Autor Tópico: Lula e Sarney de mãos dadas  (Lida 7454 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Madame Bovary

  • Nível 14
  • *
  • Mensagens: 315
  • Sexo: Feminino
  • "Há meros devaneios tolos a me torturar..."
Re: Lula e Sarney de mãos dadas
« Resposta #25 Online: 20 de Julho de 2009, 14:55:30 »
Óbvio que eu também não posso opinar sobre a 2ª Guerra Mundial, pois não vivia naquela época.

Exato.

 :o

Hehe...acho que interpretei errado.

Como assim não pode opinar sobre a Segunda Guerra porque não viveu naquela época?? Já ouviram falar de jornais, livros, filmes, documentários, testemunhos de veteranos, filmagens e fotografias da época, diários de guerra, etc...??  :hihi:

Evidente que não é a mesma coisa que presenciar o fato, mas num precisa exagerar, né?  :hihi:
.
Olho, e as coisas existem.
Penso e existo só eu.

.

Skoob

Filmow

Offline Mr. Mustard

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.918
  • Sexo: Masculino
Re: Lula e Sarney de mãos dadas
« Resposta #26 Online: 20 de Julho de 2009, 14:56:34 »
Provar o que você já sabe? Por que isso? Tenho certeza que você lê e assiste jornais e se mantem informado por outras vias (gringas também, tomara).

Faz assim: vou procurar dados que mostram o que você já sabe: que a economia e a parte social do país melhoraram, tá bom?

Está tudo perfeito? ÓBVIO que não. E, sim, mil e uma denúncias de corrupção e deslizes do presidente. Algo que deve ser muito criticado sem, no entanto, desmerecer o que de bom aconteceu.

Não gostar do Lula, tudo bem... mas não enxergar avanços eu acho demais.

Assim como você & cia., eu não estou focando no Lula. Falo dos períodos de desenvolvimento brasileiro ao longo da história.

Crescemos muito pouco se comparado ao "Milagre Econômico" de 1969 a 1973, mas entre 1990 a 2007, melhoramos a desigualdade social, os índices de escolaridade e a mortalidade.

O questão da economia está muito longe de ser mérito destes últimos dois governos.

Quando falamos de décadas, o Lula e o FHC ficaram quase uma década cada um e certamente saímos de uma inflação de 80% ao mês não graças ao governo atual.

O Governo atual é bom? É, bom, porém é corrupto demais, além da conta. Todos são, mas este é demasiadamente corrupto, muito além da época do Regime Militar.
« Última modificação: 20 de Julho de 2009, 15:11:26 por Mr. Mustard »

Offline Mr. Mustard

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.918
  • Sexo: Masculino
Re: Lula e Sarney de mãos dadas
« Resposta #27 Online: 20 de Julho de 2009, 15:08:35 »
Mas voltou aqui antes de ter um argumento que não fosse uma falácia.

Ok. Vamos começar de novo...

Offline Mr. Mustard

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.918
  • Sexo: Masculino
Re: Lula e Sarney de mãos dadas
« Resposta #28 Online: 20 de Julho de 2009, 15:10:21 »
Evidente que não é a mesma coisa que presenciar o fato, mas num precisa exagerar, né?  :hihi:

Ho ho ho... Foi interpretação errada mesmo: Eu retornei a ironia com ironia, uai :-)

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.264
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re: Lula e Sarney de mãos dadas
« Resposta #29 Online: 20 de Julho de 2009, 15:13:38 »
Óbvio que eu também não posso opinar sobre a 2ª Guerra Mundial, pois não vivia naquela época.

Exato.

 :o

Hehe...acho que interpretei errado.

Como assim não pode opinar sobre a Segunda Guerra porque não viveu naquela época?? Já ouviram falar de jornais, livros, filmes, documentários, testemunhos de veteranos, filmagens e fotografias da época, diários de guerra, etc...??  :hihi:

Evidente que não é a mesma coisa que presenciar o fato, mas num precisa exagerar, né?  :hihi:

Esse é o nível.

Mas voltou aqui antes de ter um argumento que não fosse uma falácia.

Ok. Vamos começar de novo...

Olha ali meu avatar.

Evidente que não é a mesma coisa que presenciar o fato, mas num precisa exagerar, né?  :hihi:

Ho ho ho... Foi interpretação errada mesmo: Eu retornei a ironia com ironia, uai :-)

Não foi ironia, foi um exemplo. Como que tu pode começar um argumento com um "Tu viveu naquela época para saber disso?". Isso é uma falácia e eu mostrei porque. Simples.

Agora, se tu tiver algum argumento decente para contra-ponto ao fato de eu achar o governo Lula o melhor das últimas décadas, eu adoraria ouvir.
« Última modificação: 20 de Julho de 2009, 15:17:53 por Di »
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Mr. Mustard

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.918
  • Sexo: Masculino
Re: Lula e Sarney de mãos dadas
« Resposta #30 Online: 20 de Julho de 2009, 15:24:14 »
Di,

Em resumo:

Eu não tenho nível, seu avatar diz que você não se importa (não parece), só falo falácias e não te apresento nenhum argumento decente...

Depois de tanta irritação e ironia sua (que agora tem o nome de "exemplo"), volto a perguntar: A quantas décadas você vive?

Se você se irritou (e pelo visto foi muito) com a minha pergunta, fique sabendo que há mil maneiras de se abordar alguém, mas há também outras mil de se ignorar. Eu teria feito isto.

De qualquer maneira, meu debate com a Madame Bovary está indo bem...

Pax Colega.

Offline O Grande Capanga

  • Nível 38
  • *
  • Mensagens: 3.799
Re: Lula e Sarney de mãos dadas
« Resposta #31 Online: 20 de Julho de 2009, 15:32:46 »
É que muitos lulistas e petistas já perderam a vergonha na cara e não acham nada de mais essas merdas.

