consciência versus epilepsia, ou tráfego fluindo versus engavetamentos em massa com aceleradores travados).

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!