Autor Tópico: Bombardeio israelense mata ao menos 160 em Gaza  (Lida 19333 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Dodo

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.304
Bombardeio israelense mata ao menos 160 em Gaza
« Online: 27 de Dezembro de 2008, 13:36:14 »
Citar
Bombardeio israelense mata ao menos 160 em Gaza

Pelo menos 160 pessoas morreram e centenas ficaram feridas por causa do bombardeio realizado neste sábado pelo exército israelense na Faixa de Gaza, onde as equipes de socorro trabalham para resgatar as vítimas presas sob os escombros.

O diretor do departamento de Saúde de Gaza, Moawiya Hassanain, disse à imprensa que o bombardeio deixou pelo menos 120 mortos e cerca de 200 feridos, enquanto fontes do Hamas, que controla o território, elevaram pouco depois o número de mortos para cerca de 140.

Além disse, o ataque israelense provocou a morte de 23 pessoas nas localidades próximas de Khan Yunis e Rafah, informou à agência EFE o encarregado para a América Latina do Fatah, Mohammed Odeh, que disse que, entre as vítimas fatais, está Taufiq Jaber, responsável da polícia do Hamas em Gaza.

A televisão local mostrou imagens da destruição de vários edifícios e a revolta da população, além de cenas de cadáveres com o uniforme preto do Hamas em meio aos escombros.

O movimento islâmico já anunciou que resistirá "até a última gota de sangue", segundo o porta-voz Fawzi Barhoum, cuja advertência coincidiu com a primeira informação do exército israelense sobre o ataque.

O Ministério da Saúde da Autoridade Nacional Palestina (ANP), na Cisjordânia, lançou uma chamada para que a população doe sangue, que será transferido, junto com remédios e ambulâncias, às áreas atingidas.

Pouco depois do bombardeio, o Egito abriu a passagem fronteiriça de Rafah para permitir a entrada de ajuda humanitária e a evacuação de doentes e feridos, informaram à agência EFE fontes de segurança egípcias.

Fontes do Hamas confirmaram que o bombardeio "em massa", realizado com caças-bombardeiros e helicópteros israelenses, danificou dezenas de edifícios de sua propriedade na cidade, muitos deles situados em áreas residenciais.

Estas fontes disseram que o ataque causou pânico entre a população e que, entre as áreas atingidas, estão o porto da cidade de Gaza e várias sedes das forças de segurança do Hamas.

Segundo testemunhas, pelo menos 30 mísseis foram lançados por caças-bombardeiros e helicópteros durante a operação militar israelense.

O bombardeio ocorre dois dias depois que o Governo israelense adotou a decisão de empreender uma operação militar em grande escala em Gaza, se os grupos armados palestinos continuassem com o lançamento de foguetes contra o território de Israel.

Segundo a imprensa israelense, a execução dessa intervenção militar aconteceria a partir de domingo, para dar tempo às autoridades egípcias de realizar uma última tentativa de mediação entre Israel e Hamas.

A mediação egípcia tinha o objetivo de renovar a trégua que as duas partes assinaram em junho e concluiu no último dia 19.

Fonte: http://noticias.terra.com.br/mundo/interna/0,,OI3414853-EI308,00-Exercito+israelense+lanca+bombardeio+sobre+Gaza.html
Você é único, assim como todos os outros.
Alfred E. Newman

Offline Dodo

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.304
Re: Bombardeio israelense mata ao menos 160 em Gaza
« Resposta #1 Online: 27 de Dezembro de 2008, 13:37:46 »
Citar
EUA pedem que Israel evite atingir civis em ataques

Os Estados Unidos pediram neste sábado que Israel evite baixas civis em seus ataques aéreos em Gaza, e afirmaram que o Hamas precisa interromper os ataques de morteiros a Israel para cessar a violência.

A Casa Branca não pediu para que Israel interrompa os ataques aéreos que mataram 160 pessoas nas Faixa de Gaza governada pelo Hamas, no dia mais sangrento para o povo palestino em mais de 20 anos.