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.264
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re: Lula e Sarney de mãos dadas
« Resposta #32 Online: 20 de Julho de 2009, 15:33:23 »
A sua pergunta é tão pertinente ao assunto quanto eu perguntar a cor do seu cabelo.

Voltando ao início:

Eu acho que as pessoas confundem defender o Lula com defender o resultado do seu governo.

Eu estou pouco fu***** para a pessoa Lula, o que eu defendo é que o governo do rapaz é o melhor das últimas décadas. Ponto.

Eu estou pouco fu***** para a pessoa Lula, o que eu defendo é que o governo do rapaz é o melhor das últimas décadas. Ponto.

A quantas décadas você vive?

Não faz diferença minha idade. Possuímos inúmeras formas de estudar sobre épocas passadas sem precisar te-las vividas.

Melhorou? Agora pode continuar.
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Mr. Mustard

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.918
  • Sexo: Masculino
Re: Lula e Sarney de mãos dadas
« Resposta #33 Online: 20 de Julho de 2009, 15:41:30 »
Não faz diferença minha idade. Possuímos inúmeras formas de estudar sobre épocas passadas sem precisar te-las vividas.

Viu? Agora sim.

Bom, você deve ter lido o que eu escrevi para a Madame Bovary, certo?

Então:

Se é Lula, FHC, etc... Não faz diferença, mas a história do desenvolvimento brasileiro, representada em décadas, não condiz com as taxas de crescimentos atuais (no passado, foram muito maiores), nem a estabilização econômica, que não é, nem de longe, fruto de uma década de Governo. Mas é mérito do governo atual manter a política economica e melhorar o social.

Onde este governo está sendo brilhante?

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.264
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re: Lula e Sarney de mãos dadas
« Resposta #34 Online: 20 de Julho de 2009, 16:42:16 »
Não faz diferença minha idade. Possuímos inúmeras formas de estudar sobre épocas passadas sem precisar te-las vividas.

Viu? Agora sim.

Bom, você deve ter lido o que eu escrevi para a Madame Bovary, certo?

Então:

Se é Lula, FHC, etc... Não faz diferença, mas a história do desenvolvimento brasileiro, representada em décadas, não condiz com as taxas de crescimentos atuais (no passado, foram muito maiores), nem a estabilização econômica, que não é, nem de longe, fruto de uma década de Governo. Mas é mérito do governo atual manter a política economica e melhorar o social.

Onde este governo está sendo brilhante?

Eu gosto da taxa de empregos gerados, do pagamento total da dívida externa e do maior salário mínimo que eu consigo lembrar (que esta longe do ideal, mas compare com os governos anteriores).
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Mr. Mustard

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.918
  • Sexo: Masculino
Re: Lula e Sarney de mãos dadas
« Resposta #35 Online: 20 de Julho de 2009, 17:26:07 »
Eu gosto da taxa de empregos gerados, do pagamento total da dívida externa e do maior salário mínimo que eu consigo lembrar (que esta longe do ideal, mas compare com os governos anteriores).

Comparando:

a) Taxa de empregos: Os dados sobre taxas de emprego, vindos do CAGED, somente iniciaram em 1992 e de lá para cá sempre subiu, obviamente, pois a taxa de empregos formais alavancaram o índice. De qualquer maneira, a taxa de desemprego em Agosto de 1991 era de 4,03%, no entanto, em Fevereiro de 2009, a taxa estava em 8,5%;

b) Dívida Externa: De que dívida estamos falando? A do FMI, sim está paga, mas a externa não, o que sabemos é que o valor que produzimos já é superior ao da dívida externa, o que nos torna credores internacionais. No entanto, a dívida interna já acumula os inacreditáveis 1 trilhão de reais, e crescendo. Alhos por bugalhos?

c) Salário Mínimo: O maior mínimo pago no Brasil, em 1959, atualizado de acordo com a variação do PIB per capita, equivaleria hoje a cerca de R$ 700;

Pouco efetivo, não?

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re: Lula e Sarney de mãos dadas
« Resposta #36 Online: 20 de Julho de 2009, 17:47:13 »
Citação de: Mr Mustard
O Governo atual é bom? É, bom, porém é corrupto demais, além da conta. Todos são, mas este é demasiadamente corrupto, muito além da época do Regime Militar.

Como você sabe que durante a ditadura militar havia pouca corrupção ou menos do que no governo atual? De que fontes você constatou ou concluiu isso? Compartilhe-as conosco.

A propósito, quando os militares colocaram ACM e Collor como governantes biônicos em suas respectivas localidades, eles eram baluartes da honestidade e decência? O que os fez mudar tanto?!
Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Mr. Mustard

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.918
  • Sexo: Masculino
Re: Lula e Sarney de mãos dadas
« Resposta #37 Online: 20 de Julho de 2009, 22:51:55 »
Citação de: Mr Mustard
O Governo atual é bom? É, bom, porém é corrupto demais, além da conta. Todos são, mas este é demasiadamente corrupto, muito além da época do Regime Militar.

Como você sabe que durante a ditadura militar havia pouca corrupção ou menos do que no governo atual? De que fontes você constatou ou concluiu isso? Compartilhe-as conosco.

A propósito, quando os militares colocaram ACM e Collor como governantes biônicos em suas respectivas localidades, eles eram baluartes da honestidade e decência? O que os fez mudar tanto?!

