Autor Tópico: Brasil tem 'conceito infeliz' de que direitos humanos são 'para bandidos'  (Lida 36545 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline pehojof

  • Nível 18
  • *
  • Mensagens: 547
Re:Brasil tem 'conceito infeliz' de que direitos humanos são 'para bandidos'
« Resposta #450 Online: 23 de Junho de 2018, 14:44:51 »

Você poderia defender especificamente cada um dos casos de brutalidade policial?

https://metro.co.uk/2018/05/28/bikini-wearing-young-mother-body-slammed-and-beaten-by-police-on-beach-7583061/

O crime desta mãe que levou vários socos na cabeça foi beber álcool na praia e não querer dar o sobrenome, aparentemente. Não dá para imaginar o que não justificaria violência ainda maior, se isso é considerado válido.

Andar fora da faixa de pedestres, cadeia e um braço quebrado, deve estar de bom tamanho.

Sujeitinha atrevida:

She blew a negative test and then asked if ‘they did not have anything better to do with their time.

Mas pelo menos confessou:

She admitted she should have been more co-operative but the heavy handedness of the police meant she had to share the video.

Deve ter apanhado pouco ou nada dos pais, e a polícia é que tem completar a "educação", mas... espera... não, isso não funciona... e não mesmo! :(

Mas o mundo está isso, matéria escrita com depoimentos só dela e os policiais punidos por cumprirem o dever... :nojo:


Pelo visto você apoia a violência estatal.  Muito bom, marcou mais um ponto  no  grupo   de  extremistas direitistas.   :ok:

Que "violência estatal"? :!: :hein:
 Isso aí é mera ação policial contra uma delinquente, ela não é de vidro, [...]


O policial foi paternal com essa criança, dando nela uns tapas corretivos que ela precisava para tomar jeito. […]






Este é  mais um exemplo que mostra que  violência e  brutalidade  estatal  são dois  valores  que  vários  direitistas   tem  como positivos.


Mais uma vez um direitista mostra que é normal que uma pessoa  da ideologia  dele  considere o uso de força bruta e de violência estatal como coisas  corretas.


Valeu aí por confirmar mais uma vez os  tipos  de valores  que  muitas pessoas  da  sua  ideologia  tem.  Muito bom.


Espero que escreva mais posts mostrando que concorda e valoriza positivamente com o uso da força bruta e de violência por parte do Estado (especialmente em casos como desse tipo onde uma pessoa não estava iniciando agressão contra ninguém).



 :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok: :ok:

Mais uma vez um esquerdista prova que a normalidade esquerdista é manipular de modo sofista o que os contrários a eles dizem.

Mais um exemplo de um esquerdista se dando mal quando faz o que esquerdistas fazem: o policial foi afastado das ruas pelo Estado, que já é muito mais como os esquerdistas gostam do que como os normais (os que esquerdistas chamam de "direitistas" :wink:) gostam. Mas o esquerdista quer insistir em pôr na conta do Estado o ocorrido. Não dou parabéns ao Estado, que pra mim tá uma porcaria, só ao policial! :ok:

Os Estados esquerdistas que vocês amam cometem violências terríveis, e pessoas normais são obviamente contra.

Pessoas normais não têm nada contra violência, só contra crime, que é a violência específica praticada contra inocentes de bem e cumpridores de leis não criminosas.

Espero que escreva mais posts assim para se dar mal por si mesmo. :wink:

Pessoas normais são econômicas, então vou gastar só um :ok: :lol:
"Et quæ tanta fuit Romam tibi causa videndi?"
"Libertas, quæ sera tamen, respexit inertem,"

Offline Skeptikós

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 4.081
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Brasil tem 'conceito infeliz' de que direitos humanos são 'para bandidos'
« Resposta #451 Online: 23 de Junho de 2018, 14:48:25 »
O policial tinha o dobro do tamanho da mulher e ainda por cima contava com apoio de ao menos um parceiro pelo que eu vi no vídeo. E devido a pequena inflação cometida pela mulher e pela aparente ausência de ameaça oferecida por ela, a ação dele foi claramente um abuso da autoridade, era simples dete-la ali sem que para isso fosse necessário espanca-la como feito por este policial despreparado.
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar

Offline pehojof

  • Nível 18
  • *
  • Mensagens: 547
Re:Brasil tem 'conceito infeliz' de que direitos humanos são 'para bandidos'
« Resposta #452 Online: 23 de Junho de 2018, 14:50:23 »

A lei é a lei, pode ser boa ou não,




1) A primeira frase é uma mera tautologia;


2) Leis  que retirem  indevidamente  algum  justo  direito   individual  e/ou algum direito humano  são leis ilegitímas,   devem ser repudiadas.  O Estado e seus agentes estatais  não são senhores aos quais os cidadãos devem obediência.  Muito pelo contrário, o Estado e seus agentes devem se comportar como   servidores   dos cidadãos.   Pessoas que    servem  ,  não como senhores.

1) Não no contexto. :wink:

2) Exatamente o que eu disse com economia de palavras (pessoas normais são boas em economia :hihi: ). Que bom que concordamos! :lol:
"Et quæ tanta fuit Romam tibi causa videndi?"
"Libertas, quæ sera tamen, respexit inertem,"

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.241
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil tem 'conceito infeliz' de que direitos humanos são 'para bandidos'
« Resposta #453 Online: 23 de Junho de 2018, 15:41:24 »
O policial tinha o dobro do tamanho da mulher e ainda por cima contava com apoio de ao menos um parceiro pelo que eu vi no vídeo. E devido a pequena inflação cometida pela mulher e pela aparente ausência de ameaça oferecida por ela, a ação dele foi claramente um abuso da autoridade, era simples dete-la ali sem que para isso fosse necessário espanca-la como feito por este policial despreparado.

Veja pelo lado positivo. "Pelo menos ela não foi estuprada."


Jaywalking Jogger Arrested & Cops Say At Least We Didn't Rape Her

<a href="https://www.youtube.com/v/ncczhZht-oY" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/ncczhZht-oY</a>

<a href="https://www.youtube.com/v/rnQYRErRhbo" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/rnQYRErRhbo</a>


O problema do processo seletivo de policiais americanos é algo gravíssimo, ainda mais combinado ao incentivo à prisão pela indústria de prisões privadas, que estabelecem até cotas de prisão.

Offline AlienígenA

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.782
Re:Brasil tem 'conceito infeliz' de que direitos humanos são 'para bandidos'
« Resposta #454 Online: 25 de Junho de 2018, 18:05:17 »
Desviando do assunto, impressionante o despreparo físico/técnico do policiais. Quanta dificuldade para imobilizar uma mulher de pequena estatura, provável motivo do excesso/descontrole. Bom, sei lá, posso estar subestimando a força feminina, talvez pareça mais fácil do que é para um homem imobilizar uma mulher tão menor sem luta.  :?

Antes de mais nada, era preciso imobilizá-la? Ela representa uma ameaça que agentes do estado tem que ser pagos para conter?


Vamos por partes, Jack. Aqui, como ressaltei, estava apenas comentando algo que me chamou a atenção, além do fato em si.

Quanto ao mérito da questão, cabe à sociedade responder:
Especificamente:
1) O que diz essa lei - é proibido apenas o consumo ou também a posse (com o intuito de evitar o comércio, por exemplo)? Quais as penas previstas?
2) Por que essa lei existe? Por quem foi aprovada? Sob pressão de que grupo? Por que motivo? Com que intuito?
Genericamente:
3) Qual o papel da polícia? Fazer com que se cumpra a lei, toda e qualquer lei, por mais inócua, absurda ou estúpida que seja/pareça ser ou decidir arbitrariamente quando ou não intervir?
4) Qual o papel de cada um diante de uma lei da qual discorda? Infringi-la, confrontando o agente policial quando flagrado, conformar-se ou lutar por sua revogação, dentro das regras?