"Os contínuos ataques de morteiros do Hamas em Israel precisam parar para interromper a violência. O Hamas precisa acabar com suas atividades terroristas se quiser ter um papel no futuro do povo palestino", afirmou o porta-voz da Casa Branca Gordon Johndroe.

"Os Estados Unidos pedem que Israel evite baixas civis em seus ataques ao Hamas em Gaza", afirmou ele.

Fonte: http://noticias.terra.com.br/mundo/interna/0,,OI3415108-EI308,00-EUA+pedem+que+Israel+evite+atingir+civis+em+ataques.html
Você é único, assim como todos os outros.
Alfred E. Newman

Offline Dodo

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.304
Re: Bombardeio israelense mata ao menos 160 em Gaza
« Resposta #2 Online: 27 de Dezembro de 2008, 13:38:37 »
Citar
Representante da UE pede trégua imediata em Gaza

O alto representante para Política Externa e Segurança Comum da União Européia (UE), Javier Solana, pediu neste sábado um cessar-fogo "imediato" entre israelenses e palestinos na Faixa de Gaza, e reivindicou das duas partes "a máxima contenção".

Em declaração lida à agência EFE por um porta-voz, Solana se declara "muito preocupado pelos eventos em Gaza".

"Fazemos uma chamada a um imediato cessar-fogo e pedimos a todos a máxima moderação", continua o chefe da diplomacia européia.

Segundo Solana, "é preciso fazer tudo o possível para retomar a trégua".

O chefe do Estado francês e presidente rotativo da União Européia (UE), Nicolas Sarkozy, também solicitou neste sábado a "interrupção imediata dos lançamentos de foguetes contra Israel e dos bombardeios israelenses sobre Gaza".

"Não existe uma solução militar em Gaza", acrescentou o presidente francês, que pediu uma "trégua duradoura", além de pedir contenção às partes.

Ainda na Europa, a Rússia também pediu que a violência entre Israel e Hamas acabe.

Segundo um comunicado oficial de Andrei Nesterenko, porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores russo, publicado no site ministerial, "Moscou considera necessário parar com urgência as ações de força maciças contra Gaza, que já causaram várias vítimas e sofrimentos à população civil palestina".

Pelo menos 160 pessoas morreram e várias centenas ficaram feridas devido ao bombardeio aéreo realizado hoje pelo Exército israelense em Gaza, como reação ao lançamento de foguetes por grupos armados palestinos contra Israel.

Fonte: http://noticias.terra.com.br/mundo/interna/0,,OI3415070-EI308,00-Representante+da+UE+pede+tregua+imediata+em+Gaza.html
Você é único, assim como todos os outros.
Alfred E. Newman

Offline Spitfire

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.530
  • Sexo: Masculino
Re: Bombardeio israelense mata ao menos 160 em Gaza
« Resposta #3 Online: 27 de Dezembro de 2008, 15:27:26 »
Eu não acredito que seja possível encontrar uma solução local, espontânea, para isto. Alguma representação internacional, composta com representantes da maioria das nações mundiais, deve intervir e puxar as orelhas dos dois lados... talvez seja necessário dar umas boas chineladas na bunda de cada um... infelizmente.   :(

Offline Ricardo RCB.

  • Nível 32
  • *
  • Mensagens: 2.226
  • Sexo: Masculino
Re: Bombardeio israelense mata ao menos 160 em Gaza
« Resposta #4 Online: 27 de Dezembro de 2008, 15:29:17 »
Eu não acredito que seja possível encontrar uma solução local, espontânea, para isto. Alguma representação internacional, composta com representantes da maioria das nações mundiais, deve intervir e puxar as orelhas dos dois lados... talvez seja necessário dar umas boas chineladas na bunda de cada um... infelizmente.   :(

2.

Infelizmente.
“The only place where success comes before work is in the dictionary.”