O processo corrupto que vemos eclodir hoje vem da época da ditadura militar. Durante este período, houve um processo arraigado de implementação da corrupção no país, que tomou mais força após entrada do período democrático no país, logo concluo que o Governo atual é mais corrupto. Além do mais, relatórios do Banco Mundial (BIRD) afirmam que o Brasil, em dez anos, não avançou no combate a corrupção.
« Última modificação: 20 de Julho de 2009, 22:56:00 por Mr. Mustard »

Offline Lua

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.287
  • Sexo: Feminino
Re: Lula e Sarney de mãos dadas
« Resposta #38 Online: 01 de Agosto de 2009, 17:27:43 »
Citar
Crise no Senado
Sarney está prestes a renunciar ao cargo
1 de agosto de 2009


O senador José Sarney lutou muito, mas não conseguiu vencer os fatos. Ao decidir disputar a presidência do Senado, em fevereiro passado, acreditava que o cargo era uma garantia de imunidade para ele e a família - aquela altura já investigada pela Polícia Federal por suspeita de uma multiplicidade de crimes. A visibilidade, porém, teve efeito contrário e acabou colocando o mais longevo dos políticos brasileiros no centro de uma devastadora crise de no Congresso. José Sarney, o último dos coronéis, rendeu-se diante de tantos escândalos. Na semana passada, o senador disse ao presidente Lula que está cansado e que decidiu deixar o cargo.

"Não aguento mais. Vou negociar uma saída", afirmou, de acordo com um interlocutor privilegiado do presidente Lula. A conversa aconteceu na segunda-feira, pelo telefone, quando o presidente ligou para saber notícias sobre o estado de saúde de Marly Sarney, esposa do presidente do Senado, que se recupera de uma cirurgia em São Paulo. Sarney, de acordo com o relato feito pelo presidente Lula, estava abatido, disse que não conseguia dormir havia dias e se culpava pelo estado de saúde da mulher, que sofreu um acidente doméstico, fraturando o braço e o ombro.

Nos às vezes tortuosos códigos da política, desabafos como o do senador Sarney podem ser interpretados como um simples blefe, uma ameaça velada ou até chantagem de alguém em busca de proteção. Não é o caso. Desde o início da crise, Lula se empenhou pessoalmente na defesa do presidente do Congresso, sem qualquer pudor, a ponto de gerar constrangimentos ao seu partido, quando desautorizou publicamente o líder do PT, senador Aloizio Mercadante, que havia pedido o afastamento do presidente do Congresso. Depois da conversa telefônica com José Sarney, porém, Lula mudou completamente o tom.

Antes disposto a sacrificar um pouco da própria popularidade em troca de um punhado de votos no Congresso e de uma provável aliança com o PMDB na campanha eleitoral de 2010, o presidente vislumbrou a hora de mudar o discurso. Sarney? "Não é um problema meu. Não votei para eleger o presidente Sarney a presidente do Senado, nem para senador. Votei nos senadores de São Paulo. Quem tem que decidir se ele fica presidente é o Senado", disse o presidente em entrevista. Lula recolheu a bóia. Jamais, portanto, poderá ser acusado de ter associado sua credibilidade à tentativa de manter no cargo um presidente do Congresso envolvido em nepotismo, desvios dinheiros, contas no exterior... E, daqui a alguns dias, Lula pode, quem sabe, invocar até uma conveniente crise de amnésia: Sarney? Que Sarney?...

O presidente, o PMDB e seus aliados já começaram a discutir o futuro do Senado pós-Sarney, mas muito distante daquele que deveria ser o ponto de partida. Lula, por exemplo, está preocupado com questões mais práticas, como a sucessão. Trabalha para que Sarney renuncie, o que obrigaria o Senado a convocar novas eleições em cinco dias, evitando que a Casa ficasse sob o comando do vice-presidente Marconi Perillo, do PSDB. O PMDB, republicano como sempre, quer continuar com a presidência, mas tem dificuldades em encontrar um candidato que seja da absoluta confiança do partido e que tenha a ficha limpa - missão aparentemente impossível.

A desfecho da crise envolvendo Sarney representa um golpe contra as tradicionais oligarquias políticas brasileiras, mas não o definitivo - aliás, longe disso. Antônio Carlos Magalhães, Renan Calheiros, Jader Barbalho e Sarney produziram herdeiros, biológicos ou não, que mantêm vivas as seculares práticas coronelistas. O tamanho e a importância que tem o PMDB no cenário nacional é o maior exemplo disso. Como um câncer em processo de metástase, o partido é o abrigo seguro desse jeito peculiar de fazer política, destes grupos que continuam espalhados pela máquina do estado empenhados exclusivamente em girar a roda do fisiologismo e da corrupção.

Se a renúncia de Sarney se confirmar, alguém é capaz de imaginar que os indicados do senador no setor elétrico serão demitidos? Não, não serão. Eles continuarão lá, fazendo tudo que sempre fizeram, igualzinho ao que manda a cartilha atrasada pela qual rezam a maioria dos políticos brasileiros, independente a qual agremiação pertençam. Afinal, esta é, e vai ainda continuar sendo por muito tempo, a mais eficiente e segura forma de fazer política: trocando votos por cargos, permutando verbas por apoio, empregando parentes e amigos - tudo com o nosso dinheiro.

Fonte: http://veja.abril.uol.com.br/noticia/brasil/sarney-esta-prestes-renunciar-ao-cargo-489133.shtml
"Ajusto-me a mim, não ao mundo" Anais Nin

"A estupidez insiste sempre." Albert Camus

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 22.238
  • Sexo: Masculino
Re: Lula e Sarney de mãos dadas
« Resposta #39 Online: 01 de Agosto de 2009, 19:05:03 »
http://matogrossomais.com.br/?p=1361

Censura prévia de volta ao ‘Estadão’: Justiça proíbe noticiar filho de Sarney
Postado dia 1 de agosto de 2009 às 10:11
Blog do Cláudio Humberto, comento.