Porque, numa sociedade dividida por grupos com diferentes interesses, cada qual lutando por privilégios, isto é, leis específicas em vez de genéricas, o excesso policial é inevitável. Pois cada um se sente no direito de infringir aquilo que não lhe diz respeito enquanto cobra o que lhe interessa, colocando os agentes em permanente conflito com a sociedade, ou seja, como um inimigo em vez de um aliado desta, tanto ao cumprir quanto ao deixar de cumprir sua função.

Enfim, cabe à sociedade escolher entre maior tolerância e, consequentemente, maior liberdade ou maior coerção e suas consequências (de ambas).

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.241
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil tem 'conceito infeliz' de que direitos humanos são 'para bandidos'
« Resposta #455 Online: 25 de Junho de 2018, 21:01:06 »
Não vejo relevância de nada disso para o que eu coloquei, se "era preciso imobilizá-la". Talvez perguntar se "representa uma ameaça à sociedade que agentes do estado tem que ser pagos para conter" sugira só ignorar a lei, mas não pretendi deixar isso implícito, ainda que até seja mesmo argumentável no caso.

Se o policial já está lá para lidar com algo dessa natureza, bastante amena, é de se esperar que a forma de lidar seja compativelmente amena, qualquer que seja a eventual pena.

É indefensável que aquela abordagem seja a maneira correta de proceder, independente de se questionar a lei em si. É "power trip", não proteção da sociedade.


Offline AlienígenA

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.782
Re:Brasil tem 'conceito infeliz' de que direitos humanos são 'para bandidos'
« Resposta #456 Online: 26 de Junho de 2018, 00:05:12 »
Já eu não consigo desvencilhar uma coisa da outra. Concordo que é indefensável esse tipo de abordagem, mas me parece que há uma parcela considerável da sociedade daquele país que a defende, a mesma, suponho, que esse tipo de leis, voltadas para os costumes, privilegiam - uma das possíveis causas do problema. Enfim, para essa parcela possivelmente "era preciso imobilizá-la" por desacato à lei e à autoridade, pois é o tipo de coisa que "representa uma ameaça à sociedade que agentes do estado tem que ser pagos para conter". Tolerância zero.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.241
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil tem 'conceito infeliz' de que direitos humanos são 'para bandidos'
« Resposta #457 Online: 26 de Junho de 2018, 00:48:49 »
Nesse nível, a coisa deverá ter apenas uma aprovação ínfima, desprezível (em todos sentidos), mesmo que também reprovem o comportamento e reação da garota.

Mesmo a maior parte das pessoas que concorde que a garota deveria ser imobilizada e presa (o que não deve ser a maior parte das pessoas em geral, mas apenas a maioria daquelas de perfil conservador, naturalmente menos empático), deverá ver essa ação em particular como excessiva. Os que aprovam isso devem estar adentrando aquelas minorias bizarras como  confederados, neonazistas, trumpistas ferrenhos, ou indo muito nessas direções, sem necessariamente acatar os rótulos.

Offline AlienígenA

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.782
Re:Brasil tem 'conceito infeliz' de que direitos humanos são 'para bandidos'
« Resposta #458 Online: 26 de Junho de 2018, 01:35:00 »
Acho que você está sendo otimista. Esse me parece o tipo de coisa que o eleitor do Trump aprovaria. E do Bolsonaro. E do Lula. O perfil naturalmente menos empático é o intolerante, de qualquer dos lados, dependendo apenas de quem é que está apanhando.  :hein:

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.921
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil tem 'conceito infeliz' de que direitos humanos são 'para bandidos'
« Resposta #459 Online: 26 de Junho de 2018, 11:10:24 »
Acho que você está sendo otimista. Esse me parece o tipo de coisa que o eleitor do Trump aprovaria. E do Bolsonaro. E do Lula. O perfil naturalmente menos empático é o intolerante, de qualquer dos lados, dependendo apenas de quem é que está apanhando.  :hein:


Do Lula ?