Donald Kendall

Offline Dodo

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.304
Re: Bombardeio israelense mata ao menos 160 em Gaza
« Resposta #5 Online: 27 de Dezembro de 2008, 16:52:19 »
Citar
Síria condena ataques em Gaza e pede cúpula árabe

O governo sírio condenou, neste sábado, os ataques aéreos israelenses na Faixa de Gaza, classificando-os de "crime bárbaro", e fez um apelo pela realização de uma cúpula árabe urgente.

"A Síria acompanha com grande preocupação a bárbara agressão israelense contra o povo palestino em Gaza e afirma que se trata de um crime horrível e de um ato terrorista", destacou o Ministério sírio das Relações Exteriores, em nota.

"A Síria faz um apelo à nação árabe e à comunidade internacional para que usem todos os meios possíveis para pressionar Israel para que ponha fim, imediatamente, a essa agressão, permita a hospitalização dos feridos e abra todas as passagens fronteiriças" com Gaza, destacou o comunicado. "A Síria, como presidente da Liga Árabe, exorta os dirigentes árabes a realizar uma cúpula urgente para examinar a situação perigosa em Gaza", acrescentou o texto.

O presidente iraniano, Mahmud Ahmadinejad, conversou por telefone com seu colega sírio, Bachar al-Assad, com quem falou sobre "o crime cometido" e "os meios para agir, por intermédio da Organização da Conferência Islâmica (OCI), para resistir à agressão lançada contra o povo palestino desarmado", informou a agência oficial de notícias síria, Sana.

Assad também fez um apelo ao emir do Qatar, xeque Hamad Ben Khalifa al-Thani, ao número um líbio, Muammar Kadhafi, e aos presidentes sudanês, Omar el-Bechir, iemenita, Ali Abdallah Saleh, e argelino, Abdelaziz Buteflika, para que organizem "uma cúpula urgente para examinar a perigosa situação na Faixa de Gaza", completou a agência Sana.

Fonte: http://noticias.terra.com.br/mundo/interna/0,,OI3415418-EI308,00-Siria+condena+ataques+em+Gaza+e+pede+cupula+arabe.html
Você é único, assim como todos os outros.
Alfred E. Newman

Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 23.867
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re: Bombardeio israelense mata ao menos 160 em Gaza
« Resposta #6 Online: 27 de Dezembro de 2008, 18:23:30 »
Tornar a região inteira radiotiva é uma idéia tão ruim? Quero dizer, ainda pdoeríamos extrair petróleo usando robôs...
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline Luiz Souto

  • Nível 33
  • *
  • Mensagens: 2.356
  • Sexo: Masculino
  • Magia é 90% atitude
Re: Bombardeio israelense mata ao menos 160 em Gaza
« Resposta #7 Online: 28 de Dezembro de 2008, 09:50:39 »
Citar
O sionismo volta a assassinar:
282 mortos e 900 feridos pelos F-16 de Israel
100 toneladas de bombas sobre uma população civil indefesa
cumplicidade da União Europeia no crime

Apelo da sociedade civil palestina:
"Cessar o massacre de Gaza – Boicotar Israel já!"

por BNC
Hoje, 27/Dezembro/2008,o exército israelense de ocupação cometeu um novo massacre em Gaza, matando e ferindo centenas de civis palestinos, inclusive um número ainda não estabelecido de escolares que retornavam da escala quando começaram os primeiros ataques israelenses. Este último banho de sangue, se bem que mais implacável que os anteriores, não é o primeiro perpetrado perpetrado pelo Estado sionista. Ele coroa meses de um sítio israelense contra Gaza que deveria ser amplamente condenado e sancionado como um acto de genocídio contra 1,5 milhão de palestinos que vivem naquela faixa costeira.

Gaza, 27 décembre 2008 (palestine-info.cc)

Israel parece querer marcar o seu 60º ano de existência da mesma maneira como se instalou – a perpetrar massacres contra o povo palestino. Em 1948, a maioria da população palestina autóctone sofreu uma limpeza étnica sendo expulsa dos seus lares e das suas terras, em parte por massacres como o de Deir Yassin. Hoje, os palestinos de Gaza, cuja maior parte é constituída por refugiados, não tem mesmo a opção de procurar refúgio em outro lado. Aprisionados por trás dos muros de um gueto e acuados à beira da fome pelo sítio, eles são os alvos fáceis dos bombardeamentos cegos de Israel.