O jornal O Estado de S. Paulovoltou a viver momentos semelhantes àqueles do regime militar, quando foi submetido a censura prévia durante longo periodo. Desta vez, o ato foi praticado em nome da Justiça, que, em decisão liminar, proibiu o jornal de publicar qualquer informação relativa à Operação Boi Barrica, da Polícia Federal, que investiga, entre outros, Fernando Sarney, filho do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). A investigação corre sob segredo de Justiça. Se não observar a decisão - que não foi divulgada por também ser sigilosa -, o jornal será punido com multa de R$ 150 mil por cada reportagem publicada.

A decisão é do desembargador Dácio Vieira, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, e atendeu pedido de Fernando Sarney, que é dono de um grupo de comunicação no Maranhão. A ação - chamada de “medida inibitória” - foi patrocinada pelo advogado Eduardo Ferrão junto ao TJ do DF, após tentativa frustrada na Justiça Federal: um juiz entendeu que a proibição afrontaria a liberdade de imprensa e que a notícia já havia se tornado pública. “Não se trata de censura”, diz Ferrão, porque “a operação está sob segredo de Justiça, divulgar seu conteúdo é crime. Foi o que o desembargador disse.”

Comentário meu: A decisão do digníssimo magistrado é de merecer aplausos. Proibir um jornal de tamanho cunho de noticiar as verdades dos corredores do Senado foi de uma atitude brilhante. Muitas vezes penso que autoridades como essa pensam que são juízes, porque já se acham Deuses da Justiça. Mas concordo plenamente com o Desembargador. Afinal, nosso país não é do carnaval e da copa. Por que  a gente iria querer saber o que acontece de podre na política? O povo já está com o poder de indingação adormecido. O que importa é que este fim de semana tem rodada do brasileiro. Ronaldo Fenômeno fez lipo, e Massa deve chegar ao Brasil na segunda. Isso é o que interessa.



http://oglobo.globo.com/pais/mat/2009/07/31/tj-censura-noticias-sobre-fernando-sarney-em-jornal-757068354.asp

Mais uma notícia sobre a censura, não pude copiar por haver direitos autorais.

Como era mesmo a conversa acima sobre a censura do governo militar? Ainda bem que agora a imprensa pode divulgar o que quiser sem qualquer interferencia...




Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.264
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re: Lula e Sarney de mãos dadas
« Resposta #40 Online: 03 de Agosto de 2009, 10:52:04 »
Citar
Crise no Senado
Sarney está prestes a renunciar ao cargo
1 de agosto de 2009


O senador José Sarney lutou muito, mas não conseguiu vencer os fatos. Ao decidir disputar a presidência do Senado, em fevereiro passado, acreditava que o cargo era uma garantia de imunidade para ele e a família - aquela altura já investigada pela Polícia Federal por suspeita de uma multiplicidade de crimes. A visibilidade, porém, teve efeito contrário e acabou colocando o mais longevo dos políticos brasileiros no centro de uma devastadora crise de no Congresso. José Sarney, o último dos coronéis, rendeu-se diante de tantos escândalos. Na semana passada, o senador disse ao presidente Lula que está cansado e que decidiu deixar o cargo.

"Não aguento mais. Vou negociar uma saída", afirmou, de acordo com um interlocutor privilegiado do presidente Lula. A conversa aconteceu na segunda-feira, pelo telefone, quando o presidente ligou para saber notícias sobre o estado de saúde de Marly Sarney, esposa do presidente do Senado, que se recupera de uma cirurgia em São Paulo. Sarney, de acordo com o relato feito pelo presidente Lula, estava abatido, disse que não conseguia dormir havia dias e se culpava pelo estado de saúde da mulher, que sofreu um acidente doméstico, fraturando o braço e o ombro.

Nos às vezes tortuosos códigos da política, desabafos como o do senador Sarney podem ser interpretados como um simples blefe, uma ameaça velada ou até chantagem de alguém em busca de proteção. Não é o caso. Desde o início da crise, Lula se empenhou pessoalmente na defesa do presidente do Congresso, sem qualquer pudor, a ponto de gerar constrangimentos ao seu partido, quando desautorizou publicamente o líder do PT, senador Aloizio Mercadante, que havia pedido o afastamento do presidente do Congresso. Depois da conversa telefônica com José Sarney, porém, Lula mudou completamente o tom.

Antes disposto a sacrificar um pouco da própria popularidade em troca de um punhado de votos no Congresso e de uma provável aliança com o PMDB na campanha eleitoral de 2010, o presidente vislumbrou a hora de mudar o discurso. Sarney? "Não é um problema meu. Não votei para eleger o presidente Sarney a presidente do Senado, nem para senador. Votei nos senadores de São Paulo. Quem tem que decidir se ele fica presidente é o Senado", disse o presidente em entrevista. Lula recolheu a bóia. Jamais, portanto, poderá ser acusado de ter associado sua credibilidade à tentativa de manter no cargo um presidente do Congresso envolvido em nepotismo, desvios dinheiros, contas no exterior... E, daqui a alguns dias, Lula pode, quem sabe, invocar até uma conveniente crise de amnésia: Sarney? Que Sarney?...

O presidente, o PMDB e seus aliados já começaram a discutir o futuro do Senado pós-Sarney, mas muito distante daquele que deveria ser o ponto de partida. Lula, por exemplo, está preocupado com questões mais práticas, como a sucessão. Trabalha para que Sarney renuncie, o que obrigaria o Senado a convocar novas eleições em cinco dias, evitando que a Casa ficasse sob o comando do vice-presidente Marconi Perillo, do PSDB. O PMDB, republicano como sempre, quer continuar com a presidência, mas tem dificuldades em encontrar um candidato que seja da absoluta confiança do partido e que tenha a ficha limpa - missão aparentemente impossível.