Num primeiro momento me pareceu absurdo.  Mas, depois pensei um pouco mais e lembrei que  muito provavelmente a parte mais simples dos eleitores do Lula podem sim  ter uma tendência  autoritária. 

E daí vem aquela aparentemente estranha categoria de eleitores do tipo BolsoLula ou Lulanaro.   :hihi:



« Última modificação: 26 de Junho de 2018, 11:24:22 por JJ »

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.921
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil tem 'conceito infeliz' de que direitos humanos são 'para bandidos'
« Resposta #460 Online: 26 de Junho de 2018, 11:13:01 »

O voto 'BolsoLula': eleitores de Lula indicam Bolsonaro como segunda opção


RIO — Uma combinação ideologicamente improvável foi identificada pelo Datafolha, que divulgou no início do mês mais uma pesquisa de intenção de voto para a eleição presidencial de 2018: o voto “Lulanaro” ou “BolsoLula” —  o eleitor de Lula que votaria em Bolsonaro e vice-versa.



Restante no link:



https://oglobo.globo.com/brasil/o-voto-bolsolula-eleitores-de-lula-indicam-bolsonaro-como-segunda-opcao-21977329

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 27.228
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil tem 'conceito infeliz' de que direitos humanos são 'para bandidos'
« Resposta #461 Online: 26 de Junho de 2018, 11:19:51 »
Era o que faltava para a falência, o colapso absoluto do padrão ideológico de nosso sistema eleitoral.
Foto USGS

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.241
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil tem 'conceito infeliz' de que direitos humanos são 'para bandidos'
« Resposta #462 Online: 26 de Junho de 2018, 12:44:55 »
Acho que você está sendo otimista. Esse me parece o tipo de coisa que o eleitor do Trump aprovaria. E do Bolsonaro. E do Lula. O perfil naturalmente menos empático é o intolerante, de qualquer dos lados, dependendo apenas de quem é que está apanhando.  :hein:

É algum "otimismo", mas suspeito estar bem próximo da realidade. "Otimismo" deve ficar entre aspas pela vontade democrática não querer dizer muito sobre o que ocorre na prática.







http://www.pewsocialtrends.org/2017/01/11/behind-the-badge/

Talvez a porcentagem de pessoas que acham que os policiais sejam menos propensos a agir como deveriam se estiverem sendo filmados tenha dentre eles a maioria daqueles que apóia maior brutalidade, inclusive aquela que seria criminosa.

Offline AlienígenA

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.782
Re:Brasil tem 'conceito infeliz' de que direitos humanos são 'para bandidos'
« Resposta #463 Online: 26 de Junho de 2018, 13:47:02 »
Acho que você está sendo otimista. Esse me parece o tipo de coisa que o eleitor do Trump aprovaria. E do Bolsonaro. E do Lula. O perfil naturalmente menos empático é o intolerante, de qualquer dos lados, dependendo apenas de quem é que está apanhando.  :hein:

É algum "otimismo", mas suspeito estar bem próximo da realidade. "Otimismo" deve ficar entre aspas pela vontade democrática não querer dizer muito sobre o que ocorre na prática.

Talvez a porcentagem de pessoas que acham que os policiais sejam menos propensos a agir como deveriam se estiverem sendo filmados tenha dentre eles a maioria daqueles que apóia maior brutalidade, inclusive aquela que seria criminosa.

Dei apenas uma lida rápida no texto, mais tarde releio com calma, mas me chamou a atenção o fato de a maioria dos entrevistados, entre civis e militares, concordarem que o preconceito contra a polícia é um dos motivos para os protestos contra a morte de negros e ao mesmo tempo, também a maioria, entre os civis e militares, aprovar o uso de câmeras. Numa conclusão apressada, é como se isso servisse para confirmar aquilo, ou seja, as câmeras serviriam mais de proteção à polícia, contra o preconceito, do que à sociedade, contra o excesso policial. O que parece concordar com minha intuição sobre a vontade democrática.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.241
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil tem 'conceito infeliz' de que direitos humanos são 'para bandidos'
« Resposta #464 Online: 26 de Junho de 2018, 15:56:14 »
Citar
https://reason.com/poll/2014/10/10/poll-47-say-cases-of-excessive-force-by