O professor Richard Falk, relator especial do Conselho dos Direitos Humanos das Nações Unidas para os Territórios Palestinos Ocupados e professor emérito de direito internacional na Universidade de Princeton, descreveu nestes termos o cerca israelense de Gaza no ano passado, quando este ainda não era comparável em gravidade à situação actual:

"Será um exagero irresponsável associar o tratamento dos palestinos às práticas de atrocidades colectivas dos nazis? Não creio. Os recentes desenvolvimentos em Gaza são particularmente inquietantes porque exprimem de modo evidente uma intenção deliberada da parte de Israel e dos seus aliados de submeter toda uma comunidade humana a condições da maior crueldade que põem em perigo a sua vida. A sugestão de que este esquema de conduta é um holocausto em vias de ser feito representa um apelo bastante desesperado aos governos do mundo e à opinião pública internacional para que ajam com urgência a fim de impedir que estas tendências actuais ao genocídio não conduzam a uma tragédia colectiva".

O episódio mais brutal desta "tragédia colectiva" é o que vemos hoje

Os crimes de guerra de Israel e outras graves violações do direito internacional em Gaza, assim como no resto dos territórios palestinos ocupados, inclusive Jerusalém, não teriam podido ser cometidos sem a cumplicidade directa ou indirecta dos governos do mundo, em particular dos Estados Unidos, da União Europeia, do Egipto e de outros regimes árabes.

Enquanto o governo dos Estados Unidos sempre apadrinhou, financiou e protegeu da censura internacional as políticas do apartheid e coloniais de Israel contra a população autóctone da Palestina, a União Europeia mostrou-se incapaz no passado de apresentar uma cara de respeito pelo direito internacional e pelos direitos humanos universais. Esta distinção terminou efectivamente a 9 de Dezembro último, quando o Conselho da União Europeia decidiu por unanimidade recompensar o desprezo criminoso de Israel pelo direito internacional com a revalorização do Acordo de associado entre a UE e Israel. Este deduziu claramente, a partir desta decisão, que a UE tolera as suas acções contra os palestinos submetidos à sua ocupação. A sociedade civil palestina recebeu igualmente a mensagem: os governos europeus tornaram-se tão cúmplices dos crimes de guerra de Israel quanto o governo dos EUA.

A grande maioria dos governos do mundo, particularmente no Sul, têm igualmente uma parte da responsabilidade. Continuando como de costume a fazer negócios com Israel, por acordos comerciais, compras de armas, ligações universitárias e culturais, aberturas diplomáticas, ele forneceram a base necessária para a cumplicidade das potências mundiais e, em consequência, à impunidade de Israel. Além disso, a sua inacção na ONU é indesculpável.

O padre Miguel D'Escoto Brockman, presidente da Assembleia Geral da ONU, preconizou num discurso recente diante da Assembleia o único caminho moral a seguir pelas nações do mundo nas suas relações com Israel:

"Há mais de 20 anos, nós, as Nações Unidas, havíamos seguido a via da sociedade civil quando havíamos acordado que eram necessárias sanções para proporcionar meios de pressão não violentos contra a África do Sul a fim de que ela ponha fim às suas violências. Hoje deveríamos considerar seguir a via de uma nova geração da sociedade civil, que apela a uma campanha não violenta semelhante de boicote, de desinvestimento e de sanções para fazer pressão sobre Israel a fim de que ponha um fim às suas violações".