A desfecho da crise envolvendo Sarney representa um golpe contra as tradicionais oligarquias políticas brasileiras, mas não o definitivo - aliás, longe disso. Antônio Carlos Magalhães, Renan Calheiros, Jader Barbalho e Sarney produziram herdeiros, biológicos ou não, que mantêm vivas as seculares práticas coronelistas. O tamanho e a importância que tem o PMDB no cenário nacional é o maior exemplo disso. Como um câncer em processo de metástase, o partido é o abrigo seguro desse jeito peculiar de fazer política, destes grupos que continuam espalhados pela máquina do estado empenhados exclusivamente em girar a roda do fisiologismo e da corrupção.

Se a renúncia de Sarney se confirmar, alguém é capaz de imaginar que os indicados do senador no setor elétrico serão demitidos? Não, não serão. Eles continuarão lá, fazendo tudo que sempre fizeram, igualzinho ao que manda a cartilha atrasada pela qual rezam a maioria dos políticos brasileiros, independente a qual agremiação pertençam. Afinal, esta é, e vai ainda continuar sendo por muito tempo, a mais eficiente e segura forma de fazer política: trocando votos por cargos, permutando verbas por apoio, empregando parentes e amigos - tudo com o nosso dinheiro.

Fonte: http://veja.abril.uol.com.br/noticia/brasil/sarney-esta-prestes-renunciar-ao-cargo-489133.shtml

:ok:

http://matogrossomais.com.br/?p=1361

Censura prévia de volta ao ‘Estadão’: Justiça proíbe noticiar filho de Sarney
Postado dia 1 de agosto de 2009 às 10:11
Blog do Cláudio Humberto, comento.

O jornal O Estado de S. Paulovoltou a viver momentos semelhantes àqueles do regime militar, quando foi submetido a censura prévia durante longo periodo. Desta vez, o ato foi praticado em nome da Justiça, que, em decisão liminar, proibiu o jornal de publicar qualquer informação relativa à Operação Boi Barrica, da Polícia Federal, que investiga, entre outros, Fernando Sarney, filho do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). A investigação corre sob segredo de Justiça. Se não observar a decisão - que não foi divulgada por também ser sigilosa -, o jornal será punido com multa de R$ 150 mil por cada reportagem publicada.

A decisão é do desembargador Dácio Vieira, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, e atendeu pedido de Fernando Sarney, que é dono de um grupo de comunicação no Maranhão. A ação - chamada de “medida inibitória” - foi patrocinada pelo advogado Eduardo Ferrão junto ao TJ do DF, após tentativa frustrada na Justiça Federal: um juiz entendeu que a proibição afrontaria a liberdade de imprensa e que a notícia já havia se tornado pública. “Não se trata de censura”, diz Ferrão, porque “a operação está sob segredo de Justiça, divulgar seu conteúdo é crime. Foi o que o desembargador disse.”

Comentário meu: A decisão do digníssimo magistrado é de merecer aplausos. Proibir um jornal de tamanho cunho de noticiar as verdades dos corredores do Senado foi de uma atitude brilhante. Muitas vezes penso que autoridades como essa pensam que são juízes, porque já se acham Deuses da Justiça. Mas concordo plenamente com o Desembargador. Afinal, nosso país não é do carnaval e da copa. Por que  a gente iria querer saber o que acontece de podre na política? O povo já está com o poder de indingação adormecido. O que importa é que este fim de semana tem rodada do brasileiro. Ronaldo Fenômeno fez lipo, e Massa deve chegar ao Brasil na segunda. Isso é o que interessa.



http://oglobo.globo.com/pais/mat/2009/07/31/tj-censura-noticias-sobre-fernando-sarney-em-jornal-757068354.asp

Mais uma notícia sobre a censura, não pude copiar por haver direitos autorais.

Como era mesmo a conversa acima sobre a censura do governo militar? Ainda bem que agora a imprensa pode divulgar o que quiser sem qualquer interferencia...





 :enjoo:
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Tio Jorge

  • Nível 02
  • *
  • Mensagens: 22
Re: Lula e Sarney de mãos dadas
« Resposta #41 Online: 05 de Agosto de 2009, 02:56:18 »
Bom eu votei, e votarei no Lula quantas vezes for preciso. Porém está claro que ninguém é perfeito, e o Lula comete uma série de erros. A verdade é que ele tem uma forte aliaça com as elites, e são essas elites que lhe dão sustentabilidade. Então levando em consideração que o Sarney faz parte da elite brasileira, nada mais óbvio que o Lula o apóie.
Não vou dizer que eu concorde, mas governar um país não é facil. Se não fizer acordos e buscar alianças, o governo não tem base para funcionar, e o governante acaba isolado como o Collor ficou.
A questão é que estamos diante de um dos melhores governos de nossa história, e para comprovar isso, basta olhar para nossa economia, e para o papel brasileiro no mundo atual. Espero que um dia o Brasil seja governado por um governate que não precise "engolir sapos" para poder governar. Mas levando em consideração que nada funciona sem o aval das elites e da mídia, creio que esse dia nunca chegará. Pelo menos enquanto o sistema for capitalista.

Offline Mr. Mustard

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 3.918
  • Sexo: Masculino
Re: Lula e Sarney de mãos dadas
« Resposta #42 Online: 05 de Agosto de 2009, 09:49:18 »
Bom eu votei, e votarei no Lula quantas vezes for preciso.

Porém, fico satisfeito em saber que ele não será o próximo presidente :-)
É como dizem por aí: "Não há tempestade que não passe".

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 22.238
  • Sexo: Masculino
Re: Lula e Sarney de mãos dadas
« Resposta #43 Online: 05 de Agosto de 2009, 19:46:20 »
Citar
Porém está claro que ninguém é perfeito, e o Lula comete uma série de erros.

E o que o SR tem a dizer do Lullalá classificar como "erro do cumpanheru fulato de tá" o que em governos anteriores ele próprio chamava de corrupção? Coisas como o amigo Sarney ter assinado um monte de coisas em causa própria usando dinheiro público para pagar a conta das contratações que fez e que estão sendo divulgadas todo dia acompanhadas de provas documentadas?