[...] Nevertheless, majorities across all remain favorable toward their local law enforcement. However, African-American and Hispanic Americans are more likely than Caucasians to believe police abuse their authority and use force excessively. For instance, only 38 percent of white Americans believe excessive force in police departments is increasing, compared to 73 percent of African-Americans and 67 percent among Hispanics. Only 34 percent of Caucasians believe the police use lethal force unnecessarily, compared to 82 percent of African-Americans and 72 percent of Hispanics.

Differences in income cannot explain these race/ethnic disparities. Majorities of both lower and higher income nonwhite Americans say police abuse is on the rise and are just as likely to believe the police often use lethal force unnecessarily. However, lower income white Americans are more likely than middle class and higher income white Americans to perceive abuse of authority.

There are also regional differences in perception of police abuse. Fifty-four percent of those in urban areas say the police are too quick to use lethal force, compared to 35 percent of those in rural areas. Southerners are also more likely to say abuse is on the rise—52%—compared to only 38 percent of those in the Midwest.

Republicans don’t think excessive force is increasing: 54 percent say it hasn’t changed much, and fully 70 percent say the police only use lethal force when necessary. Democrats see things differently; 57 percent say cases of excessive force is on the rise and 61 percent say the police are too quick to use lethal force. Independents agree with Democrats’ perception that cases of excessive force are on the rise—52 percent. However, 50 percent believe the police only use lethal force when necessary while 40 percent think the police are too quick to use it. [...]


Gostaria que a pesquisa tivesse tentado distinguir melhor uma noção de o quanto as pessoas acham que força excessiva é essencialmente um problema isolado, local, ou algo que merece mais atenção, bem como o quanto imaginam ser a discrepância ou similaridade das mortes de civis por policiais nos EUA versus outros países desenvolvidos.

Offline AlienígenA

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.782
Re:Brasil tem 'conceito infeliz' de que direitos humanos são 'para bandidos'
« Resposta #465 Online: 27 de Junho de 2018, 10:07:40 »
Gostaria que a pesquisa tivesse tentado distinguir melhor uma noção de o quanto as pessoas acham que força excessiva é essencialmente um problema isolado, local, ou algo que merece mais atenção, bem como o quanto imaginam ser a discrepância ou similaridade das mortes de civis por policiais nos EUA versus outros países desenvolvidos.

Minha questão é outra. Reli o texto com mais calma e não sei se devido ao desânimo com o momento, o tribalismo que emergiu nos últimos tempos, não desfiz minha impressão. Até concordo que a maioria consideraria uso excessivo da força a abordagem em questão, minha dúvida é se essa mesma maioria a condenaria, sobretudo, dependendo de a que tribo o meliante pertence. Tenho muita impressão que a maioria das pessoas, conservadores e progressistas, as duas principais tribos, teria uma opinião diferente para cada situação - justificando o excesso no caso do meliante pertencer a tribo rival, condenando-o no caso de pertencer à mesma tribo.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.241
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil tem 'conceito infeliz' de que direitos humanos são 'para bandidos'
« Resposta #466 Online: 27 de Junho de 2018, 17:48:43 »
É complicado frasear isso de forma que não soe como uma espécie de "racismo reverso", mas o conservadorismo de fato é associado a racismo. Não significando que sejam todos racistas, apensas que mais comumente terão visões com maior sobreposição dentre todo o espectro "racistóide" de perspectivas.

Algo um pouco similar do outro lado será não exatamente racismo contra brancos (não que este seja completamente inexistente), mas menor senso de revolta por crimes, seja do estado ou de sociedade, contra alguns indivíduos brancos, se comparado ao padrão maior de racismo contra minorias, e, em algum grau, até maior tolerância ou "compreensão" ao racismo contra brancos, como uma "resposta natural" a uma longa história de injustiças e dos efeitos delas. Em alguns casos isso poderá chegar até em racionalização propriamente dita.