Agora, mais do que nunca, o Comité Nacional Palestino para o Boicote, o Desinvestimento e as Sanções (BNC) apela à sociedade civil internacional a que não se limite a protestar e condenar de diversas maneiras o massacre perpetrado por Israel em Gaza, mas a igualmente associar-se à campanha internacional de Boicote, Desinvestimento e Sanções contra Israel para por fim à sua impunidade e fazê-lo responsável por suas violações sistemáticas do direito internacional e dos direitos dos palestinos. Sem uma pressão sustentada e eficaz exercida pelas pessoas de consciência do mundo inteiro, Israel continuará a perpetrar gradualmente seus actos de genocídio contra os palestinos, enterrando toda perspectiva de uma paz justa no sangue e sob as ruínas de Gaza, Nablus e Jerusalém.

Comité Nacional Palestino para o Boicote, o Desinvestimento e as Sanções (BNC)
[Palestinian Boycott, Divestment and Sanctions National Committee, (BNC)]
Ramalá ocupada, Palestina
27 de Dezembro de 2008.

  • O Comité Nacional Palestino para o Boicote, o Desinvestimento e as Sanções (BNC) inclui as seguintes organizações:

Council of National and Islamic Forces in Palestine ; General Union of Palestinian Workers ; Palestinian General Federation of Trade Unions ; Palestinian Non-Governmental Organizations' Network (PNGO) ; Federation of Independent Trade Unions ; Union of Palestinian Charitable Organizations ; Global Palestine Right of Return Coalition ; Occupied Palestine and Golan Heights Advocacy Initiative (OPGAI) ; General Union of Palestinian Women ; Palestinian Farmers Union (PFU) ; Grassroots Palestinian Anti-Apartheid Wall Campaign (STW) ; Palestinian Campaign for the Academic and Cultural Boycott of Israel (PACBI) ; National Committee to Commemorate the Nakba ; Civic Coalition for the Defense of Palestinian Rights in Jerusalem (CCDPRJ) ; Coalition for Jerusalem ; and Palestinian Economic Monitor.

Ver também http://www.uruknet.de/?l=x&p=-6&size=1&hd=0

Texto original em inglês: http://www.bds-palestine.net/ ?q=node/235
Texto em francês: http://www.silviacattori.net/article646.html

Este texto encontra-se em http://resistir.info/ .
Se não queres que riam de teus argumentos , porque usas argumentos risíveis ?

A liberdade só para os que apóiam o governo,só para os membros de um partido (por mais numeroso que este seja) não é liberdade em absoluto.A liberdade é sempre e exclusivamente liberdade para quem pensa de maneira diferente. - Rosa Luxemburgo

Conheça a seção em português do Marxists Internet Archive

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.446
  • Sexo: Masculino
Re: Bombardeio israelense mata ao menos 160 em Gaza
« Resposta #8 Online: 28 de Dezembro de 2008, 11:27:17 »
Tornar a região inteira radiotiva é uma idéia tão ruim? Quero dizer, ainda pdoeríamos extrair petróleo usando robôs...

O problema é que se sobrar apenas um cara em pé de cada lado ainda assim vão brigar pela posse dos resíduos radioativos .

Não tem solução.


E a coisa promete feder mais:

http://noticias.terra.com.br/mundo/interna/0,,OI3416070-EI308,00-Gaza+Israel+convocara+mil+para+eventual+invasao.html

Israel convocará 6,5 mil soldados para eventual invasão por terra.
« Última modificação: 28 de Dezembro de 2008, 11:36:44 por Arcanjo Lúcifer »

Offline Diego

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.835
  • Sexo: Masculino
Re: Bombardeio israelense mata ao menos 160 em Gaza
« Resposta #9 Online: 28 de Dezembro de 2008, 12:05:50 »
Eu sou a favor de cair matando estes palestinos (os que estão na jihad, claro)

Israel demorou muito antes de realmente partir pra guerra.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 34.099
  • Sexo: Masculino
  • ...
Re: Bombardeio israelense mata ao menos 160 em Gaza
« Resposta #10 Online: 28 de Dezembro de 2008, 13:52:22 »
Citar
Será um exagero irresponsável associar o tratamento dos palestinos às práticas de atrocidades colectivas dos nazis? Não creio.