Citar
A verdade é que ele tem uma forte aliaça com as elites, e são essas elites que lhe dão sustentabilidade.

Se refere às mesmas elites que ele acusa de querer derruba-lo? Não é uma contradição?

Citar
Não vou dizer que eu concorde, mas governar um país não é facil. Se não fizer acordos e buscar alianças, o governo não tem base para funcionar, e o governante acaba isolado como o Collor ficou

E o que o SR tem a dizer sobre o PT e as críticas que faziam quando outros se aliavam politicamente às mesmas  pessoas com quem o LUllalá se alia hoje? Collor, Sarney, Maluf?

Por qual motivo ANTES era algo reprovável e HOJE é algo necessário?

Citar
A questão é que estamos diante de um dos melhores governos de nossa história, e para comprovar isso, basta olhar para nossa economia, e para o papel brasileiro no mundo atual.

A dívida pública explodiu, usa a mesma política econômica que tanto criticava no governo Feagacê e criou um monte de programas para comprar votos de miseráveis, programas que por sinal são um antro de corrupção e desvios de verbas. Quanto ao resto do mundo, basta acompanhar o noticiário internacional para ter noção das sandices que esse cara fala em público sem contar que toda vez que algum cumpanheru do Foro de São Paulo faz um pedido ele não tem pudores em fazer o contribuinte brasileiro pagar a conta.

Então o tal governo é melhor em quê?

Citar
Espero que um dia o Brasil seja governado por um governate que não precise "engolir sapos" para poder governar. Mas levando em consideração que nada funciona sem o aval das elites e da mídia, creio que esse dia nunca chegará. Pelo menos enquanto o sistema for capitalista.

Verifique em arquivos da internet que os maiores doadores da campanha do PT foram os bancos que antes tb eram tão criticados.

O problema não é ser capitalista, o problema é que socialista adora dinheiro fácil tb.

Pode perguntar a qualquer petista.

Offline Tio Jorge

  • Nível 02
  • *
  • Mensagens: 22
Re: Lula e Sarney de mãos dadas
« Resposta #44 Online: 05 de Agosto de 2009, 22:56:20 »
Citar
Porém está claro que ninguém é perfeito, e o Lula comete uma série de erros.

E o que o SR tem a dizer do Lullalá classificar como "erro do cumpanheru fulato de tá" o que em governos anteriores ele próprio chamava de corrupção? Coisas como o amigo Sarney ter assinado um monte de coisas em causa própria usando dinheiro público para pagar a conta das contratações que fez e que estão sendo divulgadas todo dia acompanhadas de provas documentadas?

Citar
A verdade é que ele tem uma forte aliaça com as elites, e são essas elites que lhe dão sustentabilidade.

Se refere às mesmas elites que ele acusa de querer derruba-lo? Não é uma contradição?

Citar
Não vou dizer que eu concorde, mas governar um país não é facil. Se não fizer acordos e buscar alianças, o governo não tem base para funcionar, e o governante acaba isolado como o Collor ficou

E o que o SR tem a dizer sobre o PT e as críticas que faziam quando outros se aliavam politicamente às mesmas  pessoas com quem o LUllalá se alia hoje? Collor, Sarney, Maluf?

Por qual motivo ANTES era algo reprovável e HOJE é algo necessário?

Citar
A questão é que estamos diante de um dos melhores governos de nossa história, e para comprovar isso, basta olhar para nossa economia, e para o papel brasileiro no mundo atual.

A dívida pública explodiu, usa a mesma política econômica que tanto criticava no governo Feagacê e criou um monte de programas para comprar votos de miseráveis, programas que por sinal são um antro de corrupção e desvios de verbas. Quanto ao resto do mundo, basta acompanhar o noticiário internacional para ter noção das sandices que esse cara fala em público sem contar que toda vez que algum cumpanheru do Foro de São Paulo faz um pedido ele não tem pudores em fazer o contribuinte brasileiro pagar a conta.

Então o tal governo é melhor em quê?

Citar
Espero que um dia o Brasil seja governado por um governate que não precise "engolir sapos" para poder governar. Mas levando em consideração que nada funciona sem o aval das elites e da mídia, creio que esse dia nunca chegará. Pelo menos enquanto o sistema for capitalista.

Verifique em arquivos da internet que os maiores doadores da campanha do PT foram os bancos que antes tb eram tão criticados.

O problema não é ser capitalista, o problema é que socialista adora dinheiro fácil tb.

Pode perguntar a qualquer petista.
Foram tantas perguntas, que parece até que estou sendo enterrogado em uma CPI. Enfim, fazendo um resumo de tudo, o governo Lula não é ruim, o grande problema são seus aliados. Como você mesmo falou, ele recebeu dinheiro na campanha, justamente de quem ele criticava. Infelizmente essa é a verdade da falsa democracia! Ninguém se elege sem alianças, e bons candidatos são obrigados a se submeter a isso. Realmente é uma pena, e volto a repetir que nesse sistema esse ciclo não vai parar. Enquanto vivermos nesse sistema mundo, com esses moldes (capitalismo-democracia) é o capital que vai escolher o governante.

Offline Moro

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 20.984
Re: Lula e Sarney de mãos dadas
« Resposta #45 Online: 06 de Agosto de 2009, 00:05:05 »
nope..  essas alianças  nao sao um problema do capitalismo, eh um problema de alguns paises entre eles o brasil

Agora.. veja que podemos afirmar que o Lula foi mais hipocrita. Por exempli fhc nunca falou de governar sem alianças, de separar o mal do bom. Ja Lula fez algo que criticou por toda a vida. Concorda?
“If an ideology is peaceful, we will see its extremists and literalists as the most peaceful people on earth, that's called common sense.”

Faisal Saeed Al Mutar


"To claim that someone is not motivated by what they say is motivating them, means you know what motivates them better than they do."