Ainda assim, esse análogo esquerdista não deverá ser na maior parte do tempo proporcional, sendo mesmo um problema mais típico do conservadorismo.



Colocando isso em situações mais concretas, conservadores têm maior tendência a ver como justificado o uso da força, de modo geral. Isso tenderá a ser reforçado se o alvo da força for negro ou outra minoria (mesmo por conservadores dentro desses grupos, mesmo que em menor grau), sem que as pessoas necessariamente sejam conscientes dessa diferença de perspectiva -- há estudos que mostram coisas como que as pessoas tendem a avaliar intuitivamente que um negro é mais forte que um branco do mesmo porte físico, e portanto o uso de força pode teoricamente ser visto como proporcional à força a que se contrapõe. Isso pode ser tanto o caso com os policiais que atuam nisso, ou quem avalia. Ou seja, não é necessariamente o caso de "isso mesmo, esses niggers/wetbacks têm mesmo é que levar porrada", embora também haverá aqueles que tem essa visão das coisas, declaradamente ou não.

E do outro lado, se violência excessiva é usada contra uma não-minoria, especialmente homem, isso já não é tão chocante a quem já denuncia a violência excessiva mais regular ou que é mais propagada pela mídia, e o aspecto "racial" diverso será minimizado por menos provavelmente ser racista, de modo geral, e por ser até uma bizarra "igualdade", ainda que de uma injustiça.

Eu acho que ativistas e "outlets" que se focam em questões de violência policial deveriam até tentar omitir ao máximo o aspecto racial da situação, falando sempre "homem/mulher é brutalmente espancado pela polícia por andar fora da faixa de pedestres", em vez de negro/negra. Deve meio que sappir-wolficamente ajudar a construir maior empatia, não desengatar a resposta de racionalização contra "histeria de quem vê racismo em tudo", que vai procurar coisas como a vítima da ação policial ter cometido qualquer outro deslize, ou mesmo um comportamento mais questionável, que embora ainda não fosse geralmente ser visto como justificativa se a pessoa não está ativamente procurando racionalizar.

Offline AlienígenA

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.782
Re:Brasil tem 'conceito infeliz' de que direitos humanos são 'para bandidos'
« Resposta #467 Online: 29 de Junho de 2018, 09:28:00 »
É complicado frasear isso de forma que não soe como uma espécie de "racismo reverso", mas o conservadorismo de fato é associado a racismo. Não significando que sejam todos racistas, apensas que mais comumente terão visões com maior sobreposição dentre todo o espectro "racistóide" de perspectivas.

Como racismo reverso? A extrema direita americana é declaradamente racista, sexista, homofóbica, representada por supremacistas, neonazistas e outras aberrações. Já os moderados, olhando de fora, pelo menos, parecem tolerar bem essa intolerância. E, claro, nada nunca se aplica a todos.

Já o alvo das esquerdas é disperso, simbolicamente representado pela zelite, herança histórica, mas sem relação com questão econômica atualmente - é mais uma guerra contra tudo que não é esquerda o bastante, indiferente de cor, sexo, credo, condição social. E também tem seus extremistas de estimação, como os ANTIFAS.

Citar
Algo um pouco similar do outro lado será não exatamente racismo contra brancos (não que este seja completamente inexistente), mas menor senso de revolta por crimes, seja do estado ou de sociedade, contra alguns indivíduos brancos, se comparado ao padrão maior de racismo contra minorias, e, em algum grau, até maior tolerância ou "compreensão" ao racismo contra brancos, como uma "resposta natural" a uma longa história de injustiças e dos efeitos delas. Em alguns casos isso poderá chegar até em racionalização propriamente dita.