Pois é. Por pior que tenham sido, todos aqueles atentados com foguetes e homens-bomba dos judeus em cidades alemãs, que antecederam a segunda guerra não justificaram o que os nazistas fizeram.

Offline Luis Dantas

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.195
  • Sexo: Masculino
  • Morituri Delendi
    • DantasWiki
Re: Bombardeio israelense mata ao menos 160 em Gaza
« Resposta #11 Online: 28 de Dezembro de 2008, 14:52:27 »
Incrível que tanta gente esteja disposta a competir a um preço tão alto para ver quem é mais teimoso.

Deprimente.
Wiki experimental | http://luisdantas.zip.net
The stanza uttered by a teacher is reborn in the scholar who repeats the word

Em 18 de janeiro de 2010, ainda não vejo motivo para postar aqui. Estou nos fóruns Ateus do Brasil, Realidade, RV.  Se a Moderação reconquistar meu respeito, eu volto.  Questão de coerência.

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.102
Re: Bombardeio israelense mata ao menos 160 em Gaza
« Resposta #12 Online: 29 de Dezembro de 2008, 15:38:03 »
O erro de Israel é fazer exatamente o que o Hamas queria que fizessem: retaliar e produzir mártires.
Israel tinha que encontrar um meio de anular os terroristas sem transformá-los em coitadinhos.

Isto dito, por que a constante chuva de mísseis (iranianos) sobre Israel não é noticiada e basta Israel reagir para virar manchete?

Offline Dodo

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.304
Re: Bombardeio israelense mata ao menos 160 em Gaza
« Resposta #13 Online: 29 de Dezembro de 2008, 15:46:02 »
Isto dito, por que a constante chuva de mísseis (iranianos) sobre Israel não é noticiada e basta Israel reagir para virar manchete?

Você quer dizer mísseis lançados pelo Irã ou fabricados por ele?
Você é único, assim como todos os outros.
Alfred E. Newman

Offline Týr

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.126
  • Sexo: Masculino
  • ?
    • »Costa Advocacia«
Re: Bombardeio israelense mata ao menos 160 em Gaza
« Resposta #14 Online: 29 de Dezembro de 2008, 15:49:13 »
Isto dito, por que a constante chuva de mísseis (iranianos) sobre Israel não é noticiada e basta Israel reagir para virar manchete?

Você quer dizer mísseis lançados pelo Irã ou fabricados por ele?
E não dá no mesmo?

Offline Dodo

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.304
Re: Bombardeio israelense mata ao menos 160 em Gaza
« Resposta #15 Online: 29 de Dezembro de 2008, 15:56:15 »
E não dá no mesmo?

Então a lógica não seria Israel bombardear o Irã?
Você é único, assim como todos os outros.
Alfred E. Newman

Offline Dr. Manhattan

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.342
  • Sexo: Masculino
  • Malign Hypercognitive since 1973
Re: Bombardeio israelense mata ao menos 160 em Gaza
« Resposta #16 Online: 29 de Dezembro de 2008, 17:38:51 »
Tornar a região inteira radiotiva é uma idéia tão ruim? Quero dizer, ainda pdoeríamos extrair petróleo usando robôs...

Não seria má idéia*. Pena que não tem petróleo por lá... :(



*alerta de sarcasmo.
You and I are all as much continuous with the physical universe as a wave is continuous with the ocean.

Alan Watts

Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 23.867
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re: Bombardeio israelense mata ao menos 160 em Gaza
« Resposta #17 Online: 29 de Dezembro de 2008, 17:51:57 »
Tornar a região inteira radiotiva é uma idéia tão ruim? Quero dizer, ainda pdoeríamos extrair petróleo usando robôs...

Não seria má idéia*. Pena que não tem petróleo por lá... :(



*alerta de sarcasmo.

Melhor ainda...
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline André Luiz

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.370
  • Sexo: Masculino
    • Forum base militar
Re: Bombardeio israelense mata ao menos 160 em Gaza
« Resposta #18 Online: 30 de Dezembro de 2008, 08:33:55 »
E não dá no mesmo?