Peter Boghossian

Sacred cows make the best hamburgers

I'm not convinced that faith can move mountains, but I've seen what it can do to skyscrapers."  --William Gascoyne

Offline Tio Jorge

  • Nível 02
  • *
  • Mensagens: 22
Re: Lula e Sarney de mãos dadas
« Resposta #46 Online: 06 de Agosto de 2009, 01:04:43 »
nope..  essas alianças  nao sao um problema do capitalismo, eh um problema de alguns paises entre eles o brasil

Agora.. veja que podemos afirmar que o Lula foi mais hipocrita. Por exempli fhc nunca falou de governar sem alianças, de separar o mal do bom. Ja Lula fez algo que criticou por toda a vida. Concorda?
Quanto a hipocrisia eu concordo plenamente. Muitos achavam que com o "metalúrgico" na presidência, tudo seria diferente. O Lula decepcionou muitos admiradores, inclusive artistas e intelectuais. Porém isso não faz do governo dele pior que o do Fernando Henrique, aliás o governo dele não se compara com o de nenhum governante das últimas décadas.
É importante destacar também, que o Lula deu continuidade a um certo projeto do FHC, quanto as elites e a forma de estruturação da economia. A grande diferença é ideológica. Podemos pegar como exemplo, as divergências de pensamentos em idéias neoliberais, e na visão da posição brasileira internacionalmente. Um exemplo mais simples e claro, é a relação brasileira com o FMI. Enquanto o FHC ia "correndo" atrás de empréstimo, o Lula disse não a eles, e ainda reservou dinheiro suficiente para paga-los. E como se não bastasse ainda emprestou dinheiro pra eles, revertendo a situação. 
 

Offline Herf

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.380
Re: Lula e Sarney de mãos dadas
« Resposta #47 Online: 06 de Agosto de 2009, 01:19:26 »
Acho que me lembro do tempo em que existia algo chamado "vergonha na cara". Esse princípio básico possibilitava a ocorrência de debates políticos - trocas racionais de argumentos e evidências -, de modo que um dos lados pudesse dizer ao outro o seguinte: "Veja, apresento a você essa evidência clara de que tal político/partido é corrupto. Conteste-a". Ao outro lado restava duas opções: convencer-se com a evidência apresentada ou mostrar ao outro lado que a evidência era falsa, e então contra-argumentar com outras. O que dava início a uma nova rodada, na qual era a vez do primeiro contestar a validade das evidências apresentadas pelo segundo ou então convencer-se do que ele disse, aceitando suas evidências. E assim por diante. É verdade que nem sempre a evidência apresentada era digna de crédito. Da mesma forma, às vezes a evidência apresentada era tão clara que a contestação era digna de risos. Mas por mais furadas que fossem as evidências e as contestações, ainda assim havia evidências e contestações, o que permitia a própria ocorrência de debates.

Era assim que as coisas ocorriam no tempo da "vergonha na cara".

Mas a seita do Partido dos Trabalhadores e seus seguidores parecem ter inaugurado um novo paradigma na arte dos debates: invalidar qualquer evidência apresentada pelo oponente por meio de uma fria indiferença diante delas.

Quer dizer: antes o primeiro apresentava a evidência de que tal político/partido era corrupto, o segundo não gostava daquilo e, tendo vergonha na cara, negava. E o debate seguia.

Mas o petista padrão inova por carecer do elemento da "vergonha na cara": a evidência é apresentada (veja, Fulano abraçando, beijando e se aliando a um monte de notórios corruptos que ele próprio criticava ferozmente há pouco tempo, veja os vídeos, fotos, notícias, etc.). Como resposta ele não recebe contestação alguma, mas, simplesmente: "É, eu sei que ele se alia a corruptos, que não liga para esse negócio de "princípios" (coisa de burguês), e que por isso está disposto a fazer qualquer coisa para se manter no poder. Mas não ligo, pois é assim mesmo que se faz política."

Há alguma saída? Como debater com alguém que não tem "vergonha na cara"?

Eu já nem tento mais. Digo, não importa o que você apresente, não importa se amanhã aparecer um vídeo mostrando o Lula e toda a cúpula do PT com a boca na botija - algo como todos flagrados por câmeras e microfones escondidos formando alianças ilícitas e em ato de corrupção - ele simplesmente ignorará tudo dizendo que "não importa, é assim mesmo", "é a governabilidade", etc. Não há qualquer possibilidade de confronto de idéias. A lógica dos dois lados não é a mesma. É como tentar falar com alguém que não entende sua língua.

O que mais preocupa nem é o fato de políticos corromperem-se. De políticos não se pode esperar muito mesmo. O que mais espanta é o quanto essa cínica falta de princípios e vergonha na cara está disseminada na sociedade. Não sei até que ponto o PT e Lula com seu carisma messiânico são responsáveis por isso, mas certamente o são em algum grau.
« Última modificação: 06 de Agosto de 2009, 01:24:41 por Herf »

Offline Lua

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.287
  • Sexo: Feminino
Re: Lula e Sarney de mãos dadas
« Resposta #48 Online: 06 de Agosto de 2009, 08:59:17 »
Citar
06/08/2009 - 06h43
Vencimentos de José Sarney ultrapassam teto

da Folha Online
O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), recebe mensalmente ao menos R$ 52 mil dos cofres públicos, mais do que o dobro permitido pela Constituição, que estabeleceu como teto salarial o subsídio de ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), hoje de R$ 24.500, informa reportagem de Fernanda Odilla e Hudson Corrêa, publicada nesta quinta-feira pela Folha (a íntegra está disponível para assinantes do UOL e do jornal).

Além do salário de senador, de R$ 16.500, Sarney acumula duas aposentadorias no Maranhão que totalizavam o valor de R$ 35.560,98 em 2007, segundo documento obtido pela Folha. O governo do Estado não informou se houve reajuste.