Isso não se justifica, se ISSO não for apenas mais uma invenção da direita. Não consegui encontrar o tal NCVS, nem fontes, digamos, isentas (por aqui, por exemplo, isso foi noticiado pelo Felipe Moura Brasil), por isso a dúvida. E também porque contrasta com a percepção que eu tenho.

Citar
Ainda assim, esse análogo esquerdista não deverá ser na maior parte do tempo proporcional, sendo mesmo um problema mais típico do conservadorismo.

Acho que isso está mais para uma falsa percepção motivada por identificação natural com o inimigo comum - a extrema direita, da qual a esquerda faz uso para se justificar. Por ser vista como reativa, embora muitas vezes não seja o caso, a violência esquerdista é relativizada - falo, inclusive, por experiência própria. Mesmo a extrema violência, algumas vezes, "afinal estão combatendo monstros", embora possam defender outros, em nome da justiça social, que está mais para justiçamento, no caso.

Citar
Colocando isso em situações mais concretas, conservadores têm maior tendência a ver como justificado o uso da força, de modo geral. Isso tenderá a ser reforçado se o alvo da força for negro ou outra minoria (mesmo por conservadores dentro desses grupos, mesmo que em menor grau), sem que as pessoas necessariamente sejam conscientes dessa diferença de perspectiva -- há estudos que mostram coisas como que as pessoas tendem a avaliar intuitivamente que um negro é mais forte que um branco do mesmo porte físico, e portanto o uso de força pode teoricamente ser visto como proporcional à força a que se contrapõe. Isso pode ser tanto o caso com os policiais que atuam nisso, ou quem avalia. Ou seja, não é necessariamente o caso de "isso mesmo, esses niggers/wetbacks têm mesmo é que levar porrada", embora também haverá aqueles que tem essa visão das coisas, declaradamente ou não.

Esquerdas e polícias tem uma relação histórica de confronto, e não poderia ser diferente, esses tem por função manter a ordem, aqueles, por princípio, desafiá-la. E isso não fica restrito a manifestações populares, mas reflete no dia a dia, embora de forma nebulosa. O que não justifica a violência policial, mas com frequência "serve para justificar" a violência esquerdista. Estou falando da percepção da violência e é improvável que exista algum estudo sobre isso.

Citar
E do outro lado, se violência excessiva é usada contra uma não-minoria, especialmente homem, isso já não é tão chocante a quem já denuncia a violência excessiva mais regular ou que é mais propagada pela mídia, e o aspecto "racial" diverso será minimizado por menos provavelmente ser racista, de modo geral, e por ser até uma bizarra "igualdade", ainda que de uma injustiça.

Eu já tenho a percepção de que quem se importa com a violência excessiva usada contra uma não minoria é só a vítima mesmo. Custo muito a visualizar alguma comoção. Quase sempre esse é o caso em que a polícia recebe apoio geral.   

Citar
Eu acho que ativistas e "outlets" que se focam em questões de violência policial deveriam até tentar omitir ao máximo o aspecto racial da situação, falando sempre "homem/mulher é brutalmente espancado pela polícia por andar fora da faixa de pedestres", em vez de negro/negra. Deve meio que sappir-wolficamente ajudar a construir maior empatia, não desengatar a resposta de racionalização contra "histeria de quem vê racismo em tudo", que vai procurar coisas como a vítima da ação policial ter cometido qualquer outro deslize, ou mesmo um comportamento mais questionável, que embora ainda não fosse geralmente ser visto como justificativa se a pessoa não está ativamente procurando racionalizar.

Aí vai depender da pauta - se a principal questão é realmente a violência policial ou contra quem. Tenho a impressão que, em geral, é a segunda.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.241
  • Sexo: Masculino
Re:Brasil tem 'conceito infeliz' de que direitos humanos são 'para bandidos'
« Resposta #468 Online: 15 de Julho de 2018, 20:56:06 »
<a href="https://www.youtube.com/v/EEXjfACemmA" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/EEXjfACemmA</a>

O Chris Rock tem que atualizar aquela piada sobre como evitar violência policial, acrescentar "não sofra um derrame".

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!