Então a lógica não seria Israel bombardear o Irã?

O Irã é um inimigo muito mais cascudo, as perdas israelenses seriam catastróficas, por isso eles preferem ficar batendo em bêbado

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.446
  • Sexo: Masculino
Re: Bombardeio israelense mata ao menos 160 em Gaza
« Resposta #19 Online: 30 de Dezembro de 2008, 11:53:18 »
E não dá no mesmo?

Então a lógica não seria Israel bombardear o Irã?

O Irã é um inimigo muito mais cascudo, as perdas israelenses seriam catastróficas, por isso eles preferem ficar batendo em bêbado

Ontem mesmo eu vi uma entrevista com um iraniano e um repórter americano falando sobre um possível ataque americano ou israelense ao Irã e em resumo foi dito o seguinte:

Se fizerem isso será uma coisa pior que a guerra ao Iraque pois o Irã tem aliados que entrariam na guerra tb.

Offline Týr

  • Nível 36
  • *
  • Mensagens: 3.126
  • Sexo: Masculino
  • ?
    • »Costa Advocacia«
Re: Bombardeio israelense mata ao menos 160 em Gaza
« Resposta #20 Online: 30 de Dezembro de 2008, 12:23:16 »
E não dá no mesmo?

Então a lógica não seria Israel bombardear o Irã?

O Irã é um inimigo muito mais cascudo, as perdas israelenses seriam catastróficas, por isso eles preferem ficar batendo em bêbado

Ontem mesmo eu vi uma entrevista com um iraniano e um repórter americano falando sobre um possível ataque americano ou israelense ao Irã e em resumo foi dito o seguinte:

Se fizerem isso será uma coisa pior que a guerra ao Iraque pois o Irã tem aliados que entrariam na guerra tb.
Conversa. Ninguém iria. Para que se indispor com os EUA?

Offline Diego

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.835
  • Sexo: Masculino
Re: Bombardeio israelense mata ao menos 160 em Gaza
« Resposta #21 Online: 30 de Dezembro de 2008, 12:25:07 »

Se fizerem isso será uma coisa pior que a guerra ao Iraque pois o Irã tem aliados que entrariam na guerra tb.

Ainda bem que o irã não tem bomba atômica.
Esse "aliado" que eu tenho medo que entre em jogo.

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.446
  • Sexo: Masculino
Re: Bombardeio israelense mata ao menos 160 em Gaza
« Resposta #22 Online: 30 de Dezembro de 2008, 12:39:59 »
E não dá no mesmo?

Então a lógica não seria Israel bombardear o Irã?

O Irã é um inimigo muito mais cascudo, as perdas israelenses seriam catastróficas, por isso eles preferem ficar batendo em bêbado

Ontem mesmo eu vi uma entrevista com um iraniano e um repórter americano falando sobre um possível ataque americano ou israelense ao Irã e em resumo foi dito o seguinte:

Se fizerem isso será uma coisa pior que a guerra ao Iraque pois o Irã tem aliados que entrariam na guerra tb.
Conversa. Ninguém iria. Para que se indispor com os EUA?


E porque não iriam se os EUA apóiam Israel que todos odeiam?

O Iraque que aparentemente seria algo mais fácil de resolver está  até hoje fazendo os EUA perder soldados e gastar uma fortuna.

Offline Diego

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.835
  • Sexo: Masculino
Re: Bombardeio israelense mata ao menos 160 em Gaza
« Resposta #23 Online: 30 de Dezembro de 2008, 12:41:30 »
Todos países palestinos odeiam Israel, não?

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 18.446
  • Sexo: Masculino
Re: Bombardeio israelense mata ao menos 160 em Gaza
« Resposta #24 Online: 30 de Dezembro de 2008, 12:43:00 »
Todos países palestinos odeiam Israel, não?

Acredito que sim, todos ou a grande maioria.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!