Ofício da Procuradoria Geral do Estado do Maranhão encaminhado a Sarney pediu, em maio de 2007, manifestação do senador sobre o acúmulo de benefícios que recebe como ex-funcionário do Tribunal de Justiça e como ex-governador do Maranhão (1966-1970), ultrapassando os R$ 24.500.
Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u605728.shtml

"Ajusto-me a mim, não ao mundo" Anais Nin

"A estupidez insiste sempre." Albert Camus

Offline Arcanjo Lúcifer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 22.238
  • Sexo: Masculino
Re: Lula e Sarney de mãos dadas
« Resposta #49 Online: 06 de Agosto de 2009, 17:15:05 »
Citar
Porém está claro que ninguém é perfeito, e o Lula comete uma série de erros.

E o que o SR tem a dizer do Lullalá classificar como "erro do cumpanheru fulato de tá" o que em governos anteriores ele próprio chamava de corrupção? Coisas como o amigo Sarney ter assinado um monte de coisas em causa própria usando dinheiro público para pagar a conta das contratações que fez e que estão sendo divulgadas todo dia acompanhadas de provas documentadas?

Citar
A verdade é que ele tem uma forte aliaça com as elites, e são essas elites que lhe dão sustentabilidade.

Se refere às mesmas elites que ele acusa de querer derruba-lo? Não é uma contradição?

Citar
Não vou dizer que eu concorde, mas governar um país não é facil. Se não fizer acordos e buscar alianças, o governo não tem base para funcionar, e o governante acaba isolado como o Collor ficou

E o que o SR tem a dizer sobre o PT e as críticas que faziam quando outros se aliavam politicamente às mesmas  pessoas com quem o LUllalá se alia hoje? Collor, Sarney, Maluf?

Por qual motivo ANTES era algo reprovável e HOJE é algo necessário?

Citar
A questão é que estamos diante de um dos melhores governos de nossa história, e para comprovar isso, basta olhar para nossa economia, e para o papel brasileiro no mundo atual.

A dívida pública explodiu, usa a mesma política econômica que tanto criticava no governo Feagacê e criou um monte de programas para comprar votos de miseráveis, programas que por sinal são um antro de corrupção e desvios de verbas. Quanto ao resto do mundo, basta acompanhar o noticiário internacional para ter noção das sandices que esse cara fala em público sem contar que toda vez que algum cumpanheru do Foro de São Paulo faz um pedido ele não tem pudores em fazer o contribuinte brasileiro pagar a conta.

Então o tal governo é melhor em quê?

Citar
Espero que um dia o Brasil seja governado por um governate que não precise "engolir sapos" para poder governar. Mas levando em consideração que nada funciona sem o aval das elites e da mídia, creio que esse dia nunca chegará. Pelo menos enquanto o sistema for capitalista.

Verifique em arquivos da internet que os maiores doadores da campanha do PT foram os bancos que antes tb eram tão criticados.

O problema não é ser capitalista, o problema é que socialista adora dinheiro fácil tb.

Pode perguntar a qualquer petista.
Foram tantas perguntas, que parece até que estou sendo enterrogado em uma CPI. Enfim, fazendo um resumo de tudo, o governo Lula não é ruim, o grande problema são seus aliados. Como você mesmo falou, ele recebeu dinheiro na campanha, justamente de quem ele criticava. Infelizmente essa é a verdade da falsa democracia! Ninguém se elege sem alianças, e bons candidatos são obrigados a se submeter a isso. Realmente é uma pena, e volto a repetir que nesse sistema esse ciclo não vai parar. Enquanto vivermos nesse sistema mundo, com esses moldes (capitalismo-democracia) é o capital que vai escolher o governante.

"Foram tantas perguntas, que parece até que estou sendo enterrogado em uma CPI."

Aqui no CC é assim mesmo, quando alguém faz uma afirmação  nós sempre temos a curiosidade de perguntar por qual motivo ainda vota em um cara que faz tudo ao contrário do que pregava e que tanto criticava. O difícil é alguém explicar o motivo de que quando FHC se aliava a corruptos era algo ruim e Lullalá se aliar a corruptos agora é bom...


 "Enfim, fazendo um resumo de tudo, o governo Lula não é ruim, o grande problema são seus aliados."

Quem aceita se aliar a quem antes acusava de corrupção é o que?


"Porém isso não faz do governo dele pior que o do Fernando Henrique, aliás o governo dele não se compara com o de nenhum governante das últimas décadas."

Tem razão nisso, nem mesmo o Collor instalou uma rede de corrupção tão extensa e saiu impune.


"Como você mesmo falou, ele recebeu dinheiro na campanha, justamente de quem ele criticava. Infelizmente essa é a verdade da falsa democracia! "

E qual é a verdadeira democracia? Cuba onde existe o tal socialismo de candidato único e partido único ou na Venezuela onde o Chapolim Colorado manda aprovar uma lei nova pela manhã para entrar em vigor na hora do almoço e prender opositores na parte da tarde?


"É importante destacar também, que o Lula deu continuidade a um certo projeto do FHC, quanto as elites e a forma de estruturação da economia."

E então por que vc ainda vota nele?

"A grande diferença é ideológica. Podemos pegar como exemplo, as divergências de pensamentos em idéias neoliberais, e na visão da posição brasileira internacionalmente. Um exemplo mais simples e claro, é a relação brasileira com o FMI. Enquanto o FHC ia "correndo" atrás de empréstimo, o Lula disse não a eles, e ainda reservou dinheiro suficiente para paga-los. E como se não bastasse ainda emprestou dinheiro pra eles, revertendo a situação. "

E essa onda de "Pagamos o FMI" é uma tremenda mentira, postei o link com números comprovando e explicando tudo direitinho.






 